Issuu on Google+

R$ 5,00 Ano 3 Edição Nº 42

BMOL

Investimento garante reforma e modernização da biblioteca Página 3

Cultura

Diretoria abre quase 800 vagas para modalidades artísticas Página 4

Teatro

Duratex, através da Lei Rouanet, libera 400 mil reais para obras Página 5

CMFP

Centro Municipal abre inscrições entre os dias 28 e 31 de janeiro Página 6

A Serviço da Comunidade.

DDGER e Senai

Entidades oferecem 39 cursos e aproximadamente 400 vagas Página 10

Evelin Oliveira é

A Garota da Capa Página 23

REVISTA

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Leia + Daniel de Andrade Ghirotti............... 7 Marco Aurélio Moretti ...................... 8 Ivani Arruda Kawakawi .................... 9 Sarah Rocha ................................... 10 Daniela Lourenço Spadotto ............ 11 Geovana Unzer ............................... 12 Carlos Tiago Domingues ................. 18 Ana Maria Coneglian ...................... 19 José Aparecido Santos .................... 22 Cleide Pasquarelli Cassador ............ 28 Matheus André............................... 29 Taísa Mello Giroldo ......................... 32 Ana Carolina Silva .......................... 36


2

Opinião

REDE DE DISTRIBUIÇÃO GRATUITA Ø Jd. das Nações • Padaria Padoka: Av. Estados Unidos, nº 289 Ø Jd. Nova Lençóis • Padaria Qually: Rua das Araras, nº 481 Ø Núcleo H. L. Zillo • Padaria Padoka: Av. Vereador Dr. Hermínio Jacon, nº 624 • Farmácia Ludovico: Rua Luiz Baptistella, nº 287 • Padaria Padoka: Av. Nações Unidas, nº 117 Ø Pq. Rondon • Padaria Padoka: Rua Momo Tranqüilo, nº 194 • Azulão Supermercados: Rua Luiz Ferreira, nº 168 • Padaria Pão de Mel: Av. Prefeito Jácomo Nicolau Paccola, nº 254 Ø Jd. Júlio Ferrari • Padaria Nativa: Av. Maestro Oliveira Capucho, nº 295 Ø Vila Santa Cecília • ASP: Rua César Giacomini, nº 241 Ø Jd. Cruzeiro • Mercado Avenida: Av. Cruzeiro do Sul, nº 276 Ø Jd. Alvorada • Padaria Alvorada: Rua Bahia, nº 468 Ø Jd. São João • Mercadinho do Rachid: Rua Camilo da Cunha, nº 20 Ø Vila Contente • Mercado Fontes: Rua Rodrigues Alves, nº 241 • Mercado Econômico: Rua Regente Feijó, nº 114 Ø Vila Mamedina • Padaria Nova Sensação: Rua Dr. Gabriel de Oliveira Rocha, nº 397 Ø Jd. Primavera • Mercearia VM: Av. Luiz Boso, nº 110 • Mercearia Primavera: Av. Luiz Boso, nº 214 Ø Cecap e região • Padaria Trigo de Ouro: Rua Henrique Losinskas Alves, nº 554 • Padaria Trigo de Ouro: Av. Procópio Ferreira, nº 557 • Padaria Trigo de Ouro: Rua Bandeira Tribuzi, nº 330 • Padaria Pão de Mel: Rua Henrique Losinskas Alves, nº 1.234 Ø Jd. Príncipe • Padaria Primícias dos Pães: Rua Luiz Vaz Pinto, nº 451 Ø Jd. Monte Azul • Padaria Nossa Senhora Aparecida: Rua Guaianazes, nº 669 • Azulão Supermercados: Rua Guaianazes, nº 585 Ø Jd. Caju I e II • Padaria Hot Pão: Av. Jácomo Augusto Paccola, nº 76 • Supermercado Placa: Rua Joaquim Gomes Machado, 224 Ø Jd. Bela Vista • Mercado Pag Menos: Rua Jalisco, nº 93 Ø Jd. Ubirama • Padaria Cantinho do Pão: Rua Marechal Dutra, nº 420 • Padaria Art Pão: Av. Marechal Castello Branco, nº 415 • Padaria Trigal: Av. Pe. Salústio Rodrigues Machado, nº 994 Ø Centro e região • Armazém Supermercado: Av. Pe. Salústio Rodrigues Machado, nº 206 • Padaria Pão & Opção: Av. Brasil, nº 810 • Padaria Art Pão: Rua 7 de Setembro, nº 484 • Revistaria Marquinho Correa: Rua Dr. Antonio Tedesco, nº 663 • Didática Papelaria: Rua Dr. Antonio Tedesco, nº 252 • Farmais: Rua Ignácio Anselmo, nº 846 • Cíntia Fotografias: Rua Anita Garibaldi, nº 1.127 • Quitanda Avenida III: Rua Pedro Natálio Lorenzetti, nº 729 • Acilpa: Rua Piedade, nº 161 • Padaria Trigal: Rua Geraldo Pereira de Barros, nº 697 • Churrascaria Estância Grill: Rua Geraldo Pereira de Barros, nº 1.054 • Farmais: 15 de Novembro, nº 812 • Lençóis Revistas: Rua Ignácio Anselmo, nº 189 • Vivo: Rua Ignácio Anselmo, nº 100 • Chiquinho Sorvetes: Rua 15 de Novembro, nº 534 • Ramblas Livraria e Papelaria: Rua 15 de Novembro, nº 216.

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Editorial

Novo começo Ano Novo, promessas de novos projetos e continuidade ou finalização dos antigos. Dos mais simples aos mais complexos, o importante é a disposição à batalha. E por falar em luta, não deixamos de contemplar a arte marcial milenar e um seu representante ilustre, filho desta terra. Falemos da luta pela recuperação da autoestima das pessoas vítimas de violência doméstica e dos que se dispõem, voluntariamente, a trabalhar em sua solidariedade. Ainda há batalha, por parte de muitos, à manutenção de isenção do IPI para veículos novos e a preocupação de quem já o tem para honrar com o pagamento do IPVA. Há a garra e força competitiva do jovem empreendedor no ramo de seguro e há a experiência, segura, da empresária do vestuário e do empresário do setor desportivo que acreditou na pujança, desenvolvimento e na política pública de Lençóis Paulista. Que conta com personagens também especiais porque ajudam a torná-la mais inclusiva, bem como, a todos os esforços, inclusive privados, à qualificação

profissional – com muitas vagas e cursos. Na área cultural, os investimentos ganham vulto tanto com recursos locais e públicos, quanto os oferecidos pelas empresas que se servem da Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), a começar pelo tão sonhado Teatro Municipal, passando pelo ícone local, a Biblioteca Municipal, que recebe e vai às pessoas nestas férias. E tem as novidades, tecnológicas, que nos deixam boquiabertos e desejosos seja na área de construção e decoração, bem como na informática – com lançamentos como iPhone 5 – seja o programa Água Brasil que ajuda na conscientização de agricultura responsável e à reconstituição de matas ciliares às nascentes de rios e, assim, à preservação do planeta. Ainda há a batalha pela manutenção da beleza física e mental, própria e dos animais, com alimentação adequada e sadia, a exemplos de vida dedicada ao magistério, ao trabalho na melhor idade, à música e à viagens e aventura pelo Brasil de linda brasilidade como a de Evelin, capa da edição. Saúde 2013!

Maria, mãe de Jesus Nesta época, falamos do nascimento de Jesus. E a mãe, Maria? Em especial seu cântico inspirador, quando escolhida pelo Senhor para abrigar em seu ventre o Salvador da humanidade, não teve vaidade, mas glória e abundante amor. “A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegrou em Deus, meu Salvador” (Lucas 1:46/47) - o tão esperado Messias. Ela se alegrava na salvação que Ele traria à humanidade. Como Maria, jubilosamente louvarão e se alegrarão em Deus pelas bênçãos recebidas, e por tê-los criado. Ficarão extasiados diante da graça de Deus em lhes ter salvado, pelo sacrifício de Cristo na cruz.. Maravilhava-se também e louvava a Deus por havê-la escolhido para ser a mãe de Cristo. “Porque contemplou na humildade da sua serva. Pois desde agora todas as gerações me considerarão bem aventurada” (Lucas 1:48). Maria disse ainda: “Porque o poderoso me fez grandes cousas. Santo é o seu nome. A sua misericórdia vai de geração em geração sobre os que o temem” (Lucas 1:49/50). A ênfase está no que Deus fez e fará para os que o reverenciam como ela mesma procedeu. Quando tem a oportunidade de ajudar alguém, você se esforça para que essa pessoa compreenda que você é apenas um canal para as bênçãos de Deus? Por fim Maria declarou em seu cântico: “Amparou a Israel, seu servo, a fim de lembrar-se da sua misericórdia, a favor de Abraão e de sua descendência, para sempre, como prometeu aos nossos pais” (Lucas 1:54/55). Maria previu e se alegrou porque a criança que haveria de nascer era Aquele em quem as promessas de Abraão seriam cumpridas. “Ela é “bem aventurada”, ou seja, “feliz” por todas as gerações”. Feliz é quem serve e não quem é servido, Maria como serva - serviu, sigamos o seu exemplo. Marcos Ap. de Toledo Advogado, empresário e teólogo

EXPEDIENTE EDITORA RESPONSÁVEL: Gazeta Paulista Empreendimentos Editoriais Ltda. | CNPJ: 01.782.039/0001-70. COMERCIALIZAÇÃO E PRODUÇÃO: Bistrô Serviços de Publicidade Ltda. - ME. Rua 13 de Maio, Nº 1.347, Centro, Lençóis Paulista, CEP: 18683-370, CNPJ: 10.744.028/0001-97. TIRAGEM: 5.000 exemplares. CIRCULAÇÃO: Agudos, Borebi, Lençóis Paulista e Macatuba. DIRETORES: Anderson Prado de Lima e Breno Medola. EDITOR E JORNALISTA RESPONSÁVEL: Alcimir Antonio do Carmo (MTB 18.993/SP). REVISTA O COMÉRCIO: (14) 3264-8187 e 3263-6886 | ocomercio@revistaocomercio.com.br | www.revistaocomercio.com.br. Artigos assinados são de responsabilidade de seus autores, portanto, podem corresponder ou não à opinião desta revista.


Acontece :: Cultura

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Novo espaço à leitura A

nunciado valor de aproximados 350 mil reais pela Administração Pública Municipal para as obras de ampliação e modernização da Biblioteca Municipal Orígenes Lessa - BMOL, considerada uma das melhores e de invejável acervo de livros do País. Segundo o informe da Assessoria de Comunicação da Prefeitura, as obras de ampliação visam oferecer ao lençoense um novo espaço para pesquisa, leitura, entretenimento e lazer. “O projeto contempla a ampliação de uma área de 245 metros quadrados distribuídos em dois pavimentos. O novo espaço vai receber 248,70m² de vidro temperado incolor com 10 mm de espessura para aproveitar a iluminação natural no local”, detalha o informe. Ainda a assessoria divulga que “serão investidos R$ 295.017,31 nas obras de ampliação e R$ 50.486,00 nos serviços e compra do vidro temperado. Os recursos foram disponibilizados com orçamento do próprio município, na conta da Diretoria de Cultura”. De acordo com Nilceu Bernardo, diretor municipal de cultura, após a conclusão das obras será implantado programa de gestão com certificação da Bi-

3

A Cidade do Livro, cognome de Lençóis Paulista, cada vez mais jus a ele graças à política pública de apoio Foto: divulgação

blioteca de São Paulo, órgão ligado a Secretaria de Estado da Cultura, lembrando que ele “e a Marina Ronque Stoppa, coordenadora da BMOL, estamos realizando este curso há mais de um ano”. Ainda de acordo com Bernardo, “a idéia é instalar no acesso principal, um sistema de contagem eletrônica para o acesso dos usuários. Os livros também vão receber fitas magnéticas para que o usuário possa utilizar o material sem a presença do atendente. O sistema vai permitir que o usuário realize sua pesquisa, sua leitura. Também vamos ampliar o sistema de monitoramento interno para o controle dos livros que serão usados. Ainda de acordo com o informe da assessoria, a obra, em seu pavimento superior, traz outra novidade: a instalação de um café com mesas, bancos para leituras e jogos. “Estamos chamando a iniciativa de projeto varanda, um ponto de encontro para a descoberta e o prazer da leitura e também para o lazer e a diversão”, diz o diretor de cultura, que também externa sua expectativa de que as obras sejam concluídas em quatro meses e entregues durante as comemorações dos 155 anos de Lençóis Paulista.

O novo espaço da BMOL, prevê estrutura que possibilita a instalação de vidros e todo o conforto para os visitantes e leitores cativos

BMOL se moderniza Conforme informa a assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal, o mobiliário adquirido possibilita a organização e acondicionamento dos livros em maiores quantidades e em menos espaço na Biblioteca Municipal Orígenes Lessa. A BMOL o recebeu na sala de acervo de referên-

cia (livros que são consultados para pesquisa e leitura na própria biblioteca) a instalação das estantes deslizantes. O local de aproximadamente 3,5 x 5,5m recebeu o equipamento de 3,22 x 3,22m onde é possível aproveitar também o pé direito da sala (altura) e organizar três vezes mais a quantidade de livros

Esse tipo de instalação já é utilizado em grandes bibliotecas, arquivos e museus e essa aquisição para a BMOL é, conforme entende o diretor de cultura, Nilceu Bernardo, “mais um passo de qualidade e atualização nas ações que ali são desenvolvidas” e confirmando o cognome de “Cidade do Livro” à Len-

çóis Paulista. O investimento, conforme anunciou a Prefeitura Municipal foi de R$ 64.000,00, bem como, que mesmo com as obras de ampliação da biblioteca o atendimento continua normal. A entrada a esse espaço cultural é feita pela lateral, localizada na rua Dr. Antonio Tedesco.


4

Acontece :: Cursos

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Cursos culturais gratuitos

A Casa da Cultura “Professora Maria Bove Coneglian”, em nota à imprensa, informa que coloca à disposi-

ção da população, aproximadamente 800 vagas de cursos culturais para novos alunos. As inscrições estão

abertas desde 7 de janeiro, e podem ser efetuadas na própria Casa da Cultura, no período das 8h as 17 horas.

Os cursos oferecidos não tem qualquer custo à população e os interessados poderão escolher entre os

de música, artes cênicas, artes plásticas e dança. Os documentos necessários e que devem ser apre-

sentados no ato da inscrição são o Cartão Cidadão, RG (Carteira de Identidade) ou Identidade Escolar.

Vagas 2013 • Cursos da Casa da Cultura de Lençóis Paulista Teatro • Segunda-feira • das 18h30 às 20h • 10 vagas • Terça-feira • das 14h às 15h30 • 10 a 12 anos • 15 vagas • Terça-feira • das 16h às 17h30 • a partir de 13 anos • 15 vagas Sopros Madeira • a partir de 8 anos • Segunda-feira • das 8h às 9h • Flauta transversal • 2 vagas • Segunda-feira • das 9h às 10h • Clarinetes (2 vagas) e Saxofones (2 vagas) • Segunda-feira • das 11h às 12h • Clarinetes (2 vagas) e Saxofones (2 vagas) • Segunda-feira • das 13h às 14h • Sax Alto (1 vaga) e Clarinetes (3 vagas) • Quarta-feira • das 15h às 16h • Clarinetes • 2 vagas • Quarta-feira • das 16h às 17h • Clarinetes • 2 vagas • Quarta-feira • das 18h às 19h • Sax Alto • 1 vagas Musicalização Infantil • Segunda-feira • das 14h30 às 15h30 • 4 e 5 anos • 8 vagas • Segunda-feira • das 16h30 às 17h30 • 6 a 8 anos • 7 vagas • Sexta-feira • das 9h30 às 10h30 • 4 e 5 anos • 6 vagas • Sexta-feira • das 10h30 às 11h30 • 6 a 8 anos • 5 vagas • Sexta-feira • das 14h às 15h • 5 a 8 anos • 6 vagas Cordas • 8 a 18 anos (*alunos de contra-baixo precisam ter estatura) • Segunda-feira • das 10h às 11h • Violinos (3 vagas), Violas (2 vagas), Violoncelo (2 vagas) e Contra-baixo (1 vaga) • Segunda-feira • das 15h às 16h • Violinos (3 vagas), Violas (2 vagas), Violoncelo (2 vagas) e Contra-baixo (1 vaga) • Quarta-feira • das 10h às 11h • Violinos (3 vagas), Violas (2 vagas), Violoncelo (2 vagas) e Contra-baixo (1 vaga) • Quarta-feira • das 15h às 16h • Violinos (3 vagas), Violas (2 vagas), Violoncelo (2 vagas) e Contra-baixo (1 vaga) Violão Popular e Clássico • Terça-feira • das 10h às 11h • Violão Popular • 9 a 15 anos • 15 vagas • Terça-feira • das 11h às 12h • Violão Popular • a partir de 16 anos • 15 vagas • Quarta-feira • das 13h às 14h • Violão Popular • 9 a 14 anos • 15 vagas • Quarta-feira • das 17h às 18h • Violão Popular • a partir de 15 anos • 15 vagas • Quinta-feira • das 20h às 21h30 • Violão Clássico • a partir 15 anos • 9 vagas • Sábado • 14h às 15h • Violão Popular • a partir de 15 anos • 5 vagas

Percussão • Terça-feira • das 10h às 11h • 12 a 18 anos • 3 vagas • Terça-feira • das 11h às 12h • 10 anos em diante • 5 vagas • Quarta-feira • das 13h às 14h • 10 a 18 anos • 5 vagas • Quarta-feira • das 20h às 21h • 18 anos em diante • 5 vagas • Quinta-feira • das 9h às 10h • 12 a 18 anos • 5 vagas Ballet e Jazz Infantil e Juvenil • Segunda-feira • das 9h às 10h • Ballet • 8 a 12 anos • 25 vagas • Segunda-feira • das 10h às 11h • Baby • 5 a 8 anos • 25 vagas • Segunda-feira • das 14h às 15h • Jazz • 8 a 12 anos • 25 vagas • Segunda-feira • das 15h às 16h • Ballet • 8 a 12 anos • 25 vagas • Segunda-feira • das 16h às 17h • Baby • 5 a 8 anos • 25 vagas • Terça-feira • das 15h às 16h • Ballet • 8 a 12 anos • 25 vagas • Terça-feira • das 16h às 17h • Baby • 5 a 8 anos • 25 vagas Coral Juvenil e Adulto • Quinta-feira • 16h às 17h30 • Juvenil • 20 vagas • Segunda e Quarta-feira • das 19h30 às 21h30 • Adulto • 20 vagas Sopros Metais • Segunda-feira • das 19h às 20h • Trombones (2 vagas), Bombardino (1 vaga), Tuba (1 vaga) • Segunda-feira • das 20h às 21h • Trompetes (3 vagas), Trompas (2 vagas), Trombones (3 vagas), Bombardino (1 vaga) e Tuba (1 vaga) • Terça-feira • das 20h às 21h • Trompetes (3 vagas), Trompas (2 vagas), Trombones (3 vagas), Bombardino (1 vaga) e Tuba (1 vaga) Dança Adulto • Segunda e Quarta-feira • das 18h às 19h • Street Dance • 30 vagas • Sábado • das 15h às 17h • Street Dance • 30 vagas • Segunda e Quarta-feira • das 19h às 20h • Ritmos • 30 vagas • Segunda-feira • das 20h às 22h • Flamenco • 30 vagas • Terça e Quinta • das 18h às 20h • Ballet e Jazz • 20 vagas • Terça-feira • das 20h às 22h • Dança de de Salão • 30 vagas • Terça-feira • das 10h às 12h • Flamenco • 30 vagas • Sábado • das 13h às 15h • Contemporâneo • 30 vagas • CECAP • Quarta-feira • Street Dance • 14h às 15h • 20 vagas • CECAP • Quarta-feira • Street Dance • 15h às 16h • 20 vagas


Acontece :: Cultura

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Recursos ao teatro

5

Foto: Revista O Comércio

Duratex se utiliza de renúncia fiscal, via lei de incentivo à Cultura e destina R$ 400 mil para obras do teatro municipal

A

assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal informou à imprensa local e regional que a empresa, Duratex, que tem uma unidade em Agudos e que integra o conglomerado Itaúsa - Investimentos Itaú S.A e Companhia Ligna de Investimentos “torna-se a primeira empresa a anunciar doações para as obras do teatro nesta segunda fase, onde os investimentos serão destinados para o acabamento, poltronas e toda a parte de tratamento acústico e cenográfico.” O anúncio da utilização de renúncia fiscal, ou seja, dedução de parte do valor

do imposto de renda que a empresa recolheria ao Fisco foi diretamente destinado às obras do teatro pela via do incentivo à cultura (Lei Rouanet) foi feito durante recente reunião com a prefeita Izabel Campanari Lorenzetti, representantes da Duratex, Cassius Marcellus Zomignani, gerente da Consultoria Legislativa da Itaúsa Empreendimentos S.A e AdisneiBarzotto Ribeiro, chefe de área de colheita, formalizaram o apoio da empresa à Associação Lençoense de Incentivo à Cultura (ALIC), presidida por Mário Gali e para a qual confirmaram a disponibilização de recurFoto: Revista O Comércio

sos da ordem R$ 400 mil reais às obras do teatro municipal. Também presentes à reunião e em assessoria à chefe do Executivo local, os os diretores de Cultura, Nilceu Bernardo, de Finanças, Júlio Gonçalves e de Suprimentos, Denilson Nogueira.

O teatro municipal de Lençóis Paulista

O auditório do teatro tem capacidade projetada para 618 lugares, incluindo assentos para pessoas portadoras de deficiências. A área total construída é de 2000 m² e se mostra importante obra para a cidade, haja vista a extensa

programação cultural atual e que já carece de espaço maior - e também adequado - às apresentação sobretudo peças, musicais, danças e outros tipos de espetáculos e cerimônias. Conforme informou a assecom, à sua viabilização, foi constituída em 2008, a Associação Lençoense de Incentivo à Cultura (ALIC), responsável pela captação de recur-

sos junto às empresas por meio da Lei Rouanet, que permite a essas deduzirem do imposto de renda o valor a ser destinado como incentivo à cultura. As obras do teatro foram iniciadas em 2009. Na primeira etapa foram captados R$ 2.390 (dois milhões, trezentos e noventa mil) destinados para o projeto, construção da área externa, obras no

entorno, camarins, palco, fosso para orquestra, preparação do auditório, colocação de piso intertravado e estacionamento. Na segunda etapa a previsão orçamentária é de R$ 2,5 milhões que serão destinados para a parte cênica, climatização, sistema de iluminação, forro, revestimento, sonorização, pisos na área interna e plataformas hidráulicas.

Exposição musical N

Instalada no saguão da Casa da Cultura, a exposição é aberta e gratuita

Fachada do futuro Teatro Municipal, que pela ALIC, começa a receber recursos à finalização da obra

uma realização da Diretoria de Cultura, acontece no saguão da Casa da Cultura exposição composta por coleção de instrumentos musicais eruditos em miniatura da AMALP- Associação de Música e Artes de Lençóis Paulista e dos acervos do mú-

sico José Carlos Matias, da própria Casa da Cultura e da Orquestra Municipal de Sopros e ainda em uso durante aulas, ensaios e apresentações pelos grupos musicais da Diretoria de Cultura. Além dos instrumentos em miniatura e os originais de sopros em madei-

ra e metais, percussão, bandinha rítmica, teclado e cordas erudito e popular, acompanham painéis com a descrição e histórico de cada um dos instrumentos. Conforme informa a Casa da Cultura, o objetivo da mostra é apresentar ao público a diversidade, catego-

rias nas quais se formam a família de sons e seus estilos, além de auxiliar os novos interessados na área de música a escolher o instrumento de aprendizado nas aulas dos cursos de música disponíveis. O horário de visitas à exposição é das 8h às 18h.


6

Acontece :: Profissionalizante

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Cursos gratuitos no CMFP Como equilibrar o orçamento Chegar em fevereiro com as contas no azul pode ser tão gratificante quanto aproveitar o final de ano e as férias de janeiro. Apesar da enorme lista de gastos dessa época do ano, com algumas dicas e um bom planejamento é possível começar o ano em paz com as finanças. • Priorize as dívidas Qualquer planejamento financeiro começa pela liquidação das dívidas e o uso de seu décimo terceiro salário é indicado para tanto. • Planeje os gastos obrigatórios e mais pesados Janeiro chega e com ele os típicos compromissos como os pagamentos que não têm escapatória, como o IPVA, o IPTU, as matrículas, os materiais e os uniformes escolares. • Monte uma planilha de gastos Um dos principais erros em relação ao orçamento do final de ano é não listar todos os gastos. Parece uma coisa chata, que não combina com as festividades, mas sem o planejamento, faltará dinheiro porque sempre nos esquecemos de alguns dos gastos. • Corte gastos onde for possível Organização e boas ideias podem contribuir com o equilíbrio do orçamento. Em relação aos presentes, compre o que o realmente precisa. Pesquisar preços na internet e comparar preços. Faça a compra com calma porque isso evita gastos desnecessários. • Compre se tiver dinheiro O pagamento à vista é sempre o mais recomendado. Além de ser a escolha financeiramente mais saudável, pode gerar bons descontos e em janeiro, os preços caem. • Parcelamento só em último caso Se tiver que parcelar, priorize aqueles que não cobram juros, ou que sejam reduzidos, como o IPTU e o IPVA. Meu desejo é que você tenha “muito dinheiro no bolso e saúde (financeira) para dar e vender” em 2013. Silvio Medeiros Contabilista e Educador Financeiro

Centro Municipal comunica que inscrições para esses cursos do primeiro semestre de 2013 devem ser realizadas entre os dias 28 e 31 de janeiro Foto: Revista O Comércio

A assessoria de comunicação (assecom) da Prefeitura Municipal de Lençóis Paulista, em nota à imprensa, comunica a população que sua autarquia Centro Municipal de Formação Profissional “Prefeito Ideval Paccola”, localizada na avenida Lázaro Brígido Dutra, 101, ao lado do recinto de exposições da Facilpa, entre os dias 28 e 31 de janeiro, abre as inscrições para o preenchimento de vagas aos 22 cursos gratuitos oferecidos no primeiro semestre de 2013. Ainda de acordo com as informações da assecom as inscrições serão feitas diretamente na sede do CMFP (na parte administrativa), das 8h30 às 16h. Para se inscrever é preciso apresentar os seguintes documentos (originais) - RG, CPF, Cartão Cidadão e comprovante de endereço (uma conta de

Os cursos são gratuitos e disponibilizados para pessoas que residem em Lençóis Paulista

água, energia ou telefone). Para facilitar o atendimento aos interessados, as inscrições serão feitas de

acordo com o cronograma (veja datas abaixo) estabelecido pela secretaria do CMFP. Observe as datas de

inscrição para os respectivos cursos. As vagas são limitadas e ocorrem por ordem de chegada.

Agenda de inscrições para os cursos 28 de janeiro (segunda) • Inscrições para os cursos de bordado, crochê, eletricidade residencial, macramê, marcenaria e mecânica de bicicleta.

30 de janeiro (quarta) • Inscrições para os cursos de artes em tecido, consultoria de moda, costura industrial, mecânica de autos e moda íntima.

29 de janeiro (terça) • Inscrições para os cursos de biscuit, caixas decoradas, pintura country em madeira, pintura em madeira, pintura em tecido e profissional da beleza.

31 de janeiro (quinta) • Inscrições para os cursos de assistente administrativo, design gráfico, inclusão digital, informática básica e operador de microcomputador.


Jovem Empreendedora

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

7

Empreendedor seguro Foto: Revista O Comércio

Aos 23 anos, ele decidiu entrar pra turma dos sem patrão e mesmo ainda engatinhando no mundo dos negócios dá mostras de que fez escolha segura

O

s jovens brasileiros vislumbram a possibilidade de alcançar sucesso no mercado de trabalho, usufruindo da liberdade de quem não está sob as asas de um chefe, ou um patrão, e com uma visão otimista enxergam espaço para inovação. Essa é a conclusão de um estudo do Instituto Norte Americano Internacional Global Entrepreneurship. No âmbito local, o caso do jovem empresário Daniel de Andrade Ghirotti, de 30 anos, sócio da Ghirotti Corretora de Seguros poderia perfeitamente figurar num diagnóstico como esse. Quando ainda cursava Direito, fez alguns estágios na área jurídica através da Prefeitura Municipal de Lençóis Paulista, e se interessou pela área: “estagiei em um escritório de direito, quando decidi por fazer o curso de corretor de seguros com vistas a ter uma fonte extra de renda. Na época, decidi pelo curso da Funenseg em Campinas, pois minha

irmã morava em Piracicaba e ficava mais fácil para morar e estudar lá. Durante o curso comecei a trabalhar em Piracicaba mesmo, em uma Corretora de Seguros, onde comecei vislumbrar um futuro interessante na área. Terminando o curso, me desliguei da corretora e retornei para Lençóis com objetivo de começar minhas atividades por aqui”, conta. Na época, Ghirotti tinha 23 anos. Pela pouca idade no começo da jornada de empreendedor, o jovem teve que enfrentar alguns desafios, sendo o principal deles provar sua credibilidade. E ele próprio avalia que conseguiu e com êxito. “Algumas vezes senti, sim, certo preconceito mas, hoje não. Porém, se percebo algo, tento passar por meio de uma boa conversa com o cliente meus conhecimentos sobre o assunto. O importante é sempre se atualizar e se informar sobre os produtos e a área de negócios”, comenta. Com uma perspectiva

Jovem, porém, com experiência de muitos de longa data no mercado, Daniel Ghirotti ensina: “além de pensar, é preciso realizar!”

de futuro promissor, Ghirotti segue cumprindo rotina organizada de trabalho. “Leio meus e-mails, olho as notícias na inter-

net, verifico a agenda, organizo as pendências e, no final da tarde, organizo as atividades do dia seguinte”, detalha. Para ele, o jo-

vem que pensa em ser empreendedor deve procurar algo que realmente goste, além de criar um projeto que seja rentável e co-

locar o empreendimento em prática, pois, “enquanto uns pensam, outros realizam”, alerta quem pensou, realizou e deu certo.


8

Empresário do Mês

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Aposta no desporto Há 10 anos à frente da MS Sports, Marco Aurélio Moretti é o destaque do segmento Foto: Revista O Comércio

H

oje o empreendimento está consolidado e é referência regional em artigos esportivos, porém, “nem sempre foi assim. Aliás, o contrário é verdadeiro, haja vista a dificuldade inicial em se ter uma loja exclusiva do segmento sem experiência nenhuma no ramo”, se lembra o empresário Marco Aurélio Moretti, 46, morando em Lençóis Paulista há 10 anos. Ele é formado em administração de empresas pela ITE – Instituição Toledo de Ensino, casado, pai de dois filhos, Giovanna (16) e Gabriel (14), e a esposa é a Mali Ortigossa Moretti, responsável pela área de vendas da organização, enquanto que ele cuida da administração como um todo, e especificamente das áreas de marketing, compras e financeiro. A loja tem as iniciais dos nomes Mali (sua esposa) e Sandro (seu irmão), sócios fundadores da loja na época. Desde o início da empresa a opção foi trabalhar, exclusivamente, com material esportivo, “diferentemente, de muitas outras lojas que mantinham uma pequena seção esportiva no universo dos demais produtos”, diz o empresário que resolveu investir em uma loja de calçados, vestuário e equi-

“A MS Sports está consolidada, mas não dormindo!”, diz Marco Moretti

pamentos para diversas atividades esportivas como: running, futebol, artes marciais, tênis, ginástica, fitness, natação, entre outros. Marco Moretti sempre gostou de esportes, tanto que praticou basquete, tênis, futsal e futebol e a dificuldade, segundo conta, “era a de encontrar todo material de que necessitava em uma única loja”. Os consumidores, tanto de Lençóis Paulista quanto de sua cidade natal, tinham que se deslocar até centros maiores como Bauru para encontrar todo o material que precisavam. Quando estava prestes a sair do seu último emprego, pode conhecer uma loja que se propôs a ser exclusiva em material desportivo. “Ela foi aberta por um conheci-

do de seu pai e figura folclórica em Barra Bonita o professor de educação física, Carlos Alberto Cescato – o Carlinhos – que montou essa loja de artigos esportivos na vizinha cidade de Barra Bonita.” Marcão, como é conhecido, conta que foi o Carlinhos Cescato quem deu a ideia de montar um negócio igual, só que em Lençóis Paulista. “Fomos incentivados por ele, e o Sandro e minha esposa consultaram as lojas por aqui e, de fato, não havia nenhuma específica, de esportes. Uma que havia sido aberta estava para fechar o que gerou ao mesmo tempo uma oportunidade e a insegurança de um novo empreendimento, mas, mesmo assim, resolveram arris-

car, pois o risco faz parte do empreendedorismo. Eles abriram as portas em 2000, e por problemas logísticos, o Sandro que morava e mora em Bauru até hoje, resolveu sair da sociedade dois anos após o inicio das atividades. Foi daí que comecei a administrar o negócio e estou nele até hoje. Foram anos de muita luta e dedicação e que hoje felizmente renderam bons frutos e muitos novos amigos”, lembra o empresário. Antes de vir a Lençóis, Marco Moretti residiu em Ibaté (cidade vizinha de São Carlos), onde trabalhou para uma usina de açúcar e álcool, como Gerente de Controles Operacionais por quatro anos, e antes desse período teve também um comércio na cidade de Piracicaba (SP). E ainda antes disso, atuou na gerência de uma fábrica de calçados da sua família que infelizmente não deu certo e foi fechada. ”Era o final dos anos 80 e início dos 90 e aquela inflação galopante, que chegou em determinada época a 80% ao mês junto com um sem número de planos nos derrubaram”, lembra o empresário, que finaliza: “mas lá foi onde aprendi valiosas lições e as aproveito até hoje no mundo dos negócios!”


Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Sob medida S “

ou feliz com tudo que consegui construir”. É esse o sentimento da empresária Ivani Arruda Kawakawi, dona da Bezziê Modas, ao olhar seu empreendimento e relembrar um pouco de sua história. Trajetória iniciada a partir de 1984, ano no qual chegou a Lençóis Paulista. “Morava em Santo André, mas meu marido veio trabalhar em uma grande empresa da cidade, decidi acompanhá-lo”, relata. No Grande ABC, a senhora Kawakawi já trabalhava no ramo de confecção e também já era uma exímia costureira. “Estudei em uma escola industrial de São Paulo”, comenta. Em Lençóis, começou em casa, a dar aula de corte e costura, transmitindo para muitas pessoas todo conhecimento adquirido em cortes, modelagens, tecidos. “As alunas recebiam diploma, tudo certinho”, resume. Após seis anos morando na cidade e ministrando aulas, montou em casa também uma confecção. Surgia então a Bezziê. “Precisava de um nome fantasia para a confecção. Bezziê é diminutivo de Izabel, e não tem nenhum motivo especial”, explica. Depois de muito planejar

com a família, Kawakawi abre de fato, em 2000, a loja Bezziê Modas. “No começo era apenas confecção mesmo. Mas com muito planejamento resolvemos construir o prédio e abrir a loja”, revela. A receptividade do público lençoense não podia ter sido diferente, já que desde o começo a loja de Kawakawi oferece conceitos diferenciados, como, por exemplo, o de trabalhar com tamanhos especiais e “consertar” as roupas compradas na loja (fazer barra, apertar calça). Por isso, a relação com os clientes é de amizade e confiança. Para a empresária de 63 anos, o segredo do sucesso profissional, em qualquer que seja a área, é o de conhecer a fundo o ramo que for seguir. “Tem que estudar, se especializar e, claro, que o bom se destaca”, enfatiza. E para o sucesso familiar, é viver em harmonia e ter uma boa parceria. “Trabalho com minha filha e a pessoa que mais me ajuda é meu marido, em todos os âmbitos”, destaca. Mesmo aposentada, ela não pensa em parar e deseja que sua história dure, no mínimo, mais 37 anos, pois, como diz, quer “chegar aos 100 anos. E trabalhando!”

A empresária no local de trabalho construído com garra e conhecimento

Empresária do Mês

9

Por uma mulher de pulso firme e conceitos diferenciados um negócio de sucesso foi construído em meio a aviamentos, tecidos, tesouras e cortes Foto: Revista O Comércio


10

Emprego & Carreira

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Qualificação gratuita Foto: Revista O Comércio

Prefeitura de Lençóis e Senai oferecem 384 vagas para 39 cursos gratuitos à qualificação profissional que acontecem nos meses de janeiro e fevereiro

A Foi atraída pela oportunidade de ter o primeiro registro em carteira que Sarah Rocha chegou à Scarparo, empresa de móveis para escritórios. O interessante desta história é que a primeira perspectiva profissional já dura cinco anos. Com o curso de marcenaria do SENAI no currículo, Sarah Rocha chamou atenção e conseguiu uma vaga na fábrica da empresa. “Comecei trabalhando na produção, na marcenaria onde produzia móveis de escritórios para órgãos públicos e bancos”, revela. Geralmente, os desafios do primeiro emprego são muitos: aprender o serviço, ter um desempenho bom e estável, relacionar-se bem com os colegas de trabalho, suportar a carga horária, entre outras adversidades. Algumas pessoas superam

esses desafios com relativa facilidade, assim como Sarah Rocha. O segredo? Ela conta: “respeitar o próximo, não ficar no meio de fofocas e saber lidar com diferentes personalidades no dia a dia.” Foi com uma boa relação no ambiente de trabalho que galgou degraus na careira e, como consequência, o rendimento no trabalho foi proveitoso. Com o passar do tempo adquiriu experiência, estabilidade e respeito dos colegas e superiores. Hoje, aos 23 anos, trabalha como analista de departamento pessoal e carrega consigo uma lição para vida toda: a de que não se deve fazer ninguém de escada para subir de cargo ou salário, mas, sim, conquistar prestígio com nosso próprio esforço e competência!

Sarah Rocha, 23 anos, é analista de departamento pessoal

Diretoria de Desenvolvimento, Geração de Emprego e Renda (DDGER) da Prefeitura Municipal de Lençóis Paulista e o Senai - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial pretendem oferecer, conforme informa a assessoria de comunicação da administração pública municipal, “mais de 2.000 vagas para cursos gratuitos de capacitação e qualificação profissionais em 2013 e, só para os meses de janeiro e fevereiro, já estão disponíveis 384 vagas”.

Ainda de acordo com a assessoria, “serão oferecidos 39 cursos, em diversas áreas, e as vagas são destinadas para as pessoas que desejam ingressar no mercado de trabalho ou aprimorar os conhecimentos profissionais”. A oferta dos cursos tem como objetivo, e conforme destaca Altair Aparecido Toniolo, diretor de Desenvolvimento, “ampliar a qualificação e a requalificação profissionais dos lençoenses, contribuindo para com a ampliação de suas chances de ocupar as

CURSO

CARGA HORÁRIA

vagas de trabalho disponíveis em Lençóis e Região”. As inscrições estão abertas desde o dia 27 de dezembro e podem ser feitas, também gratuitamente, no Centro Empreendedor, localizado na Rua Coronel Joaquim Gabriel, 11 – Centro. Para a inscrição, cadastrada por ordem de chegada, os interessados devem apresentar os seguintes documentos: cópia do RG, CPF, comprovante de endereço, histórico escolar (comprovante escolaridade) e, para quem tem idade in-

ferior aos18 anos, cópia do CPF do responsável. Conforme ainda informa a assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal, “as vagas são limitadas ao número máximo permitido por turma e serão oferecidas, de preferência, para quem reside no município, sendo necessária a apresentação do cartão cidadão de Lençóis Paulista no ato da inscrição”. As 384 vagas para os meses de janeiro e fevereiro são distribuídas para estes cursos:

PRÉ-REQUISITO

TURMAS

Almoxarife

160

Ensino Médio completo

Manhã e tarde

Assistente de controle de qualidade

180

Ensino Médio completo

Manhã e tarde

Auxiliar administrativo

160

Ensino Médio incompleto

Manhã e tarde

Auxiliar de suprimentos

160

Ensino Fundamental completo

Manhã e tarde

Auxiliar financeiro

160

Ensino Médio incompleto

Manhã e tarde

Desenhista da construção civil

200

Ensino Médio incompleto

Manhã e tarde

Desenhista mecânico

200

5º ano do Ensino Fundamental

Tarde

Eletricista industrial

380

5º ano do Ensino Fundamental

Tarde

Mecânico de automóveis leves

400

5º ano do Ensino Fundamental

Manhã e tarde

Mecânico de máquinas industriais

300

5º ano do Ensino Fundamental

Manhã e tarde

Mecânico de motores a diesel

160

Ensino Médio incompleto

Tarde

Mecânico de suspensão, direção e freio

160

7º ano do Ensino Fundamental

Noite

Operador de computador

160

Ensino Fundamental

Manhã e tarde

Operador máquinas de CNC

200

Ensino Fundamental

Tarde e noite


Personagem

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Ela é especial O

ambiente escolar sempre fez parte da vida de Daniela Lourenço Spadotto. “Minha mãe era professora, então, desde criança vivia na escola”, lembra. Hoje, aos 36 anos é diretora da

Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Lençóis Paulista – a APAE. “Meu sonho era ser professora. Fiz faculdade de pedagogia e pós-graduação em educação especial. Depois de tra-

balhar dois anos no ensino regular, fui para APAE. Por oito anos dei aula para bebês e adultos. Há quatro, assumi a diretoria”, contabiliza. A cada dia, Daniela Spadotto tem a oportunidade

de viver experiências que são verdadeiras lições de vida. “No primeiro ano que entrei na APAE, um menino de 18 anos, deficiente auditivo, me emocionou. Na escola ao lado, estava tocando

11

Ela se sente especial por trabalhar com portadores de necessidades especiais; e sabe lidar com diferenças físicas, sensoriais e intelectuais uma fanfarra. Mesmo sendo surdo, ele sentia as batidas dos instrumentos e mostrava a vibração na pele. Foi lindo”, conta. “Presenciei momentos tristes também, como alunos em ataFoto: Revista O Comércio

“É uma alegria estar com e ser especial. Não tem alegria maior do que sentir a alegria de pessoas especiais que nos ajudam a ser mais humanos”, diz Daniela Spadotto, diretora da APAE

que de convulsão. Era estarrecedor”, complementa. Para espairecer e recarregar as energias, a diretora que é mãe de dois filhos aposta nas viagens e bons momentos ao lado da família. “Amo ir para praia e andar de moto com meu marido. Ele tem um triciclo. Meu negócio é pegar estrada”, comenta. Agitada e antenada em tecnologia, Daniela Spadotto confessa ser hiperativa. “Não consigo ficar parada, tanto é que mesmo de férias estou aqui na escola”, brinca. Foi com 192 alunos que a APAE fechou o quadro o ano passado. “Comparada com outras cidades, Lençóis Paulista é uma cidade bem aberta para o trabalho da escola. A APAE tem um nome forte aqui e também é bem querida”, enfatiza. Daniela Spadotto expressa toda satisfação e amor pela profissão. “Não me vejo fazendo outra coisa. Os alunos são muito especiais e de uma sinceridade exemplar. Em todos os instantes aprendo com eles a valorizar a vida porque eles dão um valor muito grande à escola e aos professores. Por isso, não tem como vir trabalhar de mal humor. É uma alegria que eles transmitem e que só encontro aqui”, finaliza.


12

Campeã de Vendas

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Certeza é o segredo Foto: Revista O Comércio

Para Geovana Unzer, 32, casada, de ascedência germânica, a certeza tem que ser tanto de quem vende quanto de quem compra!

M

uita certeza sobre os produtos que vende é do que precisa uma boa assessora de vendas”, diz Geovana Unzer, cuja certeza é imprescindível para quem vende, pois, “não se pode deixar a clientela em dúvida do que está querendo. Quem compra tem que sentir segurança e quem vende precisa passar, com muita certeza, esse sentimento!” A campeã de vendas, mora em Lençóis Paulista desde que nasceu, embora a família do pai seja de São Manuel e também aqui resida há três décadas. Ela tem uma filha, Isabelle Almeida, de 13 anos, que adora moda “e quem sabe também vá trabalhar na área”, ao menos é a sua torcida. Unzer trabalha no comércio há 15 anos e iniciou em loja de artigos esportivos (sapatos, tênis...).

Fotos: Revista O Comércio

“As pessoas gostam de vir aqui para conversar. Por isso trato meus clientes como amigos e eles sempre têm razão. Se pedem desconto, concedo. Meu negócio é vender e, acima de tudo, deixar o cliente satisfeito!” Francisca Alves; Brechó da Fran.

“O diferencial está na abordagem. Busco conhecer o cliente e todas as informações necessárias para desenvolver o ambiente conforme seu perfil. Agendo apresentações às dicas de texturas e modelos”. Ricardo Aparecido di Tomasso; New Móveis Planejados.

Dica da assessora Geovana Unzer: muito brilho às semijoias, pedrarias, maxi colares, bolsas coloridas e douradas

Há cinco anos e meio, a assessora de vendas trabalha na Alice Acessórios e encara o seu trabalho com muita responsabilidade. A loja comercializa semijoias, bolsas, acessórios (colar, pulseiras, brincos, pingentes, maxicolares), enfim “artigos de muito bom gosto e que valorizam as belezas interior e exterior das mulheres.” “E as mulheres ‘piram’ com as bolsas de variados modelos e cores e, atualmente, o destaque é para o dourado”, diz ela, lembrando que, cíclica, a moda está em constante mudança ainda que repita muita coisa de outros tempos e, no momento, traz as cores da estação de verão.

Um dos pontos altos da loja é o relacionamento entre clientela e as colaboradoras e isso é tão patente que o resultado só pode dar em fidelização. E a assessora explica o principal ingrediente: “quanto tem novidades, avisamos as clientes e, olha, é impressionante, mas, quando chegam as mercadorias, e por conhecermos o perfil de cada uma delas, já sabemos que produto tem a cara de quem”. Melhor explicando, basta dizer que cada cliente tem um perfil e é preciso que a vendedora – que, como diz Unzer, tem que ser uma consultora - tem que saber, inclusive, até o que não deve oferecer.

Ao retomar sobre o conhecimento de cada preferência, uma curiosidade: “muitas vezes, os clientes passam por aqui não necessariamente para comprar, mas, para saber das novidades, para conversar... é uma relação de confiança, de informações, até a decisão da compra”. Nessa linha, Unzer conta que, em especial, tem uma cliente que faz as suas compras já em outubro e novembro e neste mês (dezembro) “nos traz o que aqui comprou para que possamos embrulhar para presente. E isso é uma forma carinhosa de que a loja faz parte de momentos importantes da vida de sua clientela!”.

“Como a proposta da loja é diferenciada, minha função como vendedor é apresentar ao cliente os produtos ecológicos que só são encontrados aqui. Com discrição, assessoro o cliente para adquirir a melhor opção”. Tiago Fernandes; Babus Moda Eco.

“Sinceridade e simpatia são fundamentais à qualificada venda. Boa educação precede qualquer negociação e uma saudação de ‘bom dia’, ‘boa tarde’ faz toda diferença no relacionamento com o cliente”. Daniela Rezende; Carpe Diem.

“O cliente não é conquistado só pelo preço e/ou pela qualidade do produto. Óbvio que esses fatores contam, mas, o vendedor tem que convencer pela simpatia. Por isso, atendo aos clientes com sorriso no rosto”. Amanda Capucho; Ida Presentes.


Informática & Tecnologia

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

13

iPhone 5: iPoint 10! Smartphone da Apple é o “point”, a sensação do momento também no Brasil, onde há fila de espera. Em Lençóis a loja da TIM já aguarda a novidade

L

Mais alto, porém, mais fino e mais leve e que dá a sensação de que não se tem nada no bolso ou na mão

ançado em setembro passado, o iPhone 5 é o sexto smartphone da Apple sucessor do modelo 4S. No Brasil, conforme informou o fabricante, o novo iPhone começou a ser comercializado em meados de dezembro, com preço variável entre R$ 2.400 e R$ 3.000. Apesar de seu custo, o iPhone 5 não é compatível com as redes 4G no Brasil e o sistema de reconhecimento de voz Siri ainda não tem versão em português. Não apenas o preço chama a atenção, mas, como dizem fãs e especialistas, a tecnologia e por isso, pode, de fato, “valer cada centavo pago”, mesmo sem poder exercitar em 100% de seu potencial, o iPhone 5 é um verdadeiro sonho de consumo para quem aprecia a qualidade dos produtos da Apple. Esse smartphone, conforme designeres é o que pode se chamar de uma grande evolução, embora não seja propriamente uma revolução, haja vida que o visual não se alterou significativamente. Teve, sim, aperfeiçoamento do

modelo anterior, e é muito mais fino e leve. No primeiro contato com o aparelho, é inevitável não ficar impressionado com seu peso de apenas 112 gramas, que dá a estranha sensação do smartphone ser “leve demais”. Na frente, pouca coisa mudou além da altura- agora com 123,8 mm - e a câmera frontal, que passou para o centro. A tela tem 4 polegadas e a resolução é de 1136 x 640, com a tecnologia retina. Assim como a versão anterior, o iPhone 5 tem dois modelos: preto e branco. O modelo preto tem a late-

ral fosca e a quina brilhante, enquanto o branco tem a lateral prateada, também com acabamento fosco e detalhes brilhantes na quina.

iPhone em Lençóis

A representação local da TIM já anunciou que deve receber os aparelhos com a mais moderna tecnologia de comunicação em telefonia nos próximos dias. Os interessados já podem encomendar diretamente na loja e escolher, dentre as opções, as que mais se adequam à sua necessidade. Todos os modelos já vem habilitados e com planos os mais variados.

Prós e contras • Mais leve e fino; • Tela de retina supera a do iPhone 4s; • Designer e acabamento. • Preço alto; • iOS sem mudanças; • Sem 4G no Brasil.


14

O

Automercado

governo ainda não se manifestou, mas, provavelmente, e mesmo com alguma alteração, deve manter a política de renúncia fiscal em relação ao IPI para a aquisição de veículos novos. A isenção de IPI para veículos integra o Programa de Sustentação do Investimento (PSI), de financiamento e criado em 2009 e se encerraria em de 31 de outubro de 2012. Porém, o governo federal decidiu prorroga-lo para até 31 de dezembro de 2012 e, no caso de alguns itens em áreas como movelaria e construção civil para dezembro 2013. A redução de IPI foi uma das medidas adotadas pelo governo federal para tentar incentivar o consumo e, com isso, aquecer a economia, elevar o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) num momento em que o país, conforme especialistas, sentia – e ainda sente - os efeitos do agravamento da crise internacional. De acordo com manifestação do ministro da Fazenda, Guido Mantega, pela imprensa e no final de outubro de 2012, quando estendia o prazo para até dezembro, a renúncia fiscal (valor que o governo deixa de arrecadar), de setembro de 2012 até dezembro de 2013, chegaria aos R$ 5,5 bilhões. Na opinião do ministro, “a economia brasileira já está numa gradual recuperação. Porém, ainda é preciso continuar dando estímulo pra os investimen-

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Fim da isenção? Será prorrogada a isenção do IPI para os veículos novos? Concessionárias mantém até dia 15 e os compradores ficam na expectativa da continuidade Foto: Revista O Comércio

adquiridos pelo setor produtivo, indústria e agricultura, também tiveram juros reduzidos de 5,5% para 2,5%. Segundo o ministro da Fazenda, Guido Mantega, é a menor taxa para o programa. As linhas são de 120 meses, com um ano de carência. Na época, ainda foi anunciada uma nova linha para bens de capital usado (para caminhões, máquinas, tratores, cavalos mecânicos e aeronaves comerciais), com juros de TJLP (5,5%) mais 1% mais risco da empresa que tomar o crédito.

Prorrogação?

O governo federal ainda não se manifestou sobre o fim ou não da redução de IPI para veículos novos e o mercado aguarda essa decisão

tos e para o consumo”. Para os produtos da chamada linha branca – que inclui fogões e geladeiras – o benefício também da isenção do IPI era até dezembro de 2012. Na mesma época, Mantega também anunciara a prorrogação do corte do IPI para móveis, painéis e laminados, para materiais de construção e para bens de capital. Para esses setores, o benefício venceria entre setembro e dezembro. Em alguns casos, a prorrogação vai até o fim de 2013. Em

todos os casos, informou o ministro, houve manutenção dos cortes sobre a alíquota do IPI que já vinham sendo praticados.

Veículos

Conforme o ministro anunciou à imprensa à época, o corte do IPI, no caso dos veículos, estava condicionado à potência do motor e do local onde era produzido (no País ou importado). Veículos novos brasileiros (fabricados), com motor de mil cilindradas (1.0), os mais vendidos,

a alíquota normal do imposto foi de 7% para 0%. Já para os importados com o mesmo tipo de motor, a alíquota foi de 37% para 30%. Ainda de acordo com o ministro, o benefício às montadoras seria estendido por tempo menor porque “a reação do setor [às medidas de estímulo] foi mais rápida e o custo da desoneração é maior.” Já para os bens de capital (máquinas e equipamentos), que contariam com IPI zerado até 31 de dezembro, o benefício foi es-

tendido para o fim de 2013. Entre os itens contemplados, estão equipamento de refrigeração, partes e acessórios de máquinas e bombas centrífugas.

Financiamento BNDES

Para os veículos de uso à atividade produtiva, o BNDES também inclui a redução da taxa de juros para financiamento de caminhões, dos atuais 5,5% ao ano para 2,5% ao ano. Financiamento de máquinas e equipamentos,

Essa é a grande dúvida em relação aos veículos novos, especialmente para os carros nacionais. Sindicalistas da área de metalurgia argumentam que as montadoras, mesmo tendo os incentivos da isenção, com a consequente manutenção e mesmo ampliação das vendas, tem demitido trabalhadores e, por isso, o governo não deveria manter o benefício. Os empresários do setor negam e pressionam para que o governo o mantenha. Os estacionamentos ou garagens reclamam que com o incentivo aos veículos novos, e a escassez de financiamento para usados, prejudicam o seu negócio e o reflexo é a queda das vendas de usados e seus reflexos, como a redução de postos de trabalho de vendedores e o desaquecimento desse ramo na economia.


Automercado

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

IPVA 2013

O IPVA tem primeira parcela ou pagamento a vista para dia 11 Foto: ilustração

O

pagamento do imposto sobre a propriedade de veículos automotores - IPVA 2013 no Estado de São Paulo inicia-se na sexta-feira, dia 11. Nesta data, também vence o prazo para pagar a cota única com desconto ou a primeira parcela para automóveis com placa final 1. Quem pagar a vista no período de desconto, terá o abatimento de 3% no valor total. Outra opção é parcelar o total em 3 vezes, sem cobrança de juros, entre janeiro e março. Quem não receber um aviso sobre a quitação do imposto, deve ir a qualquer

O IPVA é um imposto cuja metade fica no Município para obras viárias, ao menos é este o argumento à sua cobrança

agência bancária procurar por informações. Dúvidas

também podem ser esclarecidas pelo número: 0800-

170-110 ou pelo site www. fazenda.sp.gov.br.

Calendário para recolhimento do imposto MÊS Parcela Placa Final 1 Final 2 Final 3 Final 4 Final 5 Final 6 Final 7 Final 8 Final 9 Final 0

JANEIRO 1ª Parcela ou cota única com desconto Dia do Vencimento 11/01/2013 14/01/2013 15/01/2013 16/01/2013 17/01/2013 18/01/2013 21/01/2013 22/01/2013 23/01/2013 24/01/2013

Fonte: http://www3.fazenda.sp.gov.br/ipvanet/paginas/tabelas.shtm

FEVEREIRO 2ª Parcela ou cota única sem desconto Dia do Vencimento 14/02/2013 15/02/2013 18/02/2013 19/02/2013 20/02/2013 21/02/2013 22/02/2013 25/02/2013 26/02/2013 27/02/2013

MARÇO 3ª Parcela Dia do Vencimento 13/03/2013 14/03/2013 15/03/2013 18/03/2013 19/03/2013 20/03/2013 21/03/2013 22/03/2013 25/03/2013 26/03/2013

15


16

Ambiente & Decoração

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Casa de novela A atriz Flávia Alessandra encarna a veterinária Érica com um moderno Apê

Novelas, séries e até filmes já serviram de inspiração para construções e decorações. No Brasil, as novelas dão o tom

O Cenários inspiradores Além de se inspirar com as sugestões dos cenógrafos, o interessante é descobrir como é que esses profissionais montaram os ambientes da dramaturgia que parecem mesmo reais, sejam casas, apartamentos, áreas de lazer. Não raro, nos pegamos maravilhados com as produções cenográficas. Certamente, os cenógrafos usam toda a criatividade na hora de montar esses cenários. Conforme informações

do núcleo de produção da Globo, eles passam dias em visita a lojas em diferentes bairros de São Paulo e Rio

de Janeiro. Algumas vezes até precisam visitar cidades do interior atrás de raridades. Isso porque

apartamento da veterinária no Exército, a Érica na novela Salve Jorge e interpretada pela atriz Flávia Alessandra, é um dos locais que mais chama a atenção. A personagem é solteira e mantém um look especial em sua casa, pois, já na entrada, ao abrir a bela porta, já se depara com uma mesa de vidro com arranjos de flores. Atrás da porta há um escritório (home office) discreto e uma estante com livros que faz a divisão de ambientes. Para decorar, posters modernos e pequenos objetos. Também chama a aten-

ção, os detalhes em papel de parede, com muitos tons neutros, como o sofá cinza e toques de vermelho por toda parte. Atrás do sofá tem mais um aparador de vidro, com flores e objetos delicados. As paredes da cozinha são de tijolinhos e pintadas de branco. Ainda nesse ambiente, outros detalhes chamam a atenção, como a bancada que a integra com a sala, tendo armário com nichos para guardar mantimentos. E todos em vidros, bem como toda a louça em branco e vermelho; relógio vintage sobre a geladeira; o fogão fica na bancada e a coifa tem parte em vidro,

que a faz ficar bem discreta e, em contraste, janela grande, pra entrar muita luz. Na cabeça das fãs da novela e da boa decoração, já dá para imaginar quão linda poderia ser uma cena na qual, e já pensando na retomada do romance do casal, entrar na casa e encontrar o “Théo” (interpretado pelo ator Rodrigo Lombardi) lhe te esperando, com lindas flores espalhadas pela casa, duas taças de vinho na mão, dizendo à amada sentar-se naquele banquinho vermelho e fazer companhia enquanto ele termina de fazer o seu jantar! É ou não é pra morrer de amor?!

os ambientes têm que ter a cara das personagens. E é esse o caso da Érica que é graduada em medicina veterinária e exerce su-

as funções junto com uma colega no haras do exército, onde tem patente já que é graduada como militar e cuja personagem ainda

demonstra independência e ótimo bom gosto, além de ser uma pessoa moderna, como é sua casa – a sua extensão!


Casa & Construção

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

17 Foto: ilustração

Casa rústica e perfeitamente integrada ao ambiente rural, uma proposta da arquitetura moderna para esse segmento de construções

Simples e bela

U

ma casa simples, que não significa ser simplória, tem sido o desafio para arquitetos e construtores, dada a procura por esse tipo de moradia – cada vez mais em voga. Pequenas, simples, porém também com sofisticados projetos arquitetônicos, as casas de campo são a bola da vez entre os escritórios de arquitetura. A planta de casa simples é um recurso elaborado por um arquiteto e pela construtora com o objetivo de servir de apoio para

“Eu queria ter na vida simplesmente, um lugar de mato verde, pra plantar e pra colher.. ter um casinha branca de varanda, um quintal e uma janela...” se levantar uma propriedade residencial. Mas, construir uma casa e por mais simples que possa parecer, não é tarefa simples, pois, requer conhecimentos para representar as medidas na proporção correta e isso vale tanto para construção urbana quanto rural. Em qualquer dos casos, os arquitetos costumam

ser os principais responsáveis pela elaboração de plantas, pois, avaliam as dimensões de um determinado terreno, fazem a divisão das áreas de acordo com o espaço disponível. A residência pode ter um ou dois pavimentos, isso vai depender da quantidade de cômodos. É interessante que a área externa da casa seja valorizada, com

um jardim ou piscina. Escolha uma planta baixa para a construção da sua casa, ela consegue repartir todas as áreas da residência de forma simples e compreensível e muitos outros projetos.

Casas de campo

As plantas de casas de campo ajudam na construção em qualquer tipo de

propriedade rural, em especial, no aproveitamento do espaço e a divisão dos cômodos. Uma casa no campo costuma manter sintonia com o ambiente rural, ou seja, inclui na sua parte externa áreas destinadas a montagem de jardins, criação de animais ou pomares. Uma projeção de casa no campo segue a mesma técnica das residências urba-

nas, porém, valoriza o verde com mais precisão, explora os recursos do paisagismo ao longo da construção. O imóvel pode ser feito de madeira, inclui dois andares no formato e adotar uma decoração rústica, fazendo referência a esse ambiente campestre. As perspectivas do térreo devem estar presentes na planta. Caso seja de seu interesse construir uma casa no campo, contate uma construtora e conte com os serviços de um arquiteto para elaborar a planta.


18

Viagem & Aventura

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Cananéia caiçara A cidade caiçara é um mundo diferente, onde se pode voltar no temo explorar o urbano antigo e as praias de um paraíso

Fotos: arquivo pessoal

U

m pouco mais ao sul do Estado de São Paulo, último do litoral paulistano, já na divisa com o Paraná, encontra-se a segunda cidade mais antiga do Brasil. Cananéia é, sem dúvida, um dos mais incríveis lugares para se conhecer. “É um lugar de paz”, define o biólogo Carlos Tiago Domingues. Ali está um dos grandes exemplos mundiais de preservação ambiental. Em uma viagem de estudos, Domingues conviveu com os golfinhos durante um passeio de barco até a praia do Pereirinha, onde à beira d’água, presenciou uma maravilhosa coreografia natural. “Andei por toda costa. É maravilhoso nadar com os golfinhos. É uma sensação indescritível”, conta. Conheceu também os caiçaras. “Tem os barzinhos dos caiçaras com muita pinga de sabor e muito xote (risos)”, indica. Essa cidade do Vale do Ribeira é, na verdade, uma enorme reserva estadual. “Diversos animais nativos são preservados. Por cinco dias fiz o curso de conservação ambiental e adorei. Tem também o Ipec, Instituto ambiental”, comenta. Mas nem só de preser-

vação vive Cananéia. A cidade conta com uma excelente estrutura hoteleira, restaurantes surpreendentes e várias pousadas. Para os mais aventureiros, existe a possibilidade de trilhar por diversos caminhos quase intocados. A Trilha do Poço das Antas, o Morro das Almas, a Trilha dos Mangues, o Costão Rochoso e os Sambaquis, locais em que os ín-

dios enterravam seus mortos, e onde o turista poderá encontrar ossos antiquíssimos. As cachoeiras que se formam na região também devem ser visitadas. Caminhar pelo Centro Histórico de Cananéia é como entrar numa máquina do tempo. As construções em alvenaria datam do início da colonização do País. “Muitas ruas mantêm em seu leito os antigos parale-

O biólogo Carlos Tiago Domingues foi à Cananéia para estudar e curtir a beleza da cidade litorânea e caiçara

lepípedos. E algumas casas tem molduras de azulejos portugueses”, detalha. Seja para passear na Orla ou sentar no banco da praça Martim Afonso de Souza, Cananéia é um ótimo desti-

no para tranqüilidade e conclui: “é um refúgio intocado, com uma fauna exuberante e um povo acolhedor.

Lá qualquer um esquece a pressa, correria, o barulho e as pressões do trabalho. Não precisa de mais nada né?!”

Sugestões para a editoria Viagem & Aventura? Envie um e-mail para: jornalismo@revistaocomercio.com.br.


Meu Melhor Amigo

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

19

Bola de pêlos

E

m sua página no Facebook, é possível perceber que a bibliotecária e empresária Ana Maria Coneglian tem, dentre as suas grandes paixões - como os livros - duas outras e bem graciosas: as gatas Nina e Lilly, que lhe fazem companhia em todos os dias, sem exceção. Essa paixão por gatos vem da infância e os escolheu porque são “animais inteligentes, curiosos e com personalidade.” Quanto a terem sete vidas, ela logo desmistifica: “ é só uma forma de falar, pois como são ágeis e flexíveis escapam com vida de várias situações de perigo.” Ana Maria tem duas duas gatas, duas amigas, “duas filhas”. A Nina é a mais velha, tem 10 anos e a Lilly, 6 anos. Ana Coneglian ressalta a importância da adoção dos animais domésticos: “minhas duas gatas eu as encontrei bem pequeninas e perdidas nas ruas. No meu ponto de vista, existem muitos animais a serem adotados”, diz ela, recomendando que as pessoas, antes de os adquirirem, deveriam procurar os disponíveis para adoção. Os gatos são animais que dão pouco trabalho.

Um gato de verdade, aliás não um, mas, atualmente, duas: Nina e Lilly, com dez e seis anos ,respectivamente, encontradas abandonadas nas ruas da cidade

Foto: Revista O Comércio

Ana Maria e as suas “filhas” em um dos momento de carinho e descontração para o registro fotográfico difícil, pois, Nina e Lilly são arredias

Deve-se levá-los ao menos uma vez ao ano ao veterinário para consulta e para tomar as vacinas necessárias. Além disso, ensina, “precisam de caixa sanitária com areia própria, ração, água sempre fresquinha, uma caminha,alguns

brinquedinhos e muito muito carinho.” A relação de Ana Maria com as suas duas gatas, é mesmo de “mãe para filha”, de muita afetividade e estão sempre no mesmo ambiente onde ela está. “Quando estou triste, percebo que

elas ficam mais próximas e parece até que sabem como estou me sentindo, transmitem sempre uma sensação de paz e tranquilidade e isso só é reconhecido por quem tem uma convivência diária com gatos”. Conforme observa Ana

Coneglian, os gatos “estão sempre por perto esperando por uma brincadeira, por jogar uma bolinha e no caso das minhas, se as vezes me esqueço, tem sempre uma que trás a bolinha na boca e fica esperando para brincar. Quando viajo, mor-

ro de saudades delas, mas deixo sempre uma pessoa para cuidar, ou seja para dar água, comida e limpar o banheiro, pois elas adoram banheiro limpo. Ah! e uma mania que minhas gatas têm é a de que quando chegamos em casa, eu ou meu marido, temos que ir direto penteá-las, pois não param de miar. Temos que deixar tudo o que temos para fazer para atendê-las, pois esse é o momento de relaxamento delas”. Dizem que os gatos gostam de sair de seu ambiente para demarcar território, caçar, mas, neste caso, suas gatas nunca saíram da casa – até porque ela reside em apartamento, e, então, as únicas saídas são as visitas ao veterinário, “por isso, não estão acostumadas com outras pessoas, são reservadas e até medrosas e como foram encontradas nas ruas, certamente sofreram traumas, gerando insegurança. Elas só se sentem extremamente seguras comigo, com meu marido e com algumas pessoas que frequentam minha casa e que elas já estão acostumadas, caso contrário, quando chega algum estranho, correm para debaixo da cama”.


20

Bebê Show

Lençóis Paulista Janeiro de 2013


Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Bebê Show

21

Fotos: Cíntia Fotografias


22

Mural Artístico

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Ritmo no sangue

Fotos: arquivo pessoal

Para Zé Santos, a música é instrumento de trabalho que não apenas alegra, mas, transforma a vida das pessoas

A

música era presente no meio dos índios, europeus e africanos; povo fundamental para o crescimento e desenvolvimento do Brasil, país marcado pela miscigenação racial. Por isso, o músico e educador musical José Aparecido Santos - conhecido como Zé, custa a acreditar que até a geração dos seus bisavós, não tenha nenhum relato de músicos em sua família. “Olha de verdade, custo a acreditar nisso, pois somos descendentes de escravos”, argumenta. Ele se interessou pela música aos 10 anos de idade. E recorda como se fosse hoje quando teve o primeiro contato com um instrumento musical. “Foi na Banda Marcial Zillo Lorenzetti. Na época fui inspirado pelo meu tio Manoel, o Manezinho que tocava caixa (um tipo de tambor). Comecei tocando trombone em seguida flugelhorn (um instrumento de sopro), ai finalmente a caixa, e logo depois conquistei o sonhado posto de caixista. Geralmente, quem tocava caixa muito bem, tinha a função de líder nas cadências para conduzir e guiar de forma homogênea toda

banda”, conta. Aos 16 anos, Zé comprou a primeira bateria. “Com um grupo de amigos, montei uma banda gospel. Depois montamos outros grupos com diversas formações”, comenta. Em Lençóis Paulista, com o professor Eduardo Santos, começou estudar música. E em Bauru, teve aulas com o professor Rodrigo Donato no Instituto de Arte Contemporânea, onde depois de um tempo passou a ministrar aulas. “Minhas grandes influências sempre foram meus professores, Rodrigo Braz, Fabio Leal, Edu Ribeiro e outros tantos, que tive o privilégio de conhecer no período que estudei no conservatório musical de Tatuí, além de grandes artistas como Luiz Gonzaga, Tom Jobim, Elis, Djavan, Black Rio, Skank, Paralamas, e vários outros”, expressa.

Em prol da arte

Com alguns amigos maduros do ramo musical, Zé resolveu criar a Amalp (Associação de Música e Artes de Lençóis Paulista). “Surgiu das idéias de alguns amigos, que já vinham fazendo e experimentando

diversos trabalhos com variados grupos”, confirma. Ele ressalta que o objetivo da associação é agregar ações sociais por meio da música e artes em Lençóis e região, preocupando-se em garantir o direito de igualdade para todos e valorizar a cultura, arte, educação e o profissional artístico - impreterivelmente. “Nossa principal preocupação é com o futuro na integração, difusão e qualidade no processo música e todo tipo de arte utilizada como ferra-

José Aparecido dos Santos, ou simplesmente Zé, é músico que utiliza a arte musical para a educação e cidadania

menta para educação e socialização em benefício da formação e construção de uma sociedade cada vez melhor”, explica.

Como símbolo da Associação, o grupo criou a Big Band Amalp, que nesse momento desenvolve o trabalho cujo título é “Re-

cheio de Samba”. “Vale a pena conferir, pretendemos nesse ano divulgar e pulverizar esse trabalho de forma intensa”, convida.


Moda & Estilo

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

B

ela como canção, composição afrobrasileira, mistura fina entre o ébano e marfim, a “preta, pretinha” encontra reverência musical nas vozes que as eternizaram: de Moraes Moreira e de Paul McCartney! “Preta, preta, pretinha...” refrão da canção nos faz lembrar dos trejeitos da prevalência da beleza mestiça no Brasil e “Ebony and Ivory” da convivência harmoniosa entre negros e brancos, tantas vezes juntos e

Evelin Oliveira tem nome sonoro, como o de uma canção. Canção de fevereiro brasileiro, do carnaval, mas, também internacional como “ebony and ivory” tantas vezes misturado, como expresso em outra canção que mostra a beleza e a “graça da mistura”. Nos referenciamos e reverenciamos Evelin Oliveira, belíssima e escultural mestiça, de 23 anos, mas rostinho de menina.

Ela tem sobre si muita responsabilidade, tanto como universitária – aluna que é no curso de administração de empresas da Faculdade Anhanguera (Bauru), quanto profissionalmente, já que há quase 6 anos atua

como gestora e assessora de moda na loja de sua mãe. Moda é a área que sempre gostou porque já com 12, 13 anos foi modelo de passarela, retomando a experiência aos 18! Hoje a moda é mes-

mo uma paixão de bastidor, de gestão, e é por isso que cursa administração – “uma forma de conciliar gerenciamento e admiração por esse segmento, em especial, na aquisição e uso de materiais”. Aos leitores, um pouco

Geometria

23

dessa beldade em trajes da moda da estação de verão, para curtir nossas belíssimas praias, bem como, já se preparar para o carnaval brasileiro, da cultura afro-brasileira e da graça e beleza da mistura de seu povo, como, por exemplo, Evelin Oliveira! A moda praia aqui apresentada é toda da Sancher Moda Íntima. As fotos, com a cara o alto verão, foram pruduzidas pelos estúdios Cíntia Fotografias.

Uma estampa nova que veio para ficar no beachwear. Uma boa idéia para quem já enjoou das listras e florais. Para as mais modernas, vale misturar com outras estampas, por exemplo: usar a parte de cima desse biquíni com uma parte de baixo listrada, seguindo a regra de sempre respeitar as mesmas cores de ambas as estampas.


24

Moda & Estilo

Listras

Biquínis listrados nunca saem de moda! Esse tipo de estampa também ajuda quem tem quadris pequenos e pouco peito.

Lençóis Paulista Janeiro de 2013


Moda & Estilo

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

A Garota da Capa • Nome Evelin Oliveira • Aniversário 28 de Fevereiro (23 anos) • Signo Peixes • Mãe Márcia Mariana Lopes • Pai Luiz Carlos Oliveira • Educação Estudante de Administração • Profissão Vendedora • Filme A Proposta • Perfume Carpe Diem; O Boticário • Livro O vendedor de sonhos; Augusto Cury • Hobby Academia • Música Rosas; Ana Carolina • Prato Lazanha e pizza • Viagem dos Sonhos Ibiza • Facebook Evelin Oliveira

Vá de maiô

Os maiôs desta temporada estão mais modernos do que nunca! Para quem é magra, malhada ou está gordinha, essa peça é que tem de mais democrática em termos de vestuário. O maiô é para todo o mundo usar e das peças que compõe o beachwear é das mais chiques. Aposte sempre em um maiô moderno, com recorte para variar com seu biquíni. Só não vale tomar sol de maiô!

25


26

Moda & Estilo

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Camisa que vai à praia

Camisas brancas são sempre bem vindas em diversos tipos de produções - o que não é diferente na praia ou piscina – e é uma ótima idéia usar a que você já tem no roupeiro ou pegar emprestado do marido ou do namorado! Opte, sempre, por tecidos mais leves - como a cambraia.


Moda & Estilo

Lençóis Paulista Janeiro de 2013 • Roupas: Sancher Moda Íntima • Grifes: Água Doce e Daniela Tombini • Consultora de Moda e textos técnicos: Carolina Ferreira • Cabelo e Maquiagem: Paulinha Maciel • Fotografia: Cíntia Fotografias

Dê “curtir” em nossa página no Facebook e veja mais fotos deste e de outros ensaios. www.facebook.com/revistaocomercio

Vestido de saída

A idéia da saída de praia é uma ótima opção para quem vai nela passar o dia inteiro, pois em cidades litorâneas, podem ser usadas em barzinhos e passeios noturnos, além de ser um vestido sempre fresco.

27


28

Melhor Idade

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Oitenta

Fotos: Revista O Comércio

Quem conversa com o espirituoso João Fontes Filho, não lhe dá a idade que tem porque é jovem de espírito, extremamente lúcido e de bem com a vida!

Vigor físico e mental aos 80; pai de sete filhos, avô de 13, bisavô de 5 e a caçula ainda não completou um ano

C

abeça de homem, mas o coração de menino...” é o trecho da canção “Amigo”, escrita por Erasmo Carlos e interpretada por Roberto Carlos, e que cabe aqui como homenagem ao João Fontes Filho, quem, em 5 de abril, completa 81 anos! Durante uma hora que a reportagem permaneceu no estabelecimento, seu Fontes não parou um minuto. Em todo momento, “

fregueses jovens, adultos e idosos compareceram para adquirir pão, frango, borrachas e lápis escolares num lugar que é pequeno, mas, que tem de tudo. “Chove, chove e o calor continua, não é seu João?”... “Seu João, tem coxinha da asa temperada?.” “Me vê uns 5 pães, seu João..”, “Eu quero borracha macia, lápis, tem?” Tem isso e muito mais. Tem o carinho do dono do estabele-

cimento que conversa com cada um dos clientes. Com todo esse vigor, Fontes trabalha diariamente e divide com o filho Moisés, a responsabilidade pela administração do mini-mercado. Aliás, é Moisés Fontes quem diz acreditar que a lucidez e a disposição do octagenário pai são decorrentes

da trabalho e a interação com a comunidade. Fontes nasceu em Palmares Paulista, região de Catanduva, morou em várias cidades de São Paulo e Paraná até que chegou em Lençóis Paulista em 1948. Como outros jovens, foi se “aventurar em São Paulo”, e trabalhou em uma fábrica de sapatos. Em 1955, ca-

sou-se a mineira dona Ana Ferreira e resolveu voltar para Lençóis Paulista. Teve sete filhos com a Dona Ana Ferreira, com quem vive até hoje. Cinco meninos e duas meninas: Jonas, Marlene, Geaci, Marli, Josué, Moisés e Ana Alice, que lhe deram 13 netos e cinco bisnetos. Em Lençóis, logo ao chegar de São Paulo, trabalhou na Casa Paccola e, pouco tempo depois, resolveu abrir uma sapataria a qual, como lembra, “ficava em frente a padaria do seu Mário Trecenti.” Aliás, do vizinho comerciante e político, bem como amigo, tem ótimas lembranças, como a de que fora por ele convidado, por duas vezes, para ser candidato a vereador, bem, assim, também o amigo

Antonio Lorenzetti Filho, o Tonico, que também o convidou para ser candidato a vereador na chapa vitoriosa encabeçada pelo ex-prefeito, porém, declinou dos convites. Mas o fato de não estar diretamente ligado à política não o impede, até hoje, de opinar sobre o assunto. Ele considera que a cidade fez bem em renovar o quadro de vereadores na Câmara, pois, “já que o povo escolheu nove novos e isso é bom para a política porque a oxigena com novas mentalidades”. Na sua opinião, o governo municipal vai bem, pois “a cidade está organizada, bonita e com boa estrutura de atendimento de saúde, educação, infraestrutura de água e esgoto. A prefeita vai bem!”.


Vida de Professor

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Arte pura

29

Foto: Revista O Comércio

A professora Cleide Marly Pasquarelli Cassador sempre tratou seus alunos com muito rigor, porém com respeito e diálogo Foto: arquivo pessoal

M

esmo depois de quase 20 anos de aposentadoria, a professora Cleide Pasquarelli Cassador ainda se lembra - e é lembrança querida - dos ex-alunos. “Não saberia dizer o nome de todos, mas, a fisionomia, sim!”, diz ela que ainda hoje recebe os abraços e os agradecimentos de ex-alunos pelo aprendizado. A professora é formada em magistério e no curso (primeira turma) de Desenho e Plástica na então Fundação Educacional de Bauru - hoje Universidade Estadual Paulista – Unesp, de onde guarda amizades como a de Cleide Biancardi (ex-diretora da FAAC/Unesp) que a convidou para integrar o quadro de professores dessa faculdade. A professora Cleide Cassador, não quis seguir carreira de professora universitária, dedicando toda a sua vida de magistério aos jovens lençoenses. Aposentou-se em 1994, depois de ter ensinado por 28 anos, porém, 25 contados oficialmente. As últimas aulas foram ministradas na escola Rubens Pietraróia. Ela ainda recebeu proposta para lecionar na

1993: as colegas Fátima, Ida, Celine e Cleide em formatura de alunos

A professora Cleide Cassador, que acredita no ensino compartilhado em responsabilidade entre os pais e mestres

escola privada, mas, não quis. “Já estava um pouco cansada” e as suas “crianças” a convenceram de que já não valia a pena ficar mais tempo longe delas. “Bem, vim para a loja, para ficar próxima, literalmente, dos filhos e do esposo, já que todos trabalham bem próximos. Aqui atuo nos bastidores, no controle de estoque, no apoio à administração”, destaca ela, que, além da filha Ales-

tempo transferido do Esperança para o então Anglo. “Isso não tem preço que pague, é muito mais do que o salário, é uma satisfação”, destaca e também brinca: “às vezes encontro alguns já calvos, e me lembro que foram meus alunos, que eram pequenos, novinhos... Ainda os encontro e os abraço”. A professora Cleide Cassador ministrou aulas em praticamente todas as escolas de Lençóis, inclusive

sandra, tem dois filhos: Matheus e Raul. Casou-se há 42 anos, depois de 8 anos de namoro com José Carlos Cassador, mais conhecido como “Zé B”. O casal curte a chegada do primeiro neto, o Lucas, de quatro meses, filho de Raul e Stefânia. Uma vez reencontrei um ex aluno e que hoje é cirurgião plástico, Vitor Bosi, que me agradeceu pelas aulas de geometria, depois de algum

no bairro rural de Alfredo Guedes e nas disciplinas de geometria, bem como educação artística. Considera que passou por dois períodos distintos no magistério. ”Antes, os professores tinham apoio dos pais à educação dos filhos e, depois, os filhos é que receberam esse apoio, a tal ponto que muitos pais brigavam com professores, para sair em defesa dos filhos, mesmo que

esses não tivessem razão em suas demandas”. Ela diz que atualmente está prestes a acontecer uma nova mudança, “que, parece, será benéfica ao ensino e porque, justamente, procura trazer os pais à educação diária dos filhos na escola. Acredito mesmo que essa proposta será bem sucedida, pois, é importante que os pais tomem parte na responsabilidade do ensino dos seus filhos!”


30

Craque do Mês

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Matheus na terra

dos Gracies Matheus André nasceu em Lençóis Paulista, mas, já é um cidadão do mundo. Universo que conheceu por causa da luta, das aulas e campeonatos de Jiu Jitsu Fotos: arquivo pessoal

O lençoense Matheus André (ao centro) é professor de Jiu Jitsu e lutador em campeonatos e também no MMA

O

jovem faixa preta de Jiu Jitsu, Matheus André é o primeiro da cidade a conquistar a graduação e a ser sensei (mestre/ professor) dessa arte marcial que tem ganhado projeção em todo o mundo, em especial porque é base das lutas competitivas do MMA (Mixed Martial Arts), ou seja, uma mistura de artes marciais, onde o destaque é o estilo derivado de lutadores brasileiros como os precursores Gracies, sucesso nos Estados Unidos e à organização UFC - uma espécie de NBA do basquete para as lutas. E Matheus André faz parte do time da Academia da família Gracie, nos Estados Unidos, para onde neste ano retornará, depois de uma temporada de um ano em Tampa, na Flórida. “Retorno à equipe onde iniciei nos Estados Unidos, em São Francisco, Califórnia e onde fiquei por quatro anos!”, diz, contente o lençoense. Filho de Pedro André e de Ana Maria Cruzeiro, Matheus André tem uma irmã, a Mariana, de 22 anos e passou toda a infância na cidade, estudando nas escolas Paulo Zillo e Virgílio Capoani. Aos 12 anos, como relata, jogava xadrez, estava com

Mestre e aluno se utilizam das milenares técnicas das artes marciais

sobrepeso e por isso resolveu ir lutar Jiu Jitsu. Adorou o esporte que, como avalia, “é a continuidade do judô, ou melhor, onde termina essa arte milenar se inicia o Jiu Jitsu”. Iniciou seus estudos nessa arte marcial, em Bauru, e lá, durante uma competição, conheceu Caio Terra (lutador, campeão mundial) que o convidou para lutar no RJ, na academia brasileira dos Gracies e de lá, como que naturalmente, foi levado para os Estados Unidos, para a academia de César Gracie (que tem nos EUA, várias academias é referência em MMA). “O time me aceitou bem, apesar de não falar nada de inglês na época”, lembra André sobre sua ida à América do Norte em 2008 para lutar e participar de campeonatos de Jiu Jitsu.

“Estava no Rio de Janeiro, era faixa marrom, quando então, foi convidado para atuar na academia de César Gracie”, diz ele, destacando que foi lá nessa academia onde tornou-se faixa preta e formou muitos alunos, de diversas nacionalidades e explica: “é que o Jiu Jitsu é uma língua universal onde, independentemente do idioma, todos os lutadores conhecem e por meio dela, interagem!” Matheus retorna aos Estados Unidos nos próximos dias e lá para ministrar aulas na academia/time que o acolheu desde o início. Além disso, vai participar de campeonatos pelo mundo. Nesse período no qual esteve na cidade Natal e pela região, aproveitou para “divulgar o trabalho e a arte marcial que cada dia mais ganha adeptos!”


Voluntários do Bem

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Casa do Amor

31 Fotos: divulgação

Um lar onde predomina respeito, amizade, direito e alegria às crianças, adolescentes e mulheres e onde, sobretudo, mora o incondicional amor

C

ombater a todos os tipos de violência doméstica em Lençóis Paulista. É com esse objetivo que A Casa Abrigo Amorada foi inaugurada no dia 16 de janeiro de 2010. “Infelizmente a demanda é grande. A violência doméstica cresce em nosso meio de forma desenfreada e as vítimas necessitam de apoio e atendimento, inclusive para se sentirem fortalecidas a romper com o ciclo de violência”, alerta a coordenadora e advogada da Casa, Telma Gutierres de Souza. De acordo com Souza, a Casa é uma das ações do Programa AFAM - Reestruturando Famílias, Formando Cidadãos mantido pela OCAS - Organização Cristã de Ação Social. “Prestamos um serviço de acolhimento Institucional às crianças que estão afastadas de suas famílias por determinação judicial em situação de risco, na maioria das vezes por conta de violência doméstica. É um serviço de caráter sigiloso e temporário, onde as crianças ficam provisoriamente até que possam retornar aos

Sede do projeto de solidariedade que acolhe vítimas da violência doméstica Equipe de voluntários se dedica no trabalho de recuperação da auto-estima e reinserção social das vítimas

seus lares ou lhe seja encontrada alternativa segura de acolhimento”, explica. As crianças recebem todos os cuidados de moradia, alimentação, vestuário, saúde, educação, segurança, lazer, tratamento psicológico, convívio saudável com rotina e regras, socialização e cultura. É realizado também trabalho junto aos familiares das crianças abrigadas, bem como o de seus vínculos. “O fortalecimento é feito através de atendimentos individuais, grupais, visitas às crianças no abrigo, visi-

tas domiciliares, contato com a rede sócioassistencial do município, além do acompanhamento no pós-desabrigo seja na família (extensão) de origem ou substituta”, comenta a coordenadora. A Casa tem capacidade para atender 18 crianças entre zero e 12 anos, porém, como no município não existe ainda abrigo para adolescentes e mulheres, excepcionalmente recebe também essa demanda, sendo que, durante o ano de 2012 foram acolhidas 28 crianças/adolescen-

tes e duas mães em caráter excepcional. A organização que a mantém a Casa não tem fins lucrativos e sobrevive de doações da sociedade. “Dessa forma, recebemos todo o tipo de ajuda como doações em dinheiro, alimentos, produtos de limpeza e higiene, roupas, calçados e prestações de serviço. Contamos com uma equipe de voluntários que é fundamental para o desenvolvimento de nossas atividades”, esclarece. Voluntários como o empresário Vila Nova que há três

anos ajuda o projeto. “Conheci a Casa por outro voluntário pioneiro que está até hoje. Quando estou com as crianças ou fazendo algo em favor delas, o sentimento é de satisfação e sinto ainda mais a presença de Deus em minha vida”, expressa Vila. Os voluntários

Serviço

podem ajudar diretamente nos cuidados com as crianças, como na prestação de serviços como dentistas, psicólogos, professores para reforço escolar, para aulas de esportes, de informática, de artes. Além de participarem de eventos para arrecadação de fundos.

Para doações ou voluntariado basta ligar para (14) 32642058. O candidato a voluntário passa por entrevista com o Setor de Psicologia e por treinamento específico, pelo alto grau de complexidade que é o serviço de acolhimento institucional. Doações em dinheiro: Banco do Brasil, AG 0573-8, CC 24.364-7, Organização Cristã de Ação Social – OCAS.


32

Culinária & Gastronomia

Mamma mia

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Macarrão com carne e legumes

Ela transformou o amor pela gastronomia em negócio de sucesso e descobriu seu dom entre ingredientes como o trigo e utensílios como panelas e aventais

Foto: Revista O Comércio

A

cozinha italiana é vista como uma das melhores do mundo em termos de sabor, pelas massas – as pastas – bem como os molhos. Essa cozinha também está muito bem representada em Lençóis Paulista por Taísa Mello Giroldo. Aos 27 anos, a lençoense segue sua vida com a precisão de uma receita de tortelle, massa verde, rondelle ou talharim. Há menos de um ano, decidiu transformar a cozinha de sua casa em seu ambiente de trabalho aliando o gosto pela culinária, aprovado então por familiares e amigos, com um afazer que lhe podia render mais que elogios. Desde cedo, tem paixão por cozinhar. “Sempre gostei, desde pequena”, confirma. No entanto, não seguiu carreira de chef na culinária e foi trabalhar como vendedora em uma concessionária. A ‘descoberta’ de que realmente tinha o dom para cozinhar, principalmente massas, teve a influência de uma mulher inspiradora. “Em uma tarde minha sogra me chamou para cozinha e me ensi-

Ingredientes: • 500g de macarrão Espaguete Especial Orsi; • 150g de cenoura cortada em palitos; • 150g de brócolis cortados em buquês pequenos; • 100g de pimentão vermelho cortado em quadradinhos; • 100g de pimentão amarelo cortado em quadradinhos; • 100g de mandioquinha salsa; • 1 cebola grande cortada em quadrados médios; • 2 colheres de sopa de manteiga; • 200g de carne cortada em cubos; • 2 colheres de sopa de gengibre ralado; • Sal a gosto.

O prazer de cozinhar massas para a família acabou se transformando em opção de emprego e renda para Taísa Giroldo

nou como fazer um rondele. Aprendi e daquele momento em diante não parei mais”, conta. Em pouco tempo, Thais Giroldo ficou conhecida pelas suas receitas. Inicialmente foram as amigas, que lhe pediam os pratos

por encomenda e, depois, uma foi dizendo à outra e assim, acabou atraindo muitos clientes com a qualidade de seus produtos. Agora, com a demanda em expansão, pretende expandir os negócios, já que foi cozinha que ela

pode unir o útil ao agradável: a satisfação com rentabilidade. Já que se decidiu por trabalhar com as massas, revela: “quero me profissionalizar. Sinto-me realizada quando estou cozinhando. Não me imagino fazendo outra coisa!”

Modo de Preparo: 1. Cozinhe o macarrão Espaguete Especial Orsi conforme as instruções da embalagem. 2. Enquanto o macarrão cozinha, leve a cenoura para cozinhar em outra panela com tampa e bem pouca água, por aproximadamente 3 minutos. Junte os brócolis e pimentão e cozinhe com tampa por mais aproximadamente 2 minutos ou até que fiquem al dente. Escorra e enxague com água fria para parar o cozimento. Reserve. 3. Frite a cebola na manteiga até dourar e murchar bem. Reserve. Frite a carne em mais manteiga, tempere com sal e adicione o gengibre para dar uma rápida dourada. 4. Para finalizar, junte na panela da carne, o macarrão cozido e escorrido, os legumes e a cebola dourada. Misture tudo e sirva imediatamente.


Planeta Sustentável

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

33

Doce preservação O acordo de parceria regional foi assinado recentemente na sede da Ascana, com a presença de diretores das entidades no Programa Água Brasil

Projeto do Banco do Brasil, com apoio de sua fundação, Agência de Águas e WWF-Brasil pretende reduzir impactos ambientais da produção de cana

O

Programa Água Brasil foi concebido pelo Banco do Brasil, e é desenvolvido em parceria com a Fundação Banco do Brasil, Agência Nacional de Águas e a ong ambientalista WWF-Brasil. No âmbito local e regional, conta com parceiros como Ascana, Zilor e prefeituras de Lençóis Paulista, Agudos e Borebi. Para formalizar a participação de todas essas entidades públicas e privadas ao desenvolvimento do Programa Água Brasil, foi assinado em Lençóis Paulista, entre produtores de cana e o grupo sucroenergético Zilor (Usina Barra Gran-

de) um acordo de parceria o qual, conforme a avaliação de WWF-Brasil, “pode se tornar exemplo para o país!”.

Programa Água Brasil

Essa parceria inovadora, que, segundo informe de WWF-Brasil “atua em todos os biomas e regiões geográficas brasileiras”, desenvolve modelos a ser replicados pelo país e com o objetivo de fomentar práticas sustentáveis no campo e na cidade.

Local e regional

Ainda conforme a ong ambiental, a Associação dos Plantadores de Cana do Médio Tietê (Ascana) e a Zi-

lor são parceiros desse programa que é uma iniciativa que visa fomentar práticas que diminuam os impactos ambientais da cadeia da cana-de-açúcar no Brasil. As ações a serem desenvolvidas na bacia do rio Lençóis se dão em duas frentes: restauração florestal e boas práticas agrícolas. Já há experiências na região, que servem de base para o desenvolvimento do trabalho e para a implementação de unidades demonstrativas.

WWF-Brasil

Conforme consta de sua página na internet, WWF-Brasil é uma organização

não-governamental brasileira dedicada à conservação da natureza com os objetivos de harmonizar a atividade humana com a conservação da biodiversidade e promover o uso racional dos recursos naturais em benefício dos cidadãos de hoje e das futuras gerações. A entidade foi criada em 1996 e sediado em Brasília, desenvolve projetos em todo o país e integra a Rede WWF, a maior rede independente de conservação da natureza, com atuação em mais de 100 países e o apoio de cerca de 5 milhões de pessoas, incluindo associados e voluntários.

Fotos: Josiane Lopes/Tribuna Lençoense

A produção deve respeitar a natureza, meio ambiente e ser sustentável


34

Saúde & Comportamento

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Perder gorduras

Fotos: ilustração

Para quem que perder peso, a indicação é a de refeições compostas de alimentos ricos em proteínas e fibras

“Alimentos integrais são os mais indicados para quem quer perder peso, porque retardam o metabolismo” diz a nutricionista Mariana Lourenço que ainda recomenda “dieta balanceada e não radical”, com várias refeições ao dia

Q

uando a estação de verão chega, a preocupação com o corpo e com aqueles quilinhos a mais, vai aumentando. Quem se descuidou durante todo o ano agora quer correr atrás do prejuízo e perder aquelas gordurinhas indesejadas. Conforme diz a nutricionista Mariana Lourenço, “é importante lembrar que boa forma e saúde não servem apenas para ser exibidas no verão, mas, sim, como um fa-

tor imprescindível para o nosso bem estar. Por isso é importante cuidar do seu corpo o ano todo!”. E aqui vão algumas dicas por ela selecionadas para quem quer perder gorduras indesejadas, porém, lembra que “ninguém consegue perder o excesso de gordura na barriga, se não emagrecer no corpo todo, essa é uma verdade que deve ser lembrada por quem está tentando obter uma barriga “chapada”, ou apenas mais ma-

gra. Aliar a prática de exercícios a uma dieta balanceada é a melhor dica para entrar em forma”. A nutricionista lembra que a busca pela boa forma deve começar com uma dieta saudável e que “passar fome não faz bem à saúde, nem proporciona a perda de quilos indesejáveis. 80% das pessoas que fazem regime rigoroso voltam a engordar.” Para se defender das dietas desastrosas e muito rigorosas o organismo se defende de-

sacelerando o metabolismo, diminuindo em 30% o gasto energético. O corpo deixa de queimar até 700 calorias por dia e, em dez dias, a balança contabiliza um quilo a mais. E aí, como ela conta, “muitas vezes, eu ouço dos meus pacientes: ‘mas eu nem como nada, doutora”! E tenho que responder: “- Por isso mesmo é que você não alcança seus objetivos”! Cada pessoa deve fazer de 5 até 6 refeições diárias. Para quem deseja

perder peso, aconselha-se que essas refeições sejam compostas por porções pequenas e com alimentos ricos em proteínas e fibras. O excesso de gorduras também deve ser evitado, como por exemplo, bacon, salames, mortadelas e carnes gordurosas. A ingestão de carboidratos como pães, macarrão, bolos e massas em geral, deve ser reduzida. Troque esses alimentos por pães, macarrão e biscoitos integrais. “Os alimentos

integrais são importantes porque não foram modificados no processo de industrialização e mantém as fibras, minerais e vitaminas. Nosso organismo demora mais para digerir fibras, por isso, quando comemos alimentos integrais demoramos mais para sentir fome. Esses alimentos também aceleram o nosso metabolismo e liberam de forma mais lenta o açúcar no nosso sangue”, deixa como dica a nutricionista Mariana Lourenço.


Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Risoterapia As alegres e divertidas reuniões de um grupo de mulheres na Vila Ubirama chamam a atenção pela qualidade das atividades e sua repercussão saudável Foto: Revista O Comércio

Parte do grupo (reduzido em período que antecedeu a festa de ano novo) que se reuniu na noite de um sábado

U

m grupo de senhoras que em média soma 20 a 30 participantes, se reúne duas vezes por semana, em geral às terças-feiras e sábados para um descontraído bate-papo e jogos como bingo, além de festas de comemoração de aniversários ou outras efemérides, sempre com recursos próprios, por meio da junção de esforços à aquisição de produtos às festas e mesmo o transporte em veículo fretado da cidade até uma chácara. Esse grupo tem mais de 20 anos de existência e foi uma iniciativa da senhora, já falecida, Lucila Ventura de Souza Vieira, conta a fi-

lha Maria Santa Vieira Oliver, lembrando-se de que, no começo, sua mãe reunia as mulheres do bairro para “apresentar produtos de cozinha como peças plásticas, mas, com o passar do tempo, o grupo de umas trinta pessoas continou essas reuniões, só que para bate-papo e diversão entre vizinhas aqui do bairro Ubirama”. “Essas reuniões são uma terapia porque podemos conversar sobre vários assuntos e nos divertir com jogos e passatempos, sem qualquer custo, e reúne várias mulheres de idades diversas (sendo a mais nova com 42 anos) viúvas, divorciadas,

solteiras e também casadas”, diz Maria de Fátima Rossini, 57, ela própria viúva. Além do benefício à alma, esses encontros, por vezes, como destacou Rossini, “realiza ação de solidariedade, como já ocorreu, para a arrecadação de recursos à aquisição de medicamentos para integrante do grupo. Aí realizamos o bingo beneficente, venda de artesanato e doces”. A reunião, que atualmente é feita nas terças-feiras e sábados à noite, bem como, e de vez em quando, almoços aos domingos na chácara, “reforçam os nossos laços de amizade e solidariedade e se ficamos alguns dias sem

atividade, sentimos saudades das conversas, de nossos momentos”, destacou Maria Santa, na casa de quem, também ocorrem as reuniões. Há poucos dias, para comemorarem o Natal, uma reunião festiva foi realizada na chácara da Maria Santa, uma das participantes do grupo, “com direito a uma gostosa reunião, jogos e até troca de presentes por meio do amigo secreto!”. Nessas reuniões, com alimentação, às vezes combinam-se o cardápio para ser feito por elas no próprio local (frango com arroz, arroz de carreteiro, frango com polenta, churrasco) ou mesmo, e previamente, cada uma providencia um prato salgado e também doce e juntam-se as guloseimas. “O grupo é aberto às senhoras do bairro e sempre serão bem vindas à participação”, diz Maria Rossini, que também disponibiliza a sua casa para as festivas reuniões, as quais, “são uma diversão e uma maneira de nos mostrar a nós mesmas que estamos vivas e que além do trabalho diário, precisamos nos divertir, conversar, ser solidárias, nos confraternizar!”

Saúde & Comportamento

35

O brilho da esperança Voltado para o ter e o poder, o homem nunca soube ao menos o que é ser humano. Vivemos uma época na qual se acumulou tantos e tão diversos conhecimentos. Época onde se conseguiu apresentar seu saber do ser humano como em nenhuma outra e tão facilmente acessível. E ao mesmo tempo nunca experienciamos tanto perigo, mediocridade, corrupção e oportunidade. Uma tecnociência desvinculada de afeto. Numa visão holística, vivemos uma crise de transição, de fragmentação e de perda dos valores morais e éticos. Bom, com tamanha demolição em curso precisamos nos preparar para a reconstrução. Torço pelo final dos tempos de horrores e louvores e assim, desejo convidá-lo para conspirar para o desenvolvimento das inteligências emocional, ética, relacional e espiritual a partir de hoje. Vamos transgredir a normose vigente com flexibilidade e destemor. Para 2013, menos discursos e mais exemplos. Precisamos que as escolas não se deixem corromper pelo adestramento intelectual e que incentivem e incluam a alma e a consciência na sala de aula. Acredito na força do político que consiga manter-se ético nos momentos mais tentadores. E que todos nós possamos preparar os mais jovens para a arte de viver, ensinando o valor da responsabilidade, do compromisso, do caráter e do esforço para atingir objetivos. Desejo muito ver o brilho da esperança nos olhos das pessoas. Realmente acredito num ano novo transformador e quero te contagiar com a minha fé. Que 2013 seja o momento ideal para que mais pessoas se engajem num movimento de ampliação da consciência sobre os valores que realmente fazem a diferença, disseminando a inclusividade e o respeito. Vamos nos voltar para a nossa essência do que é ser humano e contagiar a todos com a alegria e o reencantamento pela própria existência. Desde já, agradeço a companhia! Dra. Salete Cortez Psicóloga clínica, pós graduada e especialista em pânico e depressão.


36

Beleza & Estética

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Liso e sem esforço TRANSFORMAÇÃO

O método de alisamento mais prático entre as mulheres é garantia de cabelos ao vento, sem medo de ser feliz

Antes

Depois

boa e conhecida escova é o processo mais comum para alisar cabelos crespos, cacheados ou ondulados. A escolhida para a transformação deste mês é a estudante, de 13 anos, Ana Carolina Silva. Os fios do cabelo da adolescente não contêm química, ou seja, são mais saudáveis. “Por isso, optamos apenas pela escova, para não danificar os fios. Fizemos apenas uma escova com prancha e realçamos a beleza da Ana com uma maquiagem bem leve”, explica a hair stylist Geise Barbosa, do Spage de Luxe. Para uma mudança rápida e eficaz, a hair stylist explica passo a passo como fazer uma escova lisa.

“Nesta edição, nossa intenção é mostrar que com uma simples mudança, qualquer mulher pode conseguir um visual de mulherão”, comenta Geise.

A

Secador, escova na mão e ação

Em primeiro lugar o importante é usar um xampu de limpeza profunda no dia da escova. “Ele vai remover os resíduos de cremes e finalizadores usados anteriormente. O resultado é de fios mais soltos e com movimento”, diz Geise. Ainda no banho, antes de lavar os fios com o seu xampu de costume, aplique uma ampola de efeito rápido. Deixe agir por três minutos e, em segui-

da, lave o cabelo normalmente. “Além de hidratar, a técnica facilita a escovação e faz o efeito liso durar mais”, complementa. Na hora de dormir, ao invés de deitar com o cabelo solto, que pode ficar marcado, faça um coque bem apertado na altura da nuca. “No dia seguinte você vai acordar com um liso ondulado, no melhor estilo Gisele Bündchen”, garante Geise. Para evitar que o cabelo fique espetado depois da chapinha, o uso do babyliss é indispensável. “O segredo é passá-lo apenas

nas pontas de algumas mechas. Separe uma, faça o cacho, pule algumas mechas lisas e, em seguida, faça outro cacho”, detalha. Segundo a hair stylist, dois produtos ‘coringas’ são capazes de segurar o efeito liso por mais tempo: a pomada e o creme noturno. Por fim, para dar movimento ao cabelo e evitar que os fios fiquem “grudados” no couro cabeludo, Geise aposta na raiz texturizada. “Aplique um pouco de pomada em pó ou xampu seco nessa região e arrume o cabelo com as mãos”, finaliza.

Os cabelos de Ana Silva passaram por cuidados de hidratação e escovação


Beleza & Estética

37

Verão

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

Foto: ilustração

As delícias do verão são esperadas o ano todo; mas é preciso cuidados especiais com o mar, sol e piscina que afetam cabelo e pele

N

o verão é preciso atenção redobrada para com a pele e com os cabelos. Afinal, sol, cloro, areia e mar podem deixar tanto um quanto o outro ressecado, áspero e sem brilho. Para evitar isso, filtro solar e hidratantes são indispensáveis. A Revista O Comércio selecionou algumas dicas de cuidados essenciais que se deve ter com a pele e cabelos na época mais quente do ano.

Com o rosto

A pele oleosa é a que mais sofre. Se for o caso, é importante carregar lencinhos antibrilho na bolsa, pois ajudam a secar a tez (a famosa zona T: testa, nariz e queixo). No dia a dia, deve-se lavar com sabonete específico, aplicar um adstringente para fechar os poros e substituir o hidratante comum por um de controle de brilho. Os dermatologistas alertam para não exagerar no

filtro e nos cremes, pois surgem cravos e espinhas. O indicado é usar sabonete à base de ácido salicílico que limpa e reduz a produção de oleosidade da pele e cosméticos oil free com toque seco.

Com o corpo

Para repor a água perdida, é importante usar hidratante após o banho com o corpo ainda úmido (passando em movimentos circulares do pescoço aos pés).

Os dermatologistas indicam os hidratantes com uréia, vitamina E, óleo de amêndoas, aveia, silicone, extratos de camomila e calêndula, pois retêm água e impedem a desidratação da pele. As peles secas pedem hidratantes em creme, as oleosas e mistas combinam com gel ou loção e as normais podem usar qualquer tipo de consistência.

Com os cabelos

Nada de cabelo embara-

çado. Adote uma linha hidratante de produtos para cabelos que tenha, além do xampú e do condicionador, máscara para tratamento e leave-in. Use a máscara de uma a duas vezes por semana e o leave-in sempre após a lavagem. As máscaras à base de óleo de argan e manteiga de karité são potentes. Só mantenha o produto longe da raiz. Os cabelereiros orientam após o banho de mar ou piscina, lavar o cabelo

com água doce, aplicar um creme hidratante sem enxague, de preferência com proteção contra raios solares, desembaraçar os fios com um pente de madeira e, depois que secarem bem, colocar um chapéu ou fazer uma trança. Vale também investir em pelo menos uma hidratação por mês no salão. Os produtos das linhas profissionais costumam ter uma concentração maior de ativos emolientes.


38

Cultura & Entretenimento AÇOUGUE

AUTOMOTIVO

Lençóis Paulista Janeiro de 2013

MOTO PEÇAS

Leitura nas férias Com atividades a ser oferecidas por toda a cidade entre 11 e 25 de janeiro, o Projeto Biblioférias quer incentivar a leitura

A AÇOUGUE

ÁGUA E GÁS

CONCERTOS

ESFIRRAS

PET SHOP

PIZZAS

Diretoria de Cultura já está com a programação completa do Projeto Biblioférias que oferecerá atividades em diversos bairros da cidade, entre os dias 11 e 25 de janeiro e que objetiva, segundo a Diretoria de Cultura, “incentivar a leitura por meio da diversão”. Ao todo serão cinco locais de jogos e brincadeiras, como Caça ao Tesouro em moda; Four Saquare; Pé na Tábua; Macaco na Roda, Pega, Monta e Corre; Cabo de Força; Corrida de Pneus; Pega-Pega; Mãe da Rua e Ciranda de Crianças, “tudo com o intuito de resgatar a tradição cultural”, ressalta Nilceu Bernardo, diretor de cultura. Nesses locais, conforme o informe da assessoria de comunicação da prefeitura, “as crianças participarão da Turma do Clubinho, com brinquedos projetados para trabalhar a sua coordenação motora, o raciocínio lógico, a paciência, a criatividade e o senso de organização.”

Oficina de criação

Ainda conforme a assecom, outro trabalho será ofe-

recido como parte do Projeto Biblioférias: a oficina Crie e Recrie, na qual os participantes serão convidados a desenvolver o seu talento artístico, com uso de sua criatividade e capricho para desenvolver atividades com tintas,

papel colorido, balão canudo, lã, com vistas ao dom artístico estimulado. Será realizada a pintura em pratinhos, bem como o desenvolvimento de brinquedos como gira-gira, catavento, ioiô bang e pom-pom de lã.

Locais e os horários do Projeto Biblioférias: 11 de Janeiro (sexta-feira) • Bairro: Maestro Júlio Ferrari • Local: Na Biblioteca Ramal • Horário: das 14h às 17h

16 de Janeiro (quarta-feira) • Bairro: Cecap • Local: Na Biblioteca Ramal da Cecap • Horário: das 14h às 17h 18 de Janeiro (sexta-feira) • Bairro: Alfredo Guedes • Local: Quadra Coberta • Horário: das 14h às 17h 23 de Janeiro (quarta-feira) • Bairro: Jardim Primavera • Local: Quadra da Escola Ézio Paccola • Horário: das 14h às 17h 25 de Janeiro (sexta-feira) • Bairro: Jardim Caju • Local: Quadra da Escola Guiomar Borcat • Horário: das 14h às 17h

HORÓSCOPO ÁGUA E GÁS

LANCHES

RESTAURANTE

Áries

21/03 a 20/04

O mês será voltado para sua carreira e para mudanças efetivas que acontecerão nela. A fase é positiva para criação e execução de novos projetos.

Câncer

21/06 a 20/07

Uma ótima parceria pode ser criada, ou caso já esteja envolvido em uma sociedade, um ótimo negócio pode ser firmado.

AUTO TAPEÇARIA

MEDICAMENTOS

TRANSPORTE

Libra

21/09 a 20/10

A fase é de divertimentos. O amor pode bater na porta. Sua vida doméstica passará por alterações e até uma mudança de casa pode acontecer.

Capricórnio

21/12 a 20/01

Círculo de amizades passa por uma espécie de crivo e você estará mais fechado. Bom momento para assinar novos contratos que darão lucro.

Touro

21/04 a 20/05

As relações se tornam sérias e você mais comprometido. Um namoro começará, ou, caso já seja comprometido surgirá oportunidade de casamento.

Leão

21/07 a 20/08

Fonte: internet

Gêmeos

21/05 a 20/06

Uma mudança de país pode estar sendo planejada ou uma longa viagem. Uma nova filosofia de vida pode começar a ser construída nesta fase.

Virgem

21/08 a 20/09

Vida social ganha um novo ritmo e novas amizades começam a surgir, um possível romance também. Fase de bons acordos de negócios e parcerias.

As finanças devem ser cuidadas e você não deve se envolver em nenhum investimento de risco. Uma pessoa surgirá para mexer com seus sentimentos.

Escorpião

Sagitário

É possível que você tenha um problema com um amigo, ou mesmo que um amigo precise de sua ajuda. Sua saúde merece um olhar mais atento.

Mudanças importantes começaram a ocorrer no mundo emocional através da conscientização de que expectativas devem ser deixadas de lado.

21/10 a 20/11

Aquário

21/01 a 20/02

A comunicação melhora e os mal entendidos ficam para trás. Ótimo momento para começar um curso voltado para assuntos inovadores.

21/11 a 20/12

Peixes

21/02 a 20/03

Vai preferir estar com amigos íntimos, pois pensamentos reflexivos estarão presentes. No trabalho, um novo contrato pode ser assinado.


Cultura & Entretenimento

Lençóis Paulista Janeiro de 2013 Fonte: UOL

Fonte: Publish News

1º LUGAR Gangnam Style Psy 2º LUGAR Não me Perdoei Victor & Léo 3º LUGAR

M Ú S I C A S

L I V R O S

Cuidar Mais De Mim Paula Fernandes

FILMES

4º LUGAR

5º LUGAR

Hobbit: Uma 1º OJornada Inesperada

6º LUGAR

As Aventuras de Pi

Os Penetras

O Impossível

A Saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 2

A Origem dos Guardiões

9º LUGAR

A Negociação

Diamonds Rihanna

A Última Casa da Rua

10º LUGAR

Argo

What Makes You Beautiful One Direction

10º

O Homem da Máfia

Quando Você Some Victor & Leo 8º LUGAR We Are Never Ever Getting Back Together Taylor Swift

2º 3º

CINQUENTA TONS DE CINZA E. L. James Editora Intrínseca • Ficção CINQUENTA TONS MAIS ESCUROS E. L. James Editora Intrínseca • Ficção CINQUENTA TONS DE LIBERDADE E. L. James Editora Intrínseca • Ficção

Fonte: UOL

Anjo Protetor Eduardo Costa

7º LUGAR

One More Night Maroon 5

Criação Divina Zezé Di Camargo & Luciano

39

6º 7º 8º 9º 10º

MORTE SÚBITA J. K. Rowling Editora Nova Fronteira • Ficção NADA A PERDER Edir Macedo Editora Planeta do Brasil • Não-ficção A TRAVESSIA William P. Young Editora Arqueiro • Ficção DIÁLOGOS IMPOSSÍVEIS Luís Fernando Verissimo Editora Objetiva • Ficção TODA SUA Sílvia Day Editora Paralela • Ficção GIANE Guilherme Fiuza Editora Primeira Pessoa • Não-ficção O HOBBIT J. R. R. Tolkien Editora WMF Martins Fontes • Ficção


40

Publicidade

Len莽贸is Paulista Janeiro de 2013


Revista O Comércio - Janeiro de 2013