Its 134 - Novembro

Page 1

www.portalits.com.br | edição 134

CULTURA POP

Santa Catarina Novembro - 2016 R$9,50

OS QUERIDINHOS DA INTERNET

Os alunos das Escolas Getúlio Vargas, Instituto Estadual de Educação e Aníbal Nunes Pires participaram de um bate papo sobre a MP




conteúdo NOVEMBRO 2016

8

16

CULTURA POP

MODA

36

GALERIAS

55

12 | FEIRA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA

14 | LIÇÃO DE CASA

18 | WIFI

Vem conferir a quantidade de alunos envolvidos e o esforço na apresentação de um material de verdadeira importância que foram um espelho do engajamento científico dos estudantes catarinenses.

Enem acabou de passar, e a prova da Federal está batendo a porta. É possível que você já esteja afiado no ritmo dos estudos, por isso a primeira dica que podemos dar é: não perca o pique! Preparamos dicas que podem te auxiliar nesse período #vemufsc

É, literalmente, redundante falar que a realidade virtual já é uma realidade, mas, de fato, 2016 está sendo um ano importante nesse processo. O lançamento da vez é o Playstation VR, que entrou no mercado em meados de outubro.

22 | CAPA

32 | PROFESSOR DO MÊS

36 | TÁ NA MODA

Uma dúvida que não quer calar: a MP do ensino médio. Desde então, notícias sobre o assunto foram veiculadas, informações, divulgadas. A internet se encheu de debates sobre o assunto. Muitos apoiando, outros tantos sendo contra, e muita gente não entendendo nada. Por isso, a @revistaits reuniu 10 alunos e representantes da Secretaria de Educação de SC para conversar sobre o tema e esclarecer o assunto.

Conheça o professor da EEB Governador Bornhausen que coordena o projeto de intercâmbio virtual entre alunos do Oeste Catarinense e estudantes italianos. A ideia é irada, e tem feito a cabeça da galera.

Todo mundo sabe que vez ou outra os nossos pés clamam pelo conforto que só o tênis sabe nos proporcionar. Ao contrário do que pensam por aí, o calçado em questão não combina só com um look escolar ou roupa de academia, dá para montar uma combinação tanto despojada quanto uma mais arrumada. Além de tudo, ele é uma ótima alternativa para quem quer sair do óbvio. Vem ver!

4 REVISTA ITS | É NA ESCOLA QUE A GENTE ACONTECE



editorial Salve galera!

Eita que os forninhos caíram no último mês! Entre tantas preocupações que rondam a mente da galera que cursa o ensino médio, uma MP intitulada “do ensino médio” apareceu causando discórdia, fomentando treta! Perdia a conta de quantas matérias, textões e posts visualizei. Se eu fiquei confusa? Não tenham dúvidas! Na realidade, creio que todos nós ficamos. Os questionamentos surgiram, e a gente não poderia deixar de abordar esse assunto aqui na @revistaits. Reunimos 10 alunos de escolas da grande Florianópolis para um bate papo com a Secretaria de Educação de SC. A ideia? Esclarecer os pontos, criar diálogo e ouvir os dois lados. O resultado de mais de 3 horas de conversa estão aqui na edição. A educação é o que nos move, e nós esperamos promover o debate e as argumentações com vocês. Muitas decisões estão “em aberto” para que vocês possam estar à frente, representando os estudantes do estado. Tmj Jéssica

o nosso muito thks por toda a galera que participou dessa edição :)

O SOM QUE ROLOU NA REDAÇÃO ENQUANTO FECHÁVAMOS A EDIÇÃO: Trem-Bala - Ana Vilela Sandy&Júnior - Quando Você Passa Anavitória ft. Tiago Iorc - Trevo DNCE - Body Moves Kungs vs Cookin’ on 3 Burners - This Girl Calvin Harris - This Is What You Came For



Quer aparecer com a galera aqui na seção Instagram? Mande a sua foto pra gente por inbox: facebook.com/revistaits

INSTAGRAM

Escola Almirante Lamego Escola Cazzamali

ola Cazzamali Evilin e Camily da esc Santa Cecília Escola Cecília Ax

de Guris da escola Escola básica Cecília Ax

Galera da escola de Ensino Médio Almirante Lamego

Escola Cecilia Rosa

Lopes

educação

Isac Lopes da escola Cecilia Rosa Lopes - Floripa

Escola Roberto Gra nt

rnhausen Escola Irineu Bo

Galera da Escola Rober to

Grant

Galera da escola Irineu es Bornhausen - Luiz Alv Escola Irmã Irene

Escola Osvaldo Re is

Laura da Escola Jackeline, Jannay e cília Ce nta Sa ne Irmã Ire

Jonatan Willian, Daian y Samantha Salla da Esc Karoliny Herdt e ola Osvaldo Reis

EXPEDIENTE

Grupo RIC Fundador e Presidente Emérito Mário J. Gonzaga Petrelli Grupo RIC SC Presidente Executivo Marcello Corrêa Petrelli | mpetrelli@ricsc.com.br Diretor Superintendente Reynaldo Ramos Jr. | reynaldo@ricsc.com.br Diretor Administrativo e Financeiro Albertino Zamarco Jr. | albertino@ricsc.com.br A Revista its é uma publicação da Editora Mais SC Coordenador Núcleo Jovem Gilvan Saragosa Junior | gilvan.jr@ricsc.com.brr

Designer Gráfico Eduardo Motta | www.edumotta.com

Gerente Comercial Itajaí Gondil Kurtz | gondil@ricsc.com.br

Conteúdo Jéssica Stierle | jessica.stierle@portalits.com.br Renata Bomfim | renata.bomfim@portalits.com.br

Gerente Comercial Xanxerê Matheus Henrique Stefanoski matheus.stefanoski@ricsc.com.br

Supervisora de Distribuição Marina Rosa - distribuicao@noticiasdodia.com.br

EXECUTIVOS CONTAS SC - Sul Marciel Juvencio | marciel.juvencio@ricsc.com.br

NÚCLEO COMERCIAL REDE Santa Catarina, São Paulo, Distrito Federal, Minas Gerais e Rio de Janeiro Fabiano Aguiar | fabiano@ricsc.com.br

Florianópolis Crystiano Parcianelli crystiano.parcianelli@ricsc.com.br

Atendimento Regional Rio Grande do Sul e Paraná Gabriel Habeyche | gabriel.habeyche@ricsc.com.br

Os artigos assinados não refletem necessariamente a opinião da revista, sendo de inteira responsabilidade de seus autores. É permitida a reprodução total ou parcial de reportagens e textos, desde que expressamente citada a fonte. Tiragem: 71.922 mil exemplares

Gerências Comerciais SC Gerente Comercial Chapecó Jorge Furtado | jorge.furtado@ricsc.com.br Gerente Comercial Joinville Cristian Vieceli | cristian@ricsc.com.br Gerente Comercial Blumenau Jackeline Moecke | jackeline@ricsc.com.br

facebook.com/revistaits

NÃO VACILA, FALA AÍ (48) 3212-4026 contato@portalits.com.br Pontos de distribuição: Floripa/São José: Colégio Bom Jesus, Colégio Catarinense, Colégio Energia Jr., Colégio Energia 3ão, Colégio Geração, Colégio Dom Jaime, Colégio Imaculada Conceição, Colégio Menino Jesus, COC Centro, Colégio

youtube.com/revistaits

Tendência 3ão, Colégio Elisa Andreoli, Colégio da Lagoa, COC Córrego, Colégio Tendência Kids, Colégio Cruz e Sousa e Cruz e Sousa SJ. Lojas: Varal, Curso Pascal, Rádio Jovem Pan, Curso Cem, Yázigi Idiomas, El Divino, Mormaii Lagoa e Teatro Vanguarda. Beiramar Shopping: Gang, Sul Nativo, J’Bay, Someday. Shopping Iguatemi: Sul Nativo. Shopping Itaguaçu: J’Bay, Sul Nativo. Balneário /Itajaí: Colégio Energia Itajaí, Colégio São José, Colégio Margirus, Colégio Salesiano, Colégio Unificado Bal. e Colégio Energia Balneário. Itajaí Shopping: World Tenis, Academia Wave, Gang shopping BC, Yázigi Idiomas. Blumenau: Colégio Energia, Colégio Bom Jesus, Colégio Sagrada Família, Colégio Barão do Rio Branco, Colégio Senai e Colégio Etevi. Lojas: Cabanas, Marcello Sports, Yázigi Idiomas, Rádio Mix, Yázigi Brusque e lojas Gang. Criciúma: Colégio Marista, Colégio Energia e Colégio São Bento. Tubarão: Colégio Energia, Colégio Dehon, Colégio Senai e Colégio São José e Yázigi Tubarão Lages: Colégio Bom Jesus, Colégio Santa Rosa e Colégio Energia. Rádio Cidade, e Yázigi Araranguá. Joinville: Colégio Elias Moreira, Colégio Bom Jesus Ielusc, Colégio Santos Anjos e Colégio Tupy/Sociesc, Rádio Jovem Pan, Lojas Gang Shopping Müller, Yázigi Joinville Chapecó: Colégio Marista, Colégio Energia e Colégio Exponencial. Yázigi Chapecó. Jaraguá do Sul: Colégio Marista, Colégio Jangada e Colégio Bom Jesus. Rio do Sul: Colégio Energia e Colégio Dom Bosco. Todas as escolas estaduais, principais agências do estado.

instagram.com/revistaits



Por Haziel Schneider,

CULTURA POP

18 aninhos punindo malfeitores em nome da Lua, estudante de Publicidade e Propaganda, fissurado por cultura pop

Os

Queridinhos da Internet

O YouTube é uma plataforma que só cresce desde que surgiu, em 2005. Com o passar do tempo, os criadores de conteúdo, também conhecidos como vlogueiros, foram se apropriando e tomando conta do espaço. Hoje em dia eles se chamam, exclusivamente, de youtubers e têm até premiações específicas da área.

Kefera Buchmann,

do canal 5minutos, é uma das mulheres mais bem sucedidas na cena. Neste ano, foi eleita pela revista Forbes como uma das jovens mais promissoras do país e seu canal, ativo desde 2010, foi um dos primeiros brasileiros a atingir um milhão de inscritos.

10 REVISTA ITS | É NA ESCOLA QUE A GENTE ACONTECE


SANTA CATARINA REPRESENTS!

Talvez você não saiba, mas grande parte dos queridinhos do YouTube são de Santa Catarina e estão pertinho da gente. <3

Lucas Rossi Feuerschutte, mais conhecido como Luba, é de Tubarão e dono de uns canais mais famosos do país. Conhecido por seus vídeos sobre cultura geek, games e senso de humor, o astro catarinense é a preferência do público de 11 a 15 anos e seu canal LubaTV já tem mais de três milhões de inscritos.

Whindersson Nunes

é atualmente o maior youtuber masculino do Brasil com canal homônimo que já passa dos 12 milhões de inscritos. Whindersson é humorista, cantor, compositor e ganhou muito destaque pelas paródias musicais em que produz.

Nostalgia

, do Felipe Castanhari, é um prato cheio para fãs de cultura pop dos anos 90 e 2000, fazendo total jus ao nome do canal. Com uma proposta diferente dos citados anteriormente, esse se destaca por seus vídeos relembrando acontecimentos, programas, músicas e nomes que marcaram a vida de quem viveu nas duas ultimas décadas. O canal conta com mais de sete milhões de inscritos.

Porta dos Fundos, antes

de ser ultrapassado por Whindersson, era o canal brasileiro com o maior número de inscritos, mas agora segue na vice-liderança. Criado em parceria e com investimento de uma famosa produtora, o canal não tinha como dar errado: Clarice Falcão, Fabio Porchat e Gregório Duvivier são alguns dos nomes que fizeram parte dessa equipe.

Depois das Onze é um canal composto pela dupla dinâmica (e que dinâmica!) Thalita Meneghim e Gabriela Fernandes. O carisma e sintonia das duas que transborda nos vídeos, foi o suficiente para conquistar o público e fazer o canal crescer, atingindo a marca de 670 mil inscritos.

Seu Site Favorito, da estrela em ascenção Piink já é um “musthave” na lista de quem curte youtubers. O canal ficou conhecido principalmente pelo quadro POPTUBE, que inova o estilo com uma pegada jornalística trazendo notícias sobre personalidades na cena do Youtube Brasil. O visual colorido, o cenário e o carisma de Piink somam em uma combinação perfeita, resultando no crescimento do canal que já passa dos 66 mil inscritos e possui vídeos com mais de 700 mil visualizações.

REVISTA ITS | É NA ESCOLA QUE A GENTE ACONTECE

11


Por Thiago Marthendal - ASCOM

ESCOLA ABERTA

Os trabalhos demonstraram pesquisas feitas em divérsas áreas do conhecimento

CIÊNCIAS, TECNOLOGIA E

CIDADANIA!

Desde o início do ano alunos de todo o Estado, com o espírito científico em mente, trabalharam com colegas, pais e professores para criar e desenvolver os projetos para a XI Feira Estadual de Ciências e Tecnologia, realizada durante os dias 19 e 20 de outubro, em Florianópolis. A quantidade de alunos envolvidos e o esforço na apresentação de um material de verdadeira importância foram um espelho do engajamento científico dos estudantes catarinenses.

12 REVISTA ITS | É NA ESCOLA QUE A GENTE ACONTECE

Foram três etapas, Escolar, Regional e Estadual, com mais de dois mil alunos envolvidos e a orientação de quase 700 professores. Segundo a coordenadora da feira, Sirley Damian, a proposta sempre foi de incentivar a pesquisa de forma integrada em todas as áreas do conhecimento e garantir a diversidade científica e cultural. “Esse é um processo que se inicia nas unidades escolares e tem continuidade nas Feiras Regionais com a apresentação dos trabalhos para a

comunidade escolar e a seleção dos representantes que participaram da Feira Estadual”, comentou. Muito mais do que os clássicos “vulcão de massa de modelar” e “feijões crescendo no algodão”, os trabalhos dos alunos são desenvolvidos pensando no impacto social e nas necessidades do local onde vivem. Esse foi o caso de alguns trabalhos de destaque, como o apresentado pelos alunos João Lucas de Mello e Alan Peterson de Jesus, de Lages.


Estudantes de todo o Estado estiveram reunidos apresentando seus projetos.

Fotos: Thiago Marthendal

Educação Profissional - 1º Lugar Eeb Prof Heleodoro Borges - Jaraguá Do Sul Recursos Pedagógicos para Trabalhos com Deficientes Visuais na Educação Alunos: Shaiane Rayssa Da Silva e Estefani Alves Vieira Maria Witthoeft Professor Orientador: Vera Lúcia Gomes de Oliveira

Os visitantes foram recebidos com uma apresentação do Coral Vozes do Amanhã.

Ensino Fundamental - 1º Lugar Eeb Pe Izidoro Benjamim Moro – Seara Emoção e Criatividade Em Perfumes Alunos: Laura Luisa Fiorentin e Maria Julia Nicolau Professor Orientador: Janete Aparecida Simoni Ensino Médio - 1º Lugar Eeb Prof Jose Duarte Magalhaes - Jaraguá Do Sul A Importância dos Microrganismos Eficientes Alunos: Danrlei Dräger e Alaís Cristina Dräger Professor Orientador: Elcio Paulo Matkevicz

O trabalho dos estudantes Alan e João conquistou o terceiro lugar na categoria Ensino Médio.

Preocupados com a falta de acessibilidade em diversos ambientes como praças, prédios e até construções históricas que não tem como ser totalmente adaptadas, os alunos apresentaram o Protótipo de um Stair-Trac (dispositivo mecânico otimizado) que funciona como uma base móvel para pessoas com diversos níveis de restrição de movimento, cadeirantes ou não. “A falta de acessibilidade é um problema sério que atinge, além do direito de locomoção, a autoestima do usuário”, comentou Alan. “Queremos dar um senso de independência que muitos idosos e deficientes

não conseguem alcançar pelo alto preço das atuais opções de dispositivos mecanizados. O nosso foi projetado e poderá chegar ao mercado por um valor muito mais reduzido”, complementou João. A equipe do ensino médio que venceu a etapa estadual irá representar o Estado na Mostra Brasileira de Ciência e Tecnologia (Mostratec). Já o trabalho vencedor do ensino fundamental ganhará um espaço no evento Ciência Jovem, Feira Internacional de Ciências, que reúne trabalhos de todos os estados brasileiros e de outros países.

FACEBOOK.COM/REVISTAITS

13


LIÇÃO DE CASA ESPORTE

Por Lucas Inácio

A um passo da UFSC

Nos próximos dias 10, 11 e 12 de dezembro será realizado o maior vestibular do Estado, o da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Ou seja, se você está lendo esta revista no momento em que ela ficou pronta, você tem pouco mais de um mês para se preparar para essa prova. Por isso, o Lição de Casa deste mês traz algumas dicas para ajudar você a se dar bem. O Enem acabou de passar, então é possível que você já esteja afiado no ritmo dos estudos, por isso a primeira dica que podemos dar é: não perca o pique. É normal relaxar depois de uma prova importante, mas se o objetivo é entrar em uma universidade, o Enem é só uma parte – importante, diga-se – do processo. Descanse, mas não perca o foco e continue estudando.

14 REVISTA ITS | É NA ESCOLA QUE A GENTE ACONTECE

Já que estamos falando sobre descanso, não se esqueça de dar uma desacelerada no ritmo do estudo perto da prova. Aquela ideia de acelerar no final para compensar os conteúdos que você não domina, acaba atrapalhando mais do que ajudando. Além do mais, o descanso é muito importante para o cérebro assimilar todos os aprendizados e melhorar a memória, ou seja, não basta estudar, tem que dormir. Agora vamos falar diretamente sobre a prova, mais especificamente sobre a área que nós, jornalistas da Its, entendemos: redação (mas serve para as questões discursivas também). O ideal é você relacionar a redação com outras disciplinas. Essa interdisciplinaridade dá mais sustentação ao texto e o deixa mais fácil de entendê-lo. Os

temas tratados nos livros do vestibular, dos conteúdos de história ou de atualidades são boas formas de como fazer essas construções. Lembra das dicas que a Marjori Padoin deu para o Enem na Revista Its, edição de outubro? Vale para o Vestibular da UFSC também. Falando em literatura, imagino que a essa altura do campeonato vocês já tenham lido todos os oito livros, mas vale procurar algumas informações sobre quem são os autores e o contexto literário no qual estavam inseridos. Busquem saber sobre o momento histórico, econômico e político do autor. Por fim, saber se o livro virou filme ou peça de teatro, vale a pena assistir (se estiver disponível, é claro), isso ajuda (e muito) a memorizar melhor o conteúdo.


TAMBÉM VALE AQUELE LEMBRETE SOBRE COISAS BÁSICAS, MAS NECESSÁRIAS, PARA O DIA DA PROVA: • Programa-se para chegar com antecedência no local marcado. • Cuide com o trânsito e se programe para sair com tempo suficiente entre onde você está e o local da prova. • Não esqueça de levar caneta com o tubo transparente (preta ou azul). • Leve comidas práticas, tipo barra de cereal, bolacha ou coisas que não estragam sua prova. • Por fim, cuide do cartão resposta como fosse seu iPhone, É SÉRIO!

PROVAS /DATA

EVENTO

1° PROVA 10 de dezembro de 2016 das 14h às 18h (acesso das 13h até as 13h45mi)

Prova composta de: • Língua Portuguesa e Literatura Brasileira ou LIBRAS (12 questões de proposições múltiplas); • Segunda Língua: Alemão, Espanhol, Francês, Inglês, Italiano, LIBRAS ou Língua Portuguesa e Literatura Brasileira (08 questões de proposições múltiplas); • Matemática (10 questões de proposições múltiplas e/ou abertas); • Biologia (10 questões de proposições múltiplas e/ou abertas).

2° PROVA 11 de dezembro de 2016 das 14h às 18h (acesso das 13h até as 13h45min)

Prova composta de: • História (10 questões de proposições múltiplas); • Geografia (10 questões de proposições múltiplas); • Física (10 questões de proposições múltiplas e/ou abertas); • Química (10 questões de proposições múltiplas e/ou abertas).

3° PROVA 12 de dezembro de 2016 das 14h às 18h (acesso das 13h até as 13h45min)

Prova composta de: • Redação; • 4 Questões Discursivas.

WWW.FACEBOOK.COM/REVISTAITS

15


LIVROS DO VESTIBULAR

“Eu encontrei algumas coisas mais solitárias do que eu”:

As fantasias eletivas de Copi Demorei longo tempo para saber a quem atribuía As fantasias eletivas: se a Schroeder, se a um transitório e visionário Renê, se à figura evanescente de Copi, a travesti escritora e fotógrafa cuja “poesia completa” faz parte desse livro que poderia ser lido como um romance, como uma antologia de poemas, como uma compilação. Essa boneca russa, em que vamos encontrando uma figura dentro de outra, toma seu nome a um conhecido livro

16 REVISTA ITS | É NA ESCOLA QUE A GENTE ACONTECE

do escritor romântico Goethe: As afinidades eletivas (1809). Ele, aliás, é citado pela própria Copi: ao morrer evocando a luz, cego, teria imaginado um ginásio vazio; e aliás, pensa ela, nenhum brasileiro desses de cabelo espetado que bebe uma sofrida lata de cerveja alemã conhece o tal escritor. De início, temos a impressão de que a história da vida rotineira do recepcionista noturno Renê, dividida como se fosse um dicionário, tomaria

conta de todo o livro. Essa é uma vida, no entanto, em que muitas coisas são possíveis: enquanto compulsivamente esteriliza e limpa superfícies com álcool, estéreis e desoladores como madrugadas chuvosas de agosto em cidades litorâneas, entre o suor que lhe molha as costas, o cheiro do sabonete do filho que não pode ver e o sangue que corre de uma faca de cozinha, surge Copi. Copi, a travesti, perdida entre as imagens de Polaroid que


Por George França

Professor do Colégio de Aplicação da UFSC; doutor em Literatura pela mesma instituição

tocam suas retinas, é uma espécie de aparição numa Camboriú turística em que as ondas de eufóricos turistas de excursões de formatura, de farofeiros em passagem de ano e da onda de aposentados do pós-temporada. Copi é mais que a cópia de seu anúncio: “Travesti magra, bonita, bem-vestida e inteligente. Nível universitário. Ativa e passiva: não decepciona, prazer além da carne. Atendo com local próprio e sem portaria.” É ela quem faz os instantâneos da solidão das coisas. É na sua poesia incompleta que nos assustamos, junto com ela, ao deparar com dois raciocínios: “o primeiro era de que havia muita palavra no mundo, muito mais do que gente. E o segundo de que o que nos liga ao passado, a memória (que rege essas inúmeras fantasias eletivas que chamamos de lembranças) empalidece ao sinal do primeiro desejo.”

Fotos: Divulgação

Muito semelhante a Nadja, personagem do romance surrealista fotográfico de Breton, as memórias, lembranças, recortes pálidos de memórias de Copi são o que nos conduz o olhar a constelar a solidão. Copi é o suplemento da descrição da vida de Renê: suas imagens transbordam, com seus textos, as similaridades entre fotografia e literatura. “O que me move para a fotografia são as similaridades com a literatura”, diz ela. “A fotografia quer congelar um instante, e a literatura, recriálo, e ambas têm essa capacidade de permitir uma outra visão das coisas. [...] criar e contar histórias é desvelar imagens.” E diante de nós, desfila a galeria de objetos encontrados pelo caminho que são talvez o pequeno museu de solidões em que Copi procura se entender, lugares distintos de (ser) ninguém. Um museu de inutilidades como ponteiros de relógio, a ponte Hercílio Luz, pés no meio de corredores de ônibus, latas de cerveja importadas, sombras. Copi nos lembra, ao se olhar no espelho em Renê, que “Nos permitimos exibir nossos carros, a porra desses tijolões, os celulares, mas temos vergonha de fazer um carinho, dar um beijão prolongado na nossa companhia em plena rua. É o claro isolamento do toque, do gesto. É uma espécie de ausência que torna todas as ruas de todas as cidades um pouco fantasmas, já que elas deixaram de ser o palco das expressões humanas para ser apenas um trajeto.” Um trajeto ao fim do qual, como Copi, entramos em nossas caixas-apartamentos, fechamos as portas e começamos a acariciar as paredes.

SOBRE O AUTOR Além de já ter sido recepcionista de hotel, como seu personagem Renê, Carlos Henrique Schroeder divide com ele o ter nascido em Santa Catarina, mas na cidade de Trombudo Central, em 1970. Contista e cronista jovem, agraciado com vários prêmios, escreve textos que problematizam a relação com a linguagem, como Ensaio do vazio e a coletânea de contos As certezas e as palavras. Ministra oficinas, como A fotografia das palavras, em que trabalha a partir de obras do fotógrafo Henri Cartier Bresson, do videoartista Bill Viola e do performático encenador Tadeusz Kantor, Laboratórios de autoria e outros espaços de vivência literária.

FACEBOOK.COM/REVISTAITS

17


WIFI

Por Lucas Inácio

NA ESTAÇÃO DE BRINCAR É, literalmente, redundante falar que a realidade virtual já é uma realidade, mas de fato 2016 está sendo um ano importante nesse processo. O lançamento da vez é o Playstation VR, que entrou no mercado em meados de outubro. O preço ainda assusta, tanto lá fora (US$ 399) quanto por aqui (mais de R$ 3 mil), mas é um passo que coloca o produto de vez no mercado. O dispositivo vem com 18 jogos de demonstração e fone de ouvido, além da unidade de processamento e os cabos necessários. Sites especializados deram opiniões positivas sobre o aparelho, mas como não temos condições de comprar, se vocês comprarem e quiserem nos convidar para o teste, será um prazer.

NOVIDADES TECH AS NOVIDADES TECHS QUE A GENTE QUER

BATMAN EM DOSE DUPLA

O herói mais querido da DC chegou em dose dupla no mercado de games em outubro. Primeiro com Batman Arkham para realidade virtual, um dos jogos de super herói com maior sucesso lançados até agora. Ele é, exclusivamente, para o PS VR, ou seja, é só colocar a máscara e ir combater o crime em Gotham. Outra alternativa é o relançamento do outros jogos da série para consoles mais novos (PS4 e Xbox One). Batman: Return to Arkham é um compilado de Arkham Asylum (2009) e Arkham City (2011), mas com recursos visuais renovados e alguns extras. Vale lembrar que um terceiro game Batman: Arkham Night saiu ano passado.

18

REVISTA ITS | É NA ESCOLA QUE A GENTE ACONTECE


Quer curtir e compartilhar o melhor da vida? Então, venha para a TIM.

controle TIM

Agora com mais internet em um chip só.

VENDE-SE: 140 CARACTERES Quem quer comprar uma rede social com mais de 320 milhões de usuários? Se você está interessado, terá que entrar na briga com quatro gigantes: Google, Microsoft, Salesforce e até Walt Disney. Sim, essas são as quatro empresas que mostraram interesse em comprar o Twitter, de acordo com as informações da Bloomberg. A empresa dos 140 caracteres abriu conversas para venda e deve fechar negócio até o fim do ano depois de perder mais de US$ 500 milhões em 2015. Se já tá difícil para eles, imagina para nós.

UNIÃO PELA INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Já que citamos alguns gigantes da tecnologia concorrendo pelo Twitter, vale destacar os momentos de união também. O último foi a parceria entre Google, Microsoft, IBM, Facebook e Amazon pelo desenvolvimento de inteligência artificial. Todas essas empresas já têm seus projetos individuais, mas agora formaram uma rede colaborativa com o intuito de “beneficiar a sociedade”. A ideia é alinhar as práticas para manter a ética e a transparência sobre esse assunto tão delicado. No cinema, vários filmes tratam do tema. Será que é medo de virarmos Matrix?!

Milhões de música para ouvir onde e quando quiser. Exclusivo no TIM Controle Express.

TIM: a líder em cobertura 4G de Santa Catarina e do Brasil.

NÃO É CILADA, BINO!

O jogo para celular Construction Crew 3D é para quem gosta de veículos pesados, principalmente aqueles de construção civil. A ideia é pegar caminhões e outras máquinas e colocá-las na função com o objetivo de chegar ao ponto desejado. Parece fácil no começo, mas dirigir quinze jamantas diferentes ao longo de 90 fases é para quem tem braço.

REVISTA ITS | É NA ESCOLA QUE A GENTE ACONTECE

Venha para a TIM e mantenha o seu número.

19

Oferta válida para adesões até 20/11/2016 por clientes pessoa física em todo o Brasil. Minutos e torpedos válidos para operadoras móveis, fixas e SME com perfil assinante pessoa física. Caso consuma 100% do seu pacote (1) de minutos, o cliente será tarifado em R$ 0,25 por minuto, descontados de seus créditos; (2) de internet, sua conexão será bloqueada até que ocorra a renovação da franquia mensal. Os benefícios da Oferta são válidos até 20/11/2016. Oferta TIM CONTROLE Express válida para pagamento via cartões de crédito válidos, de acordo com o regulamento da oferta. Para o uso de internet, a velocidade de referência é de até 1 Mbps na rede 3G e 5 Mbps na rede 4G. Para mais informações, ligue *144 do seu TIM ou 1056 de qualquer telefone ou consulte o regulamento completo em tim.com.br. “Líder em cobertura 4G de Santa Catarina” refere-se à quantidade de municípios cobertos. Fonte: Teleco (http://www.teleco.com.br/4g_cobertura.asp?rel_mun=2#Rel_mun_4g), verificação feita em 29/03/2016. “Líder em cobertura 4G do Brasil” refere-se à quantidade de municípios cobertos e de população coberta. Fonte: Teleco, em 7/7/2016.


ESCOLA ABERTA

Notícias das

Escolas

Por Edinéia Rauta edineiarauta@sed.sc.gov.br

MONTEIRO LOBATO EM PAUTA Alunas do 4°ano do curso de Magistério da EEB Santa Cruz, de Canoinhas, realizaram no mês de outubro a Mostra Monteiro Lobato, com o objetivo de apresentar aos demais alunos da instituição, aspectos relativos a vida e obra desta importante figura da literatura brasileira. No encontro também foram expostos bonecos confeccionados pelos alunos nas aulas de Artes.

CULTURAL EM VOGA A Indústria Cultural e Contra Cultura foi tema de um projeto desenvolvido com alunos das turmas do Ensino Médio Inovador da EEM Governador Ildo Meneghetti, de Passo de Torres. Além de estudo e discussão sobre os temas propostos, os alunos realizaram apresentações, debates e desfiles. Após um mês de pesquisa e estudo foram realizadas as apresentações para toda a escola. Entre os temas apresentados: A sociologia discutindo Indústria Cultural e Contra Cultura; Os padrões de beleza e a Indústria Cultural; As redes sociais e a comunicação na Indústria Cultural; O cinema visto como arte e mercadoria; As expressões da moda da década de 60 aos dias atuais: Indústria Cultural, Contra cultura e Tribos Urbanas; O rock e o rap como voz crítica da contra cultura.

DESTAQUE NACIONAL Os alunos Lucas Somavilla e Chérllyn Dias, do Centro de Educação Profissionalizante (CEDUP), de Campo Erê, participaram, entre os dias de 26 de setembro e 1º de outubro, da Feira Nordestina de Ciência e Tecnologia, em Boa Viagem (PE). Acompanhados pelo professor Etore Bortese, os alunos apresentaram a eficiência da utilização de insetos para repelir pragas em até 70%. O sucesso do experimento fez com que o Projeto conquistasse o quarto lugar na classificação geral dos melhores trabalhos da Feira Mostratec de 2015, em Novo Hamburgo (RS) e, consequentemente, o passaporte para a Feira Nordestina. Lá os alunos competiram com aproximadamente 200 projetos nacionais e internacionais (México, Paraguai, Peru e Brasil) e conquistaram o 2º lugar na área de Ciências Agrárias. O projeto foi o único do Estado de Santa Catarina a participar da Feira. Parabéns meninos!! 20

REVISTA ITS | É NA ESCOLA QUE A GENTE ACONTECE


DE CARA NOVA 1

Em um lindo trabalho coletivo a EEB Manoel da Silva Quadros, de Canoinhas, está pronta. A escola recebeu nova pintura e um novo toldo, facilitando o acesso dos alunos a direção escolar, biblioteca e refeitório. A escola recebeu toda tinta para nova pintura da ADR de Canoinhas, e a mão de obra ficou a cargo dos servidores e amigos da escola. Outros recursos vieram de promoções realizadas pela própria instituição de ensino.

DE CARA NOVA 2

Pensando na formação integral do aluno como sujeito, a EEB Cedrense, de São José do Cedro, criou o projeto Arte e Cultura, que entre as suas atividades realizou a pintura dos muros da escola. Mais de 600 estudantes do ensino fundamental e médio participam da atividade. O projeto vai além. Tem como objetivo desenvolver atividades culturais, envolvendo a comunidade escolar voluntária das várias áreas do conhecimento, como profissionais de educação física, artes plásticas e cênicas, música, entre outros. A intenção é proporcionar encontros lúdicos e de expressões diversas com a comunidade escolar por meio de oficinas culturais significativas, bem como valorizar a cultura local favorecendo a expressão e a criatividade de todos os envolvidos. Dois excelentes exemplos a serem seguidos!!

ESPETÁCULO ESTUDANTIL Cerca de 500 estudantes da EEB Vidal Ramos Júnior, de Concórdia, participaram do espetáculo Ecos e Vozes,que apresentou trabalhos sobre a história da cidade. O espetáculo é fruto do trabalho de valorização da História e Cultura do povo concordiano como proposta do Programa Mais Cultura, que tem como objetivo valorizar os bens culturais, modo de vida, memória e identidade, bem como a história dos povos indígenas, caboclos, italianos e alemães, que residiram na cidade. Foram produzidos documentários com famílias conhecidas da cidade, coreografias de dança e uma peça teatral retratando a cultura, usos e costumes de cada etnia.

VISITA TÉCNICA Com o objetivo de aprimorar ainda mais o conhecimento adquirido em sala de aula, estudantes do Ensino Médio Integrado a Educação Profissional (EMIEP), da EEB Sóror Angélica, de São Lourenço do Oeste, realizaram visita técnica a empresa Fibraplac, de Porto Alegre (RS). Segundo os estudantes, o conhecimento proporcionado por meio de visitas à outras empresas são de fundamental importância para que os estudantes obtenham êxito na vida profissional. Tudo é experiência e quanto mais melhor, já que logo esses alunos estarão no mundo do trabalho.

Um super trabalho foi desenvolvido na EEB Paulo Blasi, em Campos Novos. Para comemorar o Halloween, os alunos montaram salas temáticas e a caráter, trabalharam a interdisciplinariedade através de um concurso de doces e frutas com o tema dia das bruxas. Além da confecção das “gostosuras”, os alunos trouxeram conceitos de Química, Matemática, História, Biologia, Geografia, Inglês e Conhecimentos Gerais para os cenários assustadores que criaram. O projeto envolveu os alunos do Ensino Médio Inovador da Escola e foi coordenado pela professora de Química, Marisa Aparecida Camargo das Dores.

21


CAPA

22 REVISTA ITS | ร NA ESCOLA QUE A GENTE ACONTECE

Por Lucas Inรกcio


Em setembro deste ano, uma Medida Provisória (MP) apresentada pelo governo federal mexeu diretamente com a vida dos estudantes do ensino médio do país. Desde então, notícias sobre o assunto foram veiculadas, informações, divulgadas – como também desencontradas, em vários casos – e a internet se encheu de debates sobre o assunto. Muitos apoiando, outros tantos sendo contra, e muita gente não entendendo nada. Por isso, nós, da Revista Its, resolvemos tratar desse assunto para ajudar você a entender o que é essa MP e como ela pode afetar o futuro do ensino médio em todo o Brasil. Para esclarecer as dúvidas e mostrar as duas partes, promovemos um encontro com dez estudantes da rede pública estadual e uma representante da Secretaria da Educação de Santa Catarina para tratar do assunto. Pela secretaria, falou a coordenadora da Educação Básica, Sirley Damian de Medeiros, enquanto os estudantes foram representados por alunos de três escolas de Florianópolis: Instituto Estadual de Educação, EEB Getúlio Vargas e EEB Aníbal Nunes Pires. Foram cerca de três horas de conversas, questionamentos e esclarecimentos realizados durante o período da tarde do dia 26 de outubro, no laboratório de ciências do Instituto.

23


Medida Provisória? (Para entender melhor o que é essa tal de MP, leia o Box). Apesar de a proposta não ter sido aprovada por completo, Sirley acredita que foi uma medida necessária para fomentar a discussão, já que a MP tem um caráter emergencial. “Foi feita uma abordagem muito superficial, como os alunos colocaram. Será que todos leram o documento? As ações de divulgação não foram bem difundidas, mas a discussão é necessária”, explicou a coordenadora. Os alunos presentes concordaram e acreditam que a mudança no ensino médio é necessária, principalmente para deixá-lo mais atrativo e prático. Por outro lado, os alunos sentiram falta de serem ouvidos e não gostaram da forma como foi definida a questão, afinal, as mudanças estão direcionadas para todos os estudantes do país e é algo que afetaria diretamente a rotina escolar. “Somos interessados por movimento estudantil há anos e nunca ouvimos nada sobre esse assunto”, apontou Brenno. “Isso é uma coisa que pode afetar a vida de profissionais daqui a 20 anos, não pode ser definido de uma hora para outra.”

Primeiras reações e

QUESTIONAMENTOS

Conectados às redes sociais, os alunos contaram que receberam a notícia das mudanças via web e portais jornalísticos como meio de informação. “O que apareceu na minha frente foi: ‘artes, educação física, filosofia e sociologia serão retiradas do ensino médio por ordem de Michel Temer’; óbvio que a matéria é sensacionalista, pois eles querem que o pessoal clique, aí depois desse choque é que você vai entender do que se trata”, falou Brenno Aguiar, aluno do 3º ano do IEE. Com dúvidas e sem entender direito o

24 REVISTA ITS | É NA ESCOLA QUE A GENTE ACONTECE

assunto, os estudantes levaram a discussão para dentro das turmas com colegas e professores. Sem exceção, todos acreditam que por causa dos acontecimentos políticos no país, a nova geração tende a se tornar mais politizada, apesar de eles ainda enxergarem desinteresse por parte de muitos estudantes. O desinteresse não é só por política, mas pelo próprio ensino médio. A necessidade de mudanças é clara e esse foi um ponto levantado tanto pelos alunos quanto pela secretaria. Mas a pergunta que fica é: por que uma

1,15

MILHÃO FORA DO ENSINO MÉDIO

Uma pesquisa do Instituto Unibanco de fevereiro deste ano mostra que 1,15 milhão de jovens brasileiros entre 15 e 17 anos estão fora do ensino médio, sendo que 221 mil desses abandonaram no meio do caminho. A necessidade de mudanças é iminente e esse foi um ponto levantado tanto pelos alunos quanto pela secretaria.


“ESTÁ EM ABERTO”

Durante a conversa, algumas coisas foram esclarecidas, como a questão das cinco ênfases ou a utilização de profissionais com notório saber como professores, pontos polêmicos, que deixaram de ser tão polêmicos assim (ver box). Porém, vários outros pontos ficaram em aberto, justamente pela característica da MP, que deixa definições importantes por conta dos Estados e da Base Nacional Curricular Comum - um documento criado por educadores e alunos para sistematizar o que será ensinado nas escolas do país inteiro, em elaboração desde o primeiro semestre de 2015 com previsão para ser finalizada em 2017. Sirley acredita que, mesmo com a MP, debates importantes serão realizados em âmbito estadual e ainda há espaço para discussões. “O sucesso da implementação da proposta vai depender da operacionalização e dos Estados. Está na mão das diferentes redes de ensino e dos Conselhos Estaduais de Educação essa discussão toda, pois mexe com toda a estrutura; então, nós temos que organizar o sistema para essa mudança.” Sobre a decisão que deverá mudar a realidade escolar do Estado, os alunos demonstraram interesse em discutir e planejar ao lado da secretaria.

PREOCUPAÇÃO COM O FUTURO Essas alterações foram questões recorrentes durante a reunião. Mesmo com todos os dez representantes sendo de Florianópolis - e oito deles estarem no 3º ano - há uma preocupação com as próximas gerações e com estudantes do interior do Estado. “Acho que a reforma do ensino médio pode sim ser boa, mas temos que pensar que não são todas as escolas que têm estrutura para receber esses itinerários. Aqui no IEE daria tranquilamente, mas no interior, como ficaria essa questão?”, questionou Helysson Ribeiro, 17, da EEB Getúlio Vargas. Na mesma linha da fala do colega, vários alunos destacaram que a MP deveria ficar em segundo plano perto de outros pontos a serem resolvidos, principalmente a valorização dos profissionais da educação. “Eles vão ter que trabalhar mais horas por dia e estudar para atender matérias mais específicas. Acredito que deve ser feita essa discussão, mas o principal é a discussão sobre a valorização dos professores”, falou Alejandro Añez, do IEE. O fato é que a reforma já está em andamento, já que a MP vale a partir do momento em que foi publicada. Ela tem de ser discutida, mas não apenas pelos alunos que hoje estão no ensino médio, mas por todos aqueles que se ligam no futuro da educação no país. Esse é um assunto que vai voltar à pauta e que conta com a participação de todos.

O que é uma MP e quais os próximos passos? A Medida Provisória é um instrumento, utilizado pela Presidência da República, que tem força de lei e passa a valer como tal a partir de sua publicação. Uma vez lançada, a MP tem 60 dias (podendo ser prorrogada por mais 60) para ser analisada pelo Legislativo em sistema de urgência, onde pode ser transformada definitivamente em lei. O processo de análise no Poder Legislativo ocorre em três etapas: 1) Primeiro, uma comissão mista, formada por deputados federais e senadores, precisa aprovar um parecer sobre a MP; 2) Depois, o texto passa pela Câmara dos Deputados; 3) Por fim, pelo Senado, podendo ser rejeitada nessas etapas – por isso a importância das relações políticas entre Legislativo e Executivo. Nesse caminho, o texto também pode ser alterado por meio das emendas constitucionais apresentadas por deputados e senadores.

FACEBOOK.COM/REVISTAITS

25


TIRANDO AS PRINCIPAIS

DÚVIDAS

CI PA IS QU AI S SÃ O AS PR IN OS TA ? MU DA NÇ AS DA PR OP ação de Escolas nt me à Imple - Política de Fomento mpo Integral. de Ensino Médio em Te pela do currículo formado - Maior flexibilização erários itin Curricular e cinco Base Nacional Comum los alurão ser escolhidos pe formativos, que pode sse. sua afinidade e intere nos de acordo com a

NA MEDIDA PROVISÓRIA

746/16 (a popular MP do Ensino Médio), foram 568 solicitações de mudanças, que vão da inclusão de temas no currículo (como direito constitucional, educação sexual, finanças pessoais, entre outras) até a revogação integral do texto. Até o fechamento dessa matéria, o texto estava na comissão mista, onde há essa divergência sobre o tempo de tramitação. O parecer da comissão pode sair já neste mês ou ficar para o ano que vem.

26 REVISTA ITS | É NA ESCOLA QUE A GENTE ACONTECE

“Hoje vocês têm ciências da natureza, ciências humanas, matemática e linguagens no currículo, mas todas essas áreas também poderão ser dadas em forma de ênfases. Todos terão sociologia na base, mas você também pode ter sociologia ao optar pelo itinerário de ciências humanas. E além desses quatro itinerários, tem a formação técnica e profissional”, explicou a coordenadora da Educação Básica da SED, Sirley Damian de Medeiros. A forma como isso será implantado não é definida pela MP, portanto, fica por conta das redes de ensino de cada Estado.

VÃ O TO DA S AS ES CO LA S ULO? ÍC RR CU SE GU IR O NO VO rá dese o Iss Não necessariamente. te tamen com finido pelas redes jun Educação. o Conselho Estadual de

TODAS AS EEBS TERÃO QUE TER OS CINCO ITINERÁRIOS? Não necessariamente. A form a como a rede vai se organizar será decidida nos Estados, já que estes são os responsáveis pelo ensino médio.

E O EN SIN O MÉ DIO DE TEM PO INT EG RA L? A meta estabelecida no Plano Nacional de Educação (PNE) prevê 50% das escolas ou 25% dos alunos com período integral com implementação até 2024, ou seja a implementação ser á gradativa, e não em todas as escola s.

E SE EU QUISE R, POSSO CURSAR TODOS OS ITINER ÁRIOS ? Sim. Ao concluir o ensino médio, o aluno pode voltar no ano seguinte à formatura para cursar um novo itinerário, caso a rede possua vagas para tal.


O S ER D A D O S U LO CO M U M VÃ ÍC R R CU O D TR ÊS A N O S ? O S 50% D U R A N TE O S U O O EI M E O ucação, EM U M A N de Estado da Ed ia ar et cr Se a De acordo com finido por cada aberto e será de em tá es a nd ai MP estabelece isso sino. Porém, a en de al du ta es rtuguesa sistema ática e língua po em at m de no édio”. que “o ensi os do ensino m an ês tr s no io será obrigatór

LI CE NC IATU RA PR OF IS SI ON AI S SE M QU ER AU LA ? PO DE RÃ O DA R QU AL de “notório Não. Os profissionais ados na MP) só saber” (como são cham do itinerário poderão ministrar aulas e profissional’ e de ‘formação técnica os pelo Conseterão de ser reconhecid ação. Os demais lho Estadual de Educ da base comum itinerários e as aulas ente. continuam como atualm

AR TE S, ED U CA ÇÃ O FÍ SI CA , FI LO SO FI A E SO CI O LO G IA SE R ÃO O PC IO N AI S? Não. As quatro disciplinas cont inuam na matriz curricular até definição da Base Nacional Comum Curricular (BNC C).

O APRENDIZADO DA LÍNGUA INGLESA SE TORNOU OBRIGATÓR IO? Sim. De acordo com a MP, o inglês passa a ser obrigatório junto com língua portuguesa e matemática. Outros idioma s poderão ser ensinados, com indicação no próprio document o para o Espanhol ser a segund a opção.

FACEBOOK.COM/REVISTAITS

27




PROGRAMA REVISTA ITS ESPORTE

Por Jéssica Stierle jessica.stierle@portalits.com.br

RESUMITS Aquilo que rolou nos últimos sábados no @revistaits na telinha, da RICTV Record RÁDIO DJ

Outra iniciativa massa que nós acompanhamos no último mês foram os jogos promovidos pelo projeto FCB nas escolas. Escolas de Brusque, Blumenau e Joinville tiveram a oportunidade de abrir os jogos oficiais do Campeonato Catarinense de Basquete com os times escolares. Além de muita integração entre as diferentes unidades, não faltou diversão nos lances dignos de NBA e, claro, medalhas - muitas medalhas!

#PLAYLIST

MEU VOTO DECIDE

As músicas que a galera curte viram noticias/micos na tela da RICTV Record. No último mês quem comandou as mais pedidas no quadro Playlist foram os alunos da EEB Aderbal Ramos, da Capital. Além de cheios de estilo, a galera provou que tem bom gosto musical! Para conferir a lista de músicas deles, dá um like na página da @revistaits : )

O programa Revista its vai ao ar todos os sábados às 14h30 para todo o estado através da RICTV Record. Os melhores momentos estão na nossa página do FB.COM/REVISTAITS  30

FCB NAS ESCOLAS

Os recreios da EEB Dom Jaime da cidade de Palhoça são diferenciados. Na escola a galera conta com um sistema irado de comunicação, a Rádio DJ. Comandada pela professora Bruna Ventura, a galera comanda a programação por meio do programa FUNFOU que transmite os avisos e toca só as mais pedidas entre a galera. Além de proporcionar um intervalo mais divertido, a diretora da unidade, Sônia Regina, acredita que o projeto transformou o dia a dia dos alunos trabalhando a interdisciplinaridade.

Outubro foi mês de eleições, mês de exercer o poder do voto e comparecer as urnas. A @revistaits promoveu uma bate papo com alunos das escolas EEB Bela Vista e EEB Wanderley Junior, de São José. Com a participação dos jornalistas Marcos Giraldi e Altair Magagnin, a intenção dos encontros foi de contribuir na formação cidadã e democrática dos alunos.



PROFESSOR DO MÊS

Fotos: Arquivo Pessoal / Divulgação

Por Jéssica Stierle

NÃO TEM LIMITES Conheça o professor da EEB Governador Bornhausen que coordena o projeto de intercâmbio virtual entre alunos do Oeste Catarinense e estudantes italianos QUEM É ELE Nome: Silvano Abati Idade: 44 anos Cidade de nascimento: Arroio Trinta - SC Especialização: Letras inglês-português e italiano pela UNOESC – Videira Especialização em metodologia no ensino de línguas e língua italiana pela Universitá per Stranieri di Siena – Italia 1998 e Universitá per Stranieri di Perugia – Italia 2008

32

Arroio Trinta é uma cidadezinha localizada no Oeste catarinense. O município conta com cerca de 3,5 mil habitantes, e o que chama atenção por lá é fato de que 97% da galera por lá é descente de italianos #vivapizza A distância entre o continente europeu e a cidade é facilmente quebrada com a proximidade cultural incentivada dentro da escola EEB Governador Bornhausen. Na unidade escolar as turmas aprendem a se comunicar com o charmoso idioma italiano. O professor Silvano Abati explica que essa ideia faz com que os estudantes não percam o vínculo com suas raízes e possam despertar e repassar os conteúdos às futuras gerações. Esse ano os alunos tiveram um motivo a mais para continuar engajados em vivenciar os costumes italianos e a se aperfeiçoarem na comunicação. Por conta das olimpíadas sediadas no Rio de Janeiro, o Consulado Italiano no Brasil escolheu 11 escolas para participar de um intercâmbio virtual com escolas italianas. Formado em letras inglês/português e italiano pela UNOESC de Videira, há 21 anos, o professor Silvano Abati foi o responsável por administrar o projeto em Arroio Trinta. Apaixonado pela cultura italiana, ele que curte o tempo ao ar livre perto da natureza, nos conta como a proposta foi realizada e a importância de manter os estudantes em contato com o passado da cidade e seus descendentes.


SOBRE SUA CARREIRA Revista its: Não são todas as escolas que possuem o ensino de italiano no currículo. Como você avalia a prática dentro da sua escola? No início, em 1995, quando a comunidade de Arroio Trinta fez o pedido às instituições de ensino para implantarmos a língua italiana devido as nossas raízes não foi nada fácil. Em uma época sem internet, com pouquíssimo material didático em língua italiana, longe dos grandes centros para adquirirmos livros, foi uma luta árdua. Agora, com o apoio do Consulado de Curitiba e o CCI – Centro de Cultura Italiana PR e SC, a estrada ficou bem mais fácil. Como se diz em italiano – “abbiamo trovato una via d`uscita” – achamos a saída. As dificuldades diminuíram sim, mas não acabaram. O sucesso da Língua Italiana em nossa Escola Governador Bornhausen se dá pela importância da cultura para nossa comunidade. Isso torna a prática em sala de aula prazerosa e natural. Revista its: Qual a necessidade de manter a cultura italiana inserida nas novas gerações? Como afirmam muitos filósofos – ninguém pode se considerar um ser humano completo se não conhecer suas próprias raízes – vejo que uma formação integral deve passar necessariamente pela redescoberta da cultura dos antepassados. Ela forja nosso caráter e molda toda nossa alma. Nosso desafio constante é despertar em nossos jovens aprendizagens diferenciadas e fomentar as futuras gerações. Revista its: Você já visitou a itália? Se sim, como foi? Se não, o que gostaria de conhecer? Eu estive na Velha Bota por três vezes. A primeira vez (1995) ganhei uma bolsa de estudo pelo CCI – Centro de Cultura Italiana de Curitiba para aperfeiçoar a língua na Universitá per Stranieri di Siena. A segunda vez, em 2008, recebi outra bolsa pela Embaixada Italiana de Brasília, que soube de nosso trabalho e resolveu nos auxiliar nessa caminhada. Desta vez fui a Universitá per Stranieri di Perugia. E a terceira vez (2015) fui para San Polo di Piave, nossa cidade gêmea, a convite do CTI – Centro de Tradições Italianas de Arroio Trinta para fazer um estudo do sistema de ensino italiano. Todas as três viagens, foram magníficas. De modo particular a última foi mais emocionante, pois conheci lugares das origens de meus antepassados e agora, de certeza, me sinto muito mais completo.

Revista its: O que mais te encanta na cultura italiana? O que mais me apaixona é saber que somos descendentes de um povo heroico que deixou sua terra mãe e, em antigos navios negreiros, abarrotados de gente, sem a mínima condição de saúde e higiene, vieram para ajudar a construir esse país que amo, chamado Brasil. Atualmente somos mais de “20 milhos de oriundi” em terra brasileira. Quase a metade da população da península. Meu encantamento é ver nos olhos das crianças e jovens o interesse pelas descobertas culturais e históricas. Revista its: Como surgiu a ideia de fazer o intercâmbio? A gente já trabalha de modo conectado com a Itália devido a nossa cidade gêmea San Polo di Piave. Esse intercâmbio se deu por conta das olimpíadas. Foram 11 cidades selecionadas em todo o Brasil e por causa do nossa trabalho com a língua há longos anos, nós fomos uma escola contemplada. A Secretaria Estadual de Educação do estado através da gestão escolar tem conhecimento do belíssimo trabalho aqui desenvolvido. Revista its: Como os alunos se engajaram? Como foi feita a interação? Quais as plataformas utilizadas? Essa turma do terceiro ano, antes de mais nada, é uma série muito aberta e receptiva aos trabalhos. Tão logo soube do intercâmbio e começamos a planejar as ações em conjunto. O primeiro passo foi criarmos 2 grupos de estudo um no Facebook e outro canal no WhatsApp. As duas redes sociais poderiam e são usadas a qualquer hora do dia, para repassar não apenas de conteúdos linguísticos, mas fatos do cotidiano, havendo assim realmente uma interação social e cultural. Nossos alunos com esse intercâmbio foram contemplados e inclusos em uma nova família virtual com ações diferenciadas de aprendizagem. Revista its: Quais foram os assuntos abordadas entre os alunos? Além das temáticas de ensino-aprendizagem, são abordados assuntos do cotidiano dos jovens como por exemplo as diferenças culturais, os modos diversos de diversão, como a escola se organiza aqui e lá, fatos de final de semana, viagens, esportes e muitos temas ligados à juventude e seu modo de agir diante na sociedade. Também a questão de

conceitos e conteúdos trabalhados pela teoria da atividade transformados em bilíngue. Revista its: O que isso mudou no ano escolar? Os estudantes ficaram mais animados e participativos nas aulas? Houve e há uma participação efetiva e completa. As aulas passavam muito rápido e muitos levam trabalho para casa, mas nada que seja empecilhos. Logo voltam com as atividades feitas e postadas nos grupos. As ideias fluem e a proposta atual é criarmos um vídeo informativo sobre locais turísticos de nossa pequena e amada cidade. Qual a importância de programas como esse para a educação pública? Então, quando você pratica uma conversação em língua a dois, para apresentar a seus colegas de sala de aula é uma exigência; quando você precisa apresentar essa mesma aula a falantes nativos, isso toma outro rumo, outra proporção. Todo conteúdo tem um para quê, e, nesse modelo, fica muito mais real. A prática ocorre não apenas em sala, mas no cotidiano. A aula de língua estrangeira, nesses moldes, é permanente e extravasa os limites das quatro paredes. Revista its: Como foi a recepção da escola ao saber que fazia parte do programa entre as 11 instituições selecionadas? Foi outro grande desafio. Embora a educação como um todo é um desafio diário. Mas houve o engajamento da direção, das outras disciplinas e, principalmente dos alunos. Graças a eles o trabalho está fluindo de vento em popa. Revista its: O que te motiva a continuar na profissão? Eu amo ser professor, apesar de todas as dificuldades. Adoro ver e fazer parte da construção do saber dos jovens. Saber que alguns serão melhores porque você fez parte do projeto de vida deles é motivo de ânimo e alegria. Se cada professor pudesse fazer a diferença para, ao menos um jovem, tenho certeza que o Brasil seria um lugar muito melhor. Revista its: Que legado você pretende deixar para os alunos? O legado da humildade, do respeito e da gratidão. A humildade continua sendo, para mim, a melhor parte do saber.

Quer indicar seu profe mais parça para essa coluna? Envie o contato para: edicaoits@gmail.com

FACEBOOK.COM/REVISTAITS

33


PUBLI-EDITORIAL ESPORTE

COMO FUNCIONA

Aprendiz

COOPERATIVO QUE TAL TRABALHAR EM UMA COOPERATIVA? Cooperar faz parte do nosso dia a dia, mesmo que a gente nem sempre perceba. Quando ajudamos um amigo, quando estudamos em grupo, quando nos unimos por um bem comum, nós estamos exercendo o cooperativismo. A Katlyn Cordeiro, de 17 anos, passou a perceber isso com mais clareza quando, no ano passado, decidiu que queria trabalhar. Moradora de Blumenau, ela sempre ia com a família fazer compras na Cooper. Apesar de não saber exatamente o que era uma cooperativa de consumo - que na prática é muito parecida com um supermercado -, foi na filial Água Verde que ela conseguiu o seu primeiro e o seu segundo emprego. Katlyn participou durante um ano do programa Aprendiz Cooperativo, que em 2016 já empregou 769 jovens dentro de 49 cooperativas catarinenses. “Eu passei por vários setores da Cooper, mas o que eu mais gostei foi trabalhar na frente de caixa. Eu sempre fui muito tímida e ali eu conheci o cooperativismo, vi como as pessoas são e aprendi a falar com todos e ajudar quem precisava. Quando terminou o período do programa, eu quis continuar, tinha uma vaga e fui efetivada em março de 2016”, conta. O Aprendiz Cooperativo empregou 130 jovens na Cooper apenas neste ano. De acordo Maike Oecksler da Silva, responsável pelo programa na cooperativa, a duração é de 1 ano e 3 meses, sendo que três dias o jovem realiza atividades práticas e dois dias na semana ele recebe a parte teórica no Senac, que é a instituição contratada pela cooperativa. “O jovem é o futuro. Eles iniciam no mercado de trabalho de forma crua e se desenvolvem aqui dentro para o mercado de trabalho. A cooperativa valoriza muito este programa, e vários jovens que participaram cresceram profissionalmente dentro da Cooper”, revela.

As instituições qualificadoras são as responsáveis pela seleção dos jovens e desenvolvimento das atividades teóricas previstas no programa. Dependendo da região da cooperativa, haverá diferentes instituições encarregadas de divulgar as vagas e dar prosseguimento ao processo. Atualmente, o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo em Santa Catarina (Sescoop/SC) tem termos de cooperação firmados com instituições como o Senac, o Senai e o CIEE. “Nós apostamos na formação dos jovens para a evolução do cooperativismo. Esse programa é de suma importância para nós, pois promove a vivência desde cedo no ambiente cooperativista, conscientizando quanto aos valores e princípios que são as bases do nosso sistema”, comenta Luiz Vicente Suzin, presidente do Sescoop/SC.

Katlyn participou durante um ano do programa Aprendiz Cooperativo

SAIBA MAIS

34

O programa é garantido pela Lei da Aprendizagem. As cooperativas devem realizar um cálculo estipulado pelo Ministério do Trabalho para determinar quantas vagas serão disponibilizadas para jovens de 14 a 24 anos. A idade de admissão varia de acordo com a cooperativa, assim como a duração do programa, que pode se estender por até 24 meses. O aprendiz tem direito a carteira de trabalho registrada, diretos trabalhistas, salário mínimo por hora e a alguns benefícios determinados pela contratante. Se interessou? Procure as instituições qualificadoras para conhecer as vagas abertas na sua região!



Por Ana Lu Fernandes @bloganalufernandes TÁ NA MODA

Isadora e João Victor, alunos do colégio Gardner, de São José, conferiram com a gente as novidades da loja StudioZ

Tênis,

a nova saída do óbvio

O salto alto que me perdoe, mas o bom e velho tênis tem um lugar enorme no meu coração. Todo mundo sabe que vez ou outra os nossos pés clamam pelo conforto que só o tênis sabe nos proporcionar. Ao contrário do que pensam por aí, o calçado em questão não combina só com um look escolar ou roupa de academia, dá para montar uma combinação tanto despojada quanto uma mais arrumada. Além de tudo, ele é uma ótima alternativa para quem quer sair do óbvio. Quer ver? As combinações com duas peças que são tendências (anota aí que você vai ver muito no verão), a saia midi e calça pantacourt são as melhores escolhas para ousar e testar uma pegada comfy sem perder a elegância.

36 REVISTA ITS | É NA ESCOLA QUE A GENTE ACONTECE

Os alunos Isadora Rutkoski Machado e João Victor Machado de Palma, do primeiro ano do ensino médio do Colégio Gardner, de São José, são adoradores de tênis e mostram que é possível usar no dia a dia escolar e na hora de dar um passeio. Nós levamos os dois até a loja StudioZ, no bairro Kobrasol, Grande Florianópolis, para conferir as novidades! A Isadora contou que, geralmente, gosta de optar por um calçado de cor neutra, mas se a roupa for toda preta, prefere escolher uma cor diferente para quebrar um pouco o tom escuro. O João Victor foi logo abrindo o jogo e revelando a paixão por chapéus. Para ele, o calçado deve combinar com o acessório e com a camisa que estiver usando. Assim como a Isa, ele também é do time do neutro. Para compor o look passeio, a Isadora escolheu o tão amado all star e assumiu ser fã dos populares tênis da linha Converse e Vans. O João optou por um modelo preto com detalhes vermelhos.


Saia Midi

Entenda: SAIA MIDI: comprimento abaixo do joelho. CALÇA PANTACOURT: a peça deixa os tornozelos à mostra.

Calça Pantacourt

Já para ir à escola, a Isa apostou em algo mais neutro, um modelo bege super fofo e o João em um tênis com pegada mais esportiva e outro azul marinho com detalhes vermelhos.

SE LIGA NA TENDÊNCIA! Após os Jogos Olímpicos Rio 2016, o tênis com luzes de LED viraram febre. A novidade é o novo modelo que mistura a tendência do metalizado com as luzes. Queremos um par desse para chamar de nosso!

Em 2014, após serem vistos nos fashion weeks de grifes como Chanel e Dior, os tênis ganharam os corações de blogueiras e fashionistas. Dá só uma olhada no estilo da Flávia Cavasotti e da Giovana Ferrarezi, duas influencers que são fãs do calçado:

Flávia Cavasotti

Giovana Ferrarezi

www.facebook.com/revistaits

37


Por Prof. Wilson Fernandes

Co-fundador do Studos App e do blog: www.passei.studos.com.br

Fotos: Divulgação

VESTIBULAR ESPORTE

SINTO QUE ESTOU PERDIDO NOS MEUS ESTUDOS: POR ONDE RECOMEÇAR? SERÁ QUE AINDA DÁ TEMPO? Como é bom começar um novo semestre nas escolas e nos pré-vestibulares, não é mesmo? Ver toda a galera animada e super empolgada com os objetivos, planejando a rotina de estudos e participando das aulas de mentorias é muito gratificante para nós, que somos educadores. Mas, infelizmente, o que vemos é que passadas quatro semanas, a produtividade cai, muitos já não conseguem nem acompanhar mais a história da aula dada ou estudada. Por conta disso, acabam sorteando os conteúdos que acham que devem estudar para se darem melhor na prova e compensar aquelas matérias que já não acreditam que possam se dar bem. Se você, vestibulando, conseguiu criar uma identificação com o parágrafo acima, saiba que ainda tem solução para aqueles objetivos traçados ainda no início do semestre. Portanto, vamos as dicas para se dar bem no vestibular que se aproxima: 38 REVISTA ITS | É NA ESCOLA QUE A GENTE ACONTECE

1 3 4 DICA

DICA

Resolva as questões das provas do vestibular que você irá fazer;

2 DICA

Observe e faça um quadro destacando quais assuntos foram mais cobrados nos últimos cinco vestibulares em todas as disciplinas;

Acompanhe os principais acontecimentos do momento no Brasil e no mundo. Os temas da redação têm valorizado muito assuntos que envolvam atualidades, é sempre bom estar ligado.

DICA

Use um aplicativo para dar foco aos pontos fracos. No Studos App, disponível em todas as webstores, você pode resolver as provas do vestibular. Os conteúdos estão separados por ano, banco de questões com mais de quatro milhões de questões resolvidas, segmentadas por matéria, assunto, nível de dificuldade e ainda com comparativo do desempenho com as metas de classificação do curso. Os resultados são instantâneos e você pode analisar seus pontos fortes e fracos. Interessante, né?

5

Reorganize sua agenda para as minhas dicas e não esqueça de desligar o celular nas horas que estiver estudando! Desconecte-se das redes socias durante o seu momento de treino e não deixe que nada faça você perder o foco nesta reta final! Bom estudos.

DICA


GARANTA JÁ O SEU INGRESSO PARA VIVER EXPERIÊNCIAS INCRÍVEIS COM OS SEUS ÍDOLOS.

DATA: 03/12 - 16H LOCAL: P12

OS INGRESSOS JÁ ESTÃO À VENDA NO SITE INGRESSORAPIDO.COM.BR E NA LOJA DO INGRESSO RÁPIDO NO 3º PISO DO SHOPPING BEIRAMAR.


#EPICWIN

Time de Joinville levou a melhor na disputa!

#EPICWINITS_ Conheça a equipe vencedora da Gincana das Gincanas que movimentou as escolas catarinenses

40 REVISTA ITS | É NA ESCOLA QUE A GENTE ACONTECE

Invictos

Meses após a sua largada a #EPICWIN, gincana das gincanas chegou ao fim! Foram 10 escolas pelo estado que contaram com música, diversão e tarefas que envolveram toda a comunidade escolar. Com a iniciativa de integração digital e união das turmas de cerca de 6 mil alunos, o projeto contou com a participação da galera em produção de conteúdo e repercussão na web através das redes sociais. As tarefas realizadas tiveram como tema o esporte e ações sociais. Na primeira, os alunos foram desafiados a buscar uma entrevista com um atleta olímpico. Já na segunda pro-

posta, as turmas precisaram realizar um aulão digital com pessoas idosas, promovendo assim, o encontro de diferentes gerações. Cada equipe inscrita foi avaliada diante de critérios como criatividade e engajamento digital. No fim, quem se deu bem e garantiu a vitória foram os alunos do Colégio Cinecista José Elias Moreira, de Joinville. A turma Invictos - com o nome sugestivo - garantiu o primeiro lugar entre as outra instituições. Nós conversamos com a líder do time para saber as estratégias da equipe para conquistar o lugar mais alto do pódio da competição :)


DADOS: NOME COMPLETO: Carolina Funguetto Ribeiro IDADE: 16 anos - TURMA: 2º ano D

REVISTA ITS: Como foi participar da gincana? Com certeza foi um desafio e tanto para todos. A gincana fez com que ocorresse uma união na sala que não havia antes, sem dúvidas, me proporcionou um gostinho da vida de negócios, sempre correndo atrás e resolvendo os pequenos empasses que haviam. REVISTA ITS: Quais foram os momentos mais divertidos? A maior diversão, com certeza, foi ver a quantidade de ideias e comentários dos amigos de equipe. Ver cada um assumir uma tarefa e perder os cabelos tentando fazer tudo funcionar. Foi estressante, mas olhando para trás, demos boas risadas e afirmo: valeu a pena. REVISTA ITS: De que forma organizaram as atividades? Não tinha como uma única pessoa assumir todas as tarefas. O único jeito foi delegar. Dividimos tudo e quem pudesse ajudar, ajudava. Mas no final acabou que todos participaram correndo contra o tempo para concluir os desafios. REVISTA ITS: Qual foi a reação de conseguir ensinar pessoas mais velhas a desfrutarem da tecnologia? Foi uma experiência incrível. Tivemos uma tarde descontraída com eles, brincamos, ensinamos e também aprendemos muito. Eles nos recepcionaram super bem e foram bem atenciosos. REVISTA ITS: A Olimpíada RIO 2016 foi um evento com destaque mundial! Vocês conseguiram entrevistar uma atleta. Como fizeram para achá-la? Como formularam as perguntas? Esse sim foi “O desafio”. Primeiro fomos atrás dos “amigos dos amigos”, contatamos

mais de 80 pessoas, fora os quase 20 atletas de quem pedimos ajuda. Sempre olhando as redes sociais e contatando as relações públicas de cada um. Além de tudo, ainda tivemos o problema de encontrar atletas com tempo para ser entrevistado, até porque todos estavam em treinamento intenso para as olimpíadas. Aproveito para agradecer muito mesmo a colaboração da atleta Natália Gaudio por concordar em ser entrevistada. REVISTA ITS: A turma se uniu durante a disputa? União foi o que não faltou no grupo. Ocorreram alguns pequenos enroscos, porém todos se esforçaram ao máximo e acabamos criando um vínculo à base do espírito de equipe. REVISTA ITS: Qual foi o diferencial da equipe para ser campeã da EpicWin? Termos iniciado os desafios logo que os recebemos, com certeza, ajudou. Demos 200% de nós no início, ao ponto de nenhuma equipe nos alcançar no ranking, Tudo isso aliado ao fato de termos um apoio gigantesco dos nossos pais, professores e amigos que, nos momentos em que duvidamos de nossa capacidade, eles nos incentivaram. REVISTA ITS: Qual foi a estratégia usada para bombar nas redes sociais? Essa foi, sem dúvida, a parte estratégica da gincana. Cada um da equipe vasculhou a lista de contatos e saturou as redes sociais, compartilhando a imagem da Gabi. Marcávamos amigos e familiares e mandamos mensagem para todos os grupos que tínhamos. Pedimos ajuda para compartilhar. Nossa grande vantagem foi o fato de termos começado logo a divulgação da imagem.

L-A-C-R-AD-O-R-A

Com o maior número de interações nas redes sociais, quem garantiu um Smartphone de última geração por conta da #tim foi a aluna Gabriela Santos - Colégio Cenecista José Elias Moreira. Parabéns, Gabi!

ENTREVISTANDO O ESPORTE

A equipe mandou muito! Através da internet, a equipe entrevistou a atleta NATALIA GAUDIO, que representou - e muito bem - o Brasil nas olimpíadas com a ginástica rítmica!

ENCONTRO DE GERAÇÕES

Na tarefa “Encontro de Gerações”, a equipe se juntou ao Grupo de Terceira Idade da Igreja São João Batista, do bairro Fátima, em Joinville. Por lá, a galera ensinou aos coroas as facilidades da tecnologia para a comunicação e até tirou onda com os filtros do Snap. O vídeo tá irado!

FACEBOOK.COM/REVISTAITS

41


EQUIPE INVICTUS

JÁ TEMOS UMA VENCEDORA NA GINCANA DAS GINCANAS. Parabéns para equipe Invictos, representando o Colégio Cinecista José Elias Moreira de Joinville, pela vitória na gincana #Epic Win.

Realização:

Promoção:

Patrocínio:


GALERIAS

GAROTO E GAROTA JK EEB JUCELINO KUBICHEK SÃO JOSÉ

43


Lara Estevam

Maria Laura Vieira, Aline Garcia, Flávia Fernanda, Jéssica Ribeiro, Isadora Moreira e Beatriz

DESFILE ESCOLAR CEDUP TUBARÃO

Vania Duarte e Igor Rezin

Pelotão Enfermagem

Pelotão da Baliza

44

Pelotão Esportes

Pelotão da Literatura


Quem faz SENAI participa da construção de um futuro inovador. Aqui, você vivencia uma nova maneira de aprender, que valoriza aulas com experiências práticas e fica cada vez mais próximo de realizar seus sonhos. Ninguém sabe como vai ser o futuro, mas com o SENAI você fica preparado.

CURSOS TÉCNICOS

FACULDADES SENAI

ENSINO MÉDIO

INSCREVA-SE

Eduardo Alunos do SENAI

SC.SENAI.BR/CURSOS 0800 48 1212

Magner

Deborah


Equipe - Bunicorbios da Alegria

Equipe - Aloja

DESAFIO ROBÓTICA JOINVILLE Equipe - Flecha Robótica

Equipe - Os Bonitão

Equipe - Fritz

Equipe - Pastel de Flango

Equipe - Phanton X

46

Equipe - Power Castle


Gestora Gislaine as alunas Caroline, Luísa, Vitória e Giovanna

Gestora Gislaine com os alunos Laís, Gustavo e Giordano

NO PÁTIO COLÉGIO TRILÍNGUE INOVAÇÃO CHAPECÓ Gestora Gislaine, prof. Ignácio e alunas Carolina, Ana Carolina, Maria Eduarda e Renata

Gestora Gislaine comemorando o Penta do Enem

Paola e Letícia

Gestora Gislaine e alunos João Pedro, Lucas, Felipe, Ana Carolina, Letícia, Guilherme, Cássia, Érika e Luiz

Gestora Gislaine com Jeffesson, Giordano, Gustavo, Arthur e ex-aluno Arthur Cruz

Gestora Gislaine com as alunas Francy e Evini

47


Geovanna, Kauane e Sthefany

Rayslla e Katlyn

Gabriel e Heloisa

Bianca e Natalia

NO PÁTIO EEB FRANCISCA ALVES ITAJAÍ Patricy Fernanda, Victor Peres e Thamires Esteves

Kauane e Geovanna

Diego, João, Marcelo, Leonardo, Robert e Edgar

48 REVISTA ITS | É NA ESCOLA QUE A GENTE ACONTECE

Amanda, Vitor, Thiago Alves e Thiago Boeira


Jenyffe com o experimento Fireball

1º Ano com Música Instrumental

NOITE CULTURAL EEB SANTOS DUMONT BLUMENAU

Pamela cantando Evanescence

Projeto Grandes Navegações

Gabrielly e Emily do Terceirão no Violino

Gabriela

Lorraine e Ana Julia dançando POP

Street Dance com Camila, Maria Paula e Heloisa

Gabriel, Graciele, Vinicius F, Vinicius L e Giovanni

49


Maria e Luiza

Milene e Thifani

Suyani e Tifani

Arthur, Karie, Richard e Sueli

FEIRA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Amanda e Tamara

Jaqueline e Gabriele

Anderson e Mara

50

Bruna e Everson

Fotos: DM Fotografias

FLORIANÓPOLIS


Julia e Helen

Leonardo, Juliano, Lucas, Mateus, Gabriel, Derick, Ariel, Christian, Claudinei, Rafael, Gabriel, Luan, Gabriel e Thalis

FEIRA CULTURAL EEB NEREU RAMOS ITAJAĂ?

Julia, Larissa, Beatriz, Mariana, Adrian, Hector, Gabriel, Larissa, Eduardo, Heloizy, Ariel, Diego, Matheus, Nathalia e Larissa

Silvanne, Karine, Daiana e Kemille

Graziela, Gabrielli, Leonardo e Caroline

Ana Paula e Gabrielly

Luan, Arial, Mateus e Inacio

Alana, Karoline e Kamila

51 51


Kaiane

GAROTA E GAROTO EMILIO EEB EMILIO BAUMGART BLUMENAU

Fotos: Alexandre Eggert

Amanda, Dienifer e Diesica

52


Alessandra, Antonio, Beatriz, Karine, Calu, Fernanda e Marielli

Turma do 3º - 3

TERCEIRÃO EEB MANOEL CRUZ SÃO JOAQUIM

Professor Luiz e a selfie com seus alunos

Fotos: Rodrigo Nunes

Turma do 3º - 2

1,2,3 e já.....Terceirão!

Alunos do 3º - 1 juntamente com assistente pedagógica (Fátima) e o professor de Ed. física (Luiz)

Terceirão Manoel Cruz

53


Exponencial - Chapecó

Bom Pastor - Chapecó

Bom Pastor - Chapecó

Salesiano - Itajaí

Energia - Itajaí

DISTRIBUIÇÃO REVISTA ITS BLUMENAU, CHAPECÓ, CRICIÚMA, FLORIANÓPOLIS, ITAJAÍ, JOINVILLE E XANXERÊ

Marechal Bormann - Chapecó

IEE - Floripa

Energia - Blumenau

COC - Floripa

Marechal Bormann - Chapecó

Precidente Medici - Joinville

54

Dom Afonso Niehues - Itajaí

Exponencial - Chapecó

Colégio Trilíngue Inovação - Chapecó


Colégio São José - Itajaí

Governador Celso Ramos - Joinville

Nelson Horosteck - Chapecó

Paulo Bauer - Itajaí

Escola Irmã Maria Teresa - Palhoça

E.b Gustavo A. Gonzaga - Joinville João Rocha - Joinville

Colégio Trilíngue Inovação - Chapecó

João Widemann - Blumenau

IEE - Floripa

Nelson Horosteck - Chapecó

55


Alina, Sheila e Natasha - Colégio Pedro II - Blumenau

Maira e Eduarda - Colégio Luiz Delfino - Blumenau

DISTRIBUIÇÃO EM BLUMENAU E FLORIANÓPOLIS

Paulo Eduardo, Michelli, Daniela - Colégio Luiz Delfino - Blumenau

Jasna, Raquel e Sarah - Colégio Pedro II - Blumenau

Galera do IEE - Florianópolis

Nicolas, Angela, Gabrieli, Bianca, Isabele e Beatriz - Colégio Pedro II - Blumenau

56 REVISTA ITS | É NA ESCOLA QUE A GENTE ACONTECE

Galera do IEE - Florianópolis



Por Vanessa Esteves www.esteveswhere.com SAIDEIRA

AINDA EXISTE UMA CRIANÇA Abri a janela ao acordar e vi três crianças brincando na quadra de esportes do prédio da frente. Achei um ótimo jeito de se comemorar o Dia das Crianças, logo no meio da semana. Escutei as risadas delas como se fossem música para os meus ouvidos. Decidi abrir o Facebook para encontrar postagens legais para compartilhar e vi diversos rostos de crianças nos perfis de meus amigos. Uns ainda bebês, outros com dentes de leite quase caindo. Vi fotos coloridas e fiquei com um sorriso no rosto quando encontrei também fotos em preto e branco nos perfis de amigos mais velhos. Todo mundo tinha entrado na brincadeira e, de algum modo, demonstravam que ainda tinham uma criança morando no coração deles. Porque não importa a idade, existem muitas pessoas que têm a inocência, o coração puro e a risada contagiante de uma criança. É por isso que várias delas continuam comemorando o Dia das Crianças e dando e recebendo presentes na data. A gente acaba virando adulto, adquire vários deveres para cumprir todos os dias, têm diversas contas para pagar, estressa-se com o cotidiano e, frequentemente, sente saudade da infância. Já parou pra pensar por que sentimos tanta falta dessa época de nossa vida? A nossa maior preocupação era qual desenho animado escolher para assistir na televisão assim que acordávamos. A variedade era grande e todos pareciam ser maravilhosos aos nossos olhos e ouvidos. Grudávamos o olhar na tela da televisão e quase nem respirávamos de tanta felicidade que sentíamos naquele momento. Era prazero-

so acordar cedo porque assim assistíamos a um número maior de desenhos. E, se hoje, mudando de canal a cada segundo, deparamo-nos com um desenho do qual gostávamos quando éramos pequenos, ficamos felizes e nostálgicos ao saber a música de abertura, as dancinhas dos personagens e até algumas falas usadas. O mesmo podemos perceber nos doces e salgados que nos remetem à infância. Quando encontramos chicletes, balas, pirulitos, salgadinhos, refrigerantes, sucos e tantos outros alimentos que amávamos na primeira parte da nossa vida, somos transportados mentalmente aos momentos em que comíamos cada uma daquelas comidas, fossem elas vivenciadas com os amigos inseparáveis, com a família em um almoço de domingo, em um aniversário de um parente ou na escola com os colegas de sala. E nem preciso dizer que o gosto e o cheiro nos fazem sentir uma cócega momentânea no céu da boca e a vontade incessante de continuar tendo aquelas memórias incríveis. E também, claro, não posso deixar de fora dessas lembranças os lugares que são definidos como "da infância". O parquinho do bairro, a casa da vovó, a rua em que passeávamos de bicicleta com amigos, o colégio em que estudávamos quando éramos crianças, a praia a qual íamos com toda a família. Podemos até frequentar os mesmos lugares na fase adulta, porém é quase uma obviedade de que sempre nos lembraremos deles como espaços físicos especiais e inesquecíveis para nossa infância. Cada parte desses lugares têm até hoje um flash que percorre

nossa mente no exato momento em que os visitamos. É por isso que nesses lugares sentimos um aconchego no coração. A infância carrega consigo momentos inesquecíveis, pessoas especiais, cheiros memoráveis, gostos cognoscíveis e uma nostalgia presente pra sempre na nossa vida. E, enquanto vejo as três crianças brincando na quadra de esportes do prédio da frente, lembro-me de todas as brincadeiras que fazia com meus amigos. Algumas só existiram lá atrás e outras são mantidas até hoje nos momentos de diversão das crianças. Só que nós crescemos, viramos adultos e agora as brincadeiras não são tão essenciais em nossa vida. Porém, enquanto curtia as fotos de criança dos meus amigos, entrei na brincadeira e postei uma foto também. Foi, então, que percebi que nós podemos ter amadurecido, tido outras responsabilidades, deixado algumas prioridades do passado de lado, mas continuamos, até hoje, e independente das circunstâncias, brincando do nosso jeito. Podemos duvidar, entretanto ainda existe uma criança no nosso coração. A nossa risada pode continuar sincera, apesar de todos os obstáculos que precisamos ultrapassar. O nosso abraço ainda pode ser de urso, apesar das fraquezas que às vezes temos. As nossas brincadeiras, apesar da seriedade a qual precisamos estampar no rosto de vez em quando, podem ser tão incríveis quanto antes. Nós só precisamos querer. Não lembra? Na nossa infância querer era, sim, poder. Nossos sonhos não eram impossíveis e voar estava nos nossos planos. Afinal, o céu não era o limite para nossas risadas.

infância carrega “ Aconsigo momentos

58

inesquecíveis

Vanessa Esteves tem dezenove anos, mora em Florianópolis, é blogueira desde 2012 e futura jornalista. Apaixonada por livros, escrita, música, sorrisos e azul. Acredita que pode mudar o mundo (ou pelo menos uma parte dele) com suas palavras. Acesse: esteveswhere.com e saiba mais da garota


em produção de maçã

em produção de aves

em produção de cebola

Nossa força produtiva vem da terra, do mar e das mãos de milhares de catarinenses.

É o agronegócio de Santa Catarina gerando mais de 720 mil empregos diretos e movimentando mais de R$ 61 bilhões. Santa Catarina conquistou a liderança no país em produção de diversos alimentos. Tudo isso com apenas 1,12% do território nacional. Somos o único estado brasileiro livre de febre aftosa sem vacinação, e também o único com permissão de exportar carne suína para o Japão e Estados Unidos.

Conheça os programas do Governo do Estado para impulsionar o setor, o mercado, a economia e fazer a diferença na sua vida. Acesse www.agricultura.sc.gov.br

em produção de ostras e mexilhões

em produção de alho

em produção de pescados

em produção de suínos

Fonte: IBGE, MDIC, MTE - RAIS 2014 - Secretaria de Estado da Fazenda.


controle TIM

Não fique off-line com a sua galera. @

1,5 Giga de internet

500 minutos

para qualquer operadora e lugar do Brasil, com o 41.

R$ 50/mês

TIM: a líder em cobertura 4G de Santa Catarina e do Brasil. Venha para a TIM e mantenha o seu número. tim.com.br Oferta válida para adesões até 20/11/2016 por clientes pessoa física em todo o Brasil. Minutos e torpedos válidos para operadoras móveis, fixas e SME com perfil assinante pessoa física. Caso consuma 100% do seu pacote (1) de minutos, o cliente será tarifado em R$ 0,25 por minuto, descontados de seus créditos; (2) de internet, sua conexão será bloqueada até que ocorra a renovação da franquia mensal. Os benefícios da Oferta são válidos até 20/11/2016. Oferta TIM CONTROLE Express válida para pagamento via cartões de crédito válidos, de acordo com o regulamento da oferta. Para o uso de internet, a velocidade de referência é de até 1 Mbps na rede 3G e 5 Mbps na rede 4G. Para mais informações, ligue *144 do seu TIM ou 1056 de qualquer telefone ou consulte o regulamento completo em tim.com.br. “Líder em cobertura 4G de Santa Catarina” refere-se à quantidade de municípios cobertos. Fonte: Teleco (http://www.teleco.com. br/4g_cobertura.asp?rel_mun=2#Rel_mun_4g), verificação feita em 29/03/2016. “Líder em cobertura 4G do Brasil” refere-se à quantidade de municípios cobertos e de população coberta. Fonte: Teleco, em 7/7/2016.


Issuu converts static files into: digital portfolios, online yearbooks, online catalogs, digital photo albums and more. Sign up and create your flipbook.