Page 1

EDIÇÃO

#44 2016

SUBVERTENDO O CLÁSSICO: uma releitura da poltrona Luís XVI por Henrique Steyer

REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

1


Bontempo João Pessoa • Rua Prof. Severina Souza Souto, 207 (83) 3244.7075 • João Pessoa/PB

2

REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

bontempo.com.br /moveisbontempo


PORQUE ACEITAR LIMITES SE VOCÊ PODE TER O IMPOSSÍVEL?

REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

3


Editorial EDITORIAL

O mundo dos livros e revistas digitais ainda sofrem certa resistência de leitores mais clássicos que não abrem mão daquele cheirinho delicioso de papel. Entretanto, não há o que temer... para consumir conteúdos digitais não precisamos nos afastar das leituras tradicionais. Muitos ainda procuram nossa versão impressa, que não existe, e sustentamos nossa proposta de levar conteúdo rápido e de qualidade. Somos DIGITAIS, com muito orgulho! Estamos prestes a completar 5 anos. A D&A mostra a que veio e brilha espalhando seu conteúdo para o Brasil e para o mundo. Nosso desejo é alcançar leitores que querem se inspirar e se encantar com projetos, dicas, arte, fotografia e com a vivência dos nossos colaboradores. A internet por si só oferece tudo isso, mas em pesquisas longas e cansativas, e nós trazemos um apanhado de qualidade e bom gosto, com conteúdos exclusivos, em uma economia de tempo e cliques para nossos leitores. Temos uma equipe preocupada com todo este processo, desde a escolha dos nossos conteúdos e personagens até a cuidadosa diagramação e divulgação. Vamos conquistando o país e colecionando edições que se superam e nos enche de orgulho.

Boa Leitura!

Ricardo Castro PUBLISHER DA REVISTA D&A

4

REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

EXPEDIENTE CEO Ricardo Castro Jornalista Responsável: Layse Veloso Designer Gráfico: Raiff Pimentel Supervisão Editorial: Tulio Alves/Helena Furtado Fotografias: Edson Matos Mídias digitais: VF2 - Agência de Criação Mailings: RC Comunicação

RC Comunicação: Av. João Maurício, 1675, Sala 310, Manaíra João Pessoa, Paraíba Serviço de Atendimento ao leitor:

+55 (83) 3035-1039

contato@revistadea.com.br www.revistadea.com.br


Indice

ÍNDICE *destaques da revista

66

18

52

44 34

58

Colaboradores

COLABORADORES

Germano Romero

Rogério Almeida

Patrícia Lago

Karla Amadore

REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

5


6

REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

7


MATÉRIA CAPA Mat éria deDECapa

FORÇA E IRREVERÊNCIA fotos Poltrona Louise Henrique e Mesa Macacco: Marcelo Donadussi fotos ambiente: Federico Cedrone

Louis Henrique é uma amostra do design nacional atual representado no mundo Subversão e inovação foram pilares para Henrique Steyer na criação da poltrona Louis Henrique, que apresenta uma releitura da tradicional poltrona Luís XVI. A clássica peça ganhou apliques no encosto derivados do medalhão central da estrutura, simbolizando as diversas ideias que brotam a partir das peças do mobiliário já consagrado. A poltrona foi lançada em Milão, em abril deste ano.

8

REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

9


“A ideia foi repensar padrões estabelecidos. Pensar fora da caixa para propor algo novo que unisse tradição com uma pitada de ironia e deboche. A poltrona Louis Henrique veio para ser capaz de roubar um sorriso fácil de quem a vê”, revelou Henrique.

10 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

Feita de madeira entalhada e linho, a cadeira também pode ser confeccionada com folhação a ouro, laca, estofamento em couro, pele ou tecido. A novidade é fabricada e vendida pela empresa gaúcha Sergio Bertti, com sede em Gramado. Outra peça do designer é a Mesa Macaco, um ícone do design nacional, foi igualmente lançada na semana de design de Milão, em 2014. Já compôs cenário de novela da Rede Globo, programas de TV e estampou diversos editoriais na imprensa em mais de 35 países. Recentemente, a peça virou joia para uma coleção em ouro e brilhantes da joalheria Coliseu.


Esta casa no litoral da grande João Pessoa traduz um desafio concluído, além de revelar todo talento profissional dos arquitetos Oliveira Jr e Davi de Lima, do engenheiro calculista Marcelo Franca e dos proprietários que participaram ativamente do projeto: o engenheiro Victor Navarro e a arquiteta Manuelina Carvalho, que arrematou toda estrutura em um projeto de ambientação impecável. “Me senti muito honrado em ser convidado por uma colega de profissão para fazer a sua própria casa. Já a presença de Victor com sua visão espacial e crítica foi brilhante e elevou nosso trabalho”, comentou Oliveira Jr. REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

11


12 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

13


Quem é Henrique Steyer? Arquiteto e Urbanista, pós-graduado em imagem publicitária e em design estratégico, palestrante, professor, diretor artístico, colunista e artista visual. Steyer criou um pseudônimo, Mark Gay Adams, para assinar suas contemporâneas obras de artes, que abordam temas rebatendo paradigmas da sociedade e impressionam pela poesia. Ele ainda passeia pelo desenho industrial, design de joias,tapetes e cerâmica chinesa. Multifacetado, Steyer transborda talento em todas suas propostas, seus projetos já ultrapassaram as fronteiras do Brasil: prêmios, capas de livros e revistas internacionais. Os ambientes refletem toda ousadia e miscelânea em composições ora sofisticadas com elementos românticos e clássicos, ora transbordam cultura pop. Neste projeto há elementos orgânicos inspirados em empresas que trabalham com alimentos ou produtos de saúde e bem-estar. Vegetação rústica e exótica espalhada por todo o espaço, inclusive na estante ZigZag, assinada por Steyer para a grife internacional de móveis Florense, confere aconchego e cor ao local de trabalho. Nas mesas de trabalho, porta-partituras de madeira substituem os tradicionais computadores e tablets.

14 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


“Um ambiente corporativo não precisa ser sinônimo de espaço sisudo e sem vida. Pessoas que passam grande parte do seu dia fechadas dentro das empresas sabem o quanto é importante que o espaço de trabalho seja cômodo e agradável”, revelou Henrique.

REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

15


INCRÍVEL como a sua casa deve ser

Ambientes Personalizados 60 lojas exclusivas em todo o Brasil 0800 702 8500 . www.evviva.com.br Av. Pres. Epitácio Pessoa, 830 - Torre T (83) 3244.5000 - João Pessoa - PB

16 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


verticecom.com.br

REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

17


ACADÊMICA 2 CASAS CONESA

MORADIA COMPARTILHADA Duas famílias dividem o mesmo terreno em um dos menores bairros de Buenos Aires Fotos: Divulgação

18 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

19


Em cidades cada vez mais populosas, espaços custam fortunas e saber otimizá-los é uma solução prática e esperada pelos clientes em geral. Com isso em mente, duas famílias convidaram os arquitetos argentinos Luciano Kruk e María Victoria para desenvolverem o projeto de duas casas em um mesmo terreno, as 2 Casas Conesa, no tradicional bairro de Colegiales, na capital argentina. A pegada mais urbana e industrial de ambas estruturas encontra aconchego em pontos de vegetação, amadeirados e muitas cores em móveis e obras de arte que a ajudam a contar uma história de muita personalidade. Elas têm estilos parecidos de volumes simples, concreto aparente e aberturas internas mais generosas. 20 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

21


22 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


Apesar de estreito, o terreno permitia uma maior profundidade agregando espaço e amplitude. São 600m² de área total, com 443m² de área construída, onde cada casa está dentro de um volume compacto de duas plantas para liberar tanto terreno quanto possível, alcançando a independência da planta dividindo-a. Cada uma com seu próprio terraço e piscina, embora tenham estacionamento compartilhado em quatro vagas.

REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

23


24 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

25


26 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

27


28 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


REVISTA D&A - EDIÇÃO #44 29


30 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


www.lucianokruk.com

REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

31


32 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


www.ximenesdantas.com.br

REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

33


ARTES E OFÍCIOS

ORDEM E CAOS

A arte de Guilherme Kramer levanta debates entre oposições ambientadas em metrópoles e multidões por Layse Veloso | fotos acervo pessoal

34 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


Nanquim, aquarela, muralismo, pintura e cerâmica são alguns dos mundos das artes visuais pelos quais Guilherme Kramer passeia e o nomadismo é o fio condutor que entrelaça todas essas formas de arte. Nascido em São Paulo, filho de gaúchos, Guilherme tem a arte pulsado em suas veias desde a infância quando rabiscava as paredes e desenhava seus colegas de escola, com um toque de humor. São 10 anos de carreira e na maior parte a intuição foi seu maior mestre, aquele talento nato de quem desenha livremente. Neste tempo Kramer construiu seu próprio estilo e se profissionalizou. Buscou novos horizontes com suas primeiras aulas de arte, em Barcelona entre 2012 e 2014. Sua carreira internacional encontrou uma porta na internet, publicando obras e conhecendo artistas do mundo inteiro. Suas primeiras exposições internacionais foram em Israel e Roma, antes mesmo de expor em São Paulo. Recentemente, foi convidado para participar de um grupo de gravadores em Paris e seu trabalho está também em Hong Kong, cidade que também foi uma de suas residências artísticas.

REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

35


36 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

37


38 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


Entre cores fortes ou o colorido mais calmo e paciente, seu principal tema são as multidões, resultado de seus percursos urbanos. Além delas, ele também aborda mental landscapes - paisagens mentais criadas a partir da memória dos lugares visitados -, e os inner animals - animais internos, uma figuração surrealista de seres que habitam nosso subconsciente, as florestas e rios da nossa própria existência. “Busco meu estado contraditório, entre o real e o surreal, o caótico e o ordenado. Uno meu interior com o mundo exterior, a loucura e a cura. Dessa investigação e reflexão durante o percurso pelo desconhecido surge uma rede de nervos, veias, galhos, raízes, asas, texturas, pelagens, olhos, bocas, expressões e sons, que compõem meus desenhos e pinturas. A memória tem função dominante nesse processo, pois distorce, borra e distancia o que foi visto, permitindo sua ressignificação na obra concluída.” explicou Kramer sobre seu processo criativo. Guilherme retornou de uma temporada de aprendizados e exposições em Barcelona e abriu seu ateliê, no Centro de São Paulo. Também está desenvolvendo um novo projeto envolvendo moda e outro em uma parceria com a revista Ernesto, em Belo Horizonte.

REVISTA D&A - EDIÇÃO #44 39


40 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

41


42 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


“Procuro sempre criticar, provocar ou

questionar. Alguns temas que gosto de tocar são a massificação e a superpopulação. Gosto de elevar o cidadão comum, bruto, e desmistificar a celebridade, o político e o poder. Procuro entender a relação do homem com o mundo contemporâneo. Todos convivem no caos expressivo de uma megalópole e compartilham suas disparidades, centímetro a centímetro. Há de se pensar em como nos relacionamos com as outras pessoas, religiões, gêneros e culturas. Também gosto do humor e da ironia como ferramentas de expressão,” finalizou.

Site: www.guilhermekramer.com Instagram: @guilhermekramer As visitas no ateliê podem ser marcadas por e-mail ou telefone: contact@guilhermekramer.com (11) 997506363

REVISTA D&A - EDIÇÃO #44 43


Luxury Travel

LUXURY TRAVEL por Rogério Almeida

Luxo e requinte no centro de Lisboa: Dom Pedro Hotel

Rogério Almeida é graduado em Comunicação Social, leciona na UFPB e há 24 anos atua no jornalismo de turismo. É também, entre outras atividades de destaque na área, membro atuante do Clube Gourmet da Paraíba e do Conselho Executivo Nacional da Abrajet. /ROGERIO.ALMEIDA1 @ROGERIOALMEID Para quem visita Lisboa o primeiro nome de hotel que vem à cabeça é o Dom Pedro Palace. Este moderno hotel de 5 estrelas, está localizado bem no centro da capital de Portugal, com uma vista deslumbrante sobre a cidade, rio Tejo e Castelo de S. Jorge, e apenas a 7 km do aeroporto de Lisboa.

texto Rogério Almeida fotos Kembali

44 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

Mas as conveniências não param aí. Como os brasileiros gostam de compras, o hotel está bem defronte ao tradicional Amoreiras Shopping Center, com 250 lojas de marcas conceituadas, cinemas e restaurantes, e aberto até às 23h.


REVISTA D&A - EDIÇÃO #44 45


46 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


Bem perto está um outro Shopping, o El Corte Inglês. E para quem procura as compras tradicionais de rua, o hotel está perto das avenidas Marquês de Pombal e da Liberdade, onde se concentra a área comercial de Lisboa. Quem se hospeda no Dom Pedro Hotel realiza uma verdadeira viagem pela gastronomia italiana no restaurante “Il Gattopardo”, ou na cozinha tradicional portuguesa no Bistrot “Le Café”. Com ambiente luxuoso e acolhedor, Il Gattopardo apresenta especialidades da gastronomia italiana da autoria do Chef siciliano Michele Bono. A carta de vinhos contempla referências italianas e portuguesas. No final do dia o hóspede reencontra o equilíbrio no SPA Aquae do hotel, equipado com piscina interior, salas de massagens e

tratamentos, sauna, banho turco, jacuzzi e fitness center. Clientes hospedados em quartos Tower e Suítes têm acesso gratuito ao SPA Aquae. Reconhecido pela vasta oferta de serviços para reuniões de negócios, aliado à excelente localização, o Dom Pedro Palace é um local para a realização de grandes congressos e eventos. A arquitetura com um moderno design e a decoração clássica fazem do Dom Pedro Palace um dos hotéis mais procurados por arquitetos, decoradores e amantes da moda. Todos os quartos são amplos e luminosos. E muitos possuem vista esplendorosa para o rio Tejo, e para a cidade de Lisboa. A Penthouse Suíte é a mais exclusiva e luxuosa de Portugal, com uma vista de 360º sobre a cidade de Lisboa, ocupando toda a cobertura do hotel. REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

47


48 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


Ao todo são 263 apartamentos distribuídos em 21 andares. São 86 quartos clássicos, 81 com vista para o rio Tejo, 38 quartos torre, 37 quartos torre com vista para o rio, 12 quartos triplos, 4 suítes, 4 suítes com vista rio, e 1 suíte presidencial. A Penthouse Suíte é a residência mais exclusiva e luxuosa da cidade de Lisboa, com 420m2. Ocupa o último piso do Hotel e tem uma vista de 360 graus sobre toda a cidade e rio Tejo. Um elevador privativo leva os hóspedes ao hall de entrada da suntuosa Suíte. O impacto quando se chega ao salão não tem palavras. As janelas panorâmicas têm uma vista imponente sobre o Rio Tejo, a ponte 25 de Abril e a inteira cidade de Lisboa. A Penthouse Suíte possui uma sala de jantar privada, preparada para 12 convidados, que leva a um imenso terraço com 60m2 e uma vista magnífica. Dispõe ainda de uma

cozinha espaçosa e totalmente equipada, bem como de um mordomo e uma empregada dedicados exclusivamente aos hóspedes da Suíte. O quarto principal tem uma cama de casal (King size), com vista para um terraço separado e isolado. Este quarto tem walking closet, casa de banho em mármore, com uma deliciosa banheira e cabine de hidromassagem. O segundo quarto, também com cama de casal, tem uma luxuosa casa de banho em mármore, banheira para duas pessoas e cabine de hidromassagem. As medidas de alta segurança e a sua localização transformaram a Penthouse do hotel Dom Pedro Palace na primeira escolha de Chefes de Estado como Bill Clinton Vladimir Putin, o Presidente da África do Sul, Thabo Mbeki e Silvio Berlusconi, bem como de muitos artistas do Brasil, durante as suas estadias em Lisboa.

REVISTA D&A - EDIÇÃO #44 49


50 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


Lisboa é uma das capitais europeias que melhores condições oferece para empresas que queiram organizar incentivos, reuniões e congressos para grupos. O clima ameno durante todo o ano, os vinhos e a gastronomia, os monumentos históricos, animação, a sua luz única e o aeroporto no centro da cidade, tornam-na num destino perfeito. A localização ímpar, que garante um acesso rápido e cômodo aos principais pontos turísticos e infraestruturas da cidade, e a proximidade ao aeroporto de Lisboa (apenas a 7 km), tornam o Dom Pedro Palace um dos locais mais procurados no centro de Lisboa para reuniões e eventos. Conta com cerca de 1,400m2 de espaço para reuniões ou eventos, distribuídos por 16 salas multifuncionais, a maioria com luz natural, e uma equipe experiente e multiprofissional responsável pelo sucesso de inúmeros eventos realizados no hotel. O Dom Pedro Hotel foi o vencedor este ano, sendo portando a quinta vez consecutiva com o certificado de excelência do Trip Advisor.

Dom Pedro Palace Hotel * * * * * Hotel centro Lisboa - Portugal Tel.: (+351) 21 389 66 00 lisboa.reservations@dompedro.com

REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

51


ACADÊMICA Hotelaria Acadêmica O Hotel Residenz foi criado especialmente para atender universitários O anteprojeto Hotel Residenz foi desenvolvido por Gabriella Christina Medeiros Diniz, estudante da Universidade Federal da Paraíba para a conclusão do curso de Arquitetura e Urbanismo, com orientação da arquiteta e doutora Amélia Panet, professora do curso. O objetivo é hospedar alunos de outras cidades em João Pessoa/PB. A escolha pela localização deu-se pela proximidade com as universidades mais antigas da cidade, UFPB e UNIPÊ. O hotel oferece tipos diferenciados de habitações para estadias de longo ou curto prazo, pensado para acolher estudantes recém-chegados, intercambistas, estudantes e profissionais que estão pela cidade para algum tipo de congresso, pesquisa, provas de concursos, bancas de mestrado, doutorado, etc.

52 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

53


O terreno é plano, mede 30 x 52 metros e tem cerca de 1570m² de área. A proposta também traz ambientes de socialização, como o jardim, um pátio aberto com ambiente de estar, jogos e festas e um bar na laje do 6º andar, exclusivo para uso dos hóspedes. Além dos ambientes técnicos e administrativos, bicicletário, lavanderia exclusiva para o hóspede, academia, ambientes de estudo, com wi-fi, e restaurante. Praticamente todas as áreas de serviço de um hotel são pré-dimensionadas a partir da quantidade de unidades habitacionais. Por este motivo foi feito um estudo de layout de algumas tipologias das unidades habitacionais e estudos das lâminas de pavimento tipo com as mesmas. Por fim, foram escolhidas tipologias diferentes: studio padrão com 5,20 metros de comprimento por 3,70 metros de largura - em média 20 m²; studio PNE projetado

54 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

para portadores de necessidades especiais, atendendo a todas as normas da NBR 9050 – medidas internas 6,70 metros de comprimento e 3,70 metros de largura - em média 25 m²; e, por fim, apartamento que não possui variação no seu layout devido ao grau de racionalização do espaço, projetado para haver duas suítes, tem como medidas internas gerais 6,70 metros de comprimento por 6,05 metros de largura - com 38 m². Os corredores possuem 1,35 metro de largura, que está entre os padrões aceitáveis de maneira geral. A caixa de circulação vertical é composta de uma escada de 1,20 metro de largura, antecâmara, dutos de entrada e saída e ar, uma rouparia, um elevador e serviço e dois elevadores sociais num espaço com cerca de 35 m². Números suficientes para uma edificação deste porte. A soma de todos os ambientes dá um total de 332,02 m² para o pavimento-tipo A e 194,45 m² para o pavimento-tipo B.


REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

55


56 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

57


Arquitetura pelo Mundo ARQUITETURA PELO MUNDO por Germano Romero

O romantismo desenhado Fotos: Germano Romero

Germano Romero é arquiteto, urbanista, bacharel em música e jornalista, com larga experiência no mercado imobiliário de empreendimentos residenciais multifamiliares. Os projetos desenvolvidos em seu escritório têm pontuado o cenário urbano da Paraíba com traços marcantes e singulares do ponto de vista estético, funcional, e sobretudo atualizados com o que há de mais moderno na produção arquitetônica contemporânea. Além de carregar nas veias o sangue de seu avô, arquiteto Clodoaldo Gouveia, autor de significativas obras na capital paraibana. /GERMANOROMERO @GERMANOROMERO @GERMANOROMERO

58 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

A princípio, o cenário nos remonta a algumas cidades bucólicas do interior do Brasil. Não as do tempo atual, mas de um passado distante. O traçado urbano, o lirismo das fachadas, a tranquilidade de outrora, a sensação de paz e segurança, todas as emoções que convergem em busca de um tempo perdido.


REVISTA D&A - EDIÇÃO #44 59


60 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


Mas, em Visby, na Suécia, esse tempo está muito longe de se perder. Lá só se tem a ganhar. A arquitetura inserida na melhor posição de um relevo enriquecido pelo privilégio de estar às margens do Mar Báltico, se associa à originalidade dos ladrilhos que pavimentam suas ruas sinuosas e enladeiradas. E que arquitetura! Fachadas se sucedem tal qual colcheias em uma partitura de uma sonata barroca, variando de cores e desenhos, numa diversidade encantadora, entrelaçadas pela mais pura harmonia. E o encanto se estende às janelas, contornadas por variadas molduras, de cores e formas, debruçadas sobre parapeitos, externos e internos, adornados com elevadas doses daquele romantismo peculiar a quem tem a arte correndo nas veias do corpo e no brilho da aura. Se ousarmos um olhar que se adentre à intimidade dos seus lares, vê-se, sem supresa, que a poesia se imanta nos ambientes cheios de vida, paz e o silêncio acolhedor que só se desfruta nas civilizações cultas e educadas. Nos jardins, o bom gosto não poderia ser diferente. E vai da seleção das flores ao desenho dos canteiros, dos tipos de vasos à composição, idem harmônica, que inclui até utensílios e bicicletas, que dormem ao relento, livres e soltas. Visby é assim, um exemplo de arquitetura pelo mundo poucas vezes encontrados e restrito às pequenas cidades, onde ainda se cultivam hábitos sadios e extremamente pautados nos mais altos princípios de bom gosto e cidadania. REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

61


62 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


REVISTA D&A - EDIÇÃO #44 63


64 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


REVISTA D&A - EDIÇÃO #44 65


Click

João Maria

@johnguardacosta

Sobre o fotojornalista natalense João Maria Alves: “Exercitando o individualismo como um ponto de vista mais amplo, João Maria se distingue daqueles artistas que se esqueceram de sentir e pensar. Esta a impressão que nos fica da contemplação dessas fotografias suscitadas por sua visão de Natal e dos natalenses, parte de um dicionário de formas que contempla o litoral e os sertões mais profundos que estão em toda a parte, segunda a síntese rosiana e sob suas lentes a pletora de solidão e trabalho...” Franklin Jorge (Fragmento do livro “A Ostra e o Martelo” [inédito])

66 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

67


68 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


REVISTA D&A - EDIÇÃO #44 69


70 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

71


72 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44


NOVA LOJA NO MANGABEIRA SHOPPING | JOAO PESSOA PB | 83 3565.8444

REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

73


74 REVISTA D&A - EDIÇÃO #44

Edição #44  

Subvertendo o Clássico: uma releitura da poltrona Luis XVI por Henrique Steyer