Page 1

Revista

Pará+

www.paramais.com.br

2016 EDIÇÃO 176 OUTUBRO

ISSN 16776968

2016 EDIÇÃO 175 SETEMBRO

R$ 8,00

CACAU PARAENSE CONQUISTA O MUNDO O MAR DE FÉ, CíRIO DE NAZARé Capa 176.indd 1

28/10/2016 16:03:39


www.paramais.com.br

ANUNCIO EMINA.indd 3

Parรก+

3

28/10/2016 11:58:31


14

Pará+

ANUNCIO JACAUNA.indd 14

BELÉM - MARITUBA - MARABÁ - PARAGOMINAS

www.paramais.com.br

28/10/2016 11:34:26


EDIÇÃO 176 - OUTUBRO - 2016

Pará+

Revista

N E S TA E D I Ç Ã O

PUBLICAÇÃO

Círio de Nazaré 2016

06

Editora Círios SS Ltda CNPJ: 03.890.275/0001-36 Inscrição (Estadual): 15.220.848-8 Rua Timbiras, 1572A - Batista Campos Fone: (91) 3083-0973 Fax: (91) 3223-0799 EDITORA CÍRIOS ISSN: 1677-6968 CEP: 66033-800 Belém-Pará-Brasil www.paramais.com.br revista@paramais.com.br

ÍNDICE

FAC é sinônimo de bons negócios

12

DIRETOR e PRODUTOR: Rodrigo Hühn; EDITOR: Ronaldo Gilberto Hühn; COMERCIAL: Alberto Rocha, Augusto Ribeiro, Rodrigo Silva, Rodrigo Hühn; DISTRIBUIÇÃO: Dirigida, Bancas de Revista; REDAÇÃO: Ronaldo G. Hühn; COLABORADORES*: Anete Costa Ferreira, Carla G. Travassos, Dani Filgueira, Diego Andrade, Martha E. Souza, Naiana Gaby Ferraz Monteiro Santos, Ray Xavier; FOTOGRAFIAS: Anderson Silva/Ascom Susipe, Antonio Silva,Claudio Santos, Cristino Martins, Daniel Nardin, Mácio Ferreira, Márcio Magano, Rodolfo Oliveira, Sidney Oliveira, Thiago Gomes/Ag.Pará, Aline Andrade, Assbrac, Fabrício Coleny - ASCOM Basílica Santuário de Nazaré, Ascom da Paróquia Nossa Senhora Mãe da Divina Providência, CEPLAC, Glauce Aquino, Marco Nascimento, Raimundo Paccó/Divulgação, Kamile Francez; DESKTOP: Meck Pinheiro; EDITORAÇÃO GRÁFICA: Editora Círios * Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores.

O Círio da Prata Grande

C A PA

24 10 brincadeiras que divertem e ajudam no desenvolvimento infantil

26

30 Romaria Fluvial 2016 Diretoria da Festa do Círio sempre à disposição

Nesta Edição (176).indd 4

10 18 34

FAVOR POR

Trasladação 2016

CIC

RE

05 16 20

Mensagem do Arcebispo

O mar de gente em torno da berlinda com a imagem da padroeira do povo paraense e Rainha da Amazônia: Nossa Senhora de Nazaré. Foto de Mácio Ferreira/ Ag.Pará

Palácio do Governo recebe a imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré Mudanças climáticas contribuíram para reduzir focos de queimadas

ST A

Cacau e chocolate paraense conquistam mercado nacional e internacional

I LE ESTA REV

www.paramais.com.br

28/10/2016 16:19:20


Mensagem do Arcebispo

A

Arquidiocese de Belém acolhe com alegria todas as oportunidades que nos são dadas para participar das celebrações dos quatrocentos anos de nossa cidade. Maior alegria é saber que Belém nasceu no Forte do Presépio, marcada pela fé católica. Dali se espalhou, nestes quatrocentos anos, a mensagem do Evangelho. A fé cristã é a maior riqueza de Belém e do Pará. Que esta edição da Pará+ contribua para que o bem nascido do Evangelho alcance os confins da terra, cujos limites podem estar bem próximos de cada um de nós. Dom Alberto Taveira Corrêa Arcebispo de Belém do Pará

ESSA DUPLA É A MAIOR LIMPEZA! P R O D U T O S

Qualidade que você confia Rod. Artur Bernardes, KM 14 www.paramais.com.br

Mensagem do Arcebispo.indd 5

(91) 3204-1400 Pará+

05

27/10/2016 14:09:35


Círio de Nazaré 2016 Círio da Misericórdia

Fotos Anderson Silva/Ascom Susipe, Cristino Martins, Mácio Ferreira, Márcio Magano, Sidney Oliveira, Thiago Gomes/Ag.Pará, Fabrício Coleny - ASCOM Basílica Santuário de Nazaré

Logo após a saída da Catedral

O

O governador Simão Jatene e a primeira dama Ana Jatene, assistiram a missa campal, celebrada em frente à Catedral de Belém O governador Simão Jatene e a primeira dama Ana Jatene, assistiram a missa campal, celebrada em frente à Catedral de Belém

06

Pará+

Círio de Nazaré 2016.indd 6

224º Círio de Nazaré, iniciou com Dom Alberto Taveira, arcebispo metropolitano de Belém, celebrando a tradicional missa do Círio, em frente à Catedral de Belém. Em sua homília Dom Alberto disse: “Este é o ‘Círio da Misericórdia’ por causa do Ano Jubilar da Misericórdia”, e esta edição tem como tema “Salve Rainha, Mãe de Misericórdia”. “O Círio é um milagre porque Deus deu as forças para todos estarmos aqui”. O Papa Francisco também enviou mensagem aos paraenses saudando os fiéis pelo Círio e pedindo “graças do Altíssimo por intercessão de Nossa Senhora de Nazaré”. Ao final, o pontífice pediu que orassem por ele. Ao término da celebração, o arcebispo metropolitano entregou a imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré, ao coordenador do Círio, Roberto Souza, que em seguida colocou a imagem peregrina, em sua berlinda, com bela decoração de Paulo Morelli, que usou flores brancas e amarelas; eram cerca de 06h30. O governador Simão Jatene e a primeira dama, Ana, assistiram à missa campal, celebrada em frente à Catedral de Belém, na praça Frei Caetano Brandão. Após a missa, Simão e Ana Jatene seguiram no percurso da berlinda, acompanhando a procissão junto com os romeiros. Sob o espocar dos fogos seguiu a procissão contornando a praça do Relógio até o Mercado do Ver-o-Peso, quando recebeu a homenagem dos Peixeiros Geleiros e Feirantes do mercado do Ver-o-Pes, seguindo a procissão pelo Boulevard Castilho França. Cerca de 8 mil pessoas carregaram a corda do Círio, junto a um mar de mais de dois milhões de pessoas que agradeciam a Virgem Padroeira dos paraenses. Devotos portando objetos de cera de todos formatos, promesseiros de joelhos, carregando sob as cabeças miniaturas de casas, crianças vestidas de anjos, todos, repletos de emoção, demostravam sua fé. Frente a antiga sede da Folha do Norte, foi a vez da homenagem dos estivadores com sua tradicional e estridente queima de fogos. Enquanto isso, frente à Estação das Docas, o Varanda de Nazaré, repleto de artistas www.paramais.com.br

27/10/2016 17:39:12


Milhares de fiéis acompanharam a missa em frente à Catedral de Belém que dá a largada à principal romaria do Círio

O arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira, celebrou a missa em frente à Catedral de Belém A procissão do Círio, no Boulevard Castilho França

A imagem de Nossa Senhora de Nazaré em sua berlinda, no Boulevard Castilho França

convidados de Fafá de Belém, assistiam a passagem da procissão e ouviam interpretações do padre Fábio de Melo, de Fafá de Belém e convidados. Também, e ao som de “Ave Maria” o Coral Timbres, formado por detentos do Centro de Recuperação do Coqueiro (CRC) e do Centro de Recuperação Feminino (CRF), ao lado da cantora Fafá de Belém, emocionava os presentes. Eram 09 horas quando a berlinda iniciou a subida da avenida Presidente Vargas, um dos momentos críticos da procissão, que decorreu sem algum problema. Já na Avenida Presidente Vargas, a ima-

www.paramais.com.br

Círio de Nazaré 2016.indd 7

gem peregrina recebeu várias homenagens tradicionais. No Banco do Brasil, a padroeira foi saudada com uma chuva de papel picado e serpentinas, enquanto isso, o cantor católico Daividson Silva entoava cânticos marianos para louvando Nossa Senhora de Nazaré. Logo após, agora do outro lado da Avenida, no Banco do Estado do Pará (Banpará), um show com músicas marianas animavam a procissão. Em seguida, já na Praça da República, a tradicional homenagem do Banco da Amazônia, quando a padroeira foi saudada por uma chuva de pétalas de rosas ao som de

Estima-se que cerca de 8 mil pessoas carregaram a corda durante a procissão

“Senhora da Berlinda”, cantada pelo seu próprio autor, o Pe. Antônio Maria.

Pará+

07

27/10/2016 17:39:14


O mar de gente em torno da berlinda com a imagem da padroeira do povo paraense e Rainha da Amazônia: Nossa Senhora de Nazaré

Chegada Depois de cinco horas de procissão e sob foguetório, hinos de louvor e preces dos fiéis, os sinos da Basílica Santuário anunciaram a chegada da berlinda de Nossa Senhora de Nazaré. Uma multidão já aguardava a imagem na Praça santuário. Após a chegada, Dom Irineu Roman, Bispo Auxiliar de Belém, recebeu a imagem e logo em seguida começou a celebração de uma missa solene no altar-mor em frente à Basilica. Os jovens do Colégio Nazaré, saudando a padroeira

Fafá de Belém e o padre Fábio de Melo homenageiam Nossa Senhora

Mesmo com o sol inclemente os fiéis rendiam graças à Nossa Senhora

Os 16 integrantes do coral se prepararam durante cinco meses com a maestrina Vera Santos

08

Pará+

Círio de Nazaré 2016.indd 8

Ao final, abençoou com a imagem de Nossa Senhora de Nazaré, todos os fiéis que comparecem na Praça Santuário.

Grande final: Roberto Mauro Souza, o coordenador, eleva aos céus a imagem de Nossa Senhora de Nazaré, agradecendo o sucesso da realização do Círio

www.paramais.com.br

27/10/2016 17:39:20


www.paramais.com.br

ANUNCIO SANTA ROSA.indd 9

Parรก+

09

28/10/2016 18:13:48


O percurso é de aproximadamente 3,7 km, e percorre as avenidas Magalhães Barata, Nazaré, Presidente Vargas, Boulevard Castilhos França, Portugal, Praça do Relógio até a Sé, no bairro da Cidade Velha

Trasladação 2016 Fotos Antonio Silva, Daniel Nardin, Rodolfo Oliveira, Thiago Gomes / Secom, Glauce Aquino

C

omo tradicional e antecedendo a Trasladação, o arcebispo de Belém, D. Alberto Taveira celebrou uma missa nas escadarias de frente do Colégio Gentil Bittencourt, iniciando por volta das 16h30. Ao final e em seguida, a Imagem Peregrina foi colocada na Berlinda, e minutos depois deu início a Trasladação, percorrendo um trajeto inverso ao da procissão do Círio, em percurso de aproximadamente 3,7 km, pelas avenidas Magalhães Barata, Nazaré, Presidente Vargas, Boulevard Castilhos França, Portugal, Praça do Relógio até a Catedral, no bairro da Cidade Velha. Cerca de 1 milhão e duzentas mil pessoas em meio a orações e hinos mariano, partici-

O coral da do Pará, n

Na Trasladação, homens e mulheres participam na corda, pagando promessas e agradecendo a Virgem de Nazaré

SERVIÇOS DE BAR

Seg - Sáb / 9h - 21hs

CONCEITO DE BARBEARIA CORTE MASCULINO BARBA, BIGODE CAVANHAQUE ETC.

Tv. Humaitá - 1820 (Duque e Rômulo Maiorana) Marco (91) 98032-6334 / 98765-4699 10

Pará+

Trasladação 2016.indd 10

www.paramais.com.br

27/10/2016 18:04:18


pavam da procissão noturna iluminando as ruas de Belém. Na Trasladação, o único destaque é a berlinda com a imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré – não há outros carros acompanhando a procissão. O arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira, o bispo auxiliar, Dom Irineu Roman e os bispos Dom Teodoro, de Ponta de Pedras, e Dom Evaristo Spengler, da Prelazia do Marajó, conduziam a berlinda com a imagem

A tradicional homenagem do Banco da Amazônia

A Trasladação é uma verdadeira procissão à luz de velas levadas pelos devotos durante todo o percurso A berlinda frente à CDP

O coral da Fundação Cultural do Pará, na Trasladação

Mais de 1 milhão de pessoas participam da procissão noturna que ilumina as ruas da capital

Radiocomunicação

de Nossa Senhora de Nazaré. Em todo trajeto se sucediam as homenagens de fiéis, empresas e órgãos públicos, as mais variadas e diferentes. Após 5 horas de procissão, por volta das

ARIA

co

A ÚNICA REVENDA PLATINUM DO NORTE DO PAÍS. VENDA - LOCAÇÃO - ASS. TÉCNICA

Av. Nazaré, 532 - Sala 117 Tel: (91) 3230-4198 / 99112-3511- Fax:(91) 3212-1115 www.radiopointmotorola.com.br www.paramais.com.br

Trasladação 2016.indd 11

23h, a imagem peregrina de Nossa Senhora chegou na Sé e foi recebida como todos os anos pelo cura da catedral, Cônego José Gonçalo, que ao final abençoou a multidão com a imagem de Nossa Senhora. TM

A Radio Point oferece para seus clientes uma ampla variedade de produtos para radiocomunicação, nas categorias de rádios portáteis e rádios móveis, além de repetidores analógicos e digitais, e sistemas de comunicação de dados wireless.

Sistema de rádio bidirecional digital profissional

Soluções em Telecomunicações

Pará+

11

27/10/2016 18:04:21


A Feira de Artesanato do Círio (FAC), na Praça Waldemar Henrique, teve 64 estandes, para 53 artesãos de Ananindeua, Abaetetuba, Belém, Curuçá e Oeiras do Pará, que coloriram o espaço com peças de várias formas e tipologias

FAC é sinônimo

Fotos Marco Nascimento

de bons negócios A

Brinquedos de miriti – uma tradição marcante do Círio de Nossa Senhora de Nazaré

12

Pará+

FAC é sinônimo de bons negócios.indd 12

Feira de Artesanato do Círio (FAC) é uma grande vitrine do trabalho de artesãos paraenses. É uma Feira diferenciada, já que o que se vende nos dias do evento vale muito menos do que a oportunidade de ser visto por centenas de pessoas que passam pela Praça Waldemar Henrique. Alguns vão com destino certo, outros, peregrinos de Nossa Senhora de Nazaré, passam acompanhando o fluxo das procissões do Círio de Nazaré e param, atraídos pelo talento dos artesãos. Em 2016, a FAC, que é promovida pelo Sebrae no Pará, foi realizada de 5 a 9 de outubro e teve o patrocínio do Banco da Amazônia. A abertura foi marcada por uma celebração religiosa, presidida pelo arcebispo metropolitano de Belém, dom Alberto Taveira, que levou a imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré para a bênção especial a artesãos e visitantes. Em uma área de 608 metros quadrados toda climatizada, confortável e segura, foram montados 64 estandes, para 53 artesãos de Ananindeua, Abaetetuba, Belém, Curuçá e Oeiras do Pará, que coloriram o espaço com peças de várias formas e tipologias: brinquedos de miriti, balatas, instrumentos musicais, confecções, acessórios de moda, camisas customizadas, blocos de anotações, cerâmica, entre outros produtos. www.paramais.com.br

27/10/2016 18:14:06


Fabrizio Guaglianone, diretorsuperintendente do Sebrae no Pará, na abertura da FAC

“Nossa intenção é divulgar e promover o trabalho dos artesãos, criando oportunidade de bons negócios não só nesse período do ano, em que Belém recebe milhares de pessoas do estado, do Brasil e de fora do país, mas durante o ano inteiro”, declara Fabrizio Guaglianone, diretor-superintendente do Sebrae no Pará. O Sebrae realiza feiras de artesanato nessa época da Festa de Nossa Senhora de Nazaré, em Belém, há mais de 15 anos. A FAC é a junção das feiras do Miriti e do Círio, que há alguns anos eram realizadas em espaços diferentes.

conhecido”, destaca o jovem artesão, de 23 anos, que teve seus produtos muito elogiados pelo público. “Muito interessante o trabalho dele. De um talento sem igual. Fico pensando o quanto dessa matéria-prima é jogada fora, quando poderia ser transformada em belas peças, como esse manto maravilhoso para a imagem de Nossa Senhora”, diz Mariana Soares, paraense que mora há

16 anos na capital da Bahia, Salvador. O trabalho de Alexandre Paulemy, de Oeiras do Pará, despertou o interesse do público visitante pela criatividade e os efeitos sonoros dos instrumentos musicais. “Faço as peças pensando nas pessoas, no que a música vai impactar em quem vai usar os instrumentos e quem vai ouvir”, disse o artesão, que produziu e testou várias peças no estande da Feira. Ele vendeu cerca de 400 peças, sendo a maioria apitos da mata, agogô, chaveiros e flautas, que são produzidos com bambu, couro, sementes e madeira. “Além disso, fiz contatos para negócios futuros com pessoas do Pará, Bahia e com uma historiadora de Portugal”, conta o artesão, que disse ter sido a melhor participação na FAC desde 2014, quando começou a participar do evento. Tainá Fausto, de Belém, conta que está satisfeita com as vendas. “Vendemos 300 peças dos objetos religiosos que levamos, e fizemos contatos para trabalhos futuros”, informa, lembrando que seus produtos têm como matéria-prima tecidos e feltro. “Foi a nossa melhor participação na Feira”, diz ela.

Resultados positivos

Danilo Ferreira, de Curuçá, no nordeste paraense, participou pela primeira vez da FAC. “Vendi 120 peças. Mas o que valeu mesmo foram os negócios futuros, pois apenas uma das 20 pessoas que encomendaram produtos, pediu 400 capelas. Também encomendaram mantos e berlindas”, informa Danilo, que trabalha, principalmente, com o talo de açaí, material que em geral é jogado fora. O artesão diz que gostou muito da divulgação que teve na imprensa. “Foram muitas entrevistas, que tornaram meu trabalho Alexandre Paulemy, de Oeiras do Pará: “Faço as peças pensando nas pessoas, no que a música vai impactar em quem vai usar os instrumentos e quem vai ouvir”

www.paramais.com.br

FAC é sinônimo de bons negócios.indd 13

Tainá Fausto, de Belém: “Vendemos 300 peças dos objetos religiosos que levamos, e fizemos contatos para trabalhos futuros” Danilo Ferreira, de Curuçá, trabalha, principalmente, com o talo de açaí, material que em geral é jogado fora

Pará+

13

27/10/2016 18:14:08


Círio das Crianças Fotos Ascom Basílica Santuário de Nazaré

As crianças foram às ruas prestar suas homenagens a Nossa Senhora de Nazaré Carro dos Milagres de Dom Fuas Roupinho

A

Romaria das Crianças começou cerca das 8 horas, após uma Missa Campal frente à Basílica Santuário, presidida pelo Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, que ao final disse ser essa a mais alegre e festiva das romarias, depois do Círio. “Olhar para essa criançada toda é sinal de esperança para a humanidade e para a Igreja”. No início da procissão, a Imagem Peregrina foi conduzida em um cibório colocado em carro, pelo diretor de procissões da Diretoria do Círio. A romaria contou, ainda, com o Carro dos Milagres de Dom Fuas Roupinho, os Carros dos Anjos e outros dois carros de promessa. A animação ficou por conta de bandas musicais católicas compostas por crianças e jovens de municípios do Estado e, também, de um coral que foi formado especialmente para a homenagem. O Dieese/Pa, estimou a presença de 250 mil pessoas nessa procissão. Segundo Anselmo Costa, coordenador da Romaria, este ano o tema da romaria foi: “Ave Maria, Mãe de Misericórdia, abraça tuas crianças” referência ao Ano Santo da Misericórdia. Os Carros dos Anjos

Dom Irineu Roman, Bispo auxiliar de Belém, no final abençoou a criançada e seus familiares com a a imagem de Nossa Senhora de Nazaré

A Creche do Sorena sempre presente

14

Pará+

Círio das Crianças.indd 14

www.paramais.com.br

28/10/2016 09:21:16


Romaria da Juventude M Fotos Aline Andrade – Ascom Basílica Santuário de Nazaré, Ascom da Paróquia Nossa Senhora Mãe da Divina Providência

ilhares de jovens participaram da Romaria da Juventude, na tarde do 3º sábado de outubro, em seu maior percurso os últimos anos – 9 e meio quilômetros de caminhada. Saindo da Paróquia Nossa Senhora Mãe da Divina Providência, na Maracangalha, a procissão seguiu pelas Avenidas Júlio César, Pedro Álvares Cabral, Dr. Freitas, Pedro Miranda, Alcindo Cacela, José Malcher, Generalíssimo Deodoro e Nazaré, até a Praça Santuário, onde chegou por volta de 19h30. Antes do início, Dom Irineu Roman, Bispo auxiliar de Belém, presidiu uma celebração e na sua homilia, falou da virgem de Nazaré como a mãe modelo para a igreja.

Na saída da Paróquia Mãe Divina Providência, Dom Irineu Roman, abençoa os jovens com a imagem peregrina

Milhares de jovens participaram da Romaria da Juventude

Vidraçaria

ED. VIDROS Vidros Temperados

Orçamento sem compromisso

ATENDEMOS EM TODO ESTADO

BOX • JANELAS • PORTAS • ESPELHOS • PELE DE VIDRO FACHADA DE LOJA • SACADAS • GRANITOS • PORTÕES DE ALUMÍNIO

Cidade Nova 6. Trav. WE 72, próx. ao Supermercado Líder (91)

98277-8210 / 98771-8802 / 98179-6431

www.paramais.com.br

Romaria da Juventude.indd 15

“Os jovens precisam acreditar que na igreja. Nas suas comunidades, poderemos caminhar juntos, renovar o amor, a caridade e a esperança”. Ao final, abençoou os jovens presentes que iriam começar a caminhada com a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré. Por volta de 15h, a procissão teve início e os jovens seguiram a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré ao som de um trio elétrico com músicas e orações marianas, durante todo o percurso. Um dos símbolos da procissão, a Cruz Missionária, com cerca de quatro metros, foi conduzida em revezamento, por jovens das regiões episcopais. Ao chegar na Praça Santuário, os jovens foram recebidos pelo Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Correa, que agradeceu o empenho e a força de todos que acompanharam a romaria.

Disk Encomendas (91) 3272-5300 (91) 3015-5100 (91) 99966-6087 (91) 98023-9526

BAZAR DO

PÃO

Abrimos aos Domingos para Café da manhã das 7h às 11h

Pedidos a partir das 6:30h

Rua Tupinambás, 636 (esquina com Caripunas) Pará+

15

28/10/2016 09:26:04


Romaria Fluvial 2016 Fotos Secom

Dom Alberto com a imagem peregrina, chegando ao Garnier Sampaio

A

ntecedendo a Romaria Fluvial, uma missa preparatória foi celebrada no Trapiche de Icoaraci, pelo Bispo Auxiliar de Belém, Dom Irineu Roman, por volta

das 7h. Logo ao chegar, da Romaria Rodoviária, a imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré, foi levada por Dom Alberto Taveira, ao altar, de onde abençoou os romeiros e seguiu para embarque no Garnier Sampaio, no Círio Fluvial. Milhares de fiéis ocupavam toda a orla de Icoaraci, aos lados do trapiche, para ver a saída da procissão. Na baía do Guajará, em manhã de sábado ensolarado, acompanhavam o Círio Fluvial, centenas de embarcações, canoas e jet skis, enfeitados com bandeiras coloridas, balões e faixas com mensagens alusivas, homenageando Nossa senhora de Nazaré. Enquanto isso, a bordo do Garnier Sampaio, a imagem peregrina em uma cúpula de vidro, seguia recebendo homenagens durante toda a procissão, o que emocionava cada vez mais todos os que estavam na embarcação da Marinha do Brasil, e os que assistiam da orla do Rio Pará e os que estavam navegando nos 18 quilômetros de procissão, entre o trapiche de Icoaraci e a

O navio-hidroceanográfico Garnier Sampaio, da Marinha do Brasil, pelas águas guajarinas

390 embarcações solicitaram inspeção para participar da procissão das água

ES ES AL

Troca de moedas em espécie, cartões pré-pagos, MoneyGram e seguro viagem

F (91) 3201-5457 AGORA EM MAIS UM ENDEREÇO PARA MELHOR ATENDER VOCÊ

Av. Centenário, 1052 Shopping Bosque Grão-Pará piso térreo

(91) 3201-5499 graopara@turvicam.com.br

16

Pará+

Romaria Fluvial 2016.indd 16

(91) 3201-5490

Av

(91) 3201-5454

www.paramais.com.br

28/10/2016 09:36:06


A cúpula de vidro, permitia aos fiéis, uma melhor visibilidade da imagem da santa

Milhares de fiéis devotos aguardavam a padroeira na orla da Estação

pela Polícia Militar. De conformidade à Lei Estadual nº 4.371, de 15 de dezembro de 1971, que proclamou a Virgem de Nazaré, Padroeira do Pará, Rainha da Amazônia e merecedora da homenagem. Eram cerca de 11,30h. A benção aos participantes da Romaria Fluvial

Escadinha do Cais do Porto, na Praça Pedro Teixeira. Para Dom Alberto Taveira, a Romaria Fluvial, “Está cada vez maior e melhor. É uma alegria muito grande ver que a nossa fé se reúne, a nossa esperança se renova, justamente no Círio, debaixo da proteção de

ESPECIALIZADA EM ESQUADRIAS EM ALUMÍNIO E VIDRO

Nossa Senhora de Nazaré. Gostaria de agradecer a todos e desejar que vivamos muito bem esse Círio, que para nós é o Círio da misericórdia”, finalizou. Ao chegar na escadinha do Cais do Porto, ao lado da Estação das Docas, a imagem foi recebida com honras de chefe de estado

ALUBOX www.aluboxbelem.com.br

FABRICAMOS CONFORME O SEU PROJETO!

1-5490

Av. João Paulo II, 1516 /Alubox www.paramais.com.br

Romaria Fluvial 2016.indd 17

(91) 3276-5146 (91) 3276-3267

O desembarque ...

Márcia Aliverti A voz de Cristal Música para Eventos Casamentos Círios Eventos Oficiais (91) 3086-0425 / 99983-0025 Pará+

17

28/10/2016 09:36:09


Palácio do Governo recebe a imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré

Texto Dani Filgueiras Fotos Cristino Martins / Ag. Pará

A O governador Simão Jatene, ao lado da primeira dama, Ana Jatene, acompanhou a programação que também teve a participação de secretários de Estado

O governador Simão Jatene disse que, para ele, o Círio de Nazaré tem vários significados, mas que o sentimento de reencontro é o mais especial

Delivery 98328-0524 / 3259-8819

imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré foi levada ao Palácio do Governo, no fim da manhã desta terça-feira, 4, para que os colaboradores da instituição pudessem homenagear a padroeira dos paraenses. O governador Simão Jatene, ao lado da primeira dama, Ana Jatene, acompanhou a programação que também teve a participação de secretários de Estado. Após ser levada pelos guardas da santa ao gabinete do governador, para uma bênção no local onde são tomadas decisões importantes para o Estado, a imagem peregrina participou de um pequeno cortejo até o auditório do Palácio do Governo, onde foi realizada uma pequena celebração. O grupo Agnos e a cantora Patrícia Oliveira, que é colaboradora na assessoria do Núcleo de Articulação e Cidadania (NAC), homenagearam a santa com canções marianas. Para Patrícia, o momento foi especial. “Prestar essa homenagem, através do seu trabalho, é maravilhoso, principalmente nesse momento de amor a Maria e amor ao próximo, porque ela é a mãe de todos nós”, destacou. Após a missa, o diretor das festividades do Círio de Nossa Senhora de Nazaré, Roberto Souza, agradeceu o apoio do governo do Pará para a manutenção dos eventos religiosos da programação nazarena. “Sem esse apoio nós não teríamos como realizar todos esses eventos. Com certeza enfrentaríamos mais dificuldades para a realização

O BOI DOURADO NA SUA CASA O MELHOR CHURRASCO DA CIDADE! Aberto de Domingo a Domingo SOMENTE ALMOÇO

Faça seu evento conosco

T

D

/boidouradobelem Rua dos Mundurucus, 3326 18

Pará+

Palácio do Governo recebe a imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré.indd 18

A www.paramais.com.br

28/10/2016 09:53:19


No Palácio do Governo, os colaboradores da instituição homenagearam a padroeira dos paraenses

Roberto Mauro Souza, coordenador do Círio de Nazaré presenteia o casal Simão, Ana Jatene com uma réplica da imagem peregrina No gabinete do governador, durante a solenidade

panhar todos os dias do ano, por todos os anos da nossa vida”, complementou. Após a cerimônia no palácio, a imagem peregrina seguiu pára o Aeroporto Internacional de Belém onde foi realizada uma missa.

A imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré foi reverenciada pelos servidores

R$

29,90

sejou que esse momento sirva para reflexão. Simão Jatene também agradeceu a dedicação dos servidores públicos. “Nesses tempos que o próprio serviço público no Brasil experimenta um momento tão dramático, quero desejar para todos, um feliz Círio. Que ele seja, para cada um, esse momento de reencontro com a nossa paz, com a nossa esperança. Que esse espírito que invade os nossos corações e mentes, no período do Círio, não se esgote e que ele possa nos acom-

COMBO 1

Pizza

MÉDIA Refri.

+

500ml

DOMINOS.COM.BR

Tv. Quintino, 1704

3110-0094

Duque, 1208

3355-2002

Augusto Montenegro, 2720

3216-8600

www.paramais.com.br

Palácio do Governo recebe a imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré.indd 19

VALOR SUJEITO À CORREÇÃO

da festividade tradicional do povo do Pará”, apontou. O governador Simão Jatene disse que, para ele, o Círio de Nazaré tem vários significados, mas que o sentimento de reencontro é o mais especial. “O reencontro com a família, com a nossa crença, com a nossa consciência e, em especial, é um reencontro com aqueles valores mais profundos, um reencontro de cada um consigo mesmo”, reiterou o Chefe do Executivo Estadual, que de-

A cantora Patrícia Oliveira e, que é colaboradora na assessoria do Núcleo de Articulação e Cidadania (NAC), em homenagem a santa com o governador Simão Jatene

C U L I N Á R I A I TA L I A N A

DELIVERY

3222-6361 3230-0627 3222-6642

REALIZE SUA FESTA EM NOSSO AMBIENTE

Tv. Quintino Bocaiúva, 1704

(entre Brás de Aguiar e Nazaré) Pará+

19

28/10/2016 09:53:22


Em momento de pura emoção, um carinho do arcebispo, ao coordenador do Círio, Roberto Souza

Diretoria da Festa do Círio sempre à disposição Membros voluntários reiniciam o trabalho assim que a berlinda chega à Praça Santuário Fotos Fabrício Coleny, Kamille Francez

E

les não têm descanso. O trabalho recomeça assim que a berlinda com a imagem da Virgem de Nazaré chega à praça Santuário após a procissão do Círio, que sai da Catedral da Sé rumo à Basílica. Os membros da Diretoria da Festividade de Nazaré precisam iniciar novamente os trabalhos para o próximo grande espetáculo da Festa Nazarena. Um desafio difícil, mas que, todos os anos, ele é vencido. Desafio esse que se re-

20

Pará+

Diretoria da Festa do Círio sempre à disposição.indd 20

nova todo ano no segundo domingo de outubro. É, praticamente naquele instante que têm início os preparativos para a procissão do ano seguinte. E quem cuida de todos os detalhes para o Círio e de tudo que está ligado a ele é a Diretoria da Festa de Nazaré. Embora da composição da diretoria oficialmente só participem os homens, o trabalho é, na realidade, feito pelo casal, cabendo às esposas vários detalhes da Festa e o apoio aos eventos que antecedem a procissão. Os padres barnabitas são os responsáveis pela Festividade. Atualmente 31 casais atuam de forma voluntária para ajudar nesse trabalho, que é subordinado ao arcebispo metropolitano. O diretor-coordenador do Círio, Roberto Mauro Souza, ressalta que ao longo do ano, são realizadas diversas atividades espirituais de preparação para a festividade para que o casal possa conduzir os trabalhos de forma harmônica e deixar seu testemunho

O casal coordenador Roberto e Daniela Souza

www.paramais.com.br

28/10/2016 10:00:55


Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo Metropolitano de Belém, Presidente do Conselho Consultivo

de cristão. “Nós precisamos nos preparar para lidar com essa missão, que é tão importante”, disse. Além do lado espiritual, os membros se preocupam também com o lado financeiro, importante para o desenvolvimento da festa. O diretor Roberto Souza, destaca dois eventos que são especialmente destinados à arrecadação de recursos para o Círio de Nazaré: “Mamãe vai dançar” e a “Feijoada do Papai”, que reúne centenas de fiéis.

Reitor

A diretoria da festa é uma organização dividida em diversas outras diretorias que possuem diferentes funções, específicas de cada grupo. Mas segundo o diretor coordenador, a diretoria de evangelização é a mais

incentivada para que cumpra a determinação do arcebispo metropolitano de Belém, dom Alberto Taveira. O sacerdote quer dar mais ênfase ao trabalho da evangelização. “Isso não quer dizer que as outras diretorias são menos importantes”, ressaltou. Para o padre Luiz Carlos Gonçalves, recém-empossado reitor da Basílica de Nazaré, o trabalho da diretoria esta sendo bem feito. “Estou a pouco tempo, mas posso dizer que está tudo tranquilo”, disse o sacerdote, que nasceu na localidade de Fazenda Real, na zona rural de Viseu, no nordeste paraense, em 8 de fevereiro de 1961. Padre Luiz Carlos entrou para o seminário de Bragança em 1978. Após o Ensino Médio, foi a Roma para o curso de Filosofia, onde também se especializou em Teologia Espiritual, no Pontifício Instituto Theresianum. Em 1989, retornou ao Brasil, onde foi ordenado padre em 19 de agosto do mesmo ano, pelo bispo barnabita Dom Miguel Giambelli, em sua terra natal. Nesses 25 anos, padre Luiz Carlos já trabalhou nos municípios de Bragança, Vigia e São Miguel, além de outras cidades, como Brasília, Fortaleza, Belo Horizonte e uma experiência missionária de três anos na Albânia. Recentemente deixou a reitoria do Seminário Nossa Senhora Mãe da Divina Providência (Benevides) para servir na Basílica Santuário de Nazaré.

Coleção

Pe. Luiz Carlos Gonçalves, reitor da Basílica de Nazaré e Diretor Presidente do Círio de Nazaré

Diretoria

A diretoria da Festa de Nazaré é subdividida em diversas outras diretoriais: Após o Conselho Consultivo e o Diretoria colegiada, vem as diretorias executivas: Administrativa- financeira, onde o diretor-coordenador também exerce esse cargo responsável pelas finanças da festividade; Decoração (respon-

Voar

Av. Generalíssimo, 1479 (entre Nazaré e Bráz)

www.paramais.com.br

Diretoria da Festa do Círio sempre à disposição.indd 21

www.amovivi.com.br

Fone: (91) 3224-4470

Pará+

21

28/10/2016 10:00:58


Diretores do Círio, com suas esposas e o Pe. Francisco Assis de Oliveira, então presidente das festividades

sável pelo embelezamento, paisagismo de todas as procissões da festividade); Eventos (planeja os eventos realizados durante todo o ano); Evangelização (Trabalho dedicado não só internamente, mas também externo, como o público em geral); Patrimônio (Diretoria responsável pelo que diz respeito às obras civis); Procissões (Toma a frente do planejamento de todas as procissões da festividade); Marketing (que divulga o evento, peças publicitárias e relacionamento com a imprensa) e diretoria de recursos sócio -econômicos e filantrópicos (Responsável pelo Arraial, registro de pessoas que trabalham, estacionamento e responsabilidade de algumas questões da Basílica). Segundo o coordenador Roberto Mauro, os casais são alocados dentro do perfil profissional, disponibilidade de tempo de cada um. Essa atual diretoria tem mandato de dois anos (2016 e 2017). Roberto Mauro conta que foi escolhido pelo arcebispo, através da indicação do coordena-

22

Pará+

Diretoria da Festa do Círio sempre à disposição.indd 22

dor anterior e do responsável barnabita. O Estatuto recomenda que haja uma renovação dos casais. “É incumbência do novo coordenador, convidar novos casais, fazendo um rodízio de pessoas que querem trabalhar. Precisamos sempre dar oportunidade para outras pessoas que estão dentro da igreja”, disse. Nesse ano, a coordenação já incluiu três casais novos. Ano que vem a intenção é convocar outras pessoas.

Histórico

No início do Círio, em 1793, o governador Souza Coutinho foi o responsável pela organização da festa. Depois, irmandades e confrarias ficaram encarregadas de preparar o Círio, em uma sucessão anual. Só em 1910, a Diretoria da Festa de Nazaré foi oficialmente criada, com o objetivo de organizar o evento por meio de um estatuto, que definiu as obrigações de cada integrante. A Direto-

ria conta ainda com o apoio da Guarda de Nossa Senhora de Nazaré, criada em 1974, pelo coordenador Nélson Ribeiro e pelo padre Giovani Incampo. A Diretoria da Festa de Nazaré é um serviço mantido pela Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré e vinculado às Obras Sociais da Paróquia. Os diretores e suas esposas trabalham com agendas próprias e não recebem remuneração alguma. Paralelo ao trabalho para o Círio, todos os integrantes da Diretoria têm suas profissões e as desempenham diariamente. O exercício das funções da Diretoria é encarado como um serviço essencialmente cristão, que deve ser realizado com humildade, dedicação e espírito de doação voluntária. Essas qualidades e todo esforço são traduzidos em doação de tempo e talento para Nossa Senhora de Nazaré. Mas, esse compromisso da Diretoria é tão forte que, para eles, é fundamental que o trabalho também seja feito com profissionalismo. Grupo de diretores, frente ao Colégio Gentil, pouco antes de começar a Trasladação

www.paramais.com.br

28/10/2016 10:01:00


14

Parรก+

ANUNCIO JACAUNA.indd 14

www.paramais.com.br

28/10/2016 10:04:31


A Berlinda do Círio da Prata Grande, que envolve 17 Freguesias, sendo 13 Conselhos de Mafra, 3 de Sintra e 1 de Torres Vedras

eza a história, conforme registro do Dr. Bento Franco, que entre 1658 e 1662, o devoto João Manuel, residente em Penedo da Arrifana – Igreja Nova, repousando à sombra de uma árvore, observou o regresso de romeiros do Sítio, que entusiasmados relatavam numerosos milagres ocorridos pela

24

Virgem Nossa de Nazaré, inclusive o do Cavaleiro D. Fuas Roupinho, que foi salvo da morte. João Manuel, no momento recordou que sua mulher Domingas Ruiva, estava enferma há muitos anos. Pediu aos devotos que lhes deixassem ir com eles, pois não sabia o caminho. Os peregrinos concordaram, e logo combinaram o encontro para o ano seguinte. Na data aprazada, juntou-se ao grupo, dizendo:“ se a Virgem intercedesse

pela saúde da sua esposa, se deslocaria nos anos seguintes ao seu templo, para pagar a mercê, levando um círio ao Santuário de Nazaré”. Alcançada a graça, caminhou para o templo com o seu burrinho, quatro anos seguidos, tendo mandado fazer uma bandeira que junto com a vela colocava no sacrário. Essa demonstração de Fé entusiasmou familiares, vizinhos e amigos que passaram a acompanhá-lo às localidades da Igreja Nova

Prata Grande

Texto Anete Costa Ferreira*

R

O Círio da

Imagem de Nossa Senhora da Nazaré pertencente ao Círio da Prata Grande, em Portugal

Pará+

O Círio da Prata Grande.indd 24

www.paramais.com.br

28/10/2016 10:16:39


O Círio da Encarnação no Santuário da Nazaré

Os meninos cantam as

e de Mafra, já alcançando o ano de 1722. Por essa ocasião e para seguir na procissão, foi confeccionada a imagem da Virgem - que ainda hoje é levada no Círio- em madeiras policromada e dourada, tendo ao colo o Menino Jesus, na mão direita o ceptro e aos pés as 3 cabeças dos anjos. As festas seguintes passaram a ser revestidas de grandes pompas, chegando a ostentar certos faustos e riquezas, acrescidas das ofertas abundantes que justificaram ser atribuído o nome de “Círio da Prata Grande”.

No ano de 1732, é instituída a base canônica através da Provisão do Cardeal Patriarca Dom Tomaz de Almeida, sancionando o Compromisso tomado entre as Freguesias de que “a partir de então a Paróquia que receber a Santa, assumir a responsabilidade pela procissão do ano seguinte”. O Círio da Prata Grande, envolve 17 Freguesias, sendo 13 Conselhos de Mafra, 3 de Sintra e 1 de Torres Vedras que organizam anualmente os festejos em louvor à Santa, no cortejo feito em automóvel, a cavalo

Nossa Senhora da Nazaré na Freguesia da Encarnação

www.paramais.com.br

O Círio da Prata Grande.indd 25

Loas

Saudemos com alegria, Nesta Romagem de Fé, A Virgem Santa Maria, Senhora de Nazaré. […] És Mãe que muito amamos Com Esperança, Amor e Fé, E hoje, em júbilo aclamamos, Senhora de Nazaré! ou outro meio de transporte. Neste ano de 2016, será a vez da Ericeira. A denominação “Círio” nasceu quando o primeiro responsável da romaria colocou no Santuário de Nossa Senhora de Nazaré, uma vela acesa para durar até ao ano seguinte. Ainda no século XVIII, foi criado o grupo responsável pela organização da romaria, denominado: “Comissão de Honra da Vila de Mafra”, presidido pelo Chefe de Estado, como Juiz Honorário, destacando-se El Rey D. Luiz II e El Rey D. Manuel II e o Infante D. Augusto, dentre outras autoridades conceituadas em Portugal. Aos leitores deste espaço e seus familiares, desejo um Feliz Círio com Saúde e Paz. (*) Correspondente em Portugal

Pará+

<<

25

28/10/2016 10:16:41


10 brincadeiras que divertem e ajudam no desenvolvimento infantil Especialista indica 10 brincadeiras para os pais relembrarem sua infância, estimular o desenvolvimento dos filhos e deixar a família mais unida Fotos Divulgação

E

m meio a constante exposição à tecnologia nos dias atuais, muitas brincadeiras tradicionais da infância acabam se perdendo. Porém, essas brincadeiras, normalmente feitas ao ar livre são importantes e trazem muitos benefícios para as crianças, como afirma a especialista em desenvolvimento infantil e criadora do Projeto Filhos Brilhantes, Sheila Leal: “Além de tirar as crianças da rotina, as brincadeiras ao ar livre também trabalham o desenvolvimento e promovem melhorias em vários pontos, como criatividade, agilidade, concentração, raciocínio lógico, socialização e estratégia”. Segundo a especialista, os benefícios não se limitam somente às crianças. “Incorporar a brincadeira ao ar livre também reforça os laços entre a família”, explica Sheila, que complementa aconselhando que os pais aproveitem esse momento para se desligar o celular e se dedicar realmente às crianças. Pensando nisso, Sheila separou 10 brincadeiras superdivertidas que contribuem para o desenvolvimento infantil e deixam os pais mais próximos de seus filhos, relembrando os antigos jogos com as crianças.

1. Ciranda

Para brincar, as crianças ficam em roda cantando e obedecendo aos comandos da

música, ao final da canção uma criança entra na roda e deve dizer um verso, depois todos voltam a cantar a música até que todas entrem na roda. “Esta brincadeira, além de trabalhar a imaginação para escolher a frase, estimula as crianças a terem mais noção de espaço, além do equilíbrio.”

2. Cabra-cega

Pará+

10 brincadeiras que divertem e ajudam no desenvolvimento infantil.indd 26

4. Amarelinha

Segundo a especialista, os benefícios da brincadeira já começam ao desenhar a

Para brincar de cabra-cega, basta colocar uma venda nos olhos e encontrar as outras pessoas em uma sala. Segundo Sheila, essa

brincadeira estimula os sentidos do olfato e principalmente a audição. “Como os olhos estão vendados, as crianças precisam se utilizar dos outros sentidos para encontrar os amigos”, aponta e ressalta que a brincadeira também estimula o equilíbrio e a noção de espaço.

3. Esconde-esconde

Todos conhecem a brincadeira, que fun-

26

ciona da seguinte forma: uma pessoa fica de olhos fechados contando até determinado número, enquanto as outras se escondem. Quando ela termina de contar, vai em busca das outras crianças escondidas. “O esconde -esconde ajuda a trabalhar a coordenação motora e a agilidade, além de outros benefícios como pensamento estratégico” explica Sheila.

amarelinha no chão. “Quando as crianças desenham o caminho, elas precisam pensar no trajeto, desenhar os quadrados e os números”, explica, e sugere que os números podem ser trocados por letras ou desenhos. “Abuse da criatividade”, sugere. A brincadeira também ajuda muito a trabalhar o equilíbrio das crianças, salienta a especialista. “Além do equilíbrio, a brincadeira ajuda a fortalecer os músculos das pernas e ajuda na percepção de espaço.”

5. Bolinha de gude

Existem várias formas de brincar, no entanto a mais conhecida consiste em desenhar um círculo ou um triangulo no chão

www.paramais.com.br

28/10/2016 10:29:47

CO


onde os jogadores devem, com um impulso do polegar, jogar a bolinha, e os próximos precisam acertar a primeira. Se conseguirem retirá-la do círculo, elas se tornam suas. Vence aquele que ficar com mais bolinhas de gude. “Essa brincadeira ensina a criança a respeitar os amigos e lidar com derrotas e vitórias” afirma Sheila.

6. Pula corda

Essa brincadeira com certeza está presente na infância de todas as crianças. Para

brincar, duas crianças devem bater a corda cantando, enquanto a outra pula. Segundo a psicopedagoga, a brincadeira traz diversos benefícios para a saúde e o desenvolvimento. “A brincadeira é considerada um exercício físico completo, e também ajuda na coordenação motora, equilíbrio, velocidade e agilidade”, explica, sugerindo que os pais invistam muito nela.

7. Bambolê

O objetivo da brincadeira é dar o maior

número de voltas ao redor do corpo. Embora um tanto simples, Sheila afirma que a brincadeira traz muitos benefícios. “Com diversão, as crianças trabalham fatores como agilidade e ritmo, além de ajudar na prática de exercícios físicos e ensinar as crianças a controlarem seu corpo.”

8. Bolinha de sabão

Essa brincadeira leva as crianças a um mundo de fantasias. Conforme a especialis-

ta conta, é uma brincadeira simples e mágica que estimula a criatividade da criança e ajuda também em habilidades motoras. “A reação dos pequenos é correr atrás da bolha para estourá-la, então podemos considerar como uma brincadeira simples, que você pode fazer em casa com água e sabão”.

uma pessoa que será o mestre e as outras terão que imitar todos os movimentos que ela faz. “Essa brincadeira é importante para estimular a liderança e imaginação nos pequenos” explica Sheila. Ela completa que as crianças ficam mais confiantes, trabalhando a capacidade de criatividade e fazendo movimentos diferentes.

10.Caça ao tesouro

Para brincar, basta esconder um prêmio em algum lugar e dar dicas para as crianças encontrarem o tesouro. Conforme conta a especialista, essa brincadeira ajuda em muitos aspectos. “Estimula a agilidade, atenção, concentração, raciocínio lógico, cooperação e estratégia. São muitos os estímulos trabalhados com essa brincadeira”, completa, lembrando que as crianças costumam gostar muito desta opção. Não restam dúvidas de que brincadeiras ao ar livre, além de serem extremamente divertidas, auxiliam muito no aprendizado e no desenvolvimento infantil. Portanto, Sheila aconselha que os pais aproveitem os sábados e domingos. “Escolha uma brincadeira por fim de semana para fazer com seus filhos, isso será importante para sair da rotina e se divertir muito em família”.

9. Siga o mestre

A brincadeira é basicamente escolher

LIMPEZA PESADA FAXINA DIÁRISTAS BABY SITTER CONSULTORIAS,CURSOS E PALESTRAS TERCEIRIZAÇÃO PERSONAL CHEF LIMPEZA E IMPERMEABILIZAÇÃO DE ESTOFADO RECRUTAMENTO E SELEÇÃO GESTÃO EM RH TREINAMENTO DOMÉSTICO RECRUTAMENTO E SELEÇÃO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E FINANCEIRO

10 anos levando soluções para todo Brasil

(91) 3352.3878/ 98252-0069/ 98877-3986 www.paramais.com.br

10 brincadeiras que divertem e ajudam no desenvolvimento infantil.indd 27

www.rhf.com.br/pa rhf.pa@rhf.com.br Pará+

27

28/10/2016 10:29:50


Governo do Pará e Nações Unidas firmam cooperação para o desenvolvimento do Estado O Governo do Estado e o PNUD assinaram o memorando para consolidar a agenda do Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável do Estado

Texto Dani Filgueiras* Fotos Cristino Martins/Ag. Pará

F

oi assinado, recentemente, um Memorando de Entendimento (MOU) entre o Governo do Pará e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), que visa consolidar a implementação da agenda do Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável do Estado do Pará. A assinatura, que ocorreu durante cerimônia no Palácio dos Despachos, representa um marco de cooperação, assim como facilita e fortalece a colaboração entre as partes

28

em áreas de interesses comuns. Assinaram pelo Governo do Pará o governador Simão Jatene e pelo PNUD o diretor de país Didier Trebucq. O governador Simão Jatene destacou a importância da parceria com o PNUD em um programa de cooperação para um projeto que considera audacioso. “O Estado está se planejando na área econômica, mas também tem atuado fortemente no reposicionamento do Pará no que diz respeito a questão ambiental e social”, avaliou Jatene. O chefe do executivo Estadual disse, ainda, que a busca do desenvolvimento harmônico sus-

Pará+

Governo do Pará e Nações Unidas firmam cooperação para o desenvolvimento do Estado.indd 28

tentável é um enorme desafio que não pode ser vencido sem a construção de parcerias estratégicas. “O PNUD chega num momento extremamente importante para reforçar o projeto de desenvolvimento do Pará. Por ser uma instituição das Nações Unidas que tem uma fantástica experiência internacional de cooperação na busca do desenvolvimento humano, ele enriquece o esforço de construção de um Estado que tem um projeto que não se esgota num governo, na busca de construção de uma sociedade mais fraterna, menos desigual e mais harmônica na relação com a natureza”, reiterou o governador Simão Jatene. Na visão estratégica governamental, a parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento vai desde a área institucional de organização da própria gestão, passando pela capacitação profissional, e contribuindo na identificação de caminhos que possam fazer com que o desenvolvimento do Pará se processe de forma mais harmônica e mais sustentável, criando condições, entre outras iniciativas, que o Estado possa internalizar uma parcela das riquezas que são geradas em território paraense, agregando valor aos produtos naturais. O PNUD está no Brasil há mais de 40 anos, cooperando com o Governo brasileiro. O diretor de País do PNUD, Didier Trebucq, contou que a instituição está começando um novo programa de cooperação para os próximos cinco anos. “Temos quatro eixos de cooperação. Apoiamos políticas sociais e também parcerias público/privadas com

www.paramais.com.br

28/10/2016 18:33:05


foco no desenvolvimento de mercado inclusivo. Também apoiamos governos, empresas e sociedade civil na área de políticas de meio ambiente, como mudanças climáticas, conservação da biodiversidade e gestão de risco de desastre; além de investirmos para fortalecer a governança democrática, transparência, direitos humanos, ente outros”, explicou Trebucq. Didier Trebucq também falou sobre a parceria com o governo Estadual. “O PNUD promove o desenvolvimento humano sustentável e promove a implementação da nova agenda 2030, com objetivos de desenvolvimento sustentável. Aqui no Pará vamos acompanhar o governo do Estado na implementação do Plano Pará Social e o Plano Pará 2030”, disse. A parceria entre o Governo do Pará e o PNUD será orientada para a promoção e cumprimento do plano, que visa identificar áreas vulneráveis e oportunidades para investimentos privados no âmbito social, ambiental e econômico. Segundo a Secretária Extraordinária de Estado de Integração de Políticas Sociais, Izabela Jatene, o programa do PNUD pode se alinhar com outras agências da Organizações das Nações Unidas que já são parceiras do Estado, como Unicef, ONU Habitat, entre outras. “Talvez seja o maior desafio que a gente enfrente, diante de vários novos modelos

que nos colocam hoje, diante de um Brasil que precisa encontrar saídas para esse dia seguinte do pós crise e diante de um Pará que precisa se colocar como protagonista na Amazônia. É exatamente a integração de diversos atores, não apenas no âmbito governamental, mas sobretudo também de atores que possam ser parceiros estratégicos do Estado na construção dessa nova dimensão que queremos alcançar para combater a pobreza e a desigualdade”, apontou Izabela Jatene. Como marca principal da integração entre o Pará e o PNUD, a cooperação prevê alcançar sete áreas de atividades principais. Uma delas é a promoção dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) a partir de metas e indicadores. Os ODS oferecem uma nova concepção para transformar a agenda de desenvolvimento paraense por meio do combate à pobreza e à desigualdade usando como ponte políticas integradas, planejamento e governança para que desenvolvimento sustentável e equitativo sejam alcançados ao mesmo tempo. O memorando também prevê a articulação de parceiros estratégicos, organismos multilaterais, terceiro setor e universidades, entre outros; a contribuição para o desenvolvimento de programas e projetos do Estado em parceria com o setor privado, fundações e institutos de investimento social

EXECUTIVO(PF)

‘Apoiamos políticas sociais e parcerias públicoprivadas com foco no mercado inclusivo’, disse o diretor de país do PNUD, Didier Trebucq

privado; o desenvolvimento de metodologia para fomentar o ecossistema de negócios inclusivos e o apoio ao desenvolvimento de capacidades no Pará. O PNUD atua como braço operacional das Nações Unidas no âmbito internacional e trabalha com parceiros em vários países para promover, dentre outras coisas, o desenvolvimento sustentável, a erradicação da pobreza, o avanço das mulheres, boa governança e o Estado de Direito. O programa tem o objetivo de ampliar e melhorar suas atividades nas áreas de desenvolvimento humano sustentável, redução das desigualdades sociais, promoção do desenvolvimento econômico inclusivo alinhado aos ODS.

COMIDA A QUILO

Bistro Belem

FORNECIMENTO EMPRESARIAL

A MELHOR COMIDA CASEIRA DA CIDADE.

QUENTINHA

Atendemos de segunda a sábado das 11:00h às 15:00h AMBIENTE CLIMATIZADO

Presidente Pernambuco (próx a Rua dos 48) DELIVERY

(91) 3088-5863 / 98070-0810 www.paramais.com.br

Governo do Pará e Nações Unidas firmam cooperação para o desenvolvimento do Estado.indd 29

Pará+

29

28/10/2016 18:33:07


Amendoas de chocolate paraense

Cacau e chocolate paraense conquistam mercado nacional e internacional Texto Diego Andrade* Fotos Ceplac, Cláudio Santos, Rodolfo Oliveira, Sidney Oliveira / Ag. Pará

Q

uando o paraense pensa em um fruto que é a cara do Pará, geralmente a imagem do açaí, do cupuaçu, do bacuri - entre outros - é a primeira que vem à mente. Mas outro fruto, tão antigo quanto a própria floresta

amazônica e enraizado na história do Pará, está ganhando cada vez mais destaque: o cacau. Só este ano está prevista a produção de 115 a 120 mil toneladas de amêndoas, ultrapassando, pela primeira vez, a produção da Bahia, considerada até o momento a maior produtora do país. E junto com o aumento da produção vem o aumento dos investimentos na jovem indústria de chocolate paraense, que está conquistando ano a ano o

paladar e a preferência do mercado externo. Para Hidelgardo Nunes, responsável pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e de Pesca (Sedap), o crescimento já é um sinal da futura liderança do Pará no mercado de exportação de amêndoas. “Estamos em um cenário positivo, de franca produção. O levantamento feito pela Ceplac (Comissão Executiva da Lavoura Cacaueira) indica uma produção de 115 a 120

MATERIAIS ELÉTRICOS MATERIAIS HIDRÁULICOS AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Av. Dr. Freitas, 101

entre Pedro Alvares Cabral e Pass. 3 de Outubro

30

Pará+

Cacau e chocolate paraense conquistam mercado nacional e internacional.indd 30

www.paramais.com.br

28/10/2016 10:41:16


mil toneladas em 2016. Esse número nos colocará como o primeiro produtor brasileiro, superando a Bahia. Este ano conseguimos este saldo positivo devido à seca que afetou mais a Bahia do que o Pará, porém, o nosso planejamento é que o Estado se consolide como líder produtor em no máximo cinco anos. Temos um cacau de melhor qualidade, que está sendo cada vez mais reconhecido, além disso, temos o FunCacau, que é um fundo voltado para o desenvolvimento de diversas práticas que beneficiem tudo o que envolve a produção de cacau no Pará”, explica o secretário. De acordo com a Sedap e a Ceplac, em 2014 o Pará produziu 64 mil toneladas de amêndoas, o que representava 25% da produção de cacau no Brasil. Em 2015 foram 150 mil e em 2016 esta produção pode alcançar quase o dobro do registrado em 2014, o que representará 50% de toda a produção de amêndoas no país. Enquanto isso, a Bahia, não deve ultrapassar 110 mil toneladas neste ano. Os números mostram o crescimento expressivo da produção rumo à liderança do mercado de cacau no Brasil.

Chocolate

A maioria dos consumidores brasileiros de chocolate talvez nunca tenha provado o produto com alto índice de pureza, ou seja, com teor de no mínimo 35% de cacau, sem a gordura hidrogenada e outros produtos químicos que alteram o sabor, cor e aroma. No Pará, quatro empresas começam a marcar presença na exportação de chocolates para países como Estados Unidos, Japão, França, Holanda e Bélgica, além de estados como São Paulo, Minas e Rio de Janeiro. Estes compradores procuram um produto de identidade única e alta qualidade, o que é encontrado no cacau paraense. O fruto colhido no Estado possui um sabor intenso e único. Suas amêndoas podem produzir mais chocolate do que as variedades encontradas em outras regiões do país, principalmente pela influência positiva dos diversos tipos de solos e climas encontra-

O levantamento feito pela Ceplac (Comissão Executiva da Lavoura Cacaueira) indica uma produção de 115 a 120 mil toneladas em 2016. Esse número nos colocará como o primeiro produtor brasileiro, superando a Bahia

dos na região, além disso, as empresas locais têm investido na altíssima qualidade do processo de produção de seus chocolates. O cacau está presente em quase todas as regiões do Estado: no Baixo Tocantins, no sul do Pará, ao longo da PA-279, entre os municípios de Tucumã e São Félix do Xingu, nas ilhas, na região do Jari e principalmente no município de Medicilândia, de onde sai grande parte da produção. César de Jesus Moraes Mendes, 53 anos, é um destes empresários que há mais de uma década investe no chocolate do Pará. César, que é conhecido pelo nome e marca de chocolate “De Mendes”, é um cientista do produto, um chocolatier, especialista e estudioso da área, com diversas formações acadêmicas, principalmente na área de química. Mendes participou ativamente de pesquisas para catalogar as variações de cacau encontradas no Pará e da implantação da primeira fábrica de chocolate paraense, localizada em Medicilância, município que possui a maior produção do fruto e amêndoa no Pará. Depois de 12 anos com diversos empreendimentos ligados ao chocolate, além de uma série de cursos para aprimorar a arte de trabalhar com a amêndoa do cacau, Mendes iniciou a sua mais recente produção em

www.paramais.com.br

Cacau e chocolate paraense conquistam mercado nacional e internacional.indd 31

Santa Bárbara, em 2013. O local é uma fábrica artesanal de pequeno porte e ao mesmo tempo um laboratório de sabores, aromas e texturas, onde o chocolatier faz criações que impressionam os olhos e o paladar de degustadores do Brasil e do mundo. “Aqui temos o cuidado de escolher quais sementes utilizaremos e como será o processo. Cada tipo de barra e sabor tem a nossa assinatura como resultado de uma longa pesquisa que pode ser conferida em nossas embalagens. Temos um chocolate que é feito do cacau selvagem do Jari e leite de búfala, outro que é feito do cacau colhido por uma associação de mulheres de Barcarena. Todos com diferentes níveis de concentração de cacau e outros elementos naturais. Assim, além do sabor único, de alta qualidade, nós destacamos que o Pará é a origem destas amêndoas, que devem ser mais valorizadas pelo mercado”, explica Mendes. Em sua fábrica, a linha de produção inicia ainda na seleção das amêndoas, que são torradas, trituradas e depois transformadas no produto base que dará origem aos diversos tipos de sabores. Os seus chocolates já participaram de diversas feiras internacionais, onde conquistaram o paladar e a preferência de especialistas. Hoje, mesmo com uma produção em pequena escala, ele já exporta

Pará+

31

28/10/2016 10:41:17


Em Santa Bárbara, a fábrica Amazônia Chocolates, do empresário Alexandre Távora, chama atenção pelo porte – considerado de média escala de produção

para outros estados e países. “Graças ao incentivo que recebemos da Sedap, principalmente com o FunCacau, que tem nos possibilitado participar de eventos nacionais e internacionais, além das capacitações técnicas, podemos levar o nosso chocolate para diversos mercados. Hoje a De Mendes foca no mercado goumert de luxo e já fornecemos para restaurantes em São Paulo e Rio de Janeiro, além de várias encomendas que recebemos de lugares como Nova York e Europa. Estes lugares já reconhecem o Pará como uma referência na produção de chocolates de alta qualidade”, detalha Mendes. Ainda em Santa Bárbara, outro empreendimento no ramo chocolate também chama a atenção. A fábrica Amazônia Chocolates, do empresário Alexandre Távora, desenvolve desde 2011 um empreendimento de maior porte, considerado de média escala de produção, de chocolate feito com amêndoas exclusivamente orgânicas compradas do município de Medicilândia. Com uma receita que não possui conservantes, corantes e preservando o máximo do sabor do cacau amazônico, Alexandre produz em média 500 quilos de chocolate por mês e já tem conquistado clientes em vários estados brasileiros. “Nós estamos buscando aqui principalmente o mercado de exportação e temos conseguido bons resultados com isso. O nosso cacau é competitivo e de ótima qualidade e nós fazemos uma seleção rígida dos grãos

que chegam aqui. Além disso, a nossa linha de produção nos permite controlar até mesmo a granulação e a intensidade do cacau ainda na sua fase de licor, que é a base do doce. Desta forma conseguimos inovar testando diversas variações de chocolate antes de colocar no mercado” detalha Alexandre. Se a De Mendes tem em seu forte a assinatura de um chocolate autoral e goumert, a Amazônia Cacau de Alexandre traz uma marca competitiva que pode atender tanto o grande mercado quanto o público especializado, devido à qualidade e o sabor dos tipos de chocolates produzidos em sua fábrica. “O grande diferencial do nosso chocolate paraense é que usamos de fato o cacau. Não temos gordura hidrogenada e diversos produtos químicos que induzem o sabor no paladar do consumidor. O Mendes também tem esta preocupação. Ao provar o nosso chocolate o cliente tem o impacto no aroma, na permanência do gosto, suavidade e isso sem contar os benefícios para a saúde, pois o chocolate de verdade pode ser considerado um alimento funcional. Em breve, nós lançaremos também uma linha diet”, detalha Alexandre.

Festival

Os chocolates De Mendes, Amazônica Cacau ou as outras marcas da Amazônia estarão no 4º Festival Internacional de Cacau e Chocolate da Amazônia, que será realizado no Hangar Centro de Convenções, no mesmo período do 16º Flor Pará e a exposição de peças produzidas no Polo Joalheiro. Os três eventos compõem a “Trilogia da Sedução”. No Hangar estarão montados diversos estandes para o público com o objetivo de divulgar, informar, criar novas oportunida-

EXPRESSO

O empresário Alexandre Távora, desenvolve desde 2011 um empreendimento de maior porte, considerado de média escala de produção, de chocolate feito com amêndoas exclusivamente orgânicas compradas do município de Medicilândia

des de negócios, e claro, promover a degustação e a venda do chocolate paraense. O evento tem o apoio do Governo do Estado do Pará e serve como uma vitrine nacional e internacional para a produção do chocolate paraense.

Sobre o FunCacau

O FunCacau é um fundo de fomento, único no Brasil, que investe em insumos, na capacitação, assistência técnica e apoio de investimentos em ações e eventos ligados a produção do cacau e seus derivados. O poder público e o setor privado integram este fundo, que é presidido pelo Governo do Estado, que também possui a participação do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e Serviço de Apoio a Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O recursos do FunCacau também incentivam 334 produtores em municípios próximos de Belém, como Santa Bárbara, Moju, Acará, Santa Isabel, em Ananindeua (Ilha Pilatos) e Benevides. Até o momento, foram doadas 150 mil mudas, que devem produzir em três anos mais de 150 toneladas de amêndoas. Além disso, estas populações receberão também treinamentos técnicos sobre a fabricação dos chocolates, embalagens, corte e costura.

MATRIZ: ANANINDEUA-PA BR 316 - KM 5, S/N - ANEXO AO POSTO UBN EXPRESS ÁGUAS LINDAS - CEP: 67020-000 FONE: (91) 3321-5200

VAMOS + LONGE POR VOCÊ ! 32

Pará+

Cacau e chocolate paraense conquistam mercado nacional e internacional.indd 32

FILIAIS: GUARULHOS-SP FONE: (11) 2303-1745

MACAPÁ-AP FONE: (96) 3251-8379

www.paramais.com.br

28/10/2016 10:41:18


assbrac homenageia personalidades com a cerimônia de outorga da comenda da Ordem do Mérito Jurídico Católico comemorativa aos 400 anos de evangelização na Amazônia

N

o dia 3 de outubro, abrindo a semana do Círio aconteceu no retiro da Sé, na cidade velha, em Belém do Pará, a cerimônia dirigida pelo advogado Dr. José Roberto Pinheiro Maia Bezerra, Presidente da Associação Brasileira dos Advogados Católicos, ao lado de Dom Alberto Taveira Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará, da vice-presidente da ASSBRAC, Dra. Lucy Gorayeb e dos cônegos Ronaldo Menezes e José Gonçalo. Presentes membros do clero, desembargadores, juízes, autoridades militares, advogados, empresarios e diversas outras personalidades da sociedade Belenense prestigiaram o importante evento, que marcou definitivamente a presença da ASSBRAC no seio da igreja e da sociedade como um todo.

O presidente nacional da Associação Brasileira dos Advogados Católicos – ASSBRAC – Dr. José Roberto Maia Bezerra, abre a sessão solene de Outorga da Comenda da Ordem do Mérito Jurídico Católico. Vendo-se ainda à mesa o Arcebispo Metropolitano de Belém do Pará, Dom Alberto Taveira Correa

Tendo ao seu lado a Juíza Eva do Amaral Coelho, o presidente Maia Bezerra conduz pelo salão a Imagem Peregrina de N. Sra. de Nazaré O professor Edilson Oliveira agradecendo a comenda recebida em nome dos agraciados

Lista de Agraciados com a Comenda da Ordem do Mérito Jurídico Católico Clero Dom Alberto Taveira Correa Cónego Ronaldo de Souza Menezes Cónego José Gonçalo Vieira Frei Edilson Rocha TJE Des. Ricardo Ferreira Nunes Desª. Luzia Nadja Guimarães Nascimento Desª. Célia Regina de Lima Pinheiro Des.Ronaldo Marques do Vale Juíza Eva do Amaral Coelho Associados Dr. José Roberto Pinheiro Maia Bezerra Dra. Lucy Gorayeb Mourão Dr. Eduardo Cezar Cruz Viana Dr. Nauto Justiniano Paiva dos Santos Dr. Donato do Carmo Cardozo de Souza Dr. Edilson Oliveira e Silva Dr. Clodomir Assis Araújo Dr. Carlos Antônio Figueiredo Dr. Ophir Filgueiras Cavalcante Júnior Dra. Solange Maria Alves Mota dos Santos Dr. Jaime Começanha Balesteros Filho Dra. Maria Santana da Luz Ferreira

Aspecto do ágape oferecido pela ASSBRAC, que reuniu as mais expressivas figuras do mundo católico da sociedade de Belém do Pará, em comemoração aos 400 anos de Evangelização na Amazônia Vinho de honra tradicional cerimonial que celebra a memória das bodas de caná, foi um dos pontos altos do grandioso evento abençoado pela Igreja Católica Apostólica Romana

Dentre os agraciados o comandante do 4º Distrito Naval, Vice-Almirante Alípio Jorge Rodrigues da Silva

O Arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira, benze com a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré, a todos os presentes no evento, inclusive os agraciados, dentre juristas católicos e pessoas representativas da sociedade belenense

Convidados Especiais Dr. João Augusto Lobato Rodrigues Dra. Paula Andrea Caluff Rodrigues Dra. Maria do Carmo Bezerra Tomaz Profª. Lilia Mendes Acatauassu Nunes Profª. Paula Frassinetti de Souza Bezerra Dra. Maria Sônia Leite Nassar

Desembargadores do Tribunal de Justiça TJE-PA, Ronaldo Vale, Ricardo Ferreira Nunes, Presidente do TJE-PA, Cônego, Ronaldo Menezes, Desembargadora Celia Regina de Lima Pinheiro, Frei Edilson Rocha, Desembargadora Luzia Nadja Guimarães Nascimento

Dr. Maia Bezerra, Dr. João Rodrigues, Cônego Ronaldo Menezes, Dra. Paula Rodrigues, Dra. Lucy Gorayeb e Dom Alberto Taveira todos devidamente agraciados com a histórica comenda www.paramais.com.br

Assbrac.indd 33

Presidente Maia Bezerra e o jurista católico Clodomir Assis Araújo

Presidente Maia Bezerra e Dr. Ophir Cavalcante, Procurador Geral do Estado do Pará

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DOS ADVOGADOS CATÓLICOS - ASSBRAC Travessa dos Tupinambás n° 289, Bairro de Batista Campos, CEP: 66033-815 - Belém - Pará - Brasil Tel: (91) 3252-2041 E-mail: assbrac@gmail.com / BLOG: assbrac.blogspot.com Pará+

33

28/10/2016 11:37:24


Mudanças climáticas contribuíram para reduzir focos de queimadas Texto Naiana Gaby Ferraz Monteiro Santos Fotos Raimundo Paccó/Divulgação

O Pará registra mais de cinco mil focos de incêndio no mês de agosto, apontando uma queda com relação ao mesmo período do ano passado, segundo o Inpe

O

Pará registrou no mês de agosto quase cinco mil focos de queimadas espalhados por 119 municípios, segundo o Boletim de Monitoramento de Queimadas e Incêndios Florestais divulgado pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas). Os números, contudo, apontam uma queda com relação ao mesmo período do ano passado, quando mais de oito mil focos de incêndio foram registrados no estado. Segundo o levantamento, um dos fatores que explicam a redução de queimadas foram as mudanças nas condições oceânicas, Segundo o levantamento, um dos fatores que explicam a redução de queimadas foram as mudanças nas condições oceânicas, como o enfraquecimento do El Niño

como o enfraquecimento do El Niño – fenômeno natural que causa o aumento anormal das temperaturas superficiais das águas do

Desde 1998

Antecipe encomendas de PANETONES e ROSCAS NATALINAS Aos nossos amigos e clientes MOURA um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo PANIFICADORA CGC: 04.318.432/0001-04 INSCRIÇÃO - ESTADUAL: 15.101.285-7

oceano Pacífico. Ainda segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), os municípios paraenses de Altamira (913 focos), Novo Progresso (725 focos) e São Félix do Xingu (589 focos) são os que apresentaram maior ocorrência de focos de queimada e incêndio florestal no período, seguidos por Jacareacanga (426 focos), Itaituba (297 focos) e Cumaru do Norte (114 focos). O levantamento também mostra que a região metropolitana de Belém e o extremo da Calha Norte apresentaram um volume de chuvas acima da média esperada para o período. Já no sul e sudoeste do estado o volume de chuvas foi intenso, mas dentro do esperado. Nas demais regiões do Pará o índice pluviométrico ficou abaixo do normal. A Semas alerta que as queimadas que destroem florestas são consideradas crime ambiental e podem resultar em multas a partir de R$ 5 mil por hectare.

de Domingo a Domingo CHURRASCO QUENTINHA TIRA GOSTO ENTREGAMOS EM DOMICÍLIO

MÚSICA AO VIVO SÁBADO SAMBA AO VIVO 20H

5° e 6º feira Mpb

Rua dos Tupinambás Esquina com Caripunas - Jurunas 25 de Setembro (esq. com a Humaitá) Fone: 3226-3236 34

Pará+

Mudanças climáticas contribuíram para reduzir focos de queimadas em agosto.indd 34

(91)

98108-7203 / 98837-4272 www.paramais.com.br

28/10/2016 11:41:21


FIQUE POR DENTRO

INSCRIÇÕES E REGULAMENTO NO PORTAL

facebook.com/ImagensdeCirios

www.paramais.com.br Ou na Rua Timbiras, 1572 (ENTRE Pe. Eutíquio e Apinagés) Batista Campos. Belém-PA Fones: (91) 3223.0799 / 3083.0973

2º Lugar 2015 - Igor Mota Magno

3º Lugar 2015 - Vitor Mauricio de Abreu Melo

4º Lugar 2015 - Marcos Weliton de Oliveira Lopes

1º Lugar 2015 - Igor Mota Magno

15º concurso fotogrAfico

5º Lugar 2015 - Leonardo Lopes Monteiro

DE É fácil e gratuito participar do Concurso Imagens de Círios. Para concorrer, as fotos deverão conter a temática referente ao “Círio de Nazaré – Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade”, valendo os mais diversos ângulos de Fé, Devoção, Tradição, Ecumenismo, Artesanato, Folclore Popular. Podem concorrer, fotos referentes às Festividades Premiação para as 5 fotos vencedoras REALIZAÇÃO:

14

Pará+

IMAGENS DE CÍRIOS 2016.indd 14

Nazarenas em qualquer dos Círios, em homenagem e louvor à Virgem de Nazaré, pelo mundo em 2016. PARCEIROS:

www.paramais.com.br

28/10/2016 11:54:36


14

Parรก+

ANUNCIO ACROPOLE.indd 14

www.paramais.com.br

28/10/2016 11:42:44

Pará+ 176  

Cacau Paraense conquista o mundo, o mar de gente do Círio de nazaré

Advertisement