Page 1

Revista

Pará+ JULHO 2011

BELÉM-PARÁ

WWW.PARAMAIS.COM.BR

ISSN 16776968

7 716776 96124 9

00113

EDIÇÃO 113

Editora Círios

R$ 6,00

VERÃO 2011 CAPA.indd 1

12/07/2011 15:42:45


LINHAS GUIAS PARÁ+.indd 1

27/06/2011 09:43:54


CONHECIMENT EXPERIMENTE LEVAR SUA MENTE PARA UM LUGAR ALÉM DOS LIVROS.

TE FAZ SER ESCOLHA CONHECER MAIS. ESCOLHA SER MODERNO.

MODERNO. O Colégio Moderno, há mais de 90 anos, investe num ensino de qualidade, com educação bilíngue para o pré-escolar, espaço exclusivo para artes cênicas e equipe de professores preparados para ensinar muito mais do que está nos livros. Só assim você saberá o que fazer e aonde chegar com tudo que a gente te oferece.

Múltiplas escolhas para quem quer mais da vida. (91) 3204 3545

www.paramais.com.br

Anuncio Moderno - Conhecimento.indd 3

www.colegiomoderno.com.br Pará+

3

12/07/2011 15:48:55


22

Uso correto do filtro solar

28 34

Primeira etapa do Portal da Amazônia será entregue em novembro

39 42

Verão sem canga: tratamentos para deixar você em forma

* Os artigos assinados são de inteira responsabilidade de seus autores.

PA-538

CAPA

Pará+

Revista

18

Estar em forma para o verão

s

Círio Editora

AIS.COM.BR

WWW.PARAM

BELÉM-PARÁ

JULHO 2011

EDIÇÃO 113

00113

14

Balneários de Belém estão preparados para o Verão 2011

ÍNDICE

DIRETOR e PRODUTOR: Rodrigo Hühn; EDITOR: Ronaldo Gilberto Hühn; COMERCIAL: Alberto Rocha, Augusto Ribeiro, Rodrigo Silva, Rodrigo Hühn; DISTRIBUIÇÃO: Dirigida, Bancas de Revista; REDAÇÃO: Ronaldo G. Hühn; COLABORADORES*: André Trindade, Benigna Soares, Camillo M. Vianna, Carlos Correia Santos, Larissa Costa Ribeiro, Liandro Brito, Luciana Benicio, Giovanni Carlo Rossi, Juliano Barreto, Melissa Georgetti, Renato Dagnino, Sergio Pandolfo, Thiago Melo, Yara Achôa, Walter Chile; FOTOGRAFIAS: Adriano Magalhães e Alzir Quaresma/ Comus; Comus; Arquivo Paratur: Ana Mokarzel, Jean Barbosa, João Castro, Geraldo Ramos, Luiz Braga; Farge Aidar; Fernando Araujo; Fernanda Souza; Henrique Felício/O Liberal; Mathias Gomes; Oswaldo Forte; Sebastião Correia e Werick Santos; DESKTOP: Mequias Pinheiro; EDITORAÇÃO GRÁFICA: Editora Círios

968

13

Defesa Civil faz prevenção nos principais balneários

96124 9

Diversas programações atraem turistas para os municípios do Pará

PUBLICAÇÃO Editora Círios SS Ltda CNPJ: 03.890.275/0001-36 Inscrição (Estadual): 15.220.848-8 Rua Timbiras, 1572A - Batista Campos Fone: (91) 3083-0973 Fax: (91) 3223-0799 ISSN: 1677-6968 CEP: 66033-800 Belém-Pará-Brasil www.paramais.com.br revista@paramais.com.br

6 7 71677

06

A orla de Marudá

ISSN 16776

05

EDIÇÃO 113 - JULHO/ 2011

R$ 6,00

Banco do Brasil inaugura primeiro correspondente fluvial no Pará

O Pelourinho Landiano de Belém

11 VERÃO 20 Fátila Duarte e Cássia Mota curtem a beleza da Praia de Ajuruteua-Bragança. Foto: Marcio Borges

Blog da Amazônia

www.revistamazonia.blogspot.com

Nesta Edição (113).indd 1

12/07/2011 15:41:21


Praia de Marudá

A orla de Marudá E >>

Fotos: Cristino Martins e Elcimar Neves/Ag. Pará

m Marudá, no município de Marapanim, nordeste do Pará, os veranistas estão aproveitando a nova orla da praia, que foi recentemente revitalizada. Muretas, quiosques e o anfiteatro da praça receberam pintura, que deram uma nova cara para o balneário. “Com essas melhorias e os investimentos que estão sendo feitos, Marudá receberá ainda mais veranistas neste mês”, prevê a turista Lúcia Ferreira. Segundo o secretário de Estado de Obras Públicas, Joaquim Passarinho, além da orla, mais melhorias foram feitas no município. “Pavimentamos 1,2 quilômetro da via que dá acesso ao trapiche de embarque para a ilha de Algodoal”, ressalta. A revitalização e a pavimentação foram entregues pela Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop).

Na orla da praia de Marudá, no município de Marapanim

Segurança

Além de Marudá, a ilha de Algodoal e a praia do Crispim também estão sendo monitoradas por equipes da PM local. O foco está sendo o policiamento preventivo.

Guias Especializados desde Belém

Europa Youg

Saída: 11/07/2011 Chegada: 28/07/2011

Viagens e Turismo

Ligue: 4008-0700

Madri, Barcelona, Roma, Florença, Pisa, Pádua, Veneza, Paris e Londres

Europa de todos os sonhos Saída: 19/09/2010 Chegada: 06/10/2010

Madri, Roma, Pádua, Veneza, Paris, Londres e Lisboa www.paramais.com.br

A orla de Marudá.indd 5

Pacote Rio de Janeiro (visto Americano)

Saída: 12/08/2011 Chegada: 15/08/2011

De sexta a segunda-Feira

Lagos Andinos

Saída: 20/08/2011 Chegada:31/08/2011 Santiago, Puerto Mont, Puerto Varas, Saltos do Petrohué, Lago Todos Los Santos Peulla, Travessia da Cordilheira, Lago Frías, Lago Nahuel Huapi , Bariloche & Buenos Aires

Ilhas Gregas

Peregrinação à Terra Santa

Saída: 12/10/2011 Chegada: 27/10/2011

Saída: 03/11/2011 Chegada: 15/11/2011

Istambul, hykonos, kusadasi, Rhodes, Creta-Atenas e Pars

Tel Aviv, Cesarea, San Juan de Acre, Galiléia, Tiberíades, Nazaret, Belém e Jeruzalém Pará+

www.aviztur.com.br

Além de ser revitalizada, também recebeu reforço policial. Um posto climatizado da Polícia Militar foi montado no trevo de entrada da praia, para fazer a segurança 24 horas.

5

12/07/2011 15:30:49


Alter do Chão.

Santarém Em Soure

Praia do Farol

Velho - Salinas

Diversas programações

atraem turistas para os municípios do Pará

Carimbó - Belém 6

Pará+

Diversas programações atraem turistas para os municípios do Pará.indd 6

www.paramais.com.br

12/07/2011 11:00:49


ngú

Pesca no Rio Xi

rinhas Serra das Ando Cach. do Arari. do Araguaia - São Geraldo

nas

>> por Benigna Soares* André Trindade** Fotos: Geraldo Ramos, Israel Pegado, Jean Barbosa, João Castro, João Ramid, Luiz Braga, Octavio Cardoso, Paulo Santos

C

onsiderado “A Obra-Prima da Amazônia”, o Pará é um dos estados mais ricos e atraentes da Região Norte do Brasil. Formado por 144 municípios é dividido em seis pólos turísticos. Em cada pólo um mix de cultura, natureza, sol, praia de rio ou de mar, artesanato, gastronomia típica influenciada pelas culturas indígenas, negras e européias, uma fauna inigualável e manifestações culturais sui generis. São justamente estes atrativos que chamam a atenção de turistas do mundo inteiro ao longo do ano. Nestas férias de julho não será diferente, os municípios já começam a receber reservas de visitantes de várias partes do mundo e se preparam com boas programações de “veraneio”. São 14 os principais municípios e ou comunidades mais procurados, segundo a Companhia Paraense de Turismo (Paratur), por terem melhores condições e infraestrutura turísticas para receber grandes demandas e, ainda, pela maior variedade de atrativos, que mistura, cultura, natureza, sol, mar, rios, praias, igarapés, entre outros. São eles: Belém (pólo Belém), Soure (pólo Marajó), Santarém e vila de Alter do Chão (pólo Tapajós), Bragança, Curuçá, Marapanim e Salinópolis (pólo Amazônia Atlântica), Barcarena, Cametá, Conceição do Araguaia, Marabá, Parauapebas e Tucuruí (pólo Araguaia Tocantins) e Altamira (pólo Xingu). São estes também que atraem grande público nestas férias, de acordo com a Paratur. Conheça os pólos:

i. Barcarena

Praia do Carip www.paramais.com.br

Diversas programações atraem turistas para os municípios do Pará.indd 7

Pará+

7

12/07/2011 11:01:17


cas

Estação das Do

Pólo Belém

rças

Mangal das Ga

O que visitar: - Cidade Velha, Complexo Feliz Lusitânia: Catedral da Sé, Museu de Arte Sacra, Forte do Presépio, Complexo Ver-o-Peso, Estação das Docas: Complexo de gastronomia, lazer e cultura, um dos mais imponente espaços turístico da Amazônia, Basílica de Nazaré: Cenário do Círio de Nazaré, Teatro da Paz: herança da belle époque, Praça da República, Praça Batista Campos, Mangal das Garças, Pólo Joalheiro, Jardim Botânico Bosque Rodrigues Alves, Museu Paraense Emílio Goeldi, Bioparque Amazônia. No entorno da cidade, mais de 70 ilhas e um cotidiano de vida ribeirinha encantador, entre elas as ilhas de Mosqueiro, Outeiro e Cotijuba.

Pólo Tapajós Lusitânia Complexo Feliz oaraci

Cerâmica - Ic

8

Pará+

Diversas programações atraem turistas para os municípios do Pará.indd 8

O que visitar: - Santarém, município sede do pólo, com inúmeras opções de artesanato, passeios, gastronomia regada à peixes típicos, belos e confortáveis hotéis. À frente da cidade, o fascinante encontro das águas esverdeadas do rio Tapajós com as águas escuras do rio Amazonas. Por quilômetros, as águas dos dois rios correm lado a lado, mas nunca se misturam. O fenômeno atrai turistas de todo o mundo, assim como a bela vila de Alter-do-Chão, maior aqüífero do mundo. O lugar, rota dos grandes cruzeiros marítimos, apaixona seus visitantes pela bela praia de águas doces e esverdeadas e areia branca, às margens do rio Tapajós. Lago Verde, Ilha do Amor, Serra da Piroca. Vale a pena se deliciar com a “piracaia”, peixe assado na brasa servido em um ritual tipicamente tapajônico. Recomenda-se

Santarém

Sairé

visitar Santarém o ano todo mas no mês de setembro a natureza é mais generosa, ao revelar toda a exuberância da praia de Alter-do-Chão. É também quando acontece o Sairé, principal manifestação cultural do lugar, um ritual de ritmos, cores e coreografias indígenas, com destaque para o duelo dos botos Cor-de-Rosa e Tucuxi. O Sairé: é uma festividade de caráter religioso introduzido nas missões religiosas da Amazônia pelos jesuítas, no século XVII mas vem se modernizando a cada ano. Ainda no pólo Tapajós não deixe de ir até Belterra, município guardião da arquitetura herdada do ciclo da borracha, ainda visível na fachada das casas de toda a vila. Bosques de seringueiras completam a paisagem.

www.paramais.com.br

12/07/2011 11:01:34


Pólo Marajó

Pólo Amazônia Atlântica

O que visitar: Ao desembarcar no Porto do Camará, em Salvaterra, Marajó, o turista deve estar preparado para apreciar praias de águas mornas e salobras, observar búfalos que servem de montaria à polícia e aos visitantes, trilhas no mangue, passeios de canoa e revoada de guarás, alguns dos atrativos da maior ilha fluvial e marítima do mundo, a lha do Marajó. Passeios por campos alagados, degustação do queijo bubalino oferecidos nos hotéis e fazendas são convites irrecusáveis para quem deseja conhecer o arquipélago do Marajó, composto por aproximadamente 3 mil ilhas e ilhotas distribuídas em 15 municípios, em uma área de mais de 50 mil km², banhada pelo oceano Atlântico e pelos rios Amazonas e Pará. O artesanato marajoara também merece ser visto, com seus desenhos inconfundíveis aplicados em cerâmicas marajoaras, peças de vestuário de couro bubalino. Inspiradas na região, as bio-jóias são produzidas a partir de sementes, folhas e cipós. Além de Soure, conhecida como “A Pérola

O que visitar: Localizado no nordeste do Pará “Zona do Salgado” o pólo Amazônia Atlântica envolve região banhada pelo oceano Atlântico. É fonte da cultura, folclore e das músicas e danças típicas do Pará como o “retumbão”, trilha sonora principal da Marujada bragantina e as fortes batidas do “Carimbó” de Marapanim. Forte também nessa região são as praias marítimas, entre elas, do Atalaia, em Salinópoles, Crispim, em Marapanim, Ajuruteua, em Bragança e Algodoal na ilha de Mayandeua, em Maracanã.

a guezal Fazend Canoa no Man- Marajó São Jerônimo

Bragança

al - Maracanã

deua - Algodo

Ilha de Maiân

gabeiras. Praia das Manas dr Pe de a nt Po Trilhas

do Marajó”, vale destacar no arquipélago o município de Salvaterra. Inúmeros hotéis e pousadas garantem o conforto do visitante. Para desfrutar as belezas da Ilha do Marajó é necessário pelo menos dois dias, as saídas são diárias partindo de Belém de barco, lancha, balsa em linhas públicas regulares ou aviões fretados.

www.paramais.com.br

Diversas programações atraem turistas para os municípios do Pará.indd 9

á - Marapanim

Praia de Marud

Pará+

9

12/07/2011 11:01:58


Pólo Araguaia Tocantins O que visitar: O pólo Araguaia Tocantins é formado por 52 municípios localizados em sua maioria às proximidades dos rios Araguaia e Tocantins, a exemplo de Marabá, que além de bela praia de rio (praias do Tucunaré e do Geladinho) se destaca na produção industrial. Considerada cidade pólo do sudeste paraense, Marabá, que integra a Rota dos Minérios, está localizada a 527 km da capital Belém, no encontro dos rios Tocantins e Itacaiúnas. São atrativos também a Hidrelétrica de Tucuruí e a extração Mineral da Serra do Carajás. A pesca esportiva é o grande atrativo para quem visita Tucuruí, onde vários lagos oferecem opções de pesca, com destaque para o Tucunaré. A história do Brasil também tem eco nessa região já que Conceição do Araguaia foi cenário da “Guerrilha do Aragauia”. Lá o visitante pode percorrer os caminhos feitos por aqueles que participaram dessa luta histórica e se deliciar com as praias e ilhas às margens do rio Araguaia, fronteira com o Tocantins. O município de Barcarena tem grande relevância para o pólo, por sua contribuição histórica já que foi ali que o líder da revolução da Cabanagem Cônego Batista Campos se refugiou em 1834. Em

trica - Tucuruí

Usina Hidroelé

Praia de Rio -

Barcarena, sede de grandes projetos de beneficiamento de alumina, as praias de Itupanema, Caripy, na Vila dos Cabanos, Sirituba, na ilha Trambioca, são imperdíveis durante todo o ano. O agronegócio também move grande parte da economia do Araguaia Tocantins, a exemplo do município de Floresta do Araguaia, que detém o título de segundo maior produtor de abacaxi do Brasil, por isso no mês de julho é realizado grade “Festival do Abacaxi”.

Marabá

Pólo Xingú O que visitar: Com cenários intocados pelo homem, rios sinuosos e selva fechada,o pólo Xingú oferece um excelente ambiente para aqueles que gostam de se aventurar em rally´s ou querem um contato maior com a natureza. Altamira é o maior município em extensão do mundo, nele encontramos também, as maiores reservas indígenas do

No Rio Xingú

M A

R 10

Pará+

Diversas programações atraem turistas para os municípios do Pará.indd 10

www.paramais.com.br

12/07/2011 11:02:10


Estado, além das florestas nacionais (Flonas) e outras áreas de proteção e conservação da fauna e flora amazônicas. O relevo acidentado cria paisagens de belezas inigualáveis, cachoeiras, corredeiras e lagos com águas claras oferecem ao turista um ótimo ambiente de calma e reencontro com a natureza e lazer nas praias de água doce. São Felix do Xingu é o município brasileiro com o segundo maior rebanho bovino do Brasil, representando a força doagronegócio para esta região. É Altamira, maior município do mundo, o município sede do pólo Xingu, referência para pesca esportiva, vivências sobre a cultura e as tradições indígenas, inscrições rupestres, artesanato com matéria prima vegetal, entre outras.

Programação de Verão 2011 O Calendário Oficial de Eventos da Paratur, disponível em www.paraturismo.pa.gov.br aponta inúmeras opções de programação de férias para este mês de julho.

Confira as principais atrações: BARCARENA: Escolha da Miss Veraneio. Datas: Praia do Caripi dia 10, Itupanema dia 17 , Cuipiranga dia 24, Vila do Conde dia 31. CONCEIÇÃO DO ARAGUAIA: Centenário da Diocese do Município. Datas: 1, 2 e 3. Local: Espaço Beiradeiro, as 21h; Cidades Frente a Frente. Datas:8, 9 e

o do Araguaia

otas. Conceiçã

Praia das Gaiv

Soure folia na

ueiro

Praia do Pesq

10. Local: Espaço Beiradeiro, às21h; Carnaraguaia – Carnaval Fora de Época. Datas: 15- Tatau – exaraketu, 16-Chicabana e 17-Balagandaya www. carnaraguaia.com. Local: Orla; 1ª Feira de economia regional. Datas: 15, 16 e 17. Local: Espaço Beiradeiro; Festival Rock da Lua Grande. Datas: 21 e 22. Local: Espaço Beiradeiro; Saca na Geral. Data: 23. Local: Espaço Beiradeiro, às21h; Show MPB com artistas da terra.Data: 24. Local: Espaço Beiradeiro, às21h; Show com artistas da terra. Data: 29.Local: Espaço Beiradeiro, às21h; Show irmão lázaro- verão com cristo. Data: 30. Local: Espaço Beiradeiro, às21h; Show Fabricia e banda. Data: 31.Local: Espaço Beiradeiro, às21h. CURUÇÁ: Inauguração da Biblioteca Oscar Araújo em seguida caminhada até a Praia do Amor para inauguração; Data: 09. Abertura do Verão. Festival esportivo infanto juvenil, novos e master e voleibol, às 18h; Dia: 10. Apresentação de Grupos Folclóricos, às 20h; Dia: 19. Show da Banda Pegada Nativa, às 21h; Estação Verão Curuçá. Data: 10 a 14 apartir das 20h; Estação Verão Abade de Curuçá. Data: 10 a 25, com show de carimbó, música ambiente, voz e violão, teclado e voz, bingo dançante dos barraqueiros, pagode, e outras atrações, sempre a partir das 20h; XXXV Festival do Folclore. Data: 15 a 17. Local: Bosque da Igualdade, a partir

das 19h; Circuito das Tradições Culturais Curuçaense. Data: 19 a 23 de julho. Local: Bosque da Igualdade, a partir das 20h; Estação Verão Curuçá. Data: 27 a 29 , com artistas locais. Local: Praça Coronel Horácio XXVI Garota Verão. Data: 30 a 31. Local: Praia do Amor; Dia 30 – sábado. 15h show de carimbó. 16 às 20h – concursos de miss mini garota verão, garota verão mirim, garota verão gay e garota molhada. 22h – show com a banda – açai pimenta. 04h – encerramento; Dia 31 – domingo. 09h às 12h – atividades esportivas. 12h às 13h – show de carimbó. 14h – desfile dos vencedores dos concursos realizados no sábado dia 30. 15h – concurso garota verão. 24h – encerramento. SALINÓPOLIS: Dia 08, shows: Belo, Vaguinho DB, Nosso Tom,Tiago Costa, DJ Rodrigo Vieira, DJ Dan Miller e DJ Culatra; Dia 09, shows: Michel Telo, Monobloco, Nosso Tom, DJ Dan Miller e DJ Culatra; Dia 15, shows: Jeito Muleque, Charlie Brown Jr., Tiago Costa, Mortadela Atômica, DJ Ferris e DJ Dan Miller; Dia 16, shows: Cidade Negra, Tiago Costa, Banda Miserê, DJ Tiago Mansur e DJ Dan Miller; Dia 17, shows: Nosso Tom, Vaguinho DB, Mortadela Atômica, Banda Miserê e DJ Culatra; Dia 22, shows: Pixote, Mr. Catraca, Vaguinho DB, Tiago Costa, DJ Sandro Horta, DJ Dan Miller e DJ Culatra; Dia 23, shows: Rodriguinho, Mc. Sapão, Nosso Tom, Tia-

MATERIAIS ELÉTRICOS MATERIAIS HIDRÁULICOS AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Rua Diogo Moia 1101 - Umarizal - Belém - PA www.paramais.com.br

Diversas programações atraem turistas para os municípios do Pará.indd 11

Pará+ 11

12/07/2011 11:02:17


as

Atalaia - Salin

Salinopolis

go Costa, Top DJ surpresa e DJ Dan Miller; Dia 24, shows: Vaguinho DB, Mortadela Atômica, Banda Misere, DJ Dan Miller e DJ Culatra; Dia 29, shows: Super Pop, Nosso Tom, Vaguinho DB, DJ Dan Miller e DJ Culatra. Local: Ibisa Club SOURE: Haverá programações nos Dias 08/07/2011 (sexta-feira). Soure folia (1ª noite)dia 09/07/2011 (sábado). Praia do pesqueiro, às 09:30 horas. Soure folia (2ª noite)dia 10/07/2011 (domingo) praia – manhã – pesqueiro. Soure Folia (3ª NOITE)Dia 11/07/2011 (segunda-feira) trapiche municipal – noite às 19:00. Dia 12/07/2011 (terça-feira). Campo augustinho leal – tarde às 14:30 horas – futebol de campo. Dia 13/07/2011 (quarta-feira). Trapiche municipal – tarde às 17:00 horas – aeróbica; às 19:00 horas – música mecânica - exposição de vídeo (anfiteatro municipal). Às 20:30 horas – boi bumbá pai do campo (anfiteatro municipal).Às 22:30 horas – banda local (palco). Dia 14/07/2011 (quinta-feira)trapiche municipal – manhãàs 08:30 horas – regata de cascotv 17 posto da quarta rua –às 15:30 horas – ciclismo, centro comunitário – tarde às 16:00 horas – caminhada. às 19:00 horas – música mecânica - exposição de vídeo (anfiteatro municipal). Dia 15/07/2011 (sexta-feira) trapiche municipal ,17:00 horas – aeróbica, às 19:00 horas – música mecânica - exposição de artes plásticas (salão do espaço cultural do trapiche municipal) às 20:00 horas – cordão de pássaro “periquito” (anfiteatro municipal). Às 23:30 horas – banda da capital (palco); Carna Soure (1ª noite); Dia 16/07/2011 (sábado).Trapiche municipal – noite. Às 19:00 horas – música mecânica. - exposição de artes plásticas (salão do espaço cultural do trapiche municipal). Às 19:30 horas – idea 2010 soure no marajó (Anfiteatro Municipal)programação: grupo Cruzeirinho, grupo de Teatro Grutema, Feira de Artesanato, Documentários do Marajó. Às 21:00 horas – escolha da miss Marajó (parada gay). Às 23:30 horas – cantor local (palco); Carna Soure (2ª noite). Dia 17/07/2011 (domingo). Praia do pesqueiro – manhã. Às 10:30 horas – vôlei de praia. Praia da Barra Velha – manhã. Às 12:00 horas – Miss Verão 2011 1ª eliminatória. - banda local. Trapiche municipal – noite. Às 19:00 horas – música mecânica. - exposição de artes plásticas (salão do espaço cultural do trapiche municipal). Às 20:30 horas – louvor. Às 23:30 horas – banda da capital (palco); Carna Soure (3ª noite). 5ª parada GLBT de Soure - 2011; Dia 18/07/2011 (segunda-feira). Trapiche municipal – noite. Às 12

Pará+

Diversas programações atraem turistas para os municípios do Pará.indd 12

19:00 horas – música mecânica. - exposição de vídeo (anfiteatro municipal). Às 20:00 horas – louvor (palco). Às 20:30 horas – grupo de dança local (anfiteatro municipal). - Boi Bumbá Zangado (anfiteatro municipal); Dia 19/07/2011 (terça-feira). Trapiche municipal – manhã. Às 08:30 horas – natação. Centro comunitário – tarde. Às 16:00 horas – caminhada. Trapiche municipal – noite. Às 19:00 horas – música mecânica. - exposição de vídeo (anfiteatro municipal). Às 20:30 horas – grupo de tradições marajoara cruzeirinho (anfiteatro municipal). Às 23:00 horas – cantor local; Dia 20/07/2011 (quarta-feira). Trapiche municipal – tarde. Às 17:00 horas – aeróbica. Trapiche municipal – noite. Às 19:00 horas – música mecânica. Às 20:00 horas – grupo de capoeira (anfiteatro municipal).Às 22:00 horas – cantor local (anfiteatro municipal); Dia 21/07/2011 (quinta-feira). Centro comunitário – tarde. Às 16:00 horas – caminhada. Centro comunitário – noite. Às 19:30 horas – futsal. Trapiche municipal – noite. Às 19:00 horas – música mecânica. Às 20:30 horas – grupo de tradições marajoara os aruãs (palco). Às 23:30 horas – banda da capital (palco); Dia 22/07/2011 (sexta-feira). Trapiche municipal. Às 14:30 horas – triatlon. Às 17:00 horas – aeróbica. Às 19:00 horas – música mecânica. - exposição de artes plásticas – (salão do espaço cultural do trapiche municipal). Às 20:00 horas – cordão de pássaro periquito (anfiteatro municipal). Às 20:30 horas – concurso garota bronze (palco). Às 21:30 horas – banda local (palco). Às 23:30 horas – banda da capital; Dia 23/07/2011 (sábado). Trapiche municipal – noite. Às 19:00 horas – música mecânica. - exposição de artes plásticas – (salão do espaço cultural do trapiche municipal). Às 20:30 horas – banda local (palco). Às 23:30 horas – banda da capital; Dia 24/07/2011 (domingo). Praia pesqueiro – manhã. Concurso miss verão 2010 (2ª eliminatória).

Banda local. Trapiche municipal – noite. Às 19:00 horas – música mecânica. Às 20:30 horas – grupo de tradições marajoara os aruãs (anfiteatro municipal). Às 23:30 horas – banda da capital (palco); Dia 25/07/2011 (segunda-feira). Trapiche municipal. Às 19:00 horas – música mecânica. - exibição de vídeos (anfiteatro municipal). - pássaro periquito (anfiteatro municipal). Às 20:00 horas – louvor (palco). Luau - Praia do Pesqueiro; Dia 26/07/2011 (terça-feira). Centro comunitário. Às 16:00 horas – caminhada. Trapiche municipal. Às 19:00 horas – música mecânica. Às 19:30 horas – grupo de tradições marajoara eco marajoara (anfiteatro municipal). Mister verão 2011 (palco); Dia 27/07/2011 (quarta-feira). Trapiche municipal. Às 17:00 horas – aeróbica. Trapiche municipal. Às 19:00 horas – música mecânica. Às 21:00 horas – concurso miss gay (palco). Às 23:30 horas – banda local (palco); Dia 28/07/2011 (quinta-feira). Centro comunitário. Às 16:00 horas – caminhada. Trapiche municipal. Às 19:00 horas – música mecânica. Às 20:30 horas – conjunto tambores do pacoval. Às 21:30 horas – gincana cultural. Às 23:30 horas – banda da capital; Dia 29/07/2011 (sexta-feira). Trapiche municipal. Às 17:00 horas – aeróbica. Às 19:00 horas – música mecânica. Às 20:30 horas – final do concurso miss verão 2011. Às 23:30 horas – banda da capital; Dia 30/07/2011 (sábado). Trapiche municipal. Às 19:00 horas – música mecânica. Às 20:30 horas – programa cultural vida ativa (anfiteatro municipal). Às 23:30 horas – banda da capital (palco); Dia 31/08/2011 (domingo). Trapiche municipal. Às 19:00 horas – música mecânica. Às 21:00 horas – encerramento do festival de verão. Banda local. ORIXIMINÁ: XXVIII Feira Agropecuária do Baixo Amazonas 10 a 17 de julho de 2011, com atrações diversas: banda da arena, Batidão, Rick e Ronaldo, leilão princesa do trombetas, rodeio, corridas de cavalos, show de calouros, danças, outros. Círio de Santo Antônio: 07 de agosto de 2011. O Círio Noturno é uma tradição de fé no rio Trombetas. Durante o período da festividade até 21/08/11. OEIRAS DO PARÁ: 24º Festival do Camarão. Data: 8, 9 e10. Atração: Bandas Calypso, Vem Vomigo, Caferana, Fest Show e outras. (*) Ascom Paratur (**) Infotur Paratur

Círio de Sant

iximiná o Antônio de Or No Festival do

<<

iras

Camarão de Oe

www.paramais.com.br

12/07/2011 11:02:27


Defesa Civil faz prevenção nos principais balneários >>

Fotos: Alessandra Serrão, Claudio Santos , Cristino Martins/Ag. Pará

A

operação Verão do governo estadual teve como objetivo levar segurança e tranquilidade aos veranistas no mês de julho, com ações de orientação sobre segurança global, com ênfase no cuidado com o meio ambiente. Nos finais de semana, os agentes distribuem folderes com orientações de segurança e pulseirinhas de identificação para as crianças nas praias de Salinas, Marudá, Ajuruteua, Soure, Salvaterra e Caripi e nas principais praias do Pará. Na praia do Tucunaré, em Marabá, sudeste do Parátambém a diversão também ficou mais segura com a operação integrada que os órgãos de segurança fazem em todo o Estado. Uma equipe de 70 policiais militares faz o esquema de segurança de verão em Marabá, operando entre a praia do Tucunaré, na orla e na cidade. A operação começou dia 1º deste mês e permanece até o dia 31, com rondas de monitoramento de 24 horas.

O policiamento reforçado em Salinópolis, no nordeste do Pará, as operações de verão

Maré Outra novidade na ação foi a fixação de placas com a tábua de marés (preamar e baixar) nos dez principais balneários do Estado. As tábuas foram colocadas nos Ação preventiva na praia do Atalaia, em Salinópolis

Ação preventiva na praia do Tucunaré, em Marabá

seguintes locais: Salinas, no trevo que dá acesso à cidade e à praia do Atalaia; praia do Atalaia, na entrada da praia da Corvina; Marudá, no trevo que dá acesso às praias de Marudá e Crispim; Barcarena, na via de acesso pra praia de Caripi; Abaeiro

Verão da Paz em Mosqu

www.paramais.com.br

Defesa Civil faz prevenção nos principais balneários.indd 13

Mais de 7 mil preser vativos e 2 mil sacos foram distribuídos par plá a os veranistas em Ma sticos rudá

etetuba na via de acesso à praia de Beja; Bragança, na via de entrada da praia de Ajuruteua; Outeiro, na praia Grande, próximo ao estacionamento; Marajó, no estacionamento da praia Grande de Salvaterra; e em Mosqueiro, em frente ao quartel dos Bombeiros. a de Mosqueiro

Ação preventiva na ilh

Pará+ 13

12/07/2011 15:34:06


m é l e B e d s o o a i r r a p á s e o d n a l r a a p e B r p o ã t s e

1 1 0 2 o ã r Ve da o t m e o sã

Diver

14

Pará+

Balneários de Belém estão preparados para o Verão 2011.indd 14

te

gen a d o t a r ia pa

gr parte, ale

Araújo rnando ães e Fe lh a g a M o s: Adrian io* Foto na Benic a ci u L r po

e Belém. d s o i r á e aln gito nos b ipais roteiros dos a o t i u m de inc . mete ser são os pr diversão o e r i a e z t e l u e O 2011 pro b de as aci e a mistura os 500 mil pesso ro, Icoar i m e u u q s m o a r M en cu is s que pro itura é que pelo m s durante os fina o veranista e i ár se. Pref aos balne iros e programeativa da t o c ã e ç e p r x i e d e A t capital em lho. Confira os ro u deixem a j osqueiro a de Farol em M de seman Na Praia do >>

www.paramais.com.br

12/07/2011 11:16:32


a, s conhecid como é mai do Guajará ro ei ut O ía ou Caratateua e é banhada pela baelém uma ilha qu km do centro de B situada a 18

Mosqueiro

Pórtico do Mosqueiro

Distante 60 quilômetros da capital, Mosqueiro se destaca pelas mais de 20 praias, famosas por serem de ondas e água doce, ao longo de 17 quilômetros de costa. O principal destino dos veranistas recebeu atenção especial da Prefeitura Municipal de Belém quando o assunto é infraestrutura. Na bucólica, a recuperação da rede de esgoto, poda de árvores, roçagem de canteiros, limpeza e asfaltamento de ruas e revitalização do Mercado Municipal, na Vila foram alguns dos serviços realizados. De acordo com o diretor geral da Agência Distrital de Mosqueiro (Admos), Fer-

www.paramais.com.br

Balneários de Belém estão preparados para o Verão 2011.indd 15

Pará+ 15

12/07/2011 11:17:29


Sempre às quintas-feiras acontecerá a Mostra de Cinema que vai mesclar curtas paraenses com longas nacionais. Os shows musicais acontecerão as sextas e sábados, no Anfiteatro da Orla, com cantores da terra. Encerrando a programação cultural, no dia 30, acontecerá o show Gospel de Verão, com artistas das principais correntes evangélicas do Distrito.

Programação esportiva

O bucolismo da Praia do Farol

No Campeonato de Canoagem, com saída do Trapiche da Rua da Brasília, em Outeiro, e chegada na praia do Cruzeiro, em Icoaraci

nando Robalo, que coordena as ações no distrito, os serviços cotidianos sempre são intensificados em julho. “É normal no verão nós aumentarmos o efetivo de funcionários para atender a demanda de serviços que cresce a cada final de semana, com o número de visitantes”, assegura o diretor. Na programação cultural shows musicais, oficinas, torneios esportivos e atividades do projeto Brinca Belém estão entre as opções da programação que tem início

no dia 06 com o aniversário de 116 anos da Ilha.

Icoaraci e Outeiro Na Ilha de Icoaraci a programação de verão 2011 teve início no dia 7 de julho com mostra de cinema, shows musicais, torneios esportivos, oficinas de artes manuais, além das atividades do programa Brinca Belém.

A partir do dia 11, o esporte vai agitar a praia do Cruzeiro. De segunda à sexta, será disputado o Torneio Masculino de Futebol de Areia, reunindo atletas amadores dos diversos bairros de Icoaraci. Já no dia 16 está programada a realização do Campeonato de Canoagem, com saída do Trapiche da Rua da Brasília, em Outeiro, e chegada na praia do Cruzeiro, em Icoaraci. A saída está marcada para as 8h. Vão participar da disputa os ribeirinhos, em suas embarcações usadas em suas atividades cotidianas. No dia 20 o Futebol de Areia será disputado pelas mulheres. O dia 25 está reservado para o Torneio Gospel de Futebol de Areia, que vai reunir atletas das diversas igrejas evangélicas de Icoaraci. Encerrando a programação esportiva, no dia 30, na Praça da Matriz, será realizado o Torneio Masculino de Voleibol de Areia. A partir do dia 12, de segunda a sexta, serão oferecidas oficinas de artes manuais que têm o caráter de geração de renda. No dia 17, o projeto Brinca Belém levará suas atividades lúdicas para a comunidade Central Park.

Ações durante o veraneio Vários órgãos da Prefeitura Municipal de Belém redobram os serviços durante o

®

Av. Generalíssimo Deodoro 1479 (Av.Nazaré e Gentil) Belém - PA

Fone: (91) 3241-5226

saraopicaedesign@yahoo.com.br 16

Pará+

Balneários de Belém estão preparados para o Verão 2011.indd 16

www.paramais.com.br

12/07/2011 11:17:45


veraneio para garantir a segurança e bemestar da população que se desloca para os balneários. A Secretaria Municipal de Saúde (Sesma) reforça os plantões médicos, vigilância sanitária e vigilância a saúde, além de ações de prevenção a DST/AIDS e outras doenças em todas as ilhas e distritos de Belém. O Departamento de Urgência e Emergência (Deue) montou uma estratégia para garantir o atendimento contínuo nas Unidades de Urgência e Emergência hospitalares e não hospitalares, que funcionam em regime de plantão 24 horas, com reforço de 210 profissionais, tanto na capital quanto em Outeiro, Mosqueiro, Icoaraci e Cotijuba. O reforço também será garantido no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192), sendo disponibilizada uma Unidade de Suporte Avançado (USA), que funciona como UTI móvel, no distrito de Mosqueiro, na praia do Chapéu Virado. Também será realizado um reforço técnico da equipe nos Hospitais Municipais durante os finais de semana (sextas, sábados e domingos), com pagamento de plantões extras aos médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e pessoal de apoio. Para garantir a segurança pelo menos 350 homens do efetivo da Guarda Municipal de Belém vão desembarcar nas praias de Mosqueiro, Icoaraci, Outeiro e Cotijuba neste verão. O efetivo será formado por servidores do serviço operacional, manutenção, administrativo, trânsito e tático, que serão distribuídos proporcionalmente nos balneários. Mosqueiro reúne a maior oferta porque tem a maior demanda: 250 homens. O restante será dividido entre Outeiro, Icoaraci e Cotijuba. Outra operação para garantir a segurança de pedestres, motoristas e ciclistas

começou no dia 01 de julho e vai até 01 de agosto. A Operação Verão 2011 da Companhia de Transportes do Município de Belém (CTBel), acontece nos quatro principais balneários da capital paraense: Mosqueiro, Outeiro, Icoaraci e Cotijuba. No total, serão 120 agentes de trânsito,

três inspetores e 56 fiscais de transporte do órgão, que vão trabalhar para garantir um verão seguro no trânsito e no transporte regulamentado à população que se desloca às praias de Belém.

PALÁCIO DAS BATERIAS

(*) Jornalista

<<

Representante:

VENDA E ASSISTÊNCIA

Distribuidor exclusivo, vendas no atacado e varejo

Av. Senador Lemos 356 - Umarizal | palaciodasbaterias@hotmail.com www.paramais.com.br

Balneários de Belém estão preparados para o Verão 2011.indd 17

Fones: (91) 3222-5815 3241-1353 | 3241-1759 Pará+ 17

12/07/2011 11:18:01


Estar em forma para o verão

É

só o verão se aproximar, e a temperatura subir um pouquinho para todo mundo se animar a colocar em prática aquele famoso projeto de entrar em forma – as academias começam a encher. Isso porque todos querem ficar em forma para exibir o corpo nas praias durante os dias de sol. Especialistas afirmam e reafirmam constantemente que essa não é a melhor maneira de emagrecer, já que, assim, muita gente exagera nos exercícios físicos e dietas, buscando resultados rápidos, o que não é uma alternativa saudável. No entanto, como essa é uma cultura que dificilmente se dissipará, existem algumas dicas para entrar em forma para o verão. O primeiro passo é manter um sono regular. Dormir pouco e mal deixa o organismo mais lento, sem disposição. Além disso, o cansaço causa fome. O ideal é dormir entre 5 e 8 horas, com um horário fixo para se deitar e um ambiente com pouca claridade e ruídos. É importante ingerir muita água. Além de ser essencial para hidratar o corpo, principalmente no verão, ajuda a eliminar substâncias desprezadas pelo organismo e ajuda a acelerar o metabolismo. Chás e sucos naturais também são importantes

18

Pará+

Estar em forma para o verão.indd 18

nesse processo. As bebidas alcoólicas devem ser evitadas. O café da manhã é fundamental. Quem faz a refeição pela manhã se sente mais disposto ao longo do dia e eleva o metabolismo corporal, queimando mais calorias. Ele deve ser leve e balanceado, contendo frutas e cereais integrais, para fornecer vitaminas e sais minerais, e leite e iogurte desnatados. Deve-se fazer uma pequena refeição a

cada 3 ou 4 horas, diminuindo a quantidade que se está acostumado a comer. É aconselhável incluir proteínas, carboidratos, frutas e legumes em todas as refeições. Dietas radicais devem ser evitadas, assim como suplementos milagrosos. Também é necessário ficar longe de doces e alimentos muito gordurosos. Praticar exercícios como bicicleta, caminhadas, corridas e musculação pelo menos 3 vezes por semana durante 45 minutos é

O primeiro passo é manter um sono regular www.paramais.com.br

12/07/2011 11:24:35


Durante qualquer temporada, ter uma alimentação saudável e balanceada

essencial. Em um dia, no mínimo, deve-se incluir exercícios mais intensos, que estimulem a queima calórica, sem nunca esquecer de hidratar o corpo antes, durante e depois dos exercícios, e praticar atividades aquecimento e alongamento para não provocar lesões. Outro fato importante é escolher um tipo de atividade adequado à sua preparação física e sempre buscar acompanhamento. Estabelecer pequenas metas para cada semana é um método que pode funcionar. Seguindo dicas básicas como estas, é possível entrar em forma para o verão de uma maneira muito mais saudável. No entanto, sempre é bom frisar que o ideal para manter-se em forma é praticar atividades físicas regulares, durante qualquer temporada, e ter uma alimentação saudável e balanceada, recorrendo a um nutricionista em caso de dúvidas. Mais ou tão importante quanto ter um corpo em forma no verão, é manter a saúde.

www.paramais.com.br

Estar em forma para o verão.indd 19

O ideal para manter-se em forma é praticar atividades físicas regulares

No verão as academias lotam

Pará+ 19

12/07/2011 11:24:41


Radiação ultravioleta do sol pode prejudicar o cristalino, a retina e a córnea

A

exposição ao sol e o contato com a água do mar e da piscina, situações bastante comuns nesta época do ano, podem trazer alguns riscos para os olhos. Em razão disso, os especialistas recomendam que as pessoas adotem algumas atitudes preventivas para evitar problemas. No caso do sol, a exposição dos olhos aos raios ultravioletas sem proteção, mesmo que por um curto período, pode até causar danos sérios à visão, como catarata e ceratite, uma espécie de queimadura da córnea, que causa vermelhidão, lacrimejamento e dor. Segundo os oftalmologistas, o meio mais eficaz de proteger os olhos desses perigos é a utilização permanente de óculos de sol adequados durante todo o dia. Bonés, viseiras e chapéus também são acessórios que ajudam a proteger os olhos dos raios do sol.

Dicas para proteger os olhos no Verão, com o sol, o mar e a piscina

EXPRESSO VAMOS + LONGE POR VOCÊ ! 20

Pará+

Dicas para proteger os olhos no Verão, com o sol, o mar e a piscina.indd 20

MATRIZ: ANANINDEUA-PA BR 316 - KM 5, S/N - ANEXO AO POSTO UBN EXPRESS ÁGUAS LINDAS - CEP: 67020-000 FONE: (91) 3321-5200

FILIAIS: GUARULHOS-SP MACAPÁ-AP FONE: (11) 3203-1745 FONE: (96) 3251-8379

www.paramais.com.br

12/07/2011 11:29:15

Ô


O ideal é combinar sombra com protetor solar e óculos escuros Proteger os olhos com a utilização permanente de óculos de sol adequados durante todo o dia

A atenção tem que ser especial também quando se frequenta praias e piscinas, uma vez que o contato com a água nesses locais pode gerar alguns danos aos olhos. No mar, o vilão é o sal; na piscina, o cloro. Em comum, há o fato de ambos causarem ressecamento e irritação. Assim, os especialistas orientam as pessoas para que lavem bem os olhos com água potável após o banho de mar ou de piscina. Se mesmo assim os olhos apresentarem irritação, recomenda-se lavá-los com soro fisiológico. Com as crianças, a recomendação dos especialistas é para que os pais não permitam que elas se exponham ao sol sem óculos, boné, chapéu ou algum acessório que evite a incidência dos raios solares sobre os olhos. Também enfatizam a necessidade de uma bela limpeza com água potável quando os pequenos saírem do mar ou da piscina.

A indústria dos óculos de sol também se volta para esta demanda e produz lentes que bloqueiam os raios nocivos do sol, tanto para os praticantes de esportes ao ar livre, como para os usuários casuais. “Nunca é demais frisar que a escolha de um par de óculos de sol deve ser feita com critério, para evitar que os olhos fiquem mais vulneráveis à radiação solar e danos permanentes sejam causados”. Mais do que proteger os olhos contra a luminosidade, os óculos de sol devem também proteger os olhos contra a radiação prejudicial que pode danificar a córnea, o cristalino, a retina e as pálpebras. Afirma a oftalmologista Fernanda Takay, que integra o corpo clínico do Instituto de Moléstias Oculares – IMO: “A incidência direta dos raios ultravioleta no olho humano ocasiona lesões oculares, que gradual e cumulativamente podem resultar na perda total da visão. As lesões oculares mais comuns causadas pelo excesso de sol são a queda da percepção de detalhes pela mácula – parte da retina responsável por esta função – e a formação da catarata, problema ocular grave, de maior incidência no mundo”. Ela acrescenta que, para quem trabalha a maior parte do tempo ao ar livre, a exposição, em excesso, aos raios UV pode levar ao surgimento do pterígio – tecido que cresce sobre a córnea e obstrui a visão – e da ceratite, uma inflamação da córnea. Um chapéu de abas largas é útil, mas não suficiente para evitar a exposição de risco. O uso do chapéu precisa ser complementado com o uso do óculos de sol. Sentar na sombra ou debaixo de um guarda-chuva também não é proteção suficiente. “Os danos da radiação podem ser refletidos para a pele, olhos e superfícies vizinhas. O ideal é combinar sombra com protetor solar e óculos escuros”, avisa Takay

Lentes que bloqueiam os raios nocivos do sol

Distribuidora

R

Cristalfarma Sua Saúde é nosso compromisso

www.cristalfarma.com.br

Um novo conceito em habilitação

MOTO

CARRO

Medicamentos Produtos p/ consumo Hospitalar Filmes e Acessórios p/ raio-X Móveis e Equipamentos Hospitalar

Produtos para Laboratório e Análise Clínica

Veículo adaptado para deficiente físico par cele em ate 6x S/jur os. É fácil e rápido

ÔNIBUS

Aceitamos:

CARRETA

MATRIZ: TRAV 14 DE MARÇO,543 - UMARIZAL

FILIAL: AV ALM. BARROSO, 1393 - SÃO BRAZ

Fone:

Fone:

(91) 3241-2020

(91) 3228-0090

www.paramais.com.br

Dicas para proteger os olhos no Verão, com o sol, o mar e a piscina.indd 21

Matriz - Rod. BR 316 Km 6- Av. Leopoldo Teixeira, Nº 8 Ananindeua - PA - Fone: (91) 3255-5616/3255-1279 Pará+ 21

12/07/2011 11:29:20


O uso correto do filtro solar Dicas e conselhos preciosos que vão ajudar você a proteger sua pele nesse verão

T

anto se fala sobre filtro solar, e mesmo assim ainda erramos tanto. Muitas pessoas só utilizam o produto na praia, outras se esquecem de utilizá-lo nos dias nublados ou acham que dentro de ambientes estamos protegidos. Em busca de respostas completas e dicas práticas, nada melhor do que ouvir uma especialista como a dermatologista Ligia Kogos. A médica conta que, por mais que se fale sobre a necessidade do uso de protetores solares, a incidência do câncer de pele está aumentando no Brasil e no mundo. “Se antigamente a camada de ozônio era como um filtro natural, hoje em dia ela protege muito menos do que antes. Isto ocorre, pois essa camada, que já é muito fina, com cerca de 3 mm de espessura, ainda apresenta zonas de esburacamento e recebe uma radiação muito mais danosa”, explica a dermatologista.

Hidratantes que possuam em sua composição pantenol e ureia ajudam muito a proteger a pele As mulheres devem se acostumar a proteger mais o rosto da exposição solar

por Melissa Giorgetti

Raios UVA e UVB Se antes era preciso reparar se os protetores e bloqueadores solares ofereciam uma boa proteção contra os raios de tipo UVB, hoje também devemos levar em conta a proteção contra os raios do tipo UVA. Mas qual a diferença entre os dois tipos de raios? “Os dois tipos de raios causam danos à pele. Porém, além dos danos, não podemos nos esquecer que a radiação solar é necessária para a existência da vida, a fixação de cálcio e a síntese de vitamina D. Também é antibacteriana e indispensável para as crianças, para os homens na idade madura e para as mulheres após a menopausa. Além disso, o sol é um antidepressivo natural e pode melhorar alguns problemas de pele, como a acne. Nos tempos atuais, a tecnologia possibilita que a gente usufrua de todos esses benefícios sem sofrer os danos”, ressalta a Dra. Ligia. Segundo a dermatologista, enquanto os raios UVB estão mais presentes das 10h às 14h, incidem mais superficialmente e causam típicas queimaduras solares com danos imediatos, os raios UVA estão presentes durante todo o tempo, penetram mais profundamente na pele e são responsáveis por danos mais profundos, como as manchas escuras, a degeneração do colágeno e o envelhecimento. Os dois

Se antigamente a camada de ozônio era como um filtro natural, hoje em dia ela protege muito menos do que antes

tipos de raios alteram o DNAda célula. “É muito mais difícil se proteger dos raios UVA”, afirma a médica. “Se encontramos fator de proteção solar UVB em níveis de 50 e 60, não encontramos os raios UVA um fator de proteção solar maior do que 15. Para complicar, nem estando sob o guarda-sol ou usando roupas estamos completamente protegidos dos raios UVA, que penetram pela roupam e causa lesão a médio e longo prazo. Sabe quando você volta bonita das férias, mas depois de um mês sua pele está manchada? São os raios UVA”, explica a Dra. Ligia.

Compressores, Caixa Evaporadora, Eletro Ventilador, Comandos Originais, Evaporadores para reposição, Filtro Secador e Acumuladores, Chaves, Óleo Refrigerante, Gás Refrigerante, Conexões, Kits, Suportes e Polias NACIONAIS & iMPORTADOS

Faça Manutenção, Higienização no Ar do veiculo periodicamente

Antes de pegar a rota do SOL Formas de Pagamentos: Deixe o interior do seu carro em clima de montanha Rua São Roque Nº 1057 - Icoraci Fone: (91) 8419-4942 www.autoarbelem.com.br Av. Senador Lemos Nº 4587 - Sacramenta Fone/Fax: (91) 3233-7462 / 3089-0087 22

O uso correto do filtro solar.indd 38

www.paramais.com.br

11/07/2011 17:54:39

1


s,

Aplicando o protetor solar Um dos grandes segredos do bronzeado bonito e saudĂĄvel ĂŠ a aplicação do protetor. Para que vocĂŞ nĂŁo fique mais com ĂĄreas vermelhas, manchas e aquela cor exagerada, basta seguir as dicas da especialista: â&#x20AC;&#x153;Para ficar com um bronzeado homogĂŞneo, vocĂŞ deve aplicar o produto ainda em casa, sem roupa, antes de colocar o biquĂ­ni. Espere uns dois minutos para que o produto seque e sĂł entĂŁo coloque a roupa de banhoâ&#x20AC;?, diz a Dra. Ligia. â&#x20AC;&#x153;Aplicando num ambiente fresquinho vocĂŞ evita transpirar o produto antes mesmo de sua fixação. Evita tambĂŠm as famosas manchas perto das alças do biquĂ­ni e um protetor mal espalhado por vergonha ou constrangimento de passar o produto no corpo na frente de outras pessoas.â&#x20AC;? De acordo com a dermatologista, assim vocĂŞ potencializa a ação protetora do filtro, jĂĄ que ele demora de dez a quinze minutos para ser absorvido. E quando devemos reaplicar o produto? â&#x20AC;&#x153;No ambiente urbano, basta passar um hidratante com FPS 15 pela manhĂŁ e a pessoa jĂĄ estĂĄ protegidaâ&#x20AC;?, afirma a mĂŠdica. â&#x20AC;&#x153;JĂĄ na praia, tudo depende do tipo de atividade que vocĂŞ pratica. Se vocĂŞ costuma tomar sol, caminhar e dar uma entradinha na ĂĄgua, basta uma reaplicação, atĂŠ porque hoje os filtros mais modernos possuem silicone em sua composição, o que os torna parcialmente Ă prova d´ågua. JĂĄ para o esportistas, aqueles que transpiram muito, que correm e praticam esportes, o correto ĂŠ

A incidência do câncer de pele estå aumentando no Brasil e no mundo

aplicar de uma a duas vezes, jĂĄ que a transpiração varre o filtro solar da peleâ&#x20AC;?, explica.

Qual o melhor FPS?

A Dra. Ligia ensina que â&#x20AC;&#x153;FPS, ou Fator de Proteção Solar, significa o quanto aquele produto vai proteger a pessoa. Por exemplo, se uma moça branquinha levaria 10 minutos para ficar vermelha, com um FPS 15 ela estaria 15 vezes mais protegida, ou seja, levaria 150 minutos para ficar vermelha, 2 horas e meia (10 minutos vezes FPS 15 = 150 minutos)â&#x20AC;?. Segundo a dermatologista, a Organização Mundial de SaĂşde estabelece o FPS 15 como um fator que garante a exposição sensata ao sol. PorĂŠm, isso vai variar de acordo com o local, o clima e o tom da cĂştis de cada pessoa. Uma mulher com a pele mais morena ou uma mulher negra podem usar FPS 15 ou atĂŠ menos. JĂĄ as pessoas mais claras devem utilizaroFPS30.

Dicas finais â&#x20AC;&#x153;As mulheres devem se acostumar a proteger mais o rosto da exposição solarâ&#x20AC;?, diz Dra. Ligia. â&#x20AC;&#x153;As mulheres brasileiras costumam utilizar a pĂ­lula anticoncepcional muito precocemente, e fatores hormonais acabam gerando maior propensĂŁo a manchas na pele. O ideal ĂŠ que a mulher se habitue a utilizar um chapĂŠu, viseira ou bonĂŠ, pois desta forma o rosto fica mais protegido dos danos solares e ela fica mais bonitaâ&#x20AC;?, orienta. A mĂŠdica diz que as pessoas se preocupam muito com o pĂłs-sol, mas que hidratar o corpo antes da exposição solar com hidratantes que possuam em sua composição pantenol e ureia ajudam muito a proteger a pele. AlĂŠm disso, Ligia Kogos finaliza com uma dica simples e preciosa: â&#x20AC;&#x153;Ă&#x2030; verdade que o betacaroteno pode garantir mais proteção e um bronzeado mais bonito. Tomar suco de cenoura ou mamĂŁo no cafĂŠ da manhĂŁ do dia em que vocĂŞ vai Ă praia jĂĄ faz diferença. Se puder começar a consumir o suco dois ou trĂŞs dias antes da viagem, melhor aindaâ&#x20AC;?. Depois dessa aula, sĂł descasca quem P quer!

1SFTFOUFTFTQFDJBJTQBSBFODBOUBSRVFNWPDĂ?BNB

*/%$0.&3$*0%&.&5"*413&$*0404

1Ă&#x2DC;MP+PBMIFJSP4Ă?P+PTĂ?-JCFSUP-PKB 1SBĂ&#x17D;B"NB[POBTTO   XXX[FVTBNB[PODPNCS TIJSMFZLFSCFS!HNBJMDPN www.paramais.com.br

O uso correto do filtro solar.indd 39

23

11/07/2011 17:54:42


Má alimentação e sedentarismo são ameaças nas férias essoas com maus hábitos alimentares e obesas devem ficar atentas com a esteatose hepática, – acúmulo de gorduras no fígado. Com o grande apelo para as refeições conhecidas como fast food, é hora dos pais ligarem o sinal de alerta contra o aumento do mal entre crianças e adolescentes. A situação se agrava durante as férias escolares, época em que manter a alimentação saudável das crianças é uma árdua tarefa. Sem horários rígidos e com foco no descanso e na brincadeira é quase impossível manter os pequenos longe das guloseimas. Os alimentos fast food podem ser nocivos se exageradamente consumidos. São habitualmente muitos calóricos e não geram saciedade. Assim, com alta caloria, e o indivíduo repetindo sucessivamente, acaba, caindo na obesidade. O presidente da Sociedade Brasileira de Hepatologia, Drº Raymundo Paraná explica que todo alimento depois de digerido cai na corrente sanguínea e passa pelo fígado. Nesse momento o órgão funciona como um laboratório selecionando o que for aproveitável daquilo que deverá ser eliminado do organismo. O problema é quando ocorre um consumo excessivo de calorias levando ao aumento de peso corporal, sobretudo a gordura localizada no abdômen. Este fenômeno causa alterações metabólicas que induzem o fígado a armazenar gordura. No Brasil a tendência é crescente entre crianças e jovens serem surpreendidos com um fígado cheio de gordura. Drº Paraná diz que o diagnóstico tem aumentado na faixa etária justamente por causa d o aumento da alimentação fast food e outros industrializados, além do sedentarismo. “É a geração do computador e do vídeo game, diz o especialista. Tudo isso leva à obesidade cada vez mais precoce e essa obesidade, por sua vez, leva à esteatose

P

24

Pará+

Má alimentação e sedentarismo são ameaças nas férias.indd 24

www.paramais.com.br

12/07/2011 11:38:04


Para ficar assim, tem de evitar a obesidade, que leva à esteatose, gordura no fígado

(gordura no fígado). A esteato-hepatite não controlada pode evoluir para cirrose e câncer de fígado silenciosamente, através de uma doença chamada esteato hepatite não alcoólica, doença essa muito parecida com a doença do fígado induzida pelo alcool. A maioria das doenças hepáticas tem hoje tratamento direcionado à sua causa. O Sistema Único de Saúde (SUS) oferece este tratamento nos seus Centros de Referência. A dificuldade de acesso ao tratamento se deve aos poucos sintomas causados pelas doenças hepáticas nas suas fases iniciais, fato que leva a dificuldade de diagnóstico ou mesmo a negligência do paciente após o diagnóstico. Drº Raymundo Paraná ressalta que o melhor a fazer é prezar por uma dieta saudável e principalmente realizar bastante atividade física, pois estas evitam a obesidade e síndrome metabólica (obesidade e alterações de glicemia e colesterol), fato que se reverte positivamente na prevenção da esteatose hepática não alcoólica.

Fazer uma dieta saudável

Realizar bastante atividade física, pois estas evitam a obesidade e síndrome metabólica

3224-6682 | 3241-0680

RUA DOS MUNDURUCUS, 2130 - BATISTA CAMPOS www.paramais.com.br

Má alimentação e sedentarismo são ameaças nas férias.indd 25

Pará+ 25

12/07/2011 11:38:13


Cuidados com o suor no verão Usar roupas claras e de algodão nos dias quentes, amenizam o problema

Q

ue atire o primeiro desodorante quem nunca se viu coberto por gotas de suor enquanto os termômetros marcavam quase 40 ºC. Na praia, a água do mar ainda ajuda a refrescar, mas em outras situações pode ser constrangedor, como aquela marca em formato de pizza na camisa, ao chegar ao trabalho, ou as costas molhadas depois de um trajeto de ônibus. Apesar dos efeitos indesejáveis, a transpiração é um processo natural e o suor – composto por água e sais minerais – ajuda a manter o equilíbrio do corpo quando a temperatura começa a subir. Mas é possível contornar o problema, e ficar mais sequinho. Dermatologistas recomendam mais banhos ao longo do dia, o uso de desodorantes com doses de antitranspirante, além de roupas claras e de algodão. “O produto não pode ser totalmente antitranspirante, porque pode bloquear totalmente o suor e causar doenças de pele, como furúnculo. A roupa também faz toda a diferença. Prefira tecidos leves

e evite os sintéticos”, orientam os médicos. Mas, afinal, qual é o melhor desodorante? Spray ou roll-on? De acordo com especialistas, os desodorantes roll-on são melhores porque contêm emulsão cremosa, que hidrata a axila. Só não exagere, pois os produtos em creme podem entupir os poros da pele.

Desodorantes roll-on são melhores porque contêm emulsão cremosa, que hidrata a axila

26

Pará+

Cuidados com o suor no verão.indd 26

A roupa também faz toda a diferença. Prefira tecidos leves e evite os sintéticos

Mau cheiro Neste calor, também é preciso tomar cuidado com aquele cheirinho desagradável nas axilas. É importante lembrar que suor não é sinônimo de mau odor, um problema muito comum. O dermatologista Alberto de Paula Nogueira, explica que o odor é mais intenso em quem possui pelos. Por isso é mais frequente no homem. “Quando começar o mau cheiro, a primeira medida é trocar de desodorante, com cloreto de alumínio na fórmula. Também receito antimicóticos em spray”, explica o médico.

Para não suar em bicas Use roupas de algodão, de tecidos mais leves e de cores claras, que ajudam a pele a respirar. Evite tecidos sintéticos Prefira desodorantes roll-on ou spray. Os em creme podem obstruir os poros Tome mais banhos ao longo do dia Prefira desodorantes que sejam hidratantes Toxina botulínica...

www.paramais.com.br

12/07/2011 11:35:51


e calmantes. Quem sofre com mau cheiro deve escolher desodorante com cloreto de alumínio na fórmula Vale ficar de olho na embalagem de cada produto e identificar qual o benefício que ele oferece. Existem lançamentos no mercado que proporcionam resultados diferenciados, com maior tempo de proteção, ou resistência maior ao calor Que tal experimentar uma receita caseira para evitar o odor nas axilas? Misture 10 ml de álcool com 40 ml de água e uma caixinha de bicabornato. Passe a mistura nas axilas. Tem efeito antitranspirante e antiodor.

Tome mais banhos ao longo do dia

Os tratamentos Toxina botulínica: As injeções são aplicadas no consultório e o efeito dura de seis a oito meses. O valor, por aplicação, pode chegar a R$ 1,5 mil Cirurgia: Um segmento do nervo é ressecado. O procedimento pode provocar excesso de suor em outras partes do corpo Pílulas: Um estudo da USP mostrou que é possível controlar a hiperidrose com comprimidos. Entre 50% e 70% dos pacientes responderam bem ao uso da substância oxibutinina. Apesar da boa notícia, ainda é necessária a publicação de outros estudos que comprovem a eficácia do remédio

Transpirar demais pode ser doença Suar, todo mundo sua, ainda mais no verão. Mas, quando a transpiração é exagerada, ela pode se transformar em um problema – dos mais incômodos. Receio de cumprimentar, de andar de mãos dadas e tentar esconder a marca de suor na blusa são atitudes comuns de quem sofre com a hiperidrose – um distúrbio nas glândulas sudoríparas que leva a pessoa a transpirar

www.paramais.com.br

Cuidados com o suor no verão.indd 27

além do normal. A doença atinge tanto homens quanto mulheres e as áreas mais afetadas são as axilas, as palmas das mãos e os pés. Quando a sudorese é excessiva, só há duas opções: aplicações de botox ou cirurgia. Dermatologistas explicam que o efeito da toxina botulínica não é definitivo e que a substância precisa ser reaplicada, geralmente a cada oito meses, mas há exceções. “Tenho uma paciente que fez cinco aplicações e só volta ao consultório depois de um ano e três meses. Ela ganha confiança e, sem estresse, o efeito dura mais”, diz. Outra opção é o procedimento cirúrgico,

mas há o alerta que nem sempre é garantia de cura. “Há pessoas que, após a operação, passam a suar em excesso em outras regiões do corpo”. As áreas mais afetadas são as axilas

Pará+ 27

12/07/2011 11:35:58


Verão sem canga: tratamentos para deixar você em forma Conheça os procedimentos estéticos que prometem fazer você arrasar na praia >>

B

asta o sol dar as caras para o desespero começar. A hora de encarar a praia se aproxima e os excessos cometidos durante a temporada de inverno, até então encobertos pelas roupas, ameaçam o sossego. Milagres definitivamente não acontecem. Mas existem soluções que podem ajudar a arrasar no biquíni em curto espaço de tempo, com dedicação e algum dinheiro. “O objetivo desses tratamentos não é promover emagrecimento. Eles geralmente tratam celulite e flacidez. Mas por atacar a gordura localizada, acabam levando à redução de medidas. Muitas vezes melhoraram o aspecto do corpo, mas o peso da paciente muda muito pouco”, adverte a dermatologista Denise Steiner, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional São Paulo (SBD-SP) e docente na Faculdade de Medicina de Mogi das Cruzes. Não adianta choramingar, a dobradinha dieta equilibrada e prática frequente de atividade física continua sendo a equação ideal quando se fala em boa forma. Mas isso não quer dizer que os tratamentos não funcionem para quem não segue ao pé da letra a salutar cartilha. Apenas os resultados podem demorar mais a aparecer. “Ao associar um estilo de vida saudável aos procedimentos, a melhora é mais significativa”, afirma Denise Steiner. É bom ter em mente que, em casos de so-

28

Pará+

Verão sem canga.indd 28

por Yara Achôa

brepeso (IMC acima de 25), esses tratamentos são contraindicados. Isso porque ao cair na corrente sanguínea, a gordura eliminada pode elevar os níveis de LDL, o colesterol ruim, um dos grandes fatores de risco para doenças cardiovasculares. Vale lembrar que o cálculo do IMC é feito com o peso dividido pela altura ao quadrado.

Consulta médica Antes de correr para a clínica mais próxima e se estirar na maca da esteticista, no entanto, marque uma consulta. Alguns tratamentos são exclusivamente médicos. “E aí só um dermatologista pode indicar o mais adequado, de acordo com o perfil da paciente, bem como orientar todo o processo”, aconselha Denise Steiner. Alguns especialistas oferecem avaliações gratuitas, outros cobram pela consulta inicial (média de R$ 300). É importante contar com essa supervisão, até porque existem casos de contraindicações. “Nenhum tratamento estético deve ser realizado em gestantes e lactantes”, avisa a dermatologista Daniela Taniguchi, membro da SBD-SP. As sugestões devem ser feitas pelos profissionais médicos, mas fisioterapeutas ou esteticistas podem conduzir as sessões. “Os médicos que adquirem o equipamento passam por treinamento e depois habilitam seus assistentes, que devem seguir

um protocolo”, diz Fred Veloso, gerente de marketing da LBT Lasers, que produz o equipamento Ultra Accent XL, um dos mais modernos recursos que promete melhorar os contornos corporais. Já o manthus, há alguns anos no mercado, permanece em alta. Entra verão, sai verão, o tratamento é o queridinho das mulheres. “Ele atua no combate à celulite e flacidez. Trata-se de um equipamento fabricado no Brasil, de baixo custo comparado aos outros, e de fácil manuseio e manutenção. O resultado para a paciente é excelente – mas é preciso no mínimo 10 sessões, acompanhadas de drenagens linfáticas – explica Luciana Nemr, consultora de estética da Clínica Beauty House, de São Paulo. Segundo a especialista, o Ultra Accent, o Velashape e o Smooth Shape são equipamentos mais novos, porém com a

Daniela Franco: “Reduzi medidas e ganhei tônus muscular com velashape. Só não perdi peso. Para emagrecer é preciso fechar a boca” www.paramais.com.br

12/07/2011 11:42:52


mesma função. “A vantagem é que atuam com várias tecnologias ao mesmo tempo”, diz Luciana.

Na prática “Fiz 20 sessões de manthus, para reduzir medidas e ficar bem no vestido de noiva. Percebi resultados já na terceira sessão. No final, tinha eliminado gorduras indesejáveis e passei do manequim 40 para o 38. Não dá para dizer que o tratamento seja totalmente indolor, mas a dor é bastante suportável. O resultado é duradouro desde que você mantenha o peso. Se engordar, volta tudo como era antes”, conta a publicitária Renata Tucunduva, 34 anos, de São Paulo. A atriz Daniela Franco, 35 anos, é fã de tratamentos com aparelhos e de drenagem linfática. Mas tem consciência de que só funcionam em parceria com atividade física e alimentação balanceada. “Fiz 10 sessões de Velashape no abdômen, na região posterior da coxa e no bumbum. Na quinta sessão notei grande melhora”. Até a pele ligeiramente mais flácida, decorrente de três gestações, ela diz ter corrigido.

www.paramais.com.br

Verão sem canga.indd 29

“Reduzi medidas, ganhei tônus muscular e fiquei com o corpo mais firme. Só não perdi peso – para emagrecer, tem mesmo é que fechar a boca”. Os resultados têm sido duradouros. “Fiz há seis meses e agora vou retomar o tratamento, para manutenção”.

Veja as técnicas que podem ajudar você a desfilar sem canga no verão Ultra Accent XL O que promete: combate à gordura localizada (abdômen, flancos, coxas, culotes e papada) e definição do contorno corporal. O que é: nova versão do aparelho Accent, disponível há quatro anos no mercado, o Ultra XL combina radiofrequência (RF) e ultra-som (US). Como funciona: com a ponteira de RF,

o aparelho emite ondas eletromagnéticas que aquecem o tecido adiposo. O calor compacta as células de gordura e o US rompe as células gordurosas. Com o duplo processamento ocorrem também retração e regeneração do colágeno, aumento da circulação e drenagem dos fluídos corporais. A tecnologia é indolor e nãoinvasiva. Quantas sessões: de 4 a 8 (uma a cada 15 dias). Resultados: aparecem desde a primeira sessão. Cuidados: é preciso aumentar a hidratação após cada sessão. Contraindicações: gestantes; usuários de marca-passo, DIU metálico, pino metálico ou prótese metálica na área a ser tratada; portadores de doenças autoimunes, hiperlipemia (aumento da concentração de lipídios no sangue); pessoas com pro-

Pará+ 29

12/07/2011 11:42:53


Antes: culote com celulite visível

Manthus: tratamento indolor é um dos preferidos das mulheres para redução de medidas

blemas de circulação sanguínea. Preço por sessão: R$ 800 a R$ 1500 (dependendo da área a ser tratada). Manthus O que promete: combate à celulite e redução de medidas corporais (abdômen, culotes, pernas, glúteos, braços). O que é: equipamento computadorizado composto por potente emissor de ultrassom, associado a uma corrente elétrica suave (corrente estereodinâmica), que altera as células gordurosas. Como funciona: o US ativa a circulação e aumenta a permeabilidade das células de gordura, reduzindo seu tamanho, enquanto a corrente estereodinâmica age no sistema linfático, como uma drenagem, eliminadas os excessos pelo suor e pela urina. Quantas sessões: 10 (duas ou três vezes por semana). Resultados: nas primeiras sessões. Cuidados: o tratamento é indolor e nãoinvasivo, não produz inchaço nem hematomas. Recomenda-se que cada sessão não ultrapasse 20 minutos, para que não exista efeito cumulativo do ultrassom no organismo. É importante também manter atividade física e dieta adequada. Contraindicações: gestantes; portadores de arritmia cardíaca; pessoas com marcapasso e com lesões na pele. Preço por sessão: R$ 80 a R$ 200. Velashape O que promete: combate à flacidez (abdômen, glúteos, coxas e braços) e à celulite de graus 2 a 4 (quando as áreas de depressão são maiores e mais visíveis). O que é: o aparelho combina duas fontes de energia – luz infravermelha e rádio freqüência – e massagem a vácuo. Como funciona: a energia produzida pela máquina penetra profundamente na pele, agindo no metabolismo do tecido adiposo. Associada à massagem a vácuo, melhora a flacidez e a textura da pele. 30

Pará+

Verão sem canga.indd 30

Depois: pele mais uniforme e firme

Depois: celulite imperceptível e definição de contorno

Quantas sessões: 10 (duas vezes por semana). Resultados: a partir da primeira sessão é possível notar diferença na pele. Diminuição da celulite e definição corporal, a partir da quarta. Cuidados: manter a pele bem hidratada e realizar massagens com cremes suaves após as sessões. Contraindicações: gestantes; portadores de arritmia cardíaca, pessoas com distúrbios de coagulação; peles bronzeadas. Preço por sessão: R$ 300 a R$ 650 (dependendo da área a ser tratada). Thermacool (Thermage) O que promete: combate à flacidez de leve

a moderada (braços, abdômen e coxas). O que é: equipamento que atua por um sistema de radiofreqüência e resfriador. Como funciona: por meio de uma ponteira, ondas de radiofreqüência são emitidas e aquecem as camadas mais profundas da pele, modificando o tecidoonde se encontram as fibras de colágeno, responsáveis pela sustentação. O aquecimento e o resfriamento promovem a contração do colágeno, diminuindo a flacidez. Quantas sessões: uma única (uma vez ao ano). Resultados: imediatamente. Cuidados: embora seja um procedimento não invasivo e indolor, aplica-se um creme anestésico 30 minutos antes para evitar qualquer desconforto. A sessão dura em torno de uma hora e meia e logo depois a paciente pode retomar suas atividades normais. Contraindicações: gestantes; pessoas com marcapasso; cardíacos. Preço por sessão: a partir de R$ 6000 Tripolar O que promete: redução de gordura localizada (abdômen, glúteos, culotes, coxas) e combate à celulite. O que é: terceira geração da tecnologia de radiofrequência (RF). Como funciona: consiste no uso de um laser especial que eleva a temperatura da pele de 40ºC a 42ºC, aproximadamente, atingindo as camadas de colágeno e as fibras www.paramais.com.br

12/07/2011 11:42:55


musculares. Com três tipos de aplicadores, o aparelho focaliza a energia exatamente onde é necessário. Isso aumenta o metabolismo e a liberação de gordura líquida de dentro para fora das células. Procedimento não invasivo, rápido e indolor. Quantas sessões: de 8 a 12 (duas vezes por semana) Resultados: na primeira sessão. Cuidados: é preciso aumentar a hidratação após as sessões. Contraindicações: gestantes; portadores de arritmia cardíaca; pessoas com marcapasso.

www.paramais.com.br

Verão sem canga.indd 31

Preço por sessão: R$ 500 a R$ 800 (dependendo da área a ser tratada). Smooth Shape O que promete: combate à celulite e definição corporal (abdômen, costas, glúteos e coxas). O que é: tecnologia denominada fotomologia, aplicada através de um módulo que utiliza comprimentos de onda específicos do laser de Diodo, luz, rolos e sucção. Como funciona: a luz aumenta a permeabilidade da membrana da célula de gordura, que forma a celulite, causando sua

expansão, facilitando a saída da gordura. O laser de diodo é aplicado simultaneamente, sendo seletivamente absorvido pela gordura que torna-se liquefeita. Os rolos e a sucção garantem a penetração consistente do laser e da luz, e movem a gordura do espaço intracelular para o sistema linfático, fazendo com que ela seja eliminada naturalmente pelo organismo. O colágeno é regenerado, deixando a pele mais lisa e firme, e as células adiposas são reparadas. O resultado é uma melhora significativa da circulação sanguínea e a estimulação dos processos metabólicos. Tratamento seguro e indolor. Quantas sessões: 8 (duas vezes por semana). Resultados: a partir da quarta sessão. Cuidados: a paciente pode retomar suas atividades normais em seguida, apesar de uma leve vermelhidão no local (que sai nas horas seguintes ao tratamento) causada pela sucção do aparelho. Contraindicações: gestantes; pessoas com colesterol alto. Preço por sessão: R$ 300 a R$ 600 (dependendo da área a ser tratada). * Para a elaboração dessa reportagem foram consultados os dermatologistas: Agnaldo Augusto Mirandez, Ana Lúcia Récio e Denise Steiner * Preços médios, fornecidos sob consulta a clínicas

Pará+ 31

12/07/2011 11:43:00


Mais de 600 prefeitos, parlamentares e secretários lotaram o auditório do Hangar Centro de Convenções

II Congresso Paraense dos Municípios reúne prefeitos e autoridades

O

poder público e a sociedade civil do Pará estiveram reunidos por três dias durante o II Congresso Paraense dos Municípios, realizado recentemente, no Hangar Centro de Convenções da Amazônia. Mais de 600 prefeitos, parlamentares e secretários, além de líderes comunitários e representantes de organizações nãogovernamentais, debateram alguns dos temas considerados mais importantes para o desenvolvimento do Estado.

Desembargador Cláudio Montalvão e o diretor dos Correios Carlos Roberto no lançamento do selo do Congresso 32

Pará+

II Congresso Paraense dos Municípios reúne prefeitos e autoridades.indd 32

Ministro Wellington Moreira Franco e prefeito de Moju, Iran Lima, atual diretor financeiro da Famep

Na ocasião, o governador do Pará, em exercício, Helenilson Pontes, apontou a união das esferas de gestão como o maior desafio para diminuir as desigualdades sociais. “A pobreza e a desigualdade social são os maiores inimigos de todo paraense e são um mal que tem que ser combatido por todos nós”, declarou. Durante dois dias de debates, foram destacados assuntos como a geração de emprego e renda, o combate à fome, desenvolvimento sustentável, investimentos em Saúde, Educação e Infraestru-

tura. O último dia foi dedicado à discussão sobre a criação de novos estados. Entre as discussões, o ministro Wellington Moreira Franco, chefe de Estado da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, palestrou sobre regularização fundiária e lançou o Guia para Regularização Fundiária Urbana na Amazônia. “Estou encantado em ver a qualidade dos homens públicos deste Estado. Este congresso mostra a seriedade com que os prefeitos tratam do futuro do Ministro Moreira Franco conhece maquete de Belo Monte

www.paramais.com.br

12/07/2011 11:44:43


Pará”, afirmou o ministro. No evento, a Agência Brasileira de Correios e Telégrafos, em parceria com a Famep, lançou o selo comemorativo em alusão ao congresso. Os participantes presenciaram, também, a assinatura dos Termos de Cooperação Técnica da Federação com a União, por meio do Ministério do Desenvolvimento Agrário, e com a Caixa Econômica Federal para ações conjuntas de regularização fundiária e de investimentos em infraestrutura. O II Congresso Paraense de Municípios foi realizado pela Famep, em parceria com as suas associações e consórcios: Amam, Ambel, Amat, Amucan, Amunep, Amut, Codesei e Coimp.

Helder Barbalho, presidente reeleito da Famep, e demais integrantes das associações e consórcios que pertencem à Federação

Helder Barbalho é reeleito por unanimidade

próprio dia 30 e vai até junho de 2014. “Agradeço novamente a confiança e vaNa quinta-feira (30), foi realizada a assem- mos expandir o trabalho que já vem sendo bleia que elegeu a nova diretoria da Famep realizado com sucesso”, declarou Helder para o triênio 2011/2013. O prefeito de Barbalho, que indicou como principal Ananindeua, Helder Barbalho, foi reeleito meta para a nova gestão congregar os 144 por aclamação para continuar à frente da municípios paraenses. Federação. O novo mandato teve início no Completam a nova diretoria o vice-presidente Adnan Demachki, prefeito de PaO Sebrae foi um dos patrocinadores do II Congresso de ragominas; o segundo Municípios

vice-presidente Elias Santiago, prefeito de Concórdia do Pará; o diretor financeiro, Iran Lima, prefeito de Moju; Mário Martins, secretário administrativo; e o secretário executivo Josenir Nascimento. O Conselho Diretor está formado pelos prefeitos de Pau D’Arco, Luciano Guedes; de Inhangapi, José Feitosa; de Benevides, Edimauro Farias; de Portel, Pedro Barbosa; de Faro, Denilson Batalha; e de Pacajá, Edmir José da Silva.

Helenilson Pontes, governador em exercício, prefeito Helder Barbalho (presidente da Famep), ministro Ellington Moreira Franco e José Carlos Araújo (presidente do TCM-PA) www.paramais.com.br

II Congresso Paraense dos Municípios reúne prefeitos e autoridades.indd 33

Pará+ 33

12/07/2011 11:44:53


Primeira etapa do Portal da Amazônia será entregue em novembro Prefeito Duciomar Costa em visita ao Portal da Amazônia

O

prefeito de Belém, Duciomar Costa, esteve recentemente na orla que está sendo construída pelo município na beira do Rio Guamá, no projeto Portal da Amazônia. Durante a visita, o prefeito acompanhou o andamento das obras, que estão adiantadas, e anunciou para novembro deste ano a conclusão da primeira etapa do projeto, que vai da Veiga Cabral até a Munducurus. Atualmente, cerca de 20 máquinas trabalham no local fazendo a terraplanagem da área e, ainda neste mês de julho, realizam a pavimentação do trecho que será entregue até novembro. De acordo com Duciomar Costa, esta é a primeira vez que o problema da falta de saneamento e de infraestrutra daquela área, que compreende o bairro do Jurunas e Guamá, é enfrentado. “Hoje nós estamos recuperando uma área que estava sendo degradada há anos por madeireiras, fábricas de palmito, argila e portos. Estamos devolvendo para Belém a vista para o rio, com mais qualidade de vida e infraestrutura para os moradores da região”, garantiu o prefeito. Recentemente uma decisão do Ministério Público Federal pediu o embargo nos serviços do Portal da Amazônia, alegando atrasos e problemas na emissão das licenças ambientais expedidas pela Secretaria

34

Pará+

Primeira etapa do Portal da Amazônia.indd 34

A pavimentação será entregue até novembro

>> por Thiago Melo Fotos: Oswaldo Forte Estadual de Meio Ambiente (Sema), feitas por etapa, e no processo licitatório para a construção da obra. Contudo, a Prefeitura não foi notificada oficialmente da decisão. Segundo o prefeito, se houver a notificação, o município irá recorrer, pedindo a suspensão da medida, a fim de não prejudicar o andamento das obras. “Temos que respeitar o entendimento do Ministério Público Federal, mas a realidade é outra. As obras estão em ritmo acelerado e o fato de as licenças ambientais terem sido expedidas por etapa é algo bastante usual no Brasil. Não podemos prejudicar o andamento do projeto”, afirmou o chefe do executivo municipal, que lembrou grandes projetos brasileiros que tiveram questionamentos da Justiça, como a transposição do Rio São Francisco, no Nordeste, o Rodo-Anel, em São Paulo, e o prolongamento da Avenida João Paulo II, em Belém, esta já entregue pela gestão.

Portal dará nova cara à orla da capital

O projeto Portal da Amazônia modificará radicalmente a orla da cidade, criando um calçadão com mais de seis quilômetros de extensão, de frente para o rio Guamá, com áreas destinadas ao esporte e lazer, portos, trapiches e quiosques. Seis pistas facilitarão o fluxo de veículos que, atualmente é problemático no trecho da Avenida Almi-

rante Tamandaré à Universidade Federal do Pará (UFPA). O investimento do Portal da Amazônia é de R$ 133 milhões. O Portal da Amazônia é composto por dois grandes projetos: a Orla de Belém e a Macrodrenagem da Estrada Nova, que deve beneficiar mais de 300 mil pessoas, em 10 bairros, com serviços de drenagem, pavimentação, tratamento de água e esgoto, e ainda com a construção de moradias dignas às famílias que hoje vivem em palafitas às margens do canal da Estrada Nova. Cerca de 675 famílias já foram remanejadas. Elas receberam indenização ou vivem de aluguel com o auxílio moradia oferecido pelo município, enquanto as unidades habitacionais que estão sendo construídas no local não ficam prontas. Outras 942 famílias devem ser remanejadas para a conclusão total do projeto. A orla da Estrada Nova valorizará as características locais e ambientais do Rio Guamá, proporcionando melhoria social e saneamento, além de incrementar o turismo e gerar emprego e renda. Entre os bairros contemplados pelo projeto estão Batista Campos, com o canal da Caripunas, Jurunas com o canal da Timbiras e Cidade velha com o canal da Bernardo Sayão. No planejamento constam a melhoria da drenagem urbana, com a recuperação de www.paramais.com.br

12/07/2011 11:47:10


todo o sistema de microdrenagem da região, meio fio, boca de lobo, tubos de drenagem, poços de visita até limpeza urbana; infra- estrutura viária com duplicação de vias, criação de áreas de estacionamento e ciclovias; infra- estrutura de saneamento com ampliação e/ou implantação do sistema de água potável, esgotamento e o tratamento dos afluentes sanitários e a criação de uma Estação de Tratamento

lhoria do IDH de Belém (Índice de Desenvolvimento Humano do Município). A sub- bacia I está localizada na Avenida Bernardo Sayão, entre Veiga Cabral e Fernando Guilhon. Neste perímetro existem três canais: Bernardo Sayão, Caripunas e Timbiras. Atualmente, o canal da Bernardo Sayão, no perímetro Veiga Cabral à Fernando Guilhon, possui 1.060m de canal a céu aberto. Com a obra, passará a

Sobre as galerias, haverá projetos de paisagismo, revitalização de iluminação pública, ciclovias, quiosques, restaurantes, além de academias ao ar livre. Há décadas os canais da Bernardo Sayão, Caripunas e Timbiras, apresentam sérios problemas, como lixos e entulhos, comportas manuais e tubos obstruídos. Com a ação de Macrodrenagem isto irá mudar. A obra revitalizará os canais, propiciando a

O projeto Portal da Amazônia modificará radicalmente a orla da cidade

Atualmente, cerca de 20 máquinas trabalham no local fazendo a terraplanagem da área

de Esgoto – ETE; sustentabilidade social e institucional, com moradores da região recebendo cursos de consciência sócio ambiental e profissionalizantes gratuitos para aumento da renda. Estas ações vão contribuir significativamente para a me-

ter 1.240 m de galeria fechada. Já o canal da Caripunas terá 300m de galeria fechada. Por fim, o canal da Timbiras, que tem 620m de canal a céu aberto, passará a 690 m de galeria fechada, gerando um total de 2,4 quilometros de Macrodrenagem.

melhoria estrutural, para que possam comportar, de maneira eficiente, a maior quantidade de águas pluviais, de forma salubre. Assim, a PMB espera evitar alagamentos e a exposição das pessoas a doenças causadas pela falta de saneamento básico.

Maquete do Portal da Amazônia. Vamos torcer para ficar logo assim… www.paramais.com.br

Primeira etapa do Portal da Amazônia.indd 35

Pará+ 35

12/07/2011 11:47:20


Duciomar, o prefeito do centenário >>

por Liandro Brito fotos Adriano Magalhães e Alzir Quaresma/Comus

F

oram tantas as homenagens feitas durante o aniversário da Assembléia de Deus, em tantos Estados, mas nenhuma tem o gostinho das homenagens da Prefeitura de Belém, onde fica a nossa casa, nosso lar. Essa geração que começou com duas pessoas e hoje são milhões de brasileiros, me deixa muito feliz. Sinto-me orgulhoso de ser o oitavo forasteiro que leva adiante a palavra de Deus”. Com essas palavras, o pastor Samuel Câmara, presidente da Assembléia de Deus em Belém, agradeceu às homenagens realizadas pela prefeitura de Belém ao centenário da Assembléia de Deus na capital do Pará. As comemorações pelo Centenário começaram em 2008, com uma série de programações e culminou com uma programação oficial de três dias de celebração, com a participação da Prefeitura de Belém. O aniversário da Igreja foi marcado por inúmeras homenagens, como a sanção da Lei nº 8.808, que dá o nome de Avenida Centenário, antes Dalcídio Jurandir, uma das principais vias da capital. A Lei nº 8.808 foi aprovada por unanimidade pelos vereadores da Câmara Municipal de Belém. Com a homologação da emenda, a Dalcídio Jurandir, no trecho que liga as avenidas Júlio Cesar e Augusto Montenegro, passou a se chamar Avenida Centenário da Assembleia de Deus.

A cidade de Belém é considerada o Berço do Pentecostes pelos fiéis da Assembléia de Deus, que atualmente, já são mais de 20 milhões espalhados pelo Brasil, cerca de 40% dos evangélicos do país, segundo a instituição. A Igreja surgiu na capital paraense depois de um movimento nos Estados Unidos, chamado de pentecostal. Dois jovens missionários suecos residentes naquele país, Daniel Berg e Gunnar

Experimente nossos diversos espetos.

Funcionamos aos Domingos de 11 às 16:00hs somente na Vileta inclusive DELIVERY

Tv. 14 de Março, 2069 Fone: 3212-4472

Av. Conselheiro furtado,1864 Fone: 3242-5521

Entrega das 19 as 23hs de 2ª a sabado 36

Pará+

Duciomar, o prefeito do centenário.indd 36

Vileta próximo a Duque. Fone: 3246-2124

3228-0210

Vingren, receberam como missão pregar o evangelho no Pará. E desde então, a cada ano cresce o número de fiéis na Assembléia de Deus, que estão participando das comemorações do centenário. Em homenagem ao Centenário da Assembléia de Deus, que hoje está presente em 176 países, o prefeito Duciomar Costa inaugurou também o Museu Nacional da Assembleia de Deus, que conta com um

O menor preço da praça no varejo e atacado Representante direto da fabrica.

Rua Santo Antônio, Nº 72 - Comércio - (91) 3212-5303 - Belém -PA 8 de Maio, Nº 715 - Centro - Icoaraci - (91) 3212-2482 - Belém - PA Benjamim Constant, Nº 97 - Centro - (91) 3721-1899 - Castanhal - PA Cidade Nova 5 Arterial 18, Nº 05 - (91) 3275-3322 - Ananindeua - PA www.paramais.com.br

13/07/2011 14:34:42

Qu Se eA Sá Pe In

Ti


-PA - PA - PA - PA

rico acervo literária, peças sacras, fotografias, instrumentos de trabalho e objetos pessoais das personalidades que participaram da construção dessa memória. O prédio foi totalmente restaurado e a fachada é uma réplica da casa da irmã Celina Albuquerque, na Cidade Velha, onde aconteceram as primeiras reuniões dos fundadores da Assembleia de Deus. De acordo com o prefeito, este será mais um espaço de visitação turística na capital. “Belém é o berço da Igreja Assembleia de Deus e, por isso, está no roteiro de milhares de pessoas no mundo inteiro. O Museu vai contar a história da igreja, e também da nossa cidade para todo o povo”, disse Duciomar Costa. As homenagens não pararam por ai, o Parque Ambiental de Belém, agora tem o nome de Gunnar Vingren, um dos fundadores do movimento pentecostal. São 100 anos de história na capital paraense, tem muita coisa pra contar, e os fiéis poderão acompanhar mais de perto as ações da Assembleia de Deus no Centenário Centro de Convenções, na Augusto Montenegro, maior obra ligada aos 100 anos da Igreja. Para a realização dessa obra, foi necessário um esforço conjunto de várias secretarias da PMB, que trabalharam em obras de infra-estrutura, saneamento e urbanização no entorno do novo espaço evangélico de Belém. No Parque Gunnar Vingren tem um espaço novo, chamado Bosque Boas Novas, onde foram plantadas espécies de árvore como Acapú, Sucupira, Mogno, Jatobá, Samauma, Manguba, Paricá, Ucuuba, Andiroba, Pracaxi, Açaí, entre outras. Para os amantes da natureza que costumam fazer caminhadas pelas trilhas do Parque, vão poder ter mais um pouquinho da natureza perto deles. O prefeito Duciomar Costa participou de

Inauguração do Museu Nacional da Assembléia de Deus

quase toda a programação do centenário da Assembleia de Deus, caminhou pela nova Avenida Centenário, onde muitas pessoas prestaram homenagens com faixas, cartazes e fogos de artifícios. O pernambucano de Parnamirin, Felipe Andrade, veio a Belém com toda a família para participar da grande festa do centenário. “É hora do povo do Brasil ver Belém como a capital da fé. Os paraenses vivem em uma cidade linda, são hospitaleiros. Com certeza têm a benção de Deus”, falou. Durante as comemorações, Duciomar Costa cumprimentou todos os fies e pastores de Belém e os que visitam a cidade. Segundo o prefeito, não foi por acaso que Daniel e Gunnar escolheram Belém como cidade sede para a fundação da Assembleia. “Nós somos em Belém um instrumento. O centenário da Assembleia faz parte da história da nossa cidade, que vive hoje esta grande festa”, ressaltou. O prefeito lembrou ainda que com a inauguração do Museu, da Avenida Centenário e a criação do Centro de Convenções, os fieis podem conhecer, visitar e celebrar

12 anos de Sucesso

Quinta: (MPB) Poli Dourado e Mila Melo Sexta: Poli Dourado Mila Melo e Alvaro Camara Sábado: (Regionais) Grupo Senta Peia da Amazônia Inicio as 21 horas

FAZEMOS ENTREGA EM DOMICÍLIO

Temos os mais variados tipos de Tiragosto

Timbiras (esq. c/ Tupinambás), 1126 - Jurunas Fone: 3272-4095 | 8108-7203 www.paramais.com.br

Duciomar, o prefeito do centenário.indd 37

a história da sua igreja. O pastor Samuel Câmara, presidente da Assembleia de Deus, afirmou que o apoio da Prefeitura no centenário marcou a história da Igreja. “Sem dúvida a criação do Museu Nacional da Assembleia e a homenagem com o batismo da Avenida como Centenário estarão para sempre na memória de todos os fieis”, garantiu o pastor.

Saiba mais: Em 1910 desembarcavam em Belém os suecos Daniel Berg e Gunnar Vingren, com objetivo de pregar o evangelho no Pará. Após um ano na capital paraense, pregando a mensagem pentecostal, eles fundaram, no dia 18 de junho de 1911, a Missão da Fé Apostólica, que sete anos depois foi registrada como Igreja Assembleia de Deus. No dia 18 de junho comemora-se o dia municipal da Assembléia de Deus, após projeto de lei n° 4, sancionado pelo prefeito Duciomar Costa. (*) Jornalista

<<

Panificadora e Confeitaria

mos Aceita as de as end Encom es e Salgad em s Doc Torta t regamos n E ílio Domic

Av. Fernando Guilhon, 1382 Esquina com Apinagés, fone 3272-9054 Pará+ 37

13/07/2011 14:34:44


Abrajet realiza congresso de jornalistas na semana mundial de turismo elém vai sediar o XXVIII Congresso da Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo, de 22 a 27 de setembro de 2011. Para receber os cerca de 300 jornalistas esperados para o evento o Presidente da Abrajet Pará, João Ramid, a Diretora Regional Norte da Abrajet Nacional, Benigna Soares e o Presidente da Companhia Paraense de Turismo (Paratur), Adenauer Góes, principal parceiro na realização do congresso, não descansam um dia sequer. É por que sabem da importância do evento para fortalecer a imagem do turismo paraense frente aos mercados regional, nacional e internacional. Enquanto Ramid corre com as parcerias em nível de Pará, Benigna Soares percorre os estados brasileiros, com apoio do presidente da Abrajet Nacional, Hélcio Estrella, formalizando convite aos comunicadores especializados em turismo e aos palestrantes do evento, que devem colocar o Pará como o centro das atenções no quesito turismo na Amazônia, afinal, o estado é “A Obra Prima da Amazônia”. Adenauer Góes, por sua vez, está de olho nas companhias aéreas e já garantiu, com apoio de Helcio Estrella, o desconto AD 90 da TAM para um bom grupo de participantes. Fechou também, durante audiência com o governador Simão Jatene, parceria com Puma Air para atender a demanda local, regional e oriunda de São Paulo.

B

Outra companhia que acaba de aderir ao evento é a Azul Linhas Aéreas. Da Guiana Francesa, Guadalupe e Martinica trouxe o comprometimento dos órgãos oficiais de turismo e das companhias aéreas Air Caraibes e Suriname Airways para trazer jornalistas desses corredores turísticos. De Portugal e países vizinhos os jornalistas virão com apoio da TAP, graças à parceria de Adenauer Góes com Mário Carvalho, representante da empresa aérea de Portugal. Entre os parceiros que já aderiram ao Congresso estão a Travel In Turismo, Boeing Turismo, Transcurumim, Hilton Hotel, Secom, Sinjor Pará, Belemtur, Singtur e Abav. A ABRAJET é uma entidade fundada há mais de 50 anos no Rio de Janeiro e que tem representação em todas as capitais brasileiras. No Pará foi fundada em fevereiro de 2006 e iniciou seus trabalhos oficialmente em junho do mesmo ano, por ocasião da Feira Internacional de Turismo da Amazônia (FITA). Na ocasião, presidida pela jornalista Benigna Soares, lançou o

Serviço As pré-inscrições ao Congresso da Abrajet já podem ser feitas pelo e-mail: abrajet.congresso2011@gmail.com As inscrições vão custar R$ 400 para membros da Abrajet e R$ 500 para não abrajetianos. Jornalistas de Belém e estudantes vão pagar tarifa diferenciada: R$ 300,00 e R$ 150,00 respectivamente, exceto os que se inscreverem para o Press Trip no Marajó (Soure e Salvaterra), Amazônia Atlântica (Salinas), ou outro pólo. Conheça a Abrajet em www.abrajetpara.blogspot.com Fale conosco: abrajetpara@gmail.com + 55 (91) 82397757 / (91) 8842-8129 + 55 (91) 3223-8193 - PARATUR 38

Pará+

Abrajet realiza congresso de jornalistas.indd 38

I Prêmio de Jornalismo em Turismo “Comendador Marques dos Reis”, com apoio do presidente da Paratur, Adenauer Góes e Claudio Magnavita, então presidente da Abrajet Nacional. A entidade tem representação no Conselho Municipal de Turismo de Belém (Comtur), Fórum Estadual de Desenvolvimento Turístico do Estado do Pará (Fomentur). A Abrajet Nacional integra o Conselho Nacional de Turismo (CNT), ligado ao Ministério do Turismo.

j qgd ht lvguuclRe´cxz e gyafurg sq

www.paramais.com.br

12/07/2011 11:53:41


Banco do Brasil inaugura primeiro correspondente fluvial no Pará Equipamentos instalados em um barco executam serviços bancários, como pagamento de títulos >>

O Navio Rodrigues Alves IV

por Larissa Costa Ribeiro fotos Henrique Felício/O Liberal

O

Banco do Brasil lançou no final de junho o primeiro correspondente fluvial do Pará. A estrutura que vai viabilizar transações bancárias foi montada dentro do Navio Rodrigues Alves IV pelo Banco do Brasil em parceria com a Rede Ponto Certo. O evento aconteceu em um coquetel para convidados no terceiro andar do navio que saiu da Estação das Docas. A viagem inaugural com o correspondente em operação foi feita no dia seguinte ao lançamento, dia 29, com saída do Porto Palmeiraço, em Belém, rumo a Santarém. No barco foi instalado um guichê de atendimento e um terminal de autoatendimenAndré Salvador, diretor comercial da Rede Ponto Certo e Rubem Hansen, superintendente estadual do Banco do Brasil apresentam os equipamentos do correspondente fluvial no Barco Rodrigues Alves IV

Convidados assistem ao lançamento do correspondente fluvial do Banco do Brasil www.paramais.com.br

Banco do Brasil inaugura primeiro correspondente fluvial no Pará.indd 39

to que permitem inicialmente a realização de transações como pagamentos de títulos Banco do Brasil, títulos de outros bancos, de convênios e recarga de celular prépago. Segundo a Diretoria de Apoio aos Negócios e Operações do Banco do Brasil, este é o início de uma grande parceria com a Rede Ponto Certo no estado do Pará e os serviços disponíveis para a população vão ser ampliados em breve. A embarcação, que funciona como transporte para a população local, percorre 574 quilômetros de rios da bacia Amazônica entre Belém e Santarém, passando pelas cidades de Gurupá, Prainha, Breves e Monte Alegre. A população destas quatro cidades onde o barco faz parada terá acesso ao ponto de atendimento localizado no interior do navio. Utilizando tecnologia com comunicação via satélite, os equipamentos processam transações com dinheiro e cartão de débito inclusive com o barco em movimento. Tudo com as mesmas condições de disponibilidade e segurança oferecidas nas agências convencionais. O Superintendente Estadual do Banco do Brasil, Rubem Hansen destacou durante o lançamento que o objetivo dos correspondentes fluviais é a prestação de atendimento bancário aos clientes e usuários das regiões localizadas nas rotas percorridas pela embarcação, no curso dos rios da região. “Com o correspondente fluvial, muitas pessoas não vão precisar

mais percorrer vários quilômetros de distâncias da sua cidade até o banco mais próximo, vão poder pagar contas e sacar benefícios do INSS quando a embarcação estiver na cidade”. A iniciativa do Banco do Brasil de instalar correspondentes em barcos começou no Amazonas onde três embarcações com este tipo de estrutura já se encontram em funcionamento desde maio. O primeiro implantado no País fica em um barco que percorre 1,6 mil quilômetros entre Manaus e Tabatinga.

Superintendente estadual do BB, Rubem Hansen, e o vice-precidente da Rede Ponto Certo, André Matias falam aos convidados sobre a parceria no Pará

Lateral do Rodrigues Alves Pará+ 39

12/07/2011 11:58:16


Adalcinda Camarão

A flor poética que abanou seu leque de versos tempo afora Autora do poema que possivelmente melhor traduz os sentimentos de saudade e amor a Belém, Adalcinda Camarão foi uma das grandes pioneiras da força feminina nos meios literários omo quem faz páginas virar pétalas, ela foi como a flor paraense das letras. Abanou seu leque de versos tempo afora. Semeou-se poeta e, assim, semeou pela memória seus escritos. O nome? Um poema também: Adalcinda Camarão. Certamente a poesia é o feminino que encontra no masculino do poema um casamento perfeito. União fértil da qual o lirismo é sempre o fruto maior. Quando o traço da poesia fecunda o espírito de uma mulher o resultado quase inevitável é a própria tradução de encanto. E tudo isso pode ser provado com o legado de Adalcinda. Foi num reino todo singular que essa dama das letras nasceu. No reino absolutamente verde e misterioso da ilha das ilhas: o Marajó. Uma serena e acolhedora Muaná fez-se seu berço. A data? Ela nunca viu necessidade de revelar. Dizia apenas que tinha sido num mês de julho. Numa época outra. Num tempo bem mais melódico. Adalcinda Magno Camarão Luxardo foi uma das filhas do meio de João Evangelista de Carvalho Camarão e Camila de Brito Magno Camarão. “Minha mãe era uma mulherzinha tão bonita”, ela suspirava ao falar. E fazia questão de garantir: “Meu pai também era um homem muito interessante”. Uma família grande: treze irmãos. Por parte materna, o orgulho de descender da célebre figura de Santa Helena Magno. O versificar parecia já vir como um fator de herança sangüínea.

C

Versos Rasgados

O repertório de imagens ribeirinhas oferecido por Muaná e seus entornos se instalariam nas íris de Adalcinda e não demorariam a despertar a 40

Pará+

Orgulho de ser paraense - Adalcinda Camarão.indd 40

Retrato de Adalcinda Camarão na Academia Paraense de Letras

vontade de escrever. O que começaria a se materializar a partir de seus dez anos de idade. Vocação que a família, de início, não veria com bons olhos. Com um riso fugaz nos lábios, a autora chegou a revelar: “Rasgavam todos os meus escritos. Meu irmão mais velho dizia que não queria uma mulher intelectual em casa”. Veio o tempo de freqüentar o curso ginasial. Adalcinda e seus pais se mudaram para Belém. Como rezava a boa tradição da época, ela começou a cursar o grupo escolar com um objetivo já definido: tornar-se professora. Aquela era, por excelência, a profissão que as meninas bem encaminhadas deviam seguir. Décadas mais tarde, todavia, ela admitiria: “Meus pais me queriam professora e assim aconteceu: eu me fiz professora. Um título apenas”. www.paramais.com.br

12/07/2011 11:59:49


Fertilização A faceta de poetisa começaria a ser fertilizada numa época em que a arte brasileira vivia os sopros do novo, mergulhava numa profunda reverência ao valor nacional. Ventos trazidos pela revolução estilística iniciada na semana de 1922, em São Paulo. Era o período da ebulição do modernismo. Os versos de Adalcinda, de algum modo, banharam-se nesse apelo. Floresce em suas aptidões um versificar em sintonia com esses novos ares. Um tom poético liberto do preciosismo do passado, mas fiel à melodia da palavra. Um modo sereno e, ao mesmo tempo, pungente de criar estrofes. Em Belém, era efusivo o cenário literário. Adalcinda é um dos pioneiros toques femininos nos ciclos da intelectualidade local. A geração atuante a qual pertenceu, fez surgir na cidade uma considerável quantidade de revistas literárias. Foi justamente na redação de uma destas publicações, a célebre “A Semana” que, aos dezesseis anos, conheceu o cineasta Líbero Luxardo. “Um encontro casual. Eu costumava freqüentar a redação, cantava nas rodinhas de violão que eles faziam. Naquele dia, eu tinha ido buscar um magazine e nos encontramos”. A escritora e o homem das telas se casaram e tiveram um filho: Tom. “Além de seu conhecido encantamento pelo cinema, Líbero também gostava muito de escrever. Aliás, ele tinha uma facilidade imensa para criar textos. Mal acabava de passear por um tema, já estava debruçado sobre outro”.

Academia Paraense de Letras Em 1949, um fato marcante na trajetória da poeta. A despeito da pouca idade, Adalcinda é eleita para ocupar a cadeira de número 17 da Academia Paraense de Letras. Posto cujo pioneiro ocupante fora Felipe Patroni. Um feito notável. Sobretudo, pelo fato de que – após a também paraense Guilly Furtado – Adalcinda era uma das primeiras mulheres a preencher vaga em academias literárias no Brasil. Ela chegou a anteceder Raquel de Queiroz, a primeira na Academia Brasileira. Sua posse ocorreu no dia 25 de janeiro de 1950. “Eu me recordo que estava muito nervosa. Achava que não ia conseguir fazer o discurso. Cheguei a pensar em não comparecer a cerimônia. Mas o Líbero, com toda sua calma, disse que eu não me preocupasse, que eu apenas fosse até lá e deixasse tudo transcorrer naturalmente. Em arquivo da Academia Paraense de Letras

Bom dia Belém Há muito que aqui no meu peito Murmuram saudades azuis do teu céu Respingos de ausência me acordam Luando telhados que a chuva cantou O que é que tens feito Que estás tão faceira Mais jovem que os jovens irmãos que deixei Mais sábia que toda a ciência da terra Mais terra, mais dona do amor que te dei Belém minha terra, minha casa, meu chão Meu sol de janeiro a janeiro a suar Me beija, me abraça que quero matar A doída saudade que quer me acabar Sem círio da virgem, sem cheiro cheiroso Sem a “chuva das duas “ que não pode faltar Cochilo saudades na noite abanando Teu leque de estrelas, Belém do Pará! Adalcinda acabaria fazendo com que seus ditos cruzassem várias trincheiras. Escreveu para rádio, teatro e para diversos jornais. Na década de 50, mudou-se para os Estados Unidos por conta de uma bolsa de estudos. No ano de 1960, instalou na Georgetown University o Departamento de Português, no qual lecionou Literatura do Brasil e de Portugal. A última estrofe do viver de Adalcinda foi escrita em 17 de janeiro de 2005. Um adeus de quem fica. Como é comum acontecer aos eternos. As grandes poetas são, de fato, mulheres sem tempo certo no tempo. Mesmo que o tempo de hoje lhes traga desagrado. Antes de se tornar letra no horizonte, ela desabafou: “Não gosto desses arranha-céus no centro da cidade”. Que doce contradição: hoje é a alma dessa rara paraense que arranha todos os céus. Quando o eterno encontra os dedos de uma dama, a única motivação que a escrita recebe é a de executar o belo. E é justamente por tudo isso que a melhor palavra para encerrar qualquer dito sobre Adalcinda Camarão é... beleza. Nota: Matéria feita com a colaboração de Terezinha Lima, ex-bibliotecária da Seção Obras do Pará, da Biblioteca Arthur Vianna do Centur. (*) CARLOS CORREIA SANTOS é pesquisador e escritor premiado nacionalmente, autor, dentre outras obras, das peças Nu Nery , Ópera Profano e do romance Velas na Tapera . Para mais informações acesse os blogs: http://nadasantostudoalma.blospot.com http://mesmoquenaoqueiraseutecontos.blogspot.com

www.paramais.com.br

Orgulho de ser paraense - Adalcinda Camarão.indd 41

Pará+

<<

41

12/07/2011 11:59:56


SÉRGIO MARTINS PANDOLFO*

(*) Médico e Escritor. ABRAMES/SOBRAMES

O PELOURINHO LANDIANO DE BELÉM N

o contexto geral da colonização portuguesa os largos e as praças sempre ocuparam lugar de destaque na vida quotidiana das vilas e cidades e eram, pelo geral, nominadas em função da atividade principal que lá se desenrolava; local de agregação e aglutinação do povo, a praça era palco e cenário essencial.da vida das pessoas. Dentre essas sobressaía como pioneira e imprescindível a Praça d’Armas, que abrigava os elementos de defesa do povoado e que, na Feliz Lusitânia da antanhidade belenense, situava-se dentro da área cercada e protegida do Forte do Presépio. Vencidos os primeiros momentos da fundação desse núcleo gerador de Belém, logo se formou, por fora, mas apegada ao forte, a primeira praça pública, que abrigava a população em suas manifestações cívicas, religiosas, profanas, punitivas e de lazer, bem como os primitivos prédios da administração civil e religiosa, a destacar a versão primitiva da Igreja da Sé, ainda longínqua de sua grandiosidade atual, representada quase que por uma ermida com paredes de pau-a-pique e cobertura de palha, mas já dedicada à devoção de N. Sra. da Graça; a Casa da Câmara e Cadeia, igualmente de rústica construção, ficava ali pelas ilhargas da igreja matriz, assim como a morada dos primeiros mandatários da nova colonial povoação. Com o rodar do tempo e o crescimento da população, até porque os indígenas – Tupinambás – foram a pouco e pouco se achegando e paulatinamente miscigenando com os brancos, assegurando o domínio daquele promontório nuclear da futura Sta. Maria da Graça de Belém do Grão-Pará, aquele primevo descampado extrínseco ao fortim se tornou o Largo da Matriz - esta agora já em melhor edificação de taipa-de-mão e cobertura de palha de pindoba -, do qual, e de forma centrífuga, se foram abrindo picadas e caminhos para abrigar as edículas destinadas aos animais e materiais e os casebres dos pioneiros lá viventes. A população, formada por portugueses livres e outros europeus, degredados, mamelucos (miscigenação branco-indígena), os naturais agregados e uns poucos escravos negros, cresceu rapidamente, passando a povoação de vila a cidade e já carecente de novos serviços e providências administrativas, dentre os quais a ereção do pelourinho, o que se deu mesmo ali, no centro do Largo da Matriz, que mais tarde passou a chamarse Largo da Sé e, contemporaneamente, Praça D. Frei Caetano Brandão. As festas, principalmente religiosas, eram o momento de usufruírem todos de verdadeira liberdade, 42

Pará+

PANDOLFO - O PELOURINHO LANDIANO DE BELÉM.indd 42

+

“A História não se escreve no condicional e sim no mais-que-perfeito”. SerPan

Os pelourinhos, por serem o símbolo do poder real e marcarem a condição de vila ou cidade do lugar eram, pelo geral, peças bem elaboradas, às vezes mesmo pomposas, como se pode verificar neste magnífico painel de azulejos retratando o pelourinho de Arcos de Valdevez, Portugal

fora do trabalho, unindo brancos, negros e índios em sadia, amistosa e indistinta comunhão. Entre as festividades da colônia destacavam-se as cerimônias de supliciamento de bandidos, renegados e traidores do Reino, o que se fazia no pelourinho, símbolo do poder punitivo

da Coroa. O levantamento do pelourinho fazia parte do cerimonial de domínio político, simbolizava o núcleo legal, expressava a autoridade real. Nele se infligia castigo aos que infringiam as leis. Na Idade Média a concessão do foral era acompanhada da edificação de um pelourinho, símbolo da autonomia e da jurisdição de um concelho (município). No séc. XV e na primeira metade do séc. XVI, consoante alguns historiadores, os pelourinhos deixam de estar associados à execução da justiça e adquirem um caráter prioritariamente simbólico e artístico, mormente durante o reinado de D. Manuel I, funcionando mais como símbolo da presença do poder régio. O tronco era quase sempre uma coluna tosca de madeira, um tronco mesmo de árvore, que servia ao exercício do poder do senhor para castigar os escravos pilhados em falta. Pintura de Debret www.paramais.com.br

12/07/2011 14:34:22


Praça do Pelourinho com a coluna landiana ao centro e saída do bergantim de guerra nº 1, na baía do Guajará. Belém, Pará, 1784. Desenho à pena, aquarelado, de J.J. Codina

O pelourinho, ao contrario do tronco – utensílio de exercício do poder privado onde se castigavam os escravos rebeldes e fujões –, constituía símbolo do direito público. Já o dissemos, em outras páginas, que, em virtude de sua importância exponencial no dia-a-dia das sociedades daquela época, eis que servia como símbolo da autonomia municipal e da justiça, o pelourinho erguia-se soberbamente na praça principal da vila ou cidade – a simbolizar esta condição -, de ordinário à frente dos paços. “Levantar pelourinho” valia dizer receber foral de vila. Legalmente, para que tal ocorresse, fazia-se mister o real consentimento.. Há relatos da grande atração que eram, para a população, tais seviciamentos na Praça da Matriz, Esse fato incomodava muito os sacerdotes que frequentemente se queixavam ao rei, pedindo a transferência do pelourinho para outro local, mas foi somente em 1757 que isso se deu, com a construção de nova praça no baluarte semicircular avançado sobre a praia da Baía do Guajará - de onde se descortinava belíssima visão da praça - que então servia de embarcadouro, a partir de um plano geral traçado por um dos “desenhadores”

A igreja das Mercês, na praça homônima, com sua fachada monumental, obra da genialidade de Landi, donde se descortina bela visão, inda que parcial, da baía do Guajará com os barcos que a cruzavam, assinala um dos extremos do recôncavo guajarino

da expedição de Alexandre Rodrigues Ferreira, executado pelo notável arquiteto régio bolonhês Antônio Giuseppe Landi, que viveu no Grão-Pará entre 1753 e 1792, e nos deixou obras majestáticas, assim civis como religiosas (tais a Sé, igrejas de Santana, do Carmo, das Mercês, São João, Hospital Real, hoje Casa das Onze Janelas, Palácio dos Governadores), muitas ainda hoje insuperadas. O projeto centralizou o pelourinho de Landi em uma praça de mercado que ficava situada no final Bela visão do costado da baía do Guajará à época, vendo-se a igreja das Mercês e seu suntuoso convento dos Mercedários com o fortim de São Pedro Nolasco à frente (não mais existente) e um esbelto veleiro em primeiro plano. Para a D da figura (que não a mostra), correspondendo à saída da Trav. 7 de Setembro atual, ficava a Praça do Pelourinho. J.J. Codina

www.paramais.com.br

PANDOLFO - O PELOURINHO LANDIANO DE BELÉM.indd 43

Vista parcial da época da Cidade do Pará (Belém) com a baía do Guajará à frente, delimitada à E pela igreja das Mercês e à D pelo Forte do Castelo. Ao centro o baluarte em meia-lua da Praça do Pelourinho, correspondente hoje à desembocadura da Trav. 7 de Setembro

da travessa do Pelourinho, atual Travessa 7 de Setembro, cujo nome foi mudado em 1822, em homenagem à data da proclamação da Independência do Brasil. O monumento-símbolo de nossa condição de cidade foi magistralmente trabalhado por artesãos indígenas, com soberbos entalhes em peça nobre de pau d’arco e na forma de coluna dórica. Essa praça e sua base de baluarte (construção elevada sustentada por muralhas) e obviamente a própria coluna landiana não existem mais, só restando deles evocativas estampas que os retratam mais ou menos fielmente. sergio.serpan@gmail.com serpan@amazon.com.br www.sergiopandolfo.com

Pará+ 43

12/07/2011 14:34:27


CAMILLO MARTINS VIANNA* e WALTER CHILE

(*) SOPREN/ SOBRAMES

+

Amazônia. Boas lembranças enfeitando a paisagem e não pode duvidar

Encontro das águas

não pode ficar de fora é imagem para lembrar o encontro do Solimões com o Amazonas no Pará

Tem coisa muito bonita…

Conterrâneo meu amigo pessoal deste lugar nem tudo está indo mal como passo a relatar tem coisa muito bonita que vale a pena contar desde as praias da costa furos, igarapés, paranás

a pororoca estrondando remexendo tudo que encontra fazendo barulho infernal e a todos deverá encantar a pororoca que a Vicente Pinson deslumbrou é o encontro das águas do oceano com rios e igarapés e é de beleza sem par A pororoca é de beleza sem par

O paraná da Dona Rosa Vale a pena conhecer É uma beleza impar Muito difícil de encontrar Que quiser se distrair e o lazer encontrar Não tem outra saída Senão procurar a Contra Costa no Estado do Pará Beleza muito linda, difícil de igualar É o encontro das águas do oceano com o Amazonas a todos encantar E bota lindeza nisso Não tem nada parecido por onde se possa andar Quem vai pela uma sempre quer voltar outra coisa interessante que bamburra por aqui basta saber procurar é a mata da beirada que o pessoal quer derrubar no tempo do ver As praias grandes e pequenos igarapés ficam entupidos de gente que não dá para contar vem gente de todo lugar

jogando laço de comprido fazem a argola matinada tilintar no laçação do gado orelhudo também de marca e sinal que ainda é possível encontar quando no inverno a chuva chegar a partir da noitinha e estiverem navegando é preciso colocar as sanefas assim que a praga chegar o potó e o rabo azedo são os primeiros a chegar atraídos pelas luzes do barco deixam a marca da ferroada onde puder pousar

ajuntando a vaquejada dá gosto de se olhar cada animal mais sustroso e beleza de encantar quem olhar de cima no bojo de um avião poderar enxergar tufos amarelados dos pau d’arcos em flôr qualquer praia costeira pode apresentar dunas graciosas que são formadas pela areia trazida do mar pertinho da boca da noite bem de longe dá prá apreciar bando de patos voando formando figuras lindas para olhar

outra lindeza é fácil encontrar são as reboladas da acrocroma esclerocarpa que é o tal de mucajá como lembrança única devo lhe contar somente uma universidade brasileira fundou cidade chama-se Rondon do Pará as chamadas cobras grandes nesse Mundo Líquido como pode se chamar pois em tudo que veio d’água elas podem se encontrar a mais famosa delas está na pedra do guindaste na costa do Amapá na ilha da pacoca também habita uma é o que dizem por lá. Dunas graciosas...

na caiçara do jutuba é dia de arrumação pois o gado vai embarcar puxado pela brasileira ele segue prá viajar

Nos campos de Marajó

44 Pará+ CAMILLO VIANNA - Amazônia. Boas lembranças.indd 44

rebolada de mata nos campos de Marajó são fáceis de encontrar são chamadas de ilhas pelo pessoal do lugar www.paramais.com.br

12/07/2011 14:38:06


Como tirar fotos decentes com o celular >>

por Juliano Barreto

ocê troca de celular e suas fotos continuam aquela mesma porcaria? Flash demais, luz de menos, tudo tremido? Separei oito coisas simples que você pode fazer para evitar esse desperdício de pixels. Tive a ideia de fazer esse post depois de ler uma série sobre fotografia que o blog Mashable fez em parceria com um time de especialistas da Adobe. Abaixo resumi os toques que eles deram sobre fotografia com o celular e também adicionei algumas coisas que já tentei por conta própria e funcionaram bem. 1 – Porcoshop É simples demais, mas muita gente esquece essas duas coisas básicas. Antes de fotografar, dê uma limpadinha lente e selecione configure o celular para gravar as fotos com o máximo de resolução disponível. Sempre. 2 – Brinque com a iluminação Tire a mesma foto com e sem flash, experimente mudar os elementos da foto de lugar para que a luz também mude e, claro, use todas as configurações que o seu telefone oferece. Geralmente até nos modelos mais simples é possível aumentar o tempo de exposição e mudar o nível de branco, dois itens que fazem muita diferença. 3 – Flash personalizado Smartphones com flash de LED às vezes estragam as fotos pelo excesso de luz. Um

V

www.paramais.com.br

Como tirar fotos decentes com o celular.indd 45

Se tudo falhar, empine o nariz e finja que você é muito descolado

jeito de suavizar isso é colocar um pedacinho de papel (ou na frente do flash. Nem sempre funciona, mas pode quebrar um galho. 4 – Clique preciso Veja se a foto do seu celular é tirada quando o botão é apertado ou quando o botão é solto. Esse pequeno detalhe pode fazer muita diferença na hora de capturar uma imagem em movimento. 5 – Tripé pra quê? Improvise uma base para fotografar. O mais fácil é usar uma mesa ou móvel para apoiar o aparelho na hora do clique. Num lugar aberto, você pode se agachar e apoiar o celular no joelho. 6 – Zoom, não Claro que isso depende muito do smartphone que você está usando, mas quase

Faça experiências…

nunca vale a pena ativar o zoom da câmera do celular. A melhor opção é chegar mais perto do objeto. Zoom digital? Nunca. 7 – Charme em PB Fotos em preto-e-branco podem ser úteis para melhorar a nitidez de texturas. Para experimentar esse efeito, você pode fotografar diretamente em PB ou então usar o Photoshop para remover as cores e depois aumentar o contraste. 8 – Ficou ruim? Faça arte! Se tudo falhar, empine o nariz e finja que você é muito descolado. Fotos desfocadas, borradas e escuras podem ser consideradas como arte. Faça experiência com aplicativos como o Instagram (para iPhone) ou o FxCamera (para Android). Eles adicionam efeitos legais que podem salvar uma foto ruim da lixeira.

Pará+

45

12/07/2011 14:46:26


Um em cada cinco internautas compra pela rede mundial de computadores

P

esquisa recente divulgada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) revela que 19% dos usuários da internet fizeram compras pela rede mundial de computadores em 2009, no chamado ecommerce. Dos 63 milhões de internautas brasileiros, quase 12 milhões utilizaram a rede para adquirir produtos ou contratar serviços. Dados divulgados no ano passado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), lembrados pelo Ipea na pesquisa divulgada hoje, apontam potencial de crescimento da produtividade das empresas de e-commerce no Brasil e no México de 260% nos próximos anos. Por isso, o instituto recomenda “a melhora na qualificação dos trabalhadores através da implementação de políticas públicas, inclusive na área da tecnologia da informação”. Segundo o Ipea, apesar da potencialidade que pode ser explorada, o comércio varejista online vem apresentou elevada taxa de crescimento no período de 2003 a 2008. A receita com as vendas via internet

19% dos usuários da internet fizeram compras pela rede mundial de computadores em 2009 46

Quase 12 milhões de internautas utilizaram a rede para adquirir produtos ou contratar serviços

cresceu de R$ 2,4 bilhões em 2003 para R$ 5,9 bilhões em 2008, uma ampliação de 145%. Em 2003, a internet foi usada como meio para compras em 1.305 canais de venda no Brasil, número que subiu para 4.818 em 2008 (crescimento de 269%). A pesquisa não incluiu as com-

Pará+

Um em cada cinco internautas compra pela rede mundial de computadores.indd 46

das PINHO & PINHO LTDA.

Armas Munições Artigos de Caça Pesca e Camping

Rua Senador Manoel Barata,440 - Comércio CNPJ: 04904447/0001-46 - INSC. EST. 15.000.416-8 CEP: 66.019-000 - Belém-Pá

www.reidasarmas.com.br

Fone/Fax: (91) 3241-2918 / 3212-0267 www.paramais.com.br

12/07/2011 14:56:09


pras feitas em lojas virtuais do exterior, computando apenas os negócios envolvendo empresas instaladas no país. Em 2009, nas áreas urbanas, compraram produtos e contrataram serviços pela internet 20% dos usuários de computadores. Na área rural, esse percentual foi apenas 9%. No total, a proporção de homens que fazem compras pelo computador foi de 22% dos usuários, enquanto a de mulheres atingiu 17%. De acordo com a pesquisa, o perfil predominante dos consumidores internautas é de pessoas com maior grau de escolaridade, com renda acima da média nacional e na faixa etária entre 25 e 59 anos de idade. Com a pesquisa, o Ipea tenta explicar porque considera baixo o número de empresas nacionais que vendem pela internet. As 4.818 que mantiveram canais de ven-

da virtual em 2009 representaram apenas 0,4% do total de varejistas do país e a receita com negócios via rede ficou 1% inferior à receita total do comércio varejista brasileiro. Segundo análise do instituto, “a taxa de crescimento foi elevada a partir de 2003, mas a base ainda é pequena em relação ao total do setor”. Das quase 5 mil empresas comerciais que vendem pela internet, cerca de mil tem menos de 20 empregados. As vendas, em volume, são maiores nas áreas de joias, bijouterias, metais preciosos, artigos funerários, animais vivos, construção civil e produtos eletrônicos. Os negócios malsucedidos feitos pela internet não foram alvo da pesquisa, que apenas detectou a existência de transtor-

www.paramais.com.br

Um em cada cinco internautas compra pela rede mundial de computadores.indd 47

Luis Claudio Kubota, técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea

nos por deficiência de tecnologia ou despreparo dos internautas novatos, que não conhecem ou usam mecanismos de proteção adequados nos computadores, como programas antivirus. Outra constatação foi a deficiência de qualificação na área da tecnologia de informação (T&I) das empresas, que foi apontada como “um gargalo para o desenvolvimento tecnológico e setorial”, segundo o técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea Luis Claudio Kubota. O comércio varejista online vem apresentou elevada taxa de crescimento no período de 2003 a 2008

Pará+ 47

12/07/2011 14:56:11


Dicas de segurança para cuidar dos

pneus antes de viajar por Giovanni Carlo Rossi

ulho é mês de férias, de viagens e de muita chuva. Para pegar a estrada, como todos sabem, por segurança, são necessários alguns cuidados com o veículo. Entre os itens que precisam ser revisados estão os pneus, responsáveis por grande parte da segurança de uma viagem. Trafegar com pneus carecas, por exemplo, é extremamente perigoso, além de ser uma infração de trânsito. Viajar com chuva e pneus carecas é receita quase certa para um incidente. Ter os pneus de seu veículo em ordem é uma obrigação do motorista para sua própria segurança e também pela dos demais. O assunto é sério e merece atenção, especialmente nesta época de chuvas. Para ajudar o motorista a entender mais do assunto e saber quando está na hora de trocar os pneus, Giovanni Carlo Rossi, consultor técnico da ANIP – Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos, dá dicas de segurança para cuidar dos pneus:

J

1) Quando sei que tenho que trocar os pneus? O que deve ser observado para saber se está na hora de trocar os pneus é a parte do pneu que fica em contato com o solo, ou seja, a banda de rodagem. É onde está o “desenho” do pneu, como os motoristas costumam chamar. Quando este “desenho” estiver perto do desgaste do limite de segurança que é de 1.6 mm de profundidade dos sulcos, o pneu já passa a ser considerado "careca" e aí é hora de trocá-lo. Para ajudar os motoristas a saber quando está na hora de trocar o pneu, existe um indicador na banda de rodagem. Tecnicamente, ele é chamado de “Tread Wear Indicator” (TWI). É uma saliência de borracha com altura de 1.6mm que é colocada dentro do sulco do pneu. Quando o desgaste do pneu atinge esse indicador, significa que já está no limite de segurança e é hora de trocá-lo. 48

Pará+

Dicas de segurança para cuidar dos pneus antes de viajar.indd 48

www.paramais.com.br

13/07/2011 11:59:21


2) Quais procedimentos o usuário deve tomar com os pneus antes de pegar a estrada? Em primeiro lugar, o motorista deve checar se o pneu não está próximo da marca de 1,6mm e, se estiver, a troca deve ser providenciada antes da viagem. Vale considerar que se for uma viagem longa e o motorista verificar que o pneu está quase chegando na marca de segurança, mas ainda daria para rodar um pouco mais, o mais seguro é trocar antes da viagem para evitar que o pneu fique careca no meio da viagem. Trafegar em estradas com pneu careca é perigoso, imprudente e, além disso, significa uma infração de trânsito. O motorista também não deve esquecer do estepe. Ele tem que estar em boas condições e pronto para o uso no caso de necessidade de troca.

3) Qual a durabilidade para utilização dos pneus? Não é possível determinar até qual quilometragem um pneu pode ser usado porque isso depende de vários fatores. Aduração dos pneus depende de uma série de variáveis como a carga sobre o pneu, da pressão do pneu, da maneira de dirigir do motorista, da velocidade, da regularidade de marcha, das condições mecânicas do veículo, da concentração de tráfego, do grau de manutenção e ainda outros fatores como clima e temperatura ambiente. Os pneus do veículo de um motorista que, por exemplo, sempre trafegue numa cidade com velocidade constante na maior parte do tempo, tem uma duração xis. Os pneus deste mesmo veículo nas mãos de um motorista que dirija dentro de uma cidade como São Paulo, com um trânsito pesado tipo para-anda e portanto com velocidade inconstante, pode ter uma duração menor pelo desgaste que vem desta necessidade de

www.paramais.com.br www.paramais.com.br

Dicas de segurança para cuidar dos pneus antes de viajar.indd 49

Os pneus devem ser calibrados semanalmente

brecadas e aceleradas constantes. Este é apenas o exemplo de um dos fatores que influem na duração dos pneus. Considere-se agora todas as demais variáveis e teremos uma idéia da prática impossibilidade de fixar uma duração dos pneus. Como não é possível determinar uma quilometragem específica para a troca de pneus, é muito importante que o motorista fique atento para o limite de segurança de desgaste que é de 1.6 mm de profundidade dos sulcos. Abaixo dessa medida, o pneu já passa a ser considerado "careca". A resolução do CONTRAN 558/80, estabelece que trafegar com pneus abaixo do limite é ilegal. O veículo pode ser apreendido.

4) Os pneus tem o mesmo rendimento e segurança quando está chovendo? O rendimento quilométrico ou duração dos pneus em pista molhada é maior do que em pista seca. Com chuva os pneus sofrem menor desgaste. Por outro lado, a aderência dos pneus em

pista molhada é menor e depende principalmente da capacidade dos sulcos da banda de rodagem escoarem ou expelirem a água entre a pista e o pneu; depende da quantidade de água ou espessura da camada ou véu de água na pista; da pressão do pneu; e da velocidade do veículo. Em caso de chuva, a melhor recomendação é que o motorista reduza a velocidade, tendo presente também outros fatores como o tipo de estrada e condições de tráfego.

5) Quando há aquaplanagem, a causa pode ser pneu careca? Sim, chuva e pneu careca formam uma combinação perigosa. A aquaplanagem ocorre quando a quantidade de água retida na área de contato entre pneu e pista, supera a capacidade de escoamento dos sulcos da banda de rodagem do pneu. Forma-se então uma película de água entre o pneu e a pista e o pneu perde contato. Quanto menor a profundidade dos sulcos da banda de rodagem, maior a

49 Pará+ 49

13/07/2011 11:59:24


Dirigir com pneus carecas aumenta o risco de acidentes

Chuva e pneu careca formam uma combinação perigosa

probabilidade de aquaplanagem em caso de fortes chuvas e em pistas de estradas com má ou irregular drenagem das águas pluviais. Com os pneus carecas o risco é gravíssimo. Portanto, durante o verão, é importante estar sempre com os pneus em ordem e em caso de fortes chuvas, seja como for, por uma questão de segurança é sempre recomendável reduzir a velocidade.

6) Como sei qual o pneu mais adequado para o meu veículo? Pneus de automóveis são desenvolvidos para fazer parte das características do automóvel, seja ele um veículo pequeno e econômico ou um esportivo de alta performance. Diferentes veículos, portanto, necessitam de pneus de concepções absolutamente diferentes e coerentes com as exigências de cada um. Para saber o pneu adequado para um veículo, o proprietário deve consultar o manual do veículo, onde o fabricante indica o tamanho ou os tamanhos de pneus adequados e seus índices de carga e velocidade.

quando apresentar desgastes irregulares, quando forem substituídos componentes da suspensão ou quando o veículo estiver puxando para um lado.

8) Qual o risco de estar com os pneus carecas?

Dirigir com pneus carecas aumenta o risco de acidentes porque diminui o atrito entre o pneu e a pista, além de ser uma infração grave com cinco pontos na carteira. Motoristas devem estar alertas para realizar a troca do pneu antes que ele esteja totalmente liso.

9) Pneus tem garantia? Os pneus tem garantia contratual oferecida pelos fabricantes de cinco anos

a partir da data da nota fiscal de compra do pneu ou da data de compra do veículo (no caso de pneus de primeiro equipamento) ou na ausência destas, a partir da data de fabricação do pneu gravada na lateral, após o código DOT, constituída de quatro algarismos, onde os dois primeiros identificam a semana de produção e os dois últimos, o final do ano de fabricação.

10) Qual a calibração ideal? Os pneus devem ser calibrados semanalmente de acordo com a indicação do manual do veículo e indicações do P fabricante. (*) Consultor técnico da ANIP – Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos

Fazer sempre o balanceamento ou alinhamento dos pneus

7) Quando tenho que realizar o balanceamento e alinhamento dos pneus?

O balanceamento ou alinhamento dos pneus devem ser realizados a cada 10.000 km rodados, quando surgirem vibrações, na troca ou no conserto do pneu, quando o veículo sofrer impactos na suspensão,

50

Pará+

Dicas de segurança para cuidar dos pneus antes de viajar.indd 50

www.paramais.com.br www.paramais.com.br

13/07/2011 11:59:27


LINHAS GUIAS PARÁ+.indd 1

27/06/2011 09:40:14


ANÚNCIO CERPA GOLD.indd 1

12/07/2011 15:35:19

Pará+ 113  

Verão 2011

Advertisement