Issuu on Google+

www.pack.com.br

186

ANO•15 FEVEREIRO

2 0 1 3

R$ 15,00

EMBALAGEM

TECNOLOGIA

DESIGN

INOVAÇÃO

ENTREVISTA Constantino Bäumle, responsável pela CeMAT 2013, comprova a importância da logística para a indústria de embalagem

TENDÊNCIAS DA INDÚSTRIA DE EMBALAGENS PARA O SETOR DE BEBIDAS

Empresa precursora em inovações atende as expectativas do consumidor

Capa Pack 186 fINAL ALTERACAO.indd 1

CI E D R EM CU I Ç Ã BA LAÇ O LA ÃO D 2 AM 013 NAS E M ER E FE A IC Ce IRA R Ç A 2 MA S O 01 T S : EX 3 OU P TH O

ESPECIAL NOVOS LANÇAMENTOS E TECNOLOGIAS

08/02/2013 11:54:14


2capa_tetrapak.indd 2

08/02/2013 11:52:00


carta ao leitor

Foto: Leandro Andrade

CONQUISTA DE MERCADO

A

s relações sociais, até há algum tempo, baseavam-se na vida em sociedade sem influência tecnológica. Hoje vivemos e nos relacionamos na conjuntura da sociedade em rede. Mudamos quanto à forma de enxergar e se relacionar com o mundo, que se tornou digital. Conectamo-nos a diversas realidades, grupos, culturas, compreensões. Com a forma que esta rede nos informa, integra, atualiza e apodera, passamos a nos sentir mais confiantes, autônomos e assertivos com um poderio de opinar, participar, escolher, decidir pelo o que realmente desejamos e queremos consumir. A direção do mercado de embalagem caminha cada vez mais em direção às solicitações e necessidades dos consumidores, que por sua vez se mostram mais e mais empenhados em escolher baseando-se em questões de preferência, sustentabilidade, praticidade e saúde. As bebidas representam uma importante parcela do consumo de embalagens. Devido à variedade de produtos, há diversificação nos tipos de embalagens para atender estes produtos. Para a criação da embalagem nos segmentos de bebidas, têm surgido novas tecnologias para o incremento das propriedades da embalagem e para a conquista do mercado. A indústria de embalagem de bebidas chega com roupagem temática, customizada, de tamanho variado, com design irreverente ou tecnologia inusitada. Para conectar o leitor às novas tendências deste setor, a revista PACK traz a matéria de capa sobre as novas tendências da indústria de embalagens para atender o setor de bebidas com base nas mudanças dos hábitos do brasileiro e na busca de soluções, com atenção para a funcionalidade, conveniência, posicionamento, como também para a redução de custos e o aumento das vendas. Fundamental para a indústria de embalagem, com impacto direto no custo operacional e na disputa de mercado, está a logística. E para abordar o tema, en-

186_Carta ao Leitor.indd 3

trevistamos, com exclusividade, Constantino Bäumle, diretor da Hannover Fairs Sulamerica e responsável pela CeMAT SOUTH AMERICA – Feira Internacional de Movimentação de Materiais e Logística, que ocorre na sua segunda edição, de 19 a 22 de março no Centro de Exposições Imigrantes em São Paulo. Neste mesmo segmento trazemos matéria sobre os planos e ações em direção a uma proposta para a logística reversa das embalagens pós-consumo, proposta essa apresentada à ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, por associações e empresas lideradas pelo Compromisso Empresarial para Reciclagem (CEMPRE). O plano prevê a elevação da taxa de recuperação de resíduos sólidos recicláveis em 20% e a consequente redução de 22% do total de embalagens que são encaminhadas para aterros ou lixões. Ótima leitura! Até a próxima edição!

CIBELE AMARAL EDITORA-CHEFE redacao@pack.com.br

7/2/2013 14:04:44


186

sumário

A N O • 1 5

FEVEREIRO Foto: Leandro Andrade

2013

8 ENTREVISTA

Constantino Bäumle, diretor da Hannover Fairs Sulamérica e responsável pela CeMAT 2013, comprova a importância da logística para a indústria brasileira e a de embalagem.

26 MATÉRIA DE CAPA

8

As novas tendências da indústria de embalagens para atender o setor de bebidas com variedades quanto ao formato, fechamento, rotulagem e tecnologia de impressão.

ENTREVISTA A importância da logística para a indústria de embalagem

36 ESPECIAL ABEAÇO

INOVAÇÃO

Empresa com atuação mundial, por quase 40 anos, e no Brasil por quase 20 anos fornecedora no mundo inteiro de sistemas de marcação e codificação de embalagens e produtos, se destaca nos quesitos performance e desempenho, entre as codificadoras industriais laser e ink jet.

EMBALAGEM TECNOLOGIA DESIGN

34 ESPECIAL VIDEOJET

Foto: iStockphoto

Associação Brasileira de Embalagem de Aço completa uma década promovendo suporte técnico e mercadológico à cadeia produtiva do setor de latas de aço do Brasil.

44 ESPECIAL REXAM

Protagonista na tendência de inovar ao gosto do consumidor, a Rexam é uma das maiores empresas globais de embalagens para consumo, sendo uma das líderes mundiais em latas e tampas para bebidas e com forte atuação no segmento de embalagens para medicamentos.

26

48 SUSTENTABILIDADE

Associações e empresas lideradas pelo Compromisso Empresarial para Reciclagem (CEMPRE) apresentam proposta de Acordo Setorial para a logística reversa das embalagens pós-consumo.

Foto: Divulgação

MATÉRIA DE CAPA As novas tendências da indústria de embalagens para atender o setor de bebidas

SEÇÕES 6

AGENDA

7

PACK ONLINE

13 POR DENTRO DAS LEIS 14 ATUALIDADES 22 VANGUARDA 52 DIRETO DA GÔNDOLA 54 NOTAS TÉCNICAS

Foto: Divulgação

ESPECIAL REXAM Protagonista na tendência de inovar ao gosto do consumidor

informe publicitário

Foto: Osmany Torres

44

24 LANÇAMENTOS INTERNACIONAIS

38 EMBALAGENS CARTONADAS E PAPELÃO ONDULADO/MICRO-ONDULADO Versáteis, atrativas e sustentáveis

4

EDITORA B2B

186_Índice de matérias.indd 4

21/2/2013 12:42:49


5_ibema.indd 5

06/02/2013 22:18:01


agenda

Foto:CeMAT

EM DESTAQUE CeMAT South America – A Feira Internacional de Movimentação de Materiais e Logística atende a profissionais fornecedores, distribuidores e revendedores. E a ExpoEmbala – Feira da Embalagem focada 100% na cadeia de embalagem com presença de empresas do setor, rodada de negócios nacionais e internacionais e programa de convidados especiais.

FEIRAS NO BRASIL

EMBALAGEM | TECNOLOGIA | DESIGN | INOVAÇÃO Publisher: Fernando Lopes Editora-chefe: Cibele Amaral Assessora Técnica: Assunta Camilo (FuturePack) assunta@futurepack.com.br Revisão: Nazaré Baracho Secretária: Sandra Gomes Projeto gráfico: Editora B2B Produção: Luciano Tavares de Lima (gerente) Designer: Ana Claudia Martins Capa: Ana Claudia Martins

DATA

FEIRA

LOCAL

ORGANIZAÇÃO

De 19 a 22 de março de 2013

CeMAT SOUTH AMERICA – Feira Internacional de Movimentação de Materiais e Logística

Centro de Exposições Imigrantes em São Paulo – SP

Hannover Fairs Sulamérica Tel.: (11) 3521-8000 www.hanover.com.br

De 2 a 5 de abril de 2013

ExpoEmbala – Feira de Embalagem

Centro de Exposições Imigrantes, São Paulo (SP)

Clarion Events e Greenfield Business Promotion Tel.: (11) 3893-1300 www.expoembala.com.br

De 14 a 16 de maio de 2013

FCE Pharma/ FCE Cosmetique – Exposição Internacional de Tecnologia para a Indústria Farmacêutica e Cosmética

Transamérica Expo Center, São Paulo (SP)

NürnbergMesse Brasil Tel.: (11) 3205-5000 www.fcepharma.com.br

Feiplastic – Feira Internacional do Plástico Embalagens plásticas sopradas e termoformadas

Pavilhão de Exposições do Anhembi (SP)

Foto da Capa: Divulgação

CONSELHO EDITORIAL Assis Garcia – diretor do Centro de Tecnologia de Embalagem – CETEA; Eduardo Yugue – gerente de embalagens da Nestlé; Geraldo Cardoso Guitti – presidente da Refrigerantes Convenção; Iorley Lisboa – gerente de embalagens do Wal-mart; João Batista Ferreira

De 20 a 24 de maio de 2013

– CEO da J2B Innovation to Business; Lincoln Seragini – diretor – presidente da Seragini Farné; Luis Madi – diretor - geral do ITAL - Instituto de tecnologia de Alimentos; Nivaldo Ferreira Lima – gerente de compras do McDonald´s Brasil

Gerente Comercial Salete Pukar – salete@pack.com.br Tel.: (11) 3500-1909

Executivos de Negócios – Rio de Janeiro

Reed Exhibition Alcantara Machado Tel.: (11) 3060-5000 www.feiplastic.com.br

Art Comunicação S/C Ltda. Contato: Francisco Neves Rua Des. João Claudino Oliveira e Cruz, 50 – cj. 607 – CEP 22793-071 – Rio de Janeiro-RJ Tels.: (21) 2269-7760 – (11) 9943-5530 – Fax: (21) 3899-1274 – banasrj@uol.com.br

Rio Grande do Sul Interface Comunicação e Propaganda Ltda. Contato: Vera Anjos Av. Taquara, 193 – Cj. 406 – CEP 90460-210 – Porto Alegre-RS

FEIRAS NO EXTERIOR

Tel./Fax: (51) 3330–2878 – banassul@terra.com.br

DATA

FEIRA

LOCAL

ORGANIZAÇÃO

De 27 de fevereiro a 1º de março de 2013

Expopack Guadalajara

Expo Guadalajara, México

PMMI Tel.: (703) 2438555 www.expopackguadalajara.com.mx

De 4 a 6 de março de 2013

China Drink – Embalagens para Líquidos Sinopack – Máquinas de Embalagem e Materiais

China Import and Export Fair Complex (Área A), Guangzhou, China

Adsale Exhibition Services Ltd. Tel.: (852) 2811-8897 www.china-drink.com

De 6 a 7 de março de 2013

South Pack 2013 – Equipamentos para Embalagens, Materiais e Serviços

Orange County Convention Center – OCCC Orlando, USA

UBM Canon Tel.: 310-445-4200 www.ubmcanon.com

De 7 a 11 de maio de 2013

Converflex 2013 – Impressão e Gráfica packaging Edição Embalagens Máquinas de Impressão Máquinas Industriais Máquinas para Embalagem

Fiera Milano Milão, Italia

São Paulo – Interior Aqueropita Intermediações de Negócios Ltda. Contato: Aparecida A. Stefani Tel.: (16) 3413-2336 – Cel.: (11) 9647-0044 – Fax: (11) 3500-1935 aparecida.stefani@banas.com.br

REPRESENTANTE INTERNACIONAL Argentina 15 de Noviembre 2547 – C1261 AAO – Capital Federal – Republica Argentina Tel.: (54-11) 4943-8500 – Fax y Mensajes: (54-11) 4943-8540 www.edigarnet.com

ACORDO DE COOPERAÇÃO Phone: +1 312/2221010 – www.packworld.com

Fiera Milano Tel +39 0249977428/7582 www.fieramilano.it

Rua dos Três Irmãos, 771 Jardim Progredior – São Paulo-SP – CEP 05615-190 CNPJ 07.570.587/0001-13 – I.E. 149.349.995-116 TELEFONE (11) 3500-1900

Cartas&E-mails

Impressão: Gráfica Coan Circulação nacional: Tiragem – 10 000 exemplares Periodicidade: mensal

A revista Pack quer conhecer a opinião dos nossos leitores. Sua opinião é muito importante para a contínua melhoria da qualidade editorial.

Assinatura: Anual (Brasil) = R$ 180,00 • Nº Avulso = R$ 15,00

Escreva para nós, opinando sobre as entrevistas, reportagens e os artigos.

PACK – EMBALAGEM | TECNOLOGIA | DESIGN | INOVAÇÃO é uma publicação mensal da Editora B2B.

Critique ou dê sugestões de pautas.

FEVEREIRO 2013

A PACK é dirigida aos profissionais que ocupam cargos técnicos, de direção, gerência e supervisão em empresas fornecedoras, convertedoras e usuárias de embalagens, bem como prestadores de serviços relacionados à logística, design e todos os processos relacionados a indústrias de embalagem.

EC

D E M ÍD IA S E G

M

E

B

2008

IV P R Ê M

DA

IO

TA

AN

AT

N

Filiada à

B2 A IA

D

O

R

T

A

EG

11 3500-1921 | FAX 11 3500-1935

Rua dos Três Irmãos, 771 Jardim Progredior – São Paulo-SP – CEP 05615-190

C AT

TELEFONE

END.

PARA SE CORRESPONDER COM A REDAÇÃO E-MAIL redacao@editorab2b.com.br

RE

V I S TA S E G M

EN

É permitida a divulgação das informações contidas na revista desde que citada a fonte. PACK reserva-se o direito de publicar somente informações que considerar relevantes e do interesse dos leitores da revista.

6

PB

EDITORA B2B

186_Agenda_Cartas_Expediente.indd 6 EDITORA BANAS

07/02/2013 23:31:39


@EditoraBanas

nline

facebook.com/editorabanas

www.pack.com.br

POR TATIANA GOMES | tatiana.gomes@banas.com.br

O SITE DA PACK TRAZ NOTICIÁRIO ATUALIZADO DIARIAMENTE, ARTIGOS EXCLUSIVOS E TUDO SOBRE O MERCADO DE EMBALAGEM. MAIS: VÍDEOS, FOTOS E A VERSÃO DIGITAL NA ÍNTEGRA DA EDIÇÃO DO MÊS, ALÉM DAS ANTERIORES!

Lançado no Brasil o primeiro kit para degustação de azeites Foto: Divulgação

Lançado com exclusividade no Brasil, o kit Hojiblanca Monovarietais é o primeiro kit de azeites especiais que tem como objetivo incentivar o consumidor a degustar e reconhecer os variados tipos de azeite e suas principais utilizações.

A VAPZA – indústria paranaense produtora de alimentos cozidos a vapor e embalados a vácuo – utiliza tecnologia francesa variada do sistema sous vide para seus produtos. O processo é realizado por equipamentos que envolvem o alimento selecionado e esterilizado em embalagens retortable pouch.

Foto: Divulgação

Vapza utiliza tecnologia dos alimentos embalados a vácuo

Onde achar? http://www.pack.com.br/blog

[CONEXÃO WEB ] as mais lidas no pack.com.br [ENQUETE ]

RESULTADO FEVEREIRO/2013

Não (10%)

10

Sim (90%)

,0

0%

Considera performance e desempenho um diferencial estratégico?

90,00%

NESTE MÊS Interaja! Confira a enquete do mês e vote na home do site! Onde achar? http://www.pack.com.br

[DESTAQUES] Dúvidas sobre o mercado?

Nossos consultores esclarecem os mais diversos temas do setor. Envie sua pergunta e leia as respostas para nossos internautas no Blog da Pack. PERGUNTE, ELE RESPONDE!

E-mail guru@pack.com.br

O NEWSLETTER QUINZENAL DA INDÚSTRIA

Toda quinzena, a newsletter entrega no seu e-mail as notícias mais importantes da indústria de embalagens. Cadastre-se no site! Acesse! www.banas.com.br/banasinforma

Novas embalagens podem evitar o grande desperdício de frutas e hortaliças que acontece hoje no Brasil.

1 2 3 4 5 +

Novas embalagens agregam valor a hortifrutículas e evitam perdas

Pesquisa para evitar perda de frutas e verduras.

MS recebe 2 mil toneladas de embalagens vazias

Encaminha para o destino ambientalmente correto.

Ibema é listada no Bovespa Mais

Empresa aposta em governança corporativa, transparência ao mercado e espera fazer o IPO em menos de sete anos.

Mercado de papelão ondulado entrará em 2013 com cara nova

Segmento apontado como termômetro da economia nacional.

18ª FCE Cosmetique tem 95% do espaço comercializado 4 meses antes de acontecer

Feira chega em sua 18ª edição proporcionando um ambiente ideal para geração de novos negócios.

Confira a lista das dez notícias mais acessadas no site e as leia na íntegra! Fonte: Google Analytics* Período de 11/01/13 a 31/1/13 Onde achar? http://www.pack.com.br/maisnoticias.aspx

EDITORA B2B

186_Pack_online.indd 7

7

06/02/2013 22:22:04 EDITORA BANAS

PB


Foto: Leandro Andrade

entrevista

A logística possibilita eficiência, rapidez e segurança com rápido retorno dos investimentos 8

EdiTORA B2B

186 Entrevista.indd 8

7/2/2013 17:44:20


P

CIBELE AMARAL ela segunda vez no Brasil, acontece a CeMAT SOUTH AMERiCA/2013 – Feira internacional de Movimentação de Materiais e Logística entre 19 e 22 de março. Este ano o evento conta com uma área exclusiva, dedicada à Motion, drive & Automation (MdA), evento especializado que acontece na Alemanha e que pela primeira vez será realizado no Brasil.

A CeMAT SOUTH AMERiCA reúne todos os segmentos de movimentação de materiais, logística e intralogística, destacando as últimas novidades desses setores, com informação e atualização, por meio de fóruns, ciclo de palestras, para qualificação dos profissionais de logística e supply chain. A feira é considerada a maior em área de exposição, após a versão alemã, situando-se à frente das edições que acontecem na China, Rússia, Turquia e Índia. O grande evento conta com uma área de 30.000m², para 280 expositores de 20 países, e previsão para 25.000 visitantes.

Fundamental para toda indústria, como também para a de embalagem, com impacto direto no custo operacional das empresas e na disputa de mercado

a, o

da primeira edição, 96% dos expositores estarão novamente participando, o que demonstra o bom resultado do evento e o crescimento do mercado-chave no país. A feira que, em sua primeira edição, reuniu 175 empresas, em uma área de 20 mil metros quadrados, por onde circularam 12.512 mil visitantes de 32 países, garante o otimismo da organizadora da feira, Hannover Fairs Sulamérica novamente para este ano. Em entrevista à revista PACK, Constantino Bäumle, diretor da Hannover Fairs Sulamerica, representante da alem�� deutsche Messe AG (maior promotora de feiras do mundo) e responsável pela organização e promoção da CeMAT no Brasil, fala sobre o evento, que em 2011superou as expectativas e vem mais um ano comprovar a importância da logística para a indústria brasileira e a de embalagem.

EdiTORA B2B

186 Entrevista.indd 9

9

7/2/2013 17:44:34


entrevista

A logística é um dos assuntos mais estudados hoje em dia, pois envolve todo o processo de produção maiores e mais sofisticados como acontece com equipamentos como as empilhadeiras externas, para quem trabalha com containers. A construção civil, por exemplo, já tem empilhadeiras para andar dentro da obra, o caminhão traz carga já paletizada e a empilhadeira entra e descarrega.

Foto: Leandro Andrade

PACK: Quando a CeMAT teve seu início?

PACK: Como o senhor define a importância da logística p a ra a i n d ú s t r i a b ra s i l e i ra de embalagem? CONSTANTINO BÄUMLE: A logística é fundamental para toda indústria, como também para a de embalagem, pois é a movimentação de cargas, de transportes, de armazenagem. Ela tem impacto direto no custo operacional das empresas e na disputa de mercado feita milimetricamente hoje em dia. Os fatores de produção que contribuem para a redução de custo são essenciais. Para a indústria de embalagem a movimentação de materiais, logística e intralogística são fatores determinantes, pois envolvem toda movimentação de forma àquela embalagem estar just in time na linha de produção. Há a automatização e manipulação de cargas com equipamentos

10

CONSTANTINO BÄUMLE: A CeMAT começou em Hannover e se espalhou pelo mundo afora. Hoje a CeMAT South America é a maior feira de todas as CeMATs. Para esta segunda edição ela praticamente dobrou de tamanho. O motivo: ser a logística fundamental no custo operacional das empresas, o que não só reduz os custos, mas aumenta a eficiência energética e a de manipular todos os fatores de produção. Um exemplo, no caso da embalagem, procura-se usar na produção das caixas uma gramatura de papel mais compatível para não jogar dinheiro fora, todas as cargas paletizadas, todas as embalagens já com registros eletrônicos, com máximo de informações de códigos de barras, tudo para aumentar a eficiência e a cadeia produtiva, e isso reflete diretamente no custo do produto. PACK: O crescimento do setor de logística tem caminhado de forma ordenada e esperada no Brasil comparativamente à do mundo? CONSTANTINO BÄUMLE: Sim. Porém, no Brasil temos dificuldade maior do que na Europa ou

nos EUA, para contarmos com transportes de cargas em termos de transportes intermodal, de combinar o trem – caminhão – navio e isso faz com que tenhamos que ser muito mais competentes. Temos a imponderabilidade do transporte. A logística é um dos assuntos mais estudados hoje em dia, pois envolve todo o processo de produção. As grandes empresas possuem atualmente enormes centros de logísticas distribuídos em vários lugares. A empresa vende seu produto pela internet e tem que providenciar e entrega. E aí vem a embalagem de polietileno, plástico, madeira, papelão e deve ter a segurança na movimentação. PACK: A estreia da CeMAT no Brasil foi positiva e chamou a atenção para a América Latina de um conceito inovador de um mercado-chave? CONSTANTINO BÄUMLE: Faço um comparativo em 2011, nós tivemos, praticamente da América do Sul, visitantes de quatro países, agora em 2013 teremos de mais países. É um crescimento considerável. A nossa divulgação é também eletrônica, o que se torna exponencial; o site traz informações sobre os congressos, hospedagem, assim o interessado já se integra ao evento. Nós, da deutsche Messe-Feira de Hannover, temos mais de 60 representantes espalhados em países no mundo; estes representantes por sua vez comercializam e, ao mesmo tempo, fazem a divulgação da feira. A feira é bianual e acontece nos anos ímpares. Nos anos pares fazemos em outras cidades, como aconteceu em Porto Alegre e Recife, depois iremos a Goiânia, Belo

EdiTORA B2B

186 Entrevista.indd 10

7/2/2013 17:44:47


PACK: Qual segmento da indústria de embalagem mais tem procurado por novas tecnologias de logística e movimentação? CONSTANTINO BÄUMLE: O setor de alimentos e bebidas, que exige grandes planejamentos nas grandes cidades. Hoje em dia a distribuição, a reposição de bebidas e alimentos em hotéis e restaurantes exigem uma atenção muito especial, o que traz um impacto para as indústrias. PACK: O público aprovou o evento CeMAT em seu primeiro ano, fazendo com que profissionais e decisores de compra do setor visitassem a feira. Por meio de quais estratégias a organizadora conseguiu cumprir este desafio? CONSTANTINO BÄUMLE: Nós sempre trabalhamos com dois anos de antecedência na divulgação da feira. Agora em 2013 nós vamos

186 Entrevista.indd 11

trabalhar na divulgação da feira de 2015, reservando já espaço para os expositores. A divulgação da CeMAT foi feita por anúncios convencionais, depois houve toda uma ação de divulgação por meio dos expositores, com as revistas especializadas, divulgação em outdoors, nos aeroportos e em universidades nas quais há cursos de engenharia.

Foto: Leandro Andrade

Horizonte e Fortaleza. Realizamos um roadshow, com alguns equipamentos e seminários.

PACK: Há novidades de ano em ano? CONSTANTINO BÄUMLE: A CeMAT é bianual exatamente para trazer novidades. E tem uma concorrência muito forte com a mídia eletrônica que distribui, divulga as novidades com uma rapidez impressionante. A preocupação das feiras que já existem há anos é manter o produto atualizado, com novidades, senão não há interesse. Aqui no Brasil há o fato da multiplicação das feiras, por exemplo, a Feira da Mecânica gerou umas 20 feiras menores, espalhadas pelo Brasil. Elas vão se setorizando.

PACK: Qual país tem se destacado na procura de tecnologias do setor de logística e movimentação? CONSTANTINO BÄUMLE: A Alemanha e os EUA, lugares onde o custo da mão de obra é elevado.

7/2/2013 17:45:00


entrevista

PACK: Entre os mercados emergentes em que posição está o Brasil hoje em dia? CONSTANTINO BÄUMLE: Numa das posições de destaque, o Brasil, em questão de China, Turquia e Rússia, nós estamos na frente.

Foto: Leandro Andrade

PACK: A feira sul-americana CeMAT tem superado as expectativas da organização? Em quais aspectos?

O trabalhador na Europa ganha 60 euros/hora, aqui se tem essa mão de obra mais acessível. A logística possibilita a estes países eficiência, rapidez e garantia de retorno, no custo final. PACK: Qual outro motivo para garantia de sucesso da CeMAT? CONSTANTINO BÄUMLE: Um dos motivos sobre o sucesso da CeMAT é área externa operacional onde cada expositor tem espaço para o seu show. Cada empresa faz quatro shows por dia com programação, e em geral o dono de empresa leva seu operador de empilhadeira para testar nesta área operacional externa, reservada exatamente para o conhecimento prático dos equipamentos.

12

CONSTANTINO BÄUMLE: Sim. Está se desenvolvendo uma cultura no Brasil do empresário, de região mais afastada, que nunca pensava em logística, começa a perceber isso. Fizemos o lançamento da CeMAT em várias cidades do país com o objetivo de mostrar o quanto mais econômico é para o empresário automatizar o seu processo de carga, descarga, usar paletes, não jogar carga no chão, ter empilhadeiras, isso está mudando. O empresário está vendo que rapidez que sua mercadoria gira. Para o fabricante de papel, por exemplo, se ele tem uma empilhadeira adequada, ele carrega um caminhão em meia hora, se ele não tem o equipamento adequado, ele levará o triplo de tempo, a mesma coisa com fabricantes de tijolos, cimento, eletrodoméstico, embalagens. As empilhadeiras hoje são vistas em muitas propagandas de fábricas e fornecedores, é um processo inexorável, e aí vem o reflexo no processo de armazenagem, o fabricante percebe que em vez de construir um depósito de quatro metros de altura, pode construir um de oito metros, compra uma empilhadeira adequada para pilhas maiores. É um universo que não para de crescer, tudo motivado pelo retorno do investimento da empresa e também pelo o

empresário ter maior eficácia na manipulação, na armazenagem e no transporte. PACK: A CeMAT traz ao Brasil a MDA SOUTH AMERICA Motion, Drive & Automation – uma feira especializada. Fale-nos sobre este evento. CONSTANTINO BÄUMLE: A MDA nasceu da feira de Hannover. Todas as feiras são ‘filhotes’ da Hannover que acontece há mais de 60 anos, que foi uma criação do governo inglês para alavancar o desenvolvimento da Alemanha no pós-guerra. A feira de Hannover é multissetorial, engloba diversos setores, inclusive a MDA - MDA SOUTH AMERICA Motion, Drive & Automation. É uma feira que vem complementar a CeMAT, as duas possuem uma sinergia bem forte. É caracteristicamente bastante técnica e especializada, cujo objetivo central é mostrar a transformação da energia pneumática, elétrica, hidráulica. Terá 2.500m² de área livre para aproximadamente 60 expositores. Atualmente 50% dos expositores são estrangeiros, vindos da Itália, Turquia, Tailândia, Alemanha. A MDA traz também seminários técnicos e fóruns voltados para universidades. PACK: Como a organizadora líder em feiras vê o mercado do setor d e e m b alag e n s p a ra o a n o de 2013? CONSTANTINO BÄUMLE: Tudo indica que este ano será muito bom. Avaliamos o desempenho da economia por ações concretas, vemos fortes empresas entrando no mercado brasileiro. Avaliamos a feira vendo se os expositores repetem a sua participação. No caso da CeMAT, teremos 96% de repetição, nós crescemos, avalia-se o mercado por fatos paralelos, e este é um dos fatos: a intensa participação nas feiras brasileiras.

Editora B2B

186 Entrevista.indd 12

7/2/2013 17:45:11


Proposta para embalagem de alimento trazer advertência sobre perigos do sal Projeto de Lei 4452/12 propõe a obrigação para os fabricantes de alimentos inserirem na embalagem informação sobre a quantidade de sal. O projeto, do deputado Jorginho Mello (PR-SC), se baseia em pesquisa que diz que 75% do consumo atual de sal vêm de produtos processados. Pelo texto, o rótulo deve informar se o nível de sódio é baixo, médio ou alto e conter advertência sobre os perigos do consumo excessivo do produto. De acordo com o deputado, sódio em excesso provoca hipertensão, cefaleia e até parada respiratória. “Infelizmente os consumidores acabam não tendo consciência do que acontece, e muitos fabricantes de alimentos adicionam quantidade muito maior de sódio a seus produtos do que realmente precisamos”, sustenta.

Foto: iStockphoto

por dentro das leis

Tramitação

O projeto, que foi apensado ao PL 3893/12, será analisado conclusivamente pelas comissões de Defesa do Consumidor; Seguridade Social e Família; e Constituição e Justiça e de Cidadania. Íntegra da proposta: PL-4452/2012

Rótulo obrigatório e controle nacional para o papel imune Conforme a legislação, somente o papel destinado à impressão de livros e periódicos está isento de impostos. E o combate às fraudes representa um dos maiores desafios da indústria brasileira. Assim entra em vigor a partir de junho o Recopi Nacional Reconhecimento e Controle de Papel Imune, sistema de fiscalização das operações com papel imune. O rótulo diferenciado para identificar lotes desse tipo de produto se tornará obrigatório no país. No encerramento de 2012, o governo federal publicou no Diário Oficial da União um convênio que estabelece os prazos para que mais oito Estados e o Distrito Federal implementem o programa, que já rendeu multas de mais de R$ 300 milhões aplicadas pela Fazenda paulista, decorrentes de operações irregulares com papel isento de impostos. A partir de 1º de junho, conforme o convênio ICMS 136, contribuintes, que quiserem realizar operações de compra e venda com esse tipo de produto, deverão estar credenciados no Recopi. O credenciamento, por sua vez, terá início em 1º de abril. E também o uso de rotulagem específica para identificação das embalagens que contenham papel destinado à impressão de livros e periódicos no país passa a ser obrigatório em 1º de julho. Conforme a Instrução Normativa 1.316, de 4 de janeiro, da Receita Federal, “as embalagens de papel destinado à impressão de livros e periódicos deverão ser rotuladas com faixa contendo a expressão ‘Papel Imune’”, em preto. A faixa deverá ser aplicada tanto em resmas quanto em bobinas.

Editora B2B

186_Por Dentro das Leis.indd 13

13

06/02/2013 23:12:12


atualidades

destinos turísticos

A indústria de bebidas Dubar, fabricante de clássicos como Vodka Dubar, Fogo Paulista, Dubar Cinco Estrelas e Licor de Cacau Dubar, atualizou a imagem de seus produtos com a nova embalagem de vidro da Vidroporto, novos rótulos da Gráfica Rami, tampas Brastampas e com programações visuais mais atraentes e modernas da agência Eii Comunicação.

Foto: Divulgação

Visual moderno

Os 100 destinos mais desejados pelos brasileiros vão estampar embalagens da marca Coca-Cola. Na nova campanha, Coca-Cola Zero traz o conceito “Quanto Mais Viagens Melhor”. Para estampar as embalagens da marca foram escolhidos os 100 destinos mais desejados pelos brasileiros, sendo 80 nacionais e 20 internacionais, que se somam a 50 novos nomes. Há destinos para todos os gostos: cidades cosmopolitas, praias paradisíacas, lugares montanhosos e exóticos. Entre eles, estão São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Floripa, Milagres, Torres, Maraú, Japão, Londres e Dubai. Coca-Cola Brasil, tel.: 0800 212121

Foto: Divulgação

Vidroporto, tel.: (19) 3589-3199

Os néctares de diversos sabores das marcas Maguary e DaFruta, oferecidos pela Empresa Brasileira de Bebidas e Alimentos (ebba), estão sendo envasados nas embalagens combiblocMidi de 1.000 ml, com a prática tampa rosca combiSwift. Outras novidades de sucos chegarão em breve ao mercado. A SIG Combibloc, fornecedora de embalagens cartonadas e máquinas de envase para alimentos e bebidas, aposta no mercado brasileiro de sucos, néctares e bebidas mistas, em embalagens cartonadas assépticas. Estudos mostram que estas embalagens já participam de aproximadamente 70% deste mercado no País. O futuro também é promissor, com expectativa de crescimento de 11,5 % ao ano até 2015. SIG Combibloc, tel.: (11) 3028-6744

14

Foto: Divulgação

Futuro promissor

Editora B2B

186_Atualidades.indd 14

13/02/2013 13:12:42


Nova linha para jovem

A linha apresenta frascos de polipropileno (xampus e condicionadores), de PET (body splashes) e de polietileno (espuma de limpeza facial); pote de polipropileno (creme de tratamento); bisnaga plástica (fixador para cabelos); e aplicador roll-on (desodorantes). Produzidos pela Globalpack, os frascos dos xampus e condicionadores têm tampa flip-top de polipropileno, assim como o pote do creme de tratamento, fornecido pela Frascomar. Os body splashes levam válvula spray do tipo pump, e a espuma de limpeza facial incorpora válvula foamer. Os xampus e condicionadores são envolvidos por rótulos termoencolhíveis, e a bisnaga, fabricada pela C-Pack; os produtos são decorados com rótulos autoadesivos, da Uniflexo. Kimberly-Clark, tel.: 0800 709 5599.

Foto: Divulgação

A Kimberly-Clark lança a linha da Turma da Mônica Jovem (TMJ), com quinze itens, em nove diferentes categorias: xampu, condicionador, creme de tratamento, fixador, desodorante, sabonete, body splash, deo colônia e gloss.

 

Linha premium

A Killing Tintas e Adesivos lançou recentemente as novas embalagens para a linha Kisacril. As embalagens possuem novo design, tendo o objetivo principal de facilitar a identificação dos produtos pelos balconistas e consumidores. O verso da embalagem oferece informações de forma mais didática e fácil de entender, o que torna a aplicação do produto mais simples. Além disso, o consumidor que quiser dicas de decoração e pintura poderá acessar o conteúdo on-line por meio do QR Code). Killing Tintas, tel.: (51) 3586-8133

Foto: Divulgação

para tintas

Foto: Divulgação

Novas embalagens

A OX Cosméticos lança a linha de sabonetes OX PLANTS, em versões de barra vegetal e líquido. São cinco opções em barra de 90 g: Lipe e Jasmim, Calêndula e Orquídea, Chá Verde e Clorofila, Hidratante e Karite e Flor de Hibisco. Os sabonetes líquidos para o uso no corpo e nas mãos, de 250 ml, nas variantes: Flores Silvestres de 250 ml, Algas Marinhas e Complexo de Cereais. Flora, tel.: 0800 703 4071

Editora B2B

186_Atualidades.indd 15

15

13/02/2013 13:12:49


atualidades

Migração para Para a impressão das embalagens dos biscoitos Marilan, a DuPont e a Studio Laser desenvolveram projeto para a adoção do sistema DuPont™ Cyrel® DigiFlow, tecnologia para impressão flexográfica para embalagem do biscoito Pit Stop, sistema que mantém linearidade de imagem e densidade de tinta, oferecendo maior poder de cobertura. Até então, a Marilan utilizava a rotogravura para imprimir as embalagens flexíveis dos snacks e biscoitos. A migração para a flexografia garantiu velocidade ao processo de impressão, com sistema mais sustentável, agregando valor aos produtos da marca. DuPont do Brasil, tel.: (11) 4166-8790

Foto: Divulgação

A marca BelVita, lançada pela Mondelez Brasil, agrega duas novas opções a sua gama de produtos BelVita, acrescentando mais dois sabores em seu portfolio de produtos na linha de alimentos à base de cereais: avelã com cacau e coco com gotas de cacau e cereais.

16

Além dos novos sabores, a marca também reformulou sua embalagem: agora em cada caixinha virão três pacotes de três unidades nas redes varejistas. A marca triplicou sua participação de mercado em volume e está preparando uma série de ações para 2013.

Edição limitada Ron Montilla Pernod Ricard Brasil lança a nova embalagem Ron Montilla “Tesouro do Pirata”, de edição limitada e exclusiva para o Nordeste, que vem na variante Carta Cristal. Inspirada na cultura popular nordestina, a arte da garrafa foi criada pelo coletivo de artistas cearenses Monstra. Com traços que lembram a xilogravura, os desenhos expressam ares contemporâneos da arte urbana, em um mix de cultura pop e regional. Ideal para o preparo de drinks e misturas. A bebida, que está disponível em garrafas de 1 l, 700 ml e latas de 310 ml. Pernod Ricard Brasil, tel.: (11) 3026-3400

Foto: Divulgação

Novas opções

Foto: Divulgação

a flexografia

Mondelez Brasil, tel.: 847-943-4000

Editora B2B

186_Atualidades.indd 16

13/02/2013 13:13:00


Água saborizada 

de requeijão

A Forno de Minas amplia seu mix de produtos com o Requeijão Cremoso, nas versões Tradicional e Light. Os rótulos dos copos de polipropileno de 200 gramas das embalagens cartonadas trazem ilustração de uma fazendinha do interior de Minas Gerais. As cores dos rótulos e das tampas diferenciam as versões Tradicional (vermelho) e Light (azul). A identidade visual das embalagens é assinada pela OBAH Design. Forno de Minas, tel.: (31) 3079-8100

Foto: Divulgação

Cini Bebidas, tel.: (41) 3301-3000

Forno de minas entra no mercado

Foto: Divulgação

A empresa paranaense de bebidas Cini renovou a embalagem da água saborizada Cristal Limão. A água saborizada tem novo design e agora está disponível em garrafa PET incolor de 600 mililitros. Antes a bebida era acondicionada em garrafas verdes de PET de 600 mililitros e de 2 litros (abaixo). Disponível em embalagem transparente com detalhes em verde com alusão à pureza da água à sensação de refrescância. O produto pode ser encontrado na versão de 600 ml em pet descartável.

Performance para descartáveis e O novo grade de Poliestireno foi desenvolvido e patenteado pelo Centro de Tecnologia em Estirênicos da Innova, e está focado nas aplicações de blendas de HIPS e GPPS, típicas nos segmentos de embalagens. O R 770E compõe a família de HIPS com propriedades avançadas, que exibem uma relação entre rigidez (módulo elástico) e tenacidade. Tem como base o domínio da tecnologia de produto e de produção, com esforço planejado e continuado de P&D, com investimentos no Centro de Tecnologia em Estirênicos e formação de pessoal especializado. A Innova, empresa controlada pela Petrobras, é líder do mercado brasileiro de estirênicos. Innova, tel.: (51) 3378-2380

Foto: Divulgação

embalagens transparentes

Editora B2B

186_Atualidades.indd 17

17

13/02/2013 13:13:03


notícias

o

setor de transformados plásticos, de acordo com estimativas da associação Brasileira das indústrias de Embalagens Flexíveis (abief) indica ter encerrado 2012 com receita de r$ 55 bilhões. Equivalente a 11 mil empresas no país. Somente o segmento de embalagens flexíveis representa cerca de 35% do total, com receita de r$ 20 bilhões, e produção de 2 milhões de toneladas por ano, de um total de cerca de 6 milhões de toneladas de toda a cadeia plástica. Para a associação prevê que a produção cresça entre 5% e 7% em 2013. as indústrias de embalagens plásticas flexíveis devem voltar a fazer investimentos em 2013, segundo alfredo Schmitt, presidente da abief, a expectativa é de que em 2013, a safra agrícola se recupere e a crise global diminua, o que poderá estimular subsídios para a compra de equipamentos.

o fortalecimento da indústria petroquímica americana, com a exploração do “shale gas” (gás de xisto) alerta a cadeia nacional, uma vez que ocasionará oferta abundante de produtos a partir de matéria-prima mais barata. a petroquímica brasileira utiliza a nafta como principal insumo. a associação acredita que 2013 será um ano importante de tomada de decisões para o setor, para que as indústrias cresçam. E para isso, poder contar com a Petrobras ao lado dos demais elos da cadeia, participando de um projeto a fim de tornar a indústria brasileira de transformação plástica competitiva em favorecimento da cadeia produtiva do setor. Para Schmitt, o projeto do Complexo Petroquímico do rio de Janeiro (Comperj), que é de crucial importância para a terceira geração do setor, poderá estimular o crescimento do mercado de resinas no mercado interno.

INDICATIVOS DO SETOR DE TRANSFORMADOS PLÁSTICOS

ÕES

R$ 55 BILH

É A receitA de r Que o seto dos A M r Fo s n trA indicA pLÁsticos do rA ter encer 12 0 2 e d o o An

11 MIL

R$ receitA de Õ H 20 BIL ES

eMpresAs no pAÍs

2 produÇÃo de

5% cercA de 3

A DO TOTAL É ÇÃo resentA

rep to do seGMen Gens LA A B eM e d o FLeXÍVeis n BrAsiL

18

MILHÕES DE TONELADAS POR ANO de uM totAL de cercA de 6

MILHÕES DE TONELADAS iA de

de todA A cA

pLÁsticA

E 7% ENTRE 5%Ão É A preVis ento de cresciM o Ã Ç u d o r dA p eM 2013

Vaivém do mercado dois proFissionAis do setor de FeirAs coMerciAis AssuMeM noVos postos nA eQuipe dA spi

Fotos: Divulgação

2013 será de retomada de investimentos na produção das embalagens flexíveis

a SPi-the Plastics industry trade association, que representa o terceiro maior setor de fabricação dos Estados Unidos, nomeou Lori Campbell e Brad Williams, dois profissionais com experiência em feiras comerciais, para cargos importantes para a exposição internacional de plásticos NPE2015. Lori Campbell passou a fazer parte da equipe de feiras comerciais da SPi como diretora de operações. Ela possui experiência de mais de 30 anos em gestão de feiras e conferências. Mais recentemente, foi diretora sênior de vendas e marketing de Feiras de Energia Solar, LLC. Brad Williams, o novo diretor de marketing e vendas da equipe, chegou à SPi após atuar na National association of Broadcasters, onde exercia funções seniores voltadas para o crescimento da convenção anual National association of Broadcasters - NaB. MArc VAn Lieshout É o noVo presidente eXecutiVo dA orsA internAtionAL pAper eMBALAGens

o executivo Marc Van Lieshout foi nomeado para ocupar o cargo de presidente executivo da orsa international Paper Embalagens. Marc exercia, anteriormente, o cargo de diretor financeiro da international Paper na américa Latina. a americana international Paper (iP), maior fabricante mundial de papéis de imprimir e escrever, e a brasileira Jari Celulose, Embalagens e Papel, do grupo orsa, concluíram a constituição da orsa international Paper Embalagens, nova fabricante de papelão ondulado com atuação no país.

Editora B2B

186_Atualidades.indd 18

13/02/2013 13:13:22


artigo

Novo consórcio aborda questões de fluxo de reciclagem de PET Foto: iStockphoto

Anne Marie Mohan

A

proximadamente 80% dos rótulos com envoltório completo, na América do Norte, são encontrados em recipientes de PET, o plástico mais reciclado no mercado. Esses rótulos estão se tornando mais populares porque oferecem maior apelo nas prateleiras associados às garrafas PET. A combinação desses dois elementos tem trazido o desafio central dos recicladores no processamento desses recipientes PET. Atualmente há empresas de reciclagem que já processam as embalagens PET com envoltório completo de seus rótulos. O consórcio, no entanto, está focado na busca de soluções que possam beneficiar a todos.

Para identificar soluções para as questões recentes das garrafas PET e o envoltório das etiquetas no fluxo de reciclagem, a Eastman Chemical Company organizou um consórcio sobre rótulos wrap-around. O objetivo da primeira reunião, realizada em agosto de 2012, foi discutir como os rótulos estão criando desafios no processo de reciclagem e formas de explorar soluções. A segunda reunião, realizada em novembro de 2012, foi a de considerar a viabilidade das soluções potenciais e identificar os fatores críticos. “Estamos trabalhando com a combinação certa de soluções para obter o maior impacto que faz mais sentido econômico”, diz Holli Whitt, gerente de desenvolvimento de mercado.

“Na reunião de fevereiro próximo, os membros do consórcio abordarão algumas das lacunas de conhecimento que existem atualmente e continuarão a avaliar as melhores diretrizes para todos.” O grupo, que inclui membros de mais de 30 empresas de toda a cadeia de valor, busca entender melhor os problemas e desenvolver estratégias de curto a longo prazo que irão beneficiar todas as partes envolvidas. O grupo é formado por representantes de fabricantes de bens de consumo, de equipamentos, engarrafadores e empacotadores, produtores de resina, extrusoras de filmes, conversores de impressão de etiquetas e produtores, recicladores de plásticos, e as empresas independentes de testes. “Tem havido muita discussão no mercado sobre a reciclagem de recipientes com rótulos com envoltório completo, e achamos que era hora de se formar um grupo para colaborativamente discutir os desafios e trabalhar em direção à holística, com soluções justas para todos, incluindo as empresas envolvidas nesse processo de reciclagem , diz Holli Whitt, gerente de desenvolvimento de mercado, sustentabilidade para plásticos especiais da Eastman Chemical. Texto extraído da revista Packaging World

Editora B2B

186_Atualidades.indd 19

19

13/02/2013 13:13:28


Foto: CeMAT

notícias

CeMAT South America 2013 surpreende os

participantes com show de empilhadeiras Atração apresenta equipamentos de movimentação de materiais e logística na mais importante feira internacional do setor

A

CeMAT SOUTH AMERICA – Feira Internacional de Movimentação de Materiais e Logística em sua segunda edição no Brasil, de 19 a 22 de março, é parte da estratégia da Deutsche Messe AG - maior promotora de feiras do mundo, representada no Brasil pela Hannover Fairs Sulamérica - de realizar investimentos no País em feiras voltadas para mercados-chave. Este ano os participantes da feira assistem, além da exposição, shows de empilhadeiras programados para acontecer durante a feira, em área externa de 10 mil m², no Centro de Exposições Imigrantes - SP. Segundo Constantino Bäumle, diretor da Hannover Fairs Sulamerica, responsável pela organização e promoção da CeMAT, as empilhadeiras, durante a atração, trazem

20

demonstrações práticas de sistemas de carga e descarga. “A grade deste show contempla 64 apresentações no decorrer da feira, que acontecem a cada 15 minutos (com intervalo de cinco minutos entre o fim de uma apresentação e o início da apresentação seguinte), das 15h às 20h permitindo, assim, que um número maior de visitantes possa acompanhar o desempenho das máquinas e outras curiosidades”, informa o executivo.  Segundo ele, marcas como Dabo Clark, Hyster, Jungheinrich, Linde, Paletrans, Still, Toyota e Yale participam dessa iniciativa e prometem movimentar o evento. Essas empresas também atuam na feira como membros de seu comitê gestor. “A participação do comitê na formatação da CeMAT no Brasil é primordial para que possamos

atender aos anseios do mercado e entregar sempre um evento focado nas necessidades desse segmento”, explica Bäumle.

Marcas reconhecidas e seus representantes Além das marcas reconhecidas internacionalmente no mercado de intralogística, a CeMAT apresenta também empresas representantes desse segmento de equipamentos e sistemas de movimentação e armazenagem, que participam do evento como expositoras. O evento reúne todos os segmentos de movimentação de materiais, logística e intralogística destacando as últimas novidades desses setores. E também oferece informação e atualização, por meio de congresso, para contribuir com a qualificação dos profissionais de logística e supply chain.

Editora B2B

186_Atualidades.indd 20

13/02/2013 13:13:30


notícias

Nova fabricante de papelão ondulado com atuação no país

A

empresa americana International Paper (IP), fabricante mundial de papéis de imprimir e escrever, e a brasileira Jari Celulose, Embalagens e Papel, do grupo Orsa, finalizaram a constituição da Orsa International Paper Embalagens, nova fabricante de papelão ondulado com atuação no país. A soma operacional referente ao investimento da IP é de US$ 470 milhões. Em contrapartida, a Jari aportou ativos industriais no empreendimento. Ao final do negócio, aprovado pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), três fábricas de papel para embalagens e quatro unidades de produção de embalagens de papelão ondulado que pertenciam à Jari passam para a nova empresa, na qual a multinacional tem participação de 75%. Os ativos florestais da Jari, bem como a fábrica de celulose no Pará - cujas atividades foram suspensas -, não constam da transação. Para a IP, a parceria com a Jari marca sua entrada no mercado nacional de embalagens, negócio que representa importante fonte de receitas para a companhia em outros países. Com os ativos da Jari, a companhia americana assume o posto de terceira maior fornecedora local de embalagens de papelão, com capacidade produtiva de 365 mil toneladas ao ano, ou o equivalente à cerca de 9% do mercado nacional. A presidência-executiva da Orsa International Paper Embalagens será ocupada por Marc Van Lieshout, que tinha o cargo de diretor financeiro da IP na América Latina. “Passaremos por um processo de transição mantendo o mais alto padrão de qualidade e o atendimento ao cliente”, afirma o executivo em comunicado.

186_Atualidades.indd 21

Parceria significa a entrada no segmento de embalagens de papelão ondulado em uma região estratégica Em nota, o presidente do conselho de administração da IP, John Faraci diz que o investimento está alinhado à estratégia global para o negócio de embalagens. “A International Paper está no

Brasil há mais de 50 anos e estamos animados com essa parceria, que representa uma plataforma para entrada no segmento de embalagens de papelão ondulado em uma região estratégica.”

13/02/2013 13:13:31


Fotos: Divulgação

vanguarda

O potencial das embalagens de papelcartão Ideias inovadoras e produtos diferenciados a partir de papelcartão reciclado podem atrair a atenção de empresas globais de diversos segmentos, desencadear novos hábitos de consumo e evidenciar os principais fabricantes da matéria-prima principal Assunta Napolitano Camilo*

A

Wewow é uma empresa do Reino Unido que nasceu da necessidade de desenvolver embalagens para DVD. Recentemente, lançou um projeto inovador que conquistou a Universal Music, empresa global da indústria de música. O resultado foi a embalagem de papel cartão 100% reciclado. Segundo informações da matéria divulgada em revista especializada, a WowWallets agradou muito por ser uma solução inovadora e sustentável para o setor de CD e DVD. Um porta-voz da Wewow afirmou que a WowWallet é mais ecológica e reduz as emissões de carbono. Ele acrescentou: “Este pacote salva 240 kg de CO2, quando comparado com um estojo tradicional.” A empresa desenvolveu cerca de 1000 embalagens para seu ilustre cliente que declarou, por meio do gerente da Universal Music, Adrian McKinney, ter ficado satisfeito com as embalagens de CD exclusivas. Para a Universal Music, este projeto é perfeito justamente porque as embalagens reduzem a emissão de CO2. Eles classificaram o trabalho como fantástico.

22

A ideia de produzir novos produtos a partir da reciclagem de materiais principais também foi aproveitada para fabricar a sacola de papelão. A Wewow falou sobre o protótipo da sacola que, como afirma, está sempre “pronta para ir” e destacou informações do design que “pode ser facilmente alterado” para atender uma solicitação. Stuart Jones disse que o objetivo da Wewow é ser a referência do mercado com o negócio de sacolas como a WowSatchels. Ele se diz apaixonado por coisas feitas 100% de cartão reciclado. Sua inspiração foi uma história apresentada na TV sobre a

Editora B2B

186_vanguarda.indd 22

7/2/2013 15:10:29


Cambridge Satchel, uma empresa de bolsas. Segundo ele, a WowSatchel é forte e tem capacidade para transportar vários documentos. Experimentos com a aplicação de um verniz à base de água para dar proteção extra quando a sacola estiver ao ar livre já estão sendo feitos. A grande inovação do projeto é a produção de uma bolsa a partir de um único pedaço de cartão, cortado e dobrado. Stuart falou do reconhecimento da sua empresa no mercado de CD e DVD e declarou que quer expandir os negócios para outros setores. Segundo o criador da obra, que acredita no enorme potencial empresarial para a utilização da bolsa, no futuro essa pode ser uma alternativa para atrair e conquistar o mercado, inclusive o de bolsas escolares infanto-juvenis. Os dois projetos são muito interessantes exatamente porque têm como principal matéria-prima o papel, que possui grande potencial de reciclagem. No Brasil, temos indústrias que produzem papel de alta qualidade, utilizado em vários segmentos: alimentício, higiene e limpeza, produtos premium etc. Valorizar as questões de reciclagem faz parte do perfil de um público

186_vanguarda.indd 23

mais consciente e resolvido em várias questões. Com certeza as pessoas que adquirem um CD ou DVD original também se importam com isso. No Brasil, desde 2010, são bem comuns as pautas sobre logística reversa. Com o potencial criativo dos brasileiros e ideias avançadas, criar um portfolio extenso de produtos fabricados a partir de matéria-prima reciclada é fácil. Esses produtos teriam muito sucesso em campanhas exclusivas, com embalagens de papel reciclado para promocional, por exemplo. A nossa indústria de fabricação de papel pode realizar projetos que desencadeiam trabalhos sociais, inclusive com os CDs e DVDs. Apesar do alto custo, ainda, dos processos de reciclagem, produtos desenvolvidos a partir de material reciclado também possuem alto valor agregado. O investimento em projetos que envolvam maior consciência do consumidor contra produtos piratas ou contrabandeados, aliado às políticas de logística reversa capazes de transformar as matériasprimas em novas embalagens, poderia trazer à cadeia do papel cartão uma grande alavancagem. Embalagem melhor. Mundo melhor! E neste caso, com bons resultados inclusive, culturais. Fonte: Packaging News Edição / Redação: Instituto de Embalagens

*Assunta Napolitano Camilo: Diretora da FuturePack - Consultoria de Embalagens e do Instituto de Embalagens - Ensino & Pesquisa. Profissional de embalagens há 30 anos. Pesquisa feiras e PDVs do mundo desde 1986. Articulista, professora e palestrante internacional de embalagens. Coordenadora dos livros: Embalagens Flexíveis; Embalagens de Papelcartão; Guia de embalagens para produtos orgânicos; Embalagens: Design, Materiais, Processos, Máquinas & Sustentabilidade. Coordenadora do kit de referências de embalagens. Membro do Conselho Científico-Tecnológico do ITEHPEC.

7/2/2013 15:10:31


Foto: Divulgação

lançamentos internacionais

Embalagem reciclável Nourish linha de banho orgânico e produtos para a pele do corpo de Sensible Organics, Beaver Falls, traz produto que usa ingredientes 100% orgânicos e embalagem de polietileno de média e alta densidade e PET, todos com o conteúdo desejado de PCR (Post Consumer Recicled) com 25% de possibilidade para reciclagem. Embalagem é apresentada em formas levemente arredondadas, evocativas ao look vintage. “A visão é de algo que você pode ver no armário da sua avó”, diz Bill Conahan consultor sênior de embalagem.

Foto: Divulgação

Organics Sensible, tel. : (724) 891-4560

Foto: Osmany Torres 

Novo design

24

Refil de maior tamanho Envirocon Technologies Inc. lançou o novo brilho Lemi Shine, um aditivo detergente para lavalouças, com refil de 700 ml, opção mais econômica quando comparada com a compra de duas garrafas individuais. O pacote de recarga foi criado como uma resposta à demanda do consumidor por um produto de maior porte. “Eles pediram, e nós respondemos”, disse Dustin Bryson, diretor de marketing da Envirocon Tech. O Shine Lemi refil pode ser comprado on-line e em revendedores. Envirocon Technologies Inc. tel.: 888.336.2582

A nova linha de frascos de vidro do café “Los Portales de Córdoba”, marca da empresa mexicana Catoex (Café Tostado de Exportación), foi totalmente renovada. A empresa mexicana, líder na produção e comercialização de café com exportações para dezenas de países, confiou à DlaCruz Diseño, em parceria com a O3 Design do Brasil, a sua nova linha de embalagens. O novo formato do frasco fornece maior visibilidade à marca e aos rótulos e traz uma forma mais ergonômica que facilita o manuseio. A nova tampa faz alusão aos “Portales de Córdoba”, arcos característicos da arquitetura de importantes prédios da cidade de Córdoba em Veracruz, e, para garantir um bom empilhamento, ela se encaixa na base.  O3 Design, tel.:(48) 3234 0458

Editora B2B

186_Lançamentos Internacionais.indd 24

13/02/2013 18:09:04


Foto: Divulgação

Funcionalidade

Rexam, Tel: 4815-9857

186_Lançamentos Internacionais.indd 25

Pacote de café compostável

Foto: Divulgação

A bebida funcional, criada por mulheres para mulheres, recebeu uma nova versão e está sendo lançada com novo desenho pela Rexam, em embalagem de 355 ml, com design selecionado para a sua funcionalidade e sustentabilidade. A bebida Flirt foi desenvolvida para proporcionar às mulheres uma alternativa saudável para bebidas energéticas. Com zero caloria, zero carboidratos, e nada de açúcar ou conservantes, sua fórmula à base de chá verde foi aprimorada, aumentando o teor de vitaminas.

O café orgânico é embalado em um saco de papel laminado com filme transparente NatureFlex™ da Innovia Films. Os filmes NatureFlex são certificados para atender aos padrões americano, europeu e australiano para embalagens compostáveis. O produto traz a polpa de madeira e o conteúdo de base biológica renovável. Os sacos foram desenvolvidos pela Genpak e oferecem vantagens para embalagem e conversão, como deadfold inerente e propriedades antiestáticas, brilho elevado e resistência à gordura e óleo, boa barreira aos gases, aromas e óleos minerais, e uma vasta gama de selagem para o calor. Innovia, tel.: + 44 (0) 16973 42281

13/02/2013 18:09:10


matéria de capa

O que vem por aí Veja quais são as novas tendências da indústria de embalagens para atender o setor de bebidas

a

ANALICE FONSECA BONATTO s mudanças nos hábitos alimentares do brasileiro têm provocado o desenvolvimento de novas soluções demandadas por alguns setores específicos, como o mercado de bebidas, para destacar a embalagem no ponto de venda e aumentar sua competitividade. Segundo Gian P. Bortone, diretor de mercado da Vidroporto, as principais novidades devem ocorrer nos segmentos de bebidas alcoólicas e de alimentos. “Em regiões onde cresce o número de pessoas morando sozinhas ou de casais sem filhos, devem ter redução no tamanho das embalagens e aumento no volume para famílias maiores”, diz o diretor de mercado da empresa, que passou por uma ampliação, em 2012, para aumentar sua capacidade em torno de 8%.

26

Editora B2B

186_Materia de Capa.indd 26

13/02/2013 17:55:18


Foto: iStockphoto Editora B2B

186_Materia de Capa.indd 27

27

13/02/2013 17:55:21


matéria de capa

Foto: Divulgação

Segundo Luciana Pellegrino, diretora-executiva da Associação Brasileira da Embalagem (abre), hoje o consumidor brasileiro tem uma grande diversidade de referências. “Isso se dá tanto pela presença de produtos importados nas gôndolas de nossos supermercados, como pelos meios de comunicação ou mesmo viagens internacionais que estão mais acessíveis aos diferentes públicos. Este novo paradigma se reflete na demanda por produtos tanto no que diz respeito à sua apresentação quanto funcionalidade, conveniência, posicionamento e público-alvo”, diz Pellegrino. Foto: Divulgação

Gian P. Bortone, diretor de mercado da Vidroporto

Luciana Pellegrino, diretoraexecutiva da Associação Brasileira da Embalagem (abre)

28

Isso pode ser observado na demanda mundial por embalagens menores (portion pack) que também cresce no mercado brasileiro de bebidas prontas, segundo Eduardo Eisler, vice-presidente de Estratégia de Negócios da Tetra Pak. Ele destaca essa tendência principalmente por conta do aumento da urbanização - o Censo de 2010 mostra que a população urbana do Brasil representa 84,4% do total -, e por atender à preferência do público jovem. Além de o desenvolvimento de novos processos reduzir custos industriais, também favorece o aumento das vendas. Pesquisa conduzida pelo Data Popular mostra que o gasto da classe média

com alimentos e bebidas em 2013 deverá crescer 21% expectativa é de movimentar R$ 220,9 bilhões este ano, ante R$ 181,8 bilhões em 2010. De olho nesse público, a Tetra Pak identifica que esse consumidor busca facilidades para a sua vida urbana: além de produtos menores, ele impulsiona demanda de embalagens seguras e práticas e a diversificação de porções e aberturas. A Coca-Cola  Brasil também está entre bons exemplos de empresas que têm o design e a inovação como pontos-chaves para os negócios. As embalagens da tradicional empresa para este ano prometem novas formas de comunicação com os consumidores. Segundo o

Editora B2B

186_Materia de Capa.indd 28

13/02/2013 17:55:27


gerente corporativo de embalagens da empresa, Paulo Villas, há novidades para o consumidor em quase todas as categorias que comercializam refrigerantes, néctares, refrescos, água, entre outros. E elas estarão em diversas das embalagens que utilizam, tais como o PET e o cartão asséptico. Entre as principais tendências, Villas destaca: o uso massivo de impressão variável em diversas embalagens e marcas, menores lotes de produção – que possibilitam

maior variedade de decoração, cores etc. -, a expansão do uso de resina reciclada pós-consumo, novos formatos de embalagens e soluções de fechamento.

Contrastes A embalagem temática se mostra como forte tendência para impulsionar o consumo em 2013. Usadas em edições especiais, promoções, entre outras ações, cada vez mais elas fortalecem a marca. Segundo Bárbara Costa, gerente de Projeto da Sleever International, a empresa terá muitas ações promocionais para edições limitadas impulsionadas por eventos esportivos este ano. Ela conta também que no segmento de bebidas alcoólicas e quentes, como vodka e ices, haverá ações em casas noturnas, inclusive, no ano passado já realizaram uma ação com a Companhia Diageo, produtora do uísque Johnnie Walker.

“Também há inovações relacionadas à rotulagem dessas embalagens e às campanhas associadas”, diz o gerente corporativo da empresa, que, em 2012, lançou a campanha “Descubra a Sua Coca-Cola Zero” - embalagens customizadas com nomes de consumidores. A campanha continua este ano com o conceito “Quanto Mais Viagens Melhor”. Outra tendência é usar a marca para se relacionar com os consumidores durante festivais de música.

Já em relação à tecnologia de impressão e de efeitos especiais, a empresa tem trabalhado tanto para bebidas alcoólicas quanto não alcoólicas, por exemplo, com a cor fosca contrastando com brilho, que resulta numa área de destaque em brilho. Outras áreas exploram o tato com a pintura soft touch. Na parte de vinhos e espumantes, é utilizado o branco opaco para cobrir toda a garrafa, daí é possível trabalhar com efeitos diversos. Fotos: Divulgação

Novas formas de comunicação com os consumidores

Inovação Associado a novos formatos de embalagens, está o investimento em tecnologia.

Editora B2B

186_Materia de Capa.indd 29

29

13/02/2013 17:55:31


186_Materia de Capa.indd 30

13/02/2013 17:55:36


186_Materia de Capa.indd 31

13/02/2013 17:55:42


“No ano passado, durante o PETtalk, evento que terá sua segunda edição em junho de 2013 -, identificamos mais agilidade da indústria para novos formatos. É claro que o molde custa caro, mas à medida que a tecnologia permite ter moldes personalizados mesmo que seja para tiragens menores - qualquer empresa vai preferir ter uma garrafa, ou um frasco num formato específico”, diz o porta-voz da Associação Brasileira da Indústria do PET (Abipet) Hermes Contesini. Para entregar essas novidades ao consumidor, a embalagem deve ser diferenciada, entretanto, a inovação continua a ser um dos desafios no país

Foto: Divulgação

matéria de capa

Eduardo Eisler, vice-presidente de Estratégia de Negócios da Tetra Pak

que caiu 11 posições no ano passado, em relação a 2011, passando do 47° lugar para a 58ª posição no Índice Global de Inovação da Instituição de Ensino de Negócios e de Pesquisa (INSEAD) em parceria com a Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI), de acordo com a Agência de Inovação da Unicamp.

Foto: Divulgação

Tendência sustentável

O fechamento DreamCap permite ao consumidor controlar o fluxo de líquido que vai beber

32

Além de novos formatos e tamanhos, essas embalagens apontam também para a ecoeficiência. Segundo Contesini, da Abipet, hoje os investimentos no desenvolvimento das embalagens estão concentrados na redução do material utilizado para a sua produção. “De um modo

geral, a redução do uso de materiais atende a algumas necessidades ambientais e também gera redução de custo às empresas. Por outro lado, é um mercado em que as margens são baixas, então alguns gramas de resina dificilmente farão muita diferença na recuperação de margem. Mas, sem dúvida, há grandes impactos em relação à sustentabilidade.” O uso de material reciclado, de resina verde e a redução de peso das embalagens já se consolidaram no dia a asegundo Felipe Levandoski, diretor comercial da Graham América do Sul. “Há a preocupação também com a redução do peso de gargalos e da altura de tampas”, destaca ele. Segundo Eisler, da Tetra Pak, uma pesquisa recente realizada pela empresa em 25 países, com mais de 30 mil

Editora B2B

186_Materia de Capa.indd 32

13/02/2013 17:55:48


consumidores, mostra que a preocupação com o meio ambiente está entre os cinco assuntos mais importantes.

Produção a diretora-executiva da abre vê melhor desempenho do setor este ano. Em 2012, o setor teve um decréscimo do seu volume de produção em 1% sobre o ano anterior. “Considerando que no último trimestre do ano a indústria acelerou seu ritmo de produção, a expectativa é que este impulso se mantenha no primeiro trimestre de 2013, tendo uma acomodação nos períodos seguintes, mas man-

186_Materia de Capa.indd 33

tendo um resultado positivo na produção de embalagens”, analisa Luciana, com base no Estudo Macroeconômico da Embalagem aBrE/FGV, e ainda acrescenta que: “Este ano antecede a Copa do Mundo, o que traz certo impulso a novos desenvolvimentos, packs promocionais, campanhas publicitárias, em especial para o segmento de bebidas.” ainda no quesito tendência, atualmente se fortalece a demanda por embalagens promocionais que se comunicam com o consumidor de forma subjetiva. Segundo Luciana, também deve crescer a demanda por soluções de

À medida que a tecnologia permite ter moldes personalizados, qualquer empresa vai preferir ter uma garrafa, ou um frasco num formato específico transporte e conveniência no consumo. “isso deve acontecer tendo sempre como premissa o design inteligente, ou seja, a otimização da estrutura da embalagem e do processo logístico, mantendo o apelo de venda do produto a um valor bastante atrativo para o consumidor final.”

13/02/2013 17:55:52


Fotos: Videojet

especial videojet

Equipamentos de acordo com as necessidades do cliente

Soluções de marcação e codificação industrial Performance e desempenho por meio de investimentos em desenvolvimento e pesquisas e em qualidade da assistência técnica

A

Videojet Technologies Inc., líder mundial, fabricante de soluções de marcação e codificação industrial, possui mais de 275 mil equipamentos instalados em todo o mundo dentre sistemas com tecnologia jato de tinta contínuo, transferência térmica, jato de tinta térmica, “drop-on-demand”, laser, etiquetagem de dados fixos e variáveis como códigos de barra, códigos 2D, data de validade e fabricação, número do lote, entre outros. A empresa com atuação de quase 40 anos, e no Brasil por mais de 20 anos, investe em novas tecnologias para oferecer soluções a diversos setores da indústria alimentícia, de bebidas, automotiva, farmacêutica, da construção, bens de consumo, de cabo e fios, impressão comercial e bens de consumo. As vendas, assistência técnica, treinamento, administrativo e suporte de aplicações são fornecidos por operações diretas em 26 países e ainda conta uma rede de mais de 175 distribuidores em 135 países.

34

Nos últimos anos a empresa tem sido coroada campeã na Pesquisa Pack Destaque de Preferência, nos quesitos performance e desempenho. Para André Santos, diretor-geral da Videojet no Brasil, tais indicativos equivalem à qualidade do equipamento que a empresa oferece ao mercado. “A Videojet sempre investiu muito em pesquisa e desenvolvimento, como líder mundial no segmento de codificação, sempre investimos buscando o Uptime Peace of Mind. Pois nada adianta fazer um equipamento que seja atraente no momento da compra, mas na hora de instalar traga problemas. O cliente quer uma tecnologia que funcione para que ele não tenha preocupações ao final de sua produção. Este é o nosso objetivo.” Segundo o diretor-geral, os investimentos em pesquisa iniciam nas

Editora B2B

186_Videojet.indd 34

06/02/2013 22:33:41


Atualmente os equipamentos mais vendidos pela Videojet no Brasil, no segmento de impressoras de jato de tinta contínua, são os da série 1000 – com produtividade e tecnologia avançada, são projetados para manter sua linha de produção funcionando por mais tempo, pois ainda contam com automatização dos ajustes e da limpeza. O diretor salienta sobre a especificação final da fabricação: “Podemos confirmar que nossos equipamentos são criados baseados nos anseios do cliente. Cientistas têm ótimas ideias, mas, se eles estão fechados em laboratórios, nada adianta, pois pode não ser aquilo que o mercado busca. A Videojet inverte a ordem, as ótimas ideias são baseadas nas especificações que vieram dos usuários dos equipamentos.”

MAIOR ESTRUTURA DE ATENDIMENTO TÉCNICO DO MUNDO Atualmente com 26 sucursais no mundo inteiro, a Videojet trabalha na América Latina, com canais diretos no Brasil, Chile, México e na Argentina e tem distribuidores nos principais países da América Latina.

Isto é garantido por meio de formações contínuas de sua equipe de técnicos. Para o diretor, “não adianta vender o melhor equipamento e abandonar esta máquina. Os resultados da pesquisa PACK Destaque de Preferência comprovam que a Videojet tem caminhado na direção certa. A Videojet se orgulha, não só no Brasil, mas também em nível global de ter a maior estrutura de atendimento técnico do mundo, no mercado de codificação. “No Brasil temos nosso canal direto com escritório em São Paulo, e filial no Rio de Janeiro, e temos, em cada estado do país, distribuidores que possuem uma capacitação técnica especializada. Os investimentos em assistência técnica são fundamentais, pois a máquina de marcação ou codificação está posicionada no final de uma produção, se apresenta falha, toda a cadeia de produção é comprometida.” “Para Videojet é muito importante estar próximo ao cliente. O investimento em treinamento é total. Há o constante acompanhamento de nossos técnicos junto aos nossos clientes, como também a possibilidade de capacitar o usuário como se fosse um técnico, dando a ele uma autonomia para conhecer melhor seu próprio equipamento. Há casos ainda em que, se o cliente quiser um técnico 24h/ dia na própria empresa, fazemos um contrato e viabilizamos”, coloca Santos.

“A nossa empresa é bastante sólida nos principais mercados, nos países da Europa e nos EUA, e tem focado nos mercados emergentes da América Latina, particularmente no Brasil.”

O gerente de serviços da empresa, Lhoji Kotsubo explica: “Temos como meta chegar rápido ao cliente e resolver na primeira vez. E medimos isso mês a mês. Temos feito um forte trabalho de padronização de métricas e indicadores, focado na melhoria do atendimento.”

Parte do sucesso da empresa devese ao serviço de apoio ao cliente.

Em 2012 a empresa lançou modelo a laser para o segmento de entrada,

Foto: Videojet

necessidades e opiniões do cliente. A empresa, do grupo norte-americano Danaher, utiliza o sistema de gestão Danaher Bussiness System (DBS) que orienta, mede e cria opções para melhorias contínuas nos aspectos de desempenho, processos e qualidade. “É uma caixa de ferramentas que usamos em todas as etapas do processo de desenvolvimento.”

André Santos, diretor-geral da Videojet

a impressora de marcação a laser permanente modelo 3020. “O laser tradicionalmente é conhecido como uma tecnologia mais cara, porém, já temos máquinas a laser mais acessíveis para o mercado de entrada, com soluções mais simples.” Em 2012 a Videojet lançou um novo equipamento que trabalha com manutenções preventivas de longo prazo e com tecnologia para impressão pigmentada, com tintas amarela, branca e azul de alto contraste; principalmente para setores de tubos e cabos. Para 2013 a empresa programa novos lançamentos em sua família de máquinas de jato contínuo, seu carro-chefe, além de novidades também em laser e transferência térmica. “Teremos três lançamentos programados para o primeiro semestre. Outro grande investimento da Videojet também será o marketing direcionado, passaremos a nos comunicar com o linguajar de cada segmento”, finaliza Santos. (C.A.) INFORMAÇÕES VIDEOJET tel.:+55 11 4689-8800 | www.videojet.com

Editora B2B

186_Videojet.indd 35

35

06/02/2013 22:33:43


Foto: Divulgação

Fotos: Videojet

especial abeaço

A Abeaço completa uma década Para 2013, avançar em mercados ainda não explorados pelas embalagens de aço

A

Associação Brasileira de Embalagem de Aço (ABEAÇO), que teve seu início em 2003, reúne a cadeia produtiva do setor de Latas de Aço do Brasil. São fabricantes da matéria-prima, de embalagem e de equipamentos para envase e fabricação de embalagens de aço. A associação promove e fortalece a imagem da embalagem de aço, além de dar suporte técnico e mercadológico as 32 empresas associadas. Segundo Thaís Fagury gerente executiva da ABEAÇO, são desenvolvidas ações para a valorização deste mercado. “Temos programas de educação para o consumo consciente como o Aprendendo com o Lataço, que já atendeu mais de 200 mil crianças e adolescentes. Fundamos a Prolata para reciclagem das latas de aço, com negociações junto ao governo, para estimular o correto retorno das embalagens pós-consumo”.

36

Editora B2B

186_Abeaço.indd 36

06/02/2013 22:34:45


“Unimos esforços junto aos fabricantes de latas para iniciativas como a criação do projeto ‘Vila do aço’, o congresso de Embalagens de aço, o prêmio do setor e publicações como a revista da associação e o nosso livro histórico”, coloca a gerente executiva.

e eficientes (como o caso da lata abre Fácil da rojek), embalagens em tamanhos menores e mais adequados ao mercado (como as latas de 14 litros desenvolvidas pela Novalata para o mercado de massas e texturas), embalagens mais baratas e ao mesmo tempo mais seguras (como é o caso do Barricaço desenvolvido pela Brasilata) e latas com formatos diferenciados. Para a associação o país está bastante aquém no ranking mundial, quando considerado o consumo per capita de latas de aço. o Brasil consome pouco

Thais Fagury, gerente executiva da ABEAÇO

Foto: Divulgação

Entre as novidades e tendências da embalagem no mercado nacional e internacional, percebidas pela aBEaÇo, se concentram os novos conceitos de impressão (como litografias 3d desenvolvidas pela Valença), sistemas de abertura mais práticos

Foto: Divulgação

Temos, com certeza, uma boa história para contar ao longo desta primeira década que completamos em 2013

mais de 3 kg por habitante/ano, de embalagens de aço. Estados Unidos, por exemplo, consomem cerca de 10 kg por habitante/ ano, alemanha 7 kg. “ainda temos muito que avançar, diz a gerente. No cenário brasileiro os maiores avanços são os investimentos em novos equipamentos e novas plantas. “Para 2013, esperamos avançar em mercados ainda não explorados pelas embalagens de aço”, finaliza Fagury. a aBEaÇo informa que o setor fechou 2012 com um faturamento de r$ 4,5 bilhões, um crescimento de 1,18% em comparação com o mesmo período de 2011. Fonte: ABEAÇO

Editora B2B

186_Abeaço.indd 37

37

06/02/2013 22:34:53


Foto: D

EMBALAGENS CARTONADAS E PAPELÃO ONDULADO/MICRO-ONDULADO informe publicitário

VERSÁTEIS, ATRATIVAS E SUSTENTÁVEIS As embalagens celulósicas prosseguem em ritmo de crescimento e se desenvolvem em termos de tecnologia e criatividade

38

d

entre as possibilidades para o futuro, um recente estudo feito pelo Núcleo de Estudos da Embalagem da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), em parceria com os institutos de pesquisa GFK e indigo, analisou como será o Brasil e a população em 2025. Entre diversas expectativas, o estudo revela que o futuro será das embalagens sofisticadas, customizadas, portáteis e com fácil acesso às informações. Elas terão representatividade no processo de compra on-line, setor que crescerá nos próximos anos. as embalagens manterão os produtos por mais tempo, acompanhando o consumidor aonde ele for e impactarão cada vez menos no meio ambiente. Por isso mesmo, o futuro parece apontar para a continuidade de crescimento das embalagens celulósicas.

Editora B2B

186_Informe Publicitario - Correcao.indd 38

13/02/2013 18:00:03


S

Foto:Divulgação

GRÁFICO 1

A Embapack atua no mercado de caixas, cartuchos, cartelas e displays

É o que aponta, por exemplo, a associação Brasileira do Papelão ondulado (aBPo). a previsão para 2013 é de que prossiga a tendência de uma substituição de outros tipos de materiais de embalagem por papelão. Em 2012, analisa a associação, o avanço do papel no setor de embalagens – impulsionado pela nova Política Nacional de resíduos Sólidos – contribuiu para a alta de 2,8% nas expedições das fabricantes. Mercado em embalagens para legumes e frutas foi o que mais se destacou. Se confirmada a taxa prevista pela aBPo para este ano, a indústria brasileira encerrará 2013 com a expedição de 3,42 milhões de toneladas de chapas,

placas e acessórios de papelão ondulado. Em 2012, as vendas desse tipo de papel atingiram o recorde histórico de 3,3 milhões de toneladas, segundo prévia da entidade. Não houve variação significativa no perfil das vendas por setor e as indústrias de alimentos e higiene seguiram como principais consumidores. o papel cartão, por sua vez, cresceu 1,36 % no ano passado. de acordo com dados da associação Brasileira de Embalagens (aBrE), os plásticos ainda representam a maior participação no valor da produção brasileira, correspondente a 37,08% do total, mas já seguidos por papelão ondulado com 18,75%. as embalagens metálicas completam o quadro com 16,79% (veja Gráfico 1). No que se refere às exportações, as embalagens de papel, cartão e papelão ocupam apenas o terceiro lugar, correspondendo a 21,79% do total exportado (veja Gráfico 2), mesma posição nas importações, com 14,06% (veja Gráfico 3). Normalmente, as embalagens celulósicas são empregadas para contato direto com alimentos em conjunto com outros materiais, a exemplo dos revestimentos poliméricos (filmes plásticos), ceras e parafinas. Quando não revestidas, são empregadas majoritariamente para embalagem de produtos sólidos secos, como os farináceos. de acordo com informações do instituto racine, materiais celulósicos também têm grande emprego como embalagem secundária, ou seja, aquela que não entra em contato direto com o produto – como cartão ou papelão ondulado, este último

PARTICIPAÇÃO DE CADA SEGMENTO NA INDÚSTRIA DE EMBALAGEM

PRODUÇÃO FÍSICA VIDRO 8,7%

PLÁSTICO 29,7%

METAL 26,6%

PAPEL, PAPELÃO E CARTÃO 33,2% 1,8% MADEIRA

Fonte: IBGE

GRÁFICO 2 1º SEMESTRE

1º SEMESTRE

(Milhares de uS$)

(Variações Percentuais)

2010 → 184.644 2011 → 229.496 2012 → 249.828

2010/2009 → 15,69 2011/2010 → 24,99 2012/2011 → 8,86

PAPEL, PAPELÃO E CARTÃO 21,79% (U$ 54.443)

PLÁSTICO 39,25% (U$ 98.062)

4,23% MADEIRA (U$ 10.573) METÁLICAS 31,27% (U$ 78.124)

VIDRO 3,45% (U$ 8.626) (VALORES EM MILHARES DE DÓLARES) Fonte: SECEX/MDIC

GRÁFICO 3 1º SEMESTRE

1º SEMESTRE

(Milhares de uS$)

(Variações Percentuais)

2010 → 324.426 2011 → 390.135 2012 → 411.280

2010/2009 → 56,00 2011/2010 → 20,05 2012/2011 → 5,42

VIDRO 18,96% (U$ 77.978)

METÁLICAS 13.31% (U$ 54.729)

MADEIRA 0,05% (U$ 206)

PAPEL, PAPELÃO E CARTÃO 14,6% (U$ 50.826)

PLÁSTICO 53,63% U$ (220.552)

(VALORES EM MILHARES DE DÓLARES) Fonte: SECEX/MDIC

Editora B2B

186_Informe Publicitario - Correcao.indd 39

39

13/02/2013 18:00:08


EMBALAGENS CARTONADAS E PAPELÃO ONDULADO/MICRO-ONDULADO informe publicitário

Evolução tecnológica e criativa Para Mauricio Cappio Guaraldo, diretor executivo da EmbaPack, a busca e conscientização da sociedade por matérias-primas renováveis – somada à evolução da tecnologia na fabricação do papel cartão com possibilidades de aplicação de técnicas como barreiras de gordura, umidade e de impermeabilização – proporcionou ao segmento horizontes para a criatividade e aplicação da celulose em diversos segmentos até então inatingíveis. “Para a EmbaPack, a abertura de novos mercados e novas possibilidades de aplicação de produtos é feita de maneira constante, atendendo às necessidades dos clientes e buscando o emprego de técnicas que satisfaçam o mercado”, afirma Guaraldo. De acordo com o diretor, o aumento de demanda e a possibilidade de novas aplicações levaram a empresa a investimentos tanto em equipamentos quanto na reciclagem de seus colaboradores. “Outro investimento foi a certificação da empresa no Forest

40

Sterwardship Council (FSC), cuja tradução é Conselho de Manejo Florestal: um processo que permite identificar a origem da madeira desde a extração na floresta, a fabricação do papel, sua entrada na gráfica e posteriormente o envio do produto ao cliente e este ao consumidor final.” A Embapack, explica Guaraldo, atua no mercado de caixas, cartuchos, cartelas e displays. “Podemos desenvolver as embalagens de nossos clientes utilizando matérias-primas celulósicas com uma gama muito grande de composições diferentes.” Estas variáveis, diz ele, devem ser definidas pelo tipo e pelas características de cada produto a ser embalado e deve-se levar em consideração o peso do produto, a fragilidade, o tamanho, a forma, o tipo de armazenamento, a exposição, etc. “Uma vez feita a análise do produto, podemos definir o material a ser utilizado na embalagem da seguinte forma: papel cartão somente, papel cartão acoplado com outro papel cartão, papel cartão acoplado com micro-ondulado, papel cartão acoplado com ondulado de onda alta ou ainda papel cartão acoplado com chapa de ondulado”, enumera o diretor. Guaraldo conta que, com o emprego de novas técnicas, o setor alimentício encontrou na indústria gráfica um grande aliado. A utilização de embalagens celulósicas no acondicionamento destes produtos está cada vez mais presente, visto que possui um custo mais atrativo, é produzido com matéria-prima renovável, é um agente facilitador na divulgação da marca, o que possibilita maior visualização do produto no ponto

Foto: Divulgação

empregado em geral para volumes maiores, principalmente em virtude da boa rigidez, facilidade de transporte e proteção contra impactos. O papelão ondulado também pode ser utilizado como embalagem primária para o acondicionamento e o transporte de frutas e vegetais. Existem diversas possibilidades de uso para as embalagens celulósicas e o mercado tem se aproveitado disso, principalmente em tempos em que a produção sustentável se torna primordial.

Mauricio Cappio Guaraldo, diretor executivo da EmbaPack, conta que novas aplicações levaram a empresa a investimentos em equipamentos e reciclagem dos colaboradores

de venda, além de ser resistente, leve e reciclável. “Em um passado não muito distante não se vislumbrava a possibilidade de utilização do papel cartão para acondicionar líquidos. Hoje o emprego no envase de leite, sucos, temperos, molhos, entre outros, é usual e recomendável”, comenta Guaraldo. Outra aplicação cotidiana é o acondicionamento de produtos que vão para geladeira ou freezer. “Podemos citar como exemplo as embalagens de hambúrguer que, além da proteção contra umidade, recebem também a barreira de gordura”, completa. De acordo com Guaraldo, a embalagem de papel cartão permite a exploração da sua área para publicidade e para apresentação de dados técnicos do produto, fabricante e dados institucionais, descartando a necessidade de utilização de rótulo. “Quando

Editora B2B

186_Informe Publicitario - Correcao.indd 40

13/02/2013 18:00:15


A empresa Guaçu, por exemplo, atua no segmento de papelão ondulado com ênfase no setor de papel reciclado, além de trabalhar com papel de fibras virgens. André Luis Bellezi conta que a empresa deu um grande passo no ano passado ao receber a certificação FSC em seus produtos de Papel Capa, Papel Miolo e nas Embalagens e Chapas de papelão ondulados. “A mudança no perfil dos consumidores – cada vez mais preocupados com questões sociais e ambientais – têm mudado as estratégias de negócio das organizações, que se mostram cada vez mais atuantes em projetos e ações ecologicamente corretas”, explica Bellezi.

Para Carlos Roberto Accierini, da Guaçu, uma das tendências é a logística reversa de pós-consumo

Outra característica atual, de acordo com Carlos Roberto Accierini, é a logística reversa de pós-consumo, utilizada pelas empresas como uma forte estratégia para um posicionamento diferenciado no mercado. “O que motiva as empresas a desenvolverem as atividades de logística reversa são os fatores competitivo, econômico, ambiental, de imagem corporativa e logístico”, aponta. Foto: Divulgação

A empresa Guaçu atua no segmento de papelão ondulado com ênfase no setor de papel reciclado

Foto: Divulgação

comparada a alguns tipos de embalagem para líquido, podemos creditar às embalagens de papel cartão a resistência, não quebrando ou se rompendo com facilidade. Estas e tantas outras características positivas conferem a ela posição de destaque na escolha da embalagem correta”, finaliza.

Uma nova visão Juliana Neitzke, gerente comercial e de marketing da Ibema, acredita que as empresas de papel cartão se especializam cada vez mais e associam profissionais de outras áreas para atuarem em embalagens, como é o caso do designer. “Incluir outra visão permite que a qualidade cresça e o valor agregado do produto também aumente. Estamos mais perto do vidro e do plástico porque a embalagem de papel cartão tem uma vida mais longa antes de ser descartada”, opina Juliana. Ela diz que isso foi possível graças ao conhecimento que outros profissionais. “Uma das consultoras da Ibema, por exemplo, é Assunta Camilo, diretora do Instituto de Embalagens e da FuturePack , que presta assessoria sobre tendências relacionadas a embalagens. Também temos como consultor o designer Fábio Mestriner, especialista em Design e Inteligência de Embalagens, que atua na Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) e traz à Ibema a expertise de como o design pode estar inserido em nossos produtos”, explica ela. Juliana observa que o setor de alimentos está em crescimento e existe uma forte demanda por embalagens em papel. Atualmente, a Ibema atende o setor com os papéis Speciala e Supera, direcionados à confecção de embalagens Premium. Além disso, a indústria está em fase de estudos para o desenvolvimento de um produto multifuncional que ampliará o portfolio de produtos para este mercado. “Há espaços para todos, mas o papel ainda

Editora B2B

186_Informe Publicitario - Correcao.indd 41

41

13/02/2013 18:00:22


EMBALAGENS CARTONADAS E PAPELÃO ONDULADO/MICRO-ONDULADO

“Incluir outra visão permite que a qualidade cresça e o valor agregado do produto também aumente”, afirma Juliana Neitzke, da Ibema

ganha em questão de valores. É possível fazer uma embalagem bonita, chamativa, que proteja o produto e tenha uma vida útil considerável. Ela certamente será mais barata do que o vidro ou o plástico, além de ser uma fonte renovável de matériaprima e ter um processo de reciclagem mais rápido do que os outros materiais”, analisa. A gerente considera que 2012 foi sacrificante para a indústria de papel cartão, já que ela não conseguiu repassar a alta dos custos e os volumes vendidos também não cresceram significativamente. “O mercado de papéis em geral teve um 2012 aquém do esperado, porém, mesmo assim, a Ibema alcançou suas metas e produziu 85 mil toneladas de papel cartão durante o ano passado, sendo que sua capacidade é de 90 mil

42

toneladas”, revela. Juliana acredita que a Ibema tem bons motivos para apostar em um 2013 mais aquecido. “Acabamos de entrar no Bovespa Mais, segmento de listagem do mercado de balcão administrado pela Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros (BM&FBOVESPA) para atrair investidores e ter um relacionamento de transparência com o mercado”, anuncia. A Ibema, completa ela, tem como objetivo ser a segunda maior comercializadora de papel cartão do Brasil até 2014 e, para alcançar essa meta, espera fazer bons negócios e acordos em 2013. A empresa já começou o ano com mais cinco novos produtos em seu portfolio, o que fará a Ibema atuar desde o segmento de acoplados até o de embalagens Premium. Além disso, a empresa recém-inaugurou o Centro de Distribuição Direta (CDD), em Araucária (PR), um novo CDD na Europa, em Portugal. “A nova identidade visual da Ibema, lançada em dezembro de 2012, coroa todo o processo de evolução da empresa”, finaliza Juliana.

Bebidas prontas Paulo Nigro, presidente da Tetra Pak, afirma que, apesar dos efeitos das recentes crises econômicas mundiais, houve um grande aumento no mercado de bebidas prontas em embalagens cartonadas. De acordo com pesquisas realizadas pela Tetra Pak, os consumidores optaram por cortar certas despesas, como refeições fora do lar, mas aumentaram os produtos consumidos em casa.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

informe publicitário

Paulo Nigro, presidente da Tetra Pak, afirma que houve um grande aumento no mercado de bebidas prontas em embalagens cartonadas

Por trabalhar com a premissa da visão de longo prazo, diz Nigro, a Tetra Pak antecipou as tendências da indústria de alimentos e a demanda dos consumidores. Assim, nos últimos anos, a empresa investiu na área de desenvolvimento mundial, oferecendo novas embalagens de diferentes formatos, volumes e aberturas. “Os investimentos em inovação continuam e a área global que conta com cerca de 1.200 profissionais já discute como será o cenário do mercado em 2020. Toda a estratégia é antecipada, já que uma tecnologia leva até cinco anos para ser desenvolvida. Assim, o ciclo de inovação da empresa mantém-se constante e, de três a cinco anos, são lançadas novidades baseadas nas necessidades e desejos latentes dos consumidores”, comenta.

Editora B2B

186_Informe Publicitario - Correcao.indd 42

13/02/2013 18:00:37


milho, ervilha, seleta de legumes, soja e lentilha. A embalagem longa vida – embalagem cartonada asséptica desenvolvida pela Tetra Pak – é formada por seis camadas de materiais – quatro de polietileno, uma de papel e uma de alumínio –, que criam uma barreira protetora que impede a entrada de luz, água, ar e microorganismos, preservando o sabor e o aroma dos alimentos por três meses a um ano. “Com a embalagem cartonada asséptica da Tetra Pak, os produtos ganham longa vida e podem ser transportados sem refrigeração aos locais mais remotos, com total segurança”, aponta Nigro. Para os clientes e consumidores aumentarem ainda mais a sua confiança nos produtos da Tetra Pak, a empresa lançou, em junho de 2009, o sistema Rastreabilidade Ativa, uma iniciativa de controle e segurança na industrialização e Foto: Divulgação

Nigro destaca que uma embalagem que deve ganhar espaço nas gôndolas nos próximos anos é a Tetra Recart, especialmente desenhada para produtos sólidos e em pedaços. “Com essa novidade, os produtos alimentícios como vegetais, feijão, grãos, sopas e molhos podem ser esterilizados dentro da embalagem longa vida, o que faz com que eles possam permanecer no ponto de venda por até 24 meses”, descreve. O início do desenvolvimento da Tetra Recart foi há 15 anos e hoje possui mais de 100 produtos em mais de 30 países, como vegetais, alimentos preparados, saladas prontas, tomates, frutas em calda, grãos, com marcas líderes mundiais, em países como Espanha, Itália, Estados Unidos, Chile, etc. No Brasil, os consumidores já encontram no varejo molhos prontos com pedaços, feijão pronto, além de outros grãos e vegetais – como

no envase de alimentos líquidos. “A Rastreabilidade Ativa Tetra Pak proporciona à indústria o que há de mais moderno em termos de registro automatizado de informações, acrescido do controle integrado do processo produtivo e da disponibilidade das informações ao consumidor. Trata-se de uma solução mundial da Tetra Pak desenvolvida no Brasil, reunindo diversas tecnologias dos sistemas de rastreamento e controle de processo utilizados por unidades da empresa em outros países.” Nigro diz que, tanto no Brasil quanto na América Latina, a empresa investe em uma visão de longo prazo. “Iniciamos este exercício há cerca de quatro anos e já estamos colhendo os frutos dos primeiros projetos. Nos últimos anos, tivemos crescimento expressivo no volume de produção e nas vendas, justamente por estarmos preparados no momento que o mercado se apresentou altamente aquecido”, finaliza Nigro.

INFORMAÇÕES Embapack www.embapack.com.br | tel.: (11) 5622-3355 Guaçu www.guacu.com.br | tel.: 0800-119361 Ibema silvio.moura@ibema.com.br | tel.: (16) 99748-8397

Diante das várias opções de embalagens da Tetra Pak, a Tetra Recart, especialmente desenhada para produtos sólidos e em pedaços, aparece como tendência

Tetra Pak falecom@tetrapak.com.br | tel.: (11) 5501-3205

Editora B2B

186_Informe Publicitario - Correcao.indd 43

43

13/02/2013 18:00:48


Foto: Divulgação

especial rexam

Novos lançamentos e novas tecnologias Empresa precursora em inovações atende as expectativas do consumidor

A

s latas têm conquistado cada vez mais o consumidor. Fabricadas agora em alumínio – material maleável, atóxico e resistente – são mais leves, práticas e proporcionam maior velocidade de refrigeração do conteúdo. Para o mercado de bebidas outro fator de sucesso têm sido o surgimento de diferentes tamanhos e formatos disponíveis para cada necessidade do consumidor.

A Rexam é uma das maiores empresas globais de embalagens para consumo, fabricante de latas para bebidas e como protagonista desta tendência de inovar, apresenta o seu portfolio da América do Sul mais completo do mercado. Com sete tipos de latas, sendo uma delas, a lata Slim, importada da Europa, e seis delas produzidas localmente: a tradicional – de 12oz ou 350ml; a pequena – 8.4oz ou 250ml; a de 16oz ou 473ml – conhecida como latão; a Sleek™ – nos tamanhos 9.1oz ou 270ml e 10.5oz ou 310ml; e o mais novo lançamento: a lata 24oz ou 710ml – conhecida como a lata “gigante“. Este último formato foi criado para favorecer o compartilhamento de bebida e como opção de embalagem para os eventos esportivos, que estão por vir no País.

44

Editora B2B

186_Rexam.indd 44

7/2/2013 18:02:18


PRECURSORA NO MERCADO

Renato Estevão, diretor comercial da Rexam na América do Sul, explica que, quando se fala em inovação na fabricação de latas para bebidas, a Rexam está presente. A fabricante é precursora de muitas embalagens, lançamentos e tecnologias como a tecnologia High Definition, o uso da tinta Glow in the Dark e da tinta termocrômica.

Foto: Divulgação

Para a empresa, a lata é uma opção de embalagem para bebida que apresenta várias vantagens: elas são inquebráveis, o manuseio é mais simples, não representam custos de logística reversa, além de oferecerem um maior espaço para a comunicação das marcas dos nossos clientes, uma vez que possibilitam aplicação da arte em toda a extensão da embalagem, e ainda são ecologicamente corretas.

A “lata gigante” de 24oz (710 ml) lançada recentemente pela Rexam no mercado da América do Sul

A fabricante já aplica duas tintas termocrômicas em uma mesma lata, caso da lata Antárctica Sub Zero, que indica quando a temperatura está gelada e supergelada, ao gosto do consumidor.

O diretor especifica que “outro exemplo é a lata que estamos produzindo para a Brasil Kirin (antiga Schincariol) alusiva ao evento de verão “Festival Planeta Atlântida”, patrocinado pela marca. A lata es-

Editora B2B

186_Rexam.indd 45

45

7/2/2013 18:02:21


especial rexam

A tecnologia High Definition: impressão de imagens em alta definição. O uso da tinta Glow in the Dark: tecnologia que faz a embalagem brilhar no escuro após ser carregada por exposição à luz ou efeito da luz UV.

Foto: Divulgação

Tinta termocrômica: impressão de rótulos com tinta especial que muda de cor quando a bebida atinge a temperatura ideal para consumo. A empresa já aplica duas tintas termocrômicas em uma mesma lata, caso da lata Antárctica Sub Zero. Outro exemplo é a lata produzida para a Brasil Kirin (antiga Schincariol), alusiva ao evento de verão “Festival Planeta Atlântida com duas tintas termocrômicas, com variação de cor para cor, inéditas na América do Sul.

Renato Estevão, diretor comercial da Rexam na América do Sul

pecial produzida pela Rexam terá duas tintas termocrômicas. Além de latas com verniz especial com efeito fosco, a tinta Lumiset e os rótulos customizados.”

46

Verniz fosco: verniz especial com efeito fosco, que além de conferir um aspecto premium, faz parecer que a lata está gelada na gôndola. Tinta Lumiset: exibe um brilho diferenciado à luz do dia. No escuro, brilha sob a incidência de luz negra, na cor da própria tinta.

Fotos: Divulgação

NOVAS VERSÕES PARA LATAS DE BEBIDAS

Rótulos customizados Coca-Cola (agora com nome de cidades).

“Em 2013 a Rexam inaugurará sua nova fábrica em Benevides, no Pará e, com isso, sua produção será elevada para 14 bilhões de latas/ano, preparando a empresa para os grandes eventos esportivos. Além disso, a companhia foca, cada vez mais, em novas tecnologias de impressão de rótulos, como é o caso do recente lançamento: a lata da promoção “Descubra sua Coca- Cola Zero”, na qual foi possível customizar a produção em massa dos rótulos de Coca Zero com diferentes nomes de consumidores, sendo a Rexam a fabricante capaz de produzir a maior quantidade de nomes diferentes por palete”, detalha Estevão. Na América do Sul, lidera a produção de latas e também de tampas para bebidas com cerca de 60% de market share. Com 10 fábricas no Brasil (Santa Cruz-RJ,

Extrema- MG, Brasília-DF, Águas Claras-RS, Jacareí- SP, CuiabáMT, Manaus-AM, Pouso AlegreMG e duas em Recife-PE), uma no Chile (Santiago) e uma na Argentina (Buenos Aires). A Rexam é um dos principais fabricantes de latas para bebidas do mundo como também é uma das maiores empresas globais de embalagens de plástico rígido para medicamentos.

INFORMAÇÕES REXAM DO BRASIL Tel.: (11) 4815-9857 | www.rexam.com

Editora B2B

186_Rexam.indd 46

7/2/2013 18:02:34


47 Evertis.indd 47

7/2/2013 11:44:15


Cempre entrega plano de reciclagem de embalagens à ministra do meio ambiente Proposta para a logística reversa das embalagens pós-consumo

Foto: Cristiano Sérgio / Fotofórum

U

48

m acordo entre 22 associações e empresas, liderado pelo Compromisso Empresarial para Reciclagem (CEMPRE) apresentou a proposta de Acordo Setorial para a logística reversa das embalagens pós-consumo. O documento foi entregue à ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, que irá analisar os termos da proposta que visa ampliar a capacidade do Brasil na destinação adequada de embalagens dos produtos consumidos pela população.

“Para o governo federal interessa incrementar a coleta seletiva e ter um debate mais estratégico sobre a questão da reciclagem, pautada pelos detalhes desta proposta e também pela realidade social”, afirma a ministra.

O plano prevê a elevação da taxa de recuperação de resíduos sólidos recicláveis em 20% e a consequente redução de 22% do total de embalagens que são encaminhadas para aterros ou lixões.

O presidente do CEMPRE, Victor Bicca afirmou que este “é um momento para celebrar, pois, de forma inédita, construímos uma coalizão de empresas produtoras ou que comercializam embalagens para estabelecer um ponto de partida para a logística reversa.” O executivo ressaltou ainda que a união do empresariado na causa é uma iniciativa única no país.

Para o ano de 2015 a expectativa é de que, pelo menos 90% da população das cidades-sede da copa - São Paulo, Curitiba, Cuiabá, Belo Horizonte, Porto Alegre, Manaus, Salvador, Recife, Natal, Brasília e Fortaleza - seja atendida pela coleta seletiva municipal. A quantidade de resíduos sólidos gerados nestas capitais representa aproximadamente 23% em peso do lixo urbano do País. Se consideradas as áreas metropolitanas ao redor destas cidades, o índice sobe para 38%. E estipula-se para 2015, também, a redução de 45% do lixo, atualmente descartado incorretamente em todo o território nacional.

Cempre, tel.: (11) 3889-7806

EDITORA B2B

186_Sustentabilidade.indd 48

06/02/2013 22:39:41


pack | sustentabilidade

Sustentabilidade em três pilares: social, ambiental e econômico Soluções sustentáveis para os processos de impressão

A

gráfica Colorprint tem caminhado em direção a soluções sustentáveis para seus processos de impressão. Marta Vaz Paschoal, da gestão da Colorprint, afirma que uma produção mais limpa e com custos enxutos é uma exigência do atual mercado e condição para uma empresa manter-se competitiva. “Para isso são necessários equipamentos e consumíveis de qualidade, e as soluções da Heidelberg vieram ao encontro de tais necessidades”, diz ela. Na gráfica são utilizadas chapas térmicas que não utilizam químicos na revelação, tintas produzidas com óleo vegetal, que têm rápida secagem, pouca velatura, são mais viscosas e exigem menos álcool e blanquetas que proporcionam maior nitidez aos impressos e apresentam maior durabilidade. “Este processo de impressão é mais sustentável, reduz custos, diminui os resíduos químicos e atende às expectativas dos nossos stakeholders.” Hoje a direção da Colorprint desenvolve uma gestão com base em ações sustentáveis, equilibrando os seus três pilares – social, ambiental e econômico. Na área social, a preocupação com o bem-estar dos funcionários em sua alimentação diária, a tranquilidade no ambiente de trabalho, a liberdade de expressão, a transparência, o incentivo ao aprendizado e a motivação para o engajamento em ações solidárias fazem parte das diretrizes em recursos humanos. Além da adoção de processos ecológicos, ações sustentáveis como a correta destinação de resíduos, manutenção contínua dos equipamentos e do prédio e conscientização de todos os profissionais envolvidos na produção permitiram à Colorprint obter as certificações e licenças ambientais necessárias.

A GRÁFICA COLORPRINT UTILIZA: • CHAPAS TÉRMICAS QUE NÃO UTILIZAM QUÍMICOS NA REVELAÇÃO; • TINTAS PRODUZIDAS COM ÓLEO VEGETAL, QUE TÊM RÁPIDA SECAGEM, POUCA VELATURA, SÃO MAIS VISCOSAS E EXIGEM MENOS ÁLCOOL; • BLANQUETAS QUE PROPORCIONAM MAIOR NITIDEZ AOS IMPRESSOS E APRESENTAM MAIOR DURABILIDADE.

Estas ações, somadas a uma gestão com foco na redução de custos fixos e variáveis, formam o terceiro pilar e garantem uma atuação eficiente e respeitada, que conquista a confiança e admiração de novos clientes a cada dia. Colorprint, tel.: (11) 5588-1669

EDITORA B2B

186_Sustentabilidade.indd 49

49

06/02/2013 22:39:46


Fotos: Divulgação

Embalagens 100 % recicladas

Fabricação sustentável de filmes flexíveis A empresa catarinense Azeplast, com 20 anos de trabalho voltados para a linha de embalagem, fabricante de filmes flexíveis, é especializada na fabricação de sacos para lixo e embalagens 100 % recicladas 50

EDITORA B2B

186_Sustentabilidade.indd 50

06/02/2013 22:40:00


pack | sustentabilidade

D

esenvolvimento sustentável é o desenvolvimento capaz de suprir as necessidades do presente, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de suprir suas necessidades. Esta definição surgiu na Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, criado pelas Nações Unidas. O conceito moderno de sustentabilidade engloba o compromisso com os aspectos econômicos, sociais e ambientais, que devem estar em harmonia. Conceito este que ficou conhecido no mercado como “Tripple Botton Line”, o tripé da sustentabilidade. No tripé estão contidos os aspectos econômicos, ambientais e sociais. Com know-how que reflete este conceito a empresa catarinense Azeplast, com 20 anos de trabalho voltados para a linha de embalagem, fabricante de filmes flexíveis, é especializada na fabricação de sacos para lixo e embalagens 100 % recicladas. A empresa traz em seu portfolio embalagens sustentáveis fabricadas com matéria-prima reciclada que reduzem o impacto ambiental, feitas a partir de sucata pós-consumo para diversos segmentos, como filmes termoencolhíveis para leite, sacaria para eletrodomésticos, liner para sacaria de ráfia, indústria moveleira, sacarias em geral para segmentos como arroz, metalúrgica.

186_Sustentabilidade.indd 51

Embalagens sustentáveis fabricadas com matéria-prima reciclada, feitas a partir de sucata pós-consumo para diversos segmentos O processo é verticalizado, que vai desde a fabricação da matériaprima reciclada até a fabricação de sacos. A empresa tem capacidade instalada para produzir 300 toneladas de filme por mês, gerando emprego direto para 150 colaboradores. Atualmente a Azeplast possui o maior mix de produtos do mercado voltados à linha de sacos para lixo. Azeplast, tel.: (49) 3328 6640

06/02/2013 22:40:07


Foto: Divulgação

Foto: Leandro Andrade

direto da gôndola

Chá Verde

Rei do Mate Do balcão para a gôndola Assunta Napolitano Camilo*

M

ais um produto sai de trás do balcão para o grande varejo. A novidade é do Rei do Mate que agora divide espaço nas gôndolas. Com isso, a marca cresce, conquista novos mercados e “entrega” aos clientes a experiência de consumo tão prazerosa quanto no ambiente de café. O destaque é para a embalagem do Chá Verde Lima Limão Rei do Mate que inova na categoria. O chá é apresentado numa garrafa PET com 350 ml em formato quadrado e decoração com rótulo termoencolhível. Esta proposta é muito similar às embalagens da Ásia, em que a decoração parcial é chamada de “half sleeve” (meio rótulo)1 (vide capítulo “Tendência” do livro Embalagens: Design, Materiais, Processos e Máquinas). A opção quadrada é muito valorizada na Ásia pelo expressivo ganho de espaço que facilita efetivamente o processo logístico. As duas versões Maçã Verde e Lima Limão são encontradas atualmente em copo e garrafa com 350 ml. Neste mês chegará às gôndolas as embalagens em versão 1 litro.

52

Os sabores se diferenciam pela cor da tampa e a ilustração das frutas na decoração do rótulo impresso em tecnologia flexográfica. É notável o movimento geral das empresas de bares, padarias e lojas de conveniência que estão crescendo em participação no grande varejo, usando mais embalagens e as aprimorando. Inclusive como marca própria, exemplo da AMPM, Select entre tantas outras. A embalagem assim passa a ter o importante papel de comunicação e de marketing destas empresas que muitas vezes só contam com esta ferramenta. O Chá Verde Rei do Mate pode ser encontrado nas redes Pão de Açúcar e em pequenos varejos em São Paulo, direto do balcão para a gôndola, levando consigo a marca do café para as casas dos consumidores.

*Assunta Napolitano Camilo é diretora do Instituto de Embalagens e da consultoria FuturePack 1 CAMILO, Assunta. Tendências. In: ______ . (Coord.). Embalagens: Design, Materiais, Processos e Máquinas. São Paulo: Instituto de Embalagens, 2009, p. 64.

Editora B2B

186_Artigo.indd 52

06/02/2013 22:42:35


53_clarion.indd 53

06/02/2013 22:43:22


notas técnicas

EMBALAGEM COM TAMPA DE ROSCA A embalagem que gera menos CO2 e economiza recursos fósseis agora com mais conveniência. A combibloc EcoPlus, embalagem cartonada que gera 28% menos CO2, agora também é oferecida com a levíssima tampa rosca combiCap, que pesa apenas 1,9, garantindo uma solução que combina características benéficas ao meio ambiente e conveniência. Sua estrutura é composta por 80% de cartão proveniente de fontes renováveis e suas características especiais garantem aos alimentos proteção à luz. O material conta com uma camada especial de poliamida ultrafina que age como barreira para proteger contra a perda de sabor e contaminação por odores externos. Há também camadas finas, internas e externas, de polietileno, que funcionam, respectivamente, como barreira a líquido e proteção à umidade. SIG Combibloc do Brasil Ltda. Tel.: (11) 3028-6744 | www.sig.biz/brasil

SOPRADORAS A terceira geração das sopradoras Contiform está disponível em modelos de oito até 36 estações de sopro, o que permite alçançar um rendimento máximo recorde de 81.000 garrafas por hora. Seu módulo de sopro é completamente novo, com um forno de aquecimento aperfeiçoado, sobretudo em relação ao consumo de energia. O aumento do rendimento por estação de sopro de 2.000 para 2.250 garrafas por hora, combinado com o novo sistema de estirado de controle eletromagnético, é percebido pelo mercado como um dos grandes avanços da série Contiform. Os tempos de troca de produto e o consumo de energia e de ar comprimido foram reduzidos significativamente, com um aumento da flexibilidade da máquina. KRONES do Brasil Ltda. Tel.: (11) 4075-9500 | www.krones.com.br

REBOBINADORA PARA LINER PET A Mack Color traz ao mercado a revisora Karlville Prolabel 350 para rebobinar os rótulos autoadesivos com LinerPET nos segmentos alimentícios, químicos, farmacêuticos e cosméticos. Trata-se de um equipamento de grande produtividade, de alta performance, precisão e qualidade de produção. Devido ao seu sistema de servomotor, possibilita uma operação mais simples, precisa e segura, com alto desempenho produtivo aliado à confiabilidade, trabalha com uma ampla gama de substratos e com a garantia de perfeito faceamento e tensão das bobinas de rótulos autoadesivos. MACK COLOR Etiquetas Adesivas Ltda. Tel.: (11) 2095-4499 | www.mackcolor.com.br

IMPRESSORA TÉRMICA A impressora térmica 7010 oferece um excelente desempenho industrial e design robusto, adequando-se à produção em larga escala e a ambientes de varejo. Conta com um espaço que evita a abertura vertical, tornando-a ideal para operação em pequenos espaços. A conectividade vai muito além da paralela, serial e USB. A série 7010 oferece ethernet interna, destacador e cortadores. Também dispõe de um destacador integrado com rebobinador de papel de apoio ou rótulos e etiquetas facilmente dispensáveis. GOMAQ Soluções Inteligentes. Tel.: (11) 2162-1000 | www.gomaq.com.br

54

Editora B2B

186_Notas Tecnicas.indd 54

11/02/2013 01:09:53


186_Notas Tecnicas.indd 55

11/02/2013 01:09:57


notas técnicas

ENVASADORA/EMBALADORA HORIZONTAL Fabricada em aço inox 304 ou em aço carbono pintado com tinta epóxi, a KWS-180 é uma máquina envasadora/embaladora horizontal indicada para produção de embalagem do tipo stand-up pouch. Trabalha com embalagens de 90 a 180 mm (largura) e de 80 a 250 mm (altura). Admite volume de envasamento de até 500 cm3. Opera com capacidade de produção de 35 a 50 unidades/min. KAWAMAC Indústria e Comércio de Máquinas. Tel.: (11) 2446-0724 | kawamac@kawamac.com.br

SELADORA A VÁCUO A seladora a vácuo TM 250 analógica, da Tecmaq, possui painel analógico com 15 programas, placa eletrônica resinada antiumidade, barras de selagem removíveis, câmara de vácuo sem fiação e gabinete revestido em inox. A câmara apresenta as seguintes dimensões: 420 mm (largura), 410 mm (comprimento) e 90 mm (altura). Tecmaq. Tel.: (11) 2618-5511 | tecmaq@tecmaq.com.br

186_Notas Tecnicas.indd 56

11/02/2013 01:10:02


painel de negócios

embalagens, máquinas, equipamentos e acessórios

Interação e conteúdo informativo em tempo real

REDES SOCIAIS

Interaja com a Editora Banas e atualize-se com as últimas informações do mercado industrial e de embalagem.

@EditoraBanas Siga a Editora Banas no Twitter e faça parte de um universo de informações simultâneas de qualidade Diariamente são postadas notícias importantes do mercado industrial e de embalagem, que abrange novidades, lançamentos, economia, eventos e mercado internacional.

facebook.com/editorabanas Curta a Editora Banas no Facebook Tenha acesso a informações do mercado industrial e de embalagem, incluindo um conteúdo editorial de utilidade para o público destes segmentos. Abrange, imagens, vídeos e notícias.

MAIS INFORMAÇÕES:

(11) 3500-1910 publicidade@editorab2b.com.br

186 Painel de Negocios_bk.indd 57

06/02/2013 22:44:49


índice de anunciantes página

empresa

site

página

empresa

site

3ª Capa..... ABRE.....................................................www.abre.org.br

57.............. IGARATIBA...................................www.igaratiba.com.br.

25.............. ADECOL.......................................... www.adecol.com.br

33, 51 e 56 INSTITUTO DE EMBALAGENS....................................... .................. EMBALAGENS ....www.institutodeembalagens.com.br

30 e 31..... ANTILHAS.....................................www.antilhas.com.br

57.............. INTERTEC............................ www.intertecequip.com.br

47.............. EVERTIS.......................................... www.evertis.com.br

57.............. MOLTEC.......................................... www.moltec.com.br

53.............. EXPO EMBALA.......................www.expoembala.com.br

23.............. NEO ALUMÍNIO......................www.neoaluminio.com.br

55.............. FEIPLASTIC................................. www.feiplastic.com.br

4ª Capa..... SIG COMBIBLOC.............................. www.sig.biz/brasil

11.............. GUAÇU............................................. www.guacu.com.br 5................ IBEMA..............................................www.ibema.com.br

2ª Capa..... TETRA PAK................................... www.tetrapak.com.br 21.............. VIDROPORTO............................ www.vidroporto.com.br

ERRATA Site correto da Biancolor: www.biancolor.ind.br Edição especial de dezembro/2012, página 149.

PB

186_Indice de Anunciantes.indd 58 Editora Banas

13/02/2013 18:26:38


3capa_abre.indd 59

06/02/2013 22:46:41


4capa_Sig_Combibloc.indd 60

7/2/2013 18:01:33


Revista Pack 186 - Fevereiro 2013