Page 1

06

06 | Engenharia Brasil | Março 2014

industrial market Magazine

novidade

Produtora de champanhe Veuve Clicquot escolhe PcVue para supervisionar seus tanques página 4

Kollmorgen impulsiona os ajudantes leves da Universal Robots página 14

O BM 25 da Oldham é para se manter no seu portfólio de produtos



página 3

A série IM da Keyence acelera e simplifica o processo de inspeção para a Timex

pág. 12 Nova broca de metal duro Beyond™: máximos resultados em alumínio a um fração do custo do PCD página 20

Reencontrem toda a actualidade sobre: www.engenharia-brasil.com


conteúdo

03 HMS Potente conetividade Powerlink na nova série Anybus CompactCom 40

03 PEPPERL+FUCHS O IO-Link proporciona dados de saída de medições em milímetros

03 OLDHAM O BM 25 da Oldham é para se manter no seu portfólio de produtos

08

HMS 04 ARC INFORMATIQUE

Produtora de champanhe Veuve Clicquot escolhe PcVue para supervisionar seus tanques

06 BALLUFF Sensor universal para todas as aplicações.

10 EPLAN

11 IXXAT

EEC One: A automação da documentação aumenta a eficiência de engenharia

11 KEYENCE A série IM da Keyence acelera e simplifica o processo de inspeção para a Timex

14 SORIAU Souriau ganha prémio de melhor fornecedor de componentes e sistemas elétricos da Airbus pela sexta vez

14 KOLLMORGEN

23 KENNAMETAL Nova broca em metal duro inteiriço da Kennametal para pacotes CFRP/ titânio


curtos

HMS Potente conetividade Powerlink na nova série Anybus CompactCom 40

Os produtos da série Anybus CompactCom 40 permitem a conetividade Ethernet Powerlink para dispositivos industriais. A Powerlink é uma rede Ethernet industrial criada pela empresa de automação austríaca B+R, que recebe agora o reconhecimento de muitos fabricantes de produtos e sistemas de automação de todo o mundo. A Powerlink é uma das primeiras redes a ser disponibilizada na nova série Anybus CompactCom 40 que será lançada em abril. A série CompactCom 40 permite comunicações muito rápidas e precisas entre o dispositivo anfitrião e a Powerlink. A velocidade e a fiabilidade da comunicação são importantes, uma vez que as redes Powerlink são frequentemente utilizadas em exigentes aplicações industriais, tais como sistemas de servomotores sincronizados. Os produtos Powerlink da série CompactCom 40 apresentam-se em três formatos diferentes, chip, placa e módulo, e todos estão equipados como a mesma interface de software que o dispositivo anfitrião. Isto permite a total flexibilidade para os clientes ao prepararem o seu produto de automação para o CompactCom. «Vemos a Powerlink como uma importante rede no futuro, especialmente entre os fabricantes de dispositivos e construtores de máquinas que necessitem de uma tecnologia de alto desempenho, que combine a fiabilidade e a rápida transferência de dados», comentou Leif Malmberg, Gestor da linha de produtos, incorporado na HMS. «Recebemos muitos pedidos de ligações Powerlink de todo o mundo, em especial, dos mercados na Europa central. Assim, é com enorme prazer que podemos agora oferecer a conetividade à Powerlink na nossa mais recente série de produtos incorporados. A nova série Anybus CompactCom 40 irá permitir aos fabricantes de dispositivos ligarem-se à Powerlink com um único projeto de desenvolvimento e obter em simultâneo conetividade a 19 outras redes.» Destaques técnicos A série Anybus CompactCom 40 permite uma comunicação rápida entre o dispositivo anfitrião e a rede Powerlink a

latência dos dados do processo é inferior a 15µs e permite até 1500 bytes de dados do processo em cada direção. A série CompactCom 40 nos formatos de chip, placa e módulo inclui um hub Ethernet integrado no processador de rede Anybus NP40 e suporta os modos Multiplexing e PollResponseChaining. Conta com um tempo de resposta de 1µs (tempo do Pollrequest ao PollResponse) e um intervalo de sincronização máximo de 1µs. Conetividade a qualquer rede com Anybus? A Anybus CompactCom é o conceito mais utilizado para a conetividade multirredes industrial em todo o mundo. Através da implementação da Anybus CompactCom, os fabricantes de dispositivos podem alcançar uma conetividade instantânea a 20 redes industriais, incluindo a Powerlink, bastando ligar o produto Anybus correspondente. Abrem-se assim novas oportunidades de negócio para os fabricantes de dispositivos alargando consideravelmente os seus mercados. O que é o Anybus CompactCom? O Anybus CompactCom é uma série de interfaces de rede industriais integradas num dispositivo industrial para oferecer conetividade a diferentes redes industriais. O CompactCom apresenta-se no formato em chip, placa ou módulo, permitindo ao utilizador escolher o nível de integração. A série Anybus CompactCom 30 já é utilizada por milhões de dispositivos de automação industriais. A nova série 40 será lançada no mercado em abril de 2014.

altura do objeto, as posições mais elevada e mais baixa do objeto, a soma, a média, etc.» Com o IO-Link, os valores são transmitidos digitalmente com tempos de ciclo extremamente rápidos, mesmo com a interpenetração de feixes ativada, o que permite o comissionamento e a manutenção convenientes a partir do nível de controle. A parametrização e a configuração são realizadas através de um computador - sem programador externo nem software adicional. As grelhas de luz LGM apresentam perfis extremamente reduzidos para que possam ser implementadas em espaços pequenos. Os inovadores acessórios, que não necessitam ferramentas para sua montagem, facilitam e agilizam sua instalação, alinhamento e substituição. A caixa de alumínio com a classe de proteção IP67 suporta condições ambientais rigorosas mesmo a temperaturas de armazenamento frias. A LGM está disponível com várias resoluções e alturas de campo de até 3200 mm, permitindo grandes amplitudes de medição». Ao contrário de produtos complexos com saída de feixe único que avalia cada feixe, estas grelhas de luz de medição apresentam os valores medidos em milímetros sem cálculos morosos e definem novos padrões com seu design compacto, sua funcionalidade e sua exclusiva relação preço/desempenho»,

mais informações

PEPPERL+FUCHS Ideias Brilhantes para Medição. O IO-Link proporciona dados de saída de medições em milímetros Terminaram os dias de avaliações complexas com somente um feixe para tarefas padrão e configurações complicadas. A novas grelhas de luz de medição da série LGM é o mais recente elemento da família de grelhas de luz de automação da Pepperl+Fuchs. «O que destaca este produto de outras grelhas de luz de medição disponíveis no mercado são as 16 opções de medição predefinidas integradas na unidade», informa Carsten Roth, Gestor de Produto. «Os usuários podem selecionar o modo ideal para sua aplicação a partir dos métodos de avaliação e receber os valores medidos diretamente em milímetros, tais como a

afirma Roth.

mais informações

monitor de área multi-gás, o BM 25, se mantém na sua gama de produtos após a venda da Oldham à Industrial Safety Technologies (IST) a 31 de outubro de 2013. O BM 25 originalmente concebido pela Oldham, foi sempre fabricado pela Oldham desde o seu lançamento original e continuar nos negócios da Oldham sob propriedade da IST. Alimentado por um conjunto de baterias de NiMH, o BM 25 oferece até 170 horas de tempo de funcionamento contínuo. Outros padrões incluem os valores STEL e TWA, assim como uma capacidade de registro de dados superior a quatro meses. Múltiplas unidades podem ser agrupadas usando conjuntos de transferência de alarme opcionais. Isto protege áreas de maior dimensão ao transferir os alarmes do BM 25 para o próximo. Um carregador para carga conservativa intrinsecamente seguro está também disponível para um monitoramento de área a longo prazo em zonas classificadas. O BM 25 é um sistema resistente de monitorização móvel duradouro, com certificações globais, tempos de funcionamento longos, opções de sinal flexíveis e um amplo leque de aplicações. O dispositivo deteta entre um e cinco gases para aplicações de trabalho móveis ou temporárias, proteção de equipa, vigilância de área ou locais onde os sistemas de deteção fixos não são adequados. O BM 25 foi vendido em mais de 60 países e com certificações ATEX e CSA, irá continuar a estar globalmente disponível a partir da Oldham. Contacte o seu representante de vendas local da Oldham ou visite a nossa página web em www.oldhamgas.com para mais informações sobre o BM 25.

Oldham O BM 25 da Oldham é para se manter no seu portfólio de produtos Monitor de área multi-gás transportável, com cinco sensores «Ligar & Usar» simultâneos É com enorme satisfação que a Oldham confirma que o popular

mais informações

3

06 | Engenharia Brasil | Março 2014


novidade

ARC INFORMATIQUE

Produtora de champanhe Veuve Clicquot escolhe PcVue para supervisionar seus tanques

A produtora de champanhe da melhor qualidade, reconhecida mundialmente, Veuve Clicquot, utiliza funcionalidades instrumentadas e automatizadas. Graças ao PcVue, dispõe agora de um sistema inteligente que supervisiona a fermentação em seus 400 tanques. A Veuve Clicquot é uma produtora de champanhe francesa conhecida em todo o mundo. Fundada em 1772, esta prestigiada produtora é agora subsidiária da LVMH. Como é óbvio, sua reputação não foi obra do acaso. A empresa não compromete a qualidade e o seu lema é «Apenas uma qualidade – a melhor!» Para garantir que obtém sempre o champanhe da melhor qualidade, também tem de conseguir supervisionar de perto seus sistemas de produção.

4 06 | Engenharia Brasil | Março 2014

Por esse motivo, no final de 2012, a Veuve Clicquot remodelou seu sistema de

supervisão de cubas de fermentação. A cuba de fermentação é o local onde a produtora fabrica seu vinho a partir das uvas colhidas e prensadas. A supervisão dos tanques, onde ocorre a fermentação alcoólica e malolática, é essencial. Porém, o software utilizado pela Veuve Clicquot tinha atingido o fim do seu ciclo de vida e a versão já não fornecia suporte. Era por isso necessário substituir o seu sistema de supervisão com 10 anos de idade por uma solução mais recente e com um melhor desempenho. «Precisamos de substituir o sistema por uma solução duradoura que tenha suporte por muitos anos», afirmou Franck Berruyer, engenheiro de vendas na Arc Informatique, a empresa responsável pelo sistema de supervisão PcVue instalado na Veuve Clicquot. «Para além de vários fatores técnicos, escolhemos o pacote de software PcVue 10 devido à relação de

confiança que mantemos com a Arc Informatique e porque o custo das licenças está economicamente em linha com as necessidades da Veuve Clicquot», afirma Stéphane Fournier, gestor da SF2I, a empresa que desenvolveu e integrou o sistema de supervisão. Outra vantagem do PcVue é que tem o mesmo HMI que o software anterior, o que significa que os operadores conseguiram utilizar o PcVue de imediato. Para além disso, Guy Jendryka, gestor do departamento de eletricidade, automação e informática industrial na Veuve Clicquot, reitera que uma das vantagens do PcVue é a sua facilidade de ajustar e programar. «Com o sistema anterior, tínhamos de ser especialistas em TI para conseguirmos atualizar o software. O PcVue é muito mais fácil de modificar conforme necessário.» A arquitetura de programação baseia-se em objetos do PcVue e é, em grande medida,


facilitada pelo design do software de supervisão. Uma vez que as cubas de fermentação da Veuve Clicquot contam com 400 tanques de vários tipos e volumes (50 hl a 725 hl), os programadores tiveram que utilizar modelos para reduzir a programação e, desse modo, os tempos de manutenção. Dependendo do seu tipo, os tanques são equipados com um máximo de três sensores de controle da temperatura e válvulas automáticas ou manuais. O aplicativo gerencia cerca de 40 variáveis por tanque em um total de 16 000! «A arquitetura de programação com objetos economiza tempo e simplifica as operações. Depois de criado o modelo para a dúzia de modelos de tanques existentes, foi apenas uma questão de instanciar os objetos e gerar automaticamente as variáveis de comunicação», explica o Sr. Fournier. Com a sua arquitetura virtual, o PcVue é instalado

em uma sala segura, com ar condicionado e filtros, protegida da umidade. A capacidade de manutenção e portabilidade do aplicativo para novas máquinas é assim simplificada. O fato de, em um ambiente virtualizado deste tipo, o software ser dissociado do hardware implica que os tempos de reinstalação e colocação em funcionamento em caso de avaria são consideravelmente reduzidos. Cinco clientes com base na Internet permitem que os gerenciadores das cubas visualizem o sistema de supervisão e selecionem as suas definições a partir do seu próprio PC. Os operadores também podem monitorar e controlar o software através de uma tela tátil de 42 polegadas instalada na sala de entrada e visível para todos os visitantes. O software comunica com os controladores de lógica programável (CLPs) através de uma rede Modbus TCP/IP ao mesmo tempo que é utilizada

uma ligação de VPN (rede privada virtual) para recolher informação dos tanques nas outras cubas de fermentação da produtora. Existem catorze módulos de fermentação instalados na cuba principal em Reims e outros quatro situados em várias localidades na região das vinhas de Champagne a distâncias de 30 a 200 km da cuba principal! O VPN poupa muito tempo. «Ter a capacidade de supervisionar todas as cubas de fermentação a partir de um único lugar elimina a necessidade de dirigir para cada uma das cubas. O sistema de supervisão emite um alerta se surgir algum problema grave de controle da temperatura», explica Stéphane Fournier. O Sr. Jendryka pode agora monitorar todos os tanques a partir do PC instalado na sua secretária. «O supervisor da PcVue tornou nossos tanques de fermentação inteligentes. Conseguimos monitorar todos os aspetos do controle

da temperatura em um único lugar.» Encorajado por esta experiência positiva, as equipas técnicas da Veuve Clicquot perceberam rapidamente como o PcVue poderia ser utilizado em outras funções. Não só supervisiona a fermentação do vinho nos tanques, como também monitora a produção de frio durante a estabilização fria após a mistura final. O PcVue não controla estas operações: simplesmente, é utilizado para ver as suas definições e arquivar, registrar e acompanhar as temperaturas, avarias e outros dados. «Vamos utilizá-lo em particular para obter ordens de produção do SAP e produzir ID a laser para afixação na garrafa e no rótulo traseiro», afirma o Sr. Jendryka.

mais informações

5

06 | Engenharia Brasil | Março 2014


BALLUFF

Sensor universal para todas as aplicações.

Sensor de visão universal BVS-E da Balluff Sensor de visão universal BVS-UR da Balluff. O novo sensor de visão universal BVS-UR da Balluff com eletrônica, iluminação e duas saídas digitais integradas é um produto verdadeiramente completo, tendo também as funções dos sensores de visão BVS-E Advanced e BVS-E Ident no mesmo corpo. Pela primeira vez, um único modelo é adequado para quase todas as tarefas de inspeção e simplifica consideravelmente a gestão de inventários.

6 06 | Engenharia Brasil | Março 2014

Não só o BVS Universal inspeciona um grande número de características numa única passagem, como também realiza simultaneamente várias tarefas, tais como a verificação do brilho, a comparação de contraste, a contagem de contornos, a verificação de posições, a detecção de padrões e a leitura de códigos a alta velocidade. As novas ferramentas adicionais, como

os contornos a 360°, códigos de barras e verificação de DataMatrix , bem como a opção para contar e verificar contornos oferecem possibilidades de aplicação praticamente ilimitadas. O resultado da verificação é emitido como um OK ou como um sinal de erro através das saídas digitais ou da interface RS 232/Ethernet. A posição da parte detectada pode ser transmitida para um CLP ou qualquer outro controlador. O dispositivo universal é extremamente rápido. Podem ser localizados até 40 códigos de barras e códigos DataMatrix por segundo e, em seguida, lidos e verificados, independentemente da sua posição. Os dados do código ficam disponíveis para processamento posterior através de uma interface. Adicionalmente, uma função de verificação de caracteres (OCV) pode verificar sequências impressas de caracteres e números, tais

como números de lote ou datas de validades mínimas. O sensor de visão BVS-UR Universal está disponível em várias versões. Uma potente luz vermelha ou luz infravermelha integrada iluminam a área da imagem com perfeição. A fonte de alimentação e os periféricos são ligados através de dois conectores M 12. O robusto sensor é utilizado facilmente através do software ConVIS® fornecido com o produto, o mesmo tem uma interface intuitiva. O usárior só tem de ligar o sensor a um PC para configurar os parâmetros e utilizar o sensor com o software de configuração gratuita. É executado no Windows XP e no Windows 7 e também oferece a opção de armazenar até 10 mil imagens de inspeção no computador para fins de resolução de problemas, por exemplo. mais informações


novidade

ARC INFORMATIQUE

O novo gateway Netbiter simplifica a gestão remota de equipamentos industriais.

A HMS Industrial Networks apresenta agora o Netbiter EC350, um gateway de comunicação que facilita a monitorização e o controlo remotos de equipamento industriais.

I/O e envia dados para o servidor Netbiter Argos baseado em nuvem através de Ethernet ou comunicações celulares.

diferentes, o Netbiter EC350 é um produto que se adequa ao mercado mundial.

Comunicação 3G

O gateway apresenta uma maior conectividade e um desempenho melhorado, tornando-o ideal para a gestão e configuração remotas de geradores de energia, sistemas de arrefecimento, sistemas UPS, turbinas aeólicas ou outras máquinas industriais.

Enquanto as gerações anteriores de gateways Netbiter tinham a capacidade de comunicar através de GSM/GPRS, o novo Netbiter EC350 foi melhorado de modo a comunicar também em redes 3G.

O Netbiter EC350 suportará a funcionalidade «Acesso Remoto». Isto significa que os utilizadores podem estabelecer ligações seguras com máquinas remotas, sendo ainda possível configurálas ou controlá-las a partir de qualquer localização utilizando aplicações de software padrão.

Maior conectividade.

8 06 | Engenharia Brasil | Março 2014

O Netbiter EC350 é primeiro de uma nova geração de gateways Netbiter. O Netbiter EC350 liga-se a máquinas industriais através de Modbus (em série ou Ethernet), SNMP, EtherNet/IP ou

A comunicação 3G garante também um melhor desempenho comparativamente ao GPRS e aumenta ainda a cobertura geográfica celular devido ao facto de ser possível instalar o gateway em locais onde apenas se encontram disponíveis redes 3G. Tendo a capacidade de suportar 5 bandas 3G

Permitir acesso remoto

O acesso remoto assegura a existência de um túnel de dados seguro com os equipamentos remotos. Por exemplo, através da ligação de um Netbiter a um PLC é possível efetuar a programação ou depuração remota deste a partir de qualquer local utilizando o mesmo


software de configuração PLC usado habitualmente. A funcionalidade «Acesso remoto» estará disponível a partir do primeiro trimestre de 2014. «O Netbiter é uma das soluções pioneiras presentes no mercado da gestão remota, sendo que utilizámos a nossa vasta experiência aquando do desenvolvimento do EC350», refere Henrik Arleving, Gerente de Linha de Produtos na área da gestão remota na HMS. «Com mais opções de conectividade e um melhor desempenho, não há qualquer dúvida que o Netbiter é uma das mais versáteis e potentes soluções de gestão remota no mercado.» Melhoramentos a nível técnico Do ponto de vista técnico, o novo gateway tem

uma capacidade de processamento cerca de 20 vezes superior à dos gateways anteriores, possuindo ainda uma maior capacidade de memória suportando até 512 MB de memória Flash e 1024 MB de memória RAM. A presença de duas interfaces Ethernet totalmente independentes (WAN e LAN) permite estabelecer uma comunicação segura com a instalação de campo. Um GPS incorporado torna este gateway adequado para aplicações móveis de gestão de frotas, sendo que o maior número de I/O analógicas e digitais permite que os sinais e os sensores sejam ligados diretamente ao gateway Netbiter. Os seis LED de estado fornecem ainda um diagnóstico detalhado.

O Netbiter EC350 encontra-se disponível na HMS e nos seus distribuidores desde 18 de novembro de 2013. O gateway de comunicação Netbiter EC350 permite estabelecer ligações com instalações de campo que utilizem Ethernet ou redes celulares que usem um serviço baseado em nuvem denominado Netbiter Argos (localizado em http://www.netbiter.net).

mais informações

9

06 | Engenharia Brasil | Março 2014


EPLAN

EEC One: A automação da documentação aumenta a eficiência de engenharia

Chegou a nova versão do EPLAN Engineering Center One (EEC One). Uma engenharia detalhada e, portanto ser drasticamente reduzido através de estruturas abrangentes. Agora disponível em 17 idiomas, o software se encontra em conformidade com as mais importantes normas internacionais referentes ao mercado global. O que começou com o inglês, espanhol, russo e chinês na Feira de Hanôver de 2013 está, agora, sendo expandido: O EEC One, software de automação do fornecedor de soluções EPLAN, está agora disponível nos 17 idiomas da plataforma. A função de dicionário recém-integrada garante ainda acesso direto ao dicionário EPLAN e, consequentemente, às traduções de toda a documentação dos esquemas em todos os idiomas possíveis.

10 06 | Engenharia Brasil | Março 2014

Ao mesmo tempo, esta função garante a coerência das descrições devido à utilização de termos, expressões ou caracteres especiais uniformes. As barreiras linguísticas desaparecem e o grau de eficiência da utilização do software aumenta. Em especial, as empresas

internacionais com representação em vários países valorizam essa vantagem. Ambiente Excel para automação A eficiência de engenharia não se reflete somente nos processos automáticos e simplificados mas também na facilidade de utilização do software. Além disso, a EPLAN continua utilizando o ambiente Excel experimentado e testado, em conjunto com o EEC One, permitindo uma utilização intuitiva. A nova coloração suporta a função de pesquisa de erros. Além disso, na versão atual, é possível especificar um valor fixo do posicionamento de macros no que diz respeito à macro predecessora. Essa versão suporta um posicionamento rápido e claro. Integrado e não apenas ligado A estreita ligação à plataforma EPLAN reflete-se também na seleção integrada de peças. O EEC One acessa diretamente o banco de dados de peças EPLAN e transfere os dados de peças e os respectivos elementos de referência. É possível evitar erros de transferência devido à transferência automatizada de dados, sendo que também é possível aumentar, ao mesmo tempo, a eficiência. Além

disso, a nova versão do EEC One é compatível com a atual plataforma EPLAN 2.3 e com a versão 2.2. predecessora. Primeira fase de automação Atualmente, a eficiência de engenharia não é mais considerada uma vantagem suplementar para a maioria das empresas, mas sim uma necessidade para manter o êxito a nível nacional e internacional. As ferramentas de software que substituem o usuário na realização de tarefas de rotina são um elemento importante para alcançar processos de engenharia eficientes. Deste modo, o usuário dispõe de mais tempo para se dedicar a desenvolvimentos inovadores e à resolução de problemas. Baseada na tecnologia de macros que já fornece opções tendo em vista a padronização na plataforma EPLAN, a criação de esquemas na engenharia de energia elétrica e hidráulica pode ser automatizada através do EEC One.

mais informações


IXXAT

A IXXAT alargou a sua sÈrie FRC-EP com o novo FRCEP170 compacto Com a nova sÈrie FRC-EP que consiste do FRC-EP170 e do FRC-EP190, a IXXAT oferece plataformas de hardware utilizadas universalmente para aplicaÁıes no banco de ensaio ou no veÌculo, atrativas pelo seu elevado desempenho, preÁos favor·veis, vasta gama de aplicaÁıes e suporte para uma ampla variedade de soluÁıes de software. Estes dispositivos possuem interfaces FlexRay, CAN, CAN FD, LIN, K-Line, USB, Ethernet, EtherCAT, Bluetooth, e RS232 em conjunto com E/S analÛgicos e digitais. Os slots de expans„o tornam f·cil o adicionar de outras interfaces, incluindo WLAN, GSM ou GPS. Esta funcionalidade torna os dispositivos escal·veis, adapt·veis a aplicaÁıes especÌficas e prontos para o futuro. Com o novo FRC-EP170, a IXXAT lanÁou agora uma variante muito compacta e eficaz em termos de custos do familiar FRC-EP190. Ambos os dispositivos possuem o mesmo processador e o mesmo sistema operativo, o que torna a nova variante completamente

compatÌvel em termos de software e igualmente poderosa. GraÁas ao elevado n˙mero de interfaces idÍnticas e ao seu isolamento galv‚nico, escalabilidade alargada e, especialmente, ‡ sua funcionalidade EtherCAT slave opcional, a aplicaÁ„o alvo prim·ria do FRC-EP190 È a integraÁ„o com bancos de ensaio no mundo das comunicaÁıes automÛveis.

do sistema operativo Linux e ‡ disponibilidade de um kit de desenvolvimento de software gratuito. Pode consultar mais informaÁıes acerca da nova sÈrie FRC EP em www.ixxat.de

O pr·tico FRC-EP170 foi desenvolvido para utilizaÁ„o em veÌculos. As suas principais ·reas de aplicaÁ„o s„o soluÁıes de gateway para ligaÁ„o a diferentes nÌveis de integraÁ„o ECU, controladores de protÛtipo, expans„o de sistemas de registo de dados com interfaces adicionais e ecr„ de sinal sem fios utilizando telemÛveis ou PC tablet padr„o. A simulaÁ„o de Restbus exigentes e as soluÁıes de gateway podem ser implementadas, de forma r·pida e f·cil, com base em ambos os dispositivos, utilizando os correspondentes pacotes de software da IXXAT. Existem tambÈm pacotes de desenvolvimento abrangentes, disponÌveis para o desenvolvimento de soluÁıes especÌficas. As funÁıes e aplicaÁıes personalizadas podem ser implementadas, de forma r·pida e f·cil, pelos clientes internamente graÁas ‡ utilizaÁ„o

mais informações

11 06 | Engenharia Brasil | Março 2014


produto 2013

KEYENCE

A série IM da Keyence acelera e simplifica o processo de inspeção para a Timex

O sistema de medição de dimensões por imagens da Keyence coloca à disposição de todos um processo de inspeção muito mais rápido. A Timex é o principal fabricante de relógios norte-americano e tem representantes em mais de 80 países. A Fralsen, a sua entidade francesa, fabrica mecanismos de relojoaria usando três tecnologias: moldagem por injeção de plástico de peças pequenas com muitos detalhes, rotação e corte de peças como, por exemplo, engrenagens, pinhões, eixos, rebites,corte e bobinagem de molas complexas. Essas peças de precisão têm que ser inspecionadas com sensores de contato (comparadores, equipamento Cary e apalpadores) e sistemas ópticos. «Procurávamos equipamento mais moderno e eficiente em matéria de inspeção ótica.

12 06 | Engenharia Brasil | Março 2014

Em outras palavras, queríamos conseguir inspecionar mais peças em menos tempo», refere Sylvain Scotto do Departamento de Controle de Qualidade da

Fralsen. «Queríamos também uma máquina que pudesse ser manuseada por pessoas não especializadas e que tivesse a capacidade de registrar medições.» A margem de tolerância e o grau de exatidão são de 15 µm em relação à concentricidade e de ± 10 µm relativamente a espaçamentos e distâncias entre eixos. Existem pelo menos cinco pontos principais por peça. «Com equipamento de inspeção convencional, o processo de medição era muito demorado. Consequentemente, não podíamos medir muitas peças e existia o risco de deixar passar variações significativas em cada lote. Antes de recorrermos à série IM, usávamos diversos equipamentos. Apesar de ser bastante exato, nosso dispositivo de medição ótica não se revela muito prático no que diz respeito à realização de medições rápidas diárias. Além disso, o manuseamento

desse dispositivo exige um nível elevado de competências. Apesar de os microscópios de oficina garantirem medições exatas, o seu manuseamento é complexo e o número de medições e peças que estes permitem é muito limitado. Além disso, tem que ser criado um ponto de referência para o alinhamento. Por fim, devido aos tempos de inspeção ocasionalmente longos, nossos modelos e projetores permitem apenas que seja medido um número limitado de peças, existindo ainda o risco de erros de interpretação.», acrescenta Sylvain Scotto. «A série IM é mais fácil de manusear, permite poupar tempo e elimina variações de interpretação nas medições. Os resultados são exibidos de forma prática a cor verde (favorável) ou a cor vermelha (desfavorável). A solução da Keyence permite a medição simultânea de várias peças. As dimensões das peças e o número de elementos


pertencentes ao programa são as únicas limitações. Não é necessário efetuar o alinhamento manual porque o sistema realiza todas essas operações através do reconhecimento da geometria de todas as peças. Além disso, é possível salvar resultados e rastrear estatísticas. Os perfis de peças podem ser comparados com perfis padrões importados a partir de arquivos CAD. Por consequência, já não é necessário colocarmos modelos nas peças e medir a olho as diferenças de forma. A máquina executa automaticamente a comparação e extrai uma imagem do contorno exibindo a diferença com a margem de tolerância. Como resultado, o processo de medição é rápido e não exige competências especiais.» O novo sistema de medição de dimensões por imagens da série IM-6500 mede características de forma confiável em muito pouco tempo. Basta colocar um objeto no suporte e apertar o botão. Em segundos, são medidos até 99 pontos com uma

repetibilidade de ± 1 mícron. Os objetos são localizados e medidos independentemente da sua posição ou direção e não há risco das medições serem afetadas por variações nos níveis de competências do operador. Graças ao método de detecção de formas iPASS, o sistema estabelece a posição e o ângulo dos objetos fazendo com que as medições ocorram automaticamente.

necessário ajustar a focalização e carregar o programa relativo à peça a inspecionar. Todos os técnicos de controle de qualidade do Departamento de Qualidade utilizam a máquina para realizar a inspeção final das peças antes destas darem entrada no estoque. Os operadores da seção de corte também utilizam essa máquina para medir determinadas peças durante a fabricação.

O contorno do estator encontrase sobreposto no arquivo CAD. Com o método antigo (modelo e projetor), esse processo era demorado. Atualmente é possível inspecionar três peças em menos de um minuto em vez de cinco em cinco minutos.

A programação é totalmente intuitiva. A existência de tempos de inspeção mais rápidos permite rastrear melhor as dimensões e melhorar continuamente a qualidade do grande número de peças que produzimos. Além disso, não recebemos nenhuma reclamação por parte de clientes relativamente a peças medidas pela máquina. Por exemplo, utilizamos o IM-6500 da Keyence para inspecionar a concentricidade de todas as engrenagens cortadas e registramos automaticamente as medições.» refere Sylvain Scotto.

O perfil permite também que o Departamento de Engenharia Mecânica veja quais são as áreas das peças que necessitam ser trabalhadas de novo. O contorno vermelho demonstra que o estator está no limite da margem de tolerância em determinadas áreas (zona azul). «A adaptação ao sistema revelou-se fácil porque apenas é

mais informações

13 06 | Engenharia Brasil | Março 2014


novidade

KOLLMORGEN

Kollmorgen impulsiona os ajudantes leves da Universal Robots

UR 5 e UR 10 são os nomes dos dois modelos com os quais a Universal Robots pretende estabelecer a flexibilidade de robôs de braços articulados na produção industrial. O enfoque está em áreas de trabalho nas quais os robôs convencionais têm sido grandes demais, dispendiosos demais e ruidosos. Devido ao seu peso reduzido podem ser usados onde forem necessários. Uma grande parte da densidade energética dos robôs articulados de seis braços advém de motores de transmissão direta KBM especialmente adaptados da Kollmorgen. A Universal Robots conseguiu incorporar os robôs diretamente nos eixos de articulação sem a necessidade de caixas adicionais. 14 06 | Engenharia Brasil | Março 2014

A Universal Robots (www. universal-robots.com)

desenvolveu os modelos UR5 e UR10 para pequenas e médias empresas em particular. As unidades de manuseamento têm capacidade para levantar cargas de cinco e dez quilos, mas pesam apenas 18 e 25 quilos, respetivamente. Este peso reduzido permite movimentar as unidades facilmente sem subcomponentes complexos. Os robôs multifuncionais também têm um funcionamento muito flexível devido ao seu software simples de usar Esta multifuncionalidade apoia a empresa dinamarquesa com um pacote de software simples de usar. Ao usá-los, os robôs leves de seis eixos estão rapidamente prontos para novas tarefas. Não são necessários conhecimentos especiais de robótica para a programação. Design modular A excecional relação entre peso morto e capacidade de carga é o resultado de

uma sofisticada construção leve que dispensa todos os elementos desnecessários. Com a tecnologia de comando, esta estratégia minimalista implica a perfeita integração dos motores em kit sem estrutura da Kollmorgen diretamente nos eixos de articulação. Ao fazê-lo, o robô assume a função do compartimento do motor, enquanto a unidade das engrenagens serve simultaneamente como o principal rolamento do rotor. Vistos como um todo, os componentes utilizados frequentemente pela UR desempenham várias funções o que, em última instância, reduz consideravelmente o número de componentes mecânicos de rolamentos esféricos, acopladores ou eixos, reduzindo o peso e as dimensões de todo o sistema. Além disso, com a sua elevada densidade energética, os motores da Kollmorgen aumentam a capacidade de elevação das plataformas UR5


e UR10. Com a sua elevada densidade energética, os motores da KBM aumentam a capacidade de elevação do UR 5 e do UR 10 em simultâneo. Os robôs de seis eixos estão sendo usados em instalações de processamento e produção, por exemplo. Os robôs são facilmente programados para a realização de tarefas repetitivas. Fotografia: Universal Robots A série de motores KBM oferece designs eletromagnéticos avançados para um torque otimizado e a mínima distorção das forças axiais e harmônicas. Estas vantagens são oferecidas em uma grande gama de velocidades operacionais. A tecnologia eletromagnética com uma elevada densidade energética no estator aumenta o torque e mantém um nível reduzido de perdas térmicas. São utilizados magnetos raros de elevada força no rotor, que permitem um torque contínuo de 1,45 a 3445 metros Newton juntamente com um torque de pico de 4,91 a 12 812 metros Newton. «A alta qualidade destes motores foi o motivo pelo qual escolhemos a Kollmorgen», explica Esben H. Östergaard, gestor de questões técnicas da Universal Robots. Dado que os motores KBM são incorporados no compartimento do robô e comandam diretamente a carga, os robôs têm a capacidade de conseguirem um alto nível de precisão no controle do movimento e da força. O controle direcionado da força é essencial nesta medida, porque os robôs têm de movimentar constantemente peças de trabalho diferentes na perfeição e com uma elevada variabilidade. Na prática,

reconhecem o tamanho e a elasticidade dos objetos e ajudam a força aplicada em conformidade. Esta força tem que ser superior a 25 Newtons para consegui-lo. Com uma precisão de ± 10 Newtons e uma precisão de ± 5 milímetros, a força necessária e a posição desejada podem ser programadas e executadas em cada uma das seis uniões. Operação sem ruído, mas com elevada eficiência energética Outra vantagem dos robôs é o seu funcionamento de baixo ruído e economizador de energia. De uma perspetiva do custo total de propriedade, a utilização econômica dos recursos aumenta diretamente a eficiência dos robôs em geral. Desta forma, a competitividade desta tecnologia aumenta. Uma vantagem adicional da elevada eficiência energética está intimamente ligada com a redução de perdas nos motores. Uma vez que a eficiência é elevada, é produzido menos calor. Isto significa que os motores se mantêm mais frios, operam abaixo das taxas máximas e, consequentemente, têm uma vida útil mais longa. O comportamento da temperatura melhorado também evita que toda a construção aqueça. «Os motores que utilizávamos no passado ficavam bastante quentes no funcionamento contínuo. Devido às perdas mais reduzidas, os motores KBM simplesmente mantêm-se mais frios. Podemos assim operar nossos robôs continuamente sem paradas», afirma Östergaard que se refere aos procedimentos de teste com longos períodos de funcionamento e cargas comparativamente elevadas.

A série KBM consiste em uma tecnologia de motores sem estrutura de comando direto inovadora fornecida pela Kollmorgen.

com tarefas mais complexas. Estamos poupando as pessoas de terem de realizar trabalhos manuais cansativos e monótonos», frisou Östergaard.

Os motores modulares sem estrutura oferecem aos setores de mecânica e engenharia uma vasta gama de soluções para a criação de aplicações com um máximo grau de flexibilidade, densidade energética, dinâmica e durabilidade.

No entanto, à medida que a empresa de Odense desenvolve construções leves sem oscilações e vibrações descontroladas, surgem novas possibilidades de aplicação, tais como soldadura e colagem. «Podemos expandir os nossos canais de negócios», afirma Östergaard.

Para além das vantagens técnicas fornecidas por este produto, a plataforma KBM inclui 14 designs de estrutura e muitas opções de origem pré-fabricadas com tempos de entrada ao serviço competitivos. «Basicamente, podemos encomendar quantos motores quisermos, quando e como quisermos», realça Östergaard.

Este desenvolvimento é acompanhado pelo fato de que, devido a uma tecnologia de segurança sofisticada, ambos os modelos podem até ser empregues sem proteções adicionais. Isto abre o caminho para uma cooperação segura e confortável entre os colaboradores e a tecnologia.

Este aspecto é muito importante porque a Universal Robots está crescendo bastante. «Por isso, precisamos de um parceiro tecnológico que se enquadre na nossa filosofia.» A este respeito, a Kollmorgen conseguiu impressionar os especialistas em robôs dinamarqueses com a oferta de confiabilidade e, desde então, estabeleceu uma linha de produção específica de UR em Brno, na República Checa. Em última instância, o funcionamento silencioso e o controle de alta qualidade dos servomotores sincronizados garantem que os robôs também possam ser utilizados fora das aplicações de manuseamento. Até agora, a Universal Robots tem se concentrado na utilização de robôs como uma ferramenta para a realização de tarefas simples. «Não estamos só competindo com outros fabricantes de robôs que lidam

mais informações

15

06 | Engenharia Brasil | Março 2014


Souriau

A Esterline Connection Technologies – Souriau ganha prémio de melhor fornecedor de componentes e sistemas elétricos da Airbus pela sexta vez

16 06 | Engenharia Brasil | Março 2014

A Esterline Connection Technologies – Souriau tem o prazer de anunciar que, em reconhecimento pelo seu desempenho de topo, recebeu o Prémio de Melhor Fornecedor de 2013 da Airbus na categoria de cabos e componentes elétricos. O prémio foi entregue numa cerimónia realizada em Toulouse, França, a 15 de janeiro de 2014. Esta é a sexta vez em oito anos que a Souriau ganha este prémio.

Technologies – Souriau conta com operações em Marrocos e na Índia há quase 20 anos e, recentemente, estabeleceu operações no México. Com a aquisição da Sunbank, 37% da sua força de trabalho encontrase em países com mão-de-obra de baixo custo. A segunda área é a qualidade da sua cadeia de abastecimento. As fábricas a operar em países com mãode-obra de baixo custo exigem uma cadeia de abastecimento bem afinada.

Para apurar o vencedor do prémio deste ano, a Airbus avaliou os seus fornecedores com base em dois critérios: a sua excelência operacional, ou seja, logística, número de devoluções e qualidade e a sua excelência estratégica, ou até que ponto a sua estratégia se integra na estratégia da Airbus. A seleção da Esterline Connection Technologies – Souriau como vencedor representa o culminar de mais de 15 anos de esforços de todas as suas equipas e reconhece a implementação de três áreas estratégicas de desenvolvimento do grupo. A primeira é a competitividade. A Esterline Connection

A terceira área é a sua política de melhoria contínua, que também foi lançada há 15 anos atrás e é orientada pelos princípios Kaizen, Lean e QRQC (Controlo de Qualidade de Resposta Rápida) e a implementação transversal à organização destas abordagens em todas as unidades operacionais do grupo. Ao receber o prémio de um grupo de pessoas composto por representantes dos departamentos de aprovisionamento, qualidade, cadeia de abastecimento e I&D da Airbus, bem como um representante de cada criador de cablagens do grupo sqal, foi pedido às equipas da Esterline

Connection Technologies – Souriau que apresentassem e explicassem como tinham conseguido tamanho nível de excelência.«Recebemos este prémio com extraordinário orgulho pela sexta vez», afirmou Jean-Luc Gavelle, Presidente da Esterline Connection Technologies – Souriau. «É o culminar de um compromisso diário de toda a empresa e de todas as nossas equipas para com a qualidade total e excelência operacional e a busca constante de todas as unidades da Souriau pela melhoria contínua e inovação.» Recentemente, os esforços da empresa também arrecadaram outros prémios, tal como o Prémio de Fornecedor do Ano de 2012, atribuído em junho de 2013 pela Labinal na Exposição Aérea de Paris e o Prémio de Melhor Desempenho em Fornecedores – QRQC atribuído pela Safran em dezembro de 2013. A recente aquisição da empresa americana Sunbank pela Esterline irá reforçar a presença do grupo nos EUA.

mais informações


KENNAMETAL Nova broca em metal duro inteiriço da Kennametal para pacotes CFRP/titânio

A geometria maximiza o desempenho, minimiza as rebarbas e a delaminação A nova broca para pacotes da Kennametal para pacotes aeroespaciais de CFRP/titânio consegue operar com ou sem refrigeração interna para uma evacuação superior dos cavacos. A Kennametal apresenta sua nova broca B55_DAL para perfurar pacotes de metais compósitos CFRP em uma grande variedade de dimensões de furos de 3/16–5/8“ (4,763 a 15,875 mm). A broca pode ser aplicada em todas as combinações de pacotes: CFRPTi-Al, CFRP-Ti, CFRP-Al e também somente Ti ou Al. Estas brocas podem funcionar com refrigeração interna padrão, MQL, ou a seco. Novos materiais exigem novas soluções. Para maximizar a força e reduzir o peso, a indústria aeroespacial continua sua investigação usando pacotes de polímeros de fibra de carbono reforçado (CFRP) colocados entre titânio ou outros materiais. Esta medida garante um desempenho essencial com peso reduzido ao nível das asas, fuselagens, habitáculos e muitos

outros componentes. Devido às propriedades mecânicas substancialmente diferentes das fibras de carbono e dos metais, a perfuração mais rápida eficiente de furos desafiam as ferramentas de corte, exigindo uma maior resistência ao desgaste e ótimas geometrias das ferramentas.

tornando estas novas ferramentas ainda mais eficientes em termos de custos. Para mais informações, visite www.kennametal.com.

É essencial manter furos de alta qualidade e sem rebarbas. O modelo de ângulos duplos da nova broca B55_DAL oferece uma excelente capacidade de centragem e a aresta afiada permite cortar CFRP a camada superior dos pacotes e saída limpa no lado do titânio ou do alumínio, sem rebarbas. A classe de metal duro Beyond™ KN15™ de grão fino é altamente polido para uma evacuação de cavacos superior, mesmo com MQL ou a seco. Está disponível um vasto conjunto de variações de diâmetros e comprimentos para permitir todas as operações de furos, mesmo as que utilizam robôs ou unidades de furação automatizadas. Além disso, as novas brocas podem ser reafiadas de acordo com as especificações do processo original,

mais informações

17 06 | Engenharia Brasil | Março 2014


NORD

Acionamentos resistentes para elevadores rápidos: a NORD DRIVESYSTEMS fornece equipamento à STROS para projetos internacionais

A STROS, o maior fabricante de elevadores para construção na República Checa, fornece equipamento para clientes do mundo todo. São enviados três sistemas por semana. Oito dos arranha-céus no Centro Internacional de Negócios de Moscou, um importante projeto de construção na Rússia, estão sendo construídos, ou já foram, com elevadores STROS. Os elevadores atingem alturas de 300 m ou superior e têm de resistir a ventos com velocidades de até 20 m/s. Por esse motivo, a segurança é fundamental. A STROS tem trabalhado com a NORD DRIVESYSTEMS como fornecedora única de acionamentos há mais de 15 anos. A STROS é especialista em equipamento de elevação em colunas de cremalheira e pinhão, o que permite alturas de operação superiores e pode ser rapidamente instalado. 18 06 | Engenharia Brasil | Março 2014

O eixo de saída da caixa de engrenagens está equipado com uma engrenagem que

encaixa numa cremalheira montada numa coluna de guia. Este robusto método de acionamento resiste a condições ambientais extremas durante longos períodos de tempo. Além de empresas de construção e de aluguel de equipamento de construção, a STROS também fornece frequentemente equipamento para centrais energéticas, unidades industriais e instalações offshore. Entre os projetos concluídos contam-se locais além do Círculo Ártico e nas difíceis condições climáticas dos trópicos. A série NOV de elevadores de pessoas e cargas atingem uma velocidade de elevação máxima de 100 m/min e capacidades de carga de até 3200 kg. Projeto de construção do Centro Internacional de Negócios de Moscou O maior elevador, até ao momento, foi instalado no local de construção do Centro Internacional de Negócios de Moscou. Este complexo é composto por diversos

arranha-céus, dos quais oito estão equipados com elevadores STROS. Um dos elevadores está instalado no Mercury City Tower, que com 340 m, é atualmente o edifício mais alto da Europa. O elevador NOV 2032 apresenta uma altura de elevação de 350 m, uma capacidade de carga de 2 toneladas e uma velocidade de 70 m/min. Com um painel de controle que permite ao operador selecionar o número do piso, o elevador apresenta o mesmo nível de conforto que um elevador padrão de um prédio. A unidade de acionamento é composta por motoredutores helicoidais cônicos com resistores de frenagem externos. «Os motores estão equipados com freios de disco eletromagnéticos que podem ser liberados manualmente», refere Zdenek Coubal, Presidente da STROS. «Esta é uma solução personalizada da NORD DRIVESYSTEMS. Serve de exemplo da nossa cooperação: independentemente dos novos desafios perante nós, a NORD presta serviços de consultoria, executa testes e desenvolve


uma solução.» Um inversor de frequência com função de elevação controla os três motores. Permite inícios e paragens rápidas e uma elevada precisão de nivelamento. Coubal refere: «Trabalhamos em grande proximidade com as empresas de construção. Dizem que a nossa tecnologia permite poupar tempo e dinheiro.» A equipe de engenharia da STROS desenvolveu um mecanismo de paragem em segurança das gaiolas de elevação em caso de falha. Se a velocidade nominal de descida for excedida, o sistema de segurança dispara e engrena o pinhão na cremalheira para parar gradualmente a gaiola de elevação. O mecanismo centrífugo encontra-se configurado individualmente para cada modelo de máquina. O dispositivo de segurança STROS é certificado pela TÜV SÜD, um órgão de verificação técnica alemão reconhecido internacionalmente. A parceria com a NORD começou em 1997, sendo esta a única fornecedora de acionamentos. Na mesma época, a empresa que precedeu a STROS realizou a primeira incursão séria em mercados internacionais. A subsidiária checa da NORD DRIVESYSTEMS, convenceu a gestão no decurso dos primeiros projetos de ensaio. A NORD forneceu os produtos confiáveis e duradouros de que a STROS necessitava. No entanto, o fator mais importante para a STROS foi a capacidade da NORD de garantir os serviços mesmo em locais remotos.

Coubal diz: »A NORD é excelente como fornecedor. Sugerem a melhor solução para qualquer aplicação que surja durante as nossas atividades diárias. Por exemplo, não estamos limitados a caixas de engrenagens padrão. As unidades são montadas de forma correspondentes aos requisitos. E a NORD personaliza os acionamentos quando o necessitamos, fornecendo rolamentos reforçados ou materiais especiais para as caixas de engrenagens, ou acionamentos em conformidade com as normas ATEX e NEC para aplicações em refinarias.» Inicialmente, a STROS usava apenas motoredutores. Uma vez que o fabricante construía apenas elevadores relativamente lentos, o controle do arranque e frenagem através do interruptor do motor era perfeitamente suficiente a velocidades de até 40 m/min. No entanto, com o aumento da carteira de clientes, os projetos cresceram. A STROS começou a construir elevadores para edifícios cada vez mais altos. Consequentemente, a velocidade das gaiolas teve de ser aumentada a fim de reduzir o tempo de espera. Os novos modelos têm velocidades nominais de 55 a 100 m/min e são sempre equipados com acionamentos de frequência variável. Além dos motoredutores, a NORD fornece inversores com painel de controle que controlam a velocidade do motor e permitem uma elevada precisão de frenagem. Estão também disponíveis sofisticadas funções de posicionamento e segurança, como STO e SS1 para requisitos de segurança até SIL3. O colapso de 2008 da indústria de construção afetou gravemente os fornecedores como a STROS.

Para sobreviver, a empresa procurou aplicações para a sua tecnologia diferentes de elevadores para construção e entrou na área dos elevadores para utilização permanente em edifícios, chaminés ou equipamento tecnológico. Esta nova área constitui uma parte importante dos projetos atuais da STROS. Por exemplo, a empresa construiu um elevador permanente com 150 m de altura numa chaminé da estação energética Siekierki na capital da Polônia, Varsóvia. O elevador NOV 514 tem uma capacidade de carga de 500 kg e uma velocidade nominal de 46 m/min. O elevador foi equipado com um inversor de frequência que assegura arranques e paragens suaves e inclui um controlo de posição POSICON. A este projeto seguiu-se imediatamente um contrato para um segundo elevador, com 200 m de altura, para outra chaminé da mesma estação.

mais informações

19 06 | Engenharia Brasil | Março 2014


curtos

SECO Nova classe Seco MS2050 para fresamento aumenta a produtividade em ligas de titânioChave de segurança com design robusto para aplicação em atmosferas explosivas

KENNAMETAL Nova broca de metal duro Beyond™: máximos resultados em alumínio a um fração do custo do PCD A melhor ferramenta de produção para peças em alumínioCom sua nova classe Beyond™ de metal duro de grão fino e geometria de ponta exclusiva, a nova broca HPS em metal duro interirço da Kennametal consegue excelentes taxas de remoção de metal e um ciclo de vida extremamente longo, o que a transforma na melhor ferramenta para a realização de furos em peças de alumínio.

Fabricantes de peças aeroespaciais e de outros setores, que trabalham com ligas de titânio, encontrarão na MS2050 um excelente complemento para classes Seco F40M e T350M existentes. A MS2050 está disponível em uma variedade de geometrias positivas para fresamento de esquadrejamento, de face, de cópia e de altas taxas de avanço. Para obter informações adicionais sobre esta classe altamente resistente ao desgaste, entre em contato com um representante local Seco ou visite www.secotools.com/ms2050

mais informações 20 06 | Engenharia Brasil | Março 2014

Os diâmetros variam de 3,0 a 20,0 mm (0,118 a 0,787 pol.) e comprimentos de 3XD e 5XD (com refrigeração interna). Também estão disponíveis em diâmetros métricos, polegadas, fracionadas e medidas para rosca.

mais informações

a custos mais elevados. Agora, com a sua capacidade de até 64 bytes de dados payload e uma taxa de bits mais elevada para transmissão payload, a CAN FD está a eliminar as antigas limitações da CAN, tornando-a atrativa também para aplicações que nunca conseguiram trabalhar com CAN. Pode consultar mais informações acerca dos novos cartões CAN FD em www.ixxat.de

HMS Rápidas e eficientes - as novas interfaces para PC CAN FD da HMS

Otimizada para condições desafiadoras, a mais recente classe para fresamento MS2050 da Seco utiliza uma nova técnica de revestimento e substrato que traz uma maior confiabilidade no processo e dados de corte mais altos para aplicações de processamento de peças envolvendo ligas de titânio. O revestimento PVD especial sobre a MS2050 não só reforça a resistência ao desgaste da pastilha, como também elimina a reação com o material da peça para que os usuários possam aumentar a velocidade de corte e a vida da ferramenta enquanto diminuem o custo por peça.

aumentado acelera a evacuação dos cavacos e reduz as forças de corte.

Sob a marca IXXAT, a HMS está a introduzir uma nova série de interfaces CAN para PC para CAN FD, suportando-a com um vasto pacote de servidores e ferramentas. Com a nova CAN-IB 500 e a CAN-IB 600, a HMS oferece dois cartões de interface (passivo/ativo) que suportam não só CAN mas também o novo padrão CAN FD.

Manter prazos de produção cruciais ao mesmo tempo que se controlam os custos é extremamente difícil no que diz respeito à realização de furos de alta precisão em peças de alumínio. As brocas em PCD (diamante policristalino superduro) são escolhidas em mais de 80% das aplicações na indústria de transportes até a data para blocos de motor, cabeçotes, caixas de transmissão, peças da suspensão e muitos outros componentes críticos. A desvantagem é que as soluções PCD Premium têm um custo elevado, o que torna extremamente difícil para os fornecedores e outros operadores da indústria automotiva controlar os custos e manter os exigentes prazos de produção.

Ambos os cartões são para o padrão PCI Express. Estes cartões possuem até duas interfaces CAN que podem ser operadas tanto em modo CAN como em CAN FD. O isolamento galvânico dos canais está disponível opcionalmente. O CAN-IB 600 ativo possui também um micro controlador incorporado, pelo que pode ser mesmo utilizado em aplicações com requisitos mais elevados para o processamento de dados, tais como datas e horas de elevada precisão ou filtragem ativa das mensagens a serem enviadas ou recebidas pelo cartão. Os cartões são suportados tanto pelos pacotes de controladores Windows IXXAT (VCI) como pelos pacotes de controladores em tempo real (ECI para Linux, RTX, Intime, QNX).

A classe de metal duro Beyond KN15™ da Kennametal foi especificamente concebida para a usinagem em alumínio e conta com uma superfície altamente polida que reduz a fricção nos canais, guias e arestas cortantes.

As aplicações IXXAT APIs para CANopen e SAE J1939 também suportam as novas interfaces em modo CAN. Para a análise de redes CAN e CAN FD, a HMS oferece o canAnalyser IXXAT, uma poderosa ferramenta Windows.

Esta qualidade resulta em uma evacuação de cavacos superior, mesmo em processos de mínima quantidade de lubrificação (MQL). O design da broca inclui uma ponta de 135 graus de elevado desempenho para excelentes capacidades de centragem e avanços melhorados, bem como arestas altamente cortantes que reduzem as forças de corte e prolongam a duração da ferramenta. Um design em canal helicoidal

O CAN clássico, com os seus oito bytes de dados payload e uma taxa de transmissão máxima de 1 MBit/s, faz parte de uma ampla variedade de aplicações, sobretudo devido ao seu preço favorável e à sua versatilidade. As aplicações que requerem a transmissão de maiores quantidades de dados tiveram, no entanto, que mudar para outras tecnologias até agora, o que está, obviamente, associado

mais informações

KEYENCE Este novo instrumento de medição de perfil representa uma verdadeira inovação tecnológica. Aproximadamente 30 vezes mais rápido que o melhor aparelho padrão do mercado, com a Série LJ-V é possível verificar imediatamente os resultados de um alvo lido usando uma visualização 3D online. O instrumento também é caracterizado pela simplicidade de sua implementação, precisão e estabilidade de detecção. Para muitos setores industriais, poder dispor de um controle metrológico 3D no fim de suas linhas de produção tem sido um sonho. As vantagens são fundamentais: não são necessárias mais verificações manuais, análises em tempo real dos desvios de produção e rastreabilidade total. Infelizmente, em muitos casos, esse controle não foi possível, pois as soluções disponíveis no mercado tinham duas grandes desvantagens: a velocidade de medição não era frequentemente compatível com o ritmo de produção e suas implementações eram complexas. Com a Série LJ-V online, as verificações a altas velocidades são, eventualmente, possíveis. Além disso, a velocidade não altera


curtos

a estabilidade de deteção. Isso deve-se ao facto de a Keyence ter desenvolvido uma eletrônica específica e, especialmente, um novo sensor CMOS com elevada sensibilidade e processador GP64.

resultados imediatamente em um ecrã tátil especificamente desenvolvido para esse fim. Também é possível conectar a uma tela imediatamente disponível.

A Keyence domina os sensores CMOS há muitos anos. O sensor HSE3-CMOS é mais um passo em frente. É ainda mais rápido e oferece uma gama dinâmica ainda mais ampla (64 vezes superior aos melhores sistemas 2D).

As distâncias de referência atingem os 300 mm para perfis de 240 mm. Além disso, o LJ-V é robusto, graças a sua classe de proteção IP67. Também está conforme a norma de resistência a impactos IEC 68-2-29. Logo, é possível medir peças de todos os tamanhos, perto do processo.

Com sua sensibilidade extremamente elevada, é possível medir, com estabilidade, superfícies escuras e brilhantes. O processo é garantido pelo GP64 que processa em oleodutos com velocidade ultra alta.

Consequentemente, o LJ-V parece ser uma solução extremamente eficaz para a eletrônica, trabalhos com metal ou fabricação de peças de plástico e elastômeros. O retorno do investimento é muito rápido.

A Série LJ-V é aproximadamente 30 vezes mais rápida que os melhores aparelhos padrão no mercado. São medidos 12,8 milhões de pontos em um segundo, ou seja, 64 000 perfis por segundo. Por exemplo, consegue medir alvos que se movem a uma velocidade de 6,4 m/s com um passo de 0,1 mm.

A Série LJ-V7000 combina um laser azul (caracterizado por um feixe mais pequeno devido a um comprimento de onda mais curto) com uma lente Ernostar 2D que foca ao máximo a luz do laser.

Além disso, a Keyence usa uma fonte de luz dupla. As diferenças de quantidade de luz são processadas de modo a identificar os vários problemas de reflexões que perturbam a medição. Essa funcionalidade, conhecida como polarização dupla, é única no mundo. Ela já demonstrou ser essencial para a medição de metais com perfis e superfícies complexos. A implementação foi extremamente simplificada para que possa ser acessível a todos. A Série LJ-V dispõe de 74 funcionalidades de medição de fácil configuração para configurar as medições mais atuais. Tenha em atenção que podem ser realizadas 16 medições simultâneas no mesmo perfil. Outra extraordinária inovação é o facto de o LJ-V estar equipado com uma funcionalidade que gera um perfil 3D a partir de perfis 2D medidos. Já não é necessário um programador especializado. Agora, uma funcionalidade de regulagem automática da posição permite gerenciar as diferenças do posicionamento das peças a serem medidas. Durante a regulagem ou a medição, o operador pode verificar os

É comum as unidades de produção de todo o mundo terem que escolher entre tornear mais peças por turno ou prolongar a vida útil das ferramentas. Adequada para uma vasta gama de materiais peças de trabalho, mas ideal para o aço inoxidável, as novas pastilhas Beyond MR da Kennametal são um produto de fabricação, ciência de materiais, engenharia e liderança a nível de design constantes que proporciona uma combinação perfeita entre uma ação de corte suave e desempenho de aresta estável. O resultado são tempos de ciclos mais rápidos e ferramentas com longa vida útil. «Se trata de uma sinergia entre geometria e classe que resulta em maior resistência ao desgaste e fluxo de cavacos mais suave», declara Dr. Igor Kaufmann, gestor sênior, engenharia de produto, ID e E (Investigação, Desenvolvimento e Engenharia) na Kennametal.

A precisão e a estabilidade de deteção também estão acima dos padrões do mercado.

Consequentemente, o feixe é muito fino e tem uma intensidade alta, criando uma precisão de perfil muito estável e alta. Durante o funcionamento, a precisão é de ±7,6 µm e a repetibilidade é de 0,4 µm. A linearidade é de 0,1% em escala completa. O laser azul também disponibiliza uma deteção mais estável em alvos de temperatura alta, pois a difusão na superfície é menos importante do que para um laser vermelho.

ampliam as vantagens da humanidade. Com mais de 75 anos de história na fabricação, criação e aprimoramento de ferramentas, a Kennametal continua expandindo sua capacidade de ajudar de clientes em todo o mundo de forma a aumentar sua produtividade com a nova geometria Beyond™ de desbaste médio (MR) para torneamento.

mais informações

Kennametal Novas pastilhas de geometria de desbaste médio Beyond™ para aço inoxidável PAs novas pastilhas Beyond MR («medium roughing» - desbaste médio) da Kennametal são uma “sinergia entre geometria e classe” e apresentam, entre outros resultados, uma ação de corte suave e maior resistência ao desgaste.

Se diz que as ferramentas são extensões da capacidade do homem para trabalhar e, por isso, os fabricantes de ferramentas

As pastilhas indexáveis de dupla-face apresentam comumente quatro arestas de corte por face, sendo que essas arestas se encontram voltadas em direções opostas. Um formador de cavacos que consiste em uma região de entrada e uma região de saída separa normalmente cada aresta de corte. Embora esses formadores de cavacos ajudem a controlar o fluxo de cavacos e a ação de corte, o design habitualmente estriado das regiões de entrada e saída incrementais têm tendência a ser áreas de muita tensão durante o corte, diminuindo a vida útil das ferramentas. A singularidade das pastilhas Beyond MR se baseia, em parte, em desenvolver a geometria do formador de cavacos em uma curva contínua de forma a que as tensões alternadas sejam reduzidas. Inicialmente, o raio da curvatura da superfície do formador de cavacos é muito largo, se tornando consideravelmente menor, constituindo a região de entrada do formador de cavacos, explica Kaufmann. Partindo do ponto inferior do formador de cavacos, o raio de curvatura pequeno vai aumentando, constituindo a região de saída. Devido ao fato do formador de cavacos sempre ter uma curva, a formação de cavacos é uniforme. Os cavacos têm tendência a se deformar continuamente dentro do formador de cavacos, minimizando a fricção na face da ferramenta. O ângulo de corte, a inclinação da superfície superior da aresta de corte que entra em contato com o cavaco, também ajuda a controlar o nível de forças de corte e a resistência da aresta de corte. As pastilhas Beyond MR possuem um ângulo de corte positivo elevado que trabalha em conjunto com a aresta de corte ligeiramente curvada para reduzir as forças de corte e prolongar a vida útil das ferramentas. “No que diz respeito

ao fluxo de cavacos, estamos perante algo nunca visto”, afirma Jan Andersson, gestor de produto sênior, produtos de torneamento. No entanto, as pastilhas indexáveis de dupla-face, sendo sujeitas a elevadas forças de corte, são frequentemente consideradas menos estáveis. O perfil de corte das pastilhas Beyond MR, sem os pontos de concentração de carga, resulta em um componente extremamente estável, apesar do elevado corte positivo. Mesmo em aplicações com elevada profundidade de corte, os processos de torneamento são mais seguros e mais estáveis, garantindo uma carga menor na máquina-ferramenta e na peça de trabalho. Além disso, as pastilhas Beyond MR também apresentam canais de resfriamento préformados que fornecem fluido refrigerante à aresta de corte de forma eficiente. Um controle melhorado do aquecimento se traduz em cortes mais suaves e em um prolongamento da vida útil. «Esse tem sido verdadeiramente um problema para várias gerações de unidades de produção - mais peças por hora ou mais peças por ferramenta», comenta Manuel Sedan, gestor de produto sênior, produtos de torneamento, na Kennametal. “Um funcionamento mais rápido pode significar problemas de processamento como o enrolamento de cavacos ou tempos de preparação mais longos devido à necessidade de limpeza de cavacos da máquina. Além disso, os dias de «um homem em uma máquina» fazem agora parte do passado. Com um operador operando uma célula ou um número variado de máquinas, uma maior previsibilidade e um melhor desempenho das ferramentas são um componente cada vez mais crucial para o sucesso. As pastilhas Beyond MR são um desenvolvimento verdadeiramente entusiasmante que promete velocidades de operação mais elevadas, mais peças por turno, um excelente controle dos cavacos e uma longa vida útil». As pastilhas Beyond MR estão disponíveis em seis classes, abrangendo uma vasta gama de aplicações para torneamento de aço inoxidável. As classes também estão disponíveis para aços e ferros fundidos.

mais informações

21 06 | Engenharia Brasil | Março 2014


Engenharia Brasil 6  

Revista Engenharia Brasil é o portal técnico em português para engenheiros.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you