Page 1

14

SÃO PAULO, QUINTA-FEIRA, 15 DE AGOSTO DE 2019 www.metrojornal.com.br

CULTURA  

Estreia hoje. Brutal assassinato é pano de fundo de ‘Era uma Vez em...Hollywood’, sobre bastidores da indústria do cinema

PEGOU ESSA? O longa é cheio de referências aos demais filmes de Tarantino

“Era uma Vez em... Hollywood”, nono filme de Quentin Tarantino, que chega hoje aos cinemas, é ambientado na Los Angeles de 1969 e interage com os crimes cometidos pela Família Manson, seita que assustou a cidade até o início dos anos 1970. Na trama, Rick Dalton (Leonardo DiCaprio) é um ator de TV que, junto de seu dublê, Cliff Booth (Brad Pitt), está decidido a fazer nome em Hollywood. A busca acaba colocando-os no rastro dos assassinatos praticados por membros da seita de Charles Manson. Na vida real, os fanáticos mataram a atriz Sharon Tate (Margot Robbie), na época grávida do diretor Roman Polanski (Rafal Zawierucha). O filme conta com atuações de Al Pacino, Bruce Dern, Dakota Fanning e Austin Butler. Tarantino roteirizou e dirigiu a obra que, mais do que retratar um crime, fala das dificuldades enfrentadas por atores veteranos em Hollywood.

Rick participa de um programa dos anos 1960 chamado ‘The FBI’ Bruce Lee, citado nas obras anteriores de Tarantino, ensinou artes marciais a Roman Polanski e Sharon Tate Após o crime, vemos a partitura de ‘Straight Shooter’, do Mamas and Papas, como foi na vida real Tex Watson diz a Cliff: ‘Eu sou o diabo e estou aqui para fazer o trabalho do diabo’. Ele disse isso de verdade na invasão

EDUARDO RIBEIRO

METRO SÃO PAULO

Quando Cliff e Rick voltam de Roma, eles passam por uma parede de mosaico também vista em ‘Jackie Brown’ (1997)

QUEM FOI CHARLES MANSON

Cliff dá carona a um cara que entra para a Família Manson. Na verdade, isso aconteceu com Dennis Wilson, do Beach Boys

Em 1969, seguidores de Charles Manson conduziram um dos assassinatos mais brutais da história. Pouco depois da meia-noite de 8 de agosto, a atriz Sharon Tate e seus amigos foram surpreendidos com a presença de um homem e três mulheres na casa em que ela vivia com o diretor Roman Polanski, de quem estava grávida. Manson criou uma teoria de que a música “Helter Skelter”, dos Beatles, falava de uma guerra civil em que brancos e negros se matariam. Ele ordenou então a morte cruel de quem estivesse dentro da mansão de modo a parecer que os negros fossem culpados e, assim, tivesse início o suposto apocalipse previsto pela canção. Na parede, a frase “Helter Skelter” foi pintada com o sangue das vítimas. Charles Manson e seis de seus seguidores foram condenados à prisão perpétua. Manson morreu em novembro de 2017, aos 83 anos.

ERA DE OURO

Rick menciona que possivelmente vai se mudar para o Lago Toluca, local que também é citado em ‘Pulp Fiction’ (1994) A marca de cigarros falsa criada por Tarantino, ‘Red Apple’, aparece novamente, como em seus outros filmes Rick grava com Sergio Corbucci. Corbucci dirigiu ‘Django’ (1966), que influenciou ‘Django Livre’ (2012)

Cada um dos filmes a seguir exerceu particular influência no novo trabalho de Quentin Tarantino

1958

1965

1968

1968

‘Sangue de Pistoleiro’

‘Bandoleiros do Arizona’

‘Encontro Fatal em Lisboa’

‘Arma Secreta contra Matt Helm’

‘Bob & Carol & Ted & Alice’

1969

‘Flor de Cacto’

1969

PHIL KARLSON

WILLIAM WITNEY

DAVID MILLER

PHIL KARLSON

PAUL MAZURSKY

GENE SAKS

1969

DIREÇÃO

1969

‘Easy Rider –Sem ‘O Segredo Íntimo Destino’ de Lola’ DENNIS HOPPER

JACQUES DEMY

1970 ‘À Procura da Verdade’ RICHARD RUSH

O título se refere aos filmes de Sergio Leone ‘Era uma Vez no Oeste’ (1969) e ‘Era uma Vez na América’ (1984) Uma referência a ‘Bastardos Inglórios’ (2009) surge numa cena em que Rick queima um bando de nazistas

Profile for Eduardo Dantas Ribeiro

'Era uma vez em... Hollywood'  

'Era uma vez em... Hollywood'  

Profile for ribe79
Advertisement