__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

www.pack.com.br

201

ANO•16 J U N H O

2 0 1 4

R$ 15,00

EMBALAGEM

TECNOLOGIA

DESIGN

INOVAÇÃO

METPACK E INTERPACK Feiras alemãs apontam o futuro das embalagens

FISPAL TECNOLOGIA Conheça a vitrine de produtos dos principais expositores

EMBALAGENS FLEXÍVEIS

Tin M E D Pr tas etP I Ç o / a à fro cess Pigm ck e O nt os en In D eir d to te E as e im s/ rP J U da p Re ack L im res sin pa H O pr sã as rte es o e / I sã a Ad I o d s n iti igi ov vos ta as l

Documento europeu mostra novo discurso para o setor


Foto: COMODO

carta ao leitor

Sociabilidade

E

sta é a palavra que vem permeando os meses de maio e junho. Grandes eventos envolveram o setor de embalagens recentemente: as feiras alemãs MetPack e InterPack, e a Fispal Tecnologia, em São Paulo. Viver em sociedade nos permite ampliar conhecimentos, estreitar relacionamentos e acompanhar a evolução do setor em que trabalhamos. E para trazer informações quentes para você, leitor, contamos com grandes parceiros, como é o caso da nossa conselheira editorial, Assunta Napolitano. É por meio dela que conseguimos nesta edição de junho uma matéria de capa com uma cobertura completa das feiras alemãs, que será dividida em duas etapas. Muitas novidades, incluindo impressão em garrafas e bisnagas em tempo real, sofisticação nas decorações e nos acessórios, cases como a Gentlelock®, uma geração de tampas-rosca contra vazamento e que previne acidentes com as crianças, entre outros pontos apimentam a reportagem. E é com satisfação que retribuímos o carinho, acompanhando e torcendo pela evolução profissional da diretora da FuturePack e do Instituto de Embalagens. A World Packaging Organisation (WPO) entregou os prêmios das melhores embalagens mundiais, e o Brasil esteve entre os contemplados. A FuturePack, que conquistou o troféu de Melhor Embalagem do Ano em 2013, recebeu o prêmio pelo projeto da champanheira de papel cartão desenvolvido para a Salton. Isto contribui, e muito, para o destaque do mercado brasileiro de embalagem mundialmente. Outra grande conquista do Instituto de Embalagens foi o recente lançamento do livro “Better Packaging. Better World”, direcionado para o mercado e todos os profissionais do sistema embalagens, abordando cada parte da cadeia. A décima obra do Instituto se difere das demais por sua internacionalização, sendo muito bem avaliada pela crítica e pelos profissionais do setor. O que comprova que a crença criada, e executada, por Assunta: “Embalagem melhor. Mundo melhor” vem contribuindo cada vez mais no avanço e crescimento

do segmento, por meio da coordenação e realização de cursos, treinamentos, publicações técnicas e, sobretudo, no desenvolvimento de todos os tipos de embalagens. A Feira Internacional de Embalagens, Processos e Logística para as Indústrias de Alimentos e Bebidas, Fispal Tecnologia, é outro evento que coloca o Brasil em destaque. Em sua 30ª edição, é responsável por movimentar os principais setores do mercado com as inovações tecnológicas apresentadas por mais de duas mil marcas expositoras para visitantes de todas as regiões do Brasil e de quase 40 países, além de contar também com o apoio das principais entidades setoriais nacionais e internacionais. Em nossa matéria de capa, trouxemos uma vitrine extensa de novidades expostas nos estandes das principais empresas do setor. No Brasil, o setor de alimentos ainda é o principal consumidor de embalagens plásticas flexíveis, outro assunto de capa desta edição, com mais de 30% da demanda e, mais recentemente, o de bebidas vem ganhando espaço. Uma pesquisa realizada para a Abief revelou que esta indústria brasileira registrou um crescimento de 3,5% em 2013 quando comparado com o ano anterior, atingindo um volume de 1,88 milhão de tonelada produzida. Já o faturamento cresceu 14,4% em 2013, saltando de R$ 12 bilhões em 2012 para R$ 13,7 bilhões. O consumo aparente de embalagens plásticas flexíveis foi de 1,940 milhão de tonelada no último ano, com alta de apenas 2,3% em relação ao ano anterior. E, por meio do documento “Perfect Fit” da Flexible Package Europe (FPE), associação que representa os fabricantes e convertedores de embalagens flexíveis na Europa, surge um novo discurso para o setor: uma abordagem inovadora e sustentável, oferecendo uma simples e adaptável resposta às questões de fracionamento, preservação e demais demandas por conveniência. Acompanhem nossas matérias. Boa leitura!

Thais Martins editora chefe redacao@pack.com.br


201

sumário

A N O • 1 6

Foto:Fispal Tecnologia

28

CAPA Fispal Tecnologia: Conheça as novidades da indústria de alimentos e bebidas

8

Entrevista José Varela, diretor presidente da 3M do Brasil, fala sobre mercado brasileiro de embalagens e lançamento da empresa para o mercado promocional.

16 Por Dentro das Leis

Artigo de Bruno Costa Behrndt, do Loureiro Filho Sociedade de Advogados, questiona: “O sócio é responsável pelo débito tributário da empresa?”

28 Fispal Tecnologia

Em sua 30ª edição, evento apresenta novidades das indústrias de alimentos e bebidas. Conheça a vitrine de produtos dos principais expositores da feira.

42 Um novo discurso

Associação europeia que representa os fabricantes e convertedores de embalagens flexíveis revela documento com abordagem inovadora e sustentável para o setor.

48 Especial FCE Pharma Foto: Marcos Santos/USP Imagens

42

EMBALAGENS PLÁSTICAS FLEXÍVEIS Setor de alimentos ainda é o principal consumidor do produto no Brasil

Mercado farmacêutico faturou R$ 57 bilhões em 2013, e empresas do setor mostram seus principais lançamentos.

52 Alemanha em destaque

Conselheira editorial da Pack, Assunta Napolitano conta as novidades das feiras MetPack e InterPack e aponta o futuro das embalagens.

SEÇÕES 6 AGENDA

58 SUSTENTABILIDADE

14 PACK ONLINE

60 DIRETO DA GÔNDOLA

17 VAIVéM DO MERCADO

61 PACK LEITURA

22 ATUALIDADEs

62 NOTAS TÉCNICAS

26 VANGUARDA

4

Editora B2B

INOVAÇÃO

2014

EMBALAGEM TECNOLOGIA DESIGN

ENTREVISTA José Varela: um apaixonado por futebol, Brasil e 3M

Foto: Marcel Fernandez

8

J U N H O


agenda feiras no brasil EMBALAGEM | TECNOLOGIA | DESIGN | INOVAÇÃO

Data

Feira

Local

CONTATO

24 a 27 de junho

Fispal Food Service – Feira Internacional de Produtos e Serviços para Alimentação Fora do Lar

Expo Center Norte – SP

www.fispalfoodservice.com.br

24 a 26 de junho

3º Salão Internacional de Alimentação para a América Latina

Expo Center Norte – SP

www.sialbrazil.com

24 a 27 de junho

Feira Internacional de Tecnologia para a Indústria de Sorveteria Profissional

Expo Center Norte – SP

www.tecnosorvetes.com.br

16 a 22 de julho

Expoprint Latin America

Transamérica Expo Center – SP

www.expoprint.com.br

5 a 7 de agosto

International Foodtec Brasil - Feira Internacional de Fornecedores para a Indústria de Alimentos

Expo Unimed – Curitiba – PR

www.foodtecbrasil.com.br

5 a 7 de agosto

FI South America – Feira voltada para ingredientes alimentícios da América Latina

Expo Center Norte – SP

www.fi-events.com.br

18 a 22 de agosto

Interplast 2014 Feira e Congresso de Integração da Tecnologia do Plástico

Megacentro Expoville – Joinville – SC

CONSELHO EDITORIAL

Marília de Paula Marília@pack.com.br Tel.: (11) 3500-1908

16 a 20 junho

Argenplás 2014 – Exposición Internacional de Plásticos

Centro Costa Salguero, Buenos Aires, Argentina

www.argenplas.com.ar

17 a 20 de junho

Expo Pack México 2014

Centro Banamex – Cidade do México, México

www.expopack.com.mx

2 a 4 de setembro

Propak West Africa 2014

Lagos – Nigéria

www.propakwestafrica.com

7 a 10 de outubro

Tokyo Pack 2014

Tokyo Big Sight – Japão

www.tokyo-pack.jp/en/

21 a 23 de outubro

Propak Cape 2014

África do Sul

www.propakcape.co.za

Cartas&E-mails

Rio Grande do Sul Interface Comunicação e Propaganda Ltda. Contato: Vera Anjos Av. Taquara, 193 – Cj. 406 – CEP 90460-210 – Porto Alegre-RS Tel./Fax: (51)3737.9200 (51)9969.0727 banassul@terra.com.br Rio de Janeiro Art Comunicação S/C Ltda. Contato: Francisco Neves Rua Des. João Claudino Oliveira e Cruz, 50 – cj. 607 – CEP 22793-071 – Rio de Janeiro-RJ Tels.: (21) 2269-7760 – (11) 9943-5530 – Fax: (21) 3899-1274 banasrj@uol.com.br

REPRESENTANTE INTERNACIONAL

ARGENTINA 15 de Noviembre 2547 – C1261 AAO – Capital Federal – Republica Argentina Tel.: (54-11) 4943-8500 – Fax y Mensajes: (54-11) 4943-8540 www.edigarnet.com

A Revista Pack é perfeita para obter informações sobre o mercado de embalagem, quais são as empresas de destaque, consequentemente, as melhores do mercado. Com essa revista, desenvolvo contatos com novos clientes e fornecedores líderes de mercado tanto em preço quanto na qualidade

end.

Leonardo Vaz, vendedor técnico da FROMM do Brasil

Rua dos Três Irmãos, 771 Jardim Progredior – São Paulo-SP – CEP 05615-190

Rua dos Três Irmãos, 771 Jardim Progredior – São Paulo-SP – CEP 05615-190 CNPJ 07.570.587/0001-13 – I.E. 149.349.995-116 TELEFONE (11) 3500-1900

IMPRESSÃO: HAWAII GRÁFICA & EDITORA CIRCULAÇÃO NACIONAL: Tiragem – 10 000 exemplares PERIODICIDADE: MENSAL ASSINATURA: Anual (Brasil) = R$ 180,00 • Nº Avulso = R$ 15,00

JUNHO 2014 PACK – EMBALAGEM | TECNOLOGIA | DESIGN | INOVAÇÃO

é uma publicação mensal da Editora B2B.

A Pack é dirigida aos profissionais que ocupam cargos técnicos, de direção, gerência e supervisão em empresas fornecedoras, convertedoras e usuárias de embalagens, bem como prestadores de serviços relacionados à logística, design e todos os processos relacionados a indústrias de embalagem. AT

EC

D E M ÍD IA S E G

M

E

TA

DA 2008

Filiada à

N

11 3500-1921 | fax 11 3500-1935

Editora B2B

D

O

6

IA

T

A

EG

R

A

B2

C AT

B

CONTATO

Executivos de Negócios – São Paulo – Interior Aqueropita Intermediações de Negócios Ltda. Contato: Aparecida A. Stefani Tel.: (16) 3413-2336 – Cel.: (11) 9647-0044 – Fax: (11) 3500-1935 aparecida.stefani@banas.com.br

AN

Local

Rajah Chahine comercial@pack.com.br Tel.: (11) 3500-1909

IO

Feira

TELEFONE

COMERCIAL

IV P R Ê M

Data

PARA SE CORRESPONDER COM A REDAÇÃO

Assunta Camilo Napolitano, diretora da FuturePack e do Instituto de Embalagens – Eduardo Tadashi Yugue, gerente de embalagens da Nestlé Brasil – Geraldo Cardoso Guitti, diretor do Conselho Administrativo da Refrigerantes Convenção – Iorley Correia Lisboa, gerente P&D e Inovação de Embalagens – Marcas Exclusivas do Walmart Brasil – João Batista Ferreira, CEO da J2B Innovation to Business – Lincoln Seragini, presidente da Seragini Design – e Luis Fernando Madi, Diretor Geral do Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL)

www.interplast.com.br

feiras no EXTERIOR

E-mail redacao@pack.com.br

PUBLISHER: Fernando Lopes EDITORA CHEFE: Thais Martins COLABORAÇÃO: Assunta Napolitano Camilo e Rodrigo Almeida ASSESSORA TÉCNICA: Assunta Napolitano Camilo (FuturePack) assunta@futurepack.com.br REVISÃO: Nazaré Baracho PROJETO GRÁFICO: Editora B2B PRODUÇÃO: Luciano Tavares de Lima (gerente) DESIGNER: Ana Claudia Martins CAPA: Ana Claudia Martins FOTO DA CAPA: Sealed Air

RE

V I S TA S E G M

É permitida a divulgação das informações contidas na revista desde que citada a fonte. PACK reserva-se o direito de publicar somente informações que considerar relevantes e do interesse dos leitores da revista.

EN


Foto: Marcel Fernandez

entrevista

8

Editora B2B


BRASIL, A BOLA DA VEZ Por Thais Martins

E

m ritmo de Copa do Mundo, o diretor presidente da 3M do Brasil, Jose Varela nos concedeu entrevista exclusiva sobre a empresa reconhecida como líder em Pesquisa & Desenvolvimento e que fornece milhares de produtos inovadores para diferentes mercados. Durante a conversa, Varela afirmou ser fã de futebol e afirmou que torcerá, ao lado de sua família, para a seleção brasileira. Mas, não é só pelo futebol que o país se destaca. Para ele, “o brasileiro é muito capaz, criativo e positivo”. Com 25 anos de 3M, o presidente assumiu, em 2012, o lugar de Michael Vale, promovido a vice-presidente executivo do Grupo de Negócios de Consumo da companhia. Varela iniciou sua carreira na subsidiária salvadorenha como supervisor de Tesouraria e Finanças. Já foi presidente da 3M Chile e 3M Panamá e, recentemente, ocupava o cargo de diretor de Finanças para a região Ásia-Pacífico, sediado em Hong Kong, na China. Também atuou como diretor de Finanças e S&OP (Sales & Operations Planning) para a América Latina, diretor de Processos Globais de Negócios para a América Latina e Canadá e trabalhou na área de finanças da 3M Costa Rica e América Central. Revista PACK: Como é comemorar 25 anos de 3M? Jose Varela: Sou formado em administração de empresas. Eu tenho a sorte de comemorar estes 25 anos em uma empresa maravilhosa e de poder ter trabalhado em sete diferentes países. Sou de El Salvador, onde comecei minha carreira, depois fui para Costa Rica, Panamá, Chile e Minnesota (EUA), nossa matriz, Hong Kong e agora estou no Brasil, o que me encanta. E eu ainda vim no melhor momento! Tenho uma paixão por futebol e estou desfrutando a melhor época, a Copa do Mundo. Vou ver cinco jogos, tenho dois filhos chilenos que também estão contentes por poder assistir aos jogos. Minha família gosta muito do Brasil, por isso é um período especial para nós. PACK: Como é sua atuação na 3M? Varela: Uma das vantagens de trabalhar na 3M é que podemos mudar de negócio, cidade, país. É uma companhia muito diversificada, tem negócios na área de saúde, de consumo, uma infinidade de áreas. Comecei em finanças, 1/3 de minha carreira foi nesta área. Depois assumi as presidências do Panamá, Chile, e agora o Brasil. São muitas oportunidades. Aqui no Brasil, o que é mais excitante é que nossa estrutura é muito completa, tem laboratório, manufatura, centro técnico, marketing, departamento de vendas. É uma empresa onde é possível se divertir todos os dias, fazer bons negócios e contribuir com o País e, claro, com a 3M.

Ter 25 anos de 3M é muito comum. Costumamos brincar que quem tem 15 anos ainda é muito novinho. Temos funcionários de 35, 40 anos. É uma empresa onde é possível fazer uma longa carreira. A 3M gosta muito que as pessoas fiquem, e as pessoas gostam de ficar. Isso é bom para os negócios. PACK: Qual a representatividade do mercado de embalagem para a 3M? Varela: Muito importante! Temos vários sistemas de embalagens, foram uns dos nossos primeiros produtos. Diria que temos quase 100 anos em embalagens, iniciamos com a fita crepe, depois fita adesiva para fechamento de caixas e equipamento fechadores de caixa e para empacotamento. Agora temos equipamentos automáticos mais sofisticados para embalagens de grandes linhas de produção. Temos também soluções para identificação, onde cito etiquetas adesivas com códigos de barras, interface ERP, controle de identificação, equipamentos especiais para produtos que precisam ser congelados e para controle de temperatura. O objetivo é seguir revolucionando com os clientes, com a globalização. No Brasil, temos um bom exemplo pela nossa expertise de máquinas, laboratórios, fabricação de equipamentos, onde o cliente ganha em Editora B2B

9


Foto: Marcel Fernandez

entrevista

Há oportunidades para crescer em infraestrutura, é preciso continuar com seu crescimento. Em termos de embalagens, empacotamento, em indústria alimentícia, o Brasil está no nível de muitos países do mundo produtividade. Às vezes ele pode ter um gargalo no sistema final de empacotamento, por exemplo, mas estamos ajudando com sistemas automáticos produtivos. Muita inovação que aplicamos no mundo é brasileira. O País tem sido muito arrojado, tem sido um negócio importante para nós. PACK: Em termos de número, quanto o Brasil representa para a companhia? Varela: A 3M no Brasil faturou em 2013 US$ 3,4 bilhões, 40% disto vem dos nossos negócios industriais. A Divisão de Soluções e Inovações em Embalagens é grande contribuidora para este número. 10

Editora B2B

PACK: E o mercado brasileiro de embalagem? Varela: Está crescendo. Claro, existem altos e baixos, mas está crescendo, estamos crescendo, aliás. Agora o Brasil está exportando muitos produtos, como a carne. Então precisamos produzir fitas resistentes a umidade, congelamento, temperatura. Outro ponto é que o consumidor opta, cada vez mais, por embalagens multipack ou unitárias, então o negócio se diversifica muito. As companhias têm que estar flexíveis em seus sistemas packs, e a 3M desempenha muito bem esse papel. Estamos investindo em equi-

pamento eletrônico, automático, de identificação e também em aplicações que dão flexibilidade ao cliente. Nosso departamento técnico, de marketing, está desenvolvendo soluções com base nas tecnologias existentes para atender essas demandas. PACK: O Brasil ainda precisa avançar em algum ponto? Varela: Acredito que ainda há oportunidades para crescer em infraestrutura, é preciso continuar com seu crescimento. Em termos de embalagens, empacotamento, em indústria alimentícia, o Brasil está no nível de muitos países do mundo. Essa indústria precisa muito de embalagem.


Varela: Somos uma empresa com muitos produtos, teremos uma ajuda de grandes eventos, sim. Muitos produtos foram instalados nas arenas, tivemos bastante materiais gráficos e elétricos, além também de uma demanda adicional de bebidas, alimentos, que vai beneficiar diretamente o nosso sistema de embalagem. Nossos equipamentos de proteção individual (EPI´s) para uso na construção das arenas também são muito importantes e foram usados nas obras. A eleição faz parte da democracia e o Brasil tem uma democracia tão sólida que impacta os nossos negócios. Estamos aqui há 68 anos e queremos estar por centenas mais. PACK: Qual sua percepção da qualificação do profissional brasileiro? Varela: Temos funcionários em todo o Brasil e são pessoas muito boas. O País tem boas universidades. O brasileiro é muito capaz, criativo e otimista. Se uma pessoa fica 20, 30 anos na

3M, ela se aperfeiçoa em nossas tecnologias. Temos o costume de mudar as pessoas de área, de cidades e países e vejo como isso é bom em um bate-papo com o cliente. O retorno é fantástico. Além de ser muito positivos, o que ajuda muito. Ser otimista é grátis! PACK: Em termos de tecnologia, o que podemos destacar? Qual o carro-chefe da empresa? Varela: O Grupo de Negócios Industriais, do qual a divisão de Soluções e Inovações em Embalagens faz parte, é maior negócio da empresa no País. Creio que produtividade é uma necessidade da indústria brasileira, por sinal de todo o mundo. A quantidade de recursos para melhorar os sistemas automáticos de empacotamento, por exemplo, é muito forte. Poderia falar de outros, temos tecnologias especiais para indústria de petróleo, por exemplo. Inauguramos recentemente uma fábrica de fita acrílica de alta resistência para a indústria automobilística e indústria de aviação entre outras. Uma importante tecnologia da 3M está presente nestas fitas. Foto: Marcel Fernandez

PACK: Eventos como a Copa, Eleições, ajudarão o mercado?


Foto: Marcel Fernandez

entrevista

PACK: A 3M é uma empresa que investe em capital humano... Varela: Entre funcionários diretos e indiretos, temos 6.200 colaboradores aqui no Brasil e pretendemos continuar a fazer esse número crescer. Antes de tudo, investimos na capacidade dessas pessoas. Em 2012, fundamos a Universidade Corporativa 3M, com três academias dedicadas para o desenvolvimento de vendas, marketing e liderança. Já estamos certificando nossos funcionários. Nossa área técnica tem muita relação com os Estados Unidos, a Europa e Ásia. As empresas crescem por inovação e produtividade. As pessoas fazem isso acontecer. A estratégia é ter pessoas capacitadas, diversas, que saibam o que acontece no mercado. O brasileiro tem espírito empreendedor, é criativo e isso é muito importante para nós. PACK: Recentemente houve o lançamento da Solução para Multipack mais sustentável para o mercado de embalagens promocionais. Varela: Sim, por meio da nossa Divisão de Soluções e Inovações em Embalagens. Um lançamento mundial, desenvolvido no Brasil, que faz parte do portfolio de inovações mais sustentáveis da 3M. Consiste em um equipamento customizado a ser instalado na linha de produção do cliente, integrada à linha atual, sem reduzir a velocidade de produção e de uma fita adesiva constituída por um filme de polipropileno biorientado e de um exclusivo adesivo acrílico reposicionável que não danifica a superfície da embalagem.

Temos a preocupação de criar materiais biodegradáveis, otimizar nossa frota para economia com combustível x poluição do meio ambiente 12

Editora B2B

A solução é ideal para agrupamento de embalagens primárias com formatos regulares para fins promocionais, de maneira mais sustentável e que valorize a exposição da marca, além de reduzir em 70 a 80% a geração de plástico para o meio ambiente.


PACK: Como a 3M trabalha esta questão da sustentabilidade? Varela: Há mais de 30 anos realizamos programas e ações que estão ligados à sustentabilidade. Um exemplo se chama 3P: Prevenção de Poluição Paga, um programa em que fazemos muitos projetos para reduzir emissão de poluição, preservar recursos naturais e buscar a eficiência energética. Fomos pioneiros, agora isso não é mais suficiente, precisamos olhar toda a cadeia, desde nossos fornecedores aos clientes. Contamos com um time muito forte, dividido entre duas áreas: a parte de reduzir as emissões, até criar novos produtos 100% verdes, com alta porcentagem de reciclagem ou que não usem solventes, por exemplo. No ano passado, recebemos prêmio por melhores práticas de inovação e sustentabilidade da Confederação Nacional da Indústria por manejar toda a cadeia. Isto está em nosso DNA. No Brasil temos fábricas de adesivos sem solventes, Post-its que usam papéis recicláveis. Quando não está no produto, está no ciclo, com uso mais eficiente dos recursos para a produção dos produtos. Temos a preocupação de criar materiais biodegradáveis, otimizar nossa frota para economia com combustível x poluição do meio ambiente. Existem bons avanços. PACK: Alguma solução para rastreabilidade? Varela: Também é uma história de muitos anos. A 3M começou com um sistema de rastreabilidade nas bibliotecas, podíamos identificar onde estava cada livro. Hoje é possível rastrear pessoas (caso de presos), e tudo isso é combinado com rastreabilidade de produtos. Temos algumas soluções de identificação, não temos ainda a solução completa, mas temos a tecnologia para isso. Temos o RFID, as tecnologias de etiqueta e de ink-jet com código de barras para fazer isso. Estamos trabalhando neste sentido para o mercado automotivo. Já temos tecnologia 3M para ajudar no controle de pedágios, estamos fazendo uma solução para pedágio ponto a ponto, rastrear se o veículo é roubado, estamos avançando. PACK: Conte-nos sobre a 3M, por favor. Varela: É uma empresa reconhecidamente líder em Pesquisa & Desenvolvimento, que fornece milhares de produtos inovadores para diferentes mercados, com desenvolvimento e combinação das mais de 40 plataformas tecnológicas para uma ampla gama de necessidades de seus clientes. Com US$ 31 bilhões em vendas globais no último ano, a 3M emprega aproximadamente

89 mil colaboradores no mundo e mantém operações em mais de 70 países. No Brasil, a companhia obteve faturamento bruto de R$ 3,3 bilhões em 2013, e conta com mais de 4 mil funcionários em sete unidades fabris localizadas nos estados de São Paulo e Amazonas. A 3M detém ainda o controle da Incavas, instalada no Rio Grande do Sul. Estamos há 68 anos no Brasil. As pessoas conhecem muito os nossos produtos de consumo, como os post-its, durex etc., segmento que é responsável por 15% das nossas vendas. Também temos atuação no mercado de segurança, gráfico, proteção individual, eletrônicos, energia, sinalização, mercado médico-hospitalar e consumo. Temos a meta de atingir 40% das nossas vendas com produtos lançados nos últimos cinco anos. Isso requer muita disciplina e inovação. Ao todo são 55 mil itens no portfólio, no Brasil, 25 mil. O faturamento bruto gira em torno de R$3,3 bilhões e a expectativa é crescer dois dígitos. Queremos ser mais relevantes no mercado de bens de consumo, com mais soluções para melhorar a vida do consumidor final. Ainda teremos muitos lançamentos com esta visão.


@EditoraB2B

nline

facebook.com/packrevista

www.pack.com.br Por TATIANA GOMES | tatiana.gomes@banas.com.br

O site da Pack traz noticiário atualizado diariamente, artigos exclusivos e tudo sobre o mercado de embalagem. Mais: vídeos, fotos e a versão digital na íntegra da edição do mês, além das anteriores!

Norte-americanos inventam resfriador portátil para gelar cervejas enquanto se bebe

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foi criado nos Estados Unidos um protótipo de um resfriador de cervejas capaz de diminuir a temperatura da bebida em diversos graus dentro de alguns minutos. O produto ainda não é comercializado e, mesmo assim, já conseguiu mais de US$ 26 mil em investimentos por meio do Kickstarter, plataforma on-line para o financiamento de projetos.

Brasileiro cria tampa de garrafa em formato de uma peça de Lego Claudio Vollers, especialista em embalagens plásticas e focado em soluções criativas, criou uma tampa de garrafa sustentável em formato de peça do brinquedo Lego. A peça pode ser colecionada, em número suficiente, as partes se encaixam permitindo inúmeras combinações.

[ENQUETE ]

Resultado MAI O / 2 0 1 4

Como a Copa do Mundo vai influenciar na sua empresa? No calendário do expediente apenas (60%) Diretamente na produção (30%) Na programação de vendas (10%) Trará mais lucro ao meu negócio. Beneficiará meu segmento 0%

NESTE MÊS Interaja! Confira a enquete do mês e vote na home do site! Onde achar? http://www.pack.com.br

[DESTAQUES]

14

Editora B2B

1 2 3 4 5

Latas de aço são destaques na APAS 2014

Evento aconteceu entre os dias 5 e 8 de maio, no Expo Center Norte, em São Paulo.

Expocachaça 2014 terá nova solução para embalar garrafas

Sunnypack será apresentado ao segmento de bebidas e traz entre os principais benefícios a resistência do material, redução de custo e economia de espaço para armazenagem e transporte.

Inflex e Jaguar têm programas de melhores práticas para embalagens flexíveis. Abeaço aponta vantagens das embalagens de lata de aço para alimentos.

C-Pack apresenta novidades em design, tecnologia e inovação durante a FCE Cosmetique

A 19ª edição da FCE Cosmetique aguardou 19 mil profissionais do setor. O evento aconteceu na capital paulista entre 12 e 14 de maio.

A Autodesk aproxima impressão 3D do mundo

Dúvidas sobre o mercado?

PERGUNTE, ELE RESPONDE!

[Conexão web ] as mais lidas no pack.com.br

Expositores da Fispal Tecnologia 2014 demonstram boas práticas de fabricação e investimento em novas embalagens

Indiferente 0 %

Nossos consul tores esclarecem os mais diversos temas do setor. Envie sua per gunta e leia as respostas para nossos internautas no Blog da Pack. E-mail guru@pack.com.br

Onde achar? http://www.pack.com.br/blog

O NEWSLETTER quinzenal DA INDÚSTRIA

Toda quinzena, a newslet ter entrega no seu e-mail as notícias mais importantes da indústria de embalagens. Cadastre-se no site! Acesse! www.banas.com.br/banasinforma

Empresa divulga a criação de uma nova plataforma de software aberto para impressão 3D.

Confira a lista das 10 notícias mais acessadas no site e as leia na íntegra! Fonte: Google Analytics * Período de 16/4/14 a 27/5/14 Onde achar? http:/www.pack.com.br/maisnoticias.aspx


por dentro das leis

O

sistema tributário brasileiro, além de complexo e burocrático, é alvo de frequentes críticas relacionadas à insegurança na aplicação de suas leis. Reclamação bastante comum diz respeito à possibilidade de responsabilização pessoal do sócio, administrador ou não, caso a sociedade empresária deixe de pagar seus tributos. Muitos empresários são cobrados pelo Fisco anos depois da sua retirada da sociedade e, envolvendo esse mesmo tema, muito se ouve falar em desconsideração da personalidade jurídica, atrelada a casos de fraude e abusos na condução do negócio. Alguns casos realmente envolvem fraude, mas em outros, porém, o que se costuma ver é unicamente a falta de pagamento do tributo, encarado, pelo Poder Público, sob o ponto de vista da sonegação fiscal. A questão da desconsideração da personalidade jurídica envolvendo crédito tributário também é questão bastante tormentosa aos empresários. Embora a legislação tributária preveja regra específica envolvendo a responsabilização dos sócios e administradores (art. 135, III, do CTN), o que vemos hoje é a tentativa do Poder Público de importar ilegalmente regras específicas de outros microssistemas para a responsabilização dessas pessoas (arts. 50 e 1.080, do Código Civil). Dentro desse contexto é comum que surjam várias dúvidas ao empreendedor que atua no mercado brasileiro, como: Caso a sociedade devedora não pague o crédito tributário, pode o Fisco avançar sobre o patrimônio dos sócios? Trata-se de caso de desconsideração da personalidade jurídica? Falta de pagamento é o mesmo que sonegação fiscal? Todos os sócios respondem pelas dívidas da sociedade? E o administrador não sócio? Por qualquer crédito tributário respondem essas pessoas? Faremos algumas considerações abaixo, na tentativa de esclarecer as dúvidas acima levantadas, mas sem nenhuma intenção, naturalmente, de esgotar o assunto. No mundo jurídico, o Fisco não é tido como um credor negocial, assim como também não é o trabalhador, o consumidor e a previdência social que também são tratados de forma distinta pela Lei. Enquanto os credores negociais (empresários em geral), antes de contratar, puderam avaliar o risco da falta de pagamento, exigindo cópia do contrato social e outros elementos indicativos de sua situação econômica, o crédito do Fisco com o contribuinte ou com o responsável tributário não nasceu dentro dessas circunstâncias. Por motivos óbvios, a legislação brasileira dispensa maior proteção a esses credores não negociais, permitindo-lhes que avancem

16

Editora B2B

Foto: Divulgação

O SÓCIO É RESPONSÁVEL PELO DÉBITO TRIBUTÁRIO DA EMPRESA?

sobre o patrimônio particular dos sócios da sociedade com maior facilidade. Daí porque, com mais frequência, vemos sócios e administradores serem responsabilizados por dívidas tributárias, trabalhistas e previdenciárias a despeito das outras dívidas da sociedade. Essa facilidade conferida pela legislação, contudo, não significa o afastamento por completo das regras que determinam a irresponsabilidade dos sócios. Significa que o tratamento


Vaivém do mercado

*Bruno Costa Behrndt Formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, com extensão em direito tributário na Universidad de Salamanca, Espanha, e pós-graduação em Direito Imobiliário pela PUC-SP, é advogado do Loureiro Filho Sociedade de Advogados.

CROWN Embalagens Metálicas tem novo presidente

Foto: Divulgação

art. 50 ou a do art. 1.080, ambas do Código Civil à cobrança de débitos tributários? Entendemos que não. E não estamos sozinhos. Há doutrina nacional entendendo que se há regra específica sobre o assunto no Código Tributário Nacional (inciso III, do art. 135), pela lógica do sistema deve ela ser aplicada a despeito daquela outra prevista no Código Civil. Também é comum vermos casos de inadimplemento do pagamento de tributo sendo jogados na vala comum da sonegação fiscal, quando o Poder Público, manifestamente litigando contra texto expresso de Lei, tenta enquadrar como devedor tributário, sócios e administradores que não praticaram qualquer ato ilegal. Há a distinção clara entre inadimplemento e sonegação fiscal. É certo que somente a sonegação motiva a responsabilização pessoal do administrador, dada a ausência, no primeiro caso, do elemento subjetivo de lesar o Fisco. Assim, finalizamos essa pequena reflexão dizendo que a separação no tratamento das relações negociais e não negociais, a nosso ver, daria um pouco mais de segurança jurídica na relação entre contribuinte e o Fisco. Hoje, a confusão é absoluta. E o que se vê é a intenção do Fisco de embaralhar ainda mais.

Djalma Novaes Jr. foi nomeado presidente da CROWN Embalagens Metálicas da Amazônia S.A. (Crown Brasil), uma joint venture da Crown Holdings, Inc. e da Évora S.A. de Porto Alegre. Novaes é o sucessor de Rinaldo Lopes, que trabalhou por mais de 30 anos na Crown. Novaes retorna para a Crown Brasil depois de passar pela Fitesa, produtora de não-tecidos subsidiária da Évora S.A., onde atuou como Diretor de Operações desde março de 2012. Antes disso, Novaes passou por uma série de posições dentro da organização Crown incluindo Diretor de Operações da CROWN Brasil, bem como Gerente Regional e Vice-Presidente de Operações da CROWN Beverage Packaging North America. Ricardo Torres é novo gerente da Datamax-O’Neil

Foto: Divulgação

dado pela Lei é distinto e o preenchimento de certos requisitos, também. Tudo isso foi dito, com efeito, para se concluir que a responsabilidade ou não do sócio e do administrador pelo débito não negocial (tributário) deve ser verificada, sempre, com base no que dispõe o Código Tributário Nacional, que possui regra específica sobre o assunto. No entanto, mesmo assim, frequentemente, administradores são responsabilizados por dívidas tributárias da sociedade sem estarem legalmente enquadrados nessa excepcionalidade da Lei. Nesse aspecto há uma confusão atual e premente, envolvendo advogados, juízes e procuradores, com relação à responsabilidade dos sócios por dívidas tributárias, agregando mais um ingrediente à insegurança jurídica do sistema tributário. Muitos procuradores do Fisco geralmente buscam aplicar todas as regras possíveis previstas na legislação brasileira àquelas relações de cunho eminentemente tributário. Abuso frequente que poderia se resumir na frase “os fins justificam os meios”, algo inadmissível dentro de um Estado Democrático de Direito que deveria prezar por um mínimo de segurança jurídica. É correto aplicar as regras do

Profissional com mais de 30 anos de experiência nas áreas de vendas e novos negócios com ênfase no gerenciamento de canais de distribuição e start-up de operações, Ricardo Torres assume toda a operação da Datamax-O’Neil no Brasil. Formado em Engenharia Eletrônica e pós-graduado em Administração de Empresas pela Universidade Mackenzie, Torres tem a missão de consolidar a presença da marca Datamax-O’Neil no Brasil, estreitando o relacionamento com os distribuidores e demais parceiros.

Editora B2B

17


notícias

AUTODESK APROXIMA IMPRESSÃO 3D DO MUNDO Além da novidade, a empresa anuncia a abertura de seu primeiro escritório no Nordeste, expandindo seus negócios nos setores de infraestrutura, construção civil e manufatura

EMBAQUIM LANÇA EMBALAGEM DE 1.000 LITROS OTIMIZADA

Foto: Divulgação

A

18

Embaquim, uma das líderes brasileiras na produção do sistema de embalagem bag-in-box (BIB), apresenta ao mercado uma nova versão de sua já consagrada bolsa de 1.000 litros. A 1000L Solution foi desenvolvida para eliminar possíveis problemas durante a etapa de envase. “Durante o envase das bolsas em caixa de papelão, há pontos-chave que exigem interferência do operador, caso contrário pode haver risco do conjunto não ser preenchido em sua capacidade máxima, ou mesmo ocorrer alguma avaria na bolsa plástica”, exemplifica a diretora Renata Canteiro. A Bolsa 1000L Solution associa os benefícios das bolsas tradicionais, quadrada e octogonal. “Seu formato final é quadrado, porém as soldas inclinadas impedem o produto ou mesmo o ar de ocupar as pontas da embalagem. Este desenho permite ao operador fixar as pontas da bolsa na caixa de papelão antes do início do envase, utilizando fitas dupla face que já se encontram nas pontas da bolsa.” Durante o envase da nova embalagem, não é mais necessário o manuseio da bolsa pelo operador; ele inicia o processo e só retorna para tampar a embalagem e arqueá-la. “Com isso, a economia com mão de obra pode chegar a 50% em relação ao processo de envase convencional. As chances de acidente por falha no manuseio também são eliminadas. Renata Canteiro lembra que as vantagens da bolsa octogonal são mantidas, ou seja, há redução do ar em contato com produto e o volume do conjunto é otimizado, possibilitando o envase de até 100 litros a mais de produto. “Esta embalagem é especialmente indicada para as indústrias de química, alimentícia, cosmética e farmacêutica, para transporte e armazenamento de produtos líquidos e pastosos”, finaliza. Editora B2B

Foto: Divulgação

A

Autodesk dá mais um passo importante na indústria da impressão 3D e anuncia o desenvolvimento de sua própria impressora, que será lançada ainda este ano. A empresa também divulga a criação de uma nova plataforma de software aberto para impressão 3D, chamada Spark. Com esta plataforma, desenvolvedores de software, engenheiros e designers poderão converter facilmente modelos 3D em formatos necessários para a impressão e encontrar ferramentas de verificação e reparação, utilitários para visualização de impressão compatíveis com sistemas operacionais de desktop e dispositivos móveis. Juntas, estas duas iniciativas ampliam os limites da tecnologia de impressão 3D, incrementando as ferramentas disponíveis para a inovação e criação dos mais diversos profissionais. Outro importante passo da empresa é a abertura de seu primeiro escritório no Nordeste, em Fortaleza, Ceará. O desafio é expandir seus negócios nos setores de infraestrutura, construção civil e manufatura na região Nordeste. Marcelo Landi, presidente da empresa, estima que o faturamento na região em 2014 deverá crescer 35% em relação a 2013. “Acompanhando o crescimento da região, que entre dezembro de 2012 e fevereiro de 2013, atingiu 13,5% de participação no PIB nacional, a Autodesk também viu seus números crescerem localmente. Depois de completa reestruturação, modificação de estratégias e gestão, 2014 deverá ser um ano de conquista de resultados promissores e expectativas de expansão, resultados estes que culminam justamente com o vigésimo aniversário da empresa no Brasil”, aponta. Uma das estratégias da Autodesk para este ano é ampliar o conceito Modelagem da Informação na Construção (BIM) no Brasil. Ainda pouco utilizado no País, o BIM é uma ferramenta essencial para engenheiros e arquitetos que querem otimizar recursos e projetos, e gerir uma obra com melhoria na qualidade e entrega.


notícias

HENKEL APRESENTA BOM DESEMPENHO NO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2014 Empresa registra lucro de 3.929 bilhões de euros, com crescimento sólido nas vendas orgânicas de 4,3% e lucro operacional ajustado de 3,3%. A margem EBIT teve aumento de 0,9 ponto percentual. Os mercados emergentes foram responsáveis pelo impulso no crescimento das vendas no período

A

Foto: Divulgação

s vendas da Henkel no primeiro trimestre de 2014 atingiram 3.929 bilhões de euros, 2,6% abaixo do valor registrado no mesmo período do ano anterior. No entanto, o crescimento orgânico de vendas, excluindo o impacto do câmbio e aquisições/desinvestimentos, apresentou aumento de 4,3% em comparação com o mesmo período de 2013. Desconsiderando “one-time” ganhos / perdas e custos de reestruturação do período, o lucro operacional ajustado subiu em 3,3% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior, para 619 milhões de euros. O lucro operacional (EBIT) subiu 7,6%, de 565 milhões para 608 milhões. O retorno ajustado sobre as vendas (margem EBIT ajustado) teve um aumento de 0,9 ponto percentual, de 14,9% para 15,8%. O retorno sobre as vendas foi de 15,5% após registrar 14% no mesmo período do ano passado. O lucro por ação preferencial (EPS) aumentou de 0,91 euro para 1,04 euro. O valor ajustado foi de 1,04 euro, comparado a 0,96 euro no primeiro trimestre de 2013. Na região da América Latina, as vendas foram nominalmente reduzidas em 6,2% para 241 milhões de euros. Em contrapartida, o crescimento orgânico das vendas aumentou 8,4% com uma contribuição particular nos negócios do Brasil e México. “Apesar do ambiente de mercado continuar difícil, a Henkel começou bem o ano fiscal de 2014. Todas as nossas unidades comerciais relataram crescimentos nas vendas orgânicas e melhor Kasper Rorsted, CEO Global da Henkel rentabilidade”, diz Kasper Rorsted, CEO global da Henkel. Sobre o ano fiscal de 2014, Rorsted afirma: “Não esperamos que a situação do câmbio internacional melhore no curto prazo. O ambiente econômico continuará desafiador, já que os últimos aconteciApesar do ambiente de mentos no leste da Europa geraram ainda mais incerteza nos mercados. Isso dificulta a previsão de avanços econômicos este ano. Um alto grau mercado continuar difícil, de agilidade e flexibilidade continuará sendo a chave para o sucesso. a Henkel começou Portanto, continuaremos a simplificar e acelerar nossos processos e estruturas. Apresentamos um desempenho muito forte em nossos mercados bem o ano fiscal de emergentes, enquanto também houve crescimento em nossos mercados maduros. Entretanto, os efeitos negativos do câmbio internacional 2014. Todas as nossas tiveram um impacto ainda mais forte nas vendas relatadas do que no unidades comerciais ano anterior”, concluiu. Apesar do ambiente econômico desafiador, Rorsted confirmou as relataram crescimentos previsões para este ano. “Para o ano fiscal de 2014, prevemos um nas vendas orgânicas crescimento nas vendas orgânicas de 3 a 5%. Esperamos que nossa margem EBIT aumente perto de 15,5% e os ganhos ajustados por e melhor rentabilidade ação preferencial aumentem na ordem de um dígito”, finaliza o CEO. Editora B2B

19


notícias

DUPONT CELEBRA OS 40 ANOS DO SISTEMA DE IMPRESSÃO FLEXOGRÁFICA CYREL

A

DuPont celebra neste ano o 40° aniversário de DuPont Cyrel sistemas de impressão flexográfica, tecnologia que revolucionou o mercado de impressão e contribuiu para os avanços no mercado flexográfico. Em 1974, a empresa introduziu a primeira chapa elastomérica de fotopolímero sob a marca Cyrel para a indústria de impressão de embalagens, proporcionando o avanço significativo do setor e o melhor equilíbrio entre qualidade, produtividade e sustentabilidade para impressores e convertedores. Desde o seu lançamento, foram inúmeras as inovações incorporadas ao sistema, que proporcionaram ainda mais qualidade e velocidade ao processo. “Nas últimas quatro décadas, DuPont Cyrel foi escolhido pelo mercado de impressão flexográfica por suas propriedades, tornando-se referência na indústria. Nesse período, a DuPont investiu no lançamento de novos produtos, como as chapas de Alta Performance Cyrel, e em atividades de Pesquisa & Desenvolvimento, atendendo as necessidades deste mercado em constante crescimento. Para nós, é uma honra celebrar os 40 anos de Cyrel com os nossos clientes. Juntos, conseguimos este marco importante, que só foi possível graças ao compromisso de todos com o avanço da flexografia”, diz John Chrosniak, diretor global da DuPont Packaging Graphics.

COESIA E PRODESIGN FIRMAM PARCERIA NO MERCADO DE EMBALAGENS

A

Coesia, grupo italiano de empresas líderes no setor de máquinas de alta tecnologia, acaba de firmar parceria com a agência Prodesign, referência em design e protótipo de embalagens. Com o acordo, as empresas passarão a oferecer projetos completos nas áreas de envase, acondicionamento e embalagem para os segmentos de bens de consumo, tabaco, cuidados com a saúde e eletrônicos. “É uma iniciativa pioneira no Brasil, já que une os serviços de design e desenvolvimento de embalagens com equipamentos e máquinas de alta tecnologia, oferecendo ao mercado soluções completas e inovadoras”, explica Gustavo Melo, gerente de marketing do Grupo Coesia. Stefano Nanni, Coesia Segundo o executivo, os clientes poderão contar com as duas importantes vertentes dentro do seu processo de criação e desenvolvimento de embalagens, contribuindo para a assertividade e redução do retrabalho em seus projetos. “Queremos viabilizar o lançamento de novos produtos em um menor espaço de tempo visando atender as necessidades dos consumidores e preencher as oportunidades do mercado sempre buscando sistemas e embalagens mais sustentáveis”, afirma. O foco da parceria é facilitar o processo criativo e industrial dos clientes, sendo a Prodesign responsável pela contribuição por meio de sua vasta experiência em confecção de protótipos realísticos impressos das embalagens e o Grupo Coesia com mais de 14 empresas focadas em soluções completas e inovadoras em máquinas e equipamentos para embalagens. Para Paulo Pereira, sócio-diretor da Prodesign, “além da possibilidade do desenvolvimento de embalagens diferenciadas, a parceria vai proporcionar aos clientes a oportunidade de materializar a embalagem inovadora proposta, em forma de protótipo impresso funcional, podendo assim manusear e antever o produto que estará nas gôndolas dos supermercados e/ou lojas especializadas”. A Coesia prevê que os resultados da parceria cheguem já no segundo semestre desse ano, maximizando o objetivo de crescer dois dígitos em 2014. “Esperamos ser referência em soluções para o setor de embalagens no Brasil”, completa Melo. O Grupo Coesia, que recentemente inaugurou uma nova unidade na cidade de Jundiaí, em São Paulo, em uma planta de 17 mil m² e uma área produtiva 40% maior, faturou mais de 1,4 bilhão de euros em 2013, com crescimento de 15% sobre 2012. Nos últimos cinco anos, a Coesia alcançou um crescimento global de 75% sobre o faturamento.

20

Editora B2B

Foto: Divulgação

Grupo italiano fabricante de máquinas de alta tecnologia para embalagem se une à agência de design para oferecer soluções inovadoras


atualidades

Brigadeiro de colher

Activia, a marca que inaugurou o segmento de iogurtes funcionais no Brasil, apresenta sua nova linha de iogurtes, Activia Grego. O lançamento é a grande aposta do ano para a marca que comemora 10 anos no País. Com os sabores Baunilha e Morango com pedaços de fruta, a novidade reúne o benefício do exclusivo probiótico de Activia, o DanRegularis®, com a cremosidade e o sabor do iogurte grego. Cada embalagem contém 400g.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

10 anos de sucesso

A Danone amplia seu portfolio e atende os consumidores apaixonados por chocolate. Brigadeiro de colher é mais um lançamento da Danette e está disponível em duas unidades com overcaps com chocolate granulado. Cada embalagem do produto contém 206 gramas. www.danone.com.br

www.danone.com.br

Fotos: Divulgação

Embalagens modernas

A Arcor Brasil deu uma nova roupagem para as embalagens da linha de chicletes TopLine, nos sabores Melancia, Menta, Morango, Hortelã e Tutti Frutti. A fabricante aprimora sua versão Stick, sem açúcar, com quatro unidades, oferecendo inovação ao consumidor. Além de uma abertura prática, a embalagem é fácil de carregar. www.arcor.com.br

22

Editora B2B


Fotos: Divulgação

Dupla embalagem

A Nutrella, do Grupo Bimbo, lança os pães Supreme, integrantes da Linha UAU da marca: O Pão Supreme 100%, feito com farinha 100% integral, Supreme Mais Fibras e Supreme Frutas, Grãos e Castanhas chegam ao mercado com qualidade e sabor superiores. Os lançamentos possuem o selo da organização internacional Whole Grains Council, identificando que os produtos têm entre 51 e 100% de grãos integrais em sua composição. Os produtos são apresentados em dupla embalagem: a primária irá vedar o produto com o objetivo de manter as características de maciez do pão por mais tempo e a secundária traz a transparência, o que deixa o produto bem visível ao consumidor. www.bimbobrasil.com.br

Fotos: Divulgação

Nível máximo de refrescância

Foto: Divulgação

Originalidade

A Melitta, marca de filtros de papel, apresenta embalagem mais moderna e com facilidades na abertura do cartucho. Resgatando a originalidade e o pioneirismo do produto, a empresa apresenta sua nova embalagem para a linha de filtros de papel, que passam a se chamar “Original”. O layout das embalagens foi totalmente reformulado com o objetivo de trazer mais modernidade e facilitar a identificação dos diferentes tamanhos. www.melitta.com.br

Halls Prata: pela primeira vez será comercializada no Brasil uma versão tão refrescante quanto a Extra Forte, mais conhecido como Halls Preto, o mais vendido pela Mondelez. O conceito da embalagem é reforçar os atributos do produto através da cor prata, que transmite modernidade, atitude e refrescância. O design da embalagem foi desenvolvido pela agência Finetti. O produto está disponível em embalagem unitária com 10 balas. www.mondelezinternational.com/br

Editora B2B

23


atualidades

Foto: Divulgação

Inovação

De olho no crescente consumo de suplementos alimentares, a Trio lança a primeira barra com 43% de proteína por unidade. São 17 gramas de proteína de alta qualidade, como o whey protein e albumina, além de vitaminas e minerais e uma especial cobertura de chocolate Alpino. Quem desenvolveu a embalagem foi a Design Inverso. O produto está disponível em cartuchos com três unidades com embalagem elaborada em papel cartão 250 gramas flexível, impresso em OPP com filme metalizado e seis cores com relevo e verniz UV localizados. http://trio.net.br

Repaginada

É da Latapack-Ball a lata da nova bebida energética do Grupo Petrópolis. TNT Energy Drink Maçã Verde chega ao mercado em latas sleek 269ml. O rótulo utiliza tinta UV, que brilha quando exposta à luz negra, seguindo o mesmo padrão dos demais rótulos dos energéticos TNT. A embalagem é fabricada na Unidade Três Rios (RJ). Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Em nova versão

A Nestlé apresenta a nova embalagem de aço com tampa abre fácil da tradicional marca de leite condensado Leite Moça. A lata está mais fina, mas mantém a mesma quantidade de produto: 395 gramas. www.nestle.com.br

24

Editora B2B

www.grupopetropolis.com.br


Foto: Divulgação

Tetra Pak na linha Néctar

A La Fruit apresenta as novas embalagens Tetra Pak® de sua linha de néctar. Além do visual mais moderno, as caixinhas são produzidas com plástico proveniente da cana-de-açúcar, um material renovável. As embalagens são compostas por 75% de papel, vindo de florestas gerenciadas com princípios de manejo responsável, com certificação do FSC® (Forest Stewardhip Council). Com o novo plástico nas camadas protetoras, as embalagens ganham um perfil ainda mais sustentável. www.grupoimperial.com.br

Fotos: Divulgação

Diversidade

A Uniagro coloca nas gôndolas dos supermercados mais uma linha de produtos, os patês prontos. As embalagens de 180 gramas podem ser encontradas em três sabores diferentes: azeitona preta, azeitona verde e tomate seco. www.selecionadosuniagro.com.br

Editora B2B

25


vanguarda

MAIS DO QUE UM SIMPLES BISCOITO Fabiane Staschower*

26

Editora B2B

Marcas famosas como Kleenex® e Heineken® também utilizam o recurso, o que permite aos consumidores escolherem através da internet as próprias caixas de lenço ou a personalização de seus rótulos de cervejas. Esse tipo de ação é muito recomendado para eventos ou para a distribuição de brindes e presentes. Em geral, as marcas estão buscando alternativas e jeitos inovadores de atingir a atenção e a fidelidade de seus consumidores, com os recursos disponíveis no mercado. Embalagem melhor. Mundo melhor. *Fabiane Staschower. Consultora da Futurepack e do Instituto de Embalagens. Mestre em embalagens pela Michigan State University em Michigan/EUA. Engenheira Química pela Escola de Engenharia Mauá. Trabalhou por mais de dois anos na indústria de embalagens flexíveis. Nos Estados Unidos, atuou como pesquisadora da universidade desenvolvendo projetos de embalagens para grandes empresas no setor de bens de consumo. Também participou de um importante projeto de inovação com a Dow e a USDA.

Foto: FuturePack

E

m comemoração ao seu 50º aniversário, a Goldfish, marca americana popular de biscoitos, lançou uma campanha que possibilitou aos seus clientes criarem embalagens personalizadas para comemorar suas ocasiões especiais. A campanha é realizada pela internet pelo site www.goldfishmyways. com, no qual os consumidores projetam as suas embalagens com mensagens, nomes e até imagens. Segundo instruções, duas fotos podem compor o conjunto, uma vez que se pode utilizar a frente e o verso da embalagem. Também é possível escolher a cor dos biscoitos para dar harmonia ao projeto. As embalagens são feitas em papel cartão na parte externa e, internamente, em pouch flexível para proteger os biscoitos. Com U$ 14,95 é possível comprar apenas uma embalagem personalizada de 128 gramas, recomendada para dar de presente. As opções menores normalmente são para brindes e comportam em média 28g, podendo ser adquiridas em pacotes com 12 unidades por U$ 42. Os consumidores podem receber esses pedidos em até três semanas no próprio domicílio. O público segue amando a novidade. A blogueira Loli declarou na sua página: “Fiquei impressionada com a qualidade da impressão. A foto que enviei para o site retornou impressa com qualidade perfeita de impressão nas embalagens, e a mensagem que escrevi para o meu filho me faz sorrir toda vez que olho para o produto. Coloquei a embalagem na lancheira dele e foi a maior surpresa. Também adorei a campanha pela facilidade de criação”. Infelizmente, os pedidos só podem ser feitos nos Estados Unidos. Essa promoção é possível graças à tecnologia de impressão digital para embalagens, que permite a impressão em cartão ou filmes flexíveis em escalas menores com garantia de qualidade. Com essa tecnologia, é possível fazer uma embalagem diferente da outra sempre que se tiver vontade, e os custos são reduzidos porque não há gravação de chapas ou clichês. As embalagens podem ser confeccionadas sob demanda, em uma rápida velocidade e com uma qualidade comparável ou superior aos processos padrão de impressão. Campanhas como essas já são bem recorrentes nos Estados Unidos e na Europa, e podem ser encontradas em diferentes segmentos.


ACESSE O CONTEÚDO DA REVISTA PACK NA INTERNET E ATUALIZE-SE DAS NOVIDADES DO MERCADO DE EMBALAGEM.

pack.com.br

Leia a edição atual e também as anteriores. Todos os meses o mesmo conteúdo da Revista Pack impressa está disponível na versão digital no site da Pack.

/packrevista

MAIS INFORMAÇÕES: (11) 3500-1910 | publicidade@editorab2b.com.br


Foto: Fispal Tecnologia

FISPAL 2014

matéria de capa | especial fispal tecnologia

2000 MARCAS EXPOSITORAS PRESENÇA DE

+ DE 60.000 PROFISSIONAIS

Fispal 2014 Negócios, tecnologia, inovação 28

Editora B2B


Foto: Fispal Tecnologia

matéria de capa | especial fispal tecnologia

Thais Martins

A

30ª Fispal Tecnologia - Feira Internacional de Embalagens, Processos e Logística, de 3 a 6 de junho no Anhembi, em São Paulo, reforçou mais uma vez a representatividade que possui para a indústria de alimentos e bebidas. Duas mil marcas expositoras e mais de 60 mil profissionais estiveram presentes em busca de novidades, representando mais de 80 setores, como fabricantes de máquinas e equipamentos, automação industrial, embalagem flexível, rótulos/etiquetas, transporte e logística. Profissionais das áreas de compras, marketing, engenharia e de suprimentos de todas as regiões do Brasil e mais de 40 países passaram pelo pavilhão do Anhembi. “Nesta edição, tivemos um retorno muito positivo das empresas e conseguimos qualificar o público, que mostrou grande conhecimento técnico e interesse em fechar negócios na hora”, aponta Clélia Iwaki, group director da BTS Informa, organizadora da feira.

“O setor de alimentos é um dos principais vetores de crescimento da economia, gerando oportunidades para novos nichos de mercado, especialmente para micro e pequenas empresas. Por isso, criamos o ‘Espaço Empreendedor’ para atender essa demanda, com condições facilitadas para expor no evento”, afirma Clélia. Distribuídos em estandes que ocuparam até 40 m2, 27 micros, pequenas e médias empresas disputaram a atenção dos visitantes, que mostraram um amplo mix de produtos para atender quem busca incrementar a produção. Para Luciana Pellegrino, diretora executiva da Associação Brasileira da Embalagem (ABRE) - um dos grandes atrativos da feira foram as soluções de inovação. “Percebemos diversos produtos jamais vistos nas prateleiras e que oferecem cada vez mais funcionalidade, ou detalhes estéticos como adornos decorativos, referências que mostram que o mercado se transformou por conta do amadurecimento do consumidor. A embalagem reflete o desenvolvimento econômico do País.”

Em sua 30ª edição, mais de 60 mil profissionais passaram pelos pavilhões do Anhembi, em São Paulo, para conferir de perto as novidades em embalagens, processos e logística para as indústrias de alimentos e bebidas

O aço foi um dos materiais que tiveram destaque no evento, já que é amplamente utilizado na indústria de alimentos e tem passado por diversas inovações, por sua menor flexibilidade, maior possibilidades de design em comparação com o plástico, ser impermeável e dificultar falsificações. “As embalagens metálicas bloqueiam totalmente a incidência de luz e oxigênio e, por isso, mantém a integridade do conteúdo e suas propriedades por muito mais tempo, facilitando a distribuição do alimento nutritivo, suficiente e seguro. É facilmente separado de outros materiais por meio de eletroímã”, explica Thais Fagury, gerente executiva e engenheira de alimentos da Associação Brasileira de Embalagem de Aço (Abeaço). A Fispal contou com o apoio das principais entidades setoriais nacionais e internacionais, entre elas, Abimaq, Abre, Abief, Afipol, Abeaço, Instituto de Embalagens, Instituto Americano de Fabricantes de Máquinas de Embalagem (PMMI) e Associação francesa para o Desenvolvimento do Comércio Internacional de Produtos Agroalimentares e Técnicas (Adepta).

Editora B2B

29


matéria de capa | especial fispal tecnologia

VITRINE perder seus atributos”, explica Thais Fagury, engenheira de alimentos e gerente executiva da Abeaço.

B&R Foto: Divulgação

Processos e tecnologias que garantam qualidade e segurança em embalagens – de todos os tipos – para alimentos e bebidas são alguns dos principais focos da 30ª Fispal Tecnologia. Expositores da feira demonstraram boas práticas de fabricação e revelaram seus recentes investimentos. Foto: Divulgação

Abeaço

“A lata de aço é a embalagem ideal para envasar qualquer produto, por ser segura e inviolável. Além disso, leva vantagem em seu reaproveitamento se comparado com outros materiais, pois é 100% reciclável, tem a capacidade de ser reciclado infinitas vezes sem

30

Editora B2B

Foto: Divulgação

Ressaltou a saudabilidade, segurança e sustentabilidade da lata de aço durante o evento. Em seu estande, a empresa mostrou o trabalho do primeiro Centro Prolata de Reciclagem, inaugurado no final do ano passado na Vila Mangalot, Zona Norte de São Paulo. O Centro é autossustentável e tem capacidade para receber e reciclar até duas mil toneladas de embalagens de aço pósconsumo por mês.

Baumgarten

Balluff Foto: Divulgação

Thais Fagury, engenheira de alimentos e gerente executiva da Abeaço

A B&R, líder global em automação industrial, promove soluções completas para automação de máquinas e processos, e lançou no evento duas novas linhas da família de IHMs Power Panel: Power Panel T-Series terminal, e o Power Panel C-series controlador – ambos com touchscreen. Equipado com navegador web integrado, o Power Panel T30 pode ser usado até mesmo como um cliente VNC. Os terminais T-Series possuem quatro tamanhos de tela, com tamanhos desde 4.3” até 10.1”, e vêm com duas interfaces de ethernet, e duas portas USB, assim como uma extensa gama de opções de configuração.

Um dos lançamentos da multinacional alemã, especializada no desenvolvimento de sensores e de soluções para automação industrial, é o Sensor de Cor, modelo BFS33M, indicado para indústrias de quaisquer portes. Fabricados em corpo metálico robusto e necessário para diversas aplicações nos setores de embalagem, robótica e automação, os sensores garantem a qualidade dos processos industriais, para que o controle de qualidade dessas indústrias adquiram novos e melhores padrões. Os Sensores de Cor BFS33M são sensíveis, rápidos e precisos, identificando de forma segura e instantaneamente cores desbotadas, quer sejam tecidos, tapetes, etiquetas e, principalmente, embalagens.

Tecnologias avançadas são as apostas da Baumgarten Gráfica, que esteve presente na Fispal com 10 lançamentos e três novas utilizações das linhas de embalagem que desenvolve, além de lançarem um guia de rotulagem em aplicativo para smartphones e


matéria de capa | especial fispal tecnologia

sua nova campanha institucional. “A cada edição nos preparamos intensamente para o evento. Mas, neste ano é especial, por ser a primeira feira que participaremos após a nova fase de internacionalização da Baumgarten, agora com sedes no Brasil, Argentina e México. Por isso, objetivamos dar ainda mais visibilidade ao nosso trabalho no mercado gráfico”, destaca o diretorpresidente, Ronaldo Baumgarten Jr.

•Termoformado Kids: Embalagem em cartão termoformado com diferentes formatos para o público infantil. Possibilidade de confecção da tampa e bandeja com o mesmo formato.

Entre os lançamentos da empresa, estão:

•Rótulo com aroma: Decoração com forte apelo sensorial, desperta a atenção do consumidor pelo olfato, ressaltando o aroma do produto embalado. Pode ser aplicado em todos os tipos de rótulos.

•Película 3D “Lentes de Fresnel”: Efeito tridimensional que simula o efeito de relevo e profundidade, metalizado ou holográfico. Por ser uma película, permite aplicação localizada em rótulos autoadesivos e/ou planos. •Efeito 3D profundidade multicamada: Material que permite a decoração em camadas, podendo simular o efeito lenticular de movimento. Pode ser utilizado em rótulos autoadesivos ou tags. •In-Mould Holográfico: Material inovador com efeito holográfico para In-Mould Label (IML). Diversas possibilidades de cores e efeitos holográficos. •In-Mould impressão frente-verso: Aumenta a área de decoração para embalagens transparentes. Permite a impressão de textos na parte interna, que poderá ser visualizada durante e após o consumo. Possibilidade de uso em itens promocionais. •Efeito decorativo cortiça: Material com visual e textura de cortiça, ideal para rótulos autoadesivos para vinhos. •Laminado com película prateada: Nova decoração para produtos da linha oral care e/ou produtos embalados com material laminado. Possibilidade de aplicação de película em áreas localizadas simulando efeito metalizado com maior brilho. •Termoformado com Susceptor: Embalagem em cartão termoformado coberto totalmente pelo susceptor. Ideal para o preparo de tortas no forno micro-ondas, pois promove a crocância da massa. Possibilidade de impressão no termoformado para identificação de sabores.

•Termoencolhível Isolante Térmico: Mantém a temperatura do interior da embalagem aquecida ou resfriada por mais tempo, além de permitir o manuseio da embalagem durante o consumo do produto. Ideal para produtos que são aquecidos em forno micro-ondas e para produtos refrigerados.

•Autoadesivo resistente à umidade: Permite a aplicação de rótulos autoadesivos em superfícies úmidas ou em produtos que são expostos/armazenados em ambientes úmidos. •Tag Papel Semente: Etiqueta sustentável que pode ser plantada após a utilização, gerando vida ao invés de resíduo. Dá vida à marca.


matéria de capa | especial fispal tecnologia

Foto: Divulgação

Coesia

e fácil. A capacidade de produção pode chegar a até 1000 ppm, além de possuir um sistema de válvulas de enchimento e bico de dosagem que proporciona uma precisão de (+ / - 0,5%) para uma ampla gama de produtos entre líquidos e altamente viscosos.

Para o Grupo Coesia, a Fispal 2014 foi um momento de grandes oportunidades: reforçou ao mercado a possibilidade da produção de seu portfolio de máquinas e equipamentos localmente, além de sua parceria com a agência de design de embalagens Prodesign. No estande, três equipamentos em destaque: •Case Packer: Elaborado para proporcionar aos clientes um final de linha eficiente e confiável, projetado para ser facilmente integrado em vários layouts ocupando o menor espaço possível. •Flowpack SP0: Equipamento “full servo” modular para embalar continuamente produtos individuais, em pacotes de três soldas. Partindo de uma bobina de filme plano flexível, faz a conformação da embalagem, introdução do produto, selagem e corte final. Dentro do portfolio, as máquinas flowpack podem atingir velocidade de até 1200 ppm. •Kalix: Equipamento robusto e confiável para envase e selagem de tubos com sistema de transmissão 100% mecânica, cabeamento elétrico simples para uma manutenção rápida

32

Editora B2B

Foto: Divulgação

Danfoss

“O segmento de alimentos e bebidas representa uma importante parcela das operações da Danfoss na América Latina. Nossa expectativa é aumentar os negócios nesse setor de forma sustentável ano após ano. A Fispal é um momento ideal para apresentar nossos equipamentos e soluções destinados ao setor”, avalia o Gerente Regional de Vendas, Fábio Gomes. Conversores de frequência são destaques da empresa líder mundial no fornecimento de tecnologias para refrigeração, ar condicionado, aquecimento, controle de motores elétricos, acionamento de máquinas móbeis, energia solar e eólica. Entre eles estão: •VLT ® OneGearDrive emprega motores de ímã perma-

nente com alto rendimento e eficiência. O equipamento cobre todas as aplicações em um único tamanho com design higiênico. •VLT® AutomationDrive FC 300 é um drive único que cobre todas as possibilidades de aplicações, o que representa um grande benefício no comissionamento, operação e manutenção do equipamento. •VLT® Decentral Drive FCD 302, baseado na plataforma do VLT® AutomationDrive FC 302, combinando as funcionalidades principais de ambos os produtos em um desenho inovador que permite montagem direta na máquina. •VLT® Micro Drive FC 51, solução compacta para aplicações gerais com motores CA de até 22 kW. Este drive possui um ótimo desempenho, mesmo em instalações de maior complexidade, otimizando a operação e aumentando a eficiência energética. •VLT® Compact Starter MCD 200 oferece melhor relação custo-benefício para partida de motores elétricos de corrente alternada. A tecnologia de construção do equipamento permite que sejam montados lado a lado sem precisar de ventilação forçada. •VLT® Soft Starter MCD 500 está disponível para o mercado nas tensões entre 200 e 690 V e possui bypass integrado de até 110 kW, atingindo potências de até 1.2 MW. É ideal para todo tipo de aplicação onde são necessárias partidas e paradas suaves de motores com controle de corrente e pode ser utilizado em indústrias de


matéria de capa | especial fispal tecnologia

A empresa lançou um equipamento para o envase de alimentos cremosos em copos e potes, com produção de 4.004 mil unidades / hora. O sistema de dosagem é por servo motor, o que garante alta precisão no volume dosado, preparado para o sistema “clean in place” e de acordo com todos os requisitos da NR 12.

Foto: Divulgação

Delgo

Dois Irmãos

Três equipamentos foram destaque da Dois Irmãos na Fispal: Codificador Rotativo Superior, adaptável em todas as máquinas tipo Flow - Pack. Fácil de operar com reservatório de

tinta de secagem ultra rápida; o Datador Pneumático de Bancada, datador para potes, filmes, frascos com regulagem de altura com tinta de secagem rápida. Faz em média duas mil marcações por hora; e o Datador Hot-Stamping para superfícies planas. A impressão é feita por fita de carbono e tipos aquecidos (não borra).

Dow Foto: Divulgação

•VLT® Advanced Active Filter AA F 0 0 6 é u m p r o d u t o completo para mitigação de harmônicas em redes elétricas, sejam elas originárias de diversas fontes com cargas não lineares. O filtro foi desenhado para ser usado em instalações elétricas para compensação das distorções harmônicas existentes.

Foto: Divulgação

alimentos e bebidas, água e saneamento, ar condicionado e refrigeração, açúcar e álcool, entre outras.

O destaque da Dow é o Diamanto, tecnologia que combina rigidez, brilho e transparência e se configura como


matéria de capa | especial fispal tecnologia

Outras tecnologias também foram apresentadas no estande, como: Microfoaming (microespumado): tecnologia que propicia a fabricação de filmes com menor peso, reduzindo o impacto da embalagem. •Affinity: resinas com performance única em selagem, oferecendo as mais baixas temperaturas de início de solda, bem como excelente hermetecidade na presença de contaminantes. •Sealution: resinas prontas para usar na camada de selagem, garantindo facilidade na abertura de embalagens flexíveis, assim como tampas flexíveis de copos e potes rígidos. Este atributo é bem apreciado por usuários finais em segmentos como cereais, biscoitos, copos de água, frios e embutidos fatiados. •Strech Pré-estriado: é uma tecnologia de processo recente, desenvolvida para produzir filme stretch para uso manual de alto desempenho e baixo nível de espessura, possibilitando a redução de consumo de filme por palete e melhora no

34

Editora B2B

sistema de aplicação do filme (melhor ergonomia). Utiliza resinas de alto desempenho e processo de orientação do filme. Entre as principais vantagens dos filmes pré-estriado, estão o menor volume de filme por palete; melhor desempenho; maior força de retenção de carga; menor perda; maior produtividade na paletização; manutenção da largura na aplicação; maior resistência à perfuração e sustentabilidade: menor nível de resíduos e impacto ambiental. •Dowlex: PEBDL octenos que oferecem um ótimo balanço de propriedades mecânicas, óticas, processabilidade e selabilidade, que cumprem com os requisitos típicos de aplicações de empacotamento automático. •Elite: PEBDL octenos metalocênicos que se caracterizam por sua excelente selabilidade mesmo na presença de contaminantes. Também oferecem alto desempenho em estruturas laminadas destinadas a linhas de empacotamento automático de alta velocidade.

Festo

Foto: Divulgação

uma alternativa para substituir filmes de CPP e BOPP com resina de polietileno de baixa densidade linear (PEBDL), com coeficiente de fricção (CoF) controlado e excelentes óticas, que permite maior produtividade no processo de empacotamento e melhor aparência das embalagens. O produto possui estruturas ricas em polietileno que possibilitam o crescimento da termoformagem flexível em diversos mercados.

A multinacional alemã apresentou suas soluções em automação desenvolvidas especificamente para as indústrias

de embalagens, alimentos e bebidas: •Cilindros DSBC: Destacam-se por se adaptar automaticamente às mudanças de cargas e velocidades, e por uma alta capacidade de absorção de energia. Isso é possível graças ao novo sistema de amortecimento pneumático de fim de curso autoajustável PPS, que permite ao êmbolo do atuador avançar ou recuar de forma rápida e suave até a posição final sem a necessidade de qualquer ajuste, garantindo muito mais segurança ao operador. •Atuador EPCO: O atuador eletromecânico de fuso de esferas EPCO é o primeiro da linha OMS - Optmized Motion Series, uma linha de eixos e acionamentos eletromecânicos de fácil especificação, montagem, parametrização e operação para aplicações de posicionamento. É fornecido com motor integrado, dispensando acoplamentos, flanges e montagens eixo-motor adicionais. •Mini Portal H – EXCM: Ideal para aplicações em pré e pós-análises em processos de laboratório, preparação e transporte de amostras, identificação de amostras por meio de leitores de códigos de barras ou para abrir e fechar recipientes. •Energy Saving: Para estudos de redução de consumo de energia, melhoria de performance, análise parcial ou total da geração, distribuição e utilização do ar comprimido. Desenvolvido para garantir a eficiência da linha de produção e ganhos de produtividade.


matéria de capa | especial fispal tecnologia

Habasit

“Do ponto de vista legal, todas as embalagens devem conter uma série de informações de diversas naturezas que vão de acordo com o tipo de produto e o órgão que regula o setor. Isso colabora para que o uso do código seja uma etapa inseparável nos processos entre varejistas e fabricantes; ele indica aos sistemas de automação o que há de mais importante, a identificação dos produtos, que é chave para estas e outras informações”, explica o presidente da Associação Brasileira de Automação-GS1, João Carlos de Oliveira.

A empresa lançou a linha de adesivos LOCTITE LIOFOL, indicada para laminação de embalagens flexíveis. Os produtos oferecem maior força de adesão, produtividade e segurança alimentar, e foram desenvolvidos a partir de fontes renováveis, cobrindo todos os níveis de performance e unindo desempenho e sustentabilidade. A ampla gama de produtos foi desenvolvida para satisfazer a demanda da indústria de embalagens flexíveis e é dividida em dois tipos: adesivos universais à base de solvente e adesivos universais solvente less.

Indumak

O portfolio da marca é incrementado com o lançamento oficial da nova tecnologia Saniclip, desenvolvida para reduzir o tempo de paradas das indústrias e para aumentar a eficiência nos processos de transferências de produtos delicados e com pequenas áreas de contato. Baseada em um dispositivo inovador, que foi criado para correias modulares com objetivo de aumentar a rapidez na abertura dos módulos deste tipo de correia e para facilitar a manutenção da mesma. Indicado para aplicações nas quais é necessário o transporte de produtos delicados de pequena área de contato.

Foto: Divulgação

A Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil deu ênfase à segurança do consumidor, demonstrando a implantação de processos de rastreabilidade e autenticidade de produtos. O código de barras que identifica os produtos na cadeia de abastecimento é certificado pela associação e serve como padrão de linguagem mundial.

“Esperamos com a exposição na Fispal ampliar a divulgação da marca Habasit e seus produtos, consolidando junto ao cliente a nossa atitude proativa e criando soluções customizadas para atender qualquer mercado”, diz o Gerente Técnico Comercial, Eduardo Minussi.

Henkel Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

GS1 Brasil

Com mais de meio século de atuação, a Indumak se destacou na Fispal trazendo, pela primeira vez, a empacotadora LINCE 4 Continuous Motion, que garante ao cliente mais agilidade, flexibilidade e precisão sob medida. O equipamento chamou a atenção dos visitantes pela alta produção, atingindo até 120 pacotes por minuto, além do design moderno e da total segurança que ele oferece.

Editora B2B

35


matéria de capa | especial fispal tecnologia pelo princípio de pistão que permite o envase seguro de alimentos viscosos). A empresa também apresentou as soluções de bloco (ErgoBloc L, Contiform AseptBloc e EvoLite Bloc), o Modulpal Pro 1AD (robô de paletização para altos rendimentos) e a série CombiCube (tecnologia para sala de cocção de mosto da Steinecker de construção modular).

Metalpack A empresa apresentou uma embaladora moderna, com tecnologia de ponta nacional, baixo custo, toda em inox ou em um mix com outros materiais. A automação é o ponto alto para todos os equipamentos da Metalpack.

Miaki Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Kaufmann

“Esta será mais uma excelente oportunidade para a troca de experiências profissionais e para o debate das novidades que a Krones tem a oferecer em linhas de envase e embalagem. Todos serão muito bemvindos ao nosso espaço na Fispal”, declara Silvio Rotta, diretor comercial da Krones do Brasil.

A empresa apresentou aos visitantes os transportadores Moveflex Série B – Rodízios: solução ideal para carga e descarga de mercadorias fracionadas em caminhões, carretas e contêineres. O equipamento aumenta a produtividade, reduz a mão de obra e é amplamente utilizado em locais que exigem frequentes mudanças de layout.

Markem-Imaje

Inovações em linhas de envase e embalagens foram os destaques da Krones do Brasil. Entre as novidades, destacamse a DecoType (solução de impressão direta por inkjet em embalagens plásticas, como alternativa à rotulagem tradicional) e a Viscofill (enchedora

36

Editora B2B

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Krones

Dois produtos foram destaques no estande da empresa: a Codificadora TIJ 1050 a jato de tinta para impressão de códigos de alta resolução, de códigos promocionais etc.; e a Codificadora SmartDate X40 IP à prova d´água, que opera por transferência térmica, indicada para impressão em embalagens de sanduíches prontos, frutas, legumes, carnes e aves, onde a limpeza nas linhas de produção é frequente.

Fabricante de pisos monolíticos específicos para empresas de embalagens e logísticas que utilizam maquinário pesado, a RM Revestimentos – Miaki mostrou em seu estande as melhores soluções em revestimentos para a indústria alimentícia, entre eles, toda a linha de MMA, importada com exclusividade da Alemanha. O MMA é um sistema impermeável, antibactericida, antiderrapante, resistente a impactos, aplicado sem juntas e com cantos arredondados, agregando segurança operacional, higienização, durabilidade e controle de qualidade. O tempo de cura é em apenas duas horas e, dependendo da área a ser revestida, a empresa não precisa parar suas atividades para fazer a reforma. Outro destaque foi a resina ultrarresistente, o PU-CIM (Uretano), resistente a quase tudo, seja mecânica ou


matéria de capa | especial fispal tecnologia

Já a EHI-300 diferencia-se pela sua robustez e flexibilidade, comportando bobinas de até 750 mm de comprimento. Esta máquina é flexível para embalar produtos dos mais diversos, destacando os produtos mais pesados, como: autopartes, barras de chocolate para cobertura de 2 a 3 kg e também produtos com dimensões variadas.

Optima

Foto: Divulgação

Modenapak

A PX Filler é um produto lançado pela DOW Chemical, ganhadora do prêmio ABRE 2013 e já foi exportada para a Suíça e Estados Unidos. Esta nova embalagem vem para substituir as embalagens rígidas atuais com muitas vantagens, principalmente no pós-uso.

Foto: Divulgação

quimicamente, e até mesmo a choques térmicos; o DuraLine, específico para sinalização de áreas externas; o Aspo Clean, detergente para limpeza diária de pisos monolíticos em indústrias alimentícias em geral; e o Full G, um sistema monolítico da linha decorativa produzido com resinas MMA, ideal para uso em áreas externas e extremamente resistente. “O cliente procura inúmeras soluções na mesma empresa, e a Miaki, com mais de 20 anos de expertise, possui conhecimento e produtos de qualidade para atender todas as demandas. E no ramo industrial, a Fispal Tecnologia é o elo para importantes negócios, e a grande oportunidade de aproximar-se do público para apresentar o que há de mais inovador em revestimento no segmento alimentício e de bebidas”, comenta José Moreira, Diretor da Divisão Alimentícia da Miaki.

A empresa exibiu suas mais diversas soluções em máquinas para processos de embalagem: Dosadora gravimétrica OPTIMA DF; Máquina de envase e fechamento OPTIMA Moduline; e Máquina de sachês OPTIMA PD. A empresa levou para a Fispal dois lançamentos: a PX Filler, uma envasadora de líquidos para a embalagem PAC Xpert; e a EHI-300, uma embaladora horizontal, tipo flow-pack.

•OPTIMA DF: As dosadoras da série representam o que há de mais avançado em termos de tecnologia de pesagem, com altíssimo grau de confiabilidade e precisão.

O sistema de dosagem gravimétrico é adaptável para produtos a granel em pó ou granulados. A alta tecnologia da célula de pesagem é capaz de identificar variações do peso e corrigi-lo através do sistema de controle. Grande flexibilidade no range de pesagem, dependendo do modelo da máquina e produto. Produção de até 110 embalagens/minuto. •OPTIMA Moduline: É a solução ideal para estratégias flexíveis de produto e mercado. Uma linha modular multifuncional adaptável às mais diversas necessidade; sinônimo de flexibilidade nos processos de envase e fechamento, podendo trabalhar simultaneamente com produtos líquidos e pós, além de possibilitar fácil aumento de produtividade. Vantagens notáveis para as indústrias química, alimentícia e cosmética. •OPTIMA PD: Para atender aos mercados Alimentício, Químico, Cosmético e Farmacêutico, as máquinas multipistas da séria OPTIMA PD possuem o design vertical intermitente form-fill-seal. Após a préformação da embalagem, o envase é realizado por meio de dosadores específicos para produtos em pó, granulados ou líquidos, atendendo a uma grande variedade de fluidez, viscosidade e densidade. Em seguida os produtos acabados são transferidos para a operação de final de linha.

Editora B2B

37


matéria de capa | especial fispal tecnologia

Foto: Divulgação

P.E. Labellers

A empresa apresentou seus equipamentos de entrada Dosador Semiautomático e Envasadora Automática série ELMV, que unem simplicidade e versatilidade com condições de investimento atrativas pra quem busca desempenho para pequenos, médios e grandes volumes.

Raumak A Pelatina Labellers destacou em seu estande a aplicadora de rótulos termoencolhíveis Maya. Foto: Divulgação

Adequada para embalagens vazias ou cheias, de qualquer material, forma e dimensão, com porcentagens de encolhimento de até 80%, a vantagem desse tipo de decoração é o aproveitamento de toda a superfície da embalagem para apresentar as características do produto e para torná-lo moderno e atraente. A aplicação é em rótulos em bobina, com velocidade de produção de até 500 ppm para embalagens cilíndricas, modeladas, grandes, pequenas, em vidro, plástico (PVC, PET, HDPE...) alumínio, papel etc. Para garantir melhor desempenho na linha produtiva, o túnel de encolhimento está disponível em duas versões: com ar quente e vapor.

Um showroom completo foi montado no estande da Raumak, destacando a evolução tecnológica de suas soluções em automação e robótica. O portfolio inclui máquinas empacotadoras, encaixotadoras, enfardadoras, encartuchadoras, paletizadora, movimentação e gerenciamento dos sistemas.

Rayflex Uma nova geração de portas de abertura rápida para a indústria alimentícia foi apresentada pela empresa. Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Promáquina

Encartuchadora Automática Carton Line foi desenvolvida para proporcionar eficiência na embalagem de cartuchos. O equipamento é um monobloco, 100% automatizado que garante a embalagem dos

cartuchos com perfeição. Com as funções de armazenar as caixas planificadoras, armar os cartuchos e inserir o produto de forma horizontal, como caixas de chocolates e barras de cereais, possui datador de baixo relevo ou ink-jet e fechador de abas externa hot melt ou abas encaixadas. Enfardadora automática Multi Baler 300 traz os atributos que posicionam a empresa como líder mundial neste tipo de equipamento. Com sua configuração adaptável de uma a três colunas, este modelo de enfardadora tem a capacidade de fazer até 120 pacotes ou até 10 fardos por minuto, ideal para atender ao volume de produção de grandes empresas de produtos químicos e outros segmentos da indústria. Com estrutura de aço carbono com tratamento especial anticorrosivo, que prolonga a vida útil do equipamento, a Multi Baler 300 utiliza um sistema de tracionador de embalagem e CLP (Controlador Lógico Programável), que dá mais agilidade na programação do equipamento e facilidade para ajuste. Além disso, todo o comando é realizado através de um IHM touch screen localizado na parte frontal.

38

Editora B2B


matéria de capa | especial fispal tecnologia

de máquinas, pois possuem instruções de software e blocos funcionais elaborados para atingir o melhor desempenho da máquina.

SIG

Foto: Divulgação

A SIG Combibloc lançou o livro “Nós contribuímos para o crescimento sustentável e queremos fazer muito mais”, que relata as principais iniciativas e exemplos de experiências da companhia com relação ao Meio Ambiente em parceria com seus clientes. A nova publicação mostra a visão da SIG sobre temas ligados à sustentabilidade – com foco em educação ambiental, uso sustentável de recursos naturais, reciclagem, logística reversa e desenvolvimento socioambiental. A companhia incorpora os insights dos clientes sobre o futuro para prever as demandas tecnológicas, incorporando-as

Para atender às demandas de consumidores exigentes e mercados cada vez mais segmentados, a SIG investe em novos produtos, como a combidome: primeira garrafa 100% cartonada, que combina as melhores propriedades da embalagem cartonada com as melhores características de uma garrafa. Já a tecnologia drinksplus permite o envase de produtos com até 10% de pedaços de frutas, vegetais ou cereais, como flocos de coco, nozes etc. No Brasil, foi lançado neste ano o primeiro drinksplus: o Chocolatco+, o único achocolatado com raspas de coco de verdade.

Silgan

Foto: Divulgação

A empresa também apresentou as soluções de gestão de produção e operações da Wonderware, da Invensys, empresa adquirida pela multinacional francesa em janeiro de 2014. Líder de mercado, a marca oferece soluções de software completas, integradas e com modularidade, permitindo a supervisão de uma máquina ou linha de produção e a integração de toda a planta com os sistemas corporativos.

Schneider Electric

Controladores 10 vezes mais rápidos que os existentes no mercado. Esta é a aposta da especialista global em gestão de energia. A nova família de controladores programáveis de automação garante mais transparência, flexibilidade e sustentabilidade, além de suporte simultâneo a dispositivos e maior capacidade de comunicação. O Modicon M221, M241 e M251 possuem alta capacidade de processamento e tem na composição dos seus modelos protocolos de rede, como o CanOpen e Ethernet padrão. As soluções Modicon são indicadas e desenvolvidas para o mercado de fabricantes

ao seu pipeline de inovação. A imagem da nova campanha de Comunicação inclusive mostra as caixinhas formando um gráfico de crescimento – destacando ainda importantes embalagens dos clientes, que conseguem identificar de forma direta suas marcas nas peças publicitárias.

Foto: Divulgação

Entre os diferenciais, estão proteção às áreas de produção e armazenagem de alimentos e bebidas, redução de custos a partir da eficiência energética, cumprimento de normas de higiene e segurança operacional aos colaboradores. As portas mantêm a tecnologia do revolucionário sistema de autorreparação, inovação exclusiva Rayflex: após qualquer impacto acidental de empilhadeira, carrinho ou similar na porta, esta sai das guias sem se danificar e volta a funcionar automaticamente, eliminando tempo de porta parada e assegurando que o local não fique aberto. Resultado: economia de tempo e de energia.

A Silgan Plastic Food Containers é o fornecedor líder em recipientes plásticos de alta barreira de oxigênio nos EUA e um dos maiores no mundo, traz agora para o

Editora B2B

39


matéria de capa | especial fispal tecnologia

Foto: Divulgação

SMC Brasil

identificar com exatidão onde há falhas, vazamentos ou ausência do fluxo, reduzindo desperdícios e custos com manutenção, além de prevenir danos em equipamentos que dependem da água para refrigeração. •Válvulas para sistemas de vácuo Série ZP2V: têm excelente emprego em sistemas na quais ventosas manipulam peças em tamanhos e quantidades diferentes, restringindo a perda de pressão negativa e prevenindo a queda das peças. Dispensam o uso de filtro após a ventosa, pois já vêm com elemento filtrante incorporado. •Terminais de válvulas série SY: incorporando tecnologia de válvulas de ponta, as novas válvulas SY3000/5000 oferecem benefícios de desempenho, reduzem custos, minimizam os requisitos de espaço e incrementam a confiabilidade do sistema.

Entre as novidades da líder mundial em automação pneumática, estão a nova série de fluxostatos para água série PF3W, as válvulas para sistemas de vácuo Série ZP2V e terminais de válvulas Série SY3000/5000. •Fluxostato série PF3W: são aplicados em sistemas com fluxo de água para arrefecimento, em monitoramento do consumo de água, em identificação de vazamentos e para dosagem. Quando utilizados em diversos pontos, permitem

40

Editora B2B

Foto: Divulgação

Sunnyvale

A empresa participou da Fispal com solução de codificação premiada na Europa. As principais novidades são as codificadoras Ink Jet da fabricante inglesa Domino Printing, a A320i e a A420i, que foram reconhecidas internacionalmente pela

tecnologia i-Tech como uma inovação para redução do custo operacional e do impacto ambiental. Entre as principais características das codificadoras A320i e A420i, estão a facilidade de manutenção e o custo de operação otimizado. A tecnologia i-Tech incorporada às codificadoras Domino A320i e A420i permitem a melhoria da eficiência das linhas de produção, pois minimizam as manutenções preventivas que são realizadas pelo próprio operador, proporcionando maior confiabilidade e desempenho superior quando comparadas aos equipamentos similares do mercado.

Systempack

Foto: Divulgação

Brasil um novo conceito de embalagens esterilizáveis, que não requerem refrigeração do alimento e permitem prazos de validade superiores a dois anos. A tecnologia exclusiva de Termoformagem Rotativa produz recipientes de alta precisão, adequados para sistemas de fechamento para recravação e termo-selagem. Estes recipientes são desenvolvidos especificamente para alimentos não perecíveis, que ao serem processados são capazes de suportar altas temperaturas e pressões em unidades esterilizadoras sem sofrerem achatamentos laterais ou deformações.

O grande lançamento da Systempack do Brasil é a linha Combo, ideal para envasar sachês de vários formatos em embalagens termosseláveis, laminados, bem como tipo papel poli, com quatro soldas. A linha pode envasar pós, a máquina possui cinco vias e pode realizar de um a cinco sachês ao mesmo tempo. Envasa, agrupa e encartucha os sachês em caixas display de papel cartão. É utilizada nos gêneros alimentício, farmacêutico, cosmético e químico e outros.


matéria de capa | especial fispal tecnologia

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Tetra Pak®

recente (LPA) reduz as causas comuns de problemas operacionais e tempo de inatividade diários. Já o sistema de codificação a laser de CO2, aumenta as velocidades de marcação, derrubando as fronteiras das capacidades de impressão a laser tradicionais. Também foi demonstrada a solução de impressão inovadora da Videojet que combina a alta resolução e a simplicidade da Tecnologia de Jato de Tinta Térmico (TIJ) com desemCom o objetivo de desenvolver o mercado penho de tinta industrial com metil-etil-cetona (MEK). de queijo frescal no Brasil, a Tetra Pak® apresenta uma nova solução de processo A Fispal Tecnologia 2015 acontecerá de 23 a 26 de junho, e envase para a produção em embalagens no Pavilhão do Anhembi, em São Paulo. longa vida. Com o novo sistema, o leite recebe o coalho para formar o queijo somente quando já está sendo envasado, o que proporciona uma redução de 85% na utilização do coalho. Dependendo da configuração produtiva, o processo ainda tem a vantagem de utilizar até 90% menos mão de obra, já que a produção não permite nenhum contato manual, o que também aumenta a segurança do alimento. Outra vantagem é que o sistema pode oferecer até o triplo do prazo de validade (90 dias). Em diversos tamanhos e formatos, as embalagens cartonadas da Tetra Pak® ainda permitem a impressão em toda a superfície, proporcionando maior impacto para a marca e flexibilidade para a indústria. Já para os consumidores, os benefícios da novidade se traduzem em comodidade e segurança.

Videojet Soluções de marcação e codificação são os destaques da Videojet no evento. A empresa lançou a Impressora e aplicadora de etiquetas Videojet 9550; a Impressora de Jato de Tinta térmico 8610 com base MEK; e a codificadora a Laser de CO2 Videojet 3330. Projetada com inteligência para eliminar ajustes manuais e 80% de desgaste das peças, a impressora e etiquetadora mais


Um novo discurso para o setor de embalagens flexíveis

CRESCIMENTO

Foto: Marcos Santos / USP Imagens

matéria de capa | embalagens flexíveis

INDÚSTRIA BRASILEIRA DE EMBALAGENS PLÁSTICAS FLEXÍVEIS

3,5%

FOI O CRESCIMENTO DA INDÚSTRIA BRASILEIRA DE EMBALAGENS PLÁSTICAS FLEXÍVEIS EM 2013

14,4%

2,3%

CRESCIMENTO DO FATURAMENTO EM 2013 saltando de

ALTA NO CONSUMO DE EMBALAGENS PLÁSTICAS FLEXÍVEIS EM 2013

R$ 12 bilhões

Quando comparado com o ano em 2012 para anterior, atingindo um volume de

1,88 milhão de

R$ 13,7 bilhões

1,940 milhão

de tonelada

tonelada produzida Fonte: Maxiquim/ Abief

O desenvolvimento de novas tecnologias está atrelado às necessidades do consumidor final. Assim, há uma demanda cada vez maior por embalagens que mantenham a integridade do produto por mais tempo, além de valorizá-lo visualmente

42

Editora B2B


Flexible Package Europe (FPE), associação que representa os fabricantes e convertedores de embalagens flexíveis na Europa, apresenta o documento “Perfect Fit” e propõe uma abordagem inovadora e sustentável, oferecendo uma simples e adaptável resposta às questões de fracionamento, preservação e demais demandas por conveniência

Rodrigo Almeida

A

ssim como é a fatia de mercado destinada ao uso de embalagens plásticas flexíveis, a lista de itens e produtos é imensa. Vai desde sacos ou sacarias, pouches, envoltórios fechados por torção e grampos, tripas a pouches autossustentáveis e bandejas flexíveis que se conformam ao produto. Passa também pelos filmes encolhíveis para envoltórios ou para unitização, filmes esticáveis para envoltório ou para amarração de carga na paletização, sacos de ráfia, e incluem, ainda, selos de fechamento, rótulos e etiquetas plásticas, entre tantos outros tipos. Todos esses itens se enquadram como embalagens plásticas flexíveis que, por definição, é toda e qualquer embalagem cujo formato depende da forma física do produto acondicionado e cuja espessura é inferior a 250 micras. De acordo com a Associação Brasileira de Indústria de Embalagens Plásticas Flexíveis (Abief), tais materiais se destacam pela relação otimizada entre a massa de embalagem e a quantidade de produto acondicionado, além da flexibilidade que oferecem ao dimensionamento de suas propriedades. “A possibilidade de combinação de diferentes polímeros para obtenção de propriedades balanceadas, que atendam a requisitos econômicos, ambientais e de conservação e comercialização de produtos, é uma das grandes vantagens competitivas das embalagens plásticas flexíveis”. Já o documento “Perfect Fit”, produzido pela Flexible Package Europe (FPE), associação que representa os fabricantes e convertedores de embalagens flexíveis na Europa, propõe uma abordagem inovadora e mais sustentável para as indústrias do setor e descreve esse tipo de embalagem da seguinte maneira: “As embalagens flexíveis oferecem a “perfect fit”, ou combinação perfeita, para os nossos desafios atuais de sustentabilidade. Isso oferecendo uma simples e adaptável resposta às questões de fracionamento, preservação e demais demandas por conveniência. São embalagens que permitem simultaneamente a otimização das funcionalidades e o melhor uso dos recursos.​​. De fato, comenta o presidente da Abief, Sérgio Carneiro, trata-se de um novo discurso para o setor, que pode resultar em um posicionamento mais alinhado às demandas da sociedade, abrindo novas oportunidades de negócio.

Editora B2B

43


Uma pesquisa, realizada pela Maxiquim para a Abief, revelou que a indústria brasileira de embalagens plásticas flexíveis registrou um crescimento de 3,5% em 2013 quando comparado com o ano anterior, atingindo um volume de 1,88 milhão de tonelada produzida. Já o faturamento cresceu 14,4% em 2013, saltando de R$ 12 bilhões em 2012 para R$ 13,7 bilhões. Apenas para efeito de comparação, de acordo com a Flexible Packaging Association (FPA), a indústria norte-americana de embalagens flexíveis movimentou 26,7 bilhões de dólares no ano de 2012.

Sérgio Carneiro, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Embalagens Plásticas Flexíveis

Eduardo Van Roost, diretor Superintendente da RES Brasil

internacional. “Temos visto no mundo todo um avanço dos flexíveis substituindo outros tipos de embalagens. O ano de 2013 foi muito positivo, e até o momento, 2014 tem repetido um crescimento além das expectativas para o segmento de Plásticos Inteligentes d2w Foto: Divulgação/RES Brasil

O diretor superintendente da RES Brasil, Eduardo Van Roost ressalta que o cenário brasileiro tende a acompanhar o cenário

Foto: Arquivo pessoal

Balanço e perspectivas

Foto: Divulgação/Abief

matéria de capa | embalagens flexíveis

Questões ambientais e de sustentabilidade estão em alta no setor de embalagens plásticas flexíveis

44

Editora B2B

e d2t”, explica o executivo da empresa, que atua na área de embalagens plásticas ecológicas e sustentáveis, e aposta no crescimento acentuado para os stand up pouch para 2014. Ideais para produtos líquidos, granulados, em pó ou sólidos, tais embalagens vêm se destacando no mercado devido a praticidade e baixo custo de produção, além de contar com a possibilidade de aplicação de diversos tipos de opcionais, como eurolock, zíper, válvulas tampas, entre outros. Historicamente, o presidente da Abief explica que o setor vem registrando taxas médias – desde 2006 - de crescimento entre 3,6 e 6,8%, respectivamente, em volume e faturamento. “Tal alta no faturamento [em 2013], acima da média histórica, foi fruto, basicamente, do aumento dos preços de vendas do setor, em decorrência direta dos grandes aumentos dos custos com matérias-primas no período”. Justamente por isso, Alexandre Zandavali, sócio-diretor da Lamipack, pondera que apesar de o ano de 2013 ter sido positivo, é


matéria de capa | embalagens flexíveis

Foto: Divulgação/Lamipack

No Brasil, o setor de alimentos ainda é o principal consumidor desse tipo de embalagens, com mais de 30% da demanda e, mais recentemente, o de bebidas vem ganhando espaço Alexandre Zandavali, sócio-diretor da Lamipack

preciso avaliá-lo com cautela. “O crescimento foi importante, mas as margens das empresas estão sendo cada vez mais achatadas. A avaliação que faço do setor como um todo é apreensiva, devido aos últimos aumentos de custo e ao baixo crescimento que estão se configurando para este ano.” Com tais indicadores, explica Carneiro, o consumo aparente de embalagens plásticas flexíveis foi de 1,940 milhão de tonelada no último ano, com alta de apenas 2,3% em relação ao ano anterior. “As expectativas de crescimento em 2014 são expressivas, com destaque para bebidas. Entretanto, os analistas do setor não acreditam que as altas serão suficientes para alterar o resultado. Assim, devemos fechar 2014 com um crescimento moderado, semelhante ao registrado em 2013.” No Brasil, o setor de alimentos ainda é o principal consumidor desse tipo de embalagens, com mais de 30% da demanda e, mais recentemente, o de bebidas vem ganhando espaço. Estima-se que cerca de 800 empresas atuem hoje no setor de embalagens plásticas flexíveis e, dados da Associação Brasileira de Indústria do Plástico (Abiplast), indicam que a indústria geral de transformação de plásticos é responsável por 348 mil postos de trabalho.

Desafios e oportunidades O desenvolvimento de novas tecnologias está atrelado às necessidades do consumidor final. Assim, o que vemos é uma demanda

cada vez maior por embalagens que mantenham a integridade do produto por mais tempo, além de valorizá-lo visualmente. Para Ellen Callmann, líder de Marketing Communications Food Care América Latina da Sealed Air, o mercado de embalagens está chegando a um ponto crítico, um período de iminentes mudanças. “É um mercado


Foto: Marcos Santos/USP Imagens

matéria de capa | embalagens flexíveis

Indústria brasileira de embalagens plásticas flexíveis registrou um crescimento de 3,5% em 2013

extremamente competitivo, com produtos que têm pouca diferenciação tecnológica.” Diante disso, ela acredita que é preciso verdadeiramente olhar para as necessidades das cadeias de distribuição e dos consumidores finais para entregar produtos que atendam às necessidades reais. “Inovação por inovação, não funciona. É preciso criar valor.” Por outro lado, Ellen enxerga na produção de embalagens em porções menores ou individuais, as chamadas “consumer units”, como um grande nicho de oportunidades. “Isso deve acompanhar a tendência do mundo atual de configuração social e familiar. Além do tamanho da porção, destaque para embalagens prontas para o varejo com maior vida útil, que geram menor desperdício ao varejista e garantia de origem.” Em termos de equipamentos, a

46

Editora B2B

mais recente tecnologia oferecida pela empresa são os túneis de encolhimento, que oferecem vantagens como a redução do uso de recursos naturais e do nível de ruído; controle de temperatura eletrônico, com maior confiabilidade e repetibilidade; e design diferenciado. O presidente da Abief ressalta a necessidade de antever as necessidades do mercado e oferecer o melhor produto, lembrando sempre da relação custo-benefício. “Hoje, eu diria que os desenvolvimentos estão concentrados em duas áreas principais: tecnologia retort e rastreabilidade/monitoramento das condições do produto.” Nessa linha, há uma série de possibilidades como a dos sensores para medição de vida de prateleira do produto, os rótulos RFID (identificação por radiofrequência) que monitoram todo o ciclo de vida do produto

e os stand-up pouches retortable. “Em resumo, tudo o que converge para tornar a relação produto/consumidor final mais amigável e prazerosa.” Na parte de produtos com diferenciais ambientais ou de funcionalidade, as oportunidades para o segmento de plásticos já estão presentes e já começam a ser identificadas. “São tecnologias consagradas e disponíveis. O maior desafio é desenvolver tecnologias e materiais cada dia mais avançados já que as necessidades são cada dia mais complexas”, considera Eduardo Van Roost, da RES Brasil. Esse é um dos motores que levam a Symphony Environmental Technologies Plc, representada pela RES no Brasil, a desenvolver soluções que atendam as expectativas de um mercado cada dia mais exigente. O sócio-diretor da Lamipack levanta uma questão importante: “Os convertedores estão, cada vez mais, à procura de estruturas de maior rendimento e shelf life, com um menor custo unitário. Temos que trazer para o nosso segmento um número cada vez maior de consumidores e, para isso, precisamos investir em tecnologias que nos permitam substituir outros materiais de embalagem por embalagens plásticas. Por isso, as maiores novidades são vistas nas estruturas das embalagens”, afirma. No mercado doméstico, segundo Sérgio Carneiro, se tomarmos a carne como exemplo, percebe-se o aumento significativo da demanda por embalagens – basicamente filmes – que conservem o produto fresco por até um mês, mantendo sua


Foto: Divulgação/Sealed Air

matéria de capa | embalagens flexíveis

Segmento alimentício é um dos principais destinos dos produtos oferecidos pela Sealed Air

aparência e o sabor. “Nesta linha, as embalagens com atmosfera modificada são a grande aposta. Em termos gerais, estamos falando da injeção, no interior da embalagem, de gases que aumentam a durabilidade do alimento até 15 vezes mais do que as embalagens convencionais. Basicamente, a combinação de gás carbônico e oxigênio inibe a ação de bactérias e conserva o alimento fresco por até 30 dias.”

Questão primordial Eficácia e eficiência são dois dos fatores fundamentais para definir o a sustentabilidade de uma solução de embalagem. Desde 2003, quando a RES Brasil passou a atuar com mais intensidade no Brasil, a empresa vem notando um crescente interesse em embalagens plásticas com características que atendam normas de proteção ambiental e de sustentabilidade. “Todos já sabem das ótimas características das embalagens plásticas convencionais. Com o desenvolvimento dos plásticos oxibiodegradáveis d2w, tornou-se possível complementar estas características com o atendimento de normas internacionais que preveem degradação, biodegradação e ausência de resíduos nocivos”, explica Van Roost.

A líder de marketing da Sealed Air, Ellen Callmann concorda com o pensamento da companhia em que trabalha. A empresa adota a questão da sustentabilidade como alicerce na forma como as soluções são desenvolvidas. “Temos o compromisso de proteger as pessoas e o planeta, com produtos e soluções que reduzem o desperdício e minimizam o uso de recursos, aumentando a eficiência operacional, reduzindo os riscos e protegendo a saúde humana.” Em resumo, “Perfeição é alcançada, não quando não há mais nada a acrescentar, mas quando não há mais nada para tirar”. A célebre frase é do escritor francês, Antoine de Saint-Exupéry, autor do clássico “O Pequeno Príncipe”, mas caberia muito bem como premissa do setor de embalagens flexíveis a partir da última década e pelos próximos anos. INFORMAÇÕES Abief www.abief.org.br Lamipack www.lamipack.com.br RES Brasil www.resbrasil.com.br Sealed Air www.sealedair.com/la/pg/


especial |fce

FCE Pharma encerra 19ª edição com sucesso Mais de 17 mil profissionais conferiram as novidades e tendências do setor farmacêutico, que faturou R$ 57 bilhões em 2013

P

rincipal plataforma de negócios da cadeia produtiva do mercado farmacêutico, a FCE Pharma, que aconteceu em maio deste ano, em São Paulo, comemorou sua 19ª edição com a visita de mais de 17 mil profissionais, fabricantes, fornecedores, distribuidores e revendas do País e do exterior, que estiveram em busca de novidades e tendências do setor, abrangendo todas as etapas de produção, em especial as de fabricação, fornecimento e distribuição de produtos e serviços. De acordo com o Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo e pesquisas do IMS Health, o Brasil é o sexto maior mercado farmacêutico do mundo, com um faturamento de R$ 57 bilhões em 2013.

48

Editora B2B

Conhecimento Este ano, aconteceu a primeira edição da Powtech Arena no Brasil, que apresentou o que existe de mais atual em soluções para partículas finas, sólidos secos e suas diferentes aplicações. O evento contou com diversos especialistas, como Janine Boniatti, pesquisadora


EDIÇÃO VISITA DE

+ DE 17 MIL

PROFISSIONAIS

do Laboratório de Estudos do Estado Sólido (LEES), André Luiz Rosa, analista de Pré-formulação da Eurofarma e Altivo Pitaluga Junior, pesquisador e coordenador do Laboratório de Estudos do Estado Sólido (LEES) do FIOCRUZ. Outras estreias foram a Plastics News Brazil Pharma Summit 2014 e a I Jornada Sindusfarma. A primeira discutiu a aplicação de polímeros para fabricação, formulação e processamento de embalagens de produtos farmacêuticos. A conferência teve como macrotema “Inovação: Como polímeros e tecnologia

Entre os destaques, estavam a linha Sure Guard, de frascos, tampas e batoques para a indústria farmacêutica, além dos frascos exclusivos para clientes de Higiene e Personal Care. Os produtos protegem os medicamentos de umidade, oferecendo barreiras químicas e para a luz, que sejam fáceis de abrir, porém resistentes para crianças, com doses únicas, portabilidade e, ainda, que atendam os pré-requisitos regulatórios existentes.

podem transformar o processamento, produção, proteção e embalagem de produtos farmacêuticos no Brasil e na América Latina”. Já a Jornada contemplou palestras sobre o tema “A Evolução do Conhecimento na Indústria Farmacêutica. Onde Estamos? Para Onde Vamos?”.

NOVIDADES A alta tecnologia dos equipamentos apresentados para todos os processos produtivos da cadeira farmacêutica foi destaque entre os expositores.

Amcor

Bemis Foto: Divulgação

Em sua 3ª edição, o Seminário FCE Pharma apresentou palestras de renomados profissionais do setor, como Alfonso Izarra, presidente da Associação Internacional de Engenharia Farmacêutica (ISPE) e o Dr. Dirceu Barbano, presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), com temas que se destacaram em biotecnologia, gerenciamento de risco, estabilidade de medicamentos, administração e controle da contaminação microbiana e boas práticas de armazenamento e distribuição.

A empresa aproveitou a feira para apresentar a estrutura Skyblue, blister rígido de alta barreira à base de poliolefinas, um produto “PVC Free”, ou seja, não contém componentes clorados, e é 100% reciclável. Possui resistência a risco e ainda proporciona maior extensão do shelf life (tempo de vida útil), pois oferece barreira a vapor d’água e oxigênio.

B&W Tek Foto: Divulgação

Foto: NuernbergMesse

FCE PHARMA

19ª

matéria de capa especial | codificação | fce

Líder em prover soluções que aliam tecnologia, design personalizado e capacidades de fabricação, a B&W Tek mostrou o espectrômetro NanoRam® Raman, aparelho portátil para identificação rápida de matérias-primas farmacêuticas e detecção de drogas falsificadas.

Editora B2B

49


Nissei ASB

alta produtividade e precisão com flexibilidade trabalhando com diferentes produtos e formatos.

Raumak

Labmaq A fabricante de equipamentos para pesquisa e desenvolvimento apresentou o minileito fluidizado MLF 100, um sistema de bancada com tecnologia 100% nacional, desenvolvido para aplicação em processo de revestimento em comprimidos, cápsulas duras e moles, em materiais multiparticulados (pellets, grânulos, princípios-ativos e também minicomprimidos) e revestimento e secagem em sementes.

50

Editora B2B

O grande lançamento da Nissei ASB no Brasil foi o ASB-12M, uma máquina de um estágio sendo injeção, estiramento e sopro, compacta, silenciosa com consumo mínimo de energia. Ela é ideal para pequenos volumes de produção de embalagens farmacêuticas, como colírios, flaconetes, pílulas e xaropes.

Optima Foto: Divulgação

A multinacional alemã, líder no mercado de automação industrial, levou algumas de suas soluções e tecnologias, como o atuador EPCO e a Unidade de Indicação e Controle CDPX. O atuador elétrico EPCO é o primeiro da linha Optmized Motion Series (OMS), uma linha de eixos e acionamentos de fácil especificação, montagem, parametrização e operação para aplicações de posicionamento. O Terminal de Válvulas CPX-P/MPA é uma solução que contempla nó de rede, módulos de entrada digital, barreiras de segurança intrínsecas incorporadas e bloco de válvulas pneumáticas, tudo isso num único produto, tornando-o a melhor solução de campo para acionamento de válvulas de processo em atmosferas explosivas.

Entre as soluções oferecidas para o mercado farmacêutico, estão sistemas de pesagem e sistemas de transporte a vácuo, linhas de granulação, revestidoras, blistadeiras, encartuchadeiras, encaixotadoras, equipamentos de envase para produtos estéreis e não estéreis (líquidos e pós), liofilizadores, sistemas de preparação, sistemas WIP/CIP/SIP, equipamentos para processos.

Promáquina Em sua 15º participação consecutiva, a empresa expôs na feira o equipamento que lidera sua presença nessas indústrias, a envasadora automática da série EVL, equipamento que reúne

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Festo

Foto: Divulgação

especial |fce

A empresa apresentou equipamentos e soluções em movimentação e acondicionamento de produtos, como a encaixotadora automática Boxer Line, desenvolvida para atender o segmento de frascos e garrafas plásticas ou de vidro – configurada com as funções de armar, introduzir o produto e dobrar a aba superior. Destaque também para a encartuchadora automática Carton Line, que possibilita a introdução do produto em caixas tipo cartão, em múltiplas unidades ou de maneira individual – seja na posição vertical ou horizontal, com fechamento hot melt ou aba encaixada.

Schott A empresa lançou o adaptiQ™, frascos prontos para o envase que possibilitam um processo mais enxuto, melhor qualidade e maior flexibilidade. É a única solução do mercado que permite que os frascos permaneçam fixos, dentro do container, durante todo o processo de envase e acabamento.

Sunnyvale Fornecedora de codificadoras industriais, a empresa apresentou a solução completa que atende a lei 11.903/09 e a RDC


54/2013 que tratam das obrigatoriedades em relação à rastreabilidade de medicamentos. A Sunnyvale conta com três tecnologias para a impressão dos códigos bidimensionais Datamatrix que passam a ser obrigatórios nas embalagens.

Paralelamente à FCE Pharma, aconteceu a FCE Cosmetique, uma plataforma de negócios para a cadeia produtiva do setor de cosmético, evento que proporcionou um circuito de soluções, inovações e tendências em matéria-prima para o setor. Confira algumas novidades:

Antilhas Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

FCE COSMETIQUE

SystemPack

A empresa levou uma novidade para o setor industrial: o novo Catálogo de Acabamentos, que possui várias possibilidades de customização. Em 12 lâminas diferentes, os produtos são desenvolvidos de acordo com a potencialidade dos acabamentos, podendo ter efeitos visuais em hot-stamping, relevo localizado, microrrelevo, holografias, microtexturas, flocagem, entre outras. A Antilhas também apresentou diversas soluções de embalagens para o setor, bem como tendências internacionais com grande potencial de sucesso no Brasil.

Especializada no desenvolvimento e na fabricação de máquinas envasadoras, encartuchadeiras e dosadoras automáticas, destacou no evento a SP200, desenvolvida para envasar sachês de vários formatos em embalagens termosseláveis, laminadas e é capaz de envasar pós, líquidos, pastosos e peças rígidas. Foto: Divulgação

Videojet

A Videojet Brazil irá vender, instalar e dar suporte à solução Systech Citadel, a mais avançada serialização baseada em nuvem no mundo e plataforma de proteção de marcas, em parceria com a Systech International, líder global em soluções de serialização empresarial, autenticação e logística de distribuição. Além de cumprir com os requisitos regulatórios, a plataforma Citadel oferece uma solução holística completa de ponta a ponta a qualquer fabricante que necessitar cumprir com a DRC-54.

Foto: Divulgação

Bemis

Dow Provedora de soluções voltadas para o mercado de cuidados pessoais, a Dow participou da FCE Cosmetique trazendo ao mercado brasileiro a tecnologia Epitex™ AC, um agente de resistência à água utilizado em formulações de proteção solar aerosol. A empresa também apresentou o ACULYN™ Excel, um agente de viscosidade e textura desenvolvido para ser utilizado em sabonetes líquidos e shower gel, entre outras aplicações. Globoplast A empresa apresentou o Coex Globoplast, bisnagas multicamadas que oferecem proteção e segurança do produto contra ações do ambiente como incidência de luz, umidade e gases; além de cases de aplicações da sua patenteada Impressão 3D, que aplica Braille, textos e imagens em alto relevo; a Impressão Over Shoulder, que possibilita uma decoração mais requintada e maior destaque para o produto; e fechamentos especiais exclusivos aplicados a toda gama de volume, que vai do diâmetro 19mm ao 50mm. Oxiteno

Outra novidade da empresa é o tubo laminado com orifício de 1,5mm, a primeira bisnaga laminada do mercado com este tamanho de orifício, ideal para produtos cuja aplicação deve ser feita em áreas restritas ou sensíveis, apropriada para os segmentos de cosmético e farmacêuticos.

Líder na produção de tensoativos e especialidades químicas na América Latina, a empresa lançou a plataforma “Suavidade”, que tem como apelo formulações mais suaves para xampus, condicionadores, sabonetes líquidos e em barra, tinturas para cabelos, esmaltes, cremes, loções e desodorantes. Além disso, destacou sua renomada linha, que conta com componentes biodegradáveis e multifuncionais, prontos para propiciar diferentes atributos às formulações de seus clientes.

Agende-se! A edição de 20 anos da FCE Pharma/ Cosmetique acontecerá de 12 a 14 de maio de 2015. Editora B2B

51


especial |metpack e interpack

MetPack e InterPack Assunta Camilo*e Fabiane Staschower* Feiras alemãs apontam o futuro das embalagens

P

rincipais eventos da indústria de embalagens, que ocorrem a cada três anos na Alemanha, as feiras MetPack e InterPack encerraram a edição 2014, no mês de maio, com uma marca recorde em vários aspectos. Na InterPack, foram mais de 175 mil visitantes, sendo 66% estrangeiros, vindos de mais de 120 países. A área da feira também foi ampliada e estruturada com 19 pavilhões, ocupados por mais de 2.700 expositores. Já a MetPack contou com 243 expositores de 27 países, trazendo palestras sobre as novidades da indústria de máquinas para a produção de embalagens metálicas e a premiação para esse

52

Editora B2B

segmento. Em conjunto, as feiras apresentaram inúmeras novidades, incluindo a impressão em garrafas e bisnagas em tempo real. A sofisticação nas decorações e nos acessórios foi uma tônica dos eventos. Na ocasião, a World Packaging Organisation (WPO),


Assunta Camilo, diretora da FuturePack e Fernando Sandri, diretor da Ibema recebem o premio mundial das mãos do presidente do WPO, Thomas L Schneider

entregou os prêmios das melhores embalagens mundiais, e o Brasil esteve entre os contemplados. A FuturePack, que conquistou o troféu de Melhor Embalagem do Ano em 2013, recebeu o prêmio pelo projeto da champanheira de papel cartão desenvolvido para a Salton. Também foi divulgado o President’s Award, entregue à empresa japonesa que desenvolveu a Gentlelock®, uma geração de tampas-rosca contra vazamento e previne acidentes com as crianças. A tampa pode ser fechada e aberta girando

um anel sempre para a mesma direção, sendo indicada para todos os tipos de produtos. Parte integrante das feiras, o Congresso SAVE FOOD contou em sua segunda edição com mais espectadores e, de maneira bem instigadora, abriu margem para uma reflexão sobre a responsabilidade de cada cidadão na cadeia do alimento e sobre a real função da embalagem. Houve ainda uma excelente oportunidade de apresentar projetos e iniciativas relevantes para motivar as pessoas a

Foto: FuturePack

Foto: FuturePack

especial matéria | metpack de capa |ecodificação interpack

seguirem em frente, provando que embalagem melhor promove um mundo melhor. Envolto no clima que a InterPack cria por si só, o Instituto de Embalagens também levou uma importante novidade para os visitantes da feira: o livro Better Packaging. Better World (em inglês), que contou com o lançamento oficial no evento e foi muito bem avaliado pelo público e pela crítica presentes. As informações sobre a obra estão disponíveis no site: www.betterpackagingbetterworld.com

Editora B2B

53


especial |metpack e interpack Foto: FuturePack

MetPack

Foto: FuturePack

Na MetPack, as novidades ficaram concentradas nos novos formatos, tamanhos e principalmente na redução das espessuras das estruturas de metal, que atingiram a marca de 0,09 mm, ou seja, uma lata de aço que antes pesava cerca de 100 g, agora pesa em torno de 27 g. Já a lata de alumínio atinge 10 g!

Sobre as taxas de reciclagem das embalagens de aço, na Europa divulgaram índice de 74%, enquanto na Alemanha os números apontaram para 93%. Oxalá consigamos o mesmo logo!

O destaque sobre a impressão laminada está na sofisticação, na diferenciação e na personalização permitidas pela impressão digital. As empresas responsáveis por apresentar as novidades no mercado de impressão digital foram a INX, a Martinenghi e a Hinterkopf, cada uma com uma solução diferente.

54

Editora B2B

Um grande destaque da feira foi a empresa alemã Mall/ Herlan, importante referência em embalagens de alumínio. Foram mostradas as novas máquinas para produção de garrafas de alumínio com capacidade de produção de até três mil unidades por minuto, aumentando a competitividade dos fabricantes no negócio. A empresa também apresentou as máquinas para produção de aerossol monobloco, que podem ser fabricadas em alumínio ou aço por meio da nova tecnologia, permitindo economizar até 40% de material em comparação aos processos tradicionais. Já no segmento de bisnagas, o destaque foi uma linha especial que atinge média de 200 bisnagas por minuto a partir do slug.

SAVE FOOD Em sua segunda edição, o Congresso mostrou nos seus dois dias a importância de se discutir e demonstrar mundialmente os pontos fortes da embalagem no processo de salvar os alimentos. Trata-se de um grupo com mais de 110 indústrias, cuja iniciativa é combater as perdas de alimentos e resíduos, tendo como parceiros a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA). No primeiro dia, foram apontadas questões temáticas com cases para orientar organizações sem fins lucrativos e o governo a se mobilizarem para a solução de problemas a partir de políticas e ações sociais. O segundo dia tratou de soluções e melhorias práticas, apresentadas por empresas privadas. O Congresso mostrou como o problema da perda de alimentos e resíduos é mundial e pode ser combatido através de toda a cadeia de valor. Foram recebidas contribuições de convidados ilustres como o ministro senegalês Youssou N’Dour, bem como representantes da FAO e do PNUMA, além de inúmeras palestras e painéis de discussão que demonstraram exemplos práticos. Durante a InterPack 2014, o espaço “Innovation Parc” apresentou soluções e ideias para combater perdas de alimentos e resíduos. O Instituto de Embalagens participou do congresso e das atividades paralelas com o almoço promovido pela iniciativa “Feeding the


5000”, tendo no cardápio uma refeição produzida a partir de legumes que seriam descartados pela indústria no entanto em condição de consumo.

Foto: FuturePack

especial matéria | metpack de capa |ecodificação interpack

InterPack O sucesso desta edição não aconteceu por acaso. Os investimentos foram pautados com base na atenção e no cuidado dos organizadores em estruturar uma feira para atender seus visitantes, principalmente end users, que foram ao evento para encontrar soluções e produtos de expositores dispostos a mostrar suas iniciativas e projetos. No geral, a feira é bastante completa e organizada, com setores bem divididos, como a estreia do setor de componentes chamado Metal Plaza, a área dos bios, a de reciclagem, máquinas, embalagens flexíveis, embalagens de papel etc. Os temas dominantes na InterPack 2014 foram a eficiência de recursos para máquinas e instalações, bem como para o uso de material de embalagem, qualidade e segurança, a fim de garantir produtos acabados perfeitos e à prova de falsificação, especialmente em segmentos delicados, como é o caso de alimentos, bebidas e farmacêuticos. Quanto às inovações, pudemos conferir alguns high light, como a impressão digital direcionada para todos os mercados para substituir a impressão de informações de forma direta em garrafas, bisnagas, latas de aerossol e em tubo plástico, com velocidades maiores e set ups que chegam a menos de dois minutos.

Também encontramos novas propostas de aplicações com maior segurança e facilidade de abertura, além de adaptação para facilitar a conveniência, a leveza e a melhoria do descarte no caso de algumas embalagens. Vamos aos destaques:

Embalagens farmacêuticas Ao visitarmos os pontos de venda como supermercados, drugstores e farmácias, notamos o crescimento da venda direta de medicamentos e dos suplementos vitamínicos e/ ou similares. Outra tendência notável diz respeito ao uso de biocomponentes nos medicamentos. A Visiogain, empresa de pesquisa do mercado britânico, confirma que as vendas anuais de biofármacos estão experimentando um crescimento de dois dígitos,

além de um aumento contínuo previsto para os próximos 10 anos. Isso tem forçado as empresas farmacêuticas a se adaptarem. Algumas biomoléculas prontamente se decompõem, ao passo que outras são altamente agressivas e atacam as embalagens primárias. Dessa forma, embalagens com propriedades de barreira melhoradas e maior resistência ao impacto têm sido extremamente necessárias. Também têm sido mandatórios os processos de produção com maior capacidade de precisão e dosagem mesmo nas mais ínfimas quantidades de substâncias. Além disso, os fabricantes de produtos farmacêuticos têm de salvaguardar os seus medicamentos contra a falsificação. Sob a Nova Diretiva Antifalsificação da Europa,

Editora B2B

55


especial |metpack e interpack praticamente todos os medicamentos sujeitos à receita médica terão de ser fornecidos, a partir de 2017, com um número de código único, o que caracteriza e mostra que a embalagem externa não sofreu nenhuma adulteração. Produtos farmacêuticos falsificados estão se tornando uma ameaça constante para pacientes do mundo inteiro. Questões como a automedicação e a segurança do usuário estão se tornando cada vez mais importantes. Antigamente, havia injeções que só os médicos podiam aplicar, mas que agora podem ser autoadministradas pelos pacientes. Para evitar ferimentos, encontramos agulhas de segurança embutidas no próprio frasco e que se retraem imediatamente após a aplicação. A fabricante sueco-finlandesa Stora Enso e a Chalmers University of Technology de Göteborg, por exemplo, estão desenvolvendo uma embalagem inteligente projetada para simplificar a comunicação entre pacientes e médicos. A embalagem grava precisamente quando um comprimido é removido. Se a prescrição do médico não for observada, o paciente recebe um lembrete sem fio retransmitido para um telefone celular, por exemplo. A empresa Schott optou pelo revestimento de suas embalagens com uma camada de silício, o que impede interações de proteínas, do medicamento, com a superfície da embalagem e também a absorção dessas proteínas, e que faz com que biofármacos sensíveis preservem-se por mais tempo.

56

Editora B2B

As garrafas de multicamada também se mostraram alternativas aos frascos de vidro. Contra a falsificação, Agosto Faller, fabricante de embalagens para produtos farmacêuticos, desenvolveu códigos de barras com série alfanumérica e códigos de matriz de dados para as caixas dobradas e os rótulos, codificando em série os materiais de embalagem. O especialista usa a tecnologia de jato de tinta e imprime nas

embalagens as informações do produto em série, permitindo assim rastrear os remédios para retornarem ao fabricante. O crescimento da demanda por soluções de identificação para os próximos anos deve ser esperado. A securPharm, organização guarda-chuva de cinco associações de distribuição de produtos medicinais, pretende estabelecer um sistema baseado em códigos de matriz de dados para elevar a proteção


Foto: FuturePack

Foto: FuturePack

especial matéria | metpack de capa |ecodificação interpack

diferenciação entre as marcas e os produtos. Por isso, esta edição da InterPack reuniu as mais importantes empresas de equipamentos para impressão, como Comexi, Bobst e Durst; no entanto, o grande show ficou por conta da americana Hewlett Packard, a HP.

contra os medicamentos falsificados. A ideia é que os fabricantes dos medicamentos tenham cada embalagem como única, imprimindo-a com um código de dados único.

Impressão de embalagens Sem dúvida, a impressão e a decoração das embalagens foram um dos aspectos mais importantes apontados como solução. Além de identificar, a impressão permite que haja a

Desde a entrada da feira até o 13º hall, havia chamadas para as intervenções artísticas, como o exemplo de um “show” que destacou a potência dos seus equipamentos. A empresa também apresentou sua nova geração de impressoras digitais séries 10000, 20000 e 30000. Os equipamentos rodaram e imprimiram durante toda a feira embalagens e rótulos em substratos flexíveis e em papel cartão. No mesmo estande também marcou presença a israelense Scodix ® , com soluções

de enobrecimento digital, como relevos, vernizes poliméricos, glitter, entre outros efeitos disponíveis para a indústria de embalagens. Sem dúvida, as embalagens que apresentarem melhorias nos aspectos de impressão, forem mais leves, com as maiores barreiras e produzidas com mais eficiência serão as embalagens que permanecerão no futuro, afinal: Embalagem melhor. Mundo melhor!

*Assunta Camilo é diretora da FuturePack, consultoria de embalagens, e do Instituto de Embalagens. Diretora e coautora do livro Better Packaging. Better World.

*Fabiane Staschower é engenheira consultora da FuturePack e do Instituto de Embalagens. Coordenadora e coautora do mesmo livro.

Editora B2B

57


Foto: iStock

CRESCIMENTO

MERCADO DE ORGÂNICOS

U$ 63,8

bilhões em 2012

O MERCADO DE ORGÂNICOS MOVIMENTOU U$ 17,8 bilhões em 2000 e passou para 63,8 bilhões em 2012. E a tendência é continuar crescendo.

Fonte: Organics Monitor

Embalagens sustentáveis e rótulos éticos

H

Foto: Divulgação

oje, o desafio não é incluir apelo de sustentabilidade nos rótulos. É lançar produtos orgânicos e convencionais que utilizem ingredientes sustentáveis, que ajudem no desenvolvimento local, que mantenham uma postura ética em todas as etapas de produção e ainda consigam se conservar competitivos no mercado. A procura por produtos orgânicos ou convencionais que atendam a esses vetores é crescente. Conforme dados da Organics Monitor, o mercado de orgânicos movimentou U$ 17,8 bilhões em 2000 e passou para 63,8 bilhões em 2012. E a tendência é continuar crescendo. Por isso há uma proliferação de selos e claims “eco”, gerando poluição visual nas embalagens e confusão na mente do consumidor. Mas, as pessoas estão começando a perceber que não basta ser orgânico ou conter um selo verde para ser considerado bom. Muitas empresas utilizam símbolos (como folhas de plantas ou de reciclagem) que apenas induzem o consumidor a acreditar numa informação que não condiz com a realidade, estampando produtos que utilizam matérias-primas prejudiciais ao organismo/meio ambiente ou embalagens não reaproveitáveis. Por outro lado, o consumo consciente tem ganhado espaço. Como se trata de um ciclo que envolve a escolha racional do produto, o modo de utilização sem desperdícios e o descarte responsável são muito importantes e as empresas devem adicionar informações verdadeiras e completas em suas embalagens.

58

Editora B2B

Daniela Sato, responsável pelo Marketing da MN Própolis

Vamos exemplificar com o setor de mel. No Brasil, segundo números da Confederação Brasileira de Apicultura (CBA), os brasileiros consomem apenas 130g de mel ao ano, uma quantidade muito inferior se comparados aos 1,5kg e 2kg dos americanos


pack | sustentabilidade

e europeus, respectivamente. O baixo consumo está relacionado a diversos fatores, mas um deles é cultural, muitos só ingerem apícolas (como mel, pólen ou própolis) quando ficam doentes e não como parte de uma rotina diária de manutenção à saúde. Por esse motivo, a MN Própolis lança campanha de conscientização, com o slogan “Sabor e Saúde Todos os Dias” e a intenção de trazer mais informação ao consumidor, mostrando quão ricos são esses alimentos e os inúmeros benefícios que os apícolas podem oferecer à saúde se incorporados ao seu dia a dia. Mostrar dados reais para transformar a compra pontual, que remedia uma situação indesejável, num hábito que, além de evitar o desconforto, trará muitos pontos positivos, como aumento da disposição física e mental. A campanha contará com identificação visual nas gôndolas,

folhetos, banners, tags em todas as embalagens e interação com as redes sociais, mostrando ao consumidor que esses produtos são naturalmente cheios de propriedades e podem ser utilizados de diversos modos no cotidiano. Gradativamente, as pessoas estão passando da “informação negativa como: “não contém aditivos” ou “isento de corantes artificiais” para a busca da “informação positiva: “contém antioxidantes”. Como parte de uma filosofia em escolher um produto que supra mais do que uma necessidade básica e agregue saúde, qualidade de vida e não agrida o meio ambiente. Não vivemos isolados, fazemos parte de um planeta com recursos limitados. E dentro dessa política, a MN Própolis se preocupa em não adicionar nenhum ícone ou informação em seus produtos que ludibriem o cliente. A empresa procura utilizar as

melhores matérias-primas, de fornecedores transparentes (de preferência regionais) e seguir todas as normas legais. Os alimentos passam por análises laboratoriais em todas as etapas dos processos para garantir que o consumidor receba um produto confiável, seguro e responsável. Portanto, a verdadeira dificuldade reside em oferecer produtos orgânicos e convencionais sustentáveis que possuam qualidade e sejam éticos em relação às informações contidas nas embalagens. Árduo, mas não impossível porque não há produto que se mantenha em bases e princípios irreais.

*Daniela Mina Sato é graduada em Propaganda, Publicidade e Marketing pela ECA-Universidade de São Paulo e responsável de Marketing da MN Própolis.


Assunta Napolitano Camilo*

Fotos: FuturePack

Direto da gôndola e longe das crianças

Foto: Leandro Andrade

direto da gôndola

A

alemã Henkel® lançou recentemente na Europa uma embalagem limitada para a marca Persil®. Trata-se de uma “caixa” plástica utilizada pela empresa como promoção para incentivar os usuários a comprarem a nova proposta do produto Persil duo-caps color®, que traz cápsulas de detergente para roupas bipartidas coloridas, embaladas em plástico hidrossolúvel. As cápsulas prometem alvejar, lavar e deixar as roupas macias e cheirosas, devendo ser colocadas com elas na máquina de lavar. Fácil e conveniente, esse tipo de produto tem conquistado muitos consumidores. A proposta da caixa é que o usuário possa aproveitá-la como reservatório, ou seja, uma embalagem reutilizável, necessitando depois apenas comprar o refil. Dessa forma, a marca fica presente por mais tempo no armário do consumidor, assim como em sua mente. A caixa (ou pote) é produzida por injeção de polipropileno com paredes finas. A tampa permite o perfeito empilhamento. A forma de um paralelepípedo garante um excelente aproveitamento na armazenagem e um ótimo painel frontal. Na decoração, há um grande rótulo autoadesivo com imagem hiper-realista bastante colorida, que dá o recado imediatamente. A tampa, também injetada, é estruturada para não empenar e permite um sistema abre e fecha. Conta ainda com sistema de trava que não é fácil para uma criança abrir, além de ter lacre que demonstra violação. Destaco a preocupação da empresa em comunicar aos consumidores que o produto deve ficar longe das crianças. Por meio de adesivos amarelos bem visíveis tanto no painel frontal quanto no rótulo superior, e também através de desenhos, mesmo que a língua não seja

60

Editora B2B

compreendida, a comunicação fica estabelecida de forma simples e direta. Aliás, essa preocupação de se comunicar com os consumidores de forma clara pode ser observada no contrarrótulo. É desnecessário ler, pois tudo é compreendido através dos ícones. Parabéns à Henkel® pela iniciativa, pois, instruções claras evitam acidentes e, assim, são melhores e: Embalagem melhor. Mundo melhor. Mais informações e fotos dos produtos podem ser obtidas no site: www.clubedaembalagem.com.br. *Assunta Napolitano Camilo: Diretora da FuturePack – Consultoria de Embalagens e do Instituto de Embalagens – Ensino & Pesquisa. Articulista, professora e palestrante internacional de embalagens. Coordenadora dos livros: “Embalagens Flexíveis”; “Embalagens de Papelcartão”; “Guia de embalagens para produtos orgânicos”; “Embalagens: Design, Materiais, Processos, Máquinas & Sustentabilidade”. Diretora do “Kit de Referências de Embalagens” e da obra “Better Packaging. Better World”.


LEITURA

DESTAQUE O livro “Better Packaging. Better World”, lançado pelo Instituto de Embalagens, é direcionado para o mercado e todos os profissionais do sistema embalagens, já que aborda um pouco de cada parte da cadeia. A obra dá uma introdução geral sobre design, inovação, mercado e tendências, fala sobre todos os materiais de embalagem, dos tipos presentes no mercado e acessórios utilizados. Além disso, é possível conferir os processos de fabricação, saber mais sobre os equipamentos deste setor e se inteirar sobre sustentabilidade e sua relação com as embalagens. “Trata-se de uma obra atualizada com uma diagramação atraente, com muitas imagens ilustrativas, bem convidativas para uma fácil leitura. Foi escrito por 39 coautores, profissionais experientes do mercado e revisado tecnicamente pela nossa equipe”, explica a diretora do Instituto de Embalagens, Assunta Napolitano. Revista PACK: Esta é a décima obra do Instituto de Embalagens. O que esta se difere das demais? Assunta Napolitano: Sua internacionalização. Várias entidades internacionais estão apoiando a iniciativa por meio da divulgação e da distribuição dos exemplares, como Australian Packaging Institute, (AIP), Institute of Packaging Professionals (IoPP) (Estados Unidos), Internacional Packaging Institute (IPI) (Europa), Conseil National de l’Emballage (França), Danish Technological Institute (Dinamarca), LibanPack (Líbano), Packaging Association of Latvia (Letônia) e Sojusupak (Rússia). O Instituto de Embalagens editou o primeiro livro brasileiro completo sobre o tema embalagens, desde a concepção até o descarte responsável. Em inglês, a obra passa a dar esclarecimentos e ser acessível para profissionais de outros países. Isso é importante na medida em que nos apresenta ao mundo, bem como aumenta o respeito do mercado internacional pela indústria de embalagens nacional. Conseguimos apoios importantes no mundo todo para a obra: Inglaterra, Rússia, Dinamarca, Letônia, Líbano, Franca, Austrália, Estados Unidos, Holanda, Suíça, República Tcheca, Alemanha, África e já temos distribuidores na Holanda, Reino Unido, Alemanha, Estados Unidos, França, Austrália, entre outros.

Foto: FuturePack

Better Packaging. Better World

Revista PACK: Além do apoio dessas instituições, houve patrocínio de outras empresas... Assunta: Sim, como a 3M do Brasil, Bruckner, Cromex, Comexi, Emplal, FuturePack, Grupo M&G, Henkel, Ibema, Silgan White Cap e Sleever. Revista PACK: Em que o livro se destaca? Assunta: Pelo fato de ser completo, abordando de forma acessível desde a concepção até o descarte responsável. “Better Packaging. Better World” atende os profissionais que atuam na indústria e nas usuárias de embalagens. Não há outra publicação como esta no mundo e foi muito bem avaliada pela crítica e pelos profissionais, além do número grande de visitas em nosso site www.betterpackagingbetterworld.com Revista PACK: Qual o maior objetivo do Instituto de Embalagens? Assunta: Apresentar ao mundo nossa crença: Embalagem melhor. Mundo melhor, e apoiar a quem quiser desenvolver melhores embalagens. Levar conhecimento para o setor, visando o seu avanço e crescimento. O trabalho consiste na coordenação e na realização de cursos, encontros, treinamentos, publicações técnicas e, sobretudo, no desenvolvimento de todos os tipos de embalagens, valorizando cada uma, destacando os pontos positivos de aplicação na concepção de embalagens tecnicamente mais adequadas. Em nossa história, já realizamos 54 cursos, 65 eventos, atingindo mais de 5.000 profissionais, promovendo sua crença: Embalagem Melhor. Mundo Melhor!

Editora B2B

61


Foto: Divulgação

notas técnicas

Foto: Divulgação

Embalagem cartonada A Sig Combibloc apresenta a combidome que combina as melhores características de uma embalagem cartonada com as de uma garrafa que oferece a praticidade em servir o conteúdo nela contida. É utilizado o papel cartão, polímeros e o alumínio para produzi-la. A tampa de rosca dometwist com ø 28 mm, posicionada no centro superior da embalagem, permite ao consumidor obter o conteúdo com facilidade, além de poder beber diretamente da embalagem. Envasado por meio de um processo asséptico e higiênico, o produto mantém-se protegido da luz e do ar. Desse modo, permite ser armazenado por períodos prolongados, porém preservando a cor e o sabor, mesmo com a ausência de conservantes. Além disso, enquanto a embalagem não for aberta, não há necessidade do uso de refrigeração. SIG COMBIBLOC do Brasil Ltda. Tel.: (11) 3028-6744 | www.combidome.com

62

Embalagens plásticas A Igaratiba fabrica embalagens plásticas com o auxílio de equipamentos modernos e incorporados com alta tecnologia. O processo produtivo da empresa é diversificado e, constituído de injeção, PET, sopro e silkscreen. Oferece soluções completas para o desenvolvimento de novos produtos com diversas ferramentas, como desenhos 2D e 3D, mockups e moldes piloto. No processo de sopro, produz embalagens de diferentes formatos, tamanhos e materiais, mono e multicamadas por meio da moldagem por extrusão e sopro (EBM). Utiliza o processo de moldagem por injeção (IM) com máquinas/moldes específicos para cada projeto, incluindo sistema de fechamento integrado (in mold closing), automático (out mold closing), bi-injeção e injeção simultânea. No processo com silkscreen pode ser utilizada até três cores. IGARATIBA Indústria e Comércio Ltda. Tel.: (19) 3821-8000 | www.igaratiba.com.br

Editora B2B

Foto: Divulgação

Bisnagas plásticas A Envazze fabrica bisnagas plásticas cilíndricas, de tamanhos variados, fechamentos personalizados e com possibilidade para utilização de diversos sistemas de impressão. Estão disponíveis em ø 30 mm, ø 35 mm, ø 40 mm, ø 50 mm e ø 60 mm. Podem ser utilizados fechamentos reto, em til e em meia lua, além de escolher o sistema de impressão off-set, silk screen, heat transfer e hot stamping. Para realçar e valorizar determinada área da embalagem do produto pode ser feita a opção pelo verniz brilhante ou fosco ou, então, realizar a aplicação total na bisnaga. ENVAZZE Bisnagas Plásticas. Tel.: (47) 3427-0885 | www.envazze.com.br


Alumínio laminado A Nobelis fabrica alumínio laminado baseado no processo de reciclagem. Oferece soluções sustentáveis para aplicações da indústria de automóveis, latas para bebidas, materiais para arquitetura e produtos eletrônicos. Com a produção de folhas laminadas de alumínio, a empresa atende aos mercados de embalagens descartáveis e farmacêuticas. Oferece soluções para a indústria de autopeças, de radiadores automotivos, produtos da linha branca etc. Possibilita a produção de etiquetas, tubos flexíveis, carrocerias de ônibus e caminhões, vagões ferroviários, barcos etc. NOVELIS do Brasil Ltda. Tel.: (11) 5503-0804 | www.novelis.com.br

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Bisnagas de alumínio A Bisnago fabrica bisnagas de alumínio para os mercados farmacêuticos, cosméticos, químicos e alimentícios. São produzidas a partir de discos de alumínio com pureza de 99,7%, de acordo com os padrões europeus, para proporcionar impermeabilidade e barreira à entrada de ar e luz. Além da inviolabilidade das bisnagas, o interior é recoberto de vernizes epóxi-fenólico ou pigmentado para assegurar a pureza do produto envasado. Conforme o diâmetro nominal, que varia de ø 13,5 mm a ø 35 mm, as bisnagas são fabricadas com 50 mm de comprimento mínimo a 180 mm de comprimento máximo. O volume estimado das bisnagas altera de acordo com o diâmetro nominal e o comprimento, podendo ter capacidade de envase entre o mínimo de 5,5 g ao máximo de 130 g. BISNAGO Indústria Farmacêutica. Tel.: (62) 3316-1387 | www.bisnago.ind.br

Paletizadoras e despaletizadoras O uso de paletizadoras e despaletizadoras é uma excelente opção para automatizar o início e o fim das linhas de engarrafamento ou processo produtivo similar, proporcionando rapidez e confiabilidade no processo logístico da empresa. A Arbras dispõe de vários modelos e capacidade de produção de até 2.000 pacotes/hora. O equipamento é formado por uma estrutura de colunas, cabeçote específico para o produto a ser trabalhado, mesa de formação ou descarregamento e transportadores de paletes. Totalmente automáticas e comandadas por sensores e por CLP, podem trabalhar com pacotes, caixas, garrafas, latas ou sacos. Arbras Máquinas Engarrafadores Ltda. Tel.: +55 (54) 3289-8800 www.arbras.com.br

Foto: Divulgação

notas técnicas


Alumínio No setor de produção da Hydro, é utilizado o alumínio primário, com garantia de ter alta qualidade, utilizando os mais avançados métodos de redução. É um metal infinitamente reciclável e leve. Pode ter aplicação na área automotiva e de transporte, na confecção de rodas de carros, em componentes do chassi, como peças do freio e da suspensão, cabeçotes de cilindros ou em aplicações elétricas, decorativas, anodizadas, em lugares que necessitam obter maior resistência à corrosão. Está presente, enfim, em todos os lugares da sociedade pós-moderna, como na cozinha, lata de refrigerante, embalagens de remédios, bombons, smartphones, tablets, computadores, aviões, em prédios inteligentes etc. HYDRO Aluminium Rolled Products. Tel.: (11) 3429-6606 | www.hydro.com/brasil

CÓDIGOS DE IDENTIFICAÇÃO A GS1 cria e licencia a numeração dos códigos de identificação para todos os setores do mercado brasileiro. Atua em conjunto com a Nielsen que cuida da área de marketing e informação do consumidor, capaz de oferecer soluções integradas em serviços de mensuração e pesquisa de mercado para empresas de diversos setores e portes. Essa parceria, identidade e gestão de dados, garante a correta identificação e rastreabilidade dos produtos ao longo de toda a cadeia produtiva, com o objetivo de detectar e solucionar problemas. Com esse processo, facilita o gerenciamento de estoques, promove a automação e o aumento da produtividade, permite a recuperação do histórico, a aplicação e a localização do item, mais velocidade na leitura de produtos, processamento seguro de informações etc. GS1 Brasil Associação Brasileira de Automação. Tel.: (11) 3068-6200 | www.gs1br.org

Editora B2B

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Telas metálicas industriais A Haver & Boecker projeta, fabrica e fornece malhas finas e ultrafinas de trançado de arames e produtos correlatos, desde o tecido até conjuntos acabados. Disponibiliza uma linha completa de telas e meios de peneiramento, como telas de reposição, feitas sob medida, para ajustar-se a qualquer máquina de peneiramento; seções em camadas simples ou múltiplas, equipadas com ganchos para sistemas de grampos para tensionamento; telas pré-tensionadas de uma ou de múltiplas camadas, como anéis com até ø 2.650 mm ou quadros de peneiras retangulares de até 2.650 mm x 3.100 mm; serviços de retelamento para telas pré-tensionadas usadas, fornecidas em rolos ou em peças etc. Fornece, também, soluções para meio filtrante grosso, como telas metálicas, ty-wire; cobra-vibe; ty-blitz; double-T; finger decks etc. HAVER & BOECKER Latinoamericana. Tel.: (19) 3879-9100 | www.haverbrasil.com.br

HOMOGENEIZADOR A Gea fornece o homogeneizador da série one, de baixo custo, mas de alta pressão, adequada para linha de processamento de pequeno e médio porte. O homogeneizador de três pistões assegura flexibilidade de processamento, instalação e manutenção simplificada, de modo a integrar-se a pequenos sistemas. É adequado para produtos, como leite pasteurizado e aromatizado, creme de leite, leite para iogurte e queijo, iogurtes líquidos, molhos, bases para sorvetes, sucos de fruta, bebidas de soja etc. A válvula de homogeneização, resistente à abrasão, garante a correta micronização. A série one apresenta modelos para pressões de 100 bar a 250 bar, com vazão máxima de 1.050 l/h a 4.500 l/h. GEA Mechanical Equipment. Tel.: +39 0521 965411 | info.geanirosoavi@gea.com | www.niro-soavi.com

64

Fotos: Divulgação

Foto: Divulgação

notas técnicas


Fita para embalagens A fita para embalagens multipack, da 3M, permite agrupar embalagens com o objetivo de valorizar o produto, trazer economia e causar menos impacto ao meio ambiente. Além de oferecer praticidade tanto ao supermercadista quanto ao consumidor, o produto oferece a possibilidade de imprimir o código de barras. Para facilitar o desagrupamento do pack, as bordas podem ser serrilhadas, além disso, o adesivo reposicionável facilita a remoção de forma limpa sem causar danos na embalagem. 3M do Brasil Ltda. Tel.: (19) 3838-6468 | www.3m.com.br

Reciclagem de alumínio A Latasa atende todas as regiões do Brasil e dispõe de uma logística integrada, especialmente projetada para entrega de alumínio líquido. São utilizadas panelas especiais com capacidade de três a sete toneladas para transportá-lo, acondicionado a uma temperatura de 780 ºC. Fabrica lingotes de seis quilos, oito quilos e dez quilos, com diferentes ligas. As peças, entregues em fardos, são embaladas com proteção plástica, com 500 kg a 1.000 kg e placa RSI, também em vários tamanhos e de diferentes ligas, de 400 kg a 700 kg. Produz o Deox, que é oferecido no formato de meia-esfera com 150 g ou 200 g, acondicionado em big-bags de 1.000 kg. LATASA Reciclagem. Tel.: (11) 2222-1085 | www.reciclabr.ind.br

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

notas técnicas


índice de anunciantes página empresa

site

página empresa

site

3ª Capa..... ABRE.....................................................www.abre.org.br

4ª Capa..... IBEMA..............................................www.ibema.com.br

7................ ARO....................................................... www.aro.com.br

21.............. INSTITUTO DE EMBALAGENS......................................... ...............................................www.institutodeembalagens.com.br

33.............. ATCO PLÁSTICOS................................ www.atco.com.br

31.............. BANDEIRANTE..................www.indbandeirante.com.br

5................ BNDES....................................www.cartaobndes.gov.br

59.............. INTERNATIONAL FOODTEC BRASIL................................ ................................................................www.foodtecbrasil.com.br 62.............. INTERTEC............................ www.intertecequip.com.br 47.............. OSHER.............................................. www.osher.com.br 45.............. RICEFER.......................................... www.ricefer.com.br

13.............. BRAL-MAX....................................www.bral-max.com.br 2ª Capa..... SIG COMBIBLOC...................................www.sig.com.br 11.............. ELTROMAT................................... www.eltromat.de/iPQ

65.............. FUTUREPACK........................... www.futurepack.com.br

41.............. TRANSERG.................................. www.transerg.com.br 63.............. VIDROPORTO............................ www.vidroporto.com.br

TINTAS / PIGMENTOS / RESINAS / ADITIVOS EDIÇÃO 202 / JULHO ESPECIAL: CIRCULAÇÃO ESPECIAL

Processos de impressão e as novas fronteiras da impressão digital. E MAIS:

• Cobertura MetPack e InterPack parte II

APROVEITE AS CONDIÇÕES ESPECIAIS E PARTICIPE JUNTO COM AS MELHORES EMPRESAS DO SETOR.

RESERVE SEU ESPAÇO

LIGUE: (11) 3500-1910

MAIS INFORMAÇÕES: publicidade@editorab2b.com.br

www.pack.com.br


Profile for Revista Pack

Revista Pack 201 - Junho 2014  

revista de negócios do mercado de embalagens. Maquinas, equipamentos, produtos e serviços pro mercado de embalagens. design, tendencias e no...

Revista Pack 201 - Junho 2014  

revista de negócios do mercado de embalagens. Maquinas, equipamentos, produtos e serviços pro mercado de embalagens. design, tendencias e no...

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded