Page 1

CENÁRIO MINAS ris o m

Ano 4 - Edição #28 - Revista Digital Abril 2018

Cultura

n ete

to

en

im

Tu

R ev

ista

Cenário MINAS

tr

En

Fernanda Motta “O importante é seguir em frente, permanecer com foco, acreditar no seu potencial e aproveitar as oportunidades”.

Foto: Fábio Cordeiro


EXPEDIENTE Redação e Administração: Av. Prof. Cândido Holanda, 70/405 - São Bento Belo Horizonte - MG - Cep: 30350-340 Tel.: (31) 3344-5751 / 99126-5236 Email.: cenarionegocios@gmail.com Jornalistas Responsáveis: Geraldo Félix Júnior - Fenaj 09430 - MG

Cultura Cultura

MINAS

nto

T ur

ime

o

ism

en ret

Ent

www.cenariominas.com.br

Felipe José de Jesus - Fenaj 15.263-JP-MG (revisor e editor) Sérgio J. Steiner - Mte: 30773-RJ (revisor e editor) Site e Programação: Agência Site Lider

Filiado nas Associações:

Os artigos são de responsabilidade dos autores e não refletem a opinião da Revista Cenário Minas. A Cenário Minas também não se responsabiliza pelo uso de suas informações no site e na Revista.


Cenário Felipe J. Jesus

Geraldo Félix Jr

Jornalista

Jornalista

Priscilla Silvestre Jornalista

3

Sérgio Steiner

Leonardo Horta Jornalista

Cenário Minas Contato: cenarionegocios@gmail.com

Elberty Valadares


Cenรกrio

Por Leonardo Horta - Jornalista

4 - Cenรกrio Minas

Revista Cenรกrio Minas - www.cenariominas.com.br


Cenรกrio

120 anos

Por Leonardo Horta - Jornalista

Revista Cenรกrio Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Refrigerante Mineirinho resiste no mercado enfrentando ‘gigantes’ do setor Por Gabriel Menezes

— Manter-se no mercado não é fácil. Estamos competindo com alguns dos maiores conglomerados industriais do planeta. A concorrência sempre foi muito dura. Prova disso é que o Brasil chegou a ter cerca de 800 fábricas de refrigerante e, hoje, não há mais do que 200. As gigantes não aceitam perder um por cento sequer de seus consumidores. Para nós, atrair esse percentual já seria uma grande conquista — afirma Marco Taboadela, que dirige a empresa ao lado de Roberto Ferah.

'Escondido’ nas prateleiras Os dois garantem que a bebida pode ser encontrada com facilidade em qualquer cidade do estado. A realidade não é bem assim, mas talvez isso nem seja um problema. Pelo contrário, a relativa dificuldade para achar o Mineirinho acabou criando uma mística em torno do refrigerante. Alguns bares, lanchonetes e supermercados conquistam clientes fieis simplesmente pelo fato de terem Mineirinho nas prateleiras. A fabricação é feita num parque industrial em São Gonçalo que tem 24 mil metros quadrados e cerca de 300 funcionários. Por questões de estratégia comercial, números da produção não são revelados. Os diretores também desconversam quando perguntados se já receberam ofertas de outras empresas pela marca. — Existe essa lenda de que a Coca-Cola tenta comprar o Mineirinho. A gente não confirma nem desmente, só achamos muito bom que o nome esteja sendo lembrado pelas pessoas. Isso é sinal de que estamos fazendo sucesso — diz Taboadela. Outro fato que deixa os empresários orgulhosos é o da bebida não ter um concorrente direto. Enquanto existem refrigerantes com sabores cola, laranja, guaraná, uva e limão de diversas marcas, o Mineirinho é o único feito de chapéu-de-couro. O cultivo da planta, próprio, é feito na cidade de Tanguá. — Nossa matéria-prima é uma erva tipicamente brasileira, com diversas propriedades medicinais.

06 - Cenário Minas

Sempre deixamos claro que vendemos um refrigerante, não um remédio — diz Ferah, destacando também que a bebida é livre de sódio. O Mineirinho foi também um dos primeiros refrigerantes vendidos em embalagem PET, a partir de 1989. A Coca-Cola, por exemplo, só adotou esse modelo em 1991. Os diretores da marca dizem que inovação é um fator primordial para a empresa continuar existindo. — Não queremos ser lembrados como algo nostálgico, uma marca presa ao passado. O Mineirinho está mais vivo do que nunca. Nosso grande sonho é levar a bebida para fora do estado e ganhar o país — diz Taboadela.

Relação íntima com a região A história do Mineirinho começou, de fato, em Minas Gerais. A empresa foi fundada em 1940 na cidade de Ubá, mas, em 1946, foi transferida para o Ponto Cem Réis, em Niterói. — Ficamos na cidade até 1979. A demanda começou a crescer, e o espaço ficou pequeno. Tínhamos também o problema recorrente de falta d’água. A solução foi construir um parque industrial no bairro B a r r o Ve r m e l h o , e m S ã o G o n ç a l o , o n d e permanecemos até hoje. A fórmula da bebida é a mesma desde 1946 — garante Ferah.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário

Mudança: Faz parte da vida Comodismo é para os fracos, não se esqueça disso! Felipe José de Jesus (Sociólogo/Jornalista)

Acordar, tomar café da manhã, ir para o trabalho e logo depois para a faculdade. Assim é a vida de muitas pessoas e mesmo que esse cotidiano canse, as pessoas acabam se acostumando sem reclamar. Mas se for preciso mudar radicalmente esse ciclo, esse cotidiano? Será que as pessoas que fazem as mesmas coisas todos os dias conseguirão? Alguns sim, outros não. Mas porque a “mudança” traz tanto medo nas pessoas dentro da nossa sociedade? Porque as pessoas temem mudar o seu caminho, o seu rumo de vida? Para alguns o receio está em não dar certo, para outros, a mudança representa perigo, insegurança e as vezes demonstra a fraqueza escondida dentro de cada um.

Foto: Divulgação

Foi a melhor coisa que aconteceu em minha vida, pois, hoje atuo como jornalista, sociólogo, professor universitário e um pouco na área jurídica. Tudo por que fui estudar, me graduar além daquela vida “sem graça” e sem motivação que eu levava!

No entanto, é preciso estar preparado, pois a vida nos traz surpresas e para conviver em nossa sociedade, é preciso estar pronto para as adversidades. Se for na vida pessoal, encare! Se for entre as amizades, encare! Se for uma mudança de residência e trabalho, encare! Uma hora você se acostumará e tudo isso poderá se tornar cotidiano em sua vida.

Faz parte Mudanças fazem parte da vida e se você não estiver preparado, o seu mundo pode cair! Assim, seja sempre você mesmo e procure experimentar o novo. Esteja pronto para aprender coisas novas e principalmente conhecer pessoas novas.

Eu, por exemplo, já passei por isso. Há alguns não atrás estava totalmente acomodado em um trabalho que seguia a mesma rotina sempre. Nesse local eu “achava que aprendia cada vez mais”, no entanto, a minha acomodação acabava me cerceando de aprender coisas novas como jornalista e editor.

Com tudo isso você poderá “ter uma nova visão de mundo” e com ela abrir as possibilidades de trabalho e também de aprendizado. Dessa vida levaremos conhecimento e passaremos aprendizados para os outros, por isso, esteja pronto para mudar sua vida sempre que precisar.

Parecia que eu estava tão acomodado, que não percebia que era preciso mudar. Mas, uma mudança radical em minha vida mostrou que eu era capaz e fui adiante.

Mudança: Faz parte da vida. Comodismo é para os fracos, não se esqueça disso! Pense nisso e esteja com pessoas que te impulsionem para isso. Não tenha medo, vá em frente sempre!

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

07 - Cenário Minas


Cenário O que falta na capacitação de profissionais de segurança? Especialista aponta os maiores erros que profissionais da área cometem Priscila Silvestre - Jornalista

A concorrência em qualquer campo de trabalho existe e faz com que as pessoas busquem reciclagem e mais conhecimentos sobre os assuntos. Pensando nisso, Amizaque Dantas, diretor da Dancursos & Treinamentos, deixou a vida de Bacharel em direito de lado e há 20 anos está imerso em ministrar cursos de capacitação aos supervisores e profissionais de segurança. Além dos workshops em São Paulo e Rio de Janeiro, onde ele treinou grande parte dos profissionais para a Copa do Mundo, Olimpíadas e Paralimpíadas na Cidade Maravilhosa, a região de Pernambuco é sua próxima parada, escolhida por ter uma demanda grande e pouca oferta de habilitação de qualidade. Foto: Divulgação

“Vimos que a falta de capacitação igualitária para uma possível concorrência no mercado de segurança patrimonial e a falta de cursos de primeiro mundo são recorrentes, então, vamos levar até o nordeste essa oportunidade”, conta Dantas. Pesquisas e entrevistas que originaram os cursos da empresa apontaram graves falhas na atuação de profissionais nas áreas de recepção, portaria, vigilância e manobristas. “E a proposta do curso também entra exatamente nesse contexto”, realça.

Quais as falhas que podem ser sanadas na questão de segurança? Os módulos abordam planejamento e atribuições para supervisão com foco em segurança e apresenta estratégias para liderança, relacionamento e manutenção de equipe proativa. O objetivo é o aumento do desempenho dos subordinados nos postos de serviços, motivando os colegas de trabalho sobre valores, sentimentos de profissionalismo e proatividade. “Assim, há a minimização de riscos e incidentes, além de mostrar ao supervisor de segurança a importância do trabalho proativo, além da aproximação com seus subordinados, visando “de empresas de vigilância, chefes de operações de o fiel cumprimento das normas estabelecidas e segurança, coordenadores de segurança, pessoal de a redução de sinistros”, ressalta. segurança privada em geral e guarda civil municipal com perfil de supervisor”. Quem pensa que essa lapidação é voltada apenas para quem trabalha como segurança, E continua: “Alunos do curso de graduação em engana-se. Muitos profissionais estão segurança privada, além de militares e ex-militares das envolvidos nesse cenário, mas nem todos se Forças Armadas interessados na obtenção de dão conta disso. conhecimentos para exercerem as atividades de supervisor de segurança privada”. “O público-alvo são homens e mulheres que atuam como supervisores de segurança de Foto: Divulgação

8 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Os erros mais comuns dos profissionais da área

Foto: Divulgação

Dantas adverte que há quesitos primordiais para um bom profissional da área de segurança, mas nem todos colocam essas habilidades em prática. “Ser flexível, comunicar-se com os demais, estabelecer metas, buscar capacitação, liderar pelo exemplo, persistir e se dedicar, trabalhar e celebrar os êxitos em equipe, ter atitudes positivas e dar apoio aos colegas são algumas das atitudes que fazem com que a pessoa se destaque e tenha mais sucesso na sua carreira”, ilustra.

Dividido em 5 módulos, o curso tem como proposta todas essas características, assim como as práticas assertivas do dia a dia na profissão. “Vale lembrar que nos dias atuais para qualquer profissional se manter e progredir no trabalho é preciso se aperfeiçoar”, finaliza Dantas.

Serviço: Curso de Supervisor Operacional de Segurança e Similares Data: 13, 14 e 15/07 – das 7h30 às 18h30 (com coffee break e intervalos) Local: Rua Buenos Aires, 80 – Espinheiros/ Recife Mais informações: dancursostreinamentos@gmail.com Tel.: (012) 99776-9388 ou www.grupodanservice.com/dancursos

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

9 - Cenário Minas


Cenário Catarinense cria rede milionária ao apostar em duas paixões nacionais: brigadeiro e café

Foto: Divulgação

Bárbara Pavesi Alvaides criou a rede Petite Amie, que faturou R$ 4,5 milhões só no ano passado Priscila Silvestre - Jornalista

Coragem,

espírito visionário e determinação são qualidades comuns em empresários de sucesso.

A marca é especializada em cafeterias gourmet e famosa por seus brigadeiros e doces.

Bárbara Pavesi Alvaides, de 27 anos, buscou um diferencial no mercado e apostou na tendência gourmet para criar a marca Petite Amie, em agosto de 2015.

Outras característica são as mono porções de bolos, tortas e as chamadas taças sujas, lambuzadas de chocolates e outras especiarias, que chamam a atenção pelo visual.

A rede de franquias de café gourmet e brigaderia se tornou referência no Sul, onde possui três lojas e uma fábrica.

Elas chegam a tirar suspiros dos clientes e são as causadoras de muitas fotos na internet.

Logo expandiu para Brasília e ganhou a atenção de empreendedores de todo o Brasil. No ano passado o faturamento foi de R$ 4,5 milhões. O segredo de tanto sucesso deve ser atribuído à qualidade, padronização e exclusividade da linha de produtos. Segundo a empresária, até o cafezinho, que é a paixão de muitos brasileiros, leva um toque exclusivo na rede.

www.carroemdia.com.br

o primeiro mês

é grátis 10 - Cenário Minas

UM CLUBE PARA APAIXONADOS POR CARROS!

“Quando desenvolvi a marca, pensei em uma rede que não fosse apenas um estabelecimento, mas um evento, um entretenimento, digno de muitos compartilhamentos nas redes sociais. Tudo foi idealizado para agradar no paladar e também ao visual”, se orgulha Bárbara.

CADASTRE-SE

E aproveite os descontos... Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Uma rede que começou de um sonho e sem sócios Ela começou seu negócio na cidade de Brusque, em Santa Catarina, sem sócios e com apenas R$ 80 mil de investimento. O sucesso por parte do público local e das cidades vizinhas foi imediata, o que fez com que a rede ampliasse a oferta de produtos e serviços. Hoje, a marca possui um faturamento mensal de aproximadamente a R$ 400 mil. Até maio de 2018, a rede Foto: Divulgação prevê novas unidades em Londrina e Joinville. Além de fazer parte de um setor que registrou alta de 9,3% no último ano e chegou a um faturamento de R$ 614,3 bilhões, a Petite Amie oferece soluções que possibilitam ao franqueado lucrar mais. Na alimentação, o lucro líquido, geralmente, é muito maior, girando entre 20% e 30%. “Se uma loja fatura R$ 80 mil, com todas as despesas fixas bem alinhadas, é possível conquistar um lucro de até R$ 24 mil por mês”.

Fabricação própria e inovação são grandes sedutores Bárbara ressalta que um dos fatores que fazem as franquias lucrarem mais é a fabricação própria dos produtos oferecidos na rede. “Muitos deles são feitos pela Petite Amie, o que reduz o gasto flutuante, além de manter um padrão de qualidade”, aponta. De acordo com a idealizadora, esse é um ponto muito apreciado pelos clientes em todo o Brasil. Foto: Divulgação

Atualmente, o faturamento médio de uma franquia, em uma cidade com até 100 mil habitantes, é de R$ 80 mil. “Esse valor pode ser maior em cidades com uma população maior”, pontua.

Informações sobre como ser um franqueado Taxa de Franquia: R$ 30 mil para cidades abaixo de 100 mil habitantes e R$ 50 mil para cidades acima de 100 mil habitantes; Custo de Implantação: entre R$ 90 mil a R$ 200 mil (dependendo da área do local e necessidade de reforma). Valor estimado, sujeito a variações. Taxa de royalties: 5% fixo do faturamento bruto Fundo de promoção: 1% fixo do faturamento bruto; Retorno em torno de 18 a 26 meses, dependendo de cada região; Faturamento médio anual de R$ 960 mil (R$ 80 mil por mês).

Serviço: Petite Amie - www.petiteamiefranquias.com.br Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

11 - Cenário Minas


Cenário Quais são os mitos e as verdades sobre a Homeopatia? Confira os benefícios dessa terapia alternativa e como aliá-la aos tratamentos convencionais Priscila Silvestre - Jornalista

Muito

se fala na busca por hábitos saudáveis, alimentos naturais, atividades físicas e qualidade de vida. Porém, quando o assunto é o tratamento de doenças, as pessoas recorrem ao método convencional. Mesmo com uma procura crescente por terapias alternativas ou terapias integrativas, inclusive com acesso gratuito por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), as dúvidas a respeito desse tema ainda são constantes. De acordo com Eliete M. M. Fagundes, coordenadora do curso tradicional de Formação em Ciência da Homeopatia do Instituto Tecnológico Hahnemann, a homeopatia trata diversas questões, contudo as pessoas ainda desconhecem que ela é preventiva. “Ao se tratar, embora a pessoa já possua alguma doença materializada, estará prevenindo o surgimento de outras futuramente”, reforça.

Foto: Divulgação

Diante de tantos questionamentos, a homeopata esclarece o que é mito ou verdade sobre a homeopatia: Os medicamentos alopáticos podem ser suspensos e substituídos pelos medicamentos homeopáticos a fim de substituir tratamentos de doenças mais sérias como infecções ou até mesmo câncer.

da área, se a pessoa possui formação adequada e registro em órgão competente, pode ser homeopata. Atualmente, o Instituto Tecnológico Hanhnemann é a instituição mais antiga a ministrar cursos de homeopatia no Brasil para pessoas das mais variadas formações.

MITO. O doente pode optar pelo tratamento homeopático de forma concomitante, nenhum homeopata interfere no tratamento alopático do doente, apenas seu especialista pode fazer isso. Apenas médico pode ser homeopata.

A homeopatia pode ser usada como complementação da alopatia.

MITO. A homeopatia chegou ao Brasil em 1840 e sempre foi indicada por pessoas das mais variadas formações.

VERDADE. Como trabalham com vibrações diferentes, elas podem ser usadas de forma concomitante em todos os casos.

No entanto, em 1980 passou a ser mais uma especialização da Medicina, o que não caracterizou uma exclusividade.

No entanto, nos casos em que o doente for diagnosticado que necessita de medicação continua por décadas, somente o especialista pode comprovar pelos exames específicos de que não há mais necessidade do remédio químico ou que a dosagem possa ser reduzida. Os medicamentos homeopáticos são menos agressivos para o organismo que os tradicionais.

O Ministério do Trabalho classifica homeopata sem ser médico, portanto, independentemente

12 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário VERDADE. Eles não provocam doenças secundárias pelo uso prologando, como fazem os alopáticos. Além disso, harmoniza a pessoa como um todo, no seu ambiente de trabalho, na família, e durante o tratamento a pessoa começa a tornar-se mais solidária, menos agressiva. O tratamento homeopático pode causar prurido cutâneo.

Foto: Divulgação

VERDADE. De acordo com Eliete M. M. Fagundes, alguns doentes têm maior sensibilidade que outros e, nesses casos, pode surgir uma reação chamada de exoneração, em que o organismo está fazendo um movimento de limpeza interna.

Sendo assim, a pessoa deve suspender o tratamento e entrar em contato com o seu homeopata. Serviço: Instituto Tecnológico Hahnemann – www.homeopatias.com

O curso de Mediação já engloba a conciliação e seu objetivo geral é oferecer um conteúdo que promova a capacitação dos diversos agentes interessados na prática da mediação e conciliação no contexto público em processos judiciais e privados extrajudiciais.

busca promover o Além disso, o curso habilidades desenvolvimento de como um processo autocompositivas, autonomia dos a ra pa co gi gó da pe ão de atitudes sujeitos e a promoç os que o curso mediadoras, afirmam e ões do CNJ, e nest dr pa os s do to e gu se ige formação de modelo Judicial ex lo menos 2 anos. ensino superior a pe

https://www.centrodemediadores.com/ Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

13 - Cenário Minas


Cenário

Empresa mineira assume a Wrangler no Brasil Da redação Cenário Minas

A Wrangler começa a ser produzida no Brasil. A Cia do Jeans, detentora da Vilejack Jeans e Enrico Rossi, adquiriu a licença para confeccionar o tradicional jeans western na sua planta industrial de Colatina (ES). A nova operação deve elevar o faturamento de 2018 na casa dos 20%. De acordo com o diretor do grupo com sede em Belo Horizonte (MG), Fernando Abras, uma projeção modesta tendo em vista o potencial de mercado da marca criada em 1947, focada em jeans western para o público classe A, comercializada até final de 2017 no Brasil pela própria VF Corporation, detentora também das icônicas Lee, Timberland, Vans ,entre outras etiquetas renomadas. Crédito da foto: VF Corporation

As negociações entre a VF Corporation e a Cia do Jeans encerraram-se em dezembro, e a primeira coleção sob novo comando chega às lojas em março. A produção inicial de 80 mil peças é a mesma da coleção western Outono-Inverno 2017/2018 americana e tem como objetivo atender o público fiel da marca. A retomada da moda urbana, compromisso assumido no Plano de Negócio para os próximos cinco anos, será com a coleção Primavera-Verão 2018/2019, com previsão de lançamento em maio.

De acordo com o Plano de Negócios, já no primeiro ano, a ideia é passar dos atuais 800 pontos de venda para 1.500. Com isso. A projeção para o final de 2022 é dobrar o faturamento da Cia do Jeans, que entra, com a Wrangler, em uma nova fatia do mercado.

Crédito da foto: VF Corporation

WRANGLER Wrangler é uma marca associada ao mundo do rodeio, um símbolo do estilo de vida country americano. As peças com a etiqueta da marca pertencente a VF Corporation são consideradas o verdadeiro jeans cowboy cut. Hoje, são mais de cem estilos de jeans associados Somente as camisas de tecido plano continuam sendo a Wrangler. importadas. Para isso, foi necessária a compra de máquinas específicas para o jeans de montaria que tem costuras mais CIA DO JEANS reforçadas. O grupo Cia do Jeans também detém as A contratação de mão de obra está em estudo. Fernando marcas Vilejack, voltada ao público Abras acredita que será necessário abrir novos postos de masculino e feminino – jovem, adulto e trabalho para atender a demanda do mercado. infantil – e a Enrico Rossi, com foco no homem urbano, jovem e elegante. Com o licenciamento da Wrangler, a Cia do Jeans passa a produzir uma média de 200 mil peças/mês, além de aumentar a importação para a faixa de 80 mil peças/mês. Dessa primeira coleção, linha western, calças, camisetas, t-shirts e polo são fabricação própria.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

15 - Cenário Minas


Cenário A arte de ser mulher: um mundo “mais caro” na contramão do “ganhando menos” Por Solange Ramos

O

brasileiro já é conhecido mundialmente por seus gastos. Não à toa o setor de viagens e hotelaria adora os turistas daqui. Mais do que “querer do bom e do melhor”, uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), 49,4% da população investe na aparência física, com roupas, calçados e acessórios encabeçando a lista das compras. Se os homens, muitos hoje metrossexuais, já desembolsam boa fatia do seu orçamento, quem dirá as mulheres! Primeiramente, pelo próprio impulso de comprar, característico entre 9 de 10 mulheres. Depois, pela taxa rosa (pink tax), que faz com que o mesmo produto similar aos homens, porém destinado ao público feminino, seja mais caro. De acordo com um levantamento do aplicativo AVEC, as paulistas lideram o ranking das que mais gastam em salões de beleza, com uma média de R$ 100 ao mês, chegando a R$ 1500, dependendo dos procedimentos e da frequência.

Foto: Divulgação

É visível que ser mulher custa caro. Mas como todo seu jeitinho, elas conseguem viver com a aparência intacta, bemhumoradas e dando conta do planejamento financeiro

Muitas gastam 50% do seu salário em produtos de beleza e higiene pessoal, aumentando essa porcentagem quando entram nesse contexto os perfumes. “Não existe uma única mulher que consiga dar uma volta no shopping e não compre nada. E isso reflete no que podemos constatar nas sacolas. Acessórios e produtos para cuidados com a pele e cabelos são aqueles mimos que nós buscamos nos dar quando a roupa ou o calçado não são prioridades”, ressalta Jennifer Lobo, matchmaker e CEO da plataforma Meu Patrocínio.

Foto: Divulgação

16 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário “As mais jovens, estudantes ou em início de carreira têm buscado na figura do provedor uma forma de driblar as consequências das diferenças salariais que ocorrem no mercado de trabalho, garantindo a manutenção do seu estilo de vida”, Como fica a relação gastar mais e ganhar menos? Por mais empoderadas e gabaritadas profissionalmente, ainda assim a disparidade entre os salários entre homens e mulheres é gritante. Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia Estatística) em cargos de gerência, por exemplo, os homens ganham em média R$ 5.222, enquanto as mulheres recebem R$ 3.575. Foto: Divulgação

O mesmo estudo aponta que a diferença por hora trabalhada chega a R$ 13 entre os gêneros no mesmo cargo. Assim como citado no livro “Por que os homens fazem sexo e as mulheres fazem amor?”, a história do homem provedor do sustento da família vem desde os primórdios. E ainda que muitas neguem ou torçam o nariz para a ideia, algumas mulheres buscam um parceiro que traga estabilidade econômica. Obviamente, estamos em outra Era e novos tempos, mas nem todas almejam revolucionar esses processos culturais ou deixar de unir o amor a um patamar econômico seguro.

Aliar amor e segurança econômica é uma boa saída Sendo assim, o conceito de relacionamento sugar pode ser interpretado como algo que sempre aconteceu, mas não tinha uma nomenclatura específica. Nessa forma de se relacionar, as questões financeiras e as expectativas de vida do casal são alinhadas de forma transparente desde o início. Jennifer Lobo conta que mulheres mais novas tendem a buscar parceiros que tragam esse tipo de segurança. “As mais jovens, estudantes ou em início de carreira têm buscado na figura do provedor uma forma de driblar as consequências das diferenças salariais que ocorrem no mercado de trabalho, garantindo a manutenção do seu estilo de vida”, comenta. Ela salienta que o dinheiro ainda é um tabu e está em jogo nas parcerias emocionais.

E finaliza: “De certa forma, contar com um parceiro para isso garante uma posição mais igualitária, mesmo que seja somente para bancar os estudos, permitindo à mulher, lá na frente, usar as suas próprias armas de conhecimento e experiência para lutar por seus direitos”. Saiba mais sobre esse assunto em um vídeo exclusivo: https://goo.gl/X4w5KH Serviço: Meu Patrocínio – www.meupatrocinio.com

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

17 - Cenário Minas


Você não reservou a vaga de seu pet para o próximo feriado ?

Faça seu orçamento (31) 99621-3007


Cenário Benefícios do tomate que você precisa conhecer Nutricionista aponta prevenção de doenças e até hidratação da pele Da redação Cenário Minas

Tomate cru, seco, recheado, molho de tomate ou mesmo suco. A verdade é que o vermelhinho está mais presente na culinária do dia a dia do que se imagina. Mesmo sendo tão popular, algumas características desse alimento nem sempre são conhecidas. Um exemplo disso é que nem todos sabem que o fruto faz parte do grupo de alimentos que proporcionam o gosto umami. “Ao degustarmos um tomate maduro, sentimos primeiramente dois dos cinco gostos básicos: o doce e/ou azedo (dependendo da variedade). Porém, logo em seguida, conseguimos sentir o umami através do aumento na salivação e a sensação agradável”, afirma Lisiane Miura, nutricionista do Comitê Umami – organização responsável pela divulgação do gosto umami no Brasil. Além de favorecer o paladar, o tomate também é responsável por garantir outros benefícios à saúde. Confira abaixo quais são eles:

Controle de peso Para perder peso, é necessário reduzir e controlar o consumo de gorduras e carboidratos. Porém, muitas pessoas têm dificuldade em seguir dietas mais restritivas, pois alimentos mais gordurosos geralmente parecem mais apetitosos. É aí que entra o tomate. Por ter apenas 15 kcal a cada 100 g, o alimento pode ser adicionado em diversas preparações para deixar o prato mais saboroso.

Hidratação da pele Por ser rico em licopeno, o tomate pode atuar como antioxidante. Desta forma, combate a ação prejudicial dos radicais livres, mantendo a elasticidade, a integridade e o equilíbrio da pele.

Além disso, o tomate é rico em água, o que colabora com a hidratação do organismo e, consequentemente, com a manutenção da pele saudável.

Efeito anti-inflamatório O tomate pode ser considerado um alimento benéfico no fortalecimento do sistema imunológico e no combate de processos inflamatórios. Isso porque ele é rico em vitamina C e licopeno, que também é conhecido por ser um agente protetor da próstata. #DicaDaNutri O modo de preparo pode modificar as propriedades do tomate. O cozimento, por exemplo, pode fazer com que o fruto perca os sais minerais e as vitaminas. “O ideal é consumir o tomate cru. Além de saboroso, também é uma forma de preservar todos os nutrientes”, explica Lisiane. Quanto ao ponto de maturação, a nutricionista orienta: “quanto mais maduro, melhor”.

UMAMI O aminoácido ácido glutâmico e os nucleotídeos inosinato e guanilato são as principais substâncias Umami. As duas principais características do Umami são o aumento da salivação e a continuidade do gosto por alguns minutos após a ingestão do alimento. Para saber mais, acesse: ww.portalumami.com.br

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

19 - Cenário Minas


Cenário RE/MAX MG destaca a alta representatividade feminina no mercado imobiliário mineiro No mês em que todas as atenções estão voltadas a elas, pela comemoração do Dia Internacional da Mulher, um dado que chama a atenção é a crescente participação feminina no segmento imobiliário. Segundo o Conselho Federal de Corretores de Imóveis (COFECI), os dados atuais do mercado mostram que as mulheres representam quase metade dos profissionais atuantes como corretores de imóveis no Brasil, sendo 48% do total. Pensando nisso, com o compromisso de ser uma das maiores do mundo, não só em transações imobiliárias, mas também em contribuição e presença em variados projetos e discussões de cunho social e humano que visam um mundo melhor, a franquia imobiliária internacional, RE/MAX, dá uma força ainda maior às comemorações ao mês delas.

Foto: Divulgação

No mês de homenagens às Desde a última quinta-feira, dia 08, e durante todo o mês mulheres, a RE/MAX MG evidencia o de março, a regional mineira homenageará as 50 trabalho brilhante de corretoras que mulheres que participam do time da Máster tem feito história na franquia Franqueadora RE/MAX MG, espalhadas pelas 14 unidades do estado. Em um mercado majoritariamente masculino, Minas Gerais se destaca pela forte representatividade feminina no setor imobiliário, registrada em 40% dos mais de 25 mil corretores atuantes, segundo o Sinduscon-MG. Dado este, que só confirma que as mulheres estão dominando todas as áreas. Não é de hoje que o empoderamento feminino é pautado e que as mulheres buscam por igualdade em diversas áreas de atuação, mostrando seu poder de quebrar barreiras ao se interessar por assuntos e conquistar espaços antes taxados como masculinos. O mercado imobiliário é um deles, e em Belo Horizonte duas mulheres não só se interessou pelo setor como ganhou um destaque especial para a RE/MAX MG, por fazer história no segmento. São as empreendedoras Elaine Takahashi, broker da RE/MAX Mix e Andréa Garcia, Broker responsável pela RE/MAX Vale, ambas franqueadas e gestoras de suas próprias unidades. Com uma sensibilidade mais aguçada, e maior facilidade de comunicação, algumas características fortes não só da Elaine e Andréia, mas das mulheres em geral, são muito bem vistas pelo mercado imobiliário, e chamam atenção do diretor regional responsável pela franquia, Pedro Pote. “As mulheres têm uma série de características que interessam aos negócios.

20 - Cenário Minas

Além disso, elas, sem dúvidas, são mais sensíveis e abertas para escutar e entender as necessidades do comprador. Sem contar o carisma da comunicação que presamos muito, já que somos uma marca reconhecida pela qualidade do atendimento”, destaca o diretor. Pedro Pote ressaltou ainda que o papel da mulher no mercado de trabalho cresceu muito nos últimos anos, e que a Franquia Imobiliária notou esse crescente e abre as portas para que elas continuem conquistando seu espaço. “Do ano passado para agora, por exemplo, apesar de ainda haver uma desigualdade no setor em geral, aqui na regional da franquia nós tivemos um aumento de 10,8% de profissionais mulheres. Os corretores de imóveis hoje, não só as mulheres, mas também os homens, superam tantos desafios para alcançarem o sucesso, que é imprescindível que nós, diretores, damos a eles o devido reconhecimento por parte da empresa. Por isso, o nosso objetivo esse mês é de destacar o trabalho brilhante de todas elas”, finaliza o diretor da RE/MAX MG, Pedro Pote.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Corporativa pรกgina 7

Pรกgina 7


Cenário Colégio Loyola comemora 75 anos em março Da redação Cenário Minas

No último dia 25, foi um grande marco para a comunidade escolar do Colégio Loyola! A escola fez 75 anos. As comemorações estão sendo marcadas pela gratidão. Diversas atividades ao longo do ano, envolvendo a comunidade escolar. Também pautadas no agradecimento a diversas personalidades e representantes sociais, além de uma agenda cultural especial. No dia 2 de abril, às 19h30, haverá a “Celebração Eucarística do Jubileu”, no Complexo Esportivo do Colégio (Avenida do Contorno, 7919, Cidade Jardim, BH). No dia 3 de abril, o Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais abrirá suas portas para a “Reunião Solene”, somente para convidados. Na oportunidade, estarão presentes antigos alunos e colaboradores que, atualmente, exercem atividades importantes para Belo Horizonte e também para o nosso estado. Além disso, também foram convidados representantes das iniciativas pública e privada, para um momento de agradecimento a algo que fizeram pela existência do Loyola. A partir do dia 26 de março, estará em cartaz a exposição “Nossa história presente no futuro”, aberta ao público. A mostra contará com uma linha do tempo com textos e fotos, destacando os principais fatos mais marcantes de cada jubileu do Colégio, de 1943 até 2018.

Foto: Divulgação

Na mesma ocasião, serão inaugurados novos espaços de aprendizagem do Colégio, demonstrando o investimento da escola na oferta de metodologias que possibilitam o desenvolvimento integral dos estudantes e seu protagonismo na construção do conhecimento, frente às atuais demandas de transformação social. Ainda neste semestre, o Loyola promoverá um grande circuito cultural em escolas públicas vizinhas, envolvendo suas principais exposições, e apresentações do Coral Magis Loyola. Colégio Loyola – Com 75 anos, o Colégio Loyola integra a Rede Jesuíta de Educação. Atualmente, tem cerca de 2.600 alunos, entre crianças e adolescentes, do 1º Ano do Ensino Fundamental à 3ª Série do Ensino Médio (nos períodos matutino e vespertino).

Paralelamente, também serão contados fatos históricos que ocorreram em Belo Horizonte, no Brasil e mundialmente, nos últimos 75 anos. Entre os dias 16 e 18 de maio, a escola irá sediar o I Simpósio da Rede Jesuíta de Educação, com o tema Currículo e Inovação, reunindo representantes de várias instituições jesuítas do Brasil.

22 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

Foto: Divulgação


Cenário Turma do Balão Mágico planeja retorno com turnê e DVD foto: Divulgação

Da redação Cenário Minas

A onda de nostalgia que acomete a indústria do entretenimento acaba de ganhar mais um representante. A Turma do Balão Mágico anunciou que deve voltar aos palcos ainda no ano de 2018, com direito a uma turnê pelo país. O retorno vem sendo programado pelos exintergrantes Simony, Mike e Tob para celebrar os 35 anos do grupo musical responsável por sucessos como Superfantástico e Lindo balão

Simony, Mike e Tob

Mesmo que não seja um retorno definitivo, a intenção é fazer shows pontuais durante o ano de 2018 e gravar um DVD comemorativo. Além disso, Simony contou à publicação que o amigo e antigo parceiro do programa, Jair Oliveira, filho do também cantor Jair Rodrigues (1939-2014), que entrou no Balão em 1984, está disposto a participar do projeto. A Turma do Balão Mágico foi uma banda infantil brasileira que fez sucesso nos anos 1980. Mais tarde, o grupo deu origem ao programa Balão mágico, exibido pela TV Globo entre 1983 e 1986. Ao longo da carreira, o grupo lançou cinco álbuns de estúdios e emplacou outros sucessos como A galinha magricela, Se enamora, Tic tac e Me dá um dinheirinho. Ao todo, os álbuns venderam mais de 10 milhões de cópias no Brasil. O fim do grupo ocorreu em 1986, com a saída de Mike e Ricardinho em meio às gravações do quinto disco.

24 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Drogaria Araujo completa 112 anos planejando loja em Marte Campanha de aniversário da Araujo incorpora brincadeira de internautas e prevê o futuro com a abertura de loja em outro planeta Da redação Cenário Minas

Otimista e arrojada, a Drogaria Araujo comemora 112 anos neste mês investindo em novas possibilidades de expansão. A campanha de aniversário da Drogaria Araujo ressalta o orgulho de ser uma empresa mineira, com o sonho de fazer uma viagem para o futuro, na qual o homem chega a Marte e encontra uma loja da Araujo. A proposta reforça o crescimento da empresa e como os mineiros tem percebido o avanço das lojas. Nas mídias sociais, a brincadeira cresceu com um post da empresa ressaltando que a Drogaria Araujo aceitou o desafio e que irá inaugurar sua primeira loja em Marte. A ação teve grande repercussão na mídia com mais de oito mil pessoas interessadas na inauguração fictícia de uma loja da Araujo em Marte. *FOTO CAPA: FACHADA DA PRIMEIRA LOJA*

Para Modesto Araujo Neto, presidir a Drogaria Araujo é saber enxergar as oportunidades e avançar. “O segredo desta longevidade é satisfazer e encantar nossos clientes, ter visão de futuro, evoluir com ousadia, investir em tecnologia e valorizar cada um dos nossos colaboradores.”, enfatiza. A empresa da família Araujo possui mais de 7 mil funcionários, atendendo 45 milhões de clientes por ano.

Pioneirismo e Inovação em serviços ))

Frota Drogatel nas ruas de BH década de 1960

Na década de 60, Modesto Carvalho de Araujo, o fundador da Drogaria Araujo, já vislumbrava abrir uma unidade em cada esquina de Belo Horizonte. Ele fez isto com a criação do Drogatel em 1963, o primeiro delivery do Brasil. Agora, Modesto Araujo Neto, terceira geração à frente da drogaria, está realizando o sonho de seu avô com a inauguração de lojas por todo o estado de Minas Gerais. Até o final do ano, serão 32 novas lojas, marcando presença em diversas cidades mineiras e movimentando as economias locais. A Drogaria Araujo já conta com 180 lojas. A empresa está presente em Ibirité, Ouro Preto, Caetés, Matozinhos, Nova Lima, Pará de Minas, Barbacena, Conselheiro Lafaiete e Nova Serrana.

Reconhecida pelo seu pioneirismo e inovação, qualidade e detalhe em tudo que faz, a Araujo foi a primeira a criar o plantão 24 horas, o serviço de telemarketing do Brasil – o Drogatel Araujo e o Drive Thru. Além de todas essas conquistas, se tornou a primeira rede a operar no modelo drugstore – em que o cliente encontra tudo o que precisa em um só lugar. Ao apostar sempre em inovação, a Araújo diversifica os serviços oferecidos aos clientes e marca presença na vida dos mineiros. A drogaria conta com um mix completo de produtos – são mais de 18 mil itens comercializados – que contempla as áreas de higiene pessoal, mamãe e bebê, beleza, dermocosméticos, pet shop, fitness, melhor idade, ortopédicos e diets. A Araújo também criou a Central Farmacêutica – que oferece atendimento 24 horas de farmacêuticos em vídeo chamada em loja – e o Serviço Farmacêutico, programa de atendimento personalizado que orienta a adoção de novos hábitos de saúde e complementa o tratamento prescrito pelo médico.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

25 - Cenário Minas


Cenário

Simone Soares comemora 20 anos de atuação

Atriz comemora duas décadas nas telinhas com nov Da redação Cenário Minas

Mulher, mãe, atriz, produtora... Simone Soares se encaixa como uma luva no perfil da mulher atual, que precisa se desdobrar para dar conta de tudo que envolve a rotina feminina... E haja fôlego para atuar nos palcos e nas telas, produzir arte e outros projetos, manter o corpo em forma, administrar a casa e a vida com o maridão, o diretor da Globo Mario Meirelles, e ser aquela mãe parceira e amorosa para a filha Luana, de 13 anos. E o perfil empreendedor casa muito bem com as habilidades da atriz porque Simone simplesmente adora desafios e esta sempre disposta a aprender algo novo. “Acho que temos que estar sempre em movimento. Adoro desafios e acredito que o ator completo precisar ter noção de direção, produção, luz, continuidade...”, diz a artista, que recentemente brilhou na pele da Joice, na novela Apocalipse, da Record TV, e comemora 20 anos de atuação nas telas. Em pleno mês da mulher, a atriz acredita que o celebrado empoderamento feminino ainda tem muito chão para percorrer. “Apesar de a mulher já ter conquistado muitos feitos até hoje, ainda percebemos uma diferença em relação aos homens no mercado de trabalho. SimoneSoares2M_FotoLycurgoQuerido

Um pouco mais sobre Simone Soares

Como, por exemplo, o fato de as mulheres ainda receberem apenas 30% do salário masculino. Mas acredito que com o tempo conquistaremos ainda mais”, diz Simone.

Nascida em Taubaté, São Paulo, ela começou a fazer teatro ainda menina, aos 7 anos. Então ser atriz era um sonho de criança? “Sim, desde pequena sonhava em ser atriz. Minha primeira personagem foi a Emília, no Teatro do Sítio do Picapau Amarelo, em Taubaté”, conta. Daí pra frente, aquela menina sonhadora não parou mais. Seu primeiro trabalho em TV, foi na Rede Record, em A História de Ester, em 1998. Passou também pelo SBT, atuando em produções, como Marisol e Ô Coitado, e, em 2005, estreou na Rede Globo, na novela A Lua Me Disse. MArceloValle_SimoneSoraes Bastodor

26 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário

nas telas e adora encarar novos desafios Este ano, Simone voltou à Record para viver a Joice, na novela Apocalipse, uma mulher que lutou para reencontrar o filho que julgava morto, mas na verdade havia sido seqüestrado. Só que a personagem se vê no meio de um atentado e morre justamente no momento que reencontra o herdeiro. “Amei fazer a Joice, tudo maravilhoso. Só de pensar que em 1998 eu fazia, na Record em São Paulo, a primeira versão da História de Ester e agora, 20 anos depois, participei de uma novela tão marcante... é bom demais! Amo a cultura judaica e aprendi muito com esse trabalho.

SimoneSoares2M_FotoLycurgoQuerido

personagem em Apocalipse na Record TV

A história dela e a cena da morte foram muito fortes. Chorei de verdade. Só tenho que agradecer ao diretor e a toda a equipe, que deram show.Um prazer trabalhar com essa produção incrível.”, diz Simone.

“A experiência nos traz mais segurança e maturidade” Apaixonada pelo seu ofício, recentemente ela brilhou em peças com Compulsão – em que também atuou como produtora – e Os Alunos do Colégio Santa Disciplina (2017) e em filmes como Tô Ryca, O Último Virgem e Tamo Junto. Simone ama todos os gêneros da arte e não tem preferência por teatro TV ou Cinema. “Amo todos, cada um tem seu encanto. Se pudesse escolher trabalharia nos 3 ao mesmo tempo”, diz ela, que, mesmo a mil por hora, ainda gostaria de desenvolver outras habilidades. “Eu amo arte. Gostaria de saber tocar violão e piano. Mas a minha filha tem esse talento”, conta. Com tantos anos de carreira e inúmeros trabalhos no curriculum, Simone esta sempre em busca de novos desafios. E, linda às vésperas de completar 41 anos (em 26 de março), acredita que, além do talento, a experiência é sempre um diferencial para abrir portas.

SimoneSoares2M_FotoLycurgoQuerido

Mesmo com tantas caras novas no meio artístico. “A experiência nos traz mais segurança e maturidade na interpretação. Mas não estou desvalorizando as caras novas.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

27 - Cenário Minas


Cenário Brasil e Itália fazem parceria entre cultura e moda Pedro Andrade Colaborador do Ponte Culturale Italia-Brasile

Atenta ao potencial existente entre as culturas da Itália e do Brasil, a brasileira Sandra Bandeira Noli desenvolve um espetacular projeto que visa promover programas que aproximam a cultura italo-brasileira. O projeto é conhecido como Ponte Culturale Italia-Brasile e realiza tours e ações culturais para grupos de brasileiros interessados em conhecer não somente parte da cultura italiana, mas também o charme da cidade de Bréscia, onde o projeto é executado. Bréscia está localizada ao norte da Itália, no estado da Lombardia, e conta com quase 200 mil habitantes. Trata-se de uma cidade antiga, com mais de 3 mil anos de existência e uma riquíssima h i stó ri a , a fin a l , ce l ta s, ro ma n o s, visigodos, hunos e lombardos foram algumas das populações que deixaram sua marca no passado da cidade. Consequentemente, Bréscia é um ótimo local para quem se interessa pelo turismo histórico. Bréscia é tão opulenta que faz parte da lista de patrimônios da humanidade declarada pela UNESCO. Na programação do tour Ponte Culturale Italia-Brasile, os participantes poderão se deleitar conhecendo o centro-histórico de Bréscia que, entre as suas atrações, estão o teatro romano, templos e burgos

26 - Cenário Minas

Entrada do Castelo de Bréscia

medievais, museus e o imponente Castelo de Bréscia, um dos maiores castelos da Itália. Se o interesse for voltado para o turismo natural, o pacote do tour também atende esta exigência. Além dos locais históricos, os participantes também poderão visitar 2 lagos que se encontram nas proximidades de Bréscia, sendo um deles o lago de Garda, o maior lago italiano. E o outro, o lago d'Iseo, onde é possível conhecer também a maior ilha lacustre da Itália, chamada de Monte Isola. Por último mas não menos interessante é o Castelo Sirmione, que é banhado pelas águas do lago de Garda e que é

outro destino igualmente previsto no roteiro do passeio. O tour promovido por Sandra Bandeira vai mais além. A programação ainda conta com almoços, jantares e eventos culturais com a participação de artistas brasileiros que exaltam a cultura do Brasil, evidenciando a música e a d a n ç a . M a i s especificamente, na programação do próximo tour que será realizado de 2 até 9 de maio de 2018, ocorrerá um desfile de moda, com a participação de uma miss mirim do

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Sandra Bandeira Noli desenvolve projeto que aproximam a cultura ítalo-brasileira Quer conhecer Bréscia? Gostaria de realizar um passeio proposto pelo Ponte Culturale Italia-Brasile? Acesse o site de Sandra Bandeira para mais informações: http://www.acvbs.it/sandrabandeiranolli/index.php E acesse também o site do Jornal Val Trompia, que contribui para este trabalho: http://www.valtrompiaset.it/index_.php Lago de Garda

Rio de Janeiro. E é claro, se tratando de um bom passeio pela Itália, o tour oferece a enogastronomia aos seus participantes, o que definitivamente não poderia faltar. Enquanto propõe os passeios pelos pontos turísticos mais importantes da região de Bréscia, Sandra Bandeira busca sempre conhecer novos contatos e estreitar laços no mundo dos operadores culturais, para abrir novas parcerias e realizar trocas. Seu projeto Ponte Culturale Italia-Brasile é uma proposta voluntária criada para promover a cultura brasileira de um modo inovador e que tenta apagar os estereótipos de ambos os países, unindo as bases culturais italobrasileiras para criar uma experiência única ao público interessado.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

29 - Cenário Minas


Cenário “O importante é seguir em frente, permanecer com foco, acreditar no seu potencial e aproveitar as oportunidades”.

Fernanda Motta

Foto: Divulgação

Fernanda Motta, modelo, atriz e apresentadora, fala sobre a sua trajetória e dá dicas para quem quer se imergir na carreira artística, com a procedência de quem conquistou a fama internacional e acumula duas décadas de trabalhos

Priscila Silvestre - Jornalista

Nascida em Campos dos Goytacazes, interior do Rio de Janeiro, a top model Fernanda Motta no auge dos seus 35 anos comemora 20 de carreira. Com um currículo extenso, ela tem em seu currículo trabalhos para marcas renomadas em todo o mundo: R o l e x , M o ë t & C h a n d o n , C a r t i e r, P a n t e n e , Bloomingdale's, John John, Victoria Secret's, Fórum, Iódice, Le Lis Blanc e Vivara são algumas delas. Por ser um dos grandes nomes das passarelas e do cenário fashion, em 2007 a modelo foi contratada pela Sony Brasil para conduzir o programa Brazil's Next Top Model. Durante as três temporadas ela se destacou ainda mais no País, tendo participações na Dança dos Famosos de 2012, do Domingão do Faustão, sua estreia como atriz em Totalmente Demais (TV Globo) e o convite para um dos episódios do sitcom americano “Two and a Half Man”, traduzido como “Dois Homens e Meio”. 30 - Cenário Minas

Hoje, a modelo e apresentadora é idealizadora do Fernanda Motta TrendTour, projeto que leva discussões sobre moda, beleza, tendências, além de outros temas para diversas regiões do Brasil em formato de talk-show. A estreia do projeto aconteceu em abril desse ano com um bate-papo comandado por Fernanda junto com o beauty artist Max Weber e Marcio Banfi, coordenador do curso de pós-graduação da Faculdade Santa Marcelina. Fernanda também concilia seu dia a dia com a maternidade: ela é mãe de Chloe, hoje com três anos. Confira o bate-papo exclusivo que a Cenário Minas teve com a artista!

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário

Foto: Divulgação

Cenário Minas – Você foi uma modelo internacional. O que isso te engrandeceu como pessoa e profissionalmente? Fernanda Motta - Nesses 20 anos de carreira eu conheci muitas pessoas importantes, viajei para diversos lugares que nem imaginava um dia conhecer e tive muitas experiências incríveis, como trabalhar por sete anos com a Victoria's Secret, fotografar capas de revistas do mundo todo, ser apresentadora do Brazil's Next Top Model, entre muitas outras coisas. E todas essas experiências e caminhos que percorri me fizeram crescer pessoalmente e profissionalmente. Comecei muito nova, com 16 anos, mas sempre soube onde queria chegar. Fui crescendo, adquirindo experiência e vejo o quanto isso me fez engrandecer como profissional. CM - O que você acha do mundo das modelos de hoje, se comparado à época em que você começou? FM - Bem diferente do meu início. Hoje as novas modelos tem uma facilidade que é a internet e as redes sociais, e isso faz com que a comunicação e o conhecimento dos dois lados sejam mais rápidos. CM - Quais as maiores dificuldades que você teve para chegar aonde chegou? FM - O começo sempre é muito difícil, recebemos muitos “não”, mas o importante é seguir em frente, permanecer com foco, acreditar no seu potencial e aproveitar as oportunidades.

CM - Diante de tudo, quais são as conquistas que mais te alegram nessa trajetória? FM - Sou grata por muitos momentos durante esse tempo. Mas, sem dúvida, o reconhecimento que veio por meio disso e também oportunidades que tive em outras áreas são as maiores. Posso ressaltar quando fui convidada pela Sony Brasil para apresentar a versão brasileira do America's Next Top Model em 2007 e a minha estreia na TV na novela Totalmente Demais, das 19 horas na Rede Globo. São muitas alegrias! CM - Além de modelo, você também é apresentadora e atriz. Como é essa mistura de áreas artísticas dentro da sua vida? FM - Não é fácil, são muitos compromissos, mas acho que o importante é saber se organizar e cumprir com suas prioridades. Trabalho bastante e muitas vezes preciso viajar, mas também faço questão de ter um tempo com minha família. O Roger, meu marido, e a Chloe, minha filha, são minha vida! E preciso me planejar para viver esse meu lado família também. CM - Considerada uma das 25 mulheres mais sexys do mundo, quais ainda são suas ambições na área? FM - Continuar trabalhando por mais 20 anos com o que mais amo fazer!

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

31 - Cenário Minas


Cenário

Foto: Divulgação

CM - Hoje você também investe na área empresarial. O que as pessoas podem esperar da Fernanda empreendedora? FM - Muitas novidades (Risos). Sou uma mulher que gosta e aceito facilmente os desafios. Tive oportunidades e acredito que fui desenvolvendo o meu lado mais empreendedora. CM - Quais projetos você tem para 2018, que os fãs podem esperar? FM - No momento estou focada com o meu projeto Fernanda Motta Trend Tour, que leva informação sobre moda, beleza e qualquer outro tema, em formato talk show, onde faço a mediação e ainda levo convidados especiais para participarem. Estou canalizando meu trabalho totalmente a isso. CM - Por fim, para quem quer seguir a carreira de modelo, quais dicas você dá? FM – Primeiramente, ter foco e determinação. Encontrar uma agência de modelo que seja reconhecida pelo mercado, para te ajudar nesse processo. E, assim como eu, amar a profissão. Serviço: Fernanda Motta - @fernandamottaoficial

Foto: Divulgação

32 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Escritora mineira une literatura e projeto ambiental Da redação Cenário Minas

A escritora mineira Talita Lunardelle está promovendo um projeto ambiental intitulado “Ipê Além das Chamas”, interligado com o lançamento de seu romance “Além das Chamas”. A iniciativa, que tem como objetivo incentivar e conscientizar a respeito da importância do reflorestamento dos ipês, uma das árvores símbolo do Brasil, distribuirá sementes da espécie a quem comprar o livro na pré-venda, disponível pelo site da Editora Skull. O romance, que conta a história de uma bombeira na captura um piromaníaco que está aterrorizando a cidade com queimadas criminosas, também aborda sobre o reflorestamento dos ipês. Os ipês podem ser plantados em todo o território brasileiro sem danos para a fauna e flora. “Já no primeiro capitulo do livro, o leitor acompanhará um caótico cenário de um incêndio florestal, ocorrido em uma área de preservação ambiental de ipês. O desmatamento, seja do Ipê ou qualquer outra espécie, é um dos maiores problemas da nossa atualidade e poder chamar atenção para essa realidade é uma obrigação que me causa enorme prazer”, afirma Lunardelle.

Foto: Divulgação

A autora, porém, não se contentou apenas com a mensagem narrativa, e decidiu dialogar a mensagem com ações concretas. Lunardelle buscou auxílio do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) para tirar a ideia do papel. “Em conversas por telefone e e-mail, questionei-os sobre a viabilidade dessa ideia. Eles ressaltaram as diversas vantagens da espécie, dentre elas o seu fácil cultivo no meio urbano e sua fácil germinação, uma vez que, sendo nativo da mata atlântica, o Ipê germina em uma ampla distribuição geográfica do nosso pais”, disse a escritora.

34 - Cenário Minas

Para ser um dos participantes do projeto, basta adquirir um exemplar do livro “Além das Chamas” até o dia 19 de abril, pelo link www.lojaeditoraskull.com.br. Todos os compradores receberão, juntamente com o exemplar da obra, sementes de ipês.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Pessoas com autismo, associações e entidades ligadas à causa inovam com programação diversificada para as comemorações do Dia Mundial do Autismo BH terá semana de debates, palestras, oficinas e orientações à população Indicação: Felipe José de Jesus - Jornalista

Com o tema “AUTISMO, QUEM FAZ O QUE EM BH”, o Dia Mundial da Conscientização do Autismo, comemorado todos os anos no dia 2 de Abril, terá a Semana de Conscientização de 02 a 08 de Abril de 2018. A programação diversificada vai contar com a participação de pessoas com autismo, seus familiares, associações, entidades e profissionais ligados à área, além de organizações que empregam pessoas com autismo, numa parceria com a PBH, ALMG, UFMG, OAB, dentre outras instituições. A Defensoria Pública, por exemplo, irá orientar sobre os direitos das pessoas com autismo. Haverá ainda muitas outras informações sobre o TEA – Transtorno do Espectro do Autismo (como o autismo é chamado desde 2013), para famílias, educadores, profissionais da saúde, gestores e sociedade em geral. A proposta do evento é ampliar a atuação das pessoas com autismo, além de abrir o debate sobre os diversos aspectos do TEA. Agenda detalhada será divulgada em breve pelas redes sociais e para a imprensa. Sobre o autismo: O Autismo, um transtorno global do desenvolvimento está presente em cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo. No fim dos anos 1980, uma a cada 500 crianças era diagnosticada com autismo. Hoje, a taxa é de uma a cada 68. O significativo aumento chamou atenção até da ONU (Organização das Nações Unidas), que classificou o distúrbio como uma questão de saúde pública mundial. Semana de Conscientização sobre o Autismo de BH: de 02 a 08 de Abril de 2018. Contato para mais informações: Maristela Ferreira – (31) 9.8456-2916 – AGRAÇA / Maria Helena Roscoe – (31) 9.8744-1753 – AMA MG / José Savietto – (31) 9.9534-5340 – ASA TEA MG

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

35 - Cenário Minas


Cenário

VillaMix Festival aterriza em BH, no dia 7 de abril no MegaSpace Da redação Cenário Minas

Considerado o maior festival de música do país,

VILLA EXTRA

o VillaMix Festival BH comemora a sexta edição de sua realização com megaestrutura e os maiores artistas nacionais do casting do sertanejo, do forró, e DJs, no dia 7 de Abril, sábado, a partir das 15 horas, no Mega Space.

Valores: R$ 140,00 (4º. Lote) Praça de Alimentação. Setores de Banheiros. Open bar com Água, Cerveja Brahma, Refrigerante. Classificação 18 anos.

Fãs de sertanejo têm encontro marcado com astros que comandam as maiores paradas de sucesso do país. Wesley Safadão, Jorge & Matheus, Israel Novaes, Simone & Simaria, Matheus & Kauan, Jefferson Moraes, o DJ número 1 do Brasil, Alok e pela primeira vez no palco do festival da edição de BH a banda Aviões, a dupla Cleber & Cauan, e os DJs Sevenn e Jetlag.

SETORES O VillaMix Festival Belo Horizonte terá uma mega estrutura de palco, luz e som. O público poderá escolher entre 5 setores, Villa Vip, Villa Extra, Villa Prime, Sense e Backstage Brahma Golden Mix. VILLA VIP Valores: R$ 70,00 MEIA R$ 140,00 INTEIRA (4º. Lote) Praça de Alimentação. Setores de banheiros. Classificação 16 anos.

VILLA PRIME Valores: R$ 200,00 (4º. Lote) Praça de Alimentação. Setores de Banheiros. Open bar com Água, Cerveja Brahma, Vodka, Refrigerante e Suco. Classificação 18 anos. SENSE Valores: R$ 240,00 (4º. Lote) Decoração exclusiva com tema "The Circus", o camarote é uma festa e glamoruso. Praça de alimentação. Setor de banheiros. Open bar com Vodka, Cerveja, Refrigerante, Água e Suco. Acesso a área Premium. Classificação 18 anos. BACKSTAGE BRAHMA GOLDEN MIX Valores: R$ 400,00 (4º. Lote) Localizado ao atrás do Palco e com acesso a área exclusiva na frente. Open bar com Água, Cerveja B r a h m a , Vo d k a I m p o r t a d a , E s p u m a n t e , Refrigerante, Suco, Whisk 12 anos e Open Food. Classificação 18 anos.

Serviço: VillaMix Festival Belo Horizonte Data: Sábado, 07 de abril - Local: Mega Space - Horário: 15 horas Endereço: Av. das Indústrias, 3000 - Distrito Industrial II, Santa Luzia - MG, Atrações: Jorge e Mateus, Matheus e Kauan, Alok, Jefferson Moraes, Wesley Safadão, Simone e Simaria, Guilherme e Santiago, Cleber e Cauan, , Aviões, Sevenn e Jetlag. Informações e ingressos: www.ticmix.com.br Para mais informações, acesse o site www.villamixfestival.com.br

36 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário

Campus Aberto: Criolo e atrações de peso animam público no UNI/BH *Cobertura *Jornalista (BH-MG) *Felipe de Jesus / @felipe_jesusjornalista *Fotógrafo (Cedidas gentilmente) *Daniel Stone / @daniel_mm2

O sábado dia 10 de março foi marcado por muita música e gente bonita. Isso porque na data, o UNI/BH (Av.Professor Mario Werneck - 1685 - Estoril / BHMG) apresentou shows de primeira qualidade com Trio Amaranto, Grupo Tereza e o rapper paulista Criolo, um dos nomes mais fortes do cenário nacional. Diversas pessoas estiveram presentes na festa de inauguração do "Campus Aberto - Boulevard", que apresentou também programação de saúde e lazer de 9h às 12h. Já os shows foram a partir de 15h até às 20h. O Trio Amaranto, uma das primeiras atrações, animaram a festa e agradeceram os presentes. "Como é bom poder estar aqui com todos vocês nessa inauguração. Cultura é sempre bem vinda", disseram. Logo em seguida o "Grupo Tereza" (samba) subiu ao palco. Durante a apresentação elas foram bem simpáticas com o público e tocaram canções de nomes do samba nacional como Clara Nunes, Zeca Pagodinho e etc. "É muito bom poder estar aqui com vocês, tocando nosso samba. Se eu pudesse estaria aí embaixo com vocês. Cultura é muito bom, é sempre muito gratificante. De graça melhor ainda! Obrigado ao UNI/BH pelo convite para participar dessa linda festa com tantas atrações bacanas. Parabéns!", disse a vocalista.

Criolo )) Após serem ovacionadas pelo público (quase no fim da apresentação) elas voltaram ao palco para um "bis" especial. Em seguida, o rapper Criolo que já veio em Belo Horizonte outras vezes (e desta vez em menos de três meses), subiu ao palco para tocar suas músicas e também hits que fazem parte do seu último disco "Espiral de Ilusão", que vem chamando atenção de críticos. Em declaração, Criolo disse que o show foi especial, já que teve canções do disco "Ainda Há Tempo" (seu primeiro disco) e de outros álbuns da carreira. "O disco 'Ainda Há Tempo', por exemplo, têm uma história bem bacana, já que relembra momentos familiares e outros que vivi quando comecei na música", concluiu o cantor. Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

37 - Cenário Minas


Cenário A-Ha volta ao cenário com "Unplugged MTV" e surpreende fãs

Foto: Divulgação

O disco faz parte da renomada série de shows que os integrantes do A-Ha: Morten Harket (vocalista), Magne Furuholmen (tecladista) e Påul Waaktaar (guitarrista), realizaram recentemente *Felipe José de Jesus (Jornalista)

O A-Ha é aquele tipo de banda que todo mundo que nasceu no fim dos anos de 1970 e anos de 1980 escuta nos corredores de shoppings, lojas e festas e diz: "O som deles é bom não é? O A-Ha é demais, que músicas marcantes!" E é uma verdade! O A-Ha vem atravessando gerações e deixando uma marca de nostalgia e de alegria para os fãs que cresceram ouvindo Take On Me, Hunting High And Low, Early Morning, Movie To Memphis e outros hits que marcaram a carreira do grupo nos anos de 1980 e 1990. Mas existem fãs que pegaram a fase dos anos 2000 com as canções Minor Earth Major Sky e Summer Moved On do álbum Minor Earth Major Sky (2000). Todavia, quem não se lembra de Move To Memphis, do disco Memorial Beach (1993) que selou um A-Ha mais roqueiro e com o vocalista Morten Harket de cabelos longos?Mas como os discos lançados pelo grupo a partir dos anos 2000: Minor Earth Major Sky (2000), Lifelines (2002), Analogue (2005), Foot Of The Montain (2009) e Cast In Stell (2015) não animaram muito os antigos fãs e nem mesmo os novos, o melhor foi ficar com as antigas músicas e nesse quesito, o AHa sabe agradar. 38 - Cenário Minas

Assim, para a alegria da nação, o grupo lançou o álbum, “MTV Unplugged Summer Solstice (2017)” através do selo ‘Ume’. O disco faz parte da renomada série de shows que os integrantes do A-Ha: Morten Harket (vocalista), Magne Furuholmen (tecladista) e Påul Waaktaar (guitarrista), realizaram recentemente. Com a chancela da MTV, o grupo formado em 1982 tocou pela primeira vez em formato acústico e seguindo a tendência de grandes nomes da música como Nirvana, Eric Clapton, Bob Dylan, Neil Young e The Cure, o A-Ha fez o dever de casa muito bem.

Avaliação Avalio o disco com quatro estrelas, porque com uma discografia tão extensa e com tantos hits tocados em rádios, o A-Ha, diferentemente de Eric Clapton e Nirvana, deixou de incluir no novo disco canções marcantes como There's Never A Forever Thing, do disco Stay On These Roads (1988) e Crying In The Rain e Early Morning, do disco East Of The Sun West Of The Moon (1990). Confira

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Doação de órgãos: pequeno passo para alguns, a esperança de vida para muitos

Foto: Divulgação

Bruno Saike, idealizador de campanha inédita, fala sobre a importância da união das pessoas em prol da doação de órgãos Priscila Silvestre - Jornalista

O que um simples passo pode significar para uma importante causa pela vida? Muito, se esse passo envolver o máximo de pessoas ao redor do mundo! Na verdade, o projeto “JUNTOS: O AMANHÃ ATRAVÉS DE UM PASSO” convida as pessoas para que parem suas atividades às 12 horas no dia 1º de abril e deem um passo em direção à conscientização da doação de órgãos. Dentro desse prisma, uma nova peça está sendo apresentada sob a forma de um "print", traçando um paralelo entre a primeira pegada do homem na Lua, ocorrida em 1969, e a sugestão para que seja tomada uma decisão para onde a gente deseja que o nosso próximo passo nos leve em 2018. “Que esse destino seja a doação de órgãos”, diz Gabriel Montenegro, jovem brasileiro transplantado e incentivador dessa iniciativa. Assim como ele, milhares de pessoas esperam pela doação de órgãos não só no nosso País, mas em todo o planeta.

E se não for a própria sociedade a se unir diante dessa realidade, talvez não haja o êxito esperado para tantos que vivem agarrados na esperança de um amanhã. A doação de órgãos como ação na Semana Santa “Esse pequeno gesto traça um paralelo com as comemorações mundiais da Páscoa, que significa o renascimento”, diz Bruno Saike. O ativista está envolvido nessa questão desde 2014 e é o idealizador da campanha para a ABTO Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos. E completa. “Essa convocação tão importante visa reverter uma situação onde mais de 250 mil pessoas, segundo o Instituto Nacional Central Único Coordinador de Ablación e Implante, aguardam nas filas por um doador. É um movimento para chamar a atenção do mundo para terem a iniciativa de abraçar essa causa mais que nobre!”. Para saber mais sobre a ação, acesse www.abto.org.br

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

39 - Cenário Minas


Cenário É MAIS QUE UM AEROPORTO É A SUA MAIS NOVA OPÇÃO DE COMPRASE LAZER.

www.bh-airport.com.br

+ Gastronomia + Conveniência + Compras + Lazer + Serviços O Aeroporto Internacional de BH está se transformando no seu mais novo ponto de encontro. São lojas de grandes marcas, várias opções de gastronomia, conveniência e serviços.

Venha se surpreender.


Cenário Ideologia: Um disco Atemporal e marcante na história da música *Coluna Crítica Musical Jornalista / Editor Geral BH/MG: *Felipe José de Jesus *Avaliação do álbum: Quatro estrelas

Montar uma banda nao é fácil, imagine então sair de um grupo no auge do sucesso? Cazuza fez isso e sabe porque? Porque não ligava para opiniões e era o que poucos conseguiam ser: autêntico! Filho de João Araújo (mão forte na gravadora Som Livre) e da grande Lucinha Araújo, ele viveu a vida do jeito que achava melhor, dessa forma, sair do Barão Vermelho não foi problema, mas uma mudança de vida. Assim, de disco em disco, Ideologia (1988) nasceu de um Cazuza totalmente diferente, já que em 1987, (embrenhado nos trabalhos do disco "Só se for A Dois"), o cantor descobriu que era portador do vírus da AIDS, mudando completamente sua maneira de viver. Com Ideologia (que completa 30 anos de lançamento), Cazuza deixava a vida de boêmio para se tornar uma pessoa mais introspectiva e com outra visão de mundo, (lembrando que nessa época, havia poucas informações sobre o HIV).

Foto: Divulgação

Basta ouvir a própria canção Ideologia para ver sua mudança de pensamento. Mais intimista e mais trabalhado, o disco refletia um momento mais calmo, tanto que ele lançou duas bossas: Faz Parte do Meu Show e Um Trem Para as Estrelas (com Gilberto Gil). O disco foi gravado após sua chegada de Boston (EUA) e refletia o tempo que o Brasil e o mundo viviam nos anos 1980: Guerra Fria e crise econômica. O álbum foi produzido por Ezequiel Neves e Nilo Romero e vendeu o suficiente para conquistar o Disco de Ouro. A faixa, “Brasil” e “Faz Parte do Meu Show” ganharam o público.

Álbum completa 30 anos mostrando que os problemas do Brasil ainda são os mesmos Mestre )) Parte da crítica que 'segundo história' tinha dúvidas sobre o que seria de Cazuza fora do Barão, acabou se rendendo ao talento do mestre. Dou cinco estrelas para Ideologia (1988) - (avaliação máxima) - porque ele é Atemporal e um álbum que vale a pena ser analisado sempre. Para os que não escutaram esse clássico, dá tempo de se apaixonar. Vida longa a obra e que ela seja lembrada pelas futuras gerações. Uma homenagem da coluna "Crítica Musical" ao grande Cazuza.

Foto: Divulgação

41 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Campos Rosa sobe ao palco do Odara para lançar ‘Na Verdade’, seu primeiro disco Indicação: Felipe José de Jesus - Jornalista

Com show de lançamento marcado para 14 de abril, o trabalho apresenta 12 faixas autorais definidas pelo artista como um pop suave, simples e verdadeiro No dia 14 de abril, sábado, a partir das 15h, o artista mineiro Campos Rosa subirá ao palco do Odara (R. Arthur de Sá, 380, União, Belo Horizonte/MG) para o show de lançamento do seu primeiro disco, ‘Na Verdade’. O trabalho, 100% autoral, com letras e melodias criadas pelo próprio cantautor, versa sobre natureza, questões existenciais, relacionamentos, dor, amor e descobertas da vida. A concepção de ‘Na Verdade’ teve início em 2014, quando Campos Rosa começou a ter ideias para as melodias. “Geralmente, tenho a ideia inicial de uma melodia e, a partir daí, vou experimentando, criando. A letra costuma vir no final”, explica o artista, que amadureceu o trabalho e, após pouco mais de três anos, apresenta ao público o resultado: um disco de pop elegante e original, composto por canções palatáveis e radiofônicas, com influências que vão do samba ao pop rock, passando pela música mineira e o rock alternativo, com pitadas de psicodelismo e elementos que remetem a Clube da Esquina, Beatles e Nando Reis. De acordo com o músico, a música ‘Na Verdade’ foi escolhida para dar nome ao trabalho porque representa o momento em que decidiu focar no estilo atual. “O que acho mais interessante é que ‘Na Verdade’ é ambíguo. É uma expressão de esclarecimento, mas também pode ser entendida como ‘dentro da verdade’, que é o significado que prefiro. O processo de composição deste disco foi uma busca pela minha verdade. A música sempre esteve na minha vida, mas agora se faz presente de uma forma diferente, com mais responsabilidade”, conta o artista. “A canção começa com um clima conflituoso, mas evolui para um final feliz: um processo de cura, aprendizado e aceitação. Por isso a escolhi como título do disco”, completa.

Foto: Divulgação

O disco, que contém 12 faixas, contou com um time de músicos talentosos. As guitarras foram gravadas por Noah Haas, músico americano radicado no Brasil, que traz influências do jazz e do soul. A cozinha é composta pelo baixista Diego Mancini, formado pela Los Angeles College of Music, e pelo baterista Pedro Ramalho, cuja bagagem musical confere ao disco uma pegada mais brazuca. Os teclados ficaram por conta de Leonardo Marques, que também assina a produção do projeto. “Decidi gravar com o Léo depois de escutar o trabalho solo dele e os álbuns do Transmissor. Curti demais o climaclean dos arranjos e os timbres que ele usa: acho que casam bem com o meu som”, explica o cantautor. “Na Verdade” também conta com as participações de Marcos Sarieddine (teclado), Ygor Rajão (trompete) e Rodrigo Garcia (violoncelo).Campos Rosa conduz com maestria o vocal, violão e guitarra.

Campos Rosa Daniel Campos Rosa adotou seu sobrenome como nome artístico. Com 36 anos, o mineiro dedicou grande parte de sua vida à música. “Sempre tive uma ligação forte com a música. Minha mãe diz que, quando eu tinha uns 3 anos, ficava cantarolando ‘American Pie’ do Don McLean. Meus pais moraram nos EUA e retornaram pouco antes de eu nascer. Trouxeram muitos discos de artistas como o próprio Don McLean, John Denver, Peter, Paul & Mary e, é claro, os Beatles. Lembro-me de ficar viajando naqueles vinis, olhando as fotos e as letras”, conta.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

43 - Cenário Minas


Cenário Palco Giratório: Circo reforça a identidade cultural do Brasil *Cobertura Cenário Minas - *Matéria: Felipe de Jesus *(Jornalista Responsável Revista e Portal) - Instagram: felipe_jesusjornalista *Fotos: Daniel Stone - (Fotos cedidas gentilmente pelo fotógrafo) Instagram: daniel_mm2

Quem nunca se rendeu a à alegria do circo? Quem nunca se alegrou com o tombo de um palhaço? O circo sempre teve essa magia, de alegrar e entreter e mesmo com o passar dos anos, a arte que existe há mais de 4 mil anos, continua viva na memória das pessoas e a ” 21 ª Edição do Palco Giratório” veio para provar isso. Com uma justa homenagem ao Palhaço Biribinha (Teófanes Antônio Leite da Silveira, que têm um grande histórico nas artes cênicas), o evento que aconteceu de 23 à 28 de março, teve programação gratuita, mostrando que o circo continua mais atual do que nunca. Para Eliane Parreiras, Gerente Geral de Cultura do Sesc Minas, o Palco Giratório é de suma importância. “Ele tem uma convergência muito grande no Sesc. Traz a democratização da Cultura e tem a questão do fomento a produção local. Tem também a reflexão das artes cênicas. A ideia não é só apresentar, mas trazer uma reflexão e e um projeto que têm muita convergência. É gratificante fazer o lançamento em Minas Gerais. O estado tem uma vocação muito grande com a cultura. A ideia é dialogar com outras produções e com o lançamento do Palco Segundo Parreiras, mais agentes farão parte Giratório aqui isso se reforça”, comentou. do evento. “Teremos escolas participando para trazer mais reflexão e de julho a setembro teremos a diluição do evento. Belo Horizonte, Paracatu, Poços de Caldas, Montes Claros, Araxa, Uberlândia e Juiz de Fora. A ideia é fazer essa junção da Cultura para que esse diálogo aconteça de uma forma mais intensa. A temática do Palco Giratório em cada região é essa mesma. Realizar o Palco Giratório é fantástico e vai ser algo inédito no país, mas não só pela abrangência, mas pela atuação. Uma ação emocionante e que vale a pena ser vista”, comenta.” De acordo com Luciano Fagundes, diretor regional do Sesc em Minas, o evento chega para reforçar a arte circense no Brasil. “É um prazer receber todos vocês aqui. Para Minas Gerais é um orgulho receber o evento. Fiquei impressionado com a estrutura montada. Pesquisamos 10 locais para montar essa edição do Palco Giratório. Queremos também parabenizar quem trabalha com circo. Hoje o circo é moderno e mudou muito mas quem faz isso merece respeito. Desejo sucesso para o evento que vai até o dia 28. Convidem as pessoas para virem aqui se puderem”, comentou. 44 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário A ideia é fazer essa junção da Cultura para que esse diálogo aconteça de uma forma mais intensa Para Mariana Pimentel, curadora do departamento nacional do Sesc, o Biribinha é de extrema importância e reforça a resistência do circo no país. E em paralelo a isso vamos soltando outros eventos que farão parte.

Artista de peso ))

"É de suma importância estar aqui e participar desse evento. Aqui queremos que as pessoas lembrem-se dos artistas de circo, da arte circense que tanto faz parte da nossa vida. Queremos levar Cultura para quem não tem, ou seja, para os que desejam conhecer e ver como é essa produção. Esse é o grande lance do Palco Giratório”, comentou.

Para Biribinha, chegar aos 60 anos é muito bacana, ainda mais que o circo vem sobrevivendo em meio há tantas mudanças. “É muito bom poder participar desse evento. Quero agradecer o Sesc que vem defendendo essa bandeira e enfim nos ajudando nessa luta. A arte do circo têm que ser mantida de pé e ações como essa reforçam isso muito bem. É muito bom participar disso tudo. Estamos muito felizes e ansiosos para rodar por esse Brasil para levar a nossa arte. Claro que quero aqui agradecer a família e o senhor Deus que têm me dado sempre muita influência em minha carreira. O dom e o talento é dado por Deus. Nasci para ser palhaço e assim continuarei. Circo se destaca na paisagem da cidade e tem uma grande relevância na vida de todo mundo”, concluiu.

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

45 - Cenário Minas


Cenário Luciana Ferrari lança novo clipe “Aí no Whatsapp”

Foto: Divulgação

Indicação: Felipe José de Jesus - Jornalista

Com

um jeito divertido, canção aborda a situação de quando uma pessoa envia uma mensagem e o destinatário visualiza e não responde no aplicativo de mensagens

O processo de criação do clipe foi em conjunto. Por mais que seja sertanejo universitário e apresente uma situação que envolve tecnologia, Luciana Ferrari queria imprimir sua identidade no trabalho. Por isso, fez apenas duas exigências ao diretor do clipe: que as locações das gravações fossem em ambiente rural, que é uma característica dela, e que o clipe tivesse um final feliz. “Aí no Whatsapp foi criada há cerca de 2 anos após uma experiência pessoal. “Eu queria brincar com isso e fiz a música para me divertir. Durante as gravações, eu escolhi o ator para ser o meu, digamos, boy magia, pois eu queria alguém mais alto que eu, já que eu sou bem alta, e também passar a imagem do cowboy bruto do interior”, conta.

Com sólida experiência no mercado musical, a cantora e compositora mineira Luciana Ferrari, grande aposta do sertanejo universitário, inicia um novo ciclo em sua carreira. A música que marca este novo momento é “Aí no Whatsapp”, que tem uma pegada do arrocha, com um tempero especial da voz marcante da artista. A canção faz parte do álbum “Tudo Pra Você”, que conta com 11 faixas autorais da artista. O clipe de “Aí no Whatsapp” está disponível no canal o fi c i a l d a c a n t o r a n o Yo u t u b e O clipe de “Aí no Whatsapp”, com a direção e (https://www.youtube.com/watch?v=adO084I8n_c) e roteiro de Amós Rodrigues, em conjunto com a a música pode ser ouvida em todas as plataformas Luciana Ferrari, conta a história de uma mulher digitais. que mandou uma mensagem pelo aplicativo de mensagens e o destinatário teria visualizado e Sobre Luciana Ferrari não respondido. “A intenção é brincar, se divertir e mostrar que as pessoas estão dependentes do A história de Luciana Ferrari na música começou bem Whatsapp, mas esquecem de viver de verdade, cedo, aos 5 anos de idade. “Eu brincava de programa fora do aplicativo”, explica a artista, que revela de auditório, subia em cima de banco para colocar o ainda que a história é real e aconteceu com ela. som para tocar e fazia uma festa em casa”, conta a cantora, que tem a música em seu sangue, já que o O processo de criação do clipe foi em conjunto. avô era sanfoneiro, o pai tocava cavaquinho e violão e Por mais que seja sertanejo universitário e sua mãe era apaixonada por modões, principalmente apresente uma situação que envolve tecnologia, Trio Parada Dura e Leandro & Leonardo, que foram Luciana Ferrari queria imprimir sua identidade no muito ouvidos em sua casa. trabalho. Por isso, fez apenas duas exigências ao diretor do clipe: que as locações das gravações O nome artístico de Luciana Ferrari não foi criado por fossem em ambiente rural, que é uma acaso. Ela, que é descendente de italianos, quis característica dela, e que o clipe tivesse um final homenagear a sua família e adotou o sobrenome de feliz. “Aí no Whatsapp foi criada há cerca de 2 sua bisavó paterna, Emma Ferrari, que, quando a anos após uma experiência pessoal. “Eu queria artista passou a focar no segmento sertanejo, se brincar com isso e fiz a música para me divertir. tornou sua marca registrada. 46 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Roberto Carlos se apresenta em BH no mês do seu aniversário Da redação Cenário Minas

Roberto Carlos faz show no mês do seu aniversario em Belo Horizonte e presenteará os fãs com uma noite de grandes emoções. A apresentação será realizada no dia 07 de abril (sábado), às 21h, no Ginásio do Mineirinho (Av. Antônio Abraão Caram, Nº 1001, São Luiz, Belo Horizonte/MG). Artista que dispensa apresentações, o ídolo da canção latino-americana está de volta ao país, após temporada de grande sucesso realizada em Portugal, com as casas de espetáculo lotadas em todas as apresentações. Foram cinco shows nas cidades de Lisboa e Porto em comemoração ao seu aniversário e o cantor conquistou os Portugueses com o seu sucesso mais recente, “Sereia”, da novela das 21 da Globo “A Força do Querer”, de Glória Perez. Foto: Divulgação É um exemplo do sucesso mundial da Música Popular Brasileira. O cantor, que em novembro de 2015 foi homenageado pelo Grammy Latino como personalidade do ano e lançou o CD “Primera Fila”, gravado em Londres, no Estúdio Abbey Road, desperta todo o carinho e admiração nos milhões de fãs que o acompanham pelo Brasil e pelo mundo. Um ícone da credibilidade, romantismo, da religiosidade e da família. Roberto Carlos promete mais uma vez arrebatar os fãs com mais um show impecável ao lado de sua orquestra e coral. A realização é da DC Set Promoções e a produção local é da Artbhz.

Serviço: Show Roberto Carlos em Belo Horizonte Local: Ginásio Mineirinho Dia: 07 de abril (sábado) Endereço: Av. Antonio Abrahão Caram, 1000, São Luiz, Belo Horizonte/MG Início do show: 21h Abertura dos Portões: 19h Classificação etária: 16 anos. Menores a partir de 05 anos entram acompanhados dos pais/responsável. Valores dos Ingressos: VIP AZUL R$ 560,00 (INTEIRA) ENTRADA)

/ R$ 280,00 (MEIA

Obs: A primeira fila à 3 metros do palco Foto: Divulgação

48 - Cenário Minas

Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br


Cenário Bloquinho da Lagoa chega a sua 3ª. edição com atrações especiais, o encontro entre os baianos Bell Marques e Durval Lelys Atrações: Bell Marques

Foto: Divulgação

Um

encontro inédito, entre duas estrelas, grandes amigos, dois ícones da música baiana. A história do ritmo do axé music se mistura com a trajetória de cada um deles. Um encontro para ficar na memória, o mito Bell Marques e o rei Durval Lelys se apresentam no Bloquinho da Lagoa, no dia 12 de maio em Aphaville na Lagoa dos Ingleses. Com uma estrutura diferenciada, o palco será 360 graus, onde o público vai poder interagir o tempo todo com as essas duas feras baianas, em clima de muito axé e em grande estilo!

Com mais de 30 anos à frente do Chiclete com Banana, Bell Marques fez historia. Os inúmeros troféus concedidos em sua carreira fizeram de Bell um dos artistas mais premiados do Brasil. Canções de sucesso se misturam com os mais de 30 anos do ritmo axé. Bell Marques sobe ao palco do Bloquinho da Lagoa e canta os axés das antigas como “Diga que Valeu”, “Não Vou Chorar”, “100% Você” “Voa Voa”, entre outros.

Durval Lelys O rei do axé e dono de vários hits de sucessos, como “Dança do Vampiro” e “Manivela”, o baiano ainda continua no auge e está entre os 10 músicos que mais arrecada com direitos autorais no Brasil. Durval emplacou hits como “Leva Eu" e "Quebra aê", na extinta banda baiana Asa de Águia, a qual comandou por 27 anos, entre 1987 e 2014. Durval apresenta a turnê com o projeto "Durvalino, meu rei", no Bloquinho da Lagoa.

Bell Marques e Durval Lelys juntos, esse encontro vai ser épico!

Em clima de axé, o Bloquinho da Lagoa acontece em Aphaville no dia 12 de Maio. Foto: Divulgação

Serviço: Bloquinho da Lagoa – 3ª. Edição Data: 12 de maio (sábado) - Local: Alphaville – Lagoa dos Ingleses - End: BR 040 – Nova Lima - Horário: 15 horas Atrações: Bel Marques e Durval Lelys, Dj Vavá Valores: R$ 150, 00 (3º. Lote) Classificação: 18 anos - Vendas: Sympla Realização: Trio Produtora, Produtora Prime e Its Show Time. Revista Cenário Minas - www.cenariominas.com.br

49 - Cenário Minas


A Cenรกrio

Comunicaรงao e Marketing Digital

www.cenariocomunicacao.com.br

Revista Cenário Minas - Abril 2018  

Revista Cenário Minas - Abril 2018 - a publicação se notabiliza pela absoluta isenção editorial e é uma revista regional de variedades que d...

Revista Cenário Minas - Abril 2018  

Revista Cenário Minas - Abril 2018 - a publicação se notabiliza pela absoluta isenção editorial e é uma revista regional de variedades que d...

Advertisement