Page 1

www.pack.com.br

182

ANO•15 OUTUBRO

2 0 1 2

R$ 15,00

EMBALAGEM

TECNOLOGIA

DESIGN

INOVAÇÃO

JOVEM CONSUMIDOR: UM NOVO JEITO DE CONSUMIR ENTREVISTA A Bril Cosméticos mergulhou no universo das jovens consumidoras para lançar a linha Joy! Marcos Scaldelai, diretor de marketing da Bril Cosméticos, conta que o grafismo é incorreto, assim como esse público nada padrão

Capa Pack 182.indd 1

E LI DIÇ DE NH Ã O EM A D D BA E F E N LA EC O GE HA VE M ME M NT BR O O

A embalagem deve surpreendê-lo, ser divertida, moderna e interativa

4/10/2012 13:41:56


2Capa_ANTILHAS.indd 2

03/10/2012 01:22:06


carta ao leitor

GERAÇÃO PONTOCOM

O

s jovens são cada vez mais importantes para o mercado de consumo. Não à toa, esse público, com idade entre 15 a 24 anos, representa 18% da população brasileira que foi estimada em 190.755.799, no último censo, em 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esses jovens consumidores têm necessidade de estar conectados o tempo inteiro, se relacionar e viver em grupo. A troca de informações é cada vez mais rápida, o desapego e o aspecto descartável das coisas são crescentes no mundo jovem, reforçando o dinamismo desse público, que deve ser traduzido nas embalagens. Por isso, explorar a embalagem como uma plataforma de interação com os consumidores jovens se tornou fundamental. Uma das novas maneiras que a indústria de produtos de consumo está utilizando para atrair a atenção deles é através da tecnologia, como a realidade aumentada, que integra o universo virtual com o mundo real. É a forma mais nova que algumas marcas encontraram de tirar proveito de um mundo on-line que agora pode ser tocado. É uma nova experiência de consumo. Esse é um dos assuntos da reportagem especial assinada pelo repórter Alex Ricciardi. O que esse consumidor espera? A embalagem deve surpreendê-lo, ser divertida, moderna e interativa. Para isso é preciso entender o universo jovem e suas aspirações para conseguir

traduzir no design da embalagem, os seus desejos, as tendências, os códigos de cores e a linguagem desse consumidor. Esse é outro assunto abordado na reportagem de Zulmira Felício que ouviu as agências de design para entender como é feito o design para produtos destinados aos jovens. As marcas também têm investido bastante no relacionamento e em ações on-line para atrair a atenção do público mais novo. Um bom exemplo de sucesso deste tipo de iniciativa é o do refrigerante Coca-Cola Zero, que personalizou os rótulos das embalagens com os nomes dos consumidores. Esse é o tema abordado na matéria especial de Analice Fonseca Bonatto, que também assina outra reportagem sobre essa geração conectada para saber o que ela fala sobre embalagem no ambiente web. Estreando no mercado de cosméticos, a Bril Cosméticos acaba de lançar a linha Joy! para jovens consumidoras. Em entrevista à revista PACK, Marcos Scaldelai, diretor de marketing da empresa, conta como a embalagem tem um papel fundamental para conversar com esse público antenado em moda e música. Até a próxima edição.

MARGARET HAYASAKI

EDITORA-CHEFE

182_Carta ao Leitor.indd 3

| margaret.hayasaki@banas.com.br

03/10/2012 09:03:25


182

sumário

A N O • 1 5 OUTUBRO

Foto: Divulgação

2012

10 ENTREVISTA

Marcos Scaldelai, diretor de marketing da Bril Cosméticos, fala sobre o desenvolvimento da linha Joy! para jovens consumidoras

28 ESPECIAL JOVEM CONSUMIDOR

A indústria de produtos de consumo tem investido em inovação na embalagem como plataforma de interação com os jovens

34 ESPECIAL JOVEM CONSUMIDOR TECNOLOGIA Tecnologias de QR Codes e realidade aumentada em embalagens proporcionam uma nova experiência de consumo ao consumidor jovem

44 ESPECIAL JOVEM CONSUMIDOR INTERATIVIDADE Conheça os caminhos percorridos por empresas que estão fazendo da embalagem uma mídia que estimula a interação dos jovens com as suas marcas também nas redes sociais

30 ESPECIAL JOVEM CONSUMIDOR DESIGN

Foto: iStockphoto

A criatividade dos profissionais de design de embalagem no desenvolvimento de uma linguagem própria para falar com esses consumidores no ponto de venda é estimulada

48 ESPECIAL JOVEM CONSUMIDOR REDES SOCIAIS

Para além das questões do SAC, críticas e elogios dos jovens às embalagens levam empresas a buscar melhorias, novas abordagens e estratégias nas redes sociais

SEÇÕES

28

ESPECIAL JOVEM CONSUMIDOR

O poder de consumo dos jovens

6

AGENDA

8

PACK ONLINE

Fotos: Divulgação

10 ENTREVISTA

INOVAÇÃO

EMBALAGEM TECNOLOGIA DESIGN

“O grande sucesso da linha Joy! é a embalagem”

16 ATUALIDADES 23 POR DENTRO DAS LEIS 24 VANGUARDA 26 LANÇAMENTOS INTERNACIONAIS 52 SUSTENTABILIDADE 54 DIRETO DA GÔNDOLA 56 NOTAS TÉCNICAS

4

EDITORA B2B

182_Índice de matérias.indd 4

06/10/2012 18:48:07


5_IBEMA.indd 5

03/10/2012 01:26:13


EM DESTAQUE O sucesso da International PackTech Índia continua a crescer. Quase 300 expositores estarão presentes na feira, expondo uma ampla linha de produtos para embalagem, impressão de embalagem, processamento, bebida, alimentos e alimentos líquidos.

Logo: Pack Tech India

agenda

EMBALAGEM | TECNOLOGIA | DESIGN | INOVAÇÃO Publisher: Fernando Lopes Editora-chefe: Margaret Hayasaki Assessora Técnica: Assunta Camilo (FuturePack) – assunta@futurepack.com.br Revisão: Nazaré Baracho Secretária: Sandra Gomes Projeto gráfico: Editora B2B Produção: Luciano Tavares de Lima (gerente) Designer: Ana Claudia Martins Capa: Ana Claudia Martins Foto da Capa: Coca-Cola Brasil

FEIRAS NO BRASIL DATA

FEIRA

LOCAL

ORGANIZAÇÃO

De 6 a 9 de novembro de 2012

Fispal Tecnologia Nordeste

De 2 a 5 de abril de 2013

ExpoEmbala – Feira de Embalagem

Centro de Exposições Imigrantes, São Paulo (SP)

Clarion Events e Greenfield Business Promotion Tel.: (11) 3893-1300 www.expoembala.com.br

De 14 a 16 de maio de 2013

FCE Pharma – Exposição Internacional de Tecnologia para a Indústria Farmacêutica

Transamérica Expo Center, São Paulo (SP)

NürnbergMesse Brasil Tel.: (11) 3205-5000 www.fcepharma.com.br

De 14 a 16 de maio de 2013

FCE Cosmetique – Exposição Internacional de Tecnologia para a Indústria Cosmética

Transamérica Expo Center, São Paulo (SP)

Centro de Convenções de Pernambuco, Recife (PE)

BTS Informa Business Tel.: (11) 3598-7887 www.fispaltecnologianordeste.com.br

CONSELHO EDITORIAL Assis Garcia – diretor do Centro de Tecnologia de Embalagem – CETEA; Eduardo Yugue – gerente de embalagens da Nestlé; Geraldo Cardoso Guitti – presidente da Refrigerantes Convenção; Iorley Lisboa – gerente de embalagens do Wal-mart; João Batista Ferreira – CEO da J2B Innovation to Business; Lincoln Seragini – diretor – presidente da Seragini Farné; Luis Madi – diretor - geral do ITAL - Instituto de tecnologia de Alimentos; Nivaldo Ferreira Lima – gerente de compras do McDonald´s Brasil

Gerente Comercial Salete Pukar – salete@pack.com.br Tel.: (11) 3500-1909

Executivos de Negócios – São Paulo Cláudio Alves Freire – claudio.alves@banas.com.br

NürnbergMesse Brasil Tel.: (11) 3205-5000 www.fcepharma.com.br

Tel.: (11) 3500-1900

Rio de Janeiro Art Comunicação S/C Ltda. Contato: Francisco Neves Rua Des. João Claudino Oliveira e Cruz, 50 – cj. 607 – CEP 22793-071 – Rio de Janeiro-RJ Tels.: (21) 2269-7760 – (11) 9943-5530 – Fax: (21) 3899-1274 – banasrj@uol.com.br

Rio Grande do Sul Interface Comunicação e Propaganda Ltda. Contato: Vera Anjos

FEIRAS NO EXTERIOR

Av. Taquara, 193 – Cj. 406 – CEP 90460-210 – Porto Alegre-RS Tel./Fax: (51) 3330–2878 – banassul@terra.com.br

DATA

FEIRA

LOCAL

ORGANIZAÇÃO

De 24 a 26 de outubro de 2012

Luxepack Monaco – Feira de Embalagem de Luxo

Grimaldi Forum, Monaco, França

Idice MC Tel.: +37797778560 www.luxepack.com

De 28 a 31 de outubro de 2012

Pack Expo International – Feira Internacional de Embalagem e Processos

McCormick Place Chicago, Illinois, Estados Unidos

PMMI Tel.: (703) 2438555 www.packexpo.com

De 6 a 8 de novembro de 2012

PackTech Índia International – Feira Internacional e Conferência de Embalagem e Impressão

Bombay Convention & Exhibition Center Goregaon, Mumbai, Índia

Messe Düsseldorf GmbH Tel.: +49211 4560240 www.pack-tech.india.com

Tel.: (16) 3413-2336 – Cel.: (11) 9647-0044 – Fax: (11) 3500-1935 aparecida.stefani@banas.com.br

REPRESENTANTE INTERNACIONAL Argentina

Paris Nord Villepinte, Paris, França

Comexposium Tel.: +33(0) 176771424 www.emballageweb.com

A revista Pack quer conhecer a opinião dos nossos leitores. Sua opinião é muito importante para a contínua melhoria da qualidade editorial. Escreva para nós, opinando sobre as entrevistas, reportagens e os artigos. Critique ou dê sugestões de pautas.

Phone: +1 312/2221010 – www.packworld.com

Impressão: Gráfica Coan Circulação nacional: Tiragem – 10 000 exemplares Periodicidade: mensal Assinatura: Anual (Brasil) = R$ 97,00 • Nº Avulso = R$ 15,00

OUTUBRO 2012 PACK – EMBALAGEM | TECNOLOGIA | DESIGN | INOVAÇÃO é uma publicação mensal da Editora B2B.

EC

D E M ÍD IA S E G

M

E

TA

DA B

2008

A

B2

O

IA

D

EG

R

T

A

END.

AT

N

Filiada à

C AT

Rua dos Três Irmãos, 771 Jardim Progredior – São Paulo-SP – CEP 05615-190

AN

A PACK é dirigida aos profissionais que ocupam cargos técnicos, de direção, gerência e supervisão em empresas fornecedoras, convertedoras e usuárias de embalagens, bem como prestadores de serviços relacionados à logística, design e todos os processos relacionados a indústrias de embalagem.

PARA SE CORRESPONDER COM A REDAÇÃO

11 3500-1921 | FAX 11 3500-1935

www.edigarnet.com

ACORDO DE COOPERAÇÃO

Rua dos Três Irmãos, 771 Jardim Progredior – São Paulo-SP – CEP 05615-190 CNPJ 07.570.587/0001-13 – I.E. 149.349.995-116 TELEFONE (11) 3500-1900

Cartas&E-mails

E-MAIL redacao@editorab2b.com.br

Capital Federal – Republica Argentina Tel.: (54-11) 4943-8500 – Fax y Mensajes: (54-11) 4943-8540

IO

Emballage – Salão Internacional de Embalagem

15 de Noviembre 2547 – C1261 AAO –

IV P R Ê M

De 19 a 22 de novembro de 2012

TELEFONE

São Paulo – Interior Aqueropita Intermediações de Negócios Ltda. Contato: Aparecida A. Stefani

RE

V I S TA S E G M

EN

É permitida a divulgação das informações contidas na revista desde que citada a fonte. PACK reserva-se o direito de publicar somente informações que considerar relevantes e do interesse dos leitores da revista.

6

EDITORA B2B

182_Agenda_Cartas_Expediente.indd 6 EDITORA BANAS

4/10/2012 12:15:46


7_PAVAN_ZANETTI.indd 7

03/10/2012 01:30:23


@EditoraBanas

nline

facebook.com/editorabanas

www.pack.com.br

POR TATIANA GOMES | tatiana.gomes@banas.com.br

Star Point conta com linha de embalagens produzidas pela Antilhas Foto: Divulgação

A Star Point, rede especializada em moda praia, surfe e skate, iniciou o ano de 2012 com uma nova linha de embalagens produzidas pela Antilhas. A novidade tem como objetivo acompanhar o estilo descolado, porém belo e atraente, do portfolio de produtos, além de agregar valor

My Mix cereais inova na embalagem para granolas

Foto: Divulgação

O SITE DA PACK TRAZ NOTICIÁRIO ATUALIZADO DIARIAMENTE, ARTIGOS EXCLUSIVOS E TUDO SOBRE O MERCADO DE EMBALAGEM. MAIS: VÍDEOS, FOTOS E A VERSÃO DIGITAL NA ÍNTEGRA DA EDIÇÃO DO MÊS, ALÉM DAS ANTERIORES!

Geralmente encontrada à venda em sacos plásticos, agora a à marca. Onde achar? http://www.pack.com.br/blog granola ganhou requinte com a embalagem especialmente desenvolvida pela My Mix Cereais. A primeira loja virtual brasileira de cereais personalizados inovou também nesse quesito [CONEXÃO WEB ] as mais lidas no pack.com.br e oferece seu produto em um tubo de papelão aluminizado e com peso líquido de 500g. Bastante resistente, a embalagem Pesquisa encomendada pelo Instituto do PVC mostra que o índice é prática e pode ser carregada na mochila da academia, na de reciclagem de PVC pós-consumo no Brasil passou de 15,1% em lancheira da escola, levada ao trabalho, acompanhando o 2010 para 19% em 2011, maior taxa registrada desde 2005, quando a consumidor aonde ele for. pesquisa começou a ser realizada.

[ENQUETE ]

RESULTADO SETEMBRO/2012

Como você avalia as embalagens brasileiras? Criativas (40,00%) Inovadoras (20,00%) Pouco inovadoras (20,00%)

20,00%

40,00%

20,00%

20,00%

Pouco criativas (20,00%)

NESTE MÊS Interaja! Confira a enquete do mês e vote na home do site! Onde achar? http://www.pack.com.br

[DESTAQUES] Dúvidas sobre o mercado?

Nossos consultores esclarecem os mais diversos temas do setor. Envie sua pergunta e leia as respostas para nossos internautas no Blog da Pack. PERGUNTE, ELE RESPONDE!

E-mail guru@pack.com.br

8

PB

O NEWSLETTER QUINZENAL DA INDÚSTRIA

Toda quinzena, a newsletter entrega no seu e-mail as notícias mais importantes da indústria de embalagens. Cadastre-se no site! Acesse! www.banas.com.br/banasinforma

1 2 3

4 5 +

Brasil recicla 19% do resíduo de PVC pós-consumo gerado no país Pesquisa aponta maior índice histórico de reciclagem de PVC desde 2005.

Contém 1g aumenta seu portfolio de embalagens com nova peça produzida pela Antilhas

Feitas na cor preta e com alças de gorgurão da mesma cor, as embalagens possuem um acabamento laminado.

Pavan Zanetti promove semana “Pláztico&Negócios” de 1º a 5 de outubro

Uma semana de negócios e treinamentos para facilitar o acesso do transformador do plástico às mais recentes tecnologias em máquinas, processos, periféricos e matéria-prima.

Baumgarten Gráfica é premiada nos Estados Unidos

Empresa catarinense é reconhecida internacionalmente pela implantação de práticas sustentáveis.

Nestlé, Samsung, Adidas e Nike são as marcas do coração da Classe C

Pesquisa inédita com 22 mil pessoas em todos os Estados foi realizada a pedido da revista Consumidor Moderno.

Confira a lista das dez notícias mais acessadas no site e as leia na íntegra! Fonte: Google Analytics* Período de 25/8/12 a 25/9/12 Onde achar? http://www.pack.com.br/maisnoticias.aspx

EDITORA B2B

182_Pack_online.indd 8 EDITORA BANAS

03/10/2012 13:51:17


9_BRASILATA.indd 9

03/10/2012 01:31:53


entrevista

O grande sucesso da linha Joy! ĂŠ a embalagem Jovial, irreverente, moderna e colorida, a embalagem tem cara de evento de moda, que faz parte do universo das jovens consumidoras 10

EditorA B2B

182 Entrevista.indd 10

03/10/2012 01:34:43


Foto: Leandro Andrade

Pro, Aquatress e Raízes, todas da antiga Ecologie Cosméticos – acaba de lançar a linha Joy! que chega ao mercado em embalagens coloridas, divertidas e modernas. Esse conceito jovial ultrapassa o design e as formas. Também está traduzido nos nomes dos produtos. A nova marca inaugura uma nova forma de conversar com essa jovem consumidora dentro do mercado de varejo alimentar, sem utilizar o conceito teenager, e aposta em embalagens impactantes para alcançar o sucesso nas gôndolas. Para atender os desejos dessas jovens consumidoras, a empresa investiu em inúmeras pesquisas e testes para traduzir o seu universo nos produtos e nas embalagens. Em entrevista à revista PACK, Marcos Scaldelai, diretor de marketing da Bril Cosméticos, fala sobre o desenvolvimento da linha Joy! e da criação das embalagens. PACK: Fale sobre o desenvolvimento da linha Joy! destinada para a consumidora jovem.

U

Margaret Hayasaki ma linha de cosméticos para ser chamada de sua. Agora, as jovens consumidoras, com idade entre 15 e 22 anos, não precisam mais recorrer aos produtos importados. A Bril Cosméticos – detentora das marcas Ecologie, Natural

SCALDELAI: Em 2010, a Bombril começou a estudar a consumidora jovem da classe média brasileira, que vem movimentando o crescimento do Brasil, e nós percebemos que a empresa precisava de um grande rejuvenescimento. Por isso, desenhamos uma estratégia para o rejuvenescimento da empresa com essa nova consumidora jovem. Nós estudamos como entrar nesse segmento. Tinha duas formas, ou a gente comprava uma marca, com reconhecimento no segmento de perfumaria e farmácia, mas sem força no varejo, que seria a grande chance de a Bombril fazer essa marca ser conhecida no varejo pela sua força ou a gente construiria uma marca do começo ao fim. Enquanto estávamos decidindo se compraríamos uma marca e conhecendo as marcas existentes, nós fomos de novo conversar com essa jovem consumidora e entender como era esse mercado de cosméticos. Percebemos que as empresas de cosméticos falam com todas as consumidoras e não por segmentos de idade. Percebemos que tem uma consumidora mais jovem, principalmente, com idade entre 15 e 22 anos, que não é mais teen, e que ninguém falava com ela. Por isso, ela busca opções de produtos cosméticos importados, como a linha Bed Head e a Victoria´s Secret. Trata-se de uma consumidora com enorme potencial de mercado, que representa 18% da população feminina do País, e nós precisávamos falar com ela de uma forma diferente, pois ela não quer ser teen. Quem tentava falar com essa menina, colocava na embalagem, versão teen, ela odeia. Ela já é e quer ser vista como uma jovem mulher. Foi aí que a gente desenvolveu a linha Joy! para chegar perto dessa menina. PACK: Qual é o perfil dessa jovem consumidora? SCALDELAI: Essa jovem mulher tem características muito diferentes. A primeira é que ela se apega muito ao visual. O visual tem que estar dentro da comunicação dela do dia a dia. Tem que ser algo despachado e moderno, por isso a linha Joy! apresenta um visual colorido e glamoroso. Os nomes dos produtos também têm que ser muito próximos da realidade delas, Editora B2B

182 Entrevista.indd 11

11

03/10/2012 01:34:54


entrevista

pois são meninas muito voltadas para redes sociais e aplicativos de celulares. daí nasceu, por exemplo, na linha de xampus, Cor Estonteante, Liso dos Sonhos e Cachos Sensuais. Na linha bodycare, os nomes também têm a ver com o mundo dessa nova menina: Acalmar, Energizar, renovar e Sonhar. Cada uma tem a ver com o estado de espírito dessa menina que o tempo inteiro muda de mode. Ela tem uma versatilidade enorme até porque está começando a experimentar diferentes fases e momentos da vida. A gente entrega para essa menina o que ela precisa. Ao mesmo tempo em que essa jovem consumidora quer mostrar que é totalmente segura, ela é completamente insegura. Ela quer ter a imagem de uma menina, mas quer ter a postura de uma mulher mais madura. Então, a Joy! quer ajudála nessa insegurança, tornando-a mais segura. A marca quer mostrar para ela que não é necessário alisar o cabelo para pertencer a um grupo. Ela pode ter o cabelo enrolado e muito bonito e desenvolver o seu grupo de cabelos enrolados. Essa é toda a comunicação que vamos trabalhar, mostrando que a jovem consumidora é a alegria de ser ela mesma. Chegamos nessas características para colocar uma linha extremamente moderna e que agradasse essas jovens consumidoras. outro ponto importante é que a linha Joy! é extremamente tecnológica. Na linha de cabelos, todas as versões contêm a tecnologia StyW20 que garante toda a nutrição, maciez e brilho. Já a linha para o corpo conta com a tecnologia tecno Hidravance, responsável 12

por prolongar a hidratação da pele por mais tempo. PACK: O senhor comentou que a Bril Cosméticos está lançando uma linha de produtos cosméticos para um público que ninguém do setor conversa. Qual foi o desafio para fazer isso?

Fotos: Leandro Andrade

O formato das embalagens da linha de cabelos e de corpo permite a união dos produtos, numa referência ao fato da jovem consumidora sempre andar em grupo

SCALDELAI: Primeiro foi desenhar a referência da jovem consumidora, com idade entre 15 e 22 anos, que não é teenager. Você olha essa embalagem e sabe que é uma embalagem jovem. o formato é extremamente característico. As versões e a linguagem visual têm tudo a ver com essa nova menina que gosta da cantora pop star Katy Perry. Essa nova geração de jovens consumidoras são mais ousadas, e isso é o que faz a diferença da linha Joy!, que, assim como elas, é ousada. PACK: Qual foi o desafio para desenvolver as embalagens da linha Joy!? SCALDELAI: o desafio foi encontrar realmente uma linha de embalagens que não fosse olhada como teen, e ao mesmo tempo, não perdesse a inocência e o brilho para ser considerada mais adulta. Foram dois anos de pesquisas e testes de imagem para que a jovem consumidora reconhecesse o produto como seu e não de uma teenager. PACK: As características do design da embalagem também foram identificadas na pesquisa? SCALDELAI: Sim. A gente apresentou várias formas e cores até chegar naquilo que mais retratava

EditorA B2B

182 Entrevista.indd 12

03/10/2012 01:35:12


a realidade de uma jovem consumidora. Como nós trabalhamos isso? Através dos elementos que ela gosta. Que tipo de música? O que ela gosta de vestir? Quais são as tendências que ela gosta? Que lugares ela gosta de frequentar para sair. Unimos tudo isso para chegar ao ideal. É uma linha fashion week. É uma linha que tem cara de evento de moda. Essa jovem consumidora é muito ligada em moda e, principalmente, música. Ela vive em grupo e a proposta da linha Joy! é essa. Assuma o seu grupo. Você não precisa ser diferente para estar em grupo. A gente se preocupou bastante com isso. A linha Joy! não tem um grafismo correto. O mais interessante é que o grafismo é incorreto. As cores se ultrapassam ou se cruzam. A proposta é ter traços fora do padrão porque essa jovem não é nada padrão. Na linha de cabelos, por exemplo, a emba-

182 Entrevista.indd 13

lagem da linha cachos sensuais, o grafismo brinca com o formato de cachos, entregando a proposta do produto. A Oficina de Design, responsável pelo desenvolvimento do design, participou de todas as pesquisas e processos para o desenvolvimento do conceito gráfico da embalagem. PACK: Os formatos das embalagens são bem característicos da categoria de cabelos... SCALDELAI: Sim, mas têm algumas diferenças bem interessantes. Por exemplo, o formato das embalagens da linha de cabelos e de corpo permite a união dos produtos, numa referência ao fato da jovem consumidora sempre andar em grupo. O mais legal é isso. É o casamento da linha no ponto de venda. Também trabalhamos bastante o que ela não gostava, como por exemplo, a embalagem de xampu

e condicionador do mesmo jeito. O condicionador é um produto mais denso, por isso nós decidimos fazer uma embalagem up side down para facilitar o uso. Já as embalagens da loção hidratante e do sabonete líquido lembram uma silhueta feminina. Os moldes das embalagens foram 100% desenvolvidos pela Bril Cosméticos, não há um molde padrão, com exceção do aerossol. Do investimento de R$ 7 milhões, 50% foram destinados para o desenvolvimento das embalagens PACK: Como você ver a importância da embalagem para esse público jovem? SCALDELAI: Fundamental. No primeiro momento, o visual da embalagem é o mais importante. Somente depois é que a consumidora vai ler a informação. Ela quer um produto cheiroso e com um visual que chame a atenção no

03/10/2012 01:35:14


supermercado, quando as pessoas olharem para o produto, elas vão querer pelo menos experimentar. temos segurança total na entrega de performance. Foram feitos mais de três mil testes com a consumidora em casa para avaliação da formulação. PACK: De que maneira vai acontecer a interação da marca com a jovem consumidora no ponto de venda? SCALDELAI: Na gôndola, ela vai acontecer através das cores e do formato. A linha Joy! vai chamar a atenção para gerar a experimentação. A gente já vem vivendo isso. Não tem como alguém passar e não parar para saber o que é isso. Posso dizer que a primeira palavra é impactante. Se você gerar o impacto com a embalagem

Se você gerar o impacto com a embalagem já é um grande caminho para o sucesso banheiro dela e pareça com a sua realidade. A embalagem é o cartão de visita. o grande sucesso da linha Joy! é realmente a embalagem. todo mundo que vê adora. Na Beauty Fair, ocasião do lançamento da marca, as pessoas paravam para ver o novo produto porque era completamente diferente do que existe no mercado. Estou visitando várias redes de cosméticos e percebendo que essa linha tem um forte impacto visual, pois as embalagens são brancas e coloridas. isso vai influenciar muito no consumo. No 14

PB

já é um grande caminho para o sucesso. PACK: A linha Joy! está inaugurando uma nova forma de se comunicar com esse público jovem? SCALDELAI: Com certeza. isso não é nada. Agora, nós vamos investir em rede social e aplicativos para celular para carregar essa menina. Estamos aprovando toda a campanha para redes sociais. Mas um dos caminhos que a gente quer trabalhar bastante é justamente

que ela tem que ser o que ela é e não mudar para ser incluída. também vamos trabalhar o moderno e o novo que estão acontecendo no mundo, e lógico Joy!, vai trazer isso em seu portal, que deve ser lançado no começo de 2013. Com relação aos aplicativos de celulares, podemos, por exemplo, colocar um aplicativo de Joy! para que a jovem consumidora saiba como ficaria com o cabelo liso. Ela adora esse tipo de coisa. Vamos brincar com isso para que ela grave esse conceito muito forte. Na gôndola, todo o material de ponto de venda vai ter Qr Code. A aplicação na embalagem vai ser uma evolução.

Foto: Leandro Andrade

entrevista

PACK: Como vai ser a divulgação no ponto de venda? SCALDELAI: Promotoras de vendas vão distribuir amostras em sachês do tratamento power que é o carro-chefe porque trata o cabelo para um novo produto que a jovem consumidora vai utilizar. A gente fez esse trabalho na Beauty Fair e o resultado foi muito positivo. PACK: Qual é o próximo passo depois do lançamento da linha Joy!? SCALDELAI: Sempre se atualizar e saber o que está acontecendo no mundo com essas novas meninas para trazer novidades. Estamos o tempo inteiro envolvidos com as casas de fragrâncias para descobrir quais são os caminhos. Mas também vamos investir no segmento de cosméticos para mulheres mais maduras, com idade acima de 40 anos. PACK: Qual é a expectativa de crescimento das vendas no segmento cosmético? SCALDELAI: Queremos que a empresa de cosméticos chegue a r$ 50 milhões em dois anos. Esse é o nosso objetivo. A linha Joy! deve representar 30% desse faturamento.

EditorA B2B

182 Entrevista.indd 14 EditorA BANAS

03/10/2012 01:35:24


15_EVERTIS.indd 15

03/10/2012 01:37:04


Doce elegância Com foco no segmento de padarias e confeitarias, a Rich’s entra no mercado de coberturas de chocolate, com o lançamento de três sabores: ao leite, branco e meio amargo. A Spice Design assina o desenvolvimento das embalagens de cobertura fracionada de chocolate. O conceito gráfico da embalagem traduz todo o diferencial do produto, a qualidade e os serviços da Rich’s voltados ao chef confeiteiro. Clean e elegante, a embalagem informa o necessário para quem tem expertise em criar bolos e sobremesas. A embalagem flexível em mate fosco, impressa em rotogravura pela Mazda, realça a sofisticação do produto, garantindo uma excelente reprodução das imagens.

Foto: Divulgação

atualidades

Spice Design, tel.: (11) 2977-2203.

Leveza e

Obah Design, tel.: (31) 3309-3099.

Mais clean Para reposicionar a marca de lenços de papel Kleenex, da Kimberly-Clark, no Brasil e na América Latina, a empresa escolheu a B+G. “Mais clean, o novo conceito gráfico se aproxima da linguagem dos segmentos de beleza e confere aos lenços um papel funcional, de acessório moderno e prático, próprio para ser levado na bolsa ou no carro, perfeito para ser utilizado em qualquer hora e lugar”, pontua Rodrigo Costabeber, diretor de criação da B+G. A nova arquitetura de marca divide o portfolio em cinco linhas: Classic, para usos gerais diários; Sensations, para mais frescor o dia todo; Proteção, com tecnologia antiviral e asséptica; Dermoseda, suavidade perfeita para retoques de beleza; e Reflections, que tem um apelo fashion e traz um espelhinho para ajudar no retoque da maquiagem. B+G, tel.: (11) 5090-1460.

16

Foto: Divulgação

A Verde Campo lança mais um sabor da sua linha LacFree – o primeiro iogurte com 0% de lactose – o sabor de ameixa. A embalagem desse sabor e de todos os outros produtos produzidos pela empresa é desenvolvida pela Obah Design. A embalagem traduz o diferencial do iogurte com sofisticação, leveza, originalidade e harmonia. Contrastes e detalhes foram bem trabalhados. O corte feito ao meio na imagem, além de curioso e atrativo, faz referência à ausência da lactose e do açúcar no produto. A escolha do termoencolhível, com acabamento em verniz fosco acetinado, foi também uma solução diferenciada.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

originalidade

Editora B2B

182_Atualidades.indd 16

03/10/2012 01:39:59


Melhor

visualização na gôndola

Com projeto criado pela Design Inverso, de Joinville, as embalagens dos eletrodomésticos Wanke ganharam imagens e três cores novas, que permitem melhor identificação. Antes, a empresa utilizava só preto nas imagens. Além disso, a embalagem conta com maior riqueza de detalhes, auxiliando o consumidor na visualização de informações. O projeto permite uma organização logística otimizada, auxiliando os processos dentro da Wanke Eletrodomésticos. Outro diferencial, que contribui para os varejistas, é o alinhamento das etiquetas de controle, que facilita o processo de catalogação e dinamiza a organização das linhas de estoque. Design Inverso, tel.: (47) 3028-7767.

Foto: Divulgação

Fleischmann, tel.: (11) 3038-1800.

Logística otimizada

Foto: Divulgação

A Fleischmann lança novas embalagens desenvolvidas pela Pande Haus Brand Innovations. Cores diferentes distinguem as cinco categorias de pães: azul-escuro (premium), laranja (prática), marrom (saúde), azul (lanches), e vermelha (panettone). O verso da embalagem traz o modo de preparo e o espaço Dicas e Sugestões, com dados que auxiliam no dia a dia da padaria. As embalagens de polipropileno biorientado (BOPP), com impressão em flexografia, são produzidas pela Zaraplast.

A nova identidade visual das embalagens de Minuano, desenvolvida pela agência Narita, ficou mais bonita e impactante, transmitindo limpeza e a sensação de intensidade, rapidez e força. A logomarca em círculo remete ao movimento da limpeza, as estrelas que contornam mostram o brilho da casa, mas também trazem uma magia para o cuidado com as roupas. Os ícones explicativos nos rótulos destacam os benefícios dos produtos e auxiliam a consumidora. Os amaciantes têm frascos de polietileno de alta densidade (PEAD) e tampas de polipropileno (PP); e os limpadores perfumados, lava roupas e detergentes apresentam frascos de PET e tampas de polipropileno (PP) e de polietileno (detergente líquido). Os rótulos autoadesivos dos amaciantes, limpadores perfumados e lava roupas são produzidos pela Etiflex e Indexflex. Já o rótulo de filme PET do detergente líquido é fornecido pela Inapel. E os cartuchos do sabão em pó fornecidos pela Dixie Toga. Minuano, tel.: 0800-7020077.

Foto: Divulgação

Mais bonita e impactante

Editora B2B

182_Atualidades.indd 17

17

03/10/2012 01:40:03


atualidades

Visual mais sóbrio Naturalidade e sabor

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto:

Mais praticidade à mesa. A Vapza Alimentos lança a sua linha de feijoada pronta. Desenvolvido pelo departamento de marketing da empresa, o conceito gráfico da embalagem explora a imagem dos alimentos, reforçando os conceitos de naturalidade, sabor e praticidade do produto. Por se tratar de um produto diferenciado, a embalagem contém selos para comunicar os atributos dos produtos. A feijoada pronta é envolvida em embalagem do tipo retortable pouch aluminizado de alta barreira e o cartucho de papel cartão foi impresso em off-set quatro cores, com aplicação de verniz brilho, pela Serzegraf.

A Casa Rex desenvolveu as novas embalagens da linha de desodorantes Dove Advanced Care – Dermo Aclarant e Hair Minimising – para o mercado da América Latina. Para recriar a identidade visual, a agência redesenhou a estrutura visual das embalagens, mantendo características visuais-chaves, que identificam a linha de desodorantes e introduziu novos elementos aspiracionais intrínsecos a códigos visuais premium contemporâneos. “No caso da versão aerossol, a paleta cromática das variantes foi reduzida, alinhando tampa e frasco, agora ambos com terminação perolada, conferem um visual mais sóbrio e clean”, comenta Gustavo Piqueira, proprietário da casa de design, e também autor do projeto. Casa Rex, tel.: (11) 3862-7770.

Vapza, tel.: 0800-411311.

Em total harmonia com o conceito de exclusividade da fragrância Jardin des Roses, criada pela perfumista Daphne Bugey, da Firmenich, a Mahogany escolheu um sofisticado frasco de vidro francês translúcido, em formato de coração, desenvolvido pelo designer espanhol Juan Carlos Rustarazzo, do Instituto Dome, de Paris. O formato é reproduzido nas embalagens do sabonete e da emulsão. A artista plástica brasileira Simone Campos criou uma obra de arte, na qual traduziu a magia e a feminilidade de um Jardim de Rosas em pinceladas e cores fluidas. A obra foi impressa no frasco da fragrância por um processo conhecido como sublimação. Também está presente nos cartuchos, frascos e no material promocional. A válvula e a tampa do frasco de vidro são produzidas pela Are Armep e o cartucho pela Lavezzo. Já os frascos do hidratante e do sabonete cremoso, pela Spiltag e o rótulo autoadesivo, pela Grif. Mahogany, tel.: (11) 3686-6999.

18

Foto: Divulgação

Romantismo e obra de arte

Editora B2B

182_Atualidades.indd 18

03/10/2012 01:40:08


notícias

Setor de embalagens deve obter receita líquida de R$ 47 bilhões em 2012

o

ambiente é de retração, especialmente da indústria, incluindo o setor de embalagem. No primeiro semestre deste ano, a produção física de embalagem sofreu redução de 3,49% em comparação ao mesmo período de 2011. Para o ano de 2012, a previsão é de queda de 1% da produção física, mas a expectativa é que os fabricantes de embalagem obtenham uma receita líquida de r$ 47 bilhões, de acordo com dados divulgados, em setembro, pelo Estudo Macroeconômico da Embalagem abre/ibre-FGV. No primeiro semestre de 2012, somente o setor de papel, papelão e cartão teve produção física positiva, com índice de 1,36%. os demais, madeira (-3,49%); plástico (-3,77%); vidro (-10,88%) e metal (-7,10%). No segundo trimestre deste ano, a produção física de embalagens do setor de papel, papelão e cartão sofreu uma ligeira desaceleração, registrando índice de apenas 0,08%, mas isso, segundo Salomão Quadros, coordenador de análises

econômicas do instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas, não significa que vai continuar. o segmento de caixas e cartonagens dobráveis de cartão, cartolina ou papelão liso foi o que apresentou o melhor desempenho, com um índice de 2,46%, no período de 2012. Enquanto o segmento de embalagens de papel enfrenta grande dificuldade, com a produção física em queda, com -7,91%. No segundo trimestre, a produção física do setor de plástico apresentou uma pequena melhora, com índice de 1,27%, “o que pode ser uma possibilidade de recuperação”, afirma o economista. o setor de embalagens de plástico de alimentos e bebidas registrou melhora, com aumento de 4,68%. igualmente, o setor de sacos ou sacolas plásticas, com 3,66%. No mesmo período, a produção física do segmento de latas metálicas, segundo o economista, registrou resultado negativo e “não mostra uma tendência de melhora”. o setor de latas de ferro e aço apresentou

ESCALA DE OPERAÇÃO DA INDÚSTRIA DE EMBALAGENS (EM R$ MIL) RECEITA LÍQUIDA DE VENDAS

R$ 16.894.691

Fonte: IBGE/ Elaboração FGV

2009

2010

2011

CARTOLINA E PAPEL CARTÃO

2012*

*DADOS ESTIMADOS

2008

METÁLICAS

PAPEL

20000000

R$ 8.540.091

PAPELÃO ONDULADO

47.003.860 47.908.048

44.699.170 45.559.025

41.995.018 42.802.854

36.686.671 34.960.103

35.396.873 36.437.811

50000000

10000000

a inadimplência do consumidor tende a recuar, abrindo espaço para um novo ciclo de crédito e a União autorizou financiamentos adicionais da ordem de r$ 40 bilhões aos Estados para investimentos em obras de infraestrutura. “Esse estímulo à economia brasileira deverá impactar positivamente no setor de embalagem”, afirma o economista.

MATERIAL PLÁSTICO

60000000

30000000

Nos próximos três meses, segundo o coordenador de análises econômicas do instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas, a produção industrial deve começar a reagir a tantas medidas de estímulo do governo federal, entre as quais, o câmbio a r$ 2. “Está estabilizado há quase três meses nesse valor, o que evita uma repercussão inflacionária”, argumenta.

VALOR DA PRODUÇÃO EM VALOR - 2011 (EM R$ MIL)

VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO

40000000

queda de -4,26%, enquanto o setor de latas de alumínio, -10,72%. Esse resultado é um reflexo do fraco desempenho da indústria de alimentos e de bebidas, que amargaram queda na produção de -2,46% e -1,77%, respectivamente, no primeiro semestre deste ano.

VIDRO TÊXTEIS MADEIRA

R$ 7.650.049 R$ 4.327.945 R$ 2.832.564 R$ 2.119.058 R$ 1.971.624 R$ 1.223.003

Fonte: IBGE – PIA – Produto (UL) – 2010 / Elaboração: FGV

Editora B2B

182_Atualidades.indd 19

19

03/10/2012 01:40:10


notícias

No geral, algumas das maiores taxas de crescimento são esperadas na Índia, China e indonésia. No Brasil, turquia, rússia e México também são esperados ganhos saudáveis. Só a China será responsável por 46% dos ganhos globais em valor na demanda embalagens rígidas entre 2011 e 2016.

DEMANDA MUNDIAL DE EMBALAGEM RÍGIDA (US$ BILHÕES) 265.8

DEMANDA DE EMBALAGEM RÍGIDA

5.4%

345.0

6.4%

471.5

AMÉRICA DO NORTE

73.3 81.5 96.6

EUROPA OCIDENTAL

66.4 72.6 85.5

ÁSIA/ PACÍFICO

84.9

3.5% 1.8% 3.3% 10.0% 9.6%

216.4 18.9 23.8 32.1

AMÉRICA CENTRAL E AMÉRICA DO SUL

4.7% 6.2%

2006

CRESCIMENTO ANUAL

2011 2016

2011-2016

5.8%

EUROPA ORIENTAL

14.8

ÁFRICA/ ORIENTE MÉDIO

7.6 10.7 14.9

5.9%

19.6

26.1

0

50

100

7.2% 6.8% 150

200

250

300

350

400

SGD BRASIL ANUNCIA NOVO DIRETOR COMERCIAL PARA DIVISÃO FARMA

a SGd Brasil, fabricante de embalagens de vidro para o mercado de farmacêuticos e de perfumaria/cosméticos, acaba de anunciar a contratação de um novo diretor comercial para a área farmacêutica: Paulo de Castro reis. o executivo atua há mais de 10 anos na área de embalagens para a indústria farmacêutica e possui grande experiência comercial no Brasil e no Exterior, sendo responsável pela abertura e desenvolvimento de novos negócios em mais de 20 países. Ele chega com o grande desafio de ampliar a rede de clientes da SGd tanto no Brasil como na américa Latina.

HEIDELBERG DO BRASIL APRESENTA NOVO RESPONSÁVEL PELA REGIÃO DO RIO DE JANEIRO E ESPÍRITO SANTO

o administrador de empresas Valter Melo foi nomeado o novo responsável pela área de vendas e serviços da Heidelberg do Brasil dos estados do rio de Janeiro e Espírito Santo. Melo substitui Leandro reis, que por sua vez, terá o desafio de coordenar uma nova área na gerência de produtos para acabamento, com foco no desenvolvimento de negócios e soluções para gráficas comerciais de pequeno e médio porte. PRINTBILL EMBALAGENS ANUNCIA NOVO GERENTE COMERCIAL

2.1%

136.9

Foto: Divulgação

a

as latas metálicas continuarão sendo um segmento importante do mix de embalagens rígidas devido à sua durabilidade, vida longa de prateleira, fácil estocagem e reciclabilidade, além de vantagens econômicas no controle dos gastos com alimentação. as oportunidades para embalagens de papel cartão irão se refletir em uma estrutura de preço competitiva, alta qualidade de impressão e perfil ambiental favorável. os crescimentos mais rápidos na demanda por embalagens rígidas serão vistos nas regiões em desenvolvimento do mundo. Em particular, a região da Ásia/ Pacífico vai experimentar o crescimento mais acelerado e deve permanecer como o maior mercado devido à sua grande indústria de alimentos e de bebidas. Em contraste, a maturidade do mercado em países desenvolvidos (bem como a saturação do mercado em aplicações, como garrafas e latas de cervejas e refrigerantes) vai impedir o crescimento mais rápido da demanda de embalagens rígidas.

demanda mundial de embalagens rígidas vai crescer 6,4% ao ano, atingindo US$ 472 bilhões em 2016. Entre os fatores que contribuem para essa crescente demanda, estão o crescimento da produção industrial global, o aumento do consumo de produtos embalados, o aumento da população urbana, além disso, os consumidores urbanos tendem a consumir mais alimentos embalados em comparação à população rural. Essas e outras tendências estão no estudo desenvolvido pela Freedonia. os maiores mercados para embalagens rígidas são alimentos e bebidas que, juntos, representaram 64% da demanda total desse tipo de recipiente em 2011. Ganhos saudáveis são esperados para garrafas e recipientes plásticos, como resultado de suas vantagens de custo e desempenho, bem como maior desenvolvimento de materiais de grau alimentício. a demanda de embalagens rígidas em aplicações farmacêuticas é de um crescimento acima da média, impulsionada pela rápida expansão da capacidade de produção farmacêutica, especialmente na Ásia. Em termos de materiais, o plástico vai continuar a representar a maior fatia da demanda e também irá experimentar o mais rápido crescimento. ainda assim,

Vaivém do mercado

Foto: Divulgação

Demanda global de embalagens rígidas vai movimentar US$472 bilhões em 2016

450

500

2006-2011

Fábio tonus é o novo gerente comercial da Printbill Embalagens. o executivo atua há mais de 30 anos no mercado de embalagens. Em sua carreira, passou por empresas, como Wheaton, Saint-Gobain, CCL Label, Globalplast, entre outras. “Vamos buscar novas oportunidades, formando células de negócios e estruturando parcerias que viabilizem novos projetos. a ideia é que esse departamento seja um catalisador de negócios saudáveis para ambas as partes” enfatizou tonus.

Fonte: Freedonia

20

Editora B2B

182_Atualidades.indd 20

03/10/2012 01:40:14


Markus Rustler e Egbert Röhm,

CEOs da Theegarten Pactec Como foi o período de 2011/2012 para a Theegarten Pactec? Rustler: Em termos de entrada de pedidos, nós sentimos a crise intermitente, mas nossa produção funcionou a plena capacidade. Em termos de vendas e lucros, estamos felizes em dizer que 2011 representou um recorde histórico. Röhm: O ano de 2012 começou do jeito que terminou 2011: salas de montagem completas, prazos apertados e muito trabalho. Há um mercado-chave para a TheegartenPactec? Röhm: Isso muda de ano para ano. Em 2011, foram os Estados Unidos, um ano antes foram a Rússia e a Ucrânia. Este ano, a África Ocidental, principalmente no mercado de alimentos convenientes, como sopas em cubos e produtos similares. As atividades na América do Sul também estão crescendo.

enquanto há um grande desperdício de alimentos. A solução aqui é uma boa embalagem. Rustler: O “Safe Food” resolve esse problema. Muitos fabricantes de máquinas de embalagem alemães aderiram. A Theegarten-PacTec está envolvida e também apoia esta ideia pioneira financeiramente. O problema não é que os mercados estão encolhendo. Eu acredito fortemente que muito mais alimentos terão que ser produzidos no futuro. Um fator-chave é saber como obter os produtos para alimentar os consumidores: esta é uma meta importante para o futuro!

Fotos: Divulgação

entrevista

Egbert Röhm, CEO da Theegarten Pactec

Markus Rustler, CEO da Theegarten Pactec

A Theegarten-Pactec atua há 12 anos na Índia. Que tipo de máquina é fabricado no País? Röhm: Somente as máquinas de embalagem flow-pack, o restante dos equipamentos é produzido em Dresden, na Alemanha. Há novos desenvolvimentos a caminho? Rustler: Dois anos à frente da Interpack, nós estamos intensamente envolvidos no desenvolvimento de novos e inovadores produtos que serão apresentados, em Düsseldorf, na Alemanha. Este ano, apresentamos a FPH5, uma máquina de embalagem flow-pack, durante a ProSweets, em Colônia, na Alemanha, e em uma feira no Japão. Outra máquina está em teste industrial no momento. O senhor está preocupado que as vendas podem cair no setor de confeitaria em vista da tendência de alimentação saudável? Röhm: Não, o aumento da população mundial significa que o volume total de produtos de confeitaria fabricados continuará a crescer. Em países emergentes, como China e Índia, a classe média é cada vez mais capaz de comprar produtos de confeitaria de maior desembolso. No mundo, cresce o número de pessoas que precisa ser alimentada,

182_Atualidades.indd 21

03/10/2012 01:40:20


Fante e Verallia lançam nova

Foto: Divulgação

notícias

garrafa para aperitivo Black Stone Embalagem é resultado de uma solução customizada oferecida pela Verallia, na qual o cliente teve envolvimento direto na sua criação

S

ofisticação, beleza e valorização do produto. Foi pensando nestes três atributos que a Fante Indústria de Bebidas – empresa com mais de 40 anos de tradição no mercado de vinhos, espumantes e destilados, acaba de lançar, em parceria com a Verallia, uma nova garrafa para o aperitivo Black Stone. Com o propósito de diferenciar o produto de seus atuais concorren-tes, que utilizam uma garrafa quadrada, padrão de mercado, a nova embalagem de 1.000 ml foi criada pela Verallia em conjunto com o cliente. Os técnicos da empresa, utilizando softwares especiais, como o Pró Engineer, desenvolveram a nova garrafa, ouvindo as expectativas e sugestões do cliente, realizando as alterações no produto em tempo real. “A nova garrafa é mais surpreendente. Tem cantos facetados e o nome da marca aparece em alto relevo em seus quatro lados”, explica Orlando Luis Cardoso, gerente de marketing e desenvolvimento de novos produtos da Verallia. O resultado desse trabalho personalizado vai além do visual. O novo design, explica Cardoso, permite que a garrafa transite melhor na linha de envase do cliente, proporcionando melhor performance, com menor perda de rótulo, menor parada e redução de custos. “Esse serviço é oferecido aos nossos clientes há

22

dois anos e o resultado tem sido bastante positivo. Com o uso do Pró Engineer, a empresa já desenvolveu aproximadamente 10 projetos, entre potes e garrafas”, afirma. Ele continua: “O software permite reduzir o tempo de desenvolvimento da embalagem e a grande vantagem é que os clientes podem desenhar de acordo com suas expectativas. Eles se sentem mais envolvidos.” Segundo Julio Fante, diretor da Fante Indústria de Bebidas, sua sensação foi a de realização. “Foi fantástico poder materializar esta ideia desde a concepção. O entendimento do que queríamos pela equipe, a discussão técnica e o produto final com sucesso somente foram possíveis por causa de profissionais comprometidos e eficientes”, afirma o executivo que participou diretamente da criação da nova garrafa. Fante ressalta que alguns pontos foram decisivos para que a Verallia fosse a empresa responsável pelo projeto da nova garrafa. “O atendimento eficiente das nossas necessidades, a satisfação pela qualidade dos produtos e a busca constante do melhor custobenefício nos levaram a escolher a Verallia para este novo projeto.” A parceria entre a indústria de bebidas e a Verallia é de longa data. A empresa já utiliza diversas garrafas standard para seus des-

tilados, vinhos, sucos, espumantes, entre outras. Segundo Fante, a empresa possui outras garrafas exclusivas sendo produzidas e uma nova embalagem em estudo para lançamento ainda este ano. A nova garrafa de um litro do aperitivo Black Stone atenderá todo o mercado brasileiro e alguns países da América Latina. A expectativa da empresa é um incremento de vendas entre 20% a 30% com a nova embalagem.

Editora B2B

182_Atualidades.indd 22

03/10/2012 01:40:27


Foto: iStockphoto

por dentro das leis

Embalagens deverão indicar pontos para descarte de materiais recicláveis no

Paraná

Tramita na Assembleia Legislativa do Paraná um projeto de lei de autoria do deputado estadual Rasca Rodrigues (PV) que cria o rótulo descarte padrão e o serviço de informações sobre pontos de descarte de materiais recicláveis em todo território paranaense. De acordo com a proposta, fabricantes, importadores e demais elos da cadeia produtiva deverão veicular em todas as embalagens e materiais impressos referentes a seus produtos indicações precisas sobre onde e como fazer o descarte adequado dos resíduos sólidos provenientes do consumo. Segundo o deputado, o rótulo descarte padrão conscientizará e organizará fornecedores, intermediários e consumidores sobre a importância da logística reversa e os locais apropriados para sua realização. “Para que isso ocorra bastará uma simples verificação nas embalagens ou impressos dos produtos, e o consumidor rapidamente poderá identificar o serviço de informação sobre os pontos de descarte de cada material reciclável”, acrescenta.

Editora B2B

182_Por Dentro das Leis.indd 23

23

03/10/2012 02:05:48


vanguarda

Preparo na própria embalagem Esse conceito inovador para o preparo do café foi criado pela empresa dinamarquesa Coffeebrewer Nordic

P

ortabilidade para os amantes do café. Já pensou em tomar a sua bebida preferida a qualquer hora e em qualquer lugar? A empresa dinamarquesa Coffeebrewer Nordic criou um conceito inovador para a categoria, o pouch Coffeebrewer, no qual o café é preparado na própria embalagem. Dentro de cada pouch, há um filtro, com 24 gramas de café moído. Para preparar três copos de café, o consumidor só precisa abrir a embalagem, adicionar meio litro de água quente e esperar de 5 a 8 minutos para que a bebida fique pronta para o consumo.

24

Fotos: Divulgação

Da Redação

Editora B2B

182_vanguarda.indd 24

03/10/2012 13:52:28


Foto: Divulgação

pode facilmente decidir como quer bebida. Se ele quer leve e agradável, o tempo de preparo deve ser de 4 a 5 minutos. Já, se ele prefere um café mais forte, o tempo de preparo deve ser de 8 a 9 minutos.

O sistema de preparação único foi desenvolvido para preservar o óleo natural do café. Isso realça os sabores delicados e os aromas finos do produto. Além disso, com o Coffeebrewer o consumidor

182_vanguarda.indd 25

O pouch Coffeebrewer é feito de papel revestido com polietileno (PE) e o material do filtro é similar ao usado para sacos de arroz para cozinhar. Preserva o aroma e o máximo frescor do café. Com excelente selagem, a embalagem pode conter meio litro de água quente e, quando usada de acordo com as instruções, oferece segurança ao consumidor, como qualquer outro copo de papel cartão ou outros tipos. O design do Coffeebrewer permite um processo de extração perfeito. O volume de café dentro

do pouch possibilita que a água quente levante o café e o extrato do aroma. O filtro separa efetivamente o café feito de sua base e, quando o consumidor serve a primeira xícara, o restante da bebida permanece sob o filtro e o processo de infusão é interrompido. Isso significa que o café não irá amargar ao longo do tempo. O conceito de portabilidade abre novas ocasiões de consumo para o café. Segundo a companhia, com o pouch, a bebida pode ser consumida tanto por quem gosta de praticar esportes de aventura, como também por jovens consumidores que têm estilo de vida on the go. INFORMAÇÕES COFFEEBREWER NORDIC tel.: +45 63400124 | www.growerscup.com

03/10/2012 13:52:31


Foto: Divulgação

lançamentos internacionais

Perfeita extensão Estrela internacional, a cantora Nicki Minaj anunciou o lançamento de sua primeira fragrância, Pink Friday, em parceria com a Elizabeth Arden, uma marca global de beleza. O frasco escultural é impressionante, assim como Nicki, que é o centro das atenções. Características faciais douradas e brilhantes, lábios e cabelos cor-de-rosa são a marca do estilo fashion da cantora, que estão presentes no frasco, como uma extensão de sua imagem. O frasco de luxo se caracteriza por um colar de identificação de Nicki Minaj e por sua forma que mimetiza a silhueta voluptuosa e ultrafeminina da cantora. O toque final fica por conta do painel inferior da embalagem que traz uma imagem da cantora. O design é assinado por Lance McGregor e Mariko Iizuka da Paul Meyers and Friends.

Foto: Divulgação

Elizabeth Arden, www.elizabetharden.com

Formato glacial

A Rebhan FPS Kunststoff-Verpackungen GmbH e o designer Rolf Hering projetaram e desenvolveram o inovador conceito das embalagens de polietileno de alta densidade (PEAD), com soluções integradas, para a linha de cabelos da idHair. Além de tecnológicas e esteticamente sofisticadas, as embalagens suportam um manuseio ergonômico e design clean. A embalagem extrudada tem um relevo com a marca dos clientes nas laterais, o que garante uma área de aperto segura. Para xampus e condicionadores, as embalagens de 200 ml contam com tampa múltipla flip-top e semântica perfeita do produto através da área de manuseio estruturada.

A água mineral premium Icelandic Glacial realizou o rebranding do logo, da garrafa e da embalagem secundária. O redesign elegante, assinado pela agência Team One, abraça a marca. O rótulo mate fosco apresenta uma janela no formato da Islândia, mostrando a topografia do País e retém de maneira única o formato glacial da marca. O novo design captura a essência da Islândia e sublinha o caráter premium único do produto.

Rebhan FPS Kunststoff-Verpackungen GmbH,

Foto: Divulgação

Conceito inovador

Icelandic Glacial, tel.: +3544122100.

tel.: + 49 9265/75-84.

26

Editora B2B

182_Lançamentos Internacionais.indd 26

05/10/2012 15:32:46


Foto: Divulgação

Protege o cosmético Especializada em produtos profissionais para cuidados da pele, a Babor adotou dispensador, com tampa metalizada e atuador com membrana autovedante, da Mega Airless, para a sua linha de neurocosméticos Doctor Babor. A embalagem é esterilizada antes do envase, capacitando a empresa a manter o produto completamente livre de conservantes. O design neutro permite aplicação 360º, dosagem exata, alta eficiência de liberação do produto e estabilidade da fórmula, sem secar, descolorir, gotejar ou entupir. Mega Airless, www.megaplast.de

A Unilever, no Chile, escolheu o sistema de abertura fácil Rippatape™, da Payne, para a multipack com xampu Clear e desodorante Axe para homens. O fitilho foi usado em 20 mil embalagens promocionais que estampam o jogador de futebol Cristiano Ronaldo. Com 4 mm e 60 mícron, o fitilho posicionado próximo ao topo, na parte de trás da embalagem, permite aos consumidores fácil acesso para a remoção dos produtos. O Rippatape™ também deixa bem claro aos consumidores onde a embalagem deve ser aberta. Payne, tel.: +44 (0) 1159759000.

182_Lançamentos Internacionais.indd 27

Foto: Divulgação

Fácil abertura

05/10/2012 15:32:50


CONSUMIDOR

ESPECIAL

Os jovens estão na mira do mercado A indústria de produtos de consumo tem investido em inovação na embalagem como plataforma de interação com os jovens

DISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO JOVEM BRASILEIRA COM IDADE ENTRE 15 E 24 ANOS POR REGIÃO – 2010 (EM %) REGIÃO

POPULAÇÃO

%

Brasil

190.755.799

18

Centro-Oeste

14.068.094

18,3

Norte

15.864.454

20,2

Nordeste

53.081.950

19,2

Sudeste

80.364.410

18,3

Sul

27.386.891

17,1

Fonte: IBGE

28

EdITOrA B2B

182_Especial_Jovem_Consumidor_Abertura.indd 28

05/10/2012 15:35:59


Foto: iSotickphoto

O

poder de consumo dos jovens é um filão que anima vários setores da economia. A corrida para conquistar o coração desse público já começou. O desafio é criar uma boa estratégia de marketing no ambiente pontocom. Hoje, cada vez mais, essa nova geração de consumidores vive conectada. É o que revela a pesquisa The Truth about Youth realizada pela McCann World Group, que entrevistou sete mil jovens em todo o mundo, inclusive, no Brasil. A necessidade de conexão, relacionamento e comunidade é imperativa para os jovens, segundo a pesquisa. Muito mais do que podemos imaginar. A pesquisa listou uma série de itens – cosméticos, carro, passaporte, telefone e olfato – e pediu para que os jovens salvassem dois itens: 53%, com idade entre 16 e 22 anos, e 48%, com idade entre 23 e 30 anos, dariam o seu próprio olfato se isso significasse que poderiam manter um item de tecnologia (telefone ou laptop). A tecnologia é muito importante para os jovens, mas a disposição para sacrificar um de seus sentidos humanos para mantê-la mostra o quão intrínseco ela se tornou para essa geração. É comum os jovens consumidores tecer elogios ou críticas sobre marcas e produtos através das mídias sociais. Eles replicam facilmente os comentários para a sua rede de amigos. Por isso, hoje a reputação da empresa foi parar nas mídias sociais. Mas, também é uma excelente oportunidade para se aproximar mais desses novos consumidores e entender seus desejos. A internet e a forma como eles a utilizam são uma das grandes causas de mudanças de consumo. Por isso, é preciso desenvolver novas formas de se comunicar com essa galera. Muitas empresas já entenderam que precisam interagir no ambiente on-line, promovendo um novo relacionamento com os jovens consumidores através da embalagem. Não à toa os jovens estão na mira do mercado. Com idade entre 15 a 24 anos, eles representam 18% da população brasileira, que foi estimada em 190.755.799, segundo o último censo, em 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Veja no gráfico a distribuição dessa população jovem por região do Brasil. Nas próximas páginas, as reportagens especiais sobre o jovem consumidor brasileiro mostra que ele é cada vez mais importante para o mercado de consumo que tem investido em tecnologia na embalagem para fisgá-lo.

Editora B2B

182_Especial_Jovem_Consumidor_Abertura.indd 29

29

05/10/2012 15:36:05


DESIGN Foto: Divulgação

CONSUMIDOR

ESPECIAL

Público jovem desafia o design E estimula a criatividade dos profissionais de design de embalagem no desenvolvimento de uma linguagem própria para falar com esses consumidores no ponto de venda

Zulmira Felício

S

e não é fácil unir design estrutural, gráfico, branding, processos de impressão, fundamentos de marketing em torno da embalagem, cuja função consiste em conquistar o consumidor no ponto de venda, o que dizer então do desafio de reunir todos esses itens e agregar os interesses e as necessidades do público jovem e adolescente em constante mutação? Esse exigente consumista, com perfil diferenciado, caracterizado como multimídia e multitarefa e nada fiel às marcas, vem estimulando a criatividade dos profissionais do design. Rotulados por alguns como “geração que não está nem aí”, na opinião de Gisela Schulzinger, professora do curso de design da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), sócia-diretora da Pande Design Solutions, conselheira e coordenadora do Comitê de Branding da Associação Brasileira de Embalagem (Abre). “Trata-se de uma categoria exigente, principalmente os adolescentes entre 16 e 20 anos, super engajados, que trocam informações entre si e discutem sobre os produtos que consomem. Daí a razão da linguagem criada para eles ser objetiva, clara e fácil”, acrescenta.

30

Sem celular, jamais! “Este público está cada vez mais conectado com tudo e com todos ao mesmo tempo, e geralmente anseia por coisas novas e não tem paciência para alcançar resultados, pessoais e profissionais”, diz Tadeu Matsumoto, da M. Design. De acordo com Matsumoto, “o recente lançamento do i.Phone 5, com tela maior, confere a

Editora B2B

182_Especial_Jovem_Consumidor_Design_Final.indd 30

03/10/2012 20:04:46


Conceito de grafite para atrair os jovens

dimensão da importância do móbile na vida desses consumidores e de fazer com que o máximo de apps possam aparecer na tela. Sabemos que os smartphones ficam 24h à cerca de um metro de distância dos jovens. Para eles, hoje em dia, sair de casa sem o celular é pior do que a sensação de esquecer os documentos”, sentencia. Aplicar o design estratégico em embalagem, com identidade

visual, forma e merchandising de modo a proporcionar vantagens competitivas e sustentáveis aos clientes, é o foco da M. Design. Neste sentido, para a linha de perfumes Carpe Diem do Boticário, a empresa apostou no conceito de grafite, como arte urbana, “algo com bastante atitude e um lado artístico por trás, uma forma de expressão”, explica Matsumoto.

O outro projeto da M. Design para o público jovem é a linha de produtos de entretenimento DAZZ, da distribuidora Rio Branco. Composta por diversos produtos, como: Dockstation e fones MP3, entre outros, teve como conceito uma linguagem clean, moderna, com predominância da cor branca e uma imagem colorida, com jovens em diferentes situações de entretenimento/diversão.

Editora B2B

182_Especial_Jovem_Consumidor_Design_Final.indd 31

31

03/10/2012 20:04:48


DESIGN

que criam proximidade com as garotas e os elementos de uso, como o glitter que potencializa a luminosidade.

Foto: Divulgação

CONSUMIDOR

ESPECIAL

Foto: Divulgação

Grafismo e personagem criam proximidade com as garotas

Tom de irreverência

Brasil é cor “O nosso País é colorido e, por si só, tendemos ao uso de cores”, enfatiza Gisela da Abre. Entretanto, não se trata de um limitante, uma característica, depende mais da linguagem visual da categoria a que o produto pertence. Como em todo o projeto, o design começa a partir de uma análise da situação. Antes de tudo é imprescindível conhecer o produto, a história da marca (e da empresa), qual a intenção (da marca) e estratégia de mercado que pretendem atuar, limitações ou orientações de processos fabris, composições

32

de argumentos estratégicos e compositivos, relações com os consumidores e entender o história visual do produto (às vezes, é um redesenho ou não. No caso do novo, existe uma linguagem da categoria a ser considerada). “Não se trata de reinventar a roda, mas também isso não significa copiar. Existem várias formas de releitura de linguagem. Ela (a linguagem) deve ser orientada pela personalidade da marca”, traduz Gisela. Ela cita como exemplo o design da linha Teen, da Depil Bella, desenvolvida pela Pande Design Solutions, que adotou o grafismo e uma personagem

No caso do consumidor jovem há um tipo de letra e linguagem especiais e o código visual mais direcionado. Como esse consumidor vive o tempo todo conectado à internet e ao celular, é preciso apresentar um diferencial de destaque. “Uma jovenzinha, de apenas cinco anos de idade, recebe grande quantidade de informações através de uma embalagem de maquiagem. Diferentemente do adulto cuja observação é total, a criança está mais atenta aos detalhes”, exemplifica Gisela. O que vai ser destacado na hierarquia da informação é o que decide a compra. Na análise de Roger Rieger, diretor da Komm Design Estratégico, cada vez mais os códigos visuais se associam ao entendimento do consumidor e à sua conexão e relação ao produto. No caso do consumidor jovem deve-se levar em conta a inovação, linguagem e composição. “A convergência tecnológica é um fator preponderante no desenvolvimento do design de embalagens. Acentuadamente a “desuniformidade” se faz presente. Para este target, objetividade, informalidade e um tom de irreverência são importantes”, acredita Rieger. É preciso sintetizar nos códigos dos jovens o viés da inovação, da transformação, sem o rompimento do contexto que o produto está associado. Saber

Editora B2B

182_Especial_Jovem_Consumidor_Design_Final.indd 32

03/10/2012 20:04:57


equilibrar na forma, na apropriação de cores, na exploração de argumentos e sintetismo, dentro da metodologia da coleta de informação. “Cada caso é único. Há grande diversidade de perfis do consumidor jovem e/ ou adolescente e tudo isso dentro de diferentes classes sociais. Ele é brincalhão, esportista, roqueiro... o gosto musical é outro elemento classificador. deve-se considerar sua constante transformação, a infidelidade às marcas e, sem deixar de lado, uma instigante fixação por alguns fatores e influências tradicionais em seu comportamento de compra”, descreve o diretor da Komm. Como exemplo, rieger apresenta o case Way Beer (microcerveja de sucesso nos EUa), lançada inicialmente em Curitiba, mas que já pode ser encontrada em alguns bares na capital paulista. Para se diferenciar das long necks, o formato da garrafa da Way Beer é mais largo, com pescoço mais curto, e ao invés de rótulo na garrafa, há impressão serigráfica, com cores diferenciadas.

182_Especial_Jovem_Consumidor_Design_Final.indd 33

a comunicação como um todo com o público jovem é uma das batalhas a ser travada pelos profissionais do setor, superando as dificuldades de ordem técnica e de produção. o off-line e o on-line para o adolescente estão inseridos num mesmo contexto: na diversidade em que a rapidez e o efêmero ocupam posições de ranking. a sustentabilidade – outro tópico em questão – também já faz parte do consciente desse consumidor, afinal quem não quer um mundo melhor para viver? atendendo aos preceitos ecológicos e de logística reversa, “entende-se que a sustentabilidade tem que agregar valor ao produto, economizar e se comunicar com o público”, sustenta Margô takeda, sóciadiretora da a10 design. o jovem é antenado ao universo de entretenimento e, do mesmo modo como outro consumidor, é preciso entender o que ele busca. Para tanto, parâmetros como moda, música, internet e tecnologia servem de referência para o estudo. “Para o jovem e o adolescente, a propaganda tem ainda a sua força, mas os meios interativos devem ser muito bem empregados”, define a sócia-diretora. Segundo Margô, para cada projeto, a a10 design concede soluções sob medida que trazem resultados e propõem experiências únicas. Levando em consideração o aspecto da rebeldia do jovem é importante quebrar regras, ter liberdade de

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Roger Rieger, diretor da Komm Design Estratégico

reBelDia

Margô Takeda, sócia-diretora da A10 Design

criação, inovar, brincar, oferecer cores e formatos diferenciados. a linguagem tem que ser fora do usual, ousada e provocar emoção. a partir deste princípio, a agência desenvolveu a linha de produtos aquaclin (antiacne), com design que envolveu letras manuscritas e cores vibrantes. “o jovem sempre busca o novo, além de uma mensagem bacana de rápida absorção. Ele tem que aceitar o produto como seu e que foi criado pelo fabricante para atender seus anseios. realmente, trata-se de um desafio, mas é muito prazeroso estar conectado com esse público”, sintetiza Margô.

INFORMAÇÕES ABRE tel.: (11) 3082-9722 | www.abre.org.br A10 DESIGN tel.: (11) 2344-1010 | www.a10design.com.br KOMM DESIGN tel.: (11) 3443-7761 | www.komm.com.br M DESIGN tel.: (11) 3833-0969 | www.mdesign.art.br PANDE DESIGN tel.: (11) 3849-9099 | www.pande.com.br

03/10/2012 20:05:04


CONSUMIDOR

ESPECIAL

TECNOLOGIA

Interagindo via embalagens

Foto: Divulgação

Tecnologias de QR Codes e realidade aumentada em embalagens proporcionam uma nova experiência de consumo ao consumidor jovem

ALEX RICCIARDI

H

á alguns anos vêm surgindo produtos nas prateleiras dos supermercados – em especial alimentícios, mas não só eles – embalados em saquinhos plásticos ou caixas dotadas de símbolos que lembram um código de barras. Cada vez mais, os adolescentes sabem bem do que se trata, e aproximam seus smartphones destas embalagens para, na tela do aparelho, visualizarem um desenho, uma promoção, ouvirem uma canção, jogarem algum game. Enfim, há um mundo de possibilidades naqueles curiosos códigos. Estamos falando dos QR Codes, que se tornarão cada vez mais presentes nas embalagens do Brasil, e do mundo daqui por diante.

34

Considerados ímãs de atração de jovens para os produtos, os QR Codes parecem códigos de barras, mas retorcidos. E tal impressão não está muito longe da verdade. “O QR Code é um símbolo bidimensional que codifica uma informação. Tem a mesma proposta que o código de barras, porém é capaz de armazenar um número maior de caracteres”, explica Eric Messa, professor do curso de comunicação e marketing da FAAP/SP. “Nasceu para uso na indústria, em controle de produção e na logística de distribuição dos produtos. Porém,

EDITORA B2B

182_Especial_Jovem_Consumidor_Tecnologia.indd 34

4/10/2012 11:33:50


Messa – que é dono de um blog sobre comunicação e tecnologia que se chama eCode – observa: “O campo da comunicação vem passando por uma grande revolução desde o início da era digital. Hoje a relação entre consumidores e empresas se estabelece sob critérios diferentes em comparação há algumas décadas. O cliente de hoje tem um perfil mais ativo e participativo. Tal perfil condiz com propostas oferecidas por embalagens que utilizam o QR Code e a realidade aumentada.”

EXPERIÊNCIA AUMENTADA NA EMBALAGEM Este último termo usado por Messa, realidade aumentada (RA), é a expressão ampla dentro da qual o uso de QR Codes é geralmente colocado. Tratase, no entanto, de tecnologias diferentes. Enquanto os QR Codes apenas remetem a um link na internet, embalagens e demais itens com realidade aumentada tratam de imagens do mundo real que são capturadas por telas digitais e então, sobre

elas, são aplicadas em tempo real outras imagens virtuais. Estas imagens virtuais costumam interagir com a imagem do mundo físico capturada. Complicado? Nem tanto. “Um exemplo de realidade aumentada são as análises computadorizadas dos lances de um jogo de futebol realizadas pelas emissoras de TV. Quando informações como o trajeto e a velocidade da bola são aplicadas sobre a cena real do jogo, essa combinação de informações virtuais sobre a imagem real pode ser chamada de realidade aumentada”, explica Messa. O uso da realidade aumentada em embalagens ainda não é muito frequente – mas já acontece, geralmente como parte de campanhas publicitárias. Este foi o caso das embalagens de Doritos, o salgadinho da Pepsico. Realizada em 2009, a campanha Doritos Lovers trazia um código diferente em cada embalagem de Doritos. Quando era colocada diante da câmera de um computador conectado ao site da marca, ela “libertava” um monstrinho animado. Foi um uso pioneiro deste tipo de tecnologia para o setor de embalagens, o qual certamente se tornará cada vez mais comum daqui por diante. A indústria de brinquedos (caracteristicamente voltada a crianças e jovens) é uma das que mais vêm investindo na tecnologia. Um exemplo é a embalagem do Pula Pirata, um

Foto: Fernando Silveira/FAAP

ganhou popularidade quando foram lançados aplicativos para celulares capazes de decodificar tais símbolos bidimensionais. Revistas impressas, peças publicitárias e embalagens passaram a empregar QR Codes que, quando decodificados, acionavam no celular um link de internet que levava a um vídeo ou a um site. Hoje seu uso mais relevante é este.”

Eric Messa, professor do curso de comunicação e marketing da FAAP/SP

dos itens preferidos das crianças já há vários anos. “O Pula Pirata contém um QR Code dentro da embalagem, e com ele é possível ativar a versão digital do jogo no site da empresa”, conta Aires Leal Fernandes, diretor de marketing da Estrela. “Ao acionar o jogo com o código, a criança terá a oportunidade de aumentar e diminuir a imagem do barril e do pirata na tela, além de conseguir movimentar o barril e espetar as espadas, como no jogo tradicional. Na embalagem do produto há a divulgação deste diferencial, que é a extensão da brincadeira para o mundo digital.” A ideia é tão boa que a empresa irá lançar, para o Dia das Crianças, outro produto com QR Code em sua embalagem: uma nova versão da boneca Susi, que trará consigo um QR Code impresso na própria cartela interna. Quando uma menina acessar o site da Estrela (na seção Realidade Aumentada de Susi) e apontar esse QR Code,

EDITORA B2B

182_Especial_Jovem_Consumidor_Tecnologia.indd 35

35

4/10/2012 11:33:54


CONSUMIDOR

irá se abrir um closet com inúmeras combinações para vestir a boneca. Além disso, as jovens poderão mudar acessórios, e, até mesmo, a cor do cabelo e o tom de pele da Susi. O mais interessante de tudo é que as combinações criadas não ficarão escondidas; as meninas estilistas poderão mostrá-las para quem quiserem, tirando fotos da Susi estilizada por elas (sozinha ou com a dona) e compartilhando-as nas redes sociais para que todas as amigas possam ver suas criações. Outra companhia que já experimentou a tecnologia de QR Code em suas embalagens é a Ambev. No ano passado, a empresa lançou diversos lotes de um de seus refrigerantes mais populares, a Sukita, contendo códigos que geravam imagens dos filmes O Besouro Verde, Capitão América – O Primeiro Vingador e Justin Bieber: Never Say Never. Os QR Codes destes refrigerantes geravam, na página da Sukita no facebook, imagens exclusivas destes filmes. Como na maioria dos casos envolvendo esta tecnologia, o público-alvo da ação eram os jovens. Mas será que adultos e pessoas mais velhas (muitas vezes pouco acostumadas com tecnologias sofisticadas) jamais serão objeto de produtos que venham com embalagens dotadas de tal tecnologia? Não necessariamente. “No caso de recursos como realidade aumentada e QR Codes, não

182_Especial_Jovem_Consumidor_Tecnologia.indd 36

Foto: Divulgação

ESPECIAL

TECNOLOGIA

Gerson Penha, diretor-geral do JeffreyGroup Brasil

É a relevância do conteúdo que promove o engajamento do consumidor na comunicação acredito que dificuldades de manuseio sejam um obstáculo para sua expansão”, afirma Gerson Penha, diretor-geral do JeffreyGroup Brasil, que pesquisa os hábitos da população com itens tecnológicos. “Eventuais dúvidas no trato com esta tecnologia provavelmente serão superadas pelo consumidor caso ele identifique, na proposta do produto ou da empresa, a oferta de um conteúdo de qualidade ou uma iniciativa da qual se sinta atraído a participar.” Mas Penha frisa: “É a relevância do conteúdo que promove o engajamento do consumidor na comunicação. Recursos como a realidade aumentada, quando se limitam à

4/10/2012 11:33:59


novidade tecnológica, ficam restritos a um público de nicho. Se, no entanto, oferecem uma experiência de fato relevante para o comprador, aí sim podem alcançar um universo mais amplo de pessoas.”

sos interativos ajuda as empresas a estabelecerem um relacionamento especial com o consumidor. Os compradores são estimulados, através dos mesmos, não só a consumir o produto, mas a estabelecer um vínculo com a marca através do site da empresa. Isto ajuda a ampliar as vendas do item e também a construir uma relação com a marca.”

LINHA DE PRODUÇÃO

Mas a palavra final a respeito fica mesmo com Aires, entusiasta desta tecnologia. “Acredito que vamos ter mais itens usando a realidade aumentada/QR Codes em nossas próximas coleções. Estimular o sonho e a fantasia são ingredientes básicos em

Uma pergunta relevante é se adaptar uma linha de produção de embalagens para que elas contenham QR Codes é muito difícil. Fernandes, da Estrela, observa: “Nestes casos temos de fazer a alteração do design da embalagem, inserindo informações que são os códigos. No caso do Pula Pirata foi adicionado mais um item na linha de produção, que é o cartão com o código. Já na boneca Susi, o código vem na própria cartela interna da embalagem.”

nosso trabalho, e tais tecnologias contribuem para encantar o consumidor antenado”, enfatiza o executivo.

INFORMAÇÕES DORITOS tel.: 0800-7034444 | www.doritos.com.br ESTRELA tel.: (11) 2102-7070 | www.estrela.com.br FAAP tel.: (11) 3662-7000 | www.faap.br JEFFREYGROUP tel.: (11) 2165-1655 | www.jeffreygroup.com SUKITA tel.: 0800-7250001 | www.sukita.com.br

A respeito do futuro da realidade aumentada e dos QR Codes em embalagens, Messa, da FAAP, o vê como bastante promissor. “Sua aplicação deve crescer conforme evoluir a popularidade do smartphone e do acesso móvel à internet. O uso de recur-

182_Especial_Jovem_Consumidor_Tecnologia.indd 37

4/10/2012 11:34:01


TERMOENCOLHÍVEIS informe publicitário

SOB MEDIDA Foto: Divulgação

A tecnologia de embalagens termoencolhíveis é uma tendência que se consolida e apresenta importantes vantagens para o bom desempenho nos pontos de venda

Alguns exemplos de embalagens termoencolhíveis produzidos pela empresa Baumgarten

38

Editora B2B

Pack 182 - Informe Publicitario Termoencolhiveis ALTERACOES TEXTO.indd 38

05/10/2012 12:32:16


A

primeira impressão do consumidor interessado em determinado produto está diretamente ligada ao impacto ocasionado pela embalagem. Um rótulo atrativo é um dos primeiros passos para garantir o sucesso do investimento no varejo e é nele que as informações fundamentais sobre as características e as propriedades dos produtos estão contidas. Decoração, informação, proteção e promoção: estas foram as quatro funções que levaram, em meados dos anos 1970, o mercado francês de embalagens a produzir rótulos termoencolhíveis, também conhecidos como sleeves. A nova tecnologia chegaria ao Brasil no começo dos anos 1980, mas só ganharia relevância no mercado nacional na década de 1990. A disseminação de embalagens termoencolhíveis no varejo brasileiro é clara. Basta ir a um supermercado, por exemplo, para perceber que as empresas buscam cada vez mais essa tecnologia. De acordo com informações do Instituto de Embalagens (veja gráfico), a tendência dos rótulos termoencolhíveis é de crescimento. No dado mais positivo esperado pelo Instituto, 2012 fecharia o ano com um número seis vezes maior de embalagens em relação aos dados de 2004. Portanto, em menos de uma década a produção cresceria de 1300 toneladas para 6.819 toneladas. No cenário mais realista, os números são mais modestos, mas não menos animadores: dos mesmos 1300 em 2004 para 5.546 toneladas neste ano. A tendência acompanha os dados da Associação Brasileira de Embalagem (Abre), que afirma que a receita líquida de vendas e embalagens em 2012 deverá atingir R$ 47 bilhões, numa alta de aproximadamente 5% sobre os R$ 44,7 bilhões gerados em 2011. Os plásticos representam a maior participação no valor da produção, correspondente a 37,08% do total, seguidos por papelão ondulado com 18,75% e embalagens metálicas com 16,79%.

EVOLUÇÃO DO MERCADO DE RÓTULOS TERMOENCOLHÍVEIS

1.000 0

2004

2005

2006

2007

2008

2009

2010

6.035 4.908

4.485 3.744

3.769 3.200

3.115 2.712

2.000

2.533 2.279

3.000

1.300 1.300

4.000

1.690 1.599

5.000

5.248 4.305

7.000 6.000

2011

6.819 5.546

OTIMISTA MAIS PROVÁVEL

8.000

2012

Fonte: Instituto de Embalagens

Apesar do resultado financeiro positivo, apontam os números da Abre, houve uma queda na produção física de 3,49% no primeiro semestre de 2012. Os números acompanham a queda da indústria nacional, mas não prejudicam a continuidade da tendência dos sleeves. O resultado atraente e funcional – além do diferencial de comunicação – possibilita a aplicação em embalagens com perfis assimétricos e sinuosos. Abre-se, dessa forma, a possibilidade de criação de embalagens diferenciadas e que se destaquem das convencionais.

Editora B2B

Pack 182 - Informe Publicitario Termoencolhiveis ALTERACOES TEXTO.indd 39

39

05/10/2012 12:32:28


TERMOENCOLHÍVEIS informe publicitário

De acordo com a Associação Brasileira de Embalagens (Abre), as seguintes informações são obrigatórias no rótulo das embalagens: • Denominação de venda do alimento e marca; • Identificação da origem; • Identificação do lote; • Prazo de validade; • Quantidade nominal / Indicação Quantitativa do Conteúdo Líquido; • Lista de ingredientes; • Preparo e instruções sobre o produto; • Instruções de uso do produto;

Informações exclusivas para embalagens alimentícias: • Declaração dos aditivos alimentares na lista de ingredientes; • Declaração do valor calórico, Nutrientes e componentes; • Declaração de quantidade e/ou o tipo de gordura; • Declaração de conteúdo de açúcar e polióis; • Informação nutricional complementar; • Registro do Ministério da Agricultura.

• Contato do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC).

OS PASSOS ATÉ O TÚNEL DE ENCOLHIMENTO

digitais realizados pela equipe de arte gráfica, o que é um grande desafio.

Para a impressão dos rótulos termoencolhíveis, são utilizados substratos como cloreto de polivinila (PVC) e o polietileno tereftalato (PET). É fácil reconhecer o sleeve: em contato direto com a embalagem, adequa-se perfeitamente ao formato e o efeito decorativo pode se dar em 360° ou até com o envolvimento completo da embalagem. Após impresso, o rótulo pode ser aplicado em diversos tipos de embalagens: vidro, metal, alumínio e plástico.

De acordo com a equipe do SENAI, dois métodos são utilizados para cumprir este desafio. No manual o trabalho é mais artístico, sendo necessária a mensuração e ajustes, utilizando-se softwares de criação. É um processo mais lento. No processo automático, o software Esko Art-Pro, com o plug-in do Grid-Warp ou Power-Warp, calcula a distorção e cria uma visualização em 3D, o que o torna mais eficiente. No entanto, explica a equipe do curso de pré-impressão do SENAI, tanto um método como o outro necessita que cada elemento da criação esteja em camadas separadas, ou layers, pois serão distorcidos um a um de acordo com a posição que irão ocupar no frasco e do nível de deformação que aquela área sofrerá durante o termoencolhimento.

O passo inicial para uma empresa que pretende utilizar rótulos termoencolhíveis em seus produtos é a criação. Finalizada a arte, que deve estar de acordo com os objetivos de venda e marketing do produto, inicia-se a fase de pré-impressão. É aqui que a tecnologia se diferencia das outras. Como o próprio nome diz, ao aquecer (termo) ocorre o encolhimento do rótulo, por isso mesmo a imagem gravada na forma, quando transferida para o substrato, sofre uma deformação. Essa distorção deve ser compensada nos arquivos

FLEXOGRAFIA X ROTOGRAVURA De acordo com informações da Associação Brasileira Técnica de Flexografia (Abflexo), para a impressão dos sleeves no Brasil o método mais utilizado é a flexografia, ideal para embalagens e para impressão/conversão. Apresenta flexibilidade para imprimir variados suportes, com consistência e superfícies diferentes. O método utiliza um clichê para impressão, que é uma chapa de polímero na qual são gravadas as imagens e os textos a serem impressos. Só posteriormente é presa a um cilindro para imprimir. Na rotogravura, a impressão é feita no próprio cilindro – normalmente de aço cromado – o que encarece o custo. Normalmente, em países como França, Argentina e Chile a rotogravura é mais utilizada, mas no Brasil a flexografia se tornou líder, já que no início da produção a demanda era de baixas tiragens, o que tornou economicamente inviável a rotogravura.

40

O fim do processo ocorre no acabamento, última fase antes da embalagem seguir para o consumidor. O túnel de encolhimento, nesta fase, é um equipamento essencial para encolher o sleeve em torno da embalagem. A aplicação nos frascos pode ser feita manualmente, com um profissional posicionado na entrada do túnel e que faz a abertura e coloca o rótulo na embalagem com suas próprias mãos. Na automática o próprio equipamento faz o trabalho. Existe no mercado uma série de tecnologias em túneis de encolhimento, com aquecimento elétrico, a vapor ou mistos. O que varia, neste sentido, é a potência, temperatura e velocidade, todas definidas pelo substrato utilizado e pelo formato do frasco. Apresentando tendência de crescimento, a embalagem termoencolhível tem como ponto positivo, também, ser uma eficiente solução para embalagem de cargas paletizadas e, pela uniformidade que apresentam, oferecem maior segurança e proteção contra violações no momento do transporte e manuseio. Outro ponto importante é na reciclagem, já que o processo de segregação dos resíduos é facilitado. Como são encaixados e moldados no frasco, sem nenhum ponto de cola, é simples a separação do filme impresso e do material da embalagem.

O QUE O MERCADO OFERECE O mercado de termoencolhível cresce e apresenta diversas opções para as empresas interessadas em garantir um impacto visual, informações ao consumidor e ganhos no momento da logística e do reaproveitamento de materiais. As empresas brasileiras de sleeves investem em tecnologia e apresentam opções cada vez mais customizadas aos clientes. A Baumgarten Gráfica é uma delas. Além das opções de rótulos em termoencolhíveis, a empresa, que tem 131 anos de história e está localizada em Blumenau (SC), oferece soluções em autoadesivos, rótulos magazine, in-mould, roll labels, tags, cartelas blister, além de embalagens termoformadas em cartão. A empresa também apresenta todos os principais sistemas de impressão, como rotogravura, offset, serigrafia, letter-press, flexografia, cold foil, hot stamping e digital. Foto: Divulgação

INFORMAÇÃO NO RÓTULO

Ronaldo Baumgarten Júnior, presidente da Baumgarten, aponta como destaques em termoencolhíveis as versões metalizado e sustentável

Ronaldo Baumgarten Júnior, presidente da Baumgarten, garante que a empresa foi a primeira gráfica do continente americano a utilizar a impressão offset em termoencolhíveis. “Essa tecnologia garantiu na época alta definição e baixo custo de desenvolvimento”, observa Júnior. Atualmente, a Baumgarten imprime rótulos termoencolhíveis nos sistemas flexografia e digital. “A pré-impressão é realizada internamente e conta com um sistema de distorção de imagens que garante a viabilidade e beleza da arte na embalagem após o encolhimento dos rótulos”, descreve o presidente. Para auxiliar os clientes no desenvolvimento de suas ideias, diz Júnior, a Baumgarten dispõe de um software que simula a embalagem final do cliente em 3D. “O cliente pode constatar o resultado de sua embalagem final por meio de uma imagem 3D e, até mesmo, de uma simulação da embalagem já na prateleira de um supermercado”, explica. Uma das ideias mais celebradas pelo executivo foi o desenvolvimento do rótulo para shampoo infantil Shrek, criado para a empresa Biotropic. “Ele conta com um furo localizado no termoencolhível para passagem das orelhas do personagem: um resultado inédito no mercado”, conta o empresário.

Editora B2B

Pack 182 - Informe Publicitario Termoencolhiveis ALTERACOES TEXTO.indd 40

05/10/2012 12:32:34


Editora B2B

Pack 182 - Informe Publicitario Termoencolhiveis ALTERACOES TEXTO.indd 41

41

05/10/2012 12:32:39


TERMOENCOLHÍVEIS informe publicitário De acordo com Igson Ferreira, gerente de Marketing da BR. Films, o investimento em tecnologia para rótulos termoencolhíveis é essencial, pois a complexidade na produção é superior a de outros tipos de rótulos. “Utilizamos, por isso mesmo, impressoras flexográficas italianas de oito cores, que utilizam tinta ultravioleta e proporcionam qualidade máxima em impressão”,conta. Para ele, o processo permite uma impressão com alta lineatura nas retículas e com cobertura em cores puras superior a outros sistemas. “Por se tratar de um produto muito complexo, a empresa investiu em um setor de engenharia, onde é feito todo o controle do processo, avaliação do frasco e tratamento de distorções na arte final”,salienta Ferreira. Também são feitos testes para definir o material adequado ao serviço e desenvolvimento das matrizes de impressão. Somente após todo este processo é que as matrizes seguem para setores de impressão e acabamento. “É com este controle de processos que a empresa busca garantir a melhor qualidade em seus produtos”, opina o gerente.

O mercado atingido pela Baumgarten é flexível, pelo fato de a gráfica contar com variados sistemas de impressão, que permitem a combinação de diferentes métodos de impressão no mesmo trabalho e a execução de uma múltipla gama de quantidade de volumes. “Atendemos desde a indústria de cosmética, passando pela de alimentos, bebidas e chegando às peças automotivas, por exemplo; a indústria farmacêutica também é atendida por ter processos muito bem controlados”, enumera Júnior. Uma das questões fundamentais para a empresa, de acordo com o presidente, é a customização do atendimento a cada cliente. “Buscamos compreender as características do ramo de atuação do cliente, posicionamento de marketing, especificidades de seu produto e processos produtivos”, afirma. Ele explica que os clientes são atendidos pelas áreas comercial e técnica com o intuito de garantir que os projetos sejam viabilizados de forma rápida e eficaz. O trabalho conjunto, diz Júnior, ocorre desde a concepção da ideia, o desenvolvimento das artes, a definição dos materiais e sistemas de impressão ideais para o projeto, até a orientação dos processos mais indicados para a aplicação dos termoencolhíveis. “Durante todo o fornecimento, a equipe técnica da empresa age com os clientes, não só para garantir os resultados esperados no início do projeto, como para viabilizar a melhoria contínua”, finaliza.

Foto: Divulgação

A especialização em rótulos termoencolhíveis, assinala Ferreira, faz com que a BR. Films consiga atender a praticamente todos os setores que utilizam tal tecnologia. “Temos um parque gráfico com muitas opções de equipamentos, que cumprem demandas de pequenas ou grandes tiragens”. Os principais clientes estão nos setores de cosméticos, bebidas, laticínios, automotivos, limpeza e farmacêutico. “A empresa sempre é requisitada para desenvolver produtos promocionais de clientes como Coca-Cola, Itaipava, Nokia, entre outros”, afirma o gerente.

FOCO NO TERMOENCOLHÍVEL

A Etiam percebeu que era necessário tratar o termoencolhível como um novo negócio e fundou a BR. Films

Foto: Divulgação

Em 2001, a empresa Etiam percebeu por meio de pesquisas em mercados internacionais que o rótulo termoencolhível teria a possibilidade de atingir uma grande penetração no mercado brasileiro. Iniciou a produção e logo percebeu que era necessário tratar o termoencolhível como um novo negócio. Diante disso, fundou a BR. Films, que desde então se especializou na tecnologia. Os passos foram dados e a nova empresa começou a conquistar clientes e não parou mais de investir em tecnologia, principalmente na obtenção de equipamentos italianos de impressão UV. Exemplo de rótulo termoencolhível produzido pela empresa BR. Films

A grande variável técnica dos rótulos termoencolhíveis, para Ferreira, cria a necessidade de um constante treinamento da equipe de vendas para atender as necessidades e oferecer suporte aos clientes. “O primeiro contato ocorre normalmente por meio de representantes comerciais, que levam os

Pack 182 - Informe Publicitario Termoencolhiveis ALTERACOES TEXTO.indd 42

desenvolvimentos para a equipe interna, que acompanha todo o processo”. Ferreira explica que a equipe tem o apoio do setor de engenharia, que se aprofunda em cada trabalho por se tratar de um produto personalizado. “Cada desenvolvimento é tratado de forma exclusiva, no qual se estuda todas as suas variáveis”, analisa.

IMPRESSORAS E TÚNEIS No ano em que completa 45 anos, a empresa paranaense Catuaí Print ampliou seu parque fabril e recebeu novas impressoras e máquinas de acabamento de alta tecnologia importados da Alemanha. O objetivo: tornar-se uma das mais modernas empresas do segmento de rótulos adesivos e termoencolhíveis. A trajetória dessas quase cinco décadas se iniciou em 1967 com a fundação da empresa e recebeu um forte impulso no ano de 2001, quando os processos de produção foram inovados e passaram a seguir as normas de Boas Práticas de Fabricação, além da fase de certificação da ISO 9001:2008.

Foto: Divulgação

Outras duas opções apontadas como destaques por Júnior em termoencolhíveis são as versões metalizada e sustentável. A primeira delas, explica ele, proporciona uma aparência Premium às embalagens por seu efeito metalizado nas áreas impressas e a possibilidade de efeito no label look nas áreas não impressas do rótulo. A segunda opção contribui para a sustentabilidade, pelo fato de ser impresso em filme PLA, um material biodegradável proveniente de fontes renováveis.

A Catuaí conta com duas novas impressoras alemãs Gallus com oito cores

De acordo com o diretor Administrativo da empresa, Nilton Cardoso de Lima, a Catuaí conta hoje com duas novas impressoras Gallus alemã com oito cores. “Até o momento, são as únicas no Brasil na área de termoencolhível que imprimem com lâmpadas ultravioletas e sem emissão de gases: totalmente inofensivas à natureza”. Trata-se, afirma Lima, do chamado “UV verde”, que imprime em até 80 lpc. Além disso, a companhia ainda conta com uma impressora de seis cores com 60 cm de largura e diversos equipamentos de pré-impressão e acabamentos. O mercado da Catuaí é bem amplo, mas mantem o foco nos segmentos alimentícios e de bebidas. “Nossa relação é de parceria; procuramos dar o melhor atendimento aos nossos clientes, buscando parcerias contínuas e otimizando nosso atendimento desde o orçamento até a utilização dos produtos”, diz Lima. Já a empresa Projepack, fundada em 1995 e instalada na cidade de Bento Gonçalves (RS), especializou-se na fabricação e comercialização de equipamentos para embalagens termoencolhível, stretch e caixa de papelão. De acordo com Valter Moro, gerente Comercial da Projepack, os túneis termoencolhíveis da empresa têm como característica marcante o baixo consumo de energia. “Em média oferecemos 30% menos de consumo do que os demais túneis encontrados no mercado; isso utilizando como referência consumo versus produtividade”, analisa. Isso se deve, afirma ele, a um sistema de isolação especial que evita a perda de temperatura, mantendo o calor por mais tempo no interior do túnel.

05/10/2012 12:32:44


Diferente de outros fornecedores, o foco de trabalho da empresa é o setor moveleiro. “Somos bastante consultados por fabricantes de móveis montados e desmontados, portas e esquadrias, vidros, tintas, entre outros”, descreve o diretor. Moro conta que existe dentro da empresa uma política de vendas atualizada, que visa identificar as necessidades de cada cliente e oferecer o equipamento mais dinâmico para a linha de embalagem específica do cliente. O pós-venda da Projepack está sendo remodelado, mas segue no começo um termo de instalação que define os processos a serem providenciados para a aplicação da linha, como instalações elétricas, espaço fabril necessário, bobinas de filme, etc. “Após o recebimento do equipamento, nossos técnicos – além da montagem e instalação da máquina – também realizam um treinamento de operação

Valter Moro, gerente Comercial da Projepack, diz que os túneis termoencolhíveis da empresa têm como característica marcante o baixo consumo de energia

Foto: Divulgação

Equipe da Projepack

Eustáquio Lopes Junior, diretor Comercial da Tecnibra, diz que a empresa possui uma linha de equipamentos para filmes termoencolhíveis que abrange desde o sistema para rótulos sleeve – com equipamentos para até seiscentas aplicações por minuto, sistema automático de troca de bobinas, secador de garrafas e pré-encolhimento – até sistemas de formação de fardos tipo shrink, com equipamentos para formação de até dois mil fardos por hora. “O diferencial é que não oferecemos um produto, mas sim uma solução completa; disponibilizando os equipamentos

Pack 182 - Informe Publicitario Termoencolhiveis ALTERACOES TEXTO.indd 43

para teste por algumas semanas para que o cliente tenha confiança no equipamento antes de adquiri-lo”, comenta Lopes. A Tecnibra, garante ele, trabalha com usinagem de precisão, tornando o processo estável. “O equipamento só não funciona no momento da manutenção preventiva e troca de bobinas”, explica. Além disso, a empresa apresenta um sistema de desbobinamento, que faz com que o tracionamento do filme seja leve, o que faz com que os cortes tenham índices de erro próximos a zero. “Temos focado no mercado nacional, que está aquecido, principalmente nas áreas alimentícias e fármaco-cosmética”, destaca Lopes. O pósvenda, assegura o diretor, conta com uma equipe de engenharia, capaz de instalar, dar manutenção e ainda reparar qualquer dano nos equipamentos. “Temos, ainda, profissionais em diversas regiões credenciados para manutenção”, comenta.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

e manutenção preventiva”, enumera. Moro afirma que, para o setor de manutenção, a empresa possui técnicos nos Estados do Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais e Ceará.

Equipamentos Tecnibra, projetados para encolhimento de lacres e rótulos termoencolhíveis

05/10/2012 12:32:51


CONSUMIDOR

ESPECIAL

INTERATIVIDADE

Geração conectada Conheça os caminhos percorridos por empresas que estão fazendo da embalagem uma mídia que estimula a interação dos jovens com as suas marcas também nas redes sociais

Analice Fonseca Bonatto

O

contato direto com o consumidor é tônica da embalagem. Neste relacionamento, os consumidores são seduzidos com cores, formatos e materiais inovadores. Além disso, a promoção de sua imagem na mídia e no ponto de venda é fator fundamental de decisão de compra. Cria-se assim o desejo pela marca. Agora, graças ao sucesso das mídias sociais no país, cresce também a importância da embalagem na interação da marca com os consumidores jovens no ambiente web. Para ficarem perto destes usuários, as empresas desenvolvem a cada dia novos canais de relacionamento por meio do Facebook, uma das redes mais populares do mundo hoje, Twitter, entre outros. Entretanto,

44

Editora B2B

182_Especial_Jovem_Consumidor_Interatividade.indd 44

4/10/2012 16:54:19


Para as marcas que criam bons relacionamentos, 30% de visualizações dos seus anúncios e dos produtos já ocorrem por meio

Bom exemplo disto, pois reúne uma longa trajetória na promoção de experiências aos consumidores, são as ações da Coca-Cola agora também nas redes sociais. Luciana Feres, diretora de marketing da empresa, afirma que o foco da marca nas redes sociais é a criação de conteúdo relevante e não apenas tráfego. “A conexão com nossos consumidores só será efetiva se tivermos um pensamento estruturado e maduro com relação à web, móbile e social media”, diz a diretora da empresa, que foca em projetos especiais que demandam um envolvimento de mão dupla com estes veículos. “Nosso investimento em mídias sociais, por exemplo, não é pautado por campanhas específicas, mas pela necessidade de construirmos um relacionamento contínuo, profundo e duradouro com nossos fãs.”

Foto: Divulgação

Foto: iSotickphoto

boa parte delas ainda não sabe usar as redes sociais a seu favor. Segundo Felipe Wasserman, professor do Centro de inovação e Criatividade da ESPM, só comunicar não adianta em ambientes como o Facebook. As ações que funcionam nas mídias sociais são as que intensificam o compartilhamento. “Hoje os consumidores preferem receber a informação de um amigo do que da própria empresa”, avalia Wasserman.

das redes sociais. dados como este, portanto, fazem com que a cada dia mais marcas estejam presentes com páginas e perfis nestes ambientes. O problema é que ainda falta estratégia para muitas empresas atuarem nesta frente. Embora não haja fórmula mágica para tratar com redes sociais, é possível criar novas formas de fidelizar os clientes e ter bons resultados sem muito investimento. Para isso, segundo o professor, é preciso seguir padrões muito simples: ser interessante e compartilhável. Para ele, há produtos que têm milhões de qualidades, mas são meramente técnicos, não têm nada emotivo ou uma história interessante por trás.

Felipe Wasserman, professor do Centro de Inovação e Criatividade da ESPM

A FAN PAGE A rede social evidenciou a figura do fã de uma marca. Segundo Wasserman, cerca de 80% dos primeiros ‘likes’ (‘curtir’) – mecanismo que avisa aos ‘amigos’ do usuário que tipo de postagem chamou a atenção dele no Facebook -, vêm de anúncio. “Hoje espontaneamente muitas pessoas compartilham marcas. isto não era algo comum há três anos. E, hoje, dizer que tem fãs é um grande valor para a marca, dessa forma a embalagem tem um papel importante nisto, porque é a imagem do produto”, analisa o professor. É importante lembrar a importância da imagem nestes ambientes, já que as pessoas compartilham mais fotos e vídeos do que informação, ou seja, tendem a gostar de conteúdo com apelo mais visual. Esta disseminação pelos próprios fãs é hoje um formato esquadrinhado pelas empresas que se esforçam para gerar impacto nos consumidores. Para Marcos icae, gerente de marketing Trident, marca da Kraft

EdiTOrA B2B

182_Especial_Jovem_Consumidor_Interatividade.indd 45

45

4/10/2012 16:54:23


INTERATIVIDADE

Foto: Divulgação

Foods Brasil, o diferencial das mídias sociais é o alto poder de viralização e democratização das mensagens. “A embalagem representa a convergência entre o nosso principal ponto de

Luciana Feres, diretora de marketing da Coca-Cola Brasil

contato com o consumidor e o principal veículo de consumo de mídia deles hoje: a internet”. E nas novas embalagens de Trident uva verde este relacionamento está baseado no entretenimento, um dos mais buscados pelos internautas, sobretudo em redes sociais. “Trident vem se consolidando como uma marca otimista e bem-humorada. Nosso objetivo principal é oferecer aos consumidores um serviço, uma diversão, que vai além do produto. O Trident uva verde é apenas um gatilho que oferecerá inúmeras oportunidades de diversão aos consumidores, principalmente no ambiente em que eles mais passam o tempo: internet e mídias sociais”, explica icae. de acordo com ele, as 30 ilustrações diferentes e colecionáveis

46

presentes nas novas embalagens atraem para o produto e o Qr Code será um ‘passe’ para entrar na diversão do FaceWho, que é o aplicativo on-line. “A diversão começa na embalagem.” Questionado sobre o retorno esperado com este tipo de ação, o gerente destaca a proximidade cada vez maior com os consumidores. “Queremos que eles, além de conhecerem o novo sabor, passem cada vez mais tempo se divertindo com a marca.” E dependendo do nível de engajamento com a marca, os números surpreendem. de acordo com Luciana, a campanha “descubra a Sua Coca-Cola, em um mês, conseguiu mais de 500 mil latas virtuais personalizadas criadas e compartilhadas. E, em um mês e meio, este número quase triplicou. “Queremos ampliar os canais de contato com este consumidor, proporcionando experiências incríveis e únicas, que o façam incluir Coca-Cola Zero na lista de ‘quanto mais melhor’ na vida dele.”

A ARTE DA CONVERSA Embora os prêmios não tenham mudado quase nada, a velocidade das promoções e o nível de

interação com o consumidor é muito maior hoje. “Mudou-se o modo de fazer promoção. deixou de ser somente da empresa para o consumidor. Hoje, o consumidor também faz e isto envolve compartilhar a conversa”, diz o professor. Mas para se criar conteúdos relevantes e que gerem esta ‘conversa’ é fundamental entender qual é o diferencial da marca e como ele será comunicado. “Não há como mudar totalmente uma marca, mas é preciso focar em um tipo de comunicação que também muda entre as diferentes mídias sociais”, diz o professor, que ainda destaca: “Esta é a parte dos posts. Há ainda a parte das estratégias das grandes promoções conectadas aos canais on-line e offline.” Assim, além de aumentar a base de fãs nestes ambientes por meio de geração de conteúdo, a integração on-line e offline são cada vez maiores. Esse ano a Lacta incluiu o ícone da fan page na embalagem. Agora, a embalagem vintage e a ação “Meu Futuro delicioso”, têm gerado um ‘call to action’ ainda mais direto. “Temos uma arte especial que convida o consumidor para uma Ícone da fan page na embalagem.

Foto: Divulgação

CONSUMIDOR

ESPECIAL

EdiTOrA B2B

182_Especial_Jovem_Consumidor_Interatividade.indd 46

4/10/2012 16:54:27


Foto: Divulgação

Lilian Reis, gerente de marketing de Lacta

promoção. Mais do que proteger o produto e transmitir a identidade da marca, as embalagens se mostraram muito eficientes quando encaradas como mídia. Elas ‘falam’ com milhões de consumidores”, diz Lilian reis, gerente de marketing da Lacta.

182_Especial_Jovem_Consumidor_Interatividade.indd 47

Com mais de 2,5 milhões de pessoas em sua fan page, a Lacta diariamente mantém a conversa aquecida e os fãs engajados, multiplicando as mensagens da marca. Para isso, segundo Lilian, postagens criativas, belas imagens e aplicativos diferentes têm sido eficientes. Para ela, alguns dados mostram que a marca está no caminho certo. No mês de julho, por exemplo, a empresa esteve entre as 10 marcas que mais engajaram seus fãs nas redes sociais de acordo com o indexSocial – ferramenta que acompanha a performance de marcas nas redes sociais. É levado em consideração interações como comentários e curtidas. “E, mais do que engajar, promoções

como a ‘Meu Futuro delicioso’ ajudam a atrair novos fãs. No caso desta ativação, conseguimos unir o passado e o offline, com a lata vintage, e o futuro e o on-line, com o aplicativo. A união destes pontos mostra nossa busca constante por iniciativas inovadoras.”

INFORMAÇÕES ESPM tel.: (11) 5085-4600 | www.espm.br COCA-COLA tel.: 08000212121| www.cocacolabrasil.com.br KRAFT FOODS tel.: 0800-7041940 | www.kraftfoodscompany.com

4/10/2012 16:54:31


REDES SOCIAIS Foto: iSotickphoto

CONSUMIDOR

ESPECIAL

Fã e crítico da embalagem Para além das questões do SAC, críticas e elogios dos jovens às embalagens levam empresas a buscar melhorias, novas abordagens e estratégias nas redes sociais

48

Editora B2B

182_Especial_Jovem_Consumidor_Redes_Sociais.indd 48

03/10/2012 17:49:28


A

s mídias sociais são um reflexo do desejo das pessoas de se conectarem de diversas formas e de interagirem. E a tecnologia permitiu essa ‘troca’ entre elas. Segundo Pedro Waengertner, coordenador do Núcleo de Estudos e Negócios em Marketing Digital da Escola Superior de Propaganda e Marketing), (ESPM) independentemente da adesão das empresas, os consumidores continuarão falando de suas embalagens nestes ambientes virtuais. Por isso, as empresas não podem desconsiderar isto de sua estratégia. Da proteção do conteúdo, passando pela dificuldade de manusear, design, preço à responsabilidade socioambiental, o jovem, cada vez mais, questiona as empresas por meio de suas embalagens. No Facebook, no Twitter, ou em blogs, eles sugerem novas cores, formatos e, claro, rebatem tudo isto. É fácil perceber que recebe inúmeras críticas a embalagem que é bonita, mas o produto não corresponde àquilo que está vendendo. Posts feitos por jovens nas redes sociais demonstram isso. Alguns exemplos: “Novo Trident uva verde, o cheiro é uma delícia, a embalagem uma gracinha, mas o gosto acaba mais rápido que bubbaloo de tutti-frutti!”; “Embalagem bonita não significa que o produto é de boa qualidade”; “A fragrância é nova ou é só o rótulo?”. O bom produto em uma embalagem ruim também gera comentários: O #Zaad do @oBoticario é um excelente perfume em uma péssima embalagem. Em dois dias de uso, ela simplesmente desmontou.” Há consumidores que compram os produtos apenas pela embalagem, o que demonstra a sua importância para o sucesso de um produto. “Eu ainda compro suquinho só por causa da embalagem.” “Vendo os perfumes que chegaram para mamãe que eu escolho todos pela embalagem.” Outro comentário com a foto do sabonete Limão Siciliano da Phebo demonstra a força da embalagem em redes sociais, como o Instagram, rede com mais de 100 milhões de usuários: “Estou apaixonada pela embalagem e pelo cheiro desse sabonete.” O preço relacionado ao conteúdo da embalagem é também muito citado nas redes sociais. “O que a @PepsiCoBrasil quer cobrando saquinhos de vento, com @Ruffles, a preço de fast-food?”; “Adquiri o perfume Anni, o mesmo estava lacrado, mas quando abri percebi que faltavam quase dois dedos do frasco.” No Facebook, a página da Elsève informava ao consumidor sobre novo visual da linha: “Toda a linha Elsève está de “roupa nova”, já reparou? Além disso, sua nova fórmula deixará seu cabelo ainda mais bonito e hidratado!” E o facebooker questiona, em tom de brincadeira, se a nova embalagem melhora de fato o produto ou se não é apenas ‘uma desculpa’ para aumentar o preço: “E custará mais dinheiro do bolso de seu marido... Cá entre nós, isso funciona mesmo?”

Informações pouco claras também são questionadas. “O perfume Acordes não apresenta segurança na embalagem, pois não tem indicações de como abrir. Na hora de abrir a embalagem, o perfume caiu no chão e por sorte não cortou o meu pé, mas quebrou o frasco.” A dificuldade de abrir ou de manusear é uma reclamação muito comum nas redes sociais. Outro exemplo disso: “Comprei um perfume Anni através do revendedor de O Boticário que veio até a empresa em que eu trabalho, mas a válvula do perfume não saía. Eu tentei abrir e o vidro quebrou e entrou na minha mão.” Muitos jovens estão conscientes e sabem que uma embalagem tem que ser mais bem projetada para garantir que todo o produto possa ser usado, sem desperdício e facilitar a reciclagem: “Tentei lavar a embalagem do dream mousse da Maybeline para pelo menos poder ir para a reciclagem... aquilo não sai nem com sabão em pó afff!.”

Elogios, críticas e sugestões no ‘Face’, Twitter etc. Hoje, as empresas já entenderam a importância da sua presença nas redes sociais, portanto, a regra do mercado é entrar nela. Já a nova palavra do mercado é o engajamento, ou seja, estabelecer realmente o diálogo com o consumidor que a cada dia aumenta mais na rede. De acordo com o IBGE, apenas 10,5% dos lares brasileiros tinham computador

Editora B2B

182_Especial_Jovem_Consumidor_Redes_Sociais.indd 49

49

03/10/2012 17:49:30


REDES SOCIAIS

em 2000, já em 2010, este número chegou a 38,3%, e, segundo pesquisa iBoPE Nielsen, o País já possui mais de 80 milhões de pessoas com acesso à internet (seja em casa, seja no trabalho). “Porém muitas empresas ainda não entenderam que é uma postura de comunicação. dessa forma, ela tem de ser refletida em todos os aspectos de uma marca, inclusive na embalagem.” daí é que entra o link da embalagem fazendo a referência aos canais sociais. “isto é o básico. assim, como a embalagem no passado falava do site.” o professor destaca a americana Jones Soda (http://www.facebook.com/jonessoda) como um bom exemplo desta maneira de compor uma marca, na qual a comunicação está em todos os seus aspectos. Falar a mesma ‘língua dos jovens’ é uma das estratégias das marcas que mais geram discussões que, além de mostrar o que está sendo feito pela empresa, produz diversos tipos de conteúdo para reter a atenção deste público em

um momento em que ninguém tem mais o monopólio das atenções. Segundo estudo da E.life, grupo brasileiro especializado em inteligência de mercado e gestão do relacionamento nas redes sociais, no Facebook, 74% dos usuários ‘curtem’ pelo menos uma marca. Moda, diversão e entretenimento são alguns dos posts que mais aparecem em suas páginas no Facebook. Elas geralmente são recheadas de sugestões e perguntas, como as da página da linha Capricho de o Boticário: *-* Quem aqui gostou da ideia, dá um curtir. Cerca de 400 mil pessoas curtem esta página repleta de comentários como a nova “embalagem está perfeita”, “a embalagem é muito diva, aposto que as fragrâncias devem ser mais ainda.” ainda comentários como “Queria o hidratante e o perfume, mas alguém saberia me explicar como é o cheiro?” que reforçam a ideia de compartilhamento entre os usuários. Porque mesmo com a explicação na embalagem, muitos consumidores preferem

DaDos Do EstuDo Da E.liFE soBrE HÁBitos E coMPortaMEntos Dos intErnautas BrasilEiros nas rEDEs sociais* Três em cada quatro pessoas que têm Facebook no Brasil curtem páginas de empresas; No Twitter, metade dos usuários também segue marcas de empresas de diferentes segmentos; 74% dos usuários do Facebook afirmam curtir a página de uma marca ou empresa; No Twitter, 54,1% seguem o perfil de uma companhia, produto ou serviço. *No total, foram 1.316 entrevistados no período de novembro de 2011 a fevereiro de 2012.

50

Foto: Divulgação

CONSUMIDOR

ESPECIAL

Pedro Waengertner, coordenador do Núcleo de Estudos e Negócios em Marketing Digital da ESPM

saber pelos outros como são os produtos. Mas mesmo nas experiências mais bem-sucedidas, sempre terá o usuário que irá rebater, criticar, negar um produto. a partir disto, com visão estratégica, muitas empresas já monitoram para detectar tendências, entre elogios, críticas, pedidos, comentários e sugestões de internautas. Mas além das ações de publicidade e de constatar seu péssimo serviço de atendimento ao consumidor, muitas empresas já usam as redes sociais para inovarem seus produtos.

BoM Dia, auDiÊncia É fácil notar que a discussão nas redes sociais geralmente não é diretamente sobre a embalagem, porque os consumidores falam espontaneamente sobre o produto. “a empresa faz uma ação utilizando a embalagem para entregar uma estratégia social de sua empresa”, explica o coordenador, que aconselha: “daí é possível

Editora B2B

182_Especial_Jovem_Consumidor_Redes_Sociais.indd 50

03/10/2012 17:49:39


melhorar a embalagem. torna-se uma conveniência.” o “bom dia” no Facebook é uma estratégia superficial. Segundo Waengertner, ela é necessária e deve ser feita para gerar conversas na página, mas o problema é que as empresas esquecem o porquê disto. o professor compara o uso das redes sociais a uma cebola. “as camadas mais profundas dela são as mais próximas do core business da empresa.” Ele destaca duas formas de trabalhar a marca nestes ambientes. Primeiro, criando conteúdo relevante e de uma maneira mais próxima do usuário com as tais ‘conversas’. a outra maneira é melhorar processos e produtos. É, portanto, o outro extremo. a empresa ainda pode querer gerar receita e isto não se dá do dia para noite. Segundo ele, é preciso trabalhar a base, a audiência e isto não acontece rapidamente. “Por outro lado, é possível reduzir custos de suporte, por exemplo, se a empresa consegue que seus próprios clientes deem suporte para outros clientes”, diz Waengertner.

tância de as pequenas e médias empresas terem à frente destas ações alguém para entender tudo isto. Mas acima de tudo é importante que a alta direção compre muito bem a ideia. “Porque senão vira uma estratégia secundária.”

nEgÓcio DinÂMico Estes ambientes se modificam constantemente. rede social que é ‘febre’ hoje talvez não seja lembrada daqui a alguns anos. “o Facebook - o Brasil é o segundo país do mundo em número de usuários do Facebook, atrás dos EUa -, hoje domina o cenário e quem fizer uma ação

em mídia social será por meio dele, porque está todo mundo lá, é quase 1 bilhão de pessoas em todo mundo”, diz o coordenador que alerta: “Surgem redes novas e é preciso estar constantemente adaptado. Porém, mais do que entender onde estão os usuários, é importante entender como usam as redes sociais”, analisa Waengertner. (A.B.)

INFORMAÇÕES ESPM tel.: (11) 5085-4600 | www.espm.br E.LIFE tel.: (11) 2339-4928 | www.elife.com.br

aMBiEntE DEMocrÁtico Grandes, médias ou pequenas empresas, todas podem ter a mesma relevância nas mídias sociais. “Se eu for uma empresa de médio ou pequeno porte, posso atuar de maneira inteligente e virar um gigante em comunicação, porque soube usar os recursos que existem e não simplesmente paguei para ter isto”, ressalta ele. o coordenador observa a impor-

182_Especial_Jovem_Consumidor_Redes_Sociais.indd 51

03/10/2012 17:49:40


Foto: Chico Rosa / ISP

Da esq. para direita: Robert Lewis, vice-presidente mundial de compras da Coca-Cola, Xiemar Zarazúa, presidente da Coca-Cola Brasil, Cheereg Arya, CEO do Grupo JBF, Geraldo Alckmin, governador de São Paulo e Luciano Almeida, presidente do Investe SP

Maior fábrica mundial de BioMEG será construída em São Paulo Em parceria com a JBF Industries Ltd., que vai investir R$ 1 bilhão, a Coca-Cola Brasil inicia a construção da primeira fábrica de BioMEG do Brasil, em Araraquara (SP). O BioMEG é utilizado na produção de garrafas de PET reciclável PlantBottle™

a

Coca-Cola Brasil e a investe São Paulo anunciaram a construção da maior fábrica de produção de BioMEG do mundo, principal ingrediente das embalagens PlantBottle™ - primeira garrafa PEt reciclável feita parcialmente de origem vegetal. Em parceria com a JBF industries Ltd., a iniciativa reforça a liderança da empresa no lançamento de garrafas sustentáveis inovadoras, aproximando-a ainda mais da meta de adotar a tecnologia PlantBottle™ em todas as garrafas plásticas de seu portfolio no País até 2015. durante o anúncio, em setembro, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, aconteceu a assinatura do protocolo de intenções entre o CEo do Grupo JBF, Cheereg arya e o presidente da investe SP, Luciano almeida, para a construção da nova fábrica no município de araraquara. a cerimônia contou com a presença do governador do Estado, Geraldo alckmin; do presidente da Coca-Cola Brasil, Xiemar Zarazúa; do vicepresidente mundial de compras da Coca-Cola, ronald J. Lewis; além de autoridades locais. o investimento da JBF será de cerca de r$ 1 bilhão para a construção da nova planta. “Hoje é um dia histórico para araraquara, para o Estado de São Paulo, para o Brasil e um exemplo para o mundo, devido

52

Editora B2B

182_Sustentabilidade.indd 52

03/10/2012 01:49:28


sil,

pack | sustentabilidade

à importância econômica, social e ambiental desse investimento”, disse Alckmin. Segundo Lewis, “os benefícios da inovação sustentável só são totalmente percebidos quando ela é comercializada e chega às mãos dos consumidores. Em 2009, lançamos nossa embalagem PlantBottle™ e, hoje, a Coca-Cola vende mais de 10 bilhões destas garrafas em todo o mundo, dependendo menos de petróleo e reduzindo as emissões de carbono. Estamos satisfeitos porque a nossa parceria com a JBF Industries Ltd. irá nos ajudar a expandir nossa produção global.” Com a nova unidade, o Brasil se tornará o maior produtor e exportador de BioMEG do mundo, com capacidade de produção estimada em 500 mil toneladas/ ano, gerando 1.650 empregos diretos e indiretos. “Além da geração de emprego na região central do Estado, esse investimento vai agregar valor à cadeia do etanol de cana-de-açúcar, pois São Paulo responde hoje por 60% da produção brasileira”, explica Almeida. A JBF Industries Ltd. será responsável pela operação da fábrica. A cana-de-açúcar produzida na região e os dejetos de seu processamento serão utilizados como matéria-prima na produção da resina das embalagens. “Essa é mais uma importante iniciativa de sustentabilidade que a Coca-Cola Brasil abraça, confirmando nossa posição de vanguarda na inovação de embalagens. A nova fábrica deixará de emitir cerca de 550 mil toneladas de dióxido de carbono”, afirma Lewis. As obras terão início ainda em 2012 e a operação está prevista para começar 24 meses após. “Este investimento não só é significativo

como é, também, sustentável. Estamos muito orgulhosos pela Coca-Cola ter criado as condições de trazer esta inovadora tecnologia para o Brasil. Nosso compromisso com o País passa pela contribuição para o crescimento econômico e o cuidado com o meio ambiente. Em breve, todas as embalagens PET da Coca-Cola Brasil usarão esta tecnologia, o que significará economia anual de 85 mil barris de petróleo e uma redução de emissão de carbono da ordem de 10 mil toneladas por ano, além de transformar o Brasil em importante polo exportador de resina de origem vegetal”, comenta Xiemar Zarazúa, presidente da Coca-Cola Brasil. A Investe SP atende a CocaCola e a JBF, desde maio de 2012, fornecendo informações setoriais, contatos com órgãos públicos e privados, além de assessoria ambiental, tributária e de infraestrutura. PlantBottle™ - Com o desenvolvimento da tecnologia liderado pela The Coca-Cola Company, a PlantBottle™ é fabricada por um processo inovador de transformação da cana-de-açúcar em um insumo do processo de fabricação do polímero PET. Seu plástico é produzido a partir da reação química de dois componentes: MEG (monoetileno glicol), responsável por 30% de seu peso; e PTA (ácido politereftálico), responsável pelos 70% restantes. Disponível em mais de 24 países, o uso da embalagem eliminou, desde seu lançamento em 2009, o equivalente a quase 100 mil toneladas de emissões de dióxido carbono, o equivalente a 200 mil barris de petróleo. Coca-Cola Brasil, tel.: 08000212121, Investe SP, tel.: (11) 3218-5311, JBF Industries Ltd., tel.: +91 2222885959. Editora B2B

182_Sustentabilidade.indd 53

53

03/10/2012 01:49:32


Fotos: Divulgação

Foto: Divulgação

direto da gôndola

Vinícola Salton conta sua história em edição limitada criada para valorizar a tradição da marca

Garrafa especial homenageia centenário Assunta Napolitano Camilo*

E

Em comemoração ao seu centenário, a vinícola Salton homenageia os seus fundadores com uma edição especial. Safras realmente extraordinárias foram escolhidas para desenvolver as seis edições das garrafas dos desbravadores, que são numeradas e, portanto, limitadas. A garrafa é diferenciada, com base mais larga e decantador no fundo, o que permite a entrega do vinho, sem impurezas. A cor do vidro é mais escura para proteger a bebida por mais tempo. A cápsula de alumínio é mais encorpada, cor de cobre, com detalhes em alto-relevo. O corte especial do rótulo autoadesivo, que utiliza papel texturizado especial da Arcovent, lembra ondas. O hot stamping do ícone, no navio do desbravador, vem com o nome do pai dos fundadores da empresa, Antônio Domênico Salton, e

54

foi produzido em conjunto com o relevo seco, conferindo um efeito nobre, na mesma cor cobre da cápsula. O rótulo também possui traços de verniz com o selo do desbravador e a marca d’água. Tudo foi delicadamente pensado para enaltecer o produto. A embalagem traz o brasão do desbravador em cobre, colado no pescoço, aumentando sua personalização. Para manter o controle dessa edição especial, cada garrafa é numerada por um sistema de codificação, identificando, ao final, as seis garrafas que compõem a coleção. A garrafa de vinho é apresentada em um estojo de papel cartão que confere excelente distinção e completa a exclusividade da obra. O estojo possui abertura frontal na horizontal. Para manter a embalagem fechada, dois elásticos protegem as garrafas, como verdadeiros tesouros. Além de homenagear seus fundadores, a vinícola presenteia de forma especial

seus consumidores fiéis e, claro, com isso, aumenta também o valor da marca. Afinal, poucas marcas alcançam 100 anos de história. Esse é realmente um motivo para posicioná-la num patamar acima das demais. Segundo a Salton, o projeto se baseia no conceito ‘O Melhor da Vida é Passado de Geração para Geração, e tem como foco a qualidade final dos produtos. Uma embalagem especial pode contar a história da sua empresa. Todas as empresas têm algo para contar, seja uma curiosidade ou a realização de uma ação importante. Portanto, enviar uma mensagem através da embalagem pode ser um forte instrumento de comunicação e uma ferramenta poderosa de marketing. Afinal, uma embalagem especial valoriza a sua marca. Sucesso!

*Assunta Napolitano Camilo é diretora do Instituto de Embalagens e da consultoria FuturePack

Editora B2B

182_Artigo.indd 54

03/10/2012 13:46:54


55_TECNIBRA.indd 55

03/10/2012 19:24:03


notas técnicas CODIFICADOR INK JET O codificador ink Jet Citronix CI 1000 possui ampla gama de aplicações para identificação, tais como: data de fabricação; validade; hora; lote; turnos; códigos de barras; logotipos; etc. Apresenta robustez, gabinete em aço Inox e grau de proteção IP55; limpeza automática do cabeçote de impressão (Sistema Smart Flush); baixo consumo de diluente; 2D Data Matrix. Pixel Plus; controle automático de viscosidade. Oferece rápida edição de mensagem usando o padrão WYS/WYG, que fornece ao usuário, mensagem de formatação mais conveniente e versátil. Principais características: até quatro linhas de impressão; armazena 1000 mensagens; tinta de secagem rápida; velocidade de até 470mts/minuto. SALAZAR Componentes Eletrônicos Ltda. Tel.: (11) 4976-2682 | salazar@salazarcomponentes.com.br

SELADORA L A linha de seladora L FQL possui correia de transporte e descarga, trava magnética, sistema de perfuração de filme, tempo de selagem ajustável, tempo de transporte do produto ajustável, travamento do arremessador e aquecimento em linha sob a proteção do compensador de calor. Está disponível na versão semiautomática e pneumática. Trabalha com filme de POF, PVC, PP e PE. BROTHER Máquinas para Embalar. Tel.: (14) 3223-2120 | www.brotherbrasil.com.br

CABEÇOTE O cabeçote Dual Spiral apresenta a tecnologia HDS na qual cada espiral é alimentada de forma contínua por duas seções e cada seção alimenta duas espirais, multiplicando a homogeneização da massa polimérica. Na medida em que o fluxo atinge o diâmetro da espiral, o mesmo se divide em duas direções percorrendo de maneira individual por particulares espirais de distribuição. O projeto HDS permite a obtenção de filmes industriais, filmes de alta transparência, filmes técnicos e filmes de alta densidade. Além disso, o Dual Spiral tem a função de sobrepor duas camadas, alterando a estrutura molecular do filme e proporcionando maior resistência mecânica. Garante baixa variação de espessura do filme (±2/4%). HGR EXTRUSORAS. Tel.: (11) 2488-4610 vendas@hgrextrusoras.com.br

56

Editora B2B

182_Notas Tecnicas.indd 56

03/10/2012 13:59:56


painel de negócios

embalagens, máquinas, equipamentos e acessórios

nota técnica TERMOFORMADORA A termoformadora de copos KTR 6 SPEED, da Kiefel, possui sistema automático de lubrificação, estação de formação controlada por servo-motor através de cames radiais e cilindro superior com ajuste de altura motorizado. Além de mudança de ferramenta em um bloco, estação de formação rígida com força de punção de até 600 kn, aquecedores cruzados, entre outros. Incorpora ainda um inovador sistema de empilhamento vertical Inline Stacking System KIST 78/56 que opera com velocidade máxima de 40 ciclos/min e área de empilhamento de 780x560 mm. KIEFEL Ltda. Tel.: (11) 3033-5910 | www.kiefel.com.br

Interação e conteúdo informativo em tempo real

REDES SOCIAIS

Interaja com a Editora Banas e atualize-se com as últimas informações do mercado industrial e de embalagem.

@EditoraBanas Siga a Editora Banas no Twitter e faça parte de um universo de informações simultâneas de qualidade Diariamente são postadas notícias importantes do mercado industrial e de embalagem, que abrangem novidades, lançamentos, economia, eventos e mercado internacional.

facebook.com/editorabanas Curta a Editora Banas no Facebook Tenha acesso a informações do mercado industrial e de embalagem, incluindo um conteúdo editorial de utilidade para o público destes segmentos. Abrangem, imagens, vídeos e notícias. MAIS INFORMAÇÕES:

(11) 3500-1910 publicidade@editorab2b.com.br

182 Painel de Negocios.indd 57

03/10/2012 13:57:17


índice de anunciantes página

empresa

site

3ª Capa..... ABRE.....................................................www.abre.org.br 36.............. ABEAÇO...........................................www.abeaco.org.br 2ª Capa..... ANTILHAS.....................................www.antilhas.com.br 41.............. BAUMGARTEN.......................www.baumgarten.com.br 47.............. BR FILMS........................................ www.brfilms.com.br

PB

página

empresa

site

58.............. INSTITUTO DE EMBALAGENS......................................... .................. EMBALAGENS ....www.institutodeembalagens.com.br 57.............. INTERTEC............................ www.intertecequip.com.br 25.............. JAEPEL............................................. www.jaepel.com.br 57.............. MOLTEC.......................................... www.moltec.com.br

9................ BRASILATA...................................www.brasilata.com.br

53.............. NEO ALUMÍNIO......................www.neoaluminio.com.br

21.............. CATUAI PRINT.......................... www.catuaiprint.com.br

7................ PAVAN ZANETTI....................www.pavanzanetti.com.br

15.............. EVERTIS.......................................... www.evertis.com.br

43.............. PROJEPACK...............................www.projepack.com.br

4ª Capa..... GS1......................................................... www.gs1br.org

27.............. RAUMAK....................................... www.raumak.com.br

13.............. HAVER BRASIL........................www.haverbrasil.com.br

37.............. SALAZAR................. www.salazarcomponentes.com.br

5................ IBEMA..............................................www.ibema.com.br

55.............. TECNIBRA.....................................www.tecnibra.com.br

57.............. IGARATIBA...................................www.igaratiba.com.br

51.............. TRANSERG.................................. www.transerg.com.br

23.............. IMSB.................................................. www.imsb.com.br

56.............. VIDROPORTO............................ www.vidroporto.com.br

182_Indice de Anunciantes.indd 58 Editora Banas

03/10/2012 17:52:53


3Capa_ABRE.indd 59

03/10/2012 01:52:10


4Capa_GS1.indd 60

03/10/2012 01:52:59

Profile for Revista Pack

Revista Pack 182 - Outubro 2012  

Revista do mercado de embalagens. Novidades, lançamentos e tendências do mercado.

Revista Pack 182 - Outubro 2012  

Revista do mercado de embalagens. Novidades, lançamentos e tendências do mercado.

Advertisement