Issuu on Google+

REVISTA

DINÂMICA | MODERNA | REGIONAL | CRIATIVA CARUARU 2011 | DEZEMBRO | NÚMERO 6 | R$ 4,90

Acesse o QR Code e confira uma conversa com o Governador Eduardo Campos, sobre obras da BR 104

IPÊS

Árvores deixaram

Caruaru

mais bonita em dezembro

Poucas mudanças no Campeonato Pernambucano de futebol

OPOSIÇÃO

Nome de Miriam Lacerda é dado como certo para disputar a eleição

+ O fiel da balança João Lyra Numa entrevista polêmica, o vice-governador abre o jogo e revela detalhes de como será a decisão da Frente Popular, no que diz respeito a escolha do nome do grupo para concorrer à prefeitura, na eleição do ano que vem


2

Dezembro


3

Dezembro


4

Dezembro


5

Dezembro


a revista | 12

PSD nasce com a maior bancada da Câmara e pode ser decisivo para compor à Majoritária na Frente Popular, na eleição do ano que vem

| 15 Lícius, Rogério e Dr. Demóstenes criam a bancada dos independentes

| 48

Em Santa Cruz, 13º impulsiona economia da cidade

| 31

Mulheres fazem a diferença no Polo de Confecções

João Lyra tem problemas de relacionamento com o prefeito Zé Queiroz

36 |

| 27

Floração de Ipês deixou Caruaru mais bonita em dezembro

Presidente da FPF diz como será o novo Campeonato Pernambucano

| 22


expediente MÁRIO Flávio editor

mario@revistaconteudo.com.br

RENATA Torres repórter RICARDO Carvalho repórter PAULO Roberto LEONARDO Lima fotojornalismo JOHNNY Pequeno jornalismo visual COLUNISTAS ARNALDO Dantas CONCEIÇÃO Ricarte DIEGO Cintra GUSTAVO Galvão JACIARA Fernandes NATHÁLIA Mello COLABORADORES ÂNDRICA Costa ALESSANDRA Costa BETTO Aragão CARLOS Plácido JÉNERSON Alves REBECA Nunes FALE CONOSCO (81)97426662 PUBLICIDADE JONATHAN Aleixo (81)98740715 jonathan @revistaconteudo.com.br JORNALISMO conteudorevista@gmail.com ON LINE TWITTER: @rconteudo CNPJ 14.315.749/0001-32

Rua Marcionilo Francisco da Silva, Empresarial São José Bairro Universitário nº 201, 1º andar, sala 105 Tiragem: 3000 exemplares Impressão: Gráfica Moura Ramos

7

Dezembro


aos leitores Um ano de vitórias

+A -A

Mário Flávio Lima Editor

©Vladimir Barreto/ Secom CMC ©Paulo Roberto/ Conteúdo Imagem

E

stamos próximos de concluir mais um ano e vibrar e muito com os resultados obtidos em 2011. No mês de julho, saiu a primeira edição da Revista Conteúdo. De início, um grande desafio, hoje uma realidade, que a cada edição é aguardada pelos leitores e mercado publicitário. A nossa primeira edição teve 40 páginas e devido ao intenso trabalho, já conseguimos chegar a marca das 56, um feito pra lá de comemorado pela equipe da Revista. Os comentários de especialistas e leitores comuns nos enchem de orgulho. Recentemente, foi realizada em Caruaru uma audiência pública da Frente Parlamentar de Comunicação e obtivemos um bom resultado, frente as pessoas que ainda não conheciam a revista. Nesse encontro, tivemos a participação de deputados, cronistas, jornalistas e pessoas da sociedade civil. O experiente jornalista Cléo Nicéias, que durante 25 anos atuou na Rege Globo Nordeste e hoje é presidente da Asserpe, usou a Conteúdo como exemplo de um bom produto para mostrar a importância da comunicação regional. “Estão vendo essa revista aqui, não deixa a desejar em nada a outras do Sul do Brasil”. A fala de Cléo, nos deixa ainda mais motivados para fazer um produto cada vez melhor e com destaque para os assuntos de interesse do Agreste de Pernambuco. Chegamos a sexta edição da Conteúdo com assuntos variados. Na reportagem de capa, uma entrevista com o vice-governador do estado, João Lyra. Ele expôs questões delicadas a respeito da sua relação com o prefeito Zé Queiroz. Além disso, deu detalhes de qual será o caminho traçado pela Frente Popular para continuar com o comando da prefeitura de cidades importantes, como é o caso de Caruaru. Ainda no campo político, uma análise sobre o PSD na Capital do Agreste e a ratificação do nome de Miriam Lacerda para ser a candidata da oposição, no ano que vem. Você vai conhecer mulheres que empreendem e mudam a cultura local. O campeonato Pernambucano também foi pauta da Conteúdo e ainda trouxemos para você, a tabela da primeira fase. Conheça ainda o Sexta do Repente, projeto cultural que anima as noites do Agreste e entenda como a floração dos Ipês, deixou as ruas mais bonitas em Caruaru. A economia de Santa Cruz e a receita de uma ave para o fim de ano. A Conteúdo é toda sua! Um ano novo de muitas conquistas. Que venha 2012!


(WEB( DEU NA

FRENTE UNIDA Espero que não saia nenhuma candidatura dissidente, vou trabalhar pela união desse grupo, que representa também o projeto de Eduardo Campos e da presidente Dilma Rousseff.

+

Jorge Gomes blogdomarioflavio.com

DE PARTIDA Conseguimos dar vez e voz as mulheres e trazer políticas públicas para setores que antes nunca tiveram espaço, como é o caso do candomblé, ainda fizemos trabalho em setores carentes.

+

@LouCaroline

OPOSIÇÃO UNIDA Os companheiros Jorge Quintino e Waldir Rocha conosco nessa grande festa da democracia, que foi a confraternização dos partidos Democratas, PPS e PMDB.

+

@Adjar_Soares

CHORAMINGANDO Vereador não ter vez e voz nesse governo não é nenhuma novidade para mim. Nunca fui atendido quando era presidente. Hoje, a diferença é que o meu pessoal foi demitido.

+

@rogeriomeneses

LEI A partir do ano que vem, assessor de imprensa no serviço público, só com diploma. Esse projeto vem para corrigir uma injustiça com os jornalistas, que têm o curso superior. Houve um debate com o Sindicato e chegamos ao fim da redação do Projeto. Quando o governador Eduardo Campos voltar de férias, deve sancionar a Lei.

+

Ricardo Costa, Pres. da Frente Parlamentar de Comunicação

www.blogdomarioflavio.com.br

POSTANDO POR AÍ Você queria o quê? Que Tony Gel reconhecesse que estamos bem, que tudo que ele vinha falando era balela? Logo ele que falou tanto das “pesquisas do Palácio”. Não existem dois resultados de pesquisa. Toda pesquisa séria feita na mesma época, dará resultado semelhante. As dele tambem. Mas ele não vai dizer, né?! Deixa Tony e Miriam cuidando dos ETs, que nós seguiremos cuidando de Caruaru. Coisa que eles não fizeram. Não estou com tempo para picuínhas. Wolney Queiroz - deputado federal pelo PDT www.blogdomarioflavio.com.br Desde que nos unimos, a cidade cresceu a passos largos e com Thiago Nunes, um jovem que tem forte articulação em Brasília e que vai trazer grandes projetos para Agrestina. Josué Mendes - ex-prefeito de Agrestina pelo PDT www.blogdomarioflavio.com.br


opinião de conteúdo Vamos lá. Continuem assim e muito sucesso a todos. Todos ganhamos com isso. Aproveito a oportunidade para lhes desejar um Feliz e abençoado Natal e Um Ano Novo cheio de saúde, paz, e que o sucesso continue lhes seguindo, pois é sempre esse o resultado das pessoas que trabalham com garra, com vontade de acertar e sobretudo com comprometimento. Abracemos pois 2012 com muita fé, acreditando que será um ano de grande CONTEÚDO na vida de todos que buscam e fazem do simples o diferente !!! Abração a todos. Fiquem com Deus. Juliene

(

Juliene Maria Secretária

ERRAMOS Na Boa Conversa da 5ª edição, o nome da entrevistada, a cientista Perpétua Dantas não apareceu na introdução da matéria

Estive vendo o “conteúdo” da revista. Está de parabéns pelo belo material. Imagino o trabalho pra colocar edições desse nível nas bancas. Final de ano estarei na terrinha. Quem sabe nos encontremos para um papo.

O futuro do jornalismo está no regional. As pessoas querem ler o que faz parte do dia-a-dia local. Essa revista (Conteúdo) não deve em nada às revistas produzidas no sul do país Cléo Niceias Jornalista

nº 5

(

A Revista Conteúdo vem se consolidando na comunicação caruaruense por trazer uma nova abordagem visual e editorial em relação aos fatos que marcaram o mês durante o seu período de produção. A escolha de um personagem especial para cada edição, análise da política local e sua inovação no projeto gráfico ajudam a agregar valor ao jornalismo da região e traz uma nova opção para os amantes de uma leitura aprofundada como o veículo revista oferece.

(

Vinícius Gomes Jornalista Divulgação

(

Fabiano Morais Jornalista

Edição


painel

PSD

espaço

quer mais

em 2012

Partido pode ser essencial para a definição da majoritária no próximo ano

Alessandra Costa

U

m partido que nasceu aparentemente de forma controversa, contra a vontade e o crédito de muitos, a partir da iniciativa de um militante político (Gilberto Kassab) até então de direita, que decidiu formar uma conjuntura em defesa do centralismo, mas que vem (o partido) mostrando uma força que há muito não se percebia na esfera política nacional. O efeito dominó chegou até Caruaru, a legenda que defende a social democracia (Partido Social Democrático) já nasce com a maior bancada na Câmara de Vereadores da cidade e deve ter papel fundamental na eleição do ano que vem. Assim como na esfera nacional o partido uniu na Capital do Agreste uma miscelânea de políticos que mostra bem a atual realidade da nossa política. Composto por Adolfo José (ex PDT e líder do governo José Queiroz na Câmara Municipal); Manoel Alecrim (ex DEM); Demóstenes Veras (ex PDT e considerado um dos dissidentes na eleição da Mesa Diretora para o biênio 2011/12 na Casa do Povo); Bruno Lambreta (ex PP) e Leonardo Chaves (ex PMDB). Mesmo sem ter cargos no primeiro escalão no governo do prefeito Zé Queiroz, o partido possui vereadores que gozam de muito prestígio com o Chefe do Executivo. Bruno Lambreta possui indicações no segundo escalão, Alecrim também possui algumas benesses e Leonardo Chaves usa toda a habilidade para conseguir uma penca de empregos, gerando muita ciumeira entre os pares na Casa Jornalista José Carlos Florêncio. Adolfo José tem livre trânsito com Queiroz e é de confiança do prefeito. Diante de uma bancada tão forte junto ao Executivo e com um dos considerados dissidentes, muito se especula a respeito do futuro do PSD em Caruaru. Adolfo José, que já adiantou que não vai se candidatar à reeleição em 2012, para se dedicar a condução dos

12

Dezembro

Sob o comando de Gilberto Kassab, o partido surgiu como uma nova bolha política, ganhando adesões em todas as regiões do país, através de uma campanha assídua que argumentava renovação política Enquanto se fazia campanha, o partido enfrentava no TSE um longo processo para legalizar a legenda Dissidência do Democratas, a nova sigla foi criticada por caciques nacionais e cientistas políticos, com delcarações de que o partido não faria renovação alguma, apenas colheria políticos conservadores de outras legendas O presidente do partido em Pernambuco, André de Paula, viajou várias cidades no estado, a fim de reunir o maior número de afiliados Em caruaru, o grupo que formaria o PSD inicialmente, não incluía Demóstenes Veras, mas sim Lula Tôrres, que desistiu da sigla de útlima hora, por não aceitar Adolfo José na presidência do partido na cidade


©Leonardo Lima/ Conteúdo Imagem

Filiados por André de Paula (ao centro), os partidários do PSD formam a maior bancada na Câmara Municipal de Caruaru

Caruaru, há o apoio ao Prefeito José Queiroz - justifica. Por sua vez, Manoel Alecrim, não esconde a insatisfação com os rumos do Democratas em Caruaru, mas não ousa afirmar que considera a gestão do atual prefeito mais produtiva que a do ex. – Não comparo nenhuma gestão, pois cada Prefeito tem um perfil. Queiroz vai mostrar como tem sido relevante o que ele tem feito e ainda tem a fazer, assim como também é relevante o que qualquer administrador faz. Nenhum Prefeito consegue fazer tudo o que deseja – Com relação à escolha do PSD como legenda e se isso modifica alguma coisa, no próximo pleito, ele é enfático. – Dentro do grupo no qual hoje estou (PSD) há um respeito e uma afinidade muito grande nas discussões. Sinto-me mais a vontade que onde eu estava antes. Com relação às eleições, as urnas vão falar, porque o que vale é a ação do vereador. Leonardo Chaves, por sua vez, viu no PSD a esperança de permanecer fiel à base. Muito criticado por sempre ir para o lado de quem está no poder, o vereador, que é decano na Casa Jornalista José Carlos Florêncio afirma que saiu do PMDB por motivos de força maior: – O PMDB é um partido muito diversificado e, em Caruaru, foi tirado do nosso controle (situação) para ser entregue ao DEM. Em minha opinião, foi cometida uma deslealdade. De repente, o meu partido vai para a oposição. Eu comecei a minha vida política no MDB (Movimento Democrático Brasileiro – surgiu

trabalhos à frente do partido, estaria se preparando para uma possível candidatura a deputado estadual em 2014 ou a uma indicação à vice-prefeitura em 2012? Demóstenes Veras, que sempre se posicionou de forma independente a partido ou bancada política, buscaria no PSD espaço para as suas discussões? Leonardo Chaves buscaria, de fato, permanecer na base do atual Prefeito, já que o PMDB envereda (em Caruaru) pela direita? Manoel Alecrim estaria insatisfeito com a atuação do DEM em Caruaru e, por isto, apostaria em uma nova sigla, sobretudo para permanecer ao lado do Prefeito José Queiroz, já que na atual legislatura o edil decidiu apoiar os projetos do gestor? E, Bruno Lambreta, não teria este encontrado espaço para se destacar no PP? O vereador Bruno Lambreta explica que, a saída do PP (Partido Progressista) se deu de fato, pela falta de espaço no partido. – O meu nome era bem aceito na legenda em nível estadual, mas a nível municipal eu sentia o contrário. Foi, realmente, pela falta de espaço e pela falta de discussões internas que eu decidi mudar de partido. O fato de ter escolhido o PSD se deu por este ser um partido que traz um pensamento novo. Eu acredito que será uma oportunidade de crescimento não só para a legenda, mas para Caruaru – O edil explica ainda que um dos fatores que também contribuiu para a sua adesão à sigla foi o apoio declarado à Frente Popular. – Em Recife, o partido apoia o governador Eduardo Campos e a presidenta Dilma, consequentemente, em

13

Dezembro


em 1964) e gostaria de ir até o fim com o PMDB (surgiu, assim como outros partidos – PT; PDT; PSDB – da cisão do MDB), mas infelizmente fui inviabilizado. São 36 anos de mandato, caso eu ganhe o próximo pleito, serão 40. Quero continuar na base do governo, pois foi aí que comecei a minha história, com João Lyra Filho. Nesse sentido, muda uma coisa, que é o sentimento: o meu partido saiu da minha base e, para mim, o PSD surgiu como uma ‘tábua de salvação’. Com relação às expectativas para o futuro do partido em Caruaru, o parlamentar não esconde a ansiedade. – Espero que seja um partido vivo, com atuação, em atividade. Já Demóstenes Veras revela que a adesão ao PSD se deu, sobretudo, pela posição política do partido. – Trata-se de um partido novo, por isso, se torna mais fácil introduzir discussões, o que sempre foi uma característica minha. Devo ter, a partir de então, um espaço de discussões, o que eu não estava tendo dentro do PDT, nem da parte do Líder do governo, tão pouco do Prefeito e Presidente do Partido. Essas discussões só ocorriam quando se tratava de conveniências políticas – Ao aderir à legenda, uma questão comum aos cinco parlamentares filiados, foi pesada por Demóstenes. – Um fator que contribuiu bastante para a minha decisão foi o fato do PSD me proporcionar à permanência na base, de me manter aliado à Frente Popular, sem que eu precise deixar de manter uma posição independente de raciocínio. Trata-se de um ótimo espaço para a minha pretensão eleitoral para 2012, a reeleição, e para a minha pretensão política, que é a de manter as discussões de forma independente, já que o meu compromisso é com o povo. Adolfo José acredita que, se no PDT já havia espaço para as suas pretensões políticas, ainda mais espera encontrar no PSD. – Não é que eu não tinha bons espaços, mas no PSD esse espaço vai ser ampliado. Creio que será um partido com filiados atuantes, bem participativos ��� aposta o experiente político. Com relação às pretensões eleitorais e as especulações de uma provável candidatura a deputado estadual (em 2014), ele deixa claro. – Não serei candidato! – Questionado sobre uma possível indicação à vice-prefeitura, não descarta a possibilidade. – É até antiético que eu me indique, mas se a bancada assim o fizer, eu estarei à disposição. Quanto aos planos para o partido em Caruaru, não esconde que as metas são ousadas. – Pretendemos eleger o maior número de vereadores e, se possível, até mesmo chegar à majoritária. Nomes como o do vereador Alecrim e Demóstenes são citados como fortes, na opinião do presidente local da sigla – Com um bom núme-

2

3

1

4

Ex

5 te

s ne

ós

m De 3. ras T Ve -PD

Ex

do ar n eo s 4.L ave DB Ch PM

Ex

Ex

ro de filiados (cerca de 50) no município, para quem está começando e não teve tanto tempo para se articular, o PSD pode até lançar, se preciso for, segundo o presidente da legenda, nomes fortes (na opinião de Adolfo) para a disputa ao legislativo municipal: o médico Valter Ferraz, o empresário e ex-presidente do Sindloja, Manoel Santos ou, mesmo, Clóvis Lucena, dentre outros. – Temos bons nomes para indicar. Considero o quadro muito bom! O PSD em Caruaru segue sem definições reveladas para as próximas eleições, apesar de contar com uma bancada forte e, por isso, capaz de surpreender até 2012. Até lá, o cenário deve permanecer de muitas discussões e especulações. Sem grandes novidades, já que os parlamentares filiados à sigla afirmam pretender compor a Frente Popular e defender, com isso, a reeleição do atual Prefeito José Queiroz, ainda parece cedo para qualquer definição, já que se tem um ano inteiro pela frente. Mas, de uma vertente dá para se ter certeza: com cinco vereadores, que contaram com votação significativa nas últimas eleições, dá para se esperar que esses ‘arrastem’ uma multidão para votar no candidato por eles apoiados. O fator pode intitular o grupo como uma bancada de peso para a definição da majoritária em 2012. (C)

14

Dezembro

©Vladimir Barreto/ CMC Caruaru ©Leonardo Lima/ Conteúdo imagem ©Paulo Roberto/ Conteúdo Imagem

fo ol d A 1. é T s Jo -PD o x E un a Br ret . 2 b m La -PP

l oe an M 5. crim e Al DEM


( incertos( Independentes, Com atitudes imprevisíveis, vereadores se tornaram uma dor de cabeça para a Frente Popular Mário Flávio

©Vladimir Barreto/ CMC Caruaru

U

ou fogo amigo?

m dos últimos projetos votados em 2011 foi a Lei Orçamentária Anual. Após sofrer uma enxurrada de emendas, o Projeto foi aprovado por unanimidade, mas uma declaração do presidente da Casa, vereador Lícius Cavalcanti (PCdoB) chamou atenção de todos: - Tenho um pacto com os vereadores Demóstenes Veras e Rogério Meneses, seguimos os mesmos votos. Num outro momento, ele disse: - A bancada da situação concorda? A oposição também? E a bancada independente segue o voto – deixando a todos sem entender o que é essa nova bancada. Diante de tais afirmações, percebe-se que a relação entre os membros que fazem parte da Frente Popular em Caruaru segue delicada e talvez só uma intervenção estadual possa minimizar a situação. Indagado pela nossa equipe de reportagem, o comunista, apresentou a justificativa para o termo independente, abordado em excesso por alguns membros da atual legislatura. Segundo ele, o termo serve para mostrar que a Casa Legislativa deve ter autonomia em algumas decisões: - Ser independente é agir pela população, acredito que todos os vereadores não deveriam ficar submissos ao Executivo. Deveriam trabalhar como eu, Rogério e Demóstenes. Estamos pagando um preço alto por essa postura, mas estaremos sempre ao lado do povo. Não aceitamos mais que meia dúzia de pessoas direcione o destino de Caruaru. Hoje, temos mais de 300 mil habitantes e mais pessoas devem participar dessa discussão – explicou o comunista. O deputado federal Wolney Queiroz (PDT) criticou a posição tomada pelos vereadores dissidentes. Ele garante que o termo in-

15

Dezembro

dependente soa como falta de respeito aos demais pares da Casa e faz uma analogia com outras esferas do poder, para rebater as declarações do presidente da Câmara: - Sou contra essa terminologia, denigre os demais vereadores. Será que os outros não são independentes? Claro que todos são. Os vereadores são independentes e livres, inclusive para apoiar o governo, que defendem e no qual participam politicamente. Na Assembleia e no Congresso não existe essa categoria de deputado ou senador “independente”. Existe deputado da base e deputado da oposição – alfineta. LOA aprovada com caminhão de emendas Na edição desse mês, o vice-governador João Lyra Neto, afirmou que deve chamar o presidente da Casa para uma conversa e segundo ele, tentar minimizar o fogo amigo, que apresenta algumas arapucas para o prefeito Zé Queiroz. As emendas apresentadas à LOA foram prova disso. Numa situação inédita, os vereadores trouxeram empresários e pessoas da comunidade para debater como os recursos serão destinados em 2012 e criaram uma espécie de orçamento participativo paralelo, já que oficialmente o OP nunca saiu do papel. Entre as emendas apresentadas pela Comissão de Legislação e Redação de Leis, algumas promessas de campanha do prefeito Zé Queiroz, entre elas: a revitalização do Centro da cidade e a criação de um teatro municipal. São cartas na manga, que podem ser usadas na campanha do ano que vem, já que os dissidentes forçaram a inclusão desses temas na LOA e podem dizer no futuro próximo, que fizeram a parte deles, caso tal obra não seja feita. O vereador Rogério Meneses, que é presidente da Comissão fez questão de frisar: - Tudo o que foi debatido aqui não adianta de nada se o prefeito Zé Queiroz não comprar a ideia – disse. O líder do governo na Casa, vereador Adolfo José (PSD) minimizou o chamado fogo amigo. Para ele o debate e as emendas apresentadas com a interferência da comunidade servem para mostrar que a Câmara é um local adequado para esse tipo de situação. – Esse é o papel do Poder Legislativo. Quando a população participa, mostra que somos os reais representantes do povo – garante. Uma semana após a votação, o secretário Executivo de Relações Institucionais, Eduardo Guerra, esteve na Casa Jornalista José Carlos Florêncio. Ele entregou um ofício confirmando que o prefeito Zé Queiroz concordou com todas as emendas apresentadas e por isso, sancionou a LOA. (C)


Base ligada a Tony Gel pede Miriam como pré-candidata nas eleições de 2012

Oposição ratifica o nome de Miriam Legendas realizam confraternização e Miriam Lacerda fala como pré-candidata à prefeita Johnny Pequeno

A

impressão de que a Frente Popular de Caruaru tem quem enfrentar nas eleições municipais de 2012 pareceu mais concreta no início de dezembro, quando as primeiras forças da oposição se reuniram para falar diretamente o que desejam: “Tirar José Queiroz do comando da administração municipal”. Reunidas em um escritório político, que comporta muito bem uma confraternização de pequeno porte, lideranças do DEM, PMDB, PPS e PMN exaltavam na festa as mesmas críticas de sempre contra o gover-

no municipal e pediam apenas um nome para pré-candidatura para as próximas eleições: Miriam Lacerda, ex-deputada estadual, sucessora democrata do deputado Tony Gel na disputa pela prefeitura. Este, aliás, tem um uma preocupação siginificativa para começar a se mobilizar: a saída das bases de figuras como Reginaldo França e Edileuza Portela para o grupo da situação municipal. A perda de Edileuza, aliás, implica menos votos na zona rural, onde ela fazia campanha forte para oposição. A tática de Tony e Miriam então, é

16

Dezembro

trocar uns aliados por outros. De fato, Edileuza saiu, mas Jorge Quintino já estava no quadro do PMDB desde o ano passado e já demonstrou seu apoio a Miriam: - Estou hoje muito feliz reunido com esse grupo, por saber que é o início de uma campanha vitoriosa para lançar a pré-candidatura de Miriam Lacerda. Isso Jorge frisou durante a confraternização de Tony e Miriam, onde uma meia hora antes Adriana de Góis havia dito que “tem muita gente que está encubada, que não pode aparecer, mas até lá (2012), vai demonstrar seu apoio”. São fortes as expectativas deles, assim como são os discursos acalorados para estimular o apoio a Miriam como candidata. Tony Gel, no entanto, fala que decisões políticas sobre qualquer candidatura, só em 2012. - Obviamente que não há candidatura lançada, pois não é o tempo ainda, mas é visível o interesse das lideranças dos partidos aliados pela candidatura de Miriam, mas não é segredo pra ninguém, que o nosso grupo está se organizado para as próximas eleições e estamos analisando e ponderando cada discurso, visando o ano que vem - esclareceu o deputado. Mas, os discursos de Miriam nos redutos de seus aliados reforçam a corrida para aumentar o palanque: - Eu quero ser prefeita em Caruaru para que o povo saiba que tem uma mãe para lutar pela população caruaruense, quero ser prefeita não para encher a cidade de placas, ou estar sempre envolvida em escândalos, mas para que o povo saiba que tem quem se importe com Caruaru - disse. Antes de se confirmar candidata, é preciso ter forças para enfrentar a Frente Popular em Caruaru. Alcançar isso pode considerar, entre outros pontos, chegar a um consenso sobre a firme possibilidade de pré-candidatura do vereador tucano Diogo Cantarelli, que até o momento recebe declarações de apoio do atual presidente da Câmara de Caruaru, Lícius Cavalcanti (PCdoB). (C)

©Paulo Roberto/ Conteúdo Imagem

na mira


( ( pano rama

DIEGO CINTRA é advogado e professor universitário

EM APENAS 11 ANOS, O NOVO SÉCULO JÁ ACUMULA FATOS MARCANTES

Envie sugestões para o panorama dicintra@msn.com

Que venha 2012

D

ezembro de 2011. Nos aproximamos de um novo ano e a ocasião é de festas e reflexão sobre nossa caminhada até aqui. Nesse período faz parte de nossa cultura que ponderemos sobre nossas escolhas, derrotas e conquistas ao longo do ano. Enquanto indivíduos é comum refletirmos sobre nossa situação familiar e profissional. Revisamos o que aprendemos, o que melhoramos e o que ainda podemos aperfeiçoar. O exercício é válido. Faz bem pro nosso corpo e pro nosso espírito. Que assim seja. Mas que seja um pouco mais dessa vez. Fica aqui uma provocação para, além de revermos nossa postura enquanto indivíduos, considerarmos também nossa posição enquanto cidadãos, integrantes de um organismo maior chamado sociedade. O momento é mais que propício para a iniciativa. Um novo milênio descortina-se a nossa frente com características que nem os melhores cientistas sociais conseguiram ainda definir plenamente. A pós-modernidade tem muitas faces para poucas palavras. A história está sendo feita e fazemos parte de um momento único. Em apenas 11 anos o novo século já acumula acontecimentos marcantes e faz parecer que o tempo está acelerado. A sociedade da informação se consolida e vem permitindo nos sentirmos mais próximos, interligados, interdependentes. Acompanhamos com atenção notícias sobre a Grécia, Oriente Médio e China, cientes de que “o bater de asas de uma borboleta na Ásia pode causar um tornado nas Américas”. Enquanto uns adotam um tom apocalíptico por conta do noticiário sensacionalista, outros afirmam que enxergamos com mais clareza a nossa realidade. Dentre os acontecimentos históricos deste novo século que marcaram o ano de 2011 podemos citar a onda revolucionária que contagiou algumas nações do Oriente Médio e do norte da África. Conhecido como Primavera Árabe, o movimento que levou milhares às ruas na Tunísia, Egito, Líbia e tantos outros países, mostrou o lado político dessa conscientização global. A difusão da tecnologia da informação, sobretudo da internet, desempenha um papel fundamental nesse processo. Na mesma linha, no segundo semestre de 2011, um movimento chamado #ocupewallstreet se espalhou pelo mundo e levou centenas de pessoas a acamparem, por dias, em lugares estratégicos de grandes metrópoles. Tudo para protestar contra o atual sistema financeiro, baseado nos juros e na especulação. Essas manifestações são exemplo de um despertar político próprio de nosso tempo. É um acordar social que conta com a mídia não para ditar o nome do novo presidente, mas para aproximar os integrantes de uma pátria e difundir noções de direitos fundamentais, dignos de uma democracia efetiva. E qual o nosso papel neste momento da história? Enquanto brasileiros clamamos por uma reforma política séria, transparência nos gastos públicos, participação da sociedade civil na elaboração de políticas públicas, uma reforma tributária eficaz e muitas outras ações necessárias para aperfeiçoar de fato nossa democracia. Vamos aproveitar a tecnologia de nossa era para acompanhar o trabalho de quem nós elegemos, para nos comunicarmos, trocarmos ideias e agirmos. Devemos lembrar que somente os povos que tomam as rédeas de seu destino podem deixar um futuro melhor para as próximas gerações. Mostremos a nossa mãe gentil que seus filhos estão despertos e não fugirão à luta por um futuro melhor. Que venha 2012. (C)

17

Dezembro


frases Pretendemos eleger o maior número de vereadores e, se possível, até mesmo chegar à majoritária

Adolfo José (PSD) Vereador, presidente do PSD em Caruaru

“O PMN vai se comportar da mesma forma que fez nas eleições passadas, somo um partido fiel, de um bloco que faz parte da oposição”

Silvio Barbosa Presidente do PMN -PE

©Paulo Roberto/ Conteúdo Imagem ©Leonardo Lima/ Conteúdo Imagem ©Vladimir Barreto/ SECOM CMC

O projeto

de eleição diretas para gestores escolares em Caruaru possibilitava a democratização da rede de ensino municipal. Não entendo porque os outros vereadores não aprovaram o projeto. Eu nunca indiquei cargo algum em meus mandatos. Não posso falar por todos os vereadores, mas sei que existe a indicação de cargos, é algo que não deveria mais existir, mas vivemos em uma democracia e é preciso entender a decisão de meus companheiros.

“Eu não posso falar pelos agentes, porque não vivo a realidade deles, mas o comportamento abusivo de alguns agentes da Destra, que foi já pautado na imprensa, reflete a administração da Autarquia, que não leva em consideração os direitos dos trabalhadores”

Eduardo Mendonça Presidente do Sismuc

“Acho muito engraçado isso, os vereadores da base que votaram a favor do Projeto indicaram gestores. Lícius, Rogério e Demóstenes brigaram muito para indicar os diretores e agora vêm com esse discurso. Não aceito isso”

Zé Ailton (PDT) Vereador caruaruense

Demóstenes Veras (PSD) Vereador caruaruense

18

Dezembro


Não somos inimigos do DEM, pelo contrário, fomos os únicos que o apoiamos no pior momento político da legenda, que foi na eleição de 2008. O PSDB é um partido que dialoga, não temos perfil para ser escada de ninguém e muito menos vocação para ser sub-legenda.

Raffiê Dellon Vice-presidente nacional da Juventude do PSDB

“É melhor acreditar em vida em outro planeta do que no resultado dessa pesquisa. Você acha que a população de Caruaru acredita nisso? Aliás, credibilidade é o que falta nesse governo, vamos falar de assunto que realmente valha a pena a gente discutir. Basta andar pelas ruas e perceber toda a indignação do povo” Tony Gel (DEM) Deputado Estadual

“No máximo em oito dias. Existem ainda trechos do rio que não foram limpos e vamos concluir esses trabalho com as questões químico e focal e colocar todo o Departamento de Vetores nesses bairros, para que em oito dias não tenham mais muriçocas em Caruaru” Ednilson Patriota Diretor do Departamento de Vetores de Caruaru

“Juntamente com o deputado Edson Vieira, apresentamos ao governador imagens da situação da PE-160 e ele se mostrou sensível à situação e já tomou as primeiras providencias, em breve estaremos divulgando o cronograma da obra” Diogo Moraes (PSB) Deputado Estadual 19

Dezembro


Um espaço para debater as questões do Direito brasileiro

gustavohcg@hotmail.com

PLANO DE SAÚDE

S

abemos que a saúde é dever do Estado e um direito de todos (art. 196 CF/88). Também é lugar comum que o Sistema Único de Saúde não consegue garantir este direito a toda população, o que faz com que milhões de brasileiros busquem os serviços de planos de saúde para obter, através do serviço particular, o acesso a esta garantia constitucional. O que se precisa esclarecer são os abusos das operadoras de planos de saúde, e que já fizeram o Tribunal de Justiça de Pernambuco editar nove súmulas relacionadas ao tema, consolidando no âmbito deste tribunal, entendimentos já consagrados pelo Superior Tribunal de Justiça, quanto a impossibilidade de restrições aos direitos dos consumidores, como por exemplo, limitação ao tempo de internação na UTI, limitação quanto ao valor do tratamento, especialmente, quanto ao uso de novas técnicas ou tecnologias, próteses, ósteses ou qualquer material que venha implicar em maior despesa. Especificamente sob este ponto é preciso chamar a atenção dos consumidores, pois a mais nova atrocidade, especialmente das operadoras que trabalham sob a forma de cooperativa, é coagir seus médicos cooperados a prescreverem sempre o tratamento mais barato, os seja, os procedimentos cobertos pela operadora, o que em muitos casos significa um procedimento mais defasado, menos indicado, mais agressivo (por exemplo, cirurgias abertas ao invés de técnicas mais modernas com pequenas incisões e utilização de vídeo), sob pena do próprio médico arcar, do seu próprio bolso, com as despesas do tratamento. É evidente que esta foi a forma encontrada para burlar as reiteradas decisões dos tribunais que proíbem a limitação de gasto dos tratamentos. Ora, se não é possível estabelecer em contrato, junto ao consumidor, tais limitações ao seu direito, resolveram as operadoras então coagir seus médicos cooperados a limitar o tratamento apenas àqueles autorizados, impedindo que o médico sequer esclareça ao paciente da existência de outro tratamento melhor e/ou menos agressivo, forçando estes profissionais a violarem inclusive o código de ética médica. Por fim, e reiterando que a postura acima narrada é completamente insustentável, encerro com a pergunta feita pelo Min. Aldir Passarinho, relator do Resp 326.147, quanto à limitação de custeio: “qual o critério que poderia ter norteado a restrição, senão, apenas, realmente, o de privilegiar o lucro da seguradora por excelência, a inversão do risco contratual devolvendo-o ao segurado, a colocação da saúde em posição coadjuvante na finalidade contratual?” (C)

( ( questão de direito

+S O

A MAIS NOVA ATROCIDADE É COAGIR MÉDICOS A PRESCREVEREM TRATAMENTOS MAIS BARATOS

GUSTAVO GALVÃO é mestrando em Direito Intenacional e professor universitário

20

Dezembro


21

Dezembro


esporte Poucas mudanças para a disputa que começa no dia 15 de janeiro Mário Flávio

© Mario Flávio Lima/ Conteúdo Imagem

D

esde a morte de Carlos Alberto Oliveira que o novo presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho, anunciou uma série de mudanças na gestão da principal entidade do nosso futebol. Modernização é palavra mais usada por ele, desde que assumiu o cargo. O termo mostra o que deve ser o Campeonato Pernambucano do ano que vem, primeiro após 16 anos sob o comando de mão de ferro de Carlos Alberto. A principal mudança atinge diretamente os times de fora da Região Metropolitana do Recife. A Taça do Interior, que não servia absolutamente para nada, foi extinta e tudo será definido na fase classificatória da competição, com os quatro primeiros colocados na disputa das semifinais e os dois últimos sendo rebaixados para jogar a Série A2, em 2013. Também ao final da primeira fase, serão conhecidos os dois times classificados para o Brasileiro da Série D. Outra importante mudança diz respeito aos clubes que irão disputar o título, com vantagens para os que obtiverem a melhor campanha. No regulamento atual, os times melhores classificados não tinham nenhuma vantagem, o clube que terminasse a fase classificatória em primeiro lugar, entraria na fase semifinal com as mesmas chances do 4º colocado, o que segundo Evandro Carvalho, era uma injustiça, a ser corrigida em 2012: - O time melhor colocado vai jogar a segunda partida, seja na semifinal ou na final em casa e dessa vez com a vantagem de se classificar ou ser campeão com dois resultados iguais. Com isso, acredito que iremos valorizar a competição e o time que fez a melhor campanha. Acabamos com esse torneio do interior porque era deficitário e não tinha razão para existir, também promovemos algumas mudanças para evitar erros técnicos e problemas que aconteceram esse ano - disse. Esses erros a que se refere o mandatário da FPF dizem respeito, principalmente, à realização de uma nova partida, caso aconteça a interrupção de um jogo. No confronto desse ano entre Salgueiro x Cabense, a falta de energia não permitiu que a partida fosse realizada. O regulamento dizia uma coisa e a direção da FPF determinou outra. A partida não aconteceu e houve uma quebra de braço entre a Cabense e o ex-presidente Carlos Alberto Oliveira. Com a mudança, independente do motivo da não realização do jogo, a partida será retomada no dia seguinte. Existe uma grande expectativa nos times do interior para a nova gestão da Federação Pernambucana de Futebol, já que hoje a maioria dos times está no Agreste e Sertão de Pernambuco ( são 4 no Agreste e 4 no Sertão, contra 4 da Região Metropolitana). Segundo o presidente da FPF, a gestão dele vai priorizar a modernidade e beneficiar diretamente aos clubes do interior de Pernambuco, a grande novidade pode ser uma alteração na Copa Pernambuco.

22

Dezembro

Times em 2012 O novo

pernam bucano Uma série de mudanças na estrutura do Campeonato promete garantir mais

modernização. Essa é a aposta de Evandro Carvalho


Araripina Central

Salgueiro

América

Ypiranga Serra Talhada

Sport Santa Cruz

Porto Belo Jardim Petrolina

Fim da Taça do Interior Os mandos de campo para

semifinal e final.

Será o mandante do jogo de volta àquele time melhor

fase classificatória

posicionado na

Fica vedada qualquer participação do clube mandante em interferir no a quecimento do time visitante dentro no gramado

- Já estamos concluindo um projeto financeiro para ajudar a todos os clubes e vamos buscar uma melhor formulação da Copa Pernambuco, principalmente para valorizar aos clubes do interior. Estou buscando uma vaga na Copa do Brasil para o campeão desse certame, além de outras medidas que iremos tomar até o fim desse ano e durante o ano que vem, para valorizar principalmente as equipes interioranas. O Programa Todos Com a Nota também deve ser outra fonte de receita para os clubes, mas de acordo com o cartola, as verbas podem ser maiores em 2012, mesmo com o contrato já determinando a receita para cada equipe. – Estamos trabalhando para que nos próximos dias possamos dar uma boa notícia aos times, já que existe a possibilidade de aumento na

Náutico

Se ocorrer adiamento ou

suspensão

de um jogo, independente da causa, a partida será realizada no dia seguinte.

Não

haverá nas

semifinais ou finais, a diferenciação entre gol como visitante ou

mandante.

A inscrição posicionado na fase classifica- dos atletas poderá tória jogará por dois empates ou dois resultados iguais. Na semifinal e final, o clube melhor

ser

Os clubes não poderão ceder, por empréstimo, a outro clube participante, mais do que três jogadores.

CBF

Após

outro clube na

Ligas serão valorizadas Logo após a posse e nas várias entrevistas que concedeu, o novo presidente da FPF citou as ligas interioranas, que em alguns casos revelam jogadores para o futebol profissional. A Liga Desportiva de Caruaru é um exemplo disso. Começaram pelos gramados do Vera Cruz os atletas: Marcos, Nildo, Wagner Rosa, Paulista, Marquinhos, Josué, Araújo, Jailson e Marcos

23

na

disputar um jogo pelo seu time, o atleta não mais poderá defender

receita e o governador Eduardo Campos está muito sensível a essa causa. O Estadual de 2012 começa em 15 de janeiro e vai até 13 de maio. O campeão e o vice ganharão vagas para disputar a Copa do Brasil em 2013. Já os dois melhores colocados, que não estejam participando do Campeonato Brasileiro se classificarão para a Série D da competição de 2012.

Dezembro

on line,

similar ao que acontece

competição

Tamandaré. Ele garantiu que essas ligas irão ter atenção especial da FPF: - É nossa intenção criar uma competição estadual mais forte e temos que fortalecer as ligas, que em muitos casos ficam isoladas e com muito sacrifício fazem competições sozinhas, sem respaldo ou apoio. Para mudar essa realidade, estamos montando um projeto para que a Federação participe ativamente dessas competições. Temos a proposta de uniformizar e fazer uma competição única para as ligas. Sei que não é fácil, temos em Pernambuco 86, são mais de oitenta municípios representados, sei que é um sonho, mas já dizia o poeta “Quem não sonha não ousa e quem não ousa não realiza”. Iremos sonhar com esse projeto para o próximo ano ou no mais tardar para 2013, englobando todas as ligas num mega projeto de qualidade.

(C)


Tabela de jogos em 2012 Rodada 1 (15/01) SANTA CRUZ x BELO JARDIM PORTO x NÁUTICO PETROLINA x SALGUEIRO ARARIPINA x SPORT AMÉRICA x SERRA TALHADA YPIRANGA x CENTRAL

Rodada 8 (08/02 e 09/02) PETROLINA x BELO JARDIM SPORT x YPIRANGA CENTRAL x SERRA TALHADA ARARIPINA x AMÉRICA SALGUEIRO x NÁUTICO SANTA CRUZ x PORTO

Rodada 9 (11/02 e 12/02) SPORT x PORTO AMÉRICA x SANTA CRUZ SERRA TALHADA x NÁUTICO CENTRAL x BELO JARDIM ARARIPINA x SALGUEIRO YPIRANGA x PETROLINA

Rodada 9 (11/02 e 12/02) SPORT x PORTO AMÉRICA x SANTA CRUZ SERRA TALHADA x NÁUTICO CENTRAL x BELO JARDIM ARARIPINA x SALGUEIRO YPIRANGA x PETROLINA

Rodada 10 (15/02) PORTO x SERRA TALHADA BELO JARDIM x ARARIPINA SALGUEIRO x YPIRANGA PETROLINA x AMÉRICA NÁUTICO x CENTRAL SANTA CRUZ x SPORT

Rodada 10 (15/02) PORTO x SERRA TALHADA BELO JARDIM x ARARIPINA SALGUEIRO x YPIRANGA PETROLINA x AMÉRICA NÁUTICO x CENTRAL SANTA CRUZ x SPORT

Rodada 11 (22/02) PETROLINA x SANTA CRUZ SALGUEIRO x PORTO SERRA TALHADA x ARARIPINA NÁUTICO x BELO JARDIM SPORT x CENTRAL AMÉRICA x YPIRANGA

Rodada 4 (25/01) SANTA CRUZ x YPIRANGA NÁUTICO x AMÉRICA PORTO x ARARIPINA SALGUEIRO x CENTRAL PETROLINA x SERRA TALHADA BELO JARDIM x SPORT

Rodada 11 (22/02) PETROLINA x SANTA CRUZ SALGUEIRO x PORTO SERRA TALHADA x ARARIPINA NÁUTICO x BELO JARDIM SPORT x CENTRAL AMÉRICA x YPIRANGA

Rodada 5 (28/01 e 29/01) ARARIPINA x SANTA CRUZ SPORT x NÁUTICO YPIRANGA x PORTO AMÉRICA x BELO JARDIM SERRA TALHADA x SALGUEIRO CENTRAL x PETROLINA

Rodada 12 (25/02 e 26/02) PORTO x SALGUEIRO SANTA CRUZ x PETROLINA A DEFINIR * x NÁUTICO CENTRAL x SPORT YPIRANGA x AMÉRICA ARARIPINA x SERRA TALHADA

Rodada 12 (25/02 e 26/02) PORTO x SALGUEIRO SANTA CRUZ x PETROLINA BELO JARDIM x NÁUTICO CENTRAL x SPORT YPIRANGA x AMÉRICA ARARIPINA x SERRA TALHADA

Rodada 6 (01/02) SANTA CRUZ x CENTRAL PORTO x AMÉRICA BELO JARDIM x SERRA TALHADA PETROLINA x ARARIPINA NÁUTICO x YPIRANGA SALGUEIRO x SPORT

Rodada 7 (04/02 e 05/02) NÁUTICO x SANTA CRUZ PORTO x PETROLINA BELO JARDIM x SALGUEIRO SERRA TALHADA x SPORT AMÉRICA x CENTRAL YPIRANGA x ARARIPINA

Rodada 7 (04/02 e 05/02) NÁUTICO x SANTA CRUZ PORTO x PETROLINA BELO JARDIM x SALGUEIRO SERRA TALHADA x SPORT AMÉRICA x CENTRAL YPIRANGA x ARARIPINA

Rodada 8 (08/02 e 09/02) PETROLINA x BELO JARDIM SPORT x YPIRANGA CENTRAL x SERRA TALHADA ARARIPINA x AMÉRICA SALGUEIRO x NÁUTICO SANTA CRUZ x PORTO

Rodada 2 (18/01) SALGUEIRO x SANTA CRUZ BELO JARDIM x PORTO NÁUTICO x PETROLINA SPORT x AMÉRICA CENTRAL x ARARIPINA SERRA TALHADA x YPIRANGA Rodada 3 (21/01 e 22/01) ARARIPINA x NÁUTICO SERRA TALHADA x SANTA CRUZ CENTRAL x PORTO YPIRANGA x BELO JARDIM AMÉRICA x SALGUEIRO SPORT x PETROLINA

24

Dezembro

Rodada 13 (29/02) AMÉRICA x NÁUTICO ARARIPINA x PORTO SPORT x BELO JARDIM CENTRAL x SALGUEIRO SERRA TALHADA x PETROLINA YPIRANGA x SANTA CRUZ Rodada 14 (03/03 e 04/03) NÁUTICO x ARARIPINA SANTA CRUZ x SERRA TALHADA PORTO x CENTRAL BELO JARDIM x YPIRANGA SALGUEIRO x AMÉRICA PETROLINA x SPORT Rodada 15 (07/03) NÁUTICO x PORTO SALGUEIRO x PETROLINA SPORT x ARARIPINA SERRA TALHADA x AMÉRICA CENTRAL x YPIRANGA BELO JARDIM x SANTA CRUZ


Pernambucano 2012, na opinião de Eri Santos

Rodada 16 (10/03 e 11/03) AMÉRICA x SPORT SANTA CRUZ x SALGUEIRO PORTO x BELO JARDIM PETROLINA x NÁUTICO ARARIPINA x CENTRAL YPIRANGA x SERRA TALHADA

O estadual de 2012 tem tudo para ser o primeiro campeonato a ter um time do interior campeão. Claro que existem os que creem na “teoria da conspiração”, a qual defende que nunca será interessante para a Federação ter um campeão do interior. Vejo bons exemplos, ou fatos, que me convencem que é possível, sim, quebrarmos a escrita e termos um título para o interior. O futebol é o único esporte do mundo que permite acontecer o imprevisível, pelo menos, na maioria das vezes. Temos um campeão de 2011 que teve uma folha salarial que chegou a pouco mais de 30% da folha dos favoritos: Sport e Náutico. Tivemos esse ano ainda o exemplo do Central, que chegou a ser o campeão virtual do primeiro turno, mas que no segundo, tropeçou no extracampo (concordo que extracampo entra em campo.) Outro exemplo é o Salgueiro. Com menos de cinco anos de existência, o Carcará disputou a série B do brasileiro, mas será que foi por acaso? Há quem pense que sim, mas esses são os que nunca conseguiram, mesmo existindo há quase cem anos. Aliás, foram três times da série B disputando o pernambucano de 2011 e o campeão estava, até então, sem série: o Santa Cruz. Permitam-me citar neste contexto alguns fatos sobre o Central. É o clube que tem um dos maiores estádios particulares do país, uma das mais apaixonadas torcidas do Nordeste e que só quer uma oportunidade, para mostrar isso, uma marca que é inquestionavelmente forte. Aliás, já mostrou em 2010, quando teve uma média de público superior a clubes da série A daquele ano. O que falta? Pararmos de ver os clubes da capital como verdadeiros monstros do futebol do estado, porque é só aqui que parecem monstros. O brasileirão de 2011 prova isso. Ou acham que o Duque de Caxias, time sem estádio e sem torcida é mais forte do que muitas equipes do interior de Pernambuco? Bom, pelo menos para Náutico e Sport, o time carioca mostrou que camisa, algumas vezes não vence o jogo. O Santa Cruz, o atual campeão de Pernambuco, se “engasgou” com Coruripe-AL, Treze de Campina Grande, Santa Cruz/RN, Porto etc. Quando o assunto é competição nacional, os nossos grandes se atrapalham com tantos times inferiores aos nossos intermediários, as vezes são derrotas para times sem nenhuma expressão. Só precisamos parar, mudar a ideia e acreditar que monstros não existem. Por essas e outras, o estadual de 2012 pode ter um campeão diferente. Me junto aos que não veem a hora de a bola rolar. Até a próxima!

Rodada 17 (17/03 e 18/03) SPORT x SALGUEIRO CENTRAL x SANTA CRUZ YPIRANGA x NÁUTICO AMÉRICA x PORTO SERRA TALHADA x BELO JARDIM ARARIPINA x PETROLINA Rodada 18 (24/03 e 25/03) SANTA CRUZ x ARARIPINA NÁUTICO x SPORT PORTO x YPIRANGA BELO JARDIM x AMÉRICA SALGUEIRO x SERRA TALHADA PETROLINA x CENTRAL Rodada 19 (28/03) NÁUTICO x SALGUEIRO BELO JARDIM x PETROLINA YPIRANGA x SPORT SERRA TALHADA x CENTRAL AMÉRICA x ARARIPINA PORTO x SANTA CRUZ Rodada 20 (31/03 e 01/4) SPORT x SERRA TALHADA SANTA CRUZ x NÁUTICO PETROLINA x PORTO SALGUEIRO x BELO JARDIM CENTRAL x AMÉRICA ARARIPINA x YPIRANGA Rodada 21 (07/04 e 08/04) NÁUTICO x SERRA TALHADA SANTA CRUZ x AMÉRICA PORTO x SPORT BELO JARDIM x CENTRAL SALGUEIRO x ARARIPINA PETROLINA x YPIRANGA Rodada 22 (15/04) SPORT x SANTA CRUZ CENTRAL x NÁUTICO SERRA TALHADA x PORTO ARARIPINA x BELO JARDIM YPIRANGA x SALGUEIRO AMÉRICA x PETROLINA

25

Dezembro


Para falar sobre política arnaldo.dantas@ig.com.br

(

enquanto

isso...

O show deve continuar?

L

uz, Câmara e aç��o… Preparem-se! Em 2012, mais um mega-espetáculo estará prestes a sacudir o Brasil, não se trata de nenhum evento de Rock ou competições esportivas, mas do espetáculo político que vem se tornando o processo eleitoral brasileiro. O sistema eleitoral na forma como está orquestrado, o qual vem se intensificando a cada ano eleitoral, ameaça seriamente os fundamentos do Estado Democrático e os princípios e conceitos do que se entende por cidadania. De evento cívico, no qual se expressa o espírito público de uma coletividade, as eleições tornaram-se um show midiático de entretenimento das massas. Os candidatos deixaram de ser pessoas de carne e osso e tornaram-se um rótulo, uma marca ou um produto como qualquer outro de uma sociedade de consumo. O marketing inverte o mundo real e cria um ambiente fantasioso e alucinante, onde o candidato realiza sua apoteose circense para uma plateia alienada do que vê e presume entender. Os partidos políticos perderam seu significado e sua identidade, a grande maioria da população não sabe distinguir um dos outros, muito menos sua importância e a razão de ser da sua existência. Neste mundo surreal onde o trágico e o cômico caminham de mãos dadas, os políticos candidatos, vestem e interpretam um personagem a cada eleição. A questão decisiva a cada eleição, que movimenta a mente e o coração dos políticos profissionais, não é entender em profundidade a realidade econômica, social e política em que estão inseridos, ou quais são as reais necessidades do povo, e sim, como financiar sua campanha. Para se ter uma ideia, entre as eleições de 2002 e 2010, os recursos de doações declarados oficialmente quintuplicaram de pouco mais de 670 milhões para cerca de 3,4 bilhões de reais. Observando este cenário, a constatação torna-se óbvia: a lógica do capital define os rumos e as regras da democracia brasileira. O financiamento privado de campanha eleitoral como está concebido, traz enormes distorções, perigos e prejuízo à democracia. Entre os desvios de natureza, ética, moral e política, o mais sério é colocar o poder econômico dos financiadores de campanha, como elemento decisório de qualquer pleito eleitoral. É desta relação cordial e amorosa entre o público e o privado que nasce o nepotismo, o clientelismo, o patrimonialismo e os mais diferentes tipos e práticas de desvios de conduta. É na estruturação desta teia de relacionamentos recíproca e de intimidade que se explica a gênese da corrupção na sociedade brasileira. Na medida em que se estabelece um ciclo vicioso e perverso, onde o eleitor e o conjunto da população pagam um preço altíssimo por cada campanha eleitoral. E o pior, sem saber quanto pagam, como pagam e a quem pagam? A consolidação da democracia brasileira passa necessariamente pela reforma radical do modelo eleitoral vigente, que o torne mais democrático e competitivo, no qual as eleições sejam o momento do exercício público da cidadania e não um investimento lucrativo para poucos. (C)

26

Dezembro

ARNALDO DANTAS Analista Político e Professor Universitário

O PADRÃO SE ESTABELECE E SE DIFUNDE, PRIMEIRO O DINHEIRO, DEPOIS O VOTO


boa conversa João Lyra Neto

Solta o verbo

V

ice-governador rasga o verbo e manda recado para os partidos que fazem parte da Frente Popular. Segundo ele, a escolha do candidato do grupo vai ser em torno do nome que agregar mais para evitar uma derrota na eleição do ano que vem. Ele ainda fez uma análise da delicada relação do Executivo com a Câmara e apresenta o nome de Raquel Lyra como uma alternativa para a população de Caruaru. Então, vamos à entrevista...

Mário Flávio Estamos há menos de um ano da eleição. Recentemente o senhor disse que os que acham que a Frente Popular vai rachar iam quebrar a cara. O senhor mantem esse discurso? Sem dúvidas. Nós temos até abril do ano que vem para que possamos definir os caminhos da Frente, não apenas em Caruaru, mas no estado inteiro. Caruaru tem que passar por uma profunda avaliação, temos que ganhar as eleições, para que a cidade continue sintonizada com esse momento de desenvolvimento no estado, através do governador Eduardo Campos. Vamos conversar muito, o ano termina agora e a partir de janeiro vamos iniciar o debate, temos que encontrar o candidato mais viável, que tenha melhores condições de enfrentar a oposição e ganhar a eleição. Para isso é necessário ter desprendimento e reconhecer quem tem condições de vencer a eleição. De início, defen-

27

Dezembro

do que o prefeito Zé Queiroz, tenha a prevalência de ser o candidato, mas isso não quer dizer que ele seja o candidato. Queiroz é um político de bom senso, experimentado, amadurecido e entende que nós temos que ganhar as eleições em Caruaru, se ele tiver condições o candidato é ele, caso contrário, vamos discutir outra candidatura. Mas os dissidentes da Câmara seguem insatisfeitos com o prefeito Zé Queiroz. Como a Frente Popular vai mudar essa realidade e trazer de volta Lícius Cavalcanti, Rogério Meneses e Demóstenes Veras? Por meio de muita conversa... Não há possibilidade de resolvermos questões políticas sem conversa, essa é a nossa história e vamos encontrar o melhor caminho. Tanto Lícius, quanto Demóstenes irão fazer parte para que encontremos o melhor caminho para as eleições de 2012. Com esse es-


pírito, vamos caminhar para o entendimento e escolher o melhor candidato, que represente a melhor proposta e acima de tudo que tenha adesão a esse novo eleitorado, que quer a renovação. O Brasil inteiro coloca hoje a renovação política e temos que estar sintonizados com esse sentimento. O Nome de Raquel Lyra representa essa renovação? Não! Raquel representou a renovação em 2010, sendo a mais votada em Caruaru, superando o ex-prefeito Tony Gel. Acho que ela é um nome que pode ser colocado à mesa, pra discussão, mas nem eu não a coloco e nem ela se coloca como candidata, acho que o nome de Raquel, por representar a renovação dever ser avaliado e analisado. Então, vamos todos juntos: eu, Queiroz, Wolney, Jorge, Laura, os vereadores e as lideranças para definir o melhor nome e que representa o sentimento maior para a sociedade de Caruaru. Pernambuco vive um processo de muito desenvolvimento e Caruaru precisa ficar sintonizada com esse movimento de crescimento econômico e social, nós temos nomes da Frente Popular que representem esse desenvolvimento. O senhor acredita numa candidatura da Câmara Municipal de Caruaru? Vamos conversar... A partir de dezembro vamos conversar com todas as lideranças de Caruaru, tenho esse compromisso, dever e obrigação. Já marquei uma agenda com o presidente Lícius e vamos chamar todos os vereadores da base. Lideranças classistas empresariais, trabalhadores e rurais, pra que possamos chegar ao início de 2012 com as informações necessárias, para discutir e até março definir os nossos candidatos. Mas o senhor pode ser candidato em 2012? Já cumpri a minha missão, fui prefeito por duas vezes, me senti muito honrado. Foi um cargo que tive uma relação muito forte com a população. Agora, tenho que concluir a minha missão de vice-governador até 2014, caso Eduardo Campos decida sair em março para disputar outra eleição, estou decidido, assumo o governo para concluir o nosso mandato e discutir quem será o nosso candidato a governador. Para prefeito? Não, faz parte da minha história e tenho certeza que o que mais aprendi e senti honrado, mas chegou a hora de deixar essa nova missão para os mais novos. O governo de Zé Queiroz passou por algumas crises. Como o Palácio avalia o terceiro governo do atual prefeito? São questões pessoais e que só o prefeito pode resolver. Muita gente fala no Palácio, mas o Palácio não fala e nem raciocina, as pessoas que estão ocupando o governo têm responsabilidade de ajudar, mas com muita maturidade, percebemos problemas em cidades importantes, como é o caso de Recife, Jaboatão, Olinda, Petrolina, Garanhuns e Caruaru. Essas são cidades que representam

28

Dezembro

Já cumpri minha missão, fui prefeito por duas vezes, me senti muito honrado


as diversas regiões do estado e com muita maturidade e equilíbrio, vamos conversar e encontrar uma solução. Um governador que tem mais de 80% de aprovação pode coordenar e não impor, temos diversas alternativas nos principais municípios e estamos preparados para enfrentar a eleição de 2012, bem como vamos nos preparar para a eleição de 2014, somos consequências da decisão da candidatura nacional, se a presidenta Dilma vai ser ou não candidata, as alianças nacionais são consequências, mas no pleito municipal podemos conversar e encontrar a melhor alternativa para cada cidade. Existe muita especulação sobre uma suposta pesquisa do Governo de Pernambuco que mostra rejeição do prefeito Zé Queiroz. O senhor confirma a existência de tal pesquisa? Olha... Eu tenho pesquisa, o prefeito Zé

29

Dezembro

Queiroz tem, o deputado Tony Gel e o governador Eduardo Campos também. Mas é bom frisar, pesquisa não é privilégio de ninguém. Nós sabemos a situação de todo mundo, em todas as cidades. Em Caruaru, o prefeito Queiroz enfrenta dificuldades em termos de aprovação e não podemos desconhecer isso, a gente conversa com a população e ouve isso, fizemos uma pesquisa e os números retratam isso, mas temos tempo ainda de trabalhar para reverter essa posição. Se o prefeito Queiroz decidir ser candidato, tem que ter condições, a priori, de ganhar as eleições. Quem tem uma rejeição muito alta, no ano de eleição, não dá para reverter, temos que ter muita tranquilidade, mas vou repetir, pesquisa não é privilégio de ninguém, todas as lideranças têm uma e em todas o resultado é o mesmo. Vamos conversar e escolher a melhor alternativa. (C)

© Paulo Roberto/ Conteúdo Imagem ©Wagner Gil/ Cortesia

O clima entre Jão Lyra e José Queiroz ficou ainda mais pesado no início de dezembro, com direito a várias declarações polêmicas


30

Dezembro


(

especial

(

o luçã e o S d ta da A xemplos uaru s a n r e Ca eni ão As m sarial s ismo em r re Emp endedo e r emp

rim Amo a z e r And

al a Le z e r The

s , s e a u r r e r o h l a d u u e r de m nd a Cerra ree t r p e T em

oz ueir Q a n ria de A ciajetó Lutra

NyadjaMenezes, uma gestora o saneamento que tem como desafio ampliar Caruaru e acabar com o racionamento em

Renata Torres

io láv F o ri Má

o de onh o s dade a é i c sse ac e fi oi o. E ão e n lidad á se f i c a ó n J ç e g e r la s. e o n popu essa essoa sivamrmo i r p u a e dia as p xcl pró a d ot ieu aiori cada ida d algo e usar nvolv as s o a v e e e m a da ruaru te na seri lavra o des reas mir á r u n a a a o s s e C lat ed r a p par ária a as ília. nd a r v is a ma pree mud ionad s em te pa e fam m d n s c e e a o a d o v c r am e vo ida adju rrim se v n e co ar a qu tão dad ortu em ns, en . A ci r op e ser torn a e d c e ec ia po me ,s ora a é e ho nded a ofer ada d asos c d c e a s a te pre eç ito em o com eixam mu m d t e n s me lhere ios e c u ó m neg os

31

Dezembro


Foi com o empreendedorismo em mente que as jornalistas Andreza Amorim, Thereza Leal e Luciana Queiroz se uniram há cinco anos e fundaram a ATA Solução Empresarial, empresa que oferece uma diversidade de serviços em dois núcleos: Gestão de Pessoas e Comunicação. As atividades vão desde a seleção, recrutamento, consultoria em RH e quase todas as esferas internas da empresa que contrata os serviços. Além disso, é possível orientar o cliente sob a ótica jornalística nos aspectos que os demais braços da comunicação (PP e RP) não atingem, buscando uma comunicação integrada, principalmente com as agências de publicidade que atendem aos clientes. A necessidade de empreender surgiu devido a carência de um nicho de mercado na prestação de serviços e cinco anos após a criação da empresa, a diretora Andreza Amorim comemora os resultados obtidos. Segundo ela, o atendimento é um diferencial da empresa. - O crescimento da ATA tem sido satisfatório para os parâmetros de pequenas empresas no Brasil. Conseguimos ultrapassar os dois anos de fundação, quando grande parte delas fecha, comemorando a ampliação da empresa, com a implantação do Núcleo de Comunicação. Chegamos aos cinco anos contabilizando mais conquistas que dificuldades, apesar delas também estarem presentes no nosso dia-a-dia. Há dois anos adquirimos a nossa sede própria, em um dos endereços mais valorizados da cidade, e isso nos dá a motivação e a coragem necessárias para vencermos as adversidades e investirmos cada vez mais no nosso projeto. Pois é exatamente isso que a ATA representa hoje para nós: um projeto de vida. Projeto este que busca incansavelmente a excelência em todos os trabalhos que desenvolve. Bem mais nova que a ATA, mas com uma proposta empreendedora as professoras Lilian Gonçalves e Lane Costa decidiram recentemente dividir as aulas de inglês com a Boutique Toda Bonita, grife criada por ambas para deixar bem vestidas as mulheres de Caruaru e Agreste de Pernambuco. A experiência enquanto clientes foi essencial para que as duas tomassem a decisão de investir no próprio negócio. As primeiras peças foram apresentadas num chá, oferecido para formadoras de opinião, amigas e clientes. Mesmo sendo ainda uma empresa que engatinha no mercado, as sócias comemoram os primeiros resultados, como explica Lilian Gonçalves: - Não tínhamos tempo de ir às lojas, não éramos muitas vezes bem atendidas e tínhamos dificuldades de encontrar o que gostamos. Como a maioria das pessoas vive muito ocupada e não têm tempo de ir até as compras, tivemos a ideia de ir até as clientes na hora conveniente para elas, além de realizar eventos nos quais as amigas se reúnam, tenham um momento de lazer e aproveitem para comprar. Estamos também fazendo uma pesquisa para saber o que satisfaz cada cliente. Então o objetivo maior é vender com o diferencial do que já é estabelecido pela maioria das lojas. Os encontros mensais com as clientes são apresentados como inovação para ambas, que já preparam uma tarde de muito sorvete para apresentar a nova coleção. Além das roupas femininas as bijuterias são outro diferencial da dupla, que personaliza as mesmas de acordo com cada cliente. O projeto é atender nas cidades do Agreste de Pernambuco, cita Lane Costa. - Acreditamos que esse é um segmento que tem muito a

32

Dezembro

“Já estamos pensando em ampliar o negócio no ano que vem” crescer na nossa região para favorecer aqueles que não têm disponibilidade de tempo para sair às compras, como também ao passo que conhecemos melhor as nossas clientes, podemos buscar aqueles produtos que mais parecem com elas. Para o futuro nós temos muitos planos. Já estamos projetando o espaço Toda Bonita que contará com um lugar, mas continuaremos com o serviço de atendimento em domicílio. O empreendedorismo das mulheres em Caruaru ultrapassa as fronteiras da prestação de serviços e confecções. A jornalista Aline Mirelly quebrou tabus e divide o tempo das pautas com um Sex shop, sendo que a maioria dos produtos vendidos na Destak Moda Íntima é direcionada ao público feminino. A ideia desse negócio surgiu após ela e o seu irmão perceberem essa brecha no mercado, com a ida do mano para uma empresa privada ela assumiu a empreitada e aposta no novo para conseguir clientes: - O diferencial está na diversidade de produtos que vendemos. Temos peças até o tamanho 48. Outra sacada foi mesclar a loja com produtos de uso comum, já que algumas pessoas têm vergonha de entrar num sex shop e medo de alguém vê-las comprando esse tipo de produto. Com essa mistura de produtos as clientes se sentem a vontade e sempre estão voltando e perguntando pelas novidades.


©Paulo Roberto/ Conteúdo Imagem

Lane e Lilian montaram a grife Toda Bonita, uma empresa especializada em moda feminina Como estratégia de mercado, mensalmente elas promovem encontros com suas clientes para apresentar por meio de desfiles as novas coleções

33

Dezembro


Se você leu a reportagem e se identifica com as meninas que ousaram e resolveram ser donas do próprio negócio, a Sala do Empreendedor pode auxiliar na sua decisão.

34

Dezembro

O local funciona no Expresso Cidadão e segundo a Secretaria de Comunicação da prefeitura de Caruaru é destinado à orientação empresarial específica ao profissional autônomo e microempresário. Uma equipe estará disponível no horário das 8h às 17h orientando sobre programas de créditos, como emitir nota fiscal, participar de licitações públicas e outros serviços, além de realizar o cadastro no Portal do Empreendedor. O programa realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico tem o apoio do SEBRAE, Governo de Pernambuco, Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (ACIC) e Associação de Contabilistas de Caruaru e Agreste de Pernambuco (ACCAPE). (C)


35

Dezembro


(

(

O Veja mais

A beleza dos Ipês contagiou Caruaru Floração das árvores deixou a cidade com aspecto bem melhor Mário Flávio

s moradores de Caruaru e visitantes que sempre frequentam a Terra de Vitalino tiveram uma agradável surpresa no mês de dezembro. Em alguns pontos da Capital do Agreste, árvores com flores cor de rosa deixaram a paisagem da cidade mais bonita. Espalhados, os Ipês inspiraram a muitos e deram um diferente tom ao cenário geralmente dominado por Algarobas. Além de deixar a paisagem mais bela, a simples queda das flores nos permitia fazer uma viagem e imaginar se grande parte das nossas árvores fossem desse tipo... Ou pelo menos se tivéssemos plantados por aqui outras espécies de Ipês: branco, roxo, amarelo... São muitas as cores dessa árvore, que segue na contramão da natureza e flora entre agosto e dezembro. A beleza das flores é tanta que certa vez o então presidente Jânio Quadros disse que o Ipê era a “Flor Nacional”. A Avenida Portugal é um exemplo de local que recebeu atenção especial e ganhou a plantação de Ipês. Professor de História e músico, Daniel Finizola, passa por essa via frequente-

36

Dezembro

mente. Ele diz que esse tipo de arborização serve como fonte de inspiração para a sala de aula e na hora de compor uma música. -A beleza dos Ipês da Avenida Portugal nos mostra como uma cidade arborizada possibilita uma melhor qualidade de vida pra população. Aqui, o asfalto está sendo acolhido pelas flores dos Ipês. A cidade de Caruaru poderia seguir o exemplo de outros municípios que têm no Ipê, um símbolo. A capital paraibana é um exemplo disso. Nessa época do ano, João Pessoa fica ainda mais bela quando floram ao mesmo tempo os Ipês Amarelos. Todos os dias, o jornalista Lael Arruda passa pela Avenida Epitácio Pessoa ou pela Lagoa, onde facilmente essa espécie é encontrada . O jornalista, que hoje atua como repórter e apresentador da TV Tambaú, garante que o cenário ajuda e muito para iniciar bem a jornada diária. - Os dias em que os Ipês floram correspondem para os pessoenses como a neve que vem no natal dos nova-iorquinos. Quando desci do ônibus no Parque Solon de Lucena, no dia 24 de dezembro do ano passado,

©Paulo Roberto/ Conteúdo Imagem

natureza


No ambiente urbano de Caruaru, é possível parar um momento e admirar a beleza dos ipês em dezembro

pensei no texto de uma reportagem... Quando cheguei à emissora essa era a primeira pauta da tarde. Foi tudo fácil e prazeroso de fazer, gente fotografando, parando para observar, já que a “neve” veio no limite do tempo, mas veio. É muito bonito, não parece Brasil, não o Brasil que estamos acostumados. Outro pessoense que conhece bem a realidade de Caruaru e João Pessoa é Stenio Soares. Ele acredita que a Capital do Agreste pode seguir o exemplo paraibano e quem sabe no futuro ter a beleza dos Ipês nos Parques e Centro da cidade. Para isso, ele lembra como seu deu o processo de arborização de um dos mais belos Parques da Capital Paraibana. - Sou suspeito para falar de João Pessoa, particularmente acho uma das mais belas cidades brasileiras. Algo dessa beleza tem o toque especial de um dos mais importantes arquitetos-paisagistas brasileiros: Roberto Burle Marx. Mesmo sendo uma cidade pouco arborizada e com a nítida falta de planejamento urbano, algo ainda pode ser feito em Caruaru para correr contra o tempo. Os parques municipais que estão sendo criados podem trazer Ipês, quem sabe... O biólogo Lula do Mel diz que, além da beleza, as flores dessa espécie fazem bem a natureza, já que atraem abelhas e pássaros, principalmente beija-flores, importantes agentes polinizadores. Quando essa revista tiver sido impressa as folhas dos Ipês já terão caído, o espetáculo dura apenas 15 dias, mas agora é esperar o ano que vem para que tudo se repita, mas dessa vez com maior beleza, já que as árvores de Caruaru estarão maiores e robustas e quem sabe, novas mudas de Ipês sejam plantadas para que possamos em longo prazo ter mais uma atração nessa época do ano. (C)

37

Dezembro


( (

NATHÁLIA MELLO Publicitária e produtora de moda

sempre na moda

Divulgação

D

Para falar sobre as últimas tendências nathaliamello1703@gmail.com

APOSTE NO BRANCO COM BRILHO CORES E ESTAMPAS

ezembro chegou e é quase unanime a procura por um look novo (ou até mesmo por um que você já possua no armário e queira dar uma nova roupagem) para a rompida do ano. É simples compor uma produção que se adeque à praia ou balada, basta mudar os acessórios. Para imprimir glamour, opte por complementos em dourado ou sandálias com pedrarias, fica um luxo! Os paetês, assim como o lurex, são os queridinhos da estação, e aliados ao branco, transmitem sofisticação. As rendas e os demais tecidos artesanais, como o tricô, ganharam as passarelas ha tempos e têm tudo a ver com o verão. Sabemos que romper o ano de branco é tradição no Brasil, mas você pode se jogar nas cores e sobreposições de texturas sem medo de errar. Se a escolha for por uma peça lisa, aposte em tons vibrantes para começar 2012 com energia de sobra. Tendo como base uma saia branca, a parte de cima pode ser colorida ou com estampas tropicais. Combinando com camiseta listrada, sandália dourada e complementos em vermelho, o look navy estará completo. A opção do conjunto blusa branca + saia estampada também é bem vinda e foge do básico. Leve apenas em conta que mulheres com quadris largos devem fugir de estampas grandes, que ressaltam o que se deseja camuflar. Você também pode incrementar o look branco total com o que há de mais atual, como shambalas (pulseiras inspiradas em terços budistas que são a sensação do momento) e acessórios em verde esmeralda. Aposte em adornos para o cabelo como flores e aplicações de cristas, eles dão um up no visual (experimente usá-los com cabelo preso de um só lado). No mais, boas festas e um maravilhoso fim de ano para todos! (C)

LOOKS PARA O ANO NOVO

38

Dezembro


39

Dezembro


Envie suas sugestões para #hashtag cecyricarte@gmail.com

Papai Noel, quero um tablet de Natal

F

oi-se o tempo em que as crianças pediam carrinhos e bonecas de presente ao bom velhinho no natal. De acordo com dados do The Nielsen Company, o tablet é o equipamento mais desejado entre os eletrônicos nesta temporada. 44% das crianças, de seis a 12 anos, pesquisadas estão interessados ​​em ganhar um iPad, 30% querem um iPod touch e 27% querem um iPhone. Para essas crianças que já nasceram na era da tecnologia, pode até ser normal o desejo de tanta modernidade para presente... e mesmo sendo uma apaixonada por todo esse mundo do ‘futuro’, fico com o pé atrás quando se trata da formação intelectual e até mesmo de vida dessas pessoinhas de seis, sete anos de idade. Explico... estamos criando uma geração que não possui mais o hábito de brincar na rua, de ler um livro, um jornal, de escrever uma carta... agora tudo é feito através do computador ou de qualquer um dos novos meios que aproximam (ou não!) as pessoas. Fico pensando até onde isso é saudável... Acredito que dessa forma estamos incentivando a criação de “analfabetos funcionais”... pra que ter o hábito da leitura se tudo que se quer procurar está a um clique do Google!? É preocupante! Lembro que, em 2004, eu era estagiária da Rádio CBN Recife e todo o trabalho de produção e apuração era via internet, fax e telefone... um determinado dia, faltou energia e eu juntamente com os outros estagiários entramos em pânico. Como fechar o jornal? Onde pegar a agenda cultural? Como checar a notícia? Minha coordenadora, Éden Pereira, disse calmamente: “Na minha época de estagiária não existia computador, era a máquina de datilografar. Toda e qualquer apuração era por telefone ou pessoalmente e nós conseguíamos fazer tudo. Os jovens de hoje estão muito acomodados com a facilidade que a internet dá. O telefone tá ali. O jornal do dia também. Apurem!” Nunca mais esqueci essas palavras e o peso delas para a minha profissão. E isso foi em 2004. De lá pra cá... quanta coisa evoluiu neste mundo da tecnologia, heim!? Admiro demais esses avanços, mas fico realmente preocupada com o futuro. O que esperar dessa “geração Y”?! Será que as crianças daqui a uns 20 anos vão achar que os livros, por exemplo, são objetos de museu e que não será mais preciso pensar porque a internet vai dizer tudo?! Não sei... só sei que este assunto ainda vai render mais uns posts lá na frente. Por enquanto, mesmo precisando de um tablet para facilitar os meus trabalhos... aceito livros de presente, viu Papai Noel?!

(

#hashtag CONCEIÇÃO RICARTE Jornalista, com pós graduação em assessoria de imprensa e produtora da Rádio Globo FM

44% DAS CRIANÇAS QUEREM UM IPAD HOJE EM DIA NO NATAL

Divulgação

(C)

40

Dezembro


dia a dia l a i ec

Esp

A infância de Jesus Jenerson Alves

Reprodução

Q

ue no Natal se comemora o nascimento do Menino Jesus não é novidade nenhuma. Entretanto, do momento em que a Virgem Maria deu à luz o filho até o início do ministério do Salvador – então aos 30 anos – pouca coisa se sabe. Na Bíblia cristã, apenas o Evangelho de São Lucas registra trechos da infância de Jesus. No capítulo 2, o autor narra o episódio no qual o menino passou três dias no templo de Jerusalém, “assentado no meio dos doutores, ouvindo-os e interrogando-os”. O que pouca gente sabe é que há, no mínimo, 20 outros evangelhos, que não fazem parte das versões da Bíblia reconhecidas pelos grupos cristãos contemporâneos. Em parte desses livros, há relatos curiosos e às vezes assombrosos sobre a infância de Jesus.


Reprodução

Uma das passagens do Evangelho de Tomé, por exemplo, conta até ‘traquinagens’ feitas pelo Filho de Deus enquanto na Terra: “Fez depois uma massa mole de barro e com ela formou uma dúzia de passarinhos. Era sábado e havia outros meninos brincando com ele. Porém, certo homem judeu, vendo o que Jesus acabara de fazer num dia de festa, foi correndo até José e contou-lhe tudo: ‘Teu filho está no riacho juntando barro, profanando com isso o dia de sábado.’ José veio ter ao local e, ao vê-lo, ralhou com ele dizendo: ‘Por que fazes no sábado o que não é permitido fazer?’ Mas Jesus, batendo palmas, dirigiu-se às figurinhas ordenando-lhes: ‘Voai!’ E os passarinhos foram todos embora gorjeando.” No mesmo texto, há narrativas ‘estranhas’, como esta: “(...) Ele andava em meio ao povo e um rapaz que vinha correndo esbarrou em suas costas. Irritado, Jesus lhe disse: ‘Não prosseguirás teu caminho.’ E imediatamente o rapaz caiu morto.” A maior parte desses livros foi escrita entre os séculos 2 e 3 da Era Cristã, e são chamados ‘apócrifos’. Essa palavra vem do termo grego ‘Apokryphos’, que originalmente significa ‘escondido’ e referia-se a ensinamentos que o Mestre teria dado exclusivamente aos discípulos e não deveriam ser ministrados em ocasiões públicas. Com o passar do tempo, todavia, a palavra ‘apócrifo’ ganhou o significado de textos que não são autênticos. Inclusive, o bispo diocesano de Caruaru, Dom Bernardino Marchió, orienta que esses escritos não podem ser tidos como sagrados. - Os livros apócrifos não fazem parte da Bíblia, por isso não são muito confiáveis - diz. No entanto, essas obras fundamentam certas tradições, como a de que São Pedro teria sido crucificado de cabeça para baixo. Os nomes de alguns personagens não citados na Bíblia aparecem no Evangelho de Tiago, que registra os nomes dos pais de Maria (Joaquim e Ana). Já o Evangelho de Nicodemus diz que os dois ladrões que foram crucificados ao lado do messias eram Dimas e Gestas. Existe um manuscrito denominado ‘Evangelho dos Doze Santos’, que apresenta um Jesus defensor da reencarnação e do vegetarianismo. Com isso, esses escritos, encontrados em um monastério budista em 1880, apresentam indícios de uma possível relação entre Cristo e os essênios – grupo piedoso e místico que vivia em pequenas comunidades rurais, cultivando a agricultura de subsistência, em um estilo de vida ascético. Como se consideravam ‘puros’, os essênios eram politicamente alienados. O teólogo batista Samuel Couto discorda dessa hipótese. Segundo ele, se Cristo tivesse tido formação essênia, não teria se engajado socialmente, tocando em leprosos e comendo com pecadores. - Eu imagino que Jesus passou a infância ao lado do pai, aprendendo a profissão de carpinteiro, pois esse era o costume judaico da época. Ainda vou mais além. Gosto de pensar que, a cada momento em que Jesus moldava uma madeira, transformando-a em um artefato, fazia uma metáfora de sua obra redentora de salvação e transformação do ser humano - complementa Couto. (C)

42

Dezembro

Em evangelhos tradicionais ou apócrifos a figura de Jesus na infância já era tratada como uma pessoa sábia, que trocava ideias com os sacerdotes mais antigos


Doce , secreto ou sacana?

Chegou o momento de presentear pessoas queridas com uma lembrança e quem sabe pregar uma peça em alguém Rebeca Nunes

A

s festas de fim de ano se aproximam e, num clima de despedida, as pessoas se confraternizam comemorando o ano que passou. Nesse período também é costume a troca de presentes entre amigos, em festas que possuem três nomenclaturas: amigo secreto, amigo doce e o famoso amigo sacana, também conhecido como amigo da onça, que diverte e descontrai com os mais diversos tipos de presentinhos trocados e ainda pode ser uma opção bem mais barata. Pensando nesses presentes, fomos até a feira de Caruaru em busca de alguns desses objetos engraçados, que fazem a alegria de festas espalhadas pelos quatro cantos da cidade. O artesão Cícero Antônio, que trabalha no ramo há mais de 40 anos, disse que nessa época do ano, o movimento por lá é intenso. Segundo ele, esses objetos ousados vendem entre 500 a 600 unidades de produtos variados, sejam abridores, caixões ou brinquedos em forma de órgão sexual. Morreu donzelo, cocô de barro, abridor de garrafa, na feira existe toda essa variedade. Dona Lenira Moura também é artesã e está no ramo há 20 anos. Segundo ela, as pessoas já vão certas do que querem comprar, mas as vezes um empurrãozinho ajuda e muito. - As pessoas procuram muito pelos objetos engraçados nessa época, o morreu donzelo, neguinho pinico e o abridor em forma de órgão sexual são os mais procurados pelo pessoal, mas sempre que a gente pode também indica algo para deixar a festa mais engraçada – garante. (C)

COMO FUNCIONA O AMIGO SACANA? Um grupo de amigos se reúne, sorteiam-se os nomes e de acordo com a pessoa que você tirou, compre um presente que a mesma não se identifique, ou que provoque boas risadas em quem vai receber. Dessa forma, fica muito mais divertido se reunir com os amigos para uma ótima comemoração de fim de ano.

Morreu donzelo

R$ 5,00

Cocô de barro

R$ 2,00

43

Dezembro


Os bastidores da sociedade fernandes.jaci@hotmail.com

fatos e fama JACIARA FERNANDES é jornalista e editora da Rádio Liberdade

Vera e o filho Bruno Condé, emocionados ao receberem peças de Manoel Eudócio das mãos de Walmiré Dimeron, historiador, consultor cultural e responsável pela reedição do clássico ‘Terra de Caruaru’, de José Condé

©Elane Andreza ©Leonardo Gomes/ ASCOM ASCES ©Aguinaldo Lima/ SECOM PMC ©Aguinaldo Lima/ SECOM PMC ©Aurélio Fabian ©Bira Nunes ©Leonardo Lima/ Conteúdo imagem

Garoto de futuro André Teixeira Filho está em Londres, onde é aluno do Language Studies International. Lá, o jovem estudante do 8º período de Direito da Asces dedica-se ao curso intensivo de inglês. Os pais Lígia e André Teixeira aguardam ansiosos o retorno do filho a Caruaru, em 15 de janeiro, quando ele reassume suas atividades na assessoria especial da prefeitura.

Artes cênicas Arari e Argemiro Paschoal estão fechando programação para os esquetes do Projeto TEA, resultado das oficinas de teatro que foram realizadas ao longo deste ano. O evento está previsto para o mês de janeiro, tendo como monitores Charles Douglas, Wemerson Jheysvson e Jeysiane Melo.

O presidente da Acic, João Bezerra, e Nick Jiang, da Lifan, no momento em que era anunciada a instalação de uma unidade da empresa chinesa Lifan, em Caruaru

Momo O colunista social Cervantes marcou para 11 de fevereiro o tradicional baile de Carnaval Vermelho e Branco, no Espaço Cultural Tancredo Neves. Os homenageados são Edilson Silva, Folião 2012; Gilvanete Patrício, ex-madrinha do Comércio Futebol Clube; e Valdo Menezes, ex-diretor social do CFC, onde se originou o baile carnavalesco. Saiba mais no (81) 3722.3002.

44

Dezembro

Isabel, com o papai Marcelo Gomes, e Clarissa, nos braços da mamãe Carol Miranda, durante a inesquecível festa do 1º aninho das gêmeas. Um verdadeiro jardim foi montado no Maria José Recepções I


O diretor-presidente da Asces, Paulo Muniz, viu o quanto é querido na prestigiada e emocionante entrega de Título de Cidadão Caruaruense. Na foto, ele posa com a mulher Eveline e filhos Maria Paula, Helder, Clarissa e Pedro Renato.

Versátil O jornalista boa praça, Leonardo Vasconcelos, divide seu tempo como repórter da TV Asa Branca com um negócio próprio. Trata-se da consultoria e media training. Conheça detalhes no www.leonardovasconcelos.com.br.

A bela barca

Socorro Alexandrino e Armando Lima exibem a 18ª edição da revista Noivas & Eventos de Pernambuco, lançada no Recife e em Caruaru

Edna e Thiago Santos foram perfeitos anfitriões na festa em comemoração aos 20 anos de sucesso da Brindgraf. A 3ª Cantata Natalina, Coral Madrigal e as Orquestras de Violino e Só Emoções emocionaram os convidados, no Sesi

Os amigos Mabel Cavalcanti e Sóstenes felizes da vida com a receptividade que o 1º CD da Barca Bella está tendo nas emissoras de rádio da cidade. O trabalho traz sete faixas, inclusive o Hino de Caruaru, de autoria do saudoso prof. Machadinho. Contatos para shows (81) 9993.1050 /sostebarcabella@hotmail.com

O gerente de Marketing do Shopping Difusora, Angelo Nascimento, feliz com os resultados do mall e os prêmios recebidos em 2011. Que em 2012 venham novas conquistas!

45

Dezembro


(

(

história

Livro conta história da educação em Caruaru O objetivo é desenvolver um trabalho q de referência no interior do estado Mário Flávio

U

m trabalho inédito está sendo desenvolvido pelos professores Josué Euzébio e Edvalda Miranda, que juntos sentiram a necessidade de criar um documento para servir de referência no interior de Pernambuco. Uma iniciativa ousada, que tem como objetivo contar a história da educação em Caruaru, estudo que pode ajudar a remontar algumas situações no âmbito educacional. Nesse primeiro volume a obra vai abordar a educação nos séculos XVIII e XIX, para num segundo livro, acontecer a abordagem nos séculos XX e XXI. A ideia surgiu da professora Edvalda Miranda. Com mais de quatro décadas de docência, ela convidou Josué, que prontamente aceitou ao desafio. Desde o início já são mais de cinco anos de intensa pesquisa e dificuldade para confrontar os dados. Para ter uma ideia da importância desse trabalho, uma das fontes de pesquisa é a Câmara Municipal da cidade, ambos fizeram intenso trabalho de pesquisa e leram todas as atas, desde o século XIX, até o início da década de 1920. Muitas vezes, com problemas, devido ao desgaste provocado pelo tempo e falta de cuidados com a história. Mas ainda foram feitas pesquisas em outras cidades, como Vitória de Santo Antão, por exemplo. Nos anos de 1817 a 1835 as atas pesquisadas estavam registradas nessa cidade, já que Caruaru e Bonito (sede antiga da Capital do Agreste) pertenciam à Vitória. Logo após esses estudos, as atas de Caruaru começaram a ser analisadas, para que os dados precisos fossem obtidos. Segundo a pesquisa, a escola estadual Joaquim Nabu-

46

Dezembro

A professora Edvalda Miranda e Josué Euzébio querem desenvolver um trabalho de referência para Pernambuco

Obra vai abordar como era educação no município nos séculos XVIII E XIX Um segundo livro enfocará os séculos XX e XXI A meta é oferecer a cada escola municipal todo o contexto de ensino da história da cidade O livro descreve que as primeiras aulas na cidade foram dadas por homens, nomeados por políticos


Fotos: Divulgação

co foi o primeiro grupo que existiu em Caruaru, figuras conhecidas da nossa sociedade frequentaram as salas de aula dessa escola. Onildo Almeida e Luísa Maciel podem ter começado as primeiras composições e pinturas entre uma brincadeira e outra nos corredores da unidade. Já a escola Professor Augusto Tabosa foi a primeira no âmbito municipal. Entre as curiosidades encontradas na pesquisa, o professor Josué Euzébio chama atenção para uma em especial: - Até essa pesquisa existiam informações que o pioneirismo na docência em Caruaru teria sido de uma professora, no entanto, de acordo com o que pesquisamos, as primeiras aulas dadas na cidade foram por homens, que eram nomeados pelos políticos. Essas informações obtidas sobre os primeiros docentes da Capital do Agreste ainda fazem parte da aventura mambembe dos dois professores. Além de Vitória de Santo Antão, o arquivo público estadual, a biblioteca estadual e a secretaria de Educação, todos no Recife, também foram muito frequentados durante esses cinco anos de pesquisa. A meta dos docentes é que cada escola da rede municipal possa oferecer aos alunos uma obra que remonte todo o contexto do ensino na cidade, além de servir de fonte de pesquisa para a comunidade acadêmica. Eles ainda têm a intenção de instrumentalizar aos professores, para que eles tenham uma referência, como explica Edvalda Miranda: - Quando a gente promove esse tipo de trabalho não resgata apenas a história da educação, mas remete muito há vários aspectos da história de Caruaru, uma cidade que atingiu um nível de importância regional. A professora ressalta ainda que cautela é palavra de ordem na obra, já que os dados são muito conflitantes e por isso, várias fontes são necessárias para explicar determinado assunto: - Tudo que afirmamos, estamos fundamentando, não querendo desdizer ou mudar a história. Veja por exemplo o que descobrimos sobre o povoado do Cedro, já no século XIX existem três escolas lá, o número de crianças com a necessidade de ir para a escola era tão grande, que os moradores fizeram um abaixo-assinado e enviaram a Câmara. O documento pedia que fosse criada uma sala de aula só para meninas, já que na época, 62 meninas moravam no povoado, que ainda não era bairro. Nesse contexto, a gente sai da análise pedagógica e vai para a história, quantas famílias existiam nesse povoado? Qual a importância do Cedro há 120 anos para ter três escolas? Lá existiam as rendeiras, que já tinham um nível de conscientização, por isso, pediram essa sala de aula só para meninas. A obra, prevista para ser lançada no início do ano que vem, vai contar com três capítulos. O primeiro vai abordar o Projeto Educacional, a partir da metrópole; o segundo trata das questões educacionais do Brasil; e o terceiro capítulo, vai tratar da educação em Pernambuco, mas com o foco em Caruaru. Essa reportagem foi apenas um aperitivo do que os dois professores irão (C) registrar nas páginas do livro.

47

Dezembro


( ( Santa Cruz

Polo Têxtil ganha

incremento com 13º

© Betto Aragão

O

Betto Aragão

s dados são animadores. Mais de 3,36 bilhões de reais serão injetados na economia pernambucana neste fim de ano, com o pagamento do 13º salário. Um aumento de 18,3% a mais em relação a 2010. Com isso o comércio sai ganhando afinal é comum neste período termos um incremento na economia em decorrência dessa entrada de dinheiro no mercado. As feiras do Polo Têxtil de Pernambuco sinalizam melhoras significativas. Em Santa Cruz do Capibaribe, terra do Moda Center Santa Cruz, esse cenário positivo pode ser percebido por meio do número de carros, ônibus e vans que chega semanalmente ao maior Parque de Confecções do Brasil. Por semana, dados do próprio empreendimento contabilizam cerca de 600 veículos somente no estacionamento local. São compradores que vêm de todos os recantos do Brasil, em busca de peças de baixo custo e com alta qualidade. Uma dessas pessoas é dona Maria dos Anjos. Ela veio da cidade paraense de Parauapebas e diz que costuma vir á Capital da Sulanca uma vez por mês, mas que neste período, é preciso aumentar as viagens para poder suprir as necessidades dos clientes de sua terra. - Eu venho a Santa Cruz do Capibaribe já faz cinco anos. Além de fazer minhas compras também trago muitas amigas. Meus companheiros de viagem estão querendo vir duas vezes por mês neste fim de ano. Precisamos aproveitar a boa época da economia e com o pagamento do décimo terceiro e festividades de fim de

Mais de 3,36 bilhões serão movimentados na economia do estado, em Santa Cruz, isso significa boas compras Há 21 anos Carlos Ribeiro vivencia o aquecimento no Pólo Têxtil durante o fim de ano O presidente da CDL Santa Cruz, Fábio Lopes, diz que expectativa é de alta em relação a 2010

48

Dezembro


Precisamos aproveitar a boa

Maria dos Anjos, comerciante que desde setembro, o incremento nos negócios foi muito animador. O aumento das vendas desse período também foi mensurado pela Federação do Comércio de Pernambuco (Fecomercio) que pela segunda vez consecutiva realiza pesquisa de sondagem na cidade. Os dados demonstram que haverá um crescimento de 8,5% nas vendas no Moda Center. Para o presidente da Câmara dos Dirigente Lojistas da cidade, Fábio Lopes, o comércio local deve superar os números da pesquisa e se igualar aos números do ano passado. - No Moda Center temos essa ex-

© Leonardo Lima/ Conteúdo Imagem

ano ainda fica melhor - relata. Fernanda Santana veio pela primeira vez à cidade. Ela é de Belém-PA e revela que ficou encantada com a qualidade dos produtos do Polo e prometeu voltar para gerar negócios na cidade. - Todas as minhas expectativas foram superadas. Uma coisa é alguém falar da produtividade daqui, outra é você vir conferir pessoalmente. Estou encantada e quero voltar mais vezes. Em fevereiro estarei aqui de volta - garantiu a paraense. Essa chegada constante de clientes e o fator 13º, deixam o comércio de Santa Cruz do Capibaribe aquecido. O empresário do segmento têxtil, Carlos Ribeiro, vivencia isso há 21 anos e diz que espera por bons negócios no fim do ano. - O mercado está tendo um aquecimento e em nossa empresa temos medido mês a mês. A gente percebe

época da economia e com o pagamento do décimo terceiro e festividades de fim de ano fica ainda melhor

(C)

49

Dezembro

pectativa de aumento no volume de vendas em relação ao ano passado, enquanto no comércio tradicional do nosso centro comercial estamos apostando em repetir nosso desempenho de 2010, apesar de que a pesquisa do Instituto da Fecomercio aponte uma queda nas vendas de até 10%, resultado este, coerente com os dados levantados em outras cidades do Estado. É preciso entender que no ano passado o cenário era de crescimento da economia, diferente deste final de ano onde existe claramente uma desaceleração da atividade econômica - explicou Fábio Lopes. (C)


(na viola( No bar da linguiça, tradicional boteco de Caruaru, os violeiros se reúnem para promover a cultura do repente

Sexta do repente a cantoria com espaço garantido em Caruaru O projeto reúne os melhores nomes da cantoria em um tradicional ambiente de “pé de parede” Vital Florêncio

J

á imaginou um lugar com hora e dias marcados para que os amantes da música nordestina possam acompanhar de perto os talentos do repente brasileiro? Esse local existe e tem nome: Bar da Linguiça, tradicional boteco de Caruaru que dedica a primeira sexta-feira de cada mês aos contos e causos, para que sejam contados por meio de vozes conhecidas do cenário cultural. Por lá já passaram feras como: Ivanildo Vila Nova, Raimundo Caetano, Severino Feitosa, Rogério Meneses e Fenelon Dantas além de outros nomes do cenário nacional que também utilizam a arte do improviso nas Sextas do Repente, como foi intitulado o projeto, que tem a organização de Luciano Leonel e José Antônio, também chamado de Espingarda do Cordel. A ideia do projeto surgiu depois que os organizadores sentiram falta em Caruaru das cantorias tradicionais, aque-

50

Dezembro

las conhecidas como “pé de parede”, como explica o repentista Luciano Leonel: - Foi a realização de um sonho. Fazer na cidade cantorias deste tipo porque fazia tempo que não eram realizadas. No passado, a cantoria tradicional era muito forte, mas ao longo dos tempos foi perdendo um pouco de referência e com esse projeto, vamos manter viva essa importante tradição - destaca. Os repentistas que passaram pelo local, cantando e encantando os que buscam as rimas tiradas pelas cordas da viola, são desafiados com temas da atualidade, para isso os artistas precisam estar informados de tudo que acontece no cenário nacional e até mesmo internacional. Quem vai para Sexta do Repente pode criar motes ou temas para os cantadores usarem a arte do improviso, assim eles combinam os versos e arrancam aplausos do pú-


Nós

decidimos

fazer aqui

Sexta do Repente e temos a em Caruaru a

certeza que esse projeto veio para ficar, afinal temos grandes

cantadores aqui e pesso-

poesia popular

as que gostam da

Espingarda do Cordel

blico presente. Os estilos abordados pelos cantadores são os mais variados possíveis, entre eles: sextilhas, desafios, galopes, martelos e canções. No momento dessa reportagem se apresentaram os cantadores Gilberto Alves e Daniel Olímpio, que receberam o desafio de criar rimas sobre a doença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que atualmente é vitima de um câncer na laringe. A dupla tratou logo de incentivar Lula a melhorar o mais rápido possível, e com versos inspiradores, os cantadores receberam muitos aplausos das pessoas presentes. Espingarda do Cordel diz que a meta é se igualar a cidades importantes do Nordeste, que já têm projetos parecidos como o que existe faz pouco mais de um ano em Caruaru. - Por já existir este tipo de projeto em Campina grande, com o Clube do Repente e também em São José do Egito, com o Quintal da Cantoria, nós decidimos fazer aqui em Caruaru a Sexta do Repente e temos a certeza que esse projeto veio para ficar, afinal temos grandes cantadores aqui e pessoas que gostam da poesia popular - aposta. A cultura do repente também conta com parceiros, tratados de amigos do repente, eles ajudam como podem a financiar as duplas, convidadas em cada sexta de apresentação. O professor e poeta Dorge Tabosa é um dos amigos do repente que sempre ajudou a trazer duplas de cantadores sem repetições e espera que mais amigos se unam para que o projeto siga firme e forte: - Nós damos uma contribuição mensal para que os cantadores venham contratados e assim facilitem os trabalhos da organização. O empresário Marcone Cavalcante é o dono do tradicional bar e diz que abriu as portas do estabelecimento pela identificação que o mesmo tem com esse tipo de arte. - Nós fizemos uma parceria com os organizadores, eles entram com o cantadores e eu com o serviço de bar, então foi bom pra todo mundo - disse Cavalcante. Então Caruaru é conhecida como o polo dos festivais de violeiros e agora também podemos afirmar que a cidade conta com a famosa cantoria e tradicional pé de parede, para os amantes do repente a próxima apresentação será na primeira sexta-feira de janeiro. (C)

51

Dezembro


(

(

Viver bem

Cérebro

Reduz sintomas de depressão, otimiza o controle do apetite. Além disso, melhora o humor. Com a prática de exercícios físicos o cérebro libera um hormônio chamado endorfina que proporciona uma sensação de bem-estar.

Músculos

Exercitar a musculatura e as articulações contribuem para aumentar a flexibilidade, a prevenir lesões e a fortalecer o corpo.

A mover o esqueleto

C

om a chegada de um novo ano é comum fazermos várias promessas do tipo: “vou economizar mais dinheiro”, “vou arrumar um emprego melhor” ou “este ano vou fazer a viagem dos meus sonhos”. Mas, aposto que entre todas essas promessas nenhuma é tão citada quanto “prometo que este ano vou malhar. Vou cuidar da minha saúde”. Daí, o mês de janeiro chega, fevereiro passa, junho já deu adeus e nada de você procurar uma academia digna para colocar esse corpinho nos eixos, não é? Também não adianta ficar dizendo que é bom malhar porque faz bem a saúde, que o verão chegou e você precisa estar bem no biquíni. Isso todo mundo sabe. Portanto, resolvemos fazer algo mais objetivo, seguindo algumas orientações do professor pós-doutorado em Ciência do Desporto e da Educação Física, pela Universidade do Porto, em Portugal, Fernando Guimarães, para que você entenda que os benefícios das atividades físicas vão além de entrar numa calça número 36!

Barriga

Combate a obesidade e colabora na manutenção do corpo em forma. Aumenta a massa muscular e reduz a gordura, essa perda deve ser associado a boa alimentação.

Saiba como seu corpo responde quando faz exercícios físicos e por que malhar vai além da questão estética Ândrica Costa

(C)

(C)

52

Dezembro


Sexo

A malhação deixa as pessoas mais dispostas para o ato sexual, afinal o corpo está mais preparado para praticar a atividade física mais vital dos humanos.

Pulmões

Amplia a capacidade pulmonar e o consumo de oxigênio. Diminui os níveis de CO2 no sangue. Isso ocorre devido a um aumento na quantidade de alvéolos (microestrutura de troca de gases), melhorando o aproveitamento de oxigênio pelo pulmão.

Seios

Diminuem as chances do desenvolvimento do câncer de mama, principalmente se praticados já na infância. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 25% dos casos de câncer de mama poderiam ter sido evitados se os pacientes praticassem exercícios físicos, pelo menos 2 horas e meia por semana.

Coração

Estimula a atividade vascular- aumento da irrigação de sangue para o próprio coração. Aumenta a resistência aos esforços físicos. Reduz as chances de doenças cardíacas como; angina, infarto, arritmias, insuficiência e etc. Os exercícios mais indicados para o coração são os aeróbios (natação, caminhada, ciclismo e outros).

De acordo com um artigo publicado no British Journal of Sports Medicine, a atividade física fortalece o sistema imunológico contra organismos invasores, com isso reduz as ocorrências de gripes, resfriados e infecções respiratórias.

Pâncreas

Diminui a resistência à ação da insulina (hormônio que facilita a entrada de glicose nas células), favorecendo a monitorização no controle dos níveis de açúcar no sangue e assim o controle do diabetes, principalmente tipo 2.

Ossos

Aumenta a densidade óssea e reduz os riscos de osteoporose (enfraquecimento dos ossos) e fraturas na velhice. A malhação estimula o crescimento do tecido ósseo, chamado de osteoblastos.

53

Dezembro

©Paul Moore ©Danna Heinneman ©Jaroslaw Kochanowski/ Dreamstime

Nariz e Garganta


A ceia nossa de cada natal Aprenda um ótimo prato para Natal e Fim de Ano Carlos Plácido Ave amaciada com cachaça: 200 ml de cachaça branca 1 cebola grande 5 dentes de alho grandes 1 colher de café de gengibre em pó (sempre válido em aves) 1 colher de chá de pimenta do reino em pó 2 colheres de sopa de manteiga Suco de fruta cítrica (não misturar mais de um tipo de fruta)

T

ão inimaginável quanto um natal sem Papai Noel é a ceia sem o peru. A tradição surgiu há cerca de 400 anos nos Estados Unidos. De lá pra cá, a ave se tornou um dos pratos principais da noite de 24 de dezembro, inclusive para os brasileiros. Só de pensar em preparar o peru, muita gente treme de medo, afinal não é tão simples como preparar um galeto de padaria, por exemplo. O drama começa na hora da compra. O consumidor fica em dúvida a respeito da própria ave, já que o mercado oferece uma infinidade de opções, as mais comuns são: chester, fiesta (que são a mesma coisa) e o peru propriamente dito. O chester e o fiesta são, na verdade, frangos geneticamente melhorados por duas grandes empresas do setor. Por isso, que eles têm aquela aparência bonita, cheios de carne nobre. Aliás, 70% da carne está concentrada nas coxas e no peito, surgiram como uma alternativa mais barata ao peru, que este ano custa em média 12 reais, o quilo. A outra opção chega a ser dois reais mais “confortáveis ao bolso”, digamos assim. Por falar em economia, se você vai optar por um peru e não se importar em comprá-lo vivo é bom se apressar. A ave, que não pode faltar na ceia natalina, já está sendo vendida nas feiras livres e, segundo os próprios vendedores, podem ficar até 50% mais cara às vésperas do natal. Para comprar um produto de qualidade, a dica de seu Antônio Gonçalves, que comercializa o produto há mais de 20 anos, é observar as narinas do animal. - Se estive-

Combinações de ervas com aves: BÁSICO: coentro com cebolinha DELÍCIA: salsinha com manjericão SUPER SOFISTICADO: tomilho e alecrim

54

Dezembro

rem ‘corizando’ é porque o animal está doente - orienta. Ele também disse que deve-se optar pelas fêmeas, que são mais saborosas. O porquê não soube explicar, mas é melhor acreditar em quem tem tanta experiência no assunto. De acordo com a nutricionista Sharla Barbosa, aquela história que você já deve ter ouvido de que o Peru é ‘remoso’, não passa de um mito. - O Peru é um alimento magro, de fácil digestão e com baixo teor em colesterol. A carne tem um baixo teor em gordura com a vantagem de ser muito fácil de eliminá-la após o preparo. Quanto aos sabores, qual é o mais gostoso? Lembrando que gosto não se discute, a nutricionista faz uma descrição mais técnica das carnes. - Os perus são um pouco duros, principalmente aqueles criados em ambientes domésticos. Já o chester é mais macio e suculento, suas coxas e peito são bem maiores, sendo estas, as partes mais nobres - garante. Para amaciar as aves, o consultor gastronômico Cristiano de Brito tem um truque. - Costumo marinar a carne com frutas cítricas como limão, laranja, abacaxi e até maracujá. Outro amaciante tiro e queda é o álcool. O povo usa espumante ou vinho branco. Eu prefiro a velha e boa cachaça. A maciez é diferente de qualquer outra bebida, por conta do elevado teor alcoólico. Fica uma delícia! Se misturar de um dia para o outro, a ave fica no ponto e como vai ao forno, nem fica com gosto de álcool porque o mesmo evapora – disse. (C)

PREPARO No liquidificador, bata a mistura feita de cachaça, suco de fruta cítrica, condimento, manteiga e combinação de ervas. Reserve. Coloque a ave em uma tigela de vidro. Faça muitos, mas pequenos furos em toda a carne. Jogue o caldo por cima e misture a cada hora. Deixe marinar por no mínimo 12 horas. Depois, embrulhe as asas e as coxas com papel alumínio e amarre com um barbante bem grosso. Leve ao forno. Quando aquele cheiro gostoso começar a invadir a cozinha e chamar a atenção da vizinhança, passe manteiga ou margarina pela carne. Isso ajuda a deixá-la dourada e brilhosa. Agora, use a criatividade para recheá-la e capriche na apresentação do prato.

©Carlos Plácido/ Contéudo Imagem

marinada


55

Dezembro



Conteúdo nº6