Page 1

N

O Brasil participou das Olimpíadas de Xadrez na Noruega, na cidade de Tromsoe e ficou em 22º Lugar. No entanto, uma tragédia quase abala a competição. Dois jogadores morreram durante os jogos. Um jogador das Ilhas Seichelles e um competidor do Uzbequistão. Confiram sobre esse tema na coluna de Xadrez do jornalista Frederico Gazel.

o dia 14 de setembro, BH sediará o Natura Musical, que promete animar os fãs de MPB. Marcela Bellas, 5 a Seco, Fernanda Takai, Elba Ramalho, Ney Matogrosso e Arnaldo Antunes e Marisa Monte são algumas das presenças. Confiram no artigo indicado pelo jornalista e Editor - Felipe de Jesus.

m 2014 o SIMBIO dá continuidade ao conceito das últimas edições do evento e prima pela busca de artistas que despontam no cenário mineiro. Para a sua 4ª edição foram convidados vários artistas . Confiram no artigo indicado pela jornalista Karine Aonso.

Considerada uma das profissões que mais sofre pressão, o árbitro de futebol tem cada vez mais destaque nos jogos mundo afora. A profissão, foi recentemente regulamentada pela presidente Dilma Rousseff, mas poucos conhecem sobre ela. Leiam mais no artigo da Editora - Jô Amaral.

Leia na página 11

Leia na página 6

Leia na página 10

Leia na página 4

E

Edição 25 - ANO 5 - Setembro e Outubro de 2014 -

R$ 1,00

Publicação da Agência de Comunicação e Publicidade Correio Eletrônico (ACPCE) www.jornalcorreioeletronico.com.br Todos os Direitos reservados

Revista

ANIMAÇÃO

‘No Fundo do Baú’

Indústria tem forte retração e Copa do Mundo foi um dos fatores apontados pela FIEMG

Skank volta ao cenário musical com ’Velocia’ Veja BH

Electra Lee lança seu 1º EP na casa de show

D

Estúdio Dim Designer

e acordo com pesquisa, a produção recuou de 47,9 pontos em maio, para 38,3 pontos em junho, o menor índice desde dezembro de 2012. Já o indicador de emprego apresentou recuo pelo 14º mês consecutivo e em junho ficou em 44,6, ante 46,6 pontos em maio. Confira mais em Economia, na matéria do jornalista - Felipe José de Jesus.

Página 7

Página 5

Página 3


Revista

Editorial Felipe de Jesus

Presidente /Jornalista e Design Responsável Felipe José de Jesus Jornalista (JP) - (FENAJ:15.263-MG - SJPMG) - (Federação Nacional dos Jornalistas - Brasília) Design - (APPB:3.040- RP/SP) - (Associação dos Profissionais de Propaganda do Brasil - RP- SP) Editor Geral do JCE: Diretor de Redação / Editor de Economia e Finanças e Entretenimento Extensão Universitária: Comunicação Empresarial Pós graduado (Lato Sensu) em Administração e Marketing Mestrando em Comunicação Social: Especialização em Jornalismo e Ciências da Informação TI Bacharelando em Teologia - (Teologia) - Faculdade Esabi/BH/MG

Você já participou do desafio do ‘balde de água gelada??’

Q

uem ainda não viu a brincadeira de jogar o balde de água gelada na cabeça, que está ganhando destaque na rede social de famosos? A brincadeira, que deu início nos Estados Unidos e já chegou ao Brasil fez mais uma celebridade realizar o desafio. Toda essa movimentação tem um bom motivo: chamar atenção para uma campanha de doação de recursos para uma associação que ajuda no tratamento da Esclerose Lateral Amiotrófica (ALS, sigla em inglês), doença degenerativa que ataca as células do sistema nervoso central responsável pelos movimentos voluntários dos músculos. O físico Stephen Hawking foi um dos que tiveram a doença. A ALS, que começou a brincadeira no início de junho, já arrecadou mais de US$ 2 milhões, valor não esperado pela entidade. Segundo o Facebook, já foram mais 15 milhões de pessoas que postaram e interagiram com essas postagens. O principal motivo para essa verbalização foi a participação de personalidades com um grande número de seguidores em seus perfis na rede social. O primeiro a realizar o desafio (por meio de um vídeo em 31 de julho) foi o exex-jogador de beisebol, Peter Frates, que foi diagnosticado com a doença em 2012. Ele não chegou a jogar água na cabeça ‘’água gelada e ALS é uma mistura ruim’’, disse o exex-jogador. Na semana passada foi à vez de Mark Zuckerberg participar da brincadeira e desafiar o criador da Microsoft Bill Gates. Após dois dias, Gates cumpriu o desafio montando um gerigonça para jogar o balde de água na cabeça. Já participaram do desafio:Taylor Swift, Justin Bieber, Steven Spielberg, Lady Gaga, Justin Timberlake, Cristiano Ronaldo, Lena Dunham, Ivete Sangalo, Neymar, Luciano Huck, Angélica, Preta Gil, Fátima Bernardes, Ana Maria Braga e outros famosos. Nas redes, muitas pessoas são a favor da campanha, mas muitas não são, principalmente por que o Brasil passa por um momento complicado com as secas e a falta de água em muitos pontos, como exemplo, Minas Gerais. Doe, mas não desperdice água, é o que muitos falam em suas mensagens no Facebook.

2

Conselho Editorial RCE - Jornalistas (JP) Karine Alonso Jornalista (JP) - (FENAJ:16.315.MG - SJPMG) - (Federação Nacional dos Jornalistas - Brasília) Diretora / Editora de Esportes e Fotografia (Imagem em Pauta) Pós graduando em Jornalismo Esportivo Frederico Gazel Jornalista (JP) (FENAJ:15.423-MG - SJPMG) - (Federação Nacional dos Jornalistas - Brasília) Diretor / Editor de Xadrez - (Xadrez) Mestre FIDE (Mestre da Federação Internacional de Xadrez)

Parceiros/ Colunistas Jô Amaral - Jornalista - (Coluna: Em Campo) *Participou desta edição: Jornalista - Roberto Dias*

Comercial JCE (Marketing - Publicidade) Felipe de Jesus - Jornalista (JP) e Publicitário (P) Karine Alonso - Jornalista (JP)

Distribuição da Revista e Diagramação Jornalista (JP) e Design: Felipe de Jesus

Fotografia: Equipe da RCE e Divulgação Assinatura da revista e anúncio (Anuncie na revista e ganhe sua publicidade no site do JCE) agenciadecomunicacaocorreio@gmail.com e jornalcorreioeletronico@gmail.com https://www.facebook.com/pages/Jornal-e-RevistaCorreio-Eletr%C3%B4nico/115673475187749

Site do Jornal Correio Eletrônico www.jornalcorreioeletronico.hol.es

31- 8561– 5255

Impressão: Gráfica IMAGE - Artes Gráficas - Belo Horizonte - Minas Gerais Uma publicação da Agência de Comunicação e Publicidade (ACP Correio Eletrônico) Contatos: OI (031) 8561 - 5255 - OI:8570-7347 (BH-MG) e CLARO: (031) 8254 - 5811

CNPJ: 17.169.522/000117.169.522/0001-14 - MEI (ATIVO) (Com informações do JORNAL O POVO ONON-LINE)

Fala leitor.. Este espaço é para os leitores da ‘Revista Correio Eletrônico’ deixarem seus comentários sobre as nossas matérias, artigos e capa preferida . Participe, o seu comentário pode sair na próxima edição!

Felipe de Jesus Editor Geral E-mail: jornalcorreioeletronico@gmail.com

Todos os Direitos Reservados - 2012

A

té o ano de 1996, eu lia bastante a revista Show Bizz, uma publicação da Abril, que trazia exatamente o que hoje vejo no conteúdo da Revista Correio Eletrônico. Coberturas de shows, eventos e matérias sensacionais sobre discos. Sei que com a internet, as notícias são despejadas simultaneamente e quase não dá tempo de assimilar as informações. Por esse motivo, eu acompanho a publicação de vocês mensalmente, para ter um filtro do que realmente está acontecendo, do que realmente tem sido falado sobre as bandas e claro, sobre os eventos de BH. Entre as capas da revista, eu escolho a que tem o jogador e campeão de Xadrez - Magnus Carlsen. Primeiro por que achei a matéria muito bem abordada e segundo, por que ele tinha praticamente acabado de chegar ao Brasil. Parabéns!!! Roberto Mendes - Contador - BH/MG

FilieFilie-se e adquira a carteira de associado - Contato BH: (031) 82548254- 5811 / 85618561-5255


Novidade musical... Jornalista (JP) Felipe José de Jesus

S

implesmente um mar de gente. Assim estava a Praça da Estação em Belo Horizonte no dia 23 de agosto durante a apresentação dos conterrâneos do Skank: Samuel Rosa (guitarra e voz), Henrique Portugal (teclados), Lelo Zanetti (baixo) e Haroldo Ferretti (bateria). O show que foi gratuito fez parte da Olimpíada do Conhecimento, realizado pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG) e foi praticamente uma prévia do que vira na nova turnê do recém lançado CD - Velocia. O álbum é o 14º da carreira e entre as novas canções, três hits já estão estourados nas rádios: Ela Me Deixou, Do Mesmo Jeito Já e Alexia, que fala sobre a maior paixão dos brasileiros: o futebol. Em entrevista, Samuel Rosa fala sobre os seis anos que o grupo ficou afastado dos estúdios e não esconde que o disco traz um pouco das influências que fizeram o grupo se tornar famoso há 21 anos. “Nesse disco foi mais premeditado irmos de uma coisa a outra, pois o Skank já passeou por varias direções, então era simplesmente ir pro estúdio, tocar e ver o que ia saindo. Natural que, nesse lote de músicas, algumas apontassem mais para o Skank do futuro, coisas mais inéditas, e outras que remetessem a coisas que o Skank já fez. Decidimos fazer o disco quando fosse a hora certa. Não queríamos ter a obrigação de fazermos um CD a cada ano, ou a cada dois anos, e nem sempre estar preparado. Sentimos que agora era o momento, e nesses 10 meses, tivemos tempo para escolhermos melhor aquilo que queríamos”, comenta Segundo Rosa, faltava mais confiança dos integrantes para lançar um novo disco para os fãs, principalmente por que o Skank já tinha passeado por outras vertentes na música. “Demoramos seis anos para lançarmos algo novo, pois não possuíamos algo

afirma que BH estará nos planos da nova turnê

Da esquerda para à direita: Henrique Portugal (teclados), Samuel Rosa (guitarra e voz),Lelo Zanetti (baixo) e Haroldo Ferretti (bateria) Abaixo capa do novo CD

Uma publicação mineira de cultura, lazer, xadrez, fotografia, eventos, finanças-economia e turismo.

Peça já a sua pelo: agenciadecomunicacaocorreio @gmai.com

Receba a revista em sua residência e ganhe também a

3

Skank lança ‘Velocia’ e

Assine a ‘Revista Correio Eletrônico’

Ou pelos telefones: (031) 8561-5255 (031) 8570-7347

Fotos: Perfexxx

Apenas: R$ 50 por ano

que confiássemos antes. O Skank agora usufrui de um legado que construiu para si mesmo. Não usufruir desse legado seria um erro, que é exatamente a possibilidade que temos agora de ficarmos anos sem lançarmos álbum de inéditas e isso não ter complicações maiores na nossa carreira”, completa. Futebol em evidência >> Entre as canções do novo álbum, Alexia, vem tendo uma boa aceitação do público, por sua batida, acordes e pela parceria com o compositor Nando Reis. Perguntado se a canção é uma homenagem ao futebol e se ela tem algo a ver com É Uma Partida de Futebol, de 1994, ele diz que não. “Na música nós falamos de uma jogadora linda que fez um golaço e poucos sabiam, e a musica saiu natural, pois nós queríamos falar de algo que achamos interessante. ‘Alexia’ não foi feita para competir com ‘É Uma Partida de Futebol’, que é uma música definitiva. Não existe uma pretensão de substituir uma pela outra. Não era pra ser uma música”, condiz. Em relação à parceria com Nando Reis, amigo íntimo da banda, Samuel afirma que ele já estava querendo fazer algum trabalho novo com o Skank. Para ele, Nando foi o tempero certo para o disco Velocia. “Eu senti que o Nando estava muito envolvido, querendo muito trabalhar com o Skank. Ele assina seis músicas do disco comigo”, completa. BH em 1° lugar >> Sobre a nova turnê, o vocalista afirma que os shows começam em setembro deste ano. Já se BH está nos planos, ou se o grupo virá bem depois na cidade, como fez o Jota Quest, que só veio quase um ano depois na capital para lançar o novo disco, ele diz que BH não será deixada de lado. “A turnê oficial começa em setembro deste ano. Claro que Belo Horizonte está nos planos, mas ainda não sabemos a data certa, mas estará com toda certeza”, conclui.


Fotos: Divulgação

Xadrez...

4

Brasil fica em 22º lugar nas Olimpíadas de Xadrez na cidade de Tromsoe - Noruega Na mesma competição, dois jogadores morreram, mas os nomes não foram divulgados pela polícia Jornalista e Editor de Xadrez: Frederico Gazel Indicação dos artigos do: O Globo e Revista Meio Jogo

A Olimpíadas foram realizadas nos dias 2 a 14 de agosto deste ano

Tragédia As Olimpíadas de Xadrez,

na cidade Tromsoe, na Noruega, acabaram de forma trágica. Dois participantes da maior competição do mundo na modalidade morreram durante o evento. Os nomes ainda não foram divulgados oficialmente. Entre os falecidos, um jogador das Ilhas Seichelles, de 67 anos que durante uma partida teve um ataque cardíaco e foi levado rapidamente ao hospital, mas não resistiu. Horas depois, um jogador do Uzbequistão morreu no hotel. A polícia da cidade norueguesa informou que não há nada de criminoso em nenhum dos casos. Durante a cerimônia de encerramento do campeonato, os participantes respeitaram um minuto de silêncio em memória do da primeira vítima. A morte do segundo jogador ainda era desconhecida. No resultado geral da competição, a China foi a campeã, seguida da Hungria e da Índia. Entre as mulheres, a Rússia foi a vitoriosa, com a China em segundo lugar e Ucrânia em terceiro. - (Globo Esporte)

A tabela com a colocação de todos os participantes pode ser conferida pelo: http://xadrezdapraia.blogspot.com.br

pós 15 dias entre disputas de preparação, o torneio de equipes mais importante do Xadrez Mundial provou o que de melhor podemos encontrar nas 64 casas. O Brasil esteve lá, e foi muito bem representado. Na categoria Absoluta, a equipe composta por Rafael Leitão, Alexandr Fier, Gilberto Milos, Krikor Mekhitarian e Felipe El Debs, buscava o melhor desempenho da história para o time, um 15º lugar pelo menos. Entretanto, apesar de chegar a última rodada com chances reais de conseguir este feito, um empate com a equipe da Romênia adiou, por enquanto, o sonho de estar entre as 15 melhores equipes do mundo. Com o empate, o Brasil terminou na 22º colocação na tabela final. A grande campeã do evento foi a China, que mostrou o quanto evoluiu no xadrez nos últimos 15 anos. A Hungria ficou com a prata e, o bronze foi para a Índia, equipe que jogou sem seu principal jogador, o desafiante ao Campeonato Mundial W.Anand. As decepções do torneio foram as equipes da Alemanha,Inglaterra, França, Estados Unidos e Armênia, que chegaram ao torneio como favoritas, mas se perderam no caminho. Resultado Final >> No feminino, nossas jogadoras sabiam que o desafio seria grande. Mesmo assim, deram o seu melhor e conseguiram bons resultados contra equipes tradicionais do cenário mundial. Compostas por Vanessa Feliciano, Juliana Terao, Joara Chaves, Regina Ribeiro e Suzana Chang, tinha como interesse, um top 30. Mas, as coisas não foram como o esperado e no final, terminaram num honroso 44º lugar. Na última rodada venceram a equipe da Moldávia, pelo placar de 2,5 a 1,5. A grande campeã do torneio, agora tri-campeã, foi a Rússia, seguida por China e Ucrânia. Os destaques ficaram para as equipes do Cazaquistão e Armênia, que conseguiram um lugarzinho no TOP 10 do torneio, apesar de não estar entre as favoritas. - (Revista Meio Jogo)


S

Foto: FIEMG

Economia... Indústrias têm forte retração e Copa do Mundo foi um dos problemas, confirma FIEMG

Jornalista (JP) Felipe José de Jesus

N

em mesmo o otimismo dos empresários pôde conter a forte queda na produção industrial deste ano. É o que confirma a Sondagem Industrial, divulgada pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), no dia 23 de julho. De acordo com pesquisa, a produção recuou de 47,9 pontos em maio, para 38,3 pontos em junho, o menor índice desde dezembro de 2012. Já o indicador de emprego apresentou recuo pelo 14º mês consecutivo e em junho ficou em 44,6, ante 46,6 pontos em maio. Para especialistas financeiros, as quedas estão atreladas também a realização da Copa do Mundo nos meses de junho e julho de 2014. Em entrevista, a economista e assessora econômica do Gabinete da Presidência da Fiemg, Érika Cristina Mendes Amaral, fala sobre o impacto das eleições e confirma que a confiança dos empresários caiu categoricamente. “O Índice de Confiança encontra -se abaixo dos 50 pontos, (índice que significa que os empresários de Minas apresentam falta de confiança) pelo quarto mês consecutivo, atingindo 42,8 pontos. O índice é avaliado com relação às condições atuais de negócio (34,9 pontos), que se abre nas condições atuais de negócio da economia brasileira (28,4 pontos), da economia do estado (31,6 pontos) e da própria empresa (37,3 pontos). A situação econômica atual desfavorável e as eleições que ocorrerão em outubro deste ano corroboram para este péssimo resultado. A insatisfação também é alta para a situação atual da economia do estado”, completa. Questionada se a Copa do Mundo ajudou para o incremento deste Questionada se a Copa do Mundo ajudou para o incremento deste cenário negativo, Cristina confirma que a produção industrial perdeu todo o seu dinamismo e que os estoques aumentaram, para piorar.

Érika Cristina: “Observamos que o nível de atividade da indústria de Minas Gerais mostrou perda de força em junho”

“Observamos que o nível de atividade da indústria de Minas Gerais mostrou perda de força em junho. O índice de produção atingiu em junho 38,3 pontos, sendo este o menor valor atingido em 2014, enquanto o estoque de produtos finais cresceu, com 51,0 pontos, e a utilização da capacidade instalada efetiva ficou abaixo do usual para os meses de junho, aferindo 35,7 pontos. A queda na produção da indústria no mês de junho foi influenciada pelo período da Copa do Mundo, devido à redução no número de dias trabalhados com a concessão de feriados em dias de jogos”, comenta. O economista-chefe da Fiemg, Guilherme Veloso Leão, também diz que a Copa foi definitivamente um problema. “Nós já esperávamos esse comportamento em junho. A relação é direta com a Copa do Mundo, que gerou mais feriados no mês. Muitas indústrias paralisaram as atividades em dias de jogos do Brasil e algumas chegaram a conceder férias coletivas durante todo o evento. Toda parada efetuada indica menos produtividade da indústria. No segundo trimestre, esse item recebeu 62,2% dos votos dos entrevistados”, comenta.

Saídas e expectativas >> Para evitar mais problemas, a economista Érika Cristina Mendes Amaral lembra que as indústrias estão evitando o corte de pessoal, mas aplicando a redução dos turnos como medida. “As indústrias, de um modo geral não tendem a reduzir o número de funcionários, pois a falta de trabalhador especializado no mercado faz com que os empresários retenham os funcionários treinados e atuantes. As empresas evitam reduzir o número de empregados, mas reduzem os turnos de produção como saída”, conclui.

5


6

Artes visuais...

Fotos: Divulgação OI Futuro

4ª EDIÇÃO DO SIMBIO SERÁ APRESENTADA NO MEMORIAL VALE

Jornalista (JP) Karine Alonso (indicação de artigo)

E

m 2014 o SIMBIO dá continuidade ao conceito das últimas edições do evento e prima pela busca de artistas que despontam no cenário mineiro e que apresentam potencial para dialogar com outras artes, saindo assim do lugar comum. Para a sua 4ª edição foram convidados os artistas Conrado Almada, Leandro HBL e Brigida Campbell, que vão expor seus trabalhos autorais entre os dias 3 de setembro e 5 de outubro no Memorial Minas Gerais Vale, integrante do Circuito Cultural Praça da Liberdade. “Decidimos abrir a gaveta de alguns artistas mineiros e resgatar o trabalho autoral que eles desenvolvem. Ocupar o Memorial Vale será maravilhoso, pois trata-se de um espaço que já desenvolve extensa programação voltada para exposições e por isso se estabelece cada vez mais como fundamental no cenário artístico mineiro”, relata Keyla Monadjemi, umas das diretoras artísticas do SIMBIO, ao lado de Francisca Caporalli (diretora do JACA - Jardim Canadá Centro de Artes); e Eduardo de Jesus (professor da faculdade de comunicação e artes da PUC Minas). O SIMBIO propõe, sobretudo, a abordagem de temas contemporâneos com a arte colaborativa, simbiose artística e a preocupação na capacitação constante de público e profissionais de Arte Contemporânea. "O SIMBIO possibilita um encontro importante entre pessoas de áreas diversas. Esse cruzamento de experiências e técnicas contribui para a criação de um mosaico que revela o trabalho de toda uma geração de artistas”, conta Leandro HBL, um dos artistas convidados desta edição.

Exposição será entre os dias 3 de setembro e 5 de outubro de 2014

Brígida Campbell, professora do Curso de Artes Visuais da Escola de Belas Artes da UFMG, mestre em Artes Visuais pela mesma escola (2007) e doutoranda em processo na ECA-USP, apresentaExercício para a Liberdade. 2014. O trabalho consiste na criação de um acampamento urbano experimental junto aos moradores de rua que ocupam o corredor ao lado do Memorial Minas Gerais Vale. O diretor audiovisual e artista plástico, Conrado Almada, apresenta Dicromia. 2014. O artista propõe uma investigação sobre a percepção de imagens estáticas enquanto superfície de projeção das cores primárias. O trabalho consiste em pinturas e projeções de luz sobre as mesmas. Leandro HBL, diretor de cinema e comunicador audiovisual, mostra Prelúdios do Sol, uma coleção de curtasmetragem experimentais feitos ao longo de 10 anos num formato de diário de viagens. Neles a imagem do sol é o guia para diferentes camadas de realidade e ficção, de lugares e sensações. Quanto mais o observador se perde em imagens de terras distantes e des”conhecidas”, mais ele entende os lugares por onde passa durante a viagem. Nas edições de 2008 e 2012 do SIMBIO, a simbiose aconteceu por meio da contribuição entre artistas que até então haviam produzido pouco ou nenhum trabalho em conjunto. Já em 2013, o evento agregou profissionais de áreas diversas e os fez produzir em diferentes formatos dentro de coletivos artísticos que interagiram e se fundiram.

Informações: ASSESSORIA DE IMPRENSA SIMBIO Pessoa Comunicação e Relacionamento www.pessoacomunicacao.com.br Telefone: (31) 3485-7875 – imprensa@pessoaocmunicacao.com.br

O SIMBIO propõe, sobretudo, a abordagem de temas contemporâneos com a arte colaborativa


Foto: Estúdio Dim Designer

Lançamento........

Banda Electra Lee lança seu primeiro EP em BH O show aconteceu no dia 29 de agosto na casa de show No Fundo do Baú Jornalistas (JP) Felipe José de Jesus e Roberto Dias

A

banda mineira Electra Lee, formada por Jéssica Senhorini (vocal e violão), Letícia Damaris (guitarra e backing vocal), Toti Faccio (baixo e backing vocal), Laiza Lamara (percussão) e Luiz Rocha (bateria), surpreenderam fãs e apaixonados por música no lançamento do seu primeiro EP “Permita-se Experimentar”. O grupo fez a estreia do trabalho no dia 29 de agosto, às 21h, na casa de show No Fundo do Baú. Além de tocar hits conhecidos nacionalmente, a banda cantou as cinco faixas autorais que compõe o CD: “Espelhos” (Linha do Horizonte), “O Mensageiro”, “Alegria”, “Me Esquece” e “Esse é o Meu Swing” (Energia Boa). Em um bate-papo descontraído com a reportagem, os integrantes falam sobre todo o processo de gravação e divulgação na capital mineira. “Inicialmente o EP teria sete músicas,

mas depois acabamos optando por fazêlo com cinco canções. Arranjamos uma transição e utilizamos estilos diferentes como rock, MPB e reggae. Chegamos a um consenso e escolhemos as versões que já haviam sido gravadas. Ficamos 2 meses fazendo a pré- produção e, em seguida, fomos para o estúdio finalizar o álbum. Até o produto final foram precisos cerca de 6 meses”, revelam. Questionados sobre as influências musicais, principalmente as que refletem no CD, eles contam que cada integrante gosta de um estilo, porém ressaltam que foi feito um filtro musical para chegar ao bom resultado final. “Não temos uma única influência. Todo mundo da banda começou no rock e foi se enveredando por outros estilos, tanto que temos no grupo amantes de funk, reggae, soul e, claro, MPB”. Ainda de acordo com os integrantes, o grupo transita entre grandes nomes internacionais, nacionais e mineiros. “Tem gente que curte Eric Clapton, AC/DC, Red Hot Chili Peppers, Joss Stone etc. Já outros têm como influência Ana Carolina, Marisa Monte, Roberta Sá, dentre tantos diferentes nomes. Mas é claro que nos espelhamos também em cantores de Minas Gerais. Nosso estado é um celeiro de grandes artistas”, enfatizam.

Composições >> Na entrevista, o grupo falou ainda sobre o processo de produção das músicas do álbum. “Começamos a fazer a música ‘Espelhos’ por meio de um riff de guitarra. Em seguida, fizemos a primeira parte e o refrão. O Igor Goulart, que canta nesta música, surgiu no momento em que precisávamos porque faltava algo e ele completou a canção de maneira surpreendente. Ele é um rapper extremamente talentoso e faz parte do grupo Protocolo Social”. Jéssica explica que a canção “O Mensageiro” ficou pronta este ano. “Ela é a mais nova e veio por causa das manifestações. Foi uma reflexão sobre a evolução das coisas, a revolta, mas com direcionamento. ‘Alegria’ é uma música mais antiga e foi feita na época em que eu tinha como foco as letras da cantora Ana Carolina. A montagem e o lado eletrônico foram feitos pela Letícia, com influências do Daft Punk”, relembra. Ainda sobre as composições, a vocalista diz que as letras das músicas “Me Esquece” e “Meu Swing (Energia Boa)” surgiram em uma fase de curtição e de profunda tristeza. “Teve uma época em que eu só escrevia músicas depressivas, entretanto, misturei esses dois sentimentos e assim nasceram as canções. Uma retrata essa fase de ‘pegação’, algo que acontece com todo mundo, enquanto que a outra começou em um dia triste, mas coloquei um pouco de ginga na letra”. A respeito do show, eles esperam que as pessoas se entreguem, dancem, experimentem ouvir as novas músicas, abram a cabeça para a arte e se divirtam bastante. O ingresso custa R$ 20, mas para os fãs que não puderem ir nesta primeira apresentação, o grupo vai tocar dia 17 de setembro, na Quarta Cultural da CBTU, na plataforma da Estação Central, às 18h . E também no dia 27, na 1ª Primavera Cultural do Bairro Jaqueline, às 20h30. Mais informações da Electra Lee pelo site: www.electralee.com.br ou pelo telefone: (31) 8809-4079.

7


8

S Foto: Cacá Ferraz

Festeja chega pela primeira vez em BH com grandes nomes da música brasileira Após passar por Ipatinga, um dos maiores festivais de música sertaneja do país chega à capital mineira no dia 27 de setembro com shows de Cristiano Araújo, Fernando & Sorocaba, Henrique & Juliano e Pedro Paulo & Alex

O

tradicional festival de música sertaneja Festeja, que já esteve em diversas partes do país, chega pela primeira vez em Belo Horizonte. No dia 27 de setembro (sábado), a partir das 14h, o campus Estoril do UniBH (Av. Prof. Mário Werneck, 1685 – Estoril – Entrada pela rua lateral) será palco para alguns dos maiores sucesso da música sertaneja: Cristiano Araújo, Fernando & Sorocaba, Henrique & Juliano e Pedro Paulo & Alex. Festeja significa a junção das palavras festa e sertaneja. A ideia do festival surgiu da vontade de misturar a paixão pela música sertaneja com a vontade de se divertir. É um convite para que todos que moram na cidade ou que queiram estar nela durante o evento, possam se divertir intensamente, em clima alto-astral, de festa, de confraternização entre as pessoas, ao lado de grandes artistas da música brasileira. O Festeja contará com uma grande estrutura de palco, som, luz, segurança privada, banheiros químicos e alimentação. Além disso, para quem quiser curtir os shows em espaços exclusivos, os ingressos para a área vip e camarote Wood’s já estão à venda. O Festeja BH é realizado pela Nenety O Festeja BH é realizado pela Nenety Eventos com produção artística da Multipllus Entretenimento. Serviço: Festeja BH – 29 de setembro de 2014 (sábado), às 14h Local: Campus Estoril do UniBH (Av. Prof. Mário Werneck, 1685 – Estoril – Entrada pela rua lateral)

A dupla Fernando & Sorocaba promete um show cheio de surpresas durante o Festeja BH Atrações: Cristiano Araújo, Fernando & Sorocaba, Henrique & Juliano e Pedro Paulo & Alex

Ingressos: PISTA 1º LOTE: R$ 60,00 ALUNO UniBH: R$ 50,00 Área VIP C/ Vodka, cerveja, citrus, refri e água 1º LOTE: Feminino- R$ 90,00 | Masculino – R$ 110,00

CAMAROTE WOODS c/ Vodka smirnof, cerveja, suco, citrus, refri, água - Lounge, Salão Beleza, Dj , Food Special Price e área descanso 1º LOTE: Femino – R$ 140,00 | Masculino: R$ 180,00 Vendas: Lojas Boundless dos Shoppings, Nenety Eventos, Shopping 5ª Avenida, Dce Unibh ou site www.nenety.com.br Classificação: Pista 16 anos e demais setores 18 anos Mais informações:

ALUNO UniBH: Feminino – R$ 80,00 | Masculino – R$ 100,00

Realização: Nenety Eventos


9

Foto: Divulgação evento

Nenety Eventos confirma três grandes atrações para o Abaeté Folia

Os abadás para o Abaeté Folia 2015 já estão a venda pelo site http://www.abaetefolia.com.br/ Serviço: Abaeté Folia 2015 13 a 17 de fevereiro de 2015 em Abaeté Atrações confirmadas: Gusttavo Lima, MC Guimê, Luxúria, Rodrigo Bergall e Victor & Fabiano

Gusttavo Lima foi a primeira grande atração anunciada pela organização do Abaeté Folia

Local: Rua Dr. Antônio Amador, Nº120, Centro, Abaeté-MG Abadás: vendas pelo http://www.abaetefolia.com.br/

site:

Bloco: Unissex R$ 150,00 (sem consumação) Com o abadá do bloco o folião poderá curtir todos os shows do trio elétrico. Bloco VIP: Unissex R$ 250,00 (sem consumação) Com o abadá do Bloco VIP o folião poderá curtir todos os shows do trio elétrico e as festas temáticas na boate. Camarote oficial: Masculino: R$ 560,00 (Open Feminino: R$ 460,00 (Open

A

s confirmações dos shows que serão apresentados durante o Abaeté Folia 2015 estão levando os foliões ao delírio. A organização do tradicional Abaeté Folia anunciou a terceira grande atração: a banda baiana Luxúria, que juntamente com MC Guimê, Gusttavo Lima, Rodrigo Bergall e Victor & Fabiano, se apresentará no melhor carnaval de Minas Gerais. Realizado entre os dias 13 e 17 de fevereiro, o Abaeté Folia, que chega à sua 9ª edição, atrai foliões de todas as partes do Estado, principalmente jovens universitários. O evento conta com uma organização impecável aliada a estrutura de primeiro mundo, com muita segurança e sempre com atrações que estão em evidência nacional. Os organizadores prometem uma festa ainda maior em 2015 para agitar os milhares de foliões que vão curtir tanto no bloco quanto no camarote. Os shows já estão sendo contratados, parcerias sendo fechadas e toda estrutura da festa revista para

oferecer ainda mais conforto e segurança. Os foliões que irão atrás do trio pelas ruas da cidade contarão mais uma vez com muita segurança, grandes atrações e o clima perfeito pra curtir um carnaval inesquecível. Serão 5 dias de pura diversão e ‘azaração’. Além disso, para quem curte um espaço mais vip, em 2015 o Camarote vem mais uma vez com tudo: open bar, boate interna e shows particulares todas as noites. Com capacidade para até 3.000 pessoas, o camarote é um carnaval a parte dentro do Abaeté Folia. Não há como falar do "Melhor Carnaval de Minas" sem citar as madrugadas. Elas são embaladas por djs nacionais e internacionais e vários shows dentro de um mega estrutura com 5 ambientes e capacidade para até 7 mil pessoas. Com área de alimentação, espaço Lounge e muito mais, a Boate faz a alegria da galera que quer curtir ao máximo a festa, tanto que a programação da mesma vai até as 7h da manhã.

bar) Bar)

Com o abadá do camarote oficial o folião poderá curtir todos os shows do trio elétrico em uma área exclusiva coberta e open bar(vodka, cerveja, citrus, refri e água) e as festas temáticas na boate. Camarote Premium: Masculino: R$ 780,00 Feminino: R$ 630,00

(Open (Open

bar) bar)

Com o abadá do camarote oficial o folião poderá curtir todos os shows do trio elétrico em uma área exclusiva coberta e open bar (vodka, energético, espumante, cerveja, citrus, refri, suco e água) e buffet. Para compras pelo site é cobrada a taxa de 10%. Realização: Nenety Eventos Assessoria de Imprensa: Grupo Balo de Comunicação www.grupobalo.com

Heberton Lopes - hlopes@grupobalo.com (31) 3077 0606 | (31) 8855 1219


10

A hora e a vez do apito Fotos: Arquivo Pessoal

Em Campo...

Árbitro Edson de Freitas Junior

C

onsiderada uma das profissões que mais sofre pressão, o árbitro de futebol tem cada vez mais destaque nos jogos mundo afora. A profissão, recentemente regulamentada pela presidente Dilma Rousseff, ainda é considerada como ingrata por muitos, porém a procura pelos cursos nas federações de futebol vem crescendo anualmente. A preparação vai muito além do curso obrigatório e do conhecimento das regras. Vários critérios que são pré -requisitos, estão ligados a formação do candidato à arbitragem como idade, exames clínicos, físicos e psicológicos, além da aprovação em testes e provas teóricas e práticas. Também há uma exigência de documentos para comprovar sua idoneidade. Com toda carga preparatória, o árbitro em carreira ainda tem de manter-se atualizado e constantemente é avaliado. Se não bastasse toda a dinâmica de curso e aprovação que envolve a profissão, aquele que escolhe trilhar o caminho do apito, tem de estar preparado para a pressão dos jogadores, dirigentes e da torcida dentro das quatro linhas. Apitar uma partida, seja como árbitro ou auxiliar,muitas vezes envolve fatores extra campo. O conhecimento da regra deve ser dominado em máximo grau e auxiliado pelos colegas, o juiz de uma partida carrega vários instrumentos em campo. Cartões, apito, spray, relógios e rádio comunicador são equipamentos fazem parte da sua rotina em campo. Mesmo assim, a arbitragem sofre com erros e acertos captados pelos olhos atentos de todos que estão no estádio. A pressão não abala o sonho >> Mesmo diante de lances que geram polêmicas, xingamentos de toda a natureza e a pressão de inúmeras reclamações, fizeram com que o jovem Edson de Freitas Junior desistisse da carreira. Mineiro da capital e aos 22 anos, Edson conhece bem os

meandros do futebol desde que começou a jogar bola. As desilusões como jogador o fizeram trocar de lado em 2011 e então ingressou no curso preparatório de arbitragem que durou seis meses. No ano seguinte, considerado apto, iniciou em jogos de pequena expressão e hoje participa da arbitragem em vários campeonatos das categorias de base. A inspiração profissional veio de um ex-árbitro bastante conhecido no Brasil, Paulo Cesar de Oliveira. Acreditando estar no caminho certo, Juninho como é conhecido, almeja que a violência das torcidas seja banida dos estádios e o espetáculo do futebol seja vivenciado como deve ser. Para ele, quem decide apitar ou bandeirar uma partida, deve ter como requisito principal o gosto pelo futebol. O mundo futebolístico costuma crucificar sem dó um juiz quando este comete erros. Muitas vezes o que se vê nos pontos polêmicos apontados por muitos dentro de campo, nem sempre é tão claro assim. A equipe de arbitragem que mantém a comunicação dentro do jogo, através do aparto que carrega, conta principalmente com a regra oficial e deve aplicá-la, doa a quem doer. A interação entre eles e a ajuda da tecnologia são instrumentos fundamentais para uma exímia arbitragem. Hoje, as câmeras das emissoras que cobrem as partidas, muitas vezes esclarecem ou evidenciam vários lances do jogo, mas isso não influencia o juiz até que ele apite o fim da partida. O sonho de tornar árbitro Fifa >> O profissional do apito costuma não encerrar a partida quando esta chega aos 90 minutos ou após os acréscimos. Para Emerson de Almeida Ferreira, árbitro do quadro da CBF, chegar em casa e assistir repetidas vezes vários lances dos jogos que apitou é rotineiro. Aos 35 anos, o também mineiro de Belo Horizonte é exigente e mantém seu dia a dia voltado para a família e a arbitragem. Casado com uma administradora de empresas e pai de uma menina de dois anos, sua rotina inclui atividades físicas e a leitura sobre arbitragem, além das viagens pelo país para exercer a profissão que abraçou em 2002. Ser árbitro de futebol aconteceu por influência de um ex-motorista que trabalhava com seu pai e

Árbitro Emerson de Almeida Ferreira era ligado a federação. Segundo ele, tudo começou por mera curiosidade, mesmo que estando no meio do futebol como jogador. O curso feito no ano de 1999 abriu as portas para o início de uma carreira promissora. Atualmente Emerson Ferreira segue sendo o número dois na fila para ingressar ao quadro de Aspirante Fifa. E sua preparação segue focada no sonho de apitar jogos internacionais. Escalado para jogos do atual Campeonato Brasileiro, o experiente árbitro não abre mão na vida diária dos quatro pilares da profissão que são o físico, a técnica, o lado social e o mental. Apitando vários jogos de destaque, Emerson lembra do jogo que o marcou profissionalmente. O Estádio Mineirão lotado, apitou a partida entre Cruzeiro e Flamengo da Taça BH de juniores, na qual houve a transmissão pela Sportv. A constatação de que está no caminho certo acontece tanto com o reconhecimento natural de suas atuações dentro de campo, como nos convites que recebe para palestrar a atletas do futebol. O conhecimento da regra pelos jogadores, dirigentes e preparadores é o que sonha como ponto alto dentro do esporte. Para ele, isso é fundamental para que as polêmicas sejam esclarecidas nas partidas e não sobre dúvidas sobre a atuação da equipe do apito. Enquanto isso não acontece dentro dos clubes, Emerson segue seu foco apitando os jogos e na forte preparação, pois sabe que é longo o caminho até se tornar um árbitro Fifa.

Jô Amaral Colunista Esportiva e Editora da coluna ‘Em Campo’ no JCE


Texto e foto retirados: Natura Musical (Site Oficial ) - Arnaldo Antunes e Marisa Monte

11

Shows gratuito em BH... Festival Natura Musical 2014 trará grandes apresentações para BH

Arnaldo Antunes e Marisa Monte farão o fechamento do evento em Belo Horizonte

Confira a programação deste ano: Praça da Liberdade 10h00 – Érika Machado (MG) 11h15 – Giramundo (MG) Oficina de percussão e atividades lúdicas 14h30 – Disco Baby (SP) com Ander-

son Noise (MG) e Daniel Cozta (SP) 16h30 – Pequeno Cidadão (SP) Praça JK Vinil é Arte (MG) – intervalos 15h00 – Siba (PE) com participação especial de Chico Lobo (MG) 16h30 – Felipe Cordeiro (PA) com participações especiais de Luê (PA) e D. Jandira (MG) 18h00 – Karina Buhr (PE) canta Secos e Molhados (SP) 19h30 – Nação Zumbi (PE) com participação especial de Bnegão (SP) Praça da Estação Vinil é Arte (MG) – intervalos 14h00 – Marcela Bellas (BA) com participação especial de Juliana Sinimbu (PA) 15h00 – 5 a Seco (SP) 16h30 – Fernanda Takai (MG) com participação especial de Samuel Rosa (MG) 18h00 – Elba Ramalho (PB) com participação especial de Mariana Aydar (SP) 19h30 – Ney Matogrosso (MT / RJ) 21h15 – Show de encerramento com Arnaldo Antunes e Marisa Monte (SP-RJ)

Divulgação

A

música brasileira será a maior atração do Festival Natura Musical, dia 14 de setembro, em Belo Horizonte. Serão 12 horas de programação simultânea em palcos montados em três praças. Serão apresentados 15 espetáculos para até 50 mil espectadores. Criado há quatro anos como um grande evento de música com programação 100% brasileira e acesso gratuito, o Festival Natura Musical nasceu com o objetivo de ampliar o acesso do público, de forma gratuita, aos projetos patrocinados pelo Natura Musical. O evento tem a proposta de promover uma experiência do bem estar bem, razão de ser da Natura, para públicos de diferentes perfis, além de dar maior visibilidade a cultura nacional. Uma das novidades desta edição é o palco infantil, que será montado na Praça da Liberdade. Além dos shows de Érika Machado (MG) e da banda Pequeno Cidadão (SP), as famílias poderão aproveitar, pela primeira vez em BH, a festa Disco Baby, que há dois anos oferece experiência sensorial a bebês e crianças nas pistas de dança de São Paulo, ao som do DJ Mau Mau (SP) e de Anderson Noise (MG).

Ney Matogrosso é também uma das atrações mais esperadas pelo público de BH. Cantor interpretará com certeza, canções do seu antigo grupo, Secos e Molhados


Divulgação

O jornalismo se modificou, as máquinas de escrever foram trocadas pela tecnologia. Os computadores e a Internet, hoje reinam no século 21. Porém, algo ainda continua o mesmo: jornalismo sério com profissionalismo e credibilidade, poucos conseguem oferecer para os leitores. (Felipe José de Jesus)

Revista

Conheça também o site do jornal: www.jornalcorreioeletronico.com.br E-mail: jornalcorreioeletronico@gmail.com

Revista correio eletrônico 25ª Edição - Setembro e Outubro de 2014  

Revista Correio Eletrônico 25ª Edição Setembro e Outubro de 2014 BH Uma publicação de entretenimento: Cultura, Xadrez. Fotografia, Futebol,...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you