Page 1


2

DE­GUS­TE­• maio­• 2017


DE­GUS­TE­• janeiro­• 2017

3


Parabéns!

Espaço do Leitor

foTo­roGério­viTal

Natal é uma cidade privilegiada pelas ótimas opções de restaurantes e por ter uma publicação que torna a nossa gastronomia ainda mais valorizada. Parabéns à toda equipe da revista. Thiago Whebber Souza de Oliveira Azevedo - Empresário Barro Vermelho – Natal/RN A Deguste está de parabéns pelas matérias com os restaurantes de Natal e região. Não saio de casa para comer antes de conferi-la. É o meu guia gastronômico favorito. Juliana Serejo Dantas - Estudante Eng. Civil UFRN Nova Parnamirim - Parnamirim/RN

Cardápio

Bom demais saber que todos os meses temos o prazer de receber a nossa revista DEGUSTE nova e descobrir esse mundo encantado da gastronomia de Natal. Dayse Santos Lagoa Nova - Natal/RN

O Magazzino Vinhos & Cozinha, parceiro comercial mais antigo da Revista DEGUSTE, completou 16 anos neste mês de abril de 2017. Funcionando como loja de vinhos e delicatessen, a casa é um dos pontos de encontro do público que na última década e meia vem construindo a enogastronomia na cidade. Os donos são os empresários Marcelo e Verônica Chianca, que trabalham com um zelo incomum na escolha da qualidade dos produtos.

Deguste

Nossa Capa

GAS­TRO­NO­MIA­

Maio­de­2017­-­ano­13­-­edi­ção­142

Barriga de porco, batata com mostarda l’ancienne, aspargos e cebola tostadabrócolis do restaurante La Brasserie de La Mer

24 Conheça um dos melhores restaurantes de Guaramiranga

Foto: Rogério Vital

08 Cantinho Sertanejo muda de endereço no Tirol 10 La Brasserie tem novas opções no cardápio 12 Opções gastronômicas no Shopping Cidade Jardim

36

Manary lança Prato da Boa Lembrança 2017

16 Nova plataforna Delivery Much começa a funcionar em Natal 18 Câmara Municipal tem projeto que beneficia Ponta Negra 20 Fio de Azeite apresenta novos pratos 26 Doceria gourmet Lucy Canela em Ceará-Mirim 30 Central da Agricultura Familiar em Lagoa Nova 44 Adega São Cristóvão abre loja no Shopping Cidade Jardim

42

Restaurante Trilhos em Ceará-Mirim

4

DE­GUS­TE­• maio­• 2017

Seções 05 Pelos Restaurantes 22 Opinião 28 Papo Café

38 Saboreando Par 46 Saberes do Vinho


Pelos Restaurantes... Luís Benício Tavares Siqueira - tbenicio@uol.com.br

Brasil Sabor

começa em 18 de maio fo­ToS­roGério­viTal

Arena Brasil será o “grand finale “ do festival

Max Fonseca é o presidente da Abrasel no RN

O maior festival gastronômico do Brasil, o Brasil Sabor, promovido pela Abrasel, começa no dia 18 de maio e vai até 11 de junho. Em Natal, 23 restaurantes estarão participando com um prato novo criado, especialmente, para o festival e oferecido a preço promocional nos próprios restaurantes. O presidente da Abrasel no Rio Grande do Norte, Max Fonseca, informa que o tema deste ano é “O original do Brasil”, seguindo a linha do conceito matricial, que é a valorização das cozinhas das

várias regiões do Brasil. Nos dias 8, 9 e 10 de junho, haverá o Arena Show Brasil Sabor, no espaço hospitalidade do Estádio Arena das Dunas, com pratos do festival em formato de menu degustação a R$ 12, três estandes de doces de sobremesas (pela primeira vez), apresentações musicais, estandes de parceiros e uma feirinha de produtos de artesanatos. Informações no site brasilsabor.com.br Telefone para contato: (84) 3222-9707

DE­GUS­TE­• maio­• 2017

5


e t s u g De

Da Redação

aSS

iNE­a

.r www

adeg evist

co m uste.

Guaramiranga, Ceará-Mirim, Natal e João Pessoa Uma das histórias mais interessantes desta edição número 142, da Revista DEGUSTE, fala do espanhol Juan Carlos León e do economista Wandemberg Maciel, que abriram o restaurante mais badalado de Guaramiranga, região serrana do Ceará. Durante a semana, Juan é médico e Wandemberg é bancário, até que chegam as sextas-feiras e eles trocam a rotina em Fortaleza pelo prazer de serem donos de restaurante no alto da serra do Baturité, a 100 km de distância da capital. Saindo de Guaramiranga e voltando para o Rio Grande do Norte, a DEGUSTE foi até Ceará-Mirim e fez duas matérias com estabelecimentos que estão agregando valor ao mercado local: o Trilhos Studio Bistrô, que funciona em um complexo que une restaurante e salão de beleza, e a Lucy Canela Douces, uma das primeiras docerias gourmets da cidade. Vale à pena ver as fotos e ler o histórico das duas casas. Em Natal, a marca Bolo da Vovó anuncia a sua expansão e, para a surpresa do mercado, abriu uma segunda loja na cidade de João Pessoa, levando a qualidade dos seus produtos para fora do RN. Em Ponta Negra, o bem conceituado restaurante La Brasserrie de La Mer fez uma grande reviravolta no seu cardápio e mudou 80% dos itens. Para quem gosta de alta gastronomia, é uma lei-

tura obrigatória. Outras histórias interessantes que você vai gostar de ler dão conta da abertura da terceira loja de vinhos da Adega São Cristóvão; as opções gastronômicas do Shopping Cidade Jardim; a abertura da nova Central de Comercialização da Agricultura Familiar, na esquina da Avenida Capitão Mor-Gouveia com Rua Jaguarari; e o lançamento do novo Prato da Boa Lembrança do Restaurante do Hotel Manary. Maio é mês das mães. Época de almoço em família. Aproveite que Natal é uma cidade repleta de boas opções gastronômicas e transforme essa data em um dia de saborosas lembranças. fo­To­ca­NiN­Dé­Soa­rES

Washington Rodrigues Diretor de Redação

Luís Benicio T. Siqueira Diretor Executivo

Expediente

Deguste

Revista de Gastronomia

Diretor Executivo Luís Benício Tavares Siqueira (84) 99172-6375 benicio@revistadeguste.com Diretor de Redação Washington Rodrigues (84) 99904-9683 wrrodriguescom@yahoo.com.br Jornalista Lucas Alencar lucasalencar@revistadeguste.com

6

DE­GUS­TE­• maio­• 2017

Av. Jaguarari, 4990, Lj 28 - Lagoa Nova - Natal/RN - CEP 59054-500 - Fone: (84) 3234.5566 www.revistadeguste.com - Twitter: @revistadeguste - Facebook: Revista Deguste - Instagram: @revistadeguste Diretor de Arte Edílson Martins de Araújo edilson.martins1@gmail.com Comercial (comercial@revistadeguste.com) Nilton Baresi - (84) 99607-6810 / 99172-2381 nilton@revistadeguste.com Nicolas Rombotis (84) 99907-6444 nicolas@revistadeguste.com

Redação redacao@revistadeguste.com Revisão Rejane Souza Fotografia Rogério Vital foto@rogeriovital.com.br

Colaboradores Arthur Coelho Gilvan Passos

Louise Elali Ricardo Sousa

Revista Deguste Gastronomia e Turismo é uma publicação mensal da Deguste Comunicação, Assessoria e Marketing Ltda. Tiragem 5 mil exemplares


DE­GUS­TE­• maio­• 2017

7


fo­To­roGério­viTal

Cantinho Sertanejo muda para o Tirol

O tradicional Cantinho Sertanejo, que acumula 28 anos de história no mercado natalense de alimentos regionais, está de casa nova desde o último mês de março. O estabelecimento deixou Petrópolis e migrou para Tirol, mantendo-se, no entanto, na avenida Afonso Pena, onde ficou por mais de duas décadas. De acordo com a empresária Lilian Medeiros, que administra o estabelecimento com seu pai, Geraldo Medeiros, a mudança aconteceu para que a loja ficasse mais moderna, tanto na estrutura física como no layout de sua marca. O Cantinho Sertanejo ganhou nova logomarca e também incorporou "Empório Regional" ao nome da loja.

fo­ToS­MENU­STUDio

Geraldo fundou o Cantinho Sertanejo e, hoje, administra a empresa com a filha Lilian Medeiros

8

DE­GUS­TE­• maio­• 2017


Na parte física, o Cantinho Sertanejo ficou muito bonito, com grandes prateleiras e corredores espaçosos. O principal diferencial em relação a outra loja foi a otimização da área, que, apesar de ser menor, ficou melhor distribuída por causa do projeto de ambientação. O Cantinho Sertanejo é resultado de um árduo trabalho de Geraldo e Ylka Medeiros, ambos do Seridó. Radicados em Natal, eles perceberam que a capital não tinha vários produtos típicos no Seridó, que o morador local demandava. No início, os famosos queijos de coalho e de manteiga e a carne sol daquela região foram o carro-chefe do estabelecimento, que abriu suas portas na rua Mossoró antes de ir para a Afonso Pena. Ano após ano, segundo Lilian Medeiros, o Cantinho Sertanejo foi aumentando seus produtos, sempre tentando atender o que o cliente pedia. Hoje, a loja possui um mix de produtos bem variado, com aproximadamente 1.400 itens nas seguintes seções: Regionais, Light, Diet, Integrais, Frutos do Mar, Comidas Típicas, Castanhas, Biscoitos e Bolachas, Bolos e Pães, Carnes e Frutas e Verduras. Os hortifrutigranjeiros são, agora, uma novidade no Cantinho Sertanejo, que reservou um lugar logo em sua entrada para mostrar uma ótima variedade de frutas e verduras fresquinhas. Vale a pena conferir. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h, e, aos sábados, das 7h às 17h. fo­To­roGério­viTal

Tradicional queijo de coalho com mel

No empório, os clientes encotram muitos produtos tipicamente regionais

Os hortifrutigranjeiros são uma novidade no Cantinho Sertanejo

Cantinho Sertanejo - Empório Regional av.­afonso­Pena,­968­-­D­Mall­(sala­02) Tirol­-­Natal/rN fones:­(84)­3221-3340­|­99929-1276­|­99949-9949­(Whatsapp) @cantinhosertanejonatal /cantinhosertanejonatal DE­GUS­TE­• maio­• 2017

9


fo­ToS­roGério­viTal

La Brasserie de La Mer renova seu cardápio Nhoque à parisiense com camarão grelhado, tomate confit e creme de queijo de coalho

Um dos mais renomados restaurantes de alta gastronomia de Natal, o La Brasserie de La Mer lançou seu novo cardápio no final de março. E surpreendeu na quantidade de mudanças em relação ao anterior. Cerca de 80% dos pratos são inéditos, de um total de 28 que passam a compor a carta. Trata-se da maior reformulação do menu desde que o estabelecimento abriu em Natal, há cinco anos. A renovação foi conduzida, novamente, pelo famoso chef francês Erick Jacquin, que explorou os peixes e frutos do mar na maior parte dos pratos. Um dos proprietários do restaurante, Karim Gosson, que está à frente da cozinha, no dia a dia, apresentou à reportagem três dos novos pratos - um tartare de atum com purê de couve-flor e picles de rabanete, uma barriga de porco acompanhada de batata com mostarda l'ancienne, aspargos e cebola tostada e um nhoque à parisiense com camarão grelhado, tomate confit e creme de queijo coalho. Costela bovina braseada com mil folhas de macaxeira e cebola tostada, prato para duas pessoas

10

DE­GUS­TE­• maio­• 2017


Barriga de porco, batata com mostarda l’ancienne, aspargos e cebola tostada

Pratos clássicos como o steak tartare e o pato à moda de Erick Jacquin permanecem no cardápio. Segundo Karim, com o novo menu, o La Brasserie de La Mer reafirma a proposta de ser um autêntico representante da alta gastronomia em Natal, oferecendo produtos de qualidade elevada e com o maior frescor possível. Para isso, o restaurante aposta em itens regionais. Karim cita, por exemplo, um fornecedor que o avisa, duas ou três vezes por semana, quando seu barco de pesca ancora em Natal, para que a mercadoria seja logo retirada. "Queremos fazer história na cidade", afirma Karim. Mexilhões, ostras e lambretas, agora, podem ser encontrados vivos, em um aquário instalado no salão do restaurante. Nos finais de semana, no horário do almoço, a aposta do La Brasserie de La Mer é em um Menu Pour Deux Personnes, com pratos que servem duas pessoas, por exemplo uma costela bovina braseada com mil folhas de macaxeira e cebola tostada, um bobó de frutos do mar, um peixe em crosta de sal com purê de batata e um canelone de queijo coalho e carne de sol na nata, molho de tomate fresco e basílico. O La Brasserie de La Mer, também, está com novidade em sua cozinha. Há dois meses, o chef Felipe Mirasierras divide com Karim o comando das praças. Paulistano de 32 anos, Felipe possui o "DNA" do restaurante, já que trabalhou por cinco anos com Jacquin no La Brasserie, em São Paulo. O chef também possui importantes trabalhos no Arturito, de Paola Carosella, no Praça São Lourenço, ambos na capital paulista, e no restaurante do chef português Fernando Trocca, em Londres.

Os chefs Felipe Mirasierras e Karim Gosson (d) estão à frente da cozinha do La Brasserie no dia a dia da casa

La Brasserie de La Mer Hotel­Best­Western­Majestic av.­Eng.­roberto­freire,­8860 Ponta­Negra­-­Natal/rN fone:­(84)­3642-7007 DE­GUS­TE­• maio­• 2017

11


A gastronomia em evidência no Fundado há quase 33 anos, o Shopping Cidade Jardim foi o primeiro estabelecimento comercial nesse modelo em Natal. O empreendimento surgiu de um projeto audacioso para a época, construído pelo grupo VERÍSSIMO & Filhos, e mantém-se até hoje como um dos pilares do setor do comércio da cidade. Instalado no início da Av. Engenheiro Roberto Freire, recebe cerca de 15 mil clientes circulando por dia. Bares e restaurantes são bem frequentados no Cidade Jardim. De acordo com a gerente de marketing, Amélia Dutra, esse segmento está em alta e atrai um grande fluxo de consumidores pela pra-

Shopping Cidade Jardim fo­ToS­roGério­viTal

Amélia Dutra, gerente de marketing

ticidade e segurança que se oferece. Atualmente, o Shopping Cidade Jardim conta com 16 empreendimentos gastronômicos, que ficam acomodados em lojas ou quiosques. São eles: Açaí Prime, Bella Natal, Bob’s, Cacau Show, São Braz Coffee Shop, Churiot Churros Gourmet, Empório do Sabor, Loucos Por Coxinha, Nemo Sushi, Pé de Moleque, Pittsburg, Preciosa, Real Botequim, Ster Bom, Tropicana e Adega São Cristóvão. Neste mês de maio, o Cidade Jardim ganhará mais um estabelecimento gastronômico, o Creperie 84, especializado em crepes.

Real Botequim O Real Botequim completa dez anos de Shopping Cidade Jardim em 2017. Já famoso pelas bebidas e petiscos, a marca, agora, espera ser reconhecida na cidade como restaurante, de acordo com Samuel Silva, sóciogerente do Real Botequim em Natal. Para isso, trouxe, neste ano, o cardápio do Tio Armênio, que é do mesmo grupo detentor da marca Real Botequim. O estabelecimento preparou um menu executivo para ser servido no almoço. Destaque para um bacalhau grelhado com legumes, ovo cozido e arroz de brócolis. Instagram: @realbotequim.natal

12

DE­GUS­TE­• maio­• 2017


Nemo Sushi O Nemo Sushi é outro grande atrativo do Cidade Jardim. A empresa desembarcou no shopping em 2013 e, há dois anos, funciona sob administração do franqueado Rawlinson Amâncio. A casa oferece comida japonesa de qualidade e recebe uma grande quantidade de clientes, especialmente às segundas-feiras (há promoção de temaki – 12 opções por R$ 12,00 cada) e às quintas-feiras (especiais do cardápio por R$ 12,00 cada). Instagram: @siganemo

Pittsburg Maior marca de sanduicherias de Natal, a rede Pittisburg não poderia deixar de ocupar um espaço comercial tão importante quanto o Shopping Cidade Jardim. A loja foi inaugurada há quase 10 anos e é um dos principais pontos de fast food do centro comercial.

Cacau Show A Cacau Show é uma marca nacional de chocolates finos, criada em São Paulo, que vem construindo boa relação com o mercado de Natal. São muitas lojas pelo Brasil e uma delas está no Shopping Cidade Jardim. Além de deliciosos, os produtos da Cacau Show são muito utilizados como presentes. Bella Natal Restaurante com mais de duas décadas de história, o Bella Natal é um dos símbolos do Cidade Jardim. Possui gastronomia voltada para as massas e pizzas, mas também tem outras preparações da cozinha contemporânea. Desde novembro de 2016, é administrado por três sócios de Aracaju – Afrânio Neves, Alberto Matos e Vilma Santos – que incorporaram comida oriental ao menu do restaurante. O Bella Natal, também, passou a oferecer rodízio de massas com o mesmo preço (R$ 25,00) todos os dias da semana. Instagram: @bellanatal São Braz Coffee Shop O Café São Braz Coffee Shop também ocupa papel de destaque no Shopping Cidade Jardim, desde outubro de 2015. A franquia da cafeteria, que é tocada pelo empresário Daniel Medeiros, fica em um dos acessos ao shopping e recebe grande fluxo de clientes. O São Braz é, por natureza da marca, uma “cafeteria para o nordestino”, de acordo com Daniel, mas atrai turistas de outras partes do país e até do exterior. DE­GUS­TE­• maio­• 2017

13


Açaí Prime Parceiro do shopping desde 2012, o Açaí Prime, que tem à frente o casal Rafael Roque e Suerda Lábina, é o local para quem gosta de degustar um açaí de qualidade. O estabelecimento faz seu próprio beneficiamento do açaí, após receber a fruta diretamente do Pará, e o oferece 100% natural. O cliente pode incrementar o produto com 19 acompanhamentos (granola, leite condensado, entre outros), que são ilimitados – até quanto couber no copo. Instagram: @acaiprimebrasil

Pé de Café O Pé de Café é uma cafeteria que serve a deliciosa combinação de aromas e sabor de um café expresso com a maravilha da culinária nordestina. Entre os itens do cardápio, estão o pão de macaxeira com o queijo de coalho feito na hora. Instagram: @pedecafecidadejardim

A Preciosa A sorveteria A Preciosa Gelateria Artesanal, sucesso na Pipa, se destaca em Natal há um ano e meio com uma loja-franquia no Shopping Cidade Jardim. O estabelecimento oferece deliciosos gelatos italianos e sobremesas, por exemplo banana split, com atendimento no balcão e também por delivery. Instagram: @preciosagelaterianatal

Empório do Sabor Restaurante de comida regional brasileira, que trabalha com o modelo self service com buffê bastante variado. Funciona para almoço e jantar no horário do shopping. Ster Bom A Ster Bom é a maior indústria de sorvetes do Rio Grande do Norte, fabricante de sorvete, picolé, água e gelo mineral, polpa de fruta, cobertura, casquinho para sorvete e canudos wafer, sendo, também, a maior rede de lojas do segmento. Uma das principais unidades está no Shopping Cidade Jardim, com uma loja em um dos setores mais valorizados, de frente para a Av. Roberto Freire. jardim@sterbom.com.br Tropicana Aberto em setembro de 2016 pelas sócias Neiva e Andressa Fernandes, o Tropicana é destinado àqueles que buscam um lanche rápido. O local oferece salgados diversos, tapiocas, pasteis fritos na hora, guaraná do Amazonas, caldo de cana e chá mate, por exemplo.

14

DE­GUS­TE­• maio­• 2017

Bob’s O Bob’s, famosa marca de fast-food, está presente no Cidade Jardim desde 2008, com um quiosque em uma das entradas do shopping. O franqueado da loja é o empresário Gustavo Carvalho. O Bob’s do Cidade Jardim trabalha apenas com a parte de gelados – sorvetes e milk-shakes.


Pé de Moleque O Pé de Moleque é uma das marcas mais conhecidas entre as lojas de tortas e doces de Natal, além de ser uma das pioneiras do segmento no shopping Cidade Jardim. Funciona no horário normal do shopping e recebe muitos grupos de amigos que usam o Cidade Jardim para o lazer.

Churiot Churros Gourmet O Churiot Churros Gourmet é uma novidade do Shopping Cidade Jardim. Instalado em um carrinho, o Churiot iniciou as suas atividades em janeiro deste ano. Chegou ao shopping como uma aposta de crescimento, após ficar por um ano e oito meses de forma itinerante, pelas ruas de Natal, de acordo com Carla Locatto, que dirige a Churiot ao lado da mãe, Maria Locatto. Instagram: @churiotchurros

Subway Marca norte americana especializada em sanduíches e saladas, o Subway é uma das mais lembradas no segmento de fastfood e possui uma unidade no Shopping Cidade Jardim há quase quatro anos.

DE­GUS­TE­• maio­• 2017

15


fo­ToS­roGério­viTal

Luís Montanares e Lucas Aquino, dois dos cinco sócios do novo serviço de delivery de restaurantes em Natal

Delivery Much

chega a Natal

Praticidade para pedir e o conforto de receber em casa. O serviço de delivery de comida via internet, pelo celular, tablet ou computador, já é uma realidade em todo o Brasil. E com tendência de crescimento. Em meio a esse cenário, em abril, a Delivery Much chegou a Natal, com a proposta diferenciada para o mercado. Trata-se de uma plataforma online para intermediar, em poucos segundos, a relação cliente x estabelecimento gastronômico na hora de fazer um pedido para entrega em casa. E funciona em smartphones (Android e iOS), tablets e em navegadores de qualquer computador. Ao entrar no sistema, após se cadastrar, o cliente escolhe seu restaurante predileto, depois o prato e finaliza a compra com uma das formas de pagamento disponíveis: dinheiro ou cartões de débito e crédito. O tempo de entrega depende da distância e do estabelecimento. A entrega é feita com motoboy. A capital potiguar se junta as mais de 100 cidades em que a Delivery Much está presente no momento. Fundada em 2011, em Santa Maria/RS, a empresa atua com franquias em municípios de todos os portes. Isso é um dos seus diferenciais. Os franqueados da Delivery Much Natal são os empresários Ricardo Moraes, Lucas Aquino, Luis Montanares, Wagner Aquino e Gabriel Chaves. Luis Montanares, diretor comercial da Delivery Much Natal, explica que, com o modelo de franquias, o proprietário de restaurante tem um contato direto em cada cidade, o que facilita a retirada de dúvidas e solução de

16

DE­GUS­TE­• maio­• 2017

qualquer problema. A Delivery Much, também, faz um trabalho de marketing para os restaurantes. Desde janeiro, quando começou o cadastro dos estabelecimentos na plataforma, a marca e os restaurantes vêm sendo difundidos em mídias online e off-line. “Ainda oferecemos um site gratuito aos restaurantes”, destaca Montanares. A plataforma digital começou a operar com 63 estabelecimentos, como Subway, Spoletto, Cardume, Fio de Azeite, Piazzolla, Pizza Chef Gourmet, Bonae, Canessa & Montanares, Billabong e Sushi Petrópolis.

Delivery Much Natal www.deliverymuch.com.br/natal comercial:­(84)­99939-8031|­comercial.natal@deliverymuch.com.br @deliverymuchnatal


DE­GUS­TE­• maio­• 2017

17


Câmara Municipal

cria lei que favorece gastronomia de Natal fo­ToS­roGério­viTal

Fogo & Chama mudou da Praia dos Artistas para Ponta Negra

A Câmara Municipal de Natal aprovou uma lei, de autoria do vereador Raniere Barbosa, dando status de Centro de Culinária, Cultura e Turismo, a Avenida Praia de Ponta Negra, trecho que tem seu início próximo ao Praia Shopping e termina na Rota do Sol, importantíssimo setor de atividade para a gastronomia de Natal. A Avenida Praia de Ponta Negra é o polo imobiliário da cidade que mais atraiu investimentos do segmento de Alimentos e Bebidas, nos últimos anos. Além das inaugurações de muitas novas casas, para lá se transferiram marcas do turismo-gastronômico já consolidadas em outros trechos da capital, como Fogo & Chama, P&C, Casa de Taipa Tapiocaria, Takami Sushi, Piazzola, entre outras. De acordo com Raniere Barbosa, que é o atual presidente da Câmara de Vereadores de Natal, um levantamento da área constatou que quase sua totalidade é formada por estabelecimentos comerciais, dos quais a maior parte vende alimentos e bebidas. O vereador acredita que a lei vai beneficiar o lugar jogando luz para a importância econômica do polo e trazendo melhorias por parte do poder público. A avenida já recebeu reforço de iluminação pública e uma liberação para estacionamento em parte da rua, que antes não era permitido. Raniere Barbosa também é autor da Lei Ordinária de n° 06617/16, que transformou a iguaria potiguar ginga com tapioca como Patrimônio Imaterial da Cidade, e o Mercado Público da Redinha, tradicional ponto de venda desse prato, como Patrimônio Cultural.

Casa de Taipa recebe muitos turistas o ano inteiro

O Takami abriu sua segunda unidade no polo Ponta Negra

18

DE­GUS­TE­• maio­• 2017

Vereador Raniere Barbosa é o autor de projeto que valoriza a gastronomia de Natal


DE­GUS­TE­• maio­• 2017

19


fo­ToS­BENício­SiqUEira

Fio de Azeite

lança novos pratos

Polvo com coulis de mandioca

Pasta al Formaggio Parmiggiano - Massa integral preparada dentro do parmesão com camarões flambados no conhaque e finalizado no azeite trufado

Risoto negro com camarões

O belíssimo Fio de Azeite, situado na esquina das Ruas Ceará Mirim e Rodrigues Alves, no Tirol, está fazendo uma reformulação no cardápio, e já tem pelo menos sete pratos novos à disposição dos clientes: a entrada de Polvo; dois principais, Pescada Ghee e Arroz de Polvo; dois risotos, o Risoto Negro com Camarões e o Risoto Negro de Cogumelo Paris; e as massas Dos Mares (como camarão, polvo e peixe) e a Pasta al Formaggio Parmigianno. Todos seguindo a linha da casa: praticar uma culinária saudável sem esquecer do sabor marcante. Mais pratos novos devem entrar no cardápio nas próximas semanas. Um das novidades mais celebradas é a Pasta al Formaggio Parmigianno, feita na frente do cliente, com a massa flambada no conhaque, servida com queijo maçaricado e finalizada com azeite de trufas. “É hoje o prato mais pedido da casa”, comemoram os sócios Marísio Eugênio e Militão Chaves. O restaurante não está mais abrindo às segundas-feiras à noite (abre apenas no almoço da segunda), e decidiu ampliar o atendimento nos finais de semana, funcionando tanto para almoço quanto para o jantar no domingo. Nas sextas e sábados, a casa esticou o horário até às 23h, e está investindo em uma carta de drinks. A casa é uma das boas opções gastronômicas para quem gosta de circular pela elegante região Tirol/Petrópolis. Atentos aos tempos difíceis pelos quais passa a cidade de Natal, Marísio e Militão também reforçaram a segurança, garantindo ainda mais tranquilidade aos frequentadores. Fio de Azeite

Os sócios Militão Chaves e Marísio Eugênio(d)

20

DE­GUS­TE­• maio­• 2017

rua­ceará-Mirim,­653 Tirol­-­Natal/rN fone:­(84)­2030-2939­/­2010-6611 @fiodeazeite fiodeazeite


DE­GUS­TE­• maio­• 2017

21


Opinião Arthur Coelho - chef-coelho@hotmail.com

Cores e sabores, brasilidades em alta! Em passagem recente pela Europa, especificamente em Munique para uma implantação de um restaurante brasileiro, com divulgação das culturas alimentares de todas as regiões do nosso enorme país, pude constatar o quanto somos ricos em culinária e nem sempre percebemos. Esse país continental, repleto de sabores e variedades, crendices, lendas, modos e gestos de se fazer culinária, encanta a todos indistintamente, com agradáveis surpresas e consolidação de receitas simples, que, muitas vezes, deixamos para trás e mergulhamos nas invencionices que nos enfiam goela abaixo! Da gastronomia molecular ao minimalismo das porções. Pude constatar que um “simples” pudim de leite condensado, mesmo com seus excessos de doçura para os alemães, é capaz de produzir sensações indescritíveis, a ponto de se querer a receita de meros quatro ingredientes e a simples dica de “liquidificar pouco” para que a massa fique lisa e para os amantes do pudim “perfeito”, seja motivo de comemoração e assunto em uma mesa de comensal. Pra mim, todo pudim de leite condensado é “perfeito”! Percebi como um “feijão tropeiro”, uma tapioca, uma feijoada, uma moqueca, torresmos, escondidinhos, vaca atolada, arroz refogado, carne seca com abóbora e um brigadeiro tradicional, pode desbancar algumas prepara-

22

DE­GUS­TE­• maio­• 2017

ções “cinco estrelas”! Não estou aqui falando da “saudosa” sensação de estar comendo a comida da vovó ou da mamãe, estou falando, aqui, da experiência produzida em todos os comensais que por aquelas mesas passaram enquanto eu pude observar nesses noventa dias de trabalho intenso, de resgate de receitas, de treinamento de pessoal, de escolha e seleção de profissionais, concepção de cardápios, esclarecimento de receitas e a necessidade de se manter o gestual, o modo de fazer e o resultado final do produto oferecido. Devo confessar, aqui, que foi uma experiência incrível cozinhar e resgatar a chamada cozinha “confortfood” (prefiro “cozinha-caseira”) e deixar esse legado para uma turma de cozinheiros brasileiros, alguns gregos (ô povo parecido conosco!), portugueses, angolanos e alguns alemães. As cores e sabores do Brasil, agora, se misturam com as cores da Alemanha, especialmente na Baviera - Munique - experimenta a melhor churrascaria da cidade e o primeiro e único restaurante brasileiro, com a peculiaridade de “servir-se no quilo”, podendo experimentar as sensações e os prazeres gastronômicos que os brasileiros sabem muito bem!! Comer bem ainda é o melhor remédio!! Quem tiver a oportunidade do passeio, fica aqui o convite para experimentar e tomar um café, num pedacinho do Brasil instalado na Baviera!


curva­do­sol DE­GUS­TE­• maio­• 2017

23


Turismo

Restaurante Sabor Natural

Os sócios Wandemberg Maciel e Juan Carlos León

em Guaramiranga

Um dos principais destinos turísticos do Ceará, a cidade de Guaramiranga, encravada na serra do Baturité, a 100km de Fortaleza, além de ser um polo cultural, oferece bons restaurantes que merecem ser visitados pelo turista mais antenados com a boa gastronomia. Um desses restaurantes é o Sabor Natural, do médico espanhol e chef de cozinha Juan Carlos León, que atende de segunda a quinta-feira os seus clientes em um consultório em Fortaleza. E toda sexta-feira ele pega a estrada e sobe a serra para trabalhar como chef. Seu sócio no restaurante é Wandemberg Maciel,

O restaurante é muito bonito e tem ambientação clean

24

DE­GUS­TE­• maio­• 2017

Arroz de costelinha suína assada na...


economista e bancário, responsável pela administração e serviço do salão. Natural de Granada, Juan, que é dermatologista e geriatra, veio para o Brasil há 18 anos por causa de problemas de saúde dos filhos, que precisavam morar em um país de clima mais tropical. Antes de residir definitivamente em Fortaleza, ele morou em Curitiba e Cuiabá, onde se apaixonou pela gastronomia de Mato Grosso. Até validar seu diploma de médico, Juan trabalhou como cozinheiro para sustentar a família. Em Fortaleza, ele, ainda, foi dono de uma empresa que vendia comida congelada light, o Sabor Natural, daí o nome do restaurante em Guaramiranga. O interesse de Juan pela gastronomia começou muito cedo, quando ele tinha apenas 7 anos de idade, influenciado por sua avó, exímia cozinheira, que tinha um programa de TV, em que dava aulas de culinária. Já formado em Medicina, Juan viajou para a cidade francesa de Lyon, onde estudou gastronomia no Instituto Paul Bocuse. Em seguida, foi à Itália contratado como cozinheiro para trabalhar na cidade de Siena, na Toscana. Depois visitou várias cidades para conhecer melhor a culinária italiana. O restaurante Sabor Natural reflete um pouco as experiências vividas por Juan na Europa e no Brasil, pincipalmente nas técnicas que ele usa para fazer pratos bem elaborados com produtos de ótima qualidade. A sua cozinha é criativa e contemporânea, valorizando também o regional. O cardápio é extenso, com 15 entradas, 3 saladas, 5 pratos regionais, 11 opções de peixe, 5 de camarão, 4 pratos com lagosta, 11 pratos de massas e risotos, 5 sobremesas, além de algumas opções autorais fora do cardápio. Entretanto, o carro-chefe são as paellas, especialidade de Juan, que faz tudo com muito amor. A casa ainda oferece uma boa carta de vinho dos principais países produtores. A decoração é totalmente clean, com ares de bistrô. Em uma das paredes há uma linda e enorme foto de uma ‘ruazinha’ de interior da França. As mesas são todas bran-

...panela de barro com banana madura

Coquetel de lagosta com maionese, limão siciliano e azeitona

cas e estão sempre impecavelmente arrumadas, com bonitos pratos, talheres, toalhas e arranjos. Para Wandemberg Maciel, o restaurante tem sido um desafio muito grande, sobretudo pela logística, uma vez que ele funciona apenas nos finais de semana ou em feriados prolongados. “Toda semana fazemos as compras em Fortaleza e levamos tudo na sexta-feira”. Mas o reconhecimento dos clientes é a maior satisfação dos sócios, que recebem muitos elogios. O Sabor Natural é indicado pelo maior site de viagens do mundo, o TripAdvisor, como o melhor restaurante de Guaramiranga. “Isso nos deixa muito feliz”, revela Wandemberg. Restaurante Sabor Natural rua­Joaquim­alves­Nogueira,­544­-­loja­02 centro­-­Guaramiranga/cE fones:­(85)­98811-0271­/­98691-7222 sabornatural.guaramiranga sabornaturalguaramiranga

Cordeiro assado acompanhado de farofa de cuscuz, couve e arroz de castanha de caju DE­GUS­TE­• maio­• 2017

25


fo­ToS­roGério­viTal

Lucy Canela Douces

em Ceará-Mirim

Lucy Canela abriu sua própria doceria há um ano

Bonito salão da Lucy Canela Douces

O mês de abril marcou o primeiro ano de funcionamento de Lucy Canela Douces, doceira gourmet da cidade de Ceará-Mirim, na Grande Natal. O estabelecimento é um investimento da gastróloga Luciádria Canela de Oliveira, a Lucy, formada em Gastronomia pela UnP e pós-graduanda na mesma instituição de ensino em confeitaria, área que ela tem afinidade desde que começou a estudar gastronomia. Segundo Lucy, que mora em Ceará-Mirim desde 1983, a aposta em abrir uma doceria aconteceu após observar que a cidade precisava de um estabelecimento do tipo. O primeiro produto a ser vendido foi o bolo de ninho, que continua tendo muita saída. O cardápio de Lucy Canela Douces foca, sobretudo, nas sobremesas, muito procuradas aos finais de semana, como a Taça Supreme, o Grand Gateau e o Gelato, mas também dá espaço às tortas (com a venda a quilo), mini nakeds, bolo tipo da vovó e aos milk shakes e salgados. Para acompanhar, cafés e outras bebidas frias tradicionais. A reportagem degustou e aprovou a Taça Supreme, que leva uma generosa porção com brigadeiro, morango, bolo, Nutella, leite condensado, chantininho, sorvete e ganache. Lucy Canela Douces fica na rua Rafael Fernandes Sobral, nas Cinco Bocas, bem ao lado da pizzaria Fornalha, muito conhecida que funciona desde 1999. Abre de quarta-feira a domingo, das 14h às 21h. Lucy Canela Douces Gelato de morango

26

DE­GUS­TE­• maio­• 2017

rafael­fernandes­Sobral,­465 cinco­Bocas­-­ceará-Mirim/rN fone:­(84)­99199-9085 @lucycaneladouces


DE­GUS­TE­• maio­• 2017

27


Papo Café Ricardo Sousa - riccsb@gmail.com

já que somente poderiam vender uma quantidade fechada. Com o surgimento do conceito dos cafés especiais e o concurso do cupofexcellence, que premia as melhores sacas do ano, a produção de cafés especiais tornou-se interessante novamente, porque, além da divulgação da fazenda, as sacas campeãs são leiloadas a valores que chegam a quase 19 mil reais cada. Apesar de subestimado no mercado local, o café do Brasil, muitas vezes, é ostentado no exterior. O saco de juta, emoldurado, com as inscrições “Cafés do Brasil” faz parte da decoração de muitos coffee shops, que trabalham com cafés de alta qualidade. A exposição do local de origem do grão faz os apreciadores de café já esperarem pelo café com notas de caramelo, chocolate ou frutas vermelhas, com grande corpo e acidez equilibrada como é de característica comum de nossos cafés. Por que então, não tomamos café dessa qualidade em todo lugar, aqui, no Brasil? Você já deve ter ouvido que os melhores cafés que nós produzimos são exportados, ficando aqui no mercado local somente a raspa do tacho, na linguagem popular. Mas não é somente isso. Culturalmente, o brasileiro já se habituou a beber o café tradicional, deixando a grande indústria de café à vontade para oferecer a bebida como já vem sendo ofertada. Além disso, ainda existem poucas cafeterias da terceira onda para ofertarem condições aos produtores que os motivem a deixar os cafés de melhor qualidade aqui, em vez de vender para outros países. Vários coffee shops já estão surgindo e buscando cada vez melhores cafés, junto com os produtores e torrefadores. O Brasil possui cerca de 20 grandes regiões produtoras de café espalhados por 7 estados (com potencial para produzir muito mais café especial do que qualquer outro país), todas essas trazendo um pouco da complexidade de cada terroar as variedades e infinitas possibilidades de blends. Historicamente, o café brasileiro poderia até ser inferior, porém o atual, pelo contrário, chega com pontuações tão altas quanto os melhores cafés do mundo. Se você está bebendo café especial do Brasil, você é um sortudo!

Café do Brasil? Que sorte! O café brasileiro pode ser encontrado no mundo inteiro. Nosso país é responsável pelo abastecimento de um terço de todo café do planeta, e, no passado, nossa produção já representou 45% de toda safra de café mundial. Muito utilizado na composição de blends para espresso, costuma-se dizer que em cada xícara de café bebida no mundo, o grão brasileiro está presente. Porém, com tamanha produção, nem todas as sacas conseguem manter a qualidade elevada, deixando, também, uma outra fama para o Brasil: quantidade é melhor que qualidade. Mas se engana quem acha que no nosso país não é produzido os melhores cafés do mundo. O café de alta qualidade exige todo um cuidado especial. E são aproveitados somente grãos selecionados, colhidos manualmente, apenas frutos maduros e sem defeito, de árvores de micro clima parecido, entre outros cuidados para que ele seja reconhecido como café especial. Esse cuidado, porém, é inviável quando se trata de uma grande demanda, em que grande parte dos grãos de má qualidade também é vendida. A colheita manual não é suficiente para atender a quantidade de café ofertado, dando lugar às derriças de colheita mecanizada. Isso tudo nivelava por baixo a qualidade do café. A máquina colhe grão bom e grão ruim também. Além disso, existia um limite de exportação por produtor, o que fazia com que os produtores não se preocupassem em onerar mais o processo,

28

DE­GUS­TE­• maio­• 2017


DE­GUS­TE­• maio­• 2017

29


Central de Comercialização

da Agricultura Familiar fo­ToS­roGério­viTal

Os produtos vêm do interior direto para comercialização em Natal

Natal ganhou um presente neste primeiro semestre de 2017, com a inauguração da Central de Comercialização da Agricultura Familiar, na esquina da avenida Capitão Mor Gouveia com Rua Jaguarari, em Lagoa Nova. Há dois aspectos positivos no novo equipamento, que pertence ao Governo do Estado e tem vínculo com a Secretaria de Agricultura: o econômico e o de qualidade alimentar. A Central de Agricultura foi inaugurada no dia 27 de março e funciona como um local de vendas de alimentos, produzidos por dezenas de pequenos produtores rurais de várias regiões do Estado. Alguns boxes são abastecidos com itens de muitos produtores diferentes, que possuem, agora, um espaço fixo, em uma área nobre, para distribuir

Secretário de Agricultura, Guilherme Saldanha

30

DE­GUS­TE­• maio­• 2017


seus alimentos e fazer negócios direto com o consumidor, eliminando o atravessador. “Há um box que representa um grupo de quase 300 produtores do Sertão de Angicos”, explica o secretário de Agricultura do Governo, Guilherme Saldanha. Ao todo, a Central possui 36 boxes, 50 barracas e um restaurante. O local já é vocacionado para esse tipo e empreendimento por ficar próximo à Ceasa e existir na lembrança do consumidor o histórico de ser um ponto de venda de produtos juninos, na época das festas de São João. Os boxes são cedidos a pessoas jurídicas, por isso uma mesma unidade pode servir a vários produtores diferentes, que montam associações e utilizam os pontos de venda em comunhão. Já as barracas podem ter vendedores individuais. O secretário Guilherme Saldanha confirma que a demanda de pessoas querendo oportunidade de colocar seus pontos de venda na Central de Agricultura Familiar é grande. Há uma fila de espera. Segundo ele, o Sebrae fez uma capacitação dos proprietários de boxes antes do início da comercialização, para que os agricultores tivesse m orientação de como manusear e vender seus produtos, otimizando a atividade. “Muitos tinham experiência em produzir, mas era necessário qualificá-los também para a atividade comercial antes do contato direto com o consumidor”, explica o secretário. A presença do Sebrae também foi importante para orientar os produtores sobre o risco da sobreposição de produtos na hora de escolher o que vender, evitando gerar boxes com itens repetidos e risco de poucas vendas. A população de Natal, que gosta de circular em busca de produtos frescos e de qualidade (o que é uma tendência nos dias de hoje), agora tem um local a mais com estacionamento e fácil acesso a centenas de itens agrícolas.

Muitos natalenses já estão comprando suas frutas e verduras na Central

Produtores familiares se beneficiaram com a Central de Agricultura

A Central de Agricultura tem um restaurante regional DE­GUS­TE­• maio­• 2017

31


32

DE­GUS­TE­• maio­• 2017


DE­GUS­TE­• janeiro­• 2017

33


fo­ToS­roGério­viTal

Bolos tipo da vovó e os com cobertura são os carros-chefes da loja

Bolo da Vovó

abre loja em João Pessoa A loja Bolo da Vovó, comandada pela nutricionista Bia Ubarana, vem fazendo tanto sucesso na Avenida Miguel Castro, em Lagoa Nova, que proporcionou a abertura de uma filial na cidade de João Pessoa. Segundo Bia Ubarana, a ideia do negócio é resgatar o típico bolinho de família feito pelas avós, com produtos de qualidade e sabor caseiro marcante, que remete à infância de muita gente. Os produtos caíram no gosto dos clientes, e fizeram a marca ganhar corpo com a propaganda boca a boca, estimulando a proprietária a abrir um

segundo endereço. A empresária destaca que o fato que pesou na decisão de inaugurar uma filial na Paraíba foi a frequente presença de clientes da unidade de Natal que moram em João Pessoa. A loja do Bolo da Vovó de João Pessoa fica na avenida Guarabira, no famoso bairro Manaíra. A casa funciona quase 100% independente da loja de Natal, com produção própria dos bolos – somente alguns biscoitinhos são transportados de Natal. Sobre os produtos, a marca Bolo da Vovó passou a oferecer brownies, pães de queijo, pastinhas e acrescentou sabores como abacaxi, banana e cenoura com chocolate às opções do bolo tipo da vovó, que são vendidos em uma embalagem de pano. O funcionamento do Bolo da Vovó, em Natal, é das 9h às 18h30, de segunda a sexta-feira, e das 9h às 13h, aos sábados. Bolo da Vovó Natal

Bia Ubarana vai abrir uma loja em João Pessoa

34

DE­GUS­TE­• maio­• 2017

av.­Miguel­castro,­726­(entre­as­ruas­dos­Tororós­e­Potiguares) lagoa­Nova­-­Natal/rN fones:­(84)­3234-2164­/­98899-4200 @bolodavovonatal /bolodavovonatal JOÃO PESSOA av.­Guarabira,­1242a­-­Manaíra fones:­(83)­98802-4200­|­3268-5875


DE­GUS­TE­• janeiro­• 2017

35


fo­ToS­roGério­viTal

Manary

estreia prato da Boa Lembrança 2017

Os chefs François Schmitt (e) e Adailton Cândido

O restaurante Manary Gastronomia & Arte, que funciona dentro do hotel Manary, em Ponta Negra, estreou o seu sempre tão esperado prato da Boa Lembrança. A versão 2017 é a Galinhada do Mar, de autoria do chef e consultor francês François Schmitt. A iguaria é uma mescla da terra e do mar, com regionalismo marcante. Leva lula recheada com arroz da terra e galinhada caipira, acompanhados de jerimum, tomate, quiabo e cebola assados. A execução desse prato fica por conta do chef da casa, Adailton Cândido. François Schmitt conta que a ideia foi valorizar ingredientes locais, como normalmente acontece no Prato da Boa Lembrança, e que ele recebeu como desafio - da administração do Manary trabalhar com a lula, que tem em abundância no litoral potiguar. "Pensei na galinha [caipira] porque é bem regional e combina com a lula, que é neutra", explica o chef, acrescentando que, para dar delicadeza ao prato, utilizou uma técnica francesa na elaboração do molho da galinhada. A Galinhada do Mar vai integrar o cardápio do Manary durante, pelo menos, um ano. Custa R$ 89,00. No valor está incluso um lindo prato feito em porcelana com uma pintura que representa a iguaria. O chef e consultor François Schmitt também criou um novo prato para integrar o cardápio fixo do restaurante: o Rendez-vous do caipira e da sereia, composto de camarões do mar grelhados, melados com mel de engenho agridoce e flocos de castanha de caju, e risoto de jerimum, charque e queijo coalho, finalizado com couve crocante. Manary Gastronomia & Arte

Camarões grelhados com mel de engenho e risoto de jerimum com charque

36

DE­GUS­TE­• maio­• 2017

rua­francisco­Gurgel,­9067 Ponta­Negra­-­Natal/rN fone:­(84)­3204-2900 @manarypraiahotel www.manary.com.br


DE­GUS­TE­• maio­• 2017

37


Saboreando Paris Louise Elali - louise@saboreandoparis.com

Petit Gâteau: Made in Brasil? Um item quase obrigatório no menu de restaurantes brasileiros e que agrada a todas as gerações, é um bolinho de chocolate com casca crocante e recheio cremoso, servido com uma bola de sorvete de creme. É o Petit Gâteau, comemorado como uma iguaria reconhecidamente francesa. Será mesmo? Bem, só posso dizer que na França, não é exatamente dessa forma. Começando pelo nome. Assim como o nosso famoso ‘pãozinho francês’, é melhor nem tentar olhar para o garçom e gastar seu curso de francês para pedir: “Un petit gâteau, s’il vous plaît”. Como a expressão significa somente “bolo pequeno”, você estará pedindo apenas um bolinho sem especificação. Sim, qualquer bolo. Você está no meio da sua próxima viagem ao país gaulês. E agora? Como se pede um petit gâteau na França para receber a delícia pretendida? Bem, depende do restaurante. Inicialmente, sugiro que você procure no cardápio por fondant, mi-cuit ou moelleux au chocolat. Certamente, esses são os nomes genéricos mais comuns, porém não me arrisco a dizer que são os únicos. Vale lembrar que, igual acontece com outras delícias francesas, as receitas variam minimamente em ingredientes e preparação, todavia o resultado é bem parecido com o nosso bom e conhecido “petit gâteau brasileiro”.

38

DE­GUS­TE­• maio­• 2017

Ninguém sabe ao certo porque, mas a iguaria só recebe esse nome após cruzar o Oceano Atlântico e aportar no continente americano. Conta-se que o nome surgiu em Nova Iorque na década de 1990. Na verdade, alguns confundem e também relatam que teria sido criada em Nova Iorque, devido a um erro do chef Jean-Georges Vongerichten, um francês que cresceu nos Estados Unidos: em uma versão do boato, ele teria usado muita farinha, e o bolinho ficou mais firme por fora; em outra, teria tirado o bolo muito cedo do forno, antes da parte central endurecer. Os franceses, claro, já desmentiram a lenda e afirmam categoricamente que a sobremesa já existia na França. No entanto, criada a polêmica, pelo menos meia dúzia de chefs passaram a reivindicar a autoria com suas receitas, cada uma com um nome diferente, já que, como já comentado, petit gateau é um nome francês mas não utilizado na França. Resumindo: na França, a sobremesa tem nomes e preparações variadas; nos Estados Unidos, restringe-se aos cardápios dos restaurantes franceses... e, no Brasil, é super popular, se fazendo presentes em delicatessens, restaurantes, food-trucks e até em feirinhas populares. Pensando bem, se me perguntarem novamente, creio que tenho uma boa resposta: petit gâteau, com esse nome mesmo, é uma sobremesa cada vez mais brasileira!


DE­GUS­TE­• maio­• 2017

39


Projetos melhoram qualidade da carne e do queijo no RN

No Rio Grande do Norte, o queijo de manteiga e de coalho, de fabricação artesanal, representam dois grandes ícones da nossa cultura alimentar. A carne de sol é outra riqueza da nossa gastronomia, que tem seu ritual próprio de preparação, também. Para incentivar a produção e comercialização de ambos os produtos estão tramitando, na Assembleia Legislativa, através de projetos de lei e requerimentos específicos para fortalecer esse mercado e dar segurança ao consumidor. O deputado Ezequiel Ferreira de Souza, presidente da Assembleia, indicou a inclusão de 30 municípios no Programa Compra Direta, da Emater, para a aquisição de frigoríficos que vão melhorar o armazenamento dos produtos. “Há uma melhora notável em todo o processo no momento em que você refrigera a carne e a transporta em condições de higiene mais adequadas”,explica o deputado. O médico veterinário Orlando Cláudio Procópio, es-

40

DE­GUS­TE­• maio­• 2017

pecializado no trato e criação de gado, diz que os caminhões frigoríficos permitem um zelo muito maior no beneficiamento da carne. A melhor conservação da carne propicia mais maciez, por exemplo. Outra iniciativa interessante é a lei de autoria do deputado Hermano Morais, criando uma legislação específica para o queijo artesanal. A atitude do deputado atende a um antigo sonho da categoria de produtores, de qualificar os produtos que viabilizem ambiente para alcançar novos mercados. “Essa é uma atividade econômica secular, que oferece produtos de excelente sabor e qualidade, gera emprego e renda para milhares de potiguares”, diz Hermano. O projeto propõe condições para a produção do queijo com leite proveniente de rebanho sadio, que não apresente sinais clínicos de doenças infectocontagiosas e cujos testes oficiais de zoonoses, tais como brucelose e tuberculose, apresentem resultados negativos. Além de atendimento das condições de higiene recomendadas pelo órgão de controle sanitário competente.


DE­GUS­TE­• maio­• 2017

41


O bistrô fica no quintal da casa em meio a muito verde. Abaixo, a Batata rosti de carne de sol e queijo de manteiga

fo­ToS­roGério­viTal

Trilhos

une bistrô e salão de beleza em Ceará-Mirim

Espetinho de camarão e abacaxi salteados na manteiga de ervas

Valdir Machado criou um bonito ambiente para seu bistrô e salão de beleza

42

DE­GUS­TE­• agosto­• 2016

Aos poucos, o mercado gastronômico vai ganhando novos horizontes no Rio Grande do Norte, ultrapassando as fronteiras da capital Natal. São os casos, por exemplo, do Nuh Café & Boutique de Pães, em Pium, e do Julio's Bistrô, em São José de Mipibu, que atraem o morador local e também o natalense. Em Ceará-Mirim, a cerca de 35km do centro de Natal, o Trilhos Studio & Cozinha segue o mesmo caminho. Salão de beleza e bistrô no mesmo espaço, o Trilhos é algo totalmente novo para Ceará-Mirim, porém já há vários adeptos, chamando a atenção, inclusive, das famílias tradicionais locais, segundo Valdir Machado, um dos idealizadores da casa. O estabelecimento, que também tem como sócio o dentista Paulo Fernandes, foi inaugurado em duas etapas: em meados de 2015, abriu o salão de beleza; em agosto do ano passado, o bistrô. Ambos dividem um lindo jardim com clima bucólico e aconchegante. Valdir Machado lembra que queria começar com o restaurante, mas o studio emplacou primeiro. A ideia do salão surgiu porque


Valdir possui experiência na área. Em Natal, ele trabalhou durante oito anos no famoso Lirêda Coiffeur. Para iniciar o bistrô, Valdir e Paulo contrataram a chef Gláucias Veras para uma consultoria gastronômica. Ela montou o cardápio e treinou a equipe da cozinha, que é formada por profissionais de Ceará-Mirim. O cardápio é baseado no tripé tapioca, crepe e batata rosti: são 17 recheios para combinar com uma dessas três massas; também há cinco petiscos (tapas) e quatro sobremesas. Valdir e Paulo batizaram os pratos com nomes das paradas do trem que liga Ceará-Mirim a Natal. O "Natal", por exemplo, a última parada do percurso, é o recheio que leva carne de sol desfiada e queijo de manteiga. Na parte de petiscos, o "Motriz" é o prato composto de torradas com filé mignon e queijo coalho em cubos salteados na manteiga de ervas e molho cremoso de gorgonzola. O Trilhos, ainda, oferece sucos, cafés, refrigerantes, bebidas destiladas, cervejas, drinks e vinhos para acompanhar os pratos. O funcionamento é de terça-feira a sábado, das 9h às 19h (studio), e das 17h às 23h (bistrô).

Crepe de banana frita com queijo de manteiga, brigadeiro e sorvete

Trilhos Studio & Cozinha av.­Pres.­café­filho,­820­-­Balustrada (em­frente­à­rua­da­igreja­principal) Santa­Águeda­-­ceará-Mirim/rN fones:­(84)­3081-8041­|­99132-4984 @trilhos820

DE­GUS­TE­• maio­• 2017

43


fo­ToS­roGério­viTal

Adega São Cristóvão abre a terceira loja de vinhos em Natal

No mês de abril, a Adega São Cristóvão inaugurou outra unidade em Natal, desta vez no shopping Cidade Jardim, na Zona Sul da capital, virando a maior detentora de lojas de vinhos atualmente na cidade, com três pontos de vendas: Avenida da Integração, Prudente de Morais e Cidade Jardim. O Shopping Cidade Jardim era um desejo antigo do empresário Alexandre Santana, fundador da Adega São Cristóvão, por causa da localização privilegiada, o fácil acesso e pelo bom fluxo de clientes que recebe diariamente, por ser o Cidade Jardim um empreendimento consolidado entre os natalenses. A loja conta com uma lista de 300 rótulos de vinhos, de países como Argentina, Chile, Brasil e Portugal, com promessa de serem vinhos de um ótimo custo-benefício. A nova unidade ainda aposta na parte de acessórios para vinhos, assim como em um produto que, até então, não era explorado pela São Cristóvão: cervejas especiais. Alexandre Santana informa que há na loja cerca de 20 rótulos de grandes marcas de cervejas elaboradas com mais qualidade do que as marcas tradicionais do mercado. Além disso, a Adega São Cristóvão do Cidade Jardim oferece uma seção com alimentos gourmet, como geleias, chocolates importados, azeite português e suco de uva integral. O funcionamento da unidade, de segunda-feira a sábado, é das 9h às 21h, e no domingo, das 15h às 21h. Adega São Cristóvão Cidade Jardim av.­Eng.­roberto­freire,­2920 capim­Macio­-­Natal/rN fone:­(84)­2010-6370 @adegasaocristovao

A bonita loja da Adega São Cristóvão

44

DE­GUS­TE­• maio­• 2017

O empresário Alexandre Santana aposta, agora, em loja de shopping


DE­GUS­TE­• maio­• 2017

45


Saberes do Vinho

A Descoberta do Gosto

No entanto, para beber bem, o apreciador precisa ter em mente, com clareza, que características são, de fato, valorizadas nos vinhos que bebe. E, para tanto, é preciso se conhecer. Além disso, é da maior importância saber qual o seu tipo e estilo de vinho preferidos. Se leve ou encorpado, jovem ou maduro, complexo, amadeirado ou frutado, enfim, que valores mais o encanta nos vinhos que aprecia. Caso você ainda não tenha tais respostas, só lhe resta beber toda diversidade possível para alcançá-las. No entanto, o beber de que falo, é o beber comedidamente, com acuidade de sentido e sem preconceitos, buscando res-

Descobrir o próprio gosto não é assim tão fácil. Primeiro, é preciso se lançar às experiências sensoriais, é preciso provar para aprovar ou reprovar, sem conceitos pré-definidos. Afinal, como saber do que se gosta sem antes experimentar, sem preconceito, toda diversidade que há no mundo do vinho. O julgamento do vinho está repleto de valores subjetivos, mas também de elementos objetivos. A qualidade, dentro desse contexto, vista no âmbito da degustação, contempla igualmente valores hedônicos e técnicos. E, nesse ponto, reside a real distinção entre apreciador (aquele que analisa valores específicos de determinados vinhos) e provador (aquele que prova com acuidade técnica dos sentidos). Nesse contexto, retorno ao velho chavão: “Vinho bom é aquele que você gosta”, uma vez que o conceito de qualidade técnica, não necessariamente condiz com o conceito pessoal de qualidade do ponto de vista da apreciação. Mas esse aforismo não é o mesmo que: “Gosto não se discute” porque na atual versão, essa frase cunhada pelo saudoso Sérgio de Paula Santos é: “Gosto não se discute, se aprimora”.

postas para as perguntas. E, perceba, só depois de saber do que gosta, a crítica especializada o poderá ajudar. Isso na medida em que fizer uma descrição clara sobre os vinhos que comenta, apontando uma direção segura ao consumo, a fim de que o encoraje a investir em novas descobertas. E quando você souber do que realmente aprecia, poderá desfrutar melhor do vinho, beneficiando-se da crítica, das dicas e sugestões dadas pelos conhecedores e até atendentes da sua loja preferida, comprando com mais acerto e segurança.

Gilvan Passos - www.delospassos.com.br

46

DE­GUS­TE­• maio­• 2017


DE­GUS­TE­• maio­• 2017

47


48

DE­GUS­TE­• maio­• 2017

Revista Deguste - Maio 2017  

Veja o que foi destaque na edição de maio de 2017 da Revista Deguste.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you