Page 1

Esporte Mauro Ruocco

Capa desta edição, piloto de Guaratinguetá estreou na Fórmula 3 e fala em entrevista exclusiva sobre seus novos desafios na categoria www.revistavitti.com.br Edição 101 - Ano 9 Maio, 2014 Foto capa: Luca Basani

ESPECIAL

Caderno de Moda

Comportamento Dia das Mães

Laços eternos e diferentes formas de amar

Entrevista

Carlos Soares

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA VENDA PROIBIDA Vale do Paraíba, Litoral Norte e Sul de Minas Maio, 2014

Confira o papo com o executivo que, após ter vivido três anos na China, criou um curso para ajudar os brasileiros a entender e se relacionar com nossos maiores parceiros comerciais revistavitti.com.br | Vitti | 1


2 | Vitti | revistavitti.com.br

Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 3


Índice Maio 2014 | Edição 101 | Ano 9

Negócios

Quando podemos dizer que há luz no fim do túnel ....16

COMPORTAMENTO

Mãe: laço eterno e diferentes formas de amar............24

REFLEXÃO

Caminhos para o autoconhecimento...........................28

Gastronomia regional

Moqueca de Caçapava...................................................32

arquivo pessoal

literatura

eNTREVISTA

Carlos Silva............................................................... 8

Executivo que viveu na pele os meandros da sociedade chinesa criou um curso para dividir suas experiências e ensinar outros brasileiros a entender e interagir com nossos maiores parceiros comerciais.

Um Garoto e Seu Cachorro, de Mauro Russo.............38

Ponto de Vista

Pega ladrão..................................................................44

Esporte

Mauro Ruocco estreia na Fórmula 3............................62

Pelo Mundo

Mobilidade urbana se faz sobre duas rodas................76

CADERNO ESPECIAL DE MODA...............................81 lançamento som & vídeo...................................94

Editorial

Um Mundo de Experiências

Q

uando desconhecemos algo, ou temos muito medo ou passamos a tratar o tema como tabu, quase sempre cometendo erros ao prejulgar o assunto. Assim é com países estrangeiros muito diferentes do Brasil, bem como seus povos e culturas. A China tornou-se uma potência econômica mundial, e atrai olhares de todo o planeta para lá. Para nós, brasileiros, o assunto interessa muito, pois temos nos chineses nossos maiores parceiros comerciais atualmente. Nosso entrevistado desta edição fala justamente desse desafio de superar os preconceitos e saber lidar com a cultura e o modo de vida dos chineses. Um bate-papo muito interessante, tanto para quem pretende viajar até a China, quanto para quem vai receber chineses por aqui. Aproveitando o clima internacional, trazemos também nesta edição o tema Mobilidade Urbana, que tem ganhado muito destaque, e afeta diretamente as principais cidades da região que buscam soluções para o trânsito. Antonio Barbosa Filho assina artigo contando o caso da Holanda, que incorporou as bicicletas ao trânsito local, e virou exemplo de

4 | Vitti | revistavitti.com.br

que a convivência entre carros e bikes é possível. E não poderia deixar de destacar também Mauro Ruocco, que está em nossa capa de maio. O jovem piloto de Guaratinguetá deixou o Kart e agora está na disputa da Fórmula 3. Nós, que acompanhamos sua carreira desde os primeiros anos, nos sentimos felizes em contar mais esta virada de página em sua promissora carreira. Confira também nossas colunas sociais e outros artigos variados. Boa leitura! Abraços. Marcela Vitti Diretora “Eu te louvarei, Senhor, de todo o meu coração; contarei todas as tuas maravilhas. Em ti me alegrarei e salvarei de prazer; cantarei louvores ao teu nome, ó Altíssimo.” SALMO9:1-2

Maio, 2014


dIReToRA: Marcela Vitti ASSISTeNTe: Isaura Silva dIAgRAMAçÃo: Bruno Moura edIToR de ARTe: Victor Pereira JoRNALISTA ReSPoNSáVeL: Ronaldo Casarin - MTB 52246 ReVISÃo: Ronaldo Casarin FoTo dA CAPA: Mauro Ruocco (Foto: Luca Bassani) RePóRTeR FoTogRáFICo: Monicuee Alvez CoLuNISTAS: São José dos Campos e Jacareí: Gilberto Freitas, Marilda Serrano e Edu Rosa - Caçapava: Anna Dennz Taubaté: Socorro Pinto e José Luiz - Pindamonhangaba: Giuliana San Martin. CoLAboRAdoReS: RENATA VELLOSO, CARLOS MARCONDES, ARCIONE VIAGI, MARCOS CAMPOS, FABIANA FERREIRA, ÉRICO PAMPADO DI SANTIS, JULIANA BUENO, MARIANE BARROS, RAFAEL FERRO, FELIPE GUARNIERI, MURILO BARACHO, JOÃO CARLOS DE FARIA, ANTONIO BARBOSA FILHO, JULIANA PELOGGIA, PETER IOTE E ADILSON PELOGGIA. PubLICIdAde dIReToRA CoMeRCIAL: Marcela Vitti (12) 98122-3000 / 7812 4527 / 90*1463 - marcela@revistavitti.com.br TAubATÉ / CAçAPAVA / PINdA: Parê Guerson (12) 3624-5610 / 7812-4526 / 90*1461 / 98106-3500 - pareguerson@gmail.com TAubATÉ / SÃo JoSÉ doS CAMPoS: Danilo Moura (12) 7812-4524 / 90*1460 - danilo@revistavitti.com.br SÃo JoSÉ doS CAMPoS / ubATubA / guARATINgueTá: Marcela Vitti (12) 98122-3000 / 7812-4527 / 90*1463 - marcela@revistavitti.com.br SuL de MINAS: Luigi Scianni (12) 9781-5623 - luigiscianni@gmail.com dISTRIbuIçÃo: Rodrigo Melo Gratuita e dirigida às cidades de Taubaté, Quiririm, São José dos Campos, Caçapava, Pindamonhangaba, Guaratinguetá, Lorena, Campos do Jordão, Santo Antônio do Pinhal, Tremembé, Cruzeiro, Ubatuba e Sul de Minas TIRAgeM deSTA edIçÃo: 12.000 exemplares Impresso no parque gráfico da Resolução Gráfica Ltda. ATeNdIMeNTo Ao CLIeNTe: (12) 3632-3060 / 7812-4525 / 90*1462 - Rua dos Operários, 118 - Taubaté - SP Os artigos, matérias, opiniões e anúncios aqui publicados são de inteira responsabilidade de seus idealizadores, e não refletem necessariamente a opinião da Revista Vitti. É proibida a reprodução total ou parcial da revista sem autorização da Revista Vitti.

Cartas “parabéns pela centésima revista. Deus abençõe vocês e que venha a ducentésima, tricentésima e outras mais.” Rosana Montemor, via Facebook “Gostaria de parabenizar a revista e o repórter João Carlos de Faria pela reportagem sobre Geraldinho Guimarães. um fotógrafo desse quilate deveria ter mais destaque, merece uma biografia também. vocês prestaram um serviço à memória do país. parabéns.” Ana Maria Gemanni, por e-mail

“vou correr garantir minha revista vitti desse mês. edição número 100, com a bela simone soares na capa. linda demais. adoro vocês!” Henrique Schmidth, via Facebook “sou leitor da revista vitti há mais ou menos três anos, e gosto muito do que vocês publicam, desde ao artigos até as fotos dos eventos. por isso tomo a liberdade de fazer uma sugestão: o que acham de uma agenda cultural, listando shows, peças teatrais, exibições de fi lmes, etc? Fica a dica. abraços a todos.” Camila Castro, por e-mail

CAPA

Abril 2014

CoRReIo VITTI

Fale conosco: opine, critique e dê sugestões. Escreva para: redacao@revistavitti.com.br Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 5


Nossa equipe PARê gueRSoN VENDAS

ISAuRA SILVA ASSISTENTE

bRuNo MouRA DIAGRAMADOR

MoNICuee ALVez

FOTÓGRAFA

RoNALdo CASARIN EDITOR

VICToR PeReIRA EDITOR DE ARTE

dANILo MouRA VENDAS

RodRIgo MeLo DISTRIBUIDOR

C

M

eduARdo RoSA

COLUNISTA JACAREÍ

Y

MARILdA SeRRANo

CM

COLUNISTA SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

MY

CY

CMY

gILbeRTo FReITAS

COLUNISTA SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

SoCoRRo PINTo

COLUNISTA TAUBATÉ

JoSÉ LuIz

COLUNISTA TAUBATÉ

PeTeR IoTe

COLUNISTA LORENA

CARLoS MouRA

COLUNISTA

SUL DE MINAS

6 | Vitti | revistavitti.com.br

ANNA deNNz

K

COLUNISTA CAÇAPAVA

gIuLIANA SAN MARTIN COLUNISTA PINDAMONHANGABA

LIgIA bALLoT

COLUNISTA APARECIDA

LuIz FeLIPe

COLUNISTA UBATUBA

FAbIANA FeRReIRA

COLUNISTA

Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 7


entrevista

CARLoS SILVA

arquivo pessoal

para o chinês, você tem um pai, uma mãe e um chefe. quando eles se casam, quem faz os discursos, além dos pais, são os patrões dos noivos. a questão da hierarquia permaneceu bem forte. eles entendem que para ter a proteção do chefe, é preciso ter lealdade a ele.

A

China é um país de cultura única e sociedade complexa, o que impede comparações, mesmo com outros países asiáticos. Ao mesmo tempo, este gigante misterioso transforma-se no maior parceiro econômico do Brasil. E agora, como lidar com isso? Conversamos com Carlos Silva, um executivo que viveu na pele os meandros da sociedade chinesa, e agora ministra um curso para dividir suas experiências e ensinar outros brasileiros a entender e interagir com os chineses. Por Ronaldo Casarin

Vitti - Como foi que a China começou a fazer parte da sua vida profissional? Carlos Silva - Morei por três anos lá atuando como diretor de qualidade da alston. o Chinês, pelo confucionismo, espera que você cuide dele. então há histórias engraçadas, como de uma 8 | Vitti | revistavitti.com.br

moça que estava grávida de oito meses, e entrou na minha sala, sentou, e falou: “eu não queria estar casada e não queria estar grávida”. e começou a chorar. ela trouxe o problema dela pra mim. Tentei ser compreensivo, porque eles acham que o patrão tem esse papel de cuidar deles.

Vitti - Você citou o confucionismo como formador da cultura social chinesa. O que exatamente é essa doutrina? C.S. - Na China, menos de 5% das pessoas tem algum tipo de religião. eles são supersticiosos, e seguem algumas regras de conduta político-sociais criadas por Confucius que foi um fi lósofo nascido 550 anos antes de Cristo. Na época, a China era dividida em reinos, e havia muitas guerras. ele começou a escrever padrões de comportamento, que dizia que o homem devia ser julgado por suas virtudes, e não pela lei que o enquadraria. Nisso ele cria a relação entre marido e mulher, chefe e empregado, amigos, e irmãos. isso até hoje formata o que o chinês é. Basicamente o confucionismo prega a harmonia. você não reclama, você obedece, porque isso leva à ordem, e a ordem leva ao progresso. ainda hoje alguns chineses falam sobre democracia, mas a maior parte não quer. eles vêem uma China que progrediu, e para eles a política, o voto, não são importantes. enquanto a China estiver crescendo economicamente, essa harmonia confucionista vai estar lá. Vitti - Hoje você ministra um curso voltado às pessoas que querem interação com os chineses, especialmente para fazer negócios. Como surgiu a idéia de Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 9


transformar a sua vivência num curso? C.S. - essa idéia veio porque geograficamente estamos muito longe dos chineses. e nós não conhecemos nada da China. Nem com o “jeitinho brasileiro”, que a gente acha que se vira em qualquer lugar – o que é verdade para a maioria dos lugares -, mas na China não funciona porque a forma de pensar é diferente. eu tinha uma equipe de 118 funcionários na China, então ou eu entendia o modo de vida deles, ou iria fracassar. Cada vez que surgia uma dificuldade eu pedia ajuda para a minha intérprete, que além de ajudar com a língua, me auxiliava muito mais com a cultura. sempre que via alguma situação que não entendia, eu anotava e depois sentava com ela para entender. ela já havia vivido na França e tinha visão da vida ocidental. senti que deveria compartilhar esse conhecimento. o curso é indicado tanto para quem vai à China fazer negócios ou estudar, quanto para quem vai receber chineses. Vitti - Cite um exemplo da moral chinesa que seja diferente do que estamos acostumados. C.S. - a questão da face, que é como a sociedade vê você. em uma reunião, a verdade não está num primeiro nível para os chineses. o primeiro nível é a hierarquia, o segundo é a face, a proteção de quem você é para as pessoas, e em terceiro vem a verdade. se o empresário não entende que o subordinado nunca irá contra o chefe, e de que antes da verdade ele vai te dizer algo que ele não perca a face, você não tem acesso à verdade. por isso que de uma forma simplista os ocidentais dizem que o chinês mente. se você souber chegar até ele, o chinês não mente nem omite nada. Mas ele tem que ter certeza que nada vai quebrar a relação dele com o chefe. Vitti - Pode citar um exemplo prático que explique a questão da importância da face para o chinês? C.S. - Havia uma reunião que começava às 11 horas, e eu cheguei 11h05. o chefe, que era um sueco, não falou nada pra mim. Mas a assistente dele falou: “você está atrasado”. passei a chegar sempre adiantado em todas as reuniões. Num dia eu cheguei e o chefe não estava lá. Deu 11h01, eu falei para a assistente: “que 10 | Vitti | revistavitti.com.br

laços podem “os ser estreitados,

mas têm de partir de nós, brasileiros, temos de aprender a ir lá e ganhar dinheiro com eles.

horas são?”. ela falou: “são 11 horas”. eu contestei, e ela reafirmou que eram 11 horas. eu peguei um relógio de parede da sala e botei na frente dela, e perguntei que horas eram. ela disse que o relógio estava errado. um colega americano falou: “no meu são 11h03”. ela respondeu que o dele também estava errado. aí ele rebateu, dizendo que no dela também eram 11h03. ela disse: “o seu está errado, o meu está errado, todos os relógios estão errados”. ela ficou furiosa. o chefe chegou correndo, pedindo desculpas pelo atraso. aí fiz a pergunta para a assistente dele: “que horas são?”. ela respondeu: “agora são 11 horas”. isso mostra até onde vai a relação de hierarquia. ela pôs a face dela para defender o chefe. eu quebrei a face dela, ela ficou 6 meses sem falar comigo. Foi uma besteira minha, mas só assim eu aprendi. Vitti - Quais são as principais dificuldades e medos que os empresários brasileiros sentem ao ter que negociar com a China? C.S. - a grande dificuldade é que os empresários “não sabem o que não sabem”. eles sabem que a língua é complicada, e estereotipam a China como lugar que come cachorro, come gafanhoto, etc. eles têm os estereótipos da Tv, que é 1% do que a China é. a grande dificuldade é, sem dúvidas, a questão cultural. sem a compreensão cultura, você não entende nada que acontece lá.

Vitti - Com relação à comunicação, como brasileiros e chineses trabalham com isso? Há um esforço de ambos os lados para a comunicação? C.S. - sim, há. Hoje na China não são todos os jovens que falam um bom inglês. eles fazem um esforço, querem falar inglês. Nós vamos tentando falar um pouquinho de chinês, eu mesmo não sei falar, mas sei algumas coisas. Minha esposa aprendeu um pouco mais. o mandarim é difícil, é preciso se aplicar muito para aprender. Vitti - Como os Chineses vêem o mercado brasileiro? C.S. - a câmara de comércio Brasil-China fez um estudo em julho do ano passado sobre os investimentos de ambos os países. a China investiu 40 vezes mais no Brasil do que o inverso. os chineses estão vindo para o Brasil, estão compreendendo o nosso país, e o grande interesse que eles têm aqui são os commodities: soja, petróleo e minério de ferro. Vitti - Esses laços entre Brasil e China tendem a aumentar? C.S. - sim, a China vai vir para cá cada vez mais. o problema que nós ainda somos um pouco tímidos para ir para a China, e quando vamos nós temos uma visão não muito profissional. Desde 2009 a China é a maior parceira comercial do Brasil. um ponto importante para nós, valeparaibanos, é que nossa região é produtora de tecnologia, e hoje a China está comprando tecnologia também. Nós temos isso a oferecer. os laços podem ser estreitados, mas têm de partir de nós, brasileiros, temos de aprender a ir lá e ganhar dinheiro com eles. Mas é preciso se preparar, há pessoas que não aguentam, a pressão psicológica é enorme. a China não é para amadores.

PeRFIL Carlos Eduardo Ferreira da Silva, 44, é natural de Taubaté-SP. Formado em Engenharia Mecânica, também tem MBA pela FGV Conexão e Mestrado pelo ITA.

Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 11


vitti acontece

Comemorar 90 anos com esta juventude toda é só para a Dona Geny! Filhos, netos, bisnetos, noras e genros estavam presentes para comemorar com a matriarca da família mais uma data tão importante.

Vera Buffullin Presidente da Apae SJC junto com o Rotary Club de São José dos Campos - Oeste, realizarão no próximo dia 07/06 às 20h na Fazenda Limoeiro um jantar dançante em prol da Apae.

kledson leão, flávia, Gustavo, Juliana, rodrigo, carmem alvim, andrea murao, Wagner e Viviane fortes Grupo da Academia Corpo e Espaço na 29ª Corrida General Slgado, em Taubaté.

Janete, patrícia e maria tereza frota

Valéria, marco bonafé, laura Gama e olegário de sá Aniversário da Janete, no dia 25 de abril, no Botiquim Vila Santa, em Taubaté.

Valéria, olga, laura e Janete

12 | Vitti | revistavitti.com.br

Empresários e arquitetos do NDV Club participaram da Feira de Milão no mês de abril.

1ª princesa - dalila sávio, rainha - bárbara lorenzani, 2ª princesa - raiane larissa Desfile da escolha da rainha e princesas da 25ª Festa da Colônia italiana de Quiririm em Taubaté. Maio, 2014


Rua Professor Cesidio Ambrogi, 210 - IndependĂŞncia - TaubatĂŠ /SP Fone: (12) 3411-6026 Ophicina do Segredo @ophicinadosegredo

Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 13


entretenimento

A IdÉIA É SoFISTICAR

ConHeÇa a soFisTiQue, um evenTo Que Traz a idÉia da soFisTiCaÇÃo de pessoas e marCas para o merCado do enTreTenimenTo noTurno

s

e você está procurando algo novo e moderno na noite, com um toque a mais de sofisticação, o momento é este. Já se pode dizer em reinvenção da noite de Taubaté desde a recém criada sofistique, uma festa que ocorre eventualmente e já está dando o que falar. Com uma proposta totalmente diferente das festas usuais, a sofistique surgiu para compor uma nova forma de entretenimento noturno onde reunir pessoas bacanas, antenadas e modernas – e, diga-se de passagem, as bem modernas – imersas na produção com elementos inusitados e grandes marcas do mercado é o que promete o evento. Tudo para que os personagens da noite compartilhem experiências e façam contatos. o conceito surgiu da reunião de amigos em casa nos finais de semana para questionar as tendências e novidades do momento e tentar trazer um pouco mais do que música eletrônica refinada, e sim, um novo espírito e forma de entretenimento entre as pessoas e, por que não, marcas. a idéia deu muito certo e, como todo bom insight de um publicitário, o resultado foi

14 | Vitti | revistavitti.com.br

a criação de uma marca que representasse este momento. assim surgiu o nome sofistique, da necessidade de sofisticar! o que no início foi uma reunião entre amigos, decolou e foi apresentada em conjunto com outras festas já famosas na cidade. a roupagem sofistique trouxe um tom a mais para essas festas e o resultado não foi outro senão um casamento perfeito. “reunimos público moderno e descolado conquistados pelos nossos promoters em um espaço agradável, com atendimento diferenciado, produção planejada, novidades, estilo e musica top do conceito sofistique. a atmosfera de uma noite perfeita para nosso publico”, explica alex Cunha, idealizador do projeto e detentor da marca. o combustível disso tudo? a aceitação quase unânime e o pedido feito por diversas pessoas pelas novas edições. uma das edições foi realizada em setembro de 2012, no tradicional Mutley Music Bar, e teve como tema “The Night reconstruction” (a reconstrução da noite) – que refletiu o sucesso do modelo empregado. a produção trouxe a temática da construção para

dentro e fora do espaço. andaimes, faixas, cones, plataformas compunham o cenário junto aos personagens caracterizados com a temática “Homens Trabalhando”. externamente uma máquina de terraplenagem estacionada em frente ao local foi uma das grandes atrações, logo na entrada. pode-se perceber o peso do que o evento realmente promete para os frequentadores. a próxima edição da festa promete superar em conceito e produção. acontecerá dia 31 de Maio - um sábado, no terraço do restaurante vistah, localizado no via vale Garden shopping, em Taubaté. será a sofistique exposure, trazendo a temática da superexposição de pessoas e marcas. o ambiente será produzido para colocar pessoas e marcas em contato, em uma atmosfera única. Tal formato faz referencia ao que chamamos de mídia onlife, onde trabalhamos no momento de descontração e de prazer, pois o publico está mais aberto a novidades e tendências. o evento terá o patrocínio da redenção Turismo e parceiros e a divulgação será feita pela revista vitti. esperamos vocês!

Maio, 2014


Boutique de Calçar

Via Vale Garden Shopping - Taubaté

Criamos o conforto para você ser você mesma.

inverno’14

Loja Fidelizada usaflex.com.br Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 15


Negócios

Quando podemos dizer que há luz no fim do túnel

A

Por Arcione Viagi

credito que depois de quase dez anos escrevendo mensalmente para a Revista VITTI já foi possível para os leitores identificarem quais são minhas convicções, defeitos e virtudes. Quando comecei essa empreitada não imaginava que conseguiria ser capaz de escrever todos os meses, porém, a decisão de sempre escrever sobre coisas reais que estaria vivendo em cada momento ajudou-me e facilitou o processo. Sempre procurando garantir o anonimato dos envolvidos com os temas aqui expostos, venho transmitindo para os leitores problemas, dificuldades, caminhos alternativos, soluções e resultados reais. Hoje o objetivo é uma reflexão, até mesmo utópica, de como seria um futuro ótimo. “Uma luz no fim do túnel”. Desde que iniciei meu envolvimento com atividades voluntárias sempre fui muito critico com as motivações de cada envolvido nessas atividades e por isso sempre procurei fazer minha parte, mas com o pensamento de nunca me iludir quanto as intenções dos outros. Já vi de tudo! Pessoas abnegadas sem interesses pes16 | Vitti | revistavitti.com.br

soais, uma minoria, mas presentes e efetivas para a sobrevivência a todo custo de suas obras. Outras, com interesse voltado a um objetivo pessoal de agradecimento pelas conquistas ou riqueza obtida. Uma forma de remissão de pecados. Outras, se aproveitando das deficiências dos serviços públicos encontram nas atividades voluntárias sua própria sobrevivência, ou seja, uma forma de atividade remunerada no meio do chamado terceiro setor. Finalmente, aqueles que desejam ocupar cargos políticos e por isso precisam ter alguma atividade que o ligue a coisas de valor para garantir o reconhecimento dos eleitores de que podem representá-los efetivamente. Cada um com seu valor foi ocupando seu lugar e fazendo o possível para ajudar, assumindo a cada dia mais o papel do Estado que, reconhecendo a incapacidade de garantir que os recursos cheguem ao seu destino final, chegou a estimular o crescimento das iniciativas do terceiro setor. A grande virada, que mostraria que estamos no caminho certo, seria o Estado conseguir por meio da gestão eficiente dos recursos públicos ser tão eficaz a ponto de aparelhar suas atividades de tal

forma que o terceiro setor deixasse de fazer melhor. Quando isso acontecer as instituições deixarão de ser tão necessárias e as pessoas poderão encontrar outras formas de ajudar que não a de assumir papeis para os quais a arrecadação dos impostos já se justificam. A utopia não é total quando observamos que um dos principais diferenciais das instituições do terceiro setor é a dedicação de pessoas, muitas vezes leigas, mas devotadas acima de tudo. Algumas vezes pais empenhados em garantir o melhor para seus filhos, ou religiosos ciosos de fazer o bem. Mas será que só boa vontade é suficiente? Como manter especialistas com seus salários e benefícios sem diferença alguma de qualquer outra atividade privada no que tange aos encargos sociais? Por isso, na medida em que as atividades do Estado estiverem aparelhadas, a tendência é de diminuição das atividades do terceiro setor, caminhando mais para fiscalização do que para execução. Convido a todos para observar se isso já não tem acontecido perto de nós. Arcione Ferreira Viagi é consultor empresarial. Contato: vitalconsultoria@gmail.com Maio, 2014


Autovitti

Andamos e avaliamos o Novo Toyota Corolla 2015

Q

Por Marcos Campos

uem busca um sedã médio no Brasil tem praticamente 50% de chance de fechar um Honda ou um Toyota. Sim, sendo ou não as melhores opções, a dupla japonesa vem dominando o amplamente segmento. Até mesmo a GM, que fez história com o Monza e depois o Vectra, hoje se esforça para conseguir manter o Cruze na terceira posição. E ainda existem os ataques da concorrência como a chegada do novo Nissan Sentra, Ford Focus e Citroën C4 Lounge. Está explícito pela marca que eles pretendem retomar a liderança perdida para a Honda neste período em que o Civic tinha vantagem de ser mais moderno. Essa nova geração do Corolla é maior, tem um estilo um pouco mais ousado, tem mais espaço interno e algumas melhorias mecânicas. Continua macio (conforto da suspensão), e com uma ótima posição de dirigir, mantendo o agrado aos seus consumidores mais conservadores. O modelo que nós testamos é um exemplar da versão de entrada, a GLi, equipada com o motor Dual VVT-i Flex,

Maio, 2014

com tecnologia que permite partida à frio sem o auxílio do sub-tanque auxiliar de gasolina. O propulsor tem potência de 144 cavalos a 6.000 RPM e torque máximo de 18,6 Kgfm a 4.800 RPM. O sedã ficou maior em todas as dimensões. A nova versão chega com uma dianteira que domina as atenções. Os faróis volumosos, rasgados para as laterais, formam um conjunto bonito com a grade integrada, dando ao Corolla um arrojo que afasta a imagem de “carro de senhor”. A performance não é o forte do Corolla 1.8 GLi, a versão Automática tem um desempenho apenas adequado, não espere agilidade ou disposição deste modelo, de modo que se precisa ou exige um carro com maior agilidade, faz-se necessário optar, dentro da linha Corolla, o 2.0. Se a performance é um fator fundamental, então deve-se verificar o Jetta 2.0 TSI.

Consumo

O Corolla GLi 1.8 Automático não decepciona, apresentando números interessantes, em face o elevado peso do carro. Segundo o INMETRO, em cidade, o Corolla consome 7,3 Km/l de etanol, e 11,4 Km/l de gasolina. O número de consumo

de gasolina é o melhor do segmento.

Versões e valores

Novo Corolla 1.8L 2015 GLi Manual – R$ 66.570,00 Novo Corolla 1.8L 2015 GLi Multi-Drive (automático) – R$ 69.990 (versão testada) Novo Corolla 2.0L 2015 XEi Multi-Drive S (automático) – R$ 79.990 Novo Corolla 2.0L 2015 Altis Multi Drive S (automático) – R$ 92.990

Conclusão

O Corolla GLi 1.8 Automático não é exatamente um campeão de “custo x benefício”, já que pelo seu preço sugerido R$ 69.990 reais é possível encontrar modelos na concorrência mais bem equipados. Porém, estamos falando em tradição e confiabilidade, aliada à baixa desvalorização, baixa manutenção e etc. Sendo assim uma compra livre de preocupações - algo que certamente deve contribuir para seduzir a maioria dos consumidores, devolvendo à Toyota a liderança do segmento. Marcos Campos é Sócio Proprietário da KikoAutos.com

revistavitti.com.br | Vitti | 17


social Taubaté

ReNATo TeIXeIRA No Te PuIA

o primeiro show intimista no restaurante Te puia foi marcado por presenças ilustres. uma noite linda, muito agradável, com alta gastronomia, ao som do taubateano renato Teixeira. aguardem... em breve mais shows especiais para vocês. FoTos: MoNiCuee alveZ

ortiz Junior e mariah

sidney, ortiz Jr., Herculano, Jandira ortiz e otavio

mariah ao lado de renato teixeira

lucas, Gilberto, Vera, nadeje e daniel

clarice, Heloísa, marina, Gustavo, paulo e murilo

convidados que marcaram presença em noite especial no tepuia

mariah, bruna, sacha ortiz, caiua ortiz e patrícia ortiz

público curtindo o show de renato teixeira

claudinho Veloso, José Veloso e Vagner santos

18 | Vitti | revistavitti.com.br

Maio, 2014


sidney, antonieta e fernando ito

bianca e flávio

marcelle e flávia

paulo pinese e eliane indiane

Judith e luiz

renato teixeira e banda

Maio, 2014

Vanderleia e pedro

mariah e malú

edson derico e sebastião

Gustavo, carolina e fernanda

fabiana, alexandre, luiz marcelo e fabiana

parê, dheminho e marcela

mariangela e arcione

demetrius, andré e Gleberson

Helenice, ivete, arlete e luiz revistavitti.com.br | Vitti | 19


economia

A 8ª RegRA:

NÃo CoMPRe a prazo o Que nÃo pode PAgAR À VISTA

N

Por Felipe Guarnieri

o mês passado comentei as 7 regras que, junto com o Daniel D´andrea, consideramos serem regras de boas práticas financeiras para quem tem interesse em aumentar o patrimônio e ser financeiramente independente. Há na verdade uma oitava e fundamental regra, é a regra da dívida, que diz para “nunca comprar a prazo o que você não pode pagar à vista. a palavra dívida já traz uma conotação negativa, como algo ruim ou problemático e é bom que seja assim mesmo, afinal, cada vez que você faz uma dívida, você acaba antecipando um benefício (um carro, uma casa, etc), mas ao custo de um sacrifício de rendimento futuro – por meio do pagamento de juros – que é dinheiro a menos no orçamento para usufruir ou investir. o efeito líquido é que lá na frente você terá um patrimônio menor do que poderia ter se não tivesse feito a dívida. se isso ainda convence, é bom conhecer uma realidade ainda bastante perversa, o real poupando e investido rende no geral apenas um décimo dos juros cobrados pelo banco para o mesmo real tomado emprestado. r$ 100 investidos no começo do ano te rendem cerca de r$ 10 ao final deste ano numa aplicação livre de risco. os mesmos r$ 100 emprestados do banco viram uma dívida de r$ 225 considerando uma taxa usual de cartão de crédito ou cheque especial de 7% ao mês. o que alguns vêem como uma “perversidade do sistema financeiro”, dos bancos, dos spreads, dos impostos do governo, etc, eu vejo como uma mensagem clara e 20 | Vitti | revistavitti.com.br

forte e de que não só não vale a pena ter dívidas, como você deveria poupar muito mais do que pensa. algumas pessoas me falam, “a coisa faz sentido, mas se eu não fizer dívida, como vou conseguir comprar a minha casa?”; ou então “mas a dívida é boa, pois me disciplina a gastar menos para ter que pagar o banco”. a segunda questão é falaciosa e a resposta é muito simples, você não estará gastando menos, mas sim mais. um bem comprado a prazo com juros custa muito mais do que um pago à vista e se você precisa pagar (juros) para ter disciplina no seu orçamento, é melhor pagar então o valor a si mesmo do que para os outros, ao juntar o valor o bem terá custado menos ou o saldo acumulado ao final terá deixado você rico, e não o banco. para a primeira questão, é verdade que com a alta dos preços nos últimos anos ficou mais difícil comprar um imóvel à vista, independente disso a regra continua sendo válida. ao comprar a prazo você fica com uma dívida que terá de ser paga e consumirá dinheiro futuro que poderia ser gasto e investido em outras coisas. o melhor é postergar ao máximo a compra e financiar o mínimo possível caso você não consiga comprar à vista. Como dizia uma antiga professora minha: “toda boa regra tem exceções”. quais são as exceções? para mim é muito claro, se a dívida é feita para gerar mais dinheiro, seja através da compra de um bem, ou para aumentar os rendimentos como profissional, por exemplo, aí a coisa me parece fazer sentido, já que o rendimento futuro é o que pagará a dívida. para quem tem empresa, dependendo do tamanho do negócio e potencial de

crescimento, também pode valer muito a pena tomar empréstimo sob o mesmo argumento de investir para gerar mais dinheiro. e se houver a chance ainda de pegar um empréstimo à taxas “camaradas” no BNDes, melhor ainda. pagar em 10 vezes no cartão um produto que não tem desconto à vista, também faz todo o sentido, e por último não querer empatar todo o dinheiro acumulado num único imóvel, mesmo podendo pagá-lo, é uma estratégia interessante porque permite manter certa liquidez financeira, ou seja, numa emergência ter de onde tirar dinheiro. por último, uma questão mais fi losófica. para os romanos a definição de "ser livre" era simples: o sujeito não podia ser um escravo e ao mesmo tempo não podia ter dívidas. a parte da dívida é realmente o que mais chama a atenção, pois ela coloca lado a lado a noção da escravidão – desde 1981 proibida em todos os países do mundo – com a noção de ter dívidas, permitida na maior parte dos países do mundo. Não consigo pensar que alguém, mesmo tendo escolhido voluntariamente sua profissão, seja livre se na prática não possa largar o seu emprego devido às contas que tem que pagar no final do mês, ao fato de estar devendo a casa, o carro, o cartão de crédito e o cheque especial etc. Dívida por escravidão, esta para mim é uma idéia bem interessante. Felipe Guarnieri é administrador de empresas, executivo financeiro e especialista em finanças. Contato: fguarnieri@outlook.com Este texto não é uma recomendação de investimentos. Maio, 2014


*Promoção válida de 2/5/14 a 15/6/14. Consulte o regulamento completo no site. Imagens meramente ilustrativas. Número de certificação da Caixa Econômica Federal: 6-0754/2014.

Do Dia das Mães ao Dia dos Namorados, a cada R$100,00 em compras você concorre a um SpaceFox Trend*.

De 2/5 a 15/6. Participe.

Em breve:

Rua Alcides Ramos Nogueira, 650, Pindamonhangaba – SP – Tel.: (12) 3522-5591 – www.patiopinda.com.br Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 21


social Taubaté

QuALISAN CoNSuLToRIA

No mês de abril, a empresa qualisan Consultoria inaugurou uma franquia em Taubaté. agora a rede que presta serviços de consultoria para restaurantes, supermercados e similares na área de vigilância sanitária, higiene e qualidade de alimentos, conta com unidades em Taubaté, Mogi das Cruzes, são José do rio preto, santos e Campinas e continua se expandindo. para comemorar, a Diretoria da empresa se reuniu em Tremembé, no restaurante santa Figueira FoTos: MoNiCuee alveZ

daniel campos e luiza campos

Julian, ana carolina, daniel, luiza, Gisele e luis

ana carolina, Gisele alves e luiza campos

luis Garcia e Gisele alves ramos

luis Garcia, daniel campos e Julian rocha

Julian rocha e ana carolina rocha

22 | Vitti | revistavitti.com.br

Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 23


Comportamento

Mãe: laço eterno e diferentes formas de amar

N

Por Renata Velloso

a relação mãe-filho existem fases de constantes mudanças exigindo de muitas mães a capacidade de amar de maneiras diferentes. A natureza da relação se modifica com o tempo e o amor passa a ser manifestado de formas diferentes, os laços estabelecidos nos primeiros contatos vão tendo outro formato, os filhos libertam-se e as mães buscam novas satisfações conservando o amor para quando for solicitado. Desde muito cedo muitas meninas vivenciam de forma fantasiosa em suas brincadeiras o que é ser mãe. Elas amamentam, limpam, abraçam, conversam e carregam a boneca consigo o dia inteiro abandonando-a por alguns momentos contra a sua vontade e logo voltam a ter posse do seu bebê. Desejos experimentados na infância são concretamente vividos na vida adulta com outra dose de satisfação. Antes a menina desejava ter filhos e esta possibilidade só poderia acontecer se pudesse possuir o pai. Quando crescida é gratificada realizando o desejo de ser mãe e a frustração do seu tempo de criança acaba com o nascimento do primeiro filho. Na relação mãe e filho um tipo de linguagem é estabelecido de uma maneira muito particular que difere até mesmo de um filho para outro. No primeiro momento dessa relação os afetos são mais

24 | Vitti | revistavitti.com.br

próximos, quase únicos, já na adolescência, por exemplo, o amor de mãe é colocado em prova quando há um afastamento natural por parte dos filhos e muitas mães vivenciam o luto, pois seus filhos já aprenderam a resolver muitos problemas por si mesmos sendo que antigos laços não os prendem mais, querem encontrar novos caminhos e novos objetos de amor. Sabe-se que inconscientemente toda mãe quer garantir segurança eterna para os filhos, um dia quem ofereceu o seio como satisfação e completude se vêem “libertadas” desse compromisso e suas preocupações tomam outra dimensão, pois já não podem assegurar os filhos das armadilhas da vida. Para o filho o deslocamento do amor é necessário, civilizador e o amor de mãe por mais modificado diante das necessidades externas jamais deixará de ser vivido com

muita intensidade ao que se refere aos filhos. Estudiosos e pesquisadores relatam que o bom relacionamento com nós mesmos e de nós mesmos para com outros decorre em grande parte das primeiras relações com a nossa mãe, contudo a capacidade de amor e confiança de qualquer pessoa é construída em grande parte pela Mãe, ela é a primeira pessoa que nos ensina a vivenciar o que é amor, ódio, temor, desconfiança entre outros sentimentos que exercem papel fundamental em nossa vida sendo que tudo é vivido e sentido nessa relação. Feliz dia das Mães, e um grande abraço a todas. Renata B. Lima Velloso é Psicóloga e Psicoterapeuta de criança, adulto e família.CRP – 06/99281 E-mail: reblima@ig.com.br

Maio, 2014


Almoce no segundo lugar mais charmoso da cidade ou jante no primeiro.

DE TERÇA A SEXTA, DAS 12H ÀS 15H. R. Anízio Ortiz Monteiro, 51 - Centro | Taubaté

Maio, 2014

Agora, o Spazio Pubblico oferece um cardápio executivo nos almoços de terça a sexta. De noite, você também pode pedir sua pizza predileta ao nosso serviço de entrega e jantar no lugar mais charmoso de Taubaté: sua casa.

LIGUE: 3622-7169 3622-7167

revistavitti.com.br | Vitti | 25


social Taubaté

MuLheReS MARAVILhoSAS

a Coluna Destaque raimundo Nonato realizou no ultimo dia 04 de abril a 33ª edição do premio essas Mulheres Maravilhosas 2014, numa noite de gala no Fabelle Buffet, em Taubaté. o evento teve como patronesse de honra a ex-jurada de Tv e atriz elke Maravilha, além de paraninfos e patronesses de honra de nossa cidade e região. Confira nas fotos de eduardo rodrigues, algumas das homenageadas, patronesses e paraninfos da noite. FoTos: DivulGaÇÃo

raimundo nonato (organizador do evento), elke e a homenageada marina Gheller

raimundo nonato, a homenageada sandra teixeira pres. acit) e elke

elke, a homenageada regina pereira e dr. João barbosa filho (diretor deinter i)

elke, a homenageada francine maia e o consultor de beleza Joel crosariol (paraninfo)

elke, a homenageada dra. fabiana catherino e dr. João menezes (paraninfo)

elke, a homenageada lani Goeldi e o Vereador douglas carbone (paraninfo)

elke, a homenageada dra. rosângela Vasconcellos e dr. eduardo moreira

elke, a homenageada damira camboim e Jeremias rodrigues (paraninfo)

26 | Vitti | revistavitti.com.br

elke, nina kuznetzow (patronesse) e a homenageada , odila maria sanches

Homenageada, a cantora adriana Gil

elke, a homenageada adriane alves e dr. denerval machado de melo (paraninfo)

a homenageada Viviane diniz (cantora Gospel) e elke maravilha Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 27


reflexão

CAMINhoS CoRAJoSoS e auTÊnTiCos para a mais IMPoRTANTe CoNQuISTA

N

Por Juliana Bueno

a vida moderna, mais do que em outras épocas da história da Terra, falamos e discutimos muito sobre a importância do autoconhecimento. Às vezes para chegar a essa meta, percorremos caminhos variados. alguns mais simples, intuitivos e pessoais, outros complexos, científicos, intelectuais. o mais importante é que para essa busca, a escolha possa ser pessoal. ou seja: uma escola espiritualista, um centro espírita da sua confiança, um tratamento psicoemocional, uma pessoa especial que poderá ajudar... todas estas opções podem e devem ser pessoais. Cada um de nós tem processos (mentais-emocionais) originais e únicos que determinam a paisagem atual do nosso mundo interior. Determinam também como queremos e conseguimos resolver nossas questões pessoais. a busca do autoconhecimento, portanto, é sempre uma opção pessoal, corajosa e humilde ao mesmo tempo. a verdade interior vai se tornando então, dia a dia mais envolvente, atingindo com sua energia pensamentos e emoções, comportamentos e atitudes. Não queremos mais uma vida de mentiras, vaidades sem controle, fantasias e ilusões. Tampouco queremos repetir os erros e arrependimentos do passado, um passado às vezes ainda muito próximo, ou distante séculos (outras vidas, outras encarnações...). Nessa “empreitada pessoal”, conscien28 | Vitti | revistavitti.com.br

te e determinada, podemos sempre contar com o auxilio psíquico e espiritual. para ir em busca desse tipo de auxilio, a humildade é fundamental. quem vai me ajudar a entender minhas magoas e frustrações? para quem vou contar tudo isso e que tipo de auxílio quero receber? sem a verdadeira humildade, e ao lado dela a coragem para ir em busca destas condições, sequer vamos tentar encontrar a pessoa, o curso, ou o livro que possa nos auxiliar. o “desenvolvimento espiritual”, consciente, saudável e bem direcionado sempre poderá ajudar. quando ele acontece, passo a passo, vencendo etapas que podem ser difíceis e confl itivas, a alma se enriquece, e uma autêntica auto-estima finalmente pode acontecer. Mágoas, medos, angustias e frustrações, tudo passa a ser enfrentado então com uma nova força, uma confiança agora real e atuante, nos nossos talentos e potenciais. Mas, também pode acontecer o conhecimento das nossas fragilidades psíquicas e emocionais que precisam ser entendidas para serem superadas. palestras e cursos existem e podem trazer os mais úteis benefícios para aqueles que estão realmente buscando uma transformação interior. livros existem, quase não sabemos qual escolher. eles podem nos ajudar de fato, alargar e iluminar o horizonte da alma. Muitas vidas já vivemos, eu acredito que sim. Certamente, quando nos interessamos por um texto como esse já estamos comprovando o quanto somos

“almas antigas”, quase sempre mais preparadas para aprender, evoluir mais agora, nesta dimensão onde ainda estamos. Todos nós desejamos sempre, e acima de tudo, a verdadeira felicidade. ou algo que mais se pareça com ela: paz interior, entusiasmo e alegria de viver. esse “microcosmos interior” pode se concretizar e nos ajudar a enfrentar todas as situações, problemas, relacionamentos difíceis e conflitivos. sabemos que os problemas nunca vão terminar. Descubra como, e se prepare para conseguir essas vitórias pessoais, às vezes secretas, mas sempre valiosas e insubstituíveis, ainda que invisíveis para muitos. Mais uma vez você está aqui na Terra e dessa vez não vai falhar, tampouco desanimar ou desistir. para terminar este texto, me parece ideal uma frase do Mestre Jesus. leia esta frase e pense em como aplicá-la na sua vida. procure entender o significado mais profundo destas palavras, e o que tudo isso tem a ver com a nossa mais importante transformação interior: “Conhecereis e verdade, e a verdade vos libertará”. Juliana Bueno é jornalista e escritora espiritualista. Seu mais recente livro “Dores Ocultas” pode ser adquirido nas livrarias de sua cidade, ou através do site de sua editora: www. besourobox.com.br Para contatos com a autora:julianabuenorbio@uol.com.br Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 29


social Taubaté

SoCoRRo IN FoCo

Por Socorro Pinto helpkoka@hotmail.com

beneton, Jacqueline, nadine e nicolas Happy Birthday! No dia 11 de abril, Jaqueline comemorou mais um aniversário com uma belissima e animada festa. ao lado de muitos amigos e familiares todos dançaram e se divertiram a noite toda. Felicidades!

Jodália de Queiroz, Rafinha Acustico, Maria Quitéria Ortiz e mario marciel (produtor) Fazendo as honras da casa! o cantor e compositor rafinha esteve em salvador para assistir o lançamento do novo DvD da banda Cheiro de amor, onde foi homenageado com a gravação de uma de suas músicas intitulada “Fim de ano”. e para fechar com chave de ouro, rafinha ainda realizou um belíssimo show na badalada “porto Brasil”, em lauro de Freitas – Ba, prestigiado por amigos de Taubaté.

carla Vieira cedeño, Welington pinto, anne candeño Apagando Velinha a pequena anne , comemorou seu aniversário de 1 aninho ao lado do seus pais em uma bela e animada festa , tudo estava impecável, feita com muito amor e alegria.

michele carvalho e rafael dualibe Seja Bem Vindo! os jovens e futuros pais rafael e Michele, aproveitaram uma feijoada entre amigos e familiares para realizar também o chá de bebê do tão esperado Miguel. 30 | Vitti | revistavitti.com.br

marcia, paula lima, marisa pirágine e regina Amor e Ação amigas solidárias unidas no amor e na solidariedade, realizou com sucesso mais um chá bingo e desfile beneficente no TCC, com renda destinada a Casa da sopa Fraterna, que tem o belo e árduo trabalho de fornecer alimento aos moradores de rua.

roberto Garsez, cristina, Jodália, maria Quitéria e robertinho Fazendo aniversário a vovó Jodália comemorou, em salvador, o aniversário de 9 anos do seu querido neto robertinho com uma animada noite de pizza com amigos e familiares.

deborah Galvão, beatriz, Heloisa, cristiane e claudia Vig Mente sã e corpo são Foi inaugurado recentemente em Taubaté o espaço Casa viva, idéia de muito requinte e bom gosto. parabéns a idealizadora Deborah e seus colaboradores! Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 31


Gastronomia e Tradição

Cozinha Regional

Moqueca de Caçapava, genuinamente brasileira

a

Por João Carlos de Faria

verdadeira moqueca brasileira não é capixaba e nem baiana. Também não é feita de peixe, mas de frango desfiado. a autêntica moqueca, genuinamente nacional, quem diria, é de Caçapava, onde ainda há quem mantenha a tradição de fazê-las. existe procura por apreciadores da própria cidade, de cidades do vale do paraíba e até de outras localidades como a argentina. Hoje, no entanto, a preservação desse verdadeiro patrimônio cultural dos caçapavenses está praticamente nas mãos do aposentado Clay Clóvis Monteiro, conhecido como Clay pagé. integrante de uma família tradicional no ramo de comida, ele é hoje o único na cidade a fazer a guloseima e vende até duas mil unidades por semana. “Tenho encomendas de muitos lugares” afi rma. suas moquecas são apreciadíssimas e quase obrigatórias nas festas de casamento e aniversários dos caçapavenses. aos 74 anos pagé segue os passos da mãe, dona anésia Monteiro, e do pai, que vendia a moqueca na estação de trem da cidade, nos tempos em que esta era muito movimentada. Também ensinou a receita a quatro de seus cinco fi lhos, mas nenhum, por enquanto, seguiu passos. “enquanto capixabas e baianos discutem gulosamente quem faz a melhor moqueca, os paulistas de Caçapava, no vale do paraíba, quietinhos e escondidos como bons caipiras, vão mantendo a tradição destas delicadas e deliciosas moquequinhas autenticamente ameríndias: mistura de farinha de mandioca com carne de frango, formando pequenos

32 | Vitti | revistavitti.com.br

croquetes envolvidos em folhas de caeté”, afi rma o culinarista Caloca Fernandes, um dos mais conceituados estudiosos da gastronomia brasileira, autor de vários livros, entre os quais “a cozinha tradicional paulista”. Caloca diz que a moqueca capixaba é nitidamente influenciada pela cozinha portuguesa e a baiana “também tem seus rasgos da influência ibérica, adquirida ao desembarcar nas costas do Novo Mundo”. o jornalista João evangelista de Faria, o João rural, especialista em gastronomia regional, conta que a receita original era feita de carne de galinha velha, desfiada e temperada a gosto, ao caldo misturado com a carne desfiada era acrescentada a farinha de mandioca crua, resultando numa espécie de pirão consistente, que era separado em pequenos pedaços e enrolados em folhas de caetê, amarradas com imbira. Na hora de comer era só “moquear” ou esquentar na chapa do fogão, até dourar o caeté. “Com certeza essa guloseima é herança dos índios, pois tem dois elementos essenciais da cozinha antiga: o pirão e o 'moquear' na chapa”, afirma João rural. a tradição do caeté, que com o tempo passou para a folha de bananeira, porém, não é mantida por pagé, que prefere usar da facilidade do papel laminado, o que deixa a receita menos original, pois a utilização do caeté influencia no sabor da moqueca. “Dá menos trabalho e levo a metade do tempo para prepará-las. Faço na folha de bananeira sob encomenda, mas custa mais caro”, afirma. para a folclorista Darcy Breves, a cidade - que já tem a taiada como uma tradição gastronômica, que de tão importante vi-

Clay Pagé e suas deliciosas moquecas caçapavenses rou referência de quem nasce e mora por lá - a moqueca foi herdada legitimamente dos índios, que possivelmente utilizavam o lambari, então abundante no rio paraíba. ela tem lembranças de mais 50 anos, quando o pai de pagé já vendia o quitute na estação do trem e cita outras pessoas que também ficaram conhecidas pelas suas receitas como dona Neusa paes, Teresa Batista e Neusa peretta. “a moqueca é uma herança dos índios e as mais deliciosas são envolvidas por folhas de bananeiras ou caetés, amarradas por imbiras, um cordãozinho retirado das folhas”, afirma. Caeté, segundo ela, é uma espécie de bananeirinha do mato que os índios usavam para beber água e cozinhar. “Feita na folha de caeté a moqueca é mais saborosa que na folha de banana, porMaio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 33


feita na folha de “caeté a moqueca

é mais saborosa que na folha de banana, porque o caeté agrega um gosto diferente

Darcy Breves

que o caeté agrega um gosto diferente, solta alguma coisa, alguma substância. a pamonha feita com caeté também ganha um sabor bem mais gostoso”, atesta Darci Breves.

Outras especialidades

Tal qual a moqueca, que representa uma tradição gastronômica curiosamente valeparaibana, há outros produtos que são cuidadosamente preservados como patrimônio regional. um deles é o bolinho caipira, muito apreciado e servido nas quermesses das festas juninas ou religiosas da região. Darcy Breves, porém, chama a atenção para a diferença que existe entre esse bolinho feito em Caçapava e aquele feito em outros lugares. “enquanto nas demais cidades do vale do paraíba, o bolinho é feito com farinha de milho, em formato de quibe ou de pastel cozido, nossos bolinhos são feitos com farinha de mandioca, têm forma de bolinha de gude e são servidos em saquinhos de papel”, diz a folclorista. aliás, desde 2010 o bolinho caipira é tombado em Jacareí como patrimônio cultural e já foi motivo de polêmica com são José dos Campos. as duas cidades reivindicam a paternidade do bolinho caipira, mas tem receitas diferentes. enquanto em Jacareí, ele é feito com farinha de milho branca e linguiça de porco, em são José dos Campos, leva farinha de milho amarela e carne moída. em ambas as cidades o bolinho caipira é encontrado nos respectivos mercados municipais. em Jacareí, no bar do Zequinha, apelido de José Maria de souza, o proprietário, onde são vendidos cerca de 500 bolinhos por dia, desde 1958. “Herdei a receita de meus avós e já tenho quatro filhas que estão continuando a 34 | Vitti | revistavitti.com.br

tradição. Minha mãe punha bochecha de porco em tiras. Mas, como é muito trabalhoso, começou a usar linguiça.”, afirma. em são José dos Campos, a tradição do bolinho caipira é mantida na pastelaria do sergio, no mercado municipal, onde é feito com farinha de milho amarela e um pouco de farinha de mandioca para “dar liga”. a carne moída que recheia a massa é acrescentada crua, obrigando que o pastel seja frito por mais tempo.

Pastel

em paraibuna, o “pastel do Manézinho” já atravessa três gerações desde o pioneiro Nicolau stábile, avô de Terezinha, Maria de lourdes, Maria aparecida e Bernadete, que transformaram sua

casa num ponto turístico da cidade, pois todos querem ver e conferir o sabor do pastel que vira sozinho na hora de fritar. Feitos à base de farinha de milho, com recheio de carne cozida desfiada ou queijo, os pastéis tornaram-se famosos graças ao pai das “meninas”, Manoel stábile, que acabou virando marca da guloseima, que servida apenas no final de semana. em são luiz do paraitinga, a fama é do pastel de angu, feito com farinha de milho e polvilho doce, misturados à água quente e sal, com recheio de carne ou queijo, passado no óleo e no ovo antes de fritar. Dizem que foi por vender pastéis de angu é que Maria, a companheira do João paulino, dois bonecões que animam a criançada nas festas luizenses, ganhou o apelido de Maria angu.

Receita de Moqueca Ingredientes: um frango grande cortado pelas juntas, sal e pimenta do reino; 2 dentes de alho amassado; 3 colheres (sopa) de óleo ou gordura de porco; 1 cebola média bem picada; 1 xícara (chá) de cheiro verde picado; 3 xícaras (chá) de água; ½ xícara (chá) de azeitonas verdes picadas; 1 xícara (chá) de farinha de mandioca crua; folhas de bananeira ou caetés passadas em água fervente. Modo de fazer: 1) Tempere os pedaços de frango com alho, sal e pimenta a gosto. Deixe descansar cerca de 3 horas ou até o dia seguinte. 2) Coloque o óleo ou a gordura numa panela e aqueça em fogo alto. Junte os pedaços de frango e frite até ficarem dourados. acrescente a cebola, o cheiro verde e a água, tampe a panela, reduza o fogo e cozinhe até o frango ficar macio. Tire do fogo e deixe esfriar. 3) Descarte a pele e os ossos do frango e corte a carne em pedaços pequenos. Coloque na panela junto com o caldo formado. 4) leve novamente ao fogo, acrescente a farinha de mandioca aos poucos, como se fosse uma chuva fina, mexendo sempre para não empelotar, até obter um pirão não muito duro. Junte as azeitonas, misture e deixe esfriar. 5) pré-aqueça o forno em temperatura alta (220ºC). Corte as folhas de bananeira ou caeté em retângulos. 6) Coloque 1 colher (sopa) bem cheia da mistura no centro de cada retângulo e enrole. amarre as pontas com barbante. 7) Coloque os rolinhos numa assadeira. Maio, 2014


dlgf

ESTRATÉGIA COMUNICAÇÃO MARKETING

Em breve

Taubaté Alphaville é na Franco. A marca líder nacional de urbanismo sustentável agora perto de você. Cadastre-se já!

3633.8556

Rua Ubatuba, 154 (12) Jd. das Nações www.francoimoveis.net/alphaville Taubaté/SP Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 35


Gastronomia

CHÁ E CAFÉ:

bebIdAS de MISTÉRIoS

r

Por rafael Ferro

ituais, comemorações, encontros e diversas outras formas de presença na cultura e sociedades antigas ou contemporâneas. esse é o habitat de inúmeras bebidas criadas ou descobertas pelo homem. seus mistérios, amor pela produção – do plantio da matéria-prima à destilação, fermentação ou infusão -, seus efeitos medicinais ou simplesmente prazerosos, colocaram-nas no altar como peças fundamentais no desenvolvimento de toda a humanidade. as bebidas, desde seu início, são classificadas de maneira muito específica, basicamente pelo modo em que são produzidas e os componentes presentes nessa produção. Dentre esse sistema, a classificação sobre a presença de álcool é a mais comum e importante. as bebidas alcoólicas estão ligadas a bons momentos (ou ruins) e são muito conhecidas, até mais popularmente aceitas em consequência dos seus efeitos no comportamento humano. Mas e as não alcoólicas? Bem, essas ainda têm seus mistérios. ainda mais quando poucas pessoas têm o conhecimento sobre seus ciclos de produção e potenciais de influência cultural e econômica.

36 | Vitti | revistavitti.com.br

aproveite para descobrir um pouco mais sobre essas bebidas: Você conhece café? - Café é originário da etiópia; os árabes foram responsáveis pela propagação da planta no comércio das especiarias; os italianos criaram o café espresso; - o café foi trazido para o Brasil por Belém do pará, mas conquistou território e seu desenvolvimento econômico no vale do paraíba. Hoje é plantado entre o paraná e a Bahia; - Todos os anos o Brasil está entre os três primeiros produtores e exportadores de café do mundo; - existem duas espécies de grãos de café (robusta – pouca qualidade; e arábica – muita qualidade) e três tipos de café comercializado (Tradicional – 100% robusta, superior – no mínimo 30% arábica e Gourmet – 100% arábica); - o café é a segunda bebida mais consumida no mundo, mas a grande maioria das pessoas não toma café de boa qualidade – Tradicional. Dentre esse número, a maioria se concentra no café coado e espresso; - o espresso de uma cafeteria é, quase sempre, tirado errado. a começar pela quantidade na xícara (o máximo é de 25ml), a temperatura e nome eXpresso (é comum no Brasil se referir a esta

variedade com a grafia em português, mas em italianoa, escreve-se ‘espresso’). sem contar os grãos no reservatório do moedor só oxidando e perdendo as características e o leite esquentado de maneira incorreta no vaporizador; - a maioria das pessoas não está disposta a pagar mais que r$ 3,00 em um café de qualidade. Mas é fácil entender a indisposição pelo fato de não saber distinguir a qualidade nessa bebida. Você conhece chá? - É a bebida mais consumida do mundo (350g de chá/ano/habitante). esse número se deve a influência cultural na europa e na região populosa da Ásia; - Hoje existem mais de 10 mil tipos de chás de todas as “cores”. os mais conhecidos são: verde, preto, azul-esverdeado, amarelo e branco; - o chá verde tem maior produção mundial (75%), em seguida o preto (20%) e os restantes (5%); - os melhores chás são produzidos de brotos, folhas e as duas primeiras folhas da planta. evite chá moído e fabricado há muito tempo; - existem inúmeros rituais de consumo dessa bebida, do mais simples e contemporâneo ao mais tradicional e complexo. Com ou sem leite, com ou sem chaleira, com ou sem açúcar, em xícara, copo ou caneca, quente ou frio, entre outros; - para fazer um chá de maneira correta, siga as seguintes instruções: Chá verde: 75ºC por 2 a 3 minutos; Chá amarelo e branco: 70ºC por 3 minutos; azul-esverdeado e preto: 85ºC por 5 a 7 minutos; Rafael Ferro é Consultor Gastronômico e Sommelier www.facebook.com/papogastronomico

Maio, 2014


Agora só falta o toque final:

Vem aí um novo espaço de eventos. Depois de muito planejamento, as portas vão se abrir. Seja para poucos ou muitos: a festa sempre será incrível.

Só uma casa completa pode

deixar seu evento inesquecível. Estrada Municipal Santa Cruz, 215 Pindamonhangaba, São Paulo Tel.: (12) 3645-3420 www.facebook.com/marinellieventos

Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 37


literatura

uM gARoTo e Seu CAChoRRo eScritor mauro ruSSo lança obra voltada ao público infantil em taubatÉ

M

Por ronaldo Casarin

auro russo, 65, é um homem multimídia. Já trabalhou como ator no cinema e televisão, redator de Tv, autor de histórias em quadrinho, diretor de programas de Tv, colunista de jornal, enfim, viveu – e ainda vive - intensamente o mundo da comunicação. outra atividade deste gaúcho que escolheu Taubaté como morada é a literatura. Mauro está lançando seu quarto livro, “uau... au... au... au...”, uma obra infantil que será distribuída aos estudantes de Taubaté. Batemos um papo com o autor sobre a obra e sobre as inspirações de escritor. Este é seu primeiro livro infantil. Por que escolheu este segmento? Mauro Russo - esse é meu quarto livro, e da minha obra tive dois livros que fizeram bastante sucesso, que foram “os Dois Caminhos”, que até virou fi lme, e “a volta de Jesus”, uma comédia sobre um cidadão que encontrava Jesus no trem. Nenhum deles era infantil, é a primeira vez que escrevo para esse público, e a história basicamente trata de um menino e seu cachorro.

Qual a principal diferença na hora de escrever para as crianças em comparação com a escrita de um livro para adultos? M.R. - quando você escreve para adultos, você pode fluir mais facilmente, pois o presume-se que ele tenha maior compreensão para certas palavras, engates de frases, etc. a criança ainda não tem essa percepção, então você precisa costurar com mais tranquilidade para que ela realmente entenda o que a gente quer dizer. Qual o público que você pretende atingir? M.R. - Crianças de 8 a 13 anos, mas isso não significa que os mais velhos não possam apreciar a história. a princípio, os 5 mil exemplares do livro serão distribuídos para escolas particulares, municipais e estaduais de Taubaté. Como foi custeada a produção do livro? M.R. - o livro tem financiamento do proaC iCMs, um programa da secre-

taria de Cultura do estado de são paulo que promove projetos culturais custeados por meio do uso do iCMs (imposto sobre operações de Circulação de Mercadorias e serviços). o que as empresas pagariam de imposto, é revertido a um projeto, que tem aprovação prévia, orçamento pré-determinado, enfim, tudo dentro de uma série de regras. este livro, por exemplo, custou r$ 65 mil. esse modelo é bem interessante, muitas empresas tem procurado investir nisso, pois elas não precisam gastar um tostão, já que o dinheiro é abatido de imposto e elas têm suas marcas vinculadas a produtos culturais. Quais são as suas referências pessoais de literatura infantil? M.R. - a literatura infantil tem que mesclar informação, divertimento, e uma boa dose de imaginação. Monteiro lobato era mestre nisso, eu li todos os livros dele. Com as aventuras que ele criava com seus personagens, dava conhecimento de história universal, mitologia, lugares, enfim, era um fora de série.

Por que escolheu esse tema? M.R. - Fiz uma pesquisa com crianças da faixa etária de 8 a 13 anos – para qual o livro é direcionado -, perguntando o que eles consideravam importante, e 70% falavam do seu cachorro. isso me trouxe a idéia de fazer uma história em que o cachorro e o menino fossem determinantes. Taubaté é referência nacional em literatura infantil, por conta de Monteiro lobato, mas ainda há pouca produção de novos autores. por isso também decidi investir nessa obra.

38 | Vitti | revistavitti.com.br

Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 39


social Taubaté Por José Luiz de Almeida luizinho-cafe@hotmail.com Desde 1992 facebook.com/luizinholanches

FLASh

silvio, Gabriela, Juliana e alexandre

As sócias Gabriela e Juliana tiveram o prazer de receber amigos e convidados para a inauguração da nova sede Guino e Motta advogados associados, localizado no Edificio DHF Global Office. Parabéns queridas, pelo novo espaço, ficou simplesmente um luxo!

luciana moreira, Janaina Guerra, elaine piccini, simone sambugari e marcella de paula O Evento Coletivo Fashion uniu lojas de diferentes segmentos em um só lugar. Fazem parte deste coletivo as lojas Ozzy Eyewear, Outlet Lingerie, Opera House, Simone Sambugari Semi Jóias e Daniela Moti Handbags. Sucesso meninas!

Thales e Livia receberam amigos e parentes no Spazio Pubblico para cerimonia de noivado. Parabéns aos pombinhos!

Gessy Hair reinaugurou seu salão de cabelereiro em novo endereço, Rua Frei Modesto Maria de Taubaté, 465 no Jardim Santa Clara. Parabéns pelo novo espaço!

Felizes da vida os noivos Joyce e Tom trocaram alianças no Buffet Requinte. Desejo toda sorte do mundo e muito amor!

No último dia 16 de abril comemorei mais um ano com os amigos que puderam passar pelo café para me dar um abraço e assoprar uma velinha comigo. Muito obrigado! 40 | Vitti | revistavitti.com.br

Os Queridos Tatiana e Maurício oficializaram a união. Parabéns! Muito amor e sucesso nesta nova etapa de suas vidas! Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 41


Ambiente Construído

Drenagem das águas pluviais no perímetro urbano Por Prof. Dr. Adilson Peloggia

A

importância de um serviço adequado de drenagem e manejo de águas pluviais urbanas torna-se mais clara para a população das grandes cidades na medida em que se acumulam os efeitos negativos das chuvas, tais como alagamentos, inundações, deslizamentos de encostas de morros, assoreamento de rios. Por definição, Saneamento Básico é um serviço público que compreende os sistemas de abastecimento d'água, de esgotos sanitários, de drenagem de águas pluviais e de coleta de lixo. Estes são os serviços essenciais que, se regularmente bem executados, elevarão o nível de saúde da população beneficiada, gerando maior expectativa de vida e consequentemente, maior produtividade. Todo plano urbanístico de expansão deve conter em seu bojo um plano de drenagem urbana, visando delimitar as áreas mais baixas potencialmente inundáveis a fim de diagnosticar a viabilidade ou não da ocupação dessas áreas de ponto de vista de expansão dos serviços públicos. Um adequado sistema de drenagem, seja de águas superficiais ou subterrâneas, onde esta drenagem for viável, proporcionará uma série de benefícios, tais como: - desenvolvimento do sistema viário; - redução de gastos com manutenção das vias públicas; - valorização das propriedades existentes na área beneficiada; 42 | Vitti | revistavitti.com.br

- escoamento rápido das águas superficiais, facilitando o tráfego; - eliminação da presença de águas estagnadas e lamaçais; - rebaixamento do lençol freático; - recuperação de áreas alagadas ou alagáveis; - segurança e conforto para a população habitante ou transeunte. Deflúvio Superficial Direto é o volume de água que escoa da superfície de uma determinada área devido à ocorrência de uma chuva torrencial sobre esta área. A determinação precisa desse volume de água acarretará, consequentemente, condições para que sejam projetadas obras dimensionadas adequadamente, alcançando-se os objetivos pretendidos com a implantação de qualquer sistema de drenagem indicado para a área. São três os tipos de chuvas para a hidrologia: chuvas convectivas, chuvas orográficas e chuvas frontais. As convectivas são precipitações formadas pela ascensão das massas de ar quente da superfície, carregadas de vapor d'água. Ao subir, o ar sofre resfriamento provocando a condensação do vapor de água presente e, consequentemente, a precipitação. São características deste tipo de precipitação a curta duração, alta intensidade, frequentes descargas elétricas e abrangência de pequenas áreas. As chuvas orográficas são normalmente provocadas pelo deslocamento de camadas de ar úmido para cima devido à existência de elevação natural do terreno por longas extensões. Caracterizam-se

pela longa duração e baixa intensidade, abrangendo grandes áreas por várias horas continuamente e sem descargas elétricas. As chuvas frontais originam-se do deslocamento de frentes frias ou quentes contra frentes contrárias termicamente, são mais fortes que as orográficas abrangendo, porém, como aquelas, grandes áreas, precipitando-se intermitentemente com breves intervalos de estiagem e com presença de violentas descargas elétricas. Além da recomendação de que as entradas de veículos devam ficar para dentro da guia, uma série de recomendações práticas devem ser observadas na definição dos perfis longitudinais e transversais das pistas de rolamento, para escoamento superficial e a sua condução e captação sejam facilitadas. As sarjetas são canais, em geral de seção transversal triangular, situados nas laterais das ruas, entre o leito viário e os passeios para pedestres, destinados a coletar as águas de escoamento superficial e transportá-las até as bocas coletoras (bueiros ou bocas-de-lobo), limitadas verticalmente pela guia do passeio. Bocas coletoras são estruturas hidráulicas destinada a interceptar as águas pluviais que escoam pelas sarjetas para, em seguida, encaminhá-las às canalizações subterrâneas. Ainda sobre a captação e drenagem de águas pluviais, a norma NBR 15527 (ABNT, 2007) contém métodos de concepção de sistemas. Adilson Peloggia é consultor ambiental. Contato: peloggia.adilson@gmail.com Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 43


Ponto de vista

Pega ladrão...

O

Por Carlos Marcondes

Brasil já tinha, em seu arsenal legislativo, leis que tratam da responsabilidade de agentes públicos na prática de atos lesivos à administração e, também, de pessoas físicas que participem desta conduta. Porém, o sistema de controle se aperfeiçoa agora, com a vigência da Lei 12.846/2013, que entrou efetivamente em vigor no dia 29/01/2014. A nova lei anticorrupção representa um grande avanço. Antes dela, o Brasil só punia aqueles que recebiam propina, mas não quem pagava. “Agora começa uma nova fase na luta contra desvios, porque todos os elos da ação ilícita podem ser punidos”, como afirmou Marcos da Costa, presidente da OAB-SP, que acrescentou, ainda, que não podemos ter a ilusão

44 | Vitti | revistavitti.com.br

de que o problema da corrupção será eliminado apenas com a edição de uma lei: “é preciso uma mudança de postura, de mentalidade”. Aliás, a propósito, recentemente uma brasileira, Sílvia Capanema, foi eleita vereadora de Saint-Dennis, cidade francesa próxima a Paris. Sílvia leciona na Universidade de Paris e milita no Partido Comunista Francês. Como vereadora, Sílvia Capanema não terá direito a salário, mas a uma ajuda de custo (correspondente a R$ 697,00 ou 228 euros), que será repassada direto ao partido – o que ela considera justo, “por se tratar de uma função pública e, não, de uma carreira pessoal”. Esta era a regra no Brasil, antes do período do governo militar: o vereador, em cidades pequenas e médias, não era remunerado, exercia o mandato graças ao espírito público que norteava a grande

maioria dos edis. Hoje, infelizmente, a maior parte busca o “emprego”, tão somente. Idealismo e dedicação à causa pública estão fora de moda. As sanções previstas na nova lei anticorrupção são pesadas, poderão variar de 6 mil a 60 milhões de reais, conforme o critério a ser utilizado, além de outras sanções. Resta torcermos para que essa lei “pegue”, assim, quem sabe, ao gritarmos “pega ladrão”, a l c a n ç a r- s e -ão corrupto e, principalmente, corruptor...

Carlos Marcondes é Jornalista e Advogado. Contato: cmcomunicacoes@gmail.com

Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 45


social Taubaté

CuLTuRA ALTeRNATIVA

FoTos: MoNiCuee alveZ

Por Monicuee Alvez monicuee@gmail.com

Show do Otto percussionista da primeira formação da Nação Zumbi e do Mundo livre s/a, o músico e compositor otto se apresentou no sesC Taubaté no dia 24 de abril com o repertório do seu quinto álbum, The Moon 1111.

46 | Vitti | revistavitti.com.br

Cinema Grátis: apresentações de filmes Cult e clássicos são exibidos gratuitamente no Jardim Cultural. o Cine Jardim acontece de quinze em quinze dias especialmente às quartas feiras a partir das 20h. Fique ligado na agenda do Jardim Cultural para ter acesso aos dias da exibição pelo site: www.ojardimcultural.com e boa sessão!

MoNiCuee alveZ

DaNiel GuiNsBurG

Troca-troca de livro Dezenas de pessoas compareceram ao Taubaté shopping, no domingo, dia 27, para uma divertida forma de interagir com o mundo literário e participar do primeiro “troca-troca” de livros organizado pelo Thiago Galvão (ao lado), criador do Blog o livro aberto.

Amigos reunidos após a sessão do Cine Jardim Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 47


48 | Vitti | revistavitti.com.br

Maio, 2014


Av. Charles Schneider

Rua Edmundo Morewood

R. Domingos Rodrigues do Prado

R. dos Passos

Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 49


Diego Migotto

Religiosidade

Maio

Noivos & Noivas

Saiba por que maio é um dos meses preferidos para se casar e conheça diferentes formas de casamento

C

Por Murilo Baracho

ontrariando a área de exatas em que tudo se resolve por meio de fórmulas, nos relacionamentos tudo flui diferente. Cada pessoa tem seu jeito de ser, de amar, de pensar e até seus próprios ingredientes para conquistar e fazer dar certo. A conquista, o namoro e o casamento são fases que fazem parte de um relacionamento e até de um sonho. Afinal, quem não sonha em ouvir as duas palavrinhas mágicas “casa comigo?”. Tudo é uma questão de fases. Com certeza tem alguém que neste momento afirma com toda a certeza do mundo que não quer se casar, mas com o tempo vamos amadurecendo a as necessidades vão se transformando. Maio é considerado mês das noivas, teoricamente, por influência da igreja católica, afinal é o mês de Maria, esposa e mãe, compromissos considerados os principais objetivos do casamento tradicional, do matrimônio. No dia 5 de maio de 2013, o Conselho 50 | Vitti | revistavitti.com.br

Nacional de Justiça estabeleceu que todos os cartórios do país cumpram a decisão de realizar a união estável de casais do mesmo sexo. Além disso, determinou a conversão da união em casamento e também a realização direta de casamento civil entre pessoas do mesmo sexo. A partir desta data, os casais homoafetivos passaram a garantir além das certidões, os direitos legais, isto é, comunhão parcial de bens, pensão alimentícia, pensões do INSS, planos de saúde, políticas públicas, imposto de renda, sucessão, licença durante a lua-de-mel e até adoção. A primeira união estável do Brasil aconteceu dia 27 de junho de 2011, em Jacareí-SP, no Vale do Paraíba, e, inspirou outros casais que resolveram marcar a data do casamento. Atualmente, a conquista do casamento gay proporcionou espaço na sociedade para o surgimento de novas famílias e realidades sociais, que marcam uma nova era. Com isso, é preciso ter essa prática como um convite para integrar a sociedade dignamente, com todos os direitos,

deveres e oportunidades que qualquer família pode ter. E quanto à liberdade, é preciso saber respeitar e ser respeitado. Nesse cenário dos casamentos, temos a questão solene e tradicional, da união na igreja, de vestido branco e ainda os casamentos mais modernos que acontecem apenas no civil, com roupas mais ousadas e festas sem os costumes da igreja. Muita coisa mudou e ainda vai mudar, mas o fato é que o casamento ainda é considerado um sonho para muitos e muitas. Tudo isso faz parte de uma realidade, um marco que fica para toda a história do casal. Penso que se é algo que faz com que as pessoas se emocionem, é porque é realmente íntegro e verdadeiro, então, vale a pena. Todos os cuidados, os preparativos e todos os momentos que uma pessoa passa ao planejar um casamento são especiais e fazem parte dos primeiros passos para se construir uma história, e, acredite, uma história a dois é uma história para a vida toda. Espero que maio seja um mês especial para muita gente. Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 51


social aparecida

APAReCIdA

Por Ligia Ballot Decoradora liballot@hotmail.com

Maria Helena e livia Machado somaram suas idades em um dia mais que especial! parabĂŠns pelos 75 anos, meninas!

paula Freitas e augusto olavo Ă espera de Heitor.

Miguel e lidiane Frabetti prontos para uma nova etapa da vida! ao encontro de Celso Frabetti, em abu Dhabi. Felicidades!

erasMo BalloT

laura ramos e Bruna Motta no coquetel de inverno da loja laura vesti em Guaratingueta.

Meninas lindas no evento da Mary Kay. 52 | Vitti | revistavitti.com.br

Maio, 2014


DEZE7 | www.deze7.com.br

Não sabe o que dar de presente neste dia das mães. RELAXE.

Presentei sua mãe com um dia no melhor spa urbano da região. Venha Conhecer. numeestetica numemedicinaeestetica.com.br Maio, 2014

Rua Argentina, 173

Jd. das Nações Taubaté/SP |12| 3635.2663 3624.1089 3629.4213 97401.3038

revistavitti.com.br | Vitti | 53


saúde

imediaTismo:

8

o “ º” PeCAdo CAPITAL

Por Dr. Érico Pampado Di Santis

v

aidade, inveja, ira, preguiça espiritual, avareza, Gula e luxúria. segundo são Tomás de aquino são estes os sete pecados Capitais. Não me lembro exatamente onde li, mas, achei interessante a qualificação do imediatismo, como 8º pecado Capital. embora não passe de uma comparação lúdica, o imediatismo pode levar a consequências graves. vamos hoje falar um pouco deste “defeito”, no que tange a medicina. acredito que as revoluções e valorizações de tempo iniciaram com o surgimento de objetos inovadores e de grande melhoria para o conforto do ser humano. Culpo, embora o use muito, o controle remoto pelo “inicio” do imediatismo. o primeiro controle remoto surgiu em 1950 e sua “relação” com a televisão se fazia por meio de um fio. Culpo o tão bom e importante aparelho, pois quando as televisões necessitavam daquela caixinha (conversor de uHF) para mudar o canal pensávamos duas vezes antes de sair do sofá para mudar da Tvs para a Manchete. Depois do controle remoto e com mais de 200 canais, mudamos, às vezes, um canal por segundo. e por aí vai. para mudar de música em casa, tínhamos que mudar a faixa do lp, no carro, avançar uma fita cassete, onde corria-se o risco de passar da música desejada. Hoje simples toques cada vez mais 54 | Vitti | revistavitti.com.br

perto de nossas mãos nos dão com exatidão aquilo que iremos ouvir. e o que isso tem a ver com dermatologia? É que o ser humano não evoluiu do ponto de vista fisiológico na mesma velocidade das altas tecnologias. Cicatrização, efeitos fi nais, desinchar, parar de doer, leva tempo, não adianta aplicar aqui o imediatismo. os procedimentos evoluíram e diminuíram o tempo de convalescença. por exemplo: antigamente para se tratar rugas do terço superior (testa, “pés de galinhas”) cortava-se a pele do couro cabeludo e puxava, hoje conseguimos com rápidas injeções de toxina botulínica. porém mesmo o Botox® tem inicio de ação após três dias e o efeito final ou máximo se dá em 15 a 20 dias. o imediatismo não combina com medicina. se desejar ir a algum evento e pensar que será seguro aplicar Botox® uma semana antes, não é. aqui vai uma explicação simples: se durante a aplica-

ção a agulha encostar em um vasinho sanguíneo, o sangue sai do vaso e vai para pele, resultado uma mancha roxa a qual leva aproximadamente 10 dias para sumir. se o resultado necessita de alguma correção, precisamos aguardar 15 dias. lipoaspiração: muitos pacientes se frustram quando contra indico uma lipoaspiração. Dentre inúmeros fatores como: alterações nos exames, uso de medicamentos que não devem ser utilizados juntamente com o anestésico, acúmulo de gordura fora da pele, ou seja, dentro das vísceras ou abaixo da musculatura (obesidade ou sobre peso) são contra indicações desta cirurgia, embora embebidos pelo efeito imediato, querem porque querem realizar a lipoaspiração, o que infelizmente não é possível. os tratamentos cosmiátricos, ou de cirurgia cosmética são eletivos, e por este conceito devem ser realizados com a maior segurança. avaliações, conversas longas, exames de sangue, tudo tentando minimizar os riscos. Minimizar, pois, eles ainda continuam, mesmo com todos os cuidados. Não somos feitos de fios, chips, laser ou sensores e necessitamos de tempo, nosso corpo precisa de tempo para se recuperar. Não esqueça: converse sobre este tempo com seu médico. Dr. Érico Pampado Di Santis é médico Dermatologista. CRM: 96546 / RQE: 21582 Maio, 2014


Bem estar

‘Superalimentos’

para a saúde da mulher

C

Por Bruna Murta

om a correria do dia a dia, alimentação desequilibrada, sedentarismo, estresse e até mesmo diferentes fases da vida da mulher, podem aparecer sintomas ou patologias indesejáveis, entre eles constipação intestinal, tensão pré-menstrual (TPM), menopausa, obesidade e doenças cardiovasculares. Selecionamos alguns superalimentos que exercem papéis importantes na saúde da mulher e podem prevenir e/ou controlar esses sintomas. • MACA PERUANA: fonte de nutrientes fundamentais para a produção de hormônios sexuais, pode auxiliar no combate aos sintomas da menopausa, aumento da libido e da fertilidade. Dica da nutricionista: utilize a farinha de maca em sucos, iogurtes e vitaminas.

• LEGUMINOSAS (feijão, ervilha, lentilha, grão-de-bico): devem fazer parte do cardápio diário. Excelentes fontes de proteínas, vitaminas do complexo B e dos minerais potássio, cálcio, ferro e fósforo. • SOJA E SEUS DERIVADOS: contêm isoflavonas, substâncias que atuam na prevenção e no controle dos sintomas desagradáveis da TPM e menopausa, pois possuem estrutura química similar à do estrogênio (hormônio sexual feminino). Auxiliam na prevenção do câncer de mama e no tratamento da osteoporose. • SPIRULINA HAVAINA: alga riquíssima em proteínas, vitaminas, minerais e antioxidantes, seu consumo ajuda na desintoxicação, dá mais energia e disposição, retarda o envelhecimento e previne o câncer. Devido à grande concentração de aminoácidos, promove a sensação de

saciedade e reduz o apetite. • LINHAÇA: semente rica em ômega-3, tipo de gordura que reduz o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, é fonte de lignana, que previne o câncer de mama e alivia os sintomas de TPM. Rica em fibras, auxilia no tratamento da constipação intestinal. • CRANBERRY: é uma fruta vermelha rica em antioxidantes. Devido à potente ação antibacteriana, o suco de cranberry apresenta efeitos benéficos na prevenção de infecções urinárias. Isso ocorre porque essa fruta diminui a aderência e o crescimento de bactérias que causam as infecções, sendo indicada para pessoas que sofrem de cistites de repetição e resistentes ao uso de antibióticos. Bruna Murta é nutricionista da rede Mundo Verde

NA MUNDO VERDE, VOCÊ ENCONTRA TUDO O QUE PREcisA PARA EMAGRECER DE FORMA SAUDÁVEL!

MUNDO VERDE TAUBATÉ Rua Sacramento, 115 - Loja 02 Tel.: (12) 3413-0734

Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 55


social pindamonhangaba

PINdA

Por Giuliana San Martin gggsm@hotmail.com

Coquetel de lançamento coleção outono/ inverno, Maite Boutique! Marcelo e Maite Guerrero com sua querida equipe!

vinicius Zola na inauguração da sua nova academia Cross vMX em pinda, que segue a modalidade do Cross FiT, pra quem gosta de ultrapassar todos os limites! sucesso, vinicius!

56 | Vitti | revistavitti.com.br

a Diretora de vendas de produtos da Mary Kay, Dailam rosa, passou uma tarde deliciosa na arezzo de pinda, maquiando as clientes e divulgando seus produtos de alta qualidade! arrasou, querida!

Tatiana e Marcelo, apresentando a loja Morana no shopping pátio pinda, com um coquetel em grande estilo a seus convidados! parabéns ao casal pela loja!

a Chef de Cozinha Thais Cesar e a Blogueira Flavia Galdino, no evento da loja Morana! Thais Cesar arrasou com seu Buff!

Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 57


esporte

oLho No LANCe

Por Ronaldo Casarin esporte@revistavitti.com.br

JudÔ: TAubATeANo ConQuisTa MedALhA INÉdITA em Grand priX

DivulGaÇÃo/ Top 10 CoMuNiCaÇÃo

o

Vinicius Nascimento (à esquerda) ficou com vice-campeonato no Grand Prix Infraero de Judô para Cegos

parte do projeto esporte para Todos, de Taubaté, e foi auxiliado pelo sensei regis

Cândido da silva. o evento reuniu 149 atletas de 10 países.

Equipe de ciclismo de S.J. dos Campos

eQuipe Joseense É campeà DA Volta ciclÍstica do RIO GRANDE DO SUL

o

ciclismo de são José dos Campos conquistou o título geral por equipes da 1ª edição da volta do rio Grande do sul, realizada no mês de abril, em Nova petrópolis. a equipe joseense disputou a prova com os atletas Kleber ramos, roberto silva, antônio Garnero, otávio Bulgarelli, andré almeida, oscar sanchez e Juan sebastian Tamayo. Depois de cinco etapas em várias cidades gaúchas, a equipe joseense terminou a competição com o tempo acumulado de 56h41min18, mais de quatro minutos à frente de ribeirão preto, o

58 | Vitti | revistavitti.com.br

segundo lugar. No individual, oscar sanchez ficou em segundo lugar, poucos segundos atrás do campeão, o chileno José rodriguez. são José dos Campos ainda teve andré almeida em quarto lugar na classificação geral. o jovem ciclista foi vice-campeão na categoria sub-23 e conquistou a medalha de bronze na chegada à Nova petrópolis.

kailasH trail run refÚGio serra fina

DivulGaÇÃo

DivulGaÇÃo FpC

judoca vinícius Nascimento se destacou na primeira etapa do Grand prix infraero de Judô para Cegos, realizado no ultimo mês em santo andré-sp. pela primeira vez em uma competição oficial, o judoca garantiu medalha de prata na categoria iniciante, acima de 100 kg. o paratleta faz

J

á em passa quatro-MG, o desafio foi nas montanhas da região da serra Fina. No último dia 26 de abril aconteceu a Kailash Trail run – refúgio serra Fina, prova que tem como objetivo proporcionar aos atletas uma experiência diferente nas montanhas da região de passa quatro. os inscritos tinham duas opções de percurso: a prova longa com cerca de 30km e a curta com cerca de 15km. os atletas puderam competir nas modalidades solo, em duplas e em equipe. o grande desafio, além de testar o fôlego em percursos off-road, foi lidar com a altimetria da prova, que no caso da versão mais longa chegou a 2500 metros de altitude. a prova contou com a participação de grandes atletas da modalidade de corridas de montanhas, como Chico santos, José virginio, ivan pires, Marina richwin, alexandre Manzan, rafael Campo e Márcio villar. Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 59


DivulGaÇÃo/ Top 10 CoMuNiCaÇÃo

o Alexandre Castilho ficou com o ouro no arremesso de dardo

PARATLeTISMo: TauBaTeanos GaranTem ouro no CirCuiTo CaiXa

s competidores da equipe esporte para Todos, de Taubaté, faturaram oito medalhas na etapa regional do Circuito Caixa, realizada no último mês no Centro olímpico, em são paulo. No lançamento de dardo, alexandre Castilho ficou com o primeiro lugar na classe F55. valdir Faustino também levou ouro no lançamento de disco na categoria F52. No peso, andré rocha e Júlio leite carimbaram as duas primeiras colocações. além do título, andré bateu o recorde brasileiro no arremesso de peso. No feminino, aline abacherli subiu no lugar mais alto do pódio no lançamento de disco e ficou com a prata no arremesso de peso. Flávia Mota terminou com ouro no F11 e andrea vieira também garantiu a primeira colocação.

aliNe aNDraDe

paraciclismo: taubaté GARANTE ouro NA copa do brasil

29ª corrida pedestre General salGado

Elias Michel (centro) e Julio Leite (direita) comemoram os bons resultados na Copa do Brasil de Paraciclismo

o

DivulGaÇÃo/ Top 10 CoMuNiCaÇÃo

N s taubateanos da equipe esporte para Todos, de Taubaté, conquistaram resultados importantes na 1ª etapa da Copa do Brasil de paraciclismo, realizada no último mês em peruíbe, litoral sul de são paulo. Na categoria H4, elias Michel foi campeão na estrada e faturou ouro na corrida contra o relógio. andrea santos também subiu no lugar mais alto do pódio após chegar em primeiro na classe C5. Júlio leite e Maurício Melo terminaram na terceira colocação. “É o evento mais importante do Brasil e tivemos excelentes resultados. estou muito feliz com o desempenho dos nossos esportistas”, ressaltou o treinador Guto Nascimento.

corridas - proGrame-se

o último dia 30 de março aconteceu a 29ª edição da mais tradicional prova de rua de toda a região do vale do paraíba. a Corrida General salgado, promovida pela polícia Militar como parte das comemorações do aniversário do 5º BpMi, de Taubaté, reuniu um total de 4 mil atletas inscritos. profissionais e amadores Éderson Vilela, de Caçapava, foi o campeão dos 10 Km da dividiram as ruas da cidaCorrida General Salgado 2014 de com mais alguns milhares de anônimos que foram no embalo e encararam percursos de 5 e 10 Km de corrida. quem não estava com tanto pique assim, pôde optar pelos 5 Km de caminhada. entre as mulheres, destaque para Célia Bittencourt, que venceu os 5 Km. Já entre os homens, o caçapavense Éderson vilela - atual campeão brasileiro dos 5 mil metros em pista - e ficou com o título.

informaÇÕes: WWW.minHasinscricoes.com.br calendário de proVas maio/JunHo 2014

Meia Maratona Caiçara

Quando: 17 de maio Onde: Paraty – RJ Distância: 20, 15 ou 7 Km

60 | Vitti | revistavitti.com.br

5ª Etapa Camp. Paulista Corrida de Montanhas Quando: 25 de maio Onde: Mogi das Cruzes Distância: 12 Km

17ª Provas Pedestre Soldado Paulino Quando: 1º de junho Onde: Ubatuba-SP Distância: 5 e 10 Km Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 61


esporte

MAUro rUoCCo em novos ares

Piloto de Guaratinguetá estreou bem na Fórmula 3 Brasil e desponta como nova promessa no automobilismo nacional

o

Da redação

rosto ainda é de garoto, mas a postura é de adulto. aos 16 anos recém completados, Mauro ruocco, volta a receber a reportagem da revista vitti para um bate papo sobre automobilismo. No último encontro, em 2012, ele havia acabado de se sagrar campeão brasileiro de kart, categoria onde competiu até 2013. agora, em 2014, a conversa ficou mais séria. Mauro está em plena disputa da temporada nacional da Fórmula 3, considerada pela Federação internacional de automobilismo como o primeiro grande passo para a Fórmula 1, sendo uma de suas principais categorias de acesso. o jovem piloto nos recebeu para uma entrevista onde falou do mundo novo que está descobrindo numa das principais categorias da classe dos monopostos. em meio ao mar de coisas novas que está aprendendo, e dos desafios que está encarando, Mauro se mostra confiante: “quero fazer o meu melhor, e sei que tenho capacidade de realizar um ótimo campeonato”. Confira a entrevista. Como surgiu o convite para você migrar para a Fórmula 3? Mauro Ruocco - eu já havia feito alguns 62 | Vitti | revistavitti.com.br

treinos no carro de Fórmula 3 da equipe rr racing, e gostei muito, o pessoal da equipe foi muito legal e resolvi encarar esse desafio. Fiz três treinos antes de entrar de vez na equipe. o último treino rendeu muito bem, pois foi quando “peguei a mão” do câmbio do carro, que é em formato de “H”, e era uma novidade pra mim que vim do kart. Quais foram as principais diferenças e dificuldades na adaptação ao novo carro? M.R. - primeiro é a resistência. a força G na hora de fazer uma curva na Fórmula 3 é muito maior do que no kart. a direção do carro também é totalmente diferente em relação ao kart, onde você usa a traseira para fazer a curva. No Fórmula 3 isso não é possível, pois ele joga a traseira e você perde a direção facilmente. outra diferença grande é o aquecimento dos pneus, que no kart é rápida e dura cerca de duas voltas, já no Fórmula 3 leva de 7 a 8 voltas. o freio na Fórmula 3 também é bem diferente, freia muito mesmo. posso estar a 250 quilômetros por hora, e faltando apenas 50 metros para a curva, acionar os freios, que eles vão parar o carro. em santa Cruz do sul corremos juntos com Maio, 2014


a etapa da stock Car e nossos carros eram até 6 segundos mais rápidos do que eles. Será preciso eliminar alguns “vícios” de pilotagem seus que vêm do kart? M.R. - sim, no kart você tem mobilidade, consegue olhar para trás para checar onde está o outro carro. Na Fórmula 3 estou num cockpit, praticamente imobilizado, não vejo nada além da frente do carro e dos retrovisores. Nem o bico do carro eu consigo ver direito, então é preciso ter uma boa noção do tamanho do carro. vou ter de mudar algumas coisas. Como funciona a disputa do campeonato da Fórmula 3 Brasil? M.R. - É um campeonato nacional, e os pilotos são divididos em duas categorias, a e B. eu estou na B, por ser iniciante. No meu segundo ano eu passarei para a categoria a, onde o carro é diferente,

num modelo mais novo. são 16 carros, juntando as duas categorias. Na corrida largamos e corremos todos juntos, mas a pontuação é diferente. por exemplo, um piloto da B pode vencer a prova, mas os pontos dele valem apenas na disputa dentro da categoria dele. Como foram as provas que você disputou até agora? M.R. - até agora (fechamento deste edição) aconteceram duas etapas. Na primeira, no autódromo de Tarumã, no rio Grande do sul, que foi muito boa, alcancei o segundo lugar. a segunda etapa aconteceu no autódromo de santa Cruz do sul (rs). a próxima etapa será em Brasília, uma das pistas mais rápidas do campeonato. No kart, você tinha uma rotina de treinos bem puxada. Como está agora o esquema de treinamentos com a RR Racing? M.R. - além das participações nas provas do campeonato eu fechei um contrato de 15 treinos com a equipe, dos quais realizei apenas dois por enquanto. essas sessões serão muito importantes para que eu consiga aprimorar minha pilotagem. Tem piloto que fica um mês inteiro andando com o carro, mas a minha agenda não permite isso. então tenho que aproveitar bem as datas que tenho com a equipe.

Quem patrocina você atualmente? M.R. - estou na rr racing, que é uma equipe que pertence a um dos diretores da Dolly, fábrica de refrigerantes. Como patrocínio, além da la Bufalina Mozzarella de Bufala, temos também agora a Construtora Guimarães Torres, de Guaratinguetá, que está ajudando bastante. outro patrocinador é a pirelli que fornece os pneus do meu carro. o legal também é que nossas corridas são televisionadas pelos canais sporTv, da rede Globo. O clima nos boxes da Fórmula 3 é muito diferente em relação ao kart? M.R. - sim, tudo muito diferente. Muda tudo. Desde a calibragem do pneu, até a manutenção de corrida. por exemplo, no kart trocavam o motor muito rápido, em cerca de 5 minutos. Já agora se é preciso trocar de motor, demora uma hora e meia. Tenho aproveitado para aprender bastante da mecânica do carro, porque em pelo menos um ano eu tenho que saber o que tem que fazer no carro, detectar os problemas, ajudar no acerto, etc. isso ajuda bastante a equipe e melhora meu desempenho como piloto. os bons pilotos mexem no próprio carro e fazem o acerto ideal, as equipes valorizam muito pilotos que sabem fazer isso. Qual o perfil dos seus adversários na Fórmula 3? M.R. - eu sou o mais jovem da turma toda. Mas a faixa de idade é baixa, tenho adversários de 17, 18 anos, até 25 anos, que é a idade do piloto mais velho que está no campeonato de 2014. Como está sendo correr pela primeira vez nos grandes autódromos do país? M.R. - está sendo um desafio legal. eu pesquiso antes, vejo fotos e vídeos, mas só lá na prática que consigo explorar as pistas mesmo. Quais são as suas expectativas para o resto da temporada? M.R. - estou bastante animado, o carro é bom, e especialmente tenho que aprimorar a parte técnica de pilotagem, como o controle de marchas, por exemplo, que é essencial para fazer boas curvas. Creio que a série de treinos que terei pela frente serão de muito proveito. quero fazer o meu melhor, e sei que tenho capacidade de realizar um ótimo campeonato.

Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 63


Esporte

Papo Rápido com

André Rocha

Superações e conquistas de um paratleta campeão

E

Por Ronaldo Casarin

m 2006, André Rocha era Policial Militar. Durante uma ocorrência acabou caindo de um muro. O acidente rendeu lesão na coluna lombar e na medula. Após passar por três cirurgias em 14 dias, André acabou ficando paraplégico. Hoje, com 37 anos, ele é paratleta e se dedica ao arremesso de peso. Com apenas 8 meses de treinamentos e competições, já bateu o recorde brasileiro de sua categoria várias vezes, e no mês passado quebrou o recorde Pan-Americano da prova. Batemos um papo rápido com essa fera do paratletismo que tem tudo para se tornar recordista mundial e medalhista Olímpico. Como você começou no atletismo? A.R. - A vida toda eu pratiquei esportes. Já havia praticado basquete, vôlei e atletismo. Depois do acidente entrei em depressão, foi um período difícil da minha vida, e decidi que queria retomar com os esportes. De início voltei pelo basquete sobre cadeira de rodas. Por meio do meu professor de basquete descobri que o professor Guto Nascimento fazia um trabalho de atletismo com os portadores de deficiência em Taubaté. Procurei por ele e comecei de imediato, em agosto de 2013. Me achei no arremesso de peso e não quis mais parar. Você tem participado de competições e tido bons resultados, inclusive 64 | Vitti | revistavitti.com.br

a nova melhor marca Pan-Americana. Como foi essa conquista? A.R. - Duas semanas antes dessa competição eu havia disputado uma etapa regional do Circuito Loterias Caixa, promovido pelo Comitê Paralímpico Brasileiro, onde quebrei o recorde brasileiro do arremesso de peso da minha categoria. No Open Internacional, no fim de abril, fui muito bem e bati meu próprio recorde nacional por três vezes na prova, e também quebrei o recorde Pan-Americano, que já durava 11 anos e era de um mexicano. A marca dele era 8,61m, e a minha marca foi de 8,74m. Quais serão suas próximas competições? A.R. - Tenho três etapas do circuito nacional, e estou lutando por patrocínio para estar em pelo menos três etapas internacionais do Grand Prix, que poderia render uma vaga nas Paralimpíadas de 2016. Com esse novo recorde Pan-Americano você conseguiria um índice para as Paralímpiadas do Rio em 2016? A.R. - A convocação para a seleção brasileira gira em torno de um índice técnico, mas também os bons resultados ajudam. Hoje a minha marca, de 8,74m, é a segunda melhor do mundo no arremesso de peso da minha categoria. Tenho certeza de que se eu estiver em uma etapa internacional do Grand Prix, ou até mesmo na etapa nacional do Circuito Caixa,

conseguirei quebrar essa marca e chegar ao recorde mundial. Estou confiante. Você treina há pouco tempo, cerca de 8 meses, e já tem o recorde continental do arremesso de peso. Você acredita que pode evoluir mais com os treinamentos? A.R. - Sim, com certeza. Estou fazendo um trabalho forte de fisioterapia com a Raquel Vieira, que tem me dado muita força, e também de musculação para fortalecimento na Academia Sun Fitness, que me apóia também. Tudo isso vai auxiliar. Terei um período bom de recuperação após essas provas onde bati os recordes, o que me fará chegar nas próximas competições em ótima forma e pronto para melhorar as marcas. Você usa um marcapasso medular para combater as dores, mas precisa trocar o aparelho, certo? A.R. - Por ser uma dor neuropática grave, ela é constante. Medicamentos já não resolvem mais, e esse marcapasso atua para combater a dor. Fiz esse implante do marcapasso há 5 anos, mas a bateria acabou. Estou lutando não só contra os adversários, mas contra a dor também. É complicado, não tenho plano de saúde, enfim, estou buscando ajuda de algum patrocinador. Um novo marcapasso desse custa em torno de R$ 70 mil, fora a parte de hospital e parte médica. Mas acredito que vou conseguir alguma empresa que tope ajudar. Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 65


esporte

LUZ, CÂMERA, eSPoRTe e AçÃo

Por Fabiana Ferreira Jornalista, Videorepórter, produtora, atleta e apaixonada pelo esporte outdoor. fabycanoagem@hotmail.com www.luzcameraesporteacao.blogspot.com

s Bikes no Adventure Camp, em Cunha

AVeNTuRA

FoTos: aleXaNDre JaNoTTi

Belos cenários no Adventure Camp

WaGNer pNl

MarCelo MalavolTa

eja pedalando, correndo, remando, subindo montanha ou descendo corredeiras, o que importa é a sintonia que o ambiente outdoor propicia e o bem estar que faz para a alma. e nesse início de ano o calendário de provas está bem agitado. a volta dos romeiros, tradicional corrida de montanha, realizada pelo ecomotion saiu na frente com uma prova desafiadora e muito técnica pelo cenário perfeito da serra do votoruna, em pirapora do Bom Jesus, pertinho de são paulo, cidade dos romeiros, onde tem cheiro e clima de interior.

Corredor da Cross Run sem medo de sujar o pé

a prova reuniu mais de 500 atletas nas categorias kids, 5, 10 e 21 km num dia ensolarado o que dificultou a performance de muitos atletas, que além do físico tinham que lidar com o calor, porém nada foi obstáculo para o alto astral e energia boa que os atletas receberam, que foi retribuído com aquele sorriso largo durante os metros finais da chegada. e não foi diferente uma semana depois, no adventure Camp, corrida de aventura que movimentou a cidade de Cunha e colocou todos os atletas para correr, pedalar e remar. aquele mesmo sol da corrida de montanha veio parabenizar os atletas da corrida de aventura e deixar a prova ainda mais emocionante. uma prova que tem a duração de 4 a 9 horas, dependendo da categoria, que pode ser de 25 ou 50 km, e claro os pequenos “grandes” aventureiros que também curtem a vida outdoor e o contato com a natureza. para quem ainda não teve a oportu-

Cross Run levou os corredores de rua para a estrada de terra 66 | Vitti | revistavitti.com.br

Maio, 2014


PouCA É bobAgeM!

FoTos: aleXaNDre Cappi

Volta dos Romeiros

nidade, mas sempre sonhou em correr na terra e começar a praticar as modalidades de aventura na semana seguinte aconteceu a Cross run, em Taubaté. a sua corrida de rua na terra. aquele primeiro contato com o desnível do solo, com o cascalho, com a lama e a poeira no rosto. percurso fácil de 5 ou 10 km, perfeito para quem procura um desafio maior na corrida de rua. É disso que a vida é feita: bons momentos de aventura, onde todo perrengue vira festa e toda dificuldade vira felicidade no final. e eu tive o enorme prazer de estar ali nas três provas falando o nome de cada atleta, sentindo a emoção de cada chegada e sorrindo com cada vitória. obrigada aventura por fazer parte da minha vida. Fiquem ligados nas próximas etapas: blog.ecomotion.com.br www.adventurecamp.com.br www.facebook.com/corridacrossrun Maio, 2014

Volta dos Romeiros

revistavitti.com.br | Vitti | 67


social Caçapava

CALeIdoSCóPIo

Por Anna dennz annadennz@hotmail.com

com sua família: filhos, genros, noras e netos À Mestra com Carinho lançamento do livro “envelhecer vivendo” da professora e acadêmica lourdes Mesquita siqueira, em 20 de março no Circulo Militar de Caçapava. Dona lourdes é um ícone da força e impulso aos movimentos em prol da cultura e educação do vale do paraíba.

luciana ferrari, Gustavo Gobatto, cláudio Giordani e suzane rodriguez minha admiração - de sempre e explícita - pela mestra mor: 95 anos de exemplos do bem viver

Gols Café da manhã empresarial oferecido pelo Grupo Band no Novotel para apresentar a nova programação com foco especial nas transmissões da Copa.

as eleitas: bárbara umbelino, Joanna douat, liliane Vilela, nicole rosenberg, a apresentadora da tV band Vale, andressa lopez ao lado do coordenador do evento, Willian roggles, alina silva, carla cristina e Jade perrenoud

miss caçapava 2014 Joanna douat

Miss São Paulo a seletiva regional 2014 aconteceu em 22 de março no via vale Garden shopping, e na sempre perfeita parceria entre a Band vale e Wr Modelos o evento foi prestigiadíssimo e glamouroso, literalmente coroado de beleza.

Especial de Páscoa vivo está, da igreja da Cidade, em Caçpava, contou com a participação de 120 voluntários e mais de 1200 pessoas emocionadas com a belíssima encenação da ressureição de Jesus Cristo, ao longo dos quatro dias de apresentação. 68 | Vitti | revistavitti.com.br

esta colunista com Giselle estefano toledo e o casal fernando e antonieta ito

Bodas de Pérola Comemorada pelo casal luiz Carlos e isolda Fraga com viagem pela europa e visita à Família real - no Madame Tussauds london. Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 69


social são José dos Campos

ATITude NeWS

Grazy leite e William prado em tarde do "sim", na Fazenda Casa Grande, em santa Branca.

Por Gilberto Freitas gilfreitasff@hotmail.com

Francyny alves e Bruna pires na estância Nativa sertaneja.

Magali raymundi, Thiago Tocha e Dani Carneiro sakuragui, em reunião na Celmar de sJC.

Melissa oliveira e ricardo quidiquimo na festa Circus, no anexo da Nena.

Mais uma festa Zazueira lota o santonofre Boteco e Bistro.

Fernando, Fabiano e andrea lopes na quintaneja do Guten Bier. 70 | Vitti | revistavitti.com.br

paulo Ferreira, luiz alberto ladewig, paulo Hoelz e Wilson lopes comandam o aniversário de 40 anos da Cooperembraer.

Derlene Calpacci, vera Buff ulin, Meire Ghilarducci e Janaina Dias em noite de homenagens do Conselho da Mulher empreendedora de sJC. Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 71


social são José dos Campos

CIRCuLANdo

antonio ferreira Junior (pres. dos sinhores) e fabiana menegário

carla serrano, Will roges, Janaína dias, marilda serrano e maurício Guizard

1º Festival Cachaça Gourmet e Café para o estado de são paulo. a Cervejaria Devassa, no Colinas shopping, serviu de palco do evento de lançamento do 1º Festival Cachaça Gourmet e Café para o estado de são paulo. o evento recebeu cerca de 50 convidados, entre jornalistas, parceiros e proprietários de bares e restaurantes. Na ocasião, todos conheceram um pouco mais do “Cachaça Gourmet e Café”, que atua no desenvolvimento e valorização da cachaça de alambique e de toda a sua cadeia de valor.

andrea oliveira e talytha Govale

fê bastos, fernanda ferreira, Juliana friggi e cris bedendo

a Hering store da adhemar de Barros, recebeu dia 15 de abril um seleto grupo de produtores de moda, consultores de imagem, blogueiros e jornalistas para apresentar em primeira mão a coleção inverno da marca. o lançamento oficial para todo o Brasil foi feito dia 16 de abril, em todas as lojas da rede.

empresários, formadores de opinião, políticos e convidados marcaram presença na entrega do prêmio Cara da Cidade “Merito empresarial & social”. a noite de homengem e confraternização aconteceu no Clube de Campo santa rita . 72 | Vitti | revistavitti.com.br

dirceu plenamente, idealizador do cara da cidade entrega o prêmio para maria sandin

Por Marilda Serrano marildavlserrano@uol.com.br

luiz capella, Vanessa marieto, renato barros, emerson marieto e margarete moraes

rosana dalla torre e Vanessa ramut No dia 05 de abril a Cervejaria Devassa, localizada no Colinas shopping, realizou a primeira FeiJoaDassa, em prol do GaCC. o ponto alto do evento ficou por conta do chorinho, com o grupo Conversa afiada, e o leilão de uma camisa da seleção brasileira, autografada pelo jogador Neymar. a peça foi encomendada ao craque pelo empresário luiz Capella, um dos sócios da Devassa, que foi diretor do santos e mantém contato com estrelas do futebol. a camisa número 10 foi arrematada por renato Barros por r$ 6.500, doados à entidade.

marilda serrano recebe o troféu cara da cidade pela aci das mãos do deputado alexandre da farmácia Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 73


social lorena

LoReNA

Por Peter Iote

Ciliana antero curtindo bons momentos.

o universitário Bruninho ribeiro.

selise renart. Compromisso com o meio ambiente.

Mariana Christiano e Thamiris prado, presença marcante no mundo da comunicação.

os empreendadores Marco antonio e Gilda Bambine.

a linda Gabriela Camargo com o lendário Marcos pontes.

74 | Vitti | revistavitti.com.br

Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 75


pelo Mundo

Mobilidade urbana se Faz sobre

Duas rodas

a

Por Antonio Barbosa Filho

MsTerDÃ (países- Baixos) enquanto as cidades brasileiras apenas começam a estimular o uso das bicicletas como um meio de transporte alternativo, a Holanda toma medidas para dar ainda mais condições de tráfego aos ciclistas, na convicção de que este é o melhor caminho para evitar o caos no trânsito urbano. o estímulo às bicicletas começou por aqui na década de 70 do século passado, com a crescente abertura de ciclovias, ciclo-faixas e pistas ao longo das principais rodovias. só na capital, amsterdã, são 400 quilômetros de ciclovias. a cidade, cortada pelos famosos canais em forma de "u" que são, por sua vez, interligados por canais perpendiculares menores, numa verdadeira teia, o maior obstáculo para os ciclistas são as muitas pontes - há quem diga que são 1281 - muitas delas elevadas ou em arco. assim, embora a Holanda seja um país plano, cuja maior elevação tem cerca de 300 metros, não é verdade que o ciclista tenha um passeio sem algumas dificuldades, principalmente nas cidades. aliás, passeio não é o principal uso que os holandeses dão à suas bikes: a maior parte das viagens são de pessoas que se locomovem para o trabalho ou para o estudo. em todo o país, calcula-se que são feitas 14 milhões de viagens sobre duas rodas por dia, número igual ao de pessoas que utilizam o eficiente sistema de trens. Mais números? a Holanda tem pouco mais de 16 milhões de habitantes e 18 milhões de bicicletas. É muito comum que o cidadão (cidadã) possua pelo menos duas bikes: uma para o dia-a-dia de trabalho, geralmente mais velha e robus-

76 | Vitti | revistavitti.com.br

ta, sem preocupação com a beleza ou moda; e outra para os passeios de fim-de-semana ou mesmo das horas vagas, pelos inúmeros parques e bosques públicos, todos dotados de trilhas especiais. amsterdã tem 800 mil habitantes e 880 mil bicicletas, quatro vezes mais do que o número de automóveis. o visitante estrangeiro admira-se com a familiaridade dos holandeses com as “magrelas”. por toda parte pode se ver jovens pilotando com uma só mão e falando ao celular ou trocando mensagens com a outra. Também, pudera: aqui começa-se a aprender a pedalar com dois ou três anos de idade. 40% dos alunos de escolas primárias vão e voltam da escola de bicicleta; no ensino médio, são 75% dos estudantes que preferem esse meio de locomoção, enquanto apenas 5% optam pelo automóvel. quando a prefeitura de amsterdã decidiu apoiar o que já era um hábito tradicional da população, criando mais ciclovias e ruas fechadas aos automóveis (como ocorre nos centros históricos de todas as cidades holandesas), foram abertos estacionamentos públicos como os que existem em todas as estações de trens. a estação Central de amsterdã, por exemplo, tem um estacionamento em dois andares que comporta 10 mil bicicletas

Estacionamento na Estação Central de Amsterdã: 10 mil vagas.

Toda grade, inclusive nas pontes sobre os canais, serve para "amarrar" sua bike.

Maio, 2014


aNToNio BarBosa FilHo

“ amsterdã tem 800 mil habitantes e 880 mil bicicletas, quatro vezes mais do que o número de automóveis.

Maio, 2014

- e está sempre super-lotado (veja foto). ao mesmo tempo, o estacionamento de automóveis no centro da cidade começou a ser cobrado a preços bem salgados, para desestimular seu uso. o uso de automóvel no centro de amsterdã é até mal visto, e considerado um ato meio estúpido, pois a cidade tem ruas estreitas às margens dos canais, com muitas árvores, pontes estreitas, e tudo mais que possa dificultar o tráfego de carros. É uma cidade que o turista deve sempre percorrer a pé ou de bicicleta, para observar a sua bela arquitetura de casarões com cinco ou seis pisos, a maioria remanescente do século 17, a “idade do ouro” de amsterdã, então capital do mundo capitalista com sua primeira Bolsa de valores e um movimentado porto ligado a todos os continentes. a Holanda é o país com maior densidade populacional na europa, com a média de dois habitantes a cada 100 metros quadrados. para evitar-se problemas de tráfego das bikes e acidentes, há uma legislação específica, que inclui a obrigatoriedade dos itens de segurança como as luzes dianteira e traseira, a campainha (não obrigatória, mas cada vez mais usada), a obrigação de trafegar sempre à direita nas faixas apropriadas, a obediência aos semáforos, e de descer da bicicleta sempre que se for cruzar uma “zebra” de pedestres. Mesmo assim, amsterdã registrou no ano passado 15 acidentes de trânsito com vítimas fatais, sendo a metade ciclistas - números que farão um brasileiro sorrir diante dos nossos, mas que na Holanda são motivo de grande preocupação. por isso há programas intensivos de educação para o trânsito em todos os níveis escolares, e investimentos em melhores condições. Nos cruzamentos, existem semáforos só para as ciclovias, que o usuário deve pressionar em postes apropriados e esperar a luz verde, evitando misturar-se aos carros. entre 2007 e 2010, a cidade gastou em média 28 milhões de dólares ao ano em tais projetos. e planeja-se para os próximos anos mais 1.200 quilômetros de ciclovias, dobrando-se a distância atual. Também está sendo desenvolvido um material especial para pintura das faixas, que acumula energia solar e brilha

quando escurece, ou seja, as ciclovias serão tapetes luminosos durante a noite. a Holanda vive, assim, o que alguns especialistas chamam de “ciclo-civilização”, talvez um exemplo a ser seguidos por outros países. pode-se imitá-la agora, por previdência, ou daqui a alguns anos, quando andar de carro pelas cidades pode tornar-se impossível, como parece estar acontecendo em capitais como são paulo, rio ou salvador.

Brasil Também Investe

a

política Nacional de Mobilidade urbana, lançada em 2012, “dá prioridade aos meios de transporte não-motorizados e ao serviço público coletivo”. o Brasil possui hoje 1.118 quilômetros de ciclovias nas 26 capitais e Distrito Federal, o que equivale e apenas 1% da malha viária nessas cidades. o rio de Janeiro é a cidade campeã, com 361 quilômetros, e previsão de chegar aos 450 em 2016. são paulo pretende atingir os 400 quilômetros de ciclovias daqui a dois anos, incluindo as "calçadas compartilhadas", que hoje são 27 quilômetros. apesar de reduzida, a infraestrutura para bikes na capital paulista já contribuiu para reduzir as mortes em acidentes envolvendo bikes em 47% entre 2005 e 2011. o Brasil possui hoje cerca de 70 milhões de bicicletas. a tendência em favorecer o transporte individual sobre duas rodas é mundial. paris tem pontos de aluguel de bicicletas para o público desde 2007, e trabalha para ampliar seus 440 quilômetros de ciclovias para 700. Nova iorque tem 321 km, também em contínua expansão. e londres dá isenção fiscal para as empresas cujos funcionários se deslocam de bike para tarefas de trabalho. (aBF)

Antonio Barbosa Filho é jornalista, autor dos livros "A Bolívia de Evo Morales" e "A Imprensa x Lula". Divide seu tempo entre o Brasil e a Holanda, tendo visitado 31 países nos últimos oito anos. Contato: valepensar@bol.com.br revistavitti.com.br | Vitti | 77


social Jacareí

Por edu Rosa

edu@educationabroad.com.br

FoTos: luCiaNa MarioTo

JACAReí NÃo PáRA

o casamento de Milena lobato e Kaio rafael de vilhena rosa e silva aconteceu dia 12 de abril no santuário de santo antônio, em Caçapava, com recepção no buffet spettus Center na mesma cidade - Milena é da cidade simpatia e Kaio da capital do biscoito e da cerveja, nossa querida Jacareí. após a deliciosa recepção o casal embarcou para Morro de são paulo - Bahia. Parabéns ao casal Maria e Juarez Araújo pelos 19 anos de casados!

Os noivos Ana Flávia Mesquita e Jhone Oliveira em passeio no deserto de Dubai!

Alegria e muito amor sempre para todos os casais – VIVA O AMOR – VIVA O CASAMENTO! 78 | Vitti | revistavitti.com.br

Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 79


social sul de Minas

SuL de MINAS

Por Carlos Moura carlosmourap4@yahoo.com.br

sarah pelegrini e moreno olavo comemoram casamento. felicidades ao novo casal!

as amigas daniela carvalho, paula barros e Gisa rodrigues, no show de bola futebar

O casal Leandro e Livia batizam seu filho José ao lado da irmã sophia

mayra pires, tassia Jahn e dallet Vidal aproveitam o feriado na sirena, em maresias Nos dias 16, 17 e 18 de maio acontecerá em Pouso Alto o X Encontro de Enófilos do Hotel SerraVerde. Coordenado pelo sommelier Roberto Rodrigues, presidente da ABS-RJ, o evento é um convite aos amantes de vinhos a degustarem os mais variados nomes, no friozinho da Serra da Mantiqueira. Informações: www.serraverde.com.br

80 | Vitti | revistavitti.com.br

Maio, 2014


de

CADERNO

MODA

Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 81


Maquiagem

Noivas

de Maio

"Quero comer bolo de Noiva, puro açúcar,

puro amor carnal disfarçado de corações e sininhos: um branco, outro cor-de-rosa, um branco, outro cor-de-rosa." Por Juliana Peloggia

J

á que o mês é todo delas, nada mais justo que fazer uma maquiagem especial simbolizando minha gratidão e comemorando os 20 anos de carreira que faço este mês, e assim homenagear singelamente minhas queridas, falando um pouquinho sobre a maquiagem do grande dia. Falar sobre as tendências de maquiagem para noiva é um assunto bastante complexo porque existem diversos fatores que influenciam na escolha da maquiagem ideal, como por exemplo, a decoração

82 | Vitti | revistavitti.com.br

do casamento, o estilo da noiva, tipo de pele, horário da cerimônia, etc. Acredito que a maquiagem ideal para as Noivas são aquelas capazes de ressaltar e evidenciar e beleza natural de cada uma delas, não criando assim uma personalidade e muito menos um estilo diferente do que a noiva em questão usa normalmente. É de suma importância procurar profissionais capacitados que irão conseguir com o teste ou até mesmo em uma conversa a leitura do que a noiva tem em mente para um dia tão especial.

E para este mês escolhi fazer esta maquiagem que para mim tem a leitura exata do que eu mais gosto: campo, fazenda, flores naturais, no estilo romântico e até mesmo meio rústico. A dica que dou para que você obtenha sucesso e total satisfação é a seguinte: respeite seu gosto! Não importa o que os outros pensam, o dia é seu e a noiva é você. Juliana Peloggia é maquiadora profissional. www.julianapeloggia.com.br Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 83


Especial de Moda

5 Tendências que ganharam as ruas no outono/inverno

J

Da Redação / Foto Divulgação

á preparou seu closet para a temporada de frio? Calma, ainda há tempo. Para receber o outono, que começou e já fez as temperaturas baixarem, separamos 5 tendências que surgiram com força na pré-estação, e já mostram estar ganhando o gosto popular neste inverno.

Grunge

Se você pensou nas camisas de flanela que jamais eram dispensadas por roqueiros como Kurt Cobain e Eddie Vedder, líderes do Nirvana e Pearl Jam, esqueça. O grunge ganha ares mais sofisticados, misturado com brilhos e estampas delicadas como os florais. O xadrez tartan, 84 | Vitti | revistavitti.com.br

aquele escocês, deve aparecer com mais força nas vitrines.

Couro e franjas

Como visto na Semana de Moda de Nova York, não é nesta temporada que as franjas vão receber um descanso. Elas aparecem principalmente em saias com barras recortadas, que conferem bastante movimento às peças. Sempre presente no inverno, o couro aparece revisitado em modelagens estilo alfaiataria.

Azul e vermelho

Nada de cores apagadas neste inverno! A aposta são os looks monocromáticos em tons bem vivos, como o azul e o vermelho. Dos pés a cabeça, a cor aparece em saias, vestidos e blusões de lã.

Lady like

Lembra da clássica saia de tule de Carrie Bradshaw em Sex and the City? Pois o modelito bailarina é uma das pedidas na nova estação. As mais românticas vão se proteger das baixas temperaturas ao melhor estilo lady like, com saias fofas, capinhas e até capuz. Destaque para o rosa blush, a cor queridinha do inverno.

Pelos

A mulherada vai ficar quentinha com os casacos de pele (todas sintéticas, claro) que foram desfilados nas principais passarelas. Uma tendência nova é o uso de uma textura que lembra cobertores infantis - como se fosse uma lã desfiada, que apareceu em tons pastel: rosa, nude, azul-bebê em Nova York. Maio, 2014


Amor ESTร AQUI o

M Marina calรงados Maio, 2014

Loja Virtual - www.marinacalcados.com.br

revistavitti.com.br | Vitti | 85


Declare

seu

AMOR

com

#DiaDosNamoradosÉhot

86 | Vitti | revistavitti.com.br

Maio, 2014


especial de Moda

Da redação / Foto Divulgação

o

s vestidos vintage (ou retrô, como preferem alguns) por si só já são cheios de estilo, diferenciados e modernos, mesmo sendo inspirados em modelos do passado. vendo os modelos vintage não resta duvidas de como eles são bem estilosos, por isso vale a pena apostar neles para compor belos looks neste inverno. além do próprio vestido, que pode ser de incontáveis referências de diversas décadas, é legal sempre caprichar nos acessórios

para compor o visual por completo. os cintos devem deixar a cintura marcada, para isso os modelos largos são ideais e bem elegantes. Colares, relógios, e outros acessórios também são uma ótima pedida. Calçados: sandálias, sapatilhas, rasteiras, tudo depende do modelo do vestido e da ocasião também. por isso escolha o que ficar melhor para você. Complementos: você pode completar o look com outra peça, como uma jaquetinha jeans, ou um bolero, por exemplo. Capriche nas escolhas, e não tenha medo de apostar nos modelos vintage e toda a sua elegância. Boa sorte!

Vestidos Vintage

Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 87


Especial de Moda

Óculos de Sol para Outono/Inverno

Ó

Da Redação / Foto Divulgação

culos de sol é um dos acessórios que permanecem sempre em voga nas quatro estações do ano. No Brasil, onde mesmo nos dias mais frios o sol está presente, é indispensável a devida proteção aos olhos. Nunca deixando de dar um toque de classe ao nosso visual. Nos principais desfiles de 2014 foram apresentados as tendências em óculos de sol para o outono inverno 2014, e o que predominou foram novas cores, mais frias como pede a temporada, predominando o clássico preto, com tons de degrade e em

88 | Vitti | revistavitti.com.br

alguns casos com cores, mas não chamativas demais. As armações que comandaram os desfiles foram as redondas, tanto nos modelos femininos quanto nos masculinos. Para as mulheres que buscam sair do lugar comum, as armações tipo “gatinho”, que foram sucesso em outras passagens décadas atrás, seguem em alta e são tendência garantida para o outono inverno 2014. Para os homens, as armações grosas e em formato retangular estão bastante em voga. Sempre tenha em mente de que o que mais combina com você é o que te deixa satisfeito ao olhar no espelho. Capriche na escolha, componha seu look e arrase nesse inverno.

Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 89


especial de Moda

Calçados: Top 3 do inverno Da redação / Fotos Divulgação

Beleza selvagem

as estampas animais chegaram aos pés em versão deluxe, com suas próprias texturas. pelos de onça incorporam os sapatos de plataforma e as flats de bico fino, enquanto a zebra é escolhida para enfeitar seus sapatos decorados. o píton é a textura da vez que pode aparecer em versões maxi que chegam quase ao joelho.

90 | Vitti | revistavitti.com.br

Suba no salto

as botas curtas, de salto fi no e com fivelas aplicadas nas laterais trazem uma dose extra de força aos vestidos das principais coleções internacionais. essas são boas investidas para os dias mais frescos.

As novas ankles

um hit do inverno, as ankle boots ganham plataformas, novas texturas e saltos mais grossos nesta temporada. algumas coleções apostam nas botinhas envernizadas com detalhes de prints militares, enquanto outras preferem os modelos de veludo.

Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 91


social ubatuba

ubATubA ACoNTeCe

Por luiz Felipe Azevedo ubatubacvb@gmail.com

Depois de um disputado feriadão de páscoa, ubatuba continua a surpreender seus visitantes com diversos atrativos. são novos empreendimentos que surgem com o objetivo de atender a crescente demanda turística, que sempre busca por novidades. a partir de maio, também começam as temporadas de ecoturismo e das ondas. iMaGeNs: luiZ Felipe aZeveDo

Há doze anos como uma referência no mercado local, a boutique “Frisbee” está presente na charmosa rua Tamoios, próximo ao aquário de ubatuba.

Nada como um café natural acompanhado por deliciosos produtos integrais de alto padrão. esta é uma das muitas razões pela qual a padaria “integrale” se tornou a favorita de toda região.

as trilhas de ubatuba são reconhecidas como sendo as mais belas de toda região. o pico do Corcovado é um ícone de toda região, em especial por sua beleza singular.

Conduzido pelos competentes empresários andres e Débora, o bar “sullivan” apresenta uma incrível carta de cervejas, além de petiscos imperdíveis.

Finalmente o litoral Norte conhece seu primeiro “Centro de Convenções”. Tendo em vista o atendimento ao promissor segmento do turismo de negócios, ubatuba reinaugurou as instalações no mês de abril, com o 28º Congresso de secretários de saúde

DivulGaÇÃo/pMu

os surfistas começam a descer todos os finais de semana para cidade em busca das ondas potentes que começam a partir deste mês em toda nossa costa.

92 | Vitti | revistavitti.com.br

Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 93


lançamentos

&

som

vídeo

Por ronaldo casarin

anzol – o preÇo do mefisto

Vinil 7”/cd - Hearts bleed blue (2013)

p

rimeiro trabalho de estúdio da banda formada em pindamonhangaba, “o preço do Mefisto” chegou para revitalizar a cena valeparaibana quando o assunto é rock’n’roll. anzol é formada por Fábio sonrisal (voz e guitarra), Cássio Gomes (guitarra), Tennysson arantes (baixo) e Gordinho (bateria), todos com experiência de sobra no cenário do punk/ hardcore nacional. sonrisal, por exemplo, tocou na street Bulldogs, e Cássio Gomes

foi guitarrista do Zumbis do espaço, duas bandas bem cultuadas no cenário independente brasileiro. em 2012 eles se reuniram e partiram para essa nova empreitada musical. a sonoridade basicamente classificada como punkrock, tem uma sofisticação positiva, fruto da competência dos integrantes da banda, o que deixa o som maduro, mas não menos poderoso. o ep de estreia dos caras traz no lado a “o preço do Mefisto” e “Mais do que palavras”

– pra mim a melhor do disco. No lado B, “pólos inversos” e “Frases Decoradas”. a versão em CD traz ainda uma faixa bônus, “Corja”. De forma geral as músicas trazem riffs de guitarra poderosos, música para ser ouvida alta, com letras poéticas e diretas. um revigorante banho de competência por parte dessa galera pindense, mostrando que nem só de bandas cover se faz um cenário musical local. acima dos rótulos, anzol faz rock’n’roll, e dos bons.

a festa do monstro maluco - blu-raY – brookfun (2014)

p

repare-se para a reunião mais pavorosa da história! o Barão Frankenstein decide se aposentar e convoca todos os monstros para uma convenção, para escolher aquele a quem revelará os segredos da criação e destruição. Drácula, o lobisomem, a Múmia, Dr. Jekyll & Mr. Hyde, o Monstro da lagoa Negra, o Corcunda de Notre Dame e o Homem invisível unem-se a Frankenstein e a exuberante Francesca no castelo do Barão na ilha do Mal. Felix Flankin, o ingênuo sobrinho do Barão, também é convidado para a festa. somente a aparição indesejável da “Coisa” poderá estragar esta festa decadente. um deleite especialmente para quem tem mais de 30 anos e curtiu este desenho animado nas sessões da tarde. “a Festa do Monstro Maluco” é um daqueles casos em que os personagens clássicos de terror receberam um tratamento para se adaptarem ao público infantil. o resultado deu certo, e este filme, de 1967, entrou para a história. ele chega agora em três versões em Blu-ray – simples, duplo e luxo – com o filme restaurado e recheado de extras. vale a pena relembrar este clássico da animação em stop-motion, agora eternizado em versão digital.

boardWalk empire – o império do contrabando 3ª temporada 5 dVds – Warner Home VÍdeo (2014)

i

nspirada na história real de Nucky Tompson, político e criminoso norte-americano atuante na época da lei seca, esta cultuada série produzida pela HBo chega ao mercado com sua terceira temporada em DvD. a história continua no mesmo cenário: atlantic City, eua, 1922. a economia americana vai mal e o álcool é escasso, atrapalhando os ganhos da máfia local. em meio a este cenário, Nucky Thompson (interpretado por steve Buscemi), cujo casamento com Margaret tornou-se uma fachada, depois que ela abriu mão de sua inesperada herança em favor da igreja, encara o desafio de ter que remendar antigas amizades. Nucky ainda encontra competição contra outros gangsters, o que trás à tona o melhor e o pior de Nucky à medida que rostos novos e familiares sofrem impressionantes metamorfoses ao longo da terceira temporada da série, já premiada com o Globo de ouro e com o emmy.

94 | Vitti | revistavitti.com.br

Maio, 2014


Livros

Dicas de Leitura Por Ronaldo Casarin

contos completos Monteiro Lobato Editora Globo 660 páginas

O

volume compila todos os contos de Urupês (1918), Cidades mortas (1919), Negrinha (1920) e O macaco que se fez homem (1923) e ainda traz um bônus que revitaliza as pesquisas sobre o autor no Brasil: uma vasta fortuna crítica que posiciona e transporta o leitor de hoje à atividade literária feita na época. Estão presentes contos clássicos como “Meu conto de Maupassant”, “Bucólica”, “Cavalinhos”, “As fitas da vida”, “O bom marido”, entre dezenas de outras histórias. A apresentação, assinada pela pesquisadora Beatriz Resende, reitera ao leitor de hoje, seja ele conhecedor ou não da obra lobatiana, a relevância de ler os contos para compreender nosso país e conhecer a verdadeira história do modernismo no Brasil. Sem Urupês, primeiro livro de contos do autor, nossos artistas teriam tomado outros rumos nas fases seguintes do movimento. Foi o livro que deu as bases para os motores das vanguardas no país. Um compilado valioso, que afasta um pouco a estigma de que Lobato era apenas um escritor infantil de sucesso. Sua obra para adultos é perturbadora, com contos fortes e violentos. Maio, 2014

Todas as Copas do Mundo André Martinez Ícone Editora 336 páginas

O

livro convida o leitor para uma viagem espetacular pela história de todos os mundiais. A trajetória começa em 1930 no Uruguai com o sonho de Jules Rimet em realizar uma competição internacional de futebol, reunindo em um só país as melhores seleções do mundo. Na década dourada de 50 o livro retrata o "Maracanazzo" brasileiro de 1950, o título da brava Alemanha Ocidental em terras suíças na Copa de 1954 derrotando os fortes húngaros e o primeiro título mundial brasileiro na Suécia, em 1958, onde o mundo conheceu Pelé. E por aí vai, passando pelos outros quatro títulos do Brasil, claro. Além da história de todas as Copas do Mundo, o livro traz a tabela completa de todos os jogos dos mundiais, desde o primeiro no Uruguai em 1930, até na Alemanha em 2006, com todos os jogos, resultados e artilheiros.

MTV, bota essa P#@% pra funcionar! Zico Goes Panda Books 168 páginas

M

TV, bota essa porra pra funcionar!”. Caetano Veloso soltou essa pérola no VMB (Vídeo Music Brasil, histórica premiação de melhores do ano da emissora) em 2004, depois de o sistema de som falhar repetidas vezes durante sua performance ao lado de David Byrne. Como era de praxe dentro da MTV, a equipe contornou a situação tirando sarro da própria cara. O episódio foi reprisado inúmeras vezes, e a frase, transformada num lema interno. Quase uma década depois da bronca de Caetano, a MTV Brasil deixou de funcionar. Disputas entre gigantes, cortes nos gastos e a crise gerada pela explosão da internet derrubaram o único canal da televisão aberta que se comunicava direta e exclusivamente com o jovem brasileiro. Hoje, o canal deixou de ser musical, é transmitido apenas pelas operadoras de TV por assinatura, e perdeu sua identidade. Neste livro, Zico Goes conta a história da antiga, e clássica, MTV Brasil baseado em sua experiência de mais de duas décadas dentro da emissora. Seus relatos explicarão ao leitor os motivos da crise de existência da MTV como era, porque deixou de ser um canal de música, e fecha de vez o caixão de um dos canais de TV mais inovadores do país. revistavitti.com.br | Vitti | 95


Cinema

Capitão Phillips

N

Por Mariane Barros

o mês passado falei sobre o vencedor do Oscar® 2014, “12 Anos de Escravidão”, um filme baseado em fatos reais e de tirar o fôlego ao assistir. Neste mês também vou falar sobre mais um filme do mesmo sentido, “Capitão Phillips”. Também baseado no livro “A Captain’s Duty: Somali Pirates, Navy Seals, and Dangerous Days at Sea”, escrito pelo verdadeiro Richard Phillips, o filme de ação prende a atenção do início ao fim, e nos envolve de uma maneira que parece que também estamos juntos com a tripulação no navio. O filme conta a história de um navio americano que é invadido por piratas somalianos. O mais interessante é que desde o início já se consegue sentir a tensão e o medo, o que nos faz torcer para que Richard Phillips consiga uma maneira de evitar o ataque. Tom Hanks, no papel principal, mostra o Capitão Phillips não apenas como um herói, mas sim um ser humano como outro qualquer, que também sente medo, que também quer voltar bem para a casa, e que também pode cometer erros ou tomar decisões erradas. Uma das coisas que mais me chamou a atenção foi a maneira como a trama inteira se passa, sempre se é mostrado os dois lados da história, o capitão do navio americano e o capitão dos piratas somalianos, o objetivo de um e de outro, e principalmente a caracterização dos piratas, a frieza com que tudo se é negociável, tudo não passa de um negócio, e que a vida para eles (piratas) não é nada fácil, que a única maneira de se “sobreviver” é 96 | Vitti | revistavitti.com.br

atacando os navios atrás de dinheiro. O filme também mostra como também já era de se esperar, o patriotismo, onde a marinha americana consegue, da melhor maneira, salvar o Capitão Phillips. Capitão Phillips (que também foi indicado ao Oscar como melhor filme), apesar de não ter levado a estatueta para casa, com certeza deve ser assistido.

Curiosidades:

- Em abril de 2009, o Capitão Richard Phillips e a tripulação do navio Maersk

Alabam foram sequestrados por piratas somalis; - Tom Hanks revelou em uma entrevista que seu primeiro contato com os intérpretes dos piratas foi somente na hora de realizar as filmagens; - Com a intenção de criar uma história bem próxima da realidade (o que conseguiu), o diretor, Paulo Greengrass, realizou as filmagens perto dos atores, com a câmera nos ombros. Mariane Barros é jornalista. marianepbarros@hotmail.com Abril, Maio, 2014


resolução

Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 97


98 | Vitti | revistavitti.com.br

Maio, 2014


Maio, 2014

revistavitti.com.br | Vitti | 99


Excelência em urbanização de áreas

100 | Vitti | revistavitti.com.br

Maio, 2014

Revista Vitti, maio 2014 Caderno Moda Edição n101  

Entrevista com Carlos Soares, confira o papo com o executivo que, após ter vivido três anos na China, criou um curso para ajudar os brasilei...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you