__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

41ª Edição - Ano XI - R$ 15,00 revistazelo.com.br

Cachaça

Alambiques goianos conquistam admiradores no Brasil e no mundo

Yoga

Consciência corporal, equilíbrio mental e integração com o mundo para todas as idades

Glampings

Descubra a magia dos acampamentos de luxo, em meio a cenários paradisíacos

Moda 1

Versáteis, looks de verão trazem requinte e suavidade para o dia e a noite ZELO


2

ZELO


CJ 1 1 3 1 8

3

ZELO


DESIGN BY

BREVE LANÇAMENTO N O M A R I S TA .

PERSPECTIVA ILUSTRADA DA FACHADA

A O P U S T R A Z PA R A O M A R I S TA U M P R O J E TO O R I G I N A L E A U T Ê N T I C O. TORRE ÚNICA COM APENAS DUAS RESIDÊNCIAS POR ANDAR, COM VARANDAS ORGÂNICAS QUE GARANTEM O SOMBREAMENTO INTENSO E A MELHOR AERODINÂMICA PARA RECEBER A S CO R R E N T E S D E V E N TO. O C L I M A A M E N O E R E F R E S C A N T E Q U E VO C Ê Q U E R I A D E N T R O D E C A S A S E E S T E N D E P A R A U M L A Z E R E P A I S A G I S M O D E R E S O R T. H A B I T E U M N O V O Í C O N E .

@ACQUAOPUS

O P U S A C Q U A .C O M .B R


A OPUS TROUXE PARA A ARQUITETURA AS CURVAS QUE A NATUREZA DEMOROU MILHÕES DE ANOS PARA ESCULPIR.

A NATUREZA INSPIRA O DESIGN.

ANDARES EXCLUSIVOS DESENHADOS UM A UM C O M R E S I D Ê N C I A S D E 4 S U Í T E S | 2 4 5 A 2 8 8 M 2.

I N C O R P O R A Ç Ã O R E G I S T R A D A N A M AT R Í C U L A N º 3 2 6 . 5 3 1 D O C A R T Ó R I O D E R E G I S T R O D E I M Ó V E I S D A 1 ª C I R C U N S C R I Ç Ã O D E G O I Â N I A – G O .


L O C A L I Z A Ç Ã O E X C L U S I VA . P R I V I L É G I O PA R A VO C Ê .

Atravesse a rua e esteja no parque. Olhe ao redor e veja a praticidade à sua volta como só o bairro mais charmoso da cidade pode oferecer. Gastronomia, shoppings, instituições de ensino, espaços fitness e de bem-estar, tudo ao seu alcance em poucos minutos, com vista definitiva para o nascente e a exclusividade de morar na esquina mais valorizada do Marista.


Alex Hanazaki Paisagista

U M P R O J E T O PA I S A G Í S T I C O EXCLUSIVO.E DE ENCHER OS OLHOS.

Ana Gabriela Lins Iara Luiza Galvão Lins Galvão e Arquitetos Associados

PROJETO ARQUITETÔNICO QUE R E S P E I TA A B E L E Z A D O PA R Q U E AREIÃO, AGREGANDO REQUINTE E B O M G O S T O D E F O R M A NAT U R A L .

VE M

A Í ,

M A I S

C O B I ÇA D O

SU Í T E S

L A NÇA M E N TO

• UNIDADES DE

REALIZAÇÃO:

D O

242

NO

T E R R ENO

A R E I ÃO.

E

362m2

VENDAS EM BREVE:

RI: 299.514

4

O

Anna Paula Melo Arquiteta de interiores das áreas comuns e decorado

parqueareiao.com.br


8

ZELO


9

ZELO


12 ZELO


13 ZELO


SUMÁRIO

32

48

67

Alambiques Entrevista com produtores goianos

de cachaça revela as influências da bebida local, que aparece entre as mais apreciadas do planeta

Plenitude Shirley Brandão e Vivian Lyrra, master coach e psicóloga, respectivamente, reúnem mulheres em busca de sucesso e bem-estar

Casa Cor Goiás Veja

algumas das novidades apresentadas na 22ª edição da Casa Cor Goiás, que este ano trouxe o tema Casa Viva

38

Chocolate Rosa Alzira, chocolatier fundadora da Sonho Meu, fala sobre trajetória, memórias

42

afetivas e mercado

56

Economia criativa

82

Decoração

Conheça a trajetória de Sandro Tôrres e Wanessa Cruz, à frente dos projetos do escritório de produção cultural Arte Plena

A

escolha das obras para cada ambiente passa pelo equilíbrio entre personalidade do morador, móveis e objetos

yoga

Descubra os benefícios da prática, que equilibra consciência

corporal e autoconhecimento para proporcionar qualidade de vida

58

On the hights

86

Camping de luxo

Combinação de peças

monocromáticas dá versatilidade e elegância aos looks de verão, usados durante o dia ou à noite

Conceito que une acampamento em locais paradisíacos e hospedagem de alto padrão conquista adeptos no Brasil e no mundo


15 ZELO


DIRETORA EDITORIAL Rosângela Motta EDITORA EXECUTIVA Hannah Motta EDITORA Alice Galvão REPORTAGEM Allan David Andrea Regis Clara Luiza Julie Tsukada Lucas Pereira

ROSÂNGELA MOTTA

EDIÇÃO DE FOTOGRAFIA Ângela Motta FOTOGRAFIA Tobias Ragonesi François Calil Fábio Lima DIAGRAMAÇÃO Gabriel Evan Borba TRATAMENTO DE IMAGENS Joãozimar Oliveira REVISÃO Fátima Tolêdo JORNALISTA RESPONSÁVEL Astero Motta (JP - 2233) ZELO EM BRASÍLIA Kell Motta (61) 9 9915-5115 IMPRESSÃO Gráfica Formato Mota Editora Ltda CNPJ 02.589.924/0001-09 Telefone: (62) 3259 6510 / (62) 98501 0333 www.revistazelo.com.br redacao@revistazelo.com.br Rua C-148 esq. C-136, Qd 304, Lt 12 Nº 868 - CEP: 74.250-010 Jardim América - Goiânia-GO A Revista Zelo não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nas colunas e artigos assinados por seus colaboradores e não tem vínculo empregatício com os mesmos.

CAPA

LARISSA ANDRADE (MEGA MODELS) USA ANNE FERNANDES PARA CARMEM CARDOSO E SAIA TIG PARA IVANA MENEZES. FOTOGRAFIA POR FRANÇOIS CALIL, STYLING DE CAMILA E DANIELA DURANTE E BELEZA LELLIS RIBEIRO

ÂNGELA MOTTA

HANNAH MOTTA

“Viver é melhor que sonhar!” Nesta sociedade conectada 24 horas, nunca estamos com a cabeça no agora, no momento vivido, mas sempre com a mente no que vamos fazer no futuro, seja no final de semana, viagem de fim de ano ou mesmo na busca do ideal de felicidade. Quando damos atenção ao instante - a única realidade que temos -, percebemos que ele é a palavra-chave para o equilíbrio e um profundo conhecimento de quem somos. Nesta edição, fazemos um mergulho na alma e trazemos uma matéria sobre o yoga, uma prática que leva à consciência do presente, acalma a mente, equilibra o fluxo de energia e conduz você a conectar-se consigo. Na mesma linha do autoconhecimento, conversamos com a talent developer Shirley Brandão e a psicóloga Vivian Lyrra, que desenvolveram o projeto Eu Pleno, um grupo que alia coach e terapia vibracional na construção de uma vida bem-sucedida. Entrevistamos também Rosa Alzira, doceira de mão-cheia, filha, esposa, mãe e avó dedicada, que mistura suavidade e firmeza ao falar das circunstâncias de sua trajetória. Quem também nos recebeu em seu atelier foi o casal Sandro Tôrres e Wanessa Cruz, da Arte Plena, que contabiliza diferentes projetos autorais no mercado da cultura no Estado. Na seção decoração, apresentamos projetos da Casa Cor Goiás, que este ano trouxe o tema Casa Viva, seguindo o conceito da biofilia – uma corrente de pensamento que entende o contato com o meio natural como algo instintivo e necessário para a boa saúde. Nas sugestões de viagem, a novidade é o glamping (mistura de glamour e camping), modalidade de acampamento de luxo que oferece toda a hospitalidade, serviço e regalias de um hotel, em meio a paisagens naturais. A Zelo também mergulha no universo da cachaça e revela as influências e segredos do destilado, que sai de alambiques no interior de Goiás para representar o Brasil no seleto rol das três bebidas mais apreciadas do planeta. Neste número, fotografamos o nosso editorial no Grá Rooftop, instalado na cobertura do edifício Órion Business & Health Complex. Em saúde e beleza, reunimos novidades que irão te ajudar a chegar plena à estação mais badalada do ano: o verão. Para finalizar, uma citação do filósofo Sêneca: “Comece a viver imediatamente, e conte cada dia como se fosse uma vida.” Nós, aqui, concordamos e esperamos que você aproveite cada momento porque, como diria Belchior, “viver é melhor que sonhar”. ROSÂNGELA MOTTA

16 ZELO


吀攀氀攀昀漀渀攀猀㨀 ⠀㘀㈀⤀ ㌀ 㠀㜀⸀㈀㠀㐀㐀 簀 㤀㠀㔀㤀㔀⸀㌀㤀㠀  刀甀愀 儀甀椀渀稀攀 渀먀 ㄀㘀㔀  ⴀ 匀攀琀漀爀 䴀愀爀椀猀琀愀 䜀漀椀渀椀愀 ⴀ 䜀伀Ⰰ 䌀䔀倀㨀 㜀㐀⸀㄀㔀 ⴀ ㈀ 

17 ZELO


Colaboradores

ALICE GALVÃO

@alicegalvaogyn

ASTERO MOTTA

@asterofontenelle

FRANÇOIS CALIL

@francois_calil

EDITORA

GABRIEL EVAN

@gabriel.evan

JORNALISTA

JORNALISTA

ANDREA REGIS

JORNALISTA

FOTÓGRAFO

CAMILA DURANTE

@donneestile

@andrearegis

WILLIAM HANNA

@williamhannaarquitetura

STYLIST

LELLIS RIBEIRO

@lellisribeiro

LUCAS PEREIRA

@outlucas

ALLAN DAVID

@allandavidbh

COLUNISTA

DANIELA DURANTE

@donneestile

MAKEUP ARTIST

JULIE TSUKADA

@julietsukada

STYLIST

ALEXANDRE LOZI

@alexandrelozi

JORNALISTA

JORNALISTA

JORNALISTA

TOBIAS RAGONESI

@tobiastopfilms

COLUNISTA

CLARA LUIZA

@claraluizad

JORNALISTA

FÁTIMA TOLÊDO

@mfatimatoledo03

KELL MOTTA

@kelldamotta

FOTÓGRAFO

REVISORA

FOTÓGRAFA


19 ZELO


artigo

Ouça o que você

diz

“Quando digo digo, digo digo, não digo Diogo” Trava-língua popular

- Oh, como eu sou burro! - Não é porque o senhor o diz que não seja verdade. Relata-se que, em certo atendimento clínico, foi essa a resposta que o psicanalista francês Jacques Lacan deu a seu analisando. Parece esquisito e até mesmo ofensivo a você? Sim, pode parecer, em um mundo de perguntas e respostas que nada significam e pelas quais ninguém se responsabiliza. Em geral, quem diz “Como eu sou burro!” já aguarda uma massagem no ego vinda da pessoa que o ouve – “Claro que não, você é muito inteligente!” Essa massagem no ego é, de certa forma, parecida com aquela que recebe uma pessoa que sofreu uma parada cardíaca, um recurso para voltar à vida. Afinal de contas, alguém que fala mal de si mesmo está realmente se matando e pedindo ao outro que o salve. Pois Lacan teve a ousadia de sair do roteiro escrito da linguagem, do combinado social, e jogou seu analisando em uma situação original. Ele precisou ouvir realmente o que dizia e se responsabilizar pelo conteúdo. Que susto! Isso me veio à mente após refletir sobre

uma conversa que tive há certo tempo com uma amiga. Falávamos sobre redes sociais e, de repente, um misto de tristeza e espanto cruzou seu olhar: - O Facebook me trouxe algo inesperado. Pessoas que eu tinha em alta conta caíram demais em meu conceito. Ela é uma pessoa que admiro por sua inteligência e comprometimento. Jornalista, mestre em Filosofia, professora universitária, leitora incansável. Fiquei a matutar o quanto as palavras são preciosas e o quanto as redes sociais as gastam em excesso. Cheinhas de “vômitos” irresponsáveis. Lacan, que morreu em 1981 e, portanto, não conheceu o fenômeno das redes sociais, me leva a refletir mais e mais sobre esse assunto tão presente na vida pós-moderna, ou em Terra Dois, como nomeia o psicanalista Jorge Forbes (aproveito para indicar a todos que assistam ao programa dele na TV Cultura, escolhido o melhor de 2017 pela Associação Paulista dos Críticos de Arte). Resumindo a questão: mais do que dar sentido àquilo que se fala, é saudável entender que existem consequências imediatas e posteriores ao que sai de nossa

boca (ou de nossos dedos). Por isso é tão bacana nos responsabilizarmos pelo que dizemos ou escrevemos. Em uma entrevista dada pouco tempo antes de sua morte, o cantor Freddie Mercury soltou esta: “Tenho de começar a fazer o que falo”, e riu. Esse exemplo é esclarecedor porque em um átimo nos mostra como nos expressamos totalmente desconectados da responsabilidade por nossas palavras. “Digo, sim! Mas, e daí?” Hoje estamos, de certa forma, bastante acostumados à verborragia nas redes sociais. Muita gente já “ligou o botão do f*...” e solta lá seus dejetos. Mas também vivemos em um mundo onde agora Freud implica e não apenas explica. Isso nos faz pensar que nunca houve tanta facilidade, espaço e capacidade de falar para e com o mundo. Realidade que transforma, derruba muros, implode hierarquias e é a cara do século 21, da pós-modernidade, de Terra Dois. Mas quais são suas consequências? Para minha amiga, surpreendentemente, resultou em decepção além do que se poderia imaginar. E para você?

LUCIENE GODOY E VALERIA BELÉM LUCIENE GODOY É PSICANALISTA, PESQUISADORA E ESCRITORA; VALÉRIA BELÉM É PSICANALISTA, ESCRITORA E JORNALISTA

20 ZELO


O tempo a seu favor ALAMEDA DOM EMANUEL, ESQUINA COM RUA 1134, QUADRA 241, LOTE 1 SETOR MARISTA TELEFONE: (62) 3877-3063 @AM.CASA


S.O.S.CERIMÔNIA ALEXANDRE LOZI alexandre@grupolozi.com.br

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Dress code Ainda surgem muitas dúvidas quanto à vestimenta usada em eventos. Então, trago algumas dicas: o traje esporte significa roupa casual e não esportiva. Se o convite pedir passeio, significa que você deve se preocupar um pouco mais. É o que erroneamente chamamos de "esporte fino". Neste caso, blazers são bem aceitos e vestidos curtos também. Já no passeio completo é o que chamamos de traje social. Neste caso, o homem deve vestir costume ou terno acompanhado de gravata e as mulheres podem ir de longos ou midis bem sofisticados. Seguir a regra é uma forma de evitar possíveis gafes. Atente-se!

Cheers! Que a champanhe é uma das bebidas preferidas nas festas, pelo glamour e ares de comemoração, todo mundo já sabe. Por isso, usar a criatividade para caprichar no espaço onde ela será servida é algo em que vale a pena se investir. Pensando nisso, foram criados os carrinhos que servem de champanheria. Podem ser personalizados e/ou decorados de acordo com a temática do evento para funcionar como ponto de serviço e distribuição da bebida. Assim, cria-se uma referência visual para ela na festa e os seus apreciadores ficam à vontade para irem até o carrinho a fim de serem servidos. Além de agilidade e praticidade, esta é uma opção que dá bossa ao evento!

Démodé Aquele famoso hábito de "cortar" a gravata em festa de casamento já caiu em desuso. Mesmo que traga animação entre os grupos de amigos do noivo e gere uma renda extra para a lua de mel, reza a etiqueta que dinheiro não se pede em festa. Além de tomar muito tempo da comemoração, é constrangedor e deselegante com os convidados, principalmente no cenário atual em que saímos munidos apenas de cartões. Em alguns casos, vê-se até o uso das máquinas. Isto é grosseiro e desrespeitoso. A sugestão é elegância em primeiro lugar!

Bubble led balloons Os famosos balões metálicos em formato de coração deram lugar aos bubble led balloons. Usados na decoração de casamentos e festas de aniversário, estas peças dão cor e modernidade às pistas de dança. São transparentes, equipados com fitas de LED e envolvidos por luzes coloridas. Lúdicos, trazem irreverência e descontração para as comemorações. 22 ZELO


23 ZELO


SÓPARAHOMENS LUCAS PEREIRA @outlucas

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Kenon Bucca A Kenon Bucca Brand, marca capitaneada pelo empresário e estilista paulista homônimo, acaba de lançar sua nova coleção, que abusa de cores quentes, listras e estampas geométricas, tudo com muito frescor e uma pegada tropical. “O principal é transmitir minha identidade. Eu faço aquilo que eu gostaria de vestir”, garante o jovem. São camisas, bermudas, calças e conjuntos que traduzem de forma eclética e bastante versátil sua visão sobre o vestuário masculino. Com inspirações e referências das grandes passarelas internacionais, ele revela que já está trabalhando na coleção de fim de ano. “Posso adiantar que serão tecidos bem leves e propostas diferentes”, afirma. Nós já estamos ansiosos! Se você ficou curioso (e deveria ficar!), acesse o site www. kenonbucca.com.br ou confira o Instagram da marca @kenonbuccabrand.

Tropicaliência goiana A goiana Lokis, idealizada por João Inácio Resende e Aharo Aquino em 2015, traz certa psicodelia a suas camisas com estampas tropicais. Cores vivas, referências da natureza, cultura pop, geometria e recortes urbanos fazem sucesso nas peças, sem distinção de gênero. Você confere mais no perfil da marca: @lokis.br.

Desejo da vez

Back to the 80’s

A bolsa de viagem da coleção Montblanc Sartorial Jet é aquele tipo de aquisição que se faz para deixar a vida mais prática, mas não menos linda. A peça tem um desenho leve e sofisticado, que aposta na delicadeza. O compartimento principal impressiona por ser amplo e espaçoso. Além dele, um bolso com zíper e outros dois abertos internamente garantem uma melhor organização. A peça ainda pode ser levada de duas formas: por meio dos punhos recobertos de couro ou com a alça (ajustável e removível) em nylon. Irresistível, não?

Bem oitentista, o desfile Primavera/ Verão 2019 da Saint Laurent trouxe o frescor dos clássicos. Atemporal e obrigatória em qualquer guarda-roupa, a calça skinny preta veio com camisas transparentes em animal print ou listras. Mas o melhor esteve no pescoço! Echarpes mais estreitas, com ares de lenços, deram um charme despretensioso e se misturaram com colares e as próprias camisas, harmonizando bem com casacos e jaquetas. Não dá vontade de copiar o look agora mesmo?

Sauvage Falar sobre fragrâncias é entrar em uma área bastante pessoal, mas algumas escolhas são infalíveis. Quer trocar de perfume ou mesmo presentear alguém especial? O Sauvage Eau de Toilette é unanimidade. Criado por Christian Dior, traz notas frescas de pimenta, bergamota e abroxan na sua composição, garantindo um frescor robusto e envolvente. Em 2016, ganhou o prêmio Best of Beauty, da revista Allure, para fragrância masculina e um levantamento feito este ano com os melhores perfumes de 2018 traz o Sauvage em destaque. Dica valiosíssima!

24 ZELO


A MARMORARIA VERONA FOI RESPONSÁVEL PELA EXECUÇÃO DE TODO MÁRMORE E GRANITO DO MAIOR COMPLEXO DE SAÚDE E NEGÓCIOS DO CENTRO-OESTE, O ÓRION BUSINESS & HEALTH, DESDE A COMPRA DE MATERIAIS IMPORTADOS ATÉ O SEU BENEFICIAMENTO.

Av. C-104, 450 - Jardim América Goiânia – GO

(62) 3286 3575

marmorariaverona


TRENDALERT CAMILA E DANIELA DURANTE donneestile@gmail.com

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Blazer A temporada Resort 2019 trouxe coleções inspiradoras de grifes como Louis Vuitton, Gucci, Dior e Chanel, que foram apresentadas em Paris. O blazer, peça-chave no closet feminino, apareceu com força nos materiais clássicos como o tweed, além de modelos superfemininos e acinturados! Na maioria das vezes combinados com minissaias, shorts ou calças.

Trend Style: Rosa + Azul O mix rosa e azul é a tendência supersofisticada e cool da vez. A combinação apareceu com a temporada de alta-costura (Inverno 2019). Nas coleções, grandes grifes como Armani Privé, Schiaparelli e Valentino resolveram brincar com estas cores, sobretudo nos detalhes e tecidos. E claro, as it-girls já apostaram na tendência! Os looks da modelo Gigi Hadid, por exemplo, são pura inspiração! A dica é combinar o azulmarinho com apenas um detalhe rosa vibrante, equilibrando o tom escuro e dando um "quê" fashionista ao look.

Além da praia As bolsas de palha, ao longo dos últimos verões, ganharam pompons, bordados e o nome (ou iniciais) de quem as usa. Agora, mais do que nunca, elas se consagraram também para a cidade! Com a influência das grifes de luxo (Fendi, Prada e Chanel, por exemplo), que também apostaram nessa tendência, os modelos pequenos e estruturados (ou ainda os modelos Bucket, que parecem cestas) combinam perfeitamente com tricôs coloridos deste inverno. A aposta é certeira!

O poder das plumas Seja dando leveza aos looks sóbrios ou protagonizando detalhes divertidos, as plumas realmente possuem lugar de honra na criação dos visuais. O segredo é aproveitar a tendência e escolher pontos estratégicos para valorizar os looks: seja nas mangas, ombros, colo ou barra da saia/vestido. A cantora Rihanna, mais ousada, investiu nas botas Yves Saint Laurent, que são puro luxo!

26 ZELO


27 ZELO


WHAT’S NEWS? DA REDAÇÃO redacao@revistazelo.com.br

FOTOS: ALAN MORE

Lançamentos Thiago Galvão, diretor de operações da Brasal Incorporações, um dos maiores grupos empresariais da região Centro-Oeste do Brasil, iniciou o semestre engajado com os novos projetos da incorporadora na capital goiana. Recentemente, a empresa lançou o Cena Marista, na Rua 1.124, a poucos metros do Parque Areião e da Alameda Ricardo Paranhos, no Setor Marista. Também na região, em frente ao mesmo parque, será lançado ainda este ano o novo empreendimento da construtora. O edifício, que ainda não teve seu nome revelado, contará com apartamentos de 4 suítes, disponíveis em unidades de 242 e 362 m2. O paisagismo foi feito por Alex Hanazaki e o projeto do decorado é da arquiteta Anna Paula Melo.

Sofisticação brasileira Nas listas de presentes de casamento em todo o País, um nome está sempre em evidência: Tania Bulhões. Mineira da tradicional cidade de Uberaba, a artista fundou sua marca homônima em 1988 e, desde então, tornou-se referência no tableware e perfumaria para a casa. Dentre as suas influências estão a brasilidade, o jeito clássico e elegante de receber, bem como a herança legada pela missão francesa no Brasil, no início do século XIX. Tania desenha e desenvolve pessoalmente todos os produtos. Em conversa com a Zelo, durante a inauguração da pop-up store de sua marca, no Flamboyant Shopping Center, ela fala sobre seu processo de criação, o aniversário de 30 anos da empresa e o futuro da marca. Como você se sente com a inauguração da primeira unidade de Tania Bulhões em Goiânia? Fico muito feliz de estar aqui e trazer meu trabalho para cá. Goiânia é um lugar onde as pessoas gostam de coisas boas, bonitas, gostam de casa, gostam de receber, de aromas. Creio que vou ser muito bem recebida aqui com os meus produtos. É perceptível o cuidado e sensibilidade presentes nos seus produtos, tanto no tableware como nos perfumes. Como é o processo de criação deles? É muito cuidadoso. Eu me preocupo não só com a beleza, mas com a qualidade dos produtos. Demoro de um ano e meio a dois para lançar algo novo. É um trabalho de pesquisa muito grande, desenho, acerto do desenho, produção, acompanhar a produção. Algo muito bem pensado, exatamente para serem produtos que durem ao longo do tempo, não descartáveis. Quais os planos para o aniversário de 30 anos da empresa? Tem bastante novidade, ano que vem vai ser bem bacana. Completar 30 anos é algo que está me marcando muito. Quando comecei, eu era somente uma artista, nunca pensei em me tornar uma empresária do ramo. Estou muito feliz de comemorar 30 anos com a marca e por meu filho [Virgílio Bulhões, atual CEO da empresa] ter vindo trabalhar comigo. Ele era do mercado financeiro, hoje está administrando o negócio e me permitindo crescer. Agora eu posso me dedicar mais à minha área de criação.

Oeste em alta Bairro tradicional de Goiânia, o Setor Oeste volta a atrair a atenção dos empreendedores imobiliários e de novos moradores, interessados na localização privilegiada. Para este semestre, estão previstos pelo menos três projetos residenciais na localidade. A EBM, por exemplo, já anuncia o seu próximo lançamento para agosto. O empreendimento, que será erguido na Rua 7, entre o Parque Lago das Rosas e o Bosque dos Buritis, terá 27 pavimentos e unidades de dois e três quartos, com metragens que variam de 66 m² a 83 m². O prédio vem com lazer completo: um rooftop com espaço gourmet, jardim com árvores frutíferas e uma vista 360°. O ticket médio é de R$ 350 mil para as unidades de dois quartos.


A maior rede de depilação a laser do mundo

República do Líbano ● Buriti Shopping ● Anápolis ● Shopping Buena Vista ● Passeio das Águas (em breve) www.espacolaser.com.br

Vantagens exclusivas para você e seus amigos aproveitarem 29a vida sem pelos! ZELO


WHAT’S NEWS? DA REDAÇÃO redacao@revistazelo.com.br

FOTOS: DIVULGAÇÃO

O Goiânia Mostra Curtas chega a sua 18ª edição com um total de 999 filmes inscritos. O festival, que ocorre do dia 2 a 7 de outubro, tem mostra competitiva dividida em cinco categorias: Curta Mostra Brasil, Curta Mostra Goiás, Curta Mostra Animação, Curta Mostra Cinema nos Bairros e 17ª Mostrinha. Além disso, traz vasta programação paralela, com diversos eventos culturais. Todos os filmes selecionados concorrem ao Troféu Icumam, mas os vencedores das categorias Curta Mostra Brasil, Curta Mostra Goiás e Curta Mostra Animação também recebem prêmios relacionados a: locação de equipamentos, cursos de formação audiovisual, serviços de pós-produção, finalização, distribuição e prêmios de aquisição.

FOTO: MANSON STUDIO

Curtas em cena

Ares da Grécia Inspirada nas ilhas mediterrâneas de Mykonos, Santorini, Katakolon e Argostoli, a designer goiana Anna Prata acaba de lançar sua coleção verão 2019. Batizada de Physis, a linha de joias traz brincos, colares, chokers, anéis e braceletes em formas orgânicas, além de cordões e chapéus. A própria artista modela para as fotos do catálogo, produzidas na Grécia. O evento de pré-lançamento das criações foi realizado no início de agosto e teve como cenário o decorado Único Marista.

Nova loja A Todeschini, uma das maiores fábricas de móveis planejados da América Latina, ganha mais uma unidade em Goiânia. A marca, que é referência no mercado brasileiro de decoração e está prestes a completar 90 anos, terá a nova loja da franquia comandada pelo casal de empresários e sócios Fernanda Braga e Antônio Miguel. O projeto é assinado pelo escritório gaúcho Vazquez Arquitetos, que trabalha com a Todeschini desde 2001. Com inauguração prevista para outubro, o novo espaço está localizado na Alameda das Rosas nº 1.317, no Setor Oeste.

YouTuber A atriz goiana Vanessa Machado, famosa por seu papel como Simone na novela Laços de Família (2000), é a nova personalidade do YouTube! Produzido inteiramente por ela, desde a filmagem até a edição, o canal, chamado de VanessaMachadoA, é dividido em três quadros: Dicas de beleza, com sugestões de produtos, tratamentos estéticos, maquiagem e afins, voltado para mulheres acima de 35 anos, público que conta com pouco conteúdo de vídeos na rede social; o Por Aí, em que a atriz mostra suas viagens e lugares interessantes que frequenta; e o Conta Aí, dedicado a conversas com amigos e outras celebridades, para revelar curiosidades. Dentre os projetos futuros de Vanessa está a volta para a vida de atriz, sua grande paixão. Enquanto isso não ocorre, a nova youtuber convida todos a conhecerem o seu canal. “É tudo feito com muito amor e carinho e tem dicas incríveis!”

30 ZELO


O SEGREDO DO SUCESSO ESTÁ À SUA VOLTA.

O ambiente certo motiva. E, por isso, traz melhores resultados. Há mais de 35 anos, a Marelli trabalha desenvolvendo soluções inteligentes e inspiradoras para ambientes corporativos. São soluções completas em assentos, mobiliário e divisórias piso-teto, que alinham design e performance para criar espaços eficientes, aumentando a produtividade no dia a dia.

Conheça a Marelli e valorize seus ambientes.

Goiânia | Rua 90, 346, Setor Sul | (62) 3639.4200 | www.marelli.com.br


32 ZELO

FOTO: TOBIAS TOP FILMS


exportação

de goiás para o mundo Cachaça produzida em alambiques credenciados do Estado conquista admiradores no Brasil e em mercados internacionais exigentes, como Estados Unidos e Europa 33 ZELO


Allan David

FOTOS: TOBIAS TOP FILMS

“Desce dois dedinhos de cachaça aí!” De gole em gole, em pequenas porções, a bebida destilada mais consumida dentro do Brasil toma dimensões astronômicas, graças a uma popularidade mundial. Não à toa, a produção nacional de cachaça chega a 1,3 bilhão de litros anuais. As contas impressionam. Nesse ritmo, levaria apenas seis anos para encher por completo, com a bebida, a imponente Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro. Mais que um mercado, cachaça é tradição, família, amizade. Engana-se quem acha que os melhores rótulos do destilado vêm só de Salinas (MG), considerada a Meca dos produtores brasileiros. É que em Goiás também tem cachaça boa, certificada, exportada para consumidores exigentes, como os dos Estados Unidos e Europa. A Zelo mergulhou neste universo e revela as influências e segredos do destilado que sai de alambiques no interior para representar o Brasil no seleto rol das três bebidas mais apreciadas do planeta, conforme levantamentos do setor. É neste segmento que atua o empresário Carlos Augusto Guedes. Partiu dele a ideia de montar um alambique em Guapó

CANA COLHIDA NA FAZENDA SEDE DO ALAMBIQUE DE CARLOS AUGUSTO GUEDES, PRÓPRIA PARA A PRODUÇÃO DE CACHAÇA

34 ZELO

(GO), em 1996. “Todo mundo fica animado quando vai à minha fazenda e prova da cachaça. Eles veem que é coisa boa, de qualidade, e não tem nada a ver com aquela ideia de que quem bebe cachaça é pinguço”, diz Carlos, proprietário da marca Cachaça da Posse. Passados 22 anos da produção do seu primeiro litro da bebida, o empreendedor comemora a prosperidade nos negócios. Atualmente, são fabricados cerca de 30 mil litros por ano. Quase a totalidade desta produção, 99%, é comercializada no Brasil, para consumidores de Goiás e de outros Estados. São pessoas que procuram o alambique de Carlos Augusto para comprar cachaça envelhecida em barris de carvalho, onde permanece acondicionada por pelo menos 24 meses. Destaque na produção, o rótulo Gold carrega cachaça envelhecida por cinco anos. Carlos Augusto explica que, além da cana de açúcar recém-colhida, sua bebida leva fubá de milho no processo de fermentação. A proposta, considerando ainda a destilação em alambiques de cobre, é de entregar aos clientes um produto natural, saudável e suave ao paladar.


FOTO: DIVULGAÇÃO/CACHAÇA CAMBÉBA

BARRIS DA CACHAÇA CAMBÉBA, LOCALIZADA EM ALEXÂNIA, GOIÁS

ASSOCIATIVISMO De acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a cachaça é o principal negócio de 30 mil produtores espalhados pelo País, boa parte deles em Goiás. A Associação Goiana de Produtores de Cachaça de Alambique (Agopcal) registra empresários atuando em Alexânia, Bela Vista de Goiás, Caldas Novas, Campo Alegre de Goiás, Cristalina, Goiânia, Guapó, Orizona e Posse, na região Nordeste do Estado. Segundo a Agopcal, a produção de cachaça em Goiás teve origem no século 17 e hoje é respaldada por lei estadual de fomento, assessoramento, fiscalização e incentivo à expansão do mercado da cachaça de alambique no Estado. O próprio Sebrae em Goiás presta assessoria a produtores através de um projeto intitulado Desenvolvimento da Cachaça no Estado de Goiás. TRADIÇÃO Em Goiás, o empresário Galeano Furtado toca a produção que sua família co-

PROCESSO DE FABRICAÇÃO DA CACHAÇA POSSE

meçou há mais de dois séculos, em Caucaia (CE). A transferência de sede Cachaça Cambéba, que ele administra, para o município de Alexânia (GO) ocorreu em 1996, motivada pela desapropriação da fazenda da família no Nordeste para construção do Porto do Pecém. Galeano assegura que foi um bom negócio. De lá para cá, é só prosperidade. Com os motores trabalhando a pleno vapor, o alambique em Goiás pode fabricar até 60 mil litros da bebida por mês, exportando 95% da produção. Galeano Furtado explica o porquê da escolha pelo nome Cambéba. “É uma palavra de origem tupi-guarani. Cam significa cabeça e beba, chata. Então, quer dizer índio de cabeça chata, que se destaca entre os demais”, esclarece. Entre a cachaça prata, que fica pronta em 36 horas, e a cachaça envelhecida por dez anos, o alambique da família Furtado oferece seis rótulos diferentes, que variam conforme a idade do produto. Estão disponíveis para consumo variações da bebida envelhecida por um, dois e três anos (premium); e por cinco, sete e 35 ZELO

dez anos (extra premium). A Cachaça Cambéba, segundo Galeano, atravessa as fronteiras brasileiras para fazer sucesso no mercado norte-americano e na Europa, tendo a Inglaterra como porta de entrada. Não por acaso, vêm do exterior os prêmios que os diferentes rótulos dessa cachaça goiana já conquistaram em 2018. Foram dois de duplo ouro na Bélgica e nos Estados Unidos, e mais quatro medalhas de prata, todas na terra do Tio Sam. Galeano Furtado, claro, não conta o segredo do sucesso, mas é grato aos 30 profissionais que trabalham com ele na época da safra. HOBBY Foi vendo o tio fabricar cachaça de alambique, na década de 1980, que o produtor rural José Luciano, de Abadia de Goiás, começou a atividade. Para ele, fazer cachaça é um hobby. “A cachaça tem muita qualidade porque eu faço do meu jeito, com capricho. Não tem como sair ruim”, comenta o ruralista. Quem ganha com esse passatempo são os amigos e familiares o pro-


FOTO: DIVULGAÇÃO

DESTILAÇÃO EM ALAMBIQUES DE COBRE: PRODUTO NATURAL, SAUDÁVEL E SUAVE AO PALADAR

FOTO: TOBIAS TOP FILMS

dutor. É raro alguém conseguir sair da fazenda dele sem levar um litro de cachaça na sacola, “na faixa”. O Rei da Cana, como é conhecido na região, até tentou passar a experiência no alambique para os filhos, mas cada um seguiu seu rumo sem se envolver na produção artesanal. “Tudo bem, para mim está ótimo assim. Eu nunca quis viver de cachaça”, confidencia o produtor goiano. Mesmo com a fabricação caseira, para consumo próprio e para presentear amigos, o empreendedor tem dois pontos de distribuição do produto em Abadia e outros mais em Goiânia. Ele traduz com simplicidade o processo, que dá ao seu produto atributos de bebida de primeira linha. “A cachaça tem um padrão dela, espontâneo, por causa do fermento artesanal. Depende muito do tempo e de se

BATEU AQUELA FOME Aprenda a fazer um prato saboroso e que pede cachaça. A Zelo não te deixaria assim, com água na boca, sem sugerir uma comidinha saborosa, fácil de fazer e que harmoniza bem com a cachaça. Anote aí a receita da chef Emiliana Azambuja: COUSCOUS CERRATENCE *Rende 25 mini porções

CARLOS AUGUSTO GUEDES MONTOU UM ALAMBIQUE EM GUAPÓ (GO), EM 1996, ONDE PRODUZ A CACHAÇA POSSE

fazer a moagem com cana madura, de qualidade”, conta José Luciano. CAIPIRINHA GOURMET Só depende da criatividade. Com bom senso, a caipirinha — bebida à base de cachaça mais famosa do País — admite em sua composição elementos bem diferentes dos tradicionais: limão Taiti, açúcar e gelo, além, claro, do destilado “brazuca”. Quem garante é o empresário Fernando Pacheco, proprietário do Moony Restaurante, de Goiânia. Ele esclarece que a caipirinha tradicional, para ser

assim considerada, precisa levar cachaça original, regulamentada. Não vale aguardente. As variações da caipirinha, por sua vez, permitem “brincar” com outros destilados, como whisky, gin, vodka e saquê. Pode deixar a imaginação “rolar solta”, sem culpa. O Moony, por exemplo, oferece uma cartela de caipirinha com frutas cítricas, a exemplo da tangerina, e até algumas hortaliças, como salsinha e manjericão. E não é exagero: se pedir caipirinha com pimenta, a especiaria estará pronta para satisfazer seu paladar com cachaça ou o que você escolher. 36 ZELO

1 kg de sêmola de couscous 500g de baru moído (farinha de baru) 1 kg de guariroba fresca ou em conserva, fatiada finamente 500g de tomate cereja cortados ao meio 10 unidades de cebola roxa fatiadas finamente 200g de lascas de pequi cozidas Azeitonas pretas e verdes a gosto 10 dentes de alho fritos 300 ml de azeite extravirgem 2 kg de carne de lata desfiada 1 maço de salsão finamente picado 3 unidades de alho-poró 200 ml de cachaça goiana 1 pimenta bode ou dedo-de-moça picada finamente Salsa, coentro e cebolinha a gosto MODO DE PREPARO Hidrate o couscous em um caldo saboroso com azeite. Misture todos os ingredientes e acerte o sal. Sirva essa iguaria quente ou fria, à moda de Goiás.


CARROS

ASTERO FONTENELLE astero@revistazelo.com.br FOTOS: DIVULGAÇÃO

McLaren Senna O McLaren Senna é o carro de pista mais rápido e mais leve produzido pela fabricante inglesa. Com motor V8 biturbo e 800 cavalos de potência, vai a 100 km/h em 2.8 segundos e tem velocidade máxima de 340 km/h. O chassi é de fibra de carbono Monocage III e os painéis de carroceria também são de carbono. O supercarro, que custa R$ 3,5 milhões e tem produção limitada a 500 unidades, já está na primeira loja da McLaren no Brasil, que fica na Vila Olímpia, em São Paulo.

Toyota Yaris A Saga Toyota apresentou para a imprensa e convidados o Toyota Yaris, novo compacto premium da marca, nas versões hatch e sedã, que chega ao mercado brasileiro. Com design harmonioso e cheio de estilo, excelente espaço interno e qualidade interior impressionante, o modelo conta com motores 1.3 e 1.5. O porta-malas acolhe até 310 litros na versão hatch e 473 litros no modelo de três volumes. O tanque de combustível é de 45 litros para ambos.

Mustang Gt350 Shelby 2019

Aston Martin lança DB 11 AMR A Aston Martin lançou o DB 11 AMR. Mais potente e dinâmico, é equipado com o motor V12 twin-turbo de 5.2 litros, o desempenho é de 0 a 100 km/h em 3,7 segundos para uma velocidade máxima de 334 km/h. Para atender clientes que buscam mais conforto e luxo, o carro possui acabamentos exteriores em fibra de carbono com detalhes em preto brilhante e bordas de farol escuras. No interior, faz uso extensivo de Alcantara e cromo escuro. Edição limitada de 100 exemplares. 37 ZELO

A Ford revelou o Mustang Shelby GT350 2019, versão especial do esportivo que chega ao mercado norte-americano no começo do ano que vem com vários aprimoramentos. O carro possui um motor V8 5.2 – o naturalmente aspirado mais potente da Ford – com 533 cv. As principais novidades estão na aerodinâmica e nos pneus, acompanhadas de tunagem da suspensão, direção, controle de estabilidade e freios para apimentar o seu desempenho nas pistas e nas ruas.


FOTOS: FĂ BIO LIMA

perfil

chocolate com afeto

38 ZELO


Pioneira da confeitaria em Goiás, Rosa Alzira, fundadora da Sonho Meu, recebe a Zelo em sua casa para falar sobre trajetória, memórias afetivas e mercado Alice Galvão Quem assistiu ao filme mexicano Como água para chocolate deve se lembrar da personagem Tita, responsável pela cozinha do rancho da família retratada. Ela transmite seus sentimentos, de forma intensa, através dos pratos que prepara. Na metáfora da obra, o fogo transforma ingredientes em receitas deliciosas, assim como a chama dos sentimentos modifica a nossa vida e a das pessoas ao nosso redor. Afeto, tradição familiar e culinária também são elementos fortemente presentes na vida da nossa protagonista, a goiana Rosa Alzira Mendonça, que recebe a reportagem da Zelo em sua casa ao lado de sua filha Luciana Jayme e três de seus netos. Ela nos conta que, em meados da década de 1980, abandonou um emprego público para tornar-se chocolatier. “Fui fazer um passeio no Rio de Janeiro e em São Paulo e percebi que lá estava uma onda de gente ensinando chocolate. Todo mundo fazendo curso. Aí eu resolvi fazer também”, explica. Influenciada por esta tendência, Rosa voltou para Goiânia cheia de utensílios para fabricação da guloseima e não parou mais. “Comecei a fazer as coisas e dar de presente. Todo mundo queria mais e pedia para comprar”, se lembra. Como os mimos agradavam muito, ela começou a fabricar para vender a partir de casa. “Ali, já começou a Sonho Meu”, afirma. Assim como a personagem mexicana Tita, Rosa vem de uma família tradicional. A afetividade e as raízes marcam presença em cada cantinho do apartamento onde mora. Seu pai, José Mendonça, médico respeitado em Goiânia e fazendeiro conhecido em Palmeiras de Goiás, era natural de Pirenópolis; e sua avó, Rosa Alzira Jayme de Mendonça (de quem herdou o nome), era irmã do senador da República Gonzaga Jayme. “Meus pais tinham uma casa em Palmeiras de Goiás (sua cidade natal), onde eu brincava de ‘cozinhadinho’. Gostava disso desde pequena”, diz entre risos. Em 1985, Rosa formalizou seu negócio, com o registro do CNPJ e abertura da primeira loja. “Aluguei uma portinha na Avenida D, que foi crescendo e se expandindo”, conta. Localizada atualmente no número 254 da Rua 18, no Setor Oeste, a empresa é referência em chocolates, bolos decorados, bem-casados, bombons e do-

NA SALA DE JANTAR, FOTOS ANTIGAS DIVIDEM ESPAÇO COM UM RELÓGIO DE PÊNDULO E MÓVEIS DE FAMÍLIA

ces diversos. Seus funcionários são como membros da família, que com ela aprenderam uma profissão, descobriram novas habilidades e construíram uma carreira. Rosa Alzira é hoje uma autoridade no mercado da confeitaria em Goiânia. Sua receita de glacê mármore, por exemplo, é sucesso de público e crítica. Doceira de mão-cheia, filha, esposa, mãe e avó dedicada, Rosa mistura suavidade e firmeza ao falar das circunstâncias de 39 ZELO

sua vida. Guarda e cultiva lembranças em forma de plantas, fotos, móveis e objetos. Não se lembra onde guarda aqueles que trouxe de suas viagens aos Estados Unidos e Europa ao longo da vida, mas exibe com carinho os que fazem parte de sua história e, por isso, são carregados de um valor afetivo imensurável. “Este guarda-louça aqui era da fazenda”, explica, apontando para uma bela cristaleira na sala de jantar. O móvel divide espaço com um aparador de


COMPOSIÇÃO COM O APARADOR DE MADEIRA, TRAZIDO DA CASA DA FAMÍLIA, EM PALMEIRAS DE GOIÁS, E O GUARDA-LOUÇAS, QUE VEIO DA FAZENDA

ROSA ALZIRA E A FILHA LUCIANA JAYME

madeira, trazido da casa da família em Palmeiras de Goiás; o relógio de pêndulo, que era de seu pai; e com um mosaico de fotos montado na parede. No jardim do apartamento está um oratório, herdado da avó, que teve a pintura restaurada e divide espaço com suas plantas. Rosa diz que manter e cuidar da vegetação é uma forma de ter a mãe por perto. Na sala de estar, um catre (cama estreita de construção rústica, com estrado trançado em tiras de couro) trazido da fazenda foi transformado em sofá e harmonizado com uma arca da época de seu casamento. O armário da cozinha também é uma peça modificada. O móvel data de meados de 1930, quando o pai de Rosa se casou. Era originalmente branco e usado para guardar os livros de medicina do Dr. José Mendonça. Hoje, pintado de vermelho, acondiciona as louças da casa. Era dele também o armário da sala de TV. “Aqui era onde meu pai colocava os instrumentos cirúrgicos dele”, pontua. Mãe de quatro filhos — Luciana, Doriana, Ricardo e Rodrigo Jayme —, a chocolatier diz que a vez agora é das filhas, ao 40 ZELO

se referir à gestão dos negócios da família. Luciana faz hoje o que sua avó fazia anteriormente: cuida da parte administrativa e comercial. Doriana, por sua vez, aprendeu o ofício gastronômico. Segundo a mãe, “é uma grande artista”. Rosa ainda participa da organização e atendimento dos eventos contratados e presta consultoria na loja. “Tenho uma boa clientela e gosto muito do que eu faço”, alegra-se. As transformações no mercado, presença de novos profissionais e empresas entrantes, não parecem incomodar a matriarca do chocolate — ao contrário, na sua percepção, a concorrência é saudável e alguns players podem ser vistos como potenciais parceiros. Quando começou a produzir chocolates, Rosa Alzira desenvolvia sua própria receita, a partir dos ingredientes mais puros do mercado à época. Hoje, a Sonho Meu usa o belga Callebaut. A reputação de Rosa Alzira rompe as fronteiras do Estado e esta dama do chocolate é reconhecida por clientes e chefs Brasil afora. Sua experiência, doçura e força interior são para a confeitaria como água para chocolate!


ORATÓRIO PERTENCEU À AVÓ DE ROSA ALZIRA

CATRE TRANSFORMADO EM SOFÁ FOI TRAZIDO DA FAZENDA DA FAMÍLIA

ARMÁRIO DA DÉCADA DE 1930

DA ESQUERDA PARA A DIREITA: LUANA E HEITOR JAYME, ROSA ALZIRA E ANA LUIZA JAYME

41 ZELO


bem-estar

Sintonia corpo e mente Prática da yoga traz inúmeros benefícios, tanto físicos quanto mentais, melhora a consciência sobre si e a integração com o mundo 42 ZELO


FOTO: THAÍS OLIVEIRA

MÉDICO RONALDO BUFAIÇAL PRATICA YOGA EM BUSCA DO APRIMORAMENTO DA FORÇA, FLEXIBILIDADE, RESISTÊNCIA, EQUILÍBRIO E CONSCIÊNCIA CORPORAL

43 ZELO


Lucas Pereira Em meio ao caos dos tempos modernos, em que o maior dos luxos é ter tempo, não poderia existir melhor remédio para desacelerar do que conectar-se a si mesmo. Uma pausa apenas para respirar não é nenhuma excentricidade, mas sim um santo remédio. Dentro deste contexto, a prática do yoga, por exemplo, se apresenta como uma excelente forma de lidar com o estresse a partir do exercício do corpo e da mente. “Yoga é uma metodologia estritamente prática, que conduz a um estado de hiperconsciência, de autoconhecimento”, conceitua o instrutor Arlem Newber. Para este processo, são utilizadas técnicas respiratórias, de concentração, linguagem gestual e técnicas corporais, que abrangem força, flexibilidade, resistência, equilíbrio e consciência corporal, assim como a meditação. Não existe um consenso sobre a data de surgimento do yoga, mas sabe-se que suas técnicas são oriundas de filosofias milenares da Índia. Os benefícios da prática são inúmeros e muito diversos. Dentre eles estão ganho de força, tônus muscular, equilíbrio, reforço de órgãos internos e da capacidade respiratória, poder de concen-

tração e estímulo dos hemisférios cerebrais. “Emocionalmente, através do controle do fluxo respiratório, a pessoa estabiliza suas emoções por meio de uma respiração mais consciente e profunda”, explica Newber, que celebra 20 anos de carreira como instrutor em 2018. Ele destaca que a yoga tem uma raiz (Dakshinacharatántrika-Niríshwarasámkhya Yôga) a partir da qual surgiu a yoga pré-clássica. Depois, surgiram seus oito principais ramos: raja-yoga, carma-yoga, jnana-yoga, bacti-yoga, tantra-yoga, tao-yoga e hata-yoga. “E ainda temos subdivisões em 108 ramificações, que seriam modalidades distintas”, detalha. “É uma filosofia de vida para todos que se identificam, pessoas jovens tanto biologicamente como cronologicamente”, caracteriza o instrutor Isaac Freire. Ele teve seu primeiro contato com a prática em 1992 e atualmente se dedica ao ensino do SwáSthya Yôga, que se fundamenta em linhas mais antigas e à mentoria para mudança de hábitos. “Na primeira aula você já amplia sua consciência respiratória, corporal, emocional e de seus pensamentos, para citar alguns exemplos. O professor deve conduzir o aluno com as técnicas, a

FOTO: THAÍS OLIVEIRA

CONSCIÊNCIA CORPORAL E CONTROLE EMOCIONAL SÃO ALGUMAS DAS HABILIDADES DESENVOLVIDAS PELA PRÁTICA DA YOGA

44 ZELO

indicação de boa leitura e, o mais importante, através do comportamental”, diz. Dois pontos-chave são a respiração e a concentração, que estão diretamente interligadas. “Inicialmente, a pessoa faz um trabalho de reeducação respiratória, quando ela aprende a utilizar 100% da capacidade pulmonar. Depois disso, começamos a explorar, aplicando ritmos respiratórios e mentalizações específicas. Isso automaticamente vai gerando um estado de concentração e desenvolvendo o poder de foco”, esclarece Newber. Podemos dizer, assim, que o exercício propõe uma espécie de mergulho em si mesmo, na introspecção. “As técnicas reforçam o corpo físico, mas trabalham também a capacidade de levar a consciência até partes específicas do corpo. Ao fazer essa observação, se obtém o autoconhecimento”, complementa. Para o instrutor, o yoga representa uma chave para a evolução coletiva da humanidade. “O poder de se colocar no lugar das pessoas, que nós chamamos de consciência monádica, é um estado em que não nos vemos separados das outras coisas ou pessoas. E você precisa evoluir pessoalmente para atingir o coletivo”, garante.


FOTO: YARA XAVIER

Isaac Freire também cita o processo evolutivo do ser humano e concorda com essa visão. “Avançaremos enquanto civilização quando soubermos gerenciar nossa própria energia e a do nosso lar, a Terra”, conjectura o praticante. SUPERAÇÃO O cirurgião plástico Ronaldo Bufaiçal pratica a modalidade há cerca de um ano e garante que sua vida mudou nesse período. “Meu envolvimento com o yoga surgiu da consciência da necessidade de melhora da minha respiração”, afirma o médico, que diz também ter obtido resultados significativos na postura. Para ele, um dos pontos mais recompensadores é o avanço gradativo ao longo do tempo. “A conquista das asanas [como são chamadas as posições] é muito gratificante, pois são posições de difícil permanência, requisitando muito do corpo e da mente”, explica. Para a servidora Flávia Ferro, o exercício é sinônimo de paz e calmaria, de sintonização pessoal. “Eu estava procurando uma orientação sobre a prática, sobre respiração e alguma atividade que me trouxesse paz. Havia recebido um diagnóstico de um linfoma não Hodgkin. Então associei a prática de yoga com a quimioterapia e medicamentos”, revela. Ela se dedicou à Ashtanga Yoga, método que visa a purificação do corpo e da mente, introduzido no ocidente pelo indiano Sri K Pattabi Jois, uma das maiores referências em todo o mundo. Hoje, Flávia afirma que se sente um ser humano melhor consigo e para as pessoas ao seu redor. Arlem Newber não hesita em dizer que o contato com o yoga já proporcionou diversos momentos especiais ao longo de seus 20 anos de profissão. O profissional relembra o caso de um de seus alunos que sofria de bronquite asmática e dependia da bombinha para respirar. “Durante o nosso período de prática, ele conseguiu parar de usar a bombinha. Lembro de ele me abraçar emocionado quando atingiu essa melhora no fluxo respiratório”, comenta. PEQUENOS PRATICANTES Yoga também é uma prática recomendada para as crianças. A instrutora, psicóloga e massoterapeuta Thayana de Carvalho desenvolveu o projeto Sementes Saudáveis, por meio do qual se dedica a levar a yoga para dentro de escolas públicas e particulares. A ação é realizada atualmente no Centro Educacional Casinha Feliz, na Escola Montessori e no Externato São José.

ISAAC FREIRE: FUNDAMENTAÇÃO EM LINHAS MAIS ANTIGAS E MENTORIA PARA MUDANÇA DE HÁBITOS

45 ZELO


FOTO: MAYARA JARDIM

THAYANA DE CARVALHO: YOGA AJUDA CRIANÇAS E ADOLESCENTES A DESENVOLVEREM ATENÇÃO E CONCENTRAÇÃO DE FORMA LÚDICA

“O objetivo é promover a concentração mental de forma lúdica, com atividades que as coloquem em contato focado com os órgãos dos sentidos, de forma leve e gostosa, promovendo o estado de presença e saúde”, afirma a profissional. Neste caso, as técnicas de respiração não são utilizadas, pois exigem mais amadurecimento, inclusive do próprio corpo. “Nós conscientizamos as crianças para o cuidado consigo, com o outro e com o planeta, por meio de histórias”, esclarece. Envolvida com jovens e crianças desde 2010, Thayana garante que os desafios dessa faixa etária são bastante pontuais. Segundo ela, apreender a atenção é um deles, uma vez que essa geração é bombardeada a todo momento com imagens e informações que ajudam no estado de dispersão. “Então, o yoga vem de forma lúdica para eles, trazendo disciplina, sem colocar ou impor perfeições e correções que castrem a sua manifestação natural em aula”, explica. Para a profissional, amorosidade e confiança são essenciais na construção desse seu laço com os pequenos. “O que mais percebemos que crianças e adolescentes pedem e querem é atenção”, afirma.

Por meio das histórias apresentadas em aula, é realizado o estímulo ao chamado mindfulness (estado de atenção plena) e ao autoconhecimento. “Trabalhamos elementos que os ajudem a identificar emoções primárias, como raiva, tristeza, ciúme, inveja, entre outras. A partir das histórias, nós mostramos que é possível dar um encaminhamento para essas emoções”, diz. A instrutora ainda enfatiza que é primordial trabalhar essas questões de forma que eles não se sintam constrangidos em expor nas rodas de conversa os momentos em que sentem determinadas emoções. Thayana é enfática ao dizer que não existe uma idade mínima para começar essa busca por conectar-se consigo mesmo. “Existe um fator importante: a afinidade”, acentua. Dessa forma, o contato de crianças com o yoga gera atenção especial ao corpo e à mente, o que pode promover um crescimento mais consciente sobre tudo o que nos cerca. “A preguiça é o maior impedimento para a afinidade com a yoga”, garante. Então, combatê-la é um excelente pontapé inicial para toda e qualquer pessoa que está em busca de ampliar o seu horizonte pessoal. 46 ZELO


47 ZELO


transformação

FOTO: TOBIAS TOP FILMS

48 ZELO


Em busca da plenitude Grupo de desenvolvimento alia coach e terapia vibracional na construção de uma vida bem-sucedida

Alice Galvão O desenvolvimento pessoal impacta em todas as áreas da vida e ajuda a dar mais assertividade ao caminho do sucesso. Em uma sociedade em que padrões preestabelecidos regem a percepção do que é ter uma vida bem-sucedida, o autoconhecimento é fundamental. Quando você se conhece, consegue construir um conceito próprio de sucesso, felicidade e bem-estar. “Não adianta ser só bem-sucedido financeiramente, profissionalmente, ou nas relações. A gente quer uma vida plena. E para isso precisamos nos desenvolver internamente”, defendem a master coach e talent developer Shirley Brandão e a psicóloga Vivian Lyrra. Este exercício é individual, mas não precisa ser solitário. Prova disso é o grupo de desenvolvimento pessoal Eu Pleno, idealizado pelas profissionais. A proposta une terapia e coach em oito sessões presenciais semanais, com duração de quatro horas cada. Para elas, a visão integral do processo proporciona uma potencialização dos resultados. “No coach, às vezes a pessoa tem uma meta definida, sabe onde quer chegar, mas está tão presa nas memórias, dores, feridas, crenças, que ela não consegue se desenvolver e ir além”, explicam. Por outro lado, no processo terapêutico, quando a pessoa se encontra muito perdida, fica mais difícil trabalhar emocionalmente algumas questões, o que pode ser facilitado pelo coaching, se ela conseguir desenvolver a consciência de onde está e aonde quer chegar. Dentro deste contexto, a parceria entre as duas se deu naturalmente, pois uma sempre recorria à outra na busca da excelência em ajudar as pessoas. Esta integralidade faz parte do conceito do grupo Eu Pleno desde a abordagem metodológica até o formato coletivo dos encontros, incluindo

a condução conjunta das especialidades. No grupo, são trabalhados corpo, mente e emoções, dentro de uma perspectiva energética e vibracional, além de exercícios de autopercepção e transformação comportamental. Tudo isso dentro de um processo em que reflexão e ação caminham juntas rumo à realização dos sonhos. “O sonho é essa semente sagrada que está dentro da gente, que nasceu com a gente e que está vibrando a nossa essência”, reflete Vivian. E acrescenta que seu

tivemos de melhor ao longo das nossas formações e experiências profissionais”, ressalta Shirley. No grupo, a cada encontro um tema específico é trabalhado e, no decorrer da semana, são apresentados exercícios diários que atuam fortemente no campo vibracional e auxiliam na ancoragem de uma nova frequência, que traduza sentimentos, pensamentos, ações e comportamentos mais positivos. De acordo com as especialistas, o caminho proposto pelo Eu Pleno percorre etapas como se reconhecer, tomar decisões, colocar em prática as transformações e sustentá-las diariamente em pequenos passos. Antes das primeiras sessões, um grupo de WhatsApp é criado com os participantes e facilitadoras no intuito de se apoiarem mutuamente. Em todo início do Eu Pleno, os participantes recebem uma apostila com exercícios diários, inclusive para os meses seguintes ao término do grupo. Além disso, outros materiais são fornecidos ao longo das semanas, de acordo com os temas abordados. Segundo Shirley e Vivian, quem pretende ingressar no Eu Pleno deve estar disposto a fazer uma autoavaliação da vida; desejar organizar seus sonhos, objetivos e metas; olhar para dentro de si, no intuito de identificar e quebrar crenças limitantes que o impedem de ir além; assumir a responsabilidade por seu desenvolvimento; acreditar em seu potencial e querer ressignificar sua vida em todas as áreas.

Dizer sim a uma vida plena é o compromisso mais profundo que podemos fazer com a nossa alma EU PLENO SHIRLEY BRANDÃO E VIVIAN LYRRA

resgate está diretamente relacionado à descoberta do sentido da vida para cada indivíduo e, portanto, da identificação do que é, para cada um, ter uma trajetória bemsucedida, plena e feliz. De acordo com as profissionais, ao longo do processo de desenvolvimento dos trabalhos, o compromisso de cada indivíduo com a proposta do Eu Pleno é fundamental para potencializar seus resultados. “As pessoas têm obtido mudanças com ações práticas e resultados duradouros”, frisam. “O Eu Pleno foi construído criteriosamente pensando em ferramentas, técnicas, ações concretas que gerem resultados positivos, com base no que eu e a Vivian 49 ZELO

SHIRLEY BRANDÃO COACHING/TALENT DEVELOPMENT CONTATO@SHIRLEYBRANDAO.COM.BR (62) 9 8121.9152 VIVIAN LYRRA PSICÓLOGA TERAPIAS E FREQUÊNCIAS VIBRACIONAIS VIVIANHGCOSTAOLIVEIRA@GMAIL.COM (62) 9 9984.8003


entrevista

Estética no consultório Conhecimento aliado à responsabilidade com o cliente é critério fundamental na rotina do atendimento clínico Com 26 anos de idade, sendo quatro dedicados à beleza, a biomédica especialista em saúde estética Bruna Rodrigues, da Clínica Anis, fala sobre sua paixão pela estética, a responsabilidade de cuidar da autoestima das pessoas e os procedimentos mais procurados no consultório. Confira: Por que você escolheu fazer carreira em estética? O mundo da beleza é fantástico! Hoje posso dizer que a estética me conquistou e conquista a cada dia, mas nem sempre foi assim. Comecei a especialização nesta área antes de me graduar em Biomedicina. Foi como um teste para ver se era realmente o que eu queria. De lá para cá, meu mundo começou a girar em torno da especialidade. Como é, para você, ser responsável por potencializar o sentimento de autoestima das pessoas? É uma responsabilidade muito grande! Por isso os tratamentos estéticos devem ser realizados depois de consultas minuciosas. O profissional que atende com ética sabe o valor de conhecer a saúde do cliente, pois entende que um corpo saudável está apto a responder bem a todas as melhorias estéticas. É fundamental pedir exames de rotina, não só para oferecer tratamentos de qualidade, mas também para não cometer nenhum tipo de negligência. Por isso, a atualização e novos aprendizados são fundamentais. E é muito gratificante saber que o seu trabalho tem um poder tão grande na vida das pessoas. A estética é uma área dinâmica que passa por constantes mudanças e atualizações. O que você faz para se manter atualizada e dentro das novas tendências? É maravilhoso ver as constantes mudanças, participar das inovações nos tratamentos e ver que hoje conseguimos realizar em consultório o que antes só era possível

com cirurgia plástica. Isso me deixa cada vez mais apaixonada pela profissão, que evolui para proporcionar resultados de altíssima qualidade. Eu faço cursos, participo de congressos e palestras. No ano de 2017, participei de 18 eventos de estética. Sobre rejuvenescimento, quais são os procedimentos mais adequados? Atualmente, o procedimento mais procurado é a aplicação da toxina botulínica, por causa de seus diversos usos estéticos. Esta é uma das opções. Além disso, após os 23 anos, começamos a não mais produzir tanto colágeno, o que deixa o tecido flácido e sem viço, ou seja, com aspecto envelhecido. O tratamento para melhorar esta condição pode ser provocar estímulos de elastina, fibras de sustentação e colágeno, de forma que o tecido possa rejuvenescer. As opções podem ser Laser CO2 e microagulhamento, usadas em conjunto ou separadas, isso vai depender de como está a pele do cliente e da finalidade do tratamento. Hoje nós temos tratamentos estéticos totalmente voltados para a prevenção da pele, um deles é a limpeza do tecido, realizada com esfoliação e vitaminas. O que é indispensável em uma clínica de estética? Um corpo clínico altamente qualificado. Eu acredito que o profissional, não só da estética, mas de qualquer área, precisa dominar o que pode (e deve) ser realizado, assim consegue executar o seu trabalho com maestria para garantir a segurança e satisfação dos seus clientes. Na sua opinião, quais são os maiores mitos sobre os tratamentos estéticos? Um dos maiores mitos é que tratamentos estéticos não funcionam. Eu gosto de dizer que, para cada pessoa, temos que trabalhar uma estética diferente. Assim, conseguiremos obter resultados surpreendentes. 50 ZELO

DRA. BRUNA RODRIGUES – CRBM 7498 BIOMÉDICA ESTETA CLÍNICA ANIS SAÚDE ESTÉTICA CLASSE, LUXO E EXCLUSIVIDADE EDIFÍCIO NEW TIMES SQUARE, SALA 1013 AV. T-10, ESQ. R. T-27, Nº 208, QD. 102, LT. 9/12 ST. BUENO, GOIÂNIA 62 9 9652-3500 (WHATSAPP) 62 3622-3280 @CLINICAANIS


FOTO: DIVULGAÇÃO

51 ZELO


FOTO: TOBIAS TOP FILMS

FOTO: DIVULGAÇÃO

Publizelo

CÂMERA DE KÉRASTASE HAIR & SCALP PROFILER DÁ ZOOM DE ATÉ 600 VEZES

NÚBIA CHAGAS INTEGRA A EQUIPE DO STUDIOY E É A ÚNICA EXPERT K PLUS DA REGIÃO

Para ter cabelos

bonitos e saudáveis StudioY aposta em diagnóstico e tratamento sob medida para a obtenção de fios bem cuidados, prontos para receber corte e coloração adequados Andrea Regis Entre os serviços disponibilizados pelo StudioY, um dos salões de beleza de maior destaque em Goiânia, estão os destinados ao tratamento dos cabelos. “Muito se fala em cor e corte, mas a saúde dos fios deve vir em primeiro lugar”, garante Núbia Chagas, que integra a equipe do StudioY e é a única expert K Plus da região. O título é conferido a profissionais selecionados e qualificados para difundir a experiência de luxo e o conhecimento da tecnologia que envolve o universo Kérastase dentro dos salões conselheiros, isto é, certificados pela marca. O primeiro passo para saber a real condição das madeixas é o diagnóstico capilar. “Graças ao Hair & Scalp Profiler, a câmera de Kérastase que dá zoom de até 600 vezes no cabelo, podemos gerar um diagnóstico ultrapreciso e identificar necessidades primárias e secundárias.” Com o uso do equipamento e uma entrevista com a cliente,

para conhecer queixas e expectativas, o StudioY sugere um protocolo personalizado, que se inicia no salão, com uso de aparelhos específicos e produtos profissionais; e continua em casa, com a manutenção. Núbia explica que, atualmente, há tecnologia para todo e qualquer problema. “Existem tratamentos para oleosidade, afinamento capilar, pontas secas, queda, quebra e cabelos secos, entre outras disfunções capilares”, detalha. A diversidade de cuidados é tão vasta que até quem vai passar por coloração ou outro procedimento pode optar por um tratamento pré-química. “É possível conquistar o loiro dos sonhos ou um cabelo liso, mas é preciso tratar os fios antes”, aconselha. NEW IN Uma das novidades da Kérastase é o Fusio Dose, um tratamento feito sob medida de transformação imediata. Após o diagnós52 ZELO

tico profissional, o especialista recomenda um ritual adaptado às necessidades da cliente e cria um mix customizado de ingredientes ativos ultraconcentrados para um cuidado personalizado que transforma imediatamente o cabelo de forma duradoura. Os boosters, cinco fórmulas ultraconcentradas de tratamento, são combinados com os concentrés, quatro poderosos ingredientes ativos, oferecendo múltiplas combinações para um tratamento personalizado que transforma de maneira duradoura o cabelo. A injeção de beleza capilar é realizada no StudioY e é uma alternativa para mulheres ocupadas e exigentes, levando apenas 5 minutos.

AL. RICARDO PARANHOS, 251 - ST. MARISTA (62) 3091-1232 / (62) 9 9114-1581 FACEBOOK: STUDIOYGOIANIA @STUDIOY


publizelo FOTO: DIVULGAÇÃO

Adeus às dores Odontóloga Sabrina Santos defende reabilitação oral como forma eficaz e duradoura de correção da oclusão dentária todo. Exames e histórico de saúde são imprescindíveis, mas o diálogo pode ajudar a chegar a uma precisão diagnóstica maior. Um problema na oclusão pode ter diferentes motivos: falta de dentes, restauração dentária malfeita, mau contato entre as arcadas dentárias, entre outros. Por isso, o tratamento é específico para cada caso. Para Sabrina, a forma mais eficaz de tratamento é a reabilitação oral, pois devolve as características contentivas (as cúspides e vertentes internas) do dente, que permitem o encaixe perfeito entre os superiores e inferiores. Isto é feito por meio do desgaste suave dos dentes (quando há contatos prematuros indesejáveis) ou reabilitação de áreas dentais ausentes (com uso de próteses, coroas e/ou implantes), o que permite a movimentação da mandíbula para a posição ideal e favorece a desprogramação muscular, cessando o desconforto da dor. Acredita-se que placas mio relaxantes podem melhorar as dores em ATM, mas deve-se salientar que o artefato, muitas vezes, passa a ser um tratamento paliativo, assim como a medicação (anti-inflamatória e relaxante muscular). Deve-se considerar que as placas, no geral, são de uso noturno, para alívio das tensões oclusais e musculares. Porém, durante o dia, este objetivo deixa de existir, uma vez que o paciente não fará seu uso, o que pode causar a intensificação dos sintomas. Portanto, a doutora questiona: “Será a melhor saída?” A solução é atuar na causa e não apenas nos sintomas. Neste propósito, temos que a Reabilitação Oral é um caminho viavelmente adequado. 53 ZELO

FOTO: ANDRÉ CYWINSKI/ART FOTOGRAFIAS

A ATM (articulação temporomandibular) permite exercer todos os movimentos bucais: abertura, fechamento, lateralidade, repouso, fala e mastigação. Alterações no seu funcionamento normal levam à disfunção temporomandibular, que pode ter causas multifatoriais, ocorrendo de forma isolada ou em conjunto, mas sempre originadas por um fator em comum: a oclusão dentária (relações de mordida do contato entre os dentes superiores e inferiores). A odontóloga Sabrina Santos explica que “os problemas no funcionamento correto da ATM, denominados DTMs, levam a sensações de cansaço, dores musculares durante a mastigação, desvios e limitações na abertura da boca, estalidos e/ou crepitações, dores de cabeça, face, fronte, pescoço e ouvidos; também podem levar a zunidos e maus hábitos feitos consciente ou inconscientemente, como ranger e bater os dentes, que podem favorecer o bruxismo e/ ou briquismo (desgaste e/ou apertamento), provocando trincas e fraturas dos dentes”. Além disso, estresse, ansiedade, irritabilidade, tudo gera tensão, leva à compressão muscular em todo o corpo, incluindo a ATM, que causa uma diminuição de oxigenação local e compressão vascular. A má posição da mandíbula na cavidade articular encontra-se tensionada no local e, aliada a emoções negativas, intensifica as inflamações da região e provoca mais dores. O tratamento para disfunção na ATM é essencialmente ligado ao diagnóstico da causa da oclusão dentária desequilibrada. Por isso, Dra. Sabrina Santos ressalta que é necessário avaliar o paciente como um

DRA. SABRINA G. SANTOS - CRO-GO 6720 ESPECIALISTA COM 17 ANOS DE EXPERIÊNCIA EM REABILITAÇÃO ORAL, PRÓTESE DENTÁRIA, ESTÉTICA, OCLUSÃO, ATM E IMPLANTODONTIA PELA ABO-GO. AV. T4, 619, SL 1.504, ED. BUENA VISTA OFFICE DESIGN ST. BUENO - GOIÂNIA-GO (62) 9 8140 0256 / (62) 4101 3962 DRA.SABRINASANTOS @DRA.SABRINASANTOS WWW.SABRINA.ODO.BR


FOTOS: DIVULGAÇÃO

ZELOBELEZA HANNAH MOTTA hannah@revistazelo.com.br

40 tons Kat Von D Beauty lança nova versão do batom Studded Kiss, que chega com 40 opções de cores. Como inspiração, a personalidade de Kate: “romântica e ao mesmo tempo cool, elegante e sexy”. A cartela vai desde o clássico nude até os inusitados verde e branco. Promete longa duração e conforto em cores intensas e bem pigmentadas, que chegam em três acabamentos: matte, cintilante e metálico. Para todos os gostos!

Peles sensíveis

Proteção A ADCOS amplia seu portfólio de fotoproteção com o novo Fluid FPS 70 Shield Protection, nas versões incolor e tonalizante. A fórmula, leve e de toque seco, foi desenvolvida para proteger as células dos danos causados pela poluição. Possui vitamina C, antioxidante, e vitamina E, que confere ação antienvelhecimento e estímulo da produção de colágeno. O produto promete controle de oleosidade por até 10 horas.

Aroma Inspirada nas flores que exalam seu perfume à noite, a The Body Shop lança Black Musk Night Bloom. Com composição 100% vegana, a fragrância combina notas de ylang ylang cremoso, misturado com frutas vermelhas e almíscar não-animal.

54 ZELO

A La Roche-Posay apresenta Toleriane Sensitive, um hidratante facial prebiótico, que proporciona alívio e reparos às peles mais sensíveis. Na composição, nada de conservantes ou álcool. A fórmula apresenta 73% de água termal, além de ingredientes que garantem textura confortável e ativos hidratantes e suavizantes.


Bis! Atendendo a pedidos, a Make B., de O Boticário, traz de volta um queridinho da marca: o bronzer. O produto apresenta a combinação perfeita de quatro cores, para dar um efeito bronzeado radiante. Com textura ultrafina e acabamento aveludado, é para arrasar, na certa! Outras novidades apresentadas como grandes apostas da marca são duas novas cores de gloss labial: Rose Glow e Nude Glow.

Inverno A francesa L’Occitane en Provence lança cinco novos produtos da icônica linha de Karité para o inverno 2018. Na coleção regular, as novidades são o creme esfoliante para as mãos, que ajuda a eliminar células mortas; a manteiga corporal, inspirada na textura e aparência do chantilly; e, na edição limitada, a Manteiga Corporal Karité Jasmin, o Creme de Mãos Karité Efeito Chantilly e o Creme de Mãos Karité Jasmin Efeito Chantilly, com a fragrância de Jasmin Floral.

Pele bonita Recém-chegada ao Brasil, a norte-americana Biossance traz o Esqualano+Phyto Retinol, um sérum anti-idade que melhora a aparência das linhas e a firmeza da pele. Busca aliviar a aparência dos poros dilatados, a elasticidade e a rigidez da pele. O produto possui como principais ingredientes o Esqualano vegetal, molécula que hidrata enquanto retém a umidade essencial; a vitamina B3, que ajuda a restaurar a barreira da pele e melhorar a uniformidade do tom, e o retinol derivado de Bakuchiol, uma planta alternativa que tem os efeitos do retinol, sem a sensibilidade e irritação causadas por ele.

Jeremy Scott X M.A.C Finalmente desembarca no Brasil a collab do diretor criativo da Moschino, Jeremy Scott, para M.A.C Cosmetics. Entre os itensdesejo, uma paleta de sombras Lo-Fi com 29 cores em forma de boombox; uma segunda paleta, mas de batons, com nove tons e referências da fita cassete; além de blushes e iluminadores em formato de CD. Mais anos 90 impossível! 55 ZELO


FOTO: MARCOS SOUZA

cultura

ARTE ALÉM DA PAIXÃO Multifacetado, casal Sandro Tôrres e Wanessa Cruz tem prazer em trabalhar para fomentar a produção cultural em Goiás e no Brasil 56 ZELO


Clara Luiza “Arte existe porque a vida não basta.” A frase de Ferreira Gullar, pendurada na parede da casa, que também é escritório, de Sandro Tôrres e Wanessa Cruz tem regido a vida do casal. Isso porque a dupla “Wanessandro”, como sugere a senha do wi-fi, segue os dias entremeada na arte e reconhece nela uma realidade que vai além da paixão. Formado em Direito pela Universidade Federal de Goiás, Sandro se mantém envolvido com a arte há pelo menos 30 anos. “Foi uma questão de assumir e decidir que era o que eu queria fazer. A boemia me fascinava”, lembra. Hoje, com 48 anos de idade, vive há quase 14 ao lado da companheira de vida e trabalho, Wanessa Cruz. Administradora de empresas, ela também se deixou levar pela inquietude da arte, habitat natural de Sandro, e percebeu ali um nicho ainda tímido para os negócios. Reconhecidos como expoentes da cultura em Goiás, os dois contabilizam diferentes projetos autorais no segmento. A loja de materiais de arte, localizada no Setor Sul, primeiro negócio da dupla no ramo, foi reduto de artistas da cidade por seis anos. “A turma se reunia lá depois do trabalho”, lembra Sandro. Na falta de galerias instituídas, os criadores procuravam alternativas como as proporcionadas na loja. A lacuna existente entre artistas e mercado, identificada pela dupla, e a metamorfose no jeito de trabalhar trouxeram à tona o escritório de produção Arte Plena, em 2007. De lá para cá, realizaram dezenas de projetos culturais emblemáticos, que celebram a cultura brasileira e, especialmente, a goiana. “A cena de artes visuais sempre foi forte, mas o sistema de mercado era um só, com galerias. Então não havia possibilidade de fazer coisas diferentes. Com a Arte Plena, começamos a expandir essas possibilidades, sempre misturadas com cunho social”, afirma Sandro. O Movimento de Ocupação Visual e Artístico (Mova) chegou a contemplar mais de 100 artistas das artes visuais da cidade e proporcionou desdobramentos como o Projeto Moda e Arte nos Parques, que envolveu também designers de moda. A Cow Parade Goiânia, produção do escritório realizada em 2012, foi outro projeto de grandes proporções. “Algumas pessoas criticam, mas a Cow Parade é o maior e mais bem-sucedido evento de arte pública do mundo, nasceu em Chicago e passou por quase 60 cidades de diferentes países”, defende a dupla. Na intervenção urbana, 67 vacas serviram de tela para pintores, escultores, artesãos e arquitetos locais, dentre eles, importantes nomes como Siron Franco e Leo

Romano. O objetivo do circuito foi democratizar a cultura, embelezar a cidade e proporcionar entretenimento, com a instalação de obras de arte inusitadas em lugares habituais, como parques, avenidas e ruas. “Os projetos autorais da Arte Plena são eminentemente sediados em Goiás, entretanto, muitos são de alcance nacional e/ou com atuação e desdobramentos em outros Estados e países”, explica Sandro. Além da Cow Parade Goiânia e do Mova, o portfólio traz projetos como A Mostra de Arte Urbana no Brasil Central, 15º Canto da Primavera, Mostra Múltiplo Leminski, Restauro Igreja Nossa Senhora de Pilar, Festival Doçuras de Goiás, Fundo de Arte e Cultura de Pirenópolis, Seminário Nacional Os Campos das Artes, Turnê Danças e Marchas pelas Ruas de Goiás e a Feira de Arte Goiás (Fargo), principal projeto da produtora atualmente. A ambição em ampliar o alcance das artes, somada a toda bagagem adquirida ao longo dos anos, contribuiu para que a Arte Plena atingisse sempre novos patamares. As realizações do escritório de Wanessa e Sandro, com alvo em promover artistas goianos de diferentes nichos, caracterizam a arte em sua heterogeneidade. Os projetos abarcam literatura, música, cinema, patrimônio material e imaterial, museu, cultura popular, artes cênicas, artes integradas e entretenimento. O resultado, então, não poderia ser diferente, já que Sandro é um artista múltiplo, que foge do padrão. Com um viés de pensamento que tangencia o aspecto criativo e lúdico nas produções, ele mantém ativo seu ateliê, participa de exposições individuais e coletivas, já publicou livros e ainda é ator e colecionador de obras de arte. O casal mantém em casa um acervo de obras adquiridas, ganhadas e permutadas. Dentre as centenas espalhadas pela casa, Wanessa e Sandro colecionam criações de alguns dos principais nomes locais, nacionais e alguns internacionais, como Pitágoras, Marcelo Solá, Roos, Alberto Tolentino, Helena Vasconcelos, Juliano Morais, Siron Franco, Inos Corradin, Clovis Graciano, Jorginho Guinle, Carlos Scliar, José Roberto Aguilar, Gustavo Rosa, João Câmara, Hélio Oiticica, Milton Dacosta e outros. O segredo de manter profissão, hobby e paixão sempre alinhados, para o casal, é o entusiasmo e o sentimento de desafio a cada novo projeto. “É célebre a citação do filósofo alemão Friedrich Nietzsche – “Temos a arte para não morrer da verdade” –, e nos apropriamos da ideia principal dessa frase para justificar o que encontramos na arte que não encontramos em nenhum outro lugar. Há ri57 ZELO

queza e locupletação de sentimentos na órbita da arte como não há em nenhum outro lugar”, afirma Sandro. MENINA DOS OLHOS A Feira de Arte de Goiás (Fargo) surgiu como produto dos anos de experiência, dedicação, construção e trabalho à frente do empreendimento, enquanto produtores, consumidores e, no caso de Sandro, artista. A ação é focada nos produtos e serviços que fazem parte da cadeia produtiva das artes visuais e envolve centenas de artistas e profissionais das áreas afins. Sua segunda edição será realizada de 24 a 28 de outubro, na Vila Cultural Cora Coralina, com entrada gratuita. “Goiás tem uma efervescência cultural e uma demanda reprimida gigantes”, conta Wanessa. De acordo com a empreendedora, a Fargo tem como principal escopo promover o encontro dos profissionais personagens da cadeia produtiva das artes visuais, com foco em cuidar do mercado, da produção cultural local e da criação de intercâmbio artístico entre as regiões brasileiras. Participam da feira, galerias e escritórios de artes, moldurarias, gráficas, distribuidoras de papéis, instituições de ensino, coletivos de artistas, azulejarias, cerâmicas e produtos de arte, além de livrarias e editoras com publicações no campo das artes, fotógrafos, jornalistas, leiloeiros e colecionadores especializados. “A feira consegue subsidiar a participação dos expositores, realizar todas as ações complementares e as oferecer gratuitamente ao público, graças ao apoio financeiro que recebe por meio dos editais de fomento, Lei Goyazes e Fundo Estadual de Cultura de Goiás”, revela Wanessa. “Acreditamos que uma feira de arte se destina ao público em geral, vide exemplos como a SP Arte, em São Paulo; a Basel, em Miami, e tantas outras, em todo o mundo, e que há muito transcenderam o rótulo de ‘feira de artes’ e se tornaram grandes eventos de entretenimento e, principalmente, business, com resultados e números impressionantes”, afirma a empresária. Para eles, é impossível resumir a complexidade de manifestações e linguagens em um estilo ou rótulo. “A Arte Plena quer estar onde tem cultura sendo feita de forma profissional e tratada com o devido respeito. Queremos ser referência em responsabilidade com esses campos do conhecimento e do contexto da produção inserida na sociedade”, conta Wanessa.


SAIA E BLUSA MISSINCLOF PARA ARRANHA GATA, SANDÁLIA E ACESSÓRIOS KARINE TERRA

MODELO: LARISSA ANDRADE FOTOS: FRANÇOIS CALIL STYLING: CAMILA E DANIELA DURANTE BELEZA: LELLIS RIBEIRO AGRADECIMENTOS: GRÁ ROOFTOP

onheitghhte s


BLAZER E CALÇA SKAZI PARA IVANA MENEZES, SANDÁLIA KARINE TERRA E ACESSÓRIOS AULORE JOIAS

59 ZELO


VESTIDO REINALDO LOURENÇO PARA IVANA MENEZES, SANDÁLIA E ACESSÓRIOS KARINE TERRA

60 ZELO


CAMISA CRIS BARROS PARA ARRANHA GATA, CALÇA ADRIANA BARROS PARA ARRANHA GATA, SANDÁLIA E BRINCO KARINE TERRA

61 ZELO


CROPPED SKAZI PARA IVANA MENEZES, CALÇA ANIMALE PARA IVANA MENEZES, CINTO, COLAR, BRINCO E SANDÁLIA KARINE TERRA

62 ZELO


CAMISÃO ANNE FERNANDES PARA CARMEM CARDOSO, SAIA TIG PARA IVANA MENEZES, BOLSA, COLAR, BRINCO E SANDÁLIA KARINE TERRA

63 ZELO


SHORT E BLAZER ANIMALE PARA IVANA MENEZES, SUTIÃ RENNER, SANDÁLIA E ACESSÓRIOS KARINE TERRA

64 ZELO


CAMISA ANNE FERNANDES PARA CARMEM CARDOSO E CALÇA GLORIA COELHO PARA IVANA MENEZES, SANDÁLIA E BRINCO KARINE TERRA

65 ZELO


刀攀瘀攀猀琀椀洀攀渀琀漀猀 攀洀 

䴀漀猀愀椀挀漀猀 刀攀焀甀椀渀琀攀Ⰰ 戀漀洀 最漀猀琀漀 攀 猀漀昀椀猀琀椀挀愀漀 愀漀 猀攀甀 愀洀戀椀攀渀琀攀

一漀戀爀攀稀愀 䴀漀猀愀椀挀漀猀

渀漀戀爀攀稀愀洀漀猀愀椀挀漀猀⸀挀漀洀⸀戀爀

䘀愀戀爀椀挀愀漀 瀀爀瀀爀椀愀 攀洀 䜀漀椀渀椀愀

66 ZELO

⠀㘀㈀⤀ ㌀ 㠀㜀ⴀ㠀㘀㜀㜀


Casa Cor 2018

FOTOS: JOMAR BRAGANÇA

Com o tema “Casa Viva”, mostra aborda a valorização do contato diário entre as pessoas

Obras de arte

Cores dos móveis e personalidade do morador são alguns dos itens fundamentais na escolha das peças 67 ZELO


mostra

Aconchego do lar

FOTOS: JOMAR BRAGANÇA

Com o tema Casa Viva, a 22ª edição da Casa Cor Goiás traz ambientes projetados para serem espaços de interação, convívio e comodidade

A GRANDE SALA DE VISITAS, DE GENÉSIO MARANHÃO

Julie Tsukada A edição da Casa Cor Goiás deste ano ressalta uma de suas principais marcas: o ineditismo. Sediada pela primeira vez em um edifício finalizado — o Órion Business & Health Complex, um dos prédios mais altos do País —, a mostra chega ao seu 22º ano. Com 43 ambientes e a participação de 61 profissionais, a exposição ocupou cinco pavimentos do edifício, que possui 50 andares e 190 metros de altura. Nos dois primeiros, uma praça de convivência recebeu algumas lojas — a Duju Pâtisserie, a Joalheria Chris Zupelli e o Espaço Gourmet “Experiência Aldeia do Vale” —, que ofereceram ao longo do evento diversas degustações. Os três últimos pavimentos foram reservados aos ambientes residenciais. Com

o tema “Casa Viva”, o evento contou com espaços que trouxeram diversas soluções e ideias para estimular o contato diário entre as pessoas, que tem se perdido em um mundo cada vez mais digital. São locais que, adornados pelo verde das plantas, aliam as principais tendências e novidades do mundo da decoração ao conforto e bom gosto. A Casa Cor Goiás também foi palco da inauguração do Grá Bistrô, nova casa do premiado chef Ian Baiocchi, localizada no último andar do edifício, que une o melhor da culinária francesa com a brasileira. No terraço, o espaço Cielo Lounge Bar deu lugar ao atual Grá Rooftop, bar contemporâneo comandado pelo restaurante e que possui a mais bela vista de Goiânia. 68 ZELO

RESTAURANT, DE LEO ROMANO


A ESPERA DOS CONSULTÓRIOS, DE LARISSA LEITE

CAFÉ NAS ALTURAS, DE ANA MARIA MILLER E TAINÁ TORRES

TERRAÇO DOS BALANÇOS, DE PATRÍCIA NETO

HORTA 40, DE ANDRÉ LENZA

69 ZELO

STUDIO DO BEBÊ, DE RHAYSSA GUERRA E RUBYA ZOTTELE


exuberante FOTO: JOMAR BRAGANÇA

SEM TERRA PARA PLANTIO, PROFISSIONAL ESBANJA CRIATIVIDADE E APOSTA EM EFEITO VISUAL FOTO: CRISTIANO BORGES

Varanda viva Jardim de vasos dá alma ao projeto da paisagista Shoraya Canêdo, que aposta em “efeito floresta”

Lucas Pereira Há quem diga que o paisagismo é a alma de um projeto. Desta forma, pode-se dizer que o trabalho da paisagista Shoraya Canêdo tem como missão inundar com vida os espaços que recebem suas criações. Em sua participação na Casa Cor Goiás 2018, a profissional concebeu o Jardim da Varanda, com a intenção de conectar as pessoas à natureza. “O verde gera contemplação e bem-estar. As plantas têm o poder de transmitir paz”, conjectura. Como a mostra foi sediada em um edifício, as plantas foram inseridas em vasos. “Criar um jardim em um espaço onde não havia terra para plantio foi o maior desafio”, enfatiza. Desse modo, ela lançou mão do uso de peças dos mais variados tamanhos e formas, o que garantiu mais dinamismo ao ambiente e um ‘efeito floresta’, como a própria profissional define.

A manutenção do espaço exigiu cuidado especial com a irrigação e a substituição das espécies mais sensíveis ao efeito do clima. “Algumas plantas se adaptaram facilmente, chegando a dar frutos, como a amoreira e a jabuticabeira”, comenta. O fato de o ambiente ser aberto e ter contato direto com o sol da manhã foi crucial para essa adaptação. Além disso, foram utilizados pontos focais em LED para dar mais destaque às plantas, principalmente à noite. “Um jardim tem que ser valorizado tanto durante o dia quanto à noite”, garante. Shoraya ainda optou por não lançar mão de uma grande quantidade de plantas ornamentais que são comumente inseridas nos jardins. “A ideia foi realmente utilizar árvores frutíferas, arbustos e flores, adaptados ao nosso clima”, diz. Outra aposta ousada foi a criação do 70 ZELO

jardim vertical, inserido em uma estrutura diferente do tradicional painel. A paisagista explica que a escolha foi feita para representar uma amostra de como os jardins verticais podem ser adaptados, visando espaços de menor metragem, como uma varanda de apartamento, por exemplo. “Eu quis demonstrar que é possível ter um jardim em uma varanda de apartamento, basta ter a adequação necessária”, enfatiza. Com seu projeto exuberante, a profissional pode celebrar o sucesso entre os visitantes da mostra. Acertou em cheio!

SHORAYA CANÊDO @PAISAGISTASHORAYA PAISAGISTASHORAYACANEDO@GMAIL.COM (62) 9 8156-4777


mirante FOTO: JOMAR BRAGANÇA

Sob o céu da cidade

PROJETO DE ROOFTOP BAR OFERECE DESCONTRAÇÃO AO AR LIVRE, COM VISUAL URBANO PRIVILEGIADO

Vista panorâmica de Goiânia é destaque no ambiente assinado por Fabíola Naoum e Wilker Godoi para Casa Cor Goiás 2018 Integrar as pessoas com o céu e dar vazão a essa interatividade nas alturas foi a proposta dos arquitetos Fabíola Naoum e Wilker Godoi para sua participação na Casa Cor Goiás 2018. Os profissionais conceberam o Cielo Lounge Bar, uma mistura de bar e mirante em um espaço de 80 metros quadrados, com destaque absoluto para a vista panorâmica da capital goiana. A inspiração partiu justamente dos rooftop bares das grandes metrópoles mundo afora. “Nós fizemos uma imersão nesse mundo para entendermos melhor como é o funcionamento desses lugares”, explicam. Mesmo tendo essa vista como um presente, a dupla enfatiza que a prioridade durante o desenvolvimento do projeto sempre foi garantir a segurança dos visitantes. “A nossa preocupação era deixar as pessoas seguras, a ponto de poderem contemplar toda a vista sem se sentirem temerosas pela altura”, garantem. Durante a mostra, o Cielo Lounge Bar esteve no ponto mais alto do Órion Business & Health Complex, que tem 50 andares.

O vento foi um grande desafio para a concepção do espaço. “A princípio pensamos em um projeto mais audacioso, com uma cobertura completa. Mas, devido à ação do vento, qualquer estrutura ali seria muito pesada. Então, optamos por um ambiente totalmente aberto”, pontuam. A ausência da cobertura possibilitou ainda mais intimidade no contato com a despedida do sol, ao cair da tarde, e com o céu estrelado durante a noite. Desta forma, o mobiliário escolhido teve uma missão específica: resistir às possíveis intempéries. Os móveis em corda náutica, com paleta leve de cores, colaboraram com o clima de descontração. As mesas em pedra ônix iluminada se tornaram um atrativo a mais, principalmente à noite. Marcas registradas do trabalho dos arquitetos, como madeira, paisagismo imponente de jardins verticais, iluminação pontual e espelhos em abundância, contribuíram com a atmosfera versátil e confortável do ambiente. 71 ZELO

FOTO: EDGAR CÉSAR

Lucas Pereira

A rampa de madeira espelhada na entrada do espaço foi um fator surpresa. “Ali, todo mundo se via refletido, com o céu como um todo”, conjecturam. O local se tornou então ponto favorito dos visitantes para selfies e registros do visual urbano durante a mostra. A dupla acredita ter conseguido instigar o público a um momento de reflexão, transmitindo a ideia de conexão, tanto com a natureza quanto com a imensidão da cidade. FABÍOLA NAOUM E WILKER GODOI @AMAIS_ARQUITETURA / (62) 3099-5575 @FABIOLANAOUM / @WILKERGODOI FABIOLA@TGS.COM.BR WILKERGODOI@HOTMAIL.COM


relax

Hora de desacelerar FOTO: MARCUS CAMARGO

NA PALETA, PREDOMÍNIO DAS CORES CINZA E ROSA, TENDÊNCIA NA FEIRA DE MILÃO 2017, COM DESTAQUE PARA A CABECEIRA DA CAMA, QUE RECEBEU PAINEL DA BONTEMPO

Julie Tsukada

Projeto de Mariana Mendonça mescla aconchego, pegada urbana e decoração afetiva no melhor conceito slow living

Um recanto ideal para relaxar. Esta é a proposta do Studio da Moça, ambiente projetado pela arquiteta Mariana Mendonça para a edição da Casa Cor Goiás deste ano. Em seu espaço de 40 m², a profissional se baseou no movimento slow living, que busca um estilo de vida mais leve e consciente. Para transmitir intimidade e tranquilidade, a arquiteta lançou mão de uma decoração afetiva. Mariana criou seu ambiente a partir de elementos que contassem a história de uma jovem mulher. Para isso, criou “cantinhos” específicos para as atividades do dia a dia da moça, como local para ela ler, fazer sua maquiagem, meditar ou, simplesmente, relaxar e dormir. A paleta de cores rosa e cinza do ambiente, tendência lançada na Feira de Mi72 ZELO

lão em 2017, perdeu o óbvio ao ganhar a companhia da cor azul. “A combinação do rosa com o azul e branco rompeu com a frieza natural do cinza, que, associado à madeira, trouxe o aconchego que eu procurava”, explica a arquiteta. Para potencializar a sensação de calmaria que Mariana queria trazer para o ambiente, foi criado um aroma exclusivo para o espaço. “A casa onde moramos precisa nos acolher e nos envolver após um dia agitado. Precisa permitir que nós possamos encontrar o equilíbrio”, ressalta. O urban garden do ambiente faz referência ao tema Casa Viva da Casa Cor Goiás deste ano. Projetado pela paisagista Shoraya Canêdo, o espaço recebeu cactos e suculentas, por serem plantas de fácil


FOTO:JOMAR BRAGANÇA

PAINEL DA TV, DESENVOLVIDO PELA MARMORARTE; ESTANTE METÁLICA, IDEALIZADA E DESENHADA POR MARIANA E EXECUTADA PELA SIM METAIS DESIGN; E CORTINA OMBRÉ, CRIADA COM EXCLUSIVIDADE PELA SUMMERFLEX, DÃO CHARME AO AMBIENTE

módulos em marcenaria, ali a arquiteta expôs e contou um pouco da história dessa moça, que é amante de moda, livros e fotografia. A Summerflex, outra parceira de longa data da profissional, forneceu diversos itens ao ambiente, inclusive peças assinadas por designers célebres, como o estadunidense Warren Platner, que desenhou a poltrona Platner, e o brasileiro Fabrício Roncca, responsável pelo pufe Mille. A empresa também foi responsável pelo papel na cor cinza, utilizado em todas as paredes do quarto, pela roupa de cama com manta em tricô e pela cortina ombré, criada com exclusividade para o espaço. A peça ostenta um degradê que vai do branco ao azul. 73 ZELO

FOTO: MARCUS CAMARGO

manutenção em locais fechados, além de flores do campo, espalhadas pelo ambiente como se tivessem sido colhidas de um jardim pessoal da moça. Mariana teve diversas empresas como parceiras no Studio da Moça. Uma delas é a Bontempo, com a qual já trabalha há mais de dez anos. No ambiente, o armário do closet, o painel da cabeceira, o home e os módulos em marcenaria da estante metálica são da marca. A Marmorarte foi responsável pelo painel da TV, que, feito de quartzito aurora boreal, com veios rosa e cinza, deu ainda mais personalidade ao ambiente. A estante metálica foi idealizada e desenhada por Mariana e executada pela SIM Metais Design. Em estrutura de cobre e

MARIANA MENDONÇA ARQ.MARIANAMENDONCA@GMAIL.COM @MARIANAMENDONCAARQ (62) 9 9244-0469


requinte

Minimalismo e elegância Destaque na edição 2018 da Casa Cor Goiás, Cristiane Moussa esbanja estilo e sofisticação em seu Lavabo Luz

Julie Tsukada Na entrada, destaque para o painel ripado cinza, um tipo de laca fosco com microtextura, associado ao porcelanato marrom polido Lumina, da Portinari. Em conjunto com o banco Belo, do designer Fabrício Roncca, que possui base de ferro industrial e madeira freijó, os três propiciam elegância ao visual. O piso, em cimento, combina com os tons terrosos predominantes na entrada. As cubas da Deca, com coluna em tom cinza fosco, compõem um belíssimo conjunto com as torneiras, também foscas e douradas. Os painéis inclinados de espelho cristal e as luminárias prime garantem sofisticação. O ambiente conta com um painel de LED desenhado por Cristiane. Além disso,

chama a atenção dos visitantes o sistema de “som invisível”, também implantado na Suíte do Casal da Casa Cor Brasília. Nele, as caixas acústicas ficam embutidas no gesso do teto. A presença de diversas plantas naturais, elementos que remetem ao tema Casa Viva da mostra deste ano, traz energia ao espaço. As telas da artista plástica brasiliense Alva Pinheiro, da Divino Quadros, dão o toque final ao ambiente, com ilustrações de árvores do Cerrado.

CRISTIANE MOUSSA CRISMOUSSA@HOTMAIL.COM (62) 3324 5492 / (62) 9 9924 1416 VEX MARCENARIA DE ALTO PADRÃO - (62) 3085 6060

FOTO: ELTON ROCHA

FOTO: CRISTIANO BORGES

Cristiane Moussa, engenheira civil, pós-graduada em Arquitetura e Gerenciamento de Obras, vem de uma trajetória de grandes sucessos. Sua participação na Casa Cor Brasília 2017, por exemplo, com o projeto Suíte do Casal, lhe rendeu o prêmio Sonho de Quarto. Na Casa Cor Goiás 2018, o Lavabo Luz foi um dos três ambientes que permaneceram no local da mostra após sua realização. Instalado no último andar do Órion Business & Health Complex, o ambiente unissex tem 37 m² e estilo minimalista contemporâneo. Funcional, o projeto — com banheiros feminino, masculino e para portadores de necessidades especiais — possui boxes privados e área de cuba em espaço comum, o que garante o conforto de todos.

CRISTIANE MOUSSA

MATERIAIS CLAROS, ESPELHOS E ILUMINAÇÃO EM LED DÃO LEVEZA AO ESPAÇO

74 ZELO


publizelo FOTO: TAINÁ TORRES

ÁRVORE CENTRAL DECORATIVA EM ESTRUTURA DE METAL NO AMBIENTE CAFÉ NAS ALTURAS, DE ANA MARIA MILLER E TAINÁ TÔRRES

Design com qualidade Atendimento e produtos primorosos fazem da Sim Metais Design empresa única na área de metalurgia em Goiás Julie Tsukada no teto; box do banho; e corrimão da escada. “A Casa Cor é sempre uma maneira de fazer novas parcerias e esta foi uma que deu certo”, comenta Doriselma. Outro destaque foi a árvore central decorativa em estrutura de metal do Café nas alturas, de Ana Maria Miller e Tainá Tôrres. Desenvolvida junto com as arquitetas, a instalação, de ferro comum, ressalta o lado design da empresa. “Nós já sabíamos o que a Sim Metais Design poderia fazer. Confiá-

vamos tanto neles que sabíamos que ia dar tudo certo”, complementa Tainá. Para o futuro, Estevão irá reforçar cada vez mais a exclusividade. Para isso, ele e a equipe buscam continuar com o trabalho cuidadoso que fazem hoje. SIM METAIS DESIGN AV. DAS PALMEIRAS, S/N, QD. 32, LT. 12, JARDIM DOS BURITIS APARECIDA DE GOIÂNIA (62) 3596-1284 FOTO: JOMAR BRAGANÇA

Ir além das necessidades do cliente é a proposta da Sim Metais Design, empresa que há nove anos desenvolve peças em metais nobres, aliando excelência em produto, execução e atendimento. A empresa hoje tem grande destaque no ramo da metalurgia. O sucesso, salienta Estevão Simões, diretor executivo, é consequência do bom serviço prestado. “Meu objetivo é atender na íntegra o que os arquitetos criam. Isso dá ao profissional a chance de usar todo o seu potencial criativo, sem limitações, e a nós, de executar projetos exclusivos com excelência, sendo este o nosso grande diferencial”, explica. Na Casa Cor Goiás deste ano, a Sim Metais Design esteve presente em oito ambientes: Studio da moça, de Mariana Mendonça; Lounge da Saúde, de Roberta Carneiro e Luisa Azevedo; Cielo Lounge Bar, de Fabíola Naoum e Wilker Godoi; Lounge Órion, de Edmara Cavalcante; Espera dos consultórios, de Larissa Leite; Lavabo Luz, de Cristiane Moussa; Studio Mariotto, de Doriselma Mariotto; e Café nas alturas, de Ana Maria Miller e Tainá Tôrres. O Studio Mariotto, com área total de 170 m², recebeu espelhos suspensos na bancada, emoldurados em latão dourado e fixados

NO LOFT MARIOTTO ESPELHOS EMOLDURADOS EM LATÃO DOURADO, FIXADOS NO TETO VALORIZAM A BANCADA DO BANHEIRO

75 ZELO


exposição FOTO: MCA ESTÚDIO/CASACOR

BRUNO CARVALHO CRIA CLIMA CONTEMPLATIVO E NOSTÁLGICO COM USO PREDOMINANTE DO AZUL NA DECORAÇÃO DO HALL DA BIBLIOTECA

CASA COR SÃO PAULO 2018

TENDÊNCIAS VIVAS William Hanna

Na contramão de espaços genéricos e padrões, expositores mergulham ambientes da mostra em beleza e vida

Em 2018, a Casa Cor São Paulo busca n’A Casa Viva o tema norteador da mostra. Assim, os ambientes apostam em aconchego e conforto por meio da materialidade dos elementos escolhidos, cautelosamente, em conjunto com uma explosão de verdes trazidos nas plantas e vegetações, que permeiam quase toda a exposição. Um exemplo disso é a Casa Raízes, da Triplex Arquitetura, que, por meio do uso de elementos rústicos e naturais, como pedra no piso e paredes; madeira e palha conjuntamente trabalhadas em painéis pivotantes, e forro desenhado com fibras 76 ZELO

naturais, busca recriar o espaço de uma cabana vernacular, de modo contemporâneo, como um refúgio para a mulher do século XXI. A aplicação de paleta neutra dialoga com os elementos naturais, reforçando o tema da mostra ao longo da casa. Além da materialidade e das cores, é impossível passar despercebido o uso de plantas na decoração. A vivacidade dos ambientes é reforçada com vegetações naturais, inseridas em todos os contextos possíveis. Na Casa Raízes, uma árvore cruza o pé-direito da cozinha, enquanto as gavetas são inundadas de suculentas e peperômias. A bancada


FOTO: MARCO ANTÔNIO/CASACOR

NO LOFT NINHO, DE NILDO JOSÉ, O VERDE INVADE O RECINTO DE CORES SÓBRIAS, DE FORMA POÉTICA E SENSÍVEL FOTO: FELIPE ARAÚJO/JORNAL JOSEENSE

em granitina também expõe a tendência, que vem crescendo bastante. Seguindo o conceito do urban jungle, em ascensão, diversos ambientes trazem a natureza para dentro de si. O Loft Ninho, de Nildo José, traz um mezanino no qual as plantas não se portam apenas como elementos decorativos, mas, sim, como uma verdadeira massa vegetativa, densa, que busca acolher o visitante em um local de reflexão. O verde invade o recinto de cores sóbrias, de forma poética e sensível. A memória afetiva também é protagonista de diversos ambientes, para que se crie um link com o tema, como é visto no Hall da Biblioteca, de Bruno Carvalho. Ao se apropriar do azul, presente no céu e no mar -- elementos que são protagonistas de memórias queridas para muitos --, Bruno utiliza a cor como única tônica de toda a decoração, aplicando-a em diversas superfícies, a fim de imergir o visitante em uma experiência contemplativa e, ao mesmo tempo, nostálgica. Por fim, algumas tendências mantêm-se em alta, como estantes em perfil metálico e uso de letreiros em neon. Vale atentar-se a uma releitura do modernismo brasileiro, que ganha holofotes na Sala de Jantar proposta por Naomi Abe, com cobogós que remontam às Superquadras de Oscar Niemeyer, um piso inspirado nas cores de Tarsila do Amaral, madeiras que remetem à fauna local, e quadros, dos quais a mulher brasileira é o tema, fazendo da casa viva uma casa, também, brasileira. FOTO: MARCO ANTÔNIO/CASACOR

TRIPLEX ARQUITETURA USA ELEMENTOS ELEMENTOS RÚSTICOS E NATURAIS, DE FORMA CONTEMPORÂNEA, NA CASA RAÍZES

RELEITURA DO MODERNISMO BRASILEIRO GANHA HOLOFOTES NA SALA DE JANTAR PROPOSTA POR NAOMI ABE

77 ZELO


apartamento

integração e

FOTOS: FRANÇOIS CALIL

convivência

ATENÇÃO PARA O CONFORTO E CIRCULAÇÃO DOS GATOS

Projeto promove interação harmônica entre convidados e animais de estimação

Julie Tsukada Um jovem de 30 anos, que reside em Goiânia há dois anos com quatro gatos de estimação de raças raras. Este é o morador do “Apartamento dos Gatos”, projeto desenvolvido pela engenheira civil e arquiteta Alyne Dourado e que rendeu à profissional o Prêmio Nova Geração, da revista Kaza. Com uma proposta moderna, que trabalha diferentes texturas e tons de preto, cinza e azul, Alyne pensou uma decoração masculina que prioriza a integração e a circulação

dos gatos pelo espaço. Reformado em quatro meses, o apartamento de 260 m² recebeu um projeto único e arrojado, que reflete o gosto e a personalidade idealizada para o morador. Para criar um ambiente agradável de se receber convidados e no qual os gatos pudessem transitar tranquilamente, Alyne uniu varanda, home, living e sala de jantar, resultando em um espaço com 105 m² de integração social. Para complementar, o hall privativo foi retirado e ficou apenas um painel de MDF com uma porta pivotante, também do mesmo material. Ambos são da Bontempo, onde foi feita e comprada toda a marcenaria. As portas de correr, de vidro, da varanda também foram retiradas. No local onde estavam, a profissional deixou uma sanca de gesso iluminada na cor azul, detalhe que dá um toque distinto ao ambiente. Outro destaque é o uso de dekton, pe78 ZELO

dra utilizada no balcão da varanda. “É um material diferente, numa cor acinzentada. O balcão faz composição tanto com as banquetas de couro preto como com o vidro azul da mesa”, comenta. Por causa dos gatos, Alyne escolheu materiais mais rígidos e fáceis de limpar, já que os bichanos soltam muito pelo. Os tapetes têm fios baixos, para que os animais possam transitar sem puxá-los. As telas solares, utilizadas para fechamento da varanda, foram opções mais viáveis do que cortinas, que logo seriam danificadas. Alyne também soube aproveitar a bela paisagem, com sol nascente, do 26º andar, em seu projeto. O layout do ambiente social foi composto de forma que se possa contemplar a vista de qualquer local: a partir do sofá do home, do trio de poltronas, da mesa de jantar, do balcão da varanda ou pelas Chaises le Corbusier.


DECORAÇÃO MASCULINA E ELEGANTE NO QUARTO

LAYOUT PENSADO PARA SE CONTEMPLAR A VISTA

VIDRO, DEKTON E COURO EM MODERNA HARMONIA

FOTO: ADRIANO REIS

COMO OS BICHANOS SOLTAM MUITOS PELOS, ALYNE OPTOU POR PEÇAS FEITAS COM MATERIAIS MAIS RÍGIDOS E FÁCEIS DE LIMPAR

TONS NEUTROS, MINIMALISMO E FUNCIONALIDADE NA COZINHA

ALYNE DOURADO, ARQUITETA PREMIADA PELA REVISTA KAZA

79 ZELO


escritório

Sobriedade criativa Inspirado nos lofts cosmopolitas, o arquiteto César Neto traduz a personalidade de Matheus Ribeiro no “Office do jornalista” Alice Galvão Criado para o jornalista Matheus Ribeiro, o projeto traduz, com muita sensibilidade, a personalidade e o universo do jovem comunicador, que, graças ao trabalho em TV, tem a imagem pessoal como um de seus maiores ativos. “O Matheus é jovem, mas transmite maturidade, profissionalismo e sobriedade”, qualifica o arquiteto. Neto conta que Ribeiro se envolveu pessoalmente em todas as etapas da execução, que teve duração de um mês e meio. Integrado, o ambiente engloba recepção, estação de trabalho para a equipe e sala do diretor. Ao passar pelo primeiro espaço, o visitante encontra um grande espelho e, em seguida, entra na sala de trabalho, cujo foco visual é marcado por uma mesa

FOTOS: FERNANDO DINIZ

Parede em cor de cimento, laje à mostra e iluminação instalada em canaletas, usando a tubulação elétrica estrutural do imóvel. Estas são algumas das características da pegada industrial/urbana adotada pelo arquiteto César Neto na concepção do “Office do jornalista”, seu mais recente projeto. O escritório, de 44 m², fica no 17º andar de um empreendimento imobiliário de alto padrão na capital goiana e segue a mesma linha conceitual do prédio que o sedia. “Eu quis trazer para a sala a mesma linguagem do New Times Square, que é um edifício bem contemporâneo e traz referências das grandes metrópoles do mundo”, explica Neto.

SALA DO DIRETOR, PENSADA PARA PROPORCIONAR PRIVACIDADE ALIADA A INTEGRAÇÃO

80 ZELO

de reuniões, que recebe confortavelmente até seis pessoas. O móvel possui tampo de vidro e cavaletes de metal, que servem de pés. No final do trajeto, chega-se à sala do diretor, com portas de vidro preparadas para dar conforto acústico e privacidade ao jornalista. Formadas por quatro folhas de vidro de correr, abrem para os dois lados e possuem um metro cada. Em frente à mesa de trabalho, um cantinho criativo chama a atenção e dá um charme todo especial ao ambiente. A composição inclui uma cadeira de diretor de cinema, personalizada pelo arquiteto, e uma luminária que faz lembrar as vinhetas do Pixar Animation Studios. O teto da sala foi desconstruído. “Que-


FOTO: FÁBIO LIMA

ARQUITETO CÉSAR NETO

bramos o gesso e deixamos a laje exposta. Colocamos literalmente o teto abaixo”, brinca o arquiteto, que ainda revela que a única coisa original que ficou foi o piso. Uma das paredes foi pintada em cor de cimento e a oposta recebeu aplicação de tinta preta. Em um dos cantos do ambiente, o profissional acomodou um vaso com uma jabuticabeira, para quebrar a frieza da composição estrutural. Em frente à mesa de reuniões foi inserida uma estante de metal feita sob medida. Vazada, a peça tem prateleiras de madeira que podem ser desencaixadas e trocadas de lugar. César conta ainda que a maioria dos objetos de decoração é parte do acervo pessoal de Matheus. Um dos quadros foi trazido do Rio de Janeiro e é assinado pelo artista Fábio Fragozo. Podem ser vistas ainda obras de Hector Ângelo, fotografias de Rimene Amaral e uma composição artística de Maria Thereza Alencastro Veiga.

CÉSAR NETO ARQUITETURA NASA BUSINESS STYLE AV 136 Nº 761, SALA A 87 CESARR.NT@GMAIL.COM @CNARQUITETURA (62) 3626 5354/ 9 8130 9595

COMPOSIÇÃO COM JABUTICABEIRA, LUMINÁRIA, OBRA DE ARTE E CADEIRA PERSONALIZADA TRAZ VIDA E LEVEZA AO AMBIENTE

DESCONSTRUÇÃO DO TETO DÁ A TÔNICA DO PROJETO, QUE TRADUZ A PERSONALIDADE DINÂMICA E ARROJADA DE MATHEUS RIBEIRO

81 ZELO


decoração

FOTOS: FÁBIO LIMA

Beleza e

POUSADA DE CHARME QUARTO 8, DE CYNARA DE SIQUEIRA E KARINA DE SIQUEIRA

personalidade Julie Tsukada

Escolher as obras de arte para o ambiente é também um exercício de autoconhecimento

A presença de uma obra de arte no ambiente não serve apenas para trazer beleza e criar destaque na composição, mas também para traduzir o estilo e a personalidade de quem a escolheu. Mas com tantas opções possíveis, como selecionar aquela que irá harmonizar melhor com o espaço e que seja o reflexo do morador? Para o arquiteto Dimi Kuroki, essa opção deve partir, primeiramente, do reconhecimento ou descobrimento de si. Do que você gosta? Qual sensação quer que a obra de arte lhe cause quando você a vê? A partir dessas e outras questões, pode-se entender melhor o que você aprecia e, assim, selecionar um elemento que seja uma extensão do seu próprio ser. Além da questão pessoal, outra particularidade, segundo Kuroki, é a avaliação das diversas opções possíveis para expor a peça. Em termos gerais, é preciso que a arte “respire” e que a iluminação permita sua percepção. “A composição e o cuidado entre luz e matéria são essenciais”, ressalta o arquiteto. 82 ZELO

As obras mais utilizadas na decoração costumam ser pinturas e gravuras, tanto pela maior variedade como, no caso da última, pelo preço mais acessível. É preciso pensar também na moldura. Qual combina mais com a opção escolhida? Segundo o gerente comercial da Fast Frame, Peter Oliveira, o modelo mais utilizado é a canaleta, por ser fina e mais discreta, deixando a atenção voltada apenas para a produção artística. Oliveira explica que é necessário fazer uma avaliação do equilíbrio entre os tons da obra de arte e do mobiliário do espaço em que ela será inserida. “Ambientes modernos requerem molduras modernas, ambientes clássicos requerem molduras clássicas”, afirma. Kuroki lembra que a busca pela expressão através da arte pode ser feita em todos os tipos de espaços, através dos mais diversos formatos de obras. O importante é que isso aconteça, sempre, de dentro para fora.


HORTA 40, DE ANDRÉ LENZA

YOU’RE THE SKY, DE KARLA BITTAR E EDUARDO BITTAR

SOMOS TODOS IGUAIS, DE DIMI KUROKI, LARISSA NAHAS E PAULO GOMES

LIVING 05, DE ANA PAULA DE CASTRO E SANDERSON PORTO

STUDIO DA MOÇA, DE MARIANA MENDONÇA

83 ZELO


publizelo

Legitimamente goiano

Repaginado, Maxim’s Studio oferece atendimento personalizado e qualidade impecável FOTOS: MARCOS SOUZA

SHOWROOM DO MAXIM’S STUDIO EXPÕE COZINHA PLANEJADA E DECORADA

ATENÇÃO AOS PROJETOS E DESEJOS DOS CLIENTES

EXCELÊNCIA EM ACABAMENTOS, FOCO NO CLIENTE E CUSTO-BENEFÍCIO SÃO DIFERENCIAIS DA EMPRESA

A Maxim’s Ambientes Planejados, empresa goiana com mais de 30 anos de mercado, passa a atender em novo endereço. Atualmente localizado no Edifício Nasa Business Style, no Setor Sul, o empreendimento, comandado pelo empresário Carlos Augusto Alves Borges, passa a funcionar em formato de estúdio, com atendimento personalizado e novo nome: Maxim’s Studio. Projetado pelo renomado arquiteto Leo Romano, o espaço traz diferentes ambien-

tes, onde estão dispostos os móveis produzidos pela empresa, que possui um dos parques industriais mais modernos do Brasil. Atenta às mais recentes tendências em design, arquitetura e decoração, a Maxim’s traz soluções exclusivas para seus clientes e garante fidelidade aos projetos. Com alto padrão de qualidade na prestação de serviços, o estúdio se destaca no mercado goiano pelo acabamento impecável de seus móveis, que refletem a personalidade e os desejos dos seus consumidores. 84 ZELO

EDIFÍCIO NASA BUSINESS STYLE AV. 136 Nº 761, ST. SUL - GOIÂNIA - GO (62) 3999 0112 (62) 3281 3666


contato@monalizaesquadrias.com.br

(62) 3945-9652 (62) 3281-9652

www.monalizaesquadrias.com.br

(62) 99135-0376

facebook.com/monalizaesquadrias instagram.com/monalizaesquadrias

ARTE: GABRIEL EVAN

ARQUITETA ELIANE MENDONÇA

Rua 87 nº 553, Qd. F 27 Lt. 65 Setor Sul, Goiânia


turismo

Luxo em meio à

natureza

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Conheça os glampings, hospedagens que aliam o conceito de acampamento e glamour

DUNE PAVILION DECK DO GLAMPING LONGITUDE 131, NA AUSTRÁLIA

86 ZELO


Julie Tsukada Respirar o ar puro, andar pelo mato, sentir o cheiro da terra. Longe do caos e da correria das cidades, recolher-se e voltar-se à natureza é verdadeiramente revigorante. No campo, em serras ou praias, hospedagens como chácaras, hotéis e pousadas garantem conforto, mas nem sempre proporcionam o contato com o meio ambiente e o isolamento desejados pelos espíritos mais aventureiros. Para quem quer mais imersão na natureza sem abrir mão da comodidade, surge, no Reino Unido, um novo tipo de hospedagem

que contempla esta demanda: o glamping. A palavra, que une glamour e camping, é usada para definir essa modalidade de acampamento de luxo, que traz toda a hospitalidade, serviço e regalias de um hotel em meio a paisagens naturais. Além de todo o conforto e do cenário paradisíaco, alguns glampings também oferecem passeios pelas proximidades. Devido ao seu caráter ecológico, estas hospedagens adotam princípios de sustentabilidade e contribuem para o desenvolvimento da população local.

1 - CLAYOQUOT WILDERNESS RESORT, CANADÁ Inspirado nos grandes acampamentos do século XIX, o Clayoquot Wilderness Resort, no Canadá, oferta aos seus hóspedes experiências como terapias holísticas, observação de ursos e baleias e aulas da chamada “cozinha moderna natural”. Localizado às margens do Rio Bedwell, em British Columbia, as acomodações de glamping são tendas equipadas com camas king size, lareira e mobiliário completo.

87 ZELO

Países como África do Sul, Tanzânia e Quênia, devido à presença das savanas, são locais onde os glampings têm se tornado mais populares. Outros destinos em que a modalidade ganha força são Canadá, Portugal, Austrália, Índia e Argentina. No Brasil, apesar de não serem tão conhecidos, existem opções do norte ao sul do País. A seguir, conheça as opções que selecionamos especialmente para você, que pensa em aproveitar uma estadia cheia de natureza, conforto e glamour.


2 - DESERT RHINO CAMP, NAMÍBIA Cerca de oito tendas de lona com varanda propiciam belíssimas vistas panorâmicas da paisagem local no Desert Rhino Camp, que fica em um amplo vale na Namíbia (África). A sala de jantar e o salão principal, também de tenda, chamam a atenção por ficarem com as laterais parcialmente abertas, enquanto a piscina representa um excelente refúgio para o calor do dia.

3 - LONGITUDE 131, AUSTRÁLIA Alinhado entre as dunas antigas de Yulara, na Austrália, o Longitude 131 reúne 16 pavilhões de tendas cuidadosamente projetadas, com mobiliário personalizado. Localizado no Parque Nacional Uluru-Kata Tjuta, o glamping entrega uma incrível paisagem, predominantemente vermelha, devido à vista da rocha Uluru. Os hóspedes podem observar o cenário do interior de seus quartos, através de janelas que vão do chão ao teto. Também é possível relaxar em decks ao ar livre e dormir sob as estrelas.

88 ZELO


4- BELMOND SAVUTE ELEPHANT LODGE, BOTSUANA Erguido às margens do rio Belmond Savute Elephant Lodge, em Botsuana, este destino oferece uma convidativa piscina, duchas externas e refeições ao ar livre. O hotel possui 12 luxuosas e amplas tendas com salas de estar e banheiro, além de uma deslumbrante vista para o habitat natural de elefantes, hienas e guepardos.

5- DESERT CAMP DO DAR AHLAM, MARROCOS O Desert Camp do Dar Ahlam, no Marrocos, oferece hospedagem em meio às dunas de areia de Iriki. Em convidativas barracas de campo, repletas de tapetes africanos de junco, almofadas e decoração de campismo vintage, o espaço é perfeito para um retiro e oferece experiências únicas sob o estrelado céu marroquino. INTERPOINT VIAGENS E TURISMO TELEFONE: (011) 3087-9400 WWW.INTERPOINT.COM.BR 89 ZELO


FOTOS: SAM SACRAMENTO

social

VICTORIA PACHECO PINHEIRO E BRENO PINHEIRO

Casamento em Florença Trajando um vestido digno de conto de fadas, elaborado pelo estilista Cristiano Bernardes, Victoria Pacheco Pinheiro, filha de Caio Bruno e Andréa Pacheco, se uniu a Breno Pinheiro, filho de Edmo e Sônia Pinheiro, sob o pôr do sol da Igreja San Filippo Neri, em Florença, na Itália. A recepção aconteceu no hotel Villa Cora, residência aristocrática construída no fim do século XIX.

CASAL DURANTE A CERIMÔNIA RELIGIOSA

SÔNIA E EDMO PINHEIRO

MAGALY DE CASTRO, CAIO BRUNO PACHECO, ANDRÉA PACHECO, VICTORIA PACHECO E CAIO BRUNO FILHO

90 ZELO

EDMO E BRENO PINHEIRO


social FOTOS: ESTÚDIO FOTOGRÁFICO MÁRIA CÉLIA SIQUEIRA

Enlace O casal Tatianny Araújo Vargas e Breno Vargas trocou alianças em celebração especial no Infinity Hall. Com decoração da Vero Festas, buffet de Liliane Lobo e doces da Richesse Confeitaria, a cerimônia contou com apresentação do coral Orquestra Obra Prima, DJ Garrot e da banda de rock Venosa. O vestido da noiva foi assinado pelo estilista Cristiano Bernardes e o buquê, by Inês Carvalho. BRENO VARGAS E TATIANNY ARAÚJO VARGAS

PAULA ARAÚJO E SÉRGIO ARAÚJO

FOTOS: LUCIANA LOMBARDI

LUIZ FERNANDO JUNGMANN RASSI, FLÁVIA ARAÚJO JUNGMANN, SÉRGIO ARAÚJO, TATIANNY ARAÚJO VARGAS E PAULA ARAÚJO

CASAL CELEBRA UNIÃO

Nova clínica O Espaço Supreme, clínica médica com foco em beleza e longevidade, foi inaugurado pela dermatologista Maria Lígia Mendonça e pelo cardiologista Arthur Rocha, no Edifício New Times Square, Setor Bueno. Projetado pela arquiteta Larissa Maffra, o espaço oferece alta tecnologia em procedimentos estéticos, técnicas para emagrecimento, protocolos de antioxidação e equilíbrio hormonal. O lançamento, que foi embalado pelo violino da musicista Gabrielly Santos, recebeu a bênção de Padre Reinaldo. ARTHUR ROCHA, RAFAELLA GURGEL E MARIA LÍGIA MENDONÇA

GIULIANO DA SILVA LIMA, MARIA LÍGIA MENDONÇA, ARTHUR ROCHA E LORENA DARROT

GUSTAVO ROCHA E JULIANA MARTINS

91 ZELO

HEITOR ROCHA E MARIANA PIGOZZI


FOTOS: KIRAH VAN DER LEMON

social

Lá do alto O chef Ian Baiocchi, ao lado do seu sócio Domingos Ávila Neto, inaugurou o Grá Rooftop, bar localizado no topo do Órion Business & Health Complex. A casa, que é a primeira no estilo em todo o Centro-Oeste, apresenta cardápio sofisticado e carta de drinks para lá de interessante, diretamente da vista mais alta da cidade. A noite foi embalada pelo instrumentista turco Can Kanbay e pela cantora Cristiane Perné.

IAN BAIOCCHI E DOMINGOS ÁVILA NETO

VANESSA GUALBERTO E ALEXANDRE GUERRA

TÚLIO AUGUSTUS E BIBIANA ROGOSKI

ALEXANDRE PÉRES E RENATO LAGE

DANILA GUIMARÃES E ELIANE TEODORO

GIOVANNA MOREIRA E MARIA GABRIELLA STABILE

INSTRUMENTISTA CAN KANBAY E A CANTORA CRISTIANE PERNÉ

ARYANE CAMPOS E JOÃO GABRIEL TOMÉ, LAYLA MONTEIRO E WILLIAM NAOUM, ANA PAULA E HUGO LEONARDO SPENCIERE, MARIANA DINIZ E DOMINGOS ÁVILA NETO


social FOTOS: FÁBIO LIMA

Parceria de sucesso O arquiteto e designer de interiores Alexandre Milhomem recebeu convidados para um “Chá das Cinco”, evento que celebrou sua parceria exclusiva com as marcas By Kamy e Donatelli Tecidos, em seu showroom de móveis clássicos, a AM Casa. Na ocasião, foram apresentados produtos e novidades das marcas, como a coleção Tarsila do Amaral e a linha Nômade. A noite teve buffet de Liliane Lobo, decoração da Vero Festas e apresentação do coral D’Angellus, acompanhado pelo cantor Ângelo Martins e pela cantora Roberta Glayce.

GLAIDYSON PEREIRA, ALEXANDRE MILHOMEM, MÔNICA NOVAES E CLÁUDIO MARTINS

ALEXANDRE MILHOMEM E DORISELMA MARIOTTO

ANDRÉA APRÍGIO E ROGÉRIO DINIZ

LARA FALAVIGNA E FREDERICO NACRUTH

FERNANDA BRAGA E ANDRÉ LENZA

NELSON AZEVEDO, RITA AZEVEDO E NELSON AZEVEDO JR.

GABRIEL FREITAS PINHEIRO, ROSE PINHEIRO E ANDRÉ GIFFORD

BEL LASMAR E RILDO LASMAR

GLÁUCIO ROCHA, SILVIA HERINGER E PATRÍCIA ROCHA

CLÁUDIA ZUPPANI E ALEXANDRE MILHOMEM


social

IÊDA JARDIM E HAROLDO SOUZA

ADRIANO BITTAR, LU BARCELOS, RODRIGO FERREIRA E ROGÉRIO BORGES

JEAN BERGEROT, LEONORA ROCHA E LUIZ NOGUEIRA JR.

FOTOS: TOBIAS TOP FILMS

Exposição de arte O Instituto Leo Romano, centro cultural e sede do escritório do arquiteto homônimo, inaugurou a exposição Labirinto, do artista Christus Nóbrega. Sob curadoria de Cinara Barbosa, a produção revisita as memórias familiares do artista e apresenta obras que têm a renda labirinto como matriz.

FOTOS: NELSON PACHECO

LEO ROMANO E CHRISTUS NÓBREGA

Noivado nas alturas A estudante de Nutrição Marcella Naoum e o empresário Gustavo Naoum oficializaram seu noivado no Cielo Lounge, ambiente que a mãe da noiva, Fabíola Fleury Naoum, assina ao lado de Wilker Godoi Coelho na Casa Cor Goiás 2018. O evento, enfeitado pela vista noturna da cidade, do topo do Órion Business & Health Complex, contou com a presença de 60 convidados (família e amigos dos noivos). Os pratos da noite foram assinados pelo Hanna Buffet. MARCELLA NAOUM E GUSTAVO NAOUM

GEORGES NAOUM JR., MARCELLA NAOUM, GUSTAVO NAOUM, FABIOLA NAOUM E JOÃO VICTOR NAOUM

NEANDER COELHO, CARLA NAOUM, GUSTAVO NAOUM, MARCELLA NAOUM, EDUARDA NAOUM E VINÍCUS NAOUM

94 ZELO


HĂĄ 28 anos dedicando com comprometimento, carinho e paixĂŁo pelo que faz!

95 ZELO


publizelo FOTOS: DIVULGAÇÃO

SEDNA INFORMA

INAUGURAÇÃO DA NOVA TEMPORADA A Sedna Lounge inaugurou, em junho, nova temporada, com direito a uma reforma projetada pelo renomado arquiteto Leo Romano. Novos momentos e novas perspectivas, com a mesma excelência no atendimento.

MARCELO SERRANO

VINICIUS MACHADO, HÉLIO JUNIOR E HUGO ALVES

ANA CLARA PAIM

CAMILA AGONESE

96 ZELO


SEDNA WEEKEND No dia 18 de outubro, quinta-feira, Kungs apresenta-se na abertura do Sedna Weekend. A casa mais uma vez se destaca no quesito atração e traz, pela primeira vez a Goiânia, o DJ Frances Kungs, também conhecido como Valentin Brunel. Seu inconfundível hit “This Girl” fez tanto sucesso que ficou por semanas no ranking da Billboard, do Spotify, e alcançou a marca de 301 milhões de views no YouTube. Coachella, Tomorrowland e Ultra Miami foram alguns dos maiores festivais em que ele tocou.

NOVA CARTA DE DRINKS A Monin, líder mundial na fabricação e comercialização de xaropes e licores, trouxe para a Sedna uma nova carta de drinks, pensada para o público que frequenta a casa e que sempre quer mais novidades. Entre os coquetéis, uma mistura dos clássicos com versões exclusivas, uma linha de shots, novos drinks com gim e as mais variadas combinações com whisky, vodka e cachaça. São dez drinks e cinco shots. Inspirados nas grandes cidades do mundo, estão ainda os queridinhos do público: o London 75, que contém gim, lichia e tônica; o Moscow Mule, com vodka, suco de limão e uma espuma de gengibre; e o Madrid Summer, que tem tequila, Monin baunilha, maracujá e suco de maçã.

KVSH No dia 19 de outubro, sexta-feira, KVSH, que vem conquistando uma geração inteira e faz colaborações com Vintage Culture, Breno Rocha, Samhara e inúmeros artistas de peso, apresenta-se na Sedna e traz hits como Suavemente, Sede Pra Te Ver e Cante por nós. 97 ZELO


100ZELO

Profile for Revista Zelo

Zelo 41  

Quadragésima primeira edição da Revista Zelo

Zelo 41  

Quadragésima primeira edição da Revista Zelo

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded