Revista Comunidade Católica Restauração - Novembro - 2018

Page 1

Revista

“Fechamento autorizado” “Pode ser aberto pela ECT”

Restauração Comunidade

Ano 9 • Edição 103 • Novembro 2018


EXPEDIENTE Revista Comunidade Católica Restauração Periodicidade Mensal - Ano 9, Nº 103 (Novembro de 2018) Tiragem: 2.000 exemplares DIRETOR GERAL Padre Fernando Gonçalves EQUIPE DE REDAÇÃO Daniela Noêmia Sales Jansen Eliane Fagundes Padre Fernando Gonçalves Rafael Rodrigues FOTOGRAFIA Comunidade Restauração REVISÃO EDITORIAL Padre Fernando Gonçalves ARTE E DIAGRAMAÇÃO Daniela Noêmia Sales Jansen COLABORADOR Leonardo Corrêa Gregório IMPRESSÃO Impressul Indústria Gráfica Colabore com a próxima edição. Envie suas sugestões, reclamações, testemunhos e elogios para: revista@comunidaderestauracao.org

ASSOCIAÇÃO COMUNIDADE RESTAURAÇÃO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL ÀS FAMÍLIAS CNPJ: 10995628/0001-28 Rua Guilherme Kurtz, 90 - Vila Nova Joinville/SC - CEP 89.237-645 (47) 3433-0833 de segunda a sexta, das 13h30 às 18h contato@comunidaderestauracao.org

NOSSAS CONTAS BANCÁRIAS Agência: 38-8 Conta: 115404-4 Agência: 0419 OP 003 Conta: 4059-5 Favorecido: Associação Comunidade Restauração de Assistência Social às Famílias

EDITORIAL

É com imensa alegria que apresentamos a você mais uma edição da Revista da Comunidade Restauração. Em novembro celebramos o Dia de Finados. Está é uma data dedicada especialmente à oração pelas almas de nossos entes queridos, que já partiram para a glória de Deus. Mas também é o tempo propício de recordarmos com saudade a vida de tantas pessoas que, nesta terra, trilharam os caminhos do Senhor em busca da santidade. Aliás, santidade é o estado da alma que devemos nos empenhar em alcançar a cada dia, para que possamos chegar com nossas Famílias à Vida Eterna. Somos chamados à santidade: “Sede santos”, diznos Jesus, “assim como o vosso Pai celeste é santo” (cf. Mt 5,48). Portanto, que nos empenhemos nesta luta para que, findada nossa vida, possamos vivenciar a verdadeira Restauração. Deus o(a) abençoe!


CONTEÚDO

3

4

Mensagem aos Sócios Treinar, treinar e treinar para vencer. Eis a luta diária dos que desejam a santidade.

5

Amor Humano Transtorno de Ansiedade Generalizada. Como identificar os sinais que caracterizam a doença?

6

Vocação e Chamado Viver a Santidade é possível, e requer de nós decisão e entrega Àquele que nos chama.

9

Palavra do Fundador Para aquele que cre, a morte é uma verdadeira Restauração, que nos leva à semelhança da Trindade.

10

Palavra da Igreja  Papa Francisco 20 frases do Papa Francisco sobre o chamado à santidade no mundo atual.

12

Palavra da Igreja  Dom Francisco A presença de Maria na Igreja nos ensina a sermos discípulos missionários de Jesus.

14

Restauradinhos Cristo Rei do Universo e Senhor da nossa vida.

16

Projeto Famílias Restauradas para Deus A Obra de Deus acontece porque somos fiéis a Ele na missão de evangelizar Famílias.

18

acesse

comunidaderestauracao.org acompanhe a programação da WebTV e da WebRádio Restauração

comunidaderestauracao.org

Ser Missionário Escolhidos para a santidade, vivendo a configuração com o Cristo na Comunidade Restauração.


4

SER MISSIONÁRIO

ESCOLHIDOS PARA A SANTIDADE

comunidaderestauracao.org

É sabido que Deus, que é Santo e nos ama, chama-nos por meio de Jesus a também sermos santos. Podemos compreender esta verdade de uma maneira muito simples: basta nos achegarmos à Sua Palavra, mais precisamente fazendo a leitura de um versículo da carta de São Paulo aos Efésios, que diz: “Nele, Deus nos escolheu, antes da fundação do mundo, para sermos santos e íntegros diante dele, no amor” (1,4). Nosso primeiro ato de santidade se expressa em nossa entrega pessoal a Jesus Cristo, recebendo-O como Salvador. Neste momento, o Espírito Santo nos separa para Deus e nos tornamos novas criaturas. É o desejo do Senhor que cada um de nós sejamos santos, assim como Ele é Santo.

O Documento de Aparecida, em seu parágrafo nº 131, diz que “na convivência cotidiana com Jesus (...) os discípulos logo descobrem duas coisas bem originais no relacionamento com Ele. Por um lado, não foram eles que escolheram seu Mestre, foi Cristo quem os escolheu. E por outro lado, eles não foram convocados para algo (purificar-se, aprender a Lei...), mas para Alguém, escolhidos para se vincularem intimamente à Pessoa d’Ele (cf. Mc 1,17; 2,14). Jesus os escolheu para ‘que estivessem com Ele e para enviá-los a pregar’ (Mc 3,14), para que O seguissem com a finalidade de ‘ser d’Ele’, fazer parte ‘dos Seus’ e participar de Sua missão. O discípulo experimenta que a vinculação íntima com Jesus (...) é formar-se para assumir Seu estilo de vida e Suas motivações

Revista Comunidade Restauração • Novembro/2018

(cf. Lc 6,40b), correr Sua mesma sorte e assumir Sua missão de fazer novas todas as coisas”. Essa, além de tantas outras dimensões, é o que a Comunidade Restauração oferece aos seus Membros, possibilitando que nos aproximemos de Jesus, a fim de experimentarmos Seu Espírito e nos deixarmos envolver por Ele, pela ação do Carisma “Ser Restaurado para Restaurar”, levando-nos à vivência da santidade. Venha fazer parte desta realidade conosco. Entre em contato através do e-mail: vocacional@comunidaderestauracao. org ou pelo telefone (47) 34330833 e informe-se sobre o nosso processo vocacional. Juntos, poderemos levar adiante a missão de devolvermos Famílias Restauradas para Deus.


MENSAGEM AOS SÓCIOS

5

TREINAR, TREINAR E TREINAR PARA VENCER

O treino é maçador! O apóstolo Paulo diz-nos que, para alcançar a meta, é preciso treinar, treinar e treinar para vencer. A sedução da vida fácil, ou de um final feliz sem esforço, é uma tentação. A vida sem um esforço contínuo é uma vida medíocre.

Papa Francisco, 3 de fevereiro de 2016 Desmistificando um pouco o conceito de santidade, chegamos à conclusão de que, para sermos santos, não precisamos “ser perfeitos”. Ser santo não significa sermos perfeitos em tudo, não errarmos nunca. Muito ao contrário, santidade é a luta em busca da perfeição.

São Paulo, em muitas de suas cartas, deixou-nos claro que para alcançarmos a santidade, a verdadeira vida em Cristo e nos configurarmos com Ele, é necessário travarmos essa luta, entre o homem velho e o homem novo, e nos esquecendo do que fica para trás – aquele homem e

Não há sentido em buscarmos a nossa realização, e muito pior, a realização de nossas famílias, empregando todo o nosso empenho na conquista de bens e prazeres. Mais tarde, nosso corpo e nosso lar reclamarão a pertença a Deus, e aí veremos que tudo o que fizemos, todas as batalhas que travamos, só serviram para afastar a nós e nossas Famílias da originalidade que tínhamos em Deus. É por isso que precisamos treinar, treinar e treinar para vencermos no Senhor! Mesmo que a luta seja, num primeiro momento, travada apenas por nós mesmos e todos os de nossa casa duvidem que cheguemos à vitória.

Mas uma vez que o nosso coração esteja na busca pela Restauração, outros também haverão de provar dessa mesma graça, pois essa é a promessa encravada no Carisma “Ser Restaurado para Restaurar”. Tenhamos como inspiração o próprio apóstolo Paulo, que mesmo com seus espinhos na carne (cf. II Cor 12,7), permaneceu firme na luta: “Uma coisa, porém, faço: esquecendo o que fica para trás, lanço-me para o que está à frente. Lanço-me em direção à meta, para conquistar o prêmio que, do alto, Deus me chama a receber, no Cristo Jesus. É assim que nós, os “perfeitos”, devemos pensar. E se tiverdes um outro modo de pensar, nisto também Deus vos esclarecerá. No entanto, qualquer que seja o ponto a que tenhamos chegado, continuemos na mesma direção” Fl 3,13-16. Edição nº 103

comunidaderestauracao.org

“Ser fiel a Deus exige luta. E luta corpo a corpo, homem a homem – homem velho e homem de Deus, detalhe a detalhe, sem claudicar”, dizia o santo fundador da Opus Dei, São Josemaría Escrivá. E mais: “ser santo é lutar contra o pecado de todos os dias”, dizia São João Paulo II.

aquela mulher que fundamentava a sua vida no pecado, devemos nos lançar para o que está a nossa frente, em direção à meta. E qual a meta que você tem traçado para a sua vida e para a vida da sua Família?


6

Ser Restaurado para Restaurar

TRANSTORNO DE ANSIEDADE GENERALIZADA

Geralmente, a ansiedade é acordo para ir trabalhar começo algo considerado normal do ser a suar frio pelas mãos, tenho tahumano, e é necessária para a quicardia, minha respiração fica nossa existência, pois ela serve mais acelerada, as pernas comepara a nossa proteção. Quando çam a ficar fracas e/ou tenho dor estamos em uma situação de pe- de barriga, isso é o meu corpo rigo ou de ameaça, o nosso or- interpretando como perigo algo ganismo emite a ansiedade para que não está ameaçando a minha que possamos ter uma fuga e nos vida, mas que eu não consigo reprotegermos ao longo do dia. O solver. Esse quadro se configura nosso corpo passa por várias si- como um Transtorno de AnDe acordo com o Manual tuações assim, e isso é saudável. siedade Generalizada; ou seja, Diagnóstico e Estatístico de O problema acontece quan- a ansiedade que deveria servir Transtornos Mentais (DSM-V), a para me proteger começa a afeansiedade é a antecipação de uma do essa circunstância de protetar todas as áreas da minha vida, ameaça futura. Para May (1980), ção começa a se repetir, por diversas vezes e em várias áreas da como: um momento de relaxar é uma relação de impotência, ou vida. Por exemplo: se estou com com os amigos; estar em famío conflito existente entre a pesum problema no meu trabalho e lia; ir ao cinema; dirigir. Nessas soa e o ambiente ameaçador, e não estou conseguindo resolver horas, passo a apresentar esses os processos neurofisiológicos adequadamente essa situação, e sintomas físicos sem motivos decorrentes dessa relação. E para a partir do momento em que eu aparentes ou desencadeantes. Allem e Swedo (1995), ansiedade é um sentimento vago e deRAFAEL RODRIGUES sagradável de medo, apreensão, caracterizado por tensão ou desRafael é natural de São Pedro de Alcântara/SC. Consagrado de Aliança na Comunidade Restauração conforto derivado de antecipação desde 2014, é membro do Conselho Formativo, atuando de perigo, de algo desconhecido na formação pessoal, humana e psicológica dos Filhos. ou estranho.

comunidaderestauracao.org

Todos nós já passamos por episódios de ansiedade, medo ou estresse; inclusive, conseguimos facilmente identificar alguém que esteja nessa situação. No artigo desse mês, vamos aprender um pouco sobre o Transtorno de Ansiedade Generalizada, porém, primeiro precisamos entender o que é a ansiedade.

Revista Comunidade Restauração • Novembro/2018


AMOR HUMANO

7

Para caracterizar um Transtorno de Ansiedade, o indivíduo deve apresentar os sinais citados anteriormente por, pelo menos, 6 (seis) meses, e isso ocorrendo na maioria dos dias, com diversos eventos e atividades. Além disso, essa ansiedade deve estar associada a 3 (três) ou mais dos seguintes sintomas, e apenas um deles é exigido para o caso do transtorno relacionado às crianças, conforme o DSM-V (p. 222): •

Inquietação ou sensação de estar com os nervos à flor da pele;

Fatigabilidade;

Dificuldade em concentrar-se ou sensações de “branco” na mente;

Irritabilidade;

Tensão muscular;

Perturbação do sono (dificuldade em conciliar ou manter o sono, ou sono insatisfatório e inquieto).

Portanto, se você perceber que está apresentando esses sintomas (pelo menos 3 deles), associados à preocupação excessiva, está na hora de buscar um tratamento psiquiátrico e psicológico, pois isso está lhe trazendo prejuízos. Procure uma ajuda adequada, pois, ainda que não pareça, a Ansiedade Generalizada é um transtorno que causa sofrimento a quem o tem.

comunidaderestauracao.org

Edição nº 103


Revista Comunidade Restauração • Novembro/2018


VOCAÇÃO E CHAMADO

9

VIVER A SANTIDADE É POSSÍVEL

Jesus, a personificação do Amor Misericordioso de Deus, enquanto caminhava conosco, deixou-nos um intrigante ensinamento: “Sede santos, como vosso Pai celeste é santo” Mt 5,48. Visto que fomos criados à Sua Imagem e Semelhança, somos filhos amados do Pai e levando-se em consideração que Ele é Santo, temos nós a capacidade de também sermos santos.

Todos somos chamados a uma vocação, uma “missão”: ao matrimônio, ao sacerdócio, à vida religiosa ou doando a vida como um leigo(a) consagrado(a); porém, é vivenciando a nossa vocação e nos entregando a ela,

Também São João Paulo II, em viagem apostólica realizada no ano de 2003 à Croácia, afirmava: “sois chamados à santidade em todas as fases da vossa vida: na primavera da juventude, no pleno verão da idade madura e, depois, também no outono e no inverno da velhice e, enfim, na hora da morte e mesmo para além da morte, na derradeira purificação predisposta pelo Amor misericordioso de Deus”.

sível levarmos uma vida de santidade nos tempos atuais, que apontam para hábitos egocêntricos, voltados exclusivamente aos prazeres terrenos. No entanto, somos convidados a tomarmos um novo rumo, a sermos diferentes, e assim como Paulo exortou a comunidade de Corinto, hoje podemos aprender com seus ensinamentos, que cabem perfeitamente a nós: “Purifiquemo-nos de toda a imundice da carne e do espírito realizando a obra de nossa santificação no temor de Deus” (2 Cor 7,1).

É possível, sim, vivermos a santidade em nosso tempo, só precisamos ter a coragem de dizer não às propostas e ideologias do mundo, que podemos resumir tranquilamente como contrárias à vida, à dignidade da família e, é claro, do Ser Humano como fiParece-nos quase impos- lho amado de Deus. ELIANE FAGUNDES Eliane é natural de Joinville/SC e é consagrada de vida na Comunidade Restauração. É Teóloga e desempenha seu trabalho missionário no Setor Vocacional, atuando na formação dos Filhos e Filhas da Obra.

Edição nº 103

comunidaderestauracao.org

Cristo veio ao mundo e nos ensinou com Seu exemplo que o principal caminho para a santidade é a obediência, o abandono de si mesmo e o emprego do amor em tudo o que realizamos, uma vez que, viver a santidade nada mais é do que fazer em nossas vidas a vontade do Senhor. Para isso, temos como instrumento de conduta os mandamentos, que nos orientam.

por amor Àquele que nos chamou, que alcançaremos a santificação. É o que nos apresenta São Pedro, em sua primeira carta: “A exemplo da santidade daquele que vos chamou, sede também vós santos, em todas as vossas ações, pois está escrito: ‘Sede santos, porque eu sou santo’” (1,15-16).


10

Ser Restaurado para Restaurar

transformados. Porque é neces- a Palavra do Senhor no livro de sário que este corpo corruptível Gênesis: “Façamos o ser humano se revista da incorruptibilidade, à nossa imagem e segundo nossa e que o corpo mortal se revista semelhança” (1,26). É por conta da imortalidade” 1Cor 15,51-53. da Restauração que o brilho da Portanto, para aqueles que creem, Trindade volta a refletir em todo a morte é uma verdadeira Restau- o ser do homem, e a preocupação ração, dado que compreenderam com o pecado deixa de existir para Para compreender essa dique ao passar por ela o homem que possamos resplandecer um mensão é necessário, em primeiro volta a Originalidade da Criação. único Rosto: do Pai, do Filho e do lugar, que o homem acredite que Voltar significa o mesmo Espírito Santo. “Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para condenar o mundo, que conhecermos a nossa verdaPodemos afirmar, então, que mas para que o mundo seja salvo deira face, visto que até então, neste caso a Restauração devolve por ele” (Jo 3,17). Assim, quando achávamos que o rosto que apreao homem a graça da plenitude da falamos de salvação, na realidade sentávamos era, de fato, nosso. vida, pois quando pensávamos que estamos indicando a Restaura- Todavia, ao vivenciarmos a reatudo estava perdido, Jesus abraçou ção, uma vez que, no momen- lidade da morte, que é quando a Cruz com a intenção de assumir to em que a vida é findada, ela é a Restauração definitivamente transformada e o espírito e a alma acontece, as cascas do pecado que, para si os pecados da humanidase libertam da carne na certeza de por muitos anos, esconderam o de, a fim de que todos tenham o rosto do Criador impresso em nós, privilégio de estarem na presença uma eternidade plena. vão sendo removidas, revelando de Deus. É por este motivo que, É São Paulo mesmo quem a Imagem e Semelhança que so- para aquele que crê, a morte é uma reafirma essa esperança à comu- mos do Pai, como bem nos lembra verdadeira Restauração. nidade de Corinto: “Nem todos dormiremos, mas transformados PADRE FERNANDO seremos todos num momento, num abrir e fechar dos olhos, ao resPadre Fernando é carioca e foi ordenado sacerdote em 1992. É o Fundador da Comunidade Restauração e soar da última trombeta. A tromdedica-se incansavelmente à Restauração das Famílias. beta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos

comunidaderestauracao.org

Certa vez disse Jesus: “Todo aquele que crer em mim, mesmo que esteja morto, viverá” (cf. Jo 11,25). Esta afirmativa pode até parecer uma grande utopia; no entanto, ela demonstra que a morte é superada pela vida em Cristo.

Revista Comunidade Restauração • Novembro/2018


PALAVRA DO FUNDADOR

Passar pela experiência da morte nos causa dor, e isto porque o desconhecido torna-se para nós uma incerteza. Para conseguirmos transpor este obstáculo, existe a Fé. Jesus pregou diversas vezes sobre a Ressurreição dos mortos, e nos deu esperança ao exclamar: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá” Jo 11,25. Entretanto, precisamos acreditar em Suas palavras porque somente Ele tem “palavras de vida eterna” (cf. Jo 6,68). Se o homem não acreditar nas palavras de Jesus, estará fadado ao sofrimento eterno; ou seja, sem esperança, será um ser decadente e sem perspectiva em relação à felicidade em Deus. Por tudo isso, precisamos enxergar a morte como a passagem para uma eternidade diante do Criador, e mesmo que ela tenha ocorrido de uma forma que por vezes julgamos estúpida, a ressurreição elimina toda a indelicadeza, criando a esperança fundamentada na felicidade de, enfim, estarmos na presença de Deus. É esse movimento que fará com que esqueçamos o que ficou para trás para que possamos viver a graça

11

de estarmos, finalmente, com o e vejamos a cruz como a grande Senhor. inspiração de que nada está acaAcontece que esse exercício bado, e sim transformado, porque não ocorre ao acaso. É primordial cremos que a morte é necessária “buscarmos as coisas do alto” (cf. para a grande Restauração que nos Cl 3,1-4). Devemos nos esfor- levará à liberdade, à cura e a reçar para isso tendo neste mundo novação completa que nos tornará somente o necessário, confiando aptos a dizermos: “Senhor, mosplenamente que o essencial ainda tra-me o Pai e isso nos basta!” E está por vir. Não deixemos que o medo nos afaste de Deus. Muito Jesus, em Sua infinita Misericórao contrário, tenhamos a certeza dia, nos responderá: “Quem me da fé, que se torna o verdadeiro vê, vê o Pai; eu e o Pai somos um” caminho para a Restauração que (cf. Jo 14,8-11). nos libertará do nosso corpo corQue neste mês de novemruptível para assumirmos um corpo incorruptível e glorioso, como bro, em que celebramos o dia de os anjos e santos. Todavia, volto a Finados, possamos relembrar de afirmar: esta graça está destinada nossos entes queridos não com o àqueles que creem que a morte é apego característico de nossas douma verdadeira Restauração. res, mas com uma imensa saudade, Por fim, defendo que per- já que quem sente saudade crê que cebermos a beleza da morte nos a morte é uma verdadeira Restaufaz mais imortais, visto que em ração. E que possamos ter sempre Cristo temos a certeza de que não essa certeza: a felicidade chegou seremos derrotados, mas que ven- para aqueles que hoje participam ceremos. Desta forma, todo cuida glória de Deus. E nós, nesta dado é pouco! Sabemos que existem aqueles que não acreditam terra, permaneçamos aguardando na plena ressurreição e pregam a nossa vez de, um dia, vivermos como “verdade” a reencarnação a Restauração definitiva em vista dos mortos. Sejamos fortes na fé do grande sonho: a eternidade.

comunidaderestauracao.org

A morte chega eedo

A morte chega cedo, Pois breve é toda vida O instante é o arremedo De uma coisa perdida. O amor foi começado, O ideal não acabou, E quem tenha alcançado Não sabe o que alcançou. E tudo isto a morte Risca por não estar certo No caderno da sorte Que Deus deixou aberto.

Edição nº 103


12

Ser Restaurado para Restaurar

20 FRASES DO PAPA FRANCISCO

- Sobre o chamado à Santidade no mundo atual “Gaudete et Exsultate” “A santidade é para todos” e na exortação apostólica “Gaudete et Exsultate” o Papa Francisco deixa claro que os 177 parágrafos não são – adverte – “um tratado sobre a santidade, com muitas definições e distinções”, mas uma maneira de “fazer ressoar mais uma vez o chamado à santidade”, indicando “os seus riscos, desafios e oportunidades” (n. 2). Separamos algumas frases marcantes: num caminho de santidade. Deixa que tudo esteja aberto a Deus e, para isso, opta por Ele, escolhe Deus sem cessar. Não desanimes, porque tens a força do Espírito Santo para tornar possível a san#2 “(...) porque o Senhor escolheu cada um de nós tidade.” ‘para ser santo e irrepreensível na Sua presença, #7 “Não tenhas medo da santidade. Não te tirará no amor’ (cf. Ef 1, 4).” forças, nem vida nem alegria. Muito pelo con#3 “Não pensemos apenas em quantos já estão trário, porque chegarás a ser o que o Pai pensou beatificados ou canonizados. O Espírito Santo der- quando te criou e serás fiel ao teu próprio ser.” comunidaderestauracao.org

#1 “O Senhor pede tudo e, em troca, oferece a vida verdadeira, a felicidade para a qual fomos criados. Quer-nos santos e espera que não nos resignemos com uma vida medíocre, superficial e indecisa.”

rama a santidade, por toda a parte, no santo povo fiel de Deus, porque ‘aprouve a Deus salvar e santificar os homens’, não individualmente, excluída qualquer ligação entre eles, mas constituindo-os em povo que O conhecesse na verdade e O servisse santamente.”

#4 “Para ser santo, não é necessário ser bispo, sacerdote, religiosa ou religioso. Muitas vezes somos tentados a pensar que a santidade esteja reservada apenas àqueles que têm possibilidade de se afastar das ocupações comuns, para dedicar muito tempo à oração.”

#8 “Cada cristão, quanto mais se santifica, tanto mais fecundo se torna para o mundo.”

#9 “A santidade não te torna menos humano, porque é o encontro da tua fragilidade com a força da graça.” #10 “Ser pobre no coração: isto é santidade.” #11 “Olhar e agir com misericórdia: isto é santidade.” #12 “Abraçar diariamente o caminho do Evangelho mesmo que nos acarrete problemas: isto é santidade.”

#5 “Manter o coração limpo de tudo o que mancha #13 “O santo não gasta as suas energias a lamentaro amor: isto é santidade.” -se dos erros alheios, é capaz de guardar silêncio #6 “Deixa que a graça do teu Batismo frutifique sobre os defeitos dos seus irmãos e evita a violênRevista Comunidade Restauração • Novembro/2018


PALAVRA DA IGREJA

13

cia verbal que destrói e maltrata, cessariamente de longos períodos ou de sentimentos intensos.” porque não se julga digno de ser # 18 “O caminho da santidade é uma fonte de paz e alegria que o duro com os outros, mas consiEspírito nos dá, mas, ao mesmo tempo, exige que estejamos com dera-os superiores a si próprio.” ‘as lâmpadas acesas’ (cf. Lc 12, 35) e permaneçamos vigilantes: #14 “Se não fores capaz de su- ‘afastai-vos de toda a espécie de mal’ (1 Ts 5, 22); ‘vigiai’ (Mt 24, portar e oferecer a Deus algumas 42; cf. Mc 13, 35); não adormeçamos (cf. 1 Ts 5, 6).” humilhações, não és humilde nem estás no caminho da santi- #19 “Maria, é a mais abençoada dos santos entre os santos, Aquela dade. A santidade que Deus dá que nos mostra o caminho da santidade e nos acompanha. E, quanà sua Igreja, vem através da hu- do caímos, não aceita deixar-nos por terra e, às vezes, leva-nos nos milhação do Seu Filho: este é o seus braços sem nos julgar. Conversar com Ela consola-nos, liberta-nos, santifica-nos.” caminho.” #15 “A santidade é parresia: é ousadia, é impulso evangelizador que deixa uma marca neste mundo.

#20 “Peçamos ao Espírito Santo que infunda em nós um desejo intenso de ser santos para a maior glória de Deus; e animemo-nos uns aos outros neste propósito. Assim, compartilharemos uma felicidade que o mundo não poderá tirar-nos.”

#16 “Os santos surpreendem, deNão deixe de ler, na íntegra, a Exortação Apostólica “Gaudete sinstalam, porque a sua vida nos et Exsultate”. Fonte: https://jovensconectados.org.br chama a sair da mediocridade tranquila e anestesiadora.” PAPA FRANCISCO #17 “O santo é uma pessoa com espírito orante, que tem necessidade de comunicar com Deus. Não acredito na santidade sem oração, embora não se trate ne-

Francisco, nascido Jorge Mario Bergoglio, é o 266º Papa da Igreja Católica e atual Chefe de Estado do Vaticano, sucedendo o Papa Bento XVI. Foi eleito Papa em 13 de março de 2013.

comunidaderestauracao.org

Edição nº 103


14

PALAVRA DA IGREJA

A PRESENÇA DE MARIA NA IGREJA

comunidaderestauracao.org

Não poucas vezes encontramos pessoas com dificuldades em situar corretamente o lugar de Maria, mãe de Jesus e nossa, na vida da Igreja e em suas devoções particulares. Fazem-se as mais diversas perguntas, tais como: Porque na Igreja católica se fala tanto de Maria? Porque há tantas paróquias tendo como padroeira Nossa Senhora sob algum de seus muitos títulos? Porque há pessoas que só rezam para Nossa Senhora e quase se esquecem de Jesus Cristo, o Senhor? Como é possível atribuir a Nossa Senhora o título de Mãe de Deus? Porque se venera tanto a pessoa da Virgem Maria? As respostas a estas e a outras tantas questões correlatas exigiriam muitíssimas páginas. Pessoalmente, encontro a resposta fundamental no episódio das Bodas de Caná da Galileia que narra o primeiro milagre de Jesus. Durante uma festa de casamento, no qual estavam presentes Jesus, sua mãe e seus apóstolos, falta vinho. Tal incidente geraria uma vergonha tremenda para os noivos. Diante deste fato, Maria toma duas atitudes fundamentais que mostram o seu papel no plano de Deus: intercede a Jesus para que resolva o problema e diz aos prestadores de serviço: “Fazei tudo o que ele (Jesus) vos disser” (Jo 2,5).

Esta frase é lapidar e mostra a função de Maria no projeto de Deus. Toda referência e devoção a Maria nos encaminha diretamente para o encontro com Jesus Cristo. Ao olhar para uma imagem da Virgem Maria, mentalmente a imagino com a mão apontando para o seu filho Jesus e dizendo: “Ele é o caminho, a verdade e a vida. Faça tudo o que Ele recomendou no evangelho”. Sabemos que há uma ligação única entre mãe e filho, donde, não é possível separar Nossa Senhora de seu Filho Jesus Cristo. Esta é a grande razão pela qual ela ocupa um lugar tão importante na Igreja. Maria é modelo de atenção, de disponibilidade e de amor a Jesus Cristo. Acompanhou o seu Filho até consumar sua obra. Tal fidelidade custou-lhe muito sofrimento. Maria recebeu muito de Deus, mas também soube dar a Ele tudo o que tinha recebido. De nós, ela só quer uma coisa: que nós nos encontremos com seu Filho Jesus, pois Jesus é o único Mediador, Senhor e Salvador.

Revista Comunidade Restauração • Novembro/2018

A narrativa do casamento em Caná da Galileia nos apresenta uma segunda missão maternal de Maria. Ela é intercessora. Todo coração materno, à imagem do Deus amoroso, deseja o melhor para seu filho e, em razão disso, se for necessário, pede, suplica, intercede. No alto da cruz Jesus confiou à Maria a missão da maternidade universal, na pessoa do apóstolo João, com as palavras: “Mulher, eis aí o teu filho” (Jo 19,25). Tal função maternal de Maria, de modo algum obscurece ou diminui a única mediação de Cristo, pelo contrário, manifesta a sua eficácia, porque um só é o mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus (cf. Vaticano II, Lumen Gentium 60). A verdadeira devoção a Nossa Senhora consiste em imitar a sua atitude de fé e fidelidade no seguimento de Jesus e Seu evangelho. Rezemos à Virgem Maria, com confiança, pedindo que ela interceda junto a Deus para que nos tornemos discípulos missionários de seu filho Jesus.

DOM FRANCISCO C. BACH Dom Francisco é Bispo da Diocese de Joinville/SC. Natural de Ponta Grossa/PR, foi ordenado sacerdote em 03 de dezembro de 1977 e nomeado Bispo em 2005 pelo Papa Bento XVI , sob o lema “In Manus Tuas”.



16

Ser Restaurado para Restaurar

Cristo

Rei do Universo Em 1925 o então Papa, Pio XI, escreveu uma linda Encíclica sobre o reinado de Jesus e instituiu a festa de Cristo Rei do Universo. Ele fez isso porque há pouco tempo havia acontecido a Primeira Guerra Mundial e, em todo o mundo se espalhava o ódio e a luta entre as classes sociais. O Papa queria abrir os olhos dos cristãos para que escolhessem a Jesus e Seu Evangelho, e não a essas ideologias.

Você já ouviu falar sobre a Solenidade de Cristo Rei?

Longe de Roma, em outro continente, as palavras do Papa caíram no coração fertilizado pelo martírio de um povo muito valente: os mexicanos. “Viva Cristo Rei!” passou a ser a sua saudação e grito de guerra.

Está festa é celebrada na Igreja antes do Advento...

Tudo começou quando os comunistas assumiram o governo. Logo mandaram fechar as igrejas e começaram a matar os padres. Um garoto chamado José Sanchez del Rio, que era coroinha, viu os soldados comunistas entrarem a cavalo na sua igreja e enforcarem o velho sacerdote. José, valente que só ele, procurou o movimento dos rebeldes católicos… Pense: rebeldes por serem católicos?! Eles estavam formando um exército para salvarem os padres, defenderem seu direito de participarem da Santa Missa e ter uma religião, eram os “Cristeros”.

comunidaderestauracao.org

Por ser o menor, José ia à frente dos revolucionários com um estandarte com a imagem de Cristo Rei. Muitos cristãos morreram em combate. Numa dessas lutas, o general dos Cristeros perdeu o cavalo e ia ser capturado. José lhe disse: “Meu general, aqui está meu cavalo, salve-se o senhor, mesmo que me matem! Eu não faço falta, o senhor sim”. Foi dessa forma corajosa que José foi capturado. Chegaram a chicotear os pés de José e o obrigaram a caminhar por uma estrada de pedras para que renunciasse sua fé, mas o menino permaneceu firme. Enfim, foi condenado a morte, suas últimas palavras antes de ser fuzilado foram: “Nos vemos no Céu. Viva Cristo Rei! Viva sua mãe, a Virgem de Guadalupe!”. José tinha só 13 anos quando morreu, em 10 de fevereiro de 1928 . Ele foi beatificado em 2005.

Para recordar-nos que Cristo é o centro da nossa vida!

Na história, muitos que não eram lá chegados nos ensinamentos do Evangelho – perdoar, amar, respeitar a vida de todos – fizeram guerra ao reino de Jesus. E não é verdade que nós cristãos continuamos sendo perseguidos por defendermos o dom vida e todos os demais valores cristãos?! Ainda hoje, em vários países por esse mundo a fora, igrejas são destruídas e cristãos são mortos por proclamarem Jesus como Rei e Senhor de suas vidas. É como Jesus disse: “Meu Reino não é desse mundo” (Jo 18,36). Fonte: blog.cancaonova.com/amigosdoceu

Revista Comunidade Restauração • Novembro/2018


RESTAURADINHOS

17

para

Colorir

Isso é muuuuuuuuuuuito importante. É preciso entender como é o Reino de Jesus: é um reino de amor, perdão e verdade. Onde há amor e bondade, ali acontece o Reino de Jesus. O Reino de Jesus começa no coração de cada um e continua no Céu, e a escolha é por esse Reino é pessoal: a quem eu quero servir?

Restauradinho do mês! comunidaderestauracao.org

No Restauradinho do Mês a Ana Clara!

Você também pode aparecer por aqui! Peça ao papai, ou a mamãe, para enviar a sua foto para o e-mail: revista@comunidaderestauracao.org

A Ana Clara é filhos do Lean a irmãzinha do Emanoe l. Eles são dro e da Ant ressa, que fa vocacional na zem caminho Comunidade Restauração Que bela flo . rzinha do jard im de Deus!

Edição nº 103


PROJETO FAMÍLIAS RESTAURADAS PARA DEUS

18

A OBRA DE DEUS ACONTECE PORQUE SOMOS FIÉIS Em nossas vidas, de um modo geral, a obra do Se- Ele, fossemos salvos (cf. Jo 3,16). E você espera de Deus nhor acontece porque somos fiéis a Ele. uma benção maior do que essa? Não que o nosso Deus seja um Deus vingativo ou Resta-nos, então, retribuirmos ao Senhor com a nossa barganhador, que só nos cumula de bençãos quando ofere- fidelidade, seja na missão que Ele chamou a realizarmos, cemos algo em troca. Na verdade, essa é uma característica seja como instrumentos de Providência para que Famílias nossa, que vez ou outra estamos desafiando-O com justifica- sejam devolvidas ao céu verdadeiramente Restauradas. tivas e condições. A você, que é nosso parceiro nesta jornada, o nosso É claro que somos falhos e pecadores, e por este mo- muito obrigado! Pedimos ao Senhor que, sobre a sua vida e tivo mesmo o Pai entregou o Seu Filho Amado para que, por Família, seja derramado o Amor Restaurador de Jesus. DEMONSTRATIVO FINANCEIRO RECEITAS - JULHO 2018

DESPESAS - JULHO

SALDO FINAL - JUNHO

R$ 2.843,76

DESPESAS NÃO PAGAS DE JUNHO, NEGOCIADAS E PAGAS EM JULHO

R$ 3.561,83

SÓCIOS E BENFEITORES

R$ 12.580,01

MANUTENÇÃO DA COMUNIDADE (energia elétrica, água, IPTU e taxa de lixo)

R$ 1.424,61

DESPESAS ADMINISTRATIVAS/DIVERSAS materiais para escritório, formações e paramentos religiosos)

R$ 2.496,46

SERVIÇOS TERCEIRIZADOS (serviços gráficos, postagens, site, e-mails, softwares, transmissão web tv e web rádio, telefonia, internet)

R$ 4.240,18

OFERTÓRIO/COLETAS DOAÇÕES DE MEMBROS

R$ 1.610,05 R$ 0,00

DOAÇÕES NÃO IDENTIFICADAS

R$ 524,10

INVESTIMENTOS

LIVRARIA

R$ 462,03

LOCAÇÃO DE IMÓVEIS (Missionários Comunidade de Vida)

R$ 1.963,15

EVENTOS

R$ 9.251,78

RECURSOS HUMANOS (salários, impostos e benefícios)

R$ 7.429,88

EMPRÉSTIMOS

R$ 0,00 R$ 27.427,97

R$ 159,00

DEPESAS BANCÁRIAS (tarifas)

R$ 637,14

DESPESAS DEPARTAMENTO DE EVENTOS

R$ 1.585,49 R$ 23.497,74

comunidaderestauracao.org

SALDO FINAL

R$ 3.773,99

ANIVERSARIANTES DO MÊS SÓCIOS 1 Bruno Gregório Marcus Vinícius da Costa 2 Antônio Marcos Balles Calistro Fabrício Hernaski 3 Márcia Simone Vieira Uhlmann 4 Vinícius Padilha 5 Cristiano José R. dos Santos 6 Maicom Veiga Suene Maria Tavares Oliveira 9 Margarida da Silva Meurer 12 Gustavo Rafael Padilha Julie Clis Moreira Leite Sandra Mara de Lima Tarcio Vieira Valério Nandi Alano 14 Fernando Branchi Rodrigo Lipinski

Thaise Cristina Hasselmann 15 Maria Leonor L. da Silva 16 Nicolau Arnoldo Martins 17 Ailton José Teixeira de Lima 18 Davi Fernandes Sarah Maria M. Rodrigues 19 Rosita Figueiredo Galisa 20 Sueli Maria Bernardi 21 Maria Vanoni 22 Carlos Tambosi Maria José Pires Leal 26 Patrícia Brodbeck Borba 28 Ana Luiza Scola Patrícia A. B. Egger 29 Veronica Quiceno Gallego 30 Pe. João Brolini 30 Vilmar Evaristo Klein

Revista Comunidade Restauração • Novembro/2018

CASAMENTO 8 Ibrezio Geraldo Scola e Esposa 9 Tarso Luiz Swarowsky e Esposa 18 Elaine L. da S. Pereira e Esposo Wagner Pacheco Rojahn e Esposa 25 Maria Vanoni e Esposo 26 Edmilson Cypriano e Esposa MEMBROS 6 Jeferson Petris João Batista Pereira 8 Meirislene Souza 10 Kelly Mariot Rohr 22 Maria Lorena Siduoski 28 Lígia C. dos Santos 29 Luzia de O. Velho

Parabéns