Bendita 20

Page 1

Edição 20 | Mar/Abr 2016 | R$ 10

NOSSA CAPA

rodaika daudt

mistura de carisma e criatividade na tv beNditA CASAmeNtO

eStreiAS

novas colunas creative decor, a dois e astral mulher NA POlítiCA

Lourdes Sprenger e o ativismo animal COmPOrtAmeNtO

inveja, dá para transformar esse sentimento? beNditO frutO

O novo visual de Bruno Gagliasso

Cerimônia no campo, aposte no Rústico Chic eSPeCiAl ANiverSáriO #beNditA4yOu

Poder feminino

40 mulheres revelam seu Poder no dia-a-dia a transformação de 4 mulheres em divas pop testes: seu Poder Pessoal de beleza e estilo descubra como ter sucesso na carreira agora!



editorial

N

a edição em que comemoramos quatro anos da Revista BENDITA, trazemos muitos 4 ou múltiplos de 4 na campanha #bendita4you. A começar pela reportagem super especial com 40 mulheres influentes que foram convidadas para opinar e revelar como exercem o poder feminino diariamente. A felicidade é tanta de estar há quatro anos agitando o universo feminino do Rio Grande do Sul, que só temos a agradecer a nossas leitoras, parceiras, clientes e fontes. Na capa, a fabulosa Rodaika Daudt, apresentadora querida da TV gaúcha. Ela celebra conosco esta edição de aniversário, nos contando quem é essa mulher e menina que contagia a todos com sua espontaneidade e criatividade. Num cenário externo em Canoas, com mesa de doces inspirada no conto Alice no País das Maravilhas - mais fotos no blog da BENDITA. #bendita4you Também tem novidade na BENDITA, 4 novas colunas: Astral com a terapeuta holística Cris Costa; Creative Decor com a arquiteta Li Puente; A Dois com a terapeuta sexual Bárbara Schneider; e Toque de Empresária com a coach Gislaine do Amaral. Envie sua opinião e sugestão sobre as novas colunas, a gente quer saber! #bendita4you Um presente especial para nossa leitora é o ensaio fotográfico com o lindo ator Bruno Gagliasso. Deleite-se em 4 páginas de tirar o fôlego! #bendita4you Convidamos 4 mulheres de belezas diferentes para personificar 4 divas da música: veja as versões BENDITA de Madonna, Lana Del Rey, Christina Aguilera e Beyoncé. #bendita4you No encarte BENDITA CASAMENTO, confira 4 páginas de puro amor em um casamento realizado em Gravataí no estilo Rústico Chic. Para sonhar e se inspirar! #bendita4you Esta edição de aniversário dedico ao meu amor maior, meu filho Pedro, que completa um aninho em 29 de abril. Recadinho futuro para ele: “felicidades meu amor em tudo o que fizeres e conta sempre com a mamãe para tudo!” Beijos para todas leitoras e leitores que acompanham a BENDITA. E continuem participando; amamos o teu carinho!

Patrícia Leão Ferrás Diretora


48 Bruno Gagliasso índice

16

05 Toque

Entrevista com a vereadora Lourdes Sprenger

Empresarial Como alcançar o sucesso em sua carreira

21

Meu...

10

Pais São quem Criam Os direitos das novas famílias

12

28 Work Decor Decoração para estimular a qualidade e a produtividade

30 Especial

Aniversário

O poder feminino por 40 influentes mulheres

Moda e estilo Conheça e saiba como melhorar a sua auto imagem

14 Creative Decor Li Puente apresenta ideias cheias de estilo e criatividade

Divas da Música As musas inspiram a transformação no look de 4 lindas mulheres

07 Espelho, Espelho Como retomar a autoestima em 10 passos

Ativismo Animal

38

Na Capa

Rodaika em clima de festa, fala da vida pessoal e profissional

46 Alto Astral Conheça os benefícios da alquimia da consciência

Um presente pra você no mês de aniversário da BENDITA

52 Na estrada Direitos e deveres nos momentos tensos do trânsito

54 Entrevista Bate-papo com a cantora transex Valéria Houston

56 Inveja, só se for Construtiva Transforme esse sentimento em inspiração

57 Casamento no Campo

Como o rústico pode combinar com o romântico


#bendita4you

toque de empresária

Desperte-se para o êxito

“S

egue o teu destino, rega as tuas plantas, ame as tuas rosas, o resto são sombras de árvores alheias, cuide do seu jardim”. Fernando Pessoa Essa é minha primeira coluna para BENDITA e escrever sobre o despertar da mulher para o êxito é algo que me traz enorme satisfação e hoje me autorizo a contribuir sobre esse assunto, pois é a satisfação que encontro todos os dias ao harmonizar minhas escolhas com meus valores, pensamentos e sentimentos. Na correria do dia-a-dia, nos esquecemos de quem somos, mas uma vida comum não nos serve. A jornada pode ter sofrimento, armadilhas e monstros terríveis... Ainda assim, convido vocês para seguirem em direção ao preenchimento de uma vida plena, uma vida para apaixonar, tocar, satisfazer, entusiasmar, uma vida conectada com a verdadeira essência do SER HUMANO, que é ser único e indivisível. Nós mulheres costumamos nos dividir para exercer diferentes papéis, mas convido vocês para estarem mais inteiras e amorosas em todas as esferas que compõem uma vida integral e com êxito. Saber que não existe equilíbrio e sim equilibrista, que não existe caminho e sim caminhante é o primeiro passo para viver com mais harmonia e bem-estar nos aspectos ligados à saúde,

emoções, relacionamentos, vida financeira e espiritual. A vida nos proporciona inúmeras oportunidades para encontrarmos mais harmonia, ela pode ser uma grande escola quando nos colocamos numa posição de aprendiz, pois somente no momento em que me coloquei na posição de aprendiz foi possível expandir as possibilidades de crescimento pessoal e profissional. Parece simples, mas muitas vezes desafiador é fazer o simples. Costumamos nutrir hábitos e comportamentos que não nos apoiam e assim, cultivamos uma mente “manhosa”, que nos afasta realmente daquilo que queremos, um exemplo de um hábito que não nos apoia é reclamar. A energia da reclamação é sem dúvida um hábito que precisamos eliminar das nossas vidas, então desafio vocês a ficarem 24 horas sem reclamar, isso mesmo, nem em pensamento, pode ser que muitas não consigam, mas é uma ótima oportunidade de dar-se conta o quanto reclamamos e dessa forma, mudar esse padrão e conquistar um novo olhar sobre sua realidade. Pois a realidade não muda, nós mudamos. Identificar os hábitos que não nos apoiam é um passo importante para melhorar nossas escolhas e focar em atitudes que potencializem nossos talentos, habilidades e competências, pois tudo que eu dou poder cresce, então cultivar bons

pensamentos e agir de forma congruente são ingredientes valiosos para uma vida integral. Você é singular e indivisível, então comece a mudança por você, pois quando nos comparamos com os outros, invalidados a nós, então cuide do seu jardim. Diante disso, convido você leitora para iniciar uma caminhada rumo ao despertar para o êxito e encontrar um novo olhar para tudo que já conhece, pois é quando nos colocamos numa posição de aprendiz nessa marcha viva da vida que muitos mestres cruzam nosso caminho. Podem estar escondidos em pessoa simples, em pessoa de idade, em criança ou normalmente dentro de VOCÊ! Gratidão!

Gislaine Miranda do Amaral Empresária no segmento de treinamentos e desenvolvimento humano. Coach, Trainer e palestrante motivacional. gislaine@cereus.com.br


expediente www.revistabendita.com.br www.facebook.com/revistabendita (51) 3086.4551

colaboradores

março/abril

diretora e jornalista responsável Patrícia Leão Ferrás bendita@revistabendita.com.br

quem faz Design / Diagramação Rafael Cardoso Furtado Redação Christinne Rossi Assessoria Jurídica Ludwig Advogados Associados Impressão Gráfica Crivella

bárbara schneider

Terapeuta Sexual

beto ribeiro

camila martta

Hair Stylist

Advogada

gislaine do amaral

kathelline lopes

Circulação Porto Alegre, Região Metropolitana

contatos Assinaturas – (51) 3024.4554 assinaturas@revistabendita.com.br Comercial – (51) 3024.4554 comercial@revistabendita.com.br

cris costa

Terapeuta Holística

Empresária e Coach

Advogada

Redação – (51) 3086.4551 redacao@revistabendita.com.br Endereço Rua Leblon, 157, bairro Ipanema Porto Alegre/RS, Cep 91760-510 A Bendita Magazine é uma publicação da

li puente

Creative Designer

luciene scherer Coach

marcelo paixão Coach

Artigos e opiniões emitidas são de inteira responsabilidade de seus autores, assim como o conteúdo dos anúncios. Proibida reprodução do conteúdo da revista sem autorização prévia.

CAPA Foto: Paloma Fantini Cabelo: Rodolfo Coronel Maquiagem: Taís Andrade Decoração: Vanessa Bonozza (Era uma vez Decorações) e Gerusa Gusmão (Doçuras e Gostosuras) Rodaika Daudt usa acervo pessoal

márcia nascente Consultora de Imagem

priscilla bencke

rosalia schwark

Arquiteta

Psicóloga


coaching já

#bendita4you

Espelhos, Mulheres e Coaching

E

xiste alguém que não seja você para cuidar de você? Quais os motivos que nos impedem de nos cuidarmos melhor? O Coaching com foco na solução e no autoconhecimento é útil na retomada do processo de empoderamento pessoal pelas técnicas de motivação e de estratégia. O benefício é aumentar a autoestima e a qualidade de vida pela autoconsciência do próprio valor. O conto de fadas Branca de Neve nos trouxe a célebre frase: “espelho meu (...) existe alguém mais linda do que eu?”.

Então, o tempo passa e um dia o espelho nos responde: “sim! Existe alguém mais linda, aliás muitas mais lindas”. Pronto, perdemos poder pessoal e autoestima. Algumas mulheres sofrem, outras evitam o espelho, outras buscam a alta tecnologia em beleza... E como retomamos nosso poder e nossa autoestima? Quais estratégias para uma convivência e relação sadia com o nosso espelho? Meu desafio é que neste mês da mulher, você encare o seu espelho em 10 passos:

Passo 6 Transforme suas fraquezas,

Recado da Coach

Passo 2 Crie oportunidades de desenvolvimento: É hora de estabelecer que opções são possíveis para alcançar seu desenvolvimento. O que quer fazer? Estabeleça ações de desenvolvimento com data marcada. Empenhe-se!

Passo 7 Permita-se o autoconheci-

Agora que você descobriu como fazer um plano de desenvolvimento para empoderamento e autoestima, se empenhe e tenha foco na sua qualidade de vida. E por fim, olhe-se no espelho e diga: “espelho meu, esta sou eu com meus potenciais e transformando no dia a dia minhas fraquezas em oportunidades, simplesmente esta sou eu”. E lembre-se: você é responsável pelo seu cuidado! Empenhe-se e terá resultados!

Passo 3 Foque no seu auto empode-

ramento, completando as frases: Eu sou...; Eu Posso...; Eu consigo... Esta dica é importante para o seu empoderamento pessoal e a sua autoestima. Treine o seu empoderamento, colocando diariamente estes pensamentos fortalecedores e positivos na sua mente.

Passo 8 Identifique sua visão sobre si: Como será sua vida daqui a 5 anos, 2 anos ou 2 meses? O que é preciso fazer hoje para ser a pessoa que você quer? Liste ações para seu desenvolvimento que precisam ser feitas com prazo para iniciar. Lembre: sua visão deve estar alinhada as suas crenças e valores de vida

Passo 4 Agradeça por seus potenciais:

Passo 9 Treine seu olhar no espelho:

Passo 1 Permita-se a autoadmiração:

Olhe-se no espelho! Identifique e admire 10 potenciais seus. Que qualidades suas você admira? O que gosta em você? Admire suas qualidades, potenciais e talentos, que são seus e únicos!

Por dia, coloque um bilhete de agradecimento para você no espelho. No fim do mês, liste todos os agradecimentos.

Passo 5 Planeje-se: Faça lista de tare-

fas com 10 ações com data e hora marcada para promover a melhora de sua autoestima e empoderamento pessoal.

usando seus potenciais para provocar mudanças: Pense o que ganha com suas mudanças. Liste suas interferências, seus obstáculos para desenvolver autoestima e empoderamento pessoal.

mento: Identifique e explore suas fraquezas. Pergunte-se e se eu fizesse determinada ação, o que seria diferente? Liste oportunidades de desenvolvimento que as suas fraquezas lhe trazem.

Diariamente identifique 5 potenciais ao olhar-se no espelho.

Passo 10 Estabeleça prioridades:

Priorize 3 ações indicadores (ação para manter-se motivado e feliz, para evitar interferências e para avaliar progresso).

Luciene Scherer

Master, Executive and Personal Coach Membro da Sociedade Latino Americana de Coaching, Doutora em Ciências Biológicas-Bioquímica, Farmacêutica, Biomédica - contato@lucienescherer.com


leitores “Obrigada à Patrícia Leão Ferrás, diretora da Revista BENDITA, pela oportunidade de eu ter estado presente no Réveillon Bendita Hora, na Casa de Cultura Mario Quintana! O evento foi um sucesso e estava recheado de pessoas inteiradas com moda, beleza, estilo e comportamento! Sucesso Revista BENDITA! Thaís Guimarães

capa da edição 19 | dez/jan 2016

“Ter sido capa da Revista BENDITA foi uma alegria imensa! Primeiro pelo convite, depois pelo dia incrível em que passamos fotografando e fechando com chave de ouro com o evento Bendita Hora, rodeada de gente bacana em um papo alto astral. Fica aqui meu muito obrigada à Patrícia Leão Ferrás, a toda equipe de produção (me fizeram descobrir uma outra Paloma!), e à sensibilidade do fotógrafo Jorge Scherer! O mais importante: foi mega divertido! E vocês arrasaram, claro!”. Paloma Poeta

“Parabéns pelos quatro anos da Revista BENDITA! O presente somos nós que ganhamos: moda, atualizações e muitas novidades! Felicidades e sucesso!”. Marli Marcon

“Adorei a capa, acompanho essa nossa guria Paloma Poeta pela TV, e a história dela é muito legal. Gostei muito do artigo de ‘Qualidade de vida no trabalho’ [coluna Work Decor] e já estou usando as dicas da arquiteta Priscilla Bencke. E agora esperar a próxima BENDITA”. Soraia Morales

“Somos fortes, cheias de fé, força e atitude. Umas baita guerreiras, tchê! Obrigada revista BENDITA por nos proporcionar este espaço [na reportagem “Vitoriosas”]. Aqui contamos um pouquinho da nossa história”. Cleiva Oliveira

“Muito feliz em estar nas páginas de uma revista concebida com muito carinho e profissionalismo”. Gislaine Miranda do Amaral

“Quero parabenizar vocês pelo blog da BENDITA. Sempre tem alguma novidade que dá para aproveitar”.

“Li todinha a Revista BENDITA da Paloma Poeta e queria dizer pra equipe que a coluna ‘Sorriso Saudável’ foi bem esclarecedora. E as matérias de moda, tudo lindo. Parabéns a toda equipe! ”.

Maria Paula Cruz

Rafaela Montes Lima

Mande sua opinião e sugestões para opiniao@revistabendita.com.br Por questão de espaço, o texto poderá ser resumido a critério da redação.

08

revistabendita.com.br



a dois

O dono de casa e a provedora

U

m casal onde o marido é dono de casa e a mulher provedora ainda nos causa espanto, e certa desconfiança com relação ao sucesso ou não do relacionamento. A curiosidade sobre como funcionam, o que muda neste tipo de relação, quais os prós e contras desse sistema são questionamentos comuns e que costumam rondar os casais. Estes relacionamentos fogem aos padrões e contradizem aprendizagens de que o homem tem que ser provedor. Pode ser uma fase momentânea da vida do casal, como também uma opção de organização conjugal e familiar duradoura. O casal ciente das implicações de suas escolhas e capaz de manter uma relação nessa configuração, tende a manter uma equilibrada e segura preocupação pelo parceiro, estimulado pelo amor, comprometimento e com expectativas negociadas. O sucesso é decorrente da relação conjugal que estabelece o que chamamos de “acordos secretos”. Acordos afinados, conversados e ponderados para adaptações mútuas. O HOMEM – Seguro de sua masculinidade, pode aproximar-se do universo das mulheres sem se sentir menos homem. Pode estar entre homens sem contar vantagens para se afirmar como tal, pode confiar na pessoa sem temer que ela o subjugue ou o abandone. Mesmo que o pai assuma tarefas e funções ditas maternas, não pode ser con-

fundido com a pessoa da mãe e nem com seu significado emocional. Este é o grande ganho que a sociedade pode ter com essa mudança, onde homens e mulheres se alternam nas responsabilidades e se complementam na construção da vida conjugal e familiar mais integrada e saudável. Funcional como dizem os terapeutas de casal e família. A experiência pode ser enriquecedora desde que não signifique a perda de fronteiras ou sacrifício à individualidade. O homem, que abre mão do papel tradicional, precisa saber quais são seus objetivos, que tarefas sociais terá que resolver, expectativas da família e amigos. O casal precisa ter clareza dos ganhos e perdas para não “respingar” nas demais áreas da vida conjugal. Para que áreas como a sexualidade do casal não sejam ancoradas em critérios irrealistas e que gerem frustração. A MULHER – Por sua vez, também é capaz de selecionar um parceiro para si, com quem tenha inúmeras afinidades e com quem possa obter prazer. A satisfação em estar juntos permanecerá graças às demais áreas de interesse em comum, à estima e consideração pela pessoa do outro e ao bem-estar em compartilhar com ele os diversos recantos da sua própria intimidade. Esta configuração – dono de casa e provedora - tende a apresentar problemas quando as decisões forem

unilaterais. Da mesma forma, quando o homem faz esta opção por não ter sucesso profissional, posicionando-se com menosvalia e inferioridade na relação do casal, resultando em perdas para ambos. O casal sofre impactos por situações não discutidas. Podem surgir cobranças, brigas e embates verbais que levarão ao rompimento ou sofrimento. Já a confiança e os laços de apego criam espaço e clima para um crescente sentimento de bem-estar e oportunizam o compartilhamento, no qual continuam a se apresentar novos desafios, tanto no plano individual, quanto no plano amoroso, sexual e familiar. O casal e a família estando unidos, os torna livres para estabelecerem inter-relações num plano amplo e com maior autonomia.

Bárbara Ahlert Schneider Psicóloga, terapeuta de adultos, casais e famílias. Terapeuta sexual com Habilitação em Sexualidade Humana barbara@analyseassessoria.com.br


Foto: Divulgação

Fotos: Tatiani Rodrigues

bendita em foco

01

HoMENAgEM às MulHErEs EMprEENDEDorAs DE vIAMão 01. A revista BENDITA participou de homenagem ao Dia da Mulher na Câmara Municipal de Viamão

03

03. Mulheres Que Decidem com as empresárias Aldrey Zago, Karina Limeira e Daiana Kich

02. Menção Honrosa foi entregue

02

pelo vereador Ronaldo Ribeiro a mulheres empreendedoras da cidade, numa iniciativa em conjunto com Maisa Pellegrini (Tarde Rosa Chá)

revistabendita.com.br

3


#bendita4you

12

revistabendita.com.br



creative decor

Liberdade para criar Em minha coluna de estreia, ideias cheias de design, história e criatividade. Aposte em seus utensílios e dê uma nova função a eles

A

Ao ingressar na Arquitetura e conhecer um pouco da vida de arquitetos influentes, fiquei muito feliz! Lina Bo Bardi, por exemplo, além de projetos arquitetônicos importantes, pintava telas e desenhava figurinos. Hoje as técnicas, que pareciam não ter sentido, me auxiliam na inspiração para criar peças que se tornam únicas para aquele projeto, aquele cliente, aquela loja. Como diz Rosembaum, “criatividade é ter liberdade para usar a fantasia”. É com essa liberdade, que o utensílio sai da cozinha e se torna um objeto de design, história e criatividade. Assim, colheres, funis, panelas ganham destaque no design de interiores. Liberte-se! A última xícara que restou pode embelezar sua janela com temperos plantados. A colher de papinha do seu filho, em uma linda moldura, mistura-se aos quadros na parede.

facebook.com/studiodosaromas/ instagram.com/studiodosaromas/

Rua João Alfredo, 549 - Cidade Baixa

Fotos: Estúdio Mythos

quariana, inquieta, cheia de sonhos acumulados. Fui artesã, nutricionista e hoje na Arquitetura, sou Designer Creative da Lp21. Já pintei mdf, fiz cursos de cerâmica, restauração de móveis, bordado... Ih! Muitas técnicas e materiais. Um dia me perguntaram: “porque tu não focas em uma só técnica?”. Confesso que isso me deixou pensativa, e até insegura, por um tempo. Por pouco tempo.

Quase em desuso, os funis de metal já são peças de destaque em si. Imagina 20 destes!


Colheres foram transformadas em pendentes. A opção por lâmpadas de cor morna, dão um charme e uma iluminação cênica muito legal no ambiente.

Aqui as panelas praticamente brotam das paredes. Utilizando a mesma cor entre elas, as panelas tornam-se texturas. Ao lado quadrinhos ganham ganchos feitos de colheres e garfos.

Não é ilusão de ótica! Este escorredor de massas enorme, ganhou pés em madeira, pintura especial e um vidro para virar uma linda mesa de centro.

Sabe aquelas colheres de madeira que dão o toque todo especial quando fizemos brigadeiro com elas? Temos de todos os formatos, tamanhos e tonalidades de madeira. A composição deste jogo na parede, deu um ar de requinte neste objeto tão simples.

Li Puente Aqui a colher ganhou uma pintura especial e virou puxador!

Fotos: Estúdio Mythos mythosdigital.com.br Projeto: Lp21 liberdade em projetos Local : Studio dos Aromas

Creative Design em Lp21 liberdade em projetos. lipuente@lp21.com.br


bendita entrevista

Na defesa P de quem só dá amor Bendita conversa com Lourdes Sprenger, auditora e atual vereadora de Porto Alegre, reconhecida pela luta em prol dos bichos e contra a corrupção Por Patrícia Leão Ferrás

ara ela, a mulher na política tem que ser corajosa, enfrentar os mais fortes debates e defender seus projetos até o fim. Mas tudo isso com carisma, diálogo e muito conhecimento de causa. Assim, a auditora Lourdes Sprenger vem se destacando há três anos na Câmara Municipal de Porto Alegre. Ela se elegeu com uma econômica campanha que propagava seu antigo ativismo, tornando-se a primeira vereadora representante da causa animal de Porto Alegre. A outra bandeira defendida veio da experiência de anos como auditora: a fiscalização das contas públicas no combate à corrupção.

Lourdes sempre foi uma pessoa politizada. Mesmo exercendo sua profissão ou abrindo seu próprio negócio - ela fundou o primeiro site de compras de antiquidades do país! –, já era envolvida com a defesa dos bichos em situação de maus-tratos. Ficou conhecida por participar da criação da Secretaria Especial dos Direitos Animais (Seda) de Porto Alegre, da articulação pela aprovação do Programa Municipal de Proteção Animal, que estabeleceu o fim do extermínio de cães e gatos no Canil Municipal e na formulação da Lei das Carroças, que determina o fim da circulação das mesmas. Além de ações pelos bichos, Lourdes envolveu-se em temas ligados ao meio-ambiente, preservação do patrimônio cultural urbano e com a preocupação de políticas públicas para crianças e idosos. – Antes de estar política, sempre tive a preocupação de ajudar as pessoas. Tenho dificuldade em colocar uma ‘vidraça’, então me abalo muito com os problemas dos demais. Ela ressalta que na política é preciso dedicação exclusiva, não sabe fazer diferente. Para Lourdes, principalmente a mulher, tem que contar com total apoio da família. Isso ela sustenta com o marido Marcelo, consultor de Informática, e o filho Matheus, advogado de 24 anos. Dedica-se a sete cachorros resgatados das ruas e três gatos. Ainda outros em casas de passagem, que não conseguiu doar (na foto, com Alemão e Vitória).


gaglia drigo Bra Fotos: R o

LOURDES POR LOURDES “Persistência é uma boa definição. Não desisto facilmente dos meus objetivos. Sou movida pelas pessoas, por querer mudanças. Valorizo muito a família e tenho facilidade em fazer amizades. São amigos da época de Auditoria, dos contatos de antiquidades, do ativismo animal e novos amigos. E em qualquer religião, tem que ter fé, fui criada assim por minha mãe. Tive um problema de saúde grave, diagnosticado como um tumor na região da base do cérebro, em 2010. Consultei seis equipes de neurologistas. Fiz uma complicada cirurgia e foi constatado que o tumor não era maligno. Recebi muitas mensagens dos amigos, só pensava em Deus e ‘não deixei cair a peteca’”.

AUDITORIA & ANTIGUIDADES “Sou apaixonada pela Auditoria, o que facilita o diálogo com empresários e políticos, pois conheço o funcionamento de empresas públicas ou privadas do início ao fim. Viajei muito e sempre gostei de Artes. Em 1998, resolvi entrar na área. Fiz parcerias com antiquários e conhecia famílias tradicionais que queriam se desfazer de peças. Criei meu e-commerce de antiguidades, com site feito por meu marido, o primeiro do Brasil. Como especialista, dava autenticidade sobre a peça. Tive pedidos de toda parte, inclusive para novelas globais. Hoje, tenho o projeto de lançar um livro para iniciar jovens no ramo”.

ATIVISMO ANIMAL “Estou no ativismo em prol dos animais desde 2000. Ajudando os protetores e tratando os animais de rua em maus-tratos, comecei a participar de comícios do PMDB. Assim me convidaram para ajudar o partido

na Câmara. Eu e meu grupo apresentamos o Projeto de Retirada das Carroças, cansamos de ver cavalos trabalhando até tombar e morrer. Na Câmara, estudava soluções, um plano maior. Fizemos parte do programa de governo para colocar a causa animal no projeto do prefeito José Fogaça. Antes dele concorrer a governador, nos deu um setor. Não se tinha a dimensão da causa. Aí foi criada, em 2009, a Coordenadoria Mutidisciplinar de Políticas Públicas para Animais Domésticos. Ganhamos espaço”.

PLANOS NA PRÁTICA “Primeiro passo para trabalhar no governo tem que gostar de planejamento. Com a entrada do novo prefeito, fui indicada para implantar políticas públicas na prefeitura em 2010. Aceitei porque era pelos animais. Era um pequeno setor ligado ao gabinete do prefeito, não tínhamos nada. O setor do canil e os medicamentos eram vinculados à Secretaria da Saúde, na Vigilância Sanitária. Andava com os projetos embaixo do braço, indo nas áreas. Nós crescemos muito, fizemos vários projetos: ressocialização de cães, adote um cavalo, unidades móveis para transporte de animais. Eu era a executora. Em 2011, o prefeito autorizou criarmos a Secretaria Especial dos Direitos Animais (Seda)”.

MULHERES NA POLÍTICA “Em janeiro de 2012, avisaram que precisavam de mulheres na política do PMDB. Sempre apoiava, mas me chamaram para ser candidata, ha-

via quatro meses da eleição. Perguntei a 300 amigos o que achavam. Três disseram para não ir. E a maioria: ‘vai, porque tu vais fazer mudanças’. Respondi: ‘bom então vocês vão me apoiar’. Oficializei minha candidatura e comecei a trabalhar do meu jeito, mostrando planejamento e o que eu fazia. Veio colegas auditores, o pessoal do meio ambiente e do ativismo animal. A causa ia para a vitrine: ‘Os animais não votam, mas nós votamos por eles’”.

HOJE NA CÂMARA “Como auditora tenho facilidade em atuar em diversas pontas. Assim, trabalho na fiscalização das contas públicas e no combate à corrupção. Em 2015, atuei na Comissão de Justiça da Câmara. Neste ano, voltei à Comissão de Saúde e Meio Ambiente como presidente. Estou com projeto para a identificação das medidas compensatórias para empreendimentos com mais de 2 mil metros, para identificar a aplicação destes recursos. Na causa animal, minha luta é pelo controle populacional com a esterilização ampla, cadastro municipal com microchip para evitar o abandono e os custos que ele gera, lei que normatize a venda de filhotes, já microchipados e esterilizados. Participo de eventos em escolas, ensinando as crianças a tratarem bem os animais”.


bendita hora 12

01

Bendita Hora 12 O Reveillon Bendita Hora, no Café Santo de Casa, de Cláudia Wagner, no Centro da Capital, contou com Paloma Poeta, em talk show com Patrícia Leão, diretora da BENDITA. A segunda parte do talk show teve a participação da terapeuta holística Cris Costa e da consultora de imagem Márcia Nascente, com previsões e tendências 2016. Foi realizado o sorteio da Joia da Capa de Dezembro/Janeiro, na versão black promovido pela Menina Morena. O colunista e coach Marcelo Paixão falou do projeto BENDITA IDEIA, com palestra sobre atração e relacionamento. Thais Guimarães Fisioterapia Dermatofuncional promoveu demonstrações estéticas. O ambiente teve decorativos da Oh Home Store. Agradecimentos à DJ Aline Bello, Doceria Gourmet, Embaixadora Lu Bortolini, fotógrafo Roberto Becker e hairstylist Beto Ribeiro.

03

02

04


06 05

09 07

08

01. Cris Costa, Márcia Nascente e Patrícia Leão Ferrás 02. Amanda Marun, Paloma Poeta e Giulia Galant 03. Neusa Pandolfo e Beto Ribeiro 04. Roberto Franskowiak, Simone Mottola, Karen Cerutti, Paula Silva, Gislaine e Jader Do Amaral 05. Maria de Fátima Poeta, Ivo Pfingstag, Paloma Poeta e Jane Pfingstag 06. Esaura Burille, Ingrid ruschel e Lourdes Sprenger 07. Thais Guimarães 08. Marcelo Paixão 09. Silvania Armani, Tania Mara Zanotto, Juraci Vieira, Marines Souza sOUZA (DE PÉ), Carla Severo, Márcia Nascente, Fernanda Ribeiro, Vera Pandolfo e Maribel Zanotto (SENTADAS) 10. Lu Bortolini, Patrícia Leão Ferrás e Leila Saut

Fotos: Roberto Becker | Confira mais em: www.facebook.com/revistabenditasite

10

Apoiadores e expositores:

(51) 3226.0789

(51)8189.0599

(51) 9222.2638

(51) 8537.7924


cultura

Mente e emoção saudáveis Em uma sociedade competitiva, é importante gerir as emoções. Essa prática é o alicerce de todos os tipos de coaching, desde desempenho profissional e pessoal até construção de relacionamentos. Em “Gestão da Emoção” (Benvirá, selo da Editora Saraiva), o autor Augusto Cury ajuda a identificar o mau uso da emoção e o gasto desnecessário de energia e apresenta um programa constituído de técnicas para conquistar uma mente livre e emoção saudável. As técnicas expostas pelo psiquiatra são essenciais tanto no âmbito profissional, como pessoal, pois buscam gerenciar a ansiedade.


#bendita4you

Divas da Música Produção de Moda: Márcia Nascente Fotos: Jorge Scherer

A BENDITA faz 4 anos e traz um editorial de moda e beleza com quatro convidadas com looks inspiração


MADONNA por CLLAUDIA A jornalista Cllaudia Fleury comanda o matinal Bom Dia é Hoje. A apresentadora desfila vários looks no programa da TV Urbana e dessa vez interpretou o estilo anos 1990 da rainha do pop.

Inspiração: Madonna 22

revistabendita.com.br


LANA por MARCELA Marcela Tomaszewski é Miss Mundo Porto Alegre. Com facilidade para se transformar, a bela tornou-se nossa Lana Del Rey nesta edição. A gaúcha segue a carreira de modelo no Rio de Janeiro.

Inspiração: Lana Del Rey


CHRISTINA por BRUNA Amor à maquiagem. É assim que a beauty stylist Bruna Luz transmite sua técnica a quem passa por suas mãos. Nossa convidada viveu o estilo poderoso da musa Christina Aguilera.

Inspiração: Christina Aguilera


BEYONCÉ por BRUNA Praticante de Muay Thai (arte marcial tailandesa),‬Bruna Veronezi demonstra força e exuberância, tendo muito em comum com a diva Beyoncé. A estudante de Marketing adora moda.

Inspiração: Beyonce

CABELOS BETO RIBEIRO (51) 9282.7707 | MAQUIAGEM BRUNA LUZ (51) 9270.5659 APOIO: JOIAS STRIN (51) 3557.9777 | BLUSAS UNIKAS MODA (51) 3022.4759


beleza | cabelos

Ondas: elas voltaram! O

lá! Há algum tempo as mulheres optaram por usar cabelos mais naturais, depois de anos da febre dos lisos ou alisados. Sabe-se que para mudar a forma do movimento natural do cabelo precisa-se de cuidado extra.

conselheiro para indicar o melhor produto para seu cabelo, adequado ao tipo e estilo de cacheado – prevenindo danos e ressecamento com hidratação e penteados incríveis.

Cada vez com menos tempo, a tendência dos cabelos naturais chega e revela ondulações em muitos casos lindas e perfeitas. De toda forma, temos que cuidar das madeixas mesmo naturais, procurando um profissional

Fatal Innocence – um rosto angelical com cabelos volumosos e iluminados com ondulações só nas pontas dá um ar de descontração.

Fotos: Jorge Scherer

Naturais ou produzidos, os cabelos cacheados estão em alta. Saiba como usá-los nas atuais versões

Sexy Romantic – nessa performance, a ondulação cria algo novo e diferente, com romantismo inigualável e sexy.

Power Girl – Essa transformação deixa a mulher mais poderosa e cheia de atitude. Cabelos trabalhados com anelados e muita mousse para dar volume.

Curl total – assumir sua ondulação natural vai lhe encher de liberdade e com os produtos certos obviamente terá mais tempo para fazer outras coisas!

Beto Ribeiro Hair Stylist, com formação em visagismo, adora fazer e acontecer opiniao@revistabendita.com.br


jurídica

Pais são quem criam H

á algum tempo que o conceito de família se ampliou. Hoje não se tem apenas a família patriarcal, constituída pelo casamento, em que o pai era o chefe e o interesse comum da família se sobrepunha aos interesses particulares de seus componentes. Desde a promulgação da Constituição Federal, em 1988, o conceito de família tomou novos rumos. A partir desse novo conceito, surgiram diversas formas de famílias. Tanto é verdade que o Direito de Família é atualmente denominado de Direito das Famílias. O afeto é sinônimo de família. O amor e a felicidade estão em primeiríssimo lugar. Nessa seara familiar vêm as questões a serem expostas neste artigo: pai e mãe são apenas os genitores, os pais biológicos? E, ainda: os pais de criação não são pais? As duas questões são incorretas pelo direito das famílias atualmente. Tanto os pais que geraram, como os pais que criaram são pais. Igualmente para os filhos. Dessa relação parental surgem efeitos, direitos e obrigações para ambos os lados. No segundo caso, de pais socioafetivos, o afeto entra em jogo e tem tanto poder quanto a carga genética tem para os pais biológicos. Filhos havidos de “adoções à brasileira” (crianças registradas como se filhos fossem), embora não gerados pelos pais registradores, pois são oriundas de partos anônimos e abandonos, são exemplos de filiação e parentalidade baseada no amor e no afeto. Salienta-se que essa forma de adoção não é a adoção

técnica que a lei prevê. Outro exemplo clássico e emocionante dessa temática vem com os bebês que são trocados nas maternidades, e que anos depois se descobrem as trocas. Vem a verdadeira origem. E aí a pergunta: alguém, em sã consciência, duvida que aqueles pais que criaram os bebês trocados sejam seus pais? O amor é incondicional e o afeto se instalou desde o primeiro dia. Sentimentos que cresceram e se solidificaram, que não há como apagar depois de alguns anos. É por essa razão que o direito das famílias abraçou o afeto como valor jurídico e tende a ser um princípio jurídico. Evidente que casos assim envolvem questão indenizatória, que tentará compensar a troca. Independentemente disso, a relação afetuosa entre pais e filhos houve e disso não se tem dúvida. Nos casos de adoção à brasileira, como nos de troca de bebês em maternidades, não se tem legislação específica. Trabalha-se com o princípio do melhor interesse da criança, que vem esculpido no Estatuto da Criança e do Adolescente. Têm-se inúmeras decisões de tribunais no país que acolheram pretensões no sentido de admitir que a criança tenha duas mães ou dois pais no registro de nascimento, o que se denominou: multiparentalidade ou pluriparentalidade. O mesmo ocorre nas situações de reprodução humana assistida (RHA), em que casais heteroafetivos ou homoafetivos pretendem a parentalidade, também haverá a pluriparentalidade ou a pluriparentalidade, uma vez que o bebê nascido poderá ter no seu registro de nascimento dois pais, ou duas mães, ou uma mãe e dois pais.

No Brasil, Pernambuco foi o primeiro Estado a normatizar pelo Provimento nº 21/2015, de 29/10/2015; da Corregedoria-Geral de Justiça. O provimento busca desburocratizar o procedimento registral para casos de gestação de substituição (por outra pessoa) ou de projetos parentais de casais homoafetivos. A comunidade jurídica aguarda ansiosa a aprovação do PLS 470/2013, denominado de o Estatuto das Famílias, elaborado pelo Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAM), de autoria da senadora Lídice da Mata (PSB-BA), o qual irá igualar o estado de filho. “Os filhos independentemente de sua origem biológica ou socioafetiva têm os mesmos direitos e qualificações, proibidas quaisquer desiguações ou práticas discrimitórias”. Isso representa as mudanças na sociedade, que não se podem mais negar. Pessoas se casam ou se unem estavelmente por amor e não mais por imposição do pai para o bem da família. E por isso o Direito das Famílias deve acompanhar essas alterações, a fim de atender e proteger os reflexos e consequências que esses atos jurídicos irradiam.

Camila Victorazzi Martta

Advogada focada nas áreas do Direito Empresarial, de Família e das Sucessões camila@camilamartta.adv.br




Mulheres de Poder PARA CELEBRAR O ANIVERSÁRIO DE 4 ANOS DA REVISTA BENDITA, MULTIPLICAMOS ESSE NÚMERO POR 10 E PERGUNTAMOS A 40 INFLUENTES MULHERES DO RS COMO CADA UMA EXERCE O EMPODERAMENTO FEMININO NA VIDA PESSOAL E NO AMBIENTE PROFISSIONAL. E VOCÊ, COMO CONQUISTA SEU ESPAÇO DIARIAMENTE? CONTE PARA NÓS! #BENDITA4YOU

Foto: Divulgação

Carla Lubisco

“A minha filosofia é viver com liberdade, ética, sem limites pré-estabelecidos para sonhar e conquistar. Sem preconceito, com amor e coragem para buscar as coisas que acredito, sem desviar o foco dos meus objetivos e sempre mantendo o equilíbrio corpo-mente”. Carla é consultora em qualidade de vida, empresária e lifestyle influencer.

Mariella Stock “Sinto-me privilegiada por ser mulher e poder usar com parcimônia e sabedoria o poder de influenciar, seja em casa ou no trabalho. Um olhar, um sorriso, um gesto, uma palavra bem empregada tem o poder de transformar e tento por em prática todos os dias. É importante lembrar que erramos e para isto existe o perdão”. Mariella Stock, empresária e diretora da Maiora Design

Ana Lonardi

Foto: Arquivo Pessoal

“Para mim, o poder da mulher está no auto-conhecimento. É se conhecendo que se aprende a saber o que se quer, a se sentir merecedora e a lutar por isso. Faço terapia, leio, me trabalho, e vejo que cada vez tenho mais poder para escolher, produzir e atrair o que eu quero para mim”. Ana é cantora e compositora.

Evelyn Cademartori “O empoderamento feminino, para mim, é buscar constantes desafios. Mesmo os piores momentos de nossas vidas são oportunidades únicas de superação pessoal”, Evelyn é Life Coach e escritora

Foto: Raul Krebs

Foto: Vini Dallarosa

“Coloco a minha alma na tela da TV para que o telespectador gaúcho sinta a verdade e a força de cada palavra. Mas nada se compara à maternidade. Carregar o Arthur na barriga está sendo o meu maior poder”. Edieni é apresentadora de TV do SBT Rio Grande

Foto: Divulgação

Edieni Ferigolo


Foto: Lenara Petenuzzo

Maira Caleffi

“Empoderamento da mulher tem a ver com a consciência e informação! Lido com mulheres que enfrentam o câncer de mama e percebo que quanto mais informadas, mais conscientes e participativas. Encaram de forma mais positiva com impacto favorável no tratamento. O empoderamento acontece quando inspiro as mulheres na luta pela causa! O atendimento ágil e de qualidade contribui de forma poderosa para mudar a história do câncer e a possibilidade de cura! Saber isso é poder!”. Maira é médica e presidente do Imama e Femama

Sara Bodowsky Foto: Jeferson Carnelutti

“Acredito no empoderamento feminino como acredito no empoderamento humano: somos todos duais. Assimilar isso é o melhor caminho para o equilíbrio de gêneros. Me autoconhecer, aceitar meus limites, ter bondade comigo e entender o que é sim e não na vida são maneiras de superar o preconceito de gênero, que pode vir de homens e mulheres. Carregamos ele muitas vezes em nós. Reconhecê-lo, enfrentá-lo e vencê-lo, sem vitimização, mas com coração tranquilo”. Sara é jornalista, radialista da Gaúcha e blogger

Foto: Arquivo Pessoal

Marinelsa Geyer “Acredito que o empoderamento feminino não deva ser ‘promovido’ e sim vivenciado. No meu caso, desempenhando as funções do cotidiano com foco, profissionalismo e agindo sem fazer distinção de gênero, oportunizando assim o crescimento e a valorização da mulher”. Marinelsa é empresária do setor imobiliário, presidente da Business and Professional Women (BPW) Porto Alegre e segunda vice-presidente da BPW Brasil

Pati Leivas

FFFoto: Vini Dallarosa

“O ápice do empoderamento feminino é a liberdade. Cada dia mais podemos nos posicionar de acordo com nossas vontades. Faço uso disso no trabalho, me permitindo ter parceiros legítimos, em quem confio e admiro. Consigo hoje, com anos de construção da minha credibilidade profissional, optar por trabalhar somente com marcas e pessoas inspiradoras. Na vida pessoal, o mesmo: amigos e relacionamentos vislumbrando a troca sadia, e nunca a dependência. Acredito que esse é o nosso real PODER!”, Pati é gestora de relacionamentos

Foto: Arquivo Pessoal

Camila Martta “Exerço diariamente através de amor, conhecimento, organização e do equilíbrio. Não é fácil ser mãe, mulher, profissional e estudante ao mesmo tempo. Para mim, o amor e a dedicação aliados à organização e equilíbrio são os melhores ingredientes de empoderamento feminino. E sinto o maior orgulho por isso!”. Camila é advogada e colunista da BENDITA revistabendita.com.br

33


Foto: Arquivo Pessoal

Angela Di Verbeno “Ter uma auto-estima fortalecida o bastante para que o julgamento dos outros tenha muito pouco poder sobre como eu me sinto. A meditação e a gratidão por tudo que é presente em minha vida são o combustível do meu empoderamento pessoal”. Angela é consultora de Estilo Pessoal, Empresarial e life coach

“Eu demonstro o poder de ser mulher sendo eu mesma e não abrindo mão das minhas ideias e projetos em função do meu gênero. Sou uma mãe muito feliz que adora curtir e cuidar dos filhos. Sou uma jornalista com opinião e exerço meu trabalho com muita responsabilidade, mas muito prazer também. E sou uma mulher vaidosa. Cuido de mim com carinho, fazendo as coisas que eu gosto, curtindo a vida e saindo com minhas amigas e minha família”. Lúcia é jornalista e apresentadora de TV na Band RS

Foto: Antares Martins

Lúcia Mattos

“Venho de uma criação familiar na qual minha mãe é uma mulher empoderada e esse é o meu modelo. Pra mim, é natural enxergar e conviver com mulheres fortes e que buscam essa igualdade e liderança. Acredito que meu envolvimento está muito direcionado ao incentivo da busca de auto-estima e autoconfiança das mulheres. Esses dois pilares, que são bem íntimos e internos de cada ser humano, é a base do que deve ser trabalhado. É uma força que vem de dentro pra fora”. Débora é publicitária

Cris Berger “Poder da mulher... Ser várias em uma só. Executar diversas funções ao mesmo tempo. Aguentar uma montanha russa de emoções e, ainda assim, tocar a bola pra frente. A complexidade feminima é para os (as!) fortes”. Cris é fotógrafa e escritora

Foto: Caroline Scheffel

Viviane Santos

Foto: Arquivo Pessoal

Foto: Marcos Xavier INFOCO

Débora Tessler

“Seja nos textos que escrevo sobre desenvolvimento pessoal e empreendedorismo feminino, seja nas rodas de chimarrão ou nas conversas com meus filhos. Promovendo encontros produtivos entre mulheres com o objetivo de abolir a competição e a rivalidade entre elas. O poder de transformação social é intrínseco à mulher. Aproveitemos!”. Viviane é idealizadora do Empoderadas, embaixadora da Escola de Você e Rede Mulher Empreendedora e coordenadora do Núcleo da Mulher Empreendedora CDL/Novo Hamburgo


Foto: Andy Marshall

Mauren Motta

“Sempre fui muito independente. Minha liberdade foi conquistada trabalhando desde cedo. Nunca entendi muito essa fraqueza feminina, e essa dependência toda. As mulheres devem lutar pelo que lhes é de direito. Temos que verbalizar nossas causas, galgar melhores salários e posições. Repudio a discriminação ou violência contra a mulher. Uso a força que tenho nas redes sociais para expor esse posicionamento. Acredito que as mulheres devem ser mais unidas para poderem ir mais longe”. Mauren é jornalista e publicitária

Deb Xavier Foto: Lisa Roos

“Exerço o empoderamento buscando ser uma cidadã melhor, protagonista econômica, social e política. Não deixo que os obstáculos me paralisem, nem que os privilégios me tornem insensível à realidade. O poder da mulher está na visão além de si. Desenvolvo projetos de empoderamento econômico que ajudam empresas, governos, instituições e indivíduos na conquista de um mundo melhor para meninas e mulheres”. Deb é consultora de projetos de empoderamento econômico feminino, embaixadora da ONU e idealizadora do Jogo de Damas

Foto: Marcelo Nunes

Patsy Cecato “Meu empoderamento feminino começou em casa, questionando meu pai. Passou pela adolescência questionando a sexualidade e me acompanha, desde então, na minha profissão. Desenvolvi a temática feminina ao longo de minha carreira e hoje, na maturidade, começo a vivenciar, de verdade, as liberdades pelas quais tanto lutei”. Patsy é atriz, dramaturga e diretora de teatro no Complexo Criativo Cômica Cultural

Doris Hexsel Foto: Arquivo Pessoal

“Quando a gente busca excelência no que faz, e isso é da minha personalidade, passamos a ter uma meta, um norte. Soma-se a isso que, como mulheres, primamos e valorizamos muito mais os detalhes, que implicam em atenção, elegância, delicadeza, interesse, cuidado e valorização das pessoas. É por aí que exercito o empoderamento no dia-a-dia. Os melhores sempre sobrevivem e crescem ao meu lado”. Doris é médica dermatologista

Foto: Arquivo Pessoal

Kathelline Lopes “A mulher já nasceu com o dom e o poder de exercer diversas atividades ao mesmo tempo e com maestria. Conseguimos exercer concomitantemente atividades profissionais, afazeres domésticos, cuidados com filhos e até mesmo atividades que eram consideradas exclusivamente masculinas. O empoderamento feminino faz com que estejamos em igualdade de gênero”. Kathelline Lopes é advogada revistabendita.com.br

33


Foto: Fran Hunter

Rafaela Zanella “O empoderamento feminino se projeta em minha vida pessoal e profissional no resguardo de espaços de autonomia. Acredito que é essencial resguardar meu lugar, minha profissão, meus gostos e amizades. Para não ser absorvida na vida da família que, mesmo reunindo meus grandes amores, não apaga a individualidade de quem fui antes e quem sou depois deles”. Rafaela é médica e Miss Brasil 2006

“Através do meu trabalho, eu exerço o empoderamento feminino diariamente tanto no blog, quanto nas redes sociais. Faço de maneira muito natural, levando informação de qualidade para as mulheres que me acompanham o que contribui para sua autonomia e poder de decisão”. Clarissa é blogueira de moda, beleza e lifestyle

Foto: Arquivo Pessoal

Clarissa Cabeda

Foto: Arquivo pessoal

Gislaine Miranda do Amaral

“O que você sente quando lê esta frase escrita há milhares de anos no oráculo de Delfos: ‘conhece-te a ti mesmo’. Ampliar essa autoconsciência é um exercício diário para identificar e realizar escolhas alinhadas com meus talentos e valores e assim encontrar entusiasmo para superar os desafios e saborear as conquistas. Substituo a palavra ‘tenho’ por ‘eu escolho’, eu decido. Por exemplo: eu não tenho que ser mãe, empresária, esposa, amiga... Eu posso escolher ser!”. Gislaine é coach, trainer na Cereus Treinamentos e colunista da BENDITA

“Acredito no poder interior, aquele que vem da alma e da conquista diária através do esforço e do merecimento. Como empresária e mulher, alio minha performance a duas poderosas forças femininas muito presentes dentro de mim: a da guerreira que luta e defende os princípios em que acredita, e a de mãe, cujo instinto de alimentar e nutrir são forças absolutas. Poderes sinceros e de acordo com a mente e coração de uma empreendedora que vê no pão, a revolução!”. Ana é padeira e proprietária da Barbarella Bakery

Foto: Divulgação

Ana Zita Fernandes

Foto: Betania Lusa

Cris Roveda “O posicionamento da mulher no mercado de trabalho vem provando que profissionalismo, liderança e criatividade são pontos fundamentais para empreender e vencer obstáculos. Cada vez mais nos deparamos com mulheres fazendo a diferença em todos os setores da nossa sociedade, atingindo seus objetivos profissionais e pessoais independentemente da questão de gênero”. Cristina é empresária da franquia Carmen Steffens


Foto: Betania Lusa

Victoria Renner

“O empoderamento feminino é exercido quando não nos deixamos levar pelas convenções sociais e não tentamos abraçar o mundo. Com a rotina de trabalho, vida social, carreira e família, temos que saber delegar, abrir mão do controle, escolhendo um parceiro que nos ajude em casa - fogão é lugar de quem quiser cozinhar, e não simplesmente da mulher - ou não tendo parceiro, mas tempo para si. Sentir-se bem com suas decisões e poder tomá-las livremente é a maior definição de empoderamento”. Victoria é empresária e blogger

Rosalia Schwark Foto: Rafael Borges

“Eu uso o meu poder sendo 100% a minha versão mais autêntica. Negocio sempre respeitando os cinco valores essenciais para eu fazer tudo com o máximo de excelência. Se eu não puder exercer a minha profissão respeitando isto, eu prefiro não fechar negócio. Mas quando eu fecho, não tem nada e ninguém que possa entregar melhor serviço do que o meu”. Rosalia Schwark é psicóloga, escritora, consultora empresarial no Movimento Perfeito e colunista da BENDITA

Foto: Micheli Karoly

Tânia Carvalho “Acho muito chata esta palavra ‘empoderamento’. Meu ‘poder’ é o do saber, da curiosidade, da vida que vivi e vivo, dos livros que leio, da família que convivo e amo”. Tânia Carvalho é comunicadora, palestrante e crítica literária

Priscilla Bencke Foto: Lisa Roos

“Acredito em uma postura feminina de equilíbrio para poder contribuir com um mundo tão diversificado. Enquanto atuo com o lado da sensibilidade e gentileza, sem exceder nas emoções, desenvolvo também o lado da independência, me conhecendo e acreditando em mim mesma para estar sempre aberta a novas oportunidades”. Priscilla é arquiteta, empresária e colunista da BENDITA

Foto: Carla Zigon

Daniele Sallaberry “Escuto, observo e interajo 365 dias por ano com mulheres. Na empresa, ajudo meus clientes a se relacionarem com o mercado feminino entendendo seu jeito de ser, pensar e agir. Na rotina pessoal, busco autoconhecimento e autodesenvolvimento para fazer escolhas melhores sempre com foco em ser protagonista da minha história”. Daniele é empresária e jornalista especialista em

marketing feminino

revistabendita.com.br

35


Deise Nunes Foto: Jorge Scherer

“Dentro da minha escola de modelos, elevamos a autoestima das nossas alunas mostrando que são capazes de aprender sempre e assim se tornarem mulheres mais fortes e poderosas. Na minha vida pessoal, exerço o empoderamento sendo exemplo positivo a todas as mulheres que almejam ser feliz e ter sucesso”. Deise é diretora da Deise Nunes Escola de Modelos e Miss Brasil 1986

“Para ‘renovar’ meu poder feminino uso dois caminhos: o material com cuidados com o corpo e o espiritual trabalhando a mente e a energia pessoal. Além, é claro, de estar sempre em dia com as informações do mundo. Meu lema é: observar, refletir e agir”. Cris é professora em Terapias Holísticas, artista visual e colunista da BENDITA

Foto: Betania Lusa

Cris Costa

FfFoto: Roberto Becker

Maisa Pelegrini

“Buscando parcerias, formando e me conectando a novas redes, de modo a possibilitar visibilidade nacional e internacional aos projetos de empreendedorismo. Afinal, o empoderamento não ocorre por acaso, ele é fruto de muita persistência, luta e resignação”. Maisa Pellegrini, musicista e organizadora de eventos e do Empreendedoras de Sucesso Tarde Rosa Chá.

“A mulher está cada vez mais poderosa. Não só no âmbito profissional, mas em todos os sentidos da vida - pessoal, emocional, sentimental. Estamos aos poucos mostrando que somos tão - ou mais - capazes que qualquer homem. Ainda sofremos discriminações e preconceitos, mas acredito que vale a pena lutar e mostrar que o poder das mulheres é essencial”. Taís é DJ

FfFoto: Felipe Gaieski

Taís Scherer

Foto: Arquivo Pessoal

Caroline Leal Pegoraro “Minha vida é empreender! E minha visão sobre o poder da mulher é que somos mais tranquilas na solução de problemas, temos mais tato para lidar. Além de tudo, precisamos cuidar da casa, do marido e dos filhos. Hoje, o homem exerce um papel muito importante de apoio ao trabalho das mulheres, eu não seria ninguém sem o apoio do meu marido. A mulher tem o poder de arriscar, não ter medo. No meu caso, quando coloco algo na cabeça, vou até o final”. Caroline é administradora, com pós em Marketing


Márcia Nascente Foto: Mathews Pozolo

“Respeitando a minha feminilidade e batalhando para conquistar meus espaços. Sou do time home office. Tento conduzir todos os papéis que escolhi protagonizar na minha vida com amor, equilíbrio, harmonia, humildade, gratidão e alegria, são meus lemas. Adoro ser quem sou e fazer o que faço. Sinto-me uma eterna aprediz com direito a muitos recomeços. Aprendendo e rindo dos meus erros”. Márcia é especialista em Design de Moda, consultora de Imagem e colunista da BENDITA

Foto: Michael Paz Frantzeski

Cristina Mazzei “O empoderamento feminino é exercitado no meu dia-a-dia, porque não admito ser silenciada. Procuro trabalhar a autoconfiança e exercitar meu espírito de liderança. O empoderamento também acontece quando reconhecemos outras mulheres, então sempre auxilio minhas amigas, quando elas precisam”. Cristina é jornalista e apresentadora de TV

Yara Blochtein Foto: Arquivo Pessoal

“Tive a oportunidade de atuar na liderança de comitês ambientais de ONGs nacionais e internacionais exercendo trabalhos voluntários por 25 anos, os quais resultaram no plantio de mais de 5 milhões de árvores. Da paixão pela vida e pela natureza, decidi criar minha empresa. Disponibilizamos árvores plantadas para serem adotadas por pessoas que desejam apoiar os plantios ou proporcionar um presente vivo contemporâneo que assegure a continuidade da vida”. Yara é CEO & Founder da Refloreste o Planeta

Paula Silva Foto: Arquivo Pessoal

“Incentivo o empoderamento feminino através dos encontros que organizo, que visam despertar o interior, autoestima, valorização, respeito e motivação da mulher. No empreendedorismo, através de dinâmicas de trocas conhecimentos, desafios e conexão com o objetivo de construir uma rede colaborativa de contatos pessoais e profissionais para promover a fomentação negócios e parcerias”. Paula é coach generativa, trainer em Programação Neurolinguística e idealizadora do Conexão Café com Elas

Foto: Arquivo Pessoal

Fabiane Gabardo “O poder da mulher, em minha vida, se expressa através da competência com que desempenho minha profissão, com o diferencial do toque feminino que vem do cuidado, sensibilidade, delicadeza e dedicação. Vejo que isso faz muita diferença no atendimento dos pacientes, e muitos me procuram por estas qualidades. Em casa, estas mesmas características que vêm do feminino, são muito importantes para a família”. Fabiane é especialista em Ortodontia e Ortopedia Facial revistabendita.com.br

37


bendita da capa

PRODUÇÃO ERA UMA VEZ DECORAÇÃO DE FESTAS DOCES DOÇURAS E GOSTOSURAS GÊ GUSMÃO

38

revistabendita.com.br


Na arte de fazer acontecer P

Por Patrícia Leão Ferrás Fotos Paloma Fantini

rimeira impressão: cheia de ideias. Na segunda: decidida. Mas o que conquista a todos é mesmo o carisma. Dá atenção a todos! Como boa jornalista, já puxa conversa sobre vários assuntos. Assim, a apresentadora de TV Rodaika Daudt, nossa Bendita da Capa de Aniversário de 4 anos sugeriu: “vamos fazer as fotos para a Bendita com bolo, né?”. E nós amamos a ideia!


Ela sempre foi assim, comunicativa. Nascida em Porto Alegre, mudou-se aos dois anos para São Leopoldo com os pais Sérgio e Dadi, e o irmão mais novo Daian. Rodaika Daudt, a apresentadora do programa global Mistura, aos sábados, lembra que a infância foi daquelas clássicas, de brincar na rua em bairro bem tranquilo. Só saiu de São Leo, onde cursou Jornalismo na Unisinos, para trabalhar na RBS TV de Pelotas. A jornalista tem dois filhos, a Brenda de 23 anos e o Théo, de 11. Casada com o radialista Alexandre Fetter, ela também faz participações no programa apresentado por ele, o Pretinho Básico. Ela adianta que o casal, super querido pelo público gaúcho, tem um projeto de trabalho no teatro juntos para este ano - falando de relacionamento amoroso. Agenda repleta, ela avisa: – Sou aquela pessoa que está sempre em processo criativo, sempre em desenvolvimento, na ação. E sou daquelas que coloca uma coisa na cabeça e vou atrás. Pensando em quem está do outro lado da telinha, ela procura trazer o diferente, o novo de maneira informal e atendendo com abrangência os interesses do público dos oito aos 80. Sua inspiração? A própria TV.

DESDE CEDO, A TV

Sabe aquela criança que consegue reunir muitas outras ao redor? Ou a que não pode ver um cachorrinho de rua que já leva para casa? – Muito comunicativa! Eu gostava das brincadeiras que envolvessem outras crianças. Era meio a líder do grupo. E sou cachorreira no último grau. Na minha casa sempre teve bicho. Meus pais são super cachorreiros também, mas ficavam desesperados, porque cada vez eu chegava com um cachorro novo. Hoje tenho uma só, a Buba, de três anos. Outra paixão que veio da infância: a televisão. Chegou a fazer trabalhos como modelo na TV, que a fizeram pensar na carreira de atriz. Porém, quando chegou a época de

fazer vestibular, aos 16 anos, viu que não existia um curso ligado à área na faculdade. Aí optou pelo Jornalismo. – Era claro na minha cabeça que eu queria trabalhar em algo da televisão. Num primeiro momento o Jornalismo e depois contemplando o entretenimento. Quando era criança tinha o Chacrinha, que foi uma super referência na minha vida. Sempre fui uma consumidora muito voraz de televisão por gostar mesmo. A maternidade aconteceu cedo na vida de Rodaika e foi essencial em sua trajetória, inclusive na carreira. – Engravidei aos 17 anos. E a Brenda nasceu quando eu tinha 18. Ao mesmo tempo que foi uma situação inusitada, me trouxe muita coisa bacana. Até a descoberta pela questão profissional, antes do normal. Eu já estava na faculdade quando engravidei e sabia o que faria, mas quando te tornas mãe, tens ali uma responsabilidade maior. Acabei ingressando na profissão bem jovem e trilhando um caminho dentro do que eu queria.

NO INTERIOR

Antes de se formar, Rodaika participou de um projeto da RBS, que buscava novos talentos nas universidades para trabalhar no interior. Precisavam de apresentadores e repórteres. Era o caminho contrário, feito por jovens profissionais que preferem ir para grandes metrópoles. Ela passou no teste e foi contratada. – Entrei nessa leva. Fui chamada para trabalhar em Pelotas. Aos 19 anos, levei meu bebê e fomos para uma cidade que eu não conhecia. Mas me dei muito bem lá. Nessa época, éramos eu e a Brenda, só. Tive um relacionamento com o pai dela, que foi muito curto, nós dois muito jovens. E sempre quis carregá-la comigo. Claro, tive todas aquelas dificuldades de estar numa cidade nova com uma criança pequena. Ela tinha um aninho. Por outro lado, me foquei mais no trabalho, nas necessidades para criar a filha e foi muito bacana. Consegui entrar na TV! Rodaika atuou por dois anos e

meio em Pelotas. Trabalhou como produtora, repórter, apresentadora e câmera na versão local de Jornal do Almoço, RBS Notícias, Bom Dia Rio Grande e RBS Comunidade. – Na verdade, minha vida seria totalmente diferente sem as experiências da maternidade e da ida para Pelotas. Aprendi a fazer de tudo um pouco. Convivi com profissionais que já atuavam há tempo e muitos deles hoje estão na Globo.

O RETORNO

Na volta para Porto Alegre, Rodaika trouxe a bagagem de exercer multifunções no Jornalismo. O convite era para o projeto RBS Ecologia, no qual foi apresentadora e repórter. – Dali em diante passei por todos os programas. Peguei o início da TVCom. Lá, fiz muita transmissão ao vivo, viajando por todo RS. Fiz o Tempo, fui repórter do JA, do RBS Notícias, do Bom Dia Rio Grande. Até que chegaram os programas de entretenimento da TVCom, segmento que Rodaika se identifica por seu estilo mais descolado. - Por seis anos fiz o programa de cultura Palco. Depois veio o Papo Clip, programa musical, todas as tardes ao vivo. Ali foi uma mudança. Era voltado ao público bem jovem. Além da experiência, foi bom para entender o universo cultural do RS, que é muito independente. Após essas passagens, a jornalista fez a primeira temporada do Vida & Saúde. Até chegar ao programa Patrola, num primeiro momento na produção do programa e, depois, assumindo a apresentação feminina por oito anos. No Patrola, Rodaika já pôde experimentar a maior abrangência de público e mais atrações para atender diversas idades. – Foi se confirmando meu maior interesse por programas de comportamento, de entretenimento, porque são mais próximos da minha personalidade no ar. A informalidade, o jeito descontraído e brincalhão, onde eu podia fazer reportagens mais produzidas, diferentes e divertidas.


sou daquelas que coloca uma coisa na cabeça e vou atrás

revistabendita.com.br

41


a gente tem que lutar muito mais é pela igualdade do ser humano

CABELOS rodolfo coronel MAQUIAGEM taís andrade ROUPAS aCERVO PESSOAL

42

revistabendita.com.br


UM ANO DE MISTURA

Feliz da vida com o seu atual momento na TV – o Mistura com Rodaika faz um ano em abril –, a jornalista reforça sua marca como comunicadora ao fazer 22 anos de profissão, sendo os últimos 12 dedicados ao entretenimento. – Acabei nesse nicho do Jornalismo, encontrando o que eu buscava desde o início: uma forma mais comunicativa de ser, mais coloquial. Está muito no nosso papel de trazer a tona os talentos daqui para as pessoas curtirem. Não só na música, mas em todas as artes, também na área da criatividade, com gente de moda, design, gastronomia. Segundo a apresentadora, o Mistura é um programa que atende variados públicos. Diferente do Patrola, ele tem estúdio, o que facilita levar artistas para apresentações. Mas não deixa de ter entrevistas externas, contando com a repórter Cris Silva ou com a própria Rodaika. – Ele tem a ver com meu perfil no jeito de contar as histórias, com conteúdo amplo. As pessoas gostam de ter um programa que valorize as nossas coisas. E me coloco no lugar do telespectador, o que vai prender a atenção? O que vai interessar? A possibilidade de entrar na casa dele e emocioná-lo. Porque a TV te deixa feliz, triste, com raiva, te informa. São todos os sentimentos aflorados.

MÃE LIGADA NO 220V

E como é o dia-a-dia da Rodaika em casa, com a família? – A rotina é uma batalha, é marido, é filho, é cachorro, mas acho que com o passar do tempo, tenho conseguido um equilíbrio. Porque no início era mais perturbador. Hoje fazendo um programa de TV semanal, organizo a minha rotina. Então, consigo me dedicar mais em casa. Ela vive com seus três amores: Brenda, Théo e Fetter. Se divide bem. Diz que os filhos já estão acostumados com a correria da mãe, pois já nasceram nesse ritmo. E o marido, como é da mesma área, entende

e compartilha os processos. A família só não abre mão de ter um tempo maior juntos em duas viagens ao ano. – O Alexandre me ajuda muito em casa. Também temos uma pessoa que nos auxilia. Como mãe, o caminho é sempre tentar se aperfeiçoar, porque quando eles vão crescendo, outras coisas vão surgindo. Fui de uma geração de conversar sobre tudo em casa. De ter acesso livre a qualquer tipo de tema e discutir isso abertamente. A Brenda e o Théo participam de nossas decisões familiares. As questões de mãe ficam pra toda vida e, independente de qualquer coisa, sou muito próxima deles. Rodaika conta que a relação com a filha é de muita amizade e de respeito, desde pequena. Mais reservada, Brenda é estudante de Publicidade. Já o Théo é mais brincalhão.

SINTONIA NO AMOR

Antes de pensarem em namorar, Rodaika e Fetter já se conheciam como colegas de empresa. Ela em Pelotas, ele na rádio Atlântida, na Capital. E como o comunicador viajava para o interior, para eventos, a jornalista vez ou outra o entrevistava. – Depois de um tempo que voltei para Porto Alegre, uma amiga em comum marcou de sair com amigos, entre eles, o Alexandre. Como a gente já se conhecia, acabou se reencontrando como amigos, mas a amizade durou bem pouco e já virou relação. Ele tinha saído de um casamento, e eu estava bem focada no trabalho. O relacionamento começou de forma bem despretensiosa. Fomos ficando. Rodaika diz que Fetter sempre chamou a sua atenção. – Era ouvinte dele. Tinha aquela relação do ídolo, da pessoa que tu te espelhas, uma das minhas referências no entretenimento. E convivendo, vi que o Alexandre é um cara muito amigo. Ele é muito líder de equipe, positivo, que te põe pra cima e puxa quem está do lado dele para crescer junto. Extremamente prestativo. Fui me apaixonando. Estavam juntos há mais de um

ano, quando Rodaika ficou grávida.Fetter sonhava em ter um filho. O nascimento de Théo acabou por aproximar ainda mais o casal. – O que mais me surpreendeu no Alexandre foi o lado paternal. Já quando a gente começou, a Brenda era pequena e ele assumiu esse lado paternal com ela. Foi super natural, eles são parecidos, até fisicamente. E tem um fato inusitado: a Brenda nasceu no mesmo dia e hora que ele. É daquele pai super presente, é tudo com ele. O Théo é grudado nele. O Alexandre faz questão de fazer todos programas familiares com ele.

RODAIKA POR RODAIKA

– Tenho a sorte de trabalhar com algo que só me dá prazer. Sou muito focada e tenho um milhão de ideias todos os dias. Mas para relaxar, sabe essas coisas de casa, de estar com o pé no chão, me organizando? Adoro! Ir no cinema, comer pipoca, ir no parque. Coisas que eu consiga me desconectar da loucura do estar para lá e para cá, mas não da loucura do criativo, que sempre me acompanha. Como trabalha com sua imagem, Rodaika adora moda. Ela cuida pessoalmente do figurino. Ama mudar o cabelo e passou a dar uma atenção a mais para a saúde. Afirma que este é o grande segredo de beleza: parar de olhar para o corpo como estética, mas como ferramenta de saúde para ficar vivo e bem. Como curte gastronomia, aprendeu a ter uma alimentação mais saudável. A transformação para isso teve o apoio da personal trainer Márcia Refinski, que a incentivou, além da musculação, a fazer exames regulares. E o papel da mulher hoje? – A mulher tem que ter a mesma importância e estar no mesmo lugar que o homem em questões do quanto ganha, rende, faz e entrega. O mundo perfeito ia enxergar todas as pessoas como seres humanos, independente do sexo que elas têm. A gente tem que lutar muito mais pela igualdade do ser humano, do que pela igualdade do sexo apenas.


descobertas

Atrair, seduzir e se relacionar

C

om tantas mudanças sociais relacionadas ao empoderamento feminino, uma das questões que vem cada vez mais sendo debatidas pelas mulheres estão ligadas às relações conjugais. Acompanhamos e pesquisamos há mais de 10 anos os processos de atração, sedução e relacionamentos. Nos últimos anos, percebemos que as mulheres têm se interessado cada vez mais em serem protagonistas na aproximação na hora de seduzir. O mais comum era ver homens abordando mulheres em festas, baladas, assim como fazendo o pedido de namoro ou casamento. Só que isso vem mudando. Os homens ainda não sabem muito bem como reagir, muitos têm a crença de que se uma mulher está chegando nele, ela tem algo errado, e isso é um pensamento descontruído dia após dia. Por outro lado, as mulheres também não sabem muito o que fazer. Confundem atrair um homem com seduzir um homem. Uma mulher que utiliza de sua beleza, movimentos sensuais, maior exposição do corpo, etc, não está seduzindo um homem, mas sim atraindo ele. A atração é um princípio inerente das espécies que precisam procriar e necessitam mostrar os motivos de serem os escolhidos. Está relacionado com a seleção natural para proliferar o código genético que ofereça maior probabilidade de adaptação e força de uma espécie.

Por isso, quando estudamos mais profundamente as dinâmicas de atração e sedução, chegamos à conclusão que atração não é uma escolha. Ou seja, você sente atração sem saber que está sendo atraída. Já a sedução segue princípios diferentes, pois envolve características de personalidade, questões sociais, comportamentais e fortemente da comunicação verbal e não verbal. Ao tecer sobre o assunto da sedução, podemos afirmar que ela pode ser desenvolvida conscientemente e que muitas das coisas relacionadas a ela, podem ser aprendidas. Depois de anos verificando uma metodologia que auxiliasse pessoas a serem melhores neste requisito, chegamos a algumas conclusões práticas e que hoje podem ser aprendidas por qualquer pessoa via nosso workshop. Vamos a um pensamento que você pode colocar em prática. Uma vez em um workshop de Dinâmica Social, que envolve atração, sedução e relacionamentos como objetivo de desenvolvimento, uma moça fez o seguinte questionamento: “como faço ele pensar em mim?”. Esta é uma pergunta que parece difícil de ser respondida para muitas mulheres, no entanto, sabemos que é fácil de fazer isso acontecer. Pessoas se apaixonam por vidas! A sua forma de viver pode ser marcante. Pare para pensar: quantas vezes as

histórias de outras pessoas não nos deixaram com vontade de participar da vida de quem está contando ela? Da mesma forma, antes de querer aprender estratégias de comunicação e comportamento, você precisa saber fazer sua vida ser interessante, que convide as pessoas a quererem estar nela, fazer parte dela. Responda à pergunta: como posso deixar minha vida mais interessante para mim e, por consequência, para outras pessoas? Se você deseja saber mais sobre este assunto, continue acompanhando nossas próximas edições e faça contato para saber sobre nosso Workshop: BENDITA IDEIA, parceria entre a revista Bendita e meu Instituto.

Marcelo Paixão Master Coach, Trainer em PNL e Diretor do Instituto de Desenvolvimento Estratégia e Inteligência Aplicada (Ideia) opiniao@revistabendita.com.br



astral

Seu signo E

is as previsões para este bimestre de março e abril de 2016. Lembrando que são aspectos gerais. Cada pessoa é única no universo e só uma avaliação personalizada pode dar os caminhos mais precisos num mapa astrológico. áRIES

VIRGEm Surpresas agradáveis. Saúde instável. Evite a rotina. Ótimo período para fechar bons negócios, assinar bons contratos e para situação profissional em geral. Os assuntos afetivos estarão excelentes. Lentidão em assuntos legais. Ouça sempre o outro lado da questão antes de agir.

LIBRA Período de coragem e regeneração. Fase de muito progresso. Oportunidades que marcarão sua vida para sempre. Seja tolerante com pessoas de idade. Organize-se para aproveitar a criatividade. Proteção do plano espiritual. Ouça sua intuição. Pode consolidar relação.

ESCORPIÃO

Transformações internas mudarão sua visão da vida; bom para negócios e trabalho. Contatos com homens sérios e muito trabalhadores. Cuidado com intoxicações e não se deixe levar por tristezas passageiras. Persistência e paciência solidificarão seu caminho profissional, do contrário haverá decepções e rupturas.

Use de simpatia para conquistar as pessoas. Não deixe as oportunidades passarem por falta de atenção. Não se deixe levar pela baixa autoestima. Poupe seu dinheiro para um período mais favorável. Saia com os amigos, divirta-se e namore.

TOURO

SAGITáRIO

Surpresas agradáveis e repentinas em sua vida. Um projeto antigo pode renascer e trazer vantagens interessantes. Bom humor, otimismo e autoconfiança. Sorte em jogos. Bom período para negócios, mas esteja atento! Pode firmar relacionamentos ou se casar. Saúde instável.

Conforto em casa. Lidar com negócios imobiliários e relações familiares será bom. No trabalho, modere sua ambição para não ser mal interpretada, terá muita atividade profissional. Prudência nas finanças e contratos. Não estresse, ame.

GêmEOS

CAPRICÓRNIO

Lentidão nos negócios. Pessoa de idade lhe trará muito trabalho e responsabilidade. Sua saúde se ressentirá. Necessidade de mudanças internas e externas. Senso estratégico apurado. Convívio com estrangeiros. êxito social. Gastos em viagens. Fase de criatividade. Novos romances ou o renascimento na relação que andava sem graça.

mantenha segredo de seus projetos. Seja mais flexível nas relações. Necessidade de liberdade e independência com impaciência e intolerância não funciona. Invista em suas ideias. Pratique algum exercício. Alimente sua alegria e bem-estar. Romances à vista! Invista em você.

CâNCER

AQUáRIO

Pressentimentos e mensagens importantes em sonhos. Bom período para os negócios, mas cuidado com traições. Saúde em alta. Estudos e pesquisas favorecidos. Sorte em jogos e concursos! A espiritualidade lhe será muito útil.

Respire, relaxe e pense, então aja rapidamente. Seja criativa e use da intuição. As oportunidades aparecerão. Descanse para não ficar doente! Bom período para tratamento ginecológico. Bom para compra de imóveis e automóveis. Oportunidades de boas parcerias, tanto profissional, quanto afetivamente.

LEÃO

PEIxES

Autoconfiança trará solidez à carreira. Passeie e procure se divertir. Enfrente problemas domésticos com bom humor. Não exagere na alimentação, gastos e velocidade. Convívio com mulheres, jovens e crianças lhe trará lucros. Romance com pessoa mais velha ou séria e confiável.

Seja racional e sensata. Foco! mantenha sua energia espiritual equilibrada. Pode levar puxão de tapete no trabalho. Use seu senso estratégico. Não se envolva em mexericos e mentiras. Dedique-se à produção, pois os relacionamentos estarão difíceis por falhas na comunicação.

Aproveite as energias de renovação e transforme aquilo que já não mais lhe agrada na sua vida!


Foto: Arquivo pessoal

Conversa com o alquimista

Olá queridas amigas, nossa Revista BENDITA começa o ano com a estreia da coluna Astral e tratando as mais recentes técnicas de cura e energização da atualidade. Trago pra vocês, nesta edição, o Mestre em Alquimia da Consciência, Marcelo Feuerschuette Althoff:

Cris Costa - O que é a Alquimia

da Consciência?

Marcelo Althoff - É uma técnica de cura e autodefesa espiritual baseada em símbolos, mantras e mudrás [gestos energéticos], que foram canalizados por mim ao longo de 15 anos como Terapeuta Energético. Ela é uma portentosa ferramenta de abertura consciencial para purificação de nossas sujeiras internas, das emoções e pensamentos mais doentios que advém do passado espiritual e da família terrena e que estão guardadas dentro de nós. Todos somos originários da Fonte Divina e a Alquimia da Consciência visa a liberação e a busca dos dons, energia e informação desta Fonte Espiritual, em busca de uma vida mais iluminada, mais feliz!

Cris - Como surgiu a ideia de criar o método Alquimia da Consciência? Marcelo - Da insatisfação pessoal com a humanidade e seus valores atuais, senti a necessidade interna de rever processos de vida, buscar minha evolução espiritual e a união e encontro com meu Deus interior. Em 2001, era executivo e vinha de seguidas depressões. Aí resolvi largar tudo e me curar. Comecei a me dedicar aos estudos das Terapias Alternativas. Após anos de dedicação, conheci Osho [filósofo indiano, mestre em meditação e despertar da consciência] e as Terapias Quânticas [baseadas na Física Quântica], que abriram minha capacidade de percepção e de canalização. Comecei a me comunicar com seres extra-físicos e a receber uma série de símbolos e metodologias. Passei a aplicá-los em mim e em clientes e a ver o quanto eram eficazes. Em 2013, fui incumbido a ensinar as pessoas. Cris - O que a técnica faz por nos-

so bem-estar e crescimento pessoal? Marcelo - A Alquimia busca o bem-estar físico, energético, psico-

-emocional e espiritual. Ela trabalha a remoção das toxinas de nosso DNA Sutil e Físico, das coisas que herdamos de nossos pais e que trazemos de nosso passado como espírito. Isto nos traz benefícios em todos os âmbitos da vida, como abertura nas relações profissionais, amorosas, familiares. E nos abre uma consciência e um entendimento melhor de quem somos e de nosso verdadeiro papel dentro da vida.

Cris - Qualquer um pode usufruir desta técnica e aprendê-la? Marcelo - Sim, inclusive ela auxilia você na limpeza de sua família, ambientes e locais, animais e plantas. Você pode se auto-aplicar ou mesmo atender pessoas em um local ou à distância. O método é extremamente simples e é aplicado mesmo por pessoas que não têm conhecimento terapêutico ou desenvolvimento mediúnico. Donas de casa e profissionais de qualquer ramo de atuação aplicam esta técnica logo no dia seguinte ao término do curso. A aplicação da técnica tem um passo-a-passo e isto dá a possibilidade de se aplicar sem medo de erros e sem um grande conhecimento. Ela permite aplicar, ir estudando e assimilando a matéria e temas do curso pouco a pouco.

Perfil Marcelo Althoff O engenheiro agrônomo com pós-graduação em Marketing e especialização em Franchising (EUA), atuou por 13 anos como consultor e executivo na criação, organização e direção de empresas em São Paulo. Em 2001, deixou a vida executiva para tornar-se terapeuta energético. Formou-se em Terapêutica Tradicional Chinesa e é especialista em Acupuntura, Reiki, Radiestesia, Apometria Quântica, Eteriatria, Cura Quântica e Alquimia. Também professor e palestrante das disciplinas de Radiestesia e Geobiologia e criador do Curso Alquimia da Consciência. Em 2007, criou o Instituto Magnus de Domotherapia, empresa que atua na área de Saúde da Habitação. Faz projetos de correção e neutralização de radiações nocivas, que impactam em moradias e empresas. Ainda é músico e compositor.

Cris - Onde posso aprender ? Marcelo - Realizamos o curso

por todo o país. Temos um trabalho complementar de ensino e apoio à distância aos alunos, com aulas virtuais mensais e video-aulas. Basta acessar o www.alquicon.com.br e conhecer nossa agenda. Este trabalho almeja a busca do melhor que há em cada um de nós, libertando-nos das dores da alma e trazendo nova perspectiva a nossas vidas, de muita luz, paz, saúde, amor, abundância, removendo nossas máscaras e fazendo-nos compreender o quão realmente divino somos.

Cris Costa

Professora em Terapias Complementares. Formação em Artes Visuais e Cênicas. Especialista em Astrologia, Florais, Reiki, Fitoterapia, Cromoterapia, entre outros opiniao@revistabendita.com.br






seus direitos

Em caso de acidente, o que fazer? Acompanhe a coluna e saiba mais sobre seus direitos e deveres em momentos tensos no trânsito urbano

E

stamos em um período onde temos o início do ano letivo, a volta das férias, razão pela qual utilizamos cada vez mais os veículos automotores. Todavia, devemos ter atenção redobrada na utilização deste meio de transporte, seja com a segurança, seja com as providências a serem tomadas em caso de acidente, infrações, uso do bafômetro, entre outras questões envolvendo a legislação de trânsito. Questões que envolvem acidente de trânsito, infrações e penalida-

na ocasião do acidente Quando o condutor se envolve em acidente de trânsito deve adotar as seguintes providências, de acordo com o artigo 178 do CTB: prestar ou

SEGURO DPVAT O Seguro DPVAT (Seguro para Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) é um seguro que todo proprietário de veículo deve pagar juntamente com o IPVA. É obrigatório. Qualquer pessoa envolvida em acidente com carro ou moto tem direito de receber indenização através do se-

52

revistabendita.com.br

des são as mais preocupantes para os condutores. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) prevê, entre outras condutas a serem tomadas, o que fazer quando há acidentes. Caso não estas orientações não sejam atendidas, além dos riscos, o motorista pode levar multa e pontos em sua carteira de habilitação. Tivemos um crescimento significativo nos últimos anos em acidentes de trânsito. De acordo com dados da Seguradora Líder (DPVAT), a cobertura para casos de invalidez permanente cresceu 127% entre 2010 e

2015. Ainda, o percentual para acidentes envolvendo motos teve aumento de 150%. A faixa etária entre 18 e 34 anos foi a que mais esteve envolvida em acidentes, representando percentuais acima de 52%. Já as multas e pontuações tiveram suas previsões alteradas, o que trouxe maiores penalidades aos motoristas infratores. É de suma importância que todos nós motoristas, conheçamos nossos direitos e nossos deveres, que conheçamos a legislação vigente, pois isso pode evitar transtornos futuros.

providenciar socorro à vitima; adotar medidas no sentido de evitar perigo para o trânsito local; preservar o local; adotar medidas para remoção do veículo quando necessário; identificar-se à autoridade policial e fornecer as informações para que o mesmo faça o Boletim de Ocorrência. No caso de acidente

com morte, a área deve ser isolada e o veículo deve permanecer no local para que seja realizada perícia. Caso o motorista não cumpra essas determinações poderá ser multado e a mesma é configurada como gravíssima e o valor é de R$ 957,70, para cada item descumprido e suspensão do direito de dirigir.

guro DPVAT, independente de culpa ou não no acidente. O DPVAT possui três coberturas. A primeira é em caso de morte, onde a família recebe R$ 13,5 mil, por vítima. A segunda cobertura é por invalidez permanente e o valor máximo é de R$ 13,5 mil, conforme a gravidade. Já a terceira, é o reembolso das despesas hospitalares, que compreende o valor máximo de R$ 2,7 mil por vítima.

Para que seja feita a solicitação da indenização, o beneficiário tem até três anos da data do acidente para dar entrada no pedido. Tal solicitação deve ser feita em um dos postos relacionados no site do DPVAT (www. dpvatsegurodotransito.com.br).


BAFÔMETRO

RECURSOS DE MULTAS

Dirigir alcoolizado é considerado crime. O Código de Trânsito não diz um mínimo de teor alcoólico para haver multa. Ou seja, acima de zero será considerada infração – razão de ser chamada Tolerância Zero. O artigo 165 do CTB descreve a infração por dirigir sob efeito de álcool, prevendo multa no valor de R$ 1.915,30, recolhimento da carteira de habilitação e suspensão do direito de dirigir por 12 meses, além da retenção do veículo até que se apresente um condutor habilitado. Já nos casos em que comprovado teor alcoólico acima de 6 decigramas no sangue ou 0,3 miligramas de álcool por litro de ar alveolar, há a configuração de crime, previsto no artigo 306 do CTB. Neste caso, com pena de detenção de 6 meses a 3 anos e suspensão ou proibição de obter nova habilitação para dirigir veículo automotor. Para que seja constatado se é caso de crime ou apenas infração de trânsito é necessário que seja realizado o teste do bafômetro. Aqui está a questão de realizar ou não o teste do bafômetro. Caso opte por não realizar (o que é um direito) será enquadrado como infração de trânsito e não crime.

O recurso de multa está previsto no CTB e na Constituição Federal, sendo um direito do cidadão. Há quatro momentos que se pode realizar esta opção: – DEFESA: Neste momento não há ainda a aplicação da penalidade. Deve-se aqui demonstrar os erros no auto de infração, na apresentação do condutor e outras questões preliminares; – RECURSO: Para os casos de indeferimento da defesa ou não apresentação da mesma, pode o requerente apresentar Recurso. Aqui cabem todos os argumentos. – RECURSO AO CETRAN OU CONTRAN: É o recurso à segunda instância. Nesta fase igualmente pode-se discutir todas as matérias. – JUDICIAL: Após as defesas administrativas, pode o cidadão valer-se da via judicial para buscar a nulidade da infração.

PONTUAÇÃO NA CARTEIRA O CTB prevê que cada condutor pode ter no máximo 19 pontos anuais. Ou seja, com 20 pontos a carteira de habilitação será suspensa. Já para motoristas profissionais, a pontuação máxima permitida é de 14. Lembramos que em casos de recurso da multa, a pontuação fica suspensa.

Kathelline Lopes de Azevedo

Advogada Especialista em Processo Civil e Especialista em Direito do Consumidor UFRGS opiniao@revistabendita.com.br


turismo | machu picchu bate-papo

Fotos: Rodrigo Bragaglia

Desafios de Valéria A cantora transexual Valéria Houston conversou com a BENDITA sobre carreira, vida pessoal e desafios para mostrar talento nato Por Christinne Rossi

C

om influência de grandes intérpretes como Elis Regina e Maria Betânia, a cantora gaúcha Valéria Houston encara o desafio de mostrar que seu talento vai além das barreiras de gênero. Já participou de um reality show musical e não calou-se diante de uma agressão física por puro preconceito.

Com voz potente e a responsabilidade de representar a comunidade LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros), ela desfaz obstáculos desde a infância e comemora vitórias a cada passo. Como as recentes trocas para o gênero feminino na certidão e RG. Além disso, foi a primeira transexual a receber o troféu Mulher Cidadã neste ano, da Assembleia Legislativa. Início na música e desafios “Iniciei aos seis anos, na minha cidade natal, Santo Ângelo. Fui campeã de um festival de música da escola. Até tentei fugir da música, mas ela me abraçou aos 12 anos e desde então não parei mais. Um dos maiores desafios é ter de por o meu talento à prova todo o tempo. Sou uma cantora, sou uma intérprete, e por acaso sou trans. Talento transcende isso, mas pra muita gente o fato de ser trans ultrapassa o talento. Vai de ouvir a primeira canção. Depois tudo dá certo. Brinco dizendo que ‘sou exatamente o que vocês estão pensando, mas com um detalhezinho a mais: tenho talento’”.

54

revistabendita.com.br

Luta contra o preconceito “Por ter sofrido uma agressão transfóbica com meu namorado na rua da República [bairro Cidade Baixa, em Porto Alegre] na tarde de um domingo de sol criou uma consciência em mim. Ouvi do agressor muitos xingamentos e coisas que nunca pensei. Como uma das frases dele: ‘teu lugar não é aqui’. Isso martelou muito na minha cabeça. De certa forma ele tinha razão. Sou uma voz que se ouve literalmente e posso fazer muito, aqui ou em qualquer outro lugar que eu vá.” Projetos de futuro “Artistas vivem de esperança nesse país, que por si só também tem vivido de esperanças. Tenho alguns projetos pra este ano, um deles é o show ‘Val canta Gal’ só com canções da diva baiana. E também o show na íntegra do disco ‘Back to Black’ de Amy Winehouse, que este ano completa dez anos. Lançaremos mais um clipe, e aos poucos o EP tão sonhado vai tomando corpo. Vamos lançar as canções aos poucos para esgotar todas as possibilidades de se arranjar patrocínio para isso. Recentemente lançamos a canção ‘Controversa’, de letra e música de Adriana Deffentti, como ensejo de um trabalho próprio. Compor ainda é um desafio para mim, pois sou muito crítica comigo, sempre acho que o resultado não ficou tão bom. Mas quem ouviu minhas composições, gostou, e logo saberemos quando lançarmos.”


sou o que vocês pensam, mas com um detalhezinho a mais

Foto: Rodrigo Bragaglia


comportamento

Inveja nossa de cada dia “U

m estranho procurou o mestre no mosteiro: ‘Quero melhorar minha vida’, disse ele. ‘Mas não consigo parar de invejar os outros’. O mestre reparou que ventava lá fora e pediu ao estranho: ‘aqui está muito quente. Será que o senhor poderia pegar um pouco de vento lá fora, para refrescar a sala?’. ‘Isto é impossível’, disse o estranho. ‘Da mesma maneira, é impossível deixar de invejar. É de sua natureza, mas se souber controlá-la pode melhorar sua vida com ela’”.

É da nossa natureza achar que estar na “pele do outro” é melhor, e é por isso que sentimos a inveja, vontade de ter, ser ou fazer o que outro faz, é ou tem. Nos colocamos mentalmente no lugar do outro e passamos a acreditar que a vida dele é este nosso processo mental perfeito. Esquecemos que a construção que ele fez é feita de pedaços de tudo que passou. Existe uma jornada por trás e que, com certeza, foi e é envolvida de muitos obstáculos que ele teve que superar para alcançar aquele estado que invejamos. Ser bem-sucedida, bem-resolvida é estar de bem com a SUA vida, sem processo de comparação algum. Acredito que a felicidade mora por estas redondezas, quando aprendemos a olhar para dentro e apreciar o que já fomos e somos capazes de conquistar, percebendo assim o nosso potencial de conquistar ainda mais. Ao olhar para fora e ver o que o outro conquistou, “a grama verdinha do vizinho”, deve ser um sinal para acordar a minha própria potencialidade.

56 56

revistabendita.com.br revistabendita.com.br

A inveja faz o contrário, ela gera o sofrimento interno e o desejo de ver o outro sofrendo também e é por isso que muitos diminuem com críticas os feitos dos outros. A inveja gera destruição interna e uma onda de baixas atrações. Além de fazer mal por dentro, acaba produzindo pouca ou nenhuma capacidade de eu própria atrair o objeto da minha inveja. Quanto mais eu invejo e critico o sucesso de outro, mais eu produzo o insucesso à minha volta. Por uma questão de lei, você não pode ter o que você não é. Você não pode ter sucesso se você não é por dentro alimentada com ideias de sucesso. Ideias de críticas e inveja não produzem o estado mental compatível com o sucesso. Logo, tenho que aprender a lidar sabiamente com a minha natureza invejosa. Você não precisa negá-la ou sentir-se culpada. Eu e você ao ver qualquer pessoa obtendo algo que nos agrada, acabará em primeira instância, produzindo a inveja, a vontade de ter o mesmo. O que precisamos é entender que ela é nociva e transformá-la numa plataforma para nos lançar para um patamar maior ainda do que aquele que estamos no momento. Eu pratico e ensino a transformar o objeto de inveja, no objeto de inspiração. Transforme aquela empresa, aquela pessoa, aquele concorrente no seu ALVO de estudos de recursos e talentos. Pontue 5 talentos ou recursos que você acredita que levou o seu alvo àquela posição. Agora pontue suas notas de 0-10 nestes mesmos recursos ou talentos. Você tem agora uma boa medida daquilo que você precisa investir em você

para potencializar os seus próprios recursos. Um exemplo que aconteceu com uma cliente que “invejava” a mulher atual do seu ex-marido, ao fazê-la sair do nível das críticas intermináveis e pontuar os 5 recursos que a faziam ter tanta influência e ascendência sobre o seu ex-marido, fez minha cliente tomar consciência de 2 recursos que ela própria deveria se desenvolver mais, aumentar o seu próprio poder de atração e aumentar o seu conhecimento do mercado financeiro. Este despertar levou a minha cliente a um processo pessoal de desenvolvimento, que a conduziu para um bem-sucedido encontro amoroso e a uma viagem ao Oriente por três meses, de causar inveja a qualquer uma de nós. A inveja pode se tornar uma aliada em nossa jornada de expansão. Podemos trocar o veneno que ela causa em um antídoto contra a estagnação. Vamos então invejar um pouco, mas de forma construtiva? Eu, Rosalia Schwark, na missão pela felicidade simples.

Rosalia Schwark Psicóloga que criou o Método próprio Movimento Perfeito, com base na neurociência. opiniao@revistabendita.com.br


Nesta edição veja uma cerimônia em estilo campestre e em Las Vegas. Conheça três tipos de assessorias para casamento. De sua sugestão pelo redacao@revistabendita.com.br

Casamento


especial casamento

Rústico Chic

Dá para unir estilos romântico e rústico no casamento? Sim! Foi com essa ideia que o casal Tainara Zili e Leonel Godoy Batista celebrou sua cerimônia neste ano. Veja todos os detalhes e inspire-se!

textos: patrícia leão fotos: marlon carvalho


Leo e Tai, ambos com 25 anos, tinham o sonho de casar ao ar livre. Para isso, contaram com uma decoração bem artesanal, com móveis feitos pelo pai da noiva, como a mesa destinada aos doces assinados por Mariana Boll Cake Designer.


A decoração da Belle Atelier Festas foi composta por cores neutras, juta em contraste com o branco, rendas, crochês, voal, móveis rústicos, palha, feno, pallets, entre outros. E itens da decoração tiveram a participação do casal e da família de ambos, tornando-se marcantes em um dia tão especial.


“Foi mágico ver a felicidade estampada no rosto das pessoas que amamos e cada detalhe feito por nós e nossos pais. Desde o convite e pequenos elementos espalhados na decoração, como os coraçõezinhos de juta feitos à mão pela avó do Leo, bolas de barbante decorativas, o buquê, os corsages e flores de lapela dos padrinhos e pais”, conta a noiva.

A cerimônia do casal de arquitetos aconteceu em Gravataí. E a grande dica da noiva é contar com a participação de quem se ama, contratar profissionais de confiança e aproveitar muito ao lado do amado!


Fotos: Sandro Azevedo

casamento | preparativos

Do pedido até o dia do sim Cerimonialista Adriana Piegas destaca três diferentes planejamentos para organizar o casamento

N

a hora de decidir se casar, muitas nem imaginam a intensa programação que as esperam. São listas e listas de itens para organizar, datas de provas, escolhas diversas... Para sair tudo como a noiva e o noivo desejam, a cerimonialista Adriana Piegas propõe formas especiais de atender aos mais variados pedidos e necessidades do casal. A empresa de Adriana oferece três opções de Assessoria e Organização de Casamento. A Assessoria Completa apoia em toda organização e planejamento desde a escolha da data; Assessoria Personalizada, para noivas que já iniciaram os preparativos, mas precisam apoio para continuidade e integrar fornecedores, criando a logística perfeita; e a Assessoria do Dia, para revisão geral do evento, com confirmações de presença e Cerimonial da Noite. REVISTA BENDITA – Qual o seu diferencial como cerimonialista? ADRIANA PIEGAS – Nossa Assessoria oferece atendimento personalizado sem limite de horário para reunião, adequando ao tempo disponível do cliente. Também sem limite de reuniões com fornecedores e noivos

62

revistabendita.com.br

para atender todos detalhes do casamento. Assim como visita em suas residências para maior conforto. BENDITA – Como acertar no que realmente os noivos desejam? ADRIANA – Para acertar na produção do casamento, precisamos entrar no coração do cliente, conhecer sua história, entender suas emoções e o sonho em relação ao casamento, participar de suas dúvidas e anseios. BENDITA – Como são as assessorias completa, personalizada e para o dia? ADRIANA – Nossa Assessoria Completa participa do planejamento de todos itens do casamento. Principalmente negociações com fornecedores. Nos envolvemos em tudo para ser executado como o esperado. A Assessoria Personalizada serve para casais que já iniciaram as contratações e precisam de continuidade. Noivas que precisam de ajuda em itens mais complexos e já cuidaram dos mais simples. Nossa Assessoria do Dia compõe muito mais que um Cerimonial. É uma revisão e acompanhamento da produção até chegar o Grande Dia. Iniciamos com o casal dois meses antes para entender a estrutura já organizada e montamos a

logística para funcionar. Montamos o quebra-cabeças e executamos! BENDITA – O que as noivas mais requisitam atualmente? ADRIANA – Noivas prezam a atenção dispensada para solucionar suas dúvidas. Querem sentir a segurança da sua Assessoria. Ao contratarem a especialista para apoiá-las na organização do casamento, querem muita atenção! Isso é muito importante para a tranquilidade do evento e a boa relação com seu Cerimonial. Elas querem conhecer todo material, tudo o que será usado no evento, sentir a gramatura do papel, ver tamanhos reais; ter certeza de que no dia verão o que foi prometido. BENDITA – Por sua experiência, o que é uma cerimônia dos sonhos? ADRIANA – É aquela que mais emociona, que arrepia! A cerimônia ao ar livre, por exemplo, está em alta, porque gera esse resultado. A emoção de ser mais informal, fazendo mais com a ‘cara’ dos noivos, e ao mesmo tempo trazer um ambiente acolhedor e junto à natureza. É a cerimônia dos sonhos da maioria das noivas. Ficou interessada? Saiba mais pelo (51) 3115.0505 ou 9678.7876.