__MAIN_TEXT__

Page 1


editorial.indd 4

19/12/2018 21:45:50


EDITORIAL ATÉ 2019 Nesta última edição de 2018 A REVISTA TÊXTIL é uma publicação da

podemos dizer que não tivemos um

R. da Silva Haydu & Cia. Ltda.

ano fácil, mas apesar disso, tivemos

Inscr. Est.: 104.888.210.114 CNPJ/MF: 60.941.143/0001-20 MTB: 0065072/SP

bons sinais de que novos tempos

Diretor-Presidente: Ricardo Haydu Diretora de Redação: Clementina “Vivi” Haydu Jornalista: Renata Martorelli Designer: Carlos C. Tartaglioni Foto da capa: Arquivo

quando o assunto é tecnologia, já

Representantes Comerciais Europa: International Communications Inc. Andre Jamar 21 rue Renkin: 4800: Verviers: Belgium Tel/Phone: + 32 87 22 53 85 / Fax: + 32 87 23 03 29 e-mail: andrejamar@aol.com Ásia (Asian): Buildwell Int. Co., Ltd. Nº 120, Huludun, 2nd St., Fongyuan, Taichung Hsien: Taiwan 42086: R.O.C. Tel/Phone: + 886 4 2512 3015 / Fax: + 886 4 2512 2372 Coréia (Korea): Jes Media International 6th Fl., Donghye-Bldg.: 47-16, Myungil-Dong Kandong: Gu: Seoul 134-070 Tel./Phone: + (822) 481-3411/3 / Fax: + (822) 481-3414 Correspondente na Argentina: Ecodesul Av. Corrientes, 3849: Piso 14° OF. A. Buenos Aires: Argentina Tel/Phone: (541) 49-2154 / Fax: (541) 866-1742

todos os eventos importantes do setor,

Órgão Oficial das entidades

estão

chegando,

principalmente

que a indústria 4.0 veio para ficar. A Revista Têxtil acompanhou nacionais e internacionais, e levou para você, nosso leitor e amigo, os últimos lançamentos da cadeia têxtil. Nossa missão é estarmos sempre antenados com a indústria têxtil mundial para podermos informar as últimas notícias do mundo têxtil. Em 2018 foi assim e esperamos continuar trabalhando duro em 2019, sempre apoiando o nosso mercado. Nesta edição você poderá conferir a cobertura completa da ITMA Ásia 2018, que aconteceu de 15 a 19 de outubro de 2018, no Centro Nacional de Exposições e Convenções, em Xangai, na China. Destacamos algumas das novidades e tecnologias que foram lançadas no evento. Com tanta tecnologia lançada pelo setor na ITMA Ásia 2018, a ITMA Barcelona 2019 já se torna muito

Órgão de divulgação das entidades Abint: Associação Brasileira das Ind. de NãoTecidos e Tecidos Técnicos; Núcleo Setorial de Informação do SENAI/CETIQT; Redação/Administração Rua Albuquerque Lins, 1151 2º andar: Santa Cecília Cep 01230-001: São Paulo: SP: Brasil Tel/Phone: +55-11-3661-5500 E-mail: revistatextil@revistatextil.com.br Site: www.revistatextil.com.br Publicação bimestral com circulação dirigida às fiações, tecelagens, malharias, beneficiadoras, confecções nacionais e internacionais, universidades e escolas técnicas. Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem, necessariamente, a filosofia da revista. A reprodução total ou parcial dos artigos desta revista depende de prévia autorização da Editora. Redação Releases, comentários sobre o conteúdo editorial, sugestões e críticas a matérias. Pedidos de informação relacionados às matérias e à localização de reportagens: e-mail: redacao@revistatextil.com.br Publicidade Anuncie na REVISTA TÊXTIL e fale diretamente com o público leitor mais qualificado do setor têxtil no Brasil e no mundo: e-mail: revistatextil@revistatextil.com.br Assinaturas Para renovação e outros serviços, escreva para: e-mail: revistatextil@revistatextil.com.br

esperada, e será realizada de 20 a 26 de junho de 2019, ocupando os nove pavilhões de exposições da Fira de Barcelona, na Gran Via, na Espanha. Estivemos também na FebraTêxtil – Feira Brasil Têxtil 2018, que aconteceu entre os dias 23 e 25 de outubro, no Anhembi Parque, em São Paulo. O evento homenageou o Dr. Caio de Alcântara Machado, idealizador, promotor e organizador da Fenit/Fenatec , através da Exposição “Uma história pra contar”, que contou com o apoio das empresas LYCRA®, Rhodia Solvay, CHT Brasil Química, Golden Technology, NILIT, Santista e SPG Prints. Trazemos também informações sobre o 57º Congresso Global de Fibras de Dornbirn e do 7º Simpósio de Têxteis Inteligentes, que aconteceram na Áustria, entre os dias 12 e 14 de setembro de 2018, onde o setor têxtil mostrou a tendência crescente de colaboração interdisciplinar no domínio dos têxteis inteligentes. Foi um prazer estar ao seu lado em 2018! Nos vemos em 2019! Boas festas!

Revista Têxtil #758 I 01

editorial.indd 1

19/12/2018 21:40:07


SUMÁRIO 04

ABIT

05

ABTT

06

TECNOLOGIA

19

CONGRESSO

24

PIONERISMO

28

ARTIGO

32

FEBRATÊXTIL

38

MERCADO

39

PREVIEW

40 41

EVENTOS

42

NOTÍCIAS

46

RELAÇAO DE FORNECEDORES

ACORDOS BILATERAIS PODEM SER UM NOVO CAMINHO PARA O BRASIL

RESULTADOS E PERSPECTIVAS

XANGAI RECEBEU MAIS UMA EDIÇÃO DA ITMA ASIA + CITME

CONGRESSO INTERNACIONAL ABIT 2018

SINTEQUÍMICA DO BRASIL: TRAJETÓRIA DE PIONEIRISMO E SUCESSO

RIETER: O MODELO CERTO PARA TODOS

FEBRATÊXTIL 2018

31ª COLOMBIATEX ABRE AGENDA DE NEGÓCIOS DO SETOR TÊXTIL EM 2019

ITMA BARCELONA 2019

7º SIMPÓSIO DE TÊXTEIS INTELIGENTES 2018 E 57º DORNBIRN-GFC 57º CONGRESSO GLOBAL DE FIBRAS DE DORNBIRN

ERRATA Na última edição, na reportagem sobre a Febratex 2018, foi publicado que a empresa Milainox “é líder brasileira na fabricação de máquinas envasadoras, seladoras e datadoras automáticas e semiautomáticas e totalmente mecânicas, com mais de 1.000 unidades vendidas em seus 30 anos de experiência”, mas essa informação está incorreta. A Fecho Milainox não trabalha com esses segmentos. A empresa é especialista em fechos para embalagens. https://www.fechomilainox.com.br/

02 I Revista Têxtil #758

editorial.indd 2

19/12/2018 21:40:07


editorial.indd 3

19/12/2018 21:40:09


ABIT

ACORDOS BILATERAIS PODEM SER UM NOVO CAMINHO PARA O BRASIL

O

telefonema do mandatário dos Estados Unidos, Donald Trump, ao presidente eleito do Brasil, logo após a confirmação da vitória deste nas eleições, pode ser o início de uma nova relação comercial mais ampla e profunda entre os dois países. Embora ainda incipiente, esse primeiro aceno vai ao encontro de algo que Jair Bolsonaro tem defendido com ênfase em suas entrevistas à mídia e comunicados nas redes sociais: a intensificação de relações comerciais com nações que possam agregar valor à nossa economia e gerar empregos.     Sem dúvida, acordos bilaterais, em conjunto com o Mercosul, com economias como a norte-americana seriam mais benéficos para o Brasil do que uma abertura unilateral sem contrapartidas, como às vezes se preconiza. É inegável que nosso país precisa estar mais presente e interagir de modo mais intenso com o mundo no plano comercial, mas de maneira planejada e estruturada, avançando concomitantemente na agenda da competitividade e da produtividade e por meio de acordos internacionais que envolvam comércio, serviços e investimentos.  Nosso país, ou melhor, o Mercosul mantém impostos de importação coerentes com o grau de competitividade sistêmica que é oferecido atualmente às empresas instaladas nos quatro membros do bloco. Outra questão a ser considerada é a reciprocidade, especialmente num cenário global em que se assiste ao recrudescimento do protecionismo e no qual, portanto, precisamos garantir o acesso dos produtos brasileiros, principalmente com preferências tarifárias negociadas por meio de acordos. Se, por um lado, não podemos nos considerar um país fechado comercialmente, tampouco devemos nos acomodar ao nosso presente estágio no mercado global. No tempo certo e sob as condições adequadas, precisamos almejar mais abertura e ampliação de nossos fluxos comerciais e de investimentos. Isso implica lições de casa profundas. 

por

FERNANDO V. PIMENTEL

O País precisa desenvolver fundamentos eficazes para ampliar sua integração comercial internacional, sob risco de promovermos uma aceleração ainda maior da desindustrialização e agravarmos o sério problema do desemprego. Temos carga de impostos, inclusive sobre os investimentos, e juros reais entre os mais altos do Planeta; câmbio invariavelmente desfavorável às exportações; e infraestrutura deficiente e onerosa. Todos esses fatores são prejudiciais à competitividade. Por isso, esperamos que o novo governo e legislatura do Congresso Nacional realizem com agilidade as reformas estruturais, como a tributária e a previdenciária, e o combate à burocracia e insegurança jurídica. Essas medidas são importantes para reforçar nossa capacidade de concorrer na economia global e não deixar nosso mercado fragilizado no contexto de uma intensificação do comércio exterior. Sem esses avanços, fragilizaríamos muito nossa indústria, que é bem estruturada e tem uma história concreta de competitividade intramuros, apesar do muito que ainda teremos de fazer para estar em linha com as profundas transformações representadas pela chamada Indústria 4.0.  Melhorar a capacidade brasileira de competir em patamares mais elevados no mercado global é uma tarefa árdua, importante e necessária. Obviamente, não podemos esperar a solução de todos os problemas para nos inserir no mundo. Porém, há condições mínimas de competitividade para subsidiar esse avanço. Relações bilaterais seguindo mecanismos de origem que estimulem a legítima e necessária integração produtiva com os Estados Unidos, como sinalizou Donald Trump, União Europeia e as fortes economias da Ásia podem ser um ótimo e promissor começo. RT

*Fernando Valente Pimentel é o presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit)

04 I Revista Têxtil #758

ABIT.indd 4

19/12/2018 21:33:46


ABTT

RESULTADOS E PERSPECTIVAS

U

nindo toda a Cadeia Têxtil, este é o lema que a ABTT está empenhada em manter todos os profissionais têxteis, juntamente com seus associados e diretoria. Estamos passando por mudanças em tecnologia, conceito, inovações, mercado entre outros, e uma associação profissional também tem de passar por renovações para atender a demanda de seus associados, visando levar conteúdo e conhecimento, e neste sentido, a ABTT vem se reestruturando com seus conceitos e ações. Neste ano criamos e iniciamos diversas formas em compartilhar informações a todos interessados pelo conhecimento. Nosso site foi todo remodelado com os mais novos conceitos de visualização e conteúdo. Criamos a interação com todas as mídias digitais, com isso atingimos o maior número de pessoas que estão buscando informações. Para maior divulgação sobre os conceitos da ABTT foi criado o nosso primeiro vídeo institucional de uma forma simples, que pode ser compartilhado, proporcionando maior divulgação. Com relação às instituições de ensino e associações industriais e comercias, continuamos e aprimoramos as nossas parcerias mantendo maior aproximação em âmbito nacional. Com empresas parceiras tivemos varias ações como seminários tecnológicos e Fórum de Inovação. Participamos do III Fórum de Manufatura, com uma palestra sobre evolução da indústria têxtil proferida por nosso Conselheiro Julio Caetano, em São Paulo, SP. Realizamos Seminários Tecnológicos com empresas parceiras nas cidades de Americana, SP e Blumenau, SC, sobre Industria 4.0 e Logística 4.0. e também tivemos a participação do nosso Conselheiro Reinaldo Rozzatti ,que foi o presidente da mesa no fórum de Estamparia Digital na feira Serigrafia Sign FutureTêxtil em São Paulo, SP. Comemoramos o Dia do Profissional Têxtil na Fatec de Americana, SP, com palestras e confraternização, reunindo empresários E profissionais têxteis de toda região. Participamos ativamente como membro do Comitê de Química Têxtil Estamparia Digital da ABIT. Fomos convidados (e estamos participando) a ser membro da Câmara Ambiental da Indústria Têxtil – Cetesb/SP.

por

NELSON PEREIRA JR. PRESIDENTE DA ABTT

Realizamos o Fórum de Estamparia Digital na Febratex 2018, com as principais empresas e especialistas deste segmento. Realizamos o Seminário Tecnológico na Febratex 2018 com os mais diferenciados temas que envolvem os principais conceitos na indústria têxtil. Participamos do Congresso Internacional da ABIT, nossa grande parceira. Apoiamos a XXI Semana Acadêmica da Escola SENAI Francisco Matarazzo e Faculdade de Tecnologia SENAI Antoine Skaf. Apoiamos Institucionalmente a Semana de Engenharia Têxtil da Universidade do Rio Grande do Norte. Realizamos o 6º CONTEXMOD Congresso Têxtil e Moda voltado para trabalhos acadêmicos e científicos na UNIFEBE em Brusque, SC. Participamos do Encontro Têxtil entre o SENAI CETIQT e ABTT no Rio de Janeiro, RJ, com a presença de diversos técnicos têxteis, para apresentar as ações das duas entidades. Na Febratextil 2018 a ABTT participou com um estande institucional, com o seu novo perfil, mais moderno e interativo. Sabemos que o trabalho é árduo, mas com planejamento podemos superar, portanto a Diretoria da ABTT vem planejando suas próximas ações para o próximo ano. As seguintes ações estão em pauta para serem executadas na medida do possível, que são: • Participação na Colombiatex 2019 para absorver conhecimento em um evento que conta com excelentes palestras tecnológicas e de conteúdo. • Participação na AgresteTex em Caruaru, PE, com palestra e estande institucional. • Seminários Tecnológicos Regionais em SP, MG, RJ, SC, BA, CE, PE, SE, PA, RN e GO. • Realização do 7º CONTEXMOD no SENAI CETIQT Rio de Janeiro, RJ. • Encontro Nacional dos Técnicos e Têxteis no Rio de Janeiro, RJ. • Participação na ITMA 2019 para obter conhecimento e retransmitir aos associados. Estamos empenhados com todo o nosso planejamento para poder continuar a ser o elo entre todas as entidades de classe, de ensino do setor têxtil, para reRT presentar a todos os profissionais têxteis.

Revista Têxtil #758 I 05

abtt.indd 5

19/12/2018 21:33:58


TECNOLOGIA Dornier

XANGAI RECEBEU MAIS UMA EDIÇÃO DA

ITMA ASIA + CITME Evento reuniu as principais tecnologias para o mercado têxtil internacional

A

ITMA ASIA + CITME aconteceu entre os dias 15 e 19 de outubro de 2018, no Centro Nacional de Exposições e Convenções, em Xangai, na China, e marcou mais uma edição de sucesso do maior evento têxtil do mundo. Confira os principais lançamentos que foram apresentados nesta edição.

ACIMIT A ITMA ÁSIA + CITME 2018 contou mais uma vez com a tecnologia italiana e suas soluções inovadoras e sustentáveis. Cerca de 130 empresas italianas expuseram na feira, e 63 delas através dos grupos organizados pela ACIMIT (Associação Italiana de Fabricantes de Máquinas Têxteis) e pela Agência ICE. A área total de exposição ocupada pelas empresas italianas foi de aproximadamente 6,3 mil metros quadrados, o

06 I Revista Têxtil #758

ITMA ASIA.indd 6

por RENATA MARTORELLI E REINALDO APARECIDO ROZZATTI

que colocou a Itália entre as principais nações expositoras do evento. A Ásia e a China, em particular, representam os principais mercados estrangeiros para os fabricantes italianos de máquinas no setor. Durante o primeiro semestre de 2018, 46% das exportações italianas de máquinas têxteis foram destinadas à Ásia, em comparação com 37% para países europeus e 12% para as Américas. O mercado chinês é o principal destino das exportações italianas, com uma participação de 16% do total. Nos primeiros seis meses de 2018, o valor das exportações ascendeu a 156 milhões de euros (-8% face ao primeiro semestre de 2017). Outros importantes destinos de exportação para fabricantes italianos de máquinas na Ásia incluem Índia, Bangladesh e Paquistão.

Fotos: divulgação

19/12/2018 21:38:04


TECNOLOGIA Dilogroup

“As perspectivas para o mercado chinês continuam positivas, apesar da demanda por máquinas têxteis estrangeiras neste primeiro semestre ter sido bastante lenta”, confirma o presidente da ACIMIT, Alessandro Zucchi. A demanda por maquinário na China está focada principalmente em tecnologias capazes de combinar economia em custos de produção com sustentabilidade ambiental. “Acredito que, para aumentar a competitividade internacional, os fabricantes de têxteis na China, tal como em outros países, devem visar à digitalização dos processos de produção, visando à sustentabilidade nas soluções tecnológicas que adotam”, conclui Zucchi.

BRÄCKER A suíça Bräcker, líder na fabricação de componentes para máquinas de fiação de anéis, mostrou suas últimas inovações na ITMA Asia, que permitem que as fiações aumentem sua produção com uma eficiente relação custo-benefício. A empresa demonstrou a capacidade de gerar valor adicional para o cliente, utilizando sua expertise em fiação a anel. O tratamento de superfície dos viajantes ONYX oferece uma maior eficiência. O melhor deslizamento permite um aumento da velocidade do fuso em até 1000 rpm e prolonga a vida útil do viajante em até 50%. A grande superfície de contato entre o viajante SFB e o anel ORBIT permite velocidades de fuso aumentadas, mesmo com

fibras como a viscose ou com fibras tendendo a danos térmicos, e Poliéster. Velocidades mais altas de 10 a 20% são alcançadas em comparação com o sistema de anel em flange em T / viajante em forma de C. Para atender às novas demandas, a carteira de viajante do SFB foi substancialmente ampliada em relação aos perfis e pesos. BERKOL® – Toda a gama de cilindros superiores e berços longos utilizados em uma fiação pode ser processada em apenas uma única máquina. Qualquer execução do rolete superior guiado pelo centro é totalmente aterrada automaticamente no MultiGrinder BERKOL®. O multigrinder MGL / MGLQ é uma máquina de moagem muito flexível para fiações de tamanho médio e pequeno, com até 50.000 fusos. A operação é feita apenas pela parte frontal da máquina e a ergonomia ideal do MultiGrinder permite uma operação eficiente.

DILOGROUP A Ásia tem sido um dos mercados mais importantes para a produção de nãotecidos durante muitos anos. Com linhas de produção de couro artificial, geotêxteis, filtros automotivos e artigos de higiene, a Dilo tem sido bem sucedida na Ásia. Para desenvolver ainda mais o mercado asiático, a Dilo abriu uma subsidiária na Índia perto de Nova Deli, permitindo um relacionamento mais próximo com os clientes, e um suporte mais rápido para vendas e serviços.

Revista Têxtil #758 I 07

ITMA ASIA.indd 7

19/12/2018 21:38:07


TECNOLOGIA

Dornier

Uma tendência positiva nos últimos anos levou à substituição de estruturas metálicas por compostos de carbono em grandes quantidades. Até agora o seu ciclo de vida não está fechado e a reciclagem desses componentes é uma tarefa a ser resolvida. Com sua nova linha compacta, a Dilo contribuiu significativamente para a reciclagem de compósitos. Fibras descontinuadas de carbono reciclado são reprocessadas em feltros e convertidas em novos elementos estruturais. Em contraste com a maioria das fibras, as fibras de carbono têm características que requerem a adaptação da teia que se forma dentro da máquina de cardar. Com seu cartão compacto (DCL), a Dilo encontrou esses desafios e introduziu um novo processo. A linha compacta também atende aos requisitos para a produção de pequenas quantidades de feltros feitos de outras fibras especiais de alta qualidade, como cerâmica ou PTFE. A Dilo apresentou a linha compacta pela primeira vez em 2015 e agora já está em uso na indústria. Com largura de trabalho de 1,1x2,2m, requer um espaço de apenas 60 m².

DORNIER Cada vez mais empresas têxteis chinesas estão escolhendo as máquinas de tecelagem da DORNIER para atender à crescente demanda por tecidos técnicos de alta qualidade para peças de aeronaves, filtros, têxteis automotivos e de segurança. Na feira ITMA Ásia International Textile Machinery, em Xangai, o líder tecnológico alemão exibiu a tecnologia de tecelagem mais avançada do mundo para a produção de tecidos de alta

performance. “A China sempre foi um mercado importante para nós, mas desde que a demanda por têxteis de maior qualidade começou a crescer, tornou-se nosso maior mercado”, diz Wolfgang Schöffl, chefe de teares da unidade de negócios da DORNIER. Na China, as máquinas de tecer LiDO são usadas para criar cachecóis finos e vestuário feminino de lã de caxemira e seda, bem como peças de avião intrincadas de fibras de carbono. Esta última categoria faz parte do crescente mercado global de têxteis técnicos, com revestimentos especiais, airbags e filtros. A DORNIER também expôs outras tecnologias na feira, como uma máquina de tecer a jato de ar para fabricar estofado de automóveis e uma máquina de tecer airbag.

EFI A Electronics For Imaging, Inc. – EFI levou para a ITMA Ásia suas mais recentes inovações para impressão digital têxtil. A empresa apresentou a inovadora EFI Reggiani COLORS, uma impressora têxtil digital que oferece produção de alta qualidade em até 12 cores; a solução EFI Reggiani TERRA, tinta pigmentada para um processo têxtil mais ecológico, rápido e competitivo; o Software de projeto CAD 2D / 3D EFI Optitex®; e o pacote de software EFI Fiery® DesignPro para preparação e produção de impressão. Os produtos da EFI Reggiani, juntamente com algumas das inovações de software mais avançadas do setor, simplificam a transição da produção convencional para a digital. A Impressora Reggiani COLORS - a quarta impressora têxtil industrial de alta tecnologia da EFI lançada

08 I Revista Têxtil #758

ITMA ASIA.indd 8

19/12/2018 21:38:08


TECNOLOGIA

EFI

Graf

em menos de um ano de desenvolvimento - oferece uma configuração única de imagens para clientes que buscam estabelecer uma vantagem competitiva distinta. A impressora opera em velocidades de até 560 metros quadrados por hora, oferecendo qualidade de impressão e uniformidade incomparáveis com ​​ uma gama de cores estendida, profundidade de cor superior e maior penetração no tecido. A nova versão do software EFI Optitex na tela, O / 18, oferece uma experiência mais rápida, mais personalizável, economizando tempo e recursos. O software oferece mais de 100 tipos de tecidos pré-definidos, possibilitando a visualização dos projetos antes de criar amostras físicas, em um ambiente digital mais realista.

Os novos pentes FIXPRO C35 e C40 foram apresentados pela primeira vez em uma feira internacional e contam com 35 ou 40 dentes, respectivamente. Já o Sistema EasyTop de guarnições planas representa as configurações ideais do intervalo de cardação e reduz a perda de fibras boas. Além disso, o manuseio de reposição de roupas planas é muito mais fácil e pode ser feito sem equipamento especial. A linha de guarnições flexíveis, bem conhecidas pelas marcas, resist-O-top ou InLine-X-Top, é sinônimo de qualidade, com maior vida útil em comparação aos produtos concorrentes em curto e médio prazo. Além das aplicações que foram exibidas na feira, a Graf oferece uma ampla gama de soluções nos processos de cardagem, penteagem e nãotecidos.

GRAF A empresa Graf, localizada em Rapperswil, na Suíça, é uma das principais fornecedoras de guarnição de carda, cilindros para cardas e pentes para penteadeiras. Como um fornecedor completo de sistemas, a Graf oferece um pacote abrangente desde o produto até consultoria técnica. A Graf também oferece suporte aos seus clientes, desenvolvendo soluções sob medida para todas as suas necessidades de aplicação. Os novos produtos e sistemas da Graf têm como objetivo fortalecer a posição dos clientes em seus mercados. A Graf + Cie AG mostrou seu amplo portfólio de soluções para o processo de fiação e preparação de fibras. Destaque para a Ri-Q-Comb flex, inovadora série de pentes circulares com altura ajustável para até 20% menos imperfeições.

GROZ-BECKERT A Groz-Beckert esteve presente no evento com todas as áreas de atuação da empresa. Para estabelecer uma comunicação ideal no mercado chinês, a conta WeChat da Groz-Beckert entrou em operação em 2017, e desde então, o fabricante de agulhas tem fornecido notícias semanais sobre a empresa, seus produtos e serviços, bem como os tópicos mais recentes relacionados a todos os aspectos do mercado têxtil chinês. Como de costume no WeChat, o conteúdo é publicado em chinês - a conta Groz-Beckert também inclui links para conteúdo em inglês. No estande da Groz-Beckert, os visitantes tiveram a oportunidade de conhecer mais sobre a conta oficial da empresa no WeChat.

Revista Têxtil #758 I 09

ITMA ASIA.indd 9

19/12/2018 21:38:13


TECNOLOGIA

Groz-Beckert

A área de produtos de tricô (tricô e urdidura) apresentou seu portfólio para malharia circular, malharia plana e malha de urdume. Este ano, uma nova máquina de meias completou os insights sobre as diferentes tecnologias de malharia. Como fornecedora de sistemas, a empresa oferece uma variedade de produtos em sua divisão de Tecelagem. A máquina de atar de alta performance KnotMaster foi apresentada para a preparação da tecelagem, caracterizada por uma ampla variedade de funções, que vão desde nós simples e duplos e extremidades de nós curtos, até quatro tipos de nós e monitoramento de quebra de fios. Como parceira de desenvolvimento do Centro de Desenvolvimento Têxtil (TDC) em Albstadt, na Alemanha, a Groz-Beckert apresentou uma linha de perfuração de agulhas de fibras descontínuas no campo de feltros (nãotecidos). O sistema está disponível para clientes e parceiros para testes e projetos conjuntos. A divisão também apresentou sua agulha patenteada GEBECON® Felting Needle, que oferece melhor qualidade de superfície e ótima resistência à flexão.

JAKOB MÜLLER AG Fundada na Suíça em 1887, a Jakob Müller AG é a empresa líder mundial em tecnologia para a fabricação

de fitas e malhas, cordas, etiquetas, têxteis técnicos, tinturaria, etc. O programa de fornecimento da Müller cobre todas as necessidades da indústria de fitas e de tecidos estreitos, desde o processamento de fio individual até o produto acabado e confeccionado. A empresa subsidiária COMEZ International s.r.l. da suíça Jakob Müller AG, solicitou no Escritório de Propriedade Intelectual no local a aplicação de liminares temporárias para impedir violações de patentes de projeto contra os fabricantes chineses DKY Machinery Co., Ltd, Huibang Machine (Yingkou) Co., Ltd e Dah Heer Industrial Co. Ltd. No primeiro dia da feira, Jakob Müller descobriu que as máquinas das três empresas mostravam clara violação da propriedade intelectual da COMEZ, sem a permissão da Jakob Müller ou da COMEZ. O patenteador imediatamente apresentou uma queixa ao escritório de DPI contra essas empresas, para proibir a exibição dos sistemas infratores. O Escritório de DPI serviu os materiais de reclamação a três empresas na manhã do segundo dia e fixou um prazo de 24 horas para uma contraindicação aos três infratores. Um deles, Dah Heer, removeu o sistema infrator ativamente, e os outros, DKY e Huibang, apresentaram uma contraindicação. Depois que o IPR Office avaliou essas declarações e avaliou a possibilidade das infrações, o IPR Office exigiu que removessem os sistemas envolvidos na patente em 17 de outubro de 2018. Os sistemas em questão foram removidos por DKY e Huibang e não foram mais exibidos até o final da feira.

KARL MAYER A Karl Mayer destacou suas mais recentes inovações na ITMA ASIA + CITME. Como pioneira na construção de máquinas têxteis, a empresa segue uma ampla estratégia de digitalização. As iniciativas para essa estratégia estão sendo coordenadas por Antonia Gottschalk e desde março de 2018, a empresa faz parte da ADAMOS, uma aliança formada por empresas industriais e de software. No final de 2017, a Karl Mayer montou sua própria start-up em Frankfurt, conhecida como Digital Factory, para desenvolver modelos de negócios digitais, produtos e serviços inovadores. Agora uma nova marca foi lançada na ITMA ASIA + CITMA. “A administração está se concentrando na KM Digital Factory. Juntamente

10 I Revista Têxtil #758

ITMA ASIA.indd 10

19/12/2018 21:38:14


TECNOLOGIA

Revista Têxtil #758 I 11

ITMA ASIA.indd 11

19/12/2018 21:38:15


TECNOLOGIA

Karl Mayer

com o nosso envolvimento na ADAMOS, a nova empresa nos permitirá disponibilizar rapidamente as melhores soluções digitais para oferecer o máximo benefício aos nossos clientes”, afirma o Diretor Geral da Karl Mayer, Arno Gärtner. Pela primeira vez, a Karl Mayer apresentou sua própria solução para a ligação em rede de suas máquinas. Essa solução digital proporciona aos seus clientes transparência em tempo real em relação ao desempenho das máquinas e pode ser usada na própria rede da empresa. Com sua máquina de engomagem PROSIZE®, a Karl Mayer oferece às empresas de tecelagem uma máquina baseada no conceito de sustentabilidade. Com esta máquina, a solução de goma é aplicada por um processo altamente eficiente, e em comparação com os métodos convencionais, isso reduz o consumo de solução de goma em até 10% e reduz os volumes de banho. As reduções de consumo também significam menor consumo de energia no preparar dos produtos químicos e, além disso, menos efluentes produzidos. O elemento central do sistema PROSIZE®, a VSB Size Box, também foi exposta em Xangai.

LOEPFE A Loepfe apostou em soluções de controle de qualidade para a indústria têxtil na ITMA Asia, além do conhecido YarnMaster ZENIT + para enrolamento e o

WeftMaster FALCON-i para controle de qualidade de materiais de alta tecnologia. Novos resultados de medição do recurso altamente preciso YarnMaster ZENIT + OffColor coletados em cooperação com um cliente estiveram disponíveis. O estudo de caso mostrou resultados impressionantes na detecção de variações de cor no poliéster. O sensor de defeitos de fio cada vez mais popular WeftMaster FALCON-i também foi exibido. Após a crescente demanda observada na América do Norte, a Loepfe vê um crescimento similar no mercado asiático para controle confiável de qualidade dos últimos materiais de alta tecnologia, como fibras de carbono, monofilamentos, multi-filamentos e fiados em todas as composições de materiais. O sensor ótico de defeito do fio remove os menores nós, penugem, filamentação, pontos grossos e rupturas capilares antes de ser entrelaçado no tecido. O sensor está sendo usado cada vez mais para aplicações críticas de segurança, como tecidos para airbags, cordas de pneus, materiais de filtragem, tecidos arquitetônicos e lona de vela, onde os requisitos de qualidade são muito altos. O espaço de Soluções de Laboratório também forneceu informações interessantes. O YARNMAP proporciona um aumento na eficiência do teste de fios em relação a tempo, espaço, manutenção e atendimento ao operador. Todos os tipos de fios são testados de forma

12 I Revista Têxtil #758

ITMA ASIA.indd 12

19/12/2018 21:38:16


TECNOLOGIA

Revista Têxtil #758 I 13

ITMA ASIA.indd 13

19/12/2018 21:38:16


TECNOLOGIA automática, enquanto, ao mesmo tempo, os produtos de preparação da fiação podem ser testados em um segundo sensor de medição.

NOVIBRA A Novibra, com sede na República Tcheca, é criadora de tendências em tecnologia de fusos e o maior produtor mundial de fusos. Desde a introdução do conceito revolucionário High Precision Spindle (HPS) há 30 anos, a empresa tem lançado continuamente produtos inovadores para as modernas fiações do mercado. O fuso LENA foi projetado para as mais altas velocidades com o objetivo principal de alcançar menor consumo de energia. Possui sistema de amortecimento duplo Novibra Premium para carga mínima no rolamento do pescoço e rolamentos exclusivos do eixo LENA com diâmetros de 5,8 e 3 mm apenas. Como resultado, o menor atrito e o diâmetro reduzido do fuso trazem uma economia de energia na média de 4 a 6%. Já a nova geração de coroas de fixação, CROCOdoff e CROCOdoff Forte, funcionam automaticamente dependendo da mudança de velocidade do fuso e, portanto, não há ajuste significativo na máquina necessário. As principais vantagens são: a redução dos custos de manutenção, desperdício, e devido à redução do atrito do ar, também do consumo de energia.

OERLIKON O setor de Fibras Artificiais da Oerlikon está se transformando em digital, mostrando seu poder de inovação para a produção de fibras químicas. A fábrica digital de fios conta com tecnologias como inteligência artificial e soluções inovadoras de HMI (Human Machine Interface), que prometem a ponte entre o fluxo de material e de dados. Esses tópicos também foram o ponto central do “Fórum de Inovação da Oerlikon”, no qual apresentações em inglês e chinês foram realizadas várias vezes ao dia para os visitantes do stand da empresa. O segmento de Fibras Artificiais da Oerlikon quer enfrentar os desafios da Indústria 4.0. “Queremos nos tornar criadores de tendências em máquinas têxteis para tecnologias desse tipo”, diz o CEO Georg Stausberg. Os primeiros passos nesta jornada já foram dados. O centro de operações da fábrica permite agrupar os dados de produção existentes em uma central e disponibilizar esses dados. Na ITMA Ásia + CITME 2018, a empresa apresentou uma perspectiva da digitalização da cadeia de produção de fios, fibras e nãotecidos. Com a solução automatizada AIM4DTY, as informações de produção ficam instantaneamente disponíveis para os clientes, permitindo-lhes otimizar a produção, garantindo também uma manutenção preventiva. “Procuramos também seguir o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados Europeu (GDPR), levando em consideração todos os demais padrões internacionais de proteção de dados. Nossos clientes sempre sabem quais dados usamos e por quê ”, explica Mario Arcidiacono, especialista em Business Intelligence & Data Warehouse do segmento de fibras sintéticas da Oerlikon.

PLEVA E CINTEX A Pleva e a Cintex destacaram o novo detector de estrutura SD300, que utiliza um mecanismo com tecnologia de acionamento linear, que permite um ajuste dinâmico de velocidade da máquina. A mecânica é projetada para uso em condições severas e sujas, sem precisar de manutenção especial. Já o novo tipo de medição de umidade transversal MP 120 foi desenvolvido para medição online sem contato de aplicações à base d’água de até 2000g (H2O) / m2 de largura. O sistema está equipado para detecNovibra

14 I Revista Têxtil #758

ITMA ASIA.indd 14

19/12/2018 21:38:18


TECNOLOGIA tar a largura do produto na função de deslocamento. A medição funciona no modo de deslocamento ou com ajuste nos pontos de medição sobre a largura do tecido. O sistema pode ser usado para têxteis, nãotecidos, tapetes, papel alumínio, papelão, madeira, placas de construção, e etc. A união das empresas Pleva GmbH e Cintex AG existe há 30 anos. Pleva GmbH como fabricante de sensores e sistemas, e Cintex AG com a parte de vendas e suporte para os produtos PLEVA na Ásia, e como um forte desenvolvedor de software de automação para a indústria têxtil.

SANTEX RIMAR GROUP O Santex Rimar Group apresentou as novas soluções de acabamento de superfícies da marca Sperotto Rimar, Softa, de escovagem de alta velocidade; e as máquinas de alta velocidade Velura. Também através do grupo, a Cavitec apresentou a CAVIMELT P + P LINE, a nova linha de revestimento a quente e laminação com sistema de rotogravura, perfeita para produções de roupas esportivas. A Smit apresentou a GS980 F, máquina de pinça e sistema de vôo livre com sete larguras de trabalho diferentes, de 220 a 360 cm. A SMIT GS980F é perfeita para tecer toalhas felpudas. Para fortalecer ainda mais o diálogo entre Oriente e Ocidente, em 2017 o SANTEX RIMAR GROUP assinou um projeto de parceria com a DONGHUA UNIVERSITY para continuar explorando o crescimento da indústria têxtil, construindo fortes relações com a indústria internacional. Todos os anos, o SANTEX RIMAR GROUP premiará dois dos melhores alunos

da Donghua University, com uma bolsa de estudos e um período de treinamento na sede em Vicenza (Itália) - um dos mais importantes distritos de moda e têxtil da Itália.

SAURER SPINNING SOLUTIONS A Saurer Spinning Solutions, especialista em processamento de fibras e fios, destacou produtos inovadores no evento. A máquina de cardar JSC 328A segue a estrutura da área de cardagem principal do JSC 326. Diversas novas tecnologias, como detecção de metais, parada rápida e função de autolimpeza e de dispositivos de detecção de fita, fazem parte de seu projeto. O design exclusivo de três lick-in ajuda a remover partículas de lixo muito pequenas da matéria-prima com alto grau de impureza com mais eficiência. O poderoso desempenho do JSC 328A resulta em uma grande melhoria na qualidade dos produtos das fiações e cria um imenso valor para os clientes.

Santex

Revista Têxtil #758 I 15

ITMA ASIA.indd 15

19/12/2018 21:38:18


TECNOLOGIA A nova Zinser 72XL é uma fiadeira de anel altamente produtiva e máquina de fiação compacta para grandes fiações, com o novo benefício de flexibilidade máxima nas áreas de fios especiais. Com até 2.016 fusos, oferece alta consistência na qualidade graças à sua nova unidade central FlexiDrive. Possui tecnologias de economia de energia, como TwinSuction e OptiSuction, além de economia de pessoal e automação personalizada. Estreando na ITMA Asia, a nova máquina de fiar compacta ZinserImpact 72XL estava equipada com a nova geração da unidade Impact FX de auto-limpeza combinada com um novo tubo de sucção otimizado por fluxo. O Bobbin Cloud sistema avançado de fluxo de material baseado em RFID garante vazões máximas, confiabilidade máxima do processo e requisitos mínimos de pessoal. Com um salto quântico na automação de processos, a Autoconer X6 abre uma nova dimensão de eficiência com tecnologia inteligente. A nova geração com certificação E3 oferece um consumo de recursos baixo, vantagens de produtividade palpáveis ​​e manipulação ainda mais ergonômica (por exemplo, SmartJet, SmartCycle, SPID, Controle de Lançamento, Power on Demand).

TEXPARTS A Texparts apresentou dois novos produtos na ITMA Asia. O novo fuso de anel de alta velocidade Texparts de aço com rolamentos de esferas 100Cr6, que oferece um funcionamento ideal, com perfeita uniformidade, permitindo a maior velocidade com menos quebras de fios e menor tempo de inatividade. O novo sistema possui uma vedação avançada para bloquear a poeira e é praticamente livre de manutenção. Ele também oferece excelente desempenho para fios especiais, como o elastano.

SETEX E HALO A SETEX Schermuly Têxtil Computer GmbH, Mengerskirchen, da Alemanha, líder de mercado na concepção, fabricação e implementação de soluções de automação para o mercado de tingimento e acabamento têxtil, e a empresa Halo, provedora de ERP e especialista em soluções customizadas de fibras, anunciaram uma parceria estratégica. A aliança permite que as equipes da SETEX e da Halo implementem uma solu-

SSM

ção abrangente para processamento e acabamento de têxteis por meio da integração dos componentes Inteos e OrgaTEX. Os clientes, ou seja, os fabricantes verticais com os departamentos de malharia ou tecelagem, ficarão satisfeitos com os benefícios da variedade de módulos Inteos, profundamente integrados à plataforma OrgaTEX e trabalhando fora da caixa. “Tanto a SETEX quanto a Halo contribuem com uma rica fonte de informação e tecnologia para o novo pacote OrgaTEX-inteos, que vai muito além de fornecer apenas uma solução de software”, disse Oliver Schermuly, da SETEX. “A combinação da longa experiência da Halo como fornecedora de soluções customizadas de MES e ERP e a posição da SETEX como líder de mercado em soluções de automação têxtil garantem o máximo em competência para soluções de fabricação têxtil totalmente integradas. Como resultado, a Indústria 4.0 se tornará realidade na sua empresa ”, afirma Marcus Ott, da Halo.

SSM Após a introdução bem-sucedida da plataforma XENO em 2016 e da série X em 2017, a SSM Schärer Schweiter Mettler AG, com sede na Suíça, ampliou o leque de aplicativos nessas plataformas. Com o novo enrolador de tambor, o consumo de energia por fuso é menor (até 35 watts, dependendo das configurações dos parâmetros). O pequeno passo e o gabinete de

16 I Revista Têxtil #758

ITMA ASIA.indd 16

19/12/2018 21:38:20


TECNOLOGIA controle integrado maximizam a utilização do espaço. Graças ao novo motor desenvolvido e controlado individualmente, é a máquina ideal para um rebobinamento eficiente em energia dos cones utilizados nos processos de tecelagem, de urdidura e de malha circular. O novo enrolador de tambor, chamado CWX-W, também está disponível para o enrolamento de montagem como CWX-D. Com qualidade superior, o cliente SSM agora pode se beneficiar de uma ampla gama de aplicações, como as opções Fancyflex ™ para a produção de slubs e efeitos espessos e finos, variações controladas de overfeed, criação de “neps” e mistura intermitente de fios texturizados (DTY). Outro benefício é a produtividade maximizada e o lucro, ao usar o DIGICONE® 2 para a plataforma XENO para aumentar a densidade do pacote de corantes com receitas de tingimento inalteradas. Por último, mas não menos importante, a SSM exibiu a máquina de enrolamento para fios de alta elasticidade, o que permite preservar a maior elasticidade residual possível do fio durante todo o processo de tingimento. Além das aplicações exibidas no enrolamento (incluindo enrolamento de linha de montagem e cos-

tura) e texturização de ar, a SSM fornece uma ampla gama de renomadas máquinas têxteis.

SUESSEN A Suessen, líder em tecnologia de anel e fiação a rotor aberto, demonstrou a competência no manuseio e processamento de fibras naturais e artificiais, concentrando-se na eficiência e lucratividade nos processos de fiação. O novo EliTe®, sistema compacto líder de fiação, mais utilizado e versátil do mundo, apresentou novos componentes que aumentam ainda mais a produtividade e a qualidade do fio. Para instalações existentes, a Suessen oferece pacotes de atualização para permitir que os clientes participem dos benefícios dos mais recentes desenvolvimentos e inovações. O novo EliTe® foi exibido em um filatório de anéis Rieter. Já o Sistema EliTwist®Spinning combina fiação compacta e torção de um fio dublado em uma única etapa de produção, representando a maneira mais econômica de produzir fios de dupla camada. Os Braços de Pressão Superior HP-GX para máquinas de fiação de lã são equipados com molas de prato reforçado para

Revista Têxtil #758 I 17

ITMA ASIA.indd 17

19/12/2018 21:38:20


TECNOLOGIA

Suessen

transmissão de carga sem fricção. O HP-GX 3010 em combinação com o Pacote de Qualidade ACP (Active Cradle com PINSpacer NT) reduz os IPIs em fiação de algodão até 60% e Uster CV até 15%. É o mais adequado para substituir os sistemas existentes em filatórios de anéis, enquanto o equipamento de pressão do cilindro superior pode ser reutilizado.

TMAS Os produtores suecos de máquinas foram representados por quatro membros da TMAS: IRO, Eltex, Eton Systems e ES Automatex. A TMAS, Associação de Máquinas Têxteis da Suécia, tem nove membros, cada um na vanguarda do seu segmento específico, com uma história longa e bem-sucedida e uma paixão pela fabricação de têxteis. “Conhecemos e compreendemos o mercado chinês e percebemos as tendências para o futuro que moldarão a indústria têxtil e de vestuário chinesa. Trabalhamos em estreita colaboração com nossos clientes e entendemos os drivers do mercado. Isto

nos permite conduzir constantemente inovações para que nossos clientes se mantenham competitivos”, afirmou Mikael Äremann, Presidente da TMAS. A IRO exibiu sua ampla gama de equipamentos de alimentação de fio, que são otimizados para atender às demandas de máquinas de tecelagem modernas e avançadas. Os alimentadores incorporam um projeto de motor de ímã permanente, inovador e eficiente em termos energéticos, que incorporam desenvolvimentos como “plug and play” fácil para conectar acessórios inteligentes e um sistema de rosqueamento aprimorado. A Eltex mostrou seu novo Sistema de Monitoramento de Tensão de Fios Eltex EyETM, que monitora a tensão do fio em todas as posições em tempo real e é capaz de detectar imediatamente qualquer falha. A Eton Systems apresentou seu conceito exclusivo de manuseio de materiais, desenvolvido para criar eficiência, aumentar a produção e rastreabilidade total. As máquinas incorporam um sistema de informações em tempo real e as ferramentas necessárias para melhorar os processos de fabricação por meio de poderosos programas de software. O ES Automatex forneceu sistemas automatizados de alto desempenho com alta confiabilidade, projetados para atender a solicitações específicas de clientes, como unidades Jakob Müller

TOYOTA A TOYOTA INDUSTRIES CORPORATION (TICO) participou da Feira Internacional de Máquinas Têxteis ITMA ASIA+CITME 2018, entre os dias 15 e 19 de outubro no National Exhibition and Convention Center em Xangai na China (Hall 3 No. D38), e expôs duas máquinas de tecer a jato de ar modelo JAT810. Foram demonstradas as máquinas com sistema patenteado de cala eletrônica “E-shed” onde cada servo motor comanda o acionamento de um quadro de liço. A TICO não apenas aprimorou a qualidade, velocidade e economia energética das máquinas JAT810, mas também expandiu o range de aplicações e versatilidade. Além disso, a TICO também expôs um produto exclusivo utilizando um fio inovador original Mosaic, que é produzido pelo filatório de anéis Toyota RX300. O fio Mosaic apresenta características únicas e conquistou uma excelente reputação com clientes no RT mundo todo.

18 I Revista Têxtil #758

ITMA ASIA.indd 18

19/12/2018 21:38:20


CONGRESSO

CONGRESSO INTERNACIONAL

ABIT 2018

Pessoas transformando e sendo transformadas na era digital

A

ABIT – Associação Brasileira da Indústria Têxtil, Confecção e Moda, realizou nos dias 17 e 18 de outubro, no WTC – Word Trade Center, em São Paulo, o CONGRESSO INTERNACIONAL ABIT 2018, com o tema “Pessoas transformando e sendo transformadas na era digital”, que contou com a presença da equipe da REVISTA TÊXTIL e grande público, O evento foi aberto pelo Presidente da ABIT – Sr. Fernando Pimentel, que disse que “o evento é uma pista para o futuro”, e destacou a importância de qualificar e requalificar os indivíduos, sendo uma oportunidade para discutir o futuro que está sendo construido para o setor têxtil e de confecção. “Entre outros pontos, vamos debater como a tecnologia pode ajudar no desenvolvimento das empresas e das pessoas”, complementou.

Fotos: divulgação

CONGRESSO.indd 19

por CÉSAR CORRADI E REINALDO APARECIDO ROZZATTI

O ministro Marcos Jorge de Lima, do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), afirmou que o setor têxtil e de confecção é reconhecido nacionalmente por sua importância estratégica e destacou as ações para que o nosso parque industrial trilhe os caminhos para a indústria 4.0. Entre eles, o financiamento de projetos inovadores, e que foi zerado o imposto de importação para robôs industriais (sem similar nacional). O Prefeito da Cidade de São Paulo Sr. Bruno Covas destacou a relevância da cidade com a realização de 2.300 eventos por ano. Comunicou que está sendo assinado protocolo para a criação de polo de confecção na Zona Leste de São Paulo, para aproveitar a grande quantidade de mão de obra disponível. Que a prefeitu-

Revista Têxtil #758 I 19

19/12/2018 21:34:38


CONGRESSO

ra está voltada para a redução do tempo de abertura de empresa, colocando mais tecnologia nos serviços oferecidos, e destacou que 85% dos processos são por meio eletrônico. O Sr. Flavio Roscoe, presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG) afirmou que temos grandes desafios e, também, a oportunidade de nos engajarmos na vida política brasileira e na transformação do ambiente de negócios. Enfatizou a importância da realização do Minas Trend Preview 2019 em BH. Participaram também o Sr. Juan Quirós, presidente da SP Negócios e o presidente emérito da ABIT e vice-presidente do CIESP, Sr. Rafael Cervone, que representou a FIESP, entre outras autoridades. A seguir, apresentamos rápidas considerações sobre as palestras apresentadas.

ABERTURA – DOGMAS EM RISCO: O FUTURO DA FORÇA DE TRABALHO EM UM AMBIENTE DE RÁPIDA MUDANÇA Ana Karina Dias – Sócia – McKinsey & Company Afirmou que o mundo é cada vez mais digital, pois 97% das pessoas estão conectadas à internet, há 914 milhões de usuários de redes sociais e 429 milhões de viajantes internacionais. Aconselhou as empresas a reterem os talentos e alinharem os objetivos da empresa

com os dos funcionários, e destacou a importância da integração empresa – universidade.

PAINEL 1 – PANORAMA DA CAPACITAÇÃO E QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL NO BRASIL E NO MUNDO Moderador: economista José Roberto Mendonça de Barros Gustavo Leal – Diretor de Operações – SENAI-DN Disse que a capacitação dos funcionários é prejudicada por deficiências na educação. Que 50% das atividades de trabalho serão automatizadas até 2025. Que apesar de toda tecnologia e automação nas atividades industriais o trabalho humano nunca será obsoleto. 54% da população trabalhadora necessita de adequação às tecnologias. Afirmou ser a baixa produtividade o grande problema do Brasil, e que a entrada no mundo 4.0 é a grande oportunidade de mudança. Estudo do CNI mostra que 42% das empresas desconhecem a importância das tecnologias digitais para a competitividade. Priscilla Fialho – Economista – OCDE Disse que poucas profissões desaparecerão com a entrada na era 4.0 mas que todas as profissões atualmente existentes serão afetadas. O desafio é adequar competências aos trabalhadores e que pessoas afetadas pelas mudanças já estão no mercado de trabalho. A maior barreira para o aprendizado dos adultos é a

20 I Revista Têxtil #758

CONGRESSO.indd 20

19/12/2018 21:34:41


CONGRESSO falta de tempo para participar de ações de formação profissional. Ana Inés Basco – Especialista de Integração – BID – INTAL Apresentou dados que mostram que o Brasil está aberto a novas tecnologias, e que os estudos BID identificaram que o Brasil e a América Latina pensam que os robôs são um perigo para a humanidade. Mesmo assim, os brasileiros demonstram que estão abertos a novas tecnologias. A educação é um ponto forte para os dias que virão, e cerca de 60% dos brasileiros acreditam que ela será responsável pelos empregos do futuro.

PAINEL 2 – INTERAÇÃO ACADEMIA – INDÚSTRIA NO DESENVOLVIMENTO DE ECOSSISTEMAS DE INOVAÇÃO Naira Bonifácio – Vice-Presidente – SciBr Foundation Na visão da palestrante a integração academia – indústria é a porta de entrada do Brasil no sistema da ciência, que é baseado em pessoas. Conectar brasileiros nos EUA com as universidades brasileiras. As pessoas, mais as organizações, mais as instituições compõem o ecossistema da inovação. Inovação é para todos e com a participação de todos. Anthony Knopp – Diretor do Programa de Relações Corporativas – MIT A organização é totalmente a favor da meritocracia. Enfatizou que os grupos de inovação são fontes de informação e podem apresentar soluções muito mais criativas para resolver problemas nas organizações. Gabriel Gorescu – Diretor de Pesquisas e Inovação na América Latina – Rhodia/Grupo Solvay Disse que o maior problema das empresas é fazer coisas similares por processos bem diferentes. As universidades deveriam ser instadas a coordenar as ações para resolver problemas com menor custo.

PAINEL 3 – O DESAFIO DE ATRAIR E RETER TALENTOS Moderador: economista José Roberto Mendonça de Barros Grasiela Moretto - diretora Administrativa da Ufo Way Denim Brasil Afirmou que na empresa a mandala que norteia as ações é o departamento de RH, pois as pessoas são o maior patrimônio da empresa, pois para oferecer servi-

ço de qualidade e excelência para os clientes depende exclusivamente da qualidade do trabalho dos colaboradores. A Ufo Way faz com que o colaborador se sinta dono de parte do seu negócio para se sentir engajado com o produto. E para segurar os talentos na empresa proporciona um ambiente de trabalho inspirador e feliz. Hassan Callegari - gerente Comercial da Love Mondays Hassan enfatizou a importância da felicidade no ambiente de trabalho, pois colaboradores infelizes produzem 40% menos. As pessoas escolhem as empresas em que elas querem trabalhar e a pesquisa por novas carreiras é feita pela internet. Na Love Mondays, plataforma de informação sobre novas oportunidades de trabalho, os itens que os profissionais mais valorizam são ambiente de trabalho, reputação da empresa, benefícios corporativos, progressão na carreira e competência dos colegas. Já as maiores críticas são direcionadas a: salário, falta de reconhecimento e de plano de carreira, liderança da empresa e falta de qualidade de vida. As pessoas não querem longas jornadas, buscam horários flexíveis e home office.  Caio Infante - gerente Geral Latam/TMP Worldwide Concorda com a busca da felicidade no ambiente de trabalho. Que as pessoas felizes no trabalho vão replicar essa experiência para outros. Aconselha que: “tratar bem o colaborador é tão importante para seu negócio como tratar bem seu cliente. Competir por talentos não é diferente de competir por consumidores”.

PAINEL 4 – AS EMPRESAS E A TRANSIÇÃO DO MERCADO DE TRABALHO NA ERA DIGITAL Moderador: economista José Roberto Mendonça de Barros Mario Conde – Líder de Prática Digital – Bain & Company (UfoWay) Os dados apresentados reforçam como o perfil da cultura empresarial está sendo alterado. Nos próximos 20 anos, o número de pessoas que vai entrar no mercado é de ¼ do que foi há duas décadas. Essa retração será compensada pela produtividade da automação. 57% dos postos de trabalho correm risco de automação, com novas regras e funções, além de tornar as organizações mais ágeis. 65% da população infantil vai trabalhar em empresas que hoje não existem.

Revista Têxtil #758 I 21

CONGRESSO.indd 21

19/12/2018 21:34:41


CONGRESSO Paula Pizzani – Gerente de DHO – Cedro Têxtil Disse que 40% das empresas na lista da Future 500 Companies de 2011 não existirão mais em pouco tempo. Que na Cedro a participação dos colabores é essencial para a existência e longevidade da empresa. “Na Cedro, desde 2010, temos um programa de ideias. Registramos mais de 19 mil sugestões vindas dos trabalhadores das mais diversas funções, principalmente da área operacional. Essa política nos fez passar imunes pela crise de 2015”, disse com orgulho. Paula Correa – CEO – C&A Brasil O foco da empresa é o cliente, é na realidade quem comanda as ações da empresa. A empresa criou um time com integrantes de várias áreas que é focado exclusivamente na criação de coleções semanais. O que gerou um nível de rapidez e simplicidade na missão executada e muito mais agilidade para entender e atender o mercado. 80% dos consumidores buscam tendências online, por isso criou canais exclusivos para entender melhor o consumidor.

ABERTURA 2º DIA - O FATOR HUMANO COMO ESSENCIAL E NECESSÁRIO NA CRIAÇÃO DE VALOR Denise Sakuma – Vice-Presidente – ABRAFAS O maior desafio da ABRAFAS e seus associados é reduzir as diferenças tecnológicas do setor de fabricação de fios e fibras artificiais e sintéticas. Para isso pretendem investir cerca de US$ 200 milhões até 2022. O caminho é a economia colaborativa, atendendo aos interesses comuns. “Hoje é mandatório que todos trabalhemos juntos para restaurar o meio ambiente e os recursos naturais que fornecem lucro para as empresas. O maior desafio é a reinvenção, pois as empresas têm grandes desafios, mas também grandes oportunidades”.

PALESTRA ESPECIAL – A INDÚSTRIA TÊXTIL E SUA TRANSFORMAÇÃO NA ERA DIGITAL Fábio Coelho – Presidente – Google do Brasil A Google vale hoje US$ 3 trilhões, e a meta é a democratização da Internet. Fábio Coelho comentou como a indústria têxtil e de confecção podem se beneficiar com o uso de ferramentas tecnológicas para ter êxito na era digital. Que um grande desafio é trans-

formar o papel de professor para gestor do conhecimento. “Nunca estamos totalmente prontos porque as mudanças ocorrem a todo momento. Devemos sempre estar atentos pois as mudanças vêm de toda parte da empresa. A luta é permanente contra a irrelevância. A inovação, qualidade e assistência devem ser voltadas sempre para o consumidor”. Fabio Coelho sugere usar o Google como plataforma para acelerar negócios. “Hoje 40% dos consumidores vão à loja sabendo exatamente o produto que querem comprar. As compras online já significam 35% das vendas da confecção”.

PAINEL 5 – O NOVO AMBIENTE DE TRABALHO NA SOCIEDADE DO FUTURO Marcos Panassol – Sócio – PwC Afirmou que a ética está nas pessoas não na tecnologia. São importantes as mudanças da força de trabalho, focar nos propósitos, pois qualquer trabalho tem que ter um significado. Estar atentos às megatendências que são impossíveis de se controlar, tais como: a transformação tecnológica, as mudanças demográficas, mudanças no poder econômico, a urbanização, a

22 I Revista Têxtil #758

CONGRESSO.indd 22

19/12/2018 21:34:43


CONGRESSO escassez de recursos e as mudanças climáticas. O que provoca sempre uma mistura de medo e otimismo. Hugo Silveira – Gerente Sênior – WeWork A atuação da empresa é mundial, e são abertas 8 a 10 novos espaços por mês, e é uma das 5 startups mais valiosas do mundo, com o objetivo de chegar a 1 milhão de usuários. O lema é menos individualidade e mais compartilhamento. Sandra Barquilha – Diretora de RH – 3M A solução da 3M para atrair pessoas para trabalhar na empresa foi incluir essas pessoas na estratégia de gestão. O grande esforço da empresa foi adequar o departamento de RH visando: adaptação e fortalecimento da cultura da empresa; desenvolvimento de liderança inspiradora; reposicionar o departamento inspirado no e-Social; criar ambiente saudável, diversificado e inclusivo; desenvolver novas formas de atrair e reter pessoas. A era da empresa conquistar colaboradores mais capacitados por ser grande, já passou. Hoje a empesa está voltada a aumentar a comunicação horizontal.

PAINEL 6 – VISÃO MUNDIAL DA INDÚSTRIA 4.0 NO SETOR TÊXTIL E DE CONFECÇÃO E SEUS IMPACTOS NAS PROFISSÕES Bruno Jorge Soares – Coordenador do Programa de Indústria 4.0 – ABDI A agência tem a estratégia de transformar a indústria de hoje e criar a do futuro. Desenvolveu em parceria com a Abit, em 2015, o projeto “Confecção do Futuro” e a empresa Sol Paragliders foi selecionada como “business case” para tecnologias e processos de produção. A ABDI tem projetos com investimento de R$ 3 milhões, incluindo 10 fábricas do futuro (testbeds), com processos de produção e validação de tecnologias. As inscrições estão abertas no site para novas empresas – www.abdi.com.br. Robson Wanka – Gerente de Educação Profissional – SENAI-CETIQT Apresentou considerações dos impactos dos conceitos da indústria 4.0 na educação. Em outubro de 2017 o SENAI-CETIQT, apresentou a primeira planta de confecção 4.0 das Américas. Defendeu que automação deve ser vista como oportunidade. Lembrou que a indústria têxtil precisa crescer ajudando umas às outras, aumentando a conectividade e a educação, e precisa mudar suas propostas de valor.

Laurent Aucouturier – Sócio – Gherzi Apresentou a empresa que é dedicada à indústria têxtil e sediada na Suíça. Apresentou também exemplos de projetos e programas já desenvolvidos em indústria 4.0 em países como Espanha, Suécia e Itália, entre outros. Enfatizou que cada um desses países desenvolveu e lançou seus programas nacionais de pesquisa e aprendizado sobre o tema. Comunicou que as empresas Rieter, Benninger e Karl Mayer trarão soluções muito em breve, que automatizarão seus processos de fabricação, pois já têm tecnologia avançada nesse assunto. Yves Gloy – Diretor da Área Científica – Instituto de Pesquisa Têxtil da Saxônia O instituto atua arduamente para trazer inovação para o cliente. São realizadas pesquisas, transferências de conhecimento e os resultados traduzidos em prática. Observou que é importante preparar as pessoas para as mudanças tecnológicas que estão por vir. Em relação às qualificações do futuro, disse que vai haver uma mudança no perfil das pessoas e surgirão atividades mais complexas e que as tarefas mais monótonas serão extintas, ou serão robotizadas. Apresentou cases de empresas que já usam tecnologias avançadas nos processos produtivos, e advertiu que ainda há muito a ser feito.

PALESTRA DE ENCERRAMENTO – CAPACITAÇÃO DA FORÇA DE TRABALHO DO FUTURO Robin Goldberg – CEO – Minerva University Afirmou que o importante é a educação do trabalhador e que a educação faz a diferença. É importante ter conhecimento prático, e que as aptidões de cada um devem ser potencializadas. O conhecimento pessoal é composto de pensamento crítico e pensamento criativo. O conhecimento interpessoal é obtido através de comunicação eficaz, desenvolvida por técnicas de comunicação, interação efetiva e interagir com sistemas complexos, trabalhando em grupo e, principalmente, resolvendo problemas éticos. Apresentou a metodologia de ensino da instituição que combina conhecimento prático com aptidões que os alunos já possuem para enfrentar novas ocorrências. “O intuito é fazer com que os formandos saibam como RT unir informações para tomar decisões.“

Revista Têxtil #758 I 23

CONGRESSO.indd 23

19/12/2018 21:34:43


PIONERISMO

SINTEQUÍMICA DO BRASIL:

TRAJETÓRIA DE PIONEIRISMO E SUCESSO Empresa foi a grande responsável pela introdução da impressão digital têxtil no Brasil

N

ascido no interior de São Paulo, José Clarindo Macedo decidiu ir para a capital de São Paulo aos 17 anos para estudar Química na Escola Técnica de Química Industrial Oswaldo Cruz. Depois cursou também Química Têxtil no Senai/SP e Química Superior também na Oswaldo Cruz. O empresário iniciou sua carreira na S/A Indústrias Votorantim como office boy e passou por empresas como Geigy e Basf, onde ficou por alguns anos até receber o convite para montar seu próprio negócio. O empreendedorismo começou com a Primatex, que era uma empresa inicialmente só de representação, mas que com o tempo começou a fabricar alguns produtos auxiliares, o que fez ela se tornar uma líder de mercado de produtos auxiliares no Brasil. Posterior-

24 I Revista Têxtil #758

digital.indd 24

por

RENATA MARTORELLI E VIVI HAYDU

mente a sociedade foi desfeita e nesse ínterim a Sintequímica entrava na vida do empresário. Fundada em 4 de fevereiro de 1954, pelos irmãos Hilton e Aécio Duarte, em Olinda, PE, a Sintequímica foi vendida pelos fundadores pois achavam que o Sul do país seria o lugar certo para essa indústria e não lá em Recife, onde muitas indústrias tinham fechado naquela ocasião. “Nós assumimos então a Sintequímica e alinhamos a empresa durante os primeiros anos até ela ter uma saúde financeira interessante e passamos a fazer com que a trajetória dela fosse crescente. Hoje somos líderes no mercado de estamparia têxtil no Brasil com pigmentos”, explica José Clarindo Macedo, sócio-diretor da Sintequímica. No dia 4 de fevereiro de 2019 a empresa completa 65 anos, sendo 40 anos, aproximadamente, sob os

Fotos: divulgação

19/12/2018 21:38:50


PIONERISMO PIONEIRISMO E TECNOLOGIA

José Clarindo Macedo, sócio-diretor da Sintequímica.

olhos da atual gestão. “É uma empresa com uma trajetória muito bonita, porque nunca paramos de trabalhar, nunca demos nenhuma falta de satisfação de compromissos com o governo, com funcionários, colaboradores e fornecedores, nós temos uma ficha limpa, como se diz na política”, diz Macedo. Quando o empresário assumiu a Sintequímica, a empresa não tinha fábrica em São Paulo, apenas depósito, laboratório e a parte administrativa que eram no estado. “Nós resolvemos procurar uma fábrica para comprar e encontramos em Caieiras, uma que era fábrica da DuPont de tintas que seria desativada, então surgiu a oportunidade de adquiri-la. Compramos esta instalação em 2001 e fomos aos poucos transferindo a produção de Recife para São Paulo, até que hoje a produção só acontece em São Paulo”, revela Macedo. A empresa conta com todas as certificações ambientais e de qualidade, como o ISO 14001, o ISO 9001, e estão investindo para obter o ECO-PASSAPORTE Ecotex STANDART 100. “Hoje nossa produção de pigmentos é verticalizada, 100% feita aqui, trabalhamos com todas as cores que o mercado têxtil necessita, e temos também uma divisão para tintas imobiliárias, bem como na produção de pigmentos, dirigida para os mercados de couro e papel, mas o têxtil é a nossa grande força”, avalia o empresário.

A Sintequímica tem uma história de pioneirismo na indústria têxtil. A empresa foi a primeira no Brasil e na América Latina a produzir dispersões pigmentárias à base d’água. “A matéria-prima dos pigmentos que dispersamos são totalmente importadas, que é transformada sob forma de dispersão de pigmentos próprios para têxtil ou para tintas, papel e etc. Naquela ocasião, em 1954, era tudo importado e começamos a produção nacional com o grande conhecimento do Dr. Aécio, que foi o fundador da nossa empresa. Outra história de pioneirismo foi quando nós trouxemos para o Brasil as primeiras emulsões inversas para estampar com pigmentos e corantes. Essas emulsões inversas surgiram no início dos anos 1988 e foi uma mudança total nas formulações de pastas de estampar, reduzindo ou eliminando totalmente o uso do querosene e passando a usar água, além de outros benefícios. Isso se tornou uma grande inovação no mercado e tivemos um grande sucesso com um produto da Scott Bader, nossa representada Inglesa, com a marca Texipol”, conta Macedo. A Sintequímica também foi precursora na impressão digital têxtil. “Ouvimos falar em 2001 sobre impressão digital têxtil. Como somos muito ligados à estamparia, eu fui aos Estados Unidos fazer um curso, na Universidade da Carolina do Norte. Foi o primeiro curso do mundo, praticamente, sobre impressão digital têxtil, e nessa ocasião tinham umas 200 pessoas de vários países fazendo esse treinamento. Eu me encantei com aquilo, achei que era uma grande inovação, e estava muito no início, as velocidades de impressão eram por semana, não eram por dia nem por metro ou por minuto, as máquinas eram muito lentas, mas a ideia era fantástica,então aprendi sobre o assunto e trouxe a inovação para o Brasil. Começamos a fazer muitas palestras sobre esse assunto, até que surgiu o convite da DuPont para que eu fosse o agente deles aqui no Brasil, para vender as máquinas digitais, as tintas, os processos, o software, e tudo mais. Começamos em 2003, vendendo as primeiras máquinas digitais no país. Nessa ocasião, nós fomos os primeiros a colocar uma impressora digital trabalhando na Febratex, ainda nem era da DuPont, era da Epson. Era uma impressora digital pequena e isso chamou muito a atenção nessa feira, já que era uma inovação vista pela primeira vez no Brasil. Então começamos a vender as máquinas da DuPont, e atingimos o total de 47 máquinas para diRevista Têxtil #758 I 25

digital.indd 25

19/12/2018 21:38:52


PIONERISMO versos clientes, e acompanhavam as tintas, o pré-tratamento e tudo mais, que a impressão digital necessitava”, revela Macedo. Foi aí que começou o investimento da Sintequímica para colocar a impressão digital como prioridade para os clientes, alunos e escolas de moda. “Fiz mais do que uma centena de palestras para colocar a novidade em congressos e feiras, não só aqui como fora do país também. E deu certo, tivemos muitos desafios no início para serem enfrentados, porque o conhecimento dessa tecnologia era praticamente zero e não tínhamos profissionais aqui para assistir ao cliente que comprava as máquinas, então nós tínhamos que treinar o profissional, tanto na parte operacional da máquina, quanto de software, explicar o porquê das tintas, o porquê do pré-tratamento, os cuidados, as lavagens, e assim por diante, tudo que está em volta da impressão digital têxtil. Muita gente pensava que o digital era muito simples, que era só colocar a máquina funcionar e estava tudo pronto. Não é bem assim, exige muito conhecimento, exige preparação”, explica o empresário. Hoje o Brasil tem um parque fabril bem dinâmico de impressão digital têxtil, com mais de 350 impressoras de tecidos rolo a rolo trabalhando, com diversas classes de corantes, mas o que predomina é o reativo.

DESAFIOS DA IMPRESSÃO DIGITAL NO BRASIL Nestes últimos anos, com os fortes desafios, principalmente na área econômica, a intenção de expansão foi bloqueada, embora tenha crescido também durante este período. “Esperamos que com essa recessão passando, possamos atingir níveis de desafios mais prósperos na impressão digital. Isso não quer dizer que o Brasil parou, mas sim que reduziu o seu grau de investimento, visto que nós passamos por essa fase difícil. O preço das tintas é um obstáculo ainda, porque por mais que tenha caído, ainda é um parâmetro que deve ser levado em consideração. Muitas máquinas ainda continuam entrando e sendo oferecidas no mercado. Esperamos que na próxima ITMA 2019 em Barcelona, muitos que estão olhando para esse tipo de tecnologia façam seus investimentos, ou aqueles que já fizeram comprem mais máquinas, que é o caminho natural da coisa”, diz Macedo.

Segundo o empresário, a impressão digital não vai substituir a impressão tradicional, isso ainda vai levar algumas décadas, se acontecer, porque a impressão analógica também está inovando. “Na próxima ITMA, em Barcelona, nós vamos ver quanto progresso será oferecido em cilindros, impressão a quadros, inclusive robotizadas. Muita tecnologia, muita novidade vai surgir na impressão analógica, convencional, além da digital, é claro, também com muitos processos novos e máquinas mais dinâmicas do que já temos”. Para os próximos 5 anos, Macedo acredita em crescimento, talvez não tão forte quanto o que ocorre no mundo, onde a tecnologia cresce de 20 a 25%. “Esperamos que aqui no Brasil tenha um crescimento próximo a isso. Sabemos que máquinas mais velozes, tanto do tipo scanning como as Single Pass, devem iniciar no ano que vem aqui no país, já existem negócios fechados, e isso trará uma dinâmica muito forte aqui no nosso mercado”.

A IMPORTÂNCIA DA SINTEQUÍMICA A Sintequímica introduziu a estamparia digital no Brasil e com isso trouxe inúmeras possibilidades para a indústria têxtil. “Nossa participação maior foi no início para introduzir a tecnologia no país e fomos muito felizes e fomos os líderes no mercado. Fomos os líderes no mercado de tintas também, nós vendemos muitas tintas quando introduzimos a tecnologia de impressão digital. Depois com a chegada de novas opções e mais concorrência, nós fomos perdendo essa classificação. Hoje temos diversos fornecedores de tintas de renome, mas no campo de preparação e do pré-tratamento, nós ainda temos uma importância muito forte no mercado”, diz Macedo. Hoje a Sintequímica trabalha com o mercado de estamparia digital fornecendo insumos, pré-tratamento, pós-tratamento, corantes e pigmentos da DuPont. “Ainda na última ITMA nós vimos essa tendência e agora em Barcelona acredito que veremos de novo o pigmento ocupando uma posição importante. Por que ele está ocupando essa posição? Porque é muito mais simples de ser impresso, menos trabalhoso, trabalha em diversos tipos de fibras e melhorou muito a qualidade com relação ao brilho de cor e toque, que eram os obstáculos maiores que a gente tinha, além de ser muito mais ecologicamente apropriado. Acredito que daqui para frente muitas empresas irão olhar mais para pigmentos RT do que para corantes”, finaliza o empresário.

26 I Revista Têxtil #758

digital.indd 26

19/12/2018 21:38:52


PIONERISMO

Revista Têxtil #758 I 27

digital.indd 27

19/12/2018 21:38:53


ARTIGO

RIETER:

O MODELO CERTO PARA TODOS

por

ANDREAS HELLWIG

Soluções personalizadas para fiação de anel e compacta

A

Rieter está aprimorando ainda mais sua linha de produtos de fiação final com os novos filatórios de anel 37 e G 38 e os novos filatórios de fiação compacta K 47 e K 48. A Rieter é o principal fornecedor de máquinas de fiação de anel e compacta. Os clientes particularmente apreciam a alta produtividade, o baixo consumo de energia e a qualidade excelente e consistente do fio. Os dois modelos estabelecidos no mercado, o filatório de anel G 32 e o filatório de fiação compacta K 42, foram unidos por quatro novos modelos: os filatórios de anel G 37 e G 38 e os filatórios de fiação compacta K 47 e K 48. Mas qual máquina é a melhor escolha para qual mercado? Quais as vantagens que os novos modelos oferecem? E como os clientes da Rieter irão se beneficiar?

ESCOLHENDO A MÁQUINA DE FIAÇÃO CORRETA As máquinas G 38 (Fig. 1) e K 48 são particularmente adequadas para mercados com disponibilidade limitada de pessoal e que precisam de níveis particularmente altos de flexibilidade e qualidade do fio simultaneamente. Com esses “modelos tudo incluído”, os clientes se beneficiam dos mais altos níveis de automação, melhor desempenho, flexibilidade completa para fios padrão e especiais, acionamento eletrônico do trem de estiragem, controle do fuso individual integrado (ISM premium) e o dispositivo integrado de fios flamé. O G 37 e o K 47 foram desenvolvidos para mercados em que não há escassez de pessoal disponível e os requisitos para flexibilidade e qualidade do fio são altos. Oferecem aos clientes um alto nível de flexibilidade graças à sua faixa de aplicação irrestrita no comprimento total da máquina e para todos os fios especiais. O acio-

28 I Revista Têxtil #758

Rieter.indd 28

namento eletrônico do trem de estiragem reduz o tempo de inatividade para troca de artigos. O controle do fuso individual integrado, ISM basic, aumenta a eficiência do operador e, portanto, a eficiência da máquina. Para clientes que raramente alteram seu sortimento e que estão ativos em mercados onde há sempre pessoal disponível, as máquinas da série 2 são a solução ideal. Os reconhecidos filatório de anel G 32 e filatório da fiação compacta K 42 com acionamento mecânico do trem de estiragem são ideais para aplicações padrão com finuras de fio médios e finos.

DESEMPENHO EXCEPCIONAL O conceito de máquina para o G 38 e o K 48, que possuem aspiração dos dois lados, permite a fiação irrestrita para todas as aplicações no comprimento total da máquina. Graças ao sistema VARIOspin integrado para fios flamé, os clientes podem mudar entre fios padrão e fios flamé simplesmente com o toque de um botão. As máquinas são equipadas com o acionamento eletrônico do trem de estiragem FLEXIdraft como padrão. O FLEXIdraft facilita o ajuste dos parâmetros do fio. Os valores desejados podem ser inseridos diretamente na unidade de operação. Diferente do G 32 e do K 42, não há necessidade de fazer ajustes mecânicos. Isso reduz o tempo de inatividade para troca de artigos de 75 minutos para 5 minutos e maximiza o tempo de produção. A versão premium do controle do fuso individual (ISM) está também integrada (Fig. 2), o que significa que os clientes podem economizar os custos com pessoal em 5% ou mais em comparação com as 2 séries. O conceito de indicador de três estágios, que possui lâmpadas de sinalização nas extremidades da

Fotos: divulgação

19/12/2018 21:29:28


ARTIGO

Fig. 1: O novo filatório de anel G 38 é um dos quatro novos filatórios de anel e de fiação compacta. Oferece o mais alto nível de automação, o melhor desempenho e flexibilidade total.

máquina e LEDs em cada posição e seção de fiação, controla o comportamento de funcionamento de cada posição de fiação individual, otimiza a orientação do operador e aumenta a eficiência da máquina. O cliente pode acessar dados importantes diretamente na unidade de operação da máquina. Avaliações detalhadas são possíveis a pedido com o sistema de monitoramento da fiação SPIDERweb. Todas as aplicações dadas para os dois modelos podem ser produzidas no comprimento máximo da máquina. Ambos os modelos foram projetados na Suíça. As novas máquinas G 37 e K 47 também oferecem o sistema eletrônico de trem de estiragem FLEXIdraft. O tempo de inatividade extremamente baixo para a troca de artigos, de menos de cinco minutos ao trocar para outra finura do fio, aumenta a produtividade da máquina. Os dois modelos são equipados com a versão básica integrada do controle do fuso individual – ISM basic – como padrão. Graças aos LEDs em todas as posições de fiação e em cada seção, os clientes po-

Fig. 2: A versão premium do controle do fuso individual (ISM) está incorporada nos modelos G 38 e K 48. Isso reduz os requisitos de pessoal.

dem economizar cerca de 3% nos custos com pessoal. A pedido do cliente, as máquinas também podem ser fornecidas com o ISM premium.

FIAÇÃO COMPACTA COM REQUISITOS IMBATÍVEIS DE ENERGIA Para clientes que desejam fios totalmente compactados com a mais alta qualidade e a máxima resistência, os filatórios de fiação compacta K 42, K 47 e K 48 da Rieter são a melhor solução. Seus requisitos imbatíveis de energia para compactação são excelentes: Menos de um Watt por fuso, apenas 20% em comparação com outras soluções. Além do bem conhecido tambor de peneira, as principais razões para se obter isso são a

Revista Têxtil #758 I 29

Rieter.indd 29

19/12/2018 21:29:32


ARTIGO grande seção transversal do duto de aspiração central e o elemento da linha de ar Detect, que orienta o fluxo de ar de uma maneira específica (Fig. 3). O elemento da linha de ar Detect, o tambor de peneira e a inserção de aspiração também estão no centro dos filatórios de fiação compacta da Rieter. Eles formam a base para o direcionamento de ar exclusivo e a garantia de fios totalmente compactados. O elemento da linha de ar também monitora simultaneamente a qualidade, criando desvios do fluxo de ar e, portanto, vácuo. Quando um valor limite é Fig. 3: Os elementos exclusivos de compactação das máquinas K garantem fios totalmente compactados, atingido, uma marcação facilitam os requisitos de baixo consumo de energia e mantêm baixos os custos de manutenção. no elemento da linha de ar indica que a unidade de compactação precisa ser verificada (Fig. 4). Este monitoramento permite uma qualidade de fio consistentemente alta. Com todos os filatórios de fiação compacta, não há necessidade de substituir os manchões de compactação: assim, evita-se o tempo de inatividade da máquina. Como resultado é possível alcançar maior eficiência, tornando mais simples planejar a produção. Uma diferença notável entre os dois modelos novos e o existente K 42 é a estendida faixa de aplicação. O K 47 e o K 48 são equipados com um novo tambor Fig. 4: O elemento da linha de ar Detect para os filatórios de fiação compacta de peneira, que agora permite aos clientes misturas garante uma qualidade de fio consistentemente alta. contendo poliéster e 100% viscose junto com o algodão (Fig. 5).

OPORTUNIDADES PARA OBTER AINDA MAIS FLEXIBILIDADE Fig. 5: O tambor da peneira dos novos filatórios de fiação compacta é ideal para misturas de fibras.

A flexibilidade dos clientes, ou seja, a rápida adaptação às exigências do mercado, é um critério fundamental para permanecermos competitivos nos dias de hoje. Sistemas para produção de fios macios e de

30 I Revista Têxtil #758

Rieter.indd 30

19/12/2018 21:29:34


ARTIGO núcleo duplo, bem como fios duplos, estão disponíveis para todas as máquinas de fiação de anel e compactas, mediante solicitação. Um pacote de qualidade, também conhecido como Q-Package, oferece aos fiandeiros de algodão a oportunidade de melhorar ainda mais os seus fios de qualidade já otimizados (Fig. 6). A Rieter oferece várias soluções para máquinas de anel e de fiação compacta, que permitem o processamento confiável e produtivo de fibras sintéticas. O “sistema de fiação EliTe®compact” está disponível como opcional nos três filatórios de anel convencionais G 32, G 37 e G 38. Também pode ser adaptado posteriormente. O sistema facilita a produção de fios compactos de alta qualidade. Abrange todas as finuras de fio e também pode ser usado para 100% poliéster. A combinação da exclusiva geometria de fiação da Rieter com componentes tecnológicos de alta qualidade constitui a base para velocidades de fuso extremamente altas. Isso assegura máxima produção com uma qualidade de fio consistentemente boa. O novo fuso LENA e o altamente eficiente motor de 110 kW que aciona os fusos oferecem economias de energia significativas nos quatro novos modelos. Ambos estão disponíveis como opcionais.

Fig. 6: O Q-Package: para especialistas que querem aprimorar ainda mais os fios de qualidade já otimizados feitos de algodão.

MÍNIMA CARGA DE TRABALHO O “wild loading” do novo carregador de tubos ROBOload está disponível como opcional para o G37, G38, K47 e K48 (Fig. 7). Ele agora está realizando a tarefa de classificar os tubos. Não há necessidade de alinhamento manual. Os tubos são colocados em um carrinho no final da máquina. Uma unidade de inclinação deposita os tubos no ROBOload; outro dispositivo alinha automaticamente os tubos e os orienta corretamente para o sistema de transporte de bobinas SERVOdisc, reduzindo significativamente o esforço manual. Para os modelos existentes G 32 e K 42, a Rieter oferece soluções adequadas com a Rieter After Sales.

MANTER AS SOLUÇÕES BEM RECONHECIDAS As soluções bem conhecidas e bem-sucedidas permanecerão como parte integrante dos filatórios de anel e compactas. Como o sistema SERVOgrip, por exemplo. Ele impede o enrolamento do fio durante o doffing e, assim, mantém a máquina limpa, garantindo

Fig. 7: O “wild loading” do novo carregador de tubos ROBOload classifica automaticamente os tubos vazios, reduzindo enormemente a quantidade de trabalho necessário.

dessa forma a qualidade do fio. Todos os modelos ainda estão equipados com o sistema de transporte de bobinas confiável e de baixa manutenção SERVOdisc. Aqui, o cliente economiza energia, pois a correia transportadora é acionada não pneumaticamente, mas por dois RT motores elétricos.

Revista Têxtil #758 I 31

Rieter.indd 31

19/12/2018 21:29:36


FEBRATÊXTIL Texneo

FEBRATÊXTIL 2018

por

RENATA MARTORELLI

Feira Brasil Têxtil 2018 homenageia Dr. Caio de Alcântara Machado com a exposição “Uma história pra contar”

E

ntre os dias 23 e 25 de outubro, o Anhembi Parque, em São Paulo, recebeu a primeira edição da FebraTêxtil – Feira Brasil Têxtil 2018, que contou com mais de 50 expositores e 2.380 visitas, segundo a organização do evento.  Hélvio Roberto Pompeo Madeira, diretor-presidente do FCEM|Febratex Group, promotor e organizador da FebraTêxtil, declarou que o objetivo é proporcionar que São Paulo volte a ter um evento focado nos confeccionistas e profissionais de moda, representando toda a cadeia de valor do setor, permitindo aos expositores e aos visitantes um ambiente de negócios e de troca de informações, inteligência de mercado e de relacionamento. “Nossos expositores representaram todo o mix de fornecedores de produtos e serviços de interesse de nossos visitantes, que também encontraram no Fórum

32 I Revista Têxtil #758

Febratextil.indd 32

de Informações os principais temas do setor, incluindo tendências e inovações da indústria”.

SUCESSO E EXEMPLO DA MODA BRASILEIRA A abertura da FebraTêxtil 2018 contou com um almoço, que teve como cardápio o prato favorito do Dr. Caio de Alcântara Machado, “o picadinho”. Empresários do setor e jornalistas especializados puderam conferir a abertura da Exposição “Uma história pra contar”, realizada em homenagem ao publicitário, Caio de Alcântara Machado, idealizador, promotor e organizador da Fenit/Fenatec, que contou com o apoio das empresas LYCRA®, Rhodia Solvay, CHT Brasil Química, Golden Technology, NILIT, Santista e SPG Prints.  Caio de Alcântara Machado Júnior, o Caito, começou a trabalhar com o pai aos 13 anos e atuou no

Fotos: divulgação/ Dorival Zucatto

19/12/2018 21:33:02


FEBRATÊXTIL Caio de Alcântara Machado Júnior

Caio de Alcântara Machado Júnior e Hélvio Roberto Pompeo Madeira, diretor-presidente do FCEM|Febratex Group

Forum

setor durante toda a sua vida profissional. “Estamos assistindo a diversos resgates – na moda, na música, no cinema -, num movimento de busca de referências importantes para equilibrar o momento conturbado pelo qual o mundo está passando. E fico muito feliz por essa homenagem, que resgata a trajetória do meu pai, da qual a Fenit, complementada posteriormente pela Fenatec, foi, com certeza, o principal marco. Planejado com o objetivo de promover a indústria têxtil nacional, o evento introduziu junto aos empresários brasileiros a cultura da participação em grandes feiras industriais de negócios, ao mesmo tempo em que abriu mercado para profissionais como modelos e fotógrafos e alavancou o surgimento de uma mídia especializada em moda e beleza. Minha gratidão ao Grupo FCEM, na pessoa de seu diretor-presidente Hélvio Roberto Pompeo Madeira, como promotor da mostra, aos apoiadores e a todos os profissionais que contribuíram para a realização desta exposição que dá aos jovens profissionais do setor têxtil a oportunidade de conhecer um pouco sobre uma feira que chegou a reunir 2.000 expositores e a receber cerca de 200 mil visitantes e aos mais experientes, que viveram a Fenit|Fenatec no auge de sua grandeza, a oportunidade de fazer um viagem mágica a um evento que realizou mais de 50 edições e proporcionou a

formação de uma geração pioneira no setor de eventos e nos departamentos de criação, marketing e vendas das empresas têxteis e de moda”, comemora Caito.

PROGRAMAÇÃO SIMULTÂNEA A FebraTêxtil também realizou um Fórum com atrações como o Innovation Talks Tendere, Brasil Fashion Trendy e conteúdo que antecipou as tendências da moda para as próximas estações com a participação do Fashion Snoops, PeclersParis, Arena Bureau e Use Fashion. Destaque também para o painel Moda Inclusiva, movimento da Secretaria de Estado dos Direitos das Pessoas com Deficiência, que reuniu empresas, profissionais e entidades ligadas ao setor; para a palestra da ABVTEX (Associação Brasileira de Varejo Têxtil), “Criando oportunidades de negócios”, ministrada pela gerente do Programa ABVTEX, Angela Bozzon; e para o painel que abordou as vertentes do marketing e dos negócios para o segmento jeanswear no Brasil. 

LANÇAMENTOS EM DESTAQUE

A CTM Fios, associada à maior produtora chinesa de poliamida nylon 6, Huading Nylon, destacou na FebraTêxtil 2019 o lançamento da linha de fios de poliamida tintos em massa – Dope Dyeing Yarn (Green

Revista Têxtil #758 I 33

Febratextil.indd 33

19/12/2018 21:33:03


FEBRATÊXTIL CTM Fios

CTM Fios

Nilit

Nilit

Stand Santanense

Fiber), que utiliza uma tecnologia isenta de poluentes líquidos, sólidos ou gasosos, capaz de eliminar o uso de corantes líquidos e reduzir o consumo de energia, água e produtos químicos, além do tempo de processamento. “O Brasil é um mercado consumidor estratégico de fios de poliamida. São 60 mil toneladas por ano, sendo os estados de São Paulo e Santa Catarina os maiores produtores de tecidos e malhas que utilizam a matéria-prima. As principais aplicações dos fios de poliamida ocorrem nas linhas de vestuário para moda praia, fitness, lingerie, meias, esportes de alta performance e fitas elásticas”, diz Carlos Modolo, diretor da CTM Fios. A NILIT, empresa global israelense, líder mundial em fios de nylon 6.6, também marcou presença com um espaço desenvolvido e pensado para conectar pessoas e empresas e promover a troca e a construção de ideias inovadoras. A NILIT apresentou seu portfólio de produtos, desde Supplex®, que garante toque suave e natural sem retenção de odores, até coleções feitas com Sensil®, seu nylon 6.6 premium; e uma seleção dos tecidos mais diferenciados do mundo, o Sensil Fabric Collection. Na FebraTêxtil, a empresa também destacou as coleções recém lançadas com os estilistas Glória Coelho e Alexandre Herchcovitch.

34 I Revista Têxtil #758

Febratextil.indd 34

19/12/2018 21:33:06


FEBRATÊXTIL

Revista Têxtil #758 I 35

Febratextil.indd 35

19/12/2018 21:33:07


FEBRATÊXTIL Para apresentar às confecções novas ideias sobre o mercado da moda e inovações em conceitos para o desenvolvimento de produtos, a NILIT contou com uma agenda de mini talks, com Glória Coelho e Alexandre Herchcovitch, além da parceria com a Lectra e Use Fashion, que levou experts para falarem sobre a indústria 4.0, plataformas colaborativas e coleções perfeitas. A Texneo, fabricante de malhas para sportswear, beachwear e underwear, apresentou seus principais diferenciais, como proteção UV, anti-microbiana, Dry, HighClo, Air, Compression, Digital, Neon e Refletivo. A empresa possui a certificação Standard 100 by Oeko-tex®, que garante malhas livres de substâncias nocivas. “Levamos novidades em bases estruturadas, como o produto Galaxy. Além disso, nossa malha Reflective, com lançamento em novo desenho, traz tecnologia de segurança para esportes outdoor noturnos (bike, running), já que ela apresenta em sua composição microesferas de vidro que refletem quando em contato com a luz do farol do carro, proporcionando segurança ao esportista”, conta Karin Hellen Froehlich, coordenadora de marketing da Texneo. A Vicunha lançou com exclusividade no evento sua mais nova plataforma de estampas, o app VSpace, que é um catálogo digital que permite ao usuário navegar pelos diferentes prints criados pela fabricante, em tecnologia 3D. É um simulador especialmente desenhado para oferecer aos clientes mais precisão na visualização das estampas em variados shapes. A Vicunha também apresentou as principais novidades em printed da temporada, acompanhadas de seu amplo portfólio de estampas com artigos em interpretações originais de clássicos – como camuflados, xadrezes, listrados, grafismos abstratos, animal prints e florais – desenvolvidos a partir de processos inovadores e inspirados nas principais tendências de moda. A diversidade de estampas surgiu em um vasto leque de bases, das mais leves e fluidas - ideais para peças amplas e frescas - a artigos mais pesados voltados à confecção de looks estruturados - como os de alfaiataria. A São Joanense levou para a feira o lançamento Kargo Regata, de 6,5 oz, liso e estampado, com largura de 1,55m e composição 82% algodão, 16% poliester, 2% elastano. Já a Kipas Denim apresentou a coleção spring summer 20/21 dos denims diferenciados turcos,

hoje referência mundial, além de novas bases de “Selvedge Denim”, novos coloridos e maquinetados. A Santanense destacou os lançamentos para o verão 2020, apostando em produtos superelastizados e tecidos com misturas de fibras (algodão, linho e modal), que conferem toque e caimento diferenciado. Já a Digitale Têxtil apresentou tecidos inovadores com as tecnologias supermicrofibra, proteção UV 50+, microcápsulas de aloe vera que hidratam a pele, tratamento antibacteriano e elastano com resistência ao cloro. A empresa também apresentou sua  nova coleção de estampas localizadas com mesclas e cores lisas. A próxima edição da feira acontece de 29 a 31 de outubro de RT 2019, no  Pro Magno Eventos, em São Paulo. Vicunha

Fenit

36 I Revista Têxtil #758

Febratextil.indd 36

19/12/2018 21:33:08


FEBRATÊXTIL

Revista Têxtil #758 I 37

Febratextil.indd 37

19/12/2018 21:33:09


MERCADO

31ª COLOMBIATEX ABRE AGENDA DE NEGÓCIOS DO SETOR TÊXTIL EM 2019 Com o conceito “Conectar Saberes”, evento acontece em janeiro, na Colômbia

A

31ª Colombiatex das Américas acontece de 22 a 24 de janeiro de 2019, na Plaza Mayor, em Medellín, na Colômbia, e seguirá conectando a oferta e a demanda de moda na América Latina, proporcionando momentos de conexão entre empresários e compradores. Organizada pela Inexmoda, o Instituto que Conhece, Conecta e Transforma o Sistema Moda, a mostra de têxteis, soluções especializadas, insumos, química e maquinários mais importante da América Latina, reunirá aproximadamente 600 expositores nacionais e internacionais, cerca de 13.000 compradores nacionais e 1.800 compradores internacionais de aproximadamente 60 países do mundo, segundo dados da organizadora do evento; favorecendo o encontro entre empresários, produtores, comerciantes, gerentes de design, marketing e toda a cadeia de valor das empresas varejistas; além de estudantes, estilistas colombianos e meios de comunicação. O segundo dia da Feira irá homenagear o Denim com o seu tradicional “Denim Day”, convidando os participantes a utilizarem o seu melhor look denim e prestar tributo a às inovações deste têxtil, cada vez mais valorizadas pelo consumidor final.

38 I Revista Têxtil #758

colombia.indd 38

por

RENATA MARTORELLI

A Colombiatex continuará promovendo o design têxtil e a ilustração de moda com o espaço “Mercado Gráfico”, onde artistas gráficos e visuais colombianos irão expor as últimas tendências em ilustração têxtil. O espaço faz parte da parceria entre a Inexmoda, a Artextil e o Estudo Agite, que aposta na conexão entre as equipes de design das empresas com artistas independentes. Já no Fórum de Tendências da feira será possível encontrar as últimas tendências em insumos e produtos têxteis, que marcarão a temporada Primavera – Verão 2019. No mesmo espaço, também acontecerão palestras sobre o mercado têxtil, organizadas pelo Laboratório de Investigação e Inovação da Inexmoda. No Pavilhão do Conhecimento Inexmoda – UPB, estudantes, estilistas, empresários, acadêmicos e apaixonados pela moda contarão com um espaço gratuito para potencializar o conhecimento da moda na América Latina. A Colombiatex da Américas 2019 conectará a moda através da geração de oportunidades de negócios, oferecendo espaços de interação e relacionamenRT to entre os diferentes setores da feira. Foto: divulgação

19/12/2018 21:34:11


PREVIEW

ITMA BARCELONA 2019 CEMATEX apresenta tema da ITMA Barcelona 2019 e lança Laboratório de Inovação

R

eforçando o foco em inovação na indústria têxtil, de vestuário e de moda, o CEMATEX, Comitê Europeu de Fabricantes de Máquinas Têxteis, lançou o Laboratório de Inovação ITMA. O foco da ITMA 2019, que será realizada em Barcelona, reforça ​​ o tema que será “Inovação no Mundo Têxtil”. “A inovação é vital para o sucesso da indústria, pois a Indústria 4.0 ganha força no mundo todo. A abertura para a inovação resultou em maior intercâmbio de conhecimento e novos tipos de cooperação entre instituições de ensino, organizações de pesquisa e empresas”, explicou o Sr. Fritz Mayer, Presidente do CEMATEX, que ainda acrescentou que a ITMA tem sido um catalisador e uma vitrine inovadora desde 1951. “Esperamos que os participantes possam compartilhar novos desenvolvimentos, discutir as tendências do setor e estimular esforços criativos, garantindo uma cultura de inovação vibrante em um contexto global”. O Laboratório de Inovação da ITMA inclui recursos recebidos de edições anteriores, além de novas iniciativas. Os quatro setores principais do laboratório são: Pavilhão de Pesquisa e Inovação (Pavilhão de R & I); Plataforma de Palestras ITMA; Vitrines com Vídeos sobre Inovação e Prêmio ITMA de Inovação Sustentável. Charles Beauduin, presidente da ITMA Services, disse que ao lançar o Laboratório de Inovação ITMA, esperam direcionar melhor o foco da indústria para a importante mensagem de inovação tecnológica e cultivar um espírito inventivo. “Esperamos incentivar uma maior participação, introduzindo novos componentes, como a vitrine de vídeos, para destacar a inovação de nossos expositores”. A vitrine de vídeos fornecerá um novo canal para os visitantes aprenderem mais sobre exposições inovadoras na ITMA 2019. Os expositores podem enviar vídeos com base nos seguintes tópicos: Matérias-primas e tecnologias de fabricação; Automação e digitalização:

por

RENATA MARTORELLI

criando novas oportunidades na indústria têxtil e de moda; Inovações técnicas têxteis e tecnologia de fabricação; e Fabricação sustentável de têxteis e vestuário na economia circular. A Plataforma de Palestras também será um excelente espaço para os institutos participantes do Pavilhão de Pesquisa e Desenvolvimento apresentarem seus mais recentes projetos de pesquisa e desenvolvimentos tecnológicos de ponta. Pela primeira vez, palestrantes serão convidados a compartilhar seus conhecimentos e experiências com os participantes da ITMA. Um total de 27 organizações participará do Pavilhão de Pesquisa e Desenvolvimento, que apresentará projetos de ponta em pesquisa têxtil e desenvolvimento. Desde a ITMA 2007, o Pavilhão de R & I também serve para incentivar a colaboração entre empresas, centros de pesquisa e universidades, a fim de desenvolver novos materiais e tecnologias que transformarão a indústria têxtil, de vestuário e de moda.

PRÊMIO ITMA DE INOVAÇÃO SUSTENTÁVEL Criado pelo CEMATEX em 2015 para reconhecer os esforços da indústria têxtil global para promover a sustentabilidade através de soluções inovadoras e promover pesquisas relacionadas ao setor, o Prêmio ITMA de Inovação Sustentável compreende duas categorias: Prêmio de Excelência Industrial, para fabricantes de têxteis e vestuário e marcas que aproveitam as soluções dos expositores da ITMA para criar produtos ecológicos; e um Prêmio de Excelência em Pesquisa e Inovação, aberto a alunos de mestrado. A ITMA 2019 será realizada de 20 a 26 de junho, na Fira de Barcelona, ​​na Gran Via. A exposição contará com mais de 1.600 expositores, que apresentarão suas mais recentes tecnologias e soluções sustentáveis para ​​ toda a cadeia têxtil e de confecção, assim como fibras, fios e tecidos. RT Para mais informações visite o site www.itma.com.

Revista Têxtil #758 I 39

ITMA.indd 39

19/12/2018 21:31:08


EVENTOS

7º SIMPÓSIO DE TÊXTEIS

INTELIGENTES 2018 E 57º DORNBIRN-GFC

O

7º Simpósio de Têxteis Inteligentes 2018, em Messequartier,Dornbirn e o 57º Dornbirn-GFC (Congresso Global de Fibras) reuniram juntos cerca de 700 participantes de 30 países, sendo que cerca de 170 participantes vieram, principalmente da Alemanha, Suíça e Áustria. Para Messequartier, Dornbirn, na Áustria, para se reunir a comunidade têxtil em 24 palestras em 2 dias consecutivos, que mostraram a tendência crescente de colaboração mais interdisciplinar no domínio dos têxteis inteligentes. No primeiro dia, durante o 7º Simpósio Smart Textiles 2018, o ex-chanceler federal da Áustria, Werner Faymann, pediu aos representantes da indústria durante a abertura do evento para estarem sempre um passo à frente na concorrência e aproveitarem as oportunidades recentes do mercado. O principal orador, James Holbery, da Microsoft, com sede em Redmont, EUA, deu uma visão geral das atividades recentes da Microsoft para o setor têxtil e de eletrônica com foco na criação de novos usuários. “Nós sempre temos que nos reinventar nestes dias de mudanças rápidas. Queremos trazer a computação pessoal para um novo nível e abordar a nova geração em particular. O interessante da computação é a rápida mudança que estamos enfrentando e quando pensamos em IoT tem muito mais por vir”. James Holbery foi responsável pela construção do novo laboratório da Microsoft de impressão, e têxtil (PTFE). Segundo Isa Hofmann,

moderadora do primeiro dia e diretora administrativa de um agência de comunicação com sede em Wiesbaden, Alemanha, “o uso da inteligência artificial é o próximo grande boom”. De acordo com as estatísticas da comissão da UE, este mercado deverá subir para 38,8 bilhões de dólares em 2025. Inteligência Artificial permite que as máquinas se comportem como se fossem inteligentes, fornecendo a capacidade de sempre aprenderem algo novo. “Esta é a grande diferença em relação ao software convencional. Chatbots permitem uma comunicação automatizada com clientes em tempo real,” diz Hofmann. Pesquisadores da Infineon tinham descoberto uma maneira de fazer grandes superfícies têxteis, como carpetes ou tendas, com tecidos inteligentes. Uma rede auto-organizada de chips foi capaz de monitorar temperaturas, pressões ou vibrações. “Isso mostra que você também pode introduzir coisas muito cedo no mercado”, comenta Stefan Rohringer, Vice Presidente do Centro de Desenvolvimento da Infineon Technologies Austria AG Rohringer. Ele apresentou a próxima geração de computadores quânticos que fornecem a segurança necessária em tempos de pagamento em dinheiro e IoT. Com 28 bilhões de dispositivos conectados já em 2021 a segurança na internet desempenhará um papel importante. Palestras interessantes de start-ups apresentaram modelos de negócios de sucesso como solas de embu-

Fotos: divulgação

40 I Revista Têxtil #758

Eventos.indd 40

19/12/2018 21:33:27


EVENTOS timento inteligentes da empresa stAPPtronics que ajudam os usuários a controlar sua postura corporal. No segundo dia, Sabine Gimpel do TITV Greiz, da Alemanha, foi moderadora pela manhã e deu uma palestra sobre a indústria 4.0. Günter Grabher, CEO da Grabher-Group & Smart-Textiles Platform, Áustria, apresentou algumas das novas tecnologias que suas empresas estão trabalhando. Dois exemplos foram uma cadeira de escritório que otimiza a postura do usuário enquanto está sentado, bem como um tecido reforçado, que é usado para reparar pontes em ruínas. Marcus Kottinger, arquiteto de soluções na Axians IBM, Alemanha, bem como o Prof. Enrico Putzke, da Universidade Técnica de Chemnitz, na Alemanha, palestraram sobre como os têxteis inteligentes são utilizados para o monitoramento de material e seres humanos, ajudando a evitar acidentes na indústria. Sven Böhmer, chefe de vendas da Statex Produktions- und Vertriebs GmbH, Alemanha, explicou as vantagens dos eletrodos têxteis e sua condutividade devido

à prata incorporada em fios ou tecidos. Eletrodos têxteis desempenham um papel importante em uma variedade de aplicações médicas, como estimulação muscular e nervosa ou monitoramento de parâmetros vitais. Vera Gratzl, desenvolvedora de produto, da Werner & Mertz GmbH, Alemanha, apresentou alguns produtos da marca Frosch, equipados com um sistema hidrofóbico livre de flúor. Andreas Röhrich, diretor de desenvolvimento de produtos, da Wolford AG, Áustria, introduziu a nova coleção de blusas e leggings, inteiramente fabricados de acordo com o padrão cradle to cradle®. Albin Kälin, CEO da EPEA Switzerland GmbH, Suíça, pioneira do conceito cradle® deu sua visão sobre o futuro da produção. Günter Grabher, iniciador e CEO da Smart Textiles Platform, Austria, resumiu e deu a sua visão de futuro: “O futuro dos têxteis inteligentes é uma verdadeira colaboração interdisciplinar entre várias indústrias, para se beneficiar do enorme potencial deste crescente mercado ”. Para mais informações, consulte: http://www. RT smart-textiles.com

57º CONGRESSO GLOBAL DE FIBRAS DE DORNBIRN

E

ntre os dias 12 e 14 de setembro de 2018, mais de 100 palestras internacionais, tanto de universidades quanto da indústria foram destaques no 57º Congresso Global de Fibras de Dornbirn, na Áustria. Além de conferir as apresentações, o público teve a oportunidade de fazer perguntas específicas sobre os temas abordados. Neste ano a participação de palestras relacionadas à indústria foi de cerca de 50%. Mais de 700 participantes de mais de 35 nações participaram do congresso, sendo cerca de 70% da Europa e 30% da Ásia e dos EUA. Neste ano, o chanceler austríaco, Sebastian Kurz, não pôde abrir o congresso. Sua apresentação através de uma transmissão de vídeo trouxe tópicos e aspectos importantes para o setor. Membros do conselho e CEOs de empresas participantes discutiram animadamente e com diferentes visões sobre sustentabilidade e como os grandes produtores de fibras europeus e asiáticos se posicionam para o “3 Ps - People, Planet, Profit”.

Após um bloco de palestras sobre “Economia Circular”, foi realizado um painel com o tema “Economia Circular - Que Oportunidade!”, moderado pelo especialista em sustentabilidade, Reiner Hengstmann. Os participantes Eberhard Brack, da Märkische Faser; Peter Bartsch, da Lenzing; Michael Chtepa, da Seaqual4U; Yogendra Dandapura, da Lululemon; Edwin Keh, da HKRITA; e Luis Marinheiro, da ISWA (Associação Internacional de Sólidos e Resíduos) demonstraram grande comprometimento, fortemente promovido pela Comissão da UE. Com o tema “Era Digital em Pesquisa e Desenvolvimento”, no dia 11 de setembro foi realizado um workshop de jovens cientistas, orientado pela Syngroup Consulting (AUT), que contou com a participação da Microsoft. A parceria com a Messe Frankfurt, para a Avantex Paris, feira de materiais e tecidos para vestuário que ocorre em Paris, funcionou de forma eficaz porque os participantes do exterior puderam visitar ambos os eventos. “Moda e Pesquisa caminham juntas” é o princípio orientador da RT cooperação entre os dois eventos. Revista Têxtil #758 I 41

Eventos.indd 41

19/12/2018 21:33:27


NOTÍCIAS OERLIKON INAUGURA CENTRO DE P&D EM SUZHOU Os anos de pesquisa e desenvolvimento intensivos no campo da texturização, que a Oerlikon Barmag está fazendo na China, renderam frutos. Em 12 de outubro de 2018, o novo Centro de P & D foi oficialmente inaugurado em Suzhou com cerca de 80 convidados. O Centro é uma homenagem ao trabalho de pesquisa e desenvolvimento feito até agora no campo de máquinas de texturização. A Oerlikon detém 34 patentes concedidas e várias outras estão atualmente na fase de concessão. Além das medidas de melhoria contínua nas máquinas existentes, vários novos componentes e conceitos de máquinas estão sendo planejados e logo estarão disponíveis no mercado. “Apenas com novas abordagens podemos oferecer

aos nossos clientes a vantagem tecnológica com a qual eles podem ser bem sucedidos. O foco das inovações está nos tópicos de automação, digitalização, economia de energia e melhoria da qualidade do processo”, disse Georg Stausberg, CEO da Oerlikon Manmade Fibers Segment. Além do reconhecimento oficial das conquistas, a Oerlikon China Technology Ltd. também recebe financiamento estatal. “Esse apoio financeiro é parcialmente investido nos equipamentos mais modernos, mas também em um treinamento altamente qualificado de nossos funcionários. Isso garante que possamos continuar a oferecer alta qualidade e benefícios ao cliente”, disse Joachim Diezl, gerente geral da Oerlikon em Suzhou.

SWISS TEXTILE MACHINERY Ao longo dos séculos, o espírito inovador dos suíços tem sido demonstrado muitas vezes através de invenções que abrangem vários campos da experiência humana. Seu impacto na indústria têxtil mundial tem sido um dos mais notáveis, com desenvolvimentos contínuos e significativos. As empresas suíças de máquinas têxteis estão no centro dessa tradição de inventividade que evolui naturalmente. Hoje, os fabricantes de máquinas e componentes têxteis suíços e prestadores de serviços sustentam esse patrimônio através de um compromisso com a inovação contínua que influenciará a indústria têxtil mundialmente no futuro. Olhando para trás na história, as invenções suíças energizaram repetidamente a indústria têxtil global. A lista inclui: tear, de Caspar Honegger (1842); rayon artificial, de Georges Audemars (1855); máquina de bordar, de Isaak Groebli (1863); máquina de costura, de Karl Friedrich Gegauf; e invenções posteriores como o zíper, de Othmar Winterhalter (1923) e o velcro de George de Mestral’s (1951). Muitas empresas de máquinas têxteis suíças têm uma história que remonta há mais de um século - e algumas ainda são de propriedade familiar. A tradição de inovação evoluiu naturalmente ao longo de décadas para os fabricantes suíços de máquinas têxteis, pro-

dutores de componentes e fornecedores de serviços. Inventar ainda é um estilo de vida, e os frutos dessa filosofia foram novamente demonstrados na ITMA Asia + CITME 2018, onde 30 membros extiveram expondo seus lançamentos. Em todas as gerações de máquinas têxteis suíças, a especialização foi transmitida - juntamente com o "gene inventor". Dirigir tudo, no entanto, tem sido um reconhecimento de que os requisitos do cliente são a prioridade. Atender a essas necessidades por meio de soluções inovadoras é o objetivo real. “Os anos de experiência e herança de inovação definitivamente trazem valor agregado para nossos clientes, que confiam nos membros da Swiss Textile Machinery para ajudá-los a construir seu próprio sucesso nos negócios”, diz Cornelia Buchwalder, Secretária Geral da Associação. Alguns dos padrões das empresas suíças de máquinas têxteis foram estabelecidos há décadas. À medida que a "Indústria 4.0" progride, ainda mais novas tecnologias podem ser esperadas. “Estou confiante de que os membros da Swiss Textile Machinery continuarão a introduzir inovações que influenciarão a indústria têxtil mundial no futuro - e aguardo com expectativa a ITMA 2019 em Barcelona”, diz Buchwalder. Visite www. swisstextilemachinery.ch para mais informações.

42 I Revista Têxtil #758

Noticias.indd 42

19/12/2018 21:30:01


NOTÍCIAS SCHOELLER TEXTIL APOSTA EM SUSTENTABILIDADE A suíça Schoeller Textil levou o acabamento de laminados de duas camadas para roupas de proteção e roupas esportivas ao ar livre a um novo nível de eficiência de produção com a instalação de uma unidade da Monforts Eco Applicator. As inovações ao longo das décadas desta empresa - que celebra o seu 150º aniversário este ano - são numerosas: introdução do primeiro vestuário de esqui elástico no início dos anos 60, a integração do Kevlar em casacos de motociclista no início dos anos 80 e os primeiros tecidos reguladores de temperatura há mais de vinte anos. A Schoeller foi responsável por uma sucessão de novos acabamentos de tecidos premiados e exclusivos, muitos dos quais são agora licenciados para usinas terceirizadas. Estes incluem o coldblack® para proteção UV; energear ™, que explora as propriedades benéficas do infravermelho; NanoSphere®, para repelência de água, óleo e sujeira, juntamente com alta resistência a lavagem e abrasão; 3XDRY®, para gerenciamento de umidade e os mais recentes tratamentos Schoeller ambientalmente sensíveis, ecorepel® e ecodry. A Schoeller conta com as vantagens do Monforts Eco Applicator para economia de água, energia e matéria-prima. Como um cliente de longa data da Monforts, a Schoeller opera dois stenters Montex de 2,4 metros de largura, sendo o mais recente uma unidade de dez câmaras com 60 metros de comprimento. Ambos stenters estão conectados a um sistema de troca de calor. No último stenter, o ar residual também passa pelo trocador de calor para aquecer o ar fresco, fornecendo duas fontes de energia recicladas - tanto ar quanto água. Metade da energia usada para água morna na usina é obtida através da recuperação de calor. A energia é coletada a partir do ar residual das caldeiras a vapor, bem como dos stenters, e do calor residual da condensação de vapor recuperada. O aplicador Eco foi integrado no início da segunda linha Montex na fábrica de Sevelen. “Não é possível terminar as camadas individualmente, antes da laminação a quente, para que os tecidos e filmes de membrana sejam tingidos separadamente antes de serem laminados e depois finalizados Fotos: divulgação

Noticias.indd 43

juntos pelo aplicador Eco antes de ir para o stenter”, explica Michael Killisperger, gerente de Departamento de acabamento e revestimento da Schoeller. A instalação faz parte de um programa que já investiu mais de 25 milhões de francos suíços em novas tecnologias na planta Schoeller na última década e levou a novos desenvolvimentos de produtos, como a introdução de fios Econyl® upcycled (da Aquafil SpA) e a tecnologia ecorepel® Bio sem PFC, baseada em matérias-primas renováveis.

Revista Têxtil #758 I 43

19/12/2018 21:30:02


NOTÍCIAS USTER® STATISTICS 2018 ESTÁ DISPONÍVEL NAS LOJAS DE APLICATIVOS Hoje, a compra de fibras, o desenvolvimento de fios e a comercialização seriam virtualmente impensáveis sem o USTER® STATISTICS. Este ano, a linguagem global de qualidade têxtil entrou em uma nova dimensão com o USTER® STATISTICS 2018, disponível como um aplicativo móvel para PCs e dispositivos móveis. Pela primeira vez, o USTER® STATISTICS é oferecido em formato de aplicativo - atendendo aos requisitos cada vez mais móveis da indústria e do mundo. Para esta nova era, a base de conhecimento e os dados no aplicativo são portáteis e rapidamente acessíveis a qualquer momento, mesmo sem conexão com a Internet. O aplicativo pode ser baixado gratuitamente nas lojas de aplicativos usuais e oferece mecanismos de pesquisa com configurações personalizáveis.

Filtros individuais podem ser armazenados para recuperar os benchmarks usados com frequência, e todas as informações - gráficos e tabelas interativas, bem como dados de processamento - podem ser enviados ou impressos, permitindo a comunicação direta entre parceiros de negócios por meio do aplicativo, que está disponível em 11 idiomas diferentes. Uma característica marcante do USTER® STATISTICS 2018 é uma linha de fios praticamente sem costura. Os usuários podem inserir a taxa de mistura escolhida em etapas e um gráfico relacionado ao valor de entrada é selecionado em segundo plano. O aplicativo também conta com novas características de qualidade, faixas de contagem de fios estendidas e mais tipos de fios, ilustrados em quase 4.000 gráficos, com dados sobre fibras, fios e processos.

LOEPFE SOLUCIONA PROBLEMA DE FIOS SINTÉTICOS COM BRILHOS DIFERENTES Os fios sintéticos, como o poliéster, podem ter diferentes qualidades de fibra com brilhos diferentes. Fios misturados podem levar a defeitos nos processos ao longo da cadeia de produção. Hoje, a inspeção visual desses erros ainda é muito trabalhosa e demorada. A PT. Superbtex, na Indonésia, buscou uma solução mais simples e eficiente para superar esse problema e encontrou na Loepfe uma solução adequada. A cooperação dessas duas empresas revelou resultados impressionantes. O PT. Superbtex Group opera em quatro instalações, localizadas na província de Java Ocidental. Cerca de 500 funcionários estão empregados na maior fiação da empresa, que conta com 54.000 fusos. Eles produzem fios de poliéster com uma faixa de contagem de Ne 10 - 60. A produção regular consiste em contagens de fios de Ne 20, 25, 30 e 40. A maior parte da produção é entregue ao mercado local para aplicações de tecelagem e malharia, enquanto que cerca de 15% da produção é exportada. O problema de brilho diferente pôde ser resolvido instalando o depurador de fios YarnMaster ZENIT + com o recurso OffColor. Como o brilho das diferentes qualidades de fibras usadas na fiação e enrolamento de poliéster também varia, devido às diferentes quantida-

des de agentes de fosqueamento usados em sua produção, a Loepfe teve a idéia de testar o novo recurso na PT. Superbtex. Testes extensivos foram realizados na maior fiação do grupo. Uma máquina de enrolamento Savio Eco Pulsar foi equipada com o novo YarnMaster ZENIT +, incluindo o recurso OffColor. Os ensaios foram realizados com fios de poliéster Ne40 de dois tipos: super brilhante e semi-fosco. Várias configurações foram testadas para alcançar o desempenho ideal da detecção OffColor. Durante os testes, bobinas erradas foram inseridas de propósito. Graças ao novo recurso de detecção OffColor do YarnMaster ZENIT + da Loepfe, a inspecção visual das bobinas, que requer muito trabalho e, portanto, é cara, não é mais necessária. A nova detecção OffColor usa o F-Sensor, que é parte integrante do YarnMaster ZENIT +. Para detectar falhas, o sensor ilumina o fio de vários lados, um algoritmo especial converte os sinais resultantes da reflexão e transmissão da luz em uma diferença de luminosidade, e a referência, portanto, é o brilho da cor do fio. Dependendo da cor de base, o mais claro se adapta ao brilho básico do fio e, portanto, é capaz de detectar variações de cor e sombra, bem como diferenças de brilho.

44 I Revista Têxtil #758

Noticias.indd 44

19/12/2018 21:30:02


NOTÍCIAS USO DE TERMOPLÁSTICOS EM COMPÓSITOS O mercado global de compósitos termoplásticos deverá crescer US$ 16,4 bilhões até 2021, segundo dados do analista da indústria Lucintel. Isto é em resposta à crescente demanda por materiais leves e ecológicos, particularmente das indústrias aeroespacial e automotiva. Projetos de pesquisa europeus como o 3D-Lighttrans, envolvendo 18 parceiros de toda a Europa, estão desempenhando um papel crucial na implementação dessa transformação, superando as dificuldades de processamento e altos custos associados com a produção de compósitos termoplásticos no passado. O projeto envolve modelagem 3D e simulação de todos os materiais, processos e produtos finais, juntamente com uma cadeia de fabricação completamente nova - das fibras até a peça acabada. A P-D Glasseiden GmbH, com sede em Oschatz, na Alemanha, desenvolveu novos fios híbridos a partir de fibras de vidro e filamentos de matriz termoplástica, que são misturados com o ar. Os desenvolvimentos aumentaram a homogeneidade da mistura e reduziram significativamente os danos das fibras na mistura e subsequentes processos de tecelagem. O centro do projeto foi a transformação de uma máquina de tecelagem VTR Van de Wiele, do Instituto de Máquinas Têxteis e Tecnologia de Materiais de Elevado Desempenho (ITM) da TU Dresden, numa máquina de tecelagem

Versátil Smart Innovator VSi42. A máquina é ideal para a produção de tecidos com múltiplas camadas, tecidos plissados, entre outros. A arquitetura de fibra 3D reduz os custos e aumenta o desempenho dos componentes. O pesquisador do ITM, Adil Mountasir, recebeu o cobiçado prêmio Théophile Legrand Foundation por seu trabalho de desenvolvimento em tecidos especiais como parte do projeto 3D Lighttrans. As partes finais compostas foram ligadas por um processo de termoformagem rápido e eficiente, não requerendo infusão de resina ou injeção, uma vez que a matriz termoplástica já estava incorporada ao fio. Duas peças de demonstração 3D Lighttrans foram fabricadas - uma porta traseira para o Fiat 500L e um poço de roda sobressalente para a Bentley - e o projeto ganhou o prêmio JEC Composites Innovation Award. "O desenvolvimento de tecidos de forma líquida continua a ser o foco da pesquisa internacional", diz o Dr. Gerald Hoffmann, chefe de P & D da Fabric Manufacturing Technology no ITM. “Isso inclui o desenvolvimento de cadeias de processo suportadas por simulação desde o projeto CAD até o componente, o desenvolvimento da tecnologia de tecelagem e a adaptação de pré-moldes suportados por robô. O uso de materiais leves deve levar a economias consideráveis no consumo de combustível, o que trará tanto benefícios financeiros para os consumidores quanto redução das emissões de dióxido de carbono”, conclui o Dr. Hoffmann.

PRODUÇÃO DE FIOS E TECIDOS DIMINUI NO 1º QUADRIMESTRE DE 2018 A produção global de fios diminuiu em -9% entre o 4º quadrimestre de 2017 e o 1º quadrimestre de 2018. As reduções de produção na África (-13%), na Ásia (-11%) e na Europa (-1,5%) cancelaram o aumento no Brasil (+12%) e a melhora relativamente pequena nos EUA (+3%). A maioria dos países da África, Ásia e América do Norte estão otimistas sobre a evolução no segundo quadrimestre de 2018, enquanto a Europa e o Brasil esperam um declínio na produção. Os estoques globais de fio diminuíram em todas as regiões no primeiro quadrimestre de 2018, exceto no Brasil (+ 1,5%). A redução mais forte ocorreu na Ásia (-6%), seguida da

Europa (-3%) e do Egito (-1,5%). No total, os estoques de fios atingiram 89% do seu nível no ano anterior com relação ao mesmo quadrimestre. As encomendas globais de fios diminuíram em todos os países em -5% em média, exceto no Japão, onde aumentou em + 2%. A produção global de tecidos diminuiu do quarto quadrimestre de 2017 para o primeiro quadrimestre de 2018 em -10% em nível mundial. Caiu -12% na Ásia, -5% na África e -2% na Europa. Aumentou 1% no Brasil. África do Sul, Paquistão e Turquia esperam um aumento adicional na produção de tecidos no segundo quadrimestre de 2018.

Revista Têxtil #758 I 45

Noticias.indd 45

19/12/2018 21:30:02


RELAÇÃO DE FORNECEDORES

RELAÇÃO DE FORNECEDORES

I

TREMEMBÉ

II ORIZIO ABTT ABITT | SINDITÊXTIL CARMELO III FCEM KAARI MILAINOX RIVITEX IV HAVIR SPGPRINTS V TRÜTZSCHLER VI TABATEX STÄUBLI WEKO VII LECTRA VIII SINTEQUÍMICA

46 I Revista Têxtil #752

relacao.indd 46

09/01/2019 18:45:34


RELAÇÃO DE FORNECEDORES

Revista Têxtil #752 I 47

relacao.indd 47

09/01/2019 18:45:36


RELAÇÃO DE FORNECEDORES

48 I Revista Têxtil #752

relacao.indd 48

09/01/2019 18:45:38


RELAÇÃO DE FORNECEDORES

Revista Têxtil #752 I 49

relacao.indd 49

09/01/2019 18:45:38


RELAÇÃO DE FORNECEDORES

50 I Revista Têxtil #752

relacao.indd 50

09/01/2019 18:45:39


RELAÇÃO DE FORNECEDORES

Revista Têxtil #752 I 51

relacao.indd 51

09/01/2019 18:45:40


RELAÇÃO DE FORNECEDORES

52 I Revista Têxtil #752

relacao.indd 52

09/01/2019 18:45:41


RELAÇÃO DE FORNECEDORES

Revista Têxtil #752 I 53

relacao.indd 53

09/01/2019 18:45:42


RELAÇÃO DE FORNECEDORES

54 I Revista Têxtil #752

relacao.indd 54

09/01/2019 18:45:43


RELAÇÃO DE FORNECEDORES

Revista Têxtil #752 I 55

relacao.indd 55

09/01/2019 18:45:44


editorial.indd 4

19/12/2018 21:42:43


editorial.indd 4

19/12/2018 21:44:22

Profile for Revista Textil

Revista Têxtil 758  

Revista Têxtil 758  

Advertisement