Page 1


editorial.indd 4

10/08/2018 01:16:25


EDITORIAL O FUTURO DO NOSSO PAÍS A REVISTA TÊXTIL é uma publicação da

R. da Silva Haydu & Cia. Ltda. Inscr. Est.: 104.888.210.114 CNPJ/MF: 60.941.143/0001-20 MTB: 0065072/SP

Diretor-Presidente: Ricardo Haydu Diretora de Redação: Clementina “Vivi” Haydu Jornalista: Renata Martorelli Designer: Carlos C. Tartaglioni Foto da capa: Arquivo Representantes Comerciais Europa: International Communications Inc. Andre Jamar 21 rue Renkin: 4800: Verviers: Belgium Tel/Phone: + 32 87 22 53 85 / Fax: + 32 87 23 03 29 e-mail: andrejamar@aol.com Ásia (Asian): Buildwell Int. Co., Ltd. Nº 120, Huludun, 2nd St., Fongyuan, Taichung Hsien: Taiwan 42086: R.O.C. Tel/Phone: + 886 4 2512 3015 / Fax: + 886 4 2512 2372 Coréia (Korea): Jes Media International 6th Fl., Donghye-Bldg.: 47-16, Myungil-Dong Kandong: Gu: Seoul 134-070 Tel./Phone: + (822) 481-3411/3 / Fax: + (822) 481-3414 Correspondente na Argentina: Ecodesul Av. Corrientes, 3849: Piso 14° OF. A. Buenos Aires: Argentina Tel/Phone: (541) 49-2154 / Fax: (541) 866-1742 Órgão Oficial das entidades

Inicio esta edição de uma forma diferente, pois sabemos que o assunto gira em torno do futuro do nosso país, que será decidido nestas eleições. Motivo esse, que faço das palavras do presidente da ABIT Fernando Pimentel, que tão bem colocou no artigo, as minhas. Não deixe de ler o artigo (p.04). Apesar de todas as dificuldades enfrentadas pela indústria brasileira, nós acreditamos na recuperação e no fortalecimento da cadeia têxtil. Prova disto, São Paulo mais uma vez teve uma semana movimentada, de 16 a 19 de julho, com diversos eventos: Fenin, Francal, e destaque para o Salão Inspiramais_II, que vem atraindo, além dos expositores de matérias-primas de calçados e bolsas, o setor têxtil, que teve uma participação bem maior do que na edição passada. Você poderá conferir as tendências e as novidades apresentadas nos eventos em couro, moda feminina, masculina,

Órgão de divulgação das entidades Abint: Associação Brasileira das Ind. de NãoTecidos e Tecidos Técnicos; Núcleo Setorial de Informação do SENAI/CETIQT; Redação/Administração Rua Albuquerque Lins, 1151 2º andar: Santa Cecília Cep 01230-001: São Paulo: SP: Brasil Tel/Phone: +55-11-3661-5500 E-mail: revistatextil@revistatextil.com.br Site: www.revistatextil.com.br Publicação bimestral com circulação dirigida às fiações, tecelagens, malharias, beneficiadoras, confecções nacionais e internacionais, universidades e escolas técnicas. Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem, necessariamente, a filosofia da revista. A reprodução total ou parcial dos artigos desta revista depende de prévia autorização da Editora. Redação Releases, comentários sobre o conteúdo editorial, sugestões e críticas a matérias. Pedidos de informação relacionados às matérias e à localização de reportagens: e-mail: redacao@revistatextil.com.br

beachwear,lingerie e calçadista nesta edição. A Serigrafia SIGNS FutureTEXTIL, que aconteceu de 25 a 28 de julho, em São Paulo, apostou nos três pilares inovação, tecnologia e sustentabilidade, e foi dirigida para um setor que está cada vez mais forte no têxtil, que é a estamparia digital. A REVISTA TÊXTIL mostra o que esteve em alta no evento. No que diz respeito a estes três pilares a FEBRATEX , maior evento do setor na America Latina, será uma ótima oportunidade de negócios, e acontecerá de 21 a 24 de agosto, no Parque Vila Germânica. A REVISTA TÊXTIL estará presente no evento para uma cobertura completa e nesta edição apresenta um preview de alguns lançamentos que serão apresentados na feira. Boa leitura e até a próxima.

Publicidade Anuncie na REVISTA TÊXTIL e fale diretamente com o público leitor mais qualificado do setor têxtil no Brasil e no mundo: e-mail: revistatextil@revistatextil.com.br Assinaturas Para renovação e outros serviços, escreva para: e-mail: revistatextil@revistatextil.com.br

Revista Têxtil #756 I 01

editorial.indd 1

10/08/2018 01:11:37


SUMÁRIO

04

ABIT

06 14 16

TECNOLOGIA

18

DIGITAL

24

ABTT

26

MATÉRIA-PRIMA

31 34

MODA

36

COURO

38 38 39 39 39 40 40

NOTÍCIAS

ONZE PERGUNTAS QUE NÃO QUEREM CALAR

16ª EDIÇÃO DA FEBRATEX ACONTECE EM BLUMENAU SPGPRINTS APRESENTA JAVELIN® NA FEBRATEX 2018 CORTE EM VIDRO COM LÂMINA DUPLA

SERIGRAFIA SIGN FUTURETEXTIL

DURABILIDADE DOS MATERIAIS TÊXTEIS

INSPIRAMAIS 2019_II

SALÃO MODA BRASIL 2018 FENIN FASHION SÃO PAULO PRIMAVERA/VERÃO 2019

50ª FRANCAL MOVIMENTA SETOR DE CALÇADOS

UCMTF – TECNOLOGIA FRANCESA NA ITMA ASIA + CITME KARL MAYER PARTICIPA DA ITMA ASIA + CITME STÄUBLI TEXTILE PARTICIPA DA ITMA ASIA 2018 ITMA 2023 ACONTECERÁ EM MILÃO BRÜCKNER INAUGURA FÁBRICA EM TITTMONING ITMF DIVULGA AUTOCORO 9 VACUUM TRASH CLEANER

02 I Revista Têxtil #756

editorial.indd 2

10/08/2018 01:11:37


editorial.indd 3

10/08/2018 01:11:39


ABIT

ONZE PERGUNTAS

QUE NÃO QUEREM CALAR

A

s eleições deste ano incluem-se, com certeza, entre as mais importantes de nossa história republicana, pois poderão determinar a recuperação do Brasil e da economia ou seu retrocesso para uma condição de difícil reversibilidade. Afinal, experimentamos um tênue reequilíbrio, caminhando sobre fio de navalha, após enfrentar gravíssima crise de governabilidade, aguda instabilidade política, desequilíbrio fiscal sem precedentes, escândalos de corrupção, perda de credibilidade e, em decorrência de tudo isso, a pior recessão de todos os tempos. É imensa, portanto, a responsabilidade do presidente da República, senadores, governadores, deputados federais e estaduais, a serem eleitos em outubro. É decisivo o seu comprometimento com a probidade, gestão eficaz no equilíbrio entre receitas e despesas do Estado e adoção de medidas capazes de inserir o País num fluxo duradouro de crescimento sustentado. Nesse sentido, a indústria têxtil e de confecção, duramente atingida pelos problemas nacionais dos últimos anos, assim como toda a manufatura e setores produtivos, formulou 11 perguntas aos candidatos. A expectativa do empresariado do setor é de que, muito além da retórica, sejam respondidas em termos práticos e de maneira transparente, para que o eleitor conheça as propostas e possa fazer uma escolha consciente no momento de votar. A primeira questão diz respeito às reformas estruturais. Realizou-se a trabalhista, que precisa ser referendada plenamente no cotidiano dos tribunais. Agora, são prioritárias a previdenciária e a tributária, não só para se viabilizar o equilíbrio fiscal, como para mitigar o peso dos impostos nos custos da produção, fator decisivo para a competitividade. A segunda pergunta refere-se especificamente aos tributos. No relatório Doing Business do Banco Mundial (BIRD), o Brasil ficou em 184º lugar, dentre 190 países, no quesito “Pagar Impostos”. Mesmo havendo consenso

por

FERNANDO VALENTE PIMENTEL*

de que vivemos em um manicômio tributário, inclusive com a taxação de investimentos, nenhuma reforma de peso foi aprovada até hoje. Em seguida, apontamos a premência de se reduzir a burocracia e modernizar o setor público. Também no Doing Business, o Brasil posiciona-se no 176º posto, dentre 190 nações, no quesito “Começar um negócio”. Há consenso de que o excesso de burocracia atrapalha nosso ambiente de negócios. Outro desafio decisivo refere-se à política industrial, pois a participação do setor no PIB só decresceu, na esteira de medidas de estímulo paliativas e isoladas. A manufatura precisa de soluções definitivas e eficientes para voltar a crescer, gerar empregos e promover o desenvolvimento, incluindo sua transposição ao cenário da Industria 4.0. Nossa quinta pergunta refere-se às contas públicas, cujo desequilíbrio deve-se ao gigantesco custo do Estado e ao déficit previdenciário. Importante: o reequilíbrio não tem mais como ser feito por meio do aumento de impostos, que já ultrapassaram o limite da capacidade de transferência de dinheiro privado para o erário. É premente a responsabilidade fiscal, de modo que se mantenham caixas saudáveis e se atenda com qualidade a prioridades como saúde, educação e moradia. Em seguida, questionamos a política externa, pois, em nossa agenda internacional, precisamos concluir com êxito as negociações bilaterais em curso com União Europeia, Canadá, Japão e EFTA (Associação Europeia de Livre Comércio - Islândia, Liechtenstein, Noruega e Suíça), dentre outros. Também é preciso redefinir o Mercosul e estabelecer uma política comercial adequada com os Estados Uni-

*Fernando Valente Pimentel é presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit).

04 I Revista Têxtil #756

abit.indd 4

10/08/2018 01:10:14


ABIT dos mais protecionista neste momento, mas ainda o maior mercado consumidor do Planeta. É necessário, ainda, adotar mecanismos que neutralizem a concorrência desleal exercida por alguns países que pecariam o trabalho e negligenciam o meio ambiente para reduzir custos da produção. Nossa sétima questão, relativa ao mercado de trabalho, também é crucial, pois o País segue com cerca de 13 milhões de desempregados. O setor têxtil e de confecções pode ajudar muito na resolução desse problema, uma vez que tem alta capacidade de criar empregos. Seria interessante que atividades geradoras de postos de trabalho de modo intensivo sejam fomentadas. Também levantamos a questão das privatizações, entendendo ser preciso um impulso nas concessões e parcerias público-privadas, como forma de fortalecer a precária infraestrutura brasileira, bem como vender empresas estatais que serão mais bem geridas pelo setor privado. Nesse contexto, é necessário, ainda, rever o papel das agências reguladoras e desenvolver modelos que atraiam de modo efetivo os investimentos privados.

O tema da “segurança pública” é objeto de nossa nona questão, pois o crime, principalmente o organizado, ganha espaços de modo inconcebível. O problema ameaça os cidadãos e as empresas, inibe investimentos e gera custos extras com a adoção de medidas particulares de proteção. Já se torna um fator altamente negativo para a competitividade. O crédito, duramente atingido neste período de crise, precisa ser multiplicado como motor da economia. É fundamental destravá-lo e criar condições para que os juros tenham patamares mais próximos dos padrões internacionais referentes a países com nível de desenvolvimento semelhante ao nosso. Finalmente, abordamos a questão da energia, cujo custo é hoje um dos mais altos do mundo. Subsídios cruzados e tributação excessiva só amplificam o problema. Precisamos de uma política pública eficiente para o setor, incluindo o aumento do uso de energias renováveis e mais limpas. São 11 perguntas que não querem e não podem calar, pois, respostas eficazes determinarão nossa capacidade de voltar a RT crescer de modo sustentável.

Revista Têxtil #756 I 05

abit.indd 5

10/08/2018 01:10:14


TECNOLOGIA Autefa

16ª EDIÇÃO DA FEBRATEX ACONTECE EM BLUMENAU Evento terá 2.400 marcas nacionais e internacionais

A

16ª edição da Febratex – Feira Brasileira para a Indústria Têxtil acontece entre os dias 21 e 24 de agosto de 2018, no Parque Vila Germânica, em Blumenau, SC, e promete reunir, segundo a promotora, mais de 2.400 marcas nacionais e internacionais da cadeia produtiva têxtil. Durante a feira serão apresentadas as principais inovações nos segmentos de máquinas de corte e costura, bordado, estamparia digital, teares, fiação, máquinas e insumos para tinturaria e setor de lavanderia, equipamentos para enfesto, corte automático, texturização, retorção e enrolamento, matérias-primas, entre outros. Outro destaque do evento será o Fórum Febratex de Informação, que reunirá palestras diárias importantes para o mercado, apresentadas por profissionais e entidades conceituadas em seus setores. Confira as novidades que serão expostas durante a Febratex 2018:

06 I Revista Têxtil #756

febratex.indd 6

por

RENATA MARTORELLI

Albany Internacional – a produtora de feltros e tecidos técnicos para a indústria têxtil levará dois lançamentos para a feira: o Estilo B-San SC, feltro com superfície especial para aumentar a compactação e estrutura para resistir a altas temperaturas e vapor nos processos de acabamento; e o Estilo XY5120 70/30, feltro com estrutura especial para ser usado nas posições superior e inferior nas calandras de perímetro inferior 2,0 m. Ampla – entre as novidades está a Impressora para Sublimação TX-MAX, que produz estampas únicas e exclusivas para a indústria têxtil e de confecção, possui largura de 1,90m, conta com duas cabeças DX5, produz 32m²/h no modo de produção 4 passes, tem resolução de 1440dpi  e já vem com o RIP Photoprint incluso. A TX-MAX ganhou uma tinta original Ampla, que leva o mesmo nome do equipamento, desenvolvida para melhor performance e melhor resultado de contraste e de gamut de cor.  

Fotos: divulgação

10/08/2018 01:10:41


febratex.indd 7

10/08/2018 01:10:43


TECNOLOGIA Ampla

Andrade Máquinas – apresenta opções de máquinas de costura industriais e domésticas, bordado, passadoria, agulhas e peças de reposição. No stand será possível encontrar diversas máquinas da marca Sansei, testadas, aprovadas e utilizadas pelo estilista Alexandre Herchcovitch, com destaque para a máquina de corte Sansei by Orox.  No dia 21.08, às 19h, a empresa promove um talk show com seu parceiro Alexandre Herchcovitch, dentro da programação do Fórum Febratex de Informações. Apfel Têxtil – representante no Brasil da Shun Cheng, fabricante chinês de teares circulares de grande e pequeno diâmetro, apresentará o Tear Dupla Frontura e o Tear Meia Malha com 42” de diâmetro, que terão preços especiais para os pedidos fechados durante a feira. Audaces – em 2017, a empresa lançou a máquina de corte automática Audaces Neocut Bravo, totalmente voltada para a Indústria 4.0.  Agora, a máquina passou a ser produzida também na Audaces Europa, situada em Trento, na Itália. São mais de 300 sensores interconectados atuando automaticamente com o ambiente de nuvens (IOT). Além da produção da Neocut Bravo, esta unidade será a base para a Audaces aumentar a utilização da plataforma Audaces 360 na Europa. Audaces 360 é a Indústria 4.0 na criação, que utiliza a tecnologia exclusiva, 4DAlize, e promove a integração das etapas criativas e produtivas dentro das indústrias. Autefa Solutions – líder no segmento de linhas para nãotecidos levará para o evento linhas para agu-

Andrade Máquinas

lhas de material cardado, linhas spunlace e linhas de termofusão, além de produtos para o setor de nãotecidos, incluindo preparação de fibras, cardagem, agulhamento, termoconexão, hidroenetramento, secagem e equipamentos de fim de linha. Avco – apresentará o novo sistema híbrido com efeito de repelência, novo amaciante hidrofilico para felpa e o lançamento do corante indigo. Balkan Tekstil – destaque para as máquinas Super Opener, equipamento que reduz o desperdício e seleciona as fibras; Magnetos, de diferentes tipos para impedir a entrada de metais nos sistemas produtivos; Mega Pulling, máquina rasgadeira e desfibradeira de tecidos para produção de fibras recicladas de algodão e poliéster. Bünjo – a empresa oferece uma plataforma de mídia digital que ajuda pessoas com baixa carga de bateria quando estão longe de uma tomada ou sem carregador. Através do totem de mídia e carregador de celular, os usuários podem abastecer com energia a bateria do smartphone, enquanto são impactados com os anúncios publicitários das marcas que patrocinam esse serviço. Carmelo Comercial – entre as inovações tecnológicas e lançamentos para o setor têxtil e de confecção estão as máquinas de meias Lonati de 1 a 4 alimentações, para fabricação de meias femininas, masculinas, infantis e medicinais. A máquina de meias Sangiacomo com desenho em dupla alimentação; e a Máquina X, recém-lançada para fabricação de tecidos de malha para calçados. Outros destaques serão: a Mec-Mor, tear circular eletrônico com dupla frontura que, além de

08 I Revista Têxtil #756

febratex.indd 8

10/08/2018 01:10:45


febratex.indd 9

10/08/2018 01:10:46


TECNOLOGIA

Epson

Enka

Engecolor

Luwa

tecidos em tricô, é sucesso mundial na produção de tecidos para tênis; e a máquina italiana Santoni Seamless modelo SM8- TOP2V, usada para a fabricação de todos os tipos de roupas sem costura. Censi Máquinas – entre os destaques estão as máquinas para fixação de embalagens e identificação, voltadas para empresas de cama, mesa e banho, vestuário e fabricantes de meias. São quatro opções: a TAGPress, máquina de aplicação de tags com capacidade de produção de até 1,4 mil itens por hora; a JetPress, para aplicação de cartelas de identificação em calças jeans; a PinPress, para fixação de etiquetas de identificação; a PackPress, para empacotamento automático de meias; e a DuoPress, para empacotamento automático com dupla fixação. Coratex – lançará na Febratex o Processo Smart Black, Branco Econômico e Resinas para Acabamentos. EFI – o lançamento principal será a EFI™ Reggiani VOGUE, uma impressora têxtil industrial projetada para impressão direta em substratos têxteis para aplicações de moda. A novidade é ponta de linha de impressoras digitais EFI Reggiani, oferecendo aos usuários a capacidade de dominar a velocidade e a tensão para garantir o mais preciso manuseio de tecidos. O equipamento imprime em resoluções de até 2.400dpi, tem 16 cabeças de impressão. 8 cores e tamanhos de gota de 4 a 72 picolitros. Elastan – irá destacar elásticos para linha fitness, alças para lingerie e fitness, e rendas nacionais e importadas. Engecolor – a empresa lançará na feira o VS3200, o PantoneLive e o Ci7500, além de expor no stand colorímetros, espetrofotômetros e medição em linha, software de controle de qualidade, formulação e criador de perfis ICC e cartelas Pantone. Enka – o produtor de fios têxteis de Poliamida 6 e Poliéster, lançará no evento os filamentos EKO®, elaborados a partir de garrafas PET recicladas, que permitem direcionar ao mercado têxtil de vestuário produtos com responsabilidade social e ambiental. A empresa apresenta também a Jaspe e Jasper AIR (Mesclas), filamentos de poliamida e poliéster intimamente unidos para potencializar suas propriedades, criando novos fios, permitindo efeitos bicolores e de maior versatilidade funcional; CORLEN®AIR e KAYLON®AIR, filamentos de poliéster e poliamida que conferem um toque natural

SRS

10 I Revista Têxtil #756

febratex.indd 10

10/08/2018 01:10:47


TECNOLOGIA às peças com alta resistência, flexibilidade e conforto e o KAYLON® COR, filamentos de poliamida tintos que proporcionam alta elasticidade e volume, ideal para uso em meias, elásticos e tecidos de malha. Epson – as novidades do setor de impressão digital têxtil e estamparia digital são: SureColor F2100, Monna Lisa e Evo Ter. Os visitantes poderão conferir também as impressoras SureColor F7200, SureColor F6200, SureColor S60600,  SureColor P5000, ColorWorks C3500 e ColorWorks C7500G. Fremplast Tintas – a grande novidade será a Impressora Sublimática CS1802, que terá uma grande promoção durante a feira. Galileu Tecnologia – o Sistema Gerber 4.0 de impressão e leitura de etiquetas em código de barras para identificação automática da ordem de corte; o sistema AccuPlan de planejamento; a nova versão do Gerber AccuMark, integrando à impressão digital (4.0); a nova versão “X” da Barudan com novas técnicas e soluções de bordado elaborado; a Máquina de Tampografia “sem toque”, que substitui a etiqueta tecida da roupa e impres-

são digital da Mimaki com o novo modelo JV300, serão as novidades da empresa na feira. Global Química & Moda – destaca no evento as impressora Sublimáticas Epson F6200 e F9370, a Impressora DTG F2000, a Impressora para rótulos e etiquetas Epson C7500G, Tintas Digitais Sensient, produtos para preparação de tecidos lamberti foil glitter e pastas especiais. A Global participará do Seminário Tecnológico ABTT, dentro do Fórum Febratex de Informações, sobre impressão digital na era da indústria 4.0. Gruppo SRS do Brasil – apresenta estampas para o alto verão 2019, desenhos têxteis exclusivos para gravação em cilindros e digital, máquinas e tintas para sublimação e solvente. Inarmeg – a empresa, que atua na produção de máquinas, redutores e moto redutores de velocidade, apresentará vídeos de todos os seus equipamentos: máquina de costura longitudinal de bainha em produtos têxteis, máquina de corte e costura transversal de bainhas em produtos têxteis, máquina de embalar produtos têxteis, e máquina de dobrar produtos têxteis, in-

Revista Têxtil #756 I 11

febratex.indd 11

10/08/2018 01:10:49


TECNOLOGIA dicadas para os segmentos de toalhas, panos de copa, flanelas, cortinas, lençóis, bandeiras e toalhas de mesa. Lectra Brasil – o destaque da empresa será o Vector Fashion IX Mosaic, o software de modelagem (Modaris) e design (Kaledo), e a Lectra Fashion PLM 4.0. A empresa também realizará o workshop In Fashion Febratex com o foco no corte de jeans e estampas. Luwa Air Engineering – apresentará produtos para as áreas de fiação, tecelagem, malhas, nãotecido, POY e texturizado, com destaque para o Circulaire, ventilador eficiente de limpeza para edifícios industriais, e o  Sistema Texguard para Fiação, para detecção de metais, detecção de faíscas e proteção do filtro. Mathis – levará para a feira a máquina Autoclave para tingir até 15 kg de fitas com 135ºC, modelo TUB-J-15K, e a Máquina de laboratório com

ABTT REALIZA SEMINÁRIO TECNOLÓGICO A ABTT (Associação Brasileira de Tecnologia Têxtil, Confecção e Moda) é apoiadora da Febratex desde sua criação e realizará no dia 22 de agosto o Seminário Tecnológico, que fará parte do Fórum de Informações da Febratex 2018. Confira a programação: •

16h00 – Fórum: A impressão digital na era da indústria 4.0. Participantes: Felipe Sanchez (Global Química & Moda), Jorgen Lindah (SPGPrints), Leonidas Andrade (Dupont), Fábio Tolosa (Epson), José Clarindo de Macedo (Sintequímica) e Luiz Wagner (Golden Technology). Mediação: Fernando Pimentel (Abit). 18h15 – Palestra: Logística 4.0 - futuro sem volta da cadeia logística. Palestrante: Eduardo Canal – Store Automação 19h15 – Palestra: Gestão informatizada da manufatura e a indústria 4.0. Palestrante: Márcio Nelson Belli – Operacional Solution 20h15 – Palestra: Engomagem Tangencial Tecnologia e Inovação na Arte de Engomar Fios. Palestrante: Jorge Luiz S. Rodrigues – Okami Administração Têxtil

5 canecas HT para tingir amostras até 135ºC, modelo ALT-Five. Demonstrará também as máquinas Mathis e o Sistema de Colorimetria Minolta. Metalnox – destaca no evento o lançamento da Calandra eCMD450 e da ePRINT Super STRONG. Metalsete – leva para a Febratex a Enfestadeira M7E, o Elevador de Rolos EMS-2016, a Enfestadeira para Malha Tubular e a Enfestadeira para Tecidos sem Elasticidade. MK Química – a empresa, que fornece especialidades químicas para todas as etapas do processamento têxtil, destaca o lançamento do ACIKROM® MK T-DAP, doador ácido substituto do ácido e do sulfato de amônio utilizados nos processos convencionais, que libera ácido gradativamente, assegurando um processo mais uniforme e seguro; o MAXIFIX® MK T-FPC, fixador que promove a melhoria da solidez à lavagem e fricção e não altera as cores do tingimento; o IGUALEM® MK T-DA, igualizante e antibarra que evita a formação de manchas, promovendo melhor igualização e reprodutibilidade do tingimento; e o SUPERFINISH® MK T-DAC, deslizante que evita a quebra e o amarrotamento do tecido e a melhoria da hidrofilidade da fibra. Monforts – especializada em equipamentos para tingimento, acabamento e revestimento têxtil, apresentará na feira râmulas, secadores de relaxamento, intervalos de tingimento contínuo, ranges para encolhimento compressivo, intervalos de revestimento, Denim Ranges de acabamento e peças de manutenção. Paramalhas – os grandes destaques serão os lançamentos das máquinas Retilíneas Stoll Vaporizadoras, Conicaleiras Simet e da Máquina Retilínea Stoll CMS 530. Quimidrol Soluções Químicas – apresentará os desengraxantes ecológicos e fará testes com os produtos, além de promoção de vendas da linha eco. Quimisa -  a empresa levará ao evento corantes reativos, corantes dispersos, corantes ácidos, corantes diretos, auxiliares têxteis, commodities, produtos químicos, produtos para estamparias, tinturarias e lavanderias. RJS Correias e Emendas – distribuidor da marca Optibelt, para revendas e consumidor final, apresenta no evento as Correias Optibelt Alpha V Textil Power TT5, Optibelt Red Power 3, Optibelt Blue Power, Sincronizada Omega, Sincronizada HP e Sincronizada HL. Sensient – mostrará tintas para impressão digital têxtil: Cabeça Kyocera| Xennia Amethyst (reati-

12 I Revista Têxtil #756

febratex.indd 12

10/08/2018 01:10:49


TECNOLOGIA vo); Xennia Corundum (disperso); Xennia Opal (disperso); Xennia Agate (ácido); e a Epson DX | ElvaJet Swift (disperso). Sintequímica – atuante no segmento de pastas pigmentárias para diversas atividades industriais como têxteis, tintas, sabões, couro, papel, espuma e plásticos, apresenta na Febratex pigmentos dispersos em base água para estamparia têxtil convencional; pigmentos dispersos em base água para máquinas de dosagem automática; produtos auxiliares para estamparia têxtil; produtos de efeito especial para estamparia têxtil; e Tintas DuPont Artistri a base de pigmentos e corantes diretos e sublimáticos para estamparia têxtil digital. Durante o evento, apresenta em seu stand uma máquina de dosagem automática em funcionamento com pigmentos dispersos Sintequímica. Store Automação – atuante no desenvolvimento e implantação de Soluções Logísticas (WMAS e B-WMAS) e Implantação das Soluções Oracle, a empresa irá participar da palestra sobre Logística 4.0 no segmento têxtil, dentro do Fórum Febratex de Informações. Sulfet – empresa turca especializada em máquinas de impressão têxtil do tipo polvo, apresentará seu portfólio para o mercado brasileiro. Tematec – oferece aos visitantes produtos para as áreas de roletes de parafina para fios e lubrificantes para fios. Testa Group – a empresa atua na produção de máquinas de inspeção, bobinagem, corte e embalagem para artigos têxteis.   Tintas Digitais – apresentará a linha de tintas de sublimação digital Globaltech e equipamentos de grandes formatos. Toyota Máquinas – a empresa apresenta na feira máquinas de tecer a jato de ar e água, filatórios de anel e maçaroqueiras. Tremembé Química – produtora de especialidades químicas para a indústria têxtil, sucro álcool e terceirização química, destaca os Auxiliares Têxteis para Preparação e Acabamentos. Xtema Maquinário Têxtil – a empresa, que atua na área de compra e venda de máquinas têxteis usadas e na fabricação de peças de reposição para máquinas da indústria têxtil, destaca na feira peças de reposição RT para máquinas de tecelagem.

Revista Têxtil #756 I 13

febratex.indd 13

10/08/2018 01:10:50


TECNOLOGIA

SPGPRINTS APRESENTA JAVELIN® NA FEBRATEX 2018

A impressora digital scanning, que já é sucesso em todos os países onde está instalada, terá demonstrações no stand da empresa

A

SPGPrints, líder mundial em soluções integradas para os mercados têxteis, gráficos e industriais, participará da Febratex 2018 e terá como destaque a exposição de um modelo da JAVELIN® (scanning), impressora que já é sucesso nos países onde está instalada, incluindo o Brasil. Além da JAVELIN®, a SPGPrints apresentará aos visitantes do Brasil e países da América Latina, as soluções que a empresa possui para o mercado e sua gama de produtos ,com destaque para as tintas NEBULA® e a impressora PIKE® (single pass), que consegue produzir até 13 milhões de metros lineares por ano. A SPGPrints, apresentou a JAVELIN® pela primeira vez ao mercado brasileiro e da América La-

14 I Revista Têxtil #756

spg.indd 14

tina na edição de 2016 da feira. Na Febratex 2018, a impressora também será o principal destaque da empresa em seu estande, e durante o evento serão realizadas demonstrações regulares da máquina, quando os visitantes poderão acompanhar de perto o seu desempenho. “A JAVELIN® já é sucesso em vários países, assim como no Brasil, onde já está instalada e em pleno funcionamento. Com a tecnologia Archer, a impressora é fundamental para a melhoria de qualidade de impressão digital e é ideal para empresas que imprimem até 2 milhões de metros lineares por ano”, explica José Maria Alves, diretor geral para a América RT Latina, da SPGPrints.

Foto: Divulgação

10/08/2018 01:11:59


spg.indd 15

10/08/2018 01:12:01


TECNOLOGIA

CORTE EM VIDRO COM LÂMINA DUPLA:

A EVOLUÇÃO DO CORTE AUTOMÁTICO Você sabia que é possível cortar um terno em 9 minutos com apenas 500 watts?

C

RYSTAL®, o mais recente desenvolvimento em corte automático, é uma máquina de corte que não exige sucção. A superfície de vidro especial oferece nivelamento máximo e menos desgaste. Graças a um inovador sistema patenteado de lâminas duplas, ela corta com pressão, resultando em um corte perfeito, sem forçar as fibras ou puxar os fios do tecido. A máquina corta a maioria dos materiais naturais e sintéticos: foi projetada para otimizar as fases de corte em produções de protótipos e minisséries em vários setores de aplicação: vestuário, automóveis, mobiliário. Com uma interface do usuário e um software extremamente simples e rápidos de usar para o operador, CRYSTAL® permite fazer um corte rápido, integrando-se perfeitamente a uma linha de produção eficiente. O inovador sistema de retenção, usando uma barra ionizante, facilita o acoplamento com o papel para instruções de corte, e permite descartar o plástico como itens consumíveis. A retenção do tecido sem a necessidade de sucção garante um ambiente de trabalho silencioso e confortável, com atenção especial ao desgaste e ao consumo de energia, que é “ecológico”, semelhante ao consumo de um computador pessoal. Agora CRYSTAL® apresenta também os últimos desenvolvimentos VISION e SLIDE AWAY. A aquisição de imagens e o posicionamento de correspondência de padrões para listras e faixas, impressões, etc., são garantidos por VISION, um sistema hardware e software que faz o posicionamento automático com extrema rapidez. Uma vez que o tecido está na área de corte, uma câmera de alta resolução capta a

16 I Revista Têxtil #756

cristal.indd 16

textura do tecido e um software de última geração cria o melhor posicionamento. Isso é imediatamente convertido em um arquivo e o corte é efetuado. SLIDE AWAY é um sistema de descarga automática que aumenta a produtividade. Graças à longa experiência da Bierrebi em maquinário de corte totalmente automatizado, CRYSTAL® desenvolveu esse sistema especial para mover e descarregar as peças de corte. Em poucos segundos, é possível recomeçar o processo de corte enquanto o operador recolhe o material que acabou de ser cortado. CRYSTAL® oferece a maneira mais fácil e eficiente RT de criar sua própria coleção.

Foto: Divulgação

10/08/2018 01:12:27


cristal.indd 17

10/08/2018 01:12:28


DIGITAL

SERIGRAFIA SIGN FUTURETEXTIL CONFIRMA FORÇA DA ESTAMPARIA DIGITAL TÊXTIL Evento passa a se chamar FuturePrint

E

ntre os dias 25 e 28 de julho de 2018, o Expo Center Norte, em São Paulo, recebeu a 28ª edição da feira Serigrafia SIGN FutureTEXTIL. Organizado pela Informa Exhibitions, o evento recebeu 36.800 visitantes, que puderam conferir as novidades de 600 marcas, que apresentaram soluções para os mercados de serigrafia, sublimação, sinalização, impressão digital têxtil, grandes formatos, brindes e personalização. Além de mostrar produtos e serviços, a feira proporcionou mais de 100 horas de conteúdo técnico distribuído em palestras, workshops, atendimentos e visitas guiadas. A consagrada Serigrafia SIGN FutureTextil agora passará a chamar FuturePrint. Segundo Liliane Bortoluci, diretora da feira, o reposicionamento da marca amplia a proposta de valor para uma melhor entrega aos seus expositores e visitantes, além da identificação e criação de novas oportunidades e atrações com ainda mais conteúdo. “A nossa feira está muito conectada com os setores que representamos e também com os participantes. Identificamos que precisávamos mudar para evoluir, por isso adotamos o nome FuturePrint e, desta forma, partimos para uma linguagem única que agrega diferentes mercados”.

CAPACITAÇÃO E ATUALIZAÇÃO PROFISSIONAL A feira proporcionou aos visitantes acesso gratuito a atividades e informações importantes para os seto-

18 I Revista Têxtil #756

serigrafia.indd 18

por

RENATA MARTORELLI

res representados. Para a indústria têxtil, os destaques foram a Serigrafia em Ação, o Circuito de Impressão Digital Têxtil e o Fórum Serigrafia SIGN FutureTEXTIL . O Serigrafia em Ação, projeto que tem o patrocínio das empresas Gênesis, Tucano Equipamentos, Global Química & Moda, Fremplast, Agabê e Saturno, ofereceu quatro visitas guiadas por dia, que mostraram as principais práticas do processo serigráfico para vários nichos de mercado, como moda esportiva, brindes promocionais, calçados, estamparia têxtil e comunicação visual. O projeto destacou também técnicas que usam tintas com base água, base plastisol, base solvente, base ultravioleta e digitais, além de diferentes matrizes, equipamentos e insumos. O Serigrafia em Ação demonstrou na prática como funciona uma estamparia, reunindo os processos de pré-impressão, impressões serigráficas e estamparia digital, e ainda apresentou efeitos diferenciados, novidades, tecnologias e inovações. Já a 2ª edição do Circuito de Impressão Digital Têxtil reuniu as principais opções de impressão têxtil e suas aplicações para iniciar ou ampliar uma Estamparia Têxtil Digital. Por meio de visitas guiadas, o espaço demonstrou a criação, o desenvolvimento e a produção de artigos com tecnologias de impressão digital e híbrida. Os modelos F9370, P5000, C7500G e F2100 da Epson fizeram parte das demonstrações do processo de estamparia digital. O circuito também contou com o apoio da Abramaco (Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos para Confecção), que também foi

Fotos: divulgação

10/08/2018 01:12:54


serigrafia.indd 19

10/08/2018 01:12:55


DIGITAL uma das apoiadoras da feira, e das empresas associadas Silmaq e Sun Special, que levaram máquinas para costurar lenços, bandanas, sacolas e outros artigos, produzidos durante as apresentações. No Fórum Serigrafia SIGN FutureTEXTIL a programação foi dividida em quatro temas e abordou a sublimação, a impressão digital têxtil, a comunicação visual e a gestão dos negócios. Já no dia 26 de julho foi realizado um painel voltado ao mundo têxtil, presidido por Reinaldo Aparecido Rozzatti, ex-presidente e Conselheiro da ABTT (Associação Brasileira de Tecnologia Têxtil, Confecção e Moda), onde foram apresentados por renomados especialistas, temas como: Industria 4.0: a confecção do futuro; Soft Signage - Comunicação visual em tecido; Como a revolução do comércio eletrônico vem impactando a indústria da moda; Desafios do mercado de serigrafia têxtil considerando as novas tecnologias de impressão; e novas aplicações e uso do tecido impresso no soft signage, decoração e moda. A ABTT foi uma das entidades apoiadoras da Serigrafia SIGN FutureTEXTIL.

NEGÓCIOS E DIFERENCIAIS A Sala de Crédito ofereceu programas especiais de financiamentos para a aquisição de equipamentos, compra de matéria-prima, construção ou reformas de instalações produtivas, entre outros investimentos. O espaço reuniu a Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), a Abigraf (Associação Brasileira da Indústria Gráfica) e o Sindigraf (Sindicato das Indústrias Gráficas, que, juntamente com o SEBRAE, organizaram o Ciclo de Palestras Temáticas, que tratou de assuntos como gestão, marketing, recursos humanos, finanças, vendas, impressão, inovação e Indústria 4.0. Já o SEBRAE Móvel atendeu, diariamente, mais de 70 interessados na realização de check-up empresarial. O espaço DecorExpress mostrou as infinitas possibilidades que a comunicação visual oferece para o design de ambientes através do projeto de uma hamburgueria com a temática dos anos 1950. A atração teve o patrocínio das empresas Aplike, HP, Endutex e Roland, e mostrou alternativas de customização de interiores.

LANÇAMENTOS E DESTAQUES Entre as novidades destacadas na feira, a Epson apresentou a SureColor F2100, equipamento voltado Liliane Bertoluci

20 I Revista Têxtil #756

serigrafia.indd 20

10/08/2018 01:12:59


serigrafia.indd 21

10/08/2018 01:13:00


DIGITAL para a impressão direta de estampas em tecidos, seguindo a tendência da reinvenção do setor têxtil para a Indústria 4.0. A Abramaco representou o setor de máquinas e equipamentos para confecção, e máquinas de impressão digital têxtil e sublimação. Seus associados 5 Estrelas, Glory Laser, Silmaq e Sun Special expuseram suas novidades na Serigrafia SIGN FutureTEXTIL. O destaque da 5 Estrelas é o FlexCut x4 , 100% poliuretano, rápido para depilar, que utiliza somente 4 segundos para transferência e pode ser usado em tecidos onde a maioria dos transferes Flex não funcionam. Contém bloqueador moderado para evitar migração da cor para o tecido e está disponível em 18 cores. A Glory Laser apresentou a Máquina de Corte à Laser Fibra Série GS, que após a solda passa por um tratamento térmico que aumenta a resistência à deformação. O equipamento também dispõe de dispositivo de lubrificação automática e exaustão de fumaça na área de corte, estrutura modular a laser com alto desempenho e baixa manutenção, e interface do software de fácil operação. A Silmaq lançou a Tajima SAI, máquina compacta de bordar com uma cabeça, 8 agulhas, velocidade máxima de 800 pontos por minuto (ppm), com corte de linha automático, sensor de corte de linha e área máxima de bordado de 200x300mm. Já a Sun Special destacou a Impressora Digital SS1801 Eco-solvente, com uma cabeça de impressão, resolução máxima de 1440 dpi, sistema de Bulk Ink integrado com filtragem especial para tintas, controle ajustável da temporização dos aquecedores e sucção do platen, estação de limpeza automática com ajustes precisos para cabeça de impressão, sistema de guia linear, motores de correias com alta tecnologia e baixo ruído. A Blutrade apresentou seu MidiaShift, um equipamento que permite efetuar a troca imediata de materiais de impressão e o armazenamento de até oito rolos de mídias diversas (vinis, lonas, tecidos, papéis, etc.), o que poupa tempo e espaço físico. Além disso, expôs a nova Linha Prosign de vinis coloridos da marca Intercoat e os vinis Stargloss, marca própria da Blutrade. A Digi Mais mostrou sua nova tinta Sublimática Nutec Aquamarine AQ10-DS2, que tem origem sul-

-africana. As impressoras com cabeças Epson DX5 e DX7 com soluções voltadas para a otimização de custos foram destaques no estande da empresa. A DSI Sistemas de Impressão destacou sua alta tecnologia para impressões Epson destinada às áreas de sublimação têxtil e comunicação visual, além dos novos equipamentos Epson para Label, rótulos e etiquetas. Já a Fremplast destacou as tintas digitais para sublimação e impressão solvente; a impressora sublimática CS1802; as tintas ecológicas para serigrafia com base de água e plastisol; a linha serigráfica solvente; a linha Serigráfica UV e a linha completa de químicos e emulsões. A Global Química & Moda levou a impressora sublimática Epson F9370, os papéis para sublimação Neenah Coldenhove e as tintas digitais Sensient. A Agabê marcou presença na feira com suas soluções para limpeza e reaproveitamento de matrizes. Além disso, a marca, que faz representação de importantes empresas do mundo no fornecimento de tecidos, acessórios e equipamentos, apresentou na feira deste ano os equipamentos da Grünig, como a Emulsionadora G-COAT 406L, ideal para quadros de até 700 x 1000mm com emulsionamento simultâneo em ambos os lados, e a Esticadora G-STREACH 202 PLUS, uma solução eficiente e econômica para tensionar telas sem contato com o quadro. A Gramonn apresentou camisetas 100% poliester próprias para sublimação e contou com uma prensa térmica de porte pequeno em seu estande para demonstração das estampas. Já a HDink levou tintas para impressão sublimática, ecosolvente e UV para grandes formatos. A SPmedia destacou tecidos, filmes e papéis fotográficos e de parede para impressão solvente, ecosolvente, látex e UV, além de tecidos para backlight e banners com até 3,20 largura. A Global Tecnologia Tintas Digitais destacou novos níveis de gamut de cores, uma fluidez muito maior, o que aumenta a longevidade do equipamento e das cabeças de impressão. Com menor manutenção, possibilita redução de custos e 15% a mais de rendimento. A edição 2019 da FuturePrint já está confirmada e acontecerá entre os dias 10 e 13 de julho, no Expo RT Center Norte, em São Paulo.

22 I Revista Têxtil #756

serigrafia.indd 22

10/08/2018 01:13:01


serigrafia.indd 23

10/08/2018 01:13:02


ABTT

DURABILIDADE DOS MATERIAIS TÊXTEIS:

ANÁLISE DE SOLIDEZ AOS AGENTES FÍSICOS E QUÍMICOS por

REINALDO ROZZATTI CONSELHEIRO DA ABTT

A

previsão do tempo de vida útil de um tecido é bastante difícil e complexa quando efetuada em aparelhos de laboratório, por isso os testes de laboratório visam criar parâmetros de comparação passíveis de medição entre tecidos diversos, pois a análise pelo uso de uma peça seria muito demorada, e com custos que tornariam impossível ser feita. Dentre os testes conhecidos citamos alguns para analisar a solidez de tecidos e malhas aos agentes químicos e físicos.

A) ABRASÃO O teste de abrasão tem por finalidade determinar o desgaste do tecido quando submetido ao atrito com o próprio tecido ou com materiais abrasivos, ou mesmo durante o uso com a formação de dobras em punhos e colarinhos. Os aparelhos mais utilizados para a avaliação do desgaste dos materiais têxteis é o “Abrasimetro Schopper” e o “Accelerotor”, o primeiro segue a norma ASTM D 1175/71 e o segundo AATCC 93 – 1994. A avaliação é feita analisando-se a perda de peso do material em relação à amostra inicial, ou fazendo-se o teste de resistência à tração e comparando-se os valores de antes e depois do teste de abrasão. Martindale desenvolveu um método mais moderno onde o ciclo do suporte giratório traça um desenho “lissajous”. Esta nova versão segue a norma ASTM D 4966.

B) PILLING “Pilling” é o aparecimento de bolinhas ou borbotas na superfície do tecido, formadas pelo emaranhado de

fibras soltas ou pontas das fibras que compõem o fio, e são causadas por fricção provocada no tecido durante o seu uso e nas lavagens. O teste de formação de “pilling” obedece à norma ASTM D 1375/72 e o equipamento padrão para o teste é o “Pilling Tester ICI”. Após o término do ciclo as amostras são avaliadas com os padrões, geralmente fotográficos, em um ambiente com iluminação padronizada denominado “IWS Viewing Cabinet”. Recentemente o equipamento desenvolvido por Martindale para o teste de abrasão passou a ser usado para o teste de formação de “pilling”, e o procedimento está normalizado de acordo com o padrão ASTM D 4970, e as amostras são avaliadas em comparação com padrões fotográficos do EMPA (Eidgenoessiche Materialpruefungs- und Versuchsanstalt) – Suíça.

C) FRICÇÃO O teste tem por finalidade determinar o grau de transferência da cor de um material têxtil quando friccionado a seco ou a úmido. O teste segue o padrão AATCC 8, é feito em um aparelho denominado “Crockmeter” ou “Crocktester”. Em seguida avalia-se o grau de transferência de cor da amostra para o tecido testemunha padronizado, com o auxilio da escala cinza padrão ISO 105 A03. Para o teste a úmido o tecido testemunha é molhado em água destilada com um pick-up de 65%.Também serve para avaliar a tendência de tecidos peludos, como o veludo, soltar os pelos que o compõem.

24 I Revista Têxtil #756

abtt.indd 24

10/08/2018 01:13:24


ABTT D) RECUPERAÇÃO AO VINCO O teste de recuperação ao vinco consiste em aplicar uma carga por um tempo determinado em uma amostra de tamanho padrão de um tecido dobrado, e após retirar a carga e deixar o tecido recuperando-se por um período de tempo determinado, avalia-se a recuperação do tecido à dobra provocada, medindo-se o ângulo formado pelo tecido na dobra. O teste de recuperação ao vinco segue as normas AATCC 66 e ISO 2313, e pode ser executado no aparelho comercialmente denominado “Crease Recovery Angle Tester”.

E) AMARROTAMENTO O teste de amarrotamento é realizado para se analisar a aparência do tecido após o mesmo sofrer um amassamento. O teste é feito em um aparelho comercialmente denominado “Wrinkle Recovery Tester” e segue as normas AATCC 128, ISO 9867 e ENKA 3061.

F) CAIMENTO É um teste realizado no aparelho denominado “Cusick Drape Tester“, segundo a norma DIN 54306.

G) LAVAGEM O teste de lavagem serve para avaliar o grau de desbotamento de um material têxtil quando submetido à lavagem com água e sabão ou detergente padronizados de acordo com o padrão ISO 105, água clorada e lavagem a seco. O teste obedece aos padrões AATCC 61 e é executado no aparelho denominado Launder-o-meter.

H) ENCOLHIMENTO O teste de encolhimento visa analisar a estabilidade dimensional do material têxtil quando submetido à lavagem, pois as fibras que o compõem tendem a voltar a sua posição original, quando molhadas. O teste é realizado segundo padrões AATCC 135 (American Association of Textiles Chemists and Colorists), que visa avaliar as alterações dimensionais em tecidos e malhas por lavagem em máquinas caseiras.

I) SOLIDEZ AO SUOR Este teste tem por finalidade determinar as alterações que um produto têxtil pode sofrer por influência da

ação do suor, que pode provocar o desbotamento do tecido ou a transferência da cor (manchamento) para outro tecido. O teste é feito no “Perspirometro”, e obedece a norma AATCC 15. A avaliação do desbotamento da amostra e do manchamento do tecido testemunha “multifibras” é feita com o auxílio da escala cinza padrão ISO 105 A02 (desbotamento) e A03 (transferencia de cor).

J) IMPERMEABILIDADE É a capacidade que um material têxtil tem de impedir a passagem da água, geralmente com a aplicação de resinas especiais no processo de acabamento. O teste é feito fixando a amostra na base ou topo de um cilindro e analisando a quantidade de água que atravessou a amostra.

K) PERMEABILIDADE Serve para avaliar a capacidade de absorção de líquido ou a repelência a água por um material têxtil. O teste segue a norma AATCC 22 e ISO 4920, e um dos aparelhos para sua realização tem o nome comercial de “Spray Rating Tester”, e compara-se a formação de gotículas de água na superfície do material em teste com padrões AATCC.

L) SUBLIMAÇÃO O teste tem por finalidade determinar a solidez de corantes à termofixação, passagem a ferro e ao contato com superfícies quentes. A normalização do teste segue os padrões DIN 54060 e AATCC 117 para avaliar a solidez de corantes em contato com superfícies aquecidas; e o padrão AATCC 133 e DIN 54022 para determinar a solidez à passagem a ferro. Ao final do teste avalia-se com o auxilio da escala cinza padrão ISO 105 A02 e A03 a alteração da cor e a transferência para o tecido testemunha.

M) INFLAMABILIDADE O teste serve para avaliar o grau de flamabilidade de qualquer material têxtil, ou seja, o tempo necessário para uma chama se propagar pelo material ou se é auto-extinguivel, isto é, se sem a presença de chama alimentadora ele se apaga. O teste mais usual segue a norma ASTM D 1230-61. RT Revista Têxtil #756 I 25

abtt.indd 25

10/08/2018 01:13:25


MATÉRIA-PRIMA

INSPIRAMAIS 2019_II

APOSTA EM TECNOLOGIA E SUSTENTABILIDADE Evento aconteceu em São Paulo e inspirou a atemporalidade da moda

A

edição 2019_II do Inspiramais aconteceu nos dias 17 e 18 de julho, no Centro de Eventos Pro Magno, na Casa Verde, em São Paulo. O evento, que sugere a não-data para a moda, apresentou estampas com efeitos 3D, soluções sustentáveis contra o odor de calçados e roupas para a redução do consumo de água, espaços interativos com realidade aumentada e estamparia autoral com inspiração e desenvolvimento brasileiro. No Espaço da Inovação, criações das empresas ITM, FCC, IQX-Inove Qualyx Tecnologia e Desenvolvimentos de Aditivos e Especialidades, Romana Indústria Química, Ambiente Verde, Cofrag, Palmilhas Martinho, Camaleoa, Endutex, Ambra e Lunelli, apostaram em tecnologia e sustentabilidade. Outro destaque foi a conexão com o setor moveleiro, com a parceria entre a Abimóvel (Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário) e a

26 I Revista Têxtil #756

Inspira.indd 26

por

RENATA MARTORELLI

Assintecal (Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos), que realizou o talk show “Móveis e Moda: Conectando Matérias, Design e Estilo”, ministrado por Walter Rodrigues, coordenador do Núcleo de Design da Assintecal.

NEGÓCIOS EM ALTA Durante o salão, a Apex-Brasil e a Assintecal assinaram um convênio, com duração até abril de 2020, para tornar o setor de componentes de moda, tecnologia, químicos e máquinas para calçados e curtumes, conhecidos internacionalmente por meio do design, inovação e sustentabilidade. A Apex injetará no setor R$ 21,5 milhões, sendo R$ 12,9 milhões em ações de exportação. A projeção de retorno em exportações para o setor coureiro-brasileiro é de US$ 676 milhões, sendo previsto já em 2018 um retorno de 298 milhões.

Fotos: Divulgação

10/08/2018 01:13:46


Inspira.indd 27

10/08/2018 01:13:47


MATÉRIA-PRIMA MODA, INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE

A Apex-Brasil e o CICB (Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil) também assinaram um acordo para a inclusão das empresas de máquinas, através da cooperação entre Assintecal e a Abrameq (Associação Brasileira das Indústrias de Máquinas para Couros e Calçados), no projeto By Brasil Components, Machinery and Chemicals. O trabalho será integrado com quatro vertentes: Químicos para Couro, Moda, Tecnologia e Máquinas para calçados e curtumes, e para cumprir com o objetivo do convênio, o projeto By Brasil deverá focar em estratégias como: agregar valor à venda dos produtos; potencializar negócios por meio de plataformas virtuais B2B; fortalecer estratégia de posicionamento do setor por meio do design, inovação e sustentabilidade; e transformar o perfil das empresas para exportadoras contínuas, com ênfase no atendimento diferenciado para as micro e pequenas empresas. Outro ponto importante do salão foi o Projeto Comprador, que reuniu 30 compradores internacionais de países como México, Colômbia, Equador, Índia, Estados Unidos, Argentina e Peru, que conheceram os lançamentos de mais de 900 materiais e participaram de rodadas de negócios, resultando em 700 rodadas, que geraram a expectativa de U$ 5.709.000 em negócios. Esta é uma ação de incentivo às exportações, executada pela Apex-Brasil, Assintecal e Abrameq, exclusiva para os participantes do projeto By Brasil Components, Machinery and Chemicals.

Realizado pelo SEBRAE em parceria com a Assintecal, o Projeto Conexão Criativa e Comercial exaltou a diversidade e a riqueza do design e do artesanato brasileiro. Outro destaque foi a Conexão Inspiramais, projeto coordenado pelo estilista Walter Rodrigues, que conta com consultorias para a criação e desenvolvimento de seis materiais inovadores em design e tecnologia. Foram mais de 900 novidades em materiais que foram expostas no Inspiramais, ressaltando o design brasileiro como diferencial no mercado nacional e internacional. Já o Preview do Couro contou com a participação de 12 curtumes, além da parceria com o projeto +Estampa, que levou o trabalho de quatro estúdios, que desenvolveram protótipos de calçados e acessórios. Os trabalhos tiveram inspiração em colagens, reconstrução e expressionismo, criando uma relação entre Van Gogh e o mundo contemporâneo. O projeto +Estampa decodifica elementos da cultura brasileira para criação de novas estampas e aplicações. A designer Julia Weber, do Núcleo de Pesquisa da Assintecal, apresentou as inspirações para o próximo ano no projeto Referências Brasileiras. “Nos inspiramos na trajetória do imigrante italiano da região de Farroupilha, localizada na Serra Gaúcha. A elaboração de todos os protótipos expostos teve como matéria prima principal o papel, um dos símbolos da identidade deste povo”, diz Julia. O Projeto Iconografia Local também teve como inspiração Farroupilha sob o olhar da designer Paola Fabris, que exaltou flores, folhas, frutos, esculturas, cores, texturas e objetos, retratando através de um vídeo-pesquisa, a riqueza de uma cultura que serve de inspiração para o desenvolvimento de produtos brasileiros.

LANÇAMENTOS DO INSPIRAMAIS Com o objetivo de apresentar as principais tendências no mercado para 2019, a Global Química &Moda (GQM) participou pela segunda vez este ano do salão e expôs materiais exclusivos que foram desenvolvidos para o Fórum Inspirações, com estampas produzidas a partir do maquinário e insumos disponíveis no portfólio da companhia. Transparência e brilho foram destaques entre as novidades da GQM. A Britânnia mostrou laços e aplicações plásticas, flores de pompons, frufrus, tranças multicoloridas, fitas étnicas, apliques franjados e o exclusivo Tressê,

28 I Revista Têxtil #756

Inspira.indd 28

10/08/2018 01:13:48


MATÉRIA-PRIMA que se renova a cada estação. Na cartela de cores apostou no açaí, scooter, duck green, poppy red, orange tiger, online lime, vibrant yellow, dazzling blue, orchid bloom e ultraviolet. A Cipatex® lançou a coleção Aurum. Entre os laminados, destaque para a linha Vegan Premium, a primeira vegana da Cipatex®, isenta de matérias-primas e aditivos de origem animal, monoelástico, com dublagem opcional, 100% free ftalatos, anti-hidrólise e de alta performance. Outro lançamento foi o Coverline You, que ressalta a customização e a tecnologia de impressão digital, onde qualquer estampa pode ser aplicada no laminado, com imagens diferenciadas e exclusivas e liberdade de criação. Os laminados em PU e PVC da nova coleção surgem em aspectos como couro, pele de cabra, acabamento envelhecido, escovado, nobucado, verniz, glitter e animal print. A Rhodia, empresa do Grupo Solvay, em parceria com o estúdio Top Shoes Brasil, comandado por Gustavo Dal Pizzol, referência no setor calçadista brasileiro, desenvolveu o protótipo de um calçado esportivo que alia design, conforto e tecnologia à sustentabilidade. O cabedal do calçado foi desenvolvido com uma técnica

de tecelagem 3D, conhecida como Knit, um processo novo, que faz parte da indústria 4.0, em que a peça é tecida de forma individual e customizada. A grande novidade trazida pela Rhodia para este calçado é o uso da poliamida sustentável da família Amni® Colors, fios mesclas, brancos e pretos, que já nascem com uma tonalidade especial para suprimir a etapa de tingimento do tecido/malha do cabedal. O calçado também recebeu a linha de costura Green Fiber® da empresa  Linhasita, e  palmilha e cadarço da empresa  Cofratec,  todos desenvolvidos a partir do Amni Soul Eco®, fio de poliamida biodegradável da Rhodia, que permite que materiais feitos a partir dele se biodegradem em 3 anos quando descartados em aterros sanitários. A catarinense Lunelli Malhas e Tecidos levou ao Inspiramais trabalhos com o tema Atômico. Inspirada na inovação utilizou a base Super Tecno Stretch com fio EcoVero (Viscose Lenzing com menor impacto ambiental), e efeito 3D na estamparia. Outro destaque foi os blocos de cores com inspiração no construtivismo russo e nos artistas que representam o movimento. A base têxtil utilizada foi o Fancy Satin,

Revista Têxtil #756 I 29

Inspira.indd 29

10/08/2018 01:13:48


MATÉRIA-PRIMA

Felipe Gaudio, vencedor do Concurso Acesso

dublado em bloco de cores contrastantes, trazendo versatilidade. Outro projeto da Lunelli, que teve inspiração nas obras do arquiteto espanhol Calatrava dentro da temática da esqueletização, traz o Splash como matéria-prima e a tecnologia a laser para criar um efeito de estruturização. Já no tema Inflável, a marca apresentou o Moletom Cozy, que conta com placas de espuma para criar o efeito de diferentes dimensões e matelasssê em formas orgânicas lembrando balões.

1º DESAFIO KISAFIX DE DESIGN CALÇADISTA A Killing, indústria química líder no fornecimento de adesivos para calçados na América Latina, premiou no primeiro dia do evento o vencedor do concurso Acesso - 1º Desafio Kisafix de Design Calçadista. O paulista Felipe Gaudio, de 29 anos, foi o vencedor com o protótipo Adventure Impermeável, pela originalidade da criação.

O concurso foi promovido para proporcionar aos profissionais criativos do setor acesso às novas tecnologias em sistemas de colagem a partir das inovações da linha Kisafix. “A cada etapa, selecionar os projetos de maior destaque e impacto para o setor foi a tarefa mais árdua, e ao mesmo tempo inspiradora. Foram apresentadas ideias diversificadas, que propuseram soluções com os mais variados propósitos para a indústria calçadista, atestando assim a relevância do compromisso da Killing em propor iniciativas como essa para impulsionar o desenvolvimento do setor”, ressalta Milton Killing, Diretor-Presidente da Killing. Residente em Franca, SP, o vencedor fez uso de três das seis tecnologias Kisafix propostas pelo concurso de maneira muito original, o que conquistou o corpo de jurados do concurso, formado pelo estilista Walter Rodrigues, a jornalista Roberta Pschichholz, a consultora de moda Tatiana Ritzel e pela equipe técnica da Killing.

30 I Revista Têxtil #756 RT Inspira.indd 30

10/08/2018 01:13:50


MODA Darling

Intima Passion

Delfa

Salotex

SALÃO MODA BRASIL 2018 Evento registrou aumento no número de visitantes e mostrou lingeries com inovações tecnológicas por

RENATA MARTORELLI

A

cidade de São Paulo recebeu entre os dias 18 e 20 de junho de 2018 mais uma edição do Salão Moda Brasil, realizado no São Paulo Expo. O segmento de moda íntima movimenta no mercado mundial mais de US$ 30 bilhões por ano. Segundo o IEMI (Inteligência de Mercado), só o Brasil produz 2 milhões de toneladas de moda íntima por ano, o que representa 2% de toda a produção mundial do setor. Neste contexto, o SMB registrou aumento de 20% no número de visitantes, quando comparado com a edição do ano passado. “Ficamos bem contentes com a movimentação, já que o Salão Moda Brasil tem a missão de incentivar o mercado de moda nacional a incrementar os seus negócios. Alguns expositores registraram, por exemplo, fechamentos de negócios que

Fotos: Divulgação/ Foto Delfa: Delfina Rocha

salao.indd 31

equivalem a 3 meses de produção. Em relação ao ano passado, houve também uma diversificação das empresas e a chegada de muitas marcas que participaram pela primeira vez do salão”, comemora Ana Flôres, da New Stage Eventos, organizadora do SMB. O salão, que contou com o patrocínio da Rodhia AMNI, Berlan, Delfa e Rosset, e apoio da ABIT (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção), Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) e Sinditêxtil-SP (Sindicato das Indústrias de Fiação e Tecelagem do Estado de São Paulo), mostrou lingeries com inovações em design, tecnologia e moda, pensando no bem estar e na praticidade da mulher brasileira, independente de biótipos ou estilos. Destaques para as lingeries com porta-celular,

Revista Têxtil #756 I 31

10/08/2018 01:14:15


MODA Plié

Sloggi

lingeries com renda guipir; bodies de veludo molhado e produtos com alta tecnologia de compressão, elasticidade e plus size. Confira algumas novidades apresentadas durante o Salão Moda Brasil 2018: Rhodia – apresentou sua linha completa de fios destacando o Amni Soul Eco® e a linha Shine de fios mesclas. Outros destaques foram os fios mesclas brilhantes lançamentos da GBU Fibras, unidade de negócios do Grupo Solvay. Darling – inspirou a coleção na mulher que sabe que autoestima tem tudo a ver com beleza. A coleção Compact com Zero Costura é uma inovação, que permitiu a criação de três novos sutiãs e uma calcinha Top Control, sem costuras. A linha Lace apresentou seis novidades, entre elas o sutiã Push Up Soft, que aumenta os seios, uma Hotpant e uma calça alta com renda sem elásticos. Já a Coleção Sevilha mostrou uma estampa digital exclusiva com tema de flores pinceladas emolduras por renda exclusiva. Destaque para o caleçon vintage em tecido acetinado com ligeira elasticidade. Delfa – levou tecnologias inéditas no SMB, como a linha Secret, de sutiãs invisíveis, e a Coleção Evolution, que se adapta aos movimentos do corpo. Salotex – mostrou um mix de tecidos lisos, estampados e maquinetados com uma cartela de cores fluidas e modernas, com foco nos segmentos de moda praia, lingerie, fitness e moda em geral, com destaque

Yaffa

Nayane Rodrigues

para os tecidos Xanadu, Ray, Zaz Traz, Dragon, Bubble, Platiné e Angorá, com construção em malharia de Urdume – Ketten. DelRio – apostou na Coleção Corpo Perfeito 3D Technology, com peças de tecnologia inovadora que modelam o corpo sem abrir mão do bem-estar. São lingeries com estrutura de forte compressão, que possuem fios tridimensionais com espaçamento entre as duas lâminas, o que garante maior respirabilidade e rápida secagem. Outro destaque ficou para o lançamento da DelRio Baby, desenvolvida em malha de algodão fio 40 penteado, proporcionando bem-estar à pele sensível do bebê. Nilit – líder mundial e especialista em fibras de nylon, apresentou sua nova marca, a Sensil®. Desenvolvida a partir das últimas inovações em tecnologia de tecidos que, combinados ao nylon 6.6 premium da Nilit, oferece inúmeros benefícios em matérias-primas com uma ampla gama de produtos e inovações. Yaffa – mostrou um conceito inovador de bodystockings para o dia a dia, com destaque para meias arrastão com strass e para as meias-calças fio 15, 40 e 80. Os robes e os bodies da linha Deluxe também foram destaques. Valisère – lançou a coleção de Verão com 18 linhas que contemplam lingeries, pijamas e calcinhas avulsas, com foco nos acabamentos. Os elásticos que lembram couro ficaram em evidência na linha Amazonian. Já os

32 I Revista Têxtil #756

salao.indd 32

10/08/2018 01:14:19


MODA entremeios aparecem na linha Desert, que aposta no tom caramelo para as lingeries. Na cartela de cores, tons terrosos se misturam a tons mais frios, e a pontos de luz, como o dourado. Recco Lingerie – apresentou o aplicativo Família Recco, com estampas dos pijamas que são um QR Code, com acesso a um universo lúdico com historinhas que estimulam a interação entre pais e filhos na hora de dormir. Lançou também a linha Recco Man, com lingeries masculinas que unem tecnologia, conforto e qualidade ao estilo dos homens atuais. Sloggi – levou modelos clássicos de calcinhas e sutiãs 100% algodão, sem costura e com corte a laser, além de opções mais ousadas e modernas. Econfort Lingerie – a marca especialista em lingerie confortável para as adolescentes, apresentou no SMB produtos das linhas Mel, de 8 a 12 anos; Glitter, de 12 a 16 anos; e Gloss, para o público adulto. Intima Passion – a coleção Meus Momentos foi desenvolvida para mulheres de diferentes biótipos, marcada por cores fortes em tons violáceos. Plié – mostrou nove modelos de peças modeladoras inovadoras e confortáveis, entre calcinhas, bermudas, bodies e dois sutiãs, sendo o DeepBra um dos preferidos pelas consumidoras, por seu decote profundo e brilho acetinado. Criada com fios nobres e alta tecnologia, a coleção utiliza o tecido extra fine de forma dupla para garantir um efeito modelador imediato, com maior compressão, total conforto e visualmente sofisticado pela introdução da renda ultra macia, que não marca a pele nem sob a roupa. Nayane Rodrigues – apostou no tema Vibração, que resgata o conceito de liberdade, representado pelas lingeries que acompanham a mulher no dia a dia. Para estrelar as fotos, a marca convidou a atriz Paolla Oliveira e a musa Plus Size Fani Pacheco. As linhas apresentadas foram: básica, fashion, maternidade, magic, plus size, ultrafirmadora e única. Daniela Tombini – a atriz Karina Bacchi assinou a coleção cápsula da marca fotografada em Bali, na Indonésia que traz peças de beachwear, sleepwear, underwear, fitness e resort, em estampas florais, flúor colors, ethnic prints, transparências, rendas e metalizados. A pitaya e o floral remetem à natureza balinesa, em forma de peças fluidas e estilosas. A linha Intimates apostou em lingerie sensual, sofisticada e elegante, que pode ser usada em ocasiões especiais ou no dia a dia. RT

Revista Têxtil #756 I 33

salao.indd 33

10/08/2018 01:14:20


MODA Angelina

Lee

Gangster

FENIN FASHION SÃO PAULO PRIMAVERA/VERÃO 2019

Evento apresentou novidades de moda feminina, masculina por RENATA MARTORELLI e infanto-juvenil para o verão 2019

E

ntre os dias 16 e 19 de julho de 2018, o Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo, recebeu a 6ª edição da Fenin Verão São Paulo, que apresentou os lançamentos para a primavera/verão 2018-2019 de 800 marcas, segundo a promotora. Promovida pela Expovest, a feira contou com os segmentos de moda feminina, masculina e infanto-juvenil, com destaque para novidades em jeanswear, malharia circular e camisaria. Com o apoio do Governo do Estado do Rio Grande do Sul e do SIVERGS (Sindicato das Indústrias do Vestuário do Estado do Rio Grande do Sul), o stand coletivo de moda gaúcha levou para o evento 10 confecções do segmento de moda feminina, moda praia, moda esportiva, fitness, e etc. A ação fez parte do Projeto Indústria e Varejo Conectado. Os destaques apresentados na feira mostram peças descontraídas, com conforto e design. A Aishty apostou em malharia circular, retilínea e tecidos planos para compor as coleções das suas duas marcas Aishty e We’re the Basic. Voltada para mulheres jovens, modernas e sofisticadas, a coleção Aishty mostrou blusas,

34 I Revista Têxtil #756

fenin.indd 34

vestidos, camisas, calças e shorts, destacando o estilo romântico com babados, transparências, aplicação de rendas, pérolas e guipure. Estampas florais e listras levaram leveza e colorido para as peças. Entre os tecidos utilizados, destaque para viscose, crepe, cetim, chiffon, jeans e poliamida, nos tons de rosa, verde, azul e nude. A marca de moda masculina Black West participou pela primeira vez de uma feira de negócios e elegeu a Fenin para apresentar suas novidades. A participação na Fenin Fashion São Paulo fez parte da estratégia de negócios da marca, que pretende ser a maior marca de moda masculina do país até 2025. Para alcançar o objetivo, a grife pretende investir R$ 10 milhões somente neste ano. A Gangster focou sua coleção em calças e bermudas de jeans e sarja, e em malharia. Entre os detalhes estão os quadriculados, galões, bordados, tiras e cadarços estampados no ombro e nas laterais das peças. O floral vem forte com cores vivas, além de estampas que remetem ao oriental destacando dragões e tigres. As cores aparecem neutras e mesclas.

Fotos: divulgação

10/08/2018 01:14:42


MODA

Mareblu

A linha de jeanswear da LEE resgatou bases pesadas e rígidas, além de opções que trazem conforto, elasticidade e muito movimento. As cinturas altas também estão de volta, deixando a silhueta mais alongada. Entre os tecidos utilizados, destaque para os índigos, que vão do pesado ao super elastic, em diversas tonalidades. A preocupação com o toque aveludado, elasticidade, aspecto flat, ring fino e nuances comerciais são as principais características desta coleção. Os tecidos foram divididos por peso e família: Cross de 12oz a 14oz, 100% CO, rígido e pesado com ring marcado; Elastic, de 9,0oz a 10oz, com elasticidades e aspecto soft, trazendo conforto e maleabilidade com um toque aveludado; e Super Elastic, de 8,0oz a 9,5oz, com super Power, que traz vestibillidade, conforto e movimento. A marca de biquíni gaúcha Hellen Carolina apresentou sua segunda coleção de verão estreando em uma feira de negócios e trazendo tendências de beachwear, como o decote ombro a ombro e estampas divertidas. Outras marcas gaúchas de beachwear presentes na feira foram a Mareblu, para mulheres sofisticadas, e a Angelina by Mareblu, para as jovens e descoladas. A Mareblu é especializada em malharia retilínea para moda praia e roupas para uso diário. A Mareblu Beachwear levou para a Fenin sua nova coleção Summer 2019, extraída da mala de viagem da estilista da marca, que encontrou em Los Cabos toda a inspiração em torno da sofisticação, cores e formas descobertas nos chiquérrimos resorts mexicanos. Além da microfibra beach, a marca trouxe peças leves e elegantes em

Vivi Haydu da RT e Giovanna Lancellotti no stand da Lomansa

Oceania

tule e em crepe. Já as estampas são todas exclusivas feitas em aquarelas. Destaque para as peças com detalhes em macramês, e nas pedras naturais para exaltar elegância e exclusividade. Já a marca Angelina by Mareblu inspirou a coleção na alegria e na cultura dos mexicanos, com uma cartela de cores descontraída que remete ao artesanato, história e belezas naturais desse povo. A coleção traz peças com babados, estampas exclusivas e macramês feitos somente para a Angelina, lembrando os trabalhos manuais feitos no México. Confeccionadas em tecido Fluity, tule e crepe, que são joviais e descolados, a cartela de cores destaca: o guaraná, o pitanga e o verde agreste. A gaúcha Oceania Sportwear de moda fitness apresentou sua coleção no stand coletivo do Grupo de Moda RS. Voltada para um público feminino de praticantes de atividade física ou simplesmente consumidoras que gostam de conforto, a grife apresentou produtos em poliamida com elastano, apostando nos básicos com poucos recortes, variações de cores, e nos estampados, enfatizando estampas típicas de verão. 90% dos produtos são confeccionados em poliamida 88% com elastano 12%, mas também trabalham com viscolycra, poliéster e dry. Na cartela de cores, a Oceania elegeu o preto, o mescla e o marinho, e nos estampados cores vivas de verão. A feira, que recebeu 11 mil visitantes, já tem data marcada para o início do próximo ano. De 13 a 16 de janeiro acontece a Fenin Inverno SP, em São Paulo, no Anhembi, e de 22 a 25 de janeiro, a Fenin Inverno RS, RT no Serra Park, em Gramado, RS.

Revista Têxtil #756 I 35

fenin.indd 35

10/08/2018 01:14:44


COURO

50ª FRANCAL MOVIMENTA

SETOR DE CALÇADOS Evento reuniu negócios, conteúdo e lançamentos para a moda calçadista

A

50ª edição da Francal – Feira Internacional da Moda em Calçados e Acessórios, aconteceu de 16 a 19 de julho, no Expo Center Norte, em São Paulo. Para celebrar a edição histórica, a Francal 2018 ofereceu conteúdo sobre tendências de moda, comércio eletrônico, tecnologia, varejo e consumo, além de uma série de espaços especiais para inspirar os lojistas. “Estamos com a sensação de dever cumprido, não só por esta edição, mas pelas cinco décadas que comemoramos. A Francal cresceu e viu o mercado crescer junto”, comemora Abdala Jamil Abdala, presidente da Francal. Abdala adianta que para atender satisfatoria-

36 I Revista Têxtil #756

fracal.indd 36

por

RENATA MARTORELLI

mente o mercado, a feira vai continuar se transformando, inclusive com grandes novidades já para o ano que vem. “A Francal 2019 trará a antecipação da data exigida pelo mercado e a realização em três dias, de 3 a 5 de junho, uma mudança orientada para o aproveitamento máximo do tempo dos expositores e lojistas. Vamos continuar aprimorando a interação entre todos os elos da cadeia calçadista para fortalecer cada vez mais o setor”.  

INSPIRAÇÃO, CONHECIMENTO E SOLUÇÕES

O Francal E-Commerce Solution, uma iniciativa inédita nas feiras de calçados, desenvolvida em par-

Fotos: Divulgação

10/08/2018 01:15:16


COURO ceria com o E-Commerce Brasil, reuniu conhecimento e fornecedores de soluções e serviços para comércio eletrônico em um mesmo ambiente. Já quem trabalha com calçados infantis em seu mix, o Francal Kids, espaço inédito em feiras do setor, aliou negócios, conteúdo e conceitos atualizados. O projeto (RE)VOLUTION Visual Merchandising, desenvolvido em parceria com empresas líderes neste segmento, a Fashion Snoops e a Nova Fotosfera, apresentou instalações criativas e soluções funcionais para modernizar a apresentação dos produtos nas lojas. Os lojistas puderam encontrar exemplos ao longo de toda a feira, em espaços como a Galeria Francal e o Terraço Mall.

CONHECIMENTO E TENDÊNCIAS

meninos, modelos básicos, urban street, xadrez e inspirações nos modelos adultos. O 23º Prêmio Francal Top de Estilismo consagrou em primeiro lugar os designers Ingrid Michelle Ferreira dos Santos, no segmento Calçado Feminino; Augustinho Ferreira da Silva, em Calçado Masculino; e a dupla Melissa Feder e Allan Steinbruch Waisbich, no segmento Bolsa. Allan também foi contemplado, através de sorteio, com uma bolsa de estudos do IED-São Paulo para o Curso de Extensão One Year – Creative Course, Shoes & Bags – Design and Business. O Prêmio Francal Top de Estilismo incentiva, há mais de 20 anos, profissionais e novos talentos a darem sua contribuição para o desenvolvimento de uma identidade brasileira da moda em calçados e acessórios, estimuRT lando a criatividade e o conhecimento.

Os eventos paralelos da Francal 2018 somaram mais de 50 horas de conteúdo sobre os mais diversos temas de interesse da indústria e varejo de moda. A programação foi distribuída entre o Painel de Abertura, que reuniu todos os elos da cadeira calçadista, da matéria-prima ao varejo; Fórum de Moda, com o designer Walter Rodrigues; as palestras do Francal Talks e do E-Commerce Solution; os painéis voltados para representantes comerciais e para os fabricantes e vendedores de calçados infantis; e o Retail Now - Fórum Desafios e Soluções para Multimarcas no Brasil, que provocou uma discussão sobre um dos canais de vendas mais relevantes para calçados no País. Nos desfiles foram apresentados os lançamentos das coleções Verão 2019. Já o calçado masculino ganhou destaque em um painel sobre tendências comandado por Sylvain Justum, editor de moda da revista GQ Brasil. O segmento infantil também recebeu atenção especial em um desfile exclusivo norteado pelo mundo da imaginação, conceitos e tendências da moda infantil para a próxima temporada. Entre as novidades expostas pelas marcas estão os elementos naturais, os metalizados, os poás, transparências e referências dos anos 1980 e 1990. As cores predominantes serão o amarelo, o laranja, o lilás e as candy colors. O conforto continua em alta em todas as marcas. Nas linhas infantis femininas o tema unicórnio está em alta, além de lhamas e flamingos. Já para os

Revista Têxtil #756 I 37

fracal.indd 37

10/08/2018 01:15:16


NOTÍCIAS

UCMTF – TECNOLOGIA FRANCESA NA

KARL MAYER PARTICIPA

A ITMA ASIA + CITME é uma excelente oportunidade para a indústria têxtil da Ásia e particularmente da China atender os fabricantes franceses de máquinas têxteis. Os associados da UCMTF levarão para Xangai máquinas e serviços, com suas próprias subsidiárias e representantes locais. A NSC Fiber to Yarn, que inclui as marcas N. SCHLUMBERGER e SEYDEL, exibirá uma cabeça de estiramento da nova máquina de trefilação de corrente modelo GC40. Já a LAROCHE tem sido um participante importante na reciclagem de resíduos têxteis e na área de nãotecidos para transporte aéreo e está agora profundamente envolvida em novas tecnologias para transformar bens pós-consumo em produtos valiosos. A SUPERBA, membro da VANDEWIELE, é líder mundial em tingimento de espaço e ajuste de calor para fios de carpetes (PP, PES, PAN, WOOL & blends). Presente no mercado chinês desde 1992, a SUPERBA tem uma subsidiária em Xangai (SSRO) com vendas e pessoal técnico chinês, bem como um estoque de peças de reposição para garantir um alto nível de serviço aos clientes locais. A FIL CONTROL recomenda um novo sensor de tensão MYT-T. MYT-T, um sensor de célula de carga dedicado a operações de montagem, enrolamento e texturização: alta contagem (400 a 10.000 DTex) e fios de alta tensão (até 4.000 g). A AESA é líder mundial em engenharia aérea para todos os processos de produção têxtil de fibras naturais, fibras artificiais e filamentos em suas diferentes fases: fiação, tricô, tecelagem, meias, diferentes tipos de nãotecidos e produções de fibra, bem como tingimento e acabamento. Já o DOLLFUS & MULLER melhorou particularmente os feltros de compactação para acabamento de malha com grandes evoluções. Sua qualidade traz um cuidado especial aos tecidos graças à sua superfície mais lisa, eles têm uma excelente orientação e a melhor taxa de compactação em relação ao seu novo design exclusivo de feltro de compactação.

Na próxima edição da ITMA ASIA + CITME, que acontece de 15 a 19 de outubro de 2018, no Centro Nacional de Exposições e Convenções, em Xangai, na China, a KARL MAYER estará presente no Stand B 11, H 4, demonstrando como é possível implementar tópicos tão importantes como inovações, digitalização e sustentabilidade. No que diz respeito à digitalização, a KARL MAYER criou recentemente a sua própria empresa. A nova marca digital da KARL MAYER será lançada na ITMA ASIA + CITME. Já com relação à sustentabilidade, a empresa fornecerá soluções versáteis com o tema “Cleaner.Productions”. Estas incluem novas máquinas de tricotar de urdidura que têm um menor consumo de energia devido à sua tecnologia inteligente e conceitos de aplicação com maiores vantagens para o ambiente. A unidade de negócios de preparação de dobra exibirá uma máquina de dimensionamento com consumo mínimo de recursos. Para a produção de têxteis técnicos, especialmente na indústria da construção civil, é possível abrir novas e lucrativas áreas de aplicação, utilizando têxteis produzidos em máquinas KARL MAYER. Além disso, durante a feira em Xangai, a empresa convidará empresários para participar de um show in-house em sua fábrica em Changzhou.

ITMA ASIA + CITME

DA ITMA ASIA + CITME

38 I Revista Têxtil #756

noticias impresso.indd 38

10/08/2018 01:15:39


NOTÍCIAS

STÄUBLI TEXTILE PARTICIPA DA

BRÜCKNER INAUGURA

A Stäubli Textile apresentará sua linha de maquinário e soluções mais recentes em dois estandes na ITMA Asia deste ano. No Estande E01 no Hall 3, os tecelões aprenderão sobre as inovações na preparação de tecelagem, e no Estande D14, no Hall 4, será possível observar o mais recente dispositivo de automação de tricô. Com suas máquinas de extração automática SAFIR, a Stäubli tornou-se um fornecedor avançado de soluções para automação confiável na preparação de tecelagem para a mais ampla gama de aplicações. Os visitantes da ITMA Ásia verão agora um desenvolvimento adicional: o SAFIR S30, especialmente criado para o manuseio de fios de filamentos. A Stäubli mostrará também o recém-lançado dispositivo D4S em duas máquinas circulares de tricô. Esta solução de automação permite fechar a ponta da meia diretamente na máquina de tricotar. Isso reduz significativamente o processo de produção de meia.

Foi inaugurada no dia 23 de junho de 2018, em Tittmoning, na Baviera, Alemanha, a nova unidade de produção da BRÜCKNER, líder mundial em máquinas de acabamento a seco para têxteis e têxteis técnicos. "Nossa antiga fábrica tornou-se muito pequena. O aumento das encomendas e demandas foi o motivo para planejarmos uma nova fábrica em 2014. Não pudemos iniciar a construção até novembro de 2016, com muitos obstáculos no processo de aprovação e conservação do meio ambiente, que foi superado com a nova planta de 25.000 m² de área de produção e uma espaçosa ala de escritórios. Passamos a fabricar e fornecer máquinas ainda maiores, e diminuir os prazos de entrega", enfatizou Regina Brückner durante a cerimônia de inauguração. Em seu discurso, ela contou as vantagens da nova fábrica e apresentou detalhes da produção altamente automatizada e eficientemente organizada, que agora conta com as modernas máquinas CNC, os robôs de soldagem, o revestimento em pó altamente automatizado e o sistema de revestimento úmido. Ela enfatizou que os tempos de instalação podem ser ainda mais reduzidos graças às opções de elevação, transporte e montagem significativamente aprimoradas na nova fábrica.

ITMA ASIA 2018

ITMA 2023

ACONTECERÁ EM MILÃO O CEMATEX (Comitê Europeu de Fabricantes de Máquinas Têxteis) anunciou, no dia 21 de junho de 2018, a ITMA Milão 2023, que acontecerá em Milão, Italia, no centro de exposições Fiera Milano Rho, de 8 a 14 de junho de 2023. A decisão foi tomada durante a Assembleia Geral do CEMATEX, realizada recentemente. “Recebemos um feedback muito positivo dos expositores e visitantes da ITMA 2015. Milão tem excelente infraestrutura para realizar exposições de grande escala como a ITMA, que ocupa mais de 200.000 metros quadrados e atrai um público global”, revelou Fritz P. Mayer, presidente da CEMATEX. A ITMA, maior exposição de tecnologia têxtil e de vestuário do mundo, é realizada a cada quatro anos desde 1951. A próxima edição será realizada de 20 a 26 de junho de 2019, em Fira de Barcelona, na Espanha. Visite www.itma.com para mais informações.

FÁBRICA EM TITTMONING

Revista Têxtil #756 I 39

noticias impresso.indd 39

10/08/2018 01:15:41


NOTÍCIAS

ITMF DIVULGA: PRODUÇÃO DE FIOS E TECIDOS

AUTOCORO 9 VACUUM

A produção global de fio diminuiu em 23% entre o terceiro trimestre e o quarto trimestres de 2017. As reduções de produção no Brasil (-23%), na Ásia (-14%) e nos EUA (-4%) compensaram o aumento na África (+ 12%) e na Europa (+ 15%). Todos os países pesquisados, além do Brasil e da Alemanha, esperam uma queda na produção de fio no primeiro trimestre de 2018. Os estoques globais de fio ficaram estáveis entre o terceiro trimestre e o terceiro trimestre do ano passado. Uma redução no Brasil (-11%), no Egito (-9%) e na Europa (-4%) foi anulada por um aumento de 3% na Ásia. No total, os estoques de fio alcançaram 96% do seu nível no ano anterior no mesmo trimestre. Os pedidos de fios aumentaram em média entre o terceiro trimestre e o quarto trimestres de 2017 (+ 7%). A contração de encomendas na Coreia do Sul (-8%) foi compensada por tendências positivas nos outros países declarantes. A produção global de tecidos diminuiu de 3% no terceiro trimestre para 17% no quarto trimestre. As respectivas contrações de -12% e -2% no Brasil e na Ásia levaram a média mundial para o intervalo negativo. A produção de tecidos, no entanto, aumentou 6% e 10% na África e na Europa, respectivamente. O nível de produção mundial atingiu 95% do seu nível no 4º trimestre de 2016. A Europa e o Brasil devem aumentar a produção no primeiro trimestre. No 4º trimestre de 2017, o nível global de estoque de tecido cresceu ligeiramente (+ 3%). Esse aumento foi impulsionado pelo Brasil (+ 15%) e trouxe o índice de estoques de tecidos 3% acima do nível do 4º trimestre de 2016. Em 2017, os estoques ficaram estáveis na Ásia e nos EUA. Eles aumentaram constantemente na Europa e no Brasil e diminuíram constantemente no Egito. Em média, os pedidos de malha diminuíram em -23% entre o 3º e o 4º trimestre de 2017 nos países analisados. O crescimento de + 11% e + 2% no Egito e na Europa não foi suficiente para compensar as reduções de -31% no Brasil. O índice global de pedidos de malha diminuiu 3% desde o quarto trimestre de 2016.

O novo Vacuum Trash Cleaner (VTC) da Schlafhorst é uma unidade inovadora para a Autocoro 9, da Saurer. Melhora a limpeza automatizada da máquina de fiar a rotor e, assim, aumenta sua lucratividade. O VTC aumenta a tolerância da matéria-prima da Autocoro 9, reduzindo ainda mais os custos de fiação. A fiação de fios reciclados ou grosseiros gera um grande desperdício de fibras devido ao alto rendimento do material, mas a inovação otimizada para o E3 neutraliza isso, além de reduzir significativamente a mão de obra necessária para manter as máquinas limpas nesses aplicativos. O VTC está localizado no meio da máquina, onde aspira a esteira transportadora de remoção de sujeira até a metade. Como resultado, menos material de fibra se acumula na correia, de modo que ela não se acumula mesmo com quantidades maiores de resíduos. A máquina permanece limpa mesmo com altas taxas de transferência de material. O esforço manual para limpar a fiação nas caixas e dispositivos de enrolamento, bem como a parte inferior da máquina é substancialmente reduzida. O desperdício de fibra é levado para onde pertence: a câmara de coleta de sujeira. Além disso, a carcaça da escova permanece limpa por muito tempo, o que significa que a limpeza das escovas pode ser reduzida em até 80%, com um ciclo de limpeza de 10 minutos por máquina.

DIMINUIU NO 4º TRIMESTRE DE 2017

TRASH CLEANER

40 I Revista Têxtil #756

noticias impresso.indd 40

10/08/2018 01:15:41


editorial.indd 4

10/08/2018 01:17:29


editorial.indd 4

10/08/2018 01:18:09

Revista Têxtil 756  
Revista Têxtil 756  
Advertisement