Page 1

Capa Empresários Edissa Bonafé e Marcos Harkamp na feijoada da Revista Vitti & Te Puia em Campos do Jordão

www.revistavitti.com.br Edição 116 - Ano 10 Agosto, 2015 Foto capa: Taciana Brito

lavia Alonso Ayala

Perfil João Rural

Uma vida dedicada à cultura caipira

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA VENDA PROIBIDA Vale do Paraíba, Litoral Norte e Sul de Minas Agosto, 2015

Entrevista

Matteo Celano Ebram Medalhista na Olimpíada de Biologia na Dinamarca, estudante de Taubaté fala de suas conquistas e da rotina de estudos em busca de seus sonhos

revistavitti.com.br | Vitti | 1


2 | Vitti | revistavitti.com.br

Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 3


Índice

Índice

Agosto 2015 | Edição 116 | Ano 10

ECONOMIA

Nova aposentadoria e a Crise........................................22

Negócios

O que eles têm de tão diferente de nós.............................26 PERFIL O Vale perde João Rural..............................................30

saúde

Entendendo as Restrições Alimentares......................40

Ponto de Vista Ronaldo Casarin

Reforma Política? Que Reforma?..................................46

eNTREVISTA

Matteo Celano Ebram................................................ 8

Medalha de bronze na Olimpíada Internacional de Biologia da Dinamarca, estudante de Taubaté fala de como é ser chamado de “gênio”, do gosto por futebol e dos sonhos em ser médico e pesquisador.

REFLEXÃO

A crise financeira e a riqueza espiritual.......................48

PELO MUNDO

O Maior Palácio do Mundo...........................................72

ESPORTE

Cross Run e Stand Up em Ubatuba.............................74

CINEMA

Jurassic World.............................................................80

Editorial

Nossa Gente

S

empre gostados de enfatizar em nossas páginas aquilo que é um dos pilares do nosso trabalho: contar ao público história sobre pessoas. Personagens anônimos, figuras públicas, seja qual for a origem ou ramo de atividade, temos total satisfação em contar histórias. Nesta edição de agosto, trazemos um jovem – provavelmente o entrevistado do mês mais novo a figurar em nossas páginas. Matteo Celano Ebram, estudante do ensino médio em Taubaté que representou o Brasil numa importante Olimpíada de Biologia na Dinamarca. A entrevista concedida diretamente ao editor Ronaldo Casarin mostrou um jovem que, apesar da pouca idade, mostra ter personalidade e ser consciente de seu potencial. Enfim, uma entrevista diferente. Vale a pena conferir. Nossos colunistas sociais trabalharam muito e trazem nesta edição uma coletânea muito bem selecionada dos melhores eventos de toda a região. Tradição da Revista Vitti, as colunas sociais deste mês estão caprichadas, e se você é fã dessas seções, vai se deliciar com o que prepara-

4 | Vitti | revistavitti.com.br

mos neste número. Nosso conteúdo editorial também chega com muita coisa boa, turismo pela Europa, saúde alimentar, economia e a tal “crise” de que tanto temos medo, cinema, gastronomia, esportes, política e espiritualidade. Como sempre um mix de assuntos para lhe fazer companhia por mais um mês. Aproveite, e boa leitura. Abraços.

Marcela Vitti Diretora “Eu te louvarei, Senhor, de todo o meu coração; contarei todas as tuas maravilhas. Em ti me alegrarei e salvarei de prazer; cantarei louvores ao teu nome, ó Altíssimo.” SALMO9:1-2 Agosto, 2015


dIReTORA: Marcela Vitti ASSISTeNTe: Isaura Silva dIAgRAMAÇÃO e CRIAÇÃO: Bruno Moura JORNALISTA ReSPONSÁVeL: Ronaldo Casarin - MtB 52246 ReVISÃO: Ronaldo Casarin FOTO dA CAPA: Empresários Edissa Bonafé e Marcos Harkamp na feijoada da Revista Vitti &te Puia em Campos do Jordão (Foto: taciana Brito) RePóRTeR FOTOgRÁFICO: taciana Brito COLUNISTAS: São José dos Campos: gilberto Freitas e Marilda Serrano - Caçapava: Anna Dennz taubaté: Socorro Pinto e José Luiz (Luizinho) - Lorena: Caroline Paes - Aparecida: Ligia Ballot - Guaratinguetá: Benê Carvalho. COLABORAdOReS: RAFAeL FeRRO, JULIANA BUeNO, ANTÔNIO BARBOSA FILHO, MARIANe BARROS, AdILSON PeLOggIA, ARCIONe VIAgI, FABIANA FeRReIRA, LANI gOeLdI, FeLIPe gUARNIeRI, CARLOS MARCONdeS e JOÃO CARLOS de FARIA. dIReTORA COMeRCIAL: Marcela Vitti (12) 98122-3000 / 7812 4527 / 90*1463 - marcela@revistavitti.com.br TAUBATÉ / CAÇAPAVA / PINdA: Parê Guerson (12) 3624-5610 / 7812-4526 / 90*1461 / 98106-3500 - pareguerson@gmail.com SÃO JOSÉ dOS CAMPOS / UBATUBA: Marcela Vitti (12) 98122-3000 / 7812-4527 / 90*1463 - marcela@revistavitti.com.br gUARATINgUeTÁ / APAReCIdA / LOReNA: Benê Carvalho (12) 98133-2984 - benecarvalho@revistavitti.com.br SUL de MINAS: Luigi Scianni (12) 9781-5623 - luigiscianni@gmail.com dISTRIBUIÇÃO: Rodrigo Melo Gratuita e dirigida às cidades de taubaté, Quiririm, São José dos Campos, Caçapava, Pindamonhangaba, Guaratinguetá, Lorena, Campos do Jordão, Santo Antônio do Pinhal, tremembé, Cruzeiro, Ubatuba e Sul de Minas Impresso no parque gráfico da Resolução Gráfica Ltda. ATeNdIMeNTO AO CLIeNTe: (12) 3632-3060 / 7812-4525 / 90*1462 - Rua dos operários, 118 - taubaté - SP Os artigos, matérias, opiniões e anúncios aqui publicados são de inteira responsabilidade de seus idealizadores, e não refletem necessariamente a opinião da Revista Vitti. é proibida a reprodução total ou parcial da revista sem autorização da Revista Vitti.

Cartas “Parabenizo a Vitti pelo artigo sobre a história do Lar Escola Santa Verônica de Taubaté. Conheço a instituição e sei que o trabalho lá é muito sério e ao longo dos anos o Santa Verônica teve muita importância para a cidade.” Maria Fernandez, por e-mail “Gostei das matérias especiais sobre Aparecida, a querida cidade onde nasci. Hoje não estou mais lá, mas é gostoso ver como as coisas vão mudando e como o tempo vai transformando o lugar em que nascemos. As fotos históricas também ficaram lindas, parabéns pelo trabalho.” Guto Mazzini, por e-mail

“Linda, Linda, Linda! Revista Vitti show nesta edição. Eventos, festas e muita coisa boa. Não deixo de pegar a minha edição nunca. Beijos a todos da equipe.” Flora Nogueira, via Facebook “Uma das minhas colunas preferidas da Vitti é a sobre economia. Gostaria de ver nela alguma matéria tratando das novas regras sobre aposentadoria, as mudanças, o que melhorou e o que piorou. Acredito que muita gente, assim como eu, ainda tem algumas dúvidas. Parabéns pela revista, gosto muito do trabalho de vocês.” Carlos H. Nuppi, por e-mail

CAPA

Julho 2015

CORReIO VITTI

Fale conosco: opine, critique e dê sugestões. Escreva para: redacao@revistavitti.com.br Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 5


Nossa equipe

PARÊ gUeRSON

ISAURA SILVA

VENDAS

ASSISTENTE

BeNÊ CARVALHO

RONALdO CASARIN

VENDAS COLUNISTA GUARÁ

EDITOR

BRUNO MOURA

DIAGRAMAÇÃO E CRIAÇÃO

TACIANA BRITO

ROdRIgO MeLO

FOTÓGRAFA

gILBeRTO FReITAS

COLUNISTA SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

JOSÉ LUIZ

COLUNISTA TAUBATÉ

MARILdA SeRRANO

COLUNISTA SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

CAROLINe PAeS

ANNA deNNZ

COLUNISTA CAÇAPAVA

LIgIA BALLOT

COLUNISTA LORENA

COLUNISTA APARECIDA

MARIANA JUNQUeIRA

FABIANA FeRReIRA

COLUNISTA SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

6 | Vitti | revistavitti.com.br

DISTRIBUIDOR

SOCORRO PINTO

COLUNISTA TAUBATÉ

gUILHeRMe MARTINI COLUNISTA

CAMPOS DO JORDÃO

COLUNISTA

DE ESPORTE

Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 7


Entrevista

Matteo

Celano ebram Entrevista e Foto Por Ronaldo Casarin

C

om apenas 16 anos, Matteo mostra postura de um veterano. Antenado com o mundo, focado nos estudos, e seguro no que quer para seu futuro, este estudante de Taubaté conversou com a Revista Vitti e contou como foi sua experiência participando de uma Olimpíada de Biologia, ao lado de centenas de “crânios” de diversos países. No mês de Julho, ele esteve em Aarhus, segunda maior cidade da Dinamarca, ao lado de outros três brasileiros. Desta experiência, ele trouxe uma celebrada medalha de bronze, e uma bagagem que lhe valerá muito num futuro próximo. Para entender o motivo, confira a entrevista, e conheça um pouco mais sobre o garoto que não liga de ser chamado de “gênio”, adora jogar futebol e sonha em ser médico.

Algumas pessoas pensam de forma errada, achando que eu conquisto essas medalhas porque nasci inteligente. Não existe ninguém que vá para essas Olimpíadas e ganhe algo sem estudar muito.

8 | Vitti | revistavitti.com.br

Vitti - Como você foi escolhido para representar o Brasil numa Olimpíada de Biologia na Dinamarca? Matteo Celano Ebram - Para ir à Europa tive de passar pela Olimpíada Nacional de Biologia, que durou cerca de três meses, pois eram três fases. Ela classifica os melhores para a disputa internacional, e consegui essa vaga. Na Dinamarca, fui medalha de bronze, assim como outros dois alunos brasileiros. Foi um resultado bom, pois a competição é bem difícil e em 2014 o Brasil conseguiu apenas uma medalha de bronze. Vitti - Qual o peso de conquistar uma medalha num evento como este? M.C.E. - Alguns acham que a Olimpíada de Biologia dá uma medalha de ouro, uma de prata e uma de bronze, como nas competições esportivas. Mas é diferente. Eles distribuem as medalhas de acordo com a pontuação nas provas. Por exemplo, os 10% dos alunos que ficaram melhores ranqueados ao final das provas são premiados com medalhas de ouro, os

20% mais bem colocados são prata e outros 30% melhores levam bronze. Isso varia de uma Olimpíada para outra, mas no geral o sistema é assim e é justo, porque no final a diferença de nota entre os alunos é bem pequena, então essa premiação para vários concorrentes faz justiça ao potencial dos que estão lá. Vitti - Como é o sistema de provas e testes para se chegar aos vencedores? M.C.E. - Cada ano é diferente. Na Dinamarca a competição durou uma semana, onde foram dois dias inteiros de provas. Primeiro foram quatro provas práticas de temas diferentes: botânica, zoologia – em que tivemos de dissecar um bacalhau, e foi a primeira vez que vi um bacalhau inteiro -, biologia molecular e bioquímica. Cada uma dessas provas práticas durou uma hora e meia, com isso começamos de manhã e terminamos somente à noite. Tivemos um dia de descanso, e em seguida as provas teóricas. Foram dois testes, cada um com 150 questões, no sistema de verdadeiro ou falso. Agosto, 2015


Autorizada Taubaté Design Av. Prof. Walter Thaumaturgo, 570 Jardim das Nações - Taubaté Tel.: (12) 3681.1855 dellannotaubate@uol.com.br

Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 9


Vitti - Quantos alunos, e de quais países, participaram da competição? M.C.E. - Nesta edição na Dinamarca foram 61 países, e no total havia 239 participantes. As disputas nesta Olimpíada especificamente foram individuais, mas há outras competições que são por equipes. Vitti - Desde quando você participa dessas Olimpíadas de Biologia, Ciências, matemática etc? M.C.E. - Estudo no Objetivo Junior, em Taubaté, e lá a escola incentiva os alunos a participarem de Olimpíadas deste tipo. Então foi natural, foi parte do processo normal lá. Comecei a participar em 2013, a primeira foi a Olimpíada Paulista de Matemática, onde consegui o bronze. Então passei a participar de várias, nas áreas de matemática, ciências e física. Participei por exemplo da Olimpíada Americana de Ciências na Argentina, onde fui ouro, e lá também aconteceu a versão Internacional, e foi uma experiência bem legal, fiquei em 8º. Vitti - Como é o clima e como fica a sua cabeça enquanto está nestas competições internacionais? M.C.E. - Nas Olimpíadas Internacionais, assim que chegamos ao hotel, é preciso entregar celulares, tablets e computadores, temos que ficar isolados do mundo exterior. Acabamos conversando mais entre nós, conhecendo os alunos de outros países. Na Dinamarca, fizemos passeios em grupo, conhecemos vários museus, fomos à Legolândia, então é um período de foco ali, não fico pensando muito nas coisas daqui do Brasil. Alguns países mandam seus alunos e eles nem saem do hotel. Só fazem provas e ficam em seus quartos estudando. Vitti - Você tem um método de estudo próprio, algum segredo? M.C.E. - Não tenho segredo. Eu passo muito tempo na escola, que funciona em sistema integral. Além das aulas, que eu não considero um tempo de estudo, eu 10 | Vitti | revistavitti.com.br

Sou professor voluntário, atualmente tenho dado aulas para o pessoal que ficou de recuperação no meu colégio. É algo que gosto, me sinto bem

aulas de física e química. Desde o ensino fundamental eu tinha um grupo de estudos com alguns amigos e ali eu já acabava dando aula para eles. É algo que eu gosto, e meus colegas já estão acostumados, é natural para eles e para mim.

pego os livros que preciso, sento sem distrações, sem barulho, sem música, e uso alguma sala da escola mesmo para estudar sozinho. Para esta Olimpíada de Biologia, estudei em média de duas a três horas por dia o conteúdo específico, além das aulas e do conteúdo normal no colégio.

Vitti - Pretende seguir carreira como professor? M.C.E. - Sim, tenho vontade de seguir carreira numa universidade, dando aulas e trabalhando com pesquisas. Mas acho que aqui no Brasil isso seria difícil, então quero ir para os Estados Unidos, onde o campo é maior.

Vitti - Algumas pessoas já te chamam de gênio. O que você acha disso? M.C.E. - Não me incomoda, tomo como elogio. Mas algumas pessoas pensam de forma errada, achando que eu conquisto essas medalhas porque nasci inteligente. Não. Eu estudo muito, me esforço. Não existe ninguém que vá para essas Olimpíadas e ganhe algo sem estudar muito. Vitti - Além de estudar, quais são seus robbies e o que você gosta de fazer no tempo livre? M.C.E. - Gosto de jogar tênis e futebol. Jogava também futebol americano, no Big Donkeys, time de Taubaté da modalidade “flag”. Gosto também de jogar videogame. Vitti - Você hoje já trabalha dando aulas. Os alunos não acham estranho um professor tão jovem, quase da mesma idade deles? M.C.E. - Sou professor voluntário, atualmente tenho dado aulas para o pessoal que ficou de recuperação no meu colégio. É algo que gosto, me sinto bem dando as aulas de biologia, e também dou

Vitti - Você já sabe qual o caminho a percorrer e quais serão as dificuldades para ingressar numa universidade norte-americana? M.C.E. - Eu gostaria de cursar Medicina. Por isso prestei vestibular desse curso na UNITAU, onde passei em 9º, e prestei também o vestibular para Biologia da USP, onde passei em 21º. Mas pretendo mesmo buscar um curso nos Estados Unidos. Lá há várias universidades boas. Em medicina a melhor e mais famosa é Harvard, outra chamada Johns Hopkins também é muito boa. Para ingressar é preciso enviar uma série de documentos à universidade, como o currículo escolar com as notas, um relatório de atividades extracurriculares, como trabalhos voluntários e participação em Olimpíadas Científicas, como esta que participei na Dinamarca, que tem grande peso. Além de cartas de recomendação dos professores, e é preciso fazer provas de proficiência em inglês, que são bem concorridas. Eles estudam a sua vida para ver se você se encaixa no perfil de aluno que eles querem. Tenho confiança que vou conseguir alcançar este sonho. Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 11


Vitti Acontece

Fotos: Vivian Gasperotto

A Coluna Destaque Raimundo Nonato recebeu no mês de Maio o Selo de Referência Nacional pela ANCEC - Agência Nacional de Cultura, Empreendedorismo e Comunicação em evento realizado no teatro Augusta em São Paulo.

A Faculdade Dehoniana promoveu, no dia 28 de julho, a palestra Empreender e Gerir Pessoas em Momentos de Crise, ministrada por André Aquino e Paulo Alarcon. os palestrantes apresentaram ferramentas de gestão e de tomada de decisão que são facilmente aplicadas no dia-a-dia, e que contribuem para resolver problemas organizacionais.

Fotos: Rosane Almeida

Luigi Baricelli recebendo Medalha Renato Russo

Paulo, Cleber e André

Dinho Ouro Preto e Raimundo Nonato

Conselho gestor da Fundação Dom Couto e seu vice-presidente, Pe. Fábio de Melo, fizeram uma visita para um delicioso chá da tarde na nova residência do Bispo Emérito, Dom Carmo.

Em julho foi apresentado o novo elenco do Vôlei taubaté, em evento no Via Vale Garden Shopping. Com a presença de autoridades, foi também confirmada a parceria da equipe com o São Paulo F.C. Entre os atletas a grande novidade é o craque Lucarelli, da Seleção brasileira e ex-SESI-SP.

12 | Vitti | revistavitti.com.br

A tradicional vitrine suspensa da loja de revestimentos Villa Cores, de São José dos Campos, está com seu visual renovado, agora produzido pela arquiteta Natasha Pereira, que trouxe em seu projeto uma composição que remete ao processo fabril de linhas e tecidos.

Agosto, 2015


BioActive SELAGEM BIOLÓGICA DE ALTA PROFUNDIDADE PARA CABELOS E PONTAS DANIFICADOS.

Use Doctor Hair. Os cabelos agradecem. WWW.DOCTORHAIR.COM.BR Agosto, 2015

|

/DOCTORHAIRBRASIL revistavitti.com.br | Vitti | 13


Vitti Acontece

Mariana, Lara, Nara e Camila

Fotos: taciana Brito

Show do Gustavo Lima e Michel teló que aconteceu no dia 25 de Julho, no Via Vale Garden Shopping, em taubaté.

Denise, Marcele, Mariana e Lara Patricia Centurion, proprietária da Galeria de Joias e Design, esteve com exposição durante o mês de julho no kaizen, em taubaté.

No dia 2 de julho aconteceu o coquetel de lançamento do novo empreendimento da teixeira Pinto, o Lofts Art Design, em taubaté.

Patricia Centurion

COUTO COFFEE Café Espresso Venda - Locação - Assistência Técnica Fornecimento de Café Espresso

12 7814 - 7629 /99196-2248/ 97408-7600 E-mail: contato@coutocoffee.com.br

14 | Vitti | revistavitti.com.br

Breve showroon de máquinas! Rua Costa Cabral n°525 - Centro - Tremembé/SP Agosto, 2015


A Patricia Centurion e dona da galeria de Joias e desingn, anualmente ela convida designers consagrados pra criar coleรงoes assinadas! Este ano a coleรงao foi Chamada "believe" cuja inspiraรงao fundamnentou se nas crenรงas de cada criador!

Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 15


Social Taubaté

Feijoada no Vistah

FotoS: tACIANA BRIto

Aconteceu em 18 de julho a Feijoada Varanda Garden, no Restaurante Vistah. A animação ficou por conta da banda Confraria Musical, e o público que compareceu ao Via Vale Garden Shopping saboreou uma deliciosa feijoada e curtiu um belo pôr-do-sol.

Clauco Zebral, Márcio Zebral e Tânia Zebral

Marcela, Fernanda, Andréia e Parê

Jeremias Rodrigues, Jeremias Jr. e Telrose Rodrigues

Pedro Freire, Helton, Marcela, Carlos Alexandre e João Oliveira (Confraria Musical)

Suzi Mara e Denerval Melo

Derli Malosti, Parê e Adriana Mussi

Flavio Meireles, Fabio Meireles e Lucas Ribeiro

Marcia Furquim, Monique Ferrari, Arlete Ferrari e Parena Pernario de Souza

Ivete Bardan, Vanessa Faria, Arlete Bardan e Helenice bardan

Júlio Vignoli, Claudia Vignoli e Luiz Souza

Alice Guedes e André Guedes

16 | Vitti | revistavitti.com.br

Amanda Ayello Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 17


Juliana Pereira e Juliana Nader

Maria Alice do Vale, Marcela e Maria Tereza do Vale

Alex Cunha e Bruno Calvino

Fernanda e Larissa

Amanda Maia e Paulo Tavares

Lina Bermejo e Domingo Bermejo

Arlete Ferrari, Márcia Monteclaro, Monise Ferrari e Marina Ferrari

Paulo Briet

Valeria Lage, Ronaldo Lage e Mariana Lage

Meire Spina Junqueira, Anna Dennz e Teresa Junqueira

Glauco Zebral, Marcela Vitti, Parê Guerson, Marina Ayello, Marcos Tadeu e Jaqueline

Carmola, Maria Socorro, Alexandre Basilio e Gedé

Isabela Junqueira, Parê, José Henrique e Artur

Felipe, Isa Sá, Murilo e Júlia

18 | Vitti | revistavitti.com.br

Agosto, 2015


Carmen Steffens CalÇadoS, roupaS e aCeSSÓrioS Via Vale Garden ShoppinG | TaubaTé - Sp aiX-en-proVenCe buenoS aireS CanneS hollYWood laS VeGaS niCe orlando punTa del eSTe rio de Janeiro SÃo paulo 505 LOJAS - 18 PAÍSES

Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 19


Marketing

Relacionamentos que geram resultados Por Renan Santos

Q

uem somos Ankyre é uma palavra grega que significa âncora, conceito que norteia todo o trabalho desenvolvido pela Ankyre Inteligência em Vendas. Nosso objetivo é servir como âncora e suporte para empresas, organizações e pessoas que precisam resolver problemas gerenciais, operacionais e motivacionais, com foco na superação de desafios através de novas estratégias de vendas e negócios. Nossos clientes são empresas e pessoas que precisam vender, mesmo em momentos de crise. A Ankyre Inteligência em Vendas nasceu a partir da demanda por um suporte inteligente para todos os que precisam superar desafios diários. A Ankyre Inteligência em Vendas pode te ajudar a melhorar seus resultados, principalmente em momentos de turbulência na economia, através de conceitos aplicados em treinamentos abertos e dentro de sua empresa, num formato vivencial. á para superar uma crise de vendas sem apoio inteligente? Não existe essa possibilidade. Se você ou sua empresa não conseguem vender o suficiente, seguramente precisam de um parceiro.

D

20 | Vitti | revistavitti.com.br

P

or que meu negócio não vende, não bate metas? Empresários, organizações e profissionais de vendas precisam enxergar que a estrutura inteligente de vendas vai muito além de produtos e serviços. Muitos podem ser os motivos para justificar os resultados negativos em vendas, mas o que nos deparamos com maior frequência é a falta de capacidade para conduzir o processo de venda dentro de uma estrutura que permita de forma simples e objetiva, entregar a solução esperada pelo cliente. “Não fazemos consultorias. Nosso foco é ir além da detecção e orientação”, diz Renan Santos, fundador e diretor da Ankyre Inteligência em Vendas. omo trabalhamos? Buscamos saídas inteligentes e, por isso, não seguimos padrões ou modelos de trabalho. Sabemos que cada tipo de negócio é único e precisa de ações personalizadas dentro de conceitos da Inteligência em Vendas. Pessoas, empresas e organizações nos procuram por que estão com dificuldades para vender, manter o ritmo ou encontrar falhar dentro de seus processos. Os problemas podem ser pontuais ou complexos. Utilizamos uma estrutura completa com as 3 Âncoras de Inteligência em Vendas, que baseiam nossas ações e norteiam nossa atividade. 1ª Âncora da Inteligência em Vendas

C

– foco projetado em metas, indicadores e análise de resultados para avaliação da situação atual da empresa utilizando a Peneira de Vendas e construção dos objetivos profissionais e pessoais do grupo. 2ª Âncora da Inteligência em Vendas – abordagem da venda tradicional e da venda inteligente, prospecção de clientes, identificação do perfil do potencial cliente, diagnóstico do processo de compra, quadro de possibilidades de negócios para resultados a curto prazo, métodos de negociação e fechamento, foco no relacionamento. 3ª Âncora da Inteligência em Vendas foco nas pessoas e seus comportamentos, trabalhando a venda inteligente, estimulando as habilidades fundamentais para promover o relacionamento positivo. O objetivo da Ankyre Inteligência em Vendas é implantar as âncoras ou parte delas em seu negócio, adaptando sua empresa à estrutura inteligente de vendas e melhorando seus indicadores de resultado. Para entrar em ação, oferecemos serviços diferenciados para atender todos os tipos de clientes. Estamos preparados para atender empresas do Brasil inteiro. O contato pode ser feito pelo nosso site. www.ankyre.com Contato: renan@ankyre.com (12) 99715-8285 (12) 3432-7008 Rua do Corrêa, 255 - Centro Taubaté, SP Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 21


Economia

A última fronteira Uma nova aposentadoria no Brasil e a crise grega

E

Por Felipe Guarnieri

m junho o governo federal promulgou a Medida Provisória 676 alterando (de novo) a aposentadoria. A idéia inicial deste texto – combinada com o editor – era explicar didaticamente as novas regras; mas para quê explicar as regras atuais de um sistema previdenciário que além de ser uma bomba relógio, vai mudar no futuro? Dependendo da idade de cada um e a expectativa de vida, estamos falando em decisões tomadas hoje que devem ser válidas pelos próximos 50, 60 anos, quiçá talvez mais. Torna-se muito difícil acertar previsões sobre o comportamento futuro de taxas de câmbio, política de países e regras de aposentadoria; ainda assim, algumas coisas são mais previsíveis do que outras. A previsão certa é de que a previdência pública vai estourar. Hoje o sistema já exige cerca de R$ 60 bilhões para cobrir o rombo anual, a maior parte devido à aposentadoria de funcionários públicos. O número de pessoas que vivem da previdência vai aumentar e ao mesmo tempo o número de pessoas que contribuem vai diminuir (é o chamado bônus demográfico, que acaba entre 2025, 2030). As pessoas vão viver mais e os custos de saúde vão aumentar. Se o sistema já está quebrado hoje, o que será dele no futuro? A previsão difícil é o que vai mudar, quando e para quem. Governos entram e saem e a única coisa que você

22 | Vitti | revistavitti.com.br

controla é o quanto poupa hoje, onde investe e quanto vai retirar no futuro. Se as regras podem, e vão mudar, sendo bem prático, o melhor a fazer é se transformar em um funcionário público. Ainda que a aposentadoria integral não exista mais desde 2013, há certas vantagens em determinados setores públicos mais protegidos que dificilmente cairão e que te permitirão desfrutar de um bom rendimento no futuro. Se não for esta a sua vocação, a melhor alternativa é poupar hoje e construir a sua própria carteira de investimentos (financeiros, imobiliários etc) que permitirá a geração de renda no futuro. Você pode continuar confiando no governo (seja quem estiver lá) ou em si mesmo para garantir a sua aposentadoria. Você decide. Crise grega “Nada é mais poderoso do que uma idéia cujo tempo chegou”. A interpretação da frase de Victor Hugo que eu mais gosto é que quando chega a hora da realidade, não tem muito como escapar. Para a Grécia a hora chegou. Culpar a Alemanha, a França ou o FMI é ingênuo. Na verdade, a Grécia deveria agradecer quem emprestou dinheiro quando país mais precisava, não fosse isso o país teria quebrado antes. O país teve seis anos para fazer a sua lição de casa, mas não fez. Em 12 de julho, depois de 17 horas de reunião, e uma semana após o referendo onde 61% da população disse “óxi” (não) à austeridade; o primeiro ministro Tsi-

pras do partido socialista Syriza aceitou fazer justamente tudo o que o povo grego disse não querer. Aceitou cortar aposentadorias, privatizar empresas usando o dinheiro para pagar a dívida e aumentar impostos (pessoalmente acho que o risco da saída do Euro é enorme). Lembra alguma coisa? O atual governo no Brasil disse no ano passado que banqueiro tirava comida da mesa do pobre (e depois trouxe um banqueiro para o Ministério da Fazenda), que o PSDB iria aumentar os juros, privatizar e ainda por cima prometeu não mexer no direito de aposentados e trabalhadores. Depois da disparada da inflação, do aumento do desemprego, mudança de leis trabalhistas (para pior), mudança nas regras da aposentadoria (idem), aumento de juros (este começou apenas 3 dias depois das eleições), privatização da corretora da Caixa e possivelmente da Petrobrás Distribuidora, o governo – a sua maneira – também está enfrentando o seu choque de realidade. Prever que gastar menos do que se ganha é melhor para pessoas, famílias, empresas é fácil. Prever se um governo vai fazer isto ou não, seja de esquerda ou de direita, seria sempre o melhor a ser feito. Felipe Guarnieri é administrador de empresas, executivo financeiro e especialista em finanças. Contato: fguarnieri@outlook.com Este texto não é uma recomendação de investimentos. Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 23


Social Taubaté

Night Fever

FotoS: LUIZINHo / GE CAStELLo

A Night Fever do mês de julho foi um sucesso com a querida Janies Live. A próxima contará com a presença da banda Like a Box!

24 | Vitti | revistavitti.com.br

Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 25


Negócios

E

Por Arcione Viagi

ssa é uma indagação que me acompanha por muito tempo quando penso porque não podemos ter a possibilidade de viver nossas vidas sem receio de sermos roubados, sequestrados, mortos por motivo fútil entre outros. Quando temos a oportunidade de viajar, descobrimos que isso é possível em outros países até mesmo com tanta desigualdade social como no nosso Brasil. Quando nos deparamos com coisas simples como uma cortesia no ônibus para os mais velhos se sentarem ou quando observamos abusos dos mais velhos que se valem da idade para tirar proveito em filas, estacionamentos e outros. E sobre a limpeza de alguns lugares em relação as nossas cidades, dizem alguns que dá para comer no chão de algumas cidades pelo mundo. Um exagero é claro. Mas temos mesmo que assumir nossa incompetência em conseguir fazer de nosso habitat algo saudável e equilibrado. Nas minhas andanças e agora em uma nova fase de experimento da vida, tenho observado muito essas diferenças para quem sabe dar alguma contribuição para que nossas próximas gerações possam usufruir mais de seu trabalho sem ter que se preocupar tanto em não ter para não chamar a atenção de todos. Desde o governo até o vizinho mal intencionado. Algumas constatações minhas, sem a presunção de serem verdades, somente observações para serem utilizadas junto com as suas próprias verdades. Em todo lugar as pessoas jogam coisas nas ruas.

26 | Vitti | revistavitti.com.br

Resto de cigarro então é um caos, porém, a diferença é que em alguns lugares existem tão poucas pessoas circulando que os mesmos 10% de porcalhões representam pouco para chamar a atenção quanto à limpeza. E com certa frequência de limpeza tudo parece estar sempre muito limpo. É claro que em alguns lugares já existe vigilância tipo “big brother” e os poucos incautos recebem multas para serem pagas na hora. Mas é exceção. Todos os pedestres desejam ser respeitados quando precisam atravessar uma rua movimentada. Existem faixas destinadas a esse fi m, inclusive algumas são feitas em cruzamentos com semáforos para que haja equilíbrio entre veículos e pessoas. As pessoas só pensam em seus direitos e poucos reconhecem a coexistência necessária entre os pedestres, ciclistas, motociclistas e outros veículos maiores. A primeira grande diferença entre nós e países mais desenvolvidos é que na maioria das cidades o número de pessoas circulando a pé pelas ruas é pequeno, e eventualmente algum veiculo precisa parar para dar-lhes passagem. Quando existe fluxo de pessoas, existem semáforos e todos respeitam porque mais uma vez também os pedestres são cobrados de respeitá-los. Presenciei um guarda chamando a atenção de duas senhoras que tendo visto a rua vazia quisera atravessá-la sem esperar o semáforo abrir. Vejamos porque isso é feito. Em primeiro lugar todos devem respeitar as leis e em segundo toda a sociedade é chamada a pagar pelo tratamento ou até pela invalidez resultante de um acidente.

O respeito entre as pessoas é outra questão que tem chamado a minha atenção. Porque temos tanta intolerância uns com os outros? Em outros países tenho observado que isso é diferente. Uma possibilidade que tem sido pensada é que o mundo está em movimento. As pessoas estão por toda parte tentando encontrar o lugar ideal e por isso em muitos lugares, ou até na maioria, tem muita gente de várias nacionalidades convivendo todo o tempo. E todos têm medo da reação de seus ilustres vizinhos, de ônibus, de fi la, de restaurante etc, sentindo que sua melhor atitude é o respeito e a tolerância. Há também lugares que tem muito poucas pessoas e todos se conhecem e conhecem as consequências de um ato às avessas. Existem outras observações, mas acredito que essas já serão motivadoras de muitas reflexões e de muitas criticas. No geral, o que tenho constatado é que enquanto não tivermos um planejamento de longo prazo incluindo o planejamento familiar verdadeiro, sem influencias de credos ou interesses políticos, teremos muito problemas para conviver com a proliferação da pobreza financeira, social e cultural. O número reduzido de pessoas tem sido uma vantagem enorme nos países que consideramos melhores em termos de qualidade de vida. Nos outros, com muita gente, o respeito e a tolerância têm sido conseguidos à força de leis rígidas e intolerância da parte dos governantes. O que temos ou queremos em nosso país? Arcione Viagi é consultor empresarial. Contato: vitalconsultoria@gmail.com Agosto, 2015


NÓS PREPARAMOS EMPRESÁRIOS QUE FAZEM A DIFERENÇA NO MUNDO!

0 0 5 2.

São José dos Campos Mogi das Cruzes Curitiba São Paulo INFORMAÇÕES PARA NOVOS GRUPOS www.mbmbs.com.br 12 3307.6004 | Nextel ID: 84*69017 Av. Alfredo Ignácio Nogueira Penido, 335 - sala 1402 - Jd . Aquarius - São José dos Campos - SP Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 27


Social Bento Gonçalves

Taubaté Design - Dell Anno

Fotos: Zéto Teloken

Entre 1º e 04 de julho, a Taubaté Design, revenda exclusiva da Dell Anno, levou os profissionais Andréa Murao, Beto Carvalho, João Lombardi, Veridiana Guarnieri e Viviane Fortes, para conhecer o parque fabril da UNICASA, em Bento Gonçalves (RS). A empresa é o maior fabricante brasileiro de móveis modulados, responsável pelas marcas Dell Anno, Favorita, New e Casas Brasileiras.

28 | Vitti | revistavitti.com.br

Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 29


Perfil

Vale perde

João Rural,

uma vida dedicada à cultura caipira

O

Por João Carlos de Faria

dia 23 de junho de 2015 ficará marcado como a data em que o Vale do Paraíba perdeu um filho ilustre, um conhecedor da alma valeparaibana. João Evangelista de Faria tinha 64 anos, mais de 40 dedicados à cultura caipira, ao estudo da gastronomia e dos costumes e tradições caipiras, gerando livros, revistas, reportagens e mais de 70 mil fotos, registros do cotidiano do universo regional. Mas falar de João utilizando seu nome de batismo talvez torne difícil identificá-lo; melhor é chamá-lo de João Rural. A começar pela sua origem, pois nasceu no bairro dos Pimentas, em Paraibuna, o rural tinha tudo a ver com o João, pois foi nesse ambiente que ele cresceu e foi nesse contexto que desenvolveu pesquisas, atuou como jornalista e fotógrafo e tornou-se referência, uma boa fonte que sempre teve boas pautas para sugerir aos colegas. Ele era um sonhador que realizava seus sonhos com obstinação, sem nunca se preocupar com o ganho financeiro de seus projetos. João Rural vivia como um franciscano, da forma mais simples, sem grandes luxos. Na culinária caipira era radical: não admitia arranjos e truques para a apresentação dos pratos para torná-los “mais bonitinhos”, como dizia; a comida caipira, segundo ele, tem que ser apreciada na panela preta de ferro, no fogão à lenha e quente, preferencialmente saboreada bem devagarinho, do jeito caipira. Falou isso para uma plateia refinada, no Paladar Cozinha Brasil, evento

30 | Vitti | revistavitti.com.br

promovido pelo jornal O Estado de São Paulo, onde pregou o fim do preconceito contra a cultura e a culinária caipira e defendeu o movimento “Cumê devagarinho”, criado por ele como um contraponto do “slow food” ao “fast food”. Chegou ao evento no luxuosíssimo hotel Grand Hyatt, em São Paulo, com seu fusquinha marrom, ano 82, que sempre o levou pelas estradinhas de chão, nos grotões do Vale do Paraíba. O carro, muito popular entre sitiantes e moradores da zona rural - principalmente em Cunha, a “capital nacional do Fusca” - fez sucesso no estacionamento, ao lado de sofisticados carrões importados. João Rural foi repórter e promoveu eventos e projetos culturais importantes para a sua cidade e região. Militou na imprensa regional, fez história no jornal Valeparaibano, com o suplemento rural, que depois se tornou Vale Rural e fez reportagens para a grande imprensa. No Valeparaibano, juntamente com o autor desse texto, criou diversos suplementos que depois permaneceriam sendo publicados por alguns anos. João Rural era um repórter por natureza. Produziu vídeos e fotografou quase tudo que aconteceu em Paraibuna nos últimos 45 anos. Identificou-se com o jornalismo rural e participou do surgimento dos grandes eventos regionais, como a Fapija e a própria Fapap – Feira Agropecuária do Alto Paraíba, projeto idealizado por ele, realizado em Paraibuna, a partir de 1977. No final dos anos de 1990, um pouco cansado da mesmice da imprensa coti-

diana, passou a pesquisar com mais dedicação a culinária caipira. Foi fundo, gastou suas fontes orais e descobriu muitos segredos nos cadernos antigos de receitas encontrados nas fazendas e sítios do Vale do Paraíba. Dedicou parte de seus estudos ao tropeirismo, que considerava a base da cozinha regional. Passou então à fase de publicações que somou 14 livros – sem contar as revistas, guias, vídeos e a TV Caipira, onde consta boa parte de seus documentários, além daqueles que ainda fervilhavam na sua cabeça. “Sabores dos Tempos dos Tropeiros” e “No Fundo do Tacho”, são algumas dessas obras, o último com 240 páginas e 120 receitas antigas, com fotos, histórias, curiosidades e entrevistas com pessoas que ainda conservam a preparação de receitas como eram feitas no Vale do Paraíba, do século XVI. Também desenvolveu, com apoio da Petrobrás, o projeto Nascentes do Paraíba que incluía a produção de guias, vídeos e de outras publicações sobre a cultura tradicional e o patrimônio ambiental da região, a começar pelo território das nascentes do Paraitinga e do Paraibuna, principais formadores do rio Paraíba do Sul. João Rural é insubstituível. Nada que alguém fizer para continuar o trabalho dele será igual, pois faltará a garra e a dedicação e o rigor dele. O Vale do Paraíba, com certeza perde uma referência. Só não vai ser pior porque a família já se movimenta para manter a sua obra e registros serão bem guardados também pelo Instituto Chão Caipira e pela TV Caipira, que ele sabiamente criou para que tudo continuasse sempre vivo, à disposição da sua gente. Agosto, 2015


TANGAROA HALL o maior ESPAÇO PARA eventos do Vale do Paraíba. DISPONÍVEL A PARTIR DE AGOSTO DE 2015!

Avenida Dom Pedro I, 7727 | Taubaté / SP | Marginal da Dutra | 500 m do Via Vale Garden Shopping

AGENDA DISPONÍVEL CASAMENTOS | FORMATURAS | CORPORATIVOS

SÍTIO TANGAROA

Escritório Hall Avenida Dom Pedro I, 7727 | Taubaté/SP (marginal da Via Dutra | 500m do Via Vale Garden Shopping) Agosto, 2015

Sítio (Buffet & Eventos) Estrada José Félix Monteiro Visconde de Mossoró, 3501 Pinheirinho | Taubaté/SP revistavitti.com.br | Vitti | 31


FotoS: tACIANA BRIto

A Revista Vitti e o Restaurante te Puia realizaram no dia 25 de julho mais uma edição da sua sempre charmosa Feijoada, desta vez premiando o público de Campos do Jordão com um belo evento animado pelo cantor Gui Lessa.

Marcela Vitti, Mariah Ortiz e Parê Guerson

Saymon, Chef Carlos Martins, Mariah Ortiz e Marcela Vitti

Carmola Bastos, Malu, Mariah e Rogério Bilard

Benê e Rogean Costa

Marcio Cobrani e Edio Martins

Marcela, Kaká, Heloisa Helena, Rodolfo e Cristina Barbosa

Flávia e Kledson Leão

Flávia, Claudia, Parê e Adriana

Gustavo Andrey e Juliana Faria

Vanessa, Bernardo, Sabrina, Parê, Stela e Fabíola

Daniela Ramalho, Thaily Barreto, e Antônio Banetto,

Socorro

32 | Vitti | revistavitti.com.br

Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 33


Paulo Bardan e Silvana Barreto

Arlete e Luiz

Silvia Demiro e Daves Batalha

Roberta Soares e Osvaldo Barbosa

Marizélia Rodrigues e João Rodrigues

Renata Ramos, Vincenzo Ramos e Isa Marcia Matto

Gui Lessa

Debora Pereira, Gilolly Azzolini e Fabricio Lisboa

José Carlo Ribeiro de Carvalho, Diogenes Venturini e Oziel Faria

Marizélia, Heloisa Aliandro, Parê, Leticia Florençano e Cristina Balbi

Dheminho

Débora Lima e Fernanda Faria

Claudia Sagnori, Claudia Crus, Lucia Claro e Olga Silveira

Maria Goffi e Fabio Goffi

34 | Vitti | revistavitti.com.br

Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 35


Social Campos do Jordão

Campos Acontece

Por Guilherme Martini gdmartinineto@gmail.com

Jamile Falchi Rodrigues

Sergio Biagioni-PMCJ

Inauguração da Pista de Skate Antonio Faria. Na foto: Prefeito Frederico Guidoni e família, Marcelo Faria - filho, Fernanda de Oliveira Faria - filha e skatistas de Campos do Jordão.

Sergio Biagioni-PMCJ

turma de NeoPilates praticando no Surya Pan de Campos do Jordão. Professora karine Andrade de Carvalho, Ana Paula S. Menezes, Larissa Maia da Silva Arnaut, Fabíola Dias de Castro, Ana Carolina de Faria e Juliana tonsmann Mucci.

Prestigiado pelos Filhos, Esposa Glória, Prefeito Fred Guidoni e o Vereador Luciano Honorio Homenagem de Cidadão Jordanense ao Sr Dirceu Bravin realizado dia 19/6 na Câmara Municipal de Campos do Jordão.

Lançamento da Campanha do Agasalho CRECI Inverno 2015 em Campos do Jordão.

Dra Marina Bandeira Advogada e Luiz Ribeiro "Peninha"

Inauguração do Market Plaza no feriado de Corpus Christi - Food Hall Honey Bee além das receitas de pão de mel da avó, há variações de cupcakes sem glúten e lactose.

Karina Rita Ribeiro, Lara Castanheira e Silvia Castaheira 36 | Vitti | revistavitti.com.br

Inauguração Droga Raia em Campos do Jordão.

Gerente Adjunto Charles, Diretor Regional Jader, Gerente Adjunto Luiz e Gerente Regional Eduardo Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 37


Social Taubaté

Socorro in Foco

Eloisa Fachinetti, Karol e Felipe Fachinetti

Dr. Marco Aurélio, Rosangela, Claudia, Dr.André Luiz, Dr. Iânace Castro e Dr. Rodrigo Castro Em um gesto solidário, o Villareal e o tCC em parceria com a Fundação Dom Couto, realizaram uma deliciosa feijoada em prol do Projeto orquestra Jovem da Fundação e pela restauração da Igreja do Rosário. o evento contou com muitas pessoas empenhadas a fazer o bem! Nando Jr.

Eloisa recebeu em seu belíssimo sítio convidados e amigos para uma grande festa Julina. Estava pra lá de animado e é claro que não faltou gente bonita, comidas tipícas, fogueira, muita música e alegria.

Por Socorro Pinto helpkoka@hotmail.com

Rosa Cunha, General Cunha, General Furlan e Adriana o dia 13 de junho foi marcado com um delicioso jantar de boas vindas ao novo Bispo de taubaté, Dom Wilson. Muitos amigos, familiares e autoridades macaram presença, dentre eles os Generais de Brigada Furlan e o General Cunha acompanhados de suas esposas.

Jose Rui Camargo, Raimundo Nonato e Edson Oliveira o colunista Social Raimundo Nonato realizou com sucesso mais um grande evento "Noite das Personalidades" que já está na sua 34º edição. Autoridades, celebridades e um público seleto abrilhantaram a bela festa.

Elba esbanjou muita alegria e simpatia no importante dia da sua posse na presidência da Casa da Amizade. o evento contou com a presença de amigos e familiares. Muito sucesso nesta nova etapa!

Eduardo e Elba Miranda 38 | Vitti | revistavitti.com.br

Aconteceu a tão esperada Festa Junina no Sítio do Dito, evento muito bem organizado e animado com comidas tipica, quadrilha e casamento matuto. E que venham mais edições!

Carolina do Valle e Benedito do Valle Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 39


Saúde

Restrições alimentares: entenda este assunto

Conheça os tipos de restrições alimentares e saiba como diagnosticá-las

A

Da Redação

lgumas pessoas sentem muito desconforto após o consumo de determinados alimentos e não sabem, por falta de conhecimento, que a saúde pode ser seriamente comprometida por conta dessa alimentação. Essas pessoas provavelmente sofrem de algum tipo de intolerância, alergia ou erros inatos do metabolismo, três grandes grupos que classificam as restrições alimentares. Karina Gabriel dos Ramos, coordenadora da área de nutrição do Senac São Paulo, explica que no caso de intolerância alimentar, o organismo não metaboliza o alimento, podendo ocorrer pela falta ou deficiência de enzimas responsáveis pela digestão, como, por exemplo, intolerância a lactose, a glicose, ao glúten, entre outros. "Já a alergia alimentar ocorre quando o sistema imunológico da pessoa não aceita determinada substância presente no alimento, causando reações imediatas como inchaços, vermelhidão, e outros sintomas", completa Karina. O terceiro grupo se trata dos erros inatos do metabolismo, que são mutações genéticas que ocorrem durante o período gestacional que podem causar alterações anatômicas ou funcionais. "A doença Fenilcetonuria, por exemplo, é um erro inato do metabolismo,

40 | Vitti | revistavitti.com.br

e ocorre porque o organismo não possui o aminoácido fenilalanina hidroxilase, responsável por decompor a fenilalanina. Se não tratada, as pessoas podem sofrer déficit cognitivo, atraso no andar e na fala, convulsões, hiperatividade, entre outros sintomas", comenta a coordenadora. Como saber se tenho alguma restrição alimentar? Karina conta que para as alergias e intolerâncias, a pessoa descobre a partir de um primeiro sintoma, que pode aparecer imediatamente ou horas após o consumo de algum alimento. "São sintomas como dor abdominal, diarreia, tontura, vermelhidão na pele, entre outros. Nestes casos, é importante procurar ajuda médica para que seja detectado qual é o alimento causador", conta. Existem também alguns exames que ajudam a identificar o alimento. Estes testes são conhecidos como testes cutâneos, dosagem de IgE específica e testes de provocação oral. Já para erros inatos do metabolismo, existem exames específicos, entre eles o teste do pezinho, realizado para identificar se o recém-nascido possui Fenilcetonuria. Quais alimentos podem causar desconforto? Existem alimentos que são potenciais alergênicos, como ovo, leite, amendoim, no-

zes, peixes e mariscos. Há também alimentos que devem ser evitados, pois possuem substâncias que são potenciais causadores de intolerâncias, como leite, que possui lactose e farinha de trigo, que possui glúten. Mas a coordenadora adverte: "o alimento só deve ser retirado da alimentação diária depois de diagnosticado o problema e com o devido acompanhamento médico e/ou nutricional". Isso porque cada pessoa tem uma reação diferente aos alimentos e um funcionamento diferente do organismo, então os planos alimentares devem ser criados de forma individual, de acordo com a necessidade de cada pessoa. Quem tem restrições pode consumir alimentos diet e light? Há uma diferença entre os alimentos diet e os light. Os diet são produtos elaborados com a exclusão de algum nutriente para atender a uma determinada necessidade. Um exemplo são os alimentos sem açúcar para pessoas com diabetes. Já os alimentos light são elaborados com a redução de algum nutriente, contendo menos caloria, baixo teor de sódio, e outros. Para as restrições onde há necessidade de retirar um determinado nutriente da alimentação, se enquadram os alimentos diet. Porém, antes de consumir qualquer produto do tipo, é importante se certificar da exclusão real do nutriente lendo o rótulo. Agosto, 2015


Estética

Magic Touch Detox O segredo do corpo escultural de Sabrina Sato, Vera Viel, Mirella Santos e outras famosas agora em Taubaté

N

Por Fernanda Almeida

em só de dietas rigorosas e horas exercício se faz um corpo perfeito. A estética é uma grande aliada quando se quer secar e modelar o corpo, e a prova disso são nossas musas. A Magic Touch detox é um circuito de tratamento que virou uma febre entre as celebridades Isso porque conseguimos eli-

Agosto, 2015

minar o excesso de liquido do organismo de modo imediato. Isso mesmo, com apenas uma sessão conseguimos chegar a uma perda de até 10 cm. Essa técnica foi desenvolvida pela Esteticista e Cosmetóloga Flávia Medeiros, que atendia uma grande demanda de pacientes que se queixavam dos tratamentos longos para redução de medidas e falta de tempo para se tratarem. O método é a formula precisa e exata para alcançar grandes resultados em apenas uma sessão. Graças aos poderosos ativos e associações. O Circuito Magic Touch Detox é quase uma Mágica, pois seus resultados são visíveis imediatamente.

revistavitti.com.br | Vitti | 41


Estética

devo ir ao

Podólogo?

P

Da Redação

odologia é um ramo auxiliar da medicina, cuja atuação concentra-se na sua anatomia, fisiologia e doenças dos pés. Desenvolve o conhecimento biomecânico do tornozelo e dos pés, a fim de compreender a marcha e os problemas que a dificultam, podendo, dessa forma, optar pelo melhor tratamento dentro de uma visão ampla, multidisciplinar. A Podologia deve atuar conforme uma ética científica e legal, encaminhando o paciente para profissionais de outras ciências o que a elas cabe tratar e tomando para si a responsabilidade de cumprir suas atribuições.

42 | Vitti | revistavitti.com.br

O aprimoramento técnico-científico é imprescindível para o podólogo, porque é a forma de estabelecer sua condição de bom profissional e diferenciar-se dos raspadores de pés, empíricos ou não, e da pedicuria (pedicures) em geral. O ideal é que a população procure o podólogo periodicamente, pelo menos uma vez por mês, mesmo que não haja nenhum tipo de lesão nos pés. Mas muitas vezes as pessoas só procuram o podólogo quando estão com algum problema, na verdade, o trabalho do podólogo deve ser muito mais preventivo, garantindo assim a saúde dos pés.

Agosto, 2015


Escolha implantes dentais de alta performance.

Para nós, a

capacitação

profissional

é algo indiscutível para uma odontologia de excelência, porém a utilização de tecnologia de ponta em implantodontia é um dos nossos pilares para acrescentar previsibilidade, segurança e beleza ao seu tratamento.

Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 43


Social Taubaté

Flash

Sempre agarradinhos meus queridos amigos, Renato e Patricia Mussi.

Por José Luiz de Almeida luizinho-cafe@hotmail.com facebook.com/luizinholanches

Comemorando aniversário Claudia Rodrigues, Marcos Nono e Adriana Mussi no Santa Figueira. Parabéns para esse trio querido.

Dra. karla Cabarite (dentista Especialista em Disfunção de AtM e Dor orofacial) e seu marido Fabiano Amaral, prestigiando a orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo no Auditório Claudio Santoro, em Campos do Jordão.

Lucia Abud, Roberto Bonato, Marcos Andrade, Marcia Geraidine, Lizete Santana e Manuel Filho reunidos no Buffet Imperial.

Giovana Bonato disse sim ao seu amado Vitor Veríssimo no último dia 27 no Buffet Imperial. Felicidades aos noivos!

44 | Vitti | revistavitti.com.br

os empresários Graziela Pires e Willian Junior opera House curtindo a festa Night Fever, em taubaté.

Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 45


Ponto de vista

Reforma Política? Que Reforma?

H

Por Carlos Marcondes

á muitos anos que se fala em necessária Reforma Política. Porém, o “faz de conta” que se ensaia no Congresso Nacional, sobre Reforma Política, não engana a ninguém. O ex-presidente Lula, em sua obscura passagem pela Câmara Federal quando Deputado, definiu aquela casa como lugar onde figuravam “mais de 300 picaretas” (certamente ele se incluía). Algumas décadas se passaram e, infelizmente, o quadro piorou. Não é possível governar em um país onde existem mais de trinta partidos políticos; onde se destinam 800 milhões de reais no orçamento para serem abocanhados por legendas partidárias – muitas de aluguel - em plena crise econômica; quando se enfia o tal ajuste fiscal goela abaixo do povo brasileiro. Não pode ser séria uma nação em que

46 | Vitti | revistavitti.com.br

uma marolinha de crise transformou-se em um verdadeiro tsunami, e seus governantes e congressistas brigam diuturnamente para conquistar cargos em 2º, 3º, 4º, 5º escalões de governo, para se pendurarem nas tetas gordas do Erário Público; muitos dos apadrinhados dos senhores deputados, senadores e dirigentes partidários são, comprovadamente, incompetentes, descomprometidos, desprovidos de espírito público e, se não bastasse, muitos dos quais “ladrões”, “gatunos”. Afoga-se a esperança de um povo sofrido, quando se comprova ter havido um enorme estelionato eleitoral e, depois, a Presidente da República reeleita apresenta-se à nação como falsa vestal, insistindo em uma catilinária mentirosa e inconsequente. Se houvesse mínima vontade política por parte da presidente em honrar sua nobre missão presidencial, começaria, por exemplo, extinguindo ao menos a metade

dos Ministérios, dos 39 existentes. Infelizmente, não só a Reforma Política - quanto a Fiscal e outras necessárias – não têm a menor chance de acontecer. E o nosso querido Brasil continuará a ser o “país do futuro”, já que, em seu presente, vem sendo pisoteado pela classe política dominante. Carlos Marcondes é jornalista e advogado. Contato: cmcomunicacoes@gmail.com

Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 47


Reflexão

A crise financeira e a riqueza espiritual

S

Por Juliana Bueno

im, eu sei, e todos nós sabemos. Vivenciamos atualmente uma crise econômica difícil, conturbada, em que sequer vislumbramos uma saída, uma solução rápida e eficiente. Isso acontece em vários países do mundo e acontece no Brasil, um pais onde tantas esperanças foram depositadas. Esperanças, otimismo, confiança no futuro, isto precisa continuar! Em toda e qualquer situação difícil e angustiante, a esperança precisa realmente “nunca morrer”. Apoiados e fortalecidos por esta energia, seremos capazes de vencer as crises, financeiras, planetárias e pessoais. Acima de tudo, o aprendizado maior vai surgindo, acontecendo e sufocado às vezes por vaidades e ilusões, revoltas e desequilíbrios emocionais mais intensos. O materialismo e o consumismo sem controle se tornaram presentes, atuantes e aparentemente naturais na vida de todos nós. Na verdade, não existe nada de essencialmente positivo e saudável na vaidade (ilusória e superficial), tampouco no consumismo sem controle, fruto de emoções conflitivas, carências e frustrações pessoais. Não será este então o momento ideal para um grande salto evo-

48 | Vitti | revistavitti.com.br

lutivo? Perceber, entender e fi nalmente valorizar o sentido maior desta nossa vida na Terra? Descobrir o conteúdo real de todos os nossos confl itos e afl ições? Entender e sentir profundamente o sofrimento e a dor de toda a humanidade? Estas são questões que merecem ser respondidas exatamente agora neste momento em que repensamos o consumismo e revisamos com coragem e humildade a nossa ambição, nossa preocupação excessiva com a aparência, com uma abundancia exagerada, um luxo extremo, sem sentido. Tudo isso vai se tornando quase uma “aberração” diante

de tanto sofrimento ao nosso redor, em todas as partes do mundo. Prepare-se então para enfrentar estes dias cinzentos, pesados e feios, com toda a beleza, a paz e a sabedoria do seu mundo interior. A crise político-financeira será vencida, embora ainda não se saiba exatamente quando e como. Mas, em cada um de nós, a vitória já existe. Ainda que secreta e solitária, esta é a vitória do espírito sobre a matéria. É ela que nos faz perceber e acreditar no novo caminho que surge. Há de existir este caminho para que você possa descobrir e compreender nesta crise financeira os motivos ocultos de todo este período da nossa historia pessoal, social e planetária. E o significado mais importante destas “razões ocultas”, que trazem para cada um de nós um recado especial para o aprendizado maior. Para que nos enriqueçamos finalmente, com um tesouro interior indescritível, por tanto tempo negligenciado. Este sim, em nenhum pais, em nenhum tipo de governo ou ideologia política, ninguém poderá destruir. Juliana Bueno é jornalista e escritora. Seus mais recentes livros, “Dores ocultas” e “Passageiros da Nave Terra” podem ser encontrados nas livrarias de sua cidade, ou pedidos pelo site da sua editora: www.besourobox.com.br

Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 49


Gastronomia

Gastrodiplomacia

C

Por Rafael Ferro

om a globalização, culturas tornam-se grandes fontes de comunicação entre países. O intercâmbio dos costumes e tecnologias quase sempre é positivo para os envolvidos, pois promove maior aproximação entre os Estados. Sabendo disso, os recentes representantes dos governos começam a focar seus objetivos para maior difusão da sua cultura em países parceiros para atrair maior receita turística, setor econômico com imenso potencial, e como parte intrínseca da cultura, a culinária finalmente assume um papel de destaque nas relações internacionais. As políticas públicas voltadas para a difusão gastronômica é o ato de ganhar corações e mentes pelo estômago, a partir da comunicação entre o governo e o público e, às vezes, entre diferentes governos em eventos oficiais. Assim, o esforço do Estado para a divulgação de sua cultura culinária em feiras ou a difusão de restaurantes, por exemplo, é gastrodiplomacia. 50 | Vitti | revistavitti.com.br

Países como Tailândia, Peru, Coreia do Sul e Estados Unidos sabem que a gastronomia pode incentivar o turismo, a indústria alimentícia e os serviços. É possível citar diferentes preparações que foram inseridas no Brasil nos últimos anos e que ganharam espaço considerável à luz do paladar brasileiro: Pad Thai (Tailândia), Ceviche (Peru), Kimchi (Coréia do Sul) e Cheese Cake (EUA). Nós também estamos fazendo a nossa parte! Diversos Chefs de Cozinha trabalham em conjunto, com ou sem parceria do governo, para levar a nossa identidade gastronômica e ingredientes para outros países por meio de concursos, fóruns, encontros e outros eventos. Gastrodiplomacia é uma via de mão dupla, uma tendência cultural e política no meio dessa globalização.

CheeseCake Para a massa: 1 pacote de biscoito tipo maisena 1/4 de xícara (chá) de açúcar 1/2 xícara (chá) de manteiga (90g)

Para o recheio: 3 ovos 150g de açúcar 2 embalagens de cream cheese (300g) Suco de 1/2 limão 1/2 colher (chá) de essência de baunilha Para a cobertura: Geléia de sua preferência Modo de fazer: No processador junte o biscoito e o açúcar, misture com a manteiga até formar uma massa homogênea; Com essa massa, forre uma forma de fundo removível de 23 cm de diâmetro, pressionando com uma colher para a superfície ficar lisa, e refrigere. Bata ligeiramente os ovos na batedeira e acrescente os ingredientes restantes; Bata por mais 20 minutos em velocidade baixa. Espalhe o recheio na forma; Pré-aqueça o forno a 180ºc e asse por 40 minutos ou até que a superfície doure; Deixe amornar e despeje a geléia sobre o recheio. Sirva frio. Rafael Ferro é consultor enogastronômico Contato: rafacferro@gmail.com Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 51


52 | Vitti | revistavitti.com.br

Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 53


Social Caçapava

Caleidoscópio

Por Anna Dennz annadennz@hotmail.com

o empresário Maurício Guisard, diretor geral da Conect Car SPRIo durante happy hour no Restaurante EL Gato, brindando a chegada de novos colunistas - um time de especialistas em seus segmentos: Lifestyle com Andréa oliveira, Nutrição com Simone Pulice, Corridas com Carlos Rissato e Mídia e Comunicação com Armindo Ferreira. Preparação Física com Monica Marques: coluna “Cuidando de Gente”, Meio Ambiente com Julio ottoboni: coluna “De Carona no Planeta”, turismo e Check-in com Paula Maluf, Automóveis com Joel Leite: coluna “o Mundo em Movimento”, Direito com Luiz Fernando Faria: coluna “é seu direito”. Um dos shows mais disputados do São João de Caçapava foi o da cantora Paula Fernandes, quem carinhosamente recebeu em seu camarim os amigos karina, Adriana e Rodrigo Franciscate.

No dia 3 de julho amigos e profissionais brindaram, durante coquetel, a inauguração da casa, cara e site novo do ‪#‎StudioPlay‬ & ‪#‎CSS4HTML‬, a inovação e alta tecnologia em comunicação aqui do Vale, nas terras taiadas. Na sequência, os proprietários Palloi Hofmann, Sergio Verissimo, Diego Narducci e Carlos Fabiano.

Com chegada programada junto à primavera, clicada pela titia karina Bassi no dia do chá de fraldas que aconteceu em 21 de junho, a princesa Victória recebe todo mimo da mamãe Miriam e do paizão Renato Lazarini. A proprietária do badalado Restaurante te Puia, Mariah Perrota ortiz designou à publicitária Carmola Cândido para dar mais sabor com seu Ecobier em recepção dos visitantes na alta temporada de Campos do Jordão. os melhores ingredientes aprovados por Claudia oliveira, Regis Waki, talita Barrero, Fabio e Silvia Rocha, karin tavares, Preto Alves e o Chef Carlos Martins.

54 | Vitti | revistavitti.com.br

Uma mistura de cultura, com força de vontade, credibilidade, parceria e garra, resultou na exibição gratuita do filme o Amuleto - com Maria Fernando Cândido - em frente a Igreja Matriz São João Baptista, como parte do projeto "Espie o Filme". Com direção assinada pelo renomado cineasta Jeferson De e o apoio do incansável escultor Fernando Ito, do Restaurante Rancho Canto Verde dos empresários Eduardo Nahime e Raphael Hoelz e tV Band e Sesi, o evento foi um sucesso. Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 55


Social São José dos Campos

Atitude News

Por gilberto Freitas gilfreitasff@hotmail.com

Rafael oliveira, Fernanda Cardoso Faria, Adivan Salles e Gislaine Alkmin em mais um Zumboliche.

Jarbas Bueno e Luiz Maia inauguraram a Arandela 22, em São José dos Campos.

Lyvia Cordeiro e Guilherme Cordeiro no "o Primeiro" encontro de síndicos de SJC realizado pela SELVA Zeladoria.

Meire Ghilarducci e Rogério Souza na 12 Feijoada Solidária do Pro-visão no Guten Bier.

Shirley Davies e Andre Luiz Martins teixeira inauguraram a Shirley Davies Fashion na Vila Ema.

Zé Roberto Siqueira, Alessandro Magolo e Claudecir Silva em evento na Máxima Coifa, em São José dos Campos.

56 | Vitti | revistavitti.com.br

Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 57


Social São José dos Campos

Circulando

Por Marilda Serrano marildavlserrano@uol.com.br

Marilda Serrano, Ratinho e Gustavo Siqueira

Fotos: Silvio Fotolan

Elainey Mickely, Lulli Chiaro e Cesar Filho

Ovadia Saadia, Marilda Serrano, Anna Denz, a cantora Rosemary, Chris Bueno e Uiara Zagoli o cantor e pianista Lulli Chiaro estreou o seu novo show “Nunca Deixe de Sonhar” no teatro Bradesco, em São Paulo. Vários famosos como o casal César Filho e Elaine Mickely, Geisy Arruda, cantor Yudi, entre outros prestigiaram a apresentação. Com certeza foi uma noite única e marcante que pude participar à convite de ovadia Saadia e Chris Bueno e que tive o prazer de dividir com os amigos Anna Dennz e Willian Roggles.

Colunistas do estado reunidos e Carlos Bettencourt A Apacos - Associação dos Colunistas Sociais de São Paulo promoveu durante o final de semana a primeira fase do programa “São Paulo com elegância”. o jantar de boas vindas aconteceu no Bar do Nélson. o almoço foi a apresentação da Feijoada Gourmet no restaurante A Bela Sintra de Carlos Bettencourt. A presença do apresentador Ratinho na mesa da Apacos foi o toque de classe de uma grande noite.

Aconteceu no dia 14 de junho a 1ª Etapa 2015 - Prova Interna do Centro Hípico São Miguel. Bruna Serrano - aluna de Guilherme Assad conquistou o 3º lugar na categoria salto 40cm. Parabéns para Vanessa Almeida e Guilherme Assad pela impecável organização.

Bruna Serrano 58 | Vitti | revistavitti.com.br

Em comemoração ao Dia Mundial do Rock, Ana Paula Souza organizou, no dia 11 de julho, uma festa VIP para quem aprecia boa música e serviço de qualidade, no Bar Coronel. A banda Radio Show (SP) de Nando Fernandes apresentou os clássicos do Rock!

Ana Paula Souza, Ricardo Sampaio e Luane Rodrigues Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 59


Social São José dos Campos

Luxo

Sempre simpática, Carmem Alvim, em Feijuca com Estilo.

Por Mariana Junqueira macjpm@hotmail.com

talentoso arquiteto Gustavo Martins em Feijuca com Estilo.

A elegante Renata Lamin promove jantar em prol do Asilo Santo Antônio.

o belo casal, Felipe e Paloma, em festa dos solteiros promovido pela F3 entretenimento.

éllder Anunciato, consultor de moda, esbanja charme em baile de gala. 60 | Vitti | revistavitti.com.br

Cris Borges, Psicóloga Sexual, lindíssima, em baile de gala. Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 61


Social Aparecida

Aparecida

Como em um sonho, Aline Costa e toni Lisanti se casaram na Itália. Felicidade sempre, lindos!

Dona tatá, da Rádio Aparecida, recebeu o Grupo kLB em seu Programa. Super simpáticos!

Foto: Jones Divino

Augusto Sigaud e Dani Dias apreciando a linda paisagem do Rio Paraíba, em Aparecida.

Por Ligia Ballot liballot@hotmail.com

todos unidos na Campanha da Esperança para ajudar o pequeno Samuel.

62 | Vitti | revistavitti.com.br

Um sucesso a Feijoada com Samba! Dani Dias, Chefe Felipe toddy, Maria Celeste Macedo, thays Mota e Raquel Almeida.

Agosto, 2015


Social Aparecida

Coquetel Revista Vitti

FotoS: tACIANA BRIto

No dia 21 de julho aconteceu o coquetel de lançamento da 115ª edição da Revista Vitti, em Aparecida, no Hotel Rainha do Brasil. Na ocasião, clientes e parceiros puderam prestigiar seção espeial na revista: Aparecida - o passado e o futuro da capital da fé.

Thaiana Naldi, Rosana Gimenez, Benê, Chef Tony Lisanti, Patrícia Garcia, Thairine Teixeira, Gabriela Rodrigues, Suelen Alencar e Pe. Jorge Sampaio.

Marcela, Patricia Garcia e Benê

Benê, Marcela, Danilo e Abel Dias

Ilton, Chef Tony, Marcela e Benê

Helenice Augustinho, Ivete, Chef Tony, Arlete, Socorro e Benê

Danielle Souza, Aline Costa, Padre Jorge Sampaio e Benê

Helenice, José Henrique, Cristiane e Benê

Benê, Helenice Cezar e Guilherme Antunes

Danilo, Tarcisio Soares e Saulo Quirino

Helenice, Tarcisio Soares, Marcela e Benê

Helenice, Virginia e Benê Agosto, 2015

Priscilla Rodrigues e Saulo Quirino

revistavitti.com.br | Vitti | 63


Social Guará

Jean Chad

guará em Pauta

Por Benê Carvalho benecarvalho@revistavitti.com.br

Num clima familiar e agradável, Luiza Del Mônaco e Guilherme Bongiovanni reuniram um seleto grupo de amigos e familiares para um almoço em comemoração a união do casal. Em Agosto eles se aventuram numa nova etapa da vida a dois na Irlanda.

Larissa Barbosa

A sapeca e comunicativa Marcela Carvalho Castro, filha do casal Renata Carvalho e Marcelo Castro, comemorou seu 3º aniversário numa linda festa com tema de princesas.

Badih e Maise Samahá estão felizes com novo restaurante de comida árabe em Guará. o Badih Gastronomia Libanesa é um local que tem a cara de uma casa de avó, cheio de detalhes que aconchegam e agradam os clientes e transbordam na nobreza da mesa bem posta e bem servida. 64 | Vitti | revistavitti.com.br

A encantadora e sorridente Joana Corrêa Amaral, filha do casal Patrícia Cavalca e Marco Amaral - comemorando seus 5 aninhos no Garden Buffet em Guará.

A competente e adorável blogueira tami Licia tem feito a cabeça das suas leitoras e seguidoras com suas postagens diárias sobre moda, beleza, gastronomia, viagem e comportamento. Haja fôlego pra tantos assuntos.

A pedagoga Dinah Sannini está feliz com o sucesso do seu trabalho na clinica de aprendizagem e desenvolvimento intelectual infantil. Dentre outras atividades ela defende que brincar desenvolve a atenção, a disciplina, o respeito, a coordenação, o equilíbrio, a interação e a autoconfiança.

Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 65


Social Lorena

Império Lorena

Por Caroline Paes carolpaesrois@gmail.com Minha amiga e talentosa patieserie Marion Brasil casou-se no último dia 18 com o simpático João. Muitas felicidades! A noiva com os amigos: Ivandra Malerba, Luciana Nunes, Claudio Pereira, Jennifer Nocetti, Gustavo Braga, Juliana Conde, Lilian Bittencourt.

Amor sobre duas rodas! os amigos Dra. Gisa e Dr. João Alfredo no Encontro de Motos de Lorena. Agenda Cultural No teatro teresa D’Ávila, dias 12 e 13 de setembro estará em cartaz a peça A Língua em Pedaços, baseado na vida da patrona do teatro teresa D´Avila com Ana Cecília Costa e Marco Antonio Pâmio.

Made in Lorena kadu Alves e Layla Mulinari, nomes reconhecidos pelo Brasil quando se fala de dança. Professores da escola Espaço Expressão em Lorena, estão com novidades, vamos aguardar.

Grazi Staut

Motos de vários lugares do Brasil estacionaram seus roncos no Clube Comercial, um encontro organizado pelo grupo Gansos Selvagens, um ambiente familiar regado a muito motor e rock and roll.

66 | Vitti | revistavitti.com.br

Simplesmente Antônio. Nome bem brasileiro para esse inglesinho filho dos lorenenses Gabriel e Ana Paula Filippo, esse mês chega na terrinha para conhecer suas origens, estamos ansiosos. Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 67


Ambiente Construído

A Importância da Preservação e Conservação dos Solos

O

Por Adilson Peloggia

ano de 2015 foi decretado como sendo a Ano Internacional dos Solos pela ONU (Organização das Nações Unidas), dado a importância do solo para a preservação do meio ambiente. A degradação dos solos em todo o planeta tem que ser contida, pois as perdas de áreas de plantio tendem a aumentar se não preservarmos o ambiente construído para a geração de alimentos. Pesquisas realizadas no Brasil comprovam que somos uma referência para solos tropicais na América Latina e África. Mesmo assim temos dificuldades em gestão ambiental no que tange a aplicabilidade de tecnologia nos processos de tomada de decisão para o uso correto dos solos. Um dos principais obstáculos é a falta de profissionais competentes para desenvolvimento nesse setor importante para nossa nação, onde as informações sobre a temática, considerando o solo como o meio onde acontecem as tragédias sociais ou ambientais, não tem um aprofundamento necessário para atingir a população diretamente envolvida. Daí a importância da conservação dos solos, na agricultura ou pecuária. A erosão, a compactação e o aumento na salinidade do solo são os maiores problemas correlacionados ao manejo inadequado e irão aparecer relações diretas com a falta

68 | Vitti | revistavitti.com.br

de alimentos em um futuro não muito distante, sucedendo a um profundo desequilíbrio do sistema produtivo, se não forem postas em prática imediatamente. O planeta Terra tem hoje uma população estimada em torno 7 bilhões de habitantes. Isso faz com que obrigatoriamente haja a necessidade de uma disponibilidade de pelo menos 1 bilhão de hectares de área agricultável. As áreas em que o manejo inadequado sofre uma redução significativa, o seu potencial de produção é afetado drasticamente. Temos que trabalhar de ontem em diante, com muita humanitude na renovação e aprimoramento das técnicas produtivas. A agricultura deu um salto enorme quando foi evidenciado um modo prático de adubar as culturas com os produtos naturalmente processados. Não obstante, hoje o problema é o aumento da salinidade do solo provocado pelo descontrole da adubação. Uma análise em laboratório especializado permite verificar as características físico-químicas do solo em função das culturas e orientar na aplicação da quantidade ótima de fertilizante e aumentar a produtividade do plantio. A conservação e a proteção das matas ciliares, nascentes, córregos, ribeirões, rios, lagos deve ser efetivada pelos gestores ambientais academicamente formados e com com-

petência para orientar e coibir ações de desproteção do bioma natural. Uma das técnicas aplicadas à preservação e conservação do solo é a do terraceamento. Esta técnica consiste em realizar a produção rural, ordenando a plantação em linhas que seguem as diferenças de altitude do solo. Essa técnica é mais adequada para terrenos com morros e contribui para a eliminação do processo de erosão. Outrossim, contribui para a retenção de água na área cultivada, pois, dessa forma diminui a velocidade hidráulica, permitindo uma maior infi ltração da água. Estimativas recentes apresentam que as perdas anuais das características do solo no território brasileiro atingem valores da ordem de 400 milhões de toneladas de terra e cerca de oito milhões de toneladas de nitrogênio, fósforo e potássio, nutrientes fornecidos as lavouras para aumento de produção. A economia sofre um impacto direto, em razão do aumento nos custos de produção dos alimentos, uma vez que os nutrientes perdidos precisam ser repostos ao solo para manutenção da produtividade das lavouras, e nos recursos naturais pela contaminação dos corpos d’água, influenciando os organismos que neles vivem. Prof. Dr Adilson Peloggia é Especialista em Ciências do Ambiente Contato: peloggia.adilson@gmail.com Agosto, 2015


No mundo dos negócios, o amanhã começa hoje.

SALAS PRONTAS

38m² a 58m²

dlgf

ESTRATÉGIA COMUNICAÇÃO MARKETING

| w w w .d lg f. com. br

DE

www.dhfquality.com.br CONHEÇA O EMPREENDIMENTO EXCLUSIVO PARA OS PROFISSIONAIS DA SAÚDE QUE BUSCAM CONFORTO, SEGURANÇA, PRATICIDADE E SOFISTICAÇÃO. Agosto, 2015

Acesse pelo celular:

R. Equador, 254 Jd. das Nações Taubaté/SP | (12) 3622-5077 revistavitti.com.br | Vitti | 69


Arte

Trajetória Lírica de Leda Monteiro

A

Por Lani Goeldi

soprano lírica Leda Monteiro está de volta a Taubaté e com toda força de sua voz e se talento tem se apresentado em diversos locais da cidade. Bacharel em música com habilitação em Canto pela Universidade Estadual Paulista, cursou Especialização em Voz no CEV – Centro de Estudos da Voz, no curso formação Integrada da voz, sob direção da Dra. Mara Behlau. Laureada em 2009 com Medaille D’Argent pela Academie des Arts, Sciences et Lettres de Paris por relevantes serviços prestados às Artes e Cultura. E este ano comemora sua “Prata Lírica” – 25 anos de carreira, com uma mais uma

70 | Vitti | revistavitti.com.br

apresentação brilhante ao lado do tenor Richard Bauer e do quinteto Opus da Cidade de Taubaté, na abertura da VI Semana de Arte do Vale do Paraíba que acontecerá entre os dias 21 e 27 de setembro. Paralelamente a sua carreira como cantora lírica, Leda vem desenvolvendo outras atividades como: Professora de Canto Erudito, Orientadora vocal de corais, Palestras didáticas e Workshops sobre Voz e Ópera, Produções independentes de recitais de câmera e ópera. Seu repertório inclui Música Sacra, Câmera e Ópera. Vem apresentando-se em vários eventos, tais como Vesperais Líricas e Concertos do Meio-dia do Theatro Municipal de São Paulo, Centro Cultural Banco do Brasil (São Paulo e Rio

de Janeiro), SESCs, Theatro São Pedro, Teatro Municipal de Niterói, Santander Cultural Porto Alegre, Theatro Pedro II - Ribeirão Preto, Theatro Brás Cubas – Santos, Theatro Municipal Votorantim, Campinas, Tatuí, Jundiaí, Taubaté, Guaratinguetá e Pindamonhangaba. Como integrante do Coro Lírico do Teatro Municipal de São Paulo onde participou ativamente de montagens de óperas como: Colombo, Sansão e Dalila, La Boheme, La traviata, Macbeth, Jenufa, Turandot, Tanhäuser, Il capello de paglia di Firenze, Cavalleria rusticana, Butterfly, Manon, Andrea Chenier, La Gioconda, La forza del destino, Il guarani, Eugenio Oniéguin, Fallstaff, Olga, Romeu e Julieta, Aída, I Pagliacci.

Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 71


Pelo mundo

Um ditador Construiu o Maior Palácio do Mundo A fachada do Palácio tem 270 metros

O luxo está nos corredores, escadarias, salões, cortinas e tapetes enormes

N

Por Antonio Barbosa Filho Fotos Marianne Lemmen

icolau Ceausescu era o ditador comunista da Romênia quando, nos anos 1970, imaginou construir um palácio que mostrasse toda a grandeza do seu país e, logicamente, do seu governo autocrático. Um edifício como não havia outro no mundo, em grandeza e luxo, capaz de imortalizar a sua passagem pela História - que acabou com seu fuzilamento ao lado da esposa, em 1989, depois de um julgamento sumário. O palácio começou a ser erguido em 1984, e ficou 80% concluído até a morte de seu construtor, quando várias partes foram interrompidas. Houve grandes discussões sobre o destino a ser dado ao enorme palácio, e alguns sugeriram demoli-lo, outros transformá-lo num Museu do Comunismo. Afinal, em 1997, passou a sediar a Câmara dos Deputados e em 2005 também o Senado, tornando-se assim o Palácio do Parlamento. Tu72 | Vitti | revistavitti.com.br

Dentro deste lustre de cristal cabem oito funcionários da limpeza

ristas podem visitar os imensos salões, os corredores cheios de colunas de mármore, ver as cortinas de veludo bordadas com fios de ouro e prata, além das inúmeras obras de arte. Uma visita não é suficiente, já que o prédio tem 350.000 metros quadrados. As medidas externas são de 270 por 240 metros, com 86 metros de altura, sem contar os andares subterrâneos, que somam mais 92 metros. Tudo isso faz deste monumento à megalomania humana o maior edifício público civil do mundo, e o edifício mais pesado de todos. Só em mármore, vindo da Transilvânia, foi usado um milhão de toneladas; outras 3.500 toneladas de cristal e 900.000 metros quadrados de madeiras nobres. Para tecer os tapetes para os imensos salões, máquinas e teares foram montados dentro da construção. Pode se ver ainda tapetes enrolados junto a paredes, que jamais foram estendidos por terem cerca de 200 metros de lado e um peso proporcional. Como dizem os romenos, hoje, deve-

Um milhão de toneladas de mármore foram utilizadas

Todos os materiais são romenos, questão de honra nacional

-se esquecer o autor do palácio, e olhar apenas para o produto da capacidade dos seus trabalhadores que erigiram tamanha obra de arquitetura. Todo material utilizado foi tirado do próprio país, e o ditador chegou a montar fábricas para produzir o que não havia, pois não admitia nada importado. Além de passear pelo palácio, qualquer um de nós pode também alugar algum dos salões para festas ou eventos. A ginasta Nádia Comaneci fez isso, e seu casamento reuniu celebridades de todo o mundo. Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 73


Esporte

Luz, Câmera, esporte e Ação

Por Fabiana Ferreira fabycanoagem@hotmail.com www.luzcameraesporteacao.blogspot.com

Fotos: Divulgação

A corrida noturna mais esperada do ano: Cross Run

D

ia lindo e o cair do sol mais bonito dos últimos tempos marcaram a segunda etapa da Cross Run 2015 em Taubaté. Atletas de várias regiões se encontraram na me-

lhor balada esportiva do vale e fizeram da Cross Run a corrida perfeita para quem quer sair do asfalto. Percursos de 5, 10 e 21 quilômetros no escuro, apenas com lanternas de cabeça e setas de sinalização fizeram da prova um desafio emocionante. A sua corrida de rua na terra tem outra etapa no segundo semestre. Saia do asfalto, venha para a Cross Run: facebook.com/corridacrossrun

Fotos: Divulgação

Ú

SUP & RUN faz a temperatura subir em Ubatuba

74 | Vitti | revistavitti.com.br

nico evento do Brasil que reúne as duas modalidades: Stand Up Paddle e trail run, realizou sua segunda etapa na praia do Cruzeiro e reuniu apaixonados pelo SUP e Corrida. Cerca de 200 atletas e grandes nomes do remo brasileiro e da corrida se dividiram nas categorias solo, revezamento, ou só corrida. Os atletas remaram 6 km na baía do Itaguá sentido Cais do Porto e correram 13 km com o percurso cortando as praias do Cruzeiro, Itaguá e pelas trilhas entre o Cais e estrada da Praia do Cedro. Na categoria “Kids”, crianças do projeto social Namaskar, que atende crianças e jovens através de diversas atividades complementares, como oficinas de capoeira, dança, música e teatro, puderam vivenciar o que é participar de uma corrida de verdade. E o SUP & RUN já tem mês pra acontecer em 2016: Abril. Aloha! Agosto, 2015


anuncio_uph_agosto.pdf 1 24/07/2015 16:20:59

Que tal passar os próximos feriados no Ubatuba Palace Hotel?

07de

setembro

12 de

outubro

C

ao vivo 04, 05 e 06/09: Jantar com música piano do som ao hã Man da Café 9: 06/0 05 e 06/09: Recreação infantil r Culinária Árabe aos sábados no Janta ao vivo 09, 10 e 11/10: Jantar com música piano do som 11/10: Café da Manhã ao 10, 11 e 12/10: Recreação infantil r Culinária Baiana aos sábados no Janta por 01 Criança, até 10 anos, é cortesia Apto (acompanhado dos pais)

M

Y

CM

02 de

MY

novembro

CY

CMY

30, 31/10: Jantar com música ao vivo 01/11: Café da Manhã ao som do piano 31/10 e 01/11: Recreação infantil r Culinária Baiana no sábado no Janta

K

Pacotes para Natal e Reveillon já estão disponíveis. Consulte-nos.

www.ubatubapalace.com.br reservas@ubatubapalace.com.br facebook.com/ubatubapalace

Agosto, 2015

Rua Cel. Domiciano, 500 Centro - Ubatuba SP - Litoral Norte

12 3832 4500

revistavitti.com.br | Vitti | 75


História

Por Lia Carolina Prado Alves Mariotto

O

que venho lhes contar é sobre o universo de um determinado tropeiro, chamado Cypriano Gomes Veiga, que viveu em Taubaté e faleceu em 1775, aos 51 anos de idade. Antes de começarmos nossa viagem fantástica preciso esclarecer que não dissertaremos sobre o tropeiro propriamente dito e suas atividades. Sobre esse assunto existem centenas de fontes bibliográficas, como também inúmeras informações nos sites de busca que se multiplicam na internet. Lendo seu inventário percebi que Cypriano foi um tropeiro, mas não aquela figura de um tropeiro como imaginamos no senso comum: aquele estereótipo de um homem rude, geralmente de parcos recursos financeiros, pés descalços, trajando vestimentas pesadas, grosseiras e ásperas: Cypriano estava mais para um empresário do ramo de transportes do que um tocador de animálias! Após 1693, data oficial da descoberta do ouro, desencadeou enorme efervescência comercial e de transportes na região das terras auríferas. Entretanto, a estrutura das tropas ainda não estava plenamente constituída. O trânsito comercial era feito através das ‘carregações’, como se lê na documentação antiga. Consultando o Dicionário do Padre Rafael Bluteau (1728), encontra-se a seguinte definição para ‘Carregação’: ação de carrega, carregar cargas em navios. Por analogia: carregar cargas de um lugar para outro – o que era feito no ombro dos escravos – que, paulatinamente, passou para o lombo dos animais. No século seguinte (XVIII) houve a expansão rápida e muito abrangente das atividades econômicas e, consequentemente, a necessidade do abastecimento e a intensificação do comércio de diversas regiões brasileiras com as Gerais, exigindo o reforço de transportes de cargas e passageiros e o único e possível meio de transporte empregado em regiões de péssimos caminhos e de relevo acidentado foi o uso do muar. Pelo território de Taubaté passava uma das estradas mais antigas e usadas pelos viajantes: a rota Paraty/Taubaté, através da Serra do Mar, amplamente trafegada

76 | Vitti | revistavitti.com.br

por tropas. Por ela passavam os mercadores que do Rio de Janeiro seguiam para as Minas levando mantimentos, ferramentas, louças, vestuários, armas, etc. Em Paraty aportavam embarcações da Bahia, com mercadorias e escravos que, distribuídos em lotes, subiam a Serra do Mar entabulando comércio com as vilas de cima. Não esquecer que o Correio da época era feito por meio das tropas. Esse tráfego era intenso e fortemente controlado pelas autoridades governamentais. E foi nesse cenário que um jovem português chamado Cypriano Gomes Veiga começou sua vida na nova terra. Através do minucioso estudo do seu testamento/inventário vieram à luz informações preciosas que nos fizeram imaginar um universo diferente de um comerciante-proprietário de um pouso de tropas. Cypriano Gomes Veiga nasceu em 1724, em Santa Maria de Passos, termo da vila de Melgajo, Arcebispado de Braga, Portugal. Filho legítimo de Manoel Vaz da Veiga e Ventura Domingues, foi casado com Maria Madalena Vieira. Além de proprietário de ranchos de passageiros e abastado comerciante era Sargento Mor e exerceu os cargos de Presidente da Câmara, Juiz de Órfãos e Tesoureiro do Cofre dos Órfãos. De seu casamento com Maria Madalena Vieira nasceram oito filhos: dois meninos e seis meninas. Forte negociante, Cypriano construiu uma sólida e ampla rede de ajustes envolvendo compradores e devedores em inúmeras localidades: Taubaté, Pindamonhangaba, Guaratinguetá, São Luiz do Paraitinga, vila nova de São José, Jacareí, São Paulo, Sorocaba, Paraty, Rio de Janeiro e Comarca do rio das Mortes. Homem de projeção econômica e social era proprietário de inúmeros imóveis na Vila de Taubaté, na região do atual bairro do Areão, casa em Tremembé, terrenos, chácaras, casa de venda e rancho de passageiros no bairro da Cruz Grande que, hoje, pertence ao município de Pindamonhangaba. Morava na Rua das Flores, mais tarde Rua do Rosário e, atualmente, Rua Visconde do Rio Branco, em uma casa de dois lanços grandes, de taipa de pilão, coberta de telha, com corredor, cozinha e estrebaria. Neste momento convido você leitor, a faz comigo a “viagem fantástica”, cujo

Uma Viagem

Fantástica

Quem era e como vivia o tropeito valeparaibano Cypriano Veiga

Agosto, 2015


passaporte será a imaginação de cada um e visualizarmos o interior da casa do Cypriano. Passando, cômodo por cômodo, nos reportarmos à residência de um tropeiro atípico do século XVIII. Como seria essa casa? Extremamente bem mobiliada, com requintes dificilmente vistos nas casas do interior da Brasil colônia. Enquanto era normal e corriqueiro dormir-se em redes ou esteiras espalhadas pelos cômodos, na casa de Cypriano havia catres (estrado suspenso nas bordas por pequenas estacas) tecidos de couro, com ou sem guarda-pés e camas de vento (portáteis) instalados, nos quartos de dormir. Na ampla sala, a partir do vestíbulo, estavam dispostos vários bofetes (pequenas mesas) confeccionadas em madeiras nobres: cedro, peroba, cabreúva, sem ou com gavetas. Esses móveis eram adornados com toalhas de Guimarães, toalhas de algodão enfeitadas de rendas, toalhas de cambraia rendada, e aquela de bretanha, também rendada. Completando a decoração havia os escabelos (assento pequeno de madeira, sem braços), os mochos de pés de cabra e assento de couro lavrado e os tamboretes de encosto. Algumas condessas (cesto de vime com tampa) ficavam esparramadas pelo ambiente e, para arrematar, uma bela arca de moscóvia (couro vindo da Rússia), de quatro palmos, com sua fechadura e chave ficava encostada em alguma parede completando o mobiliário da sala. Nos corredores e alpendres lá estavam elas: as redes de varandas de crivo – velhas e conhecidas testemunhas da simbiose dos costumes indígenas com a ‘roupagem’ ibérica. Alguns candeeiros (vaso de latão, folha de Flandes ou outra matéria, em que se coloca azeite e um pavio para alumiar); pequenos castiçais um lampião de latão ficavam dispostos. Passemos à cozinha: lá ficavam as dúzias de pratos de estanho fino e estanho grosso e um bule do mesmo material. Havia ainda as bacias de arame, bacias de cobre; os inúmeros tachos, tachinhos e tachões de cobre. O serviço de mesa mais requintado ficava por conta de louças azuis de Macau, tigelas da Índia, copos grandes com flores pintadas, copo oitavado, copinhos lavrados. Em nosso caminhar pela casa notamos a ausência daquele cômodo destinado aos Agosto, 2015

procedimentos íntimos e higiênicos: um banheiro. Cypriano era um homem zeloso e atento às necessidades de sua família; assim sendo ele providenciara duas bacias de urinar, uma nova e outra já usada! Continuando nossa viagem fantástica vamos dar uma espiadela em suas roupas e bens pessoais. Eram fora do comum. Ele era um homem que conhecia e gostava do que era bom: distribuídos entre as roupas da casa e as suas pessoais encontrei quinze variedades de tecidos da época: baeta, bretanha, cambraia, camelão, cetim, chita, chita de algodão, droguete, lemiste, linhagem, linho, nobreza, riscado, veludo e tafetá. Faziam parte de seu vestuário e bens pessoais: chapéus (sendo um deles enfeitado com galão de ouro), cabeleiras, casaca de lemiste, camisa de bertanha de França, vestia (vestido de homem, com mangas, chega até os joelhos) e calção de droguete, uma casaca e calção de veludo carmesim com vestia de seda branca de flores e sem mangas, calções: um de veludo preto e outro de nobreza azul, véstia de cetim amarelo, sem mangas, hábito de Terceiro, capote de camelão azul, chambre (tipo de roupão) de chita azul, timão (casaco de tecido grosso), opa de tafetá vermelha, meias brancas de seda e de algodão, um par de sapatos de veludo, chinelas de marroquim (couro curtido de bode ou cabra), um par de botas, botinas de chitão de algodão. Aviamentos de montaria: selas, arreios, freios, estribos; navalhas e suas pedras de amolar; ouro: em formato de jóias, cordões, botões,medalhas e crucifixos. Deixando a residência de Cypriano passamos rapidamente pela estrebaria onde ficavam guardadas as ferramentas: enxadas, funis, machados, foices, cavadeiras, enxó, facão, escopro, vazador, junteira, serra de mão e serra de armação; assim como certos instrumentos ligados à lida tropeira: corrente de quatro palmos, corrente mais grossa de duas braças e meia, colar e fuzil, ferro de marcar gado, estribos, estojo com lancetas, pipas e barris de carga. Finalmente, saímos novamente na Rua das Flores. Senhoras e senhores nossa viagem chegou ao seu término. Vamos apertar os cintos, pois na próxima página aterrissaremos novamente no século XXI, mas, sem dúvida, conosco levaremos para sempre um pouco do universo do Cypriano. revistavitti.com.br | Vitti | 77


Religiosidade

encontro de fé

O incentivo à tradição católica e o lugar comum para o compartilhamento da essência religiosa

O

Por Murilo Baracho

entendimento de Santuário compreende local de peregrinações, de grande fluxo de pessoas e com um elemento motivacional da fé relevante de forma regional, nacional ou internacional, e em Tremembé, interior de São Paulo, cidade de turismo religioso, isso não é diferente. Entre as ações que promovem os encontros de fé, evidencia-se a reza do Terço Mariano. Há cinco anos o Santuário Basílica do Senhor Bom Jesus de Tremembé, santuário patrimônio do Vale do Paraíba, acontece a reza do Terço Mariano, conduzida pela estudante de teologia Sueli Baracho. Tudo começou com um pequeno grupo de amigos que se reunia para rezar o terço, já conduzido por Sueli, nas noites de terças-feiras. Assim, o encontro virou costume e era finalizado com um lanche feito pelo próprio grupo. Com o passar das primeiras semanas, novos conhecidos da cidade de Aparecida passaram a participar do encontro. Essa participação foi crescendo até o momento em que os fiéis passaram a vir 78 | Vitti | revistavitti.com.br

em transportes fretados e o “lanchinho” simples teve de ser suspenso pelo aumento no número de pessoas. Quando tudo começou o Santuário estava de portas fechadas, passando pela primeira fase do projeto de restauração, Restau, que ainda está em andamento. Por isso, o encontro para a reza semanal do terço teve início no galpão provisório onde eram celebradas as missas. “A ideia surgiu e começamos a rezar, mas nunca imaginei que este trabalho fosse crescer tanto e ser importante para tanta gente. Hoje reconheço que tudo é parte de um projeto de Deus, que ainda está em andamento.”, afirma Sueli Baracho. Hoje, o Terço acontece dentro do Santuário, que já está de portas abertas novamente. E toda semana o encontro para a reza do terço recebe mais de 300 pessoas que vêm em busca das mais distintas graças, pedindo por elas aos pés da imagem do Senhor Bom Jesus de Tremembé. De acordo com o que conta Angela Paiva Ferreira, que participa do terço há alguns anos, colaborar com a realização desse encontro de fé é algo que renova, é uma oportunidade muito positiva. “Mudou a minha vida, as coisas começaram

a dar certo e hoje toda a minha família participa. Eu vou ao terço toda semana, não falto, e gosto muito, me faz bem”, comentou Angela. Além da reza do terço tradicional, o momento conta com orações espontâneas feitas por Sueli Baracho e músicas cantadas pelo Ministério Caminho da Graça, que também surgiu a partir dessa iniciativa. Atualmente muitos fiéis vão até o Santuário do Senhor Bom Jesus de Tremembé para o terço. Entre eles, peregrinos de diversas cidades do Vale do Paraíba e Litoral, como Taubaté, Pindamonhangaba, Caçapava, São José dos Campos, Aparecida, Guaratinguetá e Ubatuba, entre outras. Aos poucos, com o passar dos anos a iniciativa se tornou uma tradição e no momento atual as terças-feiras já são dias de compromisso fi xo para os fiéis. Individualmente ou em família, o momento dedicado para a reza do Terço acaba se tornando um investimento que tem como retorno o bem-estar pessoal e a satisfação pela fé. Vale a pena visitar o Santuário do Senhor Bom Jesus de Tremembé e conhecer essa e outras iniciativas que promovem encontros de fé no templo. Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 79


Cinema

V

Por Mariane Barros

inte anos de espera e o público que viu pela primeira vez com tanta realidade nas telas do cinema o Parque dos Dinossauros, pode agora reviver e relembrar os temidos dinos do tão monstro quanto (no melhor sentido da palavra) Steven Spielberg. O clássico, que veio com uma certa dúvida se alcançaria o mesmo sucesso da primeira trilogia, até o momento está arrebatador feito um T-Rex, passando por cima de outras gigantes bilheterias e franquias como as do mundo Marvel e seus heróis vingadores. O interessante é ver durante o novo fi lme, Jurassic World, alguns elementos e cenários usados nos primeiros fi lmes da série que dão aquele toque de nostalgia e de que, de fato, te fazem sentir que aquele parque é familiar e até mesmo que já estivemos nele. Há vinte anos, a tecnologia se resumia a bugs em trilhos parecido com o que vemos em safaris, mas, no novo filme, redomas futurísticas tomam o lugar dos antigos carrinhos em trilhos e ali podemos ver o quanto evoluímos nesses 20 anos. Sem

80 | Vitti | revistavitti.com.br

dúvidas, a evolução da tecnologia é um dos grandes elementos desse filme. Jurassic World é um filme com bastante ação e aventura, que irá matar um pouco a ansiedade e a saudade daqueles que sempre acompanharam a trilogia. E esses fãs dos dinossauros com certeza irão gostar de uma importante participação em Jurassic World, que é, sem dúvida, o momento mais emocionante do fi lme, o qual mostra quem realmente manda nessa história. Vale muito a pena conferir! Curiosidades: - Depois de pensar a respeito, Steven Spielberg decidiu não dirigir Jurassic World, e ficou apenas como produtor. - De acordo com o website concebido para parecer-se com a real plataforma digital do parque, Jurassic World está aberto desde 2005. - O jipe reparado por Zach e Gray é numerado “29”, que é exatamente a mesma numeração do veículo turístico que John Hammond montou no início de Jurassic Park – Parque dos Dinossauros (1993). Mariane Barros é jornalista Contato: marianebarros@quiririmnews.com.br

Agosto, 2015


Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 81


A gravação do Programa Tempero Caipira do dia 22.07 foi um sucesso.

Nossa próxima gravação acontece em 09 de Setembro/15. Obrigados a todos e não percam a próxima que pode ser em sua cidade. Informações 3413.1068 Acompanhe o Tempero Caipira nas mídias sociais: facebook.com/programatemperocaipira

82 | Vitti | revistavitti.com.br

Agosto, 2015


A importância de investir em Mídias Sociais www.tivionline.tv • www.facebook.com/tivionlinepontotv • #tivinavitti

O poder do Marketing Político Digital em 2016 por Leandro Rehem Artigo, E-mail Marketing, Marketing Digital, Planejamento, Vídeo Marketing

O cenário das comunicações foi mudado completamente com a intensa interferência da tecnologia, gerando novos e revolucionários meios. Vivemos num momento de crise política, porém não devemos esquecer que 2016 teremos eleição e, mais uma vez, a chance de mudar o rumo de muitas cidades e repensar o jeito de se fazer campanhas, discutir política e de fazer marketing político na internet.

Você já tem uma estratégia de marketing político digital para 2016? Essa deenição não precisa ser complexa, mas deve ser clara e fazer sentido tanto na web como para a sua campanha como um todo. A internet não é apenas mais um meio, é a mídia que pode mudar o rumo da sua campanha. Ela integra diversas mídias, possui audiência, segmenta públicos, gera resultados. Os políticos que já conseguiram se articular com as novas comunicações estão com um posicionamento estrategicamente muito vantajoso, sem dúvidas. A boa notícia para quem estiver concorrendo é que a grande maioria não tem um plano digital.

A oportunidade para você organizar seu plano digital é agora! Agora é a hora de você montar um arsenal suuciente para não ter que fazer algo improvisado e não car perdido sem saber o que realmente está fazendo na internet.

Consulte a Tivionline #MarketingPolítico2016

Agosto, 2015

revistavitti.com.br | Vitti | 83


www.revistavitti.com.br

ø ruazero.com

#euestouaqui

Empresas, produtos, serviços e tudo mais que importa na região está na Vitti. Você ainda não está? Ligue pra gente.

Jacareí São José dos Campos Caçapava Taubaté Tremembé Pinda Aparecida Guaratinguetá Lorena Cruzeiro Santo Antonio do Pinhal Campos do Jordão Passa Quatro Ubatuba 84 | Vitti | revistavitti.com.br

Agosto, 2015

Revista Vitti, agosto 2015 Edição n116  

Nesta edição, entrevistamos Matteo Celano Ebram, estudante de Taubaté medalhista na Olimpíada de Biologia na Dinamarca. Confira também: Negó...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you