Page 1

As relações comerciais entre Brasil e China, nunca estiveram tão bem. Isto, por que segundo o Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior (Mdic), de 2010 para 2011, o volume total de negócios entre os países foi de US$77 bilhões. No entanto, a desaceleração vem preocupando especialistas. Veja na matéria do jornalista - Felipe de Jesus

O professor Gérson Peres Batista, pedagogo, técnico desportivo e dono do site: Clube de Xadrez On-Line, concedeu entrevista ao jornalista - Frederico Gazel, sobre o xadrez nacional, escolar e o mercado para os profissionais do esporte.

Leia na página 5

Leia na página 3

A jornalista Karine Alonso traz em sua coluna ‘Imagem em Pauta’, um artigo sobre a importância da criatividade na hora de se fazer um book fotográfico. Além disto, ela explica quais são os tipos de books mais requisitados pelas mulheres.

Os leitores da ‘Revista Correio Eletrônico’, vão ter a partir deste mês, a companhia do Psicólogo Aparecido Reis. O especialista trará sempre em sua coluna ‘Comportamento’, artigos relacionados a importância da Psicologia no cotidiano. Nesta edição ele fala da relevância do suporte psicoterapêutico.

Leia na página 7

Leia na página 10 Edição 5 - ANO 3 - Junho de 2012 Publicação da Agência de Comunicação e Publicidade Correio Eletrônico (ACPCE) Todos os Direitos reservados

Revista

Foto: Jornalista (JP) Felipe José de Jesus

Música de Raiz

Amor pela viola sertaneja

Leia mais em:

Página

11

Em

tempos de ‘Sertanejo Universitário’, as amigos Miro (cantor, violeiro e compositor) e Moacir (compositor, violeiro e arranjador) trazem uma proposta diferente para o estilo musical. Conheça um pouco mais sobre os músicos e também sobre o CD ‘Menina Anjo Apaixonado’ lançado em

2011. Empreendedorismo

resentação e Fabrício fazem ap pes Fernando Augusto Diácono - Moisés Lo em homenagem ao

Karine Alonso

Felipe de Jesus

1º Passeio Ciclístico pela Paz é um sucesso em Contagem

Página 6

Jovem

A dupla se apresentou no dia 23 de junho em Raposos. Leia a matéria completa de cobertura da ‘Revista Correio’ com os Jornalistas: Felipe de Jesus e Karine Alonso .

Página 9

Linhaça um superalimento O que faz da linhaça um superalimento?. Sua casca guarda um mix de proteínas, vitaminas e minerais e previne doenças degenerativas e afasta o envelhecimento precoce. Leia no artigo da colunista Mariana Urias.

Página 8


Editorial

2

Revista

Felipe de Jesus

Edição de peso

C

om o telefone na mão, mas

conectado na Internet. Desta forma, no dia 26 de junho fechávamos a 5ª edição da Revista Correio Eletrônico em nossa redação. A jornalista Karine Alonso produzindo sua ótima matéria sobre a cobertura da dupla ‘Fernando Augusto e Fabrício’ em Raposos no dia 23 de junho, eu fazendo a matéria (também) de cobertura, mas do 1º Passeio Ciclístico Pela Paz em Contagem, que aconteceu no dia 10. Já do outro lado da linha telefônica, o jornalista Frederico Gazel, me passando as coordenadas de sua sensacional entrevista com o professor de xadrez - Gérson Peres, nome de peso no esporte, residente de São Sebastião do Paraíso - MG. O resultado desta edição são matérias (coberturas) produzidas ao longo do mês com carinho pelos jornalistas, e que recheiam a publicação literalmente com conteúdos de extrema relevância para o leitor. Uma edição de peso, e também com algumas novidades, como, o colunista - Aparecido Reis, Psicólogo, que inaugura a coluna ‘Comportamento’. Na verdade, uma edição que vale a pena ser conferida do início ao fim!. Desejamos uma ótima leitura para todos. Abraços fraternos da equipe de redação - Revista Correio Eletrônico.

Fala leitor.. Este espaço é para os leitores da ‘Revista Correio Eletrônico’, deixarem seus comentários sobre as nossas matérias e artigos. Participe, o seu comentário pode sair na próxima edição!

Felipe de Jesus Editor Geral

Presidente e Jornalista Responsável (JP) Felipe José de Jesus - Jornalista (JP) - (DRTJP:15.263-MG - SJPMG - FENAJ) Editor e Diretor de Redação: Editor de Economia e Finanças - Diagramador (criação) Conselho Editorial RCE - Jornalistas (JP) Karine Alonso - Jornalista (JP) - (DRTJP:16.315.MG - SJPMG-FENAJ) Diretora e Editora do Imagem em Pauta Frederico Gazel - Jornalista (JP) (DRTJP:15.423-MG - SJPMG - FENAJ) Diretor - Revisão de Textos e Editor de Xadrez - (criação) Comercial (Marketing - Publicidade) Karine Alonso (JP) e Felipe de Jesus (JP) Apoio jornalístico Jornalista (JP) Geize Pires Agenciadora Apoio na captação de Eventos Fernando Roger Diretor de Distribuição Jornalista (JP) - Felipe de Jesus (JP) Fotografia: Equipe RCE e Divulgação Assinatura (anual) da revista agenciadecomunicacaocorreio@gmail.com Impressão: Gráfica IMAGE - Artes Gráficas - Belo Horizonte - Minas Gerais Uma publicação da Agência de Comunicação e Publicidade (ACP Correio Eletrônico) Contatos: (031) 8561-5255 - 8570-7347 - (BH-MG)

CNPJ: 03.379.599/0001-04 Todos os Direitos Reservados - 2012

“Uma revista com assuntos variados. É desta forma que vejo a Revista Correio Eletrônico. Hoje poucas publicações tem em seu corpo de funcionários, ou seja, em sua totalidade, jornalistas preocupados em trazer algo além da notícia, assuntos que abordem entretenimento e que sejam de fácil leitura. Por isso, venho parabenizar a 3º edição da Revista. Na capa, dois irmãos que poucos pessoas conhecem no meio artístico, mas que já estampam em seus rotos o sucesso, e isto é o que chama atenção, pois o título ‘Revelação Sertaneja’ sugere SUCESSO, e pelo o que tenho acompanhado nas Redes Sociais, é o que tem acontecido com esta dupla sertaneja. Deixo os meus parabéns para toda equipe (jornalistas e afins) e aguardo ansioso as próximas edições.!! Pedro Soares – Publicitário - MBA em Administração Financeira


Xadrez

3

Popularidade do xadrez cresce

e conquista cada vez mais espaço para profissionais

no mercado de trabalho O professor Gérson Peres Batista, pedagogo e técnico desportivo, nos concedeu uma honrosa entrevista em que conta dentro do

www.scacchierando.net

Clubedexadrezonline

universo do esporte, sobre assuntos ligados ao xadrez nacional, xadrez escolar, internet e sobre o sucesso de seu site ‘Clube de Xadrez On-Line’, um dos mais visitados da América Latina. Veja:

Frederico Gazel RCE: Gérson, Conte-nos sobre o momento do xadrez Brasileiro em relação a popularidade nos dias de hoje. O xadrez nacional vive um momento muito bom, deixando de ser uma atividade para poucos - pertencente a uma elite social e intelectual - e vem ganhando novos adeptos a cada dia. Dois fatores foram decisivos para isso: o xadrez escolar e a internet. RCE: Na sua opinião, como podemos melhorar a prática do esporte em nosso país? Através de projetos como o Xadrez Escolar? Divulgação em massa ou outros? Penso que o foco principal de atuação está em investir ainda mais no xadrez na escola. Foi especialmente nesse meio que o jogo encontrou um espaço muito favorável para o seu crescimento.A divulgação em massa seria uma consequência da popularização do esporte por meio do investimento escolar, pois com um número mais expressivo de praticantes o interesse da mídia em falar do assunto cresceria naturalmente, tanto sobre a abordagem dos benefícios pedagógicos quanto da parte competitiva mesmo, cobrindo a participação dos estudantes nos campeonatos.

Gérson Peres: “O xadrez como ferramenta de apoio pedagógico tem amplo apoio entre os educadores, já que potencializa os alunos em questões como concentração, cálculo, planejamento, memória”

Assine a ‘Revista Correio Eletrônico’ Uma publicação mineira de cultura, lazer, xadrez, fotografia, eventos, finanças-economia e turismo.

RCE: O nosso Estado tem alcançado bons resultados na popularidade também em relação aos anos anteriores. A que você adere esse crescimento? Tem papel decisivo nessa popularidade a Federação Mineira de Xadrez, pois ela atua em várias frentes com eventos para atletas, capacitação de instrutores/ treinadores da área e cursos de arbitragem. A FMX tem conseguido apoio dos órgãos públicos para seus projetos e isso faz a diferença. A Equipe Mineira de Xadrez é um bom exemplo da confiança do Governo Estadual no trabalho da entidade. RCE: Falando sobre a entidade, quais foram os ganhos dos atletas mineiros com o projeto da Equipe Mineira de Xadrez? Milito no xadrez desde 1989 e confesso que não havia visto ainda no Brasil um projeto tão audacioso como esse que vem sendo realizado pela FMX em parceria com a Secretaria de Estado de Esportes e Juventude SEEJ, onde foi formada uma equipe com 16 atletas e 5 professores. Os jogadores têm aulas individuais com seus treinadores (priorizando as necessidades técnicas de cada um) e o apoio para a participação em torneios, inclusive, em âmbito internacional. A assimilação do conteúdo técnico obtido quando do contato com os professores e a experiência em competições internacionais são fundamentais para o sucesso de um atleta.

Peça já a sua pelo: agenciadecomunicacaocorreio @gmai.com

Ou pelos telefones: (031) 8561-5255 (031) 8570-7347

Receba a revista em sua residência e ganhe também a assinatura digital

RCE: Como você vê a possibilidade do xadrez ser uma disciplina nas escolas na grade curricular? Quais impactos positivos teriam os jovens? O xadrez como ferramenta de apoio pedagógico tem amplo apoio entre os educadores, já que potencializa os alunos em questões como concentração, cálculo, planejamento, memória, tomada de decisão, etc., elementos que promovem impacto direto do desempenho nas demais disciplinas curriculares. A inserção na grade geraria uma influência direta nos alunos com o ganho cognitivo através do estudo e da prática regular do


RCE: É possível viver de xadrez como jogador profissional no Brasil? E como educador/ ou professor?

4 RCE: Você foi um dos pioneiros do xadrez nacional a hospedar um site de notícias de xadrez. Conte-nos sobre a dificuldade de divulgação que este esporte traz e quais estratégias você utilizou para o sucesso de visitas no site.

Fotos:Divulgação

xadrez, pois ele é um excelente aguçador da mente.

Lançamos o Clube de Xadrez (CXOL) (www.clubedexadrezonline.com.br) em 2000. A ideia foi a de reunir num só site conteúdo informativo e formativo da área, com cerca de 20 seções. Hoje, o CXOL é o mais acessado da América Latina com cerca de 6.000 visitas/dia e mais de 11.300 artigos publicados. O sucesso do site se deve ao seu livre acesso e por ser essencialmente democrático. Os torneios grandes e pequenos têm o mesmo peso, não importando se possuem premiação ou não. Um outro fator que deu confiabilidade ao trabalho é a isenção político-administrativa, em qualquer esfera. Tratamos o site sempre como uma empresa, sem personalismo. Isso fez dele um ambiente agregador do xadrez, com uma linha editorial positivista.A exemplo de outras microempresas o CXOL tem suas limitações, como poucos funcionários e pequeno capital para investimento em melhorias. A empresa é mantida com recursos próprios, oriundos do comércio eletrônico de produtos de xadrez e de aulas online/offline. Para crescer usamos estratégias de divulgação como o Portal (onde hospedamos outras páginas de xadrez), Programa de Afiliados (parceria com outros sites/blogs), Informativos (com as últimas atualizações sendo encaminhadas diretamente aos usuários cadastrados), Promoções da Loja do CXOL e, sobretudo, atualizamos o site diariamente como uma forma de fidelizar os leitores, que estão sempre voltando para ver as novidades.

Para se viver exclusivamente como enxadrista profissional é necessário estar entre os primeiros do ranking brasileiro, jogar muitos torneios para ganhar prêmios, dar palestras e cursos, simultâneas, escrever livros, fechar contrato com alguma cidade para representá-la (a exemplo dos Jogos Regionais e Abertos do Interior de São Paulo)... Enfim, como não é comum um jogador de xadrez ter patrocínios de empresas, a saída então é ele encontrar outras formas de renda para se manter. Agora, a maneira mais tranquila de se trabalhar com xadrez é lecionando, seja como instrutor (xadrez pedagógico) ou treinador (xadrez competivo). Eu mesmo, há cerca de 20 anos, fiz a opção de ser um professor de xadrez em tempo integral e jogador de torneios nas horas vagas, como nos fins de semana e nas férias. RCE: Quais avanços a internet trouxe para o xadrez em termos profissionais e para amadores? A internet socializou o conhecimento. No passado, era comum nas primeiras rodadas de um campeonato os mestres derrotarem facilmente seus adversários. Hoje, vemos esses mesmos mestres muitas vezes empatando ou mesmo perdendo já na primeira rodada para um jogador desconhecido. Mas, como esse jogador desconhecido até então conseguiu progredir? Em sua casa mesmo, através da internet. Ele contratou aulas para facilitar a compreensão da teoria e disputou partidas contra adversários de todo o mundo, cumprindo a parte prática. Ao chegar nos torneios, consegue apresentar um bom nível técnico. Para os mestres também houve avanço, especialmente aos que dão aulas. Eles agora estão com muito mais alunos, pois o mercado não é mais local e sim nacional, onde pela internet é possível atender alunos do Brasil inteiro e até do exterior, se o mestre de xadrez souber inglês.

Gérson tem 39 anos, e reside na cidade de São Sebastião do Paraíso, Minas Gerais. É jogador e pertence ao quadro dos 100 melhores atletas do Brasil. Dentre os diversos títulos na carreira, destaque para o de Tetracampeão Mineiro.

Frederico Gazel é jornalista (JP)

Gérson em dois momentos no Xadrez

Graduado em Comunicação Social pela Faculdade Estácio de Sá - BH - MG - Assessor da Federação Mineira de Xadrez (FMX) - Professor de Xadrez no Colégio Santo Antônio e no Colégio Magnum em BH– MG.

Professor

Lulu - Aula particular - Freelancer para bandas (eventos / festas)

Na Rede Social:

Contatos:

http://www.facebook.com /franciscofernandesneto

(031) 3543-1048 (031) 8511-5317 (031) 9255-6169

E-mail:

Lubaixobass@hotmail.com


Economia e Finanças

5 Fotos: Divulgação e Zoom Comunicação

Comércio Brasil e China cresce mas desaceleração preocupa Negócios com chineses registraram aumento de 10% nas últimas três décadas Felipe José de Jesus

A

s relações comerciais entre Brasil e China, nunca estiveram tão bem. Isto, por que segundo dados do Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior (Mdic), de 2010 para 2011, o volume total de negócios entre os países foi de US$77 bilhões, contra os US$56,3 bilhões. Além disto, o superávit comercial brasileiro com os chineses saltou de US$ 5 bilhões para US$11 bilhões, um cenário empolgante, mas que de acordo com especialistas financeiros, preocupa empresários/ indústrias brasileiras. Em entrevista, o economista Paulo Ferracioli, professor do MBA em Gestão de Comércio Exterior e Negócios Internacionais da Fundação Getúlio Vargas (FGV/ IBS), fala sobre os efeitos das transações comerciais com a China. Contudo, lembra que o volume de exportações de commodities tem ajudado na economia. “Existem dois lados da moeda. Do lado da China, o lado positivo, pois ela está importando um volume grande das commodities: minério, ferro, soja e também o petróleo. Tudo isso, tem alavancado a economia no país, é fato indiscutível. Já do lado do Brasil, temos um ponto negativo, infelizmente. Aumentamos muito nossas importações de produtos chineses e este acréscimo, tem prejudicado a indústria e empresários brasileiros, por causa também do grande consumo interno de itens importados”, conta. O especialista lembra que outro sério problema enfrentado pelo Brasil em relação à China, está ligado ao câmbio. “Desde 1994, a China vem mudando seu câmbio desvalorizando. O yuan (moeda chinesa) estaria desvalorizada em torno de 40% em relação ao dólar, e o real, por sua vez, valorizado em 16%. Isso afeta substancialmente as exportações brasileiras, que perdem sua competitividade no comércio internacional. Ou seja, a desvalorização da moeda chinesa torna suas exportações mais baratas do que seriam se a taxa de câmbio fosse variável pelo mercado. Isto prejudica o crescimento econômico do país”, alerta.

PIB >> Questionado sobre o baixo desenvolvimento do Produto Interno Bruto (PIB) no 1º trimestre de 2012, (0,02%), comparado ao 4º trimestre de 2011, Paulo diz, que a perda de competitividade da indústria em

PAULO: “A desvalorização da moeda chinesa afeta as exportações brasileiras, a competitividade no comércio internacional”

relação à China, se deve ao Custo Brasil. “Tivemos um crescimento do PIB pouco expressivo neste primeiro trimestre, mas não foi ruim de todo. No entanto, esta perda da competitividade se deve também ao Custo Brasil. Alta carga tributária, custos de energia, da logística, dos encargos trabalhistas, dos investimentos e os gargalos da infraestrutura. Se somarmos tudo isso, teremos um vilão a ser combatido”, ressalta. Medidas e avanço >> O economista acredita que o comércio entre os dois países se manterá no mesmo patamar, toda via, diz que o Governo pode ajudar os empresários e indústrias mudando sua postura nesta parceria. “Em 2011 a China ocupou o 4º lugar mundial em investimento produtivo. Para o decorrer de 2012, este comércio poderá se manter no mesmo patamar, a única situação que poderá derrubar este negócio, será uma desaceleração da industria chinesa. Mas lembro, o Governo precisa tirar melhores proveitos desta parceria, estabelecer políticas para centralizar estes aportes. Precisa também, oferecer um espaço que de certa forma vá incentivar a inovação e a produtividade das empresas do nosso país”, conclui.

A PRESIDENTA Dilma Rousseff e o primeiro ministro da China, Wen Jiabao em recentes negociações no Brasil

Felipe José de Jesus é jornalista (JP) Graduado em Comunicação Social pela Faculdade Estácio de Sá—BH Especializações: - Extensão Universitária em Contabilidade e Finanças - Extensão Universitária em Comunicação Empresarial - Pós- graduando em Administração e Marketing Professor de Português e Filosofia Licenciado pela Secretaria de Educação- MG


Cobertura Correio

Fotos: Jornalistas (JP) Karine Alonso e Felipe de Jesus Repórteres foram ao local por convite de Glayser Santos e Henrique Barbosa (Locutor)

6

‘1º Passeio Ciclístico pela PAZ’ é um sucesso em CONTAGEM Agência Correio Eletrônico, foi uma das empresas que apoiaram o evento

Um domingo ensolarado e com muita, mas muita gente animada. Assim foi o 1º Passeio Ciclístico pela Paz, realizado no dia 10 de junho em Contagem-MG. O evento foi uma produção de Glayser Santos e ACJALA. Além dos produtores, a festa contou com o apoio de várias empresas como: Copasa, Polícia Militar, Vinny Design, Planet Photos, Cliclo Paulo e a cobertura completa do evento, pela Revista

Correio que também apoiou o passeio. A largada foi no bairro Laguna, na Praça do Divino, indo até o Parque Ecológico na Pampulha. Cerca de 250 pessoas estiveram presentes. Em entrevista exclusiva a Revista Correio, Glayser Santos, disse que quer tornar o passeio em algo tradicional na região. “Com certeza é uma oportunidade de trazer uma atividade para os moradores, e o melhor, gratuita. Estamos atrás de patrocínios, para que no ano que vem possamos fazer melhor ainda. Agradecemos ao Eduardo Sindon que nos apoiou demais. Ele é presidente da associação do bairro. Agradeço também ao Correio Eletrônico, ao Henrique Barbosa (locutor) e aos demais apoiadores”, disse. Já para Eduardo Sindon, o lazer foi para a

Conheça a melhor dupla de sertanejo universitário de Minas Gerais

Contatos Shows : (031) 8632 8632--9570 Assessoria de Imprensa: (031) 8561 8561--5255

Brindes foram sorteados para os participantes no final do passeio

comunidade. “Primeiramente agradeço, pois o local não tem uma área de lazer. Juntamos as questões de entretenimento e segurança para os moradores. Queremos despertar as autoridades, que façam algo mais seguro para os residentes. Vai ser tradicional, mas vamos fazer ano que

vem algo mais amplo, pois fizemos tudo com poucos recursos. Agradecemos a força dos moradores, do Correio Eletrônico, que foi o único veículo de imprensa no local, além disto, aos demais participantes e visitantes que nos ajudaram”, concluiu. Mais fotos no Facebook do Correio.

Foto: Marcos Produções

Felipe José de Jesus e Karine Alonso


7

Fotos: Divulgação

Criatividade em ensaios fotográficos é a base para

boas fotos Karine Alonso

F

icar mais bonita, fazer po-

ses de celebridades famosas, ficar sexy e chamar a atenção. Esses são os principais requisitos das mulheres, ao contratarem books fotográficos. Eles são divididos em externos (fotos tiradas em locais abertos, utilizando grande parte da iluminação ambiente) e books realizados em locais fechados, geralmente em estúdios com fundo de cores padrão e diversos acessórios. A produção de books parece simples, mas não é. Além do equipamento adequado, indicação de um bom local, ter diversos acessórios para cada figurino, é preciso ter uma boa interação entre o fotógrafo e o modelo para que o resultado final saia como o planejado. A produção vai de acordo com a finalidade do cliente, seja para guardar de lembrança, investir na carreira de modelo ou até mesmo para presentear alguém. Para cada tipo de book, a produção é diferenciada. As poses e os destaques de cada foto são totalmente de acordo com o estilo do cliente. Existem vários tipos de books: infantil, 15 anos, noivos, adulto, modelos, gestante, masculino e sensual que é a nova sensação das mulheres para agradar os parceiros em datas especiais.

A criatividade é a matéria prima para um bom book fotográfico.

Músicas, cores e autenticidade fazem toda a diferença na hora do ‘click’, os books são 100% personalizados. O fotógrafo busca os detalhes de cada cliente, ás vezes um sorriso espontâneo em momento de descontração pode ser a melhor foto do álbum. A criatividade é a matéria prima para um bom book fotográfico, seja em qualquer ambiente. O manuseio correto com equipamento, respeito com cliente e claro, uma boa sintonia faz toda a diferença!.

A editora Karine Alonso é jornalista (JP) Graduada em Comunicação Social pela Faculdade Estácio de Sá - BH.MG. Sua tese de formatura em Jornalismo, foi sobre o Fotojornalismo Brasileiro.

Conheça o site: www.consep21bh.webnode.com Contato:3077-3233- BH-MG


Saúde e Bem Estar

Fotos: Divulgação

8

Linhaça: um superalimento O

que faz da linhaça um superalimento?. Sua casca guarda um mix de proteínas, vitaminas e minerais. Em destaque temos a vitamina que previne doenças degenerativas e afasta o envelhecimento precoce. Destaca-se também o ômega -3 e o ômega-6. Essa dupla garante o bom funcionamento cardiovascular reduzindo o LDL, o colesterol ruim, responsável por estragar as artérias. Outro ingrediente que compõem a sua poderosa fórmula é a lignana, substância que ao se ligar a receptores celulares, funciona como um falso hormônio. Estudos mostram a relação entre lignana e a redução do câncer de mama. Esse composto atua como mecanismo de defesa que provoca o suicídio das células defeituosas. Lembrando que neste último caso é necessário um acompanhamento mais de perto de profissionais da área para que a utilização do alimento seja eficaz. Lanço aqui dicas de como utilizar este superalimento: Para aproveitar tudo que a linhaça tem de bom, a

dica é triturá-la no liquidificador. É que a casca é bem resistente, pode passar intacta pelo aparelho digestivo. Enriqueça frutas, saladas, sopas, sucos com pitadas de linhaça triturada.

Artigo de autoria de Mariana Urias Nutricionista CRN: 11.619 Contato: (031) 8794-0542


Cultura e Entretenimento

9 Cobertura: Revista Correio Eletrônico

Fernando Augusto e Fabrício fazem Fotos: Karine Alonso

show em homenagem ao Diácono - Moisés

Fernando Augusto e Fabrício e o Diácono Moisés durante a apresentação

Karine Alonso e Felipe José de Jesus

A dupla

Fernando Augusto & Fabrício estiveram presentes no dia 23 de junho, no Colégio Dom Cirilo em Raposos - MG, para um almoço especial em homenagem ao Diácono - Moisés Lopes. Os irmãos encantaram os presentes com uma apresentação acústica que teve de tudo: moda de viola, os hits do sertanejo atual, os clássicos do gênero e claro, as lindas canções de louvor, como ‘Nossa Senhora’ e ‘Faz um milagre em mim’. Em entrevista, Fernando e Fabrício afirmaram que foi muito bom tocar na festa (homenagem). “Desejamos sucesso ao Diácono

Moisés e também toda a felicidade do mundo para ele. Poder tocar aqui, em uma festa de família e como disse, em homenagem ao novo Diácono, foi gratificante. Agradecemos o convite do Padre Ângelo, que nos deu esta oportunidade e que vem nos apoiando demais em todos os nossos trabalhos”, ressaltaram os irmãos. Festa inesquecível > Os convidados aproveitaram a bela tarde para conversar, degustar de uma boa comida, brindar as vitórias do Diácono Moisés. “Foi ótimo poder participar desta homenagem inesquecível, e ainda ouvir boas canções. Felicidades ao Diácono Moisés”, concluiu Ana Maria, moradora de Raposos. Outras fotos: Facebook Correio

O Diácono - Moisés (centro) com os amigos que organizaram a festa

Momentos da festa: Na foto, a dupla com o Padre Ângelo, grande amigo e apoiador


Comportamento

10

Foto: Divulgação

O toquinho do elefante Texto também encontrado em blog: http://olharqualitativo.blogspot.com.br

IMAGEM ILUSTRATIVA

U

m dos animais que mais gera fascínio nas pessoas são os elefantes por seu porte e também força física. Mais impressionadas as pessoas ficam, pelo fato de como é possível “enquadrar” esses gigantes, que só em alimentação, consomem por dia, o peso de um homem adulto em folhagens. Há milênios os habitantes do Sul da Ásia e da África Central utilizam um método de domesticação com esses colossais quadrúpedes que poderíamos apelidar de “técnica do toquinho”. Ainda filhote, o elefante é amarrado a um pequeno resto de um tronco de árvore que fica ligado à terra, depois de cortada. O elefantinho ainda não tem força para vencer a resistência do toco e, assim não consegue se mexer por mais do que poucos metros. Naquele local ele é alimentado e adestrado, crescendo acostumado ao empecilho. Quando adulto, mesmo tendo força para arrancar uma árvore inteira pela raiz, ele se acredita, por “condicionamento”, incapaz de se soltar do “toquinho”. É interessante quando ponderamos a respeito das pessoas , visto que cada um de nós a partir de certas condições e circunstâncias desenvolve estilos de pensamento e de comportamento. Os indivíduos pensam e atuam sempre em consonância a perspectiva que constroem do mundo. Uma pessoa pode ter construído uma forma de enxergar os fatos de maneira pouco hábil. Daí ela não exercerá suas funções positivamente a si mesmas. É como se estivessem amarradas a toquinhos. Quando uma pessoa procura ajuda profissional de Psicologia, traz queixas que podem ser das mais variadas ordens: saudosismo além da conta, insistentes e infundadas idéias pessimistas, perda do apetite, dores corporais que não passam com o uso de remédios prescritos por médicos, sudorese excessiva em situações específicas e muitas outras. Muitas vezes sobre essas situações ela não consegue entender a causa imediata e nem por meio dos processos clínicos técnicos. São desconfortos ligados

ao que a pessoa sente sobre si mesma e sobre o seu mundo circundante. O profissional psicólogo a atenderá buscando criar uma interação entre seus os pontos de vista e sua própria forma de ver o mundo. Entra ai também na mediação desse trabalho uma base teórica que pesquisa e explica muito do ser humano naquilo que lhe é mais caro: a forma de pensar e agir. A essa fundamentação teórica dá-se o nome de abordagem. O suporte psicológico toma em consideração a versão que um cliente faz do seu universo e de si próprio. Uma das formas desse tipo de processo estará focada na compreensão daquela vida, dos seus entraves do momento buscando construir novas formas de trato daqueles desconfortos. Faz parte uma alteração de percepções, estados emocionais e de comportamento. Não é mudar a essência da pessoa, mas sim vivificá-la. A tempo, o pensador Mokiti Okada pontua em seus textos que os homens são mais eficazes quando aprende a prestar atenção aos exemplos que a Natureza nos dá. Os elefantes atracados a toquinhos não mudam sua “perspectiva” em relação a

Conheça os serviços:

Ligue: (031) 8632-5970

sua vida, uma vez que não dispõem da possibilidade de articularem suas emoções e suas ações.

“Cada um de nós a partir de certas condições e circunstâncias, desenvolve estilos de pensamento e de comportamento” Bem diferente dos elefantes ou mesmo do que diz a bela “Modinha para Gabriela” (Quando eu vim para esse mundo... Eu não atinava em nada... Eu nasci assim, eu cresci assim... E sou mesmo assim, vou ser sempre assim) as pessoas podem mudar sua maneira de sentir e agir sobre si e sobre o mundo. E neste sentido, um suporte psicoterapêutico é sempre muito valioso. Artigo de autoria do colunista: Aparecido Reis Psicólogo (CRP04-1558) Psicologia Clínica e Pesquisa Qualitativa de Opinião e de Mercado Twitter: @AparecidoReis1 Blog: http://olharqualitativo.blogspot.com.br/


Turismo em Minas

11 Fotos: Jornalistas (JP) Felipe de Jesus

Amor e paixão pela viola sertaneja Os músicos Miro e Moacir mostram que o ‘sertanejo de raiz’ ainda tem espaço no mercado

Felipe José de Jesus

U

ma amizade antiga e que com o

tempo, se tornou uma parceria musical. Assim, Miro e Moacir, amigos há quase 30 anos, investiram em um sonho antigo, trazer para o público brasileiro, um CD diferente dos padrões do mercado do Sertanejo Universitário, um disco recheado com o bom e velho sertanejo de raiz: “Menina Anjo Apaixonado”. O disco foi produzido e lançado em 2011. Aproveitando este momento de alegria dos amigos, a equipe da ‘Revista Correio Eletrônico’ esteve no bairro ‘Alípio de Melo’ em Belo Horizonte, e conversou com os compositores sobre o CD, e também a respeito das perspectivas para este ano. Em entrevista, Moacir (compositor, violeiro e arranjador) falou de sua paixão pela música e também sobre o seu início na música sertaneja. “Primeiro eu comecei com a música popular, isso no ano de 1972. Já tocava por prática e passei também por conjuntos (bandas), mas sempre com o sonho de gravar um disco sertanejo. Com o caminhar dos anos, conheci o Miro, e logo comecei a dar aulas de violão para ele. Assim, surgiu a ideia de gravar um disco, mas como era complicado, e não tínhamos muitas condições financeiras, demoramos para gravá-lo. Hoje, é com muita emoção que divulgamos este CD, um sonho realizado. Mas tudo com a ajuda de Deus, pois sem ele não conseguiríamos”, disse emocionado. Miro (compositor e violeiro) afirmou que foi um orgulho fazer este trabalho com Moacir. “É ótimo ter um parceiro como ele. Fui aluno dele de violão e tudo o que sei vem de seu conhecimento musical, o domínio do violão e etc. Já tínhamos a ideia de fazer o projeto do disco, contudo, faltava ainda o dinheiro para gravar. Neste CD, o Moacir foi a base de tudo, usamos todas as experiências dele nas músicas do disco”, completou.

O CD: Menina Anjo Apaixonado já está à venda

Sertanejo Universitário > Questionados sobre este mercado de ‘Sertanejo Universitário’ que hoje é sucesso no Brasil , Miro e Moacir se mostraram bem adeptos ao estilo. “O nosso disco tem algumas músicas que lembram o estilo. Porém, ele ainda é bem carregado de viola. Na verdade, hoje neste mercado tem muitas músicas bonitas, e também mais cantores (Luan Santana, Fernando e Sorocaba e etc) falando da paixão pelo campo. Existe espaço para todos, basta investir”, ressaltou. Divulgação das músicas > De acordo com Miro, a intenção deles, é de passar as composições do CD para outros profissionais, cantores que tenham o interesse em divulgar o trabalho na música sertaneja. “Nós já temos mais de 90 músicas gravadas. No CD - Menina Anjo Apaixonado, apresentamos, 15 músicas. Destacamos algumas canções bem bonitas como: Minha Criança, Fazenda Que Meu Pai Morava, Melhor Para Você, entre outras. Temos a intenção de fazer um segundo CD, aproveitando as composições já prontas, contudo, talvez colocaremos uma interprete para apresentar, cantar nossas músicas. Mas quem se interessar pelas canções, pode nos procurar”, concluiu Miro.

O CD - ‘Menina Anjo Apaixonado’, pode ser comprado através dos telefones: (031) 9603-3638 ou (031) 9645-6144. Conheça o disco, compre, e relembre os velhos tempos do sertanejo de raiz.

Contatos: (031) 9603-3638 (031) 9645-6144


Divulgação

O jornalismo se modificou, as máquinas de escrever foram trocadas pela tecnologia. Os computadores e a Internet, hoje reinam no século 21. Porém, algo ainda continua o mesmo: jornalismo sério com profissionalismo e credibilidade, poucos conseguem oferecer para os leitores. Revista

Conheça também o site do jornal: www.jcorreioeletronico.webnode.com.pt

Revista Correio Eletrônico 5ª Edição - Junho 2012  

Publicação mensal de entretenimento: Xadrez, Economia e Finanças, Fotografia, Turismo em Minas, Saúde e Bem Estar, Comportamento e Cobertura...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you