Page 1

Capa

Jessica Denz

www.revistavitti.com.br Edição 134 - Ano 12 Fevereiro, 2017 Foto: Glauber Bassi

lavia Alonso Ayala

Decoraçao ˜ Cores: muito além dos tons de cinza

Gastronomia Baião de Dois, uma delícia brasileira DISTRIBUIÇÃO GRATUITA VENDA PROIBIDA Vale do Paraíba e Litoral Norte Fevereiro, 2017

~

Entrevista

Joao Corbisier

Proprietário da Padaria Integrale fala como investiu e fez sucesso com a fabricação de alimentos 100% integrais

revistavitti.com.br | Vitti | 1


2 | Vitti | revistavitti.com.br

Fevereiro, 2017


Fevereiro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 3


Índice

Fevereiro 2017 | Edição 134 | Ano 12

Negócios

Mudanças no cenário estudantil.................................. 20

Ponto de Vista

Distorção Inconcebível................................................. 21

Economia

Sugestões de mudança na previdência...................... 22

Perfil

Glauber Bassi.......................................................................24 Divulgação

Saúde

Cuidados e benefícios do jejum................................... 36

Gastronomia

Receita de Baião de Dois............................................. 46

Decoração

Entrevista

João Corbisier................................................................8

Empresário, esportista e apaixonado por Ubatuba, proprietário da Padaria Integrale fala sobre como investiu e fez sucesso com a fabricação de alimentos 100% integrais.

Muito além dos tons de cinza...................................... 48 Lançamentos Som & Vídeo.................................. 60

Esporte

Taubaté é bicampeão da Copa do Brasil de Vôlei...... 62

Carnaval

S. L. do Paraitinga cancela a folia................................ 64

Editorial

Fevereiro o Ano Inteiro

A

legria, alegria, alegria! É o tom dessa edição de fevereiro que trazemos ao nosso querido público leitor. Mês de carnaval, a folia que sempre traz, para aqueles que gostam da festa, uma espécie de renovação espiritual. Para quem não gosta da bagunça, momento ideal para um retiro, um passeio no campo, ou um simples descanso para recarregar as baterias em casa mesmo. Nossa entrevista do mês traz um bate-papo com João Corbisier, fundador e proprietário da Padaria Integrale, em Ubatuba. Uma figura que descobriu no prazer em criar e produzir pães, uma paixão, e transformou essa vocação em um dos pontos mais 4 | Vitti | revistavitti.com.br

interessantes do Litoral Norte paulista para quem busca alimentação saudável. Na entrevista, ele conta um pouco de sua própria história, e de como a vida o conduziu para Ubatuba, onde acabou fincando raízes e construindo um belo trabalho. Trazemos ainda uma seleção especial de reportagens e artigos sobre diversos assuntos. Destaque para saúde, com os tão necessários cuidados com a pele no Verão, e também uma matéria sobre as dietas de “jejum intermitente”, não deixe de conferir. No esporte, o bicampeonato do Vôlei de Taubaté na Copa do Brasil; Na gastronomia, uma deliciosa receita do brasileiríssimo Baião de Dois; e trazemos ainda um perfil do talentoso fotógrafo caçapavense Glauber Bassi, que está brilhando mundo afora com seus trabalhos de moda.

Fique então com nossa 134ª edição, feita com muito orgulho e dedicação por toda a nossa equipe, que não mede esforços para levar sempre um conteúdo de qualidade e alto nível até você. Boa leitura.

Marcela Vitti Diretora “Eu te louvarei, Senhor, de todo o meu coração; contarei todas as tuas maravilhas. Em ti me alegrarei e salvarei de prazer; cantarei louvores ao teu nome, ó Altíssimo.” SALMO9:1-2

Fevereiro, 2017


Diretora: Marcela Vitti Assistente: Isaura Silva Diagramação e Criação: Bruno Moura Jornalista Responsável: Danielle Martins da Silva - MTB: 37796 Foto da Capa: Jessica Denz (Foto: Glauber Bassi) Repórter Fotográfico: Monicuee Alvez Colunistas: São José dos Campos: Gilberto Freitas - Caçapava: Jéssica Denz Taubaté: Socorro Pinto e José Luiz (Luizinho) - Aparecida: Ligia Ballot - Guaratinguetá: Benê Carvalho. Colaboradores: JULIANA BUENO, CARLOS MARCONDES, ADILSON PELOGGIA, ÉRICO PAMPADO DI SANTIS, FABIANA FERREIRA, FELIPE GUARNIERI, ARCIONE VIAGI, ALESSANDRA GABRIEL, RAFAEL FERRO, CESAR DI LASCIO E NEWTON LIMA. DIRETORA COMERCIAL: Marcela Vitti (12) 98122-3000 - marcela@revistavitti.com.br SÃO JOSÉ DOS CAMPOS / TAUBATÉ / PINDA / UBATUBA: Isaura Silva (12) 98270-0019 - isaurasilva@revistavitti.com.br SÃO JOSÉ DOS CAMPOS / TAUBATÉ / UBATUBA: Marcela Vitti (12) 98122-3000 - marcela@revistavitti.com.br GUARATINGUETÁ / APARECIDA / LORENA: Benê Carvalho (12) 98270-0069 - benecarvalho@revistavitti.com.br DISTRIBUIÇÃO: Rodrigo Melo Gratuita e dirigida às cidades de Taubaté, Quiririm, São José dos Campos, Caçapava, Pindamonhangaba, Tremembé, Guaratinguetá, Lorena, Cruzeiro, Campos do Jordão, Santo Antônio do Pinhal e Ubatuba Impresso no parque gráfico da Resolução Gráfica Ltda. ATENDIMENTO AO CLIENTE: (12) 3632-3060 / (12) 98270-0018 - Rua dos Operários, 118 - Taubaté - SP Os artigos, matérias, opiniões e anúncios aqui publicados são de inteira responsabilidade de seus idealizadores, e não refletem necessariamente a opinião da Revista Vitti. Os conteúdos veiculados nos anúncios publicitários são de inteira responsabilidade dos anunciantes. É proibida a reprodução total ou parcial da revista sem autorização da Revista Vitti.

Cartas “Gostaria de parabenizar a revista pela matéria sobre os combustíveis e os perigos do Metanol. Tenho carro há décadas, e sei dos problemas que adulteração podem causar no motor dos nossos veículos. Informações muito importantes que vocês trouxeram. Gostei bastante.” João Marcelo Dutra, por e-mail

ERRAMOS

Na edição de fevereiro (nº133), na página 65, na reportagem “Conhecendo Cunha”, o crédito correto da autoria da fotografia da Pedra da Macela é: Lígia Antoniazzi. A imagem foi publicada originalmente em seu blog: www.vamosfugir.com.br

CAPA

Janeiro, 2017

“Rafinha Acústico merece mesmo ser entrevistado sempre pela Vitti. Um batalhador acima de tudo, talentoso e muito profissional. Um exemplo a ser seguido e aplaudido por todos. Desejo a ele muito sucesso nesse 2017, e que os caminhos se iluminem para a sua música. ” Fabiane Novaes, via Facebook

CORREIO VITTI

Fale conosco: opine, critique e dê sugestões. Escreva para: redacao@revistavitti.com.br Fevereiro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 5


Nossa equipe

Equipe

ISAURA SILVA

BENÊ CARVALHO

BRUNO MOURA

MONICUEE ALVEZ

Assistente e vendas

Diagramação e Criação

Vendas e Colunista Guará

RODRIGO MELO Distribuidor

Fotógrafa

Colunistas

SOCORRO PINTO Taubaté

ANDRÉ FLEMING

São José dos Campos

Taubaté

GILBERTO FREITAS

JÉSSICA DENZ

FABIANA FERREIRA

LIGIA BALLOT

São José dos Campos

Esporte

6 | Vitti | revistavitti.com.br

JOSÉ LUIZ

Caçapava

Aparecida

Fevereiro, 2017


Fevereiro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 7


Fotos: Divulgação

Entrevista

João Corbisier “ Da Redação

H

oje, aos 35 anos, o paulistano João aproveita os ares leves de Ubatuba e leva adiante, acima de tudo, a causa da alimentação saudável. Com sua esposa Ariana, ele comanda a Padaria Integrale, primeira padaria do Litoral Norte a ter 100% de seus produtos integrais. A história da Integrale se mistura à de João Corbisier, que cansado da vida estressante na capital paulista, decidiu aplicar uma mudança não só em seu lugar de morada, mas também no estilo de vida. “Já fazia alguns anos que eu havia mudado minha alimentação e visitado algumas comunidades, no intuito de achar uma forma mais harmônica de sociedade. Minha família tinha uma casa em Ubatuba onde eu era o principal usuário, no mesmo bairro/praia que minha avó morava, em Itamambuca”, explica. João aproveitou a vontade de mudar de vida, com a necessidade de maiores cuidados com sua avó, e mudou-se definitivamente para Ubatuba em 2004. O início do ofício de padeiro, voltado 8 | Vitti | revistavitti.com.br

Temos hoje, mais de 140 produtos no cardápio, mais de 20 tipos de pães, doces, pães de queijo, pastas, biscoitos, barras de cereal e todo o empório.

às receitas 100% integrais, começou também por influência da avó. “Com minha mudança de alimentação em meados de 2000, comecei a pesquisar alimentação saudável, integral, vegetariana e a conhecer muitas pessoas deste meio, desde criança cozinhei, e minha avó sempre me dizia, ‘filho, se for fazer algo faça como o Matarazzo sempre me falou, ‘Manjare ou Vestire’. Como nunca fui da moda, meu caminho verteu para a alimentação, e na escolha de algo que as pessoas pudessem comer todos os dias, Pão.”, explica João. Em entrevista, ele fala um pouco sobre a história da Integrale, o prazer de trabalhar com alimentação saudável, da necessidade de se comer bem e dos novos projetos envolvendo seu negócio.

Vitti - A Integrale se destaca pelo pioneirismo em ter 100% dos seus produtos com receitas integrais. Como surgiu essa vocação para a produção de alimentos saudáveis? João Corbisier - Desde o momento que vim para Ubatuba, em 2004, comecei a fazer pães em casa e vendê-los de bicicleta em Itamambuca, onde morava. A necessidade de profissionalização e regularização do negócio me levou, junto com minha esposa, a procurar um ponto na cidade e montar um local onde eu não sofresse tanto com a falta de ondas ou sol, fatores que prejudicavam muito minhas vendas em Itamambuca. A abertura da Integrale na cidade se deu em 2009. No começo a ideia era que as pessoas pegassem os pães e fossem embora, ou tomassem um simples café, mas a procura pelos produtos fez com que nos adaptássemos e a lanchonete foi crescendo e se tornando o que temos hoje, mais de 140 produtos Fevereiro, 2017


no cardápio, mais de 20 tipos de pães, doces, pães de queijo, pastas, biscoitos, barras de cereal e todo o empório. Vitti - Para produzir alimentos integrais, qual a sua política em relação a ingredientes e matéria-prima? Você compra de pequenos produtores orgânicos? J.C. - Temos em mente que um produto deve ser integral em sua essência, ou seja, o sal que usamos é marinho não refinado, o açúcar quando usado é mascavo ou demerara, enriquecemos os pães com fibras, levedo de cerveja, grãos e claro farinha integral de primeira qualidade, que vamos buscar no moinho para manter a qualidade. Tentamos, na medida do possível, ter como prioridade os fornecedores locais de orgânicos, no entanto volta e meia nos deparamos com falhas logísticas e de abastecimento. Hoje temos compromisso de compra de 25% de toda produção de cacau orgânico de Ubatuba, produzido na fazenda Marafunda. Somos grandes consumidores da polpa de Juçara, produzida também aqui, entre outros produtos e fornecedores. Acreditamos que temos, assim como todo o comércio, um papel crucial no fomento do mercado bioregional, do município, para que o capital circule na região. Vitti - Sobre as receitas dos produtos criados e produzidos na Integrale, você é o autor de todas elas? J.C. - Todas as receitas que temos hoje são criações minhas. As novas criações normalmente são feitas sob demandas, seja da minha esposa, inclusive muitas das receitas foram feitas para ela (risos), seja da necessidade de clientes com restrições ou desejos, ou por uma vontade de mudar e proporcionar alimentos naturais deliciosos como alternativa a tantas ofertas industrializadas no mercado. Vitti - Além dessa vivência prazerosa da produção de alimentos integrais, você é um apoiador do esporte em Ubatuba. Quais são hoje suas atividades e ações nessa área? J.C. - Apoiamos o esporte não só em Ubatuba, mas em outras cidades também. Assim como fomentar o pequeno produtor local, acreditamos que o esporte ao ar livre é a maneira mais natural e saudável de se ter uma vida melhor, e nós amamos esporte. Focamos em oferecer nossos produtos para os atletas após as provas, ou durante, para que possam ter fontes saudáveis de carboidratos, mais uma vez para ir contra todos os indusFevereiro, 2017

trializados do mercado. Para 2017, nosso foco serão as crianças no esporte, já temos o reconhecimento da Fundação Abrinq por nossas ações e junto com eles pretendemos melhorar ainda mais essa inserção de alimentação saudável no cotidiano de crianças menos favorecidas. Vitti – E além de apoiar e incentivar as práticas esportivas, você é adepto de alguma modalidade? J.C. - Hoje pratico canoagem havaiana/ tahitiana, corrida e vela, mas meu esporte principal sempre foi a natação. Comecei a nadar com quatro anos de idade, já fiz muitos estilos de artes marciais, triathlo e maratonas de montanha. O esporte é minha válvula de escape, é o momento onde esqueço qualquer problema e vou em frente, não importa o desafio. Esporte é vida. Vitti - Além de oferecer alimentos saudáveis e naturais, a Integrale se destaca também pelo ambiente bonito e aconchegante. Como você chegou a esse modelo de ambiente? J.C. - Quando começamos a pensar na padaria a primeira coisa que veio a nossa cabeça foi: “Vamos ficar muito tempo lá, tem que ser um local onde nos sentiremos bem”. Com isso minha esposa, Ariana Wang, que é artista plástica e eu começamos a escolher a decoração e ambiente. Sou apaixonado por cadeiras e poltronas, por isso das cadeiras acolchoadas com encosto e braços. O jardim não poderia faltar, já que amamos a natureza e queríamos que aqui fosse um oásis na cidade. As pinturas da parede e o quadro são de criação de minha esposa. Vitti - Dentre a enorme variedade de produtos oferecidos na Integrale, quais são os mais famosos, aqueles que mais fazem sucesso com a clientela? J.C. - Temos alguns carros chefe, na

parte do pão, o de Uvas com Canela, Linhaça e 8 Grãos com certeza se destacam. Já nos doces, o Bolo de Coco e o recheado de doce de leite com Castanhas do Pará e cacau. Na lanchonete, nossos pães de queijo fazem muito sucesso. Vitti - Hoje, a preocupação com a saúde passa por uma alimentação saudável, o que muita gente está praticando no dia a dia. Qual a avaliação que você faz desse mercado de alimentos saudáveis/naturais numa cidade como Ubatuba? J.C. - Acredito que não só em Ubatuba, mas em todo o Brasil as pessoas estão percebendo que a grande indústria alimentícia muitas vezes não oferece o que diz oferecer, com isso a busca por alimentos de verdade, ou seja, que não tenham químicas, conservantes, corantes, enfim, tantos melhoradores artificias está aumentando. A procura por um café da manhã realmente saudável, mas muito saboroso, ou um happy hour que não seja de frituras e cerveja de milho vem crescendo muito, nós estamos aqui para oferecer exatamente isso, com carinho, qualidade e preço justo. Vitti - Quais são as novidades e próximos passos da Integrale em 2017? J.C. - No final de 2016 assumimos, novamente, o quiosque dentro do Projeto Tamar, e pretendemos fazer de lá um posto avançado da Integrale, serviremos café da manhã, almoço, os clientes poderão fazer encomendas e retirar lá, o que trará mais conforto para os que moram no lado oposto do Centro da cidade. Temos a intenção também de montar dois entrepostos, um no Vale do Paraíba e outro no Litoral Norte, além de uma reforma estrutural na padaria para maior agilidade no serviço e oferta de mais produtos de nossa produção, como os bolinhos de batata doce com recheio de cebola caramelizada.

revistavitti.com.br | Vitti | 9


Tauane Silva

Vitti Acontece

Carlos Eduardo Bigarella, proprietário da Florense, e Fabiana Venzo se casaram e celebraram junto à família e amigos no salão do San Carlo, em Bento Gonçalves. Isa Marcia curtindo neto e sobrinhos na praia das Toninhas, em Ubatuba.

Matheus Grossi, Rodrigo Juliano, Flávio Costa, Gustavo Henrique, Rodrigo Amaral, Thiago Passarelli e Jair Júnior no P9 Ubatuba.

Turma boa: Bar do Géia, em Pindamonhangaba. Marcelo Faria, Nivaldo Soave, Camila Andraus, Fabiana Bruscato, Maria Fernanda Savio, Giovana Giovanelli, Nivea Coupe, Isabela de Sá, Giuliana San Martin, Fernanda San Martin, Luis Fernando Giovanelli, Luiz Marcelo Falcão, Paulo Henrique Pinto e Marcelo San Martin.

Natalina, André e Daves

Olga, Xepa, Claudia e Paulinho

10 | Vitti | revistavitti.com.br

No dia 18 de fevereiro aconteceu o aniversário da Natalina no Santa Figueira, em Tremembé.

Fevereiro, 2017


Fevereiro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 11


Vitti Acontece

Horácio, Isabelle, Adriana e Gustavo Henrique No dia 25 de janeiro Adriana Morais comemorou seus 50 anos junto a sua família! Isa brindado a vida com a amiga Lena no Centro Histórico de Embu das Artes.

Maria Clara iniciando uma nova fase de estudos na Austrália.

Mário, Milena, Beto Carvalho, Gustavo e Juliana degustando belos vinhos no Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves.

Noite divertidíssima com o melhor anfitrião da cidade de Londres.

Ricardo e Fabiana

O arquiteto Gustavo Martins passando suas férias com a família na Patagônia.

Rafael e Mirian, visitando o Projac no Rio de Janeiro.

12 | Vitti | revistavitti.com.br

Fevereiro, 2017


Fevereiro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 13


Vitti Acontece

Os participantes José Carlos à frente da 1ª Batalha na Cozinha, da Chopperia Caras de Malte. O evento conta com 8 cozinheiros disputando a prova, em Campos do Jordão. Julio e Deo agora no mesmo endereço: Kaizen - Valoriza você!

Marina Ayello passeando pela Noruega.

Beto pronto para mais um evento musical, combinação de música, natureza e felicidade em Ilhabela.

Férias em Punta del Este, no restaurante La Susana.

Ricardo, Roberto, Carol e João

Claudia e Vivian agora na preparação de belos pratos: cuscuz da Gogô, como carro-chefe, pães, doces e tortas. Vale a pena degustar. Em Ubatuba.

No dia 25 de janeiro Adriana Morais comemorou seus 50 anos junto à sua família!

14 | Vitti | revistavitti.com.br

Fevereiro, 2017


Fevereiro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 15


Social Taubaté

Banco Santander

Fotos: Monicuee Alvez

No dia 26 de janeiro inaugurou na cidade de Taubaté a primeira Agência Select.

Equipe Santander

Bruno, Daniel Capuano, Thaisa, Monise e José Teixeira

José Teixeira, Augusto, Daniel Capuano e Ana paula

Dr Rubens, Andreia, Marcela, Dr João Menezes, Fabiana, Luiz Marcelo e Wellington

Lola, Sandro e Thaisa

Sr Murad, Sra Neide, Dr Ricardo, Thaisa, Denise e Oswaldinho

Fernanda, Ana e Thaisa

Suley , Dan Guinsburg e Ana Paula

Arcenio e Didi

Raquel, Antonela, Amanda e João

Manoel e Junia

Sra Maria Emília, Leonardo (Gerente Select), Ditinho e Dr Olegário

16 | Vitti | revistavitti.com.br

Thaisa, Sra Maria Emília e Leonardo

Fevereiro, 2017


Fevereiro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 17


Social Orlando

Férias em Orlando

Fotos: Arquivo pessoal

Janeiro mágico para a mamãe Silvana que levou seu filho Anthony Bardan para curtir os lindos parques da Disney, nos Estados Unidos. Muita alegria e diversão marcaram esses dias mágicos em família.

18 | Vitti | revistavitti.com.br

Fevereiro, 2017


APRENDER INGLÊS NA ROCKFELLER É MUITO MAIS DIVERTIDO! Teens

A partir dos 12 anos

Blink

10 e 11 anos

Rocket

6 a 9 anos TEMÁTICA BILÍNGUE

SALA DE AULA ESPECIALMENTE PREPARADA

AULAS DIGITAIS COM MÚSICAS, FILMES E JOGOS

MATERIAL DINÂMICO E ATUALIZADO

CONTEÚDO DIDÁTICO ONLINE

CERTIFICAÇÃO TOEFL Junior®

rockfellerbrasil.com.br

3635.6306

Praça General Salgado, 124 - Jardim das Nações Fevereiro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 19


Negócios

Mudanças no cenário estudantil brasileiro

O

Por Arcione Viagi

s anos noventa no Brasil foram importantes para uma mudança significativa na formação de nível médio. O governo da época estimulou o aumento do tempo de estudo médio do jovem brasileiro e com isso conseguiu triplicar o número de estudantes secundaristas. Essa iniciativa tem vários reflexos benéficos para a sociedade, independente inicialmente da qualidade em especial das escolas de segundo grau. O convívio com outros jovens por mais tempo, por exemplo, estimula a autoestima e o egoísmo que movem as ações futuras em busca do próprio espaço no mercado profissional. Todos vivemos de nossas referências e ambições. Uma característica especial do aumento do número de estudantes secundaristas é o aumento da base da pirâmide que tem os requisitos básicos para almejar uma vaga em uma universidade. E nos últimos 20 anos estamos vivenciando os reflexos dessa mudança. Outro aspecto que afetou diretamente o que iremos expor sobre o tema foi a Globalização, ou em resumo, a abertura do mercado mundial em direção ao livre comércio. A concorrência aumentou e as empresas em geral tiveram que investir para melhorar a capacidade e a qualidade produtiva. Dentre várias coisas uma delas refletia diretamente sobre a qualificação dos empregados, pois máquinas moder-

20 | Vitti | revistavitti.com.br

nas e automáticas requeriam profissionais melhor formados para operá-las. Devido a esses dois principais fatores, as universidades se viram com uma procura por vagas muito maior do que a oferta, a pirâmide social tinha avançado em direção da formação universitária. Uma regra básica do mercado é que quando o equilíbrio entre oferta e procura é quebrado, o mercado responde, ou seja, se as universidades da época não tiveram velocidade para ocupar esse espaço, outras viriam a fazer isso. E o que vimos foi um crescimento rápido do número de universidades particulares criadas, inclusive aproveitando o excedente de tecnologia disponível devido ao intensivo investimento que foi feito na qualificação de professores com titulação de mestrado e doutorado. O apelo pela qualidade, ou critica pela baixa qualidade dos cursos caia no vazio, as novas vagas ofereciam a possibilidade de mudar a própria realidade para os anteriormente excluídos pelos vestibulares distante da realidade da grande maioria e pelo preço das vagas não públicas. Os cursos noturnos se ampliaram e também os trabalhadores da indústria, pressionados para melhorar sua formação para manter o emprego, puderam em massa voltar para a escola. Foi uma corrida contra o tempo em que o supletivo nunca foi tão procurado para agilizar a adequação daqueles que precisavam com urgência cursar o ensino superior. Entre críticas, boicotes e criação de bar-

reiras para a entrada dessas novas unidades de ensino, o mercado venceu a batalha e de uma forma ou outra a oferta aumentou, e aumentou de forma tal que o vazio anterior foi ocupado além da necessidade de longo prazo. Se assemelhando ao movimento cíclico dos cultivadores de tomate que plantam muito quando o preço está alto e são obrigados a abaixar o preço porque todos tomaram a mesma decisão e geraram um excedente produtivo. Em seguida muitos deixam de plantar e no próximo ciclo a baixa produção aumenta o preço. O excesso de oferta força o preço para baixo e se pelo lado dos que desejam estudar é bom, pelo lado do gestor de universidade se tornou um problema de sobrevivência que vem sendo a tônica de todos. Porém, a mudança maior é que depois de 20 anos vários fatores estão influenciando para a diminuição da procura por cursos superiores. E se faz necessário avaliá-los para encontrar solução porque a realidade é dura e o mercado cruel. Sobreviverão os melhores, desconsiderando dessa realidade as universidades públicas que são mantidas erradamente, em minha opinião, somente com dinheiro público, inclusive reforçando práticas ditatoriais em que os mais ricos conseguem estudar gratuitamente e os mais pobres precisam pagar para tentar vencer as barreiras e mudar a própria realidade. Arcione Viagi é consultor empresarial. Contato: afviagi@gmail.com Fevereiro, 2017


Ponto de vista

Distorção inconcebível

O

Por Carlos Marcondes

nosso país é muito desfavorecido quanto à qualidade e isonomia da legislação fiscal, tributária e mesmo quanto à arrecadação e distribuição dos recursos obtidos com a enorme carga tributária brasileira, que é uma das mais altas do planeta. Nós, brasileiros, trabalhamos de janeiro a maio apenas para pagar impostos. Dos 12 meses do ano, praticamente 5 meses se destinam a satisfazer a volúpia arrecadatória da União, Estados e municípios. Se não bastassem a má gestão e excesso de funcionários comissionados em todos os escalões e esferas de poder, ainda assistimos à corrupção banalizada em cada quadrante da vida pública nacional. Pois bem, uma das muitas heranças malditas da Constituição de 1988 diz respeito à injustiça praticada referente ao destino dos impostos arrecadados, o que

Fevereiro, 2017

causa uma enorme distorção em seu uso pelo poder político da situação. Aliás, na Federação Norte Americana por exemplo, a regra básica para que o Estado possa ser autônomo e integrar a União é a de que seja autossuficiente, isto é, produza riquezas... aqui simplesmente não existem regras... Vejamos, por exemplo, quanto alguns Estados pagam à União e quanto “recebem” de volta, segundo dados oficiais de 2015, a saber: BAHIA: pagou R$9.830.083.697,06 e recebeu R$17.275.802.516,78 – pasmem, déficit de R$7.445.718.819,72; Maranhão: pagou R$1.886.861.994,84 e recebeu R$9.831.790.540,24 – pasmem, déficit de R$7.944.928.545,40; Pará: pagou R$2.544.116.965,09 e recebeu R$9.101.282.246,80 – pasmem, déficit de R$6.557.165.281,71. Este é o exemplo da maioria esmagadora dos Estados brasileiros; em contrapartida, os Estados superavitários pagam a conta da

inoperância, ineficiência e gastança desenfreada dos improdutivos. Para citarmos alguns superavitários, listamos, a saber: São Paulo: pagou R$204.151.379.293,05 e recebeu R$22.737.265.406,96 – pasmem, superávit de R$181.414.113.886,09; Espírito Santo: pagou R$8.054.204.123,90 e recebeu R$3.639.995.935,80 – superávit de R$4.414.208.188,10; Rio Grande do Sul: pagou R$21.978.881.644,52 e recebeu R$9.199.070.108,62 – superávit de R$12.779.811.535,90. Em resumo, 18 Estados brasileiros vivem às custas da União, arrecadam e gastam mal; contudo, 8 Estados vivem para sustentar os demais. Enquanto esta injustiça persistir, não há Reforma da Previdência ou PEC dos Gastos que resista. Isto é o Brasil que teima em não dar certo. Isto é lamentável! Carlos Marcondes é jornalista e advogado. Contato: cmcomunicacoes@gmail.com

revistavitti.com.br | Vitti | 21


Economia

7

Propostas para a reforma da sua aposentadoria

J

Por Felipe Guarnieri

á falei sobre este tema no passado, mas dada a intenção de reforma na previdência levada a cabo pelo atual Presidente da República, o momento é mais do que pertinente em retomar a discussão. Antes de entrar no tema, suponha que a você seja dada a seguinte missão: você é o comandante de um navio de guerra que acaba de receber uma mensagem de um cargueiro com tripulação civil, que se encontra perto da sua atual localização. Acontece que este navio está danificado e está rapidamente afundando. Para resgatá-lo você entrará numa zona neutra desmilitarizada desencadeando assim um incidente diplomático que culminará na rápida reação do inimigo, que por acaso possui uma capacidade superior à sua e certamente o aniquilará. O que você faz? Com algumas poucas adaptações, este é o “Kobayashi Maru”, um teste a que são submetidos candidatos a capitães da “Frota Estelar” no filme “Jornada nas Estrelas”. O teste foi elaborado com o objetivo de testar os nervos e reações em situações onde não há escapatória. Outra forma de entender o teste, é que dado o cenário de falta de alternativa para uma solução, o problema é que tem que ser redefinido. Sem redefinir a previdência, não temos uma solução plausível para questão, teremos que aumentar impostos ou a dívida. A previdência está quebrada, fato. A constituição de 1988 somente aumentou os benefícios oferecidos à população sem, no entanto, se preocupar de onde viria o financiamento destes benefícios. Nos impu-

22 | Vitti | revistavitti.com.br

seram benefícios de países ricos, enquanto continuamos sendo um país pobre. Este ano o déficit previsto é de R$ 182 bilhões, dinheiro este que será coberto com impostos desviados de outras áreas, como salários de servidores da união, como médicos e professores, e investimentos em infraestrutura. A população ocupada atualmente é de aproximadamente 22,5 milhões de pessoas, o que dá um total de assustadores R$ 8.070 que cada brasileiro trabalhador deve tirar do seu bolso e dar na mão do governo para cobrir o déficit. A conta não fecha. Há outra alternativa, o aumento da dívida pública. Isso fecha a conta, a um custo alto para a população futura que terá de pagar os juros e devolver o dinheiro para quem emprestar para nós. A questão principal é que essa população futura não está aqui para se defender e opinar sobre esta decisão. Tudo isso colocado, sem entrar numa enfadonha discussão quantitativa, segue a minha proposta para reformar a previdência: 1 - Suspender imediatamente de forma irrestrita as pensões para filhas solteiras de servidores, recebimentos acima do teto constitucional, pensões para descendentes da Guerra do Paraguai (estima-se que haja 17 delas ainda recebendo esta pensão da guerra encerrada em 1870). 2 - Unificar todos os regimes de previdência pública (militares, juízes, políticos, funcionários públicos, assalariados e profissionais liberais). Um único sistema com únicas regras para todos nós. 3 - Quebrar qualquer tipo de subsídio cruzado entre impostos de qualquer natu-

reza e regimes previdenciários. Quem deve financiar a previdência é a previdência. 4 - Vincular o recebimento de pensões futuras às contribuições presentes e seus retornos sobre o investimento. 5 - Flexibilizar a decisão de escolha da destinação do montante acumulado no período de contribuição para o segurado. Em suma, deixar as pessoas decidirem o que é melhor para si mesmas. 6 - Unificar as idades mínimas de aposentadoria independente do sexo/gênero, local de moradia (rural ou urbano), e tipo de atividade exercida. Na verdade, uma proposta ainda melhor seria deixar cada um se aposentar quando quiser, desde que aceite que quanto mais cedo assim o fizer, menos terá a receber ou receberá por menos tempo. 7 – Mas, acidentes acontecem, pessoas ficam inválidas e sem poder trabalhar, não podem mais contribuir para a previdência. Para casos especiais, devemos criar algo como um “seguro obrigatório”, financiado por uma parcela da contribuição de todos. Utópica? Apenas no sentido de que aqueles responsáveis por aprovar uma reforma, não costumam votar com a lógica, pois sofrem forte pressão de minorias organizadas e atuantes que defendem apenas o seu próprio direito e não o direito de todos os brasileiros. Correta? Sim, respeita o pagamento do benefício de acordo com o esforço de cada um. Felipe Guarnieri é administrador de empresas, executivo financeiro e especialista em finanças. Contato: felipe.guarnieri@gmail.com

Fevereiro, 2017

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K


Fevereiro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 23


Perfil

Glauber Bassi Fotógrafo nascido no Vale do Paraíba faz sucesso no competitivo mercado internacional da moda

24 | Vitti | revistavitti.com.br

Glauber Bassi, em Londres Foto: Divulgação

Fevereiro, 2017


Modelo Bruno Santos, clicado por Glauber

Divulgação

Fernanda Lacerda

A bela Fernanda Lacerda, ex-Pânico, com Glauber Bassi

O

Da Redação

mundo da moda tem hoje um fotógrafo reconhecidamente talentoso e apaixonado pelo que faz. Glauber Bassi, natural de Caçapava, e atualmente radicado na Itália, estudou Publicidade e Propaganda na Universidade de Taubaté. Seu envolvimento com fotografia começou por influência familiar, já que seu pai, Osmar Bassi era proprietário de um estúdio de fotografia em Caçapava desde os anos 70. Glauber, que desde os 14 anos de idade ajudava na rotina profissional do pai, decidiu seguir o mesmo caminho, tornando-se fotógrafo profissional. Depois de graduar-se na UNITAU, partiu para Milão, na Itália, onde fez uma Especialização em Fotografia de Moda no Instituto Europeo di Design (IED), uma das mais renomadas escolas do mundo nessa área. Hoje com 18

Fevereiro, 2017

Laura Keller e Jorge

anos de atividade e sucesso no mercado internacional de moda, Glauber coleciona trabalhos publicados em revistas brasileiras e internacionais. No mercado norte-americano, por exemplo, suas fotos estamparam páginas de publicações como Playboy e Fiasco Magazine. Atualmente, Glauber é requisitado nos principais redutos do mercado da moda, e coloca em prática suas habilidades, talento e exigência em cidades como Londres, Paris, Dubai, Nova York, e claro, Milão. Desde 2007, o fotógrafo fundou seu próprio estúdio, com sedes em Londres, Paris, Ibiza e também no Brasil. Para saber mais sobre Glauber Bassi, acesse: www.glauberbassi.photography Arquiteta Brunete Fracarolli também já posou para as lentes de Bassi

revistavitti.com.br | Vitti | 25


26 | Vitti | revistavitti.com.br

Fevereiro, 2017


Fevereiro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 27


Social Taubaté

Socorro in Foco

Angela Tadeucci, Bruno, Giovanni Vitor e Giuliana Tadeucci Bruno reuniu sua linda familia, fez as malas e partiu em busca de muita emoção e diversão nas terras do Tio Sam. Ao voltar, suas malas estavam cheias de novas experiências, lembranças fantásticas e algumas comprinhas. Que venham as próximas aventuras.

Mariah Perrotta Ortiz e Ana Luz Perrotta Ortiz O primeiro dia de 2017 foi marcado pela cerimônia de posse da prefeitura de Taubaté pelo prefeito Ortiz Junior, mas o destaque vai para a pequena e graciosa Ana Luz que encantou a todos com sua alegria e simpatia acompanhada da mamãe coruja Mariah.

Renato Vargas, Lariza Velasco, Fabrício Velasco, Marcelo Vaqueli e Andrea Vaqueli O ano começou com tudo em Tremembé, no dia 16 de Janeiro foi realizado a inauguração da nova ala anexa ao pronto atendimento que deve vir para melhorar a saúde de toda a população. Parabéns a todos os envolvidos!

28 | Vitti | revistavitti.com.br

Por Socorro Pinto helpkoka@hotmail.com

Liliane Costi e Antonio Costi No mês de férias o Dr. Antonio Costi deixou o centro cirúrgico de lado e curtiu ao lado de sua eterna amada momentos inesquecíveis e as maravilhosas atrações da tão sonhada Disney World.

Priscilla Ortiz Fusco Lucas e Eduardo Fusco Depois de muito aguardo, o momento mais emocionante da vida de Eduardo e Priscilla chegou. A vinda do pequeno Lucas foi marcada por muita emoção e lágrimas de alegria. Seja bem-vindo e que traga muitas felicidades aos pais e familiares.

Andreia Gonçalves e Ortiz Junior A bela Andreia Gonçalves marcou presença na cerimônia de posse em Taubaté. Ela foi conferir de perto e desejar muito sucesso ao seu amigo, o prefeito Ortiz Junior. Fevereiro, 2017


Descubra a nova coleção inspirada na natureza da Mantiqueira

Tel: 12 3663 6358

www.platinvm.com.br

Fuja da agitação do carnaval, aproveite o sossego das montanhas

@platinvmjoias

@platinvmnidiaoliveira

Av. Macedo Soares, 457 - Capivari - Shopping Center Suíço - Loja 17 - Campos do Jordão - SP

Fevereiro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 29


Social Taubaté

Flash

Por José Luiz de Almeida luizinho-cafe@hotmail.com facebook.com/luizinholanches

As belas Vanessa Martins e Ana Eulália curtindo a noite no Spazzio Club, em Taubaté.

Meus queridos Fernando Chacon e Francine Maia, oficializaram sua união no dia 28 de janeiro no Buffet Requinte, onde receberam amigos e familiares. Desejo muita luz e amor para esse casal tão especial!

Meus queridos brothers Renato e Patricia Mussi eram só amor no Spazzio.

Baladeiros de plantão os amigos, Simone Sambugari e José Bittencourt em noite de fiesta!

Amigas de longa data Roberta Géia e Célia Abud, se encontraram para colocar o papo em dia.

30 | Vitti | revistavitti.com.br

Fevereiro, 2017


Fevereiro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 31


Social Caçapava

Caleidoscópio

Por Jéssica Denz jessicadenz@hotmail.com Interina

Roberto Nogueira, diretor do elegante e tradicional endereço no Vale, o Hotel & Golf Clube dos 500, recebeu em seus domínios os modelos Naty Kuprian, Bruno Santos e Mirian Lazarini para ensaio pelas lentes do internacional fotógrafo Glauber Bassi.

Os empresários Jeremias Rodrigues e Eugênio Ferrarezi durante evento do MAGNA Business Transformation, onde receberam parte do CME (Conselho da Mulher Empreendedora – SJC) sob a batuta de Janaína Dias.

O 3.2 de Abel Freitas foi comemorado no Interative Hall com Feijoada Solidária revertida ao GACC (Grupo de Assistência à Criança com Câncer). No registro, a Presidente da instituição Rosemeire Sanz e o aniversariante.

O corretor de imóveis Dalton Luiz dos Santos prestigia o Delegado do Creci – Caçapava, Cel. Alves, quem recebeu das mãos do Presidente do Creci 2ª. Região - José Augusto Viana Neto o certificado de Perito de Avaliação Mercadológica.

O endocrinologista cirurgião Dr. José Estefano de Oliveira concedeu entrevista para o trio Boteco Na TV, gravado no Bar do Coronel por Lilica, Mello Jr. E Grillo Jr, com abordagem no importante e sempre atual tema: Obesidade - os riscos da doença. 32 | Vitti | revistavitti.com.br

O vereador Lucio Mauro e o Dr. Guilherme Matarezi assumiram, respectivamente, os cargos de Presidente da Câmara Municipal de Caçapava e Assessoria Jurídica da Presidência do Legislativo. Fevereiro, 2017


Fevereiro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 33


Saúde

U Ressaca da praia

Por Dr. Érico Pampado Di Santis

m péssimo efeito colateral das campanhas de conscientização é a culpa sentida por aqueles que não respeitaram as orientações sugeridas pela diligência. Se a campanha contra a AIDS prega o uso de camisinha e o indivíduo tem uma relação não protegida, um dos piores sentimentos é a culpa, o remorso. “Por que eu não usei? Seria tão fácil, e agora estou passando por este terrível medo”. Pois deveria mesmo ter usado. No exemplo fictício acima, o jeito agora é procurar um médico e fazer os exames. Nossas campanhas contra os danos do sol pelo risco do câncer de pele e do envelhecimento da pele após a exposição solar também geram este efeito colateral no final do verão: a ressaca da praia. Ressaca, segundo o dicionário Houaiss, significa: “forte movimento das ondas sobre si mesmas, resultante de mar muito agitado, quando se chocam contra obstáculos no litoral. Mal-estar que sofre, ao acordar, aquele que ingeriu bebida alcoólica em excesso” e, por último: “mal-estar produzido por uma noite passada em claro”. Utilizaremos aqui o sentido de ressaca da praia, do sol e da pele. Sim, muitos tomaram sol excessivamente, ficaram lindos e lindas com o desejado bronzeado, fizeram as marquinhas da moda, aproveitaram os dias quentes. E agora? Agora, é cuidar daqui pra frente. Nos casos agudos, onde houve queimaduras, claro que o tratamento é a procura imediata do seu dermatologista ou do pronto-socorro mais próximo para corrigir o problema, muitas vezes grave. Para aqueles que “só” abusaram e sentiram “apenas” um ardor na pele, a estratégia é a seguinte: Primeiramente, repensar as campanhas e prometer a si mesmo mais cautela para o próximo verão. Aproveite para prometer também que usará protetor solar diariamente daqui por diante. Como cuidados gerais dessa ressaca da pele, sugiro: • Tomar banho com sabonetes pouco abrasivos, de preferência os sintéticos (geralmente esses sabonetes vêm designados com a sigla Syndet); • Hidratar a pele após cada banho; • Procurar o dermatologista para avaliação de alguma mancha que tenha ganho e para o devido acompanhamento. E, por favor, sem muitos exageros no carnaval.

Dr. Érico Pampado Di Santis é médico Dermatologista. CRM: 96546/RQE: 21582 34 | Vitti | revistavitti.com.br

Fevereiro, 2017


Odontologia

BICHECTOMIA

MENTOPLASTIA

Disfunção da Articulação

Temporomandibular (DTM)

A

articulação temporomandibular (ATM) é a articulação que liga a mandíbula ao crânio. Essa articulação pode sofrer vários distúrbios, prejudicando assim sua função. A articulação da mandíbula no osso temporal (ATM) é das que mais trabalha. Basta falar ou mastigar, para que os músculos, tendões, ligamentos e cartilagens que a constituem entrem em atividade. Os distúrbios que acometem a ATM podem provocar dor craniofacial, limitação dos movimentos mandibulares, ruído à movimentação entre outras complicações. As causas dos distúrbios da ATM são multifatoriais, existem dentre os fatores predisponentes, os que iniciam o processo e outros responsáveis por sua manutenção. Traumatismos podem lesar ligamentos, cartilagens ou ossos da articulação. Como resultado do processo inflamatório que se forma no local, há liberação de várias substâncias que Fevereiro, 2017

agridem os tecidos articulares. Dentre os distúrbios da ATM alguns casos são tratados com cirurgia, que podem ser cirurgias minimamente invasivas até cirurgias de reconstruções totais da articulação. Há pacientes que se queixam de dor localizada na articulação e na musculatura da mastigação, mas pode irradiar para o ouvido, região do pescoço, região temporal e frontal ( dor na cabeça ), ângulo da mandíbula e para a região dos olhos. Há pacientes que relatam zumido e tontura, apresentam ruídos (estalos) e creptações ao abrir a boca. Mastigar, abrir a boca e mesmo falar pode aumentar a intensidade da dor. Em alguns casos, a articulação pode ficar “travada” quando a boca se encontra fechada, apresentando limitações nos movimentos mandibulares, ou, ao contrário, “travar” com a boca aberta. Estes são fatores que fazem parte do cotidiano de muitas pessoas, o seu também? O que acha de melhorar isso?

FEMINIZAÇÃO FACIAL

IMPLANTE DENTÁRIO CIRURGIA ORTOGNÁTICA

Saiba mais em: www.drluizmarcelo.com.br revistavitti.com.br | Vitti | 35


Saúde

Jejum Intermitente Prática inclui longos períodos sem comer e pode trazer benefícios, no entanto é preciso ter cuidado às restrições

C

Da Redação

ientistas, médicos e nutricionistas, em diversos lugares do mundo, estão voltando suas atenções para um assunto que tem ganhado destaque principalmente para quem procura por uma forma de perder peso e melhorar a saúde. O jejum intermitente tem ganhado destaque e adeptos. Mas afinal, o que é e quais são os benefícios e riscos de adotar longos períodos sem ingerir alimentos? O que já se sabe é que jejuar de forma controlada e orientada, pode ativar mecanismos de autodefesa das células que garantem a elas maior longevidade. É isso que se traduz em benefícios para todo nosso organismo. Isso acontece por conta da autofagia (quando as células literalmente comem umas as outras). Esse processo é um mecanismo importante de autolimpeza que existe em todas as células de nosso corpo. Os genes que regulam essa reciclagem de organelas velhas ou malformadas foram identificados por Yoshinori Ohsumi, biologista celular e professor da Universidade de Tóquio, no Japão, ganhador do Nobel de medicina de 2016. A redução da autofagia leva ao acú36 | Vitti | revistavitti.com.br

mulo de componentes danificados, o que está associado à morte das células e ao desenvolvimento de doenças. Assim, manter o mecanismo ativo seria uma forma de prevenir problemas futuros. A autofagia é ativada quando a célula está em situações de estresse. Por exemplo, quando o indivíduo fuma um cigarro ou deixa de se alimentar. Para sobreviver, a célula passa a "comer" partes internas, degradando tudo o que tem de ruim. Quanto mais o mecanismo funciona maior a faxina interna. Mitos e verdades do Jejum Intermitente Qualquer pessoa pode fazer esse tipo de dieta MITO - Segundo especialistas que contraindicam o jejum, ele não deve ser feito por crianças, adolescentes, idosos, diabéticos que fazem uso de medicamentos hipoglicemiantes e gestantes. Não é recomendável praticar exercícios durante o jejum VERDADE - Quem faz atividades físicas precisa ter um suporte adequado de nutrientes. Se a pessoa passar muitas horas sem se alimentar e, nesse tempo, for praticar exercícios pesados, ela pode ter hipoglicemia.

Durante o jejum, pode beber água? DEPENDE - Existem diferentes vertentes da dieta de jejum intermitente, mas na maioria delas o adepto jejua completamente. No entanto, manter a hidratação do corpo é primordial, por isso é recomendado ingerir água normalmente. As taxas de colesterol ruim aumentam MITO - Esse tipo de dieta existe há séculos, literalmente. Durante o período paleolítico, o homem, para comer, tinha que caçar sua comida. Então, ele passava muitas horas em jejum. Como a agricultura surgiu bastante tempo depois, o que tinha à disposição para comer era, basicamente, proteína e gordura. Hoje, na vida moderna, temos acúmulo de estresse. Por isso, a pessoa pode ter aumento dos níveis de colesterol ruim. A dieta do jejum intermitente dá resultado VERDADE – É possível emagrecer fazendo o regime. No entanto, ao fim da dieta, a pessoa pode voltar a engordar, caso retome os hábitos alimentares errados do passado. A melhor maneira para perder quilos extras é a reeducação alimentar. Por isso, antes de iniciar esta dieta, procure um bom Nutricionista. Fevereiro, 2017


Fevereiro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 37


Social São José dos Campos

Atitude News

Carol e Maria Cristina Nogueira inauguraram o Santo Salão, no Esplanada Shopping, em São José dos Campos.

Por Gilberto Freitas gilfreitasff@hotmail.com

Celso Ricardo e Dennis Silva comemoraram os 10 anos do C&D Cia da Beleza, em São José dos Campos.

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

José Oliver e Ricardo Guedes reinauguraram o Coco Mambo na Avenida Rio Branco, em SJC.

Helba Vespoli Wicher e Ana Paula Souza em noite de show no Anexo da Nena, em São José dos Campos.

Nadia Maximo, Nicolly Oliveira e Jonas Almeida na Noivas e Festas by Braz Evento.

Victor Abranches e Carlos Abranches na noite da "Sexta Especial" do Guten Bier.

38 | Vitti | revistavitti.com.br

Fevereiro, 2017


Fevereiro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 39


Social Aparecida

Aparecida Erasmo Ballot

Por Ligia Ballot liballot@hotmail.com

Tamires Diniz na Cachoeira do Segredo, em Goiás.

Sabrina Fernandes e Bruno Marconcini curtindo o verão na praia de Itauna, RJ.

Muito amor no coração para aquecer: Yasmim Teixeira, Nastazia Fotopoulou, Renato Scarpelini, Luiz Fernando Fernandes e Bia Correa na virada do ano, em Veneza - Itália. Keylla e Carla Nogueira, lindas arrasando!

40 | Vitti | revistavitti.com.br

Fevereiro, 2017


Fotos: Cleiton Thiele

Turismo

Arte em Reflexo

Magia dos Museus de Cera atrai curiosidade de fãs e turistas em Aparecida

A

Da Redação

perfeição dos detalhes muitas vezes assusta quem vê pela primeira vez. O brilho dos olhos, as linhas de expressão e a textura da pele criam a impressão de que você está diante de um ser humano real! Tudo isso para proporcionar a sensação de estar lado a lado com uma personalidade histórica ou um ídolo do esporte, cinema ou música. E esse é o objetivo dos Museus de Cera que começam a se popularizar no Brasil e também chegaram à região do Vale do Paraíba. “A gente fica até arrepiada com tanta perfeição, parece que estão olhando para a gente de verdade”, contou empolgada a aposentada Marinete Barbosa de Lima, de 62 anos, uma das visitantes do Museu de Cera de Nossa Senhora Aparecida. O espaço localizado dentro do Santuário Nacional de Aparecida é o primeiro do mundo dedicado exclusivamente a Virgem Maria. Com aproximadamente seis mil metros quadrados, o atrativo reúne 61 estátuas em tamanho natural, divididas em 20 cenários, que recriam os principais acontecimentos relacionados à Imagem da Santa, que hoje é venerada por milhões de devotos no Brasil e no mundo. No passeio repleto de efeitos sensoriais, o visitante é levado a uma viagem Fevereiro, 2017

no tempo, que começa no encontro da imagem nas águas do Rio Paraíba, em 1717, até os fatos mais recentes, conhecendo as personalidades históricas, políticas e religiosas, que tiveram a vida ligada à Padroeira do Brasil. As estátuas, feitas em tamanho natural foram, produzidas por ateliês especializados e retratam com realismo: santos, papas, reis, presidentes, religiosos e alguns nomes contemporâneos. O acervo reúne figuras como Dom Pedro I, Princesa Isabel, Getúlio Vargas, Madre Paulina, Frei Galvão e os Papas João Paulo II, Bento XVI e Francisco, entre outros nomes. Também há devotos famosos, como o ex-jogador Ronaldo Fenômeno e o astronauta Marcos Pontes. “Estive em Aparecida quando o Papa João Paulo II visitou o Brasil e ver a estátua dele assim de pertinho, me trouxe a lembrança de toda aquela emoção de volta é realmente um passeio muito emocionante”, disse a turista Maria Antônio do Rosário Soares, de 77 anos.

astros da TV, cinema, música e esporte. Pioneiro no país, o Dreamland Museu de Cera, em Gramado na Serra Gaúcha, foi o primeiro do gênero na América Latina. Inaugurado em 2009, o espaço inspirado nos famosos museus de cera da Europa e Estados Unidos possui um acervo com mais de 100 estátuas de personalidades nacionais e internacionais. O complexo abriga 20 cenários diferentes, entre eles o Cenário Inglês, que conta com a Rainha Elizabeth II, Lady Di, James Bond; o Mundo Encantado com um impressionante barco pirata comandado por Jack Sparrow e Capitão Gancho, além do marinheiro Popeye e do menino-bruxo Harry Potter. No Paraná, na turística Foz do Iguaçu está localizado o maior museu de cera da América Latina. O espaço com 60 mil metros quadrados possui um acervo com mais de 80 estátuas de celebridades mundiais, astros de Hollywood, da cultura pop, da televisão, do esporte, ciência e política. Entre as últimas aquisições, estão os cantores Elton John e Psy, os astros do cinema Tom Hanks e Ben Stiller, o espetacular Homem Aranha e o Príncipe William. Os cenários temáticos são distribuídos em: Hollywood, Cantores, Esportistas, Atores e Personalidades, Ciência e Atualidade, Playboy, Kids, Star Wars & Enterprise, Marvel, Igreja e Realeza, Salão Oval, Mundo Médio & Hogwarts, Terror, Barco Pirata e Saloon. Museu de Cera Nossa Senhora Aparecida Local: pátio do Santuário Nacional, ao lado do Centro de Apoio aos Romeiros. Funcionamento: de segunda à sextafeira, das 9h às 17h, sábados das 8h às 19h e domingos e feriados das 8h às 18h. O museu não funciona na terça-feira. Informações (12) 3104-3536.

Museus de Cera no Brasil Além de Aparecida no Vale do Paraíba, as cidades de Gramado, no Rio Grande do Sul e Foz do Iguaçu, no Paraná, também possuem atrações dedicadas às estátuas de cera. Nesses locais, os personagens religiosos dividem o espaço com revistavitti.com.br | Vitti | 41


Social Guará

Guará em Pauta Paula Freitas

Por Benê Carvalho benecarvalho@revistavitti.com.br

Neusa, Helena, Regina com Joaquim, Maria Alice, Maria Teresa, Eta Maria, Raquel, Elba e Maria Helena No final do mês de dezembro, meus queridos amigos Dudu Bueno e Helio Cunha fizeram uma linda festa de noivado cheia de risos e comemorações. Desejos de muitas felicidades ao casal!

Julia Cavalheiro no auge dos seus 17 aninhos já anda “pintando o sete” das moças da cidade. Com seu Studio de Makeup já ministra cursos e faz um trabalho para lá de excelente! 42 | Vitti | revistavitti.com.br

Regina Galvão Carvalho foi homenageada por parentes e amigos numa deliciosa tarde de festa surpresa para comemorar seus 70 anos num clima de muita alegria!

Os irmãos Felipe e Francisco Sato Marotta esbanjam fofura e simpatia para orgulho dos pais Renata e Lucas.

Rosana e Luiz Roberto comemoram felizes a formatura do filho Lucas Lobo no curso de Direito na PUC de São Paulo.

Fevereiro, 2017


Fevereiro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 43


Gastronomia

Saquê vem ganhando espaço no Brasil Símbolo da cultura japonesa conquista paladar de brasileiros, seja puro, ou em drinks como a 'saquerinha'

O

Da Redação

saquê surgiu na era Yayoi (de 300 a.C. a 250 d.C.), não se sabe ao certo se no Japão ou na China. Naquele tempo, era uma bebida pastosa e branca, bem diferente da transparente e limpa que se conhece hoje. Durante muitos anos, foi tratada como uma bebida sagrada pelo povo oriental. Algumas lendas contam que somente mulheres virgens podiam produzir o saquê, e o processo era bem curioso. Essas moças “puras” mastigavam o arroz morno e cuspiam no tacho, e esse fermentado produzido na boca era chamado de saquê. Somente na era Edo (1603-1868) é que surgiu o saquê mais parecido com o que é consumido hoje em dia. Mas não foi só a bebida que mudou. O passar dos anos também influenciou nas maneiras de se

beber o saquê. Mundo afora, diversas combinações de ingredientes formam um cardápio variado de drinks que têm o saquê como ingrediente principal. No Brasil, muitos acreditam que o correto é consumi-lo no masu (copo quadrado de madeira). Já no Japão, a bebida só é consumida no masu em cerimonias ou eventos especiais. O ideal é que o saquê seja servido numa taça. É o que afirma Vinicius Cassarotti, professor de gastronomia do Senac Taubaté, já que segundo ele “assim, é possível analisar melhor a cor, o aroma e o sabor, sem a interferência da madeira. Ou então, servi-lo em copinhos de cerâmica, também tradicionais, chamados choko”, diz o professor. No Brasil, muitas pessoas acham que o saquê é a "pinga" do japonês. Mas, no Japão, saquê representa qualquer bebida que contenha mais de 1% de teor alcoóli-

co. Após o período feudal, a abertura dos portos e o intercâmbio com países estrangeiros fizeram com que outras bebidas conquistassem o mundo e com o saquê não foi diferente. Para a identificação no Japão, o saquê denomina-se nihonshu”. Os ingredientes para a produção são água, arroz, levedura e fungo. Tudo isso com o diferencial do toji (mestre de produção), que dá a alma ao saquê. Seu teor alcoólico está entre 5% e 20%, mas o padrão é de 14% a 16%. Existem vários métodos de produção que diferenciam os tipos de saquê, o que já garante a diversão na degustação para descobrir particularidades de cada tipo. “Uma receita que aprecio bastante é a saquerinha (conhecida também como caipirinha de saquê), e que pode ser feita com várias frutas, como a jabuticaba. Por se tratar de uma fruta sazonal, podemos substituir por lichia que é outra fruta bastante perfumada e que pode ser encontrada em conserva o ano todo”, finaliza Cassaroti.

Saquerinha de Jabuticaba Ingredientes 1/2 xícara de jabuticabas com casca 1 colher de chá de açúcar Gelo 50ml de saquê Modo de Preparo Macerar a fruta com o açúcar no copo, colocar o gelo picado, acrescentar o saquê e misturar antes de servir. Obs.: A jabuticaba pode ser substituída por lichia - 1/3 de xícara de lichia sem casca e sem caroço. 44 | Vitti | revistavitti.com.br

Fevereiro, 2017


Fevereiro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 45


Gastronomia

Carnaval na cozinha

C

Por Rafael Ferro

arnaval é uma manifestação social em forma de festa popular, ou seja, é reconhecido pela importância cultural para inúmeras pessoas neste vasto país. Cada região configura a festa conforme sua história, umas mais caricatas e voltadas ao resgate cultural, outras mais liberais a fim de atrair visitantes e comemorar os dias de folga. As noites e dias de folia nas principais cidades que promovem essa festa são acompanhadas de grande influência da hospitalidade local, seja em casa de amigos, pequenas pousadas ou redes hoteleiras, que aproveitam o período para transmitir ao turista, através de inúmeros elementos físico e não físicos, seus pilares culturais. Dentre esses pilares destaco a comida. Um dos polos que mais recebem turistas nessa época é o Nordeste brasileiro. Em boa parte dessa região a cozinha mais presente, dentre três tipos de cozinhas, é a sertaneja, com muito uso da carne de sol, feijões e farinhas. Neste mês apresento um prato que compila a essência e os ingredientes dessa cozinha sertaneja e que é servido abundantemente em boa parte das cidades carnavalescas do nordeste. Espero que gostem! Rafael Ferro é Chef de cozinha e Professor de Gastronomia na Universidade do Vale do Paraíba. Contato: rafaelferro@univap.br 46 | Vitti | revistavitti.com.br

BAIÃO DE DOIS Para o baião • 500g de carne-seca • 1 xícara (chá) de feijão-fradinho • 1 xícara (chá) de arroz • 1/2 cebola picada fino • 1 colher (sopa) de azeite (ou óleo) • 1/2 colher (chá) de sal • 1 folha de louro Para o refogado • 200g de queijo de coalho em peça • 70g de bacon em cubos • 1 cebola roxa • 2 dentes de alho • 2 colheres (sopa) de manteiga de garrafa (pode substituir por manteiga, azeite, ou óleo) • 3 talos de cebolinha fatiada • folhas de coentro a gosto • sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto Modo de preparo Cozinhe antes o feijão e o arroz do baião separadamente; Para o refogado: Em uma panela grande, em fogo médio, frite o bacon em cubos até soltar a gordura. Retire o bacon e reserve. Na mesma panela, aqueça a manteiga, adicione o pimentão verde, a cebola roxa e refogue por mais 3 minutos. Acrescente o alho, o feijão escorrido e frite por 3 minutos. Junte o arroz e mexa. Adicione o queijo, o bacon reservado, a cebolinha, misture e sirva decorado com cebolinha. Fevereiro, 2017


Fevereiro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 47


Decoração

Cores

além dos "tons de cinza"

U

Por Newton Lima

ma casa é muito mais do que um telhado sobre nossas cabeças. Nossas residências se desenvolveram muito ao longo dos tempos, e cada vez mais precisam ser construções incrivelmente versáteis. O lugar onde vivemos deve ser apreciado, oferecer proteção, descanso, paz e inspiração a todos os que passarem por ali. A cor pode alterar radicalmente qualquer espaço dentro de uma casa. As possibilidades disponíveis nas tintas modernas são ilimitadas, podendo transformar qualquer ambiente pelo uso inteligente das tonalidades. Cores pálidas e

48 | Vitti | revistavitti.com.br

brancos podem renovar um ambiente resgatando uma atmosfera iluminada e espaçosa. Em todo o mundo culturas diferentes atribuem significados para determinadas cores. A cor pode ser tanto passional e sensual quanto calmante e de meditação, e elas nos impressionam como um luxo moderno. Há apenas 100 anos a cor estava reservada aos ricos, não havia televisão em cores, livros ou revistas coloridas ou mesmo plásticos coloridos e existiam poucos tecidos tingidos. Para a grande maioria, o mundo se resumia a muitos tons de cinza e somente a partir da década de 1950 a indústria química tornou possível a produção de cores variadas para tintura e pintura. Fevereiro, 2017


se sobre a aparência deles em conjunto. Brinque com a escala, a proporção e a cor nessa área, procurando encontrar uma combinação harmoniosa. Disponha pelo espaço alguns pedaços de madeira nos tons reais do ambiente e estampas similares as que estarão nos tapetes e almofadas (flores, listras...). Fotos de viagens com referências arquitetônicas que você curte também entram na composição. A partir desse resultado, a defi nição das nuances e padrões a serem utilizados na sua decoração se tornará muito mais simples, visto que uma prévia do projeto final acaba de ser testada e aprovada. A cor de 2017 Recentemente, aconteceu a “Casa Vogue Experience” por onde passaram diversos profissionais de várias áreas compartilhando seus conhecimentos e expertises com o público. A pesquisadora Ana Kreutzer, da Tintas Suvinil que falou das cores e tendências para 2017.“A palavra que norteou nossa pesquisa foi LUZ. A sociedade passa por um importante momento de reflexão sobre a própria essência. É hora de rever escolhas, repensar quem somos e o que estamos fazendo”, completa. E é dentro do tema Substancial está a Cor do Ano para 2017 da Suvinil: Cortina de Teatro. Como escolher a cor? A pintura é uma maneira simples e econômica de revitalizar completamente qualquer área da casa. Muitos fatores devem ser considerados antes de começar um trabalho de preencher um espaço com cor. Algumas perguntas podem auxiliar nesse processo: Qual é a finalidade desse ambiente? Quem usa mais esse local? Em quais horários do dia será mais utilizado? Quanta luz natural esse espaço recebe? Quais são as características arquitetônicas presentes? Que móveis estão ou estarão nesse local? Que cores já estão presentes nos arredores e que serão mantidas? Que sensações você quer que o ambiente transmita? Painel Semântico – para que serve e como fazer? Esses painéis auxiliam na visão geral de um projeto, tanto na escolha das cores quanto dos elementos que estarão no ambiente. Sua execução é bastante simples e nos remete aos trabalhos de educação artística nos tempos do colégio. Numa placa grande ou sobre uma superfície plana, disponha materiais referenciais e penFevereiro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 49


Cultura Peça criada por Alexandre Malosti que estará na mostra Foto: Divulgação

Cerâmica em Destaque Divulgação

Ceramista de Taubaté vai participar de mostra no Museu do Objeto Brasileiro

O

Da Redação

ceramista taubateano Alexandre Malosti foi selecionado e vai figurar entre os 15 artistas do estado de São Paulo para compor a Mostra Coletivo de Cerâmica, que será realizada no “A CASA - museu do objeto brasileiro”, que fica em São Paulo. A mostra acontece entre os dias 15 e 24 de fevereiro Com curadoria de Fernando Zelman e produção da Galeria Central, a mostra reúne artistas selecionados a partir de trabalhos com técnicas diversas, como torno, cerâmica de placa, marmorização, serigrafia, entre outras. Os objetos expostos são de cunho decorativo e utilitários. Para o curador Fernando Zelman, a proposta da mostra é reunir vários objetos de cerâmica contemporânea e suas diversas vertentes. “A intenção é mostrar o trabalho

50 | Vitti | revistavitti.com.br

A Casa – Museu do Objeto Brasileiro

de artistas de diferentes lugares, mas que de alguma forma, dialogam entre si”, revela. A mostra reunirá nomes consagrados e novos talentos da cerâmica no estado, com trabalhos de Regina Esher, Apoena Design, Cibele Nakamura, Cleide Vieira, Cris Couto, Eliana Kanki, Fátima Rosa, Mariana Zoccoli, Miki Iryo, Mirai Atelier, Renata Ferraz do Amaral, Sonia Bogaz, Tácito Fernandes, além de Alexandre Malosti.

Serviço Exposição “Coletivo de Cerâmica” Abertura: 15/02, às 19h Período: de 16 a 24 de fevereiro de 2017 Horário: de segunda a sexta, das 10h às 18h Local: A CASA museu do objeto brasileiro Avenida Pedroso de Morais, 1234 - Pinheiros, São Paulo/SP

Fevereiro, 2017


Fevereiro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 51


Ambiente Construído

100 95

HAARP

75

25

Programa de Investigação de Aurora Ativa de Alta Frequência a década de 1990, mais precisamente em 1993, teve início as atividades do HAARP nos Estados Unidos, sendo um projeto destinado aos estudos envolvendo a camada mais externa do globo terrestre, a ionosfera. Esse projeto americano tem o objetivo de identificar os procedimentos funcionais referentes às ondas de radiofrequência irradiadas nesta faixa da atmosfera da Terra. Nas pesquisas realizadas por estes equipamentos, o sistema de antenas para emissão de sinais de HF (Hight Frequency) irradia ondas direcionadas à ionosfera, a fim de provocar um aquecimento da camada, observando os efeitos provocados pelas variações nas interações de temperaturas e condições de pressão. A ionosfera tem esta designação pela característica de ser muito ionizada, motivada pela perda e ganho de elétrons com muita facilidade, deixando-a em carregamento elétrico intenso, pela ação do Sol, que irradia muita carga na direção da Terra. Os meteoritos e os raios cósmicos podem contribuir bastante na presença dos íons. Os íons livres possuem densidades variáveis, apresentando oscilações em consonância com os padrões temporais variáveis, tais como: a hora do dia, a estação do ano e um fenômeno que acontece em uma frequência periodal de 11 anos, quando mudam drasticamente a densidade dos elétrons e a composição da ionosfera, resultando em um bloqueio nas radiocomunicações em HF (alta frequência). Os pesquisadores inferem que essa reflexão deve ser utilizada como um satélite para o envio de informações entre localidades, melhorando os dispositivos de GPS (Ground Position System) utilizados atualmente, as comunicações e também a navegação. A problemática fica por conta do desconhecimento das reais pro52 | Vitti | revistavitti.com.br

priedades da reflexão por parte da ionosfera. Outro fator preponderante é a característica de que as propriedades da ionosfera modificam-se durante a noite, altitude aumenta e as densidades baixam, tornando impossível se manter uma padronização para a emissão de ondas eletromagnéticas, independente do seu comprimento. Existe uma variedade de formas de pesquisa das faixas da atmosfera terrestre. No que diz respeito às camadas mais baixas, até balões são utilizados para a coleta de dados sobre as diferenças nas condições naturais. A camada de ozônio é verificada com balões meteorológicos que realizam medições das taxas de radiação que ultrapassam pela atmosfera. Situando-se muito mais acima, balões meteorológicos e satélites não podem ser utilizados para realizar medições e análises sobre a ionosfera. Dessa maneira o HAARP é tão importante, já que utiliza a maneira mais eficiente de contatar o setor: antenas de emissão de ondas de muito alta frequência. Os resultados são utilizados para entender como o sol influencia no sinal de rádio. O “Instrumento de Investigação Ionosférica” atua como um “Aquecedor Ionosférico”, e transmite frequências altas para modificar a sua estrutura. O HAARP não é o único aquecedor

ionosférico instalado no planeta. Existe um localizado na Noruega e outro na Rússia, realizando o mesmo processo: utiliza antenas para emissão de ondas eletromagnéticas de alta frequência para aquecimento da ionosfera, criando uma aurora artificial, muito aquecida, o que pode provocar uma elevação na temperatura de uma determinada localidade no planeta. Uma espécie de efeito estufa ionosférico é criado. Os locais atingidos pelas OEM (ondas eletromagnéticas), abaixo da ionosfera afetada pelas antenas podem ter suas temperaturas elevadas rapidamente em alguns graus centígrados, caracterizando o potencial de armas geofísicas. Segundo estas teorias, seria possível controlar placas tectônicas, temperatura atmosférica e até mesmo o nível de radiação que passa pela camada de ozônio. Estas possibilidades podem emanar grandes problemas para as populações de países inteiros. Desastres naturais podem minar economias, dizimar concentrações populacionais e gerar instabilidade e insegurança em toda a Terra.

0

Prof. Dr. Adilson Peloggia é Consultor Ambiental Contato: peloggia.adilson@gmail.com Divulgação

N

Por Adilson Peloggia

5

100 95 75

25 5

Base de pesquisas do projeto HAARP no Alasca, 2017 EUA Fevereiro,

0


Fevereiro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 53


Bem estar

Ayurveda Saúde, bem estar e equilíbrio

A

Por Alessandra Gabriel

yurveda é o sistema de saúde mais antigo conhecido no mundo - existe há mais de 5000 anos - e é a medicina oficial na Índia até os dias de hoje. O termo significa “ciência da vida” e visa restaurar o equilíbrio natural de cada pessoa por meio de terapia corporal, atividade física, alimentação e meditação, harmonizando corpo, mente e alma, promovendo saúde. A Ayurveda não trata a doença, e sim o doente, para que qualquer sintoma de doença seja minimizado, por isso também age de forma preventiva, curativa e recuperativa baseada sempre em recursos naturais como: plantas medicinais, fitoterapia, reeducação alimentar, hábitos saudáveis e desintoxicação do corpo e mente. Estimula novos hábitos e rotinas construindo novos padrões de pensamentos, sentimentos e comportamentos, construindo um novo Ser. Ao longo da vida nos perdemos pelo caminho e deixamos de ser quem realmente somos, nos deixando levar pelos pensamentos coletivos onde na correria, no estresse do dia a dia, entramos num sistema onde se prioriza TER e não SER. A Ayurveda, por meio de inúmeras técnicas, promove o reencontro de cada indivíduo com sua verdadeira essência. O Spa Luz e Vida é um local onde trabalhamos com todas essas técnicas, um espaço voltado para Terapias Ayurvédi-

54 | Vitti | revistavitti.com.br

cas, alimentação, massagens corporais, banhos, meditações e exercícios respiratórios. A técnica mais procurada é a massagem terapêutica, uma técnica que induz ao relaxamento profundo, feita com óleo vegetal puro prensado a frio, extraído de plantas medicinais com alto poder terapêutico e é executada com movimentos vigorosos em toda a massa muscular com manobras de descompressão de vértebras e articulações, de tração, alongamentos e com estimulação de pontos sensoriais no corpo físico energizando órgãos vitais. Na Ayurveda, é acreditado que cada órgão vital possui uma energia e uma emoção própria, por exemplo: o rim órgão da energia vital e medo, o pulmão responsável por toda a pele do corpo e tristeza, o fígado órgão da raiva, coração de todos sentimentos emoções e angústias; esses estímulos, quando frequentes, proporcionam o equilíbrio total do organismo. Fisicamente essa terapia auxilia todos os sistemas do corpo. Mentalmente, ajuda a relaxar, desacelerar a mente e equilibra a parte energética. Benefícios proporcionados pelo tratamento com a massagem ayurvédica: rejuvenescimento (melhora na pele), realinhamento das estruturas óssea e muscular, realinhamento postural, aumento da auto-consciência, fortalecimento do sistema imunológico, aceleração da circulação linfática e consequente desintoxicação do organismo; eliminação de bloqueios, prevenção de doenças, aumen-

to de flexibilidade, alivio das tensões, fadigas e estresse, reequilíbrio dos chakras. Age poderosamente sobre a circulação sanguínea, respiração e articulações de todo o corpo, possibilitando uma vida mais harmoniosa e feliz. Tudo isso ocorre em uma sessão de uma hora e meia a duas horas, em um momento espiritual, num ambiente acolhedor e relaxante, começamos conversando sobre os motivos que o trouxeram até nós. Conhecer o que o incomoda ou aflige e assim como o que lhe dá prazer e alegria. Sentir suas dores físicas, emocionais e suas carências, seus cansaços, seus prazeres e euforias. Para assim começarmos uma meditação guiada onde o intuito é promover uma ruptura com o externo, com o coletivo, trazendo-o para o agora, para seu momento, é o que chamamos de despertar interior. Fazendo com que o receptor volte somente para si, sentindo seu corpo, para que haja consciência em cada toque. Essa terapia está sempre aliada com uma dieta dos Doshas (perfil biológico de cada indivíduo) Meditação e Respiração maior fonte de captação de Prana (energia vital) que estaremos trazendo informação e dicas nas próximas edições. Namastê. Alessandra Cristina Gabriel Prazeres Terapeuta Ayurvédica - ABRA-RJ 399 SPA LUZ E VIDA Fone: 12 98811-8266 Tremembé - SP Fevereiro, 2017


Reflexão

Autoestima, amor e altruísmo num filme muito especial “A

Por Juliana Bueno

s pessoas não morrem quando seus corações param de bater, elas morrem quando por algum motivo deixam de acreditar que são importantes”. Esta é mais uma das bonitas e iluminadas frases que ouvi no fi lme “O Vendedor de Sonhos”, estrelado magistralmente por Dan Stulbalh e pelo ator uruguaio Cesar Trancoso. Admito que é uma frase um pouco pesada, especialmente se conseguirmos entender a profundidade do seu significado. Antes de mais nada, quero recomendar que assista a este fi lme brasileiro, dirigido por Jayme Monjardim. O fi lme não é exatamente místico, baseado no livro (best-seller) de Augusto Cury, mas reflete principalmente toda a crise de valores em que vivemos, às vezes completamente alienados, robotizados, na correria da vida moderna. “O Vendedor de Sonhos” tem frases e momentos maravilhosos, repletos de significados. Esta que coloquei acima acontece quando um dos atores a diz para uma senhora muito idosa completamente envolvida e mergulhada na sua Fevereiro, 2017

solidão, sentindo-se com certeza completamente abandonada, “deixando de acreditar na sua própria importância”. Na idade mais avançada, a famosa “terceira idade”, isso pode realmente acontecer. Afinal, no que estamos apoiando a nossa autêntica autoestima? Num corpo bonito, rosto jovem e belo, cabelos lindos, charme e elegância para todos os lados? Ou a apoiamos numa boa renda financeira, no sucesso profissional? Ou mesmo numa mesada incrivelmente alta que recebemos todos os meses de um marido muito especial? Quem sabe uma herança que nos deixa felizes a todo momento e sem maiores preocupações financeiras, tampouco existenciais. Acredito, sinceramente que se você apoia sua felicidade e autoestima neste mundo de aparência e ilusões, a idade mais avançada poderá lhe trazer um grande vazio, uma solidão sem remédio. Você não encontrará mais nenhum prazer na sua própria companhia... E isso certamente vai doer muito na alma e no coração. Assista a este filme se possível. Ou procure ler o livro deste famoso escritor. Prepare-se então para enfrentar aspectos profundos e geralmente muito pouco

analisados, da sua personalidade, da sua maneira de enfrentar problemas e conflitos pessoais. Se você não quer, não tem condições no momento para este tipo de enfrentamento, é melhor não ir. A verdade interior, um dia, se tornará forte e dominante. Afi nal, você se sente neste momento uma pessoa importante no mundo? Importante para sua família? O que você vem fazendo para essa família durante todo esse tempo? E ainda: você se sente importante para si mesmo? Esta é a grande pergunta. Aos poucos vamos descobrindo realmente quem somos nós. E o quanto dependemos dos outros, familiares ou não, para sermos felizes. Este também é um sonho, que às vezes esquecemos de realizar. Esquecemos completamente o quanto ele é essencial. É importante viver este sonho, torná-lo real. Antes que o tempo possa transformar tudo em lembranças, amargas e doloridas. Juliana Bueno é jornalista e escritora. Seu mais recente livro é “Passageiros da Nave Terra” (edições Besouro Box). Contato: julianabuenorbio@terra.com.br revistavitti.com.br | Vitti | 55


Religiosidade

Terço Mariano

O instrumento da obra de evangelização Momentos de fé e devoção acontecem na Basílica do Senhor Bom Jesus de Tremembé, na reza do Terço Mariano, com a teóloga Sueli Baracho Oração no escuro, um diferencial na Basílica de Tremembé

Por Murilo Baracho / Fotos Divulgação

O

ano de 2017 começou com fervor nas orações em várias regiões do Vale do Paraíba, em especial em Tremembé, na Basílica do Senhor Bom Jesus, onde acontece às terças-feiras a reza do Terço Mariano. São mais de 250 fiéis peregrinos que se reúnem para rezar o terço. Os bancos do Santuário, algumas vezes, se tornam poucos diante do número de pessoas que busca o caminho da oração. Segundo o portal da Comunidade Shalom, o papa Paulo VI ensinou que o terço "tem índole comunitária, se nutre da Sagrada Escritura e gravita em torno do mistério de Cristo". Além disso, é observado como um caminho do discipulado junto com Maria, a discípula do amor. O momento, constituído pela recitação dos mistérios dolorosos do Terço Mariano, que fazem referência à cena bíblica retratada pela imagem do Bom Jesus de Tremembé, além de orações espontâneas e música, com o ministério de Seu Nunes e banda e condução da teóloga Sueli Baracho. Para Sueli, a reza do Terço Mariano é

56 | Vitti | revistavitti.com.br

mais um convite à evangelização. Segundo a teóloga, vivemos momentos difíceis e as pessoas andam preocupadas com diversos aspectos da vida, mas com a reza do terço é possível encontrar conforto e a renovação das forças em um momento de sintonia com o Senhor. “Ao se colocarem em oração, as pessoas reencontram estímulos pela fé e a confiança, pois nunca estamos sozinhos, temos um Deus de amor que vêm em nosso socorro em todas as nossas dificuldades”, completa. As terças-feiras na Basílica de Tremembé têm ainda um diferencial: as orações acontecem no escuro. Sueli conta que as luzes são apagadas, restando apenas a iluminação do altar principal, onde fica a imagem do Bom Jesus de Tremembé. Esse cuidado ajuda a meditar os mistérios do rosário, e também a acalmar, a se concentrar na oração sem se preocupar com os ruídos externos. Assim, fiéis de diferentes cidades do Vale do Paraíba, como Taubaté, Caçapava, Pindamo-

Teóloga Sueli Baracho

nhangaba, Guararema e até de Ubatuba, além de peregrinos de outros estados, como de Minas Gerais, por exemplo, que já estiveram no terço, vêm a Tremembé para participar desse momento de fé, que acontece às terças-feiras às 19h30 na Basílica, na Praça Pe. Luís Balmes. Mais informações na Casa Padre Pio pelo telefone (12) 3674 – 2206. Fevereiro, 2017


Infância

Cuidados especiais com as roupas de cama do bebê

D

Da Redação

esde antes da chegada da criança, mães e pais preparam as roupas que serão utilizadas logo após o nascimento. Todo esse cuidado é muito importante e deve prever coisas como a higienização do enxoval, a escolha dos tecidos para

Fevereiro, 2017

vestir o bebê no seu período de exploração e, claro, as trocas das roupas de cama. Evite lençóis com tecidos sintéticos, como náilon ou poliéster, pois eles não são confortáveis e podem causar irritação à pele. Principalmente nos primeiros anos da infância, eles estão aprendendo sobre o mundo à sua volta e explorando novos ambientes; isso ocorre também no espaço do berço.

Assim como acontece com as roupas, aposte em jogos de cama com peças feitas de algodão, que são muito mais confortáveis. Afinal, as crianças precisam ficar à vontade para se locomover e, consequentemente, se desenvolver. Lembre-se que, a não ser em casos imprevistos – como aquele xixi inesperado que vazou –, as roupas de cama precisam ser substituídas a cada semana. Outro truque: dê preferência a lençóis mais claros, assim é mais fácil detectar e eliminar as sujeiras. Sempre fique atenta à etiqueta. Ela vem com todas as orientações de lavagem e secagem. Para a lavagem, escolha um produto específico para lavar roupas de crianças e hipoalergênico. O produto também deixará um cheiro suave, apropriado para as roupas de cama e toalhas usadas pelo bebê. Não lave as roupas de cama das crianças junto com as do restante da família. Caso opte por lavar as roupas de cama à mão, tenha baldes exclusivos para as peças dos pequenos. Depois de passar, guarde tudo em um lugar adequado, para não pegar poeira.

revistavitti.com.br | Vitti | 57


Opinião

O que é REALIDADE?

O segredo que determina como vamos interpretar os fatos é nosso estado de espírito

T

Por Cesar Di Lascio

endemos a acreditar que nossa realidade seja a simplesmente a soma dos fatos que ocorrem em nossas vidas, mas que estão fora de nosso controle. Já parou para pensar que podemos olhar para uma situação separando: os fatos - que são indiscutíveis e externos a nós – e, a nossa realidade - que seria a nossa interpretação sobre os fatos? Talvez você esteja pensando que isso se resume a princípios rasos de autoajuda, mas na verdade é bem mais profundo, e para ilustrar essa idéia gostaria de exemplificar e convidar você para uma reflexão. Imagine-se, na correria de seu dia-a-dia, ser alvo das necessidades de um pássaro que cruzou o seu caminho, provocando o desconforto de ter sua camisa carimbada, na hora da reunião como um novo cliente! Fatos são fatos: o passarinho carimbou a camisa de um transeunte. Agora, imagine-se no seguinte cenário... “Tive uma noite difícil, pois meu filho estava com tosse e não dormiu direito. A caminho do trabalho, em um momento de distração, causada pelo sono extremo, 58 | Vitti | revistavitti.com.br

raspei o carro no portão. Dos cinco clientes que eu atenderia, quatro desmarcaram e esqueci meu computador em casa, não tendo como adiantar meu trabalho no tempo vago. Ainda por cima, na hora que estava saindo, vem um passarinho e...”. Como interpretar esta realidade: “Sou a pessoa mais azarada do mundo! Com tanto lugar para o passarinho fazer suas necessidades, porque justo em mim?”. Nesta situação, não há autoajuda ou controle da mente que faça alguém enxergar o copo meio cheio, certo? Agora imagine a seguinte situação: “Tive uma noite ótima. Acordei bem disposto para fazer yoga. A caminho do consultório, o trânsito fluiu bem, cheguei adiantado e tomei um café com calma. Dos cinco clientes marcados, todos relataram grande melhora e progresso rumo a seus objetivos. Quando saio do escritório, um passarinho...”. Nesta outra situação, a interpretação dos fatos que ocorre naturalmente é: “Sou o homem mais sortudo do mundo, pois recebi um sinal dos céus de que minha reunião com novo cliente resultará em significativos negócios.”. Como você pode ver, a realidade factual não mudou. O que

mudou então? Os fatos precedentes ao encontro com o passarinho, certo? Sim o segredo que determina como vamos interpretar os fatos é nosso estado de espírito, logo quando estou bem e feliz e um passarinho me acerta, dou naturalmente um significado que me agrada, e quando estou frustrado e chateado, dou naturalmente um significado catastrófico. Para criar nossa realidade não teremos sempre controle sobre os fatos (externos), porém, podemos se soubermos como utilizar estratégias e escolhas mentais certas, conduzir nosso estado de espírito (interno) para nos permitir naturalmente interpretar os fatos de acordo com nossos desejos. Esta habilidade nem sempre é intuitiva, mas pode ser aprendida, treinada, trazendo o poder de criar sua realidade para suas mãos. O desafio é identificar seus padrões mentais, que te colocam no estado de espírito desejado e fortalecê-los e os padrões que te conduzem ao estado de espírito indesejado e suavizá-los. Grande Abraço. Cesar Di Lascio é Filósofo e Coaching. www.cesardilascio.com.br Fevereiro, 2017


Fevereiro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 59


Lançamentos

&

Som

Vídeo Da Redação

Boogie Naipe - Mano Brown CD/LP - One RPM (2016)

E

streia solo do vocalist do Racionais MCs, maior grupo de Rap do Brasil, “Boogie Nipe” é um trabalho conceitual centrado na paixão do artista pela black music que era feita 40 anos atrás. Brown, um homem glorificado pela destreza com as palavras, aparece se aventurando por dinâmicas sonoras diversas, fundindo vozes, batidas e melodias de maneira indissociável. O disco conta com participações de Lino Krizz (backing vocal dos Racionais),

Seu Jorge, Ellen Oléria, Hyldon e até do ídolo Leon Ware (antigo colaborador de Marvin Gaye), todos revezando refrões e fraseados vocais em meio a rimas e investidas harmônicas de Brown. Nomes como Don Pixote, DJ Cia (RZO), William Magalhães, Dado Tristão, Carlos Dafé e Mara Nascimento também contribuem. Arriscando, o maior MC do hip-hop nacional se entrega às paixões musicais, às frustrações e esperanças de uma pista de dança.

Coleção Quentin Tarantino 4 DVDs - Imagem Filmes (2016)

P

ara os fãs do cultuado diretor, chega ao mercado a coleção especial com quatro fi lmes mais recentes de Tarantino. Em “Os Oito Odiados”, oito viajantes começam a descobrir os segredos sangrentos uns dos outros, levando a um inevitável confronto entre eles. Em “Pulp Fiction”, uma mistura espetacular de ação com humor ácido transformou o

60 | Vitti | revistavitti.com.br

fi lme em um clássico do cinema violentovencedor do Oscar de Melhor Roteiro. A caixa traz ainda os também cultuados “Kill Bill Vol.1” e Kill Bill Vol.2, que contam a saga de vingança iniciada pela Noiva (Uma Thurman). Para colecionadores ou para iniciantes do mundo da obra de Quentin Tarantino, esta caixa é uma boa pedida e garantia de diversão.

Fevereiro, 2017


Livros

DicaS De Leitura

Humano Demais - A Biografia do Padre Fábio de Melo Rodrigo Alvarez Globo Livros 448 páginas

B

iografias de personalidades que são jovens demais, e provavelmente ainda terão um longo caminho pela frente, são sempre questionáveis. No caso de Padre Fábio de Melo, que nem chegou aos 50 anos, está em plena atividade artística, e não dá sinais de que irá se aposentar ou se retirar da vida pública, o questionamento poderia ser justamente esse. No entanto, o mercado de biografias é vasto e bem movimentado, e não se pode negar que Fábio de Melo seja um dos fenômenos pop mais notados do Brasil. Em “Humano Demais”, o escritor Rodrigo Alvarez, jornalista da TV Globo e autor dos best-sellers “Aparecida” e “Maria”, revela o religioso que buscou na própria história a inspiração para pregar, escrever, cantar e, assim, mudar a vida de seus seguidores – até mesmo aqueles que só o conheceram quando ele virou “o padre do Snapchat”. Uma história rara, de um homem que já não é mais apenas um “padre cantor”, narrada de forma corajosa e franca por um dos maiores jornalistas da atualidade. Fevereiro, 2017

Da Redação

Verdades e Mentiras Vários Autores Papirus 7 Mares 128 páginas

É

senso comum dizer que todo político mente. Mas não seria a verdade uma ilusão, uma impossibilidade que tornaria a mentira ética? Nesse livro, quatro respeitados pensadores de nosso tempo - Gilberto Dimenstein, Leandro Karnal, Luiz Felipe Pondé e Mario Sergio Cortella - debatem as fricções que envolvem a tensa relação entre ética e democracia, colocando em xeque as verdades e as mentiras que compõem o universo político nacional. Com opiniões por vezes divergentes, mas que se complementam, eles discutem o que, de fato, define um governo democrático e o quanto ele é reflexo de nosso posicionamento como cidadãos. Os autores trazem à conversa temas que tratam de práticas e dilemas da vida pública com que temos convivido já há bastante tempo e mostram que, mesmo em cenários de crise, há, sim, motivos para acreditar no exercício de uma democracia que tenha o coletivo como bem maior. Um livro de rápida leitura, que promove a reflexão e alimenta com bons argumentos qualquer debate sobre o assunto.

Casos de Família – Arquivos Richthofen e Arquivos Nardoni Ilana Casoy Darkside Books 528 páginas

O

s crimes que impactaram o cenário policial nacional na ultima década, o assassinato do casal Richthofen e de Isabella Nardoni, foram reunidos em um só livro e trazem novos detalhes observados por quem estava nos bastidores. A criminóloga Ilana Casoy abre pela primeira vez seus cadernos de anotações utilizados durante a pesquisa na Polícia Civil, Científica e Ministério Público dos dois crimes. Além de acompanhar passo a passo o rumo das investigações e julgamento dos assassinos, os sentimentos e dúvidas da autora ficam agora expostos ao público. Em “Arquivos Richthofen” o leitor vai acompanhar o comportamento dos três assassinos. Em “Arquivos Nardoni” o mergulho é em um dos casos criminais mais polêmicos já ocorridos no Brasil, que contou com um qualificado trabalho da polícia técnico-científica — única “testemunha” do crime. Ilana reconstrói os cinco dias do julgamento de Alexandre Nardoni e Ana Carolina Jatobá. revistavitti.com.br | Vitti | 61


Esporte

Vitória sobre o SESI na decisão deu mais um título ao time taubateano

Taubaté conquista bicampeonato da Copa do Brasil de Vôlei Da Redação Fotos: Bruno Miani/Inovafoto/CBV

N

o último dia 21 de janeiro, foi realizada a grande final da Copa do Brasil 2017 de vôlei masculino, no ginásio do Taquaral, em Campinas. Quem levou a melhor foi o Funvic Taubaté, que venceu o SESI, de São Paulo, por 3 sets a 0, com parciais de 25/18, 25/21 e 30/28. Com o resultado, o Taubaté sagrou-se bicampeão da Copa do Brasil. Aliás, recentemente, as equipes já haviam se enfrentado. Em dezembro, o SESI venceu por 3 a 0 pela Superliga masculina 2016/2017, porém, em outubro, o Taubaté faturou o tri do Campeonato Paulista ao superar o rival. Com duas equipes recheadas de estrelas, como Serginho, Bruninho, Murilo, Lucão e Wallace, o duelo foi eletrizante 62 | Vitti | revistavitti.com.br

do início do fim, e o confronto foi marcado pelo equilíbrio. No primeiro set, o Taubaté foi superior e saiu na frente. Na segunda parcial, o SESI não se deixou se abalar pela perda da primeira e iniciou na frente. Porém, aos poucos, o Taubaté retomou o controle da partida e, impondo-se nos momentos decisivos, deixou a situação do time ainda mais confortável. Precisando da vitória para se manter vivo na grande decisão, o SESI foi para o tudo ou nada no terceiro set. Apesar do Taubaté ter começado melhor, o SESI não se rendeu. Serginho pediu o apoio da torcida, e o Taquaral se transformou em uma verdadeira panela de pressão contra o Taubaté. O nível da final ficou alto, com as duas equipes jogando muito. O Taubaté tinha a vantagem, mas o SESI foi buscar e virou o placar, após dois pontos de Lucão. A decisão ficou com ainda mais tensão no ar, com as duas equipes tendo chances de

fechar o set e desperdiçando as oportunidades. No momento decisivo, os 16 erros do Sesi fizeram a diferença e, com um ace, o Taubaté faturou o título. “Fizemos dois grandes jogos, na semifinal e nessa final, praticamente perfeitos, e todos estão de parabéns! Parabéns pela atitude, pela vontade, pelo coração em quadra. Viemos muito focados para a disputa dessa Copa Brasil, bem preparados para uma competição duríssima, onde estão as equipes mais fortes da temporada, de muito equilíbrio, e tudo deu certo.”, disse Éder, medalhista de ouro com a Seleção Brasileira nas Olimpíadas Rio-2016 e jogador o Taubaté. O atleta completou: “Jogamos bem, com confiança, vencemos rivais de alto nível e agora vamos comemorar muito esse bicampeonato. Vamos levar a alegria dessa conquista na nossa caminhada na Superliga, onde temos o mesmo objetivo, que é lutar pelo título”. Fevereiro, 2017


Autos

O Retorno de um Clássico

Motoneta Vespa volta ao mercado brasileiro e quer ganhar espaço entre o público fã de duas rodas

J

Da Redação

eans com camiseta, rock’n’roll e... Vespa! A motoneta de origem italiana é um ícone que nunca sai de moda. E eis que a Piaggio, sua fabricante, retornou ao mercado brasileiro no segundo semestre de 2016. A ambição é grande: a empresa quer 10% do mercado brasileiro de scooters num prazo de cinco anos, e que suas operações aqui estejam entre as quatro maiores no mundo. A marca Vespa completou 70 anos em 2016 e faz modelos de forte apelo retrô: 946 (cujo sobrenome alude a 1946, ano em que a motoneta nasceu), Primavera, Sprint, GTS Super e PX, com motores de 50cm³ a 300cm³.

Fevereiro, 2017

Os scooters serão importados num primeiro momento, e quem será o responsável pela distribuição e montagem será o grupo Asset Beckley Investments Management. O presidente dessa operação será Longino Morawski, executivo que liderou a bem-sucedida reestruturação da Harley-Davidson no Brasil, entre 2010 e 2015. Em 1954 o Brasil recebeu suas primeiras Vespas importadas. Em 1958, a motoneta passou a ser produzida pela carioca Panauto S.A., com linha de montagem, na Avenida Antares, em Santa Cruz. O primeiro modelo nacional tinha linhas mais fluidas do que a rival Lambretta LD, motor 2T de 150cm³ - instalado no lado direito, o que desequilibrava um pouco

a condução - e câmbio de três marchas. No fim de 1960, a Panauto começou a montar por aqui o Vespacar, um exótico triciclo que fez fama como carrocinha de cachorro-quente. Em 1962, entrou em linha o modelo M4, nada mais do que uma Vespa comum, mas com câmbio de quatro marchas. Apesar do sucesso inicial, a febre das motonetas arrefeceu e a Panauto fechou em 1964. A história teve uma segunda largada em 1974, quando a Barra Forte Indústria e Comércio começou a montar quatro modelos da Piaggio em Manaus: 50cm³, Primavera 125, Super 150 e Rally 200. Isso durou até 1983. Dois anos depois, as operações foram retomadas, agora sob a batuta da Motovespa, associação da italiana Piaggio (45%) com as brasileiras Caloi (45%) e Barra Forte (10%). Embalada pelo Plano Cruzado, a Vespa PX 200 ultrapassou a Honda CG 125 e foi o veículo de duas rodas mais vendido em 1985. A Motovespa chegou a ter 140 lojas e 90% de nacionalização. Mas vieram problemas de administração e, em 1990, as atividades da empresa foram encerradas. Entre 1998 e 2000, houve um ensaio de retorno: a Brandy, de Ribeirão Preto, importou da Índia (e falou em montar) a Vespa 150 Originale. Vendeu pouco, sumiu e ninguém se lembra mais disso. Quem sabe o charme e o estilo da clássica Vespa atinja os corações dos jovens apaixonados por duas rodas. *Com informações da pegn.globo.com

revistavitti.com.br | Vitti | 63


Turismo

Sem Bonecões e Roupa de Chita

São Luiz do Paraitinga cancela carnaval oficial em 2017 e comunidade artística da cidade quer mudanças para o próximo ano

Da Redação / Foto Divulgação

A

possibilidade do município de São Luiz do Paraitinga não ter seu tradicional Carnaval de rua em 2017 já vinha sendo ventilado desde os últimos dias de dezembro, antes da nova prefeita, Ana Lúcia, assumir o cargo. Depois de empossada, essa situação tomou corpo, e em meados do mês de janeiro, o poder público confirmou que, por conta de problemas financeiros, a Prefeitura não poderia arcar com os gastos de realização da festa. De acordo com a própria Prefeitura, seriam preciso cerca de R$ 800 mil para custear a folia, no entanto a cidade tem uma dívida de R$ 2.364.700,00, oriunda inclusive do não pagamento de prestadores de serviço do carnaval de 2016. “É importante ressaltar que, além da dívida com fornecedores e prestadores de serviços, encontramos 65% de veículos quebrados. Faltam ambulâncias, equipamentos e medicamentos nos postos de saúde e a Santa Casa acumula uma dívida significativa. Também existem dividas de INSS com o funciona-

64 | Vitti | revistavitti.com.br

lismo público.”, afirmou Ana Lúcia. Entre a população, a decisão tomada pela mandatária da cidade teve considerável apoio, incluindo até de parte da comunidade artística da cidade. Para Ana Rosa Moradei, presidente da ABLOC (Associação de Blocos Carnavalescos de São Luiz do Paraitinga), a entidade se posicionou favorável a essa pausa no Carnaval. “Mas isso só será válido se todos os interessados forem convocados a colaborar com estratégias para recuperar o carnaval.”, disse Ana. O carnaval de rua de São Luiz do Paraitinga ficou famoso a partir da década de 1980, com o surgimento de blocos que fugiam do lugar comum de outras cidades brasileiras. Ao longo dos anos, as roupas de chita viraram marca registrada da cidade, os bonecões produzidos por artistas locais, e as marchinhas próprias que são repetidas todos os anos viraram símbolos que diferenciam a cidade de todo o resto do carnaval brasileiro. Segundo a presidente da ABLOC, a entidade vem, desde maio de 2009, chamando a cidade para discutir o tema, tentando trazer soluções aos problemas do carna-

val. Em média, durante cinco dias de programação oficial do carnaval na cidade, cerca de 150 mil pessoas são acrescentadas à população de pouco mais de 10 mil habitantes, boa parte delas hospedada em casas que são alugadas por seus proprietários para grande grupos. O volume de lixo gerado aumenta muito, a cidade sofre com falta d’água, depredação de prédios e superlotação, dentre outros problemas. “Nós temos propostas e projetos que envolvem a população em geral o ano todo, para que nos dias de Momo, todos estejam numa mesma sintonia”, afirmou Ana Rosa, que disse haverá uma reunião entre a entidade e a Secretaria de Cultura da cidade na semana seguinte ao Carnaval para traçar um novo formato para a festa da cidade de 2018 em diante. “Essa pausa pode ser muito positiva, dependendo de como for conduzida por todos nós, cada qual assumindo a parte que lhe cabe. No que depender da ABLOC esse patrimônio construído a muitas mãos, sacrifícios e história vai renascer das cinzas e nos trazer ainda muita felicidade”, finaliza Ana Rosa. Fevereiro, 2017


Folia

Agenda do Carnaval 2017

C

Da Redação

hegou o Carnaval e é hora de aquecer os tamborins, vestir a fantasia e cair na festa. Trazemos aqui um resumão do que de melhor vai rolar nas principais cidades da região. Como destaque, temos a volta do carnaval de

Guaratinguetá, que mesmo não tendo os tradicionais desfiles, traçou um novo formato, em que as baterias das agremiações vão ser atração nos dias de folia. Já um dos carnavais mais famosos do Brasil, em 2017 não vai acontecer. São Luiz do Paraitinga anunciou ainda no mês de janeiro que não realizará a programação que tradicionalmente movimenta a cidade durante 5 dias de carna-

Programação em Taubaté

Programação em Guaratinguetá

DIAS 23 e 24 20h: Concurso de Marchinhas de Quiririm, na praça de eventos

DIA 25 18h - Banda Mole - Concentração na Avenida João Pessoa.

DIA 25 16h: Bloco do Mirante, na rua Camargo Gentil, próximo ao Parque do Itaim. Desfiles – Avenida do Povo

DIA 26 9h às 12h – Bloco das Crianças, na Praça Conselheiro Rodrigues Alves. 12h – Bloco Pitbull x Poodle, na Praça Homero Ottoni e desfile pelo bairro da Pedreira às 20h. 18h – Banda Santa Luzia - Praça Conselheiro Rodrigues Alves. 19h – Blocos de Embalo – Avenida Presidente Vargas.

Blocos 18h: Abertura oficial e Integral Folia 20h: Bloco Carnavalesco Imperial do Vale 21h: Bloco Carnavalesco Dragões Alviazul Grupo de acesso 22h10: Império e Boêmios do Morro Grupo especial 23h30: Unidos do Parque Aeroporto 0h50: Boêmios da Estiva 2h10: Império Central da Mocidade Alegre 3h30: Acadêmicos do Santa Fé DIA 27 15h: Apuração – Escolas de samba, no Ginásio da CTI MATINÊS Avenida do Povo: dias 26, 27 e 28, sempre a partir de 15h Praça de eventos do Quiririm: de sábado a terça, das 15h às 19h Fevereiro, 2017

DIA 27 9h às 12h – Bloquinho Oficina da Alegria, na Praça Conselheiro Rodrigues Alves. 17h - Bloco da Carroça - Saída da Praça Homero Ottoni. 17h - Festa na avenida do Carnaval com Canto do Samba, Banda Maracassoul e Ivo Meireles. DIA 28 10h às 12h - Bloco da Carrocinha, na Praça Conselheiro Rodrigues Alves. 15h - Bloco Chega Mais, na Praça Conselheiro Rodrigues Alves. 18h - Banda Bateria, na Avenida Presidente Vargas. 21h - Apresentação das baterias das Escolas de Samba - Avenida

val. A alegação é a falta de verba para bancar os gastos com a infraestrutura. Taubaté terá uma programação mais focada em matinês infantis, blocos e também no festival de marchinhas do distrito de Quiririm. Os desfi les de escolas de samba foram concentrados em apenas um dia.

Presidente Vargas. 23h - Apresentação do intérprete Ito Melodia e bateria da Escola de Samba União da Ilha, na Avenida Presidente Vargas.

Programação em Ubatuba DIA 23 20h - 12º Festival de Marchinhas Carnavalescas. DIA 24 13h - Blocos Carnavalescos de rua. 20h - 12º Festival de Marchinhas Carnavalescas. DIA 25 13h - Blocos Carnavalescos de rua. 20h - 12º Festival de Marchinhas Carnavalescas. DIAS 26, 27 e 28 13h - Blocos Carnavalescos. 20h - Carnaval Histórico.

revistavitti.com.br | Vitti | 65


Pets

Cinco Dicas Para Manter seu Cão Feliz

A

Da Redação

alegria do seu cão não é uma coisa que você deve ignorar. Os donos de animais têm de parar de pensar que ter um animal de estimação é simples e, precisam perceber que eles necessitam de algumas coisas para serem felizes e aproveitarem a vida. Entendendo isso, não importa de qual raça seu animalzinho é. Aqui vão cinco dicas bem práticas para você dar uma vida de qualidade e feliz para seu mascote.

1- Seja amoroso com seu bichinho

Isso não parece ser tão difícil, mas no dia-a-dia com uma agenda agitada pode ser deixado para trás. Reserve pelo menos alguns minutos todos os dias para simplesmente dar carinho a seu animal de estimação e mostrar o seu amor. Se você não sabe o quão importante isso é, então talvez os animais não são para você.

66 | Vitti | revistavitti.com.br

2- Deixe seu cachorro livre

Isso é ignorado com muito mais frequência do que se imagina. Os cães são normalmente energéticos, criaturas atléticas e precisam correr e pular. Assim sendo, leve seu cachorro para parques, trilhas, ou para um terreno seguro e deixe que ele corra ou ande a vontade.

3- Água fresca e limpa

Muitas pessoas deixam a água dos cães em pratos por vários e vários dias. Nessa água acumula-se sujeira e gordura, ela fica parada, e pode se tornar um local visitado por insetos. Troque a água do seu animal todos os dias, e tenha certeza de utilizar água fresca e limpa.

4- Dê ao seu cachorro refeições de qualidade Filhotes precisam de refeição de boa qua-

lidade, escolhas alimentares saudáveis. Outra coisa importante é que o seu cão também precisa gostar dos alimentos que ele ganha. Experimente comida para cachorro molhada ou seca - aquelas que estão cheias de valor nutritivo e proteínas, e aconselhada por especialistas. Você também pode dar os ossos dos açougueiros (nunca de aves, apenas ossos de animais grandes), que eles adoram.

5- Divirta-se com o seu cachorro ou lhe ensine algo Filhotes precisam de estímulos, exercícios e também precisam aprender. Eles estão propensos a monotonia e exigem alguma atividade para ocuparem o tempo. Então, independentemente de dentro ou de fora, passe algum tempo sendo enérgico e se divertindo com o seu cachorro. Isso pode ser feito tentando ensinar ele a fazer alguma coisa, como pegar o jornal.

Fevereiro, 2017


3 A 23 DE FEVEREIRO

Fevereiro, 2017

revistavitti.com.br | Vitti | 67


68 | Vitti | revistavitti.com.br

Fevereiro, 2017

Revista Vitti, Fevereiro 2017 Edição n134  

Nesta edição entrevistamos João Corbisier, proprietário da Padaria Integrale. O empresário fala como investiu e fez sucesso com a fabricação...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you