Issuu on Google+

www.pack.com.br

219

ANO•17

2 0 1 6

R$ 15,00

EMBALAGEM

TECNOLOGIA

DESIGN

INOVAÇÃO

EMBALAGENS METÁLICAS 22 0

ÃO

Mercado mundial de embalagens sustentáveis vai crescer, atingindo us$ 244 bilhões, em 2018

ED IÇ

ESPECIAL SUSTENTABILIDADE

TR Te AN rm SF of OR o M ES rma AÇ PE ge ÃO m AR CIA / (Inj MA L: L Bis eç ZE OG nag ão / NA ÍST as S GE IC / op M A E Tub ro os / )

novos formatos e tamanhos movem o mercado de embalagens metálicas


carta ao leitor

A EMBALAGEM FAZ A DIFERENÇA

e

ntre tantos iguais nas prateleiras, a embalagem faz a diferença na acirrada disputa das marcas para fisgar a atenção dos consumidores no ponto de venda. O papel da embalagem vai muito além, ela pode responder aos mais complexos desafios das marcas, melhorando a segurança, a sustentabilidade e a experiência de consumo. As empresas têm utilizado o design de embalagem para conectar o consumidor com a sua marca e atender as suas necessi dades. E isso tem um impacto positivo na sua satisfação com os produtos. Há vários exemplos nesta edição. A rede Leve Pizza desenvolveu, em parceria com a Gráfica Canastra, a Box Grill, uma caixa de pizza que vai ao forno, oferecendo mais praticidade ao consumidor de pizza pré-assada. No segmento de carnes frescas, as soluções de embalagem Cryovac aumentam a segurança e a vida útil dos produtos, entregam mais eficiência operacional e valorizam as marcas, ao mesmo tempo em que reduzem o desperdício de alimentos. A líder de marketing para carne vermelha na América Latina, Alessandra Souza falou para a revista Pack sobre as mais

modernas tecnologias de embalagem para o segmento de carnes. Já no setor de produtos químicos, a Chem-Trend modificou as embalagens do agente desmoldante Chemlease ® PMr90 EZ e do selador Chemlease® Sealer 15 EZ, agora disponíveis em embalagens de 1 litro, fornecidas pela General Continental Embalagens. A empresa identificou que as embalagens menores facilitam o manuseio em sistemas de desmoldagem, gerando maior produtividade e menores custos. No especial sobre sustentabilidade, a Natura segue firme no seu compromisso de aumentar a reciclabilidade de suas embalagens e o uso de materiais reciclados pós-consumo. A empresa anunciou a ampliação do uso de frascos plásticos produzidos 100% a partir de PET 100% reciclado pós-consumo para a linha de cuidados pessoais e perfumaria da Natura Ekos. Boa leitura! Até a próxima edição.

MARGARET HAYASAKI editora cHeFe

margaret.hayasaki@gmail.com


219

sumário

A N O • 1 7

2016

Foto: Divulgação

10

ENTREVISTA

Foto: Divulgação Foto: Divulgação

24

10 ENTREVISTA

A líder de marketing para carne vermelha na América Latina, Alessandra Souza, falou sobre as mais modernas tecnologias de embalagem para o segmento de carne

EMBALAGENS METÁLICAS

24 EMBALAGENS METÁLICAS

Por uma experiência de consumo melhor

Lançamentos em embalagens metálicas respondem aos complexos desafios das marcas, como segurança, transporte, manuseio e sustentabilidade

36 ESPECIAL SUSTENTABILIDADE A demanda dos consumidores e a legislação do governo em todo o mundo são os principais drivers para a agenda de embalagens sustentáveis

36

ESPECIAL SUSTENTABILIDADE

Um futuro verde para todos

Foto: Divulgação

SEÇÕES

4

EDITOrA B2B

6 AGENDA

30 DESIGN DE EMBALAGEM

8 PACK ONLINE

32 CONVENIÊNCIA E PRATICIDADE

14 NOTÍCIAS

34 INTRALOGÍSTICA

16 VAIVÉM DO MERCAD

47 DIRETO DA GÔNDOLA

18 ATUALIDADES

48 NOTAS TÉCNICAS

22 VANGUARDA

49 LEITURA

INOVAÇÃO

EMBALAGEM TECNOLOGIA DESIGN

Soluções inovadoras de embalagem para o segmento de carnes


agenda FEIRAS NO BRASIL EMBALAGEM | TECNOLOGIA | DESIGN | INOVAÇÃO

DATA

FEIRA

LOCAL

CONTATO

08 a 11 de novembro

Fispal Tecnologia Nordeste

Centro de Convenções de Pernambuco – Recife – PE

www.fispaltecnologianordeste.com.br

15 a 18 de março de 2017

Expo Print Digital

Pavilhão Azul do Expo Center Norte – São Paulo – SP

www.expoprintdigital.com.br

20 a 24 de março de 2017

Plástico Brasil

São Paulo Expo Exhibition & Convention Center – São Paulo – SP

www.plasticobrasil.com.br

04 a 07 de abril de 2017

Feiplastic

Expo Center Norte – São Paulo – SP

www.feiplastic.com.br

CONSELHO EDITORIAL

FEIRAS NO EXTERIOR DATA

FEIRA

LOCAL

CONTATO

06 a 09 de novembro

Pack Expo International

Mc Cormick Place -– Chicago – Estados Unidos

www.packexpointernational.com

Emballage & Manutencion

Paris Nord Villepinte -– Paris – França

www.all4pack.com

Sino Label

China Import & Export Fair Complex – Guangzhou – China

14 a 17 novembro de 2017

01 a 03 de março de 2017 16 e 17 de maio de 2017 16 a 19 de maio de 2017

Label Summit Latin America

Espacio Riesco – Santiago – Chile

Chinaplas

China Import & Export Fair Complex – Guangzhou – China

PUBLISHER: Fernando Lopes EDITORA CHEFE: Margaret Hayasaki margaret.hayasaki@gmail.com ASSESSORA TÉCNICA: Assunta Napolitano Camilo (FuturePack) assunta@futurepack.com.br REVISÃO: Nazaré Baracho PROJETO GRÁFICO: Editora B2B PRODUÇÃO: Luciano Tavares de Lima (gerente) produção@banas.com.br DESIGNER: Ana Claudia Martins editoracaopack@gmail.com CAPA: Ana Claudia Martins FOTO DA CAPA: iStock

Assunta Camilo Napolitano, diretora da FuturePack e do Instituto de Embalagens – Eduardo Tadashi Yugue, gerente de embalagens da Nestlé Brasil – Geraldo Cardoso Guitti, diretor do Conselho Administrativo da Refrigerantes Convenção – Iorley Correia Lisboa, gerente P&D e Inovação de Embalagens – Marcas Exclusivas do Walmart Brasil – João Batista Ferreira, CEO da J2B Innovation to Business – Lincoln Seragini, presidente da Seragini Design – e Luis Fernando Madi, Diretor Geral do Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL)

COMERCIAL Rajah Chahine rajahchahine14@gmail.com Tel.: (11) 3722-0956

www.sinolabelexpo.com

www.labelsummit.com/chile

www.chinaplasonline.com

Nilton Feitosa nilton.feitosa@nvcon.com.br Executivos de Negócios – São Paulo – Interior Aqueropita Intermediações de Negócios Ltda. Contato: Aparecida A. Stefani Tel.: (16) 3413-2336 – Cel.: (11) 9647-0044 aparecida.stefani@banas.com.br Paraná e Santa Catarina DGS Representação Comercial. Contato: Douglas Garcia da Silva Tel.: (41) 3082-4070 – (41) 8898-8686 dgsrepresentacoes@gmail.com Rio de Janeiro Art Comunicação S/C Ltda. Contato: Francisco Neves Rua Des. João Claudino Oliveira e Cruz, 50 – cj. 607 – CEP 22793-071 – Rio de Janeiro-RJ Tels.: (21) 2269-7760 – (11) 9943-5530 – Fax: (21) 3899-1274 banasrj@uol.com.br

REPRESENTANTE INTERNACIONAL

Cartas&E-mails A Revista Pack quer conhecer a opinião dos nossos leitores. Sua opinião é muito importante para a contínua melhoria da qualidade editorial. Escreva para nós, opinando sobre as entrevistas, reportagens e os artigos. Critique ou dê sugestões de pautas.

ARGENTINA 15 de Noviembre 2547 – C1261 AAO – Capital Federal – Republica Argentina Tel.: (54-11) 4943-8500 – Fax y Mensajes: (54-11) 4943-8540 www.edigarnet.com Rua dos Três Irmãos, 771 Jardim Progredior – São Paulo-SP – CEP 05615-190 CNPJ 07.570.587/0001-13 – I.E. 149.349.995-116 NOVO TELEFONE: (11) 3722-0956 IMPRESSÃO: Grafilar CIRCULAÇÃO NACIONAL: Tiragem – 10 000 exemplares PERIODICIDADE: ANUAL Nº Avulso: R$ 15,00 PACK – EMBALAGEM | TECNOLOGIA | DESIGN | INOVAÇÃO

AT

EC

D E M ÍD IA S E G

M

E

TA

DA

EDITOrA B2B

D

O

6

IA

T

A

EG

R

A

B2

C AT

B

2008

Filiada à

N

NOVO TELEFONE: (11) 3722-0956

AN

Rua dos Três Irmãos, 771 Jardim Progredior – São Paulo-SP – CEP 05615-190

IO

E-MAIL redacao@pack.com.br

IV P R Ê M

PARA SE CORRESPONDER COM A REDAÇÃO

END.

é uma publicação mensal da Editora B2B.

A PACK é dirigida aos profissionais que ocupam cargos técnicos, de direção, gerência e supervisão em empresas fornecedoras, convertedoras e usuárias de embalagens, bem como prestadores de serviços relacionados à logística, design e todos os processos relacionados a indústrias de embalagem.

RE

V I S TA S E G M

É permitida a divulgação das informações contidas na revista desde que citada a fonte. PACK reserva-se o direito de publicar somente informações que considerar relevantes e do interesse dos leitores da revista.

EN


@EditoraB2B

nline

/packrevista

www.pack.com.br POR TATIANA GOMES | tatiana.gomes@banas.com.br

O SITE DA PACK TRAZ NOTICIÁRIO ATUALIZADO DIARIAMENTE, ARTIGOS EXCLUSIVOS E TUDO SOBRE O MERCADO DE EMBALAGEM. MAIS: VÍDEOS, FOTOS E A VERSÃO DIGITAL NA ÍNTEGRA DA EDIÇÃO DO MÊS, ALÉM DAS ANTERIORES!

Tekbond ganha nova identidade visual com reformulação de suas embalagens

Foto: Divulgação

Polenghi lança linha Zero Lactose

Foto: Divulgação

Nova linha oferece alguns dos principais produtos da marca para intolerantes e consumidores que buscam uma alimentação equilibrada. Para quem cresceu consumindo o queijinho quadradinho (que já tem 60 anos de história), a descoberta da intolerância à lactose representava uma grande mudança nos hábitos alimentares.

A ideia da empresa é padronizar as embalagens, adotando um visual mais clean para valorizar o logo e dar destaque para as novas cores da marca.

Onde achar? http://revistapack.blogspot.com.br/2016/10/polengui-lanca-linha-zerolactose.html

Foto: Divulgação

Churros e Brigadeiro Gourmet são os novos Panettones da Arcor

Um Natal mágico e recheado de novidades é o que a Arcor do Brasil, empresa de alimentos e uma das líderes nas categorias de Chocolates, Guloseimas e ano. A marca traz dois lançamentos para a linha de Panettones Recheados Premium: Churros e Brigadeiro Gourmet. Tendências de olho nos hábitos de consumo, a Arcor inova seu portfólio com sabores Onde achar? http://revistapack.blogspot.com.br/2016/10/churros-e-brigadeirogourmet-sao-os.html

O NEWSLETTER QUINZENAL DA INDÚSTRIA

Toda quinzena, a newsletter entrega no seu e-mail as notícias mais importantes da indústria de embalagens. Cadastre-se no site! Acesse! www.banas.com.br/banasinforma

8

EDITORA B2B

Onde achar? http://www.pack.com.br/empresas

[CONEXÃO WEB ] as mais lidas no pack.com.br

1 2 3 4 5

Krones do Brasil expõe suas tecnologias na Expo Abinam 2016

Garrafas PET ultraleves, solução sustentável da empresa para a economia de resina.

Pfanner relança suco de frutas na garrafa cartonada combidome da SIG Combibloc pela inovação da SIG Combibloc que garante diferenciação no ponto de venda.

Tirolez lança caixa de embarque menor para os queijos tipo Gorgonzola e Parmesão Fracionados

Marca cria uma alternativa à caixa de embarque tradicional, que continuará a ser oferecida, e contém 32 unidades por caixa de Gorgonzola Fracionado e 24 de Parmesão Fracionado.

Linha Feline Care Nutrition ROYAL CANIN®: modernidade e inovação em suas embalagens oferecer alimentos livres de qualquer tipo de contaminação física, química ou microbiológica.

Jundiá lança novos sabores e novas embalagens

A empresa começou a pensar em novidades que viriam acrescentar ainda mais sabor à linha.

Confira a lista das 10 notícias mais acessadas no site e as leia na íntegra! Fonte: Google Analytics * Período de 19/08/16 a 30/10/16 Onde achar? http://www.pack.com.br/empresas


Foto: Divulgação

entrevista

Alessandra Souza, líder de marketing para carne vermelha na América Latina da Sealed Air Food Care

10

EDITOrA B2B


SOLUÇÕES INOVADORAS DE EMBALAGEM PARA O SEGMENTO DE CARNES Atenta às necessidades dos clientes e às tendências do mercado, a Sealed Air Food Care apresenta opções de embalagem que oferecem maior eficiência operacional aos processadores de carne

A

ntenada às mudanças no comportamento do consumidor, que está em busca de alimentos mais seguros e convenientes, a Sealed Air Food Care oferece uma gama de inovações em embalagens para atender essas demandas. A líder de marketing para carne vermelha na América Latina, Alessandra Souza, falou para a revista PACK sobre as mais modernas tecnologias de embalagem para o segmento de carnes. “As soluções de embalagem Cryovac aumentam a segurança e a vida útil dos produtos, entregam mais eficiência operacional e valorizam as marcas, ao mesmo tempo em que reduzem o desperdício de alimentos.” Em 2015, a empresa gerou receita de aproximadamente US$ 7 bilhões. O Brasil, segundo ela, é um mercado emergente, com uma importância significativa dentro do negócio da Sealed Air Food Care, principalmente por ser o segundo maior produtor de proteínas animais do mundo. No ano passado, as vendas da América Latina como um todo representaram 14% dentro da divisão Food Care. “A divisão Food Care responde pelo maior mercado de atuação da empresa no mundo.” Revista Pack: Como as novas tecnologias de embalagem da Sealed Air podem ter um impacto significativo no mercado de processamento de carnes? Considere os varejistas, consumidores e produtores de carne. Alessandra Souza: A Sealed Air é líder global em inovações de embalagens e higiene e se mantém focada no compromisso de criar um modo melhor de viver. Na divisão Food Care, com o suporte das marcas Cryovac® e Diversey®, a companhia desenvolve soluções que contribuem para que toda a cadeia seja produtiva, segura e sustentável. Atenta às necessidades dos clientes e às tendências do mercado, a companhia

EDITOrA B2B

11


Foto: Divulgação

entrevista

Cryovac Grip & Tear®: um sistema de embalagens de alta barreira e termoencolhível com exclusivo mecanismo abre-fácil

A falta de tempo e a mudança do perfil das famílias brasileiras, que estão cada vez menores, fazem com que os consumidores optem por produtos porcionados, com maior vida útil e que ajudem a reduzir o desperdício apresenta opções de embalagem que oferecem maior eficiência operacional aos processadores de carne, que contribuem para o transporte mais seguro e higiênico, e entregam maior vida útil ao alimento, além de mais conveniência e segurança para o consumidor. Esses benefícios refletem n a re d u ç ã o d o d e s p e rd í c i o, aumento da lucratividade e na sustentabilidade. 12

EDITOrA B2B

Pack: De que maneira a extensão do prazo de validade pode beneficiar os processadores de carnes? Alessandra: Os processadores de carne podem obter um benefício real com a adoção de uma embalagem que entregue maior vida útil ao alimento. A Sealed Air Food Care é pioneira e líder mundial na tecnologia de sacos a vácuo, reconhecidos por sua característica de

barreira ao oxigênio, que possibilita até 60 dias de vida útil. O benefício do maior prazo de validade se dá ao longo de toda a cadeia de distribuição, tanto para o mercado interno, quanto para o de exportação, já que permite o transporte por maiores distâncias, mantendo a integridade do produto e reduzindo as perdas. No que se refere às carnes porcionadas, o sistema Cryovac Mirabella®,


patenteado pela Sealed Air Food Care, é uma opção de embalagem case-ready com atmosfera de proteção, que permite o contato entre a carne e o filme sem que haja descoloração, prolongando significativamente a vida útil da carne quando comparado aos sistemas overwrap convencionais. Pack: O maior shelf life pode reduzir o desperdício de alimentos na cadeia de fornecimento. Qual é o volume de carnes desperdiçado no mercado brasileiro? Alessandra: Segundo a pesquisa “Soluções para reduzir o desperdício de alimentos no varejo na América Latina”, realizada pela Sealed Air Food Care, o setor de carne é responsável por 7% do desperdício de alimentos nos varejos do Brasil. Entre os fatores indicados como principais causadores do desperdício, estão os alimentos fora do prazo de validade e produtos deteriorados, que contabilizam 37% das perdas, e embalagens danificadas que correspondem a 28%. O estudo, realizado em parceria com a Nielsen, Direção de Estudos Econômicos de ANTAD (México), a Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (FEA – USP) e associações supermercadistas, ouviu 194 profissionais do setor e mais de 3.000 consumidores. Pack: A embalagem com atmosfera modificada ainda não é popular no Brasil. Por quê? Alessandra: O mercado brasileiro vive um processo de transição. Assim como a Europa e os Estados Unidos são pioneiros em muitas tecnologias e desenvolvimentos nas mais diversas áreas do conhe-

cimento, o mesmo ocorre com o mercado de embalagens. A tecnologia de atmosfera modificada está sendo implementada já há alguns anos no Brasil, e vem ganhando cada vez mais espaço e reconhecimento entre os processadores, cadeia varejista e os consumidores. Pack: Como você vê o mercado brasileiro de carnes x adoção de métodos mais eficientes para a conservação de alimentos? Alessandra: O perfil do consumidor brasileiro está em constante mudança, e a atual busca por produtos mais convenientes, práticos, saudáveis e seguros influencia a atuação dos varejistas e processadores que querem atender as demandas dos clientes. A falta de tempo e a mudança do perfil das famílias brasileiras, que estão cada vez menores, fazem com que os consumidores optem por produtos porcionados, com maior vida útil e que ajudem a reduzir o desperdício. Atenta a essas demandas, a Sealed Air Food Care desenvolve diversas tecnologias que oferecem exatamente o que o mercado procura, como a solução Cryovac Grip & Tear®, um sistema de embalagens de alta barreira e termoencolhível com exclusivo mecanismo abre-fácil. Indicado para diferentes tipos de carnes frescas e que não requer a utilização de objetos cortantes para a sua abertura.

papel importante para garantir a segurança do alimento e o combate ao desperdício. As embalagens case-ready possuem garantia de origem e chegam prontas para a venda no varejo, sem necessidade de manipulação adicional na loja, com mais segurança e qualidade. Essa é uma tendência que vem crescendo e tomando o lugar dos tradicionais varejos com açougues nas lojas. Entre as soluções que a Sealed Air Food Care oferece, está Cryovac® SES, sistema de embalagem para cortes resfriados ou congelados de aves, processados no frigorífico direto para a prateleira, sem manipulações adicionais. O sistema é hermético e de alta resistência, impedindo o vazamento de líquidos e evitando contaminação cruzada, capaz de prolongar a aparência de frescor do alimento. Pack: Em 2015, a Sealed Air obteve receita de US$ 7 bilhões. Qual é a importância do mercado brasileiro para os negócios da empresa? Alessandra: O Brasil é um mercado emergente, com uma importância significativa dentro do negócio da Sealed Air Food Care, principalmente por ser o segundo maior produtor de proteínas animais do mundo. No ano de 2015, as vendas da América Latina como um todo representaram 14% dentro da divisão Food Care.

Pack: Como as inovações em embalagem podem contribuir para garantir a segurança alim e n t a r d o s c o n s u m i d o re s ?

Pack: A Sealed Air atua em outros dois mercados: embalagens de proteção e soluções de higiene e limpeza. Qual é o principal negócio da empresa no mundo e no Brasil?

Alessandra: A embalagem, além de conservar, proteger e transportar alimentos, também tem um

Alessandra: A divisão Food Care responde pelo maior mercado de atuação da empresa no mundo.   Editora B2B

13


notícias

Foto: Divulgação

BEMIS INVESTIRÁ CERCA DE R$ 200 MILHÕES NO BRASIL ATÉ 2017

Da esquerda para direita: Lucia Melo, secretária de tecnologia e inovação de Pernambuco; Aymar Soriano, diretor de incentivos fiscais da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco S.A. (AD PIPER); Carlos Santa Cruz (cortando a faixa), presidente da Bemis na América Latina; Thiago Norões, secretário de desenvolvimento econômico de Pernambuco e William Austen, presidente global da Bemis

A

Bemis, uma das maiores fabricantes de embalagens do mundo, anuncia a expansão de atividades em suas unidades de embalagens rígidas de Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, e de Suape, em Cabo de Santo Agostinho, em Pernambuco. Após realizar reformas e ampliar as instalações, a companhia oferecerá 340 postos adicionais de trabalho. Antes pertencentes à Emplal, as fábricas de Suape e de Três Lagoas foram incorporadas à Bemis em dezembro de 2015, após a aquisição da empresa pela multinacional americana. As unidades manterão seu foco em produção de embalagens rígidas como potes de margarina, iogurtes, doces e sorvetes, utilizando tecnologias de extrusão, termoformagem, injeção e processos de impressão. As expansões das unidades de Suape e de Três Lagoas terão, respectivamente, 8 mil m² e 7,2 mil m² construídos. A Bemis projeta investir R$ 200 milhões no Brasil até 2017 em compra de equipamentos e modernização do seu parque fabril.

14

Editora B2B

Os investimentos nas duas unidades somam R$ 70 milhões. “As ampliações de Suape e de Três Lagoas estão em linha com nossa estratégia de crescimento para o Brasil. Somos otimistas em relação ao país, à economia e ao mercado. Nosso foco é aumentar a eficiência de nossas operações para continuarmos inovadores e competitivos, em um trabalho muito próximo e colaborativo com nossos clientes”, afirma Carlos Santa Cruz, presidente da Bemis na América Latina.


notícias

VIGOR ADOTA TECNOLOGIA DE ENVASE DA SIG COMBIBLOC

A

nova unidade láctea da brasileira Vigor Alimentos entrou em operação, em junho, em Barra do Piraí (Rio de Janeiro). Trata-se de uma das mais modernas plantas do setor na América Latina. Com um investimento total de US$ 130 milhões, a Vigor poderá processar, na nova unidade, um milhão de litros de leite por dia em iogurte, produtos à base de leite UHT e produtos para a indústria de serviços de alimentação (food service). Para equipar a nova fábrica, a empresa escolheu uma máquina de envase CFA 812 da SIG Combibloc. O equipamento envasará leite UHT, cremes culinários e uma série de outros cremes nas embalagens cartonadas combiblocMidi de 1 litro. Paulo Botelho, gerente industrial da Vigor, explica: “As soluções de embalagem da SIG Combibloc oferecem o alto grau de tecnologia e automação que buscamos e que exigimos, especialmente para equipar a nossa nova fábrica”. A CFA 812 pode envasar embalagens cartonadas combibloc e combifit, e pode fazer isso em vários volumes diferentes e com qualquer layout de embalagem. Além disso, a flexibilidade da máquina possibilita o envase de uma ampla linha de diferentes produtos - incluindo aqueles com consistência e viscosidade variadas. A máquina já está em pleno funcionamento e produzindo com uma capacidade de utilização de 95%. Sebastião Batista Neto, gerente de projetos da SIG Combibloc do

15

Editora B2B

Brasil, completa: “Em uma estreita cooperação entre o departamento técnico da Vigor e o nosso, conseguimos desenvolver uma configuração de linha compacta que também facilita a manutenção e os serviços. A máquina é confiável, econômica no consumo de energia e com baixas taxas de perdas, atendendo, totalmente, aos padrões rigorosos da Vigor em termos de sustentabilidade.” Com a nova fábrica no Estado do Rio de Janeiro, a Vigor agora opera 16 unidades de produção no Brasil e quer aumentar sua capacidade de produção e suas vendas. Novos empregos foram criados nesta unidade, podendo chegar a 300 postos de trabalho nos próximos anos.


Vaivém do mercado

IBL INVESTE EM EMBALAGEM ESPECIAL PARA TRANSPORTE DE FÁRMACOS E ELETRÔNICOS

PATRÍCIA HELENA DOS SANTOS É A NOVA ASSESSORA EXECUTIVA DA ABIEF Desde o início de setembro, Patrícia Helena dos Santos é a nova Assessora Executiva da Associação Brasileira da Indústria de Embalagens Plásticas Flexíveis (ABIEF) (www.abief.org.br). A profissional, que acumula uma experiência de 25 anos em empresas de grande porte, especialmente multinacionais, responderá por todas as atividades e todos os projetos da entidade. “A proposta é otimizar os produtos existentes hoje, maximizando seu valor, e criar novos que contribuam para o desenvolvimento sustentável de nossos associados e do setor de embalagens flexíveis como um todo.” A nova assessora executiva se reportará diretamente ao presidente da entidade, empresário Herman Moura (Lord Embalagens). Seu e-mail direto de contato é patricia@abief.org.br.

A

IBL Logística, referência em transporte de cargas no país, está se equipando para oferecer também a melhor experiência no modal aéreo doméstico, setor que deve crescer 58% nos próximos quatro anos, segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAr). Para proporcionar ainda mais segurança aos produtos embarcados sob sua responsabilidade, a empresa desenvolveu uma embalagem exclusiva, com identificação da transportadora, orientações sobre o manuseio e a armazenagem adequados e reforço nas laterais, especialmente para o transporte aéreo de fármacos e eletrônicos. “São os itens que mais sofrem avarias no transporte e é uma prática comum no segmento embarcar esse tipo de produto utilizando apenas a embalagem primária. Vendo a necessidade de mudar esse cenário, a IBL criou a Caixa Master, que oferece um suporte extra, garantindo a proteção da mercadoria”, explica o gerente de operações, Cleber Felisbino Barbosa. Elaborada a partir de um papelão mais resistente, a Caixa Master possui três modelos. O primeiro, específico para embarque de volumes pequenos e mais vulneráveis, como chips, dispensa a utilização de pallet, conta com tampas dobráveis, orifícios laterais para facilitar o manuseio e tem tamanho compatível com aeronaves Airbus, Embraer e Boeing. A segunda versão é montada sobre pallet de 85 cm e desenvolvida especialmente para a acomodação de celulares. Possui tampa removível e é ideal para transporte em aeronaves Airbus e Boeing. Já o terceiro modelo, que não possui tampa, tem 111 cm de largura por 92 cm de altura e 92 cm de comprimento, e é destinada ao embarque de medicamentos em aeronaves Airbus. A Caixa Master, que funciona como uma segunda camada de proteção acima da embalagem primária, já reduziu em cerca de 40% o número de avarias registradas pela IBL em seis meses de sua utilização. Tudo isso sem custo extra para os clientes. O gerente de operações ainda destaca que esta é a primeira de muitas mudanças que a IBL Logística vai adicionar aos seus serviços, pois a empresa está atenta às tendências e necessidades do mercado de transporte de cargas a fim de contribuir para o crescimento avanço do segmento no país.

CRISTIANO CAPOBIANCO É O NOVO GERENTE COMERCIAL DA BEMIS NO BRASIL

16

EDITOrA B2B

Foto: Divulgação

A Bemis, uma das maiores fabricantes de embalagens do mundo, anuncia Cristiano Eduardo Capobianco como novo gerente comercial da empresa no Brasil. O executivo lidará com clientes estratégicos da companhia e comandará a equipe de vendas. Entre suas experiências profissionais, o executivo atuou em empresas de grande porte como a Global Pack, como gestor de Contas, e passou pela antiga Alcan, que atualmente é a unidade da Bemis em Mauá (SP).

Caixa Master oferece um suporte extra, garantindo a proteção da mercadoria


atualidades

Feminilidade e sensualidade

Foto: Divulgação

Frescor original

Fotos: Divulgação

A Salton usou sua experiência em harmonização para criar uma nova linha de chás e contou com a maior fabricante de embalagens de vidro do mundo para escolher a garrafa do Grape Tea. São quatro blends de chás com sucos de uvas prontos para beber, que chegam ao mercado em embalagens de 750 ml, produzidas pela Owens Illinois. A embalagem escolhida para os chás completa os benefícios preservando a integridade dos ingredientes. "Consumir a bebida em garrafa de vidro é ter a certeza de que todos os aromas e as propriedades da infusão estão ali e o produto possui o sabor e frescor original, sem mudança de qualidade", explica Daniel Amaral, gerente de marketing, inovação e desenvolvimento de novos produtos da Owens Illinois.

A nova identidade visual da marca Sym tem como objetivo retratar o equilíbrio e o bem-estar da mulher moderna, que está sempre preocupada com sua segurança e conforto para enfrentar o dia a dia sem abrir mão da feminilidade e sensualidade. Entre os conceitos que a marca queria destacar, estão sensualidade / segurança, harmonia / conforto, equilíbrio / saúde, feminilidade / bem-estar. Para traduzir esses conceitos foram utilizadas as mandalas, para representar a feminilidade e sensualidade, e os arcos e rendas, transmitindo equilíbrio e harmonia. Além disso, a embalagem ainda conta com elementos icônicos como corações, chaves, cadeados e luas, que completam a ideia de bem-estar, segurança e conforto. Para que a consumidora tenha um reconhecimento rápido de sua versão preferida, Sym optou por seguir um código de cor, onde cada tipo de produto tem uma cor específica de embalagem: Noite e Dia, Fio Dental, Girls, Com Abas, Sem Abas, Abas Transparentes, Cobertura Seca, Diários Com e Sem Perfume. Um dos principais claims do produto, a nova tecnologia “Odor Block ganha destaque em todas as versões e tem como ícone um coração com zíper, para representar ao mesmo tempo proteção e segurança. O conceito gráfico da embalagem é assinado pela Cornerstone Strategic Branding. As embalagens da linha de absorventes são fornecidas pela Rhotoplás e Plasc. Já para a linha de protetores diários são Rhotoplás, Plasc e Emibra.

18

Editora B2B


atualidades

Fotos: Divulgação

Sabor de novidade

O grande desafio do trabalho foi diferenciar o Biscoito Maizena + Leve Duo do tradicional biscoito Maizena, já que os dois possuem o mesmo sabor. Por isso, o lançamento trouxe a identificação do produto na cor laranja, diferenciando também dos crackers da marca, que têm o mesmo formato. Para evidenciar as características do novo produto, a marca utilizou o + leve para demonstrar que o biscoito é mais aerado que o tradicional, assim como o Duo realça que o novo formato é duplo. Mas tudo com a mesma qualidade, sem perder o reconhecimento do biscoito Maizena, já conhecido e aprovado pelo consumidor da marca. Já a embalagem do novo sabor da rosquinha de milho foi criada a partir da identidade visual de toda a linha dos biscoitos Aymoré. A embalagem segue todas as características da linha, mas com destaques nos elementos que a diferenciam facilmente no ponto de venda, por exemplo, neste produto, o ícone do sabor milho vem em evidência na frente dos biscoitos e o amarelo no lettering realça o sabor único do lançamento. A agência responsável foi a Conceito em Design. O fornecedor da embalagem é a Inapel (rosquinha de milho) e Tecnoval (Maisena+Leve Duo).

Fotos: Divulgação

Visual remete à refrescância

A Castelo Alimentos está reforçando a sua linha de conservas com lançamentos simultâneos de quatro produtos. As novidades incluem azeitonas verdes, alcaparras, cebolinhas e picles. O design e as cores remetem a natureza, vegetais e refrescância. A agência Spice Design é a responsável pela identidade visual dos rótulos. As embalagens de vidro são fornecidas pela Owens-Illinois e Nadir Figueiredo, enquanto as tampas pela White Cap, Metalgráfica Rojek e Metal Latina.

Editora B2B

19


atualidades

Fotos: Divulgação

mais premium e soFisticada

O novo design gráfico da embalagem da linha de iogurtes funcionais Activia busca retratar a poderosa síntese entre elementos interdependentes, como ciência e natureza, mente e corpo e saúde e prazer. Todos os elementos visuais se unem no centro do logo na forma de um foco de luz radiante que emana de dentro para fora e que reflete a promessa e a expertise da marca. Por meio da elegância, refinamento e precisão, todos os elementos visuais procuram comunicar a expertise de Activia. A fonte do logo incorpora a expertise nutricional e científica da marca, enquanto o DanRegularis aparece em maior destaque. O símbolo dos dois elos se unindo, chamado de "InPowered", reflete a capacidade de Activia em sincronizar dois elementos interdependentes - Ciência e Natureza, Mente e Corpo e Saúde e Prazer. Por fim, as cores escolhidas para os verdes e o dourado demonstram a qualidade premium da marca e a sua sofisticação. Segundo Adriana Maia, gerente de marketing Activia, o novo posicionamento de Activia - Vivendo InSync - traz uma conexão mais emocional com as consumidoras e busca incentivá-las a viver em sintonia, de forma a manter corpo e mente em equilíbrio a fim de atingirem seu máximo potencial. “Na construção do design da nova embalagem, o posicionamento se traduz na combinação dos elementos, no foco de luz que irradia de dentro para fora - simbolizando a força interior das mulheres e no símbolo "InPowered" que representa o equilíbrio entre corpo e mente. Além de toda elegância e refinamento dos elementos e das cores escolhidas”, explica. “A expectativa é que a consumidora passe a perceber Activia como uma marca mais premium e expert em saúde digestiva. Além disso, a combinação das cores causa um forte impacto na gôndola refrigerada, e a arquitetura de marca ajuda a shopper a navegar mais facilmente entre as diferentes linhas do portfolio. Outro ponto que vale a pena ressaltar é o novo formato das garrafas de líquidos familiares, com um design mais moderno, acinturado e feminino”, ressalta Adriana. O projeto teve início em 2015 com o time global da Danone. A FutureBrand é a agência responsável pela nova identidade visual e design da embalagem de Activia e a adaptação local é assinada pela Bendito Design.

20

EDITOrA B2B


informe publicitário | grupo m&g

Inovação em resina PET A inovação está no DNA do Grupo M&G e alicerça a sua estratégia de negócios. Exemplos disso são as competências de tecnologia e de engenharia para a construção de grandes unidades de produção de PET

A

liando empreendedorismo, inovação e assistência técnica aos clientes, a M&G (Gruppo Mossi & Ghisolfi) construiu, ao longo de mais de meio século de existência, uma história de sucesso empresarial. Fundada por Vittorio Ghisolfi em 1953, em Tortona (Itália), como uma pequena fábrica de embalagens de HDPE e PVC para detergentes e produtos de higiene pessoal. Capitalizando, nos últimos 30 anos, experiência na tecnologia de conversão de plástico e na compreensão das exigências dos clientes, a M&G percebeu o potencial do poliéster e adaptou a química e a tecnologia de processos deste polímero para atender às necessidades do setor de embalagens. A M&G continuou a crescer por meio de seu desenvolvimento próprio e por meio de aquisições de ativos. Ela mantém uma posição de liderança no segmento devido a sua longa experiência em processamento de plástico e também por meio do entendimento das necessidades dos consumidores, de seus clientes e empresas que transformam o polímero de PET em embalagens. Com atuação global, a M&G possui unidades produtivas na Itália, nos Estados Unidos, no México e Brasil, além de centro de pesquisa e desenvolvimento de última geração em Sharon Center (Estados Unidos). A inovação está no DNA da empresa e alicerça a sua estratégia de negócios. Exemplos disso são as competências de tecnologia e de engenharia para a construção de grandes unidades de produção de PET.

O Grupo M&G no Brasil A M&G Polímeros Brasil S.A. tem uma unidade de produção de PET em Suape-PE e é líder no mercado sul-americano de resinas PET para o setor de embalagens.

Investindo constantemente em capacidade produtiva e novas tecnologias, a M&G consolidouse como líder regional no mercado de resina PET. Destinada a uma ampla gama de aplicações, as resinas da M&G têm como diferenciais a alta qualidade e o elevado padrão de desempenho. São produtos desenvolvidos a partir de um permanente processo de aprimoramento e inovação para atender às mais rigorosas exigências técnicas e de processamento dos clientes. Com esse conjunto de trunfos, a M&G posiciona-se como um fornecedor alinhado com a dinâmica do mercado de embalagens. No topo do ranking sul-americano no setor em que atua, a M&G tornou-se um fornecedor diferenciado de resinas PET para embalagens e é reconhecida como uma das melhores do mundo no segmento.  A empresa consolidou-se, ao longo desses anos, como uma organização de classe mundial.

Resina PoliProtect® A resina PoliProtect® é uma inovação em resina PET concebida especialmente para atender o mercado de bebidas sensíveis ao oxigênio, tais como cerveja, vinho, sucos especiais, água gaseificadas e vitaminadas, lácteos (leite, soja, ômega 3, iogurtes) bebidas energéticas e água de coco. As embalagens feitas com a resina PoliProtect prolongam significativamente a vida dos produtos embalados, geram segurança porque são inquebráveis e diminuem custos da cadeia de logística. São muito mais leves que o vidro e mais fáceis de serem produzidas e manuseadas. ®

A resina PoliProtect® já está sendo utilizada em garrafas na Europa, inclusive no mercado de cervejas. 22

Editora B2B

Outros produtos Além da resina PoliProtect®, a empresa também produz: • A resina Cleartuf® Max™ para atender o segmento de bebidas carbonatadas, óleos comestíveis, higiene e limpeza, condimentos, isotônicos e outros. •

A resina Cleartuf® Turbo™ para aplica- ções no segmento de águas minerais, sucos, fármacos, cosméticos, aguardentes e maioneses, entre outros.


Editora B2B

23


vanguarda

design

ASSIMÉTRICO As bordas arredondadas da garrafa de Absolut Facet foram cortadas como uma pedra preciosa, criando um número de faces, que captam a luz de forma única

Da Redação

A

Foto: Divulgação

edição especial da vodka Absolut Facet é o mais recente desenvolvimento feito pelo Grupo Ardagh em parceria com a marca Absolut. Mais uma vez, os designers e os tecnólogos da fabricante de embalagem, trabalharam em estreita colaboração com seu cliente para alcançar a inovação excepcional em embalagens de vidro por meio do desenvolvimento de uma nova cor e formato para criar uma garrafa azul original com design assimétrico. Gaia Gilardini, diretor global de comunicação da Absolut, explica a origem e a inspiração para o design da garrafa de vidro. “Com a edição limitada da garrafa de Absolut Facet, nós queremos celebrar o inesperado e encorajar as pessoas a se abrirem para viagens diferentes, que uma noite poderia levá-las. Acreditamos que as melhores noites acontecem fora do azul – não planejada e espontânea. Para demonstrar ainda mais isso, nossa mais recente campanha #AbsolutNights também pretende inspirar as pessoas para celebrar a espontaneidade e as conexões que você faz ao longo do caminho.” As bordas arredondadas da garrafa Facet foram cortadas como uma pedra preciosa, criando um número de faces, que captam a luz de forma única. Alcançar esse efeito impressionante e recriar a cor precisa foi um dos vários desafios que a Ardagh enfrentou antes de produzir 2,5 milhões de garrafas em sua planta, em Limmared, Suécia. Fredrik Källqvist, da Ardagh descreve: “Estamos estreitamente envolvidos em vários projetos inovadores da Absolut, tais como Unique, com quatro milhões de garrafas concebidos de forma diferente, mas cada novo projeto incentiva-nos a elevar o nível do desafio e Facet não é exceção. A nova garrafa traz um design tão complexo, que é necessária uma preparação cuidadosa e muito detalhada, assim como replicar a cor ao mais alto grau de consistência entre o design complexo e à espessura da parede requerida.” “Para criar essa inovadora embalagem só é possível quando você tem o apoio total de seu cliente, e como com todos os nossos projetos conjuntos, nossa relação de trabalho bem-sucedida com a equipe Absolut assegura um processo suave.” Absolut Facet foi lançada pela Absolut em um evento global, em Amsterdam, inspirado pelo design da garrafa. O evento foi realizado em colaboração com a Amsterdam Dance, entre os dias 19 e 23 de outubro.

24

Editora B2B


informe publicitário | EFI

A Cartonesa investiu no módulo CorrTrim do Corrugated Packaging Suite da EFI que eleva a capacidade da máquina onduladeira

EFI CorrTrim reduz custos de fabricação ao tornar a programação da produção mais inteligente

E

stamos usando a linha EFI há pouco tempo, mas já contabilizamos o diferencial que estas soluções trouxeram para os resultados de nosso negócio”, contou o analista estratégico da Cartonesa, Roberto Magaña. Há menos de um ano, a empresa de papelão ondulado de El Salvador adquiriu os módulos CorrTrim, Interlink e Report Manager, que fazem parte do Corrugated Packaging Suite, uma solução completa de softwares de produtividade líder mundial do mercado de embalagens. Localizada ao norte de San Salvador, capital do país El Salvador, a empresa Cartonesa iniciou suas operações em 2001. “Começamos com muitas dificuldades, tínhamos poucos funcionários, nossas instalações e equipamentos não eram os mais adequados para executar projetos”, contou Roberto.

26

Editora B2B

No ano de 2012, as operações mudaram e, com uma administração disposta a fazer investimentos em maquinários e softwares, os executivos da Cartonesa decidiram adquirir tecnologias que atendessem a demanda crescente da empresa, sem elevar os custos. “Precisávamos de soluções que agilizassem a produção, foi assim que conhecemos a linha EFI”, Roberto Magaña.


informe publicitário | EFI

A direção da Cartonesa optou pelo módulo CorrTrim do Corrugated Packaging Suite. “A solução eleva a capacidade da máquina onduladeira, incrementa a continuidade dos processos e adapta-se rapidamente às alterações do cliente, reduzindo os custos. Além disso, contamos com a eficiência da assistência técnica da EFI, que nos atende em nossa língua nativa”, completou. Entre os benefícios, o software se destaca por otimizar a produção. “O CorrTrim ajuda o programador a tomar as melhores decisões e oferece todas as ferramentas necessárias”. A solução também permite o acompanhamento em tempo real dos resultados em cada jornada. “Desde dessa aquisição, tivemos a redução de 10% das sobras de produção. A eficiência do uso da largura de uma máquina onduladeira também elevou em 3%, além da concentração de largura das jornadas e outras melhorias que estão em análise.”

Roberto Magaña, analista estratégico da Cartonesa

Qualidade impulsionou os negócios Hoje atendendo América Central, Caribe e parte do México, a Cartonesa produz mensalmente cerca de 2 milhões de metros quadrados de papelão ondulado, incluindo o papelão Triple Pared, o que a torna líder na região. “O CorrTrim contribui para mantermos o serviço elevado, reduzindo o desperdício, a energia, o combustível, os custos com mão de obra e de operação como um todo” ressalta Maganã.

Localizada ao norte de San Salvador, capital do país El Salvador, a empresa Cartonesa iniciou suas operações em 2001

Nas pesquisas de satisfação, desde a aquisição do software, a Cartonesa observou um aumento de 2% na rentabilidade dos clientes com

seus serviços. “Com os bons resultados e a eficiente assistência técnica, estamos pensando em adquirir outras soluções do Corrugated Packaging Suite, pois são as que mais se adequam aos nossos planos de expansão.”

Editora B2B

27


Foto: iSotck

especialde matéria | FCE capaPharma | embalagens e FCE Cosmetique metálicas

28

EDITOrA B2B


matéria de capa | embalagens metálicas

Lançamentos respondem aos complexos desafios das marcas, como segurança, transporte, manuseio e sustentabilidade

CRESCIMENTO

POR UMA EXPERIÊNCIA DE CONSUMO MELHOR MERCADO DE EMBALAGENS METÁLICAS (2016) Aumento de procura por embalagens metálicas nos países emergentes e economias em transição vai puxar o crescimento do setor, atingindo

US$ 106 milhões

Fonte: Smithers Pira

O

aumento de procura por embalagens metálicas nos países emergentes e economias em transição vai puxar o crescimento do mercado de embalagens metálicas, em 2016, atingindo US$ 106 milhões. A demanda estável em mercados mais maduros também deve contribuir para este desempenho. Os dados são da Smithers Pira. Em termos de comércio global, muitos países em desenvolvimento, como China, Índia e Brasil têm sido associados com produção significativa e exportações internacionais, fornecendo produtos para o mundo, mas o mercado doméstico não é o principal consumidor de embalagens metálicas. “Enquanto as embalagens metálicas a granel e embalagens relacionadas com a exportação caíram ligeiramente nos mercados emergentes, a crescente mobilidade social juntamente com uma classe média em expansão puxa o consumo na China, com um crescimento de mais de 20% ao ano, especialmente em áreas urbanas”, explica Dan rogers, gerente de publicação da Smithers Pira. O resultado disso, segundo ele, é que muitas potências econômicas começaram a aumentar o consumo

interno, criando grandes oportunidades de crescimento para as empresas locais. “Na Índia, os consumidores preferem consumir alimentos em latas e, no Brasil, as bebidas tradicionais exclusivas do país introduziram uma nova oportunidade de crescimento para as embalagens metálicas”. O mercado de embalagens metálicas tem crescido no desenvolvimento de tamanhos menores e no segmento de cervejas artesanais de maior valor e de cervejas do tipo ale. Este surgimento do mercado de latas de bebidas representa uma mudança mais ampla em países

EDITOrA B2B

29


especialde matéria | FCE capaPharma | embalagens e FCE Cosmetique metálicas resultado representa uma melhoria em relação aos anos anteriores, porém, sugerindo que a tendência está presente. Avanços em tecnologia ainda devem ser feitos para outras embalagens de metal rígido leve para reduzir a quantidade de material utilizado, principalmente de aço e de alumínio.

como a França ou a Alemanha. As pequenas cervejarias e os fornecedores de refrigerantes não conseguem vender em grandes quantidades como as grandes companhias do setor. Em vez de optar por usar a lata de 330 ml, que é relativamente mais barata, ou utilizar a lata de 500 ml como uma tela para design 360o, logos holográficos, ou uma embalagem projetada para atrair um consumidor de nicho, eles estão adotando a tecnologia de impressão digital para produzir quantidades menores sem aumentar significativamente o custo por lata.

Novidades na lata Nos anos 2000, o Brasil produziu 9,2 bilhões de latas para bebidas. Em 2010, o país produziu 17,6 bilhões e, no ano passado, esse número saltou para 25 bilhões de unidades, segundo dados da Associação Brasileira do Alumínio (Abal). E as novidades não param de chegar às prateleiras para atender as necessidades dos consumidores de bebidas. A Superbom, empresa alimentícia, especializada em produtos saudáveis e com mais de 90 anos de atuação no mercado, amplia o seu extenso portfolio e lança uma linha FIT de néctares em lata de alumínio, fornecida pela Crown Embalagens. O envase é feito em parceria com a IBS e os rótulos, pela Uniflexo.

As grandes companhias começaram a abraçar esta mudança em produtos feitos sob medida, com maior variedade de design em latas, edições limitadas para comemorar eventos específicos e campanhas de marketing direcionadas que visam tirar o máximo desta liberdade criativa no mercado de latas de bebidas.

Disponível nos sabores uva, maracujá, laranja e tangerina, e com foco no público que preza pela

Para se diferenciar na gôndola da categoria de bebidas saudáveis, a marca apostou no formato slim. Oliveira explica a escolha do formato e do tamanho. “Existem diversas marcas de suco de fruta em lata, no entanto a maioria esmagadora está na lata padrão. A escolha da lata nos traria diferenciação das demais no PDV, além de ilustrar perfeitamente por meio de sua proposta mais fina, um produto fitness e de baixa caloria”. Ele acrescenta: “Queremos levar o produto para locais onde, atualmente, temos dificuldade de

Fotos: Divulgação

Os consumidores estão mais conscientes do que nunca sobre as questões ambientais, e tem havido uma forte tendência para a reutilização de embalagens metálicas, tais como latas de bebidas e aerossóis, especialmente na Europa. A Comissão Europeia impôs metas ambiciosas para a reciclagem, e os aterros têm visto o aumento de impostos. A Europa aumentou a sua taxa de reciclagem de embalagens metálicas de forma constante nos últimos anos, e em 2013, a taxa de reciclagem atingiu 75%, e objetivo-alvo da indústria de alcançar 80% de reciclagem de embalagens de metal na Europa em 2020 está no caminho certo. Outras regiões, como a América do Norte, estão atrasadas, com um índice de reciclagem de 35%, em 2013, a partir dos EUA. Este

qualidade de vida, a novidade chega ao mercado com uma identidade visual moderna e no formato “Slim”, com 260 ml. “A linha de sucos FIT da Superbom traz um apelo à leveza e originalidade por meio do equilíbrio do uso de apenas uma cor principal, aliada à própria cor metálica da lata de alumínio. O desenho principal que remete a uma cintura fina, reforça a proposta do suco de baixa caloria, e a escolha de ilustrações no lugar de fotografias registra a diferenciação e exclusividade do produto”, explica David Oliveira, gerente de marketing da Superbom.

Linha FIT de sucos ganha formato slim para se diferenciar nas gôndolas da categoria 30

Editora B2B


matéria de capa | embalagens metálicas

Há novidade também no borbulhante mercado de cervejas – nos últimos cinco anos, o market share das latinhas de cerveja passou de 36% para 46% - com a introdução de um novo tamanho de lata, uma inovação no segmento. A Heineken amplia seu portfolio no Brasil com o lançamento da versão “míni”, de 250ml, e deixa sua identidade visual mais “verde” em todo o mundo. A identidade visual de Heineken é um ícone da marca e está sempre em processo evolutivo. Os novos logos, rótulos e embalagens substituem a cor preta em seu banner por um tom verde-escuro, trazem uma versão maior da famosa estrela vermelha e apresentam credenciais e histórias de marca sobre sua qualidade, – cerveja puro malte produzida apenas com três ingredientes: água, malte, lúpulo, sem esquecer da exclusiva levedura A e incomparável presença internacional, em mais de 192 países. Sempre trazendo novidades, a marca é a primeira a lançar o formato de lata míni (250ml) na categoria de cerveja. Seu design slim

Inovação no mercado de cerveja: lata míni de 250 ml

mais moderno e arrojado ajuda a transmitir os valores da marca. Disponível em packs com seis unidades, a lata slim é uma opção mais prática para o transporte e, além de gelar mais rápido, proporciona o líquido na temperatura ideal até o consumo total do produto. Sua produção será feita na cervejaria de Ponta Grossa, no Paraná, e complementará o portfolio da marca que já oferece long neck míni 250ml, long neck 330ml, garrafa 600ml, lata 350ml e draughtkeg de 5 litros. As novidades dão continuação à campanha global “There’s more behind the star”, lançada em junho deste ano, que convida o público a descobrir as histórias e a origem da marca. “Este é o momento de envolver os consumidores por meio do contato com o produto. Os novos rótulos levam nossa mensagem sobre a herança cervejeira e enfatizam os ingredientes de qualidade que garantem que o sabor da Heineken seja único em todo o mundo. Ao mesmo tempo, a nova lata mostra que a marca está sempre em busca de inovação”, comenta Renata Silva, gerente da marca Heineken.

Resistente a empilhamento, queda, oscilações de temperatura e transporte a longas distâncias a embalagem de aço é ideal para o acondicionamento de tintas e vernizes. Hoje, 92% do mercado de tintas imobiliárias é acondicionamento em latas de aço, segundo a Associação Brasileira da Embalagem de Aço (Abeaço). Uma recente inovação da categoria é a nova embalagem produzida pela Cerviflan para o impermeabilizante Vedapren Parede que ganhou, além de uma aparência contemporânea, um novo formato. Segundo a Vedacit, a lata retangular foi substituída por um balde de formato icônico, proporcionando um encaixe perfeito e mais segurança no transporte. A embalagem não possui vincos laterais na chapa, o que contribui para o ganho de resistência, segurança e proteção do produto, e a tampa apresenta o fechamento por pressão, visando à segurança do consumidor e maior aproveitamento do produto. Com um novo design, a embalagem do Vedapren Parede apresenta impressão diferenciada e Foto: Divulgação

A expectativa é aumentar a participação de mercado da Superbom com o lançamento da linha de sucos FIT em lata. “A lata de alumínio gela mais rápido que as soluções cartonadas e de vidro (que já tínhamos em nosso mix de produtos) e é ideal para o consumo imediato. Apostamos sim em um incremento de receita com a introdução dessa linha de produtos”, acredita.

Embalagens de aço: diferenciação no ponto de venda

Foto: Divulgação

introdução do vidro (embalagem que é utilizada em outras linhas de bebidas da Superbom), por exemplo, escolas, clínicas e hospitais, que possuem restrição ao material. A lata de alumínio ainda é uma opção leve, prática, moderna e 100% reciclável.”, conclui.

Lata retangular foi substituída por um balde de formato icônico, proporcionando um encaixe perfeito e mais segurança no transporte

Editora B2B

31


Foto: Divulgação

matéria de capa | embalagens metálicas

INOVAÇÕES EM FORMATOS E IMPRESSÕES Fabio Heers, vice-presidente comercial da Ball Embalagens para Bebidas América do Sul, fala sobre a atuação da empresa no mercado de latas de alumínio e a importância da embalagem para atender a demanda dos consumidores de bebidas no Brasil Qual é a importância da lata de alumínio no segmento de bebidas? A lata possibilita o desenvolvimento de inúmeras inovações em formatos e impressões e, somado a isso, por conta de seu formato cilíndrico e, por ser feita de alumínio, possui outros benefícios, como: permite que toda a sua área seja explorada com arte e comunicação, sendo uma forte ferramenta de marketing para as marcas; é de fácil manuseio e transporte; por ser feita de alumínio, é uma opção mais sustentável, pois o material é 100% e infinitamente reciclável, sendo assim, uma das principais embalagens do segmento de bebidas. Dados da Associação Brasileira da Indústria de Cerveja (CervBrasil) mostram que as latinhas deram um salto de 11, 2 pontos percentuais em sua participação no mercado desde 2010, comprovando a sua importância para esse segmento. Como a lata de alumínio pode traduzir um produto ou uma marca? Como mencionado acima, a lata permite uma comunicação 360º com o consumidor, ou seja, as marcas podem explorar toda a área para se relacionar e comunicar com seus clientes. Somado a isso, ainda se pode considerar o fato de que, atualmente, existe uma variedade de impressões e formatos para atender tanto as demandas dos consumidores quanto as necessidades das marcas. Como exemplo de maneiras para traduzir os conceitos das marcas, podemos citar as tintas termocrômicas - tecnologia que indica quando o líquido está na temperatura ideal para ser consumido - e as tintas UV no rótulo, que fazem as latas brilharem no escuro quando expostas à luz ultravioleta (UV), ou luz negra, como é popularmente conhecida.

O que deve ser considerado na escolha do formato/tamanho para bebida? Basicamente, deve-se levar em consideração dois pontos: o perfil da marca e dos consumidores de cada segmento de bebida. Por exemplo: os latões são mais comuns com as cervejas, enquanto as mínilatinhas, de 250 ml, são melhores opções para refrigerantes. Impressões com tinta UV são mais utilizadas por bebidas alcoólicas, enquanto a tecnologia Dynamark™, que permite a impressão de 24 diferentes artes por palete, é utilizada por toda a indústria de bebidas. Quais são os tipos de tamanhos e formatos mais usados no mercado brasileiro de bebidas? Hoje em dia, as latas especiais (formatos diferentes do 350ml) já respondem por 40% de nossa operação na América do Sul. Podem-se enfatizar as latas de 269 ml (sleek) e de 473 ml (latão) como sendo as mais utilizadas, principalmente, pela indústria de bebida alcoólica. Quanto às impressões, podemos destacar aquelas em HD, pois apresentam uma qualidade superior.

Foto: Divulgação

Comente um case recente de inovação de latas de alumínio para bebidas, desenvolvida pela Ball. A tecnologia de impressão Dynamark™ é uma das mais recentes inovações Tecnologia de impressão Dynamark™ é uma das mais recentes inovações da Ball

32

Fabio Heers, vice-presidente comercial da Ball Embalagens para Bebidas América do Sul

EDITOrA B2B


Foto: Divulgação

matéria de capa | embalagens metálicas

e foi muito bem recebida pelas marcas. Por permitir a impressão de 24 diferentes artes por palete, possibilita que as marcas explorem, ainda mais, as embalagens. Como exemplo, pode-se usar a ação desenvolvida pela Coca-Cola ao colocar os nomes das pessoas e de lugares nas latinhas.

Novo tamanho de embalagem facilita o manuseio em sistema de desmoldagem

Qual é o principal mercado usuário de latas de bebidas da Ball? As cervejas são as principais usuárias de latas no Brasil. Em segundo, vêm os refrigerantes. Se considerarmos a região com o maior mercado, temos a seguinte ordem: Sudeste, Centro-Oeste, Sul e Nordeste e, por fim, a região Norte. Em quais outros mercados a lata de alumínio tem crescido no Brasil? As cervejas premiums estão começando a investir na utilização da lata. Acreditamos que essa seja uma forte tendência, pois, no exterior, as cervejarias artesanais já começaram essa migração. Em sua opinião, qual é o papel da lata de alumínio na escolha da bebida? A lata permite ao consumidor um alcance visual de 360º na gôndola, o que contribui diretamente na hora da decisão de compra, pois as marcas acabam se utilizando dessa vantagem e desenvolvem rótulos que sejam decisórios no momento da escolha. Além disso, temos total convicção de que a lata é a embalagem mais segura do ponto de vista de violação, independente do tipo de bebida. E, por fim, por ser feita de alumínio, é a opção de embalagem mais sustentável do mercado. Há novidades a caminho? Por conta da recente aquisição, as atividades da empresa estão focadas na integração entre as operações que já eram da Ball e as operações da rexam. Com isso, todos os nossos esforços estão concentrados em otimizar nossa eficiência, além de controlar todos os custos do negócio.

informações claras e objetivas, aliada à estratégia de posicionamento por categorias no PDV, que contribuem para um melhor desempenho nas vendas. Conta com elementos que direcionam ao uso correto do produto, ressaltando os principais atributos e benefícios. Já a Chem-Trend modificou as embalagens do agente desmoldante Chemlease® PMr90 EZ e do selador Chemlease® Sealer 15 EZ, agora disponíveis em embalagens de 1 litro, fornecidas pela General Continental Embalagens. A mudança ocorre após a empresa identificar que as embalagens menores facilitam o manuseio em sistemas de desmoldagem, gerando maior produtividade e menores custos. Antes do lançamento, o volume mínimo era de 3 litros. “Temos o compromisso de estar sempre próximos dos nossos clientes, oferecendo atendimento especializado e entregando sempre as melhores soluções. A alteração da embalagem atende uma demanda de produção dos clientes” comenta Ana Clara Wrobleski Cordeiro, diretora de vendas da Chem-Trend. O benefício da nova embalagem de 1 litro do agente desmoldante Chemlease ® PMr90 EZ e do selador Chemlease® Sealer 15 EZ

está relacionado à utilização do produto diretamente de sua embalagem original. “Como os produtos da linha Chemlease são de alto rendimento, o volume utilizado pelos transformadores é baixo. Por esse motivo, é prática comum do mercado o fracionamento em embalagens plásticas para atender vários pontos de aplicação no processo produtivo. O fracionamento em embalagens inapropriadas pode agilizar a reação dos produtos antes de chegar ao molde, diminuindo a sua eficiência”, explica. Segundo a diretora de vendas, a nova embalagem metálica de 1 litro mantém a eficiência da linha Chemlease até a última gota, garantindo ao transformador todos os benefícios esperados. “Outro ponto importante é a facilidade de manuseio da embalagem pelo operador, que distribui o produto por vários pontos do processo produtivo sem a necessidade de fracionamento.” Ana Clara revela que ainda que a nova embalagem inclui também um tecido para a correta aplicação da linha Chemlease. Como grande parte das aplicações são manuais, a utilização do tecido correto também é crucial para o bom desempenho dos produtos.

EDITOrA B2B

33


design de embalagem

A embalagem de Simple Dog reflete todo o desafio da marca para lançar uma nova categoria de alimentos para cães: alimentação natural desidratada

Um toque home made e artesanal

A

Foto: IstockPhoto

marca Simple Dog veio lançar uma nova forma de alimentar cães, muito difundida na América do Norte e Europa, para o Brasil. A alimentação natural desidratada é uma opção muito mais saudável para os cães e, ao mesmo tempo, prática para os humanos, o que possibilita que mais cães tenham acesso à alimentação natural. “Para nós, a embalagem é um reflexo de todo o desafio da marca em lançar uma nova categoria: precisávamos trazer a naturalidade, saudabilidade e sabor deste produto e mostrar que a Simple Dog é uma marca próxima e friendly por meio dos ícones escolhidos”, explica Fernanda Miné, sócia empreendedora da Simple Dog.

34

EDITOrA B2B


design de embalagem

A embalagem estampa ilustrações exclusivas feitas pela ilustradora Mariana Cagnin. Além de uma percepção de exclusividade e sofisticação, as ilustrações foram fundamentais para trazer um ar “home made” e artesanal, assim como a escolha de uma fonte mais descontraída, uma faceta imprescindível para a marca se destacar nas prateleiras, além de se aproximar do consumidor. A escolha do tipo de embalagem e do material utilizado também foi importante para que a Simple Dog se distanciasse do universo das rações secas do mercado. O uso do cartucho destaca o produto nas gôndolas onde só se vê sacarias e pouches de rações. O fabricante do cartucho é a Coppola Gráfica. Para a escolha dos tamanhos – o produto é encontrado em dois tamanhos de embalagens, 440g e 1.8kg – a marca fez uma detalhada pesquisa para entender a forma como o consumidor iria entrar nesta nova categoria. “Após este estudo, percebemos que em um primeiro

momento era importante uma embalagem pequena, de baixo desembolso, pois o consumidor queria provar o produto, testar, entender as diferenças desta nova forma de alimentar seu cão. Em um segundo momento, o importante era uma embalagem maior que privilegiasse o maior custobenefício”, afirma Fernanda. “Simple Dog se preocupa com o meio ambiente, então, além de buscarmos materiais recicláveis, buscamos uma opção ainda mais sustentável. É que desidratado é concentrado, ou seja, a gente consegue colocar dentro das nossas caixinhas o que antes só caberia em um grande caixote”, afirma a executiva. Aí, é menos caminhão circulando pela cidade, menos papel para empacotar, menos plástico. “Simplificando: é muito mais, por muito menos. Mais saúde para o cão, mais praticidade para os humanos, menos recursos naturais e menos lixo no planeta.”

Foto: Divulgação

Ao mesmo tempo, segundo ela, era necessário fazer com que o produto se destacasse no PDV e se diferenciasse completamente da alimentação seca extrusada, as rações convencionais, para que o consumidor percebesse que tínhamos aqui algo completamente novo – que Simple Dog era comida de verdade, sem subprodutos ou aditivos químicos. Para definir uma linguagem das embalagens, a empresa e a agência Hello estudaram muito o mercado de produtos naturais humanos, tanto nacional quanto internacional, como forma de entender o que já estava estabelecido como ícones no imaginário do consumidor final e assim poder transportar alguns destes ícones para o mercado canino. A escolha do uso de tons pastel, por exemplo, foi um dos ícones responsáveis pela associação direta do consumidor ao universo natural e saudável e muito importante para distanciar a embalagem de Simple Dog do universo de rações.

EDITOrA B2B

35


intralogística

Maior eficiência de armazenagem Laticínio Scala automatiza novo centro de distribuição da empresa, na cidade de Sacramento, em Minas Gerais, com projeto da ULMA Handling Systems

A

ULMA Handling Systems (www.ulmahandling.com.br), empresa especializada no desenvolvimento de sistemas automatizados para movimentação e armazenagem de materiais, em parceria com a renomada empresa japonesa Daifuku, está implantando um completo sistema de armazenagem e preparação de pedidos para o Laticínio Scala, fabricante de queijos, requeijões e manteigas da marca Scala. O armazém automatizado será entregue em meados de 2017 e está sendo instalado no primeiro centro de distribuição da empresa, em Sacramento (MG). Com amplo know how neste tipo de projeto e diversas instalações executadas com sucesso na Europa em empresas como Entrepinares (laticínios), Oblanca (avícola), Bonduelle (conservas e congelados), este é o primeiro projeto da ULMA no Brasil para a indústria alimentícia e em ambiente de temperatura controlada – as temperaturas do armazém vão oscilar entre 2° e 4°C, a área de picking, entre 8° e 10°C e a área de expedição, entre 12° e 14°C. “Decidimos pela construção do CD e pela automatização por dois motivos: a necessidade de liberar espaço na área fabril, onde são estocados atualmente os produtos acabados, e aumentar a eficiência da armazenagem e da preparação de pedidos”, destaca Darley Ferreira, coordenador de processos e projetos e responsável pelo desenvolvimento do projeto no Laticínio Scala, explicando ainda que a estocagem é totalmente convencional, com blocagem de paletes.

36

Editora B2B

Sistema de alto desempenho “Além de queremos incrementar nossos processos logísticos, o crescimento de nossa presença no mercado, em torno de 10% ao ano, foi o que nos motivou a investir em uma solução que pudesse nos dar o controle e a eficiência logística com elevados padrões de qualidade e frescor para nossos produtos”, destaca Ferreira. “Como não poderia deixar de ser, em nosso planejamento estratégico, a inovação é uma constante, e esse projeto é um grande passo, inclusive para o setor.”


O armazém automatizado será entregue em meados de 2017

O projeto para o Laticínio Scala envolve um sistema de alto desempenho para armazenagem e preparação de pedidos, composto por um armazém equipado com transelevador de paletes Compact System, com capacidade para 1.400 paletes. Para a preparação de pedidos, o projeto envolve um sistema de separação de pedidos pick to belt, um modelo de separação em que os produtos são separados diretamente do palete, sendo colocados em uma pista transportadora de roletes de 150 metros. “Essa separação é orientada

por displays luminosos como os do pick to light, etiquetadoras automáticas e um classificador de caixas no final do processo”, explica Gustavo Cristófaro, gerente comercial da ULMA no Brasil. “O classificador terá capacidade para separação de 16 mil caixas por dia: toda a operação estará suportada pelo IK-LOG, o sistema de gestão de armazéns desenvolvido por ULMA, que fará interface com o sistema de gestão empresarial do Scala.” O profissional destaca, ainda, que, no Laticínios Scala, a redução de perdas será efetiva graças

ao software de gerenciamento de estoques que estará parametrizado para fazer o controle de FIFO (first in, first out) e de lotes de fabricação, fundamentais na indústria alimentícia. Quando estiver terminado, o CD, que terá 7.000m2 e abastecerá diretamente os estados de São Paulo, Minas Gerais e Goiás, operará com 70% de capacidade e atenderá o Laticínio Scala até o ano de 2021, quando poderá receber nova expansão, inclusive da área de armazenagem, que ainda comporta dois transelevadores extras.

Editora B2B

37


Foto: Divulgação

conveniência e praticidade

Rede Leve Pizza desenvolveu, em parceria com a Gráfica Canastra, a Box Grill, uma caixa de pizza que vai ao forno, que oferece mais praticidade ao consumidor de pizza pré-assada

Box Grill, com exclusivo desenho com furinhos, permite que a pizza seja assada uniformemente e em apenas 10 minutos

PIZZARIA INOVA E FAZ EMBALAGEM QUE VAI AO FORNO

I

novação é um ingrediente importante para o sucesso de uma pizzaria, mercado em que a concorrência é bastante acirrada. A marca Rede Leve Pizza inovou ao trazer a cultura das pizzas pré-assadas para o Brasil em 2008. Em 2010, entrou para a franchising com a unidade piloto em São José do Rio Preto (SP). Hoje, apenas seis anos depois, a rede já soma mais de 120 unidades e comercializa mais de 300 mil pizzas pré-assadas por mês. Para comercializar as suas redondas pré-assadas, a rede desenvolveu, em parceria com a gráfica Canastra, a Box Grill: caixa de embalagem na qual a pizza é montada. É um produto patenteado pela franqueadora, que oferece a praticidade de ir direto ao forno e com seu exclusivo desenho com furinhos, que proporcionam que a pizza seja assada uniforme e mais rapidamente.  Pensando na praticidade e comodidade do novo perfil dos clientes consumidores de pizza, a Rede Leve Pizza verificou a necessidade de se reinventar. Assim, criou uma embalagem própria para assar pizzas em forno convencional, sem que o produto pegue fogo, queime ou solte odores desagradáveis. “A evolução destas embalagens foi justamente a criação do Box Grill, que trouxe mais agilidade e praticidade ao consumidor, diminuindo o tempo de forno em 50%”, explica Tiago Azem Calil Júlio, diretor executivo da Rede Leve Pizza. A pizza é assada em apenas 10 minutos. Os principais desafios para o desenvolvimento da Box Grill, segundo Júlio, foram encontrar um fornecedor parceiro que desenvolvesse uma ferramenta capaz de realizar furos em larga escala/grande produção; pesquisar e patentear o Box Grill; realizar inúmeros testes e posicionar os furos de maneira mais adequada para que se tenha uma pizza assada uniformemente; e manter a caixa com a mesma firmeza e rigidez, mesmo com os furos na embalagem, colocando-os de forma estratégica. A Gráfica Canastra desempenhou um papel fundamental no desenvolvimento da Box Grill, que demandou seis meses para ficar pronta. “Existiu um

38

Editora B2B

engajamento enorme e criterioso para passarmos por diversos testes e laudos que garantem a qualidade e sustentabilidade do produto”, afirma o diretor executivo. Segundo ele, todos os materiais da embalagem são de primeira linha, ou seja, tinta atóxica e inodora, cola à base de água, papel virgem e de gramatura superior à das tradicionais. A embalagem é usada apenas para comercializar as pizzas grandes. A Rede Leve Pizza está presente em 18 estados do Brasil. “A logística do fornecimento das embalagens deve ser estratégica e bem elaborada. Esse trabalho é realizado por meio de transportadoras homologadas em todo o território nacional. Atualmente, trabalhamos com quatro distribuidoras. E cada uma tem sua logística de atuação. Mas, geralmente, cada uma é responsável por cobrir duas regiões. As embalagens são entregues aos franqueados diariamente, de acordo com os seus pedidos”, explica Júlio.


Foto: Leandro Andrade

direto da gôndola

Fotos: FuturePack

PRATO FINO® COM NOVAS APRESENTAÇÕES

ANTES

DEPOIS

A marca, que é referência de valor para muitos lares brasileiros, reforça sua presença na gôndola com redesenho de embalagem

Assunta Napolitano Camilo*

E

mbora a empresa Pirahy Alimentos seja do sul do país, uma de suas marcas, a Prato Fino® é reconhecida em quase todo o Brasil como referência de arroz de alta qualidade. A proposta da nova arquitetura da linha de embalagens foi valorizar a marca, definindo um novo padrão de aplicações, com o intuito de modernizar e sofisticar a imagem do produto e facilitar a identificação das diferentes variedades. A hierarquia das informações foi claramente estabelecida. A marca Prato Fino ®, antes aplicada em diferentes cores e fundos, foi padronizada nas suas cores institucionais, estabelecendo um padrão único para a linha. Assim, além de ser ampliada, agora se localiza no topo sobre fundo marrom escuro elegante. As variedades ficam definidas logo abaixo, também sobre uma cor predominante. Por exemplo, a cor escolhida para o arroz integral é o verde, com a tigela do arroz nesse tom, bem como os elementos da cena. A produção fotográfica, realizada pela SOUK ®, foi pensada para transmitir o valor do produto na gastronomia do dia a dia de tantos lares. A proposta de um arroz bem preparado, acompanhado de itens de cozinha e ingredientes, complementa as fotos, agora mais refinadas e condizentes com a qualidade do produto. Com isso, a consulta do consumidor ficou mais orientada, a marca foi

reforçada e ganhou destaque e grande visibilidade nas prateleiras. A impressão das embalagens foi produzida em flexografia na Crystal Embalagens, que entregou um excelente resultado final nas gôndolas, destacando-se a superação da impressão dos grãos de arroz e as nuances da cena. A nova embalagem é mais moderna e ganhou maior impacto e reconhecimento nos pontos de venda. O redesenho da linha foi desenvolvido pela Future Pack, que conta com quase 20 anos de experiência em embalagens e alinhou todo o processo nessa embalagem para torná-la melhor, afinal: Embalagem melhor. Mundo melhor. Sempre!

Se quiser mais informações e fotos dos produtos, é possível obtê-las no site: www.clubedaembalagem.com.br *Assunta Napolitano Camilo: Diretora da FuturePack – Consultoria de Embalagens e do Instituto de Embalagens – Ensino & Pesquisa. Articulista, professora e palestrante internacional de embalagens. Recebeu diversos prêmios, entre eles o de Profissional do Ano e o de Melhor Embalagem do Ano. Coordenadora dos livros: Embalagens Flexíveis; Embalagens de Papelcartão; Guia de embalagens para produtos orgânicos; Embalagens: Design, Materiais, Processos, Máquinas & Sustentabilidade, entre outros. Diretora do Kit de Referências de Embalagens e da obra Better Packaging, Better World.

Editora B2B

39


E

SP

AL ECI

AD E

| especial sustentabilidade LID ABI SUSTENT

UM FUTURO VERDE PARA TODOS A demanda dos consumidores e a legislação do governo em todo o mundo são os principais drivers para a agenda de embalagens sustentáveis

40

EDITOrA B2B


Foto: iStock

especial sustentabilidade

D

esenvolver soluções sustentáveis com os fornecedores de embalagens é uma prática de negócio das indústrias de bens de consumo que vai garantir o futuro do seu negócio e do planeta. Por isso, o mercado de embalagens sustentáveis vai crescer mundialmente, atingindo US$ 244 bilhões, em 2018, segundo um estudo da Smithers Pira. Segundo o relatório, os programas de sustentabilidade são cada vez mais vistos como uma fonte de inovação, que pode ajudar na diferenciação de uma empresa. Estes programas também servem como uma plataforma para novos produtos e desenvolvimento de mercado. A demanda dos consumidores e a legislação do governo em todo o mundo são os principais drivers para a agenda de embalagens sustentáveis. A consciência ambiental entre uma população crescente de consumidores está alimentando a demanda para a sustentabilidade e a redução do impacto das embalagens no meio ambiente. No segmento de embalagem de material reciclado, a embalagem de papel é o maior mercado, seguido de metal, vidro e plástico. A demanda por plásticos reciclados continua forte, mas o material enfrenta vários desafios, incluindo a falta de infraestrutura para coleta e triagem, a concorrência no mercado internacional para os materiais existentes recuperados e o cumprimento dos requisitos relativos a alimentação e medicamentos.

SEGUNDO O ESTUDO DA SMITHERS PIRA AS TENDÊNCIAS MAIS COMUNS EM EMBALAGENS SUSTENTÁVEIS SÃO:

O mercado asiático responde pelo maior crescimento, impulsionado pela demanda por embalagens sustentáveis em países, como China e Índia. Estimulado por uma crescente população de classe média que é cada vez mais rica e consciente das questões ambientais e de saúde, a procura por práticas sustentáveis está dirigindo o mercado de embalagens mais verde. Em 2018, a Ásia será o maior mercado de embalagens sustentáveis, respondendo por 32% do mercado global.

• Aumento da reciclagem e valorização de resíduos • Aumento do uso de material reciclado

Ainda de acordo com o estudo, a embalagem sustentável continuará a crescer em importância ao longo da década de 2023, e deve se tornar o desafio número um das empresas, além dos custos e outras questões.

• Redução/leveza de embalagens • Maior utilização de materiais de origem renovável

• Melhorias na embalagem e eficiência logística

Mas, uma coisa é certa, a mudança é inevitável e a indústria de bens de consumo tem um papel fundamental na redução dos impactos ambientais e os consumidores precisarão comprar com mais consciência e responsabilidade. A transformação sustentável já começou. Veja alguns exemplos nas páginas a seguir.

EDITOrA B2B

41


E

SP

AL ECI

AD E

| logística reversa LID ABI SUSTENT

Cada ponto de entrega tem capacidade para receber cerca de 130 garrafas de 300 ml

CONSUMO RESPONSÁVEL DE EMBALAGENS Ambev lança máquinas para facilitar a troca de garrafas retornáveis. Inovação permite que consumidor tenha atitudes mais sustentáveis e econômicas. Equipamentos já estão presentes em mais de 800 locais pelo país

A

s tão populares garrafas de vidro retornáveis estão de volta. Com a embalagem retornável, o consumidor economiza no preço da cerveja e ainda gera menos impacto no meio ambiente. Para incentivar o uso das garrafas retornáveis e ajudar os consumidores a fazerem a troca, a cervejaria Ambev desenvolveu uma máquina que coleta as garrafas retornáveis. Segundo Felipe Cerchiari, diretor de marketing regional da Ambev, expandir a venda em garrafas de vidro retornáveis é uma das prioridades da empresa. “Lançamos as máquinas de coleta justamente para incentivar o consumidor a fazer a troca desses vasilhames e auxiliar o ponto de venda com a logística de armazenamento destes cascos de vidro”, afirma. “O mesmo caminhão que faz a entrega dos produtos faz a logística reversa com as garrafas vazias de volta à fábrica”, acrescenta. O equipamento, que já está presente em mais de 800 lojas de autosserviço pelo Brasil, permite que o consumidor devolva as garrafas de vidro de maneira simples e prática: depois de comprar o primeiro vasilhame, o consumidor só precisa levar o casco vazio até a máquina e, assim, retirar um ticket de desconto para a compra de um outro retornável. Os cupons não têm data de validade e devem ser entregues no caixa para que o valor das garrafas devolvidas seja descontado dos novos produtos. A economia com as garrafas retornáveis pode chegar até 30%, já que, após a primeira compra, o cliente não paga por uma nova embalagem.

42

EDITOrA B2B


especial sutentabilidade | logística reversa

Os consumidores, segundo Cerchiari, podem devolver quantas garrafas quiser. Até o final do ano, a Ambev pretende aumentar a quantidade de máquinas de coleta nas ruas. “A previsão é que estejamos com mais de 1200 equipamentos”, revela.

Foto: Divulgação

Cada ponto de entrega tem capacidade para receber cerca de 130 garrafas de 300 ml. Essas embalagens, conhecidas como miniretornáveis, já estão disponíveis para as marcas Skol, Brahma e Antarctica. Qualquer uma delas pode ser entregue nas máquinas e o desconto gerado é válido para os três rótulos. Além de aliviar o bolso do consumidor, as garrafinhas retornáveis, por terem um ciclo de vida maior – elas chegam a ser reusadas 20 vezes - têm um impacto muito menor para o meio ambiente. “E quando vira resíduo, a garrafa ainda pode ser reciclada”, diz Cerchiari. Para se ter uma ideia do impacto ambiental do uso de garrafas retornáveis, o diretor de marketing regional da Ambev revela números. “Em 2015, deixamos de colocar em circulação 2,5 milhões de toneladas de vidro, o que corresponde ao lixo gerado por 6,5 milhões de brasileiros durante um ano.” Para encontrar pontos de troca dos cascos, a Ambev também lançou uma nova plataforma, o site www.miniretornaveis.com.br, que indica os locais em que os clientes podem encontrar as máquinas de coleta. “Os consumidores já entenderam que a garrafa retornável é uma boa opção de compra, pela questão financeira e sustentável. Nossa expectativa é que a troca de retornáveis seja um hábito consolidado na rotina de nossos clientes”, declara Cerchiari.

EDITOrA B2B

43


E

SP

AL ECI

AD E

| reciclagem LID ABI SUSTENT

Foto: Divulgação

Valéria Michel, diretora de meio ambiente da Tetra Pak


especial sustentabilidade | reciclagem

VIDA LONGA AOS NEGÓCIOS Em 2015, a Tetra Pak conseguiu reciclar cerca de 49 mil toneladas de embalagens no Brasil, o que representa 21,1% do total produzido pela empresa

H

á duas décadas, um dos principais focos da Tetra Pak tem sido desenvolver ações para fomentar a reciclagem de suas embalagens longa vida, uma vez que todas elas são 100% recicláveis, incluindo as quatro camadas de papel, uma de alumínio e outra de polietileno. Essas iniciativas incentivam desde a conscientização da população para fazer a separação dos materiais recicláveis em suas residências até o acompanhamento da destinação de material aos recicladores e o desenvolvimento de tecnologias para transformar as embalagens em novos produtos. Com este trabalho, a companhia tem alcançado níveis satisfatórios de reciclagem das embalagens da Tetra Pak. “Em 2015, conseguimos reciclar cerca de 49 mil toneladas de embalagens no Brasil. Isso representa 21,1% do total produzido pela empresa, sendo que a meta é atingir globalmente 40% até 2020”, afirma Valéria Michel, diretora de meio ambiente da Tetra Pak. Atualmente, segundo ela, os maiores desafios na cadeia de reciclagem de embalagens longa vida são promover a coleta seletiva nos municípios e aumentar o engajamento da população na coleta seletiva. “Essas dificuldades são motivadas ou pela infraestrutura da cidade ou por falta de informação. No entanto, o nosso trabalho, além de ambiental, é também social. As prefeituras e a população precisam ter consciência de que a reciclagem das embalagens longa vida pós-consumo gera emprego e renda, além de promover a conservação ambiental e a cidadania”, explica a executiva. Por isso, para vencer essas barreiras, a Tetra Pak promove projetos para levar mensagens educativas e socioambientais para a população. Entre essas iniciativas, estão o Cultura Ambiental nas Escolas, (re)ciclo de Cinema, Cena Ambiental, Palco e Túnel da reciclagem, Oficinas Pedagógicas. A Tetra Pak promove uma série de ações para aumentar o alcance dos pontos de coleta seletiva em todo o Brasil. Além das parcerias com órgãos públicos e instituições privadas, para facilitar o acesso da populção a entidades que recebem materiais recicláveis, desenvolvemos o site rota da reciclagem (www.rotadareciclagem.com.br). Esta plataforma indica a localização e o contato de cerca de 5.000 iniciativas de coleta, entre cooperativas, pontos de entrega voluntária de materiais recicláveis e comércios

atualmente, os maiores desafios na cadeia de reciclagem de embalagens longa vida são promover a coleta seletiva nos municípios e aumentar o engajamento da população na coleta seletiva ligados à cadeia de reciclagem de embalagens pós-consumo em todo o território nacional. “No ar há oito anos, o rota da reciclagem é uma referência para consumidores e empresas que desejam fazer o descarte correto de resíduos recicláveis. Este nosso serviço está disponível na internet pelo site e, desde 2012, os usuários também podem acessá-lo gratuitamente por meio de aplicativo mobile para Android e iOS”, diz Valéria. A Tetra Pak tem o compromisso de promover o escoamento adequado de suas embalagens para a indústria recicladora, desde que tenham sido separadas para a coleta seletiva. Para que isso aconteça, segundo ela, a companhia investe continuamente no desenvolvimento e aprimoramento de tecnologias de reciclagem que agreguem valor ao pós-consumo, em parcerias para aumentar a capacidade recicladora instalada, no mapeamento de iniciativas de coleta seletiva que recebam as embalagens longa vida em todo o país, na estruturação e capacitação de cooperativas de catadores de materiais recicláveis e no incentivo à educação ambiental.

EDITOrA B2B

45


E

SP

AL ECI

AD E

| reúso LID ABI SUSTENT

Como parte do compromisso sustentável da Natura em aumentar a reciclabilidade das embalagens e o uso de materiais pós-consumo, a linha Natura Ekos ganha frascos produzidos 100% a partir de PET reciclado pós-consumo e cartuchos feitos com cartão 40% de material reciclado pós-consumo

A

sustentabilidade está no coração da estratégia de negócios da brasileira Natura Cosméticos que acaba de anunciar a ampliação do uso de frascos plásticos produzidos 100% a partir de PET 100% reciclado pós-consumo para a linha de cuidados pessoais e perfumaria da Natura Ekos. As novas embalagens resultam no reaproveitamento de seis milhões de frascos PET que seriam descartados após o uso, reduzindo a geração de resíduos. Segundo Alessandro Mendes, diretor de desenvolvimento de produto da Natura, apesar de a Natura já trabalhar com embalagens 100% recicladas pós-consumo em outras linhas, para as novas embalagens da linha Ekos, a empresa teve o desafio de minimizar diferenças estéticas entre a resina virgem e a reciclada. “Os fornecedores da linha Ekos já trabalham com as embalagens 100% recicladas da Natura e para a nova linha Ekos tiveram o papel de manter os níveis de qualidade em relação à estética e funcionalidade das embalagens”, explica o executivo. A preocupação em reduzir o impacto ambiental abrange toda a linha Ekos com diferentes soluções para cada embalagem. “Os cartuchos são feitos de cartão 40% de material reciclado pós-consumo, o que

46

EDITOrA B2B

Foto: Divulgação

NEGÓCIO SUSTENTÁVEL

resulta no reaproveitamento anual de 48 toneladas de papel. As tampas foram desenvolvidas considerando a utilização de um único material para viabilizar a sua reciclagem e os refis são de PE verde, material de origem renovável”, revela o diretor de desenvolvimento de produto da Natura. Produzir uma embalagem sustentável tem um custo mais alto para a Natura, mas em longo prazo a sustentabilidade agrega valor ao negócio da empresa. “Os insumos, tanto o PET reciclado quanto o PE verde são mais caros do que os insumos regulares, mas faz parte do compromisso


especial sustentabilidade | reúso

segundo ele, aplida Natura aumentar a car os conceitos reciclabilidade de de embalagens nossas embalagens Frascos plásticos sustentáveis, e o uso de mateproduzidos como redução de rial reciclado pós100% a partir materiais e uticonsumo, assim de PET reciclado lização de macomo estimular o pós-consumo teriais reciclados desenvolvimento para a linha sem afetar o nível e consumo de Natura Ekos de qualidade esembalagens mais tética e funcional eco-eficientes. das embalagens Natura, Nossa ambição que já são reconhecidas como é gerar impacto alto padrão pelo consumidor. socioambiental positivo, além do econômico”, destaca Mendes. O desenvolvimento de novas tecPara seguir inovando no desenvolvimento de embalagens sustentáveis para cosméticos, a Natura tem como desafio,

nologias e o aprimoramento dos processos de produção tornam fundamental o papel dos fornecedores de embalagens cosméticas.

“Viabilizar embalagens com alto padrão de qualidade aliadas à utilização de materiais sustentáveis é fator que depende dos fornecedores e que são determinantes para diferenciação no mercado”, acredita Mendes. O projeto das novas embalagens da linha Ekos envolveu a participação de vários fornecedores. A resina do PET 100% reciclado é da Globalpet e os fabricantes das embalagens 100% recicladas pósconsumo são Igaratiba, Plastek e Abplast. Já os cartuchos são fornecidos pela Boxprint e Cartondruck e o cartão 40% de material reciclado pós-consumo é da MD Papéis.

EDITOrA B2B

47


notas técnicas

Foto: Divulgação

Os modelos GOT2000 Open Frame de IHMs embutidas, disponibilizados pela Mitsubishi, possibilitam mais proteção aos equipamentos. Com montagem na parte posterior das máquinas, permitem aos fabricantes reforçarem a exposição da marca e identidades corporativas, porém com um acabamento elegante do painel. Além disso, é possível efetuar a aplicação de uma película adesiva que se sobrepõe ao painel para oferecer grau de proteção IP 67 frontal, de modo que atende às necessidades de setores sensíveis à higiene, como, por exemplo, o farmacêutico e o alimentício. Ausência de cantos e bordas é uma providência idealizada para que não haja acúmulo de sujeira. As IHMs possuem tela que pode ser limpa com um pano úmido e lavada com água. Com a aplicação da película elas podem ser operadas normalmente até mesmo com as mãos molhadas. MITSUBISHI ELECTRIC do Brasil Comércio e Serviços Ltda. Tel.: (11) 4689-3000 | www.mitsubishielectric.com.br

VERIFICADORES DE PESO O Versa Flex e o Versa Flex GP são verificadores de peso produzidos pela Thermo Fisher para melhorar a precisão e confiabilidade, diminuir o desperdício de produto, reduzir a manutenção e o custo total. São equipamentos produzidos para aplicações secas, como alimentos assados, lanches, alimentos preparados, condimentos, massas, arroz, feijão, ingredientes de cozimento, assim como produtos para cuidados pessoais, como fraldas, sabonetes, cremes, além dos farmacêuticos. Eles acomodam o grau de proteção IP 65 de lavagem e podem ser integrados facilmente com operações que já trabalham com produtos molhados, uma vez que toda a linha Versa oferece a possibilidade de compartilhar com uma grande porcentagem de peças e procedimentos de manutenção em comum. THERMO FISHER Scientific. Tel.: (11) 2730-3257 www.thermofisher.com/BRInspection

Editora B2B

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

CONTROLADOR DE PESO PARA INSPEÇÃO E CONTROLE DE QUALIDADE O modelo SSV da Anritsu, representada pela Sunnyvale no mercado brasileiro, é um controlador de peso que possui tela de 8,5” de tamanho, colorida e sensível ao toque. Ele oferece um sistema de operação intuitiva em que se destaca a SMF, função de medição inteligente, capaz de reduzir falsas rejeições. Diferente de um controlador convencional que necessita de bastante tempo para fornecer informações de peso de cada produto à medida que ele passa pela plataforma de pesagem, o SSV é acompanhado de uma inovação no processamento do sinal com filtro multissegmentado que, em conjunto com a melhor resolução da balança, minimiza erros de produtos duplos. Dessa maneira, o equipamento consegue diminuir rejeições desnecessárias e aumentar a produtividade da linha, porém com pouco espaçamento. SUNNYVALE Comércio e Representações Ltda. Tel.: (11) 3048-0100 | www.sunnyvale.com.br

EMPILHADEIRAS A DIESEL E GÁS Com capacidade para 4 t, 4,5 t e 5 t de carga, as empilhadeiras hidrodinâmicas da série 5, movidas a diesel e GLP, contam com conversores de torque e têm altas taxas de rendimento. Nas rotas externas de média e longa distância elas oferecem direção suave e eficiência em velocidades médias e altas. As empilhadeiras operam com motor Kubota, especialmente projetado para elas. Ele fornece torque elevado até mesmo em baixas rotações, possui um consumo reduzido de combustível e produz nível baixo de ruído. O eixo de transmissão é provido de freio a disco antidesgaste que oferece grau maior de confiabilidade e baixos custos, comparado com os tradicionais freios a tambor. Devido ao design encapsulado, o desempenho do freio não diminui, mesmo em condições externas adversas, mas garante aos veículos o funcionamento em ambiente de poeira e em zonas climáticas diferentes. JUNGHEINRICH Lift Truck Ltda. Tel.: (11) 3511-6295 | www.jungheinrich.com.br

48

Foto: Divulgação

IHMS EMBUTIDAS


LEITURA

Foto: Divulgação

POR QUE METAL? O Grupo Ardagh publicou um segundo livro de design de embalagens metálicas intitulado “Por que metal?. Este volume, de fácil leitura, apresenta muitas características avançadas do metal, além de insights importantes, entrevistas e uma série de exemplos que mostram o escopo de embalagens metálicas para moldar, decorar e adicionar conveniência para marcas de todo o mundo. O livro inspira, e, às vezes, desafia designers e profissionais de marketing sobre as possibilidades ilimitadas e a beleza das embalagens metálicas, com imagens deslumbrantes, e instigantes artigos e entrevistas com Gerben-Jan Gerbrandy, membro do Parlamento Europeu, Roland ten Klooster, professor de design de embalagem, e Nienke Smit, diretor de varejo e consumo da TNS NIPO. “Nosso objetivo como líder global na produção de embalagens de consumo é levar os leitores a uma viagem ao mundo do design - que irá levá-los a partir de um puro conceito inicial de embalagem para soluções de embalagens de metal inovadoras de sustentabilidade e de conveniência orientada”, diz Woep Möller, CEO da Divisão de Metal da Ardagh para alimentos e especializados da Europa. Ele acrescenta: “Esperamos que ‘Por metal?” estimule muito debate e discussão - o caminho certo que acreditamos possa ajudar os nosso clientes a inovar ainda mais.” Uma característica única do livro é a interatividade que é possível graças às marcas d’água invisíveis. Com a utilização do app

‘Por metal? disponível para dispositivos IOS, os leitores podem acessar a modelagem 3D e material de filme informativo, tais como processos de produção e reciclagem.

TRANSFORMAÇÃO EDIÇÃO 220

(Injeção / Sopro / Termoformagem / Bisnagas / Tubos)

ESPECIAL: LOGÍSTICA E ARMAZENAGEM (Robótica / Automação / Software)

APROVEITE AS CONDIÇÕES COMERCIAIS ESPECIAIS PARA ANUNCIAR RESERVE SEU ESPAÇO, LIGUE: (11) 3722-0956 MAIS INFORMAÇÕES: publicidade@editorab2b.com.br

www.pack.com.br


índice de anunciantes PÁGINA

EMPRESA

SITE

3ª Capa .... ABRE ...................................... ................................................................................................................................www.abre.org.br 15 ............. ETIAM..................................................................................................................................................................www.etiam.com.br 21 ............ FEIPLASTIC ............................................................................................................................................................ www.feiplastic.com.br 23 ............. GRUPPO M&G POLÍMEROS ....................................................................................................................... www.gruppomg.com.br 7 ............... HENKEL ............................................................................................................................................................ www.henkel.com.br 17 e 50 .... INSTITUTO DE EMBALAGENS ...............................................................................................www.institutodeembalagens.com.br 7 ............... OPTIMA DO BRASIL........................................................................................................................................www.optima-bra.com 2ª Capa .... PERFOR ............................................................................................................................................................. www.perfor.com.br 25 ............ PLÁSTICO BRASIL ................................................................................................................................. www.plasticobrasil.com.br 5 ............... SIG COMBIBLOC........................................................................................................................ www.sigdedentroparafora.com.br 4ª Capa .... TETRA PAK.................................................................................................................................................... www.tetrapak.com/br



Revista pack digital 219