Page 1

especi al

Arquitetura

www.revistavitti.com.br Edição 129 - Ano 11 Setembro, 2016 Foto: Alain Brugier

lavia Alonso Ayala

Capa

Arquiteto Roberto Migotto DISTRIBUIÇÃO GRATUITA VENDA PROIBIDA Vale do Paraíba, Litoral Norte e Sul de Minas Setembro, 2016

Entrevista

Luiz Carlos Laureano Economista fala sobre os caminhos da recuperação econômica regional e nacional

revistavitti.com.br | Vitti | 1


2 | Vitti | revistavitti.com.br

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 3


Índice

Setembro 2016 | Edição 129 | Ano 11

Negócios Olimpíadas Rio 2016.................................................... 84

Tecnologia ITA amplia participação feminina................................. 86

Ponto de Vista O melhor do Brasil são os brasileiros.......................... 88

Reflexão Enfrentando a Dor........................................................ 90

Monicuee Alvez

Gastronomia

Entrevista

Luiz Carlos Laureano...................................................68

Economista do NUPES fala sobre a recuperação da economia regional e o que esperar da nova política econômica que deve ser implantada no país.

Comfort Food............................................................... 92

Saúde Juventude mal alimentada....................................................94

Lançamentos - Som & Video................................. 96 Livros Dicas de Leitura........................................................... 98

Esporte e Ação Duathlon e Circuito Extreme......................................... 104

Caderno Especial - Arquitetura & Decoração....08

Editorial

Nossa tradição, sucesso de todos

O

leitor mais antigo da Rev ista Vitti, aquele que nos prestigia nesses mais de 10 anos de circulação, com certeza tem na memória que um dos temas mais destacadas em nossa publicação é a Arquitetura. Provavelmente, desde que os cadernos especiais passaram a fazer parte periodicamente das edições da Vitti, a Arquitetura e Decoração são assuntos que tiveram enorme destaque em diversas oportunidades. Seguindo esta tradição de sucesso, nossa edição de setembro chega com glamour total e trazendo um Caderno Especial com uma seleção mais do que especial de arquitetos, designers, decoradores e profissionais ligados à área.

4 | Vitti | revistavitti.com.br

Nos orgulha muito ver mais uma vez nossas páginas estampando esses incríveis profissionais, com seus projetos, novidades e artigos trazendo o que de mais moderno e de bom gosto a arquitetura apresenta na atualidade. Aproveite, e delicie-se com as páginas que abrem esta edição, você vai se encantar. Na nossa entrevista do mês, temos o professor Luiz Carlos Laureano, economista do NUPES, de Taubaté. Uma das referências em dados estatísticos, economia regional, índices de preços, dentre outros temas, Laureano nos recebeu de braços abertos para contar um pouco de sua história. Ele, claro, não deixou de opinar sobre a economia local, e de como as turbulências políticas do país podem influenciar nossa realidade econômica daqui em diante.

Esperamos que você, amigo leitor, aprecie mais esta edição da Revista Vitti. Com muito trabalho, carinho e dedicação lhe entregamos nossa edição número 129. Boa leitura.

Marcela Vitti Diretora “Eu te louvarei, Senhor, de todo o meu coração; contarei todas as tuas maravilhas. Em ti me alegrarei e salvarei de prazer; cantarei louvores ao teu nome, ó Altíssimo.” SALMO9:1-2

Setembro, 2016


Diretora: Marcela Vitti Assistente: Isaura Silva Diagramação e Criação: Bruno Moura Jornalista Responsável: Ronaldo Casarin - MTB 52246 Revisão: Ronaldo Casarin Foto da Capa: Arquiteto Roberto Migotto (Foto: Alain Brugier) Repórter Fotográfico: Monicuee Alvez Colunistas: São José dos Campos: Gilberto Freitas - Caçapava: Anna Dennz Taubaté: Socorro Pinto e José Luiz (Luizinho) - Aparecida: Ligia Ballot - Guaratinguetá: Benê Carvalho. Colaboradores: RAFAEL FERRO, FABIANA FERREIRA, JULIANA BUENO, ARCIONE VIAGI, CARLOS MARCONDES, FLÁVIA VILLELA, ALESSANDRA GABRIEL, ADILSON PELOGGIA E PETER IOTE. DIRETORA COMERCIAL: Marcela Vitti (12) 98122-3000 - marcela@revistavitti.com.br SÃO JOSÉ DOS CAMPOS / TAUBATÉ / PINDA / UBATUBA: Isaura Silva (12) 98270-0019 - isaurasilva@revistavitti.com.br SÃO JOSÉ DOS CAMPOS / TAUBATÉ / UBATUBA: Marcela Vitti (12) 98122-3000 - marcela@revistavitti.com.br GUARATINGUETÁ / APARECIDA / LORENA: Benê Carvalho (12) 98270-0069 - benecarvalho@revistavitti.com.br DISTRIBUIÇÃO: Rodrigo Melo Gratuita e dirigida às cidades de Taubaté, Quiririm, São José dos Campos, Caçapava, Pindamonhangaba, Tremembé, Guaratinguetá, Lorena, Cruzeiro, Campos do Jordão, Santo Antônio do Pinhal e Ubatuba Impresso no parque gráfico da Resolução Gráfica Ltda. ATENDIMENTO AO CLIENTE: (12) 3632-3060 / (12) 98270-0018 - Rua dos Operários, 118 - Taubaté - SP Os artigos, matérias, opiniões e anúncios aqui publicados são de inteira responsabilidade de seus idealizadores, e não refletem necessariamente a opinião da Revista Vitti. Os conteúdos veiculados nos anúncios publicitários são de inteira responsabilidade dos anunciantes. É proibida a reprodução total ou parcial da revista sem autorização da Revista Vitti.

Cartas “Lindas, lindas, lindas... as imagens da passagem da Tocha Olímpica pelo Vale ficaram show. Parabéns, Revista Vitti, por destacar esse dia tão especial para todos nós que amamos esportes e temos orgulho de ser brasileiros. A festa foi maravilhosa.” Ruth Serafim, via Facebook “Queria deixar meus aplausos para a Vitti, em especial para as colunistas Juliana Bueno e Alessandra Gabriel, com seus textos sobre bem estar, meditação, relaxamento, adoro tudo isso. É uma delícia ter essas reportagens para nos informar e mostrar os caminhos para viver nesse mundo maluco que nos cerca. Abraços.” Lucy Merni, via Facebook

“Sou leitor antigo da Vitti e acompanho a revista há pelo menos 5 anos. Gosto muito da abordagem informativa e simples que vocês dão aos assuntos de saúde. Li a reportagem sobre a vacina contra a dengue e fiquei ao mesmo tempo animado e triste. Uma pena essa vacina ainda não ser algo gratuito e disponível para todo cidadão brasileiro. Espero que em breve isso mude.” Márcio Grazzo, por e-mail

CAPA

Agosto 2016

ERRAMOS

No artigo "Polícia pede socorro", na coluna de Carlos Marcondes na edição n°128 de Agosto/ 2016, onde se lê "inconstitucionalmente", leia-se "institucionalmente".

CORREIO VITTI

Fale conosco: opine, critique e dê sugestões. Escreva para: redacao@revistavitti.com.br Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 5


Nossa equipe

Equipe

ISAURA SILVA

BENÊ CARVALHO

RONALDO CASARIN

BRUNO MOURA

MONICUEE ALVEZ

RODRIGO MELO

Assistente e vendas

Diagramação e Criação

Vendas Guará

Fotógrafa

Editor

Distribuidor

Colunistas

SOCORRO PINTO Taubaté

Taubaté

GILBERTO FREITAS

ANNA DENNZ

FABIANA FERREIRA

LIGIA BALLOT

São José dos Campos

Esporte

6 | Vitti | revistavitti.com.br

JOSÉ LUIZ

Caçapava

Aparecida

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 7


8 | Vitti | revistavitti.com.br

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 9


10 | Vitti | revistavitti.com.br

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 11


12 | Vitti | revistavitti.com.br

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 13


restaurante • sushi • café & bar • eventos vivaespacogourmet.com.br

12 3424.4513

Av. Cel. Francisco Gomes Vieira, 52 - Alto do São Pedro, Taubaté 14 | Vitti | revistavitti.com.br

Setembro, 2016


Bem vindos ao Vivá! O Vivá está situado no Alto do Cristo, um dos pontos mais altos da área urbana de Taubaté, com uma belíssima vista panorâmica da cidade com a Serra da Mantiqueira ao fundo. A antiga casa da família Velloso Borges foi cuidadosamente restaurada, processo que durou mais de 3 anos. O Vivá é um lugar de múltiplos espaços para os mais diversos usos. A filosofia da casa valoriza fornecedores regionais, com produtos que vão desde hortaliças e frutas de cultivo orgânico, até carnes de produtores de caprinos de Pindamonhangaba. O restaurante do Vivá oferece uma experiência gastronômica e sensorial única. Seja de dentro do seu aconchegante salão, que inclui um belíssimo piano de cauda, ou em sua agradável varanda com vista para os jardins. Gustavo Ubarana é o Chef executivo do Vivá. Com sólida formação em Administração e Gastronomia, atuou em diversos grandes restaurantes na capital paulista e em cozinhas de restaurantes premiados na Espanha e Itália.

Setembro, 2016

Ramon Fonseca é o Chef de cozinha, um jovem talento que já tem experiência com profissionais de renome mundial. O Sushi Bar será comandado pelo Sushiman Luis Antunes. O objetivo da cozinha é misturar a tradição da culinária japonesa com a contemporaneidade expressa através de técnicas de preparo e apresentação dos pratos. O serviço será à La carte e também com o sistema rodízio. No bar e café do Vivá, deliciosos drinques e expressos serão feitos por uma equipe de talentosos baristas e barmans. O Espaço Urupês é um espaço multiuso para realização dos mais diversos tipos de eventos empresariais. O espaço tem capacidade para até 150 pessoas sentadas. O Vivá valoriza muito o bem viver e o contato com a natureza, por isso, conta com espaços externos como a Praça das Jabuticabeiras, a Brinquedoteca, o Parque infantil e uma horta orgânica. Localizado na Rua Coronel Francisco Gomes Vieira, 52, Alto do São Pedro em Taubaté, o Vivá já está de portas abertas para você.

revistavitti.com.br | Vitti | 15


16 | Vitti | revistavitti.com.br

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 17


especi al

Foto: Arquivo pessoal

Arquitetura

Os sócios: Rodrigo de Almeida e Rafael Ferreira.

Casa da Fazenda Móveis A loja de movéis rústicos que é sensação nas redes sociais e interior paulista, agora tem endereço em Taubaté

H

Da Redação

á cinco anos surgia a Casa da Fazenda Móveis, alinhando bom gosto, sustentabilidade, design moderno, sofisticação, o melhor e mais atencioso atendimento ao cliente e preço justo. O conceito Casa da Fazenda Móveis iniciou com a inauguração da primeira loja em Indaiatuba, SP, no ano de 2011. Em janeiro de 2016 foi inaugurada a segunda loja, situada em Taubaté, SP, atendendo à solicitação de clientes da região do Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira, Litoral Norte e Rio de Janeiro. Os móveis Casa da Fazenda são fabricados em Peroba Rosa de demolição. Esta madeira de lei é conhecida por sua excelente qualidade e resistência ao ataque de insetos e umidade, além de sua extrema beleza. Estes fatores fazem dela uma das madeiras mais procuradas para a confecção de móveis, assoalhos, escadas, painéis, entre outros. Um fator exclusivo é o design moderno de nossos móveis associado à durabilidade da madeira. Móveis com linhas 18 | Vitti | revistavitti.com.br

retas e modernas, que dão um charme especial e leveza ao seu ambiente. O diferencial de produzir peças feitas em madeira de demolição exclusivas e sob medida, surgiu quando foi observado o aumento na procura por móveis com dimensões diferentes das medidas padrões existentes no mercado; principalmente por proprietários de apartamentos cujos espaços são diferenciados. Dessa maneira, as necessidades de cada um desses clientes são atendidas de forma personalizada. Isto fez da Casa da Fazenda Móveis um absoluto sucesso! Alinhada às necessidades da vida moderna, a Casa da Fazenda Móveis possui uma fanpage no Facebook com mais de 300.000 curtidas e é a maior fanpage de móveis em madeira de demolição do Brasil, tornando-se referência no segmento. Possuímos um site amplamente reformulado e de fácil navegação. Estamos presentes no Facebook, Instagram e Pinterest. Também realizamos atendimento via Whatsapp. Casa da Fazenda Móveis: uma loja linda, aconchegante e calorosa, que conta

com um time de colaboradores extremamente competentes, atenciosos e prontos para fazer você se sentir em casa! Deseja mais informações? Venha nos fazer uma visita! Você vai se encantar e se apaixonar pelos nossos móveis! LOJAS: Taubaté: Avenida Assis Chateaubriand, 109, Independência, Fone (12)3411-7217, (12) 98805-2070 (Whatsapp). Indaiatuba: Avenida Bernardino Bonavita, 420, Jardim Santa Rita, Fone (19)3329-0030 Deseja um orçamento? Entre em contato com nossos atendentes por mensagem inbox, comentários, telefone, whatsapp ou pelo e-mail: atendimento@casadafazendamoveis.com.br e solicite seu orçamento.

Siga-nos: facebook.com/MoveisCasadaFazenda instagram.com/CasadaFazendaMoveis br.pinterest.com/casadafazendamv

www.casadafazendamoveis.com.br

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 19


20 | Vitti | revistavitti.com.br

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 21


Social Taubaté

Office & Home Planejados

Fotos: Monicuee Alvez

Aconteceu no último dia 20 de agosto a inauguração da nova loja Office & Home Planejados para Casa e Escritório. O evento contou com um belo coquetel para os convidados, que prestigiaram o lançamento oficial da 3ª loja dirigida pelos empresários Priscilla e Ismael Almeida. A nova unidade da Office & Home Planejados para Casa e Escritório fica na Av. Charles Schnneider, nº1098, próximo ao Taubaté Shopping. A primeira unidade foi aberta há 15 anos, na Rua Jacques Félix, Centro de Taubaté. A segunda loja fica em frente ao Shopping Pátio Pinda, em Pindamonhangaba.

Equipe Office & Home

Paula, Camila e Livia

Rebeca, Vitor, Marilda, Priscilla Almeida, Michele, Ana e Nicky

Marilda e Nicky (Star Ótica), Priscilla Almeida e Neusa

Priscilla Almeida e Ismael

Fabrícia, Cidinha, Geraldo, Neusa e Lea

Aline Ferreira e Patrícia

Marcela Vitti, Priscilla Almeida, Michelly Iwamura, Felipe Vitor, Carla Tavares e Ana Paula

Magali, Edmar Santos e Ismael

Priscilla Almeida

22 | Vitti | revistavitti.com.br

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 23


24 | Vitti | revistavitti.com.br

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 25


A Akobbaz desenvolve e constrói projetos personalizados na medida da sua necessidade, adequando praticidade, satisfação e atemporalidade. Transformando sonhos em espaços construídos, respeitando os desejos e agregando inovação e versatilidade. VERSATILIDADE E ESTILO

26 | Vitti | revistavitti.com.br

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 27


28 | Vitti | revistavitti.com.br

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 29


30 | Vitti | revistavitti.com.br

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 31


Sociedade

Centro de Assistência Social de Taubaté

completa 56 anos de dedicação aos necessitados

U

ma das mais tradicionais entidades de assistência a pessoas carentes da região, o CAST – Centro de Assistência Social de Taubaté – nasceu em 1960, por iniciativa de um grupo de amigos que decidiram promover benfeitorias para os mais necessitados da cidade. O primeiro ato foi promover a distribuição de cestas de Natal. “A atividade natalina durou alguns anos, e vendo a necessidade ampliar esse trabalho de ajuda aos mais pobres, surgiu a ideia de fundar essa associação. Nascia assim o CAST”, relata Tinho Dias, de 94 anos, atual vice-presidente da entidade e um dos fundadores do grupo. Hoje, o CAST atende 50 famílias carentes. A fundação e estruturação do CAST nos anos 1960 contou com o apoio de Dom Helder Câmara, um dos mais notórios defensores das causas sociais e dos direitos humanos no Brasil. “Consegui um encontro com Dom Helder Câmara, e nessa conversa ele me estimulou muito, pedi ajuda a ele para dar os primeiros passos e foi muito proveitoso”, conta Tinho Dias, “fizemos um grande trabalho também conscientizando as pessoas mais abastadas a fazer caridade a quem precisa. Fundamos muitos centros comunitários para espalhar nossa causa pelos bairros. Sempre tivemos mui32 | Vitti | revistavitti.com.br

tos colaboradores”, completa. Ao longo de mais de cinquenta anos de atividades, o CAST se tornou uma referência na cidade atendendo famílias em situação de vulnerabilidade social e extrema pobreza. Além de doações de cestas básicas, a entidade conta com uma assistente social que faz o atendimento de quem busca ajuda, e há um intenso trabalho de reconstrução da dignidade dessas pessoas. “Nos preocupamos também em recolocar essas pessoas no mercado de trabalho. Muitas vezes elas não possuem nenhuma formação básica, e não conseguiriam nenhum tipo de trabalho, mesmo os mais simples. Por isso promovemos cursos de capacitação”, explica Cecília Dias, Presidente do CAST. O primeiro curso foi de treinamento para empregadas domésticas, ensinando desde os cuidados básicos de higiene pessoal, como atender a porta, o telefone, e as tarefas domésticas. “Tivemos um ótimo retorno, com alunas conseguindo trabalho e sendo elogiadas por quem as contratou”, explica Cecília. O segundo passo foi o curso de artesanato, que está em pleno funcionamento. O CAST disponibiliza duas professoras, que ensinam várias modalidades de artesanato. Tudo o que é produ-

zido pelas alunas é exposto para venda no recém-inaugurado Atelier, que funciona na sede da entidade. Parte dos lucros das vendas fica para as alunas, e outra parte é revertida para o CAST como forma de custear os materiais para as oficinas. Como toda ONG, o CAST tem suas dificuldades para custear o trabalho de assistência. Sem verbas governamentais, a entidade promove uma série de atividades para levantar fundos, como bazares beneficentes e festas. Uma das atividades mais tradicionais do CAST é a venda de obras de arte. “No começo nós pedimos doações a artistas locais, que sempre colaboraram doando muitas obras. Um artista indicava outros que podiam ajudar, e assim fomos construindo um acervo muito grande e hoje temos mais de 4 mil quadros, incluindo artistas renomados como Aldemir Martins, Romanelli, Martinolli e Walter Levy. Nosso espaço se tornou um reduto de arte de alto nível na cidade.”, relata Tinho Dias. Há também um grupo de senhoras voluntárias que há décadas faz um lindo trabalho produzindo peças de enxoval bordados para contribuir com os bazares. “Elas são parte fundamental do nosso trabalho, contar com elas é muito importante”, finaliza Cecília. Setembro, 2016


Fotos: Monicuee Alvez

Trabalhos realizados pelas alunas do CAST.

Setembro, 2016

Avenida Professor Moreira, 297 - Centro - TaubatĂŠ SP revistavitti.com.br | Vitti | 33 (12) 3632-3443 | casttaubate@hotmail.com


34 | Vitti | revistavitti.com.br

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 35


especi al

Foto: Viviane Fortes

Arquitetura

Clicks que traduzem a arte dos projetos de arquitetura e design

36 | Vitti | revistavitti.com.br

R

onaldo Rizzutti nasceu em São Paulo, capital. Cursou as faculdades de Publicidade e Jornalismo na Universidade de Taubaté – UNITAU e Cásper Libero, em São Paulo. Iniciou seus trabalhos atuando como diretor de arte e criação em agências como Norton e Generale Publicitá. Atuou no fotojornalismo como correspondente de O Estado de S. Paulo e para o regional O Vale Paraibano, de São José dos Campos. Há mais de 35 anos optou pela fotografia como profissão. Suas fotos estampam as melhores revistas do país como Marie Claire, Playboy, Casa e Jardim, Casa Cláudia, Viver Bem, Casa Mix e catálogos internacionais de revestimentos cerâmicos como a NGK, e também os mais diversos jornais, revistas e anuários de arquitetura. Participou do Design Weekend 2014 com uma mostra fotográfica no showroom da Super NGK. Nos últimos anos, tem se dedicado mais à fotografia de ambientes. Nesta arte, ele procura ressaltar tudo que existe de belo na arquitetura e design de interiores, capturando a luz que mais valoriza as cores e formas do ambiente. Nesse mês de agosto ele foi homenageado com o Prêmio ABSOLLUT TOP 2016, oferecido aos profissionais de destaque na região do Vale do Paraíba. O alto padrão do seu trabalho e a qualidade final de suas imagens o coloca como mais requisitado entre os arquitetos, designers e decoradores. Prestigiado na área, Ronaldo Rizzutti é o fotógrafo preferido dos profissionais que reconhecem a importância do seu click para traduzir projetos em arte assinada. Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 37


38 | Vitti | revistavitti.com.br

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 39


especi al

Arquitetura

Requisitos legais aplicáveis aos projetos de arquitetura

A

Por Adilson Peloggia

relação do homem com o ambiente tem trazido grandes preocupações ambientais, sendo uma das principais a exigência dos requisitos legais aplicados ao ambiente construído. As questões ambientais são de ordem política, cultural e econômica e a instrução ambiental funciona como ferramenta de sensibilização dos indivíduos para que suas ações se modifiquem, mesmo que o cenário onde se encontram não seja propício. O grande desafio da instrução ambiental consiste em modificar as formas de pensar e agir do homem, sensibilizando-o sobre a importância do meio ambiente para a prevenção e manutenção da vida. A arquitetura sustentável é essencialmente multidisciplinar. As proposições, ações, responsabilidades e a discussão, devem ser apresentadas envolvendo a ótica do arquiteto, em que o papel da eficiência energética e do conforto ambiental deve ser ressaltado. O tema sustentabilidade, pensado na sua amplitude, abrange aspectos socioeconômicos e ambientais, lançando grandes desafios à pesquisa, à prática e a instrução. A definição de desenvolvimento sustentável foi apresentada pelo Brundtland Report em 1987, afirmando que “desenvolvimento sustentável é aquele que atende às necessidades do presente, sem comprometer o atendimento às necessidades das gerações futuras”. A arquitetura sustentável é a continuidade mais natural da Bioclimática, considerando também a integração do edifício à totalidade do meio ambiente, de forma a torná-lo parte de um conjun40 | Vitti | revistavitti.com.br

to maior. É a arquitetura que quer criar prédios objetivando o aumento da qualidade de vida do ser humano no ambiente construído e no seu entorno, integrando as características da vida e do clima locais, consumindo a menor quantidade de energia compatível com o conforto ambiental, para legar um mundo menos poluído para as próximas gerações. A partir da década de 1970, começaram as preocupações com o consumo de energia, o tema da arquitetura sustentável evoluiu para outros aspectos do impacto ambiental do ambiente construído, como os gerados pelos processos de industrialização dos materiais e a busca por sistemas mais eficientes. A temática da sustentabilidade influencia a elaboração de projetos na arquitetura contemporânea apontando iniciativas e exemplos diversificados para as condições urbanas e ambientais. Nos paises desenvolvidos, o consumo de energia em edifícios está relacionado às emissões de CO2, pela composição de suas matrizes energéticas. A redução proposta pela ONU, em relação às emissões globais de CO2 aponta para uma reestruturação da matriz energética, introduzindo e ampliando as bases de fontes renováveis e limpas, bem como o aumento da eficiência energética de maneira geral. Em 2004, a Petrobras promoveu um concurso em prol da sustentabilidade na arquitetura. A iniciativa visava o desempenho ambiental dos edifícios e contribuiu para a formalização do interesse das empresas públicas pela inserção de questões de sustentabilidade na construção e operação de edifícios. Pela primeira vez no Brasil o edital de um concurso de arquitetura colocou questões de susten-

tabilidade (chamadas de eco-eficiência), tais como: orientação solar adequada; forma arquitetônica: adequada aos condicionantes climáticos locais e padrão de uso para a minimização da carga térmica interna; material construtivo das superfícies opacas e transparentes: termicamente eficiente; superfícies envidraçadas: taxa de WWR (window wall ratio) adequada às condições de conforto térmico e luminoso internos; proteções solares externas: adequadas às fachadas; ventilação natural: aproveitamento adequado dos ventos para resfriamento e renovação do ar interno; aproveitamento da luz natural; uso da vegetação; sistemas para uso racional de água e reuso e materiais de baixo impacto ambiental: dentro do conceito de desenvolvimento sustentável. Do conjunto de dez exigências listadas para a ecoeficiência, as oito primeiras estão relacionadas diretamente com os aspectos do conforto ambiental e eficiência energética do projeto, cujo impacto no desempenho ambiental do edifício certamente pode ser otimizado combinando conhecimentos de arquitetura e engenharia. As normas ABNT NBR ISO 9001 e ISO 14001, especificam requisitos para um sistema de gestão da qualidade e ambiental que pode ser usado pelos arquitetos, engenheiros, empresas de arquitetura e/ou de engenharia consultiva para aplicação interna, para certificação e/ou para fins contratuais. Elas estão focadas na eficiência e eficácia do sistema de Gestão da Qualidade e Ambiental em atendimento aos requisitos legais. Prof. Dr. Adilson Peloggia é Consultor Ambiental Contato: peloggia.adilson@gmail.com Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 41


42 | Vitti | revistavitti.com.br

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 43


especi al

Arquitetura

Móveis ergonômicos conforto no trabalho

Q

Da Redação

uem nunca teve dor nas costas depois de passar oito horas sentado trabalhando? Ou ficou com dor no pescoço após um dia inteiro na frente do computador? É por causa destas e muitas outras dores que empresas de móveis começaram a fabricar móveis ergonômicos, proporcionando muito mais conforto para atividades, no escritório ou em casa, que nos exigem muito tempo sentados. “Ergonomia” vem do latim: “ergon” é trabalho e “nomos” é algo relativo a normas, regras e leis. Portanto, a ergonomia é o estudo científico da relação do ser humano com seu ambiente de trabalho. Com objetivo de gerar conhecimentos que melhorem a adaptação das pessoas ao trabalho, profissionais de diferentes áreas desenvolveram uma série de aparatos que proporcionam mais conforto ao ambiente corporativo. E um destes acessórios são os móveis ergonômicos. A ergonomia dos móveis não só dei-

44 | Vitti | revistavitti.com.br

xa os trabalhadores mais confortáveis durante o período em que estão trabalhando, como também previnem o aparecimento de doenças crônicas, como desvios de coluna e tendinites, e acidentes no trabalho. Sentindo menos desconforto, os trabalhadores tendem a produzir mais, e é isso que a ergonomia busca. Cadeiras e mesas ergonômicas tendem a ser muito confortáveis, além de ajudar os funcionários das empresas a manter a postura correta por mais tempo, prevenindo dores e cansaços. Como escolher móveis ergonômicos? Móveis ergonômicos para escritórios devem proporcionar conforto físico e psicológico, além de ter ótima qualidade e aparência elegante. A escolha dos móveis também deve levar em conta a facilidade na hora de limpar e estimular a organização dos espaços de trabalho. Mesas devem possuir uma superfície adequada para a quantidade de material que irá receber. Se um funcionário trabalha apenas com um notebook, sua mesa poderá ser menor do que aquele que de-

senvolve uma atividade com computador, blocos de anotações e impressora. Mesas com formato redondo ou oval são boas para reuniões, já as com formato em L são dinâmicas e facilitam a vida de quem precisa de computador e espaço para escrever. Uma mesa de escritório ideal deve ficar a 74 centímetros do chão e suas medidas para receber um computador tradicional devem ser de pelo menos 80cm de comprimento e 50cm de profundidade. A escolha das cadeiras também vai depender do tipo de trabalho que será desenvolvido por quem se senta nela. Cadeiras com apoio para os braços, por exemplo, são indicadas para quem passa muito tempo ao computador. Em regras gerais, todas as cadeiras ergonômicas para escritório devem ter ajuste de altura e apoio para a coluna ajustável, além de bordas arredondadas que facilitem a distribuição do peso e a circulação sanguínea, mantendo as coxas paralelas ao chão. Amortecedores não são obrigatórios, mas ajudam a evitar traumas na coluna. Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 45


46 | Vitti | revistavitti.com.br

Setembro, 2016


Setembro, 2016 Untitled-1 1

revistavitti.com.br | Vitti | 47 02/08/2016 10:46:04


especi al

Arquitetura

O ideário de ruralidade e o espaço urbano

A

Por Peter Iote

relação entre cidade e campo situa-se histórica e teoricamente no centro das sociedades humanas. As áreas urbanas e as áreas rurais das cidades sempre foram delimitadas segundo a relação mediante a dominação da cidade desenvolvida sobre o campo, como resultado da divisão entre o trabalho intelectual e o trabalho manual dos moradores, fato este que marcou as sociedades humanas desde tempos remotos. Mas os adjetivos urbano e rural referentes à cidade e ao campo dizem respeito a uma gama maior de relações, porém cada vez mais as fronteiras entre o espaço urbano e o rural são difusas e de difícil identificação, podemos até supor que isso aconteça porque hoje esses adjetivos carecem da sua referência substantiva original, na medida em que tanto a cidade como o campo não são mais conceitos puros, de fácil identificação ou delimitação. Na verdade, o conceito de ‘urbano’ se tornou dicotômico através da história, pois anteriormente o sentido de urbano era por assim dizer, mais rural do que poderíamos imaginar. Do latim urbanum (arado), era a forma física da ocupação do espaço de vida delimitado pelo sulco do arado dos bois que marcava o território de plantio de alimentos. Da sua

48 | Vitti | revistavitti.com.br

simplificação semântica originaram-se depois urbe e urbs, deixando a dinâmica urbana praticamente independente das relações com a terra, tanto do ponto de vista econômico, como social e espacial. Mas por mais que a agricultura não defina a ruralidade, o próprio espaço de plantio está se distanciando do homem do campo devido à modernização do campo e o aumento da tecnologia empregada nas áreas rurais como se estivesse ocorrendo uma urbanização rural. O campo passou a depender da cidade para a produção de ferramentas e implementos de bens de consumo de vários tipos. Hoje o campo depende da produção urbano-industrial para a sua própria subsistência. O campo urbanizado e colonizado pelos urbanos já perdeu as suas qualidades, o seu modo de vida particular, a sua identidade. O espaço rural das cidades é encarado tanto pelos fazendeiros quanto pelos gestores das cidades como locais de produção de alimentos, mas a divisão do trabalho entre o campo e a cidade não tem gerado uma nítida separação no interior das classes subalternas entre os trabalhadores rurais e os urbanos. Assim como nas indústrias, o conhecimento tecnológico segrega as aptidões para mão de obra, além de grandes máquinas hoje fazerem o trabalho de diversos homens que outrora dependiam da terra para o seu sustento. Por isso, pensar políticas voltadas para

assegurar a viabilidade econômica dos agricultores e outros segmentos do campo é importante, mas não se alcança o objetivo perseguido pela ideia de desenvolvimento social se estas não estão subordinadas a outras prioridades. A construção de uma vida digna no campo que assegure o acesso à cidadania a toda a população rural passa pela superação de diferentes formas de dominação, o que subentende a emergência das classes subalternas no campo como sujeitos das cidades. Devemos pensar o espaço rural não apenas a partir de sua funcionalidade econômica à sociedade urbana hoje estruturada, mas a partir de um esforço no sentido de identificar a contribuição que o espaço rural possa dar para a transformação de nossa sociedade. Esta é uma condição fundamental para que possamos repensar também o nosso urbano, na medida em que o significado proposto para a ruralidade deve comportar uma crítica à sociedade que transformou o homem e a terra em mercadorias e, portanto, ao processo de alienação que lhe é subjacente. O maior ideal talvez seja uma cidade que seja o pleno lugar do encontro e onde a produção agrícola e atividades urbanas sejam congregadas, assim como vida camponesa ou rural e vida urbana. Peter Iote é Arquiteto. Contato: anderson_piter@terra.com.br Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 49


especi al

Arquitetura

Projetos Comerciais: como usar a arquitetura para atrair novos clientes

E

Da Redação

m épocas de crise, é muito importante para os lojistas explorar todas as possibilidades para chamar atenção de possíveis compradores. Uma delas é despender cuidado e capricho na parte arquitetônica do espaço. A queda nas vendas de uma determinada loja pode estar ligada a fatores econômicos, mas também à imagem que ela passa para o cliente. Quando passeamos por locais onde há estabelecimentos comerciais, sempre nos chama mais atenção as lojas que parecem se atualizar sempre, seja por uma bela vitrine, seja pela própria arquitetura e decoração interna: móveis bonitos e bem cuidados, uma boa iluminação, produtos bem dispostos, locais de circulação livres, dentre outros fatores. Desde a fachada e as vitrines, passando por toda a área interna da loja, a arquitetura comercial tem papel chave para deixar o ambiente mais ou menos atrativo. No entanto, muitas vezes empresários e lojistas pecam por falta de conhecimento, copiando um formato que funciona bem para um concorrente, mas não para sua própria marca. 50 | Vitti | revistavitti.com.br

A loja precisa atrair clientes e mostrar a eles que seus produtos são bons, antes mesmo que a pessoa decida entrar na loja. Por isso, é importante dar especial atenção a fachadas e vitrines. Não adiante estar em um ponto comercial maravilhoso se a loja não possui nenhum atrativo visual para fazer quem está passando entrar nela. Manter a boa aparência da fachada da loja é fundamental e isso nem sempre é difícil: basta mantê-la sempre limpa, arrumada e bem iluminada. Em se tratando da área interna, um projeto de arquitetura comercial personalizado e pensado exatamente para os produtos que estão à venda pode ser fundamental para atrair novos clientes, principalmente os mais exigentes. Essas pessoas perceberão que a sua marca se preocupa não só em atraí-los, mas em proporcionar uma experiência de compras por meio de um espaço agradável, seguro e moderno. Para atrair novos clientes para uma determinada loja é necessário que seu ambiente interno seja mantido sempre limpo e organizado. Por isso, além de uma equipe bem treinada, é preciso ter espaço para a mercadoria que não está

em exposição seja guardada, mas esteja próxima aos vendedores, para que eles possam mostrar as peças aos clientes. Para tanto, ter um mobiliário bonito e coeso pode ajudar a destacar a arquitetura e a decoração da loja de forma positiva. Também é interessante reforçar a marca na arquitetura comercial, o que pode ser feito de várias formas. Utilizar as cores da marca no ambiente interno, criar peças de mobiliário inspiradas na marca e utilizar as formas da marca de forma sutil por todo o ambiente reforça sua presença sem saturá-la. Assim, o cliente fica mais sensibilizado em relação à marca da loja e passa a lembrar dela com mais frequência. Um arquiteto especializado em projetos comerciais pode elaborar um projeto com ótimas ideias, que alinham o ambiente com a identidade visual da marca, tornando o espaço bonito e interessante para conquistar novos clientes. Investir em um projeto personalizado pode parecer um gasto extra a princípio, mas resulta em aumento das vendas e dos lucros da loja. Afi nal, todo mundo adora uma boa novidade, principalmente quando as ideias são bem executadas. Setembro, 2016


FOTOTHIAGO GUSTAVO

Setembro, 2016

Projeto Beto Carvalho Carvalho Arquitetos

MARCENARIA DE ALTA PERFORMANCE uniquemovelaria.com.br

revistavitti.com.br | Vitti | 51


52 | Vitti | revistavitti.com.br

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 53


54 | Vitti | revistavitti.com.br

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 55


especi al

Arquitetura

Lindos Ambientes para os Pets Dicas de Decoração para quem tem animais de estimação em casa

A

Da Redação

nimais de estimação são praticamente integrantes da família. Quem tem sabe que é preciso alguns cuidados especiais quando falamos na saúde dos bichinhos e na decoração da nossa casa. Muitos adotam certos cantos e se comportam como donos do lugar: não saem do sofá, dormem na sua cama, adoram o tapete antigo. Outros destroem portas, fazem xixi em móveis, bagunçam a cozinha e o que mais estiver pela frente. Mas será que é possível equilíbrio, ter os ambientes adaptados e ao mesmo tempo arrumados para uma boa convivência com os gatos e cães? A resposta é sim. Móveis e decoração compatíveis: Cachorros grandes, por exemplo, ocupam espaço, e apartamentos costumam não ser tão amplos quanto casas. Um Golden Retrivier pode abanar o rabo em cima da mesa de centro, por isso, pense em adequar os objetos. Tome cuidado com bibelôs, artigos frágeis e pontiagudos. Preste atenção nas plantas venenosas também. Prateleiras e fruteiras devem ser deixadas no alto, para que os animais não as alcancem. Sofás e tapetes: Para uma melhor limpeza, evite tapetes grossos, os que desfiam com facilidade ou sofás que grudam pelos. Opte por materiais impermeabilizados e fáceis de lavar: microfibra, poliéster e couro, apesar de mais caros, são os mais recomendados. Fuja de tramas largas ou soltas, como a lã. Capas ou mantas são ótimas soluções para manter sofás e poltronas como novos. Xixi: Reserve uma parte da área de

56 | Vitti | revistavitti.com.br

serviço ou da varanda para uso do animal. A sugestão é separar esse espaço para ser o “banheiro” do seu pet. Lembre-se de limpar diariamente. Se o espaço é pequeno, uma boa dica é usar tapetinhos descartáveis higiênicos para os cachorros ou as caixinhas de areia para gatos. Se a casa tiver varanda, pense em criar uma caixa com gramas ou fazer um pequeno jardim. Isso os deixa mais calmos por estarem em contato com a natureza. Leve seu animalzinho sempre para passear. Cachorros tem maior necessidade disso, já os gatos passeiam tranquilamente pela casa. Isso evita o stress e os mantém felizes e saudáveis. É sempre legal também ter um brinquedo por perto, já que esse momento é importante para a saúde mental e física. Hoje existem camas, brinquedos e outros acessórios que são funcionais e ainda tem bastante estilo e design. Eles podem ajudar a compor a decoração da sua casa sem parecer que não pertencem ao ambiente. Limpeza: Se o seu pet solta pelos, aposte no piso claro. Eles camuflam melhor a sujeira e você não terá que ficar o tempo inteiro varrendo o chão. Os revestimentos cerâmicos favorecem a limpeza. Nas paredes, a indicação é usar uma cor que não mostre muito a sujeira caso as patinhas marquem. Uma boa dica é pintar com tinta que elimina as bactérias e é antimofo (protege mais comparado às tintas convencionais e sem-cheiro) ou uma tinta lavável antimanchas. Também é bom lavar roupinhas, cobertores e mantinhas semanalmente, além de aspirar/ limpar o local onde eles costumam ficar. Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 57


OFF toda linha de pisos atérmicos, por apenas:

R$ 89,90

m2

Parcelado em até 3x

PISO JEANS

CONHEÇA NOSSA LINHA COMPLETA DE PRODUTOS www.positano.com.br Tel: (12) 3026-5450 / 99610-5510 / 97402-4440 Ligue e agende, iremos até você!

58 | Vitti | revistavitti.com.br

Promoção válida para o mês de setembro Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 59


especi al

Arquitetura

Aluguel de Orquídeas Floristas oferecem serviço para os fãs de uma das mais belas flores da natureza

U

Da Redação

ma das f lores mais lindas com que a natureza nos presenteou foram as orquídeas. Únicas, vistosas, de formatos e cores variadas, as diversas espécies – atualmente existem 25 mil espécies catalogadas - fazem a cabeça de colecionadores e apreciadores de arranjos florais. Muitas pessoas possuem casas ou apartamentos pequenos, com pouco espaço disponível para ornamentos com flores. Por isso, acabam reservando aquele cantinho especialmente para uma bela orquídea. Mas como todo cultivo de plantas, manter uma orquídea bonita e saudável pode não ser uma tarefa tão simples. Por exemplo, é preciso entender que as orquídeas florescem apenas uma ou duas vezes por ano, por isso é interessante possuir várias espécies diferentes (cujo ciclo de floração costuma ser também diferente). Isso aumenta as chances de ter sempre alguma planta florida. Ao escolher o que vai cultivar, dê preferência às espécies de orquídeas que crescem na sua região.

60 | Vitti | revistavitti.com.br

Mantenha o vaso úmido, jamais encharcado. É mais fácil matar uma orquídea por excesso do que por falta d’água. Não colocar pratinho com água debaixo do vaso, pois as raízes poderão apodrecer. Utilize um desses adubos foliares (líquidos) que se encontram na seção de jardinagem de todos os supermercados. Adicionar algumas gotas à água com que será feita a vaporização, no caso de usar pequenos pulverizadores. Procure molhar sobretudo a parte inferior das folhas de sua orquídea, pois é aí que se encontram os estômatos, que absorvem água e nutrientes. Se as plantas forem cultivadas de uma forma adequada, elas estarão mais resistentes a pragas e doenças. Se não houver excesso de umidade, por exemplo, dificilmente os fungos irão atacar. De qualquer modo, previna-se. Um dos grandes inimigos do cultivo de orquídeas são as cochonilhas. Esses pequenos organismos sugam a seiva da planta e podem matá-la se não forem combatidos. Quem possui poucas plantas pode catá-los, um a um, antes que se propaguem. No caso de uma coleção maior, haverá necessidade de

apelar para os defensivos. Se você não tem muita habilidade ou tempo disponível para se dedicar tanto às orquídeas, mas mesmo assim quer ter sua residência lindamente enfeitada por elas, há um serviço que tem ganhado força atualmente no mercado de decoração: o aluguel de orquídeas. O sistema é bem simples e acessível. A vantagem para quem contrata o serviço é ter a reposição da planta periodicamente e poder apreciar a beleza de espécies diferentes, sem precisar conhecer muito delas e sem ser um expert no cultivo. Para quem não entende nada do assunto, o contato com as várias espécies acaba gerando mais interesse, e o cliente se torna um apaixonado pelas flores. O florista que aluga as plantas pode ir semanalmente, quinzenalmente, ou no período acordado com quem o contrata, e faz a troca das orquídeas do seu ambiente, seja residencial, escritório, sala comercial ou consultório. Alguns profissionais oferecem até planos com preços diferenciados, incluindo além da planta, arranjos especiais personalizados.

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 61


especi al

Arquitetura

Cozinhas

tendências e ideias Linha Tek

N Formas geométricas e core

s fortes são tendência

Projetos retrô seguem em

62 | Vitti | revistavitti.com.br

alta

Da Redação

ão é de hoje que a cozinha tornou-se um dos cômodos protagonistas da casa. Receber e cozinhar ao mesmo tempo virou a preferência entre os anfitriões contemporâneos. Nada mais natural, portanto, que o ambiente se vista com detalhes preciosos e exiba personalidade em todos os cantos. Neste 2016, cores fortes, e o toque de classe de móveis, objetos e utensílios podem fazer da sua cozinha um lugar maravilhoso. Não há uma ditadura de tendência ou modelos. As opções são várias, e combinam perfeitamente com diversos tipos de residência, bem como, claro, com a personalidade de quem mora lá. Visuais clean com bancadas altas estão muito em voga. Conjuntos com visual retrô, remetendo aos anos 50 também caíram no gosto do público e continuam fazendo sucesso. Para quem quer um design mais moderno, as fabricantes também reservam modelos bem conceituais e inovadores. Com certeza um desses vai combinar com você.

Setembro, 2016


Ambiente: Fenix Woodstore | Objetos: Recuerdo y Regalos

Qu a l ida de qu e até M a ste rch ef re c o n he c e !

Somente com a versatilidade dos exclusivos fornos multifuncionais Alitec você prepara dentro de sua casa pães, bolos, churrascos

®

e grelhados em um único equipamento. Sua cozinha ganha em eficiência, limpeza, praticidade e lógico, sabores irresistíveis! Setembro, 2016

(12) 3648-4455

atendimento@alitec.com.br www.alitec.com.br revistavitti.com.br | Vitti | 63


Hรก 30 anos oferecendo atendimento personalizado e de confianรงa para os seus melhores investimentos imobiliรกrios.

www.dcasaincorporadora.com.br www.dcasaimoveis.com.br

64 | Vitti | revistavitti.com.br

Setembro, 2016


DISTRIBUIDORA NO VALE DO PARAÍBA, LITORAL NORTE E REGIÃO SERRANA • Madeira Perfilada e Tratada • Plantio certificado FSC • Diferentes dimensões em comprimento e diâmetro; • Exclusivo sistema de encaixe entre toras; • Diferentes produtos existentes • Suporte técnico em adequação de projetos para o uso de madeira; • Treinamento e Montagem

Contatos: contato.msb@madeirasustentavelbrasil.com.br - (12) 99774-7342 – (12) 98829-0401 Endereço: Avenida Itália, 36, sala 02 – Taubaté – SP – CEP 12030-212 - Telefone: (12) 3426 -0119

Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 65


Social São José dos Campos

Mariana e Rodrigo

Fotos: João Athaíde

Enlace matrimonial de Mariana Canavezi Indiani e Rodrigo Campos, celebrado na Capela Nossa Senhora do Amor, na Univap em São José dos Campos. A cerimônia foi celebrada pelo Padre Leandro dos Santos, e os convidados foram recepcionados no salão anexo à Capela.

Mariana Canavezi Indiani e Demo Canavezi

Rodrigo Campos e Heloiza Froes Campos

Os noivos: Rodrigo Campos e Mariana Canavezi Indiani

Lauro Campos e Rodrigo Campos

Daminhas e pajens

Mariana Canavezi, Tania Canavezi e Demo Canavezi

Rodrigo Campos, Mariana Canavezi e Dheminho

66 | Vitti | revistavitti.com.br

Tania Canavezi Indiani

Setembro, 2016


/planejadosmoderna

Setembro, 2016

LOJAS SALAS QUARTOS

BANHEIROS HOME THEATER HOME OFFICE

COZINHAS

ESCRITÓRIOS

revistavitti.com.br | Vitti | 67


Monicuee Alvez

Entrevista

Temos hoje uma crise de oferta de produtos, e não de demanda. O empresariado precisa acreditar e investir, para voltar a produzir e as pessoas voltarem a consumir

Luiz Carlos Laureano

N

Por Ronaldo Casarin

atural de Petrópolis (RJ), Luiz Carlos Laureano da Rosa é economista e há 34 anos adotou o Vale do Paraíba como morada. Trabalhou na Embraer, em São José dos Campos, e na década de 1990 foi convidado a dar aulas na Universidade de Taubaté. Hoje, aos 61 anos de idade, é professor em diversos cursos da instituição e um dos profissionais de referência em toda a região quando o assunto são números, estatísticas e dados econômico-sociais. Sempre atencioso e pronto a atender os diversos veículos de imprensa que o procuram diariamente, bateu um papo com a reportagem da Revista Vitti para falar dos seus 20 anos de trabalho à frente do NUPES – Núcleo de Pesquisa Econômico-Social da UNITAU. Ele abordou ainda a economia nacional, a realidade regional, e falou das expectativas que o país deve ter para os próximos anos.

Vitti - O NUPES faz um trabalho há vários anos em relação ao índice de preços de alimentos no Vale do Paraíba. Qual é a importância dessa pesquisa? Luiz Carlos Laureano - Essa pesquisa é feita desde a fundação do NUPES, em 1996. Esse trabalho tem como objetivo ajudar a população com informações sobre os alimentos básicos, medindo a variação dos preços. Esse monitoramento resulta em dados que a imprensa divulga, e isso incentiva as pessoas a pesquisar os preços, substituir alimentos que estejam muito caro, etc. Esse trabalho envolve os alunos dos cursos de Economia e Administração, que colocam em prática o que aprendem em sala de aula. Vitti - Além do trabalho em relação ao índice de preços dos alimentos, o NUPES faz um levantamento periódico sobre emprego e renda na cidade de Taubaté. Como funciona essa pesquisa? L.C.L. - Duas vezes por ano, em

abril e novembro, realizamos o PORE Pesquisa de Ocupação, Renda e Escolaridade de Taubaté. Estratificamos a cidade por camadas sociais e levantamos dados para saber como está a situação do emprego, da renda, quem está estudando, dentre outros dados. Um ponto importante é que nosso trabalho consegue medir o trabalho informal, ou seja, pessoas que trabalham sem registro. O governo municipal pode tomar decisões com base nessas pesquisas. Chegamos a conclusões, por exemplo, de que os jovens são os que mais sofrem com o desemprego, ou que as mulheres ganham menos que os homens, por ocuparem mais postos no setor de serviços, que paga menos. Vitti - O Vale do Paraíba foi uma região que sofreu com uma forte queda na geração de empregos, em especial Taubaté. Quais razões explicam esse cenário? L.C.L. - Taubaté precisa, por meio de seus representantes públicos e sociedade civil, repensar o que ela quer. A cidade depende muito da indústria, então quando a economia está bem, a cidade vai muito continua >

68 | Vitti | revistavitti.com.br

Setembro, 2016


bem. Quando a economia vai mal, Taubaté sente muito, até mais do que outras cidades. Um ponto importante é definir se o município quer crescer mais. Isso é interessante? Se a cidade cresce, atrai mais pessoas para cá. Vai haver moradia, transporte, segurança, saúde e boas condições para todos? Se não há infraestrutura, surgem as favelas e os problemas sociais. Crescer fisicamente é diferente de crescer em qualidade de vida. Vitti - Esta é realmente a maior crise econômica que o país já enfrentou? L.C.L. - Eu vivi 1990 (governo Fernando Collor), e aquela lá foi bem mais brava. Nós tivemos problemas seríssimos. A inflação era algo terrível, e por isso hoje todos os governantes se preocupam em não deixá-la sair do controle. Na época havia uma “inflação de expectativa”, em que o empresário achava que a inflação ia disparar, então antecipadamente ele já subia os preços, havia as remarcações diárias nos supermercados, as mercadorias faltavam, foi muito mais complicado, não dá para comparar. Vitti - Até que ponto a tal crise econômica se agravou por culpa da gestão Dilma Rousseff e quais pontos externos influenciaram para este cenário ruim? L.C.L. - Nós tivemos problemas externos graves, isso é fato. O preço das commodities (produtos agrícolas e metais) caíram muito, e o país depende delas. A baixa do petróleo também foi determinante. Países parceiros passaram a comprar menos do Brasil. Internamente, tivemos problemas políticos sérios, onde nada do que Dilma propôs, passou pelos congressistas, o que impediu qualquer tentativa de melhora na economia. De responsabilidade da própria Dilma, o problema foi a arrogância e não saber tratar com o senado. Outro problema foi que o país perdeu receitas, e isso se deu quando o governo dela deu isenção de imposto na linha branca de eletrodomésticos e nos automóveis, apostando que o consumo aumentaria, mas isso não aconteceu. Vitti - A mesma imprensa que alardeou que o país estava quebrado, pontualmente vai divulgando dados e notícias apontando para uma possível recuperação da economia. O senhor Setembro, 2016

acredita que essa recuperação seja mesmo real, ou é uma tentativa de influenciar a opinião pública em benefício do novo governo? L.C.L. - Essa expectativa positiva atinge as pessoas, e tende a gerar coisas boas. Quando a expectativa passada é ruim, as coisas ficam estagnadas. Recuperação mesmo, só em 2018, mas alguns indicadores podem melhorar antes disso. É preciso entender que não é necessário crescer 6 ou 7 por cento ao ano. Tem de ser algo sustentável, que cresça 2 por cento, mas de forma consistente. Nós dependemos muito do ânimo dos empresários em investir. Temos hoje uma crise de oferta de produtos, e não de demanda. O empresariado precisa acreditar e investir, para voltar a produzir e as pessoas voltarem a consumir. Assim, retomamos o ciclo positivo da economia.

O empresariado reclama muito das altas cargas tributárias. Com certeza isso precisa ser revisto. No entanto, o atual governo deve ir justamente no sentido contrário e aumentar os impostos nos próximos meses.

Vitti - Quais seriam os caminhos para que esse empresariado acuado voltasse a acreditar no mercado de consumo interno? L.C.L. - No Japão está ocorrendo deflação (inflação negativa), o que é ruim. O governo de lá chamou os empresários e questionou porque eles não aumentam seus preços. Os empresários responderam que não há como subir porque não

está tendo consumo. Aqui no Brasil, acontece o contrário, mesmo com o consumo baixo, os empresários continuam subindo os preços. A explicação é difícil de encontrar, basta ver o mercado de automóveis, que teve queda de vendas, mas os preços não caem. A resposta está numa questão cultural. Se um empresário estiver lucrando de 5 a 10% ao mês, é um resultado bom se comparando com poupança ou outros fundos de rendimento bancários. Mas a maioria quer ganhar 50%, e quando não atinge isso, alega que a economia está ruim e deixa de investir, isso quando não fecha o negócio, o que é ruim para todo mundo. Porque não diminuir um pouco a margem de ganho? É algo cultural, e para a economia se reencontrar é preciso que o empresariado mude algumas posturas. Vitti - Você acredita que o atual governo deva fazer interferências robustas para tentar recuperar a economia em curto prazo? L.C.L. - O empresariado reclama muito das altas cargas tributárias. Com certeza isso precisa ser revisto. No entanto, o atual governo deve ir justamente no sentido contrário e aumentar os impostos nos próximos meses. Para se aquecer o mercado interno, é preciso que as classes mais pobres tenham condições dignas de viver e consumir. Nesse ponto, programas sociais de distribuição de renda são muito bons e impulsionam o consumo. Isso aconteceu no governo Lula, mas este atual governo não deve apostar nisso. Apesar da equipe econômica de Michel Temer ser muito boa, é formada por pessoas ligadas aos banqueiros. Basta lembrarmos que em qualquer crise, os banqueiros nunca perdem. Isso precisaria ser mudado. O ganho deles é alto demais, e as classes trabalhadoras perdem com isso. Vitti - Qual o balanço que você faz desses 20 anos de trabalho no NUPES? L.C.L. - Ficamos contentes em atender tantos veículos de imprensa e de sermos uma referência para toda a região quando o assunto é economia. Procuramos ser apartidários e ver pontos positivos e negativos em qualquer política pública, e interpretar os números para a população oferecendo informação e orientação. revistavitti.com.br | Vitti | 69


Vitti Acontece No dia 20 de agosto aconteceu a incrível noite de Elvis Presley no Deck Music Bar, em Tremembé. Parabéns aos organizadores: Augusto Sobrinho, Tyfani e Waneska Villarta. Sucesso total!

O preparador físico Moraci Sant’Anna e o exjogador Evair, estiveram em Taubaté para o lançamento do projeto do centro de treinamento para formação de jogadores de futebol. Ambos são os idealizadores do projeto, que envolve ainda uma parceria com o E.C. Taubaté, e o trabalho com garotos das categorias Sub 15, Sub 17 e Sub 20. O CT deve ser construído numa área na região do Distrito Industrial de Taubaté e as obras estão previstas para começar ainda em 2016.

Marcela Franco e seu marido Adriano comemoraram o aniversário de 4 anos da Maria Eduarda e o Batizado da Maria Eugênia, com 2 meses de vida, celebrado pelo padre Paulo Renato.

Diego Migotto

Lucas Noma da Silva e Paula Noma da Silva

Madalena Gaban, Antonio Carlos, Cinthia Gaban, Vitor Sztejnsnajd, Cibele Sztejnsznajd e Nelson.

70 | Vitti | revistavitti.com.br

Cinthia Gaban e Vitor Sztejnsznajd

Uma das celebrações mais bonitas aconteceu do dia 23 de Julho: o enlace matrimonial dos jovens Cinthia e Vitor. Logo após a cerimônia o Sítio Tangaroa foi o palco da grande festa dos noivos onde receberam familiares e amigos em comemoração ao tão aguardado dia.

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 71


Social Taubaté

Maria Judith Schmidt, Renato Salgado, Bruna Vargas e José Roberto

Em uma bela cerimônia, realizada no dia 15 de julho na Capela da Fazenda Boa Esperança, o casal Renato e Bruna trocaram alianças em votos de amor eterno que, sem dúvidas, emocionou a todos. Logo após, os noivos receberam os convidados para uma belíssima e animada festa em expressão a todo esse amor!

No dia 30 de julho a encantadora Nicole recebeu amigos e familiares para comemorar seu tão esperado aniversário de 15 anos. Foi uma belíssima e, é claro, animada festa, realizada no luxuoso Villa Bali. Parabéns e muitas felicidades!

Marcela Vitti, Jacque Cimadon, Amanda, Barbara Gaudioso, Heloísa, Marina Ayello e Murilo O coquetel de lançamento da nova coleção de verão da Arezzo ficou ainda mais especial com as ilustres presenças da Marina e Amanda Ayello, além de seus amigos e convidados. Aguardando ainda as novidades que estão por vir!

Sueli, Ana Maria, Jacqueline Beneton, Tereza Maria, Manoel e Marilene

Monique Barba Basilio, Bianca, Alexandre Basilio e Nicole Basilio

Diva organizou um passeio no seu maravilhoso sítio em companhia das amigas e aproveitou a ocasião de muita alegria e descontração para comemorar seu aniversário em grande estilo. Em momento de alegria e emoção os filhos da queridissíma D. Tereza fizeram uma bela surpresa e comemoraram os seus 90 anos com uma linda festa. Foram momentos inesquesíveis do tamanho desse marco tão importante em sua vida. Com certeza este dia ficará no coração e na memoria de todos.

Dois amigos, na música e na vida, resolveram unir as vozes e abrilhantar a noite do Arraiá do Rosário, ação beneficente promovida pela Fundação Dom Couto de Taubaté. A noite foi embalada pelo ritmo sertanejo e marcou um encontro memorável para a carreira dos músicos e também para aqueles que presenciaram este maravilhoso espetáculo. 72 | Vitti | revistavitti.com.br

Por Socorro Pinto helpkoka@hotmail.com Eduardo Lazzarine

Renato Soares

Socorro in Foco

Roseli Pedro e Diva Pedrosa

Vini, Nícolas e Vitor Peloggia

Setembro, 2016


Marina Calçados 17 o ã r e V

Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 73


Social Taubaté

Flash

Por José Luiz de Almeida luizinho-cafe@hotmail.com facebook.com/luizinholanches

Ricardo, Patrícia Neves e Estelinha Marcos Paulo e Patrícia Neves reuniram parentes e amigos para apagar mais uma velinha. Sucesso total! A querida Alice Guedes comemorou mais um aninho ao som de nosso amigo Andre Guedes e sua filha Flávia. Simplesmente um luxo!

As gatíssimas Tati Sávio e Giovana Valério iluminando a noite do Vale. Valéria e sua mamãe Wilma Mussi - aniversariantes do mês - com a amiga Fernanda Aleixo, na calçada da fama, em Taubaté.

O Empresário e meu querido amigo Marcelo Ortiz Martins e o seu simpático e lindo filho, Vincenzo Martins prestigiando a nova posse da diretoria do TCC. 74 | Vitti | revistavitti.com.br

Setembro, 2016


VIAJE PELO BRASIL E PELO MUNDO COM A CVC

EM ATÉ 12X SEM JUROS

VIAJE PELO BRASIL GRAMADO 1 CRIANÇA GRÁTIS NA HOSPEDAGEM*

Pacote de 5 dias. Inclui passagem aérea voando LATAM, transporte aeroporto/hotel/aeroporto e 4 diárias de hospedagem no Prodigy Hotel Gramado com café da manhã. À vista R$ 1.176 ou 12x sem juros 98 reais.

Preço publicado válido para saídas de 23/outubro.

VIAJE PELO MUNDO FORTALEZA 1 CRIANÇA GRÁTIS NA HOSPEDAGEM*

Pacote 5 dias. Inclui passagem aérea voando GOL, transporte aeroporto/hotel/aeroporto, 4 diárias de hospedagem no Gran Mareiro Praia do Futuro com café da manhã e passeio na praia do Cumbuco.

1.320 ou 12x sem juros 110 reais. À vista R$

Preço publicado válido para saídas de 18/outubro.

ANGRA DOS REIS 1 CRIANÇA GRÁTIS NA HOSPEDAGEM*

Pacote 5 dias. Inclui 4 diárias de hospedagem no Vila Galé Eco Resort de Angra Conference com sistema e Spa Tudo Incluído.

1.570 ou 12x sem juros 131 reais. À vista R$

PUNTA DEL ESTE

Pacote de 5 dias. Inclui passagem aérea voando LATAM, transporte aeroporto/hotel/aeroporto e 4 diárias de hospedagem no Conrad Cassino Hotel com café da manhã.

1.765 ou 12x sem juros 147 reais

À vista R$

Preço publicado válido para saída 16/outubro.

NOVA YORK

BLACK FRIDAY Pacote 6 dias. Inclui passagem aérea voando AMERICAN AIRLINES e 4 diárias de hospedagem no Pennsylvania .

2.496 ou 12x sem juros 208 reais À vista R$

Preço publicado válido para saída 24/novembro.

PARIS

Pacote 7 dias. Inclui passagem aérea voando AIR EUROPA e 6 diárias de hospedagem no Lê Quartier Bercy Square com café da manhã.

3.012 ou 12x sem juros 251 reais

À vista R$

Preço publicado válido para saída 3/novembro.

PUNTA CANA

Pacote de 8 dias. Inclui passagem aérea voando COPA e 7 diárias de hospedagem no Riu Naiboa Beach Resort com sistema Tudo Incluído.

3.204 ou 12x sem juros 267 reais

À vista R$

Preço publicado válido para saída 1º/ novembro.

Preço publicado válido para saídas de 7/novembro.

CRUZEIRO MSC PREZIOSA

Pacote de 7 dias. Roteiro: Santos, Búzios, Salvador, Ilha Grande, Santos. Preço por pessoa em cabine externa dupla na categoria Bella. À vista R$

2.740 ou 10x sem juros 274 reais.

Preço publicado válido para saída 10/dezembro.

ORLANDO

Pacote 8 dias. Inclui passagem aérea voando AMERICAN AIRLINES e 7 diárias de hospedagem no Maingate Lakeside Resort . À vista R$ 2.424 ou 12x sem juros 202 reais

Preço publicado válido para saída 20/novembro.

ENCONTRE A CVC MAIS PRÓXIMA DE VOCÊ NO WWW.CVC.COM.BR/LOJAS, CONSULTE SEU AGENTE DE VIAGENS OU ACESSE O SITE.

CVC Praça da CTI .................................................................................................................3624-2655 Via Vale Garden Shopping ......................................................................................... 3683-1122 Taubaté Shopping ................................................................................................................ 3411-5000

cvc.com.br

Prezado cliente: preço por pessoa em apartamento duplo, com saídas de São Paulo, exceto cruzeiro com saída de Santos. Angra dos Reis, somente terrestre. Preços, datas de saída e condições de pagamento sujeitos a reajuste e disponibilidade. Ofertas de lugares limitadas e reservas sujeitas a confirmação. Condições para pagamento: parcelamento 0+12 vezes sem juros no cartão de crédito CVC, 0+10 vezes no cartão de crédito ou 1+9 no boleto bancário, exceto MSC Preziosa 0+10 vezes sem juros no cartão de crédito ou 1+9 no boleto bancário. Sujeito a aprovação de crédito. Cartão de crédito CVC: sujeito a análise de crédito e critério de elegibilidade pelo banco emissor. Preços calculados com câmbio promocional CVC 26/8/2016: US$ 1,00 = R$ 2,72, € 13,00= R$ 3,07, Todos os valores dos pacotes CVC são publicados já incluindo taxa de serviço, ISS e todos os outros impostos governamentais. Preços Base: Punta Del Este US$ 648, Paris € 981, Nova York US$ 917, Orlando US$ 891; Punta Cana US$ 1.177. Não estão incluídos impostos sobre serviços extras adquiridos no destino, taxas de turismo cobradas por algumas cidades e taxas de embarque cobradas pelos aeroportos. *Promoção Criança Grátis válida apenas para hospedagem, sendo criança(s) no mesmo apartamento de 2 adultos pagantes. Consulte faixa etária, quantidade de crianças e hotéis participantes da promoção com nossos vendedores

Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 75


Social Caçapava

Caleidoscópio

Por Anna Dennz annadennz@hotmail.com

Saúde - Os idealizadores Dr. Rodolfo Bertti e Dr. Paulo de Tarso inauguraram no dia 23 de setembro a sofisticada e completa Unique - Centro de Especialidades Médicas. No registro a Dra. Rosa Marçal, que também integra o quadro clínico do mega empreendimento no coração do Jardim Esplanada.

Sucesso - No dia 16 de agosto aconteceu na FAAP de São José dos Campos o debate "Economia e espaços Colaborativos" promovido pela empresária Silvia Rocha, da Fábio Rocha Arquitetura, tendo como convidados especiais: Daniela Asdente, Claudia Oliveira, Armindo Ferreira, Eduardo Piloto, Rosane Carneiro, Mirella Bergamo como intermediadora e esta colunista na apresentação do evento com ingresso solidário.

Sabor - No dia 16 de agosto os empresários Mara Rosa e Homero Lima inauguraram no requintado Jardim Colinas o Prime Meat Empório & Grill, que veio para atender aos apreciadores da gastronomia, que desejam encontrar sabor, modernidade, bom gosto e excelente atendimento em um único endereço. Supimpa - Caminhos da Arquitetura é um projeto maravilhoso, desenvolvido pelo trio Marcelo Guedes, Vinie Pedra e Maru Desu. Na informalidade de um bate papo entre amigos, surgiu a ideia de levar alunos e profissionais para vivências arquitetônicas especiais. A primeira aconteceu em julho e teve como destino Inhotim e o Complexo da Pampulha em Belo Horizonte (MG). Arte, arquitetura e muita criatividade espraiadas pelo Brasil, made in Vale do Paraíba. Super - Depois de uma a temporada de quase dois anos vivendo na Europa, o estrelado designer de moda Willian Rogers Pimentel retornou ao Vale na direção da Maison Victoriana, empresa que se destacou na última feira de noivas que aconteceu no Hotel Baobá no mês de agosto.

76 | Vitti | revistavitti.com.br

Só elas - Cintia Bellini Barros e Kelly Maria colocaram o mix de novidades em dia, num papo - super vanguarda - na doce Boulangerie Tunica, em Caçapava. Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 77


Social São José dos Campos

Atitude News

Por Gilberto Freitas gilfreitasff@hotmail.com

Almir Fernandes, Janine e Carol Fernandes no Dia dos Pais do Guten Bier, em São José dos Campos.

Andrea Andrade e Andre Fleming na 1ª Feijoada Apimentada, em São José dos Campos.

Célia Moscardi no comando da Olimpíada Solidária em prol do Guri na Roça.

Celso Ricardo, Dennis Silva e Nikki no Desfile da C&D Cia. no Wedding Day.

Giselle Barros com o chef Erick Jacquin em noite de show gastronômico.

Tatiana e Mônica Midorikawa na inauguração da boutique Art Louças e Metais, em São José dos Campos.

78 | Vitti | revistavitti.com.br

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 79


Social Aparecida

Aparecida

Erasmo Ballot

Por Ligia Ballot liballot@hotmail.com

A Lívia Machado e Sergio Mota todo amor que houver nesta vida! Sempre apaixonados e agora casados. Felicidades!

As lindíssimas Tami Lícia, Mayara Dias Leal e Dani Seabra em um ensaio para a maquiadora Flávia Alonso Ayala com roupas e make inspirados nas olimpíadas, para o Jornal O dia do RJ. Fotografadas por Daniel Santos.

Mario, Lúcia Helena, Marcelo e Carolline: família linda curtindo a noite do Festival Gastronômico.

80 | Vitti | revistavitti.com.br

Dani e Junior Garcia curtindo o Dia dos Pais com as princesas Maria Luiza e Laura.

Daniela Cesar e Vitória Aleixo animadas com a prova de natação das Olimpíadas do Rio de Janeiro. Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 81


Social Guará

Guará em Pauta Jeffs Sacra

Por Benê Carvalho benecarvalho@revistavitti.com.br

Luiz Marcelo Almeida e Flaviane Janúncio oficializaram a união de 17 anos numa benção religiosa no dia 30 de julho, em Guaratinguetá. Wesley Ribeiro

Matheus Schimidt Ricarte e Lailah Lucini trocaram alianças numa linda cerimônia no dia 31 de julho. Na foto com os pais: Solange, Jane e Eduardo.

Benê, Rogean, Douglas e Thiago Em comemoração aos seus 30 anos Douglas Claudino reuniu amigos e familiares para uma comemoração no dia 10/08 em sua casa.

Samuel Corbarge Sholl Schloenbach é o cantor-compositor da banda Samuca e a Selva que anda fazendo barulho com sua performance incrível em suas apresentações por aí. Natural de Guará o menino tem feito bastante sucesso, em São Paulo. 82 | Vitti | revistavitti.com.br

De passagem pelo Vale, o Tenor Thiago Arancam parou em Cruzeiro, à convite da prefeita Anna Karin Andrade, para um espetáculo no Museu Major Novaes no dia 18 de agosto.

Joyce Vieira e José Eduardo Hial trocaram alianças no dia 30 de julho numa animada festa no Recanto Vip em Guará.

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 83


Negócios

Olimpíadas Rio 2016

Cada país tem uma motivação que direciona os esforços em busca da conquista do poder por meio dos Jogos Olímpicos

O

Por Arcione Viagi

s jogos olímpicos se encerraram e o sonho acabou em uma realidade não muito diferente do que o normal para um país com diferenças sociais abismais e política pública equivocada. Os heróis olímpicos brasileiros são na grande maioria fruto do esforço pessoal, algumas vezes reconhecido depois que o básico já havia sido alcançado. Nossos atletas que “fracassaram” por não terem conseguido alcançar um pódio ainda são heróis em um país de “coitados”. Heróis porque não têm concorrentes que lhes façam frente no Brasil, na verdade são tão únicos que ficam sem referência e sem o estimulo para vencer desafios verdadeiros antes de alcançar os índices mínimos que lhes permite participar da festa dos outros heróis mundiais. Cada país tem uma motivação que direciona os esforços em busca da conquista do poder por meio dos Jogos Olímpicos. Uma verdadeira guerra de soberania travada a cada quatro anos e que passou a simbolizar o poderio de uns sobre os outros. Não importa que os heróis da minha juventude foram desmascarados pelo uso de substâncias proibidas e técnicas de treinamentos desumanas. Cada um com sua estratégia buscou resultado e ultrapassou obstáculos. A antiga União Soviética e seu bloco oriental viam os Jogos como representativo do poderio bélico na disputa com o ocidente. Os heróis olímpicos eram heróis nacionais. 84 | Vitti | revistavitti.com.br

Na Rússia de hoje não é diferente e inclusive o escândalo atual de uso de substância proibidas durante o período de treinamento demonstra que não tem “santo” nesse meio. Quem sai fortalecido? A Inglaterra com seu alto investimento em quem tinha potencial de vencer? A Alemanha com uma política rígida de treinamentos? A China com os resquícios de uma política implantada na preparação para os Jogos de Pequim, com técnicas não muito distantes das utilizadas no passado por seus vizinhos? Não podemos desmerecê-los, mas tudo fica diminuto perto da constância de poderio demonstrado pelos Estados Unidos. Que nem acredito que sejam totalmente ilesos quanto à utilização de tecnologia para melhorar resultados, porém, temos que destacar a política de incentivo a competição em todos os níveis dentro daquele país. O estilo de vida dos Americanos é o da oportunidade para todos sem paternalismo. É permitido a todos ser ou ter alguma coisa, basta trabalhar muito para isso. Os heróis deles alcançam os lugares mais altos no pódio porque lutaram para chegar até lá. Na maioria das modalidades esportivas os campeonatos ou seletivas americanas têm índices mais altos do que os próprios Jogos Olímpicos. Eles não participam com os índices mínimos por isso não se contentam com estar presente. Alguns dados que podem explicar o sucesso dos superatletas americanos: na piscina em que Michael Phelps treinou, abriga cerca de 5 mil atletas. A idade

média de maturação dos superatletas é superior a 20 anos, ou seja, lá é possível conciliar a vida universitária e profissional com a vida esportiva. Eles dão todo o apoio, mas querem resultado e não há desculpas ou desvios de conduta. São competitivos e vêm os Jogos como uma batalha para fortalecer o estilo de vida americano. Nossas mazelas: somos autodefinidos como emocionais; o acesso ao esporte está limitado aos mais ricos nos clubes, porque nunca tivemos efetiva formação física nas escolas. Com 17 anos a maioria dos atletas tem que decidir por estudar ou praticar esporte. Cerca de 70% dos nossos universitários trabalham para poder pagar os estudos. O ponto de referência dos nossos heróis é muito baixo pela falta de concorrência interna. Apesar de nosso orgulho quando algum herói desconhecido surge, nossa formação cultural e religiosa abomina a concorrência e a competição. Um amigo definiu bem o problema e a solução. Somos tão despreparados que deveríamos efetivamente valorizar a individualidade, oferecendo um prêmio que mudaria a vida de um atleta vitorioso e o resto fica por conta dele e de quem se interessar por ajudá-lo. Ele sugeriu um premio da ordem de R$ 1 milhão para quem subisse o pódio olímpico. A motivação para os jovens mais simples e pobres seria enorme. Esse prêmio à produtividade mudaria a vida do atleta e de sua família. Setembro, 2016

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K


0 3 0 3. DESCUBRA OS SEGREDOS DOS MAIORES GIGANTES EMPRESARIAIS AO REDOR DO MUNDO! SEM SAIR DO PAÍS!

UNIDADES:

São José dos Campos Mogi das Cruzes Ribeirão Preto ABC Paulista Curitiba

INFORMAÇÕES PARA NOVOS GRUPOS www.mbmbs.com.br +55 12 3307.6004 Av. Alfredo Ignácio Nogueira Penido, 335 Sala 1402 - Jd . Aquarius - São José dos Campos - SP mbmbusinessschool Setembro, 2016

flaviogarciambm revistavitti.com.br | Vitti | 85


Tecnologia

ITA vai ampliar participação de mulheres na Ciência e Tecnologia Instituição foi selecionada para projeto que incentiva a participação feminina em áreas dominadas pelos homens

D

Da Redação

ados divulgados pelo IBGE em 2015 mostram que no Brasil vivem mais de 103,5 milhões de mulheres, representando 51,4% da população. Mesmo em maior número no país, as mulheres ainda enfrentam dificuldades para atuar em alguns setores. Quando o assunto é ensino superior na área de ciência e tecnologia, por exemplo, o público feminino representa apenas 28% do total de alunos nos cursos de engenharia. É o que aponta os dados do último Censo de Educação Superior divulgado em 2014. No Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos, as alunas somam 10% do total das turmas e em algumas aulas apenas uma mulher participa. Pensando em ampliar a participação feminina nessa área de formação, uma grande multinacional do ramo farma-

86 | Vitti | revistavitti.com.br

cêutico criou o projeto STEM2D, que tem como principal objetivo incentivar o ingresso de mulheres em cursos das seguintes áreas: Ciências, Tecnologia, Engenharia, Matemática, Manufatura e Design. O projeto seleciona universidades parceiras em todo o mundo e desenvolve ações que incentivam mulheres a desenvolver conhecimento nessas áreas. O ITA a única instituição eleita no hemisfério sul e participa da iniciativa com 24 alunas. Ao todo, foram selecionadas noves universidades pelo mundo, sendo outras seis nos Estados Unidos, uma na Irlanda e uma no Japão. De acordo com Juliana Bezerra, professora do ITA, que é coordenadora do projeto na instituição, a ideia central é envolver alunas para que, ao mesmo tempo em que se desenvolvem tecnicamente, tenham contato com outras profissionais e atuem junto às escolas, incentivando estudantes. “Para reverter isso, temos que

atuar com crianças e jovens para despertar seu interesse e apresentar caminhos na atuação profissional”, afirma. A professora acredita que essa é uma grande oportunidade de aumentar o interesse das meninas em estudar nas áreas de Ciência e Tecnologia. Segundo dados da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, apenas 5,18% de mulheres estão na liderança de empresas no Brasil. “Somente 6% das meninas e 17% dos meninos brasileiros se interessam pelas áreas de Engenharia e Computação. Então, o desafio é fomentar o interesse pelas áreas”, finaliza a professora. O projeto atua em duas frentes, uma para o desenvolvimento técnico das alunas de graduação, e outra para a participação dessas alunas em palestras, oficinas e uma feira de ciências, que está prevista para acontecer em outubro e tem como público-alvo os estudantes do ensino fundamental e médio.

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 87


Ponto de vista

O melhor do Brasil são os brasileiros

C

Por Carlos Marcondes

irculou, pela internet, um texto atribuído a uma escritora holandesa, sobre coisas que “os brasileiros não enxergam”. Seja lá de quem possa ser o artigo, creio ser útil reproduzir alguns itens, iniciando pelo fato de que nós, brasileiros, temos o vício de falar mal do Brasil, enquanto nos outros países, seus habitantes procuram sempre minimizar os pontos negativos e maximizar os pontos positivos de suas pátrias. Lembra o texto que na Holanda, por exemplo, o resultado das eleições demora uma “eternidade”, por não ser nada automatizado; só existe uma companhia telefônica e, se você ligar reclamando do serviço, corre o risco de ter seu telefone temporariamente desconectado. Nos Estados Unidos e Europa, ninguém tem o hábito de enrolar o sanduíche num guar-

88 | Vitti | revistavitti.com.br

danapo – ou de lavar as mãos antes de comer. Nas padarias, feiras e açougues europeus, os atendentes recebem o dinheiro e, com a mesma mão suja, entregam o pão e a carne. Em Londres, existe um lugar, famosíssimo, que vende batatas fritas enroladas em folhas de jornal... e tem fila na porta! Na Europa, não fumante é minoria. Se pedir mesa de não fumante, o garçom ri na sua cara, porque não existe... fumam até no elevador. Em Paris, os garçons são conhecidos por seu mau humor e grosseria, e qualquer garçom brasileiro poderia dar-lhes aulas de como conquistar o cliente. O texto lembra, ainda, dados de uma consultoria internacional, ressaltando que o Brasil é o país que tem tido maior sucesso no combate à AIDS e a outras doenças sexualmente transmissíveis – e vem sendo exemplo mundial; é o único país do hemisfério sul que está participando do Pro-

jeto Genoma; numa pesquisa envolvendo 50 grandes cidades do planeta, a cidade do Rio de Janeiro foi considerada a mais solidária; os internautas brasileiros representam uma fatia de 40% do mercado da América Latina; o mercado de celulares é o segundo do mundo, com 650 mil novas habilitações a cada mês; das empresas brasileiras, 6890 possuem certificado de qualidade ISO-9000 – maior número entre os países em desenvolvimento (no México, são apenas 300 empresas e, na Argentina, 265). O Brasil, hoje, é o maior mercado de jatos e helicópteros executivos do mundo. Mais de 70% dos brasileiros - pobres e ricos - dedicam considerável parte de seu tempo em trabalhos voluntários. Enfim, temos muito do que nos orgulhar. Vamos oferecer às próximas gerações um legado de amor à Pátria. Como eu sempre digo e repito: “o melhor do Brasil são os brasileiros”!

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 89


Reflexão

Enfrentando a dor, superando limites, curando a alma e o coração

P

Por Juliana Bueno

or todos os cantos deste mundo, em todos os níveis, a dor se manifesta. Vivendo neste planeta, mais uma vez, não podemos fugir dela, e principalmente não devemos ignorar o aprendizado que ela encerra. Se não for bem aproveitado agora, voltaremos um dia, a esta mesma condição terráquea para enfrentar novamente aquilo que resolvemos ignorar, ou negligenciar. A experiência com a dor, nesta vida ou em outras, é sempre fundamental e precisa ser bem aproveitada. Acredito que acima de tudo é algo essencialmente solitário, embora desejássemos sempre “repartir com alguém”, esquecendo as vezes que este “alguém” provavelmente estará ocupado e mais interessado em resolver sua própria dor. Aos poucos, vamos aprendendo a viver e vamos aprendendo a sofrer. E cada vez mais, à medida em que envelhecemos, vamos concluindo que estamos aqui para esta jornada individual em busca do aperfeiçoamento interior e da evolução espiritual. A felicidade faz parte desses nossos caminhos. Mas, quase sempre é efêmera, não podemos nos apegar a ela,

90 | Vitti | revistavitti.com.br

acreditando que “será para sempre”. Aprender a viver o momento é fundamental. Enquanto lê este texto você está vivendo um momento único e singular, de entendimento e aprendizado. Enquanto escrevo para você, estou vivendo um momento também único de comunicação e inspiração, entendimento e organização intelectual. Estes momentos, se bem aproveitados, podem trazer uma conquista importante, podem enriquecer o nosso mundo interior. Viver o momento é o nosso maior aprendizado nesta vida. Aprender a controlar a ansiedade, as ilusões e fantasias, os movimentos sem cessar da mente que a todo instante querem transformar situações, mudá-las completamente apenas e simplesmente “pensando sobre elas”. Por isso a pratica da meditação é fundamental. Com ela vamos aprendendo a mergulhar profundamente dentro de nós mesmos, e por alguns instantes viver a curativa sensação de paz profunda, gratidão e amor por si mesmo. Vamos então aprendendo a amar o “silencio interior”. Não se preocupe com a solidão da sua dor, ou de outro sofrimento, ou preocupação que esteja enfrentando. Enfrente

com coragem e equilíbrio emocional, entendendo sempre que tudo passará. Mas não dê um prazo para isso. Faça da melhor maneira possível, passo a passo, para que tudo possa terminar bem, e se possível rapidamente, se este for o seu desejo. Autoconhecimento e autoestima caminham juntos na busca do aperfeiçoamento interior. Quando os conquistarmos, o sofrimento, a dor, preocupações e medos serão enfrentados de uma nova maneira. Tudo se tornará mais leve, sem tanta insegurança, sem tantos conflitos e aflições. Acredite nisso, perceba que este é um caminho coerente e lógico com a nossa busca maior. Nesta meta maior de aperfeiçoamento pessoal e evolução espiritual - que nos trará a verdadeira felicidade - estamos agora enfrentando e vencendo mais uma etapa fundamental. É importante viver esta etapa entendendo que nos aproximamos da meta final, onde a felicidade e a paz interior serão constantes, e mais do que tudo, nos ajudará a entender e vencer todas as batalhas. Juliana Bueno é jornalista e escritora. Seus mais recentes livros são: “Dores Ocultas” e “Passageiros da Nave Terra” (Ed. Besouro Box). Setembro, 2016


Bem estar

Eliminando a Ansiedade com a Ayurveda

N

Por Alessandra Gabriel

ós todos somos seres ansiosos por natureza. A maioria de nós está preocupada com carreira, segurança financeira, vida amorosa ou família. À medida que envelhecemos, nossas preocupações se multiplicam por causa das responsabilidades que vêm como uma parte do crescimento. Um pouco de medo ou preocupação é considerado normal, e até saudável, pois ele tende a motivar-nos a fazer o bem na vida. Mas o que acontece se esse medo se transforma em ansiedade? Quando as preocupações e medos assumem o controle da sua mente, podem restringir suas atividades diárias e afetar a saúde. Quando o medo se torna excessivo e começa a interferir em nossas atividades diárias, isso se torna ansiedade, uma condição séria e com consequências psicológicas e físicas. A pessoa ansiosa se torna intolerante, impaciente e acelerada. De acordo com antigos textos ayurvédicos, ansiedade acontece devido a um desequilíbrio de Vata. A doença manifesta-se em: falta de ar, tonturas, desmaios, fadiga, palpitações, dor no peito, dor de cabeça, tremores, insônia, anorexia, nervosismo, diarreia, vómitos, aumento da sudorese, aumento de peso, esquecimento, amnésia, fobias, discurso incoerente, instabilidade, agitação dos olhos, volubilidade extrema da mente e confusão mental. Seu remédio está em reconhecer esta desordem mental, sabendo que ela é irreal e depois transcendê-lo. Mas isso é mais fácil dizer do que fazer. Em nosso estilo de vida

Setembro, 2016

moderno, o estresse se arrasta por todos os cantos. Enquanto você tenta deixar sua mente fora de uma situação, outro problema pode vir a qualquer momento. Às vezes, mesmo um telefonema da pessoa errada pode ser suficiente para desencadear ansiedade. Ela pode levar ao desgaste e causar muita negatividade no convívio social, faz com que o cansaço , a fadiga e o nervosismo tomem conta do corpo, trazendo dificuldade para dormir, se concentrar e se socializar. Na Ayurveda temos vários meios para prevenir, amenizar e eliminar a ansiedade de forma natural e agradável, incorporando ao dia a dia novos hábitos saudáveis (Dinacharya). Ter uma rotina irregular significa que o corpo está lutando para ficar em sincronia. O corpo está constantemente tentando a se adaptar às mudanças da mente, lutando para se concentrar. Quando o corpo tem um ritmo consistente, não vai estar num estado de precipitação, o que significa que corpo e mente estarão calmos. Isso inclui principalmente o momento em que você acorda e os horários das refeições. Fazer listas de tarefas, ou anotar o que precisa ser feito realmente pode ajudar. Tornar suas coisas mais organizadas, limpas e se livrar da desordem nos ambientes é um bom caminho. Incluir aromaterapia na rotina diária pode ajudar a acalmar o nervosismo e a ansiedade. É fácil, basta aderir a aromatizadores, velas perfumadas, sachês, incensos de lavanda e Lemon Grass. Ouvir música suave é recomendado, a Ayurveda diz que a música tem um efeito calmante sobre o sistema nervoso, bem como a mente e o corpo. O volume deve ser mantido baixo. Mantenha uma dieta alimentar natu-

ral, fique longe de alimentos processados, prefira frutas, verduras e chás herbais que são bons para o corpo e mente. Beba bastante água e não fique muito tempo sem se alimentar. Recomenda-se cinco a seis pequenas refeições ao longo do dia. Use especiarias e ervas quando possível, já que elas podem ajudar na ansiedade porque aumenta seu agni (poder digestivo). Ervas como hortelã, erva doce, coentro, especiarias como cúrcuma, cardomomo, gengibre são muito bons para isso. Yoga e meditação só trazem benefícios. Ajuda a acalmar o corpo e a mente, por meio das Asanas (posturas), alongamentos e exercícios respiratórios. Meditação vai manter seus pensamentos elevados e sua atenção somente em seu corpo, e sua vida faz com que cada célula do corpo seja preenchida com mais prana (energia), previne o estresse futuro e libera o estresse acumulado. Terapia corporal, massagens terapêuticas com estímulos sensoriais e Prana Chiktsa (reiki) ajudam muito a manter todo o corpo em equilíbrio. Contudo, permita-se sentir melhor, criar novos hábitos e padrões de pensamentos, comportamentos e sentimentos, ser tolerante, fugir de pessoas e situações que drenam suas energias. Procure sempre se envolver em uma atmosfera para conseguir transcender tudo o que não for favorável, e isso automaticamente te promoverá saúde, bem estar e equilíbrio. Alessandra Cristina Gabriel Prazeres Terapeuta Ayurvédica - ABRA-RJ 399 SPA LUZ E VIDA Fone: 12 98811-8266 Tremembé - SP revistavitti.com.br | Vitti | 91


Gastronomia

Comfort Food

Conceito visa resgatar o sentimento de afetividade em relação ao que comemos

E

Por Rafael Ferro

ste conceito de comida é um tópico de discussão um pouco recente no Brasil. Em outros países, onde a industrialização já alcançou seu nível de maturação - neste caso também se inclui a indústria alimentícia -, essa nova tendência de consumo começou a surgir mais cedo. Antes de qualquer coisa “comfort food” é um resgate de memória (seja coletiva ou individual) em meio ao desenvolvimento industrial e à homogeneização cultural resultado da globalização das localidades. Quais preparações culiná-

Capeletti al Brodo

92 | Vitti | revistavitti.com.br

rias te remetem ao passado e traz consigo aquele sentimento de pertencimento, conforto físico e nostalgia? Esta pergunta define o que é “comfort food”. Restaurantes de grandes cidades estão em busca dessas preparações como forma de auxiliar a manutenção de patrimônio alimentar e ao mesmo tempo seguir na mão contrária da indústria alimentícia, que não provém a cultura junto aos alimentos que vende. Portanto, a concepção deste tipo de comida é referente exclusivamente a grupos familiares ou étnicos específicos. São as comidas ditas "tradicionais" para cada cultura, que por meio delas fomos apresentados logo na infância

Recheio - 150g Ricota - 30 ml de Azeite - 5g Manjericão - 5g Sálvia - 5g Cebolinha - Sal e Pimenta do Reino Preparo: Processe ou passe a ricota por uma peneira. Misture bem com os demais ingredientes ajustando os temperos.

ao nosso contexto social e familiar. Em minha família, descendentes de italianos, o que me traz boas memórias e conforto é o famoso espaguete ao sugo com frango assado, ou o capeletti ao brodo, polenta com ragu e outras inúmeras preparações. E para você? O que te faz recordar sentimentos, lembranças e sensações boas? Segue uma receita clássica e com preparo simples que, para mim, é de conforto. Rafael Ferro é cheff de cozinha e Professor de Gastronomia na Universidade do Vale do Paraíba. Contato: rafaelferro@univap.br

Massa Básica - 300g Farinha - 3 Ovos - Sal Preparo: Misturar os ingredientes e sovar até a massa ficar homogênea. Descansar por cerca de 30 minutos e abrir com o auxilio de um rolo ou cilindro. Cortar a massa em quadrados pequenos e rechear individualmente, umedecendo e fechando bem as bordas. Cozinhe rapidamente, cerca de 3 a 4 minutos, no caldo de frango ou vegetais em abundância e finalize com um fio de azeite.

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 93


Saúde

Juventude Mal Alimentada Pesquisa aponta que 40% dos jovens na faixa dos 14 anos consomem doces mais de cinco vezes por semana

P

Por Flávia Villela

roblema de saúde pública cada vez mais preocupante entre os adolescentes, a má alimentação foi registrada também nos hábitos dos estudantes brasileiros. De acordo com os dados da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar - Pense 2015 -, divulgada no fim de agosto, dos cerca de 2,6 milhões de estudantes que cursavam o 9º ano do ensino fundamental em 2015, 41,6% consumiam guloseimas cinco dias ou mais em uma semana normal. Mais da metade desses estudantes (61,5%) informou comer raramente ou nunca a comida ofertada pela escola gratuitamente, com alimentos saudáveis. Em 54% de escolas públicas, há cantinas ou ponto alternativo de venda, onde são vendidos alimentos considerados pouco nutritivos e inadequados. Na rede privada, esse percentual atinge 92%. O estudo aponta que o principal motivo para esse excesso de doces na dieta dos adolescentes é a ausência de uma normativa nacional que regule a venda desse tipo de alimento no ambiente escolar. Para a pediatra Mônica de Araújo Moretzsohn, do Departamento de Nutrologia da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), restringir a alimentação

94 | Vitti | revistavitti.com.br

inapropriada nas escolas é fundamental para diminuir a obesidade e doenças associadas à alimentação inadequada. “O baixo custo, o gosto, porque as crianças tendem a preferir sabores mais doces e a facilidade de acesso, contribuem para o aumento do consumo desses alimentos. E isso tem levado a uma séria de consequências ruins, diabetes, e hipertensão, além do aumento de peso”, disse ela. Regulamentação da venda de alimentos “[É preciso] regulamentar a venda de alimentos nas escolas para diminuir a prevalência de crianças obesas, além de orientar a respeito de alimentação mais adequada e conscientização das famílias e dos comerciantes”, afirmou Mônica. Ela citou uma pesquisa inglesa que constatou que a proibição de refrigerantes nas escolas britânicas reduziu em 40% a prevalência da obesidade no ambiente escolar. A pesquisa Pense 2015 aponta, ainda, que entre os estudantes de 16 a 17 anos de idade estão as maiores proporções dos que fazem refeições em fast-food (16,7%) e os menores percentuais daqueles que costumam almoçar ou jantar com pais (61,4%). “A maioria das crianças obesas é vítima de bullying não apenas na escola como também em casa. E isso provoca

muito sofrimento, causa dor, provoca isolamento e piora a auto-estima. E quanto mais tempo a criança se mantém muito acima do peso, maior a possibilidade de se tornar um adulto obeso”, afirma a pediatra. Bullying e insegurança com a aparência Quase 195 mil alunos do 9º ano (7,4%) afirmaram ter sofrido bullying por parte de colegas de escola, na maior parte do tempo ou sempre. Entre os alunos que se sentiram humilhados alguma vez nos 30 dias anteriores à pesquisa, os principais motivos foram a aparência do corpo (15,6%) e do rosto (10,9%). Por outro lado, 19,8% disseram já ter praticado bullying. Dentre os meninos, esse percentual foi de 24,2% e, entre as meninas, 15,6%. Em 2015, 72% dos estudantes do 9º ano estavam satisfeitos ou muito satisfeitos com o próprio corpo (1,9 milhão), mas 18,3% (481,4 mil) consideravam-se gordos ou muitos gordos. Em 2015, 7% dos estudantes do 9º ano (184,2 mil) haviam induzido o vômito ou tomado laxantes nos últimos 30 dias para emagrecer ou evitar ganhar peso. O percentual de estudantes que acumulou 300 minutos ou mais com atividades físicas praticadas por semana (considerados fisicamente ativos) passou de 30,1% em 2012 para 34,4% em 2015. Setembro, 2016


Social Taubaté

Night Fever

Fotos: Luizinho

Mais um evento da festa de maior sucesso de Taubaté, a Night Fever! Desta vez aconteceu no Espaço Deck, a casa de rock que vem agitando o Vale. E já estamos trabalhando em nosso próximo evento: Good Times, que acontecerá no dia 11 de outubro.

Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 95


Lançamentos

&

Som

Vídeo

Por Ronaldo Casarin

Blink 182 - California

CD - SONY

L

á se vão 20 anos desde o primeiro disco dos americanos do Blink-182, Cheshire Cat (1995). Depois do auge entre 1999 e 2002, e de uma fase morna com Blink-182 (2003) e Neighborhoods (2011), em California a banda procura resgatar o som da era de ouro do punk pop californiano, que os tornou uma das bandas de rock mais amadas pelo público adolescente. O vocalista e guitarrista Tom DeLonge deixou a banda, e o baixista Mark Hoppus, e o baterista Travis Barker,

tiveram que se virar, e recrutaram Matt Skiba para a guitarra. Ainda que se sinta falta do ímpeto de DeLonge, o fato é que California é o disco mais contagiante do Blink desde Take Off Your Pants and Jacket (2001) uma festa de riffs ensolarados e refrãos repletos de “na-na-na”. Em seus melhores momentos, California mostra o Blink-182 injetando frescor a fórmulas do passado, o que pode agradar alguns velhos fãs que deixaram a banda de lado nos últimos 15 anos.

Amy

DVD - Universal

O

espectador que assiste a este documentário, seja ele fã ou não de Amy Winehouse, terá certa dificuldade de se manter emocionalmente equilibrado. O filme, dirigido com isenção por Asif Kapadia, mostra a maneira triste como a cantora que sacudiu a música pop virou um produto e como foi explorada por pessoas que a cercavam e pela mídia. É inevitável até que aqueles que avidamente devoravam manchetes e notas em sites e revistas destrinchando os excessos de Amy, sinta-se um pouco culpado. No passado, quando figuras como Janis Joplin ou Elvis Presley caíam, ainda era possível manter distância, já que na era pré-

96 | Vitti | revistavitti.com.br

-informação em tempo real não tínhamos acesso diário a eles. No caso de Amy, a queda foi registrada minuto a minuto. Fãs com celulares e paparazzi não perdoaram a fragilidade dela – e até o pai, Mitch Winehouse, se deslumbrou com o sucesso da filha. O filme começa com uma vibrante Amy, aos 14 anos, imitando Marilyn Monroe, e termina com a perda da estrela. O recheio desses extremos são cenas de uma pessoa cuja falta de privacidade culminou em uma tragédia, alimentada não só por um comportamento autodestrutivo, mas também pela fome implacável que temos pela vida dos outros, em especial dos famosos.

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 97


Livros

DicaS De Leitura

Último Turno

Stephen King Ed. Suma de Letras 384 páginas

B

rady Hartsfield, o diabólico Assassino do Mercedes, está há cinco anos em estado vegetativo em uma clínica de traumatismo cerebral. Segundo os médicos, qualquer coisa perto de uma recuperação completa é improvável. Mas sob o olhar fixo e a imobilidade, Brady está acordado, e possui agora poderes capazes de criar o caos sem que sequer precise deixar a cama de hospital. O detetive aposentado Bill Hodges agora trabalha em uma agência de investigação com Holly Gibney, a mulher que desferiu o golpe em Brady. Quando os dois são chamados a uma cena de suicídio que tem ligação com o Massacre do Mercedes, logo se veem envolvidos no que pode ser seu caso mais perigoso até então. Brady está de volta e, desta vez, não planeja se vingar apenas de seus inimigos, mas atingir toda uma cidade. Em Último Turno, Stephen King leva a trilogia a uma conclusão sublime e aterrorizante, combinando a narrativa policial de Mr. Mercedes e Achados e perdidos com o suspense sobrenatural que é sua marca registrada. 98 | Vitti | revistavitti.com.br

Por Ronaldo Casarin

Felicidade ou Morte

Leandro Karnal e Clóvis de Barros Ed. Papirus 7 Mares 91 páginas

D

e filmes e livros a propagandas de televisão, a todo momento somos instados a ser felizes. Pois, como diria o poeta, 'é melhor ser alegre que ser triste'. O desejo pela felicidade parece ser mesmo uma constante de nosso tempo. Clóvis de Barros Filho e Leandro Karnal, dois pensadores contemporâneos que tornaram-se populares graças às redes sociais, passeiam pela história e pela filosofia para pontuar como cada época e sociedade estabelecem sua própria definição das circunstâncias para o que seja uma vida feliz. E questionam se, sendo livres para escolher entre tantas possibilidades, estamos de fato mais próximos desse ideal. O livro é certamente um encontro feliz entre os dois autores, que não deixam de tocar em aspectos mais desafortunados do tema, presentes quase como uma sombra indissociável de nossa condição humana. Afinal, poderia a felicidade denunciar certo contentamento com o infortúnio alheio? Ou estaria ela no amor pelo outro? Sem a felicidade, o que nos resta?

Pelé – Minha Vida em Imagens Edson Arantes do Nascimento Cosac Naify 100 páginas

C

om um sincero depoimento autobiográfico, pontuado por mais de 70 imagens, entre raras e inéditas, o livro 'Pelé - Minha Vida em Imagens' condensa a narrativa mítica do garoto franzino de Três Corações, que se transformou no maior jogador de futebol de todos os tempos. Em formato de scrapbook, o volume traz uma série de itens de colecionador que podem ser destacados e guardados pelo leitor, como ingressos dos principais jogos, o cartaz da Copa do Mundo de 1958, recortes de jornais da época e até um ofício da Casa Branca que trata da visita de Pelé ao presidente Nixon. As imagens são um espetáculo à parte e retratam lances memoráveis do jogador: a seqüência do gol de número 1.000, o retrato de Pelé feito pelo artista Andy Warhol, em 1977, e o abraço no amigo Muhammad Ali na cerimônia de sua despedida definitiva do futebol. A edição traz ainda um apêndice que elenca todos os gols que Pelé marcou no decorrer da carreira, divididos por ano, data, time e adversário. Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 99


Opinião

Os Ingênuos

O

Por Luiz Carlos Azenha

Brasil acorda com o voto diminuído. Um voto que conta menos. A soberania popular enfraquecida. E, ao contrário do que muita gente da classe média pensa, isso não é apenas ruim para "os nordestinos pendurados no Bolsa Família", como costumam dizer. Nos Estados Unidos a democracia também foi golpeada, via Judiciário. Aconteceu quando a Suprema Corte acabou com o limite de contribuição de campanha das grandes empresas. Ou seja, a General Electric pode contribuir tanto quanto o Zé da Esquina. A Suprema Corte concordou que uma corporação tem os mesmos direitos de um indivíduo. É por isso que o país do 1% no topo será em seguida o país do 0,5%. É isso que explica a revolta aglutinada em torno de Bernie Sanders: a plutocracia comprou Washington. Literalmente. A diferença é que os Estados Unidos têm um capitalismo consolidado. Têm um arcabouço legislativo para preservar al-

100 | Vitti | revistavitti.com.br

gum tipo de competição entre empresas. Têm um judiciário menos negociável. No Brasil, quando você ataca a soberania popular não é apenas aquele nordestino do Bolsa Família que perde. Perdem todos aqueles que querem um país mais justo e menos desigual. Perdem inclusive os empresários que dependem do poder de consumo do que eles chamam de "povão", já que é o voto que permite àquele "povão" disputar direitos através das eleições. Hoje podemos dizer que venceram os plutocratas brasileiros. As vinte mil famílias que vivem de juros bancários. Elas deram um golpe para retirar direitos trabalhistas e sociais. Não perdem apenas os petistas ou os vermelhos ou os eleitores brasileiros. Perdem inclusive aqueles empresários emergentes que pretendem disputar espaço acreditando numa concorrência razoavelmente equilibrada no mercado. Foi reforçada a lei da selva. Muitos daqueles pequenos empresários ingenuamente acreditavam no impeachment como forma de combate à corrupção. Agora terão de corromper como nunca se quiserem exercer influência política, legis-

lativa. Pois a mensagem é esta: o voto não vale nada, se for preciso a gente compra um golpe, como de fato a Fiesp comprou. Sim, sim, muitos deles raciocinavam assim: primeiro a Dilma, depois o Temer, depois... Se acreditavam com sinceridade nisso, terão uma grande lição dada pela realidade: o golpe é da plutocracia associada ao grande capital internacional, é dos corruptos CONTRA a Lava-Jato. A partir de agora o assunto sumirá das manchetes e do Jornal Nacional. Isso não significa que acabou a corrupção, nem que de repente o Romero Jucá ficou bonzinho e abandonou os esquemas. Não significa que, quando você tentar resolver algum problema de sua empresa, o fiscal dirá: depois da Lava-Jato eu não cobro mais propina. Significa apenas que você foi usado feito uma marionete para golpear a soberania popular e prejudicar seus próprios interesses. E... boas vindas ao Brasil real. Luiz Carlos Azenha é jornalista da TV Record, e já atuou em diversos veículos de comunicação como TV Globo, SBT e Folha de S.Paulo.

Setembro, 2016


Social Quiririm

Cidinha Consorte

Fotos: Monicuee Alvez

Os filhos de Cidinha Consorte promoveram uma festa surpresa para celebrar seus 90 anos no dia 18 de agosto. A festa foi apenas para familiares e aconteceu no Restaurante Gadioli, em Quiririm.

Cidinha Consorte e família

Cidinha Consorte

Setembro, 2016

Rosangela, Larissa, Cidinha, Claudia e José Luiz Olaio

Ariana, Gininho, Regina, Hercilio, Cidinha, Marta e Luiz Consorte

revistavitti.com.br | Vitti | 101


Autos

Escolhendo o pneu certo

para economizar combustível

H

Da Redação

á tempos os fabricantes de carros vêm instalando pneus que melhoram a classificação dos mesmos em se tratando de eficiência de combustível. Nesse sentido, as lojas especializadas perceberam que os consumidores estão tão interessados em eficiência de combustível quanto os fabricantes de carros estão nas notas que recebem pela mídia automobilística. O consumidor ouve falar dos tais “pneus com baixa resistência ao rolamento”, que prometem colaborar na economia

102 | Vitti | revistavitti.com.br

de combustível, e se perguntam: funciona? Resistência ao rolamento é a capacidade que um pneu tem de resistir ao seu movimento natural de “girar”. Pneus com baixa resistência ao rolamento usam novos materiais que minimizam a quantidade de energia, sob a forma de gasolina, necessária para movimentar o carro. Os pneus de baixo consumo de combustível podem custar um pouco mais do que os pneus-padrão, mas eles podem reduzir a quantidade de combustível necessária em algo em torno de 6%. O Conselho Nacional de Pesquisas dos Estados Unidos reportou que uma redução de

10% na resistência ao rolamento aumenta a economia de combustível em torno de 1,5%, mesmo quando se está dirigindo na cidade. Já para dirigir em estradas, esses mesmos 10% de redução na resistência ao rolamento significam 2,1% de economia de combustível. Todas as grandes fabricantes de pneus, como a Michelin, Cooper, Goodyear e Continental, oferecem atualmente pneus com baixa resistência ao rolamento. Isso significa uma opção do consumidor em economizar combustível, poupando assim dinheiro, e também colaborando com menos emissões de gases poluentes.

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 103


Esporte

Thiago Deolindo

Por Fabiana Ferreira fabycanoagem@hotmail.com www.luzcameraesporteacao.blogspot.com

Heitor Rodrigues

Luz, Câmera, Esporte e Ação

é destaque do Duathlo na região

E

m São José dos Campos, o Duathlo (modalidade que junta corrida e ciclismo) tem um nome de destaque: Th iago Bernardes Deolindo. Atualmente, ele está entre os 10 melhores no ranking nacional da modalidade na categoria 30-34 anos. Thiago já disputou o Pan Americano de Duathlo de 2013, no México; o Mundial da Espanha, em 2014; e em 2015 disputou novamente o Pan Americano, destavez na Colômbia. Nas disputas no México e na Colômbia, o atleta teve sua bike e equipamentos extraviados, tendo de competir com equipamentos alugados e emprestados na ultima hora. “Lembro que quando terminei a prova na Colômbia fiquei com coágulo de sangue nos dedos do pé, pois o tênis era um número menor do que meu pé”, lembra. 104 | Vitti | revistavitti.com.br

Há quanto tempo pratica duathlon e triathlon? Desde criança pratico esportes, e no ciclismo comecei em 2007. No duatlhon, comecei em 2008, por influência de um professor e ex-ciclista profissional, que contou em sala de aula sua história. Hoje participo de provas de Duathlo, Triathlo e corridas de montanha. Como o esporte ajuda você como pessoa? A ter esperança, vontade de vencer, fé e nunca desistir. A dor é passageira, mas desistir é para sempre. O que você aprendeu com o esporte? Aprendi a me superar, a ter mais disciplina, paciência, dedicação em tudo. Aprendi mais com as derrotas do que com as vitórias. Aprendi que sozinho não se chega a lugar nenhum e, claro, fiz muitas amizades dentro e fora do Brasil, isso não tem preço. Como é sua rotina de treinos como duatleta? Na parte funcional sou treinado pelo preparador físico Regis Raimundo e assistido pelo fisioterapeuta Leonardo Alvez. Já na parte prática meu treinador é o renomado Giovani Azzolini. O trabalho com ele foi muito bom, e tem sido o período com os melhores resultados e sem lesões graves. Setembro, 2016


Circuito Extreme teve duas grandes etapas em 2016

C

om duas etapas de tirar o folêgo em 2016, o Circuito Extreme caiu nas graças dos atletas apaixonados pelo trail run. A primeira etapa aconteceu em Ubatuba e foi marcada pelo visual incrível do mar, areia fofa, riachos, montanhas e atletas de várias regiões superando seus limites. A segunda etapa foi no Distrito de Catuçaba, em São Luiz do Paraitinga, com cenário bem diferente do mar, porém com percurso tão desafiador quanto. O evento reuniu moradores que torceram e abrilhantaram a arena da prova com produtos locais e artesanatos. Foram 12 e 21 quilômetros de pura superação. “O Circuito Extreme em Catuçaba foi perfeito, paisagens lindas e subidas de tirar o fôlego, realmente desafiadoras”, relata a arquiteta Natália Ferreira, corredora de montanha de Taubaté. “Eu pratico o esporte de corrida há quase 6 anos, e por meio de amigos conheci a corrida de montanha. Me apaixonei pela modalidade, pelo contato com a natureza, pelo inusitado de estar em lugares completamente diferentes e por buscar querer ser melhor em meu desempenho. Esta foi minha primeira prova de 21km na montanha”, conta o publicitário Fabiano César Ferreira. Para saber mais: www.circuitoextreme.com

Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 105


Esporte

Cunzolo Acqua Fitness

A

paixão pelo esporte e pela qualidade de vida são algumas das razões que levam a Academia Cunzolo a completar 11 anos de atuação em Taubaté e ser considerada uma das melhores academias da Região Metropolitana do Vale do Paraíba. Ao longo de tantos anos de história, a Cunzolo se modificou em vários aspectos, criou novas modalidades, sofreu mudanças de infraestrutura, abriu suas portas para novos parceiros e hoje é muito mais do que uma academia. E para completar esse ciclo, a marca Cunzolo Acqua

106 | Vitti | revistavitti.com.br

Fitness ganhou uma cara nova. Para a diretora Thais Cunzolo a nova marca faz parte do crescimento da academia. “O logo e slogan da empresa foram recriados, mantendo as cores originais. Queremos que nossa marca represente tudo aquilo que conquistamos ao longo dos últimos anos, sempre em busca da qualidade de vida e alta performance”, afirmou. A qualidade sempre foi o foco de todas as atividades e serviços oferecidos pela Cunzolo, garantida pela conquista da certificação ISO 9001. Seguindo com a natação infantil como uma das princi-

pais atividades, inclusive com metodologia própria de ensino, hoje a academia conta com a musculação, com a ginástica Body Systems, Pilates, hidroginástica, hidroterapia, fisioterapia esportiva, centro de recuperação para atletas, grupo de assessoria de corrida e de treinamento para natação em águas abertas, além de aulas de stand up, surf e curso de mergulho. A academia conta com grandes nomes como Fabrizio Azzolini e Felipe Fagundes na fisioterapia, Vanessa Moreira na hidroterapia, Giovanni Azzolini na assessoria de corrida e Sergio Seiji como personal trainer. Recentemente a empresa inaugurou uma sala de funcional em parceria com a empresa Polzera Treinamento Funcional e também fixou uma parceria com a escola de inglês Adot Idiomas. As ações de incentivo ao esporte incluem o patrocínio de diversos atletas, além de uma turma de natação para bebês com Síndrome de Down. Quanto à preparação dos atletas, a academia conta ainda com uma parceria com a B’Care, que oferece junto com a academia essa preparação pré-prova e também a recuperação pós-prova, além de todo um trabalho de prevenção de lesões.

Setembro, 2016


Setembro, 2016

revistavitti.com.br | Vitti | 107


108 | Vitti | revistavitti.com.br

Setembro, 2016

Revista Vitti, Setembro 2016 Edição n129  

Nesta edição entrevistamos Luiz Carlos Laureano. O Economista fala sobre os caminhos da recuperação econômica regional e nacional. Confira t...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you