Page 1

COMUNICA! COMUNICA!

Jornal mural do Curso de Com. Social - Jornalismo - Universidade Federal de Uberlândia - Ano 4 - Número 06

A FACED conseguiu a aprovação em todas as instâncias do programa de Pós Graduação em Comunicação em Sociedade e do Mestrado em Tecno­ logias, Educação e Comunicação. Adriana Omena, coordenadora do curso de Jornalismo, explica que este trabalha com interface entre tecnologia, comu­ nicação e educação, proporcionando várias opções ao aluno. Felipe Saldanha, aluno da primeira turma, pretende fazer mestrado e está confiante com o que o novo curso poderá lhe oferecer. Para ele, a UFU tem credibilidade e pesará em seu currículo para seguir a carreira de docência. O diretor da FACED, Marcelo Soares, considera a vitória motivo de orgulho, pois o mestrado será o primeiro em comunicação da região e acre­ dita que haverá grande procura. No entanto, ainda não há previsão de início do curso, afinal depende das condições da Comissão de Aperfeiçoamento Pessoal do Ensino Superior (CAPES) em fazer as tramitações finais do processo. Gabriel Zuccolotto e Maria Emília Duarte

CACoS luta por espaço

Nova equipe busca consolidar sua atuação FOTO MARIA TEREZA BORGES

O Centro Acadêmico da Comu­ nicação Social Francklin Tannús (CA­ CoS) da UFU, criado em 2009, recebe neste ano sua nova gestão, denomina­ da “Tudo Novo De Novo”. Sua pro­ posta é, segundo a presidente Raissa Dantas, construir um espaço coeso, forte e com suporte político, de modo que as futuras turmas possam dar seqüência ao debate focado no movi­ Sem sala, alunos se reúnem no CC mento estudantil quando a chapa atu­ ante não estiver mais na universidade. Para atingir seus objetivos, a maior dificuldade que o CACoS tem en­ contrado é a falta de espaço físico, prejudicando atividades como o arqui­ vamento de documentos e as reuniões semanais, por enquanto realizadas no Centro de Convivência da UFU. Para mudar este quadro, Raissa aponta que o CA tem se mobilizado junto à Prefeitura de Campus através de me­ morandos, além da união com outros CAs e DAs que passam pelo mesmo problema. 

Avaliação do MEC e revisão de Projeto Pedagógico movimentam Curso

O curso de Jornalismo da UFU recebeu a visi­ ta de avaliação do MEC, tendo sido reconhecido preliminarmente com nota quatro, numa escala de zero a cinco. Esta visita, ocorrida entre os dias três e seis de junho, acontece devido à formatura da primeira turma no fim deste ano. O reconhecimen­ to implica na validade nacional dos diplomas emi­ tidos pela instituição. Para o reconhecimento de qualquer curso su­ perior, o MEC avalia três dimensões: organização didático­pedagógica, corpo docente e técnico­ad­ ministrativo e instalações físicas oferecidas. Adria­ na Omena, coordenadora do curso, esperava uma nota entre quatro e cinco e enxerga a avaliação co­ mo justa e dentro das expectativas. Para ela, o cur­ so correspondeu positivamente na maioria dos setores em que foi avaliado, mas o pequeno espaço físico foi o maior empecilho para não alcançar a nota máxima. Em vista do reconhecimento do curso, foi for­ mada em 2010 uma comissão de professores e um representante dos alunos para definir propostas de mudanças na grade curricular. A intenção do proje­ to é sugerir melhorias, focando mais na área do jornalismo e aumentando a quantidade de matérias na parte de Educomunicação, uma vez que o curso está inserido na FACED. A coordenadora explica que haverá substitui­ ção de algumas disciplinas, como Mídias e Comu­ nicação por Introdução ao Jornalismo e aumento da carga horária com a divisão em dois semestres das cadeiras de Fotojornalismo, Jornalismo Im­

presso, Radiojornalismo e Telejornalismo. Além disso, os alunos não poderão mais cursar matérias optativas de outros cursos. A professora Sandra Garcia, presidente da co­ missão, garante que os alunos já matriculados no curso poderão optar por aderir às mudanças. Neste caso haverá uma declaração de equivalência para matérias que se assemelham com as já cursadas. As propostas, se aprovadas, devem seguir o cami­ nho colegiado, Conselho da Faculdade de Educa­ ção, Pró Reitoria de Graduação e Conselho de Graduação, com expectativa de implementação em 2013.  Guilherme Fragosso, Maria Emília Duarte, Amanda Silva e Flahana Pfeifer

Benefícios motivam discentes em projetos de IC A UFU, desde 1990, estimula entre seus alunos de graduação o desenvol­ vimento de estudos através de projetos de Iniciação Científica. Esses progra­ mas, propostos pelos docentes, têm como objetivos incluir os discentes da universidade em pesquisas, encorajar os estudantes para atuar na área científi­ ca e qualificá­los para mestrados e doutorados. Um exemplo de bolsa científica é o programa Jovens Talentos, que ofe­ rece 6.000 bolsas para alunos ingressantes em 2012 nas universidades federais brasileiras. A estudante do primeiro período, Lara Lacerda Neves, que está concorrendo pela bolsa, destaca seus benefícios e afirma que o país precisa de pesquisadores para evoluir, além de ser uma oportunidade extracurricular.  Ana Fernandes, Gabriel Rodrigues, Ananda Dinato, Gabriela Guimarães

Deflagrada no dia 15 de maio, na Assembleia re­ alizada pela ADUFU, a pa­ ralisação dos professores iniciou­se no dia 17. Em reunião, os docentes do Curso de Jornalismo deci­ diram não aderir à greve. Alguns, entretanto, volta­ ram atrás nessa decisão e suspenderam as aulas. A professora Rose Vi­ dal aderiu à greve e deixa Alunos apóiam greve docente claro que está de acordo com o movimento por questões ideológicas e sociológicas, exaltando ainda a importância da força coletiva. Já a docente Christiane Pitanga não aderiu aos protestos, diz que não se convenceu com as pautas apresentadas. Ainda acrescenta que os temas são amplos, sem uma definição explícita e não há possibilidades de entrar em uma greve sem saber ao certo o propósito. A coordenadora do curso, Adriana Omena, decidiu manter suas ativi­ dades por não ter conhecimento geral sobre as reivindicações grevistas. Considerando os possíveis impactos que a greve pode trazer, a adesão geral do curso atrasaria a formação da primeira turma. 

Alunos exibem trabalhos Apresentações movimentam Congressos

Espaço físico ainda é problema no Jornalismo UFU

FIQUE LIGADO!

Posicionamentos diferentes movimentam o curso

Felipe Flores e Lara Lacerda

Aline Salmin, Anna Vitória Rocha e Thatiana Angeli

Bolsas estimulam alunos

Docentes se opõem à greve FOTO GABRIEL RODRIGUES

Curso será pioneiro da área no Triângulo Mineiro

Jornalismo passa por mudanças

FOTO GUILHERME FRAGOSO

Aprovado primeiro mestrado

Cine-Debates

Enecom 201 2

ProjEx

O CACoS promove todo mês o projeto “Segunda Segunda”, que propõe, através de filmes, debates acerca de assuntos relevantes na sociedade. A docente Christiane Pitanga foi convidada para conduzir o debate de maio. Ela classificou­o como “excelente” e diz que seria bom ampliá­lo, buscando alunos de outros cursos.

O 33º Encontro Nacional dos Estudantes de Comunicação Social aconteceu nos dias 13 a 20 de julho na Universidade de Brasília (UnB). O tema central é a “Democratização da Comunicação: a voz do oprimido está no ar”, que tem como pauta discussões sobre o monopólio dos órgãos de difusão da informação.

A 1ª turma defendeu em julho seus projetos experimentais, um dos dois trabalhos de conclusão de curso. A atividade tem início no sexto período, com a escolha da mídia e definição da proposta e é executada no sétimo período. O projeto visa aprimorar conhecimentos teóricos e práticos dos alunos.

O Curso de Jornalismo ­ UFU foi representado com produções dos dis­ centes no Intercom Júnior Sudeste e na Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação (EXPOCOM). Ambos ocorreram nos dias 28 a 30 de junho em Ouro Preto e o objetivo é a exposição de trabalhos dos graduandos de co­ municação. A aluna Cintia Sousa participou dos dois congressos. No Intercom Júnior, apresentou com dois colegas um artigo baseado na análise de telejornais ma­ tutinos de emissoras distintas. No EXPOCOM, exibiu um produto desenvolvi­ do na disciplina de radiojornalismo que foca o esporte paraolímpico. Cada aluno contou com a orientação do professor da matéria na qual foi desenvolvido seu trabalho. A professora Mirna Tonus explica que estes traba­ lhos geralmente são produzidos sobre um assunto de interesse comum entre discentes e docentes. Sandra Garcia, orientadora, acrescenta que a participação no projeto é importante para a formação profissional do estudante.  Giovana Silveira Santos, Laís Farago, Aline Guerra e Francine Naves

Expediente O jornal mural COMUNICA é uma produção laboratorial do primeiro semestre do Curso de Comunicação Social – Jornalismo da Universidade Federal de Uberlândia. Reitor: Alfredo Julio Fernandes Neto / Diretor da FACED: Marcelo Soares Pereira da Silva / Coord. do curso de Jornalismo: Adriana Cristina Omena dos Santos / Pro­ fessora responsável: Ana Spannenberg (MTb 9453) / Reportagem, redação, edição e fotografias: alunos da disciplina Projeto Interdisciplinar em Comunicação I / Arte e Diagramação: Ricardo Ferreira de Carvalho / Telefone: (34) 3239­4163

COMUNICA! 06 - NOVEMBRO 2012  

Jornal-mural do curso de Comunicação Social - Jornalismo - FACED/UFU - Ano 4 – Número 6 – Uberlândia, MG – novembro de 2012 O jornal-mural C...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you