Page 1

Revista

Pará+

www.paramais.com.br

2016 EDIÇÃO 175

ISSN 16776968

2016 EDIÇÃO 175 SETEMBRO

R$ 8,00

Capa 175.indd 1

29/09/2016 16:42:02


FIQUE POR DENTRO

INSCRIÇÕES E REGULAMENTO NO PORTAL

facebook.com/ImagensdeCirios

www.paramais.com.br Ou na Rua Timbiras, 1572 (ENTRE Pe. Eutíquio e Apinagés) Batista Campos. Belém-PA Fones: (91) 3223.0799 / 3083.0973

2º Lugar 2015 - Igor Mota Magno

4º Lugar 2015 - Marcos Weliton de Oliveira Lopes

3º Lugar 2015 - Vitor Mauricio de Abreu Melo

1º Lugar 2015 - Igor Mota Magno

15º concurso fotogrAfico

5º Lugar 2015 - Leonardo Lopes Monteiro

DE É fácil e gratuito participar do Concurso Imagens de Círios. Para concorrer, as fotos deverão conter a temática referente ao “Círio de Nazaré – Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade”, valendo os mais diversos ângulos de Fé, Devoção, Tradição, Ecumenismo, Artesanato, Folclore Popular. Podem concorrer, fotos referentes às Festividades Premiação para as 5 fotos vencedoras REALIZAÇÃO:

14

Pará+

IMAGENS DE CÍRIOS 2016.indd 14

Nazarenas em qualquer dos Círios, em homenagem e louvor à Virgem de Nazaré, pelo mundo em 2016. PARCEIROS:

www.paramais.com.br

29/09/2016 11:14:48


www.paramais.com.br

ANUNCIO ACRร“POLE.indd 3

Parรก+

3

29/09/2016 09:01:21


EDIÇÃO 175 - SETEMBRO - 2016

Pará+

Revista

N E S TA E D I Ç Ã O

PUBLICAÇÃO

Eventos do 224º Círio

08

Editora Círios SS Ltda CNPJ: 03.890.275/0001-36 Inscrição (Estadual): 15.220.848-8 Rua Timbiras, 1572A - Batista Campos Fone: (91) 3083-0973 Fax: (91) 3223-0799 EDITORA CÍRIOS ISSN: 1677-6968 CEP: 66033-800 Belém-Pará-Brasil www.paramais.com.br revista@paramais.com.br

ÍNDICE

14º Concurso Imagens de Círios

12 Direito Empresarial: O pilar das relações econômicas

22

DIRETOR e PRODUTOR: Rodrigo Hühn; EDITOR: Ronaldo Gilberto Hühn; COMERCIAL: Alberto Rocha, Augusto Ribeiro, Rodrigo Silva, Rodrigo Hühn; DISTRIBUIÇÃO: Dirigida, Bancas de Revista; REDAÇÃO: Ronaldo G. Hühn; COLABORADORES*: Anete Costa Ferreira, Carla Travassos, Denise Castro, Lidiane Sousa, Lucas Santos, Mário M. Godinho; FOTOGRAFIAS: Anderson Silva/Ag.Pará, Andreia Teixeira, Fabrício Coleny e Yêda Sousa/ASCOM Basílica Santuário de Nazaré, Fernando Araujo (1538); Helaine Roberta Barbosa da Silva (Roberta Jardim) (1411); Haroldo Lemos Burle (919); Alaise D’cácia Ribeiro (1107); Igor Mota Magno (1004); Helaine Roberta Barbosa da Silva (1407); Igor Mota Magno (1006); Leonardo Lopes Monteiro (1211); Ray Nonato (604); Marcos Weliton de Oliveira Lopes (092); Vitor M. de Abreu Melo (589); Ray Nonato (605); Vitor M. de Abreu Melo (585); Anderson Vaner Costa Cordovil (005); Joanaldo de Jesus Silva (046); Marcelo Seabra (372); Haroldo Lemos Burle (921); Igor Mota Magno (1008); Marcelo Seabra (376); Nilson Cortinhas Pessoa Junior (040); Manoel Campos da Costa Neto (864); Osmarino L. de Souza (1532); Leonardo Lopes Monteiro (1221); Fernando Araujo (1541); Leonardo Lopes Monteiro (1214); Vitor M. de Abreu Melo (576); Larissa Yasmin Luz e Silva (1312); Ray Nonato (606); Larissa Yasmin Luz e Silva (1328); Manoel Campos da Costa Neto (824); Leonardo Lopes Monteiro (1217); Davi Dias Sousa Junior (008) e Marcelo Seabra (373), Sidney Oliveira/ Ag. Pará; DESKTOP: Meck Pinheiro; EDITORAÇÃO

GRÁFICA: Editora Círios * Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores.

24

C A PA

Pará+

Revista

Diversidade biológica e patrimônio natural fazem de Santarém a joia do Tapajós

.com.br

mais www.para

2016 EDIÇÃO 175

968 ISSN 16776

2016 EDIÇÃO 175 SETEMBRO

R$ 8,00

Pará ganha a primeira usina de geração de energia solar fotovoltaica

32

A Berlinda de Nossa Senhora de Nazaré, durante a Trasladação. Foto de Helaine Roberta Barbosa da Silva (1407), classificada no Concurso Imagens 2015

Missa do Mandato

20

Vindimas mantêm tradição portuguesa

Nesta Edição (175).indd 4

10

Santa Madre Teresa de Calcutá

34

Pare de reclamar da vida ou de dar atenção a quem tem esse hábito

CIC

RE

05

ST A

FAVOR POR

I LE ESTA REV

www.paramais.com.br

29/09/2016 17:05:30


PROGRAMAÇÃO DO

224º Círio OUTUBRO 2016

DIA 04 05 05 06 07 07 07 08 08 08 08 08 08 09 09 09 a 23 10 a 15 17 a 22 15 15 16 16 22 23 23 23 23 23 24 24 24

HORA

EVENTO

LOCAL

19:00

Abertura Oficial do Círio 2016

Casa de Plácido

21:00

Transportes dos Carros - CDP

Basílica Santuário/CDP

08:00

18:00

06:30

Abertura da Vigília de Adoração/ Oração Missa Apresentação do Manto

Capela Bom Pastor

Romaria Rodoviária

Ananindeua

Missa do Traslado

09:00

Romaria Fluvial

05:30

11:30

Traslado Ananindeua/Marituba Moto Romaria

12:30

Descida da Imagem

05:00

Missa do Círio

16:30

17:30

06:30

Basílica Santuário

Encerramento da Vigília de Adoração/Oração

07:00

08:00

Capela Bom Pastor

Missa da Trasladação Trasladação

Início da Procissão do Círio

Basílica Santuário

Basílica Santuário Icoaraci

Pça. Pedro Teixeira

Basílica Santuário Colégio Gentil

Colégio Gentil

Catedral da Sé

Catedral da Sé

20:30

Programação Cultural/Círio Musical

Concha Acústica

08:00

Ciclo Romaria

Pça. Santuário

05:30

16:00

07:00

08:00

05:30

07:00

08:00

19:30

21:00

22:00

05:30

06:00

07:00

www.paramais.com.br

Programação 224º Círio.indd 5

Terço da Alvorada

Romaria da Juventude

Basílica Santuário Igreja a definir / Basílica Santuário

Missa Romaria das Crianças

Pça. Santuário

Missa Procissão da Festa

A definir

Romaria das Crianças

Romaria dos Corredores Procissão da Festa

Missa de Encerramento

Encerramento do Círio 2016

Espetáculo de Encerramento Subida da Imagem Missa do Recírio Recírio

Pça. Santuário

Pça. Santuário A definir

Basílica Santuário Casa de Plácido Pça. Santuário

Basílica Santuário Pça. Santuário

Pça. Santuário

Programação litúrgica da quinzena De Segunda a Sábado

5h15 - Terço da Alvorada 5h45 - Missa e Consagração 7h - Missa e Consagração – Tv Nazaré 9h - Romaria com Missa 12h - Missa e Consagração 15h - Adoração – Terço da Misericórdia – Novena 17h - Santo Terço 18h Missa com pregação – Tv Nazaré 20h - Oração do Terço dos Homens

Missas aos Domingos

Manhã: 6h30-7h (Praça)-8h-10h Tarde: 12h-16h30-18h Noite: 20h

Confissões – Diariamente 8h às 12h e 14h às 20h

Programação do Círio Musical

Concha Acústica da Praça Santuário Às 20 :00 hs 09/10 – Tony Alysson 10/10 – Anjos de Resgate 11/10- Davidson Silva 12/10 – Banda Dom 13/10 – Dunga 14/10 – Suely Façanha 15/10 – Adoração e Vida 16/10 – Missionário Shalom 17/10 – Paulinho de Sá 18/10 – Cristo Alegria e Jonhi 19/10 – Aline Brasil 20/10 – Adriana 21/10 – Pe. Sidney 22/10 – Eliana Ribeiro 23/10 – Canto das Irias e Comunidade Católica Shalom Pará+

05

29/09/2016 09:10:35


Os celebrantes da Missa do Mandato, presidida por Dom Irineu Roman

Missa do

Mandato Fotos Andreia Teixeira e Yêda Sousa/ASCOM Basílica Santuário de Nazaré

C

segmentos em preparação ao Círio. Como missionários de evangelização eles percorrerão as casas de paroquianos e comunidades da Arquidiocese de Belém, em preparação espiritual para o Círio 2016. A cerimônia, presidida pelo bispo auxiliar de Belém, dom Irineu Roman, foi marcada pela emoção de quem coordenará as peregrinações, levando réplicas da imagem de Nossa Senhora de Nazaré. Dom Irineu disse na homilia: “Vivemos um tempo em que precisamos resgatar o

E CL L OS E C IENTES UM FELIZ CÍRIO

S AMIG OSSO

AOS N

om a Basílica Santuário de Nossa Senhora de Nazaré, lotada com mais de dois mil fiéis devotos, representando as 86 paróquias que fazem parte da Arquidiocese de Belém, começou a celebração da Missa do Mandato ou Missa do Envio, evento que marca a abertura dos encontros de peregrinações em família e instituições de diversos

Dom Irineu Roman, abençoa os presentes com a Imagem Peregrina

06

Pará+

Missa do Mandato.indd 6

www.paramais.com.br

29/09/2016 09:54:58


Durante a benção das imagens

valor da paz e o amor fraterno”. “A misericórdia é, também, relações humanas, a proximidade que devemos ter entre nós. E não de nos olharmos e convivermos como inimigos, mas como pessoas de comunhão de fraternidade. Essa é uma preocupação do Papa Francisco”. Falando ao agora missionários, disse o bispo auxiliar: Vocês levarão mensagens de amor, por meio da oração, utilizando-se do treinamento por que passaram, com ajuda do Livro das Peregrinações e semelhantes ao Arcanjo Gabriel. Finalizando sua homilia, Dom Irineu falou sobre o momento que será vivenciado durante as peregrinações: “Mãos á obra! A Basílica estava lotada

S AMIG OSSO

AOS N

CÍRIO FELIZ AOS N OS ES UM SO S AM IG OS E CL LIENT OS E C IENTES UM FELIZ CÍRIO

Fonte de amore e de

Dai-nos a benção bondosa Senhora de Nazaré

www.paramais.com.br

Missa do Mandato.indd 7

Roberto Sousa e esposa, casal coordenador da diretoria do Círio 2016, levou a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré, ao altar

Vamos levar Maria em todos os lares para fazermos resplandecer o Círio como uma aurora brilhante”. Como faltou energia elétrica durante a missa na Basílica, a bênção das imagens erguidas pelos fiéis foi feita à luz de celulares. Dom Irineu Roman, diante das imagens de Nossa Senhora, em frente ao altar da Basílica externou: “Que resplandeça a luz dos nossos corações”. Durante a missa, padre José Adelson Ramos das Mêrces, Superior da Província Norte, apresentou o novo Reitor da Basílica Santuário e presidente da Diretoria da Festa do Círio, padre Luiz Carlos Nunes Gonçalves, de 56 anos, natural de Viseu, com 27 anos de

sacerdócio, vinha atuando na Paróquia de Santa Luzia, na Cidade Satélite de Samambaia (DF). Segundo cálculos do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos, algo em torno de 1 milhão e 700 mil pessoas serão alcançadas pelas peregrinações.

Um Homenagem

Padre Eutíquio, 1198 PRÓXIMO AO SHOPPING

Pedro Miranda ESQ. COM BARÃO

@casa_contente

/casacontente

@casacontente Pará+

07

29/09/2016 09:55:03


Eventos do 224º Círio Fotos Anderson Silva/Ag.Pará, Fabrício Coleny- Ascom Basílica Santuário de Nazaré

A

Diretoria da Festa entregou o Roteiro de Eventos do Círio 2016 a coordenadores de órgãos de segurança e saúde, em reunião ocorrida no auditório Dom Vicente Joaquim Zico, no Centro Social de Nazaré, e contou com a participação do coordenador da Diretoria da Festa, Roberto Souza; do diretor de Procissões, Antônio Souza, e dirigentes do IV Distrito Naval, Cruz Vermelha Brasileira do Pará, Guarda Municipal de Belém, Polícia Militar, Comando Militar do Norte do Exército Brasileiro, Prodepa e outros. A reunião serviu para o fechamento das ações que cada um dos 40 órgãos de segurança e saúde desenvolverá nos eventos do Círio, mobilizando 20 mil pessoas. ‘Queremos que o romeiro vá de coração aberto participar da programação, e o resto deixe com a gente, porque vamos estar atuando na segurança de todos’, afirmou Antônio Souza. Foram apresentadas as camisas da Ciclo Romaria e da Romaria dos Corredores. Já à venda (R$ 10,00 e 1 quilo de alimentos) no Centro Social de Nazaré.

Segurança

Capanema, Soure e Abaetetuba, para atuar do dia 4 até o dia 10, na Operação “Bem-vindo ao Círio”. Os eventos contarão ainda com o apoio de cerca 20.000 voluntários, sob a orientação da Diretoria da Festa. Segundo Antônio Sousa, diretor de procissões: “Os romeiros são movidos pela fé, mas nós organizamos as procissões com segurança, para que eles possam manifestá-la”.

Este ano, por iniciativa da Segup, as plataformas de observação reunindo Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Samu, serão ampliadas de 10 para 18 unidades no corredor da Trasladação e do Círio. Um centro de convivência para filhos de trabalhadores que atuam no Círio será organizado pelo Governo do Estado no Instituto de Educação Estadual do Pará (IEEP), na Avenida Presidente Vargas com a Serzedelo Corrêa. A Polícia Militar terá 3.650 homens nos 12 eventos, contando, inclusive, com policiais vindos de Paragominas, Castanhal,

Segurança 24 horas

Diga SIM a segurança do seu patrimônio

Aplicativo do “Kd a Berlinda 2016” Em seu quinto ano de funcionamento, o aplicativo “Kd a Berlinda?”, desenvolvido pela Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará (Prodepa), volta a monitorar as 12 romarias da Festividade de Nossa Senhora de Nazaré em 2016.

Desejamos aos nossos amigos e clientes um

Feliz Círio

VENDA - ALUGUEL - MANUTENÇÃO - INSTALAÇÃO • Circuito Interno de TV com visualização via internet • Câmera escondida • Alarme Monitorado 24h • Portões Automáticos • Cerca Elétrica • Fechadura Elétrica • Concertina • Interfone • Centrais telefônicas (91) 3230-5009 www.simseguranca.com 8828-4442 Rua Antônio Barreto, 1191, Umarizal 08

Pará+

Eventos do 224º Círio.indd 8

Tv. Joaquim Távora, 526 (91) 3222.5590/3222.6212 www.proam.com.br www.paramais.com.br

29/09/2016 11:06:06


A nova versão inclui várias funcionalidades de performance, que mesmo sem visualização geram maior satisfação para o usuário. Para Lourenço Monteiro, diretor de Desenvolvimento de Sistemas da Prodepa, as inovações são necessárias porque as redes são ampliadas e os aparelhos celulares estão cada vez mais desenvolvidos. “Temos otimizado cada vez mais o aplicativo para usar em cima das novas tecnologias, não só de conexão de dados de redes, mas também dos aparelhos novos, para que o aplicativo fique mais preciso e rápido”, informa. Todo o layout da aplicação foi reformulado, em termos de interface com o usuário. “Esta mudança foi feita para facilitar o uso, para que mais pessoas utilizem, tornando ainda mais viável essa utilização”, completa Lourenço Monteiro. Como serviço de utilidade pública, a ferramenta tem sistema georreferenciado, em que as coordenadas da berlinda são capturadas por GPS em tempo real e transmitidas pela rede para um servidor. Em um site web (www.kdaberlinda.pa.gov.br), acessível por qualquer dispositivo móvel ou computador,

é possível acompanhar o trajeto percorrido. Utiliza aplicações ajustáveis, que se adaptam ao tamanho da tela. A página é acessada com todas as suas funcionalidades, independentemente do dispositivo utilizado – computador, tablet ou celular. Disponível em três plataformas: Android, IOS (Iphone e Ipad) e Windows Phone, o “Kd a Berlinda?” é considerado um aplicativo nativo. É possível fazer o download direto da loja dos aplicativos para o celular, sem nenhum custo, e com um ícone já abrir direto no mapa para visualizar onde está a berlinda. Já são mais de 26 mil downloads nas três plataformas. O serviço estará disponível a partir do Traslado para Ananindeua, a primeira romaria, na sexta-feira (7 de outubro), prosseguindo nas demais procissões do sábado (8): a ida para o distrito de Icoaraci, a Romaria Fluvial, a Motorromaria e a Trasladação; e no domingo (09), no Círio. Nas outras seis romarias realizadas após o Círio também haverá o monitoramento: a Ciclo Romaria, a Romaria da Juventude, a Romaria das Crianças, a Romaria dos Corredores, Procissão da Festa e o Recírio.

Dia

Hora

Procissão

07/10

08.00

Traslado Ananindeua/Marituba

08/10

05.30

Romaria Rodoviária

08/10

09.30

Romaria Fluvial

08/10

11.30

Moto Romaria

08/10

17.30

Trasladação

09/10

06.30

Círio de Nazaré

15/10

08.00

Ciclo Romaria

15/10

16.00

Romaria da Juventude

16/10

08.00

Romaria das Crianças

22/10

05.30

Romaria dos Corredores

23/10

08.00

Procissão da Festa

24/10

07.00

Recírio

No Círio, a maior das 12 romarias, os devotos acompanham o trajeto com o apoio do aplicativo

As 12 Procissões do Círio 2016 As 12 procissões, iniciam no dia 7 de outubro, com o Traslado da imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré, em 52 quilômetros e 12 horas de duração. Sairá às 8 horas da Basílica Santuário indo à Marituba e Ananindeua. A Romaria Rodoviária, com 24 quilômetros, sairá ás 5h30 do dia 8, da Igreja Matriz de Ananindeua, seguindo para o Trapiche de Icoaraci, em cerca de três horas de duração. A Romaria Fluvial, com 10 milhas náuticas (18,5 quilômetros), sairá às 9 horas, no dia 8, de Icoaraci, para a Escadinha do Cais do Porto, no centro de Belém, com duas horas de duração. Logo após, às 11h30, a Moto Romaria, sairá da Praça Pedro Teixeira, em percurso de 2,5 quilômetros, até o Colégio Gentil Bittencourt, com uma hora de duração. Técnicos da Semob, Detran e PM bloquearão o corredor do Círio às 12 horas do sábado, dia 8, até o término da procissão, no dia 9. Com 3,7 quilômetros, a Trasladação no sábado, dia 8, sairá do Colégio Gentil às 17 horas rumo à Catedral Metropolitana, e terá cinco horas de duração. O Círio no dia 9, com 3,6 quilômetros, sairá às 6h30 da Catedral Metropolitana em direção a Praça Santuário. Tem previsão de durar 6 horas. Serão também realizadas durante a quinzena nazarena, a Ciclo Romaria, Romaria da Juventude (saída este ano da Paróquia Mãe da Divina Providência), Romaria das Crianças, Romaria dos Corredores, Procissão da Festa (saída da Comunidade Santo Antônio Maria Zaccaria) e encerrando as festividades, o Recírio, a menor das procissões (saindo do altar, percorre o entorno da Praça Santuário, seguindo o fluxo da Av. Nazaré até ao Colégio Gentil Bitencourt).

s m

o

26 12 br www.paramais.com.br

Eventos do 224º Círio.indd 9

Pará+

09

29/09/2016 11:06:07


Santa Madre Teresa de Calcutá

E

m missa de canonização celebrada na Praça São Pedro, no Vaticano, o Papa Francisco declarou santa Madre Teresa de Calcutá. A cerimônia contou com a presença de cerca de 120 mil fiéis de diversas partes do mundo. A missão de Madre Teresa, segundo Papa Francisco, permanece nos dias de hoje como um testemunho eloquente da proximidade de Deus junto aos mais pobres. O papa também se referiu à religiosa, de origem albanesa, como modelo de santidade para todos os agentes de misericórdia. “Madre Teresa, ao longo de toda a sua existência, foi uma dispensadora generosa da misericórdia divina, fazendo-se disponível a todos, por meio do acolhimento e da defesa da vida humana, dos nascituros e daqueles abandonados e descartados”. Referindo-se à nova Santa, fundadora das Missionárias da Caridade, Papa Francisco

Em 1997 com o Papa João Paulo II

ENC

Ve

f alt m

Nossa Senhora de Nazaré

10

Pará+

Santa Madre Teresa de Calcutá.indd 10

www.paramais.com.br

29/09/2016 10:02:24


Celebração ocorreu na praça de São Pedro, no Vaticano, com a presença de 120 mil fiéis

te da proximidade de Deus junto dos mais pobres entre os pobres”, disse ainda sobre a mulher conhecida como a “santa das sarjetas”. “Levemos no coração o seu sorriso e o ofereçamos a quem encontremos no nosso caminho, especialmente àqueles que sofrem. Assim, abriremos horizontes de alegria e de esperança numa humanidade tão desesperançada e necessitada de compreensão e ternura”, concluiu o Papa.

Milagre brasileiro e prêmio Nobel da Paz

Durante a canonização na Praça de São Pedro, no Vaticano

pediu que “esta incansável agente de misericórdia” ajude o mundo a entender que o único critério de ação é o amor gratuito, livre de qualquer ideologia e de qualquer vínculo e que é derramado sobre todos sem distinção de língua, cultura, raça ou religião.

“Declaramos a beata Teresa de Calcutá Santa e a inscrevemos entre os santos, decretando que seja venerada como tal por toda a Igreja”, afirmou o líder da Igreja Católica. A missão da madre “permanece nos nossos dias como um testemunho eloquen-

A canonização da detentora do Prêmio Nobel da Paz de 1979 foi autorizada em dezembro de 2015, após duas curas serem consideradas obras de madre Teresa. Em 2003, a irmã missionária se tornou beata pelas mãos do papa João Paulo II após uma mulher indiana se curar de um tumor no abdômen ao ganhar uma medalha que antes havia sido usada pela madre. Após o milagre ser declarado, ainda era necessário mais um para que ela se tornasse Santa. O processo de canonização de madre Teresa teve início com um milagre envolvendo o brasileiro Marcílio Haddad Andrino, morador da cidade de Santos (SP). Ele foi diagnosticado com hidrocefalia e uma infecção rara no cérebro, mas foi curado após sua esposa rezar pedindo a intercessão de Madre Teresa de Calcutá. A religiosa, cujo nome verdadeiro é Agnes Gonxha Bojaxhiu, nasceu em uma comunidade albanesa no sul da antiga Iugoslávia. Ordenou-se freira na Índia, onde tomou o nome de Teresa. Em 1946, decidiu abandonar o convento e viver para os pobres. Sua atuação como missionária lhe rendeu o Prêmio Nobel da Paz em 1979. Madre Teresa de Calcutá morreu em setembro de 1997 – seis anos antes de ser beatificada pelo papa João Paulo II. (*) Com informações da Rádio Vaticano

<<

Casa Círio Casa Nazaré FABRICA DE VELAS

Velas sete dias, comuns n° 6 e 8, de libra, meia libra, funérarias, velas tochas para altar, decorações, reproduções e materiais para catequese e etc. www.paramais.com.br

Santa Madre Teresa de Calcutá.indd 11

ENDEREÇO NOVO

ANTECIPE SUAS ENCOMENDAS PARA O CÍRIO

Rua Dr. Malcher, 318

(91) 3225-2920 98863-7513

98194-6400 Pará+

11

29/09/2016 10:02:26


Da esquerda para direita: Adenirson Lage, Christian Bomm, Roberto Pinto da Costa, Ulisses Monteiro, Pedro Correa, Hinton Bentes, Fernando Maroja, Luciano Barroso , Alessandro Ribeiro, Leonardo Magno com o nosso editor Ronaldo Hühn

Vencedores do 14º Concurso Imagens de Círios Após reunião fraterna no Bistrô San Paolo, o Juri acima escolheu como Vencedores do Imagens de Círios 2015 as fotos de: 1º e 2º Lugar: Igor Mota Magno 3º Lugar: Vitor Mauricio de Abreu Melo 4º Lugar: Marcos Weliton de Oliveira Lopes 5º Lugar: Leonardo Lopes Monteiro

(1407); Igor Mota Magno (1006); Leonardo Lopes Monteiro (1211); Ray Nonato (604); Marcos Weliton de Oliveira Lopes (092); Vitor M. de Abreu Melo (589); Ray Nonato (605); Vitor M. de Abreu Melo (585); Anderson Vaner Costa Cordovil (005); Joanaldo de Jesus Silva (046); Marcelo Seabra (372); Haroldo Lemos Burle (921); Igor Mota Magno (1008); Marcelo Seabra (376); Nilson Cortinhas Pessoa Junior (040); Manoel Campos

Ruan Matheus Nascimento de Souza

14º Concurso Imagens de Círios

da Costa Neto (864); Osmarino L. de Souza (1532); Leonardo Lopes Monteiro (1221); Fernando Araujo (1541); Leonardo Lopes Monteiro (1214); Vitor M. de Abreu Melo (576); Larissa Yasmin Luz e Silva (1312); Ray Nonato (606); Larissa Yasmin Luz e Silva (1328); Manoel Campos da Costa Neto (824); Leonardo Lopes Monteiro (1217); Davi Dias Sousa Junior (008) e Marcelo Seabra (373).

Classificados do 14º Concurso Imagens de Círios Fernando Araujo (1538); Helaine Roberta Barbosa da Silva (Roberta Jardim) (1411); Haroldo Lemos Burle (919); Alaise D’cácia Ribeiro (1107); Igor Mota Magno (1004); Helaine Roberta Barbosa da Silva

12

Pará+

14º Concurso Imagens de Círios2.indd 12

www.paramais.com.br

29/09/2016 14:21:51


1º Lugar: Igor Mota Magno

OS VENCEDORES

2º Lugar: Igor Mota Magno

www.paramais.com.br

14º Concurso Imagens de Círios2.indd 13

Pará+

13

29/09/2016 14:21:55


4º Lugar: Marcos Weliton de Oliveira Lopes

5º Lugar: Leonardo Lopes Monteiro

3º Lugar: Vitor Mauricio de Abreu Melo

O MAIOR ESTOQUE DE PEÇAS PELO MENOR PREÇO

A SAÚDE DA SUA FAMÍLIA EM 1º LUGAR Clínica Médica - Cirúrgica - Ginecológica Laboratório de Análises - Ultrassonografia Sempre que o meu pranto rolar Ponha sobre mim suas mãos Aumenta minha fé e acalma o meu coração Grande é a procissão a pedir A misericórdia o perdão A cura do corpo e pra alma a salvação Pobres pecadores oh mãe Tão necessitados de vós Santa Mãe de Deus tem piedade de nós Av. Pedro Miranda, 1401 - Pedreira - Belém (91) 3233-1035 / 3244-8096 14

Pará+

14º Concurso Imagens de Círios2.indd 14

Solutioneering Together

PEÇAS PARA RABETAS DE TODAS AS MARCAS NOVO ENDER EÇO

O maior revendedor Yanmar de Belém

/ÁreaPortuária Rua Doutor Assis, 192 - Esq.Joaquim Távora - Belém/PA Fone: (91) 3223-7015 - 3241-0021 www.paramais.com.br

29/09/2016 14:21:59


OS CLASSIFICADOS Haroldo Lemos Burle

Davi Dias Sousa Junior Haroldo Lemos Burle

Fernando Araujo

Fernando Araujo

Igor Mota Magno

Anderson Vaner Costa Cordovil

REÇO

Together

PARA S DE AS AS

lém

A www.paramais.com.br

14º Concurso Imagens de Círios2.indd 15

Pará+

15

29/09/2016 14:22:03


Roberta Jardim

Roberta Jardim

Joanaldo de Jesus Silva Leonardo Lopes Monteiro

Alaise D’cácia Ribeiro

Igor Mota Magno

Com o terço na mão Peço a vós minha Virgem Maria Minha prece levai a Jesus Santa Mãe que nos guia Com o terço na mão peço a vós Minha nossa Senhora Por nós todos rogai a Deus Pai Vos pedimos agora.

Leonardo Lopes Monteiro

Aos Nossos Amigos e Associados Homenagem um Feliz Círio do

UN

Es Pr Jo Ca Mo

SINTHOSP

9

www.sinthosp.com.br Sede Social: Av. Alcindo Cacela, 2564 - CEP: 66045-090 - Cremação - Belém - PA Fone: (91) 3249-4994 3259-6953 / 3259-6957 Colônia de Férias: Estrada de Benfica - Ramal Santa Maria à Beira do Rio. 16

Pará+

14º Concurso Imagens de Círios2.indd 16

www.paramais.com.br

29/09/2016 14:22:07


al

Tra b ção dos

dera

io

e

S

Pará-Amap

Marcelo Seabra

Leonardo Lopes Monteiro á

Fe

no Comerc

os -

Manoel Campos da Costa Neto

res

viç

7

do

er

os

ha

Larissa Yasmin Luz e Silva Igor Mota Magno

Camisas para o CÍRIO

UNIFORME

Escolares Profissionais Jogo de Camisa Camisas para eventos Moda praia e Fitness

98250-5167 Av. Marquês de Herval, 1882 esq. Enéas Pinheiro (91) 3276-4823 / 99995-0042 / 98285-7549 www.paramais.com.br

14º Concurso Imagens de Círios2.indd 17

Márcia Aliverti A voz de Cristal Música para Eventos Casamentos Círios Eventos Oficiais (91) 3086-0425 / 99983-0025 Pará+

17

29/09/2016 14:22:11


Larissa Yasmin Luz e Silva

Leonardo Lopes Monteiro Ray Nonato

Vitor M. de Abreu Melo

Manoel Campos da Costa Neto Osmarino L. de Souza

Marcelo Seabra

P aos Um

Temos as melhores ores para os mais Mimoso dos Lírios

Um

Av. Conselheiro Furtado, 3094 Esquina c/ a Trav. Castelo Branco Belém - Pará (91)3085-1077/98157-8101 99626-1270/99191-1530 18

Pará+

14º Concurso Imagens de Círios2.indd 18

www.paramais.com.br

29/09/2016 14:22:16

Tudo p

Parti

Rua S

Fone

w


94 anco

1

Vitor M. de Abreu Melo

Marcelo Seabra

Vitor M. de Abreu Melo

Marcos Weliton de Oliveira Lopes Nilson Cortinhas Pessoa Junior

Ray Nonato

Paz segurança e proteção aos nossos Amigos e Clientes Um Feliz e abençoado Círio

Cubra-me com seu manto de amor, guarda-me na paz deste olhar. Nossa Senhora, me dê a mão, cuida do meu coração, da minha vida, do meu destino, do meu caminho, cuida de mim. Aos nossos amigos e clientes um Feliz Círio.

Uma Homenagem das Tudo para caça e pesca

Ray Nonato

Uma Homenagem

Camping

Loja Shopping Boulevard

Participe do SORTEIO de uma BIKE 13/10/2016

3222-2754

Rua Senador Manoel Barata, 440 - Comércio-Belém-Pará

Loja Shopping Castanheira

Fone/Fax: (91) 3241-2918 | 3212-0267

www.reidasarmas.com.br

www.paramais.com.br

14º Concurso Imagens de Círios2.indd 19

3243-3916

PHARMACIA Desde 1923 INDIANA

Fundada por Joaquim Contente

Av. Pedro Rodrigues, 40 - Centro Comercial de Abaetetuba Brevemente INDIANA na Cipriano ao lado do Terminal Rodoviário de Belém Pará+

19

29/09/2016 14:22:21


O método manual reveste-se de grande importância pela forte tradição do país

Vindimas

mantêm tradição portuguesa Texto Anete Costa Ferreira*

C Aos nossos amigos e clientes um Feliz Círio

om a inauguração do Outono a 23 de Setembro é chegada a altura das colheitas das uvas, festa conhecida como o mês das Vindimas. Há séculos que a festa perpetua os rituais do vinho e dos ciclos da natureza amadurecidos pelo estio do Verão. O culto da vinha e do vinho não se restringe a Portugal, alastra-se pela Península, atravessando o Sul da Europa até a bacia mediterrânica sempre em apogeu. A vindima ou colheita das uvas encerra o trabalho efetuado ao longo do ano pelos viticultores que se desdobram em várias tarefas, enfrentando desafios como: a descava, a poda, a empa, os acertos de cargas, desladroamentos, condução da sebe, a desponta, os tratamentos fitossanitários e o controle das infestantes. Um dos aspectos fundamentais da vindima é a data da marcação da colheita, uma vez que a qualidade do vinho depende dessa precisão e os viticultores são pagos com base na graduação dos mostos à entrada das adegas. Há dois tipos de colheitas: a Manual e a Mecânica. Em ambas encontram-se vantagens e desvantagens.

Bistro Belem A MELHOR COMIDA CASEIRA DA CIDADE.

Atendemos de segunda a sábado das 11:00h às 15:00h AMBIENTE CLIMATIZADO

A P

Presidente Pernambuco (próx a Rua dos 48) DELIVERY

(91) 3088-5863 / 20

Pará+

Vindimas mantêm tradição portuguesa.indd 20

(9

99917-3086

g

www.paramais.com.br

29/09/2016 10:11:35


Assim que são retirados dos parreirais, os cachos vão para o lagar, construção em pedras usada para a pisa da uva, onde serão pisados e se transformam em vinho artesanal da melhor qualidade

O método manual reveste-se de grande importância pela forte tradição do país

O método manual reveste-se de grande importância pela forte tradição do país. Juntam-se produtores, trabalhadores, familiares e convidados que participam nas provas de vinhos, concertos, atividades esportivas e cortejos tradicionais que dão realce às vindimas, aliando o económico ao cultural em perfeita sintonia entre o Homem e a Terra. A tradição requer cuidados especiais, pois existem uvas que não podem ser colhidas de outra forma. Há o reconhecimento do quanto é penoso e delicado o trabalho da apanha. Terá de ser empregado ferramentas adequadas para não danificar as uvas; o corte dos cachos deve ser com tesouras leves de podar para separar as gretadas das verdes e das podres. Os cachos são colocados em sacos e caixas apropiados para este fim e transportados em tinas ou nos reboques de tratores para as adegas. A principal vantagem deste sistema é a seleção das uvas, evitando menores danos. Entretanto, apresenta desvantagens como: a escassez de trabalhadores, o que obriga a contratação de grande número de temporários, encarecendo a mão-de-obra e elevando o seu custo. A colheita mecânica surgiu nos Estados Unidos nos anos sessenta. Depois, a França adotou o método mas somente para as vinhas de grandes dimensões. Em Portugal foi utilizada pela primeira vez, na Região do

Ribatejo, na Quinta do Casal Monteiro. O seu funcionamento consiste no assentamento de um conjunto de varas direitas ou em forma de arcos colocados na horizontal dos dois lados da videira, que mediante batimentos de diversas amplitudes provocam a queda dos bagos em tapetes, que em seguida são transportados para o tegão ou canoura. São equipamentos dotados com sistema de limpeza que apanham as folhas, os talos e os detritos da videira, separando-os dos bagos.Com as máquinas há a possibilidade de fazer a vindima à noite, pois as uvas encontram-se frescas e seus aromas são mais acentuados. Apenas dois operadores são suficientes o que torna o trabalho mais rápido na colheita feita em uma hora o equivalente a sessenta trabalhadores. A redução do custo fica na ordem dos quarenta e cinco por cento, confirmando as vantagens do sistema mecânico. Por outro lado há a desvantagem com a perda de até dez por cento da colheita, causando a fermentação precoce, uma vez que a coleta é composta de maior número de bagos, onde apenas quinze por cento tem engaço e não serem os mesmos seletivos em termos fitossanitários. São componentes que comprovam a grande ineficácia da operação mecânica. Para enfrentar a globalização e acompanhar a concorrência os viticultores reco-

nhecem que têm de acompanhar o avanço da tecnologia, opção que mais cedo ou mais tarde terão de acatar. Mas participar de uma vindima nos campos junto aos vindimadores, cortar com a tesoura apropriada os cachos de uvas, despejá-los nos cestos de vime, apreciar a colocação nas carroças e nos tratores, interagir com os cantos de trabalho, assistir a pesagem, acompanhar todo o percurso desde a apanha das uvas até a produção do vinho no lagar, se deliciar com a gastronomia regional num clima de amizade onde a tónica é a confraternização. É, algo de mágico que transcende o imaginário e permanece na alma do povo português como uma das mais belas tradições. Glossário: Descava - escavar, cavar. Empa - estaca a que se liga ou em que se ampara a videira. Desladroamento – tirar os ladrilhos. Sebe – cerca de arbusto, ramos, estacas ou ripas entrelaçadas, para vedar terrenos. Vinha – terreno plantado de videiras. Tegão – peça do moinho onde o grão passa para moer. Canoura – caixa em forma de tronco de pirâmide para ser moído o grão.

<<

(*) Correspondente em Portugal

Troca de moedas em espécie, cartões pré-pagos, MoneyGram e seguro viagem

(91) 3201-5457 AGORA EM MAIS UM ENDEREÇO PARA MELHOR ATENDER VOCÊ

Av. Centenário, 1052 Shopping Bosque Grão-Pará piso térreo

(91) 3201-5499 graopara@turvicam.com.br

www.paramais.com.br

Vindimas mantêm tradição portuguesa.indd 21

(91) 3201-5490

(91) 3201-5454

Pará+

21

29/09/2016 10:11:39


Direito Empresarial: O pilar das relações econômicas Texto Carla Travassos*

V

amos juntos aproveitar um ligeiro voo. Avistaremos, à distância, a formação das civilizações, o raiar da mercantilização e a nascente do direito empresarial, até pousarmos, na era em que, o Direito, deixa a sombra da escura ruela e está prestes a desembarcar como verdadeiro pilar das relações econômicas. Decolaremos, na época, que os seres humanos, viviam isoladamente ou agrupavamse timidamente. Naquele tempo, a vida era simples e enraizava-se na economia de subsistência, cada grupo ou indivíduo, produzia o que precisava para sobreviver. O ser humano é engenhoso, um eterno preenchedor insatisfeito de vazios, assim para saciar suas necessidades, continuou agrupando-se, agora, objetivando trocar os excedentes de seu trabalho, eis que abrolhou o escambo. Nesta fase de nosso vôo, acaso, surgisse um visionário que levantasse a voz, para afirmar, que chegaria um tempo em que os humanos não viveriam sem máquinas de comunicação em massa. Máquinas, que permitiriam interlocução, ininterrupta, com incontáveis seres da mesma espécie Acreditem, diria o visionário, estas pessoas poderão estar há milhares de quilômetros, continua, também será possível enviar, textos, imagens e sons e lhes digo mais, estes

aparelhos se chamarão, celulares. Certamente, o visionário, seria expurgado do grupo, por insanidade incapacitante ou seria catalogado como um grande mitólogo. Pois bem, nós seres humanos, continuamos nossa peregrinação rumo a mercantilização. Assim almejamos a completude da subsistência, após, desejamos uma subsistência luxuosa, em seguida, egoisticamente, usamos e abusamos das riquezas, de todos os cantos da terra. O homem continuou insatisfeito, eis que surgiu o anseio por diminuir distâncias, estabelecer conexões, ultrapassar limites territoriais, em ricochete decidimos que a terra, já não era suficiente e quisemos o sol, a lua e as estrelas. Antes de estabelecer-se a atual e frenética economia de mercado, surgiram, as

corporações de oficio, que eram arcaicas associações, surgidas na idade média, que objetivavam, regular o processo produtivo artesanal. Do comércio à empresa, das corporações de ofício, as atuais empresas digitais, o Direito, modificou-se para acompanhar as rápidas transformações econômicas. O efeito, da mercantilização? Diria que foi o raiar de um vício frenético e o estabelecimento, de uma espécie, de dependência recíproca entre empreendedores e pessoas físicas. As relações entre, Estado, meio ambiente, empreendedores e vulneráveis - consumidores e trabalhadores -, precisavam ser reguladas, foi então que, o Direito, na linha de frente, viu-se impelido, a sair para a batalha. Neste compasso, veio ao mundo, o direito comercial, que é ramo do direito privado, composto por um conjunto de normas, que disciplinam as atividades negociais, destinadas a fins econômicos. As atividades econômicas continuaram sua evolução, o direito comercial, transformou-se em direito empresarial. Está transmutação, seguiu a linha das mudanças internas ocorridas na estrutura do direito comercial. A teoria da empresa, nascida na Itália, tornou-se protagonista do direito empresarial, assim este ramo do Direito, passou a ser baseado e delimitado na atividade econômica organizada para a produção ou circula-

A o d S P

A f

22

Pará+

Direito Empresarial.indd 22

www.paramais.com.br

29/09/2016 10:23:48


ção de bens ou de serviços, libertando-se da arbitraria divisão das atividades econômicas, segundo seu gênero, como vaticinava a teoria dos atos de comércio, que era a teoria, norteadora do antigo direito comercial. Com o fito de regular, as demais relações entre Estado, meio ambiente e vulneráveis, houve o alargamento das leis ambientais, consumeristas e trabalhistas. Neste cenário, veio ao mundo, o direito eletrônico, que é um campo do direito que visa regular aspectos jurídicos do uso de computadores e da tecnologia da informação. A intenção deste íngreme agigantamento do Direito? Foi abarcar e regular as diversas nuances da atual economia de mercado. O desejo é minimizar conflitos e percorrer, mais um trecho, do longo caminhar, rumo ao idealismo da paz e justiça social. A lei é inteligência sem paixão, como sabiamente, definiu Aristóteles. Nesta linha de raciocínio, a empresa que atua preventiva e rege suas atividades pelos ditames legais, adquiri maiores chances de obter altos índices de lucratividade, respeitabilidade e economicidade. Acredito que estamos vivendo em uma era, onde as pessoas estão mais conscientes de seus direitos e lutam por eles. As gran-

des e respeitáveis empresas só chegam ao topo, quando atuam com responsabilidade e agem em consonância com o direito empresarial e demais ramos afins. O conhecimento das leis pode ser obtido pela contratação de advogados, no corpo de funcionários da empresa, ou através da assessoria jurídica especializada. As vantagens são muitas, diminuição significativa de demandas judiciais, economicidade, de recursos humanos e materiais e alto índice de confiabilidade. Do mesmo modo os operadores do direito, podem direcionar a empresa ao encontro de diversos incentivos, inclusive fiscais, como exemplo a lei nº 11.770/2008, que criou o Programa Empresa Cidadã, destinado à prorrogação facultativa da licença maternidade. Inicialmente tal benefício era destinado apenas às funcionárias públicas, em janeiro de 2010, foi editada a Instrução Normativa da Receita Federal nº 991, estabelecendo a possibilidade de prorrogação da licença maternidade para as empregadas do setor privado, por mais 60 dias, para tanto, a empresa deverá aderir ao Programa Empresa Cidadã, junto ao site da Receita Federal, programa esse que confere incentivos fiscais às empresas que

A Cidade Limpa, empresa de proteção ambiental opera a +10 anos no Estado do Pará e está devidamente licenciada pelos órgãos competentes: SEMA, IBAMA, ANVISA, CAPITANIA DOS PORTOS, CREA-PA, Corpo de Bombeiros e Prefeitura Municipal de Belém. A empresa está apta a dar destinação final, de forma correta a resíduos industriais líquidos, pastosos e sólidos, além de resíduos hospitalares.

participarem do programa. Nesta mesma linha, a Política de Incentivos Fiscais, do Estado do Pará, consiste na aplicação de tratamento tributário (desoneração do ICMS) para as Indústrias em Geral, Indústria do Pescado, Pecuária e Agroindústria, conforme dispõem algumas leis Estaduais, como a Lei nº 6.914/06 e 6.915/06. Os benefícios podem ser concedidos nas seguintes hipóteses, implantação de novos empreendimentos, modernização ou diversificação de empreendimentos já instalados e aquisição de máquinas e equipamentos para implantação ou modernização do parque industrial dos empreendimentos. A empresa que procura um escritório de advocacia, apenas quando surge um alvoroço, desponta em desvantagem, como exemplo, pode deixar de participar de licitações, haja vista, que desde março de 2016, o Governo Federal, instituiu regras para licitações, que obrigam as empresas participantes, a terem programas de sustentabilidade. Alguns requisitos exigidos são emprego de sistemas que permitam reuso da energia e da água, comprovação da legalidade da origem da madeira utilizada em construções, utilização de energia solar, políticas funcionantes de redução do consumo energético e a priorização do uso de materiais biodegradáveis, reciclados ou reutilizáveis. A empresa conhecedora das leis antevê riscos, planeja-se e protege-se, assim é mais adaptável e apta a ganhar a guerra da concorrência. As leis são força viva, são perseguidas através de um trabalho sem fim, não só do Estado, mas de todo o povo. Bem é hora de desembarcar e com os pés no solo, podemos nos indagar. Por que? Após tantas batalhas, entre nações, poderes, classes sociais, e depois de tantas conquistas não começamos a usar e abusar do nosso maior aliado, o Direito? (*) Advogada, atuante há 15 anos, pós graduada em direito civil e empresarial, pela Mackensie. Chefe da Procuradoria cível do Munícipio de Belém

<<

PRESERVANDO O MEIO AMBIENTE www.cidadelimpa-pa.com.br

Rod. 316 - Estrada Santana do Aurá, s/n - Belém-PA 55 (91) 3245-1716 / 3245-5141 www.paramais.com.br

Direito Empresarial.indd 23

Pará+

23

29/09/2016 10:23:48


Alter do Chão, simplesmente deslumbrante

Joia

Diversidade biológica e patrimônio natural fazem de

Santarém

a do Tapajós

24

Pará+

Diversidade biológica e patrimônio natural fazem de Santarém a joia do Tapajós2.indd 24

www.paramais.com.br

29/09/2016 14:38:57


A

www.paramais.com.br

Texto Lidiane Sousa Fotos Sidney Oliveira/Ag. Pará

s dimensões continentais e a localização conferem ao Pará características singulares. Segunda maior entidade federativa, com 1.248.000 km², o estado se destaca pelos contrastes naturais e culturais que oferecem ao visitante um amplo leque de opções para o lazer e turismo. Em uma mesma região é possível encontrar atrativos que vão de lagos e igarapés, passando por praias paradisíacas até trilhas por entre serras e cachoeiras, cenários esses em que fauna e flora se mostram sempre exuberantes. E entre os seis polos turísticos do Pará, o Tapajós surge como um dos roteiros mais fascinantes. Um dos destinos mais conhecidos nessa região é Santarém, aonde o turista pode chegar por estrada, por rio ou via aérea – o modal mais rápido. Do Aeroporto Internacional de Belém saem vôos diários para a cidade e a viagem dura, em média, uma hora. Entre os muitos encantos da “Pérola do Tapajós”, como é conhecida a cidade, está a praia de Alter do Chão, nome dado em homenagem à cidade homônima que fica em Portugal. Também chamada de “caribe brasileiro”, a vila balneária é uma das mais procuradas por turistas de todas as partes do Brasil e do exterior. “Fiquei impressionado com esse lugar. Já tinha visto por foto, mas confesso que me surpreendeu. É muito mais bonito do que eu imaginava. A natureza é exuberante e o lugar ainda é preservado, o

Diversidade biológica e patrimônio natural fazem de Santarém a joia do Tapajós2.indd 25

que hoje em dia é muito difícil de ver”, comentou o mineiro Edgar Almeida Santos, que mora em Brasília. Ele e a esposa aproveitaram as águas calmas do rio Tapajós para fazer um passeio de bote e contemplar a paisagem. “Este é um lugar especial para quem busca tranquilidade. Já fiz fotos e vídeos e mandei para amigos e familiares, que também ficaram impressionados com tamanha perfeição”, relatou Nicelene Mendes da Costa. Paraense nascida em Óbidos, ela conheceu pela primeira vez a praia e disse que pretende voltar outras vezes. “Aqui parece que estamos em outro país, uma diferença gritante em relação à Brasília. Vi várias fotos na internet referindo-se a este lugar como o caribe brasileiro, e de fato é. O nosso plano é voltar muito breve”, acrescentou. O acesso até a vila é feito pela PA-457 em um trajeto de cerca de 30 quilômetros saindo de Santarém. A rodovia é asfaltada, o que garante maior segurança e rapidez no deslocamento. Para fazer o trajeto de taxi, o turista terá que desembolsar, em média, R$ 200,00, mas quem quiser economizar tem a opção de uma linha de ônibus que sai da cidade a cada meia hora em direção ao balneário, com passagens a R$ 3,00. A travessia da orla para a faixa de areia que surge quando as águas do Tapajós começam a baixar, a partir do mês de agosto, é feita pelas catraias, pequenas canoas com capacidade para quatro pessoas, a um custo de R$ 5,00. Quem também se encantou com o cePará+

25

29/09/2016 14:39:00


A orla da cidade ainda guarda os casarões antigos, museus e também reúne as feirinhas que mostram um pouco do artesanato local

nário foram os manauaras Eduardo Lira e Jaqueline Araújo. O casal já pensa até em deixar a capital amazonense e começar uma nova vida em solo paraense. “Alter do Chão tem muito a oferecer ao visitante. Esse lugar é de uma beleza imensurável, não há como descrever. Pretendo voltar muitas vezes e confesso que já avalio a possibilidade de morar aqui”, disse Lira. “Trocaria Manaus por Santarém hoje mesmo”, reforçou. Jaqueline também ressaltou a acessibilidade do local. “Chegamos aqui em 20 minutos, vindo de carro, mas também tem ônibus que fazem linha para cá, então não precisa ter um alto poder aquisitivo para ter acesso a esse paraíso”. As paisagens da região também podem ser contempladas por outra ótica: a do rio. Em Alter do Chão, o turista pode pagar por passeios de barco que saem a todo momento em direção às praias, lagos e comunidades próximos. Um deles é o que leva até a praia do Pindobal, já pertencente ao município vizinho de Belterra. No caminho encontramos a praia do Cajueiro, Muretá, Caxambu e Jurucuí, que também guardam lagos de águas escuras e geladas. O aluguel de lanchas custa em média R$ 80,00 para as localidades mais próximas, com duração de

Cuias multicoloridas e super tradicionais

Em Santarém também pode ser encontrada a cerâmica tapajônica e os emblemáticos muiraquitãs, usados como amuletos e símbolos de poder pelos povos Tapajós e Konduri, que habitavam o Baixo Amazonas

/o.frangaodaduque

uma hora, a R$ 600,00 os mais longos, para seis pessoas, com retorno após o pôr do sol ou a combinar com o barqueiro. “A alta temporada em Alter do Chão começa por volta de setembro, onde a maré está mais baixa e as praias aparecem. Mas na época da cheia dos rios a vila também oferece opções de passeios, desta feita pelas áreas de florestas alagadas e pelas trilhas. Mesmo com a crise, o movimento não para, tem turismo aqui o ano todo”, ressalta André Pinho, presidente da Associação de Turismo Fluvial de Alter do Chão. Segundo ele, todos os condutores são habilitados e as embarcações são devidamente legalizadas, para

ESPECIALIZADA EM ESQUADRIAS EM ALUMÍNIO E VIDRO

ALUBOX

www.aluboxbelem.com.br

FABRICAMOS CONFORME O SEU PROJETO!

ENTREGAMOS EM DOMICÍLIO PELOS FONES 3226-6148 / 98162-5568 / 98162-4397

Av. Duque de Caxias, 1128 (entre Lomas e Angustura) 26

Pará+

Diversidade biológica e patrimônio natural fazem de Santarém a joia do Tapajós2.indd 26

Av. João Paulo II, 1516 /Alubox

(91) 3276-5146 (91) 3276-3267 www.paramais.com.br

29/09/2016 14:39:04


Encontro das águas azul-esverdeada do rio Tapajós com a barrenta do rio Amazonas

garantir mais segurança e tranquilidade aos visitantes. O comerciante de Belém Alcir Araújo foi um dos turistas que optou por esse passeio e trouxe toda a família para conhecer a vila do Pindobal. “Várias coisas nos atraíram para cá. Além das belezas do lugar, a

tranquilidade foi essencial. Aqui podemos relaxar da agitação do dia a dia, apreciar a exuberância da natureza. Estamos gostando muito da experiência”, declarou Alcir. As águas calmas são um convite à pratica de esportes ou mesmo à contemplação da natureza e do pôr do sol, um dos mais lindos

da região, como defendem os moradores do local. Mas há quem conteste essa teoria e atribua a outro extremo da região o título de mais belo por de sol do Tapajós: a ponta do Cururu. Localizado a 25 minutos de barco da vila de Alter do Chão, único acesso possível por se tratar de uma área de proteção ambiental, o braço de areia que se estende por quase um quilômetro rio adentro surge no período do verão amazônico, quando as águas começam a baixar. No restante do ano a faixa de terra permanece submersa. Em setembro, ponto máximo da vazante, é quando a ponta de praia fica mais visível e, dependendo da intensidade do estio, pode se estender por até dois quilômetros, proporcionando aos visitantes um cenário de beleza ímpar, que nesse período recebe centenas de pessoas atraídas pela fama do lugar. O espetáculo oferecido pela natureza aos fins de tarde se repete ao longo de três ou quatro meses e inclui, além da apoteose majestosa do sol, a dança das gaivotas, que nessa época vem à região em busca de alimento e repouso. Os passeios até a ponta do Cururu são feitos diariamente e exclusivamente por barcos – embora seja possível chegar até bem próximo de lá por carro – já que a Lei 17.894, que integra o Código Municipal Ambiental de 2004, proíbe o trânsito de veícu-

X

br

!

46 67 www.paramais.com.br

Diversidade biológica e patrimônio natural fazem de Santarém a joia do Tapajós2.indd 27

Pará+

27

29/09/2016 14:39:05


los motorizados no local. Nem mesmo as embarcações podem permanecer por muito tempo. A fiscalização da APA mantém uma vigilância rigorosa sobre a ação humana na área, proibindo, por exemplo, barulho acima do permitido ou que se acendam fogueiras, por exemplo, como forma de proteger a diversidade biológica e o patrimônio natural da região. Para conhecer o local o visitante terá de desembolsar entre R$ 80 e R$ 100 (cobrado por pessoa) dependendo da embarcação utilizada (lancha ou rabeta), do trajeto a ser percorrido – que tem a ponta do Cururu geralmente como ponto final – e da lotação. No mês de setembro, a vila de Alter do Chão se transforma em palco de umas das maiores manifestações da cultura popular local: a festa do Çairé. Tradição de quase 300 anos, o festival mistura elementos religiosos e profanos, marcados pela tradicional disputa dos botos Tucuxi e Cor de Rosa. A festividade é realizada sempre no mês de setembro. Em 2014, os grupos ganharam galpões que servem para os ensaios e abrigam as alegorias e fantasias confeccionadas

Botos no rio Tapajós

para o evento. O espaço foi construído próximo ao Çairódromo, no bairro Nova União, onde os grupos se apresentam. A obra recebeu investimento de R$ 1,5 milhão do governo do Estado. O centro de Santarém também tem seus

encantos. A orla da cidade ainda guarda os casarões antigos, museus e também reúne as feirinhas que mostram um pouco do artesanato local, como a cerâmica tapajônica e os emblemáticos muiraquitãs, usados como amuletos e símbolos de poder pelos Santarém é palco do famoso encontro das águas azul-esverdeadas do rio Tapajós e barrentas do Amazonas, que embora “caminhem” lado a lado, nunca se misturam, em função da diferença entre densidade e temperatura

A praia do Caxambu também guarda lagos de águas escuras e geladas

Aos nossos amigos e

Grande é a procissão a pedir A misericórdia, o perdão clientes um Feliz Círio A cura do corpo e pra alma, a salvação Pobres pecadores, oh Mãe Tão necessitados de Vós Santa Mãe de Deus, tem piedade de nós De joelhos aos Vossos pés Estendei a nós Vossas mãos Rogai por todos, nós Vossos Av. Pedro Alvares Cabral, 4765 filhos, meus irmãos Sacramenta - Fones: 3233-2668 / 3244-1356

www.alocomotiva.com.br 28

Pará+

Diversidade biológica e patrimônio natural fazem de Santarém a joia do Tapajós2.indd 28

www.paramais.com.br

29/09/2016 14:39:08

Ru


Encantamento também é o que sente quem vê ali, bem de perto, às proximidades da Feira do Peixe, a performance graciosa dos botos cor-de-rosa que se exibem diante dos visitantes e turistas

povos Tapajós e Konduri, que habitavam o Baixo Amazonas. Outro ponto de destaque da cidade é o mirante, de onde se pode observar o famoso encontro das águas azul-esverdeadas do rio Tapajós e barrentas do Amazonas, que

Também chamada de “caribe brasileiro”, a vila balneária é uma das mais procuradas por turistas de todas as partes do Brasil e do exterior

e rio

4-1356

m.br

embora “caminhem” lado a lado, nunca se misturam, em função da diferença entre densidade e temperatura. Principal cartão -postal de Santarém, o encontro das águas foi reconhecido pelo governo do Estado, por meio da Lei 8.062, de 30 de setembro de

2014, como patrimônio cultural de natureza imaterial do Pará. E quem quiser ver ainda mais de perto a beleza desse fenômeno pode aproveitar os passeios que são oferecidos diariamente por barqueiros locais até o ponto onde as águas dos dois rios se unem. O serviço é oferecido a preços que variam de acordo com o tamanho da embarcação, o tempo e o número de pessoas a transportar. Do alto do mirante, a professora universitária Fátima Verdeaux, de São Paulo, contempla a vista privilegiada e se diz encantada. “É a primeira vez que venho para o Norte do Brasil e não tinha noção de como é lindo. A natureza é algo realmente fantástico. Meu marido é francês e já viajamos por várias partes do mundo, mas como o que vi aqui, não existe nada igual. Dessa vez não foi possível, mas da próxima já avisei que ele virá comigo. Quero que ele veja toda essa maravilha. Pretendo voltar em breve e fazer os passeios de barco”, declarou. Encantamento também é o que sente quem vê ali, bem de perto, às proximidades da Feira do Peixe, a performance graciosa dos botos cor-de-rosa que se exibem dian-

AR CONDICIONADO AUTOMOTIVO

NACIONAIS & IMPORTADOS Faça Manutenção, Higienização no Ar do veículo periodicamente

CAMARÃO ROSA | FILÉ DE PEIXE | CARNE E PATOLAS DE CARANGUEJO

Aos nossos amigos e clientes um Feliz Círio

www.autoarbelem.com.br

Rua São Roque, 1057 - icoaraci Fone: (91) 98419-4942 Av. Senador Lemos, 4587 - Sacramenta Fone/Fax: (91) 3233-7462 / 3089-0087 www.paramais.com.br

Diversidade biológica e patrimônio natural fazem de Santarém a joia do Tapajós2.indd 29

Despachamos para todo Brasil

Av. 25 de Setembro, 13 ao lado da Feira da 25

(91) 3226-4167 (91) 3226-2253 Pará+

29

29/09/2016 14:39:10


te dos visitantes e turistas. Os “golfinhos da Amazônia” aparecem em bandos e são atraídos pelos feirantes com iscas de peixes. Os saltos e a evoluções mais parecem coreografias ensaiadas. “Fiquei emocionada, com lágrimas nos olhos vendo os botos. É demais aquilo, de arrepiar. A natureza aqui é fantástica e está muito próxima da gente”, relatou Fátima Verdeaux, entusiasmada. Santarém é a terceira maior cidade do Pará e o principal centro socioeconômico do oeste do estado. O município possui a melhor infraestrutura da região, com hotéis e pousadas que oferecem diárias a partir de R$ 60, dependendo da localização e comodidade. Dispõe, ainda, de escolas, hospitais,

Entre os seis polos turísticos do Pará, o Tapajós surge como um dos roteiros mais fascinantes

Um dos mais conhecidos destinos é Santarém, especialmente pelo distrito de Alter do Chão, que tem uma das paisagens mais bonitas do mundo

universidades, estradas, portos, aeroportos, atividade portuária intensa e uma ampla rede de serviços, incluindo os de saúde, que tem no Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA) sua principal referência. O complexo médico abriga a maior UTI pública do interior do Pará e foi o primeiro hospital público do Norte do país a obter o certificado máximo de qualidade da Organização Nacional de Acreditação (ONA), concedido mediante o cumprimento das melhores práticas hospitalares e de qualidade assistencial.

ESSA DUPLA É A MAIOR LIMPEZA! P R O D U T O S

Qualidade que você confia Rod. Artur Bernardes, KM 14 30

Pará+

Diversidade biológica e patrimônio natural fazem de Santarém a joia do Tapajós2.indd 30

(91) 3204-1400 www.paramais.com.br

29/09/2016 14:39:11


Como chegar: Santarém: A rota mais rápida é por avião, pelo Aeroporto Internacional de Belém, com voos diários. Mas é possível acessar o município também por estrada e por barco. Onde ficar: Santarém possui uma estrutura hoteleira desenvolvida, onde se consegue diárias a partir de R$ 100,00, dependendo do local escolhido.

Alimentação: Os municípios da região oferecem um cardápio variado de peixes, com destaque para o pirarucu, tambaqui e tucunaré. Há restaurantes com alimentação bem acessível onde o quilo custa a partir de R$ 39,00.

A travessia da orla para a faixa de areia que surge quando as águas do Tapajós começam a baixar, a partir do mês de agosto, é feita pelas catraias, pequenas canoas com capacidade para quatro pessoas Alter do Chão é belíssima em todos os ângulos

Mesmo com a crise, o movimento de turistas não para, ressalta André Pinho, presidente da Associação de Turismo Fluvial de Alter do Chão

Do alto do mirante, a professora universitária Fátima Verdeaux, de São Paulo, contempla a vista privilegiada e se diz encantada

Praia do Pindobal, em Belterra

O tranquilo lago da Mureta

www.paramais.com.br

Diversidade biológica e patrimônio natural fazem de Santarém a joia do Tapajós2.indd 31

Pará+

31

29/09/2016 14:39:14


Pará ganha a primeira usina de geração de energia solar fotovoltaica Fotos Divulgação

O

município de Paragominas, nordeste do Pará, inaugurou recentemente a primeira usina brasileira de geração de energia solar fotovoltaica de 75kVA do Estado. A cidade, que é conhecida como município verde, inicia a geração de energia limpa, sem fios e fazendo uso da energia solar. O empreendimento custou R$ 600 mil feito pela Cooperativa Brasileira de Energia Renovável (Coober), criada em fevereiro deste ano, com base nas novas regras da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que entraram em vigor em dezembro de 2015, com o objetivo de estimular a geração de energia pelos próprios consumidores. Atualmente, existem cerca de duas mil unidades gerando energia no Brasil, mas nenhuma em formato de cooperativa. O presidente da Coober, Raphael Sampaio Vale, é advogado e atua no ramo do direito ambiental. Segundo ele, o grupo reúne um total de 23 cooperados, convictos das vantagens de se produzir energia renovável (solar fotovoltaica) em cooperativa e não de maneira individualizada. “A geração compartilhada é caracterizada pela reunião de consumidores, dentro da mesma área de concessão ou permissão, por meio de consórcio ou cooperativa, composta por pessoa física ou jurídica, que possua unidade consumidora com microgeração ou minigeração distribuída em local diferente das unidades consumidoras nas quais a energia

de Domingo a Domingo CHURRASCO QUENTINHA TIRA GOSTO ENTREGAMOS EM DOMICÍLIO

excedente será compensada”. “Nosso maior desafio é o pioneirismo da união de dois universos no Brasil: o cooperativismo e a produção de energia renovável. Nossa inspiração tem sido as cooperativas de energia renovável de outros países, em especial da Alemanha, que conta com

Desde 1998

mais de 700 cooperativas de energia instaladas”, explica Vale. A resolução 687/15 da Aneel permite que os cooperados utilizem o benefício da compensação de energia elétrica gerada pela Usina micro geradora em suas unidades consumidoras. Para o superintendente da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Renato Nobile , em poucos anos o Brasil terá centenas de cooperativas de energia renovável espalhadas de Norte a Sul produzindo enerOs painéis de energia solar da Coober no município de Paragominas

Aos nossos amigos e clientes Um Feliz Círio PANIFICADORA MOURA

MÚSICA AO VIVO SÁBADO SAMBA AO VIVO 20H

5° e 6º feira Mpb

Rua dos Tupinambás Esquina com Caripunas - Jurunas

(91) 32

98108-7203 / 98837-4272

Pará+

Pará ganha a primeira usina de geração de energia solar fotovoltaica.indd 32

25 de Setembro (esq. com a Humaitá) Fone: 3226-3236 www.paramais.com.br

29/09/2016 16:55:06


Raphael Sampaio Vale, advogado, idealizador, cooperado fundador e presidente da Cooperativa Brasileira de Energia Renovável e Desenvolvimento Sustentável – Coober

gia de forma compartilhada e distribuindo entre seus cooperados . “É um passo concreto em um caminho que não tem volta , a matriz de produção mundial será renovável , gastando muito menos sem transmissão, afetando muito menos o ambiente com uma forma econômica mais viável e acessível. ”, afirma Nobile . A economia da usina de geração de energia solar vai ser sentida no bolso. Além da redução do valor pago na conta de luz, haverá um ganho significativo na segurança do fornecimento de energia com os sistemas de micro e mini geração. Isso porque a geração está mais perto do consumo, e não sujeita aos vários problemas que podem acontecer em relação à transmissão tradicional, como manutenções na rede. O “linhão”, aquelas Linhas de Transmissão, quase sempre ficam perto de residências e são enormes. Já as placas necessárias para a captação da energia do sol, são de instalações simples e seguras, e não geram transtornos às comunidades do entorno. As usinas-solares também permitem uma folga no sistema de distribuição, pois, mais pessoas gerando a própria energia, significa uma redução na necessidade de construção de linhões. Outras vantagens estão no desenvolvimento de uma cultura de colaboração; a

Visita do secretário de estado de agricultura Hidelgardo Nunes a usina da Coober

melhor escolha e avaliação das opções, mais pessoas pensando com o mesmo objetivo; e a melhor relação com a concessionária e tratativas de benefícios e isenções fiscais.

Investimentos

Neste sistema de cooperativa, o total do investimento será entre R$700 mil a R$ 1 milhão. Na primeira fase, a geração de energia, a partir da usina de fonte solar fotovoltaica, ficará entre 12.000 e 17.000kWh/mês, que serão injetadas na Rede de Distribuição da Concessionária local (Celpa). A partir daí a concessionária será informada para creditar determinado percentual da energia gerada na unidade consumidora (conta de luz) dos cooperados. Crédito baseado de acordo com a média de consumo de cada cooperado. Na Coober, são 23 pessoas que produzirão e consumirão a própria energia gerada transformando cada um “prosumidores”, termo que vem sido empregado para designar as pessoas que produzem e consomem seus produtos. Inicialmente funcionará apenas como um sistema de painéis fotovoltaicos (gerado a partir da energia solar), mas futuramente, os cooperados têm a expectativa de instalar um biodigestor para produção de BIOGÁS.

Sobre o Sistema OCB

O Sistema OCB representa oficialmente um movimento cooperativista com suas três entidades: Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Confederação Nacional das Cooperativas (CNCoop) e Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop). O Sistema conta com uma unidade nacional e 27 estaduais – localizadas nas capitais de cada estado e, também, no Distrito Federal. Seu papel é trabalhar pelo fortalecimento do cooperativismo no Brasil. A soma de todas essas forças tem um importante objetivo comum: potencializar a presença do setor na economia e na sociedade brasileira.

Durante a inauguração da Coober em Paragominas

URA

3236

91 3204.7700 Av. Dr. Freitas, 101 www.eletrotransol.com.br www.paramais.com.br

Pará ganha a primeira usina de geração de energia solar fotovoltaica.indd 33

Pará+

33

29/09/2016 16:55:08


Pare de reclamar da vida ou de dar atenção a quem tem esse hábito Texto Lucas Santos* Fotos Divulgação

V

ocê é a média das cinco pessoas com quem mais convive”. Desta frase do filósofo americano Jim Rohn, conseguimos extrair algumas interpretações interessantes, além de associá-la a quebra de um ditado popular, onde não são os opostos que se atraem, mas sim, os semelhantes. Você já parou pra pensar quanto mudou durante sua vida devido ao grupo de pessoas com quem já conviveu? Quais eram os comportamentos que tinha em cada época? O que pensava? Essas perguntas são bem interessantes, pois com elas conseguimos perceber o quanto mudamos com o passar do tempo e, o principal, quanto nos transformamos devido aos nossos contatos com pessoas mais próximas. Prova de que esta teoria vem sendo testada há muito tempo, quem nunca ouviu o ditado “Diga-me com que andas e te direi quem és”? Ou, independente de crença ou religião, o trecho da Bíblia que diz “Quem anda com os sábios será sábio; mas o companheiro dos tolos sofre aflição”? Com base nisso, é importante refletir periodicamente: como as pessoas com quem mais convivo estão interferindo no meu modo de ser e agir atualmente? Ao entrar nesta discussão, algumas pessoas se surpreendem em ver como têm pensamentos e ações muito similares as das pessoas que estão mais perto delas – seja positiva ou negativamente. Quem nunca ouviu alguém dizer que “Eu era mais realizado quando andava com aquele grupo de pessoas”, ou “Ainda bem

Disk Encomendas

que parei de andar com aquelas pessoas, elas só me deixavam para baixo”? Mas não importa o grupo que você estava antes, e sim, quais pessoas te deixam mais felizes e próximas de suas metas e objetivos – e aproximar-se cada vez mais delas. Mas, como afastar-se desses “grupos indesejáveis”? Simples, mudando sua percepção, pois quando você muda sua forma de pensar ou agir, acaba afastando essas pessoas que passarão a não ter mais “nada a ver” com você. Diante disso, faço duas perguntas para você refletir e que influenciarão diretamente em seu futuro: com quem você convive a maior parte do seu tempo? Essas pessoas estão te ajudando ou te atrapalhando? Outra alternativa para mudar as influências indesejáveis na sua vida é parar de reclamar! Sabe-se que o sinônimo de queixa, em latim, é a expressão de uma dor, uma pena, ressentimento, inquietação. E por que algumas pessoas se apoiam na reclamação? Pois quando fazem isso, dizem que é para desabafar, para expressar sua indignação, seu direito de não concordar com algum acontecimento. Tudo bem que todos temos esse direito. Porém, cientificamente, as emoções negativas na forma de reclamações (pessoal ou dos outros próximos a nós) geram sinapses (transmitem informações de uma célula para outra) que fazem com que as pessoas ao seu redor não consigam sair do estado negativo, isso devido ao fato gerar reações químicas que vão sendo reaplicadas de uma fenda para outra, gerando mais estado de negatividade. Esses estudos vêm do cientista e filósofo Steven Parton, que buscava entender o motivo pelo qual as pessoas continuavam

se sentindo mal e tinham dificuldades para sair deste estado. Parton notou o poder que a reclamação de uma pessoa tem não só nela, mas em todos a sua volta. Isso porque quando alguém reclama demais de alguma coisa, está gerando um possível sintoma de pessimismo, e se você estiver próximo e ouvindo (vamos lembrar a questão da sinapse), provavelmente também começará a ter pessimismo, pois bioquimicamente é o que está sendo passado para você. E o que eu ganho se parar de reclamar ou afastar-me dessas pessoas? Muito! Quando uma pessoa para de reclamar gera mais sentimentos de felicidade para o corpo, isso porque passa a olhar para o lado bom das coisas e sempre buscar uma intenção positiva nas atitudes dos outros. Ela consegue identificar mais sorrisos e alegrias, pois um mesmo fato que para uma pessoa pode estar gerando raiva, pra ela, pode criar aprendizado. Outro acontecimento importante que acontece quando paramos de reclamar é que conseguimos mudar nosso foco do problema para solução, e isso é fundamental para a criação de oportunidades em resolver alguma coisa. E para terminar, uma dica valiosa para quando der aquela vontade de fazer uma reclamação. Pergunte para si mesmo: “O que eu quero ao invés disso?”. Dessa forma, você reprograma seu cérebro para a busca do seu desejo e passa a ficar mais próximo dos seus objetivos. E é ai que se pode construir uma maior felicidade e plenitude. (*) Personal e Professional Coach, palestrante, especialista em Gestão do Tempo, Produtividade e Autoconhecimento (Master em PNL)

<<

(91) 3272-5300 (91) 3015-5100 (91) 99966-6087 (91) 98023-9526

BAZAR DO

PÃO

Abrimos aos Domingos para Café da manhã das 7h às 11h

Pedidos a partir das 6:30h

Rua Tupinambás, 636 (esquina com Caripunas) 34

Pará+

Pare de reclamar da vida ou de dar atenção a quem tem esse hábito.indd 34

www.paramais.com.br

29/09/2016 11:39:48


14

Pará+

ANUNCIO PÉROLA DO CAETÉ.indd 14

www.paramais.com.br

29/09/2016 16:37:59


www.paramais.com.br

ANUNCIO EMINA.indd 3

Parรก+

3

29/09/2016 09:05:20

Pará+ 175  

Viva Nossa Senhora de Nazaré

Advertisement