Page 1

1

Deguste | Fevereiro | 2019


Deguste | Fevereiro | 2019

2


3

Deguste | Fevereiro | 2019


Deguste

Espaço do Leitor A DEGUSTE joga holofotes na boa gastronomia que este Estado maravilho do Rio Grande do Norte produz. Marcos Souza – Empresário Barro Vermelho – Natal/RN

GASTRONOMIA

Fevereiro de 2019 - ano 15 - edição 163

Muito linda a Revista DEGUSTE. E o melhor é saber que é tudo feito aqui, por nosso povo do Rio Grande do Norte, e contando as histórias dos empreendedores da nossa terra. Parabéns! Marta Carvalho – Administradora Tirol/Natal – RN

20

Restaurante Marechal muda 80% do cardápio

A Revista DEGUSTE é show de bola. Todos os meses apresenta um mundo de notícias sobre os nossos restaurantes. Adoro a revista. Carlos Alberto Silva – Gerente de A & B Petrólis/Natal - RN

28

O resultado do 11º Festival de Maracajaú

Leitor premiado

34

Thomé Bistrô lança menu executivo no almoço

07 Um paraíso chamado Galinhos

08 Maravilhoso passeio com Júnior Tubarão

10 Galinhos Frutos do Mar de Lourimar Neto 12 Pousada Chalés Oásis em Galinhos

14 O novo restaurante Cicchetti em Pipa

16 A Cozinharia lança o Ladrilho da Recordação

A revista Deguste ja é um guia consolidado que nos convida a conhecer os melhores lugares da gastronomia norte-riograndense. Muito bem elaborada, com arte e texto impecáveis, que nos transportam para lugares incríveis. Marcele Lourenço - Médica Oncologista Lagoa Nova - Natal/RN

18 Jolie Patisserie muda para a Av. Afonso Pena

22 Cozinha artesanal do Restaurante Macoco emPipa 24 Rafaela Pontes abre unidade em Ponta Negra

26 Empresários lançam aplicativo “Feira em Casa Natal” Seções

05 Pelos Restaurantes 32 Papo Café 40 Opinião 46 Saberes do Vinho

Deguste | Fevereiro | 2019

Nossa Capa

Capa: Restaurante Cicchetti

A médica Marcele Lourenço foi escolhida a Leitora do Mês da Revista DEGUSTE e, como brinde, recebeu do Magazzino Vinhos & Cozinha o vinho Millaman Estate Reserve Carmenere safra 2017, do Valle do Curicó,Chile, entregue pelo consultor Ênio Rodrigues.

Produção: Lucas Alencar

Foto: Rogério Vital

4


FOTOS ROGÉRIO VITAL

Pelos Restaurantes...

Dream Donuts Luís Benício Tavares Siqueira tbenicio@uol.com.br

expande atuação e desembarca no Partage Norte Shopping Acompanhando a rápida aceitação do público natalense, a Dream Donuts iniciou 2019 com a expansão de sua marca e desembarcou no Partage Norte Shopping, na zona norte da cidade. A terceira loja da Dream Donuts abriu as suas portas no último dia 19 de janeiro. Ampliar o seu raio de atuação na capital potiguar já estava nos planos da empresa, que foi fundada em meados de 2018 pelos sócios Pedro Bandeira, Lucélia Moreira e Armando Costa. A intenção, aliás, é ainda neste ano abrir uma nova unidade. Pedro Bandeira explica que levar a Dream Donuts à zona norte faz a marca atingir um novo público da capital potiguar. Ele e seus sócios também viram que a região tem grandes potenciais consumidores dos produtos Dream Donuts. A Dream Donuts do Partage funcionará em quiosque, assim como é a operação do Natal Shopping. A estrutura foi instalada na Praça de Eventos do empreendimento comercial, no pavimento térreo, próximo às escadas rolantes. As vitrines são abastecidas com donuts, o carrochefe da empresa, cinnamon rolls (rolinhos de canela) e bolas de Berlim, conhecidas como sonho no Brasil. O sistema de vendas é o take-away: o cliente escolhe o doce e o leva em caixas para consumir em casa ou no passeio pelo shopping.

Popular nos Estados Unidos, venda do donuts ganha corpo...

...em Natal nos quioses da Dream Donuts

O horário de funcionamento nessa unidade seguirá o do Partage Norte Shopping, que é de 10h às 22h, de segunda a sábado, e das 12h às 21h, aos domingos.

Franchising Além de mais uma unidade que pretende inaugurar em Natal, a Dream Donuts está nos últimos ajustes para Dream Donuts franquear a marca e Nova loja no Partage Norte Shopping expandi-la para fora Pavimento térreo - Praça de Eventos Encomendas: (84) 99474-0436 do Rio Grande do @dreamdonutsbr Norte.

5

Deguste | Fevereiro | 2019


Quanto mais verão, melhor! Da Redação

O verão é a época mais importante para a economia do Rio Grande do Norte. É neste período que a indústria do turismo movimenta a cadeia produtiva símbolo do Estado. Como faz todos os anos, a Revista DEGUSTE aproveita o verão para distribuir informações positivas do nosso turismo potiguar, mostrando recantos do litoral que, muitas vezes, o nosso próprio público consumidor interno não conhece ou, se conhece, faz muito tempo que não ativa na memória. Esta edição leva o leitor da DEGUSTE até o paraíso de Galinhos, no litoral norte saindo de Natal. É um local tão remoto que o carro precisa ficar hospedado em um estacionamento no continente, enquanto os viajantes vão de barco até a cidade. A aventura do trajeto já justifica a viagem. São 15 minutos de balsa onde o turista começa a se desconectar da vida que deixou para trás e inicia a imersão nas delicias de Galinhos. Além de viajar até Galinhos, leia também novidades sobre a gastronomia da Pipa, onde, no mês passado, foi inaugurado o excelente Ciquetti, um restaurante de culinária italiana situado na rua principal da praia,que trabalha exclusivamente com pratos servidos

em pequenas porções. Em Natal, você vai ficar sabendo do novo produto lançado pela família Piazzale, a manteiga artesanal Ghee da Fazenda Rosário, feita com produtos de laticínios Jucurutu. A nova manteiga já está à venda em lojas importantes da capital. Veja quais são as lojas na matéria completa. Leia, também, nesta edição da DEGUSTE o endereço da nova loja da doceira Rafaela Fontes, que consolidou a unidade-sucesso em Candelária e, agora, abriu uma filial em Ponta Negra, aproximando seus produtos do consumidor da Zona Sul. O período de férias e festas ainda vai durar algumas semanas até o carnaval e isso é ótimo para o turismo potiguar. Quanto mais verão, melhor! Boa leitura e bom apetite!

Washington Rodrigues Diretor de Redação

Luís Benicio T. Siqueira Diretor Executivo

Av. Jaguarari, 4990, Lj 28 - Lagoa Nova - Natal/RN - CEP 59054-500 - Fone: (84) 3234.5566 www.revistadeguste.com - Twitter: @revistadeguste - Facebook: Revista Deguste - Instagram: @revistadeguste Diretor Executivo Luís Benício Tavares Siqueira (84) 99174-5676 benicio@revistadeguste.com

Diretor de Redação Washington Rodrigues (84) 99904-9683 wrrodriguescom@yahoo.com.br

Jornalista Lucas Alencar lucasalencar@revistadeguste.com

Deguste | Fevereiro | 2019

Diretor de Arte Edílson Martins de Araújo edilson.martins1@gmail.com

Comercial (comercial@revistadeguste.com) Nilton Baresi (84) 99607-6810 nilton@revistadeguste.com

Nicolas Rombotis (84) 99907-6444 nicolas@revistadeguste.com

Redação redacao@revistadeguste.com

Revisão Rejane Souza

Fotografia Rogério Vital vitalrogerio1@gmail.com Colaboradores Arthur Coelho Gilvan Passos Ricardo Sousa

Revista Deguste Gastronomia e Turismo é uma publicação mensal da Deguste Comunicação, Assessoria e Marketing Ltda. Tiragem 5 mil exemplares

6


Descobrindo as belezas de

Galinhos

Texto e fotos: Benício Siqueira

atrativo do lugar realmente são as suas belezas naturais e a simplicidade de seu povo, que recebe os turistas com um grande sorriso no rosto. Apesar de suas limitações por ser uma península pequena, Galinhos e seu distrito de Galos já dispõem de boas opções de pousadas e restaurantes, que garantem uma estada com mais conforto. Mas o "luxo" para mesmo por aí. No mais, é explorar a região a pé, de charrete, de buggy ou de barco. A Deguste esteve, recentemente, nesse paraíso e mostra pra você um pouco do que é Galinhos, que também é um lugar ótimo para a prática do kitesurf e Stand Up Paddle. Galinhos é um convite ao ócio, ao sossego e a apreciar as coisas simples da vida, sem a menor pressa. A ordem, por lá, é simplesmente relaxar!

Cheia de belas paisagens, a cidade de Galinhos, no litoral norte do estado do Rio Grande do Norte, vem ganhando cada vez mais visibilidade no turismo por causa de seus muitos atrativos naturais. Rodeado por dunas, salinas, manguezais, um lindo farol, praias, um braço de rio e várias opções de por do sol, a península de Galinhos fica distante 170 km de Natal, e o seu principal acesso é feito pela BR-406 e depois pela RN-402 até o porto de Pratagil. Os carros ficam guardados em um estacionamento vigiado 24 horas. Desse local, pega-se um barco e cerca de 10 minutos depois, chega-se à cidade, com cerca de 2.500 mil habitantes. Galinhos parece uma cidade que parou no tempo. Sem a infra-estrutura de lugares mais badalados como Pipa ou São Miguel do Gostoso, o grande

Turistas vão conhecer o farol em passeios de charretes

7

Entrada principal onde os turistas chegam de barco

Deguste | Fevereiro | 2019


FOTOS BENÍCIO SIQUEIRA

Um passeio inesquecível com

Júnior Tubarão

nativos chamam de rio e oferece algumas paradas, sobretudo para um gostoso banho de mar. Existe um passeio com menos tempo, voltado para apreciar o pôr-do-sol. Ele começa por volta das 15h, porém é igualmente surpreendente e visita praticamente os mesmos lugares do passeio completo. Mas o que poderia ser apenas mais um passeio como muitos outros que existem por aí, esse de Júnior Tubarão é pontuado por várias surpresas agradáveis, como envolver a gastronomia, utilizando produtos frescos encontrados ali mesmo, como ostras e peixes. Esse diferencial já justifica o passeio. Conhecer o cavalo marinho e outros peixes também é outra atração. O tour começa margeando o manguezal, quando podem ser avistadas muitas garças (branca e azul) e, principalmente, os caranguejos, quando a maré está baixa. Nesse ponto, Júnior fala da importância desse

Júnior Tubarão é, literalmente, o cara em Galinhos, assediado por todos os turistas que desejam fazer o famoso passeio de barco para conhecer mais de perto as belezas naturais que fazem a fama dessa cidade. Bastante extrovertido e carismático, Júnior Tubarão cativa facilmente as pessoas com muita informação sobre a fauna e a flora locais, além de contar estórias de sua vida pessoal, como a do tempo em que trabalhava na construção civil, em Belo Horizonte. Com saudades do contato diário com o mar, ele largou tudo e voltou para Galinhos, dando início, há oito anos, ao seu bem sucedido projeto de trabalhar com turismo através dos passeios de barco, comprado fiado por R$ 3 mil. O passeio completo dura cerca de cinco horas das 9h até às 14h - pelo braço de mar que os

Júnior começou seu negócio comprando um barco “fiado”

Deguste | Fevereiro | 2019

8

Enquanto os turistas se divertem, ele prepara ostras frescas


Cenários de Galinhos proporcionam fotos de grande beleza. Júnior pega as ostras vivas

O resultado disso tudo é um passeio maravilhosos com lindas paisagens, comida fresca e saborosa, boas risadas com Júnior Tubarão e bons momentos vividos para serem eternizados nas muitas fotos tiradas a toda hora. E para fazer esse passeio, é preciso acertar com muita antecedência, vez que a agenda de Tubarão vive lotada de reservas, que ele cumpre rigorosamente. Não adianta querer furar essa fila que ele não faz isso. Inclusive, Júnior já deixou de fazer o passeio com muita gente famosa por não ter agendado antecipadamente. "Eu sou um profissional e tenho que honrar os meus compromissos assumidos. Não é porque uma pessoa é famosa que eu vou furar a fila e deixar de atender quem marcou antes e viajou de muito longe só para fazer esse passeio comigo", explica o 'embaixador' do turismo de Galinhos. Passeio de barco Júnior Tubarão

ecossistema e de sua necessidade de preservação. O passeio continua em direção a uma salina e suas montanhas de sal. Lá, o guia explica que são separados dois tipos de sal, um que vai ser processado para consumo humano, e o outro que é utilizado nas ruas para ajudar a dissolver as neves de países mais frios. Júnior Tubarão ainda leva as pessoas para conhecer as dunas do Capim (com seus cataventos eólicos) e do André. E entre uma parada e outra, ele já começa a preparar a refeição, mergulhando com snokel para pegar as ostras frescas, abundantes no local. Enquanto as pessoas estão tirando fotos nas dunas, Júnior Tubarão veste seu uniforme de chef de cozinha e elabora um menu especial, ali mesmo no "rio", que para muitas pessoas é o ponto alto do passeio: ostras, sashimi e ceviche de peixe fresco, às vezes, pescado durante o passeio, ou encomendado no dia aos pescadores locais. No entanto, as surpresas não param por aí. Para agradar os seus clientes e tornar a refeição ainda mais prazerosa e inesquecível, Júnior Tubarão arma no pé do morro algumas redes e serve a comida numa mesa flutuante. Não tem como não se encantar com esse momento. De sobremesa, é servido abacaxi ou salada de frutas.

Ostras são apanhadas durante o passeio de barco

Fones: (84) 99119-2965 / 98115-2772 @galinhostubarao

9

Turistas bebem espumante durante o passeio

Deguste | Fevereiro | 2019


Galinhos Frutos do Mar FOTOS ROGÉRIO VITAL

Polvo à Lagareiro é um dos pratos mais pedidos

Depois de sofrer uma sequência de três assaltos em 2013, quando possuía o restaurante Costela no Bafo, no bairro de Lagoa Nova, em Natal, o jornalista e chef de cozinha Lourimar Neto avaliou que chegara a hora de fechar as portas de seu estabelecimento e procurar outro lugar para trabalhar. Juntamente com a sua esposa, a também chef Lany Sousa, os dois abriram, em 2015, o restaurante Frutos do Mar em Galinhos, cidade que eles já conheciam muito bem porque possuem casa de veraneio desde 2002. O que mudou foi a proposta de trabalho dos chefs, que deixaram de lado as carnes para valorizar os produtos mais abundantes na região, os peixes e frutos do mar, bastante apreciados pelos turistas. Instalado em um amplo terreno de 900m² a menos de 100 metros da praia, o restaurante tem um cardápio enxuto voltado exclusivamente para o

Lourimar Neto e Lany Sousa abriram o restaurante em Galinhos

Moqueca de peixe com camarão serve bem duas pessoas

Bonita entrada do restaurante Galinhos Frutos do Mar

Deguste | Fevereiro | 2019

10

Ambiente rústico e aconchegante dispõe de quatro mesas


A moqueca tem sabores típicos do verão potiguar

vinho, de preferência branco para melhor harmonizar com os frutos do mar. O ambiente também chama a atenção pelo uso de elementos regionais na decoração, deixando a casa muito bonita e aconchegante. Outro destaque do restaurante é o serviço, feito exclusivamente por Lourimar Neto. Bom de conversa, ele mesmo puxa assunto com os clientes e, a partir daí, estabelece uma relação mais próxima, deixandoos muitos à vontade. "Eu adoro conversar com as pessoas. Já fiz muitos amigos aqui". O resultado de tanta dedicação do casal está no reconhecimento do público, que elogia bastante a casa nas mídias sociais, fazendo com que o TripAdvisor, o maior site de viagens do mundo, já concedesse três certificados de excelência, para orgulho dos chefs. O restaurante Frutos do Mar tem um horário estendido de funcionamento, das 11h às 21h, todos os dias da semana nesse período de alta estação. Fora dessa época, ele fecha aos domingos.

mar, com foco nas moquecas no melhor estilo capixaba, que não levam dendê, cuidadosamente preparadas por Lany. São apenas quatro entradas e 10 pratos, sendo cinco variações de moquecas: de peixe; de camarão; de peixe com camarão; de peixe, camarão e lagosta; de peixe, camarão, lagosta, polvo, ostra e vôngole. As outras opções de pratos são: peixe frito; uma tábua com peixe, camarão, lagosta, polvo, ostra e vôngole; Risoto ao frutos do mar; Espaguete ao frutos do mar e o famoso Polvo à lagareiro com arroz e pirão. Com o intuito de levar uma vida mais sossegada, o casal evita receber muitas pessoas de uma única vez, nem grupos de expedição. Apesar de bem instalado, o restaurante dispõe somente de quatro mesas para acomodar apenas 20 pessoas, no estilo slow food, em que tudo é feito na hora para valorizar o sabor e a textura dos alimentos. "Para que ter pressa aqui em Galinhos?", pondera Lourimar. As moquecas levam de 30 a 40 minutos para chegarem às mesas, recebendo muitos elogios dos clientes. Outro destaque do cardápio é o Polvo à lagareiro, tradicional prato português bastante apreciado. O lugar é bem tranquilo, ideal para um almoço ou jantar regados a um bom papo bebendo uma taça de

Decoração típica das casas à beira-mar

Galinhos Frutos do Mar

Rua Prefeito Nho Galvao, 250, Centro Galinhos/RN Fone: (84) 99443-2228 @frutosdomar_rn

11

Restaurante funciona em uma rua a 100 metros da praia

Deguste | Fevereiro | 2019


FOTOS ROGÉRIO VITAL

Pousada Chalé Oásis Jorge Souto Maior e Clara Pinto Machado, portugueses que desde 2002 investem no turismo de Galinhos

é sinônimo de aconchego

Se você quiser ser bem acolhido em Galinhos, o seu destino deverá ser a pousada Chalé Oásis, do casal de portugueses Jorge Souto Maior e Clara Pinto Machado, que desde 2002 dão a sua contribuição para tornar essa cidade um destino turístico que contemple, além das belezas naturais do lugar, boas opções de hospedagem. E é exatamente isso o que se encontra nessa pousada. Além de oferecer acomodações confortáveis, a forma como Clara Machado recepciona os hóspedes é para causar uma ótima impressão logo na chegada. Bem ao estilo brasileiro, a portuguesa faz questão de cumprimentar as pessoas com um forte abraço. Isso quebra qualquer 'gelo', não é? A partir daí, fica muito bem claro entender que esse lugar é para ser vivenciado como uma extensão de sua casa, em que os olhares atentos dos donos não deixam passar nada despercebido, tudo para tornar a estada das pessoas a mais agradável possível. Com apenas oito acomodações, entre suítes e chalés, a pousada Oásis fica super bem localizada em uma área de apenas 1.200m², a poucos passos do rio, que na verdade é um braço do mar, logo à direita de quem chega de barco vindo do estacionamento do porto de Pratagil. Todos os quartos possuem tv a cabo, chuveiro de água mineral (a água da cidade é muito salobra), são climatizados e têm uma bonita decoração com objetos regionais, que se estendem para as áreas externas. A pousada oferece wi-fi

Deguste | Fevereiro | 2019

Peixe da minha terra, prato de origem portuguesa

12


A pousada tem piscina com hidromassagem em frente ao mar

gratuito e tem uma piscina de frente para o rio com banheira de hidromassagem. A Oásis ainda possui um restaurante, que está aberto para almoço e jantar com pratos à la carte, que valorizam os frutos do mar com um toque português. Há, também, opções de pratos vegetarianos e kids. O café da manhã é servido nele a partir das 7h30 e contempla frutas frescas, sucos, bolos, queijo, presunto, tapioca feita na hora, ovos fritos, pães e muito mais. E para quem prefere dar uma pausa nos passeios, a pousada ainda oferece espreguiçadeiras de frente para o rio, ou melhor, o mar. Aí é só relaxar, contemplar o lindo visual, saborear os coquetéis de fruta e intercalar um mergulho na piscina com outro no mar. A pousada recebe hóspedes de vários países e de todo o território nacional, principalmente de São Paulo. Da região, chega muita gente de Recife, Fortaleza e Natal.

Visual da pousada Oásis: um convite para conhecer Galinhos

Pousada Chalé Oásis

Rua Beira Rio, S/N Galinhos/RN Fones: (84)3552-0024 / 99184-2045 @chaleoasisgalinhos chaleoasisgalinhos email: chaleoasis@chaleoasis.com

Pousada possui oito acomodações em área de 1.200m²

13

Deguste | Fevereiro | 2019


Cicchetti

é novidade na Pipa com cardápio cheio de opções

A vitrine do restaurante é uma atração à parte

Deguste | Fevereiro | 2019

14

Não restam dúvidas que a Praia da Pipa é um lugar cosmopolita. Na gastronomia, isso também fica bem claro durante uma simples caminhada por suas ruas estreitas e recheadas de bares e restaurantes. Neste verão, a novidade do segmento, o Cicchetti Praia da Pipa, também apresenta as características de outros grandes centros urbanos. O nome Cicchetti já entrega de cara que o restaurante tem alguma relação com a Itália. A palavra, de origem veneziana, significa “tapas”, que são pratos em porções menores do que o convencional. A proposta gastronômica da casa passa completamente por isto: pratos para compartilhar. A ideia é que o visitante tenha uma experiência gastronômica mais variada, degustando de tudo um pouco. Um aviso no cardápio sugere que duas pessoas podem se satisfazer com cinco ou seis pratos. São cerca de 50 opções de pratos, com acento italiano destacado. Gerente geral do Cicchetti, o polonês Lucas Cuba, que está no Brasil há quatro anos, explica que o restaurante também propõe que se coma bem por um preço acessível. Nenhuma das “tapas” custa mais de R$ 20,00, e a média de cada uma fica em torno de R$ 15,00. As primeiras impressões do público que circula pela Pipa tem sido ótimas, de acordo com Eduardo Marchiori, gerente operacional do Cicchetti. No cardápio, o cliente encontra pães, antepastos, saladas, carpaccios, massas, pizzas, grelhados, carnes e vegetais. A reportagem foi apresentada a uma


Restaurante foca na comida italiana

Pizza pugliese: burrata, presunto Parma, tomate e rúcula

saborosa seleção: carpaccio de angus, salada de pato, ravióli de pecorino trufado, nhoque com molho gorgonzola, pizzas de tartufo e pugliese, filé de robalo grelhado e costeletas de cordeiro grelhadas. Todo um lado do cardápio é destinado às bebidas. Destaque para os coquetéis elaborados pelos bartenders italianos Alex e Lucca. Sucos especiais, smoothies, cervejas, vinhos, cafés e chás também integram a seção. Os ambientes do Cicchetti também são uma atração à parte. De fora, o visitante já tem contato com duas belas vitrines com itens gastronômicos, que geram curiosidade e já ajudam a abrir o apetite. Ao entrar, o cliente se depara com um salão e o bar e a cozinha à vista. No andar superior, outro salão, este com a paradisíaca paisagem do mar da Pipa ao fundo. No total, a capacidade do restaurante é de 220 pessoas. O Cicchetti Praia da Pipa abre para almoço e jantar, de domingo a domingo, das 12h à meianoite, de forma ininterrupta. A partir deste mês de fevereiro, o objetivo é funcionar, também, para café da manhã, com um menu que mesclará opções regionais e itens do famoso English Breakfast e da cozinha francesa.

Ambientes bonitos que convidam para noitadas na Pipa

Costeletas de cordeiro com molho da casa

Filé de robalo grelhado

15

Cicchetti Praia da Pipa

Av. Baía dos Golfinhos, 687 Praia da Pipa - Tibau do Sul/RN Instagram: @cicchettipipa Facebook: /cicchettipipa

Comida saborosa em espaços aconchegantes

Deguste | Fevereiro | 2019


A Cozinharia

O Magret dA Cozinharia

lança mais um Ladrilho da Recordação

FOTOS ROGÉRIO VITAL

Luciana (a irmã), Cacau Wanderley e Gabriel Camilo

Quem gosta muito de gastronomia, geralmente, guarda na memória um prato saboroso que degustou. No restaurante A Cozinharia, em Ponta Negra, essa lembrança pode ser materializada desde 2014, após o lançamento do Ladrilho da Recordação. Todo ano, há uma nova edição – a de 2019 foi disponibilizada agora em janeiro. O Ladrilho da Recordação é uma peça exclusiva criada pela artista plástica Luciana Wanderley, a Luwa (@arteluwa), irmã da chef Cacau Wanderley, que comanda A Cozinharia ao lado do marido, o chef Gabriel Camilo. Luwa pinta no ladrilho ilustrações dos ingredientes que simbolizam o prato criado para ser o mimo. Neste ano, o Ladrilho da Recordação representa o Magret da Cozinharia, que leva magret de pato, purê de maçã, aspargos, molho de cabernet e redução de tangerina. Cacau Wanderley conta que, em 2019, o prato do Ladrilho da Recordação também casa com o público mais fitness, uma vez que não contém glúten e lactose. Ao pedi-lo, o cliente ganha o bonito ladrilho. O restaurante também oferece a opção do cliente só degustar o prato com um preço menor do que a que permite direito à peça de recordação. A sexta edição do Ladrilho da Recordação da Cozinharia é apenas uma das novidades que estão sendo preparadas para este ano. O cardápio vai ganhar novas opções em breve. Cacau antecipou à reportagem algumas delas: bombom de queijo-manteiga com goiabada defumada, tartar de salmão, arroz de frutos do mar, e ravióli de brie e mirtilo. A Cozinharia

A artista plástica Luciana Wanderley criou o ladrilho de A Cozinharia

Deguste | Fevereiro | 2019

16

Av. Praia de Muriú, 9132 Ponta Negra - Natal/RN Fones: (84) 2010-4274 | 99423-6625 | 2020-5432 @acozinharia


17

Deguste | Fevereiro | 2019


Jolie Patisserie

muda para a Av. Afonso Pena O ano de 2019 começou a todo vapor para Jolie Patisserie. Logo no dia 02 de janeiro, a doceria anunciou a transferência de sua operação para a Avenida Afonso Pena, quase esquina com a Rua Trairi, mantendo-se, assim, em Petrópolis. Não foi só isso, pois o estabelecimento mudou de nome, incorporando “Café” na marca. A migração da loja para o novo endereço permite, sobretudo, um melhor atendimento de sua clientela, avalia o empresário Caio Barreto, que administra o negócio ao lado da esposa, Carol Barreto. Ambos fizeram questão de seguir nas imediações da antiga Jolie, que era na Campo Sales. A nova Jolie foi instalada em uma estrutura grande, com capacidade para receber até 80 pessoas em dois salões, que podem ser reservados para eventos. Um deles fica ao ar livre, atendendo aos pedidos dos clientes. A nova loja também é equipada com um espaço kids. Com cozinha ampla e no mesmo andar dos salões, o lugar possibilita a execução de mais

Croissant de brie com Parma e Café Mocha

Deguste | Fevereiro | 2019

FOTOS ROGÉRIO VITAL

18

Brigabolo de ninho com chocolate ao leite


Ciabatta com carne de panela

processos, antes mais restritos. Caio Barreto explica que, dessa forma, a Jolie em Petrópolis já começou a incorporar todo o cardápio da unidade de Cidade Jardim, inaugurada em março de 2017, com objetivo de se aproximar do público da zona sul da cidade. Isso inclui opções como quiches, wraps e coxinhas, consideradas um dos carros-chefes do estabelecimento. O empresário destaca, ainda, que o estabelecimento pretende oferecer mais pratos para refeições principais. Uma quiche acompanhada de salada, por exemplo. E, para fazer jus ao “Café” da nova marca, está oferecendo variadas formas de preparo da bebida. Uma seção de chás também foi criada. O horário de funcionamento ficou mais extenso: 12h às 20h, de segunda a sexta-feira, e das 9h às 19h, aos sábados. Exclusivamente neste dia será servido um brunch, que contará com cardápio aberto e combos especiais.

Coxinha de camarão

Croque-monsieur, pink lemonade de limão siciliano

19

Jolie Café & Patisserie Av. Afonso Pena, 506 Petrópolis - Natal/RN Fone: (84) 99991-5557 @joliecafepatisserie

Deguste | Fevereiro | 2019


Marechal

FOTOS RODRIGO OLIVEIRA

retoma funcionamento com novo cardápio

Chef Sônia Benevides assina o cardápio do Marechal

Ensopado de camarões com nhoque de caju e castanhas

O Marechal Restaurante voltou com o atendimento ao público neste mês de fevereiro, após recesso de 30 dias. Nos bastidores, porém, o estabelecimento continuou seu trabalho e, assim, está reiniciando as atividades com um novo cardápio. Conduzida pela chef executiva da casa, Soninha Benevides, a reformulação foi significativa, atingindo cerca de 80% de todo o cardápio. Segundo ela,

Paella sertaneja

Deguste | Fevereiro | 2019

chega em um momento de maturidade do restaurante perante a cidade. A chef explica que ela carrega, como proposta gastronômica, a responsabilidade de enfatizar o lugar onde o restaurante opera. Ou seja, fazer uso de ingredientes locais. E, dessa forma, o fez no novo cardápio do Marechal, com esse conceito ainda mais realçado.

20

Pudim de queijo de manteiga com sorvete


O cardápio conta com cinco entradas, 12 pratos principais – dos quais seis são peixes e crustáceos e outros seis com carnes e aves – e cinco sobremesas. Soninha Benevides está apostando no sucesso de três novidades em especial: um nhoque de caju com ensopado de camarão, uma paella nordestina e uma sobremesa batizada de Doces Brasileiros, um pot-pourri com bolo de noiva, quindim, brigadeiro e manjar branco. Também vale destacar que o novo cardápio oferecerá uma seção com dois lanches – um hambúrguer de carne Angus e um hot dog com linguiça de cordeiro, que ganhou o nome de Hot Bode. Pratos consagrados permaneceram no cardápio, entre eles os pratos com Prime Rib e o com Baby Beef, além das sobremesas globo de umbu e brownie de espécie. Marechal Restaurante

Av. Hermes da Fonseca, 880 Empresarial Hermes 880 - Tirol - Natal/RN Fones: (84) 3025-1136 | 98846-1647 (reservas) @marechaloficial /marechaloficial

Ballotine de frango com arroz de pato (coxinha de xerém com foie gras)

21

Deguste | Fevereiro | 2019


Macoco

realça a cozinha artesanal na Pipa

José Lucas veio da Argentina e Michaela é mineira

Deguste | Fevereiro | 2019

22

Mais do que oferecer uma rica experiência gastronômica, o casal José Lucas Sabadini e Michaela Bitarello queria que as pessoas pudessem degustar uma comida em que os sabores dos ingredientes utilizados fossem o mais original e natural possível. E foi com esse desejo em mente que eles abriram o Macoco Cozinha Artesanal na Pipa em 2012. Pouco mais de seis anos depois, os empresários comemoram a boa aceitação do público à proposta e à dimensão que a casa tomou. O restaurante iniciou com apenas quatro mesas, na Rua dos Bem-te-vis, logo que Michaela e José Lucas chegaram à praia da Pipa em busca de tranquilidade, passando a viver no lugar. Michaela é psicóloga nascida em Juiz de Fora, em Minas Gerais, e o marido, gastrônomo formado na Argentina, sua terra natal. Antes da Pipa, eles viviam na Espanha. A alta demanda pela cozinha artesanal do Macoco fez com que houvesse uma mudança da casa para a Rua do Céu, em um ponto maior. Desde então, o restaurante pode receber, com comodidade, até 37 clientes por vez. O imóvel fica em um lugar alto da rua, e o salão ocupa uma varanda. Com a proposta de cozinha artesanal no restaurante, foi inevitável a proximidade de José Lucas e Michaela com os produtores locais. É da região que vem grande parte dos ingredientes utilizados no Macoco, como por exemplo, pescados, ostras e um queijo de cabra produzido por holandesas na Pipa. As cervejas presentes no cardápio também são artesanais. Duas são elaboradas ali mesmo na Pipa, uma em Natal e outra em Recife.


O Macoco foi um dos idealizadores da Ecofeira da Pipa, que acontece na Praça dos Pescadores. Lá, eles vendem molhos, discos de pizza e as famosas empanadas argentinas. O cardápio do restaurante é enxuto, com opções de entrada para compartilhar e pratos principais para uma pessoa. Mesmo assim, há boa variedade, inclusive para vegetarianos. Há pratos com carne de boi, porco e cordeiro, além de peixes, camarão e massas. Um dos pratos mais pedidos é o Cordeiro Braseado, que vai às mesas acompanhado de purê de cenoura caramelizada e queijo provolone defumado. Outro ítem que chama atenção são as entradas Atum curado com molho de alcaparras – e o prato Camarão com nhoques de banana da terra ao molho de capim santo. O chef não esqueceu de suas origens e serve, também, as famosas empanadas argentinas. O cardápio ainda conta com massas caseiras e pizzas. Para acompanhar os pratos, o restaurante dispõe de vinhos, drinks e as já supracitadas cervejas artesanais. O funcionamento do Macoco é das 18h às 23h, de quarta-feira a domingo. Às quintas, a experiência gastronômica é enriquecida com música, a partir das 19h30 com um Duo de Jazz.

Ostras frescas fazem parte do cardápio do Macoco

Macoco Cozinha Artesanal

Rua do Céu, 90 Praia da Pipa - Tibau do Sul/RN Fones: (84) 99159-4602 | 99142-5666 @macocoartesanal

Restaurante começou com 4 mesas e hoje tem 37 lugares

23

Deguste | Fevereiro | 2019


Rafaela Fontes inaugura loja em Ponta Negra

Rocambole de coco com brigadeiro bela

Torta Ninho com Nutela

Rafaela Fontes Chocolateria, uma das mais prestigiadas de Natal, passou a contar com dois endereços. Além de sua loja em Candelária, desde dezembro passado, a marca também está presente em Ponta Negra. A nova unidade fica anexada ao hotel Praia Mar Express, na Avenida Engenheiro Roberto Freire. A ida para aquela região da cidade atende a uma demanda da clientela do estabelecimento, de acordo com a empresária Rafaela Fontes. Ela acredita que a loja abarca mais um público da cidade e os turistas que por ali circulam. A unidade foi concebida para ter agilidade. É compacta, tem tudo em vitrines aos olhos do cliente, que pode optar por consumir os produtos em uma das mesinhas instaladas na área externa ou levar para casa. Um serviço de delivery também foi implantado, para quem preferir receber os produtos em casa. O atendimento é pelo fone (84) 3027-0182. O mix de Rafaela Fontes em Ponta Negra é semelhante ao da loja de Candelária, com brownies, tortas variadas, cheesecakes, pavês, bolos, entre outros. Apenas crepes, tapiocas, waffles e preparações com sorvete ficam de fora, uma vez que o local não dispõe de uma cozinha. Sobre novidades na empresa, Rafaela Fontes revelou que está investindo em panificação e, em breve, vai lançar pães especiais e pizzas congeladas, por exemplo. Rafaela Fontes em Ponta Negra funciona de terçafeira a domingo, das 14h às 22h.

Deguste | Fevereiro | 2019

Rafaela com a mãe Clotildes e o marido Caio Paim

O cliente pode comer na loja levar para casa ou pedir no delivery

24

FOTOS ROGÉRIO VITAL

Rafaela Fontes Chocolateria Ponta Negra Av. Eng. Roberto Freire, 4014 Ponta Negra - Natal/RN Fones: (84) 3027-0182 @rafaelafontes_ www.rafaelafontes.com.br


25

Deguste | Fevereiro | 2019


“Feira em Casa Natal” Aplicativo ultrapassa as 1.000 vendas FOTO ROGÉRIO VITAL

Odemar é um dos idealizadores do "Feira em Casa Natal"

Lançado no final de 2018, fruto da parceria da agência de publicidade Executiva Comunicação com a distribuidora da Ceasa Amarante Representações, o aplicativo de e-commerce “Feira em Casa Natal” ultrapassou, em janeiro de 2019, as 1000 operações, o que é considerado pelos idealizadores uma sinalização de que o negócio tem alta viabilidade a médio prazo. O “Feira em Casa Natal” é uma forma rápida e prática do consumidor comprar produtos que são comercializados na CEASA, em Lagoa Nova, sem precisar enfrentar trânsito ou a falta de estacionamento para ir até o espaço físico da central de abastecimento. Pela internet, baixando o aplicativo “Feira em Casa Natal”, ou no site https://www.feiraemcasanatal.com.br/, o consumidor, seja pessoa física ou jurídica, faz o cadastro, escolhe os produtos que quer comprar e paga pelo sistema pré-pago disponível no próprio serviço e vinculado ao PAGSeguro. Tudo fácil e rápido! No dia seguinte, à tarde, as compras chegam até a residência do consumidor, entregues em embalagens especiais e com o cuidado da escolha dos produtos. Já são quase 300 itens disponíveis à venda no aplicativo, entre Azeites e especiarias, frutas frescas e congeladas, itens culinários para preparos artesanais, hortifrutigranjeiros, produtos regionais e polpas de frutas. O novo serviço de e-commerce foi desenvolvido integralmente por empresários de Natal, os publicitários Odemar Neto e Erick Gurgel, da Executiva Comunicação, e os atacadistas da Ceasa, Renato Melo e Flávio Varela, da Amarante Comércio e Representações. Cada um, em seu respectivo ambiente de negócios, possui experiência embarcada de muitos

Deguste | Fevereiro | 2019

anos em seus segmentos, o que facilitou as simulações na elaboração do projeto e as adaptações conforme os clientes começaram a enviar os feedbacks. As entregas são feitas por veículos apropriados, adesivados e realizados por pessoal uniformizado, cujo nome é passado pelo WhatsApp ao cliente por questões de segurança. As embalagens são feitas com preocupação estética para serem aceitas em qualquer ambiente de entrega, inclusive elevadores de condomínios. “Deu tão certo que já estamos formulando a criação de outro aplicativo integralmente feito aqui na agência, para outro nicho de mercado”, comemora o publicitário Odemar Neto. Feira em Casa Natal

26

www.feiraemcasanatal.com.br


27

Deguste | Fevereiro | 2019


Festival Gastronômico de Maracajaú Amigos celebram a 11ª edição

“Moqueca de Robalo com água de coco” , por Janaina Amaral

Ana Cláudia Porpino e Leila Cunha Lima

Deguste | Fevereiro | 2019

28

Veraneio é sinônimo de gastronomia, competição e descontração para um grupo de amigos de Natal há 11 anos. Eles realizam um festival gastronômico em uma casa de praia em Maracajaú, no litoral norte de Natal. O Festival Gastronômico de Maracajaú, como fora batizado o encontro, tem como anfitriã e idealizadora a Procuradora do Estado Leila Cunha Lima. A edição 2019 do festival aconteceu no sábado (13) e houve disputa em três categorias – entrada, prato principal e

Foto oficial dos participantes do Festival Gastronômico de...


"Festim de Cogumelo"

Vieira vestida de verão, a entrada campeã

Entrada "Polvo Parrachos Pirangi"

"A Bela Manga Adormecida"

Prato principal "Polvo Equilibrista"

Entrada "Amostradinho Nordestino"

sobremesa. Um júri técnico escolheu os melhores de cada grupo e ainda o campeão geral. E ainda foi indicado um vencedor geral pelo júri popular. Os atributos avaliados dos pratos são sabor, criatividade e apresentação. Leila Cunha Lima, Elke Cunha, Magna Letícia, José Marcelo e Thiago Cavalcante formaram o time de jurados técnicos e deram o título de campeão geral à Ana Cláudia Porpino, que foi a primeira colocada na categoria Sobremesa, com “Doce Invasão”, uma torta de maçã e caju com sorvete de cream cheese, aromatizada com cumaru, caramelo de cerveja Heineken e crocante de cacau. O júri popular reverenciou Lorena Laurentino como a grande vencedora. Ela participou e faturou o

primeiro lugar na categoria Entrada do festival, com “Vieira vestida de verão” (espetos de vieiras com bacon crocante, cama de cajá e um toque de manjericão). A primeira colocação da categoria Prato Principal ficou com Janaína Amaral, que apresentou “Moqueca de Robalo com água de coco” (filé de robalo, dendê, cebola, pimentão amarelo e vermelho, tomate, água de coco, ovo de codorna e banana da terra e castanha triturada, servidos no coco verde e decorados com flores comestíveis). Todos os participantes levam a gastronomia apenas como hobby. No entanto, o nível de competição e os pratos apresentados no festival ficam mais elevados a cada ano, segundo avaliação da anfitriã e jurada Leila Cunha Lima.

CONFIRA OS PRATOS VENCEDORES DO XI FESTIVAL GASTRONÔMICO DE MARACAJAÚ ENTRADA 1° lugar - Vieira vestida de verão, de Lorena Laurentino 2° lugar - Amostradinho Nordestino, de Paulo Medeiros 3° lugar - Polvo Parrachos Pirangi, de Maria Luíza Negreiros

PRATO PRINCIPAL 1° lugar - Moqueca de Robalo com água de coco, de Janaína Amaral 2° lugar – Polvo Equilibrista, de Marísio Neto 3° lugar – Festim de Cogumelo, de Fabiana Lira SOBREMESA 1° lugar - Doce Invasão, de Ana Cláudia Porpino 2° lugar - A Bela Manga Adormecida, de Undário Andrade 3° lugar - Poesia Refrescante, de Ana Carolina

...Maracajaú

1° lugar geral - Ana Cláudia Porpino 1° lugar do júri popular - Lorena Laurentino 29

Deguste | Fevereiro | 2019


Deguste | Fevereiro | 2019

30


31

Deguste | Fevereiro | 2019


Papo Café Ricardo Sousa riccsb@gmail.com

Este café não está tão bom quanto antes Quando estou na cafeteria, acho muito interessante ver a reação das pessoas ao beber seu café. Tem todo tipo de gente. Alguns que já são familiarizados com aquele café, provam a xícara e dão aquele sorriso inconsciente com o canto da boca, com expressão de conforto. Outros, mais sabidos, provam e erguem os olhos para cima, procurando identificar as notas aromáticas. Há aqueles que estão tão ocupados, que bebem na xícara sem saborear, no entanto ainda assim estão lá tomando um cafezinho para dar aquela energizada no dia. Todavia, os melhores de se observar são aqueles que se tomam, pela primeira vez, um gole de café especial. A reação é unânime, de surpresa, choque, de incredulidade de que aquilo que eles estão bebendo é realmente café e ao mesmo tempo uma bebida equilibrada, doce, cítrica, e não tão amarga. O barista precisa ter cuidado para não exagerar na medida e entreguar um café demasiadamente exótico. O ato de beber café tem, além da intenção de saborear a bebida, uma forte conexão afetiva e habitual. Ou seja, quem bebe o café espera sentir aquilo que ele sempre degustou a vida inteira, muitas vezes desde a infância: o sabor do café tradicional. Quando isso não acontece, o resultado será de surpresa, mas também de frustração. É por isso que existe o que chamamos de café de entrada. É aquele café que já tem uma classificação de café especial,

Deguste | Fevereiro | 2019

porém ao mesmo tempo, ele tem um sabor que vai remeter à lembrança do café tradicional. Esse resultado, muitas vezes, é alcançado através da torra intencional levemente mais escura, deixando o café mais encorpado e com uma finalização um pouco mais amarga. Caso alguém prove, logo de primeira, um café especial muito exótico, com aromas florais, frutados, cítricos etc, provavelmente irá perceber somente um café fraco, pois não encontrará o amargo do qual estava acostumado, ou algumas vezes pensará que nem é café. É provável que ele ainda não tenha o paladar para conseguir entender a qualidade daquela bebida. O mesmo que acontece, muitas vezes, com as cervejas especiais e com o vinho. Uma pessoa que só bebeu vinhos suaves se chocaria ao degustar um vinho uruguaio de tannat, mesmo este sendo de ótima qualidade, ou um indivíduo que toma uma cerveja IPA, sendo antes só acostumado às pilsens. O paladar é um sentido que se desenvolve aos poucos. Não raro vejo pessoas provando cafés cada vez de melhor qualidade e mais pontuados, e entendendo gradativamente mais sobre o que estão consumindo, até que um dia tomam novamente aquele café, o mesmo tipo do responsável pela conversão do sujeito ao café especial e reclamam: este café não está tão bom quanto antes. – Não, meu amigo, o café é o mesmo, foi você quem mudou.

32


33

Deguste | Fevereiro | 2019


Thomé Galeria Bistrô

estreia almoço executivo FOTOS ROGÉRIO VITAL

Til´ ápia grelhada com redução de maracujá e gengibre

Já tem novidade no Thomé Galeria Bistrô, que começou a funcionar em dezembro passado. O recém-inaugurado restaurante no Tirol estreou, em janeiro, uma seção do cardápio para almoço executivo por R$ 26,00. As opções são válidas de segunda a sexta-feira, das 12h às 15h. Com a assinatura do chef da casa, Leonardo Campos, o almoço executivo do Thomé conta com cinco pratos. Ele os subdividiu com os nomes dos lugares onde o principal ingrediente de cada prato são encontrados: Do Rio, Do Semiárido, Do Sertão, Da Terra e Do Mar. Do primeiro, vem uma tilápia grelhada com redução de maracujá e gengibre, acompanhada de saladinha de quinoa, queijo tipo bococcini e pesto de rúcula. O representante Do Sertão é um risoto de carne de sol desfiada, nata, pesto de coentro e cebola caramelizada. Da Terra, o chef criou um ravióli de beterraba recheado com dois queijos, molho bechamel e castanhas caramelizadas com flor de sal. Para quem gosta de crustáceo, em Do Mar há um cremoso bobó de camarão com arroz solto de salsa. Por último, Do Semiárido, a opção são polpettinis de cordeiro recheados com queijo coalho, molho vermelho artesanal levemente apimentado, manjericão e batatas rústicas.

O chef e sócio do Thomé Bistrô, Leonardo Campos

Deguste | Fevereiro | 2019

Popettinis de cordeiro recheadas com queijo coalho

Leonardo Campos conta que pensou em um menu para quem busca, naquela região, agilidade e rapidez na hora de almoçar no dia a dia. Lembrando que todo o cardápio do restaurante também fica à disposição. O chef ainda comentou sobre suas impressões a respeito do início do Thomé na cidade. Ele considera que tem sido extremamente positivo e surpreendente para o mês de janeiro naquela região da cidade.

Restaurante fica no edifćio Iguales, na Avenida Hermes da Fonseca, em frente à AABB

34

Thomé Galeria Bistrô

Av. Hermes da Fonseca, 1062 Tirol - Nata/RN Fone: (84) 99107-7571 @thome_galeriabistro


35

Deguste | Fevereiro | 2019


Manteiga

Rosário

A manteiga Ghee é um produto similar à tradicional manteiga da garrafa nordestina cujo uso é muito associado à culinária indiana. Trata-se de uma manteiga pura, pois no seu preparo é necessário retirar parte da umidade, dos resíduos lácteos e proteicos, resultando somente a parte gordurosa da manteiga. Durante o processo, as reações e interações entre a lactose, as proteínas e os minerais agregam um leve sabor e aroma amendoado, tornando a manteiga ghee ainda mais especial. No Rio Grande do Norte, a mais recente marca de manteiga Ghee artesanal foi criada a partir da expertise da família fundadora do restaurante Piazzale Itália, a Manteiga Rosário. Junto com a sócia Camélia Macedo, empreendedora do município de Santana do Matos, os donos do Piazzale passaram dois anos desenvolvendo o projeto de produção da nova manteiga, a partir do manejo do leite originário de fazendas de Santana do Matos e Jucurutu. Após descobrirem a fórmula ideal de acabamento do produto, os sócios deram entrada na documentação no IDARN, que, no final do ano passado, concedeu o selo de inspeção e a autorização para venda no comércio. A Manteiga Rosário já se encontra à venda em lojas importantes da cidade, como Mercatto, Eloi Chaves, Olga Pão de Queijo, entre outros, e há também venda direta ao consumidor pelo número (84) 99962-0966. O próximo passo dos sócios é diversificar os sabores, criando manteigas com Alecrim, Majericão, Tabasco e Funghi com Mostarda. O projeto de “saborização” do produto já está bastante adiantado, para ser submetido aos organismos de controle do Governo em busca da autorização para a venda no comércio.

Camélia Macedo é sócia no projeto com a família Piazzale

Manteiga Rosário Ghee Artesanal

Deguste | Fevereiro | 2019

FOTOS ROGÉRIO VITAL

Família Piazzale cria a marca artesanal

36

Fone: (84) 98188-7731 @RosarioAlmentos http://buscanatalrn.com.br/HotSite/Site/manteigaclarificadaghee


37

Deguste | Fevereiro | 2019


FOTOS ROGÉRIO VITAL

Balzac Café

Bebidas geladas à base de café continuam sendo...

...muito apreciadas no cardápio

é tradição com novidade no Midway Mall

Ana Paula lembra que foi uma oportunidade de unir duas paixões delas: café e literatura. O gosto pelos livros foi simbolizado no novo nome da cafeteria: Balzac faz referência ao autor francês Honoré de Balzac, expoente do Realismo. A escolha não foi ao acaso: o escritor era um entusiasta de café e gostava muito de vinho. Por isso, seguindo os passos de Balzac, as sócias têm fortalecido a seção da bebida no cardápio. Quanto aos cafés, Ana Paula e Natália decidiram manter a seleção de grãos do Genot, muito prestigiada pela clientela. O cardápio do Balzac conta com opções que já eram famosas na cafeteria anterior, como crepes salgados e doces – um dos itens mais procurados –

Fundado em 2005, o Midway Mall carrega, desde aquele ano, a tradição de uma cafeteria em seu terceiro piso, no mezanino da livraria Saraiva. O Genot Café foi um dos destaques desse segmento até agosto do ano passado, quando deu lugar ao Balzac Café. O novo estabelecimento, porém, fez questão de valorizar o que mais fazia sucesso lá e, aos poucos, está oferecendo novidades. O Balzac Café é administrado pelas sócias Ana Paula Alexandria e Natália Koyama. As duas nasceram em São Paulo e optaram por morar em Natal após temporadas no exterior. Quando souberam da possibilidade de assumir o ponto, fizeram a aposta, por acreditarem no potencial do local.

Ana Paula Alexandria e Natália Koyama

Deguste | Fevereiro | 2019

38

Crepes salgados e doces continuam como opções fortes


Balzac Café funciona no mesmo local do antigo Genot...

... no mezanino da Livraria Siciliano

tapiocas, saladas, quiches, sanduíches, salgados, wraps, bolos, sopas, chocolates, sorvetes e sobremesas. Porém houve ajustes no preparo de muitas das receitas. Algumas das novidades que foram implantadas são as tapiocas funcionais (coloridas com legumes) e os salgados sem glúten e sem lactose, destinados principalmente para o público mais fitness, além de chás gelados. Para sentir a receptividade dos clientes, o estabelecimento costuma inserir os itens de forma temporária e, assim, a administração define se os coloca definitivamente no cardápio. Um novo cardápio está para ser lançado, prometem as proprietárias. Um dos diferenciais do Balzac Café é a presença

de uma nutricionista fixa no seu quadro de colaboradores. A profissional faz a todo momento o monitoramento das receitas e dos insumos utilizados, garantindo também as boas práticas na manipulação de alimentos na cozinha. A cafeteria atende nos mesmos dias e horários de funcionamento do shopping: das 10h às 22h, de segunda-feira a sábado; das 13h às 21h, aos domingos. Balzac Café

Av. Bernardo Vieira, 3775 Midway Mall - 3º piso - Mezanino da Livraria Saraiva Tirol - Natal/RN Fone: (84) 98188-3444 @sigabalzac

39

Deguste | Fevereiro | 2019


Opinião Arthur Coelho

Novos caminhos chef-coelho@hotmail.com

é de extrema importância para o setor e para os trabalhadores desse segmento. Inadmissível será caso se perca mais essa ajuda, diminuindo as possibilidades de desenvolvimento de pessoas, de negócios e, consequentemente, dificultando o desenvolvimento das cidades e do País. Precisamos continuar a contar com esses apoios e que novos caminhos surjam nesse turbilhão de novas políticas, novos governos e novos caminhos para o Brasil. A cada empreendedor, a cada profissional já no mercado ou a cada novo profissional que se forma e que se coloca à disposição ao mundo do trabalho. E esses novos caminhos devem mostrar a “luz no final do túnel”, visto que estamos ávidos por desenvolvimento, estamos ávidos por deixar no passado os momentos obscuros e difíceis e vislumbrar o futuro com novos olhos, com mais empatia, com mais coragem e, principalmente, torcer para que o novo momento do Brasil seja de sucesso, de desenvolvimento, de ruptura com as velhas posições e hábitos que nos travaram e nos colocaram em grandes dificuldades. O momento é agora. O caminho é novo. O fôlego é imprescindível para que possamos novamente ACREDITAR que podemos ser melhores e conquistar novos mercados, pois desejamos dar certo e queremos dar certo! Sejamos, enfim, as molas propulsoras e impulsionadoras desses novos caminhos!

Em tempos de incertezas, instabilidades econômicas, insegurança e violência das cidades, cada vez mais torna-se desafiador empreender no país. Todos os dias, presenciamos, ouvimos e falamos sobre as dificuldades do setor de turismo, hotelaria e gastronomia da cidade. Apostamos em mudanças, cada um com sua crença e suas escolhas dentro da política e dentro dos governos (não cabe aqui nenhuma discussão sobre políticas e preferências), porém cabe aqui uma conversa sobre novos caminhos, novas políticas, novas regulamentações e incentivos para esse setor tão primordial para nossa cidade/estado/país. A cidade do Natal é essencialmente turística, totalmente inclinada para o desenvolvimento do estado através da indústria do turismo, hotelaria e gastronomia, pois basicamente é o setor que mais desenvolve a cidade, sua capacidade de geração de renda e de impulsionar o estado do Rio Grande do Norte está intrinsicamente ligado a esse setor. Cursos, escolas, faculdades contribuem de tal forma para qualificar a mão de obra local, o apoio às micros e pequenas empresas é cada vez mais necessário através das autarquias existentes (Sistema “S”). Nesse sentido, a formação de novos empreendedores, seja através de cursos de qualificação, incentivo e outras políticas são as grandes missões das escolas do Sistema “S” (SESC, SENAC, SENAI – FECOMÉRCIO) e buscar esses apoios

Deguste | janeiro | 2019

40


41

Deguste | agosto | 2018


For You

inova com tábuas gastronômicas

Práticas, bonitas e saborosas, as platters – tábuas minuciosamente montadas com itens gastronômicos – são muito conhecidas em países como Austrália, Estados Unidos, França e Suíça. Elas começaram a ganhar espaço em Natal em dezembro passado, com o início da Platter For You. A marca foi idealizada pela administradora de empresas Maria Antônia Fernandes de Melo, a partir de uma sugestão de seu filho, que conheceu as platters em uma viagem à Austrália. Maria Antônia resolveu apostar no segmento e está satisfeita com a procura, que foi muita alta nas festas de fim de ano e durante o veraneio. A Platters For You conta com três opções de tábua, em tamanhos pequeno, médio e grande, que atendem, respectivamente, 2 a 4, 6 a 8 e 10 a 12 pessoas. Um diferencial é que a tábua – feita especialmente para isso – está incluída no serviço. Se preferir, o cliente pode devolvê-la em troca de um desconto na montagem de outra platter. Porém, o que compõe as platters? Não há uma resposta simples, já que a ideia é agradar o cliente. As sugestões da Platter For You são queijos finos, pães, frutas, frios, geleias, pastas e outros itens. Mas vão da criatividade e imaginação de quem pede as platters. Podem ser, inclusive, somente com produtos destinados a crianças. Além das platters em três tamanhos, há a opção de uma caixa-presente para uma pessoa, também com itens ao gosto do cliente, inclusive uma garrafa de vinho. O segredo tem sido a personalização do serviço. Os pedidos das platters devem ser feitos com pelo menos 24 horas de antecedência, mas o ideal é preferível que seja feito com mais tempo. A entrega acontece no edifício onde a proprietária vive: Residencial Juvenal Lamartine, na Avenida Trairi, em Petrópolis. Maria Antônia ainda oferece o serviço de montagem de mesas para festas residenciais ou eventos corporativos.

Deguste | Fevereiro | 2019

FOTOS ROGÉRIO VITAL

Platters A Platters For You tem três opções de tábuas para até 12pessoas

O serviço criado em Natal foi inspirado em uma viagem à Austrália

A procura aumentou bastante nas festas de fim de ano e no veraneio

Maria Antônia Fernandes é a idealizadora da Platters For Your

42

Platters For You

Rua Trairi, 558 (Residencial Juvenal Lamartine) Petrópolis - Natal/RN Fone: (84) 99154-6804 @platterforyou


43

Deguste | Fevereiro | 2019


Deguste | Fevereiro | 2019

44


45

Deguste | Fevereiro | 2019


Saberes do Vinho

A Função do Vinho à Mesa Gilvan Passos

Instagran: gilvandelospassos

É na mesa que o vinho cumpre o seu papel mais relevante, participando das várias etapas de uma refeição. Por esta razão é que são classificados como: vinhos aperitivos (para acompanhar os antepastos e entradas), vinhos de mesa (servidos com os pratos principais) e vinhos digestivos (que acompanham as sobremesas). Para que o leitor entenda melhor em qual situação cada tipo de vinho se enquadra, segue abaixo uma descrição completa da função do vinho, seu tipo e estilo. Os Vinhos Aperitivos, como o próprio nome diz, são aqueles que estimulam, abrem o apetite, combinando com todos os pratos leves que abrem a refeição, todavia podendo ser apreciado solo, como forma de preparar as papilas e o aparelho digestivo para a refeição que virá. Os vinhos mais adequados como aperitivo necessitam ser secos e leves, preferencialmente brancos e notadamente ácidos. Os Vinhos de Mesa são teoricamente os vinhos mais importantes de uma refeição, os coadjuvantes da cena gastronômica, que contracenam com o prato protagonista, que é o prato principal. Os vinhos de mesa podem ser espumantes, vinhos brancos, rosados ou tintos, desde que secos, e seu gradiente

Deguste | Fevereiro | 2019

de estrutura deverá ser sempre compatível com a estrutura do prato a que se destinam. Os Vinhos de Sobremesa, também conhecidos como Vinhos Digestivos ou Vinhos Licorosos, em alusão aos licores, são ideais para acompanhar as sobremesas, podendo ser espumantes, tranquilos (sem gás) ou fortificados. São sempre doces e o gradiente de estrutura também deverá ser compatível com o prato em questão. Entre os espumantes, um bom exemplo é o nosso Moscatel. Na categoria dos vinhos doces naturais, podem se contar com os Late Harvest (colheita tardia), ou mesmo os vinhos botrytizados. Entre os fortificados encontram-se o Vinho do Porto, Madeira e Moscatel de Setúbal (portugueses). Distinguir um vinho aperitivo (seco, leve e ácido – fresco) de um vinho de sobremesa (doce) é sobremaneira importante, porque enquanto no seco a acidez e a isenção de açúcar estimulam o apetite, o açúcar residual (a doçura) dos vinhos de sobremesa, inibe-o.

46


47

Deguste | Fevereiro | 2019


Deguste | Fevereiro | 2019

48

Profile for Revista Deguste

Revista Deguste - Fevereiro 2019  

Veja o que foi destaque na edição de fevereiro de 2019 da Revista Deguste.

Revista Deguste - Fevereiro 2019  

Veja o que foi destaque na edição de fevereiro de 2019 da Revista Deguste.

Advertisement