Page 1


Abit Sinditêxtil

06 I Revista Têxtil #746

abit.indd 6

05/12/2016 20:01:24


Editorial A REVISTA TÊXTIL é uma publicação da

R. da Silva Haydu & Cia. Ltda. Inscr. Est.: 104.888.210.114 CNPJ/MF: 60.941.143/0001-20 MTB: 0065072/SP

Diretor-Presidente: Ricardo Haydu Diretora de Redação: Clementina Haydu Jornalista: Carlos Eduardo Bazela Designer: Carlos C. Tartaglioni Capa: Divulgação

Representantes Comerciais Europa – International Communications Inc. Andre Jamar 21 rue Renkin – 4800 – Verviers – Belgium Tel/Phone: + 32 87 22 53 85 / Fax: + 32 87 23 03 29 e-mail: andrejamar@aol.com Ásia (Asian) – Buildwell Int. Co., Ltd. Nº 120, Huludun, 2nd St., Fongyuan, Taichung Hsien - Taiwan 42086 - R.O.C. Tel/Phone: + 886 4 2512 3015 / Fax: + 886 4 2512 2372 Coréia (Korea) – Jes Media International 6th Fl., Donghye-Bldg. – 47-16, Myungil-Dong Kandong - Gu – Seoul 134-070 Tel./Phone: + (822) 481-3411/3 / Fax: + (822) 481-3414 Correspondente na Argentina – Ecodesul Av. Corrientes, 3849 – Piso 14° OF. A. Buenos Aires - Argentina Tel/Phone: (541) 49-2154 / Fax: (541) 866-1742

Órgão Oficial das entidades

Órgão de divulgação das entidades Abint – Associação Brasileira das Ind. de NãoTecidos e Tecidos Técnicos; Núcleo Setorial de Informação do SENAI/CETIQT;

Redação/Administração Rua Albuquerque Lins, 1151 2º andar – Santa Cecília Cep 01230-001 - São Paulo - SP - Brasil Tel/Phone: +55-11-3661-5500 Fax: +55-11-3661-5500 - Ramal 220 E-mail: revistatextil@revistatextil.com.br Site: www.revistatextil.com.br Publicação bimestral com circulação dirigida às fiações, tecelagens, malharias, beneficiadoras, confecções nacionais e internacionais, universidades e escolas técnicas. Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores e não refletem, necessariamente, a filosofia da revista. A reprodução total ou parcial dos artigos desta revista depende de prévia autorização da Editora.

Redação Releases, comentários sobre o conteúdo editorial, sugestões e críticas a matérias. Pedidos de informação relacionados às matérias e à localização de reportagens: e-mail: redacao@revistatextil.com.br

Publicidade Anuncie na REVISTA TÊXTIL e fale diretamente com o público leitor mais qualificado do setor têxtil no Brasil e no mundo: e-mail: revistatextil@revistatextil.com.br

Assinaturas Para renovação e outros serviços, escreva para: e-mail: revistatextil@ revistatextil.com.br

C

hegamos a dezembro, ao terminar mais um ano, olhamos pra trás e percebemos as enormes dificuldades passadas pelo setor. Neste ano, passamos por momentos conturbados: inconsistências na economia, crise de confiança na política, impeachment da presidente. E o Têxtil sobreviveu. Tivemos eventos internacionais realizados no BraRicardo Haydu sil que mostraram a força da nossa Diretor-Presidente indústria e quanto grandes nomes da Revista Têxtil internacionais acreditam na nossa capacidade de superação e retomada de crescimento. E, para tirarmos definitivamente o foco do passado, essa edição é especial. Ela traz nossa tradicional relação de parceiros que estiveram conosco e que continuam por mais um ano e também as principais novidades mostradas na ITMA Asia +CITME, a feira de maquinário têxtil que foi realizada na China e revelou as tendências e planos de um dos mercados mais importantes do mundo para o ano que vem. Durante nosso fechamento recebemos, com profundo pesar, o falecimento do grande empresário e amigo Sr. Manoel Moysés Zauberman, Presidente da Inpal S/A Indústrias Químicas, ocorrido, dia 28 de novembro. Em seus 81 anos, o Sr. Manoel Zauberman teve uma trajetória pujante na vida empresarial marcada, também, pela defesa do setor industrial, com destaque especial ao segmento químico, estabelecendo sempre um amplo diálogo com autoridades, entidades, empresas do setor e imprensa, sempre pronto a ajudar com seu conhecimento. Para finalizar, terminamos o ano agradecendo a você que está lendo esta edição da Revista Têxtil que fecha 2016. Foi enorme prazer tê-lo conosco por mais um ano e já o convidamos a saudar 2017 conosco, com muito trabalho e a certeza de fazermos sempre o melhor para o têxtil brasileiro. Boas Festas e boa leitura!

Revista Têxtil #746 I 01

editorial.indd 1

05/12/2016 23:19:27


Sumário

04 ABIT / SINDITÊXTIL 05 ARTIGO 08 ABTT 12 DENIM 15 TECNOLOGIA 31 NOTÍCIAS 36 RELAÇÃO DE FORNECEDORES ANUNCIANTES RIETER CREORA PICANOL WEKO CACR

03 07 09 11 33

NILIT TECNOTEXTIL SPG

CAPA 02 CAPA 03 CAPA 04

02 I Revista Têxtil #746

editorial.indd 2

05/12/2016 23:19:29


editorial.indd 3

05/12/2016 23:19:31


Abit Sinditêxtil

Índices setoriais apontam urgência de medidas para retomada do crescimento

D

e janeiro a agosto de 2016, em relação a igual período do ano anterior, a produção física do segmento têxtil caiu 8,5% e a da área da confecção, 9,4%. “Ambos retrocederam mais do que a média de 7,4% da indústria de transformação, numa evidência de que o setor tem sido um dos mais afetados pela grave crise econômica do País”, observa Rafael Cervone, presidente da Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção). No entanto, no comparativo específico entre os meses de agosto de 2015 e 2016, os têxteis apresentaram alta de 4,2%. Embora nesse indicador ainda se verifique retração de 7,3% do vestuário, “aparentemente, parou de piorar”, pondera Cervone. O presidente da Abit também enfatiza a necessidade de redução acentuada dos juros para que as empresas tenham mais fôlego para sair desta que é a pior crise já vivida pelo setor, com o cenário mais hostil. De janeiro a agosto, o saldo de postos de trabalho no setor têxtil e de vestuário ficou negativo em 4.981, mas no acumulado dos últimos doze meses, o setor fechou mais de 60 mil postos de trabalho. Os dados referentes aos primeiros oito meses de 2016 refletem-se nos investimentos. “No primeiro semestre, o desembolso do BNDES para o nosso setor foi de R$ 271,6 milhões, metade dos R$ 537,8

milhões financiados no mesmo período de 2015”, informou o presidente da Abit, acrescentando: “Quanto à importação de máquinas e equipamentos têxteis e de confecção, nos meses de janeiro a setembro de 2016 houve queda de 38% em relação ao mesmo período de 2015, de US$ 321,39 milhões, para US$ 198,64 milhões. Aqui se observa, também, o efeito da desvalorização do Real”. A notícia menos ruim do mercado refere-se à queda de 39,27% do déficit da balança comercial do setor têxtil e de confecção, de janeiro a setembro de 2016, em relação ao mesmo período de 2015. Contudo, essa queda se deve muito mais pela grande queda das importações, que decresceram 34,03% (um valor de US$ 3,16 bilhões) do que pelo aumento das exportações que, ao contrário, ainda continuam abaixo do esperado (US$ 743 milhões), 8,36% menor que em relação ao mesmo período do ano anterior. “O que almejamos, contudo, é que o resultado do comércio exterior reflita o aumento de competitividade de nosso setor, o crescimento da produção nacional e da prospecção do mercado externo, com forte retomada do desenvolvimento, dos investimentos e da criação de empregos. O País tem potencial para isso, mas precisa adotar as medidas necessárias à revitalização ecoRT nômica”, afirma Rafael Cervone.

No primeiro semestre, o desembolso do BNDES para o nosso setor foi de R$ 271,6 milhões, metade dos R$ 537,8 milhões financiados no mesmo período de 2015

04 I Revista Têxtil #746

abit.indd 4

05/12/2016 23:19:14


Artigo

Economia com qualidade O mais novo lançamento da família de polímeros da marca creora®

Marcos Ferreira e Jessé Moura

D

a incessante busca do mercado têxtil por redução de custo com qualidade, a Hyosung, maior produtora de elastano do mundo, detentora da marca creora® se orgulha de apresentar seu mais novo lançamento. O novo polímero creora® H650, possui como principais características redução no consumo pelo seu maior alongamento durante a produção do produto têxtil bem como o aumento na velocidade de termofixação mantendo as propriedades físicas do produto acabado.

Fotos: Divulgação

Entretanto as fibras naturais como algodão, viscose, lã, etc, só poderão ser termofixadas se combinadas com fibras sintéticas. Neste caso, a temperatura necessária para termofixar o fio sintético poderá causar danos ao artigo, tais como: alteração de cor (amarelecimento) e perda de toque. Para amenizar estes problemas, é prática comum no mercado reduzir temperatura ou tempo de permanência na rama, podendo afetar sua estabilidade dimensional.

Porque é importante termofixar?

Termofixação é uma parte do processo de acabamento no qual o tecido é submetido ao calor por certo período de tempo, que varia de acordo com o artigo, visando estabilidade dimensional. Fibras sintéticas como o nylon, poliéster e elastano creora® por serem polímeros termoplásticos podem ser termofixados. Revista Têxtil #746 I 05

creora.indd 5

05/12/2016 19:58:03


Artigo H650

Este revolucionário polímero da Hyosung demonstra maior capacidade de termofixação quando comparado ao globalmente conhecido H350, esta vantagem pode gerar aumento de produtividade de rama de até 20%, mantendo o superior “power” da família creora®. (ver gráfico na página anterior)

Reduzindo os custos de processo

Além da vantagem do processo de termofixação, o polímero H650 suporta maior estiramento durante o processo de tecimento/recobrimento, otimizando ainda mais o uso do elastano no tecido. (ver gráfico)

Benefícios para os fabricantes de tecidos

A utilização do fio creora® H650 oferece: DD Aumento da qualidade do produto acabado, devido a retenção de cor, manutenção das propriedades do fio rígido devido o menor contato com a alta temperatura; DD Redução de custo de produção devido ao menor consumo de elastano no tecido e também a maior velocidade da rama; DD Adiamento de investimento em novas ramas.

Benefícios para o consumidor final

EQUIPE TÉCNICA BRASIL – CREORA®

As seguintes vantagens chegam também ao consumidor final:

Sun Pill Kim Marcos Ferreira Engenheiro Têxtil / Eng. Químico / Gerente Técnico Gerente Técnico

Jessé Moura Daniela Max Engenheiro Têxtil / Laboratorista Supervisor Técnico

DD Melhor estabilidade dimensional do produto após lavações; DD Melhor toque da peça confeccionada; DD Maior variedade de produtos “elastizados” produzidos com fibras naturais; DD Menor grau de amarelecimento do branco.

Títulos disponíveis

Creora® H650 está disponível para comercialização nos seguintes títulos: DD 20 Denier (22 Dtex); DD 40 Denier (44 Dtex); DD 70 Denier (77 Dtex). RT

Fabio Schiochet Técnico Têxtil

Caroline Reus Engenheira Química / Laboratorista

Glauco Granado Engenheiro Têxtil / Analista Técnico

Edécio Strama Engenheiro Têxtil / Analista Técnico

Rodovia Br 101 Km 69, Araquari SC // Fone: 47 3025-9600 // marcos.ferreira@hyosung.com.br // jesse@hyosung.com

06 I Revista Têxtil #746

creora.indd 6

05/12/2016 19:58:10


Artigo

Revista Têxtil #746 I 07

creora.indd 7

05/12/2016 19:58:13


ABTT

A ABTT e seus Congressos

O

CNTT – Congresso Nacional de Tecnologia Têxtil, Confecção e Moda, realizará sua 27ª edição em São Paulo, no Palácio de convenções Anhembi, juntamente com o primeiro CIMTT, Congresso Internacional de Moda e Tecnologia Têxtil. Os dois congressos acontecerão concomitantemente às Feiras Tecnotêxtil, Febratêxtil e FINTT, dos dias 25 a 28 de Abril de 2017, com salas dentro da feira, e nos dias 26 e 27, também no auditório Elis Regina, com intensa programação e a presença de renomados profissionais, além de atividades paralelas. Há 54 anos o CNTT é realizado ininterruptamente, tendo sido realizado em diversas cidades do País e em 2017, novamente em São Paulo, em um dois maiores centros de eventos do país e que terá como tema: “Inovação e Sustentabilidade”. O Congresso mais tradicional e respeitado da cadeia produtiva têxtil, vestuário e moda, apresentará aos participantes o melhor do que há no mercado, com palestras, workshop e fóruns de debates, além de unidades de atendimento móveis do SENAI e SEBRAE. Todos os palestrantes e temas dos fóruns de debates foram escolhidos com o intuito de promover entre os participantes uma mudança de mentalidade, para que ao final, cada um possa desenvolver e explorar suas capacidades ao máximo. Por isso convidamos para conferencistas e palestrantes os melhores profissionais, com conteúdo que possam propiciar conhecimento e acima de tudo, discussão do momento atual e apontar novas trajetórias.

Antonio Cesar Corradi

O CNTT terá como Patrono o Sr. Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo – FIESP, como Presidente de Honra, Rafael Cervone Neto, Presidente da ABIT, e Presidente Executivo o Sr. Marcelo Costa, Diretor do SENAI Francisco Matarazzo e Faculdade Antoine Skaf. Na programação, em fase final de confirmação, teremos entre outros eventos um workshop de direção e criação em moda, ministrado por Alexandre Herchcovith, que também fará em parceria com Jackson Araujo um talk fashion sobre a democratização do design. A abertura do CIMTT terá o Sr. Thierry Zouzou, Diretor Financeiro e Gerente Internacional da Promostyl, formado pela faculdade de Sorbone e com Mestrado em Finanças e Mercado pela PSB Paris Escola de Negócios. A Promostyl é a empresa que criou o serviço global de designer que integra a indústria e a moda, desenvolve portfólio para clientes e organizações da cadeia de suprimento. Tem 40 funcionários em sua sede em Paris, 110 free lances, 2 subsidiarias em Tóquio e New York, 30 agentes em todo o mundo, e no Brasil é representado pelo Bureaux Arena. Elizabetta Alberto, Diretora da Alberto & Roy, empresa criada em 1951 pelo designer têxtil apaixonado por arte e moda, Pietro Alberto, que criou o primeiro caderno de tendências. Em 1955, em Biella nasce Alberto & Roy o primeiro dos departamentos de estilo, dirigido aos profissionais Têxteis e em 2008, finalmente virá Alberto & Roy Stile, um birô de estilo onde “A energia criativa está concentrada na busca de novos

A energia criativa está concentrada na busca de novos estímulos visuais e táteis e acima de tudo o extraordinário poder comunicativo da cor

08 I Revista Têxtil #746

ABTT.indd 8

05/12/2016 23:18:57


ABTT

Revista Têxtil #746 I 09

ABTT.indd 9

05/12/2016 23:18:59


Abit Sinditêxtil estímulos visuais e táteis e acima de tudo o extraordinário poder comunicativo da cor”. O Fórum de Jornalismo de Moda, com presença da imprensa especializada de revistas, periódicos e jornais de grande circulação, contará com a palestra da jornalista Alexandra Farah, da revista Serafina da Folha de São Paulo. Enquanto o fórum sobre o varejo de moda trará discussão da atual situação e a visão de futuro deste segmento com altos representantes do setor. Já o Fórum de Sustentabilidade, com a palestra da Sra. Reiko Sudo, diretora do Instituto NUNO e designer. Com foco artístico, o instituto integra restos de tecidos, amostras e protótipos de desenvolvimentos para produções têxteis, separados em grupos (texturizados, tintos, estampados, bordados e etc) reconstruindo-os e apoiando-os à estruturas de seda, algodão, lã e etc, concebendo criações únicas e inovadoras. As obras de NUNO estão em numerosas coleções permanentes de museus em todo o mundo, inclusive no MOMA de Nova York. O painel apresentará também artigos sustentáveis a partir de combinações de técnicas de Shibori e Tie-dye com tradicionais processos de plissagem a base de calor. Haverá também o Fórum de Lavanderia, com novas técnicas para os processos que usam menos água, além da economia de energia, e o Fórum da Indústria 4.0 que é um conceito de indústria proposto recentemente. Este engloba as principais inovações tecnológicas dos campos de automação, controle e tecnologia da informação, aplicadas aos processos de manufatura. A partir de Sistemas Cyber-Físicos, Internet das Coisas e Internet dos Serviços, os processos de produção tendem a se tornar cada vez mais eficientes, autônomos e customizáveis. Isso significa um novo período no contexto das grandes revoluções industriais, pois, com as fábricas inteligentes, diversas mudanças ocorrerão na forma em que os produtos serão manufaturados, causando impactos em diversos setores do mercado. Para finalizar, teremos o Fórum de Estamparia Digital, com a participação de palestrantes internacionais e dos principais players do setor, mediado por Fernando Pimentel da ABIT. Todas as palestras

preveem uma grande procura do público que deseja se interar das novidades do mercado nas apresentações dos especialistas. Ainda teremos o V CONTEXMOD, com a coordenação da Profª. Drª. Camilla Borelli da FEI, que terá em sua programação, apresentações orais e pôsteres de trabalhos científicos inscritos e classificados, além de palestras de profissionais do setor, realizadas nas dependências da FEI, São Joaquim no período do congresso, 25 a 28 de Abril, das 09:00 ás 12:00. Esperamos todos lá para este evento grandioso, que faz jus ao potencial da Indústria RT Têxtil, Confecção e Moda.

10 I Revista Têxtil #746

ABTT.indd 10

05/12/2016 23:19:01


Abit Sinditêxtil

Revista Têxtil #746 I 11

ABTT.indd 11

05/12/2016 23:19:02


Denim O denim foi o tema de diversos eventos realizados em novembro

Lançamento das empresas comprovam a força do setor de denim Mês de Novembro foi calendário de diversos eventos em São Paulo

M

uitas empresas aproveitaram o mês de novembro para revelar suas novidades dentro do segmento de denim. Além de coleções para as próximas temporadas, o mês foi marcado por eventos com discussões sobre o mercado e palestras sobre o papel da matéria-prima na indústria da moda. O Mega Polo Moda, shopping direcionado a lojistas localizado no tradicional bairro têxtil do

Fotos: Divulgação

Brás, por exemplo, realizou a Denim Week entre os dias 08 e 10 de novembro. Nela, diversos players do setor se reuniram para conferir palestras que falaram um pouco sobre a importância do denim para a moda em geral. Realizado em parceria com empresas como Tecnoblu, Canatiba, que mostrou novidades para o segmento, Hi Tech e Audaces, o evento ainda promoveu uma mesa redonda com um rico debate

12 I Revista Têxtil #746

denim.indd 12

05/12/2016 21:20:37


Denim sobre a cadeia produtiva, além de uma mini-fábrica que apresentou todo o processo produtivo do jeans, englobando desde a fabricação do tecido, até a lavagem e as a aplicações de aviamentos e do laser. Também na primeira quinzena do mês – entre os dias 09 e 11 – a Santista Jeanswear apresentou suas novidades para o Verão 2018. Conforto e sustentabilidade foram as inspirações para a nova coleção que traz denims para diversos segmentos de mercado e amplas propostas de modelagem. Sejam para o estilo athleisure, com bodies e leggings, até a alfaiataria, que representam o resultado de uma busca contínua da marca pelo desenvolvimento de peças versáteis. Já a Cedro Têxtil, aproveitou para apresentar sua nova campanha, batizada de “Êxtase”. Recheada de cores e formas fantásticas, as peças criadas pela Reciclo Comunicação são inspiradas no movimento dadaísta e trazem uma proposta lúdica e leve para o dia a dia. “A nova coleção da Cedro é uma festa de cores, com tecidos leves, confortáveis e que atendem às mais diversas necessidades do mercado. Sendo assim a campanha de comunicação não poderia ser diferente. Propomos uma celebração ao encontro e ao resgate de nossas memórias mais doces, mesmo em meio ao caos”, conta Marcone Procópio, diretor de criação da Reciclo. Outra empresa que revelou novidades no mês foi a Covolan Textil, que focou em sua coleção de verão 17/18, nos tecidos da linha Ultra Stretch Denim, bases leves e tingimentos intensos em vários produtos. O power dos tecidos foi evidenciado com muito alongamento nas peças confeccionadas, o que também favorece às modelagens femininas. Alguns produtos têm a trama preta para deixar a cor do tingimento mais intensa. Como ligamentos diferenciados, a coleção traz broken twill e estrutura de moletom, além de tecidos com a diagonal bem marcada. Para a Vicunha, o verão chegou entre os dias 9 e 11 de novembro. No showroom da empresa, foram mostradas diversas novidades que possibilitam a criação de peças versáteis e que atendam às necessidades dos mais variados públicos. Inovação e sustentabilidade são as palavras-chave das novas

Na Denim Week foi possível ver todas as etapas de produção do jeans

A Canatiba levou seus produtos à Denim Week do Mega Polo Moda

Revista Têxtil #746 I 13

denim.indd 13

05/12/2016 21:20:40


Denim Nova coleção da Capricornio

O movimento dadaísta foi fonte de inspiração para a nova campanha da Cedro

coleções Denim, Color e Printed. Sempre alinhada às tendências do mercado e ao desejo do consumidor, a fabricante aposta em produtos funcionais para oferecer conforto e bem-estar, além de novidades que utilizam tecnologia sustentável. De acordo com a Vicunha, leveza, charme e frescor permeiam os lançamentos, que trazem opções diversificadas e de alto desempenho para a temporada mais quente do ano, abrindo possibilidades para criações ousadas e capazes de unir o chique ao esportivo. Já na Capricórnio, mostrar a nova coleção de verão 2017/2018 à imprensa e players do setor teve sabor de festa. Comemorando 70 anos em 2016 (como mostramos em nossa última edição), a empresa apostou na luz do verão e na nostalgia do visual descontraído dos anos 90 para conceber suas peças que, segundo a Capricórnio, traduzem o mood da estação, que deve ser um período de tecidos leves. A diversidade de eventos provou mais uma vez o apelo do denim dentro da indústria têxtil. Mas, os detalhes de todos os lançamentos que aconteceram neste fim de ano no segmento são assunto para a RT próxima edição da Revista Têxtil. Não perca!

Versátil, a nova coleção da Vicunha vai do chique ao esportivo

14 I Revista Têxtil #746

denim.indd 14

05/12/2016 21:20:50


Tecnologia China comemora sucesso da

ITMA ASIA+CITME

Feira aconteceu entre os dias 21 e 25 de outubro na cidade de Xangai

A

Fotos: Divulgação

China está celebrando o sucesso da edição 2016 da ITMA ASIA+CITME. Realizada pela quinta vez no continente e debutando no futurista National Exhibition and Convention Centre (NECC), localizado em Xangai (Figura 1), a feira recebeu mais de 100 mil visitantes do trade vindos de 102 países, que foram conferir de perto todas as novidades apresentadas pelos 1.673 expositores de 28 países ao longo de mais de 170 mil metros quadrados de exposição. Com periodicidade bienal – a próxima edição já está agendada para 2018 –, o evento de outubro foi o maior realizado desde 2008, o que trouxe uma razão a mais para que os organizadores comemorassem. “Estamos muito satisfeitos que este foi o nosso maior show desde o seu lançamento em 2008. A maioria dos nossos visitantes eram compradores sérios, e como resultado nossos expositores es-

tão muito felizes com a qualidade geral. Estamos ansiosos para outra apresentação bem sucedida do próximo show combinado em 2018”, declarou Fritz Mayer, Presidente do CEMATEX, cuja sigla em francês significa Comitê Europeu de fabricantes de Maquinas Têxteis. A feira foi uma oportunidade de o mercado asiático conferir o que estará disponível em termos de maquinário nos próximos anos e ter contato com alguns lançamentos que debutaram mais cedo neste ano, em Istambul, na Turquia. “A mostra combinada continua a ser ‘um must’ para os fabricantes de máquinas têxteis e seus clientes. E estamos muito satisfeitos em apresentar as melhores tecnologias do Oriente e do Ocidente para os chineses e outros compradores asiáticos”, completou o presidente da Associação Chinesa de Maquinário Têxtil (CTMA), Wang Shutian.

F01. O futurista National Exhibition and Convention Centre (NECC)

F02. EYE Compact, novidade da Eltex

Revista Têxtil #746 I 15

itma asia.indd 15

05/12/2016 21:21:10


Tecnologia Textile Machinery Association of Sweden

A Associação dos Fabricantes de Maquinário Têxtil da Suécia reuniu seis empresas para levar à ITMA ASIA deste ano. De acordo com a associação, a China é um importante mercado para o país e sempre planeja ir além, procurando por soluções inovadoras que vão além dos produtos tradicionais. “Com o alto grau de automação e digitalização, as companhias suecas atendem às demandas da indústria têxtil chinesa, sempre em evolução”, diz Therese Premler-Andersson, secretária geral da TMAS. As empresas e soluções que a entidade levou à China são: • Eltex of Sweden AB – A empresa apresentou na feira o EYE Compact (Figura 2), sensor de quebra de fio, que elimina a necessidade de monitoramento, aumentando a produtividade. • IRO AB – Desenvolve alimentadores de fios e levou ao evento produtos desenvolvidos especialmente para se trabalhar com tecidos técnicos. (Figura 3) • ACG Kinna Automatic AB – Com foco na produção automatizada de roupas de cama, a Kinna demonstrou sua máquina projetada para fechar travesseiros com ponto fechado (Figura 4). O modelo tem capacidade de concluir nove travesseiros por minuto. • ES Automatex Solution AB – esteve no evento com um line-up completo de máquinas, com destaque para uma voltada para a produção de tecidos atoalhados felpudos. Sua capacidade produtiva é de até 1.000 peças por hora no tamanho 50x100 cm. • Eton Systems AB – A firma de automação mostrou sua mais recente novidade: o ETONnote (Figura 5). Além de monitorar o processo de produção, o software ainda oferece alguns dados úteis, como a quantidade de horas trabalhadas do operador e os períodos de pausa, com foco na otimização. • Baldwin Jimek AB – A empresa oferece soluções em acabamento, reumedecimento e gerenciamento de água (Figura 6) e produtos químicos. Para a feira chinesa, a Bladwin levou soluções que, além de poupar energia, água e os próprios químicos, ainda tem tempo mais curto de manutenção.

F03. IRO AB levou ao evento alimentadores de fios

F04. A máquina da Kinna conclui nove travesseiros por minuto

F05. O software ETONnote

F06. A Baldwin Jimek AB oferece soluções em gerenciamento de água

16 I Revista Têxtil #746

itma asia.indd 16

05/12/2016 21:21:12


Tecnologia UCMTF

F07. A GC 40

F08. GN8

F09. A Laroche aposta na reciclagem de tecidos

F10. O novo sensor MYT-T da Fil Control

A indústria têxtil francesa também conta com uma associação que reuniu alguns representantes para expor na ITMA+CITME. Evelyne Cholet, secretária geral da entidade, evidenciou a importância do mercado chinês para os franceses. “Nós acreditamos que o mercado chinês irá se ressaltar graças ao mercado interno. Quando viajo por todo o país, vejo que os chineses gostam de moda tanto quanto gostam de smartphones. Eles estão prontos para gastar dinheiro em aparência. Então eu penso que o mercado nacional chinês irá crescer em um ritmo rápido e máquinas mais eficientes e econômicas serão cada vez mais necessárias. E nós estamos posicionados para responder as necessidades de nossos clientes. Mais uma vez, a feira foi uma oportunidade de recebê-los e estabelecer novos contatos”, disse a executiva. As empresas francesas que estiveram em Xangai são: • NSC Fiber to Yarn – Apresentou duas novas máquinas de trefilar. A GC 40 (Figura 7) e a GN8 (Figura 8). Enquanto a primeira é adaptada para trabalhar com lã e seus derivados, a outra é indicada para fibras mais delicadas, como cachemira. • Laroche – O conceito da Laroche é moderno, inovador e sustentável. A empresa de origem francesa levou para Xangai seu conceito de reciclagem de tecidos (Figura 9). De acordo com a Laroche, vestimentas usadas podem ser convertidas em fibras, depois de retirados botões e zíperes. Essas fibras são reutilizadas em novos fios, economizando matéria-prima de algodão, por exemplo, o que economiza uma série de recursos na produção. Desde água até pesticidas. No caso dos nãotecidos, as fibras podem ser reutilizadas em feltros para isolamento acústico em automóveis ou térmicos em edifícios. • Fil Control – O destaque da Fil Control foi o novo MYT-T (Figura 10), sensor de tensão que traz como principal característica a possibilidade de delimitar a influência da temperatura, evitando que o pico de tensão quebre a cabeça do sensor. Revista Têxtil #746 I 17

itma asia.indd 17

05/12/2016 21:21:13


Tecnologia

F11. A máquina TVP3 da Superba

F12. A Superba levou também a última versão da MCD3

F13. TAMIP HT 500 NR da Dollfus & Muller

• AESA Air Engineering – A empresa é especialista em sistemas de ar condicionado industriais. Uma vez que manter a temperatura também é importante nos processos têxteis, a AESA oferece soluções sob medida para oferecer precisão e economia de recursos. • SUPERBA – A Superba desenvolve e produz soluções de tratamentos térmicos para processamento de fios utilizados na fabricação de tapetes. Para esta tarefa, a empresa apresentou a máquina TVP3 (Figura 11), o principal produto da companhia que vem sendo aprimorado ano após ano. A empresa francesa ainda levou para Xangai a última versão de máquina MCD3 (Figura 12), que é capaz de tingir um conjunto de até 72 fios. Sua tecnologia bicolor permite tornar os fios multicoloridos e ainda oferece um leque mais amplo de possibilidades ao designer de tapetes. • Dollfus & MULLER – a empresa exibiu sua nova correia de secador de impressão TAMIP HT 500 NR (Figura 13). A correia foi especialmente concebida para impressão do pigmento de lençóis de cama. Dollfus & MULLER mostrou também a sua correia cinto de malha aberta especialmente criada para a produção de tecidos finos, lenços, bandeiras, esses cintos têm superfícies especiais não marcadas que evitam as partículas no verso.

VeriVide

F14. Cabines de avaliação de cor DigiEye

VeriVide está comprometida com a inovação na avaliação de cor e controle de qualidade. Criar ambientes de visualização padronizada, sob medida para atender aos padrões da indústria, melhorando a qualidade e a produtividade dos fabricantes e varejistas é sempre a prioridade de VeriVide. Na feira, a empresa mostrou as cabines de avaliação de cor DigiEye (Figura 14) o recente sistema VL Luminaire, que pode projetar tanto a luz do dia padrão, quanto iluminações usadas nos pontos de venda (Figura 15).

Trützschler

F15. Com o VL Luminaire é possível projetar diferentes tipos de luz

A empresa alemã levou diversas soluções e máquinas para a feira chinesa, dentre os principais destaques apresentados estão os modelos a seguir:

18 I Revista Têxtil #746

itma asia.indd 18

05/12/2016 21:21:14


Tecnologia

F16. A carda TC 15 da Trützschler

F18. A penteadeira TCO 12A, desenvolvida em parceria com a Toyota

F17. O passador TD 9T da Trützschler

F19. O T-BLEND, feito para mistura de flocos

A carda TC 15 (Figura 16) promete 15% mais produtividade do que sua versão predecessora. Além disso, melhorias realizadas no equipamento garantem, segundo a fabricante, maior regularidade da fita, melhorando o comportamento da máquina durante seu funcionamento. Já a carda TC 10 tem como principal característica ter sido especialmente criado para as especificações do mercado Chinês. E também é produzido por lá. O passador TD 9T (Figura 17) é um passador duplo, onde a economia de espaço e produção de forma rentável são preocupações centrais. Recém-desenvolvido, ele funciona de forma particularmente econômica, graças a seu baixo consumo de energia. Há também a penteadeira TCO 12A (Figura 18), desenvolvida em parceria com a Toyota. Usando um processo inovador, o TCO 12A define novos padrões

de rentabilidade: assim que o rolo acaba, a máquina para. O rolo é separado em um ponto definido em todas as oito cabeças de pentear, e os desperdícios são aspirados. Agora, os tubos vazios são transferidos para o carrinho de rolos, e os rolos cheios são recebidos pelas cabeças de pentear. Após a preparação subsequente da extremidade do rolo, ocorre o seu posicionamento exato no final da manta, e a penteadeira reinicializa. No campo dos conceitos mostrados na Ásia está o T-BLEND (Figura 19). Feito para mistura de flocos, com qualidade reprodutível e máxima mistura. Um sistema mais acurado de pesagem do que métodos indiretos de medição volumétrica. A qualidade perfeita da mistura de fibras naturais e sintéticas de diferentes comprimentos, títulos e cores é garantida pelo sistema que se auto monitora. As soluções em nãoRevista Têxtil #746 I 19

itma asia.indd 19

05/12/2016 21:21:15


Tecnologia

F20. O sistema Voith-Trützschler

F22. O polímero reciclado, que se transforma em tapete após processado

F21. Para fabricar filamentos sintéticos, a empresa alemã conta com o M30

F23. Detalhe de máquina J 26 da Rieter

tecidos por sua vez, tiveram como representante o sistema Voith-Trützschler (Figura 20), cuja segunda unidade já está em funcionamento na China. Flushable Wipes - 100% biodegradável, panos de limpeza padrão, substratos de revestimento e feltros técnicos são apenas alguns exemplos da utilização final do véu feito por nãotecido Wetlaid e spunlace. Filamentos Sintéticos - Para fabricar filamentos sintéticos BCF e technical yarns, a empresa alemã conta com o a máquina de três filamentos M30 (Figura 21). A M30 é a mais recente membro da família de sistemas symTTex. A máquina 3-filamentos completa a gama de máquinas de BCF 2-filamentos e 4-filamentos. Assim, a configuração da máquina ideal para cada aplicação pode ser feita por encomenda. Trützschler Man-Made Fibers e EREMA Engineering Recycling Maschinen und Anlagen GmbH firmaram uma parce-

ria para reciclagem de materiais, em especial R-PET (Figura 22). Erema fornece um sistema básico VACUREMA e componentes secundários que produzem um polímero derretido livre de contaminação. Enquanto o equipamento das Trützschler transforma o material em filamentos para tapetes de alta qualidade.

Rieter

O Grupo Rieter (Figura 23) foi para a Ásia para mostrar suas soluções no processamento de fibras sintéticas e também com sua última geração de maquinário, preparado para lidar com todos os tipos de fibra comumente utilizados. Entre os destaques está o passador de cabeçote único RSB-D 50. A tecnologia ECOrized e o auto-nivelador permitem uma entrega de 33% mais velocidade. Já o CLEANcoil-PES estende o ciclo de limpeza de fibras de poliéster críti-

20 I Revista Têxtil #746

itma asia.indd 20

05/12/2016 21:21:17


Tecnologia

F24. Viajante STARLET plus da Bräcker

cas em pelo menos 100%. Além disso, o aparelho é caracterizado por um consumo de energia significativamente inferior. Mostrada pela primeira vez na China, a máquina de fiação com jato de ar J 26 é oferecido para o processamento de viscose, algodão e suas misturas. Em comparação com o modelo anterior, é ainda mais reforçada e faz com que a produção seja mais econômica mesmo em um amplo espectro de fios. Também debutou na Ásia um novo conjunto de penteamento, que compreende o E 36 OMEGAlap e seus penteadeiras E 86 para produções estabelecidas em 540 kg / h. Além dessas novidades, as marcas do Grupo, Bräcker, Graf, Novibra e Suessen, também estiveram presentes na ITMA ASIA+CITME com seus lançamentos mais recentes: • Bräcker – Levou à feira o STARLETplus (Figura 24). A novidade da marca é indicada para condições rigorosas como alta umidade ou fibras consideradas agressivas. O STARLETplus tem revestimento especial que prolonga sua vida útil em até 50% e apresenta resistência maior à corrosão. Isso garante custos de manutenção menores e a integridade dos fios durante o trabalho. O STARTLETplus é particularmente recomendado para viscose ou fios mistos de algodão com viscose e fibras tintas. O novo viajante é adequado para toda a faixa de titulagem de fios.

F25. EasyTop foi a novidade da Graf na feira asiática

F26. A coroa de aperto e corte CROCOdoff

• Graf – O principal destaque foi o EasyTop (Figura 25), aplicado em barras planas, concebidos para fixação magnética. Os topos achatados, equipado com um suporte de metal, estão ligados de forma segura e precisa, por meio de uma ligação magnética e reduzem o tempo de pausa em 70%. Eles resistem até mesmo as mais altas forças de cardagem e garantia de uma alta confiabilidade na operação. O sistema EasyTop pode ser utilizado para barras planas de alumínio com a tecnologia de fixação magnética de todos os fabricantes. EasyTop estão disponíveis para larguras de trabalho de 40”, 51” e 60” em uma seleção dos tipos bem conhecidos e comprovados de guarnições planas. • Novibra – Da marca destacou-se a coroa de aperto e corte CROCOdoff (Figura 26). Operada pela velocidade do eixo, a peça traz dentes com design melhorado para garantir que o fio seja preso e cortado com confiança. Além disso, o CROCOdoff reduz o risco do fio ser quebrado durante o arranque, minimiza a perda de material e ainda diminui o consumo de energia. CROCOdoff é adequado para o uso em máquinas novas, bem como um upgrade para algumas máquinas antigas. • Suessen – A Suessen demonstrou sua competência em lidar e processar com fibras naturais e sintéticas dentro de processos de fiação a anel e a rotor. Evolução do sistema Revista Têxtil #746 I 21

itma asia.indd 21

05/12/2016 21:21:18


Tecnologia anterior, o Elite CompactSet Advanced (Figura 27) tinha a missão de impressionar os clientes chineses – como tem feito em outras feiras – com seus componentes inovadores, como o EliTop Advanced com EliSpring e o EliTube Advanced flip.

Andritz

F27. Elite CompactSet Advanced da Suessen

F28. O neXcal, estrela do estande da Andritz Nonwovens

A Andritz Nonwovens desenvolveu a linha aXcess para atender as demandas de produtores de capacidade média, principalmente em mercados emergentes. O mais recente desenvolvimento dentro dessa linha ANDRITZ aXcess é o neXcal (Figura 28) duplo aXcess. Esta calandra baseia-se na tecnologia bem conhecida e comprovada do duplo neXcal. Projetado com uma gama de velocidades de até 600 m / min e uma largura de rolo padrão de até 3.800 mm, o neXcal duplo aXcess atende perfeitamente as exigências de produção de média capacidade até 12.000 t / a. Com um rolo na produção e um rolo na posição de stand-by, a calandra de três rolos oferece maior flexibilidade no mercado de nãotecidos de média capacidade.

Reiners + Fürst

F29. Os anéis TURBO da R + F

Para a empresa alemã, os clientes na China preferem a última geração de anéis TURBO (Figura 29) especialmente lançado para os fios compactos e Siro. Durante a ITMA em Milão R + F introduziu este novo marco em alta velocidade de centrifugação cuja superfície reforçada permite aumentar a eficiência da máquina em até 10% - especialmente quando a produção de fios de fibras sensíveis ou com maiores velocidades do eixo. Para fiação de lã, R + F introduz viajantes J para anéis com alturas de 9.1 e 11.1 mm com superfície reforçada para um melhor desempenho do processo de fiação. Diferentes formas estão disponíveis para os melhores resultados em toda a gama de fiação de lã. Para o processamento de fibras de vidro R + F mostra a mais recente série de viajantes horizontais para torção de filamentos de fibra de vidro fina para alturas de anel de 9,5 e 4,8 mm. (Figura 30)

Setex

F30. Viajantes horizontais para fibra de vidro fina da R + F

Com o passar dos anos, softwares de gerenciamento ganharam seu espaço no têxtil. A mais recente novidade no assunto é o novo sistema SETEX Orga-

22 I Revista Têxtil #746

itma asia.indd 22

05/12/2016 21:21:19


Tecnologia

F31. O novo sistema SETEX OrgaTEX X1

F33. A A1 AWS 6/S G16 produz tecido de lã de alta qualidade

F32. A P2 type TGV da Dornier

F34. Já a A1 AWS 4/J G produz tecidos para airbags

TEX X1(Figura 31). O software fornece novas possibilidades para realizar um fluxo de trabalho digital eficiente. Após 3 anos de desenvolvimento e mais de 25.000 linhas de código-fonte – o mesmo que em dois livros da série “Harry Potter” – o OrgaTEX X1 gerencia e analisa processos e receitas de produção, se adaptando para otimizá-lo ao máximo.

antibalísticos para proteger contra lesões ou morte, compósitos de fibras de vidro ou de carbono para reduzir massas movidas e as emissões de CO2 . Em todos estes setores, DORNIER “Green Machines” têm sido indispensável ​​para fabricação personalizada de tecidos de precisão nas respectivas áreas de aplicação. Entre os destaques da feira estiveram P2 type TGV, a A1 type AWS 6/S G16 e a A1 type AWS 4/J G. A P2 type TGV (Figura 32) substitui a P1 PTV com uma qualidade ainda maior. Principalmente na produção de tecidos de filtro de alta densidade. Os tecidos produzidos mantém a contagem de malha constante por cm2 e são, portanto, completamente homogêneos. Já a máquina de tecelagem com jato de ar A1 type AWS 6/S G16 (Figura 33) de última geração produz um tecido feito de lã de alta qualidade, voltado ao setor de moda masculina. As demandas da classe média chinesa por roupas de alta qualidade têm aumentado significativamente nos últimos anos. Vários estudos profeciam de que esta tendência irá crescer ainda mais, o que abre grandes oportunidades para tecelões chineses para produzir qualidade superior para

Dornier

Lindauer DORNIER GmbH apresentou conceitos de máquinas líderes de mercado para a produção de tecidos altamente sofisticados na ITMA ASIA + CITME 2016 em Xangai. Sob o lema DORNIER “The Green Machine” (A Máquina Verde), a empresa que fabrica as máquinas exclusivamente na Alemanha, apresentou soluções abrangentes como ponto focal para “tecnologias verdes”. Isto significa não só para a cor verde observado nos teares DORNIER, mas também o “efeito sustentável” de artigos fabricados com estas máquinas. Estes tecidos são de importância decisiva para muitos ramos, como filtros para purificação da água ou ar, airbags e estruturas

Revista Têxtil #746 I 23

itma asia.indd 23

05/12/2016 21:21:20


Tecnologia o mercado de vestuário e para ser bem sucedido neste segmento. O desafio aqui é especial para produzir um tecido com esta qualidade, ao mesmo tempo que cumpre os requisitos mais exigentes com alta produtividade, que a DORNIER promete superar. A A1 type AWS 4/J G (Figura 34), por sua vez, é uma máquina voltada à produção de airbags pequenos. Este tipo de airbag com pequeno tamanho de embalagem é utilizada, por exemplo, como proteção contra impactos laterais. Uma vez que a proteção aos ocupantes é preocupação constante na indústria automotiva, os mercado de airbags está sempre em crescimento e a A1 na versão Jacquard, com sua alta produtividade e confiabilidade, atende critérios econômicos e ecológicos.

SSM

A empresa sediada na Suíça apresentou pela primeira vez sua série X. As máquinas (TWX-W / D, PWX-W e PSX-W / D) foram criadas para processos de enrolamento reduzidos, mas sem perder a qualidade, garantindo a economia. Da SSM GIUDICI veio a DP5-T para o processamento de fios com efeito espesso e finos. Já a bobinadeira de montagem de precisão SSM DURO-TD (Figura 35) para fios técnicos mais grossos oferece um novo nível de flexibilidade e qualidade simultaneamente. Garantindo assim máximo desempenho em todos os processos que realiza. Contudo, quem atraiu mesmo os holofotes foi a plataforma XENO (Figura 36). Equipada com o algoritmo de enrolamento DIGICONE® 2 melhorado, ela oferece um aumento de 10-20% na densidade do processo de tintura com os mesmos parâmetros. A empresa ainda mostrou o SSM TK2-20 CT / KTE, um enrolador de acabamento para linhas de costura que concluiu a gama de máquinas mostradas em Xangai.

F35. A SSM DURO-TD é ideal para para fios técnicos mais grossos

F36. A XENO-YW- DIGICONE 2 está no estande da SSM

Stäubli

Stäubli apresentou uma seleção de seus produtos mais modernos dedicados a atender os pré-requisitos específicos do mercado asiático. Entre os destaques em maquinário está a máquina Jacquard eletrônica LXL (Figura 37) é ideal para a tecelagem de tecidos planos, tecidos felpudos e técnicos em todos os tipos de teares. Robusta e

F37. A máquina da Stäubli

24 I Revista Têxtil #746

itma asia.indd 24

05/12/2016 21:21:24


Tecnologia

F38. A S3062 é voltada para aplicações com jatos d’água

F39. A SAFIR S40 é uma máquina de liçamento móvel

F40. O efeito “Magic Shadow produzido pelas máquinas ALPHA 400 e ALPHA 500

F41. O YarnMaster ZENIT+ da Loepfe

resistente, a nova máquina é indicada para trabalhos pesados, por sua largura de 280 cm. Também pode trabalhar em conjunto com outra máquina igual para atingir formatos maiores de produção. A Stäubli garante resultados excelentes em quase todas as aplicações, seja com tecidos felpudos, decoração, tapeçaria, tecidos de seda, moda ou tecidos automobilísticos, bem como artigos técnicos e airbags. Já a S3062 (Figura 38) é voltada para aplicações com jatos d’água. Pode ser instalada em máquinas de tecelagem de82/83, oferece ainda rolamentos livres de manutenção. A SAFIR S40 (Figura 39), por sua vez, é uma máquina de liçamento móvel com estações estacionárias de liçamento, é adequada para tecidos de algodão como denim, roupa de cama e mesa, tecidos para camisaria, usando no máximo 12 quadros de liços. Em um único ciclo, os fios do rolo de urdume são liçados diretamente nas lamelas, nos liços e no pente. Além do maquinário, no estande da Stäubli também foi possível ver amostras de tapetes produzidas pelas máquinas ALPHA 400 e ALPHA 500. De acordo com a fabricante, nos produtos é possível ver duas marcas registradas da fabricante: os efeitos “Magic Shadow” (Figura 40) e “Carpect Ef-fect”. Com tantas fabricantes de renome apresentando novidades, muitas delas desenvolvidas especialmente para o mercado asiático – e mais especificamente para o chinês –, a ITMA ASIA + CITME mostra uma relevância cada vez mais notória no calendário têxtil mundial.

Loepfe

A Loepfe é outra empresa que esteve presente na ITMA Asia com soluções em sensores para controle de qualidade. Na feira, a companhia apresentou o YarnMaster ZENIT+ (Figura 41). De acordo com a Loepfe, o novo equipamento tem processamento rápido e a última palavra em tecnologia de medição. O fabricante reitera que a nova solução pode detectar até as irregularidades mais sutis nos fios. O novo ZENIT+ ainda é capaz de oferecer uma avaliação da qualidade do fio em múltiplas camadas, garantindo a eficácia do processo. Revista Têxtil #746 I 25

itma asia.indd 25

05/12/2016 21:21:27


Tecnologia Totalmente conectado, o sistema ainda pode ser controlado remotamente pelos técnicos da Loepfe, quando preciso. Assim, eles podem checar à distância o status da unidade central de processamento e realizar atualizações de software, garantindo maior confiabilidade. Além da novidade ZENIT+, a Loepfe ainda mostrou na feira soluções como o WeftMaster Falcon-I, um sensor óptico que pode avaliar os fios a uma velocidade de até 30/s, indicado para fios técnicos de alta performance, como é o caso da aramida e da fibra de vidro.

Saurer

O grupo Saurer foi á feira chinesa decidido a satisfazer às demandas por ergonomia e economia de energia. A Saurer foi representada no evento por suas marcas, que trouxeram soluções em automação para diversas etapas da cadeia têxtil. Começando pela Schlafhorst and Zinser. Com estratégias focadas em otimizar a produção e processos livres de mãos humanas a linha Zinser teve como principal representante a Zinser 72 (Figura 42), que fez seu debute na Ásia, embora já tenha estado presente na ITM, em Istambul. A Zinser 72 é uma máquina de fiação de anéis que traz como atributos a economia e a interface amigável com o operador. De acordo com a Saurer, ela é capaz de apresentar uma redução nos custos na casa dos 11%. Já a Autoconer 6 (Figura 43) é uma bobinadeira criada para parques industriais automatizados e com poucos empregados. A máquina é capaz de produzir 12% mais em comparação a suas antecessoras e utiliza 20% menos energia. Equipada com sensores inteligentes e tecnologia de auto-calibragem, a Autoconer 6 é preparada para operar com um mínimo de pessoal, garantindo um processo totalmente automatizado e, ainda assim, confável. Outra estrela da Schlafhorst foi o Autocoro 9 (Figura 44). Trata-se de uma máquina de fiação a rotor, que chegou ao mercado com a tarefa de superar sua predecessora. O objetivo, de acordo com a Schlafhorst, foi atingido com sucesso e o que foi mostrado na Ásia é um equipamento que consome até 25% menos energia e economiza 19% em rotores, enquanto trabalha a uma velocidade de até 180.000 rpm.

F42. A Zinser 72 é uma máquina de fiação de anéis capaz de apresentar uma redução nos custos na casa dos 11%

F43. A Autoconer 6 é uma bobinadeira criada para parques industriais automatizados e com poucos empregados

F44. O Autocoro 9 consome até 25% menos energia e economiza até19% em rotores, enquanto trabalha a uma velocidade de 180.000 rpm

26 I Revista Têxtil #746

itma asia.indd 26

05/12/2016 21:21:28


Tecnologia Já a Allma & Volkmann, outra divisão do grupo Saurer, levou soluções para os segmentos de fios de fibras cortadas, fios industriais e para carpetes. Os destaques foram o CompactTwister (Figura 45) e o CableCorder CC4. O primeiro é uma máquina de torcer para fios de fibras cortadas. Graças aos conceitos eco-drve e eco-spindle, a máquina é capaz de operar com uma economia de energia até 40% maior do que suas antecessoras e, por trabalhar em altas velocidades (até 120 m/min) também O CableCorder CC4 (Figura 46), por sua vez, é uma máquina para produção de reforços para pneus (tire cord) também orientado pela economia.

De acordo com a Saurer, a máquina gasta até 50% menos energia e também é mais eficiente, uma vez que também diminui pela metade a incidência de quebras nos fios. Entre as soluções para bordados, a Saurer mostrou pela primeira vez na ITMA Ásia, o sistema HeadLine. Completo, o conjunto traz cabeçotes controlados eletronicamente para reforços, fitas e lantejoulas. O sistema HeadLine chama a atenção por sua precisão mesmo em velocidades de produção maiores. Além disso, permite que o operador troque e posicione rapidamente e facilmente cada cabeçote individualmente. Equipado também com um ergonômico sistema de elevação, que garante uma visão otimizada da área e de todo o bordado.

Pleva

F45. O CompactTwister é uma máquina de torcer para fios de fibras cortadas

A Pleva levou ao oriente soluções para os processos de tintura, secagem. Entre as novidades mostradas os destaques foram o ECO-OPTIDRY, sistema de controle que otimiza os processos, garantindo economia de recursos. A principal novidade é um medidor do consumo de energia que permite monitorar em escala real os gastos e diminuí-los, deixando o processo de secagem mais eficiente. O sistema ainda traz uma função “Auto-Setting”, que traz diversos números pré-programados, facilitando o trabalho para os operadores. Já o Padder Control garante a distribuição uniforme dos banhos nos processos de tintura. Isso é possível devido a um sensor que mede o tecido por meio de micro-ondas e ajusta os parâmetros de altura e largura, para cobrir toda a peça. O StraitghLiner, por sua vez é um sensor dotado de uma câmera de alta resolução para processos de controle de qualidade. Para encontrar distorções em qualquer tipo de tecido, diferentes tipos de câmera podem ser incorporadas à solução, incluindo uma específica para denim preto.

Santex Rimar Group

F46. O CableCorder CC4 diminui pela metade a incidência de quebras nos fios

O grupo sediado na Itália abastece o mercado asiático por meio de sua fábrica localizada em Xangai. “Com quase 30.000 máquinas instaladas no mundo todo, estamos sempre visitando clientes e ouvindo o que eles têm a dizer. Nosso objeRevista Têxtil #746 I 27

itma asia.indd 27

05/12/2016 21:21:28


Tecnologia

F48. A GS940 F é uma máquina Jacquard criada para produzir tecidos felpudos de primeira categoria

F47. A Decofast é uma máquina para decatizar lã, que também é resultado do trabalho da empresa para reduzir custos na indústria têxtil

F49. A Cavilmet P+P vem montada com a fiação instalada, praticamente uma plug and play

tivo é fornecer soluções sob medida em termos de sustentabilidade e qualidade para que nossos clientes possam construir um relacionamento sólido com os clientes deles. O sucesso deles é o nosso sucesso”, disse Stefano Gallucci, CEO do Santex Rimar Group. Para a ITMA Ásia, a empresa levou algumas de suas novidades. Entre elas está a Decofast (Figura 47), uma máquina para decatizar lã, que também é resultado do trabalho da empresa em reduzir custos na indústria têxtil. A Decofast também está preparada para processar novos elementos incorporados à lã, como os elastômeros, utilizados em roupas de vestuário informal. A empresa também levou a GS940 F (Figura 48), uma máquina jacquard criada para produzir tecidos felpudos de primeira categoria. A máquina utiliza

tecnologia Dynamic Pile Control para criar padrões únicos para os trabalhos produzidos, como formas de onda, por exemplo. De acordo com a Santex, os clientes que contarem com a GS940 F em sua linha de produção terão uma boa vantagem em relação a seus concorrentes. Já a Cavilmet P+P (Figura 49) é uma máquina compacta desenvolvida com os objetivos de precisão, produção e rentabilidade no revestimento Hotmelt e laminação usando um rolo gravado. Integrados dentro da armação da máquina, estão tanto os enroladores, como os reenroladores, aceitando rolos de até 600 mm de diâmetro. Para mudar de uma função para a outra, basta remover os rolos expansores de escova. A máquina já vem montada com a fiação instalada, praticamente uma “plug and play” para o segmento têxtil.

28 I Revista Têxtil #746

itma asia.indd 28

05/12/2016 21:21:34


Tecnologia

F50. As agulhas Litespeed Plus economizam 20% de energia por conta da geometria otimizada

F.51 As agulhas GEBECON se destacam pela alta resistência à dobra

Groz-Beckert

A fabricante de agulhas alemã também esteve presente no evento, estrategicamente com maquinas de acrílico transparente, possibilitando assim a visibilidade de seus produtos em funcionamento. A Groz Beckert também aproveitou a oportunidade para apresentar aos consumidores asiáticos as soluções que levou à Turquia e em outros eventos, como as agulhas Litespeed Plus (Figura 50), que economizam até 20% de energia em máquinas de tricotar convencionais, por conta de sua geometria otimizada. Outro grande destaque da mostra foi as soluções para trabalhos com tecidos de feltro, como a combinação das agulhas GEBECON (Figura 51) e EcoStar. Apresentadas na última edição da ITM, no meio do ano, a primeira se destaca pela alta resistência à dobra, caso da primeira. Já EcoStar chama a atenção pela versatilidade, sendo também indicada para produção de tecidos utilizados no segmento automotivo.

AMEC

Com 80% de sua produção voltada para o exterior, as empresas espanholas também estiveram pre-

sentes na feira por meio da Associação Multi-setorial de Empresas, a AMEC, entidade que reúne fabricantes do país em diversos segmentos. Confira algumas das novidades: Inedit Software: Especialista em programas gráficos em plataforma Apple, a empresa apresentou o NeoStampa 8 Professional, que traz um sistema inovador de gerenciamento de cores para impressão digital. Outra solução foi o NeoTextil 8, que consiste em um pacote de pluggins que otimiza o Photoshop para trabalhos têxteis. Electro Jet: A ADR Rovematic tem moldura móvel e permite trabalhar com os tamanhos 16x6” e 16x7”. Rápida, ela inicia automaticamente sem a intervenção do operador, o que permite uma notável redução nos tempos de parada da máquina, o que aumenta a produção. Galan Maquinário Têxtil: A Galan levou a linha para trabalhos pesados Heavy Duty. A gama consiste em máquinas de dobragem e torção com diâmetro de anéis entre 100 e 400 mm (de 4” a 16”); eixo com capacidade para 300 x 300 mm (12” x 12”) e bobinadeiras para produção de bobinas cônicas ou cilíndricas, com ou sem tubo, de medidas 4x4”, 6x6”, 8x8”, 10x10” até 12x12” Gali Internacional: A Gali levou sua gama de impressoras planas para serigrafia. Os modelos eletrônicos LM, LXP e LMU foram algumas das opções mostradas, além de modelos mais robustos para alta produção, com dois cabeçotes. Gomplast Rollers: Entre os rolos apresentados pela empresa, estavam o Texblank, desenvolvido em Hypalon para suportar condições extremas, como alta temperatura e alcalinidade e oxidantes, como soda cáustica e peróxido de hidrogênio. A empresa também mostrou os rolos Flexopad para os processos de tintura, que asseguram a distribuição uniforme da tinta no tecido e o Byflex High Squeeze System, feito com polímeros de alta resistência para ser utilizado em situações com alto índice de aperto e fricção. Jeanologia: Focada em denim, a empresa tem 20 anos de atuação e se destaca no mercado pelas suas tecnologias de acabamento. Para a feira asiática, a Jeanologia levou suas soluções em laser e ozônio que a tornaram referência. Revista Têxtil #746 I 29

itma asia.indd 29

05/12/2016 21:21:35


Tecnologia Tacome: Com cerca de 40 anos de história, a Tacome levou à feira suas tecnologias para produção de cobertas em diversos tecidos. Entre eles acrílicos e poliéster. Talleres Ratera: Fundada em 1942, a empresa cria máquinas e soluções para entrelaçamento. Com uma gama composta por 350 modelos, a companhia espanhola foi à China para estreitar relacionamentos e angariar clientes entre os mais de 120 países para os quais exporta. Rius-Comatex: Entre os equipamentos apresentados estão unidades de urdidura direta e seccional e diversas máquinas de tricotar.

Toyota

Ainda no continente asiático, a japonesa Toyota apresentou algumas de suas últimas tecnologias nesta edição da ITMA ASIA. Entre os destaques, foi mostrado pela primeira vez o LWT810, um tear a jato d’água, que segundo a empresa supera seu antecessor, o LWT710, em todos os itens importantes. Desde melhorias na operação até performance e rapidez. Ideal para atender não só as demandas do mercado asiático, como também o global. No campo dos teares a jato de ar, a empresa ainda demonstrou o tear JAT810 (figura 52), que recebeu implementos para ficar mais

F.52 O JAT 810 recebeu implementos para ficar mais rápido e econômico em termos de energia, além de versátil

rápido e econômico em termos de energia, além de versátil em relação à sua gama de funcionalidades. Fechando os destaques do estande, estava o filatório por anel RX300, que traz as tecnologias Mosaic Yarn, que permite selecionar a cor/fibra e a espessura do fio, em qualquer configuração, e o End break sensor. Feito em colaboração com a USTER Technlogies, o sistema detecta quebras no fio por meio de um sensor e reporta a inconsistência ao operador por meio de uma lâmpada de alerta. RT

EMPRESAS ITALIANAS EM PESO A ITMA Asia + CITME 2016 contou com a presença de cerca de 130 empresas italianas, todas organizadas e representadas pela ACIMIT, Associação Italiana de Fabricantes de Máquinas Têxteis. O número expressivo de representantes do país na feira é um exemplo do quão positivo é o olhar dos italianos para o mercado asiático, em especial o chinês. “Esse número mostra que nossas empresas estão confiantes em um maior crescimento dos mercados asiáticos. Em comparação com a última edição da ITMA ASIA, o espaço reservado pelos expositores italianos cresceu 13%”, comenta Raffaella Carabelli, presidente da ACIMIT. A executiva ainda finaliza dizendo que a preocupação dos fabricantes italianos com conceitos como sus-

tentabilidade, tecnologia e aumento da produtividade são os principais atributos que atraem os consumidores chineses. “Menos de um ano depois da ITMA Milão, os fabricantes de máquinas italianos estiveram presentes em Xangai com novas propostas, visando fornecer padrões de produção rigorosos, reduzindo custos de energia, água, produtos químicos e outras matérias-primas”, conclui Carabelli. Na primeira metade de 2016, o valor somado das vendas de maquinário têxtil feitas da Itália para a China cresceram 11% em relação ao mesmo período do ano anterior, totalizando 152 milhões de euros. O número corresponde a cerca de 17% de todas as exportações do país europeu.

30 I Revista Têxtil #746

itma asia.indd 30

05/12/2016 21:21:35


Notícias Segundo relatório elaborado pela Frost & Sullivan's Global Visionary Science Practice, consultoria norte-americana especialista em tecnologia, o campo dos tecidos biomédicos será um mercado em ascensão no país nos próximos anos. De acordo com o reporte, os tecidos biomédicos auxiliam na rápida recuperação dos pacientes em implantes e, muitas vezes eliminam a necessidade de uma nova cirurgia, além de deixar os procedimentos menos invasivos, fator importante a medida que a população envelhece e se torna mais vulnerável ao passar por esse tipo de cirurgia . “Os implantes médicos baseados em polímeros e produtos biológicos, tais como Poly Ether Ether Ketone (PEEK), Politetrafluoroetileno (PTFE), Poliéster, Polietileno e Polipropileno, trazem resistência, flexibilidade e biocompatibilidade. São tendências que oferecem tremendas oportunidades de crescimento em todo este setor”, afirma Arun Ramesh, analista da Frost & Sullivan's.

Foto: Divulgação

NORTE-AMERICANOS INVESTEM EM TECIDOS BIOMÉDICOS

A ITM, uma das feiras mais importantes do segmento têxtil, já está com inscrições abertas para os interessados em expor na sua próxima edição, marcada para acontecer entre 14 e 17 de abril de 2018, na cidade de Istambul, na Turquia. Para saber mais sobre preços, espaços disponíveis ou outras informações, basta preencher o formulário disponível no site http://www.itm2018.com/katilim-eng/ ou enviar um e-mail para sales@itm2018.com. Referência para o segmento, a feira bienal é onde os fabricantes de maquinário têxtil expõem suas mais recentes tecnologias, sendo muitas delas pela primeira vez. Neste ano, a feira turca aconteceu entre os dias 1 e 4 de abril e contou com a visita de quase 50 mil profissionais. Dentre eles, a Revista Têxtil.

Foto: Divulgação

ITM ABRE VAGAS PARA PRÓXIMA EDIÇÃO

Revista Têxtil #746 I 31

noticia.indd 31

05/12/2016 21:20:10


Notícias

A Índia irá reduzir suas exportações de algodão entre o final de 2016 e 2017 em 28%, segundo a consultoria de mercado têxtil YnFx. De acordo com a empresa, a mudança no panorama se dará por conta da redução de demanda vinda do Paquistão, que comprará a matéria-prima de outros países como o Brasil e os Estados Unidos. “O Paquistão ainda precisa importar, mas os compradores paquistaneses estão se voltando ao Brasil e aos EUA”, diz o produtor Pradeep Jain, que reside no estado indiano de Maharashtra.De acordo com Kavita Gupta, representante do setor têxtil indiano, o país irá vender ao vizinho entre 1 milhão e 1,5 milhão de fardos, uma queda considerável, frente aos 2,7 milhões de fardos exportados no ano anterior. De acordo com a YnFx, a redução na parceria comercial tem a ver com o aumento da tensão na região da Caxemira, disputada por Índia e Paquistão desde a segunda metade da década de 1940. O Paquistão é o terceiro maior país comprador de algodão do mundo, enquanto a Índia é o país que mais produz a matéria-prima no mundo.

A Durst, companhia que também atua no segmento de impressão têxtil aumentou suas vendas no Brasil em 30% em 2016, quando comparado com o ano anterior. Entre as novidades em maquinário apresentadas neste ano, a empresa lançou, para o segmento têxtil, as séries Rhotex para impressão digital diretamente em tecidos de diversas naturezas, sem necessidade de pré ou pós-tratamento. O crescimento motivou a empresa a aumentar sua estrutura no País em 40% incluindo novos colaboradores e investimentos no Centro de Reparos de Módulos de Impressão – o único do mundo em operação fora da Itália, onde fica a matriz da companhia. “Grande parte de nosso crescimento se deve à mudança de postura do mercado brasileiro, que está notando, cada vez mais, a necessidade de investir para manter a competitividade. Um bom exemplo é o investimento que fizemos no Repair Center para recuperação local dos módulos de impressão, que não precisam mais ser enviados para o exterior. Isso poupa tempo para os clientes”, afirma Ricardo Pi, diretor geral da Durst Brasil. O executivo ainda espera que a empresa cresça mais no ano que vem. “Planejamos manter o mesmo ritmo para 2017 e estamos trabalhando com uma projeção de crescimento de 30% também para o ano que vem, através de novas máquinas, e, também, novas soluções no campo de serviços”, finalizou.

Foto: Divulgação

DURST CRESCE EM 2016 E AUMENTA ESTRUTURA

Foto: Divulgação

ÍNDIA REDUZ EXPORTAÇÕES DE ALGODÃO E BENEFICIA O BRASIL

32 I Revista Têxtil #746

noticia.indd 32

05/12/2016 21:20:13


Notícias VICUNHA APOIA CONCURSO DE MODA INCLUSIVA

BRÜCKNER SE CONSOLIDA NO MERCADO INDIANO

A Vicunha Têxtil foi uma das apoiadoras da 8ª edição do Concurso de Moda Inclusiva, promovido pela Secretaria do Estado dos Direitos da Pessoa e cuja final aconteceu no dia 15 de outubro, no Parque da Água Branca, em São Paulo (SP). O estilista Eduardo Inácio, de Campo Grande (MS), venceu os dois primeiros lugares da disputa com duas propostas que favoreceram a ergonomia e a praticidade. O look vencedor, intitulado Solar Power, trouxe uma solução feminina focada na tecnologia. Uma jaqueta preta produzida com o denim premium Marina Black II, com efeito flamê e de toque macio, exibia ilhós para acomodar fones de ouvido e painéis solares que possibilitam carregar aparelhos portáteis. Além disso, a peça possui aberturas em zíper com argola nas laterais e capuz com a possibilidade de embutir na gola. O estilista criou também uma camiseta oversized, com abertura de botões de pressão nos ombros e calça com cinto interno e pences nos joelhos. Todas as peças traziam leitor QR CODE com áudio descrição das funcionalidades e etiqueta em braile. Em segundo lugar, ficou o look masculino do estilista campo-grandense, batizado de Solar Energy. Seguindo a mesma proposta de conforto e modernidade, Inácio criou uma jaqueta funcional trabalhada em patchwork, que uniu recortes do brim Sharon, com brilho sutil e aspecto de couro, a retalhos de denims. “As peças foram trabalhadas com o conceito de upcycling, então usei jeans com aparência rústica, como se fosse reciclado”, explica. O denim Flick, super leve e com efeito de textura de pequenos quadriculados, foi a aposta para o forro da peça, tornando a criação ainda mais descolada. Bicampeão do concurso – venceu também a edição 2015, Eduardo Inácio recebeu metragens de tecidos Vicunha, uma forma de incentivo da empresa às criações apresentadas, e fará um mês de estágio remunerado na fabricante. “Eu possuo formação técnica em fiação com ênfase em beneficiamento têxtil. Por isso, um mês de experiência na Vicunha vai enriquecer muito o meu conhecimento. Acredito que será supreendente”, comenta o vencedor.

A Brückner está consolidando seu sucesso no mercado indiano. Neste fim de ano, a Laxmipati Sarees, encomendou uma nova máquina de stenter para Brückner. A ideia é substituir a tecnologia mais antiga por uma equivalente mais atual. De acordo com a empresa, a nova máquina deixa a Laxmipati Sarees mais próxima de atingir as metas em controle de poluição e conservação de energia. Além de aumentar o desempenho, qualidade e a segurança da produção. O pedido também mostra que a Brückner está bem representada na Índia. “Nós temos uma relação bem forte e duradora com nosso representante na Índia”, comenta Andreal Corgnati, gerente de vendas setorial da Brückner.

Revista Têxtil #746 I 33

noticia.indd 33

05/12/2016 21:20:13


Notícias COLOMBIATEX INICIA O CALENDÁRIO TÊXTIL DO ANO QUE VEM

FEBRATEX GROUP TEM NOVO GERENTE COMERCIAL O Grupo Febratex, que promove a Feira Brasileira para a Indústria Têxtil - Febratex, realizada em Blumenau, no estado de Santa Catarina e outros eventos, como a Tec-

Inexmoda, instituto local que trabalha em prol do setor têxtil e também organiza o evento. Além da tradicional feira, a Colombiatex de Las Américas também reúne personalidades do setor em palestras importantes para discutir o futuro do mercado no Pavilhão do Conhecimento. “No Inexmoda, o lema ‘agregar conhecimento para capacitar o segmento da moda’ nos move, porque acreditamos que este é um veículo para a transformação social e empresarial. Foi por esse caminho que decidimos desenvolver o Pavilhão do Conhecimento - Inexmoda UPB. Há palestrantes nacionais e internacionais que motivam nosso público com alto conteúdo acadêmico e histórias de sucesso”, afirmou Luz Adriana Naranjo, Diretora de Estratégia de Transformação do Inexmoda, entidade que promove a Colombiatex e outros eventos o setor no país.Todos os destaques da feira colombiana estarão na próxima edição da sua Revista Têxtil.

notêxtil Brasil e a Febratêxtil (SP), anunciou seu novo gerente comercial, Ricardo Rossi. Com vasta experiência no setor, Rossi já foi representante da Câmara Setorial de Máquinas Têxteis e, segundo a empresa, “vem somar no crescimento e na internacionalização das feiras promovidas pelo grupo”.

Foto: Divulgação

Realizada desde 1989, a Colombiatex de Las Américas irá abrir as portas para visitantes e expositores entre os dias 24 e 26 de janeiro de 2017. Já considerado um dos mais importantes eventos do setor, a feira, que acontecerá mais uma vez no espaço Plaza Mayor da cidade colombiana de Medelim, reúne players locais e internacionais de todas as etapas da cadeia têxtil. Desde fabricantes de maquinário até importantes nomes locais do mundo da moda, abrindo o calendário de eventos do setor programados para acontecer no ano que vem. Para a próxima edição, a feira já confirmou 520 expositores e espera que o público presente supere as 21.300 que visitaram a edição deste ano. “A Colombiatex 2016 gerou resultados positivos em termos de negócios e networking. Mas, ao mesmo tempo, também criou novas expectativas para as empresas que compõem uma indústria que é representativa no país”, comentou Carlos Eduardo Botero, presidente do

Durante o fechamento desta Revista Têxtil, a cidade de Mumbai na Índia recebe mais uma edição da Índia ITME, a feira de maquinário para indústria têxtil que se estendeu entre os dias 03 e 08 de dezembro no Bombay Convention & Exhibition Centre. Em sua décima edição, o evento recebeu quase 150 mil pessoas, que foram conferir o que 848 empresas mostraram em 100 mil metros de área de exposição. Os principais destaques, como o A1, tear a jato de ar da Dornier, você conferirá na próxima edição da Revista Têxtil.

Foto: Divulgação

INDIA RECEBE FEIRA TÊXTIL

34 I Revista Têxtil #746

noticia.indd 34

05/12/2016 21:20:14


Notícias

A Techtextil, uma das principais feiras internacionais de tecidos técnicos e nãotecidos, que acontecerá simultaneamente com a Texprocess, vai sediar mais uma vez o concurso “Estruturas Têxteis para Novos Materiais”, com o objetivo de mostrar o talento dos jovens. Os organizadores convidam os estudantes de engenharia civil, design de produto e disciplinas afins, bem como jovens profissionais, a participar da competição com suas idéias de construção com têxteis ou materiais têxteis. As inscrições podem ser feitas no site do concurso até 26 de Fevereiro de 2017. A disputa, que está na sua 14ª edição, é patrocinada pela rede internacional TensiNet, com prémios no valor total de 8.000 euros. O objetivo do concurso é identificar pensamentos e soluções inovadores para problemas, com projetos capazes de concretização que utilizam têxteis ou materiais têxteis reforçados, além de interligar gerações mais jovens, universidades e a indústria de tecidos técnicos. Os trabalhos vencedores serão exibidos para expositores e visitantes internacionais durante a cerimônia de apresentação oficial e em uma exposição especial na Techtextil 2017, que acontece de 9 a 12 de maio do ano que vem em Frankfurt, na Alemanha. Com o concurso bienal, a Techtextil apresenta exemplos inovadores e práticos de construção de materiais têxteis ou reforçados com têxteis e promove a comunicação entre os especialistas consolidados e estudantes ou jovens profissionais, nascidos após março de 1988, já formados.

Entre os dias 06 e 09 de fevereiro de 2017, o Paris Le Bourget, na capital francesa, irá receber mais uma edição da Avantex Paris, a feira que mistura tendências de moda e de alta tecnologia. “O evento de fevereiro de 2017 tem o objetivo de aumentar a demanda por produtos de moda inovadores, além de promover a interação, que é um fator vital no desenvolvimento de novos produtos", comentou Michael Scherpe, presidente da Messe Frankfurt França, organizadora da feira. Em sua segunda edição, a Avantex Paris agora pretende incluir todos os domínios da moda de alta tecnologia, desde fibras até produtos acabados, desde o projeto inicial até as vendas. As ofertas dos expositores serão classificadas em quatro segmentos principais: Materiais e Componentes; Vestuário e Acessórios; Estúdio de Protótipos e Varejo Inteligente. Fórums com palestras, mesas redondas e passarelas serão organizados em toda a exposição para fornecer aos visitantes explicações e informações. Enquanto isso, parcerias com o Instituto Austríaco de Fibras Sintéticas, organizador do Congresso de Dornbirn, e Techtera, o Cluster de Competitividade para Têxteis e Materiais Flexíveis na Região Rhône-Alpes, fornecerão relatórios de primeira mão sobre o apoio de profissionais para o mundo da moda. A proposta é aumentar o que foi feito na edição deste ano. "Em setembro de 2016, o show foi ampliado com a adição de uma ágora para palestras, cujo objetivo era promover e facilitar o diálogo sobre os grandes avanços no desenvolvimento da moda de alta tecnologia", comenta Scherpe.

Foto: Divulgação

AVANTEX MESCLA MODA E TECNOLOGIA EM PARIS

Foto: Divulgação

FEIRA ALEMÃ TERÁ PRÊMIO DE NOVOS TALENTOS

Revista Têxtil #746 I 35

noticia.indd 35

05/12/2016 21:20:14


Relação de Fornecedores SUMÁRIO DETALHADO ABIT............................................ 37 ABTT........................................... 37 ARMARINHOS 25....................... 37 BRASTEMA................................ 38 CACR.......................................... 39 CARMELO................................... 39 BTSR................................... 39 FLAINOX.............................. 39 GRUPPO LONATI................ 39 JINGME............................... 39 SANTONI GROUP............... 39 FCEM.......................................... 39 HAVIR.......................................... 40 J-TECK........................................ 39 KAARI MAQUINAS..................... 39 MILAINOX................................... 40 MVAZ........................................... 40 BE.MA.TEX.......................... 40 BRÜCKNER......................... 40 GS........................................ 40 MAHLO................................ 40 RSG..................................... 40 TEKMATEX.......................... 40 THIES.................................. 40 TSUDAKOMA....................... 40 NILIT............................................ 40 ORIZIO........................................ 41 RIETER....................................... 41 RIVITEX....................................... 41 BRÄCKER............................ 41 LEGROM.............................. 41 NOVIBRA............................. 41 SAURER...................................... 42 SCHICK BIN................................ 42 SILMAQ....................................... 42 BRONGO............................. 42 BULLMER............................ 42 DTG DIGITAL....................... 42 EPA AKIN............................. 42 JUKI..................................... 42 KORNIT DIGITAL................. 42

M&R..................................... 42 MACTEC.............................. 42 NIPPON CAD SYSTEM....... 42 NIPPON SPECIAL............... 42 RACING............................... 42 SEIT..................................... 42 SIRUBA................................ 42 SOKO CHIMICA................... 42 SUNSTAR............................ 42 SWF..................................... 42 TAJIMA................................. 42 TGI ...................................... 42 VEIT BRISAY....................... 42 SPG PRINTS............................... 41 STÄUBLI...................................... 41 TABATEX.................................... 43 AMSLER.............................. 43 BMSVISION......................... 43 BROELL............................... 43 CANLAR............................... 43 DOLLFUSS MULLER.......... 43 DUNLINE............................. 43 EAT...................................... 43 EFFE.................................... 43 FIBER COMPOSITi.............. 43 ITEMA.................................. 43 JKS...................................... 43 KLEANLAND........................ 43 LOEPFE............................... 43 PINDARUS........................... 43 PREMIER............................. 43 RESEDA BINDER................ 43 SAMATEX............................ 43 SCHLENTER....................... 43 STAEDTLER UHL................ 43 TEXTAPE............................. 43 XTY...................................... 43 TOYOTA....................................... 43 TREMEMBÉ................................ 43 TRICOSTURA............................. 44 WEKO......................................... 44

36 I Revista Têxtil #746

RELAÇÃO DE FORNECEDORES.indd 36

07/12/2016 18:11:58


Relação de Fornecedores

RELAÇÃO DE FORNECEDORES

2017

Associação Brasileira de Tecnologia Têxtil, Confecção e Moda A ABTT, Associação que congrega profissionais das áreas têxtil, de confecção e de moda, há mais de meio século, tem como objetivo a divulgação de avanços tecnológicos para os que atuam na cadeia têxtil, moda, vestuário, sejam eles estudantes, profissionais ou professores. Promove Congressos, Seminários e conferências, nacionais e internacionais, em diversas localidades, buscando atender aqueles que buscam conhecimento. Fone: 11 – 4587-5530 Fax: 11– 4607-1850 E-mail: abtt@abtt.org.br Home Page: www.abtt.org.br

RELAÇÃO DE FORNECEDORES.indd 37

Revista Têxtil #746 I 37

07/12/2016 18:12:00


Relação de Fornecedores

38 I Revista Têxtil #746

RELAÇÃO DE FORNECEDORES.indd 38

07/12/2016 18:12:01


Relação de Fornecedores

Carmelo Comercial e Representações, há mais de 30 anos no mercado têxtil, oferecendo produtos e serviços de alta qualidade e inovação para a Indústria Têxtil e de Confecções. Ajudamos você a criar ou reinventar seu negócio. Entre em contato conosco. Rua Sólon, 599, Bom Retiro, São Paulo, SP – 01127-010

www.carmelocomercial.com carmelo@uol.com.br

Fone: +55 11 3222-9566

KAARI Máquinas Ltda. Equipamentos e acessórios para beneficiamento, tecelagem, malharia e estamparia DD Sistemas de Climatização Têxtil DD Sistemas de Recuperação de Resíduos Têxteis DD Lavadores de Ar DD Filtros Rotativos Automáticos DD Ventiladores Axiais DD Umidificadores de Ar DD Pré Separadores de Fibra DD Compactadores de Resíduo CACR Engenharia e Instalações Av. dos Imarés, 949 - Moema São Paulo - SP CEP: 04085-002 Fone: (11) 5561-1454 Fax: (11) 5561-0675 Home Page: www.cacr.com.br E-mail: cacr@cacr.com.br

RELAÇÃO DE FORNECEDORES.indd 39

DD Foulards para todas as finalidades; DD Foulard de Tingimento e Impregnação; DD Cilindros de pressão flutuante K; DD Secadeiras; DD Máquinas de lavar; DD Jiggers; DD Máquinas de beneficiamento em geral; DD Máquinas especiais sob encomenda; DD Peças para reposição para qualquer máquina; DD Assistência técnica; Av. Lauro de Gusmão Silveira, 175, Jd. São Geraldo: Guarulhos/SP CEP: 07140-010 Fone: (11) 2402-9555 Fax: (11) 2407-3059 Home Page: www.kaarimaquinas.com.br E-mail: kaarimaq@uol.com.br

Revista Têxtil #746 I 39

07/12/2016 18:12:03


Relação de Fornecedores

Be.Ma.Tex: www.bematex.com Brückner: www.brueckner-textile.com GS: www.gs-airtechnology.com Mahlo: www.mahlo.com RSG: www.rsg-automation.de Thies: www.thiestextilmaschinen.de Tsudakoma: www.tsudakoma.co.jp

Contato: daniele.demicheli@mvazrep.com.br Rua Alexandre Dumas, 1901 – Bloco A Chácara Santo Antonio – São Paulo/SP CEP: 04717-004 Telefone: 11 5186-2012 I Revista Têxtil #746

40

RELAÇÃO DE FORNECEDORES.indd 40

Ampla família de fios em nylon (poliamida) 6.6 para a moda esportiva, íntima e meias.

Av Queiroz Filho, 1700 torre D cj 603 Villa Lobos Office Park – São Paulo 05319-000 tel (11) 3871-1110 Email: sales.latinamerica@nilit.com Website: www.nilit.com/fibers

07/12/2016 18:12:05


Relação de Fornecedores

Máquinas e acessórios para fiação

• • •

Máquinas e acessórios para fiação; Único fornecedor do fardo ao fio; Desde 1975. RIETER SOUTH AMERICA

Al Rio Preto, 131 Tamboré - Barueri - SP CEP: 06460-050 Fone: 11 4166 4974 Email: andre.costa@rieter.com

WWW.RIETER.COM

Equipamentos e acessórios para tecelagem Teares circulares para malharia

DD Máquina para formação de cala;

TRADIÇÃO E INOVAÇÃO

DD Máquinas e acessórios para preparação à tecelagem;

AVANÇO S/A IND. E COM. DE MÁQUINAS

DD Teares para produção de tapetes ou tecidos técnicos.

Av. Presidente Wilson, 3544 – Ipiranga São Paulo – SP – 04220-000 Fone: (11) 2066-0020 Home Page: www.orizio.com.br E-mail: comercial@orizio.com.br

Rua Henri Dunant, 137 - Conj. D Chácara Santo Antônio São Paulo - SP CEP: 04709-110 Fone: +55 11 2348-7400 Site: www.staubli.com.br E-Mail: staublibr@staubli.com

Revista Têxtil #746 I 41

RELAÇÃO DE FORNECEDORES.indd 41

07/12/2016 18:12:07


Relação de Fornecedores • • • •

Peças originais; Laboratório de reparo; Assistência técnica completa; Reforma de Carros emendadores.

LINHAS DE FORNECIMENTO E ATENDIMENTO CONICALEIRAS, BOBINADEIRAS, OPEN-END, MAÇARROQUEIRAS E FILATORIOS PARA AS MAQUINAS ZINSER E SCHLAFHORST. Nossa empresa esta localizada no sul do Brasil na cidade de São Leopoldo. Atendemos em todo território brasileiro. Fone: 55 51 3579-8500 // Site: www.saurer.com Para melhor atendermos nossos clientes contamos com uma equipe de representação: CGTEX Representações Comerciais LTDA. Gerson de Souza Fone: +55 19 3244-6364 – +55 11 98106-8788 – Email: gerson.sousa@cgtex.com.br

Christian Welzel Fone: +55 47 3399-0643 – +55 47 9943-0075 – Email: Christian.welzel@cgtex.com.br

• • • •

Máquinas de costura; Bordado; Corte automático; Sistemas de CAD e CAM;

• • • •

Estamparia digital e silk; Passadoria; Lavanderia e tinturaria; Peças e acessórios.

WWW.SILMAQ.COM.BR Blumenau/SC (47) 3321-4444

42 I Revista Têxtil #746

RELAÇÃO DE FORNECEDORES.indd 42

São Paulo/SP (11) 3331-0335

Maringá/PR (44) 3268-4111

Recife/PE (81) 2126-0260

• • • • • •

Platinas Gaiolas Acessórios Roldanas Guia-Fios Serviços www.schickbin.com.br comercial@schickbin.com.br Indústria Nacional Valorize o que é nosso

(11) 4461-5868 - Nacional (47) 3222-1322 - Sta. Catarina

07/12/2016 18:12:08


Relação de Fornecedores

Máquinas Têxteis Brasil Ltda. Fiação / Tecelagem DD Máquina de tecer a jato de ar; DD Máquina de tecer a jato de água; DD Filatório a anel; DD Maçaroqueira; DD Penteadeira; Av. Ibirapuera, 2907 - Cjs. 117 a 120 Indianópolis - São Paulo/SP CEP: 04029-200 Fone: (11) 5053-9912 Fax: (11) 5053-9914 Home Page: www.tmtb.com.br E-mail: comercial@tmtb.com.br

Revista Têxtil #746 I 43

RELAÇÃO DE FORNECEDORES.indd 43

07/12/2016 18:12:09


Relação de Fornecedores

44 I Revista Têxtil #746

RELAÇÃO DE FORNECEDORES.indd 44

07/12/2016 18:12:10


Abit Sinditêxtil

06 I Revista Têxtil #746

abit.indd 6

05/12/2016 20:04:54


noticia.indd 36

05/12/2016 21:19:44

Revista Têxtil 746  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you