Page 1

1

Deguste | Marรงo | 2018


Deguste | Maรงo | 2018

2


3

Deguste | Marรงo | 2018


Deguste

Espaço do Leitor

GAS­TRO­NO­MIA­

Lendo a revista Deguste e seguindo suas redes sociais, principalmente Instagram, é que ficamos sabendo do que há de melhor na culinária do nosso estado. Suas dicas são valiosas para saber onde comer e beber bem, principalmente em Natal. Acho excelentes as dicas e matérias! Eduardo Alves Lopes - Engenheiro Eletricista Capim Macio - Nata/RN

Março de 2018 - ano 14 - edição 152

07

Parece que foi um dia desses que virei leitor da Revista DEGUSTE e ganhei um dos bons vinhos do Magazzino. Quanto mais o tempo passa, melhor a revista fica. Parabéns! Márcio Sá - Servidor Público Lagoa Nova - Natal/RN

Dois Vinho & Gastronomia no Tirol

Ter acesso à Revista DEGUSTE é um privilégio para quem deseja ser um bom gourmet da cidade. Márcia Azevedo - Empreendedora Capim Macio - Natal/RN

44 O novo Nona Itália em Ponta Negra

Leitor premiado

36 Chef potiguar abre bistrô em Brasília

12 Nova loja Vinho & Porto no shopping Seaway 14 Novo cardápio do Restaurante Marechal 18 Yuru tem novo gerente de A&B 20 Loja Rickmar Pescados pronta para a Páscoa 24 Don Matias com novos cortes especiais no cardápio 26 Chapelatto faz aniversário de 02 anos Adoro as dicas de novos restaurantes da DEGUSTE,

30 Adega Perlage distribui vinhos Word Wine em Natal

que permitem aos apreciadores da gastronomia

38 Páprika comemora 08 anos

construir os melhores roteiros de Natal. Tallita Roxana Pereira de Góis - Secretária Cidade Satélite - Natal/RN

Seções

Nossa Capa

06 Pelos Restaurantes 28 Papo Café 42 Saboreando Paris 34 Opinão 46 Saberes do Vinho

Poisson et crevette ceviche

Deguste | Maço | 2018

Foto: Rogério Vital

4

A engenheira de Petróleo Lara Freitas foi escolhida a leitora do mês da Revista DEGUSTE e, como brinde, recebeu do Magazzino Vinhos & Cozinha, patrocinador desta seção, o vinho rosé Viejo Feo, feito com a uva Pinot Noir, produzido no Chile.


Espaço do Leitor

Pelos Restaurantes... fotos rogério vital

Luís Benício Tavares Siqueira tbenicio@uol.com.br

Programação cultural no

Nuh Café Casa recebe grande público nesses eventos

Músicos, um dançarino, uma artista plástica e um malabarista se apresentaram na edição. "Foi um momento único", descreveu Rafael Almeida. A casa recebeu lotação máxima. O empresário destaca que "Braseiros, Cafés, Prosas e Improvisações” tem como objetivo a confraternização com os clientes, além de aproximar a gastronomia de outros tipos de arte.

Evento sempre conta com um menu degustação

No final de janeiro, o Nuh Café realizou a quarta edição do "Braseiros, Cafés, Prosas e Improvisações", um evento mensal que vem fortalecendo a cena cultural potiguar com apresentações artísticas. As atividades aconteceram durante um jantar com menu confiance (“Nuh Escuro”) de cinco tempos oferecido pelos sócios do Nuh, Rafael Almeida e Rafael Paulo, em noites de lua cheia.

Nuh Café av. Joaquim Patrício, 1958 Pium - Parnamirim/rN fone: (84) 99863-5333 @nuhcafe /nuhcafe

5

Deguste | Março | 2018


Da Redação

Gastronomia e o mercado imobiliário Quem lê a revista DEGUSTE, com frequência, vem percebendo um fenômeno interessante: a concentração de inaugurações de empreendimentos gastronômicos em alguns endereços específicos da cidade. A Avenida Praia de Ponta Negra é um desses locais. Marcas de boa reputação da gastronomia natalense se instalaram por lá, Fogo & Chama, Takami, Casa de Taipa Tapiocaria, Hamachi, Don Matias e Curió. Outro endereço que chama a atenção aos empreendedores do ramo é o shopping Seaway, que vem acomodando várias novidades. Nesta edição, por exemplo, registramos mais uma inauguração naquele shopping, a loja de vinhos Vinho & Ponto, que tem 30 unidades espalhadas pelo Brasil. Outra novidade desta edição é a forma de funcionamento do ótimo restaurante Dois Vinho & Gastronomia, no Tirol, que passa a

abrir de terça a sábado, sem necessariamente exigir reserva com antecedência. Um cardápio fixo foi criado para coexistir com o foco da casa, que é o menu degustação de livre criação do chef. Leia também nesta edição 152 da Revista DEGUSTE matérias que relatam os aniversários do Páprika Natal, em Ponta Negra, do Chapelatto, no Tirol, e as novas criações da chef Soninha Benevides, do Marechal. Bom mês de março a todos!

Washington Rodrigues Diretor de Redação

Luís Benicio T. Siqueira Diretor Executivo

av. Jaguarari, 4990, lj 28 - lagoa Nova - Natal/rN - CEP 59054-500 - fone: (84) 3234.5566 www.revistadeguste.com - twitter: @revistadeguste - facebook: revista Deguste - instagram: @revistadeguste Diretor Executivo Luís Benício Tavares Siqueira (84) 99174-5676 benicio@revistadeguste.com Diretor de Redação Washington Rodrigues (84) 99904-9683 wrrodriguescom@yahoo.com.br Jornalista Lucas Alencar lucasalencar@revistadeguste.com

Diretor de Arte Edílson Martins de Araújo edilson.martins1@gmail.com

Nicolas Rombotis (84) 99907-6444 nicolas@revistadeguste.com

Comercial (comercial@revistadeguste.com) Nilton Baresi (84) 99607-6810 nilton@revistadeguste.com

Redação redacao@revistadeguste.com

Colaboradores Arthur Coelho Gilvan Passos Louise Elali Ricardo Sousa

Revista Deguste Gastronomia e Turismo é uma publicação mensal da Deguste Comunicação, Assessoria e Marketing Ltda. Tiragem 5 mil exemplares

Deguste | Maço | 2018

Revisão Rejane Souza

Fotografia Rogério Vital foto@rogeriovital.com.br

6


Um novo

Dois Vinho & Gastronomia Vinho & Gastronomia

7

Deguste | Marรงo | 2018


Poisson et Crevette Ceviche

Confit de Cannard

da casa para 42 pessoas, e os clientes apaixonados ganharam uma surpresa. Na entrada dos banheiros, agora, há uma grade para colocação de cadeados, no melhor estilo da famosa Pont des Arts, em Paris. Mas é em relação ao funcionamento do restaurante que, talvez, esteja a grande novidade do Dois para 2018. Com um cardápio à la carte, o estabelecimento, também, passa a atender o cliente convencional do dia a dia. Até então, o Dois Vinho & Gastronomia só recebia clientes sob reserva, com um menu confiance.

Novo salão, novas ideias: assim, o Dois Vinho & Gastronomia que, em maio, completará seis anos de funcionamento no concorrido bairro do Tirol, reabriu as suas portas em fevereiro, após quase dois meses fechado para uma ampla reforma sob o comando das arquitetas Natália Bocaiúva e Mariana Lopes. O restaurante ganhou nova ornamentação e novo mobiliário. Essa renovação deixou o ambiente contemporâneo e moderno, além de mais confortável, com a instalação de dois bonitos sofás. As intervenções também aumentaram a capacidade

fotos rogério vital

Mille Femilles Aux Fruit Rouges

Roberta Hunka está animada para a nova fase do Dois

Deguste | Maço | 2018

8


Salão do restaurante ganhou nova ambientação

Com a reforma, o Dois Vinho &Gastronomia agora comporta 42 pessoas

A chef Roberta Hunka, sócia do restaurante, explica que o menu confiance permanece da mesma maneira, com cinco etapas e sendo alterado quinzenalmente. O cardápio à la carte foi criado a partir de uma percepção de que era necessário aproximar o cliente que nem sempre pode programar com antecedência a ida ao restaurante. Esse cardápio fixo segue a linha de bistrô, influenciado pela gastronomia francesa, estilo que é tradição do restaurante. São cinco entradas, cinco pratos principais e cinco sobremesas. Um ceviche, um confit de pato e um mil folhas de frutas vermelhas exemplificam as seções, respectivamente. Tudo foi pensado por Roberta e Severo Marques, que apesar de estar acometido por uma doença que dificulta sua mobilidade, faz questão de continuar envolvido nos assuntos do restaurante. Ele participa ativamente das decisões sobre o cardápio. Roberta considera que o momento é de recomeço, porém a expectativa e a confiança são altas. O Dois Vinho & Gastronomia está abrindo de terça-feira a sábado, das 19h às 23h30, e também sedia eventos. A casa ainda dispõe de segurança privada. Dois Vinho & Gastronomia av. rodrigues alves, 875 tirol - Natal/rN fones: (84) 2010-3772 | 9930-0300 @doisbistro /doisvinho

Restaurante fica situado na Avenida Rodrigues Alves, em Tirol

9

Deguste | Março | 2018


Deguste | Maรงo | 2018

10


11

Deguste | Marรงo | 2018


Vinho & Ponto Natal fotos rogério vital

funciona no Shopping Seaway

Nova loja de vinhos conta com 200 rótulos exclusivos

Localizada no Seaway, a loja vende ao consumidor final e aos restaurantes

Natal tem, desde dezembro passado, uma unidade da Vinho & Ponto, rede de lojas de vinhos que conta com mais de 30 pontos de venda espalhados pelo país. Na capital potiguar, a marca foi instalada no Shopping Seaway, em Capim Macio, lugar estratégico onde circulam o público da cidade e o turista. A loja é um investimento dos franqueados Eider Cortez e Jôsi Gomes. O casal apostou no potencial da empresa e já colhe bons frutos. Eider conta que esse início está correspondendo às expectativas, com resposta satisfatória dos clientes. Em relação ao mercado do segmento de Alimentos e Bebidas (A&B), o trabalho de prospecção junto às empresas foi estabelecido. Os primeiros parceiros são os restaurantes Temaki Lounge e o Don Matias Parrilla, com o fornecimento de rótulos para a carta de vinhos das casas. A Vinho & Ponto possui um portfólio com cerca de 400 rótulos exclusivos, selecionados por sua equipe de sommeliers. Os países de maior relevância na produção da bebida, tanto do Velho como do Novo Mundo, integram o catálogo. Na unidade de Natal, o cliente encontra 200 desses rótulos. Todavia, há a possibilidade de pedir os vinhos que não há na cidade pelo site www.vinhoeponto.com.br. O interessante é que existe a opção de solicitar que a encomenda seja retirada na loja em Natal, sem cobrança de frete. A Vinho & Ponto Natal abre de segunda a sexta-feira, das 11h às 19h, e aos sábados, das 10h às 14h. Vinho & Ponto Natal av. Engenheiro roberto freire, 1962 shopping seaway - loja 13 Capim Macio - Natal/rN fones: (84) 3322-3045 | 99421-3346 @vinhoeponto.natal /vinhoeponto.natal

Eider Cortez é um dos sócios da Vinho & Ponto Natal

Deguste | Maço | 2018

12


13

Deguste | Marรงo | 2018


Marechal

tem segunda renovação de cardápio fotos rogério vital

Torta de limão, farofa de biscoito e limão confit

Acarajé de feijão verde recheado com camarão e linguiça do sertão

Deguste | Maço | 2018

14

A caminho do seu primeiro aniversário, que ocorrerá em maio, o Restaurante Marechal, no Tirol, promoveu, no final de fevereiro, a segunda renovação do seu cardápio. A chef executiva Soninha Benevides conduziu a elaboração dos novos pratos. São 17 novidades, entre releituras de pratos que já existiam no menu e pratos inéditos. O cardápio ganhou sete entradas, seis pratos principais e três sobremesas, além de uma salada. Soninha Benevides conta que a proposta do Marechal é fazer renovações de cardápio de acordo com as estações do ano. “Sempre miramos as estações, embora, aqui em Natal, elas não sejam muito definidas”, explica. Isso quer dizer que o cliente pode aguardar novidades a cada três meses. Entre as entradas, destaque para o Mini Hambúrguer de Cordeiro (pão de macaxeira, cordeiro, queijo coalho defumado e picles de milho); as Tostas de Salmão Defumado (salmão defumado, guacamole, brotos e limão confit); os Mexilhões à Provençal (mexilhões no vinho branco, ervas frescas, manteiga do sertão e limão confit). Além do diferentíssimo Acarajé de Feijão Verde (com camarão e linguiça do sertão). O novo couvert também chama atenção pela plasticidade: uma “árvore” com pão de macaxeira e manteiga de jabuticaba (sem glúten). As preparações sem glúten, aliás, assim


Filé alto bovino, gateau de gorgonzola, purê de queijo, baby leaf, figo e aspargos

como vegetarianas, ganharam espaço no novo cardápio, pois o público com esses interesses está cada vez mais frequente no restaurante. Na seção de pratos principais, uma novidade é o Filé com Gorgonzola (filé bovino alto, gateau de gorgonzola, purê de queijo, baby leaf, figo e aspargos). Soninha Benevides também destaca um prato com bacalhau, proteína que, até então, não existia no restaurante. O bacalhau é desfiado e servido como medalhão e acompanha purê de ovas, farofa de arroz negro e um inusitado creme de feijão. A chef recomenda harmonizá-lo com um vinho tinto. O novo cardápio conta, ainda, com um novo corte de carne, o assado de tira. Já a parte de sobremesas, foi reforçada, por exemplo, com o Cone de Cocada Mole (cocada de coco, queijo defumado, pé de moleque e sorvete de coco) e a Torta de Limão (mousse de limão, farofa de biscoito e limão confit). O Restaurante Marechal, instalado no Empresarial Hermes 880, funciona de terça a quinta-feira, das 19h à meia-noite; às sextas-feiras, das 12h à meia-noite; e aos sábados, das 19h às 2h.

Chef Soninha Benevides comandou a renovação do cardápio

Restaurante Marechal av. Hermes da fonseca, 880 Empresarial Hermes 880 tirol - Natal/rN fone: (84) 3025-1136 | 98846-1647 (reservas) @marechaloficial /marechaloficial

O Marechal tem um lindo ambiente interno

15

Deguste | Março | 2018


Deguste | Maรงo | 2018

16


17

Deguste | Marรงo | 2018


fotos rogério vital

Ronald trabalhou na Escócia e Inglaterra antes de morar em Natal

Restaurante

Yuru

tem novo gerente de A&B

O Restaurante Yuru reforçou sua equipe com a contratação do gerente de A&B Ronald Gleicher. O profissional, que é natural de São Paulo, assumiu a função em fevereiro. Administrador de empresas com pósgraduação em Liderança em Hotelaria, no Panamá, Ronald acumula 15 anos de experiência no setor, tendo passado por hotéis de sua cidade natal e do exterior. Ele trabalhou por seis anos na rede de hotéis Hilton, em unidades da Escócia e Inglaterra, três anos no resort Fairmont Southampton, nas Ilhas Bermudas, além dos hotéis Intercontinental, por mais de quatro anos, e Palácio Tangará, em São Paulo, onde ele estava empregado antes de vir para Natal. Segundo o gerente, o seu trabalho no Yuru vai focar no atendimento de excelência, a fim de que o cliente desfrute de uma "experiência memorável". Ronald Gleicher considera que o restaurante tem grande potencial, com cardápio e estrutura de alto nível. Em relação ao cardápio, o executivo confirmou a estreia, para este mês de março, dos novos pratos que o chef Joca Pontes acaba de elaborar. Entre os pratos principais, o destaque vai para o Porco na Prensa. Até então, o cardápio não contava com carne de porco, proteína que vinha sendo solicitada pelos clientes. Joca Pontes também criou uma galinhada, que está sendo oferecida exclusivamente nos almoços de domingo. A versão do chef é bem regional, ao mesmo tempo em que apresenta a contemporaneidade do restaurante. O prato fica disponível em três tamanhos e é servido com acompanhamentos tradicionais, como pirão e arroz no molho da galinhada. Aos sábados, no horário de almoço, o restaurante dispõe de uma feijoada completa, no estilo self-service e com preço fixo. O Yuru fica dentro do Hotel Golden Tulip, em Ponta Negra, e funciona de domingo a domingo. Para almoço, das 12h às 15h - aos sábados fecha às 16h. No jantar, das 19h às 23h. O café da manhã do hotel é aberto ao público, das 6h às 10h, todos os dias da semana. Restaurante Yuru av. Engenheiro roberto freire, 4382 1º andar do golden tulip Ponta Negra Ponta Negra - Natal/rN fone: (84) 3646-0100 @yurupontanegra

Para surpreender: aos domingos, Yuru serve uma galinhada

Deguste | Maço | 2018

18


19

Deguste | Marรงo | 2018


Rickmar

fotos rogério vital

Pescados pronta para a Páscoa

Rickmar oferece uma grande variedade de pescados frescos

também estão ganhando, cada vez mais, espaço na loja. O famoso bacalhau, em cortes como filé e lombo, em 2018, chega à loja em versão dessalgada, que é a forma preferida do cliente natalense, de acordo com Patrícia. Um diferencial da Rickmar é a personalização do serviço, atendendo exatamente o gosto do cliente sem acréscimo de preço. “Queremos atender uma família de oito pessoas e quem mora sozinho, por exemplo”, detalha a gerente. A Rickmar Pescados oferece, atualmente, um mix de cerca de 300 produtos. “Buscamos ser o maior showroom de pescados do Rio Grande do Norte”, afirma Patrícia Bezerra. Para agregar valor aos pescados, a loja também comercializa sushis e temakis sob encomenda. Durante a Páscoa, a Rickmar vai estender seu funcionamento, abrindo das 8h às 12h nos dias 30 e 31 de março (sexta e sábado).

A Rickmar Pescados já está preparada para a Páscoa, tradicional data em que o consumo de peixes e frutos do mar se acentua. Os estoques dos produtos foram reforçados e há grande variedade de pescados. A loja dispõe desde pescados importados aos extraídos na costa potiguar, que tem muita procura por conta do seu frescor, como cioba, sirigado, dourado, guarajuba e albacora. Patrícia Bezerra, gerente comercial da loja, destaca que a Rickmar vem focando nesse segundo tipo de produto, inclusive porque possui barcos próprios de pesca. Ela conta que itens de apelo regional, como carne de caranguejo e de siri,

Rickmar Pescados avenida alexandrino de alencar, 946 lagoa seca - Natal/rN fone: (84) 2020-3700 @rickmarpescados E-mail: comercial@rickmar.com.br

Deguste | Maço | 2018

20


21

Deguste | Marรงo | 2018


Deguste | Maรงo | 2018

22


23

Deguste | Marรงo | 2018


Don Matias Parrilla insere cortes especiais no cardápio

Prime Rib fotos rogério vital

José Matias Medeiros agregou quatro cortes especiais ao cardápio

Deguste | Maço | 2018

24

Recém-inaugurado, em Ponta Negra, o Don Matias Parrilla já tem novidades no seu cardápio. No início de fevereiro, o restaurante recebeu quatro cortes especiais de carne: assado de tira, bife de chorizo kobe, t-bone e prime rib. Essas carnes nobres vão ao encontro da proposta da casa, que é oferecer produtos e serviços de alto padrão. O proprietário, José Matias Medeiros, explica que a intenção era ter inaugurado o Don Matias já com esses cortes, porém ele estava em busca de um produto de qualidade incontestável. As carnes vêm de São Paulo e são oriundas de gado nacional, da raça Angus. No caso do kobe, proveniente, também, do Brasil, de animais que conservam características das raças Angus e Wagyu, ambas consideradas as mais nobres criadas no país.

Inaugurado em janeiro, o Don Matias Parrila é uma...


José Matias destaca que o assado de tira é um clássico argentino que o Don Matias Parrilla demandava. O restaurante possui, como o nome sugere, uma churrasqueira do tipo parrilla, famosa no país vizinho. Os quatro cortes especiais são oferecidos da mesma forma que os demais. O cliente escolhe a carne e tem direito a dois acompanhamentos. O cardápio, agora, conta, entre cortes de carne de boi, de cordeiro, de frango e de peixe (salmão), 20 opções. Don Matias Parrilla av. Praia de Ponta Negra, 8888 Ponta Negra - Natal/rN fone: (84) 3322-9800 @donmatiasparrilla Don Matias Parrilla

Assado de Tira

Kobe Beef

Restaurante possui uma carta de bons drinks

...das boas novidades em Ponta Negra

T-bone

25

Deguste | Março | 2018


Os cappucinos coloridos são muito apreciados na casa

Chapelatto completa dois anos

O Chapelatto Coffee Shop comemora, no dia 12 de março, o segundo aniversário no mercado natalense. Instalado em Tirol, o estabelecimento é, atualmente, uma das melhores opções de cafeteria da cidade, com público cativo e fluxo acentuado. A barista e empresária Tamyris Bezerra, sócia da empresa, considera que a segunda temporada do Chapelatto em Natal foi muito proveitosa. Houve um fortalecimento na base de clientes e aumento de faturamento. Uma consequência do bom trabalho realizado no primeiro ano foi o prêmio de Cafeteria Revelação, oferecida pela tradicional Revista Espresso a 20 estabelecimentos de todo o país. O sucesso também é atribuído ao quesito inovação. "Somos muito audaciosos no sentido de inovação. Estamos sempre tentando criar coisas novas". Uma delas é o cappuccino colorido, que logo chama a atenção visualmente. Mas o sabor é o mesmo, garante Tamyris. O Chapelatto se destaca pela qualidade do café que oferece. São cinco fixos, com perfis (exclusivos) diferentes de torra, obtidos de grãos produzidos no Espírito Santo. Há, ainda, os grãos que ficam sazonalmente na cafeteria. O cliente pode escolher vários tipos de métodos de extração. Para acompanhar, bolos, salgados, sanduíches e omeletes são as principais opções.

Em 2017, a cafeteria ganhou um prêmio da Revista Espresso

Chapelatto Coffee Shop

Os baristas Tamyris e Ricardo Bezerra são sócios fundadores do Chapelatto

Deguste | Maço | 2018

26

tyrol Business Center - loja 01 av. rodrigues alves, 800 tirol - Natal/rN fone: (84) 99710-3550 instagram: @chapelatto_coffee www.chapelatto.com


27

Deguste | Marรงo | 2018


Papo Café Ricardo Sousa riccsb@gmail.com

Como assim café fermentado? diversos testes, o sabor da bebida no final é que irá ditar como o lote será fermentado. Já que um mesmo lote pode gerar diversos sabores, caso seja fermentado de forma diferente. O Brasil está se destacando como pioneiro sobre os estudos de fermentação em cafés especiais, porém, ainda, não é algo expressivo, que permita a produção em larga escala. Um nome bem conhecido nesse quesito é o Barista Leo Moço, que já se consagrou campeão brasileiro de barista diversas vezes, com seus blends fermentados. O café, quando fermentado, entrega na xícara sabores exóticos, como rum, licor, ou mesmo com bastante doçura e notas de frutas secas, todavia não exclusivamente. O melhor de tudo é que cada combinação trará um sabor a mais. Já não se torna mais ciência, mas arte. A cada blend uma nova descoberta. Não há regras. Pode até ser que, com o desenvolver das novas tecnologias, possam trazer uma previsão exata, porém enquanto isso não acontece, vamos aproveitar nossos produtores artistas e seus deliciosos cafés.

Quando se ouvia a palavra fermentação e café na mesma frase, por muito tempo, era sinônimo de algo que estava errado no processo. Era considerado um defeito, dos graves, que poderia colocar uma bebida a perder. A reação química que transforma açúcar em álcool quando ocorre de forma natural, era reconhecida como um sinal de que a fruta já estava se estragando. Porém, com a evolução da cafeicultura de qualidade, o ato de fermentar o café, está mudando de figura. A fermentação durante o processo, de forma controlada, acaba por atribuir à bebida final um sabor bem exótico e que está se tornando um luxo entre os baristas. O método é ainda recente na cafeicultura, porém muitos produtores já estão fazendo mão do recurso para produzir cafés diferenciados. Ainda de maneira artesanal. O segredo todo está em controlar o processo de fermentação, assim como é feito com outras bebidas, como vinho e a cerveja. É controlado o PH, a temperatura, o tempo, e os microorganismos que estarão envolvidos. Após isolar cada variável, e realizar

Deguste | Maço | 2018

28


29

Deguste | Marรงo | 2018


fotos rogério vital

Rótulos da Argentina, Chile e França já começaram a chegar para venda na loja

Adega Perlage distribui vinhos da World Wine em Natal A loja Adega Perlage fechou parceria com a importadora World Wine, uma das mais respeitadas do Brasil, para distribuir vinhos da empresa em Natal. O acordo prevê exclusividade na comercialização dos rótulos World Wine e se estende aos da La Pastina, que é do mesmo grupo empresarial. Os primeiros vinhos começaram a chegar à Adega Perlage e encontram-se disponíveis para compra nove rótulos da Argentina, Chile e França. Da Argentina, mais especificamente de Mendoza, dois rótulos da linha Aimé (da vinícola Ruca Malen) e dois da linha Altosur entram, atualmente, no catálogo da Adega Perlage a partir de então. Do território chileno, as novidades são quatro rótulos Gran Reserva da vinícola Bisquertt de uvas diversificadas. O vinho francês é um Longue-Dog, da famosa região de Languedoc. Farret destaca que os vinhos são direcionados tanto para o público pessoa física como para restaurantes, bares e hoteis. O trabalho junto ao segmento de A&B é realizado pelo sommelier da Perlage, Kenedy Santos. Com a chegada dos nove vinhos, a Adega Perlage passa a marca de 100 rótulos. Desses, cerca de 85% são de venda exclusiva da loja no mercado natalense. Funciona de segunda a sexta, das 10h às 19h, e aos sábados, das10h às 13h. Deguste | Maço | 2018

30

Simone Farret e Abdo Farret, da Adega Perlage

Adega Perlage HC PLAZA - av. rui Barbosa, 1868, lj 4 (ao lado do Hospital do Coração) fones: (84) 2010-0005 | 99981-4880 @adegaperlage


31

Deguste | Marรงo | 2018


Deguste | Maรงo | 2018

32


33

Deguste | Marรงo | 2018


Opinião

Arthur Coelho

chef-coelho@hotmail.com

O grande desafio: construindo equipes

Todo líder, facilitador, orientador, coordenador, supervisor, seja lá qual a nomenclatura que você queira dar, terá um dia em sua vida profissional, o momento de construção de uma equipe, que o ajude a desenvolver seus projetos e seus sonhos a serem empreendidos. Quando esse momento chegar, o desafio se estabelece e o você terá que enfrentá-lo de alguma forma. Manter a equipe já existente no estabelecimento? Trocar toda a equipe? Resgatar alguns talentos? Redistribuí-los? Repaginar? Reinventar? Valorizar “a prata da casa” parece ser a política humanitária mais justa dentro do mundo corporativo, porém nem sempre é a mais racional e a mais sensata para o momento. Desumanizar esse processo, parece uma atitude fria e calculista demais. No entanto, em alguns momentos na formação de equipes o que menos podemos utilizar é o SENTIMENTO e o ALICIAMENTO, pois vicia o processo. E por outro lado, entrará em colapso, aterrorizando números, resultados e o pior: causando danos irreparáveis em um dos maiores tesouros do mundo dos negócios: O CLIENTE! Colaboradores antigos nas equipes, sem rendimento, sem resultados, frutos de uma política desestruturada de desenvolvimento de talentos e de inexistência de um bom Departamento de Recursos Humanos, trazem um cansaço desnecessário ao líder, que não consegue resultados satisfatórios para o projeto. Esse cenário provoca a impressão de total

Deguste | Maço | 2018

falibilidade do mesmo. E então o que fazer? Demissão em massa? Troca oportuna e contínua? Inserção de novos talentos que proporcione um “novo olhar” para a equipe? Como resolver isso? Que caminho tomar? Qual a melhor direção? O líder tem que absorver esse compromisso de “humanizar” a equipe e valorizar o talento e o trabalho. Estimular o desenvolvimento dos profissionais, aparar arestas, alimentando no profissional o pensamento e a motivação da manutenção de seu posto de trabalho. E, nessa trilha, o projeto a ser implantado, impulsiona a quebra de paradigmas, proporcionando a todos o sucesso e o resultado esperado para o projeto. Sabe-se que transformar pessoas, qualificar positivamente os profissionais, capacitá-los, orientálos e mantê-los representa um grande desafio, porém é gratificante quando observa o resultado através de equipes comprometidas, felizes, esclarecidas, orientadas, capacitadas e desejosas de cumprirem as sua tarefas com comprometimento: FAZER MELHOR HOJE O QUE FIZEMOS ONTEM! Nada pode e deve nos afastar de um bom trabalho. Nada deve nos afastar de um bom líder. Nada deve nos afastar de uma boa equipe. E por fim: NADA DEVE NOS AFASTAR DE PESSOAS CAPAZES E DE PROFISSIONAIS QUE ACREDITAM NA POSSIBILIDADE DE UM MUNDO DO TRABALHO MELHOR A CADA DIA! Pense nisso!

34


35

Deguste | Marรงo | 2018


Chef potiguar

Tauame Moreno apostou na linha de comida saudável ao abrir restaurante em um edifício de um centro médico

Após um período afastado da gastronomia, o chef potiguar Tauame Moreno retomou a carreira, no final de 2017, com a abertura de um restaurante em Brasília, capital federal. Trata-se do Hodie Bistrô, que aposta na linha de comida saudável. O restaurante está instalado no Edifício Vitrium, que funciona como um centro médico. Por esse motivo, as pessoas que ali circulam, geralmente, buscam refeições leves. Para esse público, o Hodie Bistrô oferece pratos à base de saladas com ingredientes selecionados. O cardápio, também, oferece pratos tradicionais, inclusive com as raízes potiguares. Como exemplo, um risoto de carne de sol, jerimum, queijo coalho, cebola roxa e manteiga da terra. Outro prato que merece destaque é um que leva um contra filé Angus coberto com redução de vinho tinto. Tauame Moreno acredita que o início de operação do restaurante tem sido promissor. O estabelecimento ainda funciona como cafeteria. O chef mora em Brasília há quatro anos e não estava mais atuando na área de Gastronomia. A decisão de retornar ao segmento veio após convite de um amigo para a montagem do Hodie Bistrô. Tauame é egresso do curso técnico de Cozinheiro Profissional do SENAC/RN e do curso de graduação em Gastronomia da Universidade Potiguar. Ainda fez um curso de extensão em Gastronomia no Chile, na Universidade de Las Américas, e trabalhou em Orlando, nos Estados Unidos. Deguste | Maço | 2018

abre bistrô em Brasília

Risoto de carne de sol, jerimum, queijo coalho e cebola roxa

Contra filé Angus com redução de vinho tinto

36

Hodie Bistrô sgas 614 - Edifício vitriUM - s01 (ao lado do iEsB) fone: (61) 98081-2997 @hodiebistro


37

Deguste | Marรงo | 2018


Toscana é uma das muitas opções de pizza do cardápio

Páprika

comemora oito anos fotos rogério vital

O restaurante tem vários ambientes, todos bastante concorridos

Deguste | Maço | 2018

38

Um dos restaurantes mais bemsucedidos de Ponta Negra, o Páprika Natal, comemora aniversário de oito anos neste mês de março. Criado pelos sócios italianos Roberto Cavani, Max Burattin e Davide Vaccari, o restaurante possui vários ambientes e preza pela disciplina na qualidade da comida, bom atendimento e um dos maiores cardápios da cidade. Além dos sócios serem italianos, oriundos de famílias que já possuem relação com a gastronomia em seu país de origem, é uma das poucas casas que abrem de segunda a segunda, o ano inteiro, inclusive no réveillon. Além da boa comida, o Páprika mantém uma programação cultural, com música ao vivo e a quarta do humor, com presença de comediantes, alguns deles vindos do Ceará, celeiro de bons artistas do gênero. No ano passado, o restaurante lançou um cardápio somente de risotos, agregando este tipo de prato às dezenas de outras opções das cozinhas italiana, regional e internacional, como massas, pizzas, saladas, crepes, carnes, aves, peixes, grelhados e frutos do mar. A grande amplitude de pratos do cardápio faz do Páprika uma das boas opções de confraternizações de fim de ano, quando é necessário uma grande opção de itens, para atender ao paladar de grupos de 20, 30 ou 40 pessoas. Páprika rua Pedro fonseca filho, 9001 Ponta Negra - Natal/rN fone: (84) 3219-3865 @paprikanatal


39

Deguste | Marรงo | 2018


Deguste | Maรงo | 2018

40


41

Deguste | Marรงo | 2018


Saboreando Paris

Louise Elali

louise@saboreandoparis.com

La tarte des demoiselles Tatin A torta de maçã, servida quentinha, talvez faça você pensar mais em Estados Unidos do que na França. Porém, nas terras gaulesas existe uma versão muito especial da torta de maçã: a Tarte Tatin, a união perfeita de uma camada de pâte brisée (massa de torta) com maçãs perfeitamente caramelizadas. Essa ideia, por si, parece resultar num prato lindo. Paradoxalmente, no entanto, essa iguaria é considerada “feia” ou “descuidada”. Quem é acostumado com as preocupações de apresentação da culinária francesa, pode se perguntar o que poderá ter acontecido a essa receita. A resposta é simples: reza a lenda que a Tarte Tatin é o feliz resultado de uma desatenção da cozinheira. A história se passa no século XIX. Jean Tatin era o feliz proprietário do hotel e restaurante Tatin, na pequena cidade de Lamotte-Beuvron. Quando faleceu, suas filhas, Stéphanie e Caroline, herdaram os negócios. As duas formavam a equipe perfeita: Caroline, muito organizada, responsabilizou-se pela administração, enquanto Stéphanie, uma chef talentosa, assumiu a cozinha. Uma das sobremesas favoritas do estabelecimento era uma torta de maçã tradicional, servida morna e caramelizada. As pessoas vinham de longe para experimentar a receita. Como uma boa chef,

Deguste | Maço | 2018

Stéphanie adorava puxar conversa com os clientes, para entender seus desejos e anseios culinários. Num dia especialmente movimentado, a cozinheira se envolveu em um papo animado e esqueceu de preparar a famosa sobremesa. Rapidamente cortou as maças e colocou no forno. Só quando as maçãs estavam caramelizadas, notou que tinha esquecido a massa! Criativa como os cozinheiros costumam ser, para resolver o problema ela decidiu colocar a massa por cima e virar a torta ao sair do forno. Apesar do visual meio desajeitado, o prato foi um sucesso: os clientes adoraram a novidade! Os boatos sobre a torta ‘virada’ despertaram a curiosidade de um dos maiores críticos culinários da época, Maurice-Edmond Sailland. Ele resolveu fazer a viagem para experimentá-la e ficou encantado. Logo começou a cantar os louvores da “tarte des demoiselles Tatin” (a torta das senhoritas Tatin), tornando-a famosa em todo o país. Hoje, essa receita francesa costuma se fazer presente tanto nas reuniões familiares quanto nos menus dos grandes restaurantes, geralmente servida com uma bola de sorvete de creme ou uma porção de chantili. Apesar do seu jeito “meio torto”, uma coisa é certa: ‘La torte tatin est déliciouse, toujour! ’

42


ALMOÇO BASILICO’S. SEXTA-FEIRA E DOMINGO. SEU DIA NÃO SERÁ MAIS O MESMO.

43

Deguste | Março | 2018


O novo Nonna Itália em Ponta Negra

Crostata de fruta com morango e kiwi

Um novo Nonna, porém com os sabores já conhecidos e aprovados pelo natalense. Assim, é o restaurante Nonna Itália, em Ponta Negra, que até o final de 2017 funcionou como Nonna Vittória, no mesmo bairro, sob administração da chef Cássia Sironi. O estabelecimento continua em Ponta Negra, mas mudou para o imóvel ao lado. O espaço é mais moderno e amplo, podendo abrigar até 60 pessoas. E os pratos seguem o padrão do antigo, pois o comando se manteve em família: a ex-proprietária repassou o restaurante e os ensinamentos para as sobrinhas Girlene e Manuela Lucena. Hoje, à frente da cozinha do Nonna Itália, Girlene integrou a equipe do Nonna Vittória e aprendeu as técnicas e segredos para a execução dos pratos. Cássia Sironi deixou o Nonna quando se transferiu para a Itália, onde tem um restaurante e está em vias de abrir um segundo com comida ítalo-brasileira. A chef esteve em Natal, no mês de fevereiro. De férias, aproveitou o período para trocar experiências com Girlene, algo que elas já fazem à distância pela internet. Cássia permanecerá como consultora do estabelecimento. Nesse primeiro momento, a chef trouxe algumas novidades para o cardápio, como o Filé à la Terra (filé mignon grelhado com molho funghi e massa fresca no mesmo molho); a Salada Fria de Lagosta; e a Crostata de Fruta com Morango e Kiwi. O cardápio do Nonna Itália se destaca pelas

preparações com receitas italianas tradicionais, inclusive com ingredientes típicos do local. A rolha free das quintas-feiras foi mantida. E às sextas-feiras há um rodízio de massas. O funcionamento foi ampliado: de terça-feira a sábado, abre das 11h30 às 16h e das 18h30 às 22h. Aos domingos, das 11h30 às 16h. fotos rogério vital

A nova dona do restaurante, Girlene, e a tia, Cássia Sironi, garantem a qualidade das massas do Nonna Itália

Risoto de camarão é um clássico do Nonna Itália

Deguste | Maço | 2018

Nonna Itália av. Praia de Búzios, 9039 Ponta Negra - Natal/rN fone: (84) 3025-3746 @nonnaitaliarn /nonnaitaliarn

Novo restaurante funciona ao lado do primeiro endereço

44


45

Deguste | Marรงo | 2018


Saberes do Vinho

Gilvan Passos

www.delospassos.com.br

Beber, Apreciar e Degustar Qual a Diferença? livro “Comer e beber como Deus manda” da Editora SENAC - São Paulo, que expressa claramente que o gosto é algo extremamente mutável, evolutivo em nós, algo que podemos aprimorar através do exercício. O fato é que quem bebe vinho ou apenas aprecia vinho, terá sempre como perspectiva o gosto da bebida, nunca o seu sabor. O gosto, tecnicamente falando, é uma percepção unissensorial, percebido na boca (gustação e tato). Já o sabor é multissensorial e, além de envolver sentidos como audição, olfação, tato e paladar, envolve também valores externos como a temperatura e o conforto do ambiente, bem-estar pessoal etc. É por isso que numa degustação, o horário, a luz, os odores da sala e as condições gerais do local são rigorosamente levadas em conta. Obviamente que mesmo um bom degustador jamais conseguirá dissociar totalmente o seu gosto pessoal da sua avaliação técnica, mas o objetivo sempre será esse. No entanto, isso não invalida de maneira nenhuma a importância do apreciador e do bebedor com suas escolhas que busca no vinho prazer e não estética.

...Degustar é um ato reflexivo, que envolve técnica, treino e acuidade de sentidos, e que se baseia em aspectos objetivos. Apreciar pressupõe um exame pessoal, tendencioso (subjetivo). O apreciador é alguém cujas preferências validam esse ou aquele vinho, dado que ele gosta, admira, valoriza ou aprecia determinadas características e/ou valores do vinho em questão. Já beber é um ato mecânico e meramente fisiológico, eis a diferença.Logo, envolve tanto aspectos subjetivos quanto objetivos. A visão por essa perspectiva permite-nos compreender que o técnico e o hedônico são os dois lados da mesma moeda, mas estão longe de ser a mesma coisa, e que a qualidade do vinho pode ser objetiva e subjetiva. Quando alguém diz: “Vinho bom é aquele que você gosta” está ao mesmo tempo sendo politicamente correto e vendo o gosto como algo estático em nós, ignorando, com isso, que o gosto é algo histórico, que estará sempre relacionado ao tempo e espaço. Eu prefiro a frase: “Gosto não se discute, se aprimora” magistralmente citada pelo mestre Sérgio de Paula Santos, nas entrelinhas do seu rico

Deguste | Maço | 2018

46


47

Deguste | Marรงo | 2018


Deguste | Maรงo | 2018

48

Revista Deguste - Março 2018  

Veja o que foi destaque na edição de março de 2018 da Revista Deguste

Revista Deguste - Março 2018  

Veja o que foi destaque na edição de março de 2018 da Revista Deguste

Advertisement