Issuu on Google+


DE­GUS­TE­• maio­• 2013

3


Espaço do Leitor

Cardápio

Leitor Premiado

Deguste

GAS­TRO­NO­MIA­PO­TI­GUAR

Agosto­de­2013­-­ano­9­-­edi­ção­97

16

A Cozinharia investe em novo ambiente

“A revista DEGUSTE tem me proporcionado momentos de pura satisfação gastronômica. Sou leitor ativo desde as primeiras edições. Parabéns!” Carlos Alberto Josuá Costa - Engenheiro Civil Lagoa Nova - Natal/RN O engenheiro Carlos Alberto Josuá Costa foi escolhido o Leitor do Mês da Revista DEGUSTE e, como prêmio, recebeu do consultor Ênio Rodrigues, do Magazzino Vinhos & Cozinha, patrocinador desta sessão, o vinho Secreto, feito com a uva Carménère, safra 2009,da vinícola chilena Viu Manent.

18

Freddys é belíssimo restaurante em Petrópolis

É bom ter todos os meses a companhia de uma publicação que nos apresenta um mundo encantado de sabores que existe em Natal. Parabéns revista DEGUSTE pelos 8 anos de sucesso! Bruna Mirella - Estudante de Direito Ponta Negra - Natal/RN Vi que vocês completaram 8 anos de circulação. Muito bom trabalho em prol do mercado de alimentos e bebidas. Mário Alberto Silva- por e-mail Adoro ler a Revista Deguste. Sem dúvida, essa é minha principal fonte de informação do mundo gastronômico. Parabéns a todos pela qualidade! Andréa Pires Gomes - Funcionária Pública Federal Morro Branco - Natal/RN

Nossa Capa Vieiras gratinadas com fumê de ouriço, do restaurante Liquid Lounge Foto: Rogério Vital Produção: Benício Siqueira

xx 4

50 Via Del Gelato é a nova sorveteria de Ponta Negra

10 Cardápio do La Brasserie tem 11 novos pratos 12 Antiquário Época abre café no Tirol 14 Santa Maria funciona como cafeteria no horário da tarde 22 Tudo em Cima é novo restaurante em Ponta Negra 24 Caxangá na Pipa está abrindo para happy hour 28 A visita do dono da Ventisquero ao mercado de Natal 30 Barramares é o bar mais conhecido de Cotovelo Seções 05 Pelos Restaurantes 20 Gastronomia & Letras 26 Aromas de Café

DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

36 Saberes do Vinho 46 Perfil de um maître 54 Folhas de Cuba


Pelos Restaurantes... Luís Benício Tavares Siqueira - tbenicio@uol.com.br

Vamos à Praia reúne amantes do vinho em Natal foTo­roGério­viTAl

Participantes do Fórum de 2012 escolheram a cidade de Pirinópolis, em Goiás, para sediar o evento no ano que vem

5

O Rio Grande do Norte recebeu, pela segunda vez consecutiva, o evento Va mos à Praia, do Fórum Eno lógico da Academia do Vinho. Esta foi a XIV edição do Encontro, que reúne amantes do vinho de vários estados brasileiros. Entre 25 e 28 de julho, o grupo promoveu degustações, jantares e palestras em pontos do litoral potiguar. A abertura foi no restaurante Paçoca de Pilão, em Pirangi. Nesta edição, foram abordados temas como vinhos austríacos e vinhos de Bordeaux. Houve também uma interessante degustação com o tema “Alvarinho X Albarinõ: Portugal ou Espanha?”. Academia do Vinho é formada por um grupo que iniciou suas reuniões pela internet, em 1997.

DE­GUS­TE­• março­• 2011

5


Da Redação

Mês do desgosto? Que nada! Nesta edição de agosto contamos a história de oito inaugurações de novos endereços gastronômicos em Natal. Nada mal para um mês que, tradicionalmente, é apelidado de mês do “desgosto”. Isso sinaliza que os gourmets da cidade terão uma boa agenda de novos restaurantes para visitar. Em Petrópolis, entrou em funcionamento o restaurante Liquid Lounge, onde funcionou o antigo Neruda. Ponta Negra é o bairro que concentra a maioria das novas casas da cidade. Os antigos donos do Oh! Fartura abriram um restaurante com outro nome, o Tudo Em Cima, com um visual mais jovial e clima de boteco. Já o Kone Way inaugurou uma nova loja, uma espécie de filial com um serviço ampliado, pois também vende pratos da cozinha brasileira. Na esquina das Av. Engenheiro Roberto Freire com a Rua do Salsa, uma família argentina inaugurou a Via del Gelato, uma sorveteria gourmet com produto de excelente padrão. Na Avenida Erivan França (aquela da beira-mar), foi inaugurado o restaurante Orla Grill, especializa-

Expediente

Deguste

Revista de Gastronomia

Diretor Executivo Luís Benício Tavares Siqueira (84) 9172-6375 benicio@revistadeguste.com

Diretor de Redação Washington Rodrigues (84) 9904-9683 wrrodriguescom@yahoo.com.br Jornalista Thyago Macedo thyagomacedo@revistadeguste.com

do em churrascos e frutos do mar. No Tirol, o requintado Antiquário Época mudou de endereço e agregou ao seu portfólio o serviço de cafeteria. Agora, quem frequenta o antiquário tem a opção de se deliciar com as iguarias produzidas na casa. Em Candelária, o empresário Luís Montanares apresenta a nova loja de vinhos da cidade, a Canessa & Montanares, que está ganhando mercado não só entre os restaurantes, mas também vendendo espumantes para casamentos. Em Capim Macio, um chef português, que assinava uma coluna de gastronomia em uma revista de Portugal, inaugurou o Sabino’s Cozinha Portuguesa & Internacional, ali na rua lateral do Praia Shopping (aquela dos cinemas). Boa dica para quem gosta de conhecer coisas novas. Faça a sua agenda e vá conhecer um a um. Depois dê sua opinião no nosso twitter: @revistadeguste. Abs e Bom apetite! fo­To­cA­nin­Dé­SoA­rES

Luís Benicio T. Siqueira Diretor Executivo

Av. Jaguarari, 4990, Lj 28 - Lagoa Nova - Natal/RN - CEP 59054-500 Fones (84) 3234.5566 - www.revistadeguste.com Diretor de Arte Edílson Martins de Araújo

Revisão Rejane Souza

Comercial (comercial@revistadeguste.com) Carlos Brumatti - (84) 9688-4020 carlosbrumatti@revistadeguste.com

Fotografia Rogério Vital foto@rogériovital.com.br Canindé Soares fotografia@canindesoares.com

Nicolas Rombotis - (84) 9907-6444 nicolas@revistadeguste.com

www.revistadeguste.com No twitter - @revistadeguste facebook.com/revistadeguste

Os textos assinados não refletem necessariamente a opinião da revista, sendo de inteira responsabilidade de seus autores.

6 DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

Washington Rodrigues Diretor de Redação

Colaboradores Arthur Coelho Gilvan Passos Déborah Massud

Tota Barbosa Paulo Guillén

Revista Deguste Gastronomia Potiguar é uma publicação mensal da Deguste Comunicação, Assessoria e Marketing Ltda. Tiragem 5 mil exemplares


DE­GUS­TE­• junho­• 2013

7


DivUlGAção

Liquid Lounge é o novo restaurante de Petrópolis foToS­roGério­viTAl

O maître Marcos e os sócios Anthony Armstrong e Altemar Cardoso

8 DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

O restaurante Liquid Lounge é a novidade do bairro de Petrópolis. A casa foi inaugurada no dia 19 de julho, no endereço onde antes funcionava o Neruda. A casa pertence ao empresário inglês Anthony Armstrong, que tem como sócio o chef de cozinha baiano, Altemar Cardoso. O Liquid Lounge é uma mistura de ambiente clássico e moderno, com capacidade para 70 pessoas. “Nossa proposta é agradar o público que gosta de se sentir em casa, em um ambiente bem aconchegante”, comenta Anthony. O empresário conta que a função do lounge é possibilitar momentos divertidos. De quinta-feira a sábado, o espaço contará com Dj tocando durante à noite. “A ideia é criar festas pré night. Ou seja, antes de ir para a balada, o cliente vem aqui, toma um drink, conversa com os amigos e fica para jantar”. O restaurante também vai funcionar para almoço, abrindo de terça-feira a domingo, das 12h às 16h. O horário do jantar será das 19h às 0h, podendo se estender um pouco mais nos finais de semana. O maître da casa, Marcos Marinho, revela que tanto a parte de serviço como os produtos são de alto nível.

As delicadas Vieiras gratinadas com fumê de ouriço


Camarão Thai: Camarão grelhado com molho especial de gengibre

Vinhos personalizados da Canessa com o nome do restaurante

Adega com capacidade para 1.500 garrafas com 200 rótulos diferentes

Ceviche de robalo com limão siciliano, cebola roxa e caviar de pimenta

Pernil de cordeiro: corte especial cozido a 69,5ºC durante 12 horas DivUlGAção

“Temos um bar equipado com todos os tipos de bebidas, inclusive com licores importados. As taças são todas de cristal e, além disso, há uma adega construída especialmente para atender a demanda de um público exigente. O próprio Anthony fez questão de participar da elaboração dessa adega, que tem capacidade para mais de 1.500 vinhos e, atualmente, tem uma variedade aproximada de 200 rótulos distintos”, conta Marcos. Os vinhos do Liquid Lounge são fornecidos pelas lojas Vinhedos e Canessa & Montanares. Além do cardápio fixo, com saladas, peixes, frutos do mar, carnes e aves, o chef Altemar Cardoso, que é de Salvador e mora em Natal há oito anos, informa que os clientes terão surpresas todos os dias. “Foi montado um cardápio fixo, bem enxuto, para ser usado como referência. Mas, se o cliente vier aqui todos os dias, ele poderá comer a cada dia uma coisa nova, pois estaremos oferecendo sugestões diferenciadas que não estão no cardápio”, afirma Altemar. O chef Altemar explica que trabalha com gastronomia há 17 anos e vai aplicar no Liquid Lounge o que de melhor aprendeu nesse período. Inclusive, uma de suas especialidades, a moqueca baiana, será oferecida aos clientes no horário do almoço, todas as sextas-feiras. Já aos sábados, ele vai preparar a tradicional feijoada. O restaurante Liquid Lounge conta com uma área especial, criada para ser um espaço reservado, comportando até oito pessoas e ideal para reuniões de negócios ou para jantares românticos, onde o garçon só entra quando for chamado. Liquid Lounge

Ambiente é um dos mais bonitos da cidade

Av.­Afonso­Pena,­395 Petrópolis­-­natal/rn fone:­(84)­2010-3339 DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

9


Cardápio do La Brasserie tem 11 pratos novos O restaurante La Brasserie de La Mer, que funciona dentro do Hotel Best Western Premier Majestic, na avenida Engenheiro Roberto Freire, está com 11 novidades em seu cardápio, que tem a assinatura do chef francês Erick Jacquin. Karim Gosson, que administra o restaurante e também coordena a cozinha, explica que o repertório gastronômico do chef Jacquin permite mudanças constantes no cardápio, com o objetivo de encantar os clientes que frequentam o restaurante. Uma das novidades é o Bife de Ancho Rôti, acompanhado de risoto de cogumelos frescos. “Esse prato é especial até mesmo pelo seu preparo. Ele é embalado e colocado em uma

foToS­roGério­viTAl

Bife de Ancho Rôti acompahado de risoto de cogumelos frescos

máquina chamada termocirculador, na qual passa 12 horas, em um processo de quebra das fibras da carne, deixando o bife bastante macio, porém suculento”, explica Karim Gosson. Outro prato que tem se destacado no restaurante é a coxa de rã com creme de alho. “Muita gente não conhece e acaba pedindo por curiosidade. Porém, os que comem gostam e, não por acaso, esse tem sido um dos pratos mais pedidos da casa”. O cardápio do La Brasserie ainda conta com opções de massas e risotos, como o Risoto de frutos do mar com ervas frescas, além de pratos de peixes e mariscos, como o Filé de pargo ao forno com aspargos assados com Chardonnay. A casa ainda dispõe de sopas e entradas, como o Foie Gras quente com mel e amêndoas. La Brasserie de La Mer

A clássica sobremesa italiana,Tiramissú , é novidade no cardápio

Coxa de rã com creme de alho

10 DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

Hotel­Best­Western­Majestic Av.­Eng.­roberto­freire,­8860 Ponta­negra­-­natal/rn

Karim Gosson (de camisa azul) com toda a equipe do La Brasserie


DE­GUS­TE­• junho­• 2013

11


Antiquário Época abre café no Tirol

foToS­roGério­viTAl

Anderson Pedro, Raquel Umbelino e Júnior Cabral, sócios no café do Época

O Antiquário Época é um ambiente repleto de peças belíssimas, o que tornar um café com os amigos uma ocasião especial

12 DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

Uma das lojas mais refinadas do Tirol, o Antiquário Época virou, também, um elegante café e trocou de endereço, saindo da rua Mipibu para se instalar em um novo imóvel, na Avenida Afonso Pena. A ideia foi posta em prática através da parceira dos amigos e sócios Júnior Cabral, Raquel Umbelino e Anderson Pedro. Júnior Cabral é designer de interiores e há mais de 15 anos trabalha com antiquário. Ele tinha o sonho de abrir também um negócio vinculado à área de gastronomia, e foi amadurecendo a ideia até encontrar os parceiros dispostos a participar com ele da mudança. A inauguração foi no dia 15 de julho. “Montamos um café bem ao estilo gourmet, com opções de cafés quentes e gelados, chás, chocolate quente e um cardápio com salgados, tortas, bolos e doces. Tudo isso com a coordenação da gastrônoma Selma Dantas”, explica Raquel Umbelino. O Antiquário Época Café dispõe de mais 500 itens à venda, alguns do século 19, como molduras, luminárias, movelaria, cristais e prataria. Antiquário Época Café Av.­Afonso­Pena,­1173 Tirol­-­natal/rn fone:­(84)­2226-5424 Twitter:­@Epocaantiquario facebook:­Antiquário­época­café instagram:­Epocacafee


DE­GUS­TE­• junho­• 2013

13


Santa Maria inova com serviço de café à tarde foToS­roGério­viTAl

Pastel de Belém com café expresso

O restaurante Santa Maria, localizado no bairro de Lagoa Nova, agora está funcionando no horário da tarde, com serviço de lanche e café. As opções, como não poderia deixar de ser, seguem a mesma linha de produtos típicos da culinária portuguesa, mas também com produtos brasileiros. Cláudio Amaral, um dos donos do restaurante, diz que muitos clientes pediam doces e salgados por encomenda ou para viagem, após almoço ou jantar. “Então, a gente pensou em oferecer mais essa possibilidade, abrindo no período da tarde. Agora, por exemplo, o cliente pode vir aqui somente para fazer um lanche, tomar um café ou um chá”, comenta. Além do almoço e jantar, o Santa Maria também funcionará das 16h às 19h, de terça-feira a sábado, com esse cardápio especial. São sete tipos de cafés, cappuccino e também sete tipos de chás, por exemplo. Outros produtos disponíveis para lanches são os salgados, como empada, torradas, pasteis, misto quente ou a merendinha, espécie de folhado. “Nossos salgados também são diferenciados. A empada, por exemplo, é feita com recheio de bacalhau, pato ou camarão”, comenta Cláudio. Os doces, sucesso do cardápio do restaurante português, foram colocados nesse menu especial. São 12 tipos de doces, como o Travesseiro de Sintra, Nozes de Cascais e Baba de Camelo. Restaurante Santa Maria

Muitas variedades de bolos portugueses

rua­rodolfo­Garcia,­2147­c lagoa­nova­-­natal/rn fone:­(84)­3234-0710

Pudim de chocolate com café e nozes de cascais, doce conventual com base de ovos e amêndoas

14 DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

Cláudio Amaral e Andreia, do restaurante Santa Maria


DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

15


A Cozinharia tem novo ambiente foToS­roGério­viTAl

Ampliação deixou A Cozinharia mais bonita e confortável

Passados pouco mais de três meses da inauguração, o sucesso do restaurante A Cozinharia fez com o que os chefs Cacau Wanderley e Gabriel Camilo, donos do estabelecimento, tivessem que expandir a casa. Localizada em Capim Macio, o restaurante praticamente dobrou de tamanho, aumentando a capacidade para aproximadamente 70 pessoas. “A gente realmente não esperava que o reconhecimento do trabalho viesse de maneira tão rápida. Mas, felizmente, nossa demanda está muito boa e, por isso, tivemos que fazer a ampliação”, comenta Cacau. Ela e o chef Gabriel anexaram uma loja ao lado da sua e criaram um novo ambiente. Além disso, foi erguido um caramanchão com toques rústicos, na frente do estabelecimento, permitindo ao cliente a possibilidade de escolher entre o espaço interno e o externo. “Toda essa reforma foi pensada seguindo nossa ideia original, que é um restaurante bem intimista, para que as pessoas se sintam confortáveis, como se estivessem em casa”. Além da ampliação, A Cozinharia lançou novas opções no cardápio, entre elas o Brie quente com redução de frutas vermelhas, o Filé duo de chefs ao molho de vinho com purê de gorgonzola e um Salmão com arroz de salsinha. O restaurante abre de terça-feira a sábado, das 18h à 0h. Com o novo salão, A Cozinharia também está recebendo reservas para eventos ou reuniões.

Gabriel Camilo e Cacau Wanderley comemoram o sucesso do restaurante

A Cozinharia

16 DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

rua­ismael­Pereira­da­Silva,­1637­(loja­1) capim­Macio­–­natal/rn fone:­(84)­2020-5432

Brie quente com redução de frutas vermelhas


DE­GUS­TE­• junho­• 2013

17


Freddy´s Burger & Steak House: foToS­roGério­viTAl

um novo sabor para nossa cidade

Costela suína de porco ao barbecue

Cupcake Italiano

O restaurante do momento em Natal é a Freddy´s Burger & Steak House. Localizado na Rua Potengi, no coração de Petrópolis, chegou a Natal com o propósito de atender com excelência aos mais exigentes paladares. Especializada em preparar suculentos cortes nobres de carnes e saborosos hambúrgueres feitos na grelha, como o bom estilo americano, o Freddy´s conta com um cardápio variado que, além dos sanduíches e carnes, apresenta petiscos, saladas e sobremesas com uma mistura de sabores irresistível. São mais de 45 opções de pratos que vem conquistando os frequentadores. Todos os petiscos têm características marcantes, dos Cupcakes de Hambúrgueres aos Chips de Frango, do Camarão Pop Corn aos Mini Burgers, das Onions Rings até as deliciosas Freddy´s Especial Fries, cobertas com filezinho de carne ou molho cheese. Tudo tem algo que encanta e dá água na boca. Um dos carros chefes é a costela suína de porco ao barbecue, surpreendente até para os habitués do prato. No quesito sobremesas, os cheese-cakes são uma surpresa à parte, com receitas únicas e o exclusivo toque de sabor da Freddy´s. Todos os pratos são preparados sempre com ingredientes nobres. São receitas próprias, sem aditivos químicos, prezando por uma combinação perfeita entre o sabor e a alta qualidade. No que se refere ao ambiente, o charme do Freddy´s começa ainda do lado de fora: o restaurante é projetado a partir de uma série de influências, que vão da arquitetura inglesa ao estilo casual dining americano, com uma decoração inspirada no cinema contemporâneo. Ao entrar, é possível notar um salão principal intimista, casual e moderno. Um lugar aconchegante. Sua varanda é um verdadeiro convite ao relaxamento e ao prazer de um bom bate papo. Além de tudo isso, a ideia de manter um Espaço Kids vem levando para ao Freddy´s famílias inteiras, de todas as gerações. Esse público tão diversificado vem aprovando esse novo sabor da cidade que veio para ficar. freddy’s­­Burger­&­Steak­House rua­Potengi,­617 Petrópolis­–­natal/rn fone:­(84)­2226-0606

Brinquedoteca para acomodar a criançada

18 DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

Tasia Lopes Santos Barreto, é a proprietária do Freddy’s


DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

19


Gastronomia & Letras Déborah Massud - deborahm@livrariasaraiva.com.br

Os sucos e vitaminas tornaramse populares entre todas as gerações. As crianças gostam dos sabores das frutas, os adolescentes aderiram porque é moda, e os adultos apreciam o valor nutricional. Este livro traz receitas doces e aromáticas para agradar a todos os paladares, utilizando os mais variados tipos de frutas e legumes. Sucos e vitaminas são verdadeiras usinas de energia, perfeitos para começar o dia fortalecendo o ânimo ou a qualquer hora em que o cansaço aparecer. Seguindo o rastro do sucesso das vitaminas, os sucos naturais feitos em casa recuperaram o prestígio em combinações sofisticadas e fabulosas de frutas, ervas e especiarias. Os adultos, que não querem ou não podem ingerir bebidas alcoólicas, encontram nos sucos uma boa opção em festas e reuniões socias. Este livro, dividido em seis capítulos, inclui uma ampla variedade de receitas saborosa, doces e picantes. Nunca foi tão fácil e tão rápido preparar bebidas refrescantes, que matam a sede e ajudam a restaurar as energias. 100 MELHORES SUCOS E VITAMINAS Editora: DCL Autora: DCL 224 páginas, R$ 16,90

Midway­Mall­-­(84)­3222-4722 natal­Shopping­-­(84)­3235-8188 www.si­ci­lia­no.com.br

Presença obrigatória em festas de aniversário, o brigadeiro ganhou status de iguaria nos eventos mais requintados. E, atualmente, é possível encontrá-lo em diversos sabores. Este doce, cem por cento brasileiro, ficou conhecido na década de 1940 durante a campanha do Brigadeiro Eduardo Gomes, que disputava a presidência com Eurico Gaspar Dutra. A sobremesa era servida aos eleitores como o doce preferido do Brigadeiro. Nas eleições, Eduardo Gomes foi derrotado, mas seu doce ganhou fama e passou a ser chamado de brigadeiro, em sua homenagem. Conta-se que, antes disso, era conhecido por “negrinho”, devido a sua massa escura, e que teria surgido no Rio Grande do Sul. Hoje, ele está de volta com novas roupagens: o brigadeiro gourmet. E este livro vai ensinar como preparar mais de 60 receitas de brigadeiro, divididas por sabores: Clássicos, Castanhas, Etílicos, Exóticos, Frutas e Especiais. Caia nessa tentação! BRIGADEIRO GOURMET Editora: Lafonte Autora: Lafonte 144 páginas, R$ 34,90


DE­GUS­TE­• junho­• 2013

21


foToS­roGério­viTAl

Tudo Em Cima Restaurante e Petiscaria Ponta Negra ganhou um novo restaurante, o Tudo Em Cima Restaurante e Petiscaria, do empresário português Luiz Carreira, dono do antigo Oh Fartura! O estabelecimento funciona como self-service no horário do almoço e, a partir das 15h30 (entrando pela noite), abre como botequim até o último cliente. O endereço é um local privilegiado da paisagem de Natal, no início de Ponta Negra, exatamente na esquina entre a Avenida Engenheiro Roberto Freire e a Via Costeira. A inauguração foi no dia 28 de junho.

Chef português Luiz Carreira está com novo projeto em Ponta Negra

Área climatizada do restaurante, onde funciona o self-service no almoço, e o à la carte no jantar

22 DE­GUS­TE­• agosto­• 2013


O cardápio é extenso com muitas opções de tapas e petiscos, que incluem caldos, saladas, camarão, bacalhau, peixe, lagosta, polvo, sanduíche, codorna e diversos churrascos. Há sugestões interessantes de outros itens menos convencionais, como arroz de marisco, fettuccine Alfredo, agulha e piraúna fritas, nachos com molho de tomate e pimenta. De segunda a sexta-feira, das 17h às 19h30, tem happy hour com promoções: no consumo de dois chopps, tem o terceiro de graça. No final do mês de julho, foi lançado o chorinho nos dias de sábado. Neste início de agosto já está funcionando o à la carte, para cerca de 80 pessoas, na parte climatizada, voltado para os frutos do mar. Além de todas as bebidas tradicionais dos botequins, o restaurante possui, ainda, uma adega de vinhos com 400 garrafas.

Arroz de Mariscos

Costela de Porco Tudo Em Cima Botequim rua­Sergipe,­02 Ponta­negra­-­natal/rn fone:­(84)­­2010-7036

Polvo grelhado

23


O happy hour do Caxangá na Pipa foToS­roGério­viTAl

O restaurante Caxangá, na Praia da Pipa, agora está funcionando no horário do jantar. Outra novidade é que o espaço tem música ao vivo todos os dias, o tradicional happy hour. O Caxangá pertence ao empresário e publicitário carioca José Ricardo do Ó Gomes, que está na Pipa há cinco anos. O restaurante é um dos mais requisitados da praia, devido à localização privilegiada, praticamente dentro do mar. Inclusive, o Caxangá foi usado em várias cenas da novela Flor do Caribe, em exibição na Rede Globo. “Antes, funcionávamos apenas para almoço, mas passamos a abrir também das 17h às 19h, como happy hour e, depois disso, a casa fica aberta até às 22h. E das 18h às 21h, a gente está Turistas e moradores da Pipa têm frequentado o happy hour do restaurante Caxangá çcolocando música ao vivo todos os dias, com variedade de estilos”, comenta Ricardo. Nas segundas-feiras, a música é de piano e guitarra, com bossa, MPB e Jazz. Em outros dias, tem voz e violão com MPB. Na sexta-feira, o tema é música latina e internacional. Ainda no happy-hour, o Caxangá está cheio de boas sugestões para os clientes. A casa está trabalhando com cervejas a partir de R$ 2 ou o balde com cinco latas, por R$ 9,99; bem como caipirinha dupla por apenas R$ 5. No cardápio, algumas das opções são os bolinhos de bacalhau, bolinhos de lagosta, camarão e também o de carne de charque. Dez unidades custam apenas R$ 15. A casa ainda trabalha com caranguejo e moqueca de peixe, que serve duas pessoas e custa R$ 49,90 no horário da noite. O empresário José Ricardo ressalta ainda que, no horário do jantar, o Ricado Gomes e Valquíria, Restaurante Caxangá donos do restaurante cardápio será o mesmo que foi servido no almoço, a diferença é orla­da­Praia,­16 que, à noite, todos os pratos têm 20% de desconto. O restaurante Praia­da­Pipa/rn fones:­(84)­3246-2100/9170-1718 também trabalha com reserva.

24 DE­GUS­TE­• agosto­• 2013


DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

25


Aromas de Café Paulo Guillén - paulo@genotl.com.br

Caffè espresso A bebida é preparada coando-se rapidamente uma pequena quantidade de água aquecida e pressurizada por um bolo comprimido de grãos de café torrado, moídos bem fino. Ernesto­illy­

Pela definição, o café espresso é uma bebida preparada pela passagem de água quente, sob alta pressão (as máquinas profissionais normalmente trabalham com 9 atmosfera de pressão), por um bolo de café moído e compactado. A pressão vai possibilitar que a bebida possua mais sólidos solúveis por volume, bem como extrair mais óleos, formando a crema. A primeira máquina de café espresso foi apresentada em 1901, patenteada pelo Sr. Luigi Bezzera. Tratava-se de um equipamento rudimentar que continha dois imensos grupos operados a vapor. Durante o primeiro quarto do século passado, na Itália, foram realizados vários intentos a fim de fabricar máquinas para fazer café espresso, surgindo, assim, as antecessoras das máquinas modernas. Os anos 50 se caracterizaram por máquinas de alavanca que, através de molas, ativavam um pistão que empurrava a água, sob pressão, através do café, gerando a crema que caracteriza o espresso. Para reduzir o esforço físico do barista e dar mais regularidade na extração, se adicionou um motor, originando as máquinas com pressão automática de água.

26 DE­GUS­TE­• maio­• 2013

Com relação à crema do espresso, alguns indicadores devem ser considerados para que possamos qualificar a bebida como bem extraída. Isto é, a crema deve ser de cor avelã e com reflexos avermelhados, densa e espessa e não se desfazer facilmente. Se a crema for clara, pouco espessa e se abrir resultando em uma bebida aguada e insossa, é sinal que a bebida foi subextraída. Normalmente acontece quando o barista utiliza o pó muito grosso ou foi mal compactado, oferecendo pouca resistência à passagem da água pelo bolo de café e não extraído todas as propriedades que deveria. Ao contrário, se a crema apresentar aspecto marrom escuro, com bordas pretas e uma mancha branca, resultando em uma bebida muito amarga, é sinal que o café foi superextraído. Isto normalmente acontece quando o barista utiliza o pó muito fino e a bebida demora muito a ser extraída. A crema é formada por óleos não solúveis em água; no entanto, existem algumas substâncias que são solúveis nestes óleos e responsáveis pelo sabor amargo do café. Assim que, da próxima vez que for tomar o seu espresso prove em separado a crema. No que diz respeito ao tempo de extração da bebida, varia entre 20 a 30 segundos, mas alguns grãos por suas particularidades podem ser extraídos em um tempo mais longo. A bebida deve ter aproximadamente 30 ml, nesta porção temos extraídos os açúcares e óleos aromáticos. No Brasil, por uma questão de hábito, tomamos a bebida com 50 ml, gerando uma bebida mais amarga e desequilibrada. Ao provar um espresso “curto”, perceba que é uma bebida mais equilibrada e saborosa. Uma xícara de café espresso perfeito é quase um pequeno milagre, pois são muitas as variáveis que podem contribuir para dar errado, como a qualidade dos grãos, da água, moagem equivocada, máquina desregulada, limpeza dos equipamentos mal feita, compactação do pó irregular. Quando tomar um bom espresso felicite o barista que o preparou.


Bar do Cobra Choca: 34 anos de cozinha regional

foToS­roGério­viTAl

O famoso Chambaril é um dos carros chefes do Cobra Choca, em Dix Sept Rosado

Há 34 anos, o então pescador Francisco Gonzaga de França, hoje com 68 anos, abandonou o mar para virar dono de um bar com forte apelo da culinária regional, inaugurando o famoso Cobra Choca, no bairro de Dix-Sept Rosado, em Natal. Como sócia no empreendimento, Francisco conta, até hoje, com a esposa, Joana Maria da Silva França. Francisco e Joana ganharam fama com pratos como galinha torrada, galinha cabidela, bisteca de porco, rabada, miúdo, picado, panelada, buchada, sururu, ostras, peixe frito e o chambaril. Este último, de acordo com os dois, é o item mais pedido no bar. Atualmente, o casal conta com a ajuda da filha, Flaviana França, que desde menina aprendeu os segredos da mãe e passou a estudar Gastronomia no curso universitário em Natal. Ao longo dos anos, o Bar do Cobra Choca teve como clientes um público bem eclético, de muitos lugares do Estado, entre eles políticos conhecidos nacionalmente. “Nós somos uma família simples, mas que recebe todo mundo bem e prepara os pratos igualmente para todos”, destaca Francisco. Sobre a origem do nome, ele explica que antes de abrir o bar era fã de um radialista da Rádio Rural, conhecido como Zé Pitombeira. “Ele costumava usar essa expressão e chamar as pessoas de Compadre Cobra Choca, que era um apelido carinhoso. Eu comecei a chamar os amigos assim também e passei a ficar conhecido por esse apelido”, lembra Francisco Gonzaga. O Bar do Cobra Choca abre de terça-feira a domingo, das 10h30 às 16h.

Bar do Cobra Choca

Francisco Gonzaga de França, o Cobra Choca, construiu o bar com família ao longo de 34 anos

rua­cel.­Ajax­de­ribamar­Dantas,­26 (no­trecho­entre­a­Amintas­Barros e­a­Antônio­Basílio) Dix-Sept­rosado­-­natal/rn fone:­(84)­8872-8708 DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

27


Cantu traz dono da Ventisquero para conhecer mercado de Natal foToS­roGério­viTAl

Não poderia ter sido menos glamourosa a passagem por Natal de um dos enólogos mais importantes da América do Sul, o chileno Felipe Tosso, dono da vinícola Ventisquero, uma das marcas de vinho mais conhecidas do mercado potiguar. Em 2012, Felipe foi escolhido o enólogo do ano no Chile. Felipe veio a Natal no início do mês de julho através da importadora Cantu, que é a empresa brasileira que distribui seus vinhos no Rio Grande do Norte. A programação do famoso enólogo na cidade consistiu em visitas a clientes e duas elegantes harmonizações realizadas no dia 4, em dois restaurantes do Tirol/Petrópolis. No almoço, Felipe Tosso recebeu jornalistas no Restaurante Agaricus, na Avenida Afonso Pena, onde apresentou vinhos de alto nível harmonizados com um cardápio criado especialmente para a ocasião. Na sequência, foi servido o vinho Grey Chardonnay 2011, combinado com o Tartare de salmão e tomatinho; depois o vinho Grey da uva Pinot Noir 2011, com o primeiro prato principal de risoto de pato; e, por último,o prato do almoço foi um filé com natas, harmonizado com o Grey Carménère 2010. Os convidados também foram brindados com um dos tops da vinícola, o vinho Enclave 2010.

Tartare de salmão e tomatinho

Coleslaw de frutos do mar

Enólogo Felipe Tosso

28 DE­GUS­TE • agosto • 2013

Tournedo de filé mignon e bacon, com mirtilo


Vinhos de alto nível da Ventisquero apresentados por Felipe Tosso ao público de Natal

A programação do enólogo Felipe Tosso em Natal foi encerrada, à noite, com um jantar no restaurante Dois Vinho & Gastronomia, na Rua Rodrigues Alves. O prato de entrada foi um Coleslaw de frutos do mar, um tipo de salada de origem americana com molho cremoso, com o vinho Grey Chardonnay. Em seguida, o Ventisquero Grey Pinot Noir foi escolhido para harmonizar com o primeiro prato principal, um Parmantier de pato defumado com batata, pêra e alho porró com leve toque de defumado. O segundo prato principal foi Tournedo de filé mignon e bacon, com purê de castanha e molho de mirtilo, servido com o vinho Vértice, uma criação conjunta de Felipe Tosso com o enólogo australiano John Duval, das uvas Carménère e Syrah. A sobremesa foi uma cartola repaginada com mel de engenho e sorvete de tapioca.

Importadora Cantu – Natal

Agaricus

Dois Vinho & Gastronomia

fabiana­oliveira fone:­(84)­8136-2888 E-mail:­fabisoliveira1@hotmail.com

Avenida­Afonso­Pena,­529 Tirol­-­natal/rn fone:­(84)­3211-4796

Avenida­rodrigues­Alves,­875 Petrópolis­-­natal/rn fone:­(84)­2010-3772 Twitter:­@doisbistro DE­GUS­TE • agosto • 2013

29


foToS­roGério­viTAl

Barramares em Cotovelo O Barramares é provavelmente o nome mais conhecido entre os bares e restaurantes de Cotovelo, sendo especializado em servir caranguejo e petiscos de qualidade. O espaço, que comporta mais de 150 pessoas, é de fácil acesso e proporciona aos clientes uma bela vista do litoral da praia. Há quatro anos, o Barramares passou a ser administrado pela família Grossmann, proprietária do complexo Marina Badauê. Júlia Grossmann, uma das gerentes do Barramares, informa que a proposta do restaurante é manter as características praieiras, tanto na ambientação quanto no preparo dos pratos. Não por acaso, o cardápio é composto, em sua maioria, por frutos do mar e tem como principal produto o caranguejo. “Inclusive, nós estamos com uma promoção especial, na qual o caranguejo está sendo vendido a R$ 3, nos sábados e domingos. Além disso, também temos música ao vivo nos finais de semana”, conta a empresária Júlia Grossmann. A casa ainda oferece opções de camarão e cioba frita, que é servida inteira. O Barramares abre todos os dias, das 9h às 17h.

O caranguejo, de frente para o mar, é uma das delícias do Barramares

Barramares Bar e Restaurante Avenida­Praia­de­cotovelo Pirangi­Do­norte/rn fone:­(84)­3237-2164

Frutos do mar são itens obrigatórios no cardápio do restaurante, que é o mais famoso da praia de Cotovelo

30 DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

Ótima opção para banho de mar


DE­GUS­TE­• julho­• 2013

31


Além de serem bem distribuídos em restaurantes, os vinhos e espumantes de Canessa & Montanares estão ganhando mercado entre as noivas

Canessa & Montanares tem loja de vinhos em Candelária A distribuidora de vinhos Canessa & Montanares montou uma loja própria, na Rua Valdir Targino, em Candelária. A empresa pertence aos chilenos Juan Canessa e Luís Montanares e, atualmente, distribui seus vinhos em mais de 30 restaurantes. Segundo Luís Montanares, os clientes, que consomem os vinhos da distribuidora nos restaurantes, começaram a procurar produtos também para consumo doméstico. E sempre perguntavam onde poderiam adquiri-los para presentear os amigos. Por isso, surgiu a ideia de montarem a loja. Além de servir como loja para atendimento direto ao cliente, o espaço foi pensado também como área para realização de cursos, palestras e degustações. “Temos uma sala, equipada com TV, onde passamos a realizar eventos. Inicialmente, estamos buscando atender a demanda de pessoas que trabalham diretamente nessa área, mas, em breve, abriremos para o público em geral que tiver interesse em aprender mais sobre vinhos”. De acordo com Luís Montanares, a distribuidora, que tem como foco vinhos chilenos, trabalha com cerca de 40 rótulos, entre eles o Uranga, Arauco e o Canessa, que leva o nome da empresa. Além disso, desde o início do ano, a Canessa & Montanares também dispõe de espumantes da vinícola brasileira Courmayeur. “Este é outro ponto, inclusive, que estamos aproveitando nesse novo espaço. Realizamos, aqui, degustações especiais para noivas, por exemplo, apresentando nossos espumantes da Courmayeur”, reforça Luís Montanares. A loja funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h30 e, aos sábados, das 8h às 12h.

32 DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

foToS­roGério­viTAl

Luís Montanares vem conquistando mercado nos restaurantes e, agora, também foca no mercado de eventos, com espumantes para casamentos

Canessa e Montanares rua­valdir­Targino,­3550 candelária­-­natal/rn fone:­(84)­2020-6482


DE­GUS­TE­• junho­• 2013

33


Imai Sushi House em Petrópolis foToS­roGério­viTAl

O ambiente intimista e a comida oriental clássica do Imai Sushi House, em Petrópolis, agora estão sob nova administração. Nos mês de junho, os amigos e empresários Gustavo Valias e Igor Bernard assumiram a casa. “O antigo proprietário estava com outros afazeres e queria repassar o restaurante. Então, após um período de 20 dias fechado, nós assumimos e reabrimos. Como a casa já tem quatro anos de funcionamento e agrega marca consolidada, decidimos manter o mesmo nome e as mesmas características de serviço e produtos”, explicam os sócios. Gustavo Valias conta que trabalha no ramo de alimentos há alguns anos. Já Igor atua no segmento de bebidas. Inclusive, a experiência que ele tem, por exemplo, com cervejas artesanais, possibilitou a inclusão de alguns desses produtos no mix do Imai Sushi House. “Foi uma das coisas que decidimos agregar pois a casa já tem uma carta de vinhos, porém não tinha cervejas”, explica Gustavo Valias. O restaurante abre de segunda-feira a sábado, a partir das 18h, e trabalha com serviço de delivery

2013 34 DE­G GUS­ US­TTE­• E­•fevereiro­• outubro­• 2012 34 DE­

O Ima Sushi House é um dos restaurantes orientais mais charmosos de Natal

Imai Sushi House Equipe do restaurante, que está com novos donos

Av.­Des.­Dionísio­filgueira,­750 Petrópolis­–­natal/rn fone:­(84)­3202-2790


DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

35


Saberes do Vinho Gilvan Passos - gilvanpassosvinhos@gmail.com

Queijos & Vinhos no Inverno O inverno é a estação mais solícita para os encontros entre amigos, tendo como tema os queijos e os vinhos. No entanto, apesar das incontáveis incompatibilidades dessa harmonização (queijos e vinhos nem sempre formam par perfeito), com um pouco de conhecimento, criatividade e embasamento técnico, é possível alcançar excelentes resultados nesse casamento. O maior vilão dessa combinação, na maioria das vezes, é o vinho tinto tânico, que, por ser o preferido da maioria das pessoas, conflita com boa parte dos queijos salgados e ricos em gordura, mais adequados aos brancos ácidos, aos quais se contrapõem em equilíbrio. Depois vêm as particularidades de alguns queijos que, além do excesso de gordura, que sela o palato, inibindo a percepção do sabor, podem apresentar características como sapidez (sabor forte), salinidade (presença de sal), amargor, e de textura as mais diversas: macios, granulados, elásticos e massentos, etc., isso criando arestas, torcendo ou dificultando a percepção do vinho e resultando em um casamento em crise. Para preparar um encontro com queijos e vinhos, atente inicialmente para a temperatura de serviço dos queijos que devem ser servidos a 18ºC. Portanto, tire os mais frescos da geladeira meia hora antes e os curados cerca de 1 a 2 horas antes do corte e exposição. Nunca os guarde descobertos ou expostos, conserveos refrigerados e envolto em papel alumínio para que não oxidem. Apresente-os em tábuas de madeira ou peças de

36 DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

porcelana (charmosamente). É importante observar as suas corretas linhas de corte. Os queijos redondos: Gruyère, Gouda, etc., devem ser cortados em cunhas. Os queijos cilíndricos tipo Provolone, devem ser cortados em rodelas e depois em cunhas. Já os queijos esféricos, em formato de bola: Edam e Reino devem ser cortados em fatias e as peças quadradas ou retangulares: Prato, Mussarela, Coalho, etc., devem ser cortados em fatias. A quantidade de consumo adequada para cada pessoa em um evento de queijos e vinhos com duração de 4 horas, varia entre 200g a 250g e a variedade ideal será de 5 a 6 tipos diferentes. A escolha dos queijos deve obedecer a critérios como matéria prima: queijo de leite de ovelha, de cabra, de vaca e de búfala; maturação: queijos frescos, de meia cura, curados e com fungos; textura: queijos hidratados (de massa mole), de massa semi-dura e dura. É interressante não esquecer os acompanhamentos, entre os quais se destacam os pães neutros: baguete francesa, pão italiano e sírio, para neutralizar e equilibrar os sabores variados dos queijos; as frutas: peras, maçãs vermelhas, figos (evitar as frutas ácidas), frutas oleaginosas: noz, castanhas, amêndoas e frutas desidratadas como o damasco. Os vinhos devem ter um local de destaque na mesa, e para fazer frente a toda essa variedade de queijos, basta que se tenha um Espumante Seco ou um Sauvignon Blanc, para os queijos frescos, leves e/ou gordurosos, Um tinto curinga das variedades Pinot Noir ou Merlot, para os queijos mais maturados e um vinho branco doce: botrytizado ou Late Harvest (Colheita Tardia) para os queijos salgados, com fungos, numa harmonização por contraste. Dessa forma o que parecia ser algo complicado, tornase prático, fácil e prazeroso.


DE­GUS­TE­• fevereiro­• 2013

37


Restaurante do Marina Badauê completa 15 anos

A Marina Badauê é um dos pontos turísticos mais conhecidos do litoral potiguar, tendo como destaque seus passeios de barcos, mergulhos e uma vista privilegiada da praia de Pirangi do Norte. Aliado a tudo isso, o complexo conta ainda com um grande restaurante, dando uma boa combinação entre gastronomia e turismo. Júlia Grossmann, que administra a Marina Badauê ao lado do pai, Gastão Grossmann, explica que o restaurante completou 15 anos no mês de julho. A casa é especializada em comida regional e frutos do mar. “Nosso carro-chefe é o camarão e há vários pratos com camarões, tanto que o nome do restaurante é Camarão Marina”, lembra. O cardápio também inclui paçoca, peixes e massas. Outro diferencial do restaurante é a vista à beira-mar. “Nosso espaço é bem família. As pessoas podem vir aqui, almoçar e depois fazerem o passeio de barco com os filhos”, reforça Júlia Grossmann. Ela ressalta que os passeios são agendados através de reserva, tendo em vista que os horários são definidos de acordo com a maré. O complexo Marina Badauê é equipado com quatro barcos, tendo cada um capacidade para 100 pessoas. Todos os passeios são acompanhados de instrutores treinados e respeitando itens de segurança. Os passeios duram, em média, duas horas, contemplando as praias de Pirangi do Norte, Pirangi do Sul, Búzios e Cotovelo. Durante o passeio, quem estiver interessado pode ainda aproveitar para mergulhar. Júlia lembra que a Marina Badauê não é um local apenas para turistas, pois sua localização próxima à capital é uma boa oportunidade para que o natalense possa desfrutar das belezas e serviços do complexo para descansar e se divertir.

foToS­roGério­viTAl

Marina Badaudê é uma das maiores atrações turísticas do RN

Restaurante é especializado em cozinha regional e frutos do mar

Júlia Grossmann é dona do Marina Badauê e do Barramares

38 DE­GUS­TE­• julho­• 2013

Marina Badauê Av.­Dep.­Márcio­Marinho,­s/n Pirangi­do­norte­-­Parnamirim/rn fone:­(84)­3238-2066 E-mail:­marina@marinabadaue.com.br


DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

39


Kone Way com nova loja em Ponta Negra foToS­roGério­viTAl

A Kone Way agora está com uma segunda loja, inaugurada no dia 22 de junho, na Avenida Praia de Muriú, ao lado do Praia Shopping, no mesmo endereço onde antes funcionava o restaurante Flor de Sálvia, em Ponta Negra. Os donos são o empresário Alexandre Caldas e a irmã dele, Rosângela Caldas. Alexandre é o fundador da marca, cuja primeira loja funciona no Shopping SeaWay, na Avenida Engenheiro Roberto Freire. O novo restaurante é administrado pelo próprio Alexandre e pelo sobrinho dele, Felipe Caldas. “Lá, no SeaWay, a gente sempre trabalhou com temakis, e os clientes começaram a pedir outros pratos. Comecei a pensar nisso, e a minha irmã decidiu entrar comigo nesse projeto”, destaca Alexandre. A nova loja da Kone Way tem o mesmo cardápio de temakis da matriz, com mais de 30 opções, todavia, agora, os clientes encontram sushis, sashimis e combinados, além de petiscos fora da linha oriental, como pastel de camarão, filés, steak de filé, camarão crocante, camarão alho e óleo, bem como pratos como camarão à grega e camarão internacional. A Kone Way de Ponta Negra abre de terça-feira à quinta-feira, das 18h à 0h. Na sexta-feira e sábado, das 18h à 1h; e, aos domingos, das 18h às 23h. Kone Way Av­Praia­de­Muriu,­8731 Ponta­negra­-­natal/rn fone:­(84)­8817-4454

Nova loja Kone Way, em Ponta Negra, dos empresários Felipe Caldas e Alexandre Caldas

40 DE­GUS­TE­• agosto­• 2013


DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

41


Cogumelos gratinados com bacon e alho

foToS­roGério­viTAl

Chef português abre restaurante em Capim Macio

Natural de Lisboa, o chef de cozinha Antônio Sabino Gomes se transferiu para Natal há um ano. E, no dia 24 de junho, inaugurou o Sabino’s Cozinha Portuguesa & Internacional, na rua lateral do Praia Shopping ( ao lado dos cinemas). Sabino é casado com a brasileira Jô Paiva e, como sempre pensou em ter um restaurante fora de Portugal, aproveitou o vínculo com a cidade de Natal e abriu aqui o seu estabelecimento. Antônio e Jô Paiva alugaram um imóvel na rua Historiador Francisco Fausto de Souza e montaram um restaurante com capacidade para cerca de 60 pessoas. A especialidade é a comida portuguesa, porém, lá também se pratica a tradicional cozinha internacional europeia. As opções vão do legítimo pão português a um bacalhau mergulhado no azeite, como também itens italianos, como o risoto. “Aqui no Brasil, as pessoas costumam colocar arroz como acompanhamento de muitos pratos. Em Portugal isso não é tão comum. Então, algumas ações precisamos adaptar ao gosto do brasileiro”, comenta o chef. Antônio Sabino escrevia uma coluna em uma revista de gastronomia, a Tele Culinária. Periodicamente, ele publicava receitas práticas, como sugestões para aqueles que moravam sozinhos ou que queriam receber amigos em casa. A coluna era sugestivamente chamada de O Amigo do Solteiro. Nela, foram publicadas mais de 200 receitas. O restaurante aceita reservas para eventos, funciona de terça-feira a sábado, a partir das 19h e, aos domingos, abre no horário do almoço, a partir das 11h. Sabino’s Cozinha Portuguesa & Internacional

Naco na pedra. Carne é assada em uma pedra

Claras merengadas

42 DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

rua­Historiador­francisco­fausto­de­Souza,­369 (rua­lateral­ao­Praia­Shopping)­-­capim­Macio­-­natal/rn fone:­(84)­2020-8618­-­facebook:­Sabinosrestaurantenatal

Risoto de lagosta, um dos pratos da culinária europeia

Chef Antônio Sabino


DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

43


La Cachette é especializado em fondue em Ponta Negra foToS­roGério­viTAl

Fondue de queijo é um dos principais itens do La Cachette

Márcia Eisele fundou o La Cachette há 15 anos

A época mais fria do ano, em Natal, é também a mais propícia para quem gosta de consumir o tradicional fondue do restaurante La Cachette, dos empresários Márcia Eisele e Galileu Bellincanta. Inaugurado há quinze anos na capital potiguar, na praia de Ponta Negra, o La Cachette oferece aos clientes 10 variedades de fondue, que podem ser servidas tanto no horário do almoço como no jantar. “O natalense aprecia muito a fondue, especialmente as pessoas que já conhecem restaurantes fora de Natal. Muitos vêm até o restaurante e pedem a fondue para relembrar bons momentos”, conta Márcia. Entre as opções do cardápio estão: Fondue Clássico, feito com os queijos Gruyère e o Emmental, servido com pão italiano cortado em cubinhos; Italiano, com queijo Gorgonzola; Chocolate, servido com quatro tipos de frutas (morango, kiwi, banana e uva); Carne, um dos mais pedidos da casa; além do Especial, com camarão, carne, frango, queijo e chocolate.

44 DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

La Cachette Av.­Eng.­roberto­freire,­3218 Ponta­negra­-­natal/rn fone:­(84)­3219-3068


DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

45


Perfil de um Maître

Kenedy Santos

Kenedy Santos é o novo maître de um dos principais restaurantes de Natal

46 DE­GUS­TE­• junho­• 2013

O jovem Kenedy Santos, de 24 anos, assumiu, no mês de junho, a responsabilidade de comandar um dos principais restaurantes de Natal, o La Brasserie de La Mer, do Hotel Best Western Premier Majestic. Promovido ao cargo de maître, ele diz que o desafio é gratificante. Kenedy fez curso de garçom, etiqueta, manipulação de alimentos e bebidas pelo Senac, além de cursos de vinhos. Em 2008, começou no mercado gastronômico trabalhando nos restaurantes do Hotel Serhs, iniciando como cumim. Em fevereiro de 2012, Kenedy Santos foi convidado para trabalhar como garçom no La Brasserie de La Mer. Pouco tempo depois, foi promovido para chefe de fila. “Agora, surgiu a oportunidade e fui promovido a maître, função a qual estou me dedicando bastante, até mesmo pela complexidade que é tomar conta do salão de um restaurante de alto nível”, afirma. Kenedy Santos coordena uma equipe de nove pessoas e revela que sempre passa para elas que a maior preocupação sempre tem que ser com a qualidade dos serviços. “Temos que fazer com que os clientes encontrem aqui um tratamento diferenciado, que eles não terão em nenhum outro restaurante de Natal. Acredito que, dessa forma, teremos cada vez mais sucesso”.


DE­GUS­TE­• junho­• 2013

47


Os frutos do mar também são opções no cardápio do Orla Grill

A picanha tanto pode ser servida no rodízio como no à la carte

Orla Grill em Ponta Negra foToS­roGério­viTAl

Restaurante Orla Grill fica de frente para o mar

A praia de Ponta Negra, mais precisamente a avenida Erivan França, ganhou uma opção nova de churrascaria. No mês passado, o empresário Nailson Alves abriu o Orla Grill, em um ponto já próximo ao Morro do Careca, principal cartão postal de Natal. O diferencial da casa é a variedade de cortes.

48 DE­GUS­TE • julho • 2013

Nailson Alves trabalha no segmento de carnes há 15 anos e traz a maioria dos seus produtos do Pará. “Nós temos aqui, por exemplo, uma linha especial na qual a carne vem de novilhas que são abatidas com 24 meses”, revela o empresário. A nova churrascaria dispõe de rodízio e pratos à la carte, como lagosta, salada de camarão, peixes e massas. “Nesse período de lançamento, estamos com preço promocional do rodízio de carnes, ao valor de R$ 31,90 por pessoa”, anuncia o dono do restaurante. O rodízio conta com cortes clássicos, como maminha, alcatra, fraldinha, contra-filé e picanha, sendo que a carne de sol e a picanha estão disponíveis também em pratos à La carte. A churrascaria Orla Grill abre todos os dias, das 11h às 23h. O espaço, com capacidade para aproximadamente 80 pessoas, aceita reserva e tem música ao vivo nos finais de semana. “É importante ressaltar que nós estamos localizados na praia de Ponta Negra, que é do povo natalense, então, estamos abertos para receber não somente os turistas, mas também nossos conterrâneos”, frisa Nailson Alves. Orla Grill Av.­Erivan­frança,­27 Ponta­negra­–­natal/rn fone:­(84)­3301-8151


DE­GUS­TE • janeiro • 2013

49


foToS­roGério­viTAl

O sabor do sorvete argentino em Ponta Negra

O casal Hernan Urzua e Angélica, com os filhos Paula e Christian

Donos de sorveteria por mais de 15 anos em Buenos Aires, os empresários Hernan Urzua e Maria Angélica Comabella mudaram-se para Natal no início deste ano. E logo decidiram instalar, em Ponta Negra, a sorveteria Via del Gelato, o mesmo nome do estabelecimento que mantinham no bairro de San Izidro, na capital da Argentina. O sorvete produzido pela Via del Gelato impressiona pela textura e sabor convidativo. Quem produz o sorvete é o filho mais velho do casal, Christian Hernan, a partir da experiência que herdou da família. A irmã mais nova, Paula Carolina, ajuda no atendimento e no caixa. A sorveteria fica situada na galeria de lojas construída na esquina da Rua do Salsa com a Engenheiro Roberto Freire, em frente à subida de quem vem da praia, ao lado da Ninja Temakeria. O funcionamento é no horário das 12h à meia noite. Atualmente, a Via del Gelato trabalha com os seguintes sabores: frutas - graviola, cupuaçu, acerola, limão, manga, caju, chocolate, maracujá. E tem, também, a linha italiana – Passione, Doce de Leite, Chocolate, Menta Chips, Scroonk, Chocolate branco com chips, Aveia trufada, Creme de Baunilha, Morango, Coco, Frutas Vermelhas, Mousse de Maracujá e Pistache. Para montar a sorveteria, os proprietários trouxeram uma máquina importada da Itália, da marca Carpegiane. “Uma das melhores”, garante Angélica Comabella. Além disso, a loja vende crepes, sobremesas e o sorvete de doce de leite é servido com o legítimo doce de leite argentino. Outra linha interessante de produtos é formada pelo alfajor Havana, um dos produtos mais admirados por brasileiros que visitam a Argentina. “Somos a única loja em Natal a vender o alfajor Havanna”, afirma Angélica. Via Del Gelato

Sorveteria também vende produtos da famosa marca argentina Havanna

50 DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

Av.­Engenheiro­roberto­freire,­174 loja­2­(esquina­c/­rua­do­Salsa) Ponta­negra­-­natal/rn fone­(84)­3301-8906 viadelgelato@hotmail.com


foToS­roGério­viTAl

Restaurante Xanana na estrada de Jenipabu No mês de junho, o restaurante Xanana (nome de uma flor) completou um ano de atividades. A casa, localizada na estrada de Jenipabu, no cruzamento das avenidas João Medeiros Filho e Moema Tinoco, tem sido opão de parada de natalenses e turistas, na zona Norte de Natal. A proposta é a de oferecer comida saudável com sabores marcantes e em um ambiente agradável. O restaurante foi fundado pela empresária Eleanilda Lacouth, natural de Porto Velho, em Rondônia, que se mudou para Natal há 13 anos. Ela foi dona de restaurante e buffet naquele estado. Eleanilda trabalha com a ajuda do filho, Almir Lacouth. O restaurante comporta até 85 pessoas e tem estacionamento. O cardápio é à la carte, com opções como cupim no bafo, galinha caipira, carne de sol e paçoca. Outros pratos da casa são peixe, camarão, saladas, caldos e tira-gostos. O restaurante abre de terça-feira a domingo, das 11h às 15h, para almoço, e a partir das 19h, no jantar.

Filé de Dourado com alcaparras

Restaurante Xanana Av.­João­Medeiros­filho,­2200 Pajuçara­-­natal/rn fone:­(84)­3661-2661­/­8773-1592

Almir Lacouth administra o restaurante junto com a mãe, Eleanilda

DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

51


Kendão faz ampliação na Zona Norte foToS­roGério­viTAl

Para atender à grande demanda que aumenta a cada dia, o Espetinho do Kendão, na Avenida Tomaz Landim, na Zona Norte de Natal, está ampliando suas instalações e, agora, já funciona em dois prédios. Além dos espetos tradicionais, que são a grande atração da casa, os donos do estabelecimento, Luciana Azevedo e José Kennedy, estão lançando o espetinho sertanejo, que é a carne de sol com o queijo, e o espetinho Medalhão, que é o bacon com filé mingon. O espetinho do Kendão foi inaugurado em 2011, como um simples espetinho de rua, na Av. Tomaz Landim, em Igapó, desses que funcionam a partir do final de tarde e viram ponto de encontro dos trabalhadores, que apanham o ônibus para voltar a suas casas. O movimento cresceu tanto que os donos do espetinho alugaram a casa onde eles ocupavam a calçada e transformaram o lugar em um restaurante. O espetinho tem Wi Fi e nas sextas-feiras faltam cadeiras para atender tanta gente. No sábado, o local é frequentado por várias as famílias que apreciam alguns dos petiscos tradicionais, como filé com fritas e frango à passarinho.

Filé com fritas, um dos pratos mais vendidos às sextas-feiras Kendão ao lado da esposa, Luciana, no espaço que está sendo ampliado para atender aos muitos clientes

Espetinho do Kendão Av.­Bacharel­Tomaz­landim,­1240 igapó­-­natal/rn fone:­(84)­3214-7641

52 DE­GUS­TE­• julho­• 2013


DE­GUS­TE • julho • 2013

53


Folhas de Cuba Tota Barbosa - totabs@hotmail.com

Charutos Arturo Fuente

A

A história da marca Arturo Fuente teve início em 1912, na Florida quando nasceu a primeira fábrica, e estabeleceuse na República Dominicana, onde tem 4 unidades. A família Fuente é uma das maiores produtoras de charutos na República Dominicana. A marca de charutos Arturo Fuente é também uma das mais importantes do país, batizada com o nome da família que a administra, a empresa é uma das maiores produtoras do país e uma das poucas que planta o fumo para a utilização na produção dos seus puros. A marca com o mesmo nome é uma das mais vendidas e mais difíceis de encontrar nos Estados Unidos. Sua fama e qualidade resultaram até mesmo na limitação da compra. Como é o caso nas tabacarias americanas, em que são vendidas apenas duas unidades dos charutos para cada consumidor, sem falar que está cada vez mais difícil encontrar exemplares dos habanos nos Estados Unidos. Toda essa popularidade tem levado clientes a adquirirem, até mesmo, caixas vazias da marca que chegam a alcançar o preço de US$ 25. Don Carlos, o pai, e Carlos Jr, filho, são os protagonistas

54 DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

de todo esse sucesso. Foi deles a idéia de desenvolver uma das séries mais conhecidas da marca. O Fuente Opus X surgiu a partir de um sonho dos dois. Mesmo sem apoio e desacreditados, Don Carlos e Carlos Filho decidiram cultivar, em suas plantações, uma folha de excelente qualidade. Muitos profissionais não acreditavam que esse feito seria possível, levando em consideração a pouca experiência da dupla. Evitando os comentários, mantiveram a idéia em segredo e deram ao projeto o nome de X. Em 1992, houve a primeira colheita e apesar da maioria dos "experts" dizerem que aquilo não daria certo e que eles não tinham experiência no plantio. Todavia, o resultado foi surpreendente. A produção havia gerado folhas ricas e oleosas, e que deram forma a um charuto de qualidade excepcional. O nome foi uma homenagem aos idealizadores. A palavra Opus faz referência à criatividade, obra de arte e ao trabalho de uma vida. E, desta forma, nasceu o Fuente Fuente Opus X, uma das serias mais conhecidas e desejadas. A Arturo Fuente possui mais de 40 formatos, porém alguns são destaques entre os consumidores. Confira: Chateau Fuente Robusto, vendido em vários tamanhos; Churchill, Double Chateau Fuente (corona gorda) e Hemingway Signature (corona gorda), considerados corona gorda; Petit Corona e Rothschild (robustos); e Spanish Lonsdale, um legítimo lonsdale. Presente no mercado americano os Arturo Fuente são potente, elegantes e bastante saborosos. Quem teve a oportunidade de degustá-lo não esqueceu, quem não teve este privilégio ainda existem raras unidades. Para nós, a diferenciação de um bom habano está os pequenos detalhes, onde os Arturo Fuente se encaixam com firmeza.


DE­GUS­TE­• agosto­• 2013

55


56 DE­GUS­TE­• se­tem­bro­• 2010


Revista Deguste de agosto de 2013