Page 1

Cultura

Rev i

s ta

Cenário MINAS

CENÁRIO MINAS r Tu o ism

Ano 3 - Edição #19 - Revista Virtual - Julho 2017

LESTE

Torna-te fã

VEGANO ? Por que não ?

Alimentação sem carne, mas com muito sabor, conquista novos adeptos

to

en

im

ten EDIT ORA tre ZONA En


Cultura

20

MINAS

T

o ism ur

tr

En

to

en

im

n ete

www.cenariominas.com.br 16

05 INFORMÁTICA............................. 10 REFLEXÃO.................................. 12 SAÚDE......................................... 15 ESPECIAL................................... 16 HOMEOPATIA............................. 20 PAISAGENS URBANAS..............

CENÁRIO PET.............................

24

VEÍCULOS..................................

29

TURISMO....................................

30

38 LIVROS....................................... 40 GILBERTO GIL...........................

CULTURA...................................

43

Comida Vegana A alimentação é, antes de tudo, um estilo de vida, e como tal, faz parte de nossas escolhas pessoais. Ao adotarmos alguns estilos “alternativos”, muitas vezes passaremos a receber as rotulações que esses estilos carregam.

43 Os jornalistas Geraldo Félix e Felipe de Jesus com o cantor Nasi do IRA


Cenário

Cenário Minas Contato: cenarionegocios@gmail.com

Geraldo Félix Jr Jornalista

Felipe J. Jesus Jornalista

Sérgio Steiner

3

Lucia Mattos Jornalista

Leonardo Horta Jornalista

Priscilla Silvestre Jornalista

Elberty Valadares


Cenário

Paisagens bucólicas de BH As cores de Belo Horizonte

Por Leonardo Horta - Jornalista

4 - Cenário Minas

Uma metrópole, aparentemente cinzenta, pode apresentar cores surpreendentes. Um ótimo exemplo é capital mineira. Belo Horizonte apresenta, muito mais do que curvas e retas, cores tão vibrantes quanto seus moradores. Confira!

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário BH vista de um outro olhar... As cores de Belo Horizonte Trilhar cores é abrir a janela para deixar a luz entrar e se conectar com a essencialidade da simplicidade. É se conectar com a sinfonia e fazer a paisagem urbana, principalmente o colorido da cidade.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

5 - Cenário Minas


É MAIS QUE UM AEROPORTO É A SUA MAIS NOVA OPÇÃO DE COMPRASE LAZER.

www.bh-airport.com.br

+ Gastronomia + Conveniência + Compras + Lazer + Serviços O Aeroporto Internacional de BH está se transformando no seu mais novo ponto de encontro. São lojas de grandes marcas, várias opções de gastronomia, conveniência e serviços.

Venha se surpreender.


Cenário Ambiente de trabalho: Não faça dele uma extensão da sua casa

Editorial

Não confunda 'empresa familiar' com acolhimento dos seus problemas Uma

das coisas mais comuns que vemos nas empresas, são pessoas que geralmente misturam problemas familiares com o cotidiano do seu trabalho. Um dos reflexos visíveis está no stress, nervosismo e principalmente na impaciência que são passados para os colegas de trabalho através de indiretas, frases curtas / grosseiras e até mesmo palavras de baixo calão. No entanto, por mais que isso pareça comum, a falta de paciência e de educação de funcionários e chefes não pode ser oriunda de uma extensão dos problemas de suas casas. Esses problemas devem ficar lá até que eles retornem para resolvê-los com seus companheiros e filhos. No entanto, poucos conseguem separar esses problemas e na maioria das vezes, levam a trazem esses fatos para o ambiente de trabalho. Atualmente, um dos grandes conflitos nas empresas, principalmente para o setor de Recursos Humanos (RH) é fazer com que seus funcionários e chefes saibam separar os problemas pessoais do seu ambiente de serviço. A maioria das pessoas traz problemas amorosos, dívidas e outras situações ‘familiares’ para o serviço fazendo com que o desenvolvimento das tarefas não seja eficaz como deveria ser.

Saiba diferenciar A frase ‘empresa familiar’ traz certa confusão para muitos funcionários. O termo faz a referência de ‘empresa aconchegante, sem amarras para se trabalhar e disposta a ajudar o funcionário no que for preciso para que ele se sinta bem e seu serviço seja bem desempenhado trazendo bons resultados’. O problema é que a maioria dos funcionários confundem essa frase e acreditam que o termo se aproxime ao acolhimento de seus problemas familiares, conflitos pessoais e etc. O que os trabalhadores precisam entender de uma vez por todas é que as empresas focam nos bons resultados através de seus colaboradores e isso se passa pela busca de lucros, pois vivemos em um mundo capitalista. Por isso, entenda que o trabalho bem feito é importante para que isso aconteça, mas quando misturamos problemas pessoais e angústias, temos apenas duas certezas: a de que não conseguiremos fazer um bom trabalho e a de que os chefes já estão e olho em outro profissional para ocupar o seu lugar. Ambiente de trabalho: Não faça dele uma extensão da sua casa. Não confunda ‘empresa familiar’ com acolhimento dos seus problemas. Pense nisso e lembre-se que isso se aplica tanto para funcionários quanto chefes, pois todos são colaboradores remunerados.

Política de trabalho Todas as empresas têm sua política de trabalho que geralmente são passadas pelo RH logo no ato da contratação, ou seja, as regras do bom convívio da empresa. Todavia, vemos que são respeitadas no início, quando o funcionário entra para a empresa. Porém, no decorrer do tempo boa parte ‘até mesmo involuntariamente’, começa a trazer problemas pessoais de casa e os efeitos são claros: faltas sem justificativa, não aceitação de ordens diretas dos seus superiores e em consequência disso, usam os problemas pessoais como justificativa para os seus erros. Felipe José de Jesus Jornalista, Sociólogo e Estudante do Curso de Direito

Apresenta

O mais importante evento de CICLISMO INDOOR ao AR LIVRE da América Latina

Apresentação

Organização

Patrocinador

Apoio

Parceiro

Apoio Institucional

Bike Partner

Sistema

Hotel Oficial em BH Mídia Digital

AGÊNCIA DE EVENTOS

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

Promoção

7 - Cenário Minas


Cenário Zoom Comunicação

Pitadas

ix

MINAS

to

en

im ten

tre

En

T

r e G

Cultura

o ism ur

o

d al

l Fé

A Zoom, tradicional agência de comunicação de Minas Gerais, lança site apresentando sua logomarca revitalizada e novo posicionamento de mercado, focando a comunicação em movimento. A nova logo representa a transformação da comunicação e da própria empresa nos últimos dois anos.

www.cenariominas.com.br

EXPEDIENTE

Novo Jornal Nacional Os números impressionam: são 3.405 m2 de área construída, dos quais a redação ocupa 1.370 m2, o dobro do espaço anterior. Cabem ali nada menos do que 189 postos de trabalho, 18 ilhas de edição, três de pós-produção, duas cabines de locução e salas de reunião. Novo Jornal em BH Para atender seus 2.230.000 habitantes, de acordo com dados do IBGE, a capital mineira ganhará em setembro um novo jornal diário. Segundo o grupo português que está investindo cerca de R$ 180 milhões no veículo, Belo Horizonte foi escolhida devido ao enfraquecimento dos jornais locais e a falta de credibilidade com que esses jornais vêm trabalhando nos últimos anos, além de estarem envolvidos com esquemas de corrupção e a grupos políticos. Jornalista Inventor Paulo Gannam, busca apoio para patentes, e mantém um blog com notícias sobre suas invenções e fez um vídeo sobre seu trabalho. Os contatos dele são pgannam@yahoo.com.br e 35-984-044-124. Produção de Vinho em MG A maior região produtora de café do mundo, no triângulo desenhado pelas cidades de Três Pontas, Três Corações e Cordislândia, desponta para o mundo como o mais novo terroir para a produção de vinhos nobres, principalmente com uvas syrah, sauvignon blanc, cabernet sauvignon e cabernet franc.

Redação e Administração: Av. prof. Cândido Candido Holanda, 70/405 - São Sao Bento - Belo Horizonte - Minas Gerais CEP: 30.350-340 (31) 3344-5751 / 99126-5236 cenarionegocios@gmail.com cenarionegocios@gmail.com Jornalista Responsável FelipeJosé Joséde deJesus JesusFelipe FENAJ:15.263-JP-MG Colaboradores: Presidente: Geraldo Félix Félix Júnior de A. Júnior Geraldo - DRT: FENAJ: 9430 JP-MG 9430 JP-MG Sérgio Steiner MTE 30773 RJ Copy Desk: Sérgio Steiner - MTE 30773 RJ Site e Programação: Agência Site Líder Filiado a AIN

Filiado a AIN

BR 381 Vc sabia que na BR 381 tem mais "autoridades" para cuidar de bicho e de árvores do que para evitar as tragédias humanas? Leia no blog e comente. (https://goo.gl/vmBo9P)

Filiado

Filiado: ABRAMÍDIA - MG Rede Minas A Rede Minas está de mudança para uma sede nova, no Barro Preto. Ela vai ficar alocada no Centro de Cultura Presidente Itamar Franco, prédio que também abriga a sede da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais e da Rádio Inconfidência. A transferência começou no início de junho e está sendo gradual. Além da sede, a emissora estreará novos cenários, que vão deixar a redação à mostra.

8 - Cenário Minas

(Assoc. Brasileira de Midia Publicação Digital da Editora Eletrônica) Cenário Comunicação Publicação da Editorae Marketing Ltda. Cenario Comunicação e Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem a opinião da Revista Cenário Minas. A Cenário Minas também não se responsabiliza pelo uso de suas informações no site e na Revista.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Ataques cibernéticos vão gerar perdas de até US$ 2,1 trilhões para as empresas até 2019 Prejuízos podem chegar a essa soma até o ano de 2019 e muitas companhias estao gastando com seguros protetores Por: Felipe José de Jesus - Jornalista *Com dados da assessoria

Parece mentira, mas o prejuízo para as empresas em detrimento aos ataques cibernéticos no mundo podem chegar a US$ 21 trilhões até o ano de 2019. Os os dados foram divulgados através de um estudo recente da Cyber Handbook, consultoria de risco e corretoras de seguros Marsh. A soma dos prejuízos nos próximos três anos será quase quatro vezes maior em relação aos valores das perdas que as companhias tiveram em 2015. Conforme dados da pesquisa, as contratações de seguros para proteções contra ataques cibernéticos já somam cerca de US$ 2 bilhões e podem chegar a US $ 20 bilhões até 2025. Estados Unidos Os EUA continuam a ser o maior mercado de seguros cibernéticos, onde quase 20% de todas as organizações têm seguros para riscos cibernéticos. Com a ascensão dos ataques de hackersaos sistemas das empresas, alguns setores da economia ficaram mais expostos aos ciberataques. De acordo com base na carteira de risco cibernético da multinacional americana Marsh, as indústrias de manufatura e de comunicação, mídia e tecnologia lideram a contratação desse seguro, com 63% e 41% das apólices, respectivamente. Mercado de olho Para muitos empreendedores é bom evitar qualquer tipo e risco. "Quando falamos em prejuízos, devemos redobrar a atenção sempre. Eu sempre que posso faço questão de checar com a empresa que me atende no setor de TI, se estamos tendo algum tipo e problema e se estamos também sendo clonados. Acredito que todo o cuidado é sempre pouco. Eu indico sempre que as empresas se atenham a essa tipo de situação", concluiu o empresário Fábio Silva.

Novo ransomware provoca pânico na internet Da redação

O ransomware é um tipo de malware que, após infectar um computador, impede o usuário de acessar seus arquivos e dados, cobrando um resgate financeiro da vítima para recuperá-los. Apesar de não ser algo tão novo entre os profissionais de segurança, a população geral teve o seu primeiro contato com o termo em maio deste ano, quando um novo ataque, de um ransomware chamado WannaCry, comprometeu milhares de computadores em mais de 150 países, virando notícia em sites e telejornais. Nesta terça-feira, um novo ransomware conhecido como NotPetya, mais sofisticado que WannaCry, voltou a atacar instituições em todo o mundo. Como explica o analista do Centro de Atendimento a Incidentes de Segurança da RNP (CAIS), Rildo Souza, o que fez esses últimos casos de ransomwares tomarem proporções tão grandes é sua forma de se disseminar.

10 - Cenário Minas

“Existem duas formas desses novos ransomwares se espalharem, eles podem explorar uma vulnerabilidade do protocolo que é utilizado para compartilhamento de arquivos e impressoras no sistema operacional Microsoft Windows® e/ou podem utilizar as ferramentas PSEXEC e WMIC, funções do Windows que permitem a administradores a capacidade de gerenciar computadores remotamente e em massa para infectar outros hosts. Ao infectar uma única máquina em uma rede corporativa, por exemplo, o malware se espalha automaticamente para as demais. Assim, basta que o sistema operacional Windows® de um computador não esteja atualizado e/ou que as ferramentas mencionadas acima estejam habilitadas no sistema para que ele seja infectado”, afirma Rildo. Em 19 de abril, por meio de seu serviço de alertas de segurança, divulgou a correção para a vulnerabilidade no serviço SMB, da Microsoft, a mesma explorada pelo Wannacry. Além disso, tem realizado ações de conscientização sobre o uso seguro de computadores e sistemas, tanto para técnicos e analistas de tecnologia da informação, quanto para usuários finais das instituições clientes. Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Inverno provoca maior incidência de Dermatite Seborréica A Caspa, que atinge cerca de 40% da população Por: Felipe José de Jesus - Jornalista *Com dados da assessoria

A dermatite seborreica, mais conhecida como caspa, é uma inflamação responsável por produzir descamação da pele, normalmente na região do couro cabeludo, mas que pode também ocorrer na face, sobrancelha, nariz, orelha, peito, costas e virilha. Além de provocar coceiras, a caspa pode ficar visível nas roupas de forma constrangedora, pois ela é muitas vezes associada à má higiene ou falta de cuidado. De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia, cerca de 40% da população mundial já teve ou tem o problema, sendo que os homens tendem a apresentar mais casos do que as mulheres.

O ESTRESSE PODE SER UMA DAS PRINCIPAIS CAUSAS A médica tricologista, especialista em cabelos, Cristiane Câmara Alves, explica que a caspa pode estar associada também ao estresse e fatores emocionais, além da causa genética: ‘’é comum que pessoas passem a ter caspa depois de uma cirurgia ou da perda de um ente querido. Essas situações alteram a produção de hormônios, o que causa um aumento da oleosidade na cabeça. Depois de um tempo, quando o organismo volta a ter níveis hormonais regulados, a caspa desaparece’’. Se a doença não for tratada, pode evoluir para psoríase e, consequentemente, para uma infecção no couro cabeludo. "O problema é que muitas vezes a caspa é vista como problema estético e não como doença, e por isso as pessoas demoram ou não procuram tratamento". A calvície também pode ser umas das consequências da caspa, se não for tratada adequadamente.

TODO BANCO ESPERA RESULTADOS EM NÚMEROS. PARA O BDMG, O NÚMERO DE PESSOAS BENEFICIADAS.

Ouvidoria: 0800 940 5832

É preciso ficar alerta aos sintomas: oleosidade na pele e no couro cabeludo; escamas brancas que descamam; escamas amareladas que são oleosas e ardem; coceira, que pode piorar caso a área seja infectada pelo ato de “cutucar” a pele; leve vermelhidão na área e possível perda de cabelo. Segundo a Dra. Cristiane Câmara Alves, é possível controlar a caspa com o uso de xampus e cremes específicos. Também é importante evitar banho muito quente e não estimular a umidade do couro cabeludo". No inverno, o clima frio determina uma maior descamação do couro cabeludo, em função da maior velocidade de crescimento e maturação celular. Os banhos muito quentes também pioram o estado seborreico", explica.

Existe um banco diferente de todos os outros que você conhece. Um banco que acredita no potencial de Minas Gerais para diversificar sua economia e gerar mais e melhores empregos. Por isso, financia projetos como o do Renato, que desenvolveu uma tecnologia para iluminação com mais eficiência e economia. Um desafio aceito por um banco forte e criativo. Um banco que só o BDMG pode ser.

WWW.BDMG.MG.GOV.BR

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

11 - Cenário Minas


Cenário Gerações perdidas de políticos e oportunidade de mudança O

Por Márcio de Paula - Jornalista

Brasil após décadas volta a discutir voto direto ou indireto em função de uma possível saída do presidente Michel Temer (PMDB) da presidência. Esse tema não se via desde as Direitas Já, entre 1983 e 1984, onde parte da população foi ás ruas pelo direito de escolher o presidente do país. Antes disso, a última eleição direta havia sido em 1961 com Jânio Quadros. Após o golpe militar, através do voto direto foram eleitos Fernando Collor de Melo em 1989 (PRN), Fernando Henrique Cardoso (PSDB) em 1994 e reeleito em 1998, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em 2002 e 2006, Dilma Rousseff (PT) 2010 e 2014. Nesse tempo houve a renúncia de Fernando Collor para fugir do impeachment, no seu lugar assumiu o vice Itamar Franco (PMDB); e o impeachment de Dilma Rousseff, no seu lugar assumiu Michel Temer (PMDB). O partido que mais ficou no poder através do voto direto após o golpe militar foi o PT. Todos os presidentes que passaram deram alguma parcela de contribuição, alguns mais, outros menos. Fernando Collor abriu a economia; Itamar Franco implantou o plano real, estancando mudanças constantes da moeda; Fernando Henrique promoveu a estabilização da economia a partir do plano real e começou alguns tímidos avanços nas áreas sociais; Lula promoveu avanços sociais através do projeto bolsa família e melhorou o acesso ao ensino superior. Dilma manteve os avanços sociais. Mas todos os presidentes eleitos também foram de alguma forma, lesivos ao erário público ao ter em comum denúncias de corrupção, uns mais, outro menos. A escalada da corrupção, um verdadeiro câncer entranhado no sistema político brasileiro, se agravou com o passar dos anos. Do ponto de vista ético, o Brasil conta com uma geração perdida, onde os interesses individuais e de grupos políticos foram sobrepostos a interesses coletivos numa crescente inversão de valores. A exceção de alguns ciclos de aparente avanço ou crescimento efêmero, o país vive em constante estado de crise pelo mais variados motivos, algumas por fatores externos, mas a grande maioria por ingerência, irresponsabilidade e má índole. Corruptos colocados no poder entregaram migalhas à população para roubar milhões e bilhões, deixando a falsa sensação que priorizou o povo. Com as últimas disputas eleitorais divididas em dois grupos políticos, pseudo esquerda e pseudo direita (PT x PSDB), atualmente nas ruas e redes sociais a discussão não é mais de esperança ou quem é melhor, mas quem roubou menos e deu menor prejuízo ao erário público. E está aí a maior preocupação, porque esse tipo de discussão fortalece o avanço da corrupção como algo natural, e consolida ainda mais a cultura do levar vantagem, praticamente legitimada em terras tupiniquins. É relevante destacar que há também aqueles que defendem que todos os envolvidos em corrupção sejam presos, independente de partido. O Brasil vive um período estratégico na sua história, desde a vinda da família real portuguesa nunca houve uma oportunidade tão clara para quebrar paradigmas, fazer uma limpeza e romper com essa cultura de vantagens indevidas, implantada desde a época do descobrimento do país. Independente de partido político todos envolvidos em corrupção devem ser condenados pela justiça a prisão em presídios, e não domiciliar em suas suntuosas mansões e apartamentos adquiridos com dinheiro irregular. Na outra ponta é importante inserir na grade curricular do ensino fundamental matérias de Ética e Cidadania para formar novas gerações que abominam o atual “jeitinho brasileiro” de não seguir regras e levar vantagem em tudo. É preciso formar cidadãos críticos e reflexivos que se moverão a partir de princípios éticos. Se a justiça conseguir prender pelo menos os principais envolvidos com crimes contra a nação, haverá esperanças de um futuro melhor, mas se esses se safarem, mesmo com as prisões já feitas, vencerá a corrupção, perderá o Estado, e por consequência a população. Dificilmente em um futuro próximo haverá oportunidade como essa, a de reconstruir um Brasil a partir de novos princípios e bases firmes que o sustente.

12 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Seja Digital firma parceria com 35 municípios mineiros para informar a população sobre a chegada da TV digital no município A

Da redação

Seja Digital, entidade responsável pelo processo de digitalização do sinal de televisão no Brasil, assinou Termo de Cooperação com 35 prefeituras mineiras com o compromisso de promover a migração da população para o sinal digital nos municípios. “A parceria tem como objetivo criar uma rede de apoio nessas cidades onde o desligamento vai ocorrer, ampliando a nossa presença na rotina das cidades, por meio de ações de divulgação e mobilização social”, afirma Deisy Feitosa, gerente regional da entidade. No dia 08 de novembro deste ano, o sinal analógico será desligado na capital mineira e em outros 38 municípios do Estado. A partir desta data, a programação de TV aberta nessas cidades será transmitida apenas por meio do sinal digital gratuito. A orientação e o estímulo para que a população se adapte às mudanças é uma das obrigações da Seja Digital. “A nossa meta é não deixar ninguém para trás e a parceria com os municípios é fundamental para atingir esse objetivo”, complementa Deisy. Dentre as ações planejadas, destaca-se a criação de pontos de apoio nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) dos municípios para que a população tire dúvidas sobre o desligamento do sinal analógico. As prefeituras também envolverão as pastas de educação e saúde nas parcerias, apoiando ações com agentes de saúde e como oficinas culturais realizadas nas escolas. As 35 cidades que assinaram acordo com a Seja Digital são: Araçai, Baldim, Belo Horizonte, Brumadinho, Cachoeira da Prata, Caeté, Capim Branco, Confins, Contagem, Esmeraldas, Florestal, Fortuna de Minas, Funilândia, Ibirité, Igarapé, Inhaúma, Itaúna, Jequitibá, Juatuba, Mario Campos, Mateus Leme, Matozinhos, Pedro Leopoldo, Prudente de Morais, Raposos, Ribeirão das Neves, Rio Acima, Sabará, Santa Luzia, São Joaquim de Bicas, São Jose da Lapa, São Jose da Varginha, Sarzedo, Taquaraçu de Minas e Vespasiano. Além dos pontos de apoio, que serão disponibilizados a partir da parceria com as prefeituras, a Seja Digital atende a população por meio do site www.sejadigital.com.br ou pela central telefônica gratuita 147. Sobre a Seja Digital A Seja Digital (EAD - Entidade Administradora da Digitalização de Canais TV e RTV) é uma instituição não-governamental e sem fins lucrativos, responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital da televisão no Brasil.

Marmitex do Chef Entrega a domicílio

3386-0579 Rua Amanda, 231 - B. Betânia - BH Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

13 - Cenário Minas


A Cenรกrio


Cenário Como usar computador e celular sem agredir a visão? Por Geraldo Félix Júnior - Jornalista

Reclamar de indisposição ao passar muito tempo diante da tela do computador ou do celular está cada vez mais comum. Falando assim, até parece que toda a culpa é da tecnologia. Na opinião do cirurgião-oftalmologista Renato Neves, presidente do Eye Care Hospital de Olhos, tudo é questão de saber usar os equipamentos sem prejudicar a saúde. “Entre 50% e 90% das pessoas que usam computador no trabalho ou no estudo costumam se ressentir, em algum momento, dessa experiência desgastante, resultando em declínio da produtividade, aumento de erros e, muito frequentemente, problemas na visão. É preciso estar, então, atento a dois pontos-chave: piscar e manter distância correta do monitor”. Inúmeros estudos comprovam que as pessoas passam muito mais tempo usando o computador do que elas costumam passar lendo um livro, por exemplo. Independentemente do conteúdo, ficar com os olhos ‘vidrados’ no computador também significa piscar menos. “Quando você pisca, você espalha uma camada de lágrima por todo o olho, mantendo-o hidratado. Piscando menos, seus olhos começam a ficar ressecados e irritados”, diz Neves. Ainda em relação à diferença entre ler no computador e ler um livro, o especialista chama atenção para o posicionamento dos olhos. “Quando você lê um livro, geralmente inclina os olhos para baixo, fazendo com que eles sejam cobertos em grande parte pela pálpebra e fiquem de certa forma protegidos. Já diante do computador, a pessoa costuma manter os olhos retos, bem abertos, e mais expostos ao ressecamento. Somado a isso o fato de piscar menos, chegamos muitas vezes à Síndrome do Olho Seco ou Síndrome da Visão do Computador”.

Neves alerta, também, para o quanto a distância pode prejudicar os olhos. “O ideal é que o monitor do computador esteja a uma distância de 50 centímetros do usuário. Ao usar um notebook, normalmente os olhos estão a uma distância de 30 centímetros ou menos da tela. Já quem está acostumado a ler tudo no celular acaba aproximando muito mais o aparelho da visão do que se estivesse lendo um livro. O problema é que os olhos têm de trabalhar muito mais para focar em curtas distâncias – o que exige mais esforço e provoca fadiga visual. Por isso, nesse caso, o melhor a fazer é aumentar o tamanho das letras e manter o braço estendido ao trocar mensagens pelo celular ou consultar a internet”. Além de piscar e manter distância, outras considerações do médico contribuem para prevenir problemas oculares pelo uso excessivo dessas tecnologias. “Não é à toa que os novos equipamentos permitem vários ajustes em termos de brilho, tamanho, definição, contraste e cor. Fazer os ajustes de modo personalizado, procurando deixar o fundo da tela nem tão claro, nem tão escuro, ajustando o tamanho das letras e optando por um contraste que seja confortável aos olhos é a melhor pedida.”

Dr. Renato Augusto Neves, cirurgião-oftalmologista e diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos (SP), além de autor do livro Seus Olhos.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

15 - Cenário Minas


Cenário

Cresce a demanda por produtos veganos e vegetarianos Por Sérgio Steiner - Jornalista

O publicitário Paulo Heringer, de 34 anos, foi vegetariano por oito anos. Após um período em que voltou a comer carne, ele adotou a alimentação vegana – que restringe todos os alimentos provenientes de animais, como leite e ovos. “Decidi ser vegano após assistir um documentário que mostrava como os homens subjugam os animais para alimentação, moda, pesquisa científica e diversão”, afirma Heringer. Ele não está sozinho. Diversos brasileiros são adeptos a essa forma de alimentação. Os motivos são diversos. Alguns são impulsionados pela causa animal e ambiental. Outros por questões religiosas ou relacionadas à saúde. Há também aqueles que simplesmente não apreciam o sabor. De acordo com a pesquisa do Instituto Ibope realizada em 2016, 15% da população não come nenhum tipo de carne (ou seja, quase 32 milhões de brasileiros). O fenômeno não é só brasileiro. No Reino Unido, de acordo com a Pesquisa Nacional de Alimentação e Nutrição, 1,2 milhão de ingleses adotam a dieta vegetariana ou vegana.

Nos Estados Unidos, a estimativa da Vegetarian Resource Group é que cerca de 7,5 milhões de americanos adultos não comem carne. A pesquisa ainda aponta que 13% evitam comer carne em metade de suas refeições. Com a expectativa do aumento do número de adeptos nos próximos anos, não é de se espantar que o mercado de comidas veganas e vegetarianas também esteja em crescimento. Na Europa, 14% dos produtos lançados em 2015 eram veganos ou vegetarianos. No Brasil, ainda é difícil mensurar o tamanho do mercado. A SVB, que certifica produtos veganos com um selo na embalagem, afirma que já há mais de 200 produtos cadastrados no Brasil e os pedidos para certificação continuam crescendo.

DIFERENÇAS Ela explica que o vegano se diferencia do vegetariano por não só deixar de comer carne. O adepto do estilo de vida também exclui itens com ingredientes como ovos, lácteos, mel e tutano, e ainda não consome peças de vestuário feitas com material retirado de animais (como seda, couro e pele) ou cosméticos e medicamentos testados em bichos.

Combate ao especismo A Sociedade Vegana também lembra que nos sistemas e estilos de vida hoje predominantes ocorre um favorecimento das espécies animais com as quais as pessoas se identificam, havendo rejeição, indiferença ou desprezo pelas espécies com as quais não ocorre essa identificação. Dessa forma, atribui-se valor à vida animal de acordo com preferências pessoais. Se se gosta de cães, chimpanzés e mamíferos marinhos, então suas vidas têm algum reconhecimento; se, vacas, galinhas e porcos são animais que não geram empatia, sua submissão ao jugo humano é tida como legítima, assim como os benefícios advindos de sua exploração. "Chamamos especismo a discriminação contra espécie, tão arbitrária e irracional quanto o racismo e o sexismo, entre outras. O veganismo é a única forma coerente de combate ao especismo", explica a Sociedade Vegana.

16 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Que tal um roteiro gastronômico para você conhecer melhor a culinária vegana e vegetariana de Belo Horizonte? Las Chicas Vegan – 100% Vegano Com Gentileza – 100% Vegano O Vegano – 100% Vegano Restaurante Nascente – Vegetariano e Vegano Formoso Cozinha Natural – Vegetariano e Vegano Fonte Restaurante – Macrobiótico, Vegetariano e Vegano San Ro – Vegetariano e Vegano Yan Shan Zay – Vegetariano e Vegano Mesa do Sábio – Vegetariano e Vegano Carro Vegetariano – Vegetariano e Vegano Veganza Empório Venne Mercearia – Açougue Vegan

Venne Mercearia – Açougue Vegan

Tornar-se vegetariano não é tão simples *Por Flavia Salvitti

A busca por hábitos mais saudáveis tem aumentado no mundo todo e, nesse cenário, as discussões sobre vegetarianismo também se tornam mais comuns. No Brasil, mais de 15 milhões já se declaram adeptos à alimentação livre de proteína animal, segundo dados do Ibope. Já em Portugal, acaba de entrar em vigor uma lei que determina a inclusão de pelo menos um prato vegetariano no cardápio das cantinas públicas. Para muitas pessoas, a decisão de se tornar vegetariano – ou até mesmo vegano, quando não se consome nenhum alimento de origem animal – é mais do que uma mudança de comportamento alimentar e representa uma nova filosofia de vida. Em todos os casos, no entanto, é necessário tomar alguns cuidados antes de aderir ao vegetarianismo para que a saúde não seja prejudicada. A eliminação da proteína animal é uma novidade para o corpo, e ele precisa de adaptar ao novo hábito. Por isso, o ideal é ir cortando aos poucos. A dieta vegetariana também sugere refeições de três em três horas e um equilíbrio no cardápio. A vitamina B12 - normalmente encontrada na proteína animal -, por exemplo, faz parte da produção das hemácias (glóbulos vermelhos do sangue). A sua carência pode causar anemia, principalmente nas mulheres, que já perdem sangue naturalmente por conta do período menstrual. É importante ressaltar que as indicações de suplementação sempre devem ser feitas por um profissional da área, que leva em conta uma série de informações e antecedentes do paciente.

Normalmente, caso a pessoa não tenha nenhuma particularidade, os alimentos indicados são proteína texturizada de soja, milho, grão de bico, lentilha, feijão, soja em grão e frutas oleaginosas, como nozes, castanha-do-Pará e castanha-de-caju. Essas frutas suprem a falta de gordura no organismo, por isso o consumo deve ser moderado, em uma média de três unidades por dia. Independentemente de qual seja a motivação para se tornar vegetariano ou fazer qualquer tipo de alteração nos hábitos alimentares, uma coisa é fundamental: tomar os cuidados necessários para que essa transição aconteça de forma saudável. Flavia Salvitti é nutricionista e coordenadora do Departamento de Nutrição do Hospital San Paolo.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

17 - Cenário Minas


Cenário Principais alimentos veganos Ao contrário do que muitos imaginam, a comida vegana não tem nada de monótono. É leve, colorida e saborosa. Alguns alimentos fazem parte da dieta vegana com mais frequência. São eles:

Tofu Bastante conhecido e utilizado, o tofu é basicamente proteína e cálcio. Por seu sabor neutro, permite seu uso em incontáveis pratos, tanto doces, quanto salgados. É um coringa da cozinha vegana, entrando como substituto de leite e derivados, e até mesmo ovos, como já vimos anteriormente. Cereais PTS Os cereais integrais fornecem os carboidratos e fibras. Vamos encontrá-los no arroz integral, na aveia, etc. Quinoa É uma semente muito rica nutricionalmente, nos dando proteínas essenciais, fibras, ferro, magnésio, entre outros minerais. Não contém glúten, portanto, sua digestibilidade é mais simples. Seitan Não muito conhecido por aqui, porém, já facilmente encontrado em lojas de produtos vegetarianos e veganos. O seitan é feito à base de glúten, e quando cozido, adquire textura e aspecto de carne. Veja uma sugestão de receita no final desse artigo. Leite vegetal O mais conhecido dos leites vegetais seguramente é o de soja, mas, também teremos facilidade em encontrar leite de aveia, amêndoas, etc. São uma ótima opção, inclusive aos não veganos, e aos intolerantes à lactose. Nesse segmento de substitutos lácteos, encontraremos também iogurtes, margarinas, queijos, etc. Hambúrguer

A proteína texturizada de soja é outra fonte de proteína, ferro, cálcio, zinco e também fibras. Seu preparo é simples, bastando hidratá-la com água quente por 15 minutos, e a seguir, utilizá-la em substituição à carne. Leguminosas Também fonte de proteínas, fibras e minerais. São elas: feijões, lentilhas, tremoços, grão de bico, etc. Os veganos fazem pratos incríveis a partir desses grãos. Frutas e verduras Todos sabemos que legumes, verduras e frutas são extremamente saudáveis, e devem fazer parte não somente da dieta vegana, mas, de todos. São fonte de vitaminas, minerais e fibras.

Fazer uma alimentação vegana não se resume a eliminar a carne, o peixe, os lacticínios, os ovos e outros produtos de origem animal.

Os hambúrgueres vegetais de soja são gostosos, fabricados pelas mesmas indústrias que nos oferecem o hambúrguer de carne e frango, bem temperados, e não deixam nada a desejar aos tradicionais. Salsichas Não será necessário abrir mão do cachorro quente, pois existem salsichas vegetais, à base de soja, encontradas facilmente, em grandes redes de hipermercados, inclusive.

18 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


ATENÇÃO MÁXIMA. A REVISTA CENÁRIO MINAS É UMA PODEROSA FERRAMENTA PARA A VEICULAÇÃO DE SUA MARCA SOLICITE NOSSO MIDIA KIT PELO EMAIL: CENARIONEGOCIOS@GMAIL.COM


Cenário Rock in Rio 2017 na Cenário Minas Tudo sobre os shows na Cidade do Rock Por Geraldo Félix Júnior - Jornalista

O Rock in Rio é um dos maiores festivais de música do mundo. Criado no Brasil em 1985 pelo empresário Roberto Medina, o evento já realizou 13 edições: cinco no Brasil, cinco em Portugal e três na Espanha reunindo mais de sete milhões de pessoas. A ideia do projeto nasceu no Rio de Janeiro, mas acabou conquistando o público internacional por sempre englobar diversos estilos de música para os mais variados públicos. O festival foi o primeiro do gênero a receber o prêmio de sustentabilidade, por seu compromisso em conscientizar as pessoas sobre como fazer pequenas atitudes que são possíveis de mudar o mundo para melhor. Desde sua criação, o Rock in Rio já reuniu nomes como AC/DC, Iron Maiden, Ozzy Osbourne, Queen, Barão Vermelho, Paralamas do Sucesso, Guns N' Roses, Faith No More, Megadeth, A-HA, INXA, Sepultura, Engenheiros do Hawaii, Foo Fighters, Queens of the Stone Age, REM, Red Hot Chili Peppers, Paul McCartney, Metallica, Kings of Leon, Shakira, Jota Quest, Pitty, Linkin Park, Offspring, Joss Stone, Bon Jovi, Rihanna, Beyoncé, Snow Patrol, Katy Perry, Elton John, Slipknot, Coldplay, Lenny Kravitz, David Guetta, 30 Seconds To Mars, Florence and the Machine, Muse, Justin Timberlake, Alicia Keys e Jessie J. O Rock in Rio é um dos principais festivais de música do mundo e acontece no Rio de Janeiro a cada dois anos. Realizado durante seis dias, o evento apresenta alguns dos principais nomes das mais variadas vertentes musicais do planeta e aqui no Omelete você pode ver toda a cobertura dessa edição e das edições anteriores. No site da CenárioMinas, uma coluna exclusiva com tudo do Rock in Rio 2017. Acesse: http://cenariominas.com.br/category/rockinrio-2017/

Palco: Mundo Lady Gaga, 5 Seconds of Summer, Pet Shop Boys e Ivete Sangalo - 15 de setembro Maroon 5, Fergie, Shawn Mendes e Skank - 16 de setembro Justin Timberlake, Walk the Moon e Frejat - 17 de setembro Scalene, Aerosmith e Billy Idol - 21 de setembro Bon Jovi e Alter Bridge - 22 de setembro Titãs, Incubus, The Who e Guns N' Roses - 23 de setembro Red Hot Chili Peppers - 24 de setembro

20 - Cenário Minas

Palco: Sunset Emnicida & Miguel - 16 de setembro Nile Rodgers & Chic, Benjamin Clementine - 17 de setembro Alice Cooper - 21 de setembro Ney Matogrosso & Nação Zumbi - 22 de setembro CeeLo Green - 23 de setembro Sepultura - 24 de setembro

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário BH vai sediar o maior evento de Blogueiras do país em Julho Da redação

O

maior evento de blogueiras e influenciadores digitais do Brasil, O Universo Das Blogueiras, desembarca em Belo Horizonte, nos dias 15 e 16 de Julho, no Ouro Minas Palace Hotel, para um fim de semana inesquecível. Para as blogueiras de plantão e para quem sonha entrar neste universo glamuroso, o evento trará todas as informações para ser uma blogueira de sucesso. Com o advento das redes sociais e o seu crescimento exponencial, a profissão blogueira cresce cada vez mais e desponta no cenário mundial como uma das principais atividades procurada pelos jovens. Por formar opinião na mente desse público, poder gerar grande retorno financeiro e também promover status e reconhecimento, a função surge como a profissão do momento. No entanto, várias futuras formadoras de opinião não sabem como iniciar essa atividade, possui muitas dúvidas e muito menos têm a oportunidade de trocar experiências com outras profissionais do ramo. Dessa forma, o projeto Universo das Blogueiras fundamenta-se na organização de um final de semana de experiências com blogueiras reconhecidas em diversas áreas de conhecimento. Além disso, o evento trará especialistas para palestrarem sobre redes sociais, comportamento, entre outros assuntos pertinentes à atividade. Para o evento Universo das Blogueiras, que acontecerá em BH, nos dias 15 e 16 de Julho, no Ouro Minas Palace Hotel, já estão confirmados as presenças dos influenciadores Flávia Pavanelli, Leonardo Picon, Guilherme Hamacek, Matheus Mazzafera, Bia e Branca e Gabriela Pugliesi. Para mais informações: (31) 3517-9028

Minas Gerais vai sediar o 1º Festival do Queijo Minas Artesanal Da redação

Produto mundialmente reconhecido faz parte da identidade sociocultural do Estado e é a principal fonte de renda de 30 mil pequenos produtores em 600 municípios Sabor e qualidade são alguns dos elementos que explicam o sucesso do Queijo Minas Artesanal de leite cru e a sua importância para a identidade do Estado nos aspectos econômico e sociocultural. Para honrar a tradição desse produto reconhecido mundialmente, o 1º Festival do Queijo Minas Artesanal de leite cru, na Serraria Souza Pinto, em Belo Horizonte, vai reunir entre 28 e 30 de julho, produtores das sete regiões oficialmente reconhecidas pelo Estado: Araxá, Campos das Vertentes, Canastra, Cerrado, Serra do Salitre, Serro e Triângulo Mineiro.

Informações: Melhores do Mundo

Serviço – 1º Festival do Queijo Minas Artesanal:

Os produtores mineiros que foram premiados com uma medalha superouro, uma ouro, sete de prata e três de bronze, no Salão Internacional do Queijo 2017, em Tours, na França, onde concorreram com mais de 700 produtos de 20 países, também vão participar do Festival. “Nossos produtores estão de parabéns por terem colocado o queijo de Minas entre os melhores do mundo. Essas conquistas confirmam a qualidade dos nossos queijos e são um estímulo para quem apoia a produção e para os próprios produtores”, destaca o presidente do Sistema FAEMG, Roberto Simões.

Serraria Souza Pinto – Av. Assis Chateaubriand, 809 – Centro – Belo Horizonte/MG – Exposições, degustações e atrações gastronômicas: 28 de julho, sexta-feira das 19 às 23h 29 de julho, sábado das 12 às 22h 30 de julho, domingo das 10 às 18h


Cenário A Feira de Veículos do Mineirão está de volta Da redação

Uma

grande tradição do Mineirão estará de volta a partir do dia 1º de julho. A Feira de Veículos, que por décadas foi um sucesso e reuniu no estacionamento do estádio interessados em adquirir um automóvel, promete ser novamente um grande sucesso. Repaginada e mais moderna, a Feira de Veículos do Mineirão funcionará no estacionamento G1 descoberto do estádio, entrada pela Avenida C, todos os sábados, das 7h às 12h30. A feira contará com uma excelente estrutura, com praça de alimentação, food trucks, atrações culturais e blitzen das rádios Itatiaia e 98 FM, parcerias no projeto. Os interessados em comercializar veículos na Feira do Mineirão poderão adquirir as entradas on line, no site oficial do estádio, no valor de R$ 30. Serão 900 vagas a cada sábado e, embora o evento tenha foco no consumidor, agências de veículos também terão um espaço reservado. As vagas para os três primeiros sábados de evento estarão disponíveis a partir de 24 de junho, em www.estadiomineirao.com.br. O estacionamento do estádio para visitantes também estará em funcionamento nos dias da Feira de Veículos e o valor será R$ 15.

Da redação

Circuito dos Cristais faz ajustes para receber Stock Car

O

mais novo autódromo do Brasil, localizado em Curvelo (MG), está passando por obras de melhorias para receber a sexta etapa da Stock Car 2017, dia 23 de julho. Atendendo a solicitações de pilotos, da CBA e da Vicar, organizadora do evento, foi criado uma nova opção de traçado com mais segurança para os competidores. A mudança será no Setor Sul, mais precisamente após a saída da Curva 1.

“Construímos uma alça variante ligando a saída da Curva 1 direto com a Ferradura, no miolo do autódromo. Será uma nova opção de traçado com 3.330 metros de extensão que aumenta a segurança para carros rápidos como os da Stock e permite uma maior interação do público presente, pois teremos mais voltas em cada bateria. O traçado reduzido elimina os riscos do trecho em declive e da curva do Pequí, que tem árvores protegidas por lei, próximas à pista” comentou Marco Túlio Ferreira dos Santos, proprietário e administrador do Circuito dos Cristais. “A alteração será muito benéfica, principalmente para os pilotos. No ano passado tivemos alguns incidentes nesse trecho e agora eles serão evitados”, comentou o gerente técnico da Vicar Jean Brambilla. “A nova alça não altera em nada o antigo traçado de 4.420 metros de extensão, atendendo assim, a preferência de outras categorias”, complementou Marco Túlio. O autódromo já está em obras desde abril e a conclusão está prevista para a próxima semana, restando quase dois meses entre a conclusão e a disputa da sexta etapa da Stock Car. “Esse é um tempo importante para que possamos curar o asfalto do novo trecho. E nesse tempo de cura, também vamos aproveitar para fazer outras melhorias em zebras, áreas de escape e instalar mais defensas com proteção de pneus, para melhorar ainda mais a segurança para os pilotos”, acrescentou Marco Túlio.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

23 - Cenário Minas


Cenário O que fazer para proteger o pet do frio e das doenças que ele pode causar Por Carlos Oliveira - Jornalista

B

aixas temperaturas também podem afetar os animais que não estão livres das doenças da estação. Patas, narizes e orelhas precisam de atenção especial durante os meses de inverno. Pet molhado e tremendo de frio é doença certa! Pet saudável e bem alimentado consegue regular melhor sua temperatura interna. Mas não subestime a saúde de seu animal. A seguir, algumas dicas para que seu pet tenha um inverno bem aquecido.

Para os animais que ficam fora de casa Para quem tem cães de guarda, o aliado à segurança da família merece um abrigo seguro para se proteger do vento, chuva e frio. Independente do material constituído, as casinhas de cachorro devem estar dispostas de forma a não receber rajadas de vento. Da mesma forma, seria interessante respeitar uma boa orientação solar para que ela receba a maior quantidade possível de raios solares durante o dia. Verifique se existe alguma goteira que comprometa o conforto térmico do local. Se você tem o costume de oferecer cobertas, trocá-las semanalmente auxilia a manter a saúde da pele e pelos do animal. Nunca deixe seu cão em cobertores molhados.

Alimentação Talvez seja interessante aumentar um pouco o aporte energético do cão que dorme fora de casa. Alguma coisa em torno de 15% favorece a produção de uma camada de gordura, ganhando assim um aliado à manutenção do calor do corpo. Em caso de doença, estar com um pouco de reserva também auxilia na recuperação. Cães enfermos podem ficar alguns dias sem querer se alimentar. Pergunte ao veterinário sobre o estado corporal de seu cão antes de aumentar a quantidade de ração.

Muitas pessoas acham que, por terem pelos, cães e gatos não passam frio no inverno. No entanto, todos os animais de estimação, incluindo peixes, aves e outros, precisam receber cuidados especiais nesta época do ano para que não sofram e nem fiquem doentes.

24 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário

Dicas de cuidados com os animais no inverno Roupas Nada contra se seu cão aceitar roupas no inverno, mas jamais deixe-as molhadas sobre o corpo dele. Se você tem um gato que tem livre acesso à rua, tenha em casa um local aquecido e pronto para recebê-lo. Se possível, permita a ele passeios mais curtos nessa época do ano e isso vale também para os cães. Algumas pessoas acostumaram seus pets a caminhar com sapatilhas especiais que protegem as patas da umidade e do frio. Mas se seu cão não se adaptou, deixar os pelos entre os dedos das patas mais curtos facilita a secagem quando o animal voltar para casa. Quem tem pássaros pode ter que trocar a gaiola de lugar no período de inverno. O abre e fecha de portas e janelas pode prejudicar a saúde deles. Sem esquecer que gaiolas também precisam ser cobertas à noite, o que auxilia a manter o calor.

Para os animais que ficam dentro de casa O vilão dos animais que ficam no ambiente interno são as mudanças bruscas de temperatura. Na hora de sair, é bom o uso de vestuário adequado e perder alguns minutos na cozinha, antes de ir à rua, é uma forma de seu cão se adaptar à diferença de temperatura de forma lenta e progressiva. Alguns também sofrem com o ar condicionado por ressecar as vias respiratorias. Animais que vivem dentro de casa já não necessitam de reforço alimentar, pelo contrário: por se exercitar menos nessa época do ano, os pets tendem a engordar. Cuidado especial para quem costuma dar banhos no seu pet em casa. Nunca deixe o animal se secar sozinho, mesmo em ambiente seco. Nosso inverno é úmido e cães e gatos peludos podem desenvolver fungos nos pelos. Para aqueles sem cobertura pilosa, como os pinschers, uma roupinha vai muito bem, mas deve-se respeitar momentos sem roupas para a ventilação da pele. Os animais que sofrem de reumatismo, mais comum em animais velhos, terão suas dores aumentadas com o inverno. O ideal é deixá-lo em um ambiente quente e longe das correntes de ar, como porta e janelas. Se é um animal de livre trânsito pelo pátio, melhor seria confiná-lo durante os períodos mais frios. Animais velhos ou covalescentes também precisam desse cuidado. E para quem leva seus mascotes para regiões de frio extremo, é bom lembrar que nossos cães não estão acostumados com neve, muito menos estamos habituados a nos preocupar com as extremidades dos corpos deles. Produtos específicos para a proteção das extremidades dos cães costumam ser vendidos em pet shops locais.

Doenças Respiratórias Vilãs do inverno, animais envelhecidos, convalescentes ou que atravessam um período de baixa imunidade podem ter seus efeitos agravados, prejudicando ainda mais sua saúde. Para alguns agentes patológicos, o uso preventivo da vacina continua sendo uma boa opção. Consulte um veterinário.

Os cães de rua também sofrem com o frio. Porém, por estarem “acostumados” com o ambiente, possuem mais facilidade em encontrar opções para se aquecer.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

25 - Cenário Minas


Cenário Venda de passagens de ônibus online cresce 150% Por Geraldo Félix Júnior - Jornalista *Com dados da assessoria

A

venda online de passagens de ônibus, incluindo por plataformas de passagens rodoviárias e de sites de empresas de ônibus, chegarão a mais de R$ 702 milhões, com 7,4 milhões de tickets vendidos em 2016. Esses dados são do estudo inédito E-Rodoviário, desenvolvido pela ClickBus, plataforma de vendas online de passagens de ônibus. Com 160 milhões de passageiros, o setor rodoviário é o modo de transporte pago mais popular no Brasil, comparado aos 96 milhões no aéreo, como conta Fernando Prado, Co-CEO da ClickBus. A maior adesão das empresas de ônibus ao e-commerce, que representou um incremento da oferta de rotas de 2 mil, em 2010, para 97 mil em 2016, é uma das principais razões para isso. A cidade do Rio de Janeiro foi o destino mais buscado por quem viajou de ônibus, seguida por São Paulo, Curitiba, Belo Horizonte e Campinas. Mais de 37 mil passageiros retiraram suas passagens nos pontos físicos da ClickBus em Belo Horizonte, no Rio de Janeiro e em São Paulo, cidades de onde as pessoas mais saíram rumo às suas viagens de fim de ano. A ClickBus permite que seus usuários adquiram passagem de ônibus rodoviários de 60 empresas de ônibus para mais de 3000 destinos em todo o Brasil.

Embarque na viagem do Google Earth Por Geraldo Félix Júnior - Jornalista *Com dados da assessoria

O Google Earth transformou-se com o tempo e tornou-se um dos principais produtos de tecnologia do Google. Agora existe uma versão amplamente acessível para o Google Chrome, além do aplicativo que pode ser baixado no Google Play. Além disso, o sistema de pesquisa do Google Earth foi aprimorado, e agora há opções que fornecem informações de locais e cidades a medida que você navega e visitas guiadas interativas. No Chrome, acesse earth.google.com/web para abrir a versão web do Google Earth.

Da ficção para a realidade: Google Earth em tempo real já existe No Google Earth você pode acessar a busca, usar o modo Voyager, ver os seus locais salvos, mudar o estilo do mapa e muito mais. Com o “Voyager” (viajante, em francês), veja sugestões de locais e pontos turísticos para explorar, escolha um tipo de local que você quer visitar – natureza, cultura, viagens ou monumentos históricos e vá diretamente para alguns dos lugares mais conhecidos em todo o mundo. Essa camada do Google Earth está dividida em cinco seções diferentes: Street View, Earth View, 3D Cities, Satellite Imagery Updates e Highlight Tour. Em Street View, você encontrará alguns lugares em destaque vistos ao nível da rua, enquanto em Earth View poderá vê-los do Espaço. Em 3D Cities, você encontra várias cidades e lugares disponíveis em 3D, para maior imersão. Satellite Imagery Updates fornece um mapa de algumas das fotos de localização publicadas recentemente. Em Highlight Tour é possível dar um passeio virtual por alguns dos lugares mais incríveis e famosos. Você também pode usar o “Estou com sorte” para visitar um local aleatório.

26 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Facebook lança Find Wi-Fi em todo o mundo e atinge os 2 bilhões de usuários Da redação

O Facebook começou a disponibilizar em todo o mundo o "Find Wi-Fi" (Encontrar Redes Wi-Fi) para iPhone e Android. Lançamos o "Find Wi-Fi" em alguns países no ano passado, e descobrimos que a ferramenta não é apenas útil para pessoas que estão viajando, mas também em áreas onde a infraestrutura de dados móveis é escassa. O "Find Wi-Fi" ajuda a localizar redes Wi-Fi disponíveis perto de você, que tenham sido compartilhadas por estabelecimentos com o Facebook pelas suas Páginas. Assim, onde quer que esteja, você pode facilmente encontrar as conexões mais próximas quando sua rede de dados estiver fraca. Para localizar pontos de Wi-Fi, clique na aba “Mais” no app do Facebook e depois em “Encontrar Redes Wi-Fi”. Quando estiver na seção “Encontrar Redes Wi-Fi”, você pode precisar ativá-lo. Os 2 mil milhões de utilizadores ativos mensalmente, ou seja, aqueles que fazem pelo menos um login por mês, reforçam a posição do gigante norte-americano como a maior rede social do mundo. Quem se segue é o YouTube, com 1,5 mil milhões de utilizadores, o Instagram, com 700 milhões e o Twitter com 328 milhões de utilizadores mensais.

Carrinho de rolimã evolui e conquista nova geração Por Geraldo Félix Júnior - Jornalista

Décadas

atrás, crianças e adolescentes desciam ladeiras íngremes com carrinhos de rolimã improvisados, para o desespero dos pais. Essa mesma molecada do passado cresceu, manteve a paixão e, hoje, curte a brincadeira junto com os seus filhos. O próprio rolimã se adaptou a essa nova geração, com pinturas e acabamentos modernos -ao ponto de o produto ser vendido em lojas especializadas. O policial militar Jean Paul da Silva Alves, 42 anos, comprou modelos contemporâneos para relembrar os tempos de infância. E ele apresentou a paixão antiga para o filho Nicolas Alves Righetti, 12 anos, no Natal passado. "Dei um carrinho de rolimã de presente para ele e um para mim. Andamos juntos nos finais de semana. A brincadeira nos mantêm unidos", diz o pai.

Evento em Montes Claros busca reviver as aventuras dos carrinhos de rolimã No próximo dia 9 de julho crianças e adultos vão reviver as aventuras e brincadeiras dos carrinhos de rolimã em Montes Claros, durante o 1º GP Rolimoc. O evento esportivo visa integrar as gerações que tinham nos rolimãs uma de suas principais formas de diversão, especialmente entre as décadas de 1970 e 80, e as crianças de hoje, onde muitas nunca andaram no carrinho. O local escolhido para o GP foi o trevo que dá acesso à cidade de Juramento. A disputa está aberta para qualquer pessoa, de ambos os sexos, sendo dividida em seis categorias: kids (de 5 a 10 anos), infantil (11 a 14 anos), juvenil (15 a 17 anos), adulto (18 a 39 anos), over (acima de 40 anos) e força livre (categoria que dará direito ao participante de usar outros tipos de rodinhas no carrinho). Segundo a organização, serão permitidos somente carrinhos confeccionados com rodas de rolimã, com rolamentos de qualquer diâmetro. As medidas do carrinho devem ser de no máximo 1,50 m de comprimento por 1 m de largura, sem restrições quanto ao formato. O regulamento completo da GP pode ser encontrado no site oficial da organização. (https://bichodomato.files.wordpress.com/2017/05/regulamento-para-site.pdf) Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

27 - Cenário Minas


Cenário Chevrolet Equinox, que chega ao Brasil este ano, é o contra-ataque da GM ao sucesso do Jeep Compass Da redação Por Indicação: Geraldo Félix Júnior

Quando

o Equinox chegar ao Brasil, não espere que ele seja só um figurante do mercado, como hoje é o Tracker, que vendeu 3.870 unidades entre janeiro e maio de 2017 (é apenas o 11º colocado entre os SUVs, contra 19.160 do líder Honda HR-V). Previsto para estrear entre o fim de outubro e o começo de novembro, o novo SUV terá toda a força de vendas e publicidade da GM a seu dispor.

A montadora já decidiu investir nele mais do que fez no atual SUV compacto. Por isso, a rede autorizada já trabalha com contenção do Tracker, para não queimar a cota de importação, já que ambos são produzidos no México.

preço, ficha técnica, lançamento A GM prepara mais uma novidade para ser vendida aos consumidores brasileiro. Trata-se do lançamento do novo Chevrolet Equinox 2018 – um SUV médio que provavelmente vai tirar de linha o Captiva que é comercializado no mercado nacional desde 2008, quando chegou bem equipado para a época e trazia debaixo do capô um motor V6 de 261 cavalos de potência e, também com opção de tração 4×2 ou 4×4. Lá traz, isso erá suficiente para o mercado da época, mas agora deixou de ser atraente em relação ao concorrentes atuais. Hoje a GM ainda insiste em comercializar o Captiva no Brasil, porém com outra motorização menor – o bloco 2.4 litros de 184 cv, no entanto, com as vendas em baixa já que apenas 1.110 unidades foram vendidas no país, o Chevrolet Captiva precisa ser substituído. E o SUV médio que terá a missão de suceder o Captiva será o novo Chevrolet Equinox 2018 que foi apresentado recentemente no Salão do Automóvel de Detroit 2017.

Essa estratégia faz sentido por duas razões. Primeiro, porque esse segmento de SUVs de porte médio está bombando, empurrado pelo sucesso do Jeep Compass (que já foi o SUV mais vendido nas parciais de abril e maio). Depois, porque o Equinox se mostrou um best-seller nos EUA, aonde fomos para conhecer a nova geração, cujas vendas estão em fase inicial.

O preço do Chevrolet Equinox deverá praticar valores em torno de um pouco mais de 100 mil, já que no caso do Jeep Compass, ele recentemente ganhou aumento e sai agora a partir de R$ 101.990. Enquanto a versão mais completa a gasolina custa R$ 126.990. Sendo que outros como o Honda CR-V custam até 150 mil na versão top de linha. De qualquer forma vamos aguardar quando chega às lojas o novo Chevrolet Equinox 2018.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

29 - Cenário Minas


Cenário

Viajar de trem por Minas pode revelar histórias e paisagens Por Geraldo Félix Júnior - Jornalista

O Brasil é um país de proporções continentais, mas que não tem uma malha ferroviária que contemple grande parte deste território. Apesar disso, é possível, sim, viajar de trem pelo país e conhecer lugares cheios de histórias e belas paisagens.

Também em 2016 forma produzidos 473 carros de passageiros, o maior número desde 2001 representando um aumento de 566,2%. Para quem não se importa com o tempo gasto na viagem, mas prefere conhecer histórias e paisagens que vai encontar pelo caminho, os passeios de trem têm o charme de antigamente e são diferentes do que a maioria da população está acostumada. De trem, é possível conhcer a história das cidades e descobrir paisagens serranas, rurais e urbanas.

(Reprodução/Designboom)

No total são mais de 29 mil quilômetros de ferrovias, segundo dados da Confederação Nacional de Transportes de 2016. O número de passageiros transportados no mesmo ano foi de 1,8 milhão de pessoas.

Confira abaixo alguns passeios de trem que podem ser feitos no Brasil: Trem Turístico São João del Rey - Tiradentes (MG): A maria-fumaça que liga as cidades de São João del-Rei e Tiradentes percorre 12 km da antiga Estrada de Ferro Oeste de Minas, inaugurada por d. Pedro 2º em 1881 e imersa nas belas paisagens do interior mineiro. Além de conhecer os dois belíssimos municípios, o turista pode, durante o passeio, passear pelo museu ferroviário da estação de São João del-Rei, construída no século 19 e dona de interessantes locomotivas antigas.

(Reprodução/Designboom)

(Reprodução/Designboom)

30 - Cenário Minas

Trem da Serra da Mantiqueira (MG): parte da estação da cidade de Passa Quatro (MG), localizada no km 34 da antiga "The Minas and Rio Railway Company". No hall da estação de passageiros, os turistas podem visitar uma exposição fotográfica ao som de música típica mineira. Após a partida, a viagem segue para a estação de Manacá, equipada com uma feira de artesanatos. A partir daí, o trem começa a subir a serra da Mantiqueira, visitando a estação de Coronel Fulgêncio, a 1.085 metros sobre o nível do mar e localizada em uma área em que foram filmadas as séries "Mad Maria" e "JK", da Rede Globo.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Trem da Vale (MG): um sistema ferroviário que realiza viagens de trem entre duas das mais importantes cidades históricas de Minas Gerais: Ouro Preto e Mariana. As linhas férreas entre os dois municípios remontam ao final do século 19 e, hoje, o passeio turístico é feito em cinco vagões de passageiros que comportam 240 pessoas, puxados por uma locomotiva a vapor. Trem Das Cachoeiras (Rio Acima - MG) A apenas 35km de Belo Horizonte você encontra em Rio Acima a Maria Fumaça de 1924 que te faz viajar no tempo. A viagem dura 55 minutos dentro de Rio Acima, margeando o Rio das Velhas e o caminho do ouro da Estrada Real, na região do Circuito Turístico do Ouro. Os vagões são equipados com TV, ar condicionado e paisagens marcantes. Tem serviço de bordo com guloseimas, chopp de cerveja artesanal e muito mais. Você não vai acreditar que está tão perto da capital! Trem das Águas (MG): O roteiro tem duração total de duas horas e é embalado por show ao vivo de violeiros. O trem parte da estação da cidade de São Lourenço (MG) e segue para o município de Soledade de Minas (MG), margeando o rio Verde e cruzando lindos vales. No desembarque em Soledade, o turista pode comprar artesanatos, cachaças e comer pratos típicos mineiros. O tour é realizado aos sábados, domingos e feriados.

Primeiro trem de luxo da América do Sul começa a operar Da redação

Foi lançado nesta quinta (4) o primeiro trem de luxo da América do Sul, para percorrer o Peru. Exclusivíssimo, acomoda apenas 48 passageiros. Os roteiros combinam passeios diários em paisagens andinas e acomodações noturnas luxuosas e exclusivas no Belmond Andean Explorer.

(Reprodução/Designboom)

A rota atravessa uma das rotas ferroviárias mais altas do mundo, para observar montanhas cobertas de neve, vistas magníficas do céu, lagos e rebanhos de alpacas, lhamas e vicunhas pastando no altiplano.

A viagem inaugural parte de Cusco em direção a Arequipa. Os passageiros são acomodados em quatro tipos de cabine com diferentes opções de cama, banheiro e chuveiro. As acomodações são decoradas com tecidos peruanos. Entre os roteiros, passagens por Cusco, capital do antigo Império Inca, Lago Titicaca, o lago navegável mais alto do mundo, a cidade vulcânica de Arequipa e a bela Puno. Fora do trem, as aventuras incluem um passeio particular às ilhas flutuantes do Lago Titicaca e almoço em uma praia particular, com vista para os picos glaciais de La Paz, na Bolívia. (Reprodução/Designboom)

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

31 - Cenário Minas


Cenário Festivais de música pelo mundo Por Geraldo Félix Júnior - Jornalista

Viajar proporciona experiências inesquecíveis, mas se, além de conhecer outros países e culturas, a viagem incluir algum dos maiores festivais de música do mundo é ainda melhor. Entre suas opções de Mochilão, a CI – Intercâmbio e Viagem oferece pacotes para os principais eventos desse tipo, que atraem milhares de pessoas de todos os continentes.

A gerente de produtos da CI, Cintia Gabriel, explica que os festivais internacionais ganham cada vez mais o gosto dos brasileiros. “O legal desse tipo de viagem é que, além dos shows, que já são incríveis, você terá a oportunidade de explorar as paisagens e a cultura local de uma forma diferente. É algo único”, afirma Cintia. FESTIVAL HIDEOUT Imagine uma semana nas paisagens paradisíacas entre as cidades de Split e Zadar na Croácia, com direito a mergulhos em cachoeiras e no Mar Adriático e, para completar, shows durante toda a noite com grandes nomes da música eletrônica. “O Festival Hideout é a cara de quem quer festejar até o amanhecer e recuperar as energias em maravilhas naturais”, comenta Cintia. Preços a partir de USD 1.315 / R$ 4.165,52 FESTIVAL ULTRA Esse festival mundialmente famoso também acontece na Croácia, cercado de paisagens incríveis, na cidade de Split. A festa no Estádio Poljud dura a noite toda com fogos de artifício e Dj’s mundialmente reconhecidos. Preços a partir de USD 599 / R$ 1897,45 HUNGRIA: FESTIVAL SZIGET Realizado em agosto na ilha Hajógyári-Sziget, na Hungria, o festival Sziget é um dos mais animados da Europa. “São 7 dias de shows e o pacote ainda inclui outros pontos turísticos incríveis na região”, diz. Preços a partir de USD 1.295 / R$ 4.102,17 ALEMANHA: FESTIVAL LOLLAPALOOZA

ESPANHA: shutterstock_150956357_uFESTIVAL BENICASSIM A cidade litorânea da Espanha, localizada entre Valência e Barcelona, recebe um festival com seu nome que ocorre durante quatro dias em julho. Neste ano, grandes nomes da música como Red Hot Chilli Peppers e The Weeknd passarão por lá. Preço a partir de USD 459 / R$ 1.453,97 FESTIVAL BBK “Só o fato de ser realizado em uma montanha deslumbrante da região basca da Espanha já chama atenção, mas, além disso, o BBK tem três dias de shows com as principais bandas do indie rock”, detalha. Preços a partir de USD 499 / R$ 1580,68

Um dos festivais mais famosos, o Lollapalooza é realizado em várias cidades ao redor do mundo, mas em Berlim ele ocorre no Treptower Park, um dos principais pontos turísticos da cidade, rico em história e famoso por receber grandes eventos. Preços a partir de USD 529 / R$ 1.675,17

32 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Globe apresenta “Sugar Kane 20 Anos Tour” nos meses de julho e agosto em todo o país Da redação

A Globe, marca australiana referência em skatewear e sportwear, apresenta no Brasil a tour de 20 anos da banda de hardcore curitibana Sugar Kane. Uma das mais importantes bandas da cena independente nacional, a Sugar Kane faz tour comemorativa que percorrerá todo o país por um mês e meio. Depois de um hiato de dois anos, os cinco músicos se reunirão para uma maratona de shows que começa dia 1º de julho, no Hangar 110, em São Paulo. Além disso, um DVD será gravado pela primeira vez em Curitiba, em parceria com o ‘Gravando Bandas’, de Derick Borba. “A banda tá parada faz dois anos. Decidimos parar as atividades não porque a gente não se gosta mais ou qualquer problema desse tipo, foi simplesmente porque cada um foi focando em outros projetos e não sentimos a necessidade do Sugar Kane ser full-time em nossas vidas”, explica Capilé, vocalista e guitarrista. “Essa tour vai matar a saudade da gente tocar junto e também de voltar às cidades e reviver todos esses anos e shows, reencontrar amigos, viver todo esse turbilhão de sentimentos de novo... Vai ser animal. A tour será intensa, são 30 shows em 44 dias, tenho certeza que vai valer cada momento e vai marcar nossas vidas”, completa.

Sobre as músicas dos shows, Capilé dá pistas para os fãs: “O repertório vai estar ligado diretamente ao tema da tour, os 20 anos da banda. Então devemos repassar todos nossos discos. Vamos ensaiar muitas músicas”, conta. “Tipo Pearl Jam, que tem várias músicas ensaiadas e na hora decide quais vão rolar em cada cidade. Nas cidades que já passamos mais vezes, devemos tocar músicas diferentes, além dos hits da banda. Já nas menores ou lugares que fomos poucas vezes, focaremos nas músicas mais conhecidas. Além disso, gravaremos um DVD em Curitiba. Será a primeira vez que gravaremos na nossa terra natal, pois as outras duas gravações rolaram em São Paulo e Fortaleza”. Para Vinicius Pacheco, marketing manager da Globe, estar em uma tour com o Sugar Kane não tem preço. “É algo memorável e a Globe tem essa postura de sempre participar e estar vinculada a eventos e ações relevantes. Nada mais perfeito do que estar na tour de 20 anos desta incrível banda”, explica. “O projeto da Tour 20 anos do Sugar Kane com a Globe é algo inédito para a marca no Brasil. Queremos, através desta experiência, mostrar a nossa história de skate com o talento do nosso pró skater Luiz Apelão, que estará presente nesta tour filmando para o vídeo de lançamento do seu pró-model. São duas ações em uma: já que vamos rodar o Brasil para gravar o vídeo do Apelão, por que não estar em uma tour de banda?” Para Luiz Apelão, estar na tour com o Sugar Kane é um acontecimento especial. “Já andei muito de skate escutando Sugar Kane e agora ter a oportunidade de participar desse universo e dessa comemoração de 20 anos será uma sensação inexplicável! Vai ser animal”, vibra. Para Capilé, a parceria é uma troca importante. “Ter a Globe nos apoiando nessa tour é importante porque ajuda a viabilizar todo projeto, pois, além de investir nele, ela associa a sua marca a nós e vice e versa. Todos ganham”, explica. “É um incentivo privado com uma importância cultural muito legal. Além do que, teremos essa troca entre música e skate que vai ser interessante.”

Informações: LANÇAMENTO SUGAR KANE 20 ANOS TOUR @ HANGAR 110 14/07/17 – Ipatinga/MG 15/07/17 – Belo Horizonte/MG Início de vendas: 02 de fevereiro Venda Online: www.hangar110.com.br Censura: 18 anos Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

33 - Cenário Minas


Cenário Semana da Gastronomia Mineira é comemorada com programação em BH Por Geraldo Félix Júnior - Jornalista *Com dados da assessoria

A comemoração do Dia da Gastronomia Mineira, em 5 de julho,

além de contribuir para explorar o potencial turístico e de geração de renda do Estado, pretende fortalecer sua identidade, uma vez que a culinária mineira expressa sua rica diversidade cultural, reunindo, de forma sincrética, alimentos e pratos indígenas, africanos e portugueses. O prazer proporcionado pela boa mesa é um dos fatores mais importantes no cotidiano depois da alimentação básica para a sobrevivência. A gastronomia nasceu desse prazer e constituiu-se como a arte de cozinhar e associar os alimentos para deles retirar o máximo benefício. Cultura muito antiga, a gastronomia esteve presente na origem de grandes transformações sociais e políticas. A alimentação passou, portanto, por várias etapas ao longo do desenvolvimento humano, evoluindo do nômade caçador ao homem sedentário, quando este aprendeu a dominar as técnicas agrícolas e de domesticar animais. Por essas razões, a gastronomia tem um foro mais abrangente que a culinária. Enquanto a culinária se ocupa mais especificamente das técnicas de confecção dos alimentos, a gastronomia é, por sua vez, um ramo que abrange tanto a produção de alimentos e bebidas, quanto a materiais usados na alimentação e a forma como os alimentos são preparados. O termo se torna ainda mais apropriado quando a ele se associam o refinamento dos pratos, a forma de apresentação e os aspectos culturais a eles associados, a exemplo dos costumes, do vestuário, da música ou da dança, que tradicionalmente acompanham as refeições. Assim, os elementos culturais de um povo, por excelência, seus costumes, saberes e fazeres na produção de alimentos e bebidas é que fazem a gastronomia de uma região ou nação. Minas Gerais, com a generosidade de suas terras, suas múltiplas raízes culturais e a criatividade de seu povo, detém forte talento quando o assunto é gastronomia. Nos últimos anos, principalmente, a culinária típica mineira ganhou mais atenção; suas raízes e interfaces têm sido cada vez mais pesquisadas, valorizadas e exploradas. Os resultados já evidenciam um considerável salto qualitativo e Minas Gerais já é reconhecido como um dos estados de maior apelo gastronômico no Brasil. É neste contexto que reside a importância deste projeto, cujo propósito principal é recuperar e manter a memória da gastronomia de Minas Gerais e projetá-la no cenário turístico e cultural, em âmbitos nacional e internacional. De 03.07.2017 a 30.07.2017 MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal Telefone(s): 31 3224-4949 - http://www.institutoeduardofrieiro.com.br

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

35 - Cenário Minas


Cenário Franquias do setor gastronômico não se abalam com crise financeira Por Priscilla Silvestre - Jornalista

O

País passa por uma época de instabilidade econômica, onde o planejamento fica oscilante, já que o amanhã é praticamente incerto. Entretanto, ainda há empreendedores que buscam nas franquias uma maneira de investir e até lucrar, sabendo avaliar o nicho certo e esperando o retorno a curto, médio ou longo prazo, dependendo dos seus objetivos. Um desses casos é o Chicken in House, que nasceu há dois anos e meio em Volta Redonda (RJ) e hoje já tem 42 franquias vendidas, 7 delas em operação e as demais prestes a abrirem as suas portas. Trata-se de uma rede que tem o frango no balde como carro-chefe, mas segundo John Lenon, idealizador da empresa, um dos segredos para que uma franquia seja um sucesso está em oferecer diferenciais. “Na área gastronômica, que é o nosso caso, nós oferecemos o frango frito no balde que outras marcas tem esse mesmo produto, porém, a nossa distinção está nos detalhes: temos pedaços menores, temperos exclusivos (que já estão em fase de patenteamento) e utilizamos ingredientes brasileiros, resultando em um sabor bem caracterizado”.

Chicken in House ao KFC, rede dos Estados Unidos,

A franquia é mais segura que um negócio próprio? John ressalta que em época de crise ou não, um investimento bem feito sempre gera resultados positivos. E aconselha o franqueamento como algo mais seguro, mesmo porque ele já viveu na pele o que é abrir o seu próprio negócio há mais de dois anos, com a sua primeira loja do Chicken in House. “Em geral, o que as pessoas devem levar em consideração na hora de investir em uma franquia é que, diferentemente de quando você abre o seu próprio negócio, ela já vem com todos os pontos de erros e acertos prontos, o que é uma grande vantagem. Por exemplo, você sabe qual a margem de lucro, o markup – valor que deve colocar no produto para ter o retorno desejado, todos os impostos, direcionamento de como abrir o negócio, treinamento de vendas e como fazer isso etc. Então, a ideia de investir em uma franquia é comprar algo sólido, que já deu certo”, opina. Ele também ressalta que de cada 100 franquias, apenas 10 fecham, enquanto este número sobe para 30 em casos de lojas próprias. E o ramo da alimentação não se abalou com a fase econômica do País. “As pessoas deixam de viajar, de comprar roupas e até de estudar, mas não abdicam dos momentos de lazer entre amigos, familiares ou casal. Sair para comer é uma prática que os brasileiros não deixam de lado mesmo com o orçamento mais enxuto, por isso, a área gastronômica não deixa de ser atraente”.

Os segredos para um investimento de sucesso O diretor da empresa ressalta que nos últimos 20 dias foram vendidas 15 franquias da rede, onde 7 delas terão suas portas abertas em São Paulo. Além do território paulista, outras lojas estão em Alagoas, Paraná, Mato Grosso, Minas Gerais, além de diversas localizações no Rio de Janeiro, sua “terra natal”. E a meta dele é a de ter 100 lojas em operação até o final de 2017. Por fim, John indica que avaliar o custo do investimento ao valor de retorno é primordial para quem pensa em investir em uma franquia. “Muitos perguntam como estamos crescendo tanto em apenas um ano, pois começamos no ramo das franquias apenas em 2016. A resposta é que nós temos uma taxa baixa e o nosso layout baseado no americano é aconchegante, porém, barato se comparado às demais franquias. Então, nós damos aos empreendedores a oportunidade de investir em um negócio rentável, bonito e com um valor de investimento menor do que os concorrentes. E isto é muito importante de ser mensurado para quem pensa em adquirir uma franquia”, finaliza. Serviço: Chicken in House – www.chickeninhouse.com.br 36 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Sem perder a baianidade, Gilberto Gil tornou sua música universal Da Redação Mônica Lessa*

Um

dos criadores do tropicalismo, Gilberto Gil surgiu para o grande público em 1967, ao cantar "Domingo no parque" no Festival da Record, acompanhado pela banda de rock psicodélico Mutantes, formada por Arnaldo Baptista, Rita Lee e Sergio Dias. O que pouca gente sabe, no entanto, é que antes de a música se tornar sua atividade principal, o compositor e cantor trabalhou durante mais de três anos como administrador na Gessy Lever, em São Paulo. Baiano de Salvador, Gilberto Passos Gil Moreira nasceu no dia 26 de junho de 1942, filho primogênito da professora Claudina Passos Gil Moreira e do médico José Gil Moreira, tendo passado sua infância em Ituaçu, de 800 habitantes, onde surgiu o interesse pela música. Todo sábado, o pequeno Beto ia à feira e ficava admirando um grupo de violeiros cegos dedilhar modas nas violas e fazer improvisos. Aos 9 anos, ao terminar o primário, feito com a avó paterna, o menino continuou os estudos em Salvador, onde também começou a aprender acordeom, um sonho antigo de Gil, admirador de Luiz Gonzaga. Com os amigos, formou o grupo Bando Alegre e, mais tarde, Os Desafinados, passando a se apresentar em festas de aniversário, escolas e clubes.

Gilberto Gil e os 75 anos de uma vida encantadora Em 1960, aos 18 anos, Gilberto Gil ingressou na Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia e conheceu novos artistas que, mais tarde, dariam origem ao Tropicalismo, como Caetano Veloso, Tom Zé, Maria Bethânia e Gal Costa. Após deixar Os Desafinados, em 1962 Gil gravou seu primeiro compacto com as músicas “Povo petroleiro” e “Coça, coça, Lacerdinha”. No mesmo ano, “Bem devagar” é gravada nas vozes de As Três Baianas, embrião do Quarteto em Cy. O compacto duplo “Gilberto Gil – sua música, sua interpretação” foi lançado no ano seguinte. Paralelamente à vida de músico, o cantor se graduou em Administração em 1964, casou-se com Belina e mudou-se para a periferia de São Paulo, após passar em concurso promovido na Bahia pela Gessy Lever, enquanto a ditadura se instalava no país. Na cidade, durante o dia era administrador e, após o expediente, cantava nas madrugadas de São Paulo, uma cidade em ebulição musical, em plena era dos festivais de música. Logo depois, Caetano seguiu os passos de Gil, indo morar na capital paulista.

38 - Cenário Minas

Nessa época, Elis Regina convidou o músico baiano para uma participação no programa da TV Record, “O fino da bossa”, apresentado pela cantora e por Jair Rodrigues. O sucesso foi tanto que lhe rendeu um contrato com a gravadora Philips, que lançou o disco “Louvação” e levou Gil, mulher e as filhas, Nara e Marília, a se mudarem para o Rio. Só então Gilberto Gil abandonou o emprego na Gessy Lever, começou a apresentar o programa "Ensaio geral" e decidiu viver apenas de música. Em 1966, Gil participou do Festival da Música Brasileira, da TV Record, e do Festival Internacional da Canção, da TV Rio. Ao mesmo tempo, passou a repensar o seu trabalho, influenciado pelo fenômeno da contracultura, pelo psicodelismo e pelo som dos Beatles, Rolling Stones e Jimi Hendrix. No III Festival da Record, em 1967, Gil estourou com “Domingo no parque”, conquistando o segundo lugar. “Alegria, Alegria”, de Caetano Veloso, ficou em quarto, lançando os pilares do movimento tropicalista, cujo marco é o disco "Tropicália ou panis et circencis” (1968). Logo em seguida, em março de 1967, separou-se de Belina e viveu um rápido romance com a cantora Nana Caymmi.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Produtivo, sem medo da morte, Gil chega aos 75 anos como 'Buda nagô’ Em dezembro de 1968, na véspera do Natal, Gil e Caetano foram presos pela ditadura militar, permanecendo na cadeia até fevereiro de 1969, e foram considerados subversivos. Ao serem libertados, partiram para o exílio na Inglaterra, onde viveram por dois anos e meio. Em agosto de 1969, mesmo com Gil fora do país, a gravadora lançou “Aquele abraço”. Em 17 de maio de 1970, nasceu no exílio seu filho Pedro, com a mulher Sandra Gadelha. Com ela, Gilberto Gil teria ainda mais duas filhas: Preta Maria e Maria. Ao retornar, em janeiro de 1972, Gil gravou “Expresso 2222”, consolidou sua carreira no Brasil e abriu espaço no exterior, apresentando-se na Europa e nos EUA. Em 1976, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Gal Costa e Maria Bethânia realizaram o espetáculo “Doces Bárbaros”, para comemorar dez anos de trabalho, que foi levado a várias capitais do país. A turnê foi interrompida quando Gil e o baterista Chiquinho Azevedo foram presos em flagrante por porte de maconha, em Florianópolis. Condenado a um ano de prisão e a pagar multa de 50 salários mínimos, Gil teve sua pena transformada em tratamento ambulatorial periódico no Sanatório Botafogo, no Rio. Em 1978, ao ser convidado para o Festival Internacional de Jazz de Montreux, na Suíça, inaugurou a participação de artistas brasileiros no evento, registrada na edição do GLOBO de dia 18 de julho de 1978, com a manchete “Viva Brasil – uma alegria selvagem em Montreux”. No ano seguinte, Gilberto Gil conheceu Flora Nair Giordano e separou-se de Sandra. Do casamento com Flora nasceram Bem, Giordano, Isabela e José.

Sua trajetória, registrada em mais de 60 discos, lhe rendeu diversos prêmios nacionais e internacionais, como o Shell, pelo conjunto da obra, em 1990, conforme edição do jornal de 5 de novembro. Oito anos depois, o álbum “Quanta gente veio ver” conquistou o Grammy Awards, na categoria melhor disco de World Music. Em 1999, o cantor foi escolhido Artista da Paz pela Unesco e, em maio de 2017, condecorado pelo embaixador italiano no Brasil, Antonio Bernardini, como "Grande Oficial da Itália" no Rio. Os 50 anos de carreira foram celebrados com Caetano em 2015 no show histórico "Dois amigos, um século de música".

Artista engajado politicamente, Gil não teve medo de, em 1987, assumir a presidência da Fundação Gregório de Matos, voltada para a revitalização da cultura afro-brasileira, intensificando a relação Bahia-África. Em 1988, candidatouEm 2016, Gil foi internado mais de uma vez no Hospital se a uma vaga de vereador pela Câmara de Salvador pelo Sírio-Libanês, em São Paulo, para tratar de insuficiência Partido Verde, defendendo causas ecológicas. Com o renal. Mesmo visivelmente abatido, participou da término do mandato, em 1993 gravou, com Caetano, um cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos Rio-2016, álbum para festejar 30 anos de amizade. Retornaria à vida em 5 de agosto, no Maracanã, ao lado da cantora Anitta política dez anos depois, ao tomar posse como Ministro da e Caetano Veloso. Cultura, no governo de Luiz Inácio Lula da Silva, do qual se demitiu, em julho de 2008, para dedicar-se inteiramente à No carnaval de 2017, Gil foi homenageado pelo bloco baiano Filhos de Gandhy, fundado em 1949 por estivadores, pelo qual desfila há quatro décadas, e que na década de 70 ajudou a reeguer com o lançamento da canção “Filhos de Gandhy”. Em 2018, o cantor terá sua trajetória contada pela escola de samba paulista Vai-Vai. * com edição de Matilde Silveira

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

39 - Cenário Minas


Cenário

Cenário

Soraya Abuchaim: uma autora que pulou do blog para o mundo literário do terror e suspense Por Priscilla Silvestre - Jornalista

A escritora Soraya Abuchaim é natural de Vinhedo, no interior de São Paulo, e descobriu seu dom para a escrita quando tinha um blog para simplesmente postar seus contos. Deste hobby nasceu uma profissão, que embora ainda não seja a sua grande fonte de renda dela, é a sua maior conquista. Prestes a fazer 34 anos, ela já acumula alguns anos de escrita, com livros que navegam entre o terror e o suspense, gêneros que ela considera suas grandes paixões. Tanto que ela não se vê desenvolvendo alguma coisa fora disto, com exceção de algo fantasioso, mas que ainda envolvesse temas relacionados ao que ela ama explorar. Para levar informações diferenciadas e até mesmo se basear em histórias reais, a escritora “Dark Queen” (ou Rainha Dark) utiliza métodos parecidos com os feitos por atores e atrizes antes de encarnarem um papel, conhecidos como laboratórios.

O que é essencial para um livro ser sucesso na Era Digital? Soraya é categórica ao afirmar que a identidade do autor é primordial na produção. E, segundo ela, é um dos grandes diferenciais que destacam um escritor do outro. Com um público de leitores mais maduros, balanceado entre homens e mulheres, ela aponta a linguagem adequada como algo que faz com que ela se caracterize. “Eu, por exemplo, sou mais adepta ao estilo da escrita mais elaborada. Gosto mesmo de explorar nosso vocabulário. E busco, sempre que dá, fazer os finais das minhas histórias abertos, para fugir dos clichês”.

Quanto ao mundo cibernético como uma nova maneira de leitura, ela acredita que saber explorar esses nichos seja a melhor saída. “Acho que hoje o autor tem de pensar nas duas formas, os e-books e o impresso. As plataformas virtuais são de suma importância, mas ainda há muito público para o livro físico. O importante é que o autor esteja acessível para todas as possibilidades”, finaliza.

Conheça mais sobre o trabalho da Dark Queen nesse bate-bola! - No cenário geral, como anda a Literatura Brasileira? Soraya Abuchaim - Embora ainda sofra preconceito, principalmente por parte dos mais jovens, tem conquistado o seu espaço. Hoje, posso dizer que temos no Brasil muitos autores excelentes, que não deixam nada a desejar para os estrangeiros tão aclamados pela crítica mundial. É só uma questão de tempo para ganharmos cada vez mais espaço.

- Muitos dos livros mais vendidos são de autoajuda ou de especialistas, como Augusto Cury, que ficou em primeiro lugar com o livro "Ansiedade" como um dos mais vendidos durante muito tempo. Em sua opinião, qual o motivo disso? Soraya Abuchaim – Acredito que as pessoas procuram livros que possam trazer um bem-estar que, muitas vezes, elas não tem conseguido na vida agitada que levamos hoje em dia. Claro que isso é apenas uma hipótese, mas percebo que quanto mais nos ligamos às redes sociais, menos contatos físicos temos. E isso acarreta uma série de comportamentos que acabam levando as pessoas, consciente ou inconscientemente, a buscar ajuda nesse tipo de leitura (ou mesmo outros tipos de auxílio, claro). Você tem o sonho de ver um dos seus livros virar um filme? Se sim, qual deles e por quê? Soraya Abuchaim - Sim, com certeza! Eu escolheria A Vila dos Pecados. Além de trazer muito suspense e elementos de terror, foi uma vila fictícia, criada por mim, e a história se passa no final do século XIX. Eu vejo essa história linda nas telonas, para aterrorizar muitos espectadores. De tudo que já escrevi até hoje, tenho um carinho especial por esse livro.

38 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário “Minha carreira começou de repente. Eu tive um conto – ‘O vizinho suspeito’ - O que você sente de diferente dos livros de hoje se comparados aos clássicos da nossa Literatura? Soraya Abuchaim - Tudo (Risos). Na verdade, embora hoje tenhamos muitos autores que explorem histórias mais profundas e com linguagem rebuscada, a nossa literatura está se adaptando à mente dos jovens, que são nossos leitores em potencial. Ouço muito de adolescentes a denominação “chata” ao se referirem aos clássicos. Isso não espelha minha opinião, já que simplesmente amo a nossa literatura mais antiga. Mas nós, como escritores contemporâneos, temos de entender o que nosso público deseja, para, assim, podermos suprir essa carência literária. Uma coisa é fato: muitos estudantes acabam se “traumatizando” com clássicos que são obrigados a lerem na escola e acham que toda literatura é assim (não são palavras minhas, mas sim coisas que já ouvi de adultos que hoje não gostam de ler). Os autores modernos estão aí para mostrar que ler pode, sim, ser prazeroso. Os clássicos são uma segunda etapa para quem começa a gostar de ler. - O que um livro físico precisa ter para atrair leitores nessa época em que muitos, principalmente as gerações Y e Z, estão condicionados à leitura em aparatos tecnológicos? Soraya Abuchaim - Acho que os livros físicos perderam sim um pouco de espaço na leitura de hoje, mas ainda há muito público para eles. Em primeiro lugar, o livro precisa ser bonito, daqueles que valem a pena ter na estante. Depois, um papel para leitura confortável e a letra em tamanho adequado ajudam muito, porque muitos leitores digitais se adaptam para dar mais conforto à leitura. O escritor de hoje precisa ter em mente que há público para as duas formas de leitura. Há quem venda mais livro digital, outros vendem muitos livros físicos. Mas volta a ressaltar: é imprescindível que o autor conheça seu público e explore novos leitores cada vez mais, valendo-se de tantas formas de leitura maravilhosas que temos hoje. - Quais são os quesitos essenciais para um livro de suspense ou terror fazer sucesso? Soraya Abuchaim - Trazer elementos que deixem o leitor com medo, com expectativa pós-suspense e, por que não, nojo também. São as formas clássicas do terror e do horror. O público que gosta desse gênero estava muito tímido há alguns anos, embora houvesse muitos blogs e sites especializados. Então, surgiu a editora DarkSide, que foca apenas nesse nicho e foi a felicidade dos amantes de suspense e terror. Agora, os autores nacionais desse gênero estão aparecendo e, com a gente, nossos leitores. O bacana é trazer leitores também para o lado negro (Risos). Sempre fico feliz quando alguém me fala que nunca tinha lido um suspense ou terror e adorou a leitura por ter lido algo de minha autoria. - Como um escritor cria a sua identidade, em meio a tantas outras obras disponíveis no mercado? Soraya Abuchaim - É um conjunto de itens: a identidade começa quando o autor escolhe escrever o gênero que ama, não apenas escrever o que dá dinheiro. A linguagem utilizada é importante, assim como o estilo da narrativa, porque acaba se tornando como uma assinatura. Apostar nas redes sociais e na sua imagem perante os leitores também é importante. Eu fui dar uma entrevista esses tempos atrás e quase coloquei uma blusa cor de rosa. Depois pensei: “Caramba, escritora de terror pelo menos deve aparecer de preto”. Temos de nos atentar a isso também. É, portanto, a criação de uma identidade literária aliada à visual. Serviço: Soraya Abuchaim - www.sorayaabuchaimescritora.com.br Instagram: @sorayaabuchaimescritora Fan Page: facebook.com/sorayaabuchaimescritora Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

41 - Cenário Minas


Cenário Noite de Rock: Ira comemora 35 anos de carreira com show na Arena Del Rey *Cobertura: Jornalista (JP) Felipe de Jesus

Uma noite marcada por hits que fizeram e ainda fazem a cabeça de muitos jovens que gostam de Pop Rock. Assim foi o show do grupo IRA no último sábado dia 10 de junho comemorando os seus 35 anos de carreira na Arena Del Rey, no estacionamento do Shopping Del Rey. Núcleo Base; Quinze Anos, Dias de Luta; Flores em Você e outras canções como Flerte Fatal que faz parte do aclamado Acústico MTV animaram o público. A banda Singles, única banda cover autorizada a tocar os sucessos do Pearl Jam também animou o público presente.

ROCK EM BH: Flores em Você, Quinze Anos e O Girassol foram algumas das canções tocadas; Banda Singles, cover oficial do Pearl Jam animou os fãs Com um boa noite bem alegre os integrantes do IRA subiram ao palco da Arena Del Rey tocando a música Longe de Tudo, hit do disco Mudança de Comportamento (1985). Logo em seguida eles tocaram a música Flerte Fatal, canção marcante e que faz parte do Acústico MTV (2004). "Valeu pessoal pela presença. A ideia desse show é a de fazer um passeio pelos nossos 35 anos de carreira e por todos os nossos discos gravados até hoje. Esperamos que todos vocês gostam do que preparamos", disse Nasi.

Pedido de aniversário

Para fechar o show em grande estilo, o IRA se despediu do palco cantando Núcleo Base do disco Mudança de Comportamento (1985) e Quinze Anos do disco Vivendo e Não Aprendendo (1986). Nazi ainda fez um pedido surpresa para a produção para que todos o fãs chegassem mais perto do palco. "Essa é uma comemoração do nosso aniversário não é mesmo? Por isso, vou fazer um pedido: quero todo mundo aqui na frente produção, todo mundo que está lá Em seguida eles embalaram o público com Tarde Vazia, atrás. Venham todos aqui para frente pessoal, vamos fechar canção que faz parte do disco Clandestino (1990). "Vamos a noite em grande estilo", concluiu. juntos Belo Horizonte cantar mais essa canção" emendou Cover Nazi com muita alegria e disposição no palco da Arena Del Além de tocar seus hits, o IRA ainda colocou todo mundo para Rey. Outras canções da discografia do IRA também dançar com uma versão de I Feel Good, do cantor James fizeram parte do animado show como a música Eu Quero Brow no estilo mais roqueiro que foi aprovado pelos fãs que Sempre Mais (duo com a cantora Pitty) que foi aplaudiram bastante. Em seguida puxaram o coro do público acompanhada pelo público em coro. "Quero ver todo com o clássico Envelheço na Cidade do segundo disco e mundo cantando com a gente. Quem nao conhece essa grupo: Vivendo e Não Aprendendo (1986). "Belo Horizonte música levanta a mão!", empolgou Nasi e Edgard como é poder cantar com vocês e comemorar aqui os nossos Scandurra. 35 anos de carreira, uma história e tanto na música brasileira dedicada para vocês", salientou Edgard Scandurra .

Homenagem Durante o show a Singles fez uma homenagem ao grupo Pink Floyd com a canção Confortably Numb. "Tem muito fã do Pearl Jam aqui? E quem foi no show do Mineirão? Porque quem foi vai gostar da música que vamos tocar aqui agora porque eles tocaram ela lá", disseram os integrantes cantando a canção que faz parte do álbum duplo The Wall (1979). "Para quem quiser conhecer mais sobre a banda, temos um trabalho na Internet também. Vamos combater a questão de existir apenas um estilo musical no Brasil. O Rock está aí para provar que está mais vivo do que nunca", concluiu o cantor que fechou o show com Even Flow uma das canções mais marcantes da carreira do Pearl Jam e que faz parte do disco Ten (1991). Uma noite inesquecível para os fãs.

Pearl Jam para os fãs Animando ainda mais o público na Arena Del Rey, a banda Singles esquentou a noite logo em seguida com a canção Alive do álbum Ten (1991). "E uma honra poder tocar aqui em Belo Horizonte. Ver que tanta gente curte o Pearl Jam é muito gratificante e poder reviver essas canções com todos vocês com toda essa energia melhor ainda. Trazer o Rock And Roll de volta e com tantas pessoas acompanhando é demais", disse o vocalista Daniel Lima da banda Singles. Acompanhado pelo público a Singles tocou também canções conhecidas como In Hiding do álbum Yeld (1998), Daughter do disco VS (1993) e I Am Mine do álbum Riot Act (2006). "Essas músicas fazem parte de uma história muito forte do Pearl Jam e marcam a carreira da banda. Os fãs mais aficcionados sabem da força das canções dos anos 1990 e dos anos 2000", disse o cantor que a cada hit da banda levava os fãs ao delírio na Arena Del Rey. "Quem aqui conhecer essa música, pode cantar com a gente", completou o cantor tocando Last Kiss single de 2004 acompanhado pelo coro do público. 42 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Belo Horizonte recebe musical em tributo aos The Carpenters

The Carpenters “O Musical” Tribute reproduz canções da dupla musical que marcou a década de 70 e esteve nas paradas de sucessos do soft rock Por: Felipe José de Jesus - Jornalista *Com dados da assessoria

O estilo melódico dos irmãos que conquistaram o mundo na década de 70, Karen e Richard Carpenter, voltou a encantar o público e tem ganhado os palcos do Brasil. É que Vania Evans, Leandro Roverso e uma grande banda composta por seis músicos, estão rodando o país com um espetáculo fascinante em tributo aos The Carpenters. O musical chega à capital mineira para única apresentação no dia 28 de julho, sexta-feira, às 21h, no Cine Theatro Brasil Vallourec (Av. Amazonas, 315 – Centro, Belo Horizonte). A música suave que os alçou os Carpenters entre os artistas que mais venderam discos em todos os tempos, numa carreira de aproximadamente 14 anos de sucessos, inspirou o grupo a desenvolver uma homenagem aos irmãos que os fizessem eternos. O resultado é uma apresentação linda e memorável, que permite ao público revisitar o interlúdio musical notável de uma era representativa do soft rock. Sob a liderança de Vania Evans, que reproduz a voz única de Karen Carpenter, Leandro Roverso, interpretando Richard Carpenters ao piano, e grande banda, o The Carpenters “O Musical” Tribute, é um espetáculo fascinante com musicalidade considerada a altura do que fez os próprios The Carpenters. O repertório é rico das grandes canções que os levaram às paradas de sucessos como Top of the World, I Need To Be In Love, Superstar, Only Yesterday, Jambalaya e claro, Close to You. Os ingressos para o espetáculo estão à venda no site www.compreingressos.com e na bilheteria o teatro ao valor de R$ 35 (meia) e R$ 70 (inteira).

Informações: The Carpenters “O Musical” Tribute Data: Sexta-feira, 28 de julho - Horário: 21h Local: Cine Theatro Brasil Vallourec (Av. Amazonas, 315 – Centro, Belo Horizonte). Vendas: Bilheteria do teatro e site www.compreingressos.com Telefone de informações ao público: (31) 3201-5211 - Classificação indicativa: 18 anos - Realização: Sílvio Ferreira Produção e The Tribute

BAIXE O APLICATIVO NA APP STORE E GOOGLE PLAY.

Política, esportes, famosos, polícia e muita música boa. São as notícias do Super comentadas e atualizadas a todo instante. No seu rádio, no carro ou no celular. Sintoniza lá.

RÁDIO SUPER NOTÍCIA 91,7 FM. O SEU JORNAL PRA OUVIR. 44 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Jamiroquai em ótima fase: ‘Automaton’ está nas paradas da Billboard *Crítica Musical - *Felipe de Jesus *Jornalista (JP)

Q

uando escutei pela primeira vez o Jamiroquai eles já tinham três anos de carreira e acabado de lançar ‘Travelling Whithout Moving (1996)’, um dos álbuns mais modernos e emblemáticos da década de 1990. Além da capa que é bem estilizada, o disco traz canções marcantes como Virtual Insanity; Alright; Hight Times e a bombástica Cosmic Girl, faixa que fez o disco se tornar um dos mais populares dentre os 35 milhões de CDs vendidos na carreira da banda. Os quatro discos após Travelling Whithout Moving: Syncronized (1999); A Funk Odissey (2001); Dynamite (2005) e Rock Dust Light Star (2010) não alcançaram o mesmo sucesso e com isso a banda perdeu um pouco do glamour adquirido nos anos de 1990. Mesmo assim, eles persistiram e em 2017 surpreenderam os fãs com o seu mais novo disco: Automaton. O novo álbum sela o jejum de sete anos da banda sem lançar um trabalho de estúdio e para a surpresa dos fãs, o disco traz a sonoridade do início da carreira da banda.

Banda britânica que já vendeu 35 milhões de discos volta às origens

Além da faixa título do disco, Cloud 9; Superfresh e Shake In On abrem o álbum que ainda traz as dançantes Hot Property; Summer Girl e Somenthing About You que em minha opinião é uma das melhores do disco. Prova disso é que até muitos fãs que já não se lembravam muito da banda, quando escutam algumas músicas do álbum perguntam: “É do Jamiroquai, não é?”. Sendo assim, fica claro que o disco é uma volta às origens do conceituado som do Jamiroquai. Em declaração ao portal da Universal Music, o vocalista Jay Kay (JK), disse que a inspiração para o novo disco da banda veio por causa de toda a tecnologia que temos hoje. “Fala sobre como nós, seres humanos, estamos começando a esquecer as coisas mais agradáveis, simples e eloquentes da vida e do nosso ambiente, incluindo a nossa relação com os nossos semelhantes”. Uma referência do cantor em relação a modernidade que tem feito as pesosas se conectarem, mas ao mesmo tempo se afastarem fisicamente. Produção e faixas na mídia )) O disco foi gravado pela Virgin EMI Records e produzido em Chinllington Studios e em Londres. Todas as letras são assinadas pelo vocalista JK em parceria com Johnson. A primeira faixa de divulgação do álbum que leva o nome do disco já teve mais de 6 milhões de visualizações no YouTube. Logo em seguida a banda lançou Cloud 9, balada dançante que também ja teve também quase 6 milhões de visualizações no canal.

Ainda sim, a grande faixa do álbum para muitos fãs e críticos de música é exatamente a canção que eu mais gostei, Something About You que ainda não foi tocada nas rádios e divulgada no YouTube. Automaton marca a volta do Jamiroquai aos palcos e mesmo com tantos estilos musicais fervilhando no mundo e no Brasil como o Funk e o Sertanejo, a banda mostra toda sua força na música mundial. Se você ainda não escutou Automaton, tire um tempo para ouvir e perceba que o Jamiroquai voltou em boa, aliás, ótima forma. Pode até não merecer uma nota 10 para alguns fãs, já que nem todas as faixas do disco seguem a linha “Jamiroquai de ser”, mas avalio em 9,5.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

45 - Cenário Minas


Informações: (31) 98561-5255 (31) 99126-5236


Cenário

Seguro viagem: quando e por que contratar? *Da redação Indicação de matéria: Felipe de Jesus (Jornalista)

Imprevistos podem acontecer em qualquer momento. Já pensou estar viajando e precisar de um atendimento médico? Além de não saber para onde ir, o custo de um atendimento particular de emergência pode trazer transtornos. Isso sem falar que, em alguns países, é obrigatória a apresentação de um seguro viagem para o ingresso no país, como na Inglaterra, por exemplo. As coberturas podem incluir assistência médica, odontológica, gastos com farmácia e com atrasos ou cancelamento de voos, seguro de vida e invalidez, extravio ou danos de bagagem, remoções em casos de emergência, entre outros.

Confira as dicas da corretora MDS Brasil para contratar um seguro viagem e assim evitar problemas nas férias: Caso o seu seguro saúde ou plano de saúde não ofereça cobertura nacional, o seguro viagem é recomendável inclusive em viagens pelo Brasil. Alguns seguros preveem inclusive garantias contra extravio de bagagens. Confira as coberturas e prêmios de cada apólice. Se você adquiriu a passagem aérea com seu cartão de crédito é provável que você tenha direito a assistência médica e proteção contra extravio de bagagens. Confira se as coberturas atendem as exigências do destino ou seus próprios interesses. Na dúvida, contrate um seguro que complemente as coberturas oferecidas pelo seguro do cartão de crédito para evitar transtornos. Nas viagens ao exterior, a dica é consultar um corretor para verificar se o destino exige a contratação e os requisitos. Por exemplo, para viagens para a Europa, existem coberturas mínimas que devem ser contratadas para não haver qualquer problema na Imigração. Nos EUA e Canada é obrigatório para estudantes e pessoas com visto diferente do de turismo. E, nestes casos, é sempre obrigatório independente da duração da viagem. Já em outros casos, em países com conflitos de guerra ou com históricos de ataques terroristas, algumas operadoras podem fazer ou não. O seguro deve ser contratado por pessoas de qualquer idade e o preço varia de acordo com a idade. O seguro pode ser contratado até em algumas horas antes da viagem, porém sempre antes do embarque. Caso sua viagem preveja a prática de esportes radicais, contrate uma cobertura específica, sob o risco de não ter o atendimento adequado. O seguro cobre as mesmas situações do seguro normal, incluindo as de risco, que em um seguro padrão são excluídas. Em viagens corporativas, em geral, as empresas contratam seguros padrão e só mudam o nome dos beneficiários antes da viagem.

Globo divulga a primeira imagem do REMAKE de ‘Os Trapalhões’ *Com dados da assessoria

A Rede Globo está realizando um remake de ‘Os Trapalhões‘, que já tem elenco definido e começou a ser filmado no Rio de Janeiro. Lucas Veloso, Bruno Gissoni, Mumuzinho e Gui Santana vão interpretar Didi, Dedé, Mussum e Zacarias. E Nego do Borel vai ser Tião Macalé, do bordão “Ih, nojento!”. Renato Aragão e Dedé Santana, que fizeram parte da formação original dos Trapalhões, também vão participar dos novos episódios – mas como outros personagens. O canal ainda não definiu data de estreia da série, mas a expectativa é que o lançamento fique para o segundo semestre.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

47 - Cenário Minas


Cenário Parque temático da Turma da Mônica é a atração das férias de julho no Boulevard Shopping Da redação

Um parque repleto de brinquedos e atividades com os personagens da Turma da Mônica. Esta é a atração que o Boulevard Shopping BH preparou para as férias de julho da garotada. De 1º a 31 de julho, as crianças vão se divertir no SuperAr Turma da Mônica. O espaço temático ficará montado na Praça de Eventos, Piso 1, e funcionará de segunda a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos das 14h às 20h. O espaço temático com os personagens de Maurício de Souza traz uma piscina de bolinhas repleta de atrações infláveis para crianças de até 12 anos. Entre os brinquedos que vão ajudar os pequenos a “SuperAr” os obstáculos e se divertir muito está a Escalada no Espaço – Astronauta; o Futebolão do Cebolinha; o Trenzinho do Chico Bento e o Labirinto do Jotalhão. Para o gerente de Marketing do Boulevard Shopping, Paulo Ceratti, "a atração com os personagens da Turma da Mônica é uma novidade que vai agradar a garotada e trazer momentos de pura diversão, lazer e brincadeiras para as crianças dentro do shopping”. A entrada para o parque de diversões custará R$15 por pessoa e dará direito a 15 minutos nos brinquedos. Casa minuto excedente custará R$1.

Informações: SuperAr Turma da Mônica no Boulevard Shopping BH Período: 1º a 31 de julho de 2017 Horário: Segunda a sábado, das 10h às 22h│ Domingo, das 11h às 22h Local: Praça de eventos, Piso 1 do Boulevard (Av. dos Andradas, 3.000, Santa Efigênia) Idade: crianças até 12 anos Preços: R$ 15 – 15 minutos │ R$1 – cada minuto excedente Informações: (31) 2538-7438/ 7439 – www.boulevardshopping.com.br

48 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Revista Cenário Minas - Julho 2017  

Revista Cenário Minas - Julho de 2017 - a publicação se notabiliza pela absoluta isenção editorial e é uma revista regional de variedades qu...

Revista Cenário Minas - Julho 2017  

Revista Cenário Minas - Julho de 2017 - a publicação se notabiliza pela absoluta isenção editorial e é uma revista regional de variedades qu...

Advertisement