Page 1

Revista Especial Círio 2008

Belém - Pará - Brasil

www.paramais.com.br

ISSN 16776968

Edição 83

3,00

ESPECIAL CÍRIO 2008


O CÍRIO DOS SERVIDORES PÚBLICOS

O RECEPTIVO AO TURISTA DO CÍRIO

ABERTURA OFICIAL DO CÍRIO

Servidores de diversos órgãos do Governo do Estado se reuniram no estacionamento do Mangueirão para saudar a Virgem de Nazaré. A Imagem Peregrina foi recebida com uma celebração religiosa, que terminou com uma bênção do arcebispo de Belém...

Pág. 18 A solenidade, dividida em várias etapas, iniciou uma celebração especial presidida pelo arcebispo metropolitano de Belém, Dom Orani João Tempesta, teve a presença do vicegovernador Odair Correa, prefeito Dulciomar Costa...

Pág. 14

Pág. 08

por Israel Pegado

AUTO DO CÍRIO 2008

12ª FEIRA DO CÍRIO AUTO DO SERVIDOR

Organizada pelo SEBRAE – Serviço de Apoio as Micro e Pequenas Empresas no Pará, faz parte da programação oficial da Festa de Nazaré. A Feira tem como principal objetivo promover e valorizar a produção artesanal local...

Pág. 28 Pág. 22 Pág. 20 A NOITE DOS ELEITOS

O CÍRIO 2008

A Noite dos Eleitos é um jantar oferecido pela Diretoria da Festa de Nazaré, na Barraca da Santa (Estação Gourmet), a várias comunidades carentes. Os diretores da Festa de Nazaré, suas esposas e dirigentes das comunidades selecionadas os recebem com fidalguia e animação...

Pág. 40

Editora Círios SS Ltda CNPJ: 03.890.275/0001-36 Inscrição (Estadual): 15.220.848-8 Rua Timbiras, 1572A - Batista Campos Fone: (91) 3083-0973 Fax: (91) 3223-0799 ISSN: 1677-6968 CEP: 66033-800 Belém-Pará-Brasil www.paramais.com.br revista@paramais.com.br

ÍNDICE

PUBLICAÇÃO

Pág. 34

Foto do Círio das Crianças, de Marcos Gonçalves

DIRETOR e PRODUTOR: Rodrigo Hühn; EDITOR: Ronaldo Gilberto Hühn; COMERCIAL: Alberto Rocha, Augusto Ribeiro, Rodrigo Silva, Rodrigo Hühn; DISTRIBUIÇÃO: Dirigida, Bancas de Revista; REDAÇÃO: Ronaldo G. Hühn; REVISÃO: Paulo Coimbra da Silva; COLABORADORES: Acyr Castro, Anete Costa Ferreira, Camillo Martins Vianna, Celeste Proença, Israel Pegado, Sérgio Martins Pandolfo; FOTOGRAFIAS: Arquivo Paramais, Carlos Sodré, David Alves, Elcimar Neves, Eliseu Dias, Eunice Pinto, Lucivaldo Sena e David Alves /Ag Pa e Jesiel Rodrigues, Lúcio Mauro, Marcos Gonçalves; DESKTOP: Mequias Pinheiro; EDITORAÇÃO GRÁFICA: Editora Círios

OS ARTIGOS ASSINADOS SÃO DE INTEIRA RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES

ANATEC ASSOCIAÇÃO DE PUBLICAÇÕES


Círio 2008

B

Dom Orani e os concelebrantes

Manto do Círio 2008

aseado no Tema “VIDA” da Campanha da Fraternidade deste ano e inspirado, segundo Mizar Bonna, nas belezas internas da Basílica Santuário de Nazaré – ramos curvos de rosas. Essas rosas com seus botões fazem à frente do Manto e estão bordadas em dourado. Nas costas do manto – o alvorecer , cujos raios do sol lembram a cruz de Cristo e a mensagem de um novo dia – nova vida, lembra a Ressurreição do Senhor. No centro, uma pequena canoa de vela, com o nome: Belém em Missão, recordando os quase 400 anos de Evangelização e ao trabalho missionário da Arquidiocese de Belém. O manto foi elaborado em cetim italiano, miçangas irisadas, fios dourados, estrasses e cristais swarovski e prata banhada a ouro. O manto é fechado com um broche, mostrando o novo

06

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008] p a r a m a i s . c o m . b r

Todos queriam ver de bem perto


A Basílica Santuário de Nazaré estava repleta de fiéis

brasão da nossaArquidiocese. O manto foi desenhado por Mízar Bonna e confeccionado por EnidAlmeida. A primeira exibição para público paraense foi logo após A imagem da Padroeira com seu Manto

a missa presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Orani João Tempesta, na Basílica Santuário de Nazaré, que estava repleta de fiéis.

Fone: (91) 3248-5651 EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008]

p a r a m a i s . c o m . b r

07


Círio 2008

A mesa oficial que presidiu a solenidade

Abertura

Oficial do

Círio

Fotos: Eliseu Dias/Ag Pa e Marcos Gonçalves

“Em Belém de Maria, escolhemos a vida como missão”

A

solenidade, dividida em várias etapas, iniciou uma celebração especial presidida pelo arcebispo metropolitano de Belém, Dom Orani João Tempesta, teve a presença do vice-governador Odair Correa, prefeito Dulciomar Costa, autoridades das Forças Armadas, e muitos convidados. Primeiro foi a abertura da XII Feira do Círio, ao lado do Santuário, na Rua Dom Alberto Ramos, promovida pelo SEBRAE com exposição de trabalhos de mais de 200 artesãos. Após, a reinauguração/revitalização do ex CAN, hoje Praça Santuário Nazaré. Com novo e bonito paisagismo, nova sonorização e elementos decorativos, com assinatura das arquitetas Natália Neves, Luciana Guimarães, Lorena Pinheiro e Sercila Braz. Em seguida a inauguração e iluminação dos Arcos de Nazaré, que serão fixos e usados no decorrer das festividades culturais e religiosas, anuais de Belém. Concomitante houve a inauguração das luzes da Basílica Santuário. Tudo isso ao som da Banda de Musica da Marinha e sob fogos de artifício. Daí todos se deslocaram ao salão de festas onde diversas personalidades e patrocinadores receberam diplomas e broches com a imagem estilizada da Santinha. Também foram entregues os prêmios aos vencedores do Concurso de Redação: 1º lugar Francine

08

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008] p a r a m a i s . c o m . b r

Inauguração da revitalização da Praça Santuário

Durante a inauguração da revitalização


Nascimento Silva, aluna da 3ª série do ensino médio da Escola de Aplicação da UFPA, 2º lugar Brenda Rita Vasconcelos de Lima do Sistema Educacional Acrópole, 3° Lugar Bruna Cristina Miranda Borges, da 3ª série do ensino médio do Colégio CESEP – Belém. O Círio 2008 estava começando oficialmente. A governadora não compareceu por estar recém operada.

A celebração especial presidida pelo arcebispo metropolitano de Belém

O vice-governador Odair Correa recebe seu diploma

O arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Orani Tempesta, Hildegardo Nunes, diretor-superintendente do SEBRAE – PA , Hildegardo Nunes, e o vice-governador Odair Santos Corrêa durante a inauguração da Feira no Arraial do Círio de Nazaré O salão de festas estava repleto

As vencedoras do Concurso de Redação e suas mestras

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008]

p a r a m a i s . c o m . b r

09


Círio 2008

Dom Orani João Tempesta com a imagem original de Nossa Senhora de Nazaré

A descida do

Glória

U

m coro formado por três mil vozes, entoando o hino "Lírio Mimoso", de Nossa Senhora de Nazaré, marcou a descida da imagem da padroeira dos paraenses, do Glória para um andor no altar do Santuário de Nazaré, onde a imagem de Nossa Senhora de Nazaré ficará durante todo os 15 dias da festividade do Círio. Os fiéis que lotavam a Basílica de Nazaré desde as 10h da manhã, rezaram o terço e treinaram vários cânticos marianos até a chegada do arcebispo de Belém, Dom Orani João Tempesta, que é quem preside a cerimônia

Os leques da Editora Círios homenageavam Nossa Senhora, eram os únicos no Santuário

10

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008] p a r a m a i s . c o m . b r

Fotos: Tamara Saré / Ag. Pará

A imagem de Nossa Senhora de Nazaré já no nicho do altar-mor do Santuário


Marcos Gonçalves

O arcebispo emérito de Belém, dom Vicente Zico, foi muito aplaudido quando deu a benção final. “Por Nossa Senhora, peço a Jesus que nos dê todas as bênçãos dos céus“, pediu D. Zico. A cada ano aumenta o número de fiéis que vem participar desta cerimônia. Esse ano teve a presença da governadora Ana Júlia Carepa que participou do evento (emocionadíssima) ao lado dos que assistiam à cerimônia.

Ia começar a descida

da descida da imagem de Nossa Senhora de Nazaré do Glória. Com sua chegada às 13 h, o começo das muitas emoções. Dom Orani recordou que “há 308 anos o caboclo Plácido colocou a imagem da Santa aqui (Basílica) e é onde hoje celebramos a fé” Após abençoou os presentes com a imagem original, para deleite apaixonado de seus fiéis. Dom Lorenzo Baldisseri, núncio apostólico e representante do Papa Bento XVI no Brasil, foi quem colocou a imagem de Nossa Senhora de Nazaré no andor. “Maria é uma festa da humanidade”, ressaltou

Dom Lorenzo Baldisseri com nossa Padroeira

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008]

p a r a m a i s . c o m . b r

11


Círio 2008

Transporte

dos Carros do Círio

O

Fotos: Lúcio Mauro

transporte dos 13 carros que participam na procissão do Círio de Nazaré, em cortejo noturno, foram levados à Companhia das Docas do Pará (CDP). Por onde passam pára o trânsito, chegando a reunir centenas de fiéis para apreciar e até mesmo ajudar em algumas situações, principalmente nas curvas e sinais. Há inclusive os que acompanham o transporte, correndo ao lado dos carros. O trajeto foi do Arraial de Nazaré, seguindo pela lateral

Alunos da UEPA participaram do transporte dos carros

Os Carros dos Anjos

da Basílica Santuário, travessa 14 de Março, rua Antônio Barreto, avenidas Doca de Souza Franco e Marechal Hermes até o armazém da CDP. A berlinda que conduz a imagem da Virgem de Nazaré é o único carro que não é levado para o galpão da CDP, pois irá participar da Trasladação com início em frente ao Colégio Gentil Bitencourt. Da CDP, os carros serão conduzidos, na madrugada do domingo do Círio, para o início das avenidas Castilhos França e Presidente Vargas, onde são colocados em suas devidas posições e ocupados por alunos de escolas públicas e particulares, responsáveis pela condução desses carros e pela recepção das promessas neles colocadas. Os alunos são responsáveis pela condução do Carro de Plácido, Barca dos Escoteiros, Barca Nova, Carro dos

12

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008] p a r a m a i s . c o m . b r

Anjos, Cesto de Promessas, Carro dos Anjos, Barca com Velas, Carro dos Anjos, Barca Portuguesa, Carro dos Anjos, Barca com Remos, Carro dos Milagres e Carro da Santíssima Trindade. Ao final da procissão os carros são levados para o estacionamento do Exército, ao lado da Basílica Santuário, onde aguardam a seleção dos “ex votos” – objetos de promessas, que irão fazer parte do acervo do Museu do Círio.

Todos ajudam...


Momento muito importante de preparação, louvor e adoração

No início da Vigília

A Vigília de 48 horas de cânticos e orações, em preparação para as 11 romarias

Adoração

Fiéis se reveza em Adoração ao Santíssimo Sacramento

D

ezenas de grupos, movimentos, serviços e pastorais de várias Paróquias da Arquidiocese de Belém reúnem-se e revezam-se por 48 horas de Adoração ao Santíssimo Sacramento da Eucaristia no Auditório “Dom Vicente Joaquim Zico”, no Centro Social de Nazaré, até antes do início Traslado paraAnanindeua. É a Vigília de Adoração, onde, com uma escala de orações, a cada duas horas, um grupo de no mínimo 50 pessoas se reveza em Adoração ao Santíssimo Sacramento. São cerca de 140 grupos que seguem em Adoração e oração, dia e noite por 48 horas. Segundo o casal organizador, Iracema e Acrífio Viana: “É um momento muito importante de preparação, louvor e adoração”. O Arcebispo Dom Orani João Tempesta participou da abertura da Vigília.

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008]

p a r a m a i s . c o m . b r

13


Círio 2008

Turistas recebidos por grupos folclóricos, recebem brindes da cultura paraense

O receptivo ao Fotos: Elcimar Neves/Ag Pa

U

por Israel Pegado*

ma mini-procissão marcou a abertura de receptivo ao turista do Círio de Nossa Senhora de Nazaré, no Aeroporto Internacional de Belém, em Val-de-Cans. Tudo com o objetivo de dar as boas-vindas aos visitantes da capital paraense, numa ação conjunta da Companhia Paraense de Turismo (Paratur), Diretoria da Festa de Nazaré, Infraero, Belemtur, Escola Superior da Amazônia (Esamaz) e Faculdade de Estudos Avançados do Pará (Feapa). A Imagem Peregrina da Virgem de Nazaré foi recebida no Portão de Embarque A pelo arcebispo metropolitano de Belém, dom Orani Tempesta, que conduziu a imagem por todos os setores dos dois andares do aeroporto, abençoando o público presente. O cortejo formado por um grupo de aproximadamente 80 pessoas, entoando hinos e cantos religiosos, atraía a atenção e encantava os passageiros e funcionários do local, ao som da banda de música da Aeronáutica. A área de desembarque de vôos foi especialmente decorada pela Paratur com artesanato local, como flores regionais e cerâmicas, e altar com imagem de Nossa Senhora de Nazaré. Com a parceria da Abrasel e programa Cozinha Brasil do Sesi também são oferecidos aperitivos da culinária paraense aos

14

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008] p a r a m a i s . c o m . b r

turista

doCírio visitantes. A programação incluiu a apresentação de grupos folclóricos durante 24h, além da distribuição de brindes como fitinhas, sachês de cheiro-do-Pará e barquinhos de miriti. A Infraero também organizou uma exposição com imagens da procissão do Círio de Nazaré, réplicas em miriti da Catedral da Sé e da Basílica de Nazaré, balões brancos e amarelos, e pedaço da corda utilizada durante a romaria. "Esse é um momento de alegria para nós aqui no Aeroporto Internacional de Belém. O Círio de Nazaré é um grande exemplo de como a fé está enraizada em nossas terras morenas. Entre a nossa fé e a nossa cultura há uma ligação muito grande, que por muitas vezes, torna difícil distinguí-las. Pedimos a Deus, que esses sejam dias de bênçãos àqueles que nos visitam. E que eles possam levar essas bênçãos ao retornarem


Grupos folclóricos alegram chegada de turistas

Ann Pontes, presidente da Paratur, conduz a imagem de Nossa Senhora de Nazaré, com Dom Orani João Tempesta, arcebispo metropolitano de Belém, pelas dependências do Aeroporto Internacional de Belém

para suas casas", afirmou o arcebispo metropolitano de Belém, dom Orani Tempesta. Para a presidente da Paratur, Ann Pontes, a ação de receptivo é feita com intuito de que o turista sinta-se em casa. "Aqui o turista pode sentir esse ambiente, esse clima de festividade, ter uma idéia da nossa cultura. Saber como o paraense se prepara, arruma sua casa, sua religiosidade, suas manifestações culturais, sua alimentação vista em pratos típicos como a maniçoba, o tacacá, o pato no tucupi. É uma forma de dizer boasvindas ao Pará", explica. Ela também destacou a importância da ação em parceria com o Cedeca-Emaús para enfrentamento e prevenção à exploração sexual de crianças e adolescentes e do programa Turismo Sustentável e Infância (TSI), do Ministério do Turismo. "É um momento também para divulgar os seis pólos turísticos, por meio de imagens que decoram o espaço, assim como estimular esses visitantes a conhecer estas outras regiões do Estado", completou.

Recepção ao som paraense do carimbó

Paratur

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008]

p a r a m a i s . c o m . b r

15


O Traslado

Círio 2008

Fotos: Tamara Saré / Ag. Pará e Marcos Gonçalves

primeira e mais longa das 11 romarias em homenagem à Virgem de Nazaré, a que faz o traslado da imagem até Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém, iniciou logo após a celebração religiosa na Basílica de Nazaré localizada no Centro Arquitetônico de Nazaré (CAN), e daí a imagem segue pela Magalhães Barata até à Avenida Almirante Barroso, o principal corredor de entrada e saída da capital, em direção à Igreja matriz de Ananindeua, dedicada a Nossa Senhora das Graças.

A

Escola de Governo do Estado do Pará homenageia Nossa Senhora de Nazaré

Em Ananindeua

Tinha iniciado o traslado da imagem até Ananindeua Uma benção especial frente ao Hospital Ofir Loiola

Ao longo do trajeto as reverências à Padroeira

Na Av. Almirante Barroso

16

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008] p a r a m a i s . c o m . b r

A multidão acompanhando...


Círio 2008

A Berlinda e sua Guarda de Honra

O Círio

dos Servidores Públicos

S

Fotos: Eliseu Dias/Ag Pa

ervidores de diversos órgãos do Governo do Estado se reuniram no estacionamento do Mangueirão para saudar a Virgem de Nazaré. A Imagem Peregrina foi recebida com uma celebração religiosa, que terminou com uma bênção do arcebispo de Belém, dom Orani Tempesta, aos funcionários públicos do Estado. Acompanhada pelo arcebispo e por diretores da Festa de Nazaré, a imagem de Nossa Senhora chegou ao Mangueirão pouco depois das 18 horas, onde foi recebida com queima de fogos e com a banda da Polícia Militar. Depois, foi seguida pelos servidores em uma pequena procissão na área do estádio, com direito à berlinda e corda. Carregando velas, eles entoaram cânticos religiosos, como o tradicional "Vós Sois o Lírio Mimoso", antes do rito da bênção. A governadora Ana Júlia Carepa recebeu a imagem das mãos do arcebispo e a conduziu até o andor, ao som de "Ave Maria" cantada por Sílvia Lobo. "A gente sempre Servidores e a Corda

D.Orani Tempesta, dá sua benção aos Servidores Públicos

se emociona no Círio, mas isso é bom, porque renova as energias para termos condições de fazer um Estado com justiça social, onde todos possam viver com dignidade", disse a governadora, depois de pausar a fala pela emoção. Em sua bênção, dom Orani Tempesta falou sobre o Círio como um momento oportuno para se perceber que o ser humano precisa da contemplação e da transfiguração. "A oração é uma necessidade do ser humano e o Pará tem dado o sinal, com milhares de pessoas rezando pelas ruas, de que pensa em valores que transcendem o dia-a-dia. Temos a graça de ter um acontecimento como o Círio, quando todos os olhos estão voltados para o Pará, para que a gente possa mostrar o belo, o bom e o bem que temos neste Estado, e toda uma cultura de valores importantes para a vida". Marina Batista, servidora da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) há 21 anos, se emocionou ao


A Governadora Ana Júlia Carepa e o Arcebispo de Belém D.Orani Tempesta, durante o Círio dos Servidores Públicos que foi realizado no estacionamento do Estádio Olímpico Ana Júlia, a Imagem e o Pe. Giovani, decano dos Barnabitas

A emoção de estar na Corda

chegar mais perto da imagem de Nossa Senhora de Nazaré. "Esse é um momento sublime. Gostaria que Nossa Senhora tocasse no coração de cada ser humano para que se respeitasse os inocentes". O Círio dos Servidores também atraiu moradores das proximidades do Mangueirão, como a vendedora Maria das Dores da Silva, que foi às lágrimas durante a bênção de dom Orani. "O Círio emociona, é um momento de fé. Passa tanta lembrança, tanta coisa na cabeça da gente".

Ana Julia na Corda A Governadora falando aos Servidores Públicos

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008]

p a r a m a i s . c o m . b r

19


Círio 2008

Auto do Servidor, encenado por atores amadores selecionados entre servidores públicos do estado

E

ncenado por funcionários públicos, com temática essencialmente regional o espetáculo intitulado auto do servidor, promovido pela Escola de Governo do Pará (EGPA) foi apresentado nas escadarias e jardins do prédio histórico onde funciona a escola, na avenida Almirante Barroso. Cerca de cem funcionários públicos que freqüentaram oficinas promovidas pela Coordenadoria de Valorização e Cidadania (CVC) participaram. Nas oficinas de dança circular, do carimbo ao samba, expressão corporal e dança de salão os servidores públicos aprenderam noções para representar o espetáculo. "Queremos que este espetáculo, que é uma ação religiosa e cultural pensada para dar aos servidores públicos a oportunidade de mostrarem os seus talentos, seja incluído na programação oficial do círio. Vamos trabalhar para isso, a partir do próximo ano”, afirmou a diretora Geral da EGPA, Edilza Fontes. Ela disse ainda que ao longo do mês de outubro a EGPA oferece cursos e oficinas com a temática do círio voltadas

Homenageando a Virgem de Nazaré

20

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008] p a r a m a i s . c o m . b r

SERVI


Servidores homenageiam a Virgem de Nazaré Fotos: Carlos Sodré / Ag Pa

para funcionários públicos. “A idéia é possibilitar aos servidores a oportunidade de adquirirem conhecimentos sobre a maior festa religiosa dos paraenses”.

O Auto Divido em quatro estações, o auto do servidor é resultado de oficinas do programa formativo Cultura e Corporiedade. Na primeira estação, encenada nas escadarias da EGPA, a apresentação do coral dos servidores da Jucepa, regido pelo mastro Vanildo Monteiro, chamou a atenção do público. Na segunda estação, apresentada nos jardins internos da escola, a performance foi do grupo parafolclórico Moara, fundado há 40 quarenta anos. Na terceira estação, houve declamação de poesias no coreto de ferro da EGPA. Muito interessante à mistura de carimbó, com música sacra e teatro. Foi um espetáculo muito bonito, foi o sentimento geral de quem teve a sorte de apreciá-lo. O maestro Vanildo Monteiro regendo o coral dos servidores da Jucepa

Auto do

DOR

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008]

p a r a m a i s . c o m . b r

21


Círio 2008

A Feira

Fotos: Carlos Sodré / Ag Pa, Jeziel Rodrigues, Marcos Gonçalves, Paramais

12ª Feira do Círio O

rganizada pelo SEBRAE – Serviço de Apoio as Micro e Pequenas Empresas no Pará, faz parte da programação oficial da Festa de Nazaré. A Feira tem como principal objetivo promover e valorizar a produção artesanal local. É preparada principalmente para os turistas que chegam à cidade. São mais de 200 artesãos paraenses dos

22

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008] p a r a m a i s . c o m . b r

municípios de Belém, Santa Bárbara, Vigia, Abaetetuba e Icoaraci, a expor seus belos e multicoloridos produtos artesanais durante a Feira do Círio.


Fazendo na hora

A Feira será encerrada no próximo dia 25, fica na alameda Dom Alberto Ramos, em frente ao IAP – Instituto de Artes do Pará. Os produtos em cerâmica, fibras, moda artesanal e variedades, estão organizados em quatro grandes estandes. Para Hildegardo Nunes, diretorsuperintendente do SEBRAE no Pará,.. a Feira do Círio é, sem dúvida, a melhor oportunidade para os artesãos de todo o Estado comercializarem seus produtos – “É uma vitrine do trabalho artesanal paraense, os produtos são variados e o artesanato é um dos destaques, expressa a riqueza da nossa cultura”. A Feira do Círio vai até o dia 25 de outubro, das 17h às 22h. A entrada é franca.

Dom Orani e Odair gostaram do que viram

Manoel Soares, participa da feira comercializando seus produtos de miriti

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008]

p a r a m a i s . c o m . b r

23


A Feira do Artesanato do SEBRAE foi bastante frequentada

24

R E S T A U R A N T E

Venha almoçar conosco. Temos um buffet a peso excelente, aliado a uma boa música ambiente e um atendimento de 1ª qualidade. Aceitamos todos os cartões de crédito e alguns tickets restaurantes (inclusive os eletrônicos).

Também fazemos seu evento. Consulte-nos. Aberto de domingo a domingo de

11:30 às 15:00 horas

Av. José Bonifácio, 04 - São Braz | Belém - Pará - CEP 66093-000 Fone/Fax: 3246-7252 / 9604-1499 - (Em frente ao Sup. FORMOSA)

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008] p a r a m a i s . c o m . b r

DA SUA FESTA DE CONFRATERNIZAÇÃO

FAÇA LOGO SUA RESERVA

Neuci Berta, de Novo Progresso, participa da feira com seus produtos artesanais


A

Romaria Fluvial

elas águas da Baía de Guajará, foi realizada a Romaria Fluvial, logo após a missa, celebrada por dom Vicente Zico e com a presença do núncio apostólico dom Lourenço Badisseri, no Trapiche de Icoaraci. Às 9h15, dom Orani levou a imagem de Nossa Senhora de Nazaré até o trapiche de Icoaraci, para começar a Romaria Fluvial.

P

Fotos: David Alves/Ag Pa, Paramais No Garnier Sampaio da Marinha do Brasil

Dom Orani João Tempesta, arcebispo de Belém, o representante do Papa no Brasil, núncio apostólico Lorenzo Baldisseri, a governadora do Estado Ana Júlia Carepa e o secretário de Estado de Cultura, Edílson Moura, na Romaria Fluvial Na chegada, honras de Chefe de Estado, conforme Lei Estadual 4.371, de 15 de dezembro de 1971, por um grupamento de Cadetes da Polícia Militar A governadora Ana Júlia conduz a imagem para o início da Romaria Fluvial

Pelas águas do Guajará

Edílson Moura, dom Orani João Tempesta e a governadora Ana Júlia Carepa na Romaria Fluvial

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008]

p a r a m a i s . c o m . b r

25


Círio 2008

Os artesãos Maria Santos e Antônio Santos

A FEIRA DE MIRIT I Tradicionais brinquedos encantam romeiros e visitantes

N

a sua oitava edição, a Feira do Miriti, realizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - SEBRAE, em parceria com a Associação dos Produtores de Brinquedos e Artesanato em Miriti de Abaetetuba – ASAMAB, nos dias antecedentes ao Círio, na praça Waldemar Henrique, com os tradicionais brinquedos feitos da polpa do miritizeiro, reuniu cerca de 120 artesãos nos seus 86 estandes. Cerca de 50 mil pessoas passaram pelo local e o volume de negócios beirou à casa dos R$ 120 mil.

26

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008] p a r a m a i s . c o m . b r

Fotos: Eunice Pinto/Ag Pa, Paramais

Cerca de 30 mil peças, incluindo os modelos mais tradicionais de brinquedos, artesanatos e inovações, estiveram em exposição de acordo com o artesão Amadeu Barbosa, presidente daASAMAB . Além de permanecerem nos trabalhos na feira, os artesãos circulavam com os objetos em girândolas acompanhando as procissões e por todos os eventos da quadra nazarena, facilitando, assim, o acesso dos consumidores aos tradicionais brinquedos feitos de miriti. Segundo podemos constatar com a maioria das pessoas


O artesão Raimundo Lima e seus brinquedos de Miriti

Artesãos na inauguração da feira, com a imagem da Padroeira

que falamos, a grande maioria achava que há cada ano há melhorias na qualidade das peças e na organização da Feira e apresentação dos artesãos. O padre Reginaldo Barbosa, da Diocese de Abaetetuba, que representando Dom Flávio Giovenale, bispo do município, abençoou os artesãos e seus produtos na abertura da feira.

Amadeu Gonçalves, presidente da Associação dos fabricante de brinquedos de Miriti do município de Abaetetuba

A inauguração da feira de Miriti

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008]

p a r a m a i s . c o m . b r

27


Em Santo Alexandre, a Encenação: Os mistérios das rodas de Nazaré

O

Auto do Círio 2008 começou no largo do Carmo, com cerca de 600 atores integrando o elenco do espetáculo, quase todos de branco. O tema era: “Por Uma Belém de paz. O Auto é essencialmente um cortejo popular, com diversas performances teatrais, de dança e de música.: tipo uma Ópera popular a céu aberto, ou um carnaval devoto A chuva que caiu sobre a cidade logo no início espetáculo não foi capaz de tirar o ânimo e a alegria dos participantes, pelo contrário, parece até que atiçou a movimentação. Todos queriam homenagear e louvar a Virgem de Nazaré de uma maneira diversa, diferenciada, sem caráter religioso, cheia de amor e criatividade – alegre e despretensiosa. Este ano o Auto contou com a participação especial de Dominguinhos do Estácio e Cacá Carvalho e dos cantores Walter Bandeira, Gabi Amarantos, Carla Gyz eAndréia Pinheiro. A frente do cortejo, a Anunciação, Saudação à Virgem, Anjo Anunciador e a Comissão de Frente com o Porta Estandarte. Se desenvolveu em Estações: A 1ª, na SÉ, com participação de Walter Bandeira que cantou duas

28

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008] p a r a m a i s . c o m . b r

canções, “Círios” de Vital Lima e “A Paz” de Gilberto Gil, após foi a vez do diretor teatral Amir Haddad, o Criador do Auto, dar o seu recado. 'No início deste espetáculo, éramos pobres pecadores que vínhamos pedir à Virgem sua autorização para participarmos da sua festa. Desde então, ao longo desses anos, aqueles 15 atores se transformaram em centenas, se multiplicaram. Continuamos com o mesmo sonho na cabeça, por isso, mais uma vez o Auto do Círio pede


passagem', exclamou, recebendo, em retribuição foi ovacionado com salva de palmas. A 2ª, frente a Santo Alexandre, com a Encenação: “Os mistérios das rodas de Nazaré”- Texto de Hudson Andrade. A 3ª, no Solar Barão do Guajará, com o Grupo de Dança Moderna em Cena - Trecho do espetáculo “Aconteceu Contorcido”, com participação da cantora Convidada: Carla Gyz – Música: “Adelaide, A Pomba da Paz”, o Grupo Batuque e Dança Acrobática no Tecido. Em frente ao prédio da Assembléia Legislativa do Estado que os espectadores tiveram um dos momentos mais emocionantes da montagem com os atores e bailarinos fazendo performances com tochas de fogo. Ao final, a Apoteose, com o Canto de chegada por Andréia Pinheiro com “Bandeira Branca”; Recepção da Imagem da Santa por Zélia Amador de Deus; Oração pela Paz: Cacá Carvalho – Ator Convidado; a participação Especial: Dominguinhos do Estácio, com o cavaquinhista: Hugo Bruno e a Escola de Samba Convidada: ONG Tradição Guamaense.

Em frente à Assembléia Legislativa atores e bailarinos fizeram performances com tochas de fogo

Dança Acrobática no Tecido

Na Apoteose, a recepção da Imagem da Santa por Zélia Amador de Deus

Fafá de Belém, Andréia Pinheiro e Dominguinhos do Estácio deram um show na Apoteose, o publico em deleite, delirava.

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008]

p a r a m a i s . c o m . b r

29


Círio 2008

Arraial do Pavulagem Pavulagem homenageou sua padroeira

A

pós a chegada da imagem da padroeira dos paraenses à escadinha da Estação das Docas e o início da moto romaria, cerca de mais de 20 mil pessoas deram início acompanhando o Arraial do Pavulagem, no ritmo das danças e músicas de raiz amazônicas, pelo Boulevard Castilho França em direção ao Ver-o-Peso, pelas ruas da Cidade Velha até a Praça do Carmo. Onde na Praça do Carmo, o palco estava armado para o show do Arraial. Antecedendo o show, em outro verdadeiro espetáculo – o som de cerca de mil roqueroques. Esse ano a grande novidade foi o Boi Urube, formado Após a chegada da imagem da Senhora de Nazaré no Círio Fluvial A identidade do Arraial


As alegorias em miriti

Mini boi em miriti

por 66 crianças e jovens do conjunto Satélite que tiveram oficinas de ritmo, dança e confecção de instrumentos percussivos. Para Ronaldo Silva, um dos diretores do Arraial, essa é a nossa manifestação alegre em louvor à Santa. “É algo diferente, que representa a cultura da floresta com poesia e música e que tanto faz bem às pessoas”, afirmou. A Praça do Carmo tomada por uma multidão de “foliões”, vibrou até o final da tarde com esse espetáculo que agrega a beleza singular marajoara à festa do Círio de Nossa Senhora de Nazaré. Animação contagiante

A cobra grande, em miriti

Começando cedo Ronaldo Silva e Júnior Soares

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008]

p a r a m a i s . c o m . b r

31


Círio 2008

A

Fotos: Eliseu Dias, Lucivaldo Sena e David Alves /Ag Pa e Jesiel Rodrigues

A Círios iluminada

Trasladação

s 17,15 começou a missa no altar instalado nas escadarias frente ao Colégio Gentil Bittencourt, celebrada pelo representante do Papa Bento XVI no Brasil, o núncio apostólico, Lorenzo Baldisseri e concelebrada por vários sacerdotes visitantes e da arquidiocese. O pátio do Colégio Gentil estava repleto de fiéis.

A

A missa celebrada pelo núncio apostólico, Lorenzo Baldisseri

O pátio do Colégio Gentil estava repleto de fiéis e dos leques da Editora Círios

Ia começar a Trasladação

O grande Coro

A Caixa na trasladação

Homenagens

32

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008] p a r a m a i s . c o m . b r


A Santa, a berlinda e sua guarda Sob o arco

A berlinda na trasladação

Jeziel e Dom Orani

Frente à Catedral a benção da Padroeira

Fafá de Belém emocionada na trasladação

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008]

p a r a m a i s . c o m . b r

33


Círio 2008

O início do Círio 2008

O

Círio 2008

Grande Procissão do Círio 2008 começou às 5,15 horas, com a missa campal assistida por uma multidão de fiéis em frente à Catedral, na Cidade Velha. Muitos deles chegaram ainda de madrugada à Praça Frei Caetano Brandão.

A

Fotos: Elcimar Neves, Eunice Pinto, David Alves, Lucivaldo Sena, Tamara Saré / Ag. Pará, Marcos Goçalves, Jeziel Rodrigues Tinha acabado a santa missa

A missa campal foi celebrada pelo núncio apostólico dom Lorenzo Baldisseri, representante do papa Bento XVI no Brasil A imagem peregrina ia ser colocada na berlinda


Frente à arquibancadas da CDP

O coral da missa da trasladação frente à Sé

O grande coral

Homenagens não cessam

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008]

p a r a m a i s . c o m . b r

35


Círio 2008 Eram umas 6,45 hs

Enxugando o suor...

Frente ao Ver-o-Peso

Os Escoteiros

Carro de Anjos

36

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008] p a r a m a i s . c o m . b r


A

chegada berlinda com a imagem de Nossa Senhora de Nazaré chegou à Praça Santuário às 13h30 A Santa foi retirada da berlinda e entregue ao arcebispo metropolitano de Belém, dom Orani João Tempesta. Ele agradeceu a devoção dos paraenses ao afirmar “este momento é um dos mais importantes da vida dele e dos devotos de Nossa Senhora”.

A

A

José Ventura, diretor do Círio 2008, retirou a imagem da berlinda e a entregou ao arcebispo metropolitano de Belém, dom Orani Tempesta

Corda

7.400 homens e mulheres em perfeita harmonia e sintonia, demonstram sua devoção e amor a Nossa Senhora de Nazaré, segurando os 400m de sisal retorcido de 2 polegadas de diâmetro e 500 quilos, da corda. A corda, a Estação e a Guarda da Santa

A corda na trasladação Na Presidente Vargas

O sacrifício

A corda e o engate nas Estações EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008]

p a r a m a i s . c o m . b r

37


Círio 2008

Os

Promesseiros

D

iante das graças alcançadas pela interseção de Nossa Senhora de Nazaré, o sacrifício nunca é nem será demais – o sonho da casa própria, a cura de uma doença, ingressar na universidade e o emprego conseguido – são alguns dos muitos motivos que fazem os promesseiros agradecerem os milagres da Santa Padroeira da Amazônia.

Por graça alcançada

Miniatura em cera

Aldenir Santana dos Santos, surdo-mudo, consegui uma casa para sua mãe com a ajuda de Nossa Senhora de Nazaré e agradecia a graça alcançada Expressando gratidão...

38

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008] p a r a m a i s . c o m . b r


As

homenagens

F

rente ao Ver-o-Peso, seus feirantes e trabalhadores, homenageiam Nossa Senhora de Nazaré com estrondosa queima de fogos.

Um beijo na filha, um beijo pra Santa

O padre Fabio de Melo

No BB

No Sindicato dos Arrumadores

No Banco da Amazônia, o cantor Elymar Santos

Ia começar o foguetório

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008]

p a r a m a i s . c o m . b r

39


A Noite

A

A Barraca da Santa estava lotada Sérgio Borges Leal, diretor de evangelização foi o mestre de cerimônia

Pinduca agradou geral As esposas dos diretores Todos elogiaram o jantar

Fotos: Lúcio Mauro

Noite dos Eleitos é um jantar oferecido pela Diretoria da Festa de Nazaré, na Barraca da Santa (Estação Gourmet), a várias comunidades carentes. Os diretores da Festa de Nazaré, suas esposas e dirigentes das comunidades selecionadas os recebem com fidalguia e animação. O jantar é servido por todos os membros da Diretoria da Festa. Além do jantar, a noite teve ainda em sua programação um momento para a o r a ç ã o e evangelização, com a consagração de Nossa Senhora de Nazaré. Ainda dentro da programação, os presentes puderam cantar e dançar ao som do carimbó do cantor A cantora lírica Patrícia paraense Pinduca, que Oliveira deu um lindo show novamente, neste ano, não cobrou cachê para seu show durante o evento. O arcebispo metropolitano de Belém, dom Orani João Tempesta, também marcou presença no evento, falando sobre a importância da realização da Noite dos Eleitos e abençoou todos os presentes. ''A festa do Círio não é somente o dia da procissão, em que milhares de pessoas percorrem as ruas de Belém, mas ela se estende por momentos muito importantes como o da noite de hoje, que traduz o verdadeiro significado


dos Eleitos Um momento especial

Antônio, e do Lar da Providência. Além do jantar, a noite teve em sua programação um momento para a oração e evangelização, e a apresentação do cantor paraense Pinduca, que novamente, neste ano, não cobrou cachê para seu show durante o momento. Na ocasião, os idosos receberam toalhas, lençóis e kit's de higiene pessoal.

A animação foi total Pinduca recebeu uma medalha de Nossa Senhora abençoada por Dom Orani Cada dirigentes das comunidades recebeu uma imagem de Nossa Senhor da Nazaré

do amor ao próximo'', enfatizou. Esse ano foram cerca de 400 idosos convidados, vindos do Abrigo São Vicente de Paulo, do Abrigo Catarina Labouré, da Casa do Pão (Paróquia dos Capuchinhos), da Associação do Pão de Santo

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008]

p a r a m a i s . c o m . b r

41


Círio 2008

A

pós a missa das 7h, na Praça Santuário d e N a z a r é , presidida por Dom Orani João Tempesta, arcebispo metropolitano de Belém, e concelebrada pelo Padre Sílvio Jaques, pároco de Nazaré, iniciou procissão dos pequeninos devotos e seus familiares, ao som banda mirim da Vigia, pelas Avenidas Nazaré, Alcindo Cacela, Gov. José Malcher e a Tv. Doutor Moraes, voltando pela Nazaré até o ponto de partida. Em quase Com a imagem no Cibório, ia começar a romaria

três horas, foram percorridos os 3,7 Km da procissão, pelos cerca dos 200 mil participantes do 19º Círio das Crianças. Crianças, jovens, adultos e idosos acompanharam com bastante alegria, cantando os hinos marianos, rezando, dando seus testemunhos de fé e devoção à Santinha tão querida. Os agradecimentos e pagamentos de promessas, muitas delas eram com as crianças vestidas de anjo, todos agradeciam a intercessão de Nossa

42

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008] p a r a m a i s . c o m . b r

Círio das

Crianças

Senhora de Nazaré, junto ao seu Filho Jesus, pelas graças alcançadas. Durante o percurso, Dom Vicente Zico, nosso arcebispo emérito passou mal e foi acudido pela Cruz Vermelha, o sol estava muito. Levado ao hospital, Dom Zico, logo se recuperou, porém não mais retornou a procissão. Recuperado, foi levado à residência episcopal. Seis carros faziam parte do cortejo: quatro dos Anjos, a


A satisfação de puxar a Santinha

O carro do Anjo Brasil

Ventarolas para acalmar o calor Os escoteiros e sua Federação

Crianças da guarda mirim

Crianças se revezavam puxando o Cibório

Mais de 200 mil participantes no 19º Círio das Crianças

Barca Belém em Missão e o Cibório, a berlinda dos pequeruchos. Mais de cem crianças da guarda mirim de Belém e de cidades do interior do Estado faziam o cordão de isolamento do Cibório com a imagem de Nossa Senhora de Nazaré. A guarda de Nazaré participava dando apoio aos pequeninos. Por volta e dez e quarenta da manhã, a imagem da santa chegou à Praça Santuário. Na chegada, um coral e uma EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008]

p a r a m a i s . c o m . b r

43


Círio 2008

Esperando a Santinha

banda do projeto Vale Música, formada somente por crianças e adolescentes (50 músicos e 50 cantores), aguardavam os fiéis cantando músicas regionais em louvor a Nossa Senhora de Nazaré. Empolgaram o publico presente. Ao término, o Padre Sílvio Jaques deu a benção final com a Santinha, aos pequenos devotos e seus acompanhantes, em mais uma belíssima demonstração de fé e devoção à Nossa Senhora de Nazaré. A benção final Pequenos devotos Na chegada

Fone: 91 3344-2100 BR-316 KM 04 Rua Ricardo Borges, 1855 Bairro da Guanabara - Ananindeua-PA

A sua marca em transportes. www.racatransportes.com.br

44

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008] p a r a m a i s . c o m . b r

belem@racatransportes.com.br


Terço da Alvorada, sempre às 5h15 da manhã

Terço da Alvorada Fotos: Lúcio Mauro

O

Terço da Alvorada acontece de segunda-feira a sábado, sempre às 5h15 da manhã, na Basílica Santuário e reúne cerca de 500 pessoas cada dia, saindo em mini procissão, levando consigo uma réplica da Imagem de Nossa Senhora de Nazaré em um andor, rezando, meditando e cantando pelas ruas próximas a Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré, em trajetos distintos, sempre no entorno da Basílica Santuário. As pessoas se revezam, carregando o andor de Nossa Senhora, em experiência impar, repleta de emoções. Segundo a maioria dos participantes é uma oportunidade única de poder mostrar toda a devoção a Nossa Senhora de Nazaré, logo ao raiar do dia.

Oportunidade única de mostrar devoção a Nossa Senhora de Nazaré

Chegando na Basílica Santuário

Experiência impar, repleta de emoções


A

Círio 2008

Romaria da Juventude

pós o término da missa celebrada pelo Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Orani João Tempesta, na Paróquia São Pedro e São Paulo – bairro do Guamá, às 17hs, começou a 7ª Romaria da Juventude, organizada pelos jovens das v á r i a s Pa r ó q u i a s e C o m u n i d a d e s d a Arquidiocese de Belém, com apoio da Diretoria da Festa de Nazaré.

A

A missa celebrada por Dom Orani João Tempesta, na Paróquia São Pedro e São Paulo

Muitos jovens participaram Dona Zilda Arns da Pastoral da Criança A procissão foi animada com um trio elétrico

A corda na trasladação Na Presidente Vargas

No início da 7ª Romaria da Juventude

46

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008] p a r a m a i s . c o m . b r


A

Valia tudo para melhor ver a Santinha

Procissão da Festa

A

Procissão da Festa, uma das mais antigas procissões do Círio, este ano saiu de frente do Hospital Beneficente Portuguesa, após a missa celebrada por Dom Orani nas escadarias da Beneficente, às 7h. O percurso muda todos os anos, para fazer com que a berlinda visite duas ou três comunidades paroquiais a cada ano. Este ano o percurso de cerca de 1,2 Km, teve 1h30 de duração, é a 2ª menor das romarias, principalmente porque tem a participação sobretudo de pessoas idosas, louvando e homenageando a Padroeira dos Paraenses.

Comunidades da Paróquia de Nazaré Dom Orani João Tempesta, disse que a Procissão da Festa representa a unidade da paróquia

Pela Generalíssimo

A Procissão da Festa iniciou após a missa celebrada por Dom Orani nas escadarias da Beneficente

Pelo trajeto as homenagens eram várias

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008]

p a r a m a i s . c o m . b r

47


A

Os devotos da padroeira lotaram a Praça Santuário de Nazaré

Cruz Vermelha ram 11 mil voluntários e 17 postos de atendimento, a disposição dos romeiros durante a procissão do Círio, a maioria deles de jovens entre 15 e 18 anos preparados em aulas práticas e teóricas.

E

Na

Praça Santuário

Chegou com o apoio da Cruz Vermelha

pós a chuvarada vesperal os fiéis retornaram à Praça Santuário para a primeira missa noturna, celebrada por dom Vicente Zico, que começou com uma saudação à Mãe e Rainha da Amazônia Nossa Senhora de Nazaré. Os devotos da padroeira lotaram a Praça Santuário de Nazaré.

A

Dom Vicente Zico na sua pregação


O

Na missa do encerramento

encerramento do Círio 2008 fim dos festejos foi marcado por uma missa, a cerimônia de encerramento e um show pirotécnico. A Missa no altar da Praça Santuário de Nazaré, com a presença de toda a Diretoria da Festa de Nazaré, do Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Orani João Tempesta e do emérito Dom Vicente Zico. E às 23h, aconteceu o show pirotécnico em frente à Basílica Santuário, com o apagar das luzes da fachada da Basílica.

O

Pe. José Ramos e os casais Cesar Neves, coordenador recém eleito e José Ventura, o atual

Diretores no início da missa do encerramento D. Zilda Arns, na festa de encerramento

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008]

p a r a m a i s . c o m . b r

49


O Recírio

Círio 2008

término da quadra Nazarena foi marcado pelos lenços brancos e o sentimento de tristeza pelo encerramento de mais um Círio em homenagem e louvor à Virgem Santa, Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo e de todos nós.

O

José Ventura Ventura e Cezar Neves, o atual e o futuro coordenador do Círio, no início do Recírio

Fotos: Eunice Pinto/Ag Pa e Marcos Gonçalves

Já na capela do Colégio Gentil Bittencourt

Nas escadarias do Colégio a Guarda da Santa

50

EDIÇÃO 83 [ESPECIAL CÍRIO 2008] p a r a m a i s . c o m . b r


Você nas nuvens Seu bem faz parte dos nossos planos

de ida siv ja clu Lo Ex da

A empresa Algo Mais Multimarcas Colchões e Box Spring, entrou no mercado paraense com objetivo de disponibilizar em um mesmo ambiente, variadas marcas proporcionando assim maior liberdade de escolha.

Sua Família merece um Algo Mais

Onix Manchester

ETO DIR A D CA RI FÁB

CHEQUE PRÉ

Colchões e Box Spring Agradecimentos: Kleber Couto Gerente de negócios Algo Mais Paulo Fernando, o Bad Boy, cronista

ATENDEMOS EM DOMICÍLIO

Os jovens empreendedores Adriano Zell, Jair Andrade e sua equipe Mayara Macêdo e Vinicius Fernandes. Trazem a Belém um ambiente de conforto com alta qualidade de atendimento com produtos diferenciados direto de fábrica Loja 1: Show Room Pe. Eutiquio 860 (prox. a Tamandaré) proporcionando assim um Algo Mais na vida dos paraenses. Loja 2: Quintino 1900 (entre Gentil e Conselheiro)

3223-0479 3224-0974


Pará+ 83  

Especial Círio 2008

Advertisement