Page 1

1

Deguste | Abril | 2018


Deguste | Abril | 2018

2


3

Deguste | Abril | 2018


Deguste

Espaço do Leitor

GAS­TRO­NO­MIA­

A "DEGUSTE" é o espaço que precisávamos para explorar as melhores e deliciosas opções de gastronomia e outros serviços oferecidos no nosso RN. Parabéns! Bruno Elber Lopes - Advogado Nova Parnamirim - Parnamirim/RN

Abril de 2018 - ano 14 - edição 153

08

Incrível como a DEGUSTE consegue surpreender a cada nova edição. Ótimas fotos. Ótimas dicas. Mara Novaes Santos. - Empresária Capim Macio - Natal/RN

Hamachi estreia novo cardápio

Mais do que uma revista, a DEGUSTE é um caminho por onde os amantes da gastronomia podem saborear as iguarias do melhores endereços de Natal. Mateus Rocha - Bancário Tirol - Natal/RN

26 Cozinha Ecológica traz chef italiano a Natal

Leitor premiado

34 Daguia lança linha de produtos saudáveis

10 Cordeiro Chique acrescenta queijos artesanais ao seu mix 12 Yuru com 7 pratos novos no menu 14 Casa de Taipa comemora 17 anos 16 Os cinco anos do restaurante A Cozinharia 18 Borogodó completa seu primeiro aniversário Lendo a revista Deguste e seguindo suas redes sociais, principalmente Instagram, é que ficamos sabendo do que há de melhor na culinária do nosso estado. Suas dicas são valiosas para saber onde comer e beber bem, principalmente em Natal. Acho excelentes as dicas e matérias! Eduardo Alves Lopes - Engenheiro Eletricista Capim Macio - Nata/RN

20 Doce Sem Culpa lança produtos saudáveis em Natal 22 Vinho & Ponto recebe novos rótulos 24 Takami completa 3 anos em Ponta Negra Seções

Nossa Capa

06 Pelos Restaurantes 28 Papo Café 38 Opinão 46 Saberes do Vinho

Dourado Natal, do restaurante Yuru

Deguste | Abril | 2018

O engenheiro eletricista Eduardo Alves Lopes foi escolhido o Leitor do Mês da Revista DEGUSTE e, como brinde, recebeu do Magazzino Vinhos & Cozinha, patrocinador desta seção, o vinho Merlot Single State 2016, produzido no Chile pela vinícola Casas Del Toqui.

Foto: Rogério Vital

4


Espaço do Leitor

Pelos Restaurantes...

Luís Benício Tavares Siqueira tbenicio@uol.com.br

Sommelier

School

abre curso com certificação internacional em Natal

Melk Santos: curso destinado a profissionais do vinho

A Sommelier School, escola sediada em São Paulo, abriu inscrições, em Natal, para um curso de Formação de Sommelier. As aulas serão ministradas na Gourmeria Burger, no Tirol, a partir do dia 16 de abril. A instituição de ensino, que representa a norteamericana International Sommelier Guild – ISG no Brasil, está oferecendo duas turmas (com 15 vagas cada) do Nível 1 do curso: uma com aulas pela manhã, das 9h às 12h, e a outra, durante a noite, das 19h às 22h, às segundas, terças e quarta-feiras. Ambas têm duração de 24h/aula, divididas em oito dias . O encerramento será no dia 8 de maio. O curso integra um processo de expansão que a Sommelier School iniciou pelo Nordeste. Recife foi a primeira cidade contemplada, no ano passado. E neste ano, Natal ganhou a oportunidade. Maceió

e Fortaleza deverão ser as próximas. O diretor regional da Sommelier School, Melk Santos, explica que o curso é destinado a profissionais do segmento e amantes do vinho. O diferencial é a linguagem descomplicada empregada nas aulas, com teoria e prática caminhando juntas. Os alunos farão análises degustativas de 48 rótulos de vinho durante o Nível I do curso. Melk Santos, que possui formação como sommelier e experiência de 20 anos no setor, será o professor. Ao final do curso, após uma prova teórica objetiva (o aluno tem que acertar 60% das questões) e prática, os participantes recebem o certificado com validade internacional. Mais informações e inscrições no site www.sommelierschool.com.br.

5

Deguste | Abril | 2018


Da Redação

Vinho é investimento por isso, fique longe dos inimigos dessa bebida Quem é leitor assíduo da Revista DEGUSTE sucesso da indústria turística de Ponta Negra. provavelmente é um contumaz apreciador de O restaurante A Cozinharia, também em Ponta bons vinhos. E o mercado potiguar nunca foi tão Negra, comemora cinco anos de sucesso com propício ao incentivo do consumo, desta que é muitas novidades para seus clientes. Vale a pena uma das bebidas mais citadas na história. conferir a matéria especial que fizemos para esse Natal está repleta de lojas diferentes e espaços edição, que está em suas mãos. cada vez mais generosos se abrem para o vinho A vida em Natal é saborosa para quem gosta nos supermercados. Por isso, não deixe de ler um de pesquisar os muitos restaurantes que a cidade dos textos mais felizes desta edição oferece. Através da leitura da Revista DEGUSTE, o 153/Abril/2018 da DEGUSTE, escrito pelo céu vira o limite nesse universo tão vasto. Acesse disciplinado empreendedor de enofilia, Gilvan nosso site e nossas redes sociais para ter notícias Passos. O título já traduz a virtude afetiva do atualizadas da culinária potiguar: tema para com o conteúdo da revista: "Desafetos www.revistadeguste.com e @RevistaDeguste no do Vinho". instagram e twitter. O texto está lá na coluna "Saberes do Vinho", Boa leitura e até o mês de maio! que Gilvan assina desde sempre aqui na revista. Vale a pena investir um tempinho na leitura. Além das boas dicas do consultor Gilvan Passos, esta edição está repleta de notícias que incluem inaugurações, novos pratos em destaque nos cardápios de restaurantes famosos e o aniversário de um dos fenômenos do turismo gastronômico da cidade, a Casa de Taipa Tapiocaria, empresa que transformou um item da cozinha elementar do natalense, a nossa tapioca, em produto com altíssimo Washington Rodrigues Luís Benicio T. Siqueira Diretor de Redação Diretor Executivo valor agregado das iniciativas de

Av. Jaguarari, 4990, Lj 28 - Lagoa Nova - Natal/RN - CEP 59054-500 - Fone: (84) 3234.5566 www.revistadeguste.com - Twitter: @revistadeguste - Facebook: Revista Deguste - Instagram: @revistadeguste Diretor Executivo Luís Benício Tavares Siqueira (84) 99174-5676 benicio@revistadeguste.com Diretor de Redação Washington Rodrigues (84) 99904-9683 wrrodriguescom@yahoo.com.br Jornalista Lucas Alencar lucasalencar@revistadeguste.com

Diretor de Arte Edílson Martins de Araújo edilson.martins1@gmail.com

Nicolas Rombotis (84) 99907-6444 nicolas@revistadeguste.com

Comercial (comercial@revistadeguste.com) Nilton Baresi (84) 99607-6810 nilton@revistadeguste.com

Redação redacao@revistadeguste.com

Colaboradores Arthur Coelho Gilvan Passos Louise Elali

Revista Deguste Gastronomia e Turismo é uma publicação mensal da Deguste Comunicação, Assessoria e Marketing Ltda. Tiragem 5 mil exemplares

Deguste | Abril | 2018

Revisão Rejane Souza

Fotografia Rogério Vital foto@rogeriovital.com.br

6


7

Deguste | Abril | 2018


Hamachi estreia novo cardápio O Restaurante Hamachi, único em Natal especializado na Cozinha Nikkei, estreia, neste mês de abril, seu novo cardápio. Haverá mudanças consideráveis, intensificando a proposta Nikkei, que mescla as gastronomias do Peru e do Japão. O cardápio foi criado a quatro mãos, pelo novo chef da casa, David Rodrigues, e a chef Maiara Pereira. Pelo menos 50% dos pratos são novidades, explica o empresário Heitor Almeida, sócio do Hamachi. “Queremos fazer com que os clientes conheçam mais a fundo a cozinha Nikkei”, diz.

Pratos como um carpaccio de salmão trufado, Los Tequeños (uma massa recheada de lomo com maionese de salmão e molho de pimentas peruanas), Tiraditos de Anchova Defumada e o Ceviche Cusqueño entram no cardápio, a partir de então. Heitor Almeida, ainda, destaca uma massa negra com mariscos flambados no pisco e o tradicional Pulpo Borracho (polvo no pisco e purê de queijos, finalizados com missô e amêndoas). Tudo elaborado com insumos de qualidade elevada, frisa o empresário.

Pasta negra com frutos do mar

Lomo saltado

Deguste | Abril | 2018

Tapas de pollo

8


Ceviche mediterrâneo

A parte oriental também ganhou novidades, como o combinado niguiri confiance, que é elaborado com os melhores ingredientes que a casa dispuser no momento. Em relação às bebidas que o restaurante oferece, a carta de vinhos ganhou rótulos exclusivos e a carta de drinks foi reformulada. Agora possui 25 drinks inéditos. Para os amantes de whisky e gim, a novidade é a criação de um clube com essas bebidas. O cliente pode comprar uma garrafa e guardá-la no restaurante para consumo posterior. O Hamachi está renovado também em termos de estrutura. O bar foi reformado e sua praça para sushis foi ampliada. Além disso, a casa intensificou sua agenda de eventos: há programação no lounge às terças, quartas e quintas-feiras, com Bossa, Jazz e House.

Tiradito de polvo

Hamachi Oriental y Peruano Av. Praia de Ponta Negra, 8884 Ponta Negra - Natal/RN Fone: (84) 2010-2090 @hamachirestaurante /hamachirestaurante

Anchovas defumadas

9

Deguste | Abril | 2018


Cordeiro Chique acrescenta queijos artesanais ao seu mix FoTos RogéRIo vITAL

Neste início, há 11 tipos de queijos artesanais na loja

Famoso queijo coalho da marca Serra de Santana

A loja Cordeiro Chique acaba de incrementar seu mix de produtos. Além das carnes de cordeiro e bovinas, carros-chefes nas vendas, o estabelecimento passa a oferecer queijos artesanais de ótima qualidade. Neste início, há 11 tipos de queijos artesanais na loja. Segundo José Ivo Cavalcanti, que dirige a Cordeiro Chique com o pai, José Ivo Neto, foi dada a preferência para os queijos elaborados com leite cru e em terroirs brasileiros. A chef Adriana Lucena está prestando consultoria ao estabelecimento nesse trabalho. A ideia de comercializar esses queijos surgiu no ano passado, por afinidade dos empresários com os produtos, mas eles esperaram para colocar à venda neste ano, após a mudança da loja para o local atual, na Avenida Rodrigues Alves. Entre os queijos disponíveis, destaque para o Arupiara, feito com leite de cabras nativas na Fazenda Carnaúba, da família do dramaturgo Ariano Suassuna, no sertão paraibano. É um queijo delicado e saboroso, que tem sido muito elogiado pelos consumidores. Também vale mencionar o queijo tulha, elaborado na Fazenda Atalaia, no interior de São Paulo, que passa por um processo de maturação com duração entre um e dois anos. Esse queijo foi premiado com medalha de ouro na World Cheese Awards de San Sebastian, na Espanha. É o primeiro produzido artesanalmente no Brasil a receber essa honraria. De terras potiguares, da queijaria Serra de Santana, na região Seridó, e também de ótima qualidade, há os queijos coalho e de manteiga da Deguste | Abril | 2018

José Ivo: preferência aos queijos elaborados com leite cru

marca, que segue as tradicionais receitas na produção. O coalho ganhou medalha de ouro no III Prêmio Queijo Brasil 2017. A Cordeiro Chique comercializa esses queijos em Natal com exclusividade. Alguns queijos são vendidos em unidades com gramaturas pré-estabelecidas e outros no peso que o cliente desejar, a partir de 200g. Em breve, mais queijos deverão ser acrescentados ao mix. Cordeiro Chique Avenida Rodrigues Alves, 595 Petrópolis - Natal/RN Fones: (84) 3221-5458 | 99863-2233 @cordeirochique /cordeirochique

10


11

Deguste | Abril | 2018


Yuru

com sete pratos novos FoTos RogéRIo vITAL

Dourado Natal

Arroz de Cordeiro

Deguste | Abril | 2018

12

Após muita expectativa, o novo cardápio do restaurante Yuru foi colocado à disposição do público no mês de março. Os pratos têm a assinatura do chef pernambucano Joca Pontes, consultor da casa. A aposta de Joca foi nos pratos principais. E a seção que os contempla ganhou quatro novidades: Arroz de Cordeiro, Macaxeira, Aipim e Mandioca, Dourado Natal e Porco na Prensa. Nesse sentido, a renovação ainda contemplou uma entrada (Dadinho de Tapioca), um prato da linha de leve (Arroz Vegetariano) e uma sobremesa (Tapioca Norteña). O gerente de A&B do Yuru, Ronald Gleicher, que assumiu há dois meses a posição, destaca que os pratos, em especial o Dourado Natal e o Macaxeira, Aipim e Mandioca, tiveram uma resposta positiva do público. Antes de estrear o cardápio, o restaurante realizou jantares com os pratos, para colher feedbacks da clientela. Com a inserção do Porco na Prensa, o cardápio fecha um


Macaxeira, Aipim e Mandioca

Restaurante funciona no Hotel Golden Tulip Ponta Negra

ciclo e passa a oferecer as principais proteínas. Agora, há opções com carnes de boi, de porco, de cordeiro, de peixe e de camarão, além de proteína vegetal. "Existe também frango no menu executivo", explica Ronald. O Restaurante Yuru tem como prática a renovação de cardápio a cada seis meses, aproximadamente. O funcionamento é de domingo a domingo, das 12h às 15h e das 19h às 23h. Aos sábados, é servida uma feijoada, das 12h às 17h, e aos domingos, uma galinhada, no mesmo horário, como complemento ao menu.

13

Restaurante Yuru Av. Engenheiro Roberto Freire, 4382 1º andar do Hotel golden Tulip Ponta Negra Ponta Negra - Natal/RN Fone: (84) 3646-0100 @yurupontanegra

Deguste | Abril | 2018


Casa de Taipa comemora 17 anos de sucesso em Ponta Negra FoTos RogéRIo vITAL

São 21 sabores de tapica salgadas e cinco doces

No último dia 08 de março, a Casa de Taipa Tapiocaria celebrou o seu 17° aniversário. Case de sucesso, o estabelecimento está instalado desde 2015 na Avenida Praia de Ponta Negra, importante corredor gastronômico e turístico de Natal. Antes, funcionou por quase 15 anos na antiga Rua do Salsa, também em Ponta Negra. O local foi uma aposta do casal Maurício Manzano e Dúnia Bernardes, donos da empresa, a fim de atingir, de uma só vez e permanentemente, o público natalense e o turista. E a tarefa vem sendo cumprida. A casa, com capacidade para 140 pessoas, tem grande fluxo quase todos os dias. O trunfo da Casa de Taipa é a constante busca por inovação, seja em um novo sabor de tapioca, seja na oferta de algum serviço. A próxima novidade vem sendo gestada e deverá ser apresentada em breve, de acordo com o casal. Maurício Manzano e Dúnia Bernardes se orgulham de terem criado a primeira tapiocaria do Brasil. Já existiam lugares com o comércio do produto, entretanto, não era uma casa especializada em tapioca. A Casa de Taipa a valorizou o produto e ajudou na sua difusão pelo Brasil afora. Ao longo dos anos, a Casa de Taipa ampliou não só a quantidade de sabores de tapioca - são 21 salgadas e 5 doces atualmente -, como também inseriu outros pratos regionais, como cuscuz recheado, dadinhos de tapioca e pastéis, além do criativo mil folhas com discos de goma de tapioca. O funcionamento da Casa de Taipa Tapiocaria é de quinta a terça-feira, das 17h às 23h. Casa de Taipa Tapiocaria

Com projeto bem feito, Maurício e Dúnia agregaram valor turístico à tapioca

Deguste | Abril | 2018

14

Av. Praia de Ponta Negra, 8868 Ponta Negra - Natal/RN Fone: (84) 3219-5798 @casadetaipatapiocaria


15

Deguste | Abril | 2018


Camarão da Terra: moqueca, arroz de coco e farofa de castanha

A Cozinharia resgata as origens no aniversário de 5 anos Fruto do empreendedorismo do casal de chefs Cacau Wanderley e Gabriel Camilo, o restaurante A Cozinharia completa 5 anos neste mês de abril. Os chefs aproveitaram o momento para fazer um resgate à história da casa, além de promover a tradicional renovação de cardápio. A Cozinharia surgiu como um empório, em 2013, no bairro de Capim Macio, após Cacau e Gabriel trocarem a carreira de professores de Gastronomia pela de chefs-empresários. E é isso que eles trouxeram à atual A Cozinharia, que funciona desde o ano passado somente em Ponta Negra. Dentro do restaurante, foi criado um aconchegante empório para o comércio de itens da cozinha do restaurante que os clientes adoram, como pães, manteiga de mel, molho pomodoro e o polvo da casa já temperado. Cacau e Gabriel estão motivados com a retomada do espaço.

Nhoque a la cozinharia com queijo de cabra teperoá

Deguste | Abril | 2018

16


Restaurante começou em Capim Macio e mudou para Ponta Negra , onde se tornou um dos mais aconchegantes de Natal

Sobre a mudança no cardápio, Cacau Wanderley explica que eles inseriram sete pratos novos – sendo duas entradas, quatro pratos principais e uma sobremesa – e uma releitura dos churros da casa, que passam a ser oferecidos no palito. As novas entradas, no estilo do restaurante, ideais para compartilhar, são o Rosbife de Sol e o Camarão Gratin. Dentre os pratos principais que entram no cardápio, há uma massa, o Nhoque alla Cozinharia, que foi inspirado no nhoque alla sorrentina. A versão do restaurante substitui o queijo pecorino pelo paraibano Arupiara, que é de leite de cabra. Outra novidade na seção de pratos principais é o Camarão da Terra (moqueca de camarão com banana da terra, arroz de coco e farofa de castanha), que também tem toda uma memória afetiva por parte de Cacau Wanderley. Foi com esse prato que ela ganhou, há dez anos, o Festival do Camarão. “Nunca mais eu havia feito esse prato”, lembra a chef. Essa parte do cardápio ainda ganhou um prato com bife ancho e outro mais saudável, o Marta e Horta (lombo de robalo com legumes orgânicos grelhados). A última novidade é uma sobremesa: Petit Gateau com sorvete de frutas vermelhas.

Gabriel Camilo e Cacau Wanderley comemoram 5 anos da Cozinharia

A Cozinharia Av. Praia de Muriú, 9132 Ponta Negra - Natal/RN Fones: (84) 2010-4274 | 99423-6625 | 2020-5432 @acozinharia

17

Deguste | Abril | 2018


Restaurante

Borogodó

comemora um ano em São Miguel do Gostoso

Risoto de rapadura com filé e crisp de cebola roxa FoTos bENíCIo sIquEIRA

Tábua de Frutos do Mar na brasa com legumes

Ceviche de peixe branco e tangerina

Picanha na brasa com legumes

O restaurante Borogodó completou, em janeiro, o seu primeiro aniversário. Instalado na Rua Praia da Xepa, uma das mais conhecidas de São Miguel do Gostoso, o estabelecimento logo se transformou em uma ótima opção gastronômica do local. O Borogodó serve pratos à la carte com uma proposta gastronômica mais caseira, elaborados com ingredientes do dia a dia. Um dos diferenciais é que o cardápio contempla pratos para duas pessoas. Aproveitando a ocasião do aniversário, as proprietárias do Borogodó, Fabiana Dall'Onder e Priscilla Jansen, acrescentaram três pratos no cardápio. Entraram um risoto de rapadura, um bife ancho e um mix de frutos do mar, esses dois últimos grelhados na churrasqueira tipo barbecue. Em relação a bebidas, a novidade no Borogodó são chopps artesanais. O restaurante ainda oferece rótulos de cervejas artesanais e uma carta de vinhos que leva a assinatura de Fabiana, que é sommelière. Fabiana e Priscilla também são donas, em Gostoso, do restaurante Gênesis. Restaurante Borogodó Rua Praia da Xepa, 140 Centro - são Miguel do gostoso/RN Fone: (84) 99932-2322 @restauranteborogodo

Deguste | Abril | 2018

18


19

Deguste | Abril | 2018


Doce Sem Culpa FoTos RogéRIo vITAL

Doce Sem Culpa funciona como fabricante de doces saudáveis

Tássia Medeiros, publicitária, percebeu a oportunidade na área de alimentos saudáveis

Permitir que as pessoas degustem doces sem aquele peso na consciência é um dos ideais da marca Doce Sem Culpa, que completou um ano no final de 2017 e tem meta de conquistar cada vez mais relevância no segmento de alimentação saudável no Rio Grande do Norte. A Doce Sem Culpa funciona como fabricante de doces saudáveis, com proposta de levar qualidade de vida aos consumidores mas, acima de tudo, com produtos saborosos, segundo explica Silvano Medeiros, que toca o negócio junto com a filha, Tássia Medeiros. A ideia da Doce Sem Culpa surgiu com Tássia, que é publicitária. Uma amiga sugeriu empreender com uma doceria tradicional, porém ela observou mais oportunidade em um negócio de doces saudáveis. Até porque ela é intolerante à lactose e nunca teve muita opção na cidade. O primeiro produto da empresa foi um brownie sem glúten e sem lactose, em dois sabores: tradicional e protéico, feito com whey protein. O sucesso acabou sendo imediato nas lojas especializadas e em restaurantes de comida saudável. Com os brownies consolidados nesses locais, Tássia e Silvano começaram a trabalhar a ampliação do mix de produtos. Lançaram versões de doces em datas especiais, bolinhos gelados e, em março deste ano, iniciaram a produção de chocolates veganos. O "Chocolate Sem Culpa" vem, por enquanto, em porção de 23 gramas, com chocolate amargo 60% e todos os ingredientes naturais. Está disponível nos sabores chocolate puro, proteico e com castanha. "É o primeiro chocolate produzido no Rio Grande do Norte", orgulha-se Tássia Medeiros. A comercialização dos produtos é exclusiva nas lojas e restaurantes parceiros. São eles: Papa Capim, Mundo Verde, Farmeria, Ponto Natural, Tropical Leve, Via Nutri, Super Perto, Ali Minimarket, que também estão à venda na Academia Ápice.

Doce Sem Culpa Fone: (84) 99875-2995 @docesemculpa_ /docesemculpa

Deguste | Abril | 2018

20


21

Deguste | Abril | 2018


FoTos RogéRIo vITAL

Novidades incluem vinho tinto, branco e espumante

Vinho & Ponto recebe novos rótulos

A rede de lojas Vinho & Ponto acaba de reforçar seu portfólio com novos vinhos, e a unidade da marca em Natal, situada no Shopping Seaway, já conta com todos eles à venda. O destaque entre as novidades, segundo Eider Cortez, proprietário da marca em Natal, vai para dois espumantes Glamur, da vinícola Peterlongo. A loja fechou com a produtora para vendê-los com exclusividade no país. Os rótulos também são os primeiros espumantes nacionais em comercialização na Vinho & Ponto. Estão à disposição na loja as versões Brut e Moscatel, ambas custando R$ 44 a garrafa. Outros rótulos que chegaram recentemente na Vinho & Ponto foram os chilenos Korta Select Vineyard Reserve Pinot Noir 2016, Korta Select Vineyard Reserve Chardonnay 2016, Korta Tre Sauvignon 2017 e Montemar Classic Pinot Noir 2016. Os clientes podem adquirir os rótulos na loja ou no site da Vinho & Ponto (www.vinhoeponto.com.br), com frete grátis para retiradas no estabelecimento. A Vinho & Ponto Natal abre de segunda a sexta-feira, das 11h às 19h, e aos sábados, das 10h às 14h. Vinho & Ponto Natal shopping seaway - Loja 13 Capim Macio - Natal/RN Fones: (84) 3322-3045 | 99421-3346 @vinhoeponto.natal /vinhoeponto.natal

Eider Cortez é o proprietário da Vinho & Ponto em Natal

Deguste | Abril | 2018

22


23

Deguste | Abril | 2018


Takami Ponta Negra FoTos RogéRIo vITAL

faz três anos e apresenta novo cardápio

Mix de sushis especiais

O Takami Japanese Restaurant de Ponta Negra, uma das maiores referências de cozinha oriental em Natal, completou três anos em março. E o aniversário trouxe novidades: 15 pratos foram criados para integrar o novo cardápio da casa, que passa a ser oferecido neste mês de abril. A chef Bárbara Takami está à frente de mais essa mudança no cardápio, que, segundo ela, ficou ainda mais contemporâneo. Bárbara conta que tem buscado, cada vez mais, influências de outras cozinhas – como a tailandesa, francesa e até a regional – para mesclar com o acento oriental do restaurante. Um grupo de convidados conferiu, em março, um menu com parte dessas novidades. Há novas opções de entradas, de sushi, de pratos quentes e de sobremesas. Destaque, por exemplo, para o Tartare de salmão com creme de shitake, o Pad Thai e os Filhós de queijo coalho. A parte de sobremesas, agora, vai dar um toque regional ao Takami, característica que Bárbara vinha tentando aplicar na casa. O chef Ângelo Medeiros, que é professor do SENAC/RN, foi o responsável pela

Bárbara e Daniel transformaram o Takami em referência da cozinha oriental

Deguste | Abril | 2018

24


Filhós de queijo coalho

Camarão, nirá e aspargos com tempurá de quiabo

Tartare de salmão com creme de shiitake

elaboração das novas opções dessa seção. Bárbara Takami, que comanda o Takami ao lado do marido, Daniel Guanabara, afirma que estes últimos 12 meses foram mais um passo para a consolidação do restaurante na zona sul de Natal. Um grande aliado foi um rodízio lançado no ano passado, cujo diferencial são os pratos saírem, mediante os pedidos, mantendo a qualidade de um à la carte. “O público da unidade Ponta Negra gostou muito”, conta a chef e empresária. Pela localização, o Takami de Ponta Negra consegue atingir o público natalense e o turista. O trabalho de Takami Japanese Restaurant padronização e manutenção da Av. Prudente de Morais, 4262 qualidade nas duas unidades da marca é Lagoa Nova - Natal/RN Fone: (84) 3206-2551 chave para o sucesso, acredita Bárbara. @takamisushi O restaurante está no mercado /takamisushi desde 2009, ano em que foi Av. Praia de Ponta Negra, 8852 Ponta Negra - Natal/RN inaugurado em Lagoa Nova, na Avenida Fone: (84) 2020-1798 Prudente de Morais. 25

Deguste | Abril | 2018


Cozinha Ecológica

traz a Natal chef vegano estrelado

Italiano Davide Larise estará em Natal no dia 28 de abril

A Cozinha Ecológica, empresa potiguar que fomenta o veganismo, vai trazer para Natal o chef italiano Davide Larise, uma das maiores referências do mundo em cozinha vegana. Ele vem à cidade para ministrar um workshop sobre o tema, no dia 28 de abril. O curso será oferecido em dois módulos: um pela manhã (8h30 às 11h30) e o outro à tarde (13h30 às 16h30). O primeiro deles é o La Cucina Veg in Italia (A cozinha vegana na Itália); já no segundo, o chef discorrerá sobre Cereali in Italia (Cereais na Itália). As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo telefone (84) 99955-0479, no valor de R$ 350,00 por pessoa. As aulas terão abordagens teóricas e práticas, com demonstração de receitas (em cada módulo) que utilizam ingredientes brasileiros. Ao final, as preparações são degustadas. O chef executará os seguintes pratos no módulo La Cucinz Veg in Italia: Caponata di verdure leggera (caponata leve de legumes); Risotto allo zafferano (risoto de açafrão); Parmigiana di melanzana (Parmigiana de berinjela); Zuppa: Pasta e Fagioli (Creme de feijão). No módulo Cereali in Italia, os pratos serão: Ravioli di grano sarraceno (ravióli de sarraceno com cogumelo e trufa); Riso integrale tostato (arroz integral tostado com molho de tahine); Cannelloni di mais (canelloni de milho); e Polenta com ragu di verdure (polenta com ragu de legumes). Davide Larise vem a Natal por sugestão da chef brasileira Nádia Campeotto, que morou na Itália. Ela estará presente na cidade para fazer a tradução simultânea do curso. Deguste | Abril | 2018

O chef italiano é pupilo de Pietro Leemann, autoridade em cozinha vegana e proprietário do Joia, restaurante em Milão. Os dois assinam o menu da casa que ostenta uma estrela no famoso Guia Michelin. Trata-se do único restaurante exclusivamente vegano no mundo que detém essa honraria.

Déborah Sá é fundadora da Cozinha Ecológica

Workshop com o chef Davide Larise Onde: Cozinha Ecológica (R. Nélio Tavares, 1045 - Nova Descoberta) Quando: 28 de abril de 2018 Quanto: R$ 350,00 por pessoa Info: (84) 99955-0479 @cozinha_ecologica

26


27

Deguste | Abril | 2018


Papo Café café mais claro, vermelho, ou âmbar, nem sempre será um café fraco, no entanto pode apresentar uma torra, que pode proporcionar ainda mais sabor e complexidade ao seu café. Sinta o cheiro do seu café e reconheça algum aroma conhecido. Café não tem apenas cheiro de café. Apresenta notas aromáticas inúmeras, como florais, tabaco, caramelo e outros. Se puder, além de cheirar a xícara, sinta também o aroma do pó e do grão antes de moer. E, assim, beba seu café (caso seja um espresso, antes de beber, mexa com uma colher, para homogeneizar as camadas). Deixe que o líquido preencha toda a boca. Respire com o café na boca. Dê um tempo para identificar o sabor. Dê outro gole e deixe sentir o peso da bebida na língua. Tente sentir o doce, o cítrico, o corpo e a persistência, um de cada vez, a cada gole. Beba em diferentes temperaturas, deixando o café descansar por alguns minutos. Algumas notas e sabores só são liberados e percebidos em temperaturas mais baixas. Prove café, tenha um repertorio sensorial vasto, de diferentes tipos de café, de alimentos e chás. Para se adquirir parâmetro de comparação e similaridade. Caso vá experimentar mais de um café na mesma hora, comece pelo mais leve e vá seguindo para o mais encorpado. Mas não deixe passar muito tempo para que consiga notar a diferença. Apenas quando realmente degustamos uma bebida que gostamos, passamos a apreciá-la e conseguimos sentir todas as nuances que a bebida nos traz. Assim, inicia-se a busca pela sensação sensorial, não apenas pelo gosto. Na dúvida, peça auxílio do barista! Todo barista ama conversar sobre as sensações de que cada café pode produzir.

Ricardo Sousa riccsb@gmail.com

Como degustar o seu café Beber café é diferente de degustar café. A maioria das pessoas bebe café diariamente, muitas vezes com a intenção de conseguir o benefício da cafeína, ou pelo hábito. Porém muitas vezes, quando apenas bebemos café, passam despercebidas várias qualidades que estão na xícara. Por que não melhorar nossa percepção e passar a entender e apreciar melhor nosso café? Vamos falar de alguns passos que, nós baristas, utilizamos para provar e sentir o café nos seus detalhes. Logo que receber o café, veja a forma que ele foi preparado. Cada método de preparo vai conferir uma característica diferente ao café. Tente perceber essas características. Por exemplo, a Hario V60, que produz um café com doçura e acidez acentuadas. Caso seja um café espresso, observe se tem crema, se está fechado e com aparência de veludo, em vez de como uma espuma. Analise a coloração do café. Um café mais preto, significa uma torra mais avançada e vai apresentar sabores mais amargos, enquanto que um

Deguste | Abril | 2018

28


29

Deguste | Abril | 2018


Filé de bicuda ao sauce verte

Picanha argentina com batata gratinada

Taça Kinder de chocolate

Luz Tranquila

celebra três anos com jantar especial FoTos RogéRIo vITAL

O chef Rufino, Gilvan Passos, Andreza e Pablo Antonio Bouzas

O mês de março foi de comemoração no restaurante Luz Tranquila, em São Miguel do Gostoso. A casa completou seu terceiro aniversário e celebrou a data com a realização de um jantar especial harmonizado com vinhos para seus clientes. A noite teve ótima adesão do público e houve um número expressivo de clientes novos, de acordo com a proprietária Andreza Bouzas. Uma sequência com seis pratos, incluindo um “mimo de boas-vindas”, foi servida aos participantes do jantar. A primeira parte do jantar teve uma lâmina de frios e um ceviche, que antecederam o prato principal: o cliente escolhia entre um filé de bicuda ao sauce verte ou uma picanha argentina com batata gratinada e arroz primavera. Para encerrar, os participantes degustaram a sobremesa, uma taça kinder de chocolate, com a harmonização do vinho do Porto Coroa de Rei. Outros três vinhos fizeram companhia aos pratos do jantar: Garibaldi Vero Brut, Los Haroldos Nampe Malbec e Annie Special Reserve Pinot Noir. O evento teve a parceria da Adega Natal para o fornecimento dos vinhos, e do consultor em vinhos Gilvan Passos, que ficou responsável por detalhar os rótulos, assim como tirar dúvidas dos clientes. O chef Rufino Júnior comandou a execução dos pratos. Ele está realizando uma consultoria para o Luz Tranquila. No TripAdvisor, site de viagens, o Luz Tranquila passou para o topo de um ranking que é construído baseado nas avaliações dos clientes. Andreza Bouzas projeta que o desafio, agora, é manter a qualidade do serviço da casa. Luz Tranquila Rua das ostras, 390 Centro - são Miguel do gostoso/RN Fone: (84) 99217-1203 @luztranquila

Luz Tranquila comemorou terceiro ano de sucesso

Deguste | Abril | 2018

30


31

Deguste | Abril | 2018


Rapadura lança “sanduíche do bem” FoTos RogéRIo vITAL

Primeiro “Rapadura do Bem”, com pão ciabatta e costela bovina

O Rapadura Hambúrguer Brasileiro, com unidades em Natal nos bairros de Ponta Negra e Petrópolis, acaba de lançar a campanha “Rapadura do Bem”, que vai promover uma ação solidária mensalmente. A campanha consiste na produção de um sanduíche sazonal, que ficará à disposição na hamburgueria durante um mês. Parte do lucro obtido com a venda desse sanduíche será revertida para uma instituição de caridade da cidade. O empresário Maurício Manzano, sócio do Rapadura junto à esposa, Dúnia Bernardes, explica que o sanduíche será criado por um chef convidado e o mesmo indicará a instituição a ser beneficiada naquele mês.

Maurício Manzan, Dúnia e o chef Nito Avelar

receber a doação da hamburgueria. Neste mês de abril, o Rapadura estreia um novo sanduíche no cardápio, o “Rapaliso” (pão tradicional, aioli da casa, burger de 180g e queijo prato). Segundo Maurício, trata-se de uma opção mais econômica – sai a R$ 16 – e também simplificada em relação ao número de ingredientes. Essa iguaria vai fazer parte do cardápio dos dois pontos do Rapadura. Ainda como novidade, o Rapaliso, com queijo prato e burger de 180g Rapadura lançou, em parceria com a Santa Clara, um batido de café e A primeira edição do apresentou o “Rapadura em Casa”, seu serviço de Rapadura do Bem, neste entregas. Neste primeiro momento, vai funcionar mês de abril, terá um sanduíche de autoria do chef como projeto piloto apenas na unidade de Petrópolis. E o atendimento será para locais Nito Avelar. Seu “Sanduba”, distantes até 7 quilômetros da hamburgueria. comercializado a R$ 22, é O funcionamento do Rapadura é das 18h às 23h composto de ciabatta de pão em todos os dias da semana. Exceto na segundade queijo (feito com queijo feira, na unidade Ponta Negra; e na terça-feira, na de de coalho curado), costela Petrópolis. bovina cozida por 10 horas,

barbecue de goiaba com rapadura, picles de maxixe, cebola caramelizada, queijo prato e rúcula. Nito escolheu a Casa Durval Paiva para Deguste | Abril | 2018

32

Rapadura Hambúrguer Brasileiro Ponta Negra: Rua Dr. Manuel Augusto bezerra de Araújo, 130 Fone: (84) 2040-1781 Petrópolis: Rua Trairi, 522 @rapadurahamburguerbrasileiro


-

33

Deguste | Abril | 2018


Daguia FoTos RogéRIo vITAL

Tortas Finas Com quase 18 anos no mercado, Daguia Tortas Finas é referência em Natal no segmento de docerias. O sucesso pode ser explicado pela qualidade dos seus produtos e a sua capacidade de inovação, sempre atenta às demandas da clientela. As mais recentes novidades são doces mais saudáveis e adequados para quem tem alguma restrição alimentar. Maria Daguia Pereira Dantas, que comanda o estabelecimento, acaba de criar, por exemplo, a Torta Sedução (mousse de chocolate recheada com geleia de framboesa) e o Bolo Chiffon de Laranja, que não levam lactose na composição. Ela lembra que os pedidos eram constantes por esse tipo de produto. “Os clientes começaram a perguntar se tinha algo sem lactose”, conta Daguia. Esses doces se juntam a outros mais saudáveis – sem açúcar – que Daguia já produzia, como a Torta Viena (mousse de chocolate diet) e uma linha de cheesecakes com cobertura de geleias de frutas. Em março, Daguia também apresentou novos doces tradicionais, o Bolo Chiffon de Chocolate e verrines de

Maria Daguia Dantas possui a marca mais lembrada entre as docerias tradicionais de Natal

Verrines de abacaxi e de goiaba

Cheesecakes de frutas diet

Deguste | Abril | 2018

aumenta opções saudáveis

34


abacaxi e de goiaba. Daguia Tortas Finas funciona no mesmo local durante todo esse tempo – na Avenida Antônio Basílio, esquina com a Avenida Romualdo Galvão. Em breve, porém, os clientes também poderão desfrutar dos doces de Daguia em outra região da cidade. Doces como a famosa torta alemã de Daguia foram comercializados por muito tempo, inclusive, em restaurantes da cidade. Essa e outras 23 tortas são produzidas diariamente e expostas na vitrine da loja. O projeto de loja em Ponta Negra, na Rua Estrela do Mar, está sendo executado pela arquiteta Rita Macedo. A inauguração do novo espaço deverá acontecer até o fim de 2018, prevê Daguia Pereira. Daguia Tortas Finas fica aberta das 9h às 19h30, de segunda a sexta-feira. E das 9h às 18h, aos sábados. Das 12h às 18h, aos domingos.

A tradicional torta alemã de Daguia, a mais vendida

Daguia Tortas Finas Av. Antônio basílio, 3025 (lojas 8 e 9) Lagoa Nova - Natal/RN Fone: (84) 3201-9290 @daguiatortas /daguiatortas www.daguia.com.br

Torta “Sedução” zero lactose

35

Deguste | Abril | 2018


Esquina

FoTos RogéRIo vITAL

Gourmet

em São José de Mipibu Aberto há quase cinco anos, o restaurante Esquina Gourmet a cada dia ganha destaque em São José de Mipibu, a cerca de 40km de Natal, devido a sua versatilidade, que atinge a todos os públicos. O estabelecimento, comandado pela empresária Célia Bondade, começou como lanchonete e choperia, porém ao longo dos anos, com o aperfeiçoamento de sua cozinha, transformou-se em uma ótima opção gastronômica como restaurante, tanto no almoço como no jantar. Célia explica que o Esquina Gourmet oferece pratos de comida mais caseira, mas também se aventura na gastronomia internacional. O restaurante aposta no almoço em um bufê self-service, além de pratos executivos e um cardápio à la carte com 18 pratos, como o Camarão na Moranga, disponível uma vez por semana. Célia Bondade conta que esse prato, ao lado do Filé à Parmegiana, é muito pedido pela clientela. Além do Camarão na Moranga, há sempre uma outra opção de prato com camarão.

Célia Bondade inaugurou o restaurante há cinco anos em São José de Mipibu

Casa abre para almoço e jantar com bastante público

No jantar, sem bufê self-service, o restaurante amplia o cardápio à la carte para 23 opções de pratos. Além de lanches e pizzas. A parte da noite continua sendo uma boa pedida, também, para quem deseja petiscos e bebidas. O funcionamento do Esquina Gourmet é das 8h às 16h, às segundas-feiras, das 8h à meia-noite, de terça a sábado, e das 17h às 23h, aos domingos. Pela manhã, serve lanches.

No jantar, há 23 opções de pratos à la carte

No almoço a opção é um bufê self-service

Deguste | Abril | 2018

36

Esquina Gourmet Rua olavo Feliciano, 12 (em frente à CEF) Centro - são José de Mipibu/RN Fone: (84) 3273-4077 @esquinagourmet /esquinagourmet


37

Deguste | Abril | 2018


Opinião

Arthur Coelho

chef-coelho@hotmail.com

Profissionais qualificados Onde estão?

A retomada do crescimento da economia, acredita-se “com louvor” nessa nova fase da economia brasileira, tem fomentado a abertura de novos negócios, novas empresas, e, com isso, novos postos de trabalho estão surgindo, principalmente no segmento da alimentação fora do lar e da hotelaria. Entretanto, os quadros profissionais de serviços gastronômicos e hoteleiros estão defasados com a sua qualificação e formação mais técnica ao exercício das funções mais especializadas. Na gastronomia, o conceito do conhecimento empírico, do “savoir-fair” e do notório saber, já não são mais suficientes para a manutenção de empregos nesse ramo. O uso de tecnologias avançadas, como fornos combinados, termocirculadores, sistemas de cook & chill, implantações de alta tecnologia na área da gastronomia, torna-se quase senso comum nos estabelecimentos, necessitando, assim, de profissionais mais qualificados. A leitura de relatórios de produção, elaboração de fichas técnicas de preparo, controle de custos, requisições eletrônicas, planilhas e outros documentos informatizados, não são mais conversa do “futuro das cozinhas”, são o presente, são o necessário e o usual para grandes produções,

Deguste | Abril | 2018

compatíveis com exigências de cozinhas altamente tecnológicas, sejam pelo volume de produção ou mesmo pelo tipo de alimento oferecido ao “novo” cliente, ávido por experiências e não tão somente o produto. Não podemos deixar esse momento passar sem que façamos algo!! As escolas, faculdades e cursos devem verificar essa demanda como uma realidade de mercado. Não podemos receber novos talentos apenas com o “glamour masterchef”, pois nesse segmento, o glamour é apenas para o cliente. Para os profissionais, é trabalho, seriedade, comprometimento, ética profissional e total empenho na profissão. Aos novos talentos, leitores dessa coluna, dirijome com sinceridade de um cozinheiro experiente: construa sua carreira em estudos sérios, coerentes, reais, apropriando-se desses conhecimentos acadêmicos, a fim de que suas atividades sejam consistentes, coerentes, sérias e compromissadas. Precisamos de vocês no mercado real de trabalho, ajudando a modificar a gastronomia e a hotelaria do estado do Rio Grande do Norte e colocando-a em pé de igualdade com qualquer outro lugar do Brasil e do mundo! Qualifique-se. Pense nisso!

38


39

Deguste | Abril | 2018


Donna Pizza

aposta em delivery para emplacar no mercado poucos metros da cozinha da pizzaria. E o queijo muçarela é importado. Para dar opções, a Donna Pizza trabalha com 57 sabores de pizza, entre salgadas e doces. Os tamanhos são médio e grande, para as do primeiro tipo: pequeno e médio, nos sabores doces. As campeãs de pedido vêm sendo: Caicoense; Donna Pizza; Torino; Capricciosa; Duo e Floresta Negra. Todas as pizzas podem ter borda grátis (de requeijão ou cheddar) se o cliente desejar. A pizzaria também oferece bordas tipo pãozinho, com oito opções de recheio. Além da estilo vulcão, com requeijão ou cheddar, ambas com custo adicional. O público vegetariano e vegano foi agraciado com mais de uma dezena de sabores e há uma massa exclusiva para eles, sem a adição de nenhuma proteína animal. A Donna Pizza atende via telefone, no número (84) 3322-2855, pelo WhatsApp, no (84) 994229831, e via internet, através do aplicativo iFood. Funciona de terça-feira a domingo, das 18h às 22h30. Durante a semana, faz uma série de promoções. É só conferir nas redes sociais.

Massa diferenciada e muita variedade de sabores. Essas foram as principais “armas” escolhidas pelo casal Raissa Soriano e Fabiano Medeiros para encarar o competitivo mercado de pizzarias em Natal, quando criaram a Donna Pizza, no final do ano passado. Apesar de estar há apenas quatro meses em funcionamento, a marca vem colhendo frutos e apresentando crescimento, conta Raissa. Para emplacar nesse primeiro momento, o modelo de negócio que a empresa aposta é o de trabalhar somente com delivery, em um ponto no bairro de Lagoa Nova. A empresária se mostra satisfeita com o início do projeto e revela que a casa já conseguio fidelizar clientes. O projeto da Donna Pizza passou oito meses sendo construído. No tempo de preparação, Raissa e Fabiano, que é formado em Gastronomia, viajaram a São Paulo e fizeram um curso de pizzaiolo. A partir daí colocaram em prática a fase de executar o que aprenderam, com um longo processo de testes das pizzas. O resultado foi uma massa “leve e digestiva” com espessura média. A receita da massa é mantida em segredo, mas Raissa revela que ela leva 12 ingredientes, entre eles especiarias e maçã. O principal elogio da clientela é o fato da pizza não provocar sensação de inchaço no estômago. Os empresários também buscaram a oferta de ingredientes de qualidade. Parte dos vegetais saem de uma horta orgânica montada a

Donna Pizza Fones: (84) 3322-2855 | 99422-9831 @donnapizzanatal /donnapizzanatal

FoTos RogéRIo vITAL

Massa “leve e digestiva” com espessura média

Deguste | Abril | 2018

Fabiano e Raíssa estão investindo no delivery

40


41

Deguste | Abril | 2018


FoTos RogéRIo vITAL

Produtos Lucena amplia seu mix ampliação do mix de temperos com a qualidade já reconhecida da Produtos Lucena. Por exemplo, aroma de fumaça, que dá aquele sabor defumado ao prato. Os temperos também são oferecidos com a facilidade do sistema a granel. Isso sem falar na seção de castanhas, especialidade da loja, que está cada vez mais completa. Há uma infinidade de tipos e sabores de oleaginosas. O mix de amêndoas tradicional e o mix de amêndoas agridoce têm feito sucesso, assim como as castanhas com chocolate, no período de Páscoa. Produtos Lucena Na Produtos Lucena, o Rua Agnaldo gurgel Jr., 10 cliente, ainda, encontra Candelária - Natal/RN diversos tipos de farinhas e Fone: (84) 3207-8079 grãos, frutas glaceadas e @produtoslucena /Produtoslucena desidratadas e açúcares www.produtoslucena.com.br naturais.

Sempre atenta às tendências, a Produtos Lucena está com uma lista de itens ainda maior em sua loja instalada na Rua Agnaldo Gurgel Jr., em Candelária. A marca incorporou no mix uma linha de suplementos nutricionais, além de outras novidades. Nesse caminho, suplementos como glutamina, BCAA, whey protein (80%) e creatina, agora, podem ser adquiridos na Produtos Lucena, com o mesmo diferencial da maioria dos produtos da loja. Eles ficam à disposição a granel e, assim, o cliente leva a quantidade exata que necessita. Nesse mesmo sistema, a Produtos Lucena passou a comercializar leites vegetais, água de coco em pó e um leite de cabra em pó. Segundo a nutricionista da empresa, Maria Olívia Rihan, esse leite caprino é de mais fácil absorção pelo aparelho digestivo. Para quem gosta de cozinhar, a novidade é a

A loja ampliou o mix de temperos

Deguste |Abril | 2018

Produtos Lucena comercializa mais de mil produtos

42


43

Deguste | Abril | 2018


FoTos RogéRIo vITAL

Novo restaurante de comida havaina funciona em uma galeria de lojas situada numa rua entre a Romualdo Galvão e Salgado Filho

Com prato havaiano,

Potipoke

Ana Karia Galvão idealizou a Potipoke

Casa foi inaugurada em fevereiro

Uma das novidades da gastronomia de Natal é o poke, um típico prato oriundo do Havaí. Quem está investindo na iguaria é o restaurante Potipoke, recém inaugurado no bairro do Tirol, e que escolheu o prato como especialidade. A casa chegou ao mercado em meados de fevereiro deste ano e tem no comando a administradora Ana Karina Galvão. Interessada em empreender no segmento de A&B, ela fez uma pesquisa sobre as opções mais viáveis, que fossem diferentes das mais tradicionais, apostando, assim, no poke. A empresária acredita na aceitação do prato porque ele também é saudável. O poke leva uma camada de arroz na base, uma proteína (geralmente crua), vários acompanhamentos, que vão desde frutas e vegetais ou alga, além de um molho. No Potipoke, o cardápio oferece algumas sugestões já montadas, porém o cliente tem total liberdade para fazer sua seleção. O restaurante, inclusive, criou uma versão nordestina do prato, feita Deguste | Abril | 2018

é novidade em Tirol

com carne de sol, arroz integral, batata doce, tomate cereja, cebola roxa e chips de batata doce. Quem optar por criar o próprio poke tem à disposição três bases (arroz integral, arroz Gohan ou mix de folhas), seis proteínas (salmão, atum, polvo, camarão, carne de sol e shimeji), quatro molhos e quase 20 acompanhamentos - podendo escolher até cinco (manga, abacate, pepino, cebola e alho poró, por exemplo). Para garantir a qualidade do que é servido, Ana Karina Galvão revela que os pescados são comprados a cada dois dias. Segundo ela, a resposta do público, nestas primeiras semanas, tem sido animadora. O Potipoke funciona de segunda-feira a sábado, das 11h30 às 18h30. Em breve deverá oferecer delivery também. Potipoke Rua souza Pinto, 1072 Tirol - Natal/RN Fone (84) 99983-5271 @potipoke /potipoke

44


ALMOÇO BASILICO’S:

AOS DOMINGOS.

SEU DIA NÃO SERÁ MAIS O MESMO.

45

Deguste | Abril | 2018


Saberes do Vinho recorrendo a espumantes Brut Nature, vinhos verdes brancos gasosos ou brancos acídulos de Sauvignon e Riesling jovens. Há, ainda, o recurso de servir vinhos doces que possam se contrapor à acidez. E qualquer que seja a opção, sirva-os bem gelados para que a sensação térmica atenue a sensação tátil. Da mesma forma, o uso exagerado de pimentas picantes altera de tal modo a percepção do palato, que, mesmo o vinho mais imponente, resultará imperceptível. O uso de pimentas há que ser sutil, a fim de que se possa apelar a vinhos sempre de baixo teor alcoólico, frutados e refrescantes, para serem servidos a baixas temperaturas. Quanto ao sal, ele é inimigo dos tintos mais tânicos, visto que acentua seus efeitos, tornando-os ainda mais rascantes, fazendo com que pareçam rústicos e desequilibrados ainda que não o sejam. Mas os ingredientes que criam arestas com o vinho não param por aí. Há diversos outros insumos e temperos que não celebram harmonia com o vinho. O vinagre, por exemplo, é talvez o seu pior inimigo. Vinho e vinagre são tão díspares quanto diabo e cruz. Há as saladas, com folhas como a rúcula (amarga), o alho ou a cebola crua em excesso (que alteram o paladar), os picles e conservas, criam arestas com o vinho, não sendo recomendado recorrer a rótulos raros e caros sob pena de acarretar desperdício e frustração. Como bem dizia sabiamente Paracelso: “o que faz o veneno é a dose”, e isso se aplica a tudo. Afinal, o segredo do prazer nos relacionamentos e no vinho, como na vida, está no equilíbrio, que pressupõe sensatez.

Gilvan Passos

www.delospassos.com.br

Desafetos do Vinho Como bem dizem os europeus, vinho não é bebida, é vinho, ou em última instância, e oportunamente, um complemento alimentar. Assim esclarecido, podemos concluir que a razão de ser e de existir do vinho reside na interação com o alimento, atuando como importante coadjuvante da cena gastronômica. É como se, sozinho, o vinho fosse a metade do todo, formando uma unidade apenas quando casado com o prato. Todavia, nem todos os alimentos são solícitos na aliança com o vinho. Pratos com uso desregrado de limão (de acidez exacerbada), com excesso de pimenta (ardência excessiva) ou com presença marcante de sal (sapidez elevada), representam um desafio e esforços inglórios para o vinho. O limão com 2 de ph, deixa, até mesmo o vinho mais ácido (com apenas 3 de ph), alcalino, insípido, chato, flácido, mole e completamente inexpressivo na boca. Prova disso é a dificuldade que se tem para harmonizar vinho com ceviche peruano, em que as presenças do limão, do leche de tigre e do sal, resultam de uma combinação para lá de bombástica no palato, apagando o vinho. A solução para os adeptos do ceviche peruano é conter os excessos, suavizando-o. Além de apelar para um vinho ácido, e que faça frente ao limão,

Deguste | Abril | 2018

46


47

Deguste | Abril | 2018


Deguste | Abril | 2018

48

Revista Deguste - Abril 2018  

Veja o que foi destaque na edição de abril de 2018 da Revista Deguste.

Revista Deguste - Abril 2018  

Veja o que foi destaque na edição de abril de 2018 da Revista Deguste.

Advertisement