__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

www.pack.com.br

212

ANO•17

2 0 1 5

R$ 15,00

EMBALAGEM

TECNOLOGIA

DESIGN

INOVAÇÃO

ANIVERSÁRIO Celso Soares completa 30 anos de Alcoa

RÓTULOS Seu papel na embalagem, regulamentação e poder de atração

VIDA LONGA ÀS CARTONADAS 212 - Capa.indd 1

Em A ba G “ Su An lag OS st áli en T en se s O ta d Me / bi o m tá S l E aç idad erc lica TE ão e: ad s ( M ob “A o, Aço B rig re em e R at cic nú Al O ór la m um ia ge e ín ” m ro io co s” ) m o

NOVAS SOLUÇÕES

13/09/2015 21:52:38


2 CAPA PERFOR.indd 2

13/09/2015 22:29:22


Foto: COMODO

carta ao leitor

CONQUISTA!

N

esta edição, a Revista Pack quer comemorar um fato especial: as três décadas de gestão do diretor de laminados da Alcoa América Latina e Caribe, Celso Soares. Afinal, não é todo dia que encontramos fontes com tanto tempo de carreira em uma das mais conceituadas companhias que atende o mercado de embalagem. O executivo recebeu nossa equipe para um bate-papo descontraído, em que fala sobre a planta de Itapissuma (PE), pela qual é responsável, assim como pela exploração de oportunidades de crescimento no setor de laminação na região. Até chegar a este posto, Soares passou pelas áreas de Primários e de Extrudados, liderando também fábricas na Itália e na Hungria por 10 anos, retornando ao Brasil para assumir, em 2011, sua posição atual. O diretor nos contou como ingressou no setor de alumínio, sua trajetória profissional, desafios na carreira e como é seu dia a dia como um dos principais representantes da gigante Alcoa. Mas, o destaque não é só para esta matéria. A reportagem de Cecília Borges nos mostra o papel fundamental dos rótulos na elaboração da embalagem: desde as informações dos componentes que compõem o produto, seguindo pela regulamentação de órgãos específicos e o papel de encantar o consumidor final,

Pack 212 - Editorial.indd 3

afinal, as prateleiras de lojas e supermercados escondem uma guerra silenciosa entre os produtos de uma mesma categoria, disputando a atenção do comprador. Sucesso ou fracasso é uma questão de segundos. Outro destaque é para a pesquisa divulgada pelo Instituto Canadean, que aponta o mercado de embalagens cartonadas com um futuro promissor, especialmente para o setor de alimentos longa vida. De acordo com este estudo, mais de 15 bilhões destas embalagens foram comercializadas no Brasil no ano passado (2014). As expectativas, apesar do cenário econômico e político do País, são de um crescimento da ordem de 6% até o ano de 2020, chegando aos 22 bilhões de unidades comercializadas. Com os números atuais, o Brasil ocupa o segundo lugar no ranking mundial neste mercado, estando apenas atrás da China. Nossa equipe também esteve presente na 31ª Fispal Tecnologia para ver de perto as novidades das principais empresas de mais de 12 países dos setores de bebidas, alimentos, farmacêutico, químico, cosmético, laticínio, frigorífico e embalagem. Vale a pena conferir. Boa leitura!

THAIS MARTINS EDITORA CHEFE redacao@pack.com.br

14/09/2015 12:55:41


212

sumário

A N O • 1 7

Foto: Leandro Andrade

2015

10

INOVAÇÃO

EMBALAGEM TECNOLOGIA DESIGN

CELSO SOARES Prestes a completar 30 anos de Alcoa

10 ENTREVISTA

Celso Soares, diretor de laminados da Alcoa América Latina e Caribe, está prestes a completar 30 anos na empresa de alumínio.

16 POR DENTRO DAS LEIS

Artigo “Transgênicos e o direito de ser informado”, de Luciana Zioli, do Loureiro Filho Sociedade, aborda o direito do consumidor sobre o produto adquirido.

Foto: Sig Combibloc

26 À PRIMEIRA VISTA

32

Rótulos desempenham papel fundamental na elaboração da embalagem, além de seguir regulamentação de órgãos específicos e encantar o consumidor.

CARTONADAS Empresas apresentam novas soluções

32 VIDA LONGA ÀS CARTONADAS

Apesar do cenário econômico não favorável, empresas lançam produtos e tecnologias, e encontram novas soluções para aquecer o mercado.

Foto: Kromos

44 31ª FISPAL TECNOLOGIA

Confira os lançamentos das principais empresas dos setores de bebidas, alimentos, farmacêutico, químico, cosmético, laticínio, frigorífico e embalagem.

26

RÓTULOS Seu papel fundamental na embalagem

4

EDITORA B2B

212_Índice de matérias.indd 4

Foto: Cryovac

SEÇÕES 6 AGENDA

38 ESPECIAL WITTMAN

8 PACK ONLINE

42 ARTIGO LOGÍSTICA REVERSA

17 VAI E VEM DO MERCADO

52 SUSTENTABILIDADE

18 NOTÍCIAS

54 DIRETO DA GÔNDOLA

20 ATUALIDADES

56 NOTAS TÉCNICAS

24 VANGUARDA

57 PACK LEITURA

13/09/2015 22:33:05


5 CALCGRAF.indd 5

13/09/2015 22:32:37


agenda FEIRAS NO BRASIL EMBALAGEM | TECNOLOGIA | DESIGN | INOVAÇÃO

DATA

FEIRA

LOCAL

CONTATO

15 a 17 de setembro

Movimat

Expo Center Norte – SP

www.expomovimat.com.br

3 a 6 de novembro

Fispal Tecnologia Nordeste

Centro de Convenções de Pernambuco – PE

www.fispaltecnologianordeste. com.br

11 a 13 de novembro

FIMAI

Expo Center Norte – SP

www.fimai.com.br

FEIRAS NO EXTERIOR DATA

FEIRA

LOCAL

CONTATO

17 a 19 de setembro

Europack Euromanut CFIA 2015

Eurexpo Lyon - FRA

www.europack-euromanut-cfia. com/en/

14 a 16 de setembro

International Foodtec Índia

Pragati Maidan - IND

www.foodtecindia.com

29 de setembro a 1º de outubro

FachPack

Exhibition Centre Nuremberg - GER

www.fachpack.de/en/

29 de setembro a 2 de outubro

Labelexpo Europe

Brussels Expo – BEL

www.labelexpo-europe.com

13 e 14 de outubro

Texas Pack

NRG Center - USA

www.texaspackshow.com

4 e 5 de novembro

Minn Pack

Minneapolis Convention Center – USA

www.minnpack.com

18 e 19 de novembro

Empack Madrid 2015

Feria de Madrid – ESP

www.easyfairs.com

PUBLISHER: Fernando Lopes EDITORA CHEFE: Thais Martins / Publicar Comunics publicarassessoria@gmail.com ASSESSORA TÉCNICA: Assunta Napolitano Camilo (FuturePack) assunta@futurepack.com.br REVISÃO: Nazaré Baracho PROJETO GRÁFICO: Editora B2B PRODUÇÃO: Luciano Tavares de Lima (gerente) produção@banas.com.br DESIGNER: Ana Claudia Martins editoracaopack@gmail.com CAPA: Ana Claudia Martins FOTO DA CAPA: Sig Combibloc

CONSELHO EDITORIAL Assunta Camilo Napolitano, diretora da FuturePack e do Instituto de Embalagens – Eduardo Tadashi Yugue, gerente de embalagens da Nestlé Brasil – Geraldo Cardoso Guitti, diretor do Conselho Administrativo da Refrigerantes Convenção – Iorley Correia Lisboa, gerente P&D e Inovação de Embalagens – Marcas Exclusivas do Walmart Brasil – João Batista Ferreira, CEO da J2B Innovation to Business – Lincoln Seragini, presidente da Seragini Design – e Luis Fernando Madi, Diretor Geral do Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL)

COMERCIAL

ACREDITO QUE O PONTO FORTE DA REVISTA PACK SÃO AS MATÉRIAS TÉCNICAS QUE FORNECEM SUBSÍDIOS PARA A TOMADA DE DECISÕES EM UM CENÁRIO DE GRANDE OFERTA

SABEMOS DA TRADIÇÃO DA PACK DENTRO DA INDÚSTRIA

DE EMBALAGENS E TENHO AS MELHORES REFERÊNCIAS DO MERCADO EM RELAÇÃO À SUA PUBLICAÇÃO.

Rajah Chahine rajahchahine14@gmail.com Tel.: (11) 3722-0956 Nilton Feitosa nilton.feitosa@nvcon.com.br Executivos de Negócios – São Paulo – Interior Aqueropita Intermediações de Negócios Ltda. Contato: Aparecida A. Stefani Tel.: (16) 3413-2336 – Cel.: (11) 9647-0044 aparecida.stefani@banas.com.br

Cartas&E-mails DE DIFERENTES TECNOLOGIAS.

Marília de Paula marilia.pack@gmail.com Tel.: (11) 3722-0956

EXCELENTE LEITURA

ANNA PIRES, ASSESSORA DE IMPRENSA DA HEWLETT-PACKARD – HP

Rio Grande do Sul Interface Comunicação e Propaganda Ltda. Contato: Vera Anjos Av. Taquara, 193 – Cj. 406 – CEP 90460-210 – Porto Alegre-RS Tel./Fax: (51) 3737.9200 (51) 9969.0727 banassul@terra.com.br Rio de Janeiro Art Comunicação S/C Ltda. Contato: Francisco Neves Rua Des. João Claudino Oliveira e Cruz, 50 – cj. 607 – CEP 22793-071 – Rio de Janeiro-RJ Tels.: (21) 2269-7760 – (11) 9943-5530 – Fax: (21) 3899-1274 banasrj@uol.com.br

REPRESENTANTE INTERNACIONAL NA MINHA VISÃO, A PACK É UMA DAS MELHORES REVISTAS DO SETOR DE EMBALAGENS NO BRASIL. ISSO SE DEVE À EXCELÊNCIA DA EQUIPE JORNALÍSTICA, QUE CONHECE BEM

PARA SE CORRESPONDER COM A REDAÇÃO E-MAIL redacao@pack.com.br

END.

ERICA MASSINI, GERENTE DE MARKETING, LATAM/ STRATASYS

Rua dos Três Irmãos, 771 Jardim Progredior – São Paulo-SP – CEP 05615-190

IMPRESSÃO: Grafilar CIRCULAÇÃO NACIONAL: Tiragem – 10 000 exemplares PERIODICIDADE: ANUAL Nº Avulso: R$ 15,00 PACK – EMBALAGEM | TECNOLOGIA | DESIGN | INOVAÇÃO

é uma publicação mensal da Editora B2B.

A PACK é dirigida aos profissionais que ocupam cargos técnicos, de direção, gerência e supervisão em empresas fornecedoras, convertedoras e usuárias de embalagens, bem como prestadores de serviços relacionados à logística, design e todos os processos relacionados a indústrias de embalagem. AT

EC

D E M ÍD IA S E G

M

E

N TA

DA 2008

NOVO TELEFONE: (11) 3722-0956

Rua dos Três Irmãos, 771 Jardim Progredior – São Paulo-SP – CEP 05615-190 CNPJ 07.570.587/0001-13 – I.E. 149.349.995-116 NOVO TELEFONE: (11) 3722-0956

PB

EDITORA B2B

212_Agenda_Expediente.indd 6 EDITORA BANAS

D

O

6

IA

T

A

EG

R

A

B2

C AT

B

SOS CAMINHOS PARA SUAS EMPRESAS

ARGENTINA 15 de Noviembre 2547 – C1261 AAO – Capital Federal – Republica Argentina Tel.: (54-11) 4943-8500 – Fax y Mensajes: (54-11) 4943-8540 www.edigarnet.com

AN

PACKAGING WORLD, QUE PERMITE O COMPARTILHAMENTO, NO BRASIL, DE CONTEÚDOS E TENDÊNCIAS INTERNACIONAIS. ACREDITAMOS QUE A TECNOLOGIA DE IMPRESSÃO 3D É UMA TENDÊNCIA IMPORTANTE PARA ESTE SETOR, UMA OPÇÃO INTERESSANTE PARA REALIZAR ALGUMAS SUBSTITUIÇÕES DE TECNOLOGIA NA LINHA PRODUTO DAS INDÚSTRIAS DE EMBALAGENS. MAS, PARA ISSO, É FUNDAMENTAL O PAPEL DA PACK, QUE DISSEMINA INFORMAÇÕES (INCLUSIVE ESTUDOS DE CASO), TIRA DÚVIDAS E AJUDA OS GESTORES BRASILEIROS A SEGUIREM NOVOS E PROVEITO-

IO

SETOR COMO UM TODO; E TAMBÉM A PARCERIA COM A REVISTA

IV P R Ê M

TODOS OS ASPECTOS DESTA INDÚSTRIA E PAUTA EDIÇÕES QUE PROMOVEM A EVOLUÇÃO DO

RE

V I S TA S E G M

EN

É permitida a divulgação das informações contidas na revista desde que citada a fonte. PACK reserva-se o direito de publicar somente informações que considerar relevantes e do interesse dos leitores da revista.

14/09/2015 12:20:49


7 MARKEM IMAJE.indd 7

13/09/2015 22:34:42


@EditoraB2B

nline

facebook.com/packrevista

www.pack.com.br POR TATIANA GOMES | tatiana.gomes@banas.com.br

Plastipak desenvolve, em parceria com a Nestlé, uma das menores embalagens do mundo Congraf produziu a nova embalagem da Vodka Premium da Stolichnaya

Foto: Divulgação

A Plastipak, referência em qualidade e tendências de embalagens plásticas rígidas no Brasil e no mundo, desenvolveu uma embalagem diferenciada para o mercado brasileiro de iogurtes que acaba de ser premiada no World Star Award na categoria Alimentos. Entendendo as demandas da Nestlé, foi criada a embalagem para o iogurte Ninho Fruti, extremamente leve, com apenas 2,3 gramas, considerada uma das menores do mundo.

Foto: Divulgação

O SITE DA PACK TRAZ NOTICIÁRIO ATUALIZADO DIARIAMENTE, ARTIGOS EXCLUSIVOS E TUDO SOBRE O MERCADO DE EMBALAGEM. MAIS: VÍDEOS, FOTOS E A VERSÃO DIGITAL NA ÍNTEGRA DA EDIÇÃO DO MÊS, ALÉM DAS ANTERIORES!

A Plastipak, referência em qualidade e tendências de embalagens plásticas rígidas no Brasil e no mundo, desenvolveu uma embalagem diferenciada para o mercado brasileiro de iogurtes que acaba de ser premiada no World Star Award na categoria Alimentos. Entendendo as demandas da Nestlé, foi criada a embalagem para o iogurte Ninho Fruti, extremamente leve, com apenas 2,3 gramas, considerada uma das menores do mundo. Onde achar? http://www.pack.com.br/blog

[ENQUETE ]

RESULTADO

Como sua empresa lida com economia de energia?

JULHO/2015

Gestão e controle apenas Investimentos em novas tecnologias Não temos como investir nessa área no momento

20%

10%

70%

NESTE MÊS Interaja! Confira a enquete do mês e vote na home do site! Onde achar? http://www.pack.com.br

[DESTAQUES] Dúvidas sobre o mercado?

Nossos consultores esclarecem os mais diversos temas do setor. Envie sua pergunta e leia as respostas para nossos internautas no Blog da Pack. E-mail guru@pack.com.br PERGUNTE, ELE RESPONDE!

8

O NEWSLETTER QUINZENAL DA INDÚSTRIA

Toda quinzena, a newsletter entrega no seu e-mail as notícias mais importantes da indústria de embalagens. Cadastre-se no site! Acesse! www.banas.com.br/banasinforma

[CONEXÃO WEB ] as mais lidas no pack.com.br

1 2 3 4 5

SIG Combibloc lança perfuração completa para embalagens de leite condensado e creme de leite A embalagem pode ser totalmente aberta sem o uso de utensílios adicionais, como facas ou tesouras.

Npes promove seminário de embalagens em São Paulo NPES promove no dia 6 de agosto, em São Paulo, o seminário “Embalagens Impressas: Presente e Futuro no Brasil”.

Embaquim lança primeira bolsa “i´mgreen™” do mercado brasileiro Ela é produzida com resina de fonte renovável, o Plástico Verde da Braskem.

Uso da biometria deve crescer mais de 25% ao ano até 2024 Bancos impulsionam uso de impressões digitais na América Latina.

Indústria de cosméticos da Amazônia aposta na biodiversidade para crescer Projeto do Sebrae em sete estados tornará empresas referência na produção.

Confira a lista das 10 notícias mais acessadas no site e as leia na íntegra! Fonte: Google Analytics * Período de 18/5/15 a 14/7/15 Onde achar? http:/www.pack.com.br/maisnoticias.aspx

EDITORA B2B

212_Pack_online.indd 8

13/09/2015 22:35:43


9 ARO.indd 9

13/09/2015 22:36:48


Foto: Leandro Andrade

entrevista

10

Editora B2B

212 Entrevista .indd 10

13/09/2015 22:37:21


TRÊS DÉCADAS DE GESTÃO

P

restes a completar 30 anos na empresa de alumínio alcoa, o diretor de Laminados da alcoa américa Latina e Caribe, Celso soares responde pela planta de itapissuma (PE), assim como pela exploração de oportunidades de crescimento no setor de laminação na região. até chegar a este posto, o executivo passou pelas áreas de Primários e de Extrudados, liderando também fábricas na itália e na Hungria por 10 anos, retornando ao Brasil para assumir, em 2011, sua posição atual. na entrevista a seguir, o diretor conta como ingressou no setor de alumínio, sua trajetória profissional, desafios na carreira e como é seu dia a dia como um dos principais representantes da gigante alcoa. REVISTA PACK: Conte-nos sobre sua história profissional e experiências relacionadas ao mercado de embalagem, por favor. CELSO SOARES: ingressei na alcoa américa Latina em 1986, na Fundição, e, mais tarde, fui para a divisão de Extrudados, onde atuei nas áreas de Qualidade, Produção, Lean Manufacturing, operações e Comercial. na alcoa itália, liderei o negócio de Extrudados e fui responsável pelas instalações da área de laminados, assim como na Hungria. retornando ao Brasil em agosto de 2011, fui nomeado, em setembro desse mesmo ano, diretor de Embalagens da alcoa américa Latina, tendo como responsabilidades os negócios de produtos laminados na região.

Editora B2B

212 Entrevista .indd 11

11

13/09/2015 22:37:36


Foto: Leandro Andrade

entrevista

forte concorrência mundial, e garantir a consistência e excelência operacional dentro dos padrões globais de performance da Alcoa. O mercado de embalagens assépticas de alumínio é muito peculiar, pois ele faz parte de um universo que representa: saúde, conservação, praticidade, garantia de qualidade, inovação e sustentabilidade. Todas essas características estão fortemente consolidadas nas soluções de embalagens assépticas. Por isso, estamos entre os melhores fornecedores e somos um grande parceiro da Tetra Pak. Logo, considero o resultado final mais do que satisfatório. PACK: Atualmente, você responde pela planta do Brasil, assim como pela exploração de oportunidades e crescimento no setor de laminação na região. Quais são as metas, o que vem sendo implementado?

PACK: Como entrou no segmento de embalagens? Quais foram suas conquistas, obstáculos e desafios? SOARES: Antes de trabalhar na Alcoa Brasil, fui Diretor de Qualidade da Alcoa Laminados Europa & América Latina e também atuei na Tetra Pak. A Alcoa sempre foi referência no mercado de embalagens, responsável por várias inovações em embalagens, como o sistema de abertura das latas de alumínio (refrigerantes e cervejas). Hoje, o segmento de embalagens é representativo no país e no contexto mundial. Lembro-me que, quando voltei da Europa, a Alcoa - Divisão de Laminados para embalagens estava em um momento de crescimento. Com isso, tive como desafios aumentar a atuação na área e buscar investimentos no setor de embalagens. Logo, podemos considerar que a primeira conquista foi a aprovação dos investimentos para ampliar a capacidade de produção de folhas para embalagens assépticas e flexíveis no Brasil, consolidando este segmento de negócio como estratégico na região. O maior desafio foi o de estabelecer como player deste segmento, que tem 12

PB

SOARES: Crescer e ampliar a participação da Alcoa em um dos segmentos mais importantes do negócio de laminados, que são as folhas especiais, seja para mercados consolidados, seja para novos mercados, tornando-a líder em soluções inovadoras. Entre os segmentos que mais crescem no País, estão os de embalagens rígidas (latas), os de embalagens flexíveis para os mercados farmacêutico e cosmético, e o das embalagens assépticas especiais para o setor de alimentos. Também nos destacamos como fornecedora de chapas e placas para aeronaves da Embraer, além de chapas para uso naval e automotivo. Como case, posso destacar a ampliação de nossa fábrica de laminados. Em 2014, anunciamos o investimento para aumentar a produção de folhas especiais para embalagens assépticas e flexíveis. Na época, projetamos que a de-

Editora B2B

212 Entrevista .indd 12 Editora Banas

13/09/2015 22:37:44


PACK: O que viu de mudanças no mercado de embalagens desde que iniciou até hoje? SOARES: Hoje, a embalagem é o produto, pois agrega uma série de valores a ele, representando garantia de qualidade, resultado de impressão gráfica superior para publicidade e informação no acabamento, além da própria estética e praticidade. As embalagens dos nossos clientes têm fortes características de sustentabilidade, que se alinham com o olhar atento e atualizado dos consumidores. As embalagens de alumínio são expressivas não somente para a segurança alimentar dos consumidores, como também na redução de resíduos e de emissões de gases causadores do efeito estufa, além de ser reciclável, que hoje é o ponto mais importante do pós-uso, pensando na destinação final dos resíduos. O alumínio é o ideal na conservação, é reciclável e mais leve. Com isso, considero que, com o decorrer dos anos, as embalagens continuarão a ganhar uma importância muito maior. Hoje, o papel delas vai além da proteção dos produtos e sua descrição. Elas atraem o consumidor para a marca e representam um valor agregado,

sendo elemento de competitividade. Passaram a utilizar mais tecnologia, conservando produtos por mais tempo, e também ganharam em design e inovações. A globalização faz com que muitos produtos sejam exportados, o que, obviamente, inclui a necessidade de embalagens de padrão mundial. Isso torna necessário que os produtos sejam versáteis e possam ser consumidos em vários países. As embalagens precisam incluir informações em vários idiomas e, consequentemente, ter rótulos maiores. Novas tecnologias permitem que os rótulos ocupem quase a totalidade da embalagem. Os fabricantes de embalagens no Brasil trabalham com este elevado nível de competência, com as melhores tecnologias e concorrendo no mercado internacional. A Alcoa acompanha esta tendência de seus clientes. PACK: Fale sobre a atuação da Alcoa, por favor. SOARES: A Alcoa está presente no cotidiano das pessoas de diversas formas: na fachada de um edifício, em aviões, na estrutura de um carro ou em embalagens de produtos. A empresa opera no Brasil em toda a cadeia de produção do alumínio, da mineração de bauxita até produtos transformados e de alto valor agregado. Além de ter inventado a atual indústria do alumínio, suas inovações representam importantes marcos dos mercados de bens de consumo, aeroespacial, construção civil, embalagens, indústria elétrica, máquinas e equipamentos, petróleo e gás, químicos e transportes. Ela investe, incansavelmente, em inovações que permitem a aplicação deste metal em milhares de novos produtos, tornando-os cada vez mais seguros, leves e recicláveis. Sem dúvida alguma, a Alcoa é referência no mercado pela qualidade

Foto: Leandro Andrade

manda por embalagens especiais no Brasil estaria em alto crescimento e contínuo. O investimento é parte do reposicionamento do portfolio da Alcoa nos negócios de alumínio transformado e produtos acabados no mercado de alto valor agregado. Embalagens assépticas e flexíveis feitas em folhas de alumínio especiais são os mais diferenciados tipos de embalagens. O uso dessas embalagens é liderado por empresas de alimentos e bebidas, pois permitem maior retenção de nutrientes e sabor, mantendo-os prontos para o consumo por longo tempo mesmo sem refrigeração.

de suas folhas para embalagens. As folhas de alumínio produzidas pela companhia apresentam alta impermeabilidade, que permite elevado isolamento em relação ao ambiente externo e resistência à corrosão, características essenciais para a conservação do conteúdo final embalado. Além disso, sua flexibilidade permite a combinação com qualquer outro material na produção de embalagens, como o plástico e o papel. Devido ao desempenho superior na proteção dos produtos acondicionados, as folhas de alumínio são utilizadas no segmento de embalagens nas suas mais diversas aplicações, sendo as principais: setor alimentício (laticínios, alimentos desidratados, confeitos, bebidas, alimentação animal, café etc.), setor farmacêutico (blisters, strip, sachês e membranas para frascos) e setor de cosméticos (tubos para pasta de dente e cremes em geral). Na área de inovação, em Pittsburgh, nos Estados Unidos, temos o Centro Técnico da Alcoa (ATC), que mantém pesquisa e desenvolvimento de soluções inovadoras Editora B2B

212 Entrevista .indd 13

13

13/09/2015 22:37:52


Foto: Leandro Andrade

entrevista

embalagem, pois mantém os produtos mais frescos por mais tempo. a alcoa está preparada para esta demanda dos consumidores, podendo oferecer estrutura e capacidade para que nossos clientes possam capturar essa demanda crescente. PACK: Como é liderar uma empresa com o porte da Alcoa?

A Alcoa tem uma posição de liderança no mercado de folhas especiais na América Latina para todas as unidades e negócios da companhia no mundo. outro modelo neste sentido é a academia de inovação, que foi criada, no Brasil, com o objetivo de atender suas prioridades estratégicas por meio de uma rede interna de inovação. neste ano, a academia teve a participação de 25 funcionários de todas as unidades de negócio da companhia na região. apoiados por um tutor especialista em Pesquisa, desenvolvimento e inovação (Pd&i), os participantes desenvolveram planos de negócios e apresentaram projetos de alta aderência e aplicabilidade. no Brasil, também temos o Prêmio alcoa de inovação em alumínio, que estimula e premia a aplicação do alumínio e projetos inéditos desenvolvidos por estudantes e profissionais. além disso, atuamos em algumas instituições que são referência no setor e estão sempre na vanguarda das discussões e reflexões pertinentes ao mercado, entre elas: a 14

PB

associação Brasileira do alumínio (aBaL), a associação Brasileira de Embalagem (aBrE) e o instituto de Embalagem. Esta última, por exemplo, tem tido papel importante na formação de profissionais e na proposta de soluções inovadoras para o segmento. PACK: Focando em tecnologia, as folhas de alumínio produzidas pela empresa apresentam algum diferencial? SOARES: É importante mencionar que a alcoa tem uma posição de liderança no mercado de folhas especiais na américa Latina, onde os nossos produtos de valor agregado são essenciais na produção de embalagens altamente diferenciadas. Embalagens assépticas e flexíveis feitas em folhas de alumínio especiais são os mais diferenciados tipos de embalagens. somos reconhecidos pelo nível de qualidade e serviços. Um número crescente de consumidores prefere esse tipo de

SOARES: É uma grande responsabilidade e orgulho integrar a liderança de uma empresa reconhecida no mercado e de marca forte como a alcoa, que atua com a visão “avançando cada geração” e valores sedimentados na organização. Penso que, como líder da empresa, tenho o papel de praticar esta visão e valores, vivenciando-os em todas as áreas de atuação, seja no desenvolvimento de negócios com nossos clientes, seja no relacionamento com as comunidades onde atuamos, resultando num crescimento sustentável e positivo para todos. outra vantagem de estar em uma empresa como a alcoa é que existe um alinhamento global dos processos e das diretrizes. ou seja, independente da localidade, a alcoa, em qualquer lugar do mundo, busca a atuação sob os mesmos valores. tenho aprendido muito e tenho muito a aprender com tudo e todos, e este é meu melhor presente todos os dias de trabalho na alcoa. Em especial, na dimensão mais humana, é maravilhoso vivenciar os trabalhos comunitários e voluntários promovidos pelo instituto alcoa e se doar ao próximo. são iniciativas que nos enchem de orgulho e acrescentam ainda mais vida à rica relação que já desenvolvemos no dia a dia com nossos funcionários. o que existe de mais atual para o que chamamos no mundo de “learning organization” é o que a alcoa é para mim.

Editora B2B

212 Entrevista .indd 14 Editora Banas

13/09/2015 22:38:07


PACK: Sustentabilidade é um caminho sem volta. O que a Alcoa tem feito neste sentido? SOARES: Sim, hoje, qualquer empresa tem a sustentabilidade como foco. A diferença é que a Alcoa sempre inovou neste sentido e sempre esteve à frente nos processos que envolvem o tema. A empresa sempre trabalhou alinhada com os stakeholders, incluindo as comunidades. Os funcionários também têm grande orgulho de estar em uma companhia que sempre coloca a sustentabilidade como uma de suas premissas. No Brasil temos, por exemplo, o Instituto Alcoa há 25 anos em atuação. Neste período, juntamente com a Alcoa Foundation, o Instituto já investiu cerca de R$ 105 milhões em quase 2.100 projetos, beneficiando 39 cidades brasileiras. Este ano, inclusive, a Alcoa ganhou o Sponsorium 2014, na

212 Entrevista .indd 15

categoria Investimento Comunitário. A premiação, realizada anualmente pela companhia canadense de softwares que leva o nome do evento, foi dedicada às instituições que se destacaram pela gestão de seus investimentos em projetos comunitários. Além de desenvolver projetos comunitários, também há uma preocupação com o fortalecimento das organizações da sociedade civil. Com o Projeto Cambará, o Instituto Alcoa contribui com o aprimoramento da gestão, em especial o desenvolvimento de projetos por organizações em todas as localidades onde possui operações. Com relação ao alumínio, só posso dizer que ele é o metal do futuro e da sustentabilidade. Leve, resistente e versátil. Muito mais viável para diversos segmentos de mercado, considerando as premissas da segurança, desperdício, entre outros.

PACK: Gostaria de contar algo p a ra g e n t e s o b re s u a v i d a pessoal, como família e hobbies? SOARES: Sou casado e tenho duas filhas, uma delas trabalha na área de sustentabilidade e a outra trabalha e estuda na Inglaterra. Como hobbies, curto uma boa música, toco violão e, quando posso, viajo com a minha mulher para jogar golfe. Jogamos juntos, é muito bom. Ela sempre ganha, é claro! PACK: Mais alguma informação ou algo que queira dizer para finalizarmos a entrevista? SOARES: Considero a revista Pack fundamental para que os produtores e consumidores entendam como funciona e qual é o valor agregado de uma embalagem no produto. A responsabilidade é grande, pois nos mostra as tendências, ajuda a entender o que o consumidor precisa.

13/09/2015 22:38:09


Foto: FreeImages

por dentro das leis

TRANSGÊNICOS E O DIREITO DE SER INFORMADO Foto: Divulgação

A

embalagem, além de “um conjunto de artes, ciências e técnicas utilizadas na preparação das mercadorias, com o objetivo de criar as melhores condições para seu transporte, armazenagem, distribuição, venda e consumo, ou alternativamente, um meio de assegurar a entrega de um produto numa condição razoável ao menor custo global1”, muitas vezes, é o primeiro e único veículo pelo qual informações sobre os produtos embalados chegarão ao consumidor. Todo consumidor tem o direito de ser informado sobre o produto que pretende adquirir. Assim, o Código de Defesa do Consumidor determina que a oferta ou apresentação (embalagem) do produto comercializado contenha dados sobre a composição, origem, validade, quantidade, qualidade, preço, inclusive sobre o modo de utilização e riscos que possam advir à saúde ou segurança do consumidor. Tudo de forma verdadeira, clara, precisa e em linguagem acessível. Diante dessa previsão legal, interessante trazer a lume recente debate havido na Câmara dos Deputados sobre a questão dos produtos geneticamente modificados e a obrigatoriedade de se informar tal circunstância na respectiva embalagem. No dia 28 de abril do corrente ano foi aprovado pela Câmara dos Deputados o projeto de lei nº 4.148/08, de autoria do deputado Luiz Carlos Heinze, integrante da bancada ruralista, cujos termos alteram a lei 11.105/05 (Lei de Biossegurança), que estabelece normas de segurança e mecanismos de fiscalização de atividades que envolvam organismos geneticamente modificados – OGM e seus derivados.

Atualmente, a rotulagem de produtos que contenham organismos geneticamente modificados deve trazer um símbolo formado por um triângulo amarelo e preto contendo a letra “T” maiúsculo, o qual indica ser

1 Moura, Reinaldo A.; Banzato, José Maurício. Embalagem Unitização & Conteinerização. IMAM, São Paulo, 2000. 16

212_Leis.indd 16

Editora B2B

13/09/2015 22:37:57


Vaivém do mercado

2 Ação Civil Pública nº 2001.34000022280-6. 3 Reclamação nº 14.873. Luciana Zioli é sócia do Loureiro Filho Sociedade de Advogados, graduada pelas Faculdades Metropolitanas Unidas – UniFMU.

AVERY DENNISON TEM NOVO PRESIDENTE DO GRUPO DE MATERIAIS

Foto: Divulgação

mação de relevância à escolha daquilo que deseja consumir. a ação foi julgada procedente e a sentença, proferida pela 13ª Vara Federal da Seção Judiciária do distrito Federal, mantida pelo tribunal regional Federal da 1ª região. No entanto, atualmente o processo está suspenso por liminar concedida pelo Ministro ricardo Lewandowski em reclamação3 junto ao Supremo tribunal Federal, promovida pela aBia - associação Brasileira das indústrias da alimentação. a questão é polêmica. Há de ser observado o direito dos consumidores à informação, o que abrange a proteção à vida e à saúde, já que não existem estudos científicos conclusivos a respeito dos possíveis malefícios causados pelo consumo de tais produtos. Engloba a proteção ao meio ambiente, ligada à biodiversidade, e, também, aspectos econômicos relativos à produção e competitividade no mercado interno e externo. São vários os interesses a serem compatibilizados. No entanto, é fato que o Código do Consumidor prevê o direito à informação clara e precisa sobre todos os aspectos relevantes à escolha de consumo de determinado produto e a transgenia, sem dúvida, é um deles. o projeto de lei aprovado pela Câmara dos deputados, apesar de protestos das entidades de defesa dos consumidores e ambientalistas, está na contramão de recente decisão judicial a respeito do tema, e agora segue para aprovação pelo senado.

Georges Gravanis foi eleito pelo conselho administrativo para ocupar o cargo de presidente do Grupo de Materiais, anteriormente ocupado, provisoriamente, por Mitch Butier, Presidente e Diretor de Operações. Atuando em Hong Kong, Gravanis será responsável pelos negócios de materiais autoadesivos, incluindo materiais para Rótulos e Embalagens, Graphics Solutions e Soluções Refletivas. O executivo, que tem doutorado em química de polímeros pela Universidade de Científica de Grenoble, na França, já ocupou diversos cargos de liderança na empresa, como o de vicepresidente e gerente geral da divisão Grupo de Materiais na Ásia, desde agosto de 2010. IBEMA APRESENTA NOVO EXECUTIVO PARA PARAGUAI E BOLÍVIA

Foto: Divulgação

aquele um produto transgênico. o deputado Luiz Carlos Heinze, no projeto de lei 4.148/08, propõe que a embalagem do produto transgênico traga inscrita a expressão “(nome do produto) transgênico” ou “contém (nome do ingrediente) transgênico”, ao invés de exibir o referido símbolo. Porém, pelo projeto, se assim aprovado, a informação apenas será exigível às embalagens de produtos que contiverem em sua composição final mais de 1% de organismos geneticamente modificados e desde que detectados em análise específica. o projeto ainda prevê a faculdade de se rotular os alimentos que não contenham organismos geneticamente modificados com a expressão “livre de transgênicos”, mas desde que comprovada a ausência no alimento de organismos geneticamente modificados por meio de análise específica. o Brasil é um dos primeiros produtores de alimentos transgênicos no mundo. o tema suscita debates e é objeto de ações judiciais. tramita perante a Justiça Federal do distrito Federal ação civil pública2, proposta pelo Ministério Público Federal e pelo instituto Brasileiro de defesa do Consumidor – idec, visando obrigar a União a abster-se de permitir a comercialização de produtos que contenham organismos geneticamente modificados sem que correspondente informação conste da embalagem, independentemente dos percentuais de composição do produto, garantindo, assim, ao consumidor o acesso à infor-

A produtora nacional de papel cartão passa a contar com a expertise de Raphael de Andrade Rocha, novo Consultor de Vendas Técnicas da Ibema, responsável pela manutenção da carteira atual e abertura de novas contas nos dois países, que juntos representam aproximadamente 18% das exportações da empresa. A contratação faz parte da estratégia para a América Latina, mercado onde está posicionada como um dos principais players no segmento em que atua. Rocha é administrador, possui MBA em Trade Marketing, diplomado em Marketing Management pela European College of Management e em Gestão de Comércio Internacional pelo Instituto Adex – Associação de Exportadores do Peru. O executivo passa a integrar a equipe do Mercado Externo, comandada pelo Gerente de Exportação, Diego Gracia. Editora B2B

212_Leis.indd 17

17

13/09/2015 22:38:02


notícias

EXCELÊNCIA RECONHECIDA

A Foto: Divulgação

Agfa foi novamente reconhecida pela excelência de suas soluções no EDP Awards 2015, que premia os melhores produtos do ano introduzidos no mercado da Europa. O software de gerenciamento de cores Asanti-hub de produção completo e automático para o setor de Sign & Display, incluindo criação e verificação de PDF; e a impressora de grande formato Anapurna M3200i - inkjet roll-to-roll cura UV - foram os premiados. Para Eduardo Sousa, gerente de marketing da Agfa Graphics, “ser reconhecido mais uma vez no EDP Awards é uma grande honra para toda a equipe. Trata-se de um prêmio mundialmente famoso, que visa homenagear a excelência em soluções para o mercado de impressão. Com isso, sabemos que estamos no caminho certo e seguiremos aperfeiçoando para que muitos outros prêmios sejam conquistados”.

Foto: Divulgação

EXPANSÃO DE MERCADO FUNDO SETORIAL

C A

Etirama, maior fabricante do hemisfério sul de impressoras flexográficas para o mercado de etiquetas, anunciou a expansão de suas atividades comerciais para o México, através de um acordo de representação com a Jetrix Soluciones Gráficas, empresa 100% mexicana especializada no segmento gráfico e de etiquetas. “A opção de se ter uma empresa séria e tradicional como a Jetrix, representando a Etirama e prestando todo o suporte necessário para os clientes, certamente será um excelente cartão de apresentações para coroar o início de nossa atuação no mercado mexicano, o qual oferece grandes oportunidades e perspectivas de negócios”, afirmou Ronnie Schröter, diretor comercial da Etirama.

18

omo parte das iniciativas, foi lançado o Fundo Setorial. Cada empresa que adere ao Fundo contribui diretamente com ações que visam à valorização do plástico, programas de educação e suporte para ampliação da reciclagem de plásticos no Brasil. Para as empresas que aderirem ao Fundo Setorial, será incluída na nota fiscal a contribuição de R$ 1,00 líquido por tonelada de resina adquirida de fornecedores de resinas participantes. Os fornecedores de resinas contribuirão com R$ 2,00 líquidos por tonelada vendida na mesma transação.

Editora B2B

212_Noticias.indd 18

16/09/2015 14:12:00


notícias

PICPLAST COMEMORA RESULTADOS

O

Plano de Incentivo à Cadeia do Plástico (PICPlast), iniciativa da Braskem em conjunto com a ABIPLAST – Associação Brasileira da Indústria do Plástico -, lançado em 2013 para desenvolver programas estruturais que contribuam com o aumento da competitividade e crescimento da indústria brasileira de transformação plástica, conquista resultados importantes em pouco mais de um ano e meio de atuação. Desde o seu lançamento, o Plano vem promovendo ações estratégicas em diversas regiões do país para estimular o desenvolvimento da indústria de transformação plástica no Brasil, o que já beneficiou 598 empresas do setor. D e a c o rd o c o m o v i c e presidente da Braskem, Luciano Guidolin, a iniciativa cumpriu o seu papel nesse primeiro ano de atuação. “O PICPlast tem trabalhado com foco em incentivar as empresas a torná-las competitivas no mercado nacional e internacional. Vamos ampliar ainda mais nossa atuação em 2015, impulsionando a competitividade do setor de transformação plástica”, afirma o executivo. Para o presidente da ABIPLAST, José Ricardo Roriz Coelho, a consolidação do PICPlast em 2015 será

212_Noticias.indd 19

fundamental para o desenvolvimento da indústria brasileira do plástico. “O objetivo é apoiar o desenvolvimento de um novo ciclo para a indústria do plástico. Certamente, o Plano se tornará uma referência setorial que poderá servir como inspiração para outros setores industriais brasileiros”.

16/09/2015 14:12:01


atualidades

Prontos para beber

A Maguary lançou no mercado nacional a linha Maguary Natural Tea: chás prontos para beber, envasados em embalagens cartonadas assépticas combiblocMidi de 1 litro, da SIG Combibloc, com a exclusiva tampa de rosca combiSwift – que pode ser aberta com um único giro e depois fechada novamente. As novidades vêm nas versões Chá Mate e Chá Preto com Limão (adoçados); além de Chá Verde com Limão, Chá Verde com Laranja e Gengibre e Chá Branco com Lichia (sem adição de açúcar e zero caloria).

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Aroma de estrela

A apresentadora Ana Hickman acaba de lançar sua nova fragrância feminina Elegance. Voltado para mulheres maduras, o perfume teve a embalagem fornecida pela Premier Pack: o frasco Juicy 100ml, de origem francesa, um modelo com linhas suaves e elegantes, que apresenta forma orgânica e convidativa ao toque.

Fotos: Divulgação

20kg de queijo fracionado

A Tirolez lançou o primeiro queijo Provolone de 20 Kg que já vem fracionado de fábrica e mantém a apresentação original em formato cilíndrico. Com frações de 300g a 350g, embaladas individualmente, o produto oferece praticidade ao lojista sem perder a atratividade visual de um queijo provolone tradicional. A empresa utilizou filme termoencolhível polietileno transparente, pois, além da transparência para a boa visualização, permite a conservação do produto por até três meses, contra 25 dias quando fracionado no ponto de venda.

20

Editora B2B

Pack_212_Atualidades.indd 20

13/09/2015 22:40:18


atualidades

Foto: Divulgação

Design renovado

Em comemoração ao seu 153º aniversário, BACARDI® RUM anunciou a primeira mudança, em mais de uma década, de seu portfolio. A nova garrafa reflete a tradição da marca e ao mesmo tempo sua qualidade atemporal, e conta ainda com a clássica cor ‘Georgia Green’ de seu vidro – mais fino e mais alto, projetado para ser mais fácil de manusear e com distribuição de peso para uma melhor ergonomia para o bartender profissional. O rótulo, resultado de cuidadosa pesquisa no ‘Arquivo Bacardi’, possui desenhos únicos que contam a história da família e da marca, sendo influenciado pelo estilo Art Déco do edifício Bacardi, antigo escritório da empresa e bar icônico em Havana. As etiquetas de papel são feitas de fibra reciclada de cana, um resíduo resultante da elaboração do rum.

Míni no tamanho e nas calorias

Halls apresenta a nova versão de seu tradicional produto. Além do formato portátil, embalagem moderna e que cabe em qualquer bolso, Halls Mini contém apenas duas calorias por bala. O novo produto chega ao mercado com os principais sabores: mentol, extraforte, cereja e melancia.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Garrafa da boa

A Owens-Illinois desenvolveu as garrafas que envasam as novas versões da aguardente Flor da Montanha, produzidas pela Família Benedetti: a de cana e a composta adoçada. Para essa roupagem diferenciada, foi desenhada uma garrafa da linha de luxo Covet™ da O-I, com design exclusivo para 700 ml, destacando a qualidade superior da aguardente, seu requinte e sofisticação.

Editora B2B

Pack_212_Atualidades.indd 21

21

13/09/2015 22:40:22


atualidades

Longa vida

A Serigy optou pela tecnologia SIG Combibloc e agora vai envasar seus produtos nas embalagens cartonadas combiblocMidi de 1 litro, com a tampa de rosca combiSwift. A linha de produtos da empresa em embalagens longa vida inclui água de coco e néctares nos sabores abacaxi, manga, laranja, pêssego e maracujá. A empresa colocou em operação uma máquina CFA 812 que, inicialmente, envasará seus néctares de frutas e água de coco na combiblocMidi de 1 litro; sua capacidade é de até 12 mil embalagens envasadas por hora.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

De cara nova

A vinícola Garibaldi pretende reforçar a sua presença no mercado através de um produto premium. Elaborado com as uvas das variedades Bordô e Isabel, o suco de uva integral da Garibaldi é 100% natural, sem qualquer adição de água, açúcar ou conservantes. As garrafas, fornecidas pela Owens-Illinois, contam com o bocal maior e uma tampa metálica de fechamento prático.

Foto: Divulgação

Pouco tamanho e muitos prêmios

A Plastipak desenvolveu uma embalagem diferenciada para o mercado brasileiro de iogurtes. Premiada no World Star Award na categoria “Alimentos”, a embalagem para o Ninho Fruti, da Nestlé, é extremamente leve - tem 2,3 gramas – e considerada uma das menores do mundo. Seu conceito também recebeu dois prêmios na 14ª Edição do Prêmio ABRE da Embalagem Brasileira: classificação Ouro na categoria “Bebidas Não Alcoólicas” e o segundo na categoria “Design Estrutural – Forma”. Produzida em PET e no formato de morango, é extremamente funcional e de uso amigável, uma vez que foi baseada no conceito ‘squeezable’.

22

Editora B2B

Pack_212_Atualidades.indd 22

13/09/2015 22:40:24


23 SIG COMBIBLOC.indd 23

13/09/2015 22:41:26


Foto: Divulgação

vanguarda

NOVOS MATERIAIS E PROCESSOS ALTERAM A CATEGORIA DE BEBIDAS ASSUNTA NAPOLITANO CAMILO*

A

categoria de bebidas destiladas vem se transformando há algum tempo. Inovações em materiais e processos permitem redução de peso, maior transparência e mais segurança, uma vez que são inquebráveis, requisito importante para algumas ocasiões de consumo, como grandes eventos culturais ou esportivos. Um dos cases recentes é o da Ypióca®, que lançou a Ypióca Sport® em um frasco transparente e durável, que proporciona ao consumidor final uma experiência única e moderna com sua aguardente. A nova garrafa, de uma cachaça envelhecida dois anos em tonéis de bálsamo, foi criada com um design inovador e prático, que cabe no bolso. Ela só foi possível de ser produzida devido às características da resina da Eastman. Essa resina, o copoliéster Eastar™ GN001 é transparente, de fácil processamento e se adequa muito bem aos equipamentos de extrusão-sopro, bem como a diversos outros processos de produção. Outra vantagem importante do novo frasco é ser livre de Bisfenol A e compatível com as linhas de reciclagem do PET, existentes no Brasil. “A nova embalagem de Ypióca Sport é extremamente transparente e agrega valor ao nosso produto, com o diferencial de mostrar a qualidade e a pureza da bebida. Também optamos por melhorar o rótulo modernizando seus traços, mas mantendo o mesmo layout, que já é bem-aceito pelo público. Optamos pelo material plástico muito mais resistente que outras resinas, ou mesmo vidro, e por não conter Bisfenol A”, afirmou Gisela Telles Fujiwara, assessora da presidência da empresa. O Eastar™ GN001 é um copoliéster direcionado para diversos processos, incluindo o de extrusão-sopro, conferindo ao produto final uma excelente transparência e um brilho superior. É um produto considerado sustentável por seus atributos de reciclabilidade, além de possuir aprovação do FDA

americano para contato com alimentos, não necessitando de materiais especiais para limpeza da máquina ou para suas paradas, conforme informação da área de assistência técnica da Eastman. Da mesma forma, outras embalagens de bebidas destiladas já optaram por materiais plásticos no Brasil e nos Estados Unidos, como recentemente pudemos conferir nas lojas de conveniência americanas. Lá encontramos toda a linha da Smirnoff® de 1 litro e de 250 ml (a pocket ou portátil), produzidas pela Logoplaste, empresa portuguesa que possui escritórios e fábricas em vários países, como Brasil e Estados Unidos, entre outros. Essas inovações garantem ao consumidor final uma embalagem bonita, conveniente, segura, com um design diferenciado e resistência ao impacto e brilho superiores. Com isso, são melhores, portanto: Embalagem melhor. Mundo melhor!

Se quiser mais informações e fotos dos produtos, é possível obtê-las no site: www.clubedaembalagem.com.br *Assunta Napolitano Camilo: Diretora da FuturePack – Consultoria de Embalagens e do Instituto de Embalagens – Ensino & Pesquisa. Articulista, professora e palestrante internacional de embalagens. Recebeu diversos prêmios, entre eles o de Profissional do Ano e o de Melhor Embalagem do Ano. Coordenadora dos livros: Embalagens Flexíveis; Embalagens de Papel Cartão; Guia de embalagens para produtos orgânicos; Embalagens: Design, Materiais, Processos, Máquinas & Sustentabilidade, entre outros. Diretora do Kit de Referências de Embalagens e da obra Better Packaging. Better World.

24

EDITORA B2B

212_vanguarda.indd 24

13/09/2015 22:42:02


25 GEBO CERMEX.indd 25

16/09/2015 11:09:12


matéria de capa | rótulos

À primeira vista

Foto: Kromos

em inovações, PAposta or Cecília Borges tecnologias, estudo de novas tendências, Os rótulos desempenham soluções, capacitação papel fundamental na e treinamento mostram elaboração da embalagem. que o mercado das Além da tabela nutricional embalagens flexíveis (no caso dos alimentos) se posiciona, cada vez devem mostrar a mais, como um bom composição, o peso, negócio no setor instruções de utilização, entre outras informações, seguindo regulamentação de órgãos específicos. E tudo isso de maneira atraente, pois, entre suas funções, está também a de encantar o consumidor final

26

Editora B2B

212 Materia de Capa Rotulos.indd 26

16/09/2015 13:19:09


matéria de capa | rótulos

A

s prateleiras de lojas e supermercados escondem uma guerra silenciosa entre os produtos de uma mesma categoria, disputando a atenção do comprador. Sucesso ou fracasso é uma questão de segundos. Neste empenho, os rótulos são vistos em primeiro lugar. Daí sua importância, tanto que passam por regulamentações de órgãos responsáveis, como a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Código de Defesa do Consumidor, que determina que devam conter informações corretas, claras, precisas, ostensivas e em língua portuguesa sobre suas características, qualidades, quantidade, composição, preço, garantia, prazos de validade e origem, entre outros dados, bem como sobre os riscos que apresentam à saúde e segurança dos consumidores. O segmento de rótulos, dentro da indústria de embalagens, compõe-se de maquinário, matéria-prima e recursos gráficos (comunicação visual). Conversamos com algumas das principais empresas de rotulagem, como a Mazda, Etiam e Kromos para traçar o panorama atual e os desafios que enfrentam. Cleiton Marcos Pontim, diretor comercial da Kromos conta, orgulhoso, que sua empresa foi escolhida em terceiro lugar na edição anual da “Pesquisa Pack Destaque de Preferência 2014”. Empresa familiar e nacional, a Kromos nasceu como fornecedora, e assim permaneceu por 20 anos, de serviços de pré-impressão flexográfica para embalagens longa vida, em todas as unidades da Tetra Pak da América Latina.

Embalagens com rótulos Kromos

Editora B2B

212 Materia de Capa Rotulos.indd 27

27

16/09/2015 13:19:25


matéria de capa | rótulos

Depois dessas duas décadas, Cleiton e seu irmão, Clodoaldo Pontim, resolveram ser independentes e se transformaram em uma empresa de pré-impressão e clicheria. “Decidimos montar uma fábrica de rótulos adesivos, em 2004, já na unidade fabril de Monte-Mor, perto de Campinas. Em 2008, começamos a produção de rótulos sleeve”, afirmam os diretores da Kromos. A fábrica da Kromos está instalada em uma área de 3.000 m², equipada com máquinas flexográficas oito cores UV de última geração e softwares específicos para edição de arquivos para impressão. Liza Matsuda, gerente de Marketing e Relações Exteriores da Mazda, lembra que sua empresa, nacional e familiar, foi fundada em 1987 e iniciou suas operações na cidade de Caieiras (SP), fabricando sacos plásticos e, na década de 90, com poucos anos de existência, passou a atuar na extrusão de filmes de Polipropileno (PP), impressão em rotogravura e flexografia, além de estar presente no mercado de laminados. Em 2000, a companhia inaugurou sua nova planta, com cerca de 20 mil m² de área coberta em um terreno de mais de 100 mil m², a 3 km do Rodoanel Mário Covas, local estrategicamente escolhido para atender rapidamente às necessidades dos clientes. “Atualmente, a Mazda é totalmente verticalizada: fabricamos parte de nossos

28

Foto: Divulgação

De sacos aos rótulos

Cleiton Marcos Pontim, diretor comercial kromos

filmes, e nossos produtos químicos, além de possuir fábrica própria de galvanoplastia e gravação de cilindros, com capacidade de abastecer toda a necessidade de cilindros da empresa”, detalha. De olho na conjuntura nacional atual, a Mazda preparou-se, desde o início das operações de sua planta atual, para situações adversas no quesito de energia e água. “Contamos com geradores capazes de abastecer toda a necessidade de energia da empresa por dias ininterruptos. Temos poço artesiano e reservatório de água com capacidade suficiente para abastecer toda a necessidade de água da empresa”, afirma Liza.

Diretamente de Minas Gerais Fundada em 1985, em Divinópolis (MG), a Etiam produz rótulos e etiquetas para as mais diversas finalidades

promocionais e informativas, agregando valor aos produtos e marcas dos segmentos de limpeza, cosméticos, laticínios, confecções e indústrias de todo o Brasil. Emílio Augusto Amaral Vaz, diretor da companhia, comenta o orgulho de a Etiam ter sido eleita em segundo lugar na Pesquisa Pack na categoria roll-label. E justifica a escolha: atuar fortemente nos processos internos, implementando auditorias, apostando na simplificação e inovação. “É uma gestão de resultados.” A empresa ampliou a capacidade produtiva para absorver as sazonalidades do mercado de bebidas e satisfazer os clientes com prazos de entrega diferenciados. Além disso, o parque gráfico roll-label da Etiam está sempre sendo atualizado e possui opções em impressões de alta resolução para oito cores a preços muito

Editora B2B

212 Materia de Capa Rotulos.indd 28

16/09/2015 13:19:35


matéria de capa | rótulos

competitivos, garante. Sobre o mercado que atende, a Mazda destaca que oferece soluções completas e inovadoras no mercado de embalagens flexíveis para o segmento alimentício, de bebidas, produtos lácteos, farmacêutico, cosmético, higiene pessoal, limpeza doméstica, pet food, entre outros. Já a Kromos passou por uma estruturação e expansão para fornecer a tecnologia de rótulos sleeve para a indústria de bebidas, alimentos e cosméticos. Cleiton Pontim comenta que seus principais produtos são os rótulos adesivos e os sleeve. “Mais forte é o sleeve por seus recursos visuais”, salienta. Pontim ainda considera o sleeve como uma novidade. “Embora não seja tão recente, a tecnologia tinha muito espaço para crescer e cresceu.”

Inovações A indústria de embalagens alimentase basicamente de novidades e com os rótulos não poderia ser diferente. A Kromos apostou na possibilidade de usar a aplicação de cold stamping no sleeve e também o verniz fosco com reserva. “São dois acabamentos especiais que conferem sofisticação aos produtos da indústria cosmética, que constantemente

demanda muitas inovações”, ressalta o diretor. Diante do cenário econômico dos últimos tempos, a companhia decidiu investir em uma nova área: “No final do ano passado, lançamos uma fábrica de máquinas aplicadoras de rótulos sleeve, de túneis de encolhimento de rótulos sleeve (a vapor e elétricos) e esteiras transportadoras; uma continuação do nosso negócio”, destaca. Pontim detalha o novo empreendimento. A Kromos está ampliando a cobertura no Brasil com o lançamento das máquinas, oferecendo aos clientes uma solução completa. “Vendo os rótulos sleeve e as máquinas para aplicá-los”. A companhia fornece know-how e treinamento, desde o desenvolvimento da arte, assessorando a agência que está criando para o cliente, depois ajuda na montagem da máquina aplicadora na linha do cliente, e finaliza com o treinamento dos profissionais que vão operar a máquina. Em termos de inovação, a Mazda, desenvolveu os Pre-glued Adhesive Labels (Rótulos pré-adesivados), em que fornece os rótulos já com o adesivo, fazendo com que os clientes não precisem fazer uso de coleiros (dispositivo que aplica cola nos rótulos). Liza complementa: “Outra inovação, essa no mercado farmacêutico, são nossos blisters impressos frente e verso, registrados como Dorflex, Novalgina, Multigrip etc. Já nas estruturas tradicionais, fornecemos filmes para máquinas de envase de alta velocidade, permitindo grandes performances, e aumento do OEE – ‘Overall Equipament Effectivences’ que significa Eficiência Geral de Equipamento. Este índice representa a medida de agregação de valor de um equipamento ou uma linha de montagem nas linhas de nossos clientes.”

Rótulos Termoencolhíveis da Kromos

212 Materia de Capa Rotulos.indd 29

16/09/2015 13:19:52


matéria de capa | rótulos nacionais recuperarem suas posições no mercado. “Durante os períodos em que o real ficou muito valorizado, a indústria brasileira foi severamente atacada pelas importações. Agora, com a desvalorização da moeda, a substituição das importações já está em curso e isso pode trazer novos horizontes para a indústria brasileira”, afirma. Para a Etiam, o diretor Emílio Augusto Amaral Vaz explica que 2014 foi um ano de reestruturação. “Reavaliamos o planejamento estratégico, reduzimos custos fixos e variáveis, estabelecemos metas

Foto: Divulgação

A Mazda enxerga no mercado de rótulos uma pequena tendência de queda do consumo de refrigerantes, em torno de 5%, nos últimos tempos devido tanto às mudanças de hábitos dos consumidores quanto à recessão econômica, mas que por outro lado tem sido compensada pelo aumento das vendas de águas. “Portanto, apesar deste decréscimo de consumo de refrigerantes, o mercado de labels ainda continua em crescimento”, analisa Liza. Como perspectivas, a companhia acredita que há uma grande oportunidade hoje para as indústrias de embalagens

Emílio Augusto Amaral Vaz, diretor da Etiam

Foto: Divulgação

Reavaliamos o planejamento estratégico, reduzimos custos fixos e variáveis, estabelecemos metas factíveis, investimos em produtividade. Esta reestruturação nos permitiu um 2015 mais adequado ao mercado atual

Fachada da empresa Etiam

30

Editora B2B

212 Materia de Capa Rotulos.indd 30

16/09/2015 13:20:00


matéria de capa | rótulos

Foto: FreeImages

NOTÍCIAS DO SETOR ANVISA APROVA REGULAMENTO SOBRE ROTULAGEM DE ALIMENTOS QUE CAUSAM ALERGIA A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) comunicou, nos últimos dias de junho de 2015, a aprovação de regulamento sobre rotulagem de alimentos que causam alergia. Os rótulos, a partir de agora, devem informar a existência de 17 alimentos considerados alergênicos: trigo (centeio, cevada, aveia e suas estirpes hibridizadas); crustáceos; ovos; peixes; amendoim; soja; leite de todos os mamíferos; amêndoa; avelã; castanha de caju; castanha do pará; macadâmia; nozes; pecã; pistaches; pinoli; castanhas; e látex natural. A regra prevê ainda que as informações nos rótulos de produtos derivados desses alimentos sejam as seguintes: Alérgicos: Contém (nomes comuns dos alimentos que causam alergias alimentares); Alérgicos: Contém derivados de (nomes comuns dos alimentos que causam alergias alimentares); ou Alérgicos: Contém (nomes comuns dos alimentos que causam alergias alimentares) e derivados. De acordo com a Agência, nos casos em que não for possível garantir a ausência de contaminação cruzada de alimentos (presença de qualquer alérgeno alimentar não adicionado intencionalmente), o rótulo deve apresentar a seguinte declaração: Alérgicos: Pode conter (nomes comuns dos alimentos que causam alergias alimentares). As advertências, de acordo com a resolução, devem estar agrupadas imediatamente após ou logo abaixo da lista de ingredientes e com caracteres legíveis, em caixa alta, negrito e cor contrastante com o fundo do rótulo. Os fabricantes terão 12 meses para adequar as embalagens. Os produtos fabricados até o final do prazo de adequação poderão ser comercializados até o fim de seu prazo de validade.

factíveis, investimos em produtividade, demos início a uma nova etapa no sistema de informações e criamos uma nova base para atuação comercial. Esta reestruturação nos permitiu um 2015 mais adequado ao mercado atual, cujos indicadores apontam retração na economia.” Sobre o mercado de embalagens e rótulos, o executivo opina que está “observador”, um pouco receoso. Mesmo assim, a Etiam planeja lançar dois produtos.

Para Cleiton Pontim, da Kromos, o ramo de embalagens sentiu muito a crise econômica. “Acho que os resultados de 2015 não vão ser bons. Mesmo que o segundo semestre melhore, os dados finais serão inferiores aos de 2014.” O diretor acredita que somente em 2017 a indústria se recupere de 2014 e 2015. “A gente está numa situação que não tem outra alternativa senão trabalhar o dobro e fazer de tudo para sobreviver a estes dois anos de deserto”, analisa.

FRUTAS E VERDURAS GANHAM RÓTULOS NO PARANÁ A partir de 1º de julho, os consumidores paraenses podem saber de onde vêm as frutas, legumes e verduras que levam para a casa. Uma determinação estadual prevê que produtores façam a rotulagem das mercadorias com nome, endereço da propriedade, prazo de validade e telefone de contato. A regra é uma exigência da Secretaria Estadual de Saúde do Paraná, que deverá ser implantada por etapas. Nesta primeira fase de mudança na legislação, são 10 produtos que devem seguir as novas regras: banana, cebola, couve-flor, uva, cenoura, laranja, maçã, morango, tomate e repolho. A regra também vale para os produtos embalados em bandejas.

INFORMAÇÕES Etiam Flexibilidade em Rótulos www.etiam.com.br Kromos Rótulos www.kromos.com.br Mazda Embalagens www.mazdaembalagens.com.br

Editora B2B

212 Materia de Capa Rotulos.indd 31

31

16/09/2015 13:20:17


CENÁRIO

matéria de capa | embalagens cartonadas

SETOR DE EMBALAGENS CARTONADAS Crescimento

6%

Comercialização

15 bilhões destas embalagens foram

comercializadas no Brasil no ano passado (2014)

AS EXPECTATIVAS, APESAR DO CENÁRIO ECONÔMICO E POLÍTICO DO PAÍS, SÃO DE UM CRESCIMENTO DA ORDEM DE 6% ATÉ O ANO DE 2020 CHEGANDO AOS

R$ 22 bilhões de unidades comercializadas

Ranking Mundial 1º - China 2º - Brasil

O BRASIL OCUPA O SEGUNDO LUGAR NO RANKING MUNDIAL NESTE MERCADO, ESTANDO APENAS ATRÁS DA CHINA

Vida longa às cartonadas 32

EDITOrA B2B

212 Materia de Capa Cartonadas.indd 32

13/09/2015 23:09:30


matéria de capa | embalagens cartonadas

Por Redação

U

ma pesquisa, divulgada pelo Instituto Canadean, aponta que o mercado de embalagens cartonadas tem um futuro promissor, especialmente para o setor de alimentos longa vida. De acordo com este estudo, mais de 15 bilhões destas embalagens foram comercializadas no Brasil no ano passado (2014). As expectativas, apesar do cenário econômico e político do País, são de um crescimento da ordem de 6% até o ano de 2020, chegando aos 22 bilhões de unidades comercializadas. Com os números atuais, o Brasil ocupa o segundo lugar no ranking mundial neste mercado, estando apenas atrás da China.

Foto: Sig Combibloc

Neste cenário, algumas empresas provam que esta fatia do mercado abrange grandes possibilidades e pode ser cada vez mais promissora. Na Fispal Tecnologia 2015, por exemplo, a Tetra Pak apresentou uma grande inovação para a indústria de bebidas em embalagens cartonadas: a máquina que utiliza a tecnologia eBeam de esterilização por feixe de elétrons, em substituição ao peróxido de hidrogênio. “A Tetra PakE3 promete uma série de benefícios para a indústria, tendo o potencial para produzir até 40 mil embalagens por hora. Além disso, a nova plataforma oferece três benefícios principais para os fabricantes de bebidas: redução de custos operacionais, melhoria de desempenho ambiental e maior flexibilidade de produção”, explica Eduardo Eisler, líder de Marketing da Tetra Pak para Américas do Norte, Central e Sul.

Apesar do cenário econômico não parecer muito favorável, empresas ligadas ao setor das embalagens cartonadas lançam produtos e tecnologias e encontram novas soluções para aquecer o mercado

“O grande diferencial da nova máquina é a tecnologia de esterilização eBeam que foi desenvolvida pela Tetra Pak em colaboração com a COMET, empresa líder mundial em desenvolvimento de tecnologia de alta voltagem e de vácuo. A tecnologia funciona focando um feixe de elétrons controlado sobre a superfície do material da embalagem, e como ele é executado através da máquina de envase, elimina qualquer bactéria ou micro-organismo presente”, completa Eisler. No mesmo período, durante a Fispal, a SIG Colombic também apresentou diversas novidades para aquecer e movimentar ainda mais o setor de embalagens cartonadas. “Uma solução inédita para leite condensado e creme de leite – que inclusive são alimento que têm crescimento acima da média no consumo de acordo com o Kantar: 10% para o leite condensado e 14 para o creme de leite. Trata-se de embalagens cartonadas com perfuração completa, ou seja, ao longo de todo o topo”, explica Luciana Galvão, gerente de Marketing da empresa para a América do Sul. “Assim, a embalagem pode ser totalmente aberta sem o uso de utensílios adicionais, como facas ou tesouras. Essa prática opção torna as embalagens cartonadas da SIG ideais para produtos de alta viscosidade, já que a nova solução de abertura facilita para que o conteúdo seja totalmente esvaziado. A conveniência é um ponto de grande destaque na indústria de alimentos. Os consumidores dão prioridade à facilidade de abertura quando o assunto são embalagens”, complementa Luciana.

Editora B2B

212 Materia de Capa Cartonadas.indd 33

33

13/09/2015 23:09:33


A SIG ainda apresentou uma nova tecnologia para o envase de pedaços ou de produtos muito viscosos, chamada Food Option. “As máquinas com o kit FoodOption são baseadas na nossa tecnologia padrão de envase, com alguns ajustes técnicos que possibilitam o envase de um range muito mais amplo de produtos. Com elas é possível utilizar até 10% de ingredientes em pedaços, que podem ter até 6 x 6mm, fibras que podem chegar a 1 x 15mm e viscosidade de até 3.500mPas”, explicita a gerente.

Foto: Divulgação

matéria de capa | embalagens cartonadas

Mais novidades A Ibema, uma das maiores produtoras nacional de papel cartão com produção anual de 90 mil toneladas, tem os principais esforços voltados para o lançamento de novos produtos. “Os Ibema Valoro e Ibema Vigore vêm para completar o nosso portfolio em segmentos novos e de alto valor agregado, como: copos de papel, embalagens para congelados, refrigerados e outras linhas Premium que são atendidas geralmente por produtos importados. Na linha Ibema Valoro é importante destacar o desenvolvimento das linhas Coppa, para a produção de copos descartáveis;

Lucas Avelino, gerente comercial da Ibema

Freddo, para congelados e refrigerados e Plurale, para atender todas que exigem a performance de um papel cartão 100% celulose e o Ibema Vigore com fibra longa branqueada e mais resistência ao rasgo”, conta Lucas Avelino, gerente comercial da empresa. Líder na fabricação de papéis especiais na América Latina, a MD Papéis reforça a vocação para desenvolver e atender mercados específicos e ilustra com lançamentos recentes. “Nossas características industriais nos permitem trocas rápidas na produção e atendimento de menores volumes, neste sentido, este ano disponibilizamos para o mercado uma opção de papel cartão para embalagens com barreira à gordura, aproveitando nossa expertise já reconhecida no mercado de papéis especiais, onde temos o produto para pipoca de micro-ondas”, explica gerente de negócios, Aldinir do Nascimento. A nacional Antilhas, especializada do desenvolvimento de soluções em embalagens para mais de 12 mil pontos de venda em todas as regiões do Brasil, destaca o lançamento do verniz holográfico a registro para embalagens em papel cartão, processo que substitui a

212 Materia de Capa Cartonadas.indd 34

13/09/2015 23:09:39


matéria de capa | embalagens cartonadas

Fotos: Divulgação

laminação e torna possível um efeito holográfico ou 3D em áreas determinadas. “O resultado é um significativo ganho em custo e na redução de impacto ambiental, por manter a embalagens 100% recicláveis e compostáveis. Com essa tecnologia, a Antilhas conquistou os prêmios ABRE e WPO”, pontua João Elcio Luongo, Gerente Comercial da Unidade de Negócios Cartucharia. A empresa é responsável por trabalhos famosos como a caixa premium de edição comemorativa do perfume Malbec, do Boticário, produzida em material rígido simulando madeira. “Atendemos ao target do projeto com uma embalagem bastante sofisticada, embora o uso de material rígido na produção de embalagem seja, ainda, pouco utilizado no segmento de perfumaria e cosméticos no

212 Materia de Capa Cartonadas.indd 35

Caixa perfume Malbec, O Boticário

Brasil. Outros exemplos marcantes foram de embalagens promocionais presenteáveis da Oral B da P&G com aplicação em linha automatizada de janelas e um sofisticado verniz glitter simulando um laço de tecido brilhante que agregou valor ao produto a um custo reduzido”, conta Luongo.

O mercado A desaceleração da economia é uma preocupação comum

no panorama nacional e a imediata redução de volumes e consequente queda na produção e nas vendas são realidades já esperadas pelo mercado. Porém, de acordo com o gerente da Ibema, “quando avaliado o mercado das embalagens cartonadas, percebe-se que ele se mantém como uma ferramenta importante para a continuidade dos negócios em diversos setores e segmentos. Ela sempre será a embalagem que possibilita maior flexibilidade nos formatos, impressão com alta qualidade, uma excelente solução para ações promocionais e sempre terá um foco bastante forte na sustentabilidade que é um tema cada vez mais em voga no cenário nacional e internacional”, afirma.

13/09/2015 23:09:44


O gerente de negócios da MD Papéis destaca que ampliar as visões de negócios é uma saída possível para enfrentar o momento econômico do País. “Apesar da expectativa de enfrentamento de situações desfavoráveis por conta do adverso cenário político e econômico, o mercado de embalagens é muito rico em oportunidades e, mesmo que tenhamos um cenário de menor volume, as oportunidades continuarão a existir. A agilidade e a qualidade dos serviços serão mais valorizadas pelo mercado em 2015, além, é claro, da qualidade dos produtos ofertados.” Para a Antilhas, a crise trouxe resultados negativos e mostra um cenário mais complicado. “Do lado da demanda, o mercado como um todo não apresentou crescimento relevante já em 2014, quadro que está se deteriorando em 2015. O panorama é complexo dado que existe ociosidade na capacidade instalada de conversão de embalagens cartonadas no País e existe uma importante inflação de custos de mão de obra, energia e insumos importados”, pontua Luongo. Já Eisler, da Tetra Pak, aponta que, apesar do momento econômico, o mercado continua aquecido e as diferenciações dos produtos são o ponto de destaque focado pela empresa. “À medida que os consumidores têm menos tempo para fazer suas escolhas, diante da oferta cada vez maior de produtos, a diferenciação se torna mais importante para as marcas”, afirma. Para a SIG Colombic, a crise

36

Foto: Divulgação

matéria de capa | embalagens cartonadas

Eduardo Eisler, líder de Marketing da Tetra Pak para Américas do Norte, Central e Sul

não é pauta e a posição do Brasil no ranking das embalagens cartonadas assépticas é ponto de destaque para explicar a situação atual do mercado. “O Brasil é hoje o maior mercado da América do Sul para as embalagens cartonadas assépticas. Na verdade, em termos mundiais, ocupamos a segunda posição, atrás apenas da China. Há expectativas reais de crescimento”, pontua Luciana.

Expectativas Com a queda sentida no volume de negócios, a Antilhas adotou uma nova estratégia e as expectativas para o ano de 2015 demonstram um posicionamento cauteloso. “É fato que já sentimos queda nos volumes de alguns clientes por conta do momento econômico, ocasionado, principalmente, pela retração no varejo. Diante deste cenário, assumimos o papel de “consultores” de embalagens junto aos nossos clientes, discutindo as melhores alternativas de projetos. Para 2015, estamos

nos esforçando fortemente para manter o projetado e já estamos trabalhando para 2016, ano que acreditamos ser de lenta recuperação e não pretendemos parar de investir. Acreditamos que em 2017 retomaremos patamares de crescimento de anos anteriores”, pondera o gerente. A MD Papéis também mostra um discurso mais circunspecto sobre expectativas e aposta em nichos de mercado. De acordo com o gerente de negócios da companhia “em 2015 é esperado um mercado mais recessivo, desta forma, percebemos uma tendência de redução nos volumes demandados, portanto, a MD Papéis deverá focar em nichos de mercado onde nossa proposta de valor seja mais bem percebida.” Apesar de todas as dificuldades sentidas pelo cenário econômico e político, a Ibema afirma estar otimista. “Ao longo de nossos 60 anos de história, já passamos por diversas outras crises parecidas e por atuar

Editora B2B

212 Materia de Capa Cartonadas.indd 36

13/09/2015 23:09:49


matéria de capa | embalagens cartonadas

muito fortemente no mercado latino-americano e europeu, temos uma experiência bastante recente em driblar problemas como esses que estamos passando no nosso País sem perder de vista o crescimento – tanto nosso quanto de parceiros. Por isso, o foco continuará sendo o desenvolvimento de novos mercados, manutenção da nossa carteira de clientes e a contínua melhoria na qualidade e competitividade dos nossos produtos em todos os segmentos que atuamos”, conta Avelino. A Tetra Pak e a SIG Colombic vislumbram um futuro promissor, e o ano de 2015 ainda deve trazer grandes negócios para as empresas. “Apresentaremos novas soluções tecnológicas ainda em 2015. Dentre estas novidades, estão um filtro que economiza até 95% de água nas linhas de processamento e envase e uma estação de

212 Materia de Capa Cartonadas.indd 37

filtragem para máquinas de envase”, conta Eisler. “2014 foi um ano positivo para o mercado de lácteos UHT no Brasil – o que é confirmado pelos principais institutos que auditam o setor regularmente. Eles apontam uma média de crescimento superior a 3%, englobando os leites UHT integral, semidesnatado e desnatado, flavorizados, creme de leite e leite condensado – ou seja, acima da média das cestas de alimentos auditadas. As pesquisas também mostraram que o nível de confiança na economia nacional diminuiu e a inflação está mais alta para o consumidor, mas a taxa de desemprego continua baixa”,

ilustra a gerente de Marketing da SIG. “Como consequência disso, cresceu o consumo dentro do lar. E assim observamos um movimento no perfil de compra: indo menos vezes ao ponto de venda, o consumidor realiza mais compras de abastecimento e adquire uma quantidade maior de itens quando vai. Para 2015, continuamos otimistas e acreditamos que o crescimento deve continuar nos mesmos patamares, em função de mudanças de hábitos de consumo. Ao privilegiar o consumo doméstico, as pessoas frequentam menos restaurantes, mas não deixam de apreciar uma boa comida”, finaliza Luciana.

INFORMAÇÕES Antilhas | www.antilhas.com.br

SIG Colombic | www.sig.com.br

Ibema | www.ibema.com.br 

Tetra Pak | www.tetrapak.com/br

MD Papéis | www.mdpapeis.com.br

13/09/2015 23:09:51


Foto: Divulgação

especial | wittmann

Grupo Wittmann: 15 anos de tradição, confiança e inovação Companhia conquista o mercado nacional de transformação de plástico com qualidade, flexibilidade comercial e serviços eficientes, e visa mais crescimento

38

Editora B2B

211_Especial_witman.indd 38

13/09/2015 22:45:41


especial | wittmann

N

os últimos 15 anos, o mundo passou por muitas mudanças em todas as áreas humanas e tecnológicas, e o Grupo Wittmann acompanhou, conjuntamente, a evolução das indústrias do setor de plásticos no Brasil e no exterior, tornando-se a única empresa no mundo com capacidade de ofertar soluções completas e de alta tecnologia para os transformadores pelo processo de injeção, que combinam máquinas de processamento e equipamentos auxiliares.

termos de precisão, eficiência e facilidade de uso. Além disso, a empresa oferece treinamentos para clientes e não clientes, bem como total flexibilidade comercial e pronto apoio técnico nas regiões Sul, Sudeste e em Manaus. Para prestar o melhor atendimento aos transformadores, estão previstos, também, a ampliação do número de colaboradores ainda neste ano, e o desenvolvimento de dois importantes projetos “in house” de automação, incluindo robô e sistema de automação, e outro que está sendo formulado em parceria com uma coligada da Europa, sob encomenda, para um importante cliente do Brasil.

Em 2000, quando iniciou suas atividades em território nacional, a empresa trouxe a qualidade e a experiência, reconhecidas pelo mercado internacional. Potencializou sua atuação em 2008, ao assumir a Battenfeld - que compõe a história e a evolução da indústria do plástico. Para conquistar o transformador brasileiro, apostou numa estrutura que combina flexibilidade comercial, pronta assistência técnica e treinamentos aos clientes. “Esses fatores, aliados à tradição e credibilidade, permitiram a construção de uma imagem que se traduz em confiança, excelente custo-benefício e serviços eficientes”, afirma o diretor-geral da Wittmann Battenfeld do Brasil, Reinaldo Milito.

Foco no crescimento Por conta de seu extenso conhecimento em automação, desenvolvimento de soluções completas e suporte com atendimento eficiente graças à integração dos sistemas de gestão da sede nacional (Campinas/SP) com a matriz (Viena/Áustria) - a unidade brasileira da Wittmann Battenfeld tem perspectivas otimistas a curto prazo. Na avaliação de Milito, apesar das dificuldades que devem ser enfrentadas nesse ano, diante do cenário político-econômico, é esperada a abertura de novos clientes e, com isso, resultados positivos. “Temos expectativa de aumentar o volume de vendas entre 15% e 20% em 2015”, acredita.

Lançamento

Foto: Divulgação

Uma das estratégias para incrementar os negócios é a maior aproximação com o mercado e a divulgação de novas tecnologias, como a geração de injetoras SmartPower, que se destaca pela economia de energia e operação inteligente, com uma infinidade de recursos em

Reinaldo Milito, diretor-geral da Wittmann Battenfeld do Brasil

Recentemente, a companhia anunciou a nova geração de injetoras SmartPower, que se diferencia pela eficiência energética e operação inteligente. “Esse equipamento chega ao mercado nacional num momento em que é fundamental a economia de energia. Investir em produtos que proporcionam melhor custo-benefício contribui para que as indústrias de todos os portes mantenham a competitividade e provenham o atendimento da demanda futura”, comenta Milito. A máquina utiliza o sistema KERS (Kinetic Energy Recovery System) que, na fase de redução da velocidade para a proteção do molde, transforma a energia cinética em energia elétrica, direcionando-a para outras funções e etapas do processo. Como item opcional, conta com um sistema adicional de acionamento que, ao ser acionado, possibilita movimentos

Editora B2B

211_Especial_witman.indd 39

39

13/09/2015 22:45:43


Foto: Divulgação

especial | wittmann

simultâneos entre abertura, extração e machos. Essa opção torna mais dinâmicos os movimentos paralelos da máquina e amplia a eficiência energética.

Tecnologia de ponta O Grupo possui centros de excelência em diversos países e o conhecimento conquistado, individualmente, pela Wittmann e Battenfeld permite o desenvolvimento de soluções inovadoras para o mercado de transformação de plásticos, inclusive na forma de pacotes completos, que integram qualidade e tecnologia de ponta, força de vendas e serviços especializados. Isto não seria possível sem o acúmulo de um alto nível de experiências que resultou na fabricação e comercialização de mais de 150 mil injetoras e 30 mil periféricos em todo o mundo. A Wittmann desenvolveu diversas inovações, que se tornaram padrão no mercado de automação. Um dos exemplos é o controle de robôs CAN-Bus, de 1992, que revolucionou o manuseio desse tipo de equipamento. Em 1998, foi a vez dos robôs lineares com eixo de fibra de carbono para altas velocidades e ciclos curtos de retirada. Em 2003 e 2004, a

40

empresa iniciou o desenvolvimento de produtos compactos, como a série 7 de robôs destinados a injetoras de pequeno e grande portes, com significativa relação custo-benefício. A Battenfeld, em complemento, iniciou, em 1932, a produção de prensas para Baquelite – resina sintética – e, em 1937, levou ao mercado as primeiras injetoras manuais. Os modelos automáticos foram produzidos a partir de 1949. Em 1969, a primeira injetora com comando totalmente eletrônico sairia das instalações da companhia. Em 1975, foi lançada a injetora para multicomponente e, quatro anos depois, a primeira injetora com comando CNC. Em 1987, a Battenfeld apresentou o Airmould, sistema de injeção auxiliada por gás. Em 1991, inovou ao desenvolver a maior máquina de moldagem por injeção do mundo, com 8.000 toneladas de força de fechamento. Esta máquina e diversas outras estão em operação há mais de 30 anos, inclusive no Brasil, comprovando que a Wittmann Battenfeld é sinônimo de resistência e durabilidade.

Sustentabilidade como princípio O desenvolvimento sustentável em todas as áreas da atividade

econômica faz parte da filosofia empresarial do Grupo. Uma das preocupações da empresa é criar soluções de processamento de plásticos ideais para indústrias com um futuro promissor, a fim de promover novos desenvolvimentos que irão beneficiar a sociedade como um todo, em áreas como tecnologia médica, eletrônica, engenharia automotiva e outras indústrias que necessitam de soluções altamente desenvolvidas. Exemplo disso são as máquinas que contribuem para melhor eficiência energética, menor tempo de ciclo e maior eficiência produtiva. Ciente de que um dos principais custos do processo de transformação é o de energia elétrica, a empresa, desde sua fundação, visa à racionalização deste recurso, por meio de componentes e sistemas especialmente preparados com esse objetivo, desde a separação da matériaprima até o processamento propriamente dito. Dessa forma, a empresa estabeleceu novos padrões de eficiência energética nos segmentos de atuação. Um dos destaques da Wittmann Battenfeld, no que se refere à tecnologia voltada à operação sustentável, é a série de injetoras EcoPower, dotadas de Sistema KERS - na fase de redução da velocidade para a proteção do molde, transforma a energia cinética em energia elétrica, permitindo o reaproveitamento em outras etapas do processo. Esse é somente um exemplo da postura que norteia a atuação da companhia que busca utilizar sua experiência para oferecer os melhores equipamentos, para que seus clientes alcancem os melhores resultados.

Editora B2B

211_Especial_witman.indd 40

13/09/2015 22:45:47


41 BANDEIRANTE.indd 41

19/09/2015 14:49:42


Foto: Divulgação

artigo

A Logística Reversa na indústria de plástico Eduardo de Souza Canal*

A

tualmente, a Logística Reversa é uma tendência que está ganhando força no mercado, pois o consumidor está se sensibilizando fortemente com a economia sustentável. E, dentro de uma visão de logística integrada, é comprovado que por meio de uma Logística Reversa eficiente é possível diminuir custos e propiciar vantagem competitiva às empresas. No setor de plástico, especificamente, a LR é aplicada como ferramenta para tratativa de produto de pós-consumo, com destinação para as indústrias que reutilizarão como matéria-prima. Estudos comprovam a possibilidade de utilizar as resinas recicláveis para diversas aplicações, apenas com exceção das embalagens para a indústria de alimentos. A operação da Logística Reversa, no cenário do setor de plástico, se baseia no prisma: cliente, centro de distribuição e fabricante. O cliente final e os grandes atacadistas podem ser considerados a maior fonte dos plásticos pós-consumo. Eles devem ser atingidos por meio da implementação de programas de coleta seletiva pelo poder público com apoio da população ou, até mesmo, através de campanhas promovidas pelo setor privado, com o intuito de arrecadar e recolher os produtos. O Centro de Distribuição, por sua vez, é o mais importante, pois é o elo entre os outros dois pilares: cliente e fábrica. Neste pilar, a utilização de sistemas de informação especialistas na logística como o WMS (Warehouse Management System), ferramenta que possibilita o monitoramento e a validação do fluxo operacional - recebimento, armazenagem, expedição e TMS o (Transportation Management System), sistema que realiza a administração e controla o transporte, se fazem necessários para garantir o fluxo do processo e da informação. O transporte do produto para o CD e o transporte para a fábrica deve ser planejado e preparado para que haja coleta e entrega em diversos pontos de forma roteirizada. Os custos operacionais e administrativos, a análise de rotas e atendimentos devem ser constantemente monitorados para que se obtenham lucros no transporte, viabilizando o processo como um todo na cadeia da Logística Reversa. No Centro de Distribuição (armazém), é necessário que no momento do recebimento da mercadoria (triagem dos produtos de pós-consumo) seja realizada a separação por tipo de polímeros. Este é um dos fatores chaves que irão garantir o sucesso da implementação da Logística Reversa no setor plástico e, para que aconteça de forma satisfatória, é imprescindível o treinamento operacional, além da estrutura física e processos de auditoria e qualidade sobre esta atividade.

No fluxo de triagem de recebimento, o processo deve ocorrer em duas etapas: a primeira é composta pela diferenciação do plástico reciclável do não reciclável, entre eles, o Termoplástico, os Termorrígidos e os Elastômeros, entre outros. Na segunda etapa, é realizada a triagem do material possível de reciclagem e sua destinação, conforme a característica de polímero: Policarbonato, Poliuretano, Policloreto de vinilo, Poliestireno, Polipropileno, Polietileno Tereftalato etc. As indústrias atualmente estão distanciadas da Logística Reversa devido à inexistência de um programa consolidado de coleta seletiva e a falta de uma legislação efetiva. Porém, este é o pilar que finaliza o processo. É aqui que está concentrada a expectativa do retorno de investimento. Em resumo, para o segmento plástico, os benefícios que a Logística Reversa oferece estão diretamente ligados à tecnologia, estrutura e recursos disponibilizados aos dois pilares cliente e centro de distribuição.

*Eduardo de Souza Canal é consultor de negócios da Store Automação, companhia de Tecnologia da Informação especializada no setor logístico. Uma das líderes brasileiras de TI para a área de logística e desenvolvedora da solução Store/WMAS (Warehouse Management System), sistema de gerenciamento de depósitos e armazéns, a Store Automação completou 23 anos com a marca de mais de 3 mil licenças dos aplicativos comercializados.

42

212_artigo.indd 42

Editora B2B

13/09/2015 22:51:03


43 INSTITUTO DE EMBALAGENS.indd 43

16/09/2015 11:15:55


matĂŠria de capa | especial fispal

Foto: Kromos

Os destaques da 31ÂŞ Fispal Tecnologia 44

Editora B2B

212 Materia de Capa Especial Fispal.indd 44

16/09/2015 13:25:32


Foto: Divulgação / Fispal Tecnologia

C

erca de 52 mil visitantes conferiram de perto os lançamentos de empresas, de mais de 12 países, dos setores de bebidas, alimentos, farmacêutico, químico, cosmético, laticínio, frigorífico e embalagem, no Anhembi, em São Paulo, na última edição da Fispal Tecnologia.

Editora B2B

212 Materia de Capa Especial Fispal.indd 45

45

16/09/2015 13:25:36


matéria de capa | especial fispal

A ABB também apresentou dois robôs modelo IRB 120 operando de forma sincronizada. Esse equipamento é considerado o menor robô multiuso industrial do mercado, que pesa apenas 25kg, suporta carga de 3kg e alcança 580mm. No Brasil é muito usado por instituições de ensino para aulas e laboratórios de robótica.

Adecol

Bosch Tecnologia de Embalagem

A Bosch ainda lançou uma versão atualizada de sua embaladora de movimento vertical contínuo de alta velocidade SVE 2520, capaz de produzir até 200 pacotes de qualidade por minuto com selagem hermética, preservando os produtos em ambientes úmidos. Também apresentou a embaladora horizontal, do tipo flow wrapper, 203E, uma versão atualizada de sua embaladora de sucesso com novos servomotores individuais e controles modernos de Allen Bradley. Fabricada no Brasil para biscoitos e barras planas, ela oferece altas velocidades de até 600 pacotes por minutos com alimentações em pista simples e dupla, além de diferentes opções de empilhamento de produtos.

COIM

Neste ano, a empresa apresentou o conceito de seu Module++, permitindo que os usuários vinculem os módulos padrões para as linhas de embalagem e processamento de ponta a ponta expansíveis e adaptáveis. “A abordagem do Module++ da Bosch é adequada para as empresas alimentícias que

Foto: Divulgação

46

O Performelt CQ-4135 é indicado para embalagens que exigem um nível de qualidade superior, em especial supercongelados, congelados, bebidas, cartuchos plastificados, caixa de embarque e final de linha. A nova tecnologia permite elaborar embalagens de cartuchos com diversas características de tratamento como: brilho de verniz, laminação de BOPP, PE, com coating mais pesados, entre outros, entregando melhor acabamento e fixação.

estão em rumo à automação de embalagens pela primeira vez, bem como para as que estão procurando um próximo nível, e as ajuda a integrar o equipamento modular padrão nas linhas automatizadas com opções específicas de aplicação,” diz Alexander Roepke, gerente geral da Bosch Tecnologia de Embalagem no Brasil.

Foto: Guilherme Gongra

Na feira, o lançamento da ABB foi o da solução RacerPack, célulapadrão de encaixotamento e paletização compacta e de fácil instalação desenvolvida para encaixotar embalagens do tipo flowpack, como as utilizadas em picolés e barras de chocolate. Com o robô modelo IRB 360, também conhecido como Flexpicker ou “Robô Aranha”, é possível atender mais de uma linha de produção. Esse novo conceito associa velocidade e capacidade de carga em produtos indexados por esteiras taliscadas, atendendo com agilidade e eficiência a indústria de alimentos.

A Adecol apresentou sua nova formulação, o Performelt CQ-4135, um hotmelt à base de metaloceno em pellets que garante economia de até 30% na comparação com outras colas para fechamento de embalagens. A nova formulação oferece melhor estabilidade e menor oxidação, menor desgaste e manutenção dos equipamentos, curva de viscosidade mais estável e menor temperatura de aplicação. O adesivo também proporciona aumento de produtividade, graças à diminuição no número de paradas e rejeições.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

ABB

José Paulo Victorio, presidente da COIM

A Chimica Organica Industriale Milanese (COIM) lançou um novo adesivo da linha Sem Solvente, o SF 5419/CA 5516, um adesivo

Editora B2B

212 Materia de Capa Especial Fispal.indd 46

16/09/2015 13:25:42


matéria de capa | especial fispal

Além do lançamento, a empresa também expôs sua parceria com a NDC Technologies, marca americana responsável por desenvolver o leitor de gramatura, que verifica a medida real do adesivo aplicado online (g/m2) no ato da laminação, podendo ser corrigido durante o processo, de modo a evitar perdas e prejuízos.

Foto: Divulgação

Dow

ecologicamente correto em embalagens voltadas para redes de fast-food, sorveterias e cafeterias, assim como para os mercados de eventos e mídia OOH.

Festo Fotos: Divulgação

indicado para laminação de filmes PE/PE, em que a resistência ao rasgo é fundamental. O novo produto apresenta grande força de laminação final, cura para corte com tempo curto (de 6 às 12h), não é formador de névoa, possui viscosidade baixa e não apresenta sangramento de tinta.

Para a Fispal, a Festo levou o Terminal de Válvula MPA-C. De fácil limpeza, com alta resistência a corrosão e extremamente funcional, o MPA-C foi especialmente desenvolvido para a indústria de alimentos e bebidas a fim de garantir a segurança no processo de fabricação. Além de possuir certificação FDA e grau de proteção IP69K, o terminal pode ter até 32 posições de válvulas.

A Dow, parceira da Associação Brasileira de Embalagem na Fispal Tecnologia (ABRE), apresentou em paralelo ao Circuito ABRE de Palestras, uma alternativa inovadora para o acondicionamento de produtos sólidos ou líquidos. Nas palestras ao longo dos quatro dias do Circuito, a Dow abordou o tema “Inovação e Sustentabilidade em embalagens flexíveis", em que foram destacados os projetos e as tendências neste segmento, além das práticas desenvolvidas pela empresa para trazer embalagens mais sustentáveis ao mercado.

Estilo Pack A companhia apresentou embalagens 100% sustentáveis para alimentos, produtos feitos de papel cartão que posicionam a marca como pioneira no segmento. A empresa aposta no desenvolvimento de produtos como copos, potes e pratos feitos de papel de alta gramatura e alta qualidade de impressão gráfica. Além do diferencial atrelado à imagem de seus produtos, a Estilo Pack teve como destaque em seu estande o que há de mais moderno e

212 Materia de Capa Especial Fispal.indd 47

16/09/2015 13:25:47


matéria de capa | especial fispal

Fortress Technology

Foto: Divulgação

O novo Corpo de Prova Bastão de Teste foi o destaque da Fortress na feira. Estes produtos são essenciais para testes de desempenho de detectores, simulando a detecção de contaminantes metálicos. Com designer inovador, o novo produto é feito de policarbonato, é mais resistente a impacto, é translúcido para visualização da esfera metálica e possui três modelos identificados por cores: metal ferroso (azul), não ferroso (verde) e aço inoxidável (vermelho). Foto: Divulgação

IDS Mailgraf

As seladoras Flowpack conferem flexibilidade e alta produtividade e rápido set-up, como Formador totalmente ajustável, que permite utilizar o equipamento para produtos de diferentes dimensões, acionamento por dois motores independentes com Encoders (codificadores) de posicionamento controlados por inversor de frequência, painel de controle LCD Touchscreen e sensor de registro de filme pré-impresso. Além disso, conta com alimentação motorizada do filme e controle digital de temperatura de selagem, apropriados para que seja facilmente adaptável aos vários materiais usados em embalagens. A Flowpack conta, ainda, com sensores para detecção de produtos na esteira de entrada, eliminando desperdício de filme.

Indumak A parceria estratégica com a líder mundial em robôs ABB foi o grande destaque da Indumak na Fispal. A parceria foi apresentada a partir de um layout com os robôs de marca Indumak e ABB que trabalhavam em sincronia com a manipulação de caixas e divulgavam a “Parceria de Peso”. Além disso, havia também a Lince Contínua, empacotando balas que eram distribuídas ao público em geral. Outras grandes novidades foram: a empacotadora semiautomática SA-5000, destinada a atender as necessidades da indústria do gelo

48

com baixo custo de investimento e manutenção; o dosador DGA1000, que garante maior precisão que os modelos atuais do mercado; o Dispositivo de Microfuros, que permite um fardo mais justo e um produto mais seguro para o cliente e as impressoras de transferência térmica Dikai-Indumak, que oferecem o melhor custo-benefício em solução digital.

A empresa lançou sua nova família de Seladoras Flowpack, formada por equipamentos de selagem contínua em filme plástico, que atende a diversos segmentos, como alimentício, hoteleiro, papelaria, gráfico, farmacêutico, logística, industrial e promocional.

Krones Foto: Divulgação

A empresa ainda apresentou a Válvula MS6-SV-D, que proporciona alimentação rápida e segura, bem como a despressurização suave em sistemas pneumáticos. Outra solução apresentada foi o Sensor de visão SBSI, que pode ser utilizado nos mais diversos segmentos industriais, desde alimentos e bebidas até o automotivo. Somase a eles o Módulo de Eficiência Energética MSE6-E2M, novo componente da Série MS, que se destaca por contribuir com a eficiência energética do cliente ao reduzir o consumo de ar comprimido em até 20%.

A empresa apresentou uma maquete do CombiCube, tecnologia da Steinecker destinada a pequenas e médias empresas. Trata-se de um sistema de adegas de fermentação e maturação CombiCube C de construção modular. O comando simplificado de sua tecnologia é acompanhado pelo sistema de controle de processos Botec, que, voltado para cervejarias e xaroparias, controla e gerencia as plantas, aliando flexibilidade e facilidade de manuseio. Inovações da Krones também foram apresentadas ao público, como as válvulas e a bomba da Evoguard, o VarioSpin (desgaseificador que permite realizar processos de envase altamente eficientes sem a formação de espuma na válvula de envase), a DosaFlex (estação asséptica para bebidas com componentes sólidos), a Viscofill (enchedora pelo princípio de pistão que garante o envase seguro de alimentos viscosos) e o ErgoBloc L

Editora B2B

212 Materia de Capa Especial Fispal.indd 48

16/09/2015 13:25:53


(sistema de bloco completo de parte úmida, com máquinas de sopro, rotulagem e enchimento para produzir e engarrafar embalagens PET).

Foto: Divulgação

Markem-imaje

O destaque da Markem-Imaje foi o seu mais recente desenvolvimento: a nova Codificadora jato de tinta CIJ 9450, indicada para indústrias de alto volume de produção, que operam 24 horas, com velocidade de 6,6 metros/segundo. A Codificadora 9450 é uma impressora de alta produção com elevado índice

212 Materia de Capa Especial Fispal.indd 49

OEE. Seu design “inteligente” e higiênico (IP56) reduz em até 20% o uso de consumíveis e o consumo de energia. Adotando um inovador sistema de gerenciamento de consumíveis limpo e seguro, que não requer configuração, a Codificadora 9450 oferece operação fácil. Trabalha com tintas que ajudam a alcançar metas de rastreabilidade e sustentabilidade: tintas com um alto nível de adesão, contraste e cor, além de soluções antifalsificação e ecológicas. A Codificadora 9450 possui inúmeras opções de códigos, 35 idiomas para textos, logotipos e dispensa o uso de computador acoplado; apenas com um pendrive, ajuda a realizar iniciativas e campanhas de marketing.

Pavan Zanetti Duas máquinas estiveram em exposição: a sopradora Petimatic e a injetora HXF. A Petimatic produz frascos de até 2000 mililitros,

Foto: Divulgação

matéria de capa | especial fispal

dispõe de alimentador automático de pré-formas de PET, painel de operação com tela LCD, sistema de aquecimento de pré-formas dividido em zonas de aquecimento, controle de temperatura da boca ao fundo da pré-forma e sistema operacional de sopro com recuperação de ar de exaustão. A Injetora automática HXF produz frascos de diversos tamanhos e capacidades. É automática e de alto desempenho e economia de energia. Ideal para brinquedos, pré-forma de PET, utilidades domésticas, produtos com parede

16/09/2015 13:26:01


matéria de capa | especial fispal

Plastipak

recicláveis e com mais flexibilidade no consumo. A tecnologia garante um produto 100% natural, sem conservantes e sem refrigeração. Já o Diamond Clear envolve uma tecnologia que impede a oxidação dos produtos e permite um aumento do seu ciclo de vida em até dois anos.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Salazar

viscosos, chamada Food Option. As máquinas de envase asséptico com FoodOption são voltadas para fabricantes refeições prontas, sopas com pedaços, molhos cremosos ou bebidas com pedaços. A solução oferece variedade e flexibilidade incomparáveis aos fabricantes de alimentos que optarem por envasar assepticamente produtos em embalagens cartonadas. Assim, bebidas clássicas – sejam elas lácteas ou não carbonatadas – e com pedaços podem ser envasadas na mesma máquina. Outra opção é envasar lácteos de alta e baixa viscosidade na mesma linha de envase.

SMC

Outra novidade é o Thermoshape, uma solução para o envase a quente de produtos de alta acidez, não carbonatados e bebidas sensíveis, tais como sucos e néctares, chás e bebidas funcionais, em embalagens mais leves, 100%

50

Destaque para os codificadores Citronix da linha CI, desenhados para realizar aplicações de codificação e marcação utilizadas nas indústrias alimentícias e de bebida, extrusão de cabos e tubos, cosméticos e farmacêuticas, químicas, higiene pessoal, peças automotivas e outras. Estes equipamentos podem imprimir datas de fabricação e validade, lotes, códigos de rastreabilidade, logotipos e códigos e barra.

SIG

Foto: Divulgação

A Plastipak destacou soluções tecnológicas inovadoras para o mercado de embalagens: as tecnologias de barreira da empresa oferecem proteção aos produtos sensíveis à luz, oxigênio, CO2 e degradação do polímero. É aplicável às categorias de produtos clorados, leite UHT, sucos, atomatados, cervejas e vinhos. Para o mercado de iogurtes e laticínios, a Plastipak apresenta a solução Monolayer, uma tecnologia que traz a versatilidade do PET com 99,5% de proteção à luz, o que dispensa um rótulo que cubra toda a embalagem. O seu grande diferencial é o peso, que pode ser até 45% mais leve se comparado às embalagens de 180 ml disponíveis no mercado.

A empresa apresentou uma nova tecnologia para o envase de pedaços ou de produtos muito

Foto: Divulgação

fina, produtos em PP/PL, além de PS, PC, conexões em PVC, materiais de engenharia, entre outros. Os modelos opcionais são equipados com bombas fixas e hidráulica proporcional, bomba variável e servo motor.

A SMC Pneumáticos do Brasil levou para a feira novidades como o Thermo-Chiller das Séries HRS/ HRSH, uma opção na escolha de um sistema de refrigeração com água gelada. Entre seus benefícios, estão a redução no consumo de água proveniente de recursos naturais e a melhor qualidade, com uma instalação mais compacta e utilização de gás ecológico. Com sistema convencional de refrigeração, suas vantagens são estabilidade térmica de ± 0,1°C, grande variedade de funções de autodiagnóstico e controle via portas de entrada e saída digitais ou comunicação serial. Outro destaque foi o Ionizador tipo bico Série IZF 21/31, que pode ser utilizado para neutralizar

Editora B2B

212 Materia de Capa Especial Fispal.indd 50

16/09/2015 13:26:07


matéria de capa | especial fispal

as descargas elétricas sofridas pelos operadores em processos de injeção, sopro e extrusão de materiais plásticos, montagem e embalagem de componentes, atraindo corpos mais leves devido ao campo magnético gerado. Já o novo terminal de válvulas Série SY dispõe de uma série de vantagens: aumento na taxa de vazão em até 60%, válvula compacta e eficiente e diversas opções de acionamento manual. Tudo isso aliado ao baixo consumo de energia: de 0,35W até 0,1W.

Sun Chemical A empresa lançou linhas de tintas e bases de altíssima performance. As novas linhas base solvente alcançam o máximo desempenho das impressoras flexográficas e rotográficas em velocidade e qualidade para embalagens e labels, permitindo que o convertedor melhore substancialmente sua produtividade, custo total de impressão e qualidade gráfica. As novas linhas são: Duraline, Solimax e Duraflex, e a linha de bases Jupiter NC Bases. Elas possuem um fino sistema de moagem que é o segredo da alta qualidade dessas tintas, fabricadas com altos sólidos (mais sólidos e menos solventes).

A Sunnyvale apresentou soluções que atendem normas e regulamentações recentes voltadas à inspeção de alimentos e rotulagem de embalagens de frutas, legumes e verduras e que devem ser respeitadas pelo setor alimentício. Assim, a empresa levou para a Fispal toda a sua linha de inspeção, como os seus Detectores de Metais, Raio X e a linha de analisadores de gases para inspeção de gases para alimentos embalados em ATM (Atmosfera Modificada) que aumentam a vida útil do alimento. Outro destaque foi a embaladora automática de bandejas Digi e a solução Print & Apply da FoxJet, que atendem a obrigatoriedade para FLV embalado em bandejas. Além de apresentar as soluções para as novas normas, apresentou sua Codificadora Ink Jet de Alta Resolução A 320i Domino e sua linha completa de equipamentos de embalagens a vácuo. Ainda lançou a aplicadora de rótulos e cintas (papel ou BOPP) para agrupamento de produtos.

Tetra Pak

A companhia lançou a Tetra Pak® E3, com potencial para produzir até 40 mil embalagens por hora. A nova plataforma oferece três benefícios principais para os fabricantes de bebidas: redução de custos operacionais, melhoria de desempenho ambiental e maior flexibilidade de produção. O grande diferencial da nova máquina é a tecnologia de esterilização eBeam, que funciona focando um feixe de elétrons controlado sobre a superfície do material da embalagem, e como ele é executado através da máquina de envase, elimina qualquer bactéria ou micro-organismo presente. A máquina exibida durante a Fispal foi a Tetra Pak E3 / Speed, que produz embalagens tamanho família – Tetra Brik® Aseptic 1000 Edge™ com tampa LightCap 30 -, rodando 15 mil embalagens por hora. A Tetra Pak planeja expandir a nova plataforma para outros equipamento no futuro e vai começar a implantação com três versões: Tetra Pak® E3/CompactFlex Extended Shelf Life; Tetra Pak® E3/Speed Portion Packages; Tetra Pak ® E3/Flex Extended Shelf Life.

Fotos: Divulgação

Foto: Divulgação

Sunnyvale

Editora B2B

212 Materia de Capa Especial Fispal.indd 51

51

16/09/2015 13:26:29


Foto: Divulgação

Xerox estimula a devolução de cartuchos vazios

A

O

Prolata reciclagem acaba de inaugurar seu primeiro ponto de entrega voluntária (PEV) de latas de aço pósconsumo, em uma das lojas da rede de varejo de material de construção C&C, localizada na Marginal tietê, em São Paulo. Este ano, outros 12 PEVs deverão entrar em operação em diferentes pontos do País. “a implantação dos pontos é parte de nosso trabalho voltado para facilitar a coleta e a destinação correta das embalagens de aço pós-consumo, que são 100% recicláveis e têm forte demanda no mercado. tudo isso está alinhado à proposta apresentada pela aBEaÇo (associação Brasileira de Embalagem de aço) e pela aBraFati (associação Brasileira dos Fabricantes de tintas) para o atendimento às exigências da Política Nacional de resíduos Sólidos”, afirma thais Fagury, gerente-executiva do Prolata e também da aBEaÇo. os consumidores poderão entregar latas vazias de tintas e também de outros produtos, que serão classificadas, separadas e posteriormente enviadas para a siderúrgica parceira do projeto, que as reutilizará como matéria-prima em seu processo de produção de novas chapas de aço. Em breve, o PEV passará também a recolher e acondicionar as sobras de tintas imobiliárias eventualmente existentes nas embalagens. Sua recuperação e reaproveitamento serão feitos em parceria com empresas especializadas. 52

Foto: Divulgação/Xerox

Descarte seletivo de latas de aço pós-consumo

companhia encoraja os consumidores a retornarem os cartuchos de suprimentos da marca usados com o projeto “Xerox Green World alliance”. a iniciativa faz parte de um sistema global de gestão ambiental em conformidade com o iSo 14001 para proteção ao meio ambiente. desde 1991, o recondicionamento e a reciclagem da Xerox evitou que fossem despejados em aterros quase mil milhões de tonelada de potenciais resíduos, dando um destino ecologicamente correto para estes produtos. os clientes da empresa podem solicitar a coleta de qualquer lugar do Brasil, para uma quantidade mínima de 100 unidades. a cada 50 cartuchos vazios devolvidos, a Xerox enviará um novo em troca. É possível solicitar a coleta e obter informações pelo e-mail retorno.cartuchos@xerox.com

Editora B2B

Pack 212 - Sustentabilidade.indd 52

13/09/2015 22:55:28


pack | sustentabilidade

Aterro Zero

C

Foto: Divulgação

omo parte de seu compromisso de gerar práticas ambiental e socialmente responsáveis, a Avery Dennison disponibiliza em suas páginas na internet uma lista de empresas que podem receber resíduos de rótulos autoadesivos gerados nas plantas dos convertedores e empresas usuárias. No Diretório de Soluções para Aterro Zero é possível encontrar 24 empresas que podem reciclar os resíduos ou utilizá-los para gerar energia: 11 estão no Brasil, quatro no Chile, quatro no Peru, três na Argentina e duas na Colômbia. Segundo Ronaldo Mello, vice-presidente do Grupo Materiais da Avery Dennison - América do Sul, “o Diretório está alinhado com o objetivo global da empresa no qual a sustentabilidade tem um papel fundamental em todas as ações e produtos”. A lista completa das empresas no Brasil pode ser acessada na aba sustentabilidade do site da empresa.

Ronaldo Mello, vice-presidente do Grupo Materiais da Avery Dennison - América do Sul

Foto: Divulgação

Projeto 100 limites

Fabiane Staschower, Mestre em Embalagem pela Michigan State University

F

ocado no desenvolvimento de embalagens em papel cartão para todos os segmentos, o projeto 100 Limites, recémlançado pela área de Relacionamento com o Mercado da Ibema, busca apresentar aos brand owners a versatilidade dessa matéria-prima, sustentável em todo o seu ciclo. À frente do projeto, está a executiva Fabiane Staschower, Mestre em Embalagem pela Michigan State University. “O papel cartão carrega consigo o conceito de sustentabilidade e pode ser utilizado na confecção de embalagens para todas as áreas, inclusive aquelas onde tradicionalmente não está inserido. É uma matéria-prima multifuncional, que possui a capacidade de agregar valor aos produtos que embala”, explica. O projeto já possui demandas em andamento que em breve serão apresentadas ao mercado.

Novidade no Brasil

A

Dopper, empresa social holandesa que tem como principal missão contribuir para o meio ambiente e evitar o desperdício de garrafas plásticas no mundo, chegou ao Brasil por meio de uma parceria de distribuição e comercialização exclusiva com a Bento Store, uma das primeiras lojas especializadas em “mobile food” do país. A garrafa, produzida com polipropileno e ABS - resinas plásticas recicláveis de alta qualidade - , já ganhou alguns prêmios de design na Europa e tem certificado Cradle to Cradle que atesta que sua produção não causa impacto negativo ambiental. A Dopper também possui certificação B Corporation, que é concedida a empresas que têm impacto social e ecológico positivo. Editora B2B

Pack 212 - Sustentabilidade.indd 53

53

13/09/2015 22:55:31


Foto: Leandro Andrade

direto da gôndola

EMBALAGEM INTERATIVA CHAMA A ATENÇÃO NA GÔNDOLA Assunta Napolitano Camilo*

E

Foto: FuturePack

ncontramos este mês nas gôndolas de bebidas uma nova proposta de embalagem promocional: um duo-pack por rótulo termoencolhível. A Coca-Cola resolveu apresentar o novo sabor dentro da campanha “Fanta vs. Fanta”. A ideia foi unir duas latinhas de 250 ml através de um rótulo termoencolhível (também conhecido como sleeve). O consumidor está sendo “chamado” a participar e escolher de várias formas entre os dois sabores novos: maracujá e maçã verde. A embalagem tem papel importante nesta fase da campanha: promover a experimentação, além de vender de uma só vez duas latinhas! No atual cenário de estagnação ou recuo de vendas, soluções como essa são fundamentais para chamar a atenção do retraído consumidor e movimentar as vendas. Além de unir as duas latinhas, a proposta traz uma interação divertida: no momento de destacar as duas peças, o consumidor as gira em sentido oposto, “quebrando” a união entre elas. A embalagem promocional é mais visível do que a isolada, pois tem o dobro do tamanho, atrai, provoca curiosidade e vende. Embalagens promocionais têm sido muito utilizadas no mundo todo, já que através delas é possível reduzir o custo unitário dos produtos ou promover experimentação, ou ainda conceder brindes e presentes que fidelizam os consumidores. Saiba mais sobre esta poderosa ferramenta de marketing no livro:

54

Better Packaging. Better World, do Instituto de Embalagens, no capítulo “Strategy for promotional packages”. Continuadamente encontramos novas propostas de embalagem com o propósito de gerar degustação de novos produtos, como a “one glass wine ME”, um tipo de embalagens unidose em cartonado ou a solução SNAPSIL da Multivac. Há ainda outras soluções utilizando o rótulo termoencolhível para unir produto e brinde ou algum acessório, como talheres, ou, ainda, figurinhas ou cartelas de sorteio. São inúmeras possibilidades, todas com o intuito de animar o consumidor retraído. E desde que leve a ele uma real vantagem, isso pode ser positivo, assim: Embalagem melhor. Mundo melhor!

Se quiser mais informações e fotos dos produtos, é possível obtê-las no site: www. clubedaembalagem.com.br *Assunta Napolitano Camilo: Diretora da FuturePack – Consultoria de Embalagens e do Instituto de Embalagens – Ensino & Pesquisa. Articulista, professora e palestrante internacional de embalagens. Recebeu diversos prêmios, entre eles o de Profissional do Ano e o de Melhor Embalagem do Ano. Coordenadora dos livros: Embalagens Flexíveis; Embalagens de Papel cartão; Guia de embalagens para produtos orgânicos; Embalagens: Design, Materiais, Processos, Máquinas & Sustentabilidade, entre outros. Diretora do Kit de Referências de Embalagens e da obra Better Packaging. Better World.

Editora B2B

212_Artigo.indd 54

13/09/2015 22:56:00


55 REED.indd 55

16/09/2015 11:17:23


notas técnicas

Foto: Divulgação

INJEÇÃO DE TERMOPLÁSTICOS

MÁQUINAS PARA PRODUÇÃO DE ALMOFADAS DE PAPEL Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A Jaguar atua no mercado de embalagens com a produção de tampas convencionais, tampas flip-top, tampas push-pull, tampas com lacre, entre outros tipos. Nos processos de injeção, utiliza equipamentos com tecnologia de ciclo rápido, tanto nas máquinas hidráulicas quanto nas elétricas, assim como nas híbridas. Em todos esses equipamentos utiliza a automação industrial, como, por exemplo, para fechamento automático, esteiras transportadoras, rotulagem, corte etc. Para personalização do produto, podem ser integradas as tecnologias de decorações variadas, como o IML (in mold labelling), rótulos sleeve, rótulos manga, auto-adesivos, serigrafia etc. A empresa oferece todas as etapas do processo de desenvolvimento de produtos, como modelamento virtual, prototipagem eletrônica, construção de moldes etc. JAGUAR Indústria e Comércio de Plásticos Ltda. Tel.: (19) 3311-2831 | www.jaguar.ind.br

A Storopack dispõe de equipamentos para produção de almofadas de papel para embalagem de proteção de produtos, como a máquina Classic que produz almofada de papel tipo PaperPlus© Classic; a Chevron para produção de papel tipo PaperPlus© Chevron e a Shooter para almofadas de papel tipo PaperPlus© Shooter. O PaperPlus© Classic é utilizado para produtos de categorias de peso elevado. É um papel espesso de múltiplas camadas que pode produzir almofada adequada para o acolchoamento de produtos para uma grande variedade de técnicas de embalagem. O PaperPlus© Chevron oferece, como resultado, tubos de papel plissado para acolchoamento de produtos de peso médio para utilização de diferentes técnicas de embalagem. O PaperPlus© Shooter é outra solução de embalagem para preencher espaços vazios existentes acima do material a ser embalado. STOROPACK do Brasil Embalagens de Proteção Ltda. Tel.: (11) 5677-4699 | www.storopack.com.br

56

IMPRESSORA JATO DE TINTA A EC-JET 230 é uma impressora que opera por jato de tinta, mas que tem a função de marcação e codificação de embalagens e/ou produtos para os diversos segmentos industriais. É um equipamento que possui 60µ de cabeça de impressão; alcança 1,4 mm a 8,8 mm de altura dos caracteres; oferece 2.048 caracteres de comprimento máximo da mensagem; imprime numeração sequencial; atinge 2 m/s de velocidade máxima; faz marcação automática da data e codificação para rastreamento; possibilita visualizar as mensagens na tela. Além disso, a limpeza do sistema hidráulico é feita automaticamente; possui classificação IP 55 e utiliza, além da tinta na cor preta MEK ou etanol, a azul ou vermelha. GYSSCODING System Comércio de Impressoras Ltda. Tel.: (11) 5622-6794 | www.gysscoding.com.br

Editora B2B

211 Notas Tecnicas.indd 56

13/09/2015 22:59:59


LEITURA

DESTAQUE INOVA EMBALA: EMBALAGENS

Foto: Divulgação

99,9% NÃO É 100% Marcos Scladelai chegou à presidência da Bombril aos 36 anos e lança seu primeiro livro contando sua trajetória inspiradora, e convida o leitor a repensar velhos conceitos. O executivo destaca a importância de deixar a marca pessoal por onde passa e como se tornar sinônimo de liderança e resultado. O autor exemplifica, com sua própria história, como manteve bons contatos e fez grandes amizades no mundo empresarial, além de conquistar centenas de admiradores. 99,9% não é 100% ainda apresenta as quatro competências globais essenciais para se destacar em qualquer ramo de atuação e deixar um grande legado. De forma simples e também por meio de cases de sucesso e histórias de superação, Scaldelai faz o leitor repensar o conceito de impossível.

99% NÃO É 100% AUTOR: MARCOS SCALDELAI EDITORA GENTE NÚMERO DE PÁGINAS: 160 PREÇO: R$ 29,90

PARA A EXPORTAÇÃO PARA ALIMENTOS E BEBIDAS A embalagem, sobretudo no setor de alimentos, tem um impacto enorme nos custos de produção e transporte, na comunicação com o consumidor final e no shelflife dos produtos, por exemplo. Entender os critérios necessários para uma embalagem internacionalizada é fundamental para conquistar novos mercados. O investimento em projetos de embalagem é estratégico para aumentar o valor agregado dos produtos manufaturados brasileiros exportados, gerando riqueza a partir dos recursos naturais do país. “Inova Embala: Embalagens para a exportação para alimentos e bebidas”, tem o objetivo de orientar as empresas brasileiras do setor de bens de consumo sobre embalagens no mercado internacional. O material dá destaque às informações sobre critérios para desenvolvimento de embalagens, novas tecnologias, transporte e armazenamento, novos materiais e estudo das culturas de consumo nos mercados internacionais. A publicação é uma ação do Inova Embala, iniciativa da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), executada em parceria com o Instituto de Embalagens.

INOVA EMBALA: EMBALAGENS PARA A EXPORTAÇÃO PARA ALIMENTOS E BEBIDAS

AUTORAS ASSUNTA NAPOLITANO CAMILO E MAGDA CERCAN EDITORA INSTITUTO DE EMBALAGENS LTDA. NÚMERO DE PÁGINAS: 64 PREÇO: PARA ASSOCIADOS AO PROJETO

EMBALAGENS METÁLICAS (Aço e Alumínio) Análise do mercado, em números ESPECIAL: Sustentabilidade: “A reciclagem como ação obrigatória”

EDIÇÃO 213 - AGOSTO / SETEMBRO

APROVEITE AS CONDIÇÕES ESPECIAIS E PARTICIPE JUNTO COM AS MELHORES EMPRESAS DO SETOR.

RESERVE SEU ESPAÇO, LIGUE: (11) 3722-0956 MAIS INFORMAÇÕES: publicidade@editorab2b.com.br

www.pack.com.br

212_Pack Leitura.indd 57

16/09/2015 13:38:02


índice de anunciantes página

empresa

site

3ª Capa..... ABRE .......................................................................................................................................................................www.abre.org.br 4ª Capa..... AGFA........................................................................................................................................................www.agfagraphics.com.br 9................ ARO..........................................................................................................................................................................www.aro.com.br 35.............. ATCO PLÁSTICOS....................................................................................................................... ............................www.atco.com.br 41.............. BANDEIRANTE ....................................................................................................................................www.indbandeirante.com.br 5................ CALCGRAF..................................................................................................................................... www.calcgraf.com.br/producao 25.............. GEBO CERMEX............................................................................................................................................. www.gebocermex.com 37.............. HAVER BRASIL...........................................................................................................................................www.haverbrasil.com.br 19.............. KRONES................................................................................................................................................................ www.krones.com 43.............. INSTITUTO DE EMBALAGENS................................................................................................www.institutodeembalagens.com.br 56.............. INTERTEC .................................................................................................................. ............................www.intertecequip.com.br 7................ MARKEM-IMAJE................................................................................................................................... www.markem-imaje.com.br 55.............. MOVIMAT................................................................................................................................................www.expomovimat.com.br 2ª Capa .... PERFOR.............................................................................................................................................................. www.perfor.com.br 49.............. SALAZAR.................................................................................................................................... www.salazarcomponentes.com.br 23.............. SIG COMBIBLOC....................................................................................................................www.eupensomeioambiente.com.br 15.............. SINCOPLASTIC............................................................................................................. ............................www.sincoplastic.com.br 34.............. TRANSERG..................................................................................................................................................... www.transerg.com.br 47.............. VIDROPORTO............................................................................................................................................... www.vidroporto.com.br

PB

212_Indice de Anunciantes.indd 58 Editora Banas

19/09/2015 14:52:23


3 CAPA ABRE.indd 59

16/09/2015 11:12:05


4 CAPA AGFA.indd 60

13/09/2015 23:03:06

Profile for Revista Pack

Revista Pack 212 - Junho 2015  

Revista de Negócios do Mercado de Embalagens. Embalagens cartonadas. Novidades, lançamentos, maquinas, equipamentos e serviços para o mercad...

Revista Pack 212 - Junho 2015  

Revista de Negócios do Mercado de Embalagens. Embalagens cartonadas. Novidades, lançamentos, maquinas, equipamentos e serviços para o mercad...

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded