Page 1

o m

Ano 3 - Edição #22 - Revista Virtual - Outubro 2017

CENÁRIO MINAS ris

Prestes a completar 25 anos de profissão, ela afirma que ser mãe é o papel mais bonito que já interpretou

Cultura

En

tr

n ete

to

en

im

Tu

R ev

ista

Cenário MINAS


Cultura

PAISAGENS URBANAS...............

MINAS o m ris Tu

e

nim

04

nto

te tre

En

www.cenariominas.com.br

O laço rosa simboliza a luta da mulher contra o câncer de mama. O símbolo é utilizado por diversos artistas, empresas e entidades voltadas para a mulher. A iniciativa partiu da Fundação Susan G. Komen for the Cure, onde foi também oficializada a primeira corrida pela cura, em 1990. Faça parte dessa causa você também. Ajude milhares de mulheres a se prevenir.

07 SEGURANÇA............................... 10 SAÚDE.......................................... 12 EDITORIAL...................................

13 CRÍTICA MUSICAL..................... 22

OPINIÃO.......................................

CENÁRIO PET..............................

24

GASTRONOMIA...........................

30

TURISMO.....................................

31

ENTREVISTA...............................

36

CULTURA ....................................

38


Cenário

Cenário Minas Contato: cenarionegocios@gmail.com

Geraldo Félix Jr Jornalista

Felipe J. Jesus Jornalista

Sérgio Steiner

3

Lucia Mattos Jornalista

Leonardo Horta Jornalista

Priscilla Silvestre Jornalista

Elberty Valadares


Cenário

120 anos

Há registros do trânsito, de domingos no parque, de street art, de residências particulares que parecem conservar a antiga atmosfera de sossego, de paisagens do hipercentro, e, é claro, de belos ângulos de símbolos da cidade, como o Praça Raul Soares, Praça Sete, centro da cidade, a Praça da Liberdade, e a cidade Administrativa, esse último obra do grande Niemyer.

Por Leonardo Horta - Jornalista

4 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenรกrio

Revista Cenรกrio Minas - www.cenariominas.com.br

5 - Cenรกrio Minas


É MAIS QUE UM AEROPORTO É A SUA MAIS NOVA OPÇÃO DE COMPRASE LAZER.

www.bh-airport.com.br

+ Gastronomia + Conveniência + Compras + Lazer + Serviços O Aeroporto Internacional de BH está se transformando no seu mais novo ponto de encontro. São lojas de grandes marcas, várias opções de gastronomia, conveniência e serviços.

Venha se surpreender.


Censura? E o direito de expressão, como fica? Nossa Constituição Federal corre o risco de ser rasgada

Editorial

Cenário

Com a entrada dos meios digitais, a população mundial de certa forma ganhou mais voz e liberdade para se expressar sobre temas importantes para o desenvolvimento da sociedade, como, economia e principalmente política. A partir disso, uma rede foi criada e todos os comentários são visualizados por pessoas desconhecidas como também pelas próprias pessoas citadas em matérias e reportagens. Desta forma o debate ficou mais aberto e “democrático” e muitas mudanças começaram a ser feitas a partir dessa participação popular nas Redes Sociais. Todavia, um Projeto de Lei (PL) de autoria da deputada federal Soraia Santos (PMDB/RJ) em tramitação desde 2015 foi reforçado recentemente e poderá coibir e talvez calar de vez muitos brasileiros que despejam opiniões inflamadas na internet sobre políticos. Se aprovado no Congresso Nacional, o PL poderá mudar o comportamento dos internautas já que qualquer dano à imagem dos partidários será observado. No entanto, vale lembrar que o Direito de Expressão está previsto em nossa Constituição Federal (CF) no Artigo 37.º que diz claramente: “Todos têm o direito de exprimir e divulgar livremente o seu pensamento pela palavra, pela imagem ou por qualquer outro meio, bem como o direito de informar, de se informar e de ser informados, sem impedimentos nem discriminações. O exercício destes direitos não pode ser impedido ou limitado por qualquer tipo ou forma de censura”. O Projeto de Lei (PL) aumenta as penas para quem cometer crime contra honra na internet, sendo assim, o infrator poderá cumprir até seis anos de prisão em regime fechado. Em alguns casos a situação poderá se caracterizar inclusive como crime hediondo. Participação zero? Mas será que a tão exigida participação da população nas atividades políticas está errada, não podemos opinar? Será que não devemos realmente observar as ações que são feitas com o nosso dinheiro, ou seja, contribuição pública que somos obrigados a pagar mensalmente? Se a Constituição Federal, nossa carta magma está sendo ‘rasgada’ por possíveis projetos como esse, ela jamais deveria ser usada pelos políticos no ato do juramento de posse. Coibir a expressão dos cidadãos brasileiros é tirar os direitos resguardados que temos. Vale lembrar que pelas mãos do povo o político sobe no palanque, mas pelas mesmas mãos do povo ele poderá cair direto no ostracismo. Felipe José de Jesus Sociólogo e Mestre em Comunicação Social Jornalismo e Ciência da Informação

www.carroemdia.com.br

o primeiro mês

é grátis

UM CLUBE PARA APAIXONADOS POR CARROS!

CADASTRE-SE

E aproveite os descontos...

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

7 - Cenário Minas


Cenário

Pitadas Outubro Rosa

MINAS

to

en

im ten

tre

En

T

r e G

Cultura

o ism ur

o

d al

Bate-papo virtual voltado aos profissionais da Comunicação - jornalistas, publicitários, fotógrafos, relações públicas, marqueteiros e estudantes. Neste bate-papo você pode participar enviando sugestões de pautas e tantos outros assuntos que serão debatidos por aqui. Lembrando que os autores serão ix citados l e que a PQN não tem qualquer Fé responsabilidade sobre os textos assinados, não respondendo juridicamente por nenhum deles. Informações: newspqn@pqn.com.br

www.cenariominas.com.br

EXPEDIENTE

O laço rosa simboliza a luta da mulher contra o câncer de mama. O símbolo é utilizado por diversos artistas, empresas e entidades voltadas para a mulher. A iniciativa partiu da Fundação Susan G. Komen for the Cure, onde foi também oficializada a primeira corrida pela cura, em 1990. Lázaro Ramos na seca O ator e apresentador Lázaro Ramos aceitou o convite para participar de um desafio para uma ação que pretende fazer uma reflexão para a falta da água que as famílias do semiárido enfrentam. Para tanto, Lázaro terá acesso restrito à água durante três dias - o equivalente a média disponível para cada pessoa no semiárido - para usar em todas as suas atividades como escovar os dentes, tomar banho, cozinhar e beber. A ação foi proposta pela AMA, água mineral da Ambev que investe 100% do lucro em projetos de acesso à água na região, para alertar sobre a gravidade do assunto. O desafio começa na segunda, dia 09, e o ator vai contar a experiência em suas redes sociais.

Redação e Administração: Av. prof. Cândido Candido Holanda, 70/405 - São Sao Bento - Belo Horizonte - Minas Gerais CEP: 30.350-340 (31) 3344-5751 / 99126-5236 cenarionegocios@gmail.com cenarionegocios@gmail.com Jornalista Responsável FelipeJosé Joséde deJesus JesusFelipe FENAJ:15.263-JP-MG Colaboradores: Presidente: Geraldo Félix Félix Júnior de A. Júnior Geraldo - DRT: FENAJ: 9430 JP-MG 9430 JP-MG Sérgio Steiner MTE 30773 RJ

Mercado Livre – companhia de tecnologia líder em e-commerce da América Latina – anuncia a entrada da Livraria Cultura, uma das maiores e mais conceituadas varejistas do mercado de livros no País, ao seu marketplace. A nova loja oficial já está no ar (https://loja.mercadolivre.com.br/livraria-cultura), com mais de 30 mil anúncios e tem potencial para mais de 250 mil SKUs.

Copy Desk: Sérgio Steiner - MTE 30773 RJ

Notebook gamer Samsung Odyssey será o principal aliado em uma intensa batalha que acontece durante a Brasil Game Show, maior feira de games da América Latina.

Filiado a AIN

Beer Folk’n Blues, um festival onde as cervejas artesanais mineiras são anfitriãs. O evento acontece no dia 14 de outubro, a partir das 11 horas no Parque de Exposições de Pedro Leopoldo, com apresentações de bandas de folk’n blues, gastronomia e artesanato local. Para as famílias que levarem seus filhos, haverá espaço especial para recreação. Quem vai garantir a festa da garotada é a galera do Quintal Coletivo com muitas atividades.

Site e Programação: Agência Site Líder Filiado a AIN

Filiado

Filiado: ABRAMÍDIA - MG

(Assoc. Brasileira de Midia Publicação Digital da Editora Eletrônica) Cenário Comunicação Publicação da Editorae Marketing Ltda. Cenario Comunicação e Projeto TráLáLáLáLi 2017 - Local: Teatro Santo Agostinho (Rua Aimorés, 2679), bairro Santo Agostinho, Belo Horizonte (MG), telefone (31) 2125-6810. Datas: 14 e 15/10 (sábado e domingo, 16h)

8 - Cenário Minas

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem a opinião da Revista Cenário Minas. A Cenário Minas também não se responsabiliza pelo uso de suas informações no site e na Revista.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário

Reforma política: saiba o que muda nas eleições de 2018 Limite para doações Cláusula de desempenho

Por Geraldo Félix Júnior - Jornalista

Como era: todos os partidos recebiam uma parcela do fundo partidário, e o tempo de propaganda em emissoras de televisão e de rádio era calculado de acordo com o tamanho da bancada de cada legenda na Câmara dos Deputados. Agora: os partidos precisam atingir um desempenho eleitoral mínimo para ter direito a tempo de propaganda e acesso ao fundo partidário. Para 2018, os partidos terão que alcançar, pelo menos, 1,5% dos votos válidos, distribuídos em, no mínimo, nove estados, com ao menos 1% dos votos válidos em cada um deles. Como alternativa, as siglas devem eleger pelo menos nove deputados, distribuídos em, no mínimo, um terço das unidades da Federação. As exigências aumentarão gradativamente até 2030. Fundo eleitoral Como era: não existia. Partidos e candidatos podiam receber doações somente de pessoas físicas e não havia verba pública destinada diretamente a campanhas eleitorais.

Como era: as pessoas físicas poderão doar 10% do rendimento bruto declarado no ano anterior à eleição. Agora: não mudou. O presidente Michel Temer vetou item que previa um teto de 10 salários mínimos. Limite para gastos Como era: sem limite. Agora: haverá limite de gasto com valores distintos conforme o cargo que o candidato almeja: Presidente: R$ 70 milhões no primeiro turno e metade desse valor em caso de segundo turno. Governador: entre R$ 2,8 milhões e R$ 21 milhões, dependendo do número de eleitores do estado. Senador: entre R$ 2,5 milhões e R$ 5,6 milhões, dependendo do número de eleitores do estado. Deputado federal: R$ 2,5 milhões.

Agora: foi criado um fundo eleitoral com dinheiro público para financiamento de campanhas eleitorais. O fundo, estimado em R$1,7 bilhão, terá a seguinte distribuição: 2% igualmente entre todos os partidos; 35% entre os partidos com ao menos um deputado na Câmara, 48% entre os partidos na proporção do número de deputados na Câmara em 28 de agosto de 2017 e 15% entre os partidos na proporção do número de senadores em 28 de agosto de 2017.

Como era: emissoras de televisão e rádio eram obrigadas a convidar candidatos de partidos com mais de nove deputados na Câmara dos Deputados.

Arrecadação

Agora: esse número foi reduzido para cinco.

Como era: os candidatos podiam iniciar a arrecadação apenas em agosto do ano da eleição, mas o acesso ao dinheiro estava condicionado ao registro da candidatura.

Voto impresso

Agora: os candidatos podem arrecadar recursos em campanhas online (crowdfunding) a partir de 15 de maio do ano eleitoral. Além disso, os partidos podem vender bens e serviços e promover eventos de arrecadação. Empresas estão proibidas de financiar candidatos.

12 - Cenário Minas

Deputado estadual/distrital: R$ 1 milhão. Debates

Como era: não havia. O voto dos eleitores ficava registrado apenas na urna eletrônica. Agora: o voto deverá ser impresso a partir da eleição de 2018, mas o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já comunicou que não terá orçamento para implementar a medida em todo o Brasil no próximo ano.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) lança 86 bases móveis na capital para diminuir crimes Por: Felipe José de Jesus - Jornalista

Visando trazer mais segurança para a população belo-horizontina, a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) lançou no dia 28 de agosto o “Programa Mais Segurança” que distribuiu 86 bases comunitárias em diversos bairros da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). O projeto oferece vans com quatro policiais por veiculo, ou seja, dois que ficam na base e mais dois fazendo o patrulhamento de moto de 14h a 0h, que é um horário com maior risco de crimes. Com a implantação das bases que são equipadas com câmeras de vídeo-monitoramento, rádios e equipamentos de segurança, a polícia acredita que os moradores da região sempre vão ter um apoio. Isso, porque de acordo com o projeto da PM, a cada 4 km de distância, haverá uma base para ajudar na atuação da policia. Em declaração a imprensa, o Comandante Geral da Policia Militar de Minas Gerais (PMMG), Helbert Figueiró de Lourdes, com 29 anos de carreira na PM, disse que a idéia é garantir uma presença mais ampla de policiamento nas ruas da cidade de Belo Horizonte. “O atendimento é concentrado primeiro, na disponibilidade para o cidadão ao ver a base para registrar sua ocorrência e, segundo no patrulhamento preventivo. As bases têm acesso às câmeras do Olho Vivo da área onde estão presentes, e por esse monitoramento têm condições de solicitar que o militar em patrulhamento vá ao local e cheque alguma situação de suspeição gerando um grande potencial preventivo” declarou. Lembrando que para o “Programa Mais Segurança” ser efetivado na capital, foram investidos R$20 milhões.

Moradores e transeuntes De acordo com o Luiz Francisco, 48, as bases comunitárias móveis trazem um alivio. “De certa forma traz mais tranqüilidade para quem mora e também para quem frequenta a região. Não acredito que de imediato vá resolver muito, mas já inibe os assaltantes que já estavam acostumados a abordar moradores com total liberdade", disse. Já para Rodrigo Farias, 22, estudante, o fato de ter dois policiais de prontidão e dois rodando traz certo conforto nos horários mais complicados, “Já acho mais confortável sair da aula e voltar do serviço sabendo que tem um posto policial mais rápido para nos atender em qualquer emergência. Não sei se ele realmente vai coibir os crimes, tomara, mas não acredito muito que o serviço será tão efetivo assim. Eu ainda acredito que deveria ter mais uma base móvel da PM em mais pontos dos bairros. Achei muito distante os 4 km entre uma base da PM e outra”, completou.

Desativação? Com as bases móveis comunitárias já instaladas em diversos pontos da cidade, o Comandante Geral da Policia Militar de Minas Gerais (PMMG) Helbert Figueiró de Lourdes, disse que poderá haver a desativação de alguns endereços da PM. “A corporação está fazendo estudos para desativar alguns endereços da PM em Belo Horizonte, como forma de otimizar recursos. Ainda de acordo com ele, atualmente há 24 companhias da policia na cidade e 10 delas podem ser deslocadas para a sede dos respectivos batalhões, mantendo o efetivo. Porém essa decisão ainda está sendo estudada pela PM. Nenhuma mudança será feita antes de dezembro”.

Satisfação Em pouco mais de 20 dias de inauguração o serviço vem sendo bastante comentado por moradores da cidade. Use o serviço sempre que necessário, pois ele foi feito para os cidadãos belo-Horizontinos.

10 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Sagrada Família: Rua Genoveva de Souza continua interditada Fechamento da via se deu por deslizamento de terra; Já são quase dois anos de espera Por: Felipe José de Jesus - Jornalista

As intervenções em vias públicas servem para trazer

melhorias para moradores como também para transeuntes e motoristas. No entanto, na Rua Genoveva de Souza, no Bairro Sagrada Família, em Belo Horizonte, a intervenção vem servindo para trazer apenas angústia para os moradores e acima de tudo insegurança para quem se arrisca a passar na via. A rua foi interditada há quase dois anos pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) devido a um forte deslizamento de terra. No entanto, a obra de reparação realizada no local não foi suficiente para sanar o problema que precisará de mais ajustes, tanto que a Prefeitura decidiu deixar a rua fechada de um lado usando barreiras para evitar que ônibus, carros e Toda vez que chove forte essa via acaba tendo algum motos passem pelo local. problema, ai vem representantes, arrumam, ou ‘quase A equipe de reportagem esteve no local para averiguar a remendam’ o ponto e vão embora. Isso não adianta, pois a situação e ver de perto como está à via depois destes via precisa de uma revitalização urgente e gigante. quase dois anos de interdição. No início da Rua Precisamos também de uma fiscalização, porque em tempos Genoveva de Souza, grandes ‘blocos de cimento e de jogos de futebol, a via fica sempre cheia de carros e os alguns ferros fincados no chão’ tampam um pedaço da flanelinhas aproveitam. Isso também traz perigo. via sinalizando de longe que existe algum problema. Precisamos de uma resposta para o futuro desta rua”, Todavia, é fácil perceber que alguns motoristas se comentou. arriscam na travessia da rua, já que do seu lado direito, existe uma grande abertura que comporta a passagem Complicação de carros e também pequenos caminhões. Aparentemente a rua parece não oferecer perigo, Para os que precisam passar pela via para chegar a outros todavia, uma das maiores aflições dos moradores está pontos do bairro, é preciso ter paciência e seguir outros nos períodos de chuva, já que no mesmo local nos anos caminhos alternativos. Para alguns motoristas o problema é de 1980 houve um forte desmoronamento de terra sobre que em horários de pico não existem muitas alternativas e saídas. “Dependendo do horário você não consegue passar uma casa devastando uma família inteira. tão rápido. Com as férias escolares sem problema, dá para Para o administrador e morador da região, Lucas de se criar vias alternativas no Bairro. O problema é quando Oliveira, 34, que passa diariamente na rua, a interdição voltam às aulas ai o transito fica complicadíssimo. Para quem atrapalha muito quem precisa passar de carro para precisa chegar à Avenida Cristiano Machado, Túnel da chegar ao Centro da Cidade. Para ele a via era de Lagoinha e outros pontos a Rua Genoveva de Souza era extrema importância no bairro, no entanto, ele mesmo importantíssima. Eu nem a considero tanto uma rua, mas sim confessa que às vezes passa pela “brecha” que existe no uma avenida”, salientou a cozinheira Silvana Medeiros, 46. local. “Se você ficar aqui parado na esquina da rua vai ver que muitas pessoas se arriscam a passar pela abertura E m d e c l a r a ç ã o a i m p r e n s a n o fi m d e 2 0 1 6 , a da via pelo lado direito. A pequena passagem entre os Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap) blocos de cimento dá espaço suficiente para que carros informou em nota “que ainda não há uma definição de passem pelo local e motos também. Eu já passei, mas quando a rua será liberada”. Já que em relação a obra de agora evito. Mesmo assim, no trecho onde foi feito o recuperação o órgão informou que o “projeto prevê reparo, ainda há muita apreensão, por que abaixo tratamento do talude vizinho ao abatimento para estabilizar a existem casas. Eu acho que ali eles deveriam fazer um encosta do local. A empresa municipal informou que o projeto está em fase de levantamento orçamentário e que a reforço urgente”, disse. prefeitura ainda aguarda disponibilidade de recursos para Já para o estudante de nutrição, Márcio Silva, 28, por se tratar execução de obra”. A reportagem do Jornal Santa Tereza de um bairro tão movimentado, o fechamento de quase dois Notícias, entrou em contato com a Assessoria de anos da Rua Genoveva de Souza é um retrocesso que precisa Comunicação da Sudecap, para saber mais informações ser reparado rapidamente pela PBH. “O mais engraçado é que sobre o andamento das obras na rua Genoveva de Souza. fecham a rua, mas deixam moradores de prédios e casas Até o fechamento desta edição a única resposta que continuarem a residir no local. Não acho seguro que famílias recebemos é que o problema será apurado. Vamos continuem vivendo nessa rua, principalmente de frente para a aguardar. obra de reparo, pois ali tem um barranco enorme. Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

11 - Cenário Minas


Cenário Outubro Rosa:

Conheça as alternativas para preservação da fertilidade após a quimioterapia Congelamento de óvulos ou embriões estão entre as opções para mulheres que sonham com uma futura gravidez Da redação

O câncer de mama é o segundo tipo que mais acomete as mulheres, respondendo por cerca de 28% dos novos casos a cada ano. E, além de enfrentar a doença, muitas delas precisam lidar com a infertilidade, pois os tratamentos oncológicos de quimioterapia e radioterapia, além de destruírem as células tumorais, também afetam diretamente as células germinativas, que dão origem aos óvulos. No momento em que a paciente descobre que tem câncer, é recomendado que o início do tratamento seja imediato. Entretanto, se a mulher pretende engravidar após esse período, devido às suas chances serem comprometidas, o desejo de uma gravidez futura deve ser discutido com o oncologista e um especialista em reprodução humana. Precisa-se salientar que, diante dos danos causados no sistema reprodutivo feminino, para conseguir realizar o sonho de ter filhos após a cura da doença, os pacientes podem contar com diversas alternativas para a preservação da fertilidade como congelamento de gametas e tecido, além da Fertilização in Vitro, técnica mais comum. Segundo Dr. Philip Wolff, especialista em Biotecnologia, Diretor e Responsável Técnico pelos laboratórios de Andrologia, Embriologia e Criopreservação na Clínica Genics, o método escolhido vai depender de diversos fatores, entres eles, estão a idade da paciente e do tipo de câncer. “Quando o indicado é o congelamento de tecidos do ovário, em dois dias ela estará pronta para seguir em prol da cura da doença. Caso a orientação seja para que realize o congelamento de óvulos ou de embriões, o procedimento pode ser feito imediatamente após o diagnóstico, ou em até 14 dias antes do início do tratamento oncológico, sem que a mulher precise esperar até a próxima menstruação”, esclarece. É importante ressaltar que a paciente receba a informação sobre os danos que a quimioterapia e radioterapia causam no sistema reprodutivo, assim como as opções atuais para a preservação da fertilidade antes de iniciar o tratamento oncológico, para que a busca de uma vida saudável, não elimine o sonho de ser mãe.

12 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Opinião

O MINASCENTRO precisa de reformas, mas antes é necessário um plano que minimize impactos O Minascentro é o segundo maior centro de congressos e feiras de Belo Horizonte. Construído no coração da Capital, em frente ao Mercado Central, em um prédio histórico que ocupa um quarteirão inteiro com entrada principal pela Av. Augusto de Lima, o local clama por reformas há décadas. Reformas necessárias, urgentes e que se não forem feitas, podem causar uma tragédia de repercussões imprevisíveis. O trade turístico não é contra a interdição temporária do Minascentro, mas está reclamando da forma como ela está sendo proposta pelo governo do Estado, através da CODEMIG, que é a gestora do local. Sem discutir com os atores envolvidos, sem um projeto arquitetônico, ou mesmo um prazo para a sua reabertura, a CODEMIG anunciou o seu fechamento, mas não apresentou um plano de contingenciamento para minimizar as perdas de eventos que aconteceriam nos próximos meses.

O que no entendimento de quem milita no setor de eventos e na hotelaria, como eu, seria algo temeroso á longo prazo e eu explico: A cidade carece de espaços para congressos e feiras com vantagens competitivas. Imagine dividir esse que já é pouco com outras atividades, desvirtuando o seu objetivo principal? Lembro que a Praça da Liberdade, bem como o seu entorno, tem vários museus e a BH não precisaria de mais um. Nem tampouco de expansões do Mercado Central, já que o mesmo possui meios para expandir-se verticalmente usando seu próprio espaço. Pelo visto o que está faltando para agradar “gregos e troianos”, já que não está em discussão o conteúdo, mas a forma é um plano de reforma que apresente projetos, tempo de execução, orçamento e prazo para a conclusão da obra.

Um organizador de eventos que ligar para o Minascentro hoje será informado que o espaço vai ser fechado e não tem data para reabrir. BH não pode esperar muito tempo por esta reforma, pois vive do turismo de negócio e feiras. Mais de 180 hotéis necessitam daquele espaço.

Falta também um comunicado oficial para os organizadores de eventos em todo o Brasil, e até no exterior, esclarecendo que não se trata de um fechamento definitivo em sem prazo para reabertura, mas de uma reforma que irá durar no máximo seis meses.

A economia da cidade é baseada na prestação de serviços. É a vocação da Capital e ninguém tem duvidas disso. Com efeito, há conversas de bastidores que revelam outras intenções e elas preocupam a cadeia produtiva do turismo. Fala-se em criar no espaço um museu e até fazer a expansão do Mercado Central na parte inferior do complexo.

Recomenda-se também neste ínterim, informações claras e objetivas a respeito dos espaços capazes de sediar eventos, de modo a não permitir a fuga de feiras e congressos tão necessários para a economia, para o turismo e para o comércio da Capital.

José Aparecido Ribeiro Bacharel em Turismo – Profissional de hotelaria há 30 anos. Ex-Presidente e Conselheiro da ABIH-MG (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis) Tel.:31-99953-7945 – jaribeirobh@gmail.com Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

13 - Cenário Minas


A Cenรกrio


Cenário Mãe cria grife de maquiagem e realiza o sonho da filha Por Priscilla Silvestre - Jornalista

Apaixonada por maquiagens e cores extravagantes, a blogueira Giulia Morais, de 18 anos, sempre teve vontade de lançar sua própria linha de make-up para suas fãs e o público que a acompanha desde seus 16 anos, onde tudo começou. Pedido feito, pedido aceito pela sua mãe, Silvia Morais, que acatou o sonho da sua filha e vem conquistando o Brasil com sua linha de maquiagens e variedades para a mulherada: a GM Especialidades. “Os produtos são feitos com todo carinho e muito amor envolvido, para deixar tudo com o jeitinho da mulherada e, claro, sempre com o toque pessoal da Giulia. Inclusive, os kits vão acompanhados por uma taça de champanhe personalizada da marca, para dar mais glamour às clientes”, conta Silvia. A primeira linha de produtos selecionados já está sendo vendida pelo escritório, localizado em São Paulo, e em alguns pontos de revenda em todo o País.

Com conhecimento de mercado, Silvia Morais vê no mundo das blogueiras uma maneira de empreender

Filha de peixe, “peixinha” é Com experiência no comércio há mais de 20 anos, Silvia explica que viu no sonho da filha uma maneira de colocar em prática todo o seu conhecimento, aliando o conceito de empresa familiar às aberturas que o mundo dos blogs tem oferecido. “Com a minha filha ficou fácil a criação e o desenvolvimento de uma grife cheia de estilo para a mulher brasileira. Ela tem essa visão de blogueira, que lida diretamente com o público e sabe o que elas desejam, enquanto eu sei da parte prática do empreendimento. Unidas, ficamos mais fortes”, finaliza. Ou seja, esse caso, como muitos outros, comprovam que aliar a tecnologia ao ato de empreender é uma boa saída para a Era Moderna! Serviço: GM Especialidades - @gmespecialidades

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

15 - Cenário Minas


Cenário Fruto da fusão entre grandes nomes do mercado do entretenimento, DM Lessa é lançada oficialmente em Belo Horizonte Os sócios Emanuel Júnior e Amandio Lessa receberam jornalistas, amigos, músicos e profissionais da área de entretenimento em coquetel que marcou o início das atividades da nova empresa Com dados da Assessoria

N

ovas perspectivas para o mercado do entretenimento. Este foi o sentimento de produtores culturais, jornalistas, formadores de opinião empresários e artistas que estiveram presentes no coquetel de lançamento da DM Lessa, realizado na última terça-feira (19), na sede da empresa, em Belo Horizonte. Emanuel Júnior, da DM Promoções, uma das mais relevantes produtoras de eventos de Minas Gerais, e o empresário Amandio Lessa, responsável por cases de sucesso na área de gerenciamento artístico e marketing, selaram a sociedade e lançaram oficialmente a nova marca. Reformada, modernizada e alinhada com as atuais tendências do mercado, a sede da nova empresa, abriu suas portas para alguns convidados para um momento de celebração e networking. O diretor da antiga DM Promoções, Emanuel Júnior, fez uma rápida retrospectiva das atividades realizadas pela empresa na área de entretenimento não só na capital mineira, mas em todo o país, e destacou a importância do novo empreendimento. “Aqueles que me conhecem sabem a trajetória tão bacana que a gente tem traçado em todo o Brasil, desde 1994, com o lançamento do “Carnabelô”, meu primeiro evento. Enfim, depois que levar grandes shows para diferentes lugares do país e até fora dele, hoje eu me encontro aqui, numa reunião de amigos, com a grata surpresa de encontrar um parceiro, um irmão, e até um casamento novo que a vida me deu, para mais uma vez fazermos um círculo virtuoso da marca DM, que agora se junta ao querido Amandio Lessa, formando a marca DM Lessa”, conta. Emanuel Júnior deu as boas-vindas ao empresário ressaltando a sua história de mercado. “A grande dignidade e os vários predicados que você tem foram essenciais para que eu abraçasse essa causa junto com você! Nós já passamos por várias modificações aqui no escritório da DM, mas sem dúvidas não há nada melhor do que ter um parceiro de verdade para dividir ideias, porque é no campo delas que construímos coisas grandes”, finalizou o produtor. Depois de muitos elogios e agradecimentos, o discurso ficou por conta do empresário artístico, Amandio Lessa, que assegurou que a parceria será positiva para o aperfeiçoamento de ambos os negócios e mercado. “Estou muito feliz com a energia de todos aqui da casa. É muito motivador para mim, como empresário, ter a DM do meu lado agora, pois sempre fui admirador e consumidor do trabalho e dos eventos do Júnior. Um fã mesmo, que sempre acompanhou e aplaudiu de perto o trabalho desse cara! Por isso, esse dia 19 de setembro, com certeza, significará muito, não só para mim, mas também para o mercado, pois estamos trazendo aqui, novas propostas para o mundo do show business, e gerenciamento de carreiras. É um novo momento do mercado, e queremos inovar os serviços para que possamos expandir a marca, atendendo não só o entretenimento, mas outras áreas como o marketing e gerenciamento de carreiras”, explicou o empresário. Dadas as palavras, um brinde entre os sócios marcou a inauguração da marca DM Lessa. Os empresários receberam os cumprimentos e votos positivos de grandes personalidades mineiras presentes no evento, como o Mauro Tramonte, apresentador do Balanço Geral Minas, o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais, Miguel Corrêa e Letícia Santiago, e sua esposa, a apresentadora Leticia Santiago, Fabio Menotti, o ex-jogador do Atlético, Paulo Roberto Prestes, a Secretária de Assuntos Institucionais e Comunicação Social da prefeitura de BH, Adriana Branco, o diretor do Clube Atlético Mineiro, Lucas Couto , além de importantes jornalistas e formadores de opinião. Sobre a DM LESSA Comandada pelos sócios Emanuel Júnior e Amandio Lessa, a DM Lessa assume o compromisso de trazer um novo padrão de qualidade em produção, além de reunir, em um só lugar, serviços de diversas áreas, para criação, desenvolvimento, marketing e gerenciamento de carreira artística, plataformas digitais, geração de conteúdo e engajamento para empresas, artistas e todos os tipos de produtos, além de eventos universitários, como formaturas, com demandas em constante crescimento. O novo escritório tem a proposta de não seguir tendências, e sim criá-las, apresentando inovações em projetos nacionais e internacionais. Os produtores iniciarão as atividades do novo empreendimento com um portfólio recheado de grandes iniciativas, como Axé Brasil, Uai Folia, Sertanejo Pop Festival, e um time de artistas consagrados como Raça Negra, Roberta Miranda, César Menotti & Fabiano, banda A Zorra e muitos outros.

16 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Fim da TV analógica está perto e já falta conversor Da redação

O sinal analógico de televisão será desligado em Belo Horizonte e outras 38 cidades mineiras, no dia 8 de novembro. Muita gente já se prepara para garantir a programação com o sinal digital e evitar ficar sem TV. A equipe da RecordTV foi conhecer um porteiro que fez questão de levar o novo sistema também para o trabalho. Roberto Rodrigues é fã da Record. Para não perder os programas preferidos, além de ter instalado o conversor digital em casa, também fez a conversão da TV, no serviço, onde trabalha ligado na emissora. Para isso, Rodrigues precisou comprar o kit com o conversor digital e uma antena. Porém, famílias beneficiadas por programas sociais do Governo Federal, têm direito de ganhar os aparelhos. De acordo com Deisy Feitosa, gerente regional da Seja Digital, por dar apoio à população durante a transição, a expectativa é que 460 mil famílias sejam beneficiadas até o dia da mudança do sinal. O kit, que custa em média R$ 200, vem com um conversor, uma antena, cabos e um controle remoto. Telma Maria de Oliveira soube dos kits e marcou atendimento pelo telefone 147. Após isso, ela foi até uma agência dos Correios, no Centro de Belo Horizonte, recebeu os equipamentos e ainda teve uma aula rápida e prática de como fazer a instalação. A distribuição nas unidades dos Correios começou no dia 8 de agosto e vai até 8 de novembro. Para os televisores fabricados a partir de 2012, basta a instalação de uma antena UHF para para receber o sinal digital.

Seja Digital sorteia R$ 2 mil para quem fizer conversão para TV digital As famílias de baixa renda inscritas em qualquer programa social não precisam pagar. A gerente regional da empresa responsável pelo desligamento do sinal analógico Seja Digital, Deisy Feitosa, ressalta que esse público pode se cadastrar pelo site (sejadigital.com.br), onde é possível verificar se a TV já é digital, ou ligar para 147. “Eles fazem o agendamento e depois buscam em uma agência dos Correios”, explica. A meta é distribuir gratuitamente 460 mil kits para Belo Horizonte e outros 38 municípios mineiros. “Já entregamos 280 mil, mas temos 310 agendamentos. Faltam 150 mil”, afirma. A Seja Digital só poderá desligar o sinal analógico quando 93% da população dos 39 municípios já tiverem migrado para o digital. Para participar, as famílias devem recolher o kit com antena digital, conversor e controle remoto e seguir as instruções para instalação. No final do processo, aparecerá um código na tela da TV, que deve ser cadastrado no site sejadigital.com.br/concorra ou no telefone 147 (ligação gratuita). Informando o código, o beneficiário já estará participando do sorteio e concorrendo aos prêmios. Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

17 - Cenário Minas


Cenário

Lu Mattos aposta na carreira solo e lança seu primeiro CD autoral “Roseira” Da redação

Com

19 anos de carreira, a cantora, compositora e multiinstrumentista mineira Lu Mattos desponta no cenário musical e exala seu melhor momento com o show de lançamento de seu primeiro trabalho solo autoral, o CD “Roseira”, no dia 21 de outubro, às 21h, na Sala Juvenal Dias, no Palácio das Artes. (avenida Afonso Pena, 1537, Centro). Os ingressos custam R$ 10. “Essa nova fase é muito importante para mim. Ao olhar minha trajetória, vejo o quanto aprendi, principalmente na forma de compor, que é hoje mais madura. As canções refletem muito sobre o que penso, a conjuntura atual que vivemos e o que sou, uma pessoa alegre e grata à vida. E é isso que quero passar para o público”, afirma Lu Mattos. Produzido por Pedro Cassini, o álbum possui nove faixas que transitam entre o Rock, Pop, Reggae e ritmos brasileiros, como o baião. Destaque para as músicas “Roseira”, “Lua”, “Um, dois, três” e “Carnaval”. A maioria das letras tem cunho sentimental, simbolizadas pelo vermelho das rosas, que se destaca nas fotos do CD e permite mostrar a beleza e a delicadeza do trabalho de Lu Mattos, cuja voz transmite suavidade e autenticidade. Sobre Lu Mattos Belo-Horizontina, Lu Mattos teve contato com a música desde nova. A cantora já se apresentou em diversos espaços culturais da capital mineira. Conheça mais sobre a cantora no Facebook e YouTube. Contato para shows: Manu Guimarães (31- 99663-1256).

Justiça Eleitoral faz recadastramento biométrico em mais de 50 cidades Da redação

Justiça Eleitoral começou o recadastramento em mais 52 cidades de Minas Gerais. Por enquanto, o processo não é obrigatório, mas os eleitores já podem procurar os cartórios dessas cidades para fazer o recadastramento. Ao procurarem o atendimento da Justiça Eleitoral, eles terão seus dados biométricos coletados. Para fazer a biometria, o eleitor deve levar documento oficial com foto ou certidão de nascimento ou de casamento, comprovante de endereço recente e o título de eleitor (se tiver). No total, a biometria passa a abranger o eleitorado de 676 municípios mineiros. Com o início do recadastramento biométrico nesses 52 municípios, Minas soma 592 cidades com biometria não obrigatória. Além dos municípios com atendimento biométrico, ainda há os quatro que estão passando por revisão biométrica obrigatória – Betim, Contagem, Uberaba e Uberlândia – e mais 80 municípios que já possuem todo o eleitorado cadastrado por meio de biometria, como Divinópolis, Pará de Minas e Curvelo. Mais informações pelo disque-eleitor (148), de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, ou pelo site.

18 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


ATENÇÃO MÁXIMA. A REVISTA CENÁRIO MINAS É UMA PODEROSA FERRAMENTA PARA A VEICULAÇÃO DE SUA MARCA SOLICITE NOSSO MIDIA KIT PELO EMAIL: CENARIONEGOCIOS@GMAIL.COM


Cenário Brasileiros se preparam para a Copa da Rússia Stella Barros Turismo resgistrou em agosto aumento de 100% nas vendas de pacotes para o mundial Por Geraldo Félix Júnior - Jornalista

A Copa do Mundo 2018 está cada dia mais perto. A FIFA já abriu oficialmente as inscrições para o sorteio dos ingressos e é importante não perder o prazo, que vai até 12 de outubro. Entretanto, quem não quer correr o risco de ficar de fora das partidas do Brasil pode comprar os hospitalitys, que oferecem aos clientes ingressos garantidos, uma variedade de serviços como estruturas nos estádios (camarotes individuais, lounges e tendas), buffet gourmet, entretenimento e brindes exclusivos. A Stella Barros Turismo, agente oficial para venda desse produto, registrou em agosto um aumento de 100% nas vendas e espera dobrar esse resultado nos próximos meses. A agência também conta com opções de pacotes terrestres que vão de um jogo até a Copa completa – com hospedagem em Moscou e São Petersburgo. Os roteiros incluem hospedagem com café da manhã, o transfer de chegada e saída das cidades, city tour panorâmico, seguro viagem, guia brasileiro (o que em um país como a Rússia, com um idioma tão peculiar e poucos nativos que falam inglês, faz toda a diferença) e o Match Day - que contempla transporte aéreo ou ferroviário, dependendo do destino, para a cidade na qual se realizará o jogo. Essas viagens não incluem a passagem aérea do Brasil para a Rússia, que tem opções a partir de 1.850 dólares (mais taxas) , nem o hospitality – que custa a partir de 850 dólares por jogo e é a única opção garantida de assistir às partidas da Seleção Brasileira sem depender dos sorteios de ingressos do site da FIFA. A Stella Barros é a agente oficial de lazer para a comercialização do Programa Oficial de Hospitality da Copa do Mundo da FIFA Rússia 2018™. Abaixo seguem os valores dos pacotes de Copa do Mundo da Rússia da Stella Barros Turismo: Pacotes com hospedagem na Rússia (cidades de S. Petersburgo e Moscou) a partir de

Fase dos jogos

Número de noites

1ª Fase 1ª Fase + Oitavas Oitavas + Quartas Oitavas até Final Quartas até Final Semifinal + Final Copa Completa 1 Jogo Avulso

12 18 10 19 12 9 33 6

20 - Cenário Minas

Quarto individual 10.644 euros 14.651 euros 9.349 euros 15.609 euros 10.617 euros 7.787 euros 27.385 euros 6.666 euros

Quarto duplo 7.620 euros 10.114 euros 6.828 euros 10.819 euros 7.592 euros 5.518 euros 12.264 euros 5.182 euros

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Crítica Musical:

EP “Sem Pressa Pra Amar” mostra o romantismo de Marina Araújo Show na Sala Juvenal Dias, do Palácio das Artes, marcou o lançamento do novo trabalho da cantora; músicas já estão disponíveis nas plataformas digitais Spotify e Deezer *Jornalista e Editor: Felipe José de Jesus *Siga o Instagra : @felipe_jesusjornalista_

Grandes

nomes da chamada nova MPB têm sido revelados e uma nova safra de cantores está conquistando o público. Marina Araújo com certeza já faz parte desse hall de artistas que vem se destacando. Seu EP “Sem Pressa Pra Amar” (2017), recém lançado, é uma daquelas pérolas da música que valem a pena serem preservadas e ovacionadas. O disco traz seis canções e transborda romantismo aliando o que há de melhor, sonoridade de qualidade, belo vocal e muito profissionalismo, visto pela produção realizada por Felipe Fantoni e Márcio Brant (FM Produções Artísticas). Se era preciso passar uma boa impressão para os amantes da MPB, no EP “Sem Pressa Para Amar” a cantora já consegue desde a primeira canção, Nunca Tem Fim, envolver o ouvinte. Já na segunda canção, que intitula o álbum, Marina Araújo mostra que não existe tempo para amar os pais, amigos, namorados (as). Aliás, a característica marcante no trabalho da cantora é justamente a mensagem de que o amor deve ser demonstrado. Mais, terceira canção do álbum, revela uma cantora (em sua intimidade) apaixonada. Os trechos iniciais da canção mostram bem isso: “Bastou você sair daqui, foi quando eu percebi, que um pedaço meu se foi com você. Fica um pouco mais chega perto se desfaz”. Já a canção Par Perfeito, quarta faixa do EP, leva o ouvinte a pensar sobre os romances duradouros e que dão certo desde o início. Para os fãs do cantor e compositor Nando Reis, a letra caberia muito bem, em minha opinião, em algum disco do artista. Não Demora, quinta faixa do disco de Marina Araújo, mantém a linha apaixonada da cantora. A profundidade da letra envolve e ao mesmo tempo mostra uma ansiedade que todos nós seres humanos temos quando estamos apaixonados: “Me diz que não demora. Eu tô contando os segundos pra gente se amar. Vem de peito aberto. Sou teu destino certo. Traz o seu sorriso, faz dele meu abrigo”. Em Reza, faixa que encerra o EP, escrita em 2011 e uma das minhas preferidas, a cantora se aproxima do romantismo de Adriana Calcanhoto do disco Senhas (1992) e A Fábrica Do Poema (1994), mas claro, com uma característica única da cantora Marina Araújo. Show de lançamento Marina Araújo subiu ao palco da Sala Juvenal Dias, no Palácio das Artes, em Belo Horizonte, no último sábado (16) e mostrou toda a sua versatilidade. Além das canções do EP, ela tocou músicas que sempre fizeram parte das suas apresentações nos bares e casas de shows como Lilás, de Djavan e sucessos de Tim Maia e Renato Teixeira. A artista, que demonstra ser muito mais apegada à mensagem da letra do que com o estilo musical, cantou magistralmente e com um jeito que imprimiu a sua identidade, a música Medo Bobo, sucesso sertanejo da dupla Maiara e Maraisa. Capa – foto by Athos Souza

22 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Basílica Nossa Senhora de Lourdes

icone arquitetônico e de fé na capital Da redação

De

pequena capela de oração a um dos templos religiosos mais tradicionais de Belo Horizonte. Entre esses dois extremos a Basílica de Lourdes construiu sua história de 94 anos. Localizada no quarteirão na rua da Bahia, na esquina com a rua Aimorés, na região Centro-sul da capital, o espaço continua sendo exemplo de devoção, espiritualidade e reflexão. Tombada pelo patrimônio cultural da Fundação Municipal de Cultura, recebe a visita de inúmeros fiéis, até mesmo nos horários livres, quando as missas não estão sendo celebradas. Com 60 pináculos, 40 janelas e admiráveis vitrais, o templo é um belo exemplar de arquitetura neogótica de Belo Horizonte. Em seu frontispício estão as imagens de Santa Catarina de Siena, Santo Afonso Ligório, Santa Tereza de Jesus e Santo Inácio de Loyola, cada uma delas com 2,20 m de altura. A benção solene aconteceu em 14 de outubro de 1923, sendo o vigário geral o Monsenhor João Rodrigues de Oliveira. Nesse mesmo ano, ela foi elevada à paróquia. A primeira surpresa veio no dia 24 de junho, quando receberam uma imagem da santa, vinda da cidade de Paris, na França. Atualmente, a imagem fica na Gruta de Veneração da basílica, que por meio de pedras de minério recria o local, onde em 1858, por 18 vezes, a virgem apareceu para a menina Bernardete Soubirous, na França. Até então a capela estava vinculada à Diocese de Mariana. Segundo o livro “Basílica de Lourdes”, editado pela paróquia, a mudança veio em 1911, quando Dom Silvério Gomes Pimenta, arcebispo da cidade histórica, concedeu aos missionários claretianos (tipo de congregação que desenvolve uma série de trabalhos sociais e de evangelização) o uso perpétuo da capela. Diante da nova realidade surgia a vontade de melhorar as dependências do lugar. Com a reforma, veio a ideia de construir uma igreja, o que foi concretizado em 3 de maio de 1916, quando a pedra fundamental para a construção da Igreja de Lourdes foi abençoada. Em 1922, com a obra ainda inacabada, os fieis celebraram junto ao bispo Dom Cabral a primeira missa da Igreja de Lourdes. Menos de um ano depois, em 19 de março de 1923, a igreja era elevava à categoria de paróquia. Seu primeiro pároco foi o Padre Sebastião Pujol. Felizes com a obra da igreja, mas cientes do seu potencial, um novo desafio era travado: conquistar o título de basílica. Para isso, seria necessário cumprir requisitos como qualidades artísticas na construção, além de um documento oficial do papa. A igreja de Lourdes garantiu o título de basílica menor em 16 de maio de 1958, diante da declaração fornecida pelo Papa SERVIÇO: Pio XII. Endereço: Rua da Bahia, 1596 - Lourdes Muito querida pelos fiéis é a Gruta de Lourdes, um singelo Telefone: 31 3213-4656 espaço ao lado direito de quem entra na igreja. Ali, em uma gruta artificial, está uma imagem francesa de Nossa Senhora Site: http://www.basilizadelourdes.com.br de Lourdes, que chegou a Belo Horizonte no dia 24 de junho de 1900, doada por Luiz de Rezende. Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

23 - Cenário Minas


Cenário

Os quatro odores que são sentidos por cães farejadores após catástrofes como o terremoto no México Por Sérgio Steiner - Jornalista

A tragédia envolvendo o recente terremoto no México voltou a lançar luz sobre a capacidade dos cães farejadores usados em buscas e resgates durante catástrofes. Isso porque de suas habilidades dependem as esperanças dos sobreviventes debaixo dos escombros. A principal ferramenta desses cães é o olfato, uma vez que são especificamente treinados para localizar odores que emanam das profundezas de edifícios desmoronados, a maioria imperceptíveis para nós seres humanos. O jornal mexicano El Universal acompanhou Oporto, um pastor belga das Forças Armadas do país em uma de suas frenéticas jornadas nas operações de resgate que são realizadas na Cidade do México após o terremoto da última terça-feira. Oporto foi treinado para identificar quatro tipos de odores que são desprendidos pelos seres humanos afetados por catástrofes desse tipo. Trata-se do odor de uma pessoa com pouco ar para respirar, do osso humano queimado, do estresse liberado especificamente em situações-limite e da decomposição dos cadáveres. Embora os cães possam ser adestrados para farejar outros odores, esses são os essenciais para um desastre como o vivenciado pelo México.

Entornos hostis Os cães farejadores devem ser capazes de concluir seu trabalho em locais barulhentos e perigosos, em meio ao som de ambulâncias, escavadeiras e outros veículos. Um risco que eles enfrentam é o de novos desabamentos na área afetada. Esses cachorros também costumam sempre trabalhar com o mesmo guia para reforçar a relação de confiança entre ambos. Também precisam ser resistentes a temperaturas extremas, ao pó e à fumaça. E têm que saber trabalhar simultaneamente com outros cães. Pastor alemão, labrador, golden retriever ou pastor belga, como Oporto, são algumas das raças empregadas para situações desse tipo. Na última terça-feira, a região central do México foi atingida por um terremoto de magnitude 7,1 que deixou pelo menos mais de 300 mortos. Socorristas continuam trabalhando em busca de sobreviventes, embora as esperanças de encontrar pessoas com vida sejam cada vez menores.

24 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário O olfato dos cães é realmente incrivel e faz que eles consigam farejar coisas que jamais consiguiremos. Segundo a Ohio Valley Search and Rescue, organização com sede nos EUA especializada em busca e resgate, o olfato dos cachorros é ativado por cerca de 40 mil células que se desprendem do tecido humano por minuto. Ao flutuarem no ar, permitem que os animais sigam seu rastro. A transpiração dos corpos vivos, ou a decomposição dos mortos são, entre outros processos, os que ativam a difusão desses odores. Ainda assim, segundo o site especializado Adiestrador Canino de España, há diversos fatores que podem dificultar o processo, como as correntes de ar ou a umidade. Quando detectam alguns desses odores para os quais estão treinados, cães como Oporto param sobre o local e começam a latir ou a esfregar suas patas no solo para chamar a atenção dos socorristas. São animais bem treinados e corajosos, capazes de cumprir sua missão em ambientes adversos. Trabalham contra o tempo e também com poucas horas de descanso assim como seus guias do Exército e o restante das equipes de emergência.

Raças de Cachorros que são bons farejadores O sexto grupo das classificações das raças caninas reune os sabujos e os cães farejadores. Estes cães apresentam excepcional resistência física, além de inigualável olfato e capacidade de perseguição. Mais do que qualquer outro cão, os sabujos conservaram o instinto para o trabalho coletivo, isto é, em matilha, típico, ainda hoje de muitos canídeos selvagens. Enquanto outras raças acenturam a individualidade, muitas vezes em prezuizo de seus instintos gregários, os sabujos e farejadores manifestaram específicas condições psíquicas que lhes tornam mais fácil a convivência entre os seus semelhantes.Embora estes cães farejadores sejam considerados ainda hoje especializados nas funções de caça, muitas das raças deste grupo tornaram-se ao longo do tempo capazes de desempenhar outras funções. O Bloodhound por exemplo é utilizado com sucesso como cão policial, enquanto outras raças deste grupo como o Beagle e o Basset Hound são considerados maravilhosos cães de companhia. Confira abaixo, as raças do grupo 6, como o Dálmata, o Foxhound Inglês e o Rhodesian Ridgeback. Para ver as informações das raças pertencentes a outros grupos, navegue através do menu abaixo, escolhendo o grupo canino desejado.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

25 - Cenário Minas


Cenário Você sabe como otimizar o tráfego do leitor dentro do seu site ou blog?

Saber usar técnicas deixam sua visibilidade na web mais assertiva! Por Priscilla Silvestre - Jornalista

Esse texto é sobre um assunto que muitos me perguntam: como aumentar o tempo das pessoas dentro do seu canal da internet. Independentemente de ser um site ou um blog, alguns truques causam um impacto muito bom no tráfego. Primeiramente, o que deve ser definido é o tipo de pessoa que você quer ter como público-alvo. Nesse caso, não chamamos de “pessoas”, mas sim de “personas”, já que cada ser humano é único e é impossível escrever algo específico sem ter alguns dados desses perfis. Por isso, se questione: Qual a faixa etária de quem eu quero atingir? Quais as necessidades de quem vai ler o meu artigo? Quais os gêneros desses leitores? O que eu posso fazer para sanar as dúvidas de quem ler meu texto? Com essas ideias na cabeça, você já terá uma amplitude do que escrever. Afinal, se o leitor clicou no título da sua matéria é porque você já despertou o interesse. E essa ação se chama “primeiro estágio do funil”, que é também conhecido como “atração”. O título é a sua maior missão, pois será ele quem aguçará quem passar por ele a clicar no seu link, seja nas redes sociais, em newsletters ou no próprio endereço da internet. Uma dica valiosa: faça títulos com no máximo 55 caracteres, para que ele não fique “quebrado” nos compartilhamentos.

Reciclar-se é fundamental, assim como a atualização do seu “www” Coloque esse verbo em sua mente: atualizar. Ele é uma das grandes chaves de sucessos. Assim como as personas gostam de ter respostas para as suas dúvidas na leitura, é importante que você tenha procedência e conhecimento de causa ao escrever. Ou você quer ser mais um em meio a tantos? E assim como eu acabei de fazer, coloque intertítulos. Eles ajudam a situar o leitor em cada assunto, muitas vezes lendo somente aquilo que irá suprir as suas necessidades. Lembre-se de que o seu público não é composto de pessoas iguais, portanto, enquanto uns precisam ler tudo, outros não tem paciência ou vão se interessar somente por uma parte. Além disso, os parágrafos não devem passar de seis linhas. A Era Digital fez com que as pessoas (sem querer) fujam de textos grandes, assim como ficam confusas com muitas informações em uma só parte. Por fim, vou usar aqui mais uma sugestão para que você veja como a facilidade da leitura aumenta o impacto do seu texto: os bullets points (as tais “bolinhas” nos tópicos). Confira a seguir.

26 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Use tópicos para facilitar a leitura e aumentar o tráfego Anote algumas dicas para o aperfeiçoamento do seu texto na web: Defina uma palavra-chave (aquela que você quer que o Google “capte” para participar do ranking de buscas) e a utilize no título, no primeiro parágrafo, em algum intertítulo e no último parágrafo; Utilize sinônimos dessa palavra-chave durante o seu texto, reforçando essa intenção no texto (nesse texto a minha palavra-chave é “tráfego”); Leia e releia seu texto para evitar erros gramaticais. Um bom texto é objetivo e bem feito; Faça links no seu texto para outros do seu site ou blog que tenham a ver com o contexto. Se você já atraiu a pessoa com determinado assunto, muitas delas irão gostar de ir para mais informações que você irá sugerir com esses hiperlinks. E isso faz com que elas fiquem mais tempo dentro do seu canal; Nunca use vírgula ou nenhuma pontuação nos bullets points. É ponto e vírgula para cada tópico e ponto final no último; Como eu disse no intertítulo anterior, atualize seu “www” com uma frequência que fidelize o leitor. Se não for diariamente, especifique dias certos para que eles saibam quando há conteúdo novo por lá; Use as tags, que são ótimas maneiras do leitor achar o seu texto na busca por temas específicos. Desse modo, voltamos aquilo dito no começo: conheça para quem você está escrevendo e quais as necessidades que você pretende desvendar. São elas as suas principais tags; Por fim, use números e questões nos títulos. Claro que nem sempre isso é necessário, mas as pessoas adoram quando acham “7 dicas para tal coisa” ou uma pergunta que ela mesma se faz, clicando no seu link para achar a resposta que tanto espera. E você tem a obrigação de responder tudo o que prometeu no título. Seguindo essas sugestões, certamente você irá “bombar” na internet. Boa sorte! Serviço: Priscilla Silvestre www.facebook.com.br/prisilvestrecomunicacoes ou @prisilvestrecomunicacoes

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

27 - Cenário Minas


Cenário O céu é o limite: Onde passear de balão perto de Belo Horizonte Da redação

O

contato com a natureza nos proporciona bem estar e experiências únicas. Você já pensou em viajar pertinho do céu, em um balão? Pois na região da Serra da Moeda, você pode realizar seu passeio, onde vai poder admirar uma das mais belas paisagens das Minas Gerais. Neste artigo, a Revista Cenário Minas vai trazer mais informações, sobre o balonismo e os contatos necessários para fazer voo. Com a evolução das técnicas de voo, o balonismo se tornou muito mais seguro para os amantes do esporte. A ANAC – Associação Nacional de Aviação Civil, exige que o balão, tenha matricula e/ou registro junto a entidade, inclusive os pilotos precisam ter uma licença, conhecida como brevê, especifica para o balonismo. O balão é considerado uma aeronave, como por exemplo, um avião, helicóptero, entre outros.

A cidade de Brumadinho

Brumadinho está despertando para o turismo ecológico. O município é rico em áreas verdes onde se destacam as montanhas com cachoeiras e água pura. Como atrações turísticas, Brumadinho tem o ‘Forte’, ruína de uma casa de fundição de moedas falsas, no alto da Serra da Calçada, a 5 Km do Bairro Retiro das Pedras. Outro local interessante de se visitar é a Fazenda dos Martins, na região de Marinhos, uma construção feita por escravos, com muros de pedra seca, 4 quartos, 2 salões com paredes e forros pintados ao estilo da época séc. XVIII. O Quilombo do Sapé, é onde vive uma comunidade de negros que se reuniu no local após a libertação, mantendo fielmente as tradições até os dias de hoje. Para quem se interessa em apreciar manifestações culturais, este local é uma ótima pedida. A Serra do Rola Moça é formada por uma paisagem encantadora de montanhas, entre os municípios de Brumadinho, Ibirité e Nova Lima, um belíssimo lugar para se apreciar. Um local próximo a Brumadinho que vale a pena ser visitado também é a Igreja Nossa Senhora da Piedade, em Piedade do Paraopeba. Foi erigida em 18 de Dezembro de 1751, a pedido do então Padre Antonio José de Moura.

Vôos Panorâmicos Com o objetivo de desenvolver o balonismo em Minas Gerais, programamos vôos com a imprensa e com amantes do esporte. Estes vôos são realizados por um piloto comercial com mais de vinte anos de experiência, engenheiro mecânico, pára-quedista em 1978 e piloto de asa delta em 1979. O acesso é pela BR 040 ( Belo Horizonte - Rio de Janeiro), indo em direção ao Rio, mais ou menos a 30 km de BH, 3 km após o trevo para Ouro Preto, (após à saída para Piedade do Paraopeba), saída à direita para Rampa de Decolagem - Retiro do Chalé INHOTIM.

Voe de Balão: www.voedebalao.com.br 34 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Na Mantiqueira tem... é tema de Festival de Gastronomia e Cultura da Roça Da redação

A

sexta edição do evento na cidade mineira de Gonçalves, acontece de 27 a 29 de outubro e de 02 a 05 de novembro e destaca a riqueza gastronômica e cultural da exuberante serra da Mantiqueira. Gonçalves, 25 de setembro de 2017 – Mais uma vez a encantadora cidade do Sul de Minas Gerais, abriga o Festival de Gastronomia e Cultura da Roça de Gonçalves, um evento que reúne comida típica e a tradicional hospitalidade mineira, que aproxima as pessoas, cria laços e alimenta com afeto. A cada edição, o conceito do evento destaca algum atributo local ou regional como estratégia de valorização da cultura gastronômica. Nesse ano, o tema “Na Mantiqueira tem...” não apenas busca alavancar profissionais, costumes e produtos característicos locais, como fomenta o intercâmbio de conhecimento. “Cada participante irá interpretar e expressar do seu modo as influências da topografia montanhosa, o clima romântico e a riqueza do meio ambiente característico da serra”, explica Fernanda Kurebayashi, moradora e empresária de Gonçalves e membro do comitê-gestor do Festival. Nesse sentido, os expositores são convidados a despertar a memória dos fazeres e ao mesmo tempo romper estereótipos e apresentar versões vegetarianas da culinária mineira. “Há a ideia de que a comida só é mineira quando tem carne e é pesada. Essa edição do evento, propusemos o desafio de aproximar versões leves e aproximar o segmento vegetariano e vegano, normalmente esquecido e tratado com uma certa impaciência”, completa.

Sobre Gonçalves A cerca de 200 km da capital paulista e vizinha da badalada Campos do Jordao/SP (68 km), a encantadora Gonçalves está cravada na Serra da Mantiqueira, no Sul de Minas Gerais. Suas trilhas cercadas por natureza exuberante levam a cachoeiras cristalinas e picos que podem alcançar mais de 2.000 metros de altura. Verões suaves e invernos rigorosos (com fortes geadas), atraem diversos tipos de turismo, do ecológico ao aventureiro, do familiar ao romântico, que contam com uma infraestrutura de pousadas confortáveis e charmosas e diversas opções de bares e restaurantes, que oferecem desde o mais simples ao típico e contemporâneo.

Sobre o Festival Desde 2011, com apoios e patrocínios, o festival assumiu a condição de grande evento econômico, gastronômico e cultural de Gonçalves, ao lado das festas religiosas. Movimenta diversos setores da economia local e regional, tais como hotelaria, alimentação, comércio e serviços, promovendo visibilidade nacional ao município nas áreas de turismo, gastronomia e cultura. Em suas cinco edições, recebeu mais de 30 mil visitantes, oriundos de 40 municípios dos estados paulistas, mineiros e fluminenses. www.goncalvestur.com.br

30 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Aparecida, SP, terá monumento da padroeira maior que o Cristo Redentor Estátua de 50 metros de altura será montada em um parque temático. De aço, obra vai ficar a 3 quilômetros da basílica, maior templo católico do país. Por Geraldo Félix Júnior - Jornalista Foto: Divulgação

Uma estátua gigante de Nossa Senhora Aparecida vai ser instalada em Aparecida (SP), cidade que abriga o Santuário Nacional, maior templo católico do país. O monumento, de 50 metros de altura, vai compor um parque temático dedicado à padroeira, ainda em obras, e será maior que o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, que tem 38 metros de altura. O novo cartão-postal de Aparecida, que segundo o projeto poderá ser visto da Dutra, vai ser instalada, até dezembro, a três quilômetros da basílica que guarda a imagem de Nossa Senhora. A cidade, conhecida como "capital da fé", recebe 12 milhões de devotos por ano. Idealizador do projeto, o artista Gilmar Pinna, diz que o trabalho é um presente dele para os devotos da santa.

A estátua gigante da santa começou a ser confeccionada no último mês de janeiro, para celebrar os 300 anos do encontro da imagem por pescadores no rio Paraíba do Sul. "A nova escultura foi toda feita em aço inoxidável, que é um material que dura muito tempo. Posso dizer que, como devoto, sou privilegiado por poder fazer esse trabalho", contou Pinna, que não cobrou para fazer o monumento. A estátua, que ficará no centro de um mapa do Brasil, foi bancada por parceiros amigos do artista. Pinna é também autor de outros cinco monumentos, recém-instalados, em Aparecida. Eles recontam os milagres da santa.

Seja bem-vindo à cidade de Aparecida Aparecida do Norte 300 ANOS : 1717 - 2017 P ara a maioria das pessoas que visitam Aparecida, o principal motivo da visita é o religioso: visitar o Santuário Nacional, passar aos pés da imagem de Nossa Senhora Aparecida, participar de uma missa, pagar promessas. Depois, passear e fazer compras. Vindo a Aparecida, aproveite para visitar os pontos turísiticos mais importantes da cidade. Atravesse a Passarela da Fé. Visite a centenária Basílica Velha. Conheça o Porto do Itaguaçu, local onde foi encontrada a Imagem de Nossa Senhora Aparecida. Se tiver tempo disponível, o turista pode visitar outras cidades que fazem partem do circuito religioso e outras de grande potencial turistíco como: Campos do Jordão e algumas do Sul de Minas: São Lourenço, Caxambu e Baependi (terra da Beata Nhá Chica). Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

31 - Cenário Minas


Cenário

Inauguração da cúpula central será marco dos 300 anos de Aparecida Por Geraldo Félix Júnior - Jornalista

A grande celebração dos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida nas águas do Rio Paraíba do Sul será em Outubro em Aparecida do Norte. Por ocasião desse tricentenário, a Igreja no Brasil instituiu o Ano Mariano e o Santuário Nacional preparou diversas atividades especiais. Na ocasião, a coroa jubilar vai receber as últimas porções de terra de três estados brasileiros, Goiânia, Brasília e Palmas. Desde agosto de 2014, quando a imagem de Nossa Senhora Aparecida começou a peregrinar pelos 26 estados brasileiros, foi feita uma coleta de uma porção de terra de cada estado por onde a imagem passou. E no dia 12 de cada mês, essa porção foi sendo colocada na coroa jubilar.

Inaugurações O contexto do tricentenário também foi marcado por algumas inaugurações no Santuário Nacional. Em 24 de dezembro de 2016, foi inaugurado o Campanário, conjunto formado por 13 sinos e que utiliza tecnologia de ponta; o campanário marca as horas, anuncia as Missas e toca melodias de músicas conhecidas pelos devotos de Nossa Senhora. Em fevereiro de 2017 foi inaugurado o Baldaquino, formado pelos arcos centrais e a cúpula. A grande inauguração desse tricentenário ainda está por vir: a cúpula central da Basílica, que será inaugurada em outubro.

Segundo o ecônomo do Santuário, padre Daniel Antônio, esse é o momento mais esperado do tricentenário, pois a cúpula é algo singular no Brasil, seja por sua concepção, seja por sua dimensão – quase dois mil metros quadrados de revestimento – seja pelo material utilizado que é de qualidade e tradição centenária já na Europa, utilizado nas grandes cúpulas. “Tudo isso reúne características que faz com que essa celebração do dia 11, a coroação de Nossa Senhora e a inauguração da cúpula, sejam o grande evento esperado nesses cinco anos de preparação dos 300 anos. A gente tem preparado com bastante carinho e já com o ‘coração na mão’ para esse dia de inauguração da cúpula central”, afirmou o sacerdote. Ao término da festa, na segunda quinzena de outubro, a cúpula será aberta para visitação pública. Padre Daniel conta que as áreas de acesso são amplas, com corredores amplos. “A gente tem a possibilidade de fazer essa visita de maneira muito segura e adequada, inclusive aqueles que têm necessidades especiais”. Haverá uma bilheteria para o peregrino comprar o ingresso, ao custo de R$ 10, e acessar o elevador no subsolo, de onde será levado para o quinto andar. Chegando de elevador, há dois lances de escadas, mas também há pequenos elevadores nessa área. Terminando esse trajeto, o peregrino já estará na cúpula, que tem uma exposição sobre os 300 anos e informações sobre o local.

32 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Turismo religioso amplia economia de destinos brasileiros Em Aparecida, a enorme Basílica Nova de Aparecida recebe anualmente cerca de 9 milhões de visitantes. Um fim de semana basta para ver a famosa imagem da Nossa Senhora negra (encontrada no século 18), assistir a uma missa e conhecer a histórica Basílica Velha. Se vier em outubro, mês de Nossa Senhora Aparecida, é melhor se programar: as vagas nos hotéis da cidade costumam se esgotar com quase um ano de antecedência. Tudo por aqui remete ao vínculo da cidade com a imagem de Nossa Senhora encontrada pelos pescadores Domingos Garcia, João Alves e Filipe Pedroso no rio Paraíba em 1717. Segundo uma das versões da história, primeiro foi encontrada o corpo da imagem, depois a cabeça da santa. No início do século 20, a imagem passou a adotar oficialmente a coroa de ouro e o manto azul, ofertados pela princesa Isabel no fim do século 19. Naquele ponto, a devoção à santa já havia extrapolado a região do Vale do Paraíba. Décadas mais tarde ela passaria a ser considerada santa padroeira do Brasil e o dia 12 de outubro, o de sua comemoração, passaria a ser feriado nacional.

Foto: Divulgação Foto: Divulgação

COMO CHEGAR ONDE FICAR Pegue o sistema Ayrton Senna/Carvalho Pinto até o final. Depois, siga pela Via Dutra até Aparecida. Para quem vem da capital Rio de Janeiro, basta seguir pela Via Dutra direto para Aparecida. Quem vem dos estados nordestinos, siga pela Rio-Bahia (BR-116/BR-393) até Barra Mansa, entrando a seguir na Via Dutra. COMO CIRCULAR Dica: deixe o carro no enorme estacionamento da Basílica Nova e circule a pé pela região. O roteiro se estende por Cachoeira Paulista, onde um movimento de evangelização denominado Canção Nova, com forte atuação nas mídias sociais, atrai 1,2 milhão de visitantes por ano. Em Guaratinguetá, outros 600 mil turistas visitam o Santuário de Frei Galvão, anualmente.

Boa parte dos hotéis da cidade está na movimentada avenida que contorna a Basílica Nova – região frequentada, sobretudo, pelas excursões de romeiros de todo o país. Simples, as hospedagens costumam lotar em outubro, mês de Nossa Senhora Aparecida. Para conseguir vagas é preciso reservar com até um ano de antecedência. Aparecida deverá encerrar o ano do tricentenário com 12 milhões de visitantes. A cidade e suas vizinhas são exemplos de municípios que vivem da fé que movimenta a economia local. Os serviços turísticos da região de Aparecida são voltados principalmente para o atendimento aos visitantes atraídos pelo maior santuário mariano do mundo.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

33- Cenário Minas


Cenário Sete coisas que você não sabia sobre a Oktoberfest na Alemanha Festança atraiu 6,4 milhões de visitantes em 2010 e serviu 7 milhões de litros de cerveja Por Geraldo Félix Júnior - Jornalista

Foto: Divulgação

Oktoberfest só acontece uma vez por ano, em Munique. E quando acontece todo mundo fica feliz. Em homenagem ao festival regado à bebida que começa nesta semana, seguem sete fatos sobre o lendário evento alemão que valem a pena celebrar. Foto: Divulgação

1. Não é um festival de cerveja

2. A Oktoberfest não oferece cerveja…

‘Oooo que? Que choque! Que horror! Eu posso ouvir você chorando. Ao contrário da crença popular, a Oktoberfest – ou ‘Wiesn’, para os locais – não é um festival de cerveja, mas, sim, a celebração do aniversário do casamento do Príncipe Luís da Baviera e sua esposa, Princesa Teresa de Saxe-Hildburghausen. Quando os apaixonados se juntaram em 1810, a realeza comemorou o evento com um festa pública, em que nem uma gota do líquido dourado foi derramada! Foi apenas em 1819 que as corridas de cavalos foram substituídas por vendedores de cerveja. Apesar da prudência inicial, você ainda pode encontrar monarcas idólatras levantando uma caneca (‘krug’ em alemão) em homenagem ao velho lorde e dama que tornaram tudo isso possível.

Oktoberfest - Amantes da cerveja se reúnem aos milhares para beber Oktoberfestbier em uma das grandes tendas de bebidas. Uma tenda lotada e alegre na Oktoberfest. Outro fato surpreendente para entrar na sua cabeça, o festival não serve “cerveja”, propriamente, mas, sim, a bebida apropriadamente chamada de ‘Oktoberfestbier’. Servida em 13 tendas enormes, e feita somente por seis cervejarias sediadas em Munique, essas bebidas especiais são únicas do evento, e chamá-las de qualquer outra coisa que não seja seu nome oficial pode deixar você em um problema com os devotos cidadãos locais.

3. O festival tem outro lado… Acredite ou não, há muito mais do que álcool na Oktoberfest. Música é um fator muito importante nas celebrações, com cada tenda de bebidas incluindo bandas musicais que tocam uma mistura de sucessos repaginados de nomes como os Black Eyed Peas junto com clássicos tradicionais do Oompah alemão. Se música e dança não são a sua praia, você pode seguir para a tenda Armbrustschützenzelt. Uma pavilhão popular para locais e estrangeiros, você pode passar seu tempo bebendo a Oktoberfestbier da cervejaria Paulaner, devorando um suculento joelho de porco e praticando suas habilidades de arco e flecha na competição anual de tiro com besta.

36 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário 4. Sobrevivência do mais forte Elas não só são exclusivas da festa, mas estas VIBs (‘Very Important Beers’, ou Cervejas Muito Importantes) também são fortes. Servidas em uma clássica caneca ‘stein’ de 1 litro, a Oktoberfestbier média apresenta um teor alcoólico gritante de 6%, o que torna essas lagers ouro-âmbar mais fortes do que as bebidas convencionais. Não obstante, essas fortes cervejas são consumidas em volumes equivalentes a piscinas olímpicas – com 6,4 milhões de litros consumidos no evento do ano passado. Foto: Divulgação

5. Nada de bebida sem consentimento Você poderia pensar que essa comemoração colossal de cerveja teria um estilo um tanto quanto “vale tudo”, mas você estaria enganado. Só se pode começar a beber na Oktoberfest quando o mestre de cerimônias – o prefeito de Munique – abre o primeiro barril de cerveja, proclamando “O’ zapft is” (“Está aberto!”). 6. Não começa em Outubro Oktoberfest - Uma alegre multidão celebra a abertura da comemoração do Oktoberfest reunindo-se em volta da estátua da Baviera. O animado Desfile da Oktoberfest do lado externo da Estátua da Baviera © sanfamedia.com. E o que tem a ver o nome? Parece que não muito, uma vez que este lendário evento de outono nem mesmo começa em outubro! Ao longo dos anos, ele foi antecipado, começando em meados de setembro, com sorte, mais ensolarado. O festival inteiro começa em 16 de setembro, este ano, e termina em 3 de outubro, quando 12 fuzileiros soam uma saudação nos degraus da Estátua da Baviera. 7. Beba à sua saúde! A razão pela qual a Oktoberfest se tornou um marco tão popular e importante em Munique não é por mero prazer, mas por necessidade. O sul da Baviera havia sido notória por seu terrível abastecimento de água doce. Então, para combater a cólera, a peste e outras terríveis doenças, os moradores locais bebiam a alternativa mais segura, e provavelmente mais saborosa, da cerveja. A purificação da água cresceu rapidamente desde o século XIX, mas isso não significa que certas tradições não valham a pena serem mantidas. Então, beba à sua saúde, ou ‘zum Wohl!’, como dizem os locais! Enquanto apreciadores podem se juntar à festa desde os 14 anos de idade, desde que acompanhados por um adulto, a segurança é conhecida por sua maneira rígida de proteger a celebração. Uma seleção de beberrões inconvenientes são banidos todos os anos, mas no topo da lista de notoriedade está a herdeira da rede hoteleira.


Cenário Nivea Stelmann – A artista conta como é conciliar a carreira de atriz e mãe Por Priscilla Silvestre - Jornalista

Mudando do interior do Rio de Janeiro para a capital aos 19 anos em busca do seu sonho, Nivea Stelmann sempre desejou ser atriz. Começou fazendo comerciais e, após participar de um concurso de caça-talentos na TV, foi contratada. Pronto: sua carreira estava traçada. Com a experiência que engloba 28 trabalhos na televisão, 8 peças de teatro 3 longas-metragens, ela considera ser mãe a maior função que desempenha, mesmo com uma bagagem de quase 25 anos na área artística. Nesse bate-papo ela fala sobre sua trajetória e o fato de nunca deixar de lado a convivência com os filhos Miguel, de 11 anos, e Bruna, de 3 anos. A atriz, concedeu a jornalista Priscilla Silvestre uma entrevista para a Cenário Minas. Confira! CENÁRIO MINAS - A carreira artística foi uma opção sua, entretanto, sabemos que não é algo fácil. Como foi esse percurso? NIVEA STELMANN - Nunca é fácil. Fui morar no Rio, comecei a estudar teatro, fiz Tablado, até que pintou uma oportunidade no Faustão, no “Estrela por Um Dia”, que eu tive o privilégio de vencer. Então, eu fui para a Malhação e daí foram aparecendo outros trabalhos, graças a Deus, pois era a carreira que eu sempre quis e sonhei em seguir. CENÁRIO MINAS - Qual foi o papel mais marcante da sua carreira? NIVEA STELMANN - Fica difícil responder a esta pergunta, pois todos os personagens viram meio que filhos. E é verdade, pois ficamos com eles ali por volta de nove meses, então, ele cria o seu valor dentro da gente. Mas tem alguns que ficam mais fortes, que eu lembro até hoje, assim como as pessoas. Entre eles estão Chocolate com Pimenta (personagem Graça) e Alma Gêmea (como Alexandra), que eu diria serem mais fortes. CENÁRIO MINAS - Quem são as pessoas que te inspiram na hora de criar seus papeis? NIVEA STELMANN - Gosto muito da Cláudia Abreu e do jeito que ela interpreta, além de outras amigas e colegas de trabalho que observo para “pegar” um pouco de cada coisa. Mas quando eu vou fazer algum trabalho, entro de cabeça no universo do personagem. A última novela que eu fiz foi bíblica, ou seja, eu mergulhei na Bíblia, nas vestimentas da época e nos costumes. Isso faz com que a gente busque as características e faça a linha para a criação do personagem.

38 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário ‘Quero que meus filhos cresçam em paz’ CENÁRIO MINAS - Em meio a tantos compromissos, como é conciliar a vida de artista e mãe? NIVEA STELMANN - Todo tempo que eu tenho livre é totalmente deles. A gente se vira nos 30, né? Aliás, a mulher tem muito desta pluralidade na questão de tarefas. Trabalhamos, nos cuidamos, fazemos as unhas, cuidamos dos filhos, do marido, da casa... Não sei como conseguimos, acho que somos meio “polvo”. CENÁRIO MINAS - Como você define a maternidade? NIVEA STELMANN - Eu acho que é o papel mais lindo que uma mulher pode ter. É uma entrega muito grande, praticamente absoluta, porque deixamos de fazer coisas por nós mesmas para fazermos por eles. É um poder e presente que Deus deu pra gente! CENÁRIO MINAS – Vivemos em uma realidade em que as mulheres tem deixado para ser mãe mais tarde, buscando estabilidade profissional antes. Que dica você dá para quem está nesse dilema? NIVEA STELMANN - A dica que eu dou é não pensar muito, pois senão você fica adiando, adiando e nunca vai acontecer. Deixe fluir! Se você encontrou o parceiro ideal e acha que “é a hora”, vá. Não fique pensando se vai conseguir dar conta ou se alguém vai te ajudar, porque aí você acaba não tendo filhos. E uma coisa é certa: tudo se ajeita.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

39 - Cenário Minas


Cenário Matchmaker e terapeuta lançam livro para ensinar a conquistar o homem dos sonhos Por Priscilla Silvestre - Jornalista

Assinado

por Jennifer Lobo, Matchmaker e CEO do Meu Patrocínio, e Regina Vaz, coach e terapeuta especialista em relacionamentos humanos, o livro “Como conseguir um homem rico” é voltado ao público feminino e dá dicas para unir o amor ao dinheiro. Em dez capítulos, a obra traz um passo a passo de como é possível aliar estabilidade financeira ao sentimento no relacionamento, um dos segredos que as autoras consideram essencial para o sucesso da vida a dois. O lançamento em junho, na cidade de São Paulo, teve o mês dos namorados propositalmente, afinal, o romance está presente em todos os tipos de relações afetivas. Diversos fãs, amigos, familiares e artistas, como Núbia Óliiver, que já foi garota-propaganda do site, estiveram presentes no coquetel, que aconteceu no Shopping Eldorado, no bairro de Pinheiros.

“Como conseguir um homem rico” ensina as mulheres a buscarem um verdadeiro príncipe e conquistarem uma vida promissora em todos os sentidos

Amor e dinheiro andam juntos em uma relação promissora Jennifer e Regina buscaram referências em seus estudos, na avaliação dos casais e em pesquisas, observando que o livro é um grande trunfo para quem deseja um relacionamento plenamente feliz. Isto porque, ao contrário do que muitos pensam, não se vive somente de amor quando a situação econômica está desestruturada. “Hoje em dia uma mulher pode decidir o que for melhor para ela. Você não precisa escolher entre amor e dinheiro. Você pode ter tudo! Resolvi escrever esse livro devido à grande procura de sugar babies com dúvidas de como se relacionar e, principalmente, conquistar um homem rico. Se uma mulher pode escolher entre o bom e o melhor, por que não escolher o melhor?”, instiga Jennifer. A matchmaker ainda ressalta que não há mal algum em sonhar com um homem que você se apaixone e ainda lhe traga segurança financeira. “A mulher do século XXI é livre para pensar dessa forma e buscar um companheiro inteligente, bem-sucedido e que sabe o que quer”. Assim como próprio o site Meu Patrocínio sempre traz à tona em suas postagens e textos no blog, o assunto “finanças” ainda é um tabu entre os casais e a obra pretende desmistificar isso. Talvez se o tema fosse pautado de forma clara isso evitasse um expressivo número de divórcios, como o revelado pela Kansas State University, dos EUA, apontando que o principal motivo de separação conjugal está ligado ao dinheiro. A pesquisa com 4,5 mil casais identificou que os assuntos financeiros estão no topo das separações, além de resultar em brigas mais intensas e diminuir a satisfação dos casais. Ou seja, se falar de dinheiro é algo que ajuda a deixar a relação fortalecida, nada melhor do que saber como fazer isso. E as escritoras garantem que o “Como conseguir um homem rico” é um excelente aliado nesta missão!

Serviço: Meu Patrocínio – www.meupatrocinio.com.br 40 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Danilo Bottrel se apresenta em Varginha Cantor sertanejo matará a saudade de tocar em sua cidade natal no dia 13 de outubro *Com Assessoria de Imprensa

Revelação da música sertaneja em Minas Gerais e um dos artistas mais tocados nas rádios do interior do estado, Danilo Bottrel retorna à Varginha para um show especial. No dia 13 de outubro, sexta-feira, às 23h, o artista sobe ao palco da casa de shows Gold Play (Alameda Otávio Marques de Paiva, 195, Santa Luzia, Varginha/MG) com uma mistura de muito romantismo e animação. Reconhecido como um dos artistas mais promissores da nova geração, o sertanejo apresentará sucessos de sua carreira como a mais recente, “Segunda Posição”, o single “Eu Duvido”, sucesso nas rádios do Sul e Centro Oeste de Minas Gerais, e a canção “Você Agora é Ex”, que dá nome ao último CD do cantor. Hits como “Dose Perfeita”, “Você vai precisar de mim” e “Assunto Delicado” também farão parte da noite, que contará também com grandes sucessos da música sertaneja atual e modões que estão na ponta da língua dos fãs. Sobre Danilo Bottrel Com 28 anos de idade e mais de 18 de carreira, Danilo Bottrel segue conquistando cada vez mais espaço no cenário da música sertaneja. De voz firme e marcante, o cantor chama atenção por onde passa pelo belo visual e suas músicas apaixonadas. Danilo nasceu em Varginha, no interior de Minas Gerais, onde cresceu sob a influência sertaneja de seus familiares e logo se apaixonou pelo estilo. Moderno, inovador e carismático, Danilo já mostra a que veio, sendo considerado hoje em todo o estado o queridinho da nova geração da música sertaneja e sendo um dos artistas mais tocados nas rádios do interior mineiro. Todas as canções de Danilo Bottrel podem ser ouvidas nas principais plataformas digitais, como Spotify, Deezer, Itunes e YouTube. Os links estão disponíveis no site oficial do cantor: www.danilobottrel.com.br. Acompanhe Danilo Bottrel nas redes sociais: Facebook: https://www.facebook.com/danilobottrelcantor Instagram: @danilobottrel

42 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Chico Buarque começa turnê de novo disco em BH

Foto: Divulgação

*Da Redação / O Tempo *Crítica Musical de Caravanas no site da Revista Cenário Minas

Chico Buarque usou as redes sociais nessa sexta-feira (6) para anunciar sua volta aos palcos, na primeira turnê desde 2012. Por enquanto, há shows marcados em Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro. É a turnê do disco “Caravanas”, lançado em agosto deste ano. A estreia é no dia 13 dezembro, com apresentações nos dias 14, 15 e 16, no Palácio das Artes. Segundo o comunicado, depois o show segue para temporada de três semanas no Rio de Janeiro – de 4 a 21 de janeiro de 2018, no Vivo Rio. Após o Carnaval, a turnê desembarca em São Paulo para quatro semanas de apresentações no Tom Brasil: do dia 1º a 11 de março e de 22 de março a 1º de abril. Os preços dos ingressos variam entre R$ 200 (no setor mais barato em São Paulo) a R$ 490 (nos setores mais caros de cada show), com direito à meia-entrada. A turnê deve se estender ainda para outras capitais, a serem anunciadas em breve. Chico lançou “Caravanas” em 25 de agosto. Sob a direção e produção de Luiz Claudio Ramos, o compositor ergueu seu 23º trabalho de estúdio. As vendas para o show de Belo Horizonte começam na quarta-feira, 11 de outubro. Os ingressos para a temporada carioca estarão disponíveis a partir de 13 de outubro e, para São Paulo, em 18 de outubro.

Serviço: Caravanas” em Belo Horizonte Quando. 13 a 16 de dezembro, às 21h Onde. Palácio das Artes (av. Afonso Pena, 1.537, centro) Quanto. Plateia 1: R$ 490 (inteira) Plateia 2: R$ 450 (inteira) Plateia Superior A: R$ 380(inteira) Plateia Superior B: R$ 320 (inteira) Onde comprar. Ingressos à venda a partir das 10h do dia 11 de outubro, simultaneamente na bilheteria do teatro, no site da www.ingressorapido.com.br ou pelo App Ingresso Rápido

Marmitex do Chef Entrega a domicílio

3386-0579 Rua Amanda, 231 - B. Betânia - BH Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

43 - Cenário Minas


Cenário Festa AFROBEAT NIGHT aquece Soleá Tablao Flamenco Pré-lançamento do álbum Identidade

Da Redação / Com dados da Assessoria

A primeira Festa Afrobeat Night movimenta o Soleá Tablao Flamenco no dia 21 de outubro às 21h30, homenageando à memória de Fela Kuti, o pioneiro no estilo Afrobeat. O show será por conta da Conexão African Beat, que faz o pré-lançamento do seu álbum “Identidade”. Após 20 anos de trabalho solo investigando diversas modalidades de ritmos e timbres, buscando aproximar o Brasil à África, Mamour Ba criou a banda Conexão African Beat, uma magia sonora que integra influências vindas de uma fusão entre a base rítmica africana, instrumentos atípicos e efeitos eletrônicos, que leva ao público longas rodas de danças e cantos. Além da música de primeira qualidade, os músicos trazem um grande poder de expressão corporal, inspirado nas danças apimentadas de Senegal. A Afrobeat Night contará também com a discotecagem do renomado DJ. Jefin, mixando estilos variados e dançantes. Ele promete não deixar ninguém parado.

Rota do Blues Festival desembarca no Container Club em Lagoa Santa

No dia 21 de outubro às 21 horas, o Rota do Blues Festival desembarca no Container Club em Lagoa Santa. A primeira edição apresentará as bandas Audergang, The Lee Gang e as atrações internacionais: Ben Mendes (Holanda) e o americano Harmônica Hinds. O lançamento do festival no Container promete esquentar ainda a noite de Lagoa Santa ao som do bom e velho Blues, reafirmando ainda mais o cenário mineiro de produções independentes como um dos melhores do Brasil. Quem comparecer ao evento poderá apreciar a exposição Crossroads de Marcos Kaoy e assistir ao documentário Blues Horizonte, primeiro longa metragem sobre o Blues Mineiro. Sobre o Festival O Rota do Blues é idealizado pelo músico, guitarrista e produtor cultural Bruno Marques. O projeto teve início em 2014 e devido ao sucesso e programação com grandes nomes internacionais e nacionais do gênero, hoje é um dos projetos de Blues mais conceituados do estado. O Festival celebrará esta boa fase e ajudará a fomentar, incentivar e disseminar o gênero Blues em Minas Gerais com o intercâmbio cultural dos genuínos artistas de blues americanos e de diversos países. Ampliar a rota de circulação dos artistas internacionais com músicos da cena brasileira é um dos objetivos do Rota do Blues. Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

39 - Cenário Minas


Informações: (31) 98561-5255 (31) 99126-5236

Revista Cenário Minas - Outubro de 2017  

Revista Cenário Minas - Outubro de 2017 - a publicação se notabiliza pela absoluta isenção editorial e é uma revista regional de variedades...

Revista Cenário Minas - Outubro de 2017  

Revista Cenário Minas - Outubro de 2017 - a publicação se notabiliza pela absoluta isenção editorial e é uma revista regional de variedades...

Advertisement