Page 1

Mossoró-RN | Fevereiro|2019 R$

12,50

Desembargador João Rebouças:

‘A Justiça eficiente é aquela que dá a resposta eficiente, eficaz no prazo útil’ Eficiência do Judiciário é tema de entrevista com o presidente do TJRN. Página

16

ACONTECE . Fevereiro 2019

|

1


2

|

ACONTECE . Novembro 2018


ACONTECE . Novembro 2018

|3


EXPEDIENTE

EDITORA: Neide Carlos DIREÇÃO-GERAL: Neide Carlos Marcelo Bento REPORTAGENS: Diego de Carvalho REVISÃO: Gilcileno Amorim DIAGRAMAÇÃO: Rick Waekmann

Para sugestão de pautas, críticas e elogios, entre em contato com:

PORTAL/REVISTA ACONTECE

www.portalacontecern.com.br redacao@portalacontecern.com.br | neidecarlos01@gmail.com Travessa Mossoroense, 37, Centro - Ed. Teresinha Leite Sala 1 - Mossoró (RN) - CEP: 59.600-012 O CONTEÚDO DOS ARTIGOS E COLUNAS É DE RESPONSABILIDADE DOS SEUS AUTORES.

C

EDITORIAL

Com muito afinco, preparamos mais uma edição da Revista Acontece. Nela, muitos assuntos, como Construção Civil, setor salineiro, Saúde Pública, entre outros. Informação de qualidade espera por você, prezado(a) leitor(a). Em nossa capa, destaque para a inauguração do novo Complexo Hotel-Escola Senac Barreira Roxa, em Natal, capital do Rio Grande do Norte. O Sistema Fecomércio-RN afirma que, com um investimento de R$ 36,2 milhões, o foco do empreendimento é a capacitação de profissionais para o turismo em alto nível, usando o hotel como laboratório. A reportagem sobre o novo complexo detalha a dimensão desse investimento e o que ele representa, na perspectiva do Sistema do Fecomércio, para o Rio Grande do Norte. Outro destaque desta nossa publicação trata-se da entrevista com o novo presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte (TJRN), João Rebouças, que, na oportunidade, ressaltou suas propostas. A temática da saúde dá continuidade à série especial de reportagens “Projetos para o RN”, que, nesta edição, pontua propostas do novo titular da Sesap (Secretaria de Estado da Saúde Pública), Cipriano Maia, para o aprimoramento do trabalho desenvolvido pelo Governo do Estado na respectiva área. Nossa reportagem também ouviu o Sindicato da Indústria da Construção Civil de Mossoró (Sinduscon/Mossoró) para identificar quais as perspectivas do setor, que, na segunda maior cidade do RN, impulsionou a criação de postos de trabalho no ano passado. Apesar do resultado positivo em Mossoró, no tocante à geração de empregos pela Construção Civil em 2018, no país o mercado ainda espera por dias mais prósperos. Por fim, ressalto também a reportagem que preparamos sobre as propostas do deputado federal Eliéser Girão (PSL) para o Rio Grande do Norte. Neide Carlos Editora-chefe

TELEFONES: (84) 98822-1034 (84) 98814-1034 (84) 98857-1034

portalerevistaacontece revista.acontece portalacontece_

4

|

ACONTECE . Fevereiro 2019


ÍNDICE

Setor salineiro: Ministério Público Federal ingressa com ações civis públicas contra 18 empresas salineiras do Rio Grande do Norte; setor busca solução

22

ACapacitação para o turismo: Com investimento de R$ 36,2 milhões, novo Hotel-Escola Senac Barreira Roxa é inaugurado em Natal/RN

‘Projetos para o RN’: Segunda reportagem da série especial evidencia propostas do novo titular da Secretaria de Estado da Saúde Pública

Economia: Presidente do Sinduscon/RN, Sérgio Freire, tem expectativa positiva para a Construção Civil em Mossoró

Política: Deputado federal Eliéser Girão afirma que seu trabalho pelo Rio Grande do Norte será pautado ‘apoiando o Governo Bolsonaro’

8

30

34 38

Colunas: Neide Carlos--------------------------6 Magnos Alves-----------------------20 Mario Filho---------------------------46 Karenine Fernandes----------------48 Clístenes Carlos--------------------50 ACONTECE . Fevereiro 2019

|5


DIAS TUMULTUADOS Suspeitas de movimentações financeiras atípicas, com citação a um ex-assessor do ex-deputado estadual do Rio de Janeiro e hoje senador Flávio Bolsonaro, possíveis irregularidades no tocante a candidaturas de fachada com suposta participação do ministro do Turismo, Álvaro Antônio, e a demissão do então ministro da Secretaria-Geral da Presidência,

neidecarlos@portalacontece.com.br

COLUNA

Neide Carlos

SEM PREVISÃO Em setembro do ano passado, a Prefeitura de Mossoró publicou em seu site uma matéria que dizia: “Prefeitura anuncia início do repasse do FGTS após homologação de acordo com servidores”. A previsão era que o pagamento do FGTS fosse iniciado em outubro. No entanto, mais de quatro meses depois, a Caixa Econômica Federal ainda não tem previsão para iniciar tal pagamento. Na matéria, a Prefeitura informou que a relação dos servidores com direito ao FGTS seria entregue à Caixa em um prazo de 10 dias, mas até hoje esse processo não foi concluído. O pagamento envolve mais de 2.700 servidores que têm direito ao pagamento de FGTS do período de 1979 a 1991. O processo se arrasta há mais de uma década e vem com promessa de ter um capítulo final desde 2017.

Gustavo Bebianno, tumultuaram os primeiros quase 50 dias da gestão do presidente do Jair Bolsonaro. Que nossas autoridades políticas entendam que o país está cansado de tantas notícias negativas. O Brasil precisa de uma economia forte, de emprego, saúde, educação. O Brasil precisa se desenvolver. Que possamos alcançar esse progresso. FACULDADE CATÓLICA DO RN A noite do dia 11 de fevereiro de 2019 foi marcada por emoção e prestígio. A solenidade notabilizou a nova identidade da Faculdade Diocesana, que agora é Católica do RN, e a inauguração da estrutura física da Biblioteca Dom Mariano Manzana. A ocasião foi prestigiada por autoridades políticas e representantes de instituições de ensino e de outros segmentos da sociedade. Célio Duarte.

MAIS MÉDICOS O Ministério da Saúde informou que as 1.397 vagas do programa Mais Médicos que estavam disponíveis para profissionais brasileiros com diploma estrangeiro foram preenchidas. Com isso, todas as vagas do programa foram destinadas a médicos brasileiros. Após a saída dos médicos cubanos do programa, em novembro do ano passado, 8.517 vagas foram oferecidas. Segundo o ministério, não deve haver chamada para profissionais de outros países para o programa.

6

|

ACONTECE . Fevereiro 2019


ROYALTIES

COEX A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Teresa Cristina, participou de evento promovido pelo Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (COEX). Parlamentares, reitores, prefeitos, representante do Governo do Estado e

agricultores estiveram presentes no evento. O presidente do Coex, Luiz Roberto Barcelos, explicou que o objetivo do evento era aproximar a ministra da realidade da agricultura local, para possibilitar mais sensibilidade às demandas do segmento.

A Assembleia Legislativa aprovou as duas propostas encaminhadas pelo Governo do Estado com o objetivo de diminuir a dívida com aposentados e pensionistas. As medidas propostas vão utilizar os recursos obtidos através da antecipação dos royalties do petróleo durante a atual gestão, para pagar, exclusivamente, os débitos referentes às folhas de 2017 e 2018 dos servidores inativos e pensionistas.

COEX II Na organização do evento, a supercompetente gerente financeira da Coex em Mossoró, Laura Aires. Nota 10 para ela. R$ 900 MILHÕES

R$ 14 MILHÕES

Foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) o decreto 28.708 de 18 de fevereiro de 2019 que traz o contingenciamento de quase de R$ 900 milhões do orçamento. Estão excluídos do contingenciamento saúde, educação, segurança, folha de pessoal e encargos sociais. O secretário estadual de Planejamento, Aldemir Freire, explicou que o contingenciamento total é de aproximadamente R$ 900 milhões e inclui cortes em custeio e investimentos com recursos próprios da arrecadação estadual.

A Previ Mossoró contratou o escritório Barreto e Barreto Associados para tentar recuperar os R$ 14 milhões aplicados, de forma bem suspeita, pelo ex-prefeito Silveira Júnior nos últimos dias de seu mandato. O escritório vai tentar recuperar R$ 9 milhões retirados da Previ e aplicados na Phenom Fundos de Investimentos Múltiplos em outubro de 2016, após as eleições municipais, e mais R$ 5 milhões aplicados na Terra Nova no dia 29 de dezembro de 2016, exatamente o último dia de expediente bancário da gestão Silveira Júnior.

ACONTECE . Fevereiro 2019

|7


SISTEMA FECOMÉRCIO RN

Novo Complexo HotelEscola Senac Barreira Roxa é inaugurado Com investimento de R$ 36,2 milhões, foco do empreendimento é a capacitação de profissionais para o turismo em alto nível, usando o hotel como laboratório

E

m um concorrido evento, que reuniu cerca de 400 pessoas entre autoridades políticas e lideranças empresariais, do turismo e de outros segmentos da economia, além de

8

|

ACONTECE . Fevereiro 2019

representantes do Sistema S potiguar e de outros estados do país, o presidente do Sistema Fecomércio RN, Marcelo Fernandes de Queiroz, inaugurou, no último dia 14 de fevereiro, o Complexo Hotel-

-Escola Senac Barreira Roxa, na Via Costeira de Natal, capital do Rio Grande do Norte. O evento foi prestigiado, entre outros, pela governadora do RN, Fátima Bezerra, pelo presiden-


te da Confederação Nacional do Comércio, José Roberto Tadros, e pelos líderes das federações de comércio, Leandro Domingos (Acre), Sebastião de Oliveira Campos (Pará), Francisco Valdeci de Souza (Piauí), Antonio Florêncio de Queiroz Jr. (Rio de Janeiro) e da Federação Nacional de Hotéis e Restaurantes, Alexandre Sampaio. Voltado à capacitação de mão de obra para o segmento turístico, o empreendimento é formado pelo hotel-escola e por um centro de formação profissional. Foram investidos R$ 36,2 milhões em obras e aquisição de equipamentos, que permitirão a expansão das matrículas do Senac no segmento de turismo, hospitalidade e lazer em mais de 40%, chegando a duas mil pessoas atendidas por ano, somente em Natal.

Como uma forma de homenagear grandes figuras da cultura e do empresariado potiguares, Espaços do complexo foram batizados com seus nomes. Quem visita o complexo, pode conhecer o Restarante Newton Navarro; o Café Dorian Gray; a Bilbioteca Câmara Cascudo; o Espaço Gastronômico Jessé Freire; o Bar Reginaldo Teófilo; e o Centro de Eventos João Dinarte Patriota. Durante a solenidade, familiares dessas personalidades receberam placas comemorativas alusivas às homenagens. A noite também foi marcada pela entrega do Mérito Jessé Freire, a maior honraria oferecida aos empresários de destaque no Rio Grande do Norte, levando o nome do primeiro e único norte-riograndense a ocupar a presidência da Confederação Nacional do Comércio. Foram homenageados o Presidente de Honra da Confederação Nacional do Comércio (CNC), Antônio Oliveira Santos, e o atual presidente da entidade, José Roberto Tadros. Para o presidente Marcelo Queiroz, a inauguração é um verdadeiro ícone do trabalho do Sistema Fecomércio no apoio ao desenvolvimento social e econômico do estado e da reconhecida excelência da ações, projetos e atividades implementadas pela entidade, sobretudo no ano em que a entidade complexa 70 anos de atuação. “Este complexo moderno e funcional atuará como um manancial para suprir o mercado com uma mão de obra de excelência, cuja qualidade certamente irá se refletir na melhoria substancial dos produtos e serviços ofertados pelas empresas que atuam no turismo do Rio Grande do Norte”, afirmou. Queiroz destacou o portfólio do Senac para o segmento, formado por mais de 100 cursos, e a par-

ceria existente com a Alemanha, que foi premiada nacionalmente pelo Ministério do Turismo, como a melhor iniciativa de capacitação profissional do Brasil. Segundo ele, a elevada qualidade dos cursos tem se refletido em diversos reconhecimentos para a Instituição, mas o principal deles é o nível de empregabilidade dos alunos egressos do Senac, que chega a 85%. O presidente da Confederação Nacional do Comércio, José Roberto Tadros, destacou que o Complexo Senac Barreira Roxa sintetiza a visão gerencial da Instituição a se manter de lado das políticas públicas para o desenvolvimento local. “Estamos inaugurando um espaço de saber e conhecimento, que deverá ter a missão de multiplicar as ações educacionais para o aprimoramento da atividade turística do estado. Fruto de uma parceria exitosa do Governo do RN com o Sistema Fecomércio, certamente esta será uma unidade de referência para reforçar o competente trabalho desenvolvido pelo Senac”, declarou. A governadora Fátima Bezerra parabenizou o Sistema Fecomércio pela inauguração e reforçou a parceria existente. “Todos conhecem o momento de dificuldade pelo qual o nosso estado passa, o que tem exigido uma série de medidas de ajustes que estão sendo realizadas. Mas, em momentos como este, é preciso um olhar para o futuro, em busca do desenvolvimento, que acontece principalmente com a geração de empregos. Por isso, este é um equipamento tão importante. Não é um hotel qualquer, é uma escola de turismo, um centro voltado para a formação de profissionais para um dos setores que consideramos uma das principais prioridades, enquanto mola propulsora para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte”, afirmou. ACONTECE . Fevereiro 2019

|9


Sistema Fecomércio RN

Complexo une modernidade e funcionalidade O Hotel-Escola Senac Barreira Roxa possui 52 unidades habitacionais e pode acomodar até 150 leitos. Dispõe de salão de jogos, academia de ginástica, espaço infantil, baby copa e área de lazer. Todos os ambientes foram rigorosamente preparados para receber pessoas com dificuldades de acessibilidade. Também conta com Restaurante, Café e Bar, espaços que estarão plenamente abertos ao público a partir de março, com

10

|

ACONTECE . Fevereiro 2019

cardápios que privilegiam ingredientes locais, a partir de releituras que consideram técnicas da cozinha contemporânea. O novo Barreira Roxa possui ainda um moderno Centro de Eventos, com diversos espaços que podem acomodar eventos empresariais e sociais para até 500 pessoas. No novo Centro de Educação Profissional, são duas Cozinhas Pedagógicas, Laboratório de Panificação e Confeitaria e Laboratório de Ali-

mentos e Bebidas, além de seis salas de aula e uma Biblioteca com os principais títulos dos segmentos de turismo, hospitalidade, gastronomia e lazer. A inauguração da escola também marca o lançamento do Senac Microsoft SmartLab, sala multidisciplinar pioneira no estado que possibilitará a implementação de estratégias didáticas inovadoras.

Reportagem: Assessoria de Comunicação/Fecomércio RN


ENTREVISTA MARCELO QUEIROZ, PRESIDENTE DO SISTEMA FECOMÉRCIO RN

‘A taxa de empregabilidade dos nossos cursos chega a 100% em alguns casos, com média de 85%’ Qual o principal foco deste novo Hotel-Escola Senac Barreira Roxa? O que nós queremos é que esta estrutura seja reconhecida como referência em serviços de hospitalidade e gastronomia no cenário regional, com a implantação das melhores práticas em educação e gestão hoteleira. Nosso foco é oferecer produtos e serviços sob os conceitos e práticas de negócios de “Hotel Exclusivo”. Dessa maneira, nós teremos o ambiente real em um nível alto de exigências (de hóspedes e clientes), o que impacta fortemente na melhoria da qualidade da mão de obra formada. Nunca é demais reforçar que o hotel é, na realidade, um grande laboratório para a escola, que é o nosso grande

foco. Do ponto de vista de formação, iremos trabalhar três eixos/ produtos: Hospedagem, Alimentos e Bebidas, e Eventos. Quanto tempo de obras? No caso do Hotel, sem contar o período em que as obras ficaram paradas em virtude de um problema com a construtora que havia ganhado a primeira licitação — o que nos obrigou a um novo processo licitatório —, foram 20 meses de obras (de março de 2017 a novembro de 2018). O complexo Hotel-Escola ocupa um terreno de 32 mil metros quadrados, e o complexo ocupa 8.400 metros quadrados de área construída. O investimento total (incluindo os equipamentos) foi de R$ 36,2 milhões.

Qual a importância do Hotel-Escola para o turismo do RN? Imensa. Como eu disse, hoje nós capacitamos, por ano, apenas no eixo de Turismo e Hospitalidade, cerca de três mil pessoas. Desse total, cerca de 1,4 mil eram formadas na estrutura temporária que mantínhamos no Senac Centro (enquanto terminavam as obras do Barreira Roxa). A partir de agora, serão 2 mil pessoas formadas só no Hotel-Escola (aumento de 42,8%) por ano e, no total, 3,6 mil pessoas no eixo turismo e hospitalidade, com uma taxa de empregabilidade média de 85%, sendo que, em alguns cursos do Barreira, esse percentual chega a 100%. Além disso, o Hotel-Escola cria o ambiente ideal para uma formação profissional sólida, com a prática de trabalho permitindo que os alunos vivenciem a rotina das suas futuras profissões, com clientes e desafios reais, dentro de um ambiente monitorado por nossa equipe, permitindo uma avaliação ainda mais ampla. Tudo isso é fundamental para que formemos pessoas que efetivamente irão ter a oportunidade de transformar suas vidas agregando o sobrenome Senac aos seus currículos profissionais e passando a ter chances reais de conseguir um bom emprego e desenvolver uma carreira fundamentada e próspera. O senhor poderia citar alguns dos cursos que serão ministrados no Hotel-Escola? Garçom, Recepcionista de Hotel, Gerente de Hotel, Gerente de Alimentos e Bebidas, Cozinheiro Profissional, Camareira, Atendente, Arrumadeira, Mâitre, Especialista em Confeitaria, Somellier, Gestão de Eventos, entre outros, inclusive alguns que serão lançados em breve, ampliando o nosso portfólio na área de turismo, que hoje já é de mais de 100 cursos. ACONTECE . Fevereiro 2019

| 11


12

|

ACONTECE . Fevereiro 2019


ACONTECE . Fevereiro 2019

| 13


14

|

ACONTECE . Fevereiro 2019


ARTIGO Comunicação

Tenho pouca verba pra investir. Posso fazer só digital pra minha marca? A resposta é: não e sim

U PEDRO RATTS Publicitário @rattscom

ma das dúvidas que mais aparecem na agência hoje em dia é cliente dizendo: “Rapaz, eu tenho pouquíssima verba, e acredito que só dá pra fazer mídia digital, vocês fazem?”. Nossa primeira resposta é: não existe mídia digital ou mídia não digital. Esse tempo já acabou. O que existe é estratégia bem feita e estratégia mal feita. E ambas precisam de alguma verba, de criatividade e de expertise no assunto, sendo que somente a estratégia bem feita vai funcionar. Parece simples não é? E é simples mesmo. Portanto, se você está querendo (e você deveria, acredite!) investir na marca da sua empresa ou do seu produto, a primeira coisa a fazer é diagnosticar como está a sua marca e o que pode ser feito. A questão da verba é um encaixe, um alinhamento. Geralmente, as pessoas acham que para ser reconhecido e vender no digital só precisa ter um perfil em uma rede social e pronto, tá resolvido. É muito comum ver empresas, até de porte médio, postando ofertas para... 500

seguidores! Não é bem por aí. Presença digital vai muito além de posts engraçadinhos em redes sociais. A marca precisa fazer planejamento, ter objetivos definidos, fortalecer a identidade (saber onde quer chegar), ter uma estratégia que gere volume digital, além de ter uma comunicação coerente, e, principalmente, não achar que marketing “digital” é só rede social. Então, a resposta à pergunta do título é dupla, caro leitor. Não, você não pode fazer só digital para a sua marca, pois não existe só marketing digital, existe marketing, existe estratégia, experiência, otimização de verba (pequena, média, grande, não importa). E a segunda resposta é sim, você pode fazer marketing digital para a sua marca, pois marketing é marketing, e o digital faz parte do pacote. Propaganda boa mesmo é a propaganda que vende: on, off, in, out, seja que rótulo você der, ou derem pra você. E por fim, não esqueça: fazer propaganda da sua marca não é caro. Caro é fazer sem estratégia, é fazer mal feito. ACONTECE . Fevereiro 2019

| 15


ENTREVISTA JOÃO REBOUÇAS

‘A Justiça eficiente é aquela que dá a resposta eficiente, eficaz no prazo útil’ Natural da cidade de Areia Branca e na carreira da magistratura desde 1985, João Batista Rodrigues Rebouças, 61 anos, assumiu a presidência do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte (TJRN) em 7 de janeiro deste ano. Em entrevista à revista ACONTECE, João Rebouças salientou que a nova atribuição significa “dar mais um passo, de maior responsabilidade, de um enorme compromisso com a sociedade e com o cidadão, que paga” os salários do Judiciário. O presidente do TJRN discorreu sobre várias questões, como a morosidade da Justiça e a tecnologia como instrumento para tornar o Judiciário mais eficiente. Ele afirmou, ainda, que as portas do Judiciário estão abertas à governadora do RN, Fátima Bezerra, e aos seus auxiliares, de modo permanente, para dialogar, discutir soluções, ouvir e serem ouvidos. João Rebouças também assinalou que “a Justiça eficiente é aquela que dá a resposta eficiente, eficaz no prazo útil [...]”. Confira a íntegra da entrevista:

16

|

ACONTECE . Fevereiro 2019


Tassio Pinheiro

REVISTA ACONTECE – Sua trajetória na Magistratura já soma 34 anos e, neste ano, o senhor assumiu a presidência do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Norte. O senhor terá os próximos dois anos (biênio 2019-2020) para desenvolver seu trabalho no TJRN. Como avalia essa responsabilidade? JOÃO REBOUÇAS – Sempre enfrentei os desafios com força de vontade e persistência. Antes de ser magistrado, atuei em cartório, no tempo da máquina Facit, trabalhei em banco, advoguei sem deixar de estudar, de buscar conhecimento. É isso que procurei ensinar em casa e reproduzir na minha vida profissional. Para mim, presidir o Tribunal de Justiça é dar mais um passo, de maior responsabilidade, de um enorme compromisso com a sociedade e com o cidadão, que paga nossos salários. Não faço sozinho a gestão, construo com a colaboração diária de centenas de magistrados e milhares de servidores efetivos, comissionados e pessoal terceirizado, cada um ciente do dever de prestar um melhor serviço ao Seu José e a Dona Maria, dos mais humildes, que esperam da gente a satisfação de receber o pronunciamento judicial sobre suas demandas no menor tempo possível e com a maior eficiência. RA – A morosidade da Justiça é reiteradamente salientada como um problema a ser corrigido em nosso país. Que tipo de trabalho o senhor pretende desenvolver, com vistas a superar essa realidade? JR – O Judiciário nacionalmente paga o mico histórico da morosidade. Antes de assumir a presidência do Tribunal, analisava essa questão como a prioridade máxima da administração do Poder Judiciário. E para enfrentá-la e vencê-la, precisamos ter em mente que as pessoas não aguentam mais esperar tanto tempo para ter uma sentença. Adotei em meu gabinete

e espero ver implantado nas primeira e segunda instâncias, com a contribuição de todos, um sistema no qual nenhum processo fica mais de 100 dias sem julgamento. Claro, existem casos específicos em que os processos são mais complexos, mas na média acredito que dá para respondermos às demandas processuais em um prazo razoável, realidade na qual todos ganham, inclusive o Judiciário. RA – O senhor acredita que a tecnologia pode tornar o TJRN mais eficiente? JR – Já tem tornado. Observei de perto a evolução tecnológica que tem ocorrido no Tribunal. Hoje, 100% das comarcas do Rio Grande do Norte só recebem processos pela via digital pelo nosso Processo Judicial Eletrônico (PJE). Desenvolvemos aplicativos que facilitam o acesso a informações. Partes e advogados se beneficiam com isso. O meio eletrônico agiliza

Temos um déficit de 1.000 servidores e também de algumas dezenas de juízes. Por força de acordos com o Tribunal de Contas e o Ministério Público, não podemos realizar concurso público ou contratar pessoal” ACONTECE . Fevereiro 2019

| 17


ENTREVISTA JOÃO REBOUÇAS

o trâmite processual, diminui gastos, facilita o trabalho de juízes e servidores e dá uma resposta mais rápida ao cidadão. Além disso, investiremos em inteligência artificial, com ferramentas que farão os profissionais da Justiça do RN ganhar tempo na produção das decisões. Estamos, em nossa gestão, realizando um amplo programa de digitalização dos processos em tramitação, que estará concluído em outubro deste ano. Aqueles processos antigos, que não têm mais valor jurídico, serão doados a uma cooperativa de recicladores de papel, o que vai gerar renda para uma parcela carente da população. Por outro lado, os processos de conteúdo histórico serão preservados e aqueles de cujas famílias das partes tenham interesse pessoal serão entregues formalmente a elas. RA – Em seu discurso de posse, o senhor mencionou a insuficiência de recursos humanos, com especial destaque para a 1ª instância do Judiciário potiguar. Como reverter esse panorama? JR – Temos um déficit de 1.000 servidores e também de algumas dezenas de juízes. Por força de acordos com o Tribunal de Contas e o Ministério Público, não podemos realizar concurso público ou contratar pessoal. É o cenário presente e é com ele que temos de conviver, ultrapassar obstáculos e seguir em frente. Na primeira instância, contabilizamos a grande maioria dos processos. É fato. Juntamente a juízes e servidores, estamos discutindo soluções para aumentar a quantidade de julgamentos, apesar das dificuldades. E nesse contexto, a informatização e a reformulação de rotinas de trabalho e atendimento ao público vão contribuir para melhorar nossos resultados, para que possamos fazer mais com o que dispomos. RA – Também em seu discurso

18

|

ACONTECE . Fevereiro 2019

de posse, o senhor se manifestou contra “práticas seculares ultrapassadas que entravam e fossilizam o Judiciário”. O que atrapalhou o trabalho do Judiciário ao longo dos anos? JR – Durante muito tempo, o Judiciário não dialogou com a sociedade. Não ouviu seus clamores. Isso está mudando. Um Poder lento, redundante e com resistência aos avanços que os tempos exigem. Mas é uma questão cultural e leva tempo para a total transformação. Cada gestão tem prestado sua contribuição para modificar o quadro. O próprio mundo, as pessoas, as relações, a comunicação e a informação, tudo evolui muito rápido. O desafio posto é derrotar a burocracia, o comodismo e a visão antiga de que a Justiça é um Poder isolado, superior e que pode agir no tempo e hora que melhor desejar. A Justiça eficiente é aquela que dá a resposta eficiente, eficaz no prazo útil, porque se a sentença chegar depois que a parte morrer, não terá utilidade alguma. RA – No dia 18 de janeiro deste ano, a governadora Fátima Bezerra esteve reunida com o senhor e a diretoria do TJRN. Na oportunidade, o senhor disse que “o Judiciário está pronto para colaborar com o Executivo para a recuperação fiscal e financeira e para superar os momentos difíceis que a administração vem enfrentando”. Como o Judiciário pretende ajudar o Poder Executivo? JR – Não só nesta gestão, mas em todas as que me antecederam, o Tribunal de Justiça mantém a tradição de contribuir com o Estado. Nesses anos de graves dificuldades financeiras, o TJ não faltou em instante algum. Justiça seja feita, desde 2016 o nosso orçamento está congelado. E foi contingenciado por gestões diferentes nos últimos anos. Ou seja, dinheiro a menos

para o enfrentamento de nossas demandas. O Poder Judiciário tem feito cortes na própria carne para contribuir com o Estado, além disso, recentemente entregamos aos juízes uma lista, fornecida pelo Executivo, com os nomes dos 120 maiores devedores do Estado para que seja feita a cobrança judicial e que esses valores sejam recuperados para os cofres públicos. As portas do Judiciário estão abertas à governadora e aos seus auxiliares, de modo permanente, para dialogar, discutir soluções, ouvir e ser-


mos ouvidos, de forma republicana e democrática para o bem do Rio Grande do Norte. RA – A impunidade é apontada por muitos como fator que favorece a corrupção e criminalidade. O senhor concorda com esse pensamento? Em sua opinião, mudanças nas leis são necessárias para inibir ilicitudes? JR – Algumas leis precisam ser atualizadas porque vivemos um tempo em que há novas demandas na sociedade, crimes cibernéticos,

novas relações sociais, outros valores e conceitos que exigem novas posturas para que possamos buscar a pacificação dos conflitos. RA – Além do que o senhor já comentou nesta entrevista, quais as suas metas para o Tribunal de Justiça do RN? JR – A meta é julgar mais, julgar mais e julgar mais. Se puder incluir um quarto item, diria julgar mais e melhor, de forma eficiente, ágil e cidadã. Só assim, estaremos à altura das expectativas do contri-

buinte, do cidadão, do trabalhador, do empresário, da dona de casa, do estudante, de quem faz nosso país. Se atingirmos esse propósito, poderemos dizer que realizamos nossa obrigação. É fazer o simples com zelo. No Poder Judiciário, não tenho dúvida que todos são conscientes a respeito desse compromisso, da missão que deve ser cumprida com capricho e respeito por todos nós, do mais humilde servidor ao mais alto escalão, mas principalmente pelo presidente da instituição.

ACONTECE . Fevereiro 2019

| 19


SEM PAGAMENTO, FILA POR CIRURGIAS CRESCE O Governo do Estado e a Prefeitura de Mossoró ainda não apresentaram proposta para pagamento de dívida de serviços de saúde executados pela Apamim, Hospital Wilson Rosado e a Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC). A falta de pagamento já levou os hospitais a suspenderem vários serviços, incluindo cirurgias ortopédicas, ginecológicas e gerais de média complexidade, e pode atingir nos próximos

magnos.alves@gmail.com

COLUNA

Magnos Alves

DÍVIDA ACUMULADA A dívida do Estado e Município é superior a R$ 25 milhões aos hospitais conveniados. Tem hospital que não recebe recursos pelos serviços prestados há um ano. Somente ao

dias até os procedimentos de alta complexidade, como cirurgias oncológicas, cardiológicas e neurocirurgias, além da oferta de leitos de UTI Adulto. Sem os serviços, a fila por cirurgias só cresce. São mais de mil pessoas aguardando. Somente no Hospital Regional Tarcísio Maia 17 pacientes estão internados aguardando por cirurgias. Isso em razão de outros 68 terem sido liberados para esperar pelos procedimentos em casa

Hospital Wilson Rosado o montante é superior a R$ 15 milhões e mais quase R$ 7,5 milhões a Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC).

SEM SOLUÇÃO Até o fechamento desta edição, o Governo do Estado e a Prefeitura de Mossoró ainda não tinham qual saída para resolver o grave problema das cirurgias. O Município aguarda uma proposta de pagamento do Estado, que, por sua vez, busca recursos extras junto ao Ministério de Saúde.

A governadora Fátima Bezerra e a prefeita Rosalba Ciarlini se reuniram com o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, na noite de terça-feira (19), mas não há informações sobre resultados concretos e imediatos para o pagamento da dívida e retomada dos procedimentos cirúrgicos.

CRISE CONTINUA A Câmara de Mossoró retomou os trabalhos legislativos nesta quarta-feira (20), mas nem parece que houve um longo período de recesso. A crise interna da casa

20 |

ACONTECE . Fevereiro 2019

continua e não tem data pra acabar. A divisão dos vereadores em dois grupos, pró e contra a presidente Izabel Montenegro, impede a Casa de viver dias de paz.


PREVI MOSSORÓ A Previ Mossoró contratou o escritório Barreto e Barreto Associados para tentar recuperar os R$ 14 milhões aplicados, de forma bem suspeita, pelo ex-prefeito Silveira Júnior nos últimos dias de seu mandato. Segundo o presidente da Previ Mossoró, Elviro Rebouças, a tarefa é difícil, mas há confiança na expertise do escritório em aplicações financeiras

PREVI MOSSORÓ I O escritório vai tentar recuperar R$ 9 milhões retirados da Previ e aplicados na Phenom Fundos de Investimentos Múltiplos em outubro de 2016, após as eleições municipais, e mais R$ 5 milhões aplicados na Terra Nova no dia 29 de dezembro de 2016, exatamente o último dia de expediente bancário da gestão Silveira Júnior. Pelo contrato, o escritório recebe 3% do valor resgatado. Se recuperar os R$ 14 milhões, leva R$ 420 mil. E A CRISE? Mesmo alegando grave crise econômica, a Prefeitura de Mossoró vai continuar pagando os salários de vários servidores públicos municipais cedidos ao Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte.

PREVILÉGIOS Na primeira sessão do ano na Câmara de Mossoró, o vereador Didi de Arnor denunciou que tem vereadores que estão sendo privilegiados pela presidente Izabel Montenegro. Ao questionar os vereadores que abriram mão da verba de gabinete e do vale combustível, Didi disse que não é possível abrir mão do que não existe e desafiou os mesmos parlamentares e abrir os cargos comissionados extras dentro do legislativo.

PAGAMENTO EM DIA? O Governo do Estado e a Prefeitura de Mossoró não se cansam de falar que estão pagando os salários dos servidores em dia, mesmo não sendo verdade. O Governo ainda deve salários de 2017 e 2018, enquanto que a Prefeitura de Mossoró está deixando sempre para o mês seguinte o pagamento das vantagens dos servidores, que, muitas vezes, é maior que o salário base. A moda de pagar em dia, estando atrasado, pegou no RN.

Somente na semana passada, foram renovadas as cessões de nove servidores municipais para o judiciário potiguar, com o pagamento dos salários ficando a cargo da Prefeitura de Mossoró.

LIDERANÇA EM BRASÍLIA O deputado federal Rafael Motta quarta-feira (20). A escolha para o (PSB) foi escolhido pelos parla- ano de 2019 foi feita por consenso mentares do Rio Grande do Nor- da bancada, que é composta por te como o novo coordenador da oito deputados federais e três senabancada potiguar em Brasília. A dores. Rafael substitui Felipe Maia definição ocorreu na manhã desta (DEM).

LARANJAS E MENTIRAS O início do governo Jair Bolso- ranjas para desviar recursos do naro está marcado pela presença fundo de campanha. Pra piorar, de laranjas e de mentiras. Se não o presidente foi pego na mentira. bastasse o caso Queiroz, suposto Ele disse que não conversou com laranja do senador Flávio Bol- o agora ex-ministro Bebianno, sonaro, filho do presidente, o mas foi desmascarado pela revislaranjal atingiu também o PSL. ta Veja, que publicou trechos das O partido criou candidaturas la- conversas entre os dois. Acesse www.blogdomagnos.com.br

ACONTECE . Fevereiro 2019

| 21


IMPASSE

O meio ambiente e o setor salineiro

Setor salineiro é objeto de ações civis públicas ingressadas pelo Ministério Público Federal (MPF) contra 18 empresas

I

mportante na economia potiguar, o setor salineiro é objeto de ações civis públicas ingressadas pelo Ministério Público Federal (MPF) contra 18 empresas. A assessoria de comunicação da Procuradoria da República no RN informou, no último dia 29 de janeiro, que essas empresas mantêm ilegalmente atividades em áreas de preservação permanente (APPs), protegidas por lei e cujo uso não

22 | ACONTECE . Fevereiro 2019

pode ser regularizado. Um prazo de quatro anos, podendo ser prorrogado por igual período, é sugerido pelo MPF para que os proprietários possam concluir a remoção sem que os empreendimentos percam sua viabilidade econômica. As áreas irregulares, segundo a assessoria da Procuradoria, representam apenas 10% do espaço ocupado pelas salinas. O Idema/RN também é réu,

mas, segundo a assessoria de comunicação da Procuradoria, pode vir a ajudar na solução do problema, caso acate os pedidos do MPF e passe a estipular critérios claros de desocupação das APPs, quando da revisão e da renovação das licenças ambientais desses empreendimentos. Nesse sentido, será realizada audiência de conciliação com a autarquia, buscando-se alcançar tal finalidade.


O Ministério Público requer das empresas não só a desocupação das áreas, mas também a promoção de algumas compensações, a partir da elaboração de Planos de Recuperação de Áreas Degradadas (PRADS), conforme o que já foi mapeado e sugerido pelo Grupo de Trabalho do Sal (GT-SAL). Formado por especialistas do Idema e do Ibama (a pedido do MPF), essa equipe elaborou um amplo relató-

rio a respeito do assunto. De acordo com o documento, a área total pertencente às indústrias salineiras no RN soma 41.718 hectares, dos quais, 30.642 são explorados pela atividade salineira, sendo que 3.284 (10,71%) se encontram em APPs (margens de curso d’água, florestas de mangue e dunas). Os autores das ações, os procuradores da República Emanuel Ferreira e Victor Queiroga, lembram que “está em jogo (...) a regularização ambiental de nada menos que 2 mil hectares de ocupação irregular de áreas de preservação permanente, especialmente de apicuns e salgados que compõem o ecossistema manguezal”. Por outro lado, essa extensão, segundo a assessoria de comunicação da Procuradoria da República, representa apenas 10% da área ocupada pelas empresas, o que demonstra, segundo os procuradores, “que as intervenções no circuito da salina serão mínimas”. Ainda segundo a assessoria de comunicação da Procuradoria da República do RN, as ações pedem a concessão às empresas de um prazo de quatro anos para que concluam a desocupação das APPs, podendo ser prorrogado por igual período. Com isso — e ainda havendo previsão de que os PRADS minimizem ao máximo a remoção de instalações prediais —, os empresários poderão, ressaltam informações da assessoria de comunicação, promover os ajustes com menor impacto financeiro. TENTATIVAS As ações são fruto da Operação Ouro Branco, desencadeada pelo Ibama em fevereiro de 2013. Um ano depois, o MPF realizou a primeira audiência pública sobre o caso, resultando na criação do GT-Sal, cujo objetivo era analisar as áreas ocupadas e contribuir na formatação de um Termo de Ajus-

tamento de Conduta (TAC), informou a assessoria de comunicação da Procuradoria da República, também no dia 29 de janeiro. Uma segunda audiência, em março de 2017, serviu para a apresentação das propostas de TACs e dos termos de referência para a produção dos PRADS. Já no ano passado, entre 22 e 23 de janeiro, foram realizadas reuniões para buscar a regularização extrajudicial e consensual entre as partes. “No entanto, houve frontal discordância das empresas acerca da obrigação de desocupar parte das áreas de preservação permanente ocupadas. Logo, não restou outra via a não ser provocar a jurisdição”, explica Emanuel Ferreira. LEGISLAÇÃO O MPF diz que é inconstitucional regularizar a situação de salinas que ocupam apicuns e salgados em áreas de preservação permanente. Esses espaços deveriam receber da legislação, pontuou a assessoria de comunicação da Procuradoria da República, o mesmo tratamento dos mangues, por imposição constitucional, onde não é permitida a exploração desse tipo de atividade. Por mais tempo que as empresas ocupem irregularmente tais áreas, também não existe direito adquirido quando se trata de poluir ou degradar o meio ambiente, acrescenta as informações da assessoria de comunicação. Também segundo as informações encaminhadas pela assessoria de comunicação da Procuradoria, a ocupação irregular resulta em diversos prejuízos ao ecossistema, incluindo a impermeabilização de planícies de maré; o soterramento de gamboas e braços de maré; o aumento dos processos erosivos; a alteração da qualidade da água; e a diminuição da biodiversidade. Esses fatores, frisam as informações da assessoria, se refletem diretamente na qualidade de vida e nas ACONTECE . Fevereiro 2019

| 23


IMPASSE

atividades econômicas da atual e das futuras gerações que habitam a região. O SETOR O diretor-executivo do Sindicato da Indústria de Moagem e Refino de Sal do RN (SIMORSAL), Renato Fernandes, conta que em 2017 fora contratado um especialista para avaliar a realidade das salinas no tocante ao meio ambiente e, posteriormente, apresentadas contra-alegações ao Ministério Público Federal. Renato Fernandes salienta também a conclusão de estudos, que segundo ele, mostram que o meio ambiente já se adequou à atividade das salinas. O diretor-executivo do Simorsal ressalta que o novo Código Florestal permite que as empresas do setor salineiro permaneçam nas áreas que, segundo o Ministério Público Federal, representam apenas 10% do espaço ocupado por essa atividade. “O novo Código Florestal prevê que, como as salinas só podem desenvolver suas atividades nessas áreas, podem permanecer nesses locais, desde que haja compensações ambientais. Não nos negamos a desenvolver essas compensações, tanto é que estamos reflorestando uma área de margens do rio Apodi-Mossoró”, pontua Renato Fernandes. Renato Fernandes afirma que, comercialmente, existem salinas no Rio Grande do Norte desde 1803 e que, atualmente, o estado é responsável por 97% da produção de sal no Brasil. Sobre a participação do setor salineiro na economia do Rio Grande do Norte, ele frisa que a atividade emprega 75 mil pessoas no estado (60 mil empregos diretos e 15 mil indiretos), além de repassar anualmente ao RN R$ 150 milhões em impostos. O presidente do Simorsal enfatiza ainda que, se o setor salineiro do Rio Grande do Norte for en-

24 |

ACONTECE . Fevereiro 2019

fraquecido, o Brasil poderá ficar dependente do sal produzido pelo Chile. “Nosso país tem autossuficiência no abastecimento de sal e também exporta o excedente. Abrir mão da produção do RN é inexplicável”, diz. Renato Fernandes assinala que, em 2017, representantes do setor salineiro estiveram com o então presidente Michel Temer, solicitando que ele assinasse um decreto que definiria a atividade salineira como de interesse social. “Estamos

agora esperando uma resposta da nova gestão do Governo Federal no tocante a esse decreto. Queremos ver esse decreto para podermos dialogar com o Ministério Público Federal”, frisa. Airton Torres, vice-presidente do Sindicato da Indústria de Extração de Sal do RN (SIESAL), lembra que, em suas origens, as salinas do estado se instalaram em áreas situadas próximo a margens de rios e cursos de água e que implantaram nesses locais, por exem-


meio ambiente”, assinala. Airton Torres diz que seria grande o impacto na economia se as ações civis ingressadas pelo MPF fossem julgadas consistentes. “Certamente, seria um impacto muito grande, visto que o setor salineiro gera 75 mil empregos e também contribui para aumentar a arrecadação do Estado”, avalia. CAMINHO Questionado pela revista ACONTECE sobre o caminho para se tentar resolver a questão decorrente das ações civis, o presidente do Siesal afirma que “não existe outro caminho a não ser o Judiciário”, uma vez que a problemática já está judicializada. “O que esperamos é que o Judiciário, que tem mostrado bom senso em muitas questões, demonstre mais uma vez bom senso, para que a atividade salineira continue atendendo às demandas econômicas e ambientais”, frisa.

plo, ambiente de estocagem, oficinas e escritórios. Por isso, afirma Airton, se as ações do MPF avançarem, o setor salineiro terá de reconstruir essas instalações, o que “se tornaria inviável”. “Grande parte das áreas mencionadas pelo Ministério Público, antes de serem áreas de preservação, são áreas denominadas de apicuns e salgados, e a legislação permite o desenvolvimento das atividades do setor salineiro nesses locais”, diz o vice-presidente

do Siesal, acrescentando ainda que o Código Florestal prevê que “até 2007, empreendimentos consolidados, ou seja, empreendimentos aos quais o meio ambiente já se adequou, podem efetivar suas atividades nas áreas apicuns e salgados. Ainda no tocante à esfera ambiental, o vice-presidente do Siesal pontua outro viés. “Mexer nas hipersalinas, como são denominadas as áreas citadas pelo Ministério Público, causaria danos ao

DIFICULDADES A morosidade na emissão de licenças ambientais pelo Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (IDEMA) é um dos problemas que entravam investimentos do setor salineiro, avalia o diretor-executivo do Simorsal, Renato Fernandes. Outro fator mencionado por Renato Fernandes como dificuldade para o setor salineiro é o percentual de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) destinado pelo segmento ao Estado. “Hoje, pagamos o valor cheio do ICMS. Temos, porém, a promessa do Governo do Estado de que essa realidade será revertida”, diz. Indagado sobre as sinalizações do Governo Federal acerca de tornar o campo econômico mais liberal, o diretor-executivo do Simorsal, citando também a definição de valores para os fretes, ressalta que o “mercado flui”, quando se autorregulamenta. ACONTECE . Fevereiro 2019

|25


AGRICULTURA

Diálogo e resultado Em evento promovido pelo Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte, Tereza Cristina afirma que será uma ‘ministra do diálogo, do resultado’

A

ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, participou, na cidade de Mossoró/RN, de evento promovido pelo Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (COEX). Parlamentares, reitores, prefeitos, representante do Governo do Estado e agricultores estiveram presentes no evento, que aconteceu em um importante hotel do município no último dia 15 de fevereiro. Em entrevista à revista ACONTECE, o presidente do Coex, Luiz Roberto Barcelos, explicou que o objetivo da ocasião era aproximar a ministra da realidade da agricultura local, para possibilitar mais sensibilidade às demandas do segmento. “A ministra é agrônoma e tem muita proximidade com a agricultura do Estado do Mato Grosso do Sul. Meu objetivo é que ela conheça o trabalho no âmbito da agricultura que vem sendo desenvolvido aqui no Semiárido, para que essa aproximação com a realidade local possa ajudar na avaliação das nossas demandas”, frisou. No dispositivo do cerimonial, o primeiro a se pronunciar foi o presidente da Federação da Agricultura, Pecuária e Pesca do Rio Grande do Norte (FAERN), José Vieira. Ele salientou que a prolongada estiagem no RN redundou na diminuição do total de propriedades produtivas. “Mais de 20 mil propriedades deixaram de ser produtivas”, assinalou. João Vieira também destacou

26 |

ACONTECE . Fevereiro 2019

a importância de mecanismos de proteção da agricultura em períodos de estiagem. “Precisamos de mecanismos de proteção à agricultura que possam ser acionados imediatamente”, sugeriu. O presidente da Faern pontuou ainda a necessidade de se intensificar a política de irrigação. “O Semiárido só tem sucesso com a agricultura de irrigação. Precisamos intensificar a política de irrigação”, disse. O deputado estadual Allyson Bezerra (Solidariedade) prestigiou o evento. Ele considerou a visita de Tereza Cristina positiva e ressaltou que “o Rio Grande do Norte está precisando de ajuda federal para sair da crise”. “Se vier ajuda para a agricultura e fruticultura, haverá geração de emprego e renda. O RN não vai sair da crise se não tiver ajuda federal”, declarou.

Ao público presente, a ministra da Agricultura ressaltou que o presidente da República, Jair Bolsonaro, solicitou a pastas que integram a estrutura do Governo Federal que projetem políticas voltadas à região Nordeste. Tereza Cristina definiu sua vinda a Mossoró como “uma visita de conhecimento da área”. Frisou que a proximidade com a realidade dos estados permite identificar os problemas enfrentados. “Quando se vem ao local, vê os problemas que as pessoas sentem na pele”, ponderou. Ao comentar sobre sua viagem pelo Nordeste, a ministra afirmou que iria “levar uma visão diferente” da região e assegurou aos produtores que será “a ministra do diálogo”. “Vocês terão no Ministério da Agricultura uma ministra do diálogo, do resultado”, disse.


ACONTECE . Janeiro 2019

| 27


28 | ACONTECE . Fevereiro 2019


ACONTECE . Fevereiro 2019

| 29


MOSSORÓ

Expectativa no setor de construção civil Presidente do Sinduscon/Mossoró diz acreditar na consecução de um resultado positivo este ano, na cidade

A

pesar de não divulgar uma projeção de crescimento para o setor de construção civil, o presidente do Sinduscon/ Mossoró (Sindicato da Indústria da Construção Civil de Mossoró),

30 |

ACONTECE . Fevereiro 2019

Sérgio Freire, diz acreditar na consecução de um resultado positivo este ano, na cidade. “O desempenho da construção civil depende de fatores, como a política econômica do Governo Federal e as di-

retrizes que serão definidas para o programa Minha Casa, Minha Vida”, explica. Sérgio Freire avalia que, até o final do primeiro semestre deste ano, o setor de construção civil em


deveremos ter alguns lançamentos neste primeiro semestre e outros no segundo”, diz o presidente do Sinduscon/Mossoró. “SAINDO DA UTI” Sérgio Freire afirma que o segmento da construção civil “saiu da UTI”, após atravessar período de arrefecimento de suas atividades, em razão da economia do país, que não favoreceu a expansão do setor nos anos de 2016 e 2017. “Foram anos de altos índices de desemprego e uma economia que não estimulou o crescimento da construção civil”, lembra. Para o presidente do Sinduscon/Mossoró, a crise política no país contribuiu para o travamento da economia. “Passadas as primeiras denúncias, ainda em 2017, o mercado começou a reagir positivamente. Com o surgimento de uma inflação mais baixa e juros também baixos, além da expectativa quanto a um novo governo na esfera federal, o ambiente de negócios para a construção civil tornou-se mais propício.”

Sérgio Freire acrescenta que, no ano passado, o setor de construção civil começou a reagir em Mossoró, tendo seu desempenho fortalecido pela manutenção do programa Minha Casa, Minha Vida e pelo desenvolvimento de obras públicas. “As obras públicas, aliás, podem ter incrementado a criação de postos de trabalho formais em Mossoró”, ressalva. Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) divulgados pela Prefeitura de Mossoró em janeiro deste ano mostram que o setor de construção civil em Mossoró encerrou 2018 com saldo positivo de 531 novos postos de trabalho. Foram registrados 3.299 admissões e 2.768 desligamentos de janeiro a dezembro do ano passado. O número representa um crescimento de 12,5% na empregabilidade do setor. CRESCIMENTO O crescimento do setor de construção civil também dependerá da política do Governo Federal para o programa Minha Casa, Minha Vida, segundo perspectiva Cedida

Mossoró já deverá ter alguns lançamentos. “Há várias empresas com projetos em andamento. Acredito que, já no final do primeiro semestre, devamos ter alguns lançamentos. São edifícios, deve vir Minha Casa, Minha Vida... A construção de imóveis avulsos dos condomínios horizontais integra um segmento em crescimento e terá continuidade. Mas, acredito que o segmento de condomínios verticais deverá se aquecer. Acredito que já teremos lançamentos desse segmento neste primeiro semestre. Nossa empresa [Sérgio Freire é proprietário de uma construtora], por exemplo, já está preparando um. Então, considerando todos os tipos de projeto,

Sérgio Freire, presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil de Mossoró ACONTECE . Fevereiro 2019

| 31


MOSSORÓ

do presidente do Sinduscon/Mossoró. Uma nova regra do programa, porém, já anima o segmento. “Anteriormente, as regras permitiam que pessoa física contratante de financiamento poderia ela mesma construir seu imóvel. Agora, é imperativo que a obra seja executada por pessoa jurídica”, explica. Essa nova regra, aponta Sérgio Freire, é benéfica às construtoras.

“As obras públicas, aliás, podem ter incrementado a criação de postos de trabalho formais em Mossoró” Sérgio Freire,

presidente do Sinduscon/Mossoró

32 |

ACONTECE . Fevereiro 2019

OS GOVERNOS E A ECONOMIA Sobre a atuação da nova gestão do Governo Federal, que sinaliza disposição para tornar a esfera econômica mais liberal, Sérgio Freire se diz convicto de que “o liberalismo é o caminho para o desenvolvimento”. “Não tenho dúvida de que o liberalismo é o caminho para o desenvolvimento. Acredito também ser importante a desburocratização para facilitar o trabalho de quem deseja investir e favorecer a circulação de renda. Defendo ainda a redução do tamanho do Estado”, declara. No que se refere à nova administração do Governo do RN, o presidente do Sinduscon/ Mossoró diz ainda não ter percebido um projeto estruturante para o estado. Pontua também que a nova gestão não sinalizou se reduzirá a dimensão do Estado e se implantará parcerias público-privadas. Sérgio Freire salienta, no entan-

to, uma movimentação positiva do governo Fátima Bezerra. “Tenho visto Fátima Bezerra se aproximar do segmento industrial”, diz o presidente do Sinduscon, destacando que nomes ligados ao setor industrial foram integrados à estrutura do Estado. Apesar de sua análise sobre a conjuntura estadual, Sérgio Freire afirma que ainda pode ser cedo para ponderar sobre a atuação do Governo do RN. “Ainda pode ser cedo para avaliar a atuação do governo Fátima Bezerra. Temos ainda que dar crédito, esperar os primeiros 100 dias da administração”, assinala. Sérgio Freire conclui, afirmando que o Rio Grande do Norte precisa de recursos para investimentos. “Nosso estado precisa de aplicação de recursos em investimentos, para que receitas sejam geradas e o RN possa superar a situação atual”, frisa.


‘Não pode ficar apenas no discurso’, diz diretor de construtora sobre proposta do Governo Federal para a economia Jorge do Rosário, diretor de uma construtora em Mossoró, defende que o Governo Federal “não pode ficar apenas no discurso” no que se refere a tornar a economia mais liberal. “Essa proposta [tornar a economia mais liberal] não pode ser apenas objeto de sinalizações do Governo; precisa ser colocada em prática”, declara. Para Jorge do Rosário, alguns fatores, como a aprovação de reformas, poderão contribuir para o crescimento do país. “Se o Governo Federal mantiver uma política econômica séria e conseguir aprovar as reformas, vamos sair dessa fase e seguir para o crescimento”, analisa. Sobre o município de Mossoró, o diretor de construtora afirma que “há muitos anos” a economia da cidade tem se deparado com a retração dos investimentos da Petrobras e que a expectativa no tocante à venda de campos maduros de petróleo para a iniciativa privada ainda não se confirmou. “Se não tiver investimentos, não há geração de empregos”, salienta, ao também mencionar que a estiagem é outro fator que colaborou para o declínio da economia potiguar. Em análise sobre o Rio Grande do Norte, Jorge do Rosário pontua que alguns entraves retardam investimentos no estado. “A demora na análise de projetos e dificuldades para garantia de abastecimento de água nos locais com propostas de construção de empreendimentos são problemas que atrasam investimentos no

Marcelo Bento

Jorge do Rosário, diretor de construtora em Mossoró, diz que alguns fatores, como a aprovação de reformas, poderão contribuir para o crescimento do país estado”, destaca. Considerando o contexto nacional, o diretor de construtora ressalva que os impostos também obstruem o ambiente de negócios. Jorge do Rosário também comenta sobre a atuação da governadora do RN, Fátima Bezerra, no âmbito econômico. O diretor de construtora avalia que a chefe do Executivo Estadual “tem se movimentado e se comunicado bem” e ressalta que ela tem procurado os empresários e a Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte (FIERN). “É um bom começo”, pondera. EXPANSÃO O programa Minha Casa, Minha Vida e investimentos em

obras públicas podem impulsionar o setor de construção civil, afirma Jorge do Rosário. Sobre sua construtora, Jorge do Rosário pontua que em 2018, a empresa cresceu entre 5% e 10%, portanto na contramão dos resultados do setor. No tocante à implementação de projetos pela sua construtora, o diretor salienta que, no final do ano passado, a empresa lançou um loteamento do Minha Casa, Minha Vida e também menciona os trabalhos já previstos para 2019. “Para este ano, já temos em vista um condomínio com 72 apartamentos, com previsão de lançamento para o mês de abril. Em julho, mais um projeto: um condomínio residencial”, finaliza. ACONTECE . Fevereiro 2019

|33


SÉRIE ESPECIAL

PROJETOS PARA O RN:

o que propõe a nova gestão da Sesap? Na segunda reportagem da série especial “Projetos para o RN”, o novo titular da Secretaria de Estado da Saúde Pública (SESAP), Cipriano Maia, avalia deficiências e ressalta propostas para aperfeiçoar a atuação da pasta 34

|

ACONTECE . Fevereiro 2019


F

ortalecer o sistema de saúde para assegurar melhor assistência à população é o desafio da nova administração do Governo do RN. O titular da Secretaria de Estado da Saúde Pública (SESAP), Cipriano Maia, afirma que “o problema mais visível” hoje no sistema estadual de saúde se manifesta na dificuldade em atender de modo oportuno às demandas da população por atenção à saúde, que se reflete na superlotação dos hospitais e nas filas de espera por exames e cirurgias. Mas, os problemas vão além. O secretário de Estado da Saúde frisa que as limitações das ações de vigilância em Saúde no controle de doenças evitáveis, a pouca prioridade à qualificação da atenção primária, “que apresenta baixa resolutividade”, e a quase ausência de programas de promoção à saúde completam o rol dos problemas que mais afetam a eficiência do sistema estadual. “Contudo, esses problemas são decorrentes do subfinanciamento e da baixa capacidade de gestão da Sesap em conduzir o sistema e coordenar o processo de regionalização e as redes de atenção em cada região. Baixa capacidade resultante de uma inércia institucional marcada pelo clientelismo, pela permeabilidade a interesses corporativos privados e pela descontinuidade das gestões, o que compromete o desempenho do sistema”, diz. Questionado sobre quais seriam os caminhos para a superação dos problemas que, segundo ele, comprometem a eficiência do sistema estadual de saúde, Cipriano Maia salienta a importância de reposicionar a Sesap como condutora da política estadual de saúde e coordenadora do sistema, “implementando a profissionalização da gestão das ações e serviços”. O titular da

Sesap também defende a priorização da regionalização do SUS, com a implementação das redes de atenção resolutivas em cada região de saúde, mediante a instituição de consórcios públicos, interfederativos, como instrumentos para qualificar a gestão dos serviços. E aponta ainda o fortalecimento da parceria com os Municípios e instituições de educação superior, com vistas à qualificação da gestão e das ações de saúde, como mais uma medida que pode ajudar o Governo do Estado a reverter a atual realidade da área da saúde.

PRINCIPAIS METAS Responsável pela pasta da Saúde desde janeiro deste ano, Cipriano assinala as principais metas de sua administração, entre as quais está qualificar a gestão do sistema e dos serviços sob gerência da secretaria. “[Também pretendo] fortalecer a integração do sistema e consolidar o funcionamento das redes de atenção à saúde em cada região. Implantar programa de qualificação da Atenção Primária, em apoio aos Municípios, e programa de qualificação da atenção especializada, tanto no ACONTECE . Fevereiro 2019

|35


SÉRIE ESPECIAL Sesap

“[...] a atenção ofertada não se mostra oportuna e não responde às demandas dos usuários e o cuidado e a atenção, em muitas situações, não têm primado pela humanização.” Cipriano Maia,

secretário de Estado da Saúde Pública

âmbito ambulatorial, com a implantação de policlínicas regionais, como no âmbito hospitalar, implantando ações de gestão do cuidado com qualificação das práticas, humanização e foco na segurança do paciente”, enfatiza. O fortalecimento do processo de regulação assistencial, com a implantação dos complexos reguladores em cada região, e o aprimoramento das ações de vigilância em saúde também são mencionados por Cipriano como metas de sua gestão. “[Também pretendo trabalhar pela] implementação de um programa intersetorial de promoção à saúde que mobilize a população para práticas de vida saudáveis e atitudes de prevenção em relação aos riscos à saúde. Tudo isso, assentado na participação social, democratização da gestão e valorização dos trabalhadores do SUS”, completa. RECLAMAÇÕES Indagado pela reportagem sobre por que a Saúde Pública é objeto de tantas reclamações por parte da população, o titular da Sesap é enfático: “Porque

36 |

ACONTECE . Fevereiro 2019

Cipriano Maia, titular da Sesap, afirma que faltam recursos para a saúde pública a atenção ofertada não se mostra oportuna e não responde às demandas dos usuários e o cuidado e a atenção, em muitas situações, não têm primado pela humanização. O SUS tem produzido inúmeras iniciativas de qualificação das práticas e dos profissionais, mas a descontinuidade das iniciativas e a permeabilidade a interesses privados e clientelistas têm dificultado a consolidação de práticas e processos de gestão mais eficazes e efetivos.” Faltam recursos para a saúde pública? Cipriano Maia afirma que sim, mas identifica também a necessidade de uma melhor gestão. “Faltam recursos e uma melhor gestão, mais profissionalizada e qualificada. E a continuidade das ações de qualificação já produzidas pelo SUS [Sistema Único de Saúde], com educação permanente dos profissionais e

aumento da capacidade de coordenação das redes e das ações nos territórios para que as pessoas, mais próximas dos locais em que residem, tenham acesso a serviços de qualidade”, frisa.

“[Também pretendo] fortalecer a integração do sistema e consolidar o funcionamento das redes de atenção à saúde em cada região.” Cipriano Maia,

secretário de Estado da Saúde Pública


ACONTECE . Fevereiro 2019

|37


LEGISLATIVO FEDERAL Assessoria/Deputado Eliéser Girão

‘Nosso trabalho em favor do RN será pautado apoiando o governo Bolsonaro’ Eleito para a Câmara dos Deputados no pleito do ano passado, general Eliéser Girão (PSL) destaca suas propostas para diversas áreas, como segurança, saúde e infraestrutura

Nosso trabalho em favor do Rio Grande do Norte será pautado apoiando o governo Bolsonaro em todas as medidas já anunciadas por ele e que já estão sendo colocadas em prática.” A afirmação é do deputado federal general Eliéser Girão, eleito pelo Rio Grande do Norte em outubro do ano passado e membro do Partido Social Liberal (PSL), mesma legenda do presidente da República, Jair Bolsonaro. Concorrendo pela primeira vez

38 |

ACONTECE . Fevereiro 2019

a um cargo eletivo, o general Girão recebeu 81.640 votos no pleito do ano passado. Anteriormente, o agora deputado federal já havia sido secretário de Segurança Pública e posteriormente secretário de Justiça e Cidadania do Estado de Roraima, secretário de Segurança Pública e da Defesa Social do Rio Grande do Norte e, de 2016 a março de 2018, titular da Secretaria Municipal de Segurança Pública, Defesa Civil, Mobilidade Urbana e

Trânsito de Mossoró. “Comecei minha trajetória política agora num apoio à eleição de Bolsonaro e, depois, por uma solicitação dele, resolvemos concorrer ao cargo de deputado federal para apoiar as ações do governo na Câmara. Não quero ser um político profissional; quero ser um profissional na política. Acho que isso é uma coisa que precisa ser mudada no Brasil. Temos que ser um país com profissionais fazendo política


e não com políticos profissionais. Essa é uma realidade que espero que a gente consiga mudar em breve. No entanto, não vai ser em apenas uma eleição e uma legislatura que vamos ter condições de mudar”, diz. No tocante a propostas em favor do Rio Grande do Norte e do país, o deputado se volta para diversas áreas, como educação, saúde e infraestrutura. Para a educação, Eliéser Girão propõe a implantação de escolas militares no Rio Grande do Norte e sugere a contratação de policiais militares da reserva, para que integrem o corpo docente das unidades de ensino do estado, promovendo um controle de disciplina. No que se refere à área da saúde, o deputado defende que o Estado se espelhe em experiências exitosas. “Minha proposta é que haja um reforço e mudança no que concerne à área da saúde, também procurando trazer experiências exitosas que já permitem a existência de hospitais de excelência nas Forças Armadas. Minha ideia é que, a partir dessas experiências exitosas, possamos elaborar um planejamento semelhante para as ações de saúde aqui no estado”, diz.

“O Rio Grande do Norte possui 470 quilômetros de litoral e poderíamos tranquilamente extrair água salgada e transformá-la em água doce [...]” Eliéser Girão,

deputado federal

INFRAESTRUTURA E OUTRAS ÁREAS O general Eliéser Girão ressalta que já apresentou extraoficialmente, na Secretaria Nacional dos Transportes, sugestão para que o RN disponha de rede ferroviária. “Para que possamos ter estrada de ferro funcionando aqui no estado”, frisa. O deputado salienta ainda a importância de “trazer água para o Rio Grande do Norte”. Ele afirma ter ingressado em uma discussão no Ministério da Ciência e Tecnologia e do Desenvolvimento Regional, para que possa ser efetivada “a busca pela implantação da usina de dessalinização de água do mar”. “O Rio Grande do Norte possui 470 quilômetros de litoral, e poderíamos tranquilamente extrair água salgada e transformá-la em água doce, para que a população possa usar tanto para consumo quanto para irrigação”, assinala. Entre as propostas do parlamentar está também o incentivo aos setores de produção de energias eólica e solar. “Nós temos energia, então [precisamos] incentivar os setores de produção de energias eólica e solar, fazendo que essas energias que temos em abundância possam trazer uma ampla independência ao Rio Grande do Norte, que está falido. Hoje, o nosso RN é, infelizmente, um estado falido. A gente precisa mudar essa realidade”, declara. SEGURANÇA Para a área de segurança, Eliéser Girão propõe ações voltadas a mudanças na legislação, com o objetivo de “acabar com a impunidade existente, tão danosa” ao país. O deputado afirma que as ações do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, terão seu apoio legislativo para mudanças na lei. “Principalmente acabando, talvez, agora, num acordo com o Ministério da Justiça e o Conselho Nacional de Justiça, com as

audiências de custódia, que é um dos males maiores criados dentro da nossa sociedade. O bandido é preso e, logo depois, solto para responder em liberdade. Precisamos acabar com a impunidade, bem como com o foro privilegiado. Então, são várias ações ao longo do nosso mandato”, destaca. MAIS PROPOSTAS A aprovação da Reforma Política também é objetivo do general Eliéser Girão. O deputado vai atuar para que a Reforma Política seja aprovada no Congresso Nacional e para que esta inclua a redução dos partidos políticos e do número de parlamentares por Estado, menciona um arquivo com uma série de propostas encaminhado pela assessoria de imprensa de Eliéser Girão à reportagem da revista ACONTECE. A alteração da Lei da Ficha Limpa “com a adoção de critérios baseados na proposta popular de que basta a condenação em segunda instância para que o cidadão seja considerado inelegível” também é outra proposta constante nas informações encaminhadas pela assessoria de imprensa de Eliéser Girão, assim como a garantia de atuação do deputado para que a Reforma da Previdência seja aprovada. CRISE NO RN Questionado sobre o que faltaria para o Rio Grande do Norte superar a realidade atual — grave situação fiscal, atrasos salariais, etc. —, o deputado Eliéser Girão enfatiza a importância de se combater a impunidade. “Em relação ao que pode faltar para o Rio Grande do Norte sair da situação atual, primeiro temos que combater a impunidade de governantes que saíram e deixaram esse rombo estrondoso nas finanças do Estado. Esse é um papel que a governadora terá que fazer sua parte. A Justiça tem que fazer sua parte também, apurando essa grande irresponACONTECE . Fevereiro 2019

|39


LEGISLATIVO FEDERAL

sabilidade administrativa”, diz. O parlamentar afirma ainda que o RN precisa de ajuda federal. “O RN precisa de ajuda federal, porque do jeito que está, com R$ 4,6 bilhões de déficit, ninguém vai ter como fazer essa gestão [governo Fátima Bezerra] acontecer. Então, uma correção de rumo precisa ser efetivada. Claro que tem que fazer o dever de casa, mas acima de tudo tem que conseguir apoio externo, tem que conseguir apoio federal.” Para Eliéser Girão, o Rio Grande do Norte é “um estado que não tem que solicitar esmola”. Ele argumenta que o RN é um estado com muitas riquezas e defende a importância de fazer que a produção dessa riqueza possa chegar aos cofres públicos, “não por meio de aumento de impostos, mas mediante cortes de despesas e aumento da arrecadação em razão do aumento da geração dessas riquezas”. O deputado sustenta ainda que tal riqueza precisa circular no estado, “tem que ser exportada”. “Se melhorar a infraestrutura, vai melhorar a exportação. O Rio Grande do Norte precisa fazer isso, senão não tem como conseguir compensar em um, dois, três, quatro, cinco, seis anos esse déficit estrondoso que foi deixado para nós”, frisa.

“O RN precisa de ajuda federal, porque do jeito que está, com R$ 4,6 bilhões de déficit, ninguém vai ter como fazer essa gestão [governo Fátima Bezerra] acontecer” Eliéser Girão,

deputado federal

40 |

ACONTECE . Fevereiro 2019

Assessoria/Deputado Eliéser Girão

Eliéser Girão recebeu 81.640 votos nas eleições do ano passado Questionado pela reportagem, Eliéser Girão também falou sobre se o PSL trabalhará com o Governo do RN — que é comandado pelo Partido dos Trabalhadores (PT) — em benefício do estado. “Em benefício do RN, sim. Já estamos fazendo a parte que nos cabe, tanto quanto ao trabalho legislativo quanto ao trabalho fiscalizador”, respondeu. TRAJETÓRIA Eliéser Girão nasceu em Fortaleza (CE), em 8 de maio de 1955. Ingressou no Exército Brasileiro em fevereiro de 1973, quando iniciou sua ampla trajetória como militar. Ao passar para a Reserva, a pedido, em 31 de março de 2009, assumiu a Secretaria de Segurança Pública do Estado de Roraima, tendo permanecido até fevereiro de 2012. No mesmo Estado, ainda em 2012, assumiu a Secretaria

de Justiça e Cidadania, tendo sido também o presidente do Conselho Estadual de Políticas sobre Drogas. Até julho de 2013, foi idealizador e executor de campanhas de prevenção ao uso de drogas. Em março de 2014, Eliéser foi convidado para assumir a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Rio Grande do Norte. O general Girão também foi presidente do Conselho Estadual de Enfrentamento às Drogas do Estado do Rio Grande do Norte. Em janeiro de 2016, Eliéser Girão assumiu uma nova atribuição: a titularidade da Secretaria Municipal de Segurança Pública, Defesa Civil, Mobilidade Urbana e Trânsito de Mossoró. Permaneceu no comando da pasta até março de 2018. Atualmente, o general Girão é deputado federal e vice-presidente do Partido Social Liberal (PSL) no Rio Grande do Norte.


ACONTECE . Fevereiro 2019

| 41


FESTAS

no Rio Grande do Norte Programações das cidades de Natal, Apodi, Areia Branca, Almino Afonso, Caicó e Upanema são algumas das opções no estado para quem gosta de aproveitar as festas desse período

42 |

ACONTECE . Fevereiro 2019


C

idades do Rio Grande do Norte se preparam para o período de carnaval. Na capital e interior do estado, há programação garantida para quem gosta das festas desse período do ano. As programações dos municípios de Natal, Apodi, Areia Branca, Almino Afonso, Caicó e Upanema são algumas das opções. O carnaval de Natal chega com uma programação diversificada, contemplando as quatro regiões da cidade. Subirão aos palcos montados em seis polos (Ribeira, Ponta Negra, Petrópolis, Redinha, Centro Histórico e Zona Oeste) artistas locais e nacionais. Entre as atrações, Roberta Sá, Alexandre Pires, Margareth Menezes, Antônio de Pádua, Paralamas do Sucesso, Titãs, Monobloco, Ricardo Chaves, Casuarina, Banda Grafith, Sidney Magal, Cavaleiros do Forró, Capilé, Circuito Musical e Carlinhos Brown, que fará a abertura oficial da folia na quinta-feira (28/02), no tradicional Baile de Máscaras do Atheneu. AREIA BRANCA No município de Areia Branca, na região Oeste do Rio Grande do Norte, a Prefeitura também preparou atrações para o carnaval deste ano. A folia começa na sexta-feira (01/03). Serão atrações desse primeiro dia o cantor Muny Santos e a banda Primazia. No sábado (2), vão se apresentar várias atrações, entre as quais a banda Grafith e o cantor André Luvi. No domingo (3), será dia do grupo Pagode Koisa Nossa, banda Cavalo de Aço, Caca e Banda Abre Alas, Oz Piraz e Lieberth Rodrigues e Banda. A programação musical terá prosseguimento na segunda-feira (4), com a Orquestra Frevança, Orquestra Supapo Musical, Banda Som da Ilha, Renata Falcão e Wander Souza. No dia seguinte, se apresentarão a banda Bakulejo, Sergynho, Rony Mega e banda,

Aline e Dayvid e banda, e Orquestra Frevança. Já na quarta-feira (5), na praia de Ponta do Mel, acontecerá o Mela Mel.

com apresentação da banda Som e Balanço (arrastão com trio elétrico) às 18h e da banda Axé Rios (arrastão com trio elétrico) às 21h30.

APODI Na cidade de Apodi, também no Oeste potiguar, a programação começa na sexta-feira (1°), com o esquenta dos blocos na Praça da Folia e apresentação do cantor Dário Villa e da banda Forró dos 3. No sábado (2), será dia de arrastão de carnaval com o cantor Dan Ventura. No palco do carnaval da cidade se apresentarão as bandas Farra de Playboy e Grafith. No domingo (3), o arrastão de carnaval fica por conta do cantor André Luví. No palco, a festa será embalada pelo cantor Danilo Nickson e pelos grupos Furacão Love e Som e Balanço. E o carnaval continua na segunda-feira (4). Aline e Dayvid estarão à frente do arrastão de carnaval e no palco se apresentará Dário Villa e, na sequência, Gabriel Diniz. Na terça-feira (5), novamente haverá arrastão de carnaval. Mas, a festa irá além. Danilo Nickson, Tuca Fernandes e Dan Ventura se apresentarão no palco do carnaval do município.

ALMINO AFONSO Ainda sobre o Oeste potiguar, a Secretaria de Cultura da cidade de Almino Afonso informou à reportagem, no último dia 15 de fevereiro, que o Município buscava patrocinadores para a realização de festas de carnaval. A programação já estava definida, mas sujeita a alterações. As atrações previstas eram o cantor Evaniel, banda Arrocharme e Swing Bom no dia 2 de março; Felipe Mayku, Forró dos Três e Forró Danado, no dia 3; Flor Mania e Orquestra de Frevo, Mozão e Flávio Pisada Quente, no dia 4; e, no dia seguinte, Flor Mania, Forró da Mídia e João Neto Pegadão. As atrações musicais se apresentarão na Praça Aurino Carlos, no centro da cidade. As festas serão abertas ao público.

UPANEMA Em Upanema, também na região Oeste do RN, a programação de carnaval se inicia no sábado (2). Às 18h, se apresentará a banda Axé Rios (arrastão com trio elétrico) e, às 21h30, Roberto Cantor e a Banda Meus Amores (arrastão com trio elétrico). No domingo (3), às 18h, será a vez de Municipal Santos (arrastão com trio elétrico) e, às 21h30, Caddu Rodrigues (arrastão com trio elétrico). Na segunda-feira (4), se apresentará, às 18h, o cantor Ricardo Chaves (arrastão com trio elétrico) e, às 21h30, a banda Bakulejo (arrastão com trio elétrico). A programação se encerra na terça-feira (5),

CAICÓ Muita folia e festa garantidas em Caicó, município potiguar da região Seridó. Para este ano, está confirmada a presença de quatro blocos no Corredor da Folia: Bloco da Furiosa, Ala Ursa do Poço de Sant’Ana (Magão), Treme-Treme e Canguru. Cada bloco conta com estrutura de trios elétricos e haverá grande interação com os foliões, das 17h às 2h da madrugada. Segundo a Prefeitura de Caicó, as agremiações recebem os recursos para investimento no carnaval, por meio de emendas impositivas destinadas pelos vereadores da cidade. “O detalhe é que, em emendas impositivas, o Poder Executivo é obrigado a repassar os recursos”, esclarece o Município. PROGRAMAÇÃO O carnaval de Caicó dispõe tanto de programação desenvolvida ACONTECE . Fevereiro 2019

|43


FESTAS

com apoio de recursos públicos quanto de festas promovidas por iniciativas particulares. Uma novidade do carnaval da cidade neste ano é a realização do Frevo do Meio-Dia, puxado pela “Orquestra Furiosa”. O evento será realizado no sábado (2), com o “Bloco da Furiosa” puxando os foliões pelo centro de Caicó. Para Bruno Santos, coordenador do “Bloco da Furiosa”, o carnaval de Caicó precisa estar sempre

se reinventando e trazendo novas atrações de entretenimento para quem gosta das festas desse período do ano. “A nossa estrutura conta com uma trivela, com qualidade sonora para fazer uma festa grande pelas ruas da cidade”, declarou. O bloco “Ala Ursa do Poço de Sant’Ana” (Magão) arrasta uma multidão de foliões. Já o bloco Treme-Treme a cada ano vem consolidando o crescimento no carnaval de rua de Caicó. Ao som do axé e

do forró elétrico, o Treme-Treme é considerado atualmente uma referência no carnaval da cidade. Para este ano, o bloco mais uma vez vai trazer boas atrações para animar os foliões ao longo do percurso no corredor da folia. A concentração do Treme-Treme acontece às 20h, em frente ao Centro Administrativo, na Av. Cel. Martiniano. Sobre a programação de bandas, a diretoria do bloco já definiu que reunirá atrações locais

PRETENDE IR PARA O CARNAVAL DE AREIA BRANCA?

PRETENDE IR PARA O CARNAVAL DE APODI?

Confira opções de hotéis e pousadas Areia Branca Apart Hotel Pousada O Mestre Pousada O Farol Hotel Costa Atlântico

Confira opções de hotéis e pousadas Hotel Lagedo Hotel Chapadão Hotel Apodi Hotel Passeio

Confira opções de restaurantes e lanchonetes Cais do Shopp Bar e petiscaria Johelber’s bar e petiscaria Doceria Sucriê Restaurante Sol e Mar Restaurante O Chambaril Fartot lá carte Restaurante Altas horas

Confira opções de restaurantes e lanchonetes Espeto de ouro AABB Churrascaria do Boi Buteco Kurrupius Rei Davi Palheiros

44 |

ACONTECE . Fevereiro 2019


e de nível estadual, garantindo a animação dos foliões. A programação do bloco Treme-Treme prevê realização de seis arrastões de carnaval. O bloco Canguru também é outra atração do carnaval de Caicó. Com uma grande estrutura de trio elétrico, o Canguru definiu a programação para o carnaval de 2019. Com concentração, todos os dias, em frente ao Centro Administrativo da cidade, o bloco iniciará sua

programação na sexta-feira (1°), com o grupo Capilé. Na sequência, Douglas Pegador, no dia 2; Banda Bakulejo, dia 3; Giullian Monte, dia 4; e Fofo Chicleteiro, dia 5. A “Troça da Serpente” é um dos destaques no sábado de carnaval (2) em Caicó. Com participação de uma orquestra de frevo, a Troça da Serpente sai da Casa de Pedra, nas imediações do Poço de Sant’Ana, e percorre as ruas da cidade ao som de marchinhas antigas.

A cidade de Caicó também apresentará neste ano shows contratados pela iniciativa privada. Esses shows serão realizados na Arena Marizão. No domingo (3), se apresentarão Xand Avião, Gabriel Diniz e Wallas Arrais. Na segunda-feira (4), a Arena Marizão receberá os shows de Wesley Safadão, Saia Rodada e Solange Almeida. A participação nesses shows depende da compra e disponibilidade de ingressos.

PRETENDE IR PARA O CARNAVAL DE UPANEMA? Requinte Sushi Rei da Peixada Sabor Nordeste Churrascaria do Bom Churrascaria Espaço Gaúcho Rei do Lanche Cantinho do Açaí Pizzaria Rei Davi Pizzaria a Favorita Lagoa Gourmet Pizzaria Lamparina Conveniência e Pizzaria Pôr do Sol Rainha do Lanche

Confira opções de hotéis e pousadas Pousada Lavínia Pousada o Alpendre Hotel Central Pousada da Rita Confira opções de restaurantes e lanchonetes Restaurante Sabores da Serra Churrascaria do Nil Churrascaria do Valdete

ACONTECE . Fevereiro 2019

|45


FACULDADE CATÓLICA DO RN

Em uma noite linda e cheia de homenagens, a Faculdade Diocesana de Mossoró tornou-se a Faculdade Católica do Rio Grande do Norte e, na ocasião, na noite da segunda-feira, 11 de fevereiro, foi inaugurada a Biblioteca Dom Mariano Manzana. O evento contou com autoridades, políticos, imprensa e sociedade mossoroense, prestigiando esse grande evento para a cultura do estado. Confira o registro fotográfico dessa noite por Célio Duarte. Célio Duarte.

Célio Duarte.

COLUNA

Mario Filho Digital influencer Fashion blogger Personal stylist Fashion consultor

O anfitrião e diretor geral da FC, padre Charles Lamartine, abençoa a nova Biblioteca Dom Mariano Manzana. Célio Duarte.

O apresentador do Espaço Imobiliário, Tuca Viegas, ao lado da esposa, a blogger Kaddja Nascimento.

46 |

ACONTECE . Fevereiro 2019

D. Lizete Andrade no abraço com o padre Charles Lamartine. Célio Duarte.

Bárbara Tavares, ao lado do esposo Santiago. Gravidíssimos!


Célio Duarte.

O bispo dom Mariano Manzana recebendo cópia da placa de homenagem das mãos da prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini, do padre Charles Lamartine e da irmã Zelândia.

Célio Duarte.

Eveline Soares, Fernandes Elias e Fernanda Lopes. Finos!

Célio Duarte.

O secretário de Cultura do Município, Eduardo Falcão, ao lado de Tereza Cristina e Rodolfo Nolasco.

Célio Duarte.

Lizana Lima e Karenine Fernandes abraçando a arquiteta Wanderlânia Lima, responsável pelo projeto da Faculdade Católica do RN. Célio Duarte.

A prefeita Rosalba Ciarlini, ao lado da vice-prefeita Nayara Gadelha.

Célio Duarte.

Padre Charles Lamartine, ao lado do casal Francinete Reis/Edmar. ACONTECE . Fevereiro 2019

|47


Cedida

ARTE MARCIAL

Twitter: @kareninefernand Instagran: @kareninefernandes Facebook: Karenine Fernandes Site: www.kareninefernandes.com

COLUNA

Karenine Fernandes

O professor Gildo Bento treina desde 2002 na cidade de São Paulo (SP). É faixa-preta no estilo garra de águia e boxe chinês pela Liga Garra de Águia. Filiado à Confederação Brasileira de Artes Marciais Chinesa, vem há 5 anos trabalhando com o kung fu em Mossoró, onde teve resultados positivos. Hoje, além das duas modalidades citadas, o professor dá aulas de tai chi também e, aos poucos, vem implantando essa incrível arte marcial que proporciona diversos benefícios à saúde física e mental. Gildo Bento tem participado de várias competições, nas quais tem obtido êxito nos resultados por último, e muito importante foi o 3° ligar no Campeonato Sul-Americano de Kung Fu, tendo trazido para a nossa cidade títulos importantes. Ele vai longe. Eu aposto! Cedida

Destaque internacional. Nas pontas dos pés, a bailarina Sophia Lins ganha medalha de prata em Livorno, na Itália, no Balé Clássico. Aplausos!

NA PONTA DOS PÉS

Aos 11 anos, a bailarina mossoroense Sophia Lins foi convidada para apresentação de balé clássico em Livorno, na Itália, e no Teatro Goldoni Livorno, a pequena mossoroense mostrou, no último dia 17 de fevereiro, que domina as suas sapatilhas de ponta e ficou em 2° lugar no festival internacional, competiu com 16 países e foi aplaudida de pé pelos seus pais, os médicos mossoroenses dra. Sheyla Milena e dr. Luiz Henrique, e pelo irmão caçula. Após essa conquista inédita e linda, a bela bailarina e toda a família seguiram roteiro Pisa, Roma, Lucca, Lisboa e dias pelos EUA. Sophia é aluna da então também bailarina Mayra Rolim da Biofit. Cedida

O professor Gildo Bento em destaque na prática do tai chi em Mossoró. Claudio Roberto

Festejando o primeiro aninho de Anne Luyze, a madrinha Suely França e a mamãe Fabíola

48 |

ACONTECE . Fevereiro 2019

Estiloso, cheio de ideias, arte no sangue e esculturas pelo mundo com sua assinatura Demetrius Coelho.


Célio Duarte

Célio Duarte

* A gastronomia de Mossoró tem evoluído, os chefs têm mostrado que fazem diferença; falta apenas os que investem no ramo da gastronomia entender a máxima “ado, ado, cada um no seu quadrado” e não querer dar seu toque sem saber!

Uma salva de palmas para eles: irmã Zelândia, dom Mariano (homenageado da noite FCRN) e nossa prefeita Rosalba Célio Duarte

Muito bem-querer em uma foto só: Zélia, padre Sátiro e Sônia na noite iluminada da Biblioteca Dom Mariano Manzana Célio Duarte

O bispo diocesano dom Mariano Manzana e a Miss Diocesano a professora Erika Benjamim. Linda por todos os ângulos. Célio Duarte

Padre Charles Lamartine e o querido Ricardo Lopes pelas lentes de Célio Duarte

Poeta Antônio Francisco e o casal querido Vera/Bastos e toda energia positiva Célio Duarte

Educadores e educação que corre nas veias... Ana Lúcia e Charles Lamartine fazendo a evolução no mundo educacional do RN Célio Duarte

Padre Flávio Augusto, padre Demetrius e a querida dra. Íris Menezes Célio Duarte

Casal lindo e querido Fernanda Lucena/Tallys Pimenta, nomes que fazem a FCRN.

* Apaixonada pelas aulas de ioga na CORE com o professor Raimundo Luz, que anuncia uma imersão para o período de 24 a 26 de maio na cidade de Martins, na Pousada Rancho da Serra, com direito a refeição, hospedagem e muitas atividades. Eu vou! * Uma noite de segunda-feira e a Faculdade Católica do RN mostrou sua força, seu prestígio, reunindo um público e tanto para a inauguração da Biblioteca Dom Mariano Manzana. Organização top e sempre surpreendente da Master Produções e Eventos. * Um giro pelo interior... Dizem que a Faculdade de Arquitetura de Pau dos Ferros é de excelência. Eita, Tibau velha de guerra, tomada por assaltos e lixo! Que lagoa linda de Apodi. Queria fazer meu pedido ao prefeito Alan Silveira para dar uma atenção maior. * Estou aqui pensando e me perguntado... Quem será que dá as dicas de roupa à senhora governadora? Quem é EX (deputado, senador, vereador...), tem que ser chamado a compor dispositivo? Será que a ala masculina não sabe mesmo que as calças precisam de ajustes na barra? * Tenho amargado feio com assistência técnica da Apple. Um Iphone X zerinho, muitos problemas, dores de cabeça, aborrecimento e ter de aguentar mesmo, afinal ficar sem resolver e brigar na Justiça é pior ainda. * Se no mundo existissem mais pessoas como: Nayara Gadelha (linda, jovem, educada e humilde), o jornalista Saulo Vale, a professora Karidja Kalliany, Guadalupe Melo, dr. Joel Souza, Rúbia Rolim, Xavier da Freitas Varejo. * A marca ANDA de calçados vem para Mossoró com outras marcas top por Lorena Ciarlini; Adna Canário traz a sensacionally para a Nova Betânia; a VEXX vem com novidades de marcas para suas araras... A clínica de dr. Carol Fernandes na Duodécimo Rosado está quase pronta.

ACONTECE . Fevereiro 2019

|49


INTERLIGADOS SUNSET

Sucesso. Essa é a palavra que define a festa Interligados Sunset, promovida por este colunista/blogger no dia 9 de fevereiro, nos salões da AABB de Pau dos Ferros, em comemoração aos nossos 15 anos de colunismo social (jornais “Resenha do Alto Oeste” e “O Mossoroense”), 12 anos do blog www.clistenescarlos.com.br e também para lançar a nossa coluna nas páginas da revista ACONTECE. O evento, que reuniu a imprensa, parceiros, patrocinadores, convidados, familiares e amigos, foi animado pela dupla Gustavo Almeida & Anderson Lima da Frequência 2 e pelo cantor Davson Davis & Forró Danado.

Clístenes Carlos

50 |

Instagram: @ClistenesCarlos | @Interligados_RN Facebook: Clístenes Carlos E-mail: blogclistenescarlos@gmail.com Site: www.clistenescarlos.com.br

COLUNA

Alto Oeste

ACONTECE . Fevereiro 2019

PATROCINADORES

OBRIGADO

Meu muito obrigado, de coração, a todos que acreditaram no projeto da nossa festa Interligados Sunset e que nos deram total apoio, em especial aos patrocinadores e parceiros: revista ACONTECE, Juvenal Contabilidade, Avante Comunicação, UnP, Líder Viagens e Turismo, InovaCell, Farmafórmula Pau dos Ferros, Rio Grande Supermercados, Bombeer Pub, A Graciosa, Siasp - Tecnologia para Gestão, Água na Boca Pizzaria & Restaurante, Avanty Construções, Clinótica, 2G Produções e Eventos, Bazar Alternativo, Pousada e Mirante Recanto Alto da Serra, Labol - Laboratório, RS Óptica, Leila Sabino Estética e Beleza, Michel Platini – cirurgião-dentista, Lidianne Lingerie, Karollyne Ponsiano Fisioterapia, Maycon Douglas - Ortodontia e Estética, Ortho Max - Clínica Dental, Nicinha Morais - Center Beleza, Laura Maria - fisioterapeuta dermato-funcional, Deyvid Alves - Terapia & Coaching, JR Promotora, Clínica Reabilitare - fisioterapeuta Oséas Rodrigo, Art Madeira, Najara Batalha - fonoaudióloga, PJ Sistema de Segurança, Migna Freitas - arquitetura, Nutri Line Suplementos, Esmalteria Pintei Amei, dr. Alex Soares neurologista, Chega Mais Beach Barraca e Restaurante, Técnico Plantas, Mossoró Bronze, Pousada Rancho da Serra, Sinhá Maria Tapioca, SmartCell, MN Imóveis, Gelatos Mix, Armando a festa, Loukos por Açaí, Cores Comunicação Visual, Way Store, Kécio Rêgo Contabilidade, Mahogany, Fuxico Propaganda, Bruno Anastácio - prefeito de Rafael Fernandes, Olga Martins - prefeita de Martins, Bernadete Rêgo - prefeita de Riacho da Cruz, Adolfo Silveira - prefeito de Francisco Dantas, dr. Jean Carlos - advogado, dr. Chiquinho Lobo - advogado.

Obrigado a todos que de forma direta e indireta contribuíram para o sucesso da nossa festa Interligados Sunset e em especial a todos aqueles que marcaram presença e deram mais brilho ao nosso evento, pois foi bastante gratificante receber e abraçar cada um de vocês. Não vou citar nomes, pois posso correr o risco de me esquecer de alguém. Mas, sem vocês, a festa não teria sido esse sucesso todo. IMPRENSA

Meus sinceros agradecimentos a todos os colegas da imprensa, aos colunistas, aos blogueiros, apresentadores, digitais influencers, jornalistas, radialistas e a todos que divulgaram muito e contribuíram bastante para o sucesso da nossa Interligados Sunset. Cordialmente.


ACONTECE . Fevereiro 2019

| 51


52 | ACONTECE . Fevereiro 2019


ACONTECE . Fevereiro 2019

| 53


54 |

ACONTECE . Fevereiro 2019


TUDOLUGAR

EM UM SÓ

GANHE

10% DESCONTO

NAS COMPRAS À VISTA PELO WHATSAPP

Impressão offset

ALTA PRODUTIVIDADE

Q UALIDADE T ECNOLOGIA P RODUTIVIDADE P ONTUALIDADE

Com experiência há mais de 25 anos no mercado, equipamentos de úl ma geração e profissionais capacitados. A GRÁFICA FERNANDES buscando sempre o melhor para seus clientes, trás para você tudo o que há de mais moderno na área da impressão off-set e digital. Destaca-se por confeccionar produtos gráficos acima da média de qualidade, aliando o custo a necessidade do cliente e assim, garan ndo o melhor custo bene�cio do mercado po guar. #GracaFernandesDigital Impressão Digital

alta resoluÇÃo

Rua Presidente Sarmento, 1061 - Alecrim | Natal/RN ACONTECE . Fevereiro 2019 |55 www.graficafernandes.com.br - comercial@graficafernandes.com.br (84) 3223.7028 / 3223.7934 / 99953.0141


56 | ACONTECE . Novembro 2018

Profile for Revista & Portal Acontece

Revista Acontece - Fevereiro 2019  

Revista Acontece - Fevereiro 2019  

Advertisement