Page 1

PUBLICAÇÃO TRIMESTRAL | DEZEMBRO 2013 | Nº 178 | ANO 44 | 1,00 €

constrói o futuro

“Um feliz Natal” em foco

nossos amigos

O Natal mudou...

É fácil fazer melhor quando muitas empresas ajudam!


REVISTA ALDEIAS // Edição Trimestral // Propriedade: Aldeias de Crianças SOS Portugal - Rua José Dias Coelho nº40, R/C Dto 1300-329 LISBOA // Diretor: Manuel Matias Edição, Coordenação e Paginação: Luís Miguel Sousa // Impressão: Excelências Portugal Artes Gráficas, Lda. // Tiragem: 4000 exemplares // Depósito Legal nº3573/83 // Nº 104519 Inscrição do Instituto da Comunicação Social 09/07/76


Índice 3

índice 4

EM FOCO

6

OS NOSSOS MOMENTOS

10

A TUA VOZ

12

CONSTRÓI O FUTURO

14

OS NOSSOS SABORES

16

NOTÍCIAS DO MUNDO

18

OS NOSSOS AMIGOS

O Natal mudou...

Notícias das Aldeias

A família da Casa Gaia

Campanha “Um Feliz Natal!”

Receita da Mãe Angelina

Internacional

Espaço para empresas e parceiros

Tomada de Posse dos Corpos Gerentes Ao abrigo dos Estatutos da Associação das Aldeias de Crianças SOS de Portugal informa-se que a tomada de posse dos novos membros dos corpos gerentes terá lugar na Sede da Associação, no próximo dia 6 de Janeiro de 2014, pelas 18:00 horas. O Presidente da Mesa da Assembleia Geral José Manuel Duro Mateus Cardoso

12

16

“Um Feliz Natal”

Notícias do mundo

A partilha dos afetos torna o Natal mágico e verdadeiro.

Aldeias de Crianças SOS nas Filipinas.


4 Em foco

PROGRAMA DE FORTALECIMENTO FAMILIAR

O mais importante... é a existência de amor e diálogo entre todos.

O Natal mudou...


Em foco 5

Como o Natal mudou graças ao Programa de Fortalecimento Familiar O Natal é considerado por todos como uma época de amor, sorrisos, partilha, alegria… Mas tudo isto só faz sentido se essas ocasiões forem vividas com aqueles que mais gostamos e que, bem lá no fundo, correspondem ao que designamos por família. Nas famílias acompanhadas pelo Programa de Fortalecimento Familiar, nem sempre o diaa-dia é fácil, nem sempre as coisas correm bem, mas todos concordam que no Natal, é importante deixar lembranças e recordações aos mais pequenos, é importante criar memórias, pois são esses momentos que os marcam e moldam nos adultos que um dia serão.

A Carolina e o João vão finalmente ter um Natal calmo, pois fizeram as suas escolhas e não querem mais confusões. O ano que passou já foi demasiado confuso. A Bárbara tem-se esforçado muito na escola, disse que nunca mais queria chumbar, e talvez o Pai Natal lhe traga um presente proporcional ao seu esforço. A sua família está muito feliz com a sua mudança de atitude. Os pequenotes Leonel e Cláudio ainda não percebem muito bem essa coisa do Natal e do senhor barbudo que vem no trenó puxado pelas renas, mas se nesse dia tiverem o “popó” que tanto anseiam vão com certeza fazer um sorriso de orelha a orelha.

A equipa de fortalecimento familiar tem ao longo do último ano e meio, trabalhado com as famílias no sentido de estas perceberem a importância destes momentos e, mesmo que nem sempre seja fácil, a realidade é que algumas coisas, pequenas e grandes, têm vindo a mudar para melhor. Trabalhamos com a convicção que só através do coração, das emoções e dos sentimentos que nutrimos pelos outros e por nós próprios, é possível alterar a nossa relação familiar. O mais importante na consoada é a existência de amor e diálogo entre todos. Neste Natal graças ao Programa de Fortalecimento Familiar... a Maria vai ter as suas irmãs consigo e juntas vão dar cabo da cabeça da mãe, mas também se vão divertir muito e aproveitar para matarem saudades, pois vão estar de novo juntas, após três meses de separação. A família do Ricardo vai ter pela primeira vez a presença do seu “menino Jesus”, pois agora já não são 3, mas sim 4 rapazes a testar os limites da mãe Sandra. O pequeno Mateus já costuma ser o centro das atenções de toda a família (e se ela é grande), mas este ano vai sentir-se um príncipe, se o pai e a mãe estiverem presentes para a consoada. Este ano, a Beatriz não vai passar o Natal com os pais, mas é por um bom motivo, vai ter a sua primeira experiência nas nuvens e vai passar o Natal por terras de sua majestade com a madrinha. Com certeza que quando voltar vai ter muito para contar! A Cátia espera que este ano o vinho não faça parte da ceia de Natal e que o pai e a mãe passem algumas horas juntos em frente à lareira. A Nádia e a Madalena não vão passar Natal juntas, por motivos que apenas os adultos sabem (ou não) explicar, mas na semana seguinte os dias vão ser curtos para tanta brincadeira.

No nosso dia a dia, algumas destas conquistas podem parecer-nos menores ou vulgares. Outras importantes e decisivas. Mas todas possuem em comum duas coisas: a confiança que se estabeleceu entre a equipa e as famílias apoiadas; o respeito mútuo, que se instalou com a nossa atuação. A confiança é o que nos permite ser convidados pelas famílias a entrar nas suas casas, a participar nas suas atividades e a apercebermo-nos dos seus problemas e receios e fazer ouvir as nossas questões e os nossos conselhos. O respeito é o que demonstramos, parte a parte, pela existência da diferença, pela existência de diferentes opiniões, que nos permitem procurar e concertar soluções conjuntas em prol de um interesse mútuo: as crianças. Mas, talvez o mais importante é que as mudanças que conseguimos operar neste Natal, não acabam à meia-noite do dia seguinte. Antes, irão tornar-se rotinas, aprofundarem-se e dar lugar a novas mudanças. Para que no próximo Natal, possamos comemorar novas conquistas. Nota: Os nomes dos meninos e meninas aqui retratados são fictícios, mas as suas histórias não.


6 Os nossos momentos

NOTÍCIAS DAS ALDEIAS

momentos

...com esforço e dedicação podem alcançar os seus sonhos e acreditar num futuro risonho.

das aldeias de crianças sos


Os nossos momentos 7

Aldeia de Crianças SOS de Bicesse Celebração do 46º Aniversário No dia 29 de Outubro, a Aldeia de Crianças SOS de Bicesse celebrou o seu 46º Aniversário. Além das crianças, mães SOS e toda a equipa, estiveram também presentes os nossos voluntários, ex-residentes, sócios e outros colaboradores da Associação e membros dos orgãos sociais, o Presidente do Conselho Diretivo, Dr. Raul Esteves, o Presidente da Mesa da Assembleia Geral, Dr. Duro Mateus e o Presidente da Junta de Freguesia de Alcabideche, Dr. Bruno Nascimento. As comemorações tiveram o seu início com a celebração da Eucaristia de Ação de Graças, na Igreja de Bicesse, onde se cantaram os parabéns com uma grande salva de palmas de todos os presentes ali reunidos pela partilha do mesmo ideal. Após uma cerimónia protocolar do hastear das bandeiras na Aldeia, seguiu-se uma sessão solene. Nos discursos então proferidos, para além das palavras de agradecimento e de estímulo, foi evocada a intenção especial de celebrar os nossos filhos, como um propósito que presidiu à festa deste ano. Pelo segundo ano consecutivo, e graças ao apoio da Junta de Freguesia de Alcabideche, pudemos dispor de uma

Fundação Rocha dos Santos No passado dia 2 de Novembro, tivemos o privilégio de receber nas nossas instalações, o Dr. Luís Matos Chaves, representante da Fundação Rocha dos Santos, empresa comprometida SOS, na área da educação. Esta visita teve o propósito de reunir os 14 jovens das três Aldeias de Crianças SOS e Centro Juvenil SOS, estudantes do ensino secundário e universitário, apoiados com bolsas de estudo desta Fundação que suportam todos os custos derivados da sua formação. Esta é uma reunião anual, que tem como objetivo, motivar os jovens para os seus estudos e por conseguinte, para um percurso de sucesso escolar de importância vital para as suas vidas. Como forma de motivar os jovens e a encorajá-los a conseguirem melhores desempenhos escolares, foram atribuídos aos bolseiros: o prémio de melhor aluno e o prémio de maior evolução, o qual é entregue ao aluno que consiga a maior subida de notas. O primeiro prémio foi para o jovem Alfredo da Aldeia de Crianças SOS de Gulpilhares,

grande tenda montada para o efeito, mesmo no centro da Aldeia. Foi neste espaço que decorreu o lanche-convívio com muita música e conversas bem animadas, para além do visionamento de fotografias dedicadas a momentos especiais e de atividades realizadas para com as crianças e os jovens. Queremos dedicar o nosso mais sincero reconhecimento e agradecimento às Mães SOS e colaboradores que se empenharam nos preparativos desta festa, bem como às entidades que a patrocinaram e a todos os que contribuíram para a sua organização. Sentimos o vosso carinho, o que nos toca profundamente. Bem-hajam!

que atingiu uma média de 16,2 valores e o prémio de melhor evolução, foi entregue ao Diogo Fernando do Centro Juvenil SOS de Rio Maior. Parabéns a todos! Os nossos agradecimentos à Fundação Rocha dos Santos por este apoio, fundamental para a formação dos nossos jovens. Muito obrigado!


8 Os nossos momentos

NOTÍCIAS DAS ALDEIAS

Aldeia de Crianças SOS de Gulpilhares Community Day Gaiashopping No seguimento de outras ações desenvolvidas pelo Gaiashopping em parceria com diversas entidades, realizou-se na aldeia a implantação de uma pequena horta biológica, na qual participaram cerca de 15 pessoas. Durante a animada ação, plantaram-se alfaces, plantas aromáticas, cebolas, morangos, entre outros. Esperamos que daqui a uns meses tirar proveitos da bela e aromática horta, assim o tempo também ajude!

Empresa Li Fung recupera casa Dagmar No seguimento da primeira ação em Setembro, mais 10 colaboradores da empresa Li Fung, realizaram uma segunda ação de voluntariado empresarial durante a qual pintaram e decoraram outras divisões da casa Dagmar. Segundo os mesmos, a motivação foi de tal forma durante a primeira ação, que quiseram voltar para continuar a embelezar a casa que escolheram para recuperar. Podemos afirmar que o trabalho até parece que foi realizado por profissionais da área, tão bom foi o resultado. Os nossos parabéns e o nosso muito obrigado aos amigos da Li Fung.

Quinta pedagógica Com o objetivo de aproximar ainda mais as crianças da natureza, demos finalmente início à criação de uma quinta pedagógica. Para já temos galinhas, patos, gansos, perus, porquinhos da índia, duas ovelhas e algumas cabras, que para além de animarem a paisagem ajudam a aparar silvas e plantas daninhas, permitindo assim uma agricultura ecológica. Desta forma é possível às nossas crianças interagirem com estes simpáticos animais, cuidando deles e ajudando na sua alimentação.

Aldeia de Crianças SOS da Guarda Comemoração do 27º Aniversário da Aldeia A Aldeia da Guarda celebrou no passado dia 11 de Outubro, o seu 27º aniversário. Para marcar esta data especial, estiveram presentes todos os que vivem na Aldeia e os nossos amigos. O aniversário foi celebrado de forma muito simples e tradicional, mas com muito orgulho e alegria, pois o mais importante é a amizade e união que existe entre as famílias SOS e os amigos da Aldeia e que nos apoiam incondicionalmente. O bolo de aniversário com 27 velas, foi preparado com muito carinho e originalidade pela mãe Paula Quintela e a jovem Soraia, tendo ainda a ajuda das crianças mais novas da Aldeia. Ficou magnífico e saboroso. Claro que as crianças trataram-lhe da saúde, assim que foi cortada a primeira fatia. Como forma de relembrarmos os melhores momentos de 2012-2013, no que respeita a atividades, eventos e outras situações engraçadas vividas na Aldeia, foi realizada uma

apresentação de registos fotográficos no salão, apreciada por todos. Esta sessão foi motivo de boa disposição, divertimento e convívio entre os presentes.Depois do festejo, as crianças e mães tiveram um momento de total descontração a jogar matraquilhos e ver filmes. As crianças insistiram em filmes de animação e jogos de consola, mas nestes momentos e porque a televisão era só uma, quem mandou foram os mais crescidos!


Os nossos momentos 9

Pedagógico Abertura do Ano Educativo 2013/ 2014 Foi dada a abertura oficial de mais um ano educativo na nossa Aldeia de Férias SOS do Meco. Entre mães, colaboradores, crianças e jovens, reunimos 140 pessoas, ligados por um fio condutor: apresentar o Projeto Pedagógico para este ano, conhecer “as maiores conquistas” do ano anterior para cada programa, apresentar os resultados escolares globais e entregar os prémios do sucesso escolar 2012/2013 a todos os que se distinguiram nas seis categorias definidas, (“Notas”; “Esforço”; “Comportamento”; “Assiduidade”; “Solidariedade” e “Aluno mais completo”). O sucesso escolar, no último ano letivo, subiu para os 86%. Um importante indicador de sucesso a vários níveis – Criança, Mãe SOS, Aldeia e a Associação. Também os explicadores voluntários desempenharam um papel fundamental neste sucesso. Sem a sua ajuda diária e persistente tudo seria mais complicado.

As mães SOS dos alunos premiados, foram presenteadas com um magnífico livro de culinária, oferecido pela Makro, e entregue pela mão do Presidente do Conselho Diretivo, Dr. Raúl Esteves. Foram apresentadas as diretrizes temáticas que guiarão os Programas SOS entre 2013 e 2014 na área pedagógica. E como são aliciantes! O tema já diz tudo - Fazer Acontecer! Fazer acontecer… porque a vida não espera, vai acontecendo e temos duas opções: deixamos acontecer ou fazemos acontecer! Esta é a grande diferença, esta é a opção! Para nós, educadores, a escolha é a mesma: podemos deixar o tempo passar e as crianças a crescer ou estabelecer planos de intervenção educativa, ajudar a escolher caminhos, fornecer pistas, cenários, ferramentas, orientações. Alargar os horizontes que trazem, inserir cultura e episódios formativos, acrescentar saberes e momentos de aprendizagem, trazê-los à vida de forma ativa e interventiva.

Porque a escolaridade e a educação constituem o passaporte principal para a sua vida e para o exercício de uma autonomia plena e responsável, quisemos premiar vários tipos de competências e não só aquelas de caráter intelectual. Esperamos que estes prémios funcionem como motivação para ultrapassar dificuldades e criar objetivos individuais. Queremos que os jovens sejam ambiciosos no seu percurso académico e formativo e percebam que com esforço e dedicação podem alcançar os seus sonhos e acreditar num futuro risonho, tornando-se exemplos para os mais novos. Para cumprir estes objetivos, contámos com o apoio da Fundação Rocha dos Santos e da Secil, que para além do apoio financeiro dado ao longo do ano, na área da educação, participaram na atribuição dos prémios aos bolseiros e aos dez “Alunos Mais Completos“, respetivamente.

As maiores conquistas das Aldeias, Centro Juvenil e Programa de Fortalecimento Familiar, abrilhantaram a manhã, deixando a todos a certeza de que levamos, do ano que findou, uma mala cheia de boas práticas podemos ainda desenvolver no ano letivo de 2013/2014. Os objetivos saíram reforçados, como os laços que nos unem, a nós e às crianças e jovens que todos os anos são apoiadas nas Aldeias através dos diferentes programas. Que cada colaborador e Amigo, no seu espaço de intervenção particular, saia também reforçado nesta missão de acarinhar “os filhos de todos nós”! Os nossos agradecimentos a todos os que patrocinaram este Encontro: Secil, Refrige, Makro de Palmela, Grupo Raporal, Eurest, ATEC-Academia de Formação, Restaurante “Setimo Irmão“ (Tarouca), Junta de Freguesia do Castelo; Junta de Freguesia da Quinta do Conde, Dr. Rui Delgado (Presidente Conselho de Administração da Atlantis Capital SGPS SA) e a Humberto Ferreira e à sua família.


10 A tua voz!

TESTEMUNHO

testemunho

Casa Gaia

...para que os jovens superem os seus pr贸prios limites, abrindo novas perspetivas para a vida.


A tua voz! 11

O Natal na Casa da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia A casa familiar “Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia”, sita na Aldeia de Crianças SOS de Gulpilhares, começou a ser construída em 1978. No entanto, a Aldeia apenas acolheu as suas primeiras 17 crianças na data da sua inauguração, no dia 8 de Setembro de 1980. O nome desta casa deve-se ao fato de ter sido a Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia a patrocinar a sua construção. Neste momento, vivem nesta casa SOS, a Mãe Emília com sete crianças. Somos a “Casa Gaia” Eu sou a “mãe” Emília e tenho a meu cargo sete crianças, que passo a apresentar: a Amélia que é a mais nova, tem 11 anos; a Raquel também tem 11 anos; a Filipa com 12 anos; o Adolfo com 13 anos; o Ilídio com 14 anos; a Marlene com 16 anos e finalmente a Patrícia que tem 18 anos. É difícil expressar todo o encanto e alegria que o Natal traz a todos os que vivem nesta casa. Foram tantas as coisas já vividas em anos anteriores, tantos sentimentos, que é difícil descrever qual a mais importante. As coisas mais simples tornam-se por vezes, nas mais importantes.

nesta casa, as prendas revelaram-se o menos importante e passo a citar: Ilídio - “Não encontro palavras para definir o encantamento do Natal e da felicidade que sinto e que há entre nós. Trouxe-me muita alegria.” Filipa -“ Adoro o nosso convívio. O amor e o carinho e tudo o que rodeia o Natal. É muito especial, estamos todos mais unidos.” Amélia – “Brincamos, falamos, gosto da música e de abrir as prendas. Gostei muito do cavalo (da Barbie) que recebi.” Adolfo –“Gosto imenso do Natal cá em casa e de tudo o que comecei a ter: a comida, as prendas e os sentimentos que nunca tive. Nunca tinha tido nada assim.” Ao indagar o que gostariam de receber de prendas neste Natal, não obtive nenhum pedido especifico a nível material, mas tive a alegria nos rostos, o querer estar nesta casa, e o fato de se sentirem muito felizes e acarinhados. O que queremos transmitir é que para nós o Natal é uma época de muito bem estar, de muita confiança, amor, carinho e entreajuda. É como viver um sonho.

...as coisas mais simples tornam-se por vezes, nas mais importantes. Um bom exemplo é a simples decoração da árvore de Natal, em que todos querem participar: colocar as luzes cintilantes, as bolas decorativas de várias cores, os chocolates no topo e com maior e especial significado... a estrela. Com o passar dos anos, a árvore vai-se tornando mais requintada, tal como o presépio. As decorações de Natal tornam-nos mais unidos e fazem-nos sentir uma verdadeira família. É o espiríto natalício a entrar pela casa e pelos nossos corações. Depois, faço os possíveis para apetrechar bem a mesa para a ceia com os nossos doces tradicionais. Cada jovem tem os seus gostos e pedidos. Assim, procuro cozinhar o que cada um mais gosta para que todos fiquem contentes e tenham uma noite de Natal feliz. Claro, que receber prendas também é importante, pois quando recebemos uma prenda significa que temos alguém que gosta de nós. No entanto, quando pergunto aos meus filhos sobre o significado que tem para eles, passar o Natal

Este Natal ainda vai ser mais especial porque a Casa foi totalmente recuperada, tornando-a mais aconchegante. Esta remodelação foi realizada com o apoio da Fundação Bechgaard. A casa “Câmara Municipal de V. N. de Gaia”, deseja-vos um Santo e Feliz Natal com tudo de bom!


12 Constrói o futuro

CAMPANHA “UM FELIZ NATAL!”

“Um Feliz Natal!”


Um Feliz Natal! 13

“Um Feliz Natal!” O Natal celebra o nascimento do menino Jesus. É a época em que no aconchego das famílias deve reinar a reconciliação entre todos, o carinho com os mais pequeninos e a ternura para com os mais idosos É o tempo da esperança, amor e paz e sentir que podemos dar um pequeno contributo para que o mundo seja mais feliz. A partilha dos afetos torna o Natal mágico e verdadeiro. Nas Aldeias de Crianças SOS, partilhamos afetos todos os dias. É essa a nossa missão. É no Natal que a magia invade as casas das Aldeias de uma forma muito especial. As mães cozinham os pratos tradicionais, enquanto as crianças decoram as casas com toda a dedicação e sonham com os presentes do menino Jesus, na esperança que este Natal seja o mais mágico de todos.

Obrigado a todos por nos ajudarem a ser felizes neste Natal.

Feliz Natal e um Bom Ano 2014! Desejamos um


14 Os nossos sabores

PUDIM DE COPO

os nossos sabores

receita da

O tempero das mães é diferente de todos os outros... porque é feito com o coração.

Mãe Angelina


Os nossos sabores 15

Mãe Angelina Aldeia de Crianças SOS de Gulpilhares

História O Natal é tempo de boas lembranças e sabores apetitosos nas famílias SOS! Que o diga a Sandra Cunha de 23 anos, que chegou à Aldeia com 10 anos, onde viveu até 2012, com os seus quatro irmãos, Natália, Luís, Zé e Alfredo. A Sandra continua a visitar com frequência a sua casa na Aldeia, onde ainda vivem os seus irmãos mais novos.

Pudim de copo INGREDIENTES • 10 Ovos • Leite • Açucar • Farinha Maizena • Vinho do Porto

PREPARAÇÃO 1. Deita-se os ovos dentro de um copo grande, a mesma quantidade de açúcar e leite, uma colher de sopa de farinha Maizena e duas colheres de sopa de Vinho do Porto. 2. Mistura-se tudo, mas com um segredo. Para o pudim ficar saboroso e bonito esteticamente, tem de se bater tudo com uma faca. 3. De seguida, deita-se tudo no coador e coloca-se na forma a cozer em banho maria durante 45 minutos. Após esse tempo, deixa-se arrefecer dentro da panela e depois de arrefecido coloca-se o preparado no frigorífico. 4. Para fazer o caramelo, deve-se deitar 5 colheres de sopa com açúcar e uma colher de água na forma e colocá-la ao lume. Vai-se mexendo com uma colher até ficar com a cor caramelizada, não muito escura. 5. Por fim deitar mais duas colheres de água e o caramelo está pronto para barrar a forma em todos os lados e no meio.

“A noite de Natal é na casa da minha Mãe Angelina, onde nos juntamos todos pelo convívio, pelas histórias contadas por aqueles que lá viveram e que muito nos fazem rir nesse dia! …É muito bom e divertido ver a excitação das crianças, e acima de tudo, passar a consoada e o dia de Natal com a família que me fez crescer.” Desde pequena que a Sandra tem este sentido protetor com os irmãos biológicos e irmãos SOS, esta atitude de quem festeja a vida e olha o presente e o futuro com o entusiasmo de uma nova descoberta. A mãe relembra também a sua teimosia, não como um defeito, pois aceita logo quando erra e tenta sempre ser melhor e superar-se nas dificuldades que a vida lhe traz. “É um calor imenso e aquela lareira acesa transmite um bom aconchego. Chegado o momento do jantar, sabe muito bem comer o bacalhau com batata cozida, couve, cenoura e ovo.“ Nessa noite, as camas não chegam, pois são mais de 20 filhos e muitos têm de dormir no chão, outros ficam na conversa durante toda a noite. O mais importante é a confraternização desta grande família, bem como aqueles doces maravilhosos que só as mães sabem fazer: aletria, rabanadas, arroz-doce, filhozes, sonhos, farófias, bolinhos de abóbora, pão-de-ló... falta aqui um e esse é impensável não estar presente, pois todos o adoram. Dos mais velhos aos mais novos, todos perguntam: Mãe onde está o pudim com um sabor delicioso que não dá para explicar? O tempero materno é diferente de todos os outros porque é feito com o coração. É por isso que a comida das nossas Mães é sempre a melhor! “É uma alegria viver o Natal nesta casa! A Mãe Angelina faz de tudo para sejam momentos inesquecíveis e para manter as tradições por muitos anos! É por isso que no dia seguinte e, não quebrando a tradição, comemos o dito farrapo velho ou o perú, que é muito bom! O que eu desejo é que venham muitos mais Natais, com todos os ingredientes de como foi até ao dia de hoje, muita gente, alegria, galhofa, risotas, convívio, o quentinho e sempre a presença de todos aqueles que mais amo e me fazem feliz. Obrigado MÃE ANGELINA por todos os belos Natais que nos proporcionaste!”


16 Notícias do Mundo

INTERNACIONAL

notícias

do Mundo

Pela primeira vez, dezenas de crianças sorriem...


Notícias do Mundo 17

Criar espaços amigos das crianças nas Filipinas Além de fornecer alimentos e água para as vítimas do recente tufão, as Aldeias de Crianças SOS, criaram os primeiros espaços amigos para atender crianças traumatizadas em Tacloban. Pela primeira vez, dezenas de crianças sorriem, desde que o tufão Haiyan atingiu a região central das Filipinas. Em contraste com a estranha paisagem que os rodeia, divertem-se numa pequena comunidade que permanece na necessidade desesperada de apoio. Foram colocadas lonas para proteger as crianças do calor sufocante e dos horrores que vão sendo descobertos pela operação de limpeza. Cerca de 1.600 pessoas continuam desaparecidas e para além dos cadáveres humanos, abunda o cheiro de carcaças de animais que flutuam nos rios ainda bloqueados por massas de detritos. Ainda traumatizadas pelos acontecimentos do dia 8 de Novembro, as crianças têm sido relutantes em afastarem-se dos seus pais. Desde que as Aldeias de Crianças SOS criaram espaços amigos, mais crianças estão a ganhar coragem para aventurarem-se e divertirem-se num ambiente seguro onde os alimentos e água estão disponíveis. Ajudar a reconstruir vidas

Ian, que mora do outro lado da rua da Aldeia de Crianças SOS em Tacloban, sempre foi popular entre as crianças da sua vizinhança. Tal como os seus vizinhos, teve a sorte de sobreviver às inundações. O seu lar, brinquedos e livros ficaram submersos por mais de 2 metros de água. A lesão física que sofreu na cabeça tem sido tratada, no entanto, apresenta sintomas de trauma - o que é uma preocupação para aqueles que o rodeiam. Apesar das várias tentativas

de encorajamento para que se transfira para o espaço das crianças, por enquanto, Ian não vai ceder. Tal como outros membros da comunidade, a família de Ian tem de improvisar. Parte do combustível que agora usam para cozinhar vem do entulho que desarruma as ruas ao seu redor. Têm de se fazer muitas queimadas para evitar a propagação de doenças e dar espaço a uma reconstrução urgente. O aumento dos níveis de fumaça em toda a paisagem reflete o esforço de limpeza urgente que é necessário para trazer uma sensação de normalidade, a uma comunidade que permanece em estado de choque. As comunidades continuam numa fase de grande tristeza pela perda de entes queridos. No entanto, estão a encetarse esforços no sentido de reconstruir rápidamente as suas vidas e as suas casas e estão gratos pelo fato das Aldeias de Crianças SOS terem reconhecido e rápidamente prestado apoio às necessidades psicológicas dos seus filhos. As Aldeias de Crianças SOS vão continuar a fortalecer as famílias, como vêm fazendo nas Filipinas desde 1960. um vislumbre de esperança para tacloban

As Aldeias de Crianças SOS das Filipinas organizaram “Hope in Motion Fun Run 2013” para angariar fundos para a reabilitação da Aldeia de Crianças SOS de Tacloban atingida pelo super tufão Haiyan. O evento foi um sucesso demonstrado na forma como amigos e patrocinadores se uniram para participar do evento. Esta iniciativa conseguiu angariar 350.200 pesos (8.335 dólares). Uma parte destes recursos serão dados para ajudar a comunidade de Tacloban. Juntos, Aldeias de Crianças SOS das Filipinas e os seus amigos estão a trabalhar para reavivar o otimismo e força na Aldeia de Tacloban e conseguir estender apoios a outras vítimas do devastador tufão.


18 Os nossos amigos

ESPAÇO PARA EMPRESAS E PARCEIROS

os nossos

amigos

...numa altura em que ser solidário assume uma dimensão cada vez mais importante.


Os nossos amigos 19

HOTÉIS REAL - BOMBOM REAL Uma doce forma de ajudar

A venda do Bombom Real, a Semana do Chocolate e o Dia da Mãe são ações que o grupo Hotéis Real organiza anualmente com o objetivo de contribuir ativamente para a sustentabilidade das Aldeias de Crianças SOS.

Em 2008, o Hotel Real Palácio criou um bombom feito de amor verdadeiro, o Bombom Real. Concebido com o propósito de ajudar, o Bombom Real contribui com 50% das receitas da sua venda para as Aldeias de Crianças SOS. Com uma edição limitada, durante apenas três meses é possível viver esta experiência única de degustação.

Raquel Valente, Diretora de Marketing Estratégico do grupo Hotéis Real comenta: “Estas iniciativas surgiram com o intuito de promover as Aldeias de Crianças SOS, que consideramos ser um projeto exemplar e dar seguimento a uma política de responsabilidade social desenvolvida pelo nosso fundador João Bernardino Gomes. Além disso, numa altura em que ser solidário assume uma dimensão cada vez mais importante, temos o dever de dar o exemplo aos nossos colaboradores, clientes e parceiros e assim contribuirmos para o bem-estar de dezenas de crianças que encontram nas Aldeias, uma verdadeira família.”

Fruto da conjugação das receitas dos melhores bombons da história da chocolateria, os Chefs dos Hotéis Real criaram um Bombom artesanal de assinatura com propriedades únicas que lhe conferem um sabor exclusivo e inovador. Foi também com o objetivo de promover este bombom que foi lançada a Semana do Chocolate, em 2008. Esta semana solidária é dedicada em exclusivo a este delicioso ingrediente, com demonstrações e degustações das mais variadas receitas conjugadas com as dicas dos mais importantes bloggers da atualidade.

GRACE - Giro 2013 A Aldeia de Bicesse recebeu 19 voluntários da Alcatel, Pfizer e Grupo CH, que pintaram mais de 100 metros de grades. Uma iniciativa Giro 2013, promovida pelo Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial(GRACE), que juntou cerca de 800 trabalhadores de 50 empresas, para realizar tarefas solidárias na área do ambiente e na recuperação de espaços em várias instituições de solidariedade social. “Todos os anos, convidamos as empresas associadas a desafiarem os seus colaboradores para passarem um dia diferente. Este ano, vamos fazer 17 intervenções em nove localidades. Normalmente, são cerca de 500 voluntários, mas este ano foram ultrapassadas todas as expetativas”, disse a presidente do GRACE, Paula Guimarães. No caso das Aldeias de Crianças SOS, o grupo foi liderado por Conceição Zagalo em representação da IBM no GRACE, que coordenou a equipa nas várias fases do trabalho e motivou a equipa a concluir a tarefa.

O Bombom Real encontra-se à venda entre 16 de Outubro e 6 de Janeiro, no Hotel Real Palácio e Hotel Real Parque, em Lisboa, no Hotel Real Oeiras e no Grande Real Villa Itália Hotel & SPA em Cascais. Também se encontrará à venda na nossa casinha de Natal na Feira de Natal de Cascais até ao próximo dia 22 de Dezembro, mesmo ao lado da Câmara Municipal.

Nós ficamos muito agradecidos e segundo o diretor da Aldeia de Bicesse, a ação “Revelou-se uma excelente oportunidade para a divulgação do modelo de acolhimento que a Aldeia promove, para além do interesse imediato manifestado por alguns voluntários na continuação da colaboração através de contributos diretos.”


20 Os nossos amigos

ESPAÇO PARA EMPRESAS E PARCEIROS

Trocado por Miúdos Um livro é uma viagem e esta foi mesmo à volta do mundo! Do mundo das letras, dos saberes, do conhecimento. O percurso foi feito pela mão das crianças ao colocarem perguntas a profissionais de várias áreas, que num enorme gesto de solidariedade para com as Aldeias de Crianças SOS acederam ao desafio da Porto Editora, respondendo às mais variadas perguntas. A curiosidade saltou, inundou as páginas dos cadernos, as escolas, os rostos das crianças, as que perguntavam e as que escutavam, fazendo suas as dúvidas dos outros. O entusiasmo foi imenso, o movimento das ideias não parou… Que divertidas, profundas e interessantes foram as perguntas, e cumprindo a ideia de que para uma boa pergunta uma óptima resposta, surge este livro, que nos surpreende pela forma e pelo conteúdo e nos deixa certos de que as perguntas não são só das crianças mas também de muitos de nós, adultos, e serão de todos aqueles que ao longo da vida não querem deixar de aprender. É muito o que se aprende neste livro, vão ver, e vão poder sentir também o mundo das crianças, a maravilha das coisas que as preocupam e com as quais se questionam,

a forma simples e directa com que nos confrontam com as coisas mais singelas e a frequência com que nós adultos nos pomos a complicar…às vezes para fugir à questão, outras a ganhar tempo para a resposta e outras ainda por perplexidade, pelo encontro com a transparência e a clareza do mundo infantil que já quase tínhamos esquecido!... Num gesto maravilhoso e profundamente solidário, a Porto Editora propõe-se doar às Aldeias de Crianças SOS, 1 euro por cada livro vendido. Mas fez mais do que isso. Aproximou o mundo SOS do mundo de tantas outras crianças e adultos. Através de uma história de saberes partilhados, do encontro natural entre quem sabe e quem quer saber, entre quem procura e quem nunca deixou de procurar!

Empresa Amiga SOS Torne a sua empresa numa

Convidamos a sua empresa a fazer parte da nossa rede de solidariedade e participar de forma ativa e regular no desenvolvimento e educação das crianças que acolhemos e cuidamos. Este envolvimento permite que a sua empresa realize os seus projetos de responsabilidade social, assumindo um compromisso, a médio-longo prazo, com o futuro das crianças e jovens das Aldeias, ajudando a garantir a sustentabilidade deste projeto, com 50 anos de existência.

Mais informações: www.aldeias-sos.org ou contate 213 616 955 ou marketing@aldeias-sos.org


COLEÇÃO POSTAIS DE NATAL 2013

POSTAL Nº1

POSTAL Nº2

POSTAL Nº3

Esta árvore de Natal, preenchida

As crianças e jovens são sempre

As Aldeias de Crianças SOS

por símbolos alusivos às Aldeias,

recebidas de braços abertos e têm

proporcionam uma família e um

evoca a construção da amizade,

a possibilidade de passar um Natal

Natal tradicional a centenas de

do auto-reconhecimento e do

em família. Este postal representa

crianças.

conceito de família.

esse mesmo sentimento.

A árvore da esperança

Uma família de braços abertos

Valor unitário para cálculo do donativo

Uma família para todos

CONDIÇÕES GERAIS: Para personalização com logotipo da empresa no interior, ao total acresce 50€. Todas as encomendas devem ser realizadas com 1 semana de antecedência. Nos cartões personalizados, antes da impressão é enviada uma prova ao

Quantidades

Cartão

Cartão + envelope

<200 200 a 499 500 a 999 1000 a 1999 >2000

1€ 0,90€ 0,80€ 0,75€ 0,70€

1,05€ 0,95€ 0,85€ 0,80€ 0,75€

doador para aprovação. A data da entrega começa a contar a partir do dia da aprovação da maquete

Pelo contravalor da encomenda será emitido um recibo de donativo, permitindo usufruir do benefício previsto no art.2º do Dec-Lei 74/99 (Lei do Mecenato).

por parte do doador. A entrega é feita na morada indicada pelo doador, com despesas de envio (consulte o catálogo online em www.aldeias-sos.org).

Faça já a sua encomenda:

Clementina Marques Tlf. 213 616 957 clementina@aldeias-sos.org

Todos os anos há muitas crianças que ficam sem um lar, sem um teto que as proteja e sem o apoio de uma família que as ame e acarinhe. É a essas crianças que as Aldeias de Crianças SOS abrem o seu coração, dando-lhes a oportunidade de crescer no seio de uma família, de receber o amor de uma mãe, e de se desenvolverem na segurança de um lar. Há 50 anos em Portugal a acarinhar crianças e jovens, as Aldeias de Crianças SOS partilham este compromisso com muitos benfeitores que, com a sua dedicação e generosidade, asseguram o presente e ajudam a garantir um futuro onde os sonhos se tornam realidade. Quem entra no coração de uma criança com amor fica lá para toda a vida.

abra o coração a esta causa


22 Os nossos amigos

ESPAÇO PARA EMPRESAS E PARCEIROS

É fácil fazer melhor quando muitas empresas ajudam! Herman Gmeiner disse que “Muitas crianças precisam de muitos amigos. É fácil fazer melhor quando muitas pessoas ajudam” e foi exatamente isto que aconteceu na Aldeia de Bicesse ao longo de mais de um ano. Muitas pessoas que representam e fazem distintas empresas, juntaram-se e assim conseguimos fazer muito melhor! Primeiro com a ajuda da Louis Vuitton renovamos, na então casa Porto 1º, as janelas e armários bem como a porta da casa, para além das pinturas interiores. Depois com a Portugal Telecom conseguimos fazer o isolamento exterior de todo o bloco, composto por 4 casas, incluindo a cobertura. Uma obra de fundo, essencial para que os melhoramentos nas casas que compõem o bloco se mantenham.

“No passado dia 21 de Outubro, teve lugar a conclusão de uma das atividades de voluntariado empresarial que mais logística envolveu, e que foi sem dúvida uma das de maior impacto, na Aldeia de Bicesse. A atividade aconteceu no seguimento da doação de equipamentos wireless às Aldeias de Crianças SOS, e resultará ainda num apoio financeiro no âmbito do Matching Gift Program da Cisco. A intervenção dos voluntários da Cisco foi uma das atividades mais gratificantes que já tivemos oportunidade de realizar, tendo mobilizado cerca de 25 voluntários, que em 2 dias transformaram uma casa num lar.” Este projeto envolveu muita logística, coordenação, gestão de equipas e relação com os nossos doadores.

Conseguimos também remodelar a cozinha e casa de banho, substituir o pavimento na sala e corredores da Casa Porto 1º. No rés-do-chão colocou-se uma porta de segurança na entrada. O envolvimento da PT, do seu CEO e da Fundação foi essencial neste processo! Como devem imaginar estávamos já muito contentes por conseguir fazer uma obra tão importante num dos edifícios mais antigos que temos. Como sinal do nosso agradecimento este bloco passa a chamar-se Bloco PT. A Cisco, empresa que nos têm apoiado, em diferentes ocasiões encarregou-se de transformar a Casa PT 1º, num lar, com a ajuda da equipa de voluntários que esteve dois dias a decorar e mobilar a cozinha com equipamentos doados pela Electrolux. Assim muito em breve, vamos poder acolher uma nova família. È assim que descrevem o seu apoio:

Obrigado à Cisco, Electrolux, Louis Vuitton e Portugal Telecom por nos ajudarem a perpetuar o nosso trabalho. Nunca o conseguiríamos ter realizado com sucesso sem a vossa vontade e compreensão de que juntos podemos fazer melhor! Temos assim mais um lar pronto para receber uma nova família!


Empresas Amigas SOS 2013 Comprometidas

LOUIS VUITTON

Protetoras

Amigas

Obrigado a todos!


24 Os nossos sabores

TESTEMUNHOS

Março!

Para mais informações contate: Rua José Dias Coelho, 40 r/c dto | 1300-329 LISBOA T. 213 616 950

portugal@aldeias-sos.org facebook.com/AldeiasCriancasSOS

Revista Aldeias 4º trimestre 2013  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you