Page 1

Ano 5 - Edição #40 - Revista Digital - Setembro/ Outubro 2019 - issuu.com/revistacenario

Maria Gal


Setembro Verde: o mês oficial da inclusão social

Flávia Albaine

Flávia Albaine sabe que esse mês é muito importante para a causa que luta diariamente. Setembro é considerado um período de muito conscientização, por ser “amarelo” e “verde”. O amarelo é contra o suicídio, enquanto o verde alerta para o câncer de intestino, incentiva a doação de órgãos e tecidos, além de também ser o mês oficial da luta pela inclusão social. Atuante em rodas de conversas e palestras por Colorado do Oeste (RO) e até pelo País com temáticas como inclusão social, autismo, Síndrome de Down, entre outros, a Defensora Pública e criadora do projeto “Juntos pela Inclusão Social” segue em busca de mais artifícios para a população, seja por seu mestrado, assim como pelos eventos que promove ou participa. “Eu constatei a necessidade de continuar fazendo encontros periódicos para debater os assuntos com as pessoas envolvidas na educação de crianças e adolescentes com deficiência, tanto os pais, como os próprios profissionais da educação e da saúde. Até por isso eu faço rodas de conversas periódicas com pais e profissionais na Defensoria Pública de Colorado, para que a gente possa debater o tema e ver como está o andamento e situações, trocarmos informações e, juntos, decidirmos qual a melhor forma de conseguirmos mais avanços”, descreve.

Por conta disso, prepara projetos para Colorado do Oeste com o apoio de seus estudos, sua rotina na Defensoria, além de escutar o que as pessoas têm a dizer. “Os meus projetos vão tentar melhorar essa realidade de inclusão escolar de crianças e adolescentes com deficiência na comarca. Ainda estou mapeando essa realidade para ver, como Defensora Pública, como posso fazer essa intervenção para melhorar. Já estou aplicando essas rodas de conversa, como o dia 12 sobre autismo, que lotou o auditório e fiquei muito feliz. Também a educação e direitos por meio de artigos, estou organizando um evento de palestras com profissionais da área para o esclarecimento da população e ainda estou pensando em outras condutas que possam ser tomadas para melhorar


“Os meus projetos vão tentar melhorar essa realidade de inclusão escolar de crianças e adolescentes com deficiência na comarca."

Setembro Verde: a sociedade no foco da análise “Eu espero que o Setembro Verde seja um mês de reflexão profunda e importante sobre a inclusão da pessoa com deficiência, pois como eu sempre digo, é a sociedade que precisa se adaptar para incluir essas pessoas e não essas pessoas que têm de deixar de frequentar os diversos lugares sociais”, ressalta Flávia. Para ela, esse mês deve ser de reflexão para que cada um pense o que está fazendo sobre isso dentro da sua profissão e na sua vida pessoal, buscando melhorar a inclusão social e a ideia de que sociedade possa se adaptar para receber essas pessoas.

“Acho que a reflexão é essa, além da vitimização e do estereótipo, que também precisam ser superados. Que o potencial dessas pessoas ganhe a credibilidade que elas realmente merecem!”, finaliza.

Quem é Flávia Albaine? Bacharel em Direito pela UFRJ (2008), é mestranda na Universidade Federal de RO e especialista em Direito Privado pela UERJ (2016). Atualmente é Defensora Pública do Estado de RO, colunista de educação em direitos da Revista Cenário Minas (desde maio 2018), membro integrante da Comissão de Pessoas com Deficiência e Comissão dos Direitos da Mulher da Associação Nacional de Defensoras e Defensores Públicos (desde julho 2018) e criadora do Projeto Juntos Pela Inclusão Social www.facebook.com.br/juntospelainclusaosocial.

05 - Cenário Minas


Novo livro digital e gratuito discute a importância da criatividade na educação infantil

A vida das crianças é uma constante inauguração e autoria. Para reconhecer isso nelas, basta escutá-las e observá-las. Ao mesmo tempo, a escola também faz parte dessa experiência, apresentando às crianças outros saberes e todo um mundo. No mês em que se comemora o Dia das Crianças (12/10) e também o Dia dos Professores (15/10), o programa Escolas Transformadoras faz um convite para os educadores e as escolas considerarem a concepção de escola para a infância de forma criativa. O capítulo "Conexão Brasília-Manaus-Barcelona: reconhecer as crianças, investigar concepções, reinventar a escola", que faz parte do novo livro digital "Criatividade - mudar a educação, transformar o mundo", apresenta um debate sobre a concepção de escola para a infância, sua relação com a comunidade e as tensões entre o planejamento e o espontâneo, entre tantos outros temas relacionados à educação infantil. A publicação foi organizada pelo programa Escolas Transformadoras, correalizado no Brasil pela Ashoka e pelo Instituto Alana. O texto foi elaborado a partir de uma entrevista conduzida por Raquel Franzim, coordenadora do Programa Escolas Transformadoras, com Levindo Diniz Carvalho, professor da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, a Associação Pró-Educação Vivendo e Aprendendo (Brasília), representada por Pablo Martins e Wilma Lino, e o Centro Municipal de Educação Infantil Hermann Gmeiner (Manaus), representado por Lucianny Matias, Maria Estela dos Santos e Zilene Trovão. Como lidar no cotidiano com esses dois lugares – o espontâneo e o planejado dentro de uma escola pública? Esse foi um dos questionamentos da educadora Zilene Trovão, do Centro Municipal de Educação Infantil Hermann Gmeiner. A escola, até então, adotava o sistema de apostilamento, focando na alfabetização das crianças. Essa realidade mudou quando a equipe pedagógica começou a estudar sobre educação integral e democrática, e percebeu que teria que sair do tradicional para transformar a escola.

.Tivemos que ser criativos e começamos repensando os espaços de aprendizagem e enxergamos que tínhamos um espaço muito bom. Aqui, vivemos na floresta, temos aqui muitas árvores, gravetos e sementes, que passamos a valorizar e a utilizar no dia a dia como instrumentos do fazer pedagógico. As crianças começaram a colher folhas secas, insetos e sementes. A educação integral mediou esse processo de desconstrução", conta Zilene. Essa ação é apenas um exemplo de como a criatividade está presente na escola e nas expectativas de aprendizagem. Pablo Martins, professor da escola, explica que, por lá, os educadores passaram a reconhecer a criança como um sujeito de saberes. Para ele, a criatividade "é um valor e uma oportunidade que os sujeitos têm de construir a si mesmos, expressando sua individualidade, seus desejos, suas hipóteses éticas e estéticas sobre o mundo". A educadora Wilma Lino, também da escola Vivendo e Aprendendo, ressalta que esse reconhecimento da criança como sujeito de desejos só ocorre quando o educador pratica a escuta e a observação. "No dia a dia, é importante observar a criança, seu jeito, sua história e, a partir daí, trabalhar formas de abrir espaço para que a criatividade se expresse espontaneamente, sem que os adultos direcionem as atividades", diz. "Criatividade – mudar a educação, transformar o mundo» Escrito por estudantes, professores, gestores de escola, pesquisadores, profissionais do setor social e professores universitários, o livro digital aborda a importância da criatividade - uma das dez competências gerais estabelecidas pela Base Nacional Comum Curricular - na superação de desafios na educação e na sociedade. Os capítulos abordam o tema propondo reflexões inspiradas nas experiências relatadas pelos 43 autores e autoras, que assinam os 16 textos da publicação.

07 - Cenário Minas


Fashion Resort 2019 traz novidades para o mercado da Moda Após 10 anos à frente do Fashion CruiseDA–REDAÇÃO projeto que alia música, moda e arte em alto mar – a diretora criativa da Dreamakers, Carla Wolff, formada em turismo, com especialização em planejamento e marketing turístico e mestrado em hospitalidade e economia criativa, inova mais uma vez ao criar o Fashion Resort. Com foco no Made in Brazil, tema que despertou novos olhares e discussões no mercado de moda, o evento tem como objetivos incentivar a internacionalização de marcas brasileiras; reunir compradores internacionais e profissionais do mercado dedicados a promover a economia criativa brasileira no exterior; estimular a troca de experiências sobre como encarar a moda e o design brasileiro de forma criativa e profissional em um mundo cada vez mais conectado. “É a força do Brazil com Z fortalecendo o Brasil com S”, comemora a idealizadora do projeto. A escolha de Carla Wolff para auxiliá-la na comunicação do evento e recepção dos participantes, foi uma dupla de embaixadores que carregam em sua história uma brasilidade conhecida no mundo todo, o estilista Dudu Bertholini e a modelo Carol Ribeiro. Dudu é conhecido como um dos ícones da moda brasileira, com talento único para transformar qualquer tecido ou projeto em uma verdadeira obra de arte. Já Carol Ribeiro foi escolhida por ser uma das modelos mais requisitadas e prestigiadas do mundo, além de ser descendente de índios e portugueses, com um biotipo bem exótico. A patrocinadora master dessa primeira edição será a Facextrade, empresa especializada e líder em exportação de moda e design, ao lado da marca Vogue Eyewear do grupo Luxóttica – maior fabricante de óculos do mundo. “O mercado internacional para ser explorado precisa de um amplo trabalho de promoção e apoio a um projeto tão original, que representa a essência criativa do nosso destino.

Com o objetivo de fortalecer a marca no Brasil, serão realizadas atividades estratégicas durante o evento em parceria com empresas e entidades do setor que visam promover exportações e valorizar os produtos e serviços da economia criativa brasileira no exterior. O caminho inverso também terá espaço no projeto, uma vez que haverá um intercâmbio de informações com empresas estrangeiras que se adaptaram para entrar no mercado nacional. A primeira edição do Fashion Resort será realizada entre os dias 26 e 29 de outubro no Arraial d’Ajuda Eco Resort, no sul da Bahia, promovendo o destino do descobrimento do Brasil, sua história e a cultura local. Serão quatro dias de experiências com showroom, desfiles e fashion presentations de marcas que trazem uma brasilidade em seu DNA, festas tropicais, além de uma programação imersiva de talks e masterclasses em torno do tema do evento. “Além das experiências de moda e design teremos outras atividades promovidas em parceria com a Secretaria da Cultura como apresentações culturais envolvendo a comunidade local. Nosso objetivo é receber os participantes com a hospitalidade genuína brasileira, estimulando assim o mercado criativo de uma forma singular e envolvente”, finaliza Carla Wolff.

www.circuitobrasileirodemoda.com


Influencer digital e estudante de Psicologia, Katherine Maurente fala sobre Transtorno Bipolar e Depressão PRISCILLA SILVESTRE

A depressão é um transtorno mental que produz alteração de humor caracterizado por tristeza profunda, sentimento de dor, baixa autoestima, distúrbios de sono, apetite e até falta de concentração. Muitos desses transtornos são provenientes de rotina desgastante, problemas no âmbito pessoal, profissional e na vida amorosa. Segundo a influencer digital e estudante de Psicologia Katherine Maurente, muitas terapias e alternativas ajudam na melhora deste transtorno. “Uma das mais eficazes são as atividades físicas. Além de cuidar do corpo, automaticamente a mente e o estado de espírito mudam. Ao se exercitar, o ser humano libera endorfina, o hormônio da felicidade, que provoca euforia natural, promove sensação de bemestar e libera dopamina, que serve como uma espécie de tranquilizante e analgésico natural”, ressalta a profissional, que também coordena um hospital.

Ela afirma que exercícios físicos podem ajudar no combate ao mal Use e abuse da malhação Katherine ressalta que essas sensações contribuem para o equilíbrio psicossocial e emocional, trazendo melhora nas funções cognitivas, na integridade do cérebro e do sistema cardiovascular, auxiliando na memória, humor, sono e podem até aumentar a libido. De acordo com ela, é indicado que se faça pelo menos 150 minutos de atividades físicas semanais, já que por meio dessas atividades a pessoa que sofre com o transtorno ocupa a mente e se desliga dos problemas por alguns instantes. E mais: a grande maioria dessas atividades pode ser feita em casa, e essa é a vantagem, pois é um ambiente onde o paciente se sente mais confortável. “Atividades do dia a dia podem ser o gatilho que vai impulsionar a pessoa depressiva para outras atividades físicas mais específicas, portanto, começar o dia com uma caminhada pelo bairro ou no parque pode aprimorar o bem-estar e ainda conectar a pessoa à natureza. Algumas atividades domésticas concedem mobilidade e podem ajudar a desestressar. Os alongamentos também são atividades legais e que ajudam na circulação sanguínea e aliviam a mente”, conclui.

Serviço: @enf.katherine

09 - Cenário Minas


Pista de Patinação no Gelo aterrissa no Shopping Cidade Quem pensa que só dá para patinar no gelo nos países com neve, está muito enganado. Chegou ao Shopping Cidade a Magic On Ice, uma pista de patinação montada bem no coração de BH. A novidade conta com 200 metros quadrados de área, iluminação especial e capacidade para até 50 pessoas patinarem simultaneamente. Os ingressos podem ser adquiridos no local do evento (Piso G5 do estacionamento do Shopping Cidade) e custam R$ 20 para 20 minutos, R$ 40 para 40 minutos e R$ 60 para 60 minutos. A classificação etária é a partir de cinco anos. A pista fica disponível por uma curta temporada e além dela, no espaço, ainda tem área baby, piscina de bolinhas, realidade virtual e muito mais. Por isso, é importante correr para aproveitar a novidade. A diversão é garantida.

MAGIC ON ICE - CURTA TEMPORADA Horário de funcionamento: Segunda à sábado, das 12h às 19h; domingos e feriados das 11h às 18h. LOCAL – Piso G5 do Shopping Cidade - Rua dos Tupis, 337, Centro Atração: Pista de patinação Preços: R$ 20 para 20 minutos; R$ 40 para 40 minutos; e R$ 60 para 60 minutos Mais Informações: (31)99780-8636

Famoso, bolinho de feijoada ganha releitura no Bar do Museu Clube da Esquina O

requintado Bar do Museu, localizado numa das regiões gastronômicas mais movimentadas da capital mineira lança nesta semana o La Brant, o famoso Bolinho de Feijoada com uma releitura exclusiva. Entre um infinito de receitas que se pode fazer com este quitute, o clássico bolinho recebe um toque especial de pasta de alho de azeite na farinha de mandioca e, no recheio todo o sabor do feijão preto, do bacon e pimenta biquinho, acompanhado do tradicional torresmo mineiro e uma laranja fatiada na tábua.

Crédito_Michael El Al..

Virgínia Câmara, Diretora do complexo Clube da Esquina, que é composto pelo Espaço Estação das Artes e o Bar do Museu,

ressalta que o prato foi incluso ao cardápio por um motivo importante “um deles é o nome La Brant, pois homenageia o saudoso cantor e compositor Fernando Brant que amava bolinhos de feijão. Desta forma, criamos uma receita repaginada e de dar água na boca”. A receita sai quentinha da cozinha direto para a mesa e a porção vem com seis deliciosos bolinhos por R$ 29,00.


Casa Rio Verde inaugura quiosque no Shopping Anchieta A Casa Rio Verde acaba de abrir mais um ponto de vendas em Belo Horizonte - um quiosque no primeiro piso do Anchieta Garden Shopping. O novo investimento levou em consideração a ótima localização do shopping, em região de grande densidade demográfica e alto poder aquisitivo. Curiosamente a Casa Rio Verde foi inaugurada há 30 anos na Rua Rio Verde (que lhe dá o nome), no mesmo bairro. No ano em que completa 30 anos de atividades, a importadora volta a presentear a cidade com a nova operação no Anchieta Garden Shopping. No quiosque o consumidor encontra 85 rótulos diferentes, de várias uvas e países. Os rótulos que não estão expostos podem ser entregues em domicílio. O quiosque também é um ponto de venda do clube de assinatura da importadora, hoje entre os três maiores do país. O quiosque Casa Rio Verde enriquece o mix do shopping que já conta com supermercado, academia, fast foods, drogaria, livraria, restaurantes como o Coco Bambu, além de prestação de serviços como uma unidade da Polícia Federal.

Krug Bier e Meat & Co apresentam ao público um BBQ diferente Uma festa open meat e open beer, mas com uma pegada especial. O foco aqui é a origem da carne e não o churrasqueiro ou como ela é preparada. É a sua qualidade e procedência que contam e fazem toda a diferença. Com este foco a Krug Bier e a Meat&Co se uniram para realizar o Fine Meat Experience no dia 14 de setembro (sábado), das 14h às 21h, no Krugbiergarten, que está de cara nova, mais charmoso e reestilizado, com a cozinha de brassagem agora integrada ao espaço. O evento, além de open beer da Krug (com quatro diferentes estilos) e open meat com carnes da VPJ, vai ter também um bar de vinhos Mistral (vendidos à parte) e também um bar de gim. Este é o primeiro evento de churrasco de Belo Horizonte com 100% de carne VPJ. O que isso significa? Os melhores cortes e peças com garantia de sabor, suculência e maciez.

Outra atrações Já na parte musical, o dia vai contar com a presença da DJ Bela Ribas que dará o tom do evento, seguida pelo trio Lady Hop & The Barleys, DJ Jaka e os Thunder Blues. O Trio Lady Hop & The Barleys surgiu em junho de 2017 e tem um repertório inusitado, que vai de Ella Fitzgerald a Anitta. Eles executam, em formato acústico, versões etílicas de clássicos do Jazz, Blues, Soul, Rock e Pop. Jaka é DJ e produtor cultural em Belo Horizonte. Amante e pesquisador da boa música, tem um repertório gigantesco e uma técnica apurada com fortes influências do turntabalism (arte de manipular sons e criar músicas usando dois toca discos e um mixer ). Já os Thunder Blues, trazem uma sonoridade moderna à linguagem tradicional do blues. São um quarteto de músicos experientes, que mistura elementos do rock, funk, soul e rhytm and blues em releituras de tirar o fôlego. Destaque para o multi-instrumentista Vitera, que alterna os vocais com o sax tenor, flauta transversal e gaitas.

11 - Cenário Minas


Por que nos julgamos tanto? Vivemos

PRISCILLA SILVESTRE

em um mundo de que “seguir padrões”, “estereótipos” e até mesmo fazermos o que os nossos pais nos impõe são práticas “certas”. Mas até que ponto isso é o certo e qual a linha tênue de que torna a nossa vida limitante? Sandro Donizete, considerado o 17º melhor Facilitador de Barras de Access Consciousness do mundo, explica que a sociedade é assim porque não aprendeu a fazer escolhas, mas sim se julgar o tempo todo. “Isso podemos ver desde pequenos, em que falamos para as crianças ficarem quietas quando os adultos estão falando. Ou seja, ela já se molda dentro de uma 'caixinha' e acaba não sabendo como saber ser ela mesma. E quando sabemos ser nós mesmos, sabemos encarar melhor o mundo”, pontua. Ele ensina a entender não só a mente, mas também o corpo, onde aliando ambos as pessoas conseguem quebrar barreiras internas e obterem sucesso em diversos pontos da vida: pessoal, profissional, familiar, amorosa e até financeira.

Se livrar de autocríticas pode fazer com que vida se torne mais leve Para começar, coloque esses 5 pontos como metas diárias: Não julgar a si e a ninguém; Fazer escolhas a cada 10 segundos; Saber receber; Viver no interessante ponto de vista; Viver sem drogas que fazem perder a consciência (remédios receitados por médicos estão liberados). Em seu canal do YouTube (/Sandrocoach) ele disponibiliza diversos temas para que as pessoas consigam empoderar ainda mais as suas vidas!

Serviço: Sandro Donizete – www.empoderandopessoas.com.br

13 - Cenário Minas


Youtuber Carol Borba estreia na tv por assinatura programa sobre o universo fitness O

FashionTV, que integra o portfólio de canais da Box Brazil, maior programadora brasileira independente da TV por assinatura no País, anuncia o lançamento de seu primeiro conteúdo voltado ao universo fitness. Trata-se do programa +Fit, que estreia no dia 27 de agosto às 19h30. A atração é estrelada pela influenciadora e personal trainer Carol Borba, sucesso de visualizações no YouTube. Seu canal nessa rede social tem mais de 1,2 milhão de inscritos e já teve 4,2 milhões de reproduções em apenas um único vídeo. No +Fit os telespectadores encontrarão várias dicas sobre exercícios, saúde, bem-estar e alimentação oferecidas por uma profissional altamente qualificada e reconhecida neste cenário, que agora expande o seu trabalho para mais uma plataforma: a TV por assinatura. “Já fiz várias participações na televisão, mas esta é a primeira vez que tenho um programa só meu. Por mais que eu tenha um canal grande no YouTube, é diferente comandar um conteúdo na tevê”, afirma Carol. “Confesso que, apesar da experiência nas redes sociais, fiquei tensa durante as gravações do +Fit, pensando mais no que eu deveria falar. Ao mesmo tempo, fiquei muito empolgada”, conta. A youtuber – e agora apresentadora de televisão – diz que conta com a ajuda de seus seguidores a acompanhando nessa sua nova etapa. “Espero que eles estejam comigo nessa nova fase, para que esse projeto cresça e permita que eu traga cada vez mais novidades”, anseia. Para quem ainda não a conhece, mas deseja mudar de vida, a personal trainer adianta uma dica valiosa: “o primeiro passo é começar!”, finaliza. Essa e muitas outras dicas serão exibidas a partir do dia 27 de agosto no programa +Fit, a partir das 19h30 no FashionTV.

14 - Cenário Minas


Sérgio Reis apresenta a turnê Questão De Tempo, no Palácio das Artes Um

dos principais nomes da música popular brasileira, Sergio Reis apresenta o show "Questão de Tempo", do álbum vencedor da 15ª edição do Grammy Latino como o melhor da música sertaneja. Em única apresentação, no dia 14 de dezembro, no Grande Teatro Palácio das Artes. Além dos recentes sucessos "Casei Porque Bebi" e "Questão de Tempo", o repertório inclui os clássicos absolutos da carreira do cantor: "Menino da Porteira", "Chalana", "Chico Mineiro", "Filho Adotivo", "Panela Velha", "Tocando em Frente" e "Saudade da Minha Terra". O show ainda conta com a participação de seus filhos Marco Bavini e Paulo Bavini, que acompanham o pai desde cedo. Completam a banda, os músicos: Gaúcho (bateria), Luizinho (sanfona), Cleiton (violão), Eliseu (guitarra) e Levy (baixo).

Gian & Giovani se apresentam em Contagem O final dos anos de 1980 revelou nomes fortes na música sertaneja e com toda certeza, Gian & Giovani fazem parte deste destacável grupo de artistas. Com mais de 10 álbuns lançados, a dupla, que havia dado um tempo na carreira em 2014, voltou recentemente mais animada e acima de tudo, cheia de energia. Prova disso, é que no dia 09 de novembro, sábado, às 21h, eles se apresentam no Carretão Trevo Contagem (Av. Colúmbia, 960 - Novo Riacho, Contagem – MG) e prometem animar e emocionar o público com uma apresentação repleta de hits. A história de sucesso de Gian e Giovani começou em Franca, interior de São Paulo, quando os irmãos Aparecido e Marcelo, ainda crianças, tocavam violão escondido do pai, o Sr. Francisco. No entanto, logo depois, o Sr. Francisco resolveu incentivar os três filhos, Aparecido, Marcelo e Arnaldo, a formar o trio Sereno, Sereninho e Gauchinho. Em pouco tempo eles já faziam apresentações ao vivo e com a ajuda de um padrinho, decidiram transformar o trio em dupla. Com esforço e dedicação, foram para a gravadora Continental que lançou o primeiro LP no ano de 1988. De lá para cá são mais de 10 álbuns lançados e sucessos que estão gravados na memória dos fãs. Entre os sucessos que não poderão faltar na apresentação, Gian & Giovani, o clássico "Convite de Casamento", "Eu Busco Uma Estrela", "Te Amo", "Caí no Laço" e muitas outras músicas que fazem parte da carreira dos sertanejos.

Conforto O Carretão Trevo se destaca por sediar shows inesquecíveis de renomados artistas da música nacional. Guilherme Arantes, Paulo Ricardo, Rick & Renner, Cézar & Paulinho, Sérgio Reis, Ira! e muitos outros ícones já subiram ao palco da casa. O espaço oferece para o público total conforto, já que é possível assistir aos shows confortavelmente sentado. Além disso, os shows contam com atendimento especial all inclusive de bebidas e comidas. Tudo isso com muita segurança e estacionamento no local.

15 - Cenário Minas


Pedro Ferro é a nova revelação do automobilismo brasileiro

Fotos de: MF Press Global

DA REDAÇÃO

Já há algum tempo as manhãs de domingo não tem sido as mesmas para os amantes da velocidade. Desde que em 2017 o piloto Felipe Massa anunciou a sua aposentadoria da Formula 1, o Brasil, que é o país de três campeões mundiais, Nelson Piquet, Emerson Fittipaldi e Ayrton Senna, está sem um representante na mais popular modalidade de automobilismo do mundo. E quem vai ser o próximo brasileiro na Fórmula 1? Esta é a pergunta que o público nacional se faz ao longo dos últimos anos. Em meio aos novos talentos das pistas, o jovem Pedro Ferro, de apenas 15 anos, segue despontando como destaque em torneios nacionais e internacionais e uma promessa para o automobilismo brasileiro. Pedro começou no Karting com 13 anos de idade, em outubro de 2017, com uma diferença de 6 a 7 anos de experiência em relação aos demais competidores, mas mostrou habilidade e talento natural para as pistas, chegando a ser o brasileiro melhor colocado na tradicional competição SKUSA em Las Vegas, nos Estados Unidos.

16 - Cenário Minas

Atualmente na Formula 4, que é a porta de entrada para a Formula 1, o jovem, que mora em Santos, litoral sul paulista, treina na cidade de São Paulo de 3 a 4 vezes na semana, e segue crescendo no esporte com muita disciplina e foco para alcançar os objetivos de voar mais alto representando o Brasil na Formula 1.

Este é o primeiro passo para quem quer chegar à Fórmula 1, e uma oportunidade para os jovens que querem começar a carreira nas pistas, com a vantagem de não ter que deixar o país para isso. A CBA tem buscado apoia iniciativas que possibilitem o surgimento de novos talentos no automobilismo brasileiro, para levar pilotos nacionais à Formula 1.

Formula 4

O Caminho para a Formula 1

A Fórmula 4, categoria em que Pedro Ferro está inserido, recebeu aval da CBA para estreia no Brasil a partir de 2020, chancelada pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo). Com isto, aumenta a possibilidade de haverem competições da categoria no país. Caso se concretize, a Formula 4 brasileira seguirá o regulamento internacional, valendo pontos para o obtenção da superlicença, da categoria máxima do automobilismo. O acordo foi firmado entre a CBA e a F/Promo Racing, empresa que já organiza as competições de Fórmula Vee no Brasil.

Para chegar à Formula 1, é preciso acumular 40 pontos em competições oficiais, conseguindo assim o que os pilotos chamam de superlicença. As regras da superlicença estão expostas no Appendix L do International Sporting Code, o Livro de Regras da Federação Internacional de Automobilismo. Além dos pontos contabilizados de acordo com uma definição da FIA, há ainda outras qualificações exigidas. O piloto que entra com o pedido para a superlicença deverá ter 18 anos a contar no primeiro treino livre do primeiro fim de semana de corrida da temporada da F1.


Maria Gal: “Famílias negras na teledramaturgia deveriam ser regra, não exceção”

Fotos: Divulgação

Atriz, escritora , empresária, ativista, Gal quer ampliar a participação do negro e das mulheres na TV e no Cinema Maria Pericás

Se no sucesso As Aventuras de Poliana, do SBT, Gleyce chama a atenção por ser uma mulher consciente sobre questões raciais, buscando empoderar os filhos, principalmente em relação à autoestima, sua intérprete, Maria Gal, também é inspiradora. Baiana arretada, talentosa e linda, com 10 anos de carreira, ela busca cada vez mais autonomia de sua história. Tanto que abriu a Maria Produtora quando percebeu a escassez de trabalho, principalmente, para mulheres negras. “Já me negaram um trabalho pela cor de minha pele. Descobrir que esse foi o motivo de não ter conseguido despertou em mim a urgência de mudar o jogo. E foi assim que nasceu a Maria Produtora.”, explica a atriz. Maria Gal, conversou com a Revista Cenário Minas e contou um pouco da carreira, dos projetos e fala com propriedade sobre o assunto, lembra que num país em que 54% da população se autodeclara negra, seria necessário muito mais representatividade. “Famílias negras na TV deveriam a regra, não exceção”, ressalta. Mas em se tratando de Maria, ela vai à luta. E está cheia de projetos. Entre eles, o longa Carolina, biografia da escritora Carolina Maria de Jesus, no qual será a protagonista; e a série de comédia Os Souza, em fase de captação, escrita por Cláudio Torres Gonzaga e com produção de Maria, sobre uma família negra em ascensão social.

18 - Cenário Minas

Mulher-maravilha

Luta de classes

Revista Cenário Minas - Gleyce é o retrato fiel de milhões de mulheres Brasil afora (mulher, negra, esposa, mãe, batalhadora que de certa forma já sofria com a falta de responsabilidade do marido, agora falecido). Quais as suas referências na hora de compor a personagem? Aliás, como é o retorno do público em relação a essas características?

Revista Cenário Minas - Ser a faxineira do colégio que incentiva os filhos a estudarem e a lidarem com o choque de realidade do conceito de classes sociais é algo bem forte no seu núcleo…

Maria Gal - Gleice não é apenas a faxineira do colégio. Ela é empreendedora, vende pão de mel, faz parte do comitê do Laço Pink. Ela e Maria Gal - Não imaginava que teria um outra personagem são as mais retorno tão positivo, muita gente se inteligentes do comitê. identifica com a Gleyce. Ela tem um bordão: “Ôh, pazinho do céu!” Isso faz Ela incentiva os filhos a estudarem na melhor escola do país, trabalha a com que ela se aproxime do público. autoestima dos filhos e enfrenta Revista Cenário Minas - Que balanço alguns personagens que trazem essa faz desse contexto dramaturgia x questão do racismo, bate de frente, enfrenta a diretora, colocando em realidade? risco a bolsa de estudos dos filhos, Maria Gal - Muito positiva e saudável. fala sobre o tema e empodera eles a Mesmo nas cenas mais profundas ela estudarem. traz uma emoção, algo lúdico. De alguma forma a novela ela traz problemas Revista Cenário Minas - Qual cena complexos como racismo, bullyng, neste contexto mais te emocionou? desabamento, mas ela traz isso com Maria Gal - Uma em que a Gleyce emoção, fé e esperança. instiga a filha a fazer ballet. Mas a O DNA da novela é esse. A Gleyce professora boicota a filha. Ela sempre olha com um olhar positivo, com incentiva e todas essas cenas são fé e esperança. Ela ensina os filhos a emocionantes. olharem por esse viés. A família da Gleyce traz isso fortemente.


Ela tem um bordão: “Ôh, pazinho do céu!” Isso faz com que ela se aproxime do público. Racismo Revista Cenário Minas - Só pra exemplificar, você Já passou por algum tipo de situação semelhante de racismo ou bullyng? Maria Gal - Com certeza. Eu também fazia ballet na minha infância. Na minha escola eu tive apelidos por ser negra e ter cabelo crespo. Revista Cenário Minas - Além disso, a vizinha de porta da personagem também é de origem simples, mas por ser branca recebe algum tipo de tratamento diferenciado da sociedade, ou seja, na dramaturgia que se espelha na realidade? Maria Gal - Não, não me lembro de nenhuma cena. Revista Cenário Minas - Por conta do acidente elas se aproximam. É uma forma de mostrar sororidade? Empatia entre as mulheres? Maria Gal - Numa cena antes estão brigando por conta de um liquidificador, e já na cena seguinte ela vão socorrer seus respectivos maridos. Arlete, em compaixão a Gleyce, traz conforto, essa cena traz empatia e sororidade entre as personagens. Revista Cenário Minas - O marido sempre foi ausente, mesmo morando sob o mesmo teto. Ainda assim, quais eram as características positivas dessa relação? Marido x esposa, pai x filhos? E as negativas? Maria Gal - Ele sempre foi ausente, no começo da novela ele trabalhava como caminhoneiro. Mas ele amava a Gleyce e os filhos. Ele era carinhoso com a família. O lado negativo está relacionado às finanças. Revista Cenário Minas - O público comentava algo? Maria Gal - Quando ele usou parte do dinheiro para pagar a escola da filha, o público o chamou de safado. No mais o público gostava bastante por conta do humor e amor à família.

Morte Revista Cenário Minas - Por conta de um acidente ela fica viúva. Por que é importante apresentar a morte para as crianças?

Fotos: Divulgação

Maria Gal - Poliana vem para São Paulo porque os pais morreram. Teve que sofrer uma perda para que ela fizesse essa jornada. O tema da morte já está na novela desde o primeiro capítulo. As Aventuras de Poliana não é uma novela rasa, traz temas complexos de forma bela, lúdica e emocionante. Revista Cenário Minas - Por exemplo, como foi gravar as cenas? Maria Gal - Tivemos muito cuidado [elenco, direção e direção de arte], fizemos com muito amor, e isso foi passado para o público. O retorno foi enorme, fantástico, as pessoas se emocionaram. Revista Cenário Minas - Por fim, como será o futuro dessa família? Maria Gal - Essa família vai passar por uma jornada de fé, superação e amadurecimento. Gleyce agora é viúva, já era difícil, agora será ainda mais. O filho se torna o homem da casa. Isso engrandece a Família Soares

19 - Cenário Minas


Fotos: Divulgação

"...queremos protagonizar, queremos autonomia, papéis não estereotipados e muito mais espaço. Lázaro e Fabrício são grandes inspirações nacionais pra mim e com certeza inspiram muita gente..." Carreira: Maria Gal nasceu em Salvador e é atriz há mais de dez anos. Ao longo da carreira trabalhou em diversos projetos teatrais, cinematográficos e televisivos, Entre outros participou em: Sob Pressão” (Rede Globo), “Conselho Tutelar” (Record), “Dona Flor e seus Dois Maridos, “Carandiru”, “Gabriela”, Carrossel (SBT), “Joia Rara”(Globo). Atualmente Gal está na televisão no papel de Gleyce na novela “As Aventuras de Poliana” Ganhou o prêmio de Melhor Atriz no Madrid International Festival pelo filme “A Carga de Aline Rezende” (2017). Na Netflix, atuou na série “3%”, dirigida por César Charlone, exibida em 192 países. Esta foi a primeira série brasileira produzida pela plataforma. E brilhou também fora dos palcos. Palestrou no evento internacional TEDXSP sobre racismo no Brasil e audiovisual. Em 2018, para a Google. Além de escrever o livro “A Bailarina e a Bolha de Sabão”, lançado em 2014.

20 - Cenário Minas

Siga Maria Gal: Instagram: @mariagalreal Twitter: @mariagalatriz https://www.instagram.com/mariagalreal/?hl=pt-Brasil Fotos: Divulgação


Barber Shop re-inaugura na Barragem Santa Lúcia DA REDAÇÃO

Com ambiente sofisticado e a chancela de quem entende do assunto, foi re-inaugurado o Barber Shop, na Barragem Santa Lúcia. O salão localizado na Av. Arthur Bernardes passa a funcionar em novo espaço, na mesma avenida. A unidade traz instalações maiores, decoração moderna e tem o propósito de mesclar tradição, atendimento diferenciado e ambiente familiar, oferecendo serviços exclusivos ao público masculino. O proprietário, Eldemar Cardoso Santos, é um jovem empreendedor, que começou a se dedicar ao negócio próprio. Sempre atentos ao que é tendência para os homens, oferecem cortes de cabelo de acordo com o perfil e estilo de cada cliente, barba com navalha e hidratação, progressiva, relaxamento capilar e muito mais. O novo espaço para ‘fazer a cabeça dos homens’, conta com abordagem diferente para o público na região. Os clientes podem receber o atendimento assistindo um jogo de futebol ou um filme. O estabelecimento busca oferecer uma experiência agradável para o cliente, indo além da barba, cabelo e bigode. Ao fundo, uma geladeira com diversos tipos de bebida, refrigerantes e sucos, para tranquilidade do cliente.

Eldemar Cardoso Santos

A barbearia está localizada na Av. Artur Bernardes, 2874 , na Barragem Santa Lúcia, quase ao lado do 22 Batalhão da PMMG. Informações: (31) 99115-8273 / 99761-3808 - @barbershop958

22 - Cenário Minas


Destinos para cada perfil de turista Que tipo de viajante é você? Romântico, aventureiro ou consumista? Descubra o melhor lugar para aproveitar

Consumista: para aqueles que gostam de voltar com a mala ainda mais cheia, uma dica é Foz de Iguaçú (PR). Nesse caso, a ideia é aproveitar a localização e facilidade para conhecer os dois lados da fronteira. No lado brasileiro, é possível explorar o JL Shopping e a Avenida Brasil. Na Argentina, você pode se esbaldar num shopping Duty Free gigantesco. Já no Paraguai, o turista encontra um dos maiores centros Romântico: para aquele casal que busca curtir um comerciais do mundo, na Ciudad del Este. passeio a dois, Jericoacoara (CE) pode ser a opção perfeita. A cidade possui o pôr do sol considerado como um dos mais belos do Brasil, além de extensas faixas de areia para caminhadas e um mar claro e calmo para mergulhos refrescantes.

O

segundo semestre de 2019 está passando super rápido, e as férias de fim de ano estão cada vez mais próxima. Maravilha! Então, a dica é não deixar para cima da hora e começar a planejar a viagem a partir de agora. Se ainda está em dúvida para onde ir, confira a seleção que a equipe do Peixe Urbano fez dos destinos brasileiros perfeitos para cada perfil de turista.

Gastronômico: quem faz escolhas com o estômago pode gostar de conhecer Tiradentes (MG). Localizado a 193 quilômetro de Belo Horizonte, o município é conhecido por sua gastronomia regional, recheado de quitutes mineiros maravilhosos como pão de queijo, doce de leite e polvilho. Baladeiro: um dos melhores destinos para os solteiros é o Balneário do Camboriú (SC). Além da bela paisagem e contato com a natureza, o município possui uma vida noturna bastante agitada. Com festas que começam de tarde e vão até a madrugada, a região já chegou a ser apelidada de "Ibiza brasileira".

Cultural: quem busca o conhecimento e as paisagens históricas pode gostar de Petrópolis (RJ). Petrópolis é um destino cheio de história, uma cidade segura e uma excelente escapada para dias de sossego, com muito verde em volta, a menos de 70 quilômetros do Rio, a região foi fundada em 1843 por Dom Pedro II e é conhecida como "Cidade Imperial".

Além das inúmeras construções de Para se ter uma ideia, a cidade catarinense abriga época, o município abriga o Museu duas das melhores baladas de música eletrônica Imperial, antiga residência da família real e onde foram preservadas diversas do mundo: a Green Valley e a Warung. relíquias do período.

Aventureiro: para quem curte adrenalina, uma opção é conhecer um dos destinos nacionais mais populares do Mato Grosso do Sul. Trata-se de Bonito (MS), que conta com uma beleza natural incrível e de tirar o fôlego. A cidade fica localizada a 300km de Campo Grande e oferece opções de esportes e passeios diversos, desde grutas e lagos subterrâneos, rios perfeitos para a prática de rafting e cachoeiras para rapel. Para os corajosos, a sugestão é desbravar o Abismo Anhumas, uma caverna subterrânea de 72 metros de altura. Negócios e Eventos: Neste exato momento, milhares de pessoas estão cruzando o mundo em viagens cujo foco principal são os negócios. Ao mesmo tempo, um número incalculável de conferências, congressos, feiras e exibições acontecem em vários pontos do planeta, atraindo participantes do universo corporativo. O turista de negócios viaja por motivos ligados ao trabalho e isso acontece em qualquer época do ano, não se limitando aos períodos de férias escolares ou feriados. Normalmente, ele também gasta mais do que o turista de lazer, já que suas despesas são reembolsadas pelas empresas.

23 - Cenário Minas


1 de cada 5 brasileiros é consumidor de produtos orgânicos Ming Liu

Recente

pesquisa realizada pelo Organis-Brain, nas cinco regiões do país, apontou que 1 de cada 5 brasileiros consome orgânicos e consegue fazer escolhas mais conscientes de produtos mais seguros, com rastreabilidade certificada e em conformidade com a Lei 10.831/2003, garantindo menor impacto ao meio ambiente, quando comparado com a produção de alimentos convencionais, e aumento da cultura de preservação de nossos biomas. Num mundo, com cada vez mais críticas aos governantes que irresponsavelmente se negam a reconhecer o impacto ambiental ou entram em disputas verbais ideológicas, políticas e de fundamentação não científica para justificar seus interesses, as recentes críticas da imprensa nacional e internacional, governos de outros países e entidades do terceiro setor geram manchetes sobre Amazônia, agronegócio, Anvisa, lista de produtos agrotóxicos liberados; o setor de orgânicos continua produzindo boas notícias. A verdade vem nos mostrando que quanto mais produtos chamados de agrotóxicos são liberados e utilizados, maior é a procura para o consumo de orgânicos, e esta tendência é confirmada pelos dados da pesquisa Organis-Brain que aponta: 84% dos consumidores pesquisados elegem a condição de procura por saúde e segurança ser a principal razão de busca e compra de produtos orgânicos. Não há como negar que há maior conscientização por parte dos consumidores em relação ao reconhecimento de que o produto orgânico é associado a maior credibilidade do mercado, na medida que a certificação com o selo dá esta garantia. Cerca de 90% dos consumidores identificados, já reconhecem a importância e obrigatoriedade do selo de certificado orgânico do Ministério da Agricultura. No ano de 2017, este número era pouco mais de 78%.

Foto: Divulgação

Um mercado no qual este segmento já representa 5% de todos os produtos perecíveis comercializado no país, com produtos orgânicos em praticamente 75% de todos os segmentos comercializados no varejo. Estes números demonstram o potencial que a indústria do Brasil ainda tem pela frente, cada vez maior e um mercado com demanda crescente. Um segmento que vai às margens de uma economia estagnada ou classificada em recessão técnica nos últimos anos.

Outra prova deste crescimento está na Pesquisa realizada também pela Organis, comparando o número de unidades produtivas no país de 2016 a 2019, que aponta um crescimento real de 45% no número de unidades produtivas cadastradas no MAPA. Atualmente há pouco mais de 19.000 unidades Outro dado interessante é que 48% dos consumidores acham produtivas ativas e cadastradas em conformidade com a justificados e entendem a diferença de preço em relação ao legislação. convencional pelos processos de produção serem diferenciados e com maior seguridade. Por outro lado, preço para 65% da Curiosamente houve ainda um número significativo e crescente população continua sendo o principal fator de limitação para o de entidades produtivas fora do país e com certificado interno. crescimento do consumo de orgânicos. Em 2016 eram 12 e, atualmente, 21 entidades no exterior estão habilitadas a comercialização. Este movimento de abertura ao Os números finais apresentaram que as regiões Sul (23%) e mercado externo reflete em parte também as iniciativas Nordeste (20%) foram as regiões com uma maior margem de apresentadas em maio por conta do primeiro acordo de consumidores ao passo que a região Sudeste ficou na faixa equivalência em andamento com o Chile. intermediária em terceiro lugar (19%), seguidos por Região Centro Oeste (17%) e Norte (14%). A pesquisa mostra que 19% Sem dúvida, é um mercado que só cresce na medida em que dos brasileiros consomem orgânicos! políticas de uso e liberação de produtos agrotóxicos são anunciados, o que nos leva à “torcer” que mais consumidores Tivemos um leve crescimento em relação a 2017, quando se tornem conscientes de que há alternativas para quem busca efetuamos a primeira pesquisa apontando que, em média, 15% maior segurança e rastreabilidade dos produtos que levam dos consumidores haviam consumido produtos orgânicos nos para casa! últimos 30 dias. A segunda edição da pesquisa não apenas apontou o consumo nos últimos 30 dias, mas também com que *Ming Liu é diretor executivo do Organis.Conselho Brasileiro frequência e quais produtos os consumidores compraram da Produção Orgânica e Sustentável efetivamente nos últimos 6 meses. Esses dados apontam que apesar de baixo o número de consumidores, quando comparados com mercados internacionais, já há uma fidelização ou o início de hábitos de compra repetitivos. Os números apurados estão longe do maior mercado mundial dos orgânicos: os Estados Unidos, onde 8 de cada 10 consumidores já consumiram ou são consumidores frequentes dos produtos, setor que movimentou mais de US$ 50 bilhões no ano passado, e que teve um crescimento na ordem de 7% no número de novas unidades produtivas com o selo orgânico.

24 - Cenário Minas


Tamar e Petrobras anunciam a chegada da tartaruga protegida 40 milhões A Petrobras e o Tamar anunciam um importante marco que será alcançado na próxima temporada de desova: 40 milhões de tartarugas marinhas protegidas e devolvidas ao oceano. Este número representa um marco nos resultados do projeto, reconhecido internacionalmente como uma das mais bem-sucedidas iniciativas de conservação marinha do mundo. O objetivo principal do projeto é a conservação de cinco espécies de tartarugas, todas ameaçadas de extinção. Atualmente, o Projeto Tamar está presente em 26 localidades, distribuídas em áreas prioritárias de desova, alimentação, migração e descanso. Estudos científicos mostram que as populações de tartarugas marinhas no Brasil estão se recuperando. “Na próxima temporada de desova, o Tamar vai completar 40 anos e atingir a marca de 40 milhões de tartarugas marinhas protegidas. Podemos dizer que a tartaruga de número 40 milhões já existe e navega em uma viagem transcontinental rumo às praias brasileiras. Mas é importante lembrar que a cada mil tartarugas que nascem, apenas uma ou duas sobrevivem. Ainda há muito a fazer para livrar esses animais da ameaça de extinção”, diz o fundador do Projeto Tamar, Guy Marcovaldi. São animais de ciclo de vida longo, que levam de 20 a 30 anos para se reproduzir. A cada temporada reprodutiva o número de filhotes que nascem nas praias monitoradas pelo Projeto passa de 2 milhões, além de muitas tartarugas jovens e adultas que são protegidas e salvas da captura incidental na pesca. Acidentes com redes e anzóis, atropelamentos, trânsito de veículos nas praias e plástico são fatores de risco para as tartarugas. O Projeto Tamar contribuiu, em conjunto com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICM-Bio), para o início da recuperação - comprovada cientificamente - das populações de quatro espécies de tartarugas marinhas: tartaruga-oliva, tartaruga-depente, tartaruga-cabeçuda e tartaruga-de-couro, e pela estabilidade da tartaruga-verde em Fernando de Noronha (PE) e Trindade (ES).

26 - Cenário Minas

A ação do Tamar se estende por cerca de 1.100 km de praias, em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso das tartarugas, no litoral e ilhas oceânicas dos estados da Bahia, de Sergipe, de Pernambuco, do Rio Grande do Norte, do Ceará, do Espírito Santo, do Rio de Janeiro, de São Paulo e de Santa Catarina. A principal missão é a pesquisa, a conservação e o manejo das cinco espécies de tartarugas marinhas, todas ameaçadas de extinção. Outro aspecto relevante é o fato de todo esse trabalho contar com o apoio das comunidades costeiras dos locais onde há a ocorrência das espécies ameaçadas. Anualmente, são atendidas diretamente cerca de 800 pessoas em ações socioeducativas, de valorização da cultura, de capacitação e inclusão social. O Tamar é membro da Rede de Projetos de Biodiversidade Marinha (Rede Biomar), grupo composto também pelos Projetos Albatroz, Baleia Jubarte, Coral Vivo e Golfinho Rotador, todos patrocinados por meio do Programa Petrobras Socioambiental. Juntos, esses projetos atuam em diferentes frentes e são um símbolo da atuação da Petrobras na conservação marinha no Brasil.


Igreja da Pampulha reabre suas portas totalmente restaurada Esta sexta-feira, dia 04 de outubro será de festa em Belo Horizonte (MG). Com investimentos de R$ 1,07 milhão do Governo Federal, por meio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a Igreja de São Francisco de Assis, no Conjunto Moderno da Pampulha, reabre suas portas, pronta para acolher batizados, casamentos e missas. Primeira no Brasil construída nos padrões da arquitetura moderna, a Igrejinha da Pampulha, como é popularmente conhecida, foi projetada pelo arquiteto Oscar Niemeyer. A cerimônia de entrega será em uma data especial para os católicos, no dia de São Francisco de Assis, padroeiro dos animais e da natureza e patrono da igreja. O evento contará com a presença da presidente do Iphan, Kátia Bogéa, do diretor do Departamento de Projetos Especiais (DPE/Iphan), Robson Almeida, do prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, do arcebispo de Belo Horizonte, Dom Walmor e demais autoridades locais. Os procedimentos de restauração aplicados na Igreja de São Francisco de Assis incluíram revitalização de piso, revestimentos, pinturas, impermeabilização e recuperação de elementos danificados. Houve ainda a remoção do forro da nave, instalação de telhas e calhas, revisão da instalação elétrica e reforma dos sanitários. A obra foi executada pela Prefeitura Municipal de Belo Horizonte e pelo Centro de Conservação e Restauração de Bens Culturais da Universidade Federal de Minas Gerais.

Crédito: Lucas Nashimoto

Joia modernista feita por muitas mãos Construída entre 1942 e 1943, o imóvel só foi entregue ao culto religioso mais de 15 anos depois, no final da década de 1950. Isso ocorreu devido à recusa de Dom Cabral, primeiro arcebispo de Belo Horizonte, em consagrar a Igreja enquanto casa de Deus, em razão de suas formas modernas, que contrariavam os padrões comumente utilizados em templos religiosos da época. Projetada por Oscar Niemeyer, a Igreja é reconhecida como Patrimônio Cultural Brasileiro desde 1947. Ela está inserida no Conjunto Moderno da Pampulha, reconhecido como Patrimônio Mundial desde 2016. A convite do arquiteto modernista, importantes artistas colaboraram com a construção do templo: Cândido Portinari, nos painéis e pinturas; Alfredo Ceschiatti, nas esculturas; Paulo Werneck, nos painéis de arte abstrata em pastilhas e Roberto Burle Marx, no paisagismo do entorno. Investimentos em Minas Gerais A intervenção na Igreja de São Francisco de Assis é parte de uma série de ações que vêm sendo feitas pelo Iphan em Minas Gerais. Sete obras já foram entregues, entre elas a restauração do Teatro Municipal de Sabará, no mês passado. Outras nove estão em execução, somando investimentos de aproximadamente R$ 40 milhões.

27 - Cenário Minas


Programa de vantagens da Uber para motoristas chega em Belo Horizonte A Uber expande nesta terça-feira (01/10) para todo o país o Uber Pro, novo programa de vantagens da empresa para motoristas parceiros, que beneficia também os familiares dos motoristas. No Brasil, assim como nos demais países em que já foi lançado, o Uber Pro está sendo construído com base na opinião de quem dirige com o aplicativo. Desde 2018, diversos parceiros participaram de reuniões a respeito do assunto, em dinâmica similar à adotada na época do lançamento da mais recente versão do aplicativo usado por motoristas. A primeira fase de testes do Uber Pro envolveu motoristas parceiros das cidades de Curitiba, Fortaleza e São Paulo, que contribuíram para o aprimoramento do programa. Agora, o Uber Pro estará disponível em todo o país. De acordo com o engajamento do parceiro na plataforma da Uber e outros critérios determinados, o motorista entra em uma das quatro categorias do programa que oferece vantagens progressivas: Azul, Ouro, Platina e Diamante. A partir da categoria Ouro, por exemplo, os parceiros ganham até 50% de desconto em cursos de graduação semipresenciais oferecidos nas universidades do Grupo Kroton, como Anhanguera, Unopar ou Pitágoras. O desconto referente a essa vantagem será estendido à família dos parceiros, que podem indicar até mais três dependentes para também se matricularem nos cursos de graduação pagando menos na mensalidade. Os motoristas parceiros Uber Pro, de qualquer categoria, incluindo seus familiares, também ganham desconto de até 50% na mensalidade da rede de academias Smart Fit. O desconto é obtido por meio do aplicativo TotalPass, outro parceiro da Uber no programa de vantagens.

COMO FUNCIONA O Uber Pro foi criado para oferecer vantagens aos motoristas parceiros por seu engajamento e preferência por usar o app da Uber. Para ter acesso às vantagens oferecidas, os motoristas parceiros precisam ter uma avaliação média dos usuários de ao menos 4,85 estrelas, além de outros critérios. Os motoristas parceiros acumulam pontos em cada viagem realizada e, dependendo da quantidade de pontos acumulados, entrarão em uma das quatro categorias. Como forma de reconhecimento pelo engajamento e para que usuários do app possam saber de forma fácil que seu motorista está entre os melhores motoristas parceiros da Uber, a partir da categoria Ouro os motoristas serão identificados com um símbolo indicando sua categoria. Todas as categorias Uber Pro foram projetadas para serem alcançadas pelos diferentes perfis de motoristas, desde quem tem no app a sua fonte principal de rendimentos até quem dirige eventualmente, algumas horas por semana para complementar os ganhos. Os pontos do Uber Pro compreendem ciclos de três meses, ao final dos quais os pontos acumulados são zerados. A categoria alcançada, porém, se mantém para o próximo ciclo e, quando o motorista parceiro alcançar uma quantidade de pontos suficiente para mudar para a próxima categoria, ele poderá começar a desfrutar das vantagens da nova categoria sem ter que esperar o novo ciclo começar.

29 - Cenário Minas


Oficinas gratuitas integram a programação da 40ª Exposição Nacional de Orquídeas Belo Horizonte será a capital nacional das orquídeas em outubro. Entre os dias 11 e 13, a cidade recebe a 40ª edição da Grande Feira e Exposição Nacional de Orquídeas organizada pela Associação Mineira de Orquidófilos (AMO). Tradicional na cidade, a feira vai reunir 30 expositores de várias regiões de Minas Gerais e outros Estados brasileiros, além de 26 estandes de vendas, com mais de 50 mil plantas e materiais para cultivo que vão direto do produtor para a casa dos compradores. A feira é aberta ao público, com entrada gratuita e acessível para deficientes. Além disso, o evento é pet friendly A Feira possui uma extensa programação de cursos, palestras e oficinas gratuitas. Não é necessário se inscrever previamente, as turmas serão formadas por ordem de chegada no local. “Além das técnicas de cultivo e adubação de orquídeas, os participantes vão aprender, por exemplo, como joaninhas são grandes aliadas no combate a pragas e também como iniciar uma colmeia. Há também palestra sobre como fazer o uso consciente de defensivos agrícolas nas plantas”, afirma Denise Vasconcelos, presidente da AMO. INCLUSÃO. O que os olhos não veem fica ainda mais florido nos outros sentidos. Sucesso nas últimas edições da Feira, a “Oficina sensorial de cultivo de orquídeas para deficientes visuais - Dona Olga (Orquidário Warneri)” abraça a inclusão social ao possibilitar uma experiência especial. Data: Sextafeira, dia 11, das 14h30 às 15h30. YOUTUBERS MINISTRAM OFICINAS. Eles são influenciadores digitais e possuem uma legião de seguidores no Youtube. Quem gosta de orquídea e já pesquisou sobre o assunto nas redes sociais, provavelmente já viu os vídeos do biólogo Breno Furlan Bueno, natural de Ribeirão Preto (SP); e de Francisco Deusvando, natural de Governador Valadares (MG) e erradicado em Venda Nova do Imigrante (ES).

Breno Furlan, do orquidário Orquídea e Jardim, apresenta duas oficinas diferentes na Feira. Na sexta-feira, dia 11, das 16h às 17h, o biólogo ministra o curso básico de cultivo de orquídeas. No sábado, dia 12, das 11h às 12h, ele apresenta "Desmistificando o cultivo de orquídeas", onde serão abordados vários mitos sobre as técnicas para o plantio e manutenção das orquídeas. Ainda no sábado, 14h30 às 16h, Francisco Deusvando aborda os segredos sobre adubação de orquídeas. DE VOLTA AO FUTURO. “A Farmacinha da Vovó no Seu Quintal: Plantas Medicinais, cultivo e aplicações” que será ministrada por Nilson Pedrão da ONG CETAS, visa resgatar um hábito e sabedoria que estão se perdendo com o passar de gerações – o conhecimento básico sobre plantas e hortaliças que possuem princípios medicinais. O que só mais os velhos e antigos normalmente conhecem vai cair na graça do público que for à feira, prometem os organizadores. Domingo, dia 13, das 13h30 às 14h30.

SEXTA-FEIRA 11/10/19

DOMINGO 13/10/19

13h às 14h - Oficina de Minijardins com Suculentas - Florinha Nat 14h30 às 15h30 - Oficina sensorial de cultivo de orquídeas para deficientes visuais - Dona Olga (Orquidário Warneri) 16h às 17h - Curso básico de cultivo de Orquídeas - Breno Furlan (Orquídea e Jardim)

9h30 às 10h30 - Dicas e experiências no Cultivo de Orquídeas - Francisco Deusvando 11h às 12h - Manejo Agroecológico do Orquidário - Lucas Carneiro 13h30 às 14h30 - A Farmacinha da Vovó no Seu Quintal: Plantas Medicinais, cultivo e aplicações – Nilson Pedrão – ONG CETAS 15h às 16h - Oficina de Minijardins com suculentas - Florinha Nat

SÁBADO 12/10/19 09h30 às 10h:30 - O mundo das abelhas: como começar uma colmeia? - Elter 11h às 12h – Desmistificando o Cultivo de Orquídeas - Breno Furlan (Orquídea e Jardim) 13h às 14h - Projeto Biofábrica – O papel das joaninhas no Cultivo Orgânico – Dany Amaral (PBH) 14h30 às 16h - Dicas e experiências no Cultivo de Orquídeas Francisco Deusvando - Os segredos sobre adubação de orquídeas - Mundo NPK 17h às 18h - Oficina de Minijardins com suculentas- Florinha Nat

30 - Cenário Minas

Serviço: 40ª Feira Nacional de Orquídeas Local: Serraria Souza Pinto (av. Assis Chateaubriand, 809 - Centro, Belo Horizonte) Data: 11, 12 e 13 de outubro Horários: 9h às 18h (Sexta), 9h às 18h (sábado) e 9h às 17h (domingo) Entrada: Gratuita Animais: Evento é pet friendly


Boulevard Shopping recebe circuito da Turma da Mônica, o Super Força HQ O universo da Turma da Mônica invade o Boulevard Shopping. Trata-se do Super Força HQ, um espaço temático que une as quatro forças da natureza representadas pelos personagens de Mauricio de Sousa. A atração, montada na Praça de Eventos (Piso 1), possui 250 m², divididos em quatro circuitos interativos de obstáculos e de jogos, que se conectam e se complementam. São atividades físico-motoras, intelectuais, sensoriais e sociais voltadas a gerar energia de alta qualidade no público infantil. A atração segue no mall até o dia 3 de novembro, de segunda a sábado, das 10h às 22h, e domingos e feriados, das 14h às 20h. Sob os cuidados dos guardiões Mônica, Magali, Cascão e Cebolinha, cada universo tem suas especificidades. O Monicalor é a Mônica, guardiã do elemento fogo; Magaérea é a Magali, guardiã do elemento ar; Cascalho é o Cascão, guardião do elemento terra e Cebolíquido é o Cebolinha, guardião do elemento água. O circuito vermelho, do elemento fogo, é composto por atividades de muito desprendimento de energia física, como: labirinto vertical, labirinto horizontal, escalada, rolos compressores e trama de elásticos. No circuito lilás, do elemento ar, o principal objetivo é estimular os sentidos, por meio das atividades: piso de texturas, parede de sons e caixas de aromas. Já o circuito verde é do elemento terra, e tem atividades que estimulam principalmente a socialização, como o face a face, o tubofone e o jogo dos amigos do planeta Terra. Por último, temos o circuito azul, que representa o elemento água, composto por atividades de desempenho intelectual, como jogo das lembranças, caminho das águas, túnel circular e ponte pênsil. Cada circuito suspenso se encerra em uma piscina de bolinhas. Na área térrea é possível integrar pessoas com as mais diversas deficiências, por ser um espaço cuidadosamente pensado para acessibilidade e inclusão. A atração é voltada para crianças de até 13 anos ou com altura máxima de 1,50m. Crianças menores de 4 anos só podem acessar acompanhadas por um adulto responsável. O valor é de R$ 20 até 15 minutos e R$ 25 até 30 minutos. Cada minuto adicional custa R$ 1.

Sobre Mauricio de Sousa A Cidade Colorir da Mônica é um projeto da Mauricio de Sousa, empresa do Grupo Mauricio de Sousa, que tem como missão transformar as histórias dos quadrinhos em experiências de forma lúdica, educativa e cultural. Parques, centros de entretenimento familiar (FEC), espetáculos musicais, eventos corporativos, culturais, esportivos, espaços temáticos interativos para shoppings e feiras de negócios; licenciamento de áreas temáticas em parque aquático, hotéis e restaurante; palestras e sessões de autógrafos com Mauro Sousa e Meet & Greet com personagens de Mauricio de Sousa são as principais frentes de negócios da empresa.

Super Força HQ Data: até o dia 3 de novembro. Local: Praça de Eventos do Boulevard Shopping – Piso 1 (Avenida dos Andradas, 3.000) Horário de funcionamento: segunda a sábado - 10h às 22h | domingos e feriados - 14h às 20h. Valores: R$ 20 até 15 minutos | R$ 25 até 30 minutos | R$ 1 minuto adicional Tempo mínimo de cobrança: 15 minutos Informações: (31) 2538-7438/7439 │ www.boulevardshopping.com.br

31 - Cenário Minas


1ª edição do "Elas Festival" ressalta o protagonismo feminino com programação gratuita

Giovanna Heliodoro Barbara Fraga

O empoderamento feminino está em pauta e merece ser discutido e valorizado cada vez mais. Para contribuir com esse processo, surge o Elas Festival que ressalta o protagonismo feminino na cena cultural e incentiva a cultura de equidade de gênero. O evento acontece entre os dias 18 e 20 de outubro e a programação conta com shows de Julia Branco, Tamara Franklin e Dolores 602, além de bate-papos, exibição de filmes, mostra de empreendedoras, exposição fotográfica e muito mais. A exibição de filmes e debate com as diretoras ocorrem no Cine Centroequatro enquanto as demais atividades são realizadas na Funarte MG. A produtora cultural e idealizadora do festival, Ana Carolina Linares, explica que queria colocar em prática um projeto que tivesse um propósito além do entretenimento, alinhado às causas que ela acredita. “Sou produtora cultural e há 15 anos realizo os sonhos de outras pessoas. Queria dar voz e protagonismo para tantas mulheres incríveis e que têm muito a dizer. Foi da vontade de promover práticas e ações que trabalhem a equidade de gênero, o respeito à diversidade e o empoderamento, que nasceu o ELAS”, completa.

Gisella Lima

Paula Faria

As seções ocorrem no sábado e no domingo, em três momentos: às 10h, com montagens infantis de Tia Sheiluda e seus alunos; às 14h com títulos experimentais mineiros e às 16h com curtas mineiros sobre o ser político. No domingo, a mostra de filmes encerra com a exibição de Baronesa, de Juliana Antunes, às 16h. Haverá também uma Mostra de Empreendedoras, com exposição e venda de marcas que contam com mulheres à frente do empreendimento. Entre as já confirmadas estão Pachamama, Chakra, Karola, Benedita Acessórios, Pólis, Énia Dára Moda Afro e Remexe. A produção é da Bandeira Branca e a gestão do projeto é da Firmato Consultoria. Este projeto é realizado com recursos da Lei de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte e conta com o patrocínio da Rock Content e do BDMG, além do apoio da Funarte MG e da Pachamama.

A programação será aberta com a exposição fotográfica Empoderamento Feminino. Com curadoria da fotógrafa Bianca Aun, a seleção foi feita a partir do envio de registros de fotógrafas amadoras e profissionais que foram capazes de capturar a essência do empoderamento. Uma série de debates integra as atividades: o Papo com ELAS. Na sexta-feira, às 20h, o tema é “Mulheres, tecnologia e startup: Construindo o nosso espaço”, com Talita Batista, Lizandra Muniz, Bárbara Fraga e Paula Faria. No sábado, às 16h: “Qual o lugar das travestis no feminismo”, com Duda Salabert, Gisella Lima, Giovanna Heliodoro, Anyky Lima e mediação de Vanessa Sander. Já no domingo há duas seções, a primeira às 14h, “O Sagrado Feminino”, com Adriana Gontijo da Pachamama e a segunda discute o empoderamento das mulheres negras, com “ELAS podem TUDO!”, com curadoria de Joyce Cordeiro e Nath Orleans Barcelos. A temática do empoderamento feminino também faz parte da exibição de filmes e debate com as diretoras.

32 - Cenário Minas

Dolores 602_Credito Natália Lima Castro (1)


Aniversário do Espetinho do Theus será na Arena Mirante Os 5 anos do Bar Espetinho do Theus, localizado na barragem Santa Lúcia, região Centro Sul de Belo Horizonte, serão comemorados em grande estilo numa festa que promete ficar para a história. É que no dia 20 de outubro a Arena Mirante será palco para um evento em celebração ao aniversário da balada que conquistou os mineiros, regado de muito samba, pagode e animação. Para o line up já foram confirmados os shows das bandas de samba e pagode de Belo Horizonte: Akatu, Samba de Classe, Pagode do Rei, grupo Tradição, o grupo TamoJunto&Mixturado e os DJ Bremin e DJ Matheus Sillva que, com certeza, encantará os participantes com vários sucessos emplacados do momento. A proposta do evento é mesclar um trabalho autoral, marcado pela diversidade rítmica e melódica da música brasileira, com releituras de grandes compositores. Por isso, os interessados em não perder essa grande festa podem garantir os ingressos nas lojas físicas da Central dos Eventos ou através do site www.centraldoseventos.com.br.

Modernizar um evento tão tradicional no Espetinho do Theus, aproveitando a data de cinco anos do Bar, faz parte de um enorme desafio. "O meu objetivo é fazer desta primeira edição do Samba, um marco na história do Bar. É melhorar aquilo que já oferecemos. Garantir ainda mais lazer, conforto e segurança para as famílias e visitantes, comentou Matheus Pereira de Souza, proprietário do Bar.

Quem é Theus: Matheus Pereira é proprietário há mais de cinco anos do Espetinho do Theus, que está localizado na Av. Artur Bernardes 3099, Santa Lúcia. Ambiente familiar. Tradicional ponto de encontro de amigos, considerado o melhor espetinho da região. E toda quarta-feira o melhor do samba.

Localizada em um dos pontos mais bonitos da cidade, o Olhos D'água, a Arena Mirante é o ponto de encontro dos amigos para diversão, alegria e festa.

Quando: Domingo, 20 de Outubro às 12:00 -- Domingo, 20 de Outubro às 22:00 Onde: Arena Mirante Rua Adelino Testi, 51 - Olhos D'Água, Belo Horizonte Ingressos: Central dos Eventos (https://www.centraldoseventos.com.br/events/show/aniversario-do-theus)

33 - Cenário Minas


35 - Cenรกrio Minas


36 - Cenรกrio Minas


37 - Cenรกrio Minas


Reprodução com os devidos créditos da Revista 29 HORAS - DISTRIBUIDA NO AEROPORTO SANTOS DUMONT

38 - Cenário Minas


Profile for Revista Cenario

Revista Cenário Minas - Setembro/Outubro 2019  

Revista Cenário Minas - Setembro/Outubro 2019 - A publicação se notabiliza pela absoluta isenção editorial é uma revista regional de varieda...

Revista Cenário Minas - Setembro/Outubro 2019  

Revista Cenário Minas - Setembro/Outubro 2019 - A publicação se notabiliza pela absoluta isenção editorial é uma revista regional de varieda...

Advertisement