__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

10

Edição de

Aniversário

ANOS

E di ç ã o

-

A n o

X

-

R $

1 5 , 0 0

-

w w w. rev i s t az e l o . c o m . b r

1

3 8 ª

Grande Hotel

Prédio localizado no Centro de Goiânia completa seu octogésimo aniversário

Decoração

Com tema Esperanzza, Mostra Época 2017 traz 24 ambientes elegantes

Glam

Ana Gequelin e Ruben Fontes posam em editorial de moda inédito para a Zelo


2


3


6

Os críticos de design adoraram. Os críticos de arquitetura adoraram. Os críticos de plantão ficaram sem palavras.

w w w. p a r q u e a r q u i t e t o n i c o . c o m . b r

Conheça o Apartamento decorado que virou unanimidade quando o assunto é elegância, beleza e estilo.


LUCID 7

4

Suítes

404, 326 OU 240 M2

1 por andar

RI 295 602

Rua 36, esquina com Rua 13, Setor Marista.

SPE Marista R13 Empreendimentos Imobiliários LTDA, CNPJ: 16.690.575/0001-13. Previsão de entrega da obra: Setembro 2020. Todas as informações técnicas referentes ao produto podem ser encontradas no www.parquearquitetonico.com.br .


10


11


Sumário

33

Doce Pimenta

48

Décor

68

Conheça

e acompanhe dicas e receitas sobre essa iguaria ardente com a renomada chef Emiliana Azambuja

Ambientada em 24 espaços, Mostra Época 2017 exibe projetos pensados sob a ótica do tema Esperanzza

Lifestyle O casal Ana Gequelin e Ruben Fontes em ensaio exclusivo e singular sob as lentes de François Calil

40

Design

56

Casa

85

Saúde

Gregory Kravchenko apresenta seu bucólico ateliê, onde produz objetos

focados na sustentabilidade

Assinado por Regina Amaral,

apartamento ganha fluidez e amplitude na integração entre espaço gourmet e áreas sociais

Dr. Frederico Nacruth detalha sintomas, prevenção e incidência de doenças cardiovasculares em jovens

44

História

66

Miami

90

Turismo

Zelo comemora os 80 anos do Grande Hotel, um dos projetos arquitetônicos pioneiros da capital goiana

Inspirado na arquitetura e lifestyle do destino americano favorito dos brasileiros, Miami One respira design

Em viagem pela Ásia, Bia Tahan traz relato sincero ao explorar a exótica e curiosa Bangkok


13


DIRETORA EDITORIAL Rosângela Motta EDIÇÃO GERAL Hannah Motta REPORTAGEM Alice Galvão Bia Tahan Juan Meloni Lucas Pereira Lucas de Godoi EDIÇÃO DE FOTOGRAFIA Ângela Motta FOTOGRAFIA Cristiano Borges Fabio Lima François Calil Kell Motta Nelson Pacheco Wellington Robson

Rosângela Motta

DIAGRAMAÇÃO Gabriel Evan Borba TRATAMENTO DE IMAGENS Vinícius Alves REVISÃO Fátima Tolêdo PROJETO GRÁFICO Carlos Sena JORNALISTA RESPONSÁVEL Astero Motta (JP - 2233) ESTAGIÁRIOS Lucas de Godoi ZELO EM BRASÍLIA Kell Motta (61) 9915-5115 IMPRESSÃO Gráfica Formato Mota Editora Ltda CNPJ 02.589.924/0001-09 Telefone: (62) 3259 6510 / (62) 8501 0333 www.revistazelo.com.br redacao@revistazelo.com.br Rua C-148 esq. C-136, Qd 304, Lt 12 Nº 868 - CEP: 74.250-010 Jardim América - Goiânia-GO A Revista Zelo não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nas colunas e artigos assinados por seus colaboradores e não tem vínculo empregatício com os mesmos.

CAPA

RUBEN FONTES E ANA GEQUELIN FORAM FOTOGRAFADOS POR FRAÇOIS CALIL, STYLING RENATO TOLEVI E BELEZA POR ÉRIKA MARINARI

Ângela Motta

zelo10 anos Quando a Zelo surgiu, há dez anos, nossa proposta era criar uma revista de lifestyle com reportagens bem elaboradas e cuidado gráfico. Uma publicação que não fosse apenas bonita, mas uma forma do leitor conhecer, em primeira mão, o que há de novo, quem está fazendo e como está fazendo. Neste período, crescemos, nos consolidamos, e nos orgulhamos do caminho trilhado. Tudo graças a uma equipe que sempre acreditou em jornalismo de qualidade, na excelência gráfica e que pensa, dia e noite, em conceber uma Zelo cada vez melhor. Nessa década, a Zelo acompanhou a revolução no mercado editorial, de olhos bem abertos para o novo, para as transformações que a modernidade nos delegava. Ao lado do impresso, caminhamos rumo à tecnologia, em sintonia com os hábitos de leitura de nosso público. Com a versão interativa dos conteúdos em diferentes plataformas – portal e mídias sociais –, oferecemos aos anunciantes novos formatos de veiculação e aos leitores, novas experiências. Para brindar, a edição comemorativa traz um conteúdo único e exclusivo. Na capa, o casal Ruben Fontes e Ana Gequelin, que posa para as lentes do fotógrafo François Calil. Como arte, arquitetura, design estão em nosso DNA, trazemos um especial da Mostra Época 2017, que apresenta 24 espaços pensados sob a ótica do tema Esperanzza, criados por alguns dos mais renomados profissionais de arquitetura, interiores e paisagismo. Quem nos recebeu em seu ateliê foi o design Gregory Kravchenko, que elabora móveis e objetos que impressionam pela sensibilidade e preocupação sustentável. Deliciosamente charmosa, a edição comemora os 80 anos do Grande Hotel, um dos projetos arquitetônicos pioneiros da capital goiana. Na seção de gastronomia, a chef Emiliana Azambuja nos conta os segredos e curiosidades da pimenta, essa iguaria ardente e saborosa. Em saúde e beleza, especialistas dão dicas e falam sobre as novas técnicas e tecnologias em produtos e serviços para o segmento. Em viagem, um passeio por Bangkok, uma cidade excêntrica e exótica por natureza, cheia de sabores e contrastes. Tem muito mais ainda, mas quero guardar espaço para agradecer aos nossos leitores e anunciantes, que nunca deixaram de acreditar no nosso projeto. Que venham mais dez anos. Obrigada! Rosângela Motta


15


Colaboradores

Hannah motta

GABRIEL EVAN

LUCAS PEREIRA

@hannah.motta

@gabriel.evan

@outlucas

fátima tolêdo

lucas de godoi

alice galvão

@mfatimatoledo03

@lucasdegodoi

@alicegalvaogyn

vinícius alves

BIA TAHAN

juan meloni

eMILIANA AZAMBUJA

@alvini0808

@biatahan

@juanmeloni

@e.m.i.a.z.a.m.b.u.j.a

astero motta

@asterofontenelle

françois calil

@francois_calil

erika marinari

@erikamarinari

wellington robson

@wellington_photografer

renato tolevi

nelson pacheco

@renatotolevi

@nelsonpachecophotos

kell motta

@kelldamotta


17


artigo

O raciocínio é simples: todo homem é mortal. Sócrates é um homem. Portanto, Sócrates é mortal. Se você conseguiu entender isso sem dificuldades, também vai se sair bem com essa outra lógica: “Pessoas ridículas são mais felizes. Quero ser feliz. Então, quero ser ridícula”. Agora você já está começando a duvidar da minha sanidade e da validade de ler esse texto. Não desista ainda. Ao final, quem sabe, você poderá se pegar com um verdadeiro desejo de se tornar ridículo também. Desejo e ridículo andam de mãos dadas. Isso quando a gente consegue sustentar o que quer, bancar para o mundo aquilo que desejamos. Foi assim com Kelly, a universitária que queria levar de casa o almoço a ser consumido na faculdade. Foi às compras. Na papelaria, não titubeou: escolheu uma lancheira térmica escolar Jolie. A vendedora, mais que depressa, contou a ela que uma artista plástica da cidade havia comprado uma igual para usar como bolsa em uma ida à boate. O fim da história? Kelly foi com sua lancheira Jolie para a faculdade, toda prosa, tirou foto feliz da vida, agradou-se em cheio. Que delícia de escolha! Mas a história poderia ter sido diferente. Kelly poderia ter cedido. A quem? Ao mundo que diz que ela, já adulta, não tem mais direito a usar “coisas de criança”. Em vez de agradar-se, ela agradaria ao outro invisível. Isso acontece com frequência... Assim vamos cobrindo nossos desejos com a capa social e nos deixamos cercear – porém, cientes daquilo que perdemos, sempre cobramos uma conta bem alta desse outro. É como nascem as neuroses. Os mais lindos sentimentos são tão, mas tão ridículos. Nos expõem, nos traduzem. Observe uma mãe olhando seu

bebê, o semblante é de boba sem tirar nem pôr. Denise e Carla, moças feitas, contam que sua mãe olha para elas com “olhar de psicopata”, uma piada interna na família. É tanto amor que fica ridículo mesmo. Assim como os apaixonados, que mergulham em sua linguagem inventada de “mozinho”, “mozão”. Quer coisa mais ridícula? Álvaro de Campos, heterônimo do poeta Fernando Pessoa, disse melhor: “Todas as cartas de amor são Ridículas. Não seriam cartas de amor se não fossem Ridículas. ......... Mas, afinal, Só as criaturas que nunca escreveram Cartas de amor É que são Ridículas.” Aí chegamos ao mais importante dessa conversa: ser ridículo é maravilhoso. O contrário significa nos entregarmos ao universal, jamais assumindo nossas singularidades. O psicanalista Jorge Forbes explica assim a questão: “O ridículo é o particular que não se encaixa em nenhum universal. São ridículos os termos de ternura quando ditos em público, os apelidos cúmplices, os carinhos. Aquilo que só serve a um, a dois ou a um pequeno grupo é habitualmente tachado de ridículo.” Então, é assim que terminamos: desafio você a ser ridículo hoje, amanhã e depois, quantas vezes quiser. Não se levar tão a sério, nem cobrar do mundo a conta daquilo que você deixou de fazer por temor do ridículo. Sem recalques, sem neuroses, o mundo dos ridículos é mesmo um lugar mais feliz. Entre nele, experimente.

valeria belém e luciene godoy valéria é Jornalista, escritora e psicanalista em formação, e luciene é Psicanalista, pesquisadora e escritora

FOTO: REPRODUÇÃO

18

Quero ser ridícula


imagem meramente ilustrativa

A mAtériA-primA do seu sonho.

NOVA COLEÇÃO PORTOBELLO

gOiâNiA 1 - JARDiM gOiÁS (62) 3092-6108 | rua 109, nº 102 • Vila são João gOiâNiA 2 - MARiSTA (62) 3089-5656 | rua 1.135, nº 298, esquina com a rua 1.137 • setor marista ANÁPOLiS (62) 3099-1221 | Av. são Francisco, 470 • Jundiaí RiO VERDE (64) 3622-0555 | Av. presidente Vargas, 134 • odília


artigo

Precisamos Falar de Caio

20

Foto: reprodução

Caio Fernando Abreu, jornalista e escritor, é um daqueles autores muito citados e pouco lidos. Proliferam nas redes sociais frases soltas de seus trabalhos. Obviamente, não dão a dimensão de sua obra. Quantos, efetivamente, o conhecem? Eu arriscaria dizer: poucos. É uma pena! Trata-se de um autor consistente e muito criativo. Tenho um volume antigo do Círculo do Livro (quem ainda se lembra dele?), presumo que de 1984. Havia lido a obra há muitos anos. No final da década de 80? Talvez. Para ser franco, a memória guardou pouco desse livro. Reteve o principal: linguagem poética, renovadora, poderosa. Poderia ser resumida assim: voz de uma geração desesperada, sufocada, ansiosa por liberdade, alegria e beleza. Com esses fiapos do tempo, abri (e reli) Morangos Mofados, lançado em 1982. O livro foi considerado, por boa parte da crítica, o melhor lançamento em prosa daquele ano. Caio faleceu em

1996, vítima de aids. Desculpem incorrer em lugar-comum, mas é verdade: a sua obra permaneceu. Em Morangos Mofados, Caio trabalha narrativas curtas (contos) para relatar o “grito preso no ar” da juventude dos anos 70 e 80. Período de sufoco, de ditadura, de censura. Os seus personagens são garotos e garotas fissurados na famosa trilogia: “sex, drugs and rock & roll”. O ambiente claustrofóbico é comum a todos os contos. Mas, por mais desespero que demonstrem, todos batalham pelos seus ideais. O ar rarefeito não conseguiu inibi-los. A música, as drogas, o sexo representaram justamente isso. É como se dissessem: “Eu não quero esta realidade. Dou-me ao direito de criar outra.” O conto Caixinha de música possui todos esses elementos poéticos/dramáticos. Começa assim: “Como se estivesse com a cabeça inteira dentro d’água e alguém começasse a tocar realejo na beira

francisco barros Jornalista, escritor e diretor da Editora InteRATIVA

do rio. Pequenas bolhas de som explodiam sem choque contra seus ouvidos, nota após nota, até formar-se também por dentro aquela melodia tão remota e lenta que parecia vir não mais da margem, mas do fundo.” A angústia de Caio Fernando Abreu é abissal. Ele corta a própria carne para criar literatura. Fala da sua condição homossexual sem incorrer em simplismos. Denuncia, livre do engajamento militante (pois resvalaria no esquematismo), a exclusão das minorias. Ao contrapor amor e violência, desnuda uma sociedade arcaica, moralista e opressiva. O conto que dá título ao livro Morangos Mofados é composto como uma peça musical. Faz referência direta à famosa canção de Lennon e McCartney: Strawberry fields forever. À noite, o personagem vomita pedaços de morangos verdes mofados. Mas amanhece um novo dia. Ele sobe ao terraço. Coloca-se diante de um dilema: pular ou plantar morangos? O final é você quem faz. Viva Caio!


21

RUA T-61, 270, SALA 03 - GALERIA T-61 (62) 36241007 (62) 9 99066124


s.o.s.cerimônia FOTOS: REPRODUÇÃO

alexandre lozi alexandre@grupolozi.com.br

Moscow Mule

22

Tradicionalmente servido em canecas de cobre , o Moscow Mule é um drink da década de 1950 que voltou a cena e tournou-se queridinho nos serviços de drinks em eventos. Recebeu esse nome em referência à capital Russa, devido ao fato de conter vodka. A receita é complementada por limão e cerveja de gengibre, mas, na falta da original, pode ser reproduzido com gengibre amassado e cerveja pilsen.

Cake design

Tupilas

Quando se fala do universo dos bolos, as tendências estão em constante transição. Os naked cakes têm dado lugar aos semi nakeds, que sao bolos um pouco mais estruturados. Um outro queridinho do momento ,fora do país , é o “dripping cake”, ou bolo pingado, no qual a cobertura parece estar escorrendo por suas laterais. Apresenta cores vibrantes e decoração em seu topo, sendo chamativo de uma maneira extrovertida. Pode ser que essa proposta chegue pra gente também!

Pode passar o tempo que for e elas continuam sendo clássicas e elegantes nos casamentos. Outono e inverno são estações do ano com temperaturas mais baixas e, por isso, se caracterizam como ideais para a utilização de Tulipas na decoração. Essas flores apresentam uma ampla cartela de cores: roxo, vermelho, amarelo e branco, sendo esta a escolha mais tradicional. Como é um item de custo alto, pode-se mesclá-la com outras na elaboração de arranjos glamorosos. Mesmo em pouca quantidade elas não deixam de trazer charme e suntuosidade.

Cor do ano O verde Greenery foi anunciado como a cor do ano de 2017 pela Pantone. O tom, escolhido por possuir uma essência renovadora, de otimismo e esperança é ideal para o cenário mundial, que se encontra tumultuado. No cenário dos eventos, isso pode ter uma relação direta. A cor corrobora cenários decorativos cobertos de folhagens, árvores e características naturais. Vale a pena ressaltar a preocupação com a sustentabilidade que não pode ser esquecida nos eventos.


23


CTRLSP

REGGIE MORAES reggiemoraes@yahoo.com.br fotos: divulgação

Lucas Arruda Formado na Faculdade Santa Marcelina, Lucas Arruda tem 34 anos, vive e trabalha na capital paulista, mas além de sua presença imponente na nova geração de artistas brasileiros, ele também tem recebido reconhecimento no exterior, tendo sua exposição individual Deserto-Modelo, com passagem por Roma, Cidade do México, Miami, Nova York, Berlim, Buenos Aires, dentre outras cidades, em mostras coletivas. Seus trabalhos são sobre memórias antes de serem pinturas sobre paisagens. Lembranças construídas no atelier e não ao ar livre. Galeria Mendes Wood DM - www.mendeswood.com

Club Jerome 24

O novo spot queridinho de Sampa é inspirado nos pequenos clubes dos anos 80 e 90, que primavam sobretudo pela música de qualidade. Com capacidade para acomodar confortavelmente 250 pessoas, o Club Jerome está localizado na Rua Mato Grosso, em Higienópolis, e tem como sócios Cacá Ribeiro e Rodrigo Mussolino, além de projeto cênico do multiartista Felipe Morozini. Na carta de drinks, clássicos como o Negroni e o Bellini. www.facebook.com/clubjerome

Artista singular As coleções de Wallace Barros acompanham o ritmo de seu desenvolvimento natural como artista. O mineiro ganhou notoriedade com um intrincado trabalho realizado com refugo de borracha da indústria automobilística. Graduado em Artes Plásticas e especializado em Design de Gemas, já desenvolveu adornos para grandes marcas. Sem usar ouro ou prata, seu trabalho tem expandido o conceito de joia. Há cinco anos em São Paulo, lança sua terceira coleção. www.wallacebarros.com.br

DJ All Starz aka Gil Riquerme Natural de Ponta Grossa, no Paraná, o DJ All Starz aka Gil Riquerme atualmente está com tudo. É residente mensal da festa Finesse no Club D-Edge e residente semanal da pistinha UpStairs na The Week. Seu set tem influências de house nas variações deep, disco, garage e chicago. Conta que tudo começou quando foi estudar Artes Plásticas em Curitiba, e, nessa época, promoveu sua primeira festa. Mais tarde mudou-se para São Paulo e se envolveu na cena noturna, trabalhando no extinto Clube Stereo. Após uma temporada em São Paulo, voltou a Curitiba, dando início à All Starz, festa que durou cinco anos e que fez história na cidade, sendo referência nacional na época, tanto pelos nomes que passavam pela cabine quanto pelos experimentos para novos talentos, como Bonde do Rolê, Jô Mistinguett e Boss In Drama, que deram start por lá. www.mixcloud.com/gilriquerme


25


trendALERT LIDI SANTOS lidiane@lidisantos.com.br

Além da

Um acessório que mexe com o imaginário fetichista voltou à cena da moda. A meia arrastão ganhou espaço nas passarelas e coleções e é a grande tendência para o outono/inverno 2017. Com uma pegada mais moderna e ousada, suas tramas compõem looks dos mais despojados aos mais clássicos e, o melhor, a peça vai além de uma estação. Nada convencional, a meia foi repaginada para dar um toque mais requintado e menos sensual à produção, e requer cuidados na escolha da composição para que não fique exagerado e inadequado. As telas maiores dão um ar mais arrojado, enquanto as menores são mais discretas. O aspecto vazado pode dar um tom informal. Então, prefira telas menores e peças de alfaiataria, que conferem produções mais distintas se o ambiente pedir. Ocasiões formais pedem looks mais sóbrios e neutros, mas isso não impede o uso de estampas, cores vibrantes e sandálias. Sim! A peça também pode ser usada com sapatos ou sandálias abertas e, ainda, pode ser aliada a estampas florais, geométricas, tons quentes, couro e veludo, dando informação de moda com discrição.

gação

fotos: divul

26

meia-calça

Dakota Fanning

JUNYA WATANABE PARIS, INVERNO 2018 RTW


Rua C-155, 520, Qd 326, Lt 13 - Jardim América (62) 3259-7503


SÓ PARAHOMENS César neto cesarr.nt@gmail.com

fotos: divulgação

Louis Vuitton Streetwear O diretor criativo da linha masculina da Louis Vuitton, Kim Jones, está revolucionando a marca. A grande novidade é a parceria com a Supreme, marca de streetwear queridinha dos skatistas. Os mais descolados acompanharam alguns dos looks postados nas redes sociais, prova disso foi a jacket red que deu uma cara nova e mais jovem à marca. Além das mochilas, as pochetes também voltaram com tudo. Um show de estilo.

Fashionista

Fios limpos e tonificados Que os homens estão cada vez mais vaidosos todos sabemos, mas as novidades estão sempre aparecendo. A nova linha Jacques Janine Professionnel, exclusiva para eles, promete deixar os fios limpos, tonificados e mais fortes diariamente. Conta com shampoo, condicionador, máscara e pomada. O melhor? Os valores são mais interessantes que os das tradicionais marcas do mercado.

De cara nova O clássico Converse All Star chega todo repaginado. Com foco nos jovens urbanos, que acordam cedo e passam o dia todo na rua, a peça ganhou versão em couro, preto e branco, com cadarços no mesmo material. O tênis já foi relido inúmeras vezes, sempre pegando carona na moda que resgata um guarda-roupa mais esportivo. E aí, será que a versão pega?

Na edição número 43 da São Paulo Fashion Week, João Pimenta apresentou um streetwear com status de nobreza. Alta-costura em peças facilmente encontradas no armário, como moletons, casacos e camisetas. Materiais mais tecnológicos como neoprene podem ser vistos e até mesmo um tricot, normalmente usado nos tênis, foi adaptado para camisetas, que ficam sem costura. Os toques de oversized foram bem medidos, de fácil vestimenta. Superversátil e sofisticado!


ZELO 10 ANOS!

30

Celebrando 10 anos de existência, a Zelo se mantém fiel aos seus valores e cultiva o compromisso firmado com o leitor. Durante esse período, a revista experimentou importantes atualizações, conquistou espaço e vivenciou grandes transformações. Isso é fruto, principalmente, do relacionamento respeitoso e profissional com seus colaboradores, leitores, parceiros e anunciantes. A seguir, leia o que algumas personalidades têm a falar sobre nossa história.

Valéria Perillo

Patricia Sepulveda

Primeira-dama do Estado de Goiás

Empresária

Completar uma década como referência em informação atesta credibilidade, maior conquista de um veículo de comunicação. Um motivo justo para que a equipe da revista Zelo comemore e um incentivo para prosseguir associando conteúdo de qualidade a um design gráfico refinado, premiando os leitores com uma pauta rica e diversificada. Em meio a tanta oferta no mundo globalizado, precisamos mais do que nunca conhecer e valorizar o que é nosso, genuíno, autêntico, mesmo em diálogo com as tendências internacionais. Tanto na versão impressa como no site, a Zelo tem papel importante na divulgação da cultura e dos valores goianos, nas mais variadas vertentes. Ao cumprimentar as editoras Rosângela, Hannah e Ângela Motta, torno extensiva minha admiração a todos os jornalistas, colaboradores e demais profissionais desta revista. Parabéns!

O tempo diferencia o aventureiro do empreendedor. Dez anos de revista Zelo. Dez anos de evolução e de aperfeiçoamento. Dez anos surpreendendo os leitores e cumprindo seu papel com o anunciante. Ângela e Rosângela, obrigada pela parceria e parabéns pelo zelo que sempre tiveram para com todos!

Lais Cunha gerente de marketing gpl

Rildo Lasmar Cirurgião-dentista

Reconheço a revista como um importante veículo de informação para a sociedade goiana. E nesse importante marco, quero desejar muito mais sucesso para a revista e que venham muitas outras décadas com ricas matérias. Sou muito grato pelo carinho que a revista tem por todos nós, leitores. Sucesso a todos!

É uma revista que me faz esperar por ela como um seriado... a gente sempre sabe que a próxima será melhor ainda. Minha história profissional se mistura com esses 10 anos de sucesso e parceria, em que tivemos sempre a cumplicidade da melhor informação. Parabéns, minhas queridas Ângela e Rosângela e, claro, a toda essa equipe que faz a diferença em cada edição. Sucesso por muitos anos mais!


Ademar Moura Gerente de Marketing da ebm

Acompanho a Revista Zelo desde sua fundação. Dez anos foram mais que suficientes para ela se tornar uma referência para os goianos que buscam informações da nossa cultura, gastronomia, turismo, moda e sociedade. O perfil da revista muito se confunde com o de suas idealizadoras, Rosângela e Ângela Motta. O profissionalismo empenhado, a seriedade, o talento e a competência só poderiam resultar em bons frutos. São reportagens leves, cuja leitura convida nosso imaginário a mergulhar em mundos tão diversos. Desejo vida longa e ainda mais sucesso à equipe Zelo.

São quase cinco anos de parceria. E um dos pontos que tenho para destacar da Revista Zelo é principalmente o relacionamento e a abertura de construção que a gente tem na elaboração do projeto, das matérias e na criação do conteúdo. Com certeza, esse é um grande diferencial da revista.

31

Raquel Teixeira Secretária de Educação, Cultura e Esporte de Goiás

Mônica Quinan

Madalena Marques

Psicóloga

Empresária

Para nós, goianos, a revista é motivo de muito orgulho. Porque é uma revista que pensa global e age local. É uma revista charmosa, cosmopolita, que traz matérias sempre inovadoras e que mostra o que nossa cidade tem de mais interessante. Eu sei do carinho e cuidado que essas meninas têm para tratar das matérias e para tratar dos seus entrevistados.

Tenho orgulho de ser parceira desde o início da revista Zelo. Pude conhecer e acompanhar o trabalho e profissionalismo da Ângela e Rosângela, juntamente com toda sua equipe. O que posso dizer em meu nome e da Persiflex Persianas é que estou junto para qualquer empreendimento que elas estiverem à frente. Obrigada pelo carinho de sempre para conosco.

Luciana Albernaz Diretora de Administração e Finanças do Sebrae Goiás

O Sebrae Goiás parabeniza à equipe da revista Zelo, em nome de suas diretoras Ângela Motta e Rosângela Motta, pelos dez anos de muito trabalho, dedicação e esmero na entrega do produto. A publicação conquistou seu espaço e ampliou sua presença no mercado com informações de qualidade nos mais diversos temas, como arte, arquitetura, decoração, moda, gastronomia, beleza, saúde, turismo, comportamento, crônicas, dentre outros. A revista cresceu junto com o mercado sem deixar nada para depois, tornando-se referência em conteúdo e imagem. O material publicado tem padrão internacional e a revista está sempre ao lado do seu público nos eventos de que participa e realiza.Registramos também um cumprimento especial aos leitores, internautas e parceiros da Zelo, que contribuem sobremaneira para o seu sucesso. Ler e acompanhar a Zelo tornou-se um compromisso. Que venham novos e bons anos de êxito e sucesso!


Rua D-3 Qd 102 Lt 05, Novo Horizonte @wellington_photografer adm.wellingtonrobson@hotmail.com

(62) 9 9855-5499


ardência

saborosa 33

Chefe Emiliana Azambuja faz breve histórico sobre a descoberta da pimenta e dá dicas espertas de preparos com o condimento

FOTO: STÚDIO FOTO PRIME - WELLINGTON ROBSON


34

Emiliana Azambuja Respeitar os gostos, as tradições alimentares e a estrutura de cada alimento é o que existe de mais atual. É um prazer descobrir uma fruta nova, uma receita, uma nova pimenta. Cada vez mais estamos falando disso, de retornar à origem do alimento, de ter novas emoções a cada experiência. A gastronomia fervilha em todos os nichos, programas de culinária, modismos, receitas clássicas, as tradicionais de família, o radicalismo, tudo se mistura a cada dia e o nível de conhecimento e o paladar exigente reinam em todo segmento. A tolerância é zero para as preparações sem tempero, sem alma, realizadas em “banho-maria”. Com todo respeito, é claro, ao método de cocção em si! O prazer vem do velho e bom temperão, de fogo, das pimentas, alho, das ervas e de uma boa alquimia com os ingredientes prediletos. E os que mais enfeitiçam são com elas, as famosas pimentas! Elas reinam mundo afora, cada uma a sua maneira. Sem fronteiras, é condimento estrela em todo canto do mundo. A gente respeita, estuda e se encanta! Em minhas preparações, sempre há um toque do seu ardor. Afinal, o que seria de uma Chica Doida sem estar doida na pimenta? Uma moqueca sem aquele calorzinho, um tutu de feijão sem uma boa pimenta Bode? Um Guacamole, então, sem pimenta é basicamente um sacrilégio! Todas as pimentas são do gênero Capsicum e contêm a substância Capsaicina, que é responsável por conferir ardência. Cada variedade tem um sabor peculiar e nem todas são ardidas, existindo entre elas uma classificação que determina seu grau de pungência. Entre suas inúmeras características e funções, têm baixo teor de sódio, pouquíssimas calorias e são livres de colesterol. Armazenam potássio, que contribui para o controle da pressão arterial e previnem o AVC, e estoques de antioxidantes betacaroteno, vitaminas A, E, e C – pode chegar ao dobro das frutas cítricas – e ácido fólico. Todos agentes anticancerígenos. Além disso, atuam como vasodilatador, pre-

fotoS: Stúdio Foto Prime - Wellington Robson


Tempero do amor Há quem utilize a pimenta como tempero do amor, pois ela realça o sabor, excita os sentidos, traz calor, ardor e por isso muitos acreditam que ela seja afrodisíaca e que desperte a

imaginação e os sentidos para o amor. Há quem também jure que ela afasta o “mau-olhado”. Até Chico Buarque e Dorival Caymmi deram suas receitas em música. Ao cantar a feijoada completa e o vatapá, tesouros da nossa riqueza gastronômica nacional, os dois poetas da MPB não esqueceram de acrescentar malagueta, uma pimenta tão brasileira que muita gente nem pensa em discutir sua origem. Até no dicionário Aurélio, a dúvida está registrada: de origem controversa. Hoje, tailandeses e coreanos são considerados os maiores consumidores de pimenta do mundo. Por pessoa, a quantia pode chegar a até 8 gramas diários. Por aqui, não há dados sobre o consumo, mas o cultivo é feito em praticamente todas as regiões, com destaque para Bahia, Ceará, Minas Gerais, Goiás, São Paulo e Rio Grande do Sul. Os frutos maduros são vermelhos, mas podem variar desde o amarelo até o preto, além de alaranjado, salmão e roxo. O formato varia de acordo com a espécie, e há frutos alongados, arredondados, triangulares e quadrados.

No Brasil, o cultivo de pimentas era uma característica das tribos indígenas, já na época do descobrimento do País. Com a imensa variedade de pimentas nativas, certamente pode-se supor que diversas tribos as cultivavam e colhiam. A prática do plantio de pimenta pelas tribos indígenas continua até hoje, como, por exemplo, dos índios mundurucus, da bacia do Rio Tapajós. Os registros mais antigos do consumo da iguaria datam de aproximadamente 9 mil anos, resultado de explorações arqueológicas em Tehuacán, México. Outros sítios arqueológicos pré-históricos (2500 a.C.) são conhecidos no Peru, nas localidades de Ancon e Huaca Prieta. Foram as rotas de navegação no período de 1492-1600 que permitiram que as espécies picantes e doces de pimentas e pimentões viajassem o mundo. A globalização do conhecimento, de 1500 para cá, possibilitou que as sementes passassem a ser consumidas por povos de todas as origens, em quantidade crescente e nos mais diversos usos.

Saiba mais: • • • • • •

• •

Pimenta-de-macaco – Existe no Cerrado e na Amazônia. Nos quintais da cidade de Goiás, elas reinam sem pretensão nenhuma. Bode (C. chinense) – Frutos arredondados ou achatados, vermelhos e amarelos. É muito picante e os frutos maduros são utilizados principalmente em conservas. Cambuci (C. baccatum var. pendulum) – Frutos vermelhos em forma de campânula ou de sino. Com sabor adocicado, pode ser utilizada em saladas. Cumari-do-pará (C. chinense) – Frutos triangulares e amarelos quando maduros. Bastante picante, é utilizada em conservas. Cumari-verdadeira (C. baccatum var. praetermissum) – Frutos arredondados ou ovalados, vermelhos e muito picantes. Dedo-de-moça (C. baccatum var. pendulum) – Frutos alongados e vermelhos. Sua pungência é baixa e é utilizada em molhos, conservas e desidratada, em flocos (calabresa). Jalapeño (C. annuum) – Originária do México, com frutos grandes, sabor forte e pungência mediana. Malagueta (C. frutescens) – Uma das mais cultivadas é vermelha, mede de 1,5 e quatro centímetros. Com pungência de média para alta, é a mais utilizada para “esquentar” o acarajé. Pimenta-de-cheiro (C. chinense) – Frutos alongados, triangulares ou retangulares. A coloração também é variável (amarelo-leitoso ao preto), assim como a pungência (doce até muito picante).

35

venindo contra o enfarto, são descongestionante nasal e aliviam o processo de sinusite. Também são um antidepressivo poderoso. Apesar de todos estes nutrientes, o principal carro-chefe nutricional das pimentas é terem como princípio ativo os capsaicinoides. Eles possuem atividades antimicrobiana, anti-inflamatória, anticancerígena, melhoram a digestão, diminuem os níveis de colesterol e podem até colaborar com o emagrecimento. Seu nome vem do grego “Kapto” que significa morder, picar. Acredita-se que foram uma das primeiras plantas a serem domesticadas pelo homem. Em um jantar, seja formal ou informal, com pompa ou sem, um Cheviche perfeito e bem apimentado servido aos convidados muda o astral das pessoas, dos sorrisos e das intenções.


rECEITAS Bandeja Petisca Pimenteira com Bacalhau iNGREDIENTES 01 fatia de tomate grelhado 01 fatia de abobrinha grelhada 01 fatia de berinjela grelhada 01 fatia de pimentão amarelo grelhado 01 fatia de pimentão vermelho grelhado 250g de Bacalhau grelhado Molho lambão de pimentas e cítricos Ingredientes

36

200ml de azeite 01 dente de alho finamente picado 01 pimenta-de-cheiro fatiada 01 pimenta dedo de moça 01 flor de alho assada Raspas de limão Siciliano Raspas de laranja Sal rosa a gosto Ervas frescas a gosto Preparo Com os vegetais e o Bacalhau grelhados, monte as fatias e finalize com molho lambão. Belisquete ardente Romeu e Julieta Ingredientes 01 goiaba fatiada finamente 100g de goiaba desidratada 200g de queijo mascarpone 100g de pistache picado molho Ingredientes 100g de goiabada cascão pastosa Suco de laranja, cachaça e pimenta dedo de moça, ou outra espécie de sua preferência preparo Misturar todos os ingredientes. Para a montagem, sobreponha as fatias de goiaba fresca às desidratadas, o marcarpone e decore com flores e sua erva predileta, sem moderações.


37


GOURMET

38

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Amor pela gastronomia Antônia Buffet é a nova aposta da empresária Marly Siqueira para a realização de grandes sonhos Alice Galvão Como já dizia Geraldo Vandré, nos idos de 1968, na música Pra não dizer que não falei das flores, “quem sabe faz a hora, não espera acontecer”. A frase poderia facilmente ilustrar a postura da empresária Marly Siqueira, quando, em 2016, ampliou seu modelo de negócio com o serviço de buffet em eventos para acompanhar as transformações do mercado gastronômico. A empresária redescobriu um nicho de mercado que há muito tempo havia deixado de atender. “Comecei a fazer, no espaço do restaurante, jantares de colação de grau, casamentos, festas de 15 anos, reuniões corpora-

tivas e outros eventos”, conta. Logo, as indicações foram se espalhando, a demanda cresceu e o Antônia Buffet tomou corpo. “Hoje as pessoas querem qualidade e preço justo”, enfatiza Marly Siqueira. O Antônia Buffet possui gastronomia contemporânea e regionalizada. Atende tanto os eventos realizados no restaurante, onde também são oferecidas as degustações, quanto os realizados fora (Goiânia e interior do Estado). O serviço externo é acompanhado de perto por Marly, que faz questão de colocar sua assinatura em cada item do cardápio. Do atendimento ao clien-

te ao fechamento operacional do evento, ela acompanha tudo pessoalmente. “O segredo do Antônia Buffet é que eu coloco amor. Além disso, se o chef faltar, eu vou para a cozinha e faço todo o trabalho”, orgulha-se. O Antônia Buffet hoje é uma empresa consolidada com um histórico de muito sucesso. Todos os anos é o buffet oficial para a realização do Réveillon dos Esquecidos, que teve público estimado em 5.500 pessoas em sua última edição. Está à frente, ainda, de grandes eventos de formatura e casamentos por todo o Estado, com um público de até 3.000 pessoas.


em cada prato, o toque final de marly siqueira. Acima e abaixo, algumas das delícias do menu do Buffet

39

Atenta aos detalhes, Marly sempre ouve os clientes para saber como eles reagem ao sabor dos pratos. A mesma coisa acontece nos eventos externos. “Tem formando que me manda mensagem pelo WhatsApp pedindo a receita de alguns pratos que eu sirvo no evento; isso não tem preço”, alegra-se. Assistente social por formação, Marly trabalha com gastronomia há 30 anos e não pensa em fazer outra coisa. Ela acredita que teoria e técnica são importantes, mas que de nada servem se não vierem acompanhadas da experiência e da vontade de agradar o paladar do público. Sua história no segmento é permeada pela interação profissional com diferentes e renomados chefs, mas o toque final é dela. “Eu faço questão de dar o meu toque. É isso que faz a diferença no meu cardápio”, reforça Marly. Algumas vezes esta postura encontra certa resistência inicial, mas depois que o prato fica pronto e os clientes dão seu feedback positivo, a parceria se estabelece e vai se aprimorando. Muito criativa, a empresária se considera uma cozinheira nata e não esconde a paixão pelo que faz. Com uma equipe focada na satisfação do cliente e um casting de parceiros de alta performance para atender os eventos externos, o Antônia Buffet ganha força e prova que criatividade, amor, persistência e compromisso são valores importantes em um mercado cada vez mais técnico e competitivo.

Quadra 240, Lote 5 - Rua 1136, 42 St. Marista, Goiânia (62) 3924-7720

a empresária Marly Siqueira (ao centro) posa com a equipe, que é qualificada para executar um excelente serviço de banquete


40

Fotos: Stúdio Foto Prime - Wellington Robson

design

As invenções de

Gregory Kravchenko Amante da natureza, artista fundador da KRAV Design cria móveis e objetos que impressionam pela sensibilidade e preocupação sustentável


Lucas Pereira

Luminária Costela de Vaca tem desenho dinâmico que remete aos ossos do animal

banco da coleção Gira Mundo é um dos xodós do artista

41

Um recanto onde um artista apaixonado pela natureza dá vida a traços cuja inspiração não poderia ser mais bruta e genuína: os sentimentos. Gregory Kravchenko é o nome à frente da KRAV Design, atelier localizado em uma chácara em Goiânia onde a natureza é mais do que mera paisagem, mas parte fundamental do lugar. O gaúcho radicado na capital goiana desde a infância recebeu a equipe de reportagem da Zelo para uma conversa no próprio ateliê, em meio à imensidão de verde do lugar. Mestre em Engenharia de Produção e especialista em Design Estratégico, ele também trabalha como consultor de produção e atua nas várias áreas do design para o desenvolvimento de produtos, tecnologias e processos. Gregory ainda participa de missões internacionais para realização de pesquisas de mercado, além de trabalhar como gestor de projetos estratégicos e de inovação. Questionado sobre como definiria seu estilo de trabalho, Gregory faz uma longa pausa. “Eu não sei dizer. Eu mudo muito, a gente evolui”, responde. “Uma característica marcante é minimizar o desperdício de matéria-prima”, complementa em seguida. Na KRAV, seu ofício desenvolvendo móveis e objetos é totalmente artístico, o próprio local é lúdico, cercado

Banco apoio FDT, desenvolvido com material de reaproveitamento

Banco Hashi foi concebido com inspiração japonesa

Tabuleiro de xadrez Babuska, pensado a partir das famosas bonecas russas

Luminária Plic, desenhada em parceria com Humberto Melo


42

por natureza e imerso em uma atmosfera bucólica. “A produção aqui é devagar, tem que ser devagar”, diz. Ao contrário da atuação como consultor de grandes indústrias do segmento de design, que ele revela ser um trabalho que não dá vazão à criatividade. “Você precisa pensar de forma estratégica para vender a peça, não é um trabalho criativo”, diferencia. Com diversas criações premiadas pelo Prêmio Museu da Casa Brasileira, Gregory diz que seu traço depende fundamentalmente do sentimento que o cliente lhe transmite. “Muitas vezes a pessoa faz o projeto através das minhas mãos.” Outras vezes sua inspiração é própria, íntima. E exemplifica com um tabuleiro de xadrez concebido por ele que remete à Babuska, tradicional boneca russa, com diferentes tons de madeira. “É ótimo colocar cor nas peças, principalmente cores naturais. É uma forma de tornar lúdico algo que por natureza não é lúdico”, afirma, apontando para a sua xiloteca, uma coleção de amostras de madeira que ele exibe em uma das paredes do atelier. Em meio à intensidade do roxinho, a cedrorana, o conduru, o cumaru e muitas outras, o artista garante que cada tipo de madeira tem uma beleza única, nenhuma se assemelha exatamente à outra. De acordo com o especialista, não existe madeira que acaba, mas, sim, que é pouco plantada. “O freijó, o pessoal tem usado muito porque tem existido uma demanda grande, então os preços caem, os produtores produzem mais e vira moda”, afirma. Ele ainda complementa que o jacarandá, por exemplo, é uma madeira raramente encontrada hoje em dia por ser pouco plantada. Gregory não desenvolve somente peças com madeira, mas sua nítida conexão com a natureza certamente vem da infância. Desde criança ele se aventurava pela propriedade e criava brinquedos de madeira. “Tudo o que tem aqui foi plantado pelo meu avô, meu pai ou por mim”, diz, bem-humorado. Durante a conversa, ele nos aponta um pé de pimenta rosa, ipês, uma tamareira, entre outros. “Aqui a gente não perde nada, o que sai daqui é somente o pó”, se diverte.

Gregory durante processo de produção em seu ateliê


43


44

Foto: Hélio de Oliveira / Acervo Secretaria Municipal de Cultura

cultura

No coração de Goiânia, o Grande Hotel foi oficialmente inaugurado em 23 de janeiro de 1937 e tombado pelo Iphan, em 2003, como acervo arquitetônico e urbanístico Art Déco da cidade


Baluarte goiano Um dos projetos arquitetônicos pioneiros de Goiânia, o Grande Hotel completa 80 anos no coração da Capital e se perpetua como elemento importante na história Lucas Pereira que se tornou uma espécie de point para encontros e reuniões. A localização era estratégica, próximo à Praça Cívica, aos outros prédios pioneiros na região, e à saída da cidade no final da Avenida Goiás, onde funcionava a Estação Ferroviária. Das sacadas do hotel, políticos, empresários, fazendeiros e celebridades da época assistiram o progresso chegar. “Como fenômeno da edificação no meio desbravado por Pedro Ludovico, foi um grande impacto a construção do Grande Hotel”, explica a professora da Universidade Federal de Goiás (UFG) e mestre em Arquitetura e Urbanismo Simone Borges Camargo de Oliveira. Ela ainda comenta que o projeto de interior foi concebido com o que havia de mais luxuoso na época, como luminárias e poltronas, todas seguindo o estilo Art Déco. “O Grande Hotel abrigou pessoas ilustres durante a realização de congressos, como o Batismo Cultural de Goiânia, em 1942, e o Congresso Nacional de Intelectuais, em 1954, quando, entre as celebridades nacionais e internacionais, se hospedaram aqui Pablo Neruda e Monteiro Lobato”, diz o secretário municipal de Cultura, Kleber Adorno. Ele relembra as grandiosas festividades que foram sediadas nos salões do hotel, como o primeiro carnaval e o primeiro Réveillon da Capital, ambos em 1936. “Suas paredes

presenciaram a construção de uma capital sonhada e planejada”, conjectura. Legado cultural Ao longo desses 80 anos, os registros indicam alguns períodos em que o hotel permaneceu inativo. “Hoje o Grande Hotel é um Centro de Memória e Referência da Capital. Ele abriga a Divisão de Patrimônio Histórico, que reúne diversos documentos e fotos históricas de Goiânia, desde sua construção”, explica Kleber Adorno. Algumas salas ainda são utilizadas por secretarias da prefeitura e outra área, pelos funcionários do INSS, além de haver também uma Biblioteca Municipal Infantil e Juvenil no térreo. Em novembro de 2003, o Grande Hotel foi considerado Patrimônio Histórico de Goiânia pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). No ano seguinte passou por um processo de restauração que respeitou e manteve os traços do seu projeto original. Ainda em 2004, o local abrigou a 8ª edição da Casa Cor Goiás, tradicional mostra do segmento de arquitetura e decoração. Em 2012, a Panaceia Filmes, produtora audiovisual goiana, deu início ao Cinema na Calçada, uma iniciativa que exibe filmes ao ar livre anualmente, no mês de setembro, na porta do hotel. “Eu o conhecia de atividades cultu-

45

O Centro de Goiânia é um celeiro de histórias, abriga um zunzunzum diário e um caminhar incessante de pessoas. Mas é ali também que outras tantas histórias, essas mais discretas e silenciosas, estão guardadas. Elas vêm de prédios que nasceram e cresceram com a cidade, edifícios que foram cenários dos mais diversos acontecimentos. E que, assim, ajudaram a construir o que hoje é a capital goiana. Um deles em especial, o Grande Hotel, celebra em 2017 seu octogésimo aniversário. Quantas vezes você passou por ele, na esquina da Avenida Goiás com a Rua 3, no coração do Centro, a pé, de carro ou ônibus e nem sequer olhou para o prédio? Perceber o edifício é se dar conta da história não só da cidade, mas do seu povo. Obra-prima da criação de Goiânia, o Grande Hotel foi construído entre setembro de 1933 e abril de 1935, assinado pelo arquiteto Attilio Corrêa Lima, e inaugurado oficialmente em 23 de janeiro de 1937. Concebido no estilo Art Déco, em cor-de-rosa, tom que prevalece até hoje, o prédio era o que havia de mais moderno nos arredores naquele tempo. Eram três pavimentos, sendo 60 quartos, quatro apartamentos de luxo e inúmeros banheiros, além de garagens e outras dependências sociais e privativas. Uma das sensações do lugar era o espaço do bar e restaurante,


Foto: Reprodução

Fachada da construção, que funciona hoje como sede da Gerência de Patrimônio Artístico e Cultural, unidade da Secretaria Municipal de Cultura, da Prefeitura de Goiânia

46

Fotos: Autor desconhecido / Acervo Secretaria Municipal de Cultura

Concentração de pessoas em frente ao Grande Hotel para o primeiro carnaval de Goiânia

rais, mas o primeiro contato profissional foi enquanto eu dirigia o Goiânia Ouro e a secretaria me pediu que acumulasse também a direção do Grande Hotel”, conta Carlos Brandão, artista goiano com carreira que passeia entre a música, a literatura e a produção cultural. Lá, ele realizou diversas atividades, entre elas o tradicional Chorinho, encontro cultural com apresentação de bandas de choro na calçada do hotel, que já chegou a reunir duas mil pessoas nas noites de sexta-feira. Entre outras iniciativas assinadas pelo produtor cultural está o Cinema na Sacada, uma projeção de filmes realizada na sacada do prédio, além de encontros com escritores e saraus literários. “O que mais me marcou no Grande Hotel foi o Chorinho. Foi uma iniciativa que teve muita empatia com a popula-

Da sacada do prédio, em 1940, vista para a Avenida Goiás, em direção ao Centro Cívico

ção, a cidade se apropriou dele, exigia que acontecesse”, relembra. Brandão alega existir uma insegurança quanto ao futuro do prédio, o que acarreta em menos interação das pessoas com o locale e o impede de se fortalecer como reduto cultural. “Não há investimentos no edifício porque ninguém sabe o que vai acontecer com ele, se o INSS vai permanecer ali ou se ele será doado para o município, por exemplo. É uma lenga-lenga que se arrasta há alguns anos”, explica. Memória de um povo Simone Borges nos lembra que o Grande Hotel é um marco não só arquitetônico, mas da construção da história do povo goiano. “Quanto mais se conhece sobre a história da cidade, mais os edifícios passam a ser inseridos nes-

sas histórias. Um patrimônio não é um edifício parado, é uma história da nossa própria vida”, garante. Ela afirma que a aproximação cultural é um vínculo muito positivo. “Os pequenos momentos de lazer dentro do seu estilo aproximam o indivíduo dele mesmo e depois dos objetos, sejam edificados ou não. É a ocupação do espaço pela própria população”, analisa. A educadora ainda faz uma ressalva a respeito de noções de engajamento muitas vezes errôneas. “O descaso não é descaso do Estado ou de um órgão público, a memória é um pertencimento, então temos que nos sentir pertencentes à cidade. O que temos feito enquanto cidadãos para que as memórias da nossa cidade não sejam destruídas?”, nos sugere o questionamento, tão válido quanto urgente.


47

Decoração

Em 24 ambientes, Mostra Época brinda edição 2017 com tema Esperanzza

Luxo

Miami é inspiração para decorado com vista para a Alameda Ricardo Paranhos

Estilo FOTO: marcos camargo

Com influência da era vitoriana, Parque Arquitetônico faz releitura do vintage


decoração

Esperanzza Mostra Época traz ao público 24 ambientes humanizados, que inspiram conforto e valorizam os detalhes

48

fotos: Eliane de Castro

Sala de estar (Leife Cantuária e Gabriella Cunha)

Vitrine (MEIRE Santos)

Varanda (Jacqueline Adorno e Mayara Oliveira)

Alice Galvão Sensação de acolhimento e aconchego são as principais características dos 24 ambientes, montados por alguns dos mais renomados profissionais de arquitetura, interiores e paisagismo em Goiás, na Mostra Época 2017. Após um intervalo de quatro anos, o tema Esperanzza traz para esta edição a aposta da organização na retomada do crescimento

do País e na busca das pessoas por estabilidade e qualidade de vida. A grande novidade fica por conta da parceria com o mobiliário da marca Líder. Além das quatro vitrines, os ambientes da mostra formam um conjunto equilibrado de cores e texturas, valorizando o mobiliário. Predominam os tons neutros, com cores fortes aparecendo pon-

tualmente em alguns dos espaços. Muitas obras de arte e peças nobres trazem sofisticação. Branco, preto, madeira e couro dialogam com metais e luminárias com design arrojado. Vegetação artificial, muito próxima visualmente à natural, e objetos pessoais oferecem humanização a cada um dos espaços. Quem circula pela mostra consegue se sentir em casa.


49

Espaço Confraria (Juliana Resende, Flávia Araújo e Ednara Braga)

Living (Ana Paula Munhoz e Gabriella Saback)

Hall de entrada (Rubiana Teixeira)

Banheiro Público Masculino (SELMA PARREIRA)

Estar Íntimo e Jogos ( Wilker Godoi e Fabíola Naoum)

Estar íntimo (Jefferson castro)

Suíte do Casal (Milena Niemeyer)


50

FOTO: eliane de castro

Foto: marcos castro

aconchego

receber bem Projetada pelo arquiteto William Hanna, sala de jantar democrática está pronta para acolher os visitantes

William Hanna (62)98542-1188 arqwilliamhanna@gmail.com @williamhannaarquitetura

A sala de jantar é um dos espaços mais democráticos e versáteis da casa, tradicional cenário das refeições em família e das reuniões entre amigos. Para acompanhar o dia a dia movimentado e dinâmico dos tempos atuais, este espaço ganha cada vez mais funções e se torna essencial para o convívio social e familiar. Dentro desses preceitos da vida moderna, foi projetada pelo arquiteto William Hanna a Sala de Jantar da Mostra Época Esperanzza 2017, em homenagem à empresária Madalena Marques. Sofisticação e glamour se traduzem em um espaço eclético e com características acentuadas em detalhes expressivos e simétricos. Cinza, branco e dourado convivem harmonicamente em uma atmosfera que reúne o receber bem e o estar bem. O mobiliário, exclusivo Líder, em tons neutros se integra em um layout flexível, privilegiando o jantar com estilo e leveza.

Carinhosamente chamada de “Madá”, a empresária à frente da Persiflex é uma mulher única, carismática e benevolente. Sabe como ninguém receber com categoria e simplicidade, adjetivos que se multiplicam quando compreendemos a dimensão da felicidade com que ela enfrenta as adversidades da vida. “Sorriso farto, abraço caloroso, sinceridade no olhar, enfim, ela transmite a mais pura e verdadeira singeleza do ser humano que sempre queremos ter ao nosso lado”, elogia William. Um espaço com estilo e personalidade, que transmite ao visitante a importância de cada detalhe da sala de jantar, onde mobiliário, iluminação e adornos traduzam, de forma harmônica, o carinho da composição. O ambiente apresenta uma mescla equilibrada de texturas e acabamentos, que resultam em uma atmosfera elegante focada no aconchego e bem-estar.


Equilíbrio visual Responsável pelo estúdio da empresária, arquiteta Rose Campos Vaz homenageia Ivana Menezes Alice Galvão

Rose Campos Vaz (62) 3932-5776 rose@rosecamposvaz.com.br @rosecamposvaz

Um espaço multiúso para uma mulher multifuncional. Assim é o projeto de Rose Campos Vaz para a Mostra Época Esperanzza 2017. Em homenagem a Ivana Menezes, o estúdio da empresária, com mais de 80m2, é o maior ambiente do evento e exibe as peças mais sofisticadas da coleção Líder. Inspirada pelo lustre do italiano Sandro Santantonio, a arquiteta aproveitou a amplitude do espaço para mostrar que a mistura de cores pode ser feita também nos metais. No ambiente, prata, dourado e cobre dialogam em equilíbrio visual no quarto, no estar íntimo e no espaço para refeições. O estúdio retrata o perfil múltiplo da mulher contemporânea. “Ela é empresária, mãe, amante e artista, além disso, é uma pessoa que viaja muito e, quando está em casa, quer descansar e usufruir dos prazeres do dia a dia”, detalha Rose.

O quarto traz um pequeno home office e a cama foi ornada com kit Sílvia Heringer. No estar estão as lembranças de família, em porta-retratos, objetos e flores que Ivana adora. A mesa Renda, do Estúdio de Design Nada se Leva, está posta para café da manhã, com utensílios das lojas RB Decorações e Bruna Baiocco Enxovais, já que esta é a refeição mais importante para a homenageada. A composição traz itens clássicos e modernos, preto, branco, marrom e metal, em peças da Adorno Design. A iluminação, elaborada com peças da Milimike, é ora indireta, ora marcante. O espaço para refeição ganhou painel de ripado com arandelas italianas da Axo Light, dando um charme especial. Papel de parede, cortinas da Revestic, peças do acervo pessoal da empresária como livros e croquis, e obras de arte da Galeria Época finalizam com elegância o ambiente.

51

Foto: Nelson Pacheco

Foto: Eliane de Castro

requinte


52

Fotos: Eliane de Castro

sofisticação

Alma romântica Peças clássicas, tom rosé e um pendente Maria Thereza dão personalidade ao quarto projetado por Lívia Martins Alice Galvão “Ela é minha melhor amiga, madrinha da minha filha e foi quem cortou o cordão umbilical do meu filho quando ele nasceu.” Assim a arquiteta Lívia Martins descreve a irmã, personagem que inspirou a criação do “Quarto da moça”, seu projeto para a Mostra Época Esperanzza 2017. O ambiente foi pensado para a médica de 26 anos, que está se especializando em Ginecologia e Obstetrícia. As peças clássicas e o tom rosé nos objetos e papel de parede dão ar romântico ao amplo quarto, que tem 33m² e nenhum móvel planejado. “Como hoje em dia os closets são separados dos quartos, eu achei que não justificaria perder espaço de parede para colocar armário”, explica a arquiteta. A escolha também foi importante para valorizar os móveis do Espaço Líder.

Lívia instalou no eixo do projeto, sobre a cama de casal e o pufe, um lustre Maria Thereza bronze, de 18 braços. Nas laterais, foram acrescentadas duas cômodas bombê nas cores off white e dourado. Nos eixos opostos, dois móveis iguais receberam funções diferentes: um adquiriu espelho e foi caracterizado como penteadeira e o outro virou bancada de estudo. Ambos visualmente ligados pelo papel de parede, que faz um “U” invertido, passando pelo teto e terminando atrás de cada um dos móveis. Em frente à cama, uma bancada rosé e a televisão. Ao lado, espaço para poltrona e mesinha de canto, e na lateral da cama, um espelho de corpo inteiro. Acolhedor e clean, com máxima atenção aos mínimos detalhes, o charme final do espaço fica por conta de um frigobar retrô Brastemp off white com dourado.

Lívia Martins Arquitetura e Interiores (62) 98127-2627 liviamartinsarq@hotmail.com @liviamartinsarq


Foto: Eliane de Castro

Equilíbrio

53

Estar intimista Composição de espelhos opostos dá amplitude ao espaço, enquanto tons neutros garantem aconchego e requinte

A sala de estar, espaço assinado pela arquiteta Cláudia Oliveira para a Mostra Época Esperanzza 2017, teve como base a busca pelo equilíbrio e simetria. Tons neutros, madeira e espelhos são predominantes na composição. Desenhado para o espaço Líder, o ambiente inspira momentos de aconchego e sofisticação. Chama a atenção do visitante o jogo de reflexos opostos criado a partir da combinação de espelhos. De um lado, um veneziano sobre o buffet Inca em laca Duna metalizada fosca, e de outro, o painel assinado pela própria arquiteta e executado pela D+ Móveis, composto de espelhos sobrepostos com filetes em MDF Toronto. Para quebrar a neutralidade predominante na sala, Cláudia Oliveira apostou nas gravuras da artista plás-

tica Rita Lessa, da Época Galeria, trazendo um toque moderno e cores fortes como vermelho e laranja. Em meio aos detalhes do projeto, chamam a atenção a pintura em carvalho estanho nos braços das poltronas Work giratórias e a mesa de centro oval Stile, em laca preta fosca, ladeada por carretéis em laca henna que fazem as vezes de pequenas mesinhas de apoio. “Optei por peças versáteis, com diferentes opções de uso”, revela Cláudia Oliveira. O ar intimista é reforçado pelo projeto luminotécnico, tendo como ponto central o pendente Cine da Bertolucci, fornecido pela Iluminatto – assim como o abajur e a coluna Abaeté com cúpulas em seda. Destaque ainda para o vaso da Ubá, e os charmosos objetos de decoração da M. Metais e Adorno.

Foto: Elpídio fiorda

Alice Galvão

Cláudia Oliveira Telefone: (62) 99982-2056 Email: arqclaudiaoliveira@gmail.com


Foto: Eliane de Castro

bem-estar

convívio familiar

Foto: Nelson Pacheco

54

Feng Shui dá tom harmônico ao Home Family

Laciana Taquary (62) 3941-3926/ 99243-1339 lacianataquaryarquitetura@gmail.com @LacianaTaquaryArquitetura

Uma sala de TV que pudesse agregar todos os membros da família, além de possibilitar que cada um realizasse suas atividades ou hobbies individuais no mesmo espaço. Este foi o mote para a construção do Home Family, da arquiteta Laciana Taquary, na Mostra Época Esperanzza 2017. Uma área delimitada por deck de madeira e parede com jardim vertical determina o espaço de pintura da mãe. Ao centro, no coração da sala, TV e um grande sofá, para receber todos ao mesmo tempo. Atrás, uma escrivaninha que ora serve para o pai trabalhar com seu notebook, ora para as crianças colorirem. Há também um cantinho da leitura. Para que a sala inspirasse acolhi-

mento e aconchego, Laciana apostou na cor berinjela casada com papel de parede amadeirado e cerâmica que lembra tijolinho, elementos que remetem à natureza. A disposição de cada setor e elemento de decoração seguiu o direcionamento do baguá do Feng Shui, ficando bem claro a área destinada à espiritualidade, com quadros de Buda, imagens religiosas e um abajur de São Francisco. Em seguida, o setor da família, decorado com quadros que contam a história da fictícia família escolhida para inspirar o espaço, a da própria arquiteta. Um ambiente onde a harmonia e o bem-estar reinam, através de vários artifícios utilizados pela profissional.


Confortável e suntuoso Vitrine recebe sala de jantar ampla e pensada para grandes e sofisticados eventos

Foto: Nelson Pacheco

Alice Galvão

Flavianny Guimarães (62) 98414-1187 Email: Flavianny@outlook.com @flaviannyguimaraes

Projetado para uma família elegante e adepta dos grandes jantares, o ambiente da designer de interiores Flavianny Guimarães de Melo para a Mostra Época Esperanzza 2017 é um luxo só! Unindo elementos clássicos e modernos, a sala de jantar chama a atenção por ficar em uma das quatro vitrines da mostra. “Usei um elemento vazado para dar a sensação de lar, não apenas de vitrine”, explica a profissional, referindo-se a um grande painel em elemento cimentício metálico, posicionado no espaço do lado oposto à rua. O dourado é marca registrada do ambiente, faz referência ao ouro e à riqueza. Com 21 m², a sala também recebeu peças de murano, para dar um ar ainda mais sofisticado. No mobiliário, que Flavianny conta ter sido “escolhido a dedo”, desta-

ca-se a mesa Y, que, somada as cadeiras, dá leveza e personalidade ao conjunto. A iluminação foi pensada para criar cenários, com peças de diferentes tamanhos e modelos. “Os três lustres em cima da mesa dão impacto pela grandeza e pela diferença de cores, um champanhe e o outro fumê, para combinar com os espelhos”, conta. Predominam as cores claras, madeira, espelhos e objetos dourados, dando suntuosidade e conforto visual ao mesmo tempo. “Fiquei muito feliz com o resultado”, alegra-se Flavianny, que teve como parceiros: Nobreza da Pedra, Prima Iluminação, Arraial Brasil, Priori Construções, Munó, Ubá Vasos, Revestic Decorações, Dial Distribuidora de Lâmpadas, Unitintas, Época Móveis e Época Galeria de Arte.

55

Foto: Eliane de Castro

imponente


harmonia

Casa Calorosa Integração entre espaço gourmet e áreas sociais proporciona mais amplitude e fluidez em projeto assinado por Regina Amaral

56

Lucas Pereira Um lar onde contemporaneidade e atemporalidade se unem para fazer emergir uma atmosfera jovial e suave. O projeto deste apartamento tem a assinatura da criatividade e sensibilidade da arquiteta e designer de interiores Regina Amaral. “Se tratava de uma edificação já existente que passou por uma grande transformação”, explica. De acordo com a profissional, o maior desejo do casal de moradores era dispor de um espaço gourmet integrado à área de convivência. Em ambos os ambientes, toda a marcenaria foi executada pela Bontempo. “De forma que atendesse aos moradores em termos de qualidade e estética”, enfatiza ela. O diálogo criado entre os ambientes tornou o apartamento mais amplo, evidenciando a fluidez e facilitando a

convivência. “A cozinha gourmet foi concebida onde era anteriormente o escritório, com integração deste espaço às salas e à varanda, que também foi anexada”, detalha Regina. Baseada em conceitos de amplitude e linhas despojadas, a profissional apostou em uma estrutura neutra, com piso em madeira, o que acrescentou ao projeto mais leveza e luminosidade, propiciando bem-estar e durabilidade ao décor. Dessa forma, pincelou cores vivas de forma pontuada em elementos decorativos e adornos. “Os moradores são jovens multifacetados, apreciadores de arte em todas as formas”, conta a designer. E não à toa, a maior parte das paredes do apartamento traz obras de diferentes tamanhos, dinamizando a inte-

ração entre os cômodos. “A ousadia das cores ficou inserida em alguns detalhes pontuais e nas várias obras de arte. As telas foram escolhidas pelo casal apenas com a minha curadoria”, complementa. Os quartos acompanham a linha neutra na qual o projeto foi embasado, tendo cores vivas inseridas nos elementos decorativos ou em determinado item do mobiliário, como poltronas. O recurso mantém o ar clean e suave dos ambientes, mas ao mesmo tempo aquece o layout. Diante de espaços que compõem um projeto cuja vivacidade salta aos olhos, o cotidiano se torna mais caloroso. Regina garante que todo e qualquer espaço exige uma concepção, e aqui ela prova que sensibilidade e atenção aos detalhes fazem toda a diferença. FOTOs: ricardo lima

A sensação solar do amarelo foi complementada com azulejos azuis e décor geométrico no espaço gourmet


57

a sala desperta para detalhes nada monótonos definidos por objetos de decoração carregados de cor

No quarto, listras chegam para revolucionar de maneira bem-humorada

estante executada pela bontempo acomoda livros e objetos de decoração

Foto: eliane de castro

arquiteta regina amaral

na sala de jantar, obras de arte e peças de design quebram a sobriedade do ambiente


tropical

palmeiras Tamareira embelezam a fachada, reforçando a proximidade com a natureza

na área da piscina, jasmins e capim do Texas

Projeto supera complexidades do terreno em declive

arquiteta fabiana bellini

Jardim de verdade Fabiana Bellini assina projeto paisagístico cuja atmosfera minimalista se dá pela escolha das plantas e pela harmonização com a arquitetura da casa Lucas Pereira Tudo o que envolve natureza está ligado imediatamente às sensações, afinal, o verde tem um poder sinestésico incontestável. Sendo assim, trabalhar com projetos paisagísticos requer sensibilidade e muita delicadeza. É assim que a paisagista Fabiana Bellini, responsável pelos jardins desta residência em Goiânia, atua. “É um projeto que transmite leveza, harmonia, contemporaneidade e ao mesmo tempo aconchego”, enumera. De acordo com a profissional, a arquitetura da casa serviu de embasamento para desenvolver o projeto e ela ainda apostou em conceitos minimalistas. “Os moradores são jovens que trabalham

muito. Eles queriam poucas espécies de plantas e que elas fossem de fácil cuidado”, explica ela. Desde a fachada, é possível perceber a suavidade com que Fabiana inseriu o verde. Com um terreno cujo declive acentuado poderia complicar o planejamento, a paisagista garante que o maior desafio foi a área da piscina. “Tivemos o cuidado de proporcionar certa privacidade sem tirar a vista maravilhosa que eles tinham do lago”, afirma. No espaço, foram inseridos jasmins-manga, palmeiras carpentaria e, como forração, o capim do Texas roxo. Já a fachada da residência ganhou

palmeiras tamareira e lavanda. No talude, a paisagista optou pela chamada sagu-de-jardim e para o contorno das paredes de vidro frontais foi escolhida a espécie fórmio. Com o inclinamento, a disposição das plantas promoveu um contraste moderno com as linhas retas predominantes na parte frontal da casa. “O paisagista tem que ter a sensibilidade de não fazer o paisagismo competir com a arquitetura, e sim agregar os elementos”, arremata a profissional. Fabiana bellini Endereço: Av. C-4, Nº 55, Jardim América Telefone: (62) 3275 1099 / 98135-9948 Email: ipepaisagismogoiania@gmail.com @fabianabellini #ipepaisagismo


DÉCOR

60

fotos: Divulgação

CONTEMPORÂNEO Arquiteta Anna Paula Melo apresenta projeto de decoração duradouro, com atenção especial à necessidade dos moradores “A decoração precisa ser atemporal.” Assim a arquiteta e urbanista Anna Paula Melo define seu trabalho desenvolvido no decorado do Residencial Persona Bueno By Brasal. Uma das abordagens da profissional em seus projetos é não adotar modismos, mas ao mesmo tempo manter a contemporaneidade do ambiente com um estilo que nunca fica fora de moda. “Toda personalização de um imóvel não deve partir de modismos descartáveis, pois não é possível mudar a decoração a cada seis meses. Um bom projeto é perene e atemporal”, avalia a arquiteta. Para o apartamento decorado de 153,81m², Anna Paula optou por integrar sala, cozinha e varanda, o que foi possível, segundo ela, pelo tipo de planta do projeto. A arquiteta expli-

ca que os pilares de sustentação do apartamento estão nas extremidades, o que dá mais flexibilidade ao morador na hora de retirar alguma parede. “Optei por um projeto contemporâneo e sofisticado, que dá ao morador mais espaço, inclusive, para receber bem suas visitas”, diz. Para aproveitar o benefício de uma planta versátil, a profissional criou uma grande área compartilhada. “Fizemos uma cozinha americana e utilizamos uma porta retrátil que permite a integração total ou parcial deste espaço”, explica. Nos armários da cozinha, ela utilizou tons mais escuros, uma tendência na cor de mobiliários e eletrodomésticos para os próximos anos. “Já encontramos nas lojas geladeiras e outros eletros na cor preta e

tons mais escuros”, afirma a arquiteta. Para os demais espaços, Anna Paula tomou partido das texturas em madeira natural e papéis de parede com acabamento mais neutro. “A madeira faz um contraste com as cores mais fortes do armário em cinza e da poltrona da sala em azul-escuro, uma peça assinada pelo arquiteto e designer Jader Almeida, bem como as cadeiras da mesa de jantar, também assinadas por ele”, explica. No quarto da menina, uma decoração romântica, com tons de rosa. O quarto do menino foi revestido com tijolinhos e itens que remetem à arte urbana. “Já o quarto do casal, fiz algo mais contemporâneo e sóbrio, usei também um painel de madeira para dar mais aconchego”, ressalta.


ebm M รRMORES & ACABAMENTOS

Transformando pedras em arte e sonhos em realidade

Avenida T-9 n. 5216 Jardim Europa (prรณximo ao Terminal Bandeiras)

(62) 3287-9090 www.ebmmarmores.com.br


coleção

Infinitas combinações fotos: Divulgação

Persiflex apresenta coleção Infinity Line, com novidades em papéis de parede, toldos e persianas

62

showroom da coleção infinity line

Lucas de Godoi O infinito, muitas vezes, nos remete a algo grandioso, imenso, inexplicável talvez. É esse o conceito da nova coleção da Persiflex, Infinity Line, que oferece diversas possibilidades de combinação de cores e impressão em tecido. A coleção possui novo design em acabamentos e tecnologia de última geração. A chegada da novidade foi de tamanho impacto que a área dedicada ao lançamento foi inteiramente reformada e decorada com elementos da coleção, como as cores e os móveis. Paredes e objetos de decoração foram todos selecionados em tons dourado, trazendo harmonia às peças. Já para o mobiliário, a escolha ficou por conta de elementos clássicos. Cortinas, persianas e toldos foram apresentados em showroom assinado pela arquiteta Rose Campos Vaz, além da nova linha Essence, que traz papéis de parede com estampas exclusivas. Um dos destaques nas persianas são as texturas de madeira e metal, que chegam com cores fortes. Cinco novas linhas de toldo também prometem encantar em todos os sentidos!

ZIPFLEX - Cortinas com guias e zíper

rollerflex - acionamento max system

romanflex - acionamento max system / frontal classic

lâminas hz 50mm - várias opções de cores e estilos


fotos: edgar césar

décor

Na parte social, foi criada uma divisória móvel em madeira vazada, com trilho suspenso, utilizada para separar a sala da cozinha e da varanda

design atemporal 64

Releitura do estilo vintage é destaque na decoração do Parque Arquitetônico Privativo de Goiânia A tendência retrô ganhou fôlego e tem dominado o mercado em Goiânia, especialmente na decoração de interiores dos apartamentos. Outrora presente em peças pontuais, o estilo vintage já se estabelece em todos os ambientes, incluindo cozinha, quartos, sala, varanda e até closets. Não intencionalmente, a arquiteta Ana Paula Castro fez uso dessas referências para compor o apartamento decorado do Dinastia Living Desire, que integra o Parque Arquitetônico Privativo de Goiânia, complexo com três torres de alto padrão que está sendo construído no Setor Marista. “Acabou dando certo, já que o empreendimento traz a história de uma época em que o estilo marcou uma tendência. Podemos notar isso até mesmo nos detalhes de fachada do Parque Arquitetônico Privativo, com a utilização de tijolo inglês e elementos clássicos que fizeram história na arquitetura”, explica. O empreendimento é inspirado na Era Vitoriana, período no qual a Rainha Vitória reinou sobre a Inglaterra do século XIX. A primeira torre, Victorian Living Desire, lançada há três anos e já em fase de acabamento, marca o início da história do Parque Arquitetônico Privati-

vo, que segue com os dois últimos lançamentos, ocorridos em novembro de 2016: Dinastia, que simboliza a sequência do reinado familiar, e o Époque, indicando o movimento da Belle Époque, que ocorreu na França e fecha a Era Vitoriana. Um dos principais elementos que fazem o decorado impressionar os visitantes pela releitura do estilo vintage é o uso da madeira em todos os ambientes, desde o mobiliário e persianas até o piso de bambu e detalhes amadeirados nas paredes. “A decoração com forte influência da madeira tem sido muito procurada. Acredito que a razão seja o link que ela faz com a memória, traz sensação de aconchego, conforto e atemporalidade. A madeira é um material vivo, muda seu aspecto com o passar dos anos, vive a história com o morador”, detalha Ana Paula. A arquiteta explica que a madeira é ainda um produto de manutenção simples e traz algumas vantagens, como o isolamento acústico, facilidade na limpeza e melhor controle na entrada de luz nos ambientes. No Dinastia Living Desire, Ana Paula Castro utilizou persianas e pisos feitos a partir do bambu. O material, além de ecologicamente corre-

to, é resistente e permite uma maior flexibilidade, se adequando à variação de temperatura e ao clima seco de Goiânia. “Utilizamos o piso de bambu nos ambientes privativos em razão do conforto que o material traz, já que os quartos, por exemplo, são locais íntimos e os moradores podem andar descalços sem sentir a diferença de temperatura nos pés. É como se pisassem em um chão almofadado”, reforça. Na área comum, como na sala de estar, varanda e cozinha, a madeira também foi o elemento chave da decoração. Com mais de 90m², a sala do apartamento possui revestimento em madeiras filetadas nas paredes, pilastras e bancos que percorrem toda a passagem da janela, que podem ser utilizados pelo morador ou figurar como apenas mais um artigo de decoração. Tendência ou não, os estilos marcam uma determinada época, mas podem voltar e se tornar moda a partir de releituras, aperfeiçoadas pela tecnologia da modernidade. Ana Paula Castro lembra que adotar elementos atemporais pode ser a chave para nunca sair da moda e a madeira traz essa característica: atemporal, vintage e, ao mesmo tempo, sofisticada.


65

O mobiliário de guarda-roupas, armários, incluindo cozinha e closet, também carrega referências vintage nos puxadores e outros detalhes, em cores que fogem do padrão

madeira é usada para trazer aconchego e manter a elegância com o passar dos anos

“No quarto do casal, fiz algo mais contemporâneo e sóbrio”, ressalta Ana Paula Castro

O banheiro se firma no mesmo jogo atemporal de tons claros em materiais nobres: Um lar elaborado para resistir ao tempo com elegância


Decorado

Miami luxuosa

66

Foto: akira basanini

Inspirado na arquitetura e no lifestyle do destino americano favorito dos brasileiros, empreendimento com vista para a Alameda Ricardo Paranhos respira design

Reunindo a maior comunidade brasileira dentro dos Estados Unidos, segundo o Consulado do Brasil, Miami, na Flórida, é, sem dúvida, um dos destinos preferidos entre os brasileiros. A cidade chama atenção pela qualidade e estilo de vida, clima e visual moderno. Sabendo dessa paixão, a EBM Desenvolvimento Imobiliário e a Cyrela buscaram inspiração na arquitetura, no lazer e na energia da cidade americana para o seu novo empreendimento residencial, o Miami One LifeStyle. O projeto traz o exclusivo conceito de design building, que une estética e funcionalidade, começando pela fachada atemporal, com tons claros e linhas curvas que propiciam suavidade, modernidade e imponência. Para tanto, contou com uma grife de profissionais composta por Isabel Jácomo, respon-

sável pela arquitetura do Miami One; Benedito Abbud, pelo paisagismo; André Brandão e Márcia Varizo, à frente do decorado, e Débora Aguiar, a arquiteta brasileira mais procurada para decorar apartamentos em Miami, é quem assina o projeto de interiores. O Setor Marista é o destino escolhido para abrigar o empreendimento, por aliar a proximidade com o verde à urbanidade oferecida pela variedade de lojas, bares e restaurantes de alta gastronomia, além de escolas, academias e centros médicos, em uma vista para a Alameda Ricardo Paranhos. De torre única, o Miami One oferece apartamentos com 265 m², em três ou quatro suítes. Entre as opções de personalizações, sala íntima, ampliação do banheiro do casal, home cinema e abertura da cozinha. Suíte máster com espa-

ço para dois closets proporcionará mais conforto e praticidade ao casal. Destaque para as grandes janelas do apartamento, com folhas de correr de vidro na fachada, que favorecem uma ventilação cruzada com melhor circulação de ar, iluminação e conforto acústico, e um balcão que traz vidros refletivos, que reduzem a incidência solar. Na área comum, a palavra de ordem é entretenimento. São mais de 200 m² que incluem salão de festas com copa e brinquedoteca, varanda gourmet, praça, salão de jogos, playground, quadra recreativa e área externa. Na área de lazer, piscina coberta com climatização e tratamento por ozônio e piscina infantil, academia com mais de 110 m² equipada com aparelhos de última geração e spa com sauna úmida e hidromassagem são alguns dos destaques.


67


68

Glam Couple Ela, modelo e estilista. Ele, empresário e ex-piloto da Stock Car. O badalado casal Ana Gequelin e Ruben Fontes fotografam juntos para editorial da Zelo

FOTOS FRANÇOIS CALIL STYLING RENATO TOLEVI BELEZA ÉRIKA MARINARI MODELO RUBEN FONTES E ANA GEQUELIN


69

Ruben veste terno, camisa e gravata Giorgio Armani. Ana GEQUELIN veste macacão bianza para Emporium Lolithà. BRINCOS E ANÉIS Antônio Bernardo


Vestido Mixed, Jaqueta liziane richter para Emporium Lolithà. BRINCOS, ANÉIS E PULSEIRAS Antônio Bernardo e sapatos Empório shoes


Terno, Camisa e Gravata Giorgio Armani


72

ele veste terno, camisa e gravata Giorgio Armani. ela, sapato Mixed, Short paula raia para Emporium Lolithà , Camisa reinaldo lourenço para Ivana Menezes e pele Emporium Lolithà


Blusa, blazer, colar e sapatos giorgio armani, calça lá chocolê para emporium lolithà e anel antônio bernardo


ana gequelin uSA VESTIDO Fabiana Milazzo E PELE Adriana Milani para Emporium Lolithà. BRINCOS E ANEL ANTÔNIO BERNARDO


75

Ruben veste Terno, Camisa e Gravata Giorgio Armani. Ana usa Vestido Ivana Menezes, Colar choker Mixed, ANEL AntĂ´nio Bernardo e sapato EmpĂłrio Shoes


fotos: Divulgação

zelobeleza HANNAH MOTTA hannah@revistazelo.com.br

76

Corretor A Mary Kay traz para o mercado brasileiro o Sérum Corretor de Tom Facial Timewise, que auxilia na diminuição da aparência dos danos solares e do envelhecimento natural, que podem causar um tom de pele irregular, e na redução dos poros visíveis, além de revitalizar a pele áspera e cansada, deixando-a iluminada. Tem textura leve e rápida absorção!

Comemoração Já se passaram dez anos desde o lançamento do icônico perfume Daisy Marc Jacobs. Para comemorar, o designer anunciou o novo rosto da campanha de aniversário. Fotografada por Alasdair McLellan, Kaia Gerber, filha da supermodelo Cindy Crawford, foi a escolhida para estrelar os anúncios, que também contam com Sofia Mechetner e Dilia Martins.

Peles sensíveis Pensando na proteção de peles sensíveis, secas e delicadas, a The Body Shop acaba de lançar a linha Leite de Amêndoas e Mel, composta por três produtos de cuidados corporais que prometem nutrir enquanto preservam a pele de fatores que podem causar sensibilidade. Supernatural e enriquecida com mel da Floresta Tropical Sheka, da Etiópia, e leite e óleo de amêndoas orgânico da Espanha, chega com esfoliante, shower cream e body butter com cheirinhos deliciosos!


Cuidado Para refinar a textura da pele e promover um tom mais homogêneo, Kiehl’s lança Nightly Refining Micro-Peel Concentrate, tratamento noturno com fórmula delicada que pode ser usada todos os dias, mesmo em peles sensíveis. Acompanhados por Ácidos de Frutas, Extrato de Cacto e Ácido Fítico, os benefícios são energizados por um ingrediente de destaque, o Extrato de Casca de Quinoa, que acelera a renovação celular ao limitar a coesão da camada córnea e manter a organização de lipídeos sem irritação.

Cuide-se!

77

O Boticário apresenta a nova família de produtos Cuide-se Bem Nuvem. Com perfil olfativo floral branco, a linha é composta por uma fragrância leve e fresca, body splash, além de loção hidratante, creme para mãos, sabonete em barra e antitranspirante aerossol e roll-on. O nome da nova coleção é inspirado na lúdica sensação de conforto das nuvens, com cheirinho incrivelmente aconchegante e confortável.

Removedor inteligente

Sem medo! A M.A.C Cosmetics acaba de anunciar a chegada da coleção Colour Rocker nas lojas do Brasil. Com textura matte, 28 novos e rebeldes tons chegam às prateleiras da marca. As cores vão do verde-limão, amarelo, fúcsia e azul-petróleo ao ameixa, verde floresta e cinza. A palavra de ordem, definitivamente, é ousar!

A Clinique apresenta Take The Day Off Eye Makeup Remover Stick, um balm que se transforma em óleo para remover, sem grande esforço, a maquiagem dos olhos. Fácil de carregar, ele permite retoques rápidos e fáceis. Ótimo para consertar aquele delineado gatinho ou um esfumado superelaborado sem ter muito trabalho.


78


79


80


estética

Calvície: indicações cirúrgicas Além dos tratamentos preventivos para a queda de cabelo, são necessárias técnicas de transplante para os casos em que a “careca” começa a aparecer

fotos: Divulgação

Mais do que uma proteção para o corpo, os cabelos trazem, desde a antiguidade, uma carga histórica simbólica que reflete os valores da nossa sociedade ao longo dos anos. Força, poder, liberdade, sedução e nobreza são alguns destes atributos, além de virilidade (nos homens) e feminilidade ou castidade (nas mulheres), presentes em diferentes épocas e culturas. Isso vem mudando aos poucos, mas raspar completamente os cabelos ainda é uma ação de grande impacto social e a

perda involuntária dos fios gera muito desconforto em homens e mulheres. De acordo com o Dr. Thiago Bianco, médico especialista em transplante capilar, ainda existem vários mitos envolvendo a calvície, como “usar boné deixa calvo”, “raspar a cabeça deixa os fios mais fortes”, ou “transplante capilar deixa um aspecto artificial”. Por isso, buscar informações em fontes especializadas e procurar um profissional da área para tirar as dúvidas são ações tão importantes. Com o desenvolvimento da medicina, alguns tratamentos têm sido bastante eficazes no combate à perda dos cabelos ou na reposição dos fios. Segundo o especialista, além das indicações clínicas para quando esse processo ainda não revelou uma área de calvície, existem opções de transplante para aqueles pacientes que já apresentam estas falhas. “As principais técnicas de transplante capilar são a FUT (Follicular Unit Transplantation) mais tradicional, feita através da retirada de uma faixa de couro cabeludo da região da nuca e, desta faixa, são obtidas, por meio de microscópios, as unidades foliculares; e a FUE (Follicular Unit Extraction), em que as unidades foliculares são removidas uma a uma da região da nuca sem

haver a necessidade de incisão cirúrgica linear”, explica. Existe ainda a combinação das duas técnicas anteriormente descritas (FUT e FUE), possibilitando o preenchimento de áreas maiores de calvície, com mais volume. “Este procedimento hoje corresponde a quase 70% do volume cirúrgico em nossa clínica”, revela o especialista. O médico também é responsável pela criação do transplante microfolicular guiado por vídeo. Sua ideia surgiu da necessidade de visualizar a área receptora com um aumento maior do que as lupas tradicionais podiam oferecer, para que os folículos pudessem ser colocados ainda mais próximos uns dos outros, garantindo maior volume capilar. “Então tive a ideia de adaptar um microscópio neurocirúrgico com uma câmera de alta definição, o que me permitiu ampliações cinco vezes maiores”, relata.

Cirurgião de Restauração Capilar Dr. Thiago Bianco Leal ( CRM - SP 125407) rua alameda grajaú, 98 conj. 136 - alphaville - barueri - sp (11) 2321-1436 Med Plastic Hospital Rua T-38, 106 Setor Bueno, Goiânia - GO (62) 3215.2140 www.thiagobianco.com.br @thiagobiancoleal

81

Alice Galvão


publizelo

rejuvenescimento facial

82

Quando o assunto é rejuvenescimento facial, a máxima atualmente se resume a ter resultados cada vez mais naturais, com procedimentos mais seguros e menos invasivos. Pesquisador da área, o oftalmologista com fellowship em cirurgia oculoplástica Bernardo Magacho explica tudo sobre Rejuvenescimento Minimamente Invasivo (REMIN) e técnicas que permitem resultados mais naturais! O que é REMIN? É o termo utilizado para um rejuvenescimento saudável, seguro, efetivo e, principalmente, com aspecto natural. Consiste em uma associação de técnicas minimamente invasivas que podem ser feitas em um único dia, com um resultado rápido, ou em tempo planejado, dependendo da disponibilidade do paciente. O envelhecimento natural da face se manifesta por uma série de alterações da pele, do tecido subcutâneo (gordura abaixo da pele) e parte óssea. Em virtude disso, o tratamento é personalizado. Essas camadas sofrem alterações de maneira assimétrica de indivíduo para indivíduo. Portanto, traçamos o planejamento de rejuvenescimento de acordo com o envelhecimento das pessoas, reunindo um grande leque de opções do REMIN. Já se foi o tempo em que o rejuvenescimento era sinônimo de pele esticada e resultado artificial.

como manter a pele viçosa, tonificada e sem manchas? São muitas as imperfeições da pele, como manchas, rugas, flacidez e cicatrizes de acne. A pele, para se manter sempre bonita, precisa de certos cuidados e tratamentos constantes. Sabemos que ela é dividida em torno de sete camadas. Se o envelhecimento atinge uma camada mais profunda, temos que dispor de um tratamento que possa ir até a última camada e surtir efeito nos casos em que há diminuição das fibras elásticas e colágeno. Destaco aqui peelings à base de fenol e os lasers fracionados. Mas se além desses fatores ainda existir grande flacidez da pele, podemos associar a cirurgia estética minimamente invasiva. rugas e depressões profundas da face podem ser eliminadas? Existem rugas dinâmicas e estáticas. As primeiras, fruto da movimentação da musculatura ou mímica facial, são tratadas com substâncias que provocam a paralisia da área afetada, como a toxina botulínica. Assim relaxamos essa musculatura e atenuamos as marcas de expressão. Quanto às rugas estáticas, o tratamento vai depender da profundidade e da quebra da borda dessa ruga. Se não há queda da face, podemos preencher essa ruga com diversos tipos de substâncias, que vão desde materiais sintéticos até a própria gordura do paciente. Agora, se a ruga está associada à queda dessa

borda, temos que combinar tratamentos suspensivos, como o minilifting. A ideia é harmonizar o rosto do paciente, dar volume em proporção exata, esculpindo os contornos e buscando os destaques do rosto jovem. O tratamento ?? (procedimento) de estimulação e renovação das células da pele otimiza o tratamento das rugas. como retardar a queda das estruturas musculares? A idade traz mesmo a diminuição da elasticidade e tonicidade da pele, mas a associação de técnicas tem como resultado um sinergismo perfeito. O lifting cirúrgico que se faz hoje reverte o processo de envelhecimento ao atuar sobre alguns músculos e retirar o excesso de pele, sem modificar os traços e expressão do paciente. O laser também rejuvenesce e melhora a elasticidade da pele. A lipoenxertia modela a face e corrige pequenas imperfeições promovidas pelos acúmulos e a absorção da gordura. Finalmente temos a intradermoterapia, quando são injetados medicamentos diretamente na derme, a camada onde estão as fibras de colágeno. Para a região do pescoço, combinamos o lifting ou minilifting com a lipoaspiração da papada. Assim podemos associar ao tratamento dessa região o enxerto gorduroso ou a prótese de mento (queixo), definindo-a com mais harmonia.

Hospital ver Americano do brasil qd. 253, lt. 12-e, setor marista - goiânia - goiás Telefone: (62) 3096 9696 www.drbernardomagacho.com.br

av.

RT DR. Bernardo Magacho CRM GO 9933 Graduado pela UFF, residente pela UFG, fellowship em Cirurgia Plástica Ocular pela USP, staff em cirurgia oculoplástica pelo cerof-ufg, pós-graduado em Medicina e Cirurgia Estética pela International Association of Aesthetic Medicine. Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Ocular e da American Society of Ophtalmology

Centro Brasileiro da Face – Club laser Av. T2 nº 396, CEP: 74.210 010 Setor Bueno - Goiania – Goiás Telefones: (62) 3252 6200 | (62) 3093 6363 www.cbf.med.br


84


saúde

Atenção ao coração Cardiologista Frederico Nacruth fala sobre a incidência de doenças cardiovasculares em jovens, fatores de risco, sintomas e prevenção

Noites maldormidas, ingestão diária de alimentos industrializados e fast-foods, estresse, ansiedade, sedentarismo... Se identificou? Então é melhor estar em alerta. Estamos falando de aspectos que podem culminar em um mal que atualmente tem acometido cada vez mais jovens e adultos: as doenças cardiovasculares. “Com a modernidade, as pessoas estão mais ansiosas, estressadas e sedentárias. De cada dez pacientes, apenas dois se exercitam”, comenta o cardiologista goiano Dr. Frederico Nacruth. Ele cita a miocardiopatia hipertrófica, caracterizada por u m

desarranjo nas fibras musculares do coração, como um risco aos jovens. “A partir dos 30 anos, temos incidência de infarto do miocárdio”, complementa. O médico afirma que as pessoas têm buscado uma vida mais saudável, e que, para isso, o acesso rápido e fácil às informações ajudou. “Os pacientes já chegam ao consultório buscando fazer checkups”, diz. No entanto, a fixação pela estética perfeita também oferece riscos ao coração. “A cardiologia moderna vem abrindo as portas e vendo que o uso de alguns suplementos pode ser benéfico, como a Coenzima Q10 e o Ômega 3”, explica. Mas ele aponta para o risco iminente do uso indiscriminado de certos medicamentos que “estão na moda”, como termogênicos e estimulantes. “O uso de reposição hormonal na cardiologia, por exemplo, é indicado para alguns pacientes, como mulheres na menopausa”, especifica Nacruth. Ele relata que o estrogênio é cardioprotetor, ou seja, protege a camada mais interna das artérias, e durante o climatério a mulher sofre uma perda na produção do hormônio, o que aumenta as chances de problemas cardíacos. Diabetes, pressão alta e tabagism o

foto: fábio lima

são fomentadores clássicos para problemas cardíacos. “E os estudos contemporâneos colocam a ansiedade, o estresse e a depressão profunda como novos fatores de risco cardiovascular”, completa o especialista. Ele ainda lista sintomas comuns, como a palpitação, a popular batedeira, assim como falta de ar e dispneia cardíaca durante o esforço físico. “O coração é um motor e ele vai parar durante um esforço”, enfatiza. Ao indício de qualquer sintoma, é preciso buscar um profissional. O médico ainda faz questão de sublinhar a relevância do componente hereditário. “A história familiar é um fator de risco clássico, porque nós somos uma balança, de um lado a genética e do outro o estilo de vida”, conjectura. Dessa forma, o paciente tem risco intermediário de desenvolver problemas cardiovasculares quando há casos em parentes de primeiro grau, como pai, mãe e irmãos de mesmos pais, sendo homens com menos de 55 anos e mulheres abaixo dos 65. De acordo com Dr. Frederico, a prevenção é o caminho. “Existe uma gama de estudos sobre o impacto dos exercícios físicos na prevenção de eventos cardiovasculares. Treinando, você melhora a capacidade funcional, de fazer as trocas gasosas, de bombear o coração, e amplia o fôlego.” A reeducação alimentar entra no mesmo pacote, como diz o médico, é o outro pilar da prevenção. Então, que tal fazer o esforço de se exercitar e comer melhor? Seu coração agradece! Frederico Costa Nacruth CRM GO 18.931 /Dr.Fredericonacruth @Dr.FredericoNacruth Instituto do Aparelho Digestivo Hospital Encore Clínica Nutrê

85

Lucas Pereira


estética

adeUS pelos! Franquia Espaçolaser comemora conquista do mercado goianiense com nova unidade em Anápolis e mostra que a crise está longe desse segmento

Se há algo na estética que todos reclamam é da depilação. Seja onde for, arrancar aquele pelinho indesejado é sempre um sofrimento. Mas já pensou que não é preciso esse sacrifício ad aeternum? É aí que entra a Espaçolaser, aquela franquia famosa da Xuxa, sabe? Pois é, em Goiânia surgem as figuras do engenheiro paulistano Artur Omori e sua mulher e sócia, a fonoaudióloga Miriam Omori. O casal abriu a primeira loja da Espaçolaser na Capital, no Shopping Buena Vista, em agosto de 2016. “Vi o potencial de cada lugar no Brasil e Goiânia chamou minha atenção. Temos uma grande marca, o equipamento mais sofisticado do mercado e profissionais excelentes, o que nos permite entregar os melhores resultados”, disse Artur. O empresário é oriundo do mercado de óleo e gás, que foi atingido pela crise econômica. Decidiu, então, investir em novos mercados, como o da alimentação, onde tem três franquias. Foi aí que percebeu que em frente a uma de suas lojas em um shopping da capital paulista havia uma unidade da Espaçolaser. “Entendi que era um bom negócio. Procurei a franqueadora e acertamos a parceria, mas eu não poderia abrir na cidade de São Paulo e eu queria uma capital.” O engenheiro analisou capitais de todas as regiões e ficou em dúvida entre Minas Gerais e Goiás, e acabou optando pela segunda. O casal pretende inaugurar a segunda unidade neste mês de maio, em Anápolis. “Há um potencial muito grande na cidade, além de ser muito próximo de Goiânia”, aposta o empresário. A unidade do Shopping Buena Vista conta com sete funcionários e em Anápolis serão mais seis. Esses profissionais passam por um treinamento intensivo em São Paulo, com provas práticas e teóricas, para que estejam aptos a realizar um atendimento com excelência.

Artur explica como funciona o tratamento: “Depilamos o corpo inteiro, que é dividido por áreas. No corpo feminino, são 33 áreas, e no masculino, 29. Os clientes passam antes por uma avaliação para indicação ou contraindicação do tratamento. Existem classificações técnicas, como cor e espessura do pelo, tipo de pele, que devem ser avaliadas pelos profissionais para se definir o tratamento.” A Espaçolaser trabalha com uma tabela de valores com pacotes de dez sessões ou avulsas. “O pacote é recomendado, pois é o melhor custo-benefício. A intenção é atingir todos os públicos”, enfatiza. Segundo a direção, as depilações mais procuradas pelas mulheres são na virilha, pernas, axilas e rosto; e pelos homens, virilha, barba, costas, abdômen e peito. Entre uma sessão e

outra, não existe um tempo fixo, a média é de 30 a 45 dias para mulheres e de 20 a 30 dias para homens, depende do crescimento do pelo. Infelizmente, o laser também tem contraindicação. “Fios ruivos, muito loiros e brancos resistem ao laser. O tratamento também não é apropriado para peles escuras, devido à grande concentração de melanina”, informa. As sessões são feitas por profissionais fisioterapeutas com o moderno laser Alexandrite, que possui um sistema de gás criogênio que resfria a pele, proporcionando maior conforto na depilação. A Espaçolaser do Buena Vista vem conquistando sua clientela. “Temos uma média de 15 a 20 clientes por dia, mas temos capacidade para dobrar esse número. Acredito que o ramo da estética seja promissor e, apesar da crise, estamos em crescimento”, finaliza. foto: Stúdio Foto Prime - Wellington Robson

86

Juan Meloni

Artur Omori, à frente da franquia Espaço Laser do Buena Vista Shopping


Rua T-61, 180 - Setor Bueno, Goiânia - GO - Telefone: (62) 3945-8002

87

www.espacolaser.com.br


excelência

Mudança

consciente Explorando o conceito de visagismo, cabeleireiro Divino Oliveira aposta na construção da imagem para definir o corte que mais se adéqua à personalidade do cliente

88

Alice Galvão Philip Hallawell define visagismo como “a arte de criar uma imagem pessoal que revela as qualidades interiores de uma pessoa, de acordo com suas características físicas e os princípios da linguagem visual (harmonia e estética), utilizando a maquiagem, o corte, a coloração e o penteado do cabelo, entre outros recursos estéticos”. Esta linha de pensamento, originada nas artes plásticas, oferece uma gama de possibilidades para a atuação em diferentes áreas do conhecimento. Tendo este pensamento como base de trabalho, aliado a muito conhecimento técnico e uma experiência acumulada de 30 anos no mercado da beleza, o empresário, cabeleireiro e visagista Divino Oliveira traz para o seu empreendimento, o Espaço Rol Marista, um método de atendimento que começa na consultoria de imagem. “O consultor orienta o cliente naquilo que é mais eficaz para a imagem dele”, explica o profissional. Divino faz uma analogia do seu trabalho com o atendimento médico, então, antes da execução do corte de cabelo em si, o cliente passa pelas fases de consulta, análise, diagnóstico e recomendações. “O incômodo é uma dor. Então, tratamos este incômodo assim como a dor é tratada no consultório médico”, analisa. Além disso, o profissional acredita na imagem a serviço da personalidade, ou daquilo que se quer expressar publicamente. Ela é parte importante na construção de uma identidade, de um posicionamento social. O trabalho parte da avaliação das linhas e formas do rosto. “Depois desta

visagista Divino Oliveira mostra como o design do cabelo pode combinar com você e expressar sua personalidade

análise é que eu vou transformar o material, que é o cabelo, para colocá-lo na posição exata, que expresse aquilo que você quer através da sua imagem”, detalha o cabeleireiro. Ele acredita que a beleza está a serviço da personalidade e que, antes de decidir mudar o visual, a pessoa precisa estar consciente das consequências que isso trará para a percepção de si mesma e das outras pessoas. “A vida não é feita de beleza. Antes da beleza existe a função, e a forma deve seguir a função”, reforça. Mudar o cabelo é uma decisão difícil e a escolha do corte costuma gerar an-

siedade e insegurança. Por isso, muitas vezes queremos copiar uma fórmula que deu certo no outro e acabamos por buscar a uniformização, em vez de personalização. Então, mais do que oferecer beleza ou a transformação exterior, Divino Oliveira promove o reposicionamento da imagem de seus clientes, apresentando opções individualizadas, para que a decisão seja tomada de forma consciente, com segurança e autonomia. Espaço Rol Salon R. 135, 59 - Setor Marista (62) 3218-5070/ 98171-0301 @rolmarista


89


VIAGEM

Destino: Bangkok

90

Após 21 dias de viagem pela Ásia, conhecendo os melhores lugares para se explorar, Bia Tahan traz dicas imperdíveis

Entre as atrações que não podem deixar de serem visitadas: o complexo do Grande Palácio, que abriga reis do país há mais de 200 anos


Rio Chao Phraya, que corta toda Bangkok. Para aqueles que querem ter uma visão diferente da cidade, explorar o rio de barco é um interessante passeio turístico

91

Sempre sonhei em visitar o Sudeste Asiático. Imaginava que faria uma viagem de pelo menos três meses, cujo roteiro desde sempre incluiu a Tailândia, Vietnã e Camboja. O sonho finalmente começou a tomar forma no início de 2017, em um formato muito mais compacto, apenas 21 dias, mas suficientes para me apaixonar perdidamente por essa terra e por essa gente do outro lado do planeta. A viagem de avião não é para os fracos. São pelo menos 25 horas de voo, fora o tempo de espera entre as conexões. O fuso também é matador, são nove horas a mais que no Brasil. Entre mortos e feridos, desembarcamos na caótica Bangkok, uma cidade cheia de contrastes e riquezas e um dos principais hubs da Ásia. Trânsito enlouquecedor, mercados e comida de rua por toda parte, arranha-céus, bons hotéis, excelente gastronomia e um conjunto arquitetônico de templos que, por si só, valem a visita à décima maior cidade da Ásia, que tem nove milhões de habitantes. É preciso tirar pelo menos dois dias para visita aos templos e ao Grand Palace de Ayutthaya, antiga capital que foi destruída pelo ataque da vizinha Birmânia (hoje, Myanmar). É dentro do Grand Palace que fica o Templo do Buda de Esmeralda (Wat Phra Kaew), o mais importante e a imagem mais venerada dentro de toda a Tailândia. Não menos impressionante é o monumental Wat Pho ou Templo do Buda Reclinado, com 46 metros de comprimento e 15 metros de altura. É visita obrigatória, assim como o Wat Arun, o Templo do Amanhecer, às margens do Rio Chao Phraya, um dos símbolos de Bangkok. Vale lembrar que os templos são lugares sagrados, onde é proibido entrar calçado, usando camisa sem manga, shorts e saias acima do joelho. Estava em reforma quando o visitamos, mas ainda assim a riqueza da sua arquitetura valeu a visita. No Wat Arun, aproveite para navegar pelo rio e parar em algum bar ou café para uma cerveja. A bebida nem sempre é servida gelada na Tailândia, mas dá para aliviar um pouco o calor da quentíssima Bangkok. Bebemos uma cerveja

fotos: divulgação

Bia Tahan

Phad Thai, um arroz frito com condimentos

Thai Rolls, rolinhos de arroz recheados com legumes

Chatuchak Market, o gigante mercado ao ar livre da Tailândia, onde pode-se encontrar de tudo


92

num boteco de palafita, meio pé-sujo e, até por isso, bem encantador. Outro ponto de parada obrigatória é a famosa Khao San Road. Cheia de luzes, restaurantes, cafés, lojas e barraquinhas, casas de massagem e, principalmente, gente, essa rua é a queridinha dos mochileiros e turistas em geral. Por ali, aproveite para beliscar algum petisco da culinária tailandesa, tomar um drinque e observar a fauna. Uma curiosidade de Bangkok são as casas de massagem. Pela Khao San Road, é engraçado ver turistas sentados nas varandas fazendo massagens nos pés. Tem ainda a Fish Massage, onde se coloca o pé dentro de um aquário e os peixes fazem o papel de pedicuro. Onde ficar? Muitos brasileiros gostam de se hospedar perto do rio, área conhecida como Riverside. É lá que ficam hotéis de luxo como o Mandarin e o The Siam, além do Ibis, com hospedagem mais acessível. Apesar da bela vista, ainda acho que vale muito mais se hospedar em Sukhumvit, um bairro repleto de bons restaurantes, shoppings e lojinhas, que fica na rota do metrô de superfície (BTS). Indico muito o Art Hotel, na Sol 19. Novo, com quarto espaçoso, um café da ma-

nhã maravilhoso e uma piscina com excelente vista. Aliás, hotel com piscina em Bangkok não é luxo. A cidade é bastante quente e um pulinho na água e um drinque não se nega a ninguém! Compras A gente vê coisas lindas em Bangkok o tempo todo, mas se você quiser resumir as compras em um só lugar, esse lugar se chama Chatuchak. É um mercado que só abre aos domingos. Chegue cedo e leve uma malinha de mão para comprar tudo o que quiser sem carregar peso. Leve dinheiro tailandês (Baht) e se aventure pelos seus corredores com mais de 15 mil lojas. Artesanato como bolsas, almofadas, estátuas de madeira, iguarias da culinária, camisetas e souvenirs são muito mais baratos que nas lojas e ruas de Bangkok. E para quem gosta de pechinchar, esse é o lugar. Sempre dá para negociar e conseguir um preço melhor. Comida A gastronomia tailandesa desperta amores e repulsas. Eu sou da turma dos apaixonados por essa cozinha caracterizada pela combinação de especiarias que proporcionam mistura de sabores e aromas variados: doce, apimentado,

buda gigante no templo do Buda de Esmeralda, um dos principais da Tailândia

amargo e salgado. É uma comida bem temperada e quase sempre chegada na pimenta. Regada de bons aperitivos, como os espetinhos de frango ou porco – Satay –, e os Thai Rolls, rolinhos de arroz recheados com legumes e carne e molhinhos sensacionais, além de camarões fritos de dar água na boca. Pratos como o Phad Thai (macarrão de arroz frito, com molho adocicado, broto de feijão, ovo, amendoim, tofu e carne), o Fried Rice (arroz frito e misturado com camarão, muitas vezes servidos dentro do abacaxi) e legumes e cogumelos com molho de ostras são de comer rezando. Elegemos o Suda como nosso restaurante em Bangkok. Supersimples, é um misto de boteco e restaurante, com mesas comunitárias, ou não, na rua e com uma cerveja geladíssima (coisa rara na Tailândia). É desses lugares que atraem tanto turistas como moradores locais. Por volta das 19h, está lotado e tem sempre fila de espera. Para quem não gosta de se aventurar em novos sabores, a maioria dos bons hotéis serve comida ocidental e há sempre um restaurante italiano por perto. Bangkok foi nosso ponto de partida pelos encantos da Ásia. Foi um belo começo! KOP KHUN KAA, Tailândia! – Obrigada, Tailândia!


93


negócios

senai: referência em qualificação

94

foto: divulgação

Instituição realiza inúmeras atividades destinadas à capacitação de mão de obra para o setor têxtil

Após a consultoria do SENAI, por meio do programa Brasil Mais Produtivo, Larissa Rocha, da Art Renda, avalia os resultados: “o processo produtivo ficou mais ágil”

Integrante do Sistema Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), o Senai realiza diversas atividades destinadas à capacitação de mão de obra para o setor de confecção, com perfil de formação voltado para as necessidades do mercado de trabalho. Empresas e comunidade são atendidas em cursos ministrados em modalidades de aprendizagem industrial a pós-graduações, como design estratégico, gestão em processos produtivos do vestuário e instrumentação e controle de processos industriais. A instituição também presta serviços de assessoria técnica e tecnológica. Referência no Estado em formação de profissionais para o segmento de moda, a Faculdade Senai Ítalo Bologna, em Goiânia, prepara anualmente para o setor centenas de alunos em vários cursos, como costureiro industrial, mo-

delista de roupas, desenho de moda, confeccionador de bolsas, interpretação de modelos de roupas, além do curso técnico em vestuário. Já os serviços de assessoria técnica e tecnológica são realizados pelo Instituto Senai de Tecnologia em Automação, instalado na mesma unidade. O complexo oferece um diversificado portfólio de soluções tecnológicas que auxiliam as empresas no desenvolvimento de produtos, na melhoria da qualidade e da produtividade. Uma dessas ações é o Programa Brasil Mais Produtivo (www.brasilmaisprodutivo.gov.br), lançado em 2016 pelo governo federal e executado pela rede Senai. Em Goiás, o programa atende indústrias de pequeno e médio porte, das áreas de vestuário, calçados, móveis, alimentos e bebidas, com consultorias destinadas

a aumentar em 20% a produtividade. A iniciativa visa reduzir desperdícios tradicionais que ocorrem no chão-de-fábrica: superprodução, tempo de espera, transporte, excesso de processamento, inventário, movimento e defeitos. Ano passado, 56 indústrias do setor de vestuário e calçados foram atendidas pelo programa e tiveram bons resultados de produtividade. A Art Renda, empresa especializada em confecção de lingerie, conseguiu aumentar em 63% sua produtividade com a consultoria. “O trabalho foi ótimo, superou as expectativas. Conseguimos reduzir os custos e o estoque. Os consultores mapearam todo o fluxo de produção, mostrando onde estavam os gargalos. Com isso, o processo produtivo ficou mais ágil”, avalia a sócia-proprietária da indústria, Larissa Rocha.


95


Arte e flor

foto: divulgação

social

As empresárias Aurora Rassi e Erika Najar Rassi inauguraram, em animado happy hour, a Fiori in Vaso Butique Floral, no Setor Marista. Em layouts inéditos, os arranjos de Esguio, Cozy e Elegance, além de ramalhetes, são montados à mão, em vasos de vidros revestidos de tecidos de algodão natural. A principal inspiração é o Impressionismo do pintor Claude Monet.

96

fotos: cristiano borges

Najla Rassi, Erika najar Rassi, Isabella Perillo, Valéria Perillo e Aurora Rassi

Ivana Menezes e Patrícia Bonaldi

Gheisa Leão e Patrícia Bonaldi

Nohda A empresária Ivana Menezes e a estilista Patricia Bonaldi abriram as portas da Nohda, no Setor Marista. A nova loja conta com corners de quatro super marcas: Patricia Bonaldi, PatBo, Apartamento 03 e Lucas Magalhães. O lançamento faz parte do plano do Grupo Nohda de abrir novas lojas em importantes praças da holding. A banqueteira Liliane Lobo assinou o buffet.

Moda Germana Rassi e Dani Gouveia receberam convidados para o lançamento das coleções de Inverno 2017 da Empório Shoes e Dani Gouveia Couros. Quem passou por lá pode conferir lindos modelos em coquetel para lá de animado, cheio de sorteios e surpresas!

Adriana Mendonça, Humberto Queiroz e Wanira Mendonça Godoi

Ana Elizabeth Piccolo, Germana Rassi e Andrea de Paula

Inverno Lucimar e Carmem Cardoso, à frente da multimarcas goiana Carmem Cardoso, receberam convidados para o lançamento da coleção de inverno 2017. Em suas araras, uma seleção especial de peças das marcas Animale, Caos, Tamara Capelão, Iorane, Natália Pessoa e Linda de Morrer.

carmem cardoso, senia gonzaga e lucimar cardoso

larissa leão, thais faria e marcia caetano


97


Lançamento A empresária Edileusa Neves recebeu seleto grupo de convidados para coquetel de inauguração da Boutique Desiree. A loja, que fica no Setor Nova Suíça, apresentou aos clientes, amigos e parceiros um seleto mix de produtos. Na vitrine, as melhores marcas nacionais.

fotos: divulgação

social

Patrícia Carvalho, edIleusa neves e vanessa santos

Família Pires

fotos: divulgação

ELIOMAR PIRES, LARISSA LEÃO, VERACILDA MATEUS, LÍVIO LUCIANO E OSMAR PIRES

Cláudia oliveira, Edileusa Neves, Cláuia tavares e patrícia gonçalves

O Salão Dona Gercina do Palácio das Esmeraldas recebeu o lançamento do livro Família Pires, História e Árvore Genealógica de Manoel Pires de Moraes. A obra foi elaborada com informações e pesquisas de vários membros da família e contém 33 biografias dos 15 filhos, netos e bisnetos do patriarca Manoel Pires de Moraes, bisavô do governador Marconi Perillo. VERA QUIXABEIRA, MARCONI PERILLO E LARISSA LEÃO


fotos: ddaniel macedo

social

silvinha heringer, silvia heringer e paula karina

WANESSA CLARA, AUGUSTO FRANCO, MARIA CÉLIA E RODRIGO BORGES

silvia heringer, alexandre milhomem e paula karina

Imagens ilustrativas. Consulte os produtos elégiveis deste parcelamento. Pagamento em até 15x sem juros somente no cartão Fujioka. Imagens ilustrativas

Parceria Com base no amor pela decoração, as empresárias Silvia Heringer e Paula Karina brindaram nova parceria. As duas se uniram e agora oferecem, no mesmo espaço, produtos de alta qualidade e beleza. Em um ambiente charmoso no Setor Bueno, elas receberam, em coquetel, selecionada lista de convidados, que incluiu arquitetos, decoradores, empresários, parceiros e imprensa.

antônio laje, silvia heringer, genésio maranhão e sílvinha heringEr


fotos: nelson pacheco

SOCIAL

Patricia SepUlveda e Paulo SepUlveda

Ednara Braga e Agenor Braga

100

Época de Esperanzza

Sheila PodestÁ e Eliane Martins

Jefferson Castro e Ricardo Machado

Ana Paula Munhoz, Gabriela Saback e Ana Carolina Munhoz

Evandro Fausto e Alessandra Pereira

Com o tema Esperanzza, a Mostra Época foi lançada em sofisticado coquetel. Com recepção das empresárias Ednara Braga e Patrícia Sepulveda, os convidados conheceram os 24 ambientes em primeira mão. A mostra, que é realizada este ano na Época Móveis (Rua 90, Setor Sul), conta com participação de 32 profissionais de Arquitetura, Design e Paisagismo e vai até o dia 15 de julho, com entrada franca.

Silvia Heringer, Bolivar Coelho e Silvinha Heringer

Milena Niemeyer e JulianA FERREIRA

valéria oliveira


Rose Campos Vaz e Ivana Menezes

Gabriela Cunha e Leife Cantuária

101

Wilker Godoi, Fabíola Naoum e Henrique Vieira

adrianA mundim

fabiano schimit, cláudia oliveira e joão tomaz

Jacqueline Adorno e Mayara Oliveira

foto: eliane de castro

Flavianny Guimarães

William Hanna e Madalena Marques

Patricia sepulveda e lívia martins

RUBIANA TEIXEIRA

Laciana Taquary


Andressa Suita

foto: wellington robson

foto: ilídio botafogo

frederico gouveia, eduardo cardoso, natália gouveia, maísa gouveia e gilson ramos

foto: ilídio botafogo

foto: ilídio botafogo

social

Cores que inspiram

102

Inspiradas nas flores coloridas e perfumadas da Europa, as estilistas Maísa e Natália Gouveia lançaram a Coleção Verbena. A verbena é uma flor perfumada nativa da Europa, que floresce nos campos de Provença. Conhecidas pelo bom gosto, as estilistas impressionam pelas cores e modelos da nova coleção, com tecidos finos, como shantung de seda pura, renda chantilly, zibeline e tule francês.

Wanira Mendonça Godoi e Adriana Mendonça

foto: wellington robson

foto: ilídio botafogo

Mona lisa

convidados conferem a nova coleção

apoio:

foto: ilídio botafogo

foto: ilídio botafogo

Eduardo Cardoso, Natália Gouveia e Anselmo Pereira

Ana Cláudia Rocha e Natália Rocha

Dem, Alexandre Santos, Leonardo Cenografia, Castro Nelson, Iluminasom, Ronaldo Oliveira, Atelie Bombom Me Quer, Ilídio Botafogo, Chroma Video, Evandro Filho, Palazzoo Bianchi, Josefa Bernardes, Uni Produção, Bistrô Sofia, Home Sweet bar, Pop Corn Gourmet, Backstage, Silvana Palhares, Essencial Copeiras de Luxo, Julierme Siqueira, Izutto, Juliana Moura, Surama Bittencourt, Tati Junqueira, Daluz Geradores, D&M, Detoxcia, King`s Buffet Juliana Moura e Surama Bittencourt


SOFISTICATO 30cm Vibroterápico/magnético/infravermelho longo Energia Quântica Tecido Jacquard Personalizado Pillow Top Duplo Quadrado Densidade Progressiva Tratamento Actigard Altura 30 cm Cor Branco

103

1 controle (opcional de 2 controles terá acréscimo)

www.fortebom.com.br (62) 3598-0291 / 0800 600 7668 Rua 22, Qd 91a, Lt 6/7, Vila Brasília Aparecida de Goiânia


social fotos: cristiano borges

Arte no HGG O Hospital Alberto Rassi - HGG promoveu vernissage da exposição Artistas do Bem, quando reuniu os principais nomes das artes plásticas de Goiás e de Brasília. A unidade hospitalar do governo de Goiás, gerenciada pelo Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech), conta com projeto cultural que leva exposições para os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Cada artista participou voluntariamente da iniciativa e doou para o acervo do hospital uma obra, que servirá para colorir as enfermarias e tornar o ambiente mais humanizado.

104

Irani Ribeiro, Eliana Maria França, Rucélia Ximenes e José Cláudio Romero

Dilvan Borges e Américo Poteiro

Diomar Lustosa e Padre Rafael Magul

Lúcio Dias, Rosana Cardoso, Valterli Guedes, Marcelo Matias e Simone Pacheco

Neusa Del Monte, Heliana de Almeida e Rôber Côrtes

Omar Souto e Marcelo Rabahi

Vera marina, Helena Vasconcelos e Manoel Santos

Alessandra Teles, Rossana Jardim, Helena Vasconcelos E Sáida Cunha

Alexandre Liah e Luciene Diniz


105


SOCIAL fotos: cristiano borges

Lascalla, nome da beleza A nova marca de cosméticos Lascalla foi lançada em Goiânia e é fruto da parceria entre a farmacêutica Regina Lasmar, o odontólogo Rildo Lasmar e os empresários Fernando Lima e Fernando Filho. Os convidados foram recebidos na Sedna Lounge ao som da DJ Sophia Dalla Voguet. A ex-BBB Munik Nunes, o ator Bernardo Mesquita e o cantor Flávio Venturini foram alguns dos famosos que prestigiaram a noite.

106

fernando filho, fernando lima, regina lasmar e rildo lasmar

Munik nunes

sergio rassi e danila guimarães

paulla dyandra, rildo lasmar e hanns bruno

priscila nascimento

flávio venturini e rildo lasmar

joão lasmar, bel lasmar, rildo lasmar e bia lasmar

sophia dalla voguet


107

O PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DOS MUNICÍPIOS CONSTRUÍDO COM DIÁLOGO E PARTICIPAÇÃO. Para ser eficiente e justo, o Programa Goiás na Frente ouviu todos os 246 prefeitos do Estado, independentemente dos partidos. Eles apresentaram as demandas de suas cidades e o resultado já pode ser visto. As obras já estão começando em todas as regiões do Estado. No total serão aplicados 500 milhões de reais em convênios municipais que já estão em processo de aprovação. Os investimentos do Programa Goiás na Frente foram definidos em comum acordo com foco

Uma nova forma de gestão, onde se ouve e se faz em conjunto, respeitando a realidade de cada município. Resultado: Com todos os municípios ouvidos, Goiás ganha uma gestão mais democrática e mais eficaz no atendimento às pessoas.

no que cada cidade precisa.

Os recursos estão disponíveis para os prefeitos de todas as cidades.

INOVAÇÃO QUE CUIDA DAS PESSOAS


108

Profile for Revista Zelo

Zelo 38  

Trigésima oitava edição da Revisa Zelo

Zelo 38  

Trigésima oitava edição da Revisa Zelo

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded