Page 1

VINHOS DE PORTUGAL EMENTA EDIÇÃO 2016/17

ROTEIRO ENOCULTURAL

DESVENDE OS SEGREDOS DO

VINHO

PORTUGUÊS


VIAJANDO PELOS VINHOS DE PORTUGAL Seja bem-vindo! A partir das próximas páginas você vai conhecer o que as terras portuguesas têm a oferecer em entretenimento, gastronomia e cultura. E nada melhor do que conhecer Portugal degustando os melhores vinhos de toda a Europa. Você tem um espaço reservado, então se acomode na poltrona e aproveite a viagem pelas principais vinícolas do país, curtindo também as belezas naturais e os cenários incríveis que só Portugal pode oferecer. E para começar, nada melhor do que conhecer o local sagrado onde são fabricados os famosos vinhos da Herdade do Esporão e mais quatro produtores do Alentejo. Subindo um pouco, chegando até o Douro, passearemos pela Quinta do Crasto, além de visitar outras regiões como Bairrada e Setúbal. Agora, vamos direto ao ponto. Aperte o cinto e boa viagem, ou melhor, saúde! CHEF NELSON GONÇALVES JUNIOR

2


ÍNDICE

04 | CONHECENDO UM PARAÍSO 18 | AS BEBIDAS DESSA TERRA 19 | QUALIDADE PORTUGUESA, COM CERTEZA! 20 | MAPA DAS INDICAÇÕES GEOGRÁFICAS 21 | AS REGIÕES EM DESTQUE

ROTEIRO ENOCULTURAL ALENTEJO 06 | HERDADE DO ESPORÃO 07 | HERDADE DA MALHADINHA NOVA 08 | HERDADE DOS GROUS 09 | PAULO LAUREANO 10 | FUNDAÇÃO EUGÊNIO ALMEIDA 11 | LUIS DUARTE

DOURO 12 | TAYLOR’S 13 | QUINTA DOS MURÇAS 14 | QUINTA DA TOURIGA 15 | QUINTA DO CRASTO 16 | QUINTA DO PASSADOURO

VALE DO LIMA 17 | QUINTA DO AMEAL

EMENTA DE VINHOS VINHOS BRANCOS, ESPUMOSOS E ROSÉS 22 | ALENTEJO 26 | DOURO 28 | BAIRRADA E DÃO 29 | MONÇÃO E MINHO 30 | ALENQUER, SETÚBAL, TERRAS DO SADO E LISBOA

VINHOS TINTOS 31 | ALENTEJO 40 | DOURO 45 | BAIRRADA E DÃO 46 | ALENQUER, SETÚBAL, TERRAS DO SADO E LISBOA

VINHOS INTERNACIONAIS 47 | ESPANHA 47 | ARGENTINA 48 | CHILE 50 | BRASIL 50 | URUGUAI


CONHECENDO UM PARAÍSO Atire a primeira pedra o brasileiro que em algum momento na vida não pensou em conhecer suas origens e visitar Portugal. Os incontáveis laços que nos unem à terra-mãe prevalecem mesmo após séculos de descobrimento. Mesmo para os que não descendem de portugueses, a terra de Camões, Pessoa e Saramago transborda cultura, história e muita alegria. As paixões podem surgir tanto pelos coloridos azulejos, como pelas vielas e colinas de Lisboa ou mesmo pela rica gastronomia do Alentejo. Não importa. Viajar por Portugal é muito simples e, com o benefício do idioma, fica cada vez mais fácil conhecer as terras do velho continente.

MUITO MARCADO PELA ARQUITETURA BARROCA, AS PRINCIPAIS CIDADES PORTUGUESAS OFERECEM AO VISITANTE UMA MESCLA INTERESSANTE ENTRE IMAGENS INCRÍVEIS E MODERNAS. APENAS COM UM PASSEIO PELA CIDADE DO PORTO, VOCÊ VAI SE DEPARAR COM MARAVILHAS ARQUITETÔNICAS E BARES AGITADOS

Diariamente saem voos sem escala do Brasil para Portugal. Operados principalmente pelas empresas TAP e TAM, é possível chegar ao velho continente principalmente por Lisboa. Desembarcando no Aeroporto da Portela, em cerca de 20 minutos você estará no centro da capital portuguesa. Como não há estação de metrô, é mais fácil utilizar o Aerobus, que circula a cada 20 minutos, das 7h às 23h. Além dele, há cinco linhas de ônibus comuns que ligam o aeroporto ao centro, inclusive durante a noite. Outro importante aeroporto português é o do Porto, também com voos operados pela TAP. Outros destinos portugueses, como a Ilha da Madeira e os Açores são igualmente acessíveis, tendo o Porto e Lisboa como escala intermediária.

O PAÍS AINDA CONTA COM CASTELOS HISTÓRICOS, PALÁCIOS E MOSTEIROS, QUE MESCLAM INFLUÊNCIAS ÉTNICAS E CULTURAIS QUE VÃO DOS MOUROS ÀS TRIBOS GERMÂNICAS, DOS CELTAS AOS ROMANOS

4


ROTEIRO ENOCULTURAL UM DOS DESTINOS PREFERIDOS DOS APRECIADORES DA BEBIDA, PORTUGAL É UM DOS LOCAIS MAIS TRADICIONAIS EM TODA A EUROPA NA PRODUÇÃO DO VINHO. PENSANDO NO CLIMA DE PASSEIO, PREPARAMOS UM ROTEIRO EXCLUSIVO, QUE LEVARÁ VOCÊ PARA DENTRO DAS PRINCIPAIS VINÍCOLAS DO PAÍS, ALÉM DE MERGULHAR NA CULTURA PORTUGUESA E NA ALEGRIA DESSA GENTE, FASCINADA POR UM BOM PESCADO E UM DELICIOSO VINHO 5


ALENTEJO >

HERDADE DO ESPORÃO

A HERDADE DO ESPORÃO SITUA-SE A POUCO MAIS DE 170 QUILÔMETROS A SUDESTE DE LISBOA, JUNTO À HISTÓRICA CIDADE DE REGUENGOS DE MONSARAZ, NO ALENTEJO Fundado em 1973 por José Roquette e Joaquim Bandeira, o Esporão tem como missão produzir os melhores produtos que a terra proporciona. Mantém-se como uma empresa familiar que cresce a cada ano, incentivando cada vez mais os membros das futuras gerações a entrarem no negócio. Determinante na afirmação nacional e internacional do Alentejo, o Esporão é também um embaixador da cultura portuguesa, desenvolvendo a sua atividade dentro dos limites da sustentabilidade e construindo relações próximas com clientes e consumidores em todo o mundo.

www.esporao.com

6


ALENTEJO >

HERDADE DA MALHADINHA NOVA

INTEGRADO NO EDIFÍCIO DA ADEGA, O RESTAURANTE GOURMET OFERECE UMA COZINHA DE AUTOR, GENUÍNA, QUE PRIVILEGIA OS PRODUTOS DA TERRA EM INTERPRETAÇÕES MODERNAS

A Malhadinha Nova é uma típica herdade familiar alentejana, situada em Albernoa, no coração do Baixo Alentejo. Desde 1998, a empresa surgiu no mercado, transformando as terras antes abandonadas, em solos capazes de produzir os mais valiosos vinhos do sul. As perfeitas condições climáticas do Alentejo, os solos xistosos e as encostas bem drenadas da propriedade, auxiliam na produção das bebidas. Um

www.malhadinhanova.pt

detalhe curioso são os rótulos da Malhadinha, que são desenhados pelas crianças da família Santos, dona do empreendimento. O local ainda conta com hotel, spa, restaurante e uma hípica.

7


ALENTEJO >

HERDADE DOS GROUS

Unindo vinho, agropecuária e turismo, a Herdade dos Grous é um dos locais indispensáveis para se visitar em Portugal. Localizada em Albernoa, a propriedade com 70 hectares de vinhas é um convite àquele que queira conhecer como funciona toda produção da bebida. O visitante pode se hospedar no hotel e conhecer os campos para equitação, ou as diversas trilhas e os roteiros de caminhadas disponíveis pelos arredores do local. Além disso, o espaço é ideal para uma visita em família, já que conta com piscina, sauna, ginásio e até passeios de balão.

www.herdadedosgrous.com 8

PASSEAR, SABOREAR E RELAXAR, TUDO ISSO SEM TER QUE SAIR DA HERDADE DOS GROUS. O AMBIENTE RURAL CONVIDA A UM PASSEIO NA PONTE SOBRE O LAGO, ONDE NÃO FALTAM NINHOS DE GROUS E CEGONHAS


ALENTEJO >

PAULO LAUREANO

A Paulo Laureano Vinus é um projeto familiar que teve início em 1999, com uma pequena vinha em Évora e hoje conta com mais de 75 hectares de vinhedos na região alentejana da Vidigueira. O sucesso da marca Paulo Laureano, estruturada nos vinhos Clássico, Premium e Reserve, levou o local ao topo da produção nacional, sendo considerada uma das maiores de todo o país. Além das linhas Paulo Laureano Clássico, Premium e Reserve, são produzidos alguns vinhos com edições muito limitadas, na maioria das vezes com menos de 3000 garrafas.

PAULO LAUREANO É UM DOS MAIS CONCEITUADOS ENÓLOGOS PORTUGUESES E UMA REFERÊNCIA DOS VINHOS NO ALENTEJO. FORMADO ENTRE PORTUGAL, AUSTRÁLIA E ESPANHA, DECIDIU DEDICAR-SE EXCLUSIVAMENTE AQUILO QUE O MOVE, DESENHAR VINHOS www.paulolaureano.com 9


ALENTEJO >

FUNDAÇÃO EUGÉNIO ALMEIDA

Fundada em 1963, pelo engenheiro Vasco Maria Eugénio de Almeida, o Conde de Villalva, a vinícola é considerada sagrada pela população de Évora. Isso porque a produção das vinhas é realizada em um local histórico, a Adega da Cartuxa, que está situada em um edifício que pertenceu à Companhia de Jesus em 1580. Porém, com a expulsão dos jesuítas pelo Marquês de Pombal, a construção foi integrada aos Bens Nacionais em 1755. No ano seguinte, já funcionava no local um importante lagar de vinho que absorvia a produção vinícola da região. Em 1869 o edifício foi vendido e adquirido por José Maria Eugénio de Almeida, avô de Vasco, que anos depois transformou os negócios da família em uma das mais modernas e bem equipadas vinícolas do Alentejo.

www.cartuxa.pt 10

O ÊXITO DESTE PROJETO TEM PERMITIDO À FUNDAÇÃO GERAR OS RECURSOS NECESSÁRIOS AO CUMPRIMENTO DA SUA MISSÃO, CENTRADA NO DESENVOLVIMENTO SOCIAL, CULTURAL E EDUCATIVO DA REGIÃO DE ÉVORA


ALENTEJO >

LUIS DUARTE LUÍS DUARTE FAZ PARTE DE UMA GERAÇÃO PIONEIRA DE ENÓLOGOS PORTUGUESES, COM UMA ASCENSÃO METEÓRICA, QUE, AOS 21 ANOS, JUNTOU-SE À EQUIPE QUE ARQUITETOU O PROJETO DA HERDADE DO ESPORÃO, NO ALENTEJO, E EM POUCO TEMPO CHAMARIA A ATENÇÃO DOS PRINCIPAIS APRECIADORES DO MUNDO

O enólogo Luís Duarte comanda a vinícola de mesmo nome, que ficou famosa pelos rótulos tintos do Alentejo. Com mais de 30 anos de carreira, ele está entre os maiores produtores de vinhos do mundo. Ao todo, já foram mais de 300 rótulos criados, entre eles Herdade dos Grous, Herdade do Esporão, Rubrica e Rapariga da Quinta. Este, um dos rótulos mais famosos do mercado, foi criado há pouco mais de uma década e teve sua primeira safra (2004), iniciada a partir dos vinhedos ao redor da casa de Luís, que em pouco tempo se consagrou como um excelente “best buy” pela imprensa especializada. Por isso, quem quer conhecer o que se faz de melhor no Alentejo e em Portugal, não pode deixar de provar esses vinhos.

www.vinhosdoalentejo.pt 11


DOURO >

TAYLOR’S

OS PRODUTORES MAIS ANTIGOS DO VINHO DO PORTO SÃO DE ORIGEM INGLESA OU ESCOCESA E, AO LONGO DA HISTÓRIA, A GRÃ-BRETANHA FOI DE LONGE O SEU MAIOR MERCADO CONSUMIDOR

Criada há mais de três séculos, em 1692, a Taylor’s é uma das mais antigas casas de comércio do vinho do Porto do país. A tradição da família deu origem a um respeitado legado como produtores de vinhos do Porto envelhecidos em madeira, com destaque para o Tawny. A casa também é conhecida como a criadora do pioneiro estilo LBV (Late Bottled Vintage). Sediada no Porto, a empresa se preocupa em preservar o ambiente único da região do Douro através da promoção de uma viticultura sustentável e responsável.

www.taylor.pt 12


DOURO >

QUINTA DOS MURÇAS

A VINÍCOLA SITUA-SE PRÓXIMA DA CIDADE DE RÉGUA, NA MARGEM DIREITA DO RIO DOURO. A PROPRIEDADE HISTÓRICA EXISTE DESDE 1714 E FOI EDIFICADA MUITO ANTES DA REGIÃO RECEBER O NOME DE DOURO A Quinta dos Murças existe desde o século XVII. O nome surgiu em referência ao fidalgo da casa real Miguel Carlos Cardoso de Sousa de Morais Colmeeiro Teles e Távora, capitão-mor da vila de Murça e proprietário das terras desde 1756. Já em 1943, Manuel Pinto de Azevedo assumiu a administração da quinta, comprometendo-se na reabilitação do patrimônio e na replantação das vinhas. A partir dos anos 1950, o empreendimento ganhou espaço no mercado nacional e se tornou uma das propriedades mais e prestigiadas do país. A Quinta dos Murças permaneceu na posse da família até que, em 2008, o grupo Esporão adquiriu a propriedade e, desde então, administra a produção do respeitado vinho.

www.murcas.com 13


DOURO >

QUINTA DA TOURIGA

Já a Quinta da Touriga é um empreendimento que pertence à família Ramos Pinto e é considerada a primeira propriedade do Douro, onde se planta exclusivamente Touriga Nacional. Erguida em 2004, a adega é também um grande projeto arquitetônico. Com paredes de xisto, o edifício se integra perfeitamente à paisagem. Foi construído em três níveis para aproveitar a força da gravidade nos trabalhos de vinificação, unindo assim tradição e modernidade. Outra curiosidade sobre o local é a altitude: os vinhedos situam-se entre 150 e 600 metros acima do nível do mar.

www.facebook.com/jorge.rosas.568 14

HOJE, A QUINTA DA TOURIGA PODE ORGULHAR-SE DE PRODUZIR DOIS VINHOS COBIÇADOS, O QUINTA DA TOURIGA-CHÃ E O PURO, VINHOS HARMONIOSOS E ELEGANTES, COM EXTRAORDINÁRIO SABOR, EQUILÍBRIO E DISTINÇÃO


DOURO >

QUINTA DO CRASTO

Situada à margem do Rio Douro, a Quinta do Crasto é uma propriedade com quase 130 hectares, dos quais 70 são ocupados com vinhas. O empreendimento pertence à família Jorge e Leonor Roquette desde 1981 e produz vinhos do Douro brancos, tintos e vinhos do Porto (LBV e Vintage), além de um delicioso azeite extra virgem. A palavra Crasto deriva do latim castrum, que significa forte romano. A concretização de todos os investimentos, associada à

NA QUINTA DO CRASTO SÃO UTILIZADAS AS MAIS AVANÇADAS TECNOLOGIAS DE VINIFICAÇÃO, CONJUGADAS COM O TRADICIONAL MÉTODO DE PISA A PÉ EM LAGARES

paixão os vinhos, levou ao reconhecimento internacional.

www.quintadocrasto.pt 15


DOURO >

QUINTA DO PASSADOURO

A DUAS HORAS DA CIDADE DO PORTO, A COMBINAÇÃO DE TRADIÇÃO, REPOUSO E SIMPLICIDADE DA QUINTA OFERECE AOS VISITANTES UM PASSEIO DE ELEVADA QUALIDADE Situada em pleno Vale do Rio Pinhão perto da aldeia de Vale de Mendiz, a origem da Quinta do Passadouro começa no século XVIII. Em 1991, Dieter Bohrmann, um empresário alemão apaixonado pelo Douro, decidiu comprá-la, investindo não só na produção de vinho do Porto, mas também em vinhos de mesa. A sua ideia consistia em reservar alguns dos melhores lotes da produção com o objetivo de criar um vinho tinto de qualidade premium. Para consegui-lo, só lhe faltava o enólogo certo. Por isso, convidou Jorge Serôdio Borges para assumir a responsabilidade total da Quinta. Além das uvas de ótima qualidade, a Quinta do Passadouro produz uma pequena quantidade de azeitonas que dão origem a 2300 garrafas de um azeite extra virgem raro e diferenciado.

www.quinta-do-passadouro.com 16


VALE DO LIMA >

QUINTA DO AMEAL

A Quinta do Ameal é uma pequena e antiga propriedade criada em 1710, no Vale do Lima, no norte de Portugal. Possui produção inteiramente ecológica de vinhos brancos feitos a partir de uma única casta de uva portuguesa: o Loureiro. Com bebidas produzidas, exclusivamente, a partir de uvas cultivadas organicamente na Quinta, a partir de uma filosofia de produção artesanal, ficou conhecida no mundo todo pela qualidade e excelência. A partir de vinhos únicos, de “terroir”, com grande personalidade e carácter, os produtos do Ameal são exportados para mais de 15 países e encontra-se nas cartas dos melhores e mais exigentes restaurantes do globo.

COM MAIS DE 300 ANOS DE TRADIÇÃO, A QUINTA DO AMEAL É UMA DAS MAIS FAMOSAS PRODUTORAS DE VINHOS BRANCOS DO MUNDO. SITUADA NO VALE DO LIMA, NO NORTE DE PORTUGAL, A VINÍCOLA APRESENTA PRODUTOS EXCLUSIVOS DA CASTA LOUREIRO

www.quintadoameal.com 17


Indicações Geográficas & DOCs EUROPA

DÃO E LAFÕES

5 DOC Lafões 6 DOC Dão VINHO REGIONAL TERRAS DO DÃO

TÁVORA E VAROSA 4 DOC Távora - Varosa

VINHO VERDE

250

VINHO REGIONAL TERRAS DE CISTER

1 DOC Vinho Verde

CASTAS

PORTO E DOURO

VINHO REGIONAL MINHO

3 DOC Douro/Porto

AUTÓCTONES

VINHO REGIONAL DURIENSE

BAIRRADA

7 DOC Bairrada

VINHO REGIONAL BEIRA ATLÂNTICO

LISBOA 9 DOC Encostas de Aire 10 DOC Óbidos 11 DOC Alenquer 12 DOC Arruda 13 DOC Torres Vedras 14 DOC Lourinhã 15 DOC Bucelas 16 DOC Carcavelos 17 DOC Colares

1

2 3 4

TEJO 18 DOC do Tejo VINHO REGIONAL TEJO

2 2

3

5 8

7

6

TRÁS-OS-MONTES 2 DOC Trás-os-Montes

8

VINHO REGIONAL TRANSMONTANO

9

AS BEBIDAS DESSA TERRA

VINHO REGIONAL LISBOA

17 16

14 10

13 11 12 15

BEIRA INTERIOR 8 DOC Beira Interior

18

VINHO REGIONAL TERRAS DA BEIRA

20

19

PENÍNSULA Portugal possui um património e um percurso invejável no mundo DE SETÚBAL 19 DOC Palmela e DOC Setúbal VINHO REGIONAL PENÍNSULA DE SETÚBAL

do vinho. Com uma tradição 20milenar na produção de bebidas, 20 contando com a região vínica demarcada e regulamentada

mais antiga do mundo, a região do Douro, que para além de 20 ALENTEJO

património mundial da humanidade é o20 local origem do DOCde Alentejo

REGIONAL vinho fortificado mais famoso do mundoVINHO – o vinho do Porto. E ALENTEJANO

só isto seria suficiente para colocar Portugal como país vínico de referência mundial. Mas, Portugal não descansa nas glórias do

ILHAS

21

passado e hoje os vinhos portugueses estão mais dinâmicos do

22 23

que nunca e são um dos produtos bandeira de Portugal.

MADEIRA

AÇORES

Num mundo cada vez mais estandardizado e globalizado, os 26 DOC Graciosa

25 DOC Madeira

28 DOC Pico

VINHO REGIONAL TERRAS MADEIRENSES

27 DOC Biscoitos 24 de Portugal continuam genuínos e de forte carácter Vinhos

26

REGIONAL português. Sendo fiéis a um património de mais VINHO de 250 uvas AÇORES

ALGARVE portuguesas, os vinhos portugueses são capazes de proporcionar 27

21 DOC Lagos

uma experiencia única, pelo modo como tiram partido da 22 DOC Portimão

DOC Lagoa diversidade de23 terroirs e uvas portuguesas, quer pelas técnicas e 28 24 DOC Tavira

pessoas que osVINHO elaboram. REGIONAL

28

ALGARVE

Hoje, a reputação internacional dos vinhos portugueses é inquestionável. A qualidade dos vinhos portugueses está ao nível do melhor que se faz no mundo, como atestam os três vinhos portugueses no top 5 dos melhores vinhos do mundo da revista americana Wine Spectator, incluindo o número um. Portanto, não é de BR surpreender que hoje oswww.winesofportugal.com vinhos portugueses estejam nas Vinhos de Portugal

@WoPBR

melhores mesas dos restaurantes mundiais.

18

25


QUALIDADE PORTUGUESA, COM CERTEZA! Denominação de Origem Controlada, ou simplesmente DOC, é o termo utilizado pelos portugueses para denominar e certificar vinhos, queijos, manteigas e outros produtos agrícolas do país. Esta classificação é atribuída a partir da geografia local, devendo

EXISTEM OUTROS CONTROLES DE QUALIDADE AO REDOR DO MUNDO, COMO O FRANCÊS APPELLATION D’ORIGINE CONTRÔLÉE (AOC), O ITALIANO DENOMINAZIONE DI ORIGINE CONTROLLATA (DOC) E O ESPANHOL DENOMINACIÓN DE ORIGEN (DO)

cumprir um conjunto rígido de regras e leis. Criado em 1986, com a entrada de Portugal na Comunidade Europeia, o sistema DOC substituiu o anterior “Região Demarcada” que vigorou desde o início do século XX. Para garantir o cumprimento das normas estabelecidas, os produtores têm que submeter amostras dos seus vinhos às comissões vitivinícolas regionais. Entre os critérios de avaliação estão as delimitações geográficas, os diferentes tipos de solo, as castas autorizadas e recomendadas, as práticas culturais, os métodos de vinificação, o teor alcoólico mínimo natural, entre outras características. Estes parâmetros são fiscalizados por cada uma das Comissões Vitivinícolas regionais, que analisam a qualidade dos vinhos produzidos, fazendo da bebida que sai da vinícola um produto de qualidade e respeito, agregando valor ao nome de Portugal em todo o mundo.

EM CADA GARRAFA DE VINHO PORTUGUÊS ESTÁ A SABEDORIA DE TODO UM POVO. HISTÓRIAS, SABORES E TRADIÇÕES QUE SOUBEMOS PRESERVAR AO LONGO DOS TEMPOS, COM UM ÚNICO OBJETIVO: FAZER VINHOS EXCEPCIONAIS. ATRAVÉS DAS 250 CASTAS BRANCAS, TINTAS E ROSADAS, É POSSÍVEL PRODUZIR UMA ENORME VARIEDADE DE VINHOS, COM SUTILEZAS DE TERROIRS E PERSONALIDADES MUITO DISTINTAS. CARACTERÍSTICAS QUE NOS DISTINGUEM PELO MUNDO A FORA 19


20

CrĂŠdito: ViniPortugal


EMENTA DE

VINHOS EDIÇÃO 2016/17

ESPUMANTES, ESPUMOSOS E DE PERLAGE

PORTUGAL APRESENTA DE NORTE A SUL UMA EXTENSA GAMA DE VINHOS, DESDE O VERDE, DE UMA APETITOSA

VINHOS BRANCOS CHARDONNAY

ROSÉS E ALVARINHOS

Também para alguns outros cortes de vinhos portugueses

BORDEAUX

BOURGOGNE

Normalmente acompanha 90% dos vinhos tintos,

Específico para os vinhos da região e

exceto de garrafas especiais de Bourgognes e afins

alguns vinhos portugueses.

FRESCURA, ATÉ O PORTO, O MAIS

AS TAÇAS CORRETAS, DA PARCERIA COM

GENEROSO DO MUNDO!

A READEL, CONFORME O SEU VINHO

ALENTEJO

noites frescas, a Bairrada é uma região plana e litoral marcada pelas

direto para o Alentejo, região nobre do Sul. Com um clima

no século XVII, os vinhos eram exportados em grande quantidade

Ao desembarcar no país, o ideal para conhecer Portugal é partir mediterrâneo, quente e seco, o local se transformou em um paraíso para a produção da bebida. Conhecido pelas planícies e por ser uma das produtoras de vinhos da mais elevada qualidade,

chuvas abundantes e temperaturas médias. No reinado de D. Maria para o Brasil, América do Norte, França e Inglaterra.

DÃO

o plantio da vinha nesta região remonta ao período romano,

Já a região do Dão, situa-se no centronorte de Portugal e produz,

como atestam várias ruínas de lagares e outras instalações. Após

especialmente vinhos tintos. As condições climáticas e as

a expulsão dos mouros do Alentejo, o poder real e as ordens

características do solo dão aos produtos uma reconhecida coloração

religiosas incentivaram ainda mais a vitivinicultura.

rubi e um aroma delicado. Aproveite a sua viagem para desfrutar

DOURO

Subindo para o norte, agora chegando a uma região histórica, vamos conhecer o Douro, que é dividido em Baixo Corgo, Cima Corgo e Douro Superior. A designação “Douro” está reservada

do ar puro das montanhas e das aldeias antigas. As terras são tão aclamadas no país, que até o escritor José Saramago declarou seu amor pela região, “tudo nestas paragens são grandezas.”

REGIÃO MONÇÃO E MINHO

aos vinhos, tradicionalmente produzidos na região demarcada

Dividido em Monção, Lima, Basta, Braga, Amarante e Penafiel, toda

do vinho do Porto. A elaboração da bebida local surgiu na época

a região situa-se entre dois fenômenos geográficos distintos, o

em que Portus Cale era colônia do Império Romano. Há registros

extenso vale do rio Minho e as montanhas do norte do país. Uma

desde 1678 de que os ingleses já eram apreciadores dos vinhos

região de clima frio e de grandes paisagens, onde são produzidos

da região, tornando-se, a partir do século seguinte, os seus

os famosos vinhos verdes, além de excelentes aguardentes, vínicas

maiores importadores. Por isso a influência inglesa no nome de

e bagaceiras. Fialho, o sarcástico escritor alentejano, encontrava no

determinadas vinícolas, como Taylor’s e Symington. O Douro foi a

vinho verde “a meiguice dos beijos e o travo inocente das amoras.”

primeira região vinícola demarcada do mundo, mediante decreto do então ministro Marquês de Pombal, em 1756.

BAIRRADA

DO SADO, ALENQUER E SETÚBAL

A escassos quilômetros de Lisboa, a serra da Arrábida, situada entre Setúbal e Sesimbra, é um lugar verdadeiramente

Retornando até a capital, descemos novamente ao sul, para

paradisíaco. Com uma serra envolvente e paisagens de tirar o

chegar até Lisboa e as regiões adjacentes como a Bairrada e

fôlego, a região é conhecida pelos belíssimos cartões postais.

o Dão. No Século XIX, os viajantes paravam nesta região para

Única e preservada, as cidades possuem um clima invejável.

comerem o famoso leitão e beberem os afamados vinhos. Com

Prepare-se para deleitar-se com a riqueza natural e gastronômica

um clima mediterrânico, caracterizado por verões quentes e

de uma das mais belas regiões de Portugal.

21


VINHOS BRANCOS, ESPUMOSOS E ROSÉS ALENTEJO > BRANCOS E ROSÉ VINHA DA DEFESA ROSÉ

Produzido a partir de uvas tintas, Periquita e Moreto, este vinho apresenta uma cor rosada muito viva, além de aroma floral de framboesas e cerejas, sabor frutado e equilibrado, com paladar leve e fresco. É ideal como aperitivo, acompanhando muito bem saladas e carnes brancas.

TAPADA DO FIDALGO ROSÉ

Das castas Castelão, Syrah, Touriga Nacional. Apresenta cor salmão, com aroma intenso de frutos vermelhos. Na boca apresenta boa doçura associada a uma excelente acidez, com agradável sensação de fruta fresca. Um rose fresco e aromático, ideal como aperitivo ou como acompanhamento de refeições ligeiras.

HERDADE DOS GROUS BRANCO

Um clássico da Herdade dos Grous, “fino e delicado”, para João Paulo Martins. Produzido com as uvas Antão Vaz, Arinto e Roupeiro, é vivo, cremoso e equilibrado, com deliciosas notas de frutas tropicais.

VERDELHO BRANCO – ESPORÃO

Com aspecto cristalino, cor citrina esverdeada, seu aroma é vibrante, com notas tropicais e citrinas a recordar as limas e as toranjas. Na boca é fresco, elegante, com apontamentos minerais e um final longo e persistente.

RAPARIGA DA QUINTA ROSÉ

Feito com as uvas Touriga Nacional, Castelão e Syrah. De cor salmão brilhante, possui aromas frutados, frutas cítricas de alta intensidade. De sabor jovem, com final marcado por agradável acidez.

RAPARIGA DA QUINTA BRANCO

Outro vinho marcante do grande amigo da casa e enólogo Lusitano Luis Duarte. Feito com as uvas Arinto e Antão Vaz, apresenta cor cítrica ligeiramente aloirada, possui aroma frutado, sugerindo frutos tropicais de pêssego e ananás. Na boca tem taninos suaves bem integrados no carácter frutado. Equilibrado e elegante.

FUNDAÇÃO EUGÉNIO DE ALMEIDA D.O.C BRANCO

Das castas Antão Vaz, Arinto, Perrum e Roupeiro Fino, com ligeiras nuances de fruta (maçã verde). Muito fresco, corpo médio e bom final.

22


CHAMINÉ BRANCO

Feito com 25% Antão Vaz, 32% Sauvignon Blanc, 27% Verdelho e 16% Viognier. De cor amarelo palha. Com notas aromáticas de jasmim, lima e ananás, algum fumado e mineral. O palato é elegante, vívido, com notas de pêssego, citrinos e notas minerais complexantes. O final é prolongado, com uma acidez tonificante.

PAULO LAUREANO RESERVE – BRANCO

Feito 100% com a uva Antão Vaz. Um marco português, envelhecido durante oito meses em barricas de carvalho. De cor citrina, acompanha muito bem peixes, frutos do mar e risoto. Na boca é um vinho bem equilibrado com forte estrutura. Muito frontal e fresco na entrada, mostra-se depois untuoso, com forte personalidade. Final de boca longo, fresco e de extrema elegância.

CARTUXA D.O.C. – BRANCO

Aroma delicado e fino, com notas de frutos cítricos e flores e minerais. Das castas Antão Vaz, Arinto e Roupeiro. Suave, certo corpo, ligeiro acídulo, boa profundidade e harmonia.

ESPUMANTE MONTE DO PINTOR BRANCO

Feito com 100% Arinto de extrema delicadeza, finura de aroma e sabor, citrinos, minerais e frutos secos. Na boca, apresenta mousse elegante, culminando num final intenso e fresco. O rótulo é de autoria do escultor português João Cutileiro.

ESPORÃO RESERVA D.O.C. BRANCO

Vinificado com uvas Roupeiro, Arinto e Antão Vaz. Revela-se um vinho rico, encorpado e equilibrado, com uma grande complexidade. Tem aroma frutado com notas de madeira, ananás, pêssego e baunilha. Vai bem com peixe gordo grelhado e ao forno, além do bacalhau.

LENDA BRANCO

Apresenta cor amarelada média e citina. Tem aroma de fruta tropical madura combinada com alguma lima. O paladar é cremoso na boca, com acidez equilibrada e com fruta tropical a persistir.

PÊRA MANCA D.O.C. – BRANCO

Muito bom aroma com notas minerais, frutado, persistente, fino e complexo. Das castas Antão Vaz e Arinto. Macio, seco com um bom corpo e um ligeiro acídulo nobre, que lhe confere harmonia.

23


OLHO DE MOCHO BRANCO

Possui cor amarela com reflexos dourados e aroma de frutas cítricas brancas maduras e notas florais. Apresenta sabor de médio corpo, excelente frescor. Final elegante. Harmoniza com carnes brancas grelhadas, frutos do mar e queijo de cabra.

HERDADE DO ROCIM BRANCO

Apresenta coloração amarela com reflexos dourados e aroma de frutas brancas e cítricas com agradáveis toques florais. O sabor é de médio corpo, bom frescor e final harmônico. Vai bem com carnes brancas, frutos do mar e queijos fresco.

MARIANA ROSE

De coloração cereja possui aromas de frutas vermelhas como morangos e cerejas, além de toques florais. O paladar é de corpo leve, com ótimo frescor. Em boca, confirma as sensações olfativas. Harmoniza com carnes brancas, legumes, peixes e queijos leves.

AMANTIS BRANCO

Apresenta cor dourada com laivos esverdeados. No aroma, encontram-se notas de madeira bem integrada com fruta de manga, laranja e pêra. Na boca, o ataque é sedoso, realçando o seu bom volume e equilibrio, com acidez firme e elegante.

ESPORÃO LATE HARVEST 375 ML

Um doce vinho de textura rica e untuosa, paladar concentrado, equilibrado e complexo, com sabor de frutos secos, marmelada e figos pretos. Acompanha sobremesas proporcionando uma combinação de sabores surpreendente. Feito da casta Semillon, tem um aspecto cristalino, cor palha, aroma complexo e perfumado, com notas de casca de laranja, frutas cristalizadas e minerais frescos.

DUAS CASTAS ESPORÃO

Das castas Viosinho e Semillon, de cor com aspecto límpido, cor citrina. O aroma intenso salienta a flor de laranjeira e a relva fresca, acompanhadas pelas notas de ameixa branca e as toranjas maduras. O paladar é cremoso e envolvente, com delicados apontamentos citrinos, além de um final fresco e persistente.

24


MALHADINHA BRANCO

Um branco alentejano muito rico e marcante, grande referência da região. O corte de Arinto, Viognier e Chardonnay, com fermentação em barricas novas, mostra fruta bem casada com a madeira. O palato é amanteigado, mas com boa acidez. Muito saboroso e com profundidade.

RUBRICA RESERVA BRANCO

Um grande branco alentejano, elegante e potente ao mesmo tempo. O Rubrica Branco mescla as uvas Viognier, Antão Vaz e Verdelho, mostrando fruta branca e tropicais no aroma, além de especiarias. Parte do vinho fermentou em barrica francesa. O estágio em madeira prolongou-se por 6 meses com batonnage. Na boca, apresenta bom volume e acidez bem proporcionada.

ESPORÃO PRIVATE SELECTION D.O.C. BRANCO

Com a assemblage das uvas Semillon, Marsanne e Roussanne, este alentejano, envelhecido seis meses em barricas de carvalho francês, possui aroma de pera e pêssegos com notas tostadas. Em boca é cremoso, encorpado mas elegante e estruturado com bom equilíbrio. Final persistente. Acompanha bem bacalhau, peixes ensopados, pratos com curry e risoto de frutos do mar.

MONTE DA PECEGUINA BRANCO

De cor palha claro, no nariz apresenta limão siciliano, notas de cascas de lima e floral. No palato é um corpo médio, com bom equilíbrio e final refrescante. Harmoniza com salada de bacalhau, peixes grelhados, camarão empanado, torta de frango, queijos leves e aperitivo.

MONTE DA PECEGUINA ROSÉ

É um rosé de muita personalidade. Mostra cor salmão atraente e aromas intensos, lembrando frutas vermelhas, como framboesa, e especiarias. Vibrante na boca, combina com petiscos, pratos leves e massas. “Muito macio”, segundo o crítico João Paulo Martins. É um corte das uvas Touriga Nacional, Aragonês, Tinta Miúda e Syrah elaborado a partir da sangria dos melhores mostos tintos.

DONA MARIA BRANCO

A coloração apresenta aspecto límpido, cor verde citrino ligeiramente aloirada. O aroma apresenta frutas tropicais, sugerindo aromas e citrinos. Na boca, possui sabor rico de fruta, com um bom equilíbrio de acidez, elegante e com um final fino e persistente.

25


DOURO > BRANCOS E ROSÉS QUINTA DO CRASTO DOURO BRANCO

De cor citrino, é feito com as uvas das castas Gouveio, Roupeiro e Cercial. No nariz é de grande frescura e intensidade aromática de notas de fruta citrina e espargos silvestres, bem integrado com notas florais, que conferem uma excelente complexidade e profundidade. Na boca é elegante, com boa estrutura e correto equilíbrio. Aroma com notas minerais de boa intensidade, resultando num conjunto muito agradável de grande frescura e agradável persistência.

MURGANHEIRA

Produzido na região de Távora das castas Tinta Roriz e Touriga Nacional. Estágio de 3 anos. De cor rubi. Boa concentração de aromas vinosos bem casados e sabor extremamente elegante e aromático, mas com um final equilibrado e persistente. É um excelente acompanhante de pratos de cozinha tradicional portuguesa, em especial carnes assadas.

PASSADOURO BRANCO

Com as castas Viosinho, Rabigato e Códega, de cor citrina pálida e nariz fresco e rico em notas limonadas, acompanhadas por sugestões minerais, vegetais e alguma fruta madura. Na boca é um vinho com uma estrutura agradável, onde os citrinos estão dominadores e conta com uma bela acidez. É um vinho delicado e suave que termina com uma interessante persistência.

ASSOBIO BRANCO

Possui cor de aspecto límpido, com reflexos esverdeados. O aroma é citrino, com sugestão de limas. Na boca, apresenta notas minerais, sabor rico, fresco e elegante.

ASSOBIO ROSÉ

A coloração apresenta aspecto límpido, cor rosada com reflexos azuláceos. O aroma é de fruta fresca, com apontamentos de cerejas pretas. Na boca, é fresco, equilibrado e persistente.

RUFO BRANCO

Apresenta cor amarelo palha com reflexos esverdeados, além de aroma de frutas brancas, como melão e peras, notas de frutas cítricas e toques florais. Possui sabor leve e equilibrado, com grande acidez e final de boca agradável e frutado. Harmoniza com aperitivos, entradas leves, sopas frias e queijos de massa mole.

26


QUINTA DO VALLADO RESERVA BRANCO

Com aroma mineral de fruta bem casada com o fumado da madeira, apresenta excelente corpo e acidez, complexo, cítrico e com um final muito longo e fresco. Feito com fermentação em barricas de 500 litros de várias florestas de carvalho francês: Allier, Vosges e Nevers. Estagiou durante 7 meses, em barricas de 500 litros de Carvalhos Franceses (40% barricas novas e o restante em barricas de 2º e 3º ano), sofrendo periodicamente a operação de batonnage.

QUINTA DO VALLADO DOURO BRANCO

Seu aroma é floral e fruta bem madura com algumas notas de melão. Vinho muito mineral e fresco, com sabor equilibrado e persistente com notas cítricas. As uvas, maioritariamente provenientes de vinhas novas, foram vinificadas no sistema de bica aberta. A fermentação durou cerca de 1 mês com temperatura controlada entre 14º a 16º C. O vinho estagiou durante 4 meses em cubas de aço inoxidável.

CARM BRANCO

De cor amarela palha com reflexos dourados, possui aroma de frutas cítricas, flores brancas e toques minerais. Além de sabor de médio corpo, possui excelente frescor. Não houve passagem por barricas de carvalho. Harmoniza bem com carnes brancas grelhadas, peixes, e queijos brancos.

GRANDJÓ BRANCO

O Grandjó possui uma bela cor citrina. Muito complexo e com grande intensidade aromática. Sugestões de aromas florais e de frutos brancos caracterizam este vinho, algo encorpado e com uma excelente acidez. Na prova realçam-se sabores de pêssego e melão.

EVEL BRANCO

De cor limpa, e brilhante de cor citrina, com aromas jovens e muito frutado. O sabor é bastante frutado, com excelente acidez crocante proporciona um equilíbrio perfeito e que muito contribui para o excepcional fim de prova, longo e fresco.

27


BAIRRADA E DÃO > BRANCOS E ROSÉS PEDRA CANCELA BRANCO

Apresenta cor brilhante amarelo esverdeado, com aroma citrino e um toque mineral interessante. O paladar é fresco, mineral, fruta verde e amarela, com bom equilíbrio. O final de prova é de uma agradável sensação de frescura. Acompanha bem entradas, marisco, peixes, saladas e pratos frios.

PEDRA CANCELA ROSE

Com coloração brilhante rosé, apresenta aroma de frutos do bosque com um toque mineral exótico interessante. Seu paladar é de vinho fresco, mineral, frutos do bosque, com bom equilíbrio. Na boca, possui agradável sensação de frescura. Acompanha bem carnes vermelhas e queijos de pasta mole.

PEDRA CANCELA RESERVA BRANCO

Apresenta aroma de fruta citrina e muitas notas de folha de limoeiro marcam o aroma. Todo ele fino e muito elegante, com um leve apontamento de tangerina. Bom volume de boca, tem estrutura capaz para se mostrar bem à mesa, servido depois por uma acidez perfeita e bem viva.

CARIZ BRANCO 92,00

Confeccionado com 60% Encruzado e 40% Cercial, possui cor amarelo brilhante com reflexos esverdeados. Com aroma de destaque para notas cítricas com um toque mineral. Na boca, frescor frutado e com bom equilíbrio. Acompanha entradas, mariscos, peixes, saladas e pratos frios.

28


MONÇÃO/MINHO > VERDES, ALVARINHOS E ESPUMOSOS QUINTA DO AMEAL LOUREIRO CLASSICO

Límpido e cor citrina claro. Aromas florais e frutados bem combinados e equilibrados, próprios das uvas bem maduras da casta Loureiro. Excelente corpo, sabor macio, com alguma frescura e um final de boca muito frutado e persistente.

ALVARINHO DEU LA DEU

Com 100% da casta Alvarinho, o vinho possui cor citrino, brilhante, aroma frutado, predominância das frutas pêssego e alperce como resultado da casta utilizada. Acompanha mariscos, peixes e carnes brancas.

ALVARINHO ROLAN

Com 100% Alvarinho, cor amarelo limão com reflexos esverdeados. Confere intenso aroma floral, com notas cítricas e uma lembrança a flor de laranjeira. Boa entrada na boca. É untuoso, denso, amplo equilibrado e complexo. Com um final de boca franco, potente e com grande persistência.

MURALHAS DE MONÇÃO

De cor amarelo citrina, brilhante, com aroma frutado, com predominância das frutas pêssego e alperce, resultante da elevada percentagem de vinho da casta alvarinho. Com algumas nuances de frutas tropicais (abacaxi e maracujá) e algum caráter floral (flor de laranjeira).Sabor equilibrado, persistente, macio e seco.

SHOCKING GREEN VERDE

Ataque rico na boca, com uma fruta muito franca e intensa. Sua acidez está perfeitamente integrada com os outros elementos, tem uma deliciosa frescura e vivacidade, além de intensa mineralidade. Um excelente vinho branco, fiel ao seu estilo alegre e juvenil, ideal para os dias de primavera e verão.

RAPOSEIRA RESERVA BRUTO BRANCO

Produzido através das castas Malvasia Fina, Cerceal e Tinta Roriz. De aroma frutado a maçãs e paladar persistente, é perfeito para servir como aperitivo ou digestivo. Estágio mínimo de dois anos em cave. Bom acompanhante para entradas e refeições.

RAPOSEIRA RESERVA BRUTO ROSÉ

Com um estágio de aproximadamente três anos e elaborado sob o método tradicional, trata-se de um espumante bastante gastronômico, apesar de ser um Rosé. Apresenta cor palha clara, bolha fina e persistente, sendo relativamente frutado o quanto baste. Na boca sente-se bem a agulha, bem como uma frescura e acidez, em equilíbrio, num bom final de boca. Bom acompanhante para entradas e refeições.

29


ALENQUER, SETUBAL, TERRAS DO SADO E LISBOA > BRANCOS QUINTA DA ALORNA BRANCO

Das castas Arinto e Fernão Pires. Com cor citrina, na boca é suave a frutos tropicais e citrinos, com boa acidez, equilibrado, redondo e refrescante. Termina vivo e agradável.

CASUAL BRANCO

Com a vinificação feita com prensagem direta das uvas inteiras, seguida de fermentação a 17ºC, apresenta coloração amarelo citrino e aroma frutado, fresco, com aromas de ameixa branca madura e fruta branca. O paladar é fresco e macio, bom equilíbrio da acidez e excelente fruta no final. Seu final de prova é suave, fresco e persistente. Vai bem com peixes grelhados e saladas.

PORTA 6 BRANCO

Um vinho português de caráter exuberante, com aromas tropicais e cítricos que lembram pêssego, maracujá e abacaxi, entrelaçados com suaves notas de tostado provenientes do envelhecimento em barrica, resultando um perfil olfativo muito interessante.

VALE DA MATA BRANCO

De tonalidade amarelo palha com reflexos dourados, apresenta aroma de frutas brancas, maduras, com notas minerais e florais, além de toques defumados, provenientes do estágio em carvalho. Apresenta médio corpo, com boa untuosidade e frescor. Seu final de boca é marcado por notas de frutas brancas maduras e toques defumados, com boa acidez e persistência.

CORAGEM CHARDONNAY

Seus aromas são surpreendentemente elegantes, exibindo notas de flores de laranjeira, pêra, mel e especiarias brancas. No paladar é um vinho fresco, mineral e untuoso.

30


VINHOS TINTOS ALENTEJO > TINTOS MONTE VELHO

Com as uvas Touriga Nacional e Syrah, possui cor vermelho rubi. No nariz, apresenta frutas vermelhas com notas em violeta e toque de tostado. Na boca tem um frutado seco, bem equilibrado com taninos maduros e final persistente. Combina com risoto, polenta cremosa, paleta de cordeiro com massa e picanha na brasa com purê de alho.

GARRAFA COM 750 ml GARRAFA MAGNUM COM 1500 ml GARRAFA MAGNUM COM 3000 ml GARRAFA MAGNUM COM 5000 ml

PAULO LAUREANO CLÁSSICO

Das castas Alfrocheiro, Aragonez, Trincadeira, de cor granada intensa. Privilegia claramente o componente de aromas primários, onde ressaltam notas de ameixa confitada, amoras silvestres, pimentão vermelho e especiaria; tudo em um conjunto equilibrado e atrativo. Macio, a lembrar as quentes planícies alentejanas, mostra uma frescura agradável, taninos sedosos e macios e uma elegante persistência.

GARRAFA COM 750 ml GARRAFA MAGNUM COM 1500 ml

RAPARIGA DA QUINTA

Das castas Alicante Bouschet, Aragonez e Trincadeira, permaneceu em estágio durante seis meses em barrica de carvalho americano e francês. Apresenta tonalidade granada de média concentração, aroma intenso de fruta madura, tabaco doce com leve especiaria, cacau, baunilha, fumo e aroma vegetal. Por vezes dá a sensação de um vinho quente e maduro. À boca, se mostra um vinho de estrutura média, com boa acidez, chocolate preto, especiaria e vegetal.

QUINTA DA ALORNA TINTO

Das Castas Alicante Bouschet, Castelão, Syrah e Tinta Roriz, o vinho apresenta cor granada. Notas de frutas vermelhas maduras e com um ligeiro toque de madeira. Encorpado, redondo na boca, com taninos suaves. Estagiou durante quatro meses em barricas de carvalho americano.

31


FUNDAÇÃO EUGÉNIO DE ALMEIDA TINTO

Fruto jovem e fresco, boa densidade e notas de vegetal seco. De cor granada vivo, apresenta as castas Alfrocheiro, Aragonez, Castelão, Moreto, Tinta Caiada e Trincadeira. Macio e com uma ligeira adstringência, característica da juventude. Bons taninos.

CHAMINÉ TINTO

Montado com 4% Alicante Bouschet, 50% Aragonez, 2% Cabernet Sauvignon, 2% Petit Verdot, 23% Syrah e 19% Touriga Nacional, apresenta cor granada vivo. Possui um aroma atraente e perfumado, com frutas vermelhas e cerejas. O paladar é macio e bem equilibrado com fruta intensa e notas de especiarias. Tem corpo e boa estrutura de taninos.

GARRAFA COM 750 ml GARRAFA MAGNUM COM 5000 ml

PAULO LAUREANO RESERVE TINTO

Feito com 30% Alicante Bouschet, 40% Aragonez e 30% Trincadeira, possui cor granada com tonalidade bem marcante. Suave e fino, sobressaindo as características das castas envolvidas. Notas de amoras pretas, alguma ameixa em passa e cássis misturam-se de forma elegante, permitindo ainda que a madeira surja de forma muito discreta. Na boca é um vinho macio, fresco com uma estrutura solidamente suportada pelos taninos das castas envolvidas. Estagiou 18 meses em barricas novas de carvalho francês.

QUATRO CASTAS ESPORÃO

Das castas Touriga Franca, Tinta Miúda, Cabernet Sauvignon e Alicante Bouschet, o produto estagiou durante seis meses em barricas de carvalho francês. Aspecto límpido, cor viva e concentrada. Aromas que predominam os frutos vermelhos da Touriga Franca e as especiarias da Tinta Miúda. Na boca, o Cabernet Sauvignon atribuiu estrutura e elegância, já o Alicante Bouschet concede intensidade e equilíbrio.

32


TAPADA DO FIDALGO RESERVA

Das castas Alicante Bouschet, Aragonez, Trincadeira, possui cor granada. Com aromas de boa intensidade aromática, com notas de fruta do bosque associadas a ligeiras notas florais e especiarias. Na boca, apresenta taninos muito macios e maduros, boa concentração. Muito persistente e elegante. Estagiou 12 meses em barricas de carvalho francês. Eleito vinho tinto do ano pela revista Gula 2011.

GARRAFA COM 750 ml GARRAFA MAGNUM COM 1500 ml

ESPORÃO RESERVA TINTO

Foi criado através da vinificação das castas Trincadeira, Aragonez e Cabernet Sauvignon. Revela um aroma de fruta madura bem integrado com carvalho americano. O sabor é intenso e profundo com taninos robustos, encorpado e com uma estrutura que lhe garante uma boa evolução na garrafa. Vai bem com carnes e queijos.

FUNDAÇÃO EUGÉNIO DE ALMEIDA RESERVA TINTO

Das castas Alicante Bouschet, Aragonez, Syrah, possui cor rubi. Possui aromas de frutas vermelhas maduras com toques de especiarias. Na boca apresenta bom equilíbrio, com taninos elegantes e final agradável. Após a fermentação, parte do lote estagia em barricas de carvalho francês e americano.

RAPARIGA RESERVA RÓTULO PRETO

Vinho também produzido pelo grande Luís Duarte, um vinho feito à partir de 40% Cabernet Sauvignon, 30% Aragonez e 30% Alicante Bouschet. Cor rubi intensa, notas de torrefação e frutos maduros num vinho de excelente estrutura. Taninos suaves bem integrados ao caráter frutado. Acompanha pratos tradicionalmente ricos da cozinha mediterrânea, carnes assadas ou grelhadas condimentadas com especiarias e queijos forte.

PÊRA MANCA TINTO

Das castas Trincadeira e Aragonez Complexo, a passas de frutas e essências das madeiras de estágio. Encorpado, com um aveludado em harmonia com os taninos. Este vinho, embora possa ser consumido desde já, apresenta potencial para envelhecer. Com 18 meses em tonéis de madeiras com mais de 50 anos. A fama se deve um pouco ao nome, que significa pedra manca, ou oscilante, e é uma característica de uma formação granítica de blocos arredondados soltos sobre uma rocha firme, outro tanto pela tradição, sendo vinho trazido por Pedro Álvares.

33


DONA MARIA

O corte harmônico das variedades Alicante Bouschet, Aragonez, Cabernet Sauvignon e Syrah deram origem a um vinho rico em frutos silvestres e especiarias. No paladar é redondo, com taninos aveludados e final persistente. Estagiou em barricas de carvalho francês por doze meses.

HERDADE DO ROCIM TINTO

Possui cor rubi, com reflexos violáceos e aroma de frutas negras e vermelhas, especiarias, toques de chocolate e notas florais. Apresenta sabor de médio corpo, com taninos aveludados. Harmoniza com carnes vermelhas grelhadas, massas com molhos intensos, cordeiro e queijos de média maturação.

ROCIM TOURIGA NACIONAL

Com coloração rubi intensa com reflexos violáceos e aroma de frutas vermelhas maduras, notas florais e toques defumados de especiarias. Apresenta sabor de médio corpo, com taninos sedosos e final de boca elegante. Revela boa complexidade de sabores, com destaque para cerejas, morangos e notas florais.

ESPORÃO PRIVATE TINTO

Cada casta foi vinificada e estagiada em separado. O Syrah e o Aragonês foram fermentados em pequenos lagares de inox, com pisa a pé alternada com curtas remontagens manuais feitas 2 a 3 vezes ao dia. No nariz mostra-se mais tenso que o habitual, com sugestões de fruta azul e grafite, bem envolvidas em notas de tostados e especiarias. No palato mostra firmeza, bastante frescura, taninos generosos mas bem fundidos, grande estrutura e elegância.

CLEMENTINA DA QUINTA CHÃ

Das castas Alicante Bouschet, Aragonez; apresenta cor granada viva. Intenso a frutos maduros, conjugado com subtis notas da madeira do estágio. Na boca é envolvente, revelando uma estrutura com taninos presentes e uma ligeira acidez responsável pelo final de boca prolongado e harmonioso.

MONTE DO PINTOR D.O.C.

Cheio, persistente, complexo e de grande finura, onde sobressai a fruta muito madura e harmoniosamente conjugada com notas de madeira de estágio. Sólido e bem estruturado, com notas balsâmicas e de especiarias e um suave fumado revelador da presença de madeira. Um alentejano moderno elegante e harmonioso; com belo equilíbrio ácido que lhe prolonga o final. Das castas Trincadeira e Aragonez. Estagiou 12 meses em barricas novas de carvalho francês Allier e 12 meses em garrafa. Foram produzidos 14.150 exemplares numerados.

34


HERDADE DO GROUS

Com uvas Aragonez, Alicante Bouschet, Touriga Nacional e Syrah, que após um estágio de 6 meses em barricas novas de carvalho francês, dão origem a um vinho frutado, com bom volume de boca e final persistente. A breve passagem em carvalho aparta ao vinho agradáveis notas de especiarias.

PEQUENO JOÃO MALHADINHA NOVA

Feito com a assemblage das uvas, Touriga Nacional, Syrah e Aragonez. Cor negra intensa e brilhante. Aromas de frutas vermelhas aliado a nuances florais. Na boca apresenta-se redondo, cheio de fruta bem casada com uma boa nota de barrica. Demostra-se ser um vinho intenso elegante com um final longo e apetecível.

INCÓGNITO

Feito 100% com Syrah, de cor vermelha, muito denso e escuro. Com aroma poderoso de frutos vermelhos bem maduros e baunilha. Na boca, o paladar é um luxo, cheio de fruta doce e cremoso em grande harmonia, com taninos ricos, carvalho bem balanceado e notas de baunilha. Este vinho apresenta grande profundidade e concentração, que garante longevidade na garrafa. Estagiou durante oito meses em barricas de carvalho americano.

LENDA TINTO

Possui cor rubi escura e aroma frutado, com notas de aromas silvestres. Em boca é sumarento sentindo-se a mesma fruta silvestre, vigoroso, com taninos finais redondos.

OLHO DE MOCHO TINTO

De cor rubi intenso com reflexos violáceos, apresenta aroma de frutas vermelhas frescas, notas de especiarias e toques defumados. Possui sabor médio corpo, com bom frescor e taninos intensos, seu final de boca é equilibrado e elegante. Harmoniza com carnes vermelhas grelhadas, carne de caprino, e queijos de média maturação.

TRADIÇÕES ANTIGAS DE PAULO LAUREANO

Das Castas Alfrocheiro, Alicante Bouschet, Aragonez, Tinta Grossa, Trincadeira, possui cor granada intensa. Notas de frutos negros densos e frescos, alguma especiaria e exotismo. Na boca é macio, com acidez viva, equilibrado e elegante. Fim de boca muito prolongado, com taninos jovens, suaves mas irreverentes. Este vinho foi produzido a pedido da Adega Alentejana e foram feitas apenas 4000 talhas de barro com 750 ml. Foi produzido utilizando as mesmas técnicas que os romanos utilizavam há dois mil anos atrás. Servido em uma vasilha de barro romana, utilizada para armazenamento de água ou vinho.

35


ESPORÃO PETIT VERDOT

Com laivos de cor violeta, possui aroma complexo da casta que lhe deu origem, sugerindo notas de musgo, caixa de charuto e subtis notas de couro. Na boca, mostra complexidade, boa acidez e taninos poderosos que anunciam um grande potencial de envelhecimento. Exuberante e muito surpreendente, acompanha desde pastas com molhos de trufas e cogumelos até um cabrito no forno passando pelos risottos de carnes, conquistando os paladares mais exigentes.

BORBA RESERVA RÓTULO DE CORTIÇA TINTO

Das castas Alicante Bouschet, Aragonez, Castelão, Trincadeira, de cor granada, com nuances acastanhadas. Vinho com caráter nobre do Alentejo, aroma rico e cheio a frutos bem maduros, compota e especiarias. Ao sabor é um vinho macio, com ligeira adstringência, equilibrado com taninos suaves e aveludados, com corpo, onde se nota o caráter frutado e ligeira evolução, que se prolonga no final da prova. Estagiou 12 meses em carvalho francês.

CARTUXA D.O.C.

Aroma evoluído, notando-se a presença da casta Trincadeira misturada com as notas quentes da planície alentejana. Das castas Alfrocheiro, Aragonez, Castelão, Moreto, Tinta Caiada, Trincadeira. De cor granada, boa prova de boca, floral e cheio. Este vinho, embora possa ser consumido desde já, apresenta potencial para envelhecer. Estagiou 12 meses em barricas de carvalho francês.

PAULO LAUREANO RESERVE VINEA JULIETA TALHÃO 24

Das castas Alfrocheiro, Alicante Bouschet e Tinta Grossa, apresenta cor granada intensa, com aroma exótico, onde se misturam sensações de compotas frescas de frutos negros, especiarias, tabaco e chocolate. Na boca é macio, fresco, estruturado, profundo e longo. A estrutura do Alicante é aligeirada de forma elegante pela frescura do Alfrocheiro e da Tinta Grossa, que simultaneamente conferem uma complexidade aromática extraordinária ao conjunto. A produção de apenas 2.900 garrafas numeradas permaneceu em estágio durante 12 meses em garrafa.

MONTE DA PECEGUINA TINTO

Feito com Aragonez (35%), Alicante Bouschet (30%), Touriga Nacional (15%), Syrah (10%) e Cabernet Sauvignon (1O%), apresenta coloração rubi intenso. No nariz, tem frutas vermelhas maduras, com toque de especiarias e madeira. Na boca é equilibrado e intenso, possui taninos maduros e sabor frutado. Combina com polenta mole, caldo verde, cozido português, bife a cavalo, carne de sol com legumes, picanha na brasa, miolo de alcatra ao alho e óleo, picanha suína , mix de queijos e embutidos.

36


MALHADINHA TINTO

Em todas as safras avaliadas por Mark Squires, colaborador de Robert Parker na The Wine Advocate, o Malhadinha Tinto foi considerado “impressionante”, com 90 ou mais pontos. Sofisticado, denso, com fruta madura, groselha, chocolate e notas de folha de tabaco e especiarias, é um tinto sério, com taninos bem trabalhados e um longo final. “Muito macio e elegante na boca”, segundo o crítico português João Paulo Martins. Mescla as uvas Alicante Bouschet, Cabernet Sauvignon, Tinta Miúda, Touriga Nacional e Syrah e matura por 17 meses em barricas novas de carvalho francês.

ESPORÃO TOURIGA NACIONAL MONOCASTA

Nascido na “Vinha do Badeco” é provavelmente a mais antiga vinha desta casta, constituída por solos delgados e pedregosos, com origem xistosa e textura franca, plantada em 1988. De cor violeta concentrada, aroma de mirtilos e cássis, com toques florais de lavanda enleados em tostado. O palato é elegante com fruta delicada, textura cremosa e boa integração de madeira.

RUBRICA RESERVA RÓTULO PRETO

Feito com as castas Alicante Bouschet, Touriga Nacional, Syrah, Aragonez e Petit Verdot, estagiou durante nove meses em barricas de carvalho francês, sendo seu enólogo o amigo da família do Restaurante Vila Chã, o Sr. Luís Duarte. O vinho tem cor granada viva profunda. Seu aroma confere frutos silvestres pretos, complementado por aromas mais complexos de especiarias e menta. Na boca tem sabor rico em fruta preta concentrada. Estrutura firme, com taninos bem presentes e uma refrescante acidez. Final médio a longo, de notável elegância.

TAPADA DE CHAVES

Com as uvas Trincadeira, Aragonez, Castelão e Tinta Francesa, uvas estas provenientes de Vinhas Velhas. Com mais de 80 anos de existência, as vinhas repousam o líquido em barris de carvalho português por 12 meses, isto confere uma grande estrutura e complexidade. Excelente para acompanhar pratos tradicionais portugueses e queijos fortes.

AMANTIS TINTO

De coloração rubi escuro com muito brilho, possui aroma bastante complexo, com misto de vários frutos silvestres maduros. Na boca, é rico em sabor de menta, especiarias e frutos vermelhos. Muito elegante, com taninos suaves e com final persistente. Uma acidez que transmite frescura.

37


HERDADE DOS GROUS MOON HARVESTED

Vinho montado com 100% Alicante Bouschet, de cor rubi profunda e concentrada. Durante toda a colheita feita no melhor ciclo lunar. Estagia em barrica de carvalho francês durante 12 meses. Aroma com notas complexas de frutas maduras e bem integradas à madeira. De sabor rico, redondo, taninos maduros e sedosos.

MOUCHÃO CLÁSSICO

Das castas Alicante Bouschet, Trincadeira, o vinho apresenta cor granada. Complexo e fino, de compotas de frutos vermelhos e especiarias, com notas do estágio prolongado em tonéis de carvalho e madeiras exóticas. Macio, com algum acídulo e uma marcante estrutura, onde se revela toda a complexidade e maturação do vinho. Potentes taninos, embora suaves à degustação, permitem um vinho bem equilibrado e de forte persistência. As uvas são vinificadas em lagares com pisa a pé e controle de temperatura. Após a fermentação, o vinho estagia durante três anos em tonéis de madeira com mais de 40 anos e capacidade superior a dois mil litros. Este vinho deverá ser aberto pelo menos 1 hora antes de ser degustado.

MOUCHÃO 3/4

Das castas Alicante Bouschet e Triocadeira, de cor granada escura. Cheio de fruto e doçura, apresenta notas balsâmicas mentoladas, pimentas, nuances florais. Na boca é macio e com boa acidez, fruto fresco e leve, profundo e estruturado. Um vinho de alto nível de qualidade. As uvas são vinificadas em lagares com pisa a pé e controle de temperatura. Esta safra tem um significado muito especial, já que comemora o centenário da fundação da adega da Herdade do Mouchão.

QUINTA DO MOURO TINTO

É feito com 45% Aragonez, 30% Alicante Bouschet, 15% Touriga Nacional e 10% Cabernet Sauvignon. Maceração pré-fermentativa a frio com pisa a pé durante 2 dias. Fermentação em cubas de inox com controle de temperatura, além de prensagem em prensa vertical. Passa também por estágio durante 14 meses em barricas de carvalho francês e português.

VINEA CARTUXA TINTO

Feito com as castas Aragonez, Castelão, Trincadeira e Alicante Bouschet, apresenta cor granada e aroma de fruta madura e compota. Na boca revela-se suave, maduro e equilibrado, com uma boa estrutura. Termina agradável e frutado.

38


MARIAS DE MALHADINHA

O corte de Alicante Bouschet, Touriga Nacional, Cabernet Sauvignon e Tinta Miúda com 26 meses de estágio em barricas novas de carvalho francês impressiona pela grande estrutura e complexidade. Mostra um nariz imponente, com notas de fruta preta madura, especiarias e tostados. Na boca, tem taninos firmes, mas sedosos, e seu final é persistente. Sem dúvida, um grande tinto alentejano.

MALHADINHA TOURIGA NACIONAL

Um dos melhores Tourigas do sul do país. Muito expressivo no aroma, trata-se de uma versão autêntica da Touriga Nacional do Alentejo, com notas florais e de cerejas e frutas silvestres, além de sugestões de chocolate. Encorpado, mas sedoso, com acidez equilibrada e um final de boca especiado e persistente.

SERICAIA TINTO

Passando por estágio de nove meses em barricas de carvalho americano e francês, o Sericaia possui coloração intensa de rubi, com notas de torrefação e frutos maduros no aroma. Na boca, apresenta taninos suaves, bem integrados no carácter frutado. O final de prova é equilibrado e elegante.

MARIANA TINTO

Além da coloração rubi intensa com reflexos violáceos, possui aroma de frutas vermelhas e pretas maduras, notas defumadas e toques de especiarias. Apresenta palato de médio corpo, com taninos maduros e final de boca frutado e fresco. Harmoniza com carnes vermelhas grelhadas, massas com molhos vermelhos, lombo de suíno e queijos de média maturação.

MONTE ALCANTARA

Após ter estagiado seis meses em barricas novas de carvalho americano, o Monte Alcantara apresenta cor rubi intenso e aroma de frutos vermelhos, baunilha e chocolate. O paladar é de um vinho equilibrado, rico e elegante, com final de prova intenso, equilibrado e persistente. Feito com uvas Aragonês, Trincadeira e Castelão. Muito carregado na cor, encorpado mas ainda um pouco austero, notas de ameixas pretas, azeitonas verdes, tudo num registo cheio e vigoroso.

VINHA DA DEFESA TINTO

Com as uvas Touriga Nacional e Syrah, possui cor vermelho rubi. No nariz, apresenta frutas vermelhas com notas em violeta e toque de tostado. Na boca tem um frutado seco, bem equilibrado com taninos maduros e final persistente. Combina com risoto, polenta cremosa, paleta de cordeiro com massa e picanha na brasa com purê de alho.

39


DOURO > TINTOS FLOR DE CRASTO VILA CHÃ 14 ANOS

Das castas Tinta Roriz, Touriga Franca, Touriga Nacional, Vinhas Velhas. Cor rubi intensa, aroma de frutos vermelhos, que remetem a framboesas e ameixa preta. Na boca apresenta-se um vinho bastante frutado, equilibrado com boa estrutura e taninos ligeiros que o tornam um vinho muito agradável. Um vinho que acompanha perfeitamente carnes grelhadas e assadas.

GARRAFA COM 750 ml GARRAFA MAGNUM COM 1500 ml

VALLADO QUADRIFOLIA

Com mistura de várias castas, maioritariamente Touriga Franca e Tinta Roriz. De sabor jovem e frutado. Corpo médio com taninos macios e redondos. Com aroma de frutas vermelhas como amoras, cerejas, framboesas e groselhas.

QUINTA DO CRASTO DOURO

Na elaboração deste vinho são utilizadas as castas Tinta Roriz, Touriga Nacional, Tinta Barroca e Touriga Franca. Sem estágio em madeira, o leva à um vinho fresco, frutado e “fácil” de beber. Cor rubi intenso, aroma de frutos vermelhos muito maduros. Na boca, a fruta está bem presente, com boa estrutura e taninos ligeiros que o tornam um vinho muito agradável.

GARRAFA COM 750 ml GARRAFA MAGNUM COM 1500 ml

QUINTA DO VALLADO DOURO

De cor âmbar, de castas Touriga Nacional e Franca, mesmo sendo armazenado em barril de aço inox, tem um composto interessante de pimentas e frutas vermelhas. Combina com cozidos de caça e bacalhau.

DOU ROSA TINTO

Feito com 30% Touriga Franca, 30% Tinta Roriz e 40% Touriga Nacional, apresenta cor vermelho brilhante com reflexos granada. Aromas de frutas vermelhas silvestres como cerejas e ameixas. Frutado, corpo médio, macio com taninos delicados e boa acidez. Acompanha pratos a base de carne vermelha e queijos de sabores mais fortes.

EVEL CLÁSSICO TINTO

Produzido a partir de parcelas de vinhas velhas, a fermentação decorre em cubas Inox, com controle de temperatura. Apresenta uma cor rubi intensa. Poderosos aromas varietais potencializados pela madeira realçam o aroma. Muito encorpado, numa mistura de taninos redondos e madeira bem integrada. A prova é caracterizada por sabores de frutos pretos. Um longo final completa o prazer da degustação deste impressionante vinho.

40


BORGES GRANDE RESERVA

De cor límpida e vermelha intensa, o vinho é produzido com as uvas Touriga Nacional, Tinta Roriz, Tricadeira e Sousão. Uma produção totalmente exclusiva, sendo com 5519 garrafas numeradas. Feito em uma das melhores propriedades do Douro, o produto estagia 12 meses em barricas de carvalho francês. Aroma de frutos de baga negros, eucalipto, notas anis e minerais. Vinho com a acidez equilibrada, e taninos bem maduros que transportam sabores frutados intensos e notas tostadas que prolongam o final. Ótimo com carnes de caça e queijos variados.

PASSADOURO RESERVA TINTO

Produzido com as castas Touriga Nacional e Touriga Franca, o vinho estagiou durante 18 meses em barricas de carvalho francês. De cor púrpura profundo, com aroma intenso de especiarias, frutas pretas, minerais, pão torrado, tudo muito bem integrado. Na boca é muito rico, bem balanceado com taninos firmes cobertos com notas de fruta. Muito elegante e sofisticado, com uma impressionante complexidade, corpo sedoso, fresco e sedutor. Tem uma enorme capacidade de envelhecimento.

QUINTA DO VALLADO TOURIGA NACIONAL 297,00

Muito concentrado, com notas balsâmicas da madeira de carvalho, frutos vermelhos bem maduros e violeta. Muito equilibrado, muita concentração de fruta vermelha, com taninos maduros e redondos e um final longo e fresco.

QUINTA DO CRASTO RESERVA VINHAS VELHAS

Como o nome sugere, este vinho é feito com uvas de idade próxima aos 70 anos, onde podemos encontrar cerca de 30 castas diferentes. Aroma complexo com fruta muito bem integrada com madeira e revelando notas de especiarias. Na boca, mostra-se intenso e profundo, bem equilibrado devido a firme estrutura de taninos, além de um longo e persistente final. O vinho é indicado para acompanhar pratos fortes de carne ou caça.

GARRAFA COM 750 ml GARRAFA MAGNUM COM 1500 ml

RUFO TINTO

De cor rubi intenso com reflexos violáceos, possui aroma de frutas vermelhas, como cerejas e morangos, além de notas florais. Apresenta médio corpo, com taninos elegantes e bom frescor. Seu final de boca é longo e frutado. Vai bem com carnes grelhadas e assadas com molhos de média intensidade, carnes de caça, embutidos e queijos.

41


VINHA DA PONTE

Grande vinho tinto, de aroma intenso a chocolate, ameixa e amoras. Sabor intenso, encorpado, aveludado e persistente. De cor opaca, com vibrantes tons de violeta carregado. Feito através da assemblage de diversas uvas. Vinho tinto encorpado e elegante, para carnes nobres grelhadas, vermelhas, de caça, queijos fortes e pratos a base de molhos cremosos.

QUINTA DO VALLADO RESERVA FIELD BLEND

Depois da fermentação malolática, todos os vinhos foram trasfegados para meias pipas de carvalho francês onde permaneceram durante 18 meses. Com aroma muito concentrado, com notas balsâmicas da madeira de carvalho, fruto de figo e amora, tabaco. Na boca, apresenta sabor muito encorpado, carnudo com taninos maduros e redondos. O final é elegante, mineral, muito persistente e complexo.

PASSAGEM DOURO TINTO

Feito com as uvas Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinta Roriz, apresenta cor vermelho rubi intenso. Muito aromático, com destaques para as notas frutadas, principalmente as de ameixa. Vinho muito sedutor em boca, complexo, cheio e com um final longo. Combina com carnes vermelhas e massas com molhos condimentados.

QUINTA DO CRASTO RESERVA TOURIGA NACIONAL

Apenas engarrafado nos anos em que se atinge um alto nível de qualidade, este vinho é feito com 100% de uvas da casta Touriga Nacional. Cor viva e concentrada, aroma intenso a fruta madura com

ASSOBIO TINTO

Com coloração de rubi profundo, com laivos violetas, possui aroma intenso e vivo onde dominam os frutos vermelhos frescos e onde se destacam também os aromas a especiarias provenientes do seu estágio em barrica. O palato apresenta acidez equilibrada, com taninos maduros bem envolvidos no seu corpo e estrutura. Possui um final longo e fresco o que permite prever uma boa evolução.

notas de boa madeira. Grande presença na boca, macio e redondo,

GARRAFA COM 750 ml

tudo muito bem afinado. Final longo e especiado. O Quinta do Cras-

GARRAFA MAGNUM COM 1500 ml

to Touriga Nacional obteve 96 pontos na Wine Spectator.

GRANDJÓ TINTO

Vinificado pelos métodos tradicionais é dotado de uma bela cor violeta, aromas de especiarias e frutos maduros, apresenta-se redondo, muito macio e com ligeiras impressões de madeira que afinam este elegante vinho do Douro. Um longo final completa a agradável prova deste vinho impressionante.

QUINTA DE LA ROSA TINTO

Vinho produzido das castas Touriga Nacional, Tinta Roriz, Touriga Francesa e Tinta Barroca. Aromas intensos e vinosos. Com sabor encorpado e final prolongado, acompanha pratos fortes.

MUXAGAT

Feito com as uvas Touriga Nacional, Touriga Francesa e Sousão, é um vinho que traz à sensação vegetal no aroma, fruto maduro mas não pesado, estilo vivo e com grande frescura. Macio e redondo na boca, tonalidade quase doce, taninos resguardados, fruta expressiva, um tinto de grande polimento.

42


QUINTA DO CRASTO SUPERIOR TINTO

Apresenta cor violeta carregada, com aroma de excelente intensidade aromática de frutos silvestres, em perfeita harmonia com frescas notas de cacau e suaves aromas de violeta. Na boca, possui início elegante, evoluído em boca para um vinho de estrutura sólida, com excelente volume e taninos de textura fina e elegante. Tudo em perfeita sintonia com vibrantes sabores de frutos silvestres. Termina fresco e com excelente persistência.

GARRAFA COM 750 ml GARRAFA MAGNUM COM 1500 ml

PURO QUINTA DA TOURIGA

Feito pelo grande produtor Jorge Rosas, em uma localidade no Douro enumerada como uma das melhores produções de vinho da região. Cor rubi intensa e nariz rico em aromas florais e de fruta vermelha madura misturados com sugestivas notas vegetais e de especiarias, num fundo dominado pela barrica e por uma certa mineralidade, na boca é um vinho encorpado e volumoso, com taninos bem presentes e um paladar cheio, onde a fruta preta madura, diversas especiarias e subtis nuances de barrica, formam um conjunto atrativo e final prolongado.

CARM TINTO

De cor rubi intenso com reflexos violáceos, possui aroma de frutas vermelhas e negras, notas defumadas e toques de especiarias. Apresenta médio corpo, com taninos finos e sedosos, seu final de boca é fresco e elegante. Vai bem com carnes vermelhas grelhadas e assadas, pratos a base de carnes de porco e embutidos.

CARM RESERVA TINTO

De cor rubi com reflexos violáceos, possui aroma de frutas negras maduras, notas de especiarias e toques de tabaco e baunilha. Possui boa estrutura, com taninos maduros, elegantes e bom equilíbrio e persistência. Vai bem com carnes vermelhas grelhadas, lombo de porco assado e queijos de média maturação.

ROQUETTE & CAZES

Das Castas Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinta Roriz, o tinto possui grande projeção aromática, com notas muito limpas de frutos silvestres frescos, em excelente harmonia com notas tostadas que fazem lembrar cacau. Elegante, volumoso com taninos macios e redondos. Boa complexidade, final profundo e longo. De cor rubi intensa, acompanha bem todos os tipos de carne e caça, bem como uma grande variedade de queijos.

QUINTA DA TOURIGA CHÃ

A Quinta recebeu o nome devido a predominância da Touriga Nacional na vinha. De cor vermelha intensa com toques reflexos de cor violáceos, com aromas complexos e refinados. Notas florais, especiarias e amoras pretas bem maduras.

43


PORCA DA MURÇA RESERVA TINTO

Após fermentação sob condições rigorosamente controladas, o vinho estagiou em barricas de carvalho português. Um vinho muito fresco, de belissima cor rubi com aromas de frutos vermelhos harmoniosamente integrados com notas de baunilha, demonstrando muita intensidade aromatica. Muito equilibrado e redondo resultando num agradável e longo final de prova.

ADELAIDE

Das castas Tinta Roriz, Tinta Amarela, Touriga Franca e outras variedades misturadas. Em seu aroma temos notas balsâmicas de carvalho, figo, ameixas pretas e tabaco. Na boca é encorpado, firme, maduro com taninos acetinados. Notas minerais e um final complexo e persistente muito elegante. Acompanha muito bem carnes de caça, até bacalhau em posta.

CARM SO2 FREE QUINTA DAS MURÇAS RESERVA VINHAS VELHAS

Com cor rubi intensa com reflexos violáceos, possui aroma de frutas vermelhas frescas, notas florais, além de toques defumados e de cacau. Médio corpo, com bom frescor e taninos maduros. Seu final de

Apresenta uma cor retinta, notas de frutas maduras típica das castas

boca é equilibrado e persistente. Harmoniza com carnes vermelhas

da região. Estruturado, ideal para acompanhar refeições mais encor-

grelhadas e assadas e queijos de média maturação.

padas. Com as castas Tinta Roriz, Tinta Amarela, Tinta Barroca, Tinta Miúda, Touriga Nacional, Touriga Francesa e Sousão. De cor vermelha, denso e opaco, com reflexos violáceos. Acompanha bem desde cogumelos recheados com queijo de cabra, lombo de novilho assado, vitela a milanesa e queijos duros.

XISTO R&C

EVEL RESERVA TINTO

Apresenta uma cor rubi intensa, com poderosos aromas varietais, potencializados pela madeira realçam o aroma. Muito encorpado, numa mistura de taninos redondos e madeira bem integrada. A prova é caracterizada por sabores de frutos pretos. Um longo final completa o prazer da degustação deste impressionante vinho.

Roquette e Cazes é acima de tudo um encontro de dois amigos, Jorge Roquette, da Quinta do Crasto e Jean Michel Cazes, do Château Lynch Bages. Em 2002, as duas famílias decidiram criar uma empresa e produzir um grande vinho, que fosse marcado pelas características naturais do Douro e pela experiência dos Cazes, que fazem vinhos em Bordeaux há cerca de um século. Aromas intensos e ricos, com especiarias, menta, ameixa e violeta. Sabor pleno, encorpado, de taninos elegantes e final de boca fino e persistente.

PORCA DA MURÇA CLÁSSICO TINTO

Um tinto jovem de atraente cor vermelha rubi com notas de frutos frescos e sugestões de cereja. Na prova, é complementado por uma maciez que no final revela vigor graças a sua acidez equilibrada. Os Porca de Murça, tanto branco como o tinto, são muito frescos, com uma estrutura mediana e sem recurso ao estágio na madeira, eles estão entre os vinhos do Douro mais convidativos para o dia-a-dia.

44

PINTAS CHARACTER

Produzido com mais de 20 castas, entre elas Touriga Franca, Touriga Nacional, Tinta Roriz, Rufete, entre outras, apresenta cor rubi Intensa, com aromas de frutos negros bem integrados com a madeira de estágio, notas de chocolate e flores, elegante e equilibrado. A boca é de muita estrutura, excelente frescura, final muito vibrante e longo.


BAIRRADA E DÃO > TINTOS VADIO

Feito 100% com uva Baga, um clássico português, este vinho foi colocado no ano de 2014 como o produto e produtor revelação do ano (Luis Patrão). Um vinho límpido, cor retinta de rubi. É uma bebida com aroma complexo, sugerindo frutos vermelhos e notas balsâmicas. Bastante encorpado, com boa acidez e taninos robustos. O final é longo e persistente.

NELSON NEVES MERLOT

Feito na região da Bairrada, mais pontualmente em Sangalhos, este vinho é feito com 90% Merlot e 10% Cabernet Sauvignon. Incrível, aromático, frutas vermelhas, encorpado, taninos sedosos, com grande frescor, é um vinho a evoluir.

CARIZ TINTO

De cor vermelha rubi, possui aroma intenso com destaque para frutas vermelhas e toques de cacau. Em boca revela um agradável frescor, taninos elegantes e retrogosto delicado. Excelente para acompanhar carnes vermelhas e queijos de massa mole. Um vinho muito saboroso, direto e gostoso de ser bebido.

DÃO CARDEAL

De cor granada intensa. Possui aroma predominantemente de frutos silvestres, geleia de frutos vermelhos bem maduros e nuances de tostados. Sabor frutado, macio, bem estruturado e harmonioso.

PEDRA CANCELA TINTO

Possui cor intensa de ruby, com ligeiro toque grená. Seu aroma apresenta intensos frutos vermelhos, ameixa madura e toques de cacau. Na boca revela uma frescura e um corpo suave e taninos elegantes característicos dos vinhos do Dão. O final de prova é muito suave, agradável e longo. Acompanha bem carnes vermelhas e queijos.

PEDRA CANCELA RESERVA TINTO

Com coloração tinto vermelha profunda com reflexos púrpura, apresenta aroma de frutos vermelhos do bosque, toques de tabaco e moca. O paladar é aveludado e cheio, com final de prova complexo e equilibrado. Concentrado na cor, aroma evidente a Touriga Nacional, com sugestões de flores, boa densidade, equilibrado na boca, taninos fáceis, guloso e afinado no corpo em bom diálogo com a acidez.

QUINTA FALORCA TOURIGA NACIONAL

De cor rubi intensa com reflexos granados, possui aroma de frutas vermelhas e negras como framboesa, groselha e blueberry, toques florais e leve herbáceo no final. De corpo encorpado, com taninos presentes e bem estruturados. Apresenta bom equilíbrio e ótima acidez. Acompanha carnes grelhadas, carnes de caça e queijos.

45


ALENQUER, SETUBAL, TERRAS DO SADO E LISBOA > TINTOS DOM DINIS

Coloração rubi brilhante com reflexos atijolados. Aroma com flores e notas vegetais complementados por frutas frescas. Na boca notam-se toques de especiarias, com médio corpo e bom equilibro.

DOM DINIS RESERVA

Na boca é um vinho de corpo médio, com taninos muito delicados e macios, já evoluídos e absolutamente integrados com o álcool, acidez e a fruta. Tem uma textura redonda, recomendável para desfrutar nos próximos meses, já que está em seu melhor momento.

CASUAL TINTO

Possui coloracão rubi intensa, aroma intenso, limpo e vinoso com notas de frutos vermelhos, além de paladar de boa estrutura de boca, excelente volume, com final bastante persistente. Seu final de prova é suave, agradável e persistente.

CASUAL PREMIUM TINTO

De coloração vermelha rubi, aroma de frutos pretos, compota e especiarias e paladar fresco com taninos bem integrados e macios.

CHOCAPALHA TOURIGA NACIONAL

Montado sob as castas e argumentos em 15% Syrah, 30% Tinta Roriz

Possui final longo lembrando ameixa madura e café. Escuro na cor,

e 55% Touriga Nacional, tem sua cor intensa, de tonalidades violeta.

nota balsâmica e de leve mentol surge no aroma, ao lado de fruta

À boca, apresenta uma boa estrutura com taninos bastante madu-

madura e alguma presença de chocolate preto. Muito afinado na

ros, o que confere ao vinho um excelente corpo e um grande poten-

boca, elegante e com taninos cooperantes, temos um belo tinto a

cial para envelhecimento em garrafa. O final de prova é rico, elegan-

um preço muito conveniente, que dará muito prazer à mesa. Aposta

te e longo. Feito em lagares com controle de temperatura, que não

segura, sem dúvida.

ultrapassam os 26° C, durante 12 dias. A fermentação maloláctica e o estágio tiveram lugar em 90% de barricas novas de carvalho francês, durante 20 meses.

PORTA 6 TINTO

Apresenta cor vermelha rubi intensa. O aroma é complexo, apresenta frutas vermelhas e frutas silvestres com notas de frutas secas. Na boca, é frutado e macio com final médio.

CORAGEM TOURIGA NACIONAL

No nariz é possível sentir notas intensas de fruta em compota e framboesa, com toques de ervas frescas e avelã. Já no paladar é um vinho redondo, com boa untuosidade, ótima persistência, taninos macios e leve acidez.

VALE DA MATA TINTO

Apresenta coloração rubi, com reflexos violáceos, além de aroma de frutas negras e vermelhas, especiarias e notas florais. Na boca, possui sabor de médio corpo, com equilíbrio entre frescor e taninos. Final elegante. Harmonização com carnes vermelhas grelhadas, carne de caprino e queijos de média maturação.

46


ESPANHA FINCA RESALSO

Finca Resalso é o nome de um vinhedo histórico plantado em 1932, ano em que nasceu Emilio Moro. Vinho com cor rubi de boa intensidade, com reflexos violáceos característicos de sua juventude. Seus nuances são francos, com predomínio de frutas maduras como amora e framboesa. Um fundo de madeira e mineral muito sutil. No paladar possui estrutura e equilíbrio com um retrogosto longo e agradável.

MUGA RESERVA

Feito com as uvas Tempranillo (70%), Garnacha (20%), Mazuelo e Graciano (10%). Apresenta cor púrpura, muito brilhante. Em seus aromas predominam as notas frutadas envolvidas pelas notas aportadas pelo carvalho como a baunilha, coco, defumado e tostado. Na boca, boa estrutura, polida expressão tânica e um marcado equilíbrio. Vinho amplo, carnudo e expressivo.

LAS 2 CES

Amadurecido em barricas durante cinco meses, com a uva Bobal. Apresenta uma acidez equilibrada no palato, que faz dele um vinho bem fresco e intenso. Destaque maior para o equilíbrio da uva usadas no corte, que dão um vinho com taninos bem sedosos e boa estrutura ao mesmo tempo.

PRADO ENEA GRAN RESERVA

Elegante e complexo, o Prado Enea Gran Reserva combina majestosamente potência e classe. O corte de Tempranillo (80%) com Garnacha, Mazuelo e Graciano passa doze meses em casco de carvalho de 16 mil litros e 36 meses em barricas de carvalho. Antes de ser lançado, ainda matura em garrafa por mais 36 meses. No nariz lembra fruta de bosque, ervas e especiarias. Untuoso, intenso e profundo no palato, com um toque mineral persistente e taninos afinados. “É um Gran Reserva impressionante cuja textura sedosa o atrairá de imediato”, na opinião do crítico Neal Martin, da The Wine Advocate.

ARGENTINA CEPAS DE AMERICA MALBEC

Um grande Malbec argentino, o Cepas de América Malbec possui coloração vermelha rubi e tonalidades violetas. Aromas de frutas vermelhas e negras como ameixas, figos secos e amoras. Composto de 100% das uvas Malbec. Em boca é redondo e suave.

ZUCCARDI BRAZOS LOS

Com coloração vermelha violeta intensa, apresenta aroma intenso de frutas vermelhas e negras com nuances de pimenta, violeta e chocolate. Possui boa entrada em boca, estruturado, taninos sedosos e final persistente. Perfeito para acompanhar pratos a base de carnes vermelhas e massas com molho estruturado.

47


ZUCCARDI SERIE A MALBEC

CUARTO DOMINIO MALBEC

bec do Vale de Uco, frutas maduras negras como ameixa que se mes-

plexo com frutas negras maduras como ameixa, notas sutis de cho-

clam a notas de especiarias. Na boca, é elegante, complexo, taninos

colate, pimenta preta e algo mineral e terroso. Na boca, a Petit Ver-

estruturados e final marcante. Perfeito para pratos a base de carne

dot traz a elegância da Cabernet Franc a complexidade única a este

de caça como javali.

vinho. Ótima companhia para carnes vermelhas, bem como comidas

Além da cor vermelha púrpura intensa, possui aromas típicos da Mal-

ZUCCARDI SERIE A CABERNET SAUVIGNON

Além da cor vermelha profunda, possui aroma intenso de cassis e groselha e um toque de pimentão verde. O palato é estruturado, com taninos bem integrados e final com certa frescura. Ideal com massas de molho condimentado ou vermelho e carne vermelha em molho estruturado, além de queijos de massa maturada.

Com coloração vermelho púrpura, apresenta aroma intenso e com-

italianas que levam molhos vermelhos condimentados.

CHILE GRAN TARAPACA RESERVA CABERNET SAUVIGNON

Vinho feito com 89% de Cabernet Sauvignon, 8% de Petit Verdot, 2%

ZUCCARDI SERIE A CHARDONNAY

Com cor amarela esverdeada, apresenta aroma intenso de frutas frescas como abacaxi, pessego, damasco e suaves notas cítricas. Na boca é elegante, untuoso e fresco. Harmoniza em perfeição com carnes suínas grelhadas, massas com molho leve ou molho branco e queijo de cabra.

ZUCCARDI Q MALBEC

Apresenta tons de vermelho intenso com nuances violeta. O aroma é complexo, misturando frutas vermelhas e negras como cereja, groselha e amora. Aromas de chocolate e tabaco provenientes do tempo em barrica. Possui suave entrada em boca, boa estrutura, taninos elegantes e final persistente. Perfeita harmonização com carne de cordeiro como o carré e paleta ou costeletas de porco temperadas. Massas com molho vermelho ou molho encorpado assim como massas gratinadas.

48

de Carmenère e 1% de Syrah e Merlot. De cor rubi intensa, apresenta boa intensidade de notas de ameixa, amoras e cerejas, junto com especiarias. De sabor encorpado, de taninos maduros e equilibrados, uma boa harmonia dos taninos proveniente de guarda em madeira durante 14 meses. Retrogosto persistente, complexo e de muito vigor, com tendências a também poder envelhecer bem.

GRAN TARAPACA ETIQUETA AZUL

Feito com um Blend de 38% Cabernet Franc de Hacienda Chada Huelquen Maipo Andes, 26% Cabernet Sauvignon Irxmayer Buin, 12% Cabernet Sauvignon Chena San Bernardo e 24% Syrah Clone 300. De cor rubi bem concentrada com lágrimas violáceas. Ótima complexidade aromática, com notas florais, de chocolate, café, frutas vermelhas maduras e menta. Taninos adocicados. Rico em sabores, tal qual no nariz. Tem final longo com um toque apimentado. Harmoniza perfeitamente com um carré de cordeiro.


GRAN TARAPACA ETIQUETA NEGRA

Feito com 85% de Cabernet Sauvignon, e 15% Cabernet, o vinho foi amadurecido durante 16 meses em barricas francesas e americanas. De cor vermelho púrpura com tonalidades que vão do rubi ao ocre nas bordas. Com aromas de frutas vermelhas maduras como amora e cássis, compotas, tabaco e um leve toque de baunilha. Vinho encorpado, com taninos intensos e maduros, bem equilibrado e com potencial de guarda.

GRAN TARAPACA RESERVA CARMÉNÈRE

Muito fiel aos aromas e sabores típicos da Carménère, este Gran Reserva com 12 meses de maturação em carvalho francês e americano é um tinto delicioso e concentrado, com notas de figo, frutas silvestres e florais combinadas a especiarias e tostados. Equilibrado, com boa acidez, taninos maduros e um final longo e sedoso.

GRAN TARAPACÁ RESERVA PINOT NOIR

Recente criação da Viña Tarapacá, este Pinot Noir reflete o estilo elegante das zonas frias do Chile. É proveniente de 4 diferentes vinhedos, a maior parte das uvas foi cultivada no Vale de Leyda, um terroir com influência marítima (fica a 7 quilômetros do Pacífico) e solos argilosos e graníticos, o que proporciona a plena maturação da Pinot Noir. O restante – 14% das uvas – é proveniente de Casablanca, contribuindo para o toque frutado do vinho. No nariz mostra notas de frutas vermelhas mescladas a especiarias. Na boca é expressivo, remetendo a cerejas e damasco e com um toque de carvalho conferido pelo estágio de 8 meses em barricas francesas. Tem ainda taninos macios e um final classudo.

ESPIRITU DE CHILE ROBLE PINOT NOIR

O Espiritu de Chile Roble é um vinho jovem, mas que já mostra boa desenvoltura. O amadurecimento de 10 meses em carvalho francês (em uma mescla de barricas novas e usadas) lhe agregou um toque de complexidade, mas sem se sobrepor a elegância da casta.

INDOMITA LATE HARVEST

Com coloração amarelada e dourada, há pinceladas de tons de ouro presente. O aroma varia entre fragrâncias de pêra, chá branco e lichia. Na boca, deixa sabor frutado e bom corpo. Leve acidez, bom corpo e equilíbrio. Acompanha bem carnes leves, queijos brie, camembert e roquefort.

49


INDOMITA CARIGNAN

Com pequeno período de maceração carbônica em aço inoxidável que induziu a uma clássica fermentação alcoólica em temperatura entre 28 e 30º C. Fermentação malolática natural. Cor vermelha intensa. Aromas ricos de flores, frutas vermelhas e escuras frescas. Podem-se definir aromas de coco, menta e pimenta negra. Vinho de boa acidez, textura sedutora e amplo paladar, um bom equilíbrio. Harmoniza com carnes vermelhas, queijos fortes e carnes de porco.

VALDIVIESO PINOT NOIR

Possui cor vermelha brilhante, com aroma intenso de frutas vermelhas frescas como cerejas e cassis, perfeitamente integrados a notas de especiarias. Na boca é delicado, fresco e muito equilibrado. Taninos suaves e final persistente. Acompanha risotos, carne de pato e codorna, legumes grelhados ou refogados, e molhos com ervas frescas como manjericão, hortelã e orégano.

VALDIVIESO SAUVIGNON BLANC

De coloração amarelada brilhante, com reflexos esverdeados, possui aroma com notas de frutas cítricas maduras como cascas de laranja, abacaxi e certo caráter mineral. Na boca é vivaz, de suave cremosidade e vibrante acidez que refresca o paladar. Ideal como aperitivo, combina com saladas, peixes grelhados e carnes brancas.

BRASIL ENTRE VILAS

Para continuarmos nossa história do Slow Food, nada melhor que privilegiar um produto de excelência de nossa região. Este vinho é feito com a Assemblage de grande parte Syrah e outros cortes menores, feito pelo enólogo Rodrigo Veraldi. Confeccionado artesanalmente, produzido à 1600 metros de altitude, com um clima ímpar de grandes amplitudes térmicas, o vinho apresenta palato marcante, ainda mais para o “terroir”singular.

URUGUAI GARZON ALBARIÑO

De coloração amarela com reflexos dourados, apresenta aroma de notas florais de jasmim, frutas cítricas como grapefruit e frutas como pêssego branco. Com boca fresca, longa, suave e mineral, apresenta acidez bem integrada à sua estrutura ampla e persistente. Passou por amadurecimento de seis meses em contato com as leveduras em tanques de aço inox. Harmoniza bem com carnes brancas, aves, peixes e frutos do mar.

50


VINHOS DE PORTUGAL

AV. ENGENHEIRO DIOGO DE CARVALHO, 99 CAPIVARI - CAMPOS DO JORDÃO - SP TEL: (12) 3663-4702 WWW.VILACHA.COM.BR

EDITOR

WAGNER ROSA

FOTOGRAFIAS

DIVULGAÇÃO PRODUTORES, IMPORTADORES E DISTRIBUIDORES

TEXTOS

MATEUS FERNANDES

DESIGN GRÁFICO

MARCIO FELIPE ROSA, YURI FIDÉLIS E LUAN ZANCANELLA

REVISÃO E PADRONIZAÇÃO ADRIANA HARGER

SUPERVISÃO DE PROJETOS ANA BEATRIZ TOLEDO

PROJETO EDITORIAL E GRÁFICO LIVRARTE

© LIVRARTE LIVROS ESPECIAIS, HISTÓRIAS INESQUECÍEIS, 2016 51


Profile for Wagalume Marketing Consciente

Carta de Vinhos 2016 - Vila Chã  

Carta de Vinhos 2016 - Vila Chã  

Advertisement