Page 1

Ediç ã o

-

An o

X

-

R $

15, 00

-

w w w. rev ist a z elo . c o m . b r

1

3 6 ª

Moda

Deixe o sol entrar nesse Verão em um beachwear ousado

Décor

Casa Cor Goiás chega à 20ª edição na Capital com o tema “Celebrar”

Olimpíadas

Rio 2016: confira o que esperar da Cidade Maravilhosa

Cultura

Um breve histórico do surgimento das salas de cinema em Goiás


R3 259 148

2

R u a 2 2 e R u a R- 1 7 , Q d . L- 2 0 , L t s. 2 1 - 2 3 - 2 5 - 2 7 - 2 8 - 3 0 - 3 2 - 3 4 - S e t o r O e s t e VENDAS:

PONTO COM IMÓVEIS - 3545 4455

www.pontocomimoveis.com - www.tciconstrutora.com.br


VENHA CONHECER

O DECORADO MAIS ENCANTADOR

3

DO SETOR OESTE

Assinat ura de Est ilo


ESPECIAL COMO A SUA ESCOLHA.

4

A série especiAl eBM reúne ApArtAMentos que já estão uM pAtAMAr AciMA no MercAdo. MesMo AssiM, A eBM vAi deixAr suA escolhA MAis especiAl, iMperdível.

coMpre seu ApArtAMento e escolhA(1) entre os ArMários Florense ou os Móveis do ArMAzéM dA decorAção.

ArMários coM design conteMporâneo e uMA inFinidAde de AcABAMentos.

Móveis e oBjetos de decorAção coM personAlidAde e design AutorAl.

(1) A campanha de premiação é válida para as vendas assinadas até o dia 31/07/2016 e dará direito a voucher de compras nas empresas AZ Armazém da Decoração e Florense. Os empreendimentos participantes e valores dos seus respectivos vouchers: CHATEAU MARISTA (Torre Boulevard R$95.000,00), GRAN FINESTRA (Positano ou Veneza R$ 85.000,00) e OPEN HOUSE ( Final 1 ou 2 R$ 75.000,00). A premiação é de direito do clientes apenas para vendas fechadas com preço conforme tabela vigente e com pagamento mínimo de 15% do valor da negociação. A utilização do voucher poderá ser feita após o documento de habite-se, no caso dos empreendimentos em obra e após a quitação da parcela de financiamento de acordo com a modalidade contratada pelo cliente. O voucher é válido somente para o primeiro comprador sendo pessoal e intransferível. A EBM Desenvolvimento Imobiliário responsabiliza-se pelo pagamento do valor de face do voucher à empresa e demais questões como escolha de itens ,análise de qualidade e outras questões envolvendo relação comercial são de responsabilidade do cliente e da empresa escolhida no caso AZ Armazém da Decoração ou Florense. O empreendimento Metropolitan Sidney participará da campanha especificamente com unidades studio 37m2, sendo entregues mobiliadas e equipadas conforme memorial descritivo, que pode ser consultado com o consultor de vendas.


só MesMo uMA dAs MAis sólidAs MArcAs do MercAdo iMoBiliário pArA oFerecer uMA vAntAgeM AssiM. essA condição é por teMpo liMitAdo. já coM A segurAnçA e solidez eBM, vocÊ pode contAr seMpre.

5

residenciAis pArticipAntes dA série especiAl eBM:

4 SUÍTES

4 SUÍTES

175 m2*

DE 198 m2 A 233 m2*

Rua 34, SetoR MaRiSta

Rua 1141, SetoR MaRiSta

SIDNEY

O P E N H O U S E

4 SUÍTES 3 SUÍTES

APTOS. 1 E 2Q E DUPLEX

Rua 135, SetoR MaRiSta

aV. JaMeL CeCÍLio X aV. e, JaRDiM GoiÁS

159 m2*

137 m2*

Visite o Espaço EBM Al. Ricardo Paranhos, St. Marista

4001 3600

ebm.com.br

Perspectivas artísticas das fachadas. Imagens meramente ilustrativas. Os itens de acabamento serão entregues conforme memorial descritivo. A locação de elementos estruturais pode variar de acordo com exigências técnicas. A vegetação que compõe o paisagismo retratado nessa imagem é meramente ilustrativa e apresenta porte adulto de referência. Na entrega do empreendimento essa vegetação poderá apresentar diferenças de tamanho e porte, mas estará de acordo com o projeto paisagístico. *Medidas aproximadas incluindo escaninho e laje técnica, quando houver. Na área privativa indicada acima não estão incluídas as áreas das vagas de garagem. Mais informações, vide memorial descritivo e convenção de condomínio. Chateau Marista-R2 - 214.359. Gran Finestra – R2-255.987. OpenHouse - R2-259.870. Sidney - R-7-91.488.


6

Parques e Praรงas

Bares e Restaurantes

Escolas e Academias

Lojas e Shoppings


7 Va ra n d a

Piscina

Elevador e hall privativos

Sala

2 ou 3 vagas na garagem por apartamento

VENDAS:

(62) 3070-2500 persona.brasal.com.br

Guarita blindada

REALIZAĂ‡ĂƒO E VENDAS:


8


9


10

Sucesso na Casa Cor Goiás 2016, os profissionais André Lenza e Milena Niemeyer exploraram o incrível acabamento Bontempo Legno Rosso.

ANDRÉ LENZA


@bontempogoiania

Bontempo Goiânia

11

Rua Treze, 894 - Setor Marista, Goiânia - GO Telefone: (62) 3215-8150

MILENA NIEMEYER


SUMÁRIO

30

Moda

44

Cultura

66

Casa Cor Goiás

Mulher de negócios: Patricia bonaldi fala sobre carreira,

34

52

Esporte

76

Lifestyle

Roteiro exclusivo para viver como um verdadeiro carioca durante as olimpíadas

42

Enogastronomia

56

Shooting

86

Casa Cor São Paulo

Conheça a uva carmenère: um presente de bordeaux, na França, para o Chile

12

business e suas marcas

Rio 2016

Confira a interessante história das primeiras salas de cinema em Goiás

Guiada pelo espírito de festividade, mostra reúne propostas originais

Atividades e esportes de verão ganham cada vez mais adeptos na Capital

Pedro Ernesto e Leandra Castro abrem as portas de sua residência à Zelo

Editorial de moda beachwear cheio de bons motivos para se inspirar

Confira os destaques da exposição, que chega à sua 30ª edição


13

CHEGOU COCA-COLA COM STEVIA E 50% MENOS AÇÚCARES


DIRETORA EDITORIAL Rosângela Motta

EDITORIAL

EDIÇÃO GERAL Hannah Motta REPORTAGEM Adriano Frausino Amanda Damasceno Lucas Pereira Osmar Régis Juliana Barros William Hanna EDIÇÃO DE FOTOGRAFIA Ângela Motta FOTOGRAFIA Ivan Lenz João Carlos Kell Motta Lucas Magalhães Nelson Pacheco

ROSÂNGELA MOTTA

força, foco e fé

DIAGRAMAÇÃO Gabriel Evan Borba TRATAMENTO DE IMAGENS Vinícius Alves

14

REVISÃO Fátima Tolêdo PROJETO GRÁFICO Carlos Sena JORNALISTA RESPONSÁVEL Astero Motta (JP - 2233) ESTAGIÁRIO Gabriel Evan Borba ZELO EM BRASÍLIA Kell Motta (61) 9915-5115 IMPRESSÃO Gráfica Formato Mota Editora Ltda Telefone: (62) 3259 6510 / (62) 8501 0333 www.revistazelo.com.br redacao@revistazelo.com.br Rua T-36 nº 695, Sl. 506, Ed. Aquarius Center - CEP: 74.223-055 St. Bueno - Goiânia-GO A Revista Zelo não se responsabiliza pelos conceitos emitidos nas colunas e artigos assinados por seus colaboradores e não tem vínculo empregatício com os mesmos.

CAPA

ÂNGELA MOTTA

JESSIKA ALVES (MEGA MODEL) USA BODY OSTRA BRASIL PARA RAFAELLA GURGEL E BRACELETE E BRINCOS ELEONORA HSIUNG. FOTOGRAFIA POR JÚNIOR MORITZ, PRODUÇÃO RAFAEL GARCIA E BELEZA JULIANA CAMPOS.

Estamos a poucos dias da primeira Olimpíada da América do Sul. O prazo começa a apertar. A preparação dos atletas se intensifica e a disciplina e o trabalho em equipe são fundamentais para manter o foco. Assim como no esporte nós, da Zelo, também aplicamos nosso espírito de equipe para atingirmos os nossos objetivos. Com prazos a serem cumpridos, o grupo Zelo faz um verdadeiro tour de force – produções de conteúdo e comercial devem estar engajadas para que a revista seja publicada na data prevista. Para isso, são centenas de telefonemas, milhares de fotos, produção de matérias, anúncios e discussões de pautas (que muitas vezes são mudadas no meio do processo). Fazer revista também requer força, foco e fé, pois o ritmo aqui é intenso. E é nesse clima de contagem regressiva para as Olimpíadas que fechamos mais uma edição. Para começar, lançamos nosso olhar para o Rio de Janeiro, sede do evento esportivo e que espera receber mais de 10.500 atletas de cerca de 200 nações para 27 dias de competições. Ainda batendo na tecla do esporte, trazemos uma matéria sobre as modalidades de areia que conquistam praticantes de esportes típicos de litoral, como futevôlei e beach tennis. No caderno Casa Zelo, a cobertura da 20ª edição da Casa Cor Goiás, que reuniu um excelente time de profissionais da arquitetura, paisagismo e design de interiores. Entre eles, nomes que participam, com propostas ousadas e criativas, pela primeira vez da mostra. Na mesma seção, uma entrevista com Pedro Ernesto Gualberto e Leandra Castro, que vivem em um recanto quase à parte do restante do mundo e recolhidos em uma casa, que é abraçada por uma mata frondosa, projetada pelos próprios. Conversamos também com a estilista goiana Patrícia Bonaldi, que se consagra com a criação de roupas que toda mulher quer usar. Que tal conhecer um pouco da história das primeiras salas de cinema em Goiânia? Na 36ª edição, uma seção dedicada a esta parte do passado da cidade. A modelo Jessika Alves estrela o nosso editorial, com fotos de Júnior Moritz, produção de Rafael Garcia, styling de Leandro Brito e beleza de Juliana Moura. Há ainda um belo texto sobre relações humanas, assinado por Valéria Belém e Luciene Godoy, escritoras de mão cheia e colaboradoras do Portal Zelo. Por falar nisso, não deixem de conferir o nosso portal, onde a notícia chega na hora certa. E como não poderia deixar de ser, trazemos a cobertura dos eventos mais badalados de Goiânia. Divirta-se e depois nos conte o que achou. ROSÂNGELA MOTTA


15


16

Colaboradores

HANNAH MOTTA

GABRIEL EVAN

AMANDA DAMASCENO

LUCAS PEREIRA

@hannah.motta

@gabriel.evan

@toamandoo

@outlucas

ADRIANO FRAUSINO

ASTERO MOTTA

WLLIAM HANNA

KELL MOTTA

CÉSAR NETO

@adfrausino

@asterofontenelle

@williamhmj

@kelldamotta

@cesarrnt

RICARDO MARANHÃO

FÁTIMA TOLÊDO

REGGIE MORAES

FRANCISCO BARROS

@ricardoamaranhao

@mfatimatoledo03

@reggiemoraes

@fmgbarros

LUCIOLA CORREA

DANIEL ALMEIDA

ALEXANDRE LOZI

OSMAR RÉGIS

LIDI SANTOS

@luciola_correa

@danielalmeidaarq

@alexandrelozi

@osmarregis

@lidisantos

VINÍCIUS ALVES

LUCIENE GODOY

VALÉRIA BELÉM

JOÃO CARLOS

@belemvaleria

@joaocarlos84

@alvini0808

JULIANA BARROS

JUNIOR MORITZ

JULIANA CAMPOS

NELSON PACHECO

RAFAEL GARCIA

@jujubarroscosta

@juniormoritz

@jucamposbeauty

@nelsonpachecophotos

@rafaelgyn13


17


ARTIGO

POR QUE Freud disse que a realidade humana é a realidade psíquica. O mundo é o que vemos com o cérebro e não o que está lá, se oferecendo como um objeto “idêntico” para todos os olhares. Podemos, pensando assim, dizer que vivemos em um mundo psi – um mundo onde o que define as relações é o que está na cabeça de cada ser humano –, a interpretação que damos acerca de tudo. Onde mais aparece esta condição do humano é na linguagem, “a-língua” para Lacan – uma não-língua que cada um de nós fala. Língua única. Como nos comunicar a partir disso? Você fala alemão. Sua mãe, russo. Seu namorado, mandarim. E sua melhor amiga? Se comunica em árabe. Parece coisa de maluco, não é? Imagine estar rodeada por todos esses falantes e vários outros que transitam em sua vida. O que você ainda não percebeu é que essa verdadeira torre de Babel faz parte do seu cotidiano desde sempre. Por meio da linguagem tentamos (observe bem, tentamos) nos comunicar, ou melhor, dizer algo de nós ao outro. Mas o que dizemos, realmente? O que o outro ouve? Se uma amiga conta a você que fez um corte chanel recentemente, você logo imagina um cabelo pouco acima do ombro, clássico, reto, bonito. E ponto final. Afinal de contas, um corte de cabelo é apenas um corte de cabelo...

Nananinanão! Na verdade, o que sua amiga diz é muito mais que isso. Quando pequena, esse era o corte que a mãe dela a fazia ter. Por isso, na adolescência e no início da fase adulta, ela odiava lembrar do tal cabelo chanel. Detestava as fotos da infância. Queria independência, levar na cabeça outras formas e ideias que não as maternas. “Corte chanel” nessa época era quase uma ofensa. Eca! Porém, agora adulta, já ciente de seu espaço no mundo, ela não precisa mais rejeitar o corte chanel para se impor. Aliás, conseguiu até perceber que o corte lhe favorece. Pronto. Ao dizer a você que cortou o cabelo ao estilo chanel, disse também que ganhou autonomia e se empoderou. Nossa, uma simples palavra pode significar tudo isso? Pode. E mais. Mas nem sempre a gente entende a língua que o outro fala porque está tudo lá, na cabeça dele. Então, somos os felizes proprietários de milhões de palavras que só fazem sentido para nós mesmos, uma linguagem própria e intransferível. Será que é por isso que a comunicação entre seres humanos é tão complicada? O Mundo Psi é nosso ponto de encontro para essas e outras questões. Visite nosso blog no portal da revista www. revistazelo.com.br/blog. Luciene Godoy é psicanalista, pesquisadora e escritora, e Valéria Belém é jornalista, escritora e psicanalista em formação

REPRODUÇÃO: ILUSTRAÇÃO EKATERINA KOROLEVA

18

A GENTE NÃO SE ENTENDE


19


ARTIGO

20

O Regresso de Ulisses e a Imortalidade Nós ocidentais somos, em grande parte, tributários da civilização helênica. Essa filiação espiritual justifica o interesse pela fabulosa cultura grega com suas lendas e mitos. O conhecimento acerca desses temas nos chegou por meio dos filósofos da pré-história e, sobretudo, pelas narrações de Homero e Hesíodo (poemas épicos e fábulas), por volta de 750 a.C. Interpretar tais histórias não é tarefa fácil, sobretudo porque elas foram contadas e recontadas. E, como se sabe, “quem conta um conto aumenta um ponto”. Não me furtarei à tentação de, também, contar o meu conto. É sobre o regresso de Ulisses a Ítaca, após a guerra contra os troianos. Dentre as muitas e espetaculares aventuras desse guerreiro à frente de seus companheiros, uma é especialmente interessante. Navegando em mares bravios, o herói e seus homens são vítimas de uma forte tempestade. O navio vai a pique. Com os restos da embarcação, Ulisses faz uma jangada que o leva à Ilha de Calipso. Calipso era uma divindade feminina, ninfa do mar, que compartilhava diversos atributos dos deuses. Ela acolhe Ulisses, recebendo-o com muita hospitalidade. Carente, a Ninfa não resiste aos encantos do aventureiro. Apaixona-

-se perdidamente por ele. Para seduzi-lo, chega, inclusive, a prometer-lhe a imortalidade. Com uma condição: que ficasse para sempre na ilha. A tentação era grande, mas o herói recusa a “euforia da eternidade”. Ao declinar da proposta, o herói opta por sua liberdade e sua identidade. Esquiva-se do engodo da atemporalidade. Prefere continuar “dono do seu destino, capitão da sua alma”. Significava cumprir a sua realização mortal: regressar para o seu reino (Ítaca) e para os braços de sua amada (Penélope). Se outra fosse a escolha, as suas aventuras teriam sido em vão, uma vez que perderia a sua identidade, transformando-se numa efígie perene. Embora atraente, a proposta da ninfa implicaria em negar a sua condição humana. Toda a sua Odisséia (cantada por Homero) não passaria de uma vertigem, uma incompletude. Calipso usa inúmeros subterfúgios para reverter a disposição de Ulisses de regressar à pátria e ao convívio da esposa e do filho. Para resolver o impasse, é necessária a interveniência do Deus Júpiter. E ele ordena: “O viajante deve partir.” Ulisses, recolhido a uma gruta, recebe de Mercúrio a mensagem. O ambiente da gruta foi descrito assim por Homero: “Verdejante, viçosa tre-

padeira/Forrava os muros da espaçosa gruta. /Em torno, quatro fontes cristalinas/Derramavam na terra a pura linfa, / Que corria em regatos sinuosos, /Entre a verdura tenra, que violetas/Purpúreas enfeitavam. Era um cenário/Que qualquer deus veria com deleite.” Calipso, ainda que a contragosto, acaba cedendo às ordens de Júpiter. Permite que Ulisses construa uma nova jangada, dá-lhe provisões e vento favorável. Assim, o viajante lança-se mais uma vez aos mares para cumprir o seu itinerário e selar o objetivo previamente traçado. O escritor e poeta mineiro, radicado no Rio de Janeiro, Affonso Romano de Sant´Anna escreveu belos versos sobre a saga do nosso herói, no poema Ulisses, o Retorno. São escritos como esse que asseguram a chama viva desse mito que povoa o imaginário dos povos. Um trecho do poema revela a dimensão épica desta jornada: “Não há retorno/Há outra viagem /diariamente urdida /dentro da viagem/ antiga.” E acrescenta: “Embora o caminho /da volta /seja percorrido /ninguém retorna / apenas volta a viajar/no espaço anterior /estranhamente familiar.” Francisco Barros é jornalista, escritor e diretor da Editora Interativa

PINTURA J.W. WATERHOUSE


21

SEU PROJETO VAI GANHAR MAIS BELEZA. VALORIZAÇÃO ENTÃO, NEM SE FALA.

EM 2016, A BALCONY BRASIL ESTÁ PRESENTE EM 2 AMBIENTES DA MORAR MAIS POR MENOS. O sistema de envidraçamento que o Brasil conhece e confia traz toda tecnologia, design e inovação a um dos maiores eventos de decoração do país. Só quem é líder pode oferecer o melhor.

Acompanhe nossas redes sociais

Qualidade aprovada pelo

Ensaios realizados pelo Laboratório L. A. Falcão Bauer conforme relatórios LPC/L-258.793/1/15 e LPC/L-258.793/2/15 de acordo com as normas da ABNT NBR 16259.

62

3275-8004

www. BALCONYBRASIL .com.br


S.O.S.CERIMÔNIA ALEXANDRE LOZI alexandre@grupolozi.com.br

DIVULGAÇÃO

Boho chic

A vez deles

As decorações clássicas nas festas de casamento continuam em alta e serão sempre atemporais. Entretanto, uma tendência que tem dominado o universo dos mais despojados é o estilo boho, que traz influências étnicas e hippies. É uma mistura de estilos exóticos cheia de elementos coloridos. Lógico, isso tudo sem deixar o ar rústico e vintage de lado. Alguns elementos clássicos podem ser misturados na proposta, proporcionando aí o que chamamos de boho chic ou boho contemporâneo. Vale a pena ousar!

Fazer o noivo ser parte integrante da preparação do casamento é tarefa difícil. Mas quando o assunto é bebida, pode se tornar mais fácil. Os famosos “open bars” sofisticados estão em alta. Drinks preparados com bebidas nobres trazem glamour ao evento. Para quem optar em não colocar um serviço de open bar, não se pode errar na escolha do champanhe e do whisky de qualidade! Caso sejam oferecidos vinhos, a dica é montar uma miniadega com a presença de um sommelier. Aí, sim, vale um brinde!

Princesa

22

Não é só o vestido da noiva o grande esperado do casamento, a grinalda também dá o que falar. Originalmente era usada pela nobreza para destacar a importância da noiva. Hoje ainda tem a simbologia de coroar e destacá-la das demais convidadas. Os acessórios mais rústicos em sua trama corroboram as propostas despojadas, já os mais nobres nos materiais e delicados em suas formas estão em alta em um estilo contemporâneo. Reproduções com rendas, flores e laços em prata ou ouro também criam um estilo clássico e podem ser adornados com cristais, pérolas e até pedras preciosas.

Cheias de charme As mesas de bolo também têm ganhado ares modernos, e as mais desconstruídas estão em alta. A tendência é brincar com os doces, tirando-os da tradicional mesa única clássica. A ideia é criar uma espécie de saleta com carrinhos, armários, móveis antigos ou rústicos e adornos como peças de antiquários, livros antigos e elementos artesanais. Os grandes arranjos florais clássicos dão lugar a composições feitas com pequenos arranjos em porcelana e peças de família. Os bolos suntuosos também são substituídos por propostas menores com cara de “handmade”. Que tal tentar?


23


TREND ALERT LIDI SANTOS lidiane@lidisantos.com.br

IER ULT L GA PAU N A JE

CHLO É

O charme das jardineiras

24

GU YL AR OC HE

REN LAU PH RAL

DIVULGAÇÃO

Não há como negar, o revival dos anos 1990 é um dos moods da estação e com ele veio forte o uso das jardineiras. Peça multiúso, ela transita muito bem em vários ambientes, desde o mais casual ao mais tradicional. O grande lance da peça é adequar o momento ao tecido, à modelagem e ao comprimento, sendo o último o mais versátil, já que pode incluir calça comprida, short e até saia, desde que os suspensórios estejam presentes. A jardineira é considerada uma peça coringa, o que dá a ela um charme são os seus complementos. De acordo com os acessórios, transmitirá uma imagem despojada e até mesmo elegante. Como? A combinação jeans + t-shirt e tênis ou com ankle boots evidencia combos despre-tensiosos e com a cara do final de semana. Já a peça executada em tecido nobre + camisa + scarpin ou sandálias bem femininas transforma o look dando-lhe um ar sofisticado. Para você brincar com a peça, trago algumas apostas: tenha jardineira na cor preta, pois permite a combinação com diversos modelos de blusas e camisas para propostas mais formais; no jeans e em tecidos coloridos em estampas variadas. Confira ideias para você se inspirar!


25 DÉBORA + KLINTON | PARQUE LAGE | RIO DE JANEIRO CASAMENTO | EVENTOS SOCIAIS PUBLICIDADE | INSTITUCIONAL STILL | RETRATO | ARQUITETURA GASTRONOMIA

AVENIDA 136, Nº 797, EDIFÍCIO NEW YORK SQUARE SETOR SUL, SALA 507B FONE: 62 81788486 GOIÂNIA | GOIÁS | BRASIL


CTRLSP

REGGIE MORAES reggiemoraes@yahoo.com.br

26

DIVULGAÇÃO

A Versão + Maria Ribeiro

Mulheres artistas

A Versão acaba de lançar uma coleção cápsula com fotos e vídeo estrelados por Maria Ribeiro. A atriz já tem uma relação de longa data com a marca, além de musa também é cliente cativa. A coleção de inverno 2016, com tiragem limitada, conta com blusas de manga longa e t-shirts, trabalhadas junto com peças atemporais que a marca produz ao longo do ano, pontuadas por ítens um pouco mais pesados, moletons e materiais como o vinil e bordados com misturas de metais, além de peças com mangas raglan tiradas do sportwear e com perfume de Motocross 90´s. wwww.aversao.iluria.com/

A exposição Elas - Mulheres Artistas reúne no Museu de Arte Brasileira da FAAP (MAB-FAAP) 82 obras, de autoria de 64 mulheres artistas dos séculos XX e XXI, que deixaram marcas na história da arte nacional e internacional. Entre elas Anita Malfatti, Tarsila do Amaral, Tomie Ohtake, Teresa Nazar e Maria Bonomi, entre outras.. A mostra inaugura um novo momento do espaço, no qual a Sala MAB é dedicada exclusivamente para exposições de longa duração com obras do acervo. www.faap.br

Festa Postal

Estilo

Cansados de ter a sensação que o final de semana passou rápido demais e sempre levantando a bandeira de que celebrar a música é “beber menos e se divertir mais”, a turma da Postal realiza festas em Sampa, aos sábados e em grande parte durante o dia, em locais superespecias como o Beco do Lira, a cobertura do Shopping Light, o antigo Moinho Matarazzo e o Espaço Cultural Nos Trilhos. Ouça algumas das trilhas que embalam essa festa em: www.soundcloud.com/festapostal

O site Estilistas Brasileros, sediado em São Paulo e no ar desde 2014, utiliza de temas superatuais como moda sustentável e ética, em matérias que sugerem uma nova forma de consumir marcas e peças de forma justa. O grande propósito é o de expor talentos nacionais que produzam moda autoral, criativa e consciente em pequena escala, em um espaço para que todos tenham oportunidade de divulgar seus trabalhos. Conecta a moda com os leitores de trazendo um olhar sobre tendências e movimentos mundiais para instigar uma reflexão aprofundada sobre consumo. Vale a pena a visita! www.estilistasbrasileiros.com.br

Beatlemaníaco Os fãs de Beatles já podem se emocionar. São Paulo sediará a maior exposição do mundo sobre o quarteto de Liverpool. Os beatlemaníacos poderão conferir a recriação de locais marcantes na trajetória de John, Paul, George e Ringo, através de tecnologias 3D e de realidade virtual, além da reconstrução do Cavern Club e dos estúdios Abbey Road. Os itens raros poderão ser conferidos no estacionamento do Shopping Eldorado entre os dias 20 de agosto e 8 de novembro. www.shoppingeldorado.com.br


27

(62) 3259-7503 Rua C-155, Jardim America


SÓ PARAHOMENS CÉSAR NETO cesarr.nt@gmail.com

DIVULGAÇÃO

The One For Men

28

A Dolce & Gabbana acaba de lançar The One For Men Eau de Parfum. Uma fragrância intensa, com notas vibrantes e elegantes de topo de grapefruit, coentro e manjericão. O coração do perfume apresenta gengibre quente e cardamomo ao lado da doce Flor de Laranjeira. A impressão profunda e duradoura de The One vem com notas de base intensas, masculinas, de tabaco, âmbar e madeira de cedro. O ator vencedor do Oscar e embaixador da marca, Matthew McConaughey, traz The One For Men em uma nova campanha impressa. Realizada pela renomada fotógrafa Brigitte Lacombe, celebra a alegria da vida familiar.

Google x Levi's

Efeito Jon Snow Em épocas emocionantes para os fãs de Game of Thrones, parece que o cabelo de Jon Snow, um dos personagens queridinhos da série, se tornou a nova moda masculina. Em salões de beleza e barbearias, o permanente, feito pelas mulheres para cachear o cabelo durante a década de 1980, tem ganhado força atualmente e sido requisitado pelos homens por conta de Jon. A tendência é aquele estilo entre o cacheado suave e o ondulado, meio bagunçado, por fazer. A moda promete ficar!

O futuro chegou Os corredores apaixonados já podem comemorar! Finalmente chega ao mercado o Zante Generate, primeiro tênis de alta performance com tecnologia 3D aplicada à sola. Desenvolvido na fábrica da New Balance em Lawrence, Massachussets, o solado é mais flexível, com mais apoio e durabilidade. Em homenagem ao sócio-proprietário da NB, Jim Davis, que comprou a marca há 44 anos, um primeiro lote com apenas 44 pares do tênis foi colocado à venda.

A Levi’s apresentou nova parceria com o Google: uma jaqueta chamada Trucker Jacket, da linha dedicada a roupas para ciclistas urbanos Levi’s Commuter, a primeira com tecnologia Jacquard do Google, que promete transformar objetos cotidianos em superfícies interativas. A ideia é manter o usuário com os movimentos livres para andar de bicicleta, ao mesmo tempo que se mantém conectado a rotas, músicas e chamadas telefônicas. Tudo isso por meio de um aplicativo que permite programar seu nível desejado de interação, resolvendo de forma simples algumas tarefas comuns para quem está pedalando, como reduzir o volume da música ou silenciar uma chamada. A Trucker Jacket só estará disponível em meados de 2017, em lojas selecionadas.


29

Para casos altamente estéticos. A beleza da odontologia cosmética conservadora está em oferecer proteção dental. Uma experiência em precisão, harmonia e proporção devolvendo a estética e o brilho dental através de design especialmente desenvolvido para o seu sorriso.


DIVULGAÇÃO

ESTILO

"A moda é de dentro para fora"

30

Patrícia Bonaldi fala sobre empreender, as duas marcas que fundou e a compreensão acerca do seu trabalho Lucíola Correa Sonhar, acreditar em você mesma e seguir a sua intuição. Esses foram os primeiros ingredientes que deram início à trajetória de empreendedorismo, trabalho e sucesso da estilista Patrícia Bonaldi. A goiana, natural de Ceres, interior de Goiás, cresceu em Uberlândia e há alguns anos começou a desejar ter um negócio, uma startup para chamar de sua. Deste momento de inquietude surgiu a possibilidade de explorar a ideia de confeccionar roupas, afinal, como ela própria falou à Zelo, durante sua passagem em Goiânia – a estilista veio prestigiar o desfile de lançamento do projeto entre a empresária Ivana Menezes e o Flamboyant Shopping Center, que passará a ter uma pop up de roupas de luxo no centro de vendas – , “se as pessoas gostam tanto das minhas roupas, por que não fazê-las para vender?”. Assim, há mais de uma década nascia a marca que leva o nome da estilista, cuja característica marcante são peças para festa com aplicações de rendas, bordados e um trabalho artesanal primoroso que se tornaram sua assinatura, transformando vestidos em shape clássico em obras de arte. Atenta a tudo ao seu redor, seu lado

empreendedor falou alto mais uma vez e Patrícia ampliou suas criações e em 2012 deu vida a outra marca: a PatBo, que possui uma “pegada” mais fashion e casual, com peças mais day by day, levando um pouco de contemporaneidade e modernidade aos seus looks, sem perder o glamour e o esmero que a alçaram ao jet set da moda brasileira. Sobre os caminhos que a levaram a este status, Patrícia revela-se uma profissional bem consciente. “Tudo que já alcançamos até hoje com as marcas Patrícia Bonaldi e PatBo é o resultado de um trabalho. Por exemplo, chegar à Europa foi um passo a passo”, comentou a estilista. Reconhece que depois de ter conseguido um corner na Harrods, em Londres, na Inglaterra, e promover um desfile da sua linha de festa durante a Semana de Alta-Costura de Paris, em 2014 sua visibilidade no Brasil ampliou. “É inegável esse impacto”, afirma. O mercado internacional enxergou o cuidado com que suas peças são feitas e acolheu suas criações. “Agora, estamos preparando uma grande novidade para 2017: a internacionalização da marca”, antecipou. Diante da estilista, foi inevitável não pensar, mesmo sabendo que poderia

soar clichê, ‘o que seria moda para Patrícia?’. Ela não escondeu o jogo sobre sua compreensão, e foi enfática: “A moda é algo de dentro para fora, moda é sentimento”, defendeu. Para ela, cores, texturas e pedras exprimem, por meio dessa mistura, sua essência pessoal. “Tenho facilidade em sintetizar as coisas ao meu redor, em traduzir através do vestuário o que as pessoas almejam”, afirmou. E complementou: “Eu sou essa mistura, ao mesmo tempo que sintetizo elementos, preciso de todos eles. Assim é o meu processo criativo.” Para finalizar, Patrícia revelou seu grande desafio: “É evoluir a marca, mas sempre reinventando-me dentro do meu universo”, declarou. E até o momento, ela tem conseguido. Seu processo de criação não é misterioso. “Quem me acompanha no instagram pode perceber isso, está tudo lá”, comentou. Sobre a próxima coleção, a estilista garante que a espera não será longa. Em outubro apresenta seu verão 2017, durante a próxima edição da São Paulo Fashion Week, e antecipou que sua inspiração foi o Brasil e seus elementos tropicais. Agora, é só esperar outubro chegar.


31


MODERNIDADE

Legado de família FOTO: JOÃO CARLOS FOTOGRAFIA - LUCAS MAGALHÃES

Na Construtora Bambuí a trajetória de comprometimento com os sonhos de seus clientes reflete a essência familiar da empesa

`

j

v

32

`j

jv

`v

`jv

h

Lucas Pereira A forma como a Construtora Bambuí compreende o conceito de ‘morar bem’ talvez venha da dinâmica familiar que a envolve. Ainda criança, Humberto Furlanetto assistiu ao pai, Joaquim Barbosa, fundar a incorporadora. Dizer que ele cresceu com a empresa não é nenhuma mentira. Hoje, como diretor de incorporação e comercial, assume a responsabilidade diante do legado da família que completa 23 anos de existência. “Os desafios são diários e talvez o mais difícil seja não apenas atender, mas sim surpreender diariamente nossos clientes”, garante o empresário. Criada em 1990, a Bambuí iniciou sua história com foco em revenda de imóveis, até que a partir de uma parceria passou a investir no mercado de incorporação. Assim, atuando como construtora, incorporadora e imobiliária, a versatilidade tornou-se mais do que uma caracterís-

tica, mas um compromisso da empresa. Ao contrário do que se possa imaginar, o ramo imobiliário não é uma área basicamente concreta – com o perdão do trocadilho – e matemática. Essa seara de negócios lida com sonhos e anseios extremamente íntimos de variados grupos familiares. Tudo vai muito além das metragens. “Todo cliente tem uma história, uma necessidade específica a ser atendida, tentamos sempre tornar a experiência de cada um única e personalizada”, afirma Furlanetto. BAMBUÍ NA MORAR MAIS A Bambuí volta suas atenções para uma união com a Mostra Morar Mais Por Menos. “Essa parceria surgiu da nossa vontade de relançar uma ação vencedora realizada no passado: ambientar mostra de interiores”, revela Humberto Furlanetto. Para o diretor, o evento é uma celebração à criatividade, além de aproximar

empresas e profissionais do segmento de arquitetura, decoração e design. “Acredito que no mercado imobiliário não há ação que possa dar mais visibilidade. Vale ressaltar que a visibilidade aqui não se limita a ver, ler ou escutar um anúncio e sim em visitar uma obra, olhar os detalhes, desfrutar momentos de lazer, ou seja, algo muito mais ampliado e sensorial”, pontua. O resultado poderá será conferido a partir de agosto no Palco Vaca Brava, empreendimento da Bambuí em fase de construção no setor Bueno. “O relacionamento da Bambuí com o público nada mais é que o somatório das experiências que proporcionamos. Queremos fazer parte da vida das pessoas. Queremos ser vistos e lembrados não como uma empresa que vendeu um bom produto, mas sim como uma empresa que pode ser vista como uma amiga.”, conclui.


`

j

v

v

v

v

h

33

j


34

LAZYLLAMA - SHUTTERSTOCK.COM

TURISMO

Um Rio de possibilidades


Prestes a sediar um dos eventos mais aguardados dos últimos anos, Cidade Maravilhosa oferece aos turistas inúmeras atrações que vão além do turismo tradicional Osmar Régis

MODERNA Uma das maiores preocupações da Prefeitura do Rio foi com a mobilidade dos turistas durante os jogos. Uma tentativa de resolver o problema foi a implementação do Veículo Leve sob Trilhos (VLT). A linha vai ligar a região portuária ao Centro, incluindo o Aeroporto Santos Dumont, passando pelas imediações da Rodoviária Novo Rio, Praça Mauá, Avenida Rio Branco, Cinelândia, Central do Brasil, Praça XV e Santo Cristo. Integrado aos outros meios de transporte, como metrô, trens, barcas, BRT, redes de ônibus convencionais e teleférico, pode reduzir o fluxo de veículos, com seis linhas

e 56 paradas. O VLT terá 28 km de extensão e deverá atender 300 mil passageiros/dia. A rede, inclusive, é uma ótima maneira de conhecer o Centro do Rio. No seu trajeto, é possível desembarcar próximo aos espaços culturais mais importantes da cidade: Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), Museu do Amanhã e o Museu de Arte do Rio (MAR). O trajeto contempla monumentos, praças, prédios e centenas de locais históricos. DE OLHO NO FUTURO Uma das obras mais importantes da cidade para os Jogos Olímpicos de 2016 foi a recuperação da infraestrutura urbana da região portuária do Rio, incluindo transporte e serviços públicos, além da preservação das características culturais do local. O projeto prevê a revitalização de uma área de 5 milhões de metros quadrados, 70 km de ruas e vias urbanizadas e a construção de quatro túneis, entre eles o da Via Expressa, o maior túnel urbano rodoviário da cidade, com 2,7 km de extensão. Até agora a obra já devolveu à cidade os achados arqueológicos do antigo Cais da Imperatriz e os Jardins Suspensos do Valongo e criou novas opções culturais, como o Museu do Amanhã, que tem projeto arquitetônico assinado pelo catalão Santiago Calatrava. O arquiteto elaborou um edifício futurístico, inspirado na imagem das bromélias que viu quando fazia sua pesquisa de campo no Rio. Para fazer toda a refrigeração, a obra capta, do fundo da Baía de Guanabara, a água, que circula pelo edifício e é devolvida filtrada ao meio ambiente; e tem abas laterais móveis, para que os painéis de energia solar captem a maior quantidade de luz possível ao longo do dia. TRILHA SONORA Até o fechamento desta edição, a Riotur ainda fazia mistério sobre as atrações culturais das Olimpíadas. O que se sabe

até agora é que serão 30 dias de shows, atrações culturais e esportivas em um espaço chamado de Boulevard Olímpico, localizado na Zona Portuária. Lá, vão ser montados três polos: Maravilha, do Amanhã e dos Esportes. CARIOCANDO Caso você venha para o Rio de Janeiro, mas não quer nem saber de Olimpíadas, saiba que a cidade também oferece inúmeras atividades para quem não é, digamos, muito esportista. Como agosto e setembro são meses de baixa temporada, é possível fazer programas mais tranquilos e dignos de um verdadeiro carioca. A Barra da Tijuca, por exemplo, é um dos lugares que fogem do eixo turístico/olímpico. A região é conhecida por abrigar condomínios de luxo, shoppings e belíssimas praias (que são mais vazias se comparadas com as da Zona Sul). Além da praia da Barra, há também as praias do Recreio e Reserva, que são um espetáculo à parte. O Parque Municipal Bosque da Barra também é uma ótima opção gratuita e ao ar livre. Para quem é da noite, o Barra Music é uma casa de shows bem famosa da região: funk, pagode e sertanejo são ritmos predominantes na pista e seus camarotes são acessíveis e bem divertidos. Se você não conhece a Zona Norte do Rio, esse também pode ser um ótimo momento para experimentar esse pedacinho pouco explorado da Cidade Maravilhosa. Na Praça da Bandeira, bem pertinho mesmo do Maracanã, está o Aconchego Carioca, que tem no seu cardápio um bolinho de feijoada incrível. Diz a lenda que esse foi o primeiro da região! Para quem é fascinado pela natureza, a Floresta da Tijuca, também conhecida como a maior floresta urbana do mundo, fica na região. Lá tem cachoeira, churrasqueira e trilhas. Quem quer conhecer esse outro lado do Rio, é um contraste bem impactante e inspirador. É aquela respirada estratégica no meio da loucura

35

Não é novidade para ninguém. Em poucos dias, o Rio de Janeiro irá sediar um dos eventos mais importantes do mundo: as Olimpíadas e as Paralimpíadas de 2016. Os jogos acontecem de 5 a 21 de agosto e de 7 a 18 de setembro e a Cidade Maravilhosa receberá mais de 15 mil atletas de 206 países para participarem de 65 modalidades esportivas. Isso sem contar os turistas. Em 2009, a capital fluminense venceu a concorrência com Madri, Tóquio e Chicago entre os membros do Comitê Olímpico Internacional (COI) na eleição em Copenhague, na Dinamarca. Será a primeira vez que a América do Sul receberá o evento. E para acolher os seus visitantes, o Rio de Janeiro tem se preparado desde que ganhou o título de “Cidade Olímpica”. O investimento foi alto. A construção de ginásios, parques, acomodações de atletas e um inédito legado urbano de transportes públicos movimenta cerca de R$ 37,6 bilhões. De fato, a possibilidade de sediar um evento tão importante para o esporte mundial mudou a cara do Rio. Quem vem para a cidade procurando fazer aquele turismo manjado do circuito Cristo Redentor-Pão-de-Açúcar-Copacabana, saiba que por aqui há muito mais a oferecer.


36

da cidade grande. Se você gosta de samba, uma boa opção é conferir de perto a quadra da Mangueira, escola de samba de bambas, berço de Cartola, Noel Rosa e de tantos outros personagens importantes da nossa música. A quadra tem shows e ensaios abertos ao público, com preço acessível. Na mesma linha, temos o Samba do Trabalhador, uma das principais atrações da cidade às segundas-feiras. Músicos consagrados participam da roda de samba, considerada uma das melhores e mais animadas da cidade. O evento acontece todas as segundas no Clube Renascença, no Andaraí, um dos principais redutos do movimento negro no Rio. Outro passeio imperdível pela Zona Norte carioca é o bairro de São Cristóvão. Ali tem o Centro de Tradições Nordestinas, um pedacinho do Nordeste na Cidade Maravilhosa. Tem comida, produtos típicos, shows de forró, e o famigerado Bazar da Cantoria, com o seu karaokê querido, que é diversão garantida para todo mundo. RIO ANTIGO Mas se não gosta muito de praia, festas e, principalmente, esportes, a ca-

pital fluminense também tem programação para você. Nossa primeira sugestão seria o bairro de Santa Teresa, na Zona Sul carioca, pertinho de endereços famosos como os Arcos da Lapa, Marina da Glória e Laranjeiras. Santa, como é chamado pelos nativos da cidade, é localizado em um dos pontos mais altos do Rio e possui uma vista incrível do centro da capital carioca. Cheio de ladeiras, o bairro também é famoso pelo bondinho que passa sobre os arcos, um aqueduto do Século 17 construído para fornecer água à cidade. Em outros tempos, o local foi reduto da antiga aristocracia carioca, por isso existem tantas mansões, casarões e propriedades com arquitetura sofisticada e de diferentes períodos – Século 18 e, principalmente, Século 19 e início do Século 20 –, com belos exemplares da art nouveau e até um palacete em estilo neogótico. Na visita, olhos abertos para o Largo do Guimarães, um dos pontos mais conhecidos da região, que reúne bares, lojas e cafés, além de ser um dos pontos de parada do bondinho. Outro endereço inspirador é a Rua do Ouvidor, um dos destinos preferidos de Machado de Assis. O escritor

MUSEU DO AMANHÃ, LOCALIZADO NA PRAÇA MAUÁ, É O GRANDE MARCO DA RENOVAÇÃO DO CENTRO DO RIO DE JANEIRO

não só a retratava em suas obras, como também era frequentador assíduo da rua mais charmosa da cidade. Toda a agitação se concentrava ali: lojas elegantes, livrarias, discussões e filosofia nas confeitarias. Caso queira conhecer a história pela boca, uma dica preciosíssima é a Confeitaria Colombo. A casa foi inaugurada em 1894 por dois irmãos portugueses e tornou-se um ponto de encontro da alta sociedade carioca e brasileira da época. Atualmente recebe um grande número de visitantes interessados em conhecer o menu e a elegância de sua arquitetura. Um lugar ideal para um bate-papo, boa conversa e para lembrar o passado. HERANÇA AFRICANA O Porto Maravilha Cultural oferece aos visitantes do Museu de Arte do Rio (MAR), e ao público em geral, a oportunidade de conhecer melhor a região portuária da cidade, um dos locais mais expressivos no período colonial brasileiro. Partindo do MAR, o percurso a pé inclui um conjunto de locais marcantes para a memória da cultura afro-brasileira. A visita guiada começa na Pedra do Sal, local onde o sal era descarregado


FOTOS: DIVULGAÇÃO

37

O CENTRO DE TRADIÇÕES NORDESTINAS, NO BAIRRO DE SÃO CRISTÓVÃO, É UM PEDACINHO DO NORDESTE NA CIDADE MARAVILHOSA

PARA OS MENOS ESPORTISTAS, NADA MELHOR DO QUE APROVEITAR PARA IR AO BARRACÃO DA MANGUEIRA E CAIR NO SAMBA

O BONDE DE SANTA TERESA É EXCELENTE OPÇÃO DE PASSEIO CERCADA POR HISTÓRIA

pelos escravos que trabalhavam como carregadores no cais. Seguindo o passeio, os visitantes irão conhecer o Jardim Suspenso e o Cais do Valongo, um dos pontos finais do trajeto, que é hoje um sítio arqueológico de grande importância histórica. No local, foram encontrados objetos da vida cotidiana das classes dominantes do Império e dos negros escravizados. A visita termina nas salas de exposição Meu Porto Maravilha e apresenta ao público a operação urbana do novo porto. Na sala interativa, o visitante pode acessar o conjunto de transformações da região por meio de mapas, infográficos, fotos e vídeos das obras atuais e futuras. Outro passeio para quem gostaria de conhecer um pouco da influência dos povos africanos no Rio de Janeiro é o incrível Memorial dos Pretos Novos. Em 1996, um casal descobriu embaixo de sua casa, durante uma reforma, um antigo cemitério. Tratava-se de CRISTO REDENTOR É UM DOS CARTÕES POSTAIS DA CIDADE

corpos dos “pretos novos”, como eram chamados os escravos que chegavam mortos ao Brasil ou morriam logo depois do desembarque. O espaço foi criado em respeito a todos aqueles que perderam a vida e foram enterrados no cemitério, que era destinado aos Novos Negros que chegavam para serem comercializados como mercadoria. Calcula-se extraoficialmente que foram enterradas ali cerca de 20 a 30 mil pessoas, entre os anos de 1779 e 1830 – uma taxa bem mais alta do que os dados oficiais. Os corpos eram jogados em valas comuns, misturados e triturados ou queimados. O Instituto de Pesquisa e Memória Pretos Novos funciona em duas casas do século 19, onde são mantidos o Museu Memorial e um espaço cultural (Galeria de Arte Pretos Novos), onde acontecem eventos, oficinas, palestras e seminários relativos ao tema!


M P

CONFORTO

De bagagem pronta Na hora de escolher a mala de viagem, muitas dúvidas podem surgir. Zelo conversou com especialistas para ajudar nesse momento

38

Organizar uma viagem é sempre uma correria: escolher o destino, fazer as reservas, comprar as passagens ou preparar o carro, separar os documentos e, finalmente, arrumar as malas. Só que às vezes bate aquela dúvida de qual mala é mais adequada e como organizá-la da melhor maneira. Pensando nisso, a Zelo conversou com especialistas para ajudar você nesse momento. De acordo com o representante comercial da Sestini em Goiânia, Rodrigo Arantes, o principal a se fazer antes de decidir qual mala comprar é identificar o perfil de viagem que costuma realizar – mais curtas ou longas – e o perfil de viajante – se gosta de levar vários looks ou é mais comedido –, que também decidirá o melhor tamanho. Viagens mais longas exigem malas maiores. Caso não queira despachar bagagem, a soma da largura, comprimento

e profundidade não pode ultrapassar 115 cm e o peso máximo é de 5 kg. É importante analisar também a divisão interna, a quantidade de bolsos e o material da mala antes de levá-la. Atualmente, a busca é maior por aqueles materiais mais rígidos, pela durabilidade, resistência e peso. Aliás, esses são os fatores que mais são levados em conta pelas empresas do segmento, explica Arantes. Além disso, as malas 360 são mais utilizadas atualmente, pela facilidade de transporte e equilíbrio na locomoção. Por fim, o representante comercial lembra que, apesar de ter que ser observado, o preço não pode ser fator decisivo para adquirir a mala. “Comprar uma mala mais barata, mas que não tenha qualidade ou que não atenda a sua necessidade específica pode torná-la mais cara”, explica.

FOTO: ÂNGELA MOTTA

Amanda Damasceno

O QUE LEVAR? Depois de decidir qual mala é melhor e realizar a compra, ainda falta organizá-la. A consultora de estilo Lidi Santos dá cinco dicas para essa hora. Confira! 1- A mala deve ser organizada de acordo com o objetivo da viagem, o período e os compromissos. Deixe para trás o que você não tem costume de usar. 2- Escolha por tecidos, sapatos e acessórios que não acumulem muito peso, para evitar o excesso de bagagem, e confira sempre a quantidade de peças. 3- Na bagagem de mão, leve os produtos de valor, como acessórios e óculos. Não se esqueça do hidratante e lip balm para selar a umidade e proteger lábios e pele das possíveis agressões externas do ambiente. Para viagens longas, leve um conjunto de roupa, lingerie e produtos de higiene pessoal. Para passar o tempo, fone de ouvido e um bom livro. 4- Evite tecidos que amassem. Para roupas como camisas, o ideal é colocar o final da peça cobrindo o fundo da mala, deixando gola e mangas para fora. Coloque o restante das roupas e depois cubra com a parte da camisa que estava para fora. Podemos fazer rolinhos com algumas peças, para não amassá-las e facilitar o encaixe. 5- Deixe os looks prontos para a quantidade de dias que ficará no destino. É indispensável verificar se a quantidade de peças inferiores está coerente com a de peças superiores. Invista em peças “coringas” e acessórios que transformam o look.

Fla


39

MUITAS HISTÓRIAS PARA CONTAR.

Flamboyant Shopping - Piso 1

Goiânia Shopping - Piso 2


CARROS

ASTERO MOTTA astero@revistazelo.com.br FOTOS: DIVULGAÇÃO

Rally dos Sertões 2016

40

O Rally dos Sertões terá largada em Goiânia no dia 3 de setembro. A 23ª edição da maior prova off-road do Brasil passará por oito cidades, sendo duas delas inéditas. No itinerário, Padre Bernardo, Cavalcante e depois Posse, em Goiás. Em seguida, a caravana passará pela Bahia, em Luís Eduardo Magalhães. Depois parte para o Estado do Tocantins, no Deserto do Jalapão, Ponte Alta e finaliza em Palmas.

Goiás recebe a Porsche GT3 Cup Challenge

BMW M2 Coupé chega ao mercado brasileiro

O Autódromo Internacional Ayrton Senna será palco das 6ª e 7ª etapas do Porsche GT3 Cup Challenge Brasil. Os potentes carros da Porsche GT3 Cup, geração “991”, poderão ser conferidos na sexta etapa, nos dias 16 e 17 de setembro (Arrancada), e na sétima, em 21 e 22 de outubro (Resistência).

O novo esportivo BMW M2 Coupé chega a todo o País com performance inigualável, graças ao motor de seis cilindros em linha e suspensão de alumínio M Sport leve, que proporciona uma experiência única de condução: emoção aliada à segurança e à alta tecnologia embarcada. O novo motor evidencia a tecnologia de ponta M TwinPower Turbo, ao fornecer potência máxima de 370cv a 6.500 rpm e aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 4,3 segundos.

Mazzanti Automobili A fabricante italiana de supercarros artesanais Mazzanti Automobili apresentou no Salão de Turim o superesportivo mais potente da Itália, o Mazzanti Evantra MilleCavalli, que, como indica o nome, tem 1000 CV de potência. Equipado com um novo motor de 7,2 L V8 bi-turbo, acelera de 0 a 100 km/h em apenas 2,7 segundos e atinge a velocidade máxima de 402 km/h. A produção será limitada a 25 exemplares.


CMB Fashion Av. 136, Setor Marista (62) 3287-3636

41

Rua C-63, Setor Sudoeste Goiânia - GO (62) 3287-8655


ENOGOURMET RICARDO MARANHÃO ricardo_amsa@yahoo.com.br

Carmenère, a casta ícone do Chile A uva Carmenère tem uma história interessante. Hoje é símbolo da viticultura chilena, mas o que nem todos sabem é que ela é originária de Bordeaux, da região do Médoc, na França. A casta foi dizimada por lá devido à praga da Filoxera, durante o século XIX, e os produtores da região a substituíram por outra variedade, a Merlot. A espécie foi redescoberta na década de 1990, no Chile, pelo francês Jean-Michel Boursiquot, que notou que algumas cepas identificadas como Merlot demoravam a amadurecer. Uma das explicações seria o isolamento físico e geográfico criado por barreiras naturais como o Deserto do Atacama ao norte, os Glaciares ao sul, a Cordilheira dos Andes a leste e o Oceano Pacífico a oeste, que protegem essa região de pragas. A produção de vinhos da uva Carmenère no Chile se destaca nas regiões do Vale de Colchagua, Vale do Maipo e Vale de Rapel. Em 1998, o Departamento de Agricultura Chileno reconheceu oficialmente a Carmenère como uma variedade própria do país. Por isso, ao abrir uma garrafa da variedade, lembre-se que esse vinho tem história.

HARMONIZAÇÃO O Steak Tartare, elaborado pelo maître Nascimento no restaurante Kabanas do Bueno, é um achado. Para acompanhar o prato, nada melhor que um vinho da uva Carmenère. Nascimento prepara essa iguaria na mesa de quem visita a casa, com 300 gramas de filé picado na faca, molhos roti, inglês e tabasco, mostarda Dijon, alcaparras picadas, cebola em pequenos cubos, gema de ovo, salsinha, picles em fatias, sal e pimenta do reino. O prato é servido com batatas fritas. FOTO: RICARDO MARANHÃO

42

Originária da França, espécie, que foi praticamente extinta na Europa, reapareceu e ganhou força no país latino

B 1865 Single Vineyard Carmenère 2013 Valor: R$ 79,00 Onde comprar: Empório Sírio Libanês

Carmenère Reserve 2014 Block Selection Valor: R$ 54,90 Onde comprar: My Winery

Tabalí Reserva Carmenère 2012 Valor: R$ 62,90 Onde comprar: DOC Mercearia Fina

Terranoble Carmenère Andes CA1 2010 Valor: R$ 190,00 Onde comprar: Empório Piquiras


43

Baixe nosso app Casa Oliva

Seu pedido com um click


CULTURA

cronologia das salas escuras da capital FOTOS : AUTOR DESCONHECIDO - ACERVO MIS|GO

44

CINE TEATRO GOIÂNIA, INAUGURADO NA DÉCADA DE 1940, É UM DOS MAIS TRADICIONAIS ESPAÇOS CULTURAIS DA CAPITAL


Apesar das mudanças, panorama apresenta uma cidade cinéfila

Atualmente, a maior parte das salas de cinema de Goiânia (GO) está localizada em shopping centers. Entretanto, a exibição de filmes na cidade começou em outros espaços: os cinemas de rua. De acordo com o livro Goiás no Século do Cinema, escrito por Beto Leão e Eduardo Benfica, o primeiro cinema da Capital foi o Cine Teatro Campinas, inaugurado em junho de 1936, menos de três anos após a fundação de Goiânia. Em outubro de 1939, surge o primeiro cinema do Setor Central: o Cine Popular (depois Cine Santa Maria). Já em junho de 1942, é inaugurado o Cine Teatro Goiânia, com estilo arquitetônico art déco e luxuosas instalações. Nas décadas de 1960 e 1970, os setores Campinas e Central quase se igualaram em número de cinemas, segundo o livro de Leão e Benfica. No primeiro, foram os cines Helena, Rio, Eldorado e Avenida. No segundo, funcionaram os cines Capri, Ouro, Casablanca, Goiás, Frida e Presidente. Existiram, ainda, os cines Regina (Setor Vila Nova), Fátima (Setor dos Funcionários), Royal (Setor Pedro Ludovico) e o Cinema 1 (Setor Oeste). O cenário, contudo, começou a mudar a partir dos anos 1970. Gradativamente, quase todos os cinemas de rua fecharam “com o advento do videocassete e, posteriormente, com o surgimento dos shopping centers”, afirma Beto Leão no artigo “O cinema goianiense em 70 anos”. No lugar dos

cines, pontos comerciais, empresas e igrejas ocuparam as áreas. Essa relação entre os cinemas de rua e os de shopping também é estabelecida pelo professor e atual gestor do Centro Cultural Oscar Niemeyer (CCON), Lisandro Nogueira. “É um fator da urbanização mal planejada das cidades, que faz com que a população, em função de segurança e outros motivos, prefira os cinemas de shopping, o que força a queda dos cinemas de rua.”

Banana Shopping (Centro). A partir dos anos 2000, surgem os shoppings Araguaia (2001, Centro); Cidade Jardim (2004, Bairro Cidade Jardim); Portal (2006, Bairro Capuava); Portal Sul (2010, Setor Jardins Lisboa); e Passeio das Águas (2013, na Avenida Perimetral Norte). Considerando essas décadas de “relação coexistente”, ocorreram mudanças, lançamentos, expansões e reformas em diferentes períodos dos cinemas até o momento.

PANORAMA 1 A saída de cena do Cine Santa Maria, ainda ativo, foi o cinema pornô. Hoje, o prédio está à venda por R$ 2 milhões, segundo corretor da imobiliária responsável. Nos anos 2000, a mesma alternativa foi adotada pelo Cine Astor (Setor Central), aberto entre o fim dos anos 1970 e o começo dos anos 1980. O antigo Cine Teatro Goiânia funciona apenas como teatro nos dias de hoje. Já o Cine Ouro (atual Centro Municipal de Cultura Cine Goiânia Ouro) passou a ser gerido pela Secretaria Municipal de Cultura de Goiás (Secult-GO), que foca em mostras e festivais. Goiânia já teve um cinema Drive-in nas décadas de 1970 e 1980. Localizado no Setor Santa Genoveva, o Cine Canoeiro exibia filmes para o público assistir de dentro dos carros. O local hoje é da Guarda Civil Metropolitana (GCM) e ainda preserva, por exemplo, o letreiro e a tela de projeção. As décadas de 1980 e 1990 podem representar o início de uma “relação coexistente” entre os cinemas da Capital: em 1981, duas salas são abertas no Shopping Flamboyant (Jardim Goiás); em 1989, ocorre a inauguração do Cine Cultura (Praça Cívica, Centro); no ano seguinte, o lançamento do Shopping Bougainville (Setor Marista); em 1991, o Cine Ritz é aberto no Centro; no ano de 1995, a inauguração do Goiânia Shopping (Setor Bueno); e, em 1996, a inauguração do

PANORAMA 2 A Capital ganhou recentemente mais uma opção de rede multiplex: o Cinépolis, de origem mexicana. As salas fazem parte do Shopping Cerrado (Setor Aeroviário). “São sete salas de altíssima qualidade. Uma delas é do tipo Macro XE, e oferece som digital com 13 mil watts de potência”, revela. Previstas inicialmente para 2015, as duas salas de cinema do CCON estão com as obras paradas, de acordo com a assessoria de comunicação da rede Lumière. “Há uma infiltração no solo e está comprometendo a estrutura da obra. Por isso, estamos aguardando uma posição do governo estadual para corrigir o problema. Paralisamos a obra até segunda ordem para evitar prejuízos. Portanto, também não definimos como será o layout da unidade”, explica. Para o crítico de cinema e programador do Cine Cultura, Marcelo Ribeiro, os principais desafios do espaço estão ligados à manutenção da infraestrutura e à expansão/permanência do público, além da digitalização completa do cine. O programador ressalta, ainda, a importância múltipla do local: a de “construção de um modo de relação mais rico e aberto com a cidade e as diversas pessoas que a constituem”, a de “explorar o universo do cinema com liberdade, oferecendo ao público essa liberdade em forma de filmes com propostas distintas” e a de ter um “sentido de resistência contra as

45

Adriano Frausino


46

O CINE CAMPINAS FOI O PRIMEIRO CINEMA DA CAPITAL. NA FOTO, A CONSTRUÇÃO DURANTE A DÉCADA DE 1940

O CINE GOIÁS FUNCIONAVA NO SETOR CENTRAL DE GOIÂNIA. A IMAGEM É DO PRÉDIO DURANTE A DÉCADA DE 1940

tendências de homogeneização que imperam no campo cinematográfico”. Proprietário do Cine Ritz, Edson Randal acredita na tradição dos cines de rua, “mesmo que ainda tenham pessoas com preconceito sobre os cinemas, que confundem shoppings com cultura”. Para Randal, a importância do Ritz está em “levar cultura e entretenimento com valores acessíveis para toda população”. Acrescenta que, “em muitas capitais, os governantes se preocuparam em manter

os cinemas de rua, revitalizando-os e dando apoio a esses espaços”. Essa questão também é defendida por Lisandro Nogueira. “O que os governos deveriam incentivar seria a volta desses cinemas de rua, principalmente nos centros das grandes cidades”, diz. Falando sobre a situação do Cine Santa Maria, o professor sugere uma revitalização. Como exemplos de possibilidades, Nogueira cita leis de incentivo e o investimento de grupos financeiros. “Seria

muito bom trazer as classes populares de volta para o cinema”, afirma. Goiânia é definida pelo professor como uma “cidade privilegiada e de cinéfilos”, além de ser a 5ª em número de salas de cinema do Brasil, segundo Nogueira. “Na última edição da mostra O Amor, A Morte e as Paixões, o público foi de 31 mil pessoas. Pode ter Netflix, locadora e internet, mas continua a vontade de ir ao cinema. Por que ir ao cinema é uma experiência forte.”


47


rejuvenecer

FOTO: SHUTTERSTOCK

48

de forma natural


Se rejuvenescimento facial já foi sinônimo de pele esticada e resultados artificiais, hoje a máxima é ter resultados cada vez mais naturais, com procedimentos mais seguros e menos invasivos. Assim, o Rejuvenescimento Minimamente Invasivo (REMIN) garante que o tratamento do paciente seja planejado de acordo com o seu envelhecimento e realizado a partir de várias técnicas associadas a tecnologias modernas que permitem o mínimo de invasão à pele. Pesquisador dessa área, o médico Bernardo Magacho – oftalmologista graduado pela Universidade Federal Fluminense (UFF), com fellowship em cirurgia oculoplástica pela Universidade de São Paulo (USP) – explica que o REMIN é aplicado contra as alterações que ocorrem no processo natural do envelhecimento, mas com um diferencial: o procedimento não trata apenas da pele, mas da queda facial como um todo. Para isso, são levados em conta, além da pele, a gordura subcutânea, a camada muscular e o tecido ósseo. Desse modo, o tratamento de cada pessoa é personalizado, já que as alterações em cada uma dessas camadas diferem de um indivíduo para outro. Além disso, os hábitos de vida de cada paciente influenciam muito nas mudanças que a pele sofre ao longo do tempo. Se ele fuma, vive sob muito estresse ou fica muito exposto ao sol, por exemplo, as alterações acabam sendo maiores. “Nesses casos, buscamos ser

ainda menos invasivos – por meio de técnicas a laser, peelings químicos e de fenol – e tentamos prepará-lo com mais antecedência”, afirma Magacho. Assim, o planejamento do rejuvenescimento é feito de acordo com o perfil de cada paciente e reunindo a grande variedade de opções oferecidas pelo REMIN. Entre as técnicas mais utilizadas estão o rejuvenescimento palpebral e periocular a laser, peeling profundo (conhecido como lifting sem corte), minilifting e lifting. Ainda existem procedimentos para fazer tratamento subcutâneo e ósseo. Toda a avaliação do que deverá ser feito já é realizada, de acordo com Magacho, na primeira consulta do paciente. Outro ponto positivo do método é que os tratamentos podem ser associados ao mesmo tempo, dependendo da indicação e das peculiaridades dos pacientes. Quem é submetido às técnicas do REMIN conta com outra vantagem: por ser minimamente invasivo, o método evita que o paciente fique afastado por muito tempo das suas atividades cotidianas. Já em relação às marcas de cicatrizes, temor de muitos, o médico explica que a abundância de vasos sanguíneos e a inervação da face garantem uma melhor recuperação. “Outro fator importante é que as incisões, quando fechadas, não tenham tração. A pele, hoje, não é mais esticada como antigamente, e sim acomodada sobre o trabalho feito nas camadas abaixo dela, o que permite resultados mais naturais”, completa.

RT DR. BERNARDO MAGACHO CRM GO 9933 Graduado pela UFF, residente pela UFG, fellowship em Cirurgia Plástica Ocular pela USP, staff em cirurgia oculoplástica pelo cerof-ufg, pós-graduado em Medicina e Cirurgia Estética pela International Association of Aesthetic Medicine. Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Ocular e da American Society of Ophtalmology

Centro Brasileiro da Face – Club laser Av. T2 nº 396, CEP: 74.210 010 Setor Bueno - Goiania – Goiás Telefone: (62) 3252 6200 | (62) 3093 6363 www.cbf.med.br

TRATAMENTOS EM QUE O REMIN É APLICADO: • • • • • • • • • • • • • •

Tratamento de rugas e marcas de expressão Elevação e avaliação de simetria das sobrancelhas Correção visual a laser “miopia, astigmatismo e hipertrofia” Cirurgia palpebral a laser Tratamento do sulco nasolabial Análise de forma, volume e contorno facial Tratamento do contorno, volume e eversão dos lábios Aumento e definição do queixo Minilifting: tratamento da queda da face, supercílios e pescoço Rejuvenescimento da pele, (a) laser, (b) bexoplastia multipeel Elevação e reposicionamento das maçãs do rosto Melhora do contorno mandibular Tratamento da papada e bolsinhas da gravidade Rejuvenescimento e tratamento de flacidez de colo e pescoço

av.

Hospital ver Americano do brasil qd. 253, lt. 12-e, setor marista - goiânia goiás - Telefone: (62) 3096 9696 www.drbernardomagacho.com.br

49

Dr. Bernardo Magacho apresenta o REMIN, tratamento com técnicas minimamente invasivas


ZELOBELEZA FOTOS: DIVULGAÇÃO

HANNAH MOTTA hannah@revistazelo.com.br

Parfum A atriz Chloë Grace Moretz foi escolhida como rosto da nova fragrância da Coach. A composição é floral, com vibrantes notas de topo de folha de framboesa, pimenta rosa e pera, que representam a energia de Nova York. O coração inclui um acorde de rosa turca, em uma base de camurça, almíscar e sândalo, que simbolizam os acessórios em couro que tornaram a marca famosa. A perfumista Juliette Karagueuzoglou assina a criação. Chloë foi fotografada por Steven Meisel.

50

Oriente A M.A.C se juntou à estilista chinesa Chris Chang para criar uma nova coleção. A maior inspiração para elaborar 14 itens, entre sombras, delineadores e batons em cores supervivas, veio da ópera de Pequim. As embalagens estampadas como um caleidoscópio são a cereja do bolo e já valem a compra.

Hidratante A Embryolisse, marca francesa de dermocosméticos, acaba de chegar ao Brasil. Entre os produtos, destaque para o famoso Lait-Crème Concentré, hidratante que promete levar à pele todos os nutrientes necessários ao seu equilíbrio, criando uma barreira que protege a pele das agressões do dia a dia e favorece a renovação celular. Já pode ser adquirido em todo o Brasil por meio do ecommerce da marca (www.embryolisse.com.br) e nas lojas físicas da Drogaria Iguatemi, em São Paulo.

Tea A The Body Shop lança sais de banho inspirados na cerimônia do chá verde. O Chá de Banho Fuji Green Tea, que proporciona sensação de refrescância, é uma mistura de chá verde e bergamota, com toque envolvente e floral de camélia, jasmim e violeta. Em edição limitada, contém folhas de aloe vera e é perfeito para aliviar as tensões do dia.


Míni A Guerlain traz ao mercado o My Super Tips. São cinco produtos em tamanho míni que formam um kit sobrevivência para várias necessidades da pele. O combo é composto por Midnight Secret, clássico creme noturno detoxificante da marca, à base de ginkgo biloba, que promete duas horas de sono extra para o rosto, e quatro lançamentos: o superhidratante Crème SOS; o Stop Spot, que corrige e esconde a acne; o Super Lips, mistura de óleos para renovar os lábios; e o Radiance in a Flash, que dá um glow instantâneo. À venda na Sephora.

O novo Atoderm Gel Douche contém em sua fórmula tensoativos suaves, biomiméticos e relipidizantes que higienizam e preservam a integridade do filme protetor da pele. Sua fórmula hidrata e restaura a barreira cutânea pela ação da glicerina. Ainda possui ação antibacteriana, graças ao sulfato de cobre, importante para impedir a proliferação de microrganismos na pele. Apresenta fragrância suave e livre de substâncias alergênicas.

Sobrancelhas A Benefit acaba de lançar Brow Collection, com nove produtos específicos para as sobrancelhas. Gimme Brow; KA-Brow; Brow Zings; Browvo! Conditioning Primer; Goof Proof Brow Pencil; Precisely, My Brow Pencil; High Brow & High Brow Glow; 3D Browtones e Ready, Set, Brow! Mesmo os que já existiam foram reformulados e ganharam novas cores. Cada um com uma função, textura e acabamento diferente para atender a praticamente todo dilema da sobrancelha. Um verdadeiro arsenal. Vale a pena o investimento!

Face Pensando nos diferentes aspectos da pele das brasileiras, O Boticário apresenta sua nova linha de cuidados faciais que trazem soluções práticas de acordo com a necessidade individual, e não por tipo de pele ou idade. Ao todo, são dez produtos divididos em três fases: tratamento, pré e pós-maquiagem. Detox com vitamina C pura, multiprotetor com FPS 50, primer antioleosidade com efeito Blur e demaquilante micelar são apenas algumas das novidades da marca.

51

Gel


52

ESPORTE

FOTOS: JOÃO CARLOS FOTOGRAFIA

QUANDO A praia encontra a cidade Mesmo sem mar, Goiânia enfrenta uma onda de esportes de areia que parece ter chegado para ficar de vez


53 OS ATLETAS JACOB FACURI E LEONARDO GRANJA EM TREINO COM O PROFESSOR LEONARDO BRIDI, NA BRAVA SPORT

Amanda Damasceno Sol forte, pés na areia e pessoas praticando futevôlei, vôlei de areia, beach tennis... Esta cena, comum em cidades litorâneas, tem se tornado cada vez mais frequente aqui na capital goiana. É, Goiânia não tem praia, mas isso não impediu que os esportes típicos do local chegassem aqui de vez, com a inauguração de vários espaços voltados para a prática dessas atividades. Um exemplo é a Orla Terral de Esportes de Areia, em funcionamento

desde o mês de abril e que trouxe para o meio da cidade um espaço que é, ao mesmo tempo, um ponto de práticas esportivas e de lazer. Toda sua estrutura – com 2.500 metros quadrados que se dividem entre quatro quadras de areia, área para atividades funcionais, vestiários e bar – foi pensada para remeter ao clima de beira-mar. Sócia-proprietária da Orla, Carolina Stecca explica que o local foi criado para atender a uma demanda notada

nos últimos tempos. “O público de Goiânia estava procurando onde praticar esse tipo de esporte e os únicos lugares que ofereciam eram clubes”, conta. A carência também foi percebida por Felipe Fon. Sócio da Praia Sports e do Beach King, ele explica que percebeu que na cidade muitas pessoas queriam jogar futevôlei, mas acabavam reféns de um convite para os clubes onde existem quadras de areia. “Então nós decidimos construir essas


quadras dentro de Goiânia. Porque se todo mundo quer jogar futevôlei, então o futevôlei tem que ser para todo mundo”, destaca. O estilo de negócio foi bem-sucedido. A Orla, por exemplo, tem apenas dois meses de funcionamento, mas já conta com 150 alunos matriculados nas diversas modalidades que são oferecidas. Fon aponta ainda outro indício do sucesso desse tipo de empreendimento: até agosto devem ser abertos pelo menos mais três espaços com o mesmo conceito.

reforça o ponto de vista e conta que o esporte cria uma verdadeira “família” entre seus praticantes. “O beach tennis vem junto com um estilo de vida. O pessoal joga, participa das competições, que sempre são na praia, leva a família junto, então acaba criando um lifestyle mesmo. E os praticantes sempre se identificam”, explica. A areia traz, ainda, diversas vantagens, que se estendem a todos os esportes ali praticados. Bridi descreve que o impacto sobre as articulações é bem reduzido, o que diminui também o risco de lesões, as atividades proporcionam um aumento de resistência aeróbica e o tônus muscular de quem pratica a

54

BENEFÍCIOS Quem vai atrás de praticar esse

tipo de esporte está, muitas vezes, cansado de academias e vê com bons olhos a ideia de se exercitar ao ar livre. Além disso, pesam na escolha o alto gasto calórico que as atividades proporcionam – em uma aula de beach tennis, por exemplo, chegam a ser gastas de 500 a 800 calorias e a de boxe na areia tem o dobro do gasto calórico de uma aula comum da mesma luta – e a oportunidade de praticar um esporte em grupo. “Os alunos criam amizades, fazem grupos, então é possível perceber o benefício social também”, afirma Stecca. O professor de beach tennis da Brava Sport Center, Leonardo Bridi,

SEGUNDO O PROFESSOR LEONARDO BRIDI, “O BEACH TENNIS VEM JUNTO COM UM ESTILO DE VIDA”. NA FOTO, ENTRE OS ATLETAS DA MODALIDADE LEONARDO GRANJA E JACOB FACURI


55 O EDUCADOR FÍSICO FELIPE FON APONTA QUE AS MULHERES SÃO O GRUPO QUE MAIS PROCURA PELAS ATIVIDADES NA AREIA

AS PRATICANTES DE FUTEVÔLEI CAROLINNE STIVAL, TANA LOBO, CRISTAL LOBO E BRUNA FLEURY

modalidade, principalmente nos membros inferiores, melhora muito. É esse, aponta Felipe Fon, um dos principais motivos para que as mulheres sejam o grupo que mais procura pelas atividades na areia. De acordo com ele, 70% a 80% do público que se matricula nas aulas é feminino. Aluna de beach tennis há dois meses, Marcela Mendonça explica que começou as aulas porque procurava alguma atividade para intercalar com a musculação que já praticava. Ela, que já tinha feito aulas de muay thai e até mesmo de tênis de quadra, não havia se adaptado bem a nenhum dos esportes, até que encontrou o tênis de praia. O diferencial do esporte? “Ele é viciante, e traz uma sensação de prazer muito grande. Além do aspecto da competição, que é muito positivo. Fora que já fiz muitas amizades aqui”, afirma. Tana Lobo é mais um exemplo dessa boa participação do público femini-

praticam o esporte há mais de sete meses”, declara. Outra evidência é que já há alunos competindo em torneios. Leonardo Granja, integrante da Pequi Beach Tennis, participou no início de junho de um campeonato da modalidade no Rio de Janeiro. Apesar de já ter prática com tênis, Leonardo ressalta que começou a treinar há pouco tempo na areia, mas pretende continuar. Entre as vantagens do esporte, ele aponta que é um ambiente descontraído e que muitas pessoas nos circuitos já são conhecidas da época do tênis de quadra, o que proporciona reencontros. Essas características só reforçam o quanto os esportes de areia são vantajosos, seja no aspecto físico ou no social. Tudo isso só contribui para que as modalidades consigam se firmar cada vez mais aqui, no meio da cidade, sem a necessidade da praia. Pelo menos é o que garantem todos os apaixonados pelos esportes.

no. Praticante de futevôlei há dez meses, conta que se juntou a cinco amigas e pediu a Fon para dar aulas ao grupo, que já estava cansado do ambiente da academia. Segundo ela, nas aulas de futevôlei é que consegue aliviar o estresse.“É o local e a hora do dia que tenho para me divertir, praticar o que gosto”, explica, acrescentando que cuidar da saúde e do corpo é uma consequência, realizada com divertimento. Sobre o ambiente, acrescenta: “Aqui em Goiânia sempre brincamos que ‘já que não tem mar, vamos pro bar’. Ainda falta o mar, mas já temos a praia.” PERSPECTIVAS A prática de esportes de areia em Goiânia é mais que só uma febre entre os praticantes, defende Fon. De acordo com o empresário, prova disso é que a assiduidade é grande. “Em média, de 60 matrículas no futevôlei até hoje, houve apenas uma desistência e há alunos que


56

Fotos: Studio Junior Moritz


57

Jessika usa body Ostra Brasil para Rafaella Gurgel, brincos e bracelete Eleonora Hsiung, sandålia Santè Shoes


58

Alysson usa sunga Brasil 70 Bikini


59

Maiô deep Corporeum para Rafaella Gurgel, calça Flor Linda para Loira Morena Boutique, brincos Eleonora Hsiung


60

Blusa Sly Wear para Loira Morena, biquini Doux Brazil para Rafaella Gurgel, brincos Eleonora Hsiung


61

Body Brasil 70 Bikini, coleira Eleonora Hsiung


62

Jaqueta Linda de Morrer para Encantare e body Iorane para Encantare


63

Óculos Fendi para Óticas Fernando

Produção de Moda: Rafael Garcia Styling: Leandro Brito Cabelo e Maquiagem: Juliana Campos Design Editorial: Avai Corrêa Modelos: Jessika Alves (Mega Model Goiânia) e Alysson Frauzino (AC Management)


Y

INSCRIÇÕES ABERTAS - (62) 3236-3020 / www.cambury.br

Vestibular Agendado ou ENEM OVG e FIES 64

13 CURSOS SUPERIORES

#VocêComUmaProfissão Com a Prática Cambury de Aprendizagem você aprende uma profissão e sai preparado para conquistar o mercado de trabalho.

FAÇA

Construção de Edifícios - Design de Interiores Design de Produtos - Direito - Estética e Cosmética Fotografia - Gastronomia Gestão de Recursos Humanos - Gestão de TI Gestão Executiva de Negócios Logística - Marketing

NOVO CURSO - PSICOLOGIA

MBA CAMBURY INSCREVA-SE JÁ

Faculdade Cambury (62) 3236-3032 | supervisao.comercial@cambury.br


65

Mostra

Casa Cor Goiás celebra a vida com ousadia e criatividade

Lifestyle

Pedro Ernesto e Leandra Castro apresentam sua casa e falam da relação com o lugar FOTO: JOMAR BRAGANÇA


66

CASA COR GOIÁS

FOTOS: JOMAR BRAGANÇA

Casa em comemoração Em sua vigésima edição, Casa Cor Goiás 2016 apresenta criatividade e inovação para celebrar a vida Amanda Damasceno O lar como um espaço onde a vida é festejada ao máximo. É isso que a Casa Cor Goiás 2016 propõe em seus 3.000 m² distribuídos em 36 ambientes projetados por 51 profissionais renomados. Sob o comando, mais uma vez, das arquitetas Eliane Martins e Sheila Podestá, a exposição, realizada no Centro da Capital com o tema “Celebrar”, traz aos visitantes várias possibilidades de ambientes que podem transformar a casa num espaço de celebração à vida. Nesta edição, o evento completa

20 anos de existência em Goiás e mais uma vez exibe as tendências dos mercados de arquitetura, design, decoração e paisagismo, resultando em uma experiência singular para quem vai conhecer a mostra. O prédio onde acontece a exposição abrigou o primeiro posto de saúde de Goiânia, foi reinventado e teve muitas das suas memórias incorporadas em ambientes como o Studio 777 e os Lounges. Além disso, algumas personalidades como Siron Franco, Sérgio Rodrigues e Sílvia Renata Sommerlath

foram homenageadas. Destaque para o cuidado com a sustentabilidade. Praticamente toda a iluminação da Casa Cor é em LED, o que reduz o consumo de energia. Além disso, a mostra produz parte da energia consumida através do sistema fotovoltaico, que produz eletricidade a partir da luz solar. Com o teto verde no Jardim dos Jasmins e a substituição do ar-condicionado por ventilador na Varanda do Cerrado, é possível ainda encontrar alternativas para proporcionar conforto térmico sem tantos danos ao meio ambiente.


67 NO SENTIDO HORÁRIO: KARLA BITTAR E EDUARDO BITTAR TRANSFORMARAM A SALA DE BANHO EM UM REFÚGIO DENTRO DE CASA, ESPAÇOSO E SOFISTICADO; A SALA DE ALMOÇO DA DESIGNER DE INTERIORES ANDREIA CARNEIRO APRESENTA, COM MUITA PERSONALIDADE, ARTE E DESIGN QUE BUSCAM REVIVER O CONVÍVIO FAMILIAR; GENÉSIO MARANHÃO DESENVOLVEU, DE FORMA SOFISTICADA E CONVIDATIVA, O LOUNGE CAFÉ; FABÍOLA NAOUM E WILKER GODOI ASSINAM O LOFT GARAGEM, UM AMBIENTE CONTEMPORÂNEO QUE TRANSMITE O ESTILO DE VIDA DE UM CASAL; PEDRO PAULO LUNA E THIAGO SIQUIEROLI INSPIRARAM-SE NA ÁFRICA PARA ELABORAR O RESTAURANTE; FLÁVIA ARAÚJO E JULIANA RESENDE UNIRAM-SE A EDNARA BRAGA PARA PROJETAR A CASA DA DINA


FOTO: JOMAR BRAGANÇA

CASA COR GOIÁS

AMBIENTE PRIORIZA TONS ESCUROS COM ILUMINAÇÃO DIRECIONADA, CRIANDO UMA ATMOSFERA SÓBRIA E MASCULINA

68

Brasilidade intimista Com ênfase no design nacional, projeto reflete os anseios do homem moderno Amanda Damasceno

STUDIO 777 MARCA A ESTREIA DE ANDRÉ LENZA NA CASA COR GOIÁS

ANDRÉ LENZA (62) 98110-0408 / (62) 3091-1002 ANDRELENZAARQUITETURA@GMAIL.COM

Foi com a intenção de criar um ambiente que, além de ser uma casa, ressaltasse aspectos nacionais e regionais que André Lenza projetou o Studio 777. Em sua primeira participação na Casa Cor Goiás, o arquiteto trouxe um espaço intimista e repleto de arte, ao mesmo tempo em que preservou o traçado original do prédio que abriga a mostra. Com tons escuros – teto e trilhos da iluminação pretos, piso chumbo, sofá e mármore na bancada cinza –, o studio apresenta poucos pontos coloridos: a tela de Marcelo Solá, os livros e um par de sapatos que ganha status de obra de arte, o que contribui para o aspecto sóbrio do local. Esse clima é reforçado pela iluminação, direcionada e não em todo o ambiente. “Esse tipo de iluminação cria um aspecto muito mais intimista. Quando as pessoas entram, até fazem mais silêncio”, destaca o arquiteto.x

Outra preocupação de Lenza foi garantir que o mobiliário fosse todo nacional. “Em um ano de crise, não adiantaria colocar um sofá italiano de R$ 70 mil. Então quis valorizar os designers nacionais”, explica. Cuidadosamente escolhidos, os móveis são de nomes como Paulo Sérgio Niemeyer, Domingos Tótora, Regiane Carvalho e Arthur Casas. Além da tela de Solá, o Studio 777 foi decorado com duas fotografias de Naldo Mundim, que retratam o interior de Goiás e a mata Atlântica. Assim, o espaço de 59 m² acabou se transformando num local que traduz a necessidade do homem contemporâneo de ter uma casa que, ao mesmo tempo em que serve de moradia, cultiva raízes e lembranças. “Eu quis montar um ambiente bonito. Mas também tive a preocupação de trazer para quem visita a sensação de que ele poderia morar aqui”, finaliza Lenza.

U


69

Projeto: Ana Paula Munhoz e Gabriella Saback Foto: Edgard César

Esquadrias, porta pivotante de entrada em ACM amadeirado e portões ripados, todos com a qualidade CRS.

UNIDADE BETIM MG

UNIDADE GOIÂNIA GO 62. 3587 2037 | 98111 7200 | 98412 2318 31. 3592 6081 | 3592 2389 | 98441 6776 UNIDADE NOVA LIMA MG 31. 3541 6121 | 97322 7000 | 99901 7029 crsesquadriasemaluminio |

engenharia.go@crsesquadrias.com.br

w w w. C R S E S Q U A D R I A S . c o m . b r


CASA COR GOIÁS

70

CARINE PROJETOU UM AMBIENTE DE ESTAR PROPÍCIO PARA O DESCANSO, A CONTEMPLAÇÃO E O RELAXAMENTO

Aconchego sofisticado Lounge projetado por Carine Rocha propõe mistura de luxo e conforto em um ambiente propício ao descanso e à convivência Amanda Damasceno União entre contemporâneo e clássico, ambiente interno e externo, sobriedade e leveza. Isso é o que a arquiteta Carine Rocha propõe no Lounge projetado por ela para a vigésima edição da Casa Cor Goiás. Participante do evento pela quarta vez, a profissional traz um espaço “aconchegante e visualmente sofisticado”. Com cores que acompanham as últimas tendências – cinza e chumbo –, o lounge de 70 m² poderia tornar-se um local muito sério e carregado, porém Carine conseguiu com maestria seguir a tendência e ao mesmo tempo garantir um espaço agradável, com tons neutros em uma base sóbria que criasse harmonia. “Tudo isso foi usado de maneira

leve, sem pesar”, explica. Outro diferencial foi a iluminação. A luz natural foi aproveitada ao máximo e a artificial, colocada de maneira difusa e posicionada para destacar obras de arte e algumas peças. A parede de mica natural, por exemplo, ganhou todo um brilho com a iluminação de LED e acabou virando um dos destaques do ambiente. Outros detalhes chamam a atenção de quem passa pelo Lounge. As prateleiras descoordenadas, as duas poltronas Esfera desenhadas por Ricardo Fasanello, protagonistas do hall de entrada, o teto da varanda feito de retalhos de persiana, o pendente, que proporcionou um aspecto de suntuosidade ao local, e, é claro, as obras de arte de artistas

como Siron Franco e Marcelo Solá. A arquiteta garantiu que o Lounge fosse um espaço que os visitantes tivessem vontade de ter em suas próprias casas, um ambiente de convivência para receber bem as pessoas e que, além de suntuoso, transmitisse leveza em um décor imponente, com escolhas bem orquestradas. “Apesar de ter peças luxuosas, é funcional e pode ser facilmente adaptado a qualquer residência”, enfatiza. CARINE ROCHA (62) 98407-8218 CARINEROCHAARQUITETA@GMAIL.COM


CARINE EXPLICA QUE OS SÓBRIOS A AJUDARAM A CRIAR UM ESPAÇO ACONCHEGANTE E VISUALMENTE SOFISTICADO

71

FOTOS: JOMAR BRAGANÇA

NA DECORAÇÃO, PEÇAS DE BOM DESIGN MARCAM PRESENÇA. DESTAQUE PARA A CHAISE DE ESTAMPA PIED DE POULE, AS POLTRONAS ESFERA DE RICARDO FASANELLO E (FOTO ABAIXO) OS EXCLUSIVOS ABAJURES DE FERRO DOURADO, DE CRISTIANA BERTOLUCCI


ÍCONES

DANIEL ALMEIDA contato@danielalmeidaarquitetura.com.br

A Casa Cor celebra seus 30 anos no Brasil. Balzaquiana, madura, harmônica, atingiu sua melhor fase, sem crise de meia-idade. Apesar da mostra ter começado um pouco mais tarde em Goiás, já trouxe toda sua experiência para a afirmação da juventude dos seus 20 anos. Por isso, faz uma ponte entre a celebração da chegada de sua maioridade com a maturidade, por meio da renovação do primeiro posto de saúde de Goiânia, a Central de Medicamentos de Alto Custo Juarez Barbosa, datado de 1930. Reforma de energia pela arquitetura e pelo design.

72

CADEIRA WIGGLE SIDE DESENVOLVIDA EM 1972 PELO ARQUITETO CANADENSE FRANK GEHRY, GANHADOR DO PRÊMIO PRITZKER DE 1989. CONSTITUÍDA INUSITADAMENTE COM PAPELÃO, POSSUI FORMA ESCULTURAL E É ÍCONE DA MARCA SUÍÇA VITRA - VIA CONDOTTI

MESA DE CENTRO TWIST DE JADER ALMEIDA. RECEBEU MENÇÃO HONROSA NO 29º PRÊMIO MUSEU DA CASA BRASILEIRA - VIA CONDOTTI

CADEIRA UMA, ÍCONE DA MARCA OPPA. DE DESIGN VERSÁTIL, É ENCONTRADA DISPONÍVEL EM 12 DIFERENTES CORES, PREMIADA NA CATEGORIA MOBILIÁRIO NO IDEA/BRASIL EM 2012

LOUÇA CABOCLA “CABEÇA”, ELABORADA POR CIDA LIMA, DE BELO JARDIM - CASA MIX


PENDENTE 1816, CRIAÇÃO DO DESIGNER CURITIBANO ALBERTH DIEGO. EXECUTADO EM COBRE E ALUMÍNIO ACOBREADO PARA A KLAXON INTERPAM

73

REFRIGERADOR COM PROPOSTA RETRÔ NA COR DARK CHOCOLATE PARA GORENJE - CUBAS E CIA

POLTRONA ADRIANA POR JORGE ZALS ZUPIN. É UMA REEDIÇÃO DA DÉCADA DE 60 E HOMENAGEIA SUA NETA - ARMAZÉM DA DECORAÇÃO

BANQUETA BAR GÁVEA CRIADA POR JORGE ZALS ZUPIN. OS PÉS DE FERRO SE UNEM À MADEIRA JACARANDÁ, RESSALTANDO O VOLUME CRIADO ARMAZÉM DA DECORAÇÃO

RARO EXEMPLAR DE SÉRGIO RODRIGUES, SOFÁ TONICO EM MADEIRA GONÇALO ALVES - CASA MIX


74

FOTO: ÂNGELA MOTTA

CIDADE

Parceria que traz inovação União entre Brasal Incorporações e Casa Cor Goiás proporciona novos olhares sobre Goiânia Amanda Damasceno Maneiras novas de utilizar e revitalizar espaços. É isso que a Casa Cor Goiás traz todos os anos com seu time de profissionais. Em busca de inspiração para, a partir disso, desenvolver novos olhares sobre a cidade, a Brasal Incorporações firmou parceria com o evento, que chega em sua vigésima edição em 2016. De acordo com o gerente da empresa, André Carcute, patrocinar o evento é uma oportunidade única. “A Casa Cor é um marco no que se refere a decoração e arquitetura local. Então, ela vem ao encontro do que nós queremos imprimir nos nossos empreendimentos: um novo jeito de ver e viver Goiânia”, explica. O desejo da Brasal de trazer novidades para a cidade se reflete também no espaço onde a empresa esteve presente

na exposição, o Lounge Café. Desenvolvido pelo designer de interiores veterano Genésio Maranhão, é um local antenado com as tendências de cafeterias ao redor do mundo e que cumpre a função percebida pelo profissional de ser um ponto de encontro, mais que simplesmente uma oportunidade de pausa no dia a dia. “A gente quis mostrar que as relações comerciais acontecem no café. Ele é uma zona de confluência”, afirma o gerente. PLANOS FUTUROS Com uma atmosfera convidativa, o lounge reflete a relação da Brasal com a cidade. A incorporadora chegou há cinco anos na Capital e encontrou aqui um local acolhedor, com grandes possibilidades para seus negócios. Os empreendimentos são planejados depois de estudos e testes em cada região, garantindo uma

grande aceitação do público. Em uma parceria com o Instituto Datastore, a Brasal pesquisa onde as pessoas querem morar, por que escolheram determinado local e como é a moradia ideal. Assim, descobriram que as regiões mais atrativas são os setores Bueno, Oeste e Marista, onde inauguram os próximos empreendimentos. Além disso, a incorporadora procura adequar-se às preferências e exigências dos goianienses. Exemplo disso é seu próximo lançamento, o Persona Bueno. Com uma torre única, apartamentos de 153 m² e coberturas de 306 m², localizado na T-27, no Setor Bueno, o residencial tem estreia prevista para o final de 2018 e traduz os planos da Brasal para a cidade, trazendo novidades que atendam às necessidades de quem mora aqui.


Casamento in foco

FOTO: ESTÚDIO AT

SOCIAL

Novidade na Casa Cor Goiás, os encontros do Casamento em Festa reuniram profissionais responsáveis pela organização de casamentos e reuniões festivas em três noites de desfiles e exposições. Idealizado pelo chef Fernando Hanna, à frente do Hanna Buffet, o evento contou com a presença dos cerimoniais Alexandre Lozi, Juliana Moura e Tânia Thomé, além do estilista Fernando Peixoto, que apresentou a coleção “Victoria”, e dos desfiles das lojas Maria Amora, Casa de Honra e Valentino Vicenzzo. Ainda foram apresentadas as novidades de fornecedores como a Vero Festas, Camila Stival, Lui Doces, Villa Vilela, entre outros. DECORAÇÃO DA MESA DE BOLO E DOCES POR FEST FLORA FOTO: ESTÚDIO AT

FOTO: GOUVEIA&ROENICK

75

FOTO: GOUVEIA&ROENICK

ANNE CAROLINE BASTOS, FÁTIMA BASTOS E GLEIVA LEITE FOTO: ESTÚDIO AT

FERNANDO HANNA, NEILA QUADROS, DANILO GOUVEIA E TÂNIA THOMÉ

FERNANDO PEIXOTO, JANAINA MENDES E TÂMARA BROSSMANN

FOTO: MARIA CÉLIA SIQUEIRA

RENATA ARANTES, LUCIANO MANOEL, STEFANY RASSI, MARIA CÉLIA, CAMILA VILELA, SURAMA BITTENCOURT, ALEXANDRE LOZI, MARCELA VILELA, CAMILA GURGEL, TANA LOBO E MARIANA CARVALHO

TATIELLE FERRO, JULIANA MOURA E MIRYANE SILVA


LIFESTYLE

Onde mora a

cumplicidade Arquiteto Pedro Ernesto Gualberto e a designer de interiores Leandra Castro revelam como funciona a parceria de anos no trabalho e na intimidade de casa

76

Lucas Pereira Foi ao som dos pássaros e sob a luz do pôr do sol invadindo o living – integrado à varanda – que Pedro Ernesto Gualberto e Leandra Castro receberam a equipe de reportagem da Zelo na casa deles, no Condomínio Alphaville Cruzeiro do Sul. Parceiros na vida e no ofício, o arquiteto e a designer de interiores, que são casados há 13 anos e comandam juntos o escritório de arquitetura na Capital, abriram as portas para falar sobre família, rotina, trabalho e intimidade. Discretos e donos de uma sintonia afinada, vivem em um recanto quase à parte do restante do mundo, abraçados por uma mata frondosa e recolhidos em uma casa projetada pelos próprios. As duas filhas, Liz, de 10 anos, e a caçula Sofia, de 7, além da cachorrinha Chanel, uma poodle muito fofa, completam a família. “Nós ficamos muito juntos, o dia inteiro”, comenta Leandra. “Não temos o hábito de ficar separados”, complementa Pedro Ernesto, como se fizesse uma declaração à esposa. E a casa concorda; cada detalhe ali parece pensado para abrigar, agregar e acolher. “Conseguimos separar bem os momentos profissionais dos familiares. É tudo muito natural”, afirmam. Juntos praticamente 24 horas por dia, o casal fez dessa circunstância o ponto alto de suas vidas. O arquiteto conta que não costuma ‘levar trabalho para casa’ e que ambos têm papéis bem delimitados no âmbito profissional. “A criação

dos projetos é minha. A Leandra entra justamente na parte da decoração, da escolha de materiais, do layout”, explica. “Mas em todas as etapas de criação, nós estamos trocando ideias”, acrescenta ela. Mesmo com tantas afinidades, o casal garante que tem pontos de vista bastante diferentes. “Quem sai ganhando nesse caso é o cliente”, brinca Pedro Ernesto. Em meio às divergências, os dois garantem que ceder se torna um exercício saudável. Agitação no trabalho e tranquilidade em casa, esse poderia ser o lema do par. CASA Com o desafio de serem seus próprios clientes, o arquiteto e a designer ergueram um projeto com a cara deles. Pedro Ernesto conta que, ironicamente e de maneira inusitada, nesse caso, seu primeiro insight se tornou o que a casa é hoje. O living, composto por sala de estar e jantar, é aberto para a varanda, que possui pé-direito com alturas diferentes e um imponente jardim vertical. Uma escadaria em madeira rústica dá acesso à área íntima, tendo abaixo um espelho d’água. Na sala de jantar, uma adega e espaço para degustação. “Ter a natureza tão perto ajuda a deixar tudo mais calmo”, reflete Leandra. No mobiliário, peças clássicas e contemporâneas dialogam em meio ao décor aconchegante e intimista. Na sala de estar, uma mesa de centro semelhante a um tronco de árvore é

um dos xodós. Sobre o sofá do estar, almofadas com obras de Gustave Klimt convidam a sentar-se. Na varanda, uma mesa chinesa preta, que era uma cama de fumar ópio com mais de 100 anos, também é um dos destaques. O vintage é um elemento forte no lugar, o que deixa os espaços ainda mais convidativos. “Nós amamos viajar”, garantem. E nessas oportunidades, o amor pelo design toma novas formas. Eles contam que têm o hábito de colecionar xícaras das viagens que fazem. Com festas e reuniões informais muito presentes na agenda familiar, o casal é conhecido pelas recepções impecáveis que costuma organizar. A integração de espaços na residência foi, inclusive, muito pensada para esses momentos. “Mas eu acho que o canto favorito da casa nessas horas é o balcão ao lado da churrasqueira”, garante Pedro Ernesto. “Parece que tem um ímã”, brinca Leandra. Eles contam que diversas reuniões se deslocaram para o lugar espontaneamente. Uma dessas ocasiões foi quando ofereceram um jantar ao arquiteto e decorador Sig Bergamin, quando o mesmo esteve em Goiânia para lançar seu livro. “Depois da refeição, foram todos para lá, foi inevitável. Ele (Sig) ainda disse que aquele era o melhor lugar da casa”, relembram com bom humor. Leandra tem a arte como paixão quase inata, assim como a gastronomia. Ela é uma cozinheira de mão cheia. Uma gourmeteria totalmente


FOTOS: JOÃO CARLOS FOTOGRAFIA

77


78 NA SALA DE ESTAR, GRANDES ABERTURAS HORIZONTAIS PARA ENTRADA DE LUZ NATURAL, SITUADAS JUNTO AO PISO, LIBERAM ESPAÇO NA PAREDE PARA AS OBRAS DE ARTE

equipada, com mesa para 16 lugares, integrada à varanda, foi pedido dela. Já Pedro Ernesto, por influência dos pais, tornou-se um ávido colecionador de arte. Para abrigar suas telas, ele implantou grandes aberturas horizontais na parte inferior da parede lateral da sala de estar, na intenção de liberar mais espaço para a disposição das obras. Pela casa, nomes como Amílcar de Castro, Siron Franco, Antônio Poteiro, Romero Britto, Aldemir Martins, Ana Maria Pacheco e Carlos Scliar convivem cordialmente.“O nosso primeiro quadro do Siron é muito especial para mim”, conta ele. “Tenho carinho por todos, mas o retrato que o Romero Britto fez para mim tem lugar especial”, revela Leandra sobre o quadro disposto em uma parede do hall de entrada. Nesse espaço também está o oratório, envolto por uma serenidade que cobre a

imagem de Nossa Senhora, ou emana dela. “Somos católicos. A religiosidade é uma herança familiar que buscamos passar para as meninas”, afirmam. LIZ E SOFIA O lar da família recebeu o nome de Casa Liz e Sofia em homenagem às herdeiras do casal. É nítida a preocupação dos pais com as crianças na hora de projetar a casa, desde as áreas de convívio social até a área íntima. As suítes das duas, por exemplo, têm vista para a mata e possuem uma sacada comum que faz comunicação entre elas. “As meninas, desde muito pequenas, curtem a natureza”, conta Pedro Ernesto. Na área externa, os atrativos para as duas são vários. Além da piscina, com fundo infinito, bar molhado e raia de 20 metros – segundo Leandra, um dos locais favori-

tos das filhas –, uma casa de pássaros convida as aves a brincar a vida ali. Eles, que sempre quiseram ter duas meninas, revelam que em casa as pequenas comandam. “Passamos muito tempo no quarto, os quatro juntos”, comenta o arquiteto. “Estamos sempre vendo TV juntos. As meninas adoram acompanhar programas sobre culinária e arquitetura”, destaca Leandra. Se vão seguir o caminho dos pais ainda é cedo dizer, mas a arte ali flui naturalmente. Os quartos das duas crianças não têm televisão propositalmente; é mais um incentivo à união familiar nos momentos de lazer. “Conhecemos profundamente a programação de desenhos animados”, brincam. A sintonia ali é assim, singela, tão harmoniosa quanto as linhas dos projetos que o casal tira do papel.


79 ACIMA, EM SENTIDO HORÁRIO, A ADEGA PROJETADA POR PEDRO COM ESPAÇO PARA DEGUSTAÇÃO, ACOMPANHADA POR UM PIANO; A CASA PARA OS PÁSSAROS É LUGAR CATIVO DAS CRIANÇAS, QUE APROVEITAM AO MÁXIMO A NATUREZA; A MESA DE CENTRO SEMELHANTE A UM TRONCO DE ÁRVORE É UM DOS MÓVEIS MAIS QUERIDOS; A RELIGIOSIDADE GANHA DESTAQUE NO HALL DE ENTRADA; A CASA TEM COMO PONTO FORTE A VISTA PARA A MATA, QUE ABRAÇA A RESIDÊNCIA


HARMONIA

Integração requintada Apartamento projetado pelo arquiteto César Neto agrega sofisticação e funcionalidade As preferências dos moradores estão refletidas em todo o apartamento: das cores clássicas à iluminação, totalmente indireta e dimerizável. O móvel do home theater é outro ponto que mostra a preocupação com os detalhes. “Para não chamar mais atenção que a parede revestida de pedra-ferro, o acabamento do móvel foi feito em laca fosca e, para evitar arranhões, foi coberto com um vidro escuro”, explica o arquiteto. Para atender às exigências da família, foram utilizados sistemas como o tandembox, que garante que os armários da cozinha não batam mesmo que sejam empurrados com muita força, o que evita acidentes. Os basculantes também foram trabalhados nessa lógica. Ao menor toque, eles se fecham e abrem, diminuindo esforços e prolongando a vida dos móveis.

NO HOME, A PAREDE REVESTIDA DE PEDRA-FERRO IMPRIME ACONCHEGO E ELEGÂNCIA

Em todo o apartamento, os armários executados pela Maxim’s retratam o bom gosto presente nos ambientes. Com acabamento em laca – fosca ou brilhante, de acordo com o espaço –, os móveis garantiram ainda mais funcionalidade, criando um lar com bastante conforto e sofisticação para a família. ARQUITETO CÉSAR NETO

FOTO: ÂNGELA MOTTA

Com o objetivo de unir os gostos dos moradores e garantir elegância, o arquiteto César Neto foi o encarregado de dar cara ao apartamento de 330 metros quadrados, em frente ao Zoológico, no Setor Oeste. Prezando pela funcionalidade e integração entre ambientes sem esquecer da beleza, o profissional conseguiu fazer do local uma casa que valorizasse o convívio familiar. Prova disso é a varanda. Com uma ilha que inclui bancada, aparelhagem para bebidas – chopeira, cervejeira – e um balcão com cadeiras altas que desce para uma mesa, o ambiente, que poderia ser utilizado apenas em momentos de lazer, se tornou um dos espaços preferidos da casa. É lá que a família toma café da manhã, por exemplo. Afinal de contas, como ficar na cozinha quando se tem uma vista dessas?

FOTOS: IVAN LENZ

80

Amanda Damasceno


NA VARANDA, MÓVEL DESENHADO PELO ARQUITETO, QUE INCLUI BANCADA, BALCÃO E MESA, TORNOU-SE LUGAR PREFERIDO DA FAMÍLIA

A TORRE DE FORNOS NA POSIÇÃO VERTICAL DEIXA A COZINHA MAIS FUNCIONAL

Goiânia - Brasília www.maximsambientes.com.br

A ADEGA RECEBEU ILUMINAÇÃO ÂMBAR, PARA DESTACAR AS BEBIDAS


ATITUDE

NO PROJETO, NÃO EXISTE DEMARCAÇÃO ESTRUTURAL DOS ESPAÇOS, O QUE PERMITIU REPRODUZIR UM ESTILO DESPOJADO E BEM ILUMINADO

82

atmosfera conceitual

Em nova proposta, apartamento ganha decoração elegante composta por cores fortes e móveis como protagonistas FOTO: JOÃO CARLOS FOTOGRAFIA

Apresentar uma arquitetura que mesclasse modernidade e tradição sempre foi o horizonte conceitual do arquiteto Daniel Almeida. Principalmente quando existe a possibilidade de se retrabalhar imóveis de estrutura antiga a fim de fazer uma bricolagem e renovação com um mobiliário moderno. No projeto realizado para um jovem advogado, Daniel transformou uma metragem modesta de 55 metros quadrados em um apartamento amplo, confortável e contemporâneo. Para isso, ele derrubou paredes, não rebaixou o teto com gesso e ampliou a sala de estar. Apesar da relutância inicial do cliente, a aprovação veio ao perceber que abrir mão de um dos quartos não seria perder um cômodo, mas ganhar um espaço arejado e um conjunto visual harmonioso e bem iluminado. Além disso, o arquiteto almejava a integração dos espaços, visando a praticidade da vida do morador. Até mesmo a cozinha foi agregada, separada da ampla sala apenas por um pilar, facilitando o fluxo entre os ambientes.

A reforma estrutural do layout já foi bem inovadora, mas, segundo o arquiteto, os móveis também precisavam acompanhar esse processo, principalmente no que se refere a formas, cores e texturas. Os ambientes ganharam mais vida, o que, esteticamente, se aproximou às artes plásticas. A presença de contrastes de cores opostas, da construção entre o neutro e o que se destaca, entre duas formas singulares, como a geométrica e a orgânica, tudo isso por meio de pontos de atenção cria um design que promove possibilidades sensoriais de bem-estar ao morador, como ocorre com um espectador ao se deparar com uma pintura. Assim, há elementos como o amarelo e o vermelho, as plantas e o veludo, os quadros figurativos e a arte contemporânea e, principalmente, o destaque do design de móveis, com peças de Sergio Rodrigues, Zanine de Zanine, Aristeu Pires, Marcus Ferreira e Ovo Design. O resultado foi ver a satisfação do morador ao se deparar com um apartamento cheio de personalidade, exclusivo e projetado para o seu bem-estar.

DANIEL ALMEIDA (62) 99251-7799 CONTATO@DANIELALMEIDAARQUITETURA.COM.BR


83

FOTOS: PAULO DOURADO

DA COZINHA PARA OS OUTROS DOIS AMBIENTES HÁ APENAS UM PILAR ESTRUTURAL COM BANCADA, O QUE FACILITA A INTEGRAÇÃO

PASTILHAS AZUIS DÃO CHARME AO BANHEIRO

OUTRO PONTO IMPORTANTE SÃO AS CORES, QUE FORAM DISTRIBUÍDAS PONTUALMENTE E TRAZEM BEM-ESTAR AO LUGAR


SOCIAL FOTOS: JOÃO CARLOS FOTOGRAFIA - LUCAS MAGALHÃES

VALÉRIA PERILLO, ELIANE MARTINS, SHEILA PODESTÁ, MARCONI PERILLO E MARIA CECILIA MACHADO

ANDRÉ CARCUTE E ANDRÉ LENZA

84

Casa em festa Organizada pelas arquitetas Eliane Martins e Sheila Podestá, a Casa Cor Goiás 2016 foi inaugurada em coquetel para convidados que conferiram em primeira mão as tendências apresentadas na mostra. A noite, embalada pela banda instrumental Violino Lounge, contou com a presença do governador do Estado, Marconi Perillo e da primeira dama, Valéria Perillo. Os presentes degustaram as delícias do Hanna Buffet, do chef Fernando Hanna, que trouxe pratos que fazem uma releitura dos clássicos europeus. LÚCIA MARTINS E EDSON PONTES

MADALENA E SERGIO MARQUES

DÉBORA E ROSE PINHEIRO

SAURO MARIANO, MARÍLIA TEIXEIRA E PEDRO PAULO LUNA

LARA JAPIASSÚ E FLAVIANNY GUIMARÃES

HENRIQUE VIEIRA E WILKER GODOI

ROSÂNGELA MOTTA, ALESSANDRA ANTONIOLI, RICARDO MARANHÃO E ÂNGELA MOTTA


SANDRA AVELINO, LEO ROMANO, MARIA ABADIA HAICH E ROGÉRIO RANULFO

85

JOÃO NELSON AZEVEDO, LÍVIA AZEVEDO E CASSIANO RIZZO

DANIEL FERNANDES, DERCILENE FERNANDES E SAMELLA CARDOSO

FLÁVIO ANTÔNIO, HELEN SIMONE E CLARISMAR ROCHA

EDNARA BRAGA E AGENOR BRAGA

ISADORA DE CASTRO, SANDERSON PORTO, ANA PAULA DE CASTRO E BRUNO MORAIS

GUILHERME PINHEIRO DE LIMA, ADRIANA CAETANO E LAIS CUNHA

ADRIANA BITTAR, EDUARDO BITTAR E KARLA BITTAR

GEORGEAS NAOUM E FABÍOLA NAOUM

RAUL FILHO E CARINE ROCHA


FOTOS: DIVULGAÇÃO

TENDÊNCIA

A CASA BRAILE, DE LEO ROMANO, APRESENTA MUITAS GRADAÇÕES DA COR ROSA, COM MÓVEIS DE SUA NOVA COLEÇÃO, BATIZADA DE BAILARINA

86

O LIVING GLAMOUROSO E ELEGANTE, COM ARES DE BIBLIOTECA, É ASSINADO POR ROBERTO MIGOTTO

SALA DE ESTAR HOT SPOT!, DE MOACIR SCHMITT E SÁLVIO MORAES

CASA COR SÃO PAULO 2016 Para brindar os 30 anos da Casa Cor São Paulo, profissionais aliaram tendências e inovações na busca incessante pelo morar bem William Hanna A criatividade da inovação dos projetos apresentados não está simplesmente relacionada aos conceitos ditos corretos, mas, sim, a todos os princípios que norteiam as artes, a arquitetura, a tecnologia e até mesmo a vontade de estar mais perto da natureza. Caminhar pelos espaços da edição 2016 da Casa Cor São Paulo permite elencar fatores unânimes que nortearam detalhes, sejam eles em pequena ou macroescala, mas que, com certeza, ditarão as influências do design urbano das próximas estações. A paleta de cores neutras inundou o lugar. Talvez reflexo do momento financeiro delicado, mas os ambientes tornaram-se mais duradouros, minimizando o consumismo, menos cansati-

vos e mais fáceis de modificar. O dourado complementa essa singeleza, reina nos detalhes, criando um interessante contraste com texturas rústicas e acabamentos mais escuros. Já ouviu falar no Rose Quartz? Eleita a cor do ano pelo Instituto Pantone, uma das autoridades mundiais do assunto, será uma das maiores tendências para a primavera. Foi amplamente usada em objetos, mobiliários e detalhes, mas ninguém ousou tanto quanto o arquiteto goiano Leo Romano em sua Casa Braile. Ele envelopou paredes, teto, detalhes e piso com a cor, criando um efeito lúdico e sensitivo para acalentar sua nova coleção de mobiliário, intitulada Bailarina. As telas cederam lugar às paredes

adornadas com fotografias em várias escalas. Espaços urbanos e paisagens inóspitas, por todos os lados fotos que retratavam momentos únicos e delicados de artistas que buscam no olhar crítico os melhores ângulos para adornar a arquitetura de interiores. As curvas reinaram em sofás e poltronas. A sinuosidade reforçou a tendência de um design mais orgânico, remetendo os espaços ao glamour retrô e cosmopolita. Texturas, detalhes, surpresas e inovações, um mix de sensações aliado às tendências e ao exato valor dado ao modo de vida cada vez mais urbano, no entanto, sempre resgatando elementos e cores que remetem à calma e ao descanso do morar bem.


M รRMORES & ACABAMENTOS

Transformando pedras em arte e sonhos em realidade

(62) 3287-9090 www.ebmmarmores.com.br

87

ebm

Avenida T-9 n. 5216 Jardim Europa (prรณximo ao Terminal Bandeiras)


88

FORMATO


SORRISO, EXPRESSÃO QUE TRANSFORMA que o comprometimento e dedicação oferecidos aos clientes são as regras básicas para transformar sorrisos e vidas. “A empatia e o aprimoramento constante são as principais razões do sucesso que procuramos alcançar”, frisa. PROCEDIMENTOS E RESULTADOS Em um ambiente acolhedor, Daniella cria, reinventa e transforma sorrisos, individualmente belos e exclusivos. Dentre suas especialidades estão lentes de contato, facetas, clareamento, implantes, próteses extensas e plástica gengival, detalhes que realçam a beleza ou propiciam grandes transformações aos pacientes. “Oferecemos tratamentos multidisciplinares e nossa equipe é experiente, comprometida e especializada”, destaca. Dentista oficial do evento Miss Goiás, é responsável pelo sorriso de várias “Divas” deste meio, referência da beleza goiana. Daniella participa também de eventos destinados ao universo das noivas – com o propósito de realçar sempre o sorriso. “Emociono-me com elas e com os preparativos para o ‘Dia do Sim’. Afinal, dom é presente de Deus”, conclui.

89

Quem nunca se encantou com o belo? É fácil admitir que a beleza seja totalmente relativa. Ora subjetiva, ora objetiva. Composta de várias vertentes. Soma de qualidades e contrastes. Combinação, estilo e confiança. Porém, existem tendências e referências que determinam a beleza contemporânea. Referências estas estabelecidas pela mídia e por quem dita esses valores à sociedade. Arco-íris do nosso rosto, o sorriso, com toda certeza, é o sinônimo perfeito da nossa beleza. Na odontologia, não é diferente. Vivemos anos buscando restabelecer a base da pirâmide das necessidades através do tratamento curativo. Depois refletimos a necessidade de prevenir para mudar o contexto da saúde bucal a médio e longo prazos. Hoje o sorriso é visto de maneira global como saúde e estética, tornando-se ícone da beleza. Dentes desalinhados, escuros, ausentes passam a impressão inversa de sucesso. Sucesso este que tanto almejamos e somos cobrados. Daniella Mendonça Rodrigues, especialista em Reabilitação Oral e Estética, há 15 anos se dedica à odontologia. Sempre atenta às necessidades individuais, a profissional esclarece


SAÚDE

Mentes brilhantes Supera, empresa brasileira que desenvolveu método de ginástica para o cérebro, ganha nova unidade em Goiânia, no Jardim Goiás

90

Juliana Barros Costa Energia, vitalidade, saúde, calor e diversão. Estes são os significados que mais combinam com a Supera, primeira empresa brasileira dedicada exclusivamente ao desenvolvimento das capacidades do cérebro e da saúde mental. Presente no mercado há dez anos, a instituição tem um alcance nacional. São mais de 200 unidades franqueadas no Brasil e uma em Portugal. A mais nova delas, localizada no Jardim Goiás, chegou a Goiânia no início deste mês, a fim de proporcionar aos alunos desenvolvimento das mais variadas habilidades humanas. O método reúne seis ferramentas que estimulam neurônios, atenção, memória e raciocínio. Os alunos aprendem a usar o ábaco (invenção de chineses para facilitar os cálculos). Além disso, solucionam desafios, efetuam jogos de tabuleiro e online, dinâmicas em grupo, assistem a vídeos e realizam atividades neuróbicas (ginásticas cerebrais), com o intuito de potencializar todas as áreas do cérebro. COR E INFORMAÇÃO A potencialização das atividades cerebrais tem início no momento em que se chega à Supera. De imediato se é submetido a informações posicionadas de maneira contrária: relógios com números em algarismo, frases e descrição das salas com inversão de sentidos. De acordo com a coordenadora pe-

dagógica Amanda Stival, a cor do ambiente, alaranjada, torna-se também um diferencial desta metodologia. “O laranja potencializa os sentidos, provoca sensações diferentes, que nos proporcionam o despertar de sentimentos. O ambiente harmoniza novidade, variedade e desafios constantes”, destacou. Amanda esclarece que, mesmo diante do avanço da Neurociência, estruturas do cérebro são ainda uma das maiores provocações a serem decifradas. “Nossa metodologia fortalece e cria novas conexões neurais, potencializando e desenvolvendo o cérebro. Isso tudo por meio da neuroplasticidade, princípio de manter a atividade cerebral em prática”, explicou. EXPERIÊNCIA COMPROVADA Estes aperfeiçoamento e desenvolvimento cerebral podem ser comprovados por um estudo de avaliação dos idosos realizado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em parceria com a Supera. Sob responsabilidade do neurocientista Rogério Panizutti, a pesquisa constatou que atividades de estimulação cognitiva são frequentemente recomendadas para a terceira idade, já que indicam a frequência de envolvimento em exercícios desafiadoras, associadas a uma variedade de funções cognitivas. Segundo o diretor-proprietário da Unidade Supera Jardim Goiás, Fábio

Stival, a metodologia fortalece e cria novas sinapses, que podem, inclusive, retardar o Alzheimer em até dez anos. “Por meio de nossas técnicas, proporcionamos novos obstáculos, a fim de harmonizar o desenvolvimento de novas redes neurais, desafiando e estimulando soluções para problemas que a princípio parecem impossíveis”, frisou. DIDÁTICA E DINÂMICA A metodologia favorece desde crianças a partir dos 4 anos até o grupo da terceira idade, que, no momento, é o público que mais procura a Supera. Com duração de 18 meses, o método é apresentado uma vez por semana, com período de duas horas. As turmas são divididas por faixa etária e comportam no máximo 12 alunos, que são submetidos a uma avaliação de perfil realizada por uma entrevista individualizada. Amanda explica que o foco da Supera é a melhoria da qualidade de vida, contribuindo para que o indivíduo tenha uma mente saudável. “Para se ter um cérebro eficiente, são necessárias sete soluções positivas para um único problema. Então, trabalhamos pensamento lateral, raciocínio lógico, rapidez de resposta, entre outros, além de elementos também procurados pelo mercado de trabalho”, salientou. CÉREBRO E SENTIMENTO A coordenadora esclarece que, apesar da eficiência da metodologia, é neces-


91

FOTO: ÂNGELA MOTTA

AMANDA E FÁBIO STIVAL EXPLICAM QUE A METODOLOGIA É DEDICADA AO DESENVOLVIMENTO DE FUNÇÕES DO CÉREBRO E DAS MAIS VARIADAS HABILIDADES

sário que o aluno tenha compromisso e dedicação com a técnica Supera. “As pessoas têm que se dedicar ao método. Além disso, é essencial que elas busquem uma alimentação saudável e pratiquem atividades físicas. Com toda certeza, o contexto é que traz o benefício maior.” Para Stival, tudo que estiver ligado ao cérebro e aos sentimentos das pessoas interliga-se às potencialidades do indivíduo. O objetivo desta comunicação é estimular a persistência e a disciplina.

“Trabalhamos com cronômetro. Nosso método inclui variedade, novidade e desafio crescente”, destacou. Em destaque, Fábio enfatiza que o método potencializa o que há de melhor em cada indivíduo, proporcionando um ganho de raciocínio. “Todas as áreas ganham. Buscamos um equilíbrio entre corpo e mente, a prevenção. Não vendemos inteligência, vendemos desenvolvimento em todas as áreas do cérebro”, finalizou.

RUA 70, 415 JARDIM GOIÁS – GOIÂNIA TELEFONE: (62) 3991-0996 WWW.METODOSUPERA.COM.BR


ESTÉTICA

Beleza e

Saúde bucal Dr. Cassiano Medeiros, do Crool Centro Odontológico, fala sobre métodos estéticos para garantir sorriso perfeito

92

Osmar Régis Imagine a seguinte situação: duas pessoas, igualmente competentes, estão na disputa por uma vaga de emprego. Ambas têm um currículo exemplar, são da mesma faixa etária e possuem excelentes indicações. Quem levaria a vaga? “Provavelmente a que tem melhor aparência ou que inspira simpatia e confiança.” É isso que diria Roberto Justus, empresário famoso pelo seu reality em que testa jovens talentos para o mundo dos negócios. Já faz algum tempo que as pessoas descobriram que um sorriso bonito abre portas, seja na vida pessoal, seja na carreira. É por isso que os tratamentos estéticos odontológicos são cada vez mais procurados. Técnicas mais eficientes, que abreviam o tempo na cadeira do dentista, e preços mais acessíveis contribuem para essa procura. Cassiano Medeiros, especialista em Ortodontia e Ortopedia Funcional do Maxilar, do Crool Centro Odontológico, conta que há diversos serviços que podem garantir ao paciente uma boca saudável e dentes perfeitos. “A odontologia estética avançou muito nos últimos anos. Hoje existem muitas soluções rápidas e eficazes”, avalia. Entre os serviços mais procurados atualmente estão o clareamento, as facetas de porcelana, também conhecidas como lentes de contato dentais, e a cirurgia gengival estética. Cada serviço tem um procedimento específico, como, por exemplo, o clareamento. Segundo Cassiano, atualmente os novos métodos clareadores estão ainda mais seguros e eficazes. “O clareamento com laser é um

sistema moderno, seguro e simples. Os aparelhos têm como função principal acelerar e potencializar a ação de um gel clareador concentrado, além de prevenir possíveis sensibilidades”, explica. Já as facetas de porcelana, outro serviço bastante procurado, são uma opção promissora na recuperação de sorrisos. Trata-se de uma técnica de confecção de finas lâminas de porcelana (a mesma utilizada para confecção de coroas cerâmicas ou facetas), que são usadas quando há intenção de modificar ou devolver a forma original do dente, ou para corrigir pequenas imperfeições, como diastema (aquele espaço que algumas pessoas têm entre os dentes), molares quebrados, desalinhados, desgastados e/ou com sinais de envelhecimento. Outro serviço bastante procurado, de acordo com o odontólogo, é a cirurgia gengival. “A exposição demasiada da gengiva interfere na estética do sorriso, por isso a plástica gengival é um procedimento cirúrgico odontológico que tem como finalidade diminuir a quantidade de gengiva que aparece no momento do sorriso, um procedimento simples e muito eficiente”, pontua. Cassiano ainda lembra que esses métodos podem ser realizados em qualquer idade. “Todas as pessoas podem se beneficiar desse tipo de tratamento estético odontológico.” CIRURGIA SEM CORTE Com a evolução tecnológica, muitos métodos passaram a ser realizados de maneira rápida, eficiente e menos invasiva. Um dos serviços que contam com

FOTO: ARQUIVO

CASSIANO É ESPECIALISTA EM ORTODONTIA E ORTOPEDIA FUNCIONAL DO MAXILAR

um aparato moderno é o implante dentário. O odontólogo conta que os exames de diagnóstico melhoraram muito. “Hoje conseguimos prever procedimentos cirúrgicos com tomografias em 3D e executar a instalação de implantes seguindo esse planejamento, com total segurança e sem a necessidade de cortar a gengiva para enxergar”, esclarece. Com tanta inovação, parece que o sorriso perfeito está cada dia mais ao nosso alcance.


93


ZELOIN

REDAÇÃO@REVISTAZELO.COM.BR

FOTO: DANILO BORGES

Coral A cadeira Coral da Flexform, representada em Goiânia pela Case, impressiona pelo design arrojado, assinado pelo renomado designer holandês Ton Haas. O móvel compôs a decoração do ambiente África Restaurante, assinado por Pedro Paulo Luna e Thiago Siquieroli na Casa Cor Goiás 2016. Um dos grandes diferenciais da Coral é o seu potencial de reciclabilidade, que chega a 100%. O desenho do assento foi inspirado na beleza dos recifes de corais, o que deu um toque especial ao espaço.

Herreira

94

FOTO: DIVULGAÇÃO

A atriz Mariana Rios protagoniza a campanha de verão 2017 da grife goiana de joias Herreira. Belíssima, posou para as lentes de Danilo Borges, em São Paulo. O shooting da linha Caribbean Dream ainda contou com beleza de Júnior Mendes e styling de Yan Acioli.

Fujioka lança LG G5SE

Savana

O Fujioka promoveu, em parceria com a LG, em seu tradicional First Fujioka na loja do Flamboyant Shopping, o lançamento LG G5SE. Membro da primeira linha de smartphones modulares do mundo, o aparelho conta com três câmeras, sendo duas traseiras, que permitem fotos e vídeos com ângulos de até 135 graus. A lente angular facilita a captura de paisagens, prédios altos ou grupos grandes sem que o usuário precise se afastar do objeto.

Neste verão, a Santè Shoes se inspirou nas tribos africanas para desenvolver sua coleção com foco nas cores vibrantes de seus acessórios, nas estampas do vestuário local, e nos tons terrosos do artesanato e da Savana. Nas prateleiras, continuam alguns clássicos como os scarpins e as sapatilhas. Acompanhando a estação, a marca aposta nos queridinhos do Verão: rasteiras e saltos anabela. FOTO: JUNIOR MORITZ

Premiação A BGS Cosméticos, representante oficial em Goiás e no Triângulo Mineiro das marcas Joico, Mediterrani Professional, Unique One e Davines, criou um programa de fidelidade para premiar as melhores vendedoras. A vencedora da vez foi Cícera Santos, do Le Touche. A premiação funciona em três ciclos, e cada fase inclui três ganhadores. Cícera ficou em primeiro lugar e conquistou uma viagem no valor de R$3.000,00. Na foto, acompanhada por Bené Pires, à frente do Le Touche, ela recebe o prêmio das mãos de Rodrigo Borges, responsável pela BGS em Goiás.

FOTO: PEDRO MOTTA


#DanilaGuimarãesIndica #ÓticaFujioka

seu estilo

podE MAIS. E pode agora . Só na Ótica Fujioka você compra óculos em até 15x iguais.

Ótica Fujioka. Pagamento à vista ou em 15x iguais somente no cartão Fujioka. Imagens ilustrativas.


FOTOS: PRIME FOTO CINEMA

SOCIAL

Desfile Um belo desfile das marcas Patricia Bonaldi e PatBo foi organizado pela empresária Ivana Menezes no Garden Flamboyant. O evento, que contou com a presença da estilista goiana Patricia Bonaldi, ofereceu um charmoso coquetel, assinado por Liliane Lobo, na nova loja Ivana Menezes Pop Up, no terceiro piso do Flamboyant Shopping Center.

KARLA PASSAGLIA

TRISTANA PASSAGLIA

IVANA MENEZES, PATRICIA BONALDI, EMANUELLE LOUZA E ALESSANDRA LOUZA

VALÉRIA PERILLO E PATRICIA BONALDI

ELEONORA HSIUNG

FOTOS: ESTUDIO MARIA CELIA SIQUEIRA

ANDREI PITTA E TATI MENDES

VILLA GOURMET: DECORAÇÃO VERO FESTAS

Hora do “sim” A chef Tati Mendes e o fisioterapeuta Andrei Pitta se casaram numa festa linda e cheia de detalhes. Com cerimonial da Lozi Eventos e decoração assinada pela Vero Festas, a comemoração contou com buffet Balaio Gourmet. A noiva vestiu um lindo modelo de Solaine Piccoli e a animação da festa ficou por conta do DJ Henrique Amaral e da cantora Carina Duarte.

TÂNIA REGINA, UBIRAJARA MOREIRA, TATI MENDES, ANDREI PITTA E DÉBORA PITTA


FOTOS: PRIME FOTO CINEMA

SOCIAL FOTOS: NELSON PACHECO

Melhor do ano O tema “Egito” marcou a 3ª edição da Melhor Festa do ano, no Centro Cultural Oscar Niemeyer. Os empresários Felipe Câmara e Paulo Vitor Leão não mediram esforços e realizaram um evento fantástico, com decoração típica e apresentações plausíveis de um verdadeiro festival. O line-up foi comandado pelos melhores do mundo, como Vintage Culture, Samhara, Luí Torcatto, André Pulse, Zerb, RDT e Euphoria Live.

97

VINTAGE CULTURE

MARCELA LIMA E TELMO DUARTE

ADRIELI MENDES

LUDIMILA REIS

ALYLA FRANÇA

DJ SAMHARA


SOCIAL FOTOS: NELSON PACHECO

Treino nas alturas

98

TREINO FUNCIONAL OCORREU NO HELIPONTO BUSINESS & LIFESTYLE, QUE POSSUI 31 ANDARES

A Clínica Nutrê realizou um ‘treinão’ funcional com exercícios de condicionamento físico em um lugar diferente, o Heliponto do Metropolitan Business & LifeStyle, empreendimento da EBM localizado no Jardim Goiás. O Heliponto está no terraço do prédio, que possui 31 andares. O ‘supertreinão funcional nas alturas’ foi ministrado pelo personal trainer da Nutrê, Guilherme Medeiros, e faz parte do projeto ‘Sábado Saudável Nutrê’. Na programação, agachamentos, saltos, abdominais, exercícios com cordas, entre outros. A animação ficou por conta da DJ Nanda Rocha.

MARIANA DINIZ, GUILHERME MEDEIROS, BEATRIZ MAIA, FREDERICO NACRUTH E NAIARA ROCHET

DJ NANDA ROCHA

EXERCÍCIOS DE CONDICIONAMENTO FÍSICO NAS ALTURAS

FOTOS: MARCOS ANDRADE

Arraial EBM A EBM promoveu seu arraial na Alameda Ricardo Paranhos, no Setor Marista. A noite foi animada pela banda de forró Os Nordestinos de Goiás. Para entrar no clima de festa, o arquiteto Vinícius Aires, responsável pela cenografia do evento, criou uma minicidade na frente do Espaço EBM, com direito a pracinha, igreja, casinhas coloridas e decoração típica com bandeirolas, madeira rústica, chita e margaridas. VINICIUS AIRES, ROMULO DIOGO, ANA PAULA RAMOS, ADEMAR MOURA E RENATA VIEIRA

CHRISTIANY LIVIA E LEANDRO NEIX BAZANINI


FOTOS: NELSON PACHECO

SOCIAL

Villa Mix Festival O Villa Mix Festival, que reúne a constelação de estrelas da música sertaneja, comprovou seu sucesso na sexta edição realizada em Goiânia. Durante as mais de 14 horas de shows, os anfitriões Jorge e Mateus receberam Wesley Safadão, Matheus e Kauan, Simone e Simaria, DJ Alok, Israel Novaes, Humberto e Ronaldo, Jefferson Moraes, Rafaela Miranda e as duplas Bruno e Marrone e Chitãozinho e Xororó. Quem passou pelo Back Stage Brahma Golden Mix ainda contou, nos intervalos dos shows do palco principal, com a apresentação de tops DJs.

99

FESTIVAL VILLA MIX REUNIU MILHARES DE PESSOAS NO ESTACIONAMENTO DO ESTÁDIO SERRA DOURADA

BÁRBARA GONTIJO

JÉSSICA LEAL

CLARA IZABELLE, ROMULO ARATAQUE E KAMILA ARATAQUE

TIM E LEANDRO CHAIER

CINTHIA FURTADO E MEL ELICKER

JORGE BARCELOS E XAND AVIÃO


Festa para Mônica Em comemoração ao seu aniversário, a psicóloga Mônica Quinan ganhou uma festa mais que especial. A filha dela, Giovana Quinan, e amigas prepararam uma linda recepção surpresa no Kanpai Blue. Ivana Menezes, Luciana Hajjar, Rossana Magalhães, Linda Bessa, Adriana Gomes, Flávia Santos, Ângela e Rosângela Motta, entre outras, não deixaram de prestigiar! A cantora Carina Duarte foi a responsável por animar a noite.

FOTOS: CRISTIANO BORGES

SOCIAL

100

LUIZ OTÁVIO E MÔNICA QUINAN

JACKELINE MENEZES, LUCIANA HAJAR, MÔNICA QUINAN, AURIANI RISSI E HELENA RIBEIRO

IURI CASTRO, MÔNICA QUINAN E GIOVANA QUINAN

IVANA MENEZES, ROSSANA MAGALHÃES E ADRIANA GOMES

ÂNGELA MOTTA, MÔNICA QUINAN E ROSÂNGELA MOTTA

LINDA BESSA E JORDANA BESSA

LUCIANA HAJJAR, MÔNICA QUINAN, FLÁVIA SANTOS E PAULA ARAÚJO


101

RUA T-37, 2561, SETOR BUENO (62) 3281 2225 | (62) 3942 7143 WWW.HERREIRASEMIJOIAS.COM.BR


_AN 21 X 28 9 - FINAL.ai

C

M

CM

MY

CY

CMY

K

102

Y

1

13/06/16

4:11 PM

Profile for Revista Zelo

Zelo 36  

Trigésima sexta edição da Revisa Zelo

Zelo 36  

Trigésima sexta edição da Revisa Zelo

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded