Page 1

Ano I Nº 1 JULHO 2013

E.V.A E.V.A ESTA NA MODA Aprenda todos os segredos seguindo o passo a passo LUCRE ALTO Invista nesta técnica e ganhe dinheiro DICAS DE ADMINISTRAÇÃO Com Daniel Rodrigues CULINÁRIA COM CHEFFE DE COZINHA DOS FAMOSOS Pedro de Jesus Entrevista exclusiva com a apresentadora

JACQUELINE STEFANO ISSN 1234567-9 ISSN 1234567-9

1 213 42536475 6879 08192081 2 8

0 9 00 90 01 0 1

14,90 R$R$ 20,00 R$ 20,00 00,00 00,00 5,30


3


EDITORIAL

O

lá queridos leitores, e com muito carinho que fizemos uma edição diferenciada e com um conteúdo diversificado. Com técnicas diferentes para se produzir e criar peças lindíssimas para decorar a sua casa toda. Preparamos com muito cuidado dicas de casa e tivemos a honra de colocar duas receitas feitas por uns dos chefes de cozinha mais requintado, na área de gastronomia. Fiz uma pesquisa junto às outras editoras e quis colocar nessa edição tudo àquilo que não encontrei mais que julguei importante a nossos leitores. Espero que gostem do nosso trabalho, que a cada edição possamos nos superar e criar cada dia mais uma revista com conteúdo diferenciado. Nessa edição procuramos mostrar o que e possível fazer com E.V.A, como produtos de fácil acesso no mercado, nas próximas edições vamos mostrar biscuit entre outras técnicas. Espero de alguma forma com o meu trabalho ter incentivado alguém a criar e produzir coisas belas, nas quais podem ser comercializadas, e que com isso possam ter uma renda extra ou ate mesmo uma profissão. Que Deus abençoe a todos, e boa sorte! Obrigada a todos. Andréia Cristina

ÍNDICE:

Especial 05 ENTREVISTA ARTESÃ RESPONSÁVEL 18 O PODER DOS AROMATIZADORES 20/21 ARSENAL DA ESPERANÇA 22 CCM 26 DICAS DE CASA 30 DICAS DE DECORAÇÃO 32/33/34 ENTREVISTA JACQUELINE STEFANO 35 HOME OFFICE 50 FESTA DE DESCASAMENTO 51/52 ORIGEM DO BUQUE DE NOIVA 54 NOIVAS 57/58 LOJA ARTESANATO 22 Entrevista exclusiva com a apresentadora 62/63 GASTRONOMIA JACQUELINE STEFANO

EXPEDIENTE:

Diretora Executiva Andreia Cristina / Leandro Eliseu Diretora Comercial Andreia Cristina Contéudo Técnico: Andreia Cristina / Flavia Fortunato Jornalista (FL): Vilson Calaneri - Mtb: 58100 - SP Projeto Gráfico Edição de Arte e Diagramação: Ramiro Ferreira: ramirodesigner.blogspot.com Financeiro : Roberto Soncini - Contábil Soncini Administrativo: Andréia Cristina Revisor: Rafael Nauheimer Juridico: Flávio Matin Pires - OAB 139.851 Jr. Coimbra - OAB 22.242 Representação Comercial: Andréia Cristina e Leonel Vicente Fotografia: Augusto Seichi - A base Fotografia Colaboradores: Lilian Kassia, Flavia Fortunato, Aparecida Lima, Pedro de Jesus, Anderson Almeida

CAPA: Jacqueline Stefano – apresentadora Nosso Programa – TV RIT CENTRAL DE ATENDIMENTO: EDITORA CRAFT ARTESANATO E AULAS DE ARTESANATO - LTDA.-ME CNPJ: 17.863.062/0001-20 Av. Sapopemba, 3.495- Sala 3 CEP 03345-001 - Vila Diva São Paulo - SP Tel.: 11 4301-4134 / 2386-0799 E-mail: contato@craftartesanato.com. br / revista@craftartesanato.com.br Tiragem: 10.000 de 30.000 exemplares Distribuição: Editora Craft Julho 2013 - 1ª Edição

OBS: A REVISTA CRAFT ARTESANATO não mantém vínculos empregatícios com nenhum de seus colaborares relacionados neste expediente e nem autoriza permutas de anúncios, com exceção daqueles autorizados pela Diretora Executiva.

44


ENTREVISTA

Por Vilson Calaneri

que na casa dos meus avôs, tinha geladeira a gás e televisão a bateria, não tinha água encanada e muito menos energia elétrica. Sou a primogênita, após o fim do casamento da minha mãe com o meu pai adotivo, fui separada dos meus irmãos e passei a ser criada somente pela minha mãe. Era uma vida difícil, até hoje não conheci o meu pai biológico. Lembro- me que parte da minha infância, já passando pra adolescência eu trabalhava na lavoura e lá a gente chamava de BOIA FRIA. Era uma vida difícil, ter que levantar de madrugada para trabalhar o dia todo na lavoura debaixo de um sol quente e a noite ir para a escola estudar, muita das vezes dormia dentro da sala de aula.

Andréia Cristina

A

ARTESÃ

ndréia Cristina, nascida em Monte Alegre de Minas – MG, uma pequena cidadezinha de Minas Gerais no Triângulo Mineiro, morando apenas 3 anos em São Paulo, com muita garra e dedicação, hoje é uma empresária no seguimento editorial e professora de artes em uma das principais lojas de artesanato no centro de São Paulo. Filha de uma família humilde, hoje ela conta pra gente como sua vida se transformou, vamos conhecer um pouco mais dessa empresária tão determinada.

Craft Artesanato - COMO FOI SUA INFÂNCIA E SUA VIDA EM MINAS? Andréia Cristina - eu nasci em uma família humilde mas de gente muito trabalhadora. Vivi na fazenda até os meus 8 anos, quando comecei a estudar. Mudamos pra cidade, mas me lembro de que na fazenda era tudo muito difícil, porém foi uma época que deixou saudades. Lembro- me

Craft - E A SUA ADOLÊSCENCIA? Andréia - Minha adolescência foi mais difícil ainda, trabalhei de diversas coisas, como empregada doméstica, babá, vendedora de plano funerário. Eu não escolhia muito em que trabalhava desde que fosse honesto. Aos 15 anos tive uma gravidez não planejada. Depois que minha filha nasceu, minha vida se complicou ainda mais. Graças a Deus hoje sou mãe e avó mais feliz do mundo. O pai da minha filha não me deu apoio nenhum e a história da minha mãe repetia- se comigo, jovem sem experiência alguma pra cuidar de uma criança. Com 17 anos me casei e nesse casamento tive mais um filho. Dois anos e meio depois, me separei depois de descobri a traição do meu ex- marido. Agora eu era uma mulher sozinha para cuidar de duas crianças, meu ex- marido me tomou o meu filho quando ele ainda tinha apenas 2 anos. Fui morar sozinha e cuidar da minha filha. Não foi fácil, trabalhei de garçonete, fui “chapeira” de lanchonete e o emprego no qual trabalhei mais tempo foi em um parque de diversões no qual cheguei a ser gerente da unidade. Craft - E O TALENTO PRA ARTESANATO, QUANDO SURGIU? Andréia - Na verdade acho que nasci com ele, desde criança me lembro que sempre tive talento com coisas manuais, mas nunca levei isso a sério. Na escola eu adorava educação artística, pois tinha um talento enorme para colorir e criar coisas. Craft - EM QUE VOCÊ TRABALHAVA ANTES DE TORNAR-SE UMA ARTESÃ? Andréia - É uma história um pouco triste pra mim. Quando eu ainda morava em Goiás, eu comecei a trabalhar pra uma empresa de ônibus como fiscal de rota. Um ano depois eu fui convidada por essa

5


ENTREVISTA empresa a me tornar uma prestadora de serviços para a mesma e passei então a cuidar de um setor da rodoviária de Monte Alegre, mas quando eu ainda era fiscal eu confrontei e aticei a ira de uma pessoa que passou então a me perseguir profissionalmente. Por um tempo, essa pessoa se mostrou meu amigo, mas na primeira oportunidade essa pessoa fez com que meu mundo desabasse, do dia pra noite eu perdi minha empresa e meus funcionários. Então, essa pessoa junto com outra, passou a ser dono do ponto no qual eu trabalhava. Fiquei muito endividada a ponto de quase passar fome. Entrei em uma depressão profunda, pois a forma que me tiraram do meu local de trabalho fez parecer que eu estava roubando da empresa, e com isso na cidade de Monte Alegre eu não consegui trabalho, nem mesmo de doméstica. Mas quando todo mundo me julgava eu tinha uma amiga que também tinha passado por algo parecido causado pela mesma pessoa, na qual tinha me tomado meu posto de trabalho, e através de um advogado indicado por ela é que consegui judicialmente a provar minha inocência e receber o que era meu por direito. Antes disso, tudo aconteceu um dia em que tinha ido a uma papelaria próximo a minha empresa comprar material de escritório e ao ir no caixa pagar minha compra eu vi umas rosas diferentes, ao questionar a atendente ela me informou que se tratava de flores em EVA, decidi então a fazer um curso bem básico. Fiz apenas 4 galhos de flores, mas não imagina que em um futuro, não muito longe seriam as flores que não me deixaria passar fome. Craft - E COMO FOI QUE VOCÊ VEIO MORAR EM SÂO PAULO? Andréia - Na mesma época que tudo isso aconteceu eu namorava um rapaz aqui de São Paulo, que eu tinha conhecido pela internet em uma rede social. Quando tudo isso aconteceu comigo ele foi uma das poucas pessoas que ficou ao meu lado, ele foi pra minas e permaneceu todo o tempo comigo. A gente foi morar em Uberlândia, e nem eu e nem ele conseguia emprego. Lembro- me como se fosse hoje, teve um dia que a gente tinha apenas 50 reais pra passar o mês inteiro, como era época de festas juninas nós fomos até uma praça ver os grupos de quadrilhas se apresentarem, nisso eu reencontrei uma amiga que trabalhava no parque de diversões no qual eu tinha trabalhado vendendo rosa, e no meio da conversa eu disse a ela que eu tinha aprendido a fazer umas rosas de E.V.A, ela me encomendou 150 rosas, na hora

6

eu disse que não dava pra fazer, mesmo porque eu não tinha dinheiro pra comprar o material. Mas o meu, até então namorado fechou negócio com ela e disse que a gente ia fazer as rosas pra ela e que entregaríamos em uma semana. Um dia antes do combinado pra ela buscar as rosas ela ligou dizendo que não mais poderia ficar com as rosas porque tinha sofrido um acidente e que tinha se machucado. Foi então que meu namorado me convenceu ir até a praça vender rosas. No início eu morria de vergonha de exercer esse trabalho, pois eu não me conformava com minha situação. Dois meses depois meu namorado teve que voltar pra São Paulo, e na época eu não pude ir com ele porque minha filha estava de casamento marcado e nós também não tinha- mos condições pra arrumar casa aqui. Mas a falta de serviços depois que as festas juninas acabaram, me fez ir pra São Paulo antes mesmo do casamento da minha filha. Fui morar na casa dos pais do meu esposo. Na qual sou muito grata por ter me acolhido. Craft - COMO QUE VOCÊ COMEÇOU A TRABALHAR COM ARTESANATO? Andréia - Quando vim morar na casa do meu namorado, fui trabalhar numa loja de informática com ele, mas dois meses depois, através de um amigo do meu esposo que é filho da Cida dona do Ateliê Pássaro Encantado, que foi onde começou a minha história com artesanato. A Cida é professora de biscuit, teve um dia em que fomos convidados a almoçar na casa dela e foi quando ela me apresentou o ateliê, eu disse então das rosas que eu fazia e ela me perguntou se eu poderia ensinar a ela e uma aluna dela. Comecei então a dar aulas de flores de EVA no ateliê dela. Com isso o trabalho foi se expandindo as alunas almentando cada dia mais e foi então que a dona Agnesda loja ARTESANATO 22 me deu a oportunidade na loja dela pra dar aulas. Craft - COMO SURGIU A IDEIA DE FAZER A REVISTA? Andréia - Durante as minhas aulas, minhas alunas me cobravam muito apostilas, com isso eu entrei em contato com quase todas as editoras de São Paulo tentando fazer uma edição com o meu trabalho, mas nenhuma delas sequer quis conhecer o meu trabalho. EM TODAS EU OUVI UM NÃO. Mas como eu vi que o artesanato que eu fazia estava crescendo cada dia mais, resolvi fazer a minha própria revista. Comentei um dia com a dona Agnes sobre a idéia, e ela mais que depressa


Por Vilson Calaneri

me incentivou com o projeto. Nisso eu envolvi todo mundo que estava ao meu redor, marido, filho, amigos e fui pessoalmente atrás de cada empresário que está publicando na revista. Com isso e com muito trabalho consegui então realizar o meu projeto que nasceu dentro de uma sala de aula com um monte de alunas me cobrando apostila de flores em EVA. Craft - E O QUE VOCÊ PENSA PARA O FUTURO? Andréia - Agora que estou no ramo, quero que a cada edição contar histórias de artesãs e publicar o trabalho dessas pessoas. É comum encontrar histórias de pessoas que com o artesanato se superaram de uma crise financeira ou ate mesmo de uma doença, a quem faça apenas por hobby mas a grande maioria tem uma história de superação, assim como a minha. E quero levar aos leitores essas histórias de pessoas guerreiras e vencedoras na vida. Artesanato não é só pra distrair, artesanato hoje é minha vida e meu trabalho. Espero que com minha história eu consiga fazer pelo menos uma única pessoa encontrar uma saída e dar a volta por cima assim como eu fiz. Quando eu achava que não valia mais a pena viver, foi no artesanato que eu me reencontrei e me superei.

Fones: 011 4301-4134 / 98164-2410 Tim

7


Arranjo

COPO DE LEITE Criação e Execução:

Andréia Cristina

Material Frisadores

Passo a Passo

orte e pinte os molde e frise, para frisar utilize 2 folhas de papel e um ferro de passar, coloque o molde entre as duas folhas e passe o ferro. Corte o arame galvanizado do tamanho desejado para o galho de flor, dobre a ponta do arame e faça um miolo com a massa de biscuit e introduza o no arame galvanizado 14 mm, em seguida cole a pétala do copo de leite, junte as duas pontas ovais da pétala formando assim o copo de leite. Cole o arame verde no verso da folha. Passe o arame dentro da mangueira de silicone e o prenda na parte de baixo dando uma pequena dobra no arame, passe a fita floral e anexe as folhas junto a mangueira.

C

Cola

• • • • • • •

1 folha de e.v.a branca 1 folha de e.v.a verde claro Cola instantânea Permabonde 793 Massa de biscuit amarela Arame galvanizado 14 mm Arame verde para folha Tintas PVA nas cores verde chá e verde musgo • Mangueira de silicone (mangueira de nível ) • Fita flwworal • Frisadores folha do antúrio estrão e antúrio chinês estrão

8

01

Pinte o molde da folha com verde musgo usando uma esponja de lavar louças

02 No molde do copo-de-leite, pinte de verde menta a parte de baixo do molde


03 Coloque o E.V.A em meio a duas folhas de papéis e passe o ferro de passar em temperatura média e frise

04

05

Repita o mesmo processo para firsar a flor

06 Modele o miolo do copode- leite com as mãos

09 Junte as pates do copo-de-leite e cole

12 Pré- aqueça a ponta da flor

Pegue mais ou menos 20 gramas de biscuit amarelo para fazer o miolo do copo- de- leite

08 07

Introduza o arame dentro da massa de biscuit Até ficar neste formato

10 Introduza a mangueira de silicone para dar acabamento ao galho

11 Para finalizar a flor, passe fita floral no galho

13 De uma dobra no meio e puxe para baixo, para formar um biquinho na ponta do copo-de-leite

9


10


11


Arranjo

MAGNÓLIA

Passo a Passo

Criação e Execução:

Andréia Cristina

Material

01 Com um arame galvanizado de

Frisadores

Cola

14mm prepare o miolo da flor

02

Dobre a ponta do arame para fixar o biscuit

• • • • • • •

1 Folha de E.V.A vermelha 1 Folha de E.V.A verde claro Massa de biscuit Pistilos Fita floral Mangueira de silicone Arame galvanizado 14 mm e arame verde para folha • Tintas PVA nas cores verde musgo e vermelho cereja • Frisadores: Magnólia grande, magnólia pequeno e Folha universal extra

03

04

Com a ajuda do molde de silicone, molde o miolo da flor


06

05 Formando assim o miolo

Com os pistilos de acrílico, coloque no biscuit ainda mole

07

Depois de recortar, pinte o EVA com tinta PVA

08

Depois de frisar as pétalas cole um arame nas pétalas pequenas

11 Cole as pétalas de forma intercaladas

09 Cole o arame ao meio da pétala somente nas pétalas menores

12 Depois de colar as 5 pétalas, cole mais 5 pétalas grandes nas costas das pétalas pequenas

10 Comece a colar as pétalas no miolo com um total de 5 pétalas para cada flor

13 A colagem deve ser intercaladas com as pétalas menores

14 Para a flor ficar com o acabamento mais delicado, use uma mangueira de silicone para fazer o caule

16 15

Dobre a ponta do arame por cima da mangueira para prender a mangueira.

Passe a fita floral para dar acabamento ao galho Continua...


18 17

Passe a fita floral para dar acabamento ao galho

20

Pressione a duas partes dos frisadores com o E.V.A aquecido

21

Use o frisador da folha para dar molde a folha

22

Depois de frisado, cole o arame verde por trás da folha para anexar ela ao galho da flor

Repita o processo de pintura da flor na folha, usando as cores respectivas ao molde

19 Depois de pintar, coloque a pétala entre duas folhas de papéis e aqueça com ferro de passar na temperatura média.


Arranjo

Passo a Passo

CABECEIRA DE CAMA

Criação e Execução:

Andréia Cristina

Material

P

inte as telas sombreando as cores com movimento em cruz, frise os molde de E.V.A e recorte as bodas recessivas. Passe cola branca na parte da tela na qual será feita a decoupagem do tecido. E em seguida decore as telas aplicando as flores de E.V.A junto com as folhas.

Frisadores

Cola

01

Ps. Moldes desse passo-a-passo não é pintado

• • • • • •

Tintas PVA nas cores pele e lilás E.V.A nas cores roxo e verde claro Massa para biscuit na cor amarela Tecido Cola branca Frisadores papoula argentina médio e cajado médio • Pincel de pelo fino • Cola instantânea Promabond 793

02

Frise usando o frisador


03 Só depois de frisado é que recorta-se o excesso da pétala

06

05 04

Só depois de recortar é que forma- se a flor

Faça uma pequena bolinha de biscuit para fazer o miolo da flor

07 Cole a bolinha de biscuit no centro da flor

Depois é só montar o arranjo, aplicando as flores sobre a tela


ESSÊNCIAS

Por Eduardo Andalaft

O PODER DOS AROMATIZADORES • Cuidado com o tipo de plástico a ser utilizado como recipiente, pois pode alterar o cheiro quando em contato com a base, os óleos e essências. • As varetas devem ter tamanhos adequados e ser confeccionadas preferencialmente em madeira para que absorvam e difundam o produto no ambiente. • Estas varetas devem ser altas o suficiente para ficar bem acima do recipiente que você escolheu para aumentar a capacidade de aromatização do difusor.

C

aros leitores, todos nós já passamos por isso, alguns odores acham uma maneira de se entranhar em tudo e em todos os lugares, então aqui está uma dica que realmente funciona para minimizar este probleminha, de maneira eficaz e relativamente fácil. Enfim, não entre em pânico. Com um pouco de tempo e mínimo esforço, sua casa ou seu ambiente de trabalho voltará a ter aquele cheirinho delicioso. Muitas vezes os aromatizadores de ambientes prontos e a venda que estão disponíveis no mercado tem um cheiro que não combina conosco, sendo muitas vezes caríssimos. Os aromatizadores artesanais estão se tornando uma forma cada vez mais agradável de perfumar, refrescar e personalizar ambientes, sejam eles os mais variados como salas, lavabos, cozinhas, quartos e escritórios. São métodos geralmente seguros e duradouros de perfumar o ar sem recorrer à chama, cera quente ou eletricidade requerida por alguns produtos disponíveis no mercado, e um fato interessante, abre-se uma oportunidade de ter um ganho extra na venda de aromatizadores de ambientes artesanais. Atualmente nas lojas especializadas, encontramos as bases já prontas composta por álcool de cereais e demais ingredientes necessários para fabricação e uma enorme variedade de aromas e essências, frascos de vidro ou plásticos próprios para aromatizadores, varetas decorativas difusoras confeccionadas com madeiras de reflorestamento que, além de perfumar também funcionam como peça de decoração para seu lar ou ambiente de trabalho. Aqui vão as dicas:

18

• Os melhores difusores são obtidos com fragrâncias de alta qualidade compostas de óleos essenciais. • Cuidado ao usar dipropilenoglicol, pois existe o risco da toxidade. Prefira as bases prontas para uso, bastando adicionar a essência. • Em geral, a mistura vai precisar ser constituído de cerca de 15 a 25 % de óleo essencial em uma base de preferência já pronta, composta de 75 a 85 % de álcool de cereais, água desmineralizada, antifúngico, anti-turvante e demais componentes. • Encha os recipientes deixando um espaço até o topo, pois pode transbordar quando você colocar as varetas dentro. • O número de varetas que você precisa para cada difusor irá variar de acordo com a intensidade da fragrância do óleo e do tamanho do recipiente utilizado. • Coloque o recipiente em um local adequado em sua casa tomando o cuidado para que não seja derrubado e mantenha distancia das crianças e animais de estimação. Certifique-se de mantê-lo bem longe de aparelhos elétricos também, no caso de um vazamento. • De preferência para uma fragrância leve para os quartos e verifique semanalmente para ver se o difusor precisa ser completado. Troque o conteúdo a cada quatro semanas limpem-os e se for necessário renove as varetas.


19


CIDADANIA

Arsenal da Esperança – Onde Amamos o Próximo, Como Verdadeiros Irmãos que Somos na trabalhando na remoção de todo entulho. Com esse trabalho, outros jovens se sensibilizaram e passaram a ajudar nos fins de semana e feriados. Tiraram então a placa Arsenal de Guerra e colocaram a placa com o nome Arsenal da Paz.

O

Arsenal da Esperança começou na cidade de Turim na Itália com um grupo de jovens que queriam concretizar um sonho: derrotar a fome e as injustiças sociais no mundo. A partir do ano de 1964, participaram de 2500 projetos em todo mundo. Mas hoje vamos contar o que é o Arsenal da Esperança em São Paulo, no qual um dos seus diretores e voluntários é Marco Vitale e conta como é que começou esse projeto tão grandioso. CRAFT ARTESANATO - MARCO, COMO E QUANDO COMEÇOU ESSE PROJETO? Marco Vitalle - Ernesto Olívero, com um grupo de jovens de Turim que tinham muita boa vontade, mas nenhuma experiência de como fazer para ajudar ao próximo. Com isso começaram a procurar outras pessoas que pudessem ensinar- lhes o que fazer. Então conversaram com madre Tereza de Calcutá, Aldair Câmera e entre outras pessoas e ajudaram esses jovens. A motivação para esses jovens também foi encontrada na bíblia em Isaias capítulo 2, onde as escrituras relatam o fim da fome mundial e das guerras. E em Turim havia uma grande fábrica de armas, que estavam abandonadas mas que antigamente produziam armas para as duas Guerras Mundiais, na qual eram chamadas de Arsenal de Guerra. E foi então que Ernesto Oliveira teve a ideia de transformar esse Arsenal de Guerra em Arsenal da Paz. Foi até ao prefeito de Turim pedir o espaço, no qual foi negado e só depois de cinco anos veio a liberação do arsenal, isso porque um grupo de jovens todos os dias durante esse tempo, rezavam e andavam em volta desse arsenal. E só depois de cinco anos liberaram uma pequena parte do arsenal. Depois de liberada essa parte, perceberam que gastariam muito para fazer uma reforma, mas esses grupos de jovens passavam os fins de sema-

20

CRAFT - E COMO SE FABRICA A PAZ? Marco - Essa foi uma pergunta feita a vários jovens, na qual cada um davam suas sugestões. Mas uma noite durante um encontro, um jovem de 17 anos disse algo que mudará todas as idéias propostas dizendo: - Vocês passaram a noite toda falando de justiça, paz no mundo e sobre o fim da fome, mas e vocês? Aonde vão dormir hoje à noite? Direcionou essa pergunta para Ernesto e continuo: - Porque eu vou dormir na rua, e dormindo na rua, que tipo de paz poderei ter na vida? Jogou o microfone e foi embora. Ernesto por estar ajudando de certa forma, ficou magoado, mas conseguiu ficar calado e ligou para sua esposa dizendo que não voltaria para casa e dar uma volta na cidade, para ver o que estava querendo dizer aquele jovem. Na prefeitura da cidade só havia 20 vagas, mas as quantidades de moradores de rua eram muito grandes. Como o espaço não dava condições, eles colocavam duas camas para atender duas pessoas aos Sábados e Domingos, e colocavam mais camas cada vez que um jovem se comprometesse a ajudar. E com doações aumentaram o número de camas e também fizeram uma cozinha. Até que uma moça chamada Rosana, que na época tinha apenas 16 anos disse que daria sua vida a Deus, ajudando os pobres e morando ali dentro. Com isso, o lugar passaria a ser aberto todos os dias. Ernesto, então pediu à moça que tivesse certeza se era aquilo que realmente queria, e que não fosse somente uma emoção e pediu que ela ficasse enclausurada para ver se era realmente isso que queria para sua vida. Depois de dois anos enclausurada, ela voltou dizendo a mesma coisa. Mesmo assim Ernesto pediu para que ela fosse novamente para a clausura até que o bispo aceitou que ela morasse dentro do Arsenal. Ela foi então morar no Arsenal ainda cheio de entulho, mas mudou tudo, pois a partir do momento que ela ficou morando lá o Arsenal passou a ser aberto dia e noite. E cada dia chegava um acolhido com uma história diferente, entre eles pessoas que queriam sair do mundo das drogas, prostituição entre outros. Vendo tudo isso Dom Luciano convidou esse grupo de jovens para fazer alguma coisa aqui em São Paulo, onde


Por Vilson Calaneri

encontraram abandonado a antiga hospedaria dos imigrantes, que em tempos de imigração chegou a passar mais de quatro milhões de imigrantes. CRAFT - QUANDO FOI QUE O ARSENAL DA ESPERAÇA DE SÃO PAULO COMEÇOU OS TRABALHOS? Marco - Em 1996, um grupo de três jovens vieram para são Paulo à convite de Dom Luciano. Quando chegaram, o espaço dos imigrantes funcionava somente como um albergue, mesmo porque o tempo da imigração tinha acabado e o espaço, parte dele se transformou em FEBEM e outra parte que estava com estado bem precário, acolheria 110 pessoas com 170 funcionários pagos pelo governo. Dom Luciano foi até Mario Covas que era Governador da época e fez a seguinte proposta; “nós que viemos da Itália não cobraremos nem um único centavo, se vocês repassarem a verba que é paga aos 170 funcionários e iremos atender um publico de 1000 pessoas”. Depois de ouvir isso Mario Covas teve uma certa resistência, mas com a insistência de Dom Luciano e Ernesto depois de um tempo, mandou os funcionários embora, e assim começaram do zero a fazer reformas usando parte do dinheiro que eram pagos à funcionários. Com o passar do tempo acolhia- se em media 50 a 100 pessoas, e hoje são 1.250 pessoas que estão abrigadas. CRAFT - O QUE MAIS O ARSENAL DA ESPERANÇA OFERECE AOS ACOLHIDOS? Marco - Temos dormitórios com 1.200 camas, tudo muito limpo, mas não somos somente um albergue onde o acolhido dorme e vai embora. Aqui no primeiro dia quando a pessoa vem nos pedir ajuda, temos um acolhimento inicial com um psicólogo onde cada um começa contando a sua historia. Depois de uma conversa oferecemos uma terapia e uma forma de ajudar, de maneira que o acolhido não se sinta sozinho. Oferecemos terapias antidrogas, anti-álcool e também cursos profissionalizantes em panificação, confeitaria, alvenaria, artesanato, entre outros. CRAFT - QUANTO TEMPO DURA O TRATAMENTO COM ESSAS PESSOAS?

Marco - Isso é relativo, pois cada caso é um caso, temos pessoas acolhidas que ficam com a gente em média de seis meses a um ano ou mais. Mas também tentamos estimular essas pessoas a terem responsabilidades, ex: quando a pessoa chega até nós sem documento, damos a ela um prazo de três semanas para arrumar a documentação. Mas não disponibilizamos em fazer tudo por elas, porque senão as pessoas se acomodam e querem apenas comer e dormir sem se esforçar para conseguir algo em benefício próprio. Por isso temos uma frase que diz: “SER BOM NÃO QUER DIZER QUE TENHO QUE SER BOBO”. Estou te ajudando de um lado, mas por outro lado tenho que fazer com que você se ajude o máximo. Em pessoas com deficiência mental ou de um nível muito avançado na dependência de drogas, temos um cuidado maior, mesmo porque essas pessoas não têm condições físicas ou mentais para exercer certas funções. Mas de uma forma geral, tentamos que cada um consiga dar pelo menos um passo, para que não fique aqui parado o tempo todo e que tenha de volta a dignidade de um cidadão comum. CRAFT - COMO SÃO AS REFEIÇÕES SERVIDAS NO ARSENAL? Marco - Servimos aqui em média 2.500 refeições por dia, 1.200 cafés da manhã, 1.200 jantas e no almoço o número de refeições diminuem um pouco, servimos em media 200 ou 300 refeições porque só fica na casa o dia inteiro somente as pessoas doentes ou aqueles que fazem algum dos cursos que a casa oferece, ou aqueles que encontraram um trabalho a noite e ficam na casa descansando durante o dia. COMO SOBREVIVE O ARSENAL? Marco - Através de doações, ajuda da Prefeitura Local e voluntários. COMO PODEMOS AJUDAR? Marco - Com doações de roupas, utensílios, medicamento, alimentos, trabalhos voluntários, entre outros. Temos também, um Bazar no qual abrimos uma vez por mês onde toda renda arrecadada é revertida para o Arsenal. ENTRE EM CONTATO COM O ARSENAL E CONHEÇA COMO PODEMOS DE ALGUMA FORMA AJUDAR AO PROXIMO.

Arsenal da Esperança Rua. Dr. Almeida Lima n°900 - Mooca São Paulo – SP Fone: 011/ 2292 – 0977 www.arsenalesperanca.org.br http://www.facebook.com/arsenaldaesperanca

21


SERVIÇO

Da redação

CCM - Cadastro de Contribuinte Mobiliário rência da alteração (Lei n.º 8.435, de 15/09/76). Para inscrição, atualização ou cancelamento de inscrição no CCM, você deve se informar com o Departamento Responsável da Prefeitura Municipal de sua Cidade. A maioria das prefeituras possui, em seus SITES na Internet, orientações e formulários para direcionar o contribuinte.

C

CM – O Cadastro de Contribuinte Mobiliário É o cadastro da Secretaria de Finanças dos Município onde são registrados os dados cadastrais de todos os contribuintes de tributos mobiliários do Município. Todas as pessoas físicas que exercem uma atividade econômica na forma de trabalho pessoal, sem relação de emprego (profi ssionais autônomos), e todas as pessoas jurídicas são obrigadas a realizar este cadastro. É através deste cadastro que as Prefeituras cobram os tributos mobiliários. Tributos imobiliários são aqueles cuja incidência está relacionada com a propriedade de imóveis, tais como o IPTU e o ITBI. Os tributos mobiliários são basicamente o ISS e as taxas pelo exercício do poder de polícia (taxa de fi scalização). Tributos mobiliários são, por exclusão, os tributos que não têm sua origem relacionada a imóveis. Basicamente os tributos mobiliários são o ISS e as taxas de fi scalização. Todos os contribuintes de tributos mobiliários estão legalmente obrigados ao registro no CCM, bem como a informar o encerramento de suas atividades ou qualquer alteração ocorrida em seus dados num prazo máximo de 30 dias após o início ou encerramento de suas atividades ou da ocor-

22

REGISTRO DE MARCAS E PATENTES O registro de marcas e patentes é uma forma de proteger o patrimônio da empresa, que pode ser copiado e roubado. O órgão que regulamenta e faz o registro é o INPI – Instituto Nacional de Propriedade Industrial. A marca identifi ca a empresa e distingue um produto ou serviço de outros iguais ou semelhantes. Também agrega valor aos produtos ou serviços. Já com a patente, a empresa fi ca protegida contra a cópia do produto ou serviço que inventou ou melhorou signifi cativamente. Os concorrentes fi cam impedidos de vender o produto ou usar um processo no qual nada investiram para desenvolver. O registro da marca garante ao seu titular o direito de exploração comercial da marca, o direito de impedir que terceiros imitem, reproduzam, importem, vendam ou distribuam produtos com sua marca sem sua autorização EM TODO TERRITÓRIO NACIONAL. Os profi ssionais liberais, por exemplo, podem comprovar facilmente o exercício da atividade. Portanto advogados, engenheiros, arquitetos, dentistas, contabilistas e muitos outros podem registrar marcas para SERVIÇOS (não para produtos). Caso a Empresa ou Profi ssional não faça o registro da marca e alguém fi zer isso, empresa pode ser processada por uso indevido de marca e o autor do processo poderá solicitar indenização. Essa indenização varia entre 3% e 5% do faturamento bruto de sua empresa nos últimos cinco anos. Saiba mais acessando o Site do IMPE: www.inpi.gov.br/portal/


23


Arranjo

Passo a Passo

DECOUPAGEM CAIXA MDF Criação e Execução:

Andréia Cristina

Material

C

om um rolinho passe a termolina leitosa ou a goma laca sobre a superfície que será feira a decoupagem. Em seguida tire as duas películas do guardanapo e o aplique sobre a caixa antes da termolina ou goma secar. Para tirar as bolinhas de ar e as dobras coloque um saquinho plástico sobre o guardanapo e com ajuda de uma toalha alise toda a superfície da caixa ate ficar riscos ou bolhas. Com o pincel use a tinta preta e pinte todo interior da caixa. Depois que estiver seca decore a caixa com fita de cetim.

Frisadores

01

Cola

Passe Termolina Leitosa ou Goma Laca brilhosa, com um rolinho de espuma.

• • • • •

1 caixa de MDF 1 lixa D’agua fina Pincel de pelo fino Rolinho de espuma Termolina Leitosa ou Goma Laca Brilhosa • Tinta cintilante preta • Fitas de Cetim • Guardanapo

02

Espalhe de forma uniforme sem deixar riscos.

03 Umedeça as pontas dos dedos e retire a primeira pelicula do guardanapo


04

05 Coloque sobre a caixa

Repita o processo anterior e tire a segunda pelicula

07 Coloque o saquinho sobre a peça e com uma toalha passe até a superfície ficar lisa.

10

Caso queira a caixa com brilho, passe novamente a goma laca sobre a caixa.

06

08 Com uma lixa d'água fina, passe na borda da caixa até cortar o guardanapo

11

Use um saquinho plástico para tirar as bolhas de ar que ficar sobre o guardanapo

09

Repita o processo em todos os lados até cortar todo o guardanapo.

12 Pode-se passar tanto, com pincel ou com o rolinho de espuma.

É necessário que passe duas mãos do produto. Secando com um secado de cabelo entre uma e outra.

13 Se desejar a caixa fosca e só passar a Termolina Leitosa.

25


DICAS DE CASA

Por Flávio For tunato

Flor de gesso perfumado

O

tempo frio esta chegando, e com ela a umidade do ar, com isso e normal durante esse período aparecer mofo e outros tipos de fungos em armários e em outros ambientes fechados com pouca ventilação. Pensando nisso desenvolvemos uma peça muito simples de produzir para acabar com o cheiro de mofo nas roupas e armários.

Imagem Ilustrativa

Para fazer a flor de gesso perfumado e bem simples: Ingredientes: 200 grs. de gesso secagem rápida, corante (da cor que desejar a sua flor) podendo ser anilina ou de outros tipos, 10 ml de essência, uma forma de silicone em formato de rosa ou de outro modelo e água apenas o suficiente para umedecer o gesso. PREPARO: Umedeça o gesso e em seguida adicione a essência e o corante, despeje o conteúdo na forma de silicone e deixe secar por mais ou menos uma hora depois e só deixar ao sol e deixar que ele seque totalmente. Depois coloque a flor de gesso nos armário e gavetas, o gesso se encarrega de puxar pra si toda a umidade do ambiente e ainda perfumar o local, e pelo ao menos uma vez por semana coloque a flor ao sol para secar, Com isso diga adeus ao cheiro de mofo.


AULAS DE BISCUIT, DECOUPAGEM PINTURA EM MADEIRA E MUITAS OUTRAS TECNICAS. FONE: 011 3794 - 0873 - SÃO PAULO - SP

F

aça como a Cida, mande fotos do seu trabalho e conte-nos a sua historia, a cada edição a EDITORA CRAFT, quer contar e mostrar a historia de uma artesã ( o ). Nessa Edição contamos a Historia da Andréia, na próxima edição podemos contar a sua historia e mostrar o seu trabalho. Envie tudo sobre você no e-mail: revista@craftartesanato.com.br

KIT BEBÊ AZUL


Arranjo

KIT COZINHA

Passo a Passo

Criação e Execução:

Andréia Cristina

Material Frisadores 01 Com uma lixa d´agua, lixe toda a superfície da caixa

Cola

PARA PINTAR A MADEIRA • Tinta PVA laranja • Gel envelhecedor • Papel alumínio • Cola de contato • PARA FAZER AS FLORES • 1 folha de E.V.A rosa • 1 folha de E.V.A verde claro • Tinta PVA verde musgo • Cola instantânea 793 Promabonde

02

Depois passe um pano umedecido para tirar todo resíduo da caixa

03

Com uma esponjinha de espuma, faça pequenos riscos com tinta PVA na cor laranja


04 Passe o gel envelhecedor usando um pincel macio

07 Recorte um pedaço de EVA e coloque sobre duas folhas de papel

10 Com uma tesoura recorte as laterais das pétalas das flores

05 Depois de pintar toda a superficie, passe uma segunda mãp com o gel envelhecedor dando apenas algumas pinceladas

08

Passe o ferro em temperatura média ate o EVA ficar molinho

11

Pinte a folha com uma esponjinha de lavar louças com tinta PVA verde

06 formando assim o aspecto de madeira

09

Frise o pedaço de EVA

12

Frise e monte a flor decorando assim a sua caixa de condimentos.

29


DICAS DE DECORAÇÃO

Por Flávio For tunato

Quar to do Bebê

P

reparar o quarto do bebê é uma das tarefas mais gostosas da gravidez e não precisa ser sinônimo de gastar rios de dinheiro em projetos caros e inacessíveis para quem está com o orçamento mais apertado. Pode parecer exagero, mas nada como uma mãe mal informada para gastar mais do que deve com acessórios inúteis e objetos que só acumulam pó no quarto. Para evitar isso: Converse com outras mães que já tiveram bebês sobre o que realmente usam no dia-a-dia. Valeu a pena investir em uma linda colcha para o berço? É verdade que precisa ter dois kits de protetores para revezar um enquanto o outro lava? Tire as medidas do espaço que tem, incluindo porta e janelas. Esse é um erro bem comum que pode custar muito caro. Já pensou comprar uma prateleira para enfeitar e chegar na hora H a peça não caber na sua parede? Ou então o quarto ficar tão apertado que nem dá para andar direito lá dentro sem esbarrar nos móveis? O mais importante, porém, é lembrar de que não se trata apenas de deixar tudo lindo, mas que o ambiente precisa ser seguro para uma criança pequena passar muitas e muitas horas sem sustos para o resto da família.

30

Depois de tantos meses de expectativa, a montagem do enxoval e do quartinho do bebê são sinais concretos de que finalmente está chegando a hora de o bebê nascer. Dizem até que as mães costumam ficar com mania de arrumação nessa fase, pelo instinto de "arrumar o ninho". Então aproveite mesmo para fazer um quarto bem gostoso e com tudo o que você e seu filho merecem para passar bons momentos juntos.


Kit

Passo a Passo

BEBÊ ROSA - 1º Kit Bebê

Criação e Execução:

Andréia Cristina

Material

02 Antes de recortar as partes seguintes cole a anterior pra não dar diferença na caixa.

03

Siga o passo a passo 1 e 2 até colar o e.V.A em todos os lados da caixa

Frisadores

05

04

Cola

• • • • • •

PARA O KIT COMPLETO 5 folhas de E.V.A branco 5 folhas de E.V.A rosa Estilete Cola instantânea promabond 793 Fitas de cetim

Use cola instantânea diretamente na madeira e pressione o EVA ate colar

06

Use o tamanho da caixa como molde para cortar o E.V.A

07 Corte com um estilete

Para pintar a caixa use dois tons de tinta sendo um branco e um na cor desejada

08 Use os dois tons ao mesmo tempo no pincel

01 Recorte o e.V.A de acordo com o tamanho da peça

09

Pinte batendo o pincel em forma de cruz


ENTREVISTA

e n i l e u q c Ja o n a f e t S apresentadora Jacqueline Stefano,, formada em jornalismo, começou a trabalhar na televisão como estagiária. Apesar de já ter escolhido sua profissão desde os 13 anos não pensava em trabalhar na tv. Sempre gostou muito de se comunicar, ler e principalmente escrever, por isso, imaginava trabalhar em jornais impressos ou revistas. Quando conseguiu o emprego para estagiar tinha a meta de ficar somente atrás das câmeras, plano que durou apenas um mês, quando foi convidada para cobrir férias de um "VJ" num programa de jovens. Depois disso nunca mais deixou essa área. Passou por vários programas, com linguagens diferenciadas, até apresentar o Nosso Programa, que vai ao ar de segunda a sexta-feira pela Rittv a partir das 14 horas, canais 6Sky, 12Net, 235ClaroTv e UHF para todo Brasil. O conteúdo é de variedades com entrevistas de assuntos da atualidade, quadros de estética, interação com o telespectador e, claro, artesanato diariamente.

A

32


Por Vilson Calaneri

Craft Artesanato - Qual a diferença de quando você começou a apresentar para um público jovem para hoje que apresenta principalmente a um público adulto? Jacqueline Stefano - gostei demais de todos os programas que apresentei, foram como presentes no tempo certo. Eu amadureci, meu público mudou. Primeiro falava especificamente para pessoas com a minha idade, o programa que fiz depois era muito mais sério, foi uma rápida e grande transição, mas uma excelente experiência, A programação que eu conduzo nas tardes de hoje é a realização de um sonho, é de fato algo que me identifico demais. Estudo, pesquiso e leio bastante para conseguir alcançar as expectativas de quem assiste. Amo minha profissão e procuro evoluir a cada dia. E apesar de hoje falar mais diretamente a adultos gosto de conduzir o programa com muita descontração, agregando entretenimento e informação. Craft - Você acredita que o artesanato é um quadro importante dentro do programa? Jacqueline - Sim. É um quadro muito querido por quem assiste. Sei que é um dos momentos prediletos do meu público. Recebo muitos recados diariamente, todos ficam extremamente atentos porque é de fato uma aula. Pessoas que nem fazem idéia de como fazer algumas peças aprendem, e quem já é artesã pode agregar ainda mais ao seu trabalho.

que por amor principalmente. Existem perfis diferente de pessoas que trabalham com artesanatos. Tem gente que sempre gostou e gente nunca havia pensado em fazer isso. Muitos, mesmo em outras atividades perceberam que em determinado momento, tanto pessoal quanto financeiramente, era hora de optar. Outro perfil é de pessoas que pararam de trabalhar para cuidar dos filhos, ficaram desempregados ou tiveram indicações médicas para fazer artesanato como terapia e viram que dava certo. Além do amor, que penso ser o mais importante para eles, o artesanato tem crescido demais no Brasil e é de fato um bom negócio, basta ter paciência, acreditar e se dedicar. Craft - Você acha que o artesanato tem sido bem reconhecido e pode ser uma boa fonte de renda? Jacqueline - Acho que sim, na maioria das vezes. Principalmente quem faz deve aprender a valorizar suas peças, porque elas exigem trabalho, criatividade e bom acabamento. Não acho que se o profissional gastou 15 reais para fazer suas peças deva vender por 20, ele se

Craft - Qual a importância do artesanato na vida de quem aprende? Jacqueline - Imensa, quem nos assiste fala sobre a “coragem” que assistir aulas lhes trouxe. Muitos contam que sempre amaram, mas não tinham coragem de se dedicar, outros comentam que jamais imaginavam que levariam jeito para isso, e se apaixonaram. Há quem consiga vender suas peças ou tenha conseguido incentivo para estudar e ter mais aulas. Os telespectadores são só elogios aos benefícios do artesanato. Craft - O que, na sua opinião, o artesanato significa para quem o ensina? Jacqueline - Muito, porque essas pessoas tiveram sua vida mudada por ele e querem ajudar os outros, além de ter sua renda. Os próprios artesãos tiveram que fazer suas escolhas para se dedicar ao artesanato. Investir, largar suas carreiras, mas nunca vi um deles dizer que se arrepende, muito pelo contrario. E esse provavelmente será o caminho dos alunos. Sabe, pode parecer exagero, mas de fato quem ensina tem muito amor pelo que faz e por ver sua história mudando também a vida de outras pessoas. Craft - Por que muitas pessoas deixam suas profissões anteriores para se dedicar inteiramente ao artesanato? Jacline - Convivo diariamente com artesãos há quase seis anos, já ouvi diversas histórias bonitas. Mas vejo

33


ENTREVISTA dedicou para isso, deve fazer um calculo razoável, sem exagerar é claro. Acho que quem compra a cada dia mais tem percebido isso também e passado a valorizar na hora de comprar. Além disso cada vez mais as pessoas tem comprado peças artesanais para presentear, decorar sua casa, fazer convites de festas e lembrancinhas. Isso mostra que as pessoas entenderam o diferencial e querem comprar artesanato. Fico muito feliz quando converso com profissionais que estão abarrotados de encomendas ou aulas. Hoje o artesanato já não é mais somente complemento de renda, para muitas pessoas ele é a renda. Craft - Alguém já te enviou histórias do que o ar-

34

tesanato pode ter feito nas vidas delas? Jacqueline - Muita gente, o artesanato interfere na auto-estima, no amor próprio, na renda. Pessoas que estavam desempregadas viram a possibilidade de ter uma boa renda, se manter, pagar escola para os filhos. Sem contar que aqueles que vieram por indicação médica ainda que seja por hobby nunca mais pararam. Craft - Você faz algumas peças? Jacqueline - No programa às vezes me arrisco, há vezes em que sou desafiada. Gosto de fazer porque quem está assistindo vê que não é nenhum “bicho de sete cabeças”. Algumas peças são mais fáceis outras mais difíceis, mas confesso que a minha casa é toda decorada por peças das minhas amigas artesãs


TRABALHO

Da redação

Home office, saiba mais sobre esta prática cada vez mais comum

É

cada vez maior o número de pessoas que adotam a estratégia de trabalhar ou estudar de casa. A internet fez com que muitas pessoas optem pelo home office,regime em que o profissional trabalha em casa, sem a necessidade de estar presente dentro da empresa. O conceito de home office surgiu nos Estados Unidos quando tecnologias como a internet e a popularização do celular possibilitaram que algumas pessoas pudessem trabalhar remotamente de suas próprias casas. Além de profissionais que montam o próprio negócio e passam a gerenciá-lo de casa, outro tipo de home office vem se tornando cada vez mais popular: o de profissionais que trocam o escritório por suas casas mas que continuam vinculados a suas antigas empresas. Este tipo de atividade é muito comum com profissionais da área da tecnologia da informação e informática. Muitas multinacionais da área da tecnologia, por exemplo, não possuem escritórios em todos os lugares em que atuam e para isso contratam funcionários do setor que tenham domínio do inglês para trabalharem remotamente. Além disso, mesmo quando existem escritórios, estas empresas oferecem esta possibilidade aos funcionários uma vez que, além de não afetar o andamento dos projetos, o home office pode ainda aumentar a produtividade destes profissionais. Na própria pesquisa de vagas do CEVIU é possível pesquisar por vagas que oferecem a possibilidade deste tipo de trabalho. Uma pesquisa recente, realizada em 2009 pelo Jornal Hoje, estimou que cerca de 4,5 milhões de brasileiros trabalham em casa. Ao saber destes dados e imaginar as tarefas do dia a dia do escritório sendo feitas em casa, a impressão que se tem é que o trabalho em home office é uma atividade fácil e tranqüila, mas para isso, algumas regras devem ser criadas. Quando você trabalha em casa, o seu chefe é você mesmo, ou seja, a disciplina e os resultados devem ser cobrados por você mesmo. Manter horários como o almoço, por exemplo, fazem com você ainda mantenha suas atividades conciliadas com colegas de trabalho e clientes. Separar as contas de casa dos gastos com seu negócio e ter organização com o ambiente que escolheu pra trabalhar só aumentarão sua produtividade. Monte seu escritório em casa, tenha disciplina e bom trabalho!

KIT ESCRITÓRIO

Fonte: http://www.ceviu.com.br

35


Arranjo

Passo a Passo

TULIPA COPINHO 2º Home Office Criação e Execução:

Andréia Cristina

Material Frisadores

01

Depois de recortar o molde pinte as pétalas puxando a tinta do centro da pétala para as bordas

Cola

• • • • • • • •

1 folha de E.V.A cor creme 1 folha de E.V.A verde claro Cola instantânea 793 promabond Fita floral Mangueira de Silicone Arame galvanizado 14 mm Arame verde para a folha Massa de biscuit amarela

02 Pinte as folhas de baixo pra cima, deixando a parte de cima com um tom mais claro do que a parte de baixo

03

Pinte também as laterais


04 Para frisar, coloque o molde entre duas folhas de papéis e passe o ferro de passar em temperatura média.

07 Com uma bolinha de biscuit, faça o miolo da flor

05 Rapidamente pressione as partes do frisador para dar molde a pétala

08 Com a ajuda do molde de silicone molde o miolo

11 10

Cole o biscuit no centro da pétala

Fure o centro da pétala com o arame

06

Depois de frisadas, corte o excesso entre as pétalas

09

Introduza o arame

12 Passe cola no verso da pétala e comece a colar as pétalas intercaladas

15 13 Repita o processo até fechar a flor

14

Introduza a mangueira de silicone para fazer o caule

Dobre a ponta do arme para prender a mangueira Continua...


17 Coloque a folha entre duas folhas de paĂŠisl e passe o ferro de passar em temperatura mĂŠdia

16

Passe a fita floral

19

...e fazendo um formato oval ao centro da folha

20 passe cola no verso da folha e cole o arame verde e o anexe na argila quando estiver finalizando o arranjo

18 Depois de aquecido, molde a folha na mĂŁo, dobrando levemente a ponta da folha na mĂŁo...


39


Arranjo

Passo a Passo

PAPOULA PRIMAVERA

Criação e Execução:

Andréia Cristina

Material

01

Frisadores

02

Cola

• • • • • • • • • •

2 Folhas de E.V.A rosa 2 Folhas de E.V.A verde claro Cola instantânea Permabonde 793 Tintas PVA nas cores magenta e verde musgo Fita floral Arame galvanizado 14 mm Arame verde para folha Pistilos Mangueira de silicone ( mangueira de nível ) Frisadores: Lírio Pipoca grande e Papoula Primavera extra

Pinte o e.V.A com tinta p.V.A magenta

0 Faça o mesmo com a folha usando o verde musgo

03

Para frisar a pétala, coloque o molde entre duas folhas de papéis e passe o ferro de passar em temperatura média

04 Pinte as laterais das pétalas

05 Repita o mesmo processo para frisar a folha


06 Dobre a ponta do arame

09 Cole as pétalas em sequência, até formar a flor

07

Na primeira pétala, cole junto os pistilos

08

Feche toda a pétala para não deixar o arame à mostra

10 Passe a cola somente na ponta da pétala , quanto mais alto passar a cola, mais fechada ficará a flor

11 Coloque a mangueira de silicone

12

Passe a fita floral para dar acabamento ao galho

13 Passe cola no verso da folha e cole o arame verde

14

Anexe as folhas ao galho, prendendo com a fita floral

41


Arranjo

Passo a Passo

MARGARIDA - 1º Home Office

Criação e Execução:

Andréia Cristina

Material

01

Frisadores

Cola

02

• • • • • • •

1 folha de E.V.A branca 1 folha de E.V.A verde claro Massa de biscuit amarela Arame galvanizado 14 mm Arame verde para folha Tinta PVA verde musgo Frisadores girassol grande molde de silicone para miolos • Cola instantânea 793 promabond • Fita floral

Entre uma folha de papel e outra, aqueça um pedaço de EVA

Frise o molde de EVA

03

Só depois de frisado é que recorta- se as bordas

04

Recorte as bordas entre as pétalas


05

Depois de recortar toda a lateral é que forma- se a flor

06 Pinte a folha com tinta PVA

07

Dobre a ponta de arame galvanizado 14mm

08 Amasse a ponta

09

Com o molde de silicone, faça o miolo da flor

11 Pegue a pétala da flor e com o arame faça um furo no meio

12

Passe cola para prender a pétala ao biscuit

14

10 Introduza o arame dentro do biscuit

13

Passe o arame dentro da mangueira de silicone fina

16

Frise usando o frisador da folha universal

15

Passe cola e cole o arame verde no verso da folha

Passe cola e cole o arame verde no verso da folha Continua...


17 Passe a fita floral para dar acabamento ao galho

18

Anexe a folha junto a fita floral


Arranjo

Passo a Passo

BROMELHA ABACAXI

Criação e Execução:

Andréia Cristina

Material Frisadores

Cola

R

ecorte e pinte os moldes, para moldar utilize um ferro de passar e duas folhas de papel, coloque o molde entre as duas folhas e passe o ferro. Para moldar as pétalas da flor com os dedos dobre a ponta mais fina Do molde e com a outra mão de um formato oval a pétala e segure ate esfriar. Para moldar a folha faça o mesmo processo só que sem dobras a ponta da folha. Segure ate esfriar e cole o arame verde por traz da folha. Para montar o galho corte o arame galvanizado no tamanho que desejar o galho e dobre a ponta do arame cole uma primeira pétala para cobrir a dobra do arame, e em seguida cole as demais pétalas de forma intercaladas, sendo 16 pétalas para o ganho maior 12 pétalas para o galho médio e 8 para o menor.

01

NESSE ARRANJO NÃO SE USA FRISADOR. Recorte e pinte as pétalas com as cores respectivas para cada modelo.

• • • • •

1 folha de E.V.A amarela 1 folha de E.V.A verde claro Cola instantânea Permabonde 793 Fita floral Mangueira de silicone ( mangueira de nível ) • Arame galvanizado 14 mm • Arame verde para a folha • Tintas PVA nas cores laranja e verde musgo

02

Verde musgo para as folhas, não esqueça de pintar as laterias das pétalas

Esse arranjo não utiliza frisadores

03

04 Laranja para a flor

O mesmo repete-se na pétala da flor


07

Faça uma pequena dobra na ponta da pétala e segure até esfriar o E.V.A

05 Aqueça o E.V.A entre duas folhas de papéis com o ferro de passar em temperatura média

08 10 Coloque a mangueira de silicone para dar acabamento do galho

Comece a montar o galho usando cola e prendendo as pétalas de forma intercalada uma das outras

06

O mesmo se repete com a pétala da flor

09 Cole 16 pétalas para o galho grande

11 Para dar acabamento, passe a fita floral

12

Passe cola no verso da folha e cole o arame verde e prenda as folhas na argila

47


Arranjo

Passo a Passo

PAPOULA RAINHA Criação e Execução:

Andréia Cristina

Material

01

Recorte os moldes em 2 tamanhos e pinte com tinta PVA

Frisadores

Cola

• • • • • • • • • •

2 Folhas de E.V.A rosa 2 Folhas de E.V.A verde claro Cola instantânea Permabonde 793 Tintas PVA nas cores magenta e verde musgo Fita floral Arame galvanizado 14 mm Arame verde para folha Pistilos Mangueira de silicone ( mangueira de nível ) Frisadores: Lírio Pipoca grande e Papoula Primavera extra

02 Aqueça as pétalas entre 2 folhas de papéis com temperatura média

04

05

03 Frise a pétala e pressione as duas partes do frisador

Pinte a folha e repita o mesmo processo de frisar da pétala

06

Para dar um ton envelheci- Dobre a ponta do arame do à folha passe tinta laran- galvanizado para fazer o galho ja nas bordas da folha


07

Com o molde de silicone faça o miolo da flor

10

Cole as pétalas em sequência até formar o total de 5 pétalas

13

Finalize passando fita floral para dar acabamento à flor.

16 Com o gel envelhecedor ou tinta PVA marrom, passe uma mão de tinta sobre a peça

08

Coloque o arame para começar a montar o galho

09

Comece a colar as pétalas menores no miole

11

Após colar as 5 pétalas pequenas, cole no verso das pétalas as 5 pétalas maiores

14

Para fazer a técnica de pintura patina provensal passe uma mão de tinta clara no mdf

12

Pode- se colar diretamente uma atrás da outra

15

Faça alguns riscos com uma vela sobre a pintura, depois que a tinta já estiver seca


COMPORTAMENTO

Por Vilson Calaneri

FESTA DE DESCASAMENTO

O

certo seria durante a cerimonia ser dito ate que a festa de descasamento nos separe, isso mesmo! virou moda entre os casais que se separao a comemorar a festa do descasamento. A festa do descasamento nada mais é que uma comemorçaõ do fi m do relacionamento que nao deu mais certo, nada de ficar pelos cantos se lamentando com o fim do relacionamento, a moda agora e fazer uma festa e se lançar no mercado dos solteiros (a). A craft gostou da ideia lançada na novela salve jorge e criou um buque especialmente para esse feito.

50

E um buque com fl ores de e.v.a em tons marrons dando a aparencia de seco ou seja morto, que simboliza que o amor morreu, acabou com o passar do tempo. Nessa festa a noiva joga esse buque e as casada logico não vão quere pegar esse buquê, sendo assim sugerimos que a ex casada jogue o buque aos solteirões e aquele que pegar tem ate o fi m da festa para paquerar a mais nova solteirona do pedaço. Desejamos sorte aos casados, mais se virem a se separar aproveite a moda de comemorar o descasamento com o mesmo alto estilo alegria na qual se casarão.

Os homens solteiros não fiquem triste, a Craft também da uma sugestão para comemora a festa. Aos descasados sugerimos uma agenda na qual ele pode anotar o numero de telefone de todas as solteiras na festa de descasado. E essa mesma agenda pode ser passada as solteira para que cada uma escreva alguma cantada junto ao numero de contato. Caso curte a ideia a Craft personaliza a sua agenda e o buque de descasado. E boa sorte aos mais novos solteiros!


CASAMENTO

Por Vilson Calaneri

ORIGEM DO BUQUE DE NOIVA ser escolhidos pelo significado das flores. Na antiga Polônia, acreditava-se que, colocando açúcar no buquê da noiva, seu temperamento se manteria "doce" ao longo do casamento. Antigamente as noivas confeccionavam dois arranjos. Um era abençoado por um sacerdote e preservado numa redoma de vidro que era exposto na sala de casa ou no quarto. O outro era arremessado para as mulheres solteiras da festa, sendo dessa maneira a próxima a se casar, ritual que é realizado até hoje nas cerimônias. Com o tempo os Ramos de noivas foram substituídos de ervas por flores e ao final da cerimônia a noiva joga o Buquê. A sabedoria popular possui diversas crenças para quem pegar o buquê onde dizem que será a próxima a casar ou que terá uma vida prospera.

R

amo de noivas ou Buquê de flores é um arranjo de flores usado pela noiva para seguir uma tradição em casamentos. Ele é preparado por flores de diversos tipos dependendo da intenção da noiva em seu casamento. Bouquet é uma palavra de origem francesa. O costume da noiva levar um buquê começou na Grécia Antiga. Naquela época eram constituídos por ramos de ervas e alho para atrair bons fluidos e afastar o mau-olhado. No período da Idade Média as noivas faziam o trajeto a pé para a igreja, no qual recebiam flores, ervas e temperos para lhe trazerem sorte e felicidade, formando assim, no final do trajeto, um buquê. Foi na Europa que os arranjos tornaram-se mais sofisticados, com flores exóticas. Na época Vitoriana, século XIX, era impróprio declarar abertamente seus sentimentos, criou-se então a “Linguagem das Flores” para demonstrar suas intenções sem falar uma palavra sequer. Os buquês passaram a

51


CASAMENTO Romântico: Buquês estilo redondo ou braçada, nas cores vermelha, rosa, pink. Pode-se sugerir os tons sobre tons e acabamentos com laços e fitas. Exóticos: Flores exóticas com mistura de cores, padrões e texturas. Delicado: Formato redondo, cores suaves, tamanho proporcional. Acabamento sutil com pequenas flores e cetim.

Estilo Tipos de buquês Os tipos de buquê mais utilizados pelas noivas são: Redondo Feitos com flores arranjadas em formato redondo éo mais indicado para as noivas com menor estatura. Combina com decotes arredondados e mangas curtas. Evitado o uso com vestidos com franzidos na cintura ou cauda. Cascata Um modelo mais sofisticado, para casamentos à noite. Também conhecido como "cacho de uva" porque a parte de cima é mais cheia de flores e a caída é feita com arranjos imitando uma cascata. O tamanho fica em torno de 45 cm, e por isso não é recomendado para noivas mais baixas e sim para as de maior estatura. Combina com modelos de vestidos mais pomposos, vestidos fechados, mangas longas, decotes princesa, quadrado e em “v”. Braçada Muito estiloso e pode ser usado por mulheres altas e em uma versão de tamanho menor pelas damas de honra, enquanto a noiva pode optar pelo redondo ou cascata. Bastante usado nos casamentos mais informais, deve ser carregado nos braços. Também fica ótimo com um modelo justos, com longas luvas e sem mangas. Também combina com um vestido matinal. Atualmente as noivas estão optando por um arranjo de apenas uma flor, próprio em casamentos no campo ou na praia, tornando portanto um visual mais "clean" na cerimônia. Deve ser usado com vestidos mais simples, sem alças e de tecidos leves. A flor única deve possuir o cabo longo e como opição com um laço dando um ar de sofisticação. O buquê nem sempre precisa combinar com os arranjos da festa e sim com o estilo da noiva. Em casamentos realizados pela manhã ou à tarde, eles devem ser pequenos ou médios, de preferência feitos com flores do campo. À noite já pode ser maior, mais chamativo e feito com flores nobres. A noiva tem a opção de flores naturais ou artificiais. Sendo que as flores naturais obtem um efeito de leveza. Cada buquê é confeccionado de acordo com o estilo e personalidade da noiva como:

52

Clássico: Buquês formais, redondos ou em cascata. As rosas, tulipas e orquídeas são as mais indicadas. Moderno: Flores e combinações mais inusitadas. Cores mais fortes e contrastantes. Formato redondo “desestruturado” com folhagens e elementos diversos. Flores e seus significados Assim como os formatos a escolha da flor é muito importante, para o que ela pretende passar para os convidados, no qual representa muito da personalidade da noiva. Como por exemplo:

Cactus: perseverança Copo de leite: reconciliação Tulipa: declaração de amor Coroa imperial: majestade, poder Margarida: inocência, virgindade Camélia: beleza perfeita Cravo amarelo: desprezo Lírio: pureza Miosótis: fidelidade Flores do campo: juventude Celósia: fertilidade Cravos variados: rejeição Crisântemo: paixão Rosas: amor em suas várias formas Dália: crescimento Hortência: frieza, indiferença Dedaleira: falsidade Gerânio escuro: tristeza Dente-de-leão: oráculo Gérbera: vida, energia


53


NOIVAS

Por Luciane NIssan

INSPIRAÇÕES E TENDÊNCIAS PARA VESTIDOS DE NOIVAS Os vestidos sereia continuam com tudo e principalmente para noivas mais modernas e que preferem sair do tradicional evasê ou “modelo princesa”. Para as que gostam de vestidos com volume, não precisam se preocupar, eles ainda significam um grande sonho de princesa e como sempre, muito requisitados e confeccionados. Em relação aos decotes, os tomara que caia continuam sendo os queridinhos das noivas, são as tendências que predominam por cima das demais. O decote coração com ou sem alças é um dos que mais força ganha nos vestidos de 2014, em diferentes estilos, com ou sem pedraria ou renda. Muitas importante também é o cuidado com acessórios. Alguns chegam com forte modernidade e ousadias, como o uso de sapatos e unhas coloridas (vermelho e pink são as cores favoritas) e continuidade do uso de flores de tecido para os cabelos e apliques. Agora que já sabe quais seram as tendências dos vestidos de noiva, por qual modelo apostará no seu grande dia?

T

odos sabemos que o vestido de noiva é um dos itens mais importantes na lista de qualquer casamento. O vestido demostra a identidade e a persolidade das noivas, além de estar conectado com o estilo da festa: mais formal, a noite, na praia, no campo e etc. Se seu casamento está marcado para este ano ou 2014, você deve estar curiosa para saber quais serão as tendencias para vestidos de noivas, os estilos mais procurados atualmente e os que estão nas passarelas de todo mundo. Novamente, os favoritos continuam os vestidos romanticos com rendas nobres , podendo estar presente somente no corpo ou em todo vestido. O vestido em renda pode ser usado para qualquer tipo de ocasião e festa e normalmente para noivas com estilo bastante romantico.

54

Todos os modelos são exclusivos da Aslan Rigor


55


56


TRAJETÓRIA DE SUCESSO Por Vilson Calaneri A trajetória da loja é marcada pelo compromisso com o melhor atendimento ao cliente e pelas inúmeras opções de materiais e claro que tudo isso, a preços especiais. Não demorou muito para que descobrisse um seguimento de mercado em constante desenvolvimento: artesanato. Na ocasião eu havia abdicado do trabalho, para dedicar tempo aos meus filhos. Quando meu marido lançou a ideia de abrirmos uma loja dedicada ao artesanato, seguimento em alta na época, fiquei um pouco surpresa, mas resolvi a encarar o desafio.” Foi esse o pontapé inicial para que ela começasse a pesquisar possibilidades de mercado. “eu sabia que iria ter que lidar com o negócio sozinha, já que meu marido continuaria no ramo de armarinhos. Mesmo assim, fui em frente. Procurei ficar por dentro das tendências da época, adquiri publicações, fiz muitas pesquisas e entrei em contato com fornecedores para saber como fazer a diferença entre os concorrentes.”

A

loja Artesanato 22 tem uma variedade extensa de produtos para artesanato. Com o melhor preço das lojas das regiões da 25 de Março em São Paulo. A loja Artesanato 22 possui um estoque variado, com tendências atualizadas no que é de mais novo no seguimento de artesanato. Entre peças de madeiras, decoupage, biscuit , pintura scrapbooking e tecido variados para patchwork. A proprietária Sra. Agnes Dimov, tem uma trajetória de sucesso, mas isso deve- se a um laço de amizade e confiança entre cliente e empresa. A empresária para ter um vinculo melhor com o cliente, direcionou um espaço da loja para cursos, onde vários professores ensinam técnicas e aperfeiçoamentos de vários tipos de artesanatos. Onde cliente tem a oportunidade de criar arte dentro da própria loja, isso cria um vínculo de amizade onde o cliente é atendido pela própria empresária, que muita das vezes é chamada pelo o próprio nome, e que as alunas procuram- na para mostrar o resultado final do curso oferecido dentro da loja. A história da loja Artesanato 22 sempre este ligada a um sentimento de empreendedorismo. À vários anos atuando no ramo de armarinhos, já na região da 25 de Março o Sr. Jorge Dimov, marido de Agnes, adquiriu vasta experiência em lidar com a rotina do comércio.

57


Foi assim que em um espaço modesto, deu inicio ao próprio negócio no seguimento. “alugamos uma pequena sala na rua Comendador Assad Abdalla, com produtos voltados essencialmente para a técnica do biscuit. Um ano depois surgiu a oportunidade de locação na rua Cavalheiro Basilio Jafé.” Como a loja ainda ficava afastada do grande movimento central da região, Agnes não mediu esforços para fazer a clientela. Qualidade no atendimento e preços competitivos, foram algumas das atitudes adotadas para ingressar e manter- se no mercado. “a região da 25 de Março é ótima, mas também possui suas deficiências. O atendimento nos estabelecimentos de grande movimento é uma delas”. Portanto ao adentrar no estabelecimento não se surpreenda se for atendido pela a própria proprietária ou um de seus filhos. E em respeito ao cliente nos dias de maior movimento ela tem a preocupação de aumentar o número de vendedores para melhor atendimento ao cliente. Um dos temas usados pela a proprietária junto aos seus funcionários é: COLOQUE-SE NO LUGAR DO CLIENTE E O ATENDA-O COMO GOSTARIA DE SER ATENDIDO. CONHEÇA A PROGRAMAÇÃO DE CURSOS OFERECIDOS PELA LOJA ARTESANATO 22 SEGUNDA – FEIRA Curso de aromatizantes, sabonetes glicerinado , sabonetes líquidos, sais de banho e perfumes Das 09:00 as 12:00 Biscuit Das 13:00 as 16:00 TERÇA FEIRA Técnicas em pintura com produtos acrilex 09:00 as 12:00 e das 13:30 as 16:00 QUARTA FEIRA Técnicas em pintura com produtos da TRUE COLORS 09: 00 AS 12:00 e das 13:30 as 16:00 Aulas de 15 em 15 dias QUINTA FEIRA Técnicas em Decoupage , produtos da LITOART 09:00 as 12:00 e da 13:30 as 16:00 SEXTA FEIRA Técnicas em decoupage, produtos LITOCAT 09:00 as 12:00 e das 13:30 as 16:00 SÁBADO Flores em E.V.A Técnicas em montagens de arranjos florais 09:00 as 13:00

Maiores informações ligue e agende sua presença - Fone: 11 3329-9206 (Os cursos tem tabela de preços de aulas e produtos, ligue e se informe sobre cada aula).

58


FRISADORES

Rua da Cantareira n째 56 - cep 01024-000-S찾o Paulo - SP

Fone: 011/ 3329-9206

www.artesanato22.com.br / artesanato22@terra.com.br

59


Arranjo

Passo a Passo

ROSA VERMELHA

Criação e Execução:

Andréia Cristina

Material Frisadores

01

depois de recortar o molde pegue uma esponja de lavar louças e use com pinceL para pintar o E.V.A

Cola

• • • • •

2 folhas de E.V.A vermelho 1 folha de E.V.A verde claro Cola instantânea promabond 793 Fita floral Tintas PVA nas cores vermelho cereja e verde musgo • Arame galvanizado 14 mm • Arame verde para folha

02

03

Use tintas a base de PVA

Aperte a tampa do frisador por mais o ou menos uns 3 segundo


04 Caso o seu EVA não tenha ficado com o frisado desejado volte a esquenta- lo e frise novamente.

05 Faça o mesmo passo a passo inicial e frise cada peça em seus respectivos frisadores

08 07

Enrole a primeira pétala e cole com cola instantânea

Use 7 pétalas para cada rosa média e 12 pétalas para cada rosa grande

10 Da terceira pétala em diante use a cola somente na ponta da pétala e as cole de forma intercalada

12

Cole a sepala para dar acabamento na flor, passe a fita floral em todo o caule

11

06 É usada 2 sepala para rosa grande e 1 para rosas pequenas

09 A segunda pétala, enrole somente um pouco.

Antes de colar a sepala prenda a flor em um arame que será o caule da rosa.


GASTRONOMIA

CHEFFE PEDRO DE JESUS, UMA TRAJETÓRIA DE SUCESSO

P

edro de Jesus, e Cheffe de cozinha em um dos maiores e mais renomado hotel de São Paulo e no mundo, o Hotel Caesar Park e referencia mundial em gastronomia, e em hospedagem na qual se hospeda varias celebridades internacional e nacional, e referencia internacional com mais de quarenta hotéis em todo o mundo. O Cheffe Pedro de Jesus, atua na área de gastronomia a mais de 15anos, se formou no SENAC (Agua de São Pedro - SP), já morou por dois anos no Japão onde foi a

62

trabalho pelo hotel CAESAR Park, e um ano em Portugal, onde estagiou no Hotel Meliar, que também e referencia mundial na área da gastronomia. Convidado pela revista Craft o Cheffe Pedro hoje ensina duas receitas para nossos leitores. O Cheffe Pedro em suas horas vagas da cursos de gastronomia, para quem quer aprender cozinha os pratos mais finos e requintado é só entrar em contato pelo Fone: (011) 987671-1295 / 98801-6673 ou pelo e-mail: pedro-201626@hotmail.com


Por Cheffe Pedro de Jesus

RATATUY – Light UM PRATO LEVE E SABOROSO INGREDIENTES: • • • • • • • •

AZEITE DE OLIVA ALHO CEBOLA 150 G CENOURA 150 G BATATA 150 G ABOBRINHA 12 FATIAS DE QUEIJO MUSSARELA CHEIRO VERDE A GOSTO

MODO DE PREPARO: Prepare os legumes,( legumes cozidos de preferencia a vapor ) refoga o alho no azeite de oliva, cebola a gosto picada em pedacinho bem pequenos após cozido refogue no alho com a cebola. MONTAGEM DO PRATO: Para fazer a montagem do prato, faça uma porção com os legumes ao centro do prato e cubra-o com três fatias de queijo mussarela, leve ao forno para gratinar e sirva com vinho tinto a gosto. Rendimento 4 pratos

FRANGO EMPANADO COM LINHAÇA - DIET

INGREDIENTES: • 4 FILE DE FRANGO TEMPERADO A GOSTO • AZEITE DE OLIVA E CREME DE ALHO • SAL A GOSTO. • PARA EMPANAR O FILÉ DE FRANGO 12 BISCOITO INTEGRAL • 1 OVO • 350gm DE LINHAÇA • E LEGUMES A GOSTO.

PREPARO: Passe o filé de frango no ovo, e em seguida passe – o na linhaça com a farinha feita com o biscoito integral. Coloque os filés de frango em um refratário junto com azeite de oliva e leve ao forno para gratinar. Deixe ate que fique bem dourado. FAÇA UMA PORÇAO DE ARROZ INTEGRAL, COZINHE ALGUNS LEGUMES A GOSTO MOLHO FINAL • 300gm QUEIJO MINAS LIGHT • 100ml de IORGURTE NATURAL • TEPERO A GOSTO MODO DO PREPARO DO MOLHO: Corte o queijo minas em cubinhos e refogue no azeite junto com o creme de alho, em seguida acrescente o iogurte natural, e deixe leve fervura. MONTAGEM DO PRATO: Coloque o filé de frango em um dos lados do prato, e ao lado uma porção de legumes e do outro uma porção de arroz integral. Jogue o molho em cima do filé de frango e decore com cubinhos de queijo e ameixas secas. Sirva com vinho tinto a seu gosto. Rendimento 4 pratos


RECEITA FÁCIL

Por Andréia Cristina

C

omo nossa artesã Andréia e mineira, ela da dica de duas receitas tradicionais do estado de Minas. Nas quais são as preferidas dela no dia a dia em casa com a família. Não tem nada mais gostoso do que reunir a família no café da manhã ou da tarde com um cafezinho quentinho acompanhado de um pão de queijo e bolinhos de chuva feitos na hora.

PÃO DE QUEIJO

Ingredientes: • 4 copos(americanos)de polvilho doce (500g) • 1 colher de (sopa) sal a gosto • 2 copos de (americano)de leite (300ml) • 1 copo (americano) de óleo (150 ml) • 2 ovos grandes ou 3 pequenos • 4 copos (americano) de queijo minas meia cura ralado • óleo para untar Modo de Preparo: 1. Colocar o polvilho em uma tigela grande 2. A parte, aquecer o forno, o leite e o óleo 3. Quando ferver escaldar o polvilho com essa mistura, mexer muito bem para desfazer bolinhas. 4. Deixe esfriar 5. Acrescentar os ovos um a um, alternando com o queijo e sovando bem após cada adição. 6. Untar as mãos com óleo, se necessário. 7. Enrolar bolinhos de 2 (cm) de diâmetro e colocá-los em uma assadeira untada 8. Levar ao forno médio (180º), pré-aquecido. 9. Assar até ficarem douradinhos

BOLINHO DE CHUVA Ingredientes: 2 Ovos 1 Xicara de chá de leite 2 Xicaras e ½ de farinha de trigo 1 Colher de chá de fermento em pó 3 Colheres de sopa de açucar 1 Colher de canela em pó 1 Litro de óleo Modo do preparo: Misture todos os ingredientes ate ficar uma massa homogênea. Deixe aquecer uma panela com o óleo para que os bolinho passa boiar sobre o óleo. Quando o óleo estiver bem quente com uma colher começe a colocar pequenas quantidades de massa, e frite até que fiquem bem douradinhos. Coloque os bolinhos sobre um papel absolvente e depois passe-os no açucar com canela.

64


65


66


67


68

Revista craft artesanato edição 01