__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

www.pack.com.br

211

ANO•17 M

A

I

O

2 0 1 5

R$ 15,00

EMBALAGEM

TECNOLOGIA

DESIGN

INOVAÇÃO

FLEXÍVEIS

EMPRESAS REVELAM SUAS APOSTAS CROMEX 40 anos na indústria do plástico

JU

A importância das embalagens para a competitividade

Em C NH Ró b o tu Pa ala be O/ Ad lo pe ge rtu J s es : M l C ns ra U ivo a ar C Fi L /T nga tão art spa HO er / /P on l m Ro a a ot ll pe da ra La lã s/ ns b o fe el/ rê A nc ut ia o

INTERNACIONAL

211 - Capa.indd 1

11/06/2015 23:41:40


2 CAPA ARO.indd 2

12/06/2015 00:20:07


Foto: COMODO

carta ao leitor

TURBINADO

É

como está o setor. Mês intenso com as feiras FCE Pharma, Cosmetique e Feiplastic, os profissionais nem sequer podem respirar com a proximidade da Fispal. É desse fluxo intenso que o mercado de embalagens precisa para fechar o ano em alta. De acordo com as organizadoras dos eventos, as feiras se destacaram em inovação, tecnologia de ponta e se surpreenderam com a qualificação do público. A Feiplastic registou um movimento de mais de 66 mil visitas no Anhembi, em São Paulo, e o destaque foi a rodada de negócio entre visitantes convidados e expositores. O Premium Club Plus reuniu 40 compradores e teve 72 reuniões. Aconteceram também, na Feiplastic, as reuniões do programa Think Plastic Brazil, que receberam 62 empresas nacionais com compradores estrangeiros. Somadas, ambas as iniciativas devem movimentar mais de R$ 40 milhões. Já a FCE Pharma e Cosmetique, ambas em sua 20ª edição, superaram em expectativas de qualificação de público, totalizando 16.792 visitações de todo o Brasil e América Latina, sendo 50% desse público com perfil de tomadores de decisão incluindo presidentes, vice-presidentes, diretores e sócios proprietários de revendas do País e do exterior. Fazer negócio é o ponto chave para qualquer empreendedor. Ganhar o mundo então, nem se fala. Nossa consultora editorial, Assunta Napolitano Camilo destacou neste mês a importância das embalagens para a competitividade internacional. Dentro do cenário de venda de produtos de consumo, qualquer que seja o canal, a embalagem é um instrumento de comunicação. “Ela não só

Pack 211 - Editorial.indd 3

traduz a alma do produto e explica seu desempenho e função, como também entrega, para além do conteúdo, uma promessa que faz com que o consumidor se emocione em alguma medida e decida pela compra desse produto em detrimento a tantos outros similares ou concorrentes do mesmo propósito”, explica Assunta. Baseado nesse ponto, seu artigo destaca alguns cuidados essenciais com as embalagens, sobretudo as para exportação, afinal é a ferramenta de marketing de qualquer empresa. Em investimentos, ouvimos as empresas que fabricam, e usam, embalagens flexíveis, um setor que conta com uma vasta gama de produtos e representa uma fatia significativa de participação na transformação do plástico, atingindo os 30%. No ano de 2014, o faturamento do setor cresceu 7,3% chegando aos R$ 14,7 bilhões segundo informações divulgadas pela Maxiquim para um estudo desenvolvido para a Associação Brasileira da Indústria de Embalagens Plásticas Flexíveis, ABIEF. Também no ano passado, foram produzidas 1.857 milhões de toneladas de embalagens deste tipo que têm como principais clientes os setores de alimentos, higiene pessoal e limpeza doméstica, bebidas, descartáveis e indústria no geral. Para 2015, de acordo com a Maxiquim, o setor prevê um crescimento de menos de 1% e um leve aumento na produção para 1,868 milhão de tonelada. Boa leitura!

THAIS MARTINS EDITORA CHEFE redacao@pack.com.br

12/06/2015 00:20:40


211

sumário

A N O • 1 7

Foto: Leandro Andrade

M

A

I

O

2015

10

Foto: FuturePack

INOVAÇÃO

EMBALAGEM TECNOLOGIA DESIGN

ENTREVISTA CROMEX 40 anos na indústria do plástico

10 ENTREVISTA

Uma experiência de 40 anos na indústria de plástico e a chegada à presidência da Cromex são um pequeno resumo do caminho trilhado por Sérgio Wajsbrot.

16 POR DENTRO DAS LEIS

“Embalagem e concorrência desleal: aspectos gerais da proteção à marca” são tema do artigo da Luciana Zioli, do Loureiro Filho

32 A FLEXIBILIDADE É O NEGÓCIO

46

Empresas de embalagens flexíveis apostam em inovações, tecnologias, entre outros pontos que mostram que o mercado se posiciona como um bom negócio.

INTERNACIONAL A importância das embalagens para a competitividade

40 COBERTURA

Confira o balanço das feiras FCE Pharma, FCE Cosmetique e Feiplastic. Eventos mostram inovação, tecnologia de ponta e superam.

46 COMPETITIVIDADE

Assunta Napolitano fala sobre a importância das embalagens para a competitividade internacional.

SEÇÕES FLEXÍVEIS Empresas revelam suas apostas

4

Foto: Cryovac

32

6 AGENDA

28 VANGUARDA

8 PACK ONLINE

38 ESPECIAL INOVA EMBALA

16 POR DENTRO DAS LEIS

52 SUSTENTABILIDADE

17 VAI E VEM DO MERCADO

54 DIRETO DA GÔNDOLA

18 NOTÍCIAS

56 NOTAS TÉCNICAS

20 ESPECIAL GEBO CERMEX

57 PACK LEITURA

24 ATUALIDADES

EDITORA B2B

211_Índice de matérias.indd 4

15/06/2015 16:25:08


5 VHM MAQUINAS.indd 5

12/06/2015 00:23:54


agenda FEIRAS NO BRASIL EMBALAGEM | TECNOLOGIA | DESIGN | INOVAÇÃO

DATA

FEIRA

LOCAL

CONTATO

9 a 11 de junho

Fispal Café

Expo Center Norte - SP

www.fispalcafe.com.br

9 a 12 de junho

Fispal Food Service

Expo Center Norte - SP

www.fispalfoodservice.com.br

9 a 11 de junho

Sial Brazil

Expo Center Norte - SP

www.sialbrazil.com.br

23 a 26 de junho

Fispal Tecnologia

Anhembi - SP

www.fispaltecnologia.com.br

4 a 7 de agosto

Embala Nordeste 2015/ Nordeste Plast 2015

Centro de Convenções de Pernambuco - PE

www.greenfield-brm.com

CONSELHO EDITORIAL Assunta Camilo Napolitano, diretora da FuturePack e do Instituto de Embalagens – Eduardo Tadashi Yugue, gerente de embalagens da Nestlé Brasil – Geraldo Cardoso Guitti, diretor do Conselho Administrativo da Refrigerantes Convenção – Iorley Correia Lisboa, gerente P&D e Inovação de Embalagens – Marcas Exclusivas do Walmart Brasil – João Batista Ferreira, CEO da J2B Innovation to Business – Lincoln Seragini, presidente da Seragini Design – e Luis Fernando Madi, Diretor Geral do Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL)

11 a 13 de agosto

TecnoCarne & Leite

São Paulo Expo - SP

www.tecnocarne.com.br

18 a 21 de agosto

Maquintex, Femicc e Signs Nordeste 2015

Centro de Eventos do Ceará - CE

www.signsnordeste.com.br

18 a 22 de agosto

Interplast

Pavilhões da Expoville - SC

www.interplast.com.br

25 a 27 de agosto

FI South America/CPHI South America

Transamerica Expo Center - SP

www.fi-events.com.br

25 a 28 de agosto

Plastech Brasil

Parque de Eventos da Festa da Uva - RS

www.plastechbrasil.com.br

15 a 17 de setembro

Movimat

Expo Center Norte – SP

www.expomovimat.com.br

3 a 6 de novembro

Fispal Tecnologia Nordeste

Centro de Convenções de Pernambuco - PE

www.fispaltecnologianordeste. com.br

FEIRAS NO EXTERIOR DATA

FEIRA

LOCAL

CONTATO

16 a 19 de junho

Expo Pack

México

www.expopack.com.mx

6 a 9 de julho

Interpack

San Francisco - CA

www.interpack.com

17 a 19 de setembro

Europack Euromanut CFIA 2015

Eurexpo Lyon - FRA

www.europack-euromanut-cfia. com/en/

14 a 16 de setembro

International Foodtec Índia

Pragati Maidan - IND

www.foodtecindia.com

29 de setembro a 1º de outubro

FachPack

Exhibition Centre Nuremberg - GER

www.fachpack.de/en/

Marília de Paula Marília@pack.com.br Tel.: (11) 3722-0956 Rajah Chahine comercial@pack.com.br Tel.: (11) 3722-0956 Executivos de Negócios – São Paulo – Interior Aqueropita Intermediações de Negócios Ltda. Contato: Aparecida A. Stefani Tel.: (16) 3413-2336 – Cel.: (11) 9647-0044 aparecida.stefani@banas.com.br Rio Grande do Sul Interface Comunicação e Propaganda Ltda. Contato: Vera Anjos Av. Taquara, 193 – Cj. 406 – CEP 90460-210 – Porto Alegre-RS Tel./Fax: (51) 3737.9200 (51) 9969.0727 banassul@terra.com.br Rio de Janeiro Art Comunicação S/C Ltda. Contato: Francisco Neves Rua Des. João Claudino Oliveira e Cruz, 50 – cj. 607 – CEP 22793-071 – Rio de Janeiro-RJ Tels.: (21) 2269-7760 – (11) 9943-5530 – Fax: (21) 3899-1274 banasrj@uol.com.br

é uma publicação mensal da Editora B2B.

A PACK é dirigida aos profissionais que ocupam cargos técnicos, de direção, gerência e supervisão em empresas fornecedoras, convertedoras e usuárias de embalagens, bem como prestadores de serviços relacionados à logística, design e todos os processos relacionados a indústrias de embalagem. M

E

B

2008

211_Agenda_Expediente.indd 6 EDITORA BANAS

D E M ÍD IA S E G

DA B2 A

R

O

PB

EDITORA B2B

EC

TA

EG

6

AT

N

Filiada à

C AT

NOVO TELEFONE: (11) 3722-0956

PACK – EMBALAGEM | TECNOLOGIA | DESIGN | INOVAÇÃO

IA

D

Rua dos Três Irmãos, 771 Jardim Progredior – São Paulo-SP – CEP 05615-190

MAIO 2015

T

A

END.

EDUARDO VAZ, GERENTE DE VENDAS FUJIFILM DIGITAL PRINTING.

IMPRESSÃO: CIRCULAÇÃO NACIONAL: Tiragem – 10 000 exemplares PERIODICIDADE: MENSAL ASSINATURA: Anual (Brasil) = R$ 180,00 • Nº Avulso = R$ 15,00

AN

O MERCADO DE IMPRESSÃO DE EMBALAGENS É O QUE APRESENTA O MAIOR CRESCIMENTO ENTRE OS DIVERSOS SETORES DAS ARTES GRÁFICAS E DEVE-SE EM PARTE À BUSCA DOS FABRICANTES PELA DIFERENCIAÇÃO, POR MEIO DA QUALIDADE DO DESIGN DE SEUS PRODUTOS. O TRABALHO FEITO PELA REVISTA PACK É MUITO IMPORTANTE PARA MANTER A COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO ENTRE AS EMPRESAS E OS CLIENTES DESTE SETOR.

Rua dos Três Irmãos, 771 Jardim Progredior – São Paulo-SP – CEP 05615-190 CNPJ 07.570.587/0001-13 – I.E. 149.349.995-116 NOVO TELEFONE: (11) 3722-0956

IO

RICARDO PI, DIRETOR GERAL DA DURST BRASIL.

ARGENTINA 15 de Noviembre 2547 – C1261 AAO – Capital Federal – Republica Argentina Tel.: (54-11) 4943-8500 – Fax y Mensajes: (54-11) 4943-8540 www.edigarnet.com

IV P R Ê M

A PACK É UMA REVISTA DE QUALIDADE, QUE TRATA DE UM SEGMENTO TÃO IMPORTANTE QUANTO O DE EMBALAGENS. SUCESSO À EQUIPE E PARABÉNS PELO TRABALHO.

E-MAIL redacao@pack.com.br

COMERCIAL

REPRESENTANTE INTERNACIONAL

Cartas&E-mails

PARA SE CORRESPONDER COM A REDAÇÃO

PUBLISHER: Fernando Lopes EDITORA CHEFE: Thais Martins / Publicar Comunics ASSESSORA TÉCNICA: Assunta Napolitano Camilo (FuturePack) assunta@futurepack.com.br REVISÃO: Nazaré Baracho PROJETO GRÁFICO: Editora B2B PRODUÇÃO: Luciano Tavares de Lima (gerente) DESIGNER: Ana Claudia Martins CAPA: Ana Claudia Martins FOTO DA CAPA: Sealed Air

RE

V I S TA S E G M

EN

É permitida a divulgação das informações contidas na revista desde que citada a fonte. PACK reserva-se o direito de publicar somente informações que considerar relevantes e do interesse dos leitores da revista.

12/06/2015 00:25:26


7 SIG COMBIBLOC.indd 7

12/06/2015 00:25:58


@EditoraB2B

nline

facebook.com/packrevista

www.pack.com.br POR TATIANA GOMES | tatiana.gomes@banas.com.br

O SITE DA PACK TRAZ NOTICIÁRIO ATUALIZADO DIARIAMENTE, ARTIGOS EXCLUSIVOS E TUDO SOBRE O MERCADO DE EMBALAGEM. MAIS: VÍDEOS, FOTOS E A VERSÃO DIGITAL NA ÍNTEGRA DA EDIÇÃO DO MÊS, ALÉM DAS ANTERIORES!

Foto: Divulgação

Solís celebra 50 anos: atuação responsável inclui a escolha da embalagem

A Nestlé Espanha está celebrando os 50 anos da marca ‘Solís’, cujos produtos premium à base de tomate são uma tradição no país. E, associadas a esta tradição, estão as embalagens cartonadas da SIG Combibloc. Para o jubileu de ouro da marca, a Nestlé Espanha lançou a iniciativa ‘Solís Responsable’, que fortalece o compromisso da empresa com ações responsáveis que envolvem diversos setores da empresa, inclusive a embalagem. [ENQUETE ] Quanto a mídias sociais, sua empresa possui...

RESULTADO ABRIL/2015

Fanpage, twitter e Instagram (60%) Fanpage (40%) Twitter (0%) Instagram (0%) Minha empresa não possui perfil em mídias sociais (0%)

NESTE MÊS Interaja! Confira a enquete do mês e vote na home do site! Onde achar? http://www.pack.com.br

[DESTAQUES] Dúvidas sobre o mercado?

Nossos consultores esclarecem os mais diversos temas do setor. Envie sua pergunta e leia as respostas para nossos internautas no Blog da Pack. E-mail guru@pack.com.br PERGUNTE, ELE RESPONDE!

8

O NEWSLETTER QUINZENAL DA INDÚSTRIA

Toda quinzena, a newsletter entrega no seu e-mail as notícias mais importantes da indústria de embalagens. Cadastre-se no site! Acesse! www.banas.com.br/banasinforma

Foto: Divulgação

A Videojet lança a nova tinta com aderência excepcional para aplicações em garrafas retornáveis Do enchimento a frio em altas velocidades ao movimento em toda a cadeia de distribuição, as aplicações em garrafas retornáveis exigem muito trabalho nas formulações de tinta para a codificação de garrafas. Para atender a requisitos exigentes de aderência, durabilidade e lavagem de engarrafadores, a Videojet tem o prazer de anunciar a sua mais recente inovação de tinta para as impressoras de jato de tinta contínuo (CIJ) da série 1000 – V420 e V528. Utilizando uma química diferenciada e um agente aderente exclusivo, essas novas tintas oferecem aderência excepcional em ambientes variáveis e condições de condensação, além do benefício de remoção de código fácil com lavagem cáustica. Onde achar? http://www.pack.com.br/blog

[CONEXÃO WEB ] as mais lidas no pack.com.br

1 2 3 4 5

Henkel fornece soluções adesivas sustentáveis para tecnologias de iluminação led Com variedade abrangente de soluções, Henkel é a principal promovedora de novas soluções em LED.

Congraf apoia o evento SP Estampa 2015, uma parceria entre a galeria gravura brasileira e a ong o papel de gente Exposição exibirá imagens sob o tema “Sombrio Universo da Luz”.

Futura Express adquire laminadora foliant Modelo Foliant C400A, adquirido na Diginove, chegou para eliminar a necessidade de terceirizar trabalhos da laminação e conferir mais agilidade aos processos de acabamento.

Kodak anuncia sistema de gerenciamento de workflow Kodak Prinergy Nova versão do pacote de ferramentas Kodak para gerenciamento de fluxos de trabalhos gráficos gera economia de custos e otimização de desempenho às empresas.

Prêmio abre da embalagem brasileira ganha identidade própria e apresenta novo posicionamento Trabalho realizado pela agência mineira Greco Design destaca ainda mais a relevância da iniciativa. Inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site.

Confira a lista das 10 notícias mais acessadas no site e as leia na íntegra! Fonte: Google Analytics * Período de 13/4/15 a 8/5/15 Onde achar? http:/www.pack.com.br/maisnoticias.aspx

EDITORA B2B

211_Pack_online.indd 8

12/06/2015 00:26:43


9 BANDEIRANTE.indd 9

12/06/2015 00:28:33


Foto: Leandro Andrade

entrevista

MUDANÇAS, REPOSICIONAMENTO E CHEGADA AO TOPO

U

ma experiência de 40 anos na indústria de plástico e a chegada à presidência da empresa brasileira líder no mercado nacional de concentrados de cores e aditivos para plásticos, que atua também na distribuição de resinas termoplásticas, a Cromex é um pequeno resumo do caminho trilhado por Sérgio Wajsbrot. o executivo, que teve sua carreira iniciada no setor de embalagens - trabalhando na Propepack e americaplast, respectivamente -, viveu, junto com a empresa, sua grande ascensão e consolidação, após uma grande fusão que reposicionou a marca no mercado. Nesta entrevista, Sérgio conta à revista PaCK como ele viveu e sentiu esta e outras mudanças, o que elas significaram para o setor e para as novas definições da empresa, que hoje é referência no cenário nacional. ainda, o CEo da Cromex fala sobre os padrões, portfolios e lançamentos da marca e destaca a preocupação da empresa com soluções, tecnologia e sustentabilidade.

10

Editora B2B

211 Entrevista .indd 10

15/06/2015 16:32:13


Editora B2B

211 Entrevista .indd 11

11

15/06/2015 16:32:22


Foto: Leandro Andrade

entrevista

REVISTA PACK: Você já está no setor há 40 anos! O que você viu de mudanças no mercado plástico desde que começou até os dias de hoje? SÉRGIO WAJSBROT: o plástico tem sido utilizado na produção de uma grande variedade de artigos de formas diversas. No mundo, a produção de resinas plásticas vem aumentando de forma considerável pelas décadas. o consumo de plásticos no Brasil vem crescendo com o desenvolvimento econômico e com a melhoria da qualidade de vida da população, acompanhando, desde a década de 70, o ritmo da instalação de empresas fabricantes de resinas sintéticas no mercado nacional. a indústria de embalagens plásticas situou-se entre as de maior crescimento no Brasil nos últimos anos, segundo a associação Brasileira de Embalagens Flexíveis. além das embalagens de bens de consumo, os plásticos hoje são usados também nas embalagens de alimentos e remédios e na fabricação de produtos medicinais e cirúrgicos, trazendo ao mundo condições adicionais de higiene, segurança e conforto, além de terem se adaptado com relativa facilidade a algumas das novas necessidades do homem, impulsionadas pela microeletrônica e informática. PACK: Você já fazia parte do quadro de funcionários da Plástico Branco há mais de 10 anos quando aconteceu a fusão com a Cromex. Pode nos contar como isso aconteceu e como a empresa se reposicionou no mercado?

O consumo de plásticos no Brasil vem crescendo com o desenvolvimento econômico e com a melhoria da qualidade de vida da população

12

PB

WAJSBROT: Entrei na Plástico Branco no ano de 1986 e em janeiro de 1998 as divisões de masterbatches da Plásticos Branco (Brancolor) e itap (Cromex) se uniram formando, assim, a Cromex Brancolor. as duas companhias eram líderes em seus

Editora B2B

211 Entrevista .indd 12 Editora BaNaS

15/06/2015 16:32:35


segmentos de mercado: a Brancolor com commodities (brancos e pretos) e a Cromex com especialidade. Inicialmente, eram duas unidades fabris, ambas na zona norte da cidade de São Paulo: uma fabricava masterbatches pretos e outra brancos e coloridos. Nos dias de hoje, a Cromex atua em duas unidades de produção - a sede, que se manteve em São Paulo, no bairro do Limão, onde são produzidos masterbatches coloridos e produtos especiais; e a moderna fábrica localizada em Simões Filho, na Bahia, onde estão concentradas as produções dos masterbatches brancos, pretos e aditivos e micronizados.

tes no setor de transformados plásticos, como brinquedos, embalagens e tampas para diversos segmentos (alimentos, bebidas, cosméticos, higiene pessoal, limpeza), plásticos da construção civil, do setor automobilístico e do agrobusiness. A empresa sempre exportou. A atividade de exportação cresceu mesmo em 2006, principalmente para países da América Latina (maior mercado), mas também para outros da Europa, África e leste europeu. Hoje, exportamos nossos produtos para mais de 60 países.

PACK: Como estão o portfolio e as exportações da empresa nos dias de hoje?

WAJSBROT: Primamos pela excelência, rigoroso controle de qualidade e investimos em tecnologia de ponta para o melhor atendimento das demandas do mercado. Contamos com laboratórios de pesquisa para o desenvolvimento de novos produtos, em parceria com a indústria

WAJSBROT: Atualmente, nossa empresa conta com um portfolio amplo de cores e aditivos, que atendem 18 segmentos diferen-

211 Entrevista .indd 13

PACK: Quais são os padrões Cromex que você destacaria?

nacional e internacional e somos certificados pela ISO 9001, 14001 e OHSAS 18001. Nossos produtos obedecem às mais rigorosas normativas internacionais como: REACH, FDA entre outras. PACK: Como é liderar uma empresa de 40 anos de mercado, que exporta para mais de 60 países? WAJSBROT: Uma empresa de 40 anos, com a experiência da Cromex e líder do mercado, é uma referência que tem que ser alimentada e sustentada a cada dia, sempre na busca de oferecer a melhor solução para seus clientes e parceiros. Nossos trabalhos estão sempre voltados às pessoas – no estreitamento das relações comerciais e na capacitação do pessoal para o desenvolvimento de produtos e serviços cada dia mais úteis ao mercado – e à tecnologia, pesquisa e desenvolvimento - visando estar sempre à frente das tendências do mercado e com as melhores soluções.

15/06/2015 16:32:37


Foto: Leandro Andrade

entrevista

suprir as necessidades de mercado. Lançamos, ainda, durante a Feiplastic 2015, o aditivo redutor de odor, que reduz/elimina o cheiro de compostos e resinas olefínicase e o masterbatch preto “super black”, com maior poder de cobertura. também apresentamos o novo site, desenvolvido para estreitar o relacionamento, facilitar e atender as demandas de novos clientes. PACK: O que tem para falar sobre o material plástico? WAJSBROT: os plásticos são fundamentais na vida das pessoas. Eles estão presentes em praticamente todos os segmentos, oferecendo bem-estar, saúde, higiene, praticidade, leveza, desenvolvimento, além de excelente custo-benefício à população. a Cromex atende diversos segmentos no setor de transformados plásticos com seu portfolio de produtos (brinquedos, alimentos, bebidas, cosméticos, higiene pessoal, limpeza, construção civil, setor automotivo, agronegócio, entre outros). PACK: O que a Cromex tem feito neste sentido de sustentabilidade? WAJSBROT: além das boas práticas de produção (redução de desperdício, reutilização, descarte adequado etc.), a Cromex trabalha a cada dia para agregar tecnologia a seus produtos e embalagens visando a maior contribuição ao meio ambiente. desde os melhores produtos voltados

Anunciamos recentemente uma grande e significativa parceria para a indústria de plásticos e que só tem a agregar para todo o mercado brasileiro

WAJSBROT: Sempre temos muitas! anunciamos recentemente uma grande e significativa parceria para a indústria de plásticos e que só tem a agregar para todo o mercado brasileiro. a Cromex é a nova distribuidora de produtos da ExxonMobil Chemical no Brasil e a linha de produtos de PerformanceVistamaxx™ passa a fazer parte do portfolio de produtos distribuídos pela Cromex em todo o território nacional. desta forma, seremos capazes de atender os clientes brasileiros desta marca tão importante e 14

PB

Editora B2B

211 Entrevista .indd 14 Editora BaNaS

Foto: Leandro Andrade

PACK: E para se manter no mercado é preciso de novidades! A Cromex tem alguma grande novidade para anunciar?

15/06/2015 16:32:50


Foto: Leandro Andrade

Os plásticos são fundamentais na vida das pessoas. Eles estão presentes em praticamente todos os segmentos, oferecendo bem-estar, saúde, higiene, praticidade, leveza, desenvolvimento, além de excelente custo-benefício à população aos plásticos convencionais – que são 100% recicláveis, até os desenvolvimentos para plásticos como o PE Verde (de fonte renovável) e o PLa (biodegradável). Nossa política é atuar de modo a contribuir para o desenvolvimento sustentável de sua cadeia produtiva.

211 Entrevista .indd 15

15/06/2015 16:33:01


por dentro das leis

Foto: Divulgação

EMBALAGEM E CONCORRÊNCIA DESLEAL: ASPECTOS GERAIS DA PROTEÇÃO À MARCA

S

eja no campo da técnica ou da estética, a capacidade inventiva do homem o acompanha desde os tempos remotos, impulsionada pela satisfação de suas necessidades materiais ou espirituais. Com o desenvolvimento da imprensa – descoberta por Gutenberg - e com a Revolução Industrial, em que as produções intelectuais e industriais passaram a se dar em larga escala, as sociedades viram-se impelidas à proteção da propriedade industrial e das obras artísticas ou literárias e de seus autores. Emerge a noção do direito de propriedade sobre bens imateriais. A par do abrigo legal das criações da alma, em razão do acirramento da competição pelo desenvolvimento do mercado, se fez necessário também proteger a identificação da origem dos produtos – eis a marca, como um dos sinais identificadores. Marca é o nome ou sinal capaz de distinguir, identificar um produto ou serviço, assim como o nome empresarial identifica, distingue o empresário. A proteção à marca, que se dá em âmbito nacional por meio de seu registro válido no Instituto Nacional da Propriedade Industrial, INPI, confere ao seu titular o direito ao uso exclusivo, mas restrito ao ramo de atividade que exerce, exceto quanto à marca que goza de notoriedade, alto renome, em que a proteção atinge também ramos de atividade diversos. Por meio da marca, o consumidor correlaciona o produto a um determinado agente econômico, identificando sua origem e qualidades que o impulsionam ao consumo. Entretanto, não é qualquer nome ou sinal que poderá ser registrado como marca, mas apenas aquele que seja capaz de distinguir o produto ou serviço agregado, de modo que a Lei de Propriedade Industrial, considerando essa função primordial da marca, elenca o que não é registrável a este título, como por exemplo, cores e suas denominações sem associação a outros elementos, sinal ou expressão empregada apenas como meio de propaganda, sinal que induza a falsa indicação quanto à origem, procedência, natureza, qualidade ou utilidade do produto ou serviços a que se destina etc. O objetivo de tudo isso é evitar que ocorra concorrência desleal, pela captação ilegal de clientela em proveito econômico parasitário, e também que o consumidor seja confundido no tocante à origem do produto. O risco de confusão, entretanto, é apreciado segundo avaliação do aspecto geral da marca, sendo importante o conceito de “trade dress” da marca, ou seja, “imagem total ou a aparência

geral de um produto ou serviço, incluindo, mas não se limitando a, desenho da embalagem, rótulos, recipientes, mostruários, à decoração, às cores, ao desenho do produto, à característica do produto ou à combinação de características do produto”1. Neste sentido, trazendo o assunto à casuística, uma empresa que comercializa cervejas ingressou com uma ação judicial, a fim de obter indenização de outra empresa do mesmo segmento, pelo fato desta ter se utilizado, na embalagem que envasa o produto, da mesma cor empregada pela primeira, o que, no entender da autora da ação, se caracterizaria como meio fraudulento empregado para desviar sua clientela.

1 Concorrência desleal vs Trade Dress e/ou Conjunto-imagem, p. 213, citado no Acórdão proferido no REsp nº 1.376.264-RJ, STJ. 2 Recurso Especial nº 1.376.264-RJ; 3ª Turma do STJ; relator Ministro João Otávio de Noronha; j. 09/12/2014.

16

211_Leis.indd 16

Editora B2B

12/06/2015 00:29:37


Vaivém do mercado

*Luciana Zioli é advogada do Loureiro Filho Sociedade de Advogados, graduada pelas Faculdades Metropolitanas Unidas – UniFMU.

WAGNER CAVALHEIRO NA CONGRAF Foto: Divulgação

A empresa de embalagens anunciou no início do ano a contratação de Wagner Cavalheiro, profissional com longa experiência no setor, que ficará responsável pelo desenvolvimento de novos negócios. O executivo atuará no crescimento contínuo das vendas, inovando em estratégias comerciais a fim de atender as necessidades dos clientes e desenvolver novas oportunidades. Cavalheiro é formado em Administração de Empresas e atua no mercado gráfico há 30 anos.

KONICA MINOLTA CONTRATA ANALISTA DE MARKETING Foto: Divulgação

Formada em Administração de Empresas, com pós-graduação em Gestão Estratégica de Marketing, Milene Barros assumiu o cargo na Konita Minolta. Segundo a executiva, o seu maior desafio será utilizar seu conhecimento de marketing para ações B2B. Milene iniciou sua carreira no setor em 2000, na Gráfica Ambrosiana. Em seguida, trabalhou na Yakult e na Panasonic, onde era encarregada das ações de trade marketing e ganhou experiência no segmento B2C.

HERMAN MOURA É ELEITO PRESIDENTE DA ABIEF

Foto: Divulgação

a questão foi parar no Superior tribunal de Justiça que, no caso, entendeu não ter se configurado tal ilícito. Segundo a terceira turma do StJ, que julgou o recurso2 interposto pela ré, “as cores dos recipientes – caixas, embalagens etc. – usadas na comercialização de produtos são elementos neutros do marketing próprio das empresas, não constituindo, como já foi dito, um diferenciador mercadológico ou um conjunto de imagem (trade dress) capaz de causar imitação e confusão em relação à origem do produto, com o objetivo de proveito próprio da notoriedade da marca do concorrente e evidente intenção de desviar o público consumidor, que possam atrair as vedações e condutas tipificadas na Lei de Propriedade industrial”. É importante salientar que a concorrência desleal envolve o emprego de um meio fraudulento destinado a confundir o consumidor e obter vantagem ou proveito econômico, em prejuízo daquele que ostenta notoriedade no mercado pelo seu próprio esforço e expertise. assim, é preciso estar atento ao conjunto de imagem da marca, considerando que o consumidor ao deparar-se com a embalagem não analisa cada elemento que a compõe separadamente. Eis aqui algumas breves informações sobre a proteção conferida à marca, voltada à garantia da livre iniciativa, livre concorrência e ao desenvolvimento sadio do mercado.

O empresário Herman Moura, diretor da Lord Plastics, foi eleito presidente da Associação Brasileira da Indústria de Embalagens Plásticas Flexíveis, ABIEF, para o período 2015-2017. Para ele, dois aspectos marcarão sua gestão: a necessidade de fortalecer a cultura e o profissionalismo do setor, e o empenho total na maior integração entre todos os elos da cadeia produtiva.

Editora B2B

211_Leis.indd 17

17

12/06/2015 00:29:42


notícias

BRAINBOX CONQUISTA PRÊMIO

A

Foto: Divulgação

Brainbox Branding 360, empresa do Grupo OM Comunicação Integrada, conquistou pela terceira vez o prêmio IF Packaging Award, selo de excelência mundial em design, pelo desenvolvimento do kit Make B. Barroco Tropical, da empresa O Boticário. A cada edição, são inscritos em média quatro mil projetos, divididos em cinco categorias: produto, embalagem, comunicação, arquitetura de interiores e conceitos profissionais. A embalagem premiada reúne quatro itens de maquiagem e o livro “Caderno de Preciosidades que Inspiram”, coassinado por Ronaldo Fraga e Fernando Torquatto. O projeto premiado integra a Coleção Make B. Barroco Tropical, também assinada pela Brainbox e baseado na tendência de moda 21st Century Romance.

“O prêmio ressalta a força deste projeto, já consagrado anteriormente com o Prêmio Abre de Embalagem e com a menção no Design And Design”, comemora o diretor de criação, Marcos Minini. O kit Make B. Barroco Tropical passou a integrar a exposição on-line dos ganhadores 2015 e a exposição presencial do IF, em Hamburgo. Em 2010, a Brainbox conquistou o IF pela primeira vez pela criação da linha de proteção solar Perfect Sun. Em seguida, ganhou a premiação em 2013 pela linha Capricho Day & Night, também de O Boticário.

Foto: Rexam

QUEDA NO CONSUMO DE ALUMÍNIO EM 2014

D

ados da Associação Brasileira do Alumínio (ABAL)   indicam que o consumo para o mercado doméstico de produtos transformados de alumínio recuou em 2014. Segundo a entidade, a demanda interna de produtos transformados de alumínio atingiu 1.429,7 mil toneladas, volume 5,5% menor ao consumido em 2013, de 1512,5 mil toneladas. A queda foi provocada principalmente pelo desempenho de produtos fundidos, seguido de extrudados, fios e cabos. Em contrapartida, o desempenho de chapas e folhas foi positivo, refletindo um crescimento de 6% no uso de alumínio no mercado de embalagens. Para 2015, as primeiras previsões da ABAL apontam para um ano de estabilidade no consumo, com leve crescimento de 0,3%.

18

De acordo com o presidente executivo da ABAL, Milton Rego, a boa notícia é que o setor de alumínio se manterá estável neste ano, embora as expectativas de crescimento sejam pessimistas. “A estabilidade vem de dois fatores. O primeiro é uma substituição de outras embalagens pelas de alumínio, e o segundo motivo que garantirá a estabilidade do setor é a utilização de alumínio em painéis fotovoltaicos”, explica. As vendas externas da indústria brasileira do alumínio no primeiro trimestre somaram US$ 941 milhões FOB, queda de 8,1% em relação ao mesmo período de 2012. As importações também recuaram 9,4%, registrando US$ 310 milhões FOB.

Editora B2B

211_Noticias.indd 18

12/06/2015 00:30:09


Foto: Divulgação

IBEMA E SUZANO EM ACORDO

A

fabricante Ibema assinou um acordo de operação com a Suzano Papel e Celulose, que passa a ser acionista em conjunto com a Ibemapar. A transação foi viabilizada com a venda da unidade de Embu por parte da Suzano por R$ 50 milhões, valor que será pago por meio de transferência de dívida da Suzano para a Ibema no mesmo montante, somada ainda a um pagamento de R$ 8 milhões. “Sempre estivemos abertos a associações com outras empresas. Com a Suzano houve mais aderência e sinergia, por isso as negociações foram concretizadas”, declara o presidente da Ibema, Nei Senter Martins. A nova configuração da empresa terá duas unidades fabris em São Paulo e no Paraná que juntas têm a capacidade total de produção anual de 140 mil toneladas de papel cartão. O diretor financeiro da Suzano, Marcelo Bacci destaca que, dentre os players de médio porte existentes, a Ibema é a que proporciona maiores sinergias neste momento. “Estamos contentes com a concretização deste acordo. A Ibema é uma empresa sólida com mais de 55 anos de mercado e este é mais um passo em busca pela competitividade e eficiência”, finaliza. A gestão da empresa seguirá de maneira independente e a operação depende da aprovação do Conselho Administrativo de

Nei Senter Martins, presidente da Ibema

Defesa Econômica (CADE) e demais órgãos reguladores. Ao final de todas as etapas previstas no processo, a Suzano contará com 49,9% da empresa, enquanto a Ibemapar terá 50,1%, e terá direito a dois assentos no Conselho de Administração da Ibema.

INCENTIVO À EXPORTAÇÃO

A

ABIMAQ, em parceria com Apex-Brasil e o Programa BMS (Brazil Machinery Solutions), desenvolverá uma série de ações ao longo do ano para colocar os produtos brasileiros no mercado mundial, ampliar as exportações, conquistar novos mercados e conscientizar os empresários sobre a necessidade de exportar, visando resultados positivos para a indústria de máquinas. O presidente executivo da ABIMAQ, José Velloso ressalta que, apesar de todos os desafios impostos pelo atual cenário econômico no Brasil, o momento é propício para as exportações, devido a fatores como a retomada do crescimento dos mercados dos Estados Unidos e da União Europeia, e câmbio mais favorável, o que pode levar ao aumento da competitividade de alguns setores. “Para as empresas que não exportam, a situação é de um ambiente de crise. Já as empresas que exportam estão em um ambiente de mercado ascendente”, completa. Segundo projeções realizadas pela Associação de Comércio Exterior do Brasil, AEB, para 2015 as exportações brasileiras poderão apresentar queda de 4,3%, em comparação ao ano passado, e as importações, queda de 9,8%. No entanto, as exportações de produtos manufaturados devem crescer 2,45% em relação a 2014.

Entre os principais destaques na pauta de atuação do programa BMS este ano, estão projetos desenvolvidos para alcançar o potencial de dois mercados considerados prioritários para o programa: Estados Unidos e Colômbia. Para fortalecer a parceria com os americanos, o programa investirá no incremento das missões internacionais, aumentando a participação em feiras e realizando ações específicas com missões comerciais programadas. Em março, as empresas lançaram a Campanha Esforço Exportador 2015 para estimular e reforçar entre as indústrias brasileiras de máquinas e equipamentos a cultura exportadora do setor. Editora B2B

211_Noticias.indd 19

19

12/06/2015 00:30:11


especial | gebo cermex

Uma célula Pal-Vite 410 da Cermex automatiza a paletização de queijos cremosos para a Laïta

A

reputação da empresa-cooperativa Laïta reside tanto na excelência de seus produtos como na qualidade das relações que estabelece com seus membros e colaboradores. Para acompanhar o aumento dos volumes de produção da gama de queijos cremosos Madame Loïk no seio de sua fábrica de Créhen, a Laïta elegeu a solução apresentada pela Cermex, de Saint-Laurent-sur-Sèvre, ligado à Business Unit Paletização/ Despaletização da Gebo Cermex. Após o enchimento, uma célula de paletização robotizada Pal-Vite 410 simplifica a transferência dos potes para a câmara de resfriamento. Essencialmente, ela melhora o bem-estar dos operadores alocados a esta tarefa, até agora completamente manual. Além do aumento de cadência e produção da linha, a Laïta conta agora com uma solução de manuseio dos potes totalmente sem pressão e quase individualizada, durante a preparação das camadas. A ergonomia, a facilidade de manutenção e a gestão de projeto foram também aspetos determinantes. A solução implementada em Créhen é a ilustração perfeita da perícia da Cermex em termos de ilhas de paletização robotizadas que combinam o fornecimento de módulos standard e a capacidade de desenvolvimento de customizações para responder as necessidades específicas dos clientes.

Automatizar uma tarefa até agora 100% manual A Laïta tem se destacado através de marcas como a Paysan Breton, Régilait ou Mamie Nova. Muito empenhada em fazer subsistir os valores mutualistas em sua relação com seus 4 000 produtores de leite, a empresa-cooperativa confere também uma grande importância ao bem-estar de seus 2.400 colaboradores. A Laïta produz a gama de queijos cremosos Madame Loïkem em sua fábrica de Créhen (Côtes

20

d’Armor). Para esta gama, os potes são cheios a quente e depois resfriados através da passagem para uma câmara fria. Historicamente, para a transferência da máquina de enchimento à célula de resfriamento, os potes eram agrupados numa mesa de acumulação no final da linha, que podia acolher até cinquenta unidades, manipuladas pelos operadores e dispostas à mão em tabuleiros metálicos empilhados uns em cima dos outros em carrinhos rolantes enviados para uma célula de resfriamento. Para fazer face ao crescimento da procura de seus queijos cremosos, a Laïta decidiu aumentar seu volume de produção. Rapidamente, a ideia de acelerar a colocação manual dos potes nos tabuleiros foi abandonada por razões técnicas (falta de espaço, o que impede um aumento dos postos), mas sobretudo para poupar os

Editora B2B

210_Especial_Gebo Cermex.indd 20

12/06/2015 00:30:48


Fotos: Divulgação

especial | gebo cermex

abordagem permitia, na realidade, reduzir o caráter penoso não de uma, mas de duas linhas. Na verdade, ela reduz logicamente o investimento de uma célula com duas alimentações de produtos), o que gera, consequentemente, duas linhas de elevada cadência na queijaria.

Para esta empresa-cooperativa, os desafios eram muitos: industrial, de organização e de saúde no trabalho. Foram realçados três aspectos, em particular, no caderno de encargos: • Flexibilidade: considerar as alterações frequentes de séries e de formatos, pelo menos 20 vezes por dia, não devendo a mecanização afetar o tempo de parada da linha; • Eficiência: manter, pelo menos, a capacidade de acumulação de produtos para não afetar a linha a montante, evitando parar a máquina de enchimento; • O respeito pela organização global da produção. Durante o projeto, pareceu lógico que a Laïta automatizasse uma segunda linha. Esta nova

4. Avanço passo a passo da mesa de preparação das camadas gerenciado por servo-motor.

1. Os produtos são espaçados por um sistema de entrada com esteiras tipo tapete em velocidades diferentes.

A ferramenta de preensão com 96 ventosas permite paletizar uma camada completa de cada vez. Partilhada em quatro zonas de vácuo, mantém a fixação do lote em caso de queda de um pote e permite a paletização de camadas parciais (tão parcial quanto um pote) visando otimizar as fases de esvaziamento para preparação de mudança de receita e formato. Foram escolhidas ventosas adaptadas a uma preensão ótima sem gerar marcas na tampa. O projeto se baseia na experiência reconhecida da Cermex em matéria de centrais de paletização robotizadas combinando o fornecimento de módulos standard e a capacidade de desenvolvimentos customizados para responder a necessidades específicas. Nos casos das duas linhas da fábrica de Créhen, o paletizador e a manutenção das paletes e dos intercamadas são standard, enquanto que a ferramenta de preensão e o sistema de agrupamento de produtos são específicos. A célula foi dividida em duas zonas (tratamento/agrupamento de produtos e paletização) de forma a permitir acessos e intervenções sem parar o funcionamento da célula completa.

2. O espaçamento é garantido através de um sistema de dedos retráteis que permite posicionar os potes individualmente.

Guillaume Demange, responsável pelo projeto para a Laïta: “A boa gestão do projeto por parte da Cermex com uma entrega,

15.000 potes/hora e 4 alturas de potes diferentes

operadores de uma tarefa identificada como sendo repetitiva e pouco ergonômica pela Comissão de Higiene, Segurança e Condições de trabalho (CHSCT). Então, a automatização apareceu como solução para acelerar a transferência para a célula de resfriamento.

3. Transferência positiva da gama de produtos na mesa de preparação das camadas, através de servo-motores.

Após o enchimento e colocação de tampas, a célula robótica de duplo posto Pal-Vite 410 assegura a paletização dos potes de queijo por camadas, com colocação de cartões recicláveis intercamadas. Ela gere a chegada de produtos em duas vias, provindos da máquina de enchimento de cada linha. O ritmo máximo é de 15.000 potes/hora. O robô se ocupa de até 4 alturas de potes diferentes, com a possibilidade de tratar duas alturas diferentes simultaneamente. A célula integra um “magazine” de paletes Euro 800 x 1 200 e um “magazine” de intercamadas em cartão sobre rodas que parte de um conjunto de três “magazines” que navegam entre a célula automatizada, a zona de despaletização manual após o resfriamento e a zona de colocação em paletes antes da expedição. A célula assegura um tratamento individual e sem contato até a preensão em quatro etapas:

Editora B2B

210_Especial_Gebo Cermex.indd 21

21

12/06/2015 00:30:49


especial | gebo cermex uma instalação e um arranque pontuais nos permitiu dispor de tempo suplementar para o arranque de outros projetos internos de investimento. Na verdade, tínhamos previsto um orçamento para 40 dias/homem para o arranque e acompanhamento do pessoal, quando apenas 50% foram realmente utilizados.”

Uma produtividade conservada e a satisfação dos operadores Devido ao novo ritmo alcançado e à disponibilidade do equipamento (98%) estarem em conformidade com o caderno de encargos inicial, a solução Cermex permitiu obter este resultado incluindo a automatização da segunda linha no projeto. E comparativamente à solução manual que prevalecia até agora, a capacidade de acumulação de produtos triplicou. A mesa de preparação pode acolher até uma camada e meia; a acumulação é então suficiente para dispor de algum tempo de reação em caso de acidente naquele posto, sem bloquear a máquina de enchimento. Os operadores, que foram envolvidos no projeto pela Laïta, apreciaram o fato de a dimensão humana ter sido levada em conta na solução implementada pela Cermex, uma vez que a robotização tornou-se acessível pela simplicidade de sua Interface Homem/Máquina (IHM). Gilles Meurou, responsável pelo setor produtos frescos da Laïta: “Conseguimos aumentar muito significativamente nossa cadência de produção e suprimir duas zonas de tarefas particularmente repetitivas, potencialmente

22

geradoras de perturbações músculo-esqueléticas. É uma grande satisfação e vai definitivamente ao encontro de nossos valores, orientados para um desempenho que respeita o humano.” Benefícios ao nível da produção e da manutenção: • Expansibilidade, com possibilidade, por exemplo, de trabalhar posteriormente com potes quadrados. • Mesa ergonômica, rapidamente manipulável pelos operadores e pela manutenção. • Assistência na localização de avarias e no arranque, o que é muito apreciado pelos operadores. • Manutenção simples e eficaz: o robô inclina e orienta sua ferramenta verticalmente para uma limpeza e uma mudança fácil das ventosas de preensão. • Integração na linha: troca de sinais com os materiais a montante para evitar as acumulações em caso de paragem de linha. • Possibilidade de intervenção remota pela Cermex. Benefícios ao nível da imagem dos produtos: • Respeito pela integridade dos potes graças a um manuseio sem pressão: a ausência de travamentos preserva as embalagens dos potes, e a imagem de marca histórica da Laïta. • Garantia da distribuição uniforme e horizontal do produto queijo cremoso dentro do pote ao longo de todo o processo, melhorando a aparência visual do conteúdo após o resfriamento. • Jean-Marie Vasseur, diretor do setor de laticínios da

Gebo Cermex: “Através de suas diferentes linhas de produtos, a Gebo Cermex conquistou atualmente um know-how que lhe permite responder ao conjunto de necessidades do mercado de leite e derivados (garrafas, pacotes, potes ou caixas). A Gebo Cermex também sabe adaptar suas soluções para responder às necessidades de um mercado cujos atores estão empenhados em se destacar com um packaging mais sofisticado.”

Institucional Numa indústria complexa em que o know-how é essencial, a Gebo Cermex nasce da união de duas marcas sólidas: a Gebo e a Cermex, que aliam a experiência em engenharia de linhas de embalagem num vasto conjunto de segmentos de mercado – das bebidas aos produtos alimentares e farmacêuticos, passando pelos produtos de limpeza domésticos e produtos de higiene pessoal. Durante mais de meio século, os nossos especialistas têm vindo a melhorar o desempenho da produção e linhas de embalagem em setores muito exigentes. Atualmente, mais de 37.000 equipamentos e sistemas ostentam a nossa assinatura. Acrescentamos valor ao negócio dos nossos clientes em quatro áreas: design e fabrico de equipamentos, engenharia de linha, serviços e melhoria de processos. Sediada em Estrasburgo, França, a Gebo Cermex é uma empresa centrada nas pessoas, que conta com mais de 1.800 funcionários e mais de 20 estruturas comerciais e unidades de produção nas principais regiões do mundo.

Editora B2B

210_Especial_Gebo Cermex.indd 22

12/06/2015 00:30:51


210_Especial_Gebo Cermex.indd 23

12/06/2015 00:30:53


atualidades

Foto: Divulgação

MISTÉRIOS DO UNIVERSO

A nova coleção Make B. Universe, de O Boticário, chega às lojas em uma embalagem criada pela Brainbox Branding 360, que traz o conceito de brilho e mistérios do universo. O estúdio desenvolveu uma textura de “poeira cósmica” com o próprio granel dos produtos e fotografou o pó colorido das sombras, blushes, lápis e outros itens de maquiagem para simular uma imagem do espaço. Embalagens primárias maquiagem: Topline, Fiabila, HCT, L&F, Cosfibel, Geka, Schwan e Qualipac. Embalagens secundárias maquiagem: Gráfica Gonçalves. Embalagem primária perfumaria: SGD, Albéa. Embalagem secundária perfumaria: Box Print.

AGORA EM REFIL

Os rótulos extravirgem do azeite Gallo, em garrafas de 250 ml e 500 ml, receberam um novo bico dosador com mecanismo retrátil e multidirecional, que permite direcionar e controlar o fluxo do produto. A estrutura também recebeu um dispositivo anti-vazamento, que evita sujeira e desperdício.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

NOVO BICO DOSADOR

A Bril Cosméticos, empresa do grupo Bombril, lançou a versão refil dos sabonetes líquidos Dash Erva Doce e do Lysoform Primo Amêndoas. A novidade oferece mais economia ao consumidor e é uma alternativa ecológica, pois permite o reaproveitamento da embalagem original dos produtos.

24

EDITORA B2B

Pack_211_Atualidades.indd 24

12/06/2015 00:31:34


atualidades

TEXTURA PARA BEBÊ

A bebida proteica Muscle Shake, da Primesports, acaba de chegar ao mercado e é indicada para atletas profissionais e amadores. Cada unidade possui 21 gramas de proteína e pode ser consumida antes ou depois dos treinos. A embalagem cartonada combiblocMini, da SIG Combibloc, é produzida em 250 ml e favorece o consumo em movimento. A nova bebida está disponível nos sabores Chocolate, Baunilha e Açaí com Banana.

Foto: Divulgação

Fotos: Divulgação

EMBALAGEM MUSCULOSA

A Pampers acaba de lançar uma nova geração de toalhas umedecidas com a tecnologia avançada de textura Soft Grip, que apresenta fibras triangulares e permite uma limpeza mais delicada com menos passadas. O produto vem em uma embalagem especial de 56 unidades com tampa ‘abre e fecha fácil’ na versão Sensitive.

Fotos: Divulgação

PIRATA OUSADO

O Ron Montilla mudou o visual e agora traz no rótulo um layout vertical mais descontraído e moderno, com um pirata mais jovem estampado. A tonalidade do vidro da garrafa de Carta Branca e de Carta Ouro também mudou, passando da cor âmbar para transparente. As estratégias fazem parte do novo posicionamento de marca com o slogan “Experimente Ousar”.

EDITORA B2B

Pack_211_Atualidades.indd 25

25

12/06/2015 00:31:46


atualidades

ORGÂNICOS PROTEGIDOS

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

GRANDES QUANTIDADES A empresa queijeira Polenghi está lançando o Creme de Ricota Light em versão bisnaga de 1,5kg no mercado food service. O produto possui 45% menos calorias, comparado com a média do mercado. A embalagem, produzida pela Parnaplast e design da agência Jotacê, é flexível e possui um formato pensado para facilitar o preparo das receitas.

A rede alemã ALDI Süd oferece vegetais orgânicos em embalagens cartonadas combisafe de 300 ml da SIG Combibloc como alternativa às clássicas latas metálicas. O acondicionamento oferece a mesma proteção e vida útil ao produto, com vantagens ambientais, pois reduzir as emissões de gás carbônico em mais de 54% e o consumo de recursos fósseis em mais de 59%, comparada a outras soluções para alimentos longa vida.

VERSÃO STICK

O Preserv Gel Lubrificante Íntimo chega ao mercado em uma nova embalagem, com nova apresentação e design atual, confeccionada em plástico de alta resistência. O produto não danifica o látex dos preservativos por ser feito à base de água. A novidade com 100g substitui o anterior de 40g e possui nova tampa e lacre interno de segurança.

26

A bala Mentos Maçã Verde acaba de ganhar uma embalagem exclusiva em stick, formato ícone da linha da marca, que facilita o armazenamento do produto. A novidade foi criada no Brasil a partir das manifestações dos fãs nas redes sociais. A embalagem possui cor vibrante e design chamativo para atrair os consumidores no ponto de venda. A agência responsável pelo design é a italiana Selection e a fornecedora é a Santa Rosa.

Fotos: Divulgação

Foto: Divulgação

LACRE DE SEGURANÇA

EDITORA B2B

Pack_211_Atualidades.indd 26

12/06/2015 00:31:53


27 MARKEN-IMAJE.indd 27

12/06/2015 00:32:43


vanguarda

INOVAÇÃO ALEMÃ ABRE ESPAÇO PARA NOVAS EMBALAGENS EM PAPELCARTÃO Assunta Napolitano Camilo*

R

ecentemente em visita à feira ISM (Sweets and Snacks), na Alemanha, pudemos conhecer novas aplicações da solução da empresa Hörauf, que pertence ao Grupo Optima, também alemão. A proposta, conhecida como Carton Can, ou lata de papel cartão, agora está disponível em variados formatos (quadrados, redondos, sextavados e retangulares) para atender a diferentes necessidades dos consumidores e ajudar as empresas a usarem o que lhes for mais conveniente. Por exemplo, se o produto é um suco ready to drink, ou seja, pronto para beber, o redondo é uma excelente pedida, pela similaridade com a proposta das latas de alumínio. Se for um leite em pó, que sempre foi em lata de aço quadrado, então a melhor solução para manter a identidade talvez seja o formato quadrado. Essa opção também é importante em função do aproveitamento dos paletes. Se a escala de produção for grande, é uma vantagem competitiva e deve ser considerada. É relevante lembrar também que se trata de uma embalagem de baixo peso específico e com opção de reciclagem amplamente conhecida e disponível. A novidade já está sendo utilizada pela Nestlé e outras marcas importantes em produtos granulados, como cafés, doces, cereais, grãos, salgadinhos, coco ralado e chás. As paredes multicamadas têm propriedades de barreira, preservam o aroma e o sabor e mantêm os produtos crocantes e frescos por mais tempo, mesmo no uso diário, pois o refechamento é bem eficiente. A embalagem traz ainda uma nova experiência possível para os consumidores sempre ávidos por inovações. Produtos em pó como leites e chocolates também podem usar a nova tecnologia de envase. Muitos produtores de bebidas aderiram ao sistema para atrair, sobretudo, os jovens, atendendo com conveniência. Em qualquer situação, o pouring (dispenser do produto) é fácil e agradável.

Fotos: FuturePack

A Hörauf, pertencente ao Grupo Optima, lançou na ISM a solução Carton Can disponível em vários formatos. Uma embalagem de baixo peso e com ampla opção de reciclagem para atender as diferentes necessidades dos consumidores O conceito de envase é de produção in line, ou seja, em linha, e em ffs (form fill and seal), o que quer dizer: a partir de material em rolos (que dependem da barreira desejada), as latas de papel cartão são produzidas e entregues ao final da linha cheias de pós, líquidos ou produtos granulados. Vários processos de enchimento são possíveis por meio dessa técnica. Dependendo do produto, a altura da lata final é regulável e pode ser adaptada em apenas alguns minutos, na sequência do processo. Depois disso, o produto é envasado e fechado (selado). Também é possível adaptar linhas de embalagem de transporte na sequência do envase, dependendo da necessidade de automatização que a linha precisar. Dessa forma, entendemos que essa nova proposta deverá ser amplamente utilizada em breve. O futuro dirá! Embalagem de vanguarda é melhor e embalagem melhor: mundo melhor!

Se quiser mais informações e fotos dos produtos, é possível obtê-las no site: www.clubedaembalagem.com.br *Assunta Napolitano Camilo: Diretora da FuturePack – Consultoria de Embalagens e do Instituto de Embalagens – Ensino & Pesquisa. Articulista, professora e palestrante internacional de embalagens. Recebeu diversos prêmios, entre eles o de Profissional do Ano e o de Melhor Embalagem do Ano. Coordenadora dos livros: Embalagens Flexíveis; Embalagens de Papel cartão; Guia de embalagens para produtos orgânicos; Embalagens: Design, Materiais, Processos, Máquinas & Sustentabilidade, entre outros. Diretora do Kit de Referências de Embalagens e da obra Better Packaging. Better World.

28

Editora B2B

211_vanguarda.indd 28

12/06/2015 00:33:19


29 SANTA INES.indd 29

12/06/2015 00:34:04


informe publicitário | indumak

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

INDUMAK APRESENTA NOVIDADES NA FISPAL 2015

Novidades em tecnologia e design de equipamentos e parceria estratégica para ampliação de aplicações robóticas são alguns dos principais destaques da marca

A

Indumak, empresa especializada em tecnologias integradas em processos de empacotamento, agrupamento e movimentação, apresenta diversos destaques e novidades durante a Fispal Tecnologia 2015, que acontece entre os dias 23 e 26 de junho, no Pavilhão do Anhembi, em São Paulo. Uma das grandes e principais novidades apresentadas pela Indumak ao mercado nesta edição do evento é a parceria estratégica firmada com a líder mundial de robôs – a empresa suíça ABB – ampliando assim o leque de opções de aplicações robóticas da divisão Indumak Robotics. “A soma de experiências das duas empresas abrirá um grande e promissor caminho para o desenvolvimento de novas tecnologias”, afirma Gelson Renato Schmidt, diretor presidente da Indumak. “Na Fispal, será anunciada a ampliação do portfolio de produtos para as linhas de reembalagens, encaixotamento, operações de empacotamento e paletização, além do complemento de linha, suporte de engenharia com ampla rede de informações e engenharia de aplicações em âmbito mundial, contratos de serviços personalizados com possibilidade de garantia estendida e serviços de monitoramento on-line dos sistemas instalados e um centro de treinamento e capacitação de operadores na própria ABB”, conta o executivo. Dentre os produtos, alguns dos destaques da empresa são a empacotadora vertical contínua, capaz de produzir 120 pacotes por minuto e oferecer, além de velocidade e robustez, fácil acesso e inovação no design; o novo modelo de dosador volumétrico de produtos refinados, para aplicações como sal, açúcar e outros produtos similares, porém com maior precisão que os modelos atuais de mercado e a empacotadora SA-5000, destinada a atender as mais variadas necessidades da indústria do gelo. “Ela oferece baixo custo de investimento e de manutenção”, pontua Gelson. Ainda, a Indumak terá diversos equipamentos expostos em seu estande na Fispal, na Passarela 1 – rua A/B 50/49. Os visitantes poderão conhecer as empacotadoras da linha Lince, Lince Contínua e Lince 6, equipamentos de alta produção, design moderno e total segurança, que garante mais agilidade, flexibilidade e precisão. De fácil manutenção, a linha Lince dispensa o uso de ferramentas durante o setup e apresenta troca rápida em todos os pontos onde são necessários ajustes.

30

Gelson Renato Schmidt, diretor presidente da Indumak

A linha de enfardadeiras mais inovadora do mercado, MK, também será apresentada no evento, através da MK30. Melhorias e inovações foram aplicadas ao projeto inicial, garantindo flexibilidade e alto desempenho. Ainda, o dispositivo Micro-Furo, que permite que as esteiras que antecedem a enfardadeira retirem o ar, deixando o fardo mais justo, tendo como objetivo reduzir a possibilidade de contaminação do produto na logística e no ponto de venda; a impressora Dikai D01, que oferece o melhor custo-benefício para os clientes que desejam uma solução digital, pois são dotadas de tecnologias avançadas de transferência térmica, podem imprimir códigos de barra, códigos QR, datas de validade, lotes, horário em tempo real, gráficos, imagens, logotipos e outras informações que necessitam ser impressas diretamente na embalagem. Nos dias do evento, a empacotadora Lince Contínua e dois robôs – manipulação de caixas - estarão em funcionamento em diversos momentos para que os visitantes possam ter uma noção real das soluções e serviços oferecidos pela empresa. Além disso, vídeos inéditos de aplicações das soluções Indumak em campo serão exibidos através de vídeo wall. INDUMAK (47) 2106-0555 | http://www.indumak.com.br vendas@indumak.com.br

Editora B2B

211 Induma.indd 30

12/06/2015 00:35:08


211 Induma.indd 31

12/06/2015 00:35:10


matéria de capa | embalagens flexíveis

A flexibilidade é o negócio

Foto: Cryovac

Aposta em inovações, tecnologias, estudo de novas tendências, soluções, capacitação e treinamento mostram que o mercado das embalagens flexíveis se posiciona, cada vez mais, como um bom negócio no setor

32

Editora B2B

211 Materia de Capa Embalagens Flexiveis.indd 32

12/06/2015 21:43:36


matéria de capa | embalagens flexíveis

O

setor de embalagens plásticas flexíveis conta com uma vasta gama de produtos e representa uma fatia significativa de participação na transformação do plástico, atingindo os 30%. No ano de 2014, o faturamento do setor cresceu 7,3% chegando aos r$ 14,7 bilhões segundo informações divulgadas pela Maxiquim para um estudo desenvolvido para a associação Brasileira da indústria de Embalagens Plásticas Flexíveis, aBiEF. também no ano passado, foram produzidas 1.857 milhões de toneladas de embalagens deste tipo que têm como principais clientes os setores de alimentos, higiene pessoal e limpeza doméstica, bebidas, descartáveis e indústria no geral. Para 2015, de acordo com a Maxiquim, o setor prevê um crescimento de menos de 1% e um leve aumento na produção para 1,868 milhão de tonelada.

CRESCIMENTO

Para ilustrar o que tem sido feito e investido na indústria no setor das embalagens flexíveis, a docile, maior produtora de pastilhas da américa Latina e a segunda no ranking nacional de balas de goma, destaca um dos cases da empresa: sua linha de embalagens especiais com formatos inéditos e ilustrações temáticas. “Estas embalagens flexíveis têm um corte especial e desenhos exclusivos que chamam a atenção pelas cores vibrantes e pela criatividade, apresentando um layout irreverente e sofisticado”, aponta ricardo Heineck, diretor de marketing da docile.

SETOR DE EMBALAGENS FLEXÍVEIS Faturamento

7,3%

Produção

1.857 milhões de toneladas de Embalagens

Flexíveis foram produzidas em 2014, atendendo os setores de alimentos, higiene pessoal e limpeza doméstica, bebidas, descartáveis e indústria no geral

EM 2014, O FATURAMENTO DO SETOR CRESCEU 7,3% CHEGANDO AOS

R$ 14,7 bilhões

Segundo informações divulgadas pela Maxiquim para um estudo desenvolvido para a Associação Brasileira da Indústria de Embalagens Plásticas Flexíveis, ABIEF

Previsão de Crescimento para 2015

1%

1.868 milhão de tonelada de acordo com a Maxiquim, o setor prevê um leve aumento na produção

Editora B2B

211 Materia de Capa Embalagens Flexiveis.indd 33

33

12/06/2015 21:43:45


matéria de capa | embalagens flexíveis Foto: Vicky Furtado

altamente sensível, estamos trabalhando uma estrutura laminada - poliéster + PP -, que ajuda a manter o shelf life de nosso produto, colaborando também para que tenhamos uma selagem perfeita da embalagem”, destaca o diretor de marketing. Ainda no ano de 2014, a Docile foi premiada pela Associação Brasileira de Embalagens (ABRE), no módulo de embalagem de alimentos doces, por sua linha de embalagens especiais, cujo foco era despertar o desejo do consumidor que busca novidade e exclusividade nos produtos da marca. “Esta linha é uma exclusividade da Docile em toda a América do Sul e busca consolidar a nossa imagem como uma empresa inovadora”, finaliza Heineck.

Ricardo Heineck, diretor de marketing da Docile

Panorama de mercado Na visão de Antonio Carlos Ponce, gerente de marketing da Dixie Toga, o futuro do mercado das embalagens flexíveis aponta para a stand up pouch, embalagem que mais cresce sua utilização no mundo.

Já para Ulisses Casson, vicepresidente do setor de alimentos para América Latina da Sealed Air, o mercado está em um momento de grandes mudanças. “A diferenciação tecnológica e a capacidade que a embalagem tem de agregar valor aos produtos dos clientes ao consumidor será muito mais exigida. Creio que até mesmo vai determinar o futuro das empresas que competem nesse mercado”, ilustrou.

Foto: Divulgação

Para chegar nesse resultado, a Docile investiu em um equipamento importado, exclusivo dentro do segmento no Brasil. De acordo com o executivo, a empresa apostou em um mix variado de produtos: balas de gelatina Amora, Ursinhos, Dentes de Vampiro e Brigadeiro ganharam a versão em pacotes de 100 gramas; o chiclete de bola recheado Zoah! pode ser encontrado em pacotes de 55 gramas e as pastilhas são acondicionadas em embalagem especial de 70 gramas. Outra característica da linha que pode ser destacada são as versões com janela frontal na embalagem, que permitem a visualização dos produtos.

“Isso quem fala é o instituto de pesquisa PCI. A penetração deste tipo de embalagem é bastante representativa em diversos mercados como alimentos, pet food, home care e personal care. Os benefícios são percebidos por toda a cadeia de consumo, sendo praticidade, melhor exposição na gôndola, menor consumo de material comparado com frascos e latas - tornando uma embalagem mais sustentável -, os mais significativos. O mercado tem mudado sua percepção, aceitando e dando mais valor a essa embalagem”, disse.

“Nas embalagens de nosso Maxmallows, um produto

34

Editora B2B

211 Materia de Capa Embalagens Flexiveis.indd 34

12/06/2015 21:43:53


Everton Navarro Escobar, gerente de negócios da Canguru

Everton Navarro Escobar e Marcelo Vieira de Sá, gerentes de negócios da empresa Canguru, falam sobre um panorama mais geral e menos animador. “Estamos enquadrados num segmento de bens de consumo não duráveis que ainda resiste, parcialmente, às reduções de consumo sofridas por outros

211 Materia de Capa Embalagens Flexiveis.indd 35

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

matéria de capa | embalagens flexíveis

Marcelo Vieira de Sá, gerente de negócios da Canguru

mercados, porém os impactos no custo de produção estão nos obrigando a tomar medidas duras e indesejáveis para a manutenção dos planos de crescimento/investimento”.

Referências do setor Também reconhecidas como referências no mercado de

embalagens, as empresas Canguru, Cryovac e Dixie Toga destacam os principais destaques em inovações, tecnologia, qualidade de atendimento e padrões de qualidade para conseguirem manter o alto patamar de qualificação. Os principais esforços da Canguru, de acordo com Everton e Marcelo, estão focados na melhoria da qualidade de impressão, que envolve nova tecnologia de tintas desenvolvida em conjunto com fornecedores e outros insumos. “A apresentação de maior presença de gôndola, tornando a embalagem do produto mais participativa no momento da venda, é essencial. Os investimentos em equipamentos já foram realizados em máquinas gear less de oito cores visto que, nosso planejamento prevê um horizonte de cinco anos”, enfatizam.

12/06/2015 21:43:55


matéria de capa | embalagens flexíveis

36

A Dixie Toga ressalta os valores adotados pela empresa em suas operações, entre os quais estão o foco no cliente e a inovação contínua para ser qualificada como referência de mercado. “Através destes valores, entendemos que é muito importante ouvir nossos clientes e fornecedores e, através de um trabalho em parceria, transformar as informações capturadas em produtos cada vez mais inovadores, que tornarão toda nossa cadeia produtiva ainda mais competitiva”, pontua Ponce. Além disso, a marca tem adotado uma série de medidas para acelerar a inovação no mercado de embalagem e fortalecer as operações, entre elas, treinamento constante de funcionários em técnicas de melhoria contínua; renovação constante de equipamentos de produção; investimento intensivo no desenvolvimento de novas tecnologias de embalagem e intercâmbio constante com o centro de desenvolvimento de embalagem da Bemis, localizado em Neenah/ Wi, nos Estados Unidos.

Novidades Para lançamentos de produtos, a Sealed Air, por meio da Cryovac, destaca três novidades para o mercado: o Grip and Tear®, sistema de embalagens com mecanismo exclusivo abre-fácil, que prevê oferecer mais segurança por tirar do usuário a necessidade do uso de facas para a abertura, evitar o contato manual e diminuir a possibilidade de contaminação cruzada, tendo a mesma vida útil de uma embalagem a vácuo convencional da marca; Mirabella®, tecnologia que permite que a carne porcionada fique fresca por mais tempo, com garantia de origem até o ponto de venda e aparência de frescor; e a nova geração de sacos termoencolhíveis para queijo, produtos com permeabilidade controlada e de alta barreira feitos com filmes plásticos de menor espessura e gramatura, representam uma economia real em matéria-prima com desempenho superior, o que resultada em maior resistência, apresentação requintada do produto e redução de 10% de material descartado no meio ambiente. Foto: Divulgação

Já a Sealed Air, por meio da Cryovac ®, sua marca de embalagens para alimentos, reforça que o foco nos clientes, a qualidade das soluções mundialmente reconhecidas, a estrutura física local e a equipe de atendimento interna e no campo conferem uma posição de liderança no mercado. “Trabalhamos disciplinadamente para manter e ampliar essa liderança”, frisa Cason. A empresa segue destinando ao Brasil um alto nível de atenção e recursos. “Por exemplo, este ano vamos inaugurar uma nova e moderna planta em Jaguariúna, no interior de São Paulo, que captou investimentos de mais de USD 100 milhões e também estamos trazendo mais tecnologia de ponta, o que nos permite oferecer soluções mais diferenciadas e sustentáveis. Além da atual capacidade instalada, teremos uma nova linha de impressões de até 10 cores, que melhora a qualidade com recursos de alta definição e novas e modernas máquinas de sacos e laminados. Ainda em Jaguariúna, estruturamos um amplo centro de atendimento ao cliente, garantindo serviço de primeiro nível”, explica o executivo. Em breve, no mesmo local, será também inaugurado um novo espaço, totalmente dedicado ao cliente, onde, além de treinamentos e possibilidade de execução de eventos diversos, será possível realizar testes em equipamentos de embalagem, de forma personalizada e de acordo com os projetos dos clientes.

Editora B2B

211 Materia de Capa Embalagens Flexiveis.indd 36

12/06/2015 21:43:58


matéria de capa | embalagens flexíveis

A Sealed Air teve o ano de 2014 como um período extremamente positivo. “Como fruto do forte direcionamento em atender às necessidades do mercado e tenaz disciplina de gestão, cumprimos nossos objetivos corporativos. Temos o orgulho de termos sido reconhecidos em 2014 como a primeira entre 12 companhias de embalagens pela revista Fortune (Fortune Most Admired Companies), em critérios que incluíam inovação, gestão de pessoas, responsabilidade social, qualidade de gestão, qualidade dos produtos e competitividade global. E em 2015 confirmamos nossa disposição em continuar na liderança, e em primeiro lugar em cinco de nove critérios”, comemora Casson. Para 2015, as expectativas são boas, com ambiciosos objetivos de crescimento. “Entretanto uma atenção especial deve ser dada à situação econômica delicada que estamos passando no Brasil”, analisa com cautela o executivo.

Foto: Divulgação

De olho no passado – e no futuro

superado vários desafios. A situação econômica do País não apresenta boa perspectiva de crescimento para 2015, contudo, como a Bemis, atua também em projetos de longo prazo, isso faz com que estes projetos alavanquem vendas e garantam o cumprimento das metas estabelecidas para o ano”, garante Ponce.

Para a Canguru, que também aborda a situação econômica do País, as metas de crescimento são agressivas e o trabalho será árduo. “Apesar de todas as adversidades que ocorreram chegamos ao nível desejado, tudo isto fruto do próprio reconhecimento do mercado aos nossos produtos e serviços. Para 2015, apesar de estarmos recebendo pesados impactos de todos os ajustes que estão sendo feitos na economia como redução de crédito, aumento de MP e insumos e previsão de não crescimento, estamos confiantes e trabalhando com base em um planejamento com horizonte de cinco anos”, contam Everton e Marcelo. Já a Dixie Toga é menos entusiasta com os resultados obtidos e olha com leve cautela para o futuro. “O ano de 2014 ficou dentro do esperado, atingindo as expectativas em vendas e resultados. Conquistamos novos clientes, lançamos com outros diversos projetos inovadores, além de termos

211 Materia de Capa Embalagens Flexiveis.indd 37

12/06/2015 21:44:00


especial | inova embala

Embalagem é fundamental para o sucesso no mercado externo

A

s melhores soluções para rotulagem, design, vedação, incremento na performance de tempo de prateleira, selagem e, ainda, possíveis inovações que agregam valor ao produto por meio da embalagem, considerando as principais tendências da atualidade. Estes foram os principais temas do seminário “A Importância da Embalagem para a Competitividade Internacional”, promovido pela Apex-Brasil em parceria com o Instituto de Embalagens, realizado no último dia 15 de abril, em São Paulo. Os especialistas reforçaram que a embalagem é considerada como um “cartão de visitas” da empresa e tem grande relevância no sucesso do negócio. Assim, é importante conhecer o consumidor internacional, os seus hábitos de consumo e a legislação de cada país, de forma a adequar a embalagem ao mercado. O evento integrou as ações do projeto Inova Embala, uma parceria da Apex-Brasil com o Instituto de Embalagens, que visa capacitar as empresas brasileiras sobre a importância das embalagens para

38

exportação, sobretudo no segmento de alimentos e bebidas com foco no incremento da competitividade internacional das empresas. Segundo Assunta Napolitano Camilo, diretora do Instituto de Embalagens, a embalagem tem que comunicar o diferencial do produto e da marca em qualquer canal. Entender como e por que os consumidores de cada país compram o produto é outra excelente forma de para atender às diferentes necessidades. “Os americanos demandam

Editora B2B

211_Especial_Assunta Inova.indd 38

12/06/2015 00:36:28


Foto: FuturePack

embalagens que ofereçam praticidade e conveniência, já que eles têm o hábito do consumo on-the-go”, exemplifica. Para Magda Cercan, gerente da FuturePack e especialista em embalagens de transporte e logística, uma embalagem adequada no sistema logístico garante não só que o produto chegue corretamente ao seu destino, mas também a redução de custos. “Para o mercado internacional, é importante também que as empresas conheçam a norma da ABNT 7500-2009 sobre as simbologias nas embalagens, que informam como elas devem ser utilizadas e movimentadas durante o transporte e manuseio”, destaca. A comunicação clara

especial | inova embala

na embalagem é fundamental para atrair o consumidor no ponto de venda. “As cores, os formatos e os elementos visuais que rementem à cultura de cada país fazem esse papel para diferenciar os produtos na gôndola”, afirma Carolina Teixeira, professora de design na UEMG e do Instituto de Embalagens. “É fundamental conhecer como o consumidor se sente em relação ao seu produto”. Isso, segundo Mário Narita, diretor da agência de design da embalagem Narita Design, define como o consumidor vai enxergar a sua embalagem. Para fazer esse trabalho, a agência criou o processo límbico, que utiliza imagens, para acessar as emoções e os sentimentos das pessoas, e desenhar a linguagem visual das embalagens. Ele cita o projeto feito para uma bebida com mais álcool destinada ao público jovem masculino da classe B e C, cujo briefing destacava força e masculinidade, mas depois do processo límbico, a embalagem ganhou shapes mais suaves e sem muito ornamento. “É preciso entender o consumidor como ser humano que é igual em qualquer lugar do mundo. Ele quer ser procurado, reconhecido e amado”, afirma. Michael Ferrari, fundador da Ferrari Soluções Inovadoras e ex-diretor de pesquisa e desenvolvimento da Procter & Gamble, afirma: “O consumidor mudou. Hoje, ele é mais individual, mais impaciente e quer as coisas na hora. Por isso, ele está mais conectado.”

“A geração Y, que em cinco anos vai representar 35% da força de compras, faz compras pela Internet”. Com isso, a personalização de embalagens com o uso da impressão digital é uma boa solução para engajar e interagir com os consumidores. “Hoje, a rede social é fundamental para as marcas, especialmente para falar com os consumidores, através dos dispositivos móveis e a embalagem é o ponto chave para isso”, conclui. Esther Pires Costa, gestora da Apex-Brasil, destaca que Projeto Inova Embala contempla em suas ações aspectos do processo de inovação em embalagens considerando pontos críticos como certificações e normas internacionais, novas tecnologias, novos materiais e estudo das culturas de consumo nos mercados internacionais. O Inova Embala contempla as empresas dos projetos: Brazilian Flavours, Brazilian Rice, Happy Goods, Organics Brasil, Sweet Brasil e Wines of Brazil, das entidades: ABBA, Abiarroz, Abimapi, IPD, Abicab e Ibravin, respectivamente. A próxima etapa do projeto consiste na elaboração da cartilha “Embalagens para Exportação” que será estruturada com base em dúvidas comuns e orientações estratégicas às empresas.

O próximo evento “Seminário Internacional: Adaptação ao Mercado Americano” será realizado em 19 de agosto, em São Paulo, no Conselho Regional de Química, Rua Oscar Freire, 2.039.

Editora B2B

211_Especial_Assunta Inova.indd 39

39

12/06/2015 00:36:30


especial | feiplastic

Feiplastic mostra inovação e tecnologia de ponta para a indústria plástica

40

Editora B2B

211_Especial_Feiplastic.indd 40

12/06/2015 00:37:20


Foto: Feiplastic

especial | feiplastic

Com público qualificado, registrando mais de 66 mil visitas no Anhembi, em SP, feira teve rodadas de negócio que movimentaram mais de R$ 40 milhões

S

ucesso em apontar tendência em inovação e geração de negócios para a indústria plástica, neste ano a Feiplastic – Feira Internacional do Plástico, maior feira da indústria de transformados de plástico na América Latina – reuniu 66,351 mil pessoas no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo, no período de 4 e 8 de maio. Os vistantes/ compradores entraram em contato com mais 1400 marcas na feira organizada pela Reed Exhibitions Alcantara Machado. “A visitação qualificada de tomadores de decisão agradou aos participantes. Os compradores encontraram inovação em processos, busca por materiais mais eficientes e quase 200 marcas novas em exposição”, resume o vice-presidente da Reed, Paulo Octavio de Pereira Almeida. Presente na feira, o presidente da Associação Brasileira da Indústria do Plástico - Abiplast, José Ricardo Roriz Coelho acredita que a Feiplastic é importante como espaço de atualização, networking realização de negócios. “Ao reunir todos os elos da cadeia produtiva do plástico, permite que fabricantes de máquinas e equipamentos, fornecedores de matérias-primas e de soluções tecnológicas, instituições financeiras, recicladores e transformadores plásticos interajam, compartilhem conhecimentos e, principalmente, façam negócios. Não por acaso, a Feiplastic é a mais importante feira deste segmento na América Latina e uma das mais importantes do mundo.”

Novidades Uma das principais indústrias de máquinas para plásticos, máquinas-ferramenta e usinados fundadas no Brasil, a Romi chegou ao número de 150 mil máquinas instaladas em todo o mundo, e mostrou na Feiplastic lançamentos como a injetora EN 800, que faz parte da expansão da linha de injetoras EN até 1100 ton. O sistema stop and go da máquina apresenta baixo consumo de energia – menos de 1 Kw/hora – além do baixo nível de ruído. A Carnevalli mostrou máquina exclusiva fabricada no Brasil, coextrusora de filme polietileno, que produz um tipo de plástico flexível, próprio para utilização em embalagens de alimentos. “Esse equipamento, o Polaris Plus TX é o único produto desse porte fabricado no Brasil. Nossos equipamentos são reconhecidos no mercado como os melhores na relação custo de kg/hora e consumo x produtividade”, explicou Antonio Carnevalli Neto, diretor da empresa.

Editora B2B

211_Especial_Feiplastic.indd 41

41

12/06/2015 00:37:22


especial | feiplastic

Já a Braskem, sexta maior indústria química do mundo, apresentou ideias inovadoras em tecnologia social com o projeto Braskem Labs, que incentiva novos projetos que utilizem resinas plásticas em sua formulação. Além disso, escolheu a Feiplastic para lançar a Plataforma de Valorização de Resíduos Plásticos – programa que fomenta negócios e iniciativas envolvendo a reciclagem do plástico – e a Braskem Proxess, nova família de polietilenos de alta performance, a partir de tecnologias de catalisadores metalocênicos, entre outros destaques.

Fotos: Feiplastic

Rodadas movimentam mais de R$ 40 milhões

42

Além do encontro com expositores pelos corredores do Anhembi, a organizadora da feira promoveu rodadas de negócio entre visitantes convidados e expositores. O Premium Club Plus reuniu 40 compradores e teve 72 reuniões. Aconteceram também

na Feiplastic, as reuniões do programa Think Plastic Brazil, que receberam 62 empresas nacionais com compradores estrangeiros. Somadas, ambas as iniciativas devem movimentar mais de R$ 40 milhões.

Negócios efetivos A expositora italiana Moretto assinou três projetos durante a feira para setores de linha branca e automotivo. “Estávamos no lugar certo, na hora certa! Nos cinco dias de Feiplastic, recebemos uma média de 180 visitantes/dia, o que representa muitos contatos efetivados que podem gerar novos negócios”, comemorou o diretor comercial Alexandre Nalini. “Essa edição foi excelente – avaliou Adão Braga Pinto, gerente comercial da Seibt - 60% dos negócios fechados na feira foram gerados a partir de contatos feitos aqui. Estávamos menos otimistas em função do cenário econômico atual, mas as vendas superaram, de longe, nossas estimativas.”

A Alfainjet fechou 10 negócios no pavilhão, três deles com clientes novos. “No geral fizemos bons contatos e é uma feira que vale a pena participar, pois além de pagar o investimento, temos um retorno positivo com os negócios fechados. Provavelmente voltaremos em 2017”, disse o diretor comercial Fernando da Silva. Na avaliação de Christoph D. Rieker, gerente geral da Sumitomo/ Demag, a Feiplastic trouxe visitantes qualificados e desta forma ele acredita que é possível concretizar negócios já nas próximas semanas. “Finalizamos a venda de três equipamentos durante o evento.” Indústria química global, a DuPont fez de sua presença na Feiplastic ferramenta para aumentar negócios e chamou clientes para The Global Collaboratory, centro de pesquisas e desenvolvimento localizado em Paulínia (SP), e que oferece laboratórios, equipes de design e testes em protótipos da empresa.

Editora B2B

211_Especial_Feiplastic.indd 42

12/06/2015 00:37:30


especial | feiplastic

Soluções para todo o setor O Brasil se firmou como produtor de máquinas e equipamentos de tecnologia equiparável às melhores do mundo. Isso demonstra que, independente do cenário econômico, o evento é essencial para o mercado. A HGR trouxe para a feira o primeiro anel de ar da América Latina produzido no Brasil. Ricardo Rodrigues, diretor comercial, explicou que “os equipamentos possuem tecnologia superior aos produtos da Alemanha e Itália, que atendiam o mercado nacional até então. É alta tecnologia brasileira”. Fabricada no Brasil, termoformadora da Hece é tão competitiva quanto similares da Alemanha. “É a primeira máquina produzida no País com esta tecnologia, que oferece alta qualidade e produtividade igual ou superior a equipamentos fabricados na Europa”, afirma Fábio do Valle Sverzut, gerente de

engenharia. Já a Pavan Zanetti levou ao pavilhão a primeira sopradora híbrida por extrusão de fabricação nacional.

Reciclagem e compostagem in loco Em parceria com expositores e com organização da Plastivida, a Operação Reciclar voltou à Feiplastic e ao Anhembi. Mais de 10 toneladas de material plástico de 27 empresas foram

coletadas para reciclagem. Agora, o material reciclado será direcionado para instituições do terceiro setor, com objetivo de gerar renda. Já o projeto Resíduo Zero produziu mais de 1,5 tonelada de fertilizante, utilizando resíduos orgânicos gerados dentro da feira, como restos de alimento. O material será enviado para hortas urbanas e parques da cidade de São Paulo.

Mecânica, Feimafe e Feiplastic já têm datas marcadas A Reed Exhibitions Alcantara Machado já incluiu em seu calendário oficial as próximas edições de três das mais tradicionais feiras do seu portfolio. Em 2016, de 17 a 21 de maio, acontece a 31ª Feira Internacional da Mecânica. Com mais de 50 anos de existência, é considerada berço de todas as feiras industriais organizadas até hoje no país, reunindo segmentos como automação, robótica, motores, válvulas, prensas, bombas, soldas, ferramentas, entre outros. Em 2017, de 22 a 26 de maio, acontece mais uma edição da Feiplastic Feira Internacional do Plástico, maior evento da indústria de transformados plásticos na América Latina, concentrando máquinas, insumos, e acessórios para toda sua cadeia. Em seguida, de 5 a 10 de junho, é organizada a 16ª Feimafe - Feira Internacional de Máquinas-Ferramenta e Processos Integrados de Manufatura, uma das feiras mais esperadas pelo setor metalúrgico e de bens de capital em todo o hemisfério sul.

Editora B2B

211_Especial_Feiplastic.indd 43

43

12/06/2015 00:37:38


especial | fce pharma e fce cosmetique

Em sua 20ª edição, eventos receberam 16.792 visitações de todo o Brasil e da América Latina

A

o completar 20 anos de realização, a FCE Pharma e a FCE Cosmetique, principais plataformas de negócios da América Latina para a cadeia produtiva dos setores farmacêuticos e comésticos, superaram as expectativas de qualificação do público visitante. Foram 16.792 visitações, sendo 50% desse público com perfil de tomadores de decisão incluindo presidentes, vice-presidentes, diretores e sócios proprietários de revendas do País e do exterior. Estiveram presentes também grandes players dessas indústrias como Astra Zenica, Avon, Boticário, Eli Lilly, Glaxo Smith Kline, Jequiti, Merck & Co, Natura, Novartis, Pfizer, Sanofi, e Unilever. O evento aconteceu de 12 a 14 de maio, no Transamerica Expo Center, em São Paulo. Já se preparando para os próximos 20 anos, a FCE Cosmetique apresentou nesta edição de 2015 o Circuito do Conhecimento e Inovação, uma plataforma de comunicação e relacionamento voltada à valorização do conteúdo, conhecimento e da experiência por meio de projetos que se integram e se transformam em um ambiente único de interação, negócios e troca de informações. Destaque para a Arena do Conhecimento, um auditório aberto ao público, incorporado ao espaço da feira, que contou com palestras voltadas à inovação, tendências e lançamentos do setor. Empresas como Oxiteno, Croda, Dow e Dupont patrocinaram esta iniciativa, que contou ainda com um conteúdo exclusivo formatado pelos institutos de pesquisa Mintel e GFK. Também fez parte do Circuito o Congresso Brasileiro de Cosmetologia com o tema “Tecnologia, Arte e Magia. Conectando a Ciência ao Mercado Cosmético”, realizado em parceria com a Associação

44

Foto: Divulgação

FCE Pharma e FCE Cosmetique superam expectativas de qualificação de público

Brasileira de Cosmetologia (ABC). O Congresso foi renovado e atraiu um público de químicos cosméticos, entre outros, para as apresentações de palestrantes nacionais e internacionais. O Circuito contou também com área de trabalhos científicos em formato de e-posters e com a Estação ExSenses – uma estação sensorial que, por meio de demonstrações, atraiu os visitantes com temas como pigmentação, matérias-primas com modificação sensorial e fragrâncias. Nos eventos paralelos, o público conferiu também o 4º seminário FCE Pharma que contribuiu com o desenvolvimento do setor farmacêutico por meio da exposição de cases e compartilhamento de experiências. Foi realizada também a 2ª Jornada Sindusfarma que, com total apoio do

Editora B2B

211_Especial_FCE.indd 44

12/06/2015 00:37:54


Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de SP, ofereceu palestras gratuitas sobre o mercado farmacêutico como aspectos econômicos e evolução e tendências, além do panorama político do segmento. Ainda paralelamente à FCE Pharma aconteceu a 2ª edição da Powtech Arena Brasil que proporcionou a discussão sobre as principais inovações, evoluções, desafios e melhorias das indústrias que utilizam partículas, pós e granulados para os setores cosmético, farmacêutico, químico e alimentício. Todos os eventos paralelos contaram com qualificada audiência atraindo mais de 600 pessoas para as mais diferentes palestras. O Encontro de Negócios Brasil América do Sul, outro ponto

forte da FCE Pharma, foi organizado pela Associação Brasileira da Indústria Farmoquímica (Abiquifi) e da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). Foi desenvolvido, em parceria, o projeto de internacionalização da farmoquímica brasileira e setores farmacêuticos, chamados Brazilian Pharma Solutions com o apoio de outras importantes organizações do setor. A Abiquifi coordenou o encontro, promovendo reuniões de negócios entre compradores da Venezuela, Colômbia, Chile, Peru e empresas brasileiras dos setores farmoquímicos e farmacêuticos. Segundo Abiquifi, o resultado foi positivo, com cerca de 50 reuniões durante a FCE Pharma.

As feiras de negócios proporcionam uma oportunidade singular para troca de experiências, conexão de pessoas e geração de oportunidades entre profissionais do mercado e entre empresas. “Neste sentido, encerramos esta edição da FCE Pharma e da FCE Cosmetique agradecendo aos expositores e parceiros por, juntamente com a NürnbergMesse Brasil, proporcionarem ao público visitante a principal e mais completa plataforma de negócios para toda cadeia produtiva da indústria farmacêutica, gerando excelentes oportunidades de negócios e impulsionando o desenvolvimento da economia deste setor”, finaliza Ligia Amorim, diretora-geral da NürnbergMesse Brasil, organizadora do evento.

Save the date! Programe-se para a 21ª edição da FCE Pharma e FCE Cosmetique, que acontecerá nos dias 10 a 12 de maio de 2016. Editora B2B

211_Especial_FCE.indd 45

45

12/06/2015 00:37:55


Foto: FuturePack

matĂŠria de capa especial | competitividade internacional

A importância das embalagens para a competitividade internacional 46

EDItOrA B2B

211_Materia de Capa Assunta.indd 46

12/06/2015 00:38:33


Foto: Leandro Andrade

Assunta Napolitano Camilo

D

entro de cada cenário de venda de produtos de consumo, qualquer que seja o canal (supermercados, pequenos empórios, lojas de conveniência, internet ou catálogo), a embalagem é um instrumento de comunicação. Ela não só traduz a alma do produto e explica seu desempenho e função, como também entrega, para além do conteúdo, uma promessa que faz com que o consumidor se emocione em alguma medida e decida pela compra desse produto em detrimento a tantos outros similares ou concorrentes do mesmo propósito. Imagine então no cenário internacional, onde sua marca não é conhecida, não há campanha na televisão, nem promotores, nem nenhuma outra ação: nesse caso, a embalagem é a ferramenta de marketing da empresa, definitivamente o seu principal recurso para contar toda a sua história e encantar o seu cliente, que faz questão de ser informado e inspirado, tentado e mimado por funções surpreendentes e convincentes, emoções e impressões multissensoriais. Notamos, dessa forma, que é necessário tomar alguns cuidados com as embalagens, sobretudo as para exportação: 1) Investigue os hábitos e costumes do seu novo público: é importante entender como e por que compram e adequar-se aos modelos de consumo, sem, claro, perder a sua essência. 2) Aparência atraente, distinta e inconfundível: aqui destacamos o cuidado com a impressão, ou seja, procure ir além e surpreender utilizando efeitos especiais de acabamento. Os consumidores percebem, em particular os mais jovens. 3) Design: a forma e a cor falam diretamente ao coração. Uma vez que emocionar, você ganhará o racional. O belo emociona e faz as pessoas felizes. Estética equilibrada é de importância central na gôndola. 4) Funcionalidade: observe que é necessário atender a questões de proteção, shelf life, conveniência, saúde, segurança, sustentabilidade e, claro, tudo isso desde a compra, passando por transporte, armazenamento, uso, até o descarte. Atente-se para atributos que gerem conforto, praticidade de abrir e refechar, porcionamento, que forneçam janelas de visualização, enfim, algo que possa ser relevante num mercado onde o produto é novo. Nesse sentido a correta rotulagem ambiental internacional é fundamental. Editora B2B

211_Materia de Capa Assunta.indd 47

47

12/06/2015 00:38:36


matéria de capa especial | competitividade internacional 5) Inovação: observamos que investir em novas tecnologias é uma grande oportunidade de diferenciação e posicionamento das marcas. Mostre que a empresa conhece e investe para tornar a vida dos consumidores melhor e mais divertida. Seja original e pioneiro. 6) Avalie usar recursos multissensoriais: qualquer pessoa se atrai quando vários de seus sentidos são ativados (visual, olfativo, tátil e até mesmo o auditivo). 7) Posicionamento Premium: verifique se a categoria e o produto permitem. Se for viável, prepare uma estratégia especial. Avalie se nesse caso é melhor ter uma segunda marca, uma extensão de linha ou revitalizar a marca. Lembrando que produtos em embalagem elegante estão presentes em produtos populares também. 8) Os benefícios adicionais de embalagens de sucesso não só combinam o que é agradável com o que é funcionalmente útil, mas também oferecem benefícios adicionais. Muitos produtos nos Estados Unidos e Europa já têm esse recurso para levar um vídeo a partir da embalagem com os novos QRCode. Assim, dependendo da categoria (biscoitos, por exemplo), isso se torna obrigatório. É conhecido como Food 2.0. 9) Seja cuidadoso e próximo de seu novo cliente: se vai vender num país de língua inglesa, o mínimo que deve fazer é ter a embalagem adequada para tal público, usando a língua e

48

as expressões desse mercado. Utilize ícones e desenhos no verso ao explicar o modo de preparo. É sempre simpático e facilita o momento do consumo, promovendo assim a recompra. 10) Cuide com especial atenção da sua embalagem de exposição (se for o caso, os displays) e da embalagem de transporte, pois além de providenciarem que sua embalagem primária chegue bem ao destino, é um investimento importante para a competitividade final do produto. Lembre-se de que seu produto viajará uma longa distância e será manuseado por muitos. 11) Uma última dica: o Brasil está em alta, é considerado um país alegre e amigo, portanto demonstre que seu produto é brasileiro através dos nossos ícones culturais e artísticos. Seja autêntico. Quando falamos em “investigar hábitos e costumes”, queremos dizer que é necessário entender um pouco sobre o seu novo consumidor, visto que a cultura e as condições sociais alteram significativamente a forma de um povo se relacionar com a alimentação como compra. Há códigos de cores a serem respeitados em cada país. As categorias de produto são dispostas diferentemente, assim como as embalagens. Observando outros aspectos do consumo, podemos encontrar oportunidades para nossos produtos. Na SIAL, feira importante que acontece

bienalmente na França, a consultoria TNS apresentou um estudo sobre hábitos alimentares com os seguintes dados: • Quantas e quais refeições cada povo faz; • Qual o significado de alimentação para cada um; • O que significa se alimentar bem para eles; • Como compreendem os riscos envolvidos na alimentação; e • Qual sentido da inovação os interessa. Os resultados foram tabulados. Como poderia se esperar, nos Estados Unidos a alimentação tem o drive como principal necessidade (ou funcionalidade); na França, a busca é por prazer; já os espanhóis consideram a questão da sociabilidade. Em cada país há um aspecto preponderante, além de hábitos, costumes, linguagens de categoria e seus claims ou atributos relevantes. Outra informação da pesquisa é que: • 55% fazem ao menos uma refeição fora de casa, sendo: – 45% na escola ou no trabalho; – 39% em restaurantes, cafés, fast foods e outros; – 9% em atividades de lazer, como cinema e teatro. Dessa pesquisa já é possível concluir que: temos oportunidade de entregar alimentos processados nos Estados Unidos, em embalagens práticas, para serem consumidos na escola ou no trabalho; devemos ter embalagens com mais

Editora B2B

211_Materia de Capa Assunta.indd 48

12/06/2015 00:38:37


matéria de capa especial |competitividade internacional

A Pepsico® oferece um combinado de produtos com a embalagem preparada para ser o prato. A vantagem é que após o lanche não tem louça para lavar!

Verificou se também que o consumidor se sente inseguro em relação ao que consome. Para atendê-los, temos de providenciar embalagens seguras, bem seladas, que tenham shelf life adequado, possam ser refechadas, evidenciem violação e tenham tabelas de ingredientes claras.

Foto: FuturePack

appetite appel na França; e, na Espanha, pacotes que considerem o compartilhamento.

• Origem; •Outras informações de segurança pertinentes; • Modo de usar ou preparar de forma clara, se possível utilizando ícones (desenhos).

Para a hora do lanche, a Lance® oferece pacotes com oito diferentes biscoitos. A Lunchables ® entrega a lancheira pronta, com suco, doce e salgado em várias opções para evitar a repetição. Além disso, a embalagem traz entretenimento: através de um QR Code lido por qualquer smart phone, a empresa leva o consumidor a uma página para assistir a vídeos enquanto degusta o lanche. É a onda do “Food 2.0”.

Em relação à questão da inovação das embalagens, conta ponto quem investir em: • Aumento da preservação dos produtos; • Demonstrar a autenticidade; • Entregar conveniência; • Diversificar sabores e apresentação. Na era do Marketing 4.0, cumpre lembrar os quatro pilares: Relevância; Atratividade; Conveniência; e Apelo emocional na concretização de um modelo vencedor.

Aproveitando que estamos falando de snacks, é bom mencionar a importância da estrutura das embalagens, ou seja, os materiais utilizados para

Foto: FuturePack

em qualquer lugar: basta adicionar água ou leite. Além disso, o produto vem completo, com frutas, por exemplo, e com muita diversificação, em vários sabores.

• Ingredientes;

Foto: FuturePack

Assim, é fundamental detalhar na embalagem:

Foto: FuturePack

Nos Estados Unidos, a Quaker vende grãos (como aveia e granolas) para o café da manhã em potes, assim os consumidores podem dispensar utensílios domésticos e fazer seu desjejum

Foto: FuturePack

Observemos alguns exemplos:

Editora B2B

211_Materia de Capa Assunta.indd 49

49

12/06/2015 00:38:41


matéria de capa especial | competitividade internacional

Optaram por um pacote de fundo quadrado que mantém o produto em pé com excelente frontal de gôndola e uma lateral ampla, além de janelas e possibilidade de zíperes para realizar o refechamento. O design do conjunto com destaque adequado para a marca, contando a história através do brasão, é digno de elogios.

Saindo do tradicional e indo para a modernidade, compartilhamos o exemplo da ZIPZ ® , uma empresa que desenvolveu uma inovação para que mais consumidores experimentassem vinhos diferentes ou novos. A proposta é uma embalagem-taça de PET que pode ser levada para qualquer lugar, cujo rótulo termoencolhível tem a função de identificar o produto e de lacrar. Outro grande exemplo de modernidade é a tradicional Lindt ®. Sempre atenta aos desejos dos consumidores, continua se atualizando em formatos, design, apresentações,

cores e sabores, e assim segue sendo um sucesso. Finalizando, mostro um exemplo de produto com apelo de brasilidade. Embora não seja brasileiro, usa o nome “BAHIA” para um suco de frutas exóticas. Há inúmeros outros exemplos na Europa, Austrália e Estados Unidos. Manifestação inequívoca de que “Brasil” vende. Resumindo, há grandes oportunidades para quem quiser entender como e por que o público compra e adequarse aos modelos sem perder a essência.

Foto: FuturePack

A categoria de arroz também tem se modernizado muito, diversificando e introduzindo produtos mais nobres ou mais saudáveis. A Lundberg® é há quase 80 anos uma referência. Através de seu posicionamento e embalagens, tem estendido sua linha de produtos, vendendo desde arroz cru simples a pratos prontos, snacks e molhos.

Foto: FuturePack

conferir barreira. O pacote dos produtos Kettle® é um bom exemplo, pois são perceptíveis a qualidade da embalagem, sua resistência e a perfeita selagem, garantindo que as batatas estejam crocantes.

Invista e use a embalagem a favor de seu produto e torne a sua empresa mais competitiva no mercado internacional.

Embalagem melhor. Mundo melhor! Desejamos sucesso!

Foto: FuturePack

Se quiser mais informações e fotos dos produtos, é possível obtê-las no site: www. clubedaembalagem.com.br. *Assunta Napolitano Camilo: Diretora da FuturePack – Consultoria de Embalagens e do Instituto de Embalagens – Ensino & Pesquisa. Articulista, professora e palestrante internacional de embalagens. Recebeu diversos prêmios, entre eles o de Profissional do Ano e o de Melhor Embalagem do Ano. Coordenadora dos livros: Embalagens Flexíveis; Embalagens de Papelcartão; Guia de embalagens para produtos orgânicos; Embalagens: Design, Materiais, Processos, Máquinas & Sustentabilidade, entre outros. Diretora do Kit de Referências de Embalagens e da obra Better Packaging. Better World

50

Editora B2B

211_Materia de Capa Assunta.indd 50

12/06/2015 00:38:44


51 INSTUTO DE EMBALAGENS.indd 51

12/06/2015 08:49:57


Foto: Divulgação

Klabin aprimora mensuração florestal

A

Carrefour implanta Ecocaixas

N

o mês de março, as lojas do grupo Carrefour da capital paulista receberam coletores de materiais recicláveis. O projeto, realizado em parceria com a Mondelez Brasil e a Tetra Pak, faz parte do programa “Juntos pelo Meio Ambiente” e busca incentivar o consumidor a dar um destino adequado às embalagens que não deseja levar para casa logo após as compras. As Ecocaixas são preparadas para receber papel, plástico, metal, vidro e embalagens Tetra Pak e foram instaladas na entrada das lojas, próximas aos caixas, para facilitar o descarte dos resíduos. As estruturas de coleta foram confeccionadas com placas e telhas produzidas a partir de embalagens da Tetra Pak recicladas e possuem capacidade de coleta de até 125 toneladas por ano. “Reforçamos nosso desejo de fazer a diferença em um tema tão relevante para os nossos clientes, para a sociedade e, em especial, para o meio ambiente”, destaca o diretor de sustentabilidade do Carrefour Brasil, Paulo Pianez. As embalagens coletadas nas Ecocaixas serão encaminhadas para cooperativas parceiras, que garantem a destinação correta dos materiais. Segundo a empresa, cerca de 100 mil pessoas devem ser beneficiadas direta e indiretamente pela ação, que também auxiliará na geração de renda e inclusão social dos cooperados.

52

produtora e exportadora de papéis aprimorou os processos de inventário e pesquisa florestal com a implementação do SAS Analytics Pro, solução de alto impacto visual voltada para a análise estatística e elaboração de relatórios. A medida foi adotada para agilizar o processo de disponibilização de informações quantitativas e qualitativas de árvores plantadas e colhidas. “Já tínhamos testado outros softwares para a produção de relatórios, mas nenhum conseguiu apresentar a mesma aderência que as tecnologias do SAS por conta do seu aspecto visual amigável. Constatamos que os usuários da nossa empresa começaram a gostar das ferramentas, tanto os que já tinham maior familiaridade com números quanto os colaboradores que preferiam imagens ilustrativas”, explica o especialista do setor de mensuração florestal da Klabin, Luiz Gastão Bernett. Segundo o executivo, as plataformas disponibilizam resultados em menos de cinco minutos e trouxeram um ganho operacional significativo na verificação de informações ligadas à coleta de campo – altura, diâmetro, bifurcação e outras características que precisam ser monitoradas nas árvores.

EDITORA B2B

Pack 211 - Sustentabilidade.indd 52

12/06/2015 00:47:45


Sistema Campo Limpo abre as portas para Nufarm

A

Foto: Divulgação

pack | sustentabilidade

Campo Limpo Reciclagem e Transformação de Plásticos recebeu uma comitiva de representantes da empresa do setor agrícola Nufarm da Argentina, Colômbia, Chile e México, com o propósito de conhecer o fluxo do Sistema Campo Limpo, que tem como objetivo fechar o ciclo de gestão das embalagens de defensivos agrícolas pós-consumo, a partir da reciclagem das embalagens vazias devolvidas pelos agricultores. Os convidados puderam acompanhar desde a entrada das embalagens em uma unidade de recebimento até a reciclagem na fábrica, que opera de acordo com os conceitos de ecoeficiência e atua como um centro de desenvolvimento de novas tecnologias voltadas à reciclagem. Seguindo com a proposta de gerar produtos sustentáveis, a empresa produz e comercializa a Ecoplástica, embalagem desenvolvida a partir da reciclagem de embalagens de defensivos agrícolas com certificado UN para o transporte terrestre e marítimo de produtos perigosos. De acordo com Gilberto Schiavinato, diretor da Nufarm e membro do conselho de administração da Campo Limpo, a visita foi organizada

para que os membros da comitiva possam levar a experiência e os conhecimentos para seus países e contribuir com a sustentabilidade dentro da própria indústria.

Tomra Sorting desenvolve novo sistema de separação multifuncional

A

Foto: Divulgação

fabricante Tomra Sorting criou o novo Titech autosort 4, um sistema de separação multifuncional baseado em sensores, desenvolvido para recuperar diferentes fluxos de resíduos como plástico, papel, metal, madeira, vidro e domiciliar. O equipamento separa os diferentes materiais, baseado em uma análise combinada de informações relativas aos materiais, entre eles: cores, formas, brilho, tamanhos e condutividade elétrica. O sensor de infravermelhos próximos (NIR) foi incorporado às máquinas e dispensa o uso de uma fonte de luz externa devido à tecnologia

Flying Beam, possibilitando uma redução de até 70% no consumo de energia elétrica. O NIR foi combinado com o sensor espectrometria visual (VIS) em configurações distintas para dar respostas a diferentes aplicações e obter frações de pureza elevada dos produtos. O design do Titech autosort inclui um cartão de controle de alta velocidade, uma unidade de controle (CU) e um bloco de válvulas. O equipamento também oferece uma série de funcionalidades, incluindo a determinação estatística do material de entrada; calibragem em tempo real de cada linha de leitura; funções incorporadas de controle da lâmpada; unidades de válvulas; e a opção de controle e monitoramento da unidade de separação a partir de uma sala de comando. Editora B2B

Pack 211 - Sustentabilidade.indd 53

53

12/06/2015 00:47:52


Foto: Leandro Andrade

direto da gôndola

POR QUE ELAS SÃO MAIS FRESQUINHAS?

Foto: FuturePack

Assunta Napolitano Camilo*

U

m novo conceito de embalagem é lançado pela Wickbold®: a multipack, ou seja, embalagem que permite várias outras no mesmo pacote. Ainda consta como edição limitada, porém pode ser que se transforme num item de linha, pois certamente é um produto que fará muito sucesso. A torrada especial tem seis pacotes menores dentro, com três torradas em cada. Além disso, a empresa oferece dois tipos diferentes de torrada, promovendo a experimentação de novos produtos. Porções menores são práticas para carregar na bolsa ou mochila para academia, escritório ou escola. Outra vantagem é que, por ter duas embalagens, o prazo de validade se estende, assim as torradas ficam fresquinhas por mais tempo. Além disso, ao abrir o pacote maior, as torradas ainda ficam protegidas. Pacotes grandes para produtos consumidos ao longo de um período acabam deixando-os sem crocância, aspecto importante para esse tipo de alimento. A embalagem principal é metalizada com BOPP fosco com três quadros de cores bem definidas: prata para chamar a atenção; roxo para identificar o tipo “10 grãos integral”; e vermelho para o tipo “integral”. A arte deixa claro que há dentro os dois produtos embalados “de 3 em 3” torradas. As produções fotográficas das sugestões de consumo são convidativas e chamam a atenção do consumidor, despertando o apetite.

54

Internamente, as embalagens são bem simples, impressas em apenas duas cores, porém com todas as informações pertinentes. A proposta manteve a proteção do berço de papelão micro-ondulado, que evita que as delicadas delícias se quebrem. A empresa entendeu bem os recados dos consumidores que pedem conveniência, prazo de validade maior, oportunidades para experimentação e produtos saudáveis, bem protegidos e identificados. Dessa forma, logo mais deveremos ver outras propostas como esta nas gôndolas dos supermercados, pois: Embalagens que mantém os produtos mais fresquinhos vendem mais e tornam nossa vida melhor e mais gostosa. Embalagem nova é melhor, promove sucesso e um mundo melhor!

Se quiser mais informações e fotos dos produtos, é possível obtê-las no site: www. clubedaembalagem.com.br *Assunta Napolitano Camilo: Diretora da FuturePack – Consultoria de Embalagens e do Instituto de Embalagens – Ensino & Pesquisa. Articulista, professora e palestrante internacional de embalagens. Recebeu diversos prêmios, entre eles o de Profissional do Ano e o de Melhor Embalagem do Ano. Coordenadora dos livros: Embalagens Flexíveis; Embalagens de Papel cartão; Guia de embalagens para produtos orgânicos; Embalagens: Design, Materiais, Processos, Máquinas & Sustentabilidade, entre outros. Diretora do Kit de Referências de Embalagens e da obra Better Packaging. Better World.

Editora B2B

211_Artigo.indd 54

12/06/2015 00:50:27


53 REED.indd 55

12/06/2015 00:51:45


notas técnicas

Foto: Divulgação

FILMES POLIOLEFÍNICOS ENCOLHÍVEIS

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Os filmes poliolefínicos encolhíveis da Solupack estão disponíveis em folhas simples ou dobradas. Oferecem resistências mecânicas e de selagens, assim como alto encolhimento, transparência, brilho etc. A linha de filmes é composta pelo filme padrão, conhecido também como Solufilm E, utilizado em uma grande variedade de aplicações, por exemplo, contato direto com alimentos. O irradiado, conhecido como Solufilm X, possui valores superiores ao modelo padrão. O macro perfurado tem a propriedade de acelerar o processo de encolhimento e troca atmosférica entre o interior e o exterior da embalagem. Dessa maneira, garante vida útil maior dos alimentos. O antifog reduz rapidamente a formação de gotas de água, o que faz melhorar o aspecto dos produtos embalados. SOLUPACK Sistemas de Embalagens Ltda. Tel.: (11) 3617-4112 | www.solupack.com.br

VÁLVULA PARA ENVASE OU DOSAGEM

LANÇAMENTO NA FISPAL

Com acionamento pneumático, a válvula VZQA é do tipo mangote. Devido à inexistência de obturador, pode ser aplicada com diversos tipos de fluidos, de maneira que, se ela for comparada com as válvulas convencionais encontradas no mercado, com os mais viscosos e/ou abrasivos. Por ter vedação atóxica, ela pode ser utilizada em aplicações relacionadas com o processo de envase ou dosagem de produtos diversos produzidos pela indústria de alimentos, bebidas e cosméticos. A válvula possui corpo em aço inoxidável, vedação em EPDM, aprovada pela FDA e é disponibilizada nos tamanhos de ¼” e ½”, com extremidade rosca ou CLAMP. FESTO do Brasil Tel.: (11) 5013-1600 | www.festo.com.br

56

A Salazar apresentará na Fispal 2015 o codificador ink Jet Citronix CI 3200 BR. Um equipamento com capacidade de até 4 linhas de impressão e armazenamento de até 1000 mensagens. Possue limpeza do cabeçote impressão automática e tamanho de gota selecionável. Perfeito para trabalhos em linhas de produção de alta velocidade podendo atingir até 9,8 m/seg. Imprime códigos barras, logotipos e caracteres especiais. O codificador CI 3200 BR possui baixo custo e maior intervalo de manutenção preventiva com 6000 horas ou 1 ano. Conta com garantia estendida e baixo custo de insumos. Na Fispal a Salazar terá preços promocionais e condições especiais para venda e comodato. Venha nos visitar. Stand L 176. Salazar Tel.: (11) 4976-2682 salazar@salazarcomponentes.com.br www.salazarcomponentes.com.br

Editora B2B

211 Notas Tecnicas.indd 56

12/06/2015 01:02:54


Foto: Divulgação

ARTE DE LIDERAR Para Eugenio Mussak, colunista das revistas Você S/A e Vida Simples e especialista em educação corporativa; e o filósofo Mario Sergio Cortella, a liderança é uma qualidade que pode ser desenvolvida e aprendida. A dupla se uniu para escrever ‘Liderança em foco’, um livro que traz informações para aqueles que buscam conquistar seus objetivos e assumir uma posição de responsabilidade. Na obra, os autores discorrem sobre o tema de maneiras diferentes, mas complementares, e expõem que liderar tem um significado diferente de chefiar. Segundo Mussak, a liderança pode ser entendida em quatro dimensões, sendo elas: uma escolha; uma relação humana; uma técnica; e uma arte. Ao longo da obra, os escritores utilizam diversos conceitos aprendidos durante anos de trabalho e discutem autonomia e automotivação; momentos em que se é líder ou não; persistência; e outros conceitos ligados ao tema. LIDERANÇA EM FOCO AUTOR: EUGENIO MUSSAK E MARIO SERGIO CORTELLA EDITORA PAPIRUS NÚMERO DE PÁGINAS: 166 PREÇO: R$ 39,90

211_Pack Leitura.indd 57

Foto: Divulgação

LEITURA

DESTAQUE PROJETOS SEM

CRISE O empresário Bart Gerardi conta em seu livro os segredos para obter êxito no planejamento e execução de projetos. Para isso, o autor dá dicas de como gerir problemas evitáveis, chamados por ele de “desconhecidos conhecidos”; criar planos de projetos; estabelecer métricas; testar suposições; identificar requisitos de clientes e alinhá-los ao seu trabalho; e lidar com fracassos. Gerardi também ensina métodos e técnicas para se destacar no mercado e conseguir sucesso na carreira, dando conselhos detalhados sobre gestão de mudanças e enfrentamento de desafios inesperados tanto para iniciantes quanto para veteranos. Gerenciamento de projetos sem crise: como evitar problemas previsíveis para o sucesso do projeto AUTOR: BART GERARDI EDITORA NOVATEC NÚMERO DE PÁGINAS: 272 PREÇO: R$ 73

12/06/2015 08:52:06


índice de anunciantes página

empresa

site

3ª Capa..... ABRE .......................................................................................................................................................................www.abre.org.br 2ª Capa..... ARO..........................................................................................................................................................................www.aro.com.br 15.............. ATCO PLÁSTICOS....................................................................................................................... ............................www.atco.com.br 9................ BANDEIRANTE.....................................................................................................................................www.indbandeirante.com.br 23.............. GEBO CERMEX............................................................................................................................................. www.gebocermex.com 31.............. INDUMAK.......................................................................................................................................................www.indumak.com.br 51 e 57..... INSTITUTO DE EMBALAGENS................................................................................................www.institutodeembalagens.com.br 56.............. INTERTEC .................................................................................................................. ............................www.intertecequip.com.br 27.............. MARKEM-IMAJE................................................................................................................................... www.markem-imaje.com.br 55.............. MOVIMAT................................................................................................................................................www.expomovimat.com.br 4ª Capa..... OPTIMA............................................................................................................................................................www.optima-bra.com 35.............. SALAZAR.................................................................................................................................... www.salazarcomponentes.com.br 29.............. SANTA INÊS..................................................................................................................................................www.santaines.com.br 7................ SIG COMBIBLOC....................................................................................................................www.eupensomeioambiente.com.br 13.............. SINCOPLASTIC............................................................................................................. ............................www.sincoplastic.com.br 5................ VHM MÁQUINAS....................................................................................................... ............................www.vhmmaquinas.com.br 37.............. VIDROPORTO............................................................................................................................................... www.vidroporto.com.br

Foto: iStock

EMBALAGENS CARTONADAS ESPECIAL: Cobertura Fispal Papel Cartão/Papelão Rótulos: Manga/Roll Label/Auto Adesivo/ Termotransferência

EDIÇÃO 212 - JUNHO/ JULHO

APROVEITE AS CONDIÇÕES ESPECIAIS E PARTICIPE JUNTO COM AS MELHORES EMPRESAS DO SETOR.

RESERVE SEU ESPAÇO, LIGUE: (11) 3722-0956 MAIS INFORMAÇÕES: publicidade@editorab2b.com.br

www.pack.com.br PB

211_Indice de Anunciantes.indd 58 Editora Banas

12/06/2015 17:10:17


3 CAPA ABRE.indd 57

12/06/2015 01:03:46


4 CAPA OPTIMA.indd 60

12/06/2015 23:41:19

Profile for Revista Pack

Revista Pack 211 - Maio 2015  

Revista de negócios do mercado de embalagens. produtos, serviços, tendência, design, maquinas, equipamentos, vanguarda. universo do mercado...

Revista Pack 211 - Maio 2015  

Revista de negócios do mercado de embalagens. produtos, serviços, tendência, design, maquinas, equipamentos, vanguarda. universo do mercado...

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded