Page 1

www.pack.com.br

222

ANO•17

2 0 1 7

R$ 15,00

EMBaLaGEM

tECNoLoGia

dESiGN

iNoVaÇÃo

ENTREVISTA denis Goulart da silva, da maricota alimentos, fala sobre a importância da embalagem para a competitividade internacional da marca

ESPECIAL EMBALAGENS DE VIDRO

22 3

ÃO

ED IÇ

IMPRESSÃO DIGITAL TRANSFORMA O MERCADO DE EMBALAGEM

EM ES BAL Pa PE AG pe CIA EN lã L: S F o E LE On m X du bal ÍV la ag EIS do en ( / M s C PVC icr art , B o- on OP on ad P, du as PP la / ) do

as oportunidades na indústria de embalagens de vidro


carta ao leitor

A EMBALAGEM TRANSFORMA DIFERENTES NEGÓCIOS

O

mercado impõe constante evolução para acompanhar as necessidades dos consumidores. É essencial entendê-las para buscar a solução ideal. Como? a chave para se diferenciar diante de tantos produtos iguais é a inovação. Hoje os consumidores estão bem informados e buscam, além de novas e melhores experiências de consumo, embalagens mais sustentáveis. a impressão digital é a tecnologia que ganhou a atenção dos brand owners para promover maior interação da marca com os consumidores. Quem foi pioneira nisso é a Coca-Cola, mas pequenas marcas também estão apostando na tecnologia para se conectar com os consumidores. Mas não é só isso que está puxando a expansão da impressão digital. as tiragens estão cada vez mais curtas à medida que os clientes tentam controlar os custos da cadeia de suprimentos ou atualizar o design da embalagem para aumentar as vendas ou os rótulos para lançar novos sabores da sua linha de produtos, como fez a Natural Babies.

Uma forte tendência no segmento de embalagem de alimentos e bebidas é incentivar o bem-estar dos consumidores. Para isso, marcas de alimentos saudáveis, como a Superbom, estão apostando na embalagem de vidro para traduzir esse benefício nas gôndolas. a indústria de embalagem de vidro também tem um importante papel no segmento de medicamentos parenterais. atender a demanda das inovações farmacêuticas, mantendo a integridade dos fármacos durante o tempo de prateleira, sempre foi o desafio da Schott Brasil. as inovações e tendências do segmento de embalagem apresentados durante a interpack 2017, na alemanha, também são apresentadas em um especial feito para a revista Pack pela diretora do instituto de Embalagens, assunta Napolitano Camilo. até a próxima edição!

MARGARET HAYASAKI Editora CHEfE

margaret.hayasaki@gmail.com


222

sumário

A N O • 1 7

2017

10

ENTREVISTA

10 ENTREVISTA

O pão de queijo, tradicional produto da culinária mineira, está ganhando o mundo. Denis Goulart da Silva, gerente de marketing da Maricota Alimentos, fala sobre a importância da embalagem para apresentar a marca no mercado de canadense

24 REPORTAGEM MATÉRIA DE CAPA IMPRESSÃO DIGITAL

Foto: Divulgação

24

O potencial da impressão digital já capturou a atenção de varejistas, marcas e fabricantes de embalagem

Inovação disruptiva

Foto: Divulgação

30

30 ESPECIAL EMBALAGENS DE VIDRO

Populares na indústria de alimentos e bebidas saudáveis, as embalagens de vidro também representam um importante diferencial competitivo no segmento de cerveja e de farmacêuticos

36 ESPECIAL INTERPACK Uma feira maior, melhor, mais bonita e tecnológica, com mais profissionais visitantes e preocupada com o futuro!

ESPECIAL EMBALAGENS DE VIDRO

Foto: Divulgação

Embalando novidades

4

Editora B2B

SEÇÕES 6 AGENDA

41 CONVENIÊNCIA E PRATICIDADE

8 PACK ONLINE

42 DESIGN DE EMBALAGEM

14 NOTÍCIAS

45 DIRETO DA GÔNDOLA

17 VAIVÉM DO MERCADO

46 SUSTENTABILIDADE

18 ATUALIDADES

48 NOTAS TÉCNICAS

22 VANGUARDA

49 LEITURA

iNoVaÇÃo

EMBaLaGEM tECNoLoGia dESiGN

Foto: Divulgação

Denis Goulart da Silva, gerente de marketing da Maricota Alimentos, fala sobre a importância da embalagem para a competitividade internacional da marca


agenda FEIRAS NO BRASIL DATA

FEIRA

LOCAL

CONTATO

27 a 30 de junho de 2017

Fispal Tecnologia

São Paulo Expo – São Paulo – SP

www.fispaltecnologia.com.br

26 a 28 de julho de 2017

Brasil Brau

São Paulo Expo – São Paulo – SP

www.brasilbrau.com.br

21 a 23 de agosto de 2017

Label Latinoamerica

Centro de Convenções Pró-Magno – São Paulo – SP

www.labellatinoamerica.com.br

22 a 28 de agosto de 2017

Innovapack

Transamérica Expo Center – São Paulo – SP

www.innovapackexpo.com

09 a 12 de setembro de 2017

Beauty Fair

Expo Center Norte – São Paulo - SP

www.beautyfair.com.br

14 e 15 de setembro de 2017

Conferência Intercontinental de Flexografia

Senac Santo Amaro – São Paulo - SP

www.conferenciaflexografia.com.br

EMBALAGEM | TECNOLOGIA | DESIGN | INOVAÇÃO

PUBLISHER: Fernando Lopes EDITORA CHEFE: Margaret Hayasaki margaret.hayasaki@gmail.com ASSESSORA TÉCNICA: Assunta Napolitano Camilo (FuturePack) assunta@futurepack.com.br REVISÃO: Nazaré Baracho PROJETO GRÁFICO: Editora B2B PRODUÇÃO: Luciano Tavares de Lima (gerente) produção@banas.com.br DESIGNER: Ana Claudia Martins editoracaopack@gmail.com CAPA: Ana Claudia Martins FOTO DA CAPA: Natural Babies

CONSELHO EDITORIAL Assunta Camilo Napolitano, diretora da FuturePack e do Instituto de Embalagens – Eduardo Tadashi Yugue, gerente de embalagens da Nestlé Brasil – Geraldo Cardoso Guitti, diretor do Conselho Administrativo da Refrigerantes Convenção – Iorley Correia Lisboa, gerente P&D e Inovação de Embalagens – Marcas Exclusivas do Walmart Brasil – João Batista Ferreira, CEO da J2B Innovation to Business – Lincoln Seragini, presidente da Seragini Design – e Luis Fernando Madi, Diretor Geral do Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL)

COMERCIAL FEIRAS NO EXTERIOR DATA

FEIRA

LOCAL

CONTATO

Rajah Chahine rajahchahine14@gmail.com Tel.: (11) 3722-0956

13 a 15 de junho de 2017

Expo Pack Guadalajara

Expo Guadalajara – Jalisco – México

www.expopackguadalajara.com.mx

Nilton Feitosa nilton.feitosa@nvcon.com.br

08 a 11 de agosto de 2017

Envase

Centro Costa Salguero – Buenos Aires – Argentina

www.envase.org

11 a 15 de setembro de 2017

Drinktec

Messe München – Munique – Alemanha

www.drinktec.com

25 a 27 de setembro de 2017

Pack Expo Las Vegas

Las Vegas Convention Center – Estados Unidos

www.packexpolasvegas.com

Executivos de Negócios – São Paulo – Interior Aqueropita Intermediações de Negócios Ltda. Contato: Aparecida A. Stefani Tel.: (16) 3413-2336 – Cel.: (11) 9647-0044 aparecida.stefani@banas.com.br Paraná e Santa Catarina DGS Representação Comercial. Contato: Douglas Garcia da Silva Tel.: (41) 3082-4070 – (41) 8898-8686 dgsrepresentacoes@gmail.com Rio de Janeiro Art Comunicação S/C Ltda. Contato: Francisco Neves Rua Des. João Claudino Oliveira e Cruz, 50 – cj. 607 – CEP 22793-071 – Rio de Janeiro-RJ Tels.: (21) 2269-7760 – (11) 9943-5530 – Fax: (21) 3899-1274 banasrj@uol.com.br

REPRESENTANTE INTERNACIONAL

Cartas&E-mails A Revista Pack quer conhecer a opinião dos nossos leitores. Sua opinião é muito importante para a contínua melhoria da qualidade editorial. Escreva para nós, opinando sobre as entrevistas, reportagens e os artigos. Critique ou dê sugestões de pautas.

ARGENTINA 15 de Noviembre 2547 – C1261 AAO – Capital Federal – Republica Argentina Tel.: (54-11) 4943-8500 – Fax y Mensajes: (54-11) 4943-8540 www.edigarnet.com Rua dos Três Irmãos, 771 Jardim Progredior – São Paulo-SP – CEP 05615-190 CNPJ 07.570.587/0001-13 – I.E. 149.349.995-116 NOVO TELEFONE: (11) 3722-0956 IMPRESSÃO: Grafilar CIRCULAÇÃO NACIONAL: Tiragem – 10 000 exemplares PERIODICIDADE: ANUAL Nº Avulso: R$ 15,00 PACK – EMBALAGEM | TECNOLOGIA | DESIGN | INOVAÇÃO

AT

EC

D E M ÍD IA S E G

M

E

TA

DA

Editora B2B

D

O

6

IA

T

A

EG

R

A

B2

C AT

B

2008

Filiada à

N

NOVO TELEFONE: (11) 3722-0956

AN

Rua dos Três Irmãos, 771 Jardim Progredior – São Paulo-SP – CEP 05615-190

IO

E-MAIL redacao@pack.com.br

IV P R Ê M

PARA SE CORRESPONDER COM A REDAÇÃO

END.

é uma publicação mensal da Editora B2B.

A PACK é dirigida aos profissionais que ocupam cargos técnicos, de direção, gerência e supervisão em empresas fornecedoras, convertedoras e usuárias de embalagens, bem como prestadores de serviços relacionados à logística, design e todos os processos relacionados a indústrias de embalagem.

RE

V I S TA S E G M

É permitida a divulgação das informações contidas na revista desde que citada a fonte. PACK reserva-se o direito de publicar somente informações que considerar relevantes e do interesse dos leitores da revista.

EN


@EditoraB2B

nline

/packrevista

www.pack.com.br POr tatiana GOmes | tatiana.gomes@banas.com.br

O SITE DA PACK TRAZ NOTICIÁRIO ATUALIZADO DIARIAMENTE, ARTIGOS EXCLUSIVOS E TUDO SOBRE O MERCADO DE EMBALAGEM. MAIS: VÍDEOS, FOTOS E A VERSÃO DIGITAL NA ÍNTEGRA DA EDIÇÃO DO MÊS, ALÉM DAS ANTERIORES!

Versacolor investe em segunda impressora TAU 330E, da Durst

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Inovações sustentáveis desenvolvidas no Brasil podem transformar mercado de papel Tissue

A Versacolor, que desde 1988 atua no segmento de produção de rótulos e etiquetas adesivas, termoencolhíveis e peças técnicas, anunciou o investimento em um segundo modelo Tau 330E, impressora digital para rótulos e etiquetas fabricada pela Durst.

No segundo dia do Congresso “América Latina: Desafios e Oportunidades, abordagens para impulsionar o sucesso”, que acontece na Tissue World São Paulo, foram apresentadas inovações brasileiras ligadas à sustentabilidade do setor. Onde achar? http://www.radarindustrial.com.br/noticia/inovacoes-sustentaveisdesenvolvidas-no-brasil-podem-transformar-mercado-de-papel-tissue.aspx

Kraft Heinz investe R$ 380 milhões em nova fábrica no Brasil

Foto: Divulgação

A Kraft Heinz Brasil anuncia a construção de uma nova fábrica na cidade de Nerópolis, em Goiás. A unidade deve entrar em funcionamento em abril de 2018 e é a primeira a ser inaugurada no mundo desde a fusão da Kraft com a Heinz. A capacidade de produção será de 15 mil toneladas de condimentos, entre ketchup, maionese e mostarda em diferentes embalagens, aumentando a capacidade atual da companhia em 50%. Com 100% de recursos próprios, serão investidos R$ 380 milhões de reais na nova planta e R$ 100 milhões na expansão e modernização da atual fábrica da empresa. Onde achar? https://www.pack.com.br/industria

O NEWSLETTER QUINZENAL DA INDÚSTRIA

toda quinzena, a newsletter entrega no seu e-mail as notícias mais importantes da indústria de embalagens. Cadastre-se no site! Acesse! www.banas.com.br/banasinforma

8

Editora B2B

Onde achar? http://www.radarindustrial.com.br/noticia/versacolor-investeem-segunda-impressora-tau-330e-da-durst.aspx

[CONEXÃO WEB ] as mais lidas no pack.com.br

1 2 3 4 5

Prestígio® lança embalagem especial com mini bombons

PRESTÍGIO®, marca que integra o portfólio de chocolates da Nestlé®, apresenta um novo formato e embalagem, que reúne mini bombons para serem degustados em pequenas porções.

Após o lançamento da linha Quinoa Mix, a La Pastina acrescenta ao portfólio a Quinoa Mix Abobrinha e Cebola

A Quinoa Mix Abobrinha e Cebola pode ser consumida a qualquer hora e em qualquer lugar: no trabalho, na faculdade, na academia, no piquenique ou durante viagens, pois cabe em qualquer bolsa ou mochila.

BASF lança Relatório América do Sul 2016

A BASF, empresa química, apresenta o seu Relatório América do Sul 2016. O material aborda temas estratégicos como governança corporativa, investimentos, resultados financeiros, inovação, sustentabilidade e contribuições para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Nylon da UBE pode ser opção para embalagem de palmito em conserva

Embora o vidro e as latas metálicas tenham sido sempre as embalagens “oficiais” para palmito em conserva, a Resolução RDC 85/2016 da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), abre a possibilidade das embalagens plásticas serem usadas no acondicionamento deste produto.

Cervejaria Ambev investe R$ 150 milhões em projetos de proteção do meio ambiente

Nos últimos cinco anos, a cervejaria Ambev, dona de marcas como Skol, Brahma, Antarctica e Guaraná, destinou mais de R$ 150 milhões para projetos ambientais em suas unidades. Com a ajuda desse investimento, ainda em 2015 a cervejaria bateu a meta global estabelecida para 2017 de usar ao máximo 3,2 litros de água para cada litro de bebida envasado. No último ano, a cervejaria foi ainda mais longe e chegou a 3,04 litros.

Confira a lista das 10 notícias mais acessadas no site e as leia na íntegra! Fonte: Google Analytics * Período de 31/03/2017 a 06/06/2017 Onde achar? http://www.pack.com.br/empresas


entrevista

10

Editora B2B


PARA EXPORTAR, EMPRESA CRIA EMBALAGEM INOVADORA O pão de queijo, tradicional produto da culinária mineira, está ganhando o mundo. A Maricota Alimentos conquistou o mercado canadense, e a embalagem foi importante para apresentar a marca

F

undada em 1991, a Maricota alimentos iniciou seu processo de exportação em 2009, apresentando o brasileiríssimo pão de queijo para mais de 18 países do mundo. Em 2016, as exportações chegaram ao Canadá, mercado no qual o produto se tornou um case de enorme sucesso.

os primeiros embarques foram feitos com as embalagens tradicionais, as mesmas utilizadas no mercado brasileiro, para introdução, avaliação do potencial de mercado e apresentação dos produtos aos clientes e consumidores locais. após este período, a empresa optou por desenvolver uma pesquisa de mercado, na qual foi possível identificar a necessidade de adaptação, tanto das embalagens quanto um pequeno ajuste na receita do produto, deixando-o mais ao gosto do público canadense. Novas e inovadoras embalagens foram, então, desenvolvidas em inglês e francês. as maiores redes canadenses cadastraram a linha PopCheese, e o produto tem feito grande sucesso. Com o lançamento desta linha, o resultado tem sido melhor do que o esperado, o volume que representava 15% das exportações aumentou 43%. além disso, durante a SiaL Canadá, uma das principais feiras do setor de alimentos e bebidas do mundo, com foco em inovação e tendências, que aconteceu em maio deste ano, a Maricota alimentos ganhou o selo SiaL inovation!

Em entrevista à revista PACK, denis Goulart da Silva, gerente de marketing da Maricota alimentos, fala sobre a importância da embalagem para a competitividade internacional da marca.

Foto: Divulgação

Revista Pack: De que maneira a pesquisa de mercado guiou a Maricota Alimentos para o desenvolvimento das novas embalagens do pão de queijo PopCheese? Denis Goulart da Silva: Quando desenvolvemos a linha de produtos, nós sabíamos que as embalagens deveriam ser diferenciadas para evidenciar a inovação dos produtos na gôndola. além disso, um dos pontos mais importantes que a pesquisa apontou foi a similaridade entre a maioria das embalagens do mercado, que seguem uma linha de comunicação, que resgata a tradição da culinária do interior de Minas Gerais. Essa constatação somada à inovação dos produtos nos colocou no caminho para desenvolver as embalagens, com cores fortes, e material de maior gramatura, além de sistema de fechamento zip-lock. Editora B2B

11


Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

entrevista

que se trata de uma linha de produtos da Maricota e é seguido pela descrição do produto em que utilizamos cores específicas escolhidas em função dos sabores dos produtos. a foto dos pães de queijo caindo remete à leveza do produto e indica que são pequenos. outro ponto importante foi ressaltar a marca de queijo que utilizamos nos produtos. Formamos uma parceria com nossos fornecedores, que são reconhecidos no mercado, e incluímos as logomarcas em cada embalagem, como uma assinatura. Pack: Fale sobre a importância da embalagem como ferramenta de marketing para entrar no mercado externo, onde a marca não é conhecida.

Embalagem para exportação com fechamento zip-lock para o mercado canadense

Pack: Quando o redesign da embalagem começou a ser feito? Quem é a agência responsável pelo design da embalagem? Silva: o redesign da embalagem começou a ser feito em 2015. Não contratamos agência, fizemos todo o desenvolvimento internamente com a equipe de marketing. temos experiência no desenvolvimento de embalagens, além das embalagens da Maricota, desenvolvemos embalagens para outras marcas da empresa e alguns clientes de marca própria. Fotografamos os produtos e desenvolvemos. Pack: Pode descrever os elementos gráficos e por que foram escolhidos? Silva: as cores das embalagens foram escolhidas a partir dos sabores que diferenciam um produto do outro. o logo PopCheese foi colocado em destaque para evidenciar 12

Editora B2B

Silva: a embalagem precisa promover o produto e, no caso das exportações de produtos étnicos, a embalagem também precisa “explicar” o que é o produto, já que não podemos esperar que um estrangeiro saiba o que é pão de queijo. Por isso, utilizamos selos que destacam as principais características dos produtos, como Gluten Free, NoN GMo, Peanut Free, e também uma janela (área transparente), que permite a visualização do produto. acreditamos que dessa maneira não só a marca poderá conquistar mercados, mas também o próprio produto que ainda não é conhecido em alguns países. Pack: Qual é a expectativa da Maricota Alimentos com relação à nova embalagem para exportação? Silva: depois que mudamos a estratégia de comunicação das embalagens nos mercados externos, tivemos uma grande melhoria nas vendas, e isso nos gera a expectativa para ampliar a linha nos mercados que já atuamos e conquistar novos mercados.

Pack: Quais foram os desafios para chegar ao desenvolvimento da embalagem adequada para o mercado canadense? Silva: inicialmente, achamos que deveríamos escolher entre lançar as embalagens em inglês ou francês, já que o Canadá utiliza os dois idiomas, mas depois de uma pesquisa no mercado canadense, optamos por lançar embalagens bilíngues. E, então, veio o desafio de criar uma embalagem em dois idiomas, que não ficasse carregada de informação e por fim a adequação às normas de rotulagem do país. Pack: Como se deu a escolha do material de embalagem e do melhor formato e tamanho para a comercialização do pão de queijo no mercado canadense? Silva: optamos por um material encorpado, com textura agradável, e um fecho em zip-lock, que proporciona praticidade na utilização dos produtos. Escolhemos a gramatura de 400g para oferecer pelo menos oito porções de produto ao consumidor, além de ter um preço atrativo. Pack: É preciso proteger e conservar o produto para que ele chegue ao seu local de destino de maneira íntegra. Como isso foi pensado no desenvolvimento da embalagem primária e secundária de PopCheese? Silva: Esse é um ponto importantíssimo, já que se trata de produtos congelados e a embalagem deve contribuir para conservação dos produtos na temperatura adequada. Nossas exportações iniciaram bem antes do lançamento da linha PopCheese, e com a experiência, aprendemos sobre os materiais mais adequados para transporte dos nossos produtos. Formatamos nossas embalagens de maneira que


pudessem ser transportadas tanto no território nacional quanto internacional. a resistência das embalagens primárias deve ser suficiente tanto para transporte quanto para manuseio do produto pelo consumidor e as caixas de embarque são reforçadas com colunas que resistem ao empilhamento de várias caixas sem danificar os produtos. Pack: Legislação e rotulagem ambiental também são quesitos importantes no mercado externo. Como a Maricota Alimentos desenvolveu a embalagem observando estes requisitos? Silva: Por meio de um estudo de mercado, auxílio dos nossos parceiros comerciais do Canadá e análise na Canadian Food inspection agency (CFia).

depois que mudamos a estratégia de comunicação das embalagens nos mercados externos, tivemos uma grande melhoria nas vendas, e isso nos gera a expectativa para ampliar a linha nos mercados que já atuamos e conquistar novos mercados Pack: Quais são as redes canadenses em que a marca PopCheese é comercializada? Silva: Estamos presentes nas maiores redes supermercadistas, entre elas, Metro, iGa e adonis. Pack: Há expectativa de aumentar os canais de venda do pão queijo no mercado canadense? Silva: Sim. o produto iniciou fazendo sucesso com os brasileiros que imigraram para o Canadá, mas atualmente vem conquistando

uma grande parcela do público canadense. Pack: Como o senhor vê a importância da embalagem para a competitividade internacional? Silva: a embalagem é um ponto primordial, imagine que é o único canal de comunicação com diversos consumidores, e que ela é responsável por convencer o consumidor a levar o produto para casa. E, no caso das exportações, precisamos “explicar” ao consumidor o que é pão de queijo.


notícias

Foto: Divulgação

AEROSSOL DE CONTROLE DUPLO RUNWAY CHEGA AO MERCADO BRASILEIRO

U

m aerossol, duas aplicações. Este é o conceito de Runway, o premiado atuador da Aptar que acaba de chegar ao mercado brasileiro. Intuitiva, confortável e fácil de usar, a solução possibilita duplo controle de dispensa, permitindo ao consumidor fazer aplicações tanto verticais quanto por meio do gatilho integrado. Desenvolvido com fechamento por giro “twist-to-lock”, duas opções de cores e próprio para personalização de marca, o sistema pressurizado é atraente e fortalece a diferenciação no PDV de uma imensa gama de produtos dos segmentos de cuidados pessoais e home care: desde protetores solares, loções para o corpo, sprays de cabelo a limpadores multiuso de cozinhas, banheiros e vidros. As possibilidades de uso são infinitas. A atuação vertical padrão, na parte superior, é adequada para aplicações curtas e precisas, enquanto que o uso do gatilho integrado é a escolha mais conveniente para utilizações prolongadas. Com o recurso de atuação de spray duplo, a solução conta com controle de dispensa aprimorado e combinado à tecnologia Bag on Valve (BoV), da Aptar, similar a um aerossol mas cujo conceito é airless.

Solução permite que consumidores façam aplicações verticais ou por meio do gatilho integrado

14

Editora B2B

Com mais recursos, funcionalidades e maior proteção de fórmulas sensíveis, a tecnologia BoV proporciona ao consumidor final uma melhor experiência, já que o produto contido na embalagem (sprays, loções e géis, por exemplo) conta com funcionalidade 360°, evacuação total e pulverização contínua. Ergonômico, o aerossol foi desenvolvido visando à máxima facilidade de uso, que contribui para redução da fadiga do dedo. Ao contrário de outras opções de gatilho disponíveis no mercado, Runway está protegido por patente para duplo controle de dispensa e diversos outros recursos. PRÊMIOS - Runway venceu a categoria inovação da edição 2014 do Prêmio da British Aerosol Manufacturers’ Association (BAMA). No mesmo ano, também conquistou o prestigiado Pack The Future, da ELIPSO (The French Plastic and Flexible Packaging Association) e IK (Industrievereinigung Kunststoffverpackungen), organizações profissionais que representam a indústria de embalagens plásticas e flexíveis na França e na Alemanha. A premiação promove a criatividade e a inovação no setor, a fim de condecorar soluções inovadoras de embalagens eficazes, atraentes e sustentáveis.


notícias

BEMIS RECEBE PRÊMIO DIAMOND AWARD

Foto: Divulgação

A

Bemis, uma das maiores fabricantes de embalagens do mundo, é uma das vencedoras do Diamond Award, prêmio realizado pela área de embalagens para alimentos e plásticos de especialidades da Dow, que reconhece os melhores projetos desenvolvidos com o propósito de reduzir o desperdício de alimentos, um dos principais desafios globais. A Bemis foi premiada pelo projeto para a embalagem de frios Soltíssimo, da Sadia. A embalagem do Soltíssimo é de abertura fácil e com refechamento (sistema abre-fecha), para que o produto continue fresco, sem precisar ser transferido para outro recipiente para armazenagem, como um porta-frios. A tecnologia aplicada, do filme de alta barreira aliado ao fechamento hermético e atmosfera modificada, aumenta o shelf life do produto e elimina o tempo de manuseio nos centros varejistas. Por ter fundo semirrígido termoformado, a embalagem se tornou mais segura quanto a perfurações durante o transporte e, também, no ponto de venda.  A tecnologia adotada nesta embalagem permite aumentar o prazo de validade do produto para 60 dias. E, após a abertura, o seu sistema de refechamento ainda permite manter a validade por mais alguns dias. “A embalagem de Soltíssimo é inovadora e sustentável, pois é usada até o consumo final do produto, e não descartada assim que aberta, como ocorria antes. Ela também permite maior tempo de conservação. Recebemos esse prêmio com muito orgulho, pois mostra que estamos no caminho certo, pensando nos benefícios que podemos levar ao consumidor final por meio do uso da tecnologia”, afirma Carlos Santa Cruz, presidente da Bemis na América Latina. Tecnologia adotada na embalagem permitiu aumentar a validade do produto para 60 dias


notícias

Foto: Divulgação

COCA-COLA FEMSA BRASIL ANUNCIA OS VENCEDORES DO PREMIUM SUPPLIERS 2017

N

o último dia 25 de maio, a Coca-Cola FEMSA, maior engarrafadora de produtos Coca-Cola no mundo em volume de vendas, e toda sua cadeia produtiva, realizou no Senac Santo Amaro, em São Paulo, mais uma cerimônia de entrega do Premium Suppliers, que chega a sua sexta edição. A premiação reconhece os fornecedores que se destacaram ao longo do ano em requisitos como qualidade, comercial, atendimento, logística, segurança, sustentabilidade e planejamento. Com foco em boas práticas sustentáveis, a edição 2017 contou com a participação de 148 inscritos, entre empresas de pequeno, médio e grande porte, nas áreas de atuação em logística, marketing, matéria-prima, serviços e industrial. “Ao longo dos anos é notável a evolução e o comprometimento dos fornecedores em oferecer altos níveis de qualidade, tanto em produtos quanto em serviços, o que contribui para nossa atuação no País e faz com que sejamos referência no setor de bebidas”, diz Marcelo Barros, gerente de compras da Coca-Cola FEMSA Brasil. “O que reforça, também, os bons níveis de competitividade internacional e isso só colabora para o crescimento do setor e para a melhoria constante do atendimento ao consumidor”, completa o executivo.

Os vencedores da edição 2017

A Valfilm, empresa especializada no desenvolvimento, fabricação e comercialização de embalagens flexíveis em polietileno, foi o grande destaque da noite recebendo o prêmio Ouro na Categoria Matéria-Prima. Além dela, a empresa Braspor também foi premiada com Ouro pelos bons serviços prestados na Categoria Marketing. Nesta edição, além das duas classificações com Ouro, 19 empresas foram reconhecidas com Prata e 30 com Bronze. São elas: Prata: Tarnaise, Ecolab Química, Construtora Pizzane Ltda, Dimensional, Transportadora Itaobi, Ad Comércio, Zenatur, Vignolli Confecções, Tm1,

16

Editora B2B

Sign Wash, MMA, 4all, Sonora, PP Print, Plasc, Moreno, Engepack, Teleperformance e Sodexo Pass. Bronze: UFEM Unidade de Fabricação Estrutu, SP&G Engenharia, Manuservice Manutenção e Serviços L, Iasmim Pereira Santos Me, Demac Comercio de Embalagens Ltda, Cross Filter Brasil Ltda, Abel Construtora Ltda Me, Kion South America, Ghelere E Ghelere, Alitur, Rigesa Celulose, Papel e Embalagens, Promoplus, Expremium Digital Gráfica e Comunic, Destac Promoções Criativas, Tecnovin, Rio Pet, Pisani, Packseven, Owens Illinois, Litografia Bandeirantes, International Paper, Iberia, Guaçu, Cristalpet do Brasil, BP, Bericap do Brasil, Açúcar Guarani, Omega, Giovani Fernando (Gw Transportes) e Dinâmica.

O Premium Suppliers

Mais do que uma simples avaliação de fornecedores ou uma premiação de reconhecimento, o Premium Suppliers é um processo estruturado e disciplinado de desenvolvimento de fornecedores de modo sustentável, com o objetivo de melhorar performances e tornar a operação mais dinâmica, por meio da otimização de processos. As empresas são classificadas em quatro categorias distintas – Diamante, Ouro, Prata e Bronze – e no processo que dura o ano todo, a cada seis meses, os fornecedores são avaliados pela companhia, de acordo com os critérios como logística, qualidade, comercial, sustentabilidade, entrega perfeita e desenvolvimento técnico, cada modalidade com itens de classificação e notas específicas.


Foto: Divulgação

V

alorizar a criatividade, a inovação e a autenticidade, além de enaltecer a beleza e a funcionalidade da utilização do vidro em garrafas e potes. Com esses desejos, a Verallia - multinacional de embalagens de vidro para alimentos e bebidas, lança com exclusividade a 2ª edição de seu concurso de design, o Verallia design awards. Com a competição, a Verallia quer estimular os jovens a criar um produto utilizando o vidro como matéria-prima, fazendo pleno uso das inúmeras possibilidades de design que são possíveis com o material, que é o único 100% reciclável infinitamente. Podem participar estudantes de design e também jovens graduados de todo o Brasil que tenham concluído o curso de design em 2016. as inscrições podem ser feitas até 25 de agosto pelo site concurso.verallia.com.br ao todo, são sete categorias: azeites, Bebidas não alcoólicas, Cervejas, destilados/alcoólicos,

Espumantes e Sidras, Potes, Vinhos. os projetos serão avaliados pelo grau de inovação e criatividade proposta, viabilidade técnica de desenvolvimento e fabricação e sustentabilidade. os vencedores, que serão anunciados até o dia 22 de setembro, receberão r$500 para o projeto escolhido de cada categoria e o projeto escolhido pelo voto popular também ganhará r$500. Já o vencedor geral, além do prêmio de r$3 mil, representará o Brasil em uma competição internacional de design de embalagens promovido pelas Verallias de todo o mundo. “além de terem seus projetos avaliados por importantes profissionais e a chance de representar o país numa competição internacional, os candidatos terão contato com o universo da fabricação das embalagens de vidro, um setor importante para a economia brasileira e a divulgação de seus projetos para os clientes da Verallia” afirma Catarina Peres – Supervisora de Marketing da Verallia.

BALL EMBALAGENS PARA BEBIDAS AMÉRICA DO SUL TEM NOVO CEO

Foto: Divulgação

CONCURSO DE DESIGN PREMIA MELHOR EMBALAGEM

Vaivém do mercado

Carlos Pires, atual vice-presidente de operações da Ball Embalagens para Bebidas América do Sul, assume o cargo de CEO da Ball na região. Pires está na empresa desde 2001, onde já passou pelos cargos de gerente de qualidade, Lean Enterprise e EHS, além de gerente regional de operações e diretor industrial. O atual CEO da América do Sul, Carlos Medeiros se muda para os Estados Unidos, onde será o CEO da Ball Embalagens para Bebidas Américas do Norte e Central.

KBA BRASIL APRESENTA PAULO FARIA COMO SEU NOVO DIRETOR-GERAL

Foto: Divulgação

notícias

A KBA Brasil anunciou Paulo Faria como seu novo diretor-geral. Ele substitui Luiz Cesar Dutra, e terá a missão de coordenar as ações da filial brasileira. Com passagens por grandes empresas do setor gráfico (tanto no segmento offset quanto digital) e 25 anos de atuação nesse mercado, Faria enxerga, com entusiasmo, seu novo desafio. “A KBA Brasil cresceu de forma sólida e consistente nos últimos anos, mesmo em uma época de crise”, pontuou. “Meus principais objetivos agora são manter essa base instalada e expandi-la, sobretudo, em segmentos nos quais temos tecnologias bastante competitivas,Editora como B2B impressão17de embalagens e impressão comercial.”


atualidades

ConCEito CasEiro

roupagEm EspECial

A embalagem de Pullman Artesano, desenvolvida pela InHouse de Diseño de Bimbo de Colombia, se destaca na gôndola de pão branco, pelas suas cores e características diferentes do que já é trabalhado no mercado. Essa embalagem é fosca e transparente para permitir aos consumidores visualizar a farinha em cima do pão e o visual mais rústico da casca. Também trabalha tons de marrom. Com o conceito “Como Feito em Casa”, a embalagem ainda carrega o papel de transmitir um pão feito com cuidado, com fórmula exclusiva e com aspecto mais artesanal. O fornecedor da embalagem é a Copobrás.

18

Editora B2B

Foto: Divulgação

Fotos: Divulgação

A tradicional marca Rodabrill - do grupo Interbrilho e referência em produtos para limpeza automotiva - lança uma edição comemorativa de 40 anos de um de seus carros-chefes: a Cerabrill. Nesta versão, o produto ganhou uma roupagem toda especial, com uma lata dourada, que traz a ideia de um produto premium. Também foi utilizada a fibra de carbono, que remete à proteção que a cera oferece à lataria do carro. O design da lata foi desenvolvido in-house e a lata é fornecida pela Masafer.


atualidades

Fotos: Divulgação

Cara nova

Com uma identidade visual mais moderna e que busca reforçar a marca como a grande especialista em queijos, a Tirolez apresentou, em 2016, as novas embalagens de seus produtos. O conceito do design de embalagem produzido pela agência A10 traz pinceladas gestuais como plano de fundo para contextualizar o logotipo em 3D a uma atmosfera humanizada, e com qualidade artesanal. Além disso, a tipografia transmite a essência de cada uma das linhas da empresa. Tudo isso para reforçar a Tirolez como marca que, com seu extenso portfolio, entende e reconhece as diferenças e peculiaridades de cada tipo de queijo. Cada detalhe transmite muito carinho. Em 2017, durante a APAS, a Tirolez apresentou a Linha Nutri+. A agência OBAH Design foi responsável pela extensão de linha e criação dessas embalagens. Já o design da embalagem do creme de ricota light (fonte de vitaminas A e D) e o creme de ricota zero lactose foi desenvolvido pela agência Pro Design. O pote traz modernidade e inovação à categoria. A embalagem é fornecida pela Interject, e o rótulo pela Flexoprint e GoldLabel, com impressão em flexografia.

Mais uma vez demonstrando seu pioneirismo entre as torrefações, a linha Utam Uno Cafés do Mundo e a linha Utam Bares e Restaurantes apresentam produtos inteiramente pensados para melhor atender o setor de food service. A criação desta linha é a síntese do processo global de desenvolvimento de blends que trazem na essência a possibilidade de uma experiência real de conviver com culturas diversas. Este clima foi transferido para o conceito da embalagem Utam Uno por meio da cor branca que representa uma convivência tranquila com elementos distintos que formatam o todo. A tipologia que intercala o moderno com o manuscrito harmoniza com uma imagem representativa de cada país de origem, levando cada consumidor para dentro de um momento mágico. A simplicidade de linguagem aliada a uma estética diferenciada faz das novas embalagens da linha Utam Food Service uma integração equalizada com o cenário e expectativas atuais do universo gastronômico. O projeto de naming segue a vertente do menos é mais com a assinatura de Bares & Restaurantes sendo inserida na linha Utam Food Service posicionando produto, embalagem e canal em um único elemento. Cores contrastantes que facilitam a identificação de cada produto interagem com ícones que transmitem os principais atributos e informações como: origem, performance e benefícios. Um grafismo geográfico reforça a preocupação e o orgulho de poder oferecer ao mercado blends e produtos globais que foram especialmente desenvolvidos para o paladar urbano brasileiro. O design foi desenvolvido pela Projeto Integrado. Algumas embalagens são produzidas em Portugal e o cartucho da Utam Uno Brasil é produzido pela Franpack.

Fotos: Divulgação

Estética diferenciada

Editora B2B

19


atualidades

Fotos: Divulgação

Tradição e modernidade

A nova fase do Octavio Café chegou às prateleiras! A marca apresenta sua tradição e modernidade nas novas embalagens do café Octavio em grão (versões de 500 e 250 gramas) e moído (250g) e em sua linha de cápsulas. “Criamos um conceito que transmite o slogan ‘especial desde a origem’, que é a proposta e a essência do Octavio Café, e transparece a renovação da marca”, comenta Jonas Picirillo, diretor do Octavio Café. Esse trabalho foi uma parceria entre a designer Cécile Désille e o designer da O’Coffee, Thiago Valverde. A identidade visual toda foi repensada para refletir melhor a tradição e o posicionamento da marca. “Queríamos algo moderno e virado para o futuro. Assim, o conceito global da marca foi repensado, do logo até as embalagens, e nesse processo, nós optamos por privilegiar a cor laranja (que existia) e diminuir a cor marrom remetendo literalmente a tradição do café”. O branco foi escolhido como base de cor para valorizar a qualidade dos Cafés  Especiais. Já o laranja transmite os valores seculares, remetendo à cor da terra das nossas fazendas. “Nós desenvolvemos uma embalagem mais clean como elemento técnico que o consumidor deve entender como referência de transparência da nossa produção, que possui um controle rigoroso, com rastreabilidade em todo o processo e certificações de qualidade”, afirma Picirillo.

20

Editora B2B


atualidades

O visual da lata desenvolvido pela cervejaria Cerpa para a sua Cerveja Tijuca, em homenagem ao Rio de Janeiro, ganhou o Prêmio Alterosa da Lata Brasileira, na categoria “lata de cerveja mais bonita”. A produção das latas estilizadas acontece nas unidades da Ball, líder global na fabricação de embalagens de alumínio para bebidas, localizadas em Brasília (DF), Jacareí (SP), Recife (PE) e Três Rios (RJ). A embalagem de 269 ml estampa as famosas ondas do calçadão de Copacabana, além de trazer imagens de alguns ícones da Cidade Maravilhosa, como o Pão de Açúcar, Arcos da Lata, Catedral, Maracanã e o Sambódromo.As latinhas ainda estão disponíveis no mercado.

Mais clean e atraentes

Em pesquisa encomendada pela Selmi, a empresa buscou aprofundar o conhecimento e a dinâmica do mercado por meio das perspectivas dos consumidores, explorando hábitos de consumo e compra de massas secas. Como parte da pesquisa, a empresa analisou também a imagem das marcas Renata e Galo aos olhos desses consumidores, avaliando as embalagens da categoria. Com base nos resultados, a Selmi investiu e decidiu mudar trazendo uma nova embalagem mais moderna e atraente, com características exclusivas que vão ao encontro das demandas dos consumidores. Agora, as embalagens estão muito mais clean, com o logo Renata ampliado, com maior contraste com o fundo. A ilustração de ovos também é um destaque, pois ajuda ao consumidor identificar qual o tipo de massa que deseja. O design da embalagem é assinado pela Pande Design. Para dar maior visibilidade do corte da massa, a Selmi ampliou o visor centralizado e o visor lateral. “Além disso, as novas embalagens Renata com Ovos chegam ao mercado com tipografia moderna e ilustração do garfo com o produto, para instigar o desejo “de consumo”, explica Marcelo Guimarães, diretor comercial da Selmi, detentora das marcas Renata e Galo. O lançamento da embalagem trará também no verso um breve resumo da história da Selmi, enfatizando a tradição, tecnologia e qualidade dos produtos, além da divulgação de outros produtos da empresa.

Fotos: Divulgação

Foto: Divulgação

Homenagem ao Rio de Janeiro

Editora B2B

21


vanguarda

DESIGN INTELIGENTE

Da Redação

O

óleo de motor, que tradicionalmente é armazenado em embalagens plásticas rígidas, ganhou uma nova solução, o Bag-in-Box® desenvolvido pela Smurfit Kappa. Segundo a empresa, as embalagens plásticas utilizam aproximadamente 85% mais material do que a Bag-in-Box®. O novo design inteligente também facilita o dispensing do produto, além de ser mais preciso e reduz a probabilidade de derramamento. O saco reforçado dentro da caixa é feito de uma combinação única de filmes de polietileno e náilon. Essa estrutura contém o cheiro e evita que as partículas de óleo migrem. A bolsa também é muito resistente ao rompimento da embalagem. Além de facilitar a vida dos donos de automóveis, o novo produto Bag-in-Box® também é muito adequado para oficinas de reparação de automóveis, pois elimina a necessidade de armazenar garrafas de plástico que ocupam espaço ou os tambores pesados. O Bag-in-Box® retangular pode ser abastecido em uma prateleira e conectado em um sistema de distribuição, com diversos tipos de óleo de motor.

22

Editora B2B

Foto: Divulgação

Desenvolvido pela Smurfit Kappa, o novo produto Bag-in-Box® foi especialmente concebido para a indústria automotiva

A paletização e o transporte dos produtos são reduzidos e otimizados. O Bag-in-Box® completo oferece uma redução de espaço de 9% em comparação com uma embalagem plástica rígida. É muito fácil separar o saco da caixa, facilitando a reciclagem. Thierry Minaud, CEO da Smurfit Kappa Bag-in-Box®, comenta: “A mais recente inovação disruptiva na embalagem de óleo de motor tem mais de 30 anos. Agora é hora de mudar para uma embalagem mais ecológica, o que o Bag-in-Box® definitivamente é”.


Save Food: uma alternativa para o desperdício de alimentos Celso Soares*

A

tualmente, 1,3 bilhão de toneladas de comida são desperdiçadas a cada ano, o que significa cerca de 30% do alimento produzido no mundo, de acordo com o programa internacional Save Food. A iniciativa, organizada pela Food Agriculture Organization (FAO), ligada à Organização das Nações Unidas – ONU, alerta para a redução de perdas e desperdício de alimentos nos próximos anos. Também não é para menos. Se mantivermos o atual ritmo de crescimento demográfico e de descarte impróprio, em 2050 será necessário aumentar a produção mundial de alimentos em cerca de 70%, o que me parece um número bem alto. Entre as principais razões para o desperdício, estão questões relacionadas à colheita, transporte e armazenamento. Enquanto 30% do alimento fresco vão para o lixo, 10% dos alimentos embalados são desperdiçados por motivos como perda da data de validade, quantidade maior do que a necessária para o consumo naquela embalagem, etc. E o que o alumínio tem a ver com isso? Ciente da importância da participação do material no combate ao desperdício, a Associação Europeia de Folha de Alumínio (EAFA) representa a indústria do alumínio na Save Food, já que as embalagens produzidas à base desse metal são fortes aliadas para a redução dos índices de desperdício tanto de alimentos como de medicamentos. Suas características únicas de barreira e resistência a agentes externos ganham protagonismo ao longo dos anos com o consumidor brasileiro. As embalagens de alumínio contribuem para a conservação dos alimentos ao ser aplicada na produção de embalagens flexíveis, descartáveis, latas e tampas de bebidas. O fato de sua aplicação permitir que o produto exposto na prateleira mantenha suas características por mais tempo evita o desperdício, já que a sua validade pode passar de dias para meses, em comparação a outros materiais. As embalagens devem oferecer a proteção necessária para cada tipo de produto. Ou seja, para conservar suas características, aumentar sua vida útil e garantir o consumo seguro, elas devem proporcionar barreira contra umidade, oxigênio e a ação da luz. O leite em embalagem cartonada asséptica revestida de alumínio (longa vida), por exemplo, é transportado por longas distâncias e armazenado

Foto: Divulgação

artigo

por, no mínimo, seis meses, sem refrigeração. A conservação das características, nutrientes e qualidade de cafés (grão e solúvel), molhos e chocolates acondicionados em embalagens flexíveis que levam o alumínio em sua composição também garantem a durabilidade desses produtos. A EAFA também menciona que está comprovada a eficiência de seu uso em embalagens de bebidas. O suco de laranja embalado com a caixa cartonada revestida de alumínio dobra o tempo de prateleira, mantendo a concentração de vitamina C. Já o uso da tampa de alumínio resulta em uma taxa de perda dez vezes menor de vinho, em relação a outros tipos de lacre, durante o transporte da vinícola até o consumidor. Aqui no Brasil, um dos campeões do combate ao desperdício, a Associação Brasileira do Alumínio (ABAL) trabalha também no sentido de promover a maior utilização do alumínio nas embalagens em parceria com as empresas do setor. Por isso, convido você a se juntar a nós nesta campanha e na próxima vez em que for ao mercado, opte por embalagens que levam o alumínio em sua composição. Uma atitude consciente é um ato de respeito a esta e às futuras gerações. *Celso Soares é coordenador do Comitê de Embalagens da Associação Brasileira do Alumínio (ABAL).

Editora B2B

23


especialde matéria | FCE capaPharma | impressão e FCE digital Cosmetique

Foto: Divyulgação

INOVAÇÃO DISRUPTIVA

24

Editora B2B


matéria de capa | impressão digital

O potencial da impressão digital já capturou a atenção de varejistas, marcas e fabricantes de embalagem

E

m 2017, o rápido crescimento do mercado de impressão digital de embalagens ascenderá a cerca de US$ 12,8 bilhões, o que representa 3,25% de todas as embalagens impressas. Em 2022, esse volume aumentará a uma taxa de crescimento composta de quase 13%, saltando para US$ 22,4 bilhões, enquanto o volume de impressão e a tonelagem estão crescendo muito mais rápido. os dados são da Smithers Pira. a impressão digital está bem estabelecida na produção de rótulos. E, mesmo que a tecnologia ainda não seja tão utilizada ainda na impressão de embalagens flexíveis e de cartão, seu potencial já capturou a atenção de varejistas, marcas e fabricantes de embalagem. Pelo tremendo sucesso da campanha icônica “Compartilhe uma CocaCola”, lançada em 70 países, a impressão digital segue chamando os holofotes para si como uma solução única para criar oportunidades de marketing e envolver os consumidores em um local, num nível pessoal ou emocional. o mais recente projeto desta campanha foi lançado este ano, no reino Unido. Para comemorar o verão, a Coca-Cola substituiu o logotipo das garrafas da Coca-Cola, Coca-Cola Zero açúcar e CocaCola diet pelos nomes dos principais destinos de férias do mundo, como Havaí, ibiza, Bali e Miami. a marca investiu 10 milhões de libras para lançar a nova campanha. de cidades famosas para praias exóticas, a edição limitada das embalagens foi desenvolvida para lembrar os consumidores do frescor e sabor que só uma Coca-Cola gelada pode trazer em um dia quente de verão. E aqueles que compravam uma garrafa da Coca-Cola da campanha poderiam igualmente ganhar férias inesquecíveis. Para participar da promoção, os consumidores tinham que inserir um código único encontrado nas embalagens. os vencedores ganhariam as férias dos sonhos para quatro pessoas para o destino de sua escolha.

Editora B2B

25


especialde matéria | FCE capaPharma | impressão e FCE digital Cosmetique Foto: Divulgação

A ação foi recebida pelos consumidores do vinho Villagio Grando de uma forma muito positiva. “A iniciativa nos aproximou ainda mais de nossos clientes. No início, tínhamos um limite de cinco barricas anuais para este projeto. Mas, o sucesso foi tanto que, no mesmo ano, apenas no lançamento do projeto, vendemos 12 barricas”, afirma. Cada barrica produzida rende aproximadamente 225 litros de vinho, o que corresponde a cerca de 290 garrafas. “As garrafas personalizadas são produzidas anualmente, sob reserva”, revela o diretor comercial. O próximo passo do projeto, segundo ele, é continuar a divulgar essa possibilidade para pessoas que amam tomar vinho e desejam um rótulo com seu nome, com o nome dos filhos, com o nome do grupo de

Nova campanha Compartilhe uma Coca-Cola, lançada no Reino Unido, leva consumidores para alguns dos destinos turísticos mais famosos do mundo

Simon Harrison, diretor de marketing operacional da Coca-Cola European Partners, disse: “A campanha Compartilhe uma CocaCola foi um fenômeno global que levou a personalização do produto para o próximo nível. A campanha de 2014 ganhou vários prêmios e engajamento em massa com nossos clientes on-line e na loja. Este ano, estamos construindo sobre o seu sucesso, lembrando as pessoas no Reino Unido, porque a Coca-Cola torna o verão mais especial. Os consumidores têm a oportunidade de compartilhar uma CocaCola com entes queridos em alguns dos locais turísticos mais desejados​​ em todo o mundo.”

Foto: Divulgação

A Coca-Cola também realizou sua maior ativação de amostragem no Reino Unido, distribuindo 11 milhões de amostras de 150 ml de CocaCola Zero Açúcar em cidades e festivais em todo o País.

No Brasil, a impressão digital também conquistou as marcas de alimentos e bebidas. A personalização de garrafas de vinho foi a aposta da Vinícola Villagio Grando, de Santa Catarina, com o Projeto Tenha Seu Vinho, na qual os consumidores poderiam criar o seu próprio rótulo, desde a escolha das uvas, da garrafa, o nome, e até o layout da embalagem. Segundo Guilherme Grando, diretor-comercial da Villagio Grando, a ideia de fazer as garrafas personalizadas nasceu em 2012. “Percebemos que, diante de uma grande safra, poderíamos encantar ainda mais os nossos consumidores ao criar algo único e exclusivo. Foi quando decidimos lançar este projeto. Além disso, incentivamos que o nosso cliente entenda mais sobre o nosso negócio, conheça o processo dos vinhos e saiba o que está consumindo.”

26

Editora B2B

Projeto Tenha Seu Vinho, na qual os consumidores podem criar o seu próprio rótulo, desde a escolha das uvas, da garrafa, o nome, e até o layout da embalagem


amigos ou confrarias. “A ideia é, além de tudo, valorizar os nossos produtos e o potencial de Santa Catarina na produção de excelentes vinhos. E, sem dúvida, este projeto reforça muito essas características do nosso terroir”, acrescenta.

Fotos: Divulgação

matéria de capa | impressão digital

Identidade única A impressão digital criou valor para a marca de papinhas para bebês, Natural Babies. Um dos diferenciais dos produtos é a origem orgânica dos ingredientes utilizados nas receitas. “Para viabilizar esta característica, o desafio era adequar os cardápios conforme a disponibilidade dos ingredientes, que se dá com os fornecedores certificados da Natural Babies. Dessa forma, sempre que é preciso atualizar os rótulos com um novo ingrediente, o processo de impressão digital é a solução ideal para a demanda por curto prazo e baixa tiragem”, explica Jenifer Preuss, coordenadora de projetos da Entre Gestão & Design, agência responsável pelo design do rótulo que decora a embalagem. A tecnologia simplifica a cadeia de fornecimento, permitindo a produção da embalagem just-in-time. “A necessidade de atualização constante dos rótulos – conforme a estação do ano, ou seja, respeitando as frutas e verduras da época – fez parte do briefing de projeto elaborado entre as equipes da Entre Gestão e Design e a Natural Babies”, afirma Jenifer. Segundo ela, com os arquivos configurados para este fim, a Natural Babies é responsável e livre para contratar

Impressão digital é a opção da Natural Babies pela agilidade na entrega e baixa tiragem

os fornecedores que melhor atendam sua demanda. Além disso, a solução digital oferece agilidade na entrega da embalagem. As marcas estão se beneficiando disso. “Um ou dois dias, dependendo da disponibilidade do fornecedor, é o tempo, mas de qualquer forma é mais ágil que os demais processos de impressão gráfica, como flexografia ou offset, pois estes necessitam de matrizes de impressão”, afirma Jenifer. O primeiro lote foi impresso com o objetivo de prospecção, com tiragem de mil unidades, e a impressão foi feita pela Sul Art em uma impressora digital Storm Jet 71605 1440 dpis. Para a criação dos rótulos, os designers mantiveram o foco nos diferenciais da marca que, além de utilizar produtos sem agrotóxicos

na fabricação das refeições para bebês a partir de seis meses de idade, oferece alimentos livres de sal (papinha da fase 1), conservantes, glúten, soja, lactose e caseína. De acordo com Lucas Baldissera, proprietário do escritório de design, o desafio foi representar todas essas vantagens no rótulo. “Neste segmento de alimentação infantil, a marca e a embalagem são determinantes para a comunicação eficaz com os consumidores e o sucesso dos negócios. Pensando nisso, trabalhamos para que o rótulo estivesse em sintonia com a proposta inovadora da Natural Babies”, diz. Apesar da predominância do verde na logomarca, os designers utilizaram nas embalagens os tons que lembram a pirâmide

Editora B2B

27


especialde matéria | FCE capaPharma | impressão e FCE digital Cosmetique

EFEITOS ANTIFALSIFICAÇÃO NO PROCESSO DE IMPRESSÃO DIGITAL Foto: Divulgação

além de oferecer às marcas tempo de mercado mais rápido e mais econômico. Agora, a empresa permite que as marcas de todos os tamanhos implementem um primeiro nível de segurança usando conjuntos de tintas brancas e CMYK em impressoras digitais.”

A Color-Logic, líder em comunicação metálica em cores e efeitos decorativos, lançou dois novos vídeos mostrando como os designers podem criar efeitos antifalsificação ao usar o digital. Comentando a técnica, o diretor de vendas e marketing da Color-Logic, Mark Geeves comentou: “A tecnologia Color-Logic sempre permitiu que as marcas transmitissem o fator Uau aos seus produtos,

Richard Ainge, Color-Logic CTO, acrescentou: “Os dados metálicos variáveis Color-Logic executados em uma impressora digital podem fornecer às marcas de todos os tamanhos, não só a personalização, mas juntamente com ferramentas de dados variáveis comumente usadas como o XMPie ou o HP Smart Stream Designer, fornece facilmente às marcas características básicas antifalsificação”. Segundo ele, o sistema Color-Logic elimina a necessidade de máscaras de tinta branca, portanto cada etiqueta, ou outra peça de marketing impressa em um substrato refletivo pode incluir características metálicas.

Os dois vídeos antifalsificação estão disponíveis no site da Color-Logic em www.colorlogic.com/newspr/security, ou podem ser solicitados em brands@color-logic.com

alimentar e a recomendação dos nutricionistas por refeições com muitas cores no prato. “as papinhas são embaladas em potes de vidro, fator que diferencia a Natural Babies da maioria das opções disponíveis no mercado nacional atualmente. Por isso, a marca traz em seu desenho um personagem que representa o ‘potinho de vidro’. É o vidro que permite a técnica de apertização, eliminando a necessidade de conservantes ou do congelamento”, explica Jenifer.

28

Editora B2B

além disso, os rótulos trazem tonalidades diferentes de acordo com o cardápio, diferenciando os quatro principais grupos alimentares oferecidos pela Natural Babies (feijão, vegano, carne e frango) e as papinhas doces, como a de banana, maçã e canela. “as papinhas foram divididas em três fases, que vão de seis meses a nove meses, de nove meses a um ano e de 12 a 24 meses. Para cada etapa, criamos um rótulo diferente, que mostra inclusive a dentição e a evolução da criança”, comenta Jenifer.

“Entendemos que o primeiro passo era criar a nossa marca, algo que fosse original e mostrasse a qualidade de nossas papinhas. Foi neste momento que contamos com a expertise da Entre Gestão & design, responsável pela proposta da marca e pela ‘carinha’ dos rótulos, que nos garantiu uma identidade única, reconhecida facilmente pelos consumidores”, comenta Juliana Sellmer, uma das proprietárias da Natural Babies.


especial | embalagens FCE Pharma de e FCE vidro Cosmetique

EMBALANDO NOVIDADES Populares na indústria de alimentos e bebidas saudáveis, as embalagens de vidro também representam um importante diferencial competitivo no segmento de cerveja e de farmacêuticos

A

busca pelo estilo de vida saudável tem aumentado o consumo de bebidas e alimentos, que oferecem esse posicionamento aos consumidores brasileiros. Esses novos produtos têm chegado às gôndolas em embalagens de vidro, que são populares pelos benefícios ambientais e saudáveis. Quem tem se aproveitado desse mercado em expansão é a Owens-Illinois no Brasil, que experimenta uma demanda crescente de embalagens de vidro para sucos no nordeste do Brasil. Entre 2015 e 2016, a empresa registrou aumento de 29% nas vendas de embalagens de vidro para bebidas naturais com destino ao Nordeste. “Notamos uma crescente demanda do mercado local e sentimos que a indústria de sucos sabe a importância e o poder produtivo do Vale do São Francisco, por isso tem apostado na criação de novas marcas e produtos com uso das frutas da região”, diz Alexandre Macário, gerente de vendas e marketing NO e NE da Owens-Illinois no Brasil.

30

Editora B2B


Foto: iStock

especial | embalagens de vidro

A empresa, que também fornece embalagens para gigantes do mercado cervejeiro, tem intensificado a oferta de garrafas na região voltadas à venda de sucos naturais. Com unidade fabril instalada em Recife, Pernambuco, a O-I passou a flexibilizar seu atendimento a produtores locais no ano passado, disponibilizando garrafas em pronta entrega. “Reconhecemos a importância do Vale do São Francisco para a produção de sucos no Nordeste e queremos

incentivar o desenvolvimento de novas marcas na região. Para isso, oferecemos garrafas que atendem às necessidades e aos padrões do mercado”, conta Macário. Para atender a demanda dos produtores de sucos naturais do Vale do São Francisco, a OwensIllinois redesenhou a política com distribuidores para ampliar a parceria. “Além disso, tivemos também que nos reinventar internamente para alinhar o sistema produtivo e nossa expedição,

com o objetivo único de apoiar pequenos clientes, em especial, os de bebidas não-alcoólicas, pois em vários casos são as primeiras empresas a adotar macrotendências de consumo em seus produtos”, explica o executivo. Os resultados dessa iniciativa, segundo Macário, são fantásticos. “É muito interessante ver pequenos produtores de Cajuína bebida típica da região NE feita à base de caju -, por exemplo, buscando agregar valor ao seu produto,

Editora B2B

31


No segmento de sucos naturais, os formatos mais procurados são do tipo standard

preocupados com a apresentação dele, e não somente em como produzi-lo com qualidade”, revela. outro ponto interessante, de acordo com o gerente de vendas e marketing, é notar que quase todas as grandes marcas de suco de uva buscam embalagem de vidro, além de encontrar maneiras de tornar seu produto único na gôndola, de forma que a própria embalagem seja um veículo de comunicação de sua marca. “Nossa meta é que o vidro seja a embalagem preferida de bebidas não-alcoólicas no canal HorECa (hotelaria, restaurantes e cafés)”, enfatiza. os tamanhos de embalagens de vidro mais vendidos no segmento de sucos são de 1,5 litros, 1,0 litro, 500 ml e 300 ml. “além disso, os formatos mais procurados são do tipo standard, mas a o-i também trabalha com o desenvolvimento de garrafas exclusivas, a exemplo dos sucos das marcas aurora, Campo Largo, entre outras”, diz. a o-i entende que o segmento de

32

Editora B2B

sucos é de extrema importância atualmente. Segundo Macário, a empresa realizou um estudo, no qual foi observado que, até 2019, o total do mercado de bebidas não-alcoólicas somado atingirá a mesma participação de mercado que o refrigerante que possuía, em 2010. “isso evidencia a magnitude desse segmento”, afirma.

de açúcar. Seguindo o conceito da marca, o produto ainda é livre de conservante, corante e aromatizante. Está disponível nos sabores morango com chia, frutas vermelhas com chia, uva, goiaba, damasco e amora, em embalagens de vidro de 300 gramas, fornecidas pela owens-illinois do Brasil. david oliveira, gerente de marketing da Superbom, explica a escolha da embalagem de vidro para o lançamento da linha de geleias 100% fruta. “acreditamos que o vidro é a melhor embalagem possível, pois possui barreiras naturais, é inerte, 100% reciclável e mantém todas as características do produto, mesmo ele sendo sem conservantes”, destaca. o formato de 310 gramas foi escolhido pelo potencial do produto. “Como se trata de uma geleia 100% fruta e de altíssima qualidade, entendemos que seja Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

especial | embalagens FCE Pharma de e FCE vidro Cosmetique

a demanda por embalagens de vidro no país é alta e tem crescido bastante. Este ano, a expectativa é que o crescimento seja de dois dígitos. “o volume mais expressivo vem da região Sul, por conta das vinícolas, mas temos cases desenvolvidos com clientes, como Mitto, Blissimo, Sanjo, entre outros, que ilustram a procura e adesão em outras regiões”, informa. o vidro também é a escolha preferida no segmento de alimentos saudáveis. Especializada na fabricação de produtos saudáveis, a Superbom amplia o extenso portfolio da companhia, com o lançamento de uma linha de geleias 100% fruta e sem adição

Escolha do vidro pela Superbom tem a ver com seus benefícios para a saúde e o meio ambiente


especial | embalagens de vidro

O conceito premium também está presente no design da embalagem desenvolvido pela equipe interna da Superbom. “O desenvolvimento do rótulo e da tampa foi completamente pensado no público-alvo, já que os consumidores da Superbom são habituados com um visual elegante e de alto valor agregado, mantendo sempre a leveza e simplicidade como toque especial”, informa o gerente de marketing. “Assim, desenvolvemos uma identidade visual clean e sofisticada, que evidencia os principais diferenciais do produto – 100% fruta, sem açúcar e efetivamente natural. De uma forma leve por meio do BOPP fosco e Premium por meio do hot-stamping”. O rótulo foi produzido pela UniFlexo.

Modelo exclusivo: diferencial competitivo Para fazer frente a um mercado competitivo de mais de 2,4 bilhões de garrafas de cerveja por ano, que embalam 54,6% da produção nacional, é preciso inovar. A cerveja Proibida apostou em uma garrafa de 330 ml da Verallia para dar um toque de modernidade à marca, que vem explorando novos formatos para expandir as suas vendas.

Pescoço longo e abaulado, ombros arredondados e um brasão em alto relevo. Essas são algumas das características das garrafas que a Proibida adotou em janeiro deste ano. As embalagens, desenvolvidas exclusivamente para a Proibida, são baseadas nas garrafas inglesas. A novidade promete chamar ainda mais atenção do consumidor nas gôndolas e prateleiras, por diferir do estilo tradicional de envases usados pela concorrência. O processo de desenvolvimento da nova embalagem demandou entre três e cinco meses.

Cerveja Proibida aposta em novo formato de garrafa para expandir as vendas

Catarina Peres, supervisora de Marketing da Verallia, destaca a importância de valorizar as embalagens como diferencial competitivo. “Buscamos uma solução que salta aos olhos atraindo ainda mais a atenção do consumidor nos pontos de venda, principalmente daquele que busca algo novo no mercado”, diz. Para a cervejaria, as novas embalagens atingem o consumidor que se preocupa com a qualidade da cerveja e que buscam novidades no segmento. Para chegar ao formato ideal, a cervejaria Proibida trouxe conceitos de marketing do seu produto e uma amostra de um modelo de garrafa de uma cerveja produzida no Canadá. “Usamos como base essas premissas e mesclamos com as características de uma de nossas garrafas de grande sucesso no mercado de cervejas especiais. Aplicamos a logomarca no ombro da garrafa e chegamos ao modelo aprovado pelo cliente”, revela Felipe Velame, gerente de contas do segmento de cerveja da Verallia.

Foto: Divulgação

o volume ideal para o consumo de toda a família”, explica. Outra razão, segundo ele, diz respeito ao posicionamento premium das geleias da marca, e, que por isso, necessitavam de uma embalagem entre 250 e 350 gramas, formato normalmente praticado pela categoria”, acrescenta Oliveira.

Para produzir a nova garrafa de vidro na planta de PortoFerreira (SP), a Verallia investiu em um novo molde. “O custo será absorvido pelo volume projetado para um ano de fornecimento”, diz Velame. Atualmente, o mercado de cerveja representa 35% dos negócios da Verallia, no Brasil, e a expectativa de crescimento para este ano, segundo o executivo, é expandir entre 8 e 10% em comparação a 2016.

Editora B2B

33


especial | embalagens FCE Pharma de e FCE vidro Cosmetique

ENTREVISTA Foto: Divulgação

Schott Brasil reforça conceito GMP e certifica área de embalagens a Schott Brasil, empresa de tecnologia global que fornece embalagens de vidro tipo i e de polímero CoC para medicamentos parenterais para indústria farmacêutica, está determinada a fortalecer ainda mais sua abordagem em Boas Práticas de Manufatura (GMP, na sigla em inglês). Para isso, são realizados treinamentos constantes, entre eles, a reintegração anual de todos os seus colaboradores para reforçar as diretrizes da empresa e de seus processos, melhorando continuamente os serviços prestados. Em 2016, a Schott implementou globalmente a Campanha GMP Mindset com o objetivo específico de intensificar essa cultura em todas as 16 plantas do segmento Pharmaceutical Packaging. No Brasil, a campanha reforça e possibilita que os conceitos, procedimentos e normas façam parte do dia a dia dos 600 colaboradores, o que inclui os 490 empregados e os 110 funcionários terceirizados. além do programa de treinamentos, a empresa obteve recentemente a certificação iSo 14644, Classe 8, em suas áreas de embalagem, confirmando que a companhia respeita os limites de concentração de partículas dispostos na norma, já que estes procedimentos eram validados somente pelo Sistema de Gestão da Qualidade interno.

Filipe Merli, gerente de qualidade da Schott para a América do Sul

a Schott e suas empresas antecessoras relembram mais de 80 anos de fabricação de ampolas no Brasil. Em 2001, inaugurou uma nova planta de produção concebida para atender a demanda do mercado sul-americano pelos requisitos de GMP, implementando o conceito de pressão positiva do ar em toda a área de produção e armazenamento, além das áreas de embalagem com controle de partículas. Com isso, a Schott Brasil foi a segunda planta do mundo a obter a importante certificação iSo 15378, atestando o atendimento dos requisitos GMP para fabricantes de embalagens primárias para produtos farmacêuticos. Filipe Merli, gerente de qualidade da Schott para a américa do Sul, falou com a revista PACK, sobre os detalhes desse trabalho. Com que frequência é realizada os treinamentos dos colaboradores da Schott Brasil? além do programa padrão de integração de novos colaboradores, os treinamentos são revisados e aplicados de acordo com a frequência estabelecida para cada formação e contam com um plano anual de treinamento de suporte, a reintegração dos colaboradores. Há quanto tempo a Schott Brasil vem se preparando para obter a certificação ISO 14644? Quais foram os desafios para atender a certificação e os ganhos para a indústria farmacêutica? No momento em que a Schott viu crescer a demanda do mercado por cuidados relacionados às Boas Práticas de Fabricação, nasceu o projeto da planta de itupeva, em São Paulo, inaugurada em 2001 e cujas instalações

34

Editora B2B


Foto: Divulgação

especial | embalagens de vidro

foram pensadas para atender os requisitos da norma, como área fabril com pressão positiva do ar, sistema estanque nas docas do armazém e áreas de embalagem com o controle de partículas. o desafio é pensar adiante, conhecer as tendências do mercado e ter a flexibilidade para a adequação e atendimento às exigências da indústria farmacêutica. Com isso, no momento em que se definiu obter a certificação por terceira parte, foram necessários oito meses para adequação e finalização desse processo. Quais são os principais desafios no desenvolvimento de embalagens para medicamentos parenterais? o desafio sempre foi atender a demanda das inovações farmacêuticas, mantendo a integridade dos fármacos durante o tempo de prateleira. Mais recentemente, facilitar e criar sistemas de administração de medicamentos mais práticos, seguros e amigáveis para os usuários. Do ponto de vista dos usuários das embalagens de medicamentos parenterais, como a Schott Brasil desenvolve suas embalagens no que tange à usabilidade? Existe esta preocupação? inicialmente sim. Hoje é comum a preocupação e o desenvolvimento de diferentes sistemas de administração de medicamentos, visando maior segurança no manuseio das embalagens, tanto para o profissional de saúde quanto para o paciente. até porque, atualmente, há uma tendência de os pacientes fazerem autoaplicação de medicamentos.

Área de embalagens certificada

Há não só no Brasil, mas no mundo, a falsificação de medicamento. Como a Schott Brasil trabalha esta questão com a indústria farmacêutica para combater isso e garantir a saúde dos pacientes? Sim. de acordo com a organização Mundial de Saúde, aproximadamente 64% desses medicamentos falsificados, que podem ser tanto os de marca, como produtos genéricos, contêm níveis baixos do ingrediente ativo. Em geral, as falsificações incluem produtos com ingredientes incorretos, insuficientes ou inativos, ou então são fornecidos com embalagem ou rotulagem imprecisa ou falsa. Como alternativa para ajudar a combater este problema, a Schott desenvolveu as ampolas SCHott aC (anticounterfeiting) – que são importadas –, que salvaguardam a propriedade intelectual e a segurança dos pacientes, enriquecendo a tinta padrão com partículas luminescentes. as impressões com tintas luminescentes LNP não diferem da versão livre de LNP, se comparadas a olho nu, mas a ativação com leitor

ou detector ir revela a presença das partículas e comprova a origem da produção. a individualização é garantida pela combinação personalizada de formato de ampola, forma, anéis coloridos para identificação e ponto oPC (sistema de abertura das ampolas). Qual é a importância da sustentabilidade para a Schott Brasil e como isso é tratado no desenvolvimento das embalagens? Nas áreas de desenvolvimento e fabricação de produtos, trabalhamos duramente para minimizar o impacto dessas atividades e melhorar constantemente a proteção ao meio ambiente. Para tanto, introduzimos um sistema de gestão ambiental em esfera global, baseado no padrão internacional de gestão ambiental iSo 14001. É assim que mantemos o nosso compromisso ecológico por meio da introdução de produtos e tecnologias que respeitam o meio ambiente. Um exemplo é a ampola ECo, que foi desenvolvida para reduzir o consumo de vidro, fazendo mais ampolas por tubo processado.

Editora B2B

35


especial | interpack FCE Pharma e FCE Cosmetique

INTERPACK 2017, ®

PARTE 1

Uma feira maior, melhor, mais bonita e tecnológica, com mais profissionais visitantes e preocupada com o futuro!

Assunta Napolitano Camilo*

A

feira cresceu em metragem quadrada de piso para acomodar todos os expositores interessados, mas observamos que muitos tinham espaço menor que outras edições. Embora grandes construtores de máquinas tenham exagerado e exposto linhas inteiras de equipamentos, o evento foi um show! Oportunidade única para se atualizar em uma semana sobre o que se tem disponível no mercado de embalagens. Muitas das empresas expositoras já têm presença no Brasil, como: 3M, Acma, AISA, Amcor Flex, Hudson Sharp, Bericap, Bobst, Bosch, Bruckner, CAM, Carlo Montanari, Cavanna, CCL Label, Coesia, Coexpan, Comexi, Domino, DuPont, Durst, Edelman, Erema, Esko, Fuji, Gallus, GEA, Gneuss, Goglio, Greif, Haver & Boecker, Heidelberg, Henkel, HP, Huhtamaki, Illig, IMA, Innovia, ISRA, KBA, KHS,

36

Editora B2B

Kiefel, Krones, Xeikon, Marchesini, Markem-Imaje, Mespack, Mocon, Multivac, NGR, Norden, Optima, PE Labellers, Polytype, Sacmi, Sappi, Serac, Siegwerk, SIPA, Sleever, SMI, Sollas, Sonoco, Starlinger, Storaenso, Strapack, Terphane, Toyo, Uhlmann, Ulma, Uteco, Videojet, Weckerle, Weilburger, Westrock, Zip Pak, entre outras. Além de empresas brasileiras, como nós do Instituto de Embalagens,


Nosso estande, localizado na entrada principal da interpack 2017, e diria que, além de muitos alemães como sempre, recebeu muitos visitantes do oriente Médio, destacadamente da Índia, provavelmente em função da retomada econômica e do desafio de alimentar tantas pessoas. atualmente, a interpack alliance tem uma edição na China, assim, vieram menos chineses. a quantidade de informação num evento deste porte nos obriga a dividir em partes e destacar as mais relevantes. agrupamos nos seguintes blocos principais de assuntos: - Crescimento das aplicações das embalagens flexíveis

Braskem, Cromex, Geraldiscos, Parnaplast, Promaquina, FFS Filmes, Laserflex, Embaquim, entre outras. a feira reuniu 2865 expositores, a maioria internacionais, mais de 170 mil visitantes e mais de 1000 jornalistas prestigiaram o evento entre 4 e 10 de maio de 2017, em düsseldorf, noroeste da alemanha. Nos mais de 20 halls (considerando as tendas da área externa), observamos novos materiais, novas tecnologias e máquinas, e importante, profissionais do mundo todo. Muitas empresas investiram em estandes, com arquitetura diferenciada e propostas de real life, demonstrando como a embalagem se destaca nas gôndolas de supermercados ou nas residências. outros expositores mostraram estandes modernos, aproximando

- inovações em decoração e outros aspectos - indústria 4.0 - a questão da sustentabilidade - Embalagens de transportes

O incrÍvel crescimentO das emBalaGens flexÍveis

Bag-in-box em novas aplicações, como o saquê

uso no mercado norte-americano com o sour cream daisy. a Bossar apresentou um produto de limpeza com um aplicador de spray na embalagem stand-up pouch. os bag-in-box cresceram em muitas aplicações, como o saquê apresentado pela totani. Formatos inusitados e facilidade de abertura com a ZipPak 360 graus. Este sistema permite abertura total da embalagem para facilitar o acesso aos produtos, além de refechamento. a di Mauro recebeu um prêmio pelo desenvolvimento da embalagem com duas aberturas, uma para o líquido, drenagem, e outra para o produto. Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

as embalagens novas dos visitantes. alguns levaram experiências gastronômicas diferenciadas, como a alufoil. a CaM (máquinas) levou uma pintora para pintar uma tela gigante durante o show, e a Stora Enso, uma designer, que fazia flores de papel cartão para entregar aos visitantes.

Foto: Divulgação

especial | interpack

Muitas inovações foram apresentadas em aplicações de embalagens flexíveis, além de muitas empresas fornecedoras se apresentando ao mercado, como Constantia, Uflex, Wipak, Sudpack e Gerosa. a Volpak, do grupo Coesia, apresentou uma embalagem híbrida, que lembra um frasco. Na verdade, é uma embalagem flexível com uma tampa especial para o dispensing de ketchup. Já está em

Embalagem premiada da Di Mauro, com duas aberturas

Editora B2B

37


Foto: Divulgação

especial | interpack FCE Pharma e FCE Cosmetique novidades em rótulos termoencolhíveis interessantes: smell (que possibilita impressão com perfume nos rótulos) e o peel (que permite que o rótulo seja retirado em ondas, como se estivesse descascando uma fruta). Ambas as propostas criam experiências únicas para envolver o consumidor.

A Milliken destacou no seu portfolio, além de seus novos aditivos para aumento de transparência de plásticos, o Clearshield UV, que contém absorvedor de raios UV, de forma a proteger a embalagem e o produto, garantindo vida e cor mais longa. O estande temático da Sonoco apresentou uma cozinha e a área de serviço de uma residência, além de janela para embalagens multifolhadas e tampa plástica decorada por rótulo in mold label (IML), com frente e verso.

A chinesa Weiya Packing propôs facilitar a abertura de embalagens flexíveis, com um tipo de pull tab, e fechamento diferenciado com zíper.

Várias empresas apresentaram tintas e vernizes que conferem um toque diferenciado às embalagens, dando a sensação de que se trata de papel (nomearam de papertouch). A combinação de papel laminado em embalagens flexíveis foi contemplada por diversas empresas para ganho de rigidez ou de apresentação diferenciada. Outros pontos explorados para as embalagens flexíveis: aberturas facilitadas por pré-corte a laser em linear tear e formatos diferentes nos stand-up pouches, além da possibilidade de impressão digital (destaque para a Toppan Pack do Japão e a Kleiner da Suíça).

Inovações em decoração e outros aspectos Novas aplicações para bisnagas também foram apresentadas, além das infinitas possibilidades de decoração, como: metalização, aplicação de filmes holográficos, relevos, impressão 360 graus ou infinita, transparência e impressão digital.

Weiya: facilidade de abertura com um tipo de pull tab

38

Editora B2B

A Illig insistiu na proposta de produção de potes termoformados decorados com IML que promete aumento de qualidade de decoração competitiva.

A Wipak, sob o slogan “Involve. Inspire. Impress” (envolver, inspirar e impressionar), apresentou diversas aplicações, além das embalagens flexíveis, como propostas também de embalagens multipacks, cartuchos e filmes especiais com propriedades diversas, como papertouch e alta resistência à punção.

Foto: Divulgação

A CCL Label apresentou rótulos autoadesivos laváveis (wash-off), uma solução ideal para garrafas de vidro retornáveis. Além de duas

A Velcro trouxe diversas aplicações de seu produto em embalagens de papel cartão e, nas flexíveis, destacou o case de lenços umedecidos, batizado de “Always WET wipes” (lenços sempre umedecidos).

A DECA apresentou sua proposta para aumentar a conveniência dos consumidores e a competitividade dos fabricantes de produtos pastosos. Trata-se de uma tampa com a colher embutida no verso, protegida por selo. Foto: Divulgação

CCL Label: rótulos termoencolhíveis Smell permitem a impressão com perfume

Deca: tampa com colher embutida no verso e com selo

A Toyo, fabricante multinacional de tintas (também presente no Brasil), expôs suas tintas para embalagens metálicas, flexíveis e de papel cartão. A empresa destacou as tintas que podem ter aspectos fosco ou brilhante; a Smart Bio, para impressão off-set, tintas à base de óleo vegetal, livre de óleo mineral, cobalto e com certificado Fogra e a linha de tintas à base água para impressão flexográfica.


especial | interpack

Em relação à questão de segurança, destaque para as propostas da multinacional Edelmann (que já está no Brasil), da Constantia, da Ulhmann e da Lock4Kids.

4. Integração horizontal e vertical de sistemas: sistemas de TI que integram uma cadeia de valor automatizada por meio da digitalização de dados.

A Edelmann tem várias soluções, como travas que são concebidas na faca de corte do cartucho, de tal forma que evidencia a violação da embalagem, e outras que permitem o rastreamento por códigos lidos por um smartphone.

5. Internet das coisas industrial: conecta máquinas por meio de sensores e dispositivos a uma rede de computadores, possibilitando a centralização e a automação do controle e da produção.

A Lock4kids apresentou novamente um cartucho de papel cartão com um segundo cartucho plástico no interior, que só pode ser aberto por um adulto em função de travas.

Indústria 4.0 O tema da tecnologia foi, como na feira K (feira de plásticos de aconteceu em outubro de 2016), a Indústria 4.0, que consiste em uma indústria sob nova configuração, moldada pela incorporação de tecnologias, tendo desdobramentos nos âmbitos econômico, social e político. São nove as principais tecnologias envolvidas: robôs automatizados; manufatura aditiva; simulação; integração horizontal e vertical de sistemas; Internet das coisas industriais; Big Data e Analíticas; dados na nuvem; segurança cibernética; e realidade aumentada. 1. Robôs automatizados: capazes de interagir com outras máquinas e com os humanos, tornando-se mais flexíveis e cooperativos. 2. Manufatura aditiva: produção de peças por meio de impressoras 3D, que moldam o produto por meio de adição de matéria-prima, sem o uso de moldes físicos. 3. Simulação: permite aos operadores testarem e otimizarem processos e produtos ainda na fase de concepção, diminuindo os custos e o tempo de criação.

6. Big Data e Analíticas: identifica falhas nos processos da empresa, otimiza a qualidade da produção, economiza energia e torna mais eficiente a utilização de recursos na produção. 7. Nuvem: banco de dados criado pelo usuário capaz de ser acessado de qualquer lugar do mundo por meio de uma infinidade de dispositivos conectados à internet. 8. Segurança cibernética: meios de comunicação cada vez mais confiáveis e sofisticados. 9. Realidade aumentada (“Augmented Reality”): sistemas baseados nesta tecnologia executam uma variedade de serviços, como selecionar peças em um armazém e enviar instruções de reparação por meio de dispositivos móveis. As grandes indústrias de máquinas para embalagem estavam presentes. Para envase de líquidos, destaco a Krones, com a Varioline, que permite realizar um processo de embalagem de várias fases. Tudo em uma única máquina. O conceito é capaz de processar envases avulsos, como garrafas de vidro, de PET, latas em multipacks e/ou multipacks em caixas plásticas, caixas dobráveis de cartão ou em cartões wrap-around. Dependendo da combinação e do número de módulos empregados, pode-se produzir uma grande quantidade de diferentes embalagens finais em

apenas uma linha de embalagem Varioline. Solução moderna e com bastante flexibilidade. O sistema oferece trabalhos mínimos com ótima acessibilidade (considerando aspectos ergonômicos), máxima segurança de funcionamento e fácil manutenção, dentro, portanto, do conceito Indústria 4.0. A KHS, entre outras novidades, apresentou aplicação in line de alça para carregar multipacks de até seis garrafas de 1,5 litro. A Multivac apresentou várias linhas para pratos prontos ou laticínios em embalagem termoformada. Destaque para a linha Multifresh. Ulma e GEA, em estandes menores, apresentaram novidades incrementais. Para a linha de fármacos e produtos pessoais é preciso citar a IMA, CAM, Bosch e Uhlmann. Para linhas de biscoitos estiveram presentes a Carlo Montanari, a Marchesini, a Cavanna e a Bosch. A Cavanna apresentou uma linha integrada que permitia embalar diferentes tipos de biscoitos em embalagens unitárias ou múltiplas. A Bosch trouxe equipamento para envolver biscoitos em formato PILE (série de pilhas com até três biscoitos) ou SLUG (uma série única de biscoitos) numa mesma máquina. A Coesia também apresentou sua diversidade de propostas para bisnagas, stand-up pouch entre tantas outras. Boa parte das empresas de máquinas já está oferecendo serviço de diagnóstico e reparação via remoto. Muitos têm um serviço digital completo, como catálogo digital 3D que pode ser baixado num smartphone, serviço de

Editora B2B

39


Foto: Divulgação

especial | interpack FCE Pharma e FCE Cosmetique

Futurelife: embalagem flexível com dois compartimentos, um para água potável, e outra para um composto de nutrientes que um adulto precisa num dia

armazenagem de dados em Cloud entre outras possibilidades da indústria 4.0.

sustentaBilidade a delicada questão da sustentabilidade foi citada e comentada em todos os pavilhões. o grande destaque foram a tenda e o congresso SaVE Food, além disso, muitas empresas ofereciam produtos com menor pegada de carbono, seja por serem mais leves, monomateriais, possibilitar reciclagem mais fácil ou serem de fonte renovável ou biodegradável. a Seda, multinacional italiana, apresentou o copo de papel cartão, desenvolvido a partir de grama e atraiu muitos interessados. a Braskem marcou presença para mostrar, principalmente o PE verde, que agora está também nas tampas das garrafas de água da marca japonesa Suntory. Já a Bericap apresentou uma tampa em tPE, termo polietileno para facilitar a reciclagem. os fabricantes de máquinas e linhas de reciclagem de PEt também marcaram presença, como a NGr, ErEMa e a Starlinger. Esta última levou linhas inteiras para a

feira, como também é fabricante de sacolas e sacos de ráfia, inovou com um estande onde todos os produtos eram produzidos com PEt reciclado, como as sacolas com aparência de ráfia de PP ou papel. Fantástico. a Sleever, multinacional francesa que fabrica filmes, rótulos e máquinas de rotulagem para termoencolhíveis, focou seu trabalho na busca de mais sustentabilidade de forma ampla. Porexemplo, dobrou a barreira de seus rótulos com metade da espessura, aumentando a vida útil dos produtos embalados. outro importante destaque foi o rótulo LdPEt, com metade da densidade, portanto mais leve e de menor impacto. além disso, o rótulo pode ser mais leve que o material da garrafa, e no processo de reciclagem normal, ele sobe para a superfície, permitindo que seja facilmente separado para reciclagem. a airopack mostrou novamente a proposta do tubo aerossol sem gás propelente, no qual a pressurização é feita por um sistema de molas. além de permitir utilizar o spray em 360 graus. a Paperfoam apresentou novamente suas embalagens produzidas

com fibras celulósicas, agora também com mistura de pós-consumo e outros materiais, que atendem mercados como de bebidas (como sobre-embalagem) e celulares. a dupont se reuniu com vários clientes e desenvolveu a Future Life, uma embalagem flexível com dois compartimentos, um para água potável, outro para um composto com todos os nutrientes que um adulto precisa para um dia. Para ser transformada em alimento, é necessário apenas misturar os dois conteúdos na própria embalagem, rompendo a selagem que une os dois compartimentos. É possível se alimentar diretamente pela embalagem. Esta solução pode ser empregada em situação de desastres naturais, guerras, comunidades carentes distantes, entre outras situações. Foi empregada num projeto na África do Sul, numa escola de crianças, para testar o conceito de economia circular. as embalagens após o uso eram recolhidas pelas crianças e depois recicladas e foram transformadas em carteiras (mesas) da escola, e até mesmo, casas populares. Uma proposta colaborativa que muito pode contribuir para um mundo melhor para todos! além de visitar a feira interpack, visitamos também a Metpack, que ocorreu em Essen, de 2 a 5 de maio. Esta exposição também cresceu em área e empresas participantes. apresentaremos as novidades na próxima edição. Sucesso a todos! Embalagem melhor. Mundo melhor. Sempre!

*Assunta Napolitano Camilo: Diretora da FuturePack – Consultoria de Embalagens e do Instituto de Embalagens – Ensino & Pesquisa. Articulista, professora e palestrante internacional de embalagens. Recebeu diversos prêmios, entre eles o de Profissional do Ano e o de Melhor Embalagem do Ano. Coordenadora dos livros: Embalagens Flexíveis; Embalagens de Papelcartão; Guia de embalagens para produtos orgânicos; Embalagens: Design, Materiais, Processos, Máquinas & Sustentabilidade, entre outros. Diretora do Kit de Referências de Embalagens e da coleção Better Packaging. Better World.

40

Editora B2B


conveniência e praticidade

Foto: Divulgação

MAIOR SHELF-LIFE E MENOR DESPERDÍCIO

Jasmine produz e embala pão sem glúten com cinco meses de validade no Brasil

S

empre atenta às tendências mundiais de consumo, a Jasmine alimentos, empresa referência nacional na produção de alimentos naturais, integrais, orgânicos e sem glúten, trouxe ao Brasil o pão sem glúten com cinco meses de validade, um dos maiores “shelf-lifes” do mercado para esse tipo de produto. desde agosto de 2016, a Jasmine fabrica e comercializa a linha de pães sem glúten. o objetivo de fabricar pão sem glúten com atmosfera modificada e cinco meses de prazo de validade veio da experiência adquirida com a importação do produto a parceiros europeus. a ideia, então, era contar com a mesma tecnologia e tipo de embalagem que os fabricantes da Europa. assim, a Jasmine encontrou na Multivac, empresa alemã que é líder mundial em equipamentos para embalar a vácuo, a parceira ideal para alavancar este projeto. “Escolhemos a Multivac pelo histórico da empresa com as negociações do grupo na Europa e por ter também infraestrutura local, com atendimento técnico no Brasil”, comenta o diretor industrial da Jasmine, david allain. Mas, que tipo de equipamento é necessário para agregar um shelf-life tão atrativo em um produto que, comumente, é embalado manualmente em saquinhos plásticos com fechamento por arame? a opção da Jasmine foi por uma termoformadora F200 com três a seis embalagens por ciclo, cuja capacidade é de 30 a 60 embalagens por minuto.

o principal desafio era conseguir acertar a combinação dos materiais de embalagem com os múltiplos formatos de aplicações para aproveitar o máximo do produto. o resultado, segundo allain, vem sendo muito positivo. apesar do pouco tempo, o mercado já sinaliza uma ótima aceitação com um bom volume de vendas do produto.

Outras mÁQuinas a Multivac disponibiliza diversas máquinas de alta performance que podem contribuir para o aumento da lucratividade da produção. Com sede também no Brasil, atende em todo o território nacional. INFORMAÇÕES: www.br.multivac.com

Editora B2B

41


design de embalagem

BEBA COM ESTILO

Foto: Divulgação

Portfolio de embalagem abrangente, que atende, além do canal frio, o consumo no lar

42

Editora B2B


design de embalagem

Cerveja Itaipava Premium ganha design de embalagem sofisticado e moderno

A

s cervejas premium são as novas queridinhas dos brasileiros. É uma categoria que ainda tem muito espaço de crescimento. Por isso, as cervejarias estão apostando no design de embalagem como um diferencial competitivo. A troca de visual em 2016 foi um case de sucesso para a Itaipava Pilsen. Alinhada à estratégia comercial de fortalecimento no mercado da Família Itaipava, chegou a hora da nova roupagem se expandir aos outros produtos da linha. A Itaipava Premium adotou nova identidade visual. O projeto de mudança de identidade da Itaipava iniciou-se em janeiro de 2015. Após 16 meses de trabalho, em maio do ano passado, a nova embalagem Pilsen foi apresentada. Entretanto, o projeto teve continuidade com os outros produtos da Família Itaipava – que inclui a Premium, Malzbier, Zero Álcool e Chopp.   Com lata fosca e logo diferenciada, a identidade visual da Itaipava Premium defende a ideia de clube para quem aprecia uma boa cerveja, além de reforçar a qualidade e proporcionar modernidade ao produto. A mudança é fruto do trabalho das equipes de design, marketing, pesquisa e branding, liderados pela agência FutureBrand. “Depois de várias pesquisas, optamos por uma paleta de cores nobres, com composição autêntica e única na categoria: o cobre, que nos remete a valor de nobreza, acompanhado do creme e a cor azul em tom mais fechado” explica Arnaldo Bastos, Project Leader da FutureBrand. Segundo Eliana Cassandre, gerente de propaganda da marca, não houve uma única ideia original, mas um conjunto de propostas que foram refinadas ao longo do projeto. “Para a última etapa de pesquisas, havia dois conceitos finalistas, os quais foram testados com o consumidor quantitativa e qualitativamente, inclusive com metodologias avançadas de neurociência, culminando na lata vencedora que chegou ao mercado.”

Elementos próprios Com a nova identidade visual, a Itaipava Premium ganhou elementos próprios. As moedas adotadas reforçam a origem, recompensa e a qualidade do produto. “Também temos a coroa característica da Itaipava, a imagem de Petrópolis e destaque para o diferencial do produto: a maturação extra. As imagens utilizadas como plano de fundo para a nova identidade - montanhas - também fazem alusão à origem da cerveja - a Serra de Petrópolis”, explica Eliana.

Editora B2B

43


Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

design de embalagem

Eliana Cassandre, a gerente de propaganda da marca

o verso de todas as embalagens ganhou o manifesto da marca, que sintetiza o conceito do produto, “Com receita original da serra de Petrópolis, a itaipava Premium é uma cerveja Lager feita sem pressa. Sua maturação prolongada desperta o aroma do malte, revelando um sabor encorpado e equilibrado. Uma cerveja para ser apreciada por quem realmente gosta de cerveja.” as cores também influenciam. Foi utilizado o cobre, que traz ideia de nobreza, junto com o creme e a cor azul em tom mais escuro. “É uma paleta de cores exclusiva no mercado”, ressalta a gerente de propaganda da marca. além da Premium, todos os outros produtos da família itaipava passaram por reformulação em suas embalagens: Malzbier, Chopp e Zero Álcool. “a inovação acompanha a evolução da marca, que é jovem e está sempre ante-

44

Editora B2B

nada às tendências de mercado. além de consagrar os produtos diante do consumidor, a mudança faz parte do movimento para sustentar a itaipava Pilsen como uma das três marcas mais vendidas no país”, afirma Eliana. além disso, segundo ela, era necessária também maior diferenciação conceitual de itaipava Premium diante da Pilsen que ficassem mais claro ao consumidor quais os diferenciais deste produto.” a distribuição da itaipava Premium com nova identidade visual já foi iniciada nos principais pontos de venda do país. o portfolio inclui as latas 269 mL, de 350 mL, long necks e as garrafas de 600 mL. “Com as mudanças no mercado, onde diversas marcas aumentaram seu portfólio de produtos, com foco no crescimento do consumo dentro dos lares e menos no bar, temos um

O verso de todas as embalagens ganhou o manifesto da marca, que sintetiza o conceito do produto

portfolio de embalagens com Premium abrangente, que atende não só o canal frio, mas também o consumo no lar por meio de 600 ml retornável e descartável, latas 269ml e 350ml e Long Neck 355ml”, explica Eliana. Entre os fornecedores de embalagens da itaipava Premium, estão a ardagh e a Crown (latas de alumínio de 269 ml e 350 ml); Verallia, owens-illinois e Vidroporto (embalagens de vidro); Six Label, Savasa e rami (rótulo); aro, Mecesa, Peliconi, tapon Spain (rolha); Unika (selo e estanhol); e Plastshow (shrink).


Foto: Leandro Andrade

direto da gôndola

MARCAS PRÓPRIAS EM REDES DE FARMÁCIAS: A APOSTA DA PANVEL® Foto: FuturePack

A competitividade impõe a adoção de modelos de negócios mais modernos, a exemplo da comercialização de marcas próprias

Assunta Napolitano Camilo*

A

prática que já é sucesso na Europa e nos Estados Unidos, em redes como CVS® e Target® (americanas), DM® (alemã), Boots® (inglesa), entre tantas outras, ainda é pouco vista no Brasil, com exceções pontuais, como a marca Needs®, da rede Droga Raia®. ® A Panvel , rede gaúcha, é uma delas. Já presente em todo o sul do país, tem investido bastante em várias marcas próprias, apostando em boas embalagens, materiais diferenciados e inovação, comunicando seus benefícios com equipe bem treinada. Um exemplo digno de nota é a linha de sabonete líquido, que foi especialmente “vestida” para a Páscoa, numa embalagem temática. O produto ganhou um frasco de PET ovalado, e ainda, com cheiro de chocolate. Uma excelente opção de presente inusitado que substituiu ou complementou o tradicional Ovo de Páscoa. O cartucho ou a embalagem do frasco, com orelhas de coelho, virou um perfeito presente para a época!

Demonstração clara de que é possível inovar de forma simples, entregando relevância dentro do timing. Já a delicadeza da linha Baby Clube®, especialmente desenhada para os pequenos consumidores e para convencer mamães e titias, é digna de destaque. A embalagem apresenta design e cores suaves, ergonomia e funcionalidade adequadas. A tampa push and pull, a qualidade da impressão e a impecável aplicação do rótulo termoencolhível são provas do cuidado com as embalagens. Destaque ainda para a linha Vert®, que se propõe a ser uma alternativa saudável e brasileira, usando ingredientes naturais e da nossa flora em seus produtos, a exemplo de frutas, como maracujá, castanhas brasileiras, entre outros ativos. A maior surpresa são as embalagens utilizadas pelas marcas próprias. O frasco do óleo corporal utiliza PET 100% reciclado, além de rotulagem ambiental completa, que identifica todos os materiais, bem como a simbologia de descarte correta. A linha de cremes ganhou bisnagas de PE verde, da Braskem®, por ser de fonte renovável. Os cartuchos são produzidos em papel cartão, com 40% de material reciclado pós-consumo, contando novamente com a comunicação (simbologia e rotulagem corretas), sem apelar ao green washing (maquiagem verde), que apenas confunde o consumidor. Com isso tudo, os consumidores estão cada vez mais bem informados, e as empresas honestas serão beneficiadas pelas iniciativas válidas.

Se quiser mais informações e fotos dos produtos, é possível obtê-las no site: www.clubedaembalagem.com.br *Assunta Napolitano Camilo: Diretora da FuturePack – Consultoria de Embalagens e do Instituto de Embalagens – Ensino & Pesquisa. Articulista, professora e palestrante internacional de embalagens. Recebeu diversos prêmios, entre eles o de Profissional do Ano e o de Melhor Embalagem do Ano. Coordenadora dos livros: Embalagens Flexíveis; Embalagens de Papelcartão; Guia de embalagens para produtos orgânicos; Embalagens: Design, Materiais, Processos, Máquinas & Sustentabilidade, entre outros. Diretora do Kit de Referências de Embalagens e da coleção Better Packaging. Better World.

Editora B2B

45


Foto: Divulgação

Pela primeira vez uma unidade da Ball no Brasil conquista o Prêmio de Sustentabilidade R. David Hoover

Entre as mais sustentáveis Unidade da Ball em Brasília foi uma das seis que ganharam prêmio interno entre 90 fábricas em todo o mundo

A

Ball Corporation, líder na fabricação global de embalagens para bebidas, reconhece anualmente, entre suas 90 fábricas em todo o mundo, as que mais progrediram nas metas de sustentabilidade e negócios da empresa com o Prêmio de Sustentabilidade r. david Hoover. Em 2016, a unidade de Brasília (dF) foi o destaque da américa do Sul com seus projetos de sustentabilidade e ações com a comunidade. “Esta é a primeira vez que uma unidade do Brasil conquista a premiação”, afirma Carlos Souza, gerente da fábrica da Ball em Brasília. a fábrica reduziu o consumo de energia elétrica, fechou mais um ano sem acidentes com afastamento, suportou instituições com foco em segurança alimentar e esteve envolvida em geração de conhecimento científico e tecnológico. também trabalhou para educar a comunidade

46

Editora B2B

local sobre os benefícios do consumo consciente e da coleta seletiva, especialmente por atuar em uma cadeia circular como a da lata de alumínio. a unidade também vem realizando uma série de projetos, como o reaproveitamento de água da chuva, utilização do efluente tratado para irrigação do jardim, substituição de equipamentos elétricos antigos por versões com menor consumo, combate ao vazamento de ar comprimido utilizado na linha de produção, ações voltadas para a contenção de fontes de desperdício de água, execução da programação de manutenção para evitar perdas causadas por equipamentos desregulados. “o prêmio é resultado de um trabalho contínuo que, ao longo dos anos, possui foco no uso mais racional dos recursos e no combate ao desperdício”, afirma o gerente da fábrica da Ball em Brasília. a sustentabilidade do negócio faz parte da estratégia da Ball. “Por isso, além das ações já citadas, realizamos campanhas internas para promoção de incentivo e conscientização dos seus funcionários, seus familiares e sua comunidade. também existem metas corporativas e individuais relacionadas ao tema”, afirma Souza. a companhia possui vários parâmetros para avaliar as suas metas de sustentabilidade e, anualmente, lança desafios que implicam em reduções na faixa de 5% a 10% dos consumos de água, energia elétrica e da geração de resíduos líquidos e sólidos. “acredito que todas as unidades têm se esforçado bastante para conseguir alcançar as metas globais. No entanto, pode-se citar a motivação e o engajamento dos funcionários de Brasília e o relacionamento com a comunidade, tanto com instituições do governo como com outras organizações, universidades e escolas técnicas, como os principais diferenciais para termos conquistado o prêmio”, revela o executivo. Ele continua: “Estamos muito felizes e orgulhosos com esse prêmio. o prêmio com certeza é um incentivo para todo o time da fábrica continuar a desenvolver ações e atividades que visam ao crescimento sustentável do nosso negócio e da comunidade onde atuamos”. a Ball possui 14 plantas na américa do Sul, sendo 12 no Brasil, uma na argentina e outra no Chile. além de dois centros de distribuição, um no Peru e outro em Belém, Pará. a planta de Brasília produz cerca de 1,5 bilhão de latas anualmente e emprega 140 funcionários. o prêmio foi criado em 2011 para honrar os esforços do ex-presidente da Ball r. david Hoover em desenvolver um projeto formal de sustentabilidade para a companhia. além da unidade em Brasília, as fábricas de latas do Cairo (Egito), Fort Worth (texas, EUa), San Martino (itália) e as fábricas de embalagens de aerossol e comida de Canton-Brookline (ohio, EUa) e Verona (Virgínia, EUa) também receberam o prêmio por conta dos avanços realizados na área.


pack | sustentabilidade

Existe vida após o consumo

Foto: Divulgação

Vale Fértil lança campanha de logística reversa na cidade de Curitiba (PR) e Região Metropolitana, que consiste na troca de cinco embalagens vazias de qualquer produto da marca, por um pote de azeitonas verdes de 360 gramas

O objetivo da ação é reduzir aproximadamente 15% a quantidade de embalagens na Região Metropolitana de Curitiba

C

onsciente de sua responsabilidade ambiental, a Vale Fértil, líder no segmento de azeitonas no país, acaba de lançar uma campanha de reciclagem baseada na logística reversa – é a primeira marca de azeitonas a investir neste tipo de ação sustentável. A iniciativa surgiu, segundo Marcelino Campos Vidal Junior, diretor comercial da empresa, de um pensamento. “O que podemos fazer para destinar os resíduos gerados pela nossa fabricação.” A campanha, que termina em setembro deste ano, consiste na troca de cinco embalagens vazias de qualquer produto da marca por um pote de azeitonas verdes de 360 g. Para isso, basta o consumidor entrar no site – www.valefertil.com.br – preencher alguns dados e aguardar. A própria Vale Fértil se responsabiliza por coletar as embalagens usadas e entregar o pote cheio na casa do consumidor, em Curitiba e na Região Metropolitana. O objetivo da ação é reduzir aproximadamente 15% a quantidade de embalagens na Região Metropolitana de Curitiba, onde está sendo o mercado teste da campanha. No total são 5 toneladas de filme plástico e 12 milhões de unidades de vidro por ano para abastecer Curitiba e Região Metropolitana. “A ideia de fazer a campanha aqui na Região Metropolitana de Curitiba é para medir os processos para levá-los para outras regiões do Brasil”, diz. Mas, segundo ele, ainda é preciso avaliar o resultado desta primeira etapa. De acordo com o diretor comercial da Vale Fértil, as embalagens irão direto para a empresa de reciclagem Recycling. “Reconhecemos a importância de iniciativas ambientais em benefício ao meio ambiente, além do aumento da credibilidade e valorização da nossa marca”, acredita Vidal. “O impacto ambiental da campanha de logística reversa ainda é pequeno, porém é o início de um projeto que poderá se tornar grande com o engajamento de outras indústrias, inclusive”, acrescenta.

No futuro, a parceria com os fornecedores de embalagens, segundo ele, se fará necessária, inclusive, porque existem produtos que podem retornar para eles para que sejam reprocessados. “No entanto, ainda estamos no processo embrionário, trazendo este conceito de logística reversa para a indústria de conservas”, argumenta. Além da campanha de logística reversa, a Vale Fértil se preocupa no desenvolvimento de embalagens mais sustentáveis. “Buscamos sempre produtos para nossas embalagens que possam ser reciclados ou embalagens de produtos reciclados”, afirma Vidal. “Os desafios para gerar menos resíduos de embalagens são enormes. Isso demanda muita pesquisa e mudança de hábito de consumo dos consumidores.” A campanha de logística reversa das embalagens também tem foco no consumo responsável dos consumidores. “Cada dia mais necessitamos de responsabilidade no consumo, seja por parte do fabricante, seja por parte do consumidor final, que busca o menor impacto ambiental”, salienta Vidal. A Vale Fértil é responsável por 17% do mercado de azeitonas no País, comercializando 14 milhões de quilos ao ano e projetando um crescimento de 10% até o final de 2017. O volume total de embalagens gerado pela empresa é de 4.235.000 quilos de embalagens plásticas e 3.000.000 quilos de embalagens de vidro. Editora B2B

47


LEITURA EMBALAGENS DE ALUMÍNIO, O PRIMEIRO TRILÍNGUE

Foto: Instituto de Embalagens

instituto de embalagens lança o quarto livro da coleção “Better Packaging. Better World” A coleção se iniciou com o livro que traz em seu título a crença do Instituto de Embalagens: Better Packaging. Better World (Embalagem melhor. Mundo melhor), lançado em 2014, e já conta também com mais duas obras, em versão bilíngue (português e inglês): Embalagens Flexíveis e Embalagens Papelcartão. O Instituto de Embalagens lança, agora, o novo livro: Embalagens de Alumínio, o primeiro trilíngue, disponível também em espanhol, com tiragem de dois mil exemplares. Como nos demais livros da coleção, o conteúdo abrange todo o sistema de embalagem, desde conceitos até a disposição final, incluindo mercado, design, materiais, processos, equipamentos e sustentabilidade. A publicação foi preparada por uma equipe

multidisciplinar, que juntou esforços para elaborar um livro acessível para transformadores de embalagens de alumínio e empresas que utilizam embalagens com a intenção de capacitar novos profissionais e ajudar suas mentes a criar e inovar a partir de conhecimento sólido, isento e imparcial. O lançamento do livro Embalagens de Alumínio foi realizado durante a Interpack – Feira Internacional de Embalagens – que aconteceu em Dusseldorf, na Alemanha, de 4 a 10 de maio de 2017. A distribuição mundial do livro Embalagens de Alumínio será feita por meio do site (www.betterpackagingbetterworld.com) e por meio de ampla rede de apoiadores, como IOPP (EUA), Alufoil (Europa), AIP (Austrália), IPO (África), entre outros. No Brasil, o lançamento será feito no dia 13 de junho, às 17horas, no Conselho Regional de Química (CRQ), na rua Oscar Freire, 2039, em São Paulo. O custo do livro é de R$100,00. O livro teve o patrocínio das empresas Arconic®, Ball®, Bemis®, Bispharma®,CBA®, FuturePack® e Novelis®, além do apoio técnico do Comitê de Mercado de Embalagem da Associação Brasileira do Alumínio (ABAL). Todos apoiaram este projeto com o mesmo propósito de levar mais luz sobre o tema embalagens e assim promover: Embalagens melhores para um mundo melhor! Para todos e sempre! MAIS INFORMAÇÕES: www.institutodeembalagens.com.br


notas técnicas

CONTROLE DE QUALIDADE DE TUBOS DE VIDRO O PerfexionTM, desenvolvido pela Schott, realiza o controle de qualidade de tubos de vidro que, numa etapa posterior, serão convertidos em recipientes de embalagem primária utilizada pelas empresas do setor farmacêutico para armazenar e administrar medicamentos. Os tubos são, portanto, analisados milimetricamente e transformados em frascos, seringas, ampolas e cartuchos, com variações nas dimensões do tubo, como diâmetro interno ou espessura de parede. Com o PerfexionTM, é possível efetuar o monitoramento e a medição da superfície da curvatura do tubo com 100% de precisão, porém num processo executado em alta velocidade que é obtido com a combinação de varredura de linha e áreas de câmeras, laser e sistemas de inspeção IR. Grupo SCHOTT www.schott.com/perfexion

48

Editora B2B

Foto: Divulgação

REBOCADOR ELÉTRICO O modelo RP40 é um equipamento projetado pela Paletrans para realizar a movimentação horizontal de materiais e auxiliar no abastecimento de linhas de produção industrial. É um rebocador elétrico com capacidade para suportar carga de até 4.000 kg. Ele possui chassi de 820 mm de largura e, por esse motivo, é capaz de operar em corredores estreitos. Com uma altura livre, de 80 mm do solo, o RP40 consegue vencer pequenos obstáculos. É equipado com motor de tração de 3 kW em corrente alternada; possui freio regenerativo e de estacionamento eletromagnético; tem direção elétrica progressiva e timão de direção ergonômico, com regulagem de altura. O equipamento oferece três níveis de altura de acoplamento, portanto, torna-o adequado para utilização de diversos implementos de arraste. O rebocador é dotado também de botões de aproximação, frente e ré, para facilitar as operações de engate e desengate. PALETRANS Equipamentos Ltda. Tel.: (16) 3951-9999 | www.paletrans.com.br

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

ESPUMA PARTICULADA COMPOSTÁVEL Predominantemente de base biológica, a espuma particulada ecovio® EA é adequada para embalagens de transporte de produtos delicados ou de alto valor, de maneira que resistência ao impacto e robustez são essenciais. Portanto, apresenta excelente absorção de energia e resistência mesmo quando submetida a múltiplos impactos. É um produto que satisfaz os requisitos dos que buscam uma solução de transporte de base biológica e biodegradável. É um produto que pode ser utilizado pelo setor de eletrodomésticos, como máquinas de lava-roupa ou televisores que precisam permanecer intactos na embalagem ao longo da cadeia de transporte. No entanto, devido à uma condutividade térmica mínima de 34 mW, é também adequada para todas as aplicações de isolamento térmico no setor de transporte. Grupo BASF Tel.: (11) 3147-7413 | www.basf.com


índice de anunciantes PÁGINA

EMPRESA

SITE

4ª Capa .... ANTILHAS .......................................................................................................................................................www.antilhas.com.br

15 ............. COIM ...........................................................................................................................................................www.coimgroup.com.br

13 ............. ETIAM/BR FILMS .......................................................................................................... www.etiam.com.br / www.brfilms.com.br

3ª Capa .... FISPAL TECNOLOGIA ......................................................................................................................... www.fispaltecnologia.com.br

5 e 49....INSTITUTO DE EMBALAGENS ..................................................................................................www.institutodeembalagens.com.br

2ª Capa .... OPTIMA ...........................................................................................................................................................www.optima-bra.com

7 ............... PERFOR ............................................................................................................................................................. www.perfor.com.br

EMBALAGENS FLEXÍVEIS (PVC, BOPP, PP)

EDIÇÃO 223

ESPECIAL: • Embalagens Cartonadas • Papelão Ondulado • Micro-ondulado

APROVEITE AS CONDIÇÕES COMERCIAIS ESPECIAIS PARA ANUNCIAR RESERVE SEU ESPAÇO, LIGUE: (11) 3722-0956


Revista Pack digital 222  

Pack Revista de Negócios do mercado de embalagens. Máquinas, equipamentos, produtos e serviços do setor industrial. Novidades e lançamentos...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you