Page 1

Uma Publicação Trimestral da Instituição Amélia Rodrigues | Santo André - SP Ano 13 | Ed. 41 | Jul/Ago/Set - 2017

Mentiras que você conta a si mesmo sobre o dinheiro

Turismo Canadá celebra 150 anos de história com novas atrações aos turistas

Reexão É possível identicar sinais e evitar que mais pessoas atentem contra a própria vida Todas as empresas anunciadas nesta Revista investem nas crianças da Instituição Amélia Rodrigues


Editorial

Trem Bala “A vida é trem-bala, parceiro e a gente é só passageiro prestes a partir”. Esse verso encerra a música da jovem compositora paranaense, Ana Vilela, que em resumo abre os olhos de todas as pessoas para que tenham consciência do caráter efêmero da vida material e, por consequência, passem a observar com mais atenção o que realmente vale a pena, ou seja, onde devem estar ancorados nossos sentimentos e emoções. O consumismo é hoje a mola propulsora do mecanismo social e estende cada vez mais seus tentáculos sobre todas as atividades humanas, incluindo aí as pessoas. Isso mesmo: hoje já estamos consumindo pessoas. Como produtos expostos em uma grande prateleira, homens e mulheres estão se expondo diariamente, oferecendo suas qualidades(?) nesse mercado da euforia onde o sexo, os vícios, o dinheiro e o poder misturam-se numa simbiose perversa em que tudo passa a ter um preço e nada mais tem valor. Em boa hora veio a compositora do Paraná para abrir os olhos da sociedade, pela sutileza da poesia, mostrando o que há muito mais de 2 mil anos, os grandes lósofos gregos,

|Foto: Divulgação base de todo conhecimento ocidental, adiantavam: “se aquilo que procuras não estiver dentro de ti, não encontrarás em lugar algum”. Essa frase está escrita no templo de Apolo, em Delfos, Grécia, e vem sendo usada há quase três mil anos. Atualíssima. A corrupção na política e no meio empresarial, a explosão da violência no Rio de Janeiro e em todos os cantos do país são decorrências perversas dessa busca desenfreada pelo poder gerado a partir da ostentação material ou social, ou seja, a busca pela felicidade de fora para dentro. A vida material é essencial à natureza humana e ao progresso da sociedade, mas o mundo “perdeu a mão” e o que deveria ser meio de subsistência, prazer, alegria e progresso virou objeto de disputa, ódio, destruição e morte.

O cientista americano John Calhoun, em 1972, divulgou uma experiência com ratos colocados em uma caixa, onde, a partir de um casal que vivia harmonicamente, com o passar do tempo e a multiplicação dos indivíduos, estabeleceu-se o caos. Ficou provado, pelo menos entre ratos, que a convivência acentua os problemas à medida que o número de indivíduos aumenta e o espaço diminui. Resta saber se nós, seres humanos, vamos adotar postura diferente, pois a convivência forçada e a superlotação da “caixinha” são as mesmas. Edson Sardano – Voluntário da Instituição Amélia Rodrigues

Colaboraram cedendo seus textos para edição: Ana Paula Vieira, Ana Simão, Arthur Sauer, Fabiano Morezi de Andrade, Heloisa Cestari, Letícia Camargo e Patricia Alves. Contato e Sugestões: contato@investidorsocial.org.br Projeto Investidor Social da Instituição Assistencial e Educacional Amélia Rodrigues Coordenação: Terezinha Sardano Assessoria:

Camila Cordioli, Nádila Gilotti, Suzete Botasso e Thaila Oliveira Revisão: Miguel Sardano e Rosemarie Giudilli

PSICOLOGIA - COACHING - CONSTELAÇÃO FAMILIAR ROSINHA BRANDIERI 9.9666.8086 SUSIE CRISTINA 9.9589.5460

Projeto Gráfico e Diagramação: Marco Beller - Tel. (11) 4438.8834

Rua Silveiras, 17 Vila Guiomar - 09071-100 Santo André - SP - Tel.: (11) 3186-9755 www.investidorsocial.org.br ©Copyright Instituição Assistencial e Educacional Amélia Rodrigues. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta publicação em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a autorização escrita da entidade.

Impressão: Lis Gráfica e Editora - Tel. (11) 3382.0777 Tiragem: 7.000 exemplares

3


As empresas e profissionais liberais que fazem parte do Projeto Investidor Social contribuem por meio da Instituição Assistencial e Educacional Amélia Rodrigues para melhoria de vida de crianças e suas famílias, provenientes de três comunidades em situação de vulnerabilidade social no município de Santo André, no ABC Paulista. Com trabalhos iniciados em 1986, a Instituição Amélia Rodrigues mantém 219 crianças entre 3 meses e 10 anos de idade, bem como adolescentes, com atividades socioeducativas, e precisa do seu apoio para a manutenção desse trabalho. Todas as empresas e profissionais, divulgados na Revista Investidor Social, abraçam essa causa, demonstrando o seu compromisso com a Responsabilidade Social.

A partir de R$ 10,00 por dia (plano mensal) já é possível se tornar um Investidor Social. Saiba mais em investidorsocial.org.br e venha fazer parte desse time do bem!

4


ABC Rádio Táxi - www.abcradiotaxi.com.br Aja Alimentos - www.alimentosaja.com.br Alumiplast - www.alumiplast.com.br Banda DM - www.bandadm.com.br Bonfatti Advogados - www.bonfatti.com.br Bosch Car Service - www.centroautomotivopb.com.br Candinho - www.candinho.com.br Casa dos Vidros - www.casadosvidros.ind.br Centro Automotivo Gravatinha - egravatinha@uol.com.br Chicaroni Água Potável - www.chicaroni.com.br Copafer - www.copafer.com.br Dal Pino - www.dalpino.com.br Diário do Grande ABC - www.dgabc.com.br Ecoamazon - www.ecoamazon.com.br Elevadores Otis - www.otis.com Eletromidia - facebook.com/eletromidiaabcocial Espaço Consciência e Plenitude - f/conscienciaeplenitude Fernandes & Fernandes - www.ffterceirizacao.com.br Fiocon - www.ocon.com.br Fisiologic - www.siologic.com.br Flytour - superbanca@ytour.com.br Foco - www.contabilidadefoco.com.br Frad Calçados - www.frad.com.br Garante Vidros - www.garantevidros.com.br Giglio - www.giglio.com.br Glan Data - www.glandata.com.br Grupo BDA Consulting House - www.grupobda.com.br Hausthene - www.hausthene.com.br Hidropig - www.hidropig.com.br Kerley Bianchi - www.kerleybianchi.com.br KNN - facebook.com/knnidiomassantoandre Latife - www.latife.com.br Lis Gráca - www.lisgraca.com.br LV - www.lvdistribuidora.com.br Marco Beller - www.marcobeller.com Maurício Consultor de Beleza e Saúde Mazuco - www.mazuco.com.br Megalivros - www.megalivros.com.br Metra - www.metra.com.br Microcamp - www.microcampabc.com.br MSA - www.msaonline.com.br MSO - www.mso-medicina.com.br Ossel - www.ossel.com.br Pantera Imóveis - www.panteraimoveis.com.br Phoenix - www.phoenixmemorial.com.br Protecin - www.protecin.com.br Potência - www.potenciadiamante.com.br Quarup Editorial - www.quarupeditorial.com.br Queijos Joana - www.laticiniosjoana.com.br Real Food - www.realfood.com.br Santil - www.santil.com.br Space Glass - www.splaceglass.com.br Tapeçaria Brejão - www.tapecariabrejao.com.br Toca do Leão Buffet - www.tocadoleaobuffet.com.br Unitec - www.unitecfriction.com.br Verzani & Sandrini - www.verzani.com.br Viação Guaianazes - viacaoguaianazes@uol.com.br WebSnap - www.websnap.com.br

5


Consumo consciente

O consumo de mercadorias se tornou uma atividade humana denidora da posição social e, por consequência, da identidade das pessoas Eu sei o que você é. E imagino que você também deva saber. Olhe agora para você, para o lugar que escolheu para ler esse texto. É bem provável que você esteja (bem) vestido e dentro de algum cômodo (confortável) de sua casa ou lugar de trabalho. Como é esse lugar? Há nele móveis e aparelhos de diferentes tipos? E você então, o que carrega consigo, junto de seu corpo: roupas, acessórios, um aparelho celular talvez? E o que carregou você até aí: um automóvel, ônibus, ou quem sabe um vagão de trem ou metrô? Obviamente, não tenho resposta para estas perguntas, mas por si só elas me dizem o que você é: você é um comprador! Desde antes do seu nascimento uma innidade de bens e serviços foram produzidos, utilizados e descartados para que você estivesse aí hoje, provavelmente sentado, se dispondo a ler os escritos de alguém interessado apenas

6

em provocá-lo (a). Não há saída, é o que somos, irrevogavelmente, eu, você, nossos parentes, amigos e vizinhos, conhecidos ou não: somos todos compradores. Comprando para ser alguém Nós compramos tudo, desde a água que sai da torneira e banha logo cedo nossos rostos inchados até o lençol que confortavelmente cobre nossos corpos cansados ao nal da jornada de cada dia. E esse é um hábito histórico: há muito tempo nossa sociedade se relaciona comercialmente e suprimos nossas necessidades adquirindo produtos e serviços diversos. Ocorre, porém, que as aulas de História só nos ensinaram a evolução das formas de relacionamento comercial e não de nosso ideário sobre o que são nossas necessidades. Essa é uma alteração que ganha importância a partir da primeira revolução industrial, quando então o ritmo da produção foi incre-

|A noção do que é importante termos ou vivenciarmos den

mentado a patamares antes impensados e a geração de um volume massivo de mercadorias – às vezes, sem potencial de compra aparente – exigiu a criação de demanda por consumo. As galerias parisienses do século 19 marcariam a transposição da noção de aquisição pela utilidade para um modelo de apropriação de mercadorias agregadas de valores como distinção e poder. O ato de comprar deixara de ser uma prática social através da qual apenas se supre as necessidades à subsistência, assumindo o sentido de lazer e libertação pessoal que hoje cultuamos em nossos “modernos” shopping centers. Desde então, o consumo de mercadorias tornou-se uma atividade humana denidora da posição social e, por consequência, da identidade das pessoas.


soal, não parece mais tão simples dizer o que é necessário e o que seria supéruo. Comprando de forma consciente O leitor pode se perguntar por que se denir através dos bens e serviços do quais se goza seria problemático? A resposta mais simples é que o ato de compra dene apenas uma parcela do que chamamos de consumo, já que não contemplamos “por que”, “como” ou “de quem” compramos. e o conceito do necessário e do supéruo em nossas vidas

Somos agora denidos pelo que vestimos, comemos e pelos ambientes que frequentamos, em uma supervalorização do poder de posse que vemos em anúncios de automóveis, que “tornam” seus compradores viris e sedutores; de alimentos, capazes de reunir à mesa famílias sempre belas e felizes; e de cosméticos ou fármacos, mantenedores da juventude eterna, potencializadores de bem-estar e sucesso prossional. Nossa noção do que é importante ter ou vivenciar para nos distinguir ou nos agregar a algum coletivo social é que dene o conceito de necessário para cada um de nós. Como no ditado antigo que dizia que “a ocasião faz o ladrão”, seria de esperar também que “a necessidade zesse o comprador”, mas agora que produtos e serviços carregam em si signicados de status e realização pes-

Tel. (11) 4229.3233 www.bonfatti.com.br

É importante que se entenda que qualquer mercadoria ou serviço que esteja disponível à compra tem um processo produtivo que a precede e um processo de descarte a sucedendo. Neles, estão embutidos custos de natureza distinta daquele que aparece nas etiquetas de preço: o custo intelectual e/ou físico dos trabalhadores, o ônus ambiental da extração e transformação da matéria-prima, bem como os gastos e impactos do tratamento, transporte e destinação dos resíduos. E esses são apenas exemplos de como a integralidade do consumo está longe da percepção do comprador. Será que aquela empresa respeita os direitos de seus empregados? Será que há investimento na manutenção da qualidade do ambiente do qual extrai a base para aquele produto? São perguntas que nos levam a entender que comprar é bastante diferente de consumir.

Por Marcelo Valério, professor da Universidade Federal do Paraná. Leciona para as Licenciaturas de Computação e Licenciatura em Ciências Exatas (Química, Física e Matemática) no campus avançado de Jandaia do Sul (PR). Fonte: www.akatu.org.br

7


Família

Por que ser "odiada" pelo lho é parte de ser uma boa mãe? Quantas vezes uma mãe precisa dizer "não" para o lho ou lha por dia? E seria possível contar as exigências que ela faz da prole, diariamente, para que se dediquem aos estudos, sejam higiênicos, aprendam a usar talheres, aprendam a respeitar, se tornem honestos e com o tempo, pessoas de mérito? Quando um lho ou lha diz "Te Amo!" e quando fala gritando "Te Odeio!"? Simples: ao agradá-lo ou desagradálo, respectivamente. Tal qual como seria num adulto, com a diferença de que a criança, contrário a algumas teorias românticas atuais que dizem que a criança só se tornará boa apenas por decisões próprias, precisam ser formadas, preferencialmente, em geral, com os valores dos pais. Não foram poucas as vezes que vi uma mãe chorando desesperadamente porque ouviu do lho "Te odeio!" ao ter tirado o vídeo game porque precisava estudar para uma prova; ou porque tirou da lha o

|Educar é formar o espírito-caráter do lho ou lha - Foto: Divulgação Whatsapp por ter destratado os avós. Educar é formar o espírito-caráter do lho ou lha, e faz parte dar limites, impor respeito e exigir – o que é impossível sem desagradar. Quanto tempo demora para o lho ou lha perceber e valorizar os esforços da mãe? A melhor forma de se aproximar da prole e ser amada por ela é achar e desfrutar de prazeres comuns, além de ser afetuosa com abraços, gestos, cuidados e palavras. Por outro lado, quando necessário (algo que decresce com os anos), desagradar no presente, para evitar sofrimentos desnecessários no futuro, e no próprio presente também. Ser mãe é uma tarefa exigente, uma das mais complexas que qualquer mulher pode decidir ter na sua vida.

Com uma junção de sorte e boa educação, o lho ou lha perceberá quanto suor e vida foi dedicado a ele ou ela, e aprenderá a valorizar mais a grande educadora que teve. Uma mãe pode apenas ser julgada de maneira adequada pelos seus lhos depois dos 20 anos de idade deles, quiçá, nunca. Pois, para julgar a maternidade de quem lhe orientou no mundo desde bebê-criança, é preciso um mínimo de maturidade. Ser uma boa mãe não é, necessariamente, representado pelo amor do lho ou lha por ela. Entretanto, ver o lho ou lha sendo felizes nas suas vidas já seria uma recompensa para quem ama. E por que não, ser amada também, apenas por uma questão de justiça?

Por Bayard Galvão, psicólogo Clínico formado pela PUC-SP, Hipnoterapeuta e Palestrante. Especialista em Psicoterapia Breve, Hipnoterapia e Psiconcologia, Bayard é autor de cinco livros, criador do conceito de Hipnoterapia Educativa e Presidente do Instituto Milton H. Erickson de São Paulo. www.institutobayardgalvao.com.br

Limpeza e Conservação Portaria e recepção - Limpeza Hospitalar Serviços Gerais - Jardinagem Limpeza de Galpões Industriais e Logística Bombeiro Civil

Tel.: 11 4121-9243 - www.ffterceirizacao.com.br 8


9


Gastronomia

Pasta e Basta! Nós brasileiros gostamos muito da tradicional comida italiana, mas criamos nossas versões de pratos inspirados nos clássicos

Rua dos Franciscanos, 20 Jardim Santo André Santo André - SP Fone: (11) 4451-5077 www.garantevidros.com.br

Apesar de o Brasil ser uma mistura de culturas e povos, todos os brasileiros estão muito acostumados com a gastronomia italiana. Mesmo não tendo uma Mama que faça aquela macarronada, nhoque ou mesmo algum tipo de massa fresca, todos nós consumimos algum tipo de “massinha com molho” em algum dia da semana. Nós não temos o costume de saber de qual região da Itália vem cada prato, mas para eles isso é quase sagrado: o presunto cru é produzido na região Central e Norte; o espaguete carbonara vem da região da Úmbria, a Bisteca Fiorentina, da região da Toscana e o bife à Parmegiana, que não vem de nenhum lugar da Itália: é uma criação 100% brasileira, ou seja, nós não só gostamos muito da tradicional comida italiana como criamos nossas versões de

pratos inspirados nos clássicos. Linguiça calabresa, palha italiana, pizza com catupiry e sardela, entre muitos outros pratos muito consumidos por aqui, são todos criações tupiniquins. Mas, será que o objetivo da gastronomia não é exatamente esse: uma mistura de culturas inspirada em outros países e com um toque regional. Eu, por exemplo, cozinho do meu jeito, que é bater o olho nos ingredientes, pensar em como caria gostoso para o paladar do brasileiro e quais ingredientes tenho disponível. Claro que não sairá igual ao

Engenharia e Sistemas de Combate a Incêndio

(11) 4977-8720 www.protecin.com.br 10


Turmas de Apenas 4 Alunos 9.7255-3794 / 4991-7600 Av. D. Pedro II, 3199 - Campestre - Santo André

www.knnidiomas.com.br

|Macarronada faz parte do cardápio dos brasileiros em um dos dias da semana - Foto: Divulgação prato tradicional feito historicamente no país da bota, mas terá o meu toque, no qual o paladar me agrada. Receita - Espaguete com linguiça toscana e vinho branco Nota do prato: 3 estrelas País de origem: Itália História: Primeira vez que usei Diculdade: fácil Número de porções: 4 Ingredientes: 400g de espaguete cozido

200g 40g 100g 10g 5g 20ml 5g

de linguiça toscana de cebola de creme de leite de sal de pimenta do reino de vinho branco de salsinha picada

Modo de preparo: Em uma frigideira, refogue a cebola picada e adicione a linguiça. Quando estiver bem cozida, adicione salsinha, o vinho branco e o creme de leite. Deixe engrossar o molho e acerte o sal e a pimenta do reino. Coloque o espaguete cozido.

Por Arthur Sauerbronn de Souza “Arthur Sauer”, Chef de cozinha brasileiro. Foi indicado chef revelação nos anos de 2009/2010 e 2010/2011 por uma grande revista brasileira. Formado pelo Institut Paul Bocuse, Lyon, França.

11


Pets

Tecnologia invade o mundo animal Aplicativos ajudam donos a conciliar vida corrida e cuidados com bichos de estimação Os aplicativos para celular fazem parte do dia a dia dos brasileiros, seja para se comunicar, realizar uma compra e acompanhar a dieta, entre outras comodidades. Segundo levantamento da App Olympics produzido pela Cheetah Mobile, os brasileiros utilizam 29,23 aplicativos por mês, número superior à média mundial, que é de 27 apps/mês. A tecnologia também invadiu o mundo animal e ajuda os tutores na rotina com os pets. Alguns apps permitem monitorar seu cão ou gato, criar chas médicas, procurar animais perdidos, além de agendar serviços como banho, tosa e consulta veterinária, de forma segura, intuitiva e prática. Conheça três aplicativos que são essenciais para quem ama os animais de estimação e buscam praticidade na sua rotina: Pet Booking (grátis): Agende e pague online. Nem sempre é fácil encontrar pet shops, adestradores e passeadores perto de casa. O aplicativo Pet Booking facilita a vida dos donos de pets já que localiza o prestador de serviço mais próximo e ainda permite agendar desde tosa, banho e consultas veterinárias até

day care e exames. Se o cliente preferir, alguns estabelecimentos disponibilizam o serviço "leva e traz", que retira e entrega o animal em segurança. Além disso, o usuário consegue cadastrar as características do animal, como por exemplo, indicar alguma alergia, problema de saúde ou preferência de produtos, permitindo que o cuidado com seu pet seja mais personalizado. Para facilitar ainda mais, o pagamento é feito por meio de cartões de crédito direto na plataforma, que também envia lembretes sobre os agendamentos. Disponível para iOS e Android. www.petbooking.com.br Guia Pet Friendly (grátis): Esteja sempre com seu melhor amigo. Os tutores que amam estar sempre na companhia do seu pet agora têm um aliado na busca pelos lugares onde eles são bem-vindos. O aplicativo Guia Pet Friendly mostra os locais que você pode ir junto com seu animal de estimação permitindo que o usuário selecione sua busca por destino, categoria e bairro. "No app é possível encontrar restaurantes, parques, shoppings, hotéis e até salão de beleza onde os pets são aceitos. O guia traz informações importantes,

Foto: Divulgação

|Serviço "leva e traz" faz parte do pacote como horário de funcionamento, descrição do espaço pet friendly e quais são os serviços exclusivos para os animais. Disponível para iOS e Android. www.guiapetfriendly.com.br. Cam2Pet: Monitoramento em tempo real. Sair para trabalhar e deixar o seu pet em casa nem sempre é fácil. A Cam2Pet chegou no Brasil para diminuir a preocupação dos tutores porque transmite ao vivo a movimentação do pet onde quer que ele esteja. O app sinaliza quando o animal está fazendo barulho e emite no ambiente sons ou mensagens gravadas pelo dono para chamar sua atenção e acalmá-lo. O usuário poderá ver, ser visto e conversar com o animal de estimação a qualquer momento do dia e em tempo real. Com o Cam2Pet também é possível capturar imagens do pet e gravar vídeos a qualquer momento, além de arquivar todo o histórico de atividades do animal. As fotos também podem ser compartilhadas no Facebook. www.cam2pet.com. Por Ana Paula Vieira

12


Turismo

2017, o ano do CANADÁ País celebra 150 anos de independência com uma série de eventos, novas atrações turísticas e acesso gratuito a todos os parques nacionais que fazem a fama canadense de leste a oeste Nunca foi tão interessante visitar o Canadá. Para começar, o povo está em festa. Em comemoração ao aniversário de 150 anos de independência, ocorrida em julho passado, o país ganhou um plus no calendário de eventos com mais de mil festivais e torneios que se estenderão até o m de 2017, além de novas atrações turísticas que prometem car para sempre entre os highlights dos viajantes. De quebra, a terra do liberal-progressista Justin Trudeau tem se

|Centro de Canmore - Foto: Heloisa Cestari

14

revelado especialmente atraente aos brasileiros, que podem fazer suas comprinhas com um dólar 30% mais barato que o americano, passear pelas ruas sem se preocupar com questões de segurança e até entrar no país sem grandes burocracias. Principalmente depois que o governo canadense isentou do visto os turistas tupiniquins que já viajaram para o país nos últimos dez anos ou que dispõem de um visto americano válido. Desde maio, esses privilegiados só precisam emitir uma AEV (Autorização Eletrônica de Viagem) pela internet para embarcar sem problemas. Outras vantagens são oferecidas a todos, sejam moradores ou visitantes. É o caso do cartão Discovery Pass, disponível no site da Parks Canada (www.pc.gc.ca), que garante acesso gratuito, neste ano, aos mais

de 225 parques nacionais, pontos históricos e áreas de conservação marinha de todo o país. Enquanto as reservas naturais abrem suas portas sem restrições, os grandes centros urbanos vibram em ritmo acelerado. Ottawa, por exemplo, será tomada por projeções de luz, robôsmonstros e apresentações multimídia. Já Toronto e Vancouver sediarão competições esportivas e festas cheias de música, cerveja e comidas típicas. Para unir tantas cidades e atrações, o país inaugurou em julho a Trans Canada Trail, maior trilha do mundo, com impressionantes 24 mil quilôme-


Vancouver, à beira do Pacíco, num total de 4.466 km de puro deleite para os olhos.

|Corredeiras do Sunwapta |Montanha Sulphur - Fotos: Heloisa Cestari tros de extensão. O audacioso projeto começou em 1992 com a promessa de interligar o país de costa a costa, desde o Atlântico até o Pacíco e o Ártico, reunindo atividades de caminhada, ciclismo, equitação, esqui, canoagem e até rinques de patinação no gelo. A ideia é que 80% da população canadense, de diferentes províncias, estejam no máximo 30 minutos de distância da trilha. Proposta megalômana semelhante a essa só mesmo a que garantiu a unicação canadense após a independência do domínio britânico há exatos 150 anos. Naquela época, para se tornar a sexta província do

país, British Columbia exigiu que fosse construída uma linha ferroviária ligando o oeste às demais localidades. Deu certo. Inaugurada em 1885, a Canadian Pacic Railway atravessa o Canadá de costa a costa, desde Toronto, no leste, até a simpática

Pelos vagões panorâmicos, com teto e paredes de vidro, vislumbram-se metrópoles vibrantes, vilarejos charmosos perdidos entre montanhas cobertas de neve, algumas das paisagens naturais mais espetaculares do planeta e até animais selvagens, como ursos e alces, dando mole para as câmeras fotográcas, bem pertinho dos trilhos. E o que é melhor: diferentemente dos eventos de aniversário do país – que têm prazo para acabar –, essas atrações continuarão ali, eternas, pelo menos até os próximos 150 anos.

|Nascer do sol nos Vermilion Lakes do Parque Nacional de Banff Por Heloísa Cestari, autora de guias de viagem e vencedora por dois anos consecutivos do Prêmio Europa de Jornalismo, concedido pela Comissão Europeia de Turismo da América Latina

SUA EMPRESA NECESSITA DE QUALIDADE, RESPONSABILIDADE E SERIEDADE. A Glandata possui Softwares Gerenciais, Administrativos, ERP, Contábil, Depto Pessoal, Escrituração Fiscal e Sped Contábil P.C.P.

Solicite uma Demonstração Inf: (11) 2176.8500 - gsuporte@glandata.com.br www.glandata.com.br

15


Reflexão

Pistas como pedidos de socorro É preciso observar as mudanças de comportamento nas pessoas próximas Um estudo realizado por pesquisadores brasileiros mostra que apenas em 3,2% dos casos o suicídio não está relacionado a algum tipo de transtorno de ordem mental, ou seja, não foi identicada uma patologia. “Não quer dizer que não tivesse. Nós, estudiosos, dizemos que quase 100% das pessoas que se suicidaram tinham no momento do suicídio, pelo menos da proximidade do ato, alguma patologia mental e não foram devidamente tratadas”, explica a psiquiatra Alexandrina Meleiro, Coordenadora da Comissão de Estudo e Prevenção do Suicídio da Associação Brasileira de Psiquiatria. Ela alerta para a importância de pais, professores, colegas e amigos sempre procurarem observar as mudanças de comportamento nas pessoas próximas. Uma retração inesperada, um silêncio recorrente, ansiedade exagerada, dormir demais, isolar-se... Mudanças de atitudes que começam aos poucos e vão ganhando corpo. Às vezes, incluem até mesmo abuso de substâncias, como drogas

que em longo prazo só pioram o quadro depressivo. “Tudo isso favorece com que vá aumentando o acentuado grau de depressão ou de dependência química e que vai fazendo surgir, na pessoa, a ideia de morte, a vontade de morrer”. Essa vontade pode se transformar em algo mais sério ou não. É necessário, então, seguir de olho. “Pode aparecer, de novo, a vontade de deixar de viver e de se matar. Nesse meio tempo, a pessoa vai dando alertas, dando pistas para os familiares, os amigos, que ela não está bem. Ela vai falando que não quer mais viver, que a vida não tem sentido, que quer ir embora, queria estar morta”, exemplica a médica. Todas essas são frases indicativas da necessidade de ajuda. “Se a gente não faz nada, pode vir a fatalidade. Por isso, a gente tem sempre de ter em mente que o suicídio é algo que nós podemos prevenir, algo evitável”. A especialista lembra que dos 172 países que têm ações de prevenção do suicídio, 83% conseguiram redu-

|Foto: Divulgação zir, efetivamente, o número de mortes. O Brasil está fora deste grupo. “Infelizmente, o Brasil faz parte dos 17% que não reverteram as estatísticas. Então, é um cenário muito triste. Porque nós teríamos condições, porque o plano existe. Só que não foi colocado em prática”. O caminho, na avaliação dela, passa por uma força tarefa que inclua atitudes nas escolas, na população, nas unidades básicas de saúde, no programa saúde da família, nos hospitais, no Caps (Centro de Atenção Psicossocial) e em todos os pontos nos quais se possa prevenir. A médica reitera sobre a necessidade de falar sobre o assunto. “Quando a gente aborda uma pessoa que está com ideação suicida e pergunta: você tem ideia de se matar, tem pensamentos ruins? Ela se sente aliviada e sente que alguém está entendendo o sofrimento dela. Grande parte, quase 90%, sentem-se tranquilas por estarem abordando o assunto”. E falar, reforça ela, também é fundamental para quebrar tabus. Por Leila - CVV Brasília (DF) Ligue 141

16


Meio Ambiente

Tráco de animais silvestres: conhecer para preservar O Tráco de vida silvestre traz consequências graves e carece de scalização e penas satisfatórias Talvez já tenha passado por sua cabeça como seria legal ter em casa aquele animal peculiar que vemos em zoológicos ou mesmo na natureza. Pássaros de lindos cantos, saguis graciosos, serpentes imponentes. Naturalmente, aprendemos pela vida que legal mesmo é vê-los livres em seu habitat, e que os animais em zoológicos fazem parte de pesquisas e projetos para sua conservação. Mas há uma face cruel em que os animais são tratados como produtos capitalistas e movimentam milhões de dólares ano a ano: tráco de animais silvestres. O tráco de animais silvestres movimenta mais de 10 bilhões de dólares por ano no mundo todo, sendo somente em nosso país cerca de US$1 a 1,5 bilhões. Tal atividade visa comercializar animais para colecionadores e zoológicos, para ns cientícos (Biopirataria), pet shops e feiras livres, além dos produtos e subprodutos (veneno, couro, penas). O tráco de animais vem crescendo todos os anos, especializando-se e se tornando um dos principais

18

problemas ambientais e econômicos a ser resolvido. Segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), 90% dos animais silvestres morrem logo depois de retirados de seu habitat natural, isso sem considerar os que morrem ao serem transportados cruelmente e por não se adaptarem ao cativeiro. 95% dos animais coletados alimentam o mercado interno e 5% o externo. A maioria é retirada das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, e geralmente encaminhada para o Sul e o Sudeste. Os principais alvos dos tracantes são áreas de preservação devido à grande quantidade de animais possíveis para captura. Além de ser uma crueldade com os animais e também um risco à biodiversidade, o tráco de animais é considerado crime. A Lei 9.605 de fevereiro de 1998 considera crime ambiental em seu 29º Artigo: “Matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida

|Além de ser uma crueldade com os anim permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida.” A pena para esse tipo de crime pode gerar detenção de seis meses a um ano e também multa. É importante avaliar que alimentar o tráco de animais silvestres pode causar um grande desequilíbrio ecológico, social e econômico, conforme podemos observar abaixo: Ÿ A captura desenfreada de animais

pode alterar todo o ciclo do ecossistema em que vivem, desde a cadeia alimentar, reprodução e dispersão de sementes.


sário investir em pesquisa e educação ambiental para inibir a atividade, mudando pensamentos e atitudes e formando cidadãos responsáveis pelo meio ambiente do qual fazem parte. Sendo assim, você pode fazer parte desse time que luta contra o tráco de animais. Para isso, basta seguir algumas dicas: Não compre animais silvestres. Caso queira cuidar de um animal diferente, procure locais de venda certicados. Não compre produtos feitos com partes de animais silvestres. Objetos de decoração (quadros, enfeites de mesa, tapetes) e de vestuário (roupas e bijuterias) feitos com penas, peles, couros, dentes e garras integram o mercado do tráco de animais. ais, o tráco é considerado crime - Foto: Divulgação Ÿ Animais silvestres podem transmitir zoonoses (doenças que podem ser transmitidas dos animais para o ser humano). Entre elas estão: febre amarela, hepatite A, herpes, malária, raiva, toxoplasmose, tuberculose, entre outras. Economicamente falando, essa atividade movimenta comércio ilegal, sem retorno para os cofres públicos. A mão de obra é precária e pouco recompensada (pessoas em vulnerabilidade social). O tráco de vida silvestre traz consequências graves e carece de scalização e penas satisfatórias. É neces-

Não solte o animal silvestre que vive em cativeiros em parques, unidades de conservação ou matas. Depois de um tempo no cativeiro, esse animal pode não estar preparado sicamente para a vida livre. Leve-o a um Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) mais próximo de sua casa. Caso identique um local onde ocorra a venda de animais silvestres sem autorização, denuncie à Polícia de seu Estado. Outra alternativa é o IBAMA que recebe denúncias pelo tel.: 0800-618080.

Por Fabiano Morezi de Andrade, biólogo e educador ambiental no Projeto SustentABC e Patricia Martin Alves, coordenadora do Projeto SustentABC e Professora Mestre na Universidade Anhanguera – UniAN

Tel.: (11) 4902-3970 19


Capa

Autossabotagem nanceira Veja quais as mentiras que você conta para si mesmo sobre o dinheiro As pessoas mentem para si mesmas. Se enganam. E com o dinheiro não poderia ser diferente. O problema é que elas mesmas são as maiores prejudicadas. Acabam sendo vítimas das suas próprias desculpas. Essa é a chamada autossabotagem e volta e meia me deparo com casos assim nas nanças pessoais de meus amigos ou clientes. Conra abaixo algumas das mentiras mais comuns que as pessoas contam para si mesmas. “Mês que vem vou começar a economizar” Esta é clássica! Por que você vai deixar para o futuro, algo que você pode fazer hoje? Mês que vem será outro mês. Até lá, você provavelmente terá se esquecido desta promessa, seja por conveniência seja por displicência. O fato é: a melhor data para começar a economizar é agora! Está esperando o quê? “Comprei baratinho, pois estava em liquidação” Se você não precisa de mais um sapato preto, além dos 20 que já possui, este novo calçado não é uma necessidade, mas sim um desejo que poderia ter sido adiado. Se já comprou, não que buscando desculpas – o dinheiro não foi bem empregado! Para quem está endividado então… Melhor teria sido direcionar esse montante para o pagamento das dívidas. “Paguei em 10 vezes sem juros” Você está tentando se enganar ao “acreditar” que as parcelas não vão pesar no orçamento. De parcela em

20

parcela, a dívida vai crescendo e elas acabam tomando uma parte relevante do orçamento. Além disso, nunca é demais lembrar que, quando você paga à vista, pode barganhar um bom desconto. Então, aquele “10 x sem juros” acaba sendo uma enganação, do tipo “me engana que eu gosto”! “Não consigo economizar porque ganho muito pouco” Você já parou para pensar que o problema pode ser a saída de dinheiro e não a entrada? A questão nem sempre é relativa ao quanto se ganha, mas sim, à falta de planejamento dos gastos. Já cansei de ver pessoas famosas, que ganham alguns milhões, e que terminam endividadas, na “rua da amargura”, por não serem capazes de controlar as suas nanças. Por outro lado, vi situações em que a pessoa todos os dias tomava um café com pão de queijo na padaria da esquina antes de ir para o trabalho e reclamava que não conseguia juntar dinheiro para viajar no nal do ano com a família. Mas, quando zemos as contas de quanto custava esse lanchinho diário, a cliente percebeu que estava gastando mal o dinheiro e que, se tivesse direcionado esse valor para uma reserva, poderia viajar tranquilamente com a família. “Não preciso de uma planilha de uxo de caixa, pois sei exatamente quanto ganho e gasto” Quando a pessoa me fala que não precisa controlar suas receitas e

despesas, já sei que terminará surpresa com o tamanho da autossabotagem que está cometendo. Se você ainda não anota todas as suas despesas, assim que começar, vai se assustar com o quanto que gasta com coisas supéruas. As pessoas costumam subestimar o quanto gastam em produtos e serviços desnecessários. Em geral, percebo que elas conseguem ter uma noção de 60% dos gastos e os outros 40% vão escapando pelas mãos com itens não recorrentes, aqueles de menor valor aparente ou que não sejam pagos por meio de


|Sem consciência nanceira, pessoas acabam sendo vítimas de suas próprias desculpas - Foto: Divulgação os gastos com: roupas, presentes, restaurantes, viagens e lanches, por exemplo. “Não tenho tempo para organizar minhas nanças” - Incrível como as pessoas investem tanto de seu tempo para ganhar dinheiro e muitas vezes não dedicam nem algumas horas do mês para cuidar dele. Deixe essa desculpa de lado e organize as suas contas, preencha o uxo de caixa, analise tudo e invista as suas economias. Eu sei que tudo isso toma tempo, mas é um tempo necessário. Basta car um pouco menos entretido nas redes sociais e dedicar o seu tempo ocioso para o

boletos. São exemplos usuais disso que é realmente importante. Muitas vezes as pessoas gastam tempo e dinheiro de forma equivocada. É preciso car atento para não cair nessa armadilha. Essas frases são apenas alguns dos muitos exemplos de autossabotagem que existem por aí. Infelizmente, ela é uma prática muito comum quando se trata de nanças pessoais. Pode até parecer engraçado, mas é exatamente isso que acontece quando o próprio cliente esconde do seu planejador nanceiro (o prossional que ele contratou para lhe ajudar)

que comprou uma bolsa nova ou que usou o cartão de crédito na viagem, além do valor estipulado para as compras. Graças a todos esses casos, venho estudando bastante a psicologia econômica, o que me ajuda a entender que não somos racionais na maior parte do tempo e que grande parte de nossas atitudes são guiadas pelas emoções. Pois anal, percebi que a autossabotagem é muito comum quando se trata de nanças pessoais.

Por Leticia Camargo, economista, planejadora nanceira pessoal e possui a certicação CFP® (Certied Financial Planner). Email: leticia@leticiacamargo.com.br

21


É você que manda no seu dinheiro, ou o seu dinheiro manda em você? Muitas pessoas vivem aprisionadas em seus trabalhos, em seu modo de vida, em seus hábitos de consumo, de forma que o dinheiro exerce tanta inuência em suas decisões que, mesmo sem perceber, literalmente, deixam que o dinheiro mande em suas vidas. Quanto mais elas ganham, mais gastam e têm mais e mais necessidades de gastar. Para isso, precisam trabalhar mais ainda e por aí vai.... Assim, elas deixam de ser donas de suas vidas e o dinheiro é que passa a comandar... Vamos dar uma volta? Não posso, pois tenho que ganhar mais dinheiro. Vamos tirar umas férias e viajar? Não posso, pois tenho contas para pagar... Será que é isso mesmo que te dá prazer? É isso que você quer para a sua vida? Ficar correndo atrás do rabo, somente para pagar contas. Já pensou em simplicar a sua vida? Quando você começar a se planejar, perceberá que conseguirá fazer o que quiser e ainda poderá poupar para o futuro. Organize-se e passe a mandar no seu dinheiro! Descubra o que é realmente importante para você, e deixe de lado o que não tem

muito valor. Gaste seu dinheiro de forma consciente, de acordo com os seus objetivos de vida! Pense no longo prazo!

tizar de que está trocando algo frívolo, agora, por um objetivo maior e mais relevante para o seu futuro, tudo cará mais fácil, não? Fica a dica.

Que tal fazer esse exercício para priorizar os gastos mais importantes na sua vida e evitar aqueles que não te levam a lugar nenhum? Pensar em abrir mão de alguns itens pode parecer difícil, mas se você se conscien-

Seja o protagonista da sua vida e decida o que é melhor para você. Invista em educação e em cultura. Lembrese: essas são as únicas coisas em que você gasta e ca ainda mais rico.

Por Leticia Camargo, economista, planejadora nanceira pessoal e possui a certicação CFP® (Certied Financial Planner). Email: leticia@leticiacamargo.com.br

22


recriando com arte Materiais descartados e dados como obsoletos viram matéria-prima e ressurgem através de criações ecléticas e conceituadas na prática do reúso em objetos exclusivos e manualmente executados. A partir desses materiais garimpados, a Loft66, praticando o Design Industrial, recria de forma harmoniosa e estética apurada móveis, arte decorativa e luminárias com personalidade, permitindo que essas peças continuem sua história ao longo do tempo.

Criado-Mudo Caixa de Energia em metal. Tampo e pés palitos em imbuia. Luminária fixa feita de reservatório de óleo de máquina industrial.

9 7338 2968

/loft66luminarias

/loft66industrial


Carreira

Eu sou freelancer Divulgação do trabalho e reconhecimento são os principais obstáculos no início dessa atividade O freelancer, termo inglês para denominar o prossional autônomo, depende basicamente da quantidade de clientes conquistados e trabalhos desenvolvidos para alavancar sua carreira/projeto. “Divulgar o trabalho e ter o nome conhecido, sem dúvidas, é um dos principais obstáculos no início da carreira”, alerta o CEO da Crowd, plataforma de freelancer no Brasil, Gabriel Carlos Matias. Por isso, é importante pensar em algumas estratégias para fazer o próprio marketing e divulgar o que você faz de melhor. Veja abaixo algumas dicas que o empresário separou para tornar o seu trabalho conhecido entre os clientes. Qual é o seu nicho de atuação? Provavelmente, o serviço que você oferece também é realizado por outros prossionais. Portanto, observe o seu ramo e em qual área especíca você deseja se destacar. Dessa forma, sua concorrência com outros prossionais diminui e a chance de alcançar clientes aumenta. É fundamental fazer essa distinção de setores e habilidades logo de início, pois será mais fácil encontrar

24

clientes interessados nos seus serviços e o projeto será concluído de maneira satisfatória. É importante conhecer e dominar mais de uma habilidade, mas não “venda” seu trabalho de forma generalizada. Quando o freelancer se dedica a um nicho, torna-se um especialista. Isso agrega valor ao trabalho desenvolvido e notoriedade ao prossional. Ao atuar em uma área especíca, seu olhar cará muito mais apurado e seu trabalho mais relevante. Desenvolva seu próprio conteúdo – Seja em um blog, canal no YouTube ou rede social, o prossional que opta por criar o próprio conteúdo promove sua carreira por meio dessa atividade. A criação de conteúdo própria desenvolvida por freelancers, além de instruir pessoas interessadas em determinado assunto, também constrói novo tipo de portfólio. Já sabe o seu nicho? Então, você já sabe sobre o que pode produzir. Se você é um programador, pode dar dicas de desenvolvimento de programas e softwares; um designer pode falar sobre novas técnicas e ferramentas da área e assim por diante.

|O trabalho deve ser constante para que a eciê A variedade de assuntos é innita. Use palavras-chave relacionadas à sua área para a produção do conteúdo, isso ajudará navegadores a identicarem sua página em possíveis pesquisas. Quem produz conteúdo também é visto como especialista; faça e veja seu trabalho ganhar mais destaque. Construa um trabalho consistente – Como freelancers, os projetos desenvolvidos são para o cliente, mas fazem parte do seu portfólio. Portanto, seu trabalho deve ter uma constância, para que sua evolução como prossional possa ser notada. Saiba destacar os pontos fortes de cada trabalho e como seu talento pode contribuir com a demanda do cliente e chegar ao resultado nal. Vá além do online – Não basta apenas concentrar toda a sua estratégia para promover sua carreira no ambiente digital. Uma apresentação feita pessoalmente ainda possui mui-


Compartilhe seus projetos – Falar sobre seu trabalho no seu campo pessoal também é uma forma de promover sua carreira freelancer. Está escrevendo para diferentes sites? Fez um trabalho fotográco especial? Compartilhe seus jobs em redes sociais relevantes. Use sua página no Facebook, seu perl no LinkedIn e até mesmo no Twitter ou Instagram. Dessa forma, quem acompanha suas publicações nas mídias vai poder identicar seus trabalhos em outros espaços. Em casos em que o job não é assinado é ainda mais interessante esse tipo de divulgação.

ncia prossional possa ser notada - Foto: Divulgação to valor. Pense que cada workshop, feira ou congresso é uma oportunidade de fazer networking pessoalmente com possíveis clientes. Prepare-se para um pitch, tenha um bom cartão de visita, e se achar interessante, ande com uma amostra do seu material ou use uma forma simples de apresentá-lo (num dispositivo móvel, por exemplo).

- Recursos Humanos - Contábil Gestão - Fiscal - Societária 55 11 4227.6614 / 4221.7312 R. Amazonas, 521- 4º Ad. - Cj 47 - Centro - SCSul - SP

www.contabilidadefoco.com.br

Esteja presente em plataformas para freelancer – O prossional freelancer

vai muito mais longe quando constrói um perl em comunidades voltadas para a atividade. Otimize sua carreira a promover seu trabalho em comunidades especializadas. A Crowd é a principal rede conectando freelancers a grandes empresas e agências, dando toda a estrutura necessária, desde o brieng até a aprovação. Isso permite que o prossional esteja muito mais focado nos resultados. Lembre-se: é um trabalho contínuo. Pensar em formas de promover sua carreira freelancer é um trabalho ininterrupto. Não deve ser feito apenas no início ou apenas quando você tem menos projetos. Preocupe-se em sempre manter seu portfólio atualizado, compartilhe seu trabalho e mantenha contatos. Seja visto para que você seja lembrado como uma opção.

Seu cartão de visita – Se você ainda não tem um cartão de visita, está na hora de repensar. Nunca se sabe o momento exato onde acontecerá o networking e o cartão é o que fecha a oportunidade. Na área de comunicação e marketing é permitido pensar em modelos mais criativos, que combinam com seu trabalho. As informações principais são: logo, nome, prossão, e-mail, telefone e site ou link para o portfólio. E sempre tenha cartões com você! Dica: fale sobre seus projetos em suas redes sociais e otimize a divulgação de sua carreira.

Santo André Rua General Glicério, 412 Tel.: (11) 4435-3300 São Bernardo do Campo Rua Marechal Deodoro, 330 Tel.: (11) 4122-6868

Por Stefani Pereira - crowd.br.com

www.microcampabc.com.br

Inovação, Tecnologia e Qualidade A Hidropig é líder no fornecimento de pigs e acessórios para tubulações nos segmentos de óleo, gás, saneamento e indústria alimentícia, entre outros. Nossos - Pigs Produtos - Acessórios para pigs

- Transmissores - Bloqueadores de Fluxo (Plug)

Pigs e Acessórios Av. Antártico, 401 - Jd do Mar SBCampo - Tel.: (11) 4331-5353 vendas@vidropig.com.br

Nossos - Limpeza (Pigging) - Furo em Carga - Bloqueio de Fluxo Serviços - Secagem - Congelamento

- Rastreamento de Pig

Serviços Av. Antártico, 38 - Jd do Mar SBCampo - Tel.: (11) 4331-5353 comercial@hidropig.com.br

25


Saúde

Qual a importância da vitamina D? São muitos os benefícios desse composto orgânico em nosso corpo A vitamina D apresenta função principal no metabolismo do cálcio, favorecendo um crescimento ósseo saudável. Além disso, sabe-se atualmente que pode modular o risco de desenvolvimento de algumas doenças como a hipertensão arterial, a esclerose múltipla, a asma, alguns tipos de câncer e o diabetes tipo 1, entre outras funções.

ciência. Sendo assim, dietas restritivas como a vegetariana ou situações de má absorção intestinal, crianças de pele escura, pouca exposição solar, portadores de síndrome nefrótica e insuciência dos rins, uso de alguns medicamentos como os anticonvulsivos (fenobarbital e fenitoína), além da obesidade.

Mas como obter a vitamina D? Também chamada de calciferol, a vitamina D apresenta várias formas ativas, com potências diferentes. Está presente nas plantas e principalmente na gordura de alguns alimentos (peixes marinhos como sardinha, salmão e atum, óleo de fígado de peixe, gema de ovo e fígado), mas apenas 10% é proveniente da dieta. Após sua absorção, necessita ser metabolizada na pele pela ação dos raios ultravioleta (UV), posteriormente pelo fígado e pelo rim até se transformar na sua forma mais ativa.

Quem deve receber tratamento preventivo? O Departamento de Nutrologia da Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda o uso de vitamina D nas crianças até os 2 anos de vida, além das crianças com os fatores de risco já mencionados, ajustando a dose conforme a dosagem de vitamina D. Além do tratamento preventivo, a exposição solar ideal para assegurar níveis adequados de vitamina D no primeiro ano de vida seria de 30 minutos semanais usando apenas fraldas ou 2 horas semanais com apenas mãos e face expostas. O estímulo à prática de atividades ao ar livre e o consumo regular de alimentos fonte de vitamina D seriam fundamentais para crianças e adolescentes na prevenção da sua deciência.

Quem são as crianças de risco para a deciência de vitamina D? Toda situação que comprometa o recebimento, a absorção de vitamina D ou cálcio e o seu metabolismo pode favorecer a sua de-

Quando realizar a reposição de vitamina D? Sua reposição deve ser realizada sempre que for identicada a sua deciência, independentemente da presença de sintomas, que são sempre tardios, manifestando-se muito tempo após as alterações laboratoriais. Pode ser feito diariamente ou semanalmente, com realização de novos exames após 3 meses. Deve ser associada à suplementação de cálcio quando sua ingestão não puder ser suprida apenas pela dieta. O seguimento pediátrico adequado é fundamental para as orientações alimentares, atividade física, exposição solar e alerta para o caso de risco. A dosagem de vitamina D não deve ser realizada rotineiramente para todas as crianças, sendo indicada apenas nas situações especícas já descritas.

Por Dr. Marco Aurélio Safadi (CRM: 54792), professor de Pediatria da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e coordenador da Equipe de Infectologia Pediátrica do Hospital.

Santo André R. das Pitangueiras, 461 Bairro Jardim (11) 4316.4777 94703.9516

Tratamento de coluna, joelho e quadril

Pilates Clínico

São Caetano Al. Terracota, 185 Sl. 1525/1526 Espaço Cerâmica (11) 2311.4777 94715.4219

www.siologic.com.br

26


Compor tamento

Saiba que tipo de ciumento você é Brasileiros lideram a lista dos mais ciumentos do mundo, segundo pesquisa Para os ciumentos de maneira geral, sentir ciúmes signica uma forma de amor, de cuidado com o outro. Para quem não sente, trata-se de um sinal de fraqueza e de uma demonstração de dependência. Opiniões à parte, sabe-se que controlar o ciúme é essencial para ter um relacionamento duradouro. De acordo com pesquisa recente da Universidade de Sunderland, na Inglaterra, os brasileiros lideram a lista dos mais ciumentos do mundo. Esse resultado só ocorre devido ao aspecto cultural do brasileiro, que enxerga o ciúme como uma prova de

amor, aponta o estudo. Para os norte-americanos, por exemplo, que estão em segundo lugar no ranking, esse sentimento é visto como sinal de vulnerabilidade e dependência. O psicólogo Rodrigo Correa diz que ciúme não é saudável. Ele conta que, em 30% dos casos atendidos, o ciúme estava atrapalhando a vida de seus pacientes. “Culturalmente, o jeito que estamos acostumados a nos relacionar é um mecanismo de posse; e a estrutura do ciúme é isso: você acredita que o outro é a sua propriedade. Se houver o convencimento de que a outra pessoa não é mi-

|Muitas vezes nos relacionamos com nha, o ciúme deixa de existir”, explica. Baseado nos três níveis de ciúmes que Freud explica – o normal, o projetado e o delirante –, distinguimos três pers de ciumentos que você, talvez, possa identicar em si mesmo e/ou em pessoas ao seu redor: Ciumento Zeloso Esse ciumento traz consigo um sentimento que confunde ciúmes com zelo. Seria um ciúme equilibrado. Nesse caso, a pessoa quer cuidar e

9 4798-1259 11 2021-5841 ecoamazongarden - www.ecoamazongarden.com.br 28


Ciumento Articial A pessoa tem ciúmes do parceiro, mas sabe disfarçar muito bem e nunca demonstra. Não dá “ataques” de ciúmes em público, daqueles que geram vergonha no casal, mas acumula o sentimento por tanto tempo que, em um certo momento, explode e causa uma enorme confusão. O psicólogo Rodrigo Correa acredita que a melhor forma de o enfrentar, quando revelado, é confrontando o ciumento, anal, arma o prossional, se não houvesse quem tolerasse o ciúme, ele não existiria. o outro com sentimento de posse - Foto: Divulgação estar perto, sem sufocar o parceiro, mas acaba limitando a liberdade dele. Segundo a psicóloga Nara Doné, o ciúme e o zelo estão separados por uma linha muito tênue. Para o psicólogo Rodrigo Correa, por sua vez, o zeloso é o mais difícil de ser combatido por se tratar de um “inimigo” que se mantém escondido, que cria estratégias de controle sobre o outro disfarçadas de cuidado.

Ciumento Paranoico É aquele que inventa situações inexistentes achando que a pessoa o está traindo de alguma forma. Tem absoluta certeza de que está sendo traído, mas não tem provas evidentes. A partir daí, passa a seguir o parceiro, vive em função de investigar o outro, trazendo problemas para a sua própria rotina. Está distante da autoconança; tem a autoestima abalada, medo de perder o outro, e não se sente capaz ter outro relacionamento.

Segundo Nara Doné, quando o ciúme se torna patológico, ele começa a se abastecer de delírios da imaginação da pessoa ciumenta. Muitas vezes, ela não tem consciência ou não percebe a dimensão disso. “Ou o ciumento não consegue ter relacionamentos duradouros. Ou ele se envolve com pessoas ciumentas iguais a ele, pois, assim, os dois se entendem e aceitam esse tipo de comportamento”, destaca a prossional. O ciumento paranoico interpreta sinais que são imperceptíveis aos demais, como tentativas de traição. Por exemplo: encostar casualmente na pessoa ao lado, olhar na direção em que há outra pessoa etc. É importante lembrar que, em qualquer um dos casos, a conversa com um prossional pode ajudar a melhorar as percepções e consequentemente as decisões do ciumento. O autoconhecimento é fator chave para identicar as situações em que o ciúme pode se tornar uma ameaça para a sua vida, e a melhor maneira de alcançá-lo é contando com a ajuda de um psicólogo. Por SMFComunicacao.com.br

A Giglio sabe que preservar o planeta é importante e se conseguir auxiliar a sociedade com produtos reaproveitáveis de ótima qualidade, será melhor ainda.

29


Beleza

5 mitos e verdades sobre o emagrecimento Fatores como a autossabotagem e a criação de uma zona de conforto precisam ser combatidos Na tentativa de emagrecer a qualquer custo, há quem recorra a medidas radicais como seguir “dietas da moda” que excluem totalmente alguns tipos de alimentos – como aqueles que contêm glúten e lactose –, ou se submeter a procedimentos cirúrgicos invasivos.

de eliminar completamente o glúten do cardápio ganhou adeptos entre celebridades e acabou se tornando popular no Brasil e no mundo. No entanto, ao contrário do que muita gente pensa, nem todas as pessoas se beneciam dessa estratégia para perder peso.

“A velocidade com que as novas dietas surgem e desaparecem está diretamente relacionada ao fracasso das mesmas”, alerta a nutricionista Gladia Bernardi, criadora do método Emagrecimento Consciente. “Se elas dessem mesmo certo, o resultado obtido seria duradouro e não seria preciso, a toda hora, criar uma nova modalidade”, comenta ela.

“Com exceção do 1% da população mundial que sofre de doença celíaca, ou seja, que tem sensibilidade ao glúten, as pessoas acabam emagrecendo com essa dieta por evitarem alimentos calóricos como pão, macarrão ou bolo, que contêm glúten. Ou seja, a questão não é o glúten em si, e sim as escolhas alimentares mais inteligentes”, pondera.

A especialista aponta alguns mitos e verdades do processo de emagrecimento: 1 - Dieta sem glúten e sem lactose funciona para todos - MITO Do mesmo modo que muitas outras dietas que viraram “moda”, a técnica

30

No entanto, Gladia alerta que de nada adianta evitar alimentos com glúten e exagerar no chocolate, por exemplo. "O prossional precisa descobrir qual é o gatilho mental que está sendo acessado pelo seu

|É necessário descobrir qual o gatilho mental cliente e como ele é representado no seu corpo com excesso de peso." Portanto, segundo a especialista, mais importante do que focar apenas nos itens que compõem o cardápio é descobrir o que faz com que aquele indivíduo coma compulsivamente e “desativar” essa armadilha da mente. 2 - Suplementos podem substituir refeições para emagrecer - MITO Para Gladia, esse é mais um mito fundamentado somente no imediatismo. "A pessoa até pode recorrer


mente se consumir por conta própria. Por isso, sempre alerto para procurar um prossional de saúde para buscar orientações antes de utilizar qualquer tipo de suplemento”. 3 – Ter o apoio de um bom prossional faz emagrecer - VERDADE Apenas a prescrição perfeita, de acordo com Gladia, não garante o bom resultado. “Um bom prossional trata a raiz do problema e faz com que o cliente emagreça de forma consciente”, pontua a especialista. Ela explica que fatores como a autossabotagem e a criação de uma zona de conforto precisam ser combatidos.

Foto: Divulgação

que faz com que a pessoa coma compulsivamente aos suplementos para emagrecer como 'emergência' para o verão, mas se esquece de que há vida no outono, no inverno, na primavera. Quem aguenta tomar suplementos durante o ano todo?", questiona. Além do mais, lembra a especialista, muitos desses produtos não são regulamentados ou acabam proibidos de serem vendidos no Brasil. Isso acontece por não haver pesquisa que comprove se eles são ou não prejudiciais à saúde. “Além de não emagrecer, a pessoa pode colocar sua própria saúde em risco, principal-

"Todos os pacientes provavelmente já passaram por outros prossionais e métodos, tentativas frustradas de dietas e processos de emagrecimentos inacabados e ou interrompidos. O bom prossional deve saber lidar com essa frustração e apontar o caminho correto”, ensina. 4 – Modicar a mentalidade emagrece - VERDADE A mudança de pensamento é a grande chave para o emagrecimento e garante que os resultados sejam duradouros. "O controle da ansiedade, por exemplo, além de ajudar a emagrecer melhora o sono e a saúde em geral, facilitando o controle de doenças, e, acima de tudo, gerando um sentimento de vitória com os novos hábitos."

Segundo a especialista, a única forma de tratar problemas como a compulsão alimentar é pela mudança de mentalidade. “A compulsão por comer deve ser vista como um vício, assim como o de um alcoólatra, de um usuário de drogas. Ela nada mais é do que o vício por comida”, comenta. 5 - Cirurgia vai me deixar magro para sempre - MITO Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM), o número de intervenções cirúrgicas cresceu 300% nos últimos dez anos. Deste total, 5% são pacientes com menos de 20 anos. “Ao recorrerem a cirurgias, muitos imaginam que estão dando o seu último adeus às gordurinhas. No entanto, esse é um grande mito, pois a verdadeira origem da obesidade não foi tratada, e é por isso que muitos voltam a engordar”, explica Gladia. "Quase todos os meus pacientes usavam a comida como um remédio para um mal emocional, e por isso estavam acima do peso. É preciso mudar a maneira de pensar a comida e de se relacionar com ela. Caso contrário, após a intervenção cirúrgica, o descontrole alimentar pode voltar a se manifestar nos próximos 2 anos, comprometendo o resultado”.

Por Daniela Loreto – Ortolani Comunicação

PPRA (NR 9) Programa de Prevenção de Riscos Ambientais PCMSO (NR 7) – ASO Exames Médicos: Admissional, Periódico e Demissional CIPA (NR 5) Constituição e Gerenciamento Perícia Médica e de Insalubridade

Tel. (11) 4990-4382 www.mso-medicina.com.br

Tel. (11) 4991.3920 www.casadosvidros.ind.br 31


Seja um Investidor Social A partir de R$ 10,00 por dia (plano mensal) sua empresa já pode se tornar um Investidor Social e anunciar nesta Revista, além de muitos outros benefícios. Criado pela Instituição Assistencial e Educacional Amélia Rodrigues, em 2002, o Projeto Investidor Social tem por objetivo a captação de recursos para manter os projetos socioeducativos da entidade, que atua há mais de 30 anos e atende, atualmente, a 219 crianças e adolescentes de três comunidades de baixa renda em Santo André (SP). Por meio dele, empresas e prossionais liberais podem associar-se e agregar valor aos seus produtos e serviços por meio do Marketing Social, engajando-se como empresa socialmente responsável.

(11) 3816-9788

contato@investidorsocial.org.br

www.investidorsocial.org.br

Primeiro Buffet por quilo especializado em

Culinária Árabe

9.4000.1952

Agora Também

DELIVERY

Shopping ABC Av. Pereira Barreto, 42 - Vila Gilda - Santo André - SP

(11) 4436-8008 Piso Térreo - www.latife.com.br 32


Educação

Tel. (11) 4425-5147 www.lvdistribuidora.com.br

Os 5 erros mais cometidos na fala e na escrita Domínio das normas do idioma é fundamental para o desenvolvimento dos estudantes

Tel. (11) 4990-8541 www.centroautomotivopb.com.br Av Pereira Barreto, 290 - Sto André (Estacionamento do Carrefour)

O uso correto da língua portuguesa é imprescindível, seja na vida escolar ou na futura vida prossional das crianças. Apesar disso, uma pesquisa do Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube) mostrou que 40% dos estudantes são reprovados nas seleções de programas de estágio por conta de erros de português. Para não cometer esses equívocos, é preciso praticar desde cedo a escrita e a fala corretas. “A leitura e a prática da escrita ainda na infância e adolescência evitam que se chegue à fase adulta cometendo erros básicos. Além disso, o acompanhamento de professores e um ensino focado na individualidade do aluno contribuem para o melhor aprendizado do idioma”, arma Camilo Carvalho, diretor da Ensina Mais Turma da Mônica, rede de apoio escolar em português, matemática, inglês e informática para alunos do Ensino Fundamental I e II. O diretor apontou alguns dos erros mais cometidos da língua portuguesa, conra quais são e evite-os:

Tel.: 2896-1444 www.ytour.com.br/superbanca superbanca@ytour.com.br Av. Lino Jardim, 1.180 - Santo André

34

MAS e MAIS - O uso das expressões 'mas' e 'mais' confunde muitas pessoas. Porém, a regra é simples. “O uso do 'mas' signica oposição, restrição, já a palavra 'mais' é usada para denir acréscimo de quantidade”, arma Camilo. Exemplo: “Gostaria de ir, MAS, tenho compromisso” / “Gosto de café com MAIS açúcar”.

TRÁS e TRAZ - Outras duas palavras que podem atrapalhar os desatentos são 'trás' e 'traz'. “Enquanto traz vem do verbo trazer, trás vem de parte posterior, o mesmo de 'atrás'”, comenta o diretor. Exemplo: “Não olhe para TRÁS!” / “Ela sempre TRAZ almoço”. MENOS e MENAS - Fique atento, pois esse é um dos erros comuns mais graves. “A palavra 'menas' não existe, o termo menos é utilizado tanto para palavras masculinas quanto para termos femininos”, diz. Exemplo: “Há MENOS pessoas que o esperado nesta festa”. MAU e MAL - Por serem palavras muito parecidas, os termos 'mau' e 'mal' também induzem muitas pessoas ao erro. “É importante se lembrar que 'mau' é o oposto de 'bom' e 'mal' o oposto de 'bem', isso facilita o entendimento”, comenta Camilo. Exemplo: “Ele é um MAU jogador” / “Estou me sentindo MAL hoje”. ONDE e AONDE - Essa é traiçoeira! Os termos 'onde' e 'aonde' são, por muitas vezes, usados de forma indevida. “A palavra 'onde' indica permanência, enquanto o termo 'aonde' denota movimento”, diz o diretor. Exemplo: “ONDE você está?” / “AONDE estamos indo?” Por Redação Dezoito Comunicação


Cemitério Vertical

Phoenix Memorial do ABC Respeitando sentimentos e eternizando memórias Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ

Aquisição e locação de lóculos;

Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ Ÿ

Segurança monitorada 24h;

Aquisição de ossários; Sepultamento 24h; Salas de velório climatizadas com ambiente de repouso e toalete privativo;

Conservação e limpeza; Ecologicamente correto; Amplo estacionamento; Atendimento personalizado.

Av. Lauro Gomes, 5000 - Vila Palmares - Santo André Central de Vendas: (11) 4991-9910 - Fax: (11) 4473-3580

www.phoenixmemorial.com.br


Nutrição

Mais saúde à mesa Alimentos funcionais fortalecem o organismo e dicultam o aparecimento das doenças Os alimentos funcionais contêm substâncias ativas que beneciam o organismo, ajudando, por isso, a abrandar a evolução de doenças crônicas degenerativas como a diabetes ou o câncer, envelhecimento, problemas intestinais e até sintomas da menopausa, e a promover a saúde entre outras. Outro benefício de usar alimentos funcionais é a diminuição dos gastos relacionados à assistência em Saúde, como os remédios na farmácia, as consultas no médico ou exames médicos, por exemplo, porque esses alimentos fortalecem o organismo e dicultam o aparecimento das doenças. Além disso, as bras ajudam a reduzir o colesterol por diminuírem a absorção de gorduras, a controlar a diabetes porque evitam que o açúcar suba rapidamente no sangue e a combater a obesidade, pois diminuem o apetite. Mas, também não basta comer determinados alimentos funcionais para manter uma vida saudável, é essencial manter uma dieta equilibrada com a prática de exercícios físicos, para boa qualidade de vida.

Av. Papa João XXIII, 4833 Polo Ind. de Sertãozinho Mauá | São Paulo Acesso pelo Rodoanel Sul Tel: 55 11 4544.1696 www.hausthene.com.br

36

Sementes de chia, nozes – são ricos em ômega 3, que ajudam a diminuir o risco de doenças cardiovasculares, combatem as inamações e ajudam a melhorar a capacidade do cérebro. Tomate, goiaba, melancia – têm grandes quantidades de licopeno, um antioxidante que ajuda a baixar o colesterol e a diminuir o risco de câncer de próstata. Iogurte, ker – alimentos com probióticos, que são bactérias boas que regulam o intestino evitando a prisão de ventre e previnem o aparecimento de câncer de cólon. Milho, kiwi, abobrinha – ricos em luteína e zeaxantina, antioxidantes que evitam a degeneração macular (visão) e o aparecimento de cataratas. Chá verde, uva roxa, vinho tinto – são alimentos com catequinas que ajudam a prevenir vários tipos de câncer e a fortalecer o sistema imunológico. Milho, soja – têm tosterois que são substâncias que ajudam a baixar o colesterol e a reduzir o risco do aparecimento de doenças cardiovas-

culares. Farelo de cereais, maracujá, amêndoas com pele – alimentos ricos em bras que ajudam a regular o intestino diminuindo as chances de câncer de cólon. Pimenta – ajuda na aceleração do metabolismo e diminui o desejo de consumo de proteínas, carboidratos e gorduras. Alho – reduz colesterol, pressão do sangue, melhora o sistema imunoló-


4972-7222 |Milho tem propriedades que ajudam a baixar o colesterol - Foto: Divulgação gico e diminui o risco de câncer gástrico. Linhaça – previne doenças cardiovasculares, pois diminui o colesterol ruim, aumenta o colesterol bom e diminui a inamação. A bra presente na linhaça auxilia na prevenção de câncer de mama, cólon, endométrio, próstata, entre outros. Para adultos, o consumo máximo é de duas colheres ao dia. Soja – tem ação estrogênica, ou se-

ja, reduz sintomas da menopausa e auxilia na redução do colesterol. Estudos comprovam que 25 gramas/dia são sucientes. Peixes – reduzem o colesterol, possuem ação anti-inamatória. Ricos em ômega 3, previnem doenças cardiovasculares, diminuindo inamação, entre outros benefícios. Seu consumo deverá ser duas vezes por semana, e, evitar o preparo como frituras.

Por Doutora Ana Maria Penharbel Simão / CRN3-11135

Organize sua Vida Palestras Consultoria Personal Organizer

Tel.: (11) 99494-6703 - www.kerleybianchi.com.br 37


Bem-Estar

Diga “sim” às merecidas férias! Deixar o descanso de lado causa prejuízo à mente e ao corpo Em meio à maior recessão da história brasileira, é cada vez mais comum se deparar com funcionários vendendo as férias em vez de aproveitá-las plenamente. Para a psicóloga do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Marina Arnoni, esta não é uma boa decisão, tornando-se equivocada a partir do momento em que o período de descanso é imprescindível. “As férias são um direito do trabalhador, mas, independentemente da legislação, é uma forma de recarregar as energias e voltar com novas motivações ao emprego”, acrescenta. Pesquisa recente do International Stress Manager Brasil (ISMA-BR) mostra que 38% dos brasileiros estão com medo de entrar em férias. Além disso, para muitos dos entrevistados, é rotina usar o celular para checar e-mails e tarefas mesmo durante o período de descanso. De acordo com a especialista,

|Período de descanso é imprescindível para a reposição de energia - Foto: Divulgação

preocupar-se com o trabalho nas férias também não é indicado, pois essa atitude não fará com que a mente e o corpo realmente se desliguem das tarefas prossionais, podendo, inclusive, desencadear a síndrome de Burn out, também conhecida como a doença do esgotamento prossional.

mais tranquila, Marina Arnoni recomenda zerar todas as pendências no trabalho e programar compromissos importantes para depois do retorno. “Em cargos em que isso não é possível, sugiro combinar com a empresa um horário para que esse contato seja feito sem atrapalhar nenhum momento do descanso”, arma.

“Essa nova síndrome é uma grande preocupação dos médicos. É um reexo da sociedade moderna, em que as cobranças são muitas, indo além do que o funcionário pode suportar. A doença pode causar a incapacidade física e mental permanente da pessoa, com risco alto de suicídio”, alerta.

O recomendável é que as férias durem, pelo menos, 15 dias – tempo necessário para que o corpo se acostume com a nova rotina. “Neste período, não se cobre, quebre as regras, não tenha medo de dormir até mais tarde, de trocar os horários das refeições, mesmo com crianças em casa. Fazer isso, às vezes, também é importante”, salienta a psicóloga.

Zerar pendências Para aproveitar as férias de forma

Por Isabel Lopes Tree Comunicação

Tecnologia em corte de carne, sempre perto de você! 38


2 Poços Artesianos Profundos, sem utilização de água supercial Captação de água potável, realizada somente em rocha cristalina Caminhões e Carretas com capacidade de 5, 10, 15, 20 e 30 mil litros Indústrias - Comércios Hospitais - Residências Clubes - Condomínios Apoiamos os Projetos Sociais

(11) 4978.1531 agua.chicaroni@gmail.com

Faça uma Cotação:

Investidor Social 41  

A Revista Investidor Social é uma publicação da Instituição Amélia Rodrigues, entidade sem fins lucrativos que mantem atividades socieducaci...

Advertisement