Page 1


editorial.indd 4

18/06/2018 23:27:40


EDITORIAL PARA A FRENTE, BRASIL! Não podemos esquecer que A REVISTA TÊXTIL é uma publicação da

nosso país sofre um momento

Inscr. Est.: 104.888.210.114 CNPJ/MF: 60.941.143/0001-20 MTB: 0065072/SP

econômico/político difícil, e ainda

R. da Silva Haydu & Cia. Ltda.

Diretor-Presidente: Ricardo Haydu Diretora de Redação: Clementina “Vivi” Haydu Jornalista: Renata Martorelli Designer: Carlos C. Tartaglioni Foto da capa: Arquivo Representantes Comerciais Europa: International Communications Inc. Andre Jamar 21 rue Renkin: 4800: Verviers: Belgium Tel/Phone: + 32 87 22 53 85 / Fax: + 32 87 23 03 29 e-mail: andrejamar@aol.com Ásia (Asian): Buildwell Int. Co., Ltd. Nº 120, Huludun, 2nd St., Fongyuan, Taichung Hsien: Taiwan 42086: R.O.C. Tel/Phone: + 886 4 2512 3015 / Fax: + 886 4 2512 2372 Coréia (Korea): Jes Media International 6th Fl., Donghye-Bldg.: 47-16, Myungil-Dong Kandong: Gu: Seoul 134-070 Tel./Phone: + (822) 481-3411/3 / Fax: + (822) 481-3414 Correspondente na Argentina: Ecodesul Av. Corrientes, 3849: Piso 14° OF. A. Buenos Aires: Argentina Tel/Phone: (541) 49-2154 / Fax: (541) 866-1742 Órgão Oficial das entidades

enfrentamos dias difíceis com a greve dos caminhoneiros, o que acabou prejudicando a indústria em geral. Mas a Copa do Mundo chega agora para movimentar os negócios têxteis. Nessa edição mostramos duas marcas de fashion soccer, que apostaram em um conceito diferente de roupas esportivas. É um novo nicho que está agradando o país do futebol e outros países. VAMOS BRASIL!!!!!!! A Revista Têxtil esteve presente na 36ª ITM 2018 (International Technical Meeting), em Istambul, na Turquia, para trazer as últimas tecnologias da cadeia produtiva têxtil. Entrevistamos vários expositores e todos ficaram muito satisfeitos com os resultados, confirmando que o mercado da Turquia hoje representa até 70% de suas produções, superando a China que sempre esteve em primeiro lugar. São Paulo teve uma semana movimentada, apresentando os lançamentos

Órgão de divulgação das entidades Abint: Associação Brasileira das Ind. de NãoTecidos e Tecidos Técnicos; Núcleo Setorial de Informação do SENAI/CETIQT; Redação/Administração Rua Albuquerque Lins, 1151 2º andar: Santa Cecília Cep 01230-001: São Paulo: SP: Brasil Tel/Phone: +55-11-3661-5500 E-mail: revistatextil@revistatextil.com.br Site: www.revistatextil.com.br Publicação bimestral com circulação dirigida às fiações, tecelagens, malharias, beneficiadoras, confecções nacionais e internacionais, universidades e escolas técnicas. Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem, necessariamente, a filosofia da revista. A reprodução total ou parcial dos artigos desta revista depende de prévia autorização da Editora. Redação Releases, comentários sobre o conteúdo editorial, sugestões e críticas a matérias. Pedidos de informação relacionados às matérias e à localização de reportagens: e-mail: redacao@revistatextil.com.br Publicidade Anuncie na REVISTA TÊXTIL e fale diretamente com o público leitor mais qualificado do setor têxtil no Brasil e no mundo: e-mail: revistatextil@revistatextil.com.br

primavera /verão 2019 das principais empresas de denim, e ganhou um evento importante para o setor, o Denim Meeting, que aconteceu em São Paulo, Maringá e Goiânia e no próximo semestre acontecerá em Blumenau e em Caruaru., As empresas que participaram do evento , fizeram bons negócios, confirmando que o jeanswear está entre os três segmentos mais promissores em nosso país, já que o Brasil é o quarto maior produtor de denim do mundo. Pudemos conferir de perto o Dragão Fashion Brasil Festival 2018, em Fortaleza, no Ceará, considerado o maior evento da América Latina, que uniu moda, cultura, música e empreendedorismo, sendo sucesso de público. Os desfiles mostraram alta criatividade e qualidade, justificando o slogan O Ceara está na Moda. A Revista Têxtil parabeniza a todos pela participação e deseja sucesso à moda brasileira. Boa leitura

Assinaturas Para renovação e outros serviços, escreva para: e-mail: revistatextil@revistatextil.com.br

Revista Têxtil #755 I 01

editorialw.indd 1

21/06/2018 23:16:24


SUMÁRIO

04

ABIT

AS LIÇÕES DE UMA GREVE NA QUAL TODOS PERDERAM

ARTIGO

06

COMPARTILHANDO INFORMAÇÕES

ITM

10

ITM 2018 ISTANBUL

MERCADO

18

TINTAS DIGITAIS PARA O MERCADO TÊXTIL

DENIM

22

SEMANA DE LANÇAMENTOS DE DENIM

ESPORTE

29

FASHION SOCCER É A APOSTA DO MOMENTO

DFB

30

DRAGÃO FASHION BRASIL 2018

PREVIEW

37 38

28ª EDIÇÃO DA SERIGRAFIA SIGN FUTURETEXTIL FEBRATEX 2018 TRAZ INOVAÇÃO TECNOLÓGICA PARA O SETOR TÊXTIL

EVENTO

40

DENIM MEETING 2018

NOTÍCIAS

41 41 42 42 43 43 44 44 45 45 46 46

DORNBIRN GLOBAL FIBER CONGRESS 2018 TECHTEXTIL NORTH AMERICA E TEXPROCESS AMERICAS SÃO SUCESSO EM NEGÓCIOS NOVA FRIBURGO RECEBE A 28ª EDIÇÃO DA FEVEST 3ª EDIÇÃO DO TREND SESSION LYCRA® ACONTECEU EM SÃO PAULO SALÃO MODA BRASIL 2018 CEARÁ FASHION TRADE ACONTECE EM FORTALEZA R 66 DA RIETER OFERECE MAIOR PRODUÇÃO DE FIOS E MENORES CUSTOS INTERNATIONAL NONWOVENS SYMPOSIUM 2018 EXPEDIÇÃO GLOBAL DE MÁQUINAS TÊXTEIS AUMENTOU EM 2017 LINHA BRÜCKNER É LÍDER EM RETARDANTE DE CHAMAS INSPIRAMAIS 2019 ACONTECE EM JULHO KERN-LIEBERS APRESENTA NOVA GERAÇÃO DA RELANIT

02 I Revista Têxtil #755

editorialw.indd 2

21/06/2018 23:16:24


EDITORIAL

Revista Têxtil #755 I 03

editorialw.indd 3

21/06/2018 23:16:26


ABIT

AS LIÇÕES DE UMA GREVE NA QUAL TODOS PERDERAM

por

A

greve dos caminhoneiros, que chega ao fim às duras penas, com radicais resistências, de intenções obscuras, teve um único aspecto positivo: expôs com ênfase alguns dos graves problemas do Brasil. No mais, a meu ver, o movimento não teve vitoriosos, pois a Nação perdeu! E quando isso ocorre, a sociedade é a maior derrotada, mesmo que aparentemente haja ganhos para um ou outro segmento. A paralisação estendeu-se por muito tempo, extrapolando o limite do razoável, principalmente em se tratando de atividade crucial para o País. Foram imensos os prejuízos, a começar pelo inaceitável cerceamento do direito constitucional de ir e vir. Foram apenadas as cadeias produtivas de todos os setores, incluindo as empresas de transporte, a saúde e a segurança pública, abastecimento de alimentos, combustíveis, exportações e matérias-primas. O Brasil parou, com significativos ônus para os seus 209 milhões de habitantes. O primeiro grande problema evidenciado pelo movimento refere-se à questão tributária. Os impostos não oneram demasiadamente apenas os combustíveis e os transportes, mas todas as atividades produtivas e a população. Assim, fica muito clara a mensagem: não se pode postergar mais a reforma tributária, que estamos esperando há 30 anos, desde que a Constituição de 1988 foi promulgada. Outro gargalo grave exposto pela paralisação diz respeito à precariedade da infraestrutura de transportes e de logística. O País depende umbilicalmente de rodovias e caminhões para a mobilidade de cargas. A quase inexistência de ferrovias e hidrovias e a incipiência dos sistemas aeroviário e portuário denunciam um modelo completamente equivocado de desenvolvimento do setor. São urgentes, portanto, investimentos em modais menos poluentes, nos quais os fretes sejam mais baratos e que reduzam de modo significativo a dependência ao transporte rodoviário.

FERNANDO VALENTE PIMENTEL*

Excesso de impostos e infraestrutura precária, incluindo aqui os riscos referentes à energia e o seu alto preço, expõem duas causas estruturais da baixa competitividade de nosso país. Este problema é agravado pela prática permanente de juros elevados, a burocracia exacerbada e insegurança jurídica. Ou seja, questões relativas às políticas públicas e à ineficiência ou eficiência do Estado. E por que a greve nos fez lembrar tanto disso? Ora, porque a ineficácia e a morosidade do setor público retardaram a adoção de medidas contingenciais para o enfrentamento das consequências do movimento, que apenas amplificou os mesmos obstáculos que enfrentamos no dia a dia para trabalhar e produzir, como a deficiência logística e de infraestrutura e os ônus de todos os componentes do “custo Brasil”. Finalmente, a paralisação evidenciou a dispersão de lideranças, a ponto de numerosos caminhoneiros ignorarem a formalização do acordo oficial entre as autoridades e os sindicatos da categoria. E, frise-se, foi uma negociação muito desfavorável aos setores produtivos, à economia e à sociedade, à medida que as concessões com as quais o governo concordou agravam o já imenso rombo fiscal. Tais medidas dificultam ainda mais a retomada do crescimento, pois abalam a confiança de investidores e consumidores. Assim, fechou-se com chave de lata (enferrujada!) um episódio no qual todos os brasileiros perderam. Para não agravar essa derrota e conseguir uma virada rumo ao desenvolvimento, é premente solucionar os gargalos fundamentais que a greve escancarou ao nosso próprio país e ao mundo, por meio de investimentos privados e públicos e marcos regulatórios que propiciem seguRT rança jurídica e estimulem esse aporte de capital! (*) Fernando Valente Pimentel é o presidente da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção.

04 I Revista Têxtil #755

ABIT.indd 4

18/06/2018 23:31:59


ABIT

Revista Têxtil #755 I 05

ABIT.indd 5

18/06/2018 23:32:00


ARTIGO

COMPARTILHANDO

INFORMAÇÕES

A

ABTT com seu intuito em levar inovação, conhecimento e conteúdo a todos os profissionais têxteis, está compartilhando informações técnicas através de boletins e artigos técnicos elaborados por diversos profissionais competentes, que agregam cada vez mais o conhecimento de toda cadeia têxtil, confecção e moda. E como a primeira ação para este sentido, a ABTT divulga um dos trabalhos apresentados no 5º Contexmod (Congresso Científico Têxtil e Moda). Para ter todo o conteúdo deste trabalho abaixo ou até mesmo de outros trabalhos, acesse www.contexmod.net.br, faça seu cadastro gratuito e terá acesso aos diversos trabalhos apresentados em todas as edições do Contexmod.

DESENVOLVIMENTO DE MATERIAIS COMPÓSITOS HÍBRIDOS A PARTIR DO REAPROVEITAMENTO DE FIBRA DE VIDRO PROVENIENTE DA INDÚSTRIA EÓLICA* A utilização da energia eólica em larga escala já evidenciou seus benefícios com grandes projetos ao redor do mundo. Devido ao baixo nível tecnológico dos processos produtivos dos componentes de uma torre de produção deste tipo de energia, ocorre a geração de enormes quantidades de resíduos que podem causar impacto negativo ao meio ambiente. Um dos principais componentes para a concepção dos geradores eólicos são as pás, que são produzidas através da laminação de grandes moldes, que contêm, entre outros componentes, a fibra de vidro, da qual um elevado percentual é eliminado no momento do corte do substrato têxtil. Uma forma de se contornar o problema do descarte dos resíduos provenientes da fabricação das pás eólicas é a reutilização destes no desenvolvimento de novos materiais. Esta ação, além de diminuir o impacto

por

NELSON PEREIRA JUNIOR Presidente da ABTT

ambiental, também pode interferir no custo final de um determinado produto. Desta forma, o presente trabalho tem como objetivo avaliar a influência do uso dos resíduos de fibra de vidro no desenvolvimento de compósitos resinados com poliéster. Para tal, inicialmente os substratos de fibra de vidro descartados pela indústria eólica foram avaliados mecânica e morfologicamente. Com o intuito de agregar mais valor e diminuir o impacto ambiental foram produzidos compósitos com fibra de vidro e compósitos híbridos, reforçados por vidro e juta. Os resultados demonstraram que a fibra de vidro descartada possui excelente potencial para ser reaproveitada na concepção de diferentes compósitos. Tradicionalmente, a utilização de fibras têxteis está associada ao vestuário e aos têxteis para o lar. No entanto, com a crescente evolução tecnológica verificada nos últimos anos a sua utilização em outras áreas da engenharia vem ganhando destaque, principalmente quando se necessita de produtos com melhor desempenho. Assim, diversos investigadores ao redor do mundo vêm procurando inovar e maximizar as potencialidades dos diferentes materiais fibrosos em combinação com matrizes poliméricas, criando produtos com propriedades únicas denominados compósitos. Como muitas tecnologias necessitam de materiais com combinações não usuais, cada vez mais procura-se materiais estruturais que sejam leves, fortes, resistentes a impactos e a abrasão, com baixo custo, ambientalmente corretos e que não sejam facilmente degradados. Para atingir estes objetivos, muitas vezes torna-se necessário a combinação de diferentes substratos que apresentam características diferentes.

*Adaptado do artigo de: Joseclebio Lucena, Fernando Oliveira, Fernanda Steffens & Rasiah Ladchumananandasivam

06 I Revista Têxtil #755

artigo abtt.indd 6

18/06/2018 23:32:23


ARTIGO

Revista Têxtil #755 I 07

artigo abtt.indd 7

18/06/2018 23:32:23


ARTIGO

Os materiais têxteis oferecem uma vasta gama de possibilidades de reforço para compósitos. Produzidos a partir de diferentes tipos de materiais, podem ser aplicados sobre a forma de fibras curtas, fibras longas, fios, filamentos, mechas, tecidos provenientes da tecelagem e malharia, entrançados dentre outros. A escolha de qual a melhor forma para ser utilizada depende do custo, processo produtivo (técnica de produção) e do desempenho esperado. Vale ressaltar ainda que em um compósito reforçado por materiais têxteis, as fibras que formam o material de reforço são o principal componente do suporte de carga. A eficiência de um reforço fibroso depende do tipo, comprimento, fração volúmica e orientação das fibras na matriz. A escolha ideal destes parâmetros influência de forma significativa uma ou mais das seguintes características dos materiais compósitos: densidade, resistência à tração, resistência à compressão, módulo de resistência à compressão, desempenho a fratura e fadiga, resposta à carga de impacto, custo e propriedades térmicas e elétricas. Na maioria das aplicações, em forma de compósitos, os polímeros atuam como matriz aglomerante do reforço, dando estrutura aos filamentos e às fibras naturais e ou sintéticas. Vale ressaltar que é imprescindível um avançado conhecimento de todas as propriedades físicas, químicas e mecânicas de cada componente, pois quando estes forem unidos, proporcionarão ao compósito resultante as características desejadas do produto final. Um dos parâmetros mais importantes dos materiais compósitos é a interface entre o reforço e a matriz, por se tratar da região onde ocorre a interação entre os componentes que irão formar o compósito. A região interfacial é a primeira responsável pela transferência da solicitação mecânica da matriz para o reforço. A adesão não adequada entre as fases envolvidas poderá provocar o início de falhas, comprometendo o desempenho do material. Assim, além das propriedades individuais de cada componente, a interface deve ser

a mais adequada possível para otimizar a combinação das propriedades envolvidas. No Brasil, a geração eólica em larga escala já evidenciou seus benefícios com grandes projetos já finalizados ou em andamento no território nacional. Os processos produtivos dos componentes que compõem o desenvolvimento de uma pá eólica, principalmente no que se refere ao corte do material, ainda não possuem grande nível tecnológico. Por esse motivo geram grandes quantidades de resíduos que causam impacto negativo ao meio ambiente, resultando em gastos para a empresa, pois demandam espaço físico para a deposição adequada, tendo inclusive que despender capital extra para isso. As pás, consideradas um dos principais componentes para a concepção dos geradores eólicos, são fabricadas através da laminação de grandes moldes que contêm, entre outros componentes, a fibra de vidro. O custo de fabricação das pás de uma turbina eólica está na ordem de 15 a 20% do custo total de produção da turbina, e um grande percentual da fibra de vidro utilizada é eliminada no momento do corte da manta de tecido. Uma forma de se contornar o problema do descarte dos resíduos provenientes da fabricação das pás eólicas é a reutilização destes no desenvolvimento de novos materiais compósitos, produzidos exclusivamente com a fibra de vidro ou em combinação com outros materiais. Esta ação, além de diminuir o impacto ambiental, também pode interferir no custo final de um determinado produto. Desta forma, este trabalho tem como meta a caracterização física da manta de não tecido descartada pela indústria eólica e de diferentes tipos de tecido de juta, que serão utilizados como reforço no desenvolvimento de compósitos. Além disso, serão produzidos compósitos exclusivamente com a manta de fibra de vidro e compósitos híbridos, compostos por fibra de vidro e tecido plano de juta com diferentes fatores de cobertura, com o objetivo de otimizar os parâmetros RT de concepção dos mesmos.

08 I Revista Têxtil #755

artigo abtt.indd 8

18/06/2018 23:32:24


ARTIGO

Revista Têxtil #755 I 09

artigo abtt.indd 9

18/06/2018 23:32:25


ITM

ITM 2018 ISTANBUL Abrangendo toda a cadeia têxtil, a feira tem atraído multidões nos últimos anos

A

36ª ITM(International Technical Meeting) está entre as exposições mais importantes do mundo. Organizada pela Tüyap Fairs & Exhibitions Organization Inc & Teknik Fairs Inc, em parceria com a TEMSAD Association, a feira foi realizada no Centro de Convenções e Congressos da TÜYAP, em Istambul, na Turquia, e contou com mais de 1000 empresas produtoras de tecnologia têxtil, que apresentaram os mais recentes maquinários em operação. Abrangendo toda a cadeia produtiva, fios, tricô, tecelagem, tingimento, impressão, acabamento, máquinas de malharia, subindústrias e produtos químicos, a ITM 2018 Istanbul é a maior feira de tecnologia têxtil do mundo e tem atraído multidões nos últimos anos. Com as mais recentes tecnologias e soluções para a indústria têxtil, o evento abre caminho para inovação e criatividade, e oferece retornos promissores para os expositores. As tecnologias expostas no ITM 2018 foram Máquinas de Preparação de Algodão e Fibra; Máquinas de Preparação de Fiação; Máquinas de Enrolamento, Torção e Texturização; Máquinas e Tecnologias de Nãotecidos; Máquinas de Preparação; Máquinas de Tecelagem Plana; Carpetes; Máquinas de Tecelagem Estreita; Máquinas de fabricação de Corda; Máquinas de Tricotar plana e circular e Urdidura; Máquinas de meias; Máquinas de Bordar; Máquinas para Quilting; Máquinas para Tingimento e Acabamento de Fiação; Máquinas de Lavar, Branquear, Secar, Dobradeiras e Laminadoras;, Produtos Químicos Têxteis; Equipamentos de Laboratório; CAD-CAM - CIM Aplicações e Sistemas de Automação; Máquinas de Impressão Têxtil; Máquinas de Impressão Têxtil Digital; Corantes e Produtos Químicos Têxteis; Máquinas Auxiliares e Acessórios; Compressores; Geradores e UPS; Máquinas Profissionais para Instituições Educacionais, entre outros produtos.

VIVI HAYDU texto CESAR CORRADI cobertura

HIGHTEX 2018 A HIGHTEX 2018, que foi realizada simultaneamente com a ITM 2018, é voltada para as áreas de Nãotecido, têxteis técnicos e tecnologias têxteis de última geração, que é o crescente valor do setor têxtil atual e é a primeira e única exposição da Turquia nesta área. Os principais produtores técnicos globais de tecnologia têxtil e nãotecido se reúnem na HIGHTEX. A ETT 2018 - Conferência Internacional de Têxteis com o tema “A Evolução dos Texteis Técnicos” aconteceu concomitantemente com a ITM 2018 e HIGHTEX. A ETT 2018 de Istambul, organizada pela Universidade de Marmara, foi enriquecida pelas apresentações de muitos acadêmicos e indústrias especialistas de todo o mundo e criou uma grande sinergia com os eventos. As conferências proporcionaram a oportunidade única de conhecer personalidades importantes com experiência em pesquisa, gerenciamento e tecnologia de todo o mundo e discutir com elas quaisquer ideias e propostas em seu campo específico. O ETT 2018 pretende intensificar e promover a cooperação. Espera-se também que a conferência faça contribuições importantes para a indústria têxtil do futuro.

PICANOL A Picanol exibiu duas máquinas de tecelagem de pinça e duas de jato de ar: OptiMax-i: A máquina de pinças de alta tecnologia está disponível em larguras de palheta variando de 190 a 540 centímetros. Além disso, com seu sistema Guided Gripper (GC) e Free Flight system (FF), também é muito versátil. O sistema Guided Positive Gripper (GPG) foi desenvolvido para tecidos técnicos dedicados. Enquanto isso, recursos adicionais foram desenvolvidos para atender à crescente demanda por versati-

10 I Revista Têxtil #755

itm.indd 10

19/06/2018 22:50:23


ITM lidade, incluindo, entre outros, o Tensionador Eletrônico de Enchimento (EFT), o detector de envase SmartEye e o cortador de recheio SmartCut. TerryMax-i: Outro tear de pinça foi desenvolvido para a produção de toalhas felpudas. O acionamento eletrônico direto do mecanismo de queda de pano garante uma perfeita formação de estacas e permite que os tecelões não apenas programem o loop de altura da estaca por loop, mas também programem a distância pré-batida de cada fio de enchimento, o que por sua vez permite possibilidades de design. As características especiais incluem OptiSpeed, monitoramento de altura de pilha e controle de rolo de agulha. OMNIplus Summum: É a máquina de tecer a jato de ar de alto desempenho, que combina a mais recente tecnologia com mais de 30 anos de experiência em tecelagem a jato de ar. Ao introduzir tecnologia de ponta em hardware e software, oferece o próximo nível para atender às novas demandas do mercado em termos de qualidade, desempenho e consumo de energia.

KARL MAYER A empresa visa especificamente os produtores de têxteis para o lar e roupas elegantes e funcionais, apresentando um show de desempenho do HKS 3-M, com uma largura de trabalho de 218 “, e preparou ilhas decorativas para ilustrar uma variedade de aplicações, que são projetadas para fornecer inspiração, são tecidos de renda para a criação de roupas elegantes, produtos de poliéster e algodão e tecnologia raschel de barra dupla com suas muitas possibilidades diferentes para projetar calçados esportivos, mochilas e pelúcia, o que significa que as expectativas são altas Ela é especialista em preparação de urdidura para o setor de denim. A empresa está apresentando um Long Chain Beamer e um Ball Warper para uso na produção de jeans. Uma máquina de tingimento indye Prodye e uma unidade de tingimento Double Vario também estão à mostra. Juntamente com o tingimento de slasher, a máquina de tingimento de indigo Prodye S tem sido amplamente utilizada por produtores turcos há algum tempo. A nova máquina de tingir corda Prodye R já encontrou seus primeiros novos compradores. A TM 4 TS também pode ser usado para gerar novo potencial de mercado. Esta máquina de tricotar de alta performance com urdidura terry ganha pontos

sobre os seus homólogos no setor de tecelagem para o processamento de fios de fibras descontínuas para produzir tecidos com laços firmemente ancorados a uma taxa de produção imbatível. Cortinas de malha e cortinas de rede são o foco de apresentação de maquinas da Karl Mayer, pois o mercado está muito focado na produção de cortinas de rede e bordados de malha. A HKS 3-M exibida na ITM 2018 está produzindo um novo tecido de voile leve com impressionantes efeitos brilhantes e um desenho listrado em um padrão E 28. Os padrões produzidos no HKS 4-M EL, equipado com mais uma barra de guia e controle EL, estão ilustrando os tipos de projetos que podem ser produzidos para o mercado de outerwear Os designs leves e semitransparentes têm uma aparência de renda impressionante. Padrões simétricos são colocados em motivos de filigrana, semelhantes a tules, com um brilho sutil, que é realçado efetivamente pelos efeitos texturizados dos fios usados. A instalação de controle EL permite uma ampla variedade de formas de motivos e comprimentos de repetição praticamente ilimitados a serem trabalhados. Malhas de urdidura leves, elegantes e inseridas em trama podem ser produzidas no Wefttronic® II HKS e usadas em coleções de roupas notáveis.

USTER A empresa apresentou no evento o USTER TESTER 6-C800 para facilitar aplicações exigentes em têxteis técnicos , o modelo fornece testes rápidos e precisos para as mais altas tolerâncias, protegendo os produtores de filamentos contra reclamações e trabalhando com as mais rigorosas especificações e padrões devido à diversidade de aplicações técnicas têxteis que exigem uma ampla variedade de características de qualidade na matéria-prima, e é a solução ideal para resolver falhas de qualidade dispendiosas em parâmetros críticos como uniformidade de fios. O Uster Tester 6 é mais do que o melhor testador de uniformidade: é também a porta de entrada para benefícios potenciais mais amplos para moinhos, integrando dados de outras fontes de medição de qualidade da Uster para criar um centro de testes total real. A velocidade de teste de 800 m / min também fornece resultados altamente confiáveis e ​​ extremamente precisos, graças aos novos sensores óticos e capacitivos.

Revista Têxtil #755 I 11

itm.indd 11

19/06/2018 22:50:23


ITM UCMTF (FRENCH TEXTILE MACHINERY MANUFACTURERS ASSOCIATION) Os fabricantes franceses de máquinas têxteis são particularmente fortes na fiação de fibras longas (lã, acrílico, etc...), torção e controle de fios (incluindo fios técnicos), tingimento de espaços, ajuste de calor para tapetes, carpetes, tingimento e acabamento, feltros e correias para acabamento processos, nãotecidos, ar condicionado de fábricas têxteis e processos de reciclagem de materiais têxteis. Com um volume de negócios total anual consolidado de 1 bilhão de euros, eles são o sexto exportador de máquinas têxteis em todo o mundo. N. SCHLUMBERGER é líder mundial em linhas de fiação para o processamento de fibras longas (em várias misturas, naturais ou artificiais). Uma linha especial dedicada à fibra de mohair foi especialmente projetada para um spinner especializado no processo de cardagem. Além disso, colabora com os produtores de carpetes para processamento de acrílico. SUPERBA é um membro da família de empresas VandeWiele, a Superba e suas empresas irmãs oferecem linhas completas para produzir tapetes. Um novo estilo de fio texturizado, exigido pelas tendências da moda, e por um grande produtor, um protótipo foi desenvolvido com o qual o cliente produziu amostras de fios e tapetes que foram testados tanto de um ponto de vista técnico como de marketing. Graças aos feedbacks positivos do campo, o novo equipamento foi incorporado à máquina e os efeitos desejados do fio foram viabilizados. Ele explicou que sua própria demanda estava se desenvolvendo para fios texturizados (frisos), mas os fios produzidos com as máquinas existentes mostravam um efeito de friso muito alto, curvado aleatoriamente demais para a demanda do mercado naquela época. LAROCHE é líder mundial em reciclagem de têxteis e máquinas de nãotecido. Uma solução ecológica reciclável em nãotecido foi feita sob medida para o NovaFibers (Grupo de Todos) na Guatemala. A NovaFibers organizou uma logística nos EUA para arrecadar roupas em segunda mão, transportá-las para a Guatemala para revendê-las, mas muitas dessas roupas não poderiam ser vendidas por uma segunda vida, mesmo a preços muito baixos e depois teriam que ser jogadas no lixo. O desafio era encontrar uma alternativa sustentável. NovaFibers e Laroche trabalharam juntas, as roupas foram enviadas para a sala de demonstração de Laroche, em

Cours, recicladas em fibras para produzir nãotecidos que foram enviados à Guatemala para verificar se eram comercializáveis. Como eram comercializáveis, Laroche projetou uma linha completa para a NovaFibers Entre outros expositores estavam: Fil Control; PETIT Spare Parts; Spoolex Group; Dollfus & Muller; Aesa Air Engineering.

SPGPRINTS Líder mundial do mercado em impressão têxtil, onde apresentou suas soluções digitais como as impressoras PIKE (single pass) e Javelin (scanning), e insumos. Durante o evento, os visitantes da ITM 2018 puderam ver de perto as mais recentes tecnologias em impressão têxtil e descobrir como os processos de impressão podem ser otimizados e, acima de tudo, como alcançar um novo nível de qualidade com a transição entre o convencional e o digital. Segundo José Maria Alves, diretor SPGPrints América Latina, as empresas do setor estão cada vez mais se preparando para esse momento de transição entre a estamparia convencional (rotativa) e a digital. “Com certeza, essa foi a mensagem mais importante na feira ITM 2018: o crescente interesse e demanda por impressão têxtil digital”, disse.

GRUPO SANTEX RIMAR – SMIT A SMIT teve o orgulho de apresentar o novo modelo da série GS900 lançado após a entrada no SANTEX RIMAR GROUP: A nova SMIT GS980, máquina de pinças de voo livre mais rápida do mercado e melhorou em termos de versatilidade, desempenho, qualidade de produção, eficiência e sustentabilidade. O sistema de fitas de vôo livre marca a tecelagem Smit desde ano: inteligente e flexível, o Smit GS980 foi projetado e fabricado na Itália, combinando alguns dos recursos mais confiáveis ​​da Smit com soluções inovadoras, que a tornam ativa e manterá seu valor para muito tempo.

HAS GROUP A Has Group, produtora de máquinas de acabamento têxtil da Turquia para fabricação de tecidos como denim, têxteis-lar, tecidos técnicos e carpetes, mostrou sua máquina de escovar vertical CSM-6 de nova geração. O Grupo ultrapassa o normal em termos de es-

12 I Revista Têxtil #755

itm.indd 12

19/06/2018 22:50:24


ITM covas tradicionais com a máquina de escovar CSM-6 desenvolvida pelo Centro de P&D do Grupo Has. Trazendo uma nova abordagem à máquina de escovar, o centro de P & D aplicou tecnologias “peças móveis” e “ação livre” na máquina. Outros produto que o Grupo introduziu é o Sistema de Filtro Eletrostático e Reciclagem de Calor; RAM X2 ; RCM-D e STM-X .

EPSON - MONNA LISA A Epson apresentou pela primeira vez a nova Momma Lisa Evo Tre na ITM 2018. Esta impressora atende às diferentes necessidades do mercadoi em termos de qualidade e produtividade. A Monna Lisa revolucionou o mercado de impressão têxtil. É o resultado de anos de colaboração entre a Epson, pioneira na tecnologia de impressão digital para tecidos, e o For.Tex. e F.lli Robustelli, empresas que agora fazem parte do Grupo. A Monna Lisa é um sistema totalmente integrado que lida com toda a produção desde o pré-tratamento até a impressão final. É uma impressora digital de produção com a comprovada tecnologia Epson de jato de tinta piezoelétrico e pode imprimir qualquer tipo de

tecido e reproduzir desde os designs mais simples até os mais complexos, com a maior qualidade e repetibilidade perfeita. Estas características são crusciais para satisfazer os mercados mais exigentes e que estão a procura de inovação. Desde a primeira Monna Lisa Evo em 2011, evoluiu até o último modelo - o Monna Lisa Evo Tre. Esse último, marca mais um avanço na notável evolução das tecnologias de impressão para o setor têxtil.

STÄUBLI A Stäubli oferece uma extensa gama de maquinário que atende perfeitamente às expectativas dos tecelões e oferece às usinas maiores vantagens em termos de confiabilidade, longa vida útil e versatilidade na aplicação. SAFIR S40 é uma solução compacta para denim e shirting. Hoje, milhares de fábricas de tecelagem em todo o mundo confiam na maquinaria de estampagem automática Stäubli, que suporta um processo de preparação de tecelagem aprimorado. Na ITM 2018, os profissionais puderam ver ao vivo pela primeira vez o desenho automático SAFIR S40 em má-

Revista Têxtil #755 I 13

itm.indd 13

19/06/2018 22:50:24


ITM quinas dedicadas a tipos de fios grossos e médios para denim, roupas de cama e tecidos para camisas, bem como tecidos para roupas de lazer. Construído a partir de um desenho móvel em máquina servindo um ou mais desenhos estacionários em estações, a máquina oferece requisitos de espaço compactos e possibilidades de layout versáteis, portanto, cabe em qualquer fábrica. LX máquina Jacquard para tecidos planos requintados, tecidos felpudos e tecidos técnicos. Esta máquina bem sucedida foi projetada para funcionar com a máxima precisão em altas velocidades, a máquina LX Jacquard permite que as fábricas confeccionem tecidos sofisticados para praticamente qualquer aplicação desde damasco colorido africano até airbags OPW (um pedaço tecido), até terry toalha. A empresa também oferece uma série de máquinas Jacquard para fitas e etiquetas, o modelo LX12 ,fácil de adaptar e versátil, é adequado para todos os tipos de teares de agulha e permite um acesso direto para fazer ajustes na máquina. Suporta excelentes resultados ao tecer etiquetas, fitas decorativas, enfeites ou fitas elásticas para lingerie, Dobbies e movimentos de cames para qualquer aplicação. A terceira geração de dobbies rotativos, a série S3060 / 3260, pode ser vista no estande da Stäubli e nos estandes de muitos outros fabricantes de máquinas de tecelagem com diferentes aplicações. Esta nova geração de dobbies rotativos oferece novas alturas de desempenho e confiabilidade. Amostras de carpetes de superfícies perfeitas e designs claros, com aplicações de alta tecnologia e efeitos de trama de carpetes leves, foram apresentadas demonstrando os avanços tecnológicos. Dispositivo automático de fechamento de dedos D4S para um processo otimizado de tricô. O dispositivo automático D4S de fecho de dedos será apresentado numa máquina de tricotar meias circular. Os visitantes podem experimentar como o consumo de tempo no processo de tricô de meias pode ser significativamente reduzido.

ITEMA A Itema, fornecedora líder global de soluções avançadas de tecelagem, peças sobressalentes e serviços integrados, exibiu quatro teares; um airjet e três teares de pinças, incluindo um novo lançamento absoluto no

mercado com dispositivos inovadores. Destacou os benefícios e desenvolvimentos mais recentes em suas peças de reposição OEM. A Itema apresentou a segunda geração da máquina de tecer de pinças da empresa, a R9500-2 denim, definida como uma nova referência em tecelagens de denim, proporcionando benefícios extraordinários e mais tangíveis, garantindo uma vantagem competitiva incomparável no mercado trabalhando com até 4 cores de trama e garantindo a máxima facilidade de uso. A R9500terry – apresentou a versão maquineta que representa um best-seller absoluto, mantendo a rica herança e reputação na tecelagem das marcas históricas Sulzer, Vamatex e agora Itema. A R9500terry oferece qualidade têxtil inigualável e máxima versatilidade. Além disso, contará com uma largura de tecelagem de 380cm, que é uma proposta inegável da Itema sendo o único fornecedor de máquinas de tecer para fornecer esta versão no mercado. A A9500 exibida na ITM 2018, desfruta de um boom mundial na demanda devido ao crescente número de clientes que entendem e apreciam as características únicas vencedoras das máquinas Itema Airjet. A última máquina em exibição no ITM 2018 é a ampla versão da máquina de pinça mais bem-sucedida da história recente, a Itema R9500. Tradicionalmente renomada como fornecedora preferencial de teares para tecidos para decoração e estofamento, a Itema não perde a oportunidade de demonstrar a versatilidade superior da R9500 ao tecer sofisticados tecidos para cortinas.

RIETER A liderança de mercado da Rieter na Turquia baseia-se em uma ampla gama que garante alta qualidade do fio em todas as áreas. Máxima flexibilidade e produtividade, bem como o consumo mínimo de energia são os elementos-chave. Por isso, a Rieter apresentou o foco de ofertas relevantes na ITM 2018. Isto incluiu sistemas de fiação para anéis convencionais e fios compactos, bem como a máquina de fiar a rotor R 36 que é particularmente adequada para fiação de fibras recicladas. A digitalização na fiação é mais uma prioridade para a empresa. Por esse motivo, apresentou a solução de manutenção digital UPtime, um sistema

14 I Revista Têxtil #755

itm.indd 14

19/06/2018 22:50:24


ITM especializado que otimiza a manutenção das fiações e seu monitoramento em relação à manutenção preditiva. A Rieter também apresentou o SPIDERweb, o único sistema de monitoramento de fiação disponível no mercado, que coleta dados sobre processos, qualidade e eficiência de produção e detecta desvios em um estágio inicial. Além disso, o Módulo de Alerta e Cockpit permite que os clientes monitorem seus equipamentos por meio de um smartphone. A SPIDERweb opera com sucesso em mais de 13.000 máquinas para cerca de 270 clientes em 50 países. O sistema também está disponível como um retrofit em máquinas e sistemas existentes. Na área de pós-vendas, a Rieter apresentou atualizações de última geração - desde o preparo das fibras até a fiação final - e informou sobre a filial de serviços em Kahramanmara (Turquia), inaugurada em 2017. As subsidiárias da Rieter: Bräcker, Graf, Novibra e Suessen apresentaram novos componentes que aumentam a qualidade do fio e o desempenho da máquina, reduzindo o consumo de energia. Além disso, a SSM Textile Machinery exibiu soluções de texturização e precisão de enrolamento que aumentam a eficiência e facilitam a produção de fios da moda.

BRÄCKER A Bräcker exibiu os produtos de alta qualidade e apresentou as mais recentes inovações na ITM 2018. Os produtos da empresa permitem que as fiações aumentem a produção com uma eficiente relação preço-desempenho. Com este objetivo ambicioso, são lançados novos sistemas de tratamento e anel / viajante para viajantes: O tratamento de superfície dos viajantes ONYX facilita uma maior eficiência. A característica melhorada de deslizamento permite um aumento da velocidade do fuso em até +1000 rpm e prolonga a vida útil do viajante em até + 50%. Além disso, o período de funcionamento é consideravelmente reduzido. A grande superfície de contato entre o viajante SFB e o anel ORBIT permite velocidades de fuso mais altas mesmo com fibras como viscose ou com fibras, tendendo a danos térmicos, por exemplo o poliéster. Velocidades mais altas de 10 a 20% são alcançadas em comparação com o sistema de anel

Revista Têxtil #755 I 15

itm.indd 15

19/06/2018 22:50:25


ITM em flange em T / viajante em forma de C. Para cobrir as novas demandas, a carteira de viajantes do SFB foi substancialmente ampliada em relação aos perfis e pesos dos viajantes. Além disso, a empresa introduziu o novo multigrinder da BERKOL® no mercado. Toda a gama de rolos superiores e berços longos utilizados em uma fiação pode ser processada em apenas uma única máquina.

EFI Durante a ITM 2018 anunciou a EFI™ Reggiani Colors, impressora digital têxtil que estampa nas larguras de 180mm, 240mm e 340mm e é capaz de imprimir na velocidade de 560m2/h, o equipamento pode empregar tintas especiais e de diferentes tipos químicos, em configuração de 12 cores ou de 6 cores duplicadas (para aumentar a produtividade). Além disso, conta com um sistema de recirculação contínua de tinta, que reduz a necessidade de limpezas. A empresa também destacou que a Reggiani Colors emprega cabeças com design simplificado e eletrônica própria, que reduzem o tempo de configuração e agilizam as tarefas de manutenção. Outro diferencial é o software desenvolvido especificamente para a impressora, capaz de processar imagens em tempo real, o que melhora o desempenho do fluxo de trabalho. Além de impressoras digitais, o ecossistema de estamparia têxtil da EFI inclui tecnologias para ajudar os clientes a produzir tantas tiragens em escalas industriais quanto amostras e pequenos lotes. O ecossistema inclui o EFI Fiery® Textile Bundle, que combina tecnologias para design, preparação de arquivos gerenciamento de cores e saída RIP em impressoras Reggiani. O pacote agrega o Fiery DesignPro,(DFE) que oferece ferramentas de criação de projetos profissionais, padrões de repetição contínuos, bibliotecas de cores, entre outros recursos. Outro software do ecossistema é o EFI Optitex®, que permite a criação de roupas digitais 3D realistas. A EFI Reggiani VOGUE é uma impressora têxtil industrial projetada para impressão DTF (direto ao tecido) de alta qualidade em aplicações de moda. Com base nos 70 anos de experiência da EFI Reggiani em imagem têxtil, a nova impressora é o produto têxtil mais avançado e de ponta da linha de produtos de impressoras digitais EFI Reggiani, oferecendo aos usuários a

capacidade de dominar a velocidade e a tensão para garantir a maior precisão e manuseio de tecidos. Para moda em denim de baixo impacto e nova tecnologia de tingimento índigo, a EFI fez a estreia mundial na ITM 2018 da EFI Mezerra, que oferece as empresas uma maneira de eliminar o excesso de uso de água, os resíduos químicos e os altos custos operacionais da produção de denim. A EFI fez uma parceria com produtores e fabricantes de denim de todo o mundo para criar o novo produto MEZERRA LOOP SLASHER, que proporciona aos usuários um processo mais sustentável , reduzindo o impacto ambiental com menos consumo de água e custos operacionais.

MARZOLI

A Marzoli apresentou suas mais recentes inovações. Entre os destaques estão as plataformas de software da empresa para o controle e otimização do processo de fiação. YarNet: Software de gerenciamento de produção. Esta plataforma permite registrar e elaborar todos os dados de produção, condições operacionais e parâmetros tecnológicos dos parâmetros monitorados em relação às condições de trabalho da máquina. Se qualquer um deles estiver fora da faixa de tolerância, um alerta automático por e-mail é enviado às máquinas do cliente em tempo real em uma interface simples, intuitiva e bem estruturada. Além disso, permite ao usuário interagir diretamente com cada uma das máquinas da fiação, baixando, editando e carregando qualquer receita de produção. A centralização de toda a informação sobre produção, níveis de eficiência, consumo de energia, alarmes, etc. permite ao cliente ter tudo sob controle em qualquer momento e gerenciar e otimizar a produção. seu escritório. MRM: software inovador de Marzoli para manutenção preditiva. Essa plataforma permite analisar continuamente os dados sintomáticos coletados por processadores e sensores instalados em partes críticas das máquinas para monitorar constantemente sua eficiência. Os dados sobre temperaturas, consumo de energia, pressões, velocidades e vibrações são coletados e, por meio de um gateway, enviado para o Azure Cloud fornecido pela Microsoft. Os dados são então analisados ​​através de algoritmos especiais desenvolvidos por Marzoli, que verificam continuamente os endereços registrados no sistema. O cliente pode sempre acessar

16 I Revista Têxtil #755

itm.indd 16

19/06/2018 22:50:25


ITM a plataforma SW dedicada, onde é possível ver as informações para manutenção preditiva das máquinas e a eficiência geral da planta. Além disso, o atendimento ao cliente da Marzoli pode acessar, se necessário, a máquina do cliente para diagnosticar o problema e comunicar as etapas necessárias para resolvê-lo. O MRM divulga os seguintes benefícios: prevenção de falhas de máquinas, maior vida útil dos componentes da máquina e manutenção mais efetiva da fábrica. A Marzoli ainda destacou a Coarding section / C701 e a Spinning preparation/ CM7 LP.

SANTONI Apresentou a SM8-TOP2V a X-MACHINE e destacou a inovadora tecnologia MEC-MOR, com ciclo completo de produção de calçados que evoluíram e mudaram. Agora é possível ter um produto semi-acabado que envolva menos custos de confecção já que o superior já está mapeado. Isso permite uma personalização rápida graças também à alta resolução fotográfica .A máquina, fornecida com um grande número de tamanhos, permite que a parte superior da malha seja produzida de maneira de alta qualidade com desempenho máximo.Uma única máquina produz todos os tamanhos de tecido, com resíduos limitados e controlados, graças à largura variável dos painéis de tecido que permite a possibilidade de definir apenas o número real de agulhas de trabalho para produzir o tamanho necessário do produto. Os benefícios da máquina geram leveza, melhor ajuste de forma, sustentabilidade, e mistura de diferentes fios técnicos, além de padrões e logotipos decorativos podem ser adicionados à superfície superior para criar efeitos e desenhos técnicos 3D que podem ser diretamente feitos pela máquina. De acordo com Santoni, as marcas esportivas de alto desempenho estão usando com sucesso esses recursos para revolucionar a fabricação de calçados e trazer produtos inovadores para esse segmento e atualmente, com esta nova tecnologia Mec-Mor, a Santoni é a única a oferecer uma alternativa mais eficiente e rentável à produção padrão de teares planos.

de trajetória de lançamentos para servir o mercado com as últimas e melhores soluções para a indústria têxtil. A SSM foi na ITM 2018, e apresentou a combinação das bobinas de amostras e têxteis feitas na TG30-ETC, que oferece a combinação de falsa torção e texturização de ar em uma etapa do processo com as máquinas de enrolamento e fio como a DP5-T,que oferece ampla gama de opções de fancyflex™ para criar slubs e neps . O sucesso da DIGICONE® 2 para densidades de embalagens mais altas. Por último, mas não menos importante, a PWX-MTC, a mais recente máquina da SSM com precisão para rebobinagem de fios, positivamente acionados, controlados por tensão, oferecendo a mais alta flexibilidade e produtividade. Além disso, a SSM promove soluções inovadoras e fornece uma grande variedade de máquinas têxteis RT de renome.

SSM SSM baseada na Suíça, e inventora do sistema de cruzamento de fios eletrônicos, continuará a tradição

Revista Têxtil #755 I 17

itm.indd 17

19/06/2018 22:50:25


MERCADO

TINTAS DIGITAIS PARA O

MERCADO TÊXTIL

por

RENATA MARTORELLI

SPGPrints aumentou suas instalações na Holanda e inaugurou Centro de Distribuição no sul do Brasil

A

líder mundial de sistemas de impressão têxtil, a SPGPrints, expandiu no ano passado as instalações de produção de tintas em sua sede, em Boxmeer, na Holanda, ampliando o portfólio de produtos tanto para impressão digital como para convencional, com tintas reativas, ácidas, dispersas e de sublimação para uso em impressoras digitais. No Brasil, a empresa investiu no Centro de Distribuição, em Gaspar, SC, inaugurado no final de 2017, com mais de 2,2 mil metros quadrados e ampla área de armazenamento de tintas, o que facilitou a logística de produtos e proporcionou eficiência no atendimento aos clientes.

18 I Revista Têxtil #755

SPG.indd 18

“A combinação de pesquisa e desenvolvimento, a experiência em cabeças de impressão, as relações estreitas com fornecedores e a capacidade de produção de tintas, colocam a SPGPrints em uma posição única no mercado têxtil”, comemora Jos Notermans, gerente comercial de têxteis digitais da SPGPrints Holanda. Outro ponto positivo da empresa é a preocupação com a sustentabilidade. “Monitoramos e purificamos a água e o ar que usamos, antes que deixem a fábrica, processamos os nossos resíduos observando os regulamentos e normas locais de forma responsável. A engenharia sustentável é ancorada em nossos processos e cultura de negócios”, diz Notermans. RT

Foto: Divulgação

19/06/2018 22:34:42


MERCADO

Revista Têxtil #755 I 19

SPG.indd 19

19/06/2018 22:34:43


MERCADO

20 I Revista Têxtil #755

SPG.indd 20

19/06/2018 22:34:44


MERCADO

Revista Têxtil #755 I 21

SPG.indd 21

19/06/2018 22:34:45


DENIM

SEMANA DE LANÇAMENTOS DE DENIM

Lançamentos de denim para a temporada outono/inverno 2019

S

ão Paulo recebeu entre os dias 15 e 17 de maio de 2018 os lançamentos denim outono/inverno 2019. Confira as principais novidades.

COVOLAN TÊXTIL A Covolan apresentou seus lançamentos para o inverno 2019 e entre os destaques estão os produtos ideais para looks femininos. O Corrosão, produto sarjado com tingimento azul médio e gramatura 8,0 oz, com composição 75% algodão, 22% poliéster e 3% elastano, com super Power de 50%, que deixa as peças, ajustadas ao corpo. O Malbec, sarjado com tingimento azul médio e trama preta, de gramatura 7,5 oz é bem estruturado, tem composição 70% algodão, 27% poliéster e 3% elastano e possui Power de 45%/55%. O Topázio possui ligamento de cetim e tingimento azul médio e gramatura 8,0 oz, composição 75% algodão, 22% poliéster e 3% elastano. Já o Marbella PR é sarjado com tingimento azul intenso e trama preta, de gramatura 8,0 oz, e composição 75% algodão, 22% poliéster e 3% elastano. O Aden é um produto sarjado com tingimento azul médio, de gramatura 8,2 oz e composição 80% algodão, 17% poliéster e 3% elastano. Já o Abby é um produto sarjado com tingimento azul superintenso, de gramatura 8,2 oz e composição 80% algodão, 17% poliéster e 3% elastano. O Cetim Daly possui ligamento em cetim e tingimento azul superintenso, de gramatura 8,0 oz, composição 78% algodão, 20% poliéster e 2% elastano, e tem como diferencial a trama intercalada preta e bege. Ideal para camisaria e tops em geral, o Sleek possui gramatura de 5,2 oz, composição72% algodão e 28% poliamida, alongamento de 20% e tingimento azul intenso aliado com a trama preta, que deixa a peça com um visual bem escuro. Já o Hyperflex PT de gramatura 8,8 oz éum produto pronto para tingir, com composição 96,5%

por

RENATA MARTORELLI

algodão e 3,5% elastano, é ideal para fazer detonados e puídos em lavanderia. O Classique é um produto com ligamento cetim e tingimento azul médio, de gramatura 9,0 oz, bem estruturado com super power, e composição 77% algodão, 20% poliéster e 3% elastano. O Cetim Deep tem ligamento cetim e tingimento azul superintenso, gramatura 8,8 oz, bem estruturado com super Power e composição 77% algodão, 20% poliéster e 3% elastano. Já o Cetim Full com ligamento cetim e tingimento superintenso e trama preta, de gramatura 7,5 oz, também é bem estruturado, tem composição 77% algodão, 21% poliéster e 2% elastano. Entre os produtos desenvolvidos com o fio LYCRA®, que permitem muito mais alongamento e conforto nas peças, estão: o Hyperflex Blue, o Galen, Tasmania, Hypercolor, Bergamo, Genova, Ronda, Catania, Podion, Maragogi, Brunello e Tasmania Blue.

Covolan

22 I Revista Têxtil #755

denim web.indd 22

Fotos: Divulgação

21/06/2018 22:38:26


DENIM

Revista Têxtil #755 I 23

denim web.indd 23

21/06/2018 22:38:27


Santista

SANTISTA JEANSWEAR A Santista Jeanswear lançou a coleção Inverno 2019, nos dias 16 e 17 de maio, na Casa Panamericana, em São Paulo, apostando no processo de tingimento, quase artesanal, que respeita o tempo de apuração do índigo, reforçando seu compromisso com o meio ambiente. A Santista retomou as raízes e resgatou o início do processo do seu denim para contar a história dos azuis. A coleção buscou inspirações no minimalismo funcional, na cultura do hip-hop e no pop-art que mistura o retrô com a fluidez contemporânea, além da influência do punk/grunge no streetwear, aliados as soluções sustentáveis da Santista para ampliar seu portfólio denim. O evento contou com um ciclo de palestras sobre sustentabilidade, inovação e bem-estar. Entre os palestrantes estiveram nomes como Iza Dezon, consultora na Peclers Paris; Dudu Obregon, sócio fundador da Perestroika BH; André Carvalhal, diretor criativo da AHLMA, nova marca sustentável do Grupo Reserva e André Galiano, Head of Brand & Marketing, Latin American Kantar Consulting. A linha Denim Couture expandiu sua coleção apresentando fibras especiais e acabamentos diferenciados. São eles: Feeling, denim stretch com Tencel® que traz um visual diferenciado; Aura, com acabamento especial que reflete cor e brilho em duas gamas de cores, nas versões stretch e 100% algodão; Frenzy, que alia o conforto do stretch à variações nas tonalidades do azul; Wonder, inspirado na força feminina, possui alto stretch

e ótima adaptação em diferentes modelagens feminina e masculina, além de nuances diferentes de azuis; Marvel, que traz uma mistura de cores em 100% algodão; Happen, tecido bem estruturado na cor azul intenso, certificado com a tecnologia Lycra® Beauty, que traz conforto, alto stretch e sofisticação, além de carregar o DNA Tri-blend, garantindo máxima performance; e o Tuaregue, 100% Algodão, com o encanto do índigo em sua superfície e alta cobertura de cor. As direções de estilo do inverno 2019 da Santista são: Fashion Trekkers, onde soluções sustentáveis se unem ao bem-estar nas linhas High Performance e o Tri-blend Technology®, e o estilo minimalista aparece em proporções amplas e longas apostando em peças unissex, em cores divertidas como púrpura, azul-petróleo e coral e tons militares como cáqui, verde-oliva, areia, mostarda e marinho; Art School, que vem em meio à cena artística punk/grunge dos anos 1990 com acabamentos artesanais que alimentam o mood hype urbano, e o índigo alvejado e o preto lavado atualizam o aspecto streetwear do jeans em macacões e jaquetas assimétricas, e em cores acinzentadas que contrastam com tons vibrantes como laranja e vermelho; e Nostalgia 80, guiada pela geração millenials em uma paleta e cores sólidas e extravagantes, o amarelo atualizado, rosa choque, turquesa e lavanda, que celebram os metalizados disco e neons da roupa esportiva da década na linha Flats, cetins e sarjas funcionam como base para cores luminosas.

24 I Revista Têxtil #755

denim web.indd 24

21/06/2018 22:38:28


DENIM

Revista Têxtil #755 I 25

denim web.indd 25

21/06/2018 22:38:29


DENIM

Canatiba

CANATIBA EXPERIENCE DENIM O Canatiba Denim Experience apresentou lançamentos, tendências de moda, consumo, varejo, parcerias e novos formatos de comunicação e marketing. A empresa classificou seus tecidos com bottons, que indicam a disponibilidade em estoque e características específicas, facilitando as decisões dos confeccionistas. A Canatiba reforçou seu compromisso com a sustentabilidade da cadeia denim com os lançamentos dos produtos da linha ÉKO, feitos com fibra curta de algodão reciclado que confere um aspecto e toque de linho a essas bases, agora também em gramaturas mais pesadas. O Max Skin Duo é um denim que alia toque e elasticidade com fibras de liocel e viscose, garantindo a estabilidade do tecido na busca de peças com o shape perfeito. Já a linha de alfaiataria ganhou reforços com a possibilidade de múltiplas lavagens, transformações e personalizações inimagináveis para os tecidos tradicionais. O Canatiba Concept também apresentou as criações em co-branding com designers da moda brasileira. Leticia Manzan, estilista do triângulo Mineiro mostrou sua linha denim bordada. Flavia Aranha contou como utilizou os tecidos sustentáveis com Liocel e Modal®

Caprícornio

marca registrada em sua proposta 100% ecológica. Já Jerônima Baco mostrou sua linha de corsets jeans

CAPRICÓRNIO TÊXTIL AS MEMÓRIAS AFETIVAS DE RONALDO SILVESTRE O designer Ronaldo Silvestre inspirou sua coleção nas queridas lembranças da infância, e elaborou a Coleção “Memórias Afetivas”, que homenageia as mulheres que mais influenciaram sua carreira, com destaque para a mãe, costureira de profissão, que sustentou a família com esforço, talento e trabalho. A Capricórnio Têxtil aproveitou o lançamento do designer para apresentar seus últimos lançamentos, como os tecidos Thot, Carnaby, Adonis, Light Deep Blue, Offer, Alfena, Setúbal, Thea Chelsea, Gaviot, Turin Blue, Nero, Candem, Trancoso, Crio, Toulon, Zéfiro, Bond e Boreas, cada qual com construções e composições diferentes, garantindo maleabilidade ou compondo peças mais estruturadas. As tiras de viés em denim, da Capricórnio Têxtil, uniram-se à delicadeza, fluidez e transparência de tecidos orgânicos e da seda artesanal, criando uma identidade própria a cada look. O famoso retecido, marca do designer, ganhou a companhia da técnica da renda irlandesa em jeans, revelando mais uma faceta do denim.

26 I Revista Têxtil #755

denim web.indd 26

21/06/2018 22:38:31


DENIM

Cedro

CEDRO TEXTIL APRESENTA COLEÇÃO IMPULSO O evento de lançamento da coleção Impulso, realizado de 15 a 17 de maio, em São Paulo, foi projetado para destacar o futuro da moda, assim como o catálogo, que conta pela primeira vez com o recurso da realidade aumentada. Com o aplicativo “Cedro Impulso Realidade Aumentada” é possível ver a projeção de vídeos, efeitos visuais e imagens dos modelos usando as peças da nova coleção. O app está disponível para Android e IOS. São 12 novos artigos, sendo oito deles com strech. A novidade é que a nova coleção marca a parceria com a marca a LYCRA®. Atualmente, 60% do volume de produção da Cedro é composta por elastizados. Com o intuito de apresentar a moda que estará nas ruas em 2020, o evento também apresentou lançamentos de técnicas de lavanderia para os próximos anos. “O que vem forte para as próximas estações são os puídos e os rasgados, que dão efeito, sobretudo, às barras. Também estão em alta as técnicas sustentáveis, que utilizam o ozônio como alternativa para reduzir o consumo de água no processo”, detalha Warley Fernandes, técnico de lavanderia da Cedro. Entre os lançamentos da empresa estão: os elastizados Arsenal, Akanni, Azure, Dewi, Duo Balance (tec-

Vicunha

nologia Xtra Life), Duo Dark Plus (tecnologia Xtra Life), e Duo Navy Plus (tecnologia Xtra Life), Sila; e os não elastizados Loki, New Cotelê, Tibre e Uno Max.

VICUNHA REALIZA VI PREVIEW INVERNO 19 Comemorando 50 anos de mercado, a Vicunha Têxtil realizou, de 15 a 17 de maio, o Vipreview Inverno 19, trazendo tendências, discussões e novidades para o setor. Nesta temporada, o conceito REfuture guia toda a concepção de lançamentos, com base em dois pilares: Sustentabilidade e Inovação + Tecnologia. Dentro desse conceito a marca apresentou as quatro macrotendências da temporada - Mystique Wonder, Power Excess, Remastered e Clash ID – aliadas aos novos produtos da estação. Um dos destaques desta edição do Vipreview foi o lançamento oficial do selo Eco Cycle, que destaca a criação de tecidos a partir de processos mais sustentáveis. As classificações Less Water e Recycle se referem a técnicas com economia de até 93% de água e utilização de matéria-prima virgem com o uso de fibras recicladas. A Vicunha apresentou os denims Cramer, Feeling e Rooty, que trazem a classificação Less Water.

Revista Têxtil #755 I 27

denim web.indd 27

21/06/2018 22:38:31


DENIM

Santana

Outros destaques foram os lançamentos em algumas de suas principais linhas. A linha Perfect Fit, com denins de alta performance, traz três artigos diferenciados pelo tingimento intenso: Megan, Megan Dark e Megan Black, desenvolvidos com a tecnologia exclusiva HRS, da própria Vicunha, e Xtra Life, da Lycra®, com alto poder de recuperação da forma. Entre os lançamentos da linha Shirting Collection, destaque para os levíssimos Stanley Light, de composição 100% liocel, com alta absorção de umidade; e para o Artur Drake, denim 100% algodão com aspecto levemente encerado, na cor black. No contexto vintage, a Vicunha amplia duas linhas: o Moove, o artigo Blaine Stretch com alta elasticidade configura esse aspecto de jeans tradicional, sem perder o conforto graças ao stretch. Já em Essential, linha 100% algodão, a tradição do material é enriquecida por artigos como o Zat, produto com visual authentic denim, ideal para abusar de rasgos, gastos e puídos.

SANTANA TEXTILES LANÇA COLEÇÃO EM PERNAMBUCO A nova coleção da Santana Textiles foi apresentada no 17º Festival do Jeans de Toritama, nos dias 4 e 5 de maio, em Toritama, no Agreste de Pernambuco. Dois desfiles comemoraram os 55 anos da empresa e apresentaram os oito lançamentos, entre eles 2 opções de tecidos leves para camisaria de 5 oz, com tingimento baby blue, sendo um elastizado com 1% de elastano, chamado Nisa e o outro rígido, o Nimes. “Também lançamos dois artigos com construção cetim: Potenza e Adnan, nas cores blue e black blue de 9 oz, com largura de 1,43m e alto potencial de stretch de 52%; e uma coleção de elastizados blue, com ótimo custo benefício nas versões 8, 8,5 e 9 oz, ideal para trabalhar os diversos tipos de beneficiamentos”, revela Airam Pagliosa, coordenadora de produto e marketing RT da Santana Textiles.

28 I Revista Têxtil #755

denim web.indd 28

21/06/2018 22:38:32


ESPORTE

FASHION SOCCER

É A APOSTA DO MOMENTO O estilo do jogador de futebol dentro e fora dos campos está virando moda

C

riada em agosto de 2015 por Diego Navarro e Felipe Sanchez, ex-jogadores de futebol que se conheceram no Corinthians, com o objetivo de desenvolver roupas que reunissem o lifestyle do futebol e que agradassem a eles e aos amigos do meio futebolístico, a Büh busca inspiração dentro e fora do campo. A fashion soccer nasceu com a ideia de levar ao público roupas com o estilo do jogador de futebol. Começou a fazer sucesso em Curitiba, no Paraná, e hoje a marca está presente em todo o país, além de marcar presença também no exterior. No dia 23 de abril foi realizado no Museu do Futebol, em São Paulo, o desfile da coleção World Büh, com direção técnica de Claudio Santana, que contou com jogadores de futebol como modelos, acompanhados por crianças. A coleção possui 60 itens ao todo e utiliza materiais como jeans, moletom botonê e veludo molhado em peças como camisetas, bermudas, calças, cachecóis e blusas, além de acessórios como chinelos, bonés e cuecas. Inspiradas no tema Copa do Mundo, as peças foram desenvolvidas para torcer durante os jogos, que acontecem de 14 de junho a 15 de julho, na Rússia. Agora em junho a empresa iniciou o processo de abertura de franquias e a primeira loja foi inaugurada no dia 11, em Porto Alegre, RS. A loja pioneira da Büh, situa-

por

RENATA MARTORELLI

da no bairro do Tatuapé, em São Paulo, simula um estádio de futebol. Os clientes se sentem no ambiente dos jogadores, já que as roupas são organizadas em espaços que parecem com o vestiário, o piso imita um gramado, existe uma mini arquibancada na loja e todo ambiente é voltado ao futebol. “Atendemos de forma  democrática, mantendo sempre uma ótima relação custo X benefício, proporcionando aos nossos clientes um ambiente agradável e contextualizado”, afirma Felipe Sanches, sócio da marca, que espera, com o formato de franquia, potencializar o crescimento e visibilidade da Büh. Outra grife que apostou em um conceito diferente para atrair consumidores na Copa do Mundo foi a Haquette, de Fortaleza. A coleção, voltada para o público masculino, traz cores e símbolos das principais seleções que participarão da competição, como Argentina, Portugal, Alemanha, França, Inglaterra, Espanha e Uruguai, com destaque para as cores do Brasil. “Nossas peças trazem para o público novas opções de estilo para aproveitar esse clima de Copa com looks modernos e estilizados”, diz Gilberto Franklin, proprietário da marca. São nove modelos de polos e t-shirts, que vestem do P ao EXGG, com design, estampas e modelagens diferenciadas, que fazem a diferença na RT Cup Collection. Foto: Márcia Fasoli/BÜH

Revista Têxtil #755 I 29

esporte.indd 29

21/06/2018 22:46:11


DFB

DRAGÃO FASHION BRASIL FESTIVAL 2018

Evento reforça sua missão de promover a inovação e o acesso à produção criativa

O

Terminal Marítimo de Passageiros do Porto de Fortaleza recebeu de 09 a 12 de maio, o Dragão Fashion Brasil 2018, que reuniu cultura, música, moda, dança, gastronomia, empreendedorismo e formação. “Olhar a realidade através de todas as camadas, abrangendo todos os sentidos e todas as direções”, essa foi a proposta do festival segundo Claudio Silveira, realizador do DFB Festival. “Em tempos de temperatura elevada em todos os setores da nossa sociedade, é preciso se posicionar de forma positiva para garantir a máxima participação de todos os indivíduos, sem discriminação, censura ou limitação”, completa. Essa ideia vai de encontro com os princípios da Economia Circular e da Economia Criativa, que nortearam o evento este ano, e que já vêm sendo abordados em edições anteriores. 

DRAGÃO PENSANDO MODA Realizado pelo DFB Festival em parceria com o Senac/CE, o Dragão Pensando Moda (DPM)  realizou encontros sobre moda, design, gastronomia e inovação. No dia 9, o espaço recebeu palestras dos estilistas Juliana Jabour e João Pimenta, e do consultor Eduardo Motta, sobre cenários, cultura e comportamento. No dia 10, o universo masculino foi discutido entre Mario Queiroz, estilista e realizador do seminário Homem Brasileiro e seus convidados, o estilista  David Lee, o designer  Erico Gondim  e a consultora de produtos educacionais do Senac/CE,  Eveline Costa.  O consultor Eduardo Motta falou ainda sobre a participação brasileira no Projeto IFS (International Fashion Showcase) e a parceria entre o Senac e o British Fashion Council. No terceiro dia, sustentabilidade, cooperação e empreendedorismo foram o assunto das palestras

30 I Revista Têxtil #755

dragao.indd 30

VIVI HAYDU texto RENATA MARTORELLI cobertura

de Danielle Ferraz  (Moda sob Medida), e  Orlando Lustosa  e  Leonardo Esmeraldo, gestores do projeto Lighthouse (CE); e da Conversa Criativa, com  Itiana Pasetti (Revoada - RS) e Gabriela Mazepa (Reroupa SP). Já no dia 12/05 o tema foi Beleza e Moda, com a participação de  Neusa Neves, professora de maquiagem e styling do London College of Fashion, seguida pela palestra da jornalista e consultora de moda Patrícia Pontalti, abordando o fenômeno dos perennials e estilo pessoal em todas as idades.  Além das palestras e Conversas Criativas, o DPM realizou pela primeira vez o Projeto  Senac Lab, que contou com duas Oficinas Criativas, abertas ao público: a oficina coordenada por  Gabriela Mazepa  (Projeto Re-Roupa), que trabalhou com as estratégias de construção de uma coleção a partir dos princípios do upcycling; e a oficina coordenada pela especialista Aline Matias, que elaborou propostas de maquiagem e cabelo para uma coleção de moda. 

CONCURSO DOS NOVOS O DFB Festival realiza desde 2001 o Concurso dos Novos, tradicional competição aberta a instituições de ensino superior e técnico de todo o Brasil. O vencedor ganha, além do Troféu DFB Festival e do reconhecimento de um número expressivo de profissionais da imprensa especializada de todo o Brasil, um prêmio em dinheiro no valor de R$ 10.000,00. Mantendo a tradição, antes do início do último desfile, Cláudio Silveira anunciou o resultado do concurso e os vencedores desta edição foram os alunos do Senac/SE. O segundo lugar ficou com a Universidade Estadual de Santa Catarina e o terceiro com a Universidade Federal do Ceará (UFC). Fotos: Roberta Braga e Cláudio Pedroso

21/06/2018 22:53:34


DFB

Revista Têxtil #755 I 31

dragao.indd 31

21/06/2018 22:53:36


DFB

DESFILES DE 2018 O line up do DFB Festival 2018 teve 38 desfiles de moda, entre nomes autorais, grandes players nacionais e criadores emergentes, distribuídos em três salas. Entre as novidades está a parceria com o grupo têxtil catarinense Lunelli, que está há 36 anos no mercado e é gestor das marcas Lez a Lez, Lunender, Alakazoo, Hangar 33 e Lunelli. Outro destaque foi o retorno da  Riachuelo ao line up do evento. Uma nova passarela com vista panorâmica para o entardecer no Oceano Atlântico, DFBeach Club, teve line up exclusivo de beachwear. Por lá, passaram as estreantes Flee e Hand Lace, além da Bikiny Society.

DESTAQUES DA PASSARELA Flee – A grife se inspirou na deusa que cada mulher tem dentro de si com a palavra chave Autodevota. Celebrando o amor próprio, a coleção traz malhas de poliamida com LYCRA® acetinadas, com acabamento que imita tecido molhado ou fosco, e organza de poliamida que imita plástico, nas cores branco, nude, vermelho, verde, salmão, preto e dourado. Quase toda a coleção de moda praia foi feita com tecidos LYCRA® Extralife, que resistem a longos períodos de uso no mar, na areia e na piscina, e 100% dos forros receberam tratamento no próprio fio para se tornarem biodegradáveis. A Flee

também apostou no artesanato com o patchwork de malha e tressê feito com tiras finas de tecido. Bikini Society – ao saudar o paraíso, a natureza nos veste. Esse foi o conceito da coleção Aloha, onde todos os elementos da terra estão presentes, com um contraste entre o leve e o impactante. A cartela de cores foi inspirada em tudo que envolve o paraíso de ilha, indo do verde das folhas ao terracota, passando por tons terrosos e neutros como o off-white, cinza e branco, até o blend de azul e branco. A marca trabalhou com fibras naturais como o linho, seda e algodão, além de algumas fibras inteligentes tecidas de forma nova para a linha de roupas que vão além da praia, Beach&Beyond. As malhas de poliamida também fazem parte da coleção com propriedade de secagem rápida e a malha utilizada na linha praia tem rápida decomposição após o descarte. D-Aura – a coleção Chemia, que deriva da raiz etimológica da palavra alquimia, que remete ao eterno processo de transformação, transmutação, conta com matérias-primas fornecidas pela Vicunha, como os tecidos 100% viscose Stacy e Evian, o gaze 100% algodão Moore, o tricoline Luna 100% algodão e a tricoline mista com elastano; e pela Santaconstancia, o Pele de Anjo, 97% modal e 3% elastano. A cartela de cores foi composta por off-white, branco, preto e um pouco de vermelho.

32 I Revista Têxtil #755

dragao.indd 32

21/06/2018 22:53:42


DFB Flee, Bikini Society, D-Aura, Saldanha, Elo.Collab e Fábio Caracas

Saldanha – a tecnologia da leveza, que desafia a lei da gravidade, um mix interessante de shapes que se somam ao corpo humano, inserido ora na água, ora no mar, mas sempre em constante movimento do vento e sob as facetas da luz do sol. As cores quentes vermelho-alaranjadas representam o pôr do sol da praia de Cumbuco, no Ceará, point de kitesurfers. A simplicidade da vila de pescadores se traduz na falta de acabamento, que contrasta com o high end tecnológico dos kitesurfistas estrangeiros. Os tecidos da coleção são o linho, o algodão, o moletom, o crepe, voal e musseline. Elo.Collab – roupas e acessórios como plataformas de expressão, que saúdam a memória de oito mulheres da história do Brasil, símbolos reais de luta e empoderamento femininos. Foram apresentados 20 looks, compostos por 36 peças de vestuário produzidas pela K, junto a 29 joias e acessórios da Elemento Fio e da Padma. Para as joias, placas de cobre e latão e fios de cobre. Para as roupas, sempre pretas da marca K, uma mistura de texturas, transparências, sobreposição, com voal, crepe e sarja. A linha de tecidos brim Ever Black, da Vicunha, que apresenta uma tecnologia que garante a durabilidade do preto em lavagens caseiras, foi a escolhida pela K. Fábio Caracas – a coleção Fragmentos parte do princípio que as peças são parte de um tecido, e traz

estampas digitais que lembram o trabalho de patchwork em denim e a técnica upcycling no denim, que é a transformação de peças de descarte em novos produtos. Os tecidos utilizados na coleção foram o crepe mellow, o neoprene, suede, denim e moletom, nas cores preto, branco e azuis de denim. A película termocolante de poliuretano da empresa Siser foi aplicada como estampa em roupas e bonés. Ivanovick – apostou no poder da mulher negra africana, com uma atmosfera futurista, cosmopolita e universal. Foram utilizadas como matérias-primas o cetim de algodão e o linho. Aviamentos como rendas sintéticas, mantas de cristais, spikes em metal e ilhós enriqueceram a coleção. A aposta de cores ficou com o laranja, dourado, marrom, preto, verde cana e verde bandeira. Herculano Marques – Rainbow Widow foi inspirada no universo do dadaísmo e no colorido dos anos 1980, além de brincar com o universo gótico, punk e new wave. A cartela de cores traz cores fortes e quentes, além das cores neon. Os materiais utilizados foram a organza, bengaline, tule, seda, barbatana e entretela. Jonhson Cavalcante – a coleção Renda-se ao Guerreiro aborda a dança folclórica alagoana, que canta o alto de Natal, com cores fortes e alegres, como o verde, vermelho, azul, amarelo e branco; e um mix de estampas e tecidos como o crepe, jacquard, algodão, renda e paetê.

Revista Têxtil #755 I 33

dragao.indd 33

21/06/2018 22:53:45


DFB

Ivanovick, Herculano Marques, Jonhson Cavalcante, Bruno Olly, Rebeca Sampaio, Ronaldo SIlvestre, João Paulo Guedes e Rendá

34 I Revista Têxtil #755

dragao.indd 34

21/06/2018 22:53:52


DFB Bruno Olly – o conceito da coleção é mostrar que os homens podem ser o que quiserem ser quebrando o estereótipo do macho nordestino. O sincretismo religioso pode ser mesclado de forma sutil e criativa às várias manifestações urbanas, e a expressão de arte regional, como a xilogravura, traz uma nova cara contemporânea aos looks. Em parceria com a Vicunha, boa parte da coleção foi confeccionada em jeans 100% algodão, jeans com elastano, moletom jeans e sarja para tingimento. O artesanato foi manifestado em 3  peças com crochê: calça jogger, uma camisa e uma bomber; e nos sapatos, onde foram criadas texturas variadas para eles evoluírem com a coleção. Tons terrosos, os tradicionais branco e preto, o pink e o laranja deram uma cara jovem à coleção. Rebeca Sampaio – a coleção foi criada a partir de Rosie, uma londrina empedrada que resolve ir para o Brasil nas férias para se redescobrir e descobrir também novas cores e texturas. A coleção traz um tropicalismo sofisticado e ao mesmo tempo fresh, elegante e cool. Entre os tecidos que representam o tema estão: 4 tipos de crepes (variados entre com e sem elastano,

mais leves, mais encorpados e acetinados), georgette de seda, viscose (100%) e couro de cabra. Em alguns detalhes foram usadas argolas de madeiras, e nos acessórios, palha de carnaúba, madeira e couro bovino. A cartela de cores traz o verde, vermelho, caramelo e terracota (em tons terrosos), lilás, amarelo e rosa (em tons candy) e a cor do ano Pantone, o ultra-violet. Ronaldo Silvestre – o estilista inspirou a coleção em sua vida e nas mulheres que contribuíram para a sua formação. Tecidos orgânicos, sedas artesanais com identidades próprias unem-se ao jeans e suas nuances. O retecido é feito através de tiras de viés criando texturas, formas e dando uma identidade única a cada peça. Entre as cores o preto, verde, vermelho, nude e toda gama do azul partindo do azul claro ao intenso. Ronaldo apostou nos tecidos artesanais produzidos no Tear Mineiro com fios de seda artesanal; no macramê, utilizando viés em jeans; na Cirandinha em Crochê, utilizando fios de seda artesanal e passantes em jeans; e nos bordados feitos pelo Instituto Tecendo Itabira. João Paulo Guedes – foi a primeira vez que o estilista, radicado no Canadá, apresentou uma coleção com exclusividade no Brasil. A Illusions foi inspirada no conceito da palavra ilusão e traz tecidos antigos em cortes modernos, combinações ousadas de estampas com cores primárias, o uso carregado de listras, volumes, telas, manga balonê e transparência. O estilo streetwear com conforto continua sendo um dos traços marcantes do estilista, que apostou em uma paleta mais clean com predominância dos tons de preto, branco, azul e vermelho. A coleção também marca o lançamento da linha de roupas femininas do estilista. Adaptada para o Brasil e o Canadá, que durante o verão têm temperaturas similares, a coleção traz alfaiataria, jaquetas, vestidos com volume, camisas listradas, shorts e calças largas. Rendá por Camila Arrais – se inspirou na delicadeza dos bordados manuais e nas riquezas naturais do Nordeste. A coleção A(mar) apresenta uma releitura da renda renascença e belga, introduzindo diferentes matérias-primas que dão um toque moderno às composições, em um trabalho inteiramente feito a mão pelas rendeiras do Nordeste. As cores dos mares, das areias da praia e dos tons celestes são as apostas da Rendá. Kallil Nepomuceno – a seda, o tule, a organza e a renda chantilly foram os destaques na coleção, que também utilizou métodos artesanais de texturas com

Revista Têxtil #755 I 35

dragao.indd 35

21/06/2018 22:53:54


DFB Kallil Nepomuceno, Almerinda Maria, Jefferson Ribeiro, Iury Costa e SENAC/CE

relutês e frufrus, trabalhados sobre o tule e aplicados sobre as estampas, que foram criadas exclusivamente para a coleção pela Attualitá Estampas, que remetem aos papéis de cartas florais estilo provençal e às letras. As cores se resumem ao rosa pêssego, cereja e verde esmeralda. Almerinda Maria – apostou no ritmo calmo e suave da junção do jazz com o samba. O bordado richelieu, a renda renascença, renda francesa e labirinto em organza foram misturados aos materiais nobres, como linho e seda pura. O mix de rendas aparece em calças, saias, camisas e vestidos leves. As cores são os tons foscos e mattes, com destaque para o branco, off-white, nude, carne, rosa millennial e vermelho. Jeferson Ribeiro – com inspiração na liberdade estética e nas gambiarras das festas de largo, populares nos anos 1980 e 1990, na Bahia, o designer criou a coleção Araçá. A união entre o conforto e o incômodo trouxe alfaiatarias retas e volumes disformes; sedução e negação, em shapes minimalistas e texturas repetitivas; resistência e entrega, em recortes milimétricos e materiais contrastantes. Desigualdades transformadas em consenso, tendo o linho, o denim, a sarja cotelê e a viscose em diferentes gramaturas como base, tecidos desenvolvidos em parceria com a Vicunha Têxtil, Glow Tecidos e Brand Textil. A cartela

de cores articula entre o branco e o preto, o roxo, o mostarda, o azul lavado e o rosa seco. Iury Costa – a coleção foi inspirada no Esmeraldo e recebeu o nome de Astúcias. Foram 35 looks no total entre masculinos e femininos. O estilista apostou no algodão, no linho misto com viscose, crepe de viscose, crepe georgette de seda pura, jeans e malha canelada. A grife investiu também em estamparia digital e termocolantes emborrachados, e a cartela de cores veio com off-white, rosa antique, rouge, verde místico, amarelo crato, azul safira, azul bateau, cru e nanquim. Senac/SE - a coleção cápsula desfilada no Dragão Fashion Brasil Festival 2018 e vencedora do Concurso dos Novos, foi inspirada nas obras do artista sergipano, Arthur Bispo do Rosário, e foi criada e confeccionada no Laboratório de moda pelas alunas Ahlana Ramalho, Ericka Guedes, Gicelma Pádua, Maria Clara e Mônica Simone, com a orientação do instrutor Altair Santo, do Curso de Estilista de Moda do Senac/SE. O linho cru feito com um processo artesanal de envelhecimento através da borra de café, a reutilização de restos de cortes de malhas e botões coloridos, enriqueceram a coleção. O “ponto correntinha”, característico das obras do artista sergipano, foram desenvolvidos pelas artesãs RT de renda irlandesa e pelas alunas.

36 I Revista Têxtil #755

dragao.indd 36

21/06/2018 22:53:58


REVIEW

28ª EDIÇÃO DA

SERIGRAFIA SIGN FUTURETEXTIL Feira acontece de 25 a 28 de julho em São Paulo e traz novidades para o setor de impressão digital têxtil por

E

ntre os dias 25 e 28 de julho, o Expo Center Norte, em São Paulo, recebe a 28ª edição da Serigrafia SIGN FutureTEXTIL, organizada pela Informa Exhibitions e voltada para os segmentos de impressão digital, serigrafia, sublimação, envelopamento, estamparia, produtos promocionais e sinalização. No ano passado a feira contou com 36 mil visitantes e teve como destaque o Circuito de Impressão Digital Têxtil, que será ampliado nessa edição. A 2ª edição do circuito irá apresentar os sete pilares mais importantes do processo fabril digital têxtil, e cada área será apresentada por um especialista do mercado, que mostrará a produção tanto na teoria como na prática. O espaço contará com 220 m² e funcionará com visitas guiadas a cada hora, durante os quatro dias do evento. Segundo Liliane Bortoluci, diretora da feira, o circuito foi pensado para ser o ponto de convergência de informações tecnológicas de impressão digital do mercado têxtil. “Um evento referencial de aprendizado tecnológico, aquisição de informações de alto valor técnico e de atualização do mercado de estamparia digital têxtil. Além de um canal de conexão de ciência, para o networking profissional e de visibilidade dos expositores e seus produtos”. No final do circuito, os empreendedores terão acesso a uma mesa digital touch, que através de um software, será possível construir o layout de uma empresa real, com espaços pré-determinados, calculando custos e condições aproximadas. A experiência é indicada para quem pensa em investir numa área de impressão digital, já que apresenta médias de custos e de espaço físico necessário para alcançar resultados positivos.

RENATA MARTORELLI

Outro destaque do evento será o Fórum Serigrafia SIGN FutureTEXTIL 2018 – Tendências e Oportunidades em Gestão, Mercado e Podução, que acontece de 25 a 27 de julho, com um espaço dedicado à palestras, debates e casos práticos sobre o mercado de impressão. A procura pela impressão digital na indústria têxtil nacional vem crescendo nos últimos anos e isso ocorre devido a dois fatores: o Brasil ser o sexto maior parque têxtil no mundo, com produção anual de aproximadamente 5,4 bilhões de peças de vestuário; e à mudança do perfil do consumidor que busca cada vez mais peças exclusivas. Para atender a moda personalizada os fabricantes buscam equipamentos de impressão digital, e prova disso é que nos últimos anos houve crescimento de 40% no volume de aquisições dos equipamentos.

GLOBAL QUÍMICA & MODA PARTICIPA DA 28ª SERIGRAFIA SIGN FUTURETEXTIL A Global Química & Moda (GQM), especializada na distribuição de maquinários e insumos para impressão digital estará presente nesta edição da Serigrafia SIGN FutureTEXTIL com impressoras digitais, como a Epson F2000, capaz de imprimir uma camiseta em até 27 segundos. “A redução de tempo é apenas uma das vantagens desse produto, que ainda garante melhor qualidade, com ótimo custo-benefício, além da facilidade de aplicação”, diz Felipe Sanchez, CEO da GQM. A empresa também participa durante o evento do projeto Serigrafia em Ação, com as empresas Gênesis, Tucano Equipamentos, Fremplast, Agabê e Saturno, que tem como objetivo apresentar todo o processo de uma estamparia, passando pela pré-impressão, impressões RT serigráficas e estamparia digital.

Revista Têxtil #755 I 37

serigrafia.indd 37

21/06/2018 22:48:42


PREVIEW

FEBRATEX 2018

TRAZ INOVAÇÃO TECNOLÓGICA PARA O SETOR TÊXTIL Feira acontece em agosto em Blumenau

A

16ª edição da Febratex – Feira Brasileira para a Indústria Têxtil acontece entre os dias 21 e 24 de agosto de 2018, no Parque Vila Germânica, em Blumenau, SC, e promete reunir mais de 2.400 marcas nacionais e internacionais da cadeia produtiva têxtil. Durante a feira serão apresentadas as principais inovações nos segmentos de máquinas de corte e costura, bordado, estamparia digital, teares, fiação, máquinas e insumos para tinturaria e setor de lavanderia, equipamentos para enfesto, corte automático, texturização, retorção e enrolamento, matérias-primas, entre outros. Outro destaque do evento será o Fórum Febratex de Informação, que reunirá palestras diárias importantes para o mercado, apresentadas por profissionais e entidades conceituadas em seus setores. “Posicionada entre os principais eventos globais focados em tecnologia para a cadeia produtiva têxtil, a Febratex 2018 assume uma posição de importância estratégica para o crescimento do setor no Brasil porque

por

RENATA MARTORELLI

oferece aos seus visitantes uma experiência completa de atualização em equipamentos, materiais e tendências”, afirma Hélvio Roberto Pompeo Madeira, diretor-presidente do FCEM | Febratex Group, organizadora e promotora do evento. A Global Química e Moda (GQM), especializada no fornecimento de equipamentos e insumos para impressão digital, está entre os expositores da feira. Além de se fortalecer na área têxtil, na qual é detentora de 70% do mercado de impressão digital no Brasil, a GQM também prevê a ampliação da atuação no setor calçadista. A Groz Beckert também estará presente na feira e promete apresentar seu portfólio de produtos para malharia circular e plana, legwear e tecnologias de urdidura de malhas. Destaque especial para a agulha litespeed® plus, que com sua geometria otimizada, reduz a temperatura da máquina e resulta em economia significativa de energia no processo de malharia. Na área de produtos para tecelagem, o destaque é a máquina de laçada

38 I Revista Têxtil #755

febratex.indd 38

21/06/2018 22:49:09


PREVIEW

Hélvio Roberto Pompeo Madeira, Diretor-Presidente do FCEM | Febratex Group

Felipe Sanchez, CEO da Global Química & Moda

AS KnotMaster/3, que trabalha com uma extensa gama de fios, além de algodão e lã, também processa fios sintéticos, mistos e elásticos. Já a Luwa Air Engineering, que oferece produtos para as áreas de fiação, tecelagem, malhas, nãotecido, POY e texturizado, destaca o Circulaire, ventilador eficiente de limpeza para edifícios industriais, e o  Sistema Texguard para fiação, para detecção de metais, detecção de faíscas e proteção do filtro. Outra empresa expositora é a Tematec, que oferece produtos para as áreas de roletes de parafina e lubrificantes para fios. A Febratex 2018 conta com o apoio da ABIMAQ, (Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos);  ABIT (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção) e da ABTT (Associação Brasileira de Tecnologia Têxtil, Confecção e Moda).

IMPRESSÃO DIGITAL NA INDÚSTRIA 4.0 No dia 22, às 16h15, acontece o Fórum Impressão Digital na Indústria 4.0, realizado pela ABTT

com o apoio da ABIT e World Textile Information Network (Wtin). Uma das atrações do fórum será a palestra ministrada pelo CEO da Global Química & Moda, Felipe Sanchez. “O futuro passa, sem dúvidas pelo aumento da produtividade e melhorias em todos os âmbitos da produção, com processos cada vez mais automatizados. É isso que iremos debater, falando sobre os impactos dessas mudanças para os negócios e o papel da impressão digital neste contexto”, explica Felipe. Após a palestra, os executivos Jorgen Lindahl (SPGPrints), Leonidas Andrade (Dupont), Fábio Tolosa (Epson), José Clarindo de Macedo (Sintequímica) e Luiz Wagner de Paula (Golden Technology) debatem sobre a Indústria, Mercado e Tendências do segmento Têxtil na Indústria 4.0, com a participação do presidente da ABIT, Fernando Pimentel A entrada é gratuita e o encontro é patrocinado pela Global Química & Moda, SPGPrints, Dupont, Epson, Sintequímica e Golden Technology. RT Revista Têxtil #755 I 39

febratex.indd 39

21/06/2018 22:49:10


EVENTO

DENIM MEETING 2018 Evento aconteceu em São Paulo, Maringá e Goiânia e embarca para Blumenau e Caruaru

C

om o tema “Conexões com Propósito”, a edição do Denim Meeting 2018 aconteceu em dois dias e teve como objetivo analisar a cadeia do denim desde o fio até o produto final. Idealizado pelas empreendedoras Iolanda Wutzl e Marlene Fernandes, CEOs do Guia JeansWear by StyleWf, o evento aconteceu nos dias 23 e 24 de abril, no Expo Center Norte, em São Paulo. Com a presença dos principais players brasileiros da cadeia do denim no país, o encontro contou com estandes da indústria e atividades como palestras, rodadas de conferências e fóruns para debater e trocar experiências sobre as tendências de mercado, moda e produtos para os próximos anos. Esta edição paulista do Denim Meeting foi marcada também pelo lançamento do Denim Meeting Trends, que trouxe palestras de tendências, soluções e inovações para o segmento ministradas por profissionais patrocinados pelas empresas expositoras. Segundo a Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção), o Brasil é considerado o 4º maior produtor de denim do mundo. Dentro desse contexto os visitantes puderam conferir criações inspira-

40 I Revista Têxtil #755

meeting.indd 40

por

RENATA MARTORELLI

doras das tecelagens Capricórnio, Canatiba, Santana, Covolan e Santanense; direcionando não apenas tendências de estilo, mas principalmente acabamentos e composições. Outros destaques foram as variações de jeans elástico da Lycra, que contagiaram o público com apresentações de ballet, dança contemporânea e sapateado. As empresas Tecnoblu, Haco, Etical e Ecotag ilustraram as direções de mercado para tags e etiquetas do segmento, e a GB Lavanderia também apostou em diversas criações. “O consumidor de jeans brasileiro é o mais exigente do mundo, por isso temos uma cadeia tão criativa e inovadora”, comentou Robson Ferreira, Gerente de Negócios da Lycra na América do Sul, que acredita que após o período de retração dos dois últimos anos a expectativa é de que o setor cresça cerca de 12% até 2022. O evento, que reuniu 700 visitantes, após o sucesso em São Paulo, também aconteceu em Maringá e em Goiânia, e agora embarca para Blumenau, no dia 23 de agosto, e Caruaru, no dia 14 de setembro, e promete reunir os protagonistas dessa engrenagem RT nos maiores polos de jeans do Brasil.

Foto: Divulgação

21/06/2018 22:50:34


NOTÍCIAS

DORNBIRN GLOBAL

FIBER CONGRESS 2018 O Dornbirn Global Fiber Congress 2018 tornou-se uma “marca global” nos últimos anos. O crescente número de participantes e origem internacional refletem seu status. Visitantes de mais de 70 novas empresas foram registrados no ano passado e no geral, mais de 700 participantes de 30 nações visitaram Dornbirn. A plataforma europeia de inovação caracterizada para a indústria de fibras e as várias etapas da cadeia de valor deve funcionar como gerador de ideias e de rede. Mais de 100 palestras de especialistas concentram-se nos seguintes temas principais: Inovações de Fibra, Transporte e Mobilidade, Reciclagem - Economia Circular, Geração e Armazenagem de Energia, Modificação de Superfície e Tecnologias Aditivas. O crème de la crème da indústria de fibras participará do congresso: alta direção do Lenzing Group, patrocinador líder, Indorama e Reliance, entre outros produtores europeus, asiáticos e americanos de fibras. Devido ao vasto interesse da indústria e do comércio e o forte apoio da Comissão Europeia, a “Economia Circular” é um ponto importante este ano novamente. O bem sucedido “Young Scientist Forum” também será realizado pela terceira vez. O workshop acontecerá no dia 11 de setembro de 2018. O congresso acontece de 12 a 14 de setembro, na Áustria.

TECHTEXTIL NORTH AMERICA E TEXPROCESS

AMERICAS SÃO SUCESSO EM NEGÓCIOS Tecidos de resfriamento, tecnologias inteligentes, fibras recicladas, scanner corporal 3D e máquinas inteligentes conectadas à nuvem foram apenas alguns dos destaques durante a 15ª edição da Techtextil North America e da 4ª Texprocess Americas, que ocorreram de 22 a 24 de maio de 2018, no Centro de Congressos Mundiais, em Atlanta, na Georgia. Os eventos reuniram as mais recentes inovações em têxteis técnicos, não-tecidos, máquinas têxteis, costura e tecnologia. Foram 567 expositores ao todo, representando 32 países. A participação total cresceu para 8.292, um aumento de aproximadamente 4% em relação aos eventos de 2016. Os pavilhões dos países incluíam a Itália, Bélgica, China, Taiwan, Alemanha e Estados Unidos. Os eventos tiveram ótimos resultados e continuam em constante crescimento. “Estamos orgulhosos de servir como plataforma para promover o crescimento e desenvolvimento das indústrias têxteis e de tecidos e confecção técnica norte-americanas. Há uma quantidade imensa de talento e inovação provenientes dos EUA, e a Techtextil North America e a Texprocess Americas tornaram-se os principais eventos, onde profissionais de todas as indústrias vêm para ver as tendências e tecnologias que estão surgindo. Somos gratos pelo grande número de expositores e visitantes, responsáveis pelo crescimento desses dois eventos, e esperamos o mesmo sucesso na edição de 2019”, diz Dennis Smith, Presidente e CEO da Messe Frankfurt Inc.

Revista Têxtil #755 I 41

noticias.indd 41

21/06/2018 23:00:00


NOTÍCIAS NOVA FRIBURGO RECEBE A

28ª EDIÇÃO DA FEVEST Entre os dias 4 e 8 de julho, o Country Clube, em Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio de Janeiro, será palco da 28ª edição da Fevest (Feira de Moda Íntima, Praia, Fitness e Matéria-prima), que apresentará os lançamentos primavera/verão 2018/2019 do polo de Nova Friburgo e Região. A feira terá como conceitos principais a “Lingerie Joia”, a Sustentabilidade e as Macrotendências. Empresários, compradores, fornecedores, entidades ligadas à cadeia têxtil e influenciadores poderão conferir as novidades em tecidos tecnológicos com estampas modernas, tecidos luxuosos, rendas, malharias e peças de sustentação com formas sensuais, em cores e modelagens diferenciadas. O evento estará aberto para o público em geral nos dois últimos dias, e serão realizadas vendas diretas das marcas da região. Essa edição tem uma comemoração especial, já que a cidade de Nova Friburgo comemora o seu bicentenário.

3ª EDIÇÃO DO TREND SESSION LYCRA®

ACONTECEU EM SÃO PAULO

A marca LYCRA® realizou no dia 23 de maio, no Centro Britânico, em São Paulo, a 3ª edição do Trend Session, que analisou as tendências das marcas nos pontos de venda, tanto físico como virtual, e também a prestação de serviços ao consumidor e posicionamento das empresas em relação ao público. Evilásio Miranda, da agência francesa de tendências NellyRodi falou sobre o Outono/Inverno 2019. “O grande desafio das marcas atualmente é impactar a nova geração através de ações que envolvam temas como sustentabilidade”. Já Camila Salek, diretora da VIMER Experience Merchandising, falou do tema “Jornada” e apresentou inovações e tendências do varejo e do consumo detectadas nas últimas viagens de pesquisa a destinos como Milão, Londres, Nova York, Tokyo, entre outros. “O consumidor estabeleceu um novo balanço entre a compra digital e a compra física, mas mesmo assim ele quer ter boas experiências nas duas possibilidades. Já as marcas precisam ter uma relação de transparência com o público, que por sua vez, quer mais do que produtos. Ele quer experimentar os produtos e vivenciar as experiências proporcionadas pelas marcas”.

42 I Revista Têxtil #755

noticias.indd 42

21/06/2018 23:00:02


NOTÍCIAS

SALÃO MODA

CEARÁ FASHION TRADE

O segmento de moda íntima movimenta no mercado mundial mais de US$ 30 bilhões por ano. Só no Brasil, segundo dados do IEMI Inteligência de Mercado, são produzidos dois milhões de toneladas de moda íntima por ano, o que representa 2% de toda a produção mundial do setor. Diante desse cenário, mais conhecido como o maior Salão de Lingerie da América Latina, o Salão Moda Brasil 2018 aconteceu entre os dias 18 e 20 de julho, no São Paulo Expo, em São Paulo. “Foram três dias onde os protagonistas dos estandes, da passarela e dos fotógrafos serão asa delta, fio dental, sutiã espartilho, meia taça, com ou sem bojo! Apresentaremos produtos com muita tecnologia aplicada, design inovador, conforto aliado à sensualidade, ousadia nas estampas, e lingeries para mulheres reais”, revela Ana Flôres, sócia da New Stage Eventos, realizadora do SMB. O SMB tem patrocínio da Rodhia AMNI, Berlan, Delfa e Rosset e apoio da ABIT (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção), Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Inestimentos) e Sinditêxtil-SP (Sindicato das Indústrias de Fiação e Tecelagem do Estado de São Paulo).

Entre os dias 1º e 3 de agosto, o Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza, CE, recebe o terceiro ano do evento Ceará Fashion Trade, que teve sua área aumentada em 30% e recebeu um incremento de 20% no investimento, se comparado com 2017, com expectativa de gerar mais de R$ 15 milhões em negócios durante a feira. Serão 80 marcas expositoras distribuídas em 130 estandes, entre lingerie, moda praia, fitness, moda feminina, masculina e infantil. “O mercado mutante e constantemente desafiador da moda pede alinhamento aos movimentos da sociedade e aos valores cada vez mais focados no pensamento inovador e sustentável”, planeja Roberta Cavalcante, diretora da CFT. O evento terá uma rodada de soluções apresentadas por startups do mercado da moda, com foco em inovação. Com a curadoria da Gestora dos Projetos de Moda e Startups do SEBRAE, Marília Diniz, o espaço contará com ilhas digitais com informações das startups por meio de pitchs de apresentação dos CEO’s de cada empresa, além da presença de alguns deles, para trocarem experiências com os visitantes e expositores.

BRASIL 2018

ACONTECE EM FORTALEZA

Revista Têxtil #755 I 43

noticias.indd 43

21/06/2018 23:00:05


NOTÍCIAS R 66 DA RIETER OFERECE MAIOR PRODUÇÃO DE

FIOS E MENORES CUSTOS

A Xinjiang Kangruixin Textile Co., Ltd., subsidiária da Henan Shenqiu Sanzha Textile Co., Ltd. opera 50.000 fusos de anel, 640 unidades de rotor semiautomatizados e 260 conjuntos de teares de alta velocidade, e possui mais de 800 funcionários. A cadeia de produção da Kangruixin abrange o processo têxtil doméstico inteiro, desde design, P&D, fiação, tecelagem e tingimento até o acabamento. Nos últimos anos, a Kangruixin enfrentou uma pressão crescente para reduzir o consumo de energia e a mão de obra necessária para fiação anelar. Como resultado, a equipe de gerenciamento começou a se concentrar em algodão 100% virgem e visava um processo de fiação mais rápido para aumentar a produção de fios macios de alta qualidade. Ao mesmo tempo, a Kangruixin queria satisfazer a demanda de fios com menor torção, uniformidade estável do fio e força constante do fio. Pensando nisso, a empresa investiu em sete máquinas de fiação de rotor totalmente automáticas R 66 da Rieter, cada uma com 600 rotores, equipadas com caixas de fiação S 66, que representam a mais recente tecnologia de fiação de rotor. Possuem características únicas, como BYpass, SPEEDpass, CHANNELpass e TWISTunit, o que resulta em uma condição de funcionamento estável e uma qualidade de fio constante. A R 66 produz 25% mais fios em comparação com a máquina de fiação de rotor semiautomática. O consumo de energia por quilograma de fio é 64% menor quando comparado à produção de fiação anelar. Essa economia pode também ser atribuída à econômica tecnologia de acionamento ECOrized.

INTERNATIONAL NONWOVENS

SYMPOSIUM 2018

A EDANA realizou em maio de 2018 o Simpósio Internacional de Nãotecidos (INS). Uma apresentação sobre a estratégia global de fornecimento de materiais da IKEA, da Anders Bergner, contou com exemplos esclarecedores de passos confiáveis na economia circular e no uso de recursos renováveis. Durante o tradicional jantar EDANA, 215 participantes de 144 empresas de toda a cadeia de suprimentos aproveitaram as oportunidades de networking, discutindo a variedade de apresentações dos desafios e oportunidades da “Indústria 4.0”, a reciclagem e inovação. Com mais apresentações sobre sustentabilidade ambiental e inovação em material bioplástico, o INS apresentou o objetivo de enfrentar os desafios e as oportunidades enfrentadas pelo setor. “Desde que a EDANA realizou pela última vez o INS em Roma há 15 anos, a sustentabilidade como tema evoluiu de uma forma que se tornou imprescindível na agenda”, disse Pierre Wiertz, Gerente Geral da EDANA. “É gratificante ter um feedback positivo sobre o foco do nosso programa e encorajar os líderes do setor a discutir e demonstrar inovações que contribuam para práticas comerciais sustentáveis e embarquem nosso setor em sua transição para uma economia mais circular”, diz.

44 I Revista Têxtil #755

noticias.indd 44

21/06/2018 23:00:07


NOTÍCIAS LINHA BRÜCKNER É

LÍDER EM RETARDANTE DE CHAMAS

EXPEDIÇÃO GLOBAL DE MÁQUINAS

TÊXTEIS AUMENTOU EM 2017 Os principais resultados da 40ª edição anual do International Textile Machinery Shipment Statistics (ITMSS), divulgados recentemente pela International Textile Manufacturers Federation (ITMF) mostram que as distruições de novos fusos de grampo curto, fusos de longa duração e rotores de extremidade aberta melhoraram respectivamente em 21%, 46% e 24% de 2016 a 2017. O número de fusos de empacotamento de texturas e de teares sem transporte aumentou 23% e 13%. Os embarques de novos teares eletrônicos e máquinas de acabamento da categoria "tecido descontinuados" cresceram 44% na comparação ano a ano. Em contrapartida, as entregas de teares circulares estagnaram em 2017 (+ 0,12%) e as máquinas de acabamento da categoria "tecidos contínuos" caíram 2%. O relatório abrange seis segmentos de maquinários têxteis: fiação, texturização, tecelagem, malharia circular de grandes dimensões, malharia retilínea e acabamento. A pesquisa de 2017 foi compilada em cooperação com mais de 200 fabricantes de máquinas têxteis, representando uma média abrangente da produção mundial. Estes números incluem numerosas empresas chinesas divididas por regiões.

Flameproofings Ltd. é um líder de mercado no revestimento de tecido retardador de chama para os mercados de estofados e têxteis para o lar. A BRÜCKNER trabalhou extensivamente com a equipe da Flameproofings para definir os requisitos e personalizar o design da máquina para garantir que todas as expectativas fossem atendidas ou superadas em todos os aspectos. Os requisitos essenciais foram a melhor consistência na temperatura e no calor em todo o secador, a troca ininterrupta do lote e a aplicação exata, bem como o controle da mídia de revestimento de acordo com os requisitos do cliente. Além das características técnicas, as resistentes a chamas tinham grandes expectativas na redução do consumo de energia em apoio às suas iniciativas de sustentabilidade. A equipe de projeto da BRÜCKNER, em conjunto com a Flameproofings Ltd., desenvolveu um sofisticado conceito de entrada de linha com dois suportes, seguido por um acumulador de roletes de tensão controlada para evitar tensões no comprimento e proporcionar melhor estabilidade dimensional. A linha de revestimento está equipada com um sistema de corrente de pinos verticais e possui difusores de ar especialmente projetados para distribuição de ar homogênea ao tecido revestido. O sistema de aquecimento direto a gás, em combinação com o arranjo de câmaras escalonadas da BRÜCKNER e o projeto de circulação de ar de fluxo dividido patenteado, fornece a melhor consistência de temperatura disponível em todo o comprimento e na largura do secador Rama.

Revista Têxtil #755 I 45

noticias.indd 45

21/06/2018 23:00:08


NOTÍCIAS

INSPIRAMAIS 2019

ACONTECE EM JULHO O Inspiramais 2019_II acontece nos dias 17 e 18 de julho, no Centro de Eventos Pró-Magno, na Casa Verde, em São Paulo, e apresenta referências inspiradoras de componentes e materiais para fabricantes de moda e design do Brasil, Europa e América Latina, estilistas, grifes, indústrias e designers de diversos países. Nesta edição, o evento traz o tema Alquimia com centenas de materiais para as estações de 2019, entre componentes, tecidos, estampas, sintéticos, couros, saltos, enfeites, aviamentos, e etc. “O que faz do Inspiramais o único salão de design e inovação de materiais da América Latina é o fato de receber tantas grifes e profissionais de diversos países. Estamos falando de uma construção de produtos que se tornam referências nas produções de roupas, bolsas, cintos, calçados, acessórios, joias, e design de móveis. Uma cadeia toda que já alinha uma referência única para êxito do país no mercado nacional e internacional”, diz

Walter Rodrigues, Coordenador do núcleo de Design da Assintecal (Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos). Entre as novidades, o evento anuncia a não nomenclatura de estações, que deixa de denominar Inverno e Verão e utiliza o ano seguido dos algarismos I e II, conforme a época do ano. Segundo Walter, a modificação é importante, porque a moda começa no Inspiramais. “Estamos projetando a moda do futuro e por isso enxergamos que não precisamos mais colocar carimbo de Inverno e Verão, ainda mais em um país que temos todas as estações o ano inteiro. Teremos uma moda muito mais conectada com uma percepção maior de que o produto vai permanecer por mais tempo nas coleções de marcas que produzem insumos de moda”. A entrada é gratuita para profissionais do setor e as inscrições podem ser feitas no site www.inspiramais.com.br.

KERN-LIEBERS APRESENTA

NOVA GERAÇÃO DA RELANIT O mercado têxtil está em constante mudança. Os padrões técnicos das máquinas e o know-how das pessoas envolvidas tornam-se cada vez mais altos. Além da necessidade de máquinas de alta velocidade, também as especificações do tecido de malha exigem padrões elevados em relação à resistência e estrutura da malha. Em busca dessa tendência, o ajuste de todos os elementos equipados para o processo de confecção de malhas é indispensável. Só assim o mais alto padrão de qualidade pode ser alcançado para garantir a satisfação do cliente no nível máximo. Dentro desse conceito, a KERN-LIEBERS Têxtil desenvolveu uma nova geração de difusores Relanit que atende plenamente as mais recentes exigências do mercado. Esta nova geração permite a produção de todos os tipos de tecidos de malha.

46 I Revista Têxtil #755

noticias.indd 46

21/06/2018 23:00:08


editorial.indd 4

18/06/2018 23:29:05


editorial.indd 4

18/06/2018 23:30:21

Revista Têxtil 755  
Revista Têxtil 755  
Advertisement