Page 1

22|

V

ocê precisa dar aquela turbinada no currículo, mas trabalha muito e tem pouco tempo... Esse roteiro é conhecido. Continuar a se qualificar é realmente importante. A boa notícia é que cada vez mais instituições reconhecidas aumentam a oferta de cursos na modalidade EAD (Educação a Distância) e o melhor, diferente do que muitos ainda avaliam, o mercado vê com bons olhos certificados dessa categoria. É o que diz a headhunter e consultora especializada em recrutamento Luciana Tegon. Ela explica que o mercado entende as dificuldades de deslocamento e a falta de tempo de quem já trabalha e, por isso, valoriza profissionais que tenham uma graduação, uma pós ou especialização feita a distância. “O que importa é em qual instituição a pessoa cursou o EAD dela, e não se fez um curso a distância ou presencial”, afirma. Além disso, de olho na economia e na flexibilidade de horário, um número crescente estudantes opta por se preparar para os vestibulares de modo online. Como exemplo dessa tendência no país, uma pesquisa realizada pelo Censo da Educação Superior, divulgada pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), revelou que as matrículas de Educação a Distância aumentaram 17,6%, no último ano, e a quantidade de estudantes da modalidade atingiu 1,8 milhão. “O Enem e os vestibulares atualmente estão ficando mais concorridos, e muitos alunos necessitam de uma ajuda complementar, mesmo tendo se dedicado durante os anos do Ensino Médio. A praticidade e a flexibilidade nos dias de hoje se tornaram a prioridade para a maioria, e o ensino on-line consegue juntar a educação com o conforto de poder estudar sem sair de casa”, completa o professor Daniel Ferreto, um dos maiores influenciadores de matemática do Brasil, dono de um canal no YouTube com quase dois milhões de inscritos. Especialistas em educação apontam que um dos motivos para o aumento dos cursos e dos inscritos, tanto em graduação como em cursos de pós, é a crise atual. Junte-se a isso o fato de que o mercado está cada vez mais exigente. As pessoas estão sentido a necessidade de voltar a estudar. E os alunos também levam em conta a questão do valor. Um curso presencial é mais caro e implica mais custos.

ABC, QUINTA-FEIRA, 14 DE MARÇO DE 2019 www.metrojornal.com.br

{EDUCAÇÃO} 

Top 10

O MAIS IMPORTANTE É CONTINUAR

Os mais procurados

Sem parar. O mercado espera que o profissional se qualifique cada vez mais. Cursos a distância são bem aceitos no currículo

(69.090)

Ranking de cursos de EAD com maior número de matriculados por área de conhecimento de acordo com o Censo ABED de Cursos 100% a Distância

1

Ciências sociais aplicadas

(251.382)

2

Ciências humanas, linguísticas, letras e artes

(190.398)

3

Gestão e negócios

4

Ciências exatas e da Terra

(45.022)

5

Ciências da saúde

(28.930)

6(28.514)

Engenharias

7

Informação e comunicação

(23.028)

8(8.021) Militar

9(6.264)

Segurança

10

Ciências biológicas

(4.195)

Bacharelado tem mais alunos PEXELS

Escolhendo o curso O mais importante para quem quer fazer um curso de EAD é ter disciplina, pois é o próprio aluno que determina sua rotina de estudos. Escolhido o curso, vale conferir a reputação das instituições que o oferecem e se há reclamações nas redes. Também é prudente que o aluno pesquise a pedagogia das escolas. Uma dica importante dos educadores é que os alunos de modalidades a distância se envolvam em grupos de estudo e busquem outros recursos para complementar o aprendizado. Para aqueles que não desgrudam das redes sociais, um alerta, você vai ter que

aprender a desligar tudo e focar só no estudo por algumas horas, mesmo estando sozinho em casa, e não numa sala de aula. Afinal, concentração é fundamental para o aprendizado. Cursos oferecidos O Censo de 2017/2018 da ABED (Associação Brasileira de Educação a Distância) mostra que o número de cursos oferecidos em EAD no país é bastante alto, revelando uma grande diversidade na oferta dessa modalidade. Existe um mar de cursos regulamentados totalmente a distância (4.570), principalmente na pós-graduação lato sensu e no nível

“A praticidade e a flexibilidade nos dias de hoje se tornaram a prioridade para muitas pessoas.” PROFESSOR DANIEL FERRETO, MATEMÁTICO

superior tecnológico. Se para uns o modelo funciona em todos os níveis, a consultora Luciana Tegon acredita que a educação a distância pode ser mais indicada para quem quer se especializar. “O mercado entende que graduação é base, com conteúdo mais intenso. Numa graduação, em geral os alunos são mais jovens, e é preci-

so maturidade para fazer um curso de EAD, não é tão fácil.” Já o educador Alcir Vilela Jr. avalia que tal argumento remete ao passado, e que hoje se nota mais respeito para com o ensino a distância. Ele percebe que não há nenhum prejuízo para o aprendizado em fazer uma graduação em EAD. “Muitas vezes, quem está fazendo uma graduação já trabalha e, por isso, pode se atrasar para as aulas. Então o aluno realmente perde o conteúdo daquela aula. No EAD, o aluno não precisa se preocupar com atrasos, porque vai sempre ter acesso a todo o material”, diz Vilela. METRO

Se observarmos a distribuição das matrículas por nível acadêmico segundo dados do último Censo da ABED, veremos uma queda em todos os níveis da educação básica desde 2013, aproximadamente. A única exceção é o ensino fundamental, que cresceu e chegou a 74.048 matrículas, correspondendo a 5,6% do total de matrículas de cursos regulamentados totalmente a distância. Já os cursos de nível superior, com número de alunos bastante oscilante desde 2013, apresentaram um aumento consistente nas matrículas, sendo bacharelado (287.270), licenciatura e bacharelado (253.545) e licenciatura (215.450) os que contam com o maior número de alunos. METRO

Profile for Eduardo Dantas Ribeiro

O Mais Importante é Continuar  

Matéria sobre educação a distância, que fiz para o Metro Jornal, publicada no ABC.

O Mais Importante é Continuar  

Matéria sobre educação a distância, que fiz para o Metro Jornal, publicada no ABC.

Profile for ribe79
Advertisement