Page 1

www.revistavitti.com.br Edição 144 - Ano 12 Dezembro, 2017 Foto: Leonardo Vicario

especial

Vale do Paraíba e Litoral Norte

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA VENDA PROIBIDA

ARQUITETURA

Dezembro, 2017

Entrevista e Capa

Roberto Migotto

Arquiteto fala de sua participação na CASACOR Miami 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 1


2 | Vitti | revistavitti.com.br

Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 3


Índice

Dezembro 2017 | Edição 144 | Ano 12

Saúde

O resgate do lado médico da Dermatologia................ 62

Negócios

A desafiadora missão de ser chefe............................. 74

Economia

Indústria 4.0...........................................................................76

Turismo Leonardo Vicario

Os encantos da África do Sul.............................................87

Entrevista

Roberto Migotto..............................................................8

O arquiteto taubateano foi um dos profissionais escolhidos para integrar o time da CASACOR 2017 em Miami, EUA. É a primeira vez que a tradicional mostra de arquitetura e decoração foi realizada na América do Norte. Confira o bate-papo.

Editorial

F

Stollen de Natal.....................................................................90

Religiosidade

Jesus, um refugiado..................................................... 92

Carros

Novo Equinox LT.......................................................... 94

Agenda

Confira o mapa cultural da região................................ 96

Esporte

A fadiga pode estar na sua cabeça..................................102

A vida é movimento, por isso é tão bela

echando 2017, chegamos com a edição de dezembro, encerrando mais um ano de duro trabalho, e enorme satisfação em cumprir nossa missão. Não foi uma caminhada fácil, levando em conta a situação econômica do país, e as constantes mudanças e novidades do mercado da comunicação. Mas nós estamos aqui, mantendo nosso trabalho sério e focados em entregar sempre um material de qualidade ao nosso público leitor e aos nossos parceiros. Nesta edição que fecha o ano, trazemos nosso sempre respeitado Caderno Especial de Arquitetura e Decoração. Além dos mais renomados profissionais e respeitados escritórios do setor, temos o prazer de mais uma vez termos Roberto Migotto estampando nossa capa. Um dos mais renomados profissionais do Brasil, ele frequenta nossas 4 | Vitti | revistavitti.com.br

Gastronomia

páginas há anos, sempre abrilhantando a revista com seu conteúdo, vivências e novidades de seu trabalho. Desta vez, ele fala sobre sua participação na mostra CASACOR 2017, que pela primeira vez chegou a Miami, nos Estados Unidos. Complementando o Caderno Especial, temos um seleto time de profissionais trazendo seus projetos, novidades e tendências da área. A edição traz ainda ótimo conteúdo sobre negócios, economia, estilo de vida, saúde, esportes, viagens, e aproveitando as festas de fim de ano, temos conteúdos sobre religiosidade e gastronomia voltados ao Natal. Mais um ano chegando aos seus últimos suspiros. E como passou rápido! Quantas coisas aconteceram, quantas pessoas encontramos, reencontramos... Oportunidades, escolhas, novos caminhos, momentos, sorrisos e aprendizados. O melhor de se chegar ao dia 31 de dezembro e pensar no que realizamos ou

deixamos de realizar, é poder chegar nesse dia e nos sentirmos felizes. A vida é movimento, é energia, a vida não para, e é por isso que é tão bela. Desejo a todos os amigos, leitores, anunciantes e parceiros, muito amor para começar, para não desistir, para fazer valer a pena, para sorrir, para superar, para recomeçar. Que 2018 seja um grande ano para todos nós. Feliz Natal, e Próspero Ano Novo. Boa leitura.

Marcela Vitti Diretora “Eu te louvarei, Senhor, de todo o meu coração; contarei todas as tuas maravilhas. Em ti me alegrarei e salvarei de prazer; cantarei louvores ao teu nome, ó Altíssimo.” SALMO9:1-2

Dezembro, 2017


Diretora: Marcela Vitti Assistente: Isaura Silva Diagramação e Criação: Bruno Moura Jornalista Responsável: Ronaldo Casarin - MTB: 52246 Foto da Capa: Arquiteto Roberto Migotto (Foto: Leonardo Vicario) Repórter Fotográfico: Monicuee Alvez Colunistas: São José dos Campos: Gilberto Freitas Taubaté: Amanda Ayello, Isaura Silva e José Luiz (Luizinho) - Aparecida: Ligia Ballot - Guaratinguetá: Benê Carvalho. Colaboradores: FABIANA FERREIRA, GUTO NASCIMENTO, ADILSON PELOGGIA, JULIANA BUENO, ARCIONE VIAGI, RAFAEL FERRO, THOMAZ WOOD, OSVALDO MECA, ÉRICO PAMPADO DI SANTIS, JOSÉ DINIZ JÚNIOR, EDUARDO MATERA E MARIANA MAITA. DIRETORA COMERCIAL: Marcela Vitti (12) 98122-3000 - marcela@revistavitti.com.br SÃO JOSÉ DOS CAMPOS / TAUBATÉ / PINDA / UBATUBA: Isaura Silva (12) 98270-0019 - isaurasilva@revistavitti.com.br SÃO JOSÉ DOS CAMPOS / TAUBATÉ / UBATUBA: Marcela Vitti (12) 98122-3000 - marcela@revistavitti.com.br GUARATINGUETÁ / APARECIDA / LORENA: Benê Carvalho (12) 98270-0069 - benecarvalho@revistavitti.com.br DISTRIBUIÇÃO: Rodrigo Melo Gratuita e dirigida às cidades de Taubaté, Quiririm, São José dos Campos, Caçapava, Pindamonhangaba, Tremembé, Guaratinguetá, Lorena, Cruzeiro, Campos do Jordão, Santo Antônio do Pinhal e Ubatuba Impresso no parque gráfico da Resolução Gráfica Ltda. ATENDIMENTO AO CLIENTE: (12) 3632-3060 / (12) 98270-0018 - Rua dos Operários, 118 - Taubaté - SP Os artigos, matérias, opiniões e anúncios aqui publicados são de inteira responsabilidade de seus idealizadores, e não refletem necessariamente a opinião da Revista Vitti. Os conteúdos veiculados nos anúncios publicitários são de inteira responsabilidade dos anunciantes. É proibida a reprodução total ou parcial da revista sem autorização da Revista Vitti.

Cartas “Achei demais a reportagem sobre o golfe adaptado para deficientes que vocês publicaram. Incrível como a superação de barreiras é inspiração para tanta gente. Ver esse pessoal praticando esportes, num ambiente que parece ser delicioso, é bom demais. Parabéns pela pauta. ” Marcos Soriano, via Facebook “Sou devota de Frei Galvão e aplaudo muito o texto dessa edição que fala sobre o orgulho do Vale do Paraíba. Nosso Santo merece todas as homenagens e lembranças, pois é fonte de esperança e fé de tanta gente. Obrigada!” Maria de Fátima Mendes, via Facebook

“Lendo a entrevista com a Dra. Érika na edição de novembro, pensei em como é importante para nós, que por vezes passamos por dificuldades em momentos da vida, ter esse poder de superar e nos adaptar a uma nova realidade. Gostei bastante do que ela disse e com certeza vou ler o livro. Abraços.” Reginaldo da Silva, via Facebook

CAPA

Novembro, 2017

“Essa revista é maravilhosa. Que orgulho de ver amigos sendo notícia nas páginas da Vitti. Vocês merecem tudo de bom por esse lindo trabalho que fazem. Sou fã da revista. Beijos a toda a equipe.” Rosely Macedo, por email

CORREIO VITTI

Fale conosco: opine, critique e dê sugestões. Escreva para: redacao@revistavitti.com.br Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 5


Nossa equipe

Equipe

ISAURA SILVA

BENÊ CARVALHO

BRUNO MOURA

MONICUEE ALVEZ

Assistente, Vendas e Colunista

Diagramação e Criação

Vendas e Colunista Guará

RODRIGO MELO Distribuidor

Fotógrafa

Colunistas

AMANDA AYELLO Taubaté

GILBERTO FREITAS São José dos Campos

JOSÉ LUIZ Taubaté

LIGIA BALLOT Aparecida

FABIANA FERREIRA Esporte

6 | Vitti | revistavitti.com.br

Dezembro, 2017


UMA MATERNIDADE

COMPLETA PARA VOCÊ E SEU BEBÊ

A Maternidade do Hospital 10 de Julho® é a mais moderna e completa do Vale do Paraíba, com equipamentos e recursos de última geração e equipe multidisciplinar direcionada à humanização do parto e totalmente preparada para realização de partos de alto risco. Ÿ

Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ

Quartos humanizados PPP (Pré-Parto e Pós-Parto), equipados com banheira, bola, poltronas e berços aquecidos; U.T.I. Neonatal; Unidade de cuidados especiais neonatal; Isolamento; Berçário equipado; Ultrassom colorido 4D; Sonar; Lactário.

Recebemos visitantes todas as quartas-feiras, às 16h. Esperamos por você.

Av. Aristides Joaquim de Oliveira, 115 - N.S. Perpétuo Socorro - Pindamonhangaba, SP Dezembro, 2017

www.hospital10dejulho.com.br

(12) 3644-3400

revistavitti.com.br | Vitti | 7


especial

ARQUITETURA

Fotos: Leonardo Vicario

Lúcio Grimaldi (CEO da CASACOR Miami), Roberto Migotto e Ricardo Minelli

Roberto Migotto

O

Da Redação

arquiteto taubateano Roberto Migotto, reconhecidamente um dos maiores nomes da área no Brasil, foi um dos profissionais escolhidos para integrar o time da CASACOR 2017 em Miami, EUA. É a primeira vez que a tradicional mostra de arquitetura e decoração foi realizada na América do Norte. Confira a entrevista com Roberto Migotto que falou da satisfação de fazer parte dessa histórica CASACOR, do projeto assinado por ele, e da importância de levar a arquitetura brasileira ao público norte-americano. Vitti - Como surgiu a oportunidade de participar da CASACOR Miami? Roberto Migotto - A grande novidade da CASACOR para este ano é a sua estreia na América do Norte, em Miami, EUA. A mostra aconteceu no Brickell City Centre, projeto inovador de 450 mil m². O empreendimento foi projetado pelo escritório Arquitetônica para a Swire Properties, uma das principais incorporadoras internacionais de imóveis urbanos do Sul da Flórida. Fui convidado pela CASACOR para participar dessa nova emprei8 | Vitti | revistavitti.com.br

LÍvia Pedreira (presidente da CASACOR Brasil) e Roberto Migotto

tada com eles. Recebi o convite para fazer o living de uma das Penthouses. Vitti - Como foi formulado o formato da CASACOR Miami? R.M. - A CASACOR Miami ocupou três penthouses, dentro de uma das torres residenciais do empreendimento. Serão cerca de 20 ambientes ocupando em torno de 2 mil m². O Brickell City Centre engloba duas torres residenciais, dois edifícios comerciais contemporâneos, um estacionamento subterrâneo, o EAST, Miami Hotel e um shopping de luxo com as marcas mais reconhecidas do mercado. Como disse Livia Pedreira, diretora superintendente da CASACOR, a expansão para a América do Norte é um marco na história da mostra, que já esteve presente em outros cinco países da América Latina, mas a estreia nos Estados Unidos ampliará nossa presença global e o potencial de expansão da CASACOR. Vitti - Qual foi a inspiração para a criação do seu projeto na CASACOR Miami? R.M. – O nome do ambiente que criei é “Art Trend”. Nos inspiramos no Art deco e mobiliários e peças com

apelo mais vintage, sem deixar de ter um toque de brasilidade. As fotos, por exemplo, são todas do Brasil, desde a foto de Fernanda Naman até as fotos do Itamaraty e Auditorium Oscar Niemeiyer do Massimo Listri e algumas esculturas do Michel Contessa. Vitti - Há diferença entre expor para o público norte-americano e o brasileiro? Como você vê essa questão? R.M. - Não há diferença, o espaço foi criado para pessoas modernas e descoladas que apreciam arte e peças de antiquário do século XX. Vitti - Qual a sensação de estar participando da 1ª edição da principal mostra brasileira de arquitetura em solo americano? R.M. - Estou muito feliz por estar participando junto com a CASACOR em um marco da história da mostra. A estreia da CASACOR na América do Norte é algo realmente a ser celebrado, e com certeza já está na história da arquitetura brasileira. A satisfação é enorme. CASACOR Miami 2017 De 1º a 18 de dezembro de 2017 Brickell City Centre – Miami, Flórida – EUA. Dezembro, 2017


Foto: Craig Denis

Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 9


especial

ARQUITETURA

10 | Vitti | revistavitti.com.br

Dezembro, 2017


Foto: Craig Denis Mรณvel Time Jader Almeida - Artefacto Lustre - Michel Contessa Poltronas Heritage - Artefacto

Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 11


especial

ARQUITETURA

12 | Vitti | revistavitti.com.br

Dezembro, 2017


Foto: Craig Denis Parede revestida com Papel Orlean | Mesa Dom Pau Ferro e Bronze Mesa de acrílico - Get Together | Sofá Monsieur - Érea Foto Itamarati II, Brasília 2012 de Massimo Listri - Galeria Chroma Foto Auditorium Oscar Niemeyer, São Paulo, 2012 - Massimo Listri - Galeria Chroma Tapete nepalês de seda e lã, desenho do Arquiteto - Execução: Square Foot Poltronas Heritage - Artefacto, Vaso

Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 13


social

sTo. AnTonIo do PInhAl

50 Anos de Arquitetura de

Manoel Carlos de Carvalho

Fotos: Kadu Nascimento e Monicuee Alvez

Lançamento do Livro de 50 anos de Arquitetura de Manoel Carlos de Carvalho com a sua trajetória década por década. O coquetel aconteceu no Jardim dos Pinhais Ecco Parque, em Santo Antonio do Pinhal, onde reuniu amigos, familiares, parceiros e clientes.

O arquiteto Manoel Carlos e seus filhos: Manoel Carlos Junior, Sergio, Beto Carvalho e Paulo

Leda Carvalho, Manoel Carlos, Paulo Abud e Luciana

Beto Carvalho, Manoel Carlos, Junior e Adriane

Beto Carvalho, Antônio Duarte, Luisa e Manuel Duarte e Manoel Carlos

Leda Carvalho

Caio Neves e Barbára Martins

Manoel Carlos de Carvalho e Carlos Alberto 14 | Vitti | revistavitti.com.br

Ronaldo Rizzutti e Beto Carvalho

Manoel Carlos de Carvalho

Equipe Carvalho arquitetos: Rosana, Flavia, Silvia, Célia e Meireellen Dezembro, 2017


Sueli Furtado, Dr. Francisco Furtado, Dr. José Roberto Cortelli e Sheila Cortelli

Dr. Francisco Furtado, Sueli Furtado, Leda Carvalho e Manoel Carlos

Beto Carvalho, Eduardo Miguel e Manoel Carlos

Renato Neves, Manoel Carlos e Milena Neves

Fernanda Ayello, Angela, Ronaldo Fraga, Silvia Montesi e Jarbas Neves

Célia Moscardi, Manoel Carlos e Vanderlei Moscardi

Dirceu Migoto e Janice Migoto

Sueli Furtado, Dra. Lais Shoubia e Dr. Camilo Shoubhia

Dr. José Iânace, Manoel Carlos e Cláudia

Nilza Marcondes Gil e Dr. José Bernades Gil

Ronaldo Rizzutti, Délia e Beto

Manoel Carlos de Carvalho e Carmem Alvin

Lício Lins, Manoel Carlos de Carvalho e Paulo Ciolfi

Milena Neves e Fabiana Venzo

Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 15


             

arquitetura • engenharia integrada interiores • paisagismo carvalhoarquitetos.com.br | +55 12 3632.7633 16 | Vitti | revistavitti.com.br

Dezembro, 2017


O tempo é contínuo e segue sempre pra frente. E enquanto estamos presentes, juntos com o tempo, ilustramos nossa história em cada traço, formando o desenho de quem somos. E, provavelmente, esse desenho já não é o mesmo do começo de 2017 e também não será igual em 2018. Isso porque o tempo transforma, traz forma, traz e forma! E nós podemos continuar nos desenhando, de preferência a mão livre!

www.tempervale.com tempervale Dezembro, 2017

Tranformação: “fazer mudar de forma, de aspecto” do latim, TRANS - “através” + FORMARE - “dar forma”

Boas Festas!

É o que deseja, toda equipe

Vidros e Esquadrias de Alumínio

Fábrica:

Showroom Taubaté:

Showroom Mogi das Cruzes:

(12) 3631-5052

(12) 3631-5059

(11) 2668-7973

Av. Amador Bueno da Veiga, 2891

Av. Prof. Walter Taumaturgo, 659

Av. Lothar Waldemar Hoehne, 429

Condomínio Industrial Cilo

Jardim das Nações

Ponte Grande

Tremembé - SP

Taubaté - SP

Mogi das Cruzes - SP| Vitti | 17 revistavitti.com.br


especial

ARQUITETURA

Os empresários Ricardo Minelli e Fábio Berbari ofereceram um coquetel para os arquitetos do Vale do Paraíba e São Paulo para apresentar a Vitrine de Verão da loja Érea.

18 | Vitti | revistavitti.com.br

Dezembro, 2017


Fotos: Gilberto Freitas

www.erea.com.br

Arquitetos convidados de Ricardo Minelli e Fábio Berbari

Ricardo Minelli, Marcela, Roberto Migotto, Andrea Murao, Alfredo Kobbaz, Viviane Fortes, M. Fernanda San Martin, Fábio Berbari, Milena Aguiar e Gustavo Martins

Ricardo Minelli, Fábio Berbari e Roberto Migotto

Verena Matzen, Andrea Teixeira, Ricardo Minelli e Isabelle Tuchband

Gabriela, Arquiteta Ana Rozenblit e sua sócia Sabrina Borges

Arquiteta Andrezza Alencar, Ricardo Minelli e Arquiteta Andrea Teixeira

Marcela Vitti, artista plástica Isabelle Tuchband e Isa Sá

Dezembro, 2017

Al. Gabriel Monteiro da Silva, 2158 - Jardim Paulistano erea.casa São Paulo - SP | 11 3062.8590

revistavitti.com.br | Vitti | 19


Marcio Reis engenheiro

20 | Vitti | revistavitti.com.br

Ricardo Elias Filho arquiteto

Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 21


Venha à Casa da Fazenda e conquiste a Casa dos seus Sonhos! MÓVEIS EM MADEIRA DE DEMOLIÇÃO COM A MELHOR QUALIDADE

22 | Vitti | revistavitti.com.br

Dezembro, 2017


Taubaté Avenida Assis Chateaubriand, 109 Independência - Taubaté - SP Fone: (12) 3411-7217 Dezembro, 2017 Whatsapp: (12) 98805-2070

www.casadafazendamoveis.com.br taubate@casadafazendamoveis.com.br MoveisCasaDaFazenda casadafazendamoveis

revistavitti.com.br | Vitti | 23


especial

ARQUITETURA

Esquadrias de PVC Charme, praticidade e durabilidade são os atrativos do PVC, que vem ganhando cada vez mais espaço entre os profissionais da área

A

Da Redação

s esquadrias em PVC surgiram na década de 1950, a partir do esforço de reconstrução na Alemanha Ocidental no pós-Segunda Guerra Mundial. Com a escassez de madeira e a necessidade de um material durável, de baixa manutenção e, principalmente, isolamento térmico, desenvolveu-se uma formulação de PVC específica para atender estas exigências. No Brasil, as esquadrias em PVC foram introduzidas a partir da década de 1980, e desde então vem conquistando a preferência dos clientes por sua versatilidade, durabilidade e qualidade. “O PVC se torna um material nobre nas mãos de um bom fabricante”, ressalta Jayme Candido, da VIVAZ Portas e Janelas de PVC. Empresa com quase 10 anos de atuação com sede em Tremembé (SP), atuando nos mercados do Vale do Paraíba, Litoral Norte, Litoral Sul, Sul de Minas Gerais e em diversos estados brasileiros, a VIVAZ é testemunha do crescimento do uso do PVC na construção. A empresa contabiliza atualmente fornecimento de esquadrias em PVC para mais de 1000 obras em diversas regiões do Brasil. “As portas e janelas em PVC agradam os arquitetos porque é um produto que 24 | Vitti | revistavitti.com.br

não é datado. Ele não envelhece. Hoje temos um edifício em Taubaté projetado pelo renomado arquiteto Manoel Carlos de Carvalho, que tem mais de 25 anos de vida. E as janelas de PVC estão lá, conservadas e com estética moderna”, comenta Jayme Candido. O PVC não sofre nenhuma alteração de sua composição ou formatos originais por conta da ação do tempo. Calor, frio, vento, maresia, sol, nenhum fator natural age neste material de forma a envelhecê-lo ou desgastá-lo. Portas e janelas em PVC colaboram com o isolamento térmico e acústico, mantendo o ambiente interno em temperatura agradável. Há também possibilidade de trabalhar o material para aplicação de janelas antirruído. Hoje, o uso do PVC no mercado nacional da construção é consolidado, mas ainda há campo a ser explorado. “Apesar de ser um material de alta versatilidade em projetos arquitetônicos, qualidade garantida e durabilidade de décadas, ainda há uma resistência por parte de arquitetos e do público. Isso talvez por falta de conhecimento, e ainda por um predomínio de outros materiais, como alumínio e madeira. Mas é fato que quem adota o PVC para as esquadrias, não se arrepende”, diz

Jayme Candido, da VIVAZ. Com mais de três décadas de uso na construção brasileira, as portas e janelas em PVC continuam a inovar. Já há algum tempo que as peças em cores variadas tem feito muito sucesso. “Hoje há opções de cores que atende os mais diversos gostos de quem está construindo, e abre o leque de atuação dos arquitetos. Os profissionais que começam a trabalhar conosco e experimentam o PVC, dificilmente voltam a usar outro material”, reforça Jayme. Para o administrador de obras Décio Alexandre Pereira, que há 11 anos trabalha na região do Vale do Paraíba, o uso do PVC como material para portas e janelas já vem de longa data nos projetos realizados por ele. “Cerca de 90% das minhas obras são com portas e janelas em PVC. Os benefícios do material, em especial o isolamento térmico e acústico, além da durabilidade e garantia do fabricante, são tão evidentes que a satisfação dos clientes é total”, explica. Para ele, a aceitação do PVC tende a aumentar na medida em que o público tiver mais acesso a ele. “Sempre sugiro aos clientes que visitem imóveis com esquadrias em alumínio, por exemplo, e depois um com PVC. A diferença de conforto é evidente, e a escolha tende a ser pelo imóvel com PVC”, finaliza. Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 25


26 | Vitti | revistavitti.com.br

Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 27


28 | Vitti | revistavitti.com.br

Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 29


30 | Vitti | revistavitti.com.br

Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 31


especial

ARQUITETURA

Cor de 2018 as nossas apostas para o próximo ano

P

Da Redação

ara quem dá especial atenção às cores na hora de decorar, o fim do ano é o momento de atentar para quais as cores e tons que farão sucesso na próxima temporada. Aqui vão algumas dicas e informações que vão ajudar na escolha das cores dos ambientes. A Eucatex reforçou o mood do Gree32 | Vitti | revistavitti.com.br

nery, repetindo um Verde Eucalipto para o ano que vem. Já a Suvinil apostou nos tons terrosos ao adotar o Terra Roxa, um laranja queimado, defendendo a vontade de nos aproximarmos do que é natural e acolhedor. A Coral também acredita na força dos terrosos, e por isso escolheu um cinza rosado, o Adorno Rupestre. As marcas Sherwin Williams e a Lukscolor optaram por paletas que pro-

metem recarregar as nossas energias, porém mais puxadas para os azuis. A primeira, por exemplo, adotou o Melodia do Mar, um azul mais escuro, enquanto a segunda acredita na Reflection, que de tão acinzentado chega a confundir com um lavanda bem claro. Agora é só escolher aquela que melhor combina com o seu ambiente e com o seu estilo, e renovar tudo com novas cores. Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 33


Taubaté ganha empreendimento com a cara de São Paulo. A empresa L23 Arquitetura e Gerenciamento lançará no inicio de 2018 o L23 STUDIO HOME. Localizado na Vila São José, um dos melhores bairros da cidade. Planta compacta e funcional, acabamento de qualidade, 1 dormitório e vaga de garagem. “É uma tendência da Capital que está migrando para o Vale. Direcionado para pessoas que exigem um ambiente versátil moderno e de muita personalidade”, explica o arquiteto Nelson Oliveira autor do projeto.

L23

STUDIO HOME 34 | Vitti | revistavitti.com.br

Pré Lançamento - Visite o Decorado! PRONTO PARA MORAR!

Tel.(12) 99118-8285 I 98126-9191 Av. Cláudio José de Camargo,291, Vila São José, Taubaté. Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 35


especial

ARQUITETURA

Estação do Conhecimento Reforma recupera prédio histórico do armazém da Estação Ferroviária de Taubaté, que se tornará espaço cultural

Q

Da Redação

uem passa pelas cercanias da Rodoviária Velha de Taubaté, vê junto à linha férrea da antiga Central do Brasil – hoje administrada sob concessão pela iniciativa privada –, de frente para o bonito Parque Dr. Barbosa de Oliveira, as velhas instalações da Estação Ferroviária da cidade. Um desses prédios é o armazém, que no último mês de novembro foi reinaugurado, e agora passa a ser um espaço para eventos e atividades culturais diversas, batizado de Estação do Conhecimento, gerido pelo Instituto I.S. A estação está fechada ao público há 36 anos e o prédio do armazém estava 36 | Vitti | revistavitti.com.br

inoperante e abandonado desde meados de 1998, quando encerrou as atividades comerciais. Seu último uso foi como depósito de uma fabricante de cimento. Desde então, o local sofreu com a degradação do tempo e estava parcialmente destruído. A importância histórica da Estação Ferroviária taubateana se confunde com a trajetória do município. A estação é a única que está de pé desde o ciclo do café e surgiu, justamente, num período em que a produção do produto, principal fonte de economia da cidade até então, estava em decadência. A partir daí, Taubaté expandiu em outras fontes a geração de capital. Além disso, todos os passageiros que viajavam no eixo São

Paulo-Rio de Janeiro tinham parada obrigatória no município, o que tornou Taubaté bem conhecida, recebendo nomes como Dom Pedro 2º e a princesa Isabel. O projeto de restauro começou a tomar corpo em 2016. No entanto, o Instituto IS, que assumiu a administração do prédio, vem desde 2012 trabalhando para viabilizar a autorização de concessão do espaço, mediante restauro e reformas para a preservação desse patrimônio histórico. O projeto de reforma teve um custo aproximado de R$ 800 mil e teve apoio da Prefeitura Municipal de Taubaté e de mais de 70 investidores, entre empresas parceiras e pessoas físicas, que realizaram doações por meio da plataforma de arrecadação do sistema crownfunding. Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 37


especial

ARQUITETURA

Harmonizando iluminação e decoração em ambientes luz ideal faz toda a residenciais Adiferença na hora de decorar cada cômodo da sua casa

M

Da Redação

uita gente pode pensar que a função das lâmpadas é apenas iluminar os ambientes. Mas não é só isso. Escolher o tipo de iluminação mais adequada pode fazer uma diferença enorme, principalmente quando você for decorar o ambiente em questão com móveis, estantes e objetos. Dependendo do tamanho do cômodo e da disposição dos móveis, a iluminação pode tornar os espaços mais aconchegantes e muitas vezes até mais práticos. O primeiro ponto a se pensar é a cor da parede. Escolher cores escuras, por exemplo, vai demandar luz quente, em tom amarelado, para equilibrar a cor do ambiente. Sala de estar Ambiente de descontração e descanso - é recomendada uma iluminação indireta para que não atrapalhe a visão e nem reflita na televisão. Neste cômodo, devem ser usadas lâm-

38 | Vitti | revistavitti.com.br

padas LED dicroica, pois possuem um facho de luz mais focado e são fiéis às cores reproduzidas. Sala de jantar A iluminação precisa ser centralizada para que a claridade alcance toda a mesa. Nesse caso, a escolha do lustre precisa ser feita de acordo com o tipo de mesa. Se a mesa for de vidro, por exemplo, o ideal é escolher lustres em que as lâmpadas sejam viradas para cima, pois assim a iluminação fica mais difusa e indireta. Outra dica que deve ser levada em consideração é a altura entre o lustre e o tampo da mesa. Cozinha É o ambiente da casa que demanda uma iluminação mais forte e espalhada. Nesse caso, luzes fluorescentes brancas vão bem. Fitas de LED em prateleiras e armários também ajudam a clarear o ambiente. Quarto Cômodo que precisa de uma atmosfera mais aconchegante e relaxante. Nesse ambiente o ideal é apostar em uma iluminação mais suave

e que de preferência possa ser controlada. Luzes quentes (amareladas) proporcionam uma sensação mais agradável e acolhedora para o ambiente. Banheiro A iluminação precisa ser forte. Lâmpadas fluorescentes brancas costumam clarear todo o perímetro do espaço. Para o espelho, a dica é iluminar as laterais com iluminação difusas ou indiretas. Escritório Precisa ser claro. Nesse espaço da casa, a iluminação pode ser feita com luz fria. Jardim Nesse espaço, se houver, a iluminação busca focar nos detalhes, seja uma planta ou árvore. Para isso, pode-se usar uma halógena dicróica, com seu facho de luz focado, dará o diferencial e deixará o ambiente harmonioso e charmoso. Varanda Se houver uma área com churrasqueira, a iluminação precisa ser intensa. No caso de a varanda ser apenas um local de descanso, uma iluminação mais serena é a grande aposta. Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 39


especial

ARQUITETURA Fotos: Divulgação

Nossas cidades precisam de urbanistas

U

Por Mariana Maita

ma das maiores preocupações de um bom projeto é lembrar que, além de atender os desejos e necessidades do cliente e respeitar todas as regras e legislações vigentes, ele precisa se inserir no espaço comum com responsabilidade. Arquitetos precisam ser urbanistas também. Para discutir essa questão, que para mim é fundamental, vou usar a experiência profissional muito rica que tive na Irlanda, em um escritório de arquitetura em que trabalhei por dois anos e meio. Nesse período, conheci e vivenciei as regras para aprovação dos projetos e atribuo a elas a harmonia e cuidado que percebemos nas cidades europeias. Os projetos são aprovados por urbanistas – vale ressaltar que urbanistas e arquitetos têm formações separadas lá. O importante para o poder público é que o projeto se insira bem no contexto externo e respeite os arredores e a privacidade de quem lá estava antes; já o projeto interno e tudo que dele deriva fica a cargo das decisões entre arquiteto e proprietário. Um detalhe interessante é que a apresentação do anteprojeto, para ser liberado para o processo de aprovação, deve necessariamente ilustrar o contexto em que será inserido, ou seja, como ele será visto nos dois lados da rua, junto ao cenário já existente. 40 | Vitti | revistavitti.com.br

O respeito à vizinhança contido no projeto é analisado na aprovação; é preciso que as aberturas não coincidam com as existentes circundantes. Devem ser respeitadas distâncias mínimas e ângulos; se o vizinho já estava lá, ele tem o direito à privacidade e é preciso comprovar no projeto que isso será respeitado. É preciso também que os vizinhos estejam de acordo com o projeto. Ele fica disponível para verificação e durante três dias a notificação pública da intenção do projeto é publicada em jornais específicos; se houver qualquer objeção por parte dos vizinhos, a prefeitura paralisa a aprovação para que uma comissão avalie as restrições. As construções consideradas arquitetura vernacular – aquelas em que se verifica o emprego de materiais e recursos do próprio ambiente em que a edificação é construída e configuram objeto importante por apresentar caráter local ou regional –devem ser incorporadas pelo novo projeto. Mais que isso, e muito importante ressaltar, as que têm valor arquitetônico ou histórico são preservadas com extremo rigor e nunca abandonadas sem manutenção. A grande diferença que percebo entre essa postura e a que normalmente tomamos nas cidades brasileiras é que, nas belas cidades europeias, a

preocupação está não só no conforto e resguardo dos direitos dos cidadãos que já estão acomodados regularmente, mas principalmente na harmonia da composição da rua e da cidade. Ou seja, contrariamente ao nosso processo de aprovação, o autor do projeto pode fazer o que o cliente quiser na área dele, particular, desde que fique harmonizado com a rua em que ele está inserido e respeite a paisagem que é de todos. Por tudo isso, e muito mais, sem medo de errar, posso afirmar que nossas cidades precisam de urbanistas, o que são, aliás, todos os arquitetos por formação. Mariana Maita é Arquiteta e Urbanista de Guaratinguetá, e há mais de duas décadas propõe a discussão das questões urbanas.

Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 41


especial

ARQUITETURA

As MElhoREs TEndÊnCIAs dE dECoRAção PARA 2018 Tapetes Statement

O

momento não é dos tapetes lisos, discretos e que usam apenas uma cor ou material. A evolução da tecnologia têxtil aliada ao retorno da valorização das técnicas manuais faz com que apareçam tapetes que mais se assemelham a obras de arte que um acessório de decoração. O visual se une ao tátil para trazer uma experiência nova.

N

Almofadas com alto-relevo

a hora de criar uma peça, não é só o visual que conta. É preciso lembrar que o tato é um dos sentidos mais poderosos na nossa relação com o mundo. Por isso, surgem tecidos que, além de deixarem a casa mais bonita, surpreendem com delicadeza ao apostarem em texturas e relevos, como a técnica do matelassê.

42 | Vitti | revistavitti.com.br

N

Jardim Particular

ão é mistério para ninguém que as plantas voltaram a ser as protagonistas de casa. O momento é de pazes com a natureza e o conceito de floresta urbana ganha força. Para deixar a vida do jardineiro da cidade mais fácil, os designers pensam em uma infinidade de elementos cheios de charme e funcionalidade.

R

Millennial Pink

osa! A cor chega em 2018 como uma das favoritas dos profissionais de criação. Além de ser atual e cool, ele funciona muito bem com a paleta da vez: os tons terrosos.

Dezembro, 2017


S E EQ O | M ÁQ U IN A

S H OW R O O M

IM P E C ÁV E L CABAME NTO A | E D A D LI QUA

| M ÃO D E O

C E LA M E S IV O S | P A R LU C X E S O T E RA ZO | PROJ TREGA NO P N E | E D A D Q U A LI

NTO E SPE C

OC EDÊ NC R IM E IR A | P R P E D S O T N U IP A M E

TO | AT E N D IM E N

Dezembro, 2017

DE

IA | A LT A

revistavitti.com.br | Vitti | 43


especial

ARQUITETURA

oRgAnIzAndo sEUs dIsCos CoM EsTIlo

J

Da Redação

á faz alguns anos que o hábito de ouvir música em discos de vinil tem retornado ao gosto do público. Desde os entusiastas de longa data, até os jovens que buscam essa incrível experiência de ouvir música de forma analógica, o mercado de discos tem mostrado crescimento, tanto no Brasil, quanto em outros países. Com isso, as coleções vão crescendo, e ter um bom espaço para guardar os seus bolachões é primordial. Para não ficar só nas velhas estantes tradicionais, trouxemos aqui algumas dicas de móveis muito bem pensados. Eles têm total funcionalidade para guardar os discos de forma adequada, evitando quebras, empenamentos e ação de umidade. E não deixam de ser peças de decoração incríveis. Coloque o móvel em uma região arejada, longe dos raios solares, para que seus discos sejam mantidos com carinho e durem para sempre. Estipule sua própria forma de categorização para conseguir encontrá-los com mais facilidade: separe por gênero, para depois arrumá-los em ordem alfabética e/ou cronológica. Pense, mude, e aposte em uma linda estante própria para guardar sua coleção de discos. Além de acomodar suas preciosidades musicais, eles podem compor um ambiente bonito e com a sua personalidade.

44 | Vitti | revistavitti.com.br

Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 45


especial

ARQUITETURA

PoR QUE UTIlIzAR CAdEIRAs ERgonÔMICAs? móveis desse tipo trazem mais Conforto, segurança e produtividade para os profissionais. aCerte na esColha na hora de montar seu esCritório

46 | Vitti | revistavitti.com.br

D

Da Redação

entro de qualquer ambiente de uma empresa ou escritório, a cadeira é uma peça muito importante, pois ela irá determinar o ritmo de trabalho de quem a utiliza, fazendo com que o mesmo tenha uma maior produtividade, com um nível de cansaço reduzido e com maior concentração. Assim, antes de se adquirir uma cadeira, é necessária uma pesquisa para saber qual a melhor opção para a função em questão. Existem inúmeros modelos, com os mais variados mecanismos de ajustes. Cabe a quem está adquirindo, estudar cada uma para conferir o desempenho e a funcionalidade, evitando futuros aborrecimentos e desperdício. Na hora de escolher as cadeiras, atente para os itens: Pés, Pernas, Braços, Assento, Encosto e Rodízios. Esta questão de adequar o corpo ao mobiliário durante a jornada de trabalho fez com que houvesse a necessidade de se criar uma norma regulamentadora, que estabelecesse parâmetros que proporcionassem conforto e segurança para os profissionais, a fim de evitar problemas de saúde. Assim, foi instituída em 1990, a NR-

17, da ABNT - a qual tem como objetivo "estabelecer parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas dos trabalhadores, de modo a proporcionar um máximo de conforto, segurança e desempenho eficiente". Segundo esta norma (que trata de vários assuntos, dentre eles sobre os equipamentos dos postos de trabalho), as cadeiras devem possuir os seguintes requisitos: Altura ajustável à estatura do trabalhador e à natureza da função exercida; Características de pouca ou nenhuma conformação na base do assento; Borda frontal arredondada; Encosto com forma levemente adaptada ao corpo para proteção da região lombar. Devido a sua utilização, são muito importantes os mecanismos de ajustes que compõe as cadeiras, pois estes ajudarão a diminuir os efeitos do cansaço diário do usuário, proporcionando mais conforto. Investir em boas cadeiras para seu escritório pessoal, ou para os empregados de sua empresa, é investir em qualidade de ambiente, e melhores resultados. Há modelos de diversos formatos, tamanhos e cores, que vão casar perfeitamente com o seu estilo. Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 47


especial

ARQUITETURA

dECKs ModUlAREs dE MAdEIRA

O

Da Redação

s decks de madeira são uma ótima solução para quem procura praticidade e versatilidade. São fáceis de montar, permitem criar desenhos diferenciados no piso, trazem aconchego para ambientes internos e externos e ainda facilitam pequenas reformas, já que o material pode ser reaproveitado. É feito com tiras de madeira aparafusadas a uma base plástica de alta resistência (diferentes marcas podem apresentar materiais e sistemas diferentes). Possui um sistema de encaixe inteligente, mantendo a madeira em um nível acima do solo, prolongando sua vida útil e facilitando a limpeza e o escoamento da água. 48 | Vitti | revistavitti.com.br

Vantagens Instalação Rápida e Fácil: não é preciso ser carpinteiro para instalar os decks, você mesmo poderá realizar esta tarefa. As placas são facilmente transportadas e encaixadas (sem exigir o uso de ferramentas específicas); Produto Versátil: é possível fazer alterações rápidas, reformando o espaço com facilidade. Ele combina com vários outros revestimentos; Produto Resistente: as madeiras normalmente recebem tratamento e são resistentes ao tempo. É possível inclusive estacionar um carro sobre as placas; Produto Sustentável: por sua facilidade de reuso é considerado ecologicamente correto. Geralmente são fabricados a partir de madeiras de reflorestamento.

Onde Utilizar? Em ambientes internos, é indicado para sacadas, jardins de inverno, salões de jogos e churrasqueiras, banheiros e spas. O desnível entre os ambientes interno e externo geralmente permite um bom acabamento visual, nivelando a sacada com os cômodos internos da residência. Para quem mora em apartamento, o acabamento da madeira permite a criação de um local de descanso, confortável e acolhedor. Também são muito indicados para quem tem um imóvel alugado, pois poderá levar o material quando se mudar. Em ambientes externos, é indicado para piscinas, varandas, detalhes de paisagismo e paginação de pisos.

Dezembro, 2017


EXPORTAÇÃO - REVENDA - DISTRIBUIÇÃO • Madeira Perfilada e Tratada; • Diferentes dimensões em comprimento e diâmetro; • Exclusivo sistema de encaixe entre toras; • Projetos desenvolvidos disponíveis; • Suporte técnico e adequações de projetos para o uso da madeira; • Treinamento e Montagem; • Exportação de tábuas serradas e peças roliças.

Contatos: www.madeirasustentavelbrasil.com.br emerson.silva@madeirasustentavelbrasil.com.br / contato.msb@madeirasustentavelbrasil.com.br Telefones: (12) 3426 -0119 - (12) 99774-7342 – (12) 98829-0401 Endereço: Avenida Itália, 30 / Sala 02 - Jardim das Nações – Taubaté – SP – CEP 12030-212 Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 49


especial

ARQUITETURA

PoRTAs dEslIzAnTEs PRé-FAbRICAdAs dE VIdRo CURVAdo PERMITEM VIsTAs IMPREssIonAnTEs

N

Da Redação

ascido de um sistema de portas de vidro deslizantes e curvas, e inspirado por sua potencial presença na natureza, esta casa adota novas tecnologias e as utiliza de uma maneira inteligente e bonita. Lumishell é uma colaboração entre um jovem engenheiro e arquiteto, Christophe Benichou e a Lumicene, uma empresa que desenvolve janelas de vidro curvas e reversíveis. O resultado é uma pequena

50 Untitled-5 | Vitti | 1revistavitti.com.br

unidade pré-fabricada que capitaliza a natureza das janelas curvas para gerar espaços de estar e dormitórios. A casa rola em si mesma, criando privacidade entre as três áreas e permitindo a rotação total das janelas, que podem girar para abrir cada ala para o exterior. O efeito é uma espécie de pavilhão curvo, tipo casulo. Privado e aberto, compacto e arejado, espelhos estão estrategicamente colocados para trazer as vistas panorâmicas para dentro e conversar com a pele revestida de

alumínio do exterior. As imagens do projeto localizam intencionalmente a casa dentro de paisagens surreais e lindas, dando-lhe uma sensação de estar em outro mundo. A simplicidade do projeto se estende ao processo de instalação - não há necessidade de fundações e a casa será fabricada fora do local, transportada por caminhão ou container e montada em quatro a cinco dias. Uma única superfície plana capaz de receber o peso da estrutura é o único requisito.

22/11/2017 10:35:47 Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 51


especial

ARQUITETURA

A Energia Solar Integrada à Arquitetura

A

Da Redação

construção civil tem um importante papel por ser um dos setores que mais impactam o meio ambiente, responsável por 40% do consumo de energia mundial e, ainda, 50% das emissões de CO2, tornando-se a maior fonte geradora de resíduos de toda a sociedade. No Brasil, os edifícios consomem 44% da energia elétrica, que, por sua vez, 50% deste total são de con-

52 | Vitti | revistavitti.com.br

sumo em edificações residenciais. Tendo isso em vista, engenheiros e arquitetos, diante dos diversos problemas ambientais, tem elaborado projetos que visam a sustentabilidade, otimizando recursos naturais. Além de atitudes ecologicamente corretas, uma planta sustentável agrega valor ao imóvel e ainda colabora para um futuro melhor. Quando se fala em projetos mais preocupados com o meio ambiente e de maior sustentabilidade, o que vem à men-

te é o uso do sistema fotovoltaico, que tem sido adotado e incorporado a diversos projetos em função da sua versatilidade, não só pela economia, como também, por sua estética. Diversas construções modernas têm adotado o uso de placas fotovoltaicas em seus telhados e fachadas. No Brasil, quatro dos doze estádios que foram usados na Copa do Mundo 2014 foram equipados com painéis solares em sua cobertura. Um deles é o Mineirão, em Belo Horizonte (MG), que foi o primeiro estádio da Copa 2014 a possuir um sistema fotovoltaico em sua cobertura, com cerca de seis mil painéis solares, ocupando uma área de cerca de 11,5 mil m² e dispondo de uma potência instalada de 1,4MW, opera desde maio de 2013. Os sistemas fotovoltaicos incorporados às edificações têm conquistado seu espaço no mercado brasileiro, bem como já são amplamente utilizados em vários países do mundo. Sistemas de energia solar minimizam custos, contribuem para a redução de impactos, otimizam recursos naturais, agregando valor ao imóvel gerando sua própria energia e contribui para um futuro melhor.

Dezembro, 2017


especial

Renato Elkis (Reprodução)

ARQUITETURA

Revestimento de material vulcânico reproduz nas piscinas tons iguais aos do mar

P

Da Redação

ara fugir das convencionais pastilhas azuis, ou daquele visual manjado de “piscina de clube”, e fazer bonito no jardim de casa, uma ótima opção diferenciada é uma pe-

Dezembro, 2017

dra vinda da Indonésia, batizada por aqui de Hijau. De origem vulcânica, a pedra Hijau lisa possui propriedades terapêuticas que conduzem à sensação de bem estar. Seus diversos tons de verde se intensificam em contato com a água,

destacando sua incrível beleza. Por ser um revestimento natural, seus componentes podem gerar em algumas peças uma aparência acobreada, que a torna especialmente indicada para projetos de piscinas, paredes, espelhos d’água, saunas e spa. Sua peculiar característica são as irregularidades e volume provenientes de sua natureza intocável, transferindo um visual impactante ao revestimento. Em contato com a água, seus diversos tons de verde se intensificam, conferindo a essa pedra um aspecto de rara beleza. Em comparação com pastilhas de vidro ou com cerâmica, o material tem saído na frente também pelo aspecto mais uniforme, passando uma continuidade aos olhos. Isso acontece porque os rejuntes ficam mais discretos, não tão aparentes. Como as pastilhas são pequeninas, a argamassa entre elas chama mais atenção e, com o tempo, pode acabar ficando encardida.

revistavitti.com.br | Vitti | 53


especial

ARQUITETURA

O que é automação residencial?

A

Da Redação

automação residencial é o uso da tecnologia para facilitar e tornar automáticas algumas tarefas do dia a dia, que em uma casa comum ficaria a cargo de seus moradores. Com sensores de presença, temporizadores, um simples toque em um botão do keypad, tablet ou um simples celular é possível acionar cenas ou tarefas pré-

54 | Vitti | revistavitti.com.br

-programadas trazendo maior praticidade, segurança, economia e conforto para o morador. O mesmo pode proporcionar aos seus utilizadores o conforto antes não imaginado pelo fato ser facilmente adaptado a qualquer utilidade doméstica, sendo desse modo uma tecnologia de expansível e flexível onde o próprio habitante designa como será beneficiado com essa automação. Entre os prin-

cipais acrescimentos estão no conforto, otimização do tempo causado pela diminuição das tarefas rotineiras e principalmente pela segurança e seus aspectos. Entre diversos sistemas de automação o TOUCHLIGHT é um dos melhores e mais práticos sistemas de automação residencial existentes no mercado, com o melhor custo beneficio, é o produto de entrada da automação. O TOUCHLIGHT é composto por painéis de vidro touch screen e uma central de controle que comandam toda a sua casa ou apartamento. Os painéis dão elegância a qualquer ambiente e não requerem alteração na estrutura de sua casa ou apartamento. Simplesmente substitua seus interruptores por TOUCHLIGTH e controle toda sua iluminação com um simples toque. A central TOUCHLIGHT smart é uma central de automação com IR e RF que permite controlar TV, receiver, projetor, TV a cabo, painéis de iluminação, persiana, alarmes e portão de garagens. Facilitando assim vida de toda a sua família. JR SOM Taubaté - REVENDA AUTORIZADA E ESPECIALIZADA.

Dezembro, 2017


Nelson Oliveira - Artista Plástico Natural de São Luiz do Paraitinga, f rmado em Arquitetura pela fo UNIT U, UNITA U desde 2013 faz f parte do Atelier De Etser referencia ref em a r te s n o Va l e d o Pa r a í b a . F z parte dos Artistas da galeria Fe Miriam Badaró em Ta T ubaté.

Artista do V Vale do Paraíba se destaca no cenário artístico.

A

rtista plástico Nelson Oliveira natural de São Luiz do Paraitinga, vem se destacando no cenário artístico com mostras nacionais e internacionais; expôs em Portugal, Espanha e Itália. Dezembro fez uma exposição individual no SESI São José dos Campos com curadoria do artista George Guthich; em 2017 no mesmo espaço ocorreram exposições de Salvador Dalí; do contemporâneo Bispo do Rosário; e do grupo da semana de arte moderna, T Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti e outros. A mostra no SESI teve boa visitação e ótima crítica. A abertura contou com a presença dos amigos, colegas artistas, Dezembro, 2017

críticos e dos apreciadores de arte da região. Segundo o Crítico de Arte Mário Gravem Borges que já foi presidente interino do MAM Campinas, a pintura de Nelson carrega uma sensação indescritível, mas poderosa de propósito. Ele reafirma o elemento tátil e sensorial na maior parte da arte visual (a alternância educada de superfícies e texturas, por exemplo), mas, mais significativamente, aponta para afi f nidades com a metafí fi f sica de fí signifi f cados subj fi b etivos onde mito, bj lendas e do sagrado pode ser inferida, mas nunca exausted. Nelson Oliveira diz que está muito feliz pela crítica positiva, pois isso mostra

que está no caminho certo em sua busca de sensibilizar as pessoas. “Mário Borges conseguiu expor com palavras exatamente o que tento passar com meu trabalho; além de critico também é artista e com tantos anos dedicados as artes e uma sensibilidade ímpar consegue fazer a leitura da obra de arte como poucos”. Nelson agradece a seu mentor o artista George Guthich, “Ele é fundamental para minha evolução, tem grande responsabilidade por tudo de bom que está acontecendo, agradeço muito por sua generosidade”. Quer saber mais sobre o artista visite o site www.nelson-oliveira.net.

revistavitti.com.br | Vitti | 55


Fotos: Monicuee Alvez

A Revista Vitti e Super Mkt realizaram entre os dias 23 e 26 de novembro, no Taubaté Shopping, o Super Feirão do Imóvel, onde as construtoras apresentaram lançamentos e oportunidades para potenciais clientes. Agradecemos a parceiria da Rádio Metropolitana e Taubaté Shopping e o apoio da Sollus Paisagismo e Carambola Brinquedos para Playgrounds.

João Antonio, Silvio Sanzoni, Ivonete, Silvia e Zé Roberto

Dalva, Fernando, Anderson, Priscila, Junior, Felipe e Elisabete

Enrico, Giueseppe, Mauro, Junior e Felipe

Carlos, Marcelo e Barbara

Marcela, Silvio e Ivonete

Silvio Sanzoni e Zé Roberto

Marcela Vitti e Marcelo Hespaña

Eduardo Faustino e Mariana

Cadu Severo e Isabella

Junior, André Guedes e Felipe

Janaina, Mariana, Elisabete e Priscila

Daves, Silvia e Junior

Vagner, Gustavo e Tony

Roberto, Dilma, Marlene e Antônio

Taís e Isabella

56 | Vitti | revistavitti.com.br

Dezembro, 2017


Realização:

Apoio:

Isabella, Gisele, Tamara, Janaina, Cadu e Viviane

Renao, Adriana, Edilene e Rafael

Equipe Novolar

Eduardo, Felipe e Daves

Silvio Sanzoni, Paulo Abud e Davi

Gabriele, Gabriela e Ivonete

Dezembro, 2017

Daniela e Isaura

Roberto, Suely, Davi e Antônio

Promoters Metropolitana

Luizinho e Andréa

Av. Bandeirantes, 5050 – Independência – Taubaté (12) 3681-1323 www.gruposollus.com.br

Marcelo, Geovane e Ricardo

Marcela e Samantha

revistavitti.com.br | Vitti | 57


58 | Vitti | revistavitti.com.br

Dezembro, 2017


“Nosso maior objetivo dentro do São Lucas é torná-lo um lugar onde as pessoas se sintam bem recebidas e bem tratadas. A UTI Neonatal é o primeiro passo de um grande trabalho que pretendemos fazer aqui. Tudo isso só é possível graças ao comprometimento de toda equipe para que possamos entregar o melhor serviço para Taubaté e toda região.”

“É uma felicidade imensa integrar a equipe do São Lucas, uma instituição com excelência profissional. Quando me chamaram para coordenar essa equipe e trazer uma proposta de inovação, encarei esse desafio e vendo o resultado desse trabalho conjunto, feito com coração, sentimento e doação, eu me sinto muito realizada e feliz.”

“Falo não só como Secretário de Saúde da cidade de Taubaté, mas também como um dos médicos dessa instituição. Meu desejo, como médico e cidadão taubateano, é que tenhamos um hospital de qualidade e excelência na prestação de seus serviços e, por isso, estou extremamente feliz com o resultado desse projeto que hoje se torna realidade.”

Guilherme Whately Paiva Superintendente do Hospital São Lucas

Dra. Érica Skamarakas Coordenadora da UTI Neonatal

Dr. João Ebram Neto Secretário de Saúde de Taubaté

Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 59


60 | Vitti | revistavitti.com.br

Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 61


Saúde

Dermatologia

o resgate do lado médico Por Dr. Érico Pampado Di Santis

N

esse último mês do ano valem as retrospectivas em todos os aspectos de nossas vidas. Merecemos reflexões sobre nossa saúde, nossos hábitos, nossa espiritualidade, família, fi nanças, estudos, objetivos, sonhos, etc. A nossa especialidade, a dermatologia, também passa por um momento de reflexão. É claro que a reflexão depende das pessoas e neste caso dos dermatologistas. Por meio de seus diretores e sócios, a Sociedade Brasileira de Dermatologia - SBD, uma das maiores e mais antigas sociedades de classe médica do Brasil, tem questionado suas ações. A SBD, juntamente com a Folha de S. Paulo, no mês do outubro, organizou o “Fórum Saúde da Pele”. Membros do Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde e da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), de associações de portadores de doenças dermatológicas e 62 | Vitti | revistavitti.com.br

da própria SBD, debateram sobre o maior órgão do corpo humano, a pele. Doenças que atingem a pele como psoríase, hanseníase, câncer, pênfigos, entre outras, precisam da nossa atenção, assim como receberam a nossa atenção os problemas estéticos nesses últimos anos. A cosmiatria teve um crescimento fenomenal, o que foi muito bom. O tratamento cosmético resgata a autoestima e melhora a qualidade de vida dos pacientes. A dermatologia deve continuar crescendo nos tratamentos cosméticos, na utilização das tecnologias, nas aplicações de toxinas botulínicas e preenchedores, até porque nossa formação é ímpar, são anos de estudos focados na pele que nos permite realmente conhecê-la e assim poder tratá-la de maneira singular. Todos os aspectos da pele devem ser cuidados pelo dermatologista. A pele é um órgão extremamente complexo além de ser a interface entre o meio ambiente e as estruturas internas do corpo humano. A população merece ter este conheci-

mento e, assim, os pacientes terem a ciência a quem recorrer para tratar qualquer problema com a pele. As doenças que afetam a pele podem causar enorme estigma social. A acne nos jovens, a psoríase e a hanseníase tendem a isolar o doente. A pele pode mostrar que alguma coisa não está bem por dentro no nosso corpo. Tanto da parte física quanto emocional. Contem conosco! Os dermatologistas se dedicam anos aprendendo como a pele é formada, como as doenças afetam a pele do ser humano. Com isso, adquirem um raciocínio e uma habilidade para lidar com as doenças que afetam a pele e de como tratá-las. Respeite a sua pele, é o seu maior órgão. Saiba que nos dedicamos ao estudo especializado e nossa maior preocupação é cuidar bem de você e de sua pele. Dr. Érico Pampado Di Santis é médico Dermatologista. CRM: 96546/RQE: 21582 Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 63


Social Taubaté

Inauguração Acta Medicina Diagnóstica

Fotos: Monicuee Alvez

Aconteceu no dia 09 de novembro o coquetel de inauguração da nova sede da Acta Medicina Diagnóstica. Localizado no bairro Jardim das Nações, em Taubaté, o novo prédio foi apresentado aos convidados, que puderam conferir de perto as modernas instalações da Acta.

Gabriela, Natalia, Dra. Andrea e Dr. Marcos

Dr. Alberto Kobbaz, Dra. Glaucia, Dra. Yasmin, Dr. Marcos e Dra. Gabriela

Dr. Paulo e Dr. Marcos

Dr. Frederico, Dr. Marcos, Dr. Gregorio e Dr. Edson

Dr. Marcos, Valéria e Dr. José Renato

Dra. Sheila, Dra. Andrea e Dr. Érico

Dr. Sergio e esposa, Dr. Wilson Vieira e esposa, Dra. Sandra, Dra. Rejane e Dr. Jackson

Dr. Wilson, Dr. Caio e Dr. Frederico 64 | Vitti | revistavitti.com.br

Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 65


Viagens

Rotary Clube promove o Prêmio Jovem Destaque

Ação dá a jovens carentes a chance de participar do programa de intercâmbio do Rotary

O

Da Redação

programa de intercâmbio de jovens do distrito 4600 do Rotary Clube, que abrange a região que vai de Guararema (SP) até Três Rios (RJ), passando pelo Litoral Norte paulista indo até Angra dos Reis (RJ), já proporcionou a milhares de pessoas a experiência de viajar e viver no exterior. Somado a essa tradição, o Rotary tem ainda uma ramificação desse programa, que é o Jovem Destaque – Prêmio Benedito Olegário Rezende Nogueira de Sá. Trata-se de uma ação onde jovens de baixa renda de toda a região que faz parte do distrito 4600 disputam a chance de viajar pelo programa de intercâmbio do Rotary. Cada Clube fez uma seleção interna e destacou um representante para a final, que reuniu 16 jovens. Eles foram avaliados por meio de uma prova abrangendo conhecimentos rotarianos, conhecimentos gerais, gramática (português e inglês), além de entrevistas. Dessa avaliação, foram escolhidos dois jovens para a viagem de intercâmbio: Ana Carolina Maria de Souza, de 17 anos, moradora de Taubaté; e Solany Teixeira do Nascimento, de 16 anos, moradora de Caraguatatuba. Elas passarão 66 | Vitti | revistavitti.com.br

pelos mesmos ritos dos demais jovens que viajam pelo programa do Rotary, incluindo treinamento para a vivência no exterior, e receberão uma “mesada” para custear seus gastos durante o período de intercâmbio. Ana Carolina e Solany embarcarão para suas respectivas viagens em agosto de 2018. “O intercâmbio se torna algo ainda mais interessante com a presença desses jovens, que não teriam a chance de pagar por uma viagem. Será para eles uma experiência de vida única e de crescimento pessoal, que com certeza renderá frutos e ajudará na formação social deles. Proporcionar a esses jovens de baixa renda a chance de fazer o intercâmbio é um dos objetivos mais nobres e importantes do Rotary Clube”, explica Edésio Santos, ‘Chairman’ do Programa de intercâmbio de Jovens do Rotary.

MEMÓRIA ROTARYANA: “O Brasil é minha segunda casa!” dinamarquesa Emma Wollesen, 22, viveu no Brasil por meio do programa de intercâmbio de jovens do Rotary Clube entre 2012 e 2013, quanto tinha 17 anos. Ela lembra do período com muito carinho: “Minha experiência morando em Taubaté foi muito boa. A vida aí é diferente da Dinamarca. No Brasil há mais sol, comida diferente, cultura diferente e um idioma que eu não conhecia. Um país cheio de coisas boas. Tive duas famílias, primeiro a Renata e Flavio Groh. Depois Edésio Santos e Margareth Toth. Eles me ensinaram o idioma e em 3 meses eu conseguia conversar. Hoje falo português quase fluentemente.”, relata a estudante de obstetrícia que hoje mora na cidade de Aabenraa, na Dinamarca. Emma fala também do que sente falta do Brasil: “Na Dinamarca não tem churrasco, que eu amo! Além disso, os brasileiros fazem com que eu me sinta sempre bem-vinda. O Brasil é minha segunda casa agora!”, diz. Sobre a importância do Rotary Clube nesse processo de aprendizado e vivência no Brasil, Emma destaca que a instituição deu a ela a possibilidade de viajar também dentro do Brasil com outros intercambistas. “O programa do Rotary me permitiu aprender a cultura brasileira e me deram as melhores famílias do mundo, que eu vou ter para sempre comigo. O intercâmbio nunca acaba, é para sempre!”, finaliza. Edésio Santos, do Rotary Clube de Taubaté, esteve presente na 75º edição do EEMA, que reuniu representantes do programa de intercâmbio de Jovens de todo o mundo. O evento foi realizado em Varsóvia, na Polônia e reuniu os “Chairman”, que são as pessoas que coordenam os programas de intercâmbios de jovens dentro de seus respectivos distritos no mundo. Dezembro, 2017


1

09/11/17

18:41

vmp8.com

AF_QUA-0078-17--An Revista VITTI--21x14cm.pdf

Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 67


68 | Vitti | revistavitti.com.br

Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 69


Vitti Acontece

Susi, Jaqueline, Cristiane, Karen e Patrícia No dia 22 de novembro aconteceu o coquetel de aniversário de 3 anos da Experimento Intercâmbio Taubaté.

Ticiane Pinheiro e Paula Gomes Paula Gomes recebeu o casal Ticiane Pinheiro e César Tralli no Sans Souci Bistrô, em Campos do Jordão, onde ofereceu um jantar de pré-casamento. Thais se deliciando com a alta gastronomia do restaurante Auá Gastronomia, em São José dos Campos.

Gabriela Junqueira participou do programa da Claudete Troiano na TV Aparecida, onde mostrou diversas receitas de sucos e vitaminas funcionais, em Aparecida.

Anna Maria sempre em boa companhia de sua mãe Hele foram assistir a peça "Cantando na Chuva", em São Paulo.

Vivi, Vanda Cursino, Natalina, Charles e Sebastião organizaram um jantar Árabe para arrecadar fundos para o Banco de Leite Humano, em Taubaté. André Guedes teve a felicidade de encontrar depois do show feito no Sesc Taubaté, o cantor Frejat curtindo a noite taubateana.

Luiz Fernando se deliciando na formatura da sua neta Julia, acompanhado pelos seus filhos, em Taubaté. 70 | Vitti | revistavitti.com.br

Mauricio, Leda, Luiz Fernando e Liane Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 71


Vitti Acontece Lucas e Ana Regina aproveitando suas férias no Sea World Orlando, na Flórida - EUA.

Alessandra, Adriana, Priscilla, Janete, Paola, Carina e Luciana

Paula e seus amores: Gunther e o bebê Enzo.

Sandra, Fabiana, Denise, Ana Claudia e Irene

As amigas Tânia, Carolina e Cecília prestigiando a exposição de arte da amiga Claudia em Ubatuba, que aconteceu no Hotel Ubatuba Palace. Toshie participou da procissão do dia de São Francisco Xavier, que foi abençoada pelo Padre Fred, em Taubaté.

72 | Vitti | revistavitti.com.br

Wine2All organizou um Curso de Vinho para mulheres no Santa Figueira, em Tremembé.

Dezembro, 2017


Social Taubaté

Murad Store

Fotos: Monicuee Alvez

No dia 24 de novembro aconteceu a inauguração da mais nova loja fidelidade da Malwee, a Murad Store, no centro de Taubaté.

Ricardo, Rayhan, Oswaldo, Denise, Munna e Massoud Murad

Cris, Denise, Palmira e Grasi

Ana Lucia, Denise e Dani

Denise, Rita e Rê

Patrícia e Denise

Bel, Denise e Harley

Equipe Murad Store: Erick, Mari, Gabi, Denise, Rê e Tai

Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 73


Negócios

A complexa

tarefa de ser

chefe

A

Por Arcione Viagi

carreira profissional é revestida de diversas nuances e todas elas acabam evoluindo para uma decisão importante e muitas vezes prematura. Continuar em uma carreira técnica cujo resultado depende só de nós, ou aceitar o desafio de ser representante dos donos e começar a fazer a diferença na formação de equipe como Conhecimento, Habilidade e Atitude (CHA), para atingir a produtividade necessária para tornar a empresa melhor e mais competitiva. Essa decisão é complexa porque, na maioria das vezes, somos preparados para sermos bons técnicos, mas pouco instruídos para sermos gestores. Porém, somos impelidos a assumir funções para as quais não somos preparados motivados pelos salários maiores e pelo status associado ao cargo. Existe nas empresas uma preocupação crescente com as promoções sem o devido preparo, porque é alto o percentual em que se perde um bom técnico e se promove um chefe despreparado e que não terá vida longa na empresa. Se considerarmos a dificuldade de obter bons profissionais e o tempo que se investe para integrá-lo, o risco de se promover alguém despreparado é grande. No serviço público não é diferente, mas como na maioria das vezes os cargos são transitórios (comissionados), somen74 | Vitti | revistavitti.com.br

te a instituição sofre com os maus chefes, que acabam atrapalhando mais do que ajudando a obter a eficiência necessária para o bem servir. Sem considerar quanto é pernicioso o fato de que na maioria das vezes existe um enorme fator político influenciando nas escolhas. Antes da Ciência da Administração, existia um pensamento de que ser bom administrador era um “dom supremo”, nato em cada um dos poucos que surgiam e faziam a diferença. Hoje, porém, a Ciência auxilia na formação de profissionais que se formam originalmente como administradores ou se especializam para acompanhar o crescimento na hierarquia de uma empresa ou organização. Porém, ainda é uma decisão de cada um, porque não existe o pré-requisito para ocupar cargo de gestão. Nas empresas privadas o problema é parcialmente resolvido com a profissionalização da gestão em todos os níveis, de forma que fica implícito que para crescer é essencial que cada um busque uma complementação profissional. Basta vermos que hoje é normal um recém-formado nas mais variadas graduações ingressar em especializações, MBAs e mestrados profissionais, muitos deles voltados para a gestão de empresas e organizações. Falta ainda encontrar a forma mais adequada para implantar essa filosofia no serviço público, pois existe uma mescla de estabilidade e política que ainda imperam sobre outros fatores, como a

qualidade do atendimento ao cliente, a produtividade, a eficácia, a eficiência, o retorno sobre o investimento, o bem-comum, a transparência entre muitas outras questões. Posso dizer que dei sorte porque enfrentei o preconceito no início da carreira e ao invés de me acomodar fui atrás de diferenciais, especializando-me em gestão administrativa financeira e produção em umas das poucas escolas que, 30 anos atrás, já formava os principais gestores do Brasil, a Fundação Getúlio Vargas. Por isso recebi uma boa dose de formação e experiência, convivendo com muitos diretores e herdeiros de empresas, o que me possibilitou entender a importância do equilíbrio entre o Conhecimento, a Habilidade e Atitude – CHA. Devido a esse caminho trilhado, pude acumular bons exemplos de transformação em empresas, negócios e pessoas, mantendo o profissionalismo acima de tudo, com transparência, respeito, assertividade, focado em resultados e acima de tudo assumindo os riscos necessários para o bem da empresa. Hoje, estou assumindo um novo desafio, oferecendo meu conhecimento, habilidade e atitude para recuperar uma instituição que está na minha vida e de centenas de milhares de pessoas, espero fazer jus a confiança que precisarei ter para executar esse trabalho. Arcione Viagi é consultor empresarial. vitalconsultoria@gmail.com Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 75


Economia

A indústria 4.0

A

Por Thomaz Wood Jr

história da industrialização é marcada por ondas, embaladas por avanços tecnológicos e mudanças socioeconômicas. A primeira onda foi fi lha do século XVIII, com o início da mecanização. A segunda onda tomou forma no século XIX, com a introdução da energia elétrica e do sistema de produção em série. A terceira onda chegou no século XX, com a disseminação da eletrônica e da automação. A quarta onda é aqui e agora, com o que experts denominam de fusão entre o mundo físico e o mundo virtual. A nova onda foi prontamente abraçada por grandes empresas de consultoria. McKinsey, BCG, PWC e Deloitte já usam sua retórica sedutora-ameaçadora usual para empacotar conceitos e supostamente ajudar executivos e empresas na difícil transição. Descontados a pirotecnia e o abuso do jargão, há, no fundo, questões relevantes a considerar. O termo “indústria 4.0” surgiu na Alemanha, como resposta de política industrial desse país altamente industrializado à ameaça concorrencial da China. Refere-se à reorganização dos processos industriais com base em alta tecnologia e em subsistemas que se comunicam de forma autônoma entre si ao longo de toda a cadeia produtiva. Digitalizar uma cadeia produtiva significa investir em automação e comunicação e criar um espelho virtual do mundo real, fazendo com que os vários subsistemas se comuniquem entre si e 76 | Vitti | revistavitti.com.br

otimizem todo o ciclo produtivo. Explorar a cadeia virtual pode gerar ganhos substantivos em termos de redução de ciclos, produtividade e racionalização de recursos. As mudanças tecnológicas envolvem robótica, redes de comunicação, processamento maciço de dados e uso de algoritmos sofisticados para apoio à tomada de decisão. Nada disso é novo, mas o barateamento dos recursos chegou a tal ponto que começa a viabilizar aplicações. O relatório de um grupo de estudos comissionado pelo Parlamento Europeu, veiculado em 2016, reconhece que a nova onda implica mudanças substantivas na tecnologia e nos modelos de negócios, podendo impactar empresas de todos os portes. A nova onda demanda também mudanças nas relações entre os agentes que compõem as cadeias produtivas, as quais nem sempre são amigáveis. A operação em rede exige que os elos – fornecedores, fabricantes, distribuidores e varejistas – operem de forma integrada. Confiança e cooperação são, portanto, essenciais. O impacto sobre o trabalho pode também ser substantivo. A digitalização exige mão de obra qualificada. O aumento da produtividade com frequência leva à redução dos quadros operacionais. Por outro lado, a otimização da cadeia produtiva tende a reduzir o consumo e o desperdício de recursos, contribuindo para a sustentabilidade. O aumento da competitividade tende a gerar riqueza para a sociedade em geral. O movimento afeta diferentemente em-

presas grandes, médias e pequenas. As empresas grandes têm maior capacidade de investimento e maior acesso à tecnologia, mas sofrem, frequentemente, com a inércia gerada pela mentalidade e processos existentes. As empresas médias e pequenas sofrem com a falta de recursos, mas costumam ter maior liberdade e necessidade para testar novos conceitos e ideias. Qualquer que seja o porte, a criação de um modelo sólido de negócios é essencial e deve anteceder qualquer decisão de investimento em tecnologia. Ondas de mudanças costumam deslocar os centros de poder nas cadeias produtivas. Posições antes dominantes, que no passado permitiam gerar lucros invejáveis e prosperar, podem desaparecer. O ocorrido nas últimas décadas em diversos setores serve de alerta para aqueles que ainda não foram atingidos, e que sentem a ameaça de se tornarem a bola da vez. Nem banqueiros escapam. A transição para o maravilhoso (ou não tão maravilhoso) mundo digital não é trivial. É preciso mudar tecnologia, estratégia, processos, práticas e pessoas. Os quadros profissionais, da média gestão aos operários, nem sempre bem informados e frequentemente mal alinhados, podem resistir, passiva ou ativamente, ao movimento. O risco de não embarcar tende a ser maior do que o risco de embarcar. Thomaz Wood Jr é doutor em Administração de Empresas e professor da FGV. Artigo originalmente publicado na Carta Capital. Dezembro, 2017


A primeira, maior e melhor Escola de Ciência da Computação para crianças e adolescentes do Brasil.

CHEGAMOS EM TAUBATÉ!

FAÇA SUA PRÉ-MATRÍCULA E GARANTA UM DESCONTO ESPECIAL PARA 2018

E SEMANA D

PRÉLA MATRÍCU

De 11/12 a 30/12

Faça a sua pré-matrícula pelo site taubate.supergeeks.com.br/prematricula

ou pelos telefones

(12) 3512-7439 |

(12) 99128-9419

Cursos para crianças de 5 a 16 anos.

Alguns dos cursos disponíveis:

DESENVOLVIMENTO DE GAMES 2D

Dezembro, 2017

os 100 primeiros pré-inscritos vão poder escolher um BRINDE ESPECIAL no momento da matrícula!

ROBÓTICA

PROGRAMAÇÃO NO MINECRAFT

SuperGeeks Taubaté

Av. John F. Kennedy, 50 - Jardim das Nações

YOUTUBER E EDIÇÃO DE VÍDEOS

Programação e Robótica para crianças e adolescentes.

revistavitti.com.br | Vitti | 77


Social Taubaté

Whats up!

Por Amanda Ayello amandaayello@gmail.com

Laisa Barbosa e Daniel Fermi A 1ª edição da You Need! Sunset, na Fazenda Bela Vista, em Pindamonhangaba.

Paula Marques

Priscila Rodrigues

Karina, Mello, Lucas Quintanilha, Carol Mello, Rose Mello, Marina Ayello, Sabrina Mello e Amanda Ayello Li Chacon, Stephanie Vierno e Fernanda Vierno

Marina e Fran Agostini A Arezzo comemora a chegada do alto verão num coquetel que reuniu amigas e clientes.

Ana Gianini, Marina Ayello, Miriam Palmeira 78 | Vitti | revistavitti.com.br

Bruno Vierno e Stephanie com os filhos Felipe e Pedro 18 de novembro foi dia de comemorar o aniversário de um aninho do fofinho Felipe. Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 79


Social Taubaté

Viver! Alexandre Janousek

O cantor Frejat incendiou o público com um showzaço no Sesc Taubaté no dia 23 de novembro com sua nova turnê Tudo Se Transforma.

Por Isaura Silva isaurasilva@revistavitti.com.br

Lucas do Nascimento conclui a faculdade de jornalismo com o fechamento do curso apresentando um livro fotorreportagem sobre a dupla sertaneja Fernando & Sorocaba. Sucesso em sua carreira, amigo!

Renato Frade

As amigas foram curtir dias de descanso em Nova York, o click foi no parque linear High Line, área cult da cidade.

Adriana Vieira, Márcia Beringhs, Cássia Furtado e sua mãe Gleci, Thaís Negrini e sua mãe Cristina, Viviane Fortes e sua mãe Hercília

Lizete, Guilherme, Marcela e Carlos Eduardo O casal escolheu o espaço P9 Ubatuba para trocar alianças e celebrar o amor.

Fotos: Monicuee Alvez

Sérgio, Camila e Dulce A empresária Dulce promoveu no dia 11 de novembro em sua galeria, o Bazar Stylia e Talentos com profissionais de diversas áreas para um save the date. Cada um com seus produtos puderam apresentálos aos visitantes do bazar.

80 | Vitti | revistavitti.com.br

Fernando, Ricardo, Elias e Luiz Fernando Os amigos colocaram o pé na estrada em uma aventura de moto até Punta del Este no Uruguay, na foto Reserva do Taim/RS. Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 81


Social Taubaté

Flash

As amigas Giovana Valério e Agnes Narezi curtindo a noite no Madame Surtô Cabaré, em Taubaté.

Por José Luiz de Almeida luizinho-cafe@hotmail.com facebook.com/luizinholanches

À espera da Heloísa, os papais Mariane Ribeiro e Anderson Costa oficializaram a união em uma cerimônia emocionante em Ubatuba. Muita luz e amor para vocês!

A Autolimp ministra cursos de polimento full detail aqui em Taubaté. Na foto Alex Orcini, Ivonilson, Sidinei, Anderson, Marcos Haik (proprietário e mestre dos cursos Autolimp), Patrícia Orcini e Marcio Rana. Parabéns pelo belo trabalho e muito sucesso!

Inaugurou em Taubaté, no Via Vale a Superhot, uma loja cheia de novidades do mundo fitness. O coquetel de inauguração contou com a presença VIP de Thalita Vieira, Gracyane Barbosa e Carol Saraiva. Taubaté teve sua estação de trem reformada que agora se chama estação do conhecimento. Parabéns aos idealizadores do projeto, já é um sucesso. Na foto Rodrigo Teixeira, Luizinho e Ortiz Jr. Os queridos Rodolfo Bona e Renata Lanziloti curtindo o amor, no Santa Figueira, em Tremembé.

Inaugurou em Taubaté a Murad Store, a loja é uma multimarcas e está recheada de novidades. Oswaldinho Cabral, Denise Murad, Munna e Luizinho. Parabéns Denise, muito sucesso! 82 | Vitti | revistavitti.com.br

Dezembro, 2017


Social Taubaté

Night Fever

Fotos: Luizinho

E assim encerramos mais um ano de muitas festas. Não poderia ser diferente: sábado, 23 de dezembro, estaremos no TCC com a última Night Fever "Ho Ho Ho". Desejamos um Feliz Natal e um ótimo 2018 para todos os nosso amigos festeiros!

Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 83


Social São José dos Campos

Atitude News

Por Gilberto Freitas gilfreitasff@hotmail.com

Dr. Amadeu Henriques Netto e Iara Faria na confraternização de final de ano da Prestomed. Lidiane Zampieri Vergilio, Michelle Rodrigues e Virginia Grassi inauguraram mais uma Track&Field, agora, no CenterVale Shopping, em SJC. A Rede Vale Construir fez confraternização no Colonial Plaza Hotel, em Pindamonhangaba.

Antonio Carlos Perpetuo e Ana Claudia Mello comemoraram o sucesso da Supera. Bruno Maciel e Ariane Rodrigues com Ana Luiza Porto na inauguração da Ouvi Biju.

Carlos Vilhena Silva e Silvia Regina Cardoso Paiva na confraternização da AEA SJC. Lisandra Vitti, Maralize Nunes e Manoela Bartini em festa Backtie, Pátio Eventos, em SJC.

Marcio Teruya da Mega Vale Cosméticos reuniu convidados vip na edição de SP da MR MOO. 84 | Vitti | revistavitti.com.br

Dezembro, 2017


CASTELO NACIONAL INN

Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 85


Social Aparecida

Abalou

Por Ligia Ballot liballot@hotmail.com

Fotos: João Athaíde

Beldades lindas e Floridas em uma tarde linda. Arrasaram!

Juliana e Cida Nicoli na Doce Decor Wedding

Muita emoção no casamento de Ana Paula e Odilon. Felicidade sempre!

Erasmo Ballot

Ariela, Marion e Harumi à frente do evento lindo Doce Decoração Wedding que aconteceu no Restaurante Luciana Valadão. Impecável!

Alessandra charleaux curtindo a época mais charmosa de Nova York. Que delícia!

Leilane e Daniel curtindo ao lado da linda Alice os preparativos para seu primeiro aninho. Muita saúde, linda!

86 | Vitti | revistavitti.com.br

Eduardo Miranda curtindo a família e um merecido descanso depois dos mais de 25 anos de Rádio e Tv Aparecida! Boa sorte nessa nova etapa da sua vida! Dezembro, 2017


Turismo

África do Sul

U

Por Eduardo Matera

m lugar fascinante, com atrações para todos os gostos, além de um povo muito alegre e acolhedor. Essa seria uma frase para definir a África do Sul. Um país que conta com três capitais – Pretória (capital Executiva), Cidade do Cabo (capital Legislativa) e Bloemfontein (capital Judicial), 11 idiomas oficiais, 9 províncias e mais de 56 milhões de habitantes. Tive a oportunidade de conhecer a África do Sul em dois momentos. Em 2009, pouco antes de ser anfitriã da Copa do Mundo de 2010 e agora em setembro de 2017. Nas duas vezes fiquei encantado com as cidades, a história, a cultura e o povo sul-africano. Em 2009, desembarquei na cidade de Johannesburgo, conheci este grande centro comercial e industrial do país e em seguida fi z um safari pelo Kruger Park. Um dia todo, à procura do “Big Five” – Leão, Elefante, Rinoceronte, Búfalo e Leopardo. Uma experiência incrível e uma sensação indescritível ver estes animais selvagens a poucos metros. Dezembro, 2017

Após esta experiência no Kruger, voei para região mais ao sul, onde se encontra a Cidade do Cabo (Cape Town). Uma das cidades mais bonitas que já conheci. Praias lindas, paisagens deslumbrantes e uma das 7 Maravilhas da Natureza – a Table Mountain (Montanha da Mesa), com um visual maravilhoso de toda região. Outro local incrível da cidade é o Water Front – um complexo de entretenimento, que conta com restaurantes, lojas, hotéis, shopping, museus e várias outras atrações. Hoje é um dos pontos turísticos mais visitados da África do Sul. Perto da cidade também, e para os bons apreciadores dos vinhos sulafricanos, existe a Rota dos Vinhos com várias Vinícolas que podem ser visitadas. Saindo da Cidade do Cabo, indo em direção ao sul pode se conhecer a praia dos pinguins de Simon´s Town. Seguindo ainda mais ao sul, encontra-se o Cabo da Boa Esperança – o antigo Cabo das Tormentas que Bartolomeu Dias foi o primeiro a dobrar em 1488. Quem não se lembra disso das aulas de história? Nesta segunda oportunidade em 2017, percebi que o país continua se desenvolven-

do, aproveitando o investimento feito na Copa de 2010 e apostando muito no turismo como fonte para este crescimento. Revi vários locais que já havia visitado da primeira vez em Cape Town, além de vários outros locais fantásticos, como a Caverna Cango em Oudtshoorn, a cidade de Knysna e seu Water Front muito charmoso. Próximo a estas cidades, está a famosa Jeffreys Bay, onde acontece uma das etapas do mundial de surfe. E para finalizar com chave de ouro uma experiência no Kariega Reserve – uma reserva fantástica, com vários tipos diferentes de hospedagens e um safari sensacional. Não é à toa que o destino está sendo muito procurado por turistas do mundo todo. Muitos brasileiros têm visitado o país. E muitos, colocando o destino como sua próxima viagem. Gastronomia, vinhos de ótima qualidade, locais fantásticos e valores acessíveis. Além de tudo isso, um povo com uma alegria contagiante e orgulhoso do desenvolvimento e da liberdade do seu país. Orgulhosos da sua história e de seus líderes recentes que lutaram e proporcionaram essa liberdade aos sulafricanos. Sem dúvida, vale muito a pena uma visita. revistavitti.com.br | Vitti | 87


Social Guará

Erasmo Ballot

Guará em Pauta

Por Benê Carvalho benecarvalho@revistavitti.com.br Erasmo Ballot

O querido Casal Dieguinho Fernandes e Elenita Monteiro trocaram alianças no dia 01/11 no 500 Hotel e Golf, em Guará.

Davi Barbosa

Ana Fernandes

Mariana Maita e Rodolfo Araujo estão à frente da nova loja Tanto Revestimentos, recém inaugurada em Guará.

A ex-modelo, jornalista e mãe de 3 filhos, Ju Bertrand, acaba de lançar um canal na internet, onde entrevista profissionais e dá dicas sobre o universo mãe e mulher.

Leandro , Benê, João Rafael e Rodrigo

Ana Fernandes

A equipe do Wine Consulting realizou um belíssimo evento no dia 11/11 no 500 hotel e Golf. O Vale Wine Experience foi uma feira de vinhos que atraiu muitos amantes e entendidos do assunto de toda região. A arquiteta e paisagista Mirela Bonfim, inspirada na riqueza das formas, luz e sombra e também nas memórias das casas onde viveu e passou a infância, brinda o sucesso de sua linda loja de decoração no centro de Lorena.

Mateus Soares

Márcia e Luciano Barreto comemoraram o primeiro aninho da encantadora Maria Luz no dia 4 de novembro, em Guará.

A foto "Mulher Quilombada" do fotógrafo João Athaide, foi umas das 10 premiadas entre 1000 imagens de 73 paises no Concurso "Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)" de 2017, realizado pela ONU no Japão. 88 | Vitti | revistavitti.com.br

Beto Lorena comemora o sucesso do seu salão em sua cidade natal. Dono de uma carreira de sucesso, foi aprendiz de Carlos Carrosco, atendeu modelos internacionais em eventos de moda e também trabalha para TVs Regionais. Hoje atua nos salões em SJC e Lorena. Dezembro, 2017


Social Taubaté

Exposição Luiz Consorte

Fotos: Monicuee Alvez

Vernissage da Exposição de Luiz Consorte que trouxe como tema "Nada é Oculto que Não seja Revelado", que aconteceu no Restaurante Vivá, em Taubaté.

Luiz Consorte

Marta e Luiz Consorte

Dezembro, 2017

Luiz Consorte e José Velloso

Performance de Hemelly Gleice

Regina e Dona Cidinha

revistavitti.com.br | Vitti | 89


Gastronomia

STOLLEN DE NATAL

O

Por Rafael Ferro

Stollen é considerado a principal iguaria servida no Natal e não pode faltar na mesa austríaca e de outras culturas de língua alemã. Possui história própria e significado cristão. Também pode receber o nome de Christstollen (remetendo seu formato ao Menino Jesus embrulhado na manjedoura). Segundo a organização do Dresden Stollen Festival, festa que acontece desde 1700 em Dresden, na Alemanha, o primeiro foi assado na corte real saxônica em 1427, já com intensão

Ingredientes:

120 ml de leite morno 10g de fermento biológico seco 50g de açúcar 2 ovos 200g de manteiga sem sal amolecida 450 a 500g de farinha de trigo 1 pitada de sal 1/2 colher de chá de essência de baunilha Especiarias a gosto (cravo, canela, cardamomo, noz moscada) 100 ml de rum ou outra bebida de sua preferência 100g de passas brancas 100g de passas pretas 200g de frutas cristalizadas 150g de amêndoas grosseiramente picadas (ou nozes, ou avelãs) Açúcar confeiteiro para finalizar 90 | Vitti | revistavitti.com.br

de ser uma receita festiva. Atualmente, o Stollen mais famoso da Alemanha continua sendo feito em Dresden, por apenas 150 confeiteiros homologados e vendido, na época do Natal, na feira da cidade. O Stollen é tema do mais famoso Festival da Cidade: tem até eleição da Miss Stollen e a produção de um Stollen Gigante, que chega a pesar 4000 Kg. Stollen é uma espécie de pão fermentado que recebe no seu preparo leite, açúcar, manteiga, farinha de trigo, raspas de limão e vanilla. Adicionado à massa ainda vão: casca de laranja cristalizada

(orangete) e cascas de frutas cítricas (zitronat), passas brancas e escuras, nozes, amêndoas, avelãs, castanhas e marzipan (opcional). A receita rende um Stollen enorme (cerca de 1,5 kg), ou 2 médios (750g) ou 3 pequenos (500g). É trabalhoso, demanda tempo (quase 4 horas no total), mas ainda assim é mais fácil do que o seu concorrente Panetone. Rafael Ferro é Chefe de cozinha e Professor do curso de Gastronomia da Universidade do Vale do Paraíba. Contato: rafaelferro@univap.br

Modo de preparo:

Na noite anterior, deixe as passas hidratando no rum. Dissolva o fermento no leite morno, com metade do açúcar. Deixe descansar por uns 10 minutos. Coloque a farinha, o restante do açúcar, o sal e as especiarias em uma tigela grande. Faça um buraco no centro e junte o leite com fermento. Junte os ovos batidos e a manteiga e comece a incorporar tudo, até formar uma massa homogênea que não gruda nas mãos (coloque um pouco mais de farinha se necessário). Sove a massa por 10 minutos (na mão ou na batedeira com gancho para massa). Em uma bancada polvilhada com farinha, coloque a massa e abra-a bem com as mãos. Coe as passas (descarte o rum) e passe um pouco de farinha nelas para secar. Coloque as amêndoas, as passas e as frutas cristalizadas no meio da massa e feche. Com cuidado, comece a sovar a massa, para distribuir bem as frutas. Deixe a massa descansar em uma tigela coberta, em local protegido, por uma a uma hora e meia, até dobrar de volume. Volte a sová-la por alguns minutos e divida-a nas porções desejadas. Modele no formato do stollen e coloque em uma forma grande, forrada com papel manteiga. Cubra com um pano e deixe descansar por mais uma hora, até crescer novamente. Aqueça o forno a 180 graus e leve os stollen para assar até ficarem dourados. Deixe esfriar em uma grade. Ainda morno, salpique açúcar confeiteiro na superfície e sirva sozinho ou acompanhado de sorvete ou chantilly. Dezembro, 2017


Reflexão

Amor, Compreensão, Compaixão Agora e sempre em todos os Natais

N

Por Juliana Bueno

ão espere a idade avançada, o fim das ilusões e do materialismo que ainda nos envolve, para olhar ao seu redor e enxergar o que se passa. O enorme sofrimento de milhares de pessoas poderá então ser conhecido e conscientizado por sua mente distraída, e pela indiferença do seu coração. Viva sempre com sensibilidade e emoção, em todas as épocas do ano, em todas as fases de sua vida na Terra. Eu sei, você acredita que nunca foi indiferente ao sofrimento alheio. Eu acredito também nos seus esforços diários para ajudar os familiares principalmente, nas fases mais difíceis e dolorosas. Mas, também sei que sempre podemos fazer mais. A situação da Terra neste momento pede para todos nós um gigantesco esforço de compreensão e união. Estas três palavras: amor, bondade e compaixão precisam estar presentes no seu cotidiano, atuantes, agindo de maneira o mais prática possível. Importante também a compreensão, sem julgamento, sem critica, aprendendo realmente a “se colocar no lugar do outro”. Neste Natal e neste novo ano que se inicia, no meio de tantas festas, presentes e guloseimas, vamos praticar de fato a verdadeira caridade, uma compreensão real sem cobranças, sem exigir tanta gratidão.

Dezembro, 2017

Colaborar às vezes com alguma quantia financeira pode resolver, mas certamente não vai amenizar o sofrimento moral de uma pessoa, a carência afetiva, a solidão ou mesmo a depressão que costuma aumentar muito nesta fase do ano. Por outro lado, receberemos em troca a energia de paz e alegria interior dos Mestres e dos Anjos. E principalmente estaremos vivendo fi nalmente, na mais autêntica sintonia com o Mestre Jesus, o grande homenageado desta época, nunca é demais lembramos disso. Estes seres divinos, em dimensões mais evoluídas do que esta em que vivemos, vivem exclusivamente para ajudar as pessoas, sem jamais desistirem. E em qualquer época do ano. Esses “nossos irmãos” mais evoluídos e mais preparados, sabem e acreditam que também podemos e devemos ajudar. Eles confiam, sem nunca desistir, no nosso potencial de bondade, amor e compaixão. Este potencial que foi tão bem desenvolvido e praticado pelo Mestre Jesus. E por outros Mestres que passaram pela Terra. Cada um de nós, com certeza, encontrará a melhor maneira de fazer isso. Durante os festejos de Natal especialmente as oportunidades não faltam. E entre elas a oração precisa estar sempre presente. Não permita de forma nenhuma que sua ceia, sua alegria e gratidão nos festejos do Natal com sua família possa acontecer

sem uma prece sincera, repleta de amor por aqueles que sofrem. Por aqueles, que sequer tem um panetone para repartir. O mundo inteiro precisa de nós. Procure conhecer a situação de miséria e sofrimento de muitos povos em todo o nosso planeta. Inclusive no Brasil, como todos sabemos. Jornais e revistas têm denunciado, em matérias longas e bem compreensíveis. Cada um de nós pode fazer a sua parte, através de orações, doações, amor e compreensão para com aqueles que estejam sofrendo. E também com alguma contribuição financeira, por menor que seja, que possa amenizar o sofrimento de milhares de pessoas, crianças esquálidas, que desmaiam e morrem de fome todos os dias. Colabore, enfi m da melhor maneira possível, mantendo-se em sintonia, conscientizado e sensibilizado com todos estes dramas que se desenvolvem na Terra. Ficar indiferente diante deles é algo que realmente não devemos mais nos permitir. Está ai o Natal, com todas suas alegres e “fartas” comemorações. Uma grande chance de abrir o coração, enriquecer a alma ajudando, socorrendo nossos irmãos que sofrem. Juliana Bueno é escritora e jornalista. Seu mais recente livro é “Uma Vida Bipolar” (Besouro Box / www. besourobox.com.br) revistavitti.com.br | Vitti | 91


Religiosidade

Jesus: um Deus refugiado Em época de celebração natalina, vale uma reflexão sobre a necessidade de olhar pelos refugiados de todo o mundo

F

Por Osvaldo Meca

ala-se, em algumas tradições teológicas, que Jesus passou por um processo de dupla Kénosis (o ato de esvaziar-se de si): se esvazia de sua realidade divina para assumir uma condição humana (conforme o texto de Fl 2, 6 – 7, Jesus “tinha a condição divina, mas não se apegou a sua igualdade com Deus. Pelo contrário, esvaziou-se a si mesmo, assumindo a condição de servo e tornando-se semelhante aos homens.”); e dentro da condição humana, se encarna em um cenário de inúmeras privações (segundo o texto de 2Co 8, 9, Jesus “embora fosse rico, se tornou pobre por causa de vocês, para com a sua pobreza, enriquecer a vocês.”). Mas, Jesus, que já nasceu pobre, enfrenta o que eu chamo de uma terceira Kénosis: a necessidade de se refugiar. “Levante-se, pegue o menino e a mãe dele, e fuja para o Egito! Fique lá até que eu avise. Porque Herodes vai procurar o menino para matá-lo. “José levantou-se de noite, pegou o menino e a mãe dele, e partiu para o Egito. Aí ficou até a morte de Herodes” (Mt 2, 13 – 15). 92 | Vitti | revistavitti.com.br

A situação de Jesus como referida na sagrada escritura é contemplada pelo conceito de refúgio dos dias atuais: deixar seu país de origem por conta de uma grave e generalizada violação de direitos humanos, ou ser perseguido devido raça, religião, grupo social, orientação sexual etc., a fim de garantir sua vida e integridade física. Ou seja, um refugiado não se refugia porque opta, mas porque não tem escolha onde está. Assim como Jesus, muitos refugiados que se encontram em grandes centros, campos, e nos perigosos caminhos via terra ou mar (todos se lembram da imagem do menino Aylan que foi encontrado afogado em uma praia da Turquia) para encontrarem uma condição digna de vida, saem de seus países de origem sem nada, ou com muito pouco. No local que os recebem, nem sempre há uma acolhida fraterna: muitas vezes, por conta da língua, as pessoas refugiadas não encontram um grupo, vivem sós, não trabalham; são alvo também de preconceitos e violência. Em muitos casos, os reveses da região são automaticamente associados à chegada de refugiados, e

continuam sendo perseguidos, excluídos, marginalizados. Se fosse hoje, Jesus, Maria e José teriam dificuldade de encontrar um local, pois muros e cercas impediriam a passagem. Muitos também não têm a mesma graça da Sagrada Família, e no momento de fugir, não conseguem ficar unidos ou se perdem. Nesse Natal é também tempo de fazer memória desse Menino Jesus que nasce tendo que fugir, esse Deus refugiado. E que possamos nos sensibilizar com as dificuldades de nossos irmãos e irmãs refugiados, que tentam reencontrar a esperança de uma vida em paz em outras terras; que a nossa única mensagem seja de acolhida, diante de tanta perseguição e guerra que já passaram, e que o Menino não precise mais se refugiar, mas simplesmente nascer. “Não oprima o refugiado: vocês conhecem a vida do refugiado, porque vocês foram refugiados no Egito” (Ex 23, 9). Osvaldo Meca, 27, é integrante do Movimento Juvenil Dominicano, participa do Anchietanum. Texto publicado em teologialibertacao.wordpress.com Dezembro, 2017


Memórias

A Águia de Taubaté

C

Por José Diniz Júnior

om 14 anos a menina Joana Martins Castilho, pilotava um Bucker, avião alemão especializado para acrobacias no Aéro Clube de Taubaté. Queira sentar-se que lá vem história. Seu pai deu-lhe autorização para que experimentasse um voo ao lado do insDezembro, 2017

trutor Astério Braga. Foi assim que tudo começou. Astério era brevetado no Brasil para pilotar aviões, título conferido pelo Aéro Clube da capital paulista. No ano de 1940, Joaninha concorreu ao primeiro Campeonato Nacional do Rio de Janeiro. No ano seguinte, 1941, consagrou-se Campeã Absoluta de Acrobacias, trazendo para Taubaté o cobiçado título

da Aviação Civil. A ‘Águia de Taubaté’, como foi apelidada, chegou a receber das mãos do então presidente da República, Getúlio Dornelles Vargas, o troféu, diante dos oficiais da Aeronáutica. Joaninha foi casada com Almerindo D´Alessandro e faleceu em 1991, chegando a emprestar seu nome a uma marca de refrigerantes fabricado em Taubaté. revistavitti.com.br | Vitti | 93


Carros

Chevrolet Equinox ganha nova versão

SUV médio estreia em versão mais acessível, porém com o mesmo motor 2.0 turbo da configuração Premier

O

Da Redação

Chevrolet Equinox desembarcou recentemente no mercado brasileiro e já é um dos carros mais procurados pelo público amante dos modelos SUV. Antes encontrado somente na versão Premier, agora o crossover também passa a ser oferecido na configuração LT. Ela chegou às concessionárias no final de novembro por R$ 134.900 trazendo alguns itens compartilhados com a Premier, como sistemas de pré-pressurização dos freios, de vetorização de torque, o controle de balanço do reboque, da atenuação de capotamento e de alerta de esquecimento

94 | Vitti | revistavitti.com.br

de pessoas ou objetos no banco traseiro, além da central multimídia MyLink com tela sensível ao toque de 8”e conectividade Android Auto e Apple CarPlay. Outros itens desse Equinox são: rodas de liga leve de aro 18”, faróis de xenônio com DRL, chave presencial, partida por botão, sensor crepuscular, monitoramento da pressão dos pneus, assistente de partida em aclive, câmera de ré com linhas-guia, controles eletrônicos de tração e de estabilidade, dois entradas USB no console central e traseiro, freio de estacionamento elétrico, start-stop (desliga o motor em breves paradas ajudando no consumo/emissões), grade do radiador ativa, isofix para fixação de cadeirinhas

infantis, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro. Em relação a configuração Premier, a LT não traz o teto solar panorâmico, o carregador wireless, o assistente de estacionamento e o alerta de colisão frontal. As cores disponíveis são: Vermelho Glory, Preto Global, Cinza Graphite, Branco Summit e Prata Switchblade. Sob o capô, a versão LT mantém o motor 2.0 turbinado (emprestado do Camaro) de 262 cv de potência e 37 kgfm de torque associado a câmbio automático de nove marchas. Esse conjunto permite ao crossover acelerar de 0-100 km/h em 7,6 segundos. E, de acordo com o Inmetro, o consumo é de 9,1 km/l na cidade e 11,2 km/l na estrada.

Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 95


Agenda

Mapa Cultural TEATRO Incrivelmente Mágico Espetáculo para todas as idades, com efeitos de magia cômica, clássica e contemporânea. Em uma dramaturgia divertida, inteligente e intrigante, o artista estabelece uma conexão direta com a plateia, permitindo que os participantes vivam a experiência do ilusionismo. Com Felipe Gouvea. Local: SESC SJC Quando: 21/12, 19h30 - Grátis

MUSICA

Orquestra de Violas e Violões Itaboaté Composta por 28 integrantes, a orquestra divulga a cultura regional do Vale do Paraíba por meio de composições próprias como Picumã, Paçoca de Pilão, Saudade de São Luiz, Amanhecer do Meu Sertão, entre outras, e também apresenta temas da MPB, música regional e de raiz. Local: SESC Taubaté Quando: 17/12, 16h00 Grátis

Camilo Frade O compositor apresenta o show Boca da Cidade no qual interpreta obras do cancioneiro tradicional de São Luiz do Paraitinga, desde Elpídio dos Santos ao tio, Galvão Frade. Camilo Frade também soma ao repertório uma linguagem que conversa com outros ritmos como o moçambique e o samba de fazenda. Local: SESC SJC Quando: 29/12, 19h30 - Grátis

Sérgio Duarte Blues Band No show do álbum Highway Man, Sérgio Duarte dá continuidade ao Blues tradicional com foco na harmônica, arranjos e interpretações dos grandes mestres do gênero, além de outras vertentes como os estilos West Coast Blues e o Funk Blues. Com Sérgio Duarte (voz e gaita), Humberto Zigler (bateria), Rodrigo Mantovani (contrabaixo) e Léo Duarte (guitarra). Local: SESC SJC Quando: 30/12, 18h00 - Grátis 96 | Vitti | revistavitti.com.br

VARIEDADES Beer Run Pinda

Evento de cervejas artesanais, gastronomia com food trucks e muito rock’n’roll com a Banda Rock Way. A corrida Beer Run 5Km, com degustação de Cerveja Artesanal, fazendo parte do evento. Inscrições: vale-inscricoes.lojaintegrada.com.br Local: Clube Ferroviária Quando: 13/01

Dezembro, 2017


AUDIOVISAL Mário de Andrade: Etnógrafo, Fotógrafo, Poeta A mostra apresenta fotografias feitas por Mário de Andrade em 1927, momento em que o poeta e fotógrafo percorreu o Norte do país, no que descreveu como Viagem pelo Amazonas até o Peru, pelo Madeira até a Bolívia, e pelo Marajó até dizer chega, e realizou registros fotográficos e escritos sobre a região. O conjunto das fotografias representa o homem, a paisagem, a arquitetura e cultura dos locais visitados. Nele, contudo, é possível destacar aquelas voltadas para o universo do trabalho e do trabalhador distantes dos grandes centros urbanos do período, São Paulo e Rio de Janeiro, servindo como instrumento de conhecimento para os modos de vida e ofício de então nos interiores do país. Local: SESC Taubaté | Quando: até 18/02 | Grátis

A Gravura de J. Borges As obras de J. Borges revelam em suas estruturas temáticas e plásticas pequenos universos iconográficos, compostos por seres fantásticos, atividades lúdicas, festas populares. A exposição traz matrizes e suas impressões lada à lado, evidenciando o fato de que a possibilidade de reprodução de uma imagem nem sempre exclui a fatura artesanal e a ação direta do artista. Nascido em Bezerros, Pernambuco, em 1935, J. Borges é filho de agricultores. Teve sua primeira exposição no Rio de Janeiro em 1972 e em pouco tempo participava de mostras pelo mundo todo. Local: SESC SJC | Quando: até 04/02/2018 | Grátis

Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 97


Pets

Por que o cachorro treme enquanto dorme?

S

Da Redação

eu cachorro adormecido repentinamente começa a mover os pés, mas seus olhos permanecem fechados. Seu corpo começa a tremer e tremer, e ele pode vocalizar um pouco. Ele parece estar correndo, possivelmente perseguindo algo em seus sonhos. O que está acontecendo? Cachorro sonha? Assim como nós, os cães sonham. Eles passam por três estágios de sono: NREM, movimento não-rápido dos olhos; REM, movimento rápido dos olhos; e SWS, sono de ondas leves. É no estágio SWS que um cão respira profundamente enquanto está dormindo. Especialistas em animais teorizam que os cães sonham durante o estágio REM e agem em seus sonhos por contração ou movendo as quatro patas como se estivessem perseguindo um coelho.

98 | Vitti | revistavitti.com.br

Cães que dormem encolhidos devem manter seus músculos tensos e, portanto, ficam menos relaxados do que os cães que se esticam quando dormem e menos propensos a contração muscular em seu sono. Por razões ainda não explicadas, filhotes e cães idosos tendem a se mover mais durante o sono e a sonhar mais do que cães adultos. Se você estiver dormindo perto, estes cães podem involuntariamente acordá-lo por causa de seus movimentos corporais. O que fazer quando seu cão está sonhando Não entre em pânico quando vir seu cão se contrair. Gentilmente chame seu nome para acordá-lo. Alguns cães podem ser sensíveis e reativos durante o sono, por isso, não use sua mão para despertar seu cão ou você pode ser mordido. Para sua segurança, honre esse adágio de “deixe em paz os cães que dormem”.

Alguns cães têm pesadelos e acordam assustados. Fale com eles calmamente para tranquilizá-los ao acordarem. Baixas temperatura podem fazer com que os cães se contraiam durante o sono, na tentativa de esquentarem seu corpo. Se você suspeitar que este é o caso, aumente o calor, forneça ao seu cão um cobertor ou coloque uma roupinha nele. Como saber se é uma convulsão? Saiba a diferença entre as contrações benignas durante os sonhos e uma convulsão. Durante o sono, seu cão pode fazer um movimento espasmódico ou dois, mas ele voltará para um sono tranquilo. Se chamar o nome dele, ele acordará. Durante uma convulsão, o corpo do seu cão fica rígido, treme fortemente e pode endurecer. Ele pode perder a consciência e ofegar excessivamente. Ele não responderá quando seu nome for chamado.

Dezembro, 2017


Ambiente Construído

Serra do Mar Fronteira do Vale do Paraíba com o Oceano Atlântico

Por Adilson Peloggia e Otavio Baldim

A

Serra do Mar é uma cadeia de montanhas do relevo brasileiro que começa no Rio de Janeiro estendendo-se por aproximadamente 1.500 quilômetros ao longo do litoral leste/sul, indo até o norte do estado de Santa Catarina. Devido ao seu extremo valor geológico, a riqueza de sua fauna e flora, parte do trecho paulista da Serra do Mar foi tombado pelo Condephaat e incluído no Patrimônio Histórico do estado de São Paulo em 6 de junho de 1985. No estado de São Paulo, a Serra do Mar atravessa as três regiões litorâneas (norte, central e sul). A serra situa-se bem junto ao mar ao norte, como em Ubatuba. No centro há uns poucos quilômetros de planície nos quais estendem-se ao município de Praia Grande, e na direção de Iguape ao sul a largura da planície cresce para algumas dezenas de quilômetros. Junto à Grande São Paulo, a serra chega à altura média de 800 metros. A serra do Mar pertence ao Complexo Cristalino Brasileiro sendo constituída em sua maioria por granitos. As formas atuais da serra do Mar derivam de váDezembro, 2017

rios fatores, tais como: diferença de resistência das rochas, falhas geológicas no relevo e sucessivas trocas climáticas. O apresentador e pesquisador Otávio Baldim, com seu vasto conhecimento sobre a nossa região, elucida que a serra do Mar é bela como a irmã gêmea, a serra da Mantiqueira. “Bendita és criatura abençoada que vive diante dessas montanhas. E nesta cadeia coberta pela floresta, os paulistas mantêm preservada a maior porção continua da mata atlântica ainda em pé no Brasil”. O Parque Estadual da Serra do Mar protege este tesouro da natureza que enfeita a paisagem de 25 cidades do estado de São Paulo. Em 1977, o parque começou a nobre missão de guardar este patrimônio abundante em água, flora e fauna. Entre os animais que buscaram refúgio neste importante pedaço verde do litoral estão cobras, macacos, como o muriqui e o bugio, onça pintada, onça parda, jaguatirica e aves, um monte delas, como o tucano de bico preto. Espécies ameaçadas de extinção também estão protegidas nas dez unidades de conservação do parque como o bicho preguiça, a anta e o macaco prego. São mais de 1.300 espécies de ani-

mais e 1.200 tipos de plantas. O Parque estadual da serra do Mar também contribui para o equilíbrio do clima nos municípios mais próximos, devido à grande extensão de mata preservada. Entre os homens, o que mais se assemelha ao paraíso. Os núcleos de preservação ambiental e biodiversidade do parque também fazem um trabalho de educação e instrução ambiental que proporcionam aos pesquisadores e turistas uma imersão no meio da floresta para despertar a conscientização da preservação da natureza. É tida por muitos como uma área de grande beleza ambiental, apesar de grandes áreas terem sido devastadas, tanto por plantações diversas e criações de gado como por desastres naturais. São apenas setores da Serra do Mar, que é uma das mais altas cadeias de montanhas próximas ao Oceano Atlântico no mundo. Quando serra e mar são cuidados, o carinho oferecido pelo homem é retribuído em paisagens generosas e, especialmente, encantadoras. Adilson Pelloggia é Doutor em Ciências e consultor ambiental. Contato: adilsonpeloggia1@gmail.com. revistavitti.com.br | Vitti | 99


Esporte

Por Fabiana Ferreira fabycanoagem@hotmail.com www.luzcameraesporteacao.blogspot.com

Luz, Câmera, Esporte e Ação O atleta joseense Felipe Doria “XUS”, atual tricampeão Brasileiro de Waveski Surf marcou presença no Sul-americano de Canoagem Onda na Argentina

O

Campeonato Sul-Americano de Canoagem Onda 2017 ocorreu entre os dias 23 e 26 de novembro, em Mar Del Plata na Argentina. O evento reuniu três modalidades de surf a remo: Waveski Surf, Kayak Surf e SharkPaddle e atletas de quatro países, Argentina, Brasil, Peru e Chile. A delegação brasileira contou com mais de 40 pessoas entre atletas e apoiadores, entre eles, Felipe Doria “Xus”, atleta joseense. A competição teve inicio dia 23 com boas condições de clima e ondas e o sol se manteve presente todo o dia. Ondas de meio a um metro com boa formação marcaram a manhã de competição, que deu inicio com as baterias do Kayak Surf, que foram até as semifinais, deixando 100 | Vitti | revistavitti.com.br

as finais para o próximo dia por conta dos fortes ventos. No dia 24, foi chegada a hora e o Waveski Surf entrou na água com um mar pesado o que dificultou o surf dos atletas. No decorrer do dia o mar diminuiu e proporcionou um show de surf aos espectadores, e mais uma vez o dia encerrou nas semifinais deixando para o terceiro dia muita emoção com as finais do waveski surf. O terceiro dia amanheceu com mar pequeno e igualou a competitividade entre os atletas, proporcionando a todos chances de vitórias. “Me preparei bastante para esse campeonato usando praticas de Yoga, exercícios funcionais e contei com o auxilio da psicologia do esporte através da psicóloga Mariana Xavier”, comenta “Xus”. Felipe ficou na 5° colocação do Waveski Open e na

3° colcação no Waveski Senior, garantindo mais uma vez o pódio. No Geral a Equipe Brasileira fez bonito garantindo destaques nos pódios de todas as categorias. O próximo Sul-Americano será realizado no Brasil com o local ainda a definir, mas com certeza será mais um evento de alto nível e ótimas ondas! Mariana Xavier fala da importância da psicologia no esporte: O trabalho da Psicologia do Esporte tem como objetivo mediar a relação do atleta no contato com o desconhecido, equilibrando sua ansiedade em meio ao desconforto dos imprevistos e das regras de competição que mudam de acordo com os jurados e costumes locais. Felipe Dória, conquistou as medalhas mesmo em circunstâncias desfavoráveis ao seu surf. “Parabenizo o Felipe, e também os atletas Taffarel Soares (Ouro na categoria Sênior), Denis Sander (Prata na categoria iniciante) e Fernando de Lima Ouro na categoria iniciante e quarto lugar na categoria Sênior. Eles foram acompanhados por mim e mostraram que é possível superar adversidades, medos e inseguranças com o trabalho volta à psicologia”, explica a Psicóloga do Esporte Mariana Xavier. Dezembro, 2017


Esporte

Resgatando Vidas

Atleta de Caçapava se dedica a ajudar crianças e jovens com a prática de diversas artes marciais

Por Ronaldo Casarin / Fotos Divulgação

R

obson Paiva do Amparo, 41 anos, começou nas artes marciais com 8 anos de idade. O primeiro contato foi com o caratê. Em 2001, começou a praticar Jiu Jitsu, e no ano seguinte tornou-se atleta competitivo. Também praticou Boxe Chinês e Muay Thai (modalidade onde se formou professor). Mas não só de treinos, competições, títulos e disputas se faz a vida desse cidadão de Caçapava. Robson é atuante no projeto Resgatando Vidas, que desde os anos 1990 tem como finalidade auxiliar jovens em condições de vulnerabilidade social com a prática do Jiu Jitsu, incluindo-os socialmente com a prática de princípios básicos como disciplina, equilíbrio mental e físico, e convívio social. “Hoje são várias histórias boas e ruins, histórias de vidas que mudaram pelo esporte. Uma em especial aconteceu no começo do projeto. Um garoto chegou para treinar, mas ele estava muito sujo. Ele me perguntou o que tinha que fazer para começar a treinar. Eu respondi: ‘primeiro, tome um banho’. Ele sumiu por uns minutos, e logo voltou de banho tomado. A mãe veio logo atrás e disse que ele estava há três dias sem tomar banho. Ela agradeceu, e ali eu vi o potencial do Jiu Jitsu Dezembro, 2017

em transformar vidas”, relata Robson. O começo do envolvimento de Robson com a causa do Resgatando Vidas se deu em 2009. Tudo começou como uma missão dentro de uma comunidade católica chamada fraternidade Nazaré, onde o professor era membro e começou a desenvolver aulas gratuitas de Jiu Jitsu. Depois de um tempo atuando no centro de evangelização, o projeto migrou para outra sede, e aconteceram diversas mudanças ao longo dos anos. Com a necessidade de regularizar o projeto, Robson se juntou com um grupo de alunos e decidiram alugar um galpão no bairro da Vila Menino Jesus, em Caçapava. Neste local, foi fundada a Associação Resgatando Vidas, com diretoria constituída e uma estrutura para o trabalho. “Nesse novo local começamos a desenvolver várias modalidades de artes marciais: Jiu Jitsu, Judô, Muay Thai, MMA, Taekwondo e Kung Fu. Atualmente atendemos cerca de 300 crianças, jovens e adultos”, conta Robson. Pai de cinco filhos, sendo dois deles adotados, Robson se divide entre o trabalho como professor de Jiu Jitsu e atleta. Nos tatames, coleciona diversos títulos nacionais e internacionais na modalidade. “Em 2017 conquistei medalha de bronze no campeonato brasileiro, prata do mundial e ouro na copa do mundo olímpico de Jiu Jitsu”, destaca Robson.

Sobre o papel de pai, o professor conta que seus dois fi lhos adotados hoje têm 19 e 20 anos, respectivamente. “Eles vivem na sede da associação e possuem histórias bonitas de superação. Ambos cresceram em casa de acolhimento, completaram a maioridade e tiveram que sair do abrigo. Bateram cabeça no mundo e agora estão aqui vivendo como atletas e envolvidos com o Jiu Jitsu”, relata com orgulho. Seu envolvimento com o esporte local, as conquistas no Jiu Jitsu e a notoriedade como militante do esporte como fator de desenvolvimento humano e social, Robson Paiva teve reconhecimento ao ser escolhido como uma das personalidades de Caçapava que carregaram a Tocha Olímpica dias antes da abertura das Olimpíadas Rio 2016. Robson quis terminar o papo para esta reportagem com uma mensagem: “Todos os dias acordamos com uma nova oportunidade de um recomeço, nossa dia é como uma folha em branco e quem escreve minha história sou eu. O Resgatando Vidas está aqui para orientar, com ajuda de Deus, nossos alunos a escreverem suas historias”. Associação Resgatando Vidas Rua Joaquim Gurgel do Amaral. 265, Vila Menino Jesus. Caçapava-SP. Informações: (12) 98123-6505 www.facebook.com ResgatandoVidasCacapava revistavitti.com.br | Vitti | 101


Performance

A fadiga pode estar na sua cabeça? Vários autores arriscam suas fichas e tentam explicar os limites do desempenho físico humano

G

Por Guto Nascimento

osto de pensar que o conhecimento que a humanidade acumulou sempre tentou estabelecer ou entender os limites das coisas. Tudo (inclusive o próprio conhecimento) tem um limite e a ciência avança quando entende e consegue dar um passo além desse limite. Assim, estabelecendo um novo limite a ser estudado. Com a atividade física não é diferente. Qual é o limite do seu desempenho? Quanto que um ser humano consegue produzir de trabalho físico? Quando você cansa? E a melhor pergunta: Por que você cansa? Vários autores arriscam suas fichas e tentam explicar os limites do desempenho físico humano e a fadiga. Um dos pioneiros nesse campo foi o fisiologista Angelo Mosso (1846-1910) que dizia que “a fadiga poderia ser uma imperfeição do nosso corpo, caso contrário seríamos maravilhas perfeitas”. Anos depois, em 1922 chegamos ao ganhador do prêmio Nobel de fisiologia e medicina Archibald Hill (1886-1977) que através de seus experimentos começou a delinear o pensamento da fadiga que temos hoje. A fadiga como uma falha de algum sistema biológico em gerar energia (ou reconverter substratos para sua forma energética potencial). Atualmente, existe um terceiro autor nessa história chamado Timothy Noakes, que nessa última década colocou várias pulgas atrás das orelhas dos pesquisadores e instalou o caos na ordem. Quando todos estavam conformados com seus estudos sobre “acido lático” (composto orgânico produzido pelo corpo durante os exercícios físicos), frequência cardíaca máxima, 102 | Vitti | revistavitti.com.br

depleção de substratos energéticos, o Sr. Tim Noakes chega dizendo que tem alguma coisa a mais nessa história. Estávamos esquecendo o cérebro! Bem resumidamente, o sistema nervoso central (batizado por Noakes como “Governador Central”) está gerenciando todo esse trabalho produzido pelo corpo. E em um determinado momento o cérebro (o Governador) decide parar. Muitos trabalhos desenvolvidos pelo grupo de pesquisa do Noakes (e também temos pesquisadores pensando nisso aqui no Brasil) mostram que a fadiga aparece em situações onde o corpo teria condições de se exercitar por tempos maiores. Em alguns casos, o corpo poderia se exercitar sob certas intensidades indeterminadamente. Um caso bem interessante foi apresentado um tempo atrás no programa Globo Esporte. Uma mulher que passou por uma cirurgia cerebral começou a correr incansavelmente, chegando a completar uma prova de 690 km. Imagine uma prova de nível olímpico. Dada a largada temos três corredores nos 10 metros finais. Os três finalistas provavelmente estão dando o máximo de si pois treinaram a vida inteira para aquele momento. O primeiro colocado quer quebrar o recorde mundial além de ganhar o ouro. Aí esse primeiro colocado dá uma olhadinha de canto de olho para trás e vê chegando em uma velocidade enorme o segundo e o terceiro. Sabe o que acontece? Provavelmente ele vai dar um sprint e tirar essa diferença. Aí eu te pergunto? Se ele estava correndo

no “máximo” de onde saiu essa energia do sprint? Porquê ele já não a usou desde o começo? Imagine que você vai correr 5 km de um ponto A ao ponto B. Qual o tempo mínimo que você conseguiria fazer isso? Agora imagine a mesma situação, só que adicionando que no ponto B tem sua filha prestes a morrer por um veneno que só pode ser curado com o antídoto que está na sua mão. Provavelmente você irá reduzir esse tempo que você achava que era máximo. Professor Guto Nascimento é técnico de atletismo do Programa Esporte Para Todos e Coordenador do Grupos de Estudos em Esportes Adaptados da UNITAU. Dezembro, 2017


Dezembro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 103


104 | Vitti | revistavitti.com.br

Dezembro, 2017

Revista Vitti, Dezembro 2017 Edição n144  

Nesta edição entrevistamos Roberto Migotto. O arquiteto taubateano foi um dos profissionais escolhidos para integrar o time da CASACOR 2017...

Revista Vitti, Dezembro 2017 Edição n144  

Nesta edição entrevistamos Roberto Migotto. O arquiteto taubateano foi um dos profissionais escolhidos para integrar o time da CASACOR 2017...

Advertisement