Page 1

Decanato de Ensino de Graduação – DEG Coordenação Operacional de Ensino de Graduação a Distância – COEGD Universidade Aberta do Brasil – UAB

CURSO DE F ORMAÇÃO DE COORDENADORES DE P OLO: COMUNIDADE DE TRABAL HO E AP RENDIZAGE M E M REDE

Guia do Cur so

Professor: Berna r do Kipnis

1


PARTE 1- IDENTIFICAÇÃO

Curso For mação de Coor dena dores de Polo: Comunida de de Traba lho e Aprendizagem em Rede. Créditos : 04 créditos - 1 crédito corresponde a 15 horas/aula. Período de duração: 10/12/2012 até 30/04/2013 Ca rga horá ria : 60 h/a. Ementa : Aprimorando o Ambiente Virtual de Gestão, Buscando o desenvolvimento, a experimentação e o aperfeiçoamento em Ambientes Virtuais de Gestão; Dialogando sobre a importância da Acessibilidade de Dados entre secretaria e Polos; Análise avaliativa sobre a usabilidade do Ambiente Virtual de Gestão.

Público-alvo: Coordenadores de Polo do sistema UAB_UnB Tempo pa ra estudo: Sugere-se para este curso uma dedicação mínima de 04 horas semanais voltadas ao desenvolvimento dos trabalhos (leitura, participação nos fóruns e realização das atividades).


PARTE 2 - APRESENTAÇÃO DO CURSO

Caro(a) Coordenador(a) de Polo, Seja bem- vindo ao Curso Formação de Coordenadores de Polo: Comunidade de Trabalho e Aprendizagem em Rede da UAB/UnB. Este Guia de Estudos traz informações importantes para você sobre o curso que está iniciando. Nele, você encontrará orientações quanto às atividades, leituras e conteúdos, a fim de que possa organizar-se e planejar seu tempo, obtendo sucesso nesse processo. O curso visa uma formação ininterrupta voltada para os profissionais que atuam como Coordenadores de Polo no sistema UAB/UnB e tem como foco dar apoio ao desempenho das atividades referentes ao processo de gestão rotineiros no Polo interligados ao processo de experimentação da gestão mediada pela tecnologia utilizada nesta instituição, o ambiente virtual de gestão/ Moodle. Com essa finalidade, o curso está estruturado em 4 etapas, nas quais discutiremos as seguintes temáticas: Aprimorando o Ambiente Virtual de Gestão, Buscando o desenvolvimento, a experimentação e o aperfeiçoamento em Ambientes Virtuais de Gestão; Dialogando sobre a importância da Acessibilidade de Dados entre secretaria e Polos; Análise avaliativa sobre a usabilidade do Ambiente Virtual de Gestão. Pretendemos, com esse guia, auxiliá- lo no planejamento e organização de suas pesquisas, de forma que você se sinta mais à vontade e confiante na utilização dos recursos e materiais disponíveis.


2.1 Intr oduçã o

Compreendemos o Ambiente Virtual de Aprendizagem - AVA - como amplo espaço de conexão de aprendizagens e compartilhamento de reflexões e práticas entre você, seus colegas e professores-tutores. Sendo assim, a Comunidade de Aprendizagem será formada com o intuito de compreender a dimensão do trabalho colaborativo integrando agentes diferenciados no percurso da aprendizagem de tal modo que possam trabalhar analiticamente envolvendo o problema em estudo. Ou seja, criar um laço online na construção de uma comunidade que venha aprimorar seus conhecimentos sobre os ajustes a serem realizados nos ambientes de gestão utilizando as ferramentas do Moodle; a socializar e discutir suas experiências na gestão virtual; avaliar/sugerir o uso de novos recursos para desenvolver projetos em comum que venha possibilitar experiências cooperativas e colaborativas e, assim, auxiliar de modo geral o grupo a manter um caminho que favoreça a reflexão sobre a aplicabilidade e usabilidade desse novo espaço implantado na UAB_UnB. Sabemos que a autoelaboração de um conhecimento específico que leve à expansão da prática, para além da técnica e do cumprimento de papéis administrativos, é algo que exige esforço, dedicação e trabalho. Nosso propósito é fornecer um caminho dinâmico e provocá- los para a busca incessante de práticas profissionais e pedagógicas comprometidas com a qualidade da educação e, consequentemente, com a transformação da realidade que nos cerca. Nas palavras de Levy (1999, p.181) o saber da comunidade pensante não é mais um saber comum, pois doravante é impo ssível que um só ser humano, ou mesmo um grupo, domine todos os conhecimentos, todas as competências; é um saber coletivo por essência, impossível de reunir em uma só carne. O mundo virtual é, essencialmente, o espaço da experiência em conjunto.


2.2 Objetivos de Aprendizagem O objetivo geral desse curso é dialogar com os coordenadores de polos vinculados aos cursos da UAB/UnB no uso da ferramenta moodle como instrumento de gestão referentes a sua eficácia e eficiência na usabilidade do Ambiente Virtual de Gestão. Para tanto, esperamos que no decorrer do processo você seja capaz de: • • • •

Discutir novas práticas aplicadas ao Ambiente Virtual de Gestão; Buscar desenvolver novas formas de aprender no que concerne a gestão realizada no ciberespaço; Analisar a aplicabilidade do Ambiente Virtual de Gestão; Avaliar a potencialidade do Ambiente Virtual de Gestão;

2.3 Metodologia Relação ensino, pesquisa e extensão Trata-se de uma formação continuada para gestores de polos em curso a distância dentro do Sistema UAB, centrado no caso da Universidade de Brasília. A oferta dessa parte de ensino estabelece uma relação de pesquisa avaliativa, a partir do monitoramento e avaliação do impacto da aplicação da plataforma moodle para o processo de gestão do polo presencial. A pesquisa em pauta associa-se com essa proposta de extensão, pois a partir do curso, espera-se uma mudança na forma como esses gestores de polo irão atuar em seus municípios, com implicações não só para os alunos, mas também para a comunidade local.


Parte presencial

No final do Curso, provavelmente, haverá um encontro presencial, em Brasília, com 4h de duração, conduzido pelo Prof Bernardo Kipnis e com apoio da tutora Rita Lisboa. •

Parte a distância

Será desenvolvida na plataforma moodle, especialmente criada para atender ao curso e dividida em quatro etapas. Na semana zero o cursista terá disponibilidade de textos e material multimídia requeridos para o estudo, e nas etapas seguintes terá a participação em fórum de discussão, além de desenvolver pequenas tarefas solicitadas.

Ao final, espera-se um conteúdo de pesquisa com grande potencial sobre a experimentação e avaliação do percurso dos sujeitos interligados à gestão virtual.

2.4 Avaliação O cursista será avaliado em relação à sua participação nos fóruns de discussão e na realização da atividade requerida na 1º etapa.

Atividade Fórum Diário Bordo

Pontuação 20 15

1º Etapa Tarefa 2º Etapa Fórum 3º Etapa Fórum

5 20 20

4º Etapa Fórum

20 100

Total


2.4.1 Crité rios para Avaliação Vocês serão avaliados pela participação nas atividades propostas em todas as semanas de estudo no AVA Moodle, conforme resumo das atividades avaliativas. Para aprovação no curso, você deverá atingir a nota igual ou superior a 50% do rendimento nas atividades avaliativas. Segundo os critérios adotados, vocês serão avaliados pela participação nas atividades (dentro dos prazos estipulados), comentários e observações em coerência com o tema proposto, atitudes de propor novas indagações, debates com os colegas, atitudes colaborativas com os colegas.

PARTE 3 –ORGANIZAÇÃO DO CURSO 3.1 Temáticas Sema nais de Estudos

O Programa está estruturado em tópicos tendo como princípio a observação e experimentação sobre a usabilidade da ferramenta moodle neste processo de gestão. A estratégia de aprendizagem parte do conceito de gestão virtual in- loco, no qual os participantes serão orientados a aplicar estruturas básicas e adaptáveis da plataforma moodle integrando a necessidade de gestão de cada polo. Esse curso tem como finalidade o ajuste nos ambientes virtuais de gestão, criados no curso anterior, na análise em relação a essa prática virtual de compartilhamento de arquivos entre cursos e polos e na avaliação desse processo realizado dentro de um dado período. Sendo assim, a fundamentação teórica constitui-se em base de sustentação dessa prática.

Sua estrutura está dividida em 4 etapas: •

1º Etapa: Aprimorando o Ambiente Virtual de Gestão;

2º Etapa: Buscando o desenvolvimento, a experimentação e o aperfeiçoamento em Ambientes Virtuais de Gestão; 3º Etapa: Dialogando sobre a importância da Acessibilidade de Dados entre secretaria e Polos; 4º Etapa: Análise avaliativa sobre a usabilidade do Ambiente Virtual de Gestão;

• •


4.Referências FERREIRA, N.S.C. e AGUIAR, M. A. da S. Gestão da Educação: impasses, perspectivas e compromissos. São Paulo: Cortez, 2000 GOMES, C. J. A e LOPES, R. G. de F., “Gestão compartilhada em educação a distância”. SEED/MEC ---------------------------------------------------------, “Gestão na educação a distância”. Capítulo 9. IN: Educação Superior a Distância: Comunidade de Trabalho e Aprendizagem em Rede (CTAR) LÉVY, P. Cibercultura. Rio de Janeiro: Editora 34, 1999, p. 181 MEC/INEP. Em Aberto: gestão escolar e formação de gestores. Brasília, volume 17, junho de 2000 RUMBLE, Greville. A gestão dos sistemas de ensino a distância. Trad. Marília Fonseca. Brasilia: Editora da Universidade de Brasilia: UNESCO, 2003 SILVA, E. R. G. da et al., “Gestão de polo de apoio presencial no sistema Universidade Aberta do Brasil: construindo referenciais de qualidade”. CINTED-UFRGS, Vol. 8, No. 3, dezembro 2010 WRIGHT, P.; KROLL, M. J; PARNELL, J. Administração estratégica: conceitos. São Paulo: Atlas, 2000


Guia_Curso Formação_2012_2013  

CTAR_2012_2013

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you